Florianópolis livre de apagões

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Florianópolis livre de apagões"

Transcrição

1 Ideli X Collor Sessão, às ganhas, no Senado só em março. Na primeira semana, as comissões permanentes da Casa estarão reunidas, podendo eleger seus presidentes. As atenções estão voltadas para a escolha do novo comando da Comissão de Infraestrutura. Estão engalfinhados nesta peleia a senadora Ideli Salvatti, que conta com o apoio dos tucanos, e o ex-presidente Fernando Collor, encorajado pelo PMDB e pelo DEM. A cobiçada comissão é garantidora de recursos para o PAC e de confete para a companheira Dilma. Falar em Dilma, o publicitário Curt Nees - de Jaraguá para o mundo - com suas tiradinhas, já enveredou pela sucessão a dentro e começa a distribuir pérolas. Uma delas: É di uma mulher que o Brasil precisa. Trote Por Arthur Monteiro Mais uma vez a reboque do clamor da sociedade, a Câmara dos Deputados aprovou projeto que estabelece punição severa (multa pesada e expulsão) para trotes violentos nas universidades. Precisou morrer gente para que suas indolentes e bem pagas excelências tomassem uma providência. Brasília - A nova Universidade Federal da Fronteira Sul deve começar a funcionar em 2010, anunciou o deputado Cláudio Vignatti (PT), autor do projeto da Universidade do Mercosul, que deu origem à UFFS. Dia 11 de fevereiro, o Ministério da Educação (MEC) instalou a comissão que será responsável pela implantação da universidade, Brasília, fevereiro/março de Florianópolis livre de apagões Lula inaugura linha de transmissão Brasília - Florianópolis está livre de apagões, comemorou a senadora Ideli Salvatti (PT), ao comentar a inauguração pelo presidente Lula e a ministra chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, dia 27 de fevereiro da linha de transmissão do Desterro, na Capital. Segundo Ideli, esta obra do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) é formada por duas subestações de energia e uma linha de transmissão que tem duas características inovadoras: um cabo submarino ligará a ilha ao continente, levando energia elétrica a primeira obra com essa tecnologia na América Latina e a maioria das torres de transmissão foram instaladas por helicóptero, para não causar impacto ambiental na região de Mata Atlântica. Para nós, de Santa Catarina, essa obra que será Universidade da Fronteira Sul estará pronta para funcionar já em 2010, anuncia Vignatti que será presidida pelo professor Dilvo Ristoff, da UFSC. O projeto de lei que cria a universidade ainda tramita no Congresso. A UFFS terá sede na cidade catarinense de Chapecó e, segundo o MEC, beneficiará cerca de 3,7 milhões de habitantes da mesorregião da grande fronteira do Mercosul, que compreende o norte do Rio Grande inaugurada pelo presidente Lula é muito importante, porque todos lembram do apagão elétrico de A ilha ficou três dias sem energia, recordou Ideli. Florianópolis agora está livre de qualquer apagão. As duas subestações e a linha de transmissão vão fazer com que ela seja a última capital a estar interligada com o Sistema Nacional de Transmissão, disse a senadora. Deputados vão inspecionar reconstrução, avaliar pendências e definir prevenção Brasília - Passados tres meses da enchente que atingiu Santa Catarina, deputados federais visitam, na primeira semana de marco, as cidades que foram mais afetadas pelas chuvas e desabamentos. Na primeira semana de março, os integrantes da Comissão Externa de Acompanhamento da Tragédia Climática de Santa Catarina farão reuniões com as comunidades de Criciúma, Palhoça, Joinville, Blumenau e Itajaí. O presidente da comissão, deputado Paulo Bornhausen (DEM), informou que a visita tem três objetivos: fazer um balanço dos acontecimentos, especialmente das ações dos governos federal e estadual nas regiões; identificar os problemas que persistem e combinar uma intervenção entre os poderes para solucioná-los; e debater e definir formas de prevenir desastres. Será uma oportunidade de conversar com prefeitos e vereadores e escutar a comunidade, destacou Bornhausen. Os deputados querem ver como está a reconstrução das cidades, além de fazer um balanço das causas e consequências da tragédia para a economia, o povo e o meio ambiente. Eles também pretendem analisar sugestões de prevenção para evitar novas tragédias com o excesso de chuvas na região. Entre as questões que serão abordadas, estão as mudanças climáticas e o uso desordenado do solo. Saldo da tragédia - Durante as enchentes, mais de 78 mil pessoas ficaram desabrigadas. Até o dia 16 de fevereiro, segundo a Defesa Civil do Estado, ainda havia pessoas desabrigadas e desalojados. No total, 135 pessoas morreram e duas permanecem desaparecidas: um bebê de 11 meses e uma senhora de 79 anos. Centro de climatologia O trabalho da comissão, no longo prazo, é definir formas de trabalho para preparar a região e o País para as consequências do aquecimento global. Há um projeto, também, de transformar Santa Catarina num centro mundial de climatologia e prevenção de desastres. A pauta das reuniões abordará ainda aspectos de infra-estrutura, como a recuperação do Porto de Itajaí e de estradas na região, a reconstrução das casas, as formas de ajuda humanitária. do Sul, o oeste de Santa Catarina e o sudoeste do Paraná. De acordo com o MEC, serão criados 30 cursos para atender cerca de 10 mil estudantes de graduação, mestrado e doutorado. Os focos serão as áreas de tecnologia, agricultura familiar, licenciatura e saúde popular. As notícias de Santa Catarina em Brasília

2 2 Punição O deputado João Matos pediu ao Ministério da Justiça punição exemplar aos policiais federais acusados de matar uma menina no Alto Vale. Avesso a aparições na tribuna, João fez um relato emocionado sobre o assassinato, revelando que, não bastasse a dor pela perda da filha que foi atingida por bala perdida enquanto dormia, os pais tiveram que refugiar-se na casa de parentes em outra cidade para escapar das ameaças dos bandidos federais. Leite Os produtores de leite estão pedindo ao governo que desonere o PIS e a Cofins dos insumos para criação de gado leiteiro, taxas que, segundo a CNA, representam 40% do valor da ração e 5% dos sais minerais consumido pelos rebanhos. Dias atrás a Cobal entrou no mercado e leiloou 200 milhões de litros de leite para sustentar preço ao produtor. Alguma coisa está errada nesta cadeia. Enquanto o produtor reclama da baixa remuneração, o consumidor está pagando preço de euro por alguns tipos de queijo e outros derivados do leite. À vista Quem que não usa cartão se cansou de financiar a compra alheia, estrila o presidente da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), Roque Pellizzaro Junior. O empresário catarinense defende o pagamento com dinheiro no comércio, modalidade aprovada por 67,3% dos consumidores brasileiros, e considera abusiva a taxa de 5% cobrada pelas emissoras de cartão. A Sucupira catarina Celso Machado Jornalista O lamento generalizado quanto à demora da prometida ajuda federal para a reconstrução do patrimônio público em cidades catarinenses violentamente atingidas pelas chuvas de novembro do ano passado também faz eco em Jaraguá do Sul. Os segmentos organizados da sociedade, mesmo que aí embutidas algumas frustrações pessoais nas urnas, são quase unânimes em admitir que a falta de representatividade política do nono maior colégio eleitoral de Santa Catarina e quarto polo industrial do Estado, com 130 mil habitantes, tem sido o maior obstáculo. O histórico de eleições do Tribunal Regional Eleitoral mostra que, em 2006, exatos 130 do total de candidatos para a Câmara dos Deputados receberam votos de eleitores jaraguaenses, entre eles Geovah Amarante Oldemar Olsen Jr Escritor Lembrei de Martin Luther King Jr.... I have a dream... Houve um tempo nesse País ( ) quando os militares, através de uma quartelada, entre outras, impediram os cidadãos de elegerem quem os representasse no poder, que se viveu um tempo obscurantista do qual, parece, ainda não estamos de todo libertos. Nesse período, semelhante aos filmes de horror futuristas ( Farenheit 452, de Ray Bradbury, em que a principal função do corpo de bombeiros é queimar bibliotecas ao invés de apagar incêndios, e 1984, de George Orwell, onde se antecipa o estado vigilante, denominado de Big Brother, aniquilando o bem mais precioso do ser humano, sua liberdade) com artifícios autoritários foram eliminadas ou tiradas de circulação (cassação de cidadania ou exílio) as principais lideranças políticas, civis, religiosas e estudantis capazes de enfrentar aqueles desmandos. Gradativamente, porém, um sentimento de resistência e indignação àquele autoritarismo foi criando raízes e brotando nos lugares mais inóspitos, semelhante àquela planta que sobrevive à aridez do local onde nasceu, a qualquer custo, dignificando a vida que lhe anima as entranhas. Assim, estigmatizado nesse caos (porque o mais fácil todos os 16 que representam a bancada catarinense até Não foi diferente a votação para a Assembléia Legislativa, com votos pulverizados entre nada menos que 264 candidatos em uma cidade que, provavelmente, ostenta conquista única nas urnas catarinenses, considerando-se o colégio eleitoral de pouco mais de 50 mil votantes à época: em 1994, elegeu três deputados estaduais. De fato, não há como negar que o lobby político faz a diferença em um país onde o toma-lá-dá-cá é a regra vigente, pouco importando o tamanho da desgraça que se tem pela frente. Pior que a falta de representatividade política é a situação atípica que Jaraguá vive. A prefeita eleita Cecília Konell (DEM) é totalmente submissa às vontades e rompantes do marido e ex-prefeito Ivo Konell. Com seus direitos políticos era se aliar e ceder às comodidades oferecidas pelos usurpadores), nasceu no dia 24 de março de 1966, o MDB Movimento Democrático Brasileiro, onde todos aqueles que tinham vergonha na cara, na época, se abrigaram. O tempo foi passando e a luta também, encarniçada, não se discute estratégia de combate com o adversário. Mais patifaria de alguns, menos nobreza de outros, a distinguir os dois grupos: de um lado não se sabia por que se matava ou se torturava; de outro, ao menos se tinha consciência do porquê se estava morrendo ou de que o sacrifício poderia valer à pena. Geovah Amarante fez parte desse grupo que resistiu. Era casado com a Dirce Olsen e pai do Fábio, da Fabíola e da Fabiane, os primos com os quais me solidarizo. Em 1981, num congresso de literatura no Rio de Janeiro, fiquei na casa da tia Elvira (mãe da Dirce) e encontrei o Geovah com uma dezena de livros recém-adquiridos, tratando de assuntos ligados ao socialismo, marxismo, utopia, sistemas de governo... Indaguei o que era aquilo. Afinal, uma faceta dele que desconhecia, ele respondeu precisamos unir a teoria à prática. Valeu-se da palavra práxis em vez de prática e acreditei que estava indo bem em suas leituras. Ele era solidário com quem quer que estivesse precisando, leal com os amigos, implacável com os adversários. cassados até 2010 e, portanto, sem o título de eleitor, Konell esteve impedido até mesmo de votar nela. Mesmo sem nenhuma função pública, por impedimento legal, cumpre diariamente expediente integral no gabinete da prefeita, vasculha documentos sigilosos, dá entrevistas em nome dela, atende fornecedores, denuncia o prefeito anterior, a quem já chamou publicamente de ladrão não poucas vezes, dá ordens e contra-ordens, interfere na nomeação de cargos comissionados e vai até mesmo a campos de futebol entregar medalhas e troféus em nome da mulher. Em sã consciência, quem seria o parlamentar a aceitar isso na discussão de problemas da cidade? Mas os secretários aceitam, a Câmara de Vereadores aceita, a Promotoria Pública aceita, a Justiça aceita... Tal e qual na Sucupira de Odorico Paraguassu. Não levava desaforo para casa, doesse a quem doesse. Reconhecia o trabalho bem feito e sabia enaltecer quem o fizesse... A última vez que estivemos juntos foi na Feira do Livro em Joinville, tomamos um café (antes de almoçarmos uma feijoada e irmos ao Mercado Público ouvir o melhor conjunto de choro que já vi tocar) ao lado das barracas de livros, e ele se mostrou magoado com o que vinha acontecendo no partido P(MDB) com a absorção indiscriminada de quadros de qualidades duvidosas em detrimento de velhos companheiros de caminhada. Essa mágoa ele levou junto para o túmulo. Quando expliquei as nossas relações de parentesco para o jornalista Arthur Monteiro, que estava em minha casa, ele foi rápido: vou contigo até Joinville... O velório, no domingo, foi no salão nobre da Prefeitura Municipal. Ver a bandeira do PMDB aberta em cima do caixão me fez pensar na história, parece que foi ontem. Depois comentei com o Arthur: se soubéssemos que tudo ia dar nisso, me refiro à política rastaquera que se pratica aqui, não tínhamos nos empenhado tanto. Ele concordou, acenando com a cabeça. Depois, voltei a pensar em Luther King: Mesmo que isso lhe custe a vida, sempre que um homem sonha, o mundo pula e avança.

3 PESCA 3 Monitoramento da pesca artesanal beneficia 30 mil famílias catarinenses Diferenças O deputado Celso Maldaner deixou de lado a questão PMDB, mas aproveitou o barraco armado pelo companheiro Jarbas Vasconcellos, para o defender o Bolsa Família que, na avaliação do senador pernambucano, é o maior sistema de compra de votos do planeta. Maldaner comparou o programa do governo Lula com as privatizações da era FHC: o Bolsa Família, simplificou, ajuda muita gente com pouco dinheiro, enquanto a desestatização tucana envolveu muito dinheiro para beneficiar um grupinho. E questionou mais: alguém denunciou compra de voto quando, às vésperas da eleição do ano passado, o governo liberou milhões para o agronegócio? - Quando ajudamos os ricos estamos buscando a modernização, mas quando se trata de pobre estamos atrasando o país, comprando votos. Zorra total Quem tem rabo de palha não arrisca mexer com fogo. Quatro dias depois da grande Africa sobre o PMDB, publicada em amarelo na Veja, e da suite do Pedro Simon, atirando todo mundo no ventilador, nenhum partido - a não ser o PPS, porque Roberto Freire tem lá seus interesses paroquais - deu pitaco sobre a entrevista do ex-governador e senador Jarbas Vasconcellos. Tudo pode ser resumido num gesto. O sorriso de deboche do deputado Michel Temer, presidente do PMDB e da Câmara, ao responder à pergunta O PMDB é ético? E la nave vá... Brasília - O ministro da Pesca, Altemir Gregolin, assinou dia 17 de fevereiro, em Itajaí, um convênio com a Epagri sobre o Monitoramento Participativo da Atividade Pesqueria Artesanal Marinha de Santa Catarina. Durante o ato, o ministro e o governador Luiz Henrique lançaram o projeto. Com duração de dois Brasília - O ministro da Pesca, Altemir Gregolin, assinou dia 19 de fevereiro, no Oeste do Estado, convênios visando o desenvolvimento da piscicultura na região. Um deles implanta a Estação de Piscicultura de Águas de Chapecó. Outro, com a Secretaria da Agricultura, prevê a ampliação e fortalecimento da assistência técnica e extensão para o desenvolvimento da piscicultura continental. anos, a proposta visa criar um sistema de monitoramento participativo com os pescadores, e tem como função colher dados sobre a atividade de pesca artesanal no estado. Serão atendidos todos os 31 municípios da faixa litorânea catarinense, abrangendo 56 pontos de coletas entre mar e lagoas. Beneficia direta e indiretamente 30 mil famílias de pescadores artesanais e resulta de convênio envolvendo a Epagri de Itajaí e a Secretaria Especial de Aqüicultura e Pesca (SEAP). A primeira parcela dos recursos, no valor de R$510 mil, foi liberada pela SEAP no dia 2 de fevereiro. O total é de mais de R$ 1,25 milhão e, em contrapartida, a Epagri contribuirá com R$ 294 mil em bens e serviços. Convênios para fortalecer piscicultura no Oeste Brasília - O secretário executivo do Projeto Microbacias 2, da Secretaria de Agricultura do Estado, Athos de Almeida Lopes, participou, em Brasília, de uma reunião com a coordenadora de Projetos Sociais do Ministério do Planejamento, Lilia Cavalcante, com o objetivo de agilizar a aprovação da Carta Consulta do Financiamento Adicional para o projeto Microbacias. O secretário de Articulação Nacional, Geraldo Althoff, presenciou o encontro. De acordo com a co- O primeiro projeto terá como objetivo a criação de um centro de pesquisa de tecnologias de genética de pescado, melhoria de espécies e formação de matrizes para reprodução. O acordo, no valor de R$ 2,3 milhões, foi assinado pelo ministro e pelo reitor da Unochapecó, Odilon Poli. No mesmo evento, foi assinado também convênio com a Cooperativa Central de Reforma Agrária de Santa Projeto Microbacias acelera liberação de financiamento ordenadora, o projeto já está habilitado para a próxima reunião do COFIEX - Comitê de Financiamentos Externos, órgão da Secretaria de Assuntos Internacionais, que será realizada em março. Em razão dos prazos limitados para tramitação do projeto, Lília recomendou acompanhamento rigoroso do processo. Por este motivo, o secretário Althoff disponibilizou a estrutura da Secretaria em Brasília para verificar de perto a tramitação em todas as instâncias finalizando no Senado Federal. Defeso: pescadores já podem requerer seguro desemprego Brasília - Pescadores artesanais de todo o país já podem solicitar o seguro-desemprego durante o período de defeso. O calendário com as datas de proibição das atividades de pesca deste ano, feito pelo Ibama, foi divulgado pelo Ministério do Trabalho. Segundo o Ibama, esse período é necessário para a reprodução de espécies marinhas. Enquanto a atividade de pesca estiver suspensa, os pescadores podem receber o seguro defeso no valor de um salário mínimo. O benefício é assegurado ao pescador na medida em que o Ibama baixa uma Instrução Normativa definindo períodos de reprodução ou prevendo algum fenômeno natural que venha atingir de forma negativa aos recursos pesqueiros de uma determinada região. O Ibama define quais espécies precisam de proteção e em que área haverá defeso. Para isso, executa pesquisas e busca parceiros que tenham informações sobre o assunto, como universidades e institutos de pesquisa. O ministério é que controla o cadastro de pescadores e a liberação dos recursos. Catarina para implantação do Programa de Fomento à Aqüicultura em Assistência Técnica da Reforma Agrária, no município de Abelardo Luz, no valor de R$ ,00. Com a Secretaria da Agricultura do Estado foi firmado outro convênio que prevê a ampliação e fortalecimento da assistência técnica e extensão para o desenvolvimento da piscicultura continental, no valor de R$ ,00. Proibida coleta de mexilhão na Grande F. pólis Brasília - Está proibida a coleta de mexilhões, ostras e berbigões (tipo de crustáceo) na região da Baía Sul da ilha de Florianópolis e Ponta do Papagaio, município de Palhoça, em Santa Catarina. A medida é da Secretaria Especial de Aqüicultura e Pesca, por meio da Portaria n.º 1, publicada no Diário Oficial da União. A proibição, retroativa ao dia 22 de janeiro, vale por tempo indeterminado, e leva em conta a alta concentração de algas nocivas produtoras de toxina amnésica, também conhecida como ácido domóico, causadora de intoxicação por mariscos.

4 4 Lojistas debatem alterações no Super Simples Cebola Deputado Odacir Zonta e o prefeito de Ituporanga, Osni Fraga, estiveram em audiência com o ministro da Agricultura, Reinhold Stephanes. Entre outros, pediram ajuda do governo para mais uma Festa da Cebola. Brasília - A Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas - CNDL - presidida pelo catarinense Roque Pellizzaro Júnior, realizou ( dia 19) na sede da entidade, em Brasília, um debate sobre as alterações da Lei do Super Simples, sistema tributário que unifica os tributos para formalização e fortalecimento das micro e pequenas empresas brasileiras. O destaque, no entanto, foi o MEI Microempreendedor Individual, mais nova categoria do Simples Nacional. O ministro da Previdência, José Pimentel, e o deputado catarinense Cláudio Vignatti (PT) falaram sobre a nova legislação, sancionada em dezembro de 2008, e o impacto das mudanças para todos que optam pelo sistema. - Precisamos mobilizar a sociedade para que prefeitos, vereadores, deputados estaduais, entidades comerciais, enfim, todos compreendam que este é o caminho para o fortalecimento do comércio e da economia. Quando a formalização é alta nos municípios, a receita também é alta. disse Vignatti. O deputado, que preside a Frente Parlamentar da Micro e Pequena Empresa, e recentemente foi escolhido para assumir a Comissão de Finanças e Tributação da Câmara, se comprometeu em pautar neste ano o Simples Rural. O parlamentar elogiou a iniciativa da CNDL. Contamos muito com entidades como a CNDL para identificar os problemas, as reclamações, enfim, trazer as informações necessárias para que possamos fortalecer os debates no Congresso Nacional, afirmou Vignatti. Pretto Emocionante o depoimento da ex-deputada Luci Choinacki durante o do ato ecumênico em memória do petista Adão Pretto. Ela recordou as lutas travadas em parceria com Adão em defesa da reforma agrária no parlamento. Quando começamos, existiam poucos deputados a favor da nossa luta pela terra. Travamos uma verdadeira batalha pela reforma agrária, pelas donas de casa e pela justiça social. Naquela época, comemorávamos cada conquista, cada família assentada, cada colheita farta de nosso povo, lembrou Luci. Da base Os vereadores de Chapecó, Luciana Carminatti e Marcelino Chiarelo, o coordenador da Fetraf Sul, Altemir Torteli, e o deputado estadual Pedro Uczai participaram dia 11, em Brasília, do ato oficial de instalação da Universidade Federal da Fronteira Sul. O ministro da Educação, Fernando Haddad, lembrou que o projeto nasceu da organização da sociedade. Tem um pé nos movimentos sociais, destacou. Para o deputado Cláudio Vignatti, autor do projeto que deu origem ao movimento pro UFFS, esse é um grande dia para Santa Catarina. PROPOSTAS Execução orçamentária obrigatória, prega Colombo Brasília - O senador Raimundo Colombo (DEM) apresentou projeto de lei complementar que torna obrigatória a execução orçamentária das emendas parlamentares. Em outros termos, ele quer proibir o governo de promover o contingenciamento - no jargão técnico, a limitação de empenho e movimentação financeira de despesas - de projetos para obras ou serviços intro- Brasília - A Câmara analisa o Projeto de Lei 4532/08, do deputado Mauro Mariani (PMDB), que responsabiliza fabricantes e importadores de vidros automotivos pela destinação final, ambientalmente adequada, desses materiais quando de seu descarte pelo consumidor final. A reciclagem dos vidros automotivos, além de livrar o meio ambiente de uma substância de difícil degradação, reduz a necessidade de novas matérias-primas de origem mineral, principalmente areia, para a fabricação de novos vidros, e contribui para a sustentabilidade da indústria automobilística, argumenta o deputado. Centros de recebimento - De acordo com o projeto, cada fabricante ou importa- duzidos na lei orçamentária por sugestão dos senadores e deputados. O que estiver registrado no Orçamento deve ser cumprido, com a liberação total dos recursos previstos. Corrigindo distorções - A proposta, afirma o senador, corrigirá distorções decorrentes do caráter autorizativo do orçamento público no Brasil. Apesar de algumas despesas serem de Mariani quer disciplinar destinação de vidro automotivo dor deverá recolher os vidros automotivos que distribuir por meio de centros de recebimento e armazenagem. O material recolhido terá que ser reaproveitado, reciclado ou destruído, conforme o caso. Os comerciantes de vidros automotivos, por sua vez, deverão recolher os materiais que não servem mais e encaminhá-los para os centros de recebimento e armazenagem. O projeto torna ilegal o descarte de vidro automotivo junto com o lixo doméstico e em corpos hídricos (rios, reservatórios, açudes, lagos e lagoas), praias, margens de vias públicas e em terrenos baldios. Quem descumprir essas medidas praticará crime ambiental. execução obrigatória, como gastos de pessoal e para a amortização da dívida, outro conjunto fica a critério do governo, como é o caso das emendas parlamentares. Assim, ele observa, os autores das emendas, além de governadores e prefeitos das localidades beneficiadas, precisam fazer uma verdadeira peregrinação pela Esplanada dos Ministérios para tentar liberar os recursos, muitas vezes sem sucesso. Bornhausen: repasse maior para merenda Brasília - O deputado Paulo Bornhausen (DEM) apresentou emenda à MP 455, aumentando o valor do repasse federal para a merenda escolar. Hoje, o governo repassa R$ 0,22 (vinte e dois centavos) por aluno/dia. A emenda do deputado eleva este valor para 60 centavos. A Medida Provisória estendeu o benefício da merenda escolar a aproximadamente 52 milhões de alunos da educação básica. É uma medida justa, afirma o vice-líder dos Democratas. No entanto, segundo o parlamentar,. foi mantido o mesmo valor do repasse por aluno/dia do Tesouro da União para as Prefeituras, para o pagamento do benefício, e aí que está o problema, já que hoje as prefeituras já são obrigadas a complementar o dinheiro que vai de Brasília, para oferecer o benefício com um mínimo de dignidade. As notícias de Santa Catarina em Brasília

5 Funasa Depois de ser acusada pelo ministro da Saúde, José Gomes Temporão, de prestar uma atenção à saúde corrupta e de baixa qualidade, a Funasa se vê noutra enrascada. O Ministério Público Federal foi acionado por parlamentares evangélicos para investigar causas da morte da criança indígena Tititu Suruwaha. A suspeita é de que a menina, que sofria de um problema hormonal congênito, tenha morrido devido à falta de medicamento que era repassado pela Fundação Nacional de Saúde. De olho De olho no futuro é o nome do blogue do engenheiro Mauro Passos, diretor do Instituto Ideal, ex-deputado federal e reserva moral da política de Santa Catarina. A comunicação eletrônica catarinense, que tanta colaboração tem dado a serviço da verdade e da democracia, dizendo o que a mídia embretada, subalterna e argentária não pode dizer, nunca mais será a mesma a partir do advento deste novo parceiro. Vá a Volta às aulas O deputado Edinho Bez defende - e com razão - maior flexibilidade no calendário escolar, de sorte a não interromper o período de férias de verão no auge da temporada, com reflexos comprovadamente negativos sobre o turismo nacional. A bandeira é catarinense. Já foi levantada pelo então senador Leonel Pavan e pelo ex-deputado Edison Andrino que chegou a apresentar projeto - retirado às pressas, por motivos óbvios - que transferia a realização do Carnaval para o início de março. CRISE Coruja quer Congresso debatendo crise Brasília - A crise econômica precisa do envolvimento dos parlamentares e da equipe governamental para criarem soluções, principalmente para poupar o emprego do brasileiro, defende o líder do PPS na Câmara, deputado Fernando Coruja. Ele sustenta que Lula mantém o liberalismo de FHC. - Debatemos pouco! Aqui não se debate quase nada. Querem votar as matérias no afogadilho. Às vezes, elas envolvem bilhões de reais, como as medidas provisórias que aprovamos Na contra-mão, SC emprega mais em janeiro Brasília - Santa Catarina apresentou em janeiro o melhor desempenho na criação de empregos na região Sul do Brasil, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados- Caged. Em janeiro de 2009, de acordo com o cadastro, o nível de emprego apresentou uma queda de 0,32% em relação ao estoque do mês anterior, significando uma perda de empregos. Em Santa Catarina, segundo o mesmo levantamento, em janeiro de 2009 foram gerados empregos celetistas, equivalentes à expansão de 0,41% em relação ao estoque de assalariados com carteira assinada do mês anterior. Cabe ressaltar que, dentre os estados da Região Sul e do País, Santa Catarina apresentou o melhor desempe-nho. Nos últimos 12 meses, verificouse crescimento de 4,18% no nível de emprego, com a criação de postos de trabalho. Brasília - Um comitê suprapartidário e interestadual foi criado na Câmara, dia 11 de fevereiro, com o objetivo de trabalhar pela viabilização da ponte sobre o rio Uruguai, entre Barra do Guarita, no Rio Grande do Sul, e Itapiranga, em Santa Catarina. Os coordenadores do comitê são os deputados gaúchos Ruy Pauletti (PSDB) e para autorizar um banco a comprar bancos privados, que não passam por aqui, acrescentou. O líder do PPS disse que a oposição quer ajudar o país a melhorar, ao contrário do que tenta pregar o presidente da República. Lula diz que a oposição não tem projeto. Não vi nenhuma novidade neste governo! Só acentuou o Bolsa Família, projeto do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. Juntou as várias bolsas que tinha e continua com a mesma política liberal, fortalecendo o sistema Brasília - O nível de emprego na indústria brasileira fechou o ano de 2008 com expansão de 2,1%, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Apesar do resultado positivo no acumulado do ano, houve recuo de 1,8% em relação a novembro, a maior queda registrada nesse tipo de comparação desde Santa Catarina (-3,2%) exerceu a maior pressão negativa. Brasília - A Câmara Federal analisa o Projeto de Lei 3321/08, do deputado gaáucho Afonso Hamm (PP), que isenta do Imposto de Renda alguns setores de empreendimentos instalados dentro da faixa de fronteira no Rio Grande do Sul, em Santa Catarina e no Paraná. O incentivo será concedido a atividades produtivas de interesse do poder público, escolhidas entre as que constarem do zoneamento ecológico-econômico (ZEE) de cada região. 5 financeiro, observou Coruja disse ainda que o governo do PT não fez nenhuma reforma importante para o país, e que não apresenta nenhuma disposição em discutir com os parlamentares projetos para o futuro. Aqui chega uma medida provisória, mas não chega estudo nenhum para demonstrar a matéria e nos dar subsídios para debater. disse, ao criticar a falta de planejamento do governo Lula. Emprego no estado fechou 2008 com pressão negativa De acordo com dados divulgados do IBGE, de janeiro até setembro, antes do agravamento da crise financeira mundial, o emprego na indústria chegou a registrar expansão de 2,7%. No último trimestre de 2008, no entanto, houve recuo de 1,1% em relação ao trimestre imediatamente anterior, interrompendo uma série de dez trimestres de expansão nessa comparação. Isenção do IR por 10 anos para empreendimentos na Fronteira A isenção proposta é de 10 anos, a partir da vigência da futura lei. Essa isenção será total para novas empresas ou parcial, no caso de empresas já instaladas. O percentual de redução será definido pelo Executivo, e será maior para empresas que se modernizarem, ampliarem ou diversificarem sua produção. A isenção também será maior quanto maior a transformação do empreendimento, medida pelo aumento da capacidade instalada. Comitê gestiona mais uma ligação entre RS e SC Darcísio Perondi (PMDB). Integram o grupo os catarinenses Celso Maldaner, Edinho Bez, Odacir Zonta e Cláudio Vignatti, além dos prefeitos de Barra do Guarita e Itapiranga e representantes dos governos dos dois Estados. O grupo esteve reunido com a direção do Departamento Nacional de Infra-estrutura de Transportes (DNIT) para discutir a responsabilidade pela realização do projeto e os custos da obra. O deputado Perondi ressaltou que a ponte é uma obra imprescindível para a integração do Noroeste Gaúcho com o Oeste de Santa Catarina, com o Paraná e São Paulo. Os municípios daquela região há muito tempo vêm perdendo economicamente com a falta de uma ponte, lamentou.

6 6 ENCONTRO DE PREFEITOS E PREFEITAS Fecam destaca inciativa inédita do governo em convidar prefeitos Terrenos de Marinha Em pauta na CCJ do Senado, a proposta de emenda à Constituição que extingue o instituto do terreno de marinha. A PEC 53/07 propõe a divisão dos terrenos de marinha em cinco categorias e mantém sob domínio da União apenas as áreas onde existam prédios públicos que abriguem órgãos ou entidades da administração federal e as que tenham sido regularmente destinadas a prestadores de serviços, pelo ente nacional, por meio de concessão ou permissão. Coruja O deputado Fernando Coruja diz que o PPS tem sérias restrições ao texto da reforma tributária que está em debate na Câmara. Ele critica o Congresso por não dispensar a devida atenção à crise financeira internacional. Líder O PPS já definiu: deputado catarinense Fernando Coruja, segue como líder do partido na Câmara. Entorno Passada a eleição, quem é governo, permanece governo; quem é oposição, segue na oposição, resumiu a senadora Ideli sobre o futuro da Casa, depois da eleição do ex- presidente José Sarney para o comando do Senado. Ela disse que a candidatura Tião Vianna era a candidatura da mudança, e que respeita a biografia de Sarney, mas faz restrições a seu entorno, citando as figuras carimbadas de Fernando Collor, Renan Calheiros e Gim Argello. Brasília - É a primeira vez que o governo federal chama os prefeitos catarinenses para apresentar uma agenda de compromissos, destacou o presidente da Federação Catarinense dos Municípios - Fecam - Ronério Heiderscheidt, ao explicar a participação maciça de representantes de cidades de Santa Catarina no Encontro Nacional dos Prefeitos e Prefeitas Eleitos, realizado em Brasilia. Mais de 200 catarinenses, entre prefeitos, vice-prefeitos, secretários municipais e representantes de associações de municípios, participaram do evento. Os principais programas do governo federal executados em parceria com os municípios foram discutidos no encontro. Os próprios ministros apresentaram as políticas do governo federal nas áreas da educação, saúde, desenvolvimento social, cultura, habitação, agricultura, planejamento municipal, meio ambiente e gestão pública. É a primeira vez que o governo federal chama os prefeitos catarinenses para apresentar uma agenda de compromissos. Daí, a participação maciça dos prefeitos catarinenses, que foram a Brasília para discutir melhorias no atendimento ao cidadão, disse Ronério. A orientação fundamental Romério Heiderscheidt presidente da Federação Catarinense dos Municípios - Fecam e prefeito de Palhoça. Em Santa Catarina, 80% dos municípios têm menos de 20 mil habitantes. Isto significa que o Estado é configurado por cidades pequenas, aumentando ainda mais o compromisso dos prefeitos eleitos com o desenvolvimento local e os desafios para a aplicação da boa gestão municipal. A orientação acerca de onde estão disponíveis os recursos dos programas federais para financiar projetos municipais nas mais diversas áreas são fundamentais para prefeitos, secretários e técnicos, uma vez que as prefeituras ainda têm estrutura técnica reduzida e orçamento enxuto. Foi com este intuito de qualificação profissional que os mais de 150 prefeitos catarinenses participaram em massa do Encontro Nacional de Prefeitos e Prefeitas. Sedentos por conhecimento sobre a operacionalização dos programas federais e das linhas de financiamento para projetos municipais, enfrentaram uma maratona de palestras. Ao todo, foram 24 painéis e 75 palestras nas áreas de educação, saúde, desenvolvimento social, cultura, desenvolvimento agrário, meio ambiente, planejamento municipal, esporte, desenvolvimento local, habitação, entre outros, além de oficinas técnicas e depoimentos de prefeitos de todo o país sobre experiências bem sucedidas na gestão municipal. Desta vez, não fomos a Brasília de pires na mão, reivindicar recursos e alterações em leis e nem mesmo esperávamos um pacote de bondades. A complexidade da administração municipal, o gerenciamento dos 180 programas federais executados em parceria com os municípios, as exigências da Lei de Responsabilidade Fiscal, a modernização da gestão pública exigem dos administradores públicos conhecimento técnico para o desenvolvimento das políticas públicas municipais. No encontro, as salas de atendimento dos ministérios, onde especialistas orientaram os gestores públicos de como melhorar os índices sociais, econômicos e ambientais, apresentando os recursos disponíveis para executá-los, foram de suma importância para os gestores municipais, principalmente aqueles que iniciam pela primeira vez um mandato. Na bagagem dos administradores municipais veio muito conhecimento para implementar novos projetos visando a melhoria da qualidade de vida do cidadão catarinense. E cabe à FECAM e às associações de municípios permanecerem ainda mais atuantes no fortalecimento dos municípios. O Encontro marcou ainda o reconhecimento do Movimento Municipalista, coordenado aqui no Estado pela Federação Catarinense de Municípios e nacionalmente pela Confederação Nacional de Municípios (CNM). Foi a primeira vez que o governo federal chamou os prefeitos para construir uma agenda de compromissos. O evento reafirmou a importância do prefeito para o desenvolvimento do estado e do país. Dilma pede apoio para acelerar obras do PAC Brasília - O PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) não foi concebido para a crise, mas é uma medida essencial para garantir investimentos públicos, disse aos prefeitos a ministra-chefe da Casa Civil da Presidência da República, Dilma Rousseff. Ela pediu o apoio dos líderes municipais para acelerar as obras do programa em suas cidades. Os investimentos do PAC, na avaliação dela, vão combater as carências dos municípios nas áreas de abastecimento de água, esgotamento sanitário, luz elétrica e drenagem. Para os novos gestores, a ministra anunciou investimentos a fundo perdido no valor de R$ 2 bilhões e mais R$ 1 milhão como linha de financiamento para área da habitação, mais R$ 3 bilhões para o saneamento básico e R$ 4 bilhões para obras de drenagem. Todas as medidas são para combater a crise e evitar a interferência no ciclo de crescimento do país, disse a ministra. - Nós precisamos de vocês, prefeitos e prefeitas. Vocês são os grandes parceiros do país, sem os municípios não fazemos política com qualidade, concluiu Dilma.

7 São Lourenço. Um experiência exitosa de assistência à saúde Brasília - O Consórcio Interestadual de Saúde, uma experiência pioneira no Brasil, envolvendo os municípios de São Lourenço do Oeste (SC) e Pato Branco (PR) e que proporciona às populações dos dois municípios atendimento médico exemplar através do SUS, foi o projeto trazido pelo prefeito de São Lourenço, Tomé Francisco Etges (PSDB), para debate durante o encontro. - Atendemos maravilhosamente bem pelo SUS, garante Tomé, lembrando que, desde sua implantanção em agosto do ano passado, o projeto tem resolvido acima de 90% dos casos de Brasília - O prefeito de Urussanga, Luiz Carlos Zen (PP), apresentou aos colegas, no decorrer do encontro, dois alvos prioritários de sua gestão na comando da Associação dos Municípios da Região Carbonífera: saneamento básico e o consórcio intermunicipal de saúde. O atendimento às comunidades dos municípios consorciados abrange atualmente onze especialidades, além da realização de exames. Estamos trabalhando focando sempre o barateamento dos custos, explicou Zen. Brasília - Governar com os Conselhos Comunitários. Este é um projeto inovador que vem sendo desenvolvido em Canoinhas. A economia do Planalto Norte de Santa Catarina contabiliza um revés que a caro custo os gestores tentam suplantar. Foram 30 anos perdidos. A legislação ambiental foi particularmente cruel com a região, com a extinção do extrativismo tradicional - madeira, principalmente, lembra o prefeito de Canoinhas, Leoberto Weinert (PMDB). Canoinhas é hoje um importante centro preparador de urgência e emergência, praticamente sem demanda reprimida. As exceções ocorrem em algumas especialidades, como oftalmologia, ortopedia e dermatologia, para quais não existem médicos credenciados pelo SUS. O prefeito diz que a proposta tem encontrado solução também para o gargalo das especialidades, através de consórcios entre cidades ( num total de 18, das quais 11 do Paraná e 7 de Santa Catarina), que com recursos arrecadados pelas prefeituras para este fim específico, contratam os serviços médicos. Saneamento e saúde, alvos da Amrec Outra grande preocupação é a elaboração dos Planos Municipais de Saneamento Básico, com meta para o esgotamento sanitário. As prefeituras vem sendo cobradas com insistência pelo Ministério Público, e quem até 2010 não estiver devidamente aparelhado, não recebe recursos federais, advertiu, preocupado. Segundo o CREA/SC, Santa Catarina apresenta um dos piores índices de coleta de esgoto do país até 2007, apenas 12,97% da população catarinense tinha acesso à rede de esgoto. Canoinhas inova ouvindo Conselhos matéria-prima para a indústria moveleira, fornecendo madeira in natura e compensados. Ele mostrou aos prefeitos em Brasília como a parceria com os conselhos comunitários tem servido ao propósito de animar a economia, sem o tradicional canetaço do prefeito, antes, pela vontade popular. O alvo da proposta, por decisão da comunidade, tem sido especialmente o agronegócio, buscando contemplar, as pequenas propriedades, proporcionando-lhes sustentabilidade. Agilidade no acompanhamento de projetos A Logos Assessoria e Projetos Ltda é uma empresa que atua no mercado de Consultoria para Gestão Pública, oferecendo, entre outros produtos, a Assessoria para Captação de Recursos Federais. A preocupação constante em bem atender seus parceiros motivou o investimento na inovação tecnológica da empresa, que lança em marco um sistema próprio de gerenciamento e acompanhamento de convênios das prefeituras com órgãos do Governo Federal. Segundo o dirigente da Logos, João Krein, o sistema foi projetado considerando as necessidades das Prefeituras com as quais trabalhamos. Trata-se de uma ferramenta de trabalho que, além de possibilitar melhor visualização dos investimentos do município, permitirá maior agilidade para a tramitação dos processos. Energia do Futuro vai iluminar Morro da Cruz Brasília - O projeto Energia do Futuro, desenvolvido pela Celesc a partir de uma invenção do catarinense de Tubarão, José Alcino Alano, e que vai beneficiar a comunidade do Morro da Cruz, em Florianópolis, foi assinado, dia 11 de fevereiro, em Brasília, durante o Encontro Nacional de Novos Prefeitos e Prefeitas. O Energia do Futuro é um acordo para difusão de aquecedores solares compostos por Energia solar reduz gasto com chuveiro elétrico Brasília - O uso da energia solar somente nos chuveiros no país aumentaria a demanda por coletores térmicos em 8 milhões de metros quadrados, afirmou o professor do Departamento de Engenharia Mecânica da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Sérgio Colle. Atualmente a produção brasileira desses coletores, segundo o professor, está em 700 mil metros quadrados por ano: o governo federal nunca pensou em aproveitar a energia solar até para reduzir o consumo de energia dos chuveiros elétricos. Para Colle, falta integração dos gestores públicos de política enérgica e a comunidade científica para promover o uso de energia renovável. Essa ligação é forte em países desenvolvidos. No Brasil, diz, a comunidade científica faz a sua parte, mas falta apoio do governo. 7 materiais descartáveis (garrafas Pet e embalagens Tetra pak), desenvolvidos por Alcino, e que já beneficiou mais de 7 mil pessoas em Santa Catarina. A assinatura aconteceu durante painel sobre habitação e saneamento ambiental com a participação dos ministros da Cidade, Márcio Fortes, do Meio Ambiente, Carlos Minc, e da presidente da Caixa Econômica Federal, Maria Fernanda Coelho. Formaplas abre franquia em Brasília Brasília - A Formaplas, indústria catarinense de cozinhas, dormitórios e lavanderias, acaba de abrir a primeira franquia em Brasília, a 16ª da rede. Instalada no Casapark Shopping Center (SGCV Lote 22 Loja 148/149), a unidade consumiu investimentos da ordem de R$ 600 mil. Segundo o diretor de Franchising da Formaplas, Fernando Demetri, a nova unidade faz parte do projeto de expansão da rede de franquias, implantada em 1999, que prevê a abertura de mais duas lojas em 2009, somando um total de 18 unidades. Fundada em 1964, a empresa está em 11 estados, que em 2008 demandaram 12 mil metros quadrados de armários, totalizando aproximadamente 1,8 mil ambientes. Crescemos 20% em Para este ano trabalharemos para manter o patamar de faturamento, afirma. Colombo propõe repactuação das dívidas dos municípios Brasília - Projeto do senador catarinense Raimundo Colombo (DEM) autoriza a União a repactuar dívidas externas e internas, incluindo as relativas ao INSS, FGTS, Pasep e precatórios, contraídas pelos municípios. A matéria encontra-se na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ). Caberá à Comissão de Assuntos Econômicos a decisão terminativa sobre o assunto Ȯ projeto estabelece um escalonamento dos limites de comprometimento das receitas dos municípios para o pagamento da dívida refinanciada. Cidades com até 10 mil habitantes pagarão até 7% da receita líquida real. Entre até 90 mil habitantes, 8%. Municípios de a 300 mil moradores poderão comprometer até 9% de sua arrecadação líquida. Se o município tiver entre e 1 milhão de habitantes, esse percentual sobe para 10%. Municípios com mais de 1 milhão de moradores pagarão até 11% da receita líquida real. A crise mundial, que já repercute na economia brasileira, foi a justificativa do senador para apresentar o projeto. Ele argumenta que a indústria sofreu uma queda de 5,2% na produção de novembro, comparando com outubro. Foi a redução mais acentuada desde maio de Raimundo Colombo lembra que os municípios são os entes da federação mais fragilizados diante da crise, já que dependem dos repasses dos estados e da União.

8 8 De volta pra casa O presidente Lula dobrou a promessa. Anunciou que o pacote de habitação popular do governo construirá 1 milhão de casas populares até Não seria mau se esta operação começasse - e imediatamente - por Santa Catarina, através da desapropriação de áreas de terra para construir casas para centenas de sem nada atingidos pelas enchentes, muitos dos quais perderam até os terrenos. Muitos ainda amontoamse em casa de parentes; outros sobrevivem em abrigos promíscuos há quase três meses. Chega de conversa O deputado Vignatti foi para a tribuna destacar a ação do presidente Lula em socorro a Santa Catarina, elogiando o total auxílio prestado pelo Governo ao Estado durante as enchentes. Não é bem assim, excelência! Tem gente, mas muita gente em Santa Catarina que continua a viver a tragédia no dia-a-dia e essa gente quer apenas entrar pra debaixo de um teto digno com sua família. Cadê o dinheiro? O prefeito de Gaspar, Pedro Zuchi não me deixa mentir. Ele, que participou, em Brasília, do Encontro de Novos Prefeitos e Prefeitas, acusa o governo de Santa Catarina de não liberar recurso federal (R$ 300 milhões ) destinado à reconstrução, nem o dinheiro das doações voluntárias aos municípios atingidos pelas enchentes. Não poupa igualmente os especuladores imobiliários da cidade que querem enriquecer à custa da desgraça alheia. A cidade precisa construir casas para,pelo menos 600 famílias que perderam tudo e ainda vivem em abrigos ou de favor, na casa de parentes e, segundo o prefeito, até agora não recebeu o montante necessário para erguer sequer uma casa. - Por enquanto só mixaria. Cadê o dinheiro das doações que o Brasil mandou para atender os flagelados?, cobrou. RECONSTRUÇÃO Assinado contrato para recuperação de área atingida no porto de Itajaí Brasília - O ministro da Secretaria Especial de Portos, Pedro Brito, assinou dia 17 de fevereiro, em Itajaí, os contratos com as empresas que ficarão responsáveis pelas obras civis de recuperação do terminal (berços 1 e 2, e retroárea), atingido severamente pelas enchentes. O consórcio Triunfo/Serveng/Constremac apresentou o valor de R$ 171,8 milhões para executar os serviços dos berços 01 e 02. Já para a retroárea, a empresa Construter Ltda ofertou R$ 28 milhões. A solenidade de assinatura dos contratos aconteceu no auditório Martin Schmeling, na Superintendência do Porto. Segundo Brito, a Secretaria cumpriu todo o cronograma prometido aos empresários, trabalhadores e Décio: Refis para empresas atingidas pelas enchentes Brasília - A inclusão no Refis de todo o sistema produtivo nacional é uma das alternativas em estudo por um grupo de deputados petistas, em Brasília, a partir da discussão aberta pelo deputado catarinense Décio Lima (PT), que pleiteia o benefício da recuperação fiscal para as empresas situadas em regiões atingidas pelas enchentes. Décio esteve reunido com os deputados Antônio Palocci (PT/SP), presidente da Comissão de Reforma Tributária, e Cândido Vaccarezza (PT/SP), líder Brasília - O deputado Acélio Casagrande (PMDB) encaminhou à Mesa da Câmara dois projetos de lei que visam criar linhas de crédito subsidiadas para beneficiar as famílias vitimas de calamidade pública. O parlamentar apelou às direções da Agência Nacional de Aeronáutica Civil - ANAC - e Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária - Infraero - cobrando a liberação do projeto de infraestrutura do aeroporto Diomício Freitas, em Criciúma. Segundo o parlamentar, o projeto prevê a ampliação da capacidade do terminal. Sem a liberação pela ANAC, o governo de Santa Catarina é impedido de iniciar a obra, explicou Casagrande. Concluídas as melhorias, o aeroporto será uma opção de deslocamento para importantes da bancada do PT na Câmara. O grupo considerou duas possibilidades de estender o benefício do Programa de Recuperação Fiscal: uma somente para as empresas atingidas pelas enchentes e deslizamentos de terra que castigaram vários estados brasileiros desde o final do ano passado; e outra indistintamente para todo o setor produtivo, medida que serviria como uma blindagem para o País frente às oscilações da economia internacional, revelou Décio Lima. Casagrande quer crédito subsidiado para flagelados cidades da região Sul do Estado, como Criciúma, Araranguá, Tubarão e Içara. Enxurradas - Casagrande pediu também ao Governo Federal a execução de obras destinadas a evitar novas enchentes na região Sul de Santa Catarina. O parlamentar apresentou dois projetos de lei que visam criar linhas de crédito subsidiadas para beneficiar as famílias vitimas de calamidade pública. Um deles, o PL nº /09, dispõe sobre a abertura de crédito na rede bancária oficial para atender as vítimas de calamidade pública. Outro é o PL nº /00, que propõe a suspensão temporária do pagamento de financiamentos das famílias atingidas por calamidades públicas. usuários do porto de Itajaí. Além das obras, a SEP, por meio do Instituto Nacional de Pesquisas Hidroviárias (INPH), realizará estudos e projetos para a prevenção de novos danos em conseqüências de fortes chuvas, corriqueiras na região. O porto é responsável pelo escoamento de 70% da riqueza de Santa Catarina, e vem sendo recuperado pela Secretaria Especial de Portos (SEP). A expectativa da nova diretoria é que o porto volte a operar em sua capacidade plena ainda este semestre. Os prejuízos - No fim de 2008, Itajaí, em Santa Catarina, foi mais uma das cidades atingidas pelas fortes chuvas que destruíram parte do estado. O porto, líder em frigorificados e segundo maior em movimentação de contêineres, ficou comprometido em sua infraestrutura. O calado do porto, anteriormente de 11 metros, passou para 7 metros devido aos resíduos trazidos pela chuva. Isso impossibilitou a chegada de navios para carga e descarga. Na ocasião foram anunciados R$ 350 milhões pelo Governo Federal para a recuperação do porto. O ministro Pedro Brito determinou um prazo de 30 dias para que o porto voltasse a operar parcialmente. Enquanto isso, as cargas foram desviadas para os terminais de Paranaguá, Santos e Rio Grande. Camboriú não estava preparada para enchente Brasília - A psicóloga da Secretaria Nacional de Defesa Civil, Daniela Cunha Lopes, destacou a necessidade de informação e prevenção para enfrentar desastres naturais, em oficina realizada no Encontro Nacional de Prefeitos. O maior risco que hoje existe neste país é o risco de não perceber o risco, afirmou. A prefeita de Camboriú, Luzia Mathias, admitiu que não estava preparada para para lidar com a enchente. Segundo dados do IBGE, em 2008 o Brasil tinha municípios, dos quais possuiam coordenadorias municipais da defesa civil (Comdec). Mas a maioria só existe no papel, e só aparece quando o desastre acontece, disse ao defender que os órgãos da Defesa Civil façam mais ações de prevenção, e informem a população. Para a psicóloga, não existe risco zero, o que podemos é construir uma convivência com o risco, destacando que para isso é necessário dar acesso à informação. Presente ao painel, a prefeita da cidade de Camboriú, Luzia Coppi Mathias, admitiu que não estava preparada para lidar com a enchente que deixou desabrigada ou desalojada 10% da população da cidade. - Ninguém se preparou, achávamos que não ia ocorrer deslizamento, caíram 18 casas, a água veio por baixo, levantou a terra e as casas caíram como dominó. Todo ano vai continuar morrendo [gente] se continuar esse processo de exclusão de políticas públicas, concluiu.

9 Sem teto, famílias voltam a ocupar as áreas de risco Brasília - As chuvas têm provocado dezenas de mortes e deixado milhares de pessoas desabrigadas no Brasil desde novembro passado. Os estados mais atingidos são Minas Gerais, Santa Catarina, Rio de Janeiro, Espírito Santo e Rio Grande do Sul. Os problemas se repetem a cada ano. Famílias perdem tudo, mas voltam a construir moradias em locais precários, por não terem para onde ir. E o círculo vicioso se mantém. O excesso de chuvas provoca três tipos principais de problema. O primeiro é a enchente dos rios. As enxurradas são outro problema causado pelas chuvas nas cidades. Os deslizamentos de encostas são o terceiro tipo de desastre que as chuvas provocam. De acordo com o professor Luiz Fernando Scheibe, do Departamento de Geociências da Universidade Federal de Santa Catarina, o fenômeno é mais raro, mas ocorreu com muita força no fim do ano. De acordo com ele, também nesse caso, a tragédia no estado ocorreu por causa da ocupação irregular do solo. Casas condenadas - O professor lembra que Santa Catarina ainda tem pessoas desabrigadas, que tiveram as casas condenadas pela Defesa Civil. Há muitas áreas de risco ainda, tem muitas pessoas cujas casas não foram diretamente afetadas até agora, mas estão sendo impedidas de voltar para suas casas porque existe o risco que pode ser colocado como muito grande, de que mesmo com chuvas muito menores do que aquelas que aconteceram, essas casas venham a ser afetadas pela continuidade do processo que já foi iniciado em muitas áreas. Áreas de preservação - As Colombo defende programa de revitalização das cidades Brasília - O senador Raimundo Colombo (DEM) defende a criação de um programa de revitalização das áreas atingidas pela enchentes. Projeto de sua autoria autoriza o Poder Executivo a instituir programa coordenado entre os diversos órgãos e entes da federação atingidos pelas cheias. Muito ainda terá que ser feito, e vários recursos federais ainda se farão necessários, mas a idéia principal é exatamente dar uma noção de coesão e coerência na implementação das políticas principais áreas afetadas foram as áreas de encostas, muitas delas áreas de preservação permanente, que foram ocupadas de uma forma irregular, diz Scheibe, acrescentando: Por isso mesmo, se quisermos procurar culpa nas autoridades, a culpa reside especialmente no fato de não ter havido uma fiscalização, que o município tenha coibido a habitação nessas áreas. Não deveria ser permitido, foi permitido irregularmente. Scheibe destaca que a chuva em Santa Catarina foi muito mais forte do que o esperado em 2008, e em uma região em que não costuma ocorrer, por isso não havia como evitar a tragédia. Ocupacão das encostas - Não há como evitar os deslizamentos. Em alguns casos, a ocupação da encosta aumenta o perigo da incidência e aumenta a frequência da incidência dos deslizamentos, por que as pessoas, ao fazerem as suas casas, escavam o morro e abrem plataformas para instalarem as casas. Isso aumenta localmente a declividade e a infiltração de água no terreno. E ao mesmo tempo, claro, torna um fenômeno que seria natural num problema social, afirma Scheibe Ḋepois dos desastres, algumas providências começaram a ser tomadas. Em Santa Catarina, o governo montou um grupo para estudar as áreas de risco, como explica o professor. O que tá sendo feito agora é um estudo bastante elaborado de todas essas áreas. Espera-se que a partir desse estudo as autoridades municipais e estaduais possam trabalhar mas efetivamente no controle da ocupação dessas áreas, mais suscetíveis a esse tipo de fenômeno. públicas de reconstrução, afirma Colombo. Pelo projeto, caberá ao governo federal definir os projetos a serem beneficiados pelo programa, bem como viabilizar recursos tributários ou fontes de financiamento. Aos governos estaduais caberá a tarefa de trabalhar coordenadamente com as ações federais e atuar como indutores da implantação do programa, por meio das secretarias de desenvolvimento estaduais, usando entes municipais para colocar em prática os projetos. TERRA Disputa entre ruralistas e quilombolas volta à pauta Brasília - Um dos temas pendentes de análise e que continua na pauta da Câmara neste ano é o Estatuto da Igualdade Racial. O deputado Valdir Colatto (PMDB), é autor do Projeto de Decreto Legislativo 44/07, que suspende todos os atos praticados pelo Poder Executivo com base no Decreto 4.887/03. Esse documento regulamenta a concessão da posse de terra às comunidades de quilombolas, prevista na Constituição. A expectativa do presidente da comissão que analisa a matéria, deputado Carlos Santana (PT-RJ), é votar até março o substitutivo apresentado pelo relator à proposta. O texto elaborado por pelo deputado Antônio Roberto (PV-MG) estabelece Brasília - Novos conflitos por terras entre agricultores e índios registraram-se em Santa Catarina, no início deste ano. No município de Itaiópolis, região Norte do Estado, a situção de tensão levou o Ministério da Justiça a admitir o envio de um contingente da Polícia Federal para conter os distúrbios. Os grupos disputam a região, que tem uma grande área de reflorestamento, que abrange Itaiópolis e mais 3 cidades, e foi ampliada há quase 6 anos por um decreto do Ministério da Justiça. 9 garantias de maior inserção dos afrodescendentes nas esferas institucionais e de poder, por meio de políticas afirmativas, como a implementação do sistema de cotas na educação e nos meios de comunicação. Também estão previstos direitos, como o acesso à saúde e à moradia adequada e a liberdade para professar religiões de matriz africana, como a umbanda. Segundo Carlos Santana, os latifundiários são contra a demarcação das terras de quilombolas. Ninguém está inventando as áreas quilombolas. Regularizar é reparar os danos da escravidão, que no Brasil foi planejada e fez parte de uma estratégia econômica. Novo confronto entre índios e agricultores Procurador restringe defensoria Brasília - Em parecer enviado ao Supremo Tribunal Federal (STF) na Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) 3892, o procurador-geral da República, Antonio Fernando Souza, considera que o exercício da Defensoria Pública não pode ser executado pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) em Santa Catarina. A questão foi levantada pela Associação Nacional dos Defensores Públicos da União (ANDPU), que ajuizou a ADI no Supremo. Para a instituição, o artigo 104 da Constituição do estado catarinense e a Lei Complementar Estadual 155/97 devem ser considerados inconstitucionais porque ofendem a Constituição Federal no que diz respeito à assistência jurídica integral e gratuita aos que comprovem insuficiência de recursos. Os índios ainda não tomaram posse da terra porque a questão está sendo discutida judicialmente. O prefeito da cidade, Ivo Gelbcke, chegou a ficar refém dos colonos por quase quatro horas. Os agricultores queriam chamar a atenção para o problema e chegaram a bloquear a rodovia SC-447. A mesma rodovia também foi interrompida pelos índios, que montaram uma barreira a 300 quilômetros do bloqueio feito pelos agricultores. F.pólis terá Casa da Cidadania Brasília - Em março, Florianópolis será mais uma cidade brasileira a integrar o programa Casas de Justiça e Cidadania, espaços para promoção de cursos, palestras e oficinas gratuitos para as comunidades, criado pelo Conselho Nacional de Justiça e pelo Supremo Tribunal Federal. Lançado em dezembro de 2008, o programa objetiva levar aos cidadãos acesso aos seus direitos por meio do trabalho voluntário e de parceria com a sociedade. Para isso, CNJ e STF sedem salas de reuniões e auditórios dos fóruns das cidades para promover assistência judiciária, oferecer cursos profissionalizantes e palestras direcionadas à cidadania e ao desenvolvimento social. Com a implantação em Florianópolis e Planaltina distante cerca de 40 quilômetros de Brasília, o país passa a contar com quatro Casas de Justiça e Cidadania.

10 10 AGRONEGÓCIO Mais crédito para as parcerias na produção de aves e suínos Ideli A senadora Ideli passou a liderança do PT e do bloco ao senador Mercadante, tendo cumprido a indigesta missão de forma exemplar, feito que, somado ao resultado da eleição municipal em Santa Catarina, a credencia, sem apelação, como a número um do partido à sucessão estadual. Ela que iniciou seu trabalho levando um Waldomiraço pela proa, suportou pesado bombardeio e sobreviveu ao Mensalão. Com um governo desacreditado, foi substituída e imediatamente reconduzida ao cargo por imposição do então fragilizado presidente Lula e deixa a liderança com um governo beirando a uma aprovação recorde de 70 por cento. Apesar de todo o envolvimento que a função exigia, ainda teve tempo para dedicar-se a projetos importantes - relatou, por exemplo,o piso do magistério e aprovou seu projeto sobre o parto assistido - e às demandas de Santa Catarina. O melhor e mais recente exemplo foi o empenho com que se entregou ao mutirão de socorro ao Estado, envolvendo o governo federal que participou do cenário de ajuda, desde a primeira hora, de maneira nunca antes registrada. Mesmo tendo acumulado antipatias pela maneira intransigente e até debochada de defender as posições do governo nos ápices das crises, a líder sindical volumosa, gritona e de cabelos desgrenhados, deu espaço para uma alourada, esbelta e fashion liderança política que, deslisando sobre invejáveis índices de aprovação de Lula, revelou-se também afável, conciliadora a admitir, como diz o samba que anda com o coração aos saltos. Copa Além de tentar emplacar Florianópolis como cidade-sede da Copa do Mundo de possibilidade tida como remota, face a dificuldades de acesso à Capital e aos estádios, além da acirrada disputa com os demais estados da região - Santa Catarina deveria articular-se também como candidata a hospedar algumas das 32 seleções na fase preparatória da competição. Brasília - Atualizar o limite de crédito para os setores de avicultura de corte e de suinocultura, explorados sob regime de parceria. Esse é o objetivo da medida aprovada pelo Conselho Monetário Nacional (CMN), que amplia o limite de custeio para a avicultura de corte de R$ 24 mil para R$ 40 mil e, em se tratando de perus e de suinocultura, de R$ 36 mil para R$ 60 mil. Em decorrência da crise de liquidez internacional, os setores da avicultura e da suinocultura estão entre os que vêm se defrontando com menos recursos para financiamento, assinala o diretor do Departamento de Economia Agrícola do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Wilson Vaz de Araújo. Ele lembra que os custos de produção também têm aumentado no decorrer das últimas safras, influenciados pela forte demanda de grãos pelos países Escambo para aliviar estoques Brasília - Precisamos urgente retirar 50 mil toneladas de carne suína de Santa Catarina, e isso poderá ser feito através de escambo, na troca por produtos como o trigo, fertilizantes, entre outros, defendeu o presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), deputado Valdir Colatto (PMDB). Uma carta assinada pela Coopercentral Aurora, uma das maiores agroindústrias do país, demonstra interesse da cooperativa pelo sistema de exportação via troca de carne suína por mercadorias do agronegócio. A carta, assinada pelo presidente Mario Lanznaster e endereçada ao Ministério da Agricultura, será entregue pelo deputado ao ministro Reinhold Stephanes com destino ao governo da Rússia, onde autoridades brasileiras terão audiência no dia 15 de março. Cadeia produtiva pede socorro asiáticos, em franca expansão econômica nos últimos meses. Para evitar o abate de matrizes por causa da baixa demanda de carne suína dentro e fora do Brasil, a medida também determina que recursos de depósitos à vista serão usados na concessão de financiamento de custeio pecuário aos suinocultores. Com o objetivo de promover a estabilidade do setor no País, o CMN, por indicação do Mapa, estabeleceu o limite de crédito de até R$ 100 mil reais por tomador, em única operação, independente de outros créditos de custeio concedidos com recursos controlados do crédito rural. O prazo de contratação vai até setembro de 2009 e o prazo de financiamento será de até dois anos, com amortizações livremente pactuadas entre produtores e bancos contratantes. Brasília - A cadeia produtiva da suinocultura encaminhou ao ministério da Agricultura uma pauta de reivindicações que visam minimizar os efeitos da crise que se abateu sobre a atividade no país. O presidente da Associação Brasileira dos Criadores de Suínos (ABCS), Rubens Valentini, e outras lideranças do setor, entre as quais os deputados catarinenses Odacir Zonta (PP), Celso Maldaner (PMDB), Valdir Colato (PMDB) e José Carlos Vieira (DEM), estiveram com ministro da Agricultura, Reinhold Stephanes, para apresentar a relação de pleitos. Valentini destacou a condição inovadora das sugestões referentes ao crédito rural (retenção de matrizes e custeio pecuário), através da qual o produtor poderia usar os animais como garantia junto aos bancos. É importante ressaltar que o Manual de Crédito Rural do BCl já prevê esse mecanismo, comentou Valentini, para quem a questão se resume a fazer com que os agentes financeiros cumpram o que já está fixado nas regras estabelecidas. O presidente da ABCS defendeu ainda que os bancos levem em consideração o valor proporcional do tamanho do plantel dos suinocultores na hora de considerar o volume de empréstimos. Já o Presidente da Comissão de Suinocultura da CNA, Renato Simplício Lopes, diz que é hora de aproveitar essa oportunidade para desenvolver o grande potencial do mercado interno brasileiro. Carne: Zonta pede trégua aos italianos Brasília - O deputado Odacir Zonta (PP) fez um apelo para que sejam retomadas as negociações para a exportação de carne de Santa Catarina para a Itália, suspensas depois da decisão do governo de conceder o asilo a Battisti. O governo italiano cancelou uma missão oficial, que viria ao Brasil no início do ano concluir negociações que já duram dois anos. Nossa justiça deve convalidar o que decidiu a justiça italiana nesse caso para evitar prejuízos nas relações comerciais entre os dois países, disse Zonta. Dias 19 e 20 de fevereiro, o deputado Paulo Bornhausen (DEM) esteve em Roma para informar que uma parte do Parlamento brasileiro e de organizações civis não concorda com o asilo político para Battisti. O vice-presidente da Câmara dos Deputados da Itália, Maurizio Lupi, garantiu que o asilo político concedido pelo governo brasileiro a Cesare Battisti não comprometerá a relação entre os dois países. Lupi elogiou a decisão do governo brasileiro de não contestar a possível extradição do ex-ativista Cesare Battisti, que está sendo analisada pelo Supremo Tribunal Federal (STF). Avançam as negociações com chineses Brasília - China e Brasil levarão a mesma mensagem para a reunião de chefes de Estado do G20, marcada para 2 de abril, em Londres. Os dois países condenarão as medidas protecionistas embutidas nos pacotes econômicos anti-crise dos países ricos. O discurso foi afinado durante visita do vice-presidente chinês, Xi Jinping, ao Brasil, em fevereiro (19). Segundo fontes diplomáticas, estão avançadas as negociações para abertura do mercado chinês à carne suína produzida no Brasil e, em breve, devem ser normalizadas as importações de carne bovina, suspensas em 2005 devido aos focos de febre aftosa em alguns estados brasileiros. Hoje, a China só importa de frigoríficos do Rio Grande do Sul, de Santa Catarina, do Acre e de Rondônia, embora 17 estados brasileiros sejam reconhecidos pela Organização Mundial de Saúde Animal como livres de aftosa.

11 Chuva e seca: Conab, IBGE e CNA apontam para redução da colheita Brasília - As fortes chuvas ocorridas no Litoral Norte, Vale do Itajaí e Sul do Estado, aliadas à seca na região Oeste de Santa Catarinano no final de 2008 e no início deste ano, trouxeram conseqüências aos resultados da agricultura. A região Sul do Brasil, maior celeiro agrícola do Brasil, respondendo por 39,7% da colheita de grãos, deve ter queda de 12,7% na produção em relação a 2008, segundo o Valerá a pena Edinho Bez Deputado pelo PMDB A paralisação do Porto de Itajaí fez as indústrias cerâmicas do Sul de Santa Catarina correrem atrás de alternativas para embarcar a produção vendida. A interdição de estradas e do porto já compromete a produção agrícola e as exportações de Santa Catarina. A chuva e os deslizamentos que destruíram quase um terço do Estado geram prejuízos também para as regiões que não foram afetadas pelas enchentes. Cumprimento os Governos Estadual e Federal pela rápida Brasília - A Comissão de Meio Ambiente aprovou parecer do deputado catarinense Gervásio Silva (PSDB), rejeitando a criação de uma Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico (Cide) incidente sobre a importação e a fabricação de automóveis. Segundo o texto, a chamada Cide-Automóvel terá alíquota de 3% sobre o valor de fabricação ou importação do veículo. Metade dos recursos será destinada a programas de transporte coletivo urbano e de Brasília - O plenário da Câmara aprovou projeto do deputado Beto Albuquerque (PSB-RS), que institui a Semana de Mobilização Nacional para Doação de Medula Óssea. A deputada Ângela Amin (PP), que relatou a matéria pela Comissão de Seguridade Social e Família, lembrou a morte por leucemia da jogadora de basquete Michelle Splitter. A atleta recebeu transplante de doador compa- primeiro prognóstico de safra do IBGE. A Conab divulgou que a safra nacional de grãos 2008/09 será de 137 milhões de toneladas, redução de 4,9% em relação ao ciclo anterior, de 144,1 milhões de toneladas. Previsão da CNA - A quebra da safra agrícola 2008/2009 ficará em torno de 10%, de acordo com estimativa da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA). Segundo a presidente da entidade, senadora Kátia Abreu, o setor produtivo prevê uma queda ainda maior que a calculada pela Conab. A CNA não detalhou a quebra por lavouras, ao contrário do levantamento da Conab, que aponta maiores reduções nas safras de milho, soja e algodão, em contraponto a colheitas maiores de trigo e feijão. Parecer de Gervásio derruba CIDE sobre a fabricação de automóveis transporte não motorizado (como ciclovias) em municípios com população acima de 100 mil habitantes. Outros 35% vão para projetos de reflorestamento em áreas degradadas e áreas de preservação permanente, a fim de compensar a emissão de gases de efeito estufa; e 15%, para programas de controle de poluição do ar por veículos automotores. Gervásio argumentou que o imposto representará uma bitributação, pois parte dos recursos da Cide-Combustíveis já é destinada a programas ambientais. O deputado também afirmou que a discussão sobre o novo tributo deve ser feita no âmbito da reforma tributária. É melhor ter cautela quanto à aprovação de propostas que enfrentam o tema de forma pontual. Faz mais sentido, hoje, estudar a tributação ambiental de uma forma sistêmica, disse. O parecer de Gervásio Silva foi aprovado com voto contrário do deputado Sarney Filho (PV-MA). Doação de medula óssea terá campanha nacional tível em janeiro deste ano, mas apresentou rejeição. Durante o primeiro tratamento contra a doença, a jogadora teve de abandonar a seleção brasileira sub-17 e chegou a perder 17 quilos. Ela se recuperou e voltou a ser convocada para amistosos da seleção em Cuba antes de a doença se manifestar novamente. A votação do projeto foi uma iniciativa do presidente Michel Temer, em solidariedade ao ação visando à reconstrução do Estado de Santa Catarina, mas estamos preocupados com a nossa produção e escoamento da mesma. Nos dias em que a BR- 101 esteve interditada durante as enchentes no Vale do Itajaí, parte da produção das indústrias de Tubarão, por exemplo, foi escoada via Lages, na região serrana de Santa Catarina, mas com metade do volume normal, aumentando o custo do frete dos transportes e, obviamente, diminuindo nossa competitividade. Mas somos otimistas e vamos reconstruir a nossa província, com a ajuda de todos. O terminal de Imbituba mostrou-se também uma alternativa para exportação. Registra 200% de aumento de movimento de cargas de contêineres. Neste momento, estamos dragando o porto, passando o calado de 9 para 12 metros, fazendo dele um dos bons terminais do Brasil, pelo que cumprimentamos sua administração, ao prefeito Beto e demais lideranças do município. Não podemos permitir que as dificuldades de escoamento da produção inibam maiores investimentos em setores amplamente promissores como a pecuária, produção industrial de manufaturados e biocombustível. E peço a investidores e empresários que continuem acreditando no em Santa Catarina. Valerá a pena. próprio Albuquerque, cujo filho morreu nesta terça-feira, vítima de leucemia mielóide aguda. A matéria será enviada para análise do Senado. De acordo com o projeto, a semana será, anualmente, de 14 a 21 de dezembro. Nesse período, deverão ser desenvolvidas atividades de esclarecimento e de incentivo à doação de medula óssea e à captação de doadores. S. Catarina presente à Biofach 11 Brasília - Produtores orgânicos catarinenses participaram até o dia 22 de fevereiro, em Nuremberg, de mais uma edição da Biofach, a maior feira de orgânicos da Europa. Os brasileiros presentes ao evento contaram com o apoio do projeto Organics Net, da Sociedade Nacional da Agricultura, e do Ministério do Desenvolvimento Agrário. Lançado no dia 17 de março do ano passado, o portal OrganicsNet reúne 22 empresas certificadas de vários estados brasileiros. O projeto tem apoio do Fundo Multilateral de Investimento do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e do governo do Canadá. Participaram da feira na Alemanha representantes do Sítio do Moinho e da Epicuro, do Rio de Janeiro, a Coopernatural, do Rio Grande do Sul, além de agricultores biodinâmicos da ViaPaxBio, de Santa Catarina. Sílvia Wachsner acredita que os produtores orgânicos nacionais podem se beneficiar do chamado comércio justo e social na Europa. Prefeituras em débito com merenda Brasília - Pelo menos 32 municípios catarinenses, de um total de 895 em todo o País, vão ficar sem o repasse financeiro do Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae) do Ministério da Educação. O mandato dos Conselhos de Alimentação Escolar (CAE) dessas localidades estão vencidos e por isso não há como apresentar a prestação de contas referente a 2008 até a data limite, 28 de fevereiro. Em 2009, o Pnae tem um orçamento de R$ 2,02 bilhões para o atendimento dos alunos de educação básica da rede pública. Em 2008, a transferência atingiu R$ 1,49 bilhão, chegando a 34,6 milhões de alunos. Em SC, os mandatos estão vencidos em : Agronômica, Anita Garibaldi, Bela Vista do Toldo, Braço do Norte, Brusque, Chapadão do Lageado, Dona Emma, Formosa do Sul, Herval do Oeste, Ibicaré, Imaruí, Ipira, Irati, Itajaí, Laurentino, Lindóia do Sul, Maracajá, Mondai, Passo de Torres, Passos Maia, Piratuba, Ponte Serrada, Rio Fortuna, São José, São Pedro de Alcântara, Seara, Serra Alta, Turvo, União do Oeste, Vitor Meirelles e Xavantina.

12 12 TURISMO 1 - Li por ai que Jarbas Vasconcelos (PMDB), Fernando Gabeira (PV) e Gustavo Fruet (PSDB) estão traçando a constituição de um grupo suprapartidário anticorrupção. Essa reunião não pode ser confundida como o embrião de um novo partido. Isso pode até surgir mais à frente, não nessa fase..., disse Vasconcelos. O grupo já conta com 30 parlamentares. Pitaco: A idéia é boa, desde que não se repita o que vem acontecendo no dia-a-dia em Brasília: cassam um parlamentar, e o regra três, o seu substituto, é pior ainda que o titular que está vazando. Se suas excelências, no Grupo dos 30, dispensarem o currículo do grupo, e exigirem folha corrida... Senão é grupo! 2 - O deputado Luiz Couto (PT-PB) está cada dia mais isolado. Ameaçado de morte por assassinos profissionais, pediu proteção à Polícia Federal há três semanas, mas até agora não teve resposta. O parlamentar também é padre e, desde ontem, encontra-se proibido de celebrar missas pela Arquidiocese da Paraíba por defender o fim do celibato e o uso de camisinhas Enquanto a segurança policial não é liberada, Couto confia apenas na proteção divina. Eu rezo todos os dias para que Deus possa me afastar dessas ciladas. Tenho muita devoção nos meus anjos da guarda, afirma o deputado. Pitaco: Ô da batina, na boa, não vejo outra saída, a não ser aquela do irmão, o Padre Mala, que viajou no balão mágico. Só recomendo levar o GPS... e programar a volta lá pra 2020, quando a poeira baixar! O Observador Nacional é uma publicação da ABC Agência de Notícias, com informações de interesse de Santa Catarina geradas em Brasília. Editor: Arthur Monteiro Designer: Érico Niemeyer Revisão: Thelma Peres Com: Agência Brasil, Agência Câmara, Agência Senado e Ascom/Fecam Ministro do Turismo garante repasse para bancar WTTC Brasília - Para o ministro do Turismo, Luiz Barretto, já e- xiste o consenso nos ministérios do Turismo e do Planejamento sobre a importância do encontro anual do Conselho Mundial de Viagem e Turismo para Santa Catarina e para o país. O WTTC acontece de 14 a 18 de maio em Florianópolis. Durante audiência com o secretário especial de Articulação Internacional, Vinícius Lummertz, em Brasília, Barretto anunciou a liberação, em abril, de parte dos R$ 5 milhões previstos em emenda parlamentar para investimento no evento. Outros R$ 5 milhões estão previstos para liberação pelo Executivo. Turismo efetivo Neuto De Conto Senador pelo PMDB Ao analisar os dados elaborados pelo WTTC (World Travel and Tourism Council) sobre o impacto da indústria de viagem e turismo no Brasil, fiquei mais sensibilizado ainda com a causa. As previsões dessa entidade internacional, mesmo em meio à crise financeira mundial, são animadoras. O setor deverá contribuir com cerca de 7% do nosso Produto Interno Bruto. Estima-se que US$ 8,8 bilhões serão arrecadados entre impostos diretos, indiretos e pessoais, e que a indústria brasileira de viagens e turismo emprega hoje, conforme Brasília - O turismo internacional registrou, em 2008, entrada recorde de dólares no país, informou a Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur). A receita acumulada foi de US$ 5,7 bilhões, com crescimento de 16,8% em relação a 2007, que ficou em US$ 4,9 bilhões. Os dados divulgados pela Embratur foram enviados pelo Banco Central (BC) e incluem trocas cambiais oficiais e gastos em cartões de crédito internacionais. Santa Catarina segue como um dos destinos preferidos do turista estrangeiro. A presidente da Embratur, Jeanine Pires, explicou que cerca de 5 milhões de estran- Além de buscar agilidade na liberação dos recursos do executivo federal, somados aos previstos em emenda parlamentar do senador Neuto de Conto (PMDB, Lummertz também encaminhou ao ministro projeto para um pós-evento. A ideia é oferecer suporte técnico e estímulo para que os participantes do evento queiram conhecer as opções de Turismo no Estado e até em outras partes do Brasil, com o objetivo de atrair o interesse empresarial neste segmento. Segundo o ministro, a solução já começa a ser construída para que, em abril, parte dos R$ 5 milhões da emenda parlamentar seja liberada. As previsões do WTTC, mesmo em meio à crise financeira mundial, são animadoras. revela o ministro do Turismo Luiz Barreto, mais de 6 milhões de trabalhadores em todo o país. A atual geração de administradores percebeu que o turismo poderia se transformar num rápido instrumento para a redenção econômica e social de suas regiões. O Governo de Santa Catarina tomou uma decisão política e iniciou um trabalho integrado e competente que já Envolvimento - A senadora Ideli Salvatti (PT) disse que pretende sensibilizar o presidente Lula a garantir a liberação da emenda de Conto, no valor de R$ 11 milhões. Esta sensibilização precisa ser feita urgentemente, pois no próximo mês de março serão reavaliados os recursos do orçamento 2009 que foram contingenciados, advertiu. O senador Neuto de Conto, ao confirmar a escolha de Florianópolis para sediar o evento, destacou o empenho do governador Luiz Henrique para trazer o WTTC para Santa Catarina. Será a primeira vez que o congresso será realizado na América do Sul. começa a multiplicar resultados. O melhor exemplo do acerto dessa prática é a realização em Florianópolis do encontro anual do Conselho Mundial de Viagens e Turismo (WTTC), em maio próximo, que reunirá 700 dos melhores empreendedores do segmento mundial. O ministro do Turismo de Abu Dhabi, Emirados Árabes, Sheikh Sultan Al Nahyan, com quem estivemos recentemente e que nos relatou seu entusiasmo pelo Brasil, será mais um dos ilustres visitantes, contribuindo efetivamente para a consolidação dessa grande indústria mundial em Santa Catarina. Santa Catarina se mantém como um dos destinos preferidos por turista estrangeiro geiros ingressaram no país no ano passado, número igual ao de A grande maioria de turistas é da América do Sul, Europa e Estados Unidos. Ainda segundo a Embratur, os estrangeiros aumentaram o tempo de permanência no Brasil e estão gastando mais. Este é um indicador excelente para a nossa economia e demonstra a profissionalização do setor. Isso porque nós só computamos os dados do Banco Central, e certamente entre 10 a 15% de divisas entram no país com dinheiro trocado no exterior. Além disso, tivemos o dobro do crescimento mundial, que ficou em 7%, segundo a Organização Internacional do Trabalho (OIT), disse Jeanine Ḋe acordo com a Embratur, os gastos dos turistas estrangeiros dinamizaram os setores de hotéis, bares e restaurantes, agências de viagens e comércio em geral, contribuindo para a geração de empregos e qualificação dos serviços prestados. Jeanine afirmou que a entrada de divisas tem sido muito importante, principalmente nas regiões Nordeste, Norte e Centro-Oeste, que hoje recebem vôos internacionais diretos e antes precisavam passar por São Paulo e Rio de Janeiro.

Início da implementação do programa Brasil Sem Miséria pelas prefeituras.

Início da implementação do programa Brasil Sem Miséria pelas prefeituras. Ao longo do mês Início da implementação do programa Brasil Sem Miséria pelas prefeituras. Merece destaque também a ação da Polícia Federal e Força Nacional nos Estados e Municípios onde ocorreram mortes

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 11 Pronunciamento sobre a questão

Leia mais

CONSTRUINDO A DEMOCRACIA SOCIAL PARTICIPATIVA

CONSTRUINDO A DEMOCRACIA SOCIAL PARTICIPATIVA CONSTRUINDO A DEMOCRACIA SOCIAL PARTICIPATIVA Clodoaldo Meneguello Cardoso Nesta "I Conferência dos lideres de Grêmio das Escolas Públicas Estaduais da Região Bauru" vamos conversar muito sobre política.

Leia mais

PROJETO DE LEI N.º 409, DE 2015 (Do Sr. Luis Carlos Heinze)

PROJETO DE LEI N.º 409, DE 2015 (Do Sr. Luis Carlos Heinze) *C0051416A* C0051416A CÂMARA DOS DEPUTADOS PROJETO DE LEI N.º 409, DE 2015 (Do Sr. Luis Carlos Heinze) Institui isenção da contribuição para o PIS/PASEP, COFINS e CIDE- Combustíveis incidente sobre o óleo

Leia mais

REQUERIMENTO nº, de 2015. (Do Sr. Carlos Melles)

REQUERIMENTO nº, de 2015. (Do Sr. Carlos Melles) REQUERIMENTO nº, de 2015 (Do Sr. Carlos Melles) Requer a Convocação de Sessão Solene em 2016, em Homenagem ao vigésimo aniversário da Lei que criou o SIMPLES no Brasil. Senhor Presidente, Representando

Leia mais

C L I P P I N G DATA: 18.09.2015

C L I P P I N G DATA: 18.09.2015 C L I P P I N G DATA: 18.09.2015 Setor de serviços cresceu 2,1% em julho, menor taxa da série para o mês Alta acumulada em 12 meses também é a menor da série histórica do IBGE. Rondônia teve maior alta,

Leia mais

Nova sede Documento de doação do terreno entra para a fase final

Nova sede Documento de doação do terreno entra para a fase final www.aciaanapolis.com.br Nova sede Documento de doação do terreno entra para a fase final De 1º a 07 de Fevereiro de 2014 - Ano 09 - Nº 224 - Diretoria 2013/2015 Diretoria da Associação Comercial e Industrial

Leia mais

24/04/2007. Presidência da República Secretaria de Comunicação Social Discurso do Presidente da República

24/04/2007. Presidência da República Secretaria de Comunicação Social Discurso do Presidente da República , Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de assinatura dos atos normativos do Plano de Desenvolvimento da Educação (PDE) Palácio do Planalto, 24 de abril de 2007 Excelentíssimo senador Renan Calheiros,

Leia mais

Discurso do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, durante visita às obras da usina hidrelétrica de Jirau

Discurso do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, durante visita às obras da usina hidrelétrica de Jirau , Luiz Inácio Lula da Silva, durante visita às obras da usina hidrelétrica de Jirau Porto Velho-RO, 12 de março de 2009 Gente, uma palavra apenas, de agradecimento. Uma obra dessa envergadura não poderia

Leia mais

Bala Rocha na Comissão de Direitos Humanos

Bala Rocha na Comissão de Direitos Humanos Bala Rocha na Comissão de Direitos Humanos O PDT escolheu os nomes de Pompeo de Mattos (RS) e de Sebastião Bala Rocha (AP) para ocupar, respectivamente, a presidência e a vice-presidência da Comissão de

Leia mais

A visão social em relação ao sistema de saneamento e a importância da sociedade na elaboração do plano

A visão social em relação ao sistema de saneamento e a importância da sociedade na elaboração do plano A visão social em relação ao sistema de saneamento e a importância da sociedade na elaboração do plano Nossa Realidade 57% da população brasileira não possui coleta de esgoto (SNIS 2008) O Brasil é o 9º

Leia mais

Giovana - O senhor pode estimar um prazo para construir as casas, já que os terrenos estão previamente definidos pela prefeitura?

Giovana - O senhor pode estimar um prazo para construir as casas, já que os terrenos estão previamente definidos pela prefeitura? Confira parte da entrevista feita por jornalistas do Grupo RBS com o prefeito de Blumenau, João Paulo Kleinubing. Participaram do encontro o editor e colunista do Jornal de Santa Catarina, Fabrício Cardoso,

Leia mais

Exposição no Senado Federal sobre a Dívida Paulistana Audiência Pública.

Exposição no Senado Federal sobre a Dívida Paulistana Audiência Pública. Exposição no Senado Federal sobre a Dívida Paulistana Audiência Pública. 11/11/2013 Carmen Bressane As dívidas do Município de São Paulo, são representadas por 9 contratos diversos, junto ao BNDES, à Receita

Leia mais

Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro Programa de Pós-graduação de Ciências Sociais em Desenvolvimento, Agricultura e Sociedade (CPDA)

Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro Programa de Pós-graduação de Ciências Sociais em Desenvolvimento, Agricultura e Sociedade (CPDA) Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro Programa de Pós-graduação de Ciências Sociais em Desenvolvimento, Agricultura e Sociedade (CPDA) Relatório com as principais notícias divulgadas pela mídia

Leia mais

Prefeito Empreendedor. Guia de Recomendações Preliminares para o Fomento do Empreendedorismo nos Municípios

Prefeito Empreendedor. Guia de Recomendações Preliminares para o Fomento do Empreendedorismo nos Municípios Prefeito Empreendedor Guia de Recomendações Preliminares para o Fomento do Empreendedorismo nos Municípios Março/2012 Expediente Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior MDIC Fernando

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Página 1 de 5 Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos DECRETO Nº 7.405, DE 23 DE DEZEMBRO DE 2010. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, no uso da atribuição que lhe confere o art. 84,

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 40 Discurso na cerimónia comemorativa

Leia mais

Em defesa da Saúde pública para todos

Em defesa da Saúde pública para todos Boletim Econômico Edição nº 57 março de 2015 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor econômico Em defesa da Saúde pública para todos 1 A saúde pública faz parte do sistema de Seguridade Social

Leia mais

Clipping. ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO 03 de outubro de 2011 ESTADO DE MINAS

Clipping. ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO 03 de outubro de 2011 ESTADO DE MINAS ESTADO DE MINAS 1 2 ESTADO DE MINAS 3 ESTADO DE MINAS http://www.em.com.br PSD de Kassab mira 'órfãos' do PMDB quercista O PSD obteve registro no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) na terça-feira e corre

Leia mais

PRODUTORES DO VALE PARAM PETROLINA E JUAZEIRO

PRODUTORES DO VALE PARAM PETROLINA E JUAZEIRO Discurso pronunciado pelo Deputado Gonzaga Patriota (PSB/PE), na Sessão de 23/05/2006. Senhor Presidente, Senhoras e Senhores Deputados, PRODUTORES DO VALE PARAM PETROLINA E JUAZEIRO Acompanhando os grandes

Leia mais

Câmara Municipal de Tijucas do Sul

Câmara Municipal de Tijucas do Sul ATA DA 16 a SESSÃO ORDINÁRIA DO PRIMEIRO PERÍODO ORDINÁRIO DA PRIMEIRA SESSÃO LEGISLATIVA DA 15 a LEGISLATURA EM 26/05/2014. Aos vinte e seis dias do mês de maio do ano de dois mil e quatorze, nesta cidade

Leia mais

PARECE IGUAL... MAS, DO OUTRO LADO, É O BRASIL QUE DÁ CERTO. FICA DO OUTRO LADO DESSE ESPELHO. DESTE LADO, POUCO DINHEIRO NO BOLSO...

PARECE IGUAL... MAS, DO OUTRO LADO, É O BRASIL QUE DÁ CERTO. FICA DO OUTRO LADO DESSE ESPELHO. DESTE LADO, POUCO DINHEIRO NO BOLSO... CADÊ O BRASIL RICO? FICA DO OUTRO LADO DESSE ESPELHO. DESTE LADO, POUCO DINHEIRO NO BOLSO... PARECE IGUAL... MAS, DO OUTRO LADO, É O BRASIL QUE DÁ CERTO.... E AQUI, DINHEIRO SOBRANDO NO FIM DO MÊS. DESTE

Leia mais

I Fórum Políticas Públicas do Idoso"

I Fórum Políticas Públicas do Idoso I Fórum Políticas Públicas do Idoso" O idoso no mundo Em 2050, a Organização das Nações Unidas (ONU) estima que 30% da população mundial será de idosos; 2 bilhões dos habitantes do planeta terão mais de

Leia mais

CARTILHA DO ORÇAMENTO DA CÂMARA DOS DEPUTADOS

CARTILHA DO ORÇAMENTO DA CÂMARA DOS DEPUTADOS CARTILHA DO ORÇAMENTO DA CÂMARA DOS DEPUTADOS Sumário - Apresentação... 3 -As três leis básicas... 3 - Como é elaborado o orçamento da União?... 3 Prazos... 4 Esferas... 4 - Quem é responsável pela elaboração

Leia mais

Ajuda Memória Sistema de Assessoramento Federativo - SASF Junho de 2014

Ajuda Memória Sistema de Assessoramento Federativo - SASF Junho de 2014 1 Ajuda Memória Sistema de Assessoramento Federativo - SASF Junho de 2014 Sumário Participantes... 1 Síntese das Discussões Agenda Federativa... 3 Agenda do Congresso... 3 Agenda do Supremo Tribunal Federal

Leia mais

SANÇÃO DA LEI DE RESPONSABILIDADE FISCAL

SANÇÃO DA LEI DE RESPONSABILIDADE FISCAL SANÇÃO DA LEI DE RESPONSABILIDADE FISCAL Brasília, 04 de maio de 2000 Muitos dos Senhores que estão aqui hoje me conhecem e podem portanto imaginar o quanto é importante e especial para mim este dia. Ver

Leia mais

Discurso do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia em comemoração ao Dia Internacional da Mulher

Discurso do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia em comemoração ao Dia Internacional da Mulher , Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia em comemoração ao Dia Internacional da Mulher Palácio do Planalto, 12 de março de 2003 Minha cara ministra Emília Fernandes, Minha cara companheira Benedita da

Leia mais

Cenário financeiro dos Municípios brasileiros em final de mandato

Cenário financeiro dos Municípios brasileiros em final de mandato 1 Cenário financeiro dos Municípios brasileiros em final de mandato Estudos Técnicos CNM Introdução Em decorrência da surpresa dos dirigentes municipais com a atual dificuldade financeira vivida pelos

Leia mais

Linda Koerich (E), a madrinha do Prêmio Mulheres que Fazem a Diferença e Sônia Hess de Souza, a palestrante da noite de lançamento

Linda Koerich (E), a madrinha do Prêmio Mulheres que Fazem a Diferença e Sônia Hess de Souza, a palestrante da noite de lançamento Como fazer a diferença A presidente da Dudalina, Sônia Hess (C), falou, quinta à noite, sobre as razões do êxito da empresa, durante o lançamento do prêmio Mulheres que fazem a diferença, promovido pela

Leia mais

PAC Programa de Aceleração do Crescimento. Retomada do planejamento no país. Marcel Olivi

PAC Programa de Aceleração do Crescimento. Retomada do planejamento no país. Marcel Olivi PAC Programa de Aceleração do Crescimento Retomada do planejamento no país Marcel Olivi PAC PROGRAMA DE ACELERAÇÃO DO CRESCIMENTO Lançado em 22/01/2007 o programa é constituído por Medidas de estímulo

Leia mais

Apesar da Lei que institui as diretrizes da Política Nacional de Mobilidade Urbana, datar de janeiro de 2012, até agora, passados dois anos

Apesar da Lei que institui as diretrizes da Política Nacional de Mobilidade Urbana, datar de janeiro de 2012, até agora, passados dois anos O presente projeto de Lei que autoriza a implantação do Corredor Capão Redondo / Campo Limpo / Vila Sonia é apresentado de maneira descolada do Projeto de Lei 0017/2014, ora em 2ª votação, e que autoriza

Leia mais

Dpto. Jurídico do Direito Administrativo da ANSEF/RJ

Dpto. Jurídico do Direito Administrativo da ANSEF/RJ Dpto. Jurídico do Direito Administrativo da ANSEF/RJ É bom saber... LEI Nº 12.618, DE 30 DE ABRIL DE 2012. Institui o regime de previdência complementar para os servidores públicos federais titulares de

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos DECRETO Nº 7.405, DE 23 DE DEZEMBRO DE 2010. Institui o Programa Pró-Catador, denomina Comitê Interministerial para Inclusão Social

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE SIMÃO DIAS Gabinete do Prefeito

PREFEITURA MUNICIPAL DE SIMÃO DIAS Gabinete do Prefeito LEI Nº. 632 /2014 03 de dezembro de 2.014 Dispõe sobre a criação do Programa de Coleta Seletiva com inclusão Social e Econômica dos Catadores de Material Reciclável e o Sistema de Logística Reversa e seu

Leia mais

Propostas de luta para tornar nossa. vida melhor. Maio de 2003

Propostas de luta para tornar nossa. vida melhor. Maio de 2003 Propostas de luta para tornar nossa vida melhor Maio de 2003 Companheiros e companheiras A s políticas capitalistas neoliberais, aplicadas com mais força no governo FHC, foram muito duras com os trabalhadores

Leia mais

Análise Semanal. Edição nº 23 10/07/15 CONJUNTURA ECONÔMICA. Mais um plano

Análise Semanal. Edição nº 23 10/07/15 CONJUNTURA ECONÔMICA. Mais um plano Mais um plano CONJUNTURA ECONÔMICA A chave da agenda positiva tão perseguida pelo governo federal em tempos de crise política e volta da inflação parece ser a preservação dos empregos. Na última terça-feira

Leia mais

EIXO 4 PLANEJAMENTO E GESTÃO ORÇAMENTÁRIA E FINANCEIRA. D 4.7 Monitoramento e Avaliação de Políticas Públicas (20h) (Aula 3: Monitoramento do PAC)

EIXO 4 PLANEJAMENTO E GESTÃO ORÇAMENTÁRIA E FINANCEIRA. D 4.7 Monitoramento e Avaliação de Políticas Públicas (20h) (Aula 3: Monitoramento do PAC) EIXO 4 PLANEJAMENTO E GESTÃO ORÇAMENTÁRIA E FINANCEIRA D 4.7 Monitoramento e Avaliação de Políticas Públicas (20h) (Aula 3: Monitoramento do PAC) Professor: Pedro Antônio Bertone Ataíde 23 a 27 de março

Leia mais

Déficit habitacional é a principal preocupação da política urbana

Déficit habitacional é a principal preocupação da política urbana Página 1 de 5 Busca Déficit habitacional é a principal preocupação da política urbana O Estatuto da Cidade prevê a criação de planos pilotos para o desenvolvimento de cidades e municípios. Para tornar

Leia mais

Sugestões do CREA-BA e Entidades Profissionais para os candidatos ao Governo do Estado, gestão 2015-2018.

Sugestões do CREA-BA e Entidades Profissionais para os candidatos ao Governo do Estado, gestão 2015-2018. Sugestões do CREA-BA e Entidades Profissionais para os candidatos ao Governo do Estado, gestão 2015-2018. 1. Considerações iniciais. O Sistema CONFEA/CREA. O Sistema CONFEA/CREA é constituído por um Conselho

Leia mais

1 Informações diversas Câmara aprova ampliação de parcelamento do Refis da crise O plenário da Câmara aprovou na noite desta quarta-feira (21) a medida provisória que amplia o parcelamento de débitos tributários,

Leia mais

CORRUPTO NÃO FAZ GREVE

CORRUPTO NÃO FAZ GREVE CORRUPTO NÃO FAZ GREVE Maria Lucia Fattorelli Coordenadora da Auditoria Cidadã da Dívida www.divida-auditoriacidada.org.br 27/2/2012 Será que os professores do setor público federal, estaduais e municipais

Leia mais

DILMA ROUSSEFF Presidenta da República. PATRUS ANANIAS Ministro do Desenvolvimento Agrário

DILMA ROUSSEFF Presidenta da República. PATRUS ANANIAS Ministro do Desenvolvimento Agrário DILMA ROUSSEFF Presidenta da República PATRUS ANANIAS Ministro do Desenvolvimento Agrário MARIA FERNANDA RAMOS COELHO Secretária Executiva do Ministério do Desenvolvimento Agrário MARIA LÚCIA DE OLIVEIRA

Leia mais

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva encontrou com o governador Paulo Hartung no 27º Encontro Econômico Brasil-Alemanha.

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva encontrou com o governador Paulo Hartung no 27º Encontro Econômico Brasil-Alemanha. Denise Zandonadi dzandonadi@redegazeta.com.br O presidente Luiz Inácio Lula da Silva encontrou com o governador Paulo Hartung no 27º Encontro Econômico Brasil-Alemanha. O presidente Luiz Inácio Lula da

Leia mais

Congresso Nacional Setembro/2013. Consultoria de Orçamento e Fiscalização Financeira Câmara dos Deputados

Congresso Nacional Setembro/2013. Consultoria de Orçamento e Fiscalização Financeira Câmara dos Deputados Congresso Nacional Setembro/2013 Informativo Conjunto PLOA 2014 Principais elementos característicos do Projeto de Lei Orçamentária para 2014 PL nº 09/2013-CN, encaminhado por intermédio da Mensagem nº

Leia mais

Assunto: falta de recursos do governo federal para agricultura do Paraná

Assunto: falta de recursos do governo federal para agricultura do Paraná Assunto: falta de recursos do governo federal para agricultura do Paraná A FAEP tem solicitado ao governo federal que libere os recursos anunciados de R$ 5,6 bilhões na Política de Garantia de Preços Mínimos

Leia mais

Temas relevantes da agenda federativa Agosto de 2012

Temas relevantes da agenda federativa Agosto de 2012 Relatório produzido nos termos do Acordo de Cooperação Técnica firmado entre o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) e a Secretaria de Relações Institucionais da Presidência da República, 2011.

Leia mais

CARTILHA DE ORIENTAÇÃO SOBRE A LEI DE RESPONSABILIDADE FISCAL

CARTILHA DE ORIENTAÇÃO SOBRE A LEI DE RESPONSABILIDADE FISCAL MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO CARTILHA DE ORIENTAÇÃO SOBRE A LEI DE RESPONSABILIDADE FISCAL 1. O que é a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF)? A Lei de Responsabilidade Fiscal é um código

Leia mais

Presidência da República Secretaria de Relações Institucionais Subchefia de Assuntos Federativos. IV Reunião do SASF, em 2009

Presidência da República Secretaria de Relações Institucionais Subchefia de Assuntos Federativos. IV Reunião do SASF, em 2009 Presidência da República Secretaria de Relações Institucionais Subchefia de Assuntos Federativos IV Reunião do SASF, em 2009 Data: 05.05.09 LISTA DE PARTICIPANTES PRESENTES: BANCO.CENTRAL;BB;BNDES;CGU;CONAB;EMBRAPA;INMETRO;INPI;MAPA;MC;

Leia mais

A Rede de Proteção Social: fazer mais para quem precisa mais

A Rede de Proteção Social: fazer mais para quem precisa mais A Rede de Proteção Social: fazer mais para quem precisa mais 37,6 milhões de benefícios regulares para os mais pobres Ao lado dos programas sociais que se destinam a toda a sociedade, o Governo Federal

Leia mais

Agenda Nacional de Apoio à Gestão Municipal

Agenda Nacional de Apoio à Gestão Municipal SECRETARIA DE RELAÇÕES INSTITUCIONAIS SUBCHEFIA DE ASSUNTOS FEDERATIVOS Agenda Nacional de Apoio à Gestão Municipal Mapa de obras contratadas pela CEF, em andamento com recursos do Governo Federal 5.048

Leia mais

Governo do Estado de Santa Catarina Grupo Reação SANTA CATARINA. O maior desastre de sua história

Governo do Estado de Santa Catarina Grupo Reação SANTA CATARINA. O maior desastre de sua história SANTA CATARINA O maior desastre de sua história As adversidades climáticas têm afetado significativamente o Estado de Santa Catarina ao longo de sua história. Essas adversidades, que podem ocasionar desastres

Leia mais

Objetivos Consolidar uma política garantidora de direitos Reduzir ainda mais a desigualdade social

Objetivos Consolidar uma política garantidora de direitos Reduzir ainda mais a desigualdade social AGENDA SOCIAL AGENDA SOCIAL Estamos lutando por um Brasil sem pobreza, sem privilégios, sem discriminações. Um país de oportunidades para todos. A melhor forma para um país crescer é fazer que cada vez

Leia mais

Câmara Municipal de Curitiba

Câmara Municipal de Curitiba Câmara Municipal de Curitiba Código: 005.00462.2013 Tipo: Projeto de Lei Ordinária Iniciativa: Prefeito Mensagem do prefeito: 077 Usuário autor: Jair Sevegnani - Departamento Técnico Legislativo Data de

Leia mais

Regimento Interno da Articulação de Esquerda

Regimento Interno da Articulação de Esquerda Regimento Interno da Articulação de Esquerda A Articulação de Esquerda (AE) é uma tendência interna do Partido dos Trabalhadores. Existe para a defesa de um PT de luta, de massa, democrático, socialista

Leia mais

LEI MUNICIPAL Nº. 850 DE 06 DE NOVEMBRO DE 2014.

LEI MUNICIPAL Nº. 850 DE 06 DE NOVEMBRO DE 2014. LEI MUNICIPAL Nº. 850 DE 06 DE NOVEMBRO DE 2014. Dispõe sobre a implementação do Distrito Industrial na localidade denominada de Ouro Branco do Sul, no Município de Itiquira/MT e estabelece normas para

Leia mais

Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste

Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste O que é FCO? O Fundo de Financiamento do Centro-Oeste (FCO) é um fundo de crédito criado pela Constituição Federal de 1988 com o objetivo de promover

Leia mais

OBJETIVOS DO EVENTO APRESENTAÇÃO DO PROGRAMA MINHA CASA MINHA VIDA II

OBJETIVOS DO EVENTO APRESENTAÇÃO DO PROGRAMA MINHA CASA MINHA VIDA II OBJETIVOS DO EVENTO APRESENTAÇÃO DO PROGRAMA MINHA CASA MINHA VIDA II NIVELAMENTO DAS INFORMAÇÕES DIRIMIR DÚVIDAS COLHER SUGESTÕES MINHA CASA, MINHA VIDA Ampliação das oportunidades de acesso das famílias

Leia mais

MEDIDA PROVISÓRIA Nº512, DE 2010 NOTA DESCRITIVA

MEDIDA PROVISÓRIA Nº512, DE 2010 NOTA DESCRITIVA MEDIDA PROVISÓRIA Nº512, DE 2010 NOTA DESCRITIVA DEZEMBRO/2010 Nota Descritiva 2 SUMÁRIO I - MEDIDA PROVISÓRIA Nº 512, DE 2010...3 II EMENDAS PARLAMENTARES...4 III JUSTIFICATIVA DA MEDIDA PROVISÓRIA...6

Leia mais

CPI das ONGs PLANO DE TRABALHO

CPI das ONGs PLANO DE TRABALHO CPI das ONGs PLANO DE TRABALHO Presidente: Senador Raimundo Colombo (DEM-SC) Vice-Presidente: Senadora Lúcia Vânia (PSDB-GO) Relator: Senador Inácio Arruda (PC do B CE) Outubro de 2007 1 PLANO DE TRABALHO

Leia mais

Estado do Rio Grande do Norte Câmara Municipal de Natal Palácio Padre Miguelinho GABINETE DA VEREADORA AMANDA GURGEL

Estado do Rio Grande do Norte Câmara Municipal de Natal Palácio Padre Miguelinho GABINETE DA VEREADORA AMANDA GURGEL PROJETO DE LEI 103/2015 Dispõe sobre a redução do subsídio do(a) prefeito(a), do(a) vice-prefeito(a), e dos(as) vereadores(as), para o equivalente ao dobro do fixado como piso salarial nacional para os(as)

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca ASSINATURA DO SEGURO-DESEMPREGO E

Leia mais

27/11/2009. Entrevista do Presidente da República

27/11/2009. Entrevista do Presidente da República Entrevista exclusiva concedida por escrito pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, para o jornal Metro, edição São Paulo e edição ABC Publicada em 27 de novembro de 2009 Jornalista: Muitos

Leia mais

Jornalista: O senhor se arrepende de ter dito que crise chegaria ao Brasil como uma marolinha?

Jornalista: O senhor se arrepende de ter dito que crise chegaria ao Brasil como uma marolinha? Entrevista exclusiva concedida por escrito pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, ao jornal Gazeta do Povo, do Paraná Publicada em 08 de fevereiro de 2009 Jornalista: O Brasil ainda tem

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 41 Discurso na cerimónia de celebração

Leia mais

22/05/2006. Discurso do Presidente da República

22/05/2006. Discurso do Presidente da República , Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de assinatura de protocolos de intenções no âmbito do Programa Saneamento para Todos Palácio do Planalto, 22 de maio de 2006 Primeiro, os números que estão no

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 15 Discurso na cerimónia de sanção

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 68 Discurso na cerimónia de lançamento

Leia mais

Monitoramento e assessoria técnica para ações de saneamento básico.

Monitoramento e assessoria técnica para ações de saneamento básico. Monitoramento e assessoria técnica para ações de saneamento básico. EIXO1: Monitoramento de possibilidades de captação de convênios para melhoria nos serviços e infraestruturas de saneamento básico. PRODUTO

Leia mais

BOLETIM DO LEGISLATIVO Nº 20, DE 2015

BOLETIM DO LEGISLATIVO Nº 20, DE 2015 BOLETIM DO LEGISLATIVO Nº 20, DE 2015 QUESTÕES FEDERATIVAS EM DEBATE NO SENADO EM 2015 Marcos Mendes 1 Diversas matérias que afetam as relações fiscais federativas estão em tramitação no Congresso Nacional,

Leia mais

CAPTAÇÃO DE RECURSOS: FINANCIAMENTO

CAPTAÇÃO DE RECURSOS: FINANCIAMENTO CAPTAÇÃO DE RECURSOS: FINANCIAMENTO Marco regulatório Financiamento para o setor público marco regulatório O crédito para o setor público é regulado pela Resolução BACEN nº 2.827. Há duas formas de operar

Leia mais

CARTILHA DO VOTO CONSCIENTE

CARTILHA DO VOTO CONSCIENTE CARTILHA DO VOTO CONSCIENTE ART. 1, 1 da Constituição Federal de 88: Todo o poder emana do povo, que o exerce por meio de representantes eleitos ou diretamente, nos termos desta Constituição. Voto consciente:

Leia mais

Caio Henrique Salgado

Caio Henrique Salgado Giro 30/11/2015 06:00 Caio Henrique Salgado Início da gestão por OSs nas escolas pode ficar para segundo semestre Integrantes do governo estadual avaliam que o início da gestão por Organizações Sociais

Leia mais

AUniversidade terá um papel fundamental PARA MUDAR O BRASIL LUIZ INÁCIO LULA DA SILVA MUDAR A EDUCAÇÃO. Eleições 98

AUniversidade terá um papel fundamental PARA MUDAR O BRASIL LUIZ INÁCIO LULA DA SILVA MUDAR A EDUCAÇÃO. Eleições 98 Eleições 98 LUIZ INÁCIO LULA DA SILVA MUDAR A EDUCAÇÃO PARA MUDAR O BRASIL Divulgação AUniversidade terá um papel fundamental na discussão, elaboração e implementação de um novo projeto nacional de desenvolvimento.

Leia mais

MENSAGEM DO PREFEITO À CÂMARA MUNICIPAL NA ABERTURA DO ANO LEGISLATIVO DE 2014

MENSAGEM DO PREFEITO À CÂMARA MUNICIPAL NA ABERTURA DO ANO LEGISLATIVO DE 2014 1 ESTADO DE SANTA CATARINA GOVERNO DE BIGUAÇU MENSAGEM DO PREFEITO À CÂMARA MUNICIPAL NA ABERTURA DO ANO LEGISLATIVO DE 2014 Excelentíssimo Senhor Vereador Manoel Airton Pereira, Presidente da Câmara Municipal;

Leia mais

Empresas recuperam em contratos até 39 vezes o valor doado a políticos Seg, 30 de Março de 2015 12:52

Empresas recuperam em contratos até 39 vezes o valor doado a políticos Seg, 30 de Março de 2015 12:52 É política de boa vizinhança. Evidentemente quando você apoia um partido ou um candidato, no futuro eles vão procurar ajudá-lo, afirmou o empresário Cristiano Kok, da empreiteira Engevix, em entrevista

Leia mais

Política, Democracia e Cidadania

Política, Democracia e Cidadania Política, Democracia e Cidadania Por um jovem brasileiro atuante Por Floriano Pesaro Vereador, líder da bancada do PSDB na Câmara Municipal de São Paulo. Natural de São Paulo, Floriano é sociólogo formado

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº 1.870 DE 10 DE FEVEREIRO DE 2005.

PROJETO DE LEI Nº 1.870 DE 10 DE FEVEREIRO DE 2005. PROJETO DE LEI Nº 1.870 DE 10 DE FEVEREIRO DE 2005. Dispõe sobre a organização do Sistema Municipal de Defesa do Consumidor, institui o Departamento de Defesa do Consumidor e o Fundo Municipal de Defesa

Leia mais

Cartão do Cidadão: ajudar sem humilhar

Cartão do Cidadão: ajudar sem humilhar Cartão do Cidadão: ajudar sem humilhar Todos os benefícios sociais numa só conta OGoverno Federal lançou o Cartão do Cidadão, em junho de 2002, um cartão amarelo, de plástico e magnético, como os usados

Leia mais

Propostas de Políticas OS PEQUENOS NEGÓCIOS COMO FORÇA INDUTORA PARA O DESENVOLVIMENTO LOCAL

Propostas de Políticas OS PEQUENOS NEGÓCIOS COMO FORÇA INDUTORA PARA O DESENVOLVIMENTO LOCAL Propostas de Políticas OS PEQUENOS NEGÓCIOS COMO FORÇA INDUTORA PARA O DESENVOLVIMENTO LOCAL CANDIDATOS A PREFEITOS E PREFEITAS MUNICIPAIS Pleito Eleitoral 2012 PROPOSTAS DE POLÍTICAS PÚBLICAS PARA A PROMOÇÃO

Leia mais

MANTEGA ANUNCIA REDUÇÃO DE ICMS INTERESTADUAL

MANTEGA ANUNCIA REDUÇÃO DE ICMS INTERESTADUAL MANTEGA ANUNCIA REDUÇÃO DE ICMS INTERESTADUAL A unificação das alíquotas do ICMS para acabar com a guerra fiscal será gradual e levará oito anos, anunciou nesta quarta-feira (7/11) o ministro da Fazenda,

Leia mais

A QUESTÃO FEDERATIVA NA DEFINIÇÃO DA POLITICA PÚBLICAS URBANAS NO BRASIL

A QUESTÃO FEDERATIVA NA DEFINIÇÃO DA POLITICA PÚBLICAS URBANAS NO BRASIL A QUESTÃO FEDERATIVA NA DEFINIÇÃO DA POLITICA PÚBLICAS URBANAS NO BRASIL 1 O PACTO FEDERATIVO E A QUESTÃO FISCAL As dificuldades oriundas do federalismo brasileiro vêm ganhando cada vez mais espaço na

Leia mais

Indústria brasileira de bens de capital mecânicos. Janeiro/2011

Indústria brasileira de bens de capital mecânicos. Janeiro/2011 AGENDA DE TRABALHO PARA O CURTO PRAZO Indústria brasileira de bens de capital mecânicos Janeiro/2011 UMA AGENDA DE TRABALHO (para o curto prazo) A. Financiamento A1. Taxa de juros competitiva face a nossos

Leia mais

Tucano nega plano para 2014 e atribui rejeição à ideia, explorada por adversários, de que deixaria prefeitura

Tucano nega plano para 2014 e atribui rejeição à ideia, explorada por adversários, de que deixaria prefeitura Fonte: O Globo 'Ficam dizendo que vou sair de novo' Tucano nega plano para 2014 e atribui rejeição à ideia, explorada por adversários, de que deixaria prefeitura Fernanda da Escóssia, Germano Oliveira,

Leia mais

Estatística de projetos de leis protocolados, aprovados e em tramitação

Estatística de projetos de leis protocolados, aprovados e em tramitação PROPOSIÇÕES 2010 2011 Mensagens do Prefeito Municipal 084 79 Anteprojetos de Leis 056 26 Projetos de Leis (de autoria dos Senhores Vereadores) 098 70 Projetos de Leis Complementares 015 8 Projetos de Decretos

Leia mais

Secretaria de Estado da Defesa Civil

Secretaria de Estado da Defesa Civil HISTÓRICO DOS DESASTRES EM SANTA CATARINA E AÇÕES DA SECRETARIA DE ESTADO DA DEFESA CIVIL Aldo Baptista Neto Major Bombeiro Militar Diretor de Resposta a Desastres Histórico dos Desastres no Estado 1974

Leia mais

Plataforma Ambiental para o Brasil

Plataforma Ambiental para o Brasil Plataforma Ambiental para o Brasil A Plataforma Ambiental para o Brasil é uma iniciativa da Fundação SOS Mata Atlântica e traz os princípios básicos e alguns dos temas que deverão ser enfrentados na próxima

Leia mais

Programa Mínimo de Governo de João Pavinato

Programa Mínimo de Governo de João Pavinato Programa Mínimo de Governo de João Pavinato João Pavinato e Cidinha Pascueto, candidatos a prefeito e vice-prefeita, respectivamente, da coligação A Vitória do Povo, formada pela união dos partidos PSDB,

Leia mais

OBJETIVOS DO EVENTO APRESENTAÇÃO DO PROGRAMA MINHA CASA MINHA VIDA II NIVELAMENTO DAS INFORMAÇÕES DIRIMIR DÚVIDAS COLHER SUGESTÕES

OBJETIVOS DO EVENTO APRESENTAÇÃO DO PROGRAMA MINHA CASA MINHA VIDA II NIVELAMENTO DAS INFORMAÇÕES DIRIMIR DÚVIDAS COLHER SUGESTÕES OBJETIVOS DO EVENTO APRESENTAÇÃO DO PROGRAMA MINHA CASA MINHA VIDA II NIVELAMENTO DAS INFORMAÇÕES DIRIMIR DÚVIDAS COLHER SUGESTÕES MINHA CASA, MINHA VIDA Ampliação das oportunidades de acesso das famílias

Leia mais

10TT - Monitoramento da Recuperação Ambiental da Bacia Carbonífera de Santa Catarina. Unidade de Medida: % de execução física Especificação do Produto

10TT - Monitoramento da Recuperação Ambiental da Bacia Carbonífera de Santa Catarina. Unidade de Medida: % de execução física Especificação do Produto Programa 2067 - Resíduos Sólidos 10TT - Monitoramento da Recuperação Ambiental da Bacia Carbonífera de Santa Catarina Tipo: Projeto Número de Ações 10 Esfera: 10 - Orçamento Fiscal Função: 18 - Gestão

Leia mais

O Brasil Sem Miséria é um Plano de metas para viabilizar o compromisso ético ousado do Governo da presidenta

O Brasil Sem Miséria é um Plano de metas para viabilizar o compromisso ético ousado do Governo da presidenta O Brasil Sem Miséria é um Plano de metas para viabilizar o compromisso ético ousado do Governo da presidenta Dilma Rousseff. É também um desafio administrativo e de gestão ao impor ao setor público metas

Leia mais

O Feirão DA SUA CASA.

O Feirão DA SUA CASA. O Feirão DA SUA CASA. Tudo o que você queria saber sobre o financiamento da CAIXA para comprar, construir ou reformar sua casa. E tudo sobre o Programa Minha Casa Minha Vida para quem ganha até R$ 4.900,00.

Leia mais

Minuta PARECER Nº, DE 2011. RELATORA: Senadora LÚCIA VÂNIA

Minuta PARECER Nº, DE 2011. RELATORA: Senadora LÚCIA VÂNIA Minuta PARECER Nº, DE 2011 Da COMISSÃO DE ASSUNTOS SOCIAIS, sobre o Projeto de Lei da Câmara nº 189, de 2010 (Projeto de Lei nº 3.077, de 2008, na origem), do Poder Executivo, que altera a Lei nº 8.742,

Leia mais

Manifesto da Micro e Pequena Empresa e do Empreendedor Individual de Santa Catarina

Manifesto da Micro e Pequena Empresa e do Empreendedor Individual de Santa Catarina Lages, 30 de outubro de 2011 Ilmo. Senhor, A FAMPESC Federação da Micro e Pequena Empresa e do Empreendedor Individual do Estado de Santa Catarina, entidade que compreende as AMPE s - Associações de Micro

Leia mais

CÂMARA DOS DEPUTADOS Consultoria de Orçamento e Fiscalização Financeira CONOF

CÂMARA DOS DEPUTADOS Consultoria de Orçamento e Fiscalização Financeira CONOF NOTA TÉCNICA Nº 17/2007 Subsídios para a apreciação da Medida Provisória nº 367, de 30 de abril de 2007, quanto à adequação orçamentária e financeira. Interessado: Comissão Mista de Planos, Orçamentos

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 77 Discurso na cerimónia de lançamento

Leia mais

No entanto, a efetividade desses dispositivos constitucionais está longe de alcançar sua plenitude.

No entanto, a efetividade desses dispositivos constitucionais está longe de alcançar sua plenitude. A MULHER NA ATIVIDADE AGRÍCOLA A Constituição Federal brasileira estabelece no caput do art. 5º, I, que homens e mulheres são iguais em direitos e obrigações e reconhece no dispositivo 7º a igualdade de

Leia mais

TABELA COM PRAZOS DE DESINCOMPATIBILIZAÇÃO ELEIÇÃO MUNICIPAL. Prefeito Vice-prefeito. 4 meses 6 meses

TABELA COM PRAZOS DE DESINCOMPATIBILIZAÇÃO ELEIÇÃO MUNICIPAL. Prefeito Vice-prefeito. 4 meses 6 meses Cargo Administrador de empresa de economia mista destinada à exploração de transporte urbano, que tem como acionista majoritário o município. TABELA COM PRAZOS DE DESINCOMPATIBILIZAÇÃO ELEIÇÃO MUNICIPAL

Leia mais

Comissão de Saúde da Câmara dos Vereadores do Rio questiona SMS e defende instalação de CPI para investigar desrespeito à Lei das OSs

Comissão de Saúde da Câmara dos Vereadores do Rio questiona SMS e defende instalação de CPI para investigar desrespeito à Lei das OSs Comissão de Saúde da Câmara dos Vereadores do Rio questiona SMS e defende instalação de CPI para investigar desrespeito à Lei das OSs O plenário da Câmara Municipal do Rio de Janeiro ficou lotado durante

Leia mais

Ministro apresenta programa Bem Mais Simples Brasil para deputados de comissão que discute novo Código Comercial

Ministro apresenta programa Bem Mais Simples Brasil para deputados de comissão que discute novo Código Comercial Ministro apresenta programa Bem Mais Simples Brasil para deputados de comissão que discute novo Código Comercial O ministro da Secretaria da Micro e Pequena Empresa (SMPE), Guilherme Afif Domingos, apresentou

Leia mais

1 Informações diversas Senado aprova MP que reabre prazo do Refis O plenário do Senado aprovou dia 29/10 a Medida Provisória (MP) 651/14 que traz uma série de medidas de incentivo ao setor produtivo. O

Leia mais