Do coração do Brasil para o coração do mundo.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Do coração do Brasil para o coração do mundo."

Transcrição

1 Avenida Escola Politécnica, 760 Jaguaré São Paulo SP Brasil Tel.: / 5301 / 5306 Fax: Do coração do Brasil para o coração do mundo. Expansão e diversificação. Esses foram os pontos que nortearam a atuação da Perdigão em Mais que ultrapassar as fronteiras brasileiras, a Empresa fortaleceu suas bases no exterior, expandindo suas operações de forma globalizada. Com isso, a Perdigão deu mais um importante e definitivo passo para consolidar-se como uma empresa de classe mundial. Perdigao Capa RA07.indd :02:45

2 PATRIMÔNIO LÍQUIDO R$ milhões Δa.a.= 22,1% RESULTADO LÍQUIDO R$ milhões Δa.a.= 22,3% REMUNERAÇÃO AOS ACIONISTAS R$ milhões Δa.a.= 23,6% EBITDA R$ milhões Δa.a.= 23,2% , , , , , ,1 10, , , , , Lucro Líquido (%) Remuneração aos Acionistas Margem EBITDA (%) EBITDA FATURAMENTO BRUTO R$ milhões Δa.a.= 19,9% VENDAS* Mil toneladas Δa.a.= 14,2% Mercado Externo Mercado Interno Mercado Externo Mercado Interno * Incluindo carnes, lácteos e outros produtos processados

3 Destaques Operacionais, Financeiros e de Sustentabilidade R$ milhões RECEITA BRUTA MERCADO INTERNO MERCADO EXTERNO RECEITA LÍQUIDA LUCRO BRUTO MARGEM BRUTA (%) 28,2 25,8 28,4 27,7 26,7 LUCRO OPERACIONAL MARGEM OPERACIONAL (%) 7,6 3,7 10,6 10,2 7,5 EBITDA MARGEM EBITDA (%) 12,1 8,7 14,5 12,2 10,1 LUCRO LÍQUIDO MARGEM LÍQUIDA (%) 4,8 2,3 7,0 6,1 3,2 VALOR DE MERCADO ATIVO TOTAL PATRIMÔNIO LÍQUIDO DÍVIDA LÍQUIDA DÍVIDA LÍQUIDA/EBITDA 0,53 1,39 1,03 1,30 2,83 LUCRO POR AÇÃO R$(1) 1,73 0,71 8,11 6,64 2,78 LUCRO POR AÇÃO R$ (2) 1,73 0,71 2,70 2,20 0,92 FATURAMENTO LÍQUIDO POR FUNCIONÁRIO/ANO R$ MIL 148,2 133,4 144,7 155,5 136,9 PRODUTIVIDADE POR FUNCIONÁRIO (T/ANO) 41,4 39,7 36,1 36,3 36,1 Nº DE AÇÕES Nº DE AÇÕES EM TESOURARIA (1) Lucro por ação consolidado, excluindo as ações em tesouraria. (2) Lucro por ação consolidado, excluindo as ações em tesouraria, ajustado de acordo com o desdobramento ocorrido em abril/06 PRODUÇÃO DE CARNES Mil toneladas Δa.a.= 11,9% NÚMERO DE FUNCIONÁRIOS Δa.a.= 12,0% Suínos/Bovinos Aves

4 Avenida Escola Politécnica, 760 Jaguaré São Paulo SP Brasil Tel.: / 5301 / 5306 Fax: Do coração do Brasil para o coração do mundo. Expansão e diversificação. Esses foram os pontos que nortearam a atuação da Perdigão em Mais que ultrapassar as fronteiras brasileiras, a Empresa fortaleceu suas bases no exterior, expandindo suas operações de forma globalizada. Com isso, a Perdigão deu mais um importante e definitivo passo para consolidar-se como uma empresa de classe mundial. Perdigao Capa RA07.indd :02:45

5 Do coração do Brasil para o coração do mundo. RELATÓRIO ANUAL 2007 SUMÁRIO PERFIL CORPORATIVO MISSÃO, VISÃO, PRINCÍPIOS E VALORES PERDIGÃO GERAÇÃO DE VALOR MENSAGEM DA ADMINISTRAÇÃO ESTRATÉGIA INVESTIMENTOS PERSPECTIVAS EFICIÊNCIA ANÁLISE DO SETOR DESEMPENHO OPERACIONAL DESEMPENHO ECONÔMICO-FINANCEIRO (MD&A) COMPETITIVIDADE LOGÍSTICA TECNOLOGIA ATIVOS INTANGÍVEIS TRANSPARÊNCIA GOVERNANÇA CORPORATIVA MERCADO DE CAPITAIS GESTÃO DE RISCO SUSTENTABILIDADE SUSTENTABILIDADE ECONÔMICO-FINANCEIRA GESTÃO DE PESSOAS AÇÕES SOCIAIS GESTÃO AMBIENTAL INFORMAÇÕES CORPORATIVAS

6 Perfil Corporativo Desde a sua fundação em 1934, por descendentes de imigrantes italianos que se instalaram no município de Videira (SC), a Perdigão passou por vários ciclos de evolução até alcançar o status de uma das maiores empresas de alimentos da América Latina e estar entre as líderes no mercado brasileiro de alimentos processados de carnes. Com forte presença nacional e internacional, possui 37 unidades industriais distribuídas em dez estados brasileiros, três unidades industriais na Europa e uma na Argentina, além de uma estrutura de distribuição especializada na cadeia de alimentos, formada por 27 centros de distribuição. Seu portfolio de produtos é composto em torno de três mil itens distribuídos nos segmentos de carnes, lácteos, margarinas, massas, pizzas, vegetais congelados, alguns dos quais são exportados para mais de 100 países. A Perdigão acrescentou a essa estrutura três novas fábricas provenientes da aquisição da Plusfood na Europa, o que lhe permitiu reforçar sua atuação no mercado externo e seguir sua estratégia de consolidar-se como uma empresa de classe mundial. Durante o ano, a Perdigão também cumpriu etapas importantes estabelecidas em seu planejamento estratégico, o que lhe permitiu avançar na diversificação de seus negócios e na conseqüente diluição de riscos, para seguir em direção ao seu objetivo de ser a maior empresa de alimentos do País. Concluiu a negociação para a aquisição da Eleva Alimentos S/A; assumiu o controle integral da Batávia S/A; estabeleceu uma joint venture com a Unilever pela qual passa a gerir no Brasil as marcas Becel e Becel ProActiv; adquiriu as marcas Doriana, Claybon e Delicata; comprou uma unidade de bovinos no Mato Grosso; e anunciou a construção de um novo complexo agroindustrial em Bom Conselho (PE). Em 2008, a companhia deu mais um passo para diversificação de portfolio, estabelecida em seu plano estratégico, a aquisição da Cotochés, uma das mais tradicionais industria do DESTAQUES FINANCEIROS (1) segmento de lácteos de Minas Gerais. Caracterizada pelo controle acionário pulverizado e difuso, a Perdigão concede direitos igualitários e mecanismos de proteção aos seus acionistas. Suas ações estão listadas na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) e na Bolsa de Nova York (NYSE), com ADRs nível III. A Empresa integra o Novo Mercado da Bovespa, reservado às companhias de alto nível de governança corporativa, o Ibovespa, o mais importante indicador do desempenho médio das cotações do mercado brasileiro de ações; e participa, pelo terceiro ano consecutivo, do ISE (Índice de Sustentabilidade Empresarial), compondo o seleto grupo de empresas comprometidas com a responsabilidade empresarial, ambiental e social. R$ milhões RECEITAS LÍQUIDAS EBITDA LUCRO LÍQUIDO TOTAL DO ATIVO DÍVIDA LÍQUIDA PATRIMÔNIO LÍQUIDO (1) Perdigão + Plusfood + Eleva (pro forma) DESTAQUES OPERACIONAIS ABATE DE AVES (1) ABATE DE BOVINOS/SUÍNOS (2) PRODUTOS PROCESSADOS (3) LÁCTEOS (4) N.A. 861 CAPTAÇÃO DE LEITE (5) (1) Em milhões de cabeças (2) Em milhares de cabeças (3) Em milhares de toneladas (4) Em milhares de toneladas, incluindo lácteos processados (5) Em milhões de litros Os dados desse perfil incorporam informações pro forma incluindo Perdigão, Eleva e Plusfood. O relatório anual é baseado no ano de 2007, portanto, não incorpora informações pro forma exceto quando especificado, já que as operações da Eleva Alimentos e da Plusfood foram concluídas no 1 0 Trimestre de

7 Missão Visão Participar da vida das pessoas, oferecendo alimentos saborosos, de alta qualidade e a preços acessíveis, em qualquer lugar do mundo o futuro tem Perdigão Princípios e Valores Perdigão CONFIABILIDADE Nós somos confiáveis, éticos e transparentes. Cumprimos o que prometemos e assim construímos relações de respeito mútuo com nossos clientes, fornecedores, colegas de trabalho e acionistas. QUALIDADE Nós temos obsessão pela qualidade e segurança alimentar. Perseguimos a inovação para estar na vanguarda e contribuir para o bem-estar de nossos consumidores em todas as partes do mundo. PARTICIPAÇÃO Nós trabalhamos com paixão para sermos uma das melhores empresas globais de alimentos. Somos comprometidos com o que fazemos, e fazemos com garra, força e determinação. SIMPLICIDADE Nós acreditamos na simplicidade operacional e a praticamos como estilo de trabalho. Resolvemos problemas de forma rápida e prática. PESSOAS Nós somos comprometidos, desenvolvemos e valorizamos o espírito de equipe e assim construímos o futuro de nossa empresa. EFICIÊNCIA Nós praticamos uma gestão que valoriza a eficiência e a lucratividade, evita o desperdício e assim respeita nossos acionistas. RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL Nós temos e teremos, cada vez mais, um papel importante como agente de desenvolvimento social nas localidades onde atuamos. 3

8 Geração de Valor

9 Com uma atuação focada na ampliação e na diversificação dos negócios, a Perdigão avançou significativamente no cumprimento de suas metas estratégicas, que buscam assegurar a sustentabilidade da Companhia e consolidar seu compromisso de Geração de valor aos acionistas.

10 Mensagem da Administração O ano de 2007 certamente ficará marcado na história da Perdigão como um período em que avançamos significativamente em busca do nosso compromisso de criação de valor aos nossos acionistas. Durante o ano, concentramos esforços no estabelecimento de bases sólidas para criar a maior empresa de alimentos e uma das maiores exportadoras brasileiras. Também avançamos significativamente nas metas fixadas em nosso plano de crescimento até 2011, assegurando efetiva sustentabilidade para os negócios da Companhia. Reforçamos nossos processos, com expansão e aquisições bemsucedidas, focados em nossa estratégia de agregar retorno, com redução de riscos, melhoria de produtividade, diversificação das cadeias de suprimentos, produção, vendas, canais de distribuição, mercados e clientes, incluindo um mix diferenciado de produtos de alto padrão e qualidade de alimentos, para consumidores em todo o mundo. Entre as operações realizadas no período, um dos destaques foi a negociação para a aquisição da Eleva, que teve como base a complementaridade às nossas atividades e a aderência ao plano de crescimento e estratégia da Companhia, uma vez que a Empresa atua principalmente nas áreas de carnes e lácteos. Por meio de uma bem-estruturada operação de incorporação dos negócios, absorvemos as operações da Eleva em fevereiro de 2008, com parte do pagamento em desembolso de caixa e parte em incorporação de ações, permitindo os mesmos direitos a todos os acionistas da Eleva. Outro passo importante no segmento de lácteos foi a incorporação do capital remanescente da Batávia, da qual já detínhamos 51%. Também fomos favorecidos pela oportunidade de compra das marcas Doriana, Claybon e Delicata, além de uma aliança estratégica com a Unilever para a gestão das marcas Becel e Becel Proactiv. Com essas operações, iniciamos uma operação sólida no segmento de margarinas e partimos de um ponto já avançado para a disputa nesse mercado. Por outro lado, adquirimos a unidade industrial de bovinos no Mato Grosso, além de ampliarmos nossos negócios já consolidados de aves, suínos, lácteos e produtos processados com ampliação da capacidade produtiva. Em continuidade ao nosso processo de internacionalização, negociamos a aquisição da Plusfood, uma empresa de processados de carnes na Europa, e, visando avançar em mercados emergentes dentro do Brasil, anunciamos a construção do complexo agroindustrial de Bom Conselho (PE), que contará com duas unidades industriais uma voltada para produtos lácteos e outra, para produtos embutidos de carnes e um centro de distribuição que atenderá prioritariamente à Região Nordeste, configurando em mais um grande impulso no ciclo de crescimento delineado até Todas essas ações foram conjugadas com investimentos em expansão e nos segmentos já consolidados da Perdigão, em especial, no incremento das produções de aves, suínos e produtos processados. Concluímos os projetos de expansão das unidades Rio Verde (GO) e Capinzal (SC) e inauguramos o novo complexo agroindustrial de Mineiros (GO). Para absorver da melhor forma possível essas operações já previstas em nosso planejamento estratégico, promovemos a reestruturação de nossa estrutura administrativa, que passou a funcionar por Unidades de Negócio. Também demos atenção especial à formação dos nossos líderes, proporcionando a atualização das suas competências para suprir às demandas advindas com os novos desafios da Companhia. Ainda com o intuito de pavimentar o caminho do nosso crescimento, promovemos a unificação dos sistemas operacionais, que nos permite criar uma base capaz de receber e integrar as informações provenientes das empresas adquiridas, e aprovamos a expansão da nossa malha logística 6

11 para suportar os novos volumes e o dinamismo das operações futuras. Para fazer frente à aquisição da Eleva, promovemos uma nova oferta primária de ações no final de 2007, que culminou com a emissão de 20,7 milhões de novas ações. A operação, concluída com sucesso, nos permitiu uma captação de recursos de R$ 934 milhões, que prioritariamente foi destinada para pagamento da aquisição da Eleva. Nesses últimos 13 anos, crescemos a taxas acima de 14% e elevamos significativamente o nosso market share tudo isso aliado ao aumento expressivo da liquidez de nossas ações. Em 2007, o volume negociado foi recorde, totalizando uma média de US$ 18,6 milhões/dia de ações negociadas na Bovespa e na NYSE, o que corresponde a um crescimento de 120,8% em relação ao ano anterior. Com esses resultados, a Perdigão encerra em 2007 um ciclo virtuoso de crescimento, que terá continuidade em Pois, além de consolidar todas as realizações promovidas no ano, continuaremos crescendo na mesma velocidade da última década, renovando nosso compromisso de dar retorno aos nossos investidores. Seguindo a mesma política de planejamento e transparência que conduziu a Perdigão ao patamar em que se encontra hoje, um novo profissional será indicado, em abril de 2008, para assumir a presidência executiva da Companhia, após um período de transição que deverá durar até seis meses. Temos convicção de que a transição ocorrerá de forma tranqüila e sem sobressaltos, sobretudo porque a maior força da Perdigão está no comprometimento de seus profissionais, que conduziu a Empresa até aqui e certamente a levará muito mais adiante nos próximos anos. Após este período de transição as funções de diretorpresidente e de presidente do conselho de administração serão exercidas de forma independente, como sempre foi a política da Empresa. O ano de 2007 foi ímpar no desenvolvimento dos negócios da Perdigão. Não teríamos alcançado este êxito sem a credibilidade depositada por nossos investidores, os quais estiveram presentes nas importantes decisões tomadas. Todo esse avanço advém da determinação e garra sempre presentes em toda nossa equipe. Também agradecemos a todos os stakeholders que são parte integrante do nosso sucesso e nos apóiam nessa trajetória. Nildemar Secches Presidente do Conselho de Administração e Diretor-presidente 7

12 ESTRATÉGIA A Perdigão evoluiu em sua estratégia de diversificação das plataformas de negócios e na ampliação do mix de produtos, com foco em estruturas produtivas complementares e sinérgicas que permitem o fortalecimento em produtos processados de alto valor agregado. Por meio de aquisições e expansões, a Empresa ampliou a abrangência das suas atividades no Brasil: incrementou os volumes de produção de aves, suínos e processados de carnes com a ampliação e aquisição de unidades industriais destinadas a esses produtos; fortaleceu a atuação em lácteos com a aquisição da Eleva Alimentos, a compra do capital remanescente e investimentos na Batávia; avançou nas operações em bovinos, com a aquisição de um frigorífico em Mirassol D Oeste; abriu novas frentes no segmento de refrigerados, ao adquirir as marcas de margarinas: Doriana, Delicata e Claybon, além de estabelecer uma parceria estratégica com a Unilever, para as marcas Becel e Becel ProActiv. expandiu a cadeia logística de distribuição por meio da ampliação e construção de novos CDs. Essas medidas, acrescidas do esforço corporativo de melhorar o nível de serviço em todo o território nacional, representaram a superação de etapas importantes do seu desafio de se tornar a maior empresa de alimentos da América Latina. Paralelamente, a Perdigão mantevese alinhada aos movimentos estratégicos delineados para incorporar uma base produtiva no exterior, abrindo novas frentes de atuação internacional: ampliou sua presença por meio das exportações para países-chave; fortaleceu a estrutura comercial e de distribuição no exterior; consolidou sua primeira base industrial fora do Brasil, com a aquisição da Plusfood. Durante 2007, a Perdigão adotou uma política de expansão significativa, com a diversificação de suas operações e o cumprimento de etapas importantes estabelecidas em seu planejamento estratégico, o que lhe permitiu ampliar sua atuação a partir de parcerias e aquisições de ativos no Brasil e no exterior. UNILEVER - Margarinas Valinhos - SP Aquisição de marcas e uma Joint Venture R$ 75 milhões Novos Negócios PLUSFOOD - Processamento de Carnes Reino Unido, Holanda e Romênia Aquisição de 3 unidades industrais Conclusão em R$ 45 milhões BOVINOS Mirassol D Oeste - MT Aquisição de Unidade Industrial R$ 110 milhões MAR ABR MAI JUN JUL Expansão SINO DOS ALPES - Industrializados Bom Retiro do Sul - RS Aquisição de Unidade Industrial R$ 6 milhões COMPLEXO AGROINDUSTRIAL - Aves especiais Peru Mineiros - GO Inauguração da unidade R$ 240 milhões 8

13 Com isso, a Perdigão cumpriu também etapas fundamentais para se tornar uma empresa de classe mundial, crescendo e expandindo suas operações de forma globalizada, utilizando para isso a vantagem competitiva do know-how em refrigerados e congelados para diminuir riscos e custos de seus processos produtivos. Em 2008, a Empresa manterá sua linha estratégica, concentrando esforços na consolidação dos negócios já implementados, captando sinergias e desenvolvendo a cultura corporativa para os novos segmentos de atuação. INVESTIMENTOS Os investimentos em 2007 totalizaram R$ 857,4 milhões, valor 34,6% superior ao investido em Desse total, 41% foram destinados a aquisições, 30% à viabilização de novos projetos e linhas de produção, 19% foram direcionados às melhorias e produtividade demandadas pelo crescimento orgânico da Companhia, INVESTIMENTOS R$ milhões e 10%, aplicados no Complexo Agroindustrial de Mineiros. No ano, também foram direcionados mais R$ 126,1 milhões de investimentos do capital de giro para o ativo imobilizado devido à reclassificação das matrizes de aves e suínos, que anteriormente eram contabilizadas como estoques BATÁVIA - Lácteos Bom Conselho - PE Construção de Unidade meses R$ 70 milhões ELEVA - Lácteos e Carnes Argentina, BA, GO, MS, SP e RS Aquisição de 100% da Companhia (46% caixa e 54% incorporação de ações). Conclusão em R$ milhões BATÁVIA - Lácteos Carambei - PR/Concórdia - SC Aquisição da participação minoritária R$ 155 milhões AGO SET OUT NOV DEZ PARAíSO AGROINDUSTRIAL - Frigorífico de Aves e Fábrica de Rações Jataí- GO Aquisição de unidade industrial R$ 29 milhões UNIDADE DE CARNES PROCESSADAS Bom Conselho -PE Construção de Unidade (18-24 meses) R$ 100 milhões AMPLIAÇÃO DE NOVA MUTUM Nova Mutum-MT Aumento da capacidade produtiva R$ 130 milhões 9

14 PERSPECTIVAS Para uma empresa com visão de curto, médio e longo prazo, delinear as ações e os empreendimentos futuros é, ao mesmo tempo, um exercício de revisão das prioridades e redirecionamento de foco. Após um ano de avanços significativos, a Perdigão reafirma para 2008 seu compromisso de continuar em busca de um crescimento sustentável, ocupando posições ainda mais relevantes nos mercados nacionais e internacionais de alimentos. Para isso, a Empresa concentrará esforços na consolidação das aquisições e ampliações realizadas em 2007, sem, no entanto, deixar de viabilizar a concretização de novos negócios, projetar novos investimentos e expandir sua amplitude de atuação dentro e fora do País. As premissas de crescimento para 2008 contemplam a incorporação dos novos negócios e as aquisições realizadas, o prosseguimento dos planos de internacionalização delineados, e a expansão projetada no plano estratégico Baseados no cenário macroeconômico vivenciado, a Perdigão espera os seguintes incrementos em 2008, considerando o pro forma consolidado para a Perdigão, Eleva e Plusfood em 2007: crescimento em torno de 13% dos volumes totais comercializados de carnes e outros produtos processados, prevendo um aumento de aproximadamente 15% para o mercado interno e de cerca de 10% para os volumes do mercado externo; incremento de aproximadamente 40% para os volumes dos produtos lácteos; investimentos em Capex de aproximadamente R$ 800 milhões, sem considerar investimentos em aquisições ou novos negócios; investimentos de aproximadamente R$ 140 milhões de matrizes de aves e suínos. Considerando o crescimento consolidado na Perdigão, em 2008 comparado com 2007, os volumes de carnes crescerão em torno de 39% e os lácteos, 340%, com a incorporação da Eleva e da Plusfood a partir do primeiro trimestre de PERSPECTIVAS PRO FORMA CONSOLIDADO (1) CRESCIMENTO EMPRESAS PERDIGÃO (2) VOLUMES TOTAIS: CARNES E OUTROS PRODUTOS PROCESSADOS (REFRIGERADOS) 13% 39% MERCADO INTERNO 15% 40% MERCADO EXTERNO 10% 39% LÁCTEOS: 40% 340% INVESTIMENTOS INVESTIMENTOS EM MATRIZES R$ 800 MILHÕES R$ 140 MILHÕES (1) Premissa aproximada de crescimento para 2008, considerando o pro forma consolidado para a Perdigão, Eleva e Plusfood em (2) Considerando o crescimento consolidado na Perdigão em 2008 comparado com

15 MERCADO INTERNO Considerando as perspectivas conjunturais favoráveis, como a tendência de melhoria no nível de renda dos brasileiros e a manutenção do crescimento da empregabilidade, as expectativas para o mercado interno em 2008 são positivas: crescimento de 15% nos volumes comercializados de aves, suínos, bovinos e produtos processados de carnes, com desempenho superior ao mercado brasileiro; expansão na comercialização de produtos processados de maior valor agregado como presuntos, massas, pizzas, pratos prontos congelados; ampliação nas vendas de produtos lácteos; com expectativa de crescimento de 40%; Incorporação e incremento de vendas de margarinas, cuja atividade foi adquirida em agosto de MERCADO EXTERNO A Perdigão aposta no ingresso em novos mercados, incentivada por diversas conquistas como a melhoria do desempenho em serviços, a aquisição da Plusfood, a certificação de unidades industriais para o mercado europeu e a queda das barreiras comerciais impostas por órgãos internacionais aos produtos brasileiros. Entre as principais metas, destacam-se: aumento de 10% para os volumes totais de aves, suínos, bovinos e produtos processados de carne destinados ao exterior, sobretudo à Europa e ao Oriente Médio; redução da participação do volume de exportação de produtos in natura, com aumento proporcional do volume de produtos processados; incremento na exportação de itens especificamente direcionados aos segmentos de varejo e food service no mercado europeu; expansão na base de clientes internacionais, incluindo a melhoria de mix no portfolio de vendas. GESTÃO FINANCEIRA Garantir liquidez e rentabilidade a seus acionistas e investidores é o principal fator que mobiliza a Perdigão para a gestão transparente dos recursos captados no mercado. Em 2008, a Empresa manterá a política de aplicação do capital de forma equilibrada, se protegendo e adotando uma postura proativa frente a fatores externos que possam desestabilizar as receitas, tais como: proteção contra a volatilidade do preço dos grãos; acompanhamento permanente da taxa de juros; medidas de redução de riscos frente às moedas estrangeiras as quais a Empresa está exposta; adoção de operações de proteção às volatilidades das exposições cambiais e de taxas de juros; incorporação das atividades financeiras da Eleva aos padrões da Companhia. GESTÃO OPERACIONAL Manter os investimentos em capacidade de produção adicional, dar continuidade à ampliação das linhas de produtos de maior valor agregado, fazer novas aquisições ou projetar a construção de novas unidades industriais e expandir a malha logística para absorver os volumes resultantes dos novos negócios. Esses serão os pilares da gestão operacional da Perdigão em Entre as medidas concretas nesse sentido estão previstas: construção do Complexo Agroindustrial de Bom Conselho (PE), composto por uma unidade de laticínios, uma fábrica de produtos embutidos e um novo centro de distribuição; aquisição ou projeção de uma nova unidade dedicada ao negócio bovinos, com o objetivo de atingir a meta de 6 mil cabeças/dia, até construção de um novo centro de distribuição em São Paulo (SP) e em Bom Conselho (PE) e conclusão das obras de ampliação dos CDs de Salvador (BA), Rio Verde (GO) e Fortaleza (CE). GESTÃO DE CUSTOS A Perdigão investirá no aprimoramento de sua estrutura de custos, aumentando a eficiência das operações por meio de economias de escala proporcionadas pela atuação em mercados sinérgicos e complementares. Além dessa medida central, serão destaque em 2008: priorização dos investimentos na região Centro-oeste do Brasil, em função da disponibilidade de matérias-primas, terras, mão-deobra, condições climáticas favoráveis e demais características que permitem minimizar os custos de produção; implementação de novas tecnologias a fim de racionalizar as atividades, otimizar a utilização dos ativos de produção e de distribuição; manter o controle rigoroso das despesas, ampliando o alcance do orçamento matricial. 11

16 Eficiência

17 A Perdigão manteve sua trajetória de crescimento apresentada nos últimos anos, com foco no aumento da eficiência e na consolidação de sua participação nos mercados interno e externo, para garantir um ciclo virtuoso para os próximos anos.

18 ANÁLISE DO SETOR A performance dos mercados continuou bastante positiva no PANORAMA MUNDIAL DE AVES (1) Mil toneladas Ready to cook equivalente período. O mercado interno foi MAIORES PRODUTORES MAIORES EXPORTADORES favorecido pelo crescimento da renda real e pela política de controle de taxa básica de juros. Esse cenário refletiu na melhora do consumo, incluindo os bens não duráveis. O aumento da demanda internacional por produtos cárneos e lácteos do Brasil, com preços mais elevados, apesar da apreciação do real frente ao dólar norte-americano, contribuiu EUA China Brasil UE-25 México Índia Rússia Argentina Outros Brasil EUA UE 25 China Tailândia Argentina Outros 2008(3) 2007(2) para um excelente desempenho das exportações brasileiras. 2008(3) 2007(2) Fonte: USDA (nov. 2007) (1) Frangos, aves especiais e perus (2) Dados preliminares (3) Projeção EXPORTAÇÕES imposto por importadores, e confirma As exportações brasileiras de a forte demanda mundial por proteína carne de frango totalizaram 3,3 animal e de origem brasileira. milhões de toneladas em Tal montante representou um aumento de 21% na comparação com 2006, segundo a ABEF. As exportações PANORAMA MUNDIAL DE SUÍNOS Mil toneladas - Peso em equivalente carcaça MAIORES PRODUTORES MAIORES EXPORTADORES brasileiras de carne suína apresentaram aumento de 15%, para 606 mil toneladas em 2007, de acordo com a ABIPECS. As exportações de carne bovina aumentaram 1,1%, para 1,6 milhão de toneladas no mesmo período, conforme dados da SECEX. Ainda segundo a SECEX, as China UE 27 EUA Brasil Rússia Canadá Outros EUA UE 27 Canadá Brasil China Chile Outros exportações brasileiras de leite em pó totalizaram 45,9 mil toneladas, 2008(2) 2007(1) 2008(2) 2007(1) 119% superior ao acumulado do ano anterior. Esse aumento reflete a gradativa recuperação de alguns Fonte: USDA (nov. 2007) (1) Dados preliminares (2) Projeção desses mercados, após o embargo 14

19 CONSUMO INTERNO A renda real no acumulado de janeiro a dezembro de 2007 subiu 3,2% PANORAMA MUNDIAL DE BOVINOS Mil toneladas Peso em equivalente carcaça em relação ao mesmo período do ano MAIORES PRODUTORES MAIORES EXPORTADORES anterior, o que favoreceu o aumento do consumo de alimentos. Com o incremento do nível da população ocupada, a massa salarial elevou-se em 6,2%, segundo dados do IBGE. Os produtos congelados de carnes cresceram 8,3% e as massas congeladas tiveram incremento de 13,5% em Os industrializados de carnes aumentaram 8,9%, as pizzas EUA Brasil China UE 27 Argentina Índia Outros 2008(2) 2007(1) Brasil Austrália Índia EUA Canadá Argentina Nova Zelândia Uruguai Outros congeladas 14,6%, o mercado de margarina apresentou uma retração de 2008(2) 2007(1) 1,5% e os produtos lácteos cresceram 3,3% no acumulado em 2007, de acordo Fonte: USDA (nov. 2007) (1) Dados preliminares (2) Projeção com os dados da AC Nielsen. SOJA Ponta Grossa PR 45,00 R$/saca de 60 kg 40,00 35,00 30,00 44,80 25,00 dez.04 mar.05 jun.05 out.05 dez.05 mar.06 jun.06 set.06 dez.06 mar.07 jun.07 set.07 dez.07 Var. 2007/2006 = 24,3% MILHO Cascavel PR R$/saca de 60 kg 30,00 26,00 22,00 18,00 14,00 29,10 10,00 dez.04 mar.05 abr.05 jun.05 ago.05 out.05 dez.05 fev.06 abr.06 jun.06 ago.06 out.06 dez.06 fev.07 abr.07 jun.07 ago.07 out.07 dez.07 Var. 2007/2006 = 37,3% 15

20 MATÉRIAS-PRIMAS Nos Estados Unidos, a safra de milho 2007/08 ficou em 332,1 milhões de toneladas, 25% superior à safra anterior (USDA, fev/08). Devido ao crescimento do consumo de milho para produção de etanol, os estoques norte-americanos do grão permanecerão estáveis apesar da safra recorde. Já no caso da soja, a safra 2007/08 norte-americana ficou em 70,4 milhões de toneladas, 18,6% menor que a safra anterior, em função de uma maior destinação de área cultivada para o milho. No Brasil, a safra 2007/08, com previsão de colheita a partir de fev/08, está estimada em 53,6 milhões de toneladas, 4,3% acima de acordo com o último levantamento da Conab (fev/08), que estima para a soja 58,5 milhões de toneladas, 0,2% acima para a safra 2007/08. Os principais fatores que elevaram os preços do milho e da soja nos últimos meses foram: alta do preço do trigo, alta do preço do petróleo, crescimento da demanda por commodities acima do crescimento da produção e forte atuação de fundos de investimento, especulando o mercado. No caso do leite, a produção mundial não tem acompanhado o aumento da demanda. No entanto, diferentemente do ocorrido no 3º trimestre de 2007, a entrada da safra brasileira do leite, reforçada pelos altos preços anteriormente praticados, fez as cotações caírem, mesmo com aumentos das exportações brasileiras de lácteos (especialmente leite em pó) e dos elevados preços atingidos no mercado internacional. Os preços médios do leite in natura acumularam alta de 32% em 2007 sobre os de 2006, segundo dados do CEPEA. Os preços do boi gordo no mercado interno brasileiro, igualmente às demais commodities, também sofreram forte alta. Em 2007, os preços médios ficaram 15% superiores aos de 2006, segundo dados do CEPEA. O elevado abate de matrizes bovinas nos últimos cinco anos e o número preliminar do IBGE (Censo Agropecuário 2007) de um rebanho bovino inferior ao projetado, mais a reversão do ciclo pecuário, devem manter pressão de alta sobre os preços para o 1º trimestre de 2008, apesar da entrada da safra do boi. DESEMPENHO OPERACIONAL PRODUÇÃO A premissa da Perdigão de diluir os riscos das suas operações dando maior foco aos produtos processados de maior valor agregado em relação aos produtos in natura, tanto no mercado interno quanto no externo, mudou a dinâmica de participação dos itens industrializados no volume de produção e na geração de receitas da Companhia em O volume de abate de aves foi de 627,3 milhões de cabeças, 14,6% superior a 2006; em suínos e bovinos, o total produzido foi de 3.774,7 mil cabeças, 3,3% a mais do que no ano anterior. O volume total de produtos frigorificados de carnes registrou a marca de 1.482,9 mil toneladas, o que significou um aumento total de 11,4%. A produção de margarinas está considerada nos Outros Produtos Processados, justificando o aumento de 29,2% no ano. 16

LUCRO DA PERDIGÃO CRESCE 174% EM 2007. Novos negócios respaldaram o bom desempenho operacional da empresa

LUCRO DA PERDIGÃO CRESCE 174% EM 2007. Novos negócios respaldaram o bom desempenho operacional da empresa LUCRO DA PERDIGÃO CRESCE 174% EM 2007 Novos negócios respaldaram o bom desempenho operacional da empresa A Perdigão encerrou 2007 com faturamento bruto de R$ 7,8 bilhões, valor 27,6% superior ao registrado

Leia mais

Necessidade de visto para. Não

Necessidade de visto para. Não País Necessidade de visto para Turismo Negócios Afeganistão África do Sul Albânia, Alemanha Andorra Angola Antígua e Barbuda Arábia Saudita Argélia. Argentina Ingresso permitido com Cédula de Identidade

Leia mais

Quadro Geral de Regime de Vistos para a Entrada de Estrangeiros no Brasil

Quadro Geral de Regime de Vistos para a Entrada de Estrangeiros no Brasil Quadro Geral de Regime de Vistos para a Entrada de Estrangeiros no Brasil País Afeganistão África do Sul Albânia Alemanha Andorra Angola Antígua e Barbuda Arábia Saudita Argélia Argentina Armênia Austrália

Leia mais

EMPRESAS PERDIGÃO RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO- 3º trimestre de 2002

EMPRESAS PERDIGÃO RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO- 3º trimestre de 2002 EMPRESAS PERDIGÃO RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO- 3º trimestre de 2002 Senhores Acionistas, A conjuntura política nacional continuou gerando turbulências no mercado, aumentando significativamente o risco do

Leia mais

Exportações Brasileiras de Carne Bovina Brazilian Beef Exports. Fonte / Source: SECEX-MDIC

Exportações Brasileiras de Carne Bovina Brazilian Beef Exports. Fonte / Source: SECEX-MDIC Categorias / Products:, INDUSTRIALIZADA / PROCESSED,,, 1 de 16 2000 1999 %(2000x1999) Janeiro / January US$ (000) US$/Ton 25.537 9.793 2.608 15.392 4.375 3.518 66% 124% -26% INDUSTRIALIZADA / PROCESSED

Leia mais

BRF- Brasil Foods Conferência Santander Janeiro 2011

BRF- Brasil Foods Conferência Santander Janeiro 2011 BRF- Brasil Foods Conferência Santander Janeiro 2011 Os resultados do terceiro trimestre de 2010 consolidam as Empresas BRF - Brasil Foods S.A. e Sadia S.A. (subsidiária integral). Os resultados da Sadia

Leia mais

Argentina Dispensa de visto, por até 90 dias Dispensa de visto, por até 90 dias. Entrada permitida com Cédula de Identidade Civil

Argentina Dispensa de visto, por até 90 dias Dispensa de visto, por até 90 dias. Entrada permitida com Cédula de Identidade Civil PAÍS Visto de Turismo Visto de Negócios Observação Afeganistão Visto exigido Visto exigido África do Sul Dispensa de visto, por até 90 dias Dispensa de visto, por até 90 dias Albânia Dispensa de visto,

Leia mais

Contexto Operacional. Operação. Receita Líquida. 12,9 bilhões. Composição da Receita Consolidada (%)

Contexto Operacional. Operação. Receita Líquida. 12,9 bilhões. Composição da Receita Consolidada (%) 103 Contexto Operacional A seguir seguem os comentários sobre o desempenho da S.A. referentes ao exercício de 2014. Com intuito de proporcionar a visibilidade anual dos resultados, tais comentários são

Leia mais

Relatório da Administração 3º trimestre de 2009 Senhores Acionistas,

Relatório da Administração 3º trimestre de 2009 Senhores Acionistas, Relatório da Administração 3º trimestre de 2009 Senhores Acionistas, A BRF Brasil Foods S.A., resultado do Acordo de Associação realizado em 19 de maio de 2009, entre a Perdigão e a Sadia, concluiu no

Leia mais

Nosso crescimento alimenta o mundo

Nosso crescimento alimenta o mundo Nosso crescimento alimenta o mundo Perdigão Relatório Anual de Sustentabilidade 2008 Traçando o caminho de uma empresa global Ampla linha de produtos com qualidade reconhecida no mercado nacional e em

Leia mais

Os resultados do segundo trimestre e primeiro semestre de 2014 consolidam as Empresas BRF S.A.

Os resultados do segundo trimestre e primeiro semestre de 2014 consolidam as Empresas BRF S.A. BRF RESULTADOS 2T14 Os resultados do segundo trimestre e primeiro semestre de 2014 consolidam as Empresas BRF S.A. As declarações contidas neste relatório relativas à perspectiva dos negócios da Empresa,

Leia mais

Es t i m a t i v a s

Es t i m a t i v a s Brasileiros no Mundo Es t i m a t i v a s Ministério das Relações Exteriores - MRE Subsecretaria Geral das Comunidades Brasileiras no Exterior - SGEB Departamento Consular e de Brasileiros no Exterior

Leia mais

Mercado internacional da carne bovina: a visão da indústria

Mercado internacional da carne bovina: a visão da indústria VII Seminário ABMR&A da Cadeia Produtiva de Carne Bovina Feicorte 2007 Mercado internacional da carne bovina: a visão da indústria Médica Veterinária Andréa Veríssimo M. Appl. Sc. Farm Management Lincoln

Leia mais

L A E R T E J. S I L V A

L A E R T E J. S I L V A MINISTÉRIO DAS RELAÇÕES EXTERIORES Subsecretaria-Geral das Comunidades Brasileiras no Exterior Departamento de Imigração e Assuntos Jurídicos Divisão de Imigração Quadro Geral de Regime de Vistos para

Leia mais

A aceleração da inflação de alimentos é resultado da combinação de fatores:

A aceleração da inflação de alimentos é resultado da combinação de fatores: SEGURIDADE ALIMENTARIA: apuesta por la agricultura familiar Seminario: Crisis alimentaria y energética: oportunidades y desafios para América Latina e el Caribe O cenário mundial coloca os preços agrícolas

Leia mais

Luiz Fernando Rolla. Diretor de Finanças, Relações com Investidores e Controle de Participações

Luiz Fernando Rolla. Diretor de Finanças, Relações com Investidores e Controle de Participações Luiz Fernando Rolla Diretor de Finanças, Relações com Investidores e Controle de Participações Nossa base de acionistas assegura liquidez América do Norte Canadá Estados Unidos México Europa Luxemburgo

Leia mais

Quadro Geral de Regime de Vistos para a Entrada de Estrangeiros no Brasil (Atualizado em 07/02/2013) Legenda

Quadro Geral de Regime de Vistos para a Entrada de Estrangeiros no Brasil (Atualizado em 07/02/2013) Legenda Ministério das Relações Exteriores Subsecretaria-Geral das Comunidades Brasileiras no Exterior Departamento de Imigração e Assuntos Jurídicos Divisão de Imigração Quadro Geral de Regime de Vistos para

Leia mais

Entrance Visas in Brazil ( Updating on 01/11/2013 )

Entrance Visas in Brazil ( Updating on 01/11/2013 ) Entrance Visas in Brazil ( Updating on 01/11/2013 ) Legend # Entrance allowed by presenting Civil Identity Card * - Maximum stay of 90 days every 180 days For more informations: Phone: +55 11 2090-0970

Leia mais

Brasil como maior exportador mundial de carne bovina: conquistas e desafios

Brasil como maior exportador mundial de carne bovina: conquistas e desafios Brasil como maior exportador mundial de carne bovina: conquistas e desafios João Ricardo Albanez Superintendente de Política e Economia Agrícola, Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento de

Leia mais

Resultados 1 o Trimestre 2003

Resultados 1 o Trimestre 2003 Resultados 1 o Trimestre 2003 01. Highlights Em R$ milhões 1º Trim. 03 % ROL 1º Trim. 02 % ROL Var. % Faturamento Bruto Mercado Interno Exportações Lucro Bruto Resultado antes das Financeiras Resultado

Leia mais

Quadro Geral de Regime de Vistos para a Entrada de Estrangeiros no Brasil (Atualizado em 14/05/2014) Legenda

Quadro Geral de Regime de Vistos para a Entrada de Estrangeiros no Brasil (Atualizado em 14/05/2014) Legenda Ministério das Relações Exteriores Subsecretaria-Geral das Comunidades Brasileiras no Exterior Departamento de Imigração e Assuntos Jurídicos Divisão de Imigração Quadro Geral de Regime de Vistos para

Leia mais

INDÚSTRIA DE ALIMENTAÇÃO ANIMAL

INDÚSTRIA DE ALIMENTAÇÃO ANIMAL INDÚSTRIA DE ALIMENTAÇÃO ANIMAL Em 2011: Registrou incremento de 5,2% Em 2011, o setor cresceu 5,2%, movimentou R$ 40 bilhões em insumos e produziu 64,5 milhões de toneladas de ração e 2,35milhões de suplementos

Leia mais

Conjuntura Macroeconômica e Setorial

Conjuntura Macroeconômica e Setorial Conjuntura Macroeconômica e Setorial O ano de 2012 foi um ano desafiador para a indústria mundial de carnes. Apesar de uma crescente demanda por alimentos impulsionada pela contínua expansão da renda em

Leia mais

JBS DAY Apresentação dos Resultados do 3T13 14 de Novembro de 2013

JBS DAY Apresentação dos Resultados do 3T13 14 de Novembro de 2013 JBS DAY Apresentação dos Resultados do 3T13 14 de Novembro de 2013 Apresentadores Wesley Batista Presidente Global da JBS André Nogueira Presidente da JBS USA Miguel Gularte Presidente da JBS Mercosul

Leia mais

RESUMO GERAL Atualizada até 31/12/2012

RESUMO GERAL Atualizada até 31/12/2012 Gabinete do Ministro - GM Coordenação Geral de Imigração - CGIg Atualizado até 30/09/2011 RESUMO GERAL Atualizada até 31/12/2012 1 Gabinete do Ministro - GM Coordenação Geral de Imigração - CGIg Autorizações

Leia mais

RESUMO GERAL Atualizada até 30/09/2012

RESUMO GERAL Atualizada até 30/09/2012 Gabinete do Ministro - GM Coordenação Geral de Imigração - CGIg Atualizado até 30/09/2011 RESUMO GERAL Atualizada até 30/09/2012 1 Gabinete do Ministro - GM Coordenação Geral de Imigração - CGIg Autorizações

Leia mais

BRASIL FOODS - BRF MAIO 2012

BRASIL FOODS - BRF MAIO 2012 BRASIL FOODS - BRF MAIO 2012 Os resultados do primeiro trimestre de 2012 consolidam as Empresas BRF - Brasil Foods S.A. e Sadia S.A. (subsidiária integral). Os resultados da Sadia passaram a ser consolidados

Leia mais

O resultado do terceiro trimestre consolida as Empresas BRF S.A.

O resultado do terceiro trimestre consolida as Empresas BRF S.A. BRF DAY 2014 O resultado do terceiro trimestre consolida as Empresas BRF S.A. As declarações contidas neste relatório relativas à perspectiva dos negócios da Empresa, às projeções e resultado e ao potencial

Leia mais

DDI VIA EMBRATEL Relação de países e seus respectivos códigos de acesso

DDI VIA EMBRATEL Relação de países e seus respectivos códigos de acesso PAIS CODIGO ACESSO DDI AFEGANISTAO 93 N AFRICA DO SUL 27 S ALASCA 1 S ALBANIA 355 S ALEMANHA 49 S ANDORRA 376 S ANGOLA 244 S ANGUILLA 1 S ANT.HOLANDESAS 599 S ANTIGUA 1 S ARABIA SAUDITA 966 S ARGELIA 213

Leia mais

o Diretor Executivo da Fundação de Apoio à Pesquisa e Desenvolvimento - FAPED, no uso de suas atribuições legais,

o Diretor Executivo da Fundação de Apoio à Pesquisa e Desenvolvimento - FAPED, no uso de suas atribuições legais, Deliberação 01 de 23 de fevereiro de 2015. o Diretor Executivo da Fundação de Apoio à Pesquisa e Desenvolvimento - FAPED, no uso de suas atribuições legais, CONSIDERANDO o que dispõe a Lei n." 8.958, de

Leia mais

PERFIL DO AGRONEGÓCIO MUNDIAL SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO

PERFIL DO AGRONEGÓCIO MUNDIAL SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO PERFIL DO AGRONEGÓCIO MUNDIAL SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO Março/2013 2 ÍNDICE 03. Apresentação 04. População Mundial 05. População ocupada 06. PIB Mundial 07. PIB per capita Mundial 08. Exportação Mundial

Leia mais

ÁREA DE MILHO CRESCEU 4,9% NA SAFRA 2012/2013, A MAIOR DESDE 1937, INDICANDO QUE O PAÍS COLHERIA UMA SAFRA RECORDE ESTE ANO

ÁREA DE MILHO CRESCEU 4,9% NA SAFRA 2012/2013, A MAIOR DESDE 1937, INDICANDO QUE O PAÍS COLHERIA UMA SAFRA RECORDE ESTE ANO GRÃOS: SOJA, MILHO, TRIGO e ARROZ TENDÊNCIAS DOS MERCADOS PARA 2012/2013 NO BRASIL E NO MUNDO Carlos Cogo Setembro/2012 PRODUÇÃO MUNDIAL DEVE RECUAR 4,1% NA SAFRA 2012/2013 ESTOQUES FINAIS MUNDIAIS DEVEM

Leia mais

Financiamento ao Agronegócio. Internacionalização da Agroindústria

Financiamento ao Agronegócio. Internacionalização da Agroindústria Financiamento ao Agronegócio Internacionalização da Agroindústria BRF Visão Geral BRF Principais Key Brands Marcas Dados Financeiros 3 Uma das maiores empresas de alimentos do Brasil e do mundo 7 a maior

Leia mais

Relatório Analítico 27 de março de 2012

Relatório Analítico 27 de março de 2012 VENDA Código de Negociação Bovespa TGM A3 Segmento de Atuação Principal Logística Categoria segundo a Liquidez 2 Linha Valor de M ercado por Ação (R$) 29,51 Valor Econômico por Ação (R$) 32,85 Potencial

Leia mais

1.a. Atividades principais concepção, produção, desenvolvimento e distribuição de bens duráveis e produtos profissionais. São três as suas divisões:

1.a. Atividades principais concepção, produção, desenvolvimento e distribuição de bens duráveis e produtos profissionais. São três as suas divisões: Electrolux AB 1. Principais Características Matriz: Electrolux AB Localização: Estocolmo, Suécia Ano de fundação: 1901 Internet: www.electrolux.com Faturamento (2000): US$ 11.537 mi Empregados (2000):

Leia mais

INFORMAÇÕES CONSOLIDADAS 1T14

INFORMAÇÕES CONSOLIDADAS 1T14 Caxias do Sul, 12 de maio de 2014 - A Marcopolo S.A. (BM&FBOVESPA: POMO3; POMO4), divulga os resultados do primeiro trimestre de 2014 (1T14). As demonstrações financeiras são apresentadas de acordo com

Leia mais

Paraná Cooperativo EDIÇÃO ESPECIAL EXPORTAÇÕES Informe Diário nº 2.092 Sexta-feira, 08 de maio de 2009 Assessoria de Imprensa da Ocepar/Sescoop-PR

Paraná Cooperativo EDIÇÃO ESPECIAL EXPORTAÇÕES Informe Diário nº 2.092 Sexta-feira, 08 de maio de 2009 Assessoria de Imprensa da Ocepar/Sescoop-PR Paraná Cooperativo EDIÇÃO ESPECIAL EXPORTAÇÕES Informe Diário nº 2.092 Sexta-feira, 08 de maio de 2009 Assessoria de Imprensa da Ocepar/Sescoop-PR EXPORTAÇÕES DAS COOPERATIVAS NO AGRONEGÓCIO EM 1. RESULTADO

Leia mais

Performance Econômico-Financeira

Performance Econômico-Financeira p. 46 Relatório Anual 2011 Performance Econômico-Financeira A receita líquida em 2011 foi de R$ 21,9 bilhões, 37,8% superior em relação aos R$ 15,9 bilhões registrados em 2010. O crescimento orgânico da

Leia mais

Preçário dos Cartões Telefónicos PT

Preçário dos Cartões Telefónicos PT Preçário dos Cartões Telefónicos PT Cartão Telefónico PT 5 e (Continente)... 2 Cartão Telefónico PT 5 e (Região Autónoma dos Açores)... 6 Cartão Telefónico PT 5 e (Região Autónoma da Madeira)... 10 Cartão

Leia mais

APIMEC. 23 de outubro de 2008

APIMEC. 23 de outubro de 2008 APIMEC 23 de outubro de 2008 1 Importante As informações e declarações sobre eventos futuros estão sujeitas a riscos e incertezas, as quais têm como base estimativas e suposições da Administração e informações

Leia mais

Mercado do Boi Gordo

Mercado do Boi Gordo Mercado do Boi Gordo Perspectivas para os próximos anos SIC Esteio - RS Agosto 2006 Fabiano R. Tito Rosa Scot Consultoria Índice 1. Brasil: país pecuário 2. Comportamento dos preços internos 3. Perspectivas

Leia mais

COMÉRCIO EXTERIOR BRASILEIRO 2012 (JANEIRO)

COMÉRCIO EXTERIOR BRASILEIRO 2012 (JANEIRO) Ministério das Relações Exteriores - MRE Departamento de Promoção Comercial e Investimentos - DPR Divisão de Inteligência Comercial - DIC COMÉRCIO EXTERIOR BRASILEIRO 2012 (JANEIRO) MRE-DPR JANEIRO/2012

Leia mais

Reestruturação operacional reduz os custos e as despesas operacionais, proporcionando Ebitda de R$ 2,4 milhões.

Reestruturação operacional reduz os custos e as despesas operacionais, proporcionando Ebitda de R$ 2,4 milhões. Última Cotação em 30/09/2013 FBMC4 - R$ 43,90 por ação Total de Ações: 726.514 FBMC3: 265.160 FBMC4: 461.354 Valor de Mercado (30/09/2013): R$ 31.893,9 milhões US$ 14.431,7 milhões São Bernardo do Campo,

Leia mais

Introdução... 14. 1. Brasões de Armas da África... 16 1.1. África do Sul... 16

Introdução... 14. 1. Brasões de Armas da África... 16 1.1. África do Sul... 16 Sumário Introdução... 14 1. Brasões de Armas da África... 16 1.1. África do Sul... 16 1.1.1. Brasões de Armas da África do Sul... 18 1.1.2. Brasão de armas e Botswana... 23 1.1.3. Brasão de armas do Lesoto...

Leia mais

Figura 01 - Evolução das exportações de suínos de Santa Catarina no período de 2010 a 2014 - US$ Milhões.

Figura 01 - Evolução das exportações de suínos de Santa Catarina no período de 2010 a 2014 - US$ Milhões. Crise na Ucrânia: dificuldades e potencialidades para o setor de carne suína e milho em Santa Catarina Glaucia Padrão, Dr.ª Analista de Economia, Epagri/Cepa Reney Dorow, Msc. Analista de Mercado, Epagri/Cepa

Leia mais

GRUPO DE ECONOMIA / FUNDAP

GRUPO DE ECONOMIA / FUNDAP O mercado de câmbio brasileiro, no primeiro bimestre de 2014 Grupo de Economia / Fundap O ano de 2014 começou com um clima bem agitado nos mercados financeiros internacionais, com o anúncio feito pelo

Leia mais

Milho Perspectivas do mercado 2011/12

Milho Perspectivas do mercado 2011/12 MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SECRETARIA DE POLÍTICA AGRÍCOLA Milho Perspectivas do mercado 2011/12 março de 2012 Milho - Oferta e Demanda - Mundo milhões de t. Safras 2008/09 2009/10

Leia mais

MANUAL PROGRAMA DE ESTÁGIO IAESTE 2009/2010

MANUAL PROGRAMA DE ESTÁGIO IAESTE 2009/2010 MANUAL PROGRAMA DE ESTÁGIO IAESTE 2009/2010 Caro Participante, Seja bem-vindo ao Programa de intercâmbio de estágio oferecido mundialmente pela IAESTE! Leia atentamente este manual. Ele contém todas as

Leia mais

ANÁLISE DAS EXPORTAÇÕES MATO-GROSSENSES Janeiro a Dezembro / 2007

ANÁLISE DAS EXPORTAÇÕES MATO-GROSSENSES Janeiro a Dezembro / 2007 ANÁLISE DAS EXPORTAÇÕES MATO-GROSSENSES / 2007 1- Balança Comercial Mato Grosso continua tendo superávit na Balança Comercial registrando em 2007 um expressivo saldo de US$ 4,38 bilhões valor que representa

Leia mais

APIMEC-MG Belo Horizonte 26 de agosto de 2009

APIMEC-MG Belo Horizonte 26 de agosto de 2009 APIMEC-MG Belo Horizonte 26 de agosto de 2009 1 1 Ressalvas As informações e declarações sobre eventos futuros estão sujeitas a riscos e incertezas, as quais têm como base estimativas e suposições da Administração

Leia mais

Carlos Eduardo Rocha Paulista Grupo JBS S/A. Desafio da Industria Brasileira

Carlos Eduardo Rocha Paulista Grupo JBS S/A. Desafio da Industria Brasileira Carlos Eduardo Rocha Paulista Grupo JBS S/A Desafio da Industria Brasileira Carlos Eduardo Rocha Paulista Zootecnista FAZU Msc. Melhoramento Genético UNESP MBA em Marketing FEA USP AUSMEAT Curso de Formação

Leia mais

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos CARNE BOVINA NOVEMBRO DE 2015

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos CARNE BOVINA NOVEMBRO DE 2015 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos CARNE BOVINA NOVEMBRO DE 2015 PRODUTOS PARTICIPAÇÃO NA PRODUÇÃO Produção de carnes NACIONAL - USDA - mil ton DO COMPLEXO CARNES - 2014 Carne Bovina

Leia mais

INDICADORES FINANCEIROS

INDICADORES FINANCEIROS Relatório 2014 Um Olhar para o Futuro DESEMPENHO ECONÔMICO ECONÔMICA www.fibria.com.br/r2014/desempenho-economico/ 126 INDICADORES FINANCEIROS A Fibria encerrou 2014 com lucro líquido de R$ 163 milhões,

Leia mais

mídiakit www.tvgazeta.com.br

mídiakit www.tvgazeta.com.br mídiakit www.tvgazeta.com.br JUNHO / 2015 #HISTÓRIA Fundada no aniversário da cidade de São Paulo, a TV Gazeta fala com uma metrópole globalizada com a intimidade de quem esteve presente na vida e no coração

Leia mais

"Faça tudo o mais simples possível, mas com qualidade." (Adaptado livremente de A. Einstein)

Faça tudo o mais simples possível, mas com qualidade. (Adaptado livremente de A. Einstein) Fácil assim. 12345 "Faça tudo o mais simples possível, mas com qualidade." (Adaptado livremente de A. Einstein) 12345 Tudo é mais fácil com Lenze. O forte dinamismo dos tempos atuais o coloca em confronto

Leia mais

CONJUNTURA ECONÔMICA

CONJUNTURA ECONÔMICA CONJUNTURA ECONÔMICA A conjuntura econômica do último mês foi marcada por aceleração dos principais índices de inflação em todo Brasil. Em janeiro, o IPCA avançou 1,24% em nível de Brasil, esta foi a maior

Leia mais

JURANDI MACHADO - DIRETOR. Cenário Carnes 2014/2015

JURANDI MACHADO - DIRETOR. Cenário Carnes 2014/2015 JURANDI MACHADO - DIRETOR Cenário Carnes 2014/2015 Oferta e Demanda de Carne Suína CARNE SUÍNA 2014 (a)* no Mundo (Mil toneladas) 2015 (b)* Var % (b/a) PRODUÇÃO 110.606 111.845 1,12 CONSUMO 109.882 111.174

Leia mais

Telefonia celular Grupo Telefônica Móviles Resultados Consolidados (milhões de euros)

Telefonia celular Grupo Telefônica Móviles Resultados Consolidados (milhões de euros) Telefonia celular Grupo Telefônica Móviles Resultados Consolidados (milhões de euros) Dezembro Dezembro 2001 2000 % Var. Receitas operacionais 8.411,1 7.401,2 13,6 Trabalhos para imobilizado (1) 128,6

Leia mais

VALOR E PARTICIPAÇÃO DAS EXPORTAÇÕES, POR FATOR AGREGADO E PAÍS DE DESTINO

VALOR E PARTICIPAÇÃO DAS EXPORTAÇÕES, POR FATOR AGREGADO E PAÍS DE DESTINO VALOR E PARTICIPAÇÃO DAS EXPORTAÇÕES, POR FATOR AGREGADO E PAÍS DE DESTINO 1 - CHINA 2 - ESTADOS UNIDOS 2014 34.292 84,4 4.668 11,5 1.625 4,0 6.370 23,6 5.361 19,8 13.667 50,6 2013 38.973 84,7 5.458 11,9

Leia mais

Tributação Internacional Junho 2014

Tributação Internacional Junho 2014 www.pwc.pt/tax Tributação Internacional Junho 2014 Perante a aldeia global em que vivemos, atuar apenas no mercado doméstico não é suficiente. De facto, a internacionalização é um requisito obrigatório

Leia mais

Conjuntura Anual do Sorgo em 2008 e um possível cenário para 2009.

Conjuntura Anual do Sorgo em 2008 e um possível cenário para 2009. Conjuntura Anual do Sorgo em 2008 e um possível cenário para 2009. Para os produtores de sorgo o ano de 2008 pode ser considerado como bom. As condições climatológicas foram favoráveis durante todo o ciclo

Leia mais

Valor de Mercado. Cotações. Ações emitidas: BRF Webcast. Contatos RI: Resultados 1T12. Mensagem da Administração

Valor de Mercado. Cotações. Ações emitidas: BRF Webcast. Contatos RI: Resultados 1T12. Mensagem da Administração Resultados 1T12 Mensagem da Administração Valor de Mercado R$ 31,4 bilhões US$ 17,2 bilhões Cotações BRFS3 R$ 36,00 BRFS US$ 20,01 Ações emitidas: 872.473.246 ações ordinárias 3.012.142 ações em tesouraria

Leia mais

1T08. PRINCIPAIS INDICADORES CONSOLIDADOS R$ mil. Dados em 29/04/2008

1T08. PRINCIPAIS INDICADORES CONSOLIDADOS R$ mil. Dados em 29/04/2008 1T08 Dados em 29/04/2008 Sadia ON (SDIA3)= R$10,30/ação Sadia PN (SDIA4)= R$11,58/ação Sadia ADR (SDA) = US$ 20,63 (1 ADR = 3 ações) Sadia Latibex (XSDI) = 4,58 Valor de Mercado - Bovespa R$ 7,9 bilhões

Leia mais

www.estacioparticipacoes.com/ri Global Services Conference Phoenix-AZ, 27 de fevereiro de 2008

www.estacioparticipacoes.com/ri Global Services Conference Phoenix-AZ, 27 de fevereiro de 2008 www.estacioparticipacoes.com/ri Global Services Conference Phoenix-AZ, 27 de fevereiro de 2008 0 1. Visão Geral Setor de Ensino Superior no Brasil Visão Geral Estratégia Empresarial Destaques Financeiros

Leia mais

Magazine Luiza S.A. Divulgação de Resultados do 4 o Trimestre de 2011

Magazine Luiza S.A. Divulgação de Resultados do 4 o Trimestre de 2011 Magazine Luiza S.A. Divulgação de Resultados do 4 o Trimestre de 2011 São Paulo, 22 de março de 2012 - Magazine Luiza S.A. (BM&FBOVESPA: MGLU3), uma das maiores redes varejistas com foco em bens duráveis

Leia mais

Romi registra lucro líquido de R$ 83 milhões em 2006, o maior resultado de sua história

Romi registra lucro líquido de R$ 83 milhões em 2006, o maior resultado de sua história Resultados do 4 o Trimestre de 2006 Cotações (28/12/06) ROMI3 - R$ 158,00 ROMI4 - R$ 146,50 Valor de Mercado R$ 999,0 milhões Quantidade de Ações Ordinárias: 3.452.589 Preferenciais.: 3.092.882 Total:

Leia mais

Teleconferência de Resultados 4T14 e 2014. São Paulo, 12 de fevereiro de 2015

Teleconferência de Resultados 4T14 e 2014. São Paulo, 12 de fevereiro de 2015 Teleconferência de Resultados 4T14 e 2014 São Paulo, 12 de fevereiro de 2015 Ressalva sobre declarações futuras Esta apresentação contém declarações prospectivas. Tais informações não são apenas fatos

Leia mais

CARNE BOVINA DESEMPENHO DE 2008 E PERSPECTIVAS PARA 2009 17/07/2009

CARNE BOVINA DESEMPENHO DE 2008 E PERSPECTIVAS PARA 2009 17/07/2009 CARNE BOVINA DESEMPENHO DE 2008 E PERSPECTIVAS PARA 2009 17/07/2009 MERCADO INTERNACIONAL O Brasil teve uma performance impressionante na produção de carnes nos últimos anos: tornou-se o maior exportador

Leia mais

NewVision Enquadramento do projecto de Qualificação e Internacionalização de PME

NewVision Enquadramento do projecto de Qualificação e Internacionalização de PME NewVision Enquadramento do projecto de Qualificação e Internacionalização de PME 15.06.2010 Institucional \ Breve Introdução A NEWVISION é uma empresa Portuguesa de base tecnológica, que tem como objectivo

Leia mais

Milho - Análise da Conjuntura Agropecuária

Milho - Análise da Conjuntura Agropecuária Milho - Análise da Conjuntura Agropecuária Outubro de 2012. MUNDO O milho é o cereal mais produzido no mundo. De acordo com o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA), a produção média do

Leia mais

PRESENÇA GLOBAL 010 L 2 A U N IO A R Ó T A L E R EUROPA EURÁSIA AMÉRICA DO SUL

PRESENÇA GLOBAL 010 L 2 A U N IO A R Ó T A L E R EUROPA EURÁSIA AMÉRICA DO SUL RELATÓRIO ANUAL 2010 RECEITA Em milhões de CHF VENDAS LÍQUIDAS por REGIÃO - 2010 2700 2400 2100 1800 1500 1200 900 600 300 0 +51 % +34 % +9% +13% +10% 2006 2007 2008 2009 2010 Europa 12 % África 7 % Eurásia

Leia mais

Copersucar completa 50 anos de liderança em açúcar e etanol com planos para aumentar ainda mais sua atuação global

Copersucar completa 50 anos de liderança em açúcar e etanol com planos para aumentar ainda mais sua atuação global Copersucar completa 50 anos de liderança em açúcar e etanol com planos para aumentar ainda mais sua atuação global Exportações de açúcar da empresa devem aumentar 86% na safra 2009/2010 A Copersucar completa

Leia mais

Resultados do 2T09. Teleconferência de Resultados

Resultados do 2T09. Teleconferência de Resultados Resultados do 2T09 Teleconferência de Resultados Destaques do 2T09 2 Destaques do 2T09 em linha com a estratégia geral da Companhia Nossas conquistas do 2T09 são refletidas nos resultados da Companhia

Leia mais

BRASIL. Francisca Peixoto

BRASIL. Francisca Peixoto BRASIL Francisca Peixoto INTRODUÇÃO BRASIL Um dos principais fornecedores de alimentos e matériasprimas do mundo Dotação única em recursos naturais Política agropecuária alinhada com estratégia nacional

Leia mais

Teleconferência de Resultados. Desempenho do 4T 2013 e de 2013. MAHLE Metal Leve S.A. 20 de março de 2014 12h00 (horário de Brasília) 1 MAHLE

Teleconferência de Resultados. Desempenho do 4T 2013 e de 2013. MAHLE Metal Leve S.A. 20 de março de 2014 12h00 (horário de Brasília) 1 MAHLE Teleconferência de Resultados Desempenho do 4T 2013 e de 2013 MAHLE Metal Leve S.A. 20 de março de 2014 12h00 (horário de Brasília) 1 Destaques 2013 Receita Líquida de Vendas de R$ 2.393,8 milhões em 2013,

Leia mais

PÚBLICO ALVO: Promotores de viagens; agentes de viagens; consultores de viagens; operadores de emissivo e receptivo; atendentes.

PÚBLICO ALVO: Promotores de viagens; agentes de viagens; consultores de viagens; operadores de emissivo e receptivo; atendentes. 3. Geografia Turística 3.1 Geografia Turística: Brasil de Ponta a Ponta Proporcionar ao participante melhor compreensão geográfica do país; Apresentar as principais especificidades existentes nos continentes

Leia mais

Instituto Matogrossense de Economia Agropecuária RETROSPECTIVA DE 2012 E PERSPECTIVAS PARA 2013

Instituto Matogrossense de Economia Agropecuária RETROSPECTIVA DE 2012 E PERSPECTIVAS PARA 2013 Instituto Matogrossense de Economia Agropecuária RETROSPECTIVA DE 2012 E PERSPECTIVAS PARA 2013 dezembro, 2012 Índice 1. Algodão 2. Soja 3. Milho 4. Boi Gordo 5. Valor Bruto da Produção ALGODÃO Mil toneladas

Leia mais

Mercados. informação regulamentar. Portugal Acordos Bilaterais Celebrados

Mercados. informação regulamentar. Portugal Acordos Bilaterais Celebrados Mercados informação regulamentar Portugal Acordos Bilaterais Celebrados Janeiro 2013 Índice 5 NOTA DE PRÉVIA 6 ENQUADRAMENTO GERAL A 7 ÁFRICA DO SUL 7 ALBÂNIA 7 ALEMANHA 8 ANDORRA 8 ANGOLA 9 ANGUILLA 10

Leia mais

Crescer agregando valor

Crescer agregando valor Crescer agregando valor Marcio Araujo de Lacerda Presidente do Conselho de Administração Maio de 2008 1/XX Orientações do Governo Mineiro Para Minas Gerais: Um Estado para Resultados Visão: Tornar Minas

Leia mais

Apresentação da Companhia. Setembro de 2010

Apresentação da Companhia. Setembro de 2010 Apresentação da Companhia Setembro de 2010 Comprovada capacidade de execução Visão geral da Inpar Empreendimentos por segmento (1) Modelo de negócios integrado (incorporação, construção e venda) Comercial

Leia mais

Retenção de Pessoas na Tokio Marine Seguradora

Retenção de Pessoas na Tokio Marine Seguradora Retenção de Pessoas na Tokio Marine Seguradora Institucional Tokio Marine Seguradora Tokio Marine no Mundo Grupo Tokio Marine é o um dos líderes entre os grupos seguradores globais. Fundada em1879 Ativos:US$98bilhões

Leia mais

5 ECONOMIA MONETÁRIA E FINANCEIRA

5 ECONOMIA MONETÁRIA E FINANCEIRA 5 ECONOMIA MONETÁRIA E FINANCEIRA Os sinais de redução de riscos inflacionários já haviam sido descritos na última Carta de Conjuntura, o que fez com que o Comitê de Política Monetária (Copom) decidisse

Leia mais

Economia Brasileira e o Agronegócio Riscos e Oportunidades. Roberto Giannetti da Fonseca Maio 2015

Economia Brasileira e o Agronegócio Riscos e Oportunidades. Roberto Giannetti da Fonseca Maio 2015 Economia Brasileira e o Agronegócio Riscos e Oportunidades Roberto Giannetti da Fonseca Maio 2015 Cenário Macro Econômico Brasileiro 2015 Economia em forte e crescente desequilibrio Deficit Fiscal 2014

Leia mais

Panorama Mundial (2013)

Panorama Mundial (2013) Panorama Mundial (2013) Produção mundial alcançou US$ 444 bilhões em 2013; Mesmo com os efeitos da crise internacional, registra 85% de crescimento desde 2004, a uma taxa média de 7% ao ano; 54% da produção

Leia mais

Brasil 2012 SERVIÇOS E TARIFAS

Brasil 2012 SERVIÇOS E TARIFAS SERVIÇOS E TARIFAS Soluções FedEx para o seu negócio Caso você tenha necessidade de enviar documentos urgentes, economizar em remessas regulares ou enviar cargas pesadas, a FedEx tem uma solução de transporte

Leia mais

Divulgação de resultados 3T13

Divulgação de resultados 3T13 Brasil Brokers divulga seus resultados do 3º Trimestre do ano de 2013 Rio de Janeiro, 13 de novembro de 2013. A Brasil Brokers Participações S.A. (BM&FBovespa: BBRK3) uma empresa com foco e atuação no

Leia mais

Es t i m a t i v a s

Es t i m a t i v a s Brasileiros no Mundo Es t i m a t i v a s Ministério das Relações Exteriores - MRE Subsecretaria Geral das Comunidades Brasileiras no Exterior - SGEB Departamento Consular e de Brasileiros no Exterior

Leia mais

Apresentação para Investidores. Março, 2009

Apresentação para Investidores. Março, 2009 Apresentação para Investidores Março, 2009 1 Filosofia Gerdau VISÃO Ser uma empresa siderúrgica global, entre as mais rentáveis do setor. MISSÃO O Grupo Gerdau é uma empresa com foco em siderurgia, que

Leia mais

Lucro Líquido de R$ 239 milhões no 1T15, crescimento de 34%; Margem EBITDA de 9,6%, com aumento de 0,7 p.p.

Lucro Líquido de R$ 239 milhões no 1T15, crescimento de 34%; Margem EBITDA de 9,6%, com aumento de 0,7 p.p. Lucro Líquido de R$ 239 milhões no 1T15, crescimento de 34%; Margem EBITDA de 9,6%, com aumento de 0,7 p.p. No 1T15, a receita líquida totalizou R$ 5,388 bilhões, estável em relação ao 1T14 excluindo-se

Leia mais

Os desafios da implementação da Lei 11.638/07

Os desafios da implementação da Lei 11.638/07 Os desafios da implementação da Lei 11.638/07 Nossos principais negócios: 40 empresas e 7 consórcios Corporação Cemig Áreas de Atuação: Geração, transmissão, comercialização e distribuição de energia elétrica

Leia mais

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos LEITE E DERIVADOS NOVEMBRO DE 2015

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos LEITE E DERIVADOS NOVEMBRO DE 2015 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos LEITE E DERIVADOS NOVEMBRO DE 2015 PRODUTOS 0,5% Exportação 46% Leite 41% Leite Condensado e Creme de Leite 55% Venezuela 11% Argélia Leite Fluido 34

Leia mais

Teleconferência de Resultados do 3T09

Teleconferência de Resultados do 3T09 Teleconferência de Resultados do 3T09 2 Destaques do trimestre O forte resultado do 3T09 demonstrou nossa confortável posição competitiva na indústria de proteínas e confirmou os resultados esperados de

Leia mais

Receita líquida consolidada cresce 20,9% no 3T15 contra o 2T15, atingindo R$ 212,2 milhões, com destaque para o crescimento no mercado interno;

Receita líquida consolidada cresce 20,9% no 3T15 contra o 2T15, atingindo R$ 212,2 milhões, com destaque para o crescimento no mercado interno; PRESS RELEASE 3T15 Porto Alegre, 13 de novembro de 2015 - A Forjas Taurus S.A. (BM&FBOVESPA: FJTA3, FJTA4), empresa dos segmentos de (i) Defesa e Segurança - sendo a maior produtora de armas da América

Leia mais

INTRODUÇÃO PRINCIPAIS DESTAQUES DO 2º TRIMESTRE DE 2009 DESEMPENHO DO SETOR

INTRODUÇÃO PRINCIPAIS DESTAQUES DO 2º TRIMESTRE DE 2009 DESEMPENHO DO SETOR INTRODUÇÃO A LAEP Investments Ltd. foi constituída em junho de 2007 visando capturar oportunidades no setor lácteo no Brasil e no exterior, tanto na integração da cadeia produtiva do leite, quanto no beneficiamento

Leia mais

Conference Call. Resultados do 2T14 e 1S14

Conference Call. Resultados do 2T14 e 1S14 Conference Call Resultados do 2T14 e 1S14 11/8/2014 Resumo do trimestre Operações nacionais Sandálias 1. Estreia de Havaianas no vestuário em maio contribuiu para o bom desempenho do varejo exclusivo.

Leia mais

CONJUNTURA ECONÔMICA

CONJUNTURA ECONÔMICA CONJUNTURA ECONÔMICA O mês de março de 2015 foi marcado pelo anúncio dos principais resultados da economia de 2014 e deste início de 2015. Dentre eles destacaramse o PIB, taxa de desemprego nas principais

Leia mais

COMENTÁRIOS DO DESEMPENHO NO 3º TRIMESTRE E 9 MESES DE 2002

COMENTÁRIOS DO DESEMPENHO NO 3º TRIMESTRE E 9 MESES DE 2002 COMENTÁRIOS DO DESEMPENHO NO 3º TRIMESTRE E 9 MESES DE 2002 Desempenho Em ambiente de queda da atividade na indústria automobilística, a Iochpe-Maxion apresentou um crescimento de 8,4% nas vendas no terceiro

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 01/ PPGD/2012

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 01/ PPGD/2012 UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS JURÍDICAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DIREITO INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 01/ PPGD/2012 Disciplina a concessão de Recursos do PROEX/CAPES para a participação

Leia mais

Brasil 2015. FedEx International Priority. FedEx International Economy 3

Brasil 2015. FedEx International Priority. FedEx International Economy 3 SERVIÇOS E TARIFAS Soluções FedEx para o seu negócio Caso você tenha necessidade de enviar documentos urgentes, economizar em remessas regulares ou enviar cargas pesadas, a FedEx tem uma solução de transporte

Leia mais