Agenda de Ações PDA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Agenda de Ações PDA"

Transcrição

1 Agenda de Ações PDA

2 Planejamento Estratégico O PDA fornece metodologia e facilitadores para a realização de duas reuniões de planejamento, com duração de oito horas cada. Esse processo possibilita a discussão, pelo presidente e pela diretoria do sindicato, do papel e das atribuições da instituição, apontando caminhos para aprimorar sua atuação. A primeira reunião destina-se à elaboração do planejamento estratégico do sindicato. Visão, missão, valores, objetivos estratégicos, metas e indicadores são discutidos e definidos nesse processo. A segunda reunião é destinada à elaboração dos planos de ação do sindicato, com a definição de atividades, prazos e responsáveis, e modelo de gestão. Data Prevista: Agosto de Oficina "Gestão Sindical Eficiente: Como ampliar a base de representação e arrecadação? Manter um bom relacionamento com as empresas representadas é essencial para a sustentabilidade do sindicato. A oficina aborda como é formada a base de representação de um sindicato e como ele pode atuar para ampliar essa base e, consequentemente, sua arrecadação. Apresenta também o Sistema Integrado de Gestão de Arrecadação (SIGA), uma ferramenta desenvolvida pela CNI por meio da qual o sindicato pode identificar sua base de representação, obter dados e contatos de cada empresa, emitir guias e gerenciar a arrecadação de todas as contribuições sindicais. Data Prevista: 28 de Novembro de 2013.

3 Sistema de Inteligência de Negócios da Indústria A CNI desenvolverá e disponibilizará aos sindicatos acesso ao Sistema de Inteligência de Negócios da Indústria, uma ferramenta de business intelligence para subsidiar o planejamento e a atuação do sindicato em quatro áreas: arrecadação; representação; regularidade perante o Ministério do Trabalho e Emprego (MTE); e negociação coletiva. Data Prevista: Mesa-redonda "Como atrair e manter associados?" Essa ação visa promover um intercâmbio entre lideranças sindicais - presidentes e dirigentes de sindicatos - de diferentes sindicatos, com a finalidade de difundir estratégias bem sucedidas de promoção do associativismo. Durante 3 horas e com a mediação de um moderador, os participantes compartilham e debatem suas experiências. Data Prevista: Agosto de 2013.

4 Portfólios do Sindicato Por meio do PDA, o sindicato pode produzir um portfólio impresso, personalizado com informações sobre sua atuação e seus serviços, destacando também sua vinculação à Federação, à CNI e a SESI, SENAI e IEL. Além do portfólio, o sindicato recebe também um conjunto de peças para comunicação institucional, tais como: papel timbrado, template de PowerPoint, cartão de visitas, crachá e banner físico. O objetivo desse produto é possibilitar que o sindicato fortaleça sua imagem institucional, utilizando e distribuindo material com padrão visual e informações personalizadas a empresas, parceiros e autoridades públicas com os quais interage. Data Prevista: abril de Evento "Diálogo sobre a competitividade da Indústria" Evento com duração de 3 horas para o empresário da Indústria, com o objetivo de estimular a reflexão sobre a importância da associação dos empresários em torno de interesses comuns. Por meio de dinâmicas e atividades, os participantes são levados a repensar sua postura de grande contestação, porém de baixa participação e mobilização para mudar o ambiente de negócios. Data Prevista: 27 de março de 2013.

5 Dia do Empresário da Indústria da (região) Encontro de 4 horas para mobilização dos empresários da Indústria de uma determinada região do estado. Contempla uma exposição sobre um tema relevante para a região, seguida de apresentações sobre as vantagens de se associar aos sindicatos e sobre os serviços oferecidos pelos sindicatos, pela Federação e por SESI, SENAI e IEL. Data Prevista: 27 de junho de Curso "Como evitar problemas trabalhistas?" Curso com duração de 8 horas, voltado a empresários da Indústria, gestores de recursos humanos, contadores e advogados de empresas. O curso incentiva os participantes a revisar seus conhecimentos sobre os cuidados que as empresas devem ter na relação com seus empregados. O conteúdo está organizado em quatro blocos: admissão, vigência da relação empregatícia, desligamento e gestão de conflitos trabalhistas. Data Prevista: 17 de abril de Curso "Como pagar menos tributos?" Com abordagem prática e 8 horas de duração, esse curso caracteriza os principais regimes tributários brasileiros e orienta os participantes sobre como otimizar o desempenho tributário das empresas. É destinado a empresários da Indústria e gestores financeiros das empresas. Data Prevista: 25 de Setembro de 2013.

6 Contato: FIETO Contato: Mayara Gonzaga Vendrame Telefone: (63)

Art. 3º O Prêmio será concedido às melhores propostas nas seguintes categorias:

Art. 3º O Prêmio será concedido às melhores propostas nas seguintes categorias: Art. 1º A Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina - FIESC, por meio da Diretoria de Desenvolvimento Institucional e Industrial, lança a 1ª edição do Prêmio Melhores Práticas Sindicais, que

Leia mais

Projeto Na Medida MICROEMPRESA. Palestra de sensibilização Na Medida PARA MICROEMPRESÁRIOS. Competências Gerais. Modalidade. Formato.

Projeto Na Medida MICROEMPRESA. Palestra de sensibilização Na Medida PARA MICROEMPRESÁRIOS. Competências Gerais. Modalidade. Formato. Projeto Na Medida PARA MICROEMPRESÁRIOS Palestra de sensibilização Na Medida Compreender a relevância do papel dos micro e pequenos empresários na economia brasileira e a necessidade da adoção das melhores

Leia mais

Regionalização e Segmentação do Turismo. Natal, 23 de março de 2010

Regionalização e Segmentação do Turismo. Natal, 23 de março de 2010 Regionalização e Segmentação do Turismo Natal, 23 de março de 2010 Núcleo Estratégico do Turismo Nacional Fórum Nacional dos Secretários e Dirigentes Estaduais de Turismo Ministério do Turismo MTur Conselho

Leia mais

APRESENTAÇÃO DO CEBC COMO SE ASSOCIAR 2014

APRESENTAÇÃO DO CEBC COMO SE ASSOCIAR 2014 APRESENTAÇÃO DO CEBC 201 QUEM SOMOS FUNDADO EM 200, O CONSELHO EMPRESARIAL BRASIL CHINA CEBC É UMA INSTITUIÇÃO BILATERAL SEM FINS LUCRATIVOS FORMADA POR DUAS SEÇÕES INDEPENDENTES, NO BRASIL E NA CHINA,

Leia mais

Padrão de Gestão e Transparência do Terceiro Setor 2016

Padrão de Gestão e Transparência do Terceiro Setor 2016 O que é o Padrão de Gestão e Transparência Padrão de Gestão e Transparência O Padrão de Gestão e Transparência (PGT) 2013-2014 é um conjunto de práticas e ações recomendadas para as organizações sem fins

Leia mais

PLANO INSTRUCIONAL I. IDENTIFICAÇÃO DO DOCENTE II. IDENTIFICAÇÃO DA AÇÃO EDUCACIONAL

PLANO INSTRUCIONAL I. IDENTIFICAÇÃO DO DOCENTE II. IDENTIFICAÇÃO DA AÇÃO EDUCACIONAL PLANO INSTRUCIONAL I. IDENTIFICAÇÃO DO DOCENTE Instrutores Vide página de inscrição II. IDENTIFICAÇÃO DA AÇÃO EDUCACIONAL Título Modalidade Carga horária Data(s) Horário Público-Alvo CURSO DE GESTÃO INTEGRADA

Leia mais

Gestão Estratégica de Projetos Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração Educação Executiva

Gestão Estratégica de Projetos Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração Educação Executiva 1 Porque Educação Executiva Insper A dinâmica do mundo corporativo exige profissionais multidisciplinares, capazes de interagir e formar conexões com diferentes áreas da empresa e entender e se adaptar

Leia mais

NOVO PROGRAMA. Programa Petrobras SOCIOAMBIENTAL

NOVO PROGRAMA. Programa Petrobras SOCIOAMBIENTAL NOVO PROGRAMA Programa Petrobras SOCIOAMBIENTAL 2014-2018 1 PETROBRAS Fundada em 1953, a partir de uma campanha popular O petróleo é nosso. Empresa integrada de energia Sociedade anônima de capital aberto

Leia mais

Oficina II - Informação de custo para a gestão de programas nos órgãos setoriais

Oficina II - Informação de custo para a gestão de programas nos órgãos setoriais Oficina II - Informação de custo para a gestão de programas nos órgãos setoriais Coordenação: STN - Arthur Pinto e Welinton Vitor Relatoria: SPI - Andréia Rodrigues Objetivo da Oficina Apresentar experiências

Leia mais

REGULAMENTO.

REGULAMENTO. www.firjan.com.br REGULAMENTO Regulamento Prêmio Melhores Práticas Sindicais - 2016 APRESENTAÇÃO Art. 1º A Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (FIRJAN), por meio da Diretoria Executiva

Leia mais

Relações Governamentais no Brasil Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração Educação Executiva

Relações Governamentais no Brasil Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração Educação Executiva 1 Porque Educação Executiva Insper A dinâmica do mundo corporativo exige profissionais multidisciplinares, capazes de interagir e formar conexões com diferentes áreas da empresa e entender e se adaptar

Leia mais

Plano de Aula - Gestão de Recursos e Projetos - cód Horas/Aula

Plano de Aula - Gestão de Recursos e Projetos - cód Horas/Aula Plano de Aula - Gestão de Recursos e Projetos - cód. 6379-24 Horas/Aula Aula 1 Capítulo 1 - Retrospecto Histórico Aula 2 Capítulo 2 - Empreendedorismo Aula 3 2 - Empreendedorismo Aula 4 Capítulo 3 - Projetos

Leia mais

Padrão de Vencimento. João Pessoa, de maio de Cargo

Padrão de Vencimento. João Pessoa, de maio de Cargo INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA PARAÍBA FICHA DE INSCRIÇÃO Curso: Excelência na Prestação de Serviços na Administração Pública Módulo I Excelência no Relacionamento e Atendimento

Leia mais

Formando profissionais de saúde com as novas tecnologias: a experiência da ENSP/Fiocruz na educação à distância

Formando profissionais de saúde com as novas tecnologias: a experiência da ENSP/Fiocruz na educação à distância Seminário de Educação a Distância na Administração Pública: Cursos Mistos e Redes Virtuais Formando profissionais de saúde com as novas tecnologias: a experiência da ENSP/Fiocruz na educação à distância

Leia mais

Política de Comunicação do IFRS: conceito, metodologia e participação. Wilson da Costa Bueno Bento Gonçalves/RS 05/03/2015

Política de Comunicação do IFRS: conceito, metodologia e participação. Wilson da Costa Bueno Bento Gonçalves/RS 05/03/2015 Política de Comunicação do IFRS: conceito, metodologia e participação Wilson da Costa Bueno Bento Gonçalves/RS 05/03/2015 Conceito Política de Comunicação é o conjunto sistematizado de princípios, valores,

Leia mais

Reunimos mais de 80 empresas, somos desde 1989, uma das mais representativas entidades do setor de turismo no Brasil.

Reunimos mais de 80 empresas, somos desde 1989, uma das mais representativas entidades do setor de turismo no Brasil. Reunimos mais de 80 empresas, somos desde 1989, uma das mais representativas entidades do setor de turismo no Brasil. Vendemos 90% das viagens do mercado brasileiro* Transportamos 6,01 milhões de passageiros*

Leia mais

PROJETO DE COMUNICAÇÃO INTEGRADA. Por Débora Horn Assessoria de Comunicação da Anprotec

PROJETO DE COMUNICAÇÃO INTEGRADA. Por Débora Horn Assessoria de Comunicação da Anprotec PROJETO DE COMUNICAÇÃO INTEGRADA Por Débora Horn Assessoria de Comunicação da Anprotec A RELATA A Relata Editorial tem por objetivo apoiar empresas e entidades na gestão do processo de comunicação com

Leia mais

CURSO NEGOCIAÇÃO E COMUNICAÇÃO COM CLIENTES DIFÍCEIS

CURSO NEGOCIAÇÃO E COMUNICAÇÃO COM CLIENTES DIFÍCEIS CURSO NEGOCIAÇÃO E COMUNICAÇÃO COM CLIENTES DIFÍCEIS ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO 03 2. DESENVOLVIMENTO A. Proposta pedagógica B. Investimento C. Condições de participação 03 03 04 04 3. FICHA DE INSCRIÇÃO 05

Leia mais

ÍNDICE. Técnico em Administração I Módulo Contabilidade Geral

ÍNDICE. Técnico em Administração I Módulo Contabilidade Geral ÍNDICE METODOLOGIA E TRABALHO CIENTÍFICO...9 1 INTRODUÇÃO...9 2 OBJETIVO...9 3 PROCEDIMENTOS...9 3.1 CRITÉRIOS PARA FORMAÇÃO DOS GRUPOS DE TRABALHO...9 3.2 CRITÉRIOS DE ESCOLHA DOS TEMAS...9 3.3 CRITÉRIOS

Leia mais

Inteligência Competitiva Orientada para Resultados MANUAL DO CURSO

Inteligência Competitiva Orientada para Resultados MANUAL DO CURSO Inteligência Competitiva Orientada para Resultados MANUAL DO CURSO ESPM Rua Joaquim Távora, 1240 Vila Mariana São Paulo - SP Informações Central de Relacionamento: (11) 5081-8200 (opção 1) Segunda a sexta

Leia mais

Pós-Graduação. Gestão Estratégica de Processos de Negócios

Pós-Graduação. Gestão Estratégica de Processos de Negócios Pós-Graduação Gestão Estratégica de Processos de Negócios - 2017 Disciplinas: 1) Introdução a BPM, Contexto Organizacional e Profissional 2) Estratégia e Modelagem do Negócio Aplicada com Foco em BPM 3)

Leia mais

Introdução aos Princípios da Gestão Empresarial

Introdução aos Princípios da Gestão Empresarial Faculdade de Tecnologia Senac Pelotas Curso Superior de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Unidade Curricular Gestão Empresarial ADS 2 M/N Introdução aos Princípios da Gestão Empresarial

Leia mais

ANEXO PLANO DE AÇÃO PROFESSOR

ANEXO PLANO DE AÇÃO PROFESSOR ANEXO 5.2.2. PLANO DE AÇÃO PROFESSOR Rua Bruxelas, nº 169 São Paulo - SP CEP 01259-020 Tel: (11) 2506-6570 escravonempensar@reporterbrasil.org.br www.escravonempensar.org.br O que é o plano de ação? O

Leia mais

Contribuição e Enquadramento Sindical: algumas dúvidas

Contribuição e Enquadramento Sindical: algumas dúvidas Contribuição e Enquadramento Sindical: algumas dúvidas Contribuição Sindical Benefícios de recolher a Contribuição Sindical Patronal: A empresa contribuirá para o fortalecimento da sua categoria econômica;

Leia mais

Programa de Gestão Econômica, Social e Ambiental da Soja Brasileira

Programa de Gestão Econômica, Social e Ambiental da Soja Brasileira Programa de Gestão Econômica, Social e Ambiental da Soja Brasileira 1. Por que acreditamos no Soja Plus? 2. Como produziremos grandes resultados? 3. O que já realizamos em 2011? 4. O que estamos realizando

Leia mais

ANEXO I ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA

ANEXO I ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA ANEXO I ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA 1. OBJETO DE CONTRATAÇÃO A presente especificação tem por objeto a contratação de empresa Especializada de Consultoria para Planejamento da Estrutura Funcional e Organizacional

Leia mais

Integre esta rede de relacionamento & amplie o alcance de sua marca! ENCONTROS DA CONSTRUÇÃO 2016

Integre esta rede de relacionamento & amplie o alcance de sua marca! ENCONTROS DA CONSTRUÇÃO 2016 Integre esta rede de relacionamento & amplie o alcance de sua marca! ENCONTROS DA CONSTRUÇÃO 2016 OS ENCONTROS Há 10 anos, o CTE realiza Encontros de profissionais da cadeia produtiva da construção. OS

Leia mais

Liderança para o Desenvolvimento Regional

Liderança para o Desenvolvimento Regional Liderança para o Desenvolvimento Regional O que é? É um programa de mobilização, qualificação e integração de lideranças para o desenvolvimento de uma região. É um estímulo ao alinhamento das demandas

Leia mais

esocial Sistema de Escrituração das Obrigações Fiscais, Previdênciárias e Trabalhistas

esocial Sistema de Escrituração das Obrigações Fiscais, Previdênciárias e Trabalhistas esocial Sistema de Escrituração das Obrigações Fiscais, Previdênciárias e Trabalhistas O que é o esocial? O que é o esocial? O Sistema de Escrituração Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e

Leia mais

O poder de atração das centrais de negócios

O poder de atração das centrais de negócios O poder de atração das centrais de negócios Por Adriano Arthur Dienstmann E-book Gratuito Operadores independentes A associação de operadores independentes em centrais de negócios tem como objetivo aumentar

Leia mais

CONSERVATÓRIO DE MÚSICA CALOUSTE GULBENKIAN DE BRAGA

CONSERVATÓRIO DE MÚSICA CALOUSTE GULBENKIAN DE BRAGA CONSERVATÓRIO DE MÚSICA CALOUSTE GULBENKIAN DE BRAGA PLANO DE MELHORIA 2014 / 2016 ÍNDICE Introdução 3 Resultados da Avaliação Externa 4 Ações a contemplar no Plano de Melhoria 5 Conclusão 7 2 Introdução

Leia mais

TRANSFORMANDO O FUTURO DA SUA EMPRESA

TRANSFORMANDO O FUTURO DA SUA EMPRESA TRANSFORMANDO O FUTURO DA SUA EMPRESA QUEM SOMOS O SINDIPLAST SINDICATO DA INDÚSTRIA DE MATERIAL PLÁSTICO DO ESTADO DE SÃO PAULO REPRESENTA HOJE, MAIS DE 5.000 EMPRESAS EM TODO O ESTADO DE SÃO PAULO, QUE

Leia mais

7 CONGRESSO BRASILEIRO DE GOVERNANÇA CORPORATIVA. Eduarda La Rocque O Papel do Conselho na Gestão de Riscos

7 CONGRESSO BRASILEIRO DE GOVERNANÇA CORPORATIVA. Eduarda La Rocque O Papel do Conselho na Gestão de Riscos 7 CONGRESSO BRASILEIRO DE GOVERNANÇA CORPORATIVA Eduarda La Rocque O Papel do Conselho na Gestão de Riscos 1 Introdução Sub-Comitê de Gestão de Riscos (nov 2004) Motivação: O fortalecimento do Conselho

Leia mais

PRIMEIRA OFICINA DE CAPACITAÇÃO EM EDUCAÇÃO AMBIENTAL PARA IMPLANTAÇÃO DA COLETA SELETIVA REGIÃO DO SERTÃO

PRIMEIRA OFICINA DE CAPACITAÇÃO EM EDUCAÇÃO AMBIENTAL PARA IMPLANTAÇÃO DA COLETA SELETIVA REGIÃO DO SERTÃO ESTADO DE ALAGOAS SECRETARIA DE ESTADO DO MEIO AMBIENTE E DOS RECURSOS HÍDRICOS PRIMEIRA OFICINA DE CAPACITAÇÃO EM EDUCAÇÃO AMBIENTAL PARA IMPLANTAÇÃO DA COLETA SELETIVA REGIÃO DO SERTÃO SUMÁRIO INFORMAÇÃOES

Leia mais

"DESENVOLVIMENTO E RETENÇÃO DE TALENTOS EM TEMPOS DE ALTA DEMANDA POR QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL"

DESENVOLVIMENTO E RETENÇÃO DE TALENTOS EM TEMPOS DE ALTA DEMANDA POR QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL "DESENVOLVIMENTO E RETENÇÃO DE TALENTOS EM TEMPOS DE ALTA DEMANDA POR QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL" Gestão Engajamento e Retenção nas Mãos das Lideranças Pessoas: O ativo mais importante das organizações?!?!

Leia mais

Autores: Angelo José Rodrigues Lima Salvador 06 de julho de 2016

Autores: Angelo José Rodrigues Lima Salvador 06 de julho de 2016 A situação dos Comitês de Bacias e a necessidade de monitorar o Sistema Nacional de Gerenciamento de Recursos Hídricos a construção do Observatório da Governança das Águas Autores: Angelo José Rodrigues

Leia mais

Foto Carga Horária: 15h presenciais. Facilitador: Sandro Barros. Objetivo:

Foto Carga Horária: 15h presenciais. Facilitador: Sandro Barros. Objetivo: Foto Calabor@tiva Carga Horária: 15h presenciais Facilitador: Sandro Barros Objetivo: O objetivo é estimular crianças e jovens a utilizar a linguagem fotográfica como elemento alternativo e visual, despertando

Leia mais

Planejamento de Marketing MANUAL DO CANDIDATO ESPM. Rua Joaquim Távora, 1240 Vila Mariana São Paulo/SP

Planejamento de Marketing MANUAL DO CANDIDATO ESPM. Rua Joaquim Távora, 1240 Vila Mariana São Paulo/SP Planejamento de Marketing MANUAL DO CANDIDATO ESPM Rua Joaquim Távora, 1240 Vila Mariana São Paulo/SP Informações Central de Candidatos: (11) 5081-8225 (Opção 1) Segunda a sexta - 9h às 21h e sábado -

Leia mais

Relatório da atividade: Igualdade de oportunidade e não discriminação nas relações de trabalho DIEESE, OIT e INSPIR 01 e 02 de outubro de 2009

Relatório da atividade: Igualdade de oportunidade e não discriminação nas relações de trabalho DIEESE, OIT e INSPIR 01 e 02 de outubro de 2009 Relatório da atividade: Igualdade de oportunidade e não discriminação nas relações de trabalho DIEESE, OIT e INSPIR 01 e 02 de outubro de 2009 Acordo DIEESE/ OIT Apresentação A atividade teve como objetivos

Leia mais

Atribuições do professor-tutor da Seed/PR

Atribuições do professor-tutor da Seed/PR GESTÃO EM FOCO Programa de Fortalecimento da Gestão Escolar Secretaria de Estado da Educação do Paraná Governo do Paraná Atribuições do professor-tutor da Seed/PR Pauta da Reunião a) Edital de seleção

Leia mais

NOME DA AÇÃO EDUCACIONAL. Curso: Gestão de Riscos na Administração Pública - T01/2015-TRF

NOME DA AÇÃO EDUCACIONAL. Curso: Gestão de Riscos na Administração Pública - T01/2015-TRF NOME DA AÇÃO EDUCACIONAL Curso: Gestão de Riscos na Administração Pública - T01/2015-TRF OBJETIVO Apresentar os conceitos, os princípios, a estrutura e o processo para gerenciamento de riscos em organiza

Leia mais

SEMINÁRIO SOBRE EDUCAÇÃO EM SEGURANÇA QUÍMICA. Diretoria Técnica

SEMINÁRIO SOBRE EDUCAÇÃO EM SEGURANÇA QUÍMICA. Diretoria Técnica SEMINÁRIO SOBRE EDUCAÇÃO EM SEGURANÇA QUÍMICA Diretoria Técnica Gerência de Gestão Empresarial Luiz Shizuo Harayashiki Gerência de Assuntos Regulatórios e Sustentabilidade Camila Hubner Barcellos Setembro

Leia mais

Alimentos Júnior Sociedade Civil em Tecnologia e Consultoria da Universidade Federal de Viçosa Departamento de Tecnologia de Alimentos II (DTA II)

Alimentos Júnior Sociedade Civil em Tecnologia e Consultoria da Universidade Federal de Viçosa Departamento de Tecnologia de Alimentos II (DTA II) Assessor Estratégico O Assessor Estratégico tem como função a elaboração do Planejamento Estratégico, análise e controle de indicadores e metas gerenciais e estratégicas, controle e acompanhamento dos

Leia mais

Oficina de Apropriação de Resultados PAEBES 2013

Oficina de Apropriação de Resultados PAEBES 2013 Oficina de Apropriação de Resultados PAEBES 2013 Oficina de Apropriação de Resultados de BIOLOGIA Dinâmica Eu não sou eu.sou o momento:passo. Mario Quintana Objetivos: Interpretar os resultados da avaliação

Leia mais

REGULAMENTO DE EXTENSÃO DA FACULDADE ASCES CAPÍTULO I DA DEFINIÇÃO E OBJETIVOS

REGULAMENTO DE EXTENSÃO DA FACULDADE ASCES CAPÍTULO I DA DEFINIÇÃO E OBJETIVOS REGULAMENTO DE EXTENSÃO DA FACULDADE ASCES CAPÍTULO I DA DEFINIÇÃO E OBJETIVOS Art 1º. A Extensão Acadêmica se constitui em uma prática permanente de interação universidade-sociedade, articulada ao ensino

Leia mais

PARANAPANEMA EM FOCO

PARANAPANEMA EM FOCO Encontro Ampliado do PIRH Nos dias 15 e 16 de fevereiro, acontece no Hotel Sumatra, em Londrina (PR), o primeiro Encontro Ampliado do Plano Integrado de Recursos Hídricos (PIRH) da Unidade de Gestão dos

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO SUPERIOR TRIBUNAL MILITAR RESOLUÇÃO Nº 171 DE 17 DE MARÇO DE 2010.

PODER JUDICIÁRIO SUPERIOR TRIBUNAL MILITAR RESOLUÇÃO Nº 171 DE 17 DE MARÇO DE 2010. PODER JUDICIÁRIO SUPERIOR TRIBUNAL MILITAR RESOLUÇÃO Nº 171 DE 17 DE MARÇO DE 2010. Vide anexo Dispõe sobre a criação e organização da Assessoria de Gestão Estratégica (AGEST) e dá outras providências.

Leia mais

Política de Negócios e Empreendedorismo Prof. Esp. André Luís Belini Bacharel em Sistemas de Informações MBA em Gestão Estratégica de Negócios

Política de Negócios e Empreendedorismo Prof. Esp. André Luís Belini Bacharel em Sistemas de Informações MBA em Gestão Estratégica de Negócios Política de Negócios e Empreendedorismo Prof. Esp. André Luís Belini Bacharel em Sistemas de Informações MBA em Gestão Estratégica de Negócios O empreendedor não é uma ilha isolada no oceano. Por meio

Leia mais

Missão. Visão. Objetivos Estratégicos (OE)

Missão. Visão. Objetivos Estratégicos (OE) Identidade Organizacional - Acesso à informação - IBAMA - Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos R O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) é uma autarquia

Leia mais

O que é planejamento estratégico?

O que é planejamento estratégico? O que é planejamento estratégico? Um dos fatores de sucesso das empresas é possuir um bom planejamento. Mas o que é planejamento? Nós planejamos diariamente, planejamos nossas atividades, nossas finanças,

Leia mais

A importância da liderança como diferencial competitivo. Leonardo Siqueira Borges 29 de Setembro de 2015

A importância da liderança como diferencial competitivo. Leonardo Siqueira Borges 29 de Setembro de 2015 A importância da liderança como diferencial competitivo Leonardo Siqueira Borges 29 de Setembro de 2015 Ellebe Treinamento em Gestão Organizacional A Ellebe atua em empresas públicas e privadas nas áreas

Leia mais

COMO MUDAR AS CULTURAS ORGANIZACIONAIS. Profª Carminha Lage

COMO MUDAR AS CULTURAS ORGANIZACIONAIS. Profª Carminha Lage COMO MUDAR AS CULTURAS ORGANIZACIONAIS As Onze Fase da Gerência da Mudança Organizacional Uma seqüência de atividades ou intervenções devem ser seguida para que uma organização passe de um estágio do Ciclo

Leia mais

Biometrics and Human Identification Technology Expo, Business & Conference

Biometrics and Human Identification Technology Expo, Business & Conference Biometrics and Human Identification Technology Expo, Business & Conference 8 a 10 de novembro de 2016 Centro FECOMERCIO de Eventos São Paulo Apoio Mídia Organização e Realização Apresentação São esperados

Leia mais

I. Identificação do participante (da pessoa que for designada para o preenchimento) Escolaridade/Formação (quando tiver nível superior): Advogada

I. Identificação do participante (da pessoa que for designada para o preenchimento) Escolaridade/Formação (quando tiver nível superior): Advogada ANEXO III - FORMULÁRIO DE CONTRIBUIÇÕES I. Identificação do participante (da pessoa que for designada para o preenchimento) Nome Completo: Tamara Amoroso Gonçalves Escolaridade/Formação (quando tiver nível

Leia mais

Gestão da Inovação MANUAL DO CURSO

Gestão da Inovação MANUAL DO CURSO Gestão da Inovação MANUAL DO CURSO ESPM Rua Joaquim Távora, 1240 Vila Mariana São Paulo - SP Informações Central de Relacionamento: (11) 5081-8200 (opção 1) Segunda a sexta 9h às 20h45 Sábado 9h às 12h45

Leia mais

Projeto Movimento ODM Brasil 2015 Título do Projeto

Projeto Movimento ODM Brasil 2015 Título do Projeto Título do Projeto Desenvolvimento de capacidades, de justiça econômica sustentável e promoção de boas práticas para alcance dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio no Brasil. Concepção Estabelecimento

Leia mais

Núcleo de Inteligência Competitiva do Setor de Farmácias de Manipulação do Rio de Janeiro. Sandro Albuquerque

Núcleo de Inteligência Competitiva do Setor de Farmácias de Manipulação do Rio de Janeiro. Sandro Albuquerque Núcleo de Inteligência Competitiva do Setor de Farmácias de Manipulação do Rio de Janeiro Sandro Albuquerque Cenário Farmacêutico Magistral Movimenta US$ 1,3 bilhão por ano no Brasil, cerca de 9% do mercado

Leia mais

Calcular resultados. e apontar soluções

Calcular resultados. e apontar soluções Calcular resultados e apontar soluções Trajetória Mais de três décadas calculando resultados e apontando soluções. A Contabilidade Dias foi fundada em 1984, em Belo Horizonte, por Antônio Augusto Dias,

Leia mais

Apoio: Secretaria Municipal da Fazenda Prefeitura Municipal de Ribeirão Preto

Apoio: Secretaria Municipal da Fazenda Prefeitura Municipal de Ribeirão Preto Apoio: Secretaria Municipal da Fazenda Prefeitura Municipal de Ribeirão Preto Fórum de Secretários Municipais de Finanças e Fazenda do Estado de SP 27 e 28 de julho de 2016 Sites: http://www.sgesp.pmrp.com.br

Leia mais

INSTITUTO SENAI DE TECNOLOGIA EM MEIO AMBIENTE E QUIMICA ELABORAÇÃO DO PLANO DE LOGISTICA REVERSA VESTUÁRIO E TÊXTIL

INSTITUTO SENAI DE TECNOLOGIA EM MEIO AMBIENTE E QUIMICA ELABORAÇÃO DO PLANO DE LOGISTICA REVERSA VESTUÁRIO E TÊXTIL INSTITUTO SENAI DE TECNOLOGIA EM MEIO AMBIENTE E QUIMICA ELABORAÇÃO DO PLANO DE LOGISTICA REVERSA VESTUÁRIO E TÊXTIL SINDICATOS PARTICIPANTES SINDICOURO Sindicato das Indústrias de Artefatos de Couro do

Leia mais

MANUAL DE NORMAS E PROCEDIMENTOS

MANUAL DE NORMAS E PROCEDIMENTOS INSTRUÇÃO NORMATIVA CGM N.º 0/09 1 / 5 O CONTROLADOR GERAL DO MUNICÍPIO DE SÃO JOSÉ DO XINGU MT., no uso de suas atribuições legais, com base na Lei Municipal n.º 353/2008, regulamentado pelo Decreto Municipal

Leia mais

Plano de Campanha EQUIDADE DE GÊNERO E RAÇA

Plano de Campanha EQUIDADE DE GÊNERO E RAÇA Plano de Campanha EQUIDADE DE GÊNERO E RAÇA Plano de Campanha Equidade de Gênero e Raça Sumário 1. Objetivos... 3 2. Público... 3 3. Slogan e Conceito...3 4. Realização... 3 5. Peças Publicitárias (publicidade)...3

Leia mais

Agenda. Contexto. O Nordeste Territorial. Fórum de Governança da Atividade Econômica. Formas de Financiamento

Agenda. Contexto. O Nordeste Territorial. Fórum de Governança da Atividade Econômica. Formas de Financiamento Agenda Contexto O Nordeste Territorial Fórum de Governança da Atividade Econômica Formas de Financiamento Área de atuação do BNB Nordeste: 1.554,4 mil Km 2 Semi-árido: 974,4 mil Km 2 (62,7% do território

Leia mais

Agenda MEI de Inovação e Manufatura Avançada

Agenda MEI de Inovação e Manufatura Avançada 10 Diálogos da MEI Agenda MEI de Inovação e Gilberto Peralta - GE Salvador, 04 de abril de 2016 A Economia Digital revolucionará o cotidiano das pessoas e das empresas, transformando nosso dia-a-dia Internet

Leia mais

SGD Sistema de Gestão do Desempenho II Simpósio de Boas Práticas de Governança e Gestão de Pessoas

SGD Sistema de Gestão do Desempenho II Simpósio de Boas Práticas de Governança e Gestão de Pessoas Diretoria de Administração DA Departamento de Gestão de Pessoas DAG Divisão de Carreira e Remuneração DAGR SGD Sistema de Gestão do Desempenho II Simpósio de Boas Práticas de Governança e Gestão de Pessoas

Leia mais

Liderança e Gestão da Organização

Liderança e Gestão da Organização 1 Porque Educação Executiva Insper A dinâmica do mundo corporativo exige profissionais multidisciplinares, capazes de interagir e formar conexões com diferentes áreas da empresa e entender e se adaptar

Leia mais

CADERNO DE ATIVIDADES

CADERNO DE ATIVIDADES CADERNO DE ATIVIDADES PRIORIDADES DO PLANO DIRETOR 4 ANOS Considerando os... Desafios Desafios Desafios Desafios Desafios Defina em grupo as prioridades, segundo os critérios de... PRIORIDADES DO PLANO

Leia mais

2.2 ATIVIDADES Atividade Formulação e validação dos processos e instrumentos de avaliação de políticas públicas no MEC.

2.2 ATIVIDADES Atividade Formulação e validação dos processos e instrumentos de avaliação de políticas públicas no MEC. Impresso por: Consulta Seleção de Consultores - oei.org.br Data da impressão: 11/07/2016-15:22:50 SIGOEI - Sistema de Informações Gerenciais da OEI TERMO DE REFERÊNCIA Nº 2904 PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA 2015

CHAMADA PÚBLICA 2015 EDITAL 37 CHAMADA PÚBLICA 2015 PROGRAMA DE APOIO AO DESENVOLVIMENTO DE PROJETOS TÉCNICOS COM FINALIDADE DIDÁTICO-PEDAGÓGICA EM CURSOS REGULARES NO 1/7 EXECUÇÃO: OUTUBRO/2015 A JUNHO/2016. A Reitora do

Leia mais

Trabalhista. Mattos Filho, Veiga Filho, Marrey Jr. e Quiroga Advogados. Todos os direitos reservados.

Trabalhista. Mattos Filho, Veiga Filho, Marrey Jr. e Quiroga Advogados. Todos os direitos reservados. Trabalhista Mattos Filho, Veiga Filho, Marrey Jr. e Quiroga Advogados. Todos os direitos reservados. Nossos serviços A prática tem reconhecida atuação no consultivo trabalhista, contencioso judicial e

Leia mais

MEDIAÇÃO DA APRENDIZAGEM PARA PROFISSIONAIS DA SAÚDE RELATO DE EXPERIÊNCIA

MEDIAÇÃO DA APRENDIZAGEM PARA PROFISSIONAIS DA SAÚDE RELATO DE EXPERIÊNCIA MEDIAÇÃO DA APRENDIZAGEM PARA PROFISSIONAIS DA SAÚDE RELATO DE EXPERIÊNCIA Gisele Cristina Tertuliano RESUMO Este artigo é um relato de experiência sobre o processo de aprendizagem de aprendizagem para

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA - UNEB AUTORIZAÇÃO: DECRETO Nº92937/86, DOU RECONHECIMENTO: PORTARIA Nº909/95, DOU

UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA - UNEB AUTORIZAÇÃO: DECRETO Nº92937/86, DOU RECONHECIMENTO: PORTARIA Nº909/95, DOU ANEXO 2 DO EDITAL PIBID UNEB CAPES Nº. 010/2014 FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO Candidato (a) Matrícula Curso / Depto. UNEB (iniciação à docência) Escola (supervisão) ENDEREÇO:...Nº... BAIRRO:...CIDADE:... CEP.:...

Leia mais

PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO. Comissão de Produção Científica (CPC)

PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO. Comissão de Produção Científica (CPC) PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO Comissão de Produção Científica (CPC) Edital n 4 /2016 SELEÇÃO DE PROJETOS DE PESQUISA E EXTENSÃO PARA OBTENÇÃO DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA PARA O ANO LETIVO

Leia mais

Treinograma de Azoubel. O que é:

Treinograma de Azoubel. O que é: O que é: Ferramenta desenvolvida na PETROBRAS para acompanhar o desenvolvimento dos empregados da Refinaria Landulfo Alves, na Bahia A Secretaria Executiva de Desenvolvimento do Modelo de Gestão - SEDMG

Leia mais

Conselho Municipal de Meio Ambiente CONSEMAC Câmara Setorial Permanente de Educação Ambiental CSPEA Parecer 03/2013 Março 2013

Conselho Municipal de Meio Ambiente CONSEMAC Câmara Setorial Permanente de Educação Ambiental CSPEA Parecer 03/2013 Março 2013 Conselho Municipal de Meio Ambiente CONSEMAC Câmara Setorial Permanente de Educação Ambiental CSPEA Parecer 03/2013 Março 2013 I. OBJETO Regulamentação da Lei n o 4.791 de 02/04/2008, que dispõe sobre

Leia mais

A Ouvidoria na Saúde. Maria Inês Fornazaro Julho / 2013

A Ouvidoria na Saúde. Maria Inês Fornazaro Julho / 2013 A Ouvidoria na Saúde Maria Inês Fornazaro Julho / 2013 Cenário Social Nas últimas décadas a sociedade brasileira passou por inúmeras mudanças que determinaram o redimensionamento de políticas públicas,

Leia mais

OFICINA 02: GT CONSTRUÇÃO/CT2/PBACV. GT CONSTRUÇÃO: Metas e resultados parciais Coord. do GT Construção: Raquel Naves Blumenschein

OFICINA 02: GT CONSTRUÇÃO/CT2/PBACV. GT CONSTRUÇÃO: Metas e resultados parciais Coord. do GT Construção: Raquel Naves Blumenschein OFICINA 02: GT CONSTRUÇÃO/CT2/PBACV GT CONSTRUÇÃO: Metas e resultados parciais Coord. do GT Construção: Raquel Naves Blumenschein GRUPO DE TRABALHO DA CONSTRUÇÃO O GT da Construção foi criado pela Comissão

Leia mais

Secretaria de Turismo e Lazer da Cidade do Recife

Secretaria de Turismo e Lazer da Cidade do Recife Secretaria de Turismo e Lazer da Cidade do Recife Revisão do Planejamento Estratégico para o período de 2014-2017 Este relatório apresenta os resultados da revisão do Planejamento Estratégico utilizando

Leia mais

Criação do Próprio Emprego, Negócio ou Empresa. Regulamento. apreender.fundacaoaep.pt

Criação do Próprio Emprego, Negócio ou Empresa. Regulamento. apreender.fundacaoaep.pt Criação do Próprio Emprego, Negócio ou Empresa Regulamento apreender.fundacaoaep.pt 2º Call for Ideas - Criação do Próprio Emprego, Negócio ou Empresa - Regulamento Artigo 1º Âmbito 1. O 2º Call for Ideas

Leia mais

ITUIUTABA MONTE ALEGRE DE MINAS MONTE CARMELO PRATA SANTA VITÓRIA MINAS GERAIS

ITUIUTABA MONTE ALEGRE DE MINAS MONTE CARMELO PRATA SANTA VITÓRIA MINAS GERAIS ITUIUTABA MONTE ALEGRE DE MINAS MONTE CARMELO PRATA SANTA VITÓRIA MINAS GERAIS A Mobilidade Urbana A Mobilidade Urbana é um tema amplo, abrange questões de desenvolvimento urbano, a saúde e a qualidade

Leia mais

Capital Humano. Programa de Desenvolvimento em. Um novo Mercer College para você!

Capital Humano. Programa de Desenvolvimento em. Um novo Mercer College para você! Programa de Desenvolvimento em Capital Humano Um novo College para você! O College mudou para se adequar à sua necessidade e de sua empresa. Muito mais completo e flexível, nosso programa apresenta os

Leia mais

O estudo sobre os Princípios de Marketing tem como objetivos:

O estudo sobre os Princípios de Marketing tem como objetivos: O estudo sobre os Princípios de Marketing tem como objetivos: Definir os conceitos básicos nas áreas de conhecimento ligadas à Gestão de Negócios; Compreender e efetuar as Análises Econômica, Financeira

Leia mais

OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO

OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO O SEBRAE-SP O Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) - em SP, tem a missão de promover a competitividade e o desenvolvimento sustentável dos empreendimentos

Leia mais

Orçamento participativo: engajamento da força de trabalho e resultados organizacionais. Os caminhos...

Orçamento participativo: engajamento da força de trabalho e resultados organizacionais. Os caminhos... Orçamento participativo: engajamento da força de trabalho e resultados organizacionais Os caminhos... O que é um orçamento? Orçamento é um plano que detalha as receitas e despesas de uma administração

Leia mais

Museu da Chapelaria São João da Madeira. 20 a 23 de setembro. Organização:

Museu da Chapelaria São João da Madeira. 20 a 23 de setembro. Organização: Museu da Chapelaria São João da Madeira 20 a 23 de setembro Organização: Coordenadoras formadoras: Ana Rita Canavarro e Sara Barriga Formadoras: Sara Franqueira, Susana Gomes da Silva Objetivos: Relacionar

Leia mais

Plano de Desenvolvimento Institucional

Plano de Desenvolvimento Institucional Plano de Desenvolvimento Institucional Âmbito de atuação Missão Visão Elementos Duráveis Princípios Elementos Mutáveis (periodicamente) Análise Ambiental Objetivos Estratégicos Metas Planos de Ação PDI

Leia mais

DIREÇÃO GERAL DE REFORMAS E SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

DIREÇÃO GERAL DE REFORMAS E SISTEMAS DE INFORMAÇÃO DIREÇÃO GERAL DE REFORMAS E SISTEMAS DE INFORMAÇÃO ESTRUTURA Direção de Serviço de Reformas Cargo Função Técnico Diretor de Serviço Dirigir e enquadrar os projetos de modernização e reforma no âmbito do

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO DO GABINETE DE IMAGEM E COMUNICAÇÃO DO INSTITUTO POLITÉCNICO DE SETÚBAL (GI.COM-IPS)

REGULAMENTO INTERNO DO GABINETE DE IMAGEM E COMUNICAÇÃO DO INSTITUTO POLITÉCNICO DE SETÚBAL (GI.COM-IPS) REGULAMENTO INTERNO DO GABINETE DE IMAGEM E COMUNICAÇÃO DO INSTITUTO POLITÉCNICO DE SETÚBAL (GI.COM-IPS) I ÂMBITO E FINALIDADE 1. O Gabinete de Imagem e Comunicação do Instituto Politécnico de Setúbal

Leia mais

PROGRAMA VIVÊNCIA PROFISSIONAL : REGULAMENTO DA PRÁTICA PROFISSIONAL / ESTÁGIO. Escola SENAI Anchieta

PROGRAMA VIVÊNCIA PROFISSIONAL : REGULAMENTO DA PRÁTICA PROFISSIONAL / ESTÁGIO. Escola SENAI Anchieta PROGRAMA VIVÊNCIA PROFISSIONAL : REGULAMENTO DA PRÁTICA PROFISSIONAL / ESTÁGIO Escola SENAI Anchieta Sumário Página 01 Prática Profissional / Estágio 03 02 Da carga horária da Prática Profissional / Estágio

Leia mais

Fórum Concelhio Para a Promoção da Saúde

Fórum Concelhio Para a Promoção da Saúde Fórum Concelhio Para a Promoção da Saúde CASCAIS SAUDÁVEL 1. Contexto SÓCIO-POLÍTICO: Saúde na ordem do dia Envelhecimento da população Sustentabilidade do SNS Transferência de competências para as Autarquias

Leia mais

20 anos publicidade propaganda design produção de imagem CRIATIVA RÁPIDA

20 anos publicidade propaganda design produção de imagem CRIATIVA RÁPIDA PUBLICIDADE CAMPINAS Atuando há mais de 20 anos no Mercado de Campinas e Região e oferecendo soluções em publicidade, propaganda, design (criação de sites) e produção de imagem (arte gráfica). Nossas soluções

Leia mais

GLOSSÁRIO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO

GLOSSÁRIO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO GLOSSÁRIO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO AÇÕES ESTRATÉGICAS Ações que objetivam, basicamente, o aproveitamento das oportunidades, e potencialidades, bem como a minimização do impacto das ameaças e fragilidades.

Leia mais

A COMUNICAÇÃO INTERNA COMO DIFERENCIAL COMPETITIVO USINA CORURIPE

A COMUNICAÇÃO INTERNA COMO DIFERENCIAL COMPETITIVO USINA CORURIPE A COMUNICAÇÃO INTERNA COMO DIFERENCIAL COMPETITIVO USINA CORURIPE APRESENTAÇÃO: Anderson Tsuchida Jornalista, Publicitário e Pós Graduado em Comunicação Empresarial Por que a Comunicação Interna é tão

Leia mais

ANEXO 01 (Conteúdo do EXIN Administração - Campus Mossoró) 3ª SÉRIE

ANEXO 01 (Conteúdo do EXIN Administração - Campus Mossoró) 3ª SÉRIE ANEXO 01 (Conteúdo do EXIN 2016.2 Administração - Campus Mossoró) 3ª SÉRIE DISCIPLINAS DA SÉRIE GESTÃO DA INFORMAÇÃO E TECNOLOGIA GESTÃO DE PESSOAS DIREITO EMPRESARIAL E TRABALHISTA CONTABILIDADE Os recursos

Leia mais

De acordo com a vontade comum com vistas ao entendimento mútuo e à cooperação bilateral;

De acordo com a vontade comum com vistas ao entendimento mútuo e à cooperação bilateral; MEMORANDO DE ENTENDIMENTO ENTRE O MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR, DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL, E A COMISSÃO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO E REFORMA, DA REPÚBLICA POPULAR

Leia mais

FACULDADE DE MAUÁ FAMA MANUAL DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES CURSO - BACHAREL EM SERVIÇO SOCIAL

FACULDADE DE MAUÁ FAMA MANUAL DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES CURSO - BACHAREL EM SERVIÇO SOCIAL FACULDADE DE MAUÁ FAMA CURSO BACHAREL EM SERVIÇO SOCIAL MANUAL DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES CURSO - BACHAREL EM SERVIÇO SOCIAL MAUÁ, 2013/2014/2015 0 1 ATIVIDADES COMPLEMENTARES As atividades complementares,

Leia mais

INICIATIVAS DO SEBRAE NA PRODUÇÃO DE ESTUDOS DE CASOS

INICIATIVAS DO SEBRAE NA PRODUÇÃO DE ESTUDOS DE CASOS INICIATIVAS DO SEBRAE NA PRODUÇÃO DE ESTUDOS DE CASOS 1 JORNADA ESTUDOS DE CASOS DA PEQUENA EMPRESA Concurso cuja proposta é firmar parcerias com instituições de ensino superior e estimular os alunos de

Leia mais

Informatização de inscrições em treinamentos via Portal SAP

Informatização de inscrições em treinamentos via Portal SAP 1 2 Informatização de inscrições em treinamentos via Portal SAP Autores: Fabiano Zaché Nayara Teixeira Unidade: R-DDP Chefia: Renata Faco Oportunidade Percebida O desenvolvimento de uma ferramenta informatizada

Leia mais

INFORMATIVO UNEB - PROEX AÇÕES PREPARATÓRIAS PARA EXECUÇÃO PROEXT/2015/MEC/SESu

INFORMATIVO UNEB - PROEX AÇÕES PREPARATÓRIAS PARA EXECUÇÃO PROEXT/2015/MEC/SESu INFORMATIVO UNEB - PROEX AÇÕES PREPARATÓRIAS PARA EXECUÇÃO PROEXT/2015/MEC/SESu O PROEXT, programa de extensão de âmbito nacional patrocinado pela Secretaria de Ensino Superior (SESU), vinculada ao Ministério

Leia mais

ATER DE QUALIDADE E EM QUANTIDADE PARA O DESENVOLVIMENTO RURAL SUSTENTÁVEL EM MINAS GERAIS

ATER DE QUALIDADE E EM QUANTIDADE PARA O DESENVOLVIMENTO RURAL SUSTENTÁVEL EM MINAS GERAIS SINDICATO DOS TRABALHADORES EM ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL DO ESTADO DE MINAS GERAIS ATER DE QUALIDADE E EM QUANTIDADE PARA O DESENVOLVIMENTO RURAL SUSTENTÁVEL EM MINAS GERAIS DESAFIOS E PERSPECTIVAS

Leia mais