INFORMATIVO DO PJe-JT

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "INFORMATIVO DO PJe-JT"

Transcrição

1 INFORMATIVO DO PJe-JT TRT DA 3ª REGIÃO SECRETARIA DE DOCUMENTAÇÃO, NORMALIZAÇÃO, LEGISLAÇÃO E JURISPRUDÊNCIA Seção de Atendimento e Divulgação Economizar água e energia é URGENTE! ANO IV N. 4 13/05/2015 1) Problema invisível Acessibilidade a deficientes do processo judicial eletrônico deve ser aprimorada Consultor Jurídico 10/05/2015 2) Recurso extinto - Embargos à ação física não pode ser por via eletrônica, diz TRT-1 Consultor Jurídico 05/05/2015 3) Levenhagen autoriza teletrabalho para servidor deficiente visual Anajustra - 08/05/2015 1) Problema invisível Acessibilidade a deficientes do processo judicial eletrônico deve ser aprimorada Consultor Jurídico 10/05/2015 Por Emerson Odilon Sandim O autor, que já integrara a Comissão Permanente de Acessibilidade do Sistema Processo Judicial Eletrônico da Justiça do Trabalho[i] - dela se retirando por entender que a questão futura recairia em conhecimentos tecnológicos que não detêm -, com todo respeito, não pode imaginar como acessível o sistema PJe tão só pelo uso do teclado por pessoas deficientes visuais, como noticiado a seguir: (...) Durante o encontro, o servidor do Tribunal Superior do Trabalho (TST) e membro da Comissão, Rafael Pereira de Carvalho, apresentou os novos avanços obtidos sobre o tema na versão do PJe-JT, que atualmente está em homologação nos Tribunais Regionais do Trabalho. A Coordenadora Nacional do PJe-JT, desembargadora Ana Paula Pellegrina Lockmann, afirmou que a versão apresenta uma importante evolução com relação a anterior, uma vez que esta 'permite, em conjunto com um software leitor de tela, que pessoas com deficiência visual possam realizar todas as ações no sistema usando o teclado'.(grifou-se)[ii] Explica-se: Não se pode olvidar que o software usado para o deficiente visual rodar o PJe é denominado JAWS[iii], cuja licença para uso em um computador custa cerca de R$ 3.500,00 (três mil quinhentos reais). Isso é incompatível com a Convenção Internacional sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência, ratificada na plaga brasileira pelo Decreto nº 6.949/09 com equivalência de Norma Constitucional, ao gizar que: Artigo 9-1. A fim de possibilitar às pessoas com deficiência viver de forma independente e participar plenamente de todos os aspectos da vida, os Estados partes tomarão as medidas apropriadas para assegurar às pessoas com deficiência o acesso, em igualdade de oportunidades com as demais pessoas, ao meio físico, ao transporte, à informação e comunicação, inclusive aos sistemas e tecnologias da informação e comunicação, bem como a outros serviços e instalações abertos ao público ou de uso público, tanto na zona urbana como na rural. Essas medidas, que incluirão a identificação e a eliminação de obstáculos e barreiras à acessibilidade, serão aplicadas, entre outros, a: (...) h) Promover, desde a fase inicial, a concepção, o desenvolvimento, a produção e a disseminação de sistemas e tecnologias de informação e comunicação, a fim de que esses sistemas e tecnologias se tornem acessíveis a custo mínimo. (Sublinhou-se)

2 Só a guisa de imaginação: considerando o número de Fóruns e Tribunais instalados no Brasil, com um software deste (JAWS), implementado em cada órgão, o custo para o erário público será estrondoso. Sem contar, ademais, que o advogado cego também seria inescondivelmente apenado monetariamente[iv]. Pode-se pensar: O que fazer? Materializar a versão PJe 2.0, com a criação inicial obedecendo as diretrizes internacionais de acessibilidade (Web Content Accessibility Guidelines - WCAG), desenvolvidas pelo World Wide Web Consortium - W3C, um consórcio multinacional de empresas que elaborou um conjunto de normas de desenvolvimento Web.[v] Com isso, o sistema PJe será lido por qualquer leitor de tela, evitando-se a grande mordida do JAWS. O que significará, aí sim, plena acessibilidade, porque, como se está atualmente, mesmo com teclado sendo manejado por um cego, o custo do software já é mais que uma barreira. Deve ser registrado, por amor a verdade, que a assinatura digital do advogado, após encetada, haverá de ser verificado pelo usuário se houve o fechamento de um cadeado. Com o teclado, ao que parece, não se chega ao cadeado e, por isso mesmo, pairará incerteza se a peça processual fora ou não assinada. Aliás, sobre esse tal cadeado, existem queixas de juízes do trabalho que, mesmo tendo assinado suas sentenças, são alertados pelos seus assessores que ela não fora publicada no sistema PJe. Fato que demonstra, a não mais poder, que o Pje da atualidade é prenhe de insegurança[vi]. Diante disso, o Conselho Federal da OAB de modo geral e, em particular, a Comissão Especial de Direito da Tecnologia e Informação, presidida pelo Conselheiro Federal Luiz Cláudio Allemand, tem envidado todos os esforços junto ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ) para que se aprove o sistema PJe 2.0. Não parando por aí, vaticina, igualmente, acerca das inúmeras alterações sobre a Lei /06[vii], onde se colhe o que mais interessa no momento: PROPOSTA DE ALTERAÇÃO - Art. 1º - O uso de meio eletrônico na tramitação de processos judiciais, comunicação de atos e transmissão de peças processuais será facultado nos termos desta Lei, observada a Lei nº /2014 (Marco Civil da Internet) e o Decreto nº 8.135/2013, não podendo ser imposta a utilização do meio eletrônico ao usuário externo. TEXTO ORIGINAL - Art. 2º - O envio de petições, de recursos e a prática de atos processuais em geral por meio eletrônico serão admitidos mediante uso de assinatura eletrônica, na forma do art. 1o desta Lei, sendo obrigatório o credenciamento prévio no Poder Judiciário, conforme disciplinado pelos órgãos respectivos. 1o O credenciamento no Poder Judiciário será realizado mediante procedimento no qual esteja assegurada a adequada identificação presencial do interessado. PROPOSTA DE ALTERAÇÃO - Art. 2º - O envio de petições, de recursos e a prática de atos processuais em geral por meio eletrônico serão facultados aos usuários externos mediante uso de certificado digital, na forma da MP nº º Nos casos em que o usuário faça opção por acesso ao sistema através de login e senha, será obrigatório o credenciamento pessoal prévio no Poder Judiciário, sendo dispensado quando a opção de acesso ao sistema for através de certificado digital. PROPOSTA DE INCLUSÃO COM NOVA NUMERAÇÃO DE ARTIGOS E PARÁ- GRAFOS Art. 11. No caso do 1o do artigo anterior, se o Sistema do Poder Judiciário se tornar indisponível por motivo técnico, ou comprovadamente inacessível ao usuário externo, o prazo fica automaticamente prorrogado para o primeiro dia útil seguinte à resolução do problema. 1º Considera-se indisponibilidade do sistema de processo eletrônico a falta de oferta ao público externo, diretamente ou por meio de webservice, de qualquer dos seguintes serviços: I consulta aos autos digitais; II transmissão eletrônica de atos processuais. III lentidão do sistema que dificulte sua utilização. 2º A indisponibilidade definida no parágrafo anterior será aferida por sistema de auditoria fornecido pelo Ministério da Justiça ou por órgão a quem este atribuir tal responsabilidade, disponível na internet, em tempo real em endereço externo ao órgão monitorado, ficando vedada a indicação do órgão que desenvolveu o sistema. 3º Os sistemas de auditoria verificarão a disponibili-

3 dade externa dos serviços referidos no 1º, em intervalos de tempo não superiores a 5 (cinco) minutos. 4º Toda indisponibilidade do sistema de processo eletrônico, seja ela total ou parcial, será registrada em relatório de interrupções de funcionamento acessível ao público no próprio sistema e no sítio dos Tribunais, e no site do respectivo serviço de auditoria, devendo ser assinado digitalmente e conter, pelo menos, as seguintes informações: I data, hora e minuto de início da indisponibilidade, ou intermitência, ainda que parciais; II data, hora e minuto de término da indisponibilidade ou intermitência, ainda que parciais; e III serviços que ficaram indisponíveis. IV - dados técnicos sobre a aplicação de forma a auferir o desempenho da aplicação e do seu ambiente tecnológico. 5º O relatório de interrupção, assinado digitalmente e com efeito de certidão, estará acessível em tempo real no site de auditoria indicado, e no site do próprio Tribunal no máximo 1 (uma) hora contada do término da indisponibilidade ou instabilidade. 6º Os prazos que vencerem no dia da ocorrência de indisponibilidade de quaisquer dos serviços referidos no parágrafo 1º serão prorrogados para o dia útil seguinte, quando: I a indisponibilidade for superior a 30 (trinta) minutos, ininterruptos ou não, se ocorrida entre 6h00 e 18h00 do órgão recebedor da manifestação; ou II ocorrer indisponibilidade entre 18h00 e 23:59:59h do órgão recebedor da manifestação. III ocorrer lentidão do sistema. 7º As indisponibilidades ocorridas entre 0h00 e 6h00 dos dias de expediente forense no órgão de destino, e as ocorridas em feriados e finais de semana, a qualquer hora, não produzirão o efeito do caput. 8º Os prazos fixados em hora ou minuto serão prorrogados até às 23:59:59h do dia útil seguinte ao término da indisponibilidade, quando: I ocorrer indisponibilidade superior a 30 (trinta) minutos, ininterruptos ou não, nas últimas 24 horas do prazo; ou II ocorrer indisponibilidade nos 30 minutos anteriores ao seu término. 9º A prorrogação de que trata este artigo será feita automaticamente pelo sistema de processo eletrônico. 10 A indisponibilidade previamente programada produzirá as consequências previstas neste artigo e será ostensivamente comunicada ao público externo com, pelo menos, cinco dias de antecedência. 11 A indisponibilidade ocorrida durante o curso do prazo na forma prevista nos parágrafos acima ensejam a prorrogação do prazo por tantos dias úteis quantos forem aqueles igualmente úteis em que ocorrer a indisponibilidade. 12 Os Tribunais deverão zelar pelo ininterrupto fornecimento dos serviços de processo eletrônico, garantindo eficiência mínima de 95% (noventa e cinco por cento) de funcionamento. 13 Os Tribunais deverão ter redundância em toda sua infra-estrutura para que o sistema não fique indisponível por falta de energia, comunicação pela internet e segurança. Observa-se que a OAB tem sido incansável no quesito aprimoramento do PJe muito ao contrário daqueles que entendem que os advogados desprezam a informatização -, colimando o processo judicial em papel até que ocorra a testabilidade ampla, a interoperabilidade, a plena acessibilidade e a indubitável estabilidade do processo eletrônico. É de todos conhecida a indignação, justa e centrada, da advogada cega, Déborah Prates, que, festejou a XXII Conferência Nacional dos Advogados, aduzindo[viii]: Além disso, afirma que os advogados brasileiros com algum tipo de deficiência como ela encontraram na atual gestão da OAB um verdadeiro oásis. Graças a Deus, o CNJ está vazado de novos ares, com a batuta do Min. Ricardo Lewandowski timbrado pela sensibilidade com a causa das pessoas com deficiência -, onde acredita-se que o sistema PJe será de todo refatorado, nos termos do Web Content Accessibility Guidelines WCAG, desenvolvidas pelo World Wide Web Consortium - W3C, um consórcio multinacional de empresas, de modo a se ter efetiva acessibilidade. Mas, até lá, não se pode impedir o uso dos autos físicos, como anela a inconstitucional resolução 185/13/CNJ[ix], que dispõe: Art. 4º Os atos processuais terão registro, visualização, tramitação e controle exclusivamente em meio eletrônico e serão assinados digitalmente, contendo elementos que permitam identificar o usuário responsável pela sua prática. (grifou-se)

4 Em tempos não muito recuados, o CNJ agia medievalmente quando o assunto era PJe e pessoas com deficiência, como se lê[x]: (...) como há a possibilidade de capacitar idosos, mas não de melhorar a visão dos deficientes, devemos atender os demais. (enfatizou-se) Portanto, perdoado o palavreado chulo e sem eiva de discriminação -, fusca é fusca, Ferrari é Ferrari[xi]. Isto é, se não houver o refatoramento do sistema PJe do CNJ, o máximo que se terá é um fusca conversível, mas não um processo eletrônico acessível. Perora-se que haja profunda reflexão sobre o assunto aqui lançado, para que os deficientes visuais não se vejam engolidos e tragados pela feroz mandíbula JAWS e tendo de adivinhar a situação do cadeado que aponta que o ato processual teria sido ou não assinado. Cego não vê, mas deve ser tratado com dignidade e respeito, assim como todas as demais pessoas [i] c.f ATO CSJT.GP.SG N. 153, publicado em 15 de maio de 2014 de lavra da Presidência do Tribunal Superior do Trabalho; [ii] In: [iii] Em inglês significa mandíbula, e no mundo da informática, consiste no mais conhecido software para acessibilidade de pessoas com deficiência visual do mundo (endereço eletrônico: [iv] Existem softwares gratuitos ( nacionalmente, o do SERPRO e, mundialmente, o NVDA, dentre outros); [v] O Processo Judicial Eletrônico - Pje E O Princípio Do Amplo Acesso Ao Poder Judiciário, Emerson Odilon Sandim, publicado na coletânea Processo Judicial Eletrônico, Coor. Marcus Vinicius Furtado Coêlho Luiz Cláudio Allemand, editada pelo Conselho Federal do Ordem dos Advogados do Brasil, ano 2014, p. 267 (pode ser visualizado neste endereço eletrônico [vi] Se o leitor desejar maiores comentários, dirija-se a matéria O Processo Judicial Eletrônico - Pje E O Princípio Do Amplo Acesso Ao Poder Judiciário, ob.cit; [vii] A íntegra da proposta legislativa pode ser visualizada neste endereço [viii] Advogada cega exalta XXII Conferência: maratona humanitária publicado no endereço eletrônico [ix] Sobre este aspecto reitero a matéria de minha lavra: O Processo Judicial Eletrônico - Pje E O Princípio Do Amplo Acesso Ao Poder Judiciário, ob.cit; [x] C.f ATA da 40ª, datada de 12/09/2013, local: Videoconferência / Sala de Reuniões da Presidência CNJ; [xi] É interessante notar que até o Office 2013 coloca o vocábulo fusca em minúsculo e Ferrari em maiúsculo. Emerson Odilon Sandim é procurador federal aposentado, professor de pós-graduação em Direito, pós-graduado em Direito Processual Civel. Disponível em: 2) Recurso extinto - Embargos à ação física não pode ser por via eletrônica, diz TRT-1 Consultor Jurídico 05/05/2015 Os embargos de terceiros devem seguir a mesma forma da ação principal. Ou seja um recurso em processo físico, não pode seguir de forma eletrônica. Com esse entendimento, a 5ª Turma do Tribunal Regional do Trabalho da 1ª Região negou provimento a um agravo interposto por uma empresa ligada à área de alimentos contra decisão que extinguiu, sem resolução de mérito, os embargos de terceiros que ajuizara. Cabe recurso. Os embargos de terceiros configuram ação autônoma que podem ser impetrado por pessoa, que, mesmo não sendo parte na ação, se viu privada da posse de bens por atos de apreensão judicial, como no caso de penhora. No caso, a em-

5 presa teve recursos bloqueados nos autos de processo em trâmite na 1ª Vara do Trabalho de São João de Meriti, na Baixada Fluminense. Acontece que a ação tramita na forma física desde 2006, e os embargos foram ajuizados via Processo Judicial Eletrônico da Justiça do Trabalho (PJe-JT). Isso contraria a regulamentação do Conselho Superior da Justiça do Trabalho, como observou o relator do acórdão, desembargador Marcelo Augusto Souto de Oliveira. A decisão dele confirmou a sentença da 1ª Vara do Trabalho de São João de Meriti. Tratando-se de autos físicos, o ajuizamento de ações incidentais e a interposição de recursos devem observar a forma do processo principal. Nesse sentido é a Resolução 136 do CSJT, ao determinar que, após o advento da Lei /2006, a regra-geral é a de que os atos processuais devem ser realizados de forma eletrônica ou digital, ressalvados os casos de incidentes processuais ajuizados ou interpostos em processo originário distribuído de forma física, escreveu o relator. Com informações da Assessoria de Imprensa do TRT-1. Disponível em: 3) Levenhagen autoriza teletrabalho para servidor deficiente visual Anajustra - 08/05/2015 O presidente do Conselho Superior da Justiça do Trabalho (CSJT) e do Tribunal Superior do Trabalho (TST), ministro Antonio José de Barros Levenhagen, autorizou a realização de teletrabalho para o servidor Rafael Pereira de Carvalho, que é deficiente visual e está lotado na Coordenadoria Técnica do Processo Judicial Eletrônico (CTPJE) do CSJT. Esta é a primeira vez, no âmbito do Conselho, que o benefício é concedido a uma pessoa cega, devendo iniciar-se ainda neste mês de maio. Nessa modalidade, o serviço é executado fora das dependências do tribunal, muitas vezes na casa do servidor. Técnico judiciário especialista em programação, Rafael solicitou o regime de teletrabalho ao gestor de sua unidade, pois os servidores com deficiência têm prioridade para serem integrados a esse regime, conforme a Resolução Administrativa nº 1499, de 1º de fevereiro de Ele ressaltou, entre os benefícios dessa medida, o maior tempo que terá para exercer sua função e ficar com a família, porque não precisará de se deslocar para o CSJT todos os dias, o que demora 3 horas. Rafael costuma ir e voltar do trabalho de metrô e ônibus e ainda enfrentava as dificuldades geradas pela falta de acessibilidade. A qualidade de vida vai melhorar bastante. Com esse tempo disponível, ficarei mais próximo da família, inclusive da minha filha de um ano, poderei praticar atividades físicas e não terei mais dificuldades com o deslocamento. Minha esposa ficava muito preocupada por eu ter que sair sozinho para trabalhar. Em virtude de todas essas vantagens pessoais, estarei mais motivado para o serviço e para cumprir as metas, disse Rafael. De acordo com a Resolução Administrativa nº 1499, a meta de desempenho do servidor em teletrabalho é, no mínimo, 15% superior à estipulada para quem executa as mesmas atividades nas dependências do órgão. O servidor beneficiado integra a equipe de programadores do Processo Judicial Eletrônico da Justiça do Trabalho (PJe-JT) e atua no desenvolvimento do projeto de acessibilidade do sistema. O objetivo é promover melhorias para que os usuários com deficiência visual ou auditiva possam exercer quaisquer atividades no processo judicial eletrônico. Hoje quem tem deficiência visual consegue usar o PJe- JT sem a necessidade de auxílio de outra pessoa, mas a equipe ainda providencia melhorias técnicas, disse Rafael. Ele também participa da Comissão Permanente de Acessibilidade do PJe-JT, a qual propõe medidas para facilitar o acesso de deficientes ao sistema. O gestor da unidade administrativa tem atuação relevante no processo de teletrabalho, porque, entre outras atribuições, é responsável por acompanhar as atividades e a adaptação dos servidores e por aferir e monitorar o cumprimento das metas estabelecidas. Segundo o Secretário de Tecnologia da Informação e

6 Comunicação do CSJT, Cláudio Fontes Feijó, a CTPJE possui os instrumentos necessários para realizar essas atividades. A secretaria conta com meios para mensurar, de forma objetiva, o cumprimento das metas. O trabalho do servidor ocorrerá em um ambiente melhor para ele, disse Feijó. TRTs A título de experiência, o regime de teletrabalho ocorre nos Tribunais Regionais do Trabalho (TRTs) e nas Varas, conforme as normas da Resolução CSJT nº 109, de 29 de junho de Por exemplo, em dezembro de 2014, 50 servidores do TRT da 18ª Região (GO) exerciam suas atividades por meio dessa modalidade. Disponível em: Secretária da Secretaria de Documentação, Normalização, Legislação e Jurisprudência: Isabela Freitas Moreira Pinto Responsável: Chefe da Seção de Atendimento e Divulgação: Maria Thereza Silva de Andrade Colaboração: servidores da SEDOC Para cancelar o recebimento deste informativo, clique aqui Antes de imprimir este pense em sua responsabilidade e compromisso com o MEIO AMBIENTE

Nova regulamentação do PJe na Justiça Trabalhista. O quê mudou?

Nova regulamentação do PJe na Justiça Trabalhista. O quê mudou? Nova regulamentação do PJe na Justiça Trabalhista. O quê mudou? O Conselho Superior da Justiça do Trabalho editou a nova Resolução 136/2014, revogando a Resolução 94/2012 que regulamenta o sistema PJe-JT

Leia mais

Portaria nº 151, de 6 de fevereiro de 2014.

Portaria nº 151, de 6 de fevereiro de 2014. PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 14ª REGIÃO Portaria nº 151, de 6 de fevereiro de 2014. O PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 14ª REGIÃO, no uso de suas

Leia mais

INFORMATIVO PJe-JT TRT DA 3ª REGIÃO Diretoria da Secretaria de Documentação, Legislação e Jurisprudência

INFORMATIVO PJe-JT TRT DA 3ª REGIÃO Diretoria da Secretaria de Documentação, Legislação e Jurisprudência INFORMATIVO PJe-JT TRT DA 3ª REGIÃO Diretoria da Secretaria de Documentação, Legislação e Jurisprudência ANO III Nº 18 27/08/2014 1) Rejeitada ação contra norma do CNJ que instituiu o Processo Judicial

Leia mais

Processo Judicial Eletrônico da Justiça do Trabalho (PJe-JT)

Processo Judicial Eletrônico da Justiça do Trabalho (PJe-JT) Processo Judicial Eletrônico da Justiça do Trabalho (PJe-JT) 1) ATOS NORMATIVOS: 1º e 2º do art. 154 do CPC (com a redação que lhe deu a Lei n. 11.280, de 16 de fevereiro de 2006) Lei n. 11.419, de 19

Leia mais

TRIBUNAL SUPERIOR ELEITORAL RESOLUÇÃO Nº

TRIBUNAL SUPERIOR ELEITORAL RESOLUÇÃO Nº TRIBUNAL SUPERIOR ELEITORAL RESOLUÇÃO Nº Relatora: Ministra Cármen Lúcia Interessado: Tribunal Superior Eleitoral Institui o Processo Judicial Eletrônico (PJE) da Justiça Eleitoral como o sistema informatizado

Leia mais

TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO PRESIDÊNCIA ATO Nº 342/SEJUD.GP, DE 27 DE JULHO DE 2010

TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO PRESIDÊNCIA ATO Nº 342/SEJUD.GP, DE 27 DE JULHO DE 2010 TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO PRESIDÊNCIA ATO Nº 342/SEJUD.GP, DE 27 DE JULHO DE 2010 Regulamenta o processo judicial eletrônico no âmbito do Tribunal Superior do Trabalho. O PRESIDENTE DO TRIBUNAL SUPERIOR

Leia mais

CONSELHO SUPERIOR DA JUSTIÇA DO TRABALHO ATO Nº 127/CSJT.GP.SG, DE 23 DE MAIO DE 2012

CONSELHO SUPERIOR DA JUSTIÇA DO TRABALHO ATO Nº 127/CSJT.GP.SG, DE 23 DE MAIO DE 2012 CONSELHO SUPERIOR DA JUSTIÇA DO TRABALHO ATO Nº 127/CSJT.GP.SG, DE 23 DE MAIO DE 2012 Aprova o cronograma das atividades relacionadas à implantação do Processo Judicial Eletrônico da Justiça do Trabalho

Leia mais

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL Seção de São Paulo SUPERIOR TRIBUNAL DE JUSTIÇA STJ. Atualizado em 08/09/2015

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL Seção de São Paulo SUPERIOR TRIBUNAL DE JUSTIÇA STJ. Atualizado em 08/09/2015 SUPERIOR TRIBUNAL DE JUSTIÇA STJ Atualizado em 08/09/2015 RESOLUÇÃO STJ/GP N. 3 DE 5 DE FEVEREIRO DE 2015. Dispõe sobre o pagamento de custas judiciais e porte de remessa e retorno de autos no âmbito do

Leia mais

Conselho Nacional de Justiça

Conselho Nacional de Justiça RESOLUÇÃO Nº 185, DE 18 DE DEZEMBRO DE 2013. Institui o Sistema Processo Judicial Eletrônico - PJe como sistema de processamento de informações e prática de atos processuais e estabelece os parâmetros

Leia mais

RESOLUÇÃO CNJ N /2012 O CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA,

RESOLUÇÃO CNJ N /2012 O CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA, RESOLUÇÃO CNJ N /2012 Institui o Sistema Processo Judicial Eletrônico PJe como sistema de processamento de informações e prática de atos processuais e estabelece os parâmetros para sua implementação e

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.br

BuscaLegis.ccj.ufsc.br BuscaLegis.ccj.ufsc.br Virtualização do processo judicial André Luiz Junqueira 1. INTRODUÇÃO A Associação dos Juizes Federais do Brasil (AJUFE) encaminhou um projeto de lei sobre a informatização do processo

Leia mais

CONSELHO SUPERIOR DA JUSTIÇA DO TRABALHO ATO Nº 115/CSJT.GP.SG, DE 15 DE MAIO DE 2012

CONSELHO SUPERIOR DA JUSTIÇA DO TRABALHO ATO Nº 115/CSJT.GP.SG, DE 15 DE MAIO DE 2012 CONSELHO SUPERIOR DA JUSTIÇA DO TRABALHO ATO Nº 115/CSJT.GP.SG, DE 15 DE MAIO DE 2012 Aprova o cronograma das atividades relacionadas à implantação do Processo Judicial Eletrônico da Justiça do Trabalho

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 740 /2013 (Revogada pela Resolução nº 780/2014)

RESOLUÇÃO Nº 740 /2013 (Revogada pela Resolução nº 780/2014) (*) Republicação: 15/10/13 DJE: 14/10/13 Publicação: 14/10/13 DJE: 11/10/13 RESOLUÇÃO Nº 740 /2013 (Revogada pela Resolução nº 780/2014) Regulamenta, no âmbito do Tribunal de Justiça do Estado de Minas

Leia mais

CONSELHO SUPERIOR DA JUSTIÇA DO TRABALHO COORDENADORIA PROCESSUAL RESOLUÇÃO CSJT N.º 136, DE 25 DE ABRIL DE 2014

CONSELHO SUPERIOR DA JUSTIÇA DO TRABALHO COORDENADORIA PROCESSUAL RESOLUÇÃO CSJT N.º 136, DE 25 DE ABRIL DE 2014 CONSELHO SUPERIOR DA JUSTIÇA DO TRABALHO COORDENADORIA PROCESSUAL RESOLUÇÃO CSJT N.º 136, DE 25 DE ABRIL DE 2014 Institui o Sistema Processo Judicial Eletrônico da Justiça do Trabalho PJe-JT como sistema

Leia mais

RESOLUCAO TJ/OE Nº 16, de 30/11/2009 (ESTADUAL) DJERJ, ADM 60 (8) - 01/12/2009

RESOLUCAO TJ/OE Nº 16, de 30/11/2009 (ESTADUAL) DJERJ, ADM 60 (8) - 01/12/2009 RESOLUCAO TJ/OE Nº 16, de 30/11/2009 (ESTADUAL) DJERJ, ADM 60 (8) - 01/12/2009 RESOLUÇÃO Nº. 16/2009 Autoriza a implantação do Processo Eletrônico no âmbito do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro

Leia mais

PROVIMENTO Nº CGJPE 13, de 13 de dezembro de 2012. funcionamento. O CORREGEDOR-GERAL DA JUSTIÇA, Desembargador Frederico Ricardo de

PROVIMENTO Nº CGJPE 13, de 13 de dezembro de 2012. funcionamento. O CORREGEDOR-GERAL DA JUSTIÇA, Desembargador Frederico Ricardo de PROVIMENTO Nº CGJPE 13, de 13 de dezembro de 2012 EMENTA: Institui o Sistema Processo Judicial Eletrônico da Corregedoria Geral da Justiça de Pernambuco PJe-CGJPE, como sistema informatizado de tramitação

Leia mais

Supremo Tribunal Federal

Supremo Tribunal Federal MEDIDA CAUTELAR EM MANDADO DE SEGURANÇA 32.751 DISTRITO FEDERAL RELATOR IMPTE.(S) ADV.(A/S) IMPDO.(A/S) ADV.(A/S) : MIN. CELSO DE MELLO :DEBORAH MARIA PRATES BARBOSA :DEBORAH MARIA PRATES BARBOSA :CONSELHO

Leia mais

ESTADO DE MATO GROSSO PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA PROVIMENTO N. 26/2014/CM

ESTADO DE MATO GROSSO PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA PROVIMENTO N. 26/2014/CM PROVIMENTO N. 26/2014/CM Dispõe sobre o envio, por meio digital, pelo Portal Eletrônico do Advogado - PEA, das petições iniciais e intermediárias de processos físicos que tramitam na Primeira e Segunda

Leia mais

RESOLUÇÃO STJ N. 1 DE 4 DE FEVEREIRO DE 2014.

RESOLUÇÃO STJ N. 1 DE 4 DE FEVEREIRO DE 2014. RESOLUÇÃO STJ N. 1 DE 4 DE FEVEREIRO DE 2014. Dispõe sobre o pagamento de custas judiciais e porte de remessa e retorno de autos no âmbito do Superior Tribunal de Justiça. O PRESIDENTE DO SUPERIOR TRIBUNAL

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS PARA SUPORTE AO SISTEMA PROCESSO JUDICIAL ELETRÔNICO DA JUSTIÇA DO TRABALHO

MANUAL DE PROCEDIMENTOS PARA SUPORTE AO SISTEMA PROCESSO JUDICIAL ELETRÔNICO DA JUSTIÇA DO TRABALHO 1102/2012 - Segunda-feira, 12 de Novembro de 2012 Conselho Superior da Justiça do Trabalho 1 MANUAL DE PROCEDIMENTOS PARA SUPORTE AO SISTEMA PROCESSO JUDICIAL ELETRÔNICO DA JUSTIÇA DO TRABALHO (Aprovado

Leia mais

Conteúdo. Juízes Titulares das Varas Digitais COORDENADORIA DAS VARAS DIGITAIS JUIZ COORDENADOR: RICARDO GOMES FAÇANHA

Conteúdo. Juízes Titulares das Varas Digitais COORDENADORIA DAS VARAS DIGITAIS JUIZ COORDENADOR: RICARDO GOMES FAÇANHA Conteúdo 1. Para distribuir uma ação nova:... 3 2. Como protocolar uma petição nas varas digitais... 4 3. Dicas Úteis... 5 4. Materialização do processo digital... 7 5. Consulta do Processo... 7 6. Responsabilidade...

Leia mais

PROVIMENTO CONJUNTO Nº 13, DE 5 DE NOVEMBRO DE 2014.

PROVIMENTO CONJUNTO Nº 13, DE 5 DE NOVEMBRO DE 2014. PROVIMENTO CONJUNTO Nº 13, DE 5 DE NOVEMBRO DE 2014. Regulamenta os procedimentos a serem adotados no âmbito da Justiça do Trabalho da 4ª Região em virtude da implantação do PJe- JT, revoga o Provimento

Leia mais

TRIBUNAL SUPERIOR ELEITORAL. O TRIBUNAL SUPERIOR ELEITORAL, no uso das atribuições que lhe confere o art. 23, IX, do Código Eleitoral, e

TRIBUNAL SUPERIOR ELEITORAL. O TRIBUNAL SUPERIOR ELEITORAL, no uso das atribuições que lhe confere o art. 23, IX, do Código Eleitoral, e TRIBUNAL SUPERIOR ELEITORAL RESOLUÇÃO N 2 23.417 PROCESSO ADMINISTRATIVO N 2 648-20.2013.6.00.0000 - CLASSE 26 - BRASÍLIA - DISTRITO FEDERAL Relator: Ministro Dias Toifoli Interessado: Tribunal Superior

Leia mais

RESOLUÇÃO N 344, DE 25 DE MAIO DE 2007

RESOLUÇÃO N 344, DE 25 DE MAIO DE 2007 RESOLUÇÃO N 344, DE 25 DE MAIO DE 2007 Regulamenta o meio eletrônico de tramitação de processos judiciais, comunicação de atos e transmissão de peças processuais no Supremo Tribunal Federal (e-stf) e dá

Leia mais

ATO CONJUNTO TRT GP-CRT N.º 8/2015

ATO CONJUNTO TRT GP-CRT N.º 8/2015 ATO CONJUNTO TRT GP-CRT N.º 8/2015 Estabelece os parâmetros gerais para inclusão dos processos físicos no Cadastramento de Liquidação e Execução (CLE) do PJe-JT no âmbito do Tribunal Regional do Trabalho

Leia mais

ANO III Nº 4 19/02/2014

ANO III Nº 4 19/02/2014 INFORMATIVO PJe-JT TRT DA 3ª REGIÃO - DIRETORIA JUDICIÁRIA Diretoria da Secretaria de Documentação, Legislação e Jurisprudência Subsecretaria de Divulgação ANO III Nº 4 19/02/2014 1) Comissão Permanente

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 07 DE 30/05/2014 (DJE 04/06/2014)

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 07 DE 30/05/2014 (DJE 04/06/2014) INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 07 DE 30/05/2014 (DJE 04/06/2014) EMENTA: Implanta o Sistema Processo Judicial Eletrônico-PJe nas Varas Cíveis da Capital e dá outras providências. O Presidente do Tribunal de Justiça

Leia mais

RESOLUÇÃO/PRESI 600-25 DE 07 DE DEZEMBRO DE 2009

RESOLUÇÃO/PRESI 600-25 DE 07 DE DEZEMBRO DE 2009 RESOLUÇÃO/PRESI 600-25 DE 07 DE DEZEMBRO DE 2009 Institui o Processo Digital e-jur no âmbito da Justiça Federal da Primeira Região. O PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA PRIMEIRA REGIÃO, no uso

Leia mais

CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA SEPN Quadra 514 Norte Lote 7 Bloco B CEP 70760 542 Brasília DF www.cnj.jus.br INSTRUÇÃO NORMATIVA

CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA SEPN Quadra 514 Norte Lote 7 Bloco B CEP 70760 542 Brasília DF www.cnj.jus.br INSTRUÇÃO NORMATIVA CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA SEPN Quadra 514 Norte Lote 7 Bloco B CEP 70760 542 Brasília DF www.cnj.jus.br INSTRUÇÃO NORMATIVA INSTRUÇÃO NORMATIVA 67, DE 5 DE AGOSTO DE 2015 Regulamenta a Portaria SEI

Leia mais

ESTADO DE MATO GROSSO PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA PROVIMENTO N. 23/2015-CM

ESTADO DE MATO GROSSO PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA PROVIMENTO N. 23/2015-CM PROVIMENTO N. 23/2015-CM Dispõe sobre o envio, por meio digital, pelo Portal Eletrônico do Advogado PEA, das petições iniciais e intermediárias de processos físicos que tramitam na Primeira e Segunda Instância

Leia mais

RESOLUÇÃO N 427, DE 20 DE ABRIL DE 2010

RESOLUÇÃO N 427, DE 20 DE ABRIL DE 2010 Publicada no DJE/STF, n. 72, p. 1-2 em 26/4/2010 RESOLUÇÃO N 427, DE 20 DE ABRIL DE 2010 Regulamenta o processo eletrônico no âmbito do Supremo Tribunal Federal e dá outras providências. O PRESIDENTE DO

Leia mais

TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 3a REGIÃO. Gabinete da Presidência ORDEM DE SERVIÇO GP N. 2, DE 16 DE NOVEMBRO DE 2015. outras providências.

TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 3a REGIÃO. Gabinete da Presidência ORDEM DE SERVIÇO GP N. 2, DE 16 DE NOVEMBRO DE 2015. outras providências. ORDEM DE SERVIÇO GP N. 2, DE 16 DE NOVEMBRO DE 2015. Regulamenta a prestação de serviços durante o período de recesso previsto na Lei n. 5.010/66 e dá outras providências. A PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL

Leia mais

ACESSO AO SISTEMA Por certificado digital Exceção - Ato urgente

ACESSO AO SISTEMA Por certificado digital Exceção - Ato urgente ACESSO AO SISTEMA Por certificado digital Art. 5º Para acesso ao PJe-JT é obrigatória a utilização de assinatura digital a que se refere o inciso II, alínea a, do artigo 3º desta resolução, nas seguintes

Leia mais

Ordem dos Advogados do Brasil Seção do Estado do Rio de Janeiro Procuradoria

Ordem dos Advogados do Brasil Seção do Estado do Rio de Janeiro Procuradoria EXCELENTÍSSIMO SENHOR PRESIDENTE DO CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA CNJ A ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL SEÇÃO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO, serviço público independente, dotada de personalidade jurídica e

Leia mais

ANO II Nº 32 25/09/2013

ANO II Nº 32 25/09/2013 INFORMATIVO PJe-JT TRT DA 3ª REGIÃO - DIRETORIA JUDICIÁRIA Diretoria da Secretaria de Documentação, Legislação e Jurisprudência Subsecretaria de Divulgação ANO II Nº 32 25/09/2013 1) TRT da 2ª Região (SP)

Leia mais

6 AGRAVO DE INSTRUMENTO E SUA ADEQUAÇÃO AO PROCESSO ELETRÔNICO Maria Clara de Almeida Coêlho e Aryoswaldo José Brito Espínola

6 AGRAVO DE INSTRUMENTO E SUA ADEQUAÇÃO AO PROCESSO ELETRÔNICO Maria Clara de Almeida Coêlho e Aryoswaldo José Brito Espínola 96 6 AGRAVO DE INSTRUMENTO E SUA ADEQUAÇÃO AO PROCESSO ELETRÔNICO Maria Clara de Almeida Coêlho e Aryoswaldo José Brito Espínola Maria Clara de Almeida Coêlho 1 Aryoswaldo José Brito Espínola 2 1 INTRODUÇÃO

Leia mais

Tribunal deve dar meios para petição virtual

Tribunal deve dar meios para petição virtual Page 1 of 5 Texto publicado terça, dia 23 de fevereiro de 2010 NOTÍCIAS Tribunal deve dar meios para petição virtual POR MARINA ITO O processo eletrônico no Judiciário é uma realidade sem volta. Em decisão

Leia mais

CONSELHO SUPERIOR DA JUSTIÇA DO TRABALHO ATO N 62/CSJT.GP.SG, DE 22 DE MARÇO DE 2012

CONSELHO SUPERIOR DA JUSTIÇA DO TRABALHO ATO N 62/CSJT.GP.SG, DE 22 DE MARÇO DE 2012 CONSELHO SUPERIOR DA JUSTIÇA DO TRABALHO ATO N 62/CSJT.GP.SG, DE 22 DE MARÇO DE 2012 Aprova o cronograma das atividades relacionadas à implantação do Processo Judicial Eletrônico da Justiça do Trabalho

Leia mais

Edição nº 141/2015 Brasília - DF, segunda-feira, 10 de agosto de 2015 INSTRUÇÃO NORMATIVA 67, DE 5 DE AGOSTO DE 2015

Edição nº 141/2015 Brasília - DF, segunda-feira, 10 de agosto de 2015 INSTRUÇÃO NORMATIVA 67, DE 5 DE AGOSTO DE 2015 INSTRUÇÃO NORMATIVA 67, DE 5 DE AGOSTO DE 2015 Regulamenta a Portaria-SEI 1 de 4 de agosto de 2015, que instituiu o Sistema Eletrônico de Informações - SEI no âmbito do Conselho Nacional de Justiça. O

Leia mais

Conselho Nacional de Justiça II Encontro Nacional do PJe (Brasília, 5 de agosto de 2015) O novo CPC: o papel do Conselho Nacional de Justiça nas disposições sobre o processo eletrônico Luciano Athayde

Leia mais

PORTARIA PRESI 467 DE 17 DE DEZEMBRO DE 2014

PORTARIA PRESI 467 DE 17 DE DEZEMBRO DE 2014 TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 1ª REGIÃO PORTARIA PRESI 467 DE 17 DE DEZEMBRO DE 2014 Regulamenta procedimentos relacionados ao Sistema Processo Judicial Eletrônico PJe no âmbito da Justiça Federal da 1ª

Leia mais

RESOLUÇÃO N 23.393 PROCESSO ADMINISTRATIVO N 648-20.2013.6.00.0000 - CLASSE 26 - BRASÍLIA - DISTRITO FEDERAL

RESOLUÇÃO N 23.393 PROCESSO ADMINISTRATIVO N 648-20.2013.6.00.0000 - CLASSE 26 - BRASÍLIA - DISTRITO FEDERAL TRIBUNAL SUPERIOR ELEITORAL RESOLUÇÃO N 23.393 PROCESSO ADMINISTRATIVO N 648-20.2013.6.00.0000 - CLASSE 26 - BRASÍLIA - DISTRITO FEDERAL Relatora: Ministra Cármen Lúcia Interessado: Tribunal Superior Eleitoral

Leia mais

Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos LEI Nº 11.419, DE 19 DE DEZEMBRO DE 2006. Mensagem de veto Dispõe sobre a informatização do processo judicial; altera a Lei n o 5.869, de 11 de janeiro de 1973

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 8ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 8ª REGIÃO RESOLUÇÃO Nº 221/2011 Regulamenta as atividades da Central de Atendimento, a forma de assinatura eletrônica e a utilização do meio eletrônico para a prática de atos processuais e dá outras providências.

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 149/2010. O Tribunal de Justiça do Estado do Acre, no uso das atribuições legais,

RESOLUÇÃO Nº 149/2010. O Tribunal de Justiça do Estado do Acre, no uso das atribuições legais, RESOLUÇÃO Nº 149/2010 Autoriza a implantação do Processo Eletrônico no âmbito do Tribunal de Justiça do Estado do Acre e dá outras providências. O Tribunal de Justiça do Estado do Acre, no uso das atribuições

Leia mais

INFORMATIVO ES PECIAL - PROCURADORIAS. ASSUNTO: Manual prático de operação do PJe-JT para Procuradores de entes públicos

INFORMATIVO ES PECIAL - PROCURADORIAS. ASSUNTO: Manual prático de operação do PJe-JT para Procuradores de entes públicos INFORMATIVO ES PECIAL - PROCURADORIAS Data: 17/8/2015 ASSUNTO: Manual prático de operação do PJe-JT para Procuradores de entes públicos 1) Criação da Procuradoria, formas de notificação/citação e atribuições

Leia mais

CONSELHO SUPERIOR DA JUSTIÇA DO TRABALHO RESOLUÇÃO Nº 94, DE 23 DE MARÇO DE 2012

CONSELHO SUPERIOR DA JUSTIÇA DO TRABALHO RESOLUÇÃO Nº 94, DE 23 DE MARÇO DE 2012 CONSELHO SUPERIOR DA JUSTIÇA DO TRABALHO RESOLUÇÃO Nº 94, DE 23 DE MARÇO DE 2012 Institui o Sistema Processo Judicial Eletrônico da Justiça do Trabalho PJe-JT como sistema de processamento de informações

Leia mais

TESTE CONHECIMENTO ESPECÍFICOS

TESTE CONHECIMENTO ESPECÍFICOS Página 1 de 6 NOME: TESTE CONHECIMENTO ESPECÍFICOS LEIA COM ATENÇÃO AS INSTRUÇÕES ABAIXO 1 - Verifique se este teste de conhecimento específico contém 10 (dez) questões objetivas. 2 - Para o presente teste

Leia mais

TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO PRESIDÊNCIA ATO Nº 345/SETIN.SEGP.GP, DE 16 DE JUNHO DE 2015

TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO PRESIDÊNCIA ATO Nº 345/SETIN.SEGP.GP, DE 16 DE JUNHO DE 2015 TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO PRESIDÊNCIA ATO Nº 345/SETIN.SEGP.GP, DE 16 DE JUNHO DE 2015 Reestrutura as unidades vinculadas à Secretaria de Tecnologia da Informação SETIN do Tribunal Superior do Trabalho.

Leia mais

Informações sobre o Lançamento da Certificação Digital da OAB

Informações sobre o Lançamento da Certificação Digital da OAB Informações sobre o Lançamento da Certificação Digital da OAB RELEASE A Justiça Brasileira está presenciando um momento de mudança. Os atos processuais que anteriormente eram praticados de forma presencial

Leia mais

Advogados fazem ato contra sistema de Processo Judicial Eletrônico e TRT admite falha

Advogados fazem ato contra sistema de Processo Judicial Eletrônico e TRT admite falha Fonte: Dra. Cláudia Brum Mothé Seção: Rio Versão: Online Data: 31/07 Advogados fazem ato contra sistema de Processo Judicial Eletrônico e TRT admite falha Presidente da OAB do Rio recorre ao STF para garantir

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 1338/2015

RESOLUÇÃO Nº 1338/2015 RESOLUÇÃO Nº 1338/2015 Regulamenta o processo eletrônico no âmbito do Tribunal de Contas dos Municípios do Estado da Bahia (TCM-BA). O TRIBUNAL DE CONTAS DOS MUNICÍPIOS DO ESTADO DA BAHIA, no uso de suas

Leia mais

RESOLUÇÃO CSJT N 94/2012, DE 23 DE MARÇO DE 2012 (Republicada em cumprimento ao art. 6º da Resolução CSJT nº 128/2013, de 30.8.

RESOLUÇÃO CSJT N 94/2012, DE 23 DE MARÇO DE 2012 (Republicada em cumprimento ao art. 6º da Resolução CSJT nº 128/2013, de 30.8. RESOLUÇÃO CSJT N 94/2012, DE 23 DE MARÇO DE 2012 (Republicada em cumprimento ao art. 6º da Resolução CSJT nº 128/2013, de 30.8.2013) Institui o Sistema Processo Judicial Eletrônico da Justiça do Trabalho

Leia mais

O Processo Judicial Eletrônico e a Digitalização dos Autos. Laine Moraes Souza Belo Horizonte 25 de Abril de 2013

O Processo Judicial Eletrônico e a Digitalização dos Autos. Laine Moraes Souza Belo Horizonte 25 de Abril de 2013 O Processo Judicial Eletrônico e a Digitalização dos Autos Laine Moraes Souza Belo Horizonte 25 de Abril de 2013 Princípios Constitucional CF/88: Art. 5º (...) (...) LXXVIII a todos, no âmbito judicial

Leia mais

ATO Nº 303/2015. O DESEMBARGADOR-PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 7ª REGIÃO, no uso de suas atribuições legais e regimentais,

ATO Nº 303/2015. O DESEMBARGADOR-PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 7ª REGIÃO, no uso de suas atribuições legais e regimentais, ATO Nº 303/2015 Disciplina a implantação do Processo Administrativo Eletrônico (Proad) no âmbito do Tribunal Regional do Trabalho da 7ª Região. O DESEMBARGADOR-PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO

Leia mais

ESCRITÓRIO DIGITAL. Guia do Sistema. Conselho Nacional de Justiça - Brasília, maio de 2015 http://wwwh.cnj.jus.br/escritoriodigital

ESCRITÓRIO DIGITAL. Guia do Sistema. Conselho Nacional de Justiça - Brasília, maio de 2015 http://wwwh.cnj.jus.br/escritoriodigital ESCRITÓRIO DIGITAL Guia do Sistema Conselho Nacional de Justiça - Brasília, maio de 2015 http://wwwh.cnj.jus.br/escritoriodigital Introdução sobre a nova ferramenta digital Com as diversas soluções tecnológicas

Leia mais

(Publicado no DOU, Seção 1, de 12/03/2015, págs. 79-81) RESOLUÇÃO Nº 119, DE 24 DE FEVEREIRO DE 2015

(Publicado no DOU, Seção 1, de 12/03/2015, págs. 79-81) RESOLUÇÃO Nº 119, DE 24 DE FEVEREIRO DE 2015 (Publicado no DOU, Seção 1, de 12/03/2015, págs. 79-81) RESOLUÇÃO Nº 119, DE 24 DE FEVEREIRO DE 2015 Dispõe sobre o processo eletrônico no âmbito do Conselho Nacional do Ministério Público, institui o

Leia mais

TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO MINUTA DE RESOLUÇÃO ADMINISTRATIVA

TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO MINUTA DE RESOLUÇÃO ADMINISTRATIVA MINUTA DE RESOLUÇÃO ADMINISTRATIVA Regulamenta o teletrabalho no âmbito do Tribunal Superior do Trabalho e dá outras providências. O PRESIDENTE DO TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO TST, no uso de suas atribuições

Leia mais

Ordem dos Advogados do Brasil Seção do Estado do Rio de Janeiro Procuradoria

Ordem dos Advogados do Brasil Seção do Estado do Rio de Janeiro Procuradoria EXCELENTÍSSIMO SENHOR PRESIDENTE DO CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA A ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL SEÇÃO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO, serviço público independente, dotado de personalidade jurídica e forma

Leia mais

ROTEIRO E DICAS PJe-JT ROTEIRO

ROTEIRO E DICAS PJe-JT ROTEIRO ROTEIRO O Conselho Superior da Justiça do Trabalho instituiu o Sistema Processo Judicial Eletrônico da Justiça do Trabalho (PJe-JT) como sistema de processamento de informações e prática de atos processuais.

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 4ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 4ª REGIÃO PORTARIA Nº 59, DE 14 DE MARÇO DE 2008. Dispõe sobre alterações no Manual de Atribuições da Seção Judiciária do Paraná e estabelece outras providências. O VICE-PRESIDENTE, NO EXERCÍCIO DA PRESIDÊNCIA DO

Leia mais

ANEXO ATO 131/2012 Cronograma das atividades conduzidas pela equipe do CSJT relacionadas à implantação do 1º Grau (Piedade) e 2º Grau no TRT 15

ANEXO ATO 131/2012 Cronograma das atividades conduzidas pela equipe do CSJT relacionadas à implantação do 1º Grau (Piedade) e 2º Grau no TRT 15 1 Adaptação dos planos de continuidade e backup 1 dia 28/6/12 28/6/12 Servidor de TI - Especialidade Segurança Secretaria de Tecnologia da Informação Email Avaliação e adaptação dos planos de continuidade

Leia mais

PARTE 1. Resolução 551/2011

PARTE 1. Resolução 551/2011 PARTE 1 Resolução 551/2011 TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO RESOLUÇÃO Nº 551/2011 Regulamenta o processo eletrônico no âmbito do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo e dá outras providências.

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 5ª REGIÃO Gabinete da Presidência PROVIMENTO GP - 02, DE 24 DE JULHO DE 2012 *

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 5ª REGIÃO Gabinete da Presidência PROVIMENTO GP - 02, DE 24 DE JULHO DE 2012 * PROVIMENTO GP - 02, DE 24 DE JULHO DE 2012 * Dispõe sobre o Sistema Integrado de Protocolização e Fluxo de Documentos Eletrônicos (e DOC), bem como a indisponibilidade dos equipamentos de facsímile (fax)

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO CEARÁ

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO CEARÁ RESOLUÇÃO Nº 11, de 28 de maio de 2010. Institui, no âmbito da Justiça do Estado do Ceará, o sistema eletrônico de tramitação de processos judiciais, de comunicação de atos e de transmissão de peças processuais,

Leia mais

PROVIMENTO N.º CGJ- 03/2010

PROVIMENTO N.º CGJ- 03/2010 PROVIMENTO N.º CGJ- 03/2010 Disciplina a implantação e estabelece normas para o funcionamento do processo judicial eletrônico nas unidades jurisdicionais do Poder Judiciário do Estado do Bahia. A DESEMBARGADORA

Leia mais

Bem vindo ao PJE ajuizamento de ação.

Bem vindo ao PJE ajuizamento de ação. Bem vindo ao PJE O Processo Judicial Eletrônico (PJe) projeto do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) é um sistema de informação que permite a prática de atos pelos magistrados, servidores, advogados e demais

Leia mais

Conselho Nacional de Justiça

Conselho Nacional de Justiça de 11 02/12/2015 08:34 Conselho Nacional de Justiça Autos: PEDIDO DE PROVIDÊNCIAS - 0004736-66.2015.2.00.0000 Requerente: ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL - SECCIONAL DE RONDÔNIA Requerido: TRIBUNAL DE JUSTIÇA

Leia mais

PERGUNTAS E RESPOSTAS

PERGUNTAS E RESPOSTAS CERTIFICAÇÃO DIGITAL E PROCESSO ELETRÔNICO PERGUNTAS E RESPOSTAS 1) Quando se usa o Token,? No TJ somente se usa o certificado digital para assinar petições e anexos. Na Justiça Trabalhista e Tribunais

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO RESOLUÇÃO nº483/2009 Data da Norma: 04/03/2009 Órgão expedidor: ÓRGÃO ESPECIAL DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA Fonte: DJE de 22/06/2009, p. 1-77 Ementa: Cria o Programa de Gestão de Documentos Arquivísticos do

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 139, DE 29 DE JUNHO DE 2012

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 139, DE 29 DE JUNHO DE 2012 Publicada no Boletim de Serviço, n. 7, p. 13-18 em 6/7/2012 INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 139, DE 29 DE JUNHO DE 2012 Dispõe sobre o fornecimento e a autenticação de cópias e impressões e dá outras providências.

Leia mais

Ministério da Educação GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 1.042, DE 4 DE NOVEMBRO DE 2015

Ministério da Educação GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 1.042, DE 4 DE NOVEMBRO DE 2015 Ministério da Educação GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 1.042, DE 4 DE NOVEMBRO DE 2015 Dispõe sobre a implantação e o funcionamento do processo eletrônico no âmbito do Ministério da Educação. O MINISTRO

Leia mais

MINISTÉRIO DA JUSTIÇA CONSELHO ADMINISTRATIVO DE DEFESA ECONÔMICA

MINISTÉRIO DA JUSTIÇA CONSELHO ADMINISTRATIVO DE DEFESA ECONÔMICA Ref.: Consulta Pública nº 04/2014 DESPACHO nº 339/2014/PRES/CADE Submeto a Resolução anexa que institui o Sistema Eletrônico de Informações SEI como sistema oficial de gestão de documentos eletrônicos

Leia mais

EXCELENTÍSSIMO SENHOR PRESIDENTE DO CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA - CNJ

EXCELENTÍSSIMO SENHOR PRESIDENTE DO CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA - CNJ EXCELENTÍSSIMO SENHOR PRESIDENTE DO CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA - CNJ CONSELHO FEDERAL DA ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL - CFOAB, serviço público independente dotado de personalidade jurídica, conforme

Leia mais

irtualização de Processos Compreendendo o Processo Eletrônico na Prática DO PODER JUDICIÁRIO ALAGOANO

irtualização de Processos Compreendendo o Processo Eletrônico na Prática DO PODER JUDICIÁRIO ALAGOANO Compreendendo o Processo Eletrônico na Prática Apresentação O Tribunal de Justiça do Estado de Alagoas, diante dos avanços tecnológicos e das vantagens do processo eletrônico, resolveu implantar em todas

Leia mais

CAPACITAÇÃO PROCESSO ELETRÔNICO

CAPACITAÇÃO PROCESSO ELETRÔNICO CAPACITAÇÃO EM PROCESSO ELETRÔNICO Caros Colegas! Essa é uma apostila eletrônica, utilize apenas em seu computador pessoal. Não recomendamos imprimir, devido ao seu grande volume. Para efetivo funcionamento

Leia mais

TRE-RS. Guia de Referência para Advogados

TRE-RS. Guia de Referência para Advogados TRE-RS Guia de Referência para Advogados JUSTIÇA ELEITORAL TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DO RIO GRANDE DO SUL GUIA DE REFERÊNCIA PARA ADVOGADOS Porto Alegre Maio/2014 SECRETARIA JUDICIÁRIA DO TRE-RS Organização

Leia mais

Escritório Digital. Perguntas frequentes. Perguntas gerais

Escritório Digital. Perguntas frequentes. Perguntas gerais Escritório Digital Perguntas frequentes Perguntas gerais O que é o Escritório Digital? O Escritório Digital é um software desenvolvido pelo CNJ em parceria com a OAB para integrar os diferentes sistemas

Leia mais

PROVIMENTO Nº 01/2012

PROVIMENTO Nº 01/2012 PROVIMENTO Nº 01/2012 EMENTA: Dispõe sobre os requisitos mínimos de segurança que deverão existir nos alvarás judiciais e dá outras providências. O CORREGEDOR-GERAL DA JUSTIÇA, Desembargador Jones Figueirêdo

Leia mais

MANUAL DE PETICIONAMENTO DE MANDADO DE SEGURANÇA PARA O 2º GRAU NO PJe-JT. Autor: TRT 5ª REGIÃO

MANUAL DE PETICIONAMENTO DE MANDADO DE SEGURANÇA PARA O 2º GRAU NO PJe-JT. Autor: TRT 5ª REGIÃO MANUAL DE PETICIONAMENTO DE MANDADO DE SEGURANÇA PARA O 2º GRAU NO PJe-JT Autor: TRT 5ª REGIÃO Informações iniciais! A distribuição de um mandado de segurança no PJe-JT é simples e se resume ao preenchimento

Leia mais

DIÁRIO ELETRÔNICO DA JUSTIÇA DO TRABALHO

DIÁRIO ELETRÔNICO DA JUSTIÇA DO TRABALHO Caderno Judiciário do Conselho Superior da Justiça do Trabalho DIÁRIO ELETRÔNICO DA JUSTIÇA DO TRABALHO PODER JUDICIÁRIO REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL Nº1326/2013 Data da disponibilização: Sexta-feira,

Leia mais

Publicação de Peças Eletrônicas na Consulta Processual Pública

Publicação de Peças Eletrônicas na Consulta Processual Pública 1 Publicação de Peças Eletrônicas na Consulta Processual Pública CARTILHA SOBRE O FUNCIONAMENTO DO SISTEMA Elaborado por: Gerência de Sistemas Judiciais Informatizados (GEJUD) e 34ª Vara Cível de BH. Atualizada

Leia mais

CONSELHO SUPERIOR DA JUSTIÇA DO TRABALHO PRESIDÊNCIA ATO CSJT.GP.SG Nº 130, DE 2 DE JUNHO DE 2015

CONSELHO SUPERIOR DA JUSTIÇA DO TRABALHO PRESIDÊNCIA ATO CSJT.GP.SG Nº 130, DE 2 DE JUNHO DE 2015 CONSELHO SUPERIOR DA PRESIDÊNCIA ATO CSJT.GP.SG Nº 130, DE 2 DE JUNHO DE 2015 O PRESIDENTE DO CONSELHO SUPERIOR DA JUSTIÇA DO TRABALHO, no uso de suas atribuições regimentais, RESOLVE: Art. 1º Alterar

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 8ª REGIÃO INTRODUÇÃO

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 8ª REGIÃO INTRODUÇÃO Assegurar o acesso à justiça, de forma efetiva, na composição dos conflitos decorrentes das relações de trabalho. Missão Institucional do TRT da 8ª Região. INTRODUÇÃO Prática adotada pelo Tribunal Regional

Leia mais

RELATÓRIO. Também é de conhecimento dos advogados brasileiros a obrigatoriedade de peticionamento eletrônico no Pje com certificado digital.

RELATÓRIO. Também é de conhecimento dos advogados brasileiros a obrigatoriedade de peticionamento eletrônico no Pje com certificado digital. Proposição n. 49.0000.2013.00.2226-8/COP. Origem: Presidência da Comissão Especial de Direito da Tecnologia e Informação. Assunto: Providências jurídicas Relator: Conselheiro Federal Luiz Cláudio Silva

Leia mais

CONSELHO SUPERIOR DA JUSTIÇA DO TRABALHO ATO CSJT.GP.SG Nº 103, DE 21 DE MARÇO DE 2014.

CONSELHO SUPERIOR DA JUSTIÇA DO TRABALHO ATO CSJT.GP.SG Nº 103, DE 21 DE MARÇO DE 2014. CONSELHO SUPERIOR DA JUSTIÇA DO TRABALHO ATO CSJT.GP.SG Nº 103, DE 21 DE MARÇO DE 2014. Aprova o Plano Anual de Auditoria do Conselho Superior de Justiça do Trabalho para o exercício 2014. O PRESIDENTE

Leia mais

Provimento GP/VPJ/CR N. 05/2012

Provimento GP/VPJ/CR N. 05/2012 Provimento GP/VPJ/CR N. 05/2012 (Divulgado no DEJT de 29/10/2012 segunda-feira, às páginas 02/04) Regulamenta o Processo Judicial Eletrônico da Justiça do Trabalho (PJe-JT), módulo de 1º grau, no âmbito

Leia mais

Manual de Rotinas do Procedimento Cível Comum Ordinário. Protocolo

Manual de Rotinas do Procedimento Cível Comum Ordinário. Protocolo 29 Protocolo 2. DISTRIBUIÇÃO A previsão legal dos atos de distribuição e registro está no Código de Processo Civil, nos artigos 251 a 257. A distribuição tem a função de dividir os processos entre juízos

Leia mais

ESTADO DE RONDÔNIA PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DOCUMENTAÇÃO: JULGAMENTO VIRTUAL

ESTADO DE RONDÔNIA PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DOCUMENTAÇÃO: JULGAMENTO VIRTUAL ESTADO DE RONDÔNIA PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DOCUMENTAÇÃO: JULGAMENTO VIRTUAL 1. Visão Geral do Projeto Visando dinamizar ainda mais o julgamento dos processos de competência do Tribunal de

Leia mais

ANO VI EDIÇÃO nº 1282 Suplemento SEÇÃO I

ANO VI EDIÇÃO nº 1282 Suplemento SEÇÃO I ANO VI EDIÇÃO nº 1282 Suplemento SEÇÃO I DISPONIBILIZAÇÃO: sexta-feira, 12 de abril de 2013 PUBLICAÇÃO: segunda-feira, 15 de abril de 2013 Senhores(as) Usuários(as), A Seção I do Diário da Justiça Eletrônico

Leia mais

Novo Guia de uso rápido do PROJUDI

Novo Guia de uso rápido do PROJUDI 1. O que é o PROJUDI? Novo Guia de uso rápido do PROJUDI O Processo Judicial Digital PROJUDI, também chamado de processo virtual ou de processo eletrônico, pode ser definido como um software que reproduz

Leia mais

*486EBBAA* PROJETO DE LEI N.º, de 2014. (DO TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO)

*486EBBAA* PROJETO DE LEI N.º, de 2014. (DO TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO) ** PROJETO DE LEI N.º, de 2014. (DO TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO) Dispõe sobre a criação de cargos de provimento efetivo e de cargos em comissão no Quadro de Pessoal da Secretaria do Tribunal Regional

Leia mais

RESOLUÇÃO N 124, DE 26 DE MAIO DE 2015. (Publicado no DOU, Seção 1, de 17/06/2015, pág. 70)

RESOLUÇÃO N 124, DE 26 DE MAIO DE 2015. (Publicado no DOU, Seção 1, de 17/06/2015, pág. 70) RESOLUÇÃO N 124, DE 26 DE MAIO DE 2015. (Publicado no DOU, Seção 1, de 17/06/2015, pág. 70) Institui o Diário Eletrônico do Conselho Nacional do Ministério Público e dá outras providências. O CONSELHO

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO INFORMANDO PARA MELHOR ATENDER AO ADVOGADO SECRETARIA DA PRIMEIRA INSTÂNCIA

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO INFORMANDO PARA MELHOR ATENDER AO ADVOGADO SECRETARIA DA PRIMEIRA INSTÂNCIA PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO INFORMANDO PARA MELHOR ATENDER AO ADVOGADO SECRETARIA DA PRIMEIRA INSTÂNCIA COORDENADORIA DE GESTÃO DO ATENDIMENTO AO PÚBLICO www.tjsp.jus.br

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA-TCU Nº 68, DE 25 DE OUTUBRO DE 2011

INSTRUÇÃO NORMATIVA-TCU Nº 68, DE 25 DE OUTUBRO DE 2011 INSTRUÇÃO NORMATIVA-TCU Nº 68, DE 25 DE OUTUBRO DE 2011 Dispõe sobre o recebimento de documentos a serem protocolados junto ao Tribunal de Contas da União. O TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO, no uso de suas

Leia mais

PORTARIA Nº 7.596, DE 11 DE DEZEMBRO DE 2014.

PORTARIA Nº 7.596, DE 11 DE DEZEMBRO DE 2014. PORTARIA Nº 7.596, DE 11 DE DEZEMBRO DE 2014. Regulamenta as atribuições e responsabilidades da Secretaria de Tecnologia da Informação e Comunicações do Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região e dá

Leia mais

PROVIMENTO Nº 148, DE 16 DE ABRIL DE 2008. (Ver Provimento n. 70, de 9.1.2012 DJMS, de 17.1.2012.)

PROVIMENTO Nº 148, DE 16 DE ABRIL DE 2008. (Ver Provimento n. 70, de 9.1.2012 DJMS, de 17.1.2012.) PROVIMENTO Nº 148, DE 16 DE ABRIL DE 2008. (Ver Provimento n. 70, de 9.1.2012 DJMS, de 17.1.2012.) Institui, no âmbito da Justiça de Primeiro Grau do Estado de Mato Grosso do Sul, o sistema eletrônico

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 21.740 CAPÍTULO I DA ASSINATURA DIGITAL

RESOLUÇÃO Nº 21.740 CAPÍTULO I DA ASSINATURA DIGITAL RESOLUÇÃO Nº 21.740 INSTRUÇÃO Nº 85 - CLASSE 12ª - DISTRITO FEDERAL (Brasília). Relator: Ministro Fernando Neves. Dispõe sobre a assinatura digital dos programas fontes e programas executáveis que compõem

Leia mais