Escola de período integral um desafio

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Escola de período integral um desafio"

Transcrição

1

2 02 Fevereiro e Março de 2011 Fique sabendo 2010 Escola de período integral um desafio para os governantes, educadores, alunos e pais. Muito se tem falado da escola de tempo integral como ferramenta para a melhoria da qualidade de ensino. Sem dúvida, se bem estruturada é o caminho para esse tão almejado objetivo. No entanto, na maior parte das vezes, a Educação Integral é entendida como um período maior de tempo que o aluno deve permanecer na escola, além das quatro horas ofertadas pela maioria das instituições de ensino. Contudo, a palavra integral não define, tão somente, o período de permanência do aluno na escola, mas também a formação dele de uma maneira integral, completa, total. É nesse ponto que se encontra o grande desafio: aproveitar o tempo adicional com uma proposta pedagógica bem elaborada que transforme a escola num espaço de aprendizagem lúdica e atraente que possibilite a convivência harmoniosa entre os alunos, a prática da solidariedade e o respeito mútuo. Muitas têm sido as tentativas para encontrar a fórmula do sucesso. E essa fórmula não é tão fácil de ser conseguida, pois esbarra em uma série de implicações tais como a formação do professor, falta de instalações adequadas e, talvez, a mais importante:- uma programação atraente, prazerosa e criativa, quebrando o paradigma da escola que ensina apenas o conteúdo de sua grade curricular. Invadir o universo dos grandes artistas, dos geniais cientistas, dos escritores famosos, dos compositores esplendorosos, dos atletas perfeitos leva professor e aluno a aventuras extasiantes em que ambos aprendem observando, experimentando, construindo e, principalmente, se completando na doce tarefa do conhecimento. Pensando em tudo isso é que a Fundação Romi lançou o livro Uma contribuição pedagógica para a educação brasileira, cuja finalidade, entre outras, é relatar uma experiência de educação integrada e integral que desenvolve há 18 anos, em Santa Bárbara d Oeste. PROGRAMA DE EDUCAÇÃO INTEGRADA CEDOC ESTAÇÃO CULTURAL Sarau Cultural Apresentação Teatro Abertura da Semana Cultural Italiana CEDIN EXPEDIENTE Conselho Editorial Liu Fat Kam, Vainer Penatti, Antonio Carlos Angolini, Sueli Torres, Tatiane Carcanholo e Elen Duarte Geraldo. Jornalista Responsável Juliana Freitas (MTb ). Textos Juliana Freitas, Alberto Augusto e Thiago Gomes Rodrigues. Impressão Tiragem exemplares.

3 Fevereiro e Março de Uma história de educação Visitantes do CEDOC descobrem fatos interessantes sobre a história de Santa Bárbara d Oeste Fundação Romi tem como missão o desenvol vimento social através da educação e cultura. cidade, estudando a cultura e identidade de Santa com um saldo positivo e animador. A comuni dade barbarense se interessou mais pela his grupos da terceira idade e estudantes de todos os níveis escolares, participaram do projeto de dos tempos primitivos, passando pela fundadora, A programação inclui visita orientada, ses do cotidiano e do passado local. Para 2011, além da continuação do projeto nas. Entre as novidades apresentadas pelo CE As atividades Todas as atividades são gratuitas e o agendamen semana para grupos de no máximo 40 participantes

4 04 Fevereiro e Março de 2011 Uma contribuição pedagógic Com este tema, a Fundação Romi lança um livro sobre o P pela Fundação Romi, com o principal objetivo de apresentar a si Integrada, desenvolvido na instituição há 18 anos, como uma ex modelo para outras iniciativas semelhantes, contribuindo, dessa privado nesse esforço de melhoria. Ela é acompanhada de uma A segunda parte, escrita por Sueli Torres e Liu Fat Kam, descreve visa ao desenvolvimento social, desenvolvimento e difusão de projetos risco social. Envolve neste processo, os professores, dirigentes escolares, SIMON SCHWARTZMAN do Instituto de Estudos do Trabalho e Sociedade SUELI TORRES Formada em Letras e Pedagogia, com especialidade em Linguística e é coordenadora LIU FAT KAM do Trabalho, e é superintendente da Fundação Romi desde 1985.

5 Fevereiro e Março de a para a educação brasileira rograma de Educação Integrada, desenvolvido desde 1993 Para Liu Fat Kam, o objetivo principal deste livro é o registro e a divulgação da ferem a esclarecimentos dos objetivos so a uma formação integral da criança e do contrar estatísticas e gráficos sobre o atual cenário da educação brasileira e a com do Programa de Educação Integrada. Mas, sobretudo o leitor irá encontrar uma e adaptada para outras escolas brasileiras. nadas durante a jornada de estudo no Pro os integrantes do Programa, ler alguns de poimentos causa profunda emoção. Lem e conseguiram sucesso na vida profissional ou mobilidade social nos enche de orgulho, Simon Schwartzman Liu Fat Kam Sueli Torres O objetivo do livro é apresentar o trabalho educativo da Fundação Romi, dentro do quadro mais amplo das questões que afetam a educação brasileira e os esforços para melhorá-las, fazendo com que os trabalhos da Fundação possam ser conhecidos e, na medida em que haja interesse, replicados em outras partes. O livro poderá influenciar uma maior compreensão da missão da instituição, a ferramenta escolhida para sua atuação para o desenvolvimento social da população carente, a caracterização mais ampla do próprio conceito de carência, as estratégias aplicadas nos projetos, enfim, um maior entendimento do que é a Fundação Romi atualmente. Lembrar daqueles que já deixaram a Fundação e conseguiram sucesso na vida profissional ou mobilidade social nos enche de orgulho, como também daqueles que nos deram grandes alegrias quando aqui estiveram e que agora perdemos de vista. São todos muito queridos e uma das razões da publicação deste livro. Sueli Torres sobre os depoimentos de ex-alunos.

6

7

8

HISTÓRIAS DA CLÉO. Proposta de projeto literário em dois atos

HISTÓRIAS DA CLÉO. Proposta de projeto literário em dois atos HISTÓRIAS DA CLÉO Proposta de projeto literário em dois atos 1. Intervenção artística literária Histórias da Cléo 2. Palestra Leitura literária, promoção e formação do mediador Aspectos Gerais 1 - Apresentação:

Leia mais

PROJETO: BRINCANDO DE FAZ DE CONTA: VIVÊNCIAS DE HISTÓRIAS INFANTIS NA EDUCAÇÃO FÍSICA

PROJETO: BRINCANDO DE FAZ DE CONTA: VIVÊNCIAS DE HISTÓRIAS INFANTIS NA EDUCAÇÃO FÍSICA Diretora: Irene Gomes Lepore Coordenadora Pedagógica: Alba Coppini Lopes Professora Responsável: Mariana Aparecida Ferreira de Camargo Professora Participante: Ana Claudia Silva Davini PROJETO: BRINCANDO

Leia mais

Monteiro Lobato e Sítio do Picapau Amarelo nas práticas pedagógicas de alfabetização.

Monteiro Lobato e Sítio do Picapau Amarelo nas práticas pedagógicas de alfabetização. Monteiro Lobato e Sítio do Picapau Amarelo nas práticas pedagógicas de alfabetização. A Literatura Infantil corresponde a um importante instrumento de construção de aprendizagem, tanto no que se refere

Leia mais

Unidade 1 Sobre o Trabalho de conclusão de curso

Unidade 1 Sobre o Trabalho de conclusão de curso Unidade 1 Sobre o Trabalho de conclusão de curso O Trabalho de Conclusão de Curso TCC é um requisito obrigatório para a conclusão do curso, realizada no final do Curso de Licenciatura em Pedagogia da Universidade

Leia mais

1º FESTIVAL DE INVERNO DE ITAJUBÁ

1º FESTIVAL DE INVERNO DE ITAJUBÁ 1º FESTIVAL DE INVERNO DE ITAJUBÁ O 1º Festival de Inverno de Itajubá é um evento regional, que tem como objetivo principal valorizar a cultura e gastronomia da região e que privilegiem a participação

Leia mais

ALIANDO A TEORIA E A PRÁTICA DOCENTE NO COTIDIANO DA ESCOLA ATRAVÉS DO PIBID

ALIANDO A TEORIA E A PRÁTICA DOCENTE NO COTIDIANO DA ESCOLA ATRAVÉS DO PIBID ALIANDO A TEORIA E A PRÁTICA DOCENTE NO COTIDIANO DA ESCOLA ATRAVÉS DO PIBID 2 ALIANDO A TEORIA E A PRÁTICA DOCENTE NO COTIDIANO DA ESCOLA ATRAVÉS DO PIBID BORGES Maria Jesus da Cunha 1 MORAES Adriana

Leia mais

Agrupamento de Escolas José Cardoso Pires

Agrupamento de Escolas José Cardoso Pires Agrupamento de Escolas José Cardoso Pires 1º Encontro de Bibliotecas Escolares do Concelho da Amadora Ler, um prazer partilhado Parceria Biblioteca Escolar- Educação Especial Ano letivo 09/10 e 10/11 Início

Leia mais

EMENTA SEQUÊNCIA DIDÁTICA

EMENTA SEQUÊNCIA DIDÁTICA Disciplina: Estágio Supervisionado IV Curso: História Carga horária: 120h Número de Créditos: Professora: Zélia Almeida de Oliveira Obrigatória: Sim ( ) Nâo ( ) EMENTA 6 EMENTA: Planejamento, execução

Leia mais

Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior Diretoria de Formação de Professores para a Educação Básica DEB PIBID 2016/2017

Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior Diretoria de Formação de Professores para a Educação Básica DEB PIBID 2016/2017 Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior Diretoria de Formação de Professores para a Educação Básica DEB PIBID 2016/2017 2016 OBJETIVO DO PIBID O Programa Institucional de Iniciação

Leia mais

BIBLIOTECA ITINERANTE

BIBLIOTECA ITINERANTE BIBLIOTECA ITINERANTE O PROJETO O projeto Biblioteca Itinerante é formado por um ônibus adaptado para funcionar como uma moderna biblioteca. Conta com um acervo de 2.000 livros infantis, juvenis e adultos,

Leia mais

Prova Brasil e SAEB (Sistema de Avaliação do Ensino Básico) - Parte 1

Prova Brasil e SAEB (Sistema de Avaliação do Ensino Básico) - Parte 1 Prova Brasil e SAEB (Sistema de Avaliação do Ensino Básico) - Parte 1 INEP Ana Djéssika Silva Cruz Vidal Abril 2012 UFJF (Institute) ECONS - Laboratório de Economia 23/04 1 / 10 Introdução Sistema de Avaliação

Leia mais

Conteúdos e Didática de Libras

Conteúdos e Didática de Libras Conteúdos e Didática de Libras Professora autora: Elisa tomoe moriya Schlünzen Departamento de Matemática, Estatística e Computação, Faculdade de Ciência e Tecnologia Unesp - Professoras assistentes: Renata

Leia mais

Escola Estadual Luis Vaz de Camões Ipezal/Angélica - MS PLANO DE AÇÃO (PSTE) 2010

Escola Estadual Luis Vaz de Camões Ipezal/Angélica - MS PLANO DE AÇÃO (PSTE) 2010 Escola Estadual Luis Vaz de Camões Ipezal/Angélica - MS PLANO DE AÇÃO (PSTE) 2010 Angélica/Ipezal MS Março de 2010 Escola Estadual Luis Vaz de Camões Ipezal/Angélica - MS PLANO DE AÇÃO (PSTE) 2010 Plano

Leia mais

FACULDADE SUDOESTE PAULISTANO. Programa de Orientação. Psicopedagógica

FACULDADE SUDOESTE PAULISTANO. Programa de Orientação. Psicopedagógica 1 FACULDADE SUDOESTE PAULISTANO Programa de Orientação Psicopedagógica 2 Regulamento do Programa de Orientação Psicopedagógica da Faculdade Sudoeste Paulistano INTRODUÇÃO A necessidade de atenção às dificuldades

Leia mais

UMA NOVA EXPERIÊNCIA DE CONSELHO PARTICIPATIVO NA ESCOLA DE ENSINO INTEGRAL. Sala 11 Temas Diversos EF II Integral

UMA NOVA EXPERIÊNCIA DE CONSELHO PARTICIPATIVO NA ESCOLA DE ENSINO INTEGRAL. Sala 11 Temas Diversos EF II Integral UMA NOVA EXPERIÊNCIA DE CONSELHO PARTICIPATIVO NA ESCOLA DE ENSINO INTEGRAL Sala 11 Temas Diversos EF II Integral E.E.CARLOS MAXIMILIANO PEREIRA DOS SANTOS Professores Apresentadores: M Maria Emilia A.S.

Leia mais

O Plano Nacional de Educação. Maria Alice Setubal, educadora e presidente dos conselhos do Cenpec e da Fundação Tide Setubal

O Plano Nacional de Educação. Maria Alice Setubal, educadora e presidente dos conselhos do Cenpec e da Fundação Tide Setubal O Plano Nacional de Educação Maria Alice Setubal, educadora e presidente dos conselhos do Cenpec e da Fundação Tide Setubal Plano Nacional de Educação Diretrizes Superação das desigualdades educacionais

Leia mais

161-1 LICENCIATURA PLENA EM PEDAGOGIA Regime Regular NÚMERO MÍNIMO DE PERÍODOS 1 DISCIPLINA CARGA HORÁRIA TIPO

161-1 LICENCIATURA PLENA EM PEDAGOGIA Regime Regular NÚMERO MÍNIMO DE PERÍODOS 1 DISCIPLINA CARGA HORÁRIA TIPO PÁGINA: 1 INGRESSOS DE 20041 161-1 LICENCIATURA PLENA EM PEDAGOGIA Regime Regular NÚMERO MÍNIMO DE PERÍODOS 1 NÚMERO MÁXIMO DE PERÍODOS 9 CARGA HORÁRIA 3640 1 132 FUNDAMENTOS ÉTICOS DE EDUCAÇÃO 30 OBRIGATORIA

Leia mais

PROGRAMA VIVÊNCIA PROFISSIONAL : REGULAMENTO DA PRÁTICA PROFISSIONAL / ESTÁGIO. Escola SENAI Anchieta

PROGRAMA VIVÊNCIA PROFISSIONAL : REGULAMENTO DA PRÁTICA PROFISSIONAL / ESTÁGIO. Escola SENAI Anchieta PROGRAMA VIVÊNCIA PROFISSIONAL : REGULAMENTO DA PRÁTICA PROFISSIONAL / ESTÁGIO Escola SENAI Anchieta Sumário Página 01 Prática Profissional / Estágio 03 02 Da carga horária da Prática Profissional / Estágio

Leia mais

O PERCURSO DE UM ALUNO COM SINDROME DE ASPERGER NO ENSINO TÉCNICO EM UMA PERSPECTIVA INTERDISCIPLINAR

O PERCURSO DE UM ALUNO COM SINDROME DE ASPERGER NO ENSINO TÉCNICO EM UMA PERSPECTIVA INTERDISCIPLINAR O PERCURSO DE UM ALUNO COM SINDROME DE ASPERGER NO ENSINO TÉCNICO EM UMA PERSPECTIVA INTERDISCIPLINAR Paulo Osni Silverio Universidade de Taubaté Cibele Sales da Silva IFSP Campus Suzano Rita Schlinz Universidade

Leia mais

PROGRAMAÇÃO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DE BIOLOGIA E CIÊNCIAS

PROGRAMAÇÃO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DE BIOLOGIA E CIÊNCIAS CENTRO UNIVERSITÁRIO FUNDAÇÃO SANTO ANDRÉ Curso: Licenciatura Plena em Ciências Biológicas Projeto de Estágio Supervisionado do curso de Ciências Biológicas Profa.: Angela Martins Baeder 2005 PROGRAMAÇÃO

Leia mais

NOVIDADES E PARCERIAS

NOVIDADES E PARCERIAS ......... Rua Professor Jones, 1513 - Centro - Linhares / ES - CEP. 29.900-131 - Telefone: (27) 3371-1712 / 3371-2265 / 98837-0282 Site: www.escolafazendinhafeliz.com.br / Email: contato@escolafazendinhafeliz.com.br

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Fundação Universidade Federal do ABC Pró-Reitoria de Graduação Av. dos Estados, 5001 Bairro Santa Terezinha Santo André - SP CEP 09210-580 Fone: (11) 4996.7983 gabinete.prograd@ufabc.edu.br

Leia mais

C URRICULUM VITAE INFORMAÇÃO PESSOAL EXPERIÊNCIA GUIMARÃES PORTUGAL. Solteira.

C URRICULUM VITAE INFORMAÇÃO PESSOAL EXPERIÊNCIA GUIMARÃES PORTUGAL. Solteira. C URRICULUM VITAE INFORMAÇÃO PESSOAL Nome ANDREIA SOFIA MIRANDA SOARES. Morada RUA DOS MÁRTIRES, Nº 742, 2º DIREITO AZURÉM, 4810-054 GUIMARÃES PORTUGAL. Telefone 253513750 / 965619858. Bilhete de Identidade

Leia mais

O Sonho. Intervenção pela Arte. Educação para todos. Realização de espectáculos nacionais e internacionais. Associação/ Cooperativa

O Sonho. Intervenção pela Arte. Educação para todos. Realização de espectáculos nacionais e internacionais. Associação/ Cooperativa O Sonho Intervenção pela Arte Educação para todos Realização de espectáculos nacionais e internacionais Associação/ Cooperativa Estado de Arte O que tem acontecido em Portugal ao nível do serviço educativo?

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N , DE 22 DE JANEIRO DE 2014

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N , DE 22 DE JANEIRO DE 2014 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 4.478, DE 22 DE JANEIRO DE 2014 Aprova o Projeto Pedagógico do Curso de Licenciatura em

Leia mais

O ontem e o hoje no ensino de artes, suas diretrizes curriculares e as competências atuais do professor desta disciplina.

O ontem e o hoje no ensino de artes, suas diretrizes curriculares e as competências atuais do professor desta disciplina. O ontem e o hoje no ensino de artes, suas diretrizes curriculares e as competências atuais do professor desta disciplina. Daniela Pedroso Secretaria Municipal da Educação de Curitiba EQUIPE CLEONICE DOS

Leia mais

REGULAMENTAÇÃO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO DO BACHARELADO EM CIÊNCIAS BIOLÓGICAS

REGULAMENTAÇÃO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO DO BACHARELADO EM CIÊNCIAS BIOLÓGICAS REGULAMENTAÇÃO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO DO BACHARELADO EM CIÊNCIAS BIOLÓGICAS O Estágio Curricular Supervisionado Obrigatório está organizado em duas etapas, uma no sétimo e outra

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL DR. JOSÉ MANOEL FONTANILLAS FRAGELLI. PROJETO Leitura para ser feita em casa

ESCOLA ESTADUAL DR. JOSÉ MANOEL FONTANILLAS FRAGELLI. PROJETO Leitura para ser feita em casa ESCOLA ESTADUAL DR. JOSÉ MANOEL FONTANILLAS FRAGELLI PROJETO Leitura para ser feita em casa... aprender não é um ato findo. Aprender é um exercício constante de renovação.... Paulo Freire ANGÉLICA MS ABRIL/MAIO

Leia mais

Relatório Final de Avaliação. Ação n.º 28/2010

Relatório Final de Avaliação. Ação n.º 28/2010 Centro de Formação de Escolas dos Concelhos de Benavente, Coruche e Salvaterra de Magos Relatório Final de Avaliação Ação n.º 28/2010 Competências Digitais (Nível 1) Curso C Agrupamento de Escolas Duarte

Leia mais

CADERNO DE ENCENAÇÃO. Publicação do Curso de Graduação em Teatro Escola de Belas Artes/ UFMG

CADERNO DE ENCENAÇÃO. Publicação do Curso de Graduação em Teatro Escola de Belas Artes/ UFMG CADERNO DE ENCENAÇÃO Publicação do Curso de Graduação em Teatro Escola de Belas Artes/ UFMG Volume 2 - número 9 2009 CADERNO DE ENCENAÇÃO / publicação do Curso de Graduação em Teatro. - v. 2, n. 9 ( set.

Leia mais

Prefeitura Municipal da Barra

Prefeitura Municipal da Barra EDITAL Nº 0/26 COMPLEMENTAÇÃO DE CARGA HORARIA O Secretário Municipal de Educação, Cultura, Esporte e Lazer e GESTOR DA EDUCAÇÃO MUNICIPAL, no uso de suas atribuições de acordo com a Lei Orgânica Municipal

Leia mais

PLANO DE PROMOÇÃO DE LEITURA DO AGRUPAMENTO

PLANO DE PROMOÇÃO DE LEITURA DO AGRUPAMENTO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS MOSTEIRO E CÁVADO PLANO DE PROMOÇÃO DE LEITURA DO AGRUPAMENTO A leitura um bem essencial Para viver com autonomia, com plena consciência de si próprio e dos outros, para poder tomar

Leia mais

PAA BE-EB 2,3 Aradas Ano Letivo 2016 / 2017

PAA BE-EB 2,3 Aradas Ano Letivo 2016 / 2017 PAA BE-EB 2,3 Aradas Ano Letivo 2016 / 2017 - Ao longo do ano - Manutenção do blogue da BE - Divulgar as actividades no blogue - Promover a integração da BE na Escola -Difusão da informação educativa -

Leia mais

PROJETO # CONEXÃO NOVA GERAÇÃO

PROJETO # CONEXÃO NOVA GERAÇÃO E. M. E. F. PROF. JOÃO GERALDO IORI Secretaria Municipal de Educação Rua Ângelo Servilha Romero 150, Jd. Aritana Fone/Fax (14) 3441-6050 3441-4308 emefiori@tupa.sp.gov.br CEP: 17602-703 Tupã / SP PROJETO

Leia mais

Recreio Interativo no Jardim de Infância

Recreio Interativo no Jardim de Infância Recreio Interativo no Jardim de Infância Para efeito de Candidatura ao Orçamento Participativo 2012 Câmara Municipal de Odemira Projeto de Requalificação do espaço de recreio do Jardim de Infância de Vila

Leia mais

Ficha técnica. Título FORMAÇÃO DE ADULTOS Desafios, articulações e oportunidades em tempo de crise. Organização Susana Mira Leal Suzana Nunes Caldeira

Ficha técnica. Título FORMAÇÃO DE ADULTOS Desafios, articulações e oportunidades em tempo de crise. Organização Susana Mira Leal Suzana Nunes Caldeira Ficha técnica Título FORMAÇÃO DE ADULTOS Desafios, articulações e oportunidades em tempo de crise Organização Susana Mira Leal Suzana Nunes Caldeira Capa Sandra Fagundo, Nova Gráfica, Lda. Revisão do texto

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ELIAS GARCIA CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ELIAS GARCIA CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ELIAS GARCIA CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR 2016/2017 A AVALIAÇÃO EM EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR 1 INTRODUÇÃO Enquadramento Normativo Avaliar o processo e os efeitos, implica

Leia mais

JANEIRO EXTERNATO DO PARQUE PLANO ANUAL DE ATIVIDADES 2013/2014. Local. Data Ações a desenvolver Turmas envolvidas 6 jan. Início do 2º período

JANEIRO EXTERNATO DO PARQUE PLANO ANUAL DE ATIVIDADES 2013/2014. Local. Data Ações a desenvolver Turmas envolvidas 6 jan. Início do 2º período JANEIRO Turmas envolvidas 6 jan. Início do 2º período Receção dos alunos e diálogo sobre as férias de Natal Elaboração de um texto sobre as mesmas Prof./Educ. e Responsáveis Dia de Reis Comemoração desta

Leia mais

NCE/10/01956 Relatório final da CAE - Novo ciclo de estudos

NCE/10/01956 Relatório final da CAE - Novo ciclo de estudos NCE/10/01956 Relatório final da CAE - Novo ciclo de estudos Caracterização do pedido Perguntas A.1 a A.10 A.1. Instituição de ensino superior / Entidade instituidora: Instituto Politécnico Do Porto A.1.a.

Leia mais

CURSO: PEDAGOGIA EMENTAS º PERÍODO

CURSO: PEDAGOGIA EMENTAS º PERÍODO CURSO: PEDAGOGIA EMENTAS - 2016.1 1º PERÍODO DISCIPLINA: HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO Estudo da história geral da Educação e da Pedagogia, enfatizando a educação brasileira. Políticas ao longo da história engendradas

Leia mais

Códigos Disciplinas Carga Horária. LEC050 Linguística I 60 horas --- LEC091 Estudos Literários I 60 horas ---

Códigos Disciplinas Carga Horária. LEC050 Linguística I 60 horas --- LEC091 Estudos Literários I 60 horas --- LICENCIATURA EM LETRAS: PORTUGUÊS E RESPECTIVAS LITERATURAS MATRIZ CURRICULAR Habilitação em Português e respectivas literaturas o Ciclo Básico: LEC050 Linguística I 60 horas --- LEC091 Estudos Literários

Leia mais

1. Perfil A Faculdade de Medicina de Campos foi criada pela Sociedade Fluminense de Medicina e Cirurgia (SFMC), na sessão de 02 de agosto de 1965,

1. Perfil A Faculdade de Medicina de Campos foi criada pela Sociedade Fluminense de Medicina e Cirurgia (SFMC), na sessão de 02 de agosto de 1965, 1. Perfil A Faculdade de Medicina de Campos foi criada pela Sociedade Fluminense de Medicina e Cirurgia (SFMC), na sessão de 02 de agosto de 1965, para se constituir em uma Instituição de Ensino Superior

Leia mais

Mídia Kit 2016. Mídia Kit 2016

Mídia Kit 2016. Mídia Kit 2016 Mídia Kit 2016 Mídia Kit 2016 Tudo para quem é apaixonado por pesca A principal e mais confiável fonte de informação para os leitores brasileiros do segmento de pesca esportiva. Com uma equipe editorial

Leia mais

Escola Superior de Saúde de Santarém

Escola Superior de Saúde de Santarém Santarém, 4 de Abril de 2013 4º Congresso Luso-Espanhol de Estudantes de Enfermagem Escola Superior de Saúde de Santarém Hélia Dias Olímpia Cruz Conceição Santiago A Escola como Espaço de Construção da

Leia mais

Mídia Kit Mídia Kit 2016

Mídia Kit Mídia Kit 2016 Mídia Kit 2016 Mídia Kit 2016 Tudo para quem é apaixonado por pesca A principal e mais confiável fonte de informação para os leitores brasileiros do segmento de pesca esportiva. Com uma equipe editorial

Leia mais

Conecte. O papel do ensino médio técnico no mundo contemporâneo. Ensino Entrevista com a educadora Angela Soligo. Pg. 07

Conecte. O papel do ensino médio técnico no mundo contemporâneo. Ensino Entrevista com a educadora Angela Soligo. Pg. 07 Conecte Edição 09 O papel do ensino médio técnico no mundo contemporâneo O curso técnico é um excelente caminho para o jovem que deseja entrar e se destacar no mercado de trabalho. Pgs. 04, 05 e 06 Ensino

Leia mais

AVALIAÇÃO DO CURSO DE LÍNGUA GESTUAL PORTUGUESA

AVALIAÇÃO DO CURSO DE LÍNGUA GESTUAL PORTUGUESA AVALIAÇÃO DO CURSO DE LÍNGUA GESTUAL PORTUGUESA Setembro 2009 ÍNDICE 1. Introdução 3 2. População e Amostra 3 3. Apresentação de Resultados 4 3.1. Opinião dos alunos de Língua Gestual Portuguesa sobre

Leia mais

Espetáculo o Dentífrico Corajoso

Espetáculo o Dentífrico Corajoso Espetáculo o Dentífrico Corajoso Objetivos Desenvolver uma aliança estratégica que: Apoie o posionamento de seus produtos como aliados da saúde bucal das crianças brasileiras; Impacte de forma o seu publico

Leia mais

Iam Iniciativa Jovem Anhembi Morumbi

Iam Iniciativa Jovem Anhembi Morumbi Iam Iniciativa Jovem Anhembi Morumbi Regras para a inscrição 1. As inscrições podem ser enviadas por fax, e mail ou pelo correio para: Iam Iniciativa Jovem Anhembi Morumbi Rua Casa do Ator, 294 7º andar

Leia mais

TÍTULO: UM RELATO DA INCLUSÃO DE CRIANÇAS COM SINDROME DE DAWN NA REDE REGULAR DE ENSINO CORAÇÃO DE JESUS: DESAFIOS E POSSIBILIDADES.

TÍTULO: UM RELATO DA INCLUSÃO DE CRIANÇAS COM SINDROME DE DAWN NA REDE REGULAR DE ENSINO CORAÇÃO DE JESUS: DESAFIOS E POSSIBILIDADES. 16 TÍTULO: UM RELATO DA INCLUSÃO DE CRIANÇAS COM SINDROME DE DAWN NA REDE REGULAR DE ENSINO CORAÇÃO DE JESUS: DESAFIOS E POSSIBILIDADES. CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS SUBÁREA: PEDAGOGIA

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO

REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO 1 REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO SÃO JOSÉ DO RIO PRETO 2013 2 CAPÍTULO I Do Estágio Supervisionado Artigo 1.º - Este regulamento de estágio supervisionado se refere à formação do Licenciado em Pedagogia.

Leia mais

COMISSÃO DE EDUCAÇÃO. PROJETO DE LEI N o 2.659, DE 2015 I - RELATÓRIO

COMISSÃO DE EDUCAÇÃO. PROJETO DE LEI N o 2.659, DE 2015 I - RELATÓRIO COMISSÃO DE EDUCAÇÃO PROJETO DE LEI N o 2.659, DE 2015 Altera a Lei no 10.260, de 12 de julho de 2001, que dispõe sobre o Fundo de Financiamento Estudantil FIES, para ampliar a possibilidade de abatimento

Leia mais

DISCURSO PARANINFO. Boa noite a todos, gostaria de neste momento cumprimentar: O Magnífico Reitor da UNIUV, Dr. Jairo Vicente Clivatti;

DISCURSO PARANINFO. Boa noite a todos, gostaria de neste momento cumprimentar: O Magnífico Reitor da UNIUV, Dr. Jairo Vicente Clivatti; Prof. Rafael Gregório Jaworski DISCURSO PARANINFO Boa noite a todos, gostaria de neste momento cumprimentar: O Magnífico Reitor da UNIUV, Dr. Jairo Vicente Clivatti; A Profª Nanci Terezinha Benghi, coordenadora

Leia mais

1º Período. Escola Básica do 1º Ciclo com Jardim de Infância Eng. Ressano Garcia PLANO ANUAL DE ACTIVIDADES - 1º CEB

1º Período. Escola Básica do 1º Ciclo com Jardim de Infância Eng. Ressano Garcia PLANO ANUAL DE ACTIVIDADES - 1º CEB Básica do 1º Ciclo com Eng. Ressano Garcia 1º Período Sessões de abertura do ano lectivo: - Reuniões com os Pais/ Encarregados de Educação. - Promover estratégias que visem a integração dos diferentes

Leia mais

Recensão digital Dezembro de 2013

Recensão digital Dezembro de 2013 Educação, Formação & Tecnologias (julho dezembro, 2013), 6 (2), 105 109 Recensão digital Dezembro de 2013 As ferramentas digitais do Mundo Visual http://nlstore.leya.com/asa/newsletters/ev/imagens/html/vfinal.html

Leia mais

[REGULAMENTO DE UNIDADES CURRICULARES ISOLADAS]

[REGULAMENTO DE UNIDADES CURRICULARES ISOLADAS] 2015-16 Escola Superior de Educação Jean Piaget/Almada [REGULAMENTO DE UNIDADES CURRICULARES ISOLADAS] REGULAMENTO PARA A INSCRIÇÃO E FREQUÊNCIA DE UNIDADES CURRICULARES ISOLADAS 2015/2016 Artigo 1º Destinatários

Leia mais

CONGRESSO INTERNACIONAL REDE PITÁGORAS

CONGRESSO INTERNACIONAL REDE PITÁGORAS CONGRESSO INTERNACIONAL REDE PITÁGORAS PROGRAMAÇÃO 1º de setembro 14h30 # Credenciamento e welcome coffee 15h30 # Mônica Ferreira Boas-vindas e apresentação institucional 16h30 # Lilian Witte Fibe Cenário

Leia mais

MANUAL DO AVA PARA ALUNOS

MANUAL DO AVA PARA ALUNOS MANUAL DO AVA PARA ALUNOS 2015 Sumário 1. Sobre: pág. 3 2. Para que serve o AVA? pág. 3 3. Para entrar no AVA: pág. 4 4. Ferramentas e Configurações: pág. 5 5. Semanas pág. 7 1. Sobre: AVA (Ambiente Virtual

Leia mais

ACORDO ENTRE O GOVERNO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL E O GOVERNO DA REPÚBLICA DA POLÔNIA SOBRE COOPERAÇÃO CULTURAL

ACORDO ENTRE O GOVERNO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL E O GOVERNO DA REPÚBLICA DA POLÔNIA SOBRE COOPERAÇÃO CULTURAL ACORDO ENTRE O GOVERNO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL E O GOVERNO DA REPÚBLICA DA POLÔNIA SOBRE COOPERAÇÃO CULTURAL O Governo da República Federativa do Brasil e O Governo da República da Polônia (doravante

Leia mais

- Quem deve fazer o Enade?

- Quem deve fazer o Enade? - O que é o Enade? O Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade), que integra o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes), tem o objetivo de aferir o rendimento dos alunos dos

Leia mais

MÍDIAS EDUCACIONAIS: ferramentas pedagógicas como mediadoras da produção de conhecimentos

MÍDIAS EDUCACIONAIS: ferramentas pedagógicas como mediadoras da produção de conhecimentos 400 MÍDIAS EDUCACIONAIS: ferramentas pedagógicas como mediadoras da produção de conhecimentos Andréa KOCHHANN Amanda Gonçalves da LUZ Alice Carlos FELICIANO Herick José Rodrigues CHAVEIRO Vanessa Amélia

Leia mais

Aulas: Sumário / Resumo

Aulas: Sumário / Resumo Aulas: Sumário / Resumo a. Aula 1 (05-03-07) Aula em que foi apresentada a disciplina, e a plataforma que será usada na disciplina (teleduc); (aula em que não estive presente). b. Aula 2 (12-03-07) Aula

Leia mais

ARTEBR LIVRO CONVERSAS COM A ARTE BRASILEIRA

ARTEBR LIVRO CONVERSAS COM A ARTE BRASILEIRA ARTEBR LIVRO CONVERSAS COM A ARTE BRASILEIRA A empresa ARTEBR desenvolve projetos em arte, educação e literatura para diversas instituições culturais brasileiras. Atua nas áreas de consultoria e assessoria

Leia mais

I - Projeto Gráfico Revista

I - Projeto Gráfico Revista I - Projeto Gráfico Revista Capa Primeiras Páginas Capa Como a capa de uma revista deve ser elaborada para despertar a atenção e o interesse do leitor? Capa Embalagem do produto; Destaca a manchete principal;

Leia mais

do Espetáculo Reduzir, Reutilizar e Reciclar é só começar e disponibilizá-lo de forma gratuita.

do Espetáculo Reduzir, Reutilizar e Reciclar é só começar e disponibilizá-lo de forma gratuita. A Cia Pé de Chinelo propõe realizar a montagem e circulação do Espetáculo Reduzir, Reutilizar e Reciclar é só começar e disponibilizá-lo de forma gratuita. O espetáculo é baseado nas práticas para o desenvolvimento

Leia mais

REGULAMENTO DO GRUPO DE DANÇA UNIBAVE DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES CAPÍTULO I

REGULAMENTO DO GRUPO DE DANÇA UNIBAVE DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES CAPÍTULO I REGULAMENTO DO GRUPO DE DANÇA UNIBAVE Aprovado pelo CAS Resolução nº 130/2016 REGULAMENTO DO GRUPO DE DANÇA UNIBAVE DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES CAPÍTULO I Art. 1º. Este Regulamento disciplina a organização,

Leia mais

50 Anos de Estatísticas da Educação (ensino não-superior)

50 Anos de Estatísticas da Educação (ensino não-superior) 5 Anos de Estatísticas da Educação (ensino não-superior) A publicação 5 Anos de Estatísticas da Educação apresenta um conjunto de indicadores estatísticos demonstrativos da evolução do sistema educativo:

Leia mais

Nossos diferenciais COLÉGIO BILÍNGUE E BICULTURAL COLEGIO BILINGUE Y BICULTURAL FORMAÇÃO INTEGRAL FORMACIÓN INTEGRAL

Nossos diferenciais COLÉGIO BILÍNGUE E BICULTURAL COLEGIO BILINGUE Y BICULTURAL FORMAÇÃO INTEGRAL FORMACIÓN INTEGRAL Ensino Médio 2016 COLÉGIO BILÍNGUE E BICULTURAL COLEGIO BILINGUE Y BICULTURAL FORMAÇÃO INTEGRAL FORMACIÓN INTEGRAL DIPLOMAS E CERTIFICADOS VÁLIDOS NO BRASIL E ESPANHA DIPLOMAS Y ESTUDIOS VÁLIDOS EN BRASIL

Leia mais

Gerência de Projetos da Área de Educação Artística CONCURSO NACIONAL DE CARTÕES DE NATAL REGULAMENTO GERAL

Gerência de Projetos da Área de Educação Artística CONCURSO NACIONAL DE CARTÕES DE NATAL REGULAMENTO GERAL Gerência de Projetos da Área de Educação Artística CONCURSO NACIONAL DE CARTÕES DE NATAL REGULAMENTO GERAL Capítulo I Da Finalidade Art. 1º - O Concurso Nacional de Cartões de Natal tem por finalidade

Leia mais

A AVALIAÇÃO NA DISCIPLINA SERÁ COMPOSTA DE:

A AVALIAÇÃO NA DISCIPLINA SERÁ COMPOSTA DE: A AVALIAÇÃO NA DISCIPLINA SERÁ COMPOSTA DE: Trabalhos/Verificações da disciplina para o 1º semestre de 2010 Valor Data V1 (Verificação I): 10 pontos 11 de abril V2 (Verificação II): - OFICINA DE PRÁTICAS

Leia mais

Quem educa quem? Ninguém educa ninguém, ninguém educa a si mesmo, os homens se educam entre si, mediatizados pelo mundo.

Quem educa quem? Ninguém educa ninguém, ninguém educa a si mesmo, os homens se educam entre si, mediatizados pelo mundo. Quem educa quem? Ninguém educa ninguém, ninguém educa a si mesmo, os homens se educam entre si, mediatizados pelo mundo. (Paulo Freire) Pedagogia do Oprimido, 1981. artepopularbrasil.blogspot.com.br Processo

Leia mais

Caderno de Prova. Professor de Educação Física. Prefeitura Municipal de Florianópolis Secretaria Municipal de Educação

Caderno de Prova. Professor de Educação Física. Prefeitura Municipal de Florianópolis Secretaria Municipal de Educação Prefeitura Municipal de Florianópolis Secretaria Municipal de Educação Concurso Público Edital 00/ http://educa.fepese.org.br Caderno de Prova outubro de outubro das 5 às 8 h h de duração* questões S5

Leia mais

Almanaque nº 11 - PRAIA LIMPA

Almanaque nº 11 - PRAIA LIMPA Estar presente na comunidade e poder falar de Educação Ambiental de uma forma lúdica aliada ao conceito de um almanaque cultural, assim nasceu o Almanaque Menino Caranguejo. Com o objetivo de trazer em

Leia mais

RENOVAÇÃO DE RECONHECIMENTO CICLO VERDE CGARCES/DIREGSERES/MEC

RENOVAÇÃO DE RECONHECIMENTO CICLO VERDE CGARCES/DIREGSERES/MEC RENOVAÇÃO DE RECONHECIMENTO CICLO VERDE CGARCES/DIREGSERES/MEC A autorização e o reconhecimento de cursos, bem como o credenciamento de instituições de educação superior, terão prazos limitados, sendo

Leia mais

Editora Dedo de Prosa Foco

Editora Dedo de Prosa Foco Editora Dedo de Prosa Foco O principal objetivo da editora Dedo de Prosa é oferecer material de suporte para professores, ajudando a canalizar a curiosidade dos alunos através de leitura, a princípio de

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DO USO DE JOGOS DIDÁTICOS E SUAS CONTRIBUIÇÕES PARA O ENSINO DE QUÍMICA

A IMPORTÂNCIA DO USO DE JOGOS DIDÁTICOS E SUAS CONTRIBUIÇÕES PARA O ENSINO DE QUÍMICA A IMPORTÂNCIA DO USO DE JOGOS DIDÁTICOS E SUAS CONTRIBUIÇÕES PARA O ENSINO DE QUÍMICA Lillyane Raissa Barbosa da Silva 1 ; Renata Joaquina de Oliveira Barboza 2 ; José Geovane Jorge de Matos 3 ; Magadã

Leia mais

STOP MOTION: FORMAÇÃO CONTINUADA PARA SEU USO NO PROCESSO ENSINO E APRENDIZAGEM

STOP MOTION: FORMAÇÃO CONTINUADA PARA SEU USO NO PROCESSO ENSINO E APRENDIZAGEM STOP MOTION: FORMAÇÃO CONTINUADA PARA SEU USO NO PROCESSO ENSINO E APRENDIZAGEM Élidi P. Pavanelli-Zubler Jeferson Lucas Zanin Sandra Regina Braz Ayres 21º Seminário de Educação, Tecnologia e Sociedade

Leia mais

COLÉGIO SALESIANO SÃO JOSÉ PROJETO VIDAS SECAS, SECAS VIDAS! : O LEITOR COMO FOCO, O PROFESSOR COMO MEDIADOR.

COLÉGIO SALESIANO SÃO JOSÉ PROJETO VIDAS SECAS, SECAS VIDAS! : O LEITOR COMO FOCO, O PROFESSOR COMO MEDIADOR. COLÉGIO SALESIANO SÃO JOSÉ PROJETO VIDAS SECAS, SECAS VIDAS! : O LEITOR COMO FOCO, O PROFESSOR COMO MEDIADOR. Natal RN 2016 EVA CÉSAR KALYNE VARELA SANDRO SARAIVA YAMA ELICE WILLEN LOBATO COLÉGIO SALESIANO

Leia mais

Cenário atual e perspectiva para a formação continuada de professores do Ensino Médio no âmbito do PNEM. Programas Integrados

Cenário atual e perspectiva para a formação continuada de professores do Ensino Médio no âmbito do PNEM. Programas Integrados MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA DIRETORIA DE FORMULAÇÃO DE CONTEÚDOS EDUCACIONAIS Cenário atual e perspectiva para a formação continuada de professores do Ensino Médio no âmbito do

Leia mais

Informações da Organização

Informações da Organização Informações da Organização Nome: Associação Junior Achievement de Santa Catarina CNPJ: 01.852.526/0001-62 Endereço: Rua Camilo Silveira de Souza Endereço Complemento: Numero: 193 Bairro: Capoeiras Cidade:

Leia mais

ESTÁGIO SUPERVISIONADO E SUA IMPORTÂNCIA NA FORMAÇÃO DO FUTURO PROFESSOR DE GEOGRAFIA

ESTÁGIO SUPERVISIONADO E SUA IMPORTÂNCIA NA FORMAÇÃO DO FUTURO PROFESSOR DE GEOGRAFIA ESTÁGIO SUPERVISIONADO E SUA IMPORTÂNCIA NA FORMAÇÃO DO FUTURO PROFESSOR DE GEOGRAFIA Rudimar da Rocha Lyra Rebello 1 Claudiane da Costa 1 Jacieli Fatima Lyra Rebello 1* lyrarebello@outlook.com 1 Universidade

Leia mais

17º CONCURSO NACIONAL MUSEU DA IMPRENSA

17º CONCURSO NACIONAL MUSEU DA IMPRENSA Ficha de inscrição 17º CONCURSO NACIONAL MUSEU DA IMPRENSA 2014/2015 Categoria Artigo Jornalístico Nível superior Tema: A importância dos museus na formação cultural do país Aluna: Janaina Bárbara Bolonezi

Leia mais

República Federativa do Brasil Governo Federal. Educação a Distância. e as novas tecnologias

República Federativa do Brasil Governo Federal. Educação a Distância. e as novas tecnologias República Federativa do Brasil Governo Federal Ministério da Educação Educação a Distância e as novas tecnologias Educação Personalizada Vencendo as Barreiras Geográficas e Temporais EAD NO ENSINO PRESENCIAL

Leia mais

INVESTIMENTOS SOCIAIS

INVESTIMENTOS SOCIAIS NOVA LIMA 2015 INVESTIMENTOS SOCIAIS Fotos: arquivo AGA Artesão da Associação dos Artesãos de Nova Lima, Artes da Terra, iniciativa apoiada pelo Chamada Pública de Projetos Artesã da Associação dos Artesãos

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE QUIXADÁ SECRETARIA MUNICIPAL DA EDUCAÇÃO SUPERINTENDÊNCIA DE DESENVOLVIMENTO PEDAGÓGICO

PREFEITURA MUNICIPAL DE QUIXADÁ SECRETARIA MUNICIPAL DA EDUCAÇÃO SUPERINTENDÊNCIA DE DESENVOLVIMENTO PEDAGÓGICO PREFEITURA MUNICIPAL DE QUIXADÁ SECRETARIA MUNICIPAL DA EDUCAÇÃO SUPERINTENDÊNCIA DE DESENVOLVIMENTO PEDAGÓGICO Orientações para organização das turmas do Programa Mais Educação e informação das turmas

Leia mais

MERENDA ESCOLA. Wilma Amâncio da Silva

MERENDA ESCOLA. Wilma Amâncio da Silva MERENDA ESCOLA Wilma Amâncio da Silva São Paulo 2014 Merenda escolar Wilma Amâncio da Silva Copyright 2012, Wellington Amancio Copyright desta edição 2014: Edições Parresia Rua Allan Kardec, 48 Centro

Leia mais

ENADE: OS RESULTADOS INFLUENCIAM NA GESTÃO ACADÊMICA E NA QUALIDADE DOS CURSOS

ENADE: OS RESULTADOS INFLUENCIAM NA GESTÃO ACADÊMICA E NA QUALIDADE DOS CURSOS ENADE: OS RESULTADOS INFLUENCIAM NA GESTÃO ACADÊMICA E NA QUALIDADE DOS CURSOS Maria Luiza Miranda Ribeiro ¹,Nalzilene Raposo ² Universidade Estadual do Maranhão 1, Universidade Estadual do Maranhão 2

Leia mais

Deve ser nomeado um Coordenador de Estágio, de preferência o Diretor do Curso, neste caso o Professor José Barros.

Deve ser nomeado um Coordenador de Estágio, de preferência o Diretor do Curso, neste caso o Professor José Barros. REGULAMENTO DE ESTÁGIOS DE GRAU I (Resumo) 1. Carga Horária O Curso de Treinadores de Atletismo de Grau I passa a englobar na sua componente curricular, para além das matérias gerais do treino desportivo

Leia mais

Congresso Marista de Educação Edição Internacional

Congresso Marista de Educação Edição Internacional Brasília - DF, 26 de julho de 2012 - Edição 137 Congresso Marista de Educação Edição Internacional Entre os dias 17 e 20 de julho, a União Marista do Brasil (UMBRASIL) realizou, no Anhembi Parque, em São

Leia mais

REGULAMENTO DO CONCURSO DE DESENHOS 2012 PROJETO REDAÇÃO FOLHA DIRIGIDA

REGULAMENTO DO CONCURSO DE DESENHOS 2012 PROJETO REDAÇÃO FOLHA DIRIGIDA REGULAMENTO DO CONCURSO DE DESENHOS 2012 PROJETO REDAÇÃO FOLHA DIRIGIDA I II - DO CONCURSO - DOS OBJETIVOS III - DOS PARTICIPANTES IV - DA COORDENAÇÃO V - DOS PRAZOS VI DAS REDAÇÕES VII - DO JÚRI E DA

Leia mais

PROJECTO PEDAGÓGICO C.A.T.L INDÍCE

PROJECTO PEDAGÓGICO C.A.T.L INDÍCE PROJECTO PEDAGÓGICO C.A.T.L. 2011-2012 INDÍCE 1. Introdução 2. Organização e Gestão de tempo 3. Fundamentação Teórica 4. Competências Transversais 5. Competências Essenciais 6. Atividades a Desenvolver

Leia mais

PLANO DE DESENVOLVIMENTO EUROPEU

PLANO DE DESENVOLVIMENTO EUROPEU PLANO DE DESENVOLVIMENTO EUROPEU 2015-2017 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ARRIFANA, SANTA MARIA DA FEIRA PLANO DE DESENVOLVIMENTO EUROPEU AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ARRIFANA, SANTA MARIA DA FEIRA 2015-2017 Aprovado

Leia mais

Educador A PROFISSÃO DE TODOS OS FUTUROS. Uma instituição do grupo

Educador A PROFISSÃO DE TODOS OS FUTUROS. Uma instituição do grupo Educador A PROFISSÃO DE TODOS OS FUTUROS F U T U R O T E N D Ê N C I A S I N O V A Ç Ã O Uma instituição do grupo CURSO 2 OBJETIVOS Discutir e fomentar conhecimentos sobre a compreensão das potencialidades,

Leia mais

Resultados da Pesquisa do Programa Internacional

Resultados da Pesquisa do Programa Internacional Resultados da Pesquisa do Programa Internacional Ano Acadêmico de / Conclusões Finais O resultado geral da pesquisa foi muito favorável, com apenas algumas áreas de melhoria. Porém, a equipe de liderança

Leia mais

MANUAL ATIVIDADES ACADÊMICAS CIENTÍFICAS CULTURAIS (AACCs) LICENCIATURA E BACHARELADO

MANUAL ATIVIDADES ACADÊMICAS CIENTÍFICAS CULTURAIS (AACCs) LICENCIATURA E BACHARELADO MANUAL ATIVIDADES ACADÊMICAS CIENTÍFICAS CULTURAIS (AACCs) ESTÁGIO SUPERVISIONADO LICENCIATURA E BACHARELADO ATIVIDADES ACADÊMICAS CIENTÍFICAS CULTURAIS (AACC) LICENCIATURA / BACHARELADO Ementa: As Atividades

Leia mais

Oferta Educativa 2016/2017 No seu sexto ano de desenvolvimento, o Serviço Educativo Municipal de Ílhavo (SEMI) mantém a sua aposta numa oferta educativa diversificada e de qualidade, reiterando os princípios

Leia mais

CONEXÃO FAMETRO: ÉTICA, CIDADANIA E SUSTENTABILIDADE XII SEMANA ACADÊMICA ISSN:

CONEXÃO FAMETRO: ÉTICA, CIDADANIA E SUSTENTABILIDADE XII SEMANA ACADÊMICA ISSN: CONEXÃO FAMETRO: ÉTICA, CIDADANIA E SUSTENTABILIDADE XII SEMANA ACADÊMICA ISSN: 2357-8645 PROMOVENDO O MELHOR APRENDIZADO DOS ALUNOS: ELABORAÇÃO DE APOSTILA DE CITOLOGIA Camilla Maria Campelo De Araújo

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO ESGRIMA

REGULAMENTO ESPECÍFICO ESGRIMA REGULAMENTO ESPECÍFICO ESGRIMA Índice Introdução 3 Capítulo I Regulamentação Geral 4 1. Condições Gerais de Participação 4 2. Escalões Etários 4 Capítulo II Participação / Organização 4 3. Formas de Competição

Leia mais

Guião de exploração pedagógica painel 10. Autoria: Maria José Marques

Guião de exploração pedagógica painel 10. Autoria: Maria José Marques Autoria: Maria José Marques A Exposição Itinerante Santillana é da autoria de Maria José Marques e foi exibida pela primeira vez na Universidade de Verão Santillana, nos dias 9, 10 e 11 de julho de 2012,

Leia mais

CHAMADA INTERNA DE SUBPROJETOS PARA COMPOSIÇÃO DO PROJETO INSTITUCIONAL DA UFMG PARA A CHAMADA PÚBLICA MCTI/FINEP/FNDCT 01/ ZIKA

CHAMADA INTERNA DE SUBPROJETOS PARA COMPOSIÇÃO DO PROJETO INSTITUCIONAL DA UFMG PARA A CHAMADA PÚBLICA MCTI/FINEP/FNDCT 01/ ZIKA CHAMADA INTERNA DE SUBPROJETOS PARA COMPOSIÇÃO DO PROJETO INSTITUCIONAL DA UFMG PARA A CHAMADA PÚBLICA MCTI/FINEP/FNDCT 01/2016 - ZIKA FORMATO APRESENTAÇÃO INSTRUÇÕES As propostas de subprojeto poderão

Leia mais