Curso Preparatório para Exames de Certificação ANBIMA Nível 10 e Nível 20. Professor Álvaro Luz

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Curso Preparatório para Exames de Certificação ANBIMA Nível 10 e Nível 20. Professor Álvaro Luz"

Transcrição

1 Curso Preparatório para Exames de Certificação ANBIMA Nível 10 e Nível 20 Professor Álvaro Luz

2 Curso Preparatório para Exames de Certificação ANBIMA Prof. Álvaro Luz Graduado Ciências Econômicas e Mestre em Economia e Finanças pela Universidade Federal de Santa Catarina, o Prof. Álvaro Luz, já foi Diretor de Gestão de Recursos Previdenciários do Instituto de Previdência do Estado de Santa Catarina IPREV e hoje é Economista Chefe da SOMMA Investimentos. Com mais de oito anos de experiência em atividades relacionadas ao mercado financeiro como analista, gestor, consultor e professor das áreas de mercado de capitais, finanças e macroeconomia, desenvolveu sólidos conhecimentos em análise macroeconômica e instrumentos de renda fixa e renda variável, o que lhe permitiu atingir o seu nível de certificação ANBIMA CPA-20. Sua experiência acadêmica vem de seu período lecionando como professor visitante da área de Macroeconomia do Centro de Ciências da Administração CCA/ESAG/UDESC; como professor de Macroeconomia, Finanças e Econometria da Universidade Federal de Santa Catarina; além de suas atividades docentes já prestadas também ao Centro de Educação Superior UNICA/FGV/SOCIESC, e ao Complexo de Ensino Superior de Santa Catarina CESUSC. Como professor dos cursos de formação para certificação ANBIMA CPA-10 e CPA-20, já atua a mais de 3 anos lecionando e preparando alunos e turmas que têm atingido níveis de aprovação superiores a 80%.

3 Curso Preparatório para Exames de Certificação ANBIMA O IESES O Instituto de Estudos Superiores do Extremo Sul - IESES é uma associação civil, dotada de personalidade jurídica de direito privado, sem fins lucrativos, de caráter científico e educacional, inscrita no CNPJ/MF sob o nº / , com sede e foro no Município e Comarca de São José, e com sede Administrativa na cidade de Florianópolis, ambas no Estado de Santa Catarina, Brasil, tendo sido fundado em 19 de março de O IESES tem, na prestação de serviços e nas atividades educacionais de extensão, fontes de renda para a manutenção de suas atividades administrativas e, principalmente, para constituição do FUNDO IESES, responsável pela sustentação das atividades sociais e dos programas de desenvolvimento social mantidos pela instituição em atividades em todo o país. Credibilidade Planejamento Segurança

4 Curso Preparatório para Exames de Certificação ANBIMA Certificação ANBIMA A Associação Nacional dos Bancos de Investimento - ANBIMA é a principal entidade certificadora dos profissionais do mercado financeiro brasileiro. O Programa de Certificação Continuada da ANBIMA tem por finalidade promover o aumento da capacitação dos profissionais do mercado de capitais que têm contato, presencial ou distância, com os investidores na comercialização de produtos de investimento. Atualmente são oferecidas quatro certificações: Certificação Profissional ANBIMA - Série 10 (CPA-10) Destina-se aos profissionais alocados em agências bancárias que têm contato direto - presencial ou à distância - com clientes na comercialização de produtos de investimento. É também direcionada aos profissionais das Cooperativas de Crédito que necessitam ser certificados para desempenhar suas atividades. Certificação Profissional ANBIMA - Série 20 (CPA-20) Destina-se aos profissionais que tenham contato - presencial ou à distância - com os Investidores Qualificados na comercialização de produtos de investimento. O profissional deve demonstrar conhecer as características dos produtos de investimento, bem como de derivativos que sejam ofertados aos investidores, incluindo os principais fatores de risco, bem como os instrumentos que possam vir a ser utilizados para administrá-los.

5 Certificação de Gestores ANBIMA - CGA A CGA se destina a certificar o profissional que desempenha atividade de gestão remunerada de recursos de terceiros, possuindo poderes para tomar decisões de investimento. A atividade de gestão pode ser realizada via veículos coletivos de investimento como fundos e clubes de investimento; ou individualmente como carteiras administradas. Certificação Especialista de Investimento - CEI O especialista de investimentos é o profissional que assessora decisões de investimento, atuando em agências bancárias ou plataformas de atendimento a clientes. Atua junto a clientes, potenciais investidores e a gerentes. O especialista faz suas recomendações de investimento em função do perfil do investidor e suitability, e não apenas segundo a sua demanda por um produto específico. Este profissional analisa tanto os cenários econômicos como as alternativas de alocação em determinado produto de investimento ou carteiras, justificando as suas escolhas. Além disso, explica aos investidores a performance de determinado investimento em função do desempenho do mercado. Curso Preparatório para Exames de Certificação ANBIMA

6 Curso Preparatório para Exames de Certificação ANBIMA CURSO PREPARATÓRIO PARA CERTIFICAÇÃO CPA-10 A Certificação Profissional ANBIMA nível 10 destina-se a profissionais que desempenham atividades de comercialização e distribuição de produtos de investimento diretamente junto ao público investidor em agências bancárias, bem como de atendimento ao público investidor em centrais de atendimento. Consideramse produtos de investimento os títulos, valores mobiliários e derivativos disponíveis no mercado financeiro e de capitais brasileiro. O código de auto regulação da ANBIMA em seu artigo 9º, define que os administradores, empregados, prestadores de serviços e prepostos das Instituições Aderentes ao código de auto regulação não poderão exercer a atividade de comercialização e distribuição de produtos de investimento, se não obtiverem a certificação pertinente na forma prevista neste artigo. As atividades de comercialização de produtos de investimento, na prática, abrangem o universo de todos os empregados de instituições financeiras autorizadas a funcionar pelo BACEN e Aderentes ao código de auto regulação da ANBIMA. ESTRUTURA DO CURSO Duração: 32 horas aula. Período de Aula: Duas semanas de segunda à quinta com aulas no período noturno (das 19:00h as 22:30h) ou dois finais de semana, com aulas na sexta-feira no período noturno (das 19:00h as 22:30h) e no sábado no período matutino e vespertino (das 08:30h as 12:00h e das das 13:00h as 16:30h). Material Didático: Apostila com encadernamento térmico fornecida pelo curso. ESTRUTURA DE VALORES Profissionais de áreas em que haja a obrigatoriedade de obtenção da certificação ANBIMA CPA10 (valor com desconto): R$ 600,00. Demais interessados: R$ 720,00.

7 Conteúdo Programático CPA-10 Módulo Conteúdo Horas/Aula 1 Sistema Financeiro Nacional 4h 2 Ética e Regulamentação 4h 3 Noções de Economia e Finanças 4h 4 Princípios de Investimento 4h 5 Fundos de Investimento 8h 6 Demais Produtos de Investimento 8h TOTAL 32h Curso Preparatório para Exames de Certificação ANBIMA Ementas 1Sistema Financeiro Nacional (Proporção: de 5% a 10%) Funções Básicas: Função dos intermediários financeiros e definição de intermediação financeira. Estrutura: Órgãos de Regulação, Auto-Regulação e Fiscalização; Principais Intermediários Financeiros: conceito e atribuições; Outros Intermediários ou Auxiliares Financeiros: conceito e atribuições; Sistemas e Câmaras de Liquidação e Custódia: atribuições e benefícios para o investidor. 2Ética e Regulamentação (Proporção: de 10% a 15%) Princípios Éticos: Princípio de Integridade; Princípio de Objetividade; Princípio de Competência; Princípio de Confidencialidade; Princípio de Profissionalismo de acordo com Código de Ética do IBCPF. Códigos de Auto-Regulação da ANBIMA: Código de Auto-Regulação da ANBIMA para os Fundos de Investimentos; Código de Auto-Regulação da ANBIMA para o Programa de Certificação Continuada. Prevenção Contra a Lavagem de Dinheiro: Conceito de lavagem de dinheiro. Legislação; Clientes/investidores; Operações suspeitas; Responsabilidades administrativas e legais. Entidades e pessoas físicas sujeitas à lei e a regulamentação; Crime de lavagem de dinheiro. Ética na Venda: Venda casada: conceito; Restrições do investidor: idade, horizonte de investimento, conhecimento do produto e tolerância ao risco.

8 Curso Preparatório para Exames de Certificação ANBIMA 3Noções de Economia e Finanças (Proporção: de 10% a 15%) Conceitos Básicos de Economia: Indicadores econômicos: PIB, índices de inflação (IPCA e IGP-M), taxa de câmbio, taxa SELIC (over e meta), taxa DI e TR: definição; COPOM: finalidade e atribuições. Conceitos Básicos de Finanças Taxa de juros nominal e taxa de juros real; Taxa de juros equivalentes versus taxa de juros proporcional; Capitalização Simples versus Capitalização Composta; Índice de referência (benchmark) aplicado a produtos de investimento: conceito e finalidade; Volatilidade. Conceito; Prazo médio ponderado de uma carteira de títulos: conceito e riscos associados; Marcação a Mercado como valor presente de um fluxo de pagamentos (Precificação e volatilidade: impactos de prazos e taxas); Mercado Primário e Mercado Secundário: conceito, finalidade e relevância para o investidor. 4Princípios de Investimento: Conceitos (Proporção: de 10% a 20%) Principais Fatores de Análise de Investimentos: Rentabilidade; Liquidez; Risco. Principais Riscos do Investidor: Risco de Mercado; Risco de Crédito; Risco de Liquidez. Fatores Determinantes para Adequação dos Produtos de Investimento as Necessidades dos Investidores: Objetivo do investidor; Horizonte de investimento; Risco versus retorno; Diversificação: vantagens e limites de redução do risco incorrido. 5Fundos de Investimento (Proporção: de 25% a 40%) Definições Legais: Fundo de Investimento e Fundo de Investimento em Cotas; Condomínio; Cota; Propriedade dos ativos de Fundos de Investimentos excluindo fundos imobiliários; Segregação entre gestão de recursos próprios e de terceiros (chinese wall); Assembléia Geral de Cotistas (competências e deliberações); Direitos e obrigações dos condôminos; Informações relevantes (disclaimers); Segregação de funções e responsabilidades; Fundos de Investimento (FI) e Fundos de Investimento em Cotas (FIC). Dinâmica de Aplicação e Resgate: Aplicação de recursos e compra de ativos por parte dos gestores; Resgate de recursos e venda de ativos por parte dos gestores; Prazo de cotização: conceito (prazo de conversão de cotas na aplicação e no resgate); Prazo de liquidação financeira: conceito e limite; Cota de abertura e fechamento: conceitos e impactos; Prazo de carência para resgate; Fechamento dos fundos para resgates e aplicações. Principais Características: Acessibilidade ao mercado financeiro; Diversificação; Liquidez. Política de Investimento Objetivo; Fundos com gestão ativa e passiva: definição; Carteiras de curto prazo e longo prazo: definição CVM; Dificuldades de replicação dos índices de referência (benchmarks) e suas principais causas: custos, impostos, dinâmica de cálculo da rentabilidade do fundo e regras de contabilização a mercado; Instrumentos de divulgação das políticas de investimento: regulamento, prospecto, termo de adesão e termo de ciência de risco de crédito. Carteira de Investimentos: Principais mercados (juros pré e pós-fixados, câmbio, inflação, ações; seus derivativos); Riscos dos ativos individuais versus riscos da carteira; Alavancagem: conceito, vantagens e desvantagens;

9 Impacto de variações nas taxas de juros, câmbio e inflação sobre os tipos de fundos: conseqüências. Taxas de Administração e Outras: Taxa de administração, taxa de performance, taxa de ingresso e taxa de saída: conceitos e formas de cobrança. Classificação CVM: Curto prazo, referenciado, renda fixa, ações, cambial, dívida externa e multimercado. Outros Fundos: Fundos de Índice (PIBB): conceito. Tributação: IOF; Imposto de Renda (IR): fato gerador, alíquotas (conforme tipo de fundo curto prazo, longo prazo e ações, segundo a Secretaria da Receita Federal e tempo de permanência da aplicação), bases de cálculo e responsabilidade de recolhimento; Imposto de Renda (IR) come-cotas : fato gerador, alíquotas (conforme tipo de fundo curto prazo e longo prazo), datas de incidência e responsabilidade de recolhimento; Compensação de perdas no pagamento de IR. Curso Preparatório para Exames de Certificação ANBIMA 6Demais Produtos de Investimento (Proporção: de 15% a 25%) Ações: Conceito; Tipos de ação: ordinária e preferencial - definição e direito dos acionistas; Canais de distribuição; Tipos e principais características. CTVM, DTVM, agências bancárias e internet (home broker); Oferta Pública Inicial de Ações (IPO). Definição e entendimento dos conceitos: período de reserva, possibilidade de ocorrência de rateio, ordem limitada e a mercado; Definições: ganhos de capital; dividendos; juros sobre capital próprio; bonificação; subscrição; desdobramento (split) e grupamento; Riscos inerentes ao produto; Despesas incorridas na negociação Tipos; Tributação; Clube de Investimento em ações. Conceito, características. Letras Hipotecárias: Definição; Características quanto a prazo, lastro, forma de resgate, liquidez e rentabilidade; Modalidades: letra hipotecária com SWAP e sem SWAP; Riscos inerentes ao produto; Tributação. CDB Certificado de Depósito Bancário: Definição; Características; Formas de Tributação. Notas Promissórias: Definição; Riscos inerentes ao produto; Tributação. Títulos Públicos: Conceito e finalidade; Riscos inerentes ao produto; Principais títulos e suas características: LFT; LTN; NTN-B, NTN-C e NTN-F; Tributação; Tesouro Direto: Conceito e forma de negociação resgate. CDB com SWAP: conceito; Riscos inerentes ao produto; Tributação. Debêntures: Aspectos gerais; Riscos inerentes ao produto.

10 Curso Preparatório para Exames de Certificação ANBIMA CURSO PREPARATÓRIO PARA CERTIFICAÇÃO CPA-20 A CPA-20 destina-se a certificar profissionais que desempenham atividades de comercialização e distribuição de produtos de investimento diretamente junto aos investidores qualificados, bem como aos gerentes de agências que atendam aos segmentos private, corporate, investidores institucionais, e a profissionais que atendam aos mesmos segmentos em centrais de atendimento. Os profissionais das Instituições Participantes que compõem plataformas de atendimento diferenciado destinadas exclusivamente aos clientes private, corporate e investidores institucionais, mesmo que alocados em agências bancárias, deverão obter a CPA-20. O universo dos investidores qualificados, conforme Instrução normativa CVM 409, é constituído por instituições financeiras; companhias seguradoras e sociedades de capitalização; entidades abertas e fechadas de previdência complementar; Pessoas físicas ou jurídicas que possuam investimentos financeiros em valor superior a R$ ,00 (trezentos mil reais) e que, adicionalmente, atestem por escrito sua condição de investidor qualificado mediante termo próprio; Fundos de investimento destinados exclusivamente a investidores qualificados; Administradores de carteira e consultores de valores mobiliários autorizados pela CVM, em relação a seus recursos próprios; Regimes próprios de previdência social instituídos pela União, pelos Estados, pelo Distrito Federal ou por Municípios. ESTRUTURA DO CURSO Duração: 48 horas aula. Período de Aula: Três semanas de segunda à quinta com aulas no período noturno (das 19:00h as 22:30h) ou três finais de semana, com aulas na sexta-feira no período noturno (das 19:00h as 22:30h) e no sábado no período matutino e vespertino (das 08:30h as 12:00h e das das 13:00h as 16:30h). Material Didático: Apostila com encadernamento térmico fornecida pelo curso. ESTRUTURA DE VALORES Profissionais de áreas em que haja a obrigatoriedade de obtenção da certificação ANBIMA CPA20 (valor com desconto): R$ 900,00. Demais interessados: R$ 1.080,00.

11 Conteúdo Programático CPA-20 Módulo Conteúdo Horas/Aula 1 Princípios Básicos de Economia, Finanças e 6h Estatística 2 Fundos de Investimento 9h 3 Demais Produtos de Investimento 9h 4 Tributação 4h 5 Orgãos de Regulação, auto-regulação e 4h fiscalização do Mercado 6 Compliance Legal e Ética 4h 7 Mensuração, Gestão de Performance e Risco 12h TOTAL 48h Curso Preparatório para Exames de Certificação ANBIMA Ementas 1Princípios básicos de economia, finanças e estatística (proporção: de 5% a 10%). Conceitos Básicos de Economia: Indicadores econômicos (definição): PIB, índices de inflação (IPCA e IGP-M), taxa de câmbio (PTAX), taxa SELIC, taxa DI e TR; Política Monetária: metas de inflação; instrumentos de política monetária: open market, redesconto e depósitos compulsórios (conceito e impactos no mercado). COPOM (atribuições e impactos das decisões). Relação entre juros e atividade econômica; Política Fiscal: necessidade de financiamento do setor público, implicações sobre a dívida pública; Política Cambial: cupom cambial, reservas internacionais, regimes de taxa de câmbio. Relações e conceitos; Contas Externas: Balança Comercial, Transações Correntes, Conta de Capital. Conceitos; Conceitos Básicos de Finanças: Taxa de juros nominal e taxa de juros real: relação entre elas e conceito de indexador; Capitalização Simples versus Capitalização Composta: conceito, desconto, equivalência e proporcionalidade; Fluxo de Pagamentos. Relações e conceitos; Custo de oportunidade. Conceito; Taxa livre de risco; Custo Médio Ponderado de Capital: WACC; Retorno histórico e retorno esperado. Princípios Básicos de Estatística: Medidas de posição: média, mediana, moda; Medidas de dispersão; Correlação, covariância e coeficiente de determinação (R²); Distribuição normal: relações entre a média e desvio-padrão (1 e 2 desvios-padrão) e a probabilidade de ocorrência de eventos. Negociação, Liquidação e Custódia:

12 Curso Preparatório para Exames de Certificação ANBIMA Sistema especial de liquidação e de custódia Selic: conceito, funções, benefícios para o investidor e principais títulos custodiados no Selic: LFT, LTN, NTN-B, NTN-C e NTN-F; Câmara de custódia e liquidação Cetip: conceito, funções, benefícios para o investidor e principais títulos custodiados no Cetip: CDB, swap, debêntures e letras hipotecárias; Câmaras de liquidação e custódia: definição de clearing, funções e benefícios para o investidor. Conceito e finalidade de Benchmarks e Índices de Referência: Renda Variável: Ibovespa, IBrX e ISE; Renda Fixa: taxa DI, taxa Selic, taxa de Câmbio, IGP-M e IPCA. 2Fundos de investimento (proporção: de 16% a 25%). Aspectos Gerais: Fundo de Investimento; Fundo de Investimento em Cotas; Tipos de Fundos: abertos, fechados, com carência, sem carência e exclusivo; Condomínio; Cota; Propriedade dos ativos de Fundos de Investimentos excluindo Fundos Imobiliários; Segregação entre gestão de recursos próprios e de terceiros (Chinese Wall); Observação às normas (compliance); Direitos e obrigações dos condôminos; Segregação de funções e responsabilidades; Objetivo do fundo e política de investimento. Definição e finalidade; Tipos de ativos financeiros. Conceito (art. 2º da ICVM 450); Divulgação de informações para venda e distribuição; Prestação de contas aos cotistas; Fatores que afetam o valor da cota; Metodologia adotada para a contabilização de ativos (Marcação a Mercado); Dinâmica de aplicação e resgate; Aplicações por conta e ordem. Principais estratégias de gestão: Fundos de Investimento com Gestão Passiva; Fundos de Investimento com Gestão Ativa. Principais Modalidades de Fundo de Investimento: Classificação dos Fundos quanto à composição do patrimônio; Limites por emissor e por modalidade de ativo financeiro; Classificação dos Fundos; Outros Fundos: Definição e principais características. Código de Auto-Regulação ANBIMA para Fundos de Investimentos: Princípios gerais (Cap. II, art. 6); Prospecto e selo ANBIMA (Capítulo V artigo 13 ao 15); Diretrizes para publicidade e divulgação de material técnico de fundos de investimento; Marcação a Mercado (Cap. VII); Distribuição de Fundos (Cap. XI, arts. 35 e 36). Taxas, Tipos e Formas de Cobrança: Taxa de Administração; Taxa de Performance (Conceito de Linha d água); Taxa de Ingresso; Taxa de Saída; Regras de Alteração; Outras Despesas.

13 3Demais produtos de investimento (proporção: de 17% a 25%). Instrumentos de Renda Variável: Definição; Ações Ordinárias, Preferenciais, Certificados ou Recibos de Depósito de Valores Mobiliários (ADRs American Depositary Receipts e BDRs Brazilian Depositary Receipts) e Bônus de Subscrição. Conceitos; AGO (Assembléia Geral Ordinária) e AGE (Assembléia Geral Extraordinária). Conceitos e atribuições; Direitos dos Acionistas; Deveres e responsabilidades dos administradores das companhias abertas: conflito de interesses, informações; Oferta Primária e Secundária; Precificação. Aspectos relevantes; Impactos sobre os preços e quantidades das ações do investidor: pagamento de dividendos, desdobramento (splits), grupamentos e bonificação; Conceitos Gerais de Práticas de Boa Governança Corporativa; Custódia e Liquidação; Bolsa de Valores e Mercado de Balcão; Clube de Investimento em Ações. Conceitos e características operacionais. Instrumentos de Renda Fixa: Definição; Principais conceitos e características de instrumentos de Renda Fixa; Principais instrumentos. Auto-Regulação da ANBIMA para Ofertas Públicas de Distribuição e Aquisição de Valores Mobiliários: Princípios gerais (Capítulo II, artigo 5); Prospecto (Capítulo III, artigo 9); Selo ANBIMA (Capítulo IV). Ofertas Públicas de Valores Mobiliários: Principais Instituições: funções e principais características; Aspectos legais e normativos; Aspectos operacionais. Derivativos: Termo, futuros, swaps e opções: características formais dos derivativos; Tipos de opções e representação gráfica: put (opção de venda) e call (opção de compra). compra/venda de put, compra/venda de call. Titular e lançador; Efeito no prêmio das opções: taxa de juros, tempo para o vencimento, volatilidade, preço do ativo objeto e preço de exercício; Estratégias de proteção, alavancagem e posicionamento; Contratos futuros de balcão sem entrega física (NDF non deliverable forward). Curso Preparatório para Exames de Certificação ANBIMA 4Tributação (proporção: de 5% a 10%). Imposto de Renda sobre as Aplicações Financeiras de Renda Fixa para Pessoa Física, exceto em Fundos de Investimento: Fato gerador; Alíquota; Base de cálculo; Agente responsável pelo recolhimento. Imposto de Renda sobre Aplicações Financeiras de Renda Fixa para Pessoa Jurídica, exceto em Fundos de Investimento: Fato gerador; Alíquota; Base de cálculo; Agente responsável pelo recolhimento. Imposto de Renda sobre Aplicações Financeiras em Fundos de Investimento, exceto Fundos Imobiliários: Fato gerador; Alíquotas (conforme a classificação e tipo do fundo segundo a Secretaria da Receita Federal: ações, curto prazo e longo prazo. Tempo de permanência na aplicação); Base

14 Curso Preparatório para Exames de Certificação ANBIMA de cálculo; Come-cotas; Fundos com carência; Compensação de perdas; Agente responsável pelo recolhimento. Imposto de Renda sobre Aplicações Financeiras de Renda Variável (Ações à Vista, Day Trade, Swap): Fato gerador; Alíquota; Base de cálculo; Compensação de perdas; Agente responsável pelo recolhimento; Limite de isenção mensal. Imposto de Renda sobre Aplicações Financeiras em Fundos de Investimento Imobiliário: Fato gerador; Alíquota; Base de cálculo; Agente responsável pelo recolhimento. IOF - Valores Mobiliários: Fato gerador; Alíquota (Tabela Regressiva); Base de cálculo; Agente responsável pelo recolhimento. 5Órgãos de regulação, auto-regulação, fiscalização e participantes do mercado (proporção: de 5% a 10%). Órgãos de Regulação, Auto-Regulação e Fiscalização: Conselho Monetário Nacional CMN; Banco Central do Brasil Bacen; Comissão de Valores Mobiliários CVM; ANBIMA. Bancos Múltiplos: Principais carteiras (comercial, investimento); Principais funções e atribuições: underwriting, negociação e distribuição de títulos e valores mobiliários; administração de recursos de terceiros; intermediação de câmbio; intermediação de derivativos. Distribuidoras e Corretoras de Títulos e Valores Mobiliários e de Futuros: Principais atribuições: intermediação de títulos e valores mobiliários; compra, venda e distribuição de títulos e valores mobiliários por conta e ordem de terceiros. Investidores Qualificados e Investidores Não-Residentes. Definições. Entidades Fechadas de Previdência Complementar (EFPC) (Resolução CMN 3.456): Definição, apresentação e disponibilização da política de investimento (parágrafo 1º do art. 6º do Regulamento Anexo à Resolução); Segmento de Renda Fixa das carteiras (arts. 8º ao 11º do Regulamento Anexo à Resolução); Segmento de Renda Variável das carteiras (arts. 17 ao 20 do Regulamento Anexo à Resolução; Cobrança de performance para uma EFPP (art. 47 do Regulamento Anexo à Resolução); Controle e avaliação de riscos e sua fiscalização (art. 61 do Regulamento Anexo à Resolução);. Das vedações (art. 65 do Regulamento Anexo à Resolução). 6Compliance legal e ética (proporção: de 10% a 20%). Risco de Imagem (Reputação) e Risco Legal (Não Cumprimento da Legislação/ Regulamentação): Implicações da não Observância dos Princípios e Regras de Compliance Legal e Ética. Controles Internos: Resolução CMN 2.554/98, Artigo 1º: Segregação de atividades de forma a evitar possíveis conflitos de interesses (Chinese Wall) e definição de responsabilidades: Artigo 2º; Política de segurança da informação: Artigo 2º IV e VII

15 14. Prevenção e Combate a Lavagem de Dinheiro ou Ocultação de Bens, Direitos e Valores: Legislação e regulamentação correlata (Lei 9.613/98 e Circular Bacen 2852/98); Aplicação do princípio Conheça seu cliente. Normas e Padrões Éticos: Utilização indevida de informações privilegiadas (contexto de negociação - mercado primário e secundário em renda fixa e renda variável valorização de cotas em fundos de investimento, manipulação de preços); Adequação dos produtos vendidos, conhecimento do nível de risco suportável pelo investidor; Confidencialidade; Conflito de interesses. Curso Preparatório para Exames de Certificação ANBIMA 7Mensuração, gestão de performance e risco (proporção: de 17% a 25%). Risco, Retorno e Diversificação: Conceitos e definições; Estatística aplicada; Risco de ativos; Risco de uma carteira; Risco Sistemático e Risco Não Sistemático. Conceitos; Medidas de Performance. Administração e Gerenciamento de Risco: Risco de Taxa de Juros; Risco de Liquidez; Formas de controle de risco; Risco de Crédito; Risco País Risco de crédito de natureza soberana; Risco de Contraparte; Risco de Liquidação; Riscos de Mercado Externo: conceito (oscilações na taxa de câmbio, mudanças no cenário macroeconômico mundial, riscos geopolíticos específicos de cada país investido, questões legais, regulatórias e tributárias específicas de um país); Classificação de risco; Gestão de risco de carteiras.

16 Rod. SC401, Conj. 6/6 - Corporate Park Sto. Antônio de Lisboa, Florianópolis - SC Telefone/Fax:

1. PRINCÍPIOS BÁSICOS DE ECONOMIA, FINANÇAS E ESTATÍSTICA

1. PRINCÍPIOS BÁSICOS DE ECONOMIA, FINANÇAS E ESTATÍSTICA CONTEÚDO CURSO PREPARATÓRIO PARA A REALIZAÇÃO DE PROVA DE CERTIFICAÇÃO PARA RESPONSÁVEIS PELA GESTÃO DOS RECURSOS DOS REGIMES PRÓPRIOS DE PREVIDÊNCIA SOCIAL RPPS (CPA-20, CPA-10 e ANCOR) 1. PRINCÍPIOS

Leia mais

Programa de Atualização Certificação Profissional ANBIMA Série 10 (CPA-10) Versão 2.2

Programa de Atualização Certificação Profissional ANBIMA Série 10 (CPA-10) Versão 2.2 Programa de Atualização Certificação Profissional ANBIMA Série 10 (CPA-10) Versão 2.2 OBJETIVOS DA ATUALIZAÇÃO DA CPA-10 A Atualização dos profissionais certificados CPA-10 é parte do Código de Regulação

Leia mais

PROGRAMA DE ATUALIZAÇÃO dos Profissionais Certificados pela ANBIMA CPA-10

PROGRAMA DE ATUALIZAÇÃO dos Profissionais Certificados pela ANBIMA CPA-10 PROGRAMA DE ATUALIZAÇÃO dos Profissionais Certificados pela ANBIMA CPA-10 Controle: D.04.10.04 Data da Elaboração: 10/11/2009 Data da Revisão: 30/09/2013 Elaborado por: Certificação ANBIMA Aprovado por:

Leia mais

PROGRAMA DE ATUALIZAÇÃO dos Profissionais Certificados pela ANBIMA CPA-10

PROGRAMA DE ATUALIZAÇÃO dos Profissionais Certificados pela ANBIMA CPA-10 PROGRAMA DE ATUALIZAÇÃO dos Profissionais Certificados pela ANBIMA CPA-10 Controle: D.04.10.05 Data da Elaboração: 10/11/2009 Data da Revisão: 14/05/2015 Elaborado por: Certificação ANBIMA Aprovado por:

Leia mais

Programa Detalhado da Certificação Profissional ANBID Série 10

Programa Detalhado da Certificação Profissional ANBID Série 10 Programa Detalhado da Certificação Profissional ANBID Série 10 Programa Detalhado da Certificação Profissional ANBID SÉRIE 10 - Versão 5.4 OBJETIVOS DA CPA-10 A CPA 10 é uma importante parte do Programa

Leia mais

Preparatório para Certificação da ANBIMA CPA 10

Preparatório para Certificação da ANBIMA CPA 10 Preparatório para Certificação da ANBIMA CPA 10 Programa 2012 OBJETIVO: Habilitar os candidatos à Certificação Profissional ANBIMA CPA-10 a participarem do exame reunindo os conhecimentos necessários.

Leia mais

Programa Detalhado da Certificação Profissional ANBID Série 10. Programa Detalhado da Certificação Profissional ANBID Série 10 3º versão

Programa Detalhado da Certificação Profissional ANBID Série 10. Programa Detalhado da Certificação Profissional ANBID Série 10 3º versão Programa Detalhado da Certificação Profissional ANBID Série 10 Programa Detalhado da Certificação Profissional ANBID Série 10 3º versão 0 Programa Detalhado da Certificação Profissional ANBID SÉRIE 10-3º

Leia mais

PROGRAMA DETALHADO Certificação ANBIMA Profissional Série 10 (CPA-10)

PROGRAMA DETALHADO Certificação ANBIMA Profissional Série 10 (CPA-10) PROGRAMA DETALHADO Programa da Certificação Detalhado Profissional da Certificação ANBIMA Profissional Série 10 (CPA-10) ANBID Série 10 Controle: D.04.08.06 Data da Elaboração: 10/11/2009 Data da Revisão:

Leia mais

Preparatório para Certificação da ANBID CPA 10

Preparatório para Certificação da ANBID CPA 10 Preparatório para Certificação da ANBID CPA 10 Programa 2011 PROGRAMA: 1) Sistema Financeiro Nacional Funções Básicas: Função dos intermediários financeiros e definição de intermediação financeira. Estrutura

Leia mais

PROGRAMA DETALHADO Certificação ANBIMA Profissional Série 10 (CPA-10)

PROGRAMA DETALHADO Certificação ANBIMA Profissional Série 10 (CPA-10) PROGRAMA DETALHADO Programa da Certificação Detalhado Profissional da Certificação ANBIMA Profissional Série 10 (CPA-10) ANBID Série 10 Controle: D.04.08.07 Data da Elaboração: 10/11/2009 Data da Revisão:

Leia mais

Simulado CPA 10 Completo

Simulado CPA 10 Completo Simulado CPA 10 Completo Question 1. O SELIC é um sistema informatizado que cuida da liquidação e custódia de: ( ) Certificado de Depósito Bancário ( ) Contratos de derivativos ( ) Ações negociadas em

Leia mais

Programa Detalhado da Certificação Profissional ANBID Série 20. Programa Detalhado da Certificação Profissional ANBID Série 20 6º versão

Programa Detalhado da Certificação Profissional ANBID Série 20. Programa Detalhado da Certificação Profissional ANBID Série 20 6º versão Programa Detalhado da Certificação Profissional ANBID Série 20 Programa Detalhado da Certificação Profissional ANBID Série 20 6º versão 0 Programa Detalhado da Certificação Profissional ANBID SÉRIE 20-6º

Leia mais

Programa de Atualização Certificação Profissional ANBIMA Série 20 (CPA-20) Versão 4.2

Programa de Atualização Certificação Profissional ANBIMA Série 20 (CPA-20) Versão 4.2 Programa de Atualização Certificação Profissional ANBIMA Série 20 (CPA-20) Versão 4.2 OBJETIVOS DA ATUALIZAÇÃO DA CPA-20 A Atualização dos profissionais certificados CPA-20 é parte do Código de Regulação

Leia mais

Certificados pela ANBID CPA 20. Programa Detalhado da Atualização Profissional ANBID Série 20

Certificados pela ANBID CPA 20. Programa Detalhado da Atualização Profissional ANBID Série 20 Programa Detalhado de Atualização dos Profissionais Certificados pela ANBID CPA 20 Programa Detalhado da Atualização Profissional ANBID Série 20 0 Programa Detalhado de Atualização dos Profissionais Certificados

Leia mais

Programa Detalhado da Certificação Profissional ANBIMA Série 20 (CPA-20) Versão 9.4

Programa Detalhado da Certificação Profissional ANBIMA Série 20 (CPA-20) Versão 9.4 Programa Detalhado da Certificação Profissional ANBIMA Série 20 (CPA-20) Versão 9.4 OBJETIVOS DA CPA-20 A CPA-20 é parte do Programa de Certificação Continuada da ANBID e tem como objetivo a permanente

Leia mais

da Certificação Profissional Certificação Profissional ANBIMA Série 20 (CPA-20) ANBID Série 20

da Certificação Profissional Certificação Profissional ANBIMA Série 20 (CPA-20) ANBID Série 20 Programa PROGRAMA Detalhado DETALHADO da da Certificação Profissional Certificação Profissional ANBIMA Série 20 (CPA-20) ANBID Série 20 Controle: Data da Elaboração: 10/11/2009 Última atualização: 13/05/2010

Leia mais

Conteúdo Programático. Agente Autônomo de Investimentos (ANCORD)

Conteúdo Programático. Agente Autônomo de Investimentos (ANCORD) Conteúdo Programático Agente Autônomo de Investimentos (ANCORD) 1. A atividade do agente autônomo de investimento Instrução CVM 497 Diferenciação das atividades do agente autônomo, administração de carteiras,

Leia mais

Curso Preparatório para exame CPA 20

Curso Preparatório para exame CPA 20 Curso Preparatório para exame CPA 20 1. PRINCÍPIOS BÁSICOS DE ECONOMIA, FINANÇAS E ESTATÍSTICA 1.1. Conceitos Básicos de Economia 1.1.1. Indicadores econômicos (definição): PIB, índices de inflação (IPCA

Leia mais

Curso Preparatório ANBIMA - CPA-10 Curso Preparatório ANBIMA - CPA-20

Curso Preparatório ANBIMA - CPA-10 Curso Preparatório ANBIMA - CPA-20 Solange Honorato Curso Preparatório ANBIMA - CPA-10 Curso Preparatório ANBIMA - CPA-20 Módulo VI CPA10 Demais produtos de Investimentos Pg 70 De 8 a 13 Questões na prova (15% a 25%) Demais produtos de

Leia mais

Curso CPA-10 Certificação ANBID Módulo 5 - Fundos de Investimento

Curso CPA-10 Certificação ANBID Módulo 5 - Fundos de Investimento Pág: 1/54 Curso CPA-10 Certificação ANBID Módulo 5 - Fundos de Investimento Pág: 2/54 Módulo 5 - Fundos de Investimento Este módulo apresenta as características dos fundos de investimento, como as definições

Leia mais

PROGRAMA DE ATUALIZAÇÃO dos Profissionais Certificados pela ANBIMA CPA-20

PROGRAMA DE ATUALIZAÇÃO dos Profissionais Certificados pela ANBIMA CPA-20 PROGRAMA DE ATUALIZAÇÃO dos Profissionais Certificados pela ANBIMA CPA-20 Controle: D.04.11.05 Data da Elaboração: 10/11/2009 Data da Revisão: 30/09/2013 Elaborado por: Certificação ANBIMA Aprovado por:

Leia mais

PROGRAMA DETALHADO da Certificação Profissional

PROGRAMA DETALHADO da Certificação Profissional PROGRAMA DETALHADO da Certificação Profissional Programa ANBIMA Detalhado Série 20 da (CPA-20) Certificação Profissional ANBID Controle: D.04.09.04 Série 20 Data da Elaboração: 10/11/2009 Data da Revisão:

Leia mais

Curso Preparatório ANBIMA - CPA-10 Curso Preparatório ANBIMA - CPA-20

Curso Preparatório ANBIMA - CPA-10 Curso Preparatório ANBIMA - CPA-20 Solange Honorato Curso Preparatório ANBIMA - CPA-10 Curso Preparatório ANBIMA - CPA-20 E Solange Honorato Facilitadora Certificação Profissional ANBIMA - CPA-10 Destina-se aos profissionais que desempenham

Leia mais

PROGRAMA DETALHADO da Certificação Profissional

PROGRAMA DETALHADO da Certificação Profissional PROGRAMA DETALHADO da Certificação Profissional Programa ANBIMA Detalhado Série 20 da (CPA-20) Certificação Profissional ANBID Controle: D.04.09.06 Série 20 Data da Elaboração: 10/11/2009 Data da Revisão:

Leia mais

A Indústria de Fundos de Investimento no Brasil. Luiz Calado Gerente de Certificação da ANBID

A Indústria de Fundos de Investimento no Brasil. Luiz Calado Gerente de Certificação da ANBID A Indústria de Fundos de Investimento no Brasil Luiz Calado Gerente de Certificação da ANBID A ANBID A ANBID Associação Nacional dos Bancos de Investimentos Criada em 1967, é a maior representante das

Leia mais

Curso de CPA 10 CERTIFICAÇÃO PROFISSIONAL ANBIMA SÉRIE 10. www.eadempresarial.net.br. www.eadempresarial.net.br - 18 3303-0383

Curso de CPA 10 CERTIFICAÇÃO PROFISSIONAL ANBIMA SÉRIE 10. www.eadempresarial.net.br. www.eadempresarial.net.br - 18 3303-0383 Curso de CPA 10 CERTIFICAÇÃO PROFISSIONAL ANBIMA SÉRIE 10 www.eadempresarial.net.br SISTEMA FINANCEIRO NACIONAL Uma conceituação bastante abrangente de sistema financeiro poderia ser a de um conjunto de

Leia mais

Fundos de Investimento

Fundos de Investimento Gestão Financeira Prof. Marcelo Cruz Fundos de Investimento 3 Uma modalide de aplicação financeira Decisão de Investimento 1 Vídeo: CVM Um fundo de investimento é um condomínio que reúne recursos de um

Leia mais

FUNDOS DE INVESTIMENTO EM AÇÕES E FUNDOS MULTIMERCADO

FUNDOS DE INVESTIMENTO EM AÇÕES E FUNDOS MULTIMERCADO I Curso de Férias do Grupo de Estudos de Direito Empresarial - Direito UFMG EM AÇÕES E FUNDOS MULTIMERCADO Fernanda Valle Versiani Mestranda em Direito Empresarial pela Universidade Federal de Minas Gerais,

Leia mais

Conhecimentos Bancários. Item 2.1.4- Fundos de Investimentos 2ª parte:

Conhecimentos Bancários. Item 2.1.4- Fundos de Investimentos 2ª parte: Conhecimentos Bancários Item 2.1.4- Fundos de Investimentos 2ª parte: Conhecimentos Bancários Item 2.1.4- Fundos de Investimentos: São condomínios, que reúnem aplicações de vários indivíduos para investimento

Leia mais

Como funcionam os fundos de investimentos

Como funcionam os fundos de investimentos Como funcionam os fundos de investimentos Fundos de Investimentos: são como condomínios, que reúnem recursos financeiros de um grupo de investidores, chamados de cotistas, e realizam operações no mercado

Leia mais

Como investir em 2012 Entenda como funciona cada produto financeiro : O Globo 2/fev/2012

Como investir em 2012 Entenda como funciona cada produto financeiro : O Globo 2/fev/2012 Como investir em 2012 Entenda como funciona cada produto financeiro : O Globo 2/fev/2012 Analistas indicam quais cuidados tomar no mercado financeiro em 2012 e quais investimentos oferecem menor probabilidade

Leia mais

Concurso 2011. Prof. Cid Roberto. As bolsas de valores são instituições administradoras de mercados. prof.bancario@gmail.com

Concurso 2011. Prof. Cid Roberto. As bolsas de valores são instituições administradoras de mercados. prof.bancario@gmail.com Concurso 2011 Prof. Cid Roberto prof.bancario@gmail.com Bolsa de Valores As bolsas de valores são instituições administradoras de mercados. Comunidade Conhecimentos Bancários (orkut) 8ª aula Início da

Leia mais

Os fundos referenciados identificam em seu nome o indicador de desempenho que sua carteira tem por objetivo acompanhar.

Os fundos referenciados identificam em seu nome o indicador de desempenho que sua carteira tem por objetivo acompanhar. FUNDO REFERENCIADO DI Os fundos referenciados identificam em seu nome o indicador de desempenho que sua carteira tem por objetivo acompanhar. Para tal, investem no mínimo 80% em títulos públicos federais

Leia mais

Santos, 30 de setembro de 2009

Santos, 30 de setembro de 2009 Santos, 30 de setembro de 2009 Estas são nossas primeiras impressões, comentário e observações quanto a Resolução 3790/09 que regula as aplicações financeiras dos RPPS: Valorização da elaboração da política

Leia mais

INSTITUTO EDUCACIONAL BM&FBOVESPA CERTIFICAÇÃO DOS PROFISSIONAIS PQO ROTEIRO DE ESTUDOS ÁREA DE RISCO

INSTITUTO EDUCACIONAL BM&FBOVESPA CERTIFICAÇÃO DOS PROFISSIONAIS PQO ROTEIRO DE ESTUDOS ÁREA DE RISCO INSTITUTO EDUCACIONAL BM&FBOVESPA CERTIFICAÇÃO DOS PROFISSIONAIS PQO ROTEIRO DE ESTUDOS ÁREA DE RISCO 1. Tributação no mercado financeiro 1.1. Tributação de cotistas de fundo de investimento 1.2. Tributação

Leia mais

Curso Preparatório CPA20

Curso Preparatório CPA20 Página 1 de 9 Você acessou como Flávio Pereira Lemos - (Sair) Curso Preparatório CPA20 Início Ambiente ) CPA20_130111_1_1 ) Questionários ) Passo 2: Simulado Módulo II ) Revisão da tentativa 1 Iniciado

Leia mais

RISCOS DE INVESTIMENTO. Proibida a reprodução.

RISCOS DE INVESTIMENTO. Proibida a reprodução. Proibida a reprodução. A Planner oferece uma linha completa de produtos financeiros e nossa equipe de profissionais está preparada para explicar tudo o que você precisa saber para tomar suas decisões com

Leia mais

BAN CO DO BRASIL. Atualizada 19/01/2011 Neste curso os melhores alunos estão sendo preparados pelos melhores Professores 1

BAN CO DO BRASIL. Atualizada 19/01/2011 Neste curso os melhores alunos estão sendo preparados pelos melhores Professores 1 41. (CAIXA/2010) Compete à Comissão de Valores Mobiliários CVM disciplinar as seguintes matérias: I. registro de companhias abertas. II. execução da política monetária. III. registro e fiscalização de

Leia mais

Transferência da administração de recursos e alocação de ativos para profissionais especializados;

Transferência da administração de recursos e alocação de ativos para profissionais especializados; Guia de Fundos de Investimento A CMA desenvolveu o Guia de Fundos de Investimento para você que quer se familiarizar com os princípios básicos do mercado financeiro, ou que tem interesse em aprofundar

Leia mais

Curso CPA-10 Certificação ANBID Módulo 6 Demais Produtos de Investimento

Curso CPA-10 Certificação ANBID Módulo 6 Demais Produtos de Investimento Pág: 1/45 Curso CPA-10 Certificação ANBID Módulo 6 Demais Produtos de Investimento Pág: 2/45 Módulo 6 - Demais Produtos de Investimento Este módulo apresenta as principais características de algumas das

Leia mais

Semana Nacional de Educação Financeira Tema. Opções de investimentos em um cenário de juros em elevação

Semana Nacional de Educação Financeira Tema. Opções de investimentos em um cenário de juros em elevação Tema Opções de investimentos em um cenário de juros em elevação Apresentação JOCELI DA SILVA SILVA Analista Administrativo/Gestão Pública Lotado na Assessoria de Coordenação 3ª CCR Especialização UNB Clube

Leia mais

POLÍTICA DE INVESTIMENTOS

POLÍTICA DE INVESTIMENTOS CAGEPREV - FUNDAÇÃO CAGECE DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR POLÍTICA DE INVESTIMENTOS PLANO DE GESTÃO ADMINISTRATIVA Vigência: 01/01/2013 a 31/12/2017 1. OBJETIVOS A Politica de Investimentos tem como objetivo

Leia mais

Curso Preparatório CPA20

Curso Preparatório CPA20 Página 1 de 8 Você acessou como Flávio Pereira Lemos - (Sair) Curso Preparatório CPA20 Início Ambiente ) CPA20_130111_1_1 ) Questionários ) Passo 2: Simulado Módulo IV ) Revisão da tentativa 3 Iniciado

Leia mais

2) Responsável por estabelecer medidas de prevenção ou correção de desequilíbrios econômicos: a) CMN b) Bacen c) CVM d) Anbima

2) Responsável por estabelecer medidas de prevenção ou correção de desequilíbrios econômicos: a) CMN b) Bacen c) CVM d) Anbima Caderno de Exercícios CPA-10 Módulo I 1) Responsável pela fiscalização dos Fundos de Investimento: a) Anbima b) CVM c) CMN d) Bacen 2) Responsável por estabelecer medidas de prevenção ou correção de desequilíbrios

Leia mais

POLÍTICA DE INVESTIMENTOS

POLÍTICA DE INVESTIMENTOS CAGEPREV - FUNDAÇÃO CAGECE DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR POLÍTICA DE INVESTIMENTOS PLANO DE BENEFÍCIO DE CONTRIBUIÇÃO VARIÁVEL Vigência: 01/01/2013 a 31/12/2017 1. OBJETIVOS A Política de Investimentos tem

Leia mais

GABINETE DO MINISTRO. PORTARIA Nº 519, DE 24 DE AGOSTO DE 2011 (Publicado no DOU nº 164, de 25 de agosto de 2011, Seção 1, página 86)

GABINETE DO MINISTRO. PORTARIA Nº 519, DE 24 DE AGOSTO DE 2011 (Publicado no DOU nº 164, de 25 de agosto de 2011, Seção 1, página 86) GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 519, DE 24 DE AGOSTO DE 2011 (Publicado no DOU nº 164, de 25 de agosto de 2011, Seção 1, página 86) Dispõe sobre as aplicações dos recursos financeiros dos Regimes Próprios

Leia mais

GESTOR DA CARTEIRA DE INVESTIMENTO

GESTOR DA CARTEIRA DE INVESTIMENTO O QUE É? No Brasil um fundo de investimento possui a sua organização jurídica na forma de um condomínio de investidores, portanto o fundo de investimento possui um registro na Receita Federal (CNPJ) pois

Leia mais

PORTARIA Nº 519, DE 24 DE AGOSTO DE 2011

PORTARIA Nº 519, DE 24 DE AGOSTO DE 2011 PORTARIA Nº 519, DE 24 DE AGOSTO DE 2011 (Publicada no DOU de 25/08/2011 e retificada no DOU de 26/08/2011) Atualizada em 02/05/2012 Dispõe sobre as aplicações dos recursos financeiros dos Regimes Próprios

Leia mais

Aplicação de recursos

Aplicação de recursos Aplicação de recursos São 3 os pilares de qualquer investimento Segurança Liquidez Rentabilidade Volatilidade - mede o risco que um fundo ou um título apresenta - maior a volatilidade, maior o risco; Aplicação

Leia mais

Art. 2º Fica alterado o art. 1º da Resolução 3.042, de 28 de novembro de 2002, que passa a vigorar com a seguinte redação:

Art. 2º Fica alterado o art. 1º da Resolução 3.042, de 28 de novembro de 2002, que passa a vigorar com a seguinte redação: RESOLUCAO 3.308 --------------- Altera as normas que disciplinam a aplicação dos recursos das reservas, das provisões e dos fundos das sociedades seguradoras, das sociedades de capitalização e das entidades

Leia mais

O QUE É A CVM? II - a negociação e intermediação no mercado de valores mobiliários;

O QUE É A CVM? II - a negociação e intermediação no mercado de valores mobiliários; O QUE É A CVM? A CVM - Comissão de Valores Mobiliários é uma entidade autárquica em regime especial, vinculada ao Ministério da Fazenda, com personalidade jurídica e patrimônio próprios, dotada de autoridade

Leia mais

HSBC Fundo de Investimento Renda Fixa Longo Prazo Tripla Vantagem CNPJ nº 09.522.596/0001-64

HSBC Fundo de Investimento Renda Fixa Longo Prazo Tripla Vantagem CNPJ nº 09.522.596/0001-64 HSBC Fundo de Investimento Renda Fixa Longo Prazo Tripla Vantagem CNPJ nº 09.522.596/0001-64 (Administrado pelo HSBC Bank Brasil S.A. - Banco Múltiplo CNPJ nº 01.701.201/0001-89) Demonstrações financeiras

Leia mais

PRAZOS E RISCOS DE INVESTIMENTO. Proibida a reprodução.

PRAZOS E RISCOS DE INVESTIMENTO. Proibida a reprodução. Proibida a reprodução. A Planner oferece uma linha completa de produtos financeiros e nossa equipe de profissionais está preparada para explicar tudo o que você precisa saber para tomar suas decisões com

Leia mais

Cotas de Fundos de Investimento em Ações FIA

Cotas de Fundos de Investimento em Ações FIA Renda Variável Cotas de Fundos de Investimento em Ações FIA Cotas de Fundos de Investimento em Ações - FIA Mais uma alternativa na diversificação da carteira de investimento em ações O produto O Fundo

Leia mais

Capítulo 7 Fundos de Investimentos

Capítulo 7 Fundos de Investimentos Capítulo 7 Fundos de Investimentos 7.1 Apresentação do capítulo O objetivo deste capítulo é apresentar as principais características e classificações de um fundo de investimento. Ao final, você terá visto:

Leia mais

Safra Fundo Mútuo de Privatização - FGTS Vale do Rio Doce (C.N.P.J. nº 04.890.401/0001-15) (Administrado pelo Banco J. Safra S.A.

Safra Fundo Mútuo de Privatização - FGTS Vale do Rio Doce (C.N.P.J. nº 04.890.401/0001-15) (Administrado pelo Banco J. Safra S.A. Safra Fundo Mútuo de Privatização - FGTS Vale do Rio Doce (Administrado pelo Banco J. Safra S.A.) Demonstrações Financeiras em 30 de setembro de 2015 e relatório dos auditores independentes Relatório dos

Leia mais

MÓDULO 1 SISTEMA FINANCEIRO NACIONAL (PROPORÇÃO DE 5% A 10%) MÓDULO 1. SISTEMA FINANCEIRO NACIONAL (PROPORÇÃO: DE 5% A 10%)

MÓDULO 1 SISTEMA FINANCEIRO NACIONAL (PROPORÇÃO DE 5% A 10%) MÓDULO 1. SISTEMA FINANCEIRO NACIONAL (PROPORÇÃO: DE 5% A 10%) MÓDULO 1 SISTEMA FINANCEIRO NACIONAL (PROPORÇÃO DE 5% A 10%) MÓDULO 1. SISTEMA FINANCEIRO NACIONAL (PROPORÇÃO: DE 5% A 10%) 1. Responsável pela fiscalização dos Fundos de Investimento: a) Anbima b) CVM

Leia mais

a) mercados de derivativos, tais como, exemplificativamente, índices de ações, índices de preços, câmbio (moedas), juros;

a) mercados de derivativos, tais como, exemplificativamente, índices de ações, índices de preços, câmbio (moedas), juros; CREDIT SUISSE HEDGINGGRIFFO 1. Públicoalvo LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS dezembro/2013 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais sobre o CSHG EQUITY HEDGE LEVANTE FUNDO DE INVESTIMENTO

Leia mais

Prof. Cid Roberto. Concurso 2012

Prof. Cid Roberto. Concurso 2012 Prof. Cid Roberto Concurso 2012 Grupo Conhecimentos Bancários no Google http://goo.gl/gbkij Comunidade Conhecimentos Bancários (orkut) http://goo.gl/4a6y7 São realizadas por bancos de investimentos e demais

Leia mais

Nova Sistemática de Tributação no Mercado Financeiro para 2005

Nova Sistemática de Tributação no Mercado Financeiro para 2005 Nova Sistemática de Tributação no Mercado Financeiro para 2005 Ana Carolina Pereira Monguilod e Mário Shingaki Consultores tributários da Levy & Salomão Advogados No final do ano de 2004, o Governo Federal

Leia mais

Simulado CPA 20 Gratis

Simulado CPA 20 Gratis 1 Simulado CPA 20 Gratis Question 1. O risco de crédito está associado a capacidade do emissor de um título em não honrar os pagamentos: ( ) Somente dos Juros ( ) Dos juros e do principal da dívida ( )

Leia mais

R e s o l u ç ã o. B a n c o C e n t r a l d o B r a s i l

R e s o l u ç ã o. B a n c o C e n t r a l d o B r a s i l R e s o l u ç ã o 3 7 9 0 B a n c o C e n t r a l d o B r a s i l S u m á r i o SEÇÃO I: DA ALOCAÇÃO DOS RECURSOS E DA POLÍTICA DE INVESTIMENTOS... 1 Subseção I: Da Alocação dos Recursos... 1 Subseção

Leia mais

Demonstrações Financeiras HSBC Fundo de Investimento em Cotas de Fundos de Investimento Referenciado DI Longo Prazo Empresa CNPJ: 04.044.

Demonstrações Financeiras HSBC Fundo de Investimento em Cotas de Fundos de Investimento Referenciado DI Longo Prazo Empresa CNPJ: 04.044. Demonstrações Financeiras HSBC Fundo de Investimento em Cotas de Fundos de Investimento Referenciado DI Longo Prazo Empresa (Administrado pelo HSBC Bank Brasil S.A. - Banco Múltiplo - 30 de junho de 2011

Leia mais

1º Pré-Teste Gabarito comentado (quando necessário)

1º Pré-Teste Gabarito comentado (quando necessário) 1º Pré-Teste Gabarito comentado (quando necessário) 1) As Entidades Abertas de Previdência Privada são reguladas e fiscalizadas: a) Pelo Banco Central do Brasil, Superintendência de Seguros Privados SUSEP

Leia mais

E-book de Fundos de Investimento

E-book de Fundos de Investimento E-book de Fundos de Investimento O QUE SÃO FUNDOS DE INVESTIMENTO? Fundo de investimento é uma aplicação financeira que funciona como se fosse um condomínio, onde as pessoas somam recursos para investir

Leia mais

Demonstrações Financeiras HSBC Fundo de Investimento em Cotas de Fundos de Investimento Referenciado DI Longo Prazo Grupos CNPJ: 03.706.

Demonstrações Financeiras HSBC Fundo de Investimento em Cotas de Fundos de Investimento Referenciado DI Longo Prazo Grupos CNPJ: 03.706. Demonstrações Financeiras HSBC Fundo de Investimento em Cotas de Fundos de Investimento (Administrado pelo HSBC Bank Brasil S.A. - Banco Múltiplo 31 de março de 2011 e 2010 com relatório dos auditores

Leia mais

CAIXA FI INSTITUCIONAL AÇÕES BDR NIVEL I

CAIXA FI INSTITUCIONAL AÇÕES BDR NIVEL I CAIXA FI INSTITUCIONAL AÇÕES BDR NIVEL I 1 Por que investir em fundo de AÇÕES BDR NIVEL I? Viabiliza o acesso das instituições reguladas pela Resolução CMN 3792/09 a investimentos no exterior; Estrutura

Leia mais

Roberto Mendonça Pereira. CVM - Comissão de Valores Mobiliários Brasil

Roberto Mendonça Pereira. CVM - Comissão de Valores Mobiliários Brasil Clasificaciones de productos financieros por riesgo y diferenciación de los inversores. Diferentes niveles de protección y obligaciones que se derivan para las entidades. Roberto Mendonça Pereira CVM -

Leia mais

Sicredi - Fundo de Investimento em Ações Petrobras (CNPJ n 08.336.054/0001-34) (Administrado pelo Banco Cooperativo Sicredi S.A.

Sicredi - Fundo de Investimento em Ações Petrobras (CNPJ n 08.336.054/0001-34) (Administrado pelo Banco Cooperativo Sicredi S.A. Sicredi - Fundo de Investimento em Ações Petrobras (CNPJ n 08.336.054/0001-34) Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2014 e relatório dos auditores independentes Relatório dos auditores independentes

Leia mais

1 - Estrutura do Sistema Financeiro Nacional: 2 - Sistema de Seguros Privados e Previdência Complementar:

1 - Estrutura do Sistema Financeiro Nacional: 2 - Sistema de Seguros Privados e Previdência Complementar: EDITAL 2012 1 - Estrutura do Sistema Financeiro Nacional: Conselho Monetário Nacional; Banco Central do Brasil; Comissão de Valores Mobiliários; Conselho de Recursos do Sistema Financeiro Nacional; bancos

Leia mais

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O GRADIUS HEDGE FUNDO DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO CNPJ: Nº 10.446.951/0001-42

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O GRADIUS HEDGE FUNDO DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO CNPJ: Nº 10.446.951/0001-42 LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O GRADIUS HEDGE FUNDO DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO CNPJ: Nº Informações referentes à Abril de 2013 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais sobre o

Leia mais

Fundo multimercado que tem como objetivo buscar rentabilidade acima do Certificado de Depósito Interbancário - CDI.

Fundo multimercado que tem como objetivo buscar rentabilidade acima do Certificado de Depósito Interbancário - CDI. LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS 1. Público-alvo dezembro/2013 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais sobre o CSHG VERDE FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDO DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO.

Leia mais

Material Explicativo sobre Títulos Públicos

Material Explicativo sobre Títulos Públicos Material Explicativo sobre 1. Definições Gerais Os são emitidos pelo Tesouro Nacional, servindo como um instrumento de captação do Governo Federal para execução e financiamento de suas dívidas internas,

Leia mais

Os títulos de renda fixa são caracterizados pó terem previamente definida a forma de remuneração. Esses títulos podem ser prefixados ou pós-fixados.

Os títulos de renda fixa são caracterizados pó terem previamente definida a forma de remuneração. Esses títulos podem ser prefixados ou pós-fixados. Faculdades Integradas Campos Salles Curso: Ciências Contábeis Disciplina: Contabilidade Aplicada às Instituições Financeiras Professor: Adeildo Paulino Aula: 12/05/2012 Matéria: Títulos e Valores Mobiliários

Leia mais

BANCO DO BRASIL ESCRITURÁRIO

BANCO DO BRASIL ESCRITURÁRIO BANCO DO BRASIL ESCRITURÁRIO CONHECIMENTOS BANCÁRIOS 1. O Sistema Financeiro Nacional (SFN) é constituído por todas as instituições financeiras públicas ou privadas existentes no país e seu órgão normativo

Leia mais

Guia de Renda Fixa. 1. Principais Características

Guia de Renda Fixa. 1. Principais Características Guia de Renda Fixa Os títulos de renda fixa se caracterizam por possuírem regras definidas de remuneração. Isto é, são aqueles títulos cujo rendimento é conhecido previamente (juro prefixado) ou que depende

Leia mais

Mercado Financeiro e de Capitais Prof. Cleber Rentroia MBA em Finanças e Banking

Mercado Financeiro e de Capitais Prof. Cleber Rentroia MBA em Finanças e Banking 1. Quando o IPCA tende a subir além das metas de inflação, qual medida deve ser tomada pelo COPOM: a) Abaixar o compulsório b) Reduzir taxa do redesconto c) Aumentar o crédito d) Elevar a taxa de juros

Leia mais

SIMULADOS / CPA.10 CPA.20

SIMULADOS / CPA.10 CPA.20 2015 SIMULADOS / CPA.10 CPA.20 Prof. Tiago Ramos Questões Módulo 1 1. Uma aplicação financeira observa-se um retorno histórico constante, pode-se afirmar que: a) A variância é igual a 1 b) A covariância

Leia mais

PRAZOS E RISCOS DE INVESTIMENTO. Proibida a reprodução.

PRAZOS E RISCOS DE INVESTIMENTO. Proibida a reprodução. Proibida a reprodução. A Planner oferece uma linha completa de produtos financeiros e nossa equipe de profissionais está preparada para explicar tudo o que você precisa saber para tomar suas decisões com

Leia mais

Módulo V Produtos de Investimento

Módulo V Produtos de Investimento Certificação Profissional ANBIMA CPA-10 Módulo V Copyright 2011 2012 BMI Brazilian Management Institute 1 Índice 15% a 25% da prova 1. Títulos Públicos 6 1.1. Conceito e Finalidade 6 1.2. Características

Leia mais

Curso Preparatório ANBIMA - CPA-10 Curso Preparatório ANBIMA - CPA-20

Curso Preparatório ANBIMA - CPA-10 Curso Preparatório ANBIMA - CPA-20 Solange Honorato Curso Preparatório ANBIMA - CPA-10 Curso Preparatório ANBIMA - CPA-20 E 3. Noções de Economia e Finanças pg 26 5 a 7 questões 3.1 Conceitos Básicos de Economia 3.2 Conceitos Básicos de

Leia mais

Módulo VI Fundos de Investimento

Módulo VI Fundos de Investimento Certificação Profissional ANBIMA CPA-10 Módulo VI Copyright 2011-2012 BMI Brazilian Management Institute 1 Índice 25% a 40% da prova 1. 5 1.1 5 1.2 Condomínio 5 1.3 Cota 5 1.4 Propriedade dos ativos de

Leia mais

Demonstrações financeiras em 30 de junho de 2015 e de 2014

Demonstrações financeiras em 30 de junho de 2015 e de 2014 Ibiuna Equities Fundo de Investimento em Cotas de Fundos de Investimento em Ações CNPJ nº 13.401.715/0001-06 (Administrado pela BEM - Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários Ltda.) Demonstrações

Leia mais

Conhecimentos Bancários

Conhecimentos Bancários Conhecimentos Bancários AUTORIA: Prof. Edgar Abreu PROFESSOR DA DISCIPLINA: Prof. Edgar Abreu (edgarabreu@edgarabreu.com.br) 1 CONTEÚDOS DE CONHECIMENTOS BANCÁRIOS EDITAL 2011/03 1. Estrutura do Sistema

Leia mais

Sumário. Unidade I. cad_00.indd 15 08/12/2011 10:53:48

Sumário. Unidade I. cad_00.indd 15 08/12/2011 10:53:48 Sumário Unidade I O Sistema Financeiro Nacional: Composição, Funcionamento e Regulação Capítulo 1 Sistema Financeiro Nacional...3 1.1. Introdução...3 1.2. A Intermediação Financeira...4 1.3. Estrutura

Leia mais

RESOLUÇÃO 3.922 -------------------------

RESOLUÇÃO 3.922 ------------------------- RESOLUÇÃO 3.922 ------------------------- Dispõe sobre as aplicações dos recursos dos regimes próprios de previdência social instituídos pela União, Estados, Distrito Federal e Municípios. O Banco Central

Leia mais

Sou a instituição financeira auxiliar que opera no recinto da Bolsa. Posso organizar, administrar e vender Fundos de Investimento.

Sou a instituição financeira auxiliar que opera no recinto da Bolsa. Posso organizar, administrar e vender Fundos de Investimento. Exercícios SFN: 1 Com base nas características indicadas descubra quem é o personagem oculto: Banco de palavras: Conselho Monetário Nacional, Banco Central, Comissão de Valores Mobiliários, Banco Múltiplo,

Leia mais

FUNDO DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO ALOCAÇÃO LONGO PRAZO CNPJ 09.499.358/0001-85

FUNDO DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO ALOCAÇÃO LONGO PRAZO CNPJ 09.499.358/0001-85 FUNDO DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO ALOCAÇÃO LONGO PRAZO CNPJ 09.499.358/0001-85 ESTE PROSPECTO FOI PREPARADO COM AS INFORMAÇÕES NECESSÁRIAS AO ATENDIMENTO DAS DISPOSIÇÕES DO CÓDIGO DE AUTO-REGULAÇÃO DA

Leia mais

Módulo III Noções de Economia e Finanças

Módulo III Noções de Economia e Finanças Certificação Profissional ANBIMA CPA-10 Módulo III Copyright 2011-2012 BMI Brazilian Management Institute 1 Índice 10% a 15% da prova 1. 4 1.1 Indicadores econômicos 4 1.1.1 PIB 4 1.1.2 Índices de Inflação:

Leia mais

NOVOS TIPOS DE INVESTIDORES E A REGULAÇÃO DE FUNDOS DE INVESTIMENTO

NOVOS TIPOS DE INVESTIDORES E A REGULAÇÃO DE FUNDOS DE INVESTIMENTO NOVOS TIPOS DE INVESTIDORES E A REGULAÇÃO DE FUNDOS DE INVESTIMENTO Daniel Sposito Pastore Membro do Comitê de Assuntos Jurídicos da ANBIMA. I Estrutura Normativa CVM Contexto Regulatório Brasileiro Atual

Leia mais

TIPOS DE INVESTIMENTO

TIPOS DE INVESTIMENTO TIPOS DE INVESTIMENTO CDB O Certificado de Depósito Bancário (CDB) e o Recibo de Depósito Bancário, (RDB) são os mais antigos e utilizados títulos de captação do setor privado. São oficialmente conhecidos

Leia mais

plano Taesaprev Editada em fevereiro de 2012

plano Taesaprev Editada em fevereiro de 2012 plano Taesaprev Editada em fevereiro de 2012 Apresentação Ativo, rentabilidade, renda fixa, perfil de investimento... Se você tem o hábito de se informar sobre como anda o dinheiro investido no seu plano

Leia mais

BRADESCO PRIVATE FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO MAUÁ ABSOLUTO

BRADESCO PRIVATE FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO MAUÁ ABSOLUTO BRADESCO PRIVATE FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO MAUÁ ABSOLUTO CNPJ: 08.893.172/0001-43 Características Público Alvo O FUNDO destina-se a pessoas físicas e jurídicas,

Leia mais

Versão atualizada em março de 2011

Versão atualizada em março de 2011 Versão atualizada em março de 2011 Apresentação Ativo, rentabilidade, renda fixa, perfil de investimento... Se você tem o hábito de se informar sobre como anda o dinheiro investido no seu plano previdenciário,

Leia mais

MANUAL DE GERENCIAMENTO DE RISCO DE LIQUIDEZ

MANUAL DE GERENCIAMENTO DE RISCO DE LIQUIDEZ MANUAL DE GERENCIAMENTO DE RISCO DE LIQUIDEZ Fundos de Investimento constituídos sob a forma de condomínio aberto Publicação 31/03/2015 - versão 003 Responsável: Compliance e Riscos Gestoras PETRA 0 ÍNDICE

Leia mais

2) No Brasil, o índice de preço cuja taxa de variação é adotada como meta de Inflação é o: a) IPA b) IPCA c) INCC d) IGP M

2) No Brasil, o índice de preço cuja taxa de variação é adotada como meta de Inflação é o: a) IPA b) IPCA c) INCC d) IGP M MÓDULO I 1) O Comitê de Política Monetária COPOM reúne se com o objetivo de fixar e divulgar a taxa básica de juros. Uma vez definido o viés, este poderá ser exercido: a) Pelo Comitê de Política Monetária

Leia mais

Holding (empresa) - aquela que possui, como atividade principal, participação acionária em uma ou mais empresas.

Holding (empresa) - aquela que possui, como atividade principal, participação acionária em uma ou mais empresas. Glossário de A a Z A Ação - título negociável, que representa a menor parcela em que se divide o capital de uma sociedade anônima. Ação listada em Bolsa - ação negociada no pregão de uma Bolsa de Valores.

Leia mais

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O VIDA FELIZ FUNDO DE INVESTIMENTO EM AÇÕES CNPJ 07.660.310/0001-81 OUTUBRO/2015

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O VIDA FELIZ FUNDO DE INVESTIMENTO EM AÇÕES CNPJ 07.660.310/0001-81 OUTUBRO/2015 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais sobre o Vida Feliz Fundo de Investimento em Ações. As informações completas sobre esse fundo podem ser obtidas no Prospecto e no Regulamento do fundo,

Leia mais