Transferência de Tecnologia. Programa de Capacitação em Valorização de Tecnologias Universidade de Aveiro

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Transferência de Tecnologia. Programa de Capacitação em Valorização de Tecnologias Universidade de Aveiro"

Transcrição

1 Transferência de Tecnologia Programa de Capacitação em Valorização de Tecnologias Universidade de Aveiro

2 Eurico Neves Análise de Mercado Análise de Produto / Serviço Estratégias de licenciamento Distribuição e Promoção Implementação e controle do plano de marketing

3 Objectivos:

4 1. Introdução Breve apresentação das ideias Roadmap de aproximação ao mercado Pros e cons do empreendedorismo Marketing: o que é e para que serve

5 1. Introdução / b) Roadmap

6 1. Introdução / c) Pros e cons do empreededorismo Pros Desafio pessoal Independência e autonomia Flexibilidade Recompensas diretamente proporcionais ao esforço Cons Insegurança profissional e financeira Carga administrativa Impacto na vida pessoal

7 1. Introdução / d) Mkt: o que é e para o que serve Marketing é a função empresarial que identifica necessidades e desejos insatisfeitos, define e mede sua magnitude e seu potencial de rentabilidade, especifica que mercados-alvo serão mais bem atendidos pela empresa, decide sobre produtos, serviços e programas adequados para servir a esses mercados selecionados e convoca a todos na organização para pensar no cliente e atender ao cliente." (Kotler, 2013) Os objetivos do marketing atingem-se através de : Uma estratégia de marketing Como promover os benefícios das nossas soluções e satisfazer as necessidades dos clientes; Um plano de marketing- Por a estratégia em movimento

8 1. Introdução / d) Mkt: o que é e para o que serve Qualquer prática profissional é um negócio O Marketing tem um papel fundamental no sucesso de qualquer negócio Uma estratégia de marketing possibilita: A identificação de potenciais clientes Compreender e satisfazer necessidades de clientes Comunicar os benefícios das nossas solições Identificar e endereçar as forças e fraquezas das nossas soluções

9 1. Introdução / d) Mkt: o que é e para o que serve Market Uncertainty Marketing of High- Technology Products & Innovations Technological Uncertainty Competitive Volatility

10 2. Análise de mercado Mercado - alvo Segmentação «Labelling» Análise

11 2. Análise de mercado / a) etapas 1. DEFINE (in terms of user needs) 2. QUANTIFY (size, trends) 3. CHARACTERIZE (competitors) 4. SEGMENT 5. LABEL (and goggle it)

12 2. Análise de mercado / b) segmentação OU

13 3. Análise de posicionamento / produto Qualidades / Forças Defeitos / Fraquezas «Product enhancers» / Oportunidades «Market barriers» / Ameaças Estratégias posicionamento USP

14 3. Análise de posicionamento de produto / a) USP Develop a USP develop a compelling value proposition Identify your competitors and their offerings Identify what your product / service does for the customer and communicate it well Every product has to provide some benefit to customer tangible or intangible. Identify same for your product

15 3. Análise de posicionamento de produto / a) USP To create [value] by [product/service] for/to [customer(s)] by Strategic Objective 1 Strategic Objective 2 Strategic Objective 3

16 3. Análise de posicionamento de produto / b) desenvolvimento Product Analysis Map Strenghts Weaknesses o o o o Opportunities S/O Strategies W/O Strategies o o Strategies to build on strenghts to take on opportunities Strategies to overcome weaknesses in order to be able to take on opportunities USP Threats o o S/T Strategies Strategies to build on strenghts to overcome threats W/T Strategies Strategies to prevent weaknesses to amplify threats

17 4. Análise de preço / estratégias de licenciamento Factores Internos Factores Externos Estratégias de licenciamento Caso prático

18 4. Análise de preço External factors Internal factors Clients price sensability Market importance Competitors strategy Suppliers Distributors Funding Internal production costs According to products and time Potential market for a certain price Level of agressivity Costs Demand Competition Objectives in terms of price Organisation Strategy Price Strategy Network Externalities

19 5. Análise de distribuição Canais físicos Canais virtuais (web)

20 6. Análise de promoção Feiras Conferências Publicações Social media

21 7. Implementação e controle Métricas sucesso (KPI) Taxas de conversão Mecanismos de controle Definição de ações e calendarização

22 Obrigado

Organização Sete de Setembro de Cultura e Ensino - LTDA Faculdade Sete de Setembro FASETE Bacharelado em Administração

Organização Sete de Setembro de Cultura e Ensino - LTDA Faculdade Sete de Setembro FASETE Bacharelado em Administração Organização Sete de Setembro de Cultura e Ensino - LTDA Faculdade Sete de Setembro FASETE Bacharelado em Administração VICTOR HUGO SANTANA ARAÚJO ANÁLISE DAS FORÇAS DE PORTER NUMA EMPRESA DO RAMO FARMACÊUTICO:

Leia mais

LAUREATE INTERNATIONAL UNIVERSITIES EMPREENDEDORISMO E INOVAÇÃO Prêmio James McGuire

LAUREATE INTERNATIONAL UNIVERSITIES EMPREENDEDORISMO E INOVAÇÃO Prêmio James McGuire Chamada para as Inscrições de Propostas 2015 LAUREATE INTERNATIONAL UNIVERSITIES EMPREENDEDORISMO E INOVAÇÃO Prêmio James McGuire O Prêmio para empreendimento JAMES McGUIRE é uma competição promovida pela

Leia mais

Edital Prêmio James McGuire 2015

Edital Prêmio James McGuire 2015 Edital Prêmio James McGuire 2015 O Prêmio para empreendimento James McGuire é uma competição promovida pela Rede Laureate International Universities, exclusivamente para as suas Instituições de Ensino

Leia mais

Session 8 The Economy of Information and Information Strategy for e-business

Session 8 The Economy of Information and Information Strategy for e-business Session 8 The Economy of Information and Information Strategy for e-business Information economics Internet strategic positioning Price discrimination Versioning Price matching The future of B2C InformationManagement

Leia mais

P essoas R esultados O bjetivos S ignificado

P essoas R esultados O bjetivos S ignificado Bem Vindos! P essoas R esultados O bjetivos S ignificado Rui de Sá Telles Especialista em Varejo pela FIA-USP MBA Varejo; 40 anos no varejo farmacêutico, de auxiliar à presidente de rede de drogarias;

Leia mais

Enquadramento. Análise e prospeção das vendas em ecommerce (mundial) EUA - E-COMMERCE

Enquadramento. Análise e prospeção das vendas em ecommerce (mundial) EUA - E-COMMERCE E-COMMERCE nos EUA EUA - E-COMMERCE Enquadramento Análise e prospeção das vendas em ecommerce (mundial) http://www.statista.com/statistics/261245/b2c-e-commercesales-worldwide/ EUA - E-COMMERCE Enquadramento

Leia mais

UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA. A Reputação e a Responsabilidade Social na BP Portugal: A importância da Comunicação. Por. Ana Margarida Nisa Vintém

UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA. A Reputação e a Responsabilidade Social na BP Portugal: A importância da Comunicação. Por. Ana Margarida Nisa Vintém UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA A Reputação e a Responsabilidade Social na BP Portugal: A importância da Comunicação Relatório de estágio apresentado à Universidade Católica Portuguesa para obtenção do

Leia mais

MARKETING: PRINCIPAL FERRAMENTA PARA A EFETIVAÇÃO DAS VENDAS

MARKETING: PRINCIPAL FERRAMENTA PARA A EFETIVAÇÃO DAS VENDAS MARKETING: PRINCIPAL FERRAMENTA PARA A EFETIVAÇÃO DAS VENDAS CAUÊ SAMUEL SCHIMIDT 1 FERNANDO GRANADIER 1 Resumo O mercado atual está cada vez mais competitivo e para sobreviver nesse meio, é necessário

Leia mais

PROJECTO CRIAR EMPRESA

PROJECTO CRIAR EMPRESA PROJECTO CRIAR EMPRESA Análise SWOT Pedro Vaz Paulo 1. PROJECTO CRIAR EMPRESA 1. Projecto Definição 1. Âmbito do negócio 2. Inovação 3. Concorrência 4. Análise SWOT 5. ( ) 2. ANÁLISE SWOT Definição A Análise

Leia mais

Análise SWOT. A Análise SWOT (FOFA) SWOT e FOFA FUNÇÃO DA SWOT

Análise SWOT. A Análise SWOT (FOFA) SWOT e FOFA FUNÇÃO DA SWOT Análise SWOT A Análise SWOT (FOFA) Prof. Cláudio Márcio cmarcio@gmail.com Diagnóstico estratégico que permite estabelecer relação entre os pontos fortes e fracos, oportunidades e ameaças no ambiente organizacional

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO METROPOLITANO DE SÃO PAULO CURSO ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS

CENTRO UNIVERSITÁRIO METROPOLITANO DE SÃO PAULO CURSO ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS CENTRO UNIVERSITÁRIO METROPOLITANO DE SÃO PAULO CURSO ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS UMA VANTAGEM COMPETITIVA COM A TERCEIRIZAÇÃO DE SERVIÇOS AMANDA ZADRES DANIELA LILIANE ELIANE NUNES ELISANGELA MENDES Guarulhos

Leia mais

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Osmar Mendes 1 Gilberto Raiser 2 RESUMO Elaborar uma proposta de planejamento estratégico é uma forma de criar um bom diferencial competitivo, pois apresenta para a organização

Leia mais

Marketing. Objectivos. O que pode ser comercializado? Marketing no Século XXI

Marketing. Objectivos. O que pode ser comercializado? Marketing no Século XXI Marketing Marketing no Século XXI Prof. José M. Veríssimo 1 Objectivos Aprender as definições de marketing. Identificar os conceitos e ferramentas fundamentais do marketing. Compreender as orientações

Leia mais

// gaiato private label

// gaiato private label // gaiato private label // a empresa // the company A Calçado Gaiato é uma empresa prestadora de serviços no setor de calçado, criada em 2000 por Luís Pinto Oliveira e Mário Pinto Oliveira, sócios-fundadores

Leia mais

A ESTRATÉGIA DO SÍTIO NO SUPORTE À ESTRATÉGIA E-CANAL THE WEBSITE STRATEGY IN SUPPORT TO THE E-CHANNEL STRATEGY

A ESTRATÉGIA DO SÍTIO NO SUPORTE À ESTRATÉGIA E-CANAL THE WEBSITE STRATEGY IN SUPPORT TO THE E-CHANNEL STRATEGY AF_02_Project_2012_INP 12/03/30 11:58 Page 196 A ESTRATÉGIA DO SÍTIO NO SUPORTE À ESTRATÉGIA E-CANAL THE WEBSITE STRATEGY IN SUPPORT TO THE E-CHANNEL STRATEGY RESUMO O sucesso da implementação de um sítio

Leia mais

StartMeUp - Powered by U.S. Embassy Portugal 2013 (STARTMEUP) Regulamento. Artigo 1.º Organização e objectivos

StartMeUp - Powered by U.S. Embassy Portugal 2013 (STARTMEUP) Regulamento. Artigo 1.º Organização e objectivos StartMeUp - Powered by U.S. Embassy Portugal 2013 (STARTMEUP) Regulamento Artigo 1.º Organização e objectivos 1. O STARTMEUP é uma iniciativa organizada conjuntamente pela Embaixada dos Estados Unidos

Leia mais

Assegurando Adequação Estratégica do Trade Marketing

Assegurando Adequação Estratégica do Trade Marketing Nivaldo de Barros e Silva Neto Assegurando Adequação Estratégica do Trade Marketing Foco em Empresas de Bens de Consumo Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada ao Programa de Pós-Graduação em Administração

Leia mais

Análise SWOT. Filipe Vana Leonardo Monteiro Marcus Voloch

Análise SWOT. Filipe Vana Leonardo Monteiro Marcus Voloch Análise SWOT Filipe Vana Leonardo Monteiro Marcus Voloch SWOT O significado ANÁLISE SWOT Criada por Kenneth Andrews e Roland Christensen, dois professores da Harvard Business School, e posteriormente aplicada

Leia mais

HKKMS-KMIRC Seminar by Professor Rivadavia C. de Avarenga Neto

HKKMS-KMIRC Seminar by Professor Rivadavia C. de Avarenga Neto MAKING INNOVATION WORK: Knowledge Creation at the intersection of technology and business models Rivadávia C. Drummond de Alvarenga Neto, Dr. HSM Executive Education - Brazil 1 Source: http://www.klatergoud.com/2011/02/the-unbearable-lightness-of-design-thinking/

Leia mais

Companhia de Eletricidade do Estado da Bahia - COELBA Company Profile - Business Description, Strategies and SWOT Analysis

Companhia de Eletricidade do Estado da Bahia - COELBA Company Profile - Business Description, Strategies and SWOT Analysis Brochure More information from http://www.researchandmarkets.com/reports/2663026/ Companhia de Eletricidade do Estado da Bahia - COELBA Company Profile - Business Description, Strategies and SWOT Analysis

Leia mais

7 passos para se tornar Dono da sua Carreira

7 passos para se tornar Dono da sua Carreira Divulgação Portal METROCAMP 7 passos para se tornar Dono da sua Carreira de Werner Kugelmeier WWW.wkprisma.com.br As melhores empresas se concentram em seus pontos fortes e tornam os fracos irrelevantes.

Leia mais

Inteligência Competitiva

Inteligência Competitiva Inteligência Competitiva Prof. Patricia Silva psilva@univercidade.br Aula 6 Objetivos da aula 6 n Análise SWOT n Bibliografia: Estratégia de Marketing O C. Ferrell Cap. 4 Strenghts (forças), Weaknesses

Leia mais

Estratégia Corporativa Logistics/Supply Chain Strategy and Planning

Estratégia Corporativa Logistics/Supply Chain Strategy and Planning Estratégia Corporativa Logistics/Supply Chain Strategy and Planning If you don t know where you want to go, any path will do. Estratégia é o processo onde planos são formulados para posicionar a empresa

Leia mais

IT Governance e ISO/IEC 20000. Susana Velez

IT Governance e ISO/IEC 20000. Susana Velez IT Governance e ISO/IEC 20000 Susana Velez Desafios de TI Manter TI disponível Entregar valor aos clientes Gerir os custos de TI Gerir a complexidade Alinhar TI com o negócio Garantir conformidade com

Leia mais

Como organizar um processo de planejamento estratégico

Como organizar um processo de planejamento estratégico Como organizar um processo de planejamento estratégico Introdução Planejamento estratégico é o processo que fixa as grandes orientações que permitem às empresas modificar, melhorar ou fortalecer a sua

Leia mais

Companhia de Saneamento Basico do Estado de Sao Paulo - SABESP - Strategy and SWOT Report

Companhia de Saneamento Basico do Estado de Sao Paulo - SABESP - Strategy and SWOT Report Brochure More information from http://www.researchandmarkets.com/reports/3069272/ Companhia de Saneamento Basico do Estado de Sao Paulo - SABESP - Strategy and SWOT Report Description: Companhia de Saneamento

Leia mais

Universidade do Porto

Universidade do Porto O Estado da Arte em Projectos de Investimento - A Importância da Análise Não Financeira Na Prática das Empresas Portuguesas Nuno Filipe Lopes Moutinho Tese de Mestrado em Ciências Empresariais Área de

Leia mais

Enterprise Europe - Portugal

Enterprise Europe - Portugal Enterprise Europe - Portugal Oportunidades de Cooperação Internacional Agência de Inovação Bibiana Dantas Lisboa, 5-Jun-2012 Enterprise Europe Portugal Jun 2012 2 A União Europeia é um mercado de oportunidades!

Leia mais

Os Desafios da Segurança no Desenvolvimento com Métodos Ágeis. OWASP Education Project. The OWASP Foundation http://www.owasp.org

Os Desafios da Segurança no Desenvolvimento com Métodos Ágeis. OWASP Education Project. The OWASP Foundation http://www.owasp.org Os Desafios da Segurança no Desenvolvimento com Métodos Ágeis Education Project Rafael Dreher Porto Alegre Chapter - Co-founder Security Consultant @ Dell dreher@owasp.org Copyright 2007 The Foundation

Leia mais

Prof. Wilson Real ADMINISTRAÇÃO DE MARKETING

Prof. Wilson Real ADMINISTRAÇÃO DE MARKETING Prof. Wilson Real ADMINISTRAÇÃO DE MARKETING MARKETING Marketing vem da palavra MARKET que significa mercado. Logo, Marketing é a ação de comprar, vender ou produzir artigos para mercados específicos.

Leia mais

CMDB no ITIL v3. Miguel Mira da Silva. mms@ist.utl.pt 919.671.425

CMDB no ITIL v3. Miguel Mira da Silva. mms@ist.utl.pt 919.671.425 CMDB no ITIL v3 Miguel Mira da Silva mms@ist.utl.pt 919.671.425 1 CMDB v2 Configuration Management IT components and the services provided with them are known as CI (Configuration Items) Hardware, software,

Leia mais

Aplicando Pontos de Função na Definição de um Sistema de Indicadores BIT

Aplicando Pontos de Função na Definição de um Sistema de Indicadores BIT Aplicando Pontos de Função na Definição de um Sistema de Indicadores BIT Eduardo Alves de Oliveira eduaopec@yahoo.com.br SERPRO - Serviço Federal de Processamento de Dados Rua Pacheco Leão, 1235 - Fundos

Leia mais

Tendências da pesquisa acadêmica na àrea de Marketing

Tendências da pesquisa acadêmica na àrea de Marketing Tendências da pesquisa acadêmica na àrea de Marketing Wagner A. Kamakura Ford Motor Company Professor of Global Marketing Duke University Outline A Pesquisa academica na area de Marketing O Marketing como

Leia mais

ISO 9001:2015 e ISO 14001:2015 versão DIS Principais alterações

ISO 9001:2015 e ISO 14001:2015 versão DIS Principais alterações ISO 9001:2015 e ISO 14001:2015 versão DIS Principais alterações Raquel Silva 02 Outubro 2014 ISO 9001:2015 e ISO 14001:2015 ISO 9001:2015 e ISO 14001:2015 PUBLICAÇÃO DIS: - Draft International Standard

Leia mais

MARKETING AMBIENTAL: MAIS UMA ESTRATÉGIA DAS EMPRESAS PARA OBTEREM VANTAGEM COMPETITIVA? Luciana de Góis Aquino Teixeira 1 Marcos de Moraes Sousa 2

MARKETING AMBIENTAL: MAIS UMA ESTRATÉGIA DAS EMPRESAS PARA OBTEREM VANTAGEM COMPETITIVA? Luciana de Góis Aquino Teixeira 1 Marcos de Moraes Sousa 2 MARKETING AMBIENTAL: MAIS UMA ESTRATÉGIA DAS EMPRESAS PARA OBTEREM VANTAGEM COMPETITIVA? Luciana de Góis Aquino Teixeira 1 Marcos de Moraes Sousa 2 RESUMO O marketing é uma função da administração que

Leia mais

MARKETING DE RELACIONAMENTO COM FOCO NA FIDELIZAÇÃO DE CLIENTES RELATIONSHIP MARKETING WITH FOCUS ON CUSTOMER LOYALTY

MARKETING DE RELACIONAMENTO COM FOCO NA FIDELIZAÇÃO DE CLIENTES RELATIONSHIP MARKETING WITH FOCUS ON CUSTOMER LOYALTY MARKETING DE RELACIONAMENTO COM FOCO NA FIDELIZAÇÃO DE CLIENTES RELATIONSHIP MARKETING WITH FOCUS ON CUSTOMER LOYALTY Cristiano Galera da Silva (Graduando do curso de administração FIP) Prof. Júlio Cesar

Leia mais

Alianças Estratégicas no Setor de Telecomunicações. Um Estudo de Caso da Oi

Alianças Estratégicas no Setor de Telecomunicações. Um Estudo de Caso da Oi Bruno Garrofé Sampaio Alianças Estratégicas no Setor de Telecomunicações. Um Estudo de Caso da Oi Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada como requisito parcial para obtenção do título de Mestre

Leia mais

DevOps. Carlos Eduardo Buzeto (@_buzeto) IT Specialist IBM Software, Rational Agosto 2013. Accelerating Product and Service Innovation

DevOps. Carlos Eduardo Buzeto (@_buzeto) IT Specialist IBM Software, Rational Agosto 2013. Accelerating Product and Service Innovation DevOps Carlos Eduardo Buzeto (@_buzeto) IT Specialist IBM Software, Rational Agosto 2013 1 O desenvolvedor O mundo mágico de operações Como o desenvolvedor vê operações Como operações vê uma nova release

Leia mais

Sales and Operations Planning S&OP, Integrated Business Planning - IBP, Planejamento Integrado do Negócio

Sales and Operations Planning S&OP, Integrated Business Planning - IBP, Planejamento Integrado do Negócio Sales and Operations Planning S&OP, Integrated Business Planning - IBP, Planejamento Integrado do Negócio Novembro de 2009 STEFANO JR, Wilson Principal - Oliver Wight Together We Make a Difference wstefano@oliverwight.com

Leia mais

Gestão de SLA Do etom ao ITIL

Gestão de SLA Do etom ao ITIL Gestão de SLA Do etom ao ITIL Sergio Mainetti Jr. Visionnaire Agenda Parte 1 Apresentação da Empresa Parte 2 SLA Serviços no Mercado Atual O que é SLA? Barreiras para o uso de SLAs Do etom ao ITIL Parte

Leia mais

Strenghts: Vantagens internas da empresa ou produto(s) em relação aos seus principais concorrentes;

Strenghts: Vantagens internas da empresa ou produto(s) em relação aos seus principais concorrentes; Gerir - Guias práticos de suporte à gestão A análise SWOT A Análise SWOT é uma ferramenta de gestão muito utilizada pelas empresas para o diagnóstico estratégico. O termo SWOT é composto pelas iniciais

Leia mais

design para a inovação social

design para a inovação social design para a inovação social mestrado em design - 15 16 universidade de aveiro gonçalo gomes março de 2016 s.1 ergonomia ergonomia > definição Ergonomia A ergonomia (do grego "ergon": trabalho; e "nomos":

Leia mais

Desenvolvimento da Estratégia de Categoria

Desenvolvimento da Estratégia de Categoria Module 13222 Desenvolvimento da Estratégia de Categoria Análise dos Dados 1. 1. Avaliação Strategy evaluation da Estratégia 2. 2. Análise Data dos analysis dados 5. Plano Implementation de Implementação

Leia mais

REQUISITOS MÍNIMOS DE INFORMAÇÕES E DADOS PARA OS ESTUDOS DE VIABILIDADE TÉCNICA, ECONÓMICA E FINANCEIRA (EVTEF) DOS PROJECTOS

REQUISITOS MÍNIMOS DE INFORMAÇÕES E DADOS PARA OS ESTUDOS DE VIABILIDADE TÉCNICA, ECONÓMICA E FINANCEIRA (EVTEF) DOS PROJECTOS PROCESSOS DE CANDIDATURA A FINANCIAMENTO DO BANCO DE DESENVOLVIMENTO DE ANGOLA REQUISITOS MÍNIMOS DE INFORMAÇÕES E DADOS PARA OS ESTUDOS DE VIABILIDADE TÉCNICA, ECONÓMICA E FINANCEIRA (EVTEF) DOS PROJECTOS

Leia mais

(FUC) GESTÃO DA RELAÇÃO COM O CLIENTE (CRM)

(FUC) GESTÃO DA RELAÇÃO COM O CLIENTE (CRM) Processo Bolonha Ficha de unidade curricular (FUC) GESTÃO DA RELAÇÃO COM O CLIENTE () Departamento: Ciências de Gestão Área: Marketing Activa nos Planos Curriculares: Mestrado em Gestão e Engenharia Industrial

Leia mais

Francisco César Borges Blois. Estudo do suprimento de válvulas acionadas manualmente para a Petrobras. Dissertação de Mestrado

Francisco César Borges Blois. Estudo do suprimento de válvulas acionadas manualmente para a Petrobras. Dissertação de Mestrado Francisco César Borges Blois Estudo do suprimento de válvulas acionadas manualmente para a Petrobras Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada como requisito parcial para obtenção do grau de Mestre

Leia mais

Marketing. - Fatos históricos.

Marketing. - Fatos históricos. Marketing - Fatos históricos. Escambo. Produção e consumo baixos. Crescimento do consumo. Crescimento da produção = paridade. Explosão da produção. Marketing é o desempenho das atividades de negócios que

Leia mais

Gestão estratégica em processos de mudanças

Gestão estratégica em processos de mudanças Gestão estratégica em processos de mudanças REVISÃO DOS MACRO PONTOS DO PROJETO 1a. ETAPA: BASE PARA IMPLANTAÇÃO DE UM MODELO DE GESTÃO DE PERFORMANCE PROFISSIONAL, que compreenderá o processo de Análise

Leia mais

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO: GESTÃO NO RAMO DE TRANSPORTES.

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO: GESTÃO NO RAMO DE TRANSPORTES. PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO: GESTÃO NO RAMO DE TRANSPORTES. 1 Antonia Maria Gimenes, 2 Altair Roberto Mata, 3 Ana Luiza de Oliveira Silva, 4 Pamela Andrielle Fernandes. RESUMO O presente artigo leva em consideração

Leia mais

23/06/2009. A Economia do Turismo e o Processo de Formação da Imagem dos Destinos: O caso de Portimão. Objectivo da Apresentação.

23/06/2009. A Economia do Turismo e o Processo de Formação da Imagem dos Destinos: O caso de Portimão. Objectivo da Apresentação. A Economia do Turismo e o Processo de Formação da Imagem dos Destinos: O caso de Portimão Maria João Custódio mjcusto@ualg.pt Fernando Perna fperna@ualg.pt Conferência Internacional de Marketing Places

Leia mais

Programa Região de Aveiro Empreendedora. Filipe Teles Pró-reitor

Programa Região de Aveiro Empreendedora. Filipe Teles Pró-reitor Programa Região de Aveiro Empreendedora Filipe Teles Pró-reitor 30 de junho de 2015 EIDT 2020: uma estratégia para a Região VISÃO Uma Região inclusiva, empreendedora e sustentável, que reconhece no seu

Leia mais

Internacionalização e Localização de Software AGENDA

Internacionalização e Localização de Software AGENDA Internacionalização e Localização de Software ExpoGestão - 2006 for International Software Business Ernani Ferrari AGENDA Planejando-se a Internacionalização Razões para internacionalizar Abordagens e

Leia mais

the agency workshop series digital marketing workshop

the agency workshop series digital marketing workshop the agency workshop series digital marketing workshop Lisboa the agency workshop series digital marketing Este Workshop foi concebido por profissionais na área de Digital Marketing que atuam na indústria

Leia mais

and work, with work having a multiplication factor double). Relacionamento Comercial Internacional International Commercial Relationship

and work, with work having a multiplication factor double). Relacionamento Comercial Internacional International Commercial Relationship Sucesso é a união de três elementos: confiança, reciprocidade e trabalho, tendo o trabalho um fator duplo de multiplicação (success is basically the union of three elements: trust, reciprocity and work,

Leia mais

ARTIGO PUBLICADO NO SITE: WWW.RG9.ORG DENNYS MAYRINCK DE CARVALHO MONTEIRO POSICIONAMENTO HOLÍSTICO: UMA NOVA PROPOSTA DE POSICIONAMENTO.

ARTIGO PUBLICADO NO SITE: WWW.RG9.ORG DENNYS MAYRINCK DE CARVALHO MONTEIRO POSICIONAMENTO HOLÍSTICO: UMA NOVA PROPOSTA DE POSICIONAMENTO. ARTIGO PUBLICADO NO SITE: WWW.RG9.ORG DENNYS MAYRINCK DE CARVALHO MONTEIRO POSICIONAMENTO HOLÍSTICO: UMA NOVA PROPOSTA DE POSICIONAMENTO. Petrópolis 2009 DENNYS MAYRINCK DE CARVALHO MONTEIRO POSICIONAMENTO

Leia mais

IDC IT & Internet Security 2008. Rui Shantilal (rui.shantilal@oni.pt)

IDC IT & Internet Security 2008. Rui Shantilal (rui.shantilal@oni.pt) IDC IT & Internet Security 2008 Rui Shantilal (rui.shantilal@oni.pt) Security Practice Manager Agenda Definição de Risco Percepção geral de Risco Modelo de Abordagem de Risco Melhores práticas Definição

Leia mais

DEFINIÇÃO DA ESTRATÉGIA TECNOLÓGICA ANÁLISE PARA UMA EMPRESA GAÚCHA DO SETOR DE AUTOPEÇAS

DEFINIÇÃO DA ESTRATÉGIA TECNOLÓGICA ANÁLISE PARA UMA EMPRESA GAÚCHA DO SETOR DE AUTOPEÇAS DEFINIÇÃO DA ESTRATÉGIA TECNOLÓGICA ANÁLISE PARA UMA EMPRESA GAÚCHA DO SETOR DE AUTOPEÇAS Janaína Passuello Ruffoni Universidade Federal do Rio Grande do Sul/ Programa de Pós-Graduação em Administração/

Leia mais

Elaboração de Plano de Negócios

Elaboração de Plano de Negócios Elaboração de Plano de Negócios Sessão 3 e 4 Paulo Sobral 13 Dezembro 2011 1 Agenda 1. Plano de Actividades em EPN 2. Business Model 3. Product Development 2 1: Plano de Actividades em EPN Sessão: Sessão

Leia mais

Estratégias de Internacionalização para Empresas Inovadoras

Estratégias de Internacionalização para Empresas Inovadoras Estratégias de Internacionalização para Empresas Inovadoras Índia e China são alvos de multinacionais para produção e serviços de TI! Notícias na Mídia! Índia virou um gigante em TI! China e Índia lideram

Leia mais

OBJECTIVOS. - Apresentar conceitos relativos ao outsourcing; - Discutir como o outsourcing representa uma prática fundamental numa gestão de sucesso.

OBJECTIVOS. - Apresentar conceitos relativos ao outsourcing; - Discutir como o outsourcing representa uma prática fundamental numa gestão de sucesso. OBJECTIVOS - Apresentar conceitos relativos ao outsourcing; - Discutir como o outsourcing representa uma prática fundamental numa gestão de sucesso. AGENDA - INTRODUÇÃO - CONCEITOS - EVOLUÇÃO DO OUTSOURCING

Leia mais

Exemplo de Exame de Gestão da Produção e das Operações

Exemplo de Exame de Gestão da Produção e das Operações Exemplo de Exame de Gestão da Produção e das Operações A. Resolva os seguintes problemas (8 valores) 1. Uma determinada empresa faz a lavagem de cisternas rodoviárias na zona norte do País. Com equipamento

Leia mais

Ambiente externo à empresa. Resumo

Ambiente externo à empresa. Resumo Ambiente externo à empresa Fábio Bruno Tavares de Sousa 1 1) Fábio Sousa fabiobtsousa@gmail.com Resumo O ambiente empresarial é bastante complexo. Na actualidade, é imprescindível avaliar o comportamento

Leia mais

Marketing em Design. 3. Planejamento Estratégico e Processos de Marketing. Profª Ms. Angela Maria Ramos

Marketing em Design. 3. Planejamento Estratégico e Processos de Marketing. Profª Ms. Angela Maria Ramos Marketing em Design 3. Planejamento Estratégico e Processos de Marketing Profª Ms. Angela Maria Ramos 4. Planejamento de novos negócios, redução de negócios superados Os planos da empresa para seus negócios

Leia mais

7 Referências bibliográficas

7 Referências bibliográficas 7 Referências bibliográficas ACS, Z. J.; AUDRETSCH, D. B. Innovation in large and small firms: an empirical analysis. The American Economic Review, v. 78, n. 4, p. 678-690, 1988. ANTONCIC, B.; HISRICH,

Leia mais

PROGRAMA DE ACELERAÇÃO DE NOVOS PROJETOS EMPRESARIAIS

PROGRAMA DE ACELERAÇÃO DE NOVOS PROJETOS EMPRESARIAIS ROGRAMA DE ACELERAÇÃO DE NOVOS ROJETOS EMRESARIAIS Workshops de Trabalho e Capacitação 2ª Edição Start-ups e Empreendedores Objetivos gerais Dotar os jovens empreendedores de conhecimentos e competências-base

Leia mais

Conferência de Imprensa Apresentação do Congresso aos Meios de Comunicação Social Horácio Pina Prata Presidente da Direcção da ACIC

Conferência de Imprensa Apresentação do Congresso aos Meios de Comunicação Social Horácio Pina Prata Presidente da Direcção da ACIC Conferência de Imprensa Apresentação do Congresso aos Meios de Comunicação Social Horácio Pina Prata Presidente da Direcção da ACIC Coimbra, 18 de Março de 2004 As métricas O Projecto TIM, globalmente,

Leia mais

Oportunidades e Desafios para a Comunicação em Mídias Sociais Virtuais: Um estudo sobre as empresas operadoras de telefonia celular

Oportunidades e Desafios para a Comunicação em Mídias Sociais Virtuais: Um estudo sobre as empresas operadoras de telefonia celular Renata de Sousa-Aguiar Máximo Oportunidades e Desafios para a Comunicação em Mídias Sociais Virtuais: Um estudo sobre as empresas operadoras de telefonia celular Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada

Leia mais

CURSO DE EMPREENDEDORISMO E VALORIZAÇÃO DA INVESTIGAÇÃO

CURSO DE EMPREENDEDORISMO E VALORIZAÇÃO DA INVESTIGAÇÃO c E v I CURSO DE EMPREENDEDORISMO E VALORIZAÇÃO DA INVESTIGAÇÃO MÓDULO: Plano de Negócios Maria José Aguilar Madeira Silva Professora Auxiliar do DGE UBI 1 Objectivos Programa Conteúdo Lista de Questões

Leia mais

w w w. c t c o m e x. c o m. b r

w w w. c t c o m e x. c o m. b r www.ctcomex.com.br A EMPRESA The company Fundada em 2009, pela associação de profissionais com expertise em Logística Internacional, Economia e Marketing. Estamos localizados na cidade de Fortaleza, na

Leia mais

inlux Desvende o seu IT

inlux Desvende o seu IT inlux Desvende o seu IT Luís Ganhão Sales Consultant Manager Ask not what your Country can do for you Ask what you can do for your Country John F. Kennedy, Washington, 20 de Janeiro

Leia mais

Braskem Máxio. Maio / May 2015

Braskem Máxio. Maio / May 2015 Maio / May 2015 Braskem Máxio Braskem Máxio Braskem Maxio é um selo que identifica resinas de PE, PP ou EVA dentro do portfólio da Braskem com menor impacto ambiental em suas aplicações. Esta exclusiva

Leia mais

Análise Interna: Seu Empreendimento Agro está gerando valor?

Análise Interna: Seu Empreendimento Agro está gerando valor? Análise Interna: Seu Empreendimento Agro está gerando valor? Autores Frederico Fonseca Lopes (fflopes@markestrat.org): Sócio do Markestrat e coordenador do núcleo de estudos e projetos em gestão estratégica

Leia mais

Performance Measurement Dashboard. António Almeida INESC Porto. VFF project. Holistic, extensible, scalable and standard Virtual Factory Framework

Performance Measurement Dashboard. António Almeida INESC Porto. VFF project. Holistic, extensible, scalable and standard Virtual Factory Framework Performance Measurement Dashboard António Almeida INESC Porto VFF project Holistic, extensible, scalable and standard Virtual Factory Framework Agenda 1. Motivações e Desafios 2. Projeto Virtual Factory

Leia mais

1 Serviços de Planeamento e Transformação Empresarial Os Serviços de Planeamento e Transformação Empresarial da SAP incluem:

1 Serviços de Planeamento e Transformação Empresarial Os Serviços de Planeamento e Transformação Empresarial da SAP incluem: Descrição de Serviços Serviços de Planeamento e Empresarial Os Serviços de Planeamento e Empresarial fornecem serviços de consultoria e prototipagem para facilitar a agenda do Licenciado relativa à inovação

Leia mais

DISSERTAÇÃO DE MESTRADO APRESENTADA POR. Rafaela Guedes Monteiro TÍTULO. Um Estudo de Caso sobre a entrada da PETROBRAS no Retail Norte Americano

DISSERTAÇÃO DE MESTRADO APRESENTADA POR. Rafaela Guedes Monteiro TÍTULO. Um Estudo de Caso sobre a entrada da PETROBRAS no Retail Norte Americano FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS ESCOLA BRASILEIRA DE ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA E DE EMPRESAS CENTRO DE FORMAÇÃO ACADÊMICA E PESQUISA MESTRADO EXECUTIVO EM GESTÃO EMPRESARIAL DISSERTAÇÃO DE MESTRADO APRESENTADA POR

Leia mais

ADEQUAÇÃO DOS PRODUTOS TURÍSTICOS

ADEQUAÇÃO DOS PRODUTOS TURÍSTICOS ADEQUAÇÃO DOS PRODUTOS TURÍSTICOS ADEQUAÇÃO DOS PRODUTOS TURÍSTICOS Objectivos fundamentais Produtos a desenvolver ADEQUAÇÃO DOS PRODUTOS TURÍSTICOS Objectivos fundamentais Determinam o elenco e o standard

Leia mais

LOGÍSTICA DE MERCADO

LOGÍSTICA DE MERCADO LOGÍSTICA DE MERCADO SILVA, Adriano Pereira KAWAKITA, Gerson M. SILVA, Natália Heloísa RASQUEL, Stefano Adriano Acadêmicos do curso de Administração da Faculdade de Ciências Jurídicas e Gerenciais (FAEG/ACEG)

Leia mais

RODRIGO LEVI RUFCA MODELO MULTICRITÉRIO DE PLANEJAMENTO DE PRODUÇÃO DE CURTO PRAZO PARA UMA EMPRESA DE PRODUTOS ALIMENTÍCIOS

RODRIGO LEVI RUFCA MODELO MULTICRITÉRIO DE PLANEJAMENTO DE PRODUÇÃO DE CURTO PRAZO PARA UMA EMPRESA DE PRODUTOS ALIMENTÍCIOS RODRIGO LEVI RUFCA MODELO MULTICRITÉRIO DE PLANEJAMENTO DE PRODUÇÃO DE CURTO PRAZO PARA UMA EMPRESA DE PRODUTOS ALIMENTÍCIOS Dissertação apresentada como requisito parcial à obtenção do grau de Mestre

Leia mais

Cloud para o Brasil Cloud Services

Cloud para o Brasil Cloud Services Cloud para o Brasil Como as ofertas da Capgemini endereçam os principais pontos levantados pela pesquisa exclusiva We orchestrate your Cloud Services Current Market Situation with Cloud 2 Current Market

Leia mais

O ALINHAMENTO DA ADMINISTRAÇÃO ESTRATÉGICA COM O MARKETING ESTRATÉGICO. UM ESTUDO DE CASO NO SETOR DE SERVIÇOS. Luciano Crocco

O ALINHAMENTO DA ADMINISTRAÇÃO ESTRATÉGICA COM O MARKETING ESTRATÉGICO. UM ESTUDO DE CASO NO SETOR DE SERVIÇOS. Luciano Crocco UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE ECONOMIA, ADMINISTRAÇÃO E CONTABILIDADE DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO O ALINHAMENTO DA ADMINISTRAÇÃO ESTRATÉGICA COM O

Leia mais

COLÉGIO ESTADUAL ZUMBI DOS PALMARES

COLÉGIO ESTADUAL ZUMBI DOS PALMARES COLÉGIO ESTADUAL ZUMBI DOS PALMARES NATANY VIEIRA DE SOUZA PLANO DE NEGÓCIO: LOJA ESPECIALIZADA AO JEANS COLOMBO 2013 NATANY VIEIRA DE SOUZA PLANO DE NEGÓCIO: LOJA ESPECIALIZADA AO JEANS Trabalho de Conclusão

Leia mais

Analista de Negócio e Processos

Analista de Negócio e Processos Analista de Negócio e : Competências (Conhecimento, Habilidade e Atitude) Negociar Saber negociar Facilitar Ser um facilitador nato Analisar Comunicar Saber se comunicar com facilidade Solucionar Ter capacidade

Leia mais

RESUMO ABSTRACT. Palavras-chave: CRM (Customer Relationship Management) e Marketing Público. Key- words: CRM and Marketing Public

RESUMO ABSTRACT. Palavras-chave: CRM (Customer Relationship Management) e Marketing Público. Key- words: CRM and Marketing Public Professor Vicente Serrano e Professor Pedro Duarte Marketing das organizações políticas da economia social José António Gonçalves Costa, 7828 Samuel Dias Amado, 7971 Comunicação Empresarial, 2º ano RESUMO

Leia mais

Palavras-chave: Marketing internacional; marketing Mix; Distribuição; Forca de vendas

Palavras-chave: Marketing internacional; marketing Mix; Distribuição; Forca de vendas Marketing Mix Internacional Comunicação Empresarial Marketing Internacional José António Gonçalves Costa 7828 Resumo Neste artigo vou procurar definir o que é o Marketing internacional, Marketing Mix e

Leia mais

Directores Comerciais

Directores Comerciais Produzido e desenvolvido pelo Sociser empresa 100% Angolana, partner do iir Cursos para Gestão Competitiva 1 e Inovadora Como planificar, controlar e tirar o máximo rendimento da sua EQUIPA de VENDAS 2

Leia mais

Índice. 2 Plano de Marketing [Escreva o nome da empresa]

Índice. 2 Plano de Marketing [Escreva o nome da empresa] Índice Introdução... 3 1. Análise e contexto... 4 1.1. Análise de Mercado... 4 1.1.1. Indústria... 4 1.1.2. Público-alvo... 5 1.2. Análise da Concorrência... 7 1.3. Análise da Empresa... 8 1.4. Contexto...

Leia mais

ORGANIZAÇÃO DA INFORMAÇÃO NOTICIOSA EM COMUNIDADE ONLINE PARA O SÉNIOR RENATO MIGUEL SILVA COSTA. Departamento de Comunicação e Arte !!!!!!!!!

ORGANIZAÇÃO DA INFORMAÇÃO NOTICIOSA EM COMUNIDADE ONLINE PARA O SÉNIOR RENATO MIGUEL SILVA COSTA. Departamento de Comunicação e Arte !!!!!!!!! Universidade de Aveiro 2012 Departamento de Comunicação e Arte RENATO MIGUEL SILVA COSTA ORGANIZAÇÃO DA INFORMAÇÃO NOTICIOSA EM COMUNIDADE ONLINE PARA O SÉNIOR RENATO MIGUEL SILVA COSTA Universidade de

Leia mais

FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANA- ESUDA PÓS-GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E CONTROLADORIA

FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANA- ESUDA PÓS-GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E CONTROLADORIA FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANA- ESUDA PÓS-GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E CONTROLADORIA BALANCED SCORECARD: Uma ferramenta de gestão estratégica para empresa do ramo de consultoria contábil com foco

Leia mais

SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO

SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO NBR ISO/IEC 27002: 2005 (antiga NBR ISO/IEC 17799) NBR ISO/IEC 27002:2005 (Antiga NBR ISO/IEC 17799); 27002:2013. Metodologias e Melhores Práticas em SI CobiT; Prof. Me. Marcel

Leia mais

CONQUISTANDO MERCADOS ATRAVÉS DA GESTÃO DA PRODUÇÃO ORIENTADA PARA O CLIENTE

CONQUISTANDO MERCADOS ATRAVÉS DA GESTÃO DA PRODUÇÃO ORIENTADA PARA O CLIENTE CONQUISTANDO MERCADOS ATRAVÉS DA GESTÃO DA PRODUÇÃO ORIENTADA PARA O CLIENTE Fabienne Silva Costa Fundação Getúlio Vargas/ Ideal. MBA em Marketing. Belém/Pa, fabienne.costa@globo.com Márcio Ferreira Martins

Leia mais

www.slippers4hotel.com

www.slippers4hotel.com www.slippers4hotel.com SLIPPERS4HOTEL é uma marca inovadora, criada para marcar a diferença no fornecimento de chinelos. Acima de tudo, pretendemos a satisfação dos nossos clientes, pelo que temos grande

Leia mais

Faro. Enriching our city brand

Faro. Enriching our city brand Faro Enriching our city brand 1 2 3 establish a strategy to value our identity1 st Step evaluation supported by studies and similar work / statistical and qualitative analysis / tourists, visitors and

Leia mais

Solutions. Adição de Ingredientes. TC=0.5m TC=2m TC=1m TC=3m TC=10m. O Tempo de Ciclo do Processo é determinado pelo TC da operação mais lenta.

Solutions. Adição de Ingredientes. TC=0.5m TC=2m TC=1m TC=3m TC=10m. O Tempo de Ciclo do Processo é determinado pelo TC da operação mais lenta. Operations Management Homework 1 Solutions Question 1 Encomenda Preparação da Massa Amassar Adição de Ingredientes Espera Forno Entrega TC=0.5m TC=2m TC=1m TC=3m TC=10m TC=1.5m (se mesmo operador) O Tempo

Leia mais

UMA VISÃO EMPRESARIAL DE PREÇO ATRAVÉS DA ESTRATÉGIA MERCADOLÓGICA

UMA VISÃO EMPRESARIAL DE PREÇO ATRAVÉS DA ESTRATÉGIA MERCADOLÓGICA UMA VISÃO EMPRESARIAL DE PREÇO ATRAVÉS DA ESTRATÉGIA MERCADOLÓGICA Prof a Regina Cleide Figueiredo Teixeira, MEng. - Docente CSE/UFPA Doutoranda do Programa de Engenharia de Produção - UFSC/EPS Cx. Postal

Leia mais

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO COMO FATOR COMPETITIVO PELA SISTEMATIZAÇÃO DO BENCHMARKING ORGANIZACIONAL

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO COMO FATOR COMPETITIVO PELA SISTEMATIZAÇÃO DO BENCHMARKING ORGANIZACIONAL PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO COMO FATOR COMPETITIVO PELA SISTEMATIZAÇÃO DO BENCHMARKING ORGANIZACIONAL Prof. Esp. Jorge Assef Lutif Júnior Docente da Universidade Potiguar UNP Mestrando do Programa de Pos

Leia mais

O SEU NEGÓCIO ESTÁ NA MODA Your Business is in fashion

O SEU NEGÓCIO ESTÁ NA MODA Your Business is in fashion O SEU NEGÓCIO ESTÁ NA MODA Your Business is in fashion Fazemos parte do processo de retalho de moda com o objetivo de aumentar as suas vendas Desde a fundação em 1980 que somos um operador ativo e inovador,

Leia mais

Ajudamos líderes a transformar suas organizações. Analisamos cenários, criamos estratégias, marcas e experiências.

Ajudamos líderes a transformar suas organizações. Analisamos cenários, criamos estratégias, marcas e experiências. 01 55/K: Ajudamos líderes a transformar suas organizações. Analisamos cenários, criamos estratégias, marcas e experiências. We help leaders to transform their companies. We analyze markets, create strategies,

Leia mais

PATROCINADOREPRINCIPAISS

PATROCINADOREPRINCIPAISS PATROCINADOREPRINCIPAISS Conferência CONSTRUIR A ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA DO FUTURO PARTICIPAÇÃO, INOVAÇÃO E GOVERNAÇÃO Guilherme Victorino Professor NOVA IMS 2 Apresentação Institucional NOVA IMS MISSÃO

Leia mais

Capacitação Marketing & Vendas

Capacitação Marketing & Vendas Capacitação Marketing & Vendas Fatores a Avaliar ao Selecionar um Canal de Distribuição Características do Cliente Características do Produto Características dos Intermediários Número Dispersão geográfica

Leia mais

Programa Intel Technology Provider. Manual externo 2014

Programa Intel Technology Provider. Manual externo 2014 Manual externo 2014 Visão geral do Programa Intel Technology Provider O que é o ITP? Níveis de parceiros Pilares e benefícios do Programa O que esperar para 2014? Pontos do ITP Reconhecimento por treinamento

Leia mais