SOLENIDADE DO SANTÍSSIMO CORPO E SANGUE DE CRISTO A Eucaristia e a Família

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "SOLENIDADE DO SANTÍSSIMO CORPO E SANGUE DE CRISTO A Eucaristia e a Família"

Transcrição

1 SOLENIDADE DO SANTÍSSIMO CORPO E SANGUE DE CRISTO A Eucaristia e a Família Canto ambiental página 173 nº 05 Canto de entrada página 98 nº 15 Sentido da Celebração A solenidade do Corpo e Sangue de Cristo,que recorda a celebração da quinta-feira Santa, nos faz experimentar de forma concreta, o mistério da entrega do Senhor Jesus. Neste dia fazemos memória da Nova Aliança que Deus fez conosco, tendo Cristo como centro de nossa vida e de nossas ações. Com esta liturgia devemos perceber ainda mais a importância da Eucaristia na nossa vida,como fonte de esperança e de segurança em nossas famílias e compromisso com Deus e com os irmãos. Hino de louvor página 105 nº 06 Liturgia da Palavra- Ex 24,3-8; Salmo 115; Hb 9,11-15; Mc 14,12-26 Os sinais da aliança com Deus pelo holocausto de animais tornou-se a realidade eterna, com a vinda de Cristo.Ele é o sumo sacerdote, que se deu em sacrifício para manter atualizada a sua presença no altar da Igreja, onde se celebra a Ceia do Amor. Salmo 115 página 73 Sequência de Corpus Christi - página 139 nº 09 Aclamação Aleluia (melodia do Catecumenato) Oferendas Somos membros deste corpo místico, que é a Igreja, por isso, temos a responsabilidade de mantê-la e fazê-la crescer, através do anúncio, do testemunho e da partilha. Façamos, com alegria, e espírito de gratidão a nossa oferta. Canto página 115 nº 15 Prece Eucarística O sacrifício de Cristo, atualizado a cada celebração, não manifesta sinal de dor ou de morte, mas sim de vida e de alegria. Nós vos damos graças, ó Pai, por este mistério de amor. Senhor eu não sou digno página 121 nº 08 Comunhão Não por vosso mérito, mas pela misericórdia do Pai, hoje somos nós os convidados para a Ceia do Amor. Bendito seja Cristo, nosso Deus e Senhor, Alimento de vida e salvação! Cantos: 1º) página 126 nº 12 2º) página 177 nº 17 3º) página 145 nº 05 4º) Quando terminar a distribuição da Eucaristia página 132 nº 27 Adoração página 132 nº 26 Início da Procissão- (dentro do Centro Pastoral?) Na nossa manifestação pública de fé, levando Jesus presente na figura do Pão, vamos refletir no tema: A Eucaristia e a Família. A missão da família cristã, é de viver em plenitude a própria vocação e deixar-se guiar pela Palavra de Deus, sobre a qual se apoiam os alicerces do sagrado edifício da Família, Igreja doméstica e Família de Deus. Canto página 148 nº 11

2 ORAÇÃO DOS FIÉIS 1. Senhor, abençoai o Papa Francisco, nosso bispo Dom David, e todos os sacerdotes, em especial o padre Lu, para que sigam os passos do Sumo Sacerdote Jesus Cristo e sintam na Eucaristia a força e a luz de seu ministério. Rezemos 2. Senhor, abençoai os governos, para que trabalhem com dedicação para o bem comum do povo, promovendo a paz e a valorização da vida. Rezemos 3. Senhor, abençoai os doentes, para que unam os seus sofrimentos à Cruz de Cristo e que a força de Jesus Eucarístico seja a cura da alma e do corpo. Rezemos 4. Senhor, abençoai a todos nós, para que ao comungarmos do mesmo pão e do mesmo cálice, expressemos, em nossa vida a paz que nos vem do banquete Eucarístico e que nos comprometamos a viver em obediência nossas responsabilidades cristãs. Rezemos 5. Senhor, abençoai e fortalecei na fé os Ministros Extraordinários da Sagrada Comunhão, para que, com renovado ardor, possam estar sempre disponíveis a levar aos irmãos e irmãs o Pão da Palavra e o Pão da Vida. Rezemos

3 PROCISSÃO 1ª Parada- (esquina da rua Caconde) OS DESAFIOS DA FAMÍLIA HOJE São muitos os desafios para as famílias nos dias atuais diante da rápida mudança social: a mudança dos costumes e dos hábitos, forçados pelo desenvolvimento tecnológico nem sempre orientado para uma vida familiar sadia. Existem, antes de tudo, os grandes desafios da fidelidade no amor conjugal, do enfraquecimento da fé e dos valores, do individualismo, do empobrecimento das relações, do stress, enfim, do cansaço da própria existência. Pensemos nos desafios que quantas famílias precisam vencer por ter um filho portador de deficiência, pelos pais desempregados e impotentes diante das necessidades de sua família, de mulheres que sofrem violências e em quantas crianças e jovens e mulheres vítimas do tráfico de pessoas e de drogas. A família, hoje, é condenada a conviver com novelas, filmes e programas de TV com os mais torpes desafios à formação moral de nossos filhos. As revistas pornográficas aumentam cada dia suas edições. Os artigos plantados nos jornais e revistas levam à deformação das consciências. Para não bastar, tem-se acesso à internet que é um campo ilimitado de informações perigosas que, nas pessoas despreparadas, deturpam, aliciam e até tornam dependentes crianças, adolescentes e adultos da nossa sociedade. Não é fácil ser família cristã nos dias de hoje! Não é fácil quando a televisão invade nossos lares com imagens de nudismo e histórias que pregam a imoralidade. Não é fácil quando a droga está nas portas das escolas de nossos filhos. Não é fácil quando a jovem é pressionada pela sociedade a abortar um filho que não estava programado e foi fruto do sexo livre. São João Paulo II não se cansava de falar desses males de nosso tempo e que ele denominou de cultura da morte que visam a destruição das famílias. Leitor - Peçamos a Jesus, presente na Eucaristia, que nossas famílias jamais experimentem a violência e a divisão e que tenhamos consciência do caráter sagrado e inviolável da família e sua beleza e importância no plano de Deus. Canto - página 55 nº 14

4 2ª Parada- (esquina da casa do João Carlos) AS FERIDAS DA FAMÍLIA HOJE A Família estável e comprometida é a base da sociedade. Na sociedade moderna temos novas estruturas familiares, que facilitaram algumas feridas como as separações, o divórcio, a infidelidade e a quebra de tantos outros valores cristãos. Quantas famílias feridas, quantos matrimônios desfeitos! Muitas famílias não têm a estrutura básica para vencer os desafios; não vivem o perdão recíproco e suas provações com coragem, fé e amor; não sabem ser pacientes nas crises. Esses fracassos muitas vezes dão origem a novas relações, novos casais, novas uniões e novos matrimônios, criando famílias feridas e situações familiares complexas e problemáticas para a escolha cristã. Esses diferentes modelos de família acabam com a comunhão fraterna entre seus membros e por isso mais feridas são abertas. Vemos muitos filhos abandonados e muitos jovens que se encontram diante de dias vazios e sem expectativas, tornando-se presas fáceis dos desvios na droga e na criminalidade. Leitor - Peçamos a Jesus presente na Eucaristia, que cure as feridas abertas nas famílias, para que o amor de Deus seja acolhido em cada coração e assim, a paz possa reinar. Canto- página 185 nº 06

5 3ª Parada - (Câmara Municipal) O AMOR É NOSSA MISSÃO A missão da família cristã é viver e anunciar ao mundo o amor de Deus, com a força do Sacramento do Matrimônio. A partir deste mesmo anúncio nasce e constrói-se uma família viva, que coloca o lar de amor no centro de todo o seu dinamismo humano e espiritual. Nas famílias que são construídas com este sacramento e iluminadas e fortalecidas pela luz do Evangelho, o amor conjugal único e indissolúvel persiste, apesar das dificuldades do limite humano; este é um dos milagres mais belos. Essas famílias que vivem esta aventura luminosa tornam-se um testemunho para todos, em particular para os jovens. Segundo o Papa Francisco, os valores e as virtudes da família, as suas verdades essenciais, são os pontos de força sobre os quais se apoia o núcleo familiar e não podem ser postos em discussão. Ele salienta que, como família cristã, somos chamados a rever o nosso estilo de vida que está sempre exposto ao risco de ser «contagiado» por uma mentalidade mundana e a reencontrar sempre a via mestra, para viver e propor a grandeza e a beleza do matrimônio e a alegria de ser e fazer família. O amor é a nossa missão; é o meio de sermos completamente vivos e alcançarmos a realidade para a qual fomos criados. Este amor deve ser ensinado, compartilhado e comunicado na família e por ela, que é a igreja doméstica e por isso compartilha a missão de toda a Igreja. Leitor - Peçamos a Jesus, presente na Eucaristia, que nossas relações familiares possam ser renovadas pelo poder da Eucaristia, principalmente a nossa capacidade de perdoar uns aos outros, esposos e filhos, fazendo-nos sempre um só corpo, de forma a participarmos, no seio da Igreja Doméstica, da mais ampla unidade da Igreja Universal. Canto página 173 nº 06 Porta da Igreja Matriz Página 143 números 1 e 2 Página 147 nº 09

Catedral Diocesana de Campina Grande. II Domingo da Páscoa Ano C Domingo da Divina Misericórdia. ANO DA FÉ Rito Inicial

Catedral Diocesana de Campina Grande. II Domingo da Páscoa Ano C Domingo da Divina Misericórdia. ANO DA FÉ Rito Inicial Catedral Diocesana de Campina Grande Paróquia nossa Senhora da Conceição II Domingo da Páscoa Ano C Domingo da Divina Misericórdia Por suas chagas fomos curados, felizes aqueles que crêem sem terem visto.

Leia mais

MISSA - A COMUNIDADE SE REÚNE PARA CELEBRAR A VIDA

MISSA - A COMUNIDADE SE REÚNE PARA CELEBRAR A VIDA MISSA - A COMUNIDADE SE REÚNE PARA CELEBRAR A VIDA A Eucaristia é o sacramento que atualiza e faz a memória do sacrifício de Jesus: em cada Eucaristia temos a presença do Cristo que pela sua morte e ressurreição

Leia mais

São resultado desses encontros as notas que a seguir partilhamos.

São resultado desses encontros as notas que a seguir partilhamos. Nas quintas-feiras do mês de Maio, decorreram na Igreja de Oliveira de Azemeis, encontros de formação litúrgica, organizados pela vigararia sul da Diocese do Porto e orientados pelo P. Frei Bernardino

Leia mais

Oração Inicial: Leitura: Lucas 22, 7-20.

Oração Inicial: Leitura: Lucas 22, 7-20. Oração Inicial: Leitura: Lucas 22, 7-20. Objetivo do encontro: Despertar amor a Eucaristia e a participação da santa missa, onde o sacramento é oferecido. Texto: Ë o sacramento pelo qual participamos,

Leia mais

(ANÁMNESIS) ATUALIZAÇÃO DA GRAÇA - SETENÁRIO SACRAMENTAL

(ANÁMNESIS) ATUALIZAÇÃO DA GRAÇA - SETENÁRIO SACRAMENTAL SACRAMENTOS - III (ANÁMNESIS) ATUALIZAÇÃO DA GRAÇA - SETENÁRIO SACRAMENTAL - 1 COMO OS SACRAMENTOS ATUALIZAM A GRAÇA NAS DIVERSAS SITUAÇÕES DA VIDA 2 1. O QUE ACONTECE NO BATISMO? 3 NO BATISMO, A PESSOA

Leia mais

Capela Nª Sª Das Graças

Capela Nª Sª Das Graças Capela Nª Sª Das Graças Santa Missa Dominical 1-Saudação I PR: Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. AS: Amém. PR: A vós, irmãos e irmãs, paz e fé da parte de Deus, o Pai, e do Senhor Jesus Cristo.

Leia mais

DOMINGO II DO TEMPO COMUM Ano A

DOMINGO II DO TEMPO COMUM Ano A EIS O CORDEIRO DE DEUS QUE TIRA O PECADO DO MUNDO DOMINGO II DO TEMPO COMUM Ano A EUCARISTIA 19H DINAMIZAÇÃO DO 10º ANO DE CATEQUESE IGREJA MATRIZ DE VILA DO CONDE Cântico Inicial: Filho de Deus 1. Somos

Leia mais

Celebração tirada do livro Eucaristia com Crianças Tempos Fortes Pedrosa Ferreira Edições Salesianas. ocantinhodasao.com.pt/public_html.

Celebração tirada do livro Eucaristia com Crianças Tempos Fortes Pedrosa Ferreira Edições Salesianas. ocantinhodasao.com.pt/public_html. Celebração tirada do livro Eucaristia com Crianças Tempos Fortes Pedrosa Ferreira Edições Salesianas ocantinhodasao.com.pt/public_html 12 Ano B ocantinhodasao.com.pt/public_html 1 RITOS INICIAIS Hoje,

Leia mais

ORAÇÃO UNIVERSAL. Os modelos I VII são retirados do Ritual do Matrimónio da Conferência Episcopal Portuguesa. MODELO I

ORAÇÃO UNIVERSAL. Os modelos I VII são retirados do Ritual do Matrimónio da Conferência Episcopal Portuguesa. MODELO I ORAÇÃO UNIVERSAL Os modelos I VII são retirados do Ritual do Matrimónio da Conferência Episcopal Portuguesa. MODELO I Celebrando o especial dom da graça e da caridade, com que Deus Se dignou consagrar

Leia mais

1.1 Recuperar a comunidade (Base do Antigo Israel); 1.2 A nova experiência de Deus: o Abbá (Oração e escuta comunitária da Palavra);

1.1 Recuperar a comunidade (Base do Antigo Israel); 1.2 A nova experiência de Deus: o Abbá (Oração e escuta comunitária da Palavra); Uma nova paróquia Introdução DA: Conversão Pastoral Escolha de outro caminho; Transformar a estrutura paroquial retorno a raiz evangélica; Jesus: modelo (vida e prática); Metodologia: Nele, com Ele e a

Leia mais

O Ano Santo é um tempo de paz, reconciliação e perdão. Ele começa quando o Papa abre a

O Ano Santo é um tempo de paz, reconciliação e perdão. Ele começa quando o Papa abre a Neste mês ocorrerá a abertura do Ano Santo da Misericórdia: O jubileu dedicado à misericórdia de Deus. O rosto da misericórdia é o título da bula pela qual o Santo Padre convoca toda a Igreja para viver

Leia mais

Ó Maria concebida sem pecado, rogai por nós que recorremos a vós. Coração Imaculado de Maria, sede a nossa salvação.

Ó Maria concebida sem pecado, rogai por nós que recorremos a vós. Coração Imaculado de Maria, sede a nossa salvação. Ó Maria concebida sem pecado, rogai por nós que recorremos a vós. Coração Imaculado de Maria, sede a nossa salvação. 5 Introdução A devoção ao Imaculado Coração de Maria é uma das mais belas manifestações

Leia mais

Catequese Adolescência Paróquia S. Salvador de Carregosa 8º ano/ º Período Objectivos Data Tema da catequese Objectivos Estratégias

Catequese Adolescência Paróquia S. Salvador de Carregosa 8º ano/ º Período Objectivos Data Tema da catequese Objectivos Estratégias Finalidade: Descobrir-se Cristão Objectivos: Participar na eucaristia Concretizar projecto comunitário (partilha fraterna) Tema do Período Em Diálogo 1 1º Período Objectivos Data Tema da catequese Objectivos

Leia mais

CREIO NA SANTA IGREJA CATÓLICA

CREIO NA SANTA IGREJA CATÓLICA CREIO NA SANTA IGREJA CATÓLICA 17-03-2012 Catequese com adultos 11-12 Chave de Bronze A Igreja no desígnio de Deus O que significa a palavra Igreja? Designa o povo que Deus convoca e reúne de todos os

Leia mais

PARTE I O MISTÉRIO, O ESPAÇO E OS MINISTROS I.

PARTE I O MISTÉRIO, O ESPAÇO E OS MINISTROS I. ÍNDICE GERAL Uma palavra do autor... p. 3 Lista de abreviatura... p. 7 PARTE I O MISTÉRIO, O ESPAÇO E OS MINISTROS I. Por amor a Liturgia A importância de se amar a Liturgia... n. 1 Necessidade de deixar

Leia mais

ENSINO RELIGIOSO REVISÃO GERAL III TRIMESTRE 6ºs ANOS

ENSINO RELIGIOSO REVISÃO GERAL III TRIMESTRE 6ºs ANOS COLÉGIO SALESIANO DOM BOSCO. ENSINO RELIGIOSO REVISÃO GERAL III TRIMESTRE 6ºs ANOS TEMA: OS RITOS E OS RITUAIS : OS SETE SACRAMENTOS DA IGREJA. CAPÍTULOS 9 AO 12 DO LIVRO DIDÁTICO (RSE). Professor: Roberto

Leia mais

Ano Litúrgico Ano C

Ano Litúrgico Ano C Ano Litúrgico 2009-2010 Ano C TEMPO DO ADVENTO 29/11 1º Domingo do Advento A redenção está próxima. Jeremias 33,14-16; Salmo 25(24); 1 Tessalonicenses 3,12-4,2; Lucas 21,25-28. 34-36 6/12 2º Domingo do

Leia mais

Tudo é possível a quem crê! A história de um adolescente em caminhada

Tudo é possível a quem crê! A história de um adolescente em caminhada Caminhada na Quaresma Páscoa 2010 Tudo é possível a quem crê! A história de um adolescente em caminhada semana I 21.02.2010 a 27.02.2010 desafio: eu confio! proposta: procura na Internet textos sobre a

Leia mais

Planificação Anual 10º ano da catequese

Planificação Anual 10º ano da catequese Finalidade: Descobrir-se Cristão : Participar na eucaristia Concretizar projecto comunitário (partilha fraterna) Planificação Anual 10º ano da 1º Creio em Conhecer Confrontar com valores de caridade, amor,

Leia mais

GRUPO DE ORAÇÃO. Formação Missionária Diocese de Osasco

GRUPO DE ORAÇÃO. Formação Missionária Diocese de Osasco GRUPO DE ORAÇÃO Formação Missionária Diocese de Osasco Conceito Comunidade carismática presente em um lugar (...) que cultiva a oração, a partilha e todos os outros aspectos da vivência do Evangelho, a

Leia mais

O Matrimónio, uma vocação A família, lugar vocacional. Maio-2011 Vocação Matrimonial e Familiar 1

O Matrimónio, uma vocação A família, lugar vocacional. Maio-2011 Vocação Matrimonial e Familiar 1 O Matrimónio, uma vocação A família, lugar vocacional Maio-2011 Vocação Matrimonial e Familiar 1 Sumário O que é vocação Matrimónio, sinal e missão Matrimónio, aliança e compromisso Missão em casal Missão

Leia mais

ASCENSÃO DO SENHOR. LEITURA I Actos 1, Leitura dos Actos dos Apóstolos. No meu primeiro livro, ó Teófilo,

ASCENSÃO DO SENHOR. LEITURA I Actos 1, Leitura dos Actos dos Apóstolos. No meu primeiro livro, ó Teófilo, ASCENSÃO DO SENHOR LEITURA I Actos 1, 1-11 Leitura dos Actos dos Apóstolos No meu primeiro livro, ó Teófilo, narrei todas as coisas que Jesus começou a fazer e a ensinar, até ao dia em que foi elevado

Leia mais

Quero afirmar ao Papa Francisco a comunhão filial e a presença orante da Igreja do Porto.

Quero afirmar ao Papa Francisco a comunhão filial e a presença orante da Igreja do Porto. Dia 20 de Setembro Dia de oração pela Paz Foi há precisamente 30 anos que o Papa João Paulo II se reuniu em Assis, Itália, com os Responsáveis das principais religiões do Mundo para rezar pela paz. Trinta

Leia mais

Colégio Nossa Senhora da Piedade

Colégio Nossa Senhora da Piedade Colégio Nossa Senhora da Piedade Dados de identificação: Curso: Ensino Fundamental II Série: 9 Ano Professora: Denise dos Santos Silva Rocha Disciplina: Ensino Religioso Ano: 2016. Plano de curso 1-Objetivo

Leia mais

Comentário da Mensagem nº 27, de 01/04/1988

Comentário da Mensagem nº 27, de 01/04/1988 Comentário da Mensagem nº 27, de 01/04/1988 Vamos meditar a Mensagem nº 27, de 01/04/1988, numa Sextafeira Santa, em que Nossa Senhora transmitiu a Pedro Regis. Para ver a mensagem, clique aqui. Sobre

Leia mais

Prefácio. Santo Tomás de Aquino. Suma Teológica, II-II, q. 28, a. 4.

Prefácio. Santo Tomás de Aquino. Suma Teológica, II-II, q. 28, a. 4. Prefácio A vida de São Francisco de Assis foi e continua sendo fonte de inspiração para tantos homens e mulheres de boa vontade que, percebendo a beleza que emana do amor, desejam experimentar também a

Leia mais

"Com pedras, os homens constróem catedrais; mas com gestos de amor constróem a Humanidade".

Com pedras, os homens constróem catedrais; mas com gestos de amor constróem a Humanidade. "Com pedras, os homens constróem catedrais; mas com gestos de amor constróem a Humanidade". Os Pais, Primeiros Educadores da Fé Existe um ambiente privilegiado em que os casais, sem excluir outros lugares,

Leia mais

Ano B. Livro de Partituras. Missas da Quaresma Missas de Páscoa Missa de Pentecostes Missa da Santíssima Trindade. Diocese de Oliveira

Ano B. Livro de Partituras. Missas da Quaresma Missas de Páscoa Missa de Pentecostes Missa da Santíssima Trindade. Diocese de Oliveira Ano B Livro de Partituras Missas da Quaresma Missas de Páscoa Missa de Pentecostes Missa da Santíssima Trindade Diocese de Oliveira SUMÁRIO MISSAS DA QUARESMA ENTRADA - Hino Da Campanha Da Fraternidade

Leia mais

"Por isso, o homem deixará seu pai e sua mãe e se unirá à sua mulher, e eles serão uma só carne."

Por isso, o homem deixará seu pai e sua mãe e se unirá à sua mulher, e eles serão uma só carne. Marlene e Almir "Por isso, o homem deixará seu pai e sua mãe e se unirá à sua mulher, e eles serão uma só carne." Recebo-te por minha esposa e por meu esposo e prometo ser-te fiel, amar-te e respeitar-te,

Leia mais

ADMONIÇÃO INICIAL (ROSA)

ADMONIÇÃO INICIAL (ROSA) ADMONIÇÃO INICIAL (ROSA) Hoje encontramo-nos aqui reunidos para celebrar a Festa das Bem-Aventuranças. Bem Aventurado quer dizer FELIZ e buscar a vontade de Deus é ser Bem-Aventurado. Eis que Jesus, ao

Leia mais

1- ASSUNTO: Curso de liturgia na Paróquia Santo Antônio

1- ASSUNTO: Curso de liturgia na Paróquia Santo Antônio 1- ASSUNTO: Curso de liturgia na Paróquia Santo Antônio 2- TEMA: Liturgia 3- OBJETIVO GERAL Assessorar as 12 comunidades pertencentes à Paróquia Santo Antônio, motivando-as a celebrar com fé o Mistério

Leia mais

LITURGIA FEVEREIRO DATA HORAS EQUIPE 02 - QUINTA (BÊNÇÃO DAS VELAS - SÃO BRÁZ) 20H CAMINHO DA FÉ 03-1ª SEXTA (SÃO BRÁZ - BÊNÇÃO DA GARGANTA) 20H

LITURGIA FEVEREIRO DATA HORAS EQUIPE 02 - QUINTA (BÊNÇÃO DAS VELAS - SÃO BRÁZ) 20H CAMINHO DA FÉ 03-1ª SEXTA (SÃO BRÁZ - BÊNÇÃO DA GARGANTA) 20H LITURGIA FEVEREIRO 02 - QUINTA (BÊNÇÃO DAS VELAS - SÃO BRÁZ) 20H CAMINHO DA FÉ 03-1ª SEXTA (SÃO BRÁZ - BÊNÇÃO DA GARGANTA) 20H APOSTOLADO DA ORAÇÃO 04 - SÁBADO 19H30 ROSA MÍSTICA 05 - DOMINGO 8H PASTORAL

Leia mais

Ritos Iniciais: 1- ACOLHIDA:

Ritos Iniciais: 1- ACOLHIDA: Ritos Iniciais: 1- ACOLHIDA: Faz muito tempo, mas parece que foi ontem. Cada criança que nasce é uma mensagem de que Deus acredita nos homens. Deus acreditou em nós e nos deu a alegria e a responsabilidade

Leia mais

Catequese Paroquial e CNE Escutismo Católico Português

Catequese Paroquial e CNE Escutismo Católico Português 1º Ano Paroquial e CNE Escutismo Católico Português JESUS GOSTA DE MIM Proporcionar às crianças um bom acolhimento eclesial, pelos catequistas e por toda a comunidade cristã (cf CT 16 e 24). Ajudá-las

Leia mais

CATECISMO DA IGREJA CATÓLICA COMPÊNDIO

CATECISMO DA IGREJA CATÓLICA COMPÊNDIO CATECISMO DA IGREJA CATÓLICA COMPÊNDIO CATECISMO DA IGREJA CATÓLICA COMPÊNDIO Copyright 2005 - Libreria Editrice Vaticana «Motu Proprio» Introdução PRIMEIRA PARTE - A PROFISSÃO DA FÉ Primeira Secção: «Eu

Leia mais

Cifras do Folheto COMUNHÃO E PARTICIPAÇÃO Arquidiocese de Goiânia

Cifras do Folheto COMUNHÃO E PARTICIPAÇÃO Arquidiocese de Goiânia Cifras do Folheto COMUNHÃO E PARTICIPAÇÃO Arquidiocese de Goiânia 26º DOMINGO DO TEMPO COMUM ANO B *** DEUS AGE ONDE QUER *** 27 de Setembro de 2015 Ano XXXII 1 ABERTURA QUE ALEGRIA QUANDO ME DISSERAM

Leia mais

COLÉGIO SALESIANO DOM BOSCO. ENSINO RELIGIOSO REVISÃO GERAL III TRIMESTRE 7ºs ANOS

COLÉGIO SALESIANO DOM BOSCO. ENSINO RELIGIOSO REVISÃO GERAL III TRIMESTRE 7ºs ANOS COLÉGIO SALESIANO DOM BOSCO. ENSINO RELIGIOSO REVISÃO GERAL III TRIMESTRE 7ºs ANOS Tema: Deus se mostra as pessoas: o simbolismo nas religiões. CAPÍTULOS 9 AO 12 DO LIVRO DIDÁTICO (RSE). Professor: Roberto

Leia mais

PARA O MATRIMÓNIO. R. Ouvi-nos, Senhor. Ou: Abençoai, Senhor, o vosso povo.

PARA O MATRIMÓNIO. R. Ouvi-nos, Senhor. Ou: Abençoai, Senhor, o vosso povo. MATRMÓNO 321 rmãos e irmãs: Celebrando o especial dom da graça e da caridade, com que Deus Se dignou consagrar o amor dos nossos irmãos N. e N., confiemo-los ao Senhor, dizendo (ou: cantando): Ou: Abençoai,

Leia mais

O DRAGÃO, A LANÇA E O CAVALO

O DRAGÃO, A LANÇA E O CAVALO TRÍDUO: O DRAGÃO, A LANÇA E O CAVALO DE 20 A 22 DE ABRIL PRIMEIRO DIA: O DRAGÃO Conforme o costume local, a equipe de liturgia pode preparar uma acolhida, com a apresentação dos que estão chegando pela

Leia mais

Paróquia missionária comunidades de comunidades. Animada pela Palavra de Deus

Paróquia missionária comunidades de comunidades. Animada pela Palavra de Deus Paróquia missionária comunidades de comunidades Animada pela Palavra de Deus Renovação paroquial Toda paróquia é chamada a ser o espaço onde se recebe e se acolhe a Palavra (172). Sua própria renovação

Leia mais

Referindo-se ao Sacramento da Eucaristia, diz o Catecismo da Igreja Católica :

Referindo-se ao Sacramento da Eucaristia, diz o Catecismo da Igreja Católica : Referindo-se ao Sacramento da Eucaristia, diz o Catecismo da Igreja Católica : 1323. - O nosso Salvador Instituiu na Última Ceia, na noite em que foi entregue, o Sacrifício Eucarístico do seu Corpo e Sangue,

Leia mais

REUNIÃO DE PAIS CATEQUESE Paróquia Nossa Senhora da Boavista

REUNIÃO DE PAIS CATEQUESE Paróquia Nossa Senhora da Boavista REUNIÃO DE PAIS CATEQUESE 2015 2016 Paróquia Nossa Senhora da Boavista ORAÇÃO INICIAL Avé Maria cheia de graça, o Senhor é convosco, bendita sois Vós entre as mulheres e bendito é o fruto do Vosso ventre,

Leia mais

Os Sacramentos estão presentes em cada fase da vida do Cristão

Os Sacramentos estão presentes em cada fase da vida do Cristão Os Sacramentos estão presentes em cada fase da vida do Cristão A vida litúrgica começa muito cedo. Os Sacramentos são conhecidos como encontros pessoais com Cristo. Também são vistos como sinais da salvação.

Leia mais

PARÓQUIA NOSSA SENHORA DESATADORA DOS NÓS E SÃO JOSÉ DE ANCHIETA. Discípulos missionários a partir do Evangelho de João - Mês da Bíblia 2015

PARÓQUIA NOSSA SENHORA DESATADORA DOS NÓS E SÃO JOSÉ DE ANCHIETA. Discípulos missionários a partir do Evangelho de João - Mês da Bíblia 2015 1 PARÓQUIA NOSSA SENHORA DESATADORA DOS NÓS E SÃO JOSÉ DE ANCHIETA Discípulos missionários a partir do Evangelho de João - Mês da Bíblia 2015 Permanecei no meu amor, para dar muitos frutos (Jo 15,8-9)

Leia mais

Neste ano da Vida Religiosa Consagrada fomos motivadas pelo Papa Francisco a recordar o passado com gratidão, viver o presente com paixão e abraçar o

Neste ano da Vida Religiosa Consagrada fomos motivadas pelo Papa Francisco a recordar o passado com gratidão, viver o presente com paixão e abraçar o Neste ano da Vida Religiosa Consagrada fomos motivadas pelo Papa Francisco a recordar o passado com gratidão, viver o presente com paixão e abraçar o futuro com esperança. Como o testemunho de vida da

Leia mais

Coleção Chamados à Vida Chamados À Vida, Chamados À Vida Em Jesus Cristo,

Coleção Chamados à Vida Chamados À Vida, Chamados À Vida Em Jesus Cristo, Coleção Chamados à Vida Em preparação à Eucaristia 1ª Etapa: Chamados à vida 2ª Etapa: Chamados à vida em Jesus Cristo 3ª Etapa: Chamados à vida em Comunidade. 4ª Etapa: Chamados à vida para amar e servir.

Leia mais

«Vai, profeta, ao meu povo»

«Vai, profeta, ao meu povo» Perdão, Senhor. «Vai, profeta, ao meu povo» Leitura da Profecia de Amós Amós 7, 12-15 Naqueles dias, Amasias, sacerdote de Betel, disse a Amós: «Vai-te daqui, vidente. Foge para a terra de Judá. Aí ganharás

Leia mais

de Jesus, nos é dada a oportunidade de iluminar as nossas ações.

de Jesus, nos é dada a oportunidade de iluminar as nossas ações. Novena de Natal O tempo do Advento é constituído das quatro semanas que antecedem o Natal do Senhor. É, portanto, tempo de piedosa espera. Ora, esperar uma pessoa querida requer alegre e cuidadosa preparação.

Leia mais

CELEBRAÇÃO DA PALAVRA DE DEUS ANDRÉA ALMEIDA DE GÓES ANDRÉ LUIZ DE GÓES NUNES VITOR NUNES ROSA

CELEBRAÇÃO DA PALAVRA DE DEUS ANDRÉA ALMEIDA DE GÓES ANDRÉ LUIZ DE GÓES NUNES VITOR NUNES ROSA CELEBRAÇÃO DA PALAVRA DE DEUS ANDRÉA ALMEIDA DE GÓES ANDRÉ LUIZ DE GÓES NUNES VITOR NUNES ROSA 1 2 ORIENTAÇÕES PARA A CELEBRAÇÃO DA PALAVRA DE DEUS DOCUMENTO DA CNBB - 52 3 SENTIDO LITÚRGICO DA CELEBRAÇÃO

Leia mais

- Um compromisso de oração que vai mudar a sua vida -

- Um compromisso de oração que vai mudar a sua vida - 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 - Um compromisso de oração que vai mudar a sua vida - Dia 0 - Tempo de adoração e gratidão Leitura Bíblica: Ap. Motivos de Oração: Agradeça pela salvação, família,

Leia mais

A transmissão da fé na Família. Reunião de Pais. Família

A transmissão da fé na Família. Reunião de Pais. Família A transmissão da fé na Família Reunião de Pais Família Plano Pastoral Arquidiocesano Um triénio dedicado à Família Passar de uma pastoral sobre a Família para uma pastoral para a Família e com a Família

Leia mais

DOCE PRESENÇA VERDADEIRO AMOR

DOCE PRESENÇA VERDADEIRO AMOR DOCE PRESENÇA Ludmila Ferber ISRC BR MKP 0400412 O Espí rito Santo está aqui Sua doce presença Podemos sentir Como brisa suave Em nossos corações Como um rio de graça Amor e perdão Presença que nos cura

Leia mais

1º dia: Ó Consoladora dos Aflitos

1º dia: Ó Consoladora dos Aflitos NOVENA À NOSSA SENHORA DE CARAVAGGIO 1º dia: Ó Consoladora dos Aflitos Vós que consolastes a pobre Joaneta em meio à sua aflição familiar, concedei a graça que tanto necessito, intercedendo junto a Jesus

Leia mais

Luzes dos Documentos Conciliares Para a Nova Evangelização

Luzes dos Documentos Conciliares Para a Nova Evangelização Luzes dos Documentos Conciliares Para a Nova Evangelização Prof. Denilson A. Rossi O que se entende por Nova Evangelização? Quais são as luzes dos documentos conciliares para a Nova Evangelização? Em que

Leia mais

Nº18A Domingo III da Quaresma

Nº18A Domingo III da Quaresma Nº18A Domingo III da Quaresma-23.3.2014 Conduz-me Jesus aos poços do teu Evangelho Conduz-me, Jesus, aos poços do teu Evangelho para beber junto de ti a água que mata a sede de felicidade. a água que me

Leia mais

Mês. Mariano UM CRISTÃO SEM MARIA ESTÁ ÓRFÃO. TAMBÉM UM CRISTÃO SEM A IGREJA É UM ÓRFÃO. PAPA FRANCISCO

Mês. Mariano UM CRISTÃO SEM MARIA ESTÁ ÓRFÃO. TAMBÉM UM CRISTÃO SEM A IGREJA É UM ÓRFÃO. PAPA FRANCISCO Mariano PARÓQUIA SÃO PEDRO PESCADOR Mês UM CRISTÃO SEM MARIA ESTÁ ÓRFÃO. TAMBÉM UM CRISTÃO SEM A IGREJA É UM ÓRFÃO. UM CRISTÃO PRECISA DESTAS DUAS MULHERES, DUAS MULHERES MÃES, DUAS MULHERES VIRGENS: A

Leia mais

1 º A N O /

1 º A N O / SETEM OUTUBRO 1 º A N O 2 0 1 2 / 2 0 1 3 1ª ETAPA - A MINHA FAMÍLIA É ACOLHIDA E ACOLHE Celebrar Data Pais Data filhos Semana celebrar Pais Tema filhos 17-24-30 1-7 8-14. 15-21 22-28. Mc 9, 30-37 Mc 9,38-43.45.47-48

Leia mais

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM 25 de Abril - São Marcos Evangelista 1) Oração Ó Deus, que

Leia mais

A Liturgia como comunicação do Amor de Deus

A Liturgia como comunicação do Amor de Deus A Liturgia como comunicação do Amor de Deus A Liturgia - O Que é a Liturgia - Quem se comunica pela Liturgia. Como comunicação do amor de Deus - Como se deu essa comunicação de Amor. - Como ela se realiza.

Leia mais

Sacramentos. Aula 23/03/2014 Prof. Lucas Rogério Caetano Ferreira

Sacramentos. Aula 23/03/2014 Prof. Lucas Rogério Caetano Ferreira Sacramentos Aula 23/03/2014 Prof. Lucas Rogério Caetano Ferreira Sacramentos O que são os sacramentos? Sacramento é derivado do latim sacramentum, era utilizado no meio militar correspondendo a juramento

Leia mais

Acolhe os oprimidos, em sua casa, o Senhor, É seu abrigo! Só ele se faz temer, Pois a seu povo dá força e poder!

Acolhe os oprimidos, em sua casa, o Senhor, É seu abrigo! Só ele se faz temer, Pois a seu povo dá força e poder! ABERTURA 17º DOMINGO DO TEMPO COMUM ANO C Acolhe os oprimidos, em sua casa, o Senhor, É seu abrigo! Só ele se faz temer, Pois a seu povo dá força e poder! 1. A nação que ele governa, é feliz com tal Senhor.

Leia mais

Campanha para o Advento e Natal de Em família, uma casa para Jesus. Serviço Diocesano de Catequese Diocese de Leiria-Fátima

Campanha para o Advento e Natal de Em família, uma casa para Jesus. Serviço Diocesano de Catequese Diocese de Leiria-Fátima Campanha para o Advento e Natal de 2014 Em família, uma casa para Jesus Serviço Diocesano de Catequese Diocese de Leiria-Fátima Apresentação No segundo ano do biénio dedicado à família, o Serviço Diocesano

Leia mais

Roteiro de leitura e síntese para compreender. o significado da Comunidade Eclesial

Roteiro de leitura e síntese para compreender. o significado da Comunidade Eclesial Roteiro de leitura e síntese para compreender o significado da Comunidade Eclesial Comunidade Eclesial Sinal do Reino no presente e no futuro O livro está dividido em 4 capítulos: Refletindo sobre Comunidade

Leia mais

O QUE SE ESPERA DE UM MINISTRO DA MÚSICA: Que ajude a assembleia a entrar no mistério de Deus pela música;

O QUE SE ESPERA DE UM MINISTRO DA MÚSICA: Que ajude a assembleia a entrar no mistério de Deus pela música; O QUE SE ESPERA DE UM MINISTRO DA MÚSICA: Que ajude a assembleia a entrar no mistério de Deus pela música; Que esteja a serviço da igreja e da liturgia e não de si mesmo e de seus gostos pessoais; Que

Leia mais

LINHA DE AÇÃO 1 - IGREJA QUE SAI PARA SERVIR Ícone Bíblico - A Parábola do Bom Samaritano (Lc 10,25-37):

LINHA DE AÇÃO 1 - IGREJA QUE SAI PARA SERVIR Ícone Bíblico - A Parábola do Bom Samaritano (Lc 10,25-37): LINHA DE AÇÃO 1 - IGREJA QUE SAI PARA SERVIR Ícone Bíblico - A Parábola do Bom Samaritano (Lc 10,25-37): Quem é o meu próximo? perguntou o Doutor da Lei a Jesus, que em seguida lhe contou a Parábola do

Leia mais

VIGÍLIA DE ORAÇÃO POR QUEM NOS MORREU

VIGÍLIA DE ORAÇÃO POR QUEM NOS MORREU VIGÍLIA DE ORAÇÃO POR QUEM NOS MORREU PARÓQUIA DE NOSSA SENHORA DA HORA 2010-2011 P = Presidente: Aquele que preside à oração. Qualquer pessoa o pode fazer, desde que tenha gosto e capacidade para tal.

Leia mais

GUIÂO FESTA DAS BEM-AVENTURANÇAS 2014/2015. (Admonitor 1-Lê as admonições normais; Admonitor 2- Lê as admonições das bem-aventuranças)

GUIÂO FESTA DAS BEM-AVENTURANÇAS 2014/2015. (Admonitor 1-Lê as admonições normais; Admonitor 2- Lê as admonições das bem-aventuranças) (Admonitor 1-Lê as admonições normais; Admonitor 2- Lê as admonições das bem-aventuranças) Admonitor 1- Jovem da Maria da Luz Admonitor 2- Jovem da Jovem Bússola- Jovem da Mónica/Fátima ADMONIÇÃO INICIAL

Leia mais

3.º Encontro 2015/2016

3.º Encontro 2015/2016 Escola da Fé 3.º Encontro 2015/2016 CÂNTICO: Onde há Caridade e Amor Onde há caridade e amor aí habita Deus. Papa Francisco abriu porta santa do Jubileu da Misericórdia na Catedral de Bangui, em África,

Leia mais

Os bispos, como pastores e guias espirituais das comunidades a nós encomendadas, somos chamados a fazer da Igreja uma casa e escola de comunhão.

Os bispos, como pastores e guias espirituais das comunidades a nós encomendadas, somos chamados a fazer da Igreja uma casa e escola de comunhão. Os bispos, como pastores e guias espirituais das comunidades a nós encomendadas, somos chamados a fazer da Igreja uma casa e escola de comunhão. Como animadores da comunhão, temos a missão de acolher,

Leia mais

Explicação da Missa MISSA

Explicação da Missa MISSA Explicação da Missa Reunidos todos os catequizandos na Igreja, num primeiro momento mostram-se os objetos da missa, ensinam-se os gestos e explicam-se os ritos. Em seguida celebra-se a missa sem interrupção.

Leia mais

Caríssimos Padres Giancarlo, Severino, Nerella, Comunidade de Ibiporã (PR), Familiares, Amigos do Anunciando paz da TV 21.

Caríssimos Padres Giancarlo, Severino, Nerella, Comunidade de Ibiporã (PR), Familiares, Amigos do Anunciando paz da TV 21. Caríssimos Padres Giancarlo, Severino, Nerella, Comunidade de Ibiporã (PR), Familiares, Amigos do Anunciando paz da TV 21. Antes de tudo, a minha saudação a todos vocês. Fiquei muito contente pelo jantar

Leia mais

O Papa João Paulo II Magno afirma no número 34 da Ecclesia de

O Papa João Paulo II Magno afirma no número 34 da Ecclesia de Côn. Henrique Soares da Costa A Eucaristia faz a Igreja ser corpo de Cristo. Neste corpo, formado por muitos membros, nem todos fazem a mesma coisa, mas cada um tem sua função, seu dom, seu modo específico

Leia mais

CATEDRAL DIOCESANA DE CAMPINA GRANDE PARÓQUIA NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO

CATEDRAL DIOCESANA DE CAMPINA GRANDE PARÓQUIA NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO CATEDRAL DIOCESANA DE CAMPINA GRANDE PARÓQUIA NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO SOBRE NÓS FAZEI BRILHAR O ESPLENDOR DE VOSSA FACE! 3 º DOMINGO DA PÁSCOA- ANO B 22 DE ABRIL DE 2012 ANIM: (Saudações espontâneas)

Leia mais

Roteiros Mensais para Grupos

Roteiros Mensais para Grupos Roteiros Mensais para Grupos JANEIRO 2017 INTENÇÃO DE ORAÇÃO DO PAPA Ajudar a aprofundar e rezar com a INTENÇÃO DE ORAÇÃO DO PAPA de cada mês, para mobilizar os grupos e a vida pessoal diante dos grandes

Leia mais

Arquidiocese de Cuiabá CALENDÁRIO 2017 Atualizado no dia 01 de novembro de 2016

Arquidiocese de Cuiabá CALENDÁRIO 2017 Atualizado no dia 01 de novembro de 2016 Arquidiocese de Cuiabá CALENDÁRIO 2017 Atualizado no dia 01 de novembro de 2016 JANEIRO 01 SOLENIDADE DO SENHOR BOM JESUS DE CUIABÁ, PADROEIRO DA ARQUIDIOCESE. 20-22 Retiro de Formação para Servos do Curso

Leia mais

Solenidade de Cristo Rei

Solenidade de Cristo Rei Solenidade de Cristo Rei A celebração da Solenidade de Nosso Senhor Jesus Cristo, Rei do Universo, fecha o Ano Litúrgico. Neste período, meditamos, sobretudo, no mistério de sua vida, sua pregação e o

Leia mais

Catálogo. de Publicações. Secretariado Nacional de Liturgia

Catálogo. de Publicações. Secretariado Nacional de Liturgia Catálogo de Publicações Secretariado Nacional de Liturgia Todos os preços indicados incluem IVA à taxa legal em vigor. Fátima, Janeiro de 2013 missais missal romano Formato: 175X255 mm 1.408 páginas Dourado

Leia mais

EM RESUMO, QUE LUZES NOS TRAZ O DOCUMENTO DE APARECIDA?

EM RESUMO, QUE LUZES NOS TRAZ O DOCUMENTO DE APARECIDA? EM RESUMO, QUE LUZES NOS TRAZ O DOCUMENTO DE APARECIDA? O documento Conclusivo da V Conferência contém inúmeras e oportunas indicações pastorais, motivadas por ricas reflexões à luz da fé e do atual contexto

Leia mais

Adoração Eucarística. André Batista. texto ser distribuído pela assembleia). Bendiz, ó minha alma, o SENHOR, e todo o meu ser louve o seu nome santo.

Adoração Eucarística. André Batista. texto ser distribuído pela assembleia). Bendiz, ó minha alma, o SENHOR, e todo o meu ser louve o seu nome santo. Adoração Eucarística Subsídios Pastorais www.fatima.pt/documentacao André Batista BATISTA, André Adoração Eucarística. Em VAZ, Carla Abreu, coord. Envolvidos no amor de Deus pelo mundo: Itinerário Temático

Leia mais

Igreja de Nova Viçosa

Igreja de Nova Viçosa Igreja de Nova Viçosa Viçosa / MG Projeto: Pe. Lauro Novembro de 2014 Estou feliz em poder ajudar nas obras. Espero mostrar um trabalho digno e que venha ter um fim perfeito no serviço ao mistério da Missa.

Leia mais

Nº 8 C Domingo II do Tempo Comum Do Evangelho de hoje, retiramos vários ensinamentos para a nossa vida. Naquele casamento, onde estava Jesus,

Nº 8 C Domingo II do Tempo Comum Do Evangelho de hoje, retiramos vários ensinamentos para a nossa vida. Naquele casamento, onde estava Jesus, Nº 8 C Domingo II do Tempo Comum-20.1.13 Do Evangelho de hoje, retiramos vários ensinamentos para a nossa vida. Naquele casamento, onde estava Jesus, ia haver uma grande tristeza, porque o vinho se tinha

Leia mais

A Escolhida (509) D F#7 Bm7 F#7 Uma entre todas foi a escolhida: foste tu Maria, serva preferida. G Gm F#m Bm E7/9 A7 A5+

A Escolhida (509) D F#7 Bm7 F#7 Uma entre todas foi a escolhida: foste tu Maria, serva preferida. G Gm F#m Bm E7/9 A7 A5+ Page 8 of 229 Autoria: D. R. A Escolhida (509) D F#7 Bm7 F#7 Uma entre todas foi a escolhida: foste tu Maria, serva preferida. G Gm F#m Bm E7/9 A7 A5+ Mãe do meu Senhor, Mãe do meu Salvador. D Bm G A7

Leia mais

TRÍDUO PASCAL DA PAIXÃO E MORTE, SEPULTURA E RESSURREIÇÃO DE JESUS. Quinta-Feira Santa, 21h30 Missa da Ceia do Senhor, com rito do lava-pés

TRÍDUO PASCAL DA PAIXÃO E MORTE, SEPULTURA E RESSURREIÇÃO DE JESUS. Quinta-Feira Santa, 21h30 Missa da Ceia do Senhor, com rito do lava-pés Como Paulo e com Cristo, subamos a Jerusalém!...Gal.1,18; Mc.10,33 Semana Santa 2009 na Paróquia de Nossa Senhora da Hora DOMINGO DE RAMOS 09h45 (Bênção dos Ramos) e Missa (10h00) na Igreja Paroquial 11h00

Leia mais

Roteiro da celebração. As velas serão acesas quando a celebração começar. Acolhida e introdução ao tema da Semana de Oração

Roteiro da celebração. As velas serão acesas quando a celebração começar. Acolhida e introdução ao tema da Semana de Oração Roteiro da celebração D: Dirigente L: Leitor T: Todos I. Prelúdio/ Preparação As velas serão acesas quando a celebração começar. Acolhida e introdução ao tema da Semana de Oração Um apresentador dá as

Leia mais

Igreja é lugar de recolhimento, de oração. Jesus ia ao Templo com seus pais e apóstolos.

Igreja é lugar de recolhimento, de oração. Jesus ia ao Templo com seus pais e apóstolos. POR QUE IR À IGREJA? Certo dia, Jesus contou a seguinte parábola a alguns que se consideravam justos e desprezavam os outros."dois homens foram ao Templo para orar. Um era fariseu e o outro, publicano.

Leia mais

PARÓQUIA SÃO JOSÉ DE CALASANZ PADRES ESCOLÁPIOS Feu Rosa, Vila Nova de Colares e Nova Zelândia - SERRA (ES) AGENDA ANUAL 2014

PARÓQUIA SÃO JOSÉ DE CALASANZ PADRES ESCOLÁPIOS Feu Rosa, Vila Nova de Colares e Nova Zelândia - SERRA (ES) AGENDA ANUAL 2014 PARÓQUIA SÃO JOSÉ DE CALASANZ PADRES ESCOLÁPIOS Feu Rosa, Vila Nova de Colares e Nova Zelândia - SERRA (ES) AGENDA ANUAL 2014 Organização das pastorais e equipes para uma melhor evangelização Seg Ter Qua

Leia mais

O BATISMO NÃO TEM FINALIDADE EM SI MESMO. (Proposição 38 do Sínodo)

O BATISMO NÃO TEM FINALIDADE EM SI MESMO. (Proposição 38 do Sínodo) I - OS SACRAMENTOS DE INICIAÇÃO CRISTÃ O que se realiza nos sacramentos da iniciação com o ser humano se dá pela graça de Deus Diante destas constatações podemos dizer que a teologia dos sacramentos de

Leia mais

O Ano da Acolhida Acolha, abrace, perdoe!

O Ano da Acolhida Acolha, abrace, perdoe! AVISOS Lembrar a célula da importância de participar das Missas dominicais e do Grupo Parusia, principalmente da Grande Célula todos os primeiros sábados do mês. Convidar para ajudar a liderança na limpeza

Leia mais

SUMÁRIO MISSAS DE NOSSA SENHORA - ANO C

SUMÁRIO MISSAS DE NOSSA SENHORA - ANO C Ano C Livro de Partituras Missas de Nossa Senhora São Sebastião E São josé Diocese de Oliveira SUMÁRIO MISSAS DE NOSSA SENHORA - ANO C IMACULADA CONCEIÇÃO DE MARIA PROCISSÃO DE ENTRADA - Imaculada, Maria

Leia mais

issão Deus ama quem dá com alegria. (2 Cor. 9, 7)

issão Deus ama quem dá com alegria. (2 Cor. 9, 7) A ALEGRIA da nossa issão Deus ama quem dá com alegria. (2 Cor. 9, 7) Fique sempre satisfeito e feliz, porque Deus quer ser servido com um coração alegre. (Dom Zwijsen) Um dos segredos mais bem guardados

Leia mais

Jubileu de Prata 25 ANOS

Jubileu de Prata 25 ANOS Congregação das Irmãs Missionárias de São Carlos B. Scalabrinianas Centro de Estudos Migratórios Cristo Rei-CEMCREI Rua Castro Alves, 344 90430-130 Porto Alegre-RS cemcrei@cpovo.net www.cemcrei.org.br

Leia mais

JESUS CRISTO FOI CONCEBIDO PELO PODER DO ESPÍRITO SANTO, E NASCEU DA VIRGEM MARIA

JESUS CRISTO FOI CONCEBIDO PELO PODER DO ESPÍRITO SANTO, E NASCEU DA VIRGEM MARIA JESUS CRISTO FOI CONCEBIDO PELO PODER DO ESPÍRITO SANTO, E NASCEU DA VIRGEM MARIA 04-02-2012 Catequese com adultos 11-12 Chave de Bronze Porque é que o Filho de Deus se fez homem? para nossa salvação,

Leia mais

A disposição da igreja. 12 de Abril de 2010 Acólitos São João da Madeira 1

A disposição da igreja. 12 de Abril de 2010 Acólitos São João da Madeira 1 A disposição da igreja 12 de Abril de 2010 Acólitos São João da Madeira 1 A disposição da igreja Este documento foi escrito com base na IGMR Introdução Geral ao Missal Romano. O estudo dos temas abordados

Leia mais

Por uma liturgia mais animada. Giovanni Marques Santos

Por uma liturgia mais animada. Giovanni Marques Santos Por uma liturgia mais animada Giovanni Marques Santos liturgia animada liturgia des-animada liturgia animada COM ALMA (anima), ação sim-bólica em que nos colocamos por inteiro, para que a graça divina

Leia mais

IMACULADA CONCEIÇÃO DA VIRGEM SANTA MARIA PADROEIRA DE MOÇAMBIQUE E PORTUGAL Solenidade

IMACULADA CONCEIÇÃO DA VIRGEM SANTA MARIA PADROEIRA DE MOÇAMBIQUE E PORTUGAL Solenidade IMACULADA CONCEIÇÃO DA VIRGEM SANTA MARIA PADROEIRA DE MOÇAMBIQUE E PORTUGAL Solenidade LEITURA I Gen 3, 9-15.20 «Estabelecerei inimizade entre a tua descendência e a descendência dela» Leitura do Livro

Leia mais

Calendário Paroquial de 2015 JANEIRO FEVEREIRO

Calendário Paroquial de 2015 JANEIRO FEVEREIRO Calendário Paroquial de 2015 JANEIRO 1 qui Solenidade de Maria Mãe de Deus - Missas : 9h30 / 18h30 2 sex Apostolado da Oração - Missa - 15h - Catedral 3 sab Setor Família - Missa - 19h30 - Catedral 5 seg

Leia mais

EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO CAPÍTULO 22 NÃO SEPAREIS O QUE DEUS UNIU

EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO CAPÍTULO 22 NÃO SEPAREIS O QUE DEUS UNIU EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO CAPÍTULO 22 NÃO SEPAREIS O QUE DEUS UNIU - Indissolubilidade do casamento - O divórcio INDISSOLUBILIDADE DO CASAMENTO Lei do Homem Mutável As leis humanas transformam-se

Leia mais

o sacramento do matrimônio e as causas de nulidade

o sacramento do matrimônio e as causas de nulidade o sacramento do matrimônio e as causas de nulidade Coleção Sacramentos hoje O Sacramento da Confirmação Perspectivas teológico-pastorais, V. M. Goedert Sacramentos da iniciação cristã, Félix Moracho Galindo

Leia mais

Eis aqui a serva do Senhor. Faça -se em mim segundo a tua palavra (Lc 1,38)

Eis aqui a serva do Senhor. Faça -se em mim segundo a tua palavra (Lc 1,38) Síntese Informativo Mensal do Movimento Pólen Eis aqui a serva do Senhor. Faça-se em mim segundo a tua palavra (Lc Janeiro de 2012 / Ano MMXII 1 EDITORIAL Queridos Amigos, Jesus nasceu, um ano novo começou!

Leia mais

Celebração para o dia do/a Catequista Sugestão 2014-CNBB

Celebração para o dia do/a Catequista Sugestão 2014-CNBB Celebração para o dia do/a Catequista Sugestão 2014-CNBB INTRODUÇÃO Queridos/as Catequistas! Com nossos cumprimentos e gratidão, colocamos em suas mãos uma sugestão para a Celebração do dia do Catequista,

Leia mais