REDE DE PROTEÇÃO SOCIAL COFINANCIADA EM 2014

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "REDE DE PROTEÇÃO SOCIAL COFINANCIADA EM 2014"

Transcrição

1 REDE DE PROTEÇÃO SOCIAL COFINANCIADA EM 2014 Serviços e Programas Socioassistenciais Cofinanciados através do Fundo Municipal de Assistência Social/FMAS e do Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente/FMDCA com recursos financeiros das esferas de governo Municipal, Estadual e Federal REDE DE PORTEÇÃO SOCIAL BÁSICA Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos para Crianças de 3 a 6 anos Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos para Crianças e Adolescentes de 6 a 15 anos Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos para Adolescentes e Jovens de 15 a 17 anos Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos para Idosos Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos Intergeracional Serviço de Apoio Social (SAS) ÓRGÃO EXECUTOR (Entidades de Assistência Social e Poder Público) - AELESAB - Programas de Integração e Assistência a Criança e Adolescente - Associação Comunitária Caná - CIPS - Consórcio Intermunicipal da Promoção Social - FUNDATO - Fundação Toledo - POC - Pequenos Obreiros de Curuçá - ACAÊ - Associação Comunitária em Ação Êxodo (Alto Alegre e Jaraguá) - AELESAB - Programas de Integração e Assistência a Criança e Adolescente - Associação Comunitária Caná - Associação Wise Madness (Octavio Rasi a partir de abril 2014) - CAESP - Casa da Esperança - Casa da Criança Madre Maria Teodoro Voiron - CEAC - Centro Espírita Amor e Caridade (Colmeia; Crianças em Ação; Crescer; Girassol e Seara de Luz) - CEVAC - Centro de Valorização da Criança - CIPS - Consórcio Intermunicipal da Promoção Social - Creche de Assistência Nossa Criança CANC Tibiriçá - Fundação Amigos de João Bidu - FUNDATO - Fundação Toledo (Cite) - IASCJ - Instituto das Apóstolas do Sagrado Coração de Jesus (Ferradura) (Octávio Rasi até março 2014) - INSCRI - Instituto Social São Cristovão - IPRESPA - Instituto Profissional de Reabilitação Social 1º de Agosto - POC - Pequenos Obreiros de Curuçá - SANCRISTO - Sociedade de Assistência a Criança Doutor Cesar Benedito F. Rodrigues Proteção Social Básica/DSS Pet Beija Flor Proteção Social Básica/DSS Pet Bela Vista - ACAÊ - Associação Comunitária em Ação Êxodo (Alfa e Beta) - Associação Comunitária Caná - FUNDATO - Fundação Toledo (Sta Cândida /Cite) - POC - Pequenos Obreiros de Curuçá - PMB Ferraz - PMB Nova Bauru - FUNDATO - Fundação Toledo (Ite) - IASCJ - Instituto das Apóstolas do Sagrado Coração de Jesus - PMB (Bela Vista, Independência, Nova Bauru, Tibiriçá, Redentor) - AELESAB - Programas de Integração e Assistência a Criança e Adolescente - Cáritas Diocesana de Bauru - Centro Comunitário Assistencial e Educacional Aníbal Difrância (Creche e Berçário São Paulo)

2 Serviço de Acesso à Documentação Civil Serviço de Inclusão Produtiva Preparação para o Trabalho e Renda (PTR) Serviço de Inclusão Produtiva Auxílio Produção Serviço de Preparação para o Primeiro Emprego Serviço de Orientação e Acesso ao Trabalho (SOAT) Programa Viva Leite (ofertado no Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos) Programa de Atendimento ao Idoso (ofertado no Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos) Programa de Atenção Integrada a Pessoa com deficiência REDE DE PORTEÇÃO SOCIAL ESPECIAL Média Complexidade Serviço de Proteção Social Especial para Pessoas com Deficiência, Idosas e suas Famílias Serviço de Proteção Social Especial para Pessoas Idosas e suas Famílias ofertado em Centro Dia Serviço Especializado de Proteção a Criança e Adolescente em Situação de Risco (FMDCA) Serviço de Proteção e Atendimento Especializado a Famílias e Indivíduos PAEFI I Serviço de Proteção e Atendimento Especializado a Famílias e Indivíduos PAEFI II - FUNDATO - Fundação Toledo (Jaraguá e Real) - IASCJ - Instituto das Apóstolas do Sagrado Coração de Jesus (Ferradura) Proteção Social Básica/DSS Tibiriçá - Cáritas Diocesana de Bauru - ACAÊ - Associação Comunitária em Ação Êxodo (Jaraguá) - AELESAB - Programas de Integração e Assistência a Criança e Adolescente (2 unidades) - CEAC - Centro Espírita Amor e Caridade (Crianças em Ação) - FUNDATO - Fundação Toledo (Sta Cândida) - IASCJ - Instituto das Apóstolas do Sagrado Coração de Jesus (Ferradura) - Núcleo Amizade - SORRI Bauru Proteção Social Básica/DSS Ferraz Proteção Social Básica/DSS Massa Caseira - CEAC - Centro Espírita Amor e Caridade (Crianças em Ação) - IASCJ - Instituto das Apóstolas do Sagrado Coração de Jesus - SORRI - Bauru - CIPS - Consórcio Intermunicipal da Promoção Social - Legião Feminina de Bauru - Legião Mirim de Bauru - Cáritas Diocesana de Bauru Proteção Social Básica/DSS Proteção Social Básica/DSS - APIECE - Associação de Pais para Integração Social e Escolar da Criança Especial ÓRGÃO EXECUTOR (Entidades de Assistência Social e Poder Público) - ABCC - Associação Bauruense de Combate ao Câncer - ABREC - Associação Bauruense de Apoio e Assistência ao Renal Crônico - APAE - Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Bauru/SP - APIECE - Associação de Pais para Integração Social e Escolar da Criança Especial - FUNDATO - Fundação Toledo - IASCJ - Instituto das Apóstolas do Sagrado Coração de Jesus - Lar Escola Santa Luzia para Cegos - SAPAB - Associação de Apoio a Pessoa com AIDS de Bauru - SORRI Bauru - Vila Vicentina - Abrigo para Velhos Proteção Social Especial/DAS Centro de Referência Especializado de Assistência Social/CREAS Proteção Social Especial/DAS Centro de Referência Especializado de Assistência Social/CREAS

3 Serviço Especializado para Pessoas em Situação de Rua Serviço Especializado em Abordagem Social Serviço de Proteção Social a Adolescentes em Cumprimento de Medida Socioeducativa de Liberdade Assistida (LA), e de Prestação de Serviços à Comunidade (PSC) Centro de Referência de Atendimento à Mulher em Situação de Violência Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (PETI) Programa Passe Deficiente Acompanhante Programa de Atendimento Preventivo Mulheres que Brilham REDE DE PORTEÇÃO SOCIAL ESPECIAL Alta Complexidade Serviço de Proteção em Situações de Calamidades Públicas e de Emergências para Crianças e Adolescentes em Abrigo para Idosos em Abrigo para Adultos e Famílias em Casa de Passagem para Adultos para Jovens e Adultos com Deficiência em Residência Inclusiva Serviço de Acolhimento em Família Acolhedora (FMDCA) Projeto Acolhimento para Mulheres em Situação de Violência em Abrigo Serviço de Acolhimento em República para Idosos Proteção Social Especial/DAS Centro de Referência Especializado para População em Situação de Rua/Centro Pop Proteção Social Especial/DAS Centro de Referência Especializado para População em Situação de Rua/Centro Pop Proteção Social Especial/DAS Centro de Referência Especializado de Assistência Social/CREAS Proteção Social Especial/DAS Proteção Social Especial/DAS Centro de Referência Especializado de Assistência Social/CREAS Proteção Social Especial/DAS Centro de Referência Especializado de Assistência Social/CREAS ÓRGÃO EXECUTOR (Entidades de Assistência Social e Poder Público) - APMC - Associação de Proteção a Maternidade e a Criança - Comunidade Bom Pastor (Unidades I, II e III) - RASC - Recuperação e Assistência Cristã - SAPAB - Associação de Apoio a Pessoa com AIDS de Bauru - ABC - Associação Beneficente Cristã - Vila Vicentina - Abrigo para Velhos - CEAC - Centro Espírita Amor e Caridade - Comunidade Bom Pastor (feminina) - Equipe Cristo Verdade que Liberta - Esquadrão da Vida (masculina) - SAPAB - Associação de Apoio a Pessoa com AIDS de Bauru - ABC - Associação Beneficente Cristã (feminina e masculina) - APAE - Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Bauru/SP (feminina e masculina) (masculina) - FUNDATO Fundação Toledo - SORRI Bauru Proteção Social Especial/DAS Proteção Social Especial/DAS

4 LEI Nº 6.467, DE 13 DE DEZEMBRO DE P /13 Autoriza o Poder Executivo a efetivar, mediante Convênio, repasse de recursos públicos municipais para as entidades do setor privado que especifica. O PREFEITO MUNICIPAL DE BAURU, nos termos do art. 51 da Lei Orgânica do Município de Bauru, faz saber que a Câmara Municipal, aprovou e ele sanciona e promulga a seguinte lei: Art. 1º Fica o Poder Executivo Municipal autorizado a efetivar, mediante Convênio, repasse de recursos públicos municipais para as entidades do setor privado, abaixo identificadas, com recursos do Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente FMDCA, nos respectivos totais estimados, visando atender as seguintes finalidades: REDE DE PROTEÇÃO SOCIAL BÁSICA REDE DE PROTEÇÃO SOCIAL ESPECIAL

5 Art. 2º Fica o Poder Executivo Municipal autorizado a efetivar, mediante Convênio, repasse de recursos públicos municipais para as entidades do setor privado, abaixo identificadas, com recursos do Fundo Municipal da Assistência Social FMAS, nos respectivos totais estimados, visando atender as seguintes finalidades: REDE DE PROTEÇÃO SOCIAL BÁSICA FUNDO MUNICIPAL DA ASSISTENCIA SOCIAL

6

7

8

9 REDE DE PROTEÇÃO SOCIAL ESPECIAL PROTEÇÃO SOCIAL ESPECIAL DE MÉDIA COMPLEXIDADE

10 PROTEÇÃO SOCIAL ESPECIAL DE ALTA COMPLEXIDADE

11 Art. 3º No caso de haver diminuição do valor do repasse Federal e/ou Estadual, fica autorizado o Município a complementar o valor total do repasse dos recursos constante na presente Lei. Art. 4º Os valores dos convênios serão corrigidos anualmente pelo índice de correção monetária oficial do Município. Art. 5º As despesas decorrentes desta Lei correrão por conta de dotações previstas na Lei Orçamentária Anual do exercício financeiro de Art. 6º Esta lei entra em vigor na data de sua publicação, com efeitos a partir de 01 de janeiro de Bauru, 13 de dezembro de RODRIGO ANTONIO DE AGOSTINHO MENDONÇA PREFEITO MUNICIPAL MAURÍCIO PONTES PORTO SECRETÁRIO DOS NEGÓCIOS JURÍDICOS DARLENE MARTIN TENDOLO SECRETÁRIA DO BEM - ESTAR SOCIAL Projeto de iniciativa do PODER EXECUTIVO Registrada no Departamento de Comunicação e Documentação da Prefeitura, na mesma data. ANDRÉA MARIA LIBERATO DIRETORA DO DEPARTAMENTO DE COMUNICAÇÃO E DOCUMENTAÇÃO (PUBLICADA NO DIÁRIO OFICIAL DO MUNICÍPIO DE BAURU DO DIA 19/12/2013)

Inclusão Produtiva Preparação para o Trabalho e Renda. Cursos Primeiro Semestre 2015

Inclusão Produtiva Preparação para o Trabalho e Renda. Cursos Primeiro Semestre 2015 Inclusão Produtiva Preparação para o Trabalho e Renda Cursos Primeiro Semestre 2015 Pré-requisitos: a partir de 16 anos de idade, provenientes de famílias prioritariamente beneficiárias dos programas de

Leia mais

Assistência Social da benesse ao Direito A experiência de Campinas

Assistência Social da benesse ao Direito A experiência de Campinas Assistência Social da benesse ao Direito A experiência de Campinas Arnaldo Rezende Setembro/2010. Um pouco da origem... 1543 Implantação da 1ª. Santa Casa de Misericórdia. 1549 - Chegada dos Jesuítas no

Leia mais

REESTRUTURAÇÃO INSTITUCIONAL DOS ÓRGÃOS GESTORES, PARA ADEQUAÇÃO À ESTRUTURA ORGANIZACIONAL DO SUAS.

REESTRUTURAÇÃO INSTITUCIONAL DOS ÓRGÃOS GESTORES, PARA ADEQUAÇÃO À ESTRUTURA ORGANIZACIONAL DO SUAS. REESTRUTURAÇÃO INSTITUCIONAL DOS ÓRGÃOS GESTORES, PARA ADEQUAÇÃO À ESTRUTURA ORGANIZACIONAL DO SUAS. OFICINA 2 Ofertas da Assistência Social: Serviços por níveis de proteção básica e especial de média

Leia mais

Palestra: Política Nacional de Assistência Social e Sistema Único da Assistência Social SUAS

Palestra: Política Nacional de Assistência Social e Sistema Único da Assistência Social SUAS Palestra: Política Nacional de Assistência Social e Sistema Único da Assistência Social SUAS Professores: Leonardo Martins Prudente e Adailton Amaral Barbosa Leite Brasília, Agosto de 2013 Política Nacional

Leia mais

Excelentíssimo Senhor Presidente da Câmara de Vereadores e demais Edis.

Excelentíssimo Senhor Presidente da Câmara de Vereadores e demais Edis. MENSAGEM Nº. 02/2013 Excelentíssimo Senhor Presidente da Câmara de Vereadores e demais Edis. Com nossos cordiais cumprimentos encaminhamos a V. Exa. e digníssimos Pares dessa R. Casa Legislativa, o Projeto

Leia mais

COMUNICAÇÃO INTERNA FUNDAFRESP

COMUNICAÇÃO INTERNA FUNDAFRESP COMUNICAÇÃO INTERNA FUNDAFRESP Como resultado da reunião da Comissão do Fundafresp, realizada no dia 30.10.13, foram beneficiadas as seguintes entidades: DRTC I,II,III CAPITAL Lar da Criança Frei Leopoldo

Leia mais

POLÍTICA NACIONAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL, SUAS e legislações pertinentes. Profa. Ma. Izabel Scheidt Pires

POLÍTICA NACIONAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL, SUAS e legislações pertinentes. Profa. Ma. Izabel Scheidt Pires POLÍTICA NACIONAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL, SUAS e legislações pertinentes Profa. Ma. Izabel Scheidt Pires REFERÊNCIAS LEGAIS CF 88 LOAS PNAS/04 - SUAS LOAS A partir da Constituição Federal de 1988, regulamentada

Leia mais

O Suas Sistema Único da Assistência Social em perspectiva Valéria Cabral Carvalho, CRESS nº 0897 Luiza Maria Lorenzini Gerber, CRESS nº 0968

O Suas Sistema Único da Assistência Social em perspectiva Valéria Cabral Carvalho, CRESS nº 0897 Luiza Maria Lorenzini Gerber, CRESS nº 0968 O Suas Sistema Único da Assistência Social em perspectiva Valéria Cabral Carvalho, CRESS nº 0897 Luiza Maria Lorenzini Gerber, CRESS nº 0968 Com a Constituição Federal de 1988, a Assistência Social passa

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL MUNICÍPIO DE CANOAS SECRETARIA MUNICIPAL DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL MUNICÍPIO DE CANOAS SECRETARIA MUNICIPAL DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL EDITAL DE CONVOCAÇÃO Nº 01/2011 - SMDS O Município de Canoas, por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, torna público o presente e convida os interessados e as interessadas a apresentar

Leia mais

DIRETORIA DE ESTUDOS SOCIOECONÔMICOS, INFORMAÇÕES E DESENVOLVIMENTO URBANO E RURAL DEPARTAMENTO DE SISTEMA DE INFORMAÇÕES

DIRETORIA DE ESTUDOS SOCIOECONÔMICOS, INFORMAÇÕES E DESENVOLVIMENTO URBANO E RURAL DEPARTAMENTO DE SISTEMA DE INFORMAÇÕES Nome: Associação Atlética Educando pelo Esporte AAEPE CNPJ: 02465949/001-92 Endereço: Rua Benedito Bonzon Penteado, 645 Bairro/Loteamento: Jardim Pacaembu CEP: 13.424-485 Telefone: 3433-5085 Socioeducativo

Leia mais

ESPECIAL O LUGAR DO ATENDIMENTO ESPECIALIZADO NO SUAS

ESPECIAL O LUGAR DO ATENDIMENTO ESPECIALIZADO NO SUAS PROTEÇÃO SOCIAL ESPECIAL O LUGAR DO ATENDIMENTO ESPECIALIZADO NO SUAS Departamento de Proteção Social Especial Secretaria Nacional de Assistência Social Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à

Leia mais

Gestão Orçamentária e Financeira no SUAS

Gestão Orçamentária e Financeira no SUAS Gestão Orçamentária e Financeira no SUAS SUAS - DEFINIÇÃO SUAS é a forma de gestão da politica de assistência social. SUAS é constituído pelo conjunto de serviços, programas, projetos e benefícios de assistência

Leia mais

Resultados do Serviço Preparação para o Primeiro Emprego Ano 2012

Resultados do Serviço Preparação para o Primeiro Emprego Ano 2012 Resultados do Serviço Preparação para o Primeiro Emprego Ano 2012 Administração: Rodrigo Antônio de Agostinho Mendonça Secretária do Bem Estar Social: Darlene Martin Tendolo Diretora de Departamento: Silmaire

Leia mais

Financiamento no Sistema Único de Assistência Social

Financiamento no Sistema Único de Assistência Social Financiamento no Sistema Único de Assistência Social Fundo Nacional de Assistência Social SUAS- FNAS SUAS MÉDIA COMPLEXIDADE ALTA COMPLEXIDADE BÁSICO abrigos albergues Cuidado no domicílio CENTRAIS DE

Leia mais

Núcleo de Pós-Graduação Pitágoras. Escola Satélite. Professora: Roberta Sant André. Curso de Especialização

Núcleo de Pós-Graduação Pitágoras. Escola Satélite. Professora: Roberta Sant André. Curso de Especialização Núcleo de Pós-Graduação Pitágoras Núcleo de Escola Satélite Pós-Graduação Pitágoras Curso de Especialização Escola Satélite em Política de Assistência Social e Gestão Suas Professora: Roberta Sant André

Leia mais

Seção I Gabinete do Prefeito

Seção I Gabinete do Prefeito Diário Oficial de Bauru QUINTA, 29 DE NOVEMBRO DE 2.012 DIÁRIO OFICIAL DE BAURU 1 ANO XVII - Edição 2.179 www.bauru.sp.gov.br QUINTA, 29 DE NOVEMBRO DE 2.012 DISTRIBUIÇÃO GRATUITA PODER EXECUTIVO Rodrigo

Leia mais

RESOLUÇÃO COFFITO Nº 418, DE 4 DE JUNHO DE 2012.

RESOLUÇÃO COFFITO Nº 418, DE 4 DE JUNHO DE 2012. RESOLUÇÃO COFFITO Nº 418, DE 4 DE JUNHO DE 2012. Diário Oficial da União nº 109, de 6 de Junho de 2012 (quarta-feira) Seção 1 Págs. 227_232 Entidades de Fiscalização do Exercício das Profissões Liberais

Leia mais

Curso I Introdução ao provimento de serviços e benefícios socioassistenciais do SUAS

Curso I Introdução ao provimento de serviços e benefícios socioassistenciais do SUAS Curso I Introdução ao provimento de serviços e benefícios socioassistenciais do SUAS Módulo II - O provimento dos serviços socioassistenciais Proteção Social Especial Recife, fevereiro/2014 Conteúdo Programático

Leia mais

A GESTÃO DO CREAS E AS MUDANÇAS COM A TIPIFICAÇÃO E O PROTOCOLO DE GESTÃO

A GESTÃO DO CREAS E AS MUDANÇAS COM A TIPIFICAÇÃO E O PROTOCOLO DE GESTÃO A GESTÃO DO CREAS E AS MUDANÇAS COM A TIPIFICAÇÃO E O PROTOCOLO DE GESTÃO A Assistência Social como política de proteção social configura uma nova situação para o Brasil: garantir proteção a todos, que

Leia mais

Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome POLÍTICA DE ATENDIMENTO AO IDOSO NO ÂMBITO DA ASSISTÊNCIA SOCIAL - S U A S

Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome POLÍTICA DE ATENDIMENTO AO IDOSO NO ÂMBITO DA ASSISTÊNCIA SOCIAL - S U A S POLÍTICA DE ATENDIMENTO AO IDOSO NO ÂMBITO DA ASSISTÊNCIA SOCIAL - S U A S MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME Data de Criação: 23 de janeiro de 2004. Objetivo: aumentar a intersetorialidade

Leia mais

PROGRAMAÇÃO DA 2ª SEMANA MUNICIPAL DE SEGURANÇA ALIMENTAR E NUTRICIONAL SUSTENTÁVEL LEI Nº 6.390 DE 05 DE JULHO DE 2013

PROGRAMAÇÃO DA 2ª SEMANA MUNICIPAL DE SEGURANÇA ALIMENTAR E NUTRICIONAL SUSTENTÁVEL LEI Nº 6.390 DE 05 DE JULHO DE 2013 SECRETARIA MUNICIPAL DO BEM-ESTAR SOCIAL PROGRAMAÇÃO DA 2ª SEMANA MUNICIPAL DE SEGURANÇA ALIMENTAR E NUTRICIONAL SUSTENTÁVEL LEI Nº 6.390 DE 05 DE JULHO DE 2013 01/10/13. 8h 17h Abordagem e discussão dos

Leia mais

NOTA TÉCNICA 003/2012_ DA OBRIGAÇÃO DO PODER EXECUTIVO MUNICIPAL NO ATENDIMENTO DA PRESTAÇÃO DE SERVIÇO À COMUNIDADE DE ADOLESCENTES

NOTA TÉCNICA 003/2012_ DA OBRIGAÇÃO DO PODER EXECUTIVO MUNICIPAL NO ATENDIMENTO DA PRESTAÇÃO DE SERVIÇO À COMUNIDADE DE ADOLESCENTES Prezada, NOTA TÉCNICA 003/2012_ DA OBRIGAÇÃO DO PODER EXECUTIVO MUNICIPAL NO ATENDIMENTO DA PRESTAÇÃO DE SERVIÇO À COMUNIDADE DE ADOLESCENTES Florianópolis, 18 de abril de 2012. Interessados: Secretarias

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DA BAHIA SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À POBREZA SEDES SUPERINTENDÊNCIA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL SAS NOTA TÉCNICA

GOVERNO DO ESTADO DA BAHIA SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À POBREZA SEDES SUPERINTENDÊNCIA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL SAS NOTA TÉCNICA GOVERNO DO ESTADO DA BAHIA SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À POBREZA SEDES SUPERINTENDÊNCIA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL SAS NOTA TÉCNICA COFINANCIAMENTO DO SUAS O Sistema Único de Assistência

Leia mais

Serviços no Estado de São Paulo AMERICANA Associação Americanense de Acolhimento Lar Batista

Serviços no Estado de São Paulo AMERICANA Associação Americanense de Acolhimento Lar Batista São Paulo - capital Apoio - SAICA São Mateus V Associação Amigos da Inocência Abrigo Amigos da Inocência Associação Beneficente Caminho da Luz - Casa 1 Associação Beneficente Caminho da Luz - Casa 2 Associação

Leia mais

PROGRAMA TODOS COM A NOTA

PROGRAMA TODOS COM A NOTA GRUPO - A DATA: SEGUNDA 18/11/2013 10 09.981.341/0001-60 MATA NORTE AÇÃO PAROQUIAL DE ASSISTÊNCIA - CARPINA 21 28988.000596/94-81 40 16.630.030/0003-83 MATA NORTE DESAFIO JOVEM PENIEL 112001 2.535.067.680

Leia mais

LEI N.º 7.390, DE 6 DE MAIO DE 2015

LEI N.º 7.390, DE 6 DE MAIO DE 2015 LEI N.º 7.390, DE 6 DE MAIO DE 2015 Institui o Sistema Municipal de Assistência Social do Município de Santo Antônio da Patrulha e dá outras providências. O PREFEITO MUNICIPAL de Santo Antônio da Patrulha,

Leia mais

SECRETARIA NACIONAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL COMISSÃO INTERGESTORES TRIPARTITE RESOLUÇÃO Nº 4, DE 24 DE MAIO DE 2011

SECRETARIA NACIONAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL COMISSÃO INTERGESTORES TRIPARTITE RESOLUÇÃO Nº 4, DE 24 DE MAIO DE 2011 SECRETARIA NACIONAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL COMISSÃO INTERGESTORES TRIPARTITE RESOLUÇÃO Nº 4, DE 24 DE MAIO DE 2011 Institui parâmetros nacionais para o registro das informações relativas aos serviços ofertados

Leia mais

SISTEMA ÚNICO DA ASSISTÊNCIA SOCIAL A NOVA HISTÓRIA DA ASSISTÊNCIA SOCIAL

SISTEMA ÚNICO DA ASSISTÊNCIA SOCIAL A NOVA HISTÓRIA DA ASSISTÊNCIA SOCIAL SISTEMA ÚNICO DA ASSISTÊNCIA SOCIAL A NOVA HISTÓRIA DA ASSISTÊNCIA SOCIAL DAS Norte Campinas/SP ASSISTÊNCIA SOCIAL Constituição de 1988 e LOAS Assistência Social inserida como política da Seguridade Social

Leia mais

AUDIÊNCIA PÚBLICA DE PRESTAÇÃO DE CONTAS DO FUNDO ESTADUAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL - FEAS 2014

AUDIÊNCIA PÚBLICA DE PRESTAÇÃO DE CONTAS DO FUNDO ESTADUAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL - FEAS 2014 AUDIÊNCIA PÚBLICA DE PRESTAÇÃO DE CONTAS DO FUNDO ESTADUAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL - FEAS 2014 AÇÕES E SERVIÇOS DA SECRETARIA MUNICIPAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL E REDE SOCIOASSISTENCIAL. Proteção Social Básica

Leia mais

Governo de Santa Catarina

Governo de Santa Catarina Governo de Santa Catarina Secretaria de Estado da Assistência Social, Trabalho e Habitação GESTÃO E FINANCIAMENTO NA EFETIVAÇÃO DO SISTEMA ÚNICO DE ASSISTÊNCIA SOCIAL outubro 2013 Florianópolis Níveis

Leia mais

LEI Nº 3.612, DE 13/09/2012.

LEI Nº 3.612, DE 13/09/2012. LEI Nº 3.612, DE 13/09/2012. DISPÕE SOBRE A CRIAÇÃO DO PROGRAMA FAMÍLIA ACOLHEDORA E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. O PREFEITO MUNICIPAL DE ARACRUZ, ESTADO DO ESPÍRITO SANTO, NO USO DE SUAS ATRIBUIÇÕES LEGAIS,

Leia mais

Secretaria Nacional de Assistência Social

Secretaria Nacional de Assistência Social POLÍTICA NACIONAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL SISTEMA ÚNICO DE ASSISTÊNCIA SOCIAL SUAS Secretaria Nacional de Assistência Social MARCOS NORMATIVOS E REGULATÓRIOS Constituição Federal 1988 LOAS 1993 PNAS 2004

Leia mais

Política Nacional de Assistência Social. Secretaria de Estado da Assistência e Desenvolvimento Social/GPSE/SAS

Política Nacional de Assistência Social. Secretaria de Estado da Assistência e Desenvolvimento Social/GPSE/SAS Política Nacional de Assistência Social Secretaria de Estado da Assistência e Desenvolvimento Social/GPSE/SAS SEADES Secretaria de Estado da Assistência e Desenvolvimento Social A SEADES é o Órgão Gestor

Leia mais

SELO ORGANIZAÇÃO PARCEIRA DO CVSP 2009/2010

SELO ORGANIZAÇÃO PARCEIRA DO CVSP 2009/2010 1 2 A.A.C.C. - Associação de Apoio à Criança com Câncer A.A.C.D. - Associação de Assistência à Criança Deficiente 3 ABIC - Associação Beneficente Imaculada Conceição 4 ABRATA - Associação Brasileira de

Leia mais

CONVÊNIOS MUNICÍPIO DE ALVORADA NÚMERO CONVENIADA OBJETO VALOR VALIDADE 021-023-2014 - SMJE LIGA INDEPENDENTE DE FUTEBOL DE ALVORADA-LIFA

CONVÊNIOS MUNICÍPIO DE ALVORADA NÚMERO CONVENIADA OBJETO VALOR VALIDADE 021-023-2014 - SMJE LIGA INDEPENDENTE DE FUTEBOL DE ALVORADA-LIFA NÚMERO CONVENIADA OBJETO VALOR VALIDADE 021-023-2014 - SMJE LIGA INDEPENDENTE DE FUTEBOL DE ALVORADA-LIFA O presente convênio visa o desenvolvimento de ações integradas para a realização do CampeonatoMunicipal

Leia mais

PAIF. Programa de Atenção Integral à Família - PAIF CRAS

PAIF. Programa de Atenção Integral à Família - PAIF CRAS Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome Secretaria Nacional de Assistência Social Programa de Atenção Integral à Família - PAIF CRAS PAIF IMPORTANTE INTERRELAÇÃO ENTRE PAIF E CRAS CRAS O

Leia mais

Desvelando o SUAS por meio dos conceitos de Proteção Social Básica e Especial

Desvelando o SUAS por meio dos conceitos de Proteção Social Básica e Especial Desvelando o SUAS por meio dos conceitos de Proteção Social Básica e Especial MINISTÉRIO DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME Secretaria Nacional de Assistência Social Departamento de Gestão do SUAS

Leia mais

Sistema Único de Assistência Social

Sistema Único de Assistência Social Sistema Único de Assistência Social É a gestão da Assistência social de forma descentralizada e participativa,constituindo-se na regulação e organização em todo o território nacional das ações socioassistenciais.

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE VISCONDE DO RIO BRANCO ESTADO DE MINAS GERAIS

PREFEITURA MUNICIPAL DE VISCONDE DO RIO BRANCO ESTADO DE MINAS GERAIS LEI Nº 1092, DE 26 DE DEZEMBRO DE 2011. - Autoriza a concessão de Subvenções Sociais e dá outras providências. O Povo do Município de Visconde do Rio Branco, Estado de Minas Gerais, através de seus representantes

Leia mais

I Fórum Municipal sobre Autismo Acessibilidade e Mobilidade Territorial

I Fórum Municipal sobre Autismo Acessibilidade e Mobilidade Territorial I Fórum Municipal sobre Autismo Acessibilidade e Mobilidade Territorial SECRETARIA MUNICIPAL DE ASSISTÊNCIA E DESENVOLVIMENTO SOCIAL Coordenadoria de Proteção Social Especial Março/2014 CONSTITUIÇÃO FEDERAL

Leia mais

0,1,67e5,2'2'(6(192/9,0(17262&,$/(&20%$7( )20( *$%,1(7('20,1,6752 PORTARIA N.º 736, DE 15 DE DEZEMBRO DE 2004

0,1,67e5,2'2'(6(192/9,0(17262&,$/(&20%$7( )20( *$%,1(7('20,1,6752 PORTARIA N.º 736, DE 15 DE DEZEMBRO DE 2004 0,1,67e5,2'2'(6(192/9,0(17262&,$/(&20%$7( )20( *$%,1(7('20,1,6752 PORTARIA N.º 736, DE 15 DE DEZEMBRO DE 2004 (VWDEHOHFH SURFHGLPHQWRV UHODWLYRV j WUDQVIHUrQFLD UHJXODU H DXWRPiWLFD GH UHFXUVRV ILQDQFHLURV

Leia mais

PORTARIA Nº. 224 DE 25 DE JUNHO DE 2007 PUBLICADA NO DOU EM 27 DE JUNHO DE 2007

PORTARIA Nº. 224 DE 25 DE JUNHO DE 2007 PUBLICADA NO DOU EM 27 DE JUNHO DE 2007 Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº. 224 DE 25 DE JUNHO DE 2007 PUBLICADA NO DOU

Leia mais

SECRETARIA MUNICIPAL ADJUNTA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL SISTEMA ÚNICO DE ASSISTÊNCIA SOCIAL-SUAS TRABALHANDO EM REDE

SECRETARIA MUNICIPAL ADJUNTA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL SISTEMA ÚNICO DE ASSISTÊNCIA SOCIAL-SUAS TRABALHANDO EM REDE SECRETARIA MUNICIPAL ADJUNTA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL SISTEMA ÚNICO DE ASSISTÊNCIA SOCIAL-SUAS TRABALHANDO EM REDE CONCEITO DE REDE Para as Ciências Sociais: conjunto de relações sociais entre um conjunto

Leia mais

LEI Nº 310/2009, DE 15 DE JUNHO DE 2009.

LEI Nº 310/2009, DE 15 DE JUNHO DE 2009. LEI Nº 310/2009, DE 15 DE JUNHO DE 2009. DISPÕE SOBRE A REESTRUTURAÇÃO DO DEPARTAMENTO MUNICIPAL DE SAÚDE, CRIAÇÃO DO DEPARTAMENTO DE ASSISTÊNCIA E DESENVOLVIMENTO SOCIAL, DA DIVISÃO DE MEIO-AMBIENTE E

Leia mais

SUAS e População em Situação de Rua. O SUAS e a implementação em território nacional da Política Nacional para População em Situação de Rua.

SUAS e População em Situação de Rua. O SUAS e a implementação em território nacional da Política Nacional para População em Situação de Rua. O SUAS e a implementação em território nacional da Política Nacional para População em Situação de Rua. 28 de novembro de 2013 Assistência Social Política pública de Seguridade Social, não-contributiva,

Leia mais

PLANO VIVER SEM LIMITE

PLANO VIVER SEM LIMITE PLANO VIVER SEM LIMITE O Plano Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência PLANO VIVER SEM LIMITE 2011-2014 foi instituído por meio do Decreto da Presidência da República nº 7.612, de 17/11/2011 e

Leia mais

草 の 根 無 償 資 金 協 力 実 施 案 件 リスト( 全 伯 ベース) Responsável (Embaixada ou Consulado) Ano. Área do Projeto. 2006 Embaixada do Japão social

草 の 根 無 償 資 金 協 力 実 施 案 件 リスト( 全 伯 ベース) Responsável (Embaixada ou Consulado) Ano. Área do Projeto. 2006 Embaixada do Japão social 草 の 根 無 償 資 金 協 力 実 施 案 件 リスト( 全 伯 ベース) Ano Responsável (Embaixada ou Consulado) Área do Projeto 2006 Embaixada do Japão social 2006 Embaixada do Japão educação 2006 Embaixada do Japão saúde 2006 Curitiba

Leia mais

ENTIDADES INSCRITAS NO COMDCAC

ENTIDADES INSCRITAS NO COMDCAC ENTIDADES INSCRITAS NO COMDCAC 1. OBRA SOCIAL CRISTO REI CNPJ: 27.400.100/0001-61 Endereço: Rua Irmã Marcelina de São Luiz, nº 15, São Francisco/ Cariacica. Telefone: 3336-1234 / 3343-1429 / 3336-1440

Leia mais

CAPACITAÇÃO DOS PROFISSIONAIS DA ÁREA DA ASSISTENCIA SOCIAL - MUNICÍPIOS DA REGIÃO DA ARDOCE

CAPACITAÇÃO DOS PROFISSIONAIS DA ÁREA DA ASSISTENCIA SOCIAL - MUNICÍPIOS DA REGIÃO DA ARDOCE CAPACITAÇÃO DOS PROFISSIONAIS DA ÁREA DA ASSISTENCIA SOCIAL - MUNICÍPIOS DA REGIÃO DA ARDOCE TEMA: Cofinanciamento, Demonstrativo Financeiro (Sim/Suas), e Sistema Suas. Junho/2013 1 1988: Constituição

Leia mais

Faço saber que a Câmara Municipal de Queimados, APROVOU e eu SANCIONO a seguinte Lei:

Faço saber que a Câmara Municipal de Queimados, APROVOU e eu SANCIONO a seguinte Lei: LEI N.º 1135/13, DE 01 DE ABRIL DE 2013. Dispõe sobre o Sistema Municipal de Assistência Social de Queimados e dá outras providências. Faço saber que a Câmara Municipal de Queimados, APROVOU e eu SANCIONO

Leia mais

Articulação Intersetorial no cuidado às pessoas em situação de rua Telma Maranho- SNAS/MDS

Articulação Intersetorial no cuidado às pessoas em situação de rua Telma Maranho- SNAS/MDS I Seminário Nacional sobre Consultórios na Rua e Saúde Mental na Atenção Básica: novas tecnologias e desafios para a gestão do cuidado Articulação Intersetorial no cuidado às pessoas em situação de rua

Leia mais

MUNICÍPIO DE RIOLÂNDIA. www.riolandia.sp.gov.br www.riolandia.dioe.com.br. Terça-feira, 25 de novembro de 2014 Ano I Edição nº 112 Página 1 de 9

MUNICÍPIO DE RIOLÂNDIA. www.riolandia.sp.gov.br www.riolandia.dioe.com.br. Terça-feira, 25 de novembro de 2014 Ano I Edição nº 112 Página 1 de 9 Terça-feira, 25 de novembro de 2014 Ano I Edição nº 112 Página 1 de 9 SUMÁRIO PODER EXECUTIVO DE RIOLÂNDIA 2 Atos Oficiais 2 Leis 2 Decretos 8 EXPEDIENTE O Diário Oficial do Município de Riolândia, veiculado

Leia mais

Gestão e Operacionalização do Sistema Único de Assistência Social- SUAS

Gestão e Operacionalização do Sistema Único de Assistência Social- SUAS 1988 Constituição Federal Política Pública MARCO LEGAL Novos atores 1993 Lei Orgânica da Assistência Social- Novas estratégias Novas práticas LOAS 2004 Política Nacional de Assistência Social- PNAS Reordenamento

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE BAURU ESTADO DE SÃO PAULO Secretaria Municipal do Bem Estar Social

PREFEITURA MUNICIPAL DE BAURU ESTADO DE SÃO PAULO Secretaria Municipal do Bem Estar Social Padrão Normativo da Rede de Proteção Social Básica Programa de Inclusão Produtiva de 3º Fase Auxílio Produção Administração: Rodrigo Antônio de Agostinho Mendonça Secretária do Bem Estar Social: Darlene

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos 1 de 9 07/07/2011 11:13 Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos LEI Nº 12.435, DE 6 DE JULHO DE 2011. Mensagem de veto Altera a Lei n o 8.742, de 7 de dezembro de 1993, que

Leia mais

A POLÍTICA PÚBLICA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL NO BRASIL: O PERCURSO HISTÓRICO, SUA INSTITUCIONALIZAÇÃO, E A INFLUÊNCIA DA CONSTITUIÇÃO FEDERAL DE 1988

A POLÍTICA PÚBLICA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL NO BRASIL: O PERCURSO HISTÓRICO, SUA INSTITUCIONALIZAÇÃO, E A INFLUÊNCIA DA CONSTITUIÇÃO FEDERAL DE 1988 A POLÍTICA PÚBLICA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL NO BRASIL: O PERCURSO HISTÓRICO, SUA INSTITUCIONALIZAÇÃO, E A INFLUÊNCIA DA CONSTITUIÇÃO FEDERAL DE 1988 0 PERCURSO HISTÓRICO DA ASSISTÊNCIA SOCIAL Desde o Brasil

Leia mais

Sistema Único de Assistência Social SUAS

Sistema Único de Assistência Social SUAS 34 A Assistência Social, a partir da Constituição Federal de 1988, passou a integrar o Sistema de Seguridade Social, como política pública não contributiva. Portanto, é direito do cidadão e dever do Estado.

Leia mais

Art. 2 O Sistema Municipal de Assistência Social de Mangueirinha SUAS é regido pelos seguintes princípios:

Art. 2 O Sistema Municipal de Assistência Social de Mangueirinha SUAS é regido pelos seguintes princípios: LEI Nº 1720/2012 Dispõe sobre o Sistema Municipal de Assistência Social de Mangueirinha SUAS (Sistema Único de Assistência Social). Faço saber, que a Câmara Municipal de Mangueirinha, Estado do Paraná

Leia mais

PROF PIMENTEL PRÉ-PROVA CENTRAL DE CURSOS. www.profpimentel.com.br PREFEITURA MUNICIPAL DE RIBEIRÃO PRETO

PROF PIMENTEL PRÉ-PROVA CENTRAL DE CURSOS. www.profpimentel.com.br PREFEITURA MUNICIPAL DE RIBEIRÃO PRETO PREFEITURA MUNICIPAL DE RIBEIRÃO PRETO PRÉ-PROVA SUMÁRIO 8h30 - Português - Heliane Miscali...Pág. 03 8h50 - Matemática - Rogério Pizza...Pág. 09 9h10 - Informática - Francis David...Pág. 19 9h30 - Atualidades

Leia mais

Área do Projeto. biente

Área do Projeto. biente 草 の 根 無 償 資 金 協 力 実 施 案 件 リスト( 全 伯 ベース) Ano Responsável (Embaixada ou Consulado) Área do Projeto 2008 Embaixada do Japão social 2008 Embaixada do Japão educação 2008 Embaixada do Japão social 2008 Embaixada

Leia mais

SECRETARIA DO BEM ESTAR SOCIAL. Serviços de Rede Especial

SECRETARIA DO BEM ESTAR SOCIAL. Serviços de Rede Especial SECRETARIA DO BEM ESTAR SOCIAL Serviços de Rede Especial 1. MISSÃO/OBJETIVO Órgão gestor da assistência social do município, encarregado de planejar, organizar, coordenar, monitorar, financiar e avaliar

Leia mais

CTMA - Gerencial Relação de Atos de Destinação de Mercadorias

CTMA - Gerencial Relação de Atos de Destinação de Mercadorias Pág: 1/ 10. SUPERINTENDENTE DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL 6ª região 1/2015 04/02/2015 2/2015 06/02/2015 3/2015 18/02/2015 Armas e munições; 4/2015 20/02/2015 5/2015 26/02/2015 6/2015 03/03/2015 Vestuário;

Leia mais

DECRETO Nº 031, DE 03 DE MARÇO DE 2015

DECRETO Nº 031, DE 03 DE MARÇO DE 2015 DECRETO Nº 031, DE 03 DE MARÇO DE 2015 Revoga o Decreto nº 029 de 2015. JUVENIL CIRELLI, Prefeito da Estância Turística de Salto, Estado de São Paulo, usando das atribuições que lhe são conferidas por

Leia mais

Prefeitura Municipal de Itanhangá Gestão 2005/2008

Prefeitura Municipal de Itanhangá Gestão 2005/2008 LEI Nº 019/2005 DATA: 10 DE MARÇO DE 2005. SÚMULA: CRIA O CONSELHO MUNICIPAL DE ASSISTENCIA SOCIAL DA OUTRAS PROVIDÊNCIS. O Sr. VALDIR CAMPAGNOLO, Prefeito Municipal de Itanhangá, Estado de Mato Grosso,

Leia mais

Câmara Municipal de Volta Redonda RJ PROGRAMA Nº - 132

Câmara Municipal de Volta Redonda RJ PROGRAMA Nº - 132 PROGRAMA Nº - 132 Benefícios Eventuais SUB-FUNÇÃO: 244 ASSISTÊNCIA COMUNITÁRIA Implantar e implementar serviços de Benefícios Eventuais. Operacionalização para concessão dos Benefícios Eventuais - Art.

Leia mais

Estado de Mato Grosso Prefeitura Municipal de Itanhangá CNPJ: 07.209.225/0001-00 Gestão 2013/2016

Estado de Mato Grosso Prefeitura Municipal de Itanhangá CNPJ: 07.209.225/0001-00 Gestão 2013/2016 LEI Nº 325/2013 Data: 04 de Novembro de 2013 SÚMULA: Dispõe sobre o Plano Municipal de Políticas Públicas Sobre Drogas, que tem por finalidade fortalecer e estruturar o COMAD como órgão legítimo para coordenar,

Leia mais

LEI MUNICIPAL Nº 4.723, DE 22 DE DEZE M B R O DE 2010. outras providência s. CAPÍTULO I. Das disposições Gerais

LEI MUNICIPAL Nº 4.723, DE 22 DE DEZE M B R O DE 2010. outras providência s. CAPÍTULO I. Das disposições Gerais LEI MUNICIPAL Nº 4.723, DE 22 DE DEZE M B R O DE 2010. Dispõe sobre a Política de Assistência Social No Município, cria o Conselho Municipal de Assistência Social e o Fundo Municipal de Assistência Social

Leia mais

ESTA PALESTRA NÃO PODERÁ SER REPRODUZIDA SEM A

ESTA PALESTRA NÃO PODERÁ SER REPRODUZIDA SEM A ESTA PALESTRA NÃO PODERÁ SER REPRODUZIDA SEM A REFERÊNCIA DO AUTOR Irma Martins Moroni da Silveira FALAR DA CONTEMPORANEIDADE É REFLETIR SOBRE O TEMPO PRESENTE Falar do hoje da Assistência Social; Como

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Conversão da MPv nº 411-07 Presidência da Dispõe sobre o Programa Nacional de Inclusão de Jovens - Projovem, instituído pela Lei n o 11.129, de 30 de junho de 2005; altera a Lei n o 10.836, de 9 de janeiro

Leia mais

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE PORTO VELHO

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE PORTO VELHO LEI COMPLEMENTAR Nº 451,DE 09 DE ABRIL DE 22. Dispõe sobre a reestruturação da Secretaria Municipal de Assistência Social - SEMAS e dá outras providências. O PREFEITO DO MUNICÍPIO DE PORTO VELHO, no uso

Leia mais

Questionário Rede Privada

Questionário Rede Privada MONITORAMENTO SUAS CENSO SUAS 2010 Questionário Rede Privada O Censo Rede Privada 2010, tem como finalidade proporcionar subsídios para a construção e manutenção de indicadores de monitoramento e avaliação

Leia mais

SERVIÇO DE CONVIVENCIA E FORTALECIMENTO DE VINCULOS PARA CRIANÇAS E ADOLESCENTES. PRINCIPIOS FUNDAMENTAIS & Algumas reflexões

SERVIÇO DE CONVIVENCIA E FORTALECIMENTO DE VINCULOS PARA CRIANÇAS E ADOLESCENTES. PRINCIPIOS FUNDAMENTAIS & Algumas reflexões SERVIÇO DE CONVIVENCIA E FORTALECIMENTO DE VINCULOS PARA CRIANÇAS E ADOLESCENTES. PRINCIPIOS FUNDAMENTAIS & Algumas reflexões ASSISTÊNCIA SOCIAL ASSISTENTE SOCIAL CARIDADE? FAVOR? O QUE OS VEREADORES FAZEM?

Leia mais

desigual São Paulo uma cidade 10.886.518 milhões de habitantes muito 3,4 milhões São Paulo: maior concentração de pobreza das Américas

desigual São Paulo uma cidade 10.886.518 milhões de habitantes muito 3,4 milhões São Paulo: maior concentração de pobreza das Américas São Paulo São Paulo: maior concentração de pobreza das Américas uma cidade 10.886.518 milhões de habitantes muito Jornal Folha de São Paulo, 02/12/2007 3,4 milhões desigual de pessoas pobres (até ½ SM

Leia mais

Departamento da Rede SocioassistencialPrivada do

Departamento da Rede SocioassistencialPrivada do Departamento da Rede SocioassistencialPrivada do SUAS Dados Gerais: Pesquisa das Entidades de Assistência Social Privadas sem Fins Lucrativos PEAS realizada em 2006,pormeiodeparceriaentreoMDSeoIBGE. Objeto

Leia mais

SISTEMA ÚNICO DA ASSISTÊNCIA SOCIAL SUAS. EXECUÇÃO DE RECURSOS e PRESTAÇÃO DE CONTAS

SISTEMA ÚNICO DA ASSISTÊNCIA SOCIAL SUAS. EXECUÇÃO DE RECURSOS e PRESTAÇÃO DE CONTAS SISTEMA ÚNICO DA ASSISTÊNCIA SOCIAL SUAS EXECUÇÃO DE RECURSOS e PRESTAÇÃO DE CONTAS SISTEMA ÚNICO DA ASSISTÊNCIA SOCIAL SUAS 1-De onde vem o recurso do SUAS? Do Fundo Nacional de Assistência Social criado

Leia mais

CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE DELIBERAÇÃO Nº 985/2013* - DS/CMDCA-RIO

CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE DELIBERAÇÃO Nº 985/2013* - DS/CMDCA-RIO CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE DELIBERAÇÃO Nº 985/2013* - DS/CMDCA-RIO Dispõe sobre a relação dos Projetos selecionados no 4º Concurso Público de Projetos do Conselho Municipal

Leia mais

O PROCESSO DE IMPLANTAÇÃO DO CENTRO DE REFERÊNCIA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL NO MUNICÍPIO DE FORQUILHINHA 1 RESUMO

O PROCESSO DE IMPLANTAÇÃO DO CENTRO DE REFERÊNCIA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL NO MUNICÍPIO DE FORQUILHINHA 1 RESUMO 1 O PROCESSO DE IMPLANTAÇÃO DO CENTRO DE REFERÊNCIA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL NO MUNICÍPIO DE FORQUILHINHA 1 Roberta Casagrande Gonçalves Pasini 2 Janice Merigo 3 RESUMO Esse artigo apresenta um estudo do

Leia mais

Altera a Lei nº 8.742, de 7 de dezembro de 1993, que dispõe sobre a organização da Assistência Social.

Altera a Lei nº 8.742, de 7 de dezembro de 1993, que dispõe sobre a organização da Assistência Social. LEI Nº 12.435, DE 6 DE JULHO DE 2011 DOU DE 07/07/2011 Altera a Lei nº 8.742, de 7 de dezembro de 1993, que dispõe sobre a organização da Assistência Social. A P R E S I D E N T A D A R E P Ú B L I C A

Leia mais

SUAS: vantagens e desafios de um sistema único de assistência social

SUAS: vantagens e desafios de um sistema único de assistência social SUAS: vantagens e desafios de um sistema único de assistência social I. Como o Brasil chegou ao modelo de Sistema Único adotado na política de Assistência Social? II. O que é e como funciona o SUAS? III.

Leia mais

O Desafio da Implementação das Políticas Transversais

O Desafio da Implementação das Políticas Transversais O Desafio da Implementação das Políticas Transversais Professora: Juliana Petrocelli Período: Novembro de 2013 PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA SECRETARIA DE DIREITOS HUMANOS SECRETARIA NACIONAL DE PROMOÇÃO DOS

Leia mais

Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Juruti 2012-2014

Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Juruti 2012-2014 Plano de Ação Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Juruti 2012-2014 APRESENTAÇÃO Nosso O Conselho dos Direitos da Criança e do Adolescente do município de Juruti apresenta, no

Leia mais

PLANO DE AÇÃO E DE APLICAÇÃO CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE REDE CARDUME GUARUJÁ SÃO PAULO

PLANO DE AÇÃO E DE APLICAÇÃO CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE REDE CARDUME GUARUJÁ SÃO PAULO PLANO DE AÇÃO E DE APLICAÇÃO CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE REDE CARDUME GUARUJÁ SÃO PAULO ÍNDICE INTRODUÇÃO... 3 LINHAS DE AÇÃO... 4 AÇÕES ESPECÍFICAS... 5 CAMPANHAS... 6

Leia mais

Operacionalização dos Planos pelo SUAS: - O Plano Crack: É Possível Vencer! ; - O Plano Nacional da Pessoa com Deficiência: Viver sem Limite.

Operacionalização dos Planos pelo SUAS: - O Plano Crack: É Possível Vencer! ; - O Plano Nacional da Pessoa com Deficiência: Viver sem Limite. O SUAS E AS AGENDAS ESTRATÉGICAS DE GOVERNO: O FORTALECIMENTO DO COMBATE À POBREZA, AOS RISCOS E ÀS VULNERABILIDADES SOCIAIS: Operacionalização dos Planos pelo SUAS: - O Plano Crack: É Possível Vencer!

Leia mais

DECRETO Nº 31646. de 20 de fevereiro de 2014.

DECRETO Nº 31646. de 20 de fevereiro de 2014. DECRETO Nº 31646 de 20 de fevereiro de 2014. Reorganiza o detalhamento da estrutura básica da Secretaria de Desenvolvimento e Assistência Social. SEBASTIÃO ALMEIDA, PREFEITO DA CIDADE DE GUARULHOS, no

Leia mais

-------- Importancia -------- Codigo Especificacao Despesa Esfera Fonte Detalhada Total da Aplicacao

-------- Importancia -------- Codigo Especificacao Despesa Esfera Fonte Detalhada Total da Aplicacao Orgao...: 01 CAMARA MUNICIPAL DE ARIQUEMES Unidade Orcamentaria: 01.01 CAMARA MUNICIPAL DE ARIQUEMES 01.031.0001.2.001.000 MANUT. DAS ATIVIDADES ADMINISTRATIVA E LEGISLATIVO CAMARA MUNICIPAL 4.772.196,40

Leia mais

Movimento Pró Autista

Movimento Pró Autista POLÍTICAS PÚBLICAS DE ATENDIMENTO PARA AS PESSOAS COM TRANSTORNO DO ESPECTRO DO AUTISMO Saúde Educação Trabalho Cultura, Esportes e Lazer Transporte Especializado Centros de Convivência Moradias Assistidas

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CACHOEIRO DE ITAPEMIRIM SECRETARIA MUNICIPAL DA FAZENDA SUBSECRETARIA CONTÁBIL

PREFEITURA MUNICIPAL DE CACHOEIRO DE ITAPEMIRIM SECRETARIA MUNICIPAL DA FAZENDA SUBSECRETARIA CONTÁBIL Fundo: 21/2009 Nome: Objeto: Vigência: PROGRAMA DE ERRADICAÇÃO DO TRABALHO INFANTIL - PETI - PVMC O programa de erradicação do Trabalho Infantil - PETI articula um conjunto de ações visando retirar crianças

Leia mais

Minuta PARECER Nº, DE 2011. RELATORA: Senadora LÚCIA VÂNIA

Minuta PARECER Nº, DE 2011. RELATORA: Senadora LÚCIA VÂNIA Minuta PARECER Nº, DE 2011 Da COMISSÃO DE ASSUNTOS SOCIAIS, sobre o Projeto de Lei da Câmara nº 189, de 2010 (Projeto de Lei nº 3.077, de 2008, na origem), do Poder Executivo, que altera a Lei nº 8.742,

Leia mais

ANEXO IX - DEMONSTRATIVO VII METAS E PRIORIDADES - COMPATIBILIZAÇÃO DA LEI DE DIRETRIZES ORÇAMENTÁRIAS COM O PLANO PLURIANUAL

ANEXO IX - DEMONSTRATIVO VII METAS E PRIORIDADES - COMPATIBILIZAÇÃO DA LEI DE DIRETRIZES ORÇAMENTÁRIAS COM O PLANO PLURIANUAL METAS E PRIORIDADES - COMPATIBILIZ DA LEI DE DIRETRIZES ORÇAMENTÁRIAS COM O PLANO PLURIANUAL TÍTULO PRODUTO TIPO DE META 2013 2001 Administração Legislativa Serviços Realizados ORÇAMENTÁRIA 95% 0001 GESTÃO

Leia mais

Estado de Mato Grosso Governo Municipal de Vila Rica CNPJ 03.238.862/0001-45

Estado de Mato Grosso Governo Municipal de Vila Rica CNPJ 03.238.862/0001-45 LEI MUNICIPAL Nº 1.307/2015 DE 25 DE MARÇO DE 2015 Autoriza o Chefe do Poder Executivo a proceder a Abertura de Crédito Adicional Suplementar para Criação de Fonte de Recursos nos Elemento de Despesa no

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE FUNDAÇÃO ASSISTÊNCIA SOCIAL E CIDADANIA

PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE FUNDAÇÃO ASSISTÊNCIA SOCIAL E CIDADANIA PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE FUNDAÇÃO ASSISTÊNCIA SOCIAL E CIDADANIA 1 DADOS DE IDENTIFICAÇÃO PROJETO TÉCNICO: ACESSUAS TRABALHO / PRONATEC EQUIPE RESPONSÁVEL: Proteção Social Básica PERÍODO: Setembro

Leia mais

Conselho Municipal de Assistência Social Americana - São Paulo

Conselho Municipal de Assistência Social Americana - São Paulo 1 ORGANIZAÇÕES NÃO GOVERNAMENTAIS INSCRITAS NO CMAS (2011) 1. ATENDIMENTO SERVIÇOS DE PROTEÇÃO SOCIAL (Conforme Tipificação Nacional de Serviços Socioassistenciais) 1.1. PROTEÇÃO SOCIAL BÁSICA SERVIÇO

Leia mais

Município de Cruzeiro do Iguaçu - PPA 2014 / 2017

Município de Cruzeiro do Iguaçu - PPA 2014 / 2017 Página: 1 0 - OPERAÇÕES ESPECIAIS OPERAÇÕES ESPECIAIS 1 Operação Especial ENCARGOS ESPECIAIS Outros Produtos 2 Operação Especial CONTRIBUIÇÃO AO PASEP Outros Produtos 1 - AÇÕES LEGISLATIVAS MANTER AS ATIVIDADES

Leia mais

Plano Decenal dos Direitos Humanos de Crianças e Adolescentes

Plano Decenal dos Direitos Humanos de Crianças e Adolescentes Plano Decenal dos Direitos Humanos de Crianças e Adolescentes EIXO 1 PROMOÇÃO DOS DIREITOS DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES Diretriz 01 - Promoção da cultura do respeito e da garantia dos direitos humanos de

Leia mais

A necessária abordagem interdisciplinar: a importância da equipe de referência da Assistência Social

A necessária abordagem interdisciplinar: a importância da equipe de referência da Assistência Social A necessária abordagem interdisciplinar: a importância da equipe de referência da Assistência Social POLÍTICA NACIONAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL SUAS - 2004 SISTEMA ÚNICO DE ASSISTÊNCIA SOCIAL - SUAS REDE

Leia mais

SEDSDH Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos SEDAS Secretaria Executiva de Desenvolvimento e Assistência Social

SEDSDH Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos SEDAS Secretaria Executiva de Desenvolvimento e Assistência Social A Política Estadual de Assistência Social - PERNAMBUCO SEDSDH Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos SEDAS Secretaria Executiva de Desenvolvimento e Assistência Social PERNAMBUCO Contexto

Leia mais

CTMA - Gerencial Relação de Atos de Destinação de Mercadorias

CTMA - Gerencial Relação de Atos de Destinação de Mercadorias Pág: 1/ 67. 1/2008 04/01/2008 2/2008 04/01/2008 3/2008 04/01/2008 4/2008 04/01/2008 5/2008 04/01/2008 6/2008 04/01/2008 7/2008 08/01/2008 8/2008 07/01/2008 9/2008 07/01/2008 10/2008 07/01/2008 11/2008

Leia mais

Prezada, NOTA TÉCNICA 001/2012 1 _ Recursos da Assistência Social_ Atualizada com a Resolução Nº 32/2011 do CNAS e com o Decreto 7.636/2011.

Prezada, NOTA TÉCNICA 001/2012 1 _ Recursos da Assistência Social_ Atualizada com a Resolução Nº 32/2011 do CNAS e com o Decreto 7.636/2011. Prezada, NOTA TÉCNICA 001/2012 1 _ Recursos da Assistência Social_ Atualizada com a Resolução Nº 32/2011 do CNAS e com o Decreto 7.636/2011. Florianópolis, 22 de fevereiro de 2012. Interessados: Setores

Leia mais

A Política Nacional de Assistência Social na Perspectiva do Sistema Único - SUAS

A Política Nacional de Assistência Social na Perspectiva do Sistema Único - SUAS A Política Nacional de Assistência Social na Perspectiva do Sistema Único - SUAS Deliberação da IV Conferência Nacional; Garantia de acesso aos direitos socioassistenciais; Modelo democrático e descentralizado

Leia mais