Aula 14: Funções Passagem de Parâmetros por Referência

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Aula 14: Funções Passagem de Parâmetros por Referência"

Transcrição

1 CI208 - Programação de Computadores Aula 14: Funções Passagem de Parâmetros por Referência Prof. MSc. Diego Roberto Antunes Universidade Federal do Paraná Setor de Ciências Exatas Departamento de Informática

2 E quando o return não é su9iciente na função?

3 Exemplo: Um programa que recebe dois valores do usuário, armazena-os em duas variáveis e troca os valores entre si.

4 #include <iostream> using namespace std; int main( ) { int a, b, temp; cout << "Entre dois numeros: "; cin >> a >> b; cout << "Voce entrou com " << a << " e " << b << endl; /* Troca a com b */ temp = a; a = b; b = temp; } cout << "Trocados, eles sao " << a << " e " << b << endl;

5 É possível construir uma função que executa essa operação?

6 #include <iostream> using namespace std; void troca(int x, int y) { int temp; temp = x; x = y; y = temp; } int main( ) { int a, b, temp; cout << "Entre dois numeros: "; cin >> a >> b; cout << "Voce entrou com " << a << " e " << b << endl; /* Troca a com b */ troca(a, b); } cout << "Trocados, eles sao " << a << " e " << b << endl;

7 Como vimos, esta função não funciona, pois passamos os parâmetros por valor!

8 Parâmetros por Referência Para resolver esse problema, uma ideia seria passar para a função troca uma referência as variáveis a e b que estão na memória. Assim, a função poderia alterar diretamente os valores de a e b! Chamamos esta característica de passagem de parâmetros por referência; Também conhecido como variáveis de saída; Mas como faremos isso?

9 Vamos lembrar: a cada variável é associado: (1) tipo de dado; (2) nome (identificador) ; (3) endereço na memória; (4) valor armazenado;

10 Vamos lembrar: a cada variável é associado: (1) tipo de dado; (2) nome (identificador) ; (3) endereço na memória; (4) valor armazenado; Então como passamos para a função a referência de uma variável?

11 Como fazer a função receber uma referência de uma variável na memória?

12 Parâmetros por Referência No exemplo da função troca, seus parâmetros não serão do tipo int, mas sim referências para int, utilizando o operador & Exemplo do cabeçalho da função troca: void troca ( int & x, int & y ) Na chamada da função, continuamos passando os parâmetros reais a e b, mas, desta vez, o compilador sabe que deve enviar para a função as referências para a e b! Exemplo de chamada da função troca: troca ( a, b );

13 Importante 1) O corpo da função em nada será alterado; 2) A chamada da função se mantém igual; 3) Mas lembre- se: qualquer alteração nos valores dos parâmetros da função irá alterar os valores reais que estão na memória!

14 Importante 1) O corpo da função em nada será alterado; 2) A chamada da função se mantém igual; 3) Mas lembre- se: qualquer alteração nos valores dos parâmetros da função irá alterar os valores reais que estão na memória! Então, como ficou agora o programa e a função troca?

15 #include <iostream> using namespace std; void troca(int & x, int & y) { int temp; temp = x; x = y; y = temp; } int main( ) { int a, b, temp; cout << "Entre dois numeros: "; cin >> a >> b; cout << "Voce entrou com " << a << " e " << b << endl; /* Troca a com b */ troca(a, b); } cout << "Trocados, eles sao " << a << " e " << b << endl;

16 Dúvidas?

17 Lembre- se: Se o programa exige que a função retorne mais de um valor, o recurso correto do C++ para resolver este problema é a passagem de parâmetros por referência! Esses parâmetros também são conhecidos como parâmetros de saída.

18 Exercícios

19 1) Fazer uma função chamada troca que receba dois parâmetros reais X e Y e retorna as variáveis com os conteúdos trocados: se X=5 e Y=8, após a função, X=8 e Y=5. 2) Faça uma função chamada ordena que recebe 3 números inteiros A, B e C, e ordena os valores de forma que A passe a ter o menor valor e C o maior valor. Use a função troca definida no exercício 1. 3) Faça uma função chamada atribquad() que recebe como parâmetro um numero real representando a medida do lado de um quadrado, devolvendo 3 valores: a área, o perímetro e o tamanho da diagonal (dada por lado ). 4) Escreva funcão chamada tempojogo() que recebe 4 parâmetros inteiros, cada par de inteiros representando dois horários (horas e minutos). A funcão deve devolver o período em minutos decorrido entre os dois horários, e também o valor 1 (um) se o intervalo de tempo calculado for maior que 3 horas e meia e 0 (zero) caso contrário. 5) Faça uma função chamada maxpot() que recebe como parâmetros três inteiros: X, Y e MAX. Esta função deve devolver 2 valores: o resultado de XY e o valor 1 (um) se este valor calculado for maior que MAX, ou 0 (zero) caso contrário.

Outras Linguagens. Aulas 26 e 27. DECivil Departamento de Engenharia Civil, Arquitectura e Georrecursos

Outras Linguagens. Aulas 26 e 27. DECivil Departamento de Engenharia Civil, Arquitectura e Georrecursos DECivil Departamento de Engenharia Civil, Arquitectura e Georrecursos Outras Linguagens Aulas 26 e 27 Francisco Regateiro 1 Objetivos Revisitar os conceitos apresentados na 1ª aula. Reconhecer a aplicabilidade

Leia mais

Computação L2. Linguagem C++ Observação: Material Baseado na Disciplina Computação Eletrônica.

Computação L2. Linguagem C++ Observação: Material Baseado na Disciplina Computação Eletrônica. Computação L2 Linguagem C++ ovsj@cin.ufpe.br Observação: Material Baseado na Disciplina Computação Eletrônica. Alfabeto São os símbolos ( caracteres ) permitidos na linguagem: Letras (maiúsculas e minúsculas);

Leia mais

INFORMÁTICA APLICADA AULA 03 LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO C++

INFORMÁTICA APLICADA AULA 03 LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO C++ UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO CURSO: Bacharelado em Ciências e Tecnologia INFORMÁTICA APLICADA AULA 03 LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO C++ Profª ª Danielle Casillo OPERADORES Um operador é um símbolo

Leia mais

Exercícios... Capítulo 15. if62c. prof. Robinson Vida Noronha. Monday, March 23, 15

Exercícios... Capítulo 15. if62c. prof. Robinson Vida Noronha. Monday, March 23, 15 Exercícios... Capítulo 15 if62c prof. Robinson Vida Noronha 1 15.1.a) Em C++, é possível ter várias funções com o mesmo nome, que operam sobre diferentes tipos ou números de argumentos. Isso é chamado

Leia mais

Técnicas de Programação:

Técnicas de Programação: Técnicas de Programação: Programação Orientada a Objeto PROF. PROTÁSIO DEE-UFPB Classes e Objetos Classe É uma estrutura de dados que pode conter: Objeto Dados, e Funções. É uma instância de uma classe.

Leia mais

Aula 2 Listas Lineares Sequenciais. prof Leticia Winkler

Aula 2 Listas Lineares Sequenciais. prof Leticia Winkler Aula 2 Listas Lineares Sequenciais prof Leticia Winkler 1 Conteúdo Revisão de Vetor Definição Declaração Acesso dos Elementos Inicialização dos Elementos Exemplo Vetor e Função Lista Linear Operações com

Leia mais

INFORMÁTICA APLICADA AULA 05 LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO C++

INFORMÁTICA APLICADA AULA 05 LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO C++ UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO CURSO: Bacharelado em Ciências e Tecnologia INFORMÁTICA APLICADA AULA 05 LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO C++ Profª ª Danielle Casillo LAÇOS Laços são comandos da linguagem

Leia mais

Fundamentos de Programação

Fundamentos de Programação Fundamentos de Programação ET43G Aula 7 Prof. Daniel Cavalcanti Jeronymo Orientada a Objetos Polimorfismo. Polimorfismo estático e dinâmico. Métodos virtuais, interfaces. Universidade Tecnológica Federal

Leia mais

Linguagem e Técnicas de Programação

Linguagem e Técnicas de Programação Linguagem C Função Prof. Edwar Saliba Júnior Fevereiro de 2011 Unidade 07 Função 1 Conceitos As técnicas de programação dizem que, sempre que possível, evite códigos extensos, separando o mesmo em funções,

Leia mais

Tipos Abstratos de Dados. Estrutura de Dados

Tipos Abstratos de Dados. Estrutura de Dados Tipos Abstratos de Dados Tipo Abstrato de Dados ou TAD Idéia principal: desvincular o tipo de dado (valores e operações) de sua implementação: O que o tipo faz e não como ele faz! Vantagens da desvinculação:

Leia mais

EXERC EXAME DISCIPLINA: ALG ESTRUTURA DE DADOS I

EXERC EXAME DISCIPLINA: ALG ESTRUTURA DE DADOS I EXERC EXAME DISCIPLINA: ALG ESTRUTURA DE DADOS I CURSO: ENG CIVIL PROFESSOR: ANDRÉ LUÍS DUARTE PERÍODO 1º BIMESTRE 1 1) Identifique as afirmações como verdadeira (V) ou falsa (F): a) Existem três tipos

Leia mais

Programação: Vetores

Programação: Vetores Programação de Computadores I Aula 09 Programação: Vetores José Romildo Malaquias Departamento de Computação Universidade Federal de Ouro Preto 2011-1 1/62 Motivação Problema Faça um programa que leia

Leia mais

BAC004 Informática Teórica T2 Professora: Fabiana Costa Guedes Lista 05 Vetores e Matrizes Vetores

BAC004 Informática Teórica T2 Professora: Fabiana Costa Guedes Lista 05 Vetores e Matrizes Vetores BAC004 Informática Teórica T2 Professora: Fabiana Costa Guedes Lista 05 Vetores e Matrizes Vetores 1- Faça um programa que preencha um vetor com seis elementos numéricos inteiros, calcule e mostre: a.

Leia mais

Linguagem C Funções. André Tavares da Silva.

Linguagem C Funções. André Tavares da Silva. Linguagem C Funções André Tavares da Silva andre.silva@udesc.br Funções É uma coleção de comandos identificados por um nome (identificador); As funções executam ações e podem retornar valores; main, printf

Leia mais

Introdução a linguagem C. Introdução à Programação 06/07

Introdução a linguagem C. Introdução à Programação 06/07 Introdução a linguagem C Introdução à Programação 06/07 A LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO C A linguagem C foi criada, na década de setenta, por Dennis M. Ritchie; Apesar de se considerar uma linguagem de alto

Leia mais

C++ - Funções. Forma geral das funções C++

C++ - Funções. Forma geral das funções C++ C++ - Funções Conjunto de instruções para executar uma tarefa particular, agrupadas numa unidade com um nome para referenciá-las. O código é agregado ao programa uma única vez e pode ser executado muitas

Leia mais

LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO PARA ENGENHARIA AMBIENTE DE PROGRAMAÇÃO. Prof. Dr. Daniel Caetano

LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO PARA ENGENHARIA AMBIENTE DE PROGRAMAÇÃO. Prof. Dr. Daniel Caetano LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO PARA ENGENHARIA AMBIENTE DE PROGRAMAÇÃO Prof. Dr. Daniel Caetano 2013-1 Objetivos Entender como avaliar divisibilidade Conhecer as funções matemáticas prontas do C/C++ Capacitar o

Leia mais

Linguagem C: Introdução

Linguagem C: Introdução Linguagem C: Introdução Linguagem C É uma Linguagem de programação genérica que é utilizada para a criação de programas diversos como: Processadores de texto Planilhas eletrônicas Sistemas operacionais

Leia mais

Aula 10 Alocação Dinâmica de Memória Listas Encadeadas. prof Leticia Winkler

Aula 10 Alocação Dinâmica de Memória Listas Encadeadas. prof Leticia Winkler Aula 10 Alocação Dinâmica de Memória Listas Encadeadas prof Leticia Winkler 1 Prof. Leticia Winkler 2 Alocação de Memória Reservar na memória (principal), o espaço para guardar a informação através da

Leia mais

Torneio Estudantil de Computação Multi-Linguagem de Aveiro. Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Águeda Universidade de Aveiro TECLA 2009

Torneio Estudantil de Computação Multi-Linguagem de Aveiro. Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Águeda Universidade de Aveiro TECLA 2009 Torneio Estudantil de Computação Multi-Linguagem de Aveiro Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Águeda Universidade de Aveiro TECLA 2009 http://tecla.estga.ua.pt/ Exemplos W Exemplo de Leitura e Escrita

Leia mais

Programação Básica. Estrutura de um algoritmo

Programação Básica. Estrutura de um algoritmo Programação Básica Estrutura de um algoritmo Código-fonte Como vimos na aula anterior um algoritmo pode ser representado usando um fluxograma Um algoritmo pode também ser representado usando texto Esse

Leia mais

As funções são blocos de instruções que facilitam o entendimento do código. Sua sintaxe é:

As funções são blocos de instruções que facilitam o entendimento do código. Sua sintaxe é: Linguagem C-Funções Objetivos No primeiro capítulo foi dito que um programa em C pode ser composto de uma ou mais funções, sendo que a única obrigatória é main (). Agora, estudaremos como utilizar outras

Leia mais

Computação e Programação

Computação e Programação Computação e Programação 4ª Aula de (Funções) Instituto Superior Técnico, Dep. de Engenharia Mecânica - Secção Sistemas, Grupo de Controlo Automação e Robótica Exercício 1 ENUNCIADO: Escreva as seguintes

Leia mais

Linguagem C. Programação Estruturada. Modularização (Funções) Prof. Luis Nícolas de Amorim Trigo

Linguagem C. Programação Estruturada. Modularização (Funções) Prof. Luis Nícolas de Amorim Trigo Programação Estruturada Linguagem C Modularização (Funções) Prof. Luis Nícolas de Amorim Trigo nicolas.trigo@ifsertao-pe.edu.br Sumário Introdução Por que usar funções? Escopo de Variáveis Declarando uma

Leia mais

Manipulação de Streams e arquivos

Manipulação de Streams e arquivos Manipulação de Streams e arquivos Prof. Leandro Tonietto Estruturas de Dados em C++ - Unisinos ltonietto@unisinos.br http://www.inf.unisinos.br/~ltonietto mar-09 Introdução Streams: Área de memória intermediária

Leia mais

1.Quais serão os valores de x, y e p ao final do trecho de código abaixo? int x, y, *p;y = 0; p = &y; x = *p; x = 4; (*p)++; --x; (*p) += x;

1.Quais serão os valores de x, y e p ao final do trecho de código abaixo? int x, y, *p;y = 0; p = &y; x = *p; x = 4; (*p)++; --x; (*p) += x; PONTEIROS 1.Quais serão os valores de x, y e p ao final do trecho de código abaixo? int x, y, *p;y = 0; p = &y; x = *p; x = 4; (*p)++; --x; (*p) += x; 2.Os programas (trechos de código) abaixo possuem

Leia mais

Introdução a Programação de Jogos

Introdução a Programação de Jogos Introdução a Programação de Jogos Aula 03 Introdução a Linguagem C Edirlei Soares de Lima Estrutura de um Programa C Inclusão de bibliotecas auxiliares: #include Definição

Leia mais

PROGRAMAS BÁSICOS EM C++ Disciplina: Introdução à Ciência da Computação Prof. Modesto Antonio Chaves Universidade estadual do Sudoeste da Bahia

PROGRAMAS BÁSICOS EM C++ Disciplina: Introdução à Ciência da Computação Prof. Modesto Antonio Chaves Universidade estadual do Sudoeste da Bahia PROGRAMAS BÁSICOS EM C++ Disciplina: Introdução à Ciência da Computação Prof. Modesto Antonio Chaves Universidade estadual do Sudoeste da Bahia Calculo da área de um triângulo Algoritmo Área Var base,

Leia mais

Working 03 : Conceitos Básicos II

Working 03 : Conceitos Básicos II Universidade Federal do Espirito Santo Centro Tecnologico Working 03 : Conceitos Básicos II Objetivos: Dominar a construção de estruturas de seleção em C; Aperfeiçoarse na resolução de problemas, da primeira

Leia mais

Funções em C. Lucas Ferrari de Oliveira Professor Adjunto. Linguagem de Programação Estruturada I. Universidade Federal do Paraná

Funções em C. Lucas Ferrari de Oliveira Professor Adjunto. Linguagem de Programação Estruturada I. Universidade Federal do Paraná em C Linguagem de Programação Estruturada I Lucas Ferrari de Oliveira Professor Adjunto Universidade Federal do Paraná Sumário Funções: Conceitos; Forma Geral das funções; Regras de Escopo; Argumentos

Leia mais

PROGRAMAÇÃO DE MICROPROCESSADORES 2009 / 2010

PROGRAMAÇÃO DE MICROPROCESSADORES 2009 / 2010 Departamento de Engenharia Electrotécnica PROGRAMAÇÃO DE MICROPROCESSADORES 2009 / 2010 Mestrado Integrado em Engenharia Electrotécnica e Computadores 1º ano 2º semestre Trabalho nº 5 Funções e Vectores

Leia mais

Introdução à linguagem C++

Introdução à linguagem C++ Estrutura de Dados e Algoritmos e Programação e Computadores II Aula 2: Introdução à linguagem C++ Introdução à linguagem C++ Conceitos básicos: variáveis, tipos de dados, constantes, I/O, etc. Estruturas

Leia mais

Olimpíadas de Informática

Olimpíadas de Informática Olimpíadas de Informática Aulas preparatórias Introdução a Programação em C++. Prof. Gemilson George gemilson_geo gemilson@colegiogeo.com.br (83)8792-7419 informaticageo.wordpress.com (Grupo): GEO.OBI

Leia mais

Computação e Programação Aula prática nº 5. Enunciados dos problemas

Computação e Programação Aula prática nº 5. Enunciados dos problemas Enunciados dos problemas 1 1. Processador de números 1.1 Objectivos do exercício análise sequencial de um problema baseada em objectos e desenvolvimento do respectivo algoritmo; codificação do algoritmo

Leia mais

PROGRAMAÇÃO DE MICROPROCESSADORES 2011 / 2012

PROGRAMAÇÃO DE MICROPROCESSADORES 2011 / 2012 Departamento de Engenharia Electrotécnica PROGRAMAÇÃO DE MICROPROCESSADORES 2011 / 2012 Mestrado Integrado em Engenharia Electrotécnica e Computadores 1º ano 1º semestre Trabalho nº 5 Funções http://tele1.dee.fct.unl.pt/pm

Leia mais

Módulo 1. Introdução. AEDS I C++ (Rone Ilídio)

Módulo 1. Introdução. AEDS I C++ (Rone Ilídio) Módulo 1 Introdução AEDS I C++ (Rone Ilídio) Introdução Linguagens de Programação Fonte Compilador Executável SO I Hardware C++ - Características Evolução do C, ou seja, possui a mesma sintaxe É uma linguagem

Leia mais

1 Resumo: Matrizes. 2.1 Como declarar uma matriz IME/USP. Departamento de Ciência da Computação

1 Resumo: Matrizes. 2.1 Como declarar uma matriz IME/USP. Departamento de Ciência da Computação Departamento de Ciência da Computação MAC2166 Introdução a Computação IME/USP Matrizes 1 Resumo: Matrizes são estruturas bi-dimensionais utilizadas para armazenar dados de um mesmo tipo. Para declarar

Leia mais

Prof. Jhonatan Fernando

Prof. Jhonatan Fernando Prof. Jhonatan Fernando Métodos Programação OO Instâncias de variáveis (objetos) Mensagens Classes Herança Polimorfismo Encapsulamento Abstração Programação Estruturada Procedimentos e funções Variáveis

Leia mais

Fundamentos de Programação. Linguagem C++ Introdução, identificadores, tipos de dados. Prof. Bruno E. G. Gomes IFRN

Fundamentos de Programação. Linguagem C++ Introdução, identificadores, tipos de dados. Prof. Bruno E. G. Gomes IFRN Fundamentos de Programação Linguagem C++ Introdução, identificadores, tipos de dados Prof. Bruno E. G. Gomes IFRN 1 Linguagem de Programação Constituída por símbolos e por regras para combinar esses símbolos

Leia mais

Aula 3 Listas Lineares Sequenciais Ordenadas. prof Leticia Winkler

Aula 3 Listas Lineares Sequenciais Ordenadas. prof Leticia Winkler Aula 3 Listas Lineares Sequenciais Ordenadas prof Leticia Winkler 1 Listas Lineares Sequenciais Ordenadas Elementos da lista estão dispostos num vetor (contíguos na memória) e ordenado de acordo com alguma

Leia mais

Declarações. Variáveis e Classe de Memória

Declarações. Variáveis e Classe de Memória Declarações Variáveis e Classe de Memória Objetivo Aprender: a forma geral de DECLARAÇÕES de VARIÁVEIS em C a noção de CLASSE de MEMÓRIA associada a uma VARIÁVEL 2 Variáveis VARIÁVEIS são abstrações de

Leia mais

Algoritmos I Aula 13 Linguagem de Programação Java

Algoritmos I Aula 13 Linguagem de Programação Java Algoritmos I Aula 13 Linguagem de Programação Java Professor: Max Pereira http://paginas.unisul.br/max.pereira Ciência da Computação IDE Eclipse IDE (Integrated development environment) Criar um projeto

Leia mais

Variáveis, Tipos de Dados e Operadores

Variáveis, Tipos de Dados e Operadores ! Variáveis, Tipos de Dados e Operadores Engenharias Informática Aplicada 2.o sem/2013 Profa Suely (e-mail: smaoki@yahoo.com) VARIÁVEL VARIÁVEL É um local lógico, ligado a um endereço físico da memória

Leia mais

Introdução à Programação. Introdução a Linguagem C. Prof. José Honorato F. Nunes

Introdução à Programação. Introdução a Linguagem C. Prof. José Honorato F. Nunes Introdução à Programação Introdução a Linguagem C Prof. José Honorato F. Nunes honorato.nunes@ifbaiano.bonfim.edu.br Resumo da aula Introdução Variáveis Tipos de dados Operadores e Expressões: Operadores

Leia mais

Módulo 4. Listas Encadeadas. Algoritmos e Estruturas de Dados II C++ (Rone Ilídio)

Módulo 4. Listas Encadeadas. Algoritmos e Estruturas de Dados II C++ (Rone Ilídio) Módulo 4 Listas Encadeadas Algoritmos e Estruturas de Dados II C++ (Rone Ilídio) 1 Ponteiro para struct Ponteiro pode apontar para qualquer tipo de dados A partir de um ponteiro para uma variável cujo

Leia mais

12. SOBRECARGA DE OPERADOR

12. SOBRECARGA DE OPERADOR Linguagem de Programação C++ 44 12. SOBRECARGA DE OPERADOR Uma forma de C++ alcançar o polimorfismo é por meio do uso de sobrecarga de função. A sobrecarga, simplificadamente, consiste na redefinição de

Leia mais

BCC202 - Estrutura de Dados I

BCC202 - Estrutura de Dados I BCC202 - Estrutura de Dados I Aula 02: Alocação Dinâmica de Memória Reinaldo Fortes Universidade Federal de Ouro Preto, UFOP Departamento de Ciência da Computação, DECOM Website: www.decom.ufop.br/reifortes

Leia mais

Algoritmos e Estruturas de Dados I. Passagem de Parâmetros. Pedro O.S. Vaz de Melo

Algoritmos e Estruturas de Dados I. Passagem de Parâmetros. Pedro O.S. Vaz de Melo Algoritmos e Estruturas de Dados I Passagem de Parâmetros Pedro O.S. Vaz de Melo A passagem de parâmetros Toda função define um processamento a ser realizado. Este processamento depende dos valores dos

Leia mais

Roteiro Prático Nº 13 Recursividade

Roteiro Prático Nº 13 Recursividade UNIVERSIDADE FEDERAL DE ITAJUBÁ UNIFEI CAMPUS ITABIRA BAC004 TÉCNICAS DE PROGRAMAÇÃO Professores: Claudia, Denílson, Fabiana, Fernando, Juliano, Natália, Raquel, Rodrigo, Sandro e Walter Roteiro Prático

Leia mais

2ª Aula de Problemas. Uma nota sobre o exercício 3 da 2ª aula de problemas.

2ª Aula de Problemas. Uma nota sobre o exercício 3 da 2ª aula de problemas. 2ª Aula de Uma nota sobre o exercício 3 da 2ª aula de problemas. De seguida apresenta-se a resolução do exercício 3, considerando que não era necessário fornecer uma tolerância em baldes. Note que nesse

Leia mais

Controle de Fluxo Comandos de decisão multipla

Controle de Fluxo Comandos de decisão multipla BCC 201 - Introdução à Programação Controle de Fluxo Comandos de decisão multipla Guillermo Cámara-Chávez UFOP 1/29 Lembrando a aula passada... I 2/29 Lembrando a aula passada... II Comando de decisão:

Leia mais

Ciência da Computação. Prof. Dr. Leandro Alves Neves Prof. Dr. Adriano M. Cansian

Ciência da Computação. Prof. Dr. Leandro Alves Neves Prof. Dr. Adriano M. Cansian Algoritmos e Programação Informática II Ciência da Computação Prof. Dr. Leandro Alves Neves Prof. Dr. Adriano M. Cansian 1 Sumário Tipos de Dados Variáveis Modelo esquemático Características e Regras para

Leia mais

Trabalho: Algoritmos de Busca e Ordenação. 1 Introdução. Prof. Bruno Emerson Gurgel Gomes IFRN - Câmpus Currais Novos. 31 de outubro de 2012

Trabalho: Algoritmos de Busca e Ordenação. 1 Introdução. Prof. Bruno Emerson Gurgel Gomes IFRN - Câmpus Currais Novos. 31 de outubro de 2012 Trabalho: Algoritmos de Busca e Ordenação Prof. Bruno Emerson Gurgel Gomes IFRN - Câmpus Currais Novos 31 de outubro de 2012 1 Introdução Os algoritmos de busca e de ordenação compreendem um conjunto de

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÓFONA DE HUMANIDADES E TECNOLOGIAS 1º Semestre 2007/2008

UNIVERSIDADE LUSÓFONA DE HUMANIDADES E TECNOLOGIAS 1º Semestre 2007/2008 UNIVERSIDADE LUSÓFONA DE HUMANIDADES E TECNOLOGIAS 1º Semestre 2007/2008 Introdução à Programação em C 28/01/2008 Leia com atenção as perguntas e justifique cuidadosamente todas as respostas 1. Descreva,

Leia mais

Programação Orientada a Objetos em C++: introdução à herança

Programação Orientada a Objetos em C++: introdução à herança Programação Orientada a Objetos em C++: introdução à herança Disciplina de Programação Científica II Aula 15 de 18 21/06/2013 Professor Giovani Gracioli giovanig@gmail.com Objetivos Os objetivos dessa

Leia mais

Conceitos Básicos. Professor: Juliano Lucas Gonçalves.

Conceitos Básicos. Professor: Juliano Lucas Gonçalves. Conceitos Básicos Professor: Juliano Lucas Gonçalves juliano.goncalves@ifsc.edu.br Agenda Revisão Algoritmos Memória, variáveis e constantes Estrutura básica de um algoritmo em pseudocódigo 2 O que já

Leia mais

Algoritmos e Estruturas de Dados I Prof. Eduardo 1 1 MODULARIZAÇÃO

Algoritmos e Estruturas de Dados I Prof. Eduardo 1 1 MODULARIZAÇÃO Algoritmos e Estruturas de Dados I Prof. Eduardo 1 1 MODULARIZAÇÃO A identificação de problemas mais complexos resultará no desenvolvimento de algoritmos também mais complexos para resolve-os. Uma abordagem

Leia mais

Computação I: Linguagem de Programação Python

Computação I: Linguagem de Programação Python Computação I: Linguagem de Programação Python reginaldo.re@utfpr.edu.br * Parte da apresentação foi gentilmente cedida pelo prof. Igor Steinmacher Agenda Objetivos Python: conceitos básicos O Ambiente

Leia mais

Física Computacional

Física Computacional Física Computacional 1. Funções: a. Inicialização de argumentos. b. Overloading. 2. Revisão de classes 3. Classes parte 2 a. Overloading de operadores. 4. Gestão de projectos com Dev-C++ 5. Gestão de projectos

Leia mais

LP II Estrutura de Dados

LP II Estrutura de Dados LP II Estrutura de Dados Linguagem C Seleção e Repetição Prof. José Honorato F. Nunes honorato.nunes@ifbaiano.bonfim.edu.br Resumo da aula Estruturas de Seleção Simples Composta Aninhada Estruturas de

Leia mais

Conceitos Básicos da Linguagem C++ Prof. Leonardo Barreto Campos 1

Conceitos Básicos da Linguagem C++ Prof. Leonardo Barreto Campos 1 Conceitos Básicos da Linguagem C++ Prof. Leonardo Barreto Campos 1 Sumário As Origens da Linguagem C++; Primeiro Programa em C++; Declaração e Leitura de Variáveis; Estruturas de Seleção; if; switch; Estruturas

Leia mais

Técnicas de Programação:

Técnicas de Programação: Técnicas de Programação: Programação Orientada a Objeto PROF. PROTÁSIO DEE-UFPB Programação Orientada a Objeto Herança É uma forma de reutilização de software em que o programador cria uma classe que absorve

Leia mais

Programação Estruturada e Orientada a Objetos. Objetos e Métodos

Programação Estruturada e Orientada a Objetos. Objetos e Métodos Programação Estruturada e Orientada a Objetos Objetos e Métodos 2013 O que veremos hoje? Objetos e Métodos Transparências baseadas no material do Prof. Jailton Carlos Objetivos Aprender a criar construtores;

Leia mais

Computação para Informática - Prof. Adriano Joaquim de Oliveira Cruz Segunda Aula Prática - 29 de agosto de 2008

Computação para Informática - Prof. Adriano Joaquim de Oliveira Cruz Segunda Aula Prática - 29 de agosto de 2008 Computação para Informática - Prof. Adriano Joaquim de Oliveira Cruz Segunda Aula Prática - 29 de agosto de 2008 Introdução O objetivo desta aula prática é exercitar comandos de entrada e saída simples

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA E MATEMÁTICA APLICADA. DIM0320 Algoritmos e Programação de Computadores

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA E MATEMÁTICA APLICADA. DIM0320 Algoritmos e Programação de Computadores UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA E MATEMÁTICA APLICADA DIM0320 Algoritmos e Programação de Computadores #VARIÁVEIS #TIPOS DE DADOS E L I EZ I O S O A R ES E L I EZ

Leia mais

MC-102 Aula 14. Instituto de Computação Unicamp. 29 de Setembro de 2016

MC-102 Aula 14. Instituto de Computação Unicamp. 29 de Setembro de 2016 MC-102 Aula 14 Funções II Instituto de Computação Unicamp 29 de Setembro de 2016 Roteiro 1 Escopo de Variáveis: variáveis locais e globais 2 Exemplo Utilizando Funções 3 Vetores, Matrizes e Funções Vetores

Leia mais

Introdução à Linguagem C Variáveis e Expressões

Introdução à Linguagem C Variáveis e Expressões INF1005: Programação 1 Introdução à Linguagem C Variáveis e Expressões 08/03/10 (c) Paula Rodrigues 1 Tópicos Principais Programando em C Funções Variáveis Define Operadores e Expressões Entrada e Saída

Leia mais

Linguagem C: funções e ponteiros. Prof. Críston Algoritmos e Programação

Linguagem C: funções e ponteiros. Prof. Críston Algoritmos e Programação Linguagem C: funções e ponteiros Prof. Críston Algoritmos e Programação Funções Recurso das linguagens de programação que permite dar um nome para um conjunto de instruções Facilita a reutilização de algoritmos

Leia mais

Programação Estruturada em C++: Extensões ao C

Programação Estruturada em C++: Extensões ao C Programação Estruturada em C++: Extensões ao C João Pascoal Faria (versão original) Ana Paula Rocha (versão 2004/2005) Luís Paulo Reis (versão 2005/2006 e 2006/2007) FEUP - MIEEC Programação 2-2006/2007

Leia mais

Computação para Informática - Prof. Adriano Joaquim de Oliveira Cruz Segunda Aula Prática - 3 de setembro de 2010

Computação para Informática - Prof. Adriano Joaquim de Oliveira Cruz Segunda Aula Prática - 3 de setembro de 2010 Computação para Informática - Prof. Adriano Joaquim de Oliveira Cruz Segunda Aula Prática - 3 de setembro de 2010 1 Introdução O objetivo desta aula prática é exercitar o uso de variáveis de vários tipos

Leia mais

Aula 01. Prof. Diemesleno Souza Carvalho /

Aula 01. Prof. Diemesleno Souza Carvalho / Programação Estruturada Aula 01 Prof. Diemesleno Souza Carvalho diemesleno@iftm.edu.br / http://www.diemesleno.com.br Na aula passada vimos... Na aula passada vimos... 00 Apresentação da disciplina; Na

Leia mais

Universidade Federal de Uberlândia Faculdade de Computação. Linguagem C: funções

Universidade Federal de Uberlândia Faculdade de Computação. Linguagem C: funções Universidade Federal de Uberlândia Faculdade de Computação Linguagem C: funções Prof. Renato Pimentel 1 Linguagem C: funções Definição: blocos de código que podem ser chamados de dentro de um programa.

Leia mais

Linguagem de Programação I. Aula 10 Funções

Linguagem de Programação I. Aula 10 Funções Linguagem de Programação I Aula 10 Funções Da Aula Anterior Tipos de dados básicos e operadores em C Declaração de variáveis e modificadores de tipo Estruturas de Controle Arrays unidimensionais Geração

Leia mais

Programação Orientada a Objetos

Programação Orientada a Objetos Programação Orientada a Objetos Aula VIII Prof. Felício Bruzzi Barros Maio de 2008 Sobrecarga de operadores matriz A, B, C, D; multiplica(a,b,c); soma(a,b,d); escreve(d); matriz A, B, C, D; C=A*B; D=A+B;

Leia mais

Os principais motivos para se utilizar funções num programa em C (assim como em qualquer linguagem de programação estruturada) são:

Os principais motivos para se utilizar funções num programa em C (assim como em qualquer linguagem de programação estruturada) são: INSTITUTO SUPERIOR DE EDUCAÇÃO FRANCISCANO NOSSA SENHORA DE FÁTIMA Portaria Ministerial de Credenciamento 3.335, de 18 de outubro de 2004. CURSO TECNÓLOGO EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS EM SOFTWARE

Leia mais

AULA INTERAÇÃO ENTRE OBJETOS

AULA INTERAÇÃO ENTRE OBJETOS AULA 16-17 INTERAÇÃO ENTRE OBJETOS Curso: Informática (Subseqüente) Disciplina: Programação Orientada a Objetos Prof. Abrahão Lopes abrahao.lopes@ifrn.edu.br Objetivos Criar objetos que controlem a criação

Leia mais

Lógica de Programação Atividade Avaliativa 1 RESPOSTAS

Lógica de Programação Atividade Avaliativa 1 RESPOSTAS Lógica de Programação Atividade Avaliativa 1 RESPOSTAS Avaliação individual. A interpretação das questões faz parte da avaliação. Não é permitida conversa bem como troca de materiais entre os alunos; 1)

Leia mais

Curso de Introdução à Liguagem de. Grupo PET-Tele. Universidade Federal Fluminense. July 16, 2012

Curso de Introdução à Liguagem de. Grupo PET-Tele. Universidade Federal Fluminense. July 16, 2012 urso de à urso de à Universidade Federal Fluminense July 16, 2012 Indrodução urso de à O é uma linguagem de programação criada por Dennis Ritchie, em 1972 e que continua a ser muito utilizada até os dias

Leia mais

Algoritmos e Programação. Linguagem C Procedimentos e. Eliane Pozzebon

Algoritmos e Programação. Linguagem C Procedimentos e. Eliane Pozzebon Algoritmos e Programação Linguagem C Procedimentos e Funções Eliane Pozzebon Procedimentos e Funções Procedimentos são estruturas que agrupam um conjunto de comandos, que são executados quando o procedimento

Leia mais

Na disciplina de Cálculo Numérico, vamos trabalhar com a linguagem C++ e o compilador que vamos usar é o Dev C++.

Na disciplina de Cálculo Numérico, vamos trabalhar com a linguagem C++ e o compilador que vamos usar é o Dev C++. Data: 14/8 Página 1 de 9 Primeiros passos Introdução Na disciplina de Cálculo Numérico, vamos trabalhar com a linguagem C++ e o compilador que vamos usar é o Dev C++. No tutorial anterior, mostramos como

Leia mais

Capítulo 3: Programando com Funções

Capítulo 3: Programando com Funções Capítulo 3: Programando com Funções INF1004 e INF1005 Programação 1 Pontifícia Universidade Católica Departamento de Informática Organização de Código Um programa de computador representa a implementação

Leia mais

Existem dois tipos básicos de subrotinas: a) Procedimentos; b) Funções.

Existem dois tipos básicos de subrotinas: a) Procedimentos; b) Funções. ESTRUTURAÇÃO DOS MÓDULOS DE UM ALGORITMO Uma subrotina é um algoritmo hierarquicamente subordinado a um outro algoritmo geralmente chamado de módulo principal. Da mesma forma, uma subrotina pode conter

Leia mais

Apresentação da ferramenta de programação. Comandos de entrada e saída. Prof. Alex Camargo

Apresentação da ferramenta de programação. Comandos de entrada e saída. Prof. Alex Camargo UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA CAMPUS BAGÉ ALGORITMOS E PROGRAMAÇÃO Apresentação da ferramenta de programação. Comandos de entrada e saída Prof. Alex Camargo alexcamargoweb@gmail.com Linguagem C A linguagem

Leia mais

Matrizes. DCC 119 Algoritmos

Matrizes. DCC 119 Algoritmos Matrizes DCC 119 Algoritmos Matrizes: vetores multidimensionais Assim como os vetores, as matrizes são estruturas de dados homogêneas. Podem ser construídas dos diversos tipos básicos primitivos (real,

Leia mais

Algoritmos e Estruturas de Dados I. Universidade Federal de São João del-rei Pedro Mitsuo Shiroma Sala 119 Bloco 3

Algoritmos e Estruturas de Dados I. Universidade Federal de São João del-rei Pedro Mitsuo Shiroma Sala 119 Bloco 3 Algoritmos e Estruturas de Dados I Universidade Federal de São João del-rei Pedro Mitsuo Shiroma Sala 119 Bloco 3 Laboratório de AEDS 1 Aula 01 Linguagens de Programação Cada linguagem de programação obedece

Leia mais

Unidade 9: Introdução às Estruturas de Decisão

Unidade 9: Introdução às Estruturas de Decisão Lógica de Programação 1 Unidade 9: Introdução às Estruturas de Decisão Prof. Daniel Caetano Objetivo: Tomando decisões no código de programação. Bibliografia: ASCENCIO, 2007; MEDINA, 2006; SILVA, 2010;

Leia mais

Capítulo 7: Vetores. Waldemar Celes e Roberto Ierusalimschy. 29 de Fevereiro de 2012

Capítulo 7: Vetores. Waldemar Celes e Roberto Ierusalimschy. 29 de Fevereiro de 2012 Capítulo 7: Vetores Waldemar Celes e Roberto Ierusalimschy 29 de Fevereiro de 2012 1 Representação de conjunto de dados Nos exemplos anteriores, temos usado variáveis simples para armazenar valores usados

Leia mais

Métodos. Utilizados para dividir o programa em subprogramas

Métodos. Utilizados para dividir o programa em subprogramas Métodos Isidro Métodos Utilizados para dividir o programa em subprogramas Métodos Porque é importante o uso de métodos? Evita retrabalho Diminui o tamanho do código Aumenta a clareza Dividir e Conquistar

Leia mais

Fundamentos de Programação Linguagem C++ Entrada e saída com arquivos

Fundamentos de Programação Linguagem C++ Entrada e saída com arquivos Fundamentos de Programação Linguagem C++ Entrada e saída com arquivos Prof.: Bruno E. G. Gomes IFRN 1 Introdução Entrada e saída de dados pode ser feita: Para dispositivo de entrada/saída (monitor, impressora,

Leia mais

Herança. BCC702-Programação de Computadores II Emiliana Mara Lopes Simões Universidade Federal de Ouro Preto abril 2010

Herança. BCC702-Programação de Computadores II Emiliana Mara Lopes Simões Universidade Federal de Ouro Preto abril 2010 Herança BCC702-Programação de Computadores II Emiliana Mara Lopes Simões simoes.eml@gmail.com Universidade Federal de Ouro Preto abril 2010 Herança Uma característica importante da programação orientada

Leia mais

Guia e Utilização do Visual Studio.NET 2003

Guia e Utilização do Visual Studio.NET 2003 Guia e Utilização do Visual Studio.NET 2003 Objectivo Este guia acompanha-o através do processo de criação de uma aplicação C++ utilizando o ambiente de desenvolvimento Visual Studio.NET 2003. Passo 1:

Leia mais

Modulo 9: Você define como éo dado... Struct e typedef

Modulo 9: Você define como éo dado... Struct e typedef PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES V - TCC- 00.323 Modulo 9: Você define como éo dado... Struct e typedef Aura -Erick aconci@ic.uff.br, erickr@id.uff.br Roteiro P1, Trabalho 5 e 6 Struct: Introdução; Criando

Leia mais

Universidade Federal de Uberlândia Faculdade de Computação. Linguagem C: Operadores relacionais e lógicos estruturas condicionais If...

Universidade Federal de Uberlândia Faculdade de Computação. Linguagem C: Operadores relacionais e lógicos estruturas condicionais If... Universidade Federal de Uberlândia Faculdade de Computação Linguagem C: Operadores relacionais e lógicos estruturas condicionais If... Else Switch Prof. Renato Pimentel 1 Operações relacionais Operações

Leia mais

Lógica de Programação Completo

Lógica de Programação Completo CONTEÚDO PROGRAMÁTICO Lógica de Programação Completo Carga horária: 40 horas TreinaWeb Tecnologia LTDA CNPJ: 06.156.637/0001-58 Av. Paulista, 1765 - Conj 71 e 72 São Paulo - SP CONTEÚDO PROGRAMÁTICO 1

Leia mais

Vetores, Matrizes e Gráficos

Vetores, Matrizes e Gráficos Programação de Computadores I UFOP DECOM 2013 2 Aula prática 3 Vetores, Matrizes e Gráficos Resumo Nesta aula você irá utilizar vetores para resolver diversos tipos de problemas. Para expressar a solução

Leia mais

3. facilita a assistência técnica, pois é fácil verificar qual o módulo responsável pela avaria e consertá-lo isoladamente; e

3. facilita a assistência técnica, pois é fácil verificar qual o módulo responsável pela avaria e consertá-lo isoladamente; e Capítulo 3 Modularização: funções e procedimentos Methods are more important than facts. Donald E. Knuth, Selected Papers in Computer Science, 176 (1996) A modularização é um conceito extremamente importante

Leia mais

Capítulo 2 Operadores. A função scanf()

Capítulo 2 Operadores. A função scanf() Capítulo 2 Operadores A função scanf() A função scanf() é outra das funções de E/S implementadas em todos os compiladores e nos permite ler dados formatados da entrada padrão (teclado). Sintaxe: scanf(

Leia mais

Estrutura de Programas e Tipos de Dados Simples

Estrutura de Programas e Tipos de Dados Simples SSC0101 - ICC1 Teórica Introdução à Ciência da Computação I Estrutura de Programas e Tipos de Dados Simples Prof. Vanderlei Bonato: vbonato@icmc.usp.br Prof. Claudio Fabiano Motta Toledo: claudio@icmc.usp.br

Leia mais

Programação de Computadores Primeiros Passos Práticos em C++

Programação de Computadores Primeiros Passos Práticos em C++ Programação de Computadores Primeiros Passos Práticos em C++ Alan de Freitas! Marco Antonio Carvalho Compilação de Programas O compilador é o responsável por transformar nosso código em um programa propriamente

Leia mais

Introdução à Lógica de Programação. Adaptação de Luis Otavio Alvares

Introdução à Lógica de Programação. Adaptação de Luis Otavio Alvares 1 Introdução à Lógica de Programação Adaptação de Luis Otavio Alvares 2 Elaboração de um programa Problema Análise Programa Algoritmo 3 Processo de geração de um programa Análise do problema: Ler atentamente

Leia mais