Trabalhadores da construção: mobilização e conquistas devido à Copa do Mundo

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Trabalhadores da construção: mobilização e conquistas devido à Copa do Mundo"

Transcrição

1 Trabalhadores da construção: mobilização e conquistas devido à Copa do Mundo 04 de junho 2014 Entre 2011 e 2014, um grande número de trabalhadores do setor de construção pesada, no Brasil, atuou em obras realizadas para a Copa do Mundo de Futebol no Brasil. Nas 12 cidades que sediarão os jogos, os estádios que receberão as partidas foram reformados ou construídos para se tornarem adequados aos padrões exigidos pela Fifa, federação internacional organizadora da competição. Para o movimento sindical, uma das principais preocupações foi, desde o início, com a garantia de que as obras realizadas seguissem padrões rigorosos com relação às condições de trabalho enfrentadas pelos operários que prestariam serviços em cada um dos empreendimentos. Por conta dessa preocupação, a Internacional dos Trabalhadores da Construção e da Madeira (ICM/BWI) organizou a Campanha pelo Trabalho Decente Antes e Depois de Para avaliar os resultados desta campanha, o DIEESE - Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos - realizou levantamentos com foco nas mobilizações dos trabalhadores que atuaram nas obras. Os trabalhos referem-se à luta pelos direitos e às conquistas obtidas por meio das mobilizações realizadas. Os resultados, do ponto de vista dos trabalhadores, foram significativos. No dia 5 de junho de 2014, em Genebra, na oportunidade da 103ª Conferencia da Organização Internacional do Trabalho OIT os sindicatos afiliados à ICM do 1

2 Brasil e de todo o mundo estarão reunidos para discutir os resultados da Campanha no Brasil e também para trocar experiências sobre o impacto das Campanhas em Megaeventos esportivos na luta dos trabalhadores por Trabalho Decente. Haverá no mesmo dia um ato político. 10h às 12h Ato político no Palácio das Nações Unidas ONU Não a Copa do Mundo Sem Direitos Humanos Concentração na Praça em frente ao Palácio da ONU (monumento da cadeira sem uma perna) Endereço: Place des Nations 1202 Genève Suíça 13h Painel da ICM na Conferência Internacional da OIT: Mega Eventos Esportivos e Trabalho Decente Local: Sala 24, Palácio das Nações Unidas Endereço: Place des Nations 1202 Genève Suíça Paralisações Entre 2011 e 2014, os operários que trabalham nas obras dos estádios deflagraram 26 greves, a maioria delas nos dois primeiros anos. Essa mobilização totalizou horas paradas, que, convertidas em jornadas de oito horas, indicam que quase 150 dias deixaram de ser trabalhados. Também neste caso, mas de maneira ainda mais pronunciada, os números concentram-se em 2011 e Apenas em quatro greves, das 26 registradas neste quadriênio, não foi possível coletar informações a respeito dos números da adesão. Para os 22 registros em que isso foi possível, chegou-se a um total de grevistas, com uma média de trabalhadores paralisados em cada greve. O ano de 2011 concentra o maior número de grevistas (81.400) e a maior média (9.044). Também apenas quatro greves foram de advertência que, em geral, não pretendem desempenhar um papel conclusivo nas mobilizações dos trabalhadores mobilizações e cujos resultados não podem ser medidos. Exceto pelas greves de advertência (não consideradas aqui, pois, em geral, não pretendem desempenhar um papel conclusivo nas mobilizações dos trabalhadores), a análise dos resultados das greves revela que, em 2011 e 2012, grande parte dos casos considerados alcançou algum êxito no atendimento de suas reivindicações - mesmo que, em nenhum deles, a pauta de reivindicações tenha sido totalmente atendida. 2

3 Considerando ainda apenas as greves contabilizadas em 2011 e 2012, em seis casos, a volta ao trabalho foi precedida pela abertura ou pelo compromisso de continuidade, das negociações - duas greves em 2011, quatro em Das greves deflagradas em 2013 e 2014, duas tiveram as reivindicações parcialmente atendidas, em 2013, e uma única, em 2014, teve a pauta inteiramente contemplada. Acordos A análise dos resultados das negociações coletivas desenvolvidas com os representantes dos trabalhadores nos estádios da Copa utiliza a metodologia desenvolvida pelo Sistema de Acompanhamento de Contratações Coletivas do DIEESE (SACC-DIEESE) e Sistema de Acompanhamento de Salários (SAS-DIEESE). Entre 2009 e período considerado para essa análise - foram captados e analisados 81 instrumentos normativos referentes às 12 unidades de negociação, sendo uma para cada cidade-sede. Os instrumentos normativos são, na maioria, convenções coletivas de categorias da indústria da construção pesada que abrangiam os trabalhadores dos estádios. No entanto, a partir de 2010, os sindicatos de trabalhadores passaram a fechar também acordos coletivos diretamente com os consórcios e empresas diretamente responsáveis pelas obras (observado em nove estádios). As cláusulas analisadas neste relatório também foram selecionadas com referência na Campanha pelo Trabalho Decente Antes e Depois de 2014, da ICM/BWI em parceria com sindicatos, federações e confederações de trabalhadores da indústria da construção, que definiram uma pauta nacional unificada em torno de cláusulas econômicas e sociais para orientar os processos de negociação coletiva. A pauta foi assinada por 22 organizações sindicais filiadas a diferentes centrais e entregue para no dia 6 de março de 2012, os sindicatos da campanha estiveram em Brasília, quando apresentaram sua pauta à Confederação Nacional da Indústria (CNI), ao Ministério do Trabalho e Emprego, Secretaria Geral da República e Tribunal Superior do Trabalho. Um dos pontos considerados na análise refere-se ao piso salarial. Todas as 12 unidades de negociação analisadas tiveram pisos salariais acima do salário mínimo nacional. A Tabela 1 mostra a situação dos pisos médios obtidos ano a ano, nas categorias envolvidas nas obras para a Copa, em comparação com as demais do setor. 3

4 TABELA 1 Valores médios dos pisos salariais nos acordos das obras da Copa, nos acordos da Construção e Mobiliário e nos acordos das categorias profissionais acompanhadas pelo DIEESE Brasil Abrangência Obras da Copa R$ 585,20 R$ 635,80 R$ 707,30 R$ 795,30 R$ 928,35 Construção e Mobiliário R$ 571,01 R$ 631,94 R$ 695,01 R$ 781,08 R$ 837,25 Conjunto das categorias profissionais R$ 609,62 R$ 668,96 R$ 731,78 R$ 809,68 R$ 879,68 Fonte: DIEESE. Sistema de Acompanhamento de Salários - SAS-DIEESE Obs.: a) Valores nominais presentes nos acordos b) Os dados referentes ao segmento da Construção e Mobiliário (painel de 85 unidades de negociação) e ao conjunto das categorias profissionais (painel de 895 unidades de negociação) foram extraídos da base de dados do SAS-DIEESE Também é possível destacar o reajuste obtido pelos demais salários dos trabalhadores nas obras da Copa, em percentual acima da inflação medida pelo INPC- IBGE, em todos os anos analisados. O aumento real médio obtido pelas categorias envolvidas nas obras dos estádios foi superior aos registrados pelo SAS-DIEESE para todas as categorias profissionais e para as categorias do setor de construção e mobiliário. TABELA 2 Aumentos reais médios dos salários nos acordos das obras da Copa nos acordos da Construção e Mobiliário e nos acordos das categorias profissionais acompanhadas pelo DIEESE Brasil Obra da Copa 2,44% 3,20% 3,04% 4,10% 2,68% Construção e Mobiliário 1,40% 2,57% 2,18% 3,07% 1,91% Conjunto das categorias profissionais 0,90% 1,66% 1,34% 1,91% 1,24% Fonte: DIEESE. Sistema de Acompanhamento de Salários - SAS-DIEESE Considerações Finais 4

5 Do conjunto de conquistas obtidas pelos trabalhadores em obras voltadas diretamente para a Copa do Mundo, destacam-se os ganhos relativos aos salários, superiores à média observada entre os demais trabalhadores da construção e do mobiliário e dos demais segmentos da economia brasileira. Quanto aos demais pontos previstos na pauta elaborada pela Campanha, estes foram, em certa medida, também contemplados - se não foram plenamente atingidas as metas pretendidas, ao menos o foram em parte, mostrando uma evolução nos termos da contratação coletiva dos trabalhadores nas obras dos estádios. Estas conquistas resultaram de mobilizações como as 26 greves realizadas ao longo dos anos 2010/2014. Entre as pautas dessas greves - que se dividiam entre reivindicações de caráter propositivo (em busca de novas conquistas) e defensivos (pela manutenção ou restabelecimento de direitos), foram observadas reivindicações atinentes a assuntos como auxílio alimentação, assistência médica, reajuste salarial, horas extras e outros. Os movimentos paredistas foram, na maioria, bem-sucedidos e poucas greves não tiveram algum resultado positivo aos trabalhadores. Deve-se destacar também a importância da campanha organizada pela ICM/BWI para o desenvolvimento de melhores relações de trabalho no setor da construção civil e pesada, assim como a importância do acompanhamento dos processos de contratação e negociação coletiva para os trabalhadores, em especial em megaeventos como a Copa do Mundo, que envolvem recursos públicos e privados. Sobre a ICM: A ICM (Internacional de Trabalhadores da Construção e da Madeira) é uma federação sindical global que agrupa sindicatos livres e democráticos, membros dos setores de construção, materiais de construção, de madeira, silvicultura e sectores conexos. A ICM tem 350 sindicatos afiliados que representam cerca de 12 milhões de trabalhadores em 134 países. A sede ca em Genebra, na Suíça. Tem escritórios regionais e escritórios de projetos no Panamá e na Malásia, África do Sul, Índia, Burkina Faso, Bósnia Herzegovina, Bulgária, Chile, Quênia, Coréia do Sul, Tailândia, Rússia, Peru, Venezuela e Brasil. Sobre a Campanha por Trabalho Decente antes e depois de 2014: Esta campanha tem como objetivo garantir que a agenda de Trabalho Decente da Organização Internacional do Trabalho (OIT) seja respeitada durante os preparativos do Brasil para sediar a Copa do Mundo FIFA 2014, e é articulada pela Internacional de Trabalhadores da Construção e da Madeira (ICM) juntamente com sindicatos de todo o Brasil. Ela também se coordena com as campanhas por trabalho decente nos megaeventos 5

6 esportivos de outros setores através de uma articulação chamada Play Fair (em português Jogo Limpo) 6

Garantias Relativas à Equidade de Raça nas Negociações Coletivas Brasileiras

Garantias Relativas à Equidade de Raça nas Negociações Coletivas Brasileiras Garantias Relativas à Equidade de Raça nas Negociações Coletivas Brasileiras I ENCONTRO NACIONAL PARA A PROMOÇÃO DA IGUALDADE RACIAL Luís Augusto Ribeiro da Costa Técnico do SAIS - Sistemas de Acompanhamento

Leia mais

13 o salário deve injetar R$ 84,8 bilhões na economia

13 o salário deve injetar R$ 84,8 bilhões na economia 1 São Paulo, 10 de novembro de 2009 NOTA À IMPRENSA 13 o salário deve injetar R$ 84,8 bilhões na economia Até dezembro de 2009 devem ser injetados na economia brasileira cerca de R$ 85 bilhões em decorrência

Leia mais

Cresce número de acordos salariais com aumento real para trabalhador - 21/08/ Mercado - Folh...

Cresce número de acordos salariais com aumento real para trabalhador - 21/08/ Mercado - Folh... 1 de 5 25/08/2014 09:31 Cresce número de acordos salariais com aumento real para trabalhador CLAUDIA ROLLI DE SÃO PAULO 21/08/2014 09h40 O número de acordos salariais que terminaram com reajuste acima

Leia mais

13º salário deve injetar R$ 196,7 bilhões na economia em 2016

13º salário deve injetar R$ 196,7 bilhões na economia em 2016 1 Florianópolis, 27 de outubro de 2016 NOTA À IMPRENSA 13º salário deve injetar R$ 196,7 bilhões na economia em 2016 Até dezembro de 2016, estima-se que deverão ser injetados na economia brasileira aproximadamente

Leia mais

R$ 131 bilhões devem ser injetados na economia a título de 13º salário

R$ 131 bilhões devem ser injetados na economia a título de 13º salário 1 São Paulo, 22 de outubro de 2012 NOTA À IMPRENSA R$ 131 bilhões devem ser injetados na economia a título de 13º salário Até dezembro de 2012 devem ser injetados na economia brasileira cerca de R$ 131

Leia mais

Sindicato Endereço Rua: 1 A idéia de realizar a Campanha Salarial Nacional Unificada é positiva?

Sindicato Endereço Rua: 1 A idéia de realizar a Campanha Salarial Nacional Unificada é positiva? I IDENTIFICAÇÃO Sindicato Endereço Rua: Bairro: Cidade: Fone E-mail Site Blog CEP: Estado: Nº: II - AVALIAÇÃO DA CAMPANHA SALARIAL NACIONAL UNIFICADA 2010 1 A idéia de realizar a Campanha Salarial Nacional

Leia mais

BB, CAIXA, PRIVADOS. Página 5 Página 7 Página 7. Avançar juntos na luta. 27/06 a ANO XXXI - Nº 245

BB, CAIXA, PRIVADOS. Página 5 Página 7 Página 7. Avançar juntos na luta. 27/06 a ANO XXXI - Nº 245 Avançar juntos na luta GESTÃO: 2014 / 2017 27/06 a 15.07.2016 ANO XXXI - Nº 245 BB, CAIXA, PRIVADOS Encontro Estadual debateu perspectivas da próxima Campanha Conecef reafirmou a defesa da Caixa 100% pública

Leia mais

COBERTURA DA IMPRENSA SOBRE TRABALHO INFANTIL. Santos, 23 de fevereiro de 2016

COBERTURA DA IMPRENSA SOBRE TRABALHO INFANTIL. Santos, 23 de fevereiro de 2016 COBERTURA DA IMPRENSA SOBRE TRABALHO INFANTIL Santos, 23 de fevereiro de 2016 ANDI COMUNICAÇÃO E DIREITOS A ANDI Nasce em 1993, com o objetivo de ampliar e qualificar a informação pública sobre direitos

Leia mais

Boletim Especial sobre o Lançamento da Campanha por Trabalho Decente na Copa 2014

Boletim Especial sobre o Lançamento da Campanha por Trabalho Decente na Copa 2014 Building and Wood Workers International - BWI Bau- und Holzarbeiter Internationale - BHI Bygg- och Träarbetarinternationalen- BTI Internationale des Travailleurs du Bâtiment et du Bois - IBB Internacional

Leia mais

Comerciários de São Paulo têm jornada de 48 horas e salário médio de R$ 815,00

Comerciários de São Paulo têm jornada de 48 horas e salário médio de R$ 815,00 Sindicato dos Empregados no Comércio de São Paulo Nota à Imprensa São Paulo, 28 de julho de 2005. Comerciários de São Paulo têm jornada de 48 horas e salário médio de R$ 815,00 Uma categoria cuja base

Leia mais

Base territorial, Itajaí, Navegantes, CARTILHA DA GREVE

Base territorial, Itajaí, Navegantes, CARTILHA DA GREVE CARTILHA DA GREVE INTRODUÇÃO A greve é um direito inalienável dos trabalhadores, públicos ou privados. O seu exercício envolve uma série de condições e implicações, que devem ser consideradas pelo movimento

Leia mais

R$ 173 bilhões devem ser injetados na economia a título de 13º salário

R$ 173 bilhões devem ser injetados na economia a título de 13º salário Porto Alegre, 11 de novembro de 2015. NOTA À IMPRENSA R$ 173 bilhões devem ser injetados na economia a título de 13º salário O pagamento do 13º salário deve injetar na economia brasileira aproximadamente

Leia mais

R$ 173 bilhões devem ser injetados na economia a título de 13º salário

R$ 173 bilhões devem ser injetados na economia a título de 13º salário 1 São Paulo, 11 de novembro de 2015. NOTA À IMPRENSA R$ 173 bilhões devem ser injetados na economia a título de 13º salário O pagamento do 13º salário deve injetar na economia brasileira aproximadamente

Leia mais

CONFERÊNCIA NACIONAL DA EDUCAÇÃO BÁSICA INTRODUÇÃO

CONFERÊNCIA NACIONAL DA EDUCAÇÃO BÁSICA INTRODUÇÃO CONFERÊNCIA NACIONAL DA EDUCAÇÃO BÁSICA INTRODUÇÃO O Ministério de Educação, nos últimos três anos, vem construindo uma concepção educacional tendo em vista a articulação dos níveis e modalidades de ensino,

Leia mais

PLATAFORMA DOS SERVIDORES (AS) MUNICIPAIS AOS CANDIDATOS (AS) A PREFEITO (A)

PLATAFORMA DOS SERVIDORES (AS) MUNICIPAIS AOS CANDIDATOS (AS) A PREFEITO (A) PLATAFORMA DOS SERVIDORES (AS) MUNICIPAIS AOS CANDIDATOS (AS) A PREFEITO (A) ELEIÇÕES 2016 POR UM MUNICÍPIO DECENTE E DEMOCRÁTICO APRESENTAÇÃO Este documento é fruto do acúmulo do trabalho realizado pelo

Leia mais

Perspectivas positivas para a construção civil

Perspectivas positivas para a construção civil Edição de lançamento dezembro de 2009 www.cni.org.br Destaques APRESENTAÇÃO Pág. 02 nível de atividade Nível de atividade cresceu em dezembro Pág. 03 situação financeira Margem de lucro é mais que satisfatória

Leia mais

ABRIL DE Apoio

ABRIL DE Apoio PROPOSTA DE TRABALHO CAMPANHA CONTRA AS PRÁTICAS ANTI-SINDICAIS ABRIL DE 2008 Apoio I. IDENTIFICAÇÃO DO PROJ ETO Título: Campanha Sindical contra as Práticas Anti-Sindicais (PAS) Duração do Projeto: 24

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO - 2000 Entre as partes, de um lado: SINDICATO DOS TRABALHADORES NAS INDÚSTRIAS FABRICANTES DE PEÇAS E PRÉ-FABRICADOS EM CONCRETO DO ESTADO DE SÃO PAULO e de outro lado: SINDICATO

Leia mais

SINDICATO DAS INDÚSTRIAS DE MÁQUINAS E IMPLEMENTOS AGRÍCOLAS NO RIO GRANDE DO SUL CIRCULAR ESPECIAL CONVENÇÃO COLETIVA CUT 2010/2011

SINDICATO DAS INDÚSTRIAS DE MÁQUINAS E IMPLEMENTOS AGRÍCOLAS NO RIO GRANDE DO SUL CIRCULAR ESPECIAL CONVENÇÃO COLETIVA CUT 2010/2011 CIRCULAR ESPECIAL CONVENÇÃO COLETIVA CUT 2010/2011 Pela presente informamos que foram encerradas as negociações coletivas do ano em curso, resultando na Convenção Coletiva de Trabalho com a Federação e

Leia mais

TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2016

TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2016 TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2016 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: MT000249/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 11/05/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR022255/2015 NÚMERO DO PROCESSO: 46210.000856/2015-03

Leia mais

COP Comissão de Obras Públicas da CBIC

COP Comissão de Obras Públicas da CBIC INSTITUIÇÃO DO REGIME DIFERENCIADO DE CONTRATAÇÕES PÚBLICAS RDC Analise e posicionamento da Comissão de Obras Públicas COP da Câmara Brasileira da Indústria da Construção Com ampla participação das entidades

Leia mais

13º salário deve injetar R$ 3,1 bilhões na economia do Grande ABC em 2016

13º salário deve injetar R$ 3,1 bilhões na economia do Grande ABC em 2016 Grande ABC, 31 de outubro de 2016. NOTA À IMPRENSA 13º salário deve injetar R$ 3,1 bilhões na economia do Grande ABC em 2016 Até o final de dezembro de 2016, estima-se que será injetado na economia do

Leia mais

ABRIL DE Taxa de desemprego mantém-se praticamente estável

ABRIL DE Taxa de desemprego mantém-se praticamente estável MERCADO DE TRABALHO DO DISTRITO FEDERAL Ano 21 - Número 04 ABRIL DE 2012 Taxa de desemprego mantém-se praticamente estável Em abril, a Pesquisa de Emprego e Desemprego captou relativa estabilidade da taxa

Leia mais

S I N O P S E S I N D I C A L J U L H O D E

S I N O P S E S I N D I C A L J U L H O D E S I N O P S E S I N D I C A L J U L H O D E 1 9 9 8 ALIMENTAÇÃO. A Federação dos Trabalhadores nas Indústrias da Alimentação do Rio Grande do Sul fechou acordo com a empresa Perdigão referente ao pagamento

Leia mais

Relatório da atividade: Igualdade de oportunidade e não discriminação nas relações de trabalho DIEESE, OIT e INSPIR 01 e 02 de outubro de 2009

Relatório da atividade: Igualdade de oportunidade e não discriminação nas relações de trabalho DIEESE, OIT e INSPIR 01 e 02 de outubro de 2009 Relatório da atividade: Igualdade de oportunidade e não discriminação nas relações de trabalho DIEESE, OIT e INSPIR 01 e 02 de outubro de 2009 Acordo DIEESE/ OIT Apresentação A atividade teve como objetivos

Leia mais

Sindicatos Patronais e Profissionais do Setor Químico no Estado de São Paulo Grupo 10

Sindicatos Patronais e Profissionais do Setor Químico no Estado de São Paulo Grupo 10 1 São Paulo, 07 de novembro de 2014. Aos Sindicatos Patronais e Profissionais do Setor Químico no Estado de São Paulo Grupo 10 Com a divulgação na data de hoje, do INPC do período de 01.11.2013 a 31.10.2014,

Leia mais

O Ministério da Saúde da República Federativa do Brasil (doravante denominado Ministério da Saúde)

O Ministério da Saúde da República Federativa do Brasil (doravante denominado Ministério da Saúde) MEMORANDUM DE ENTENDIMENTO ENTRE O MINISTÉRIO DA SAÚDE DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL E O SECRETARIADO DO PROGRAMA CONJUNTO DAS NAÇÕES UNIDAS SOBRE HIV/AIDS (UNAIDS) PARA CONSTITUIÇÃO DO CENTRO INTERNACIONAL

Leia mais

Programa de Proteção ao Emprego PPE

Programa de Proteção ao Emprego PPE Programa de Proteção ao Emprego PPE Ministério de Trabalho e Emprego MTE Grupo Técnico da Secretaria Executiva do Comitê do PPE Previsão Legal Medida Provisória n 680, de 6 de julho de 2015; Decreto n

Leia mais

Pacto pela Transparência Municipal Projeto Jogos Limpos Dentro e Fora dos Estádios Secretaria Executiva: Instituto Ethos

Pacto pela Transparência Municipal Projeto Jogos Limpos Dentro e Fora dos Estádios Secretaria Executiva: Instituto Ethos Pacto pela Transparência Municipal Projeto Jogos Limpos Dentro e Fora dos Estádios Secretaria Executiva: Instituto Ethos Porto Alegre, 30 de janeiro 2013 Projeto Jogos Limpos Objetivos Transparência Integridade

Leia mais

RELATÓRIO DE ATIVIDADES DA DIRETORIA DE COMUNICAÇÃO E RELAÇÕES PÚBLICAS

RELATÓRIO DE ATIVIDADES DA DIRETORIA DE COMUNICAÇÃO E RELAÇÕES PÚBLICAS RELATÓRIO DE ATIVIDADES DA DIRETORIA DE COMUNICAÇÃO E RELAÇÕES PÚBLICAS Antonio Samarão Gonçalves Diretor de Comunicação e Relações Públicas 2012 PLANO DE TRABALHO 2012 Campanha de filiação A Secretaria

Leia mais

MERCADO DE TRABALHO NA CIDADE DE PORTO ALEGRE

MERCADO DE TRABALHO NA CIDADE DE PORTO ALEGRE MERCADO DE TRABALHO NA CIDADE DE PORTO ALEGRE Setembro/2013 registra a sua menor taxa de desemprego 1. Conforme as informações captadas pela Pesquisa de Emprego e Desemprego para os residentes em, a taxa

Leia mais

Preço da cesta básica diminui em quinze cidades

Preço da cesta básica diminui em quinze cidades 1 São Paulo, 07 de julho de 2015. NOTA À IMPRENSA Preço da cesta básica diminui em quinze cidades O valor do conjunto de bens alimentícios básicos diminuiu em 15 das 18 cidades onde o DIEESE - Departamento

Leia mais

Confira o perfil de cada um dos setores segundo a divisão adotada pela CNM/CUT/CUT:

Confira o perfil de cada um dos setores segundo a divisão adotada pela CNM/CUT/CUT: Mapeamento do Emprego e Desempenho da Indústria Metalúrgica do Brasil 1 O presente trabalho, elaborado pelos Técnicos da Subseção do DIEESE (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos),

Leia mais

Apresentação. Ludmila Andrzejewski Culpi 1

Apresentação. Ludmila Andrzejewski Culpi 1 Apresentação Ludmila Andrzejewski Culpi 1 Esse dossiê organizado por professores do Centro Universitário Internacional UNINTER tem o objetivo de divulgar artigos de qualidade desenvolvidos por alunos e

Leia mais

Kit de Imprensa. Estratégia de Sustentabilidade da Copa do Mundo da FIFA

Kit de Imprensa. Estratégia de Sustentabilidade da Copa do Mundo da FIFA Kit de Imprensa Estratégia de Sustentabilidade da Copa do Mundo da FIFA Kit de Imprensa - Copa do Mundo da FIFA 2014 Estratégia de Sustentabilidade 1. Responsabilidade social da FIFA 2. Responsabilidade

Leia mais

NACIONAL DE TRABALHO DECENTE - PNTD

NACIONAL DE TRABALHO DECENTE - PNTD SEMINÁRIO SINDICAL SOBRE O PLANO NACIONAL DE TRABALHO DECENTE - PNTD Paulo Sergio Muçouçah Coordenador dos Programas de Trabalho Decente e Empregos Verdes Escritório da OIT no Brasil Roteiro da apresentação

Leia mais

Escrito por Andreza Ter, 18 de Setembro de :41 - Última atualização Ter, 18 de Setembro de :49

Escrito por Andreza Ter, 18 de Setembro de :41 - Última atualização Ter, 18 de Setembro de :49 A Federação dos Empregados no Comércio do Estado de São Paulo já finalizou os últimos detalhes do 21º Congresso Sindical Comerciário, tradicional evento que será realizado de 27 a 29 deste mês de setembro

Leia mais

REGULAMENTO.

REGULAMENTO. www.firjan.com.br REGULAMENTO Regulamento Prêmio Melhores Práticas Sindicais - 2016 APRESENTAÇÃO Art. 1º A Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (FIRJAN), por meio da Diretoria Executiva

Leia mais

REFORMA SINDICAL E TRABALHISTA: EM ANÁLISE E DEBATE Rio de Janeiro, 11 de Maio de 2013

REFORMA SINDICAL E TRABALHISTA: EM ANÁLISE E DEBATE Rio de Janeiro, 11 de Maio de 2013 REFORMA SINDICAL E TRABALHISTA: EM ANÁLISE E DEBATE Rio de Janeiro, 11 de Maio de 2013 Helder Molina Historiador, mestre em Educação, Doutor em Políticas Públicas e Formação Humana, professor da Faculdade

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE ARAÇOIABA DA SERRA

PREFEITURA MUNICIPAL DE ARAÇOIABA DA SERRA DECRETO Nº. 1491, DE 10 DE JANEIRO DE 2013. Institui a Mesa Permanente de Negociação com os Servidores Municipais - MESA e dá outras providências.. MARA LÚCIA FERREIRA DE MELO, Prefeita Municipal da Cidade

Leia mais

Panorama Mundial do Trabalho Infantil e a Experiência Brasileira

Panorama Mundial do Trabalho Infantil e a Experiência Brasileira Panorama Mundial do Trabalho Infantil e a Experiência Brasileira Laís Abramo Diretora do Escritório da OIT no Brasil Forum Mundial de Direitos Humanos Brasília, 12 dezembro 2013 ESQUEMA DA APRESENTAÇÃO

Leia mais

A inserção do negro no mercado de trabalho no Distrito Federal

A inserção do negro no mercado de trabalho no Distrito Federal PESQUISA DE EMPREGO E DESEMPREGO NO DISTRITO FEDERAL A inserção do negro no mercado de trabalho no Novembro de 2011 A discussão sobre trabalho decente, capitaneada pela Organização Internacional do Trabalho

Leia mais

VALEU! INFORMA. A cidade parou. limpeza urbana

VALEU! INFORMA. A cidade parou. limpeza urbana limpeza urbana INFORMA maio 2014 VALEU! O SINDEAC, mais uma vez, demonstrou sua capacidade de luta e organização ao liderar greve da limpeza urbana e conquistar vitória expressiva. Está comprovado: A UNIÃO

Leia mais

ESTATUTO DO SINDICATO DOS TRABALHADORES E TRABALHADORAS TÉCNICOS EM MEIO AMBIENTE DO ESTADO DO PARANÁ SINDITTEMA-PR

ESTATUTO DO SINDICATO DOS TRABALHADORES E TRABALHADORAS TÉCNICOS EM MEIO AMBIENTE DO ESTADO DO PARANÁ SINDITTEMA-PR ESTATUTO DO SINDICATO DOS TRABALHADORES E TRABALHADORAS TÉCNICOS EM MEIO AMBIENTE DO ESTADO DO PARANÁ SINDITTEMA-PR TÍTULO I DA INSTITUIÇÃO, PRERROGATIVAS, DIREITOS E DEVERES DOS ASSOCIADOS Capítulo I

Leia mais

Fomento à Negociação Coletiva

Fomento à Negociação Coletiva 1 CONVENÇÃO N. 154 Fomento à Negociação Coletiva I Aprovada na 67ª reunião da Conferência Internacional do Trabalho (Genebra 1981), entrou em vigor no plano internacional em 11.8.83. II Dados referentes

Leia mais

NENHUM DIREITO A MENOS!

NENHUM DIREITO A MENOS! NENHUM DIREITO A MENOS! CONSTRUINDO A GREVE GERAL! RESISTÊNCIA PARA GARANTIR DIREITOS O alinhamento dos governos Temer e Sartori, ambos do PMDB, traduz o objetivo do golpe no Brasil: implantar políticas

Leia mais

RELATÓRIO FINAL DA I CONFERENCIA NACIONAL DE EMPREGO E TRABALHO DECENTE

RELATÓRIO FINAL DA I CONFERENCIA NACIONAL DE EMPREGO E TRABALHO DECENTE RELATÓRIO FINAL DA I CONFERENCIA NACIONAL DE EMPREGO E TRABALHO DECENTE Realizada de 08 a 11 de agosto de 2012 MÁRIO DOS SANTOS BARBOSA Assessor Especial para Assuntos Internacionais Coordenador da I CNETD

Leia mais

Pauta de Reivindicação SEDIN/2015

Pauta de Reivindicação SEDIN/2015 São Paulo, 28 de janeiro de 2015. OFÍCIO SEDIN SG 002/2015 SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO GABINETE DO SECRETÁRIO Rua Borges Lagoa. 1230 Ilmo. Sr. Secretário Municipal de Educação Gabriel Benedito Issaac

Leia mais

Fundação de Cultura, Esporte e Turismo de Fortaleza FUNCET GECOPA Gerência Executiva da Copa.

Fundação de Cultura, Esporte e Turismo de Fortaleza FUNCET GECOPA Gerência Executiva da Copa. Fundação de Cultura, Esporte e Turismo de Fortaleza FUNCET GECOPA Gerência Executiva da Copa O Processo Participativo na Construção do Legado da Copa do Mundo FIFA Brasil 2014 O Processo Participativo

Leia mais

} Entendemos que o Movimento Sindical deve cumprir um papel civilizatório, inclusive no processo de Negociação Coletiva;

} Entendemos que o Movimento Sindical deve cumprir um papel civilizatório, inclusive no processo de Negociação Coletiva; } Entendemos que o Movimento Sindical deve cumprir um papel civilizatório, inclusive no processo de Negociação Coletiva; } Nossa estratégia é entender o conflito colocado entre as partes (governo x trabalhadores)

Leia mais

Índices de Obras Públicas IPOP

Índices de Obras Públicas IPOP Índices de Obras Públicas IPOP Inflação do Custo de Obras de Terraplenagem em Ascensão! Denise Cyrillo (*) Em julho, encerrou-se o processo de homologação de dissídios da mão de obra do setor de Construção

Leia mais

A inserção das mulheres no mercado de trabalho do Distrito Federal

A inserção das mulheres no mercado de trabalho do Distrito Federal A INSERÇÃO DA MULHER NO MERCADO DE TRABALHO DO DISTRITO FEDERAL MARÇO - 2014 MARÇO - 2012 A inserção das mulheres no mercado de trabalho do Inúmeras têm sido as abordagens sobre a crescente presença feminina

Leia mais

Art. 3º O Prêmio será concedido às melhores propostas nas seguintes categorias:

Art. 3º O Prêmio será concedido às melhores propostas nas seguintes categorias: Art. 1º A Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina - FIESC, por meio da Diretoria de Desenvolvimento Institucional e Industrial, lança a 1ª edição do Prêmio Melhores Práticas Sindicais, que

Leia mais

Cesta básica volta a subir na maior parte das capitais

Cesta básica volta a subir na maior parte das capitais 1 São Paulo, 02 de setembro de 2011 Cesta básica volta a subir na maior parte das capitais NOTA À IMPRENSA Ao contrário do que ocorreu em julho, quando 14 cidades registraram queda no preço dos gêneros

Leia mais

SONDAGEM ESPECIAL RIO GRANDE DO SUL COPA DO MUNDO

SONDAGEM ESPECIAL RIO GRANDE DO SUL COPA DO MUNDO SONDAGEM ESPECIAL COPA DO MUNDO 72,7% dos empresários da construção civil do RS esperam impactos positivos com a realização da copa do mundo 39% acredita que esses impactos se materializem entre 2012-14

Leia mais

PANORAMA GERAL BALANÇO DOS ESTADOS

PANORAMA GERAL BALANÇO DOS ESTADOS PANORAMA GERAL Em novembro, totalizaram 1,8 milhão de empreendedores individuais no Brasil, superando a meta de 1,5 milhão de registros para 2011. Mesmo faltando um mês para fechar o ano, 2011 já registrou

Leia mais

CIRCULAR 8/2013-PRE/FNP. Assunto: Decisão da Plenária Três Federações em Belém dias 27 e 28 de Junho de 2013

CIRCULAR 8/2013-PRE/FNP. Assunto: Decisão da Plenária Três Federações em Belém dias 27 e 28 de Junho de 2013 CIRCULAR 8/2013-PRE/FNP Companheiro/a, Assunto: Decisão da Plenária Três Federações em Belém dias 27 e 28 de Junho de 2013 1 Como é do conhecimento de todos/as na semana passada foi realizada em Belém

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE JARAGUÁ DO SUL SECRETARIA DA HABITAÇÃO E REGULARIZAÇÃO FUNDIÁRIA CONSELHO MUNICIPAL DE HABITAÇÃO

PREFEITURA MUNICIPAL DE JARAGUÁ DO SUL SECRETARIA DA HABITAÇÃO E REGULARIZAÇÃO FUNDIÁRIA CONSELHO MUNICIPAL DE HABITAÇÃO PREFEITURA MUNICIPAL DE JARAGUÁ DO SUL SECRETARIA DA HABITAÇÃO E REGULARIZAÇÃO FUNDIÁRIA CONSELHO MUNICIPAL DE HABITAÇÃO LEIS DO CMH LEI Nº 4372/2006 Jaraguá do Sul, 08 de agosto de 2006. (Revogada pela

Leia mais

Nove cidades têm alta no preço da cesta

Nove cidades têm alta no preço da cesta 1 São Paulo, 5 de novembro de 2012 Nota à imprensa Nove cidades têm alta no preço da cesta Em outubro, o preço dos gêneros alimentícios essenciais aumentou em nove das 17 capitais onde o DIEESE - Departamento

Leia mais

TABELA RESUMO. Convenção Coletiva de Trabalho 2011/2012. Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) e

TABELA RESUMO. Convenção Coletiva de Trabalho 2011/2012. Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) e TABELA RESUMO Convenção Coletiva de Trabalho 2011/2012 Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) e Pisos, verbas e outros itens em R$ PISOS DE INGRESSO Portaria 891,00 Escriturário 1.277,00 Caixa 1.277,00

Leia mais

DÉCADA INTERNACIONAL DE. AFRODESCENDENTES 1º de janeiro de 2015 a 31 de dezembro de 2024 RECONHECIMENTO, JUSTIÇA E DESENVOLVIMENTO

DÉCADA INTERNACIONAL DE. AFRODESCENDENTES 1º de janeiro de 2015 a 31 de dezembro de 2024 RECONHECIMENTO, JUSTIÇA E DESENVOLVIMENTO DÉCADA INTERNACIONAL DE AFRODESCENDENTES 1º de janeiro de 2015 a 31 de dezembro de 2024 RECONHECIMENTO, JUSTIÇA E DESENVOLVIMENTO DÉCADA INTERNACIONAL DOS AFRODESCENDENTES 1º DE JANEIRO DE 2015 A 31 DE

Leia mais

Democratização da Gestão e Qualidade Social da Educação

Democratização da Gestão e Qualidade Social da Educação CONFERÊNCIA NACIONAL DE EDUCAÇÃO BÁSICA Democratização da Gestão e Qualidade Social da Educação Dr. Luiz F. Dourado -UFG Brasília, 16.04.08 Democratização gestão e qualidade social da educação = Coneb

Leia mais

PAUTA DE REIVINDICAÇÕES CCT SINDCLIN 2014/2015

PAUTA DE REIVINDICAÇÕES CCT SINDCLIN 2014/2015 PAUTA DE REIVINDICAÇÕES CCT SINDCLIN 2014/2015 CLÁUSULAS DE REIVINDICAÇÕES: CLÁUSULA PRIMEIRA REAJUSTE SALARIAL: Reajuste salarial dos trabalhadores em CONSULTÓRIOS MÉDICOS E ODONTOLÓGICOS, CLÍNICAS MÉDICAS

Leia mais

FETHESP, sindicatos filiados e SINTRALAV-SP discutem pauta de reivindicações unificada dos trabalhadores em Lavanderias do Estado de São Paulo

FETHESP, sindicatos filiados e SINTRALAV-SP discutem pauta de reivindicações unificada dos trabalhadores em Lavanderias do Estado de São Paulo FETHESP, sindicatos filiados e SINTRALAV-SP discutem pauta de reivindicações unificada dos trabalhadores em Lavanderias do Estado de São Paulo Reunião entre federação e sindicatos definiu as reivindicações

Leia mais

TERMO DE ADITAMENTO À CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2012/2014

TERMO DE ADITAMENTO À CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2012/2014 TERMO DE ADITAMENTO À CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2012/2014 JORNADA NORMAL DE TRABALHO - Atendido ao disposto no artigo 3 da Lei n 12.790/2013, a jornada normal dos empregados comerciários não excederá

Leia mais

Taxa de desemprego registra comportamento diverso entre as regiões

Taxa de desemprego registra comportamento diverso entre as regiões Taxa de desemprego registra comportamento diverso entre as regiões AGOSTO DE 2016 As informações captadas pela Pesquisa de Emprego e Desemprego revelam que a taxa de desemprego cresceu em Porto Alegre

Leia mais

Transferência de renda é a principal marca da gestão Lula

Transferência de renda é a principal marca da gestão Lula Valor Econômico 27 de dezembro de 2010 Governo: Gasto adicional de 2,2% do PIB significa que foram transferidos R$ 75 bi a mais em relação a 2002 Transferência de renda é a principal marca da gestão Lula

Leia mais

FACULDADE DE CIÊNCIAS DA SAÚDE CURSO DE FARMÁCIA REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES PARA ALUNOS INGRESSANTES A PARTIR DE 1S/2009

FACULDADE DE CIÊNCIAS DA SAÚDE CURSO DE FARMÁCIA REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES PARA ALUNOS INGRESSANTES A PARTIR DE 1S/2009 FACULDADE DE CIÊNCIAS DA SAÚDE CURSO DE FARMÁCIA REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES PARA ALUNOS INGRESSANTES A PARTIR DE 1S/2009 DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º O Regimento Geral da Unimep,

Leia mais

Órgão Ministério do Turismo (MTur) Representação Efetiva Câmara Temática de Turismo Sustentável e Infância do CNT Representante Ana Paula de Siqueira

Órgão Ministério do Turismo (MTur) Representação Efetiva Câmara Temática de Turismo Sustentável e Infância do CNT Representante Ana Paula de Siqueira T U R I S M O Órgão Ministério do Turismo (MTur) Representação Efetiva Câmara Temática de Turismo Sustentável e Infância do CNT Representante Ana Paula de Siqueira Assessora Secretaria Geral da CNC Ações

Leia mais

DIREITO DO TRABALHO E DIREITO PROCESSUAL DO TRABALHO

DIREITO DO TRABALHO E DIREITO PROCESSUAL DO TRABALHO EMENTA DIREITO DO TRABALHO E DIREITO PROCESSUAL DO TRABALHO DISCIPLINA: Teoria Geral do Direito do Trabalho CARGA-HORÁRIA: 10 horas EMENTA: Estudo sobre a introdução ao direito do trabalho, analisando

Leia mais

GRATIFICAÇÕES, ADICIONAIS, AUXÍLIOS E OUTROS

GRATIFICAÇÕES, ADICIONAIS, AUXÍLIOS E OUTROS Página 1 de 5 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SP011565/2011 DATA DE REGISTRO NO MTE: 03/10/2011 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR039083/2011 NÚMERO DO PROCESSO: 46435.000655/2011-30

Leia mais

DIEESE. Departamento Intersindical de Estatística. e Estudos Sócio-Econômicos PROJETO DIEESE SINP/PMSP

DIEESE. Departamento Intersindical de Estatística. e Estudos Sócio-Econômicos PROJETO DIEESE SINP/PMSP DIEESE Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Sócio-Econômicos PROJETO DIEESE SINP/PMSP INSTITUCIONALIZAÇÃO DO SISTEMA DE NEGOCIAÇÃO PERMANENTE DA PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO - SINP/PMSP

Leia mais

salariômetro mercado de trabalho e negociações coletivas

salariômetro mercado de trabalho e negociações coletivas Fonte: MTE. Elaboração: Fipe. salariômetro mercado de trabalho e negociações coletivas Boletim de agosto/2016 Reajustes x inflação em julho: o jogo continua empatado. E cada vez menos acordos para redução

Leia mais

TERMO ADITIVO AO TERMO DE ACORDO DA ESCALA DE REVEZAMENTO LINHA ENERGIZADA DE 26 DE FEVEREIRO DE 2003 QUE CELEBRAM A ELEKTRO ELETRICIDADE E SERVIÇOS S

TERMO ADITIVO AO TERMO DE ACORDO DA ESCALA DE REVEZAMENTO LINHA ENERGIZADA DE 26 DE FEVEREIRO DE 2003 QUE CELEBRAM A ELEKTRO ELETRICIDADE E SERVIÇOS S TERMO ADITIVO AO TERMO DE ACORDO DA ESCALA DE REVEZAMENTO LINHA ENERGIZADA DE 26 DE FEVEREIRO DE 2003 QUE CELEBRAM A ELEKTRO ELETRICIDADE E SERVIÇOS S.A. E O SINDICATO DOS TRABALHADORES NA INDÚSTRIA DE

Leia mais

OBSERVATÓRIO DO TRABALHO DA BAHIA

OBSERVATÓRIO DO TRABALHO DA BAHIA OBSERVATÓRIO DO TRABALHO DA BAHIA RELEASE JUNHO DE 2011 DADOS CAGED Convênio Nº 004/2011 SETRE-BA e DIEESE Julho de 2011 EXPEDIENTE DA SECRETARIA DO TRABALHO, EMPREGO, RENDA E ESPORTE DO GOVERNO DO ESTADO

Leia mais

IMPLEMENTAÇÃO DO SUAS AVANÇOS E DESAFIOS

IMPLEMENTAÇÃO DO SUAS AVANÇOS E DESAFIOS SECRETARIA DE ESTADO DO TRABALHO, EMPREGO E PROMOÇÃO SOCIAL Núcleo de Coordenação da Assistência Social IMPLEMENTAÇÃO DO SUAS AVANÇOS E DESAFIOS POLÍTICA DE DESENVOLVIMENTO VIII CONFERÊNCIA ESTADUAL DE

Leia mais

DIÁRIAS: Os empregados em viagem fora da sua sede receberão diárias, observadas as seguintes condições:

DIÁRIAS: Os empregados em viagem fora da sua sede receberão diárias, observadas as seguintes condições: ATA DA REUNIÃO A partir das 10:00 horas, do dia 21 de Janeiro de 2016, na cidade de Araraquara/SP, realizou-se a 3ª reunião para tratar da negociação para celebração do Acordo Coletivo de Trabalho, Data-Base

Leia mais

Empresas da Mesorregião Oeste de Santa Catarina demonstram estar cautelosas no momento de contratar novos funcionários neste final de ano

Empresas da Mesorregião Oeste de Santa Catarina demonstram estar cautelosas no momento de contratar novos funcionários neste final de ano Publicação Mensal do Observa pelo Curso de Ciências Econômicas Unochapecó. V.12, Ano: 03 Empresas da Mesorregião Oeste de Santa Catarina demonstram estar cautelosas no momento de contratar novos funcionários

Leia mais

PRODUTIVIDADE: DADOS REVELADORES SEGUNDO A PESQUISA ANUAL DE SERVIÇOS 2011

PRODUTIVIDADE: DADOS REVELADORES SEGUNDO A PESQUISA ANUAL DE SERVIÇOS 2011 PRODUTIVIDADE: DADOS REVELADORES SEGUNDO A PESQUISA ANUAL DE SERVIÇOS 2011 SUBSÍDIOS ESPECIAIS PARA FILIADOS DA FERTHORESP / FERTHOTEL Aloisio Leão da Costa Abril de 2014 INTRODUÇÃO: o tema PRODUTIVIDADE

Leia mais

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO Secretaria de Recursos Humanos

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO Secretaria de Recursos Humanos MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO Secretaria de Recursos Humanos Define o TERMO DE ACORDO resultante das negociações havidas entre o Governo Federal e as entidades sindicais representativas

Leia mais

PARTICIPAÇÃO DOS ADOLESCENTES NA 9 CONFERÊNCIA DOS DIREITOS DAS CRIANÇAS E ADOLESCENTES

PARTICIPAÇÃO DOS ADOLESCENTES NA 9 CONFERÊNCIA DOS DIREITOS DAS CRIANÇAS E ADOLESCENTES PARTICIPAÇÃO DOS ADOLESCENTES NA a 9 CONFERÊNCIA DOS DIREITOS DAS CRIANÇAS E ADOLESCENTES Mobilizando, implementando e monitorando a política e o plano decenal de direitos humanos de crianças e adolescentes

Leia mais

Onze capitais registram alta na cesta básica

Onze capitais registram alta na cesta básica 1 São Paulo, 04 de outubro de 2006 NOTA À IMPRENSA Onze capitais registram alta na cesta básica Após três meses com retração no custo dos gêneros essenciais em 14 capitais, em setembro houve predominância

Leia mais

TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014

TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014 TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: GO001067/2013 DATA DE REGISTRO NO MTE: 11/12/2013 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR072783/2013 NÚMERO DO PROCESSO: 46208.015511/2013-23

Leia mais

Algumas características da inserção das mulheres no mercado de trabalho

Algumas características da inserção das mulheres no mercado de trabalho 1 Pesquisa Mensal de Emprego Algumas características da inserção das mulheres no mercado de trabalho Recife, Salvador, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, São Paulo e Porto Alegre 2003-2008 Rio de Janeiro

Leia mais

Taxa de desemprego permanece estável

Taxa de desemprego permanece estável PESQUISA DE EMRPEGO E DESEMPREGO NA REGIÃO DO ABC¹ 1 Resultados de novembro 2 de 2014 Taxa de desemprego permanece estável 1. As informações da Pesquisa de Emprego e Desemprego PED, realizada pela Fundação

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço

Confira a autenticidade no endereço TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: PR000062/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: 13/01/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR073771/2013 NÚMERO DO PROCESSO: 46212.000204/2014-60

Leia mais

Indústria Química, Sociedade e Território: novos desafios para o Grande ABC

Indústria Química, Sociedade e Território: novos desafios para o Grande ABC Indústria Química, Sociedade e Território: novos desafios para o Grande ABC Luis Paulo Bresciani Consórcio Intermunicipal Grande ABC Universidade Municipal de São Caetano do Sul ciclo de debates A indústria

Leia mais

FISIOTERAPIA DO TRABALHO

FISIOTERAPIA DO TRABALHO FISIOTERAPIA DO TRABALHO - UFJF PNE e Fisioterapia do Trabalho Promover a inclusão das pessoas portadoras de deficiência requer um processo global em que todas as nações estejam envolvidas. A globalização

Leia mais

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO COPA 2014

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO COPA 2014 PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO COPA 2014 Governo do Estado do Amazonas Equipe Técnica COORDENAÇÃO Marcelo Lima Filho Rodrigo Camelo de Oliveira Ronney César Peixoto ELABORAÇÃO Bernardo Monteiro de Paula Elaine

Leia mais

Queda expressiva no saldo de vagas no mercado de trabalho da Mesorregião Oeste em julho de 2015

Queda expressiva no saldo de vagas no mercado de trabalho da Mesorregião Oeste em julho de 2015 Publicação Mensal do Observa pelo Curso de Ciências Econômicas Unochapecó. V.07, Ano: 03 Queda expressiva no saldo de vagas no mercado de trabalho da Mesorregião Oeste em julho de 2015 Dada a importância

Leia mais

NOVO PROGRAMA. Programa Petrobras SOCIOAMBIENTAL

NOVO PROGRAMA. Programa Petrobras SOCIOAMBIENTAL NOVO PROGRAMA Programa Petrobras SOCIOAMBIENTAL 2014-2018 1 PETROBRAS Fundada em 1953, a partir de uma campanha popular O petróleo é nosso. Empresa integrada de energia Sociedade anônima de capital aberto

Leia mais

TERMO ADITIVO A ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2009/2010

TERMO ADITIVO A ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2009/2010 TERMO ADITIVO A ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2009/2010 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: MT000124/2009 DATA DE REGISTRO NO MTE: 07/05/2009 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR011080/2009 NÚMERO DO PROCESSO: 46210.001765/2009-39

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2011/2012 SINDICATO DOS PUBLICITÁRIOS E TRABALHADORES EM AGÊNCIAS DE PROPAGANDA DE BELO HORIZONTE, CNPJ n. 20.991.758/0001-46, neste ato representado(a) por seu Presidente,

Leia mais

Programa Copa 2014 na Bahia. Projeto Legados Sociais para Copa 2014

Programa Copa 2014 na Bahia. Projeto Legados Sociais para Copa 2014 Programa Copa 2014 na Bahia Projeto Legados Sociais para Copa 2014 PROGRAMA COPA 2014 NA BAHIA Missão Assegurar, em nome do Governo do Estado, a realização com pleno êxito, da Copa das Confederações 2013

Leia mais

Panorama do Setor de HPPC 2016

Panorama do Setor de HPPC 2016 Evolução A Indústria Brasileira de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos apresentou um crescimento médio deflacionado composto próximo a 11,4% aa nos últimos 20 anos, tendo passado de um faturamento

Leia mais

Cesta básica diminui em 13 cidades

Cesta básica diminui em 13 cidades 1 São Paulo, 06 de outubro de 2015. NOTA à IMPRENSA Cesta básica diminui em 13 cidades Em setembro, o conjunto de bens alimentícios básicos teve seu valor reduzido em 13 das 18 cidades em que o DIEESE

Leia mais

Relatório dos Investimentos Estrangeiros no Brasil Fluxos de IED e sua contribuição para o comércio exterior brasileiro

Relatório dos Investimentos Estrangeiros no Brasil Fluxos de IED e sua contribuição para o comércio exterior brasileiro Relatório dos Investimentos Estrangeiros no Brasil - 2013 Fluxos de IED e sua contribuição para o comércio exterior brasileiro Unidade de Negociações Internacionais Confederação Nacional da Indústria -

Leia mais

ECO Economia Brasileira

ECO Economia Brasileira Federal University of Roraima, Brazil From the SelectedWorks of Elói Martins Senhoras Winter January, 2012 ECO 112 - Economia Brasileira Eloi Martins Senhoras Available at: http://works.bepress.com/eloi/124/

Leia mais

PED PESQUISA DE EMPREGO E DESEMPREGO NA REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO PAULO. Evolução da População Metropolitana de São Paulo

PED PESQUISA DE EMPREGO E DESEMPREGO NA REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO PAULO. Evolução da População Metropolitana de São Paulo PESQUISA DE EMPREGO E DESEMPREGO NA REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO PAULO Agosto de 2003 Nota Técnica Nº 9: Atualização dos Valores Absolutos das Séries Divulgadas pela Com a divulgação dos dados definitivos

Leia mais