17 anos de história dedicados à Segurança do Trabalho

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "17 anos de história dedicados à Segurança do Trabalho"

Transcrição

1

2

3 17 anos de história dedicados à Segurança do Trabalho Empresa associada a ABRASEG Institucional A ARICAN é uma empresa 100% brasileira, com atuação no mercado de distribuição de equipamentos de proteção e suprimentos industriais desde Busca inovação contínua em seu processo de distribuição, além de oferecer atendimento diferenciado e personalizado, visando a otimização de custos e a satisfação total de seus clientes. Missão Ser referência no mercado de distribuição de equipamentos de proteção e suprimentos industriais; buscando a otimização de custos e a satisfação total de seus clientes, oferecendo produtos que promovem a segurança e o bem-estar dos consumidores, com colaboradores motivados e capacitados para respeitarem os princípios éticos, sociais, econômicos e ambientais. Produtos A ARICAN possui ampla variedade de produtos provenientes dos mais conceituados fabricantes nacionais e internacionais, podendo suprir completamente as necessidades de sua empresa em todos os segmentos e normas regulamentadoras de Segurança e Saúde no Trabalho. Nossos fornecedores são criteriosamente selecionados para oferecer total segurança quanto à qualidade dos produtos, performance logística, inovações tecnológicas e padrões de sustentabilidade. Todos os Equipamentos de Proteção Individuais (EPI s) distribuídos pela ARICAN possuem certificado de aprovação (C.A.) válido, emitido pelo Ministério do Trabalho e Emprego (M.T.E). Tudo que você precisa você encontra aqui Utilize nossa empresa como um centro de referência para busca de soluções e produtos. Mesmo que não tenhamos o produto desejado em nosso portfólio, nosso espectro de atuação permitirá sempre a solução das necessidades de sua empresa. Parceria, agilidade e busca de soluções econômicas são nossas características. Convidamos a que economize tempo e dinheiro, concentrando suas compras em um único fornecedor que pode lhe atender em todas suas necessidades referentes a Equipamentos de Proteção e Suprimentos Industriais. Trabalhar com menos fornecedores aumenta o poder de negociação e reduz despesas operacionais com Gestão de Compras e Logística. Serviços Suporte técnico Nossa equipe técnica está a sua disposição para sanar quaisquer dúvidas referentes à aplicação e correta utilização dos produtos distribuídos pela ARICAN. Realizamos, também, treinamento de conscientização prevencionista para seus colaboradores e participação em Sipat s. Contratos de Fornecimento / Lojas In Company Desenvolvemos projetos de suprimentos sob medida para sua empresa, visando redução de custos total do processo de compras e do número de fornecedores, promovendo a simplificação na estrutura de abastecimento. No sistema de lojas in company, disponibilizamos estoque a custo zero e eliminação de custos de inventário, garantia total, rastreabilidade dos produtos adquiridos, além de colaboradores treinados para atendimento e suporte técnico no local. Personalização de Equipamentos Executamos serviços de personalização de equipamentos com a logomarca ou tema de sua empresa. Consulte nossa equipe de vendas para mais detalhes. Logística A ARICAN investe significativamente em seu desenvolvimento logístico como chave de sucesso para maior agilidade na entrega de produtos e disponibilidade de estoque a pronta entrega. Estamos preparados para atender sua empresa em qualquer lugar do país com os menores prazos de entrega. Trabalhamos com os mais modernos sistemas de gestão de estoque e armazenagem e disponibilizamos a opção de trabalharmos com estoque regulador, para garantir o atendimento de contratos de fornecimento.

4 ÍNDICE GERAL Tel.: Calçados...05 Capacetes...13 Combate a Incêndio...19 Cremes...29 Diversos...35 Luvas...39 Pisos Escorregadios..59 Proteção Altura...63 Proteção Auditiva...73 Proteção Respiratória..79 Proteção Visual/Facial..87 Sinalização...95 Vestimenta...105

5 CALÇADOS Tênis...8 Sapatos...9 Botinas...10 Botas de PVC..12 5

6 CALÇADOS Tel.: Biqueira de Aço Proteção Antimicrobiana * Calçados Especiais consulte nosso Depto. Técnico Opcionais Biqueira de Composite Palmilha de Aço Palmilha Antiperfuro Proteção do Metatarso Resistente à Alta Temperatura Isolamento para Baixa Temperatura Resistente a Produtos Químicos Antiestático Resistente à Água Isento de Componentes Metálicos Palmilhas Resistente à Perfuração Anatômica Conformada Alta Temperatura (Montagem) Antiestática (Montagem) Baixa Temperatura (Montagem) Antiestática Anatômica de PU Aço Biqueiras Biqueira de Aço Biqueira de Composite Protetor de Metatarso Solados PU Monodensidade (20) PU Monodensidade (20) Vulcanizada Nitrílica CND (40) Vulcanizada Nitrílica (40) PU Bidensidade (50) Piso Abrasivo Desgaste 100mm3 Borracha Gel (50) Piso Abrasivo Desgaste 100mm3 Borracha Latex (60) Piso Abrasivo Desgaste 120mm3 Borracha Nitrílica (60) Piso Abrasivo Desgaste 120mm3 PU Bidensidade (90) Piso Abrasivo Desgaste 70mm3 Temp.: +/- 23ºC PU Bidensidade EVL (50) Couro, Vaqueta ou Raspa Nobuck Piso Escorregadio Desgaste 110mm3 Piso Abrasivo Desgaste 110mm3 Temp.: Baixa Piso Abrasivo Desgaste 110mm3 Temp.: 300ºC Piso Abrasivo Desgaste 90mm3 Temp.: +/- 23ºC Piso Abrasivo Desgaste 70mm3 Temp.: +/- 23ºC 6

7 CALÇADOS Principais normas exigidas pelo Ministério do Trabalho e Emprego para a obtenção do Certificado de Aprovação (C.A.) NBR ISO 20344:2008 Métodos de Ensaio para Calçados NBR ISO 20345:2008 Calçados de Segurança NBR ISO 20346:2008 Calçados de Proteção NBR ISO 20347:2008 Calçado Ocupacional Medida dos Pés 1 - Medir em cm do início do calcanhar até a outra extremidade do pé. 2 - Dividir o resultado encontrado por 0, Efetuar arredondamento para cima, conforme exemplo: 26,2/0,666=39,30 deverá solicitar calçado número 40 Dica: medir no final da jornada de trabalho, pois nossos pés tendem a inchar no decorrer do dia. Recomendações para manutenção: Calçados de Couro - limpar o calçado, por dentro e por fora, com um pano umedecido, ao menos uma vez por semana, e secar à sombra Calçados de PVC Lavar com água e sabão neutro, principalmente a área externa, para que contaminantes não continuem degradando o calçado após a jornada de trabalho. 2 - Efetuar manutenção periódica com graxas, pomadas, ceras para calçados ou sebo, em caso de calçados de couro. 3 - Manter o calçado seco e limpo para aumentar sua vida útil. 4 - O excesso de umidade que penetra no calçado compromete sua performance. Será necessário secá-lo com fonte de calor natural, à sombra. 5 - Não dobrar, para não deformar o produto. Obs: Os produtos químicos usados no processo de construção do calçado e no curtimento do couro não são contaminantes. Cabedal Fechamento Principais Componentes do Calçado de Segurança Couro Forração Biqueira Palmilha Higiênica Forração Entressola Sola Palmilha Antiperfurante 7

8 TÊNIS Tel.: F19 33 ao 42 Fechamento: Elástico Material: Couro Vaqueta Baby Cabedal: Couro curtido ao cromo. Forração sintética. Solado: PU Monodensidade Biqueira: Trueline Palmilha: Sintética Indicação: Piso abrasivo, escorregadio, trabalhos em geral. 20F29 33 ao 42 Fechamento: Cadarço Material: Couro Vaqueta Baby Cabedal: Couro curtido ao cromo. Forração sintética. Solado: PU Monodensidade Biqueira: Trueline Palmilha: Sintética Indicação: Piso abrasivo, escorregadio, trabalhos em geral. 20T18 33 ao 50 Fechamento: Cadarço Material: Couro Vaqueta Relax Cabedal: Couro curtido ao cromo. Forração sintética. Solado: PU Monodensidade Biqueira: Trueline Palmilha: Sintética Indicação: Piso abrasivo, escorregadio, trabalhos em geral. 20T19 33 ao 50 Fechamento: Elástico Coberto Material: Couro Vaqueta Relax Cabedal: Couro curtido ao cromo. Forração sintética. Solado: PU Monodensidade Biqueira: Trueline Palmilha: Sintética Indicação: Piso abrasivo, escorregadio, trabalhos em geral. 50T18 33 ao 47 Fechamento: Cadarço Material: Couro Vaqueta Relax, Forração Sintética, Nobuck Cabedal: Couro curtido ao cromo. Forração sintética. Solado: PU Bidensidade Biqueira: Plástica Palmilha: Sintética Indicação: Piso abrasivo, escorregadio, absorção de impacto, trabalhos em geral. 50T18 CO EVL 33 ao 47 Fechamento: Cadarço Material: Couro Vaqueta Relax, Forração Sintética, Nobuck Cabedal: Couro curtido ao cromo. Forração sintética. Solado: PU Bidensidade Biqueira: Plástica Palmilha: Sintética Indicação: Piso abrasivo, escorregadio, absorção de impacto, trabalhos em geral. 50T19 SALTO 33 ao 47 Fechamento: Elástico Coberto Material: Couro Vaqueta Relax, Forração Sintética, Nobuck. Cabedal: Couro curtido ao cromo. Forração sintética. Solado: PU Bidensidade Biqueira: Plástica Palmilha: Sintética Indicação: Piso abrasivo, escorregadio, absorção de impacto, trabalhos em geral. 10VT48 33 ao 46 Fechamento: Elástico Coberto Material: Couro Raspa Relax Cabedal: Couro curtido ao cromo. Forração sintética. Solado: PU Bidensidade Biqueira: Plástica Palmilha: Sintética Indicação: Piso abrasivo, escorregadio, absorção de impacto, trabalhos em geral. 8

9 SAPATO 20S29 33 ao 50 Fechamento: Cadarço Material: Couro Raspa ou Vaqueta Relax. Cabedal: Couro curtido ao cromo. Forração sintética. Solado: PU Monodensidade Biqueira: Trueline Palmilha: Sintética Indicação: Piso abrasivo, escorregadio, trabalhos em geral. 20F30 33 ao 42 Fechamento: Elástico Material: Couro Vaqueta Pólvora Cabedal: Couro curtido ao cromo. Forração sintética. Solado: PU Monodensidade Biqueira: Trueline Palmilha: Sintética Indicação: Piso abrasivo, escorregadio, trabalhos leves. 20S29 SOC T 33 ao 47 Fechamento: Cadarço Material: Couro Vaqueta Pólvora Cabedal: Couro curtido ao cromo. Forração sintética. Solado: PU Monodensidade Biqueira: Trueline Palmilha: Sintética Indicação: Piso abrasivo, escorregadio, trabalhos leves. 50S29 33 ao 47 Fechamento: Cadarço Material: Couro Vaqueta Relax, Forração Sintética, Nobuck Cabedal: Couro curtido ao cromo. Forração sintética. Solado: PU Bidensidade Biqueira: Plástica Palmilha: Sintética Indicação: Piso abrasivo, escorregadio, absorção de impacto, trabalhos em geral. 90S19 33 ao 47 Fechamento: Elástico Coberto Material: Couro Raspa Relax Cabedal: Couro curtido ao cromo. Forração sintética. Solado: PU Bidensidade Biqueira: Plástica Palmilha: Sintética Indicação: Piso abrasivo, escorregadio, absorção de impacto, trabalhos em geral. 90S29 33 ao 47 Fechamento: Cadarço Material: Couro Raspa Relax Cabedal: Couro curtido ao cromo. Forração sintética. Solado: PU Bidensidade Biqueira: Plástica Palmilha: Sintética Indicação: Piso abrasivo, escorregadio, absorção de impacto, trabalhos em geral. CARTOM ELC 33 ao 46 Fechamento: Elástico Coberto Material: Couro Raspa Relax Cabedal: Couro curtido ao cromo. Forração sintética. Solado: PU Bidensidade Biqueira: Plástica Palmilha: Sintética Indicação: Piso abrasivo, escorregadio, absorção de impacto, trabalhos em geral. CARTOM AMR 33 ao 46 Fechamento: Cadarço Material: Couro Raspa Relax Cabedal: Couro curtido ao cromo. Forração sintética. Solado: PU Bidensidade Biqueira: Plástica Palmilha: Sintética Indicação: Piso abrasivo, escorregadio, absorção de impacto, trabalhos em geral. 9

10 BOTASA BOTINA Tel.: B19 ACOL 33 ao 47 Fechamento: Elástico Coberto Material: Couro Vaqueta Relax Cabedal: Couro curtido ao cromo. Forração sintética. Solado: PU Bidensidade Biqueira: Plástica Palmilha: Sintética Indicação: Piso abrasivo, escorregadio, absorção de impacto, trabalhos em geral. 50B19 A MIN CP 33 ao 47 Fechamento: Elástico Coberto Material: Couro Vaqueta Relax Cabedal: Couro curtido ao cromo. Forração sintética. Solado: PU Bidensidade Biqueira: Aço com capa protetora Palmilha: Sintética Indicação: Piso abrasivo, escorregadio, absorção de impacto, contra queda de objetos. 50B21 GR 33 ao 47 Fechamento: Cadarço Material: Couro Vaqueta Relax Cabedal: Couro curtido ao cromo. Forração sintética, cano acolchoado 1 gomo. Solado: PU Bidensidade Biqueira: Plástica Palmilha: Sintética Indicação: Piso abrasivo, escorregadio, absorção de impacto, trabalhos em geral. 50B22 33 ao 47 Fechamento: Cadarço Material: Couro Vaqueta Relax, Nobuck Cabedal: Couro curtido ao cromo. Forração sintética, cano acolchoado 3 gomos. Solado: PU Bidensidade Biqueira: Plástica Palmilha: Sintética Indicação: Piso abrasivo, escorregadio, absorção de impacto, trabalhos em geral. 50B22 VEL 33 ao 47 Fechamento: Velcro Material: Couro Vaqueta Relax, Nobuck Cabedal: Couro curtido ao cromo. Forração sintética, cano acolchoado 3 gomos. Solado: PU Bidensidade Biqueira: Plástica Palmilha: Sintética Indicação: Piso abrasivo, escorregadio, absorção de impacto, trabalhos em geral. 50B26 33 ao 47 Fechamento: Cadarço Material: Couro Vaqueta Relax, Nobuck. Cabedal: Couro curtido ao cromo. Forração sintética, cano acolchoado 2 gomos. Solado: PU Bidensidade Biqueira: Plástica Palmilha: Sintética Indicação: Piso abrasivo, escorregadio, absorção de impacto, trabalhos em geral. 60B19 GI 33 ao 47 Fechamento: Elástico Coberto Material: Couro Vaqueta Relax Cabedal: Couro curtido ao cromo. Forração sintética. Solado: PU BOR Bidensidade Biqueira: Plástica Palmilha: Sintética Indicação: Piso abrasivo, resistente à temperatura. 60B19 A MEX CP 33 ao 47 Fechamento: Elástico Coberto Material: Couro Vaqueta Relax Cabedal: Couro curtido ao cromo. Forração sintética. Solado: PU BOR Bidensidade Biqueira: Aço c/ capa protetora Palmilha: Sintética Indicação: Piso abrasivo, resistente à temperatura, contra queda de objetos. 10

11 BOTINA 90B19 ACOL 33 ao 47 Fechamento: Elástico Coberto Material: Couro Raspa Relax Cabedal: Couro curtido ao cromo. Forração sintética. Solado: PU Bidensidade Biqueira: Plástica Palmilha: Sintética Indicação: Piso abrasivo, escorregadio, absorção de impacto, trabalhos em geral. 90B21 GR 33 ao 47 Fechamento: Cadarço Material: Couro Raspa Relax Cabedal: Couro curtido ao cromo. Forração sintética, cano acolchoado 1 gomo. Solado: PU Bidensidade Biqueira: Plástica Palmilha: Sintética Indicação: Piso abrasivo, escorregadio, absorção de impacto, trabalhos em geral. 10VB48 33 ao 46 Fechamento: Elástico Coberto Material: Couro Raspa Relax Cabedal: Couro curtido ao cromo. Forração sintética. Solado: PU Bidensidade Biqueira: Plástica Palmilha: Sintética Indicação: Piso abrasivo, escorregadio, absorção de impacto, trabalhos em geral. CARTOM AMR3G 33 ao 46 Fechamento: Cadarço Material: Couro Raspa Relax Cabedal: Couro curtido ao cromo. Forração sintética, cano acolchoado 3 gomos. Solado: PU Bidensidade Biqueira: Plástica Palmilha: Sintética Indicação: Piso abrasivo, escorregadio, absorção de impacto, trabalhos em geral. CARTOM ELC 33 ao 46 Fechamento: Elástico Coberto Material: Couro Raspa Relax Cabedal: Couro curtido ao cromo. Forração sintética. Solado: PU Bidensidade Biqueira: Plástica Palmilha: Sintética Indicação: Piso abrasivo, escorregadio, absorção de impacto, trabalhos em geral. 50C32 33 ao 47 Fechamento: Cadarço Material: Couro Vaqueta Pólvora Cabedal: Couro curtido ao cromo. Forração sintética. Solado: PU Bidensidade Biqueira: Plástica Palmilha: Sintética Indicação: Piso abrasivo, escorregadio, absorção de impacto, proteção das pernas. 50C32 FRIG 33 ao 47 Fechamento: Velcro Material: Couro Vaqueta Relax, Forração em Lã Sintética Cabedal: Couro curtido ao cromo. Forração sintética. Solado: PU Bidensidade Biqueira: Plástica Palmilha: Sintética Indicação: Piso abrasivo, escorregadio, absorção de impacto, para áreas frias. 50C32 BOM 33 ao 47 Fechamento: Zíper / Velcro Material: Vaqueta Hidrofugada Cabedal: Couro curtido ao cromo. Forração sintética, acolchoada. Solado: PU Bidensidade Biqueira: Plástica Palmilha: Sintética Indicação: Piso abrasivo, escorregadio, absorção de impacto, proteção das pernas, trabalhos em geral. 11

12 BOTAS Tel.: STIVALETTO STIVALETTO MAX Opcionais: Material: PVC nobre injetado com adição de plastificantes e nitrílicos. Cabedal: Superfície Espelhada Cano: Curto - 13,5cm Solado: 6mm de espessura; desenho antiderrapante Forração: Malha de Poliéster 100% Indicação: Locais úmidos c/ maior desgaste do solado. CA nº: Opcionais: Material: PVC nobre injetado com adição de plastificantes e nitrílicos. Cabedal: Superfície Espelhada Cano: Médio - 27cm Solado: 4,5mm de espessura; desenho antiderrapante Forração: Malha de Poliéster 100% Indicação: Locais úmidos c/ bom desgaste do solado. CA nº: INDL. CANO LONGO INDL. CANO CURTO Opcionais: Material: PVC nobre injetado c/ adição de plastificantes e nitrílicos. Cabedal: Superfície Espelhada Cano: Longo 34,5cm Solado: 4,5mm de espessura; desenho antiderrapante Forração: Malha de Poliéster 100% Indicação: Locais úmidos c/ bom desgaste do solado. CA nº: Opcionais: Material: PVC nobre injetado c/ adição de plastificantes e nitrílicos. Cabedal: Superfície Espelhada Cano: Médio 27,5cm Solado: 4,5mm de espessura; desenho antiderrapante Forração: Malha de Poliéster 100% Indicação: Locais úmidos c/ bom desgaste do solado. CA nº: SUPERMAX EXTRALONGA EVOLUTION CURTO Opcionais: Material: PVC virgem injetado c/ adição de plastificantes e nitrílicos. Cabedal: Superfície Lisa Cano: Extra Longo 39cm Solado: 6mm de espessura; desenho antiderrapante Forração: Sem forração Indicação: Locais úmidos c/ maior desgaste do solado. CA nº: Opcionais: Material: PVC virgem injetado c/ adição de plastificantes e nitrílicos. Cabedal: Superfície Espelhada Cano: Médio 31,5cm Solado: 6mm de espessura; desenho antiderrapante Forração: Malha de Poliéster 100% Indicação: Locais úmidos c/ maior desgaste do solado. CA nº: EVOLUTION LONGO VIRILHA Opcionais: Material: PVC virgem injetado c/ adição de plastificantes e nitrílicos. Cabedal: Superfície Espelhada Cano: Longo 34,5cm Extra Longo 39cm Solado: 6mm de espessura; desenho antiderrapante Forração: Malha Poliéster 100% Indicação: Locais úmidos c/ maior desgaste do solado. CA nº: Opcionais: Material: PVC injetado com adição de plastificantes e nitrílicos. Cano: Até a virilha com alça para o cinto. Forração: Malha de Poliéster 100 %. Indicação: Trabalhos em locais úmidos/produtos Químicos /Alta resistência a impactos. 12

13 CAPACETES 13

14 CAPACETES Tel.: Disposições Gerais Novas exigências do Ministério do Trabalho para fabricação e comercialização de Capacetes de Proteção. A partir da publicação da portaria n 142/2008, alterada pela n 118/2009 pelo Ministério do Trabalho e Emprego, todos os capacetes de proteção deverão passar por avaliação de conformidade, atendendo aos requisitos da Norma NBR 8221:2003, visando propiciar ao produto a conformidade adequada para a proteção da cabeça contra impactos e agentes agressivos no uso industrial. Os capacetes aprovados de acordo com os requisitos estabelecidos pelo RAC (Regulamento de Avaliação de Conformidade) deverão utilizar um selo que deve ser identificado na parte inferior da aba, de forma indelével, ou seja, que permaneça gravado por todo o seu período de vida útil, com o nome do fabricante, a classe, o nº do C.A. e a data de fabricação. O capacete de segurança deve atender aos padrões mínimos previstos na NBR 8221, através dos ensaios: 1. Ensaio de Resistência ao Impacto. 2. Ensaio de Resistência à Penetração. 3. Ensaio de Inflamabilidade. 4. Ensaio de Absorção de Água. 5. Ensaio de Rigidez Dielétrica (para os capacetes classe B ). Como a certificação INMETRO é aplicável somente ao casco do capacete, os CA s referentes aos protetores faciais e auditivos conjugados terão validade de 5 anos, a partir de sua emissão original, conforme a Alínea A da NR-6. O artigo da NR06 não permite a utilização de uma determinada marca de capacete com acessórios de outro fabricante, independentemente da eficácia, do conforto ou outras qualidades do equipamento acessório. Entende-se como equipamento acessório o kit Abafador de Ruídos, Protetor Facial, Carneira, ou qualquer dispositivo projetado especificamente para ser acoplado ao capacete, através das fendas laterais ou perfuração em sua parede. Para atender à legislação, a descrição do equipamento acessório deve constar no C.A. do capacete, configurando-o como EPI conjugado. Vale salientar que os CA s dos conjugados não são mais estampados no capacete. As suas respectivas numerações encontram-se gravadas nos próprios produtos. Classe: Classificação do capacete de segurança para uso na indústria, quanto às exigências relativas ao isolamento dielétrico. CLASSE A: Capacete com aba total ou frontal, tipo boné ou jóquei, para uso geral, exceto para trabalhos com energia elétrica. CLASSE B: Capacete com aba total ou frontal, tipo boné ou jóquei, para uso geral, inclusive para trabalhos com energia elétrica. CLASSE C: Capacete industrial de segurança, projetado para proporcionar conforto, porém, oferece proteção limitada, pois não protege contra a queda de objetos ou choques elétricos de alta tensão (sem avaliação INMETRO). Protetor Facial Abafador de Ruídos Jugular 14

15 CAPACETES Utilização: Empurre a tira superior da suspensão em direção ao fundo do capacete e a correia inferior se moverá na direção contrária; ajuste corretamente a carneira da suspensão de forma que o capacete fique firme na cabeça do usuário. É importante ressaltar a utilização da jugular, para evitar que o capacete saia da cabeça. Uma suspensão deficiente ou rígida não amortece impactos, ou seja, pode permitir que toda a força do impacto no casco seja transmitida à coluna cervical. A suspensão deficiente pode permitir a ocorrência de lesões com gravidade na região do pescoço do usuário, mesmo sem avarias no casco. O casco e a suspensão são providos de cintas amortecedoras que devem trabalhar em conjunto para amortecer os impactos provenientes da queda de objetos. Conservação: Uma boa higienização pode prolongar a vida útil do capacete. O EPI limpo permite fácil visualização de irregularidades no casco ou em qualquer outra parte no momento da inspeção do capacete. A experiência mostrou que, se uma coisa mínima, como uma trinca finíssima, passar despercebida, ela vai aumentar e aprofundar-se. Recomendamos que se limpe tanto o casco quanto a suspensão com regularidade, utilizando-se água morna (não mais que 49 C) e sabão neutro. Os funcionários devem substituir o capacete de segurança industrial em caso de desgaste, rachaduras, descamação, trincas, calcinação, perda de brilho superficial, deformação e outros tipos de deterioração que comprometam sua eficácia na proteção dos operários. Para os cascos fabricados em Celeron, recomenda-se que a inspeção seja mais frequente, já que este composto tem uma propensão ao enrijecimento, sobretudo em áreas com temperaturas elevadas, tornando-se quebradiço. A Arican oferece um serviço de gravação de logotipo e/ou slogan nos capacetes. Consulte nosso departamento de vendas sobre as condições deste serviço. Sua empresa Opcionais Jugular Abafador de Ruído Protetor Facial Protetor Facial c/ Abafador de Ruído Gravação de Logotipo Suspensão Catraca Cores disponíveis: Branco Amarelo Manga Azul Marinho Azul Pastel Azul Bege Cinza Alumínio Cinza Laranja CVRD Laranja Marrom Cacau Marrom Escuro Verde Vermelho 15

16 CAPACETES Tel.: V-GARD ABA FRONTAL Referência: (Branco) CA nº: 498 Descrição: Com jugular costurada na suspensão, casco em polietileno com nervura em "V" e suspensão com cinta ajustável e dupla fita amortecedora com 4 pontos de apoio, testeira absorvedora de suor; slot para acoplamento de protetor facial e auditivo. Classe A e B, tipo II. V-GARD ABA FRONTAL Referência: (Branco) CA nº: 498 Descrição: Sem jugular; casco em polietileno com nervura em V e suspensão com cinta ajustável e dupla fita amortecedora com 4 pontos de apoio, testeira absorvedora de suor. Slot para acoplamento de protetor facial e auditivo. Classe A e B, tipo II. ABA FRONTAL PLASTCOR Referência: PL-001 CA nº: Descrição: Em polietileno com 3 nervuras no casco; canaleta circular de proteção, suspensão plástica com regulagem de tamanho por ajuste simples, fixas ao casco através de 6 pontos de encaixe e tira absorvedora de suor de material sintético. Classe A, tipo II. ABA FRONTAL NOVEL Referência: Novel III CA nº: Descrição: Em polietileno com 1 nervura central, suspensão em plástico de polietileno de média densidade, fixa ao casco por 6 pontos de encaixe, com tira absorvedora de suor e regulagem simples. Classe A, tipo II. V-GARD ABA TOTAL Referência: (Branco) CA nº: 365 Descrição: Com jugular costurada na suspensão, casco em polietileno com nervura em "V" e suspensão com cinta ajustável e dupla fita amortecedora com 4 pontos de apoio, testeira absorvedora de suor. Classe B, tipo I. V-GARD ABA TOTAL Referência: (Branco) CA nº: 365 Descrição: Sem jugular; casco em polietileno com nervura em V e suspensão com cinta ajustável e dupla fita amortecedora com 4 pontos de apoio, testeira absorvedora de suor. Classe B, tipo I. ABA TOTAL ELETRICITÁRIO V-GARD SEM ABA Referência: 810 CA nº: 5593 Descrição: Em polietileno, suspensão com 2 tiras de tecido cruzadas com 8 pontos de fixação ao casco, tira absorvedora de suor. A regulagem da suspensão é feita com ajuste simples ou por catraca. Classe B, tipo I. NR 33 Referência: (Verde) CA nº: Descrição: Em polietileno com nervura em "V", suspensão faz-trac force com queixeira e cinta ajustável e dupla fita amortecedora com 4 pontos de apoio; absorvedora de suor em espuma; regulagem por catraca. Trabalhos em altura, espaço confinado e alta voltagem. Classe B, tipo III. 16

17 CAPACETES GALLET F2 X MAXTGARD Referência: GA 3600 CA nº: Descrição: Para resgate; casco ventilado em policarbonato de alta temperatura, fita refletiva, suspensão com regulagem catraca e 6 tiras de absorção de impacto em 6 pontos; tira jugular fixa com 3 pontos de retenção. Pode-se utilizar lanterna, protetor de nuca, comunicação e óculos de proteção. EN12492 EN397 Referência: (Amarelo) CA nº: Descrição: Para alta temperatura, aba frontal, nas cores amarela e branca; em policarbonato. Podem ser utilizados com 4 tipos de suspensão do Sistema V-Gard. Resistente até 130 C. Indicado para áreas classificadas e energia elétrica. Classe B, tipo II CELERON FRIGORÍFICO Referência: 710 CA nº: 4957 Descrição: Aba frontal e total, em celeron com 3 nervuras, suspensão fixa por 8 botões de plástico, carneira em plástico com cordão de nylon para ajuste, regulagem através de ajuste simples, tira absorvedora de suor e jugular ajustável em tira de tecido de algodão marrom fixa ao casco. Classe A, tipo I e II. Referência: 1100 CA nº: N/A Descrição: Em polietileno de alta densidade, carneira com regulagem de tamanho feitas através de ajuste simples. Classe C - Utilizado na Indústria Alimentícia, Abatedouros e Frigoríficos. GALLET F1S F SUSP. FIKAFIRME STAZ-ON Referência: (Amarelo) CA nº: Descrição: Bombeiro; suspensão com regulagem por cremalheira, resistente a impacto, jugular com protetor p/ queixo, óculos e nuca; (Norma EN14458); filtro p/ radiação infravermelha e irradiação de calor, corpos sólidos e prods. químicos; pode-se usar c/ lanterna, máscara respiratória e sist. de comunicação. Perímetros cefálicos de 53 a 64cm. EN443:2008 Referência: / CA nº: N/A Descrição: Com ou sem jugular; ajuste deslizante; em polietileno e fitas duplas de poliéster em forma de cruz com 4 pontos, testeira absorvedora de suor; amortecimento de impacto, fazendo com que a carneira e a cinta dupla. Amortecem, apoiando-se no casco e não na cabeça. Nos cascos V-Gard e MaxTgard. SUSPENSÃO FAZ-TRAC Referência: / CA nº: N/A Descrição: Com ou sem jugular; ajuste rápido com catraca giratória; em polietileno e fitas duplas de poliéster com 4 pontos de fixação; testeira absorvedora de suor. Sistema de amortecimento de impacto: a carneira e a cinta dupla. Amortecem, apoiando-se no casco e não na cabeça. Nos cascos V-Gard e MaxTgard. SUSP. FAZ-TRAC FORCE Referência: CA nº: N/A Descrição: Ajuste por catraca giratória; jugular com queixeira; em polietileno e fitas duplas de poliéster em forma de cruz com 4 pontos de fixação; testeira absorvedora de suor. Amortecimento de impacto: a carneira e a cinta dupla. Amortecem, apoiando-se no casco e não na cabeça. Nos cascos sem aba. 17

18 CAPACETES Tel.: SUSPENSÃO 1-TOUCH Referência: CA nº: N/A Descrição: Sem jugular; ajuste com apenas uma mão através de botão e corrediça; em polietileno e fitas duplas de poliéster com 4 pontos de fixação; testeira absorvedora de suor. Sistema de amortecimento de impacto: a carneira e a cinta dupla. Amortecem, apoiando-se no casco e não na cabeça. Nos cascos V-Gard e MaxTgard. JUGULAR DE GANCHO Referência: CA nº: N/A Descrição: Confeccionada em fita de poliéster ajustável por fivelas. Fixação através de 2 ganchos, diretamente na Suspensão Staz-On ou Faz-Trac ou 1-Touch. Nos cascos V-Gard e MaxTgard. JUGULAR ELÁSTICA Referência: CA nº: N/A Descrição: Confeccionada em fita elástica ajustável, para utilização em locais onde exija fixação mais firme do capacete. Fixação através de 2 ganchos, diretamente no casco V-Gard. Nos cascos V-Gard. JUGULAR PLÁSTICA Referência: CA nº: N/A Descrição: Jugular universal fabricada em única peça injetada em polietileno de baixa densidade, com área anatômica ao queixo. Suspensão normal. JUGULAR PLÁSTICA Referência: CA nº: N/A Descrição: Jugular universal em fita de polietileno de baixa densidade, com ajuste por fivela plástica. Capacetes em geral. SUSPENSÃO Referência: Novel III CA nº: N/A Descrição: Em polietileno de baixa densidade, com 6 pontos de encaixe para fixação ao casco, com ajuste de tamanho por fita corrediça, com tira de suor removível e lavável, com fenda para encaixe da jugular Novel. Capacetes Novel. SUSPENSÃO Referência: CA nº: N/A Descrição: Com 6 pontos de encaixe para fixação ao casco, com regulagem de tamanho feita através de ajuste simples e tira absorvedora de suor, confeccionada com material sintético. Capacetes Plastcor. VISEIRA PARA SOL Referência: CA nº: N/A Descrição: Viseira para proteção solar na cor fumê, para acoplar nos capacetes V-Gard. Capacetes MSA. Obs.: Capacete não incluso. 18

19 COMBATE À INCÊNDIO 19

20 COMBATE À INCÊNDIO Tel.: Disposições Gerais Classes de Incêndio e modo de utilização Água Pressurizada - Classe de Incêndio: A A água é o agente mais utilizado por causa de suas propriedades de resfriamento, abafamento, diluição e emulsionamento. A extinção só ocorre quando o agente atinge o ponto onde existe a combustão. O método convencional de extinção é aplicar, na base do fogo, jato pleno, mediante linhas de mangueiras, ou com extintores do tipo carga de água. Outra maneira convencional e freqüentemente mais eficaz é aplicar água em forma de neblina. Isto se faz através de esguichos especiais, pulverizadores e dispositivos similares. Extintor com carga d água: 1o) Puxe a trava rompendo o lacre. 2o) Mantenha o extintor na posição vertical (com a válvula para cima). 3o) Aponte a mangueira para a base do fogo e acione o gatilho até o fim. Distribua o jato de forma a cobrir toda a superfície do material em chamas. Só usar em madeira, papel, fibras, plásticos e similares. Não usar em equipamentos elétricos. Pó para Extinção de Incêndio - Classe de Incêndio: BC e ABC Os extintores de pó químico têm base em bicarbonato (BC) e monofosfato de amônia (ABC), os quais são usados para extinguir incêndios das classes, respectivamente BC e ABC. Ao ser aplicado diretamente na área do incêndio, o agente químico seco faz com que as chamas se apaguem completamente no momento da aplicação. No caso do BC os mecanismos de abafamento, resfriamento e isolamento contra a radiação contribuem para a eficácia extintora do agente, porém, estudos recentes parecem indicar que uma reação desagregadora em cadeia, na chama, pode ser a principal causa de extinção. No ABC o componente atua isolando quimicamente os materiais, derretendo e aderindo à superfície do material em combustão. Extintor com carga de pó: 1o) Puxe a trava rompendo o lacre. 2o) Mantenha o extintor na posição vertical (com a válvula para cima). 3o) Aponte a mangueira para a base do fogo e acione o gatilho até o fim, distribuindo o pó em movimentos laterais rápidos. Obs.: No início do combate, há uma tendência de aumento das chamas, devido ao ar arrastado pelo jato do pó. Continue pressionando o gatilho e distribuindo rapidamente o jato à base do fogo, até o final da carga. *Utilizar o pó químico em materiais eletrônicos, somente em último caso. Dióxido de Carbono (Gás Carbônico CO²) - Classe de Incêndio: B e C O gás carbônico tem várias propriedades que recomendam sua aplicação na extinção de incêndios. Não é combustível, não reage com a maioria das substâncias e não é condutor de eletricidade. Sendo gás, pode penetrar e espalhar-se em todas as partes da área incendiada. Não deixa resíduo, não contamina gêneros alimentícios, pode ser, portanto, usado em equipamentos elétricos energizados. É eficiente como agente extintor, porque reduz o conteúdo de oxigênio no ar a um ponto em que este deixa de apoiar a combustão. Extintor com carga de CO2: 1o) Puxe a trava rompendo o lacre. 2o) Mantenha o extintor na posição vertical (com a válvula para cima). 3o) Classe B: dirija o jato em direção à base do fogo com movimentos de varredura horizontais. Classe C: Dirija o jato sobre as chamas, persistindo para que se forme névoa carbônica. Pode ser usado em qualquer tipo de incêndio. Tabela de Utilização CLASSE PÓ BC PÓ ABC ÁGUA CO2 A Combustíveis sólidos Não recomendável Excelente Excelente Somente estágio inicial B Líquidos e gases inflamáveis C Equipamento elétrico energizado Excelente Excelente Não recomendável Excelente Excelente Excelente Não indicado Excelente LEMBRE-SE: Não há recarga parcial; não economize carga. Utilize-a totalmente, para certificar-se da extinção do incêndio. Não teste o extintor, pois pequenas descargas podem comprometer futuras operações e levar à perda de pressão. Na época de recarregá-los, aproveite para dar um treinamento, ao descarregá-los. Conheça os tipos de extintores e sua localização pelo menos em sua área de trabalho e onde mora. Para a manutenção dos extintores, devem ser atendidas, na sua plenitude, as Normas Técnicas Brasileiras ABNT NBR 12962, NBR 13485, NBR 10721, NBR 11715, NBR e demais normas aplicáveis em suas últimas versões publicadas e aprovadas, a regulamentação obrigatória por certificação compulsória estabelecida pelo INMETRO Instituto Nacional de Metrologia Normalização e Qualidade Industrial, e demais legislações em âmbito Federal, Estadual e Municipal. 20

Capacetes de Segurança 3M H-700

Capacetes de Segurança 3M H-700 Capacetes de Segurança 3M H-700 CA 29.637 (versão c/ ventilação) CA 29.638 (versão s/ ventilação) DESCRIÇÃO GERAL: O capacete de segurança 3M H-700 é composto de: Casco ventilado ou sem ventilação (ambos

Leia mais

CAPACETE DE SEGURANÇA 2000/2010

CAPACETE DE SEGURANÇA 2000/2010 CAPACETE DE SEGURANÇA 2000/2010 DESCRIÇÃO GERAL: O capacete de segurança 2000/2010 é composto de: Casco (com ou sem tira refletiva), Suspensão (com ajuste simples ou com catraca), Tira de absorção de suor,

Leia mais

OBJETIVO LEGISLAÇÃO DO CASCO

OBJETIVO LEGISLAÇÃO DO CASCO S CAPACETE DE SEGURANÇA EM POLÍMERO PLÁSTICO E AS NOVAS EXIGÊNCIAS DA N.R.6 OBJETIVO Esta edição buscou responder de maneira objetiva e ordenada às dúvidas que, com maior incidência, são formuladas por

Leia mais

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DE CAPACETES DE SEGURANÇA, SUSPENSÃO E JUGULAR

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DE CAPACETES DE SEGURANÇA, SUSPENSÃO E JUGULAR ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DE CAPACETES DE SEGURANÇA, SUSPENSÃO E JUGULAR DAST nº 04/2001 R3 3ª Revisão: 08/02/2010 1. OBJETIVO Determinar a sistemática para aquisição de capacete de segurança e suspensão

Leia mais

EPIS Segurança do Jatista

EPIS Segurança do Jatista EPIS Segurança do Jatista Capacete de Proteção do Jatista - Fibra Azul 200.370.00992 PC 28642 Branco 200.370.00107 PC Capacete de proteção do Jatista fabricado em fibra com visor de vidro temperado e saída

Leia mais

DIVISÃO DE SEGURANÇA E MEDICINA DO TRABALHO DVSMT PROTEÇÃO DA CABEÇA, FACE E OLHOS

DIVISÃO DE SEGURANÇA E MEDICINA DO TRABALHO DVSMT PROTEÇÃO DA CABEÇA, FACE E OLHOS PROTEÇÃO DA CABEÇA, FACE E OLHOS CAPACETE DE SEGURANÇA CAP1 Proteção da cabeça do usuário contra impactos provenientes de queda ou projeção de objetos. a) Casco: deve ser confeccionado em polietileno de

Leia mais

INSTRUÇÃO TÉCNICA Nº 16 2ª EDIÇÃO

INSTRUÇÃO TÉCNICA Nº 16 2ª EDIÇÃO INSTRUÇÃO TÉCNICA Nº 16 2ª EDIÇÃO SISTEMA DE PROTEÇÃO POR EXTINTORES DE INCÊNDIO SUMÁRIO 1 Objetivo 2 Aplicação 3 Referências normativas 4 Definições 5 Generalidades 6 Características e critérios para

Leia mais

Capacetes de Segurança H-700

Capacetes de Segurança H-700 Dados Técnicos Página 1 de 8 Capacetes de Segurança H-700 DESCRIÇÃO GERAL: O capacete de segurança H-700 é composto de: Casco ventilado (com ou sem tira refletiva) ou sem ventilação (com ou sem tira refletiva),

Leia mais

Para aprendermos a combater o fogo, precisamos conhecê-lo muito bem. Fogo - É uma reação em cadeia de três elementos que produz luz e calor.

Para aprendermos a combater o fogo, precisamos conhecê-lo muito bem. Fogo - É uma reação em cadeia de três elementos que produz luz e calor. COMBATE A INCÊNDIO 116 1 Combate a incêndio Para aprendermos a combater o fogo, precisamos conhecê-lo muito bem. Fogo - É uma reação em cadeia de três elementos que produz luz e calor. Os três elementos

Leia mais

Índice. Instruções Gerais. EPI s (Equipamentos de Proteção Individual) Luvas Isolantes de Borracha. Mangas Isolantes de Borracha

Índice. Instruções Gerais. EPI s (Equipamentos de Proteção Individual) Luvas Isolantes de Borracha. Mangas Isolantes de Borracha Isolantes de Índice Instruções Gerais EPI s (Equipamentos de Proteção Individual) 5 8 Luvas Isolantes de Borracha 10 Mangas Isolantes de Borracha 12 EPC s (Equipamentos de Proteção Coletiva) 14 Manta Isolante

Leia mais

PREGÃO PRESENCIAL (SRP) Nº 56/2013

PREGÃO PRESENCIAL (SRP) Nº 56/2013 1 2 AVENTAL EM RASPA INTEIRO Avental de proteção confeccionado em raspa de couro, com emendas, com altura de 1,00m e largura de 0,60m. AVENTAL IMPERMEÁVEL Avental de segurança tipo frontal, em Trevira,

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA ANEXO 1 Aquisição de Equipamentos de Proteção Individual - PLANTEQ/2012

TERMO DE REFERÊNCIA ANEXO 1 Aquisição de Equipamentos de Proteção Individual - PLANTEQ/2012 TERMO DE REFERÊNCIA ANEXO 1 Aquisição de Equipamentos de Proteção Individual - PLANTEQ/2012 1. JUSTIFICATIVA A presente aquisição justifica-se pela necessidade de atender a demanda do Projeto PLANTEQ /2012,

Leia mais

LABORATÓRIO DE SEGURANÇA DO TRABALHO

LABORATÓRIO DE SEGURANÇA DO TRABALHO LABORATÓRIO DE SEGURANÇA DO TRABALHO 1. Descrição Física Neste laboratório serão realizadas aulas práticas de primeiros socorros, avaliação ambiental, equipamento de proteção individual e técnicas de combate

Leia mais

RESOLUÇÃO TÉCNICA CBMRS Nº 14 EXTINTORES DE INCÊNDIO 2014

RESOLUÇÃO TÉCNICA CBMRS Nº 14 EXTINTORES DE INCÊNDIO 2014 ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL SECRETARIA DA SEGURANÇA PÚBLICA COMANDO DO CORPO DE BOMBEIROS DIVISÃO TÉCNICA DE PREVENÇÃO DE INCÊNDIO E INVESTIGAÇÃO RESOLUÇÃO TÉCNICA CBMRS Nº 14 EXTINTORES DE INCÊNDIO 2014

Leia mais

NORMA TÉCNICA DO CORPO DE BOMBEIROS Nº 18/2015 SISTEMA DE PROTEÇÃO POR EXTINTORES DE INCÊNDIO - PROPOSTA

NORMA TÉCNICA DO CORPO DE BOMBEIROS Nº 18/2015 SISTEMA DE PROTEÇÃO POR EXTINTORES DE INCÊNDIO - PROPOSTA ESTADO DE MATO GROSSO SECRETARIA DE ESTADO E SEGURANÇA PÚBLICA CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DIRETORIA DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO E PÂNICO NORMA TÉCNICA DO CORPO DE BOMBEIROS Nº 18/2015 SISTEMA DE PROTEÇÃO

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Universidade Federal da Integração Latino Americana. Termo de Adjudicação do Pregão Eletrônico Nº 00033/2015 (SRP)

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Universidade Federal da Integração Latino Americana. Termo de Adjudicação do Pregão Eletrônico Nº 00033/2015 (SRP) Pregão Eletrônico MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Universidade Federal da Integração Latino Americana Termo de Adjudicação do Pregão Eletrônico Nº 00033/2015 (SRP) Às 16:06 horas do dia 20 de novembro de 2015,

Leia mais

NORMA TÉCNICA N o 16 SISTEMAS DE PROTEÇÃO POR EXTINTORES DE INCÊNDIO

NORMA TÉCNICA N o 16 SISTEMAS DE PROTEÇÃO POR EXTINTORES DE INCÊNDIO ANEXO XVI AO DECRETO N o 3.950, de 25 de janeiro de 2010. NORMA TÉCNICA N o 16 SISTEMAS DE PROTEÇÃO POR EXTINTORES DE INCÊNDIO 1. OBJETIVO Esta Norma Técnica estabelece critérios para proteção contra incêndio

Leia mais

IT - 16 SISTEMA DE PROTEÇÃO POR EXTINTORES DE INCÊNDIO

IT - 16 SISTEMA DE PROTEÇÃO POR EXTINTORES DE INCÊNDIO IT - 16 SISTEMA DE PROTEÇÃO POR EXTINTORES DE INCÊNDIO SUMÁRIO 1 Objetivo 2 Aplicação 3 Referências Normativas 4 Definições 5 Generalidades gerais 6- Procedimentos 7 Certificação e validade/garantia INSTRUÇÃO

Leia mais

EQUIPAMENTO DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL- EPI

EQUIPAMENTO DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL- EPI EQUIPAMENTO DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL- EPI Conforme Norma Regulamentadora nº.6, Equipamento de Proteção Individual EPI é todo dispositivo de uso individual utilizado pelo empregado, destinado à proteção de

Leia mais

TREINAMENTO NR 10 MÓDULO SEGURANÇA NO TRABALHO Engenheiro/técnico de Segurança no trabalho. 1 0 Dia

TREINAMENTO NR 10 MÓDULO SEGURANÇA NO TRABALHO Engenheiro/técnico de Segurança no trabalho. 1 0 Dia TREINAMENTO NR 10 MÓDULO SEGURANÇA NO TRABALHO Engenheiro/técnico de Segurança no trabalho 1 0 Dia Realizar a apresentação dos participantes 1. Técnica de Lista de presença; apresentação e O multiplicador

Leia mais

NR 23 - PROTEÇÃO CONTRA INCÊNDIOS COMBATE AO FOGO CLASSES DE FOGO. SENAI - Carlos Eduardo do Vale Melo NR-23 PROTEÇÃO CONTRA INCÊNDIO

NR 23 - PROTEÇÃO CONTRA INCÊNDIOS COMBATE AO FOGO CLASSES DE FOGO. SENAI - Carlos Eduardo do Vale Melo NR-23 PROTEÇÃO CONTRA INCÊNDIO NR- PROTEÇÃO CONTRA INCÊNDIO NR - PROTEÇÃO CONTRA INCÊNDIOS A proteção contra incêndios é uma das Normas Regulamentadoras que disciplina sobre as regras complementares de segurança e saúde no trabalho

Leia mais

SUPORTES DE SOLO SUPORTE DE SOLO PARA EXTINTOR EM ALUMINIO POLIDO MODELO AP E PQS

SUPORTES DE SOLO SUPORTE DE SOLO PARA EXTINTOR EM ALUMINIO POLIDO MODELO AP E PQS CATALO DE PRODUTOS SUPORTES DE SOLO SUPORTE DE SOLO PARA EXTINTOR EM ALUMINIO POLIDO MODELO AP E PQS SUPORTE DE SOLO PARA EXTINTOR EM ALUMINIO E PINTURA EPOXI VERMELHO MODELO AP E PQS Aba na base que impede

Leia mais

Venda Proibida - Gratuito

Venda Proibida - Gratuito NR 6 - Equipamento de Proteção Individual - EPI 6.1. Para os fins de aplicação desta Norma Regulamentadora - NR, considerase Equipamento de Proteção Individual - EPI todo dispositivo de uso individual,

Leia mais

Lista de Materiais para a Arena Desenho da estrutura

Lista de Materiais para a Arena Desenho da estrutura Lista de Materiais para a Arena Desenho da estrutura Desenho da estrutura (detalhes) Lista de materiais para Arena V RODEIO NACIONALDE ELETRICISTAS Lista de Materias para Arena Item Descrição Quantidade

Leia mais

- NORMA REGULAMENTADORA Nº 23 PROTEÇÃO CONTRA INCÊNDIOS

- NORMA REGULAMENTADORA Nº 23 PROTEÇÃO CONTRA INCÊNDIOS - NORMA REGULAMENTADORA Nº 23 PROTEÇÃO CONTRA INCÊNDIOS Aprovada pela Portaria GM/MTB nº 3.214 - DOU 06/07/1978. 23.1 Todos os empregadores devem adotar medidas de prevenção de incêndios, em conformidade

Leia mais

REVEJA OS EQUIPAMENTOS OBRIGATÓRIOS NO TRANSPORTE DE PRODUTOS FITOSSANITÁRIOS

REVEJA OS EQUIPAMENTOS OBRIGATÓRIOS NO TRANSPORTE DE PRODUTOS FITOSSANITÁRIOS REVEJA OS EQUIPAMENTOS OBRIGATÓRIOS NO TRANSPORTE DE PRODUTOS FITOSSANITÁRIOS Siga à risca o checklist, preparado pela ANDAV, dos equipamentos obrigatórios no transporte dos insumos fitossanitários e evite

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA DE ÓCULOS DE SEGURANÇA

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA DE ÓCULOS DE SEGURANÇA ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA DE ÓCULOS DE SEGURANÇA DAST nº 01/2001 R3 3ª Revisão: 06/06/2007 1. OBJETIVO Determinar a sistemática para aquisição de óculos de segurança e definir as características técnicas dos

Leia mais

DODF Nº 237 14 de dezembro de 2000 CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO DISTRITO FEDERAL PORTARIA Nº 49/2000-CBMDF, DE 7 DE DEZEMBRO DE 2000

DODF Nº 237 14 de dezembro de 2000 CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO DISTRITO FEDERAL PORTARIA Nº 49/2000-CBMDF, DE 7 DE DEZEMBRO DE 2000 DODF Nº 237 14 de dezembro de 2000 CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO DISTRITO FEDERAL PORTARIA Nº 49/2000-CBMDF, DE 7 DE DEZEMBRO DE 2000 Aprova a Norma Técnica nº 004/2000-CBMDF, sobre o Sistema de Proteção

Leia mais

\\\\\\\\\\\\\\\\\\ \\\\\\\\\\\\\\\ MANUAL DE INSTRUÇÕES

\\\\\\\\\\\\\\\\\\ \\\\\\\\\\\\\\\ MANUAL DE INSTRUÇÕES \\\\\\\\\\\\\\\\\\ \\\\\\\\\\\\\\\ MANUAL DE INSTRUÇÕES FLEX MACA FLEX ATENÇÃO NÃO PERMITIR CONTATO COM MATERIAIS CORROSIVOS OU AGRESSIVOS. MANTER MACA E COMPONENTES AFASTADOS DE FONTES DE CALOR. INSPECIONAR

Leia mais

SISTEMA DE PROTEÇÃO RESPIRATÓRIA PARA SOLDA 3M SPEEDGLAS 9100 COM LINHA DE AR CA: 32.225

SISTEMA DE PROTEÇÃO RESPIRATÓRIA PARA SOLDA 3M SPEEDGLAS 9100 COM LINHA DE AR CA: 32.225 SISTEMA DE PROTEÇÃO RESPIRATÓRIA PARA SOLDA 3M SPEEDGLAS 9100 COM LINHA DE AR CA: 32.225 DESCRIÇÃO DO PRODUTO O sistema de proteção respiratória 3M com Linha de Ar Comprimido para a máscara de solda Speedglas

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO DE BATENTES E PORTAS CORTA-FOGO

MANUAL DE INSTALAÇÃO DE BATENTES E PORTAS CORTA-FOGO INSTALAÇÃO DOS BATENTES A instalação dos batentes é simples porém, são necessários alguns cuidados básicos para obter uma porta em perfeitas condições: Para a fixação do batente, levantam-se as grapas

Leia mais

Higiene e Segurança no Trabalho

Higiene e Segurança no Trabalho Curso Técnico em Mecânica Integrado ao Ensino Médio. Higiene e Segurança no Trabalho EPI & EPC Joinville, outubro de 2014 Medidas de Proteção no Trabalho Quando se fala em Segurança e Saúde no Trabalho

Leia mais

EPI EQUIPAMENTO DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL

EPI EQUIPAMENTO DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL Definição Conforme a NR 06: EPI EQUIPAMENTO DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL Item 6.1 - Para os fins de aplicação desta Norma Regulamentadora NR 6, considera-se Equipamento de Proteção Individual - EPI, todo dispositivo

Leia mais

ENDEREÇO: Rodovia Dores de Campos Barroso, S/Nº - Km 2 Dores de Campos MG CEP 36213-000 TEL.: 0300 788 3323

ENDEREÇO: Rodovia Dores de Campos Barroso, S/Nº - Km 2 Dores de Campos MG CEP 36213-000 TEL.: 0300 788 3323 ENDEREÇO: Rodovia Dores de Campos Barroso, S/Nº - Km 2 Dores de Campos MG CEP 36213-000 TEL.: 0300 788 3323 // marluvas.com.br // facebook/marluvascalcados Instruções Couro/Cores Chemical Couro Econômico

Leia mais

Sistema de proteção por extintores de incêndio

Sistema de proteção por extintores de incêndio Outubro 2011 Vigência: 08 Janeiro 2012 NPT 021 Sistema de proteção por extintores de incêndio CORPO DE BOMBEIROS BM/7 Versão:01 Norma de Procedimento Técnico 5 páginas SUMÁRIO 1 Objetivo 2 Aplicação 3

Leia mais

Incêndios e Explosões Baseado no original do Instituto Nacional de Seguridad e Higiene en el Trabajo - da Espanha) - www.mtas.

Incêndios e Explosões Baseado no original do Instituto Nacional de Seguridad e Higiene en el Trabajo - da Espanha) - www.mtas. Incêndios e Explosões Baseado no original do Instituto Nacional de Seguridad e Higiene en el Trabajo - da Espanha) - www.mtas.es/insht/ INTRODUÇÃO Os incêndios e explosões, ainda que representem uma porcentagem

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CARLOS BARBOSA SECRETARIA MUNICIPAL DE PROJETOS E OBRAS PÚBLICAS MEMORIAL DESCRITIVO

PREFEITURA MUNICIPAL DE CARLOS BARBOSA SECRETARIA MUNICIPAL DE PROJETOS E OBRAS PÚBLICAS MEMORIAL DESCRITIVO MEMORIAL DESCRITIVO OBRA: MÓVEIS PARA SECRETARIA DE PROJETOS E OBRAS PÚBLICAS RUA ASSIS BRASIL, 11, CENTRO CARLOS BARBOSA GENERALIDADES O presente documento tem por objetivo: Instruir as condições que

Leia mais

Manual de Instruções SATA 67595

Manual de Instruções SATA 67595 1. Conheça o produto...2 2. Âmbito do fornecimento...5 3. Dados técnicos...6 4. Modo de atuação da unidade de limpeza de ar com adsorvente de carvão ativo e do cinto sem adsorvente de carvão ativo...7

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES

MANUAL DE INSTRUÇÕES MANUAL DE INSTRUÇÕES Linha de Fornos a gás Modelos: S651/S652/S653/S656/S657/S658/S660/S661/S662/ S665/S666/S667/S670/S671/S672/S675/S676/S677 ATENÇÃO! - Leia e siga rigorosamente as instruções deste manual

Leia mais

Proposta de Preços ANEXO I

Proposta de Preços ANEXO I PREGÃO PRESENCIAL Nº 088 / 2011 Proposta de Preços ANEXO I Processo 14.793 / 2011 Razão Social do Licitante: CNPJ: Insc. Estadual: Endereço: Cidade: Estado: Telefone : Fax : e-mail : INFORMACÕES PARA PAGAMENTOS

Leia mais

Corpo de Bombeiros. São Paulo

Corpo de Bombeiros. São Paulo Corpo de Bombeiros São Paulo EXTINTORES Fogo É uma reação química em cadeia que desprende luz e calor devido à combustão de materiais diversos. Elementos que compõe o fogo Calor Combustível Comburente

Leia mais

Descritivo Técnico - Mòveis Linha Home

Descritivo Técnico - Mòveis Linha Home Descritivo Técnico - Mòveis Linha Home Produto Código Descrição ARS 01 BD 01 BD 02 Suporte de descanço de braço Braçadeira de apoio de piso para suporte de braço e aplicação de injeção. Altura regulável

Leia mais

Sinalização. Catálogo de Placas EXTINTOR DE INCÊNDIO 164,2/21,3-2.329-K-W/ 10.513.146/0001-94

Sinalização. Catálogo de Placas EXTINTOR DE INCÊNDIO 164,2/21,3-2.329-K-W/ 10.513.146/0001-94 Sinalização Catálogo de Placas EXTINTOR DE INCÊNDIO 164,2/21,3-2.329-K-W/ 10.513.146/0001-94 Materiais VINIL AUTO-ADESIVO PVC / PS Utilizado em ambientes internos e externos. Pode ser confeccionado com

Leia mais

ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL SECRETARIA DE ESTADO DE JUSTIÇA E SEGURANÇA PÚBLICA CORPO DE BOMBEIROS MILITAR NORMA TÉCNICA N 25

ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL SECRETARIA DE ESTADO DE JUSTIÇA E SEGURANÇA PÚBLICA CORPO DE BOMBEIROS MILITAR NORMA TÉCNICA N 25 ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL SECRETARIA DE ESTADO DE JUSTIÇA E SEGURANÇA PÚBLICA CORPO DE BOMBEIROS MILITAR NORMA TÉCNICA N 25 Segurança contra incêndio para líquidos combustíveis e inflamáveis Parte 3

Leia mais

Definir critérios de Segurança e Medicina do Trabalho. a serem exigidas das prestadoras de serviços.

Definir critérios de Segurança e Medicina do Trabalho. a serem exigidas das prestadoras de serviços. 1/7 I FINALIDADE Definir critérios de Segurança e Medicina do Trabalho. a serem exigidas das prestadoras de serviços. II ABRANGÊNCIA Todas Prestadoras de Serviços contratadas pela CERON. III PROCEDIMENTOS

Leia mais

QUALITY FIX DO BRASIL INDÚSTRIA, COMÉRCIO, IMPORTAÇÃO E EXPORTAÇÃO LTDA. MANUAL DO USUÁRIO

QUALITY FIX DO BRASIL INDÚSTRIA, COMÉRCIO, IMPORTAÇÃO E EXPORTAÇÃO LTDA. MANUAL DO USUÁRIO MANUAL DO USUÁRIO CINTAS QUALITY FIX Condições gerais de segurança... 4 As cores na movimentação... 5 Fator de Segurança... 5 A etiqueta azul de rastreabilidade... 6 Dicas de movimentação... 6 Certificado

Leia mais

Sumário. BAG TÊINER OXIGEN Dispositivo de prevenção para contêiner. BERMS OXIGEN Bacia de contenção para ações rápidas

Sumário. BAG TÊINER OXIGEN Dispositivo de prevenção para contêiner. BERMS OXIGEN Bacia de contenção para ações rápidas Sumário BCP OXIGEN Bacia de contenção de papelão 03 ECOTÊINER DE INTERIOR OXIGEN Dispositivo de prevenção de vazamentos para transporte em contêineres marítimos BAG TÊINER OXIGEN Dispositivo de prevenção

Leia mais

Ficha de Informações de Segurança de Produto Químico - FISPQ

Ficha de Informações de Segurança de Produto Químico - FISPQ Produto: Antiderrapante para Correias Página 1 de 5 1 Informação do Produto e da Empresa Nome do Produto: Antiderrapante para Correias Fornecedor Nome: Ultralub Química Ltda. Endereço: Estrada dos Crisântemos,

Leia mais

FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA PARA PRODUTOS QUÍMICOS

FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA PARA PRODUTOS QUÍMICOS FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA PARA PRODUTOS QUÍMICOS 1 - IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome Comercial do produto: CJI MASTER HARD SS Nome da empresa: Endereço: Rua Hermínio Poltroniere, 198

Leia mais

O poder. proteger. para. mundo. o seu. 3M Cuidado Institucional. Sorbents

O poder. proteger. para. mundo. o seu. 3M Cuidado Institucional. Sorbents 3M Cuidado Institucional Sorbents O poder para proteger o seu mundo A 3M é pioneira no conceito de microfibra e polipropileno, com mais de 25 anos de experiência na fabricação de respiradores descartáveis.

Leia mais

Para que possam oferecer a protecção adequada os produtos deverão ser:

Para que possam oferecer a protecção adequada os produtos deverão ser: proteção facial Proteção Facial Porquê o uso de viseiras? As viseiras são concebidas para proteger os olhos e o rosto. A protecção pode ser conferida através de uma rede metálica de malha fina ou em material

Leia mais

INSTALAÇÕES PREDIAIS DE COMBATE A INCÊNDIO

INSTALAÇÕES PREDIAIS DE COMBATE A INCÊNDIO SENHORES MANCEBOS, A PROVA REGIMENTAL REFERENTE AO SEGUNDO BIMESTRE DE 2014 TERÁ COMO CONTEÚDO OS TÓPICOS ABORDADOS NAS AULAS E O SEGUINTE COMPLEMENTO TEÓRICO: Definições: INSTALAÇÕES PREDIAIS DE COMBATE

Leia mais

NORMAS DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIOS INSTRUÇÃO NORMATIVA (IN 006/DAT/CBMSC) SISTEMA PREVENTIVO POR EXTINTORES

NORMAS DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIOS INSTRUÇÃO NORMATIVA (IN 006/DAT/CBMSC) SISTEMA PREVENTIVO POR EXTINTORES ESTADO DE SANTA CATARINA SECRETARIA DE ESTADO DA SEGURANÇA PÚBLICA CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DIRETORIA DE ATIVIDADES TÉCNICAS - DAT NORMAS DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIOS INSTRUÇÃO NORMATIVA (IN 006/DAT/CBMSC)

Leia mais

MATERIAIS BÁSICOS PARA INSTALAÇÕES ELÉTRICAS

MATERIAIS BÁSICOS PARA INSTALAÇÕES ELÉTRICAS IFSC- JOINVILLE SANTA CATARINA DISCIPLINA DESENHO TÉCNICO CURSO ELETRO-ELETRÔNICA MATERIAIS BÁSICOS PARA INSTALAÇÕES ELÉTRICAS 2011.2 Prof. Roberto Sales. MATERIAIS BÁSICOS PARA INSTALAÇÕES ELÉTRICAS A

Leia mais

SEGURANÇA E SAÚDE OCUPACIONAL. Indústria da Panificação

SEGURANÇA E SAÚDE OCUPACIONAL. Indústria da Panificação SEGURANÇA E SAÚDE OCUPACIONAL Indústria da Panificação PROGRAMAÇÃO: Palestra Segurança Geral - SESI - Segurança do Trabalho; - Riscos Ambientais e Acidentes do Trabalho; - PPRA/PCMSO; - Normas regulamentadoras;

Leia mais

INSTALAÇÕES HIDRO-SANITÁRIAS

INSTALAÇÕES HIDRO-SANITÁRIAS INSTALAÇÕES HIDRO-SANITÁRIAS Prof. MSc. Eng. Eduardo Henrique da Cunha Engenharia Civil 8º Período Turma C01 Disc. Construção Civil II ÁGUA QUENTE 1 UTILIZAÇÃO Banho Especiais Cozinha Lavanderia INSTALAÇÕES

Leia mais

International Paper do Brasil Ltda

International Paper do Brasil Ltda International Paper do Brasil Ltda Autor do Doc.: Editores: Título: Tipo do Documento: SubTipo: Marco Antonio Codo / Wanderley Casarim Marco Antonio Codo / Wanderley Casarim Trabalho em espaços confinados

Leia mais

SURG Cia. de Serviços de Urbanização de Guarapuava Rua Afonso Botelho, 63 Bairro Trianon CNPJ 75.646.273/0001-07 COMUNICADO

SURG Cia. de Serviços de Urbanização de Guarapuava Rua Afonso Botelho, 63 Bairro Trianon CNPJ 75.646.273/0001-07 COMUNICADO SURG Cia. de Serviços de Urbanização de Guarapuava Rua Afonso Botelho, 63 Bairro Trianon CNPJ 75.646.273/0001-07 REF., PREGÃO PRESENCIAL Nº 059/2014 COMUNICADO ABERTURA / DATA: 11/08/2014 Objeto: Contratação

Leia mais

Catálogo Eletrônico. Email: montich@ Contato: (11) 2356-6456 / (11) 99857-9813 2013

Catálogo Eletrônico. Email: montich@ Contato: (11) 2356-6456 / (11) 99857-9813 2013 Catálogo Eletrônico Email: montich@ 2013 APRESENTAÇÃO A MONTICH ENGENHARIA, fundada em julho de 2013, com sede própria, hoje é especializada diretamente no seguimento de Fabricação, Projetos e Instalações

Leia mais

CATÁLOGO DE PRODUTOS v 1.5

CATÁLOGO DE PRODUTOS v 1.5 CATÁLOGO DE PRODUTOS v 1.5 LEIA O MANUAL COM ATENÇÃO A Bonier é uma empresa especializada no desenvolvimento de equipamentos de segurança e resgate. Temos como princípio a qualidade dos produtos, o design,

Leia mais

Coletes salva-vidas na quantidade que atenda ao estipulado pela Capitania dos Portos, pelo menos, ou que corresponda ao número da tripulação.

Coletes salva-vidas na quantidade que atenda ao estipulado pela Capitania dos Portos, pelo menos, ou que corresponda ao número da tripulação. Segurança de Balsas Tanque 1. Objetivo Estabelecer as normas de segurança que deverão ser rigorosamente observadas durante as operações de carregamento e descarga de balsas-tanque. 2. Abrangência Este

Leia mais

Manual de Instruções FURADEIRA PARAFUSADEIRA ELÉTRICA PE 735

Manual de Instruções FURADEIRA PARAFUSADEIRA ELÉTRICA PE 735 Manual de Instruções FURADEIRA PARAFUSADEIRA ELÉTRICA PE 735 ADVERTÊNCIA: Leia atentamente este manual antes de usar o produto. ÍNDICE SEÇÃO PÁGINA Introdução 3 Normas gerais de segurança 3 Uso e cuidados

Leia mais

Aspirador de pó ASP 1000

Aspirador de pó ASP 1000 ELIMINAÇÃO DE PROBLEMAS ASPIRADOR NÃO LIGA Verificar se a tomada está energizada ou o plugue (16) está encaixado corretamente FALTA OU DIMINUIÇÃO DE SUCÇÃO Acessórios (mangueira e tubos) podem estar obstruídos.

Leia mais

PROJETO EXECUTIVO MEMORIAL DESCRITIVO

PROJETO EXECUTIVO MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO EXECUTIVO MEMORIAL DESCRITIVO DAS INSTALAÇÕES HIDRÁULICAS DO RESTAURANTE E VESTIÁRIOS Rev. 0: 09/01/13 1. INTRODUÇÃO Este memorial visa descrever os serviços e especificar os materiais do projeto

Leia mais

Consulte Certificações, mais informações técnicas, medidas e embalagens no site industriasimples.com.br

Consulte Certificações, mais informações técnicas, medidas e embalagens no site industriasimples.com.br Vestimentas de Proteção Vestimentas de Proteção Cinto Ergonômico Confeccionado em TNT e elástico de compressão. As alças são trançadas em X nas costas para maior conforto do usuário e ajustáveis por passadores.

Leia mais

A STEELFLEX, nova marca da BSB, chega ao mercado de EPIs com um portifólio de produtos diferenciados, de alta performance e design arrojado.

A STEELFLEX, nova marca da BSB, chega ao mercado de EPIs com um portifólio de produtos diferenciados, de alta performance e design arrojado. A STEELFLEX, nova marca da BSB, chega ao mercado de EPIs com um portifólio de produtos diferenciados, de alta performance e design arrojado. Com o objetivo de oferecer soluções cada vez mais eficazes para

Leia mais

K 2.200 K 2.200, 1.671-804.0, 2015-06-02

K 2.200 K 2.200, 1.671-804.0, 2015-06-02 Compacta, leve, prática: a K 2.200 é perfeita para limpezas de varandas, garagens e áreas pequenas. O poderoso esfregão PS 20 possui proteção contra respingos integrada e foi especialmente adaptado para

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA TR 20150835

TERMO DE REFERÊNCIA TR 20150835 TERMO DE REFERÊNCIA TR 20150835 1. DA JUSTIFICATIVA: Dispensa de licitação, via cotação eletrônica, nos termos do decreto estadual Nº 28.397, de 21 de setembro de 2006 para atender SC 014256 P/ GESUP 2.

Leia mais

Sistema de Proteção por Extintores de Incêndio

Sistema de Proteção por Extintores de Incêndio SECRETARIA DE ESTADO DOS NEGÓCIOS DA SEGURANÇA PÚBLICA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE SÃO PAULO Corpo de Bombeiros SUMÁRIO 1 Objetivo 2 Aplicação 3 Referências normativas 4 Definições 5 Procedimentos Instrução

Leia mais

Proteção e combate a incêndio

Proteção e combate a incêndio Proteção e combate a incêndio Conceito de fogo Fogo é um processo químico de transformação. Podemos também defini-lo como o resultado de uma reação química que desprende luz e calor devido à combustão

Leia mais

CATÁLOGO DE EPI S. www.mssegmed.com.br Tel: (11) 2851-9391. Rua Potengi, 1225 Jd. Rio das Pedras Cotia/SP

CATÁLOGO DE EPI S. www.mssegmed.com.br Tel: (11) 2851-9391. Rua Potengi, 1225 Jd. Rio das Pedras Cotia/SP CATÁLOGO DE EPI S www.mssegmed.com.br Tel: (11) 2851-9391 Rua Potengi, 1225 Jd. Rio das Pedras Cotia/SP Proteção para Solda Autoescurecimento Óculos Celeron / Polipropileno 109 s de Solda Speedglass Série

Leia mais

Prof.Dr. Wyser José Yamakami

Prof.Dr. Wyser José Yamakami Universidade Estadual Paulista Julio de Mesquita Filho - Campus Ilha Solteira-SP SP Prof.Dr. Wyser José Yamakami Introdução a Engenharia de Segurança: Capítulo 8 Prevenção de Incêndios 8.1 - INTRODUÇÃO

Leia mais

NORMAS TÉCNICAS APLICÁVEIS AOS EPI

NORMAS TÉCNICAS APLICÁVEIS AOS EPI ANEXO II NORMAS TÉCNICAS APLICÁVEIS AOS EPI Equipamento de Proteção Individual EPI Enquadramento NR 06 Anexo I A PROTEÇÃO DA CABEÇA Proteção da cabeça contra: A.1.1. Impactos de objetos sobre o crânio;

Leia mais

Manual de Operação. Lixadeira pneumática de alta velocidade 5"- TESM5P

Manual de Operação. Lixadeira pneumática de alta velocidade 5- TESM5P Manual de Operação Lixadeira pneumática de alta velocidade 5"- TESM5P . DADOS TÉCNICOS LIXADEIRA ORBITAL Modelo: Velocidade sem carga: Pressão de ar: Entrada de ar: Disco de lixa: Consumo de ar: TESM5P

Leia mais

TREINAMENTO INTEGRAÇÃO MÓDULO 5

TREINAMENTO INTEGRAÇÃO MÓDULO 5 MÓDULO 5 1 PREVENÇÃO A INCÊNDIO 2 QUÍMICA DO FOGO 3 CLASSES DE INCÊNDIO 4 EXTINTORES PORTÁTEIS 5 PLANO DE EMERGÊNCIA PREVENÇÃO A INCÊNDIO Na PETROBRAS DISTRIBUIDORA S.A., só será permitido fumar em locais

Leia mais

DESCRIÇÃO UNIFORMES DA DEFESA CIVIL PARA AS COORDENADORIAS DISTRITAIS DE DEFESA CIVIL DAS SUBPREFEITURAS

DESCRIÇÃO UNIFORMES DA DEFESA CIVIL PARA AS COORDENADORIAS DISTRITAIS DE DEFESA CIVIL DAS SUBPREFEITURAS DESCRIÇÃO UNIFORMES DA DEFESA CIVIL PARA AS COORDENADORIAS DISTRITAIS DE DEFESA CIVIL DAS SUBPREFEITURAS 1- COLETE : - Azul marinho; - 02 (duas) faixas refletivas, na direção horizontal, na cor laranja;

Leia mais

Qualidade et ecnologia MANUAL DO USUÁRIO PRENSA DIGITAL A VAPOR ELETRÔNICA MODELO QPFB-16 WWW.SUNSPECIAL.COM.BR

Qualidade et ecnologia MANUAL DO USUÁRIO PRENSA DIGITAL A VAPOR ELETRÔNICA MODELO QPFB-16 WWW.SUNSPECIAL.COM.BR Qualidade et ecnologia MANUAL DO USUÁRIO PRENSA DIGITAL A VAPOR ELETRÔNICA MODELO QPFB-16 WWW.SUNSPECIAL.COM.BR Este produto foi projetado para dar ao seu vestuário um aspecto profissional, sem rugas e

Leia mais

Linha Primeira Infância

Linha Primeira Infância Fichas Técnicas de Produto Pufe Infantil Folha Descritivo Técnico Completo Pufe Infantil Folha. Estofado infantil sem encosto (pufe) com face superior (assento) em formato losangular. Estruturado em madeira

Leia mais

ALTO POTENCIAL DE RISCOS DE ACIDENTES

ALTO POTENCIAL DE RISCOS DE ACIDENTES 1 O QUE É ESPAÇO CONFINADO? CARACTERÍSTICAS VOLUME CAPAZ DE PERMITIR A ENTRADA DE EMPREGADOS LIMITAÇÕES E RESTRIÇÕES PARA ENTRADA E SAIDA DE PESSOAL NÃO E PROJETADO PARA OCUPAÇÃO CONTÍNUA POSSUI, EM GERAL,

Leia mais

CONDIÇÕES MINÍMAS DE SEGURANÇA E MEDICINA DO TRABALHO.PARA. PRESTADORAS DE SERVIÇOS. MANUTENÇÃO E OPERAÇÃO DE USINA

CONDIÇÕES MINÍMAS DE SEGURANÇA E MEDICINA DO TRABALHO.PARA. PRESTADORAS DE SERVIÇOS. MANUTENÇÃO E OPERAÇÃO DE USINA 1/7 I FINALIDADE Definir critérios de Segurança e Medicina do Trabalho. a serem exigidas das prestadoras de serviços. II ABRANGÊNCIA Todas Prestadoras de Serviços contratadas pela CERON. III PROCEDIMENTOS

Leia mais

Descritivo Técnico - Mòveis Linha Home

Descritivo Técnico - Mòveis Linha Home Descritivo Técnico - Mòveis Linha Home Produto Código Descrição CM-01 Armário com Estrutura metálica em cantoneiras de chapas de aço de 2 mm, fechados com chapas de aço esmaltado no fundo/base/teto, pés

Leia mais

REGULAMENTO PARA CONCESSÃO DE DESCONTOS AOS RISCOS QUE DISPUSEREM DE MEIOS PRÓPRIOS DE DETECÇÃO E COMBATE A INCÊNDIO (ITEM 2 DO ART. 16 DA TSIB.

REGULAMENTO PARA CONCESSÃO DE DESCONTOS AOS RISCOS QUE DISPUSEREM DE MEIOS PRÓPRIOS DE DETECÇÃO E COMBATE A INCÊNDIO (ITEM 2 DO ART. 16 DA TSIB. REGULAMENTO PARA CONCESSÃO DE DESCONTOS AOS RISCOS QUE DISPUSEREM DE MEIOS PRÓPRIOS DE DETECÇÃO E COMBATE A INCÊNDIO (ITEM 2 DO ART. 16 DA TSIB.) 1. Instalação de Combate a Incêndio por meio de Extintores

Leia mais

Sistema de Gestão de Segurança e Saúde Ocupacional Identificação: PROSHISET 06

Sistema de Gestão de Segurança e Saúde Ocupacional Identificação: PROSHISET 06 Extintores de Incêndio Portáteis. Revisão: 00 Folha: 1 de 7 1. Objetivo Assegurar que todos os canteiros de obras atendam as exigências para utilização dos extintores de incêndio portáteis de acordo com

Leia mais

CARROS DE MÃO. Compre Produtos Certificados. Na Equipleva todos os equipamentos cumprem com as diretivas da CE.

CARROS DE MÃO. Compre Produtos Certificados. Na Equipleva todos os equipamentos cumprem com as diretivas da CE. Carros de Mão Carros Ligeiros com Plataforma Carros para Cargas Médias/Elevadas Carros Armário com e sem Prateleiras Carros com Banca de Trabalho Carros de Apoio à Industria Carros de Reboque Carros para

Leia mais

Sistema de Hidrantes Prediais para Combate a Incêndios

Sistema de Hidrantes Prediais para Combate a Incêndios 1 Sistema de Hidrantes Prediais para Combate a Incêndios O sistema de hidrantes é um tipo de proteção instalado em edifícios, utilizado como meio de combate a incêndios. É composto basicamente por Reservatórios

Leia mais

Manual de Instruções Depósito Horizontal D.H.

Manual de Instruções Depósito Horizontal D.H. Manual de Instruções Depósito Horizontal D.H. Atenção: é recomendável que este manual seja lido por todos que participarão direta ou indiretamente da utilização deste produto. CONHEÇA O NOSSO PRODUTO ASSUNTOS

Leia mais

PREGÃO PRESENCIAL (SRP) Nº 56/2013

PREGÃO PRESENCIAL (SRP) Nº 56/2013 39 40 LUVA NITRÍLICA 30 Luva de segurança confeccionada em borracha nitrílica, na cor verde, palma antiderrapante em alto relevo, interior em algodão flocado, espessura mínima de 0,35mm, comprimento não

Leia mais

Memorial de Projeto. Banco de Brasília - BRB Ag. Hospital Regional de Paranoá Novas Instalações. Prevenção e Combate à Incêndio

Memorial de Projeto. Banco de Brasília - BRB Ag. Hospital Regional de Paranoá Novas Instalações. Prevenção e Combate à Incêndio Pág. 1 Memorial de Projeto Prevenção e Combate à Incêndio Cliente: Unidade: Assunto: Banco de Brasília - BRB Ag. Hospital Regional de Paranoá Novas Instalações Código do Projeto: 1089/11 Pág. 2 Índice

Leia mais

Autor do Proj. / Resp. Técnico CREA / UF ENGº HARUO OKAWA 0600223452/SP. Coord. Adjunto Contrato. Sítio. Área do sítio

Autor do Proj. / Resp. Técnico CREA / UF ENGº HARUO OKAWA 0600223452/SP. Coord. Adjunto Contrato. Sítio. Área do sítio 1 ATENDENDO A RAT 514CG1/PEIN-2/10 E RAT 514CG2/PEIN-2/10 27/08/2010 RAGC ATY WV 0 EMISSÃO INICIAL 15/03/2010 RAGC ATY WV Rev. Modificação Data Projetista Desenhista Aprovo Coordenador de Projeto ENGº

Leia mais

Sua 1ª opção em redes esportivas

Sua 1ª opção em redes esportivas Sua 1ª opção em redes esportivas MASTERFEW Indústria e Comércio Ltda. Av. Prefeito Bernardino de Lucca, 1222 - Jd. Carambeí - São Roque - SP - CEP 18132-295 vendas@masterfew.com.br www.masterfew.com.br

Leia mais

VI SEMINÁRIO RIO METROLOGIA 2008 NAS ATIVIDADES LABORATORIAIS

VI SEMINÁRIO RIO METROLOGIA 2008 NAS ATIVIDADES LABORATORIAIS A METROLOGIA E O SMS A METROLOGIA E O SMS NAS ATIVIDADES LABORATORIAIS SEGURANÇA X METROLOGIA OBJETIVO Mostrar a importância da Metrologia no cumprimento dos requisitos de segurança laboratorial. Identificar

Leia mais

abertas para assegurar completa irrigação dos olhos, poucos segundos após a exposição é essencial para atingir máxima eficiência.

abertas para assegurar completa irrigação dos olhos, poucos segundos após a exposição é essencial para atingir máxima eficiência. FISPQ- AMACIANTE MAIS Autorização ANVISA 3.03.374-7 1- IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome do produto: Amaciante Mais Tradicional Marca: Mais Código Interno do Produto: 06.01 Técnico Químico Responsável:

Leia mais

Manual de Instrucoes. Caldeirao Gas Vapor. o futuro chegou a cozinha. refrigeracao coccao linha modular exposicao distribuicao apoio

Manual de Instrucoes. Caldeirao Gas Vapor. o futuro chegou a cozinha. refrigeracao coccao linha modular exposicao distribuicao apoio Manual de Instrucoes Caldeirao Gas Vapor o futuro chegou a cozinha refrigeracao coccao linha modular exposicao distribuicao apoio Obrigado por ter adquirido Equipamentos ELVI É com satisfação que entregamos

Leia mais

NR 23 - NORMA REGULAMENTADORA 23 PROTEÇÃO CONTRA INCENDIOS

NR 23 - NORMA REGULAMENTADORA 23 PROTEÇÃO CONTRA INCENDIOS NR 23 - NORMA REGULAMENTADORA 23 PROTEÇÃO CONTRA INCENDIOS 23.1 Disposições gerais. 23.1.1 Todas as empresas deverão possuir: a) proteção contra incêndio; b) saídas suficientes para a rápida retirada do

Leia mais

de Segurança de Produtos Químicos

de Segurança de Produtos Químicos 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA: Nome do Produto: Impermeabilizante acrílico a base d água. Fornecedor:. Av Eng Juarez de Siqueira Britto Wanderley, 380 Jd Vale do Sol CEP: 12.238-565 São José

Leia mais

Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção

Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção Por que eu devo utilizar equipamentos de segurança e onde encontrá-los? Os Equipamentos de Proteção Individual (EPI) foram feitos para evitar

Leia mais

NR 35 TRABALHO EM ALTURA

NR 35 TRABALHO EM ALTURA Márcio F Batista Bombeiro e Tecnólogo de Segurança NR 35 TRABALHO EM ALTURA Objetivos Estabelecer os procedimentos necessários para a realização de trabalhos em altura, visando garantir segurança e integridade

Leia mais

Instrução Técnica nº 25/2011 - Segurança contra incêndio para líquidos combustíveis e inflamáveis - Parte 3 Armazenamento... 625

Instrução Técnica nº 25/2011 - Segurança contra incêndio para líquidos combustíveis e inflamáveis - Parte 3 Armazenamento... 625 Instrução Técnica nº 25/2011 - Segurança contra incêndio para líquidos combustíveis e inflamáveis - Parte 3 Armazenamento... 625 SECRETARIA DE ESTADO DOS NEGÓCIOS DA SEGURANÇA PÚBLICA POLÍCIA MILITAR DO

Leia mais

Manual de Instruções RETÍFICA RETA 1/4 AR 1214

Manual de Instruções RETÍFICA RETA 1/4 AR 1214 Manual de Instruções RETÍFICA RETA 1/4 AR 1214 ADVERTÊNCIA: Leia atentamente este manual antes de usar o produto. ÍNDICE SEÇÃO PÁGINA Introdução 3 Normas gerais de segurança 3 Normas especificas de segurança

Leia mais