Uso de Cores no Design de Interfaces

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Uso de Cores no Design de Interfaces"

Transcrição

1 Especialização em Tecnologias de Software para Ambiente Web Uso de Cores no Design de Interfaces Prof. Dr. Sandro Ronaldo Bezerra Oliveira Projeto e Avaliação de Interfaces: Ambiente Web Instituto de Ciências e Exatas e Naturais Universidade Federal de Pará

2 Uso de Cores Algumas dicas: Não torne a tela muito brilhante ou escura Use as cores brilhantes em áreas pequenas e cores suaves em áreas maiores Não aposte na boa habilidade visual de todos os usuários (Um número muito grande de pessoas têm algum tipo de disfunção visual; isto faz com que algumas pessoas não consigam distinguir perfeitamente algumas cores e confundir outras; não só o daltonismo mas também a distorção de algumas lentes provoca estes efeitos) Se possível tornar as cores personalizáveis (Permitir que o usuário defina as copres ao seu gosto) Não use muitas cores extravagantes

3 Uso de Cores Regras Gerais: Simplicidade: use poucas cores (2 a 7); é mais fácil de dominar e mais simples de distinguir em dispositivos de menor qualidade ou preto-e-branco Se as cores serão usadas para indicar continuidade, como a passagem de tempo enquanto se espera que uma tarefa termine, então não use um espectro de cores (do violeta ao vermelho). Não associar muitas cores para serem lembradas As cores podem possuir um significado, além daqueles mais populares (vermelho para Pare e Verde para Seguir). Lembrem-se... Cores mal utilizadas é pior do que não usar cores

4 Cores Associações comuns: Vermelho: pare, perigo, fogo, quente Amarelo: cuidado, atenção, aviso Verde: siga, OK Azul: frio, água

5 Diferenças Culturais na Associação de cores Alguns países têm cores associadas à alguns objetos e fatos: no Japão marginais usam chapéu azul no Egito o amarelo é a cor da alegria e prosperidade as caixas de correio são: - Vermelhas na Inglaterra, - Azuis nos Estados Unidos, - Amarelas na Grécia e - Verdes ou amarelas no Brasil

6 Cores Opostas - se vermelho é PARE: oposto é verde - se vermelho é CALOR, QUENTE: oposto é azul

7 Cores Quentes e Frias Cores quentes ou luminosas: Amarelo, laranja, vermelho e violeta Cores frias ou sombrias: Azul, Turquesa, Verde-mar, verde-alface

8 Harmonia das cores Harmonia das cores opostas ou de contraste: o maior contraste se obtém justapondo cores complementares; a maior superfície é colorida com uma cor quente e a menor com sua cor complementar fria Harmonia das cores análogas ou vizinhas: é o emprego de uma cor e uma ou duas vizinhas; por exemplo: laranja e seus vizinhos, vermelho e amarelo; a cor mais clara usada na superfície maior Harmonia monocromática ou de cor dominante: é o uso de uma única cor, aplicada pura e em vários tons, claros e escuros

9 Cores e Tamanhos Cores são difíceis de distinguir em pequenas áreas Cores brilhantes parecem maiores Cores escuras sobre fundo claro oferecem maior legibilidade

10 Sensação das cores A sensação é o efeito psico-fisiológico sentido pelo ser humano Cada cor tem uma sensação associada, e portanto o uso inadequado de uma cor pode prejudicar a comunicação visual numa interface A sensação também pode variar em função do contraste, isto é, a cor de um texto ou objeto pode ter sensação diferente conforme a cor do fundo da tela Algumas cores podem ser usadas apenas em alertas ou pequenos espaços; é o caso do vermelho, do preto e do roxo/violeta

11 Sensação das cores Vermelho: - É estimulante mental, aumenta a tensão muscular, a pressão sangüínea e o ritmo respiratório - É uma cor quente e excitante - Na tonalidade rosa é a cor preferida das mulheres - Aumenta a atividade sexual dos homens - Está associada ao fogo

12 Sensação das cores Amarelo: - Estimulante mental, indicado para situações de calma e reflexão. - Diminui a fadiga visual, tendo ação calmante sobre o sistema nervoso - É a cor de maior intensidade - Letreiro preto sobre fundo amarelo âmbar é a combinação que dá melhor contraste visual; (é uma das poucas cores que tem a mesma visibilidade na inversão do fundo: letreiro amarelo e fundo preto)

13 Sensação das cores Azul: - É calmante do sistema nervosos para pessoas emotivas - Diminui o ritmo respiratório, por baixar a tensão muscular e a pressão sangüínea - O excesso de exposição ao azul causa fadiga ou depressão - Inspira paz e a introspecção - É a cor predileta dos homens e também das crianças - Dá a sensação de amplitude, como ocorre com as outras cores frias

14 Sensação das cores Verde: - Tem destacado efeito calmante, dilatando os capilares, abaixando a pressão sangüínea - É eficaz contra a irritabilidade nervosa, a fadiga e a insônia - É uma cor fria - É a mais repousante das cores - Simboliza a segurança, a continuidade e a natureza

15 Sensação das cores Laranja: - Aumenta a emotividade e acelera as pulsações, ligeiramente - Dá a sensação de bem estar e alegria - Combina a intensidade e vitalidade do vermelho, com a alta visibilidade do amarelo - É uma cor quente, muito luminosa e pouco fatigante

16 Sensação das cores Roxo: - É uma cor fria, porém em tons avermelhados ou púrpureos é quente - Apesar de ser deprimente quando empregada só, torna-se calmante quando em conjunto com outras cores Branco: - É símbolo de pureza e de paz - Em monitores é a cor que mais produz luz na tela Preto: - É deprimente quando usada só - Serve para marcar contrastes, especialmente com o amarelo e o branco

Universidade Ferederal de Santa Maria Campus de Frederico Wesphalen - RS. Cores. Prof. Elisa M. Pivetta. Cores 1

Universidade Ferederal de Santa Maria Campus de Frederico Wesphalen - RS. Cores. Prof. Elisa M. Pivetta. Cores 1 Universidade Ferederal de Santa Maria Campus de Frederico Wesphalen - RS Cores Prof. Elisa M. Pivetta Cores 1 COR Adicionam impacto, interesse e informação a documentos e gráficos; Vários fatores envolvidos

Leia mais

USO DE CORES. Ruy Alexandre Generoso

USO DE CORES. Ruy Alexandre Generoso USO DE CORES Ruy Alexandre Generoso DEFINIÇÃO DE COR Cor é a sensação ou o efeito fisiológico que produz a decomposição da luz branca em radiações com larguras variáveis. veis. AS CORES Proporcionam uma

Leia mais

O Guia Emocional das. Cores

O Guia Emocional das. Cores O Guia Emocional das Cores 84,7% dos consumidores acham que a cor é mais importante que muitos outros fatores ao escolher um produto. 1% decidem pelo som ou pelo cheiro 6% decidem pela textura 93% das

Leia mais

Cores em Computação Gráfica

Cores em Computação Gráfica Cores em Computação Gráfica Uso de cores permite melhorar a legibilidade da informação, possibilita gerar imagens realistas, focar atenção do observador, passar emoções e muito mais. Colorimetria Conjunto

Leia mais

Gramática Visual. A cor

Gramática Visual. A cor Gramática Visual A cor Os nossos olhos são sensíveis às radiações luminosas propagadas no espaço em diferentes comprimentos de onda, o que origina a percepção visual das coisas que nos rodeiam. Temos

Leia mais

COMPUTAÇÃO GRÁFICA CORES. Curso: Tecnológico em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Disciplina: COMPUTAÇÃO GRÁFICA 4º Semestre Prof.

COMPUTAÇÃO GRÁFICA CORES. Curso: Tecnológico em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Disciplina: COMPUTAÇÃO GRÁFICA 4º Semestre Prof. COMPUTAÇÃO GRÁFICA CORES Curso: Tecnológico em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Disciplina: COMPUTAÇÃO GRÁFICA 4º Semestre Prof. AFONSO MADEIRA CORES EM COMPUTAÇÃO GRÁFICA O uso de cores permite melhorar

Leia mais

DIREÇÃO DE ARTE Prof. Breno Brito

DIREÇÃO DE ARTE Prof. Breno Brito CURSO: COMUNICAÇÃO SOCIAL PUBLICIDADE E PROPAGANDA TURMA: CS2/CS3 DIREÇÃO DE ARTE Apostila 3 O USO DAS CORES NA PROPAGANDA FEVEREIRO 2009 O USO DAS CORES NA PROPAGANDA Não há como negar que, psicologicamente

Leia mais

COMBINAÇÕES EFICAZES DE CORES. Rosa: Sugere doçura, simplicidade, intimidade, feminilidade, criança, calma, afeto, delicadeza.

COMBINAÇÕES EFICAZES DE CORES. Rosa: Sugere doçura, simplicidade, intimidade, feminilidade, criança, calma, afeto, delicadeza. AS CORES NA WEB A percepção da cor é o mais emocional dos elementos específicos do processo visual, ela tem grande força e pode ser usada com muito proveito para expressar e intensificar a informação visual.

Leia mais

A Cor nos Ambientes Construídos. Para Desenvolver um Plano de Cores

A Cor nos Ambientes Construídos. Para Desenvolver um Plano de Cores A Cor nos Ambientes Construídos A medicina psicossomática já constatou as fortes relações entre os ambientes construídos e as atitudes mentais e emocionais dos usuários. Para Desenvolver um Plano de Cores

Leia mais

Ondas Eletromagnéticas

Ondas Eletromagnéticas Luz e Cor Ondas Eletromagnéticas Uma fonte de radiação emite ondas eletromagnéticas. Possuem diferentes comprimentos de onda. O olho humano é sensível a somente alguns: Distinção das cores Ao falarmos

Leia mais

Visão 87% Audição 7% Olfato 3% Tato 1,5% Paladar 1,5%

Visão 87% Audição 7% Olfato 3% Tato 1,5% Paladar 1,5% Visão 87% Audição 7% Olfato 3% Tato 1,5% Paladar 1,5% Células fotossensíveis CONES: funcionam com maior nível de iluminação e são responsáveis pela percepção das cores, além da percepção de espaço e de

Leia mais

Fenômeno Físico Como a cor acontece

Fenômeno Físico Como a cor acontece Fenômeno Físico Como a cor acontece Teoria das Cores Definição Expressa uma sensação visual que nos oferece a natureza através dos raios de luz irradiados em nosso planeta. A cor não existe, materialmente

Leia mais

A Cor de 2014 Radiant Orchild 18-3224

A Cor de 2014 Radiant Orchild 18-3224 A Cor de 2014 Todos os anos, designers, estilistas, decoradores, representantes da Pantone e de fábricas de tintas se reúnem e determinam uma cor temática que permeará e inspirará as criações deste ano

Leia mais

Conceitos de Design Gráfico. Disciplina de Design Gráfico

Conceitos de Design Gráfico. Disciplina de Design Gráfico Conceitos de Design Gráfico Disciplina de Design Gráfico Índice Projeto de Design Gráfico Layouts Efetivos Elementos de Design Princípios de Design Referências Bibliográficas 2 Projeto de Design Gráfico

Leia mais

Vinsol. Produtos. Vinsol FL Lona com verso cinza. Plus. Branco Amarelo Vermelho Areia Palha Mostarda Caramelo Verde Azul Cinza Laranja

Vinsol. Produtos. Vinsol FL Lona com verso cinza. Plus. Branco Amarelo Vermelho Areia Palha Mostarda Caramelo Verde Azul Cinza Laranja www.vulcan.com.br A marca Vinsol, com 40 anos de tradição, é indicada para Toldos e Coberturas Decorativas que necessitam de qualidade e durabilidade, proporcionando beleza e funcionalidade aos mais diversos

Leia mais

Conteúdo: Aula 1: Cores primárias e cores secundária Aula 2: Luz e sombra FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA DINÂMICA LOCAL I CONTEÚDO E HABILIDADES

Conteúdo: Aula 1: Cores primárias e cores secundária Aula 2: Luz e sombra FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA DINÂMICA LOCAL I CONTEÚDO E HABILIDADES CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA DINÂMICA LOCAL I Conteúdo: Aula 1: Cores primárias e cores secundária Aula 2: Luz e sombra 2 CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO

Leia mais

CECOM/IFC MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL CURSOS DO IFC

CECOM/IFC MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL CURSOS DO IFC CECOM/IFC MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL CURSOS DO IFC O OBJETIVO DO PROJETO A criação dos ícones dos cursos tem como objetivo construir uma identidade visual única para os cursos ofertados pelo IFC, principalmente

Leia mais

COMO MELHORAR SUAS APRESENTAÇÕES

COMO MELHORAR SUAS APRESENTAÇÕES Conceitos e Dicas Por: Paulo Kazuo Kato +55-81-34453505 / 87412841 paulo@dotk.com.br 1. O Desafio (02/18) Quer ser bem sucedido em suas apresentações? 1. O Desafio (03/18) ( Ivan Teorilang ) 2. O que fazer

Leia mais

Cores Introdução. As cores como fenômenos físicos e químicos. 48 Capítulo 4

Cores Introdução. As cores como fenômenos físicos e químicos. 48 Capítulo 4 Cores Introdução O ser vivo é conectado ao meio ambiente por meio das sensações sonoras, luminosas, gustativas, táteis e olfativas. Portanto, a falta de qualquer um dos órgãos dos sentidos nos traz sérios

Leia mais

Já imaginou a monotonia da vida e dos negócios sem as cores?

Já imaginou a monotonia da vida e dos negócios sem as cores? AS CORES E OS NEGÓCIOS Já imaginou a monotonia da vida e dos negócios sem as cores? Conhecer o significado das cores, na vida e nos negócios, aumenta as suas possibilidades de êxito. Aproveite. Sabia,

Leia mais

COR. Prof. Wanderlei Paré

COR. Prof. Wanderlei Paré DEFINIÇÃO Cada fonte, ou centro luminoso, emana ondas ou vibrações que, impressionando a vista, dão precisamente a sensação de luz. A luz se compõe de uma mistura de radiações de diferentes longitudes

Leia mais

Gorovitz/Maass Design 2000. Recomendações para uso de cores no ambiente escolar

Gorovitz/Maass Design 2000. Recomendações para uso de cores no ambiente escolar Gorovitz/Maass Design 2000 Recomendações para uso de cores no ambiente escolar Introdução O objetivo desse trabalho é fazer um estudo que fundamente as recomendações de uso de cor na pintura de ambientes

Leia mais

10/04/2015. As cores na Publicidade. Cor é vida

10/04/2015. As cores na Publicidade. Cor é vida As cores na Publicidade Profa. Soraya Barreto Desde que os primeiros homens começaram a usar as cores como forma de magia para atrair, através de seus poderes, a tão preciosa caça, as cores passaram a

Leia mais

Elementos de linguagem: A cor

Elementos de linguagem: A cor Profa Ana Rezende Ago /set 2006 A todo o momento recebemos informações através dos sentidos, da visão, do olfacto,... em cada cem informações que recebemos oitenta são visuais dessas, quarenta são cromáticas,

Leia mais

As cores são ações e paixões da luz.

As cores são ações e paixões da luz. As cores são ações e paixões da luz. Goethe Robert Delunay, Drama políltico, óleo e colagem sobre cartão, 88,7 x 67,3, 1914 Cada olhar envolve uma observação, cada observação uma reflexão, cada reflexão

Leia mais

Ferramentas de Desenvolvimento do Webdesign

Ferramentas de Desenvolvimento do Webdesign Webdesign Ferramentas de Desenvolvimento do Webdesign Ferramentas de Desenvolvimento, design, cores e Posicionamento de Elementos Conteúdos Os materiais de aula, apostilas e outras informações estarão

Leia mais

SEU ESTILO TENDÊNCIAS 2013

SEU ESTILO TENDÊNCIAS 2013 SEU ESTILO TENDÊNCIAS 2013 SEU ESTILO TENDÊNCIAS 2013 SOBRE TENDÊNCIAS Prever tendências de cores é uma ciência extremamente complexa que envolve recursos de várias especialidades, como psicologia, sociologia

Leia mais

Comunicação Visual em Bibliotecas

Comunicação Visual em Bibliotecas UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA Faculdade de Filosofia e Ciências Câmpus de Marília Departamento de Ciência da Informação Comunicação Visual em Bibliotecas Profa. Marta Valentim Marília 2014 Conceitos Comunicação:

Leia mais

Teoria da Cor para WebDesigners. O significado da cor

Teoria da Cor para WebDesigners. O significado da cor Teoria da Cor para WebDesigners O significado da cor Cor no design é muito subjetivo. O que evoca uma reação em uma pessoa pode evocar uma reação muito diferente em outra. Às vezes isso é devido à preferência

Leia mais

Cor. A cor como ferramenta. Cor-luz. Percepção das cores. Cor-pigmento. Tipos de estímulos cromáticos. Design & Percepção 2. www.ligiafascioni.com.

Cor. A cor como ferramenta. Cor-luz. Percepção das cores. Cor-pigmento. Tipos de estímulos cromáticos. Design & Percepção 2. www.ligiafascioni.com. Design & Percepção 2 A cor como ferramenta Lígia Fascioni Cor Disco de Newton Muita gente estudou o fenômeno: Filósofos (Platão) Matemáticos (Newton) Físicos (Kepler, Descartes) Escritores (Goethe) Pintores

Leia mais

TEORIA DA COR NO DESIGN

TEORIA DA COR NO DESIGN FAUPUCRS Design Gráfico TEORIA DA COR NO DESIGN Prof. Arq. Mario Ferreira, Dr.Eng. Outubro, 2011 AXIOMAS NA ÁREA DO DESIGN Projeto cromático tipo e utilização do elemento (objeto ou imagem) tratado; Falta

Leia mais

Manual de Instalação e Operação

Manual de Instalação e Operação Manual de Instalação e Operação Acqua Color Sistema de Iluminação Recomendado para Cromoterapia ROD. BR 158, n.º 797 - Pq. Industrial CEP: 87250-000 - Peabiru - PR - Brasil Fone: (44) 3531-1101 E-mail:

Leia mais

Evandro Myller Trabalhando com desenvolvimento web Entusiasta de programação de aplicativos web e software livre Criador de um framework JavaScript

Evandro Myller Trabalhando com desenvolvimento web Entusiasta de programação de aplicativos web e software livre Criador de um framework JavaScript Evandro Myller Trabalhando com desenvolvimento web Entusiasta de programação de aplicativos web e software livre Criador de um framework JavaScript (em desenvolvimento constante) O que é "design web"?

Leia mais

Cor é vida. Devido às suas qualidades intrínsecas, a cor tem capacidade de captar rapidamente - e sob um domínio emotivo - a atenção do comprador.

Cor é vida. Devido às suas qualidades intrínsecas, a cor tem capacidade de captar rapidamente - e sob um domínio emotivo - a atenção do comprador. Teoria das Cores Teoria da Cores de Leonardo da Vinci, são as formulações históricas contidas em seus escritos e reunidas no livro Tratado da Pintura e da Paisagem - Sombra e Luz. Cuja primeira edição

Leia mais

Deixo, em baixo, o significado de algumas cores.

Deixo, em baixo, o significado de algumas cores. {include_content_item 526} Criar apresentações em Powerpoint nem sempre é uma tarefa simples, principalmente quando não sabemos que cores utilizar. Seguir o gosto pessoal poderá não ser a melhor opção.

Leia mais

VIVA AS NOSSAS CORES.

VIVA AS NOSSAS CORES. CATÁLOGO DE CORES VIVA AS NOSSAS CORES. Conheça a nova coleção Arga Tintas para fachadas e interiores e explore as nossas sugestões de combinação de espaços e cores. À sua maneira, cada cor tem o poder

Leia mais

CURSO DE PÓS GRADUAÇÃO EM SAÚDE E SEGURANÇA DO TRABALHO ERGONOMIA ASPECTOS FÍSICOS AMBIENTAIS ERGONÔMICOS

CURSO DE PÓS GRADUAÇÃO EM SAÚDE E SEGURANÇA DO TRABALHO ERGONOMIA ASPECTOS FÍSICOS AMBIENTAIS ERGONÔMICOS CURSO DE PÓS GRADUAÇÃO EM SAÚDE E SEGURANÇA DO TRABALHO ERGONOMIA ASPECTOS FÍSICOS AMBIENTAIS ERGONÔMICOS Profª. MSc. Marta Cristina Wachowicz Especialista em Psicologia do Trabalho Mestre em Engenharia

Leia mais

É um agente físico capaz de sensibilizar os nossos órgãos visuais.

É um agente físico capaz de sensibilizar os nossos órgãos visuais. É um agente físico capaz de sensibilizar os nossos órgãos visuais. Dispersão da luz Luz Branca v Prisma Vermelho Laranja Amarelo Verde Azul Anil Violeta COR Luz: As Primárias São: Vermelho, Verde e Azul

Leia mais

O USO DAS CORES NO DESENVOLVIMENTO DE WEBSITES COM FOCO EM USABILIDADE

O USO DAS CORES NO DESENVOLVIMENTO DE WEBSITES COM FOCO EM USABILIDADE O USO DAS CORES NO DESENVOLVIMENTO DE WEBSITES COM FOCO EM USABILIDADE Profa. Adriana Morais da SILVA: adriana@adrianamorais.pro.br Centro Universitário Nossa Senhora do Patrocínio - Ceunsp Prof. Ricardo

Leia mais

Teoria da Cor TI. Elisa Maria Pivetta

Teoria da Cor TI. Elisa Maria Pivetta Teoria da Cor TI Elisa Maria Pivetta A percepção da cor é um processo complexo, resultante da recepção da luz pelo olho e da interpretação desta pelo cérebro. O que de fato determina a cor de um objeto

Leia mais

Azuis. AMC 535 - Blue Angels. AMC 546 - Sultry Sapphire. AMC 545 - Night Edition. AMC 549 - Swirling Water. AMC 538 - First Rain

Azuis. AMC 535 - Blue Angels. AMC 546 - Sultry Sapphire. AMC 545 - Night Edition. AMC 549 - Swirling Water. AMC 538 - First Rain Azuis São associados com o céu e o mar. Suas matizes são reconhecidas como refrescantes, calmantes e libertadoras. Simbolizam horizontes infinitos, novos começos, energia renovada e uma dinâmica positiva.

Leia mais

Iluminação e saúde. Como a luz pode ser uma importante aliada no tratamento de pacientes. e s p e c i a l. Por Adriano Degra e Erlei Gobi

Iluminação e saúde. Como a luz pode ser uma importante aliada no tratamento de pacientes. e s p e c i a l. Por Adriano Degra e Erlei Gobi e s p e c i a l Iluminação e saúde Por Adriano Degra e Erlei Gobi Como a luz pode ser uma importante aliada no tratamento de pacientes Essencial para os seres humanos, a luz está presente em todos os momentos

Leia mais

NR10 - Instalações e Serviços em Eletricidade: é nesta norma que estão contidos itens voltados para iluminação.

NR10 - Instalações e Serviços em Eletricidade: é nesta norma que estão contidos itens voltados para iluminação. NR10 - Instalações e Serviços em Eletricidade: é nesta norma que estão contidos itens voltados para iluminação. Das normas NR 10 são citadas abaixo as normas voltadas para a iluminação: 10.2.3.3. Os postos

Leia mais

HIGIENE DO TRABALHO LUMINOTÉCNICA

HIGIENE DO TRABALHO LUMINOTÉCNICA HIGIENE DO TRABALHO LUMINOTÉCNICA ÍNDICE I A iluminação no trabalho I.1 A aplicação norma regulamentadora NR 17 do Ministério do Trabalho I.2 Iluminação de Interiores NBR 5413 da ABNT I.3 Como selecionar

Leia mais

Fundamentos. da Cor. Claudio Dreher de Araujo Número de matrícula: 0519503-9 Curso: Design (420) Teoria da Luz e Cor - EGR5110

Fundamentos. da Cor. Claudio Dreher de Araujo Número de matrícula: 0519503-9 Curso: Design (420) Teoria da Luz e Cor - EGR5110 Fundamentos da Cor Aluno: Claudio Dreher de Araujo Número de matrícula: 0519503-9 Curso: Design (420) Turma: 0195A Disciplina: Teoria da Luz e Cor - EGR5110 Professora: Berenice Gonçalves Data de entrega:

Leia mais

Técnicas de Exposição de Produtos CONCEITO DE EXPOSIÇÃO DE PRODUTOS A idéia básica: Mostrar ou destacar alguma coisa. Mostrar também significa: Comunicar O produto deve atrair, seduzir, mexer com os sentidos

Leia mais

COLOR EXCELLENCE. HAIR PERFECTION.

COLOR EXCELLENCE. HAIR PERFECTION. COLOR EXCELLENCE. HAIR PERFECTION. Naturais 1 Preto 6 2 Escuro 7 3 8 4 9 5 10 Naturais Bahia 4 NB 8 NB 5 NB 9 NB 6 NB 7 NB 10 NB Naturais Intensos 3 NI 8 NI 4 NI 5 NI 6 NI 7 NI 9 NI Louro claríssimo Tendenza

Leia mais

apostila técnica COLORS www.lolacosmetics.com.br

apostila técnica COLORS www.lolacosmetics.com.br COLORS apresentação Prezado, É com imenso prazer que apresentamos a apostila de coloração da Lola. Nosso objetivo foi desenvolver um material completo que reunisse informações técnicas e alguns bons argumentos

Leia mais

Luz e Cor. Sistemas Gráficos/ Computação Gráfica e Interfaces FACULDADE DE ENGENHARIA DA UNIVERSIDADE DO PORTO

Luz e Cor. Sistemas Gráficos/ Computação Gráfica e Interfaces FACULDADE DE ENGENHARIA DA UNIVERSIDADE DO PORTO Luz e Cor Sistemas Gráficos/ Computação Gráfica e Interfaces 1 Luz Cromática Em termos perceptivos avaliamos a luz cromática pelas seguintes quantidades: 1. Matiz (Hue): distingue entre as várias cores

Leia mais

Luz, olho humano e óculos Capítulo 12 (pág. 219)

Luz, olho humano e óculos Capítulo 12 (pág. 219) Luz, olho humano e óculos Capítulo 12 (pág. 219) Raios de Luz - Alguns filósofos gregos pensavam que nossos olhos emitiam raios que permitiam enxergar os objetos; - Só nos é possível ver quando há luz

Leia mais

Quantas vezes o olho humano pisca, por minuto?

Quantas vezes o olho humano pisca, por minuto? Quantas vezes o olho humano pisca, por minuto? Em uma conversa, os interlocutores piscam uma média de 22 vezes por minuto. Quando alguém lê, a frequência desta piscadela se produz 12 a 15 vezes por minuto.

Leia mais

Gama do monitor. Michael v.ostheim Tradução: Marcus Gama Tradução: André Marcelo Alvarenga

Gama do monitor. Michael v.ostheim Tradução: Marcus Gama Tradução: André Marcelo Alvarenga Michael v.ostheim Tradução: Marcus Gama Tradução: André Marcelo Alvarenga 2 Conteúdo 1 Introdução 4 2 Usando as imagens de teste 4 2.1 Imagem de teste da escala de cinza............................ 4 2.2

Leia mais

Luz e fotografia considerações iniciais

Luz e fotografia considerações iniciais Introdução às técnicas de iluminação luz e óptica 67 Luz e fotografia considerações iniciais Tudo o que a câmera registra se deve à luz, natural ou artificial. A própria palavra "fotografia" significa

Leia mais

formação web design. 2013 01. 127

formação web design. 2013 01. 127 formação web design. 2013 01. 127 as cores a cor m a t i z o nome atual, como vermelho ou verde s a t u r a ç ã o indica a pureza da cor, o grau de pureza do matiz l u m i n o s i d a d e indica o quanto

Leia mais

1. A CUTÍCULA E a parte externa. E formada de células planas ou escamas que se posicionam como telhas de um teto.

1. A CUTÍCULA E a parte externa. E formada de células planas ou escamas que se posicionam como telhas de um teto. 1 ESTRUTURA DO CABELO A estrutura dos cabelos é formada por três partes concêntricas: A CUTÍCULA (parte externa) A MEDULA (centro) O CÓRTEX (a verdadeira estrutura) 1. A CUTÍCULA E a parte externa. E formada

Leia mais

Estes filtros devem estar na lista de prioridade de suas compras pois eles protegem sua lente contra poeira, umidade e arranhões.

Estes filtros devem estar na lista de prioridade de suas compras pois eles protegem sua lente contra poeira, umidade e arranhões. Venda Locação! """ Os filtro podem ser divididos em famílias e sub famílias: Proteção Correção Filmes Coloridos Filmes P & B Efeito: Difusores Contraste Efeitos ópticos Polarizador Cor Cor/Graduados PROTEÇÃO:

Leia mais

Bares e restaurantes. Sensações e estímulos provocados pela luz. p o n t o d e v i s t a. Por Claudia Torres

Bares e restaurantes. Sensações e estímulos provocados pela luz. p o n t o d e v i s t a. Por Claudia Torres p o n t o d e v i s t a Bares e restaurantes Por Claudia Torres Sensações e estímulos provocados pela luz NOS BARES E RESTAURANTES, A ATMOSFERA CRIADA PELA iluminação é tão importante quanto o cardápio.

Leia mais

XI Simpósio Brasileiro de Aperfeiçoamento em Acupuntura e Terapias Orientas EBRAMEC - CIEFATO

XI Simpósio Brasileiro de Aperfeiçoamento em Acupuntura e Terapias Orientas EBRAMEC - CIEFATO XI Simpósio Brasileiro de Aperfeiçoamento em Acupuntura e Terapias Orientas EBRAMEC - CIEFATO Material elaborado pela Direção e Coordenação da EBRAMEC Direção Geral: Reginaldo de Carvalho Silva Filho Coordenação

Leia mais

Iluminação artificial

Iluminação artificial Iluminação artificial 1. Conceitos: 1.1. Luz Luz é a radiação eletromagnética capaz de produzir sensação visual. Essa faixa de radiação eletromagnética tem com comprimento de onda entre 380 a 780 nm (nanômetros),

Leia mais

A COR NOS INTERIORES

A COR NOS INTERIORES IADE Instituto de Artes Visuais, Design e Marketing Escola Superior de Design / Escola Superior de Publicidade e Marketing Licenciatura em Design História da Arte e da Técnica A COR NOS INTERIORES José

Leia mais

Seleção Hydrangea macrophylla Magical

Seleção Hydrangea macrophylla Magical Seleção Hydrangea macrophylla Magical Magical Four Seasons Especialmente selecionadas Mudança sasonal de cor Qualidade excecional As quatro estações das Magical As Hydrangeas macrophylla Magical são um

Leia mais

HARMONIA EQUILÍBRIO CONTRASTE

HARMONIA EQUILÍBRIO CONTRASTE Gestalt do Objeto Sistema de Leitura Visual da Forma Categorias Conceituais Fundamentais HARMONIA EQUILÍBRIO CONTRASTE Prof. Dr. João Gomes Filho I 2011 BIBLIOGRAFIA www.joaogomes.com.br João Gomes Filho

Leia mais

AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA

AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA O trabalho se inicia com uma avaliação diagnóstica (aplicação de um questionário) a respeito dos conhecimentos que pretendemos introduzir nas aulas dos estudantes de física do ensino médio (público alvo)

Leia mais

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL PROJETO ESCOLA BRASIL

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL PROJETO ESCOLA BRASIL MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL LOGOMARCA - VERSÃO PREFERENCIAL VERTICAL 02 LOGOMARCA - VERSÃO SECUNDÁRIA HORIZONTAL 03 LOGOMARCA - VERSÃO TERCIÁRIA HORIZONTAL 04 CORES - PANTONE E QUADRICROMIA Pantone 7406

Leia mais

Vantagens de Utilização

Vantagens de Utilização Placas de ACM Placas de ACM eferência em tecnologia de revestimentos, o ACM, do Inglês Aluminum Composite Material, é um novo tipo de material de ornamentação de alta resistência e com muitas outras vantagens

Leia mais

AULA Nº 9 E 10 HIGIENE, SAÚDE E SEGURANÇA NO TRABALHO

AULA Nº 9 E 10 HIGIENE, SAÚDE E SEGURANÇA NO TRABALHO AULA Nº 9 E 10 HIGIENE, SAÚDE E SEGURANÇA NO TRABALHO Papel da escola na promoção de uma cultura de HSST no trabalho PANORAMA GERAL: 330 000 acidentes de trabalho/ano 22% afecta os jovens com idade inferior

Leia mais

AMBIÊNCIA PLANEJAMENTO DO AMBIENTE EM UAN TIPOS DE ILUMINAÇÃO EM UAN 20/11/2010 FONTES DE ILUMINAÇÃO ARTIFICIAL ÍNDICE DE REPRODUÇÃO DE CORES (IRC)

AMBIÊNCIA PLANEJAMENTO DO AMBIENTE EM UAN TIPOS DE ILUMINAÇÃO EM UAN 20/11/2010 FONTES DE ILUMINAÇÃO ARTIFICIAL ÍNDICE DE REPRODUÇÃO DE CORES (IRC) PLANEJAMENTO DO AMBIENTE EM UAN Iluminação Cores Ventilação Temperatura AMBIÊNCIA Umidade Ruído Material de revestimento Profa. Flávia Milagres Campos Ambiente aconchegante e agradável para clientese funcionários:

Leia mais

LEI 6514/77 PORTARIA 3214/ 78 NR-26 - SINALIZAÇÃO DE SEGURANÇA

LEI 6514/77 PORTARIA 3214/ 78 NR-26 - SINALIZAÇÃO DE SEGURANÇA LEI 6514/77 PORTARIA 3214/ 78 NR-26 - SINALIZAÇÃO DE SEGURANÇA 26.1 Cor na Segurança do Trabalho. 26.1.1 Esta Norma Regulamentadora (NR) tem por objetivo fixar as cores que devem ser usadas nos locais

Leia mais

T E N D Ê N C I A S 2 0 1 5

T E N D Ê N C I A S 2 0 1 5 TENDÊNCIAS 2015 TENDÊNCIAS 2015 CONEXÃO TENDÊNCIAS Prever tendências de cores é uma ciência extremamente complexa, que envolve recursos de várias especialidades, como Psicologia, Sociologia e Comunicação.

Leia mais

1) PROBLEMATIZAÇÃO 2) PERGUNTAS-CHAVE 3) CONCEITOS CHAVE. Atividade 3

1) PROBLEMATIZAÇÃO 2) PERGUNTAS-CHAVE 3) CONCEITOS CHAVE. Atividade 3 Atividade 3 1) PROBLEMATIZAÇÃO Não é raro se ouvir as pessoas falando que não é apropriado usar roupas pretas em dias muito quentes, por algum motivo afirmam que a roupa preta esquenta mais do que outra

Leia mais

Como contar a história

Como contar a história Cor Como contar a história Defina o impacto de sua mensagem Decida o que é mais importante para seus leitores Apresente isso combinando palavras, imagens e espaço numa disposição feita de maneira lúcida,

Leia mais

Standards Agapórnis. 1. Agapornis canus

Standards Agapórnis. 1. Agapornis canus 1. Agapornis canus Forma e posição: A ave deve apresentar uma posição no poleiro próxima dos 70º em relação à horizontal, as asas devem ser simétricas e não se cruzarem, a cabeça é redonda e proporcionalmente

Leia mais

Composição fotográfica

Composição fotográfica Composição fotográfica É a seleção e os arranjos agradáveis dos assuntos dentro da área a ser fotografada. Os arranjos são feitos colocando-se figuras ou objetos em determinadas posições. Às vezes, na

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS COMPLEMENTARES 2ª SÉRIE

LISTA DE EXERCÍCIOS COMPLEMENTARES 2ª SÉRIE LISTA DE EXERCÍCIOS COMPLEMENTARES FÍSICA - A - 2012 ALUNO: TURMA: CARTEIRA: MATRÍCULA: DATA: / / Unidade 01 - Introdução à Óptica Geométrica Unidade 02 - Reflexão da Luz REFAZER OS EXERCÍCIOS DO LIVRO:

Leia mais

A COR NO AMBIENTE HOSPITALAR

A COR NO AMBIENTE HOSPITALAR A COR NO AMBIENTE HOSPITALAR Luiz Cláudio Rezende Cunha RESUMO O objetivo desta pesquisa é demonstrar que há diferentes reações, de pacientes e de profissionais que trabalham em um hospital, na presença

Leia mais

Visão humana. Guillermo Cámara-Chávez

Visão humana. Guillermo Cámara-Chávez Visão humana Guillermo Cámara-Chávez Cor e visão humana Como uma imagem é formada? Uma imagem é formada a partir da quantidade de luz refletida ou emitida pelo objeto observado. Cor e visão humana Cor

Leia mais

Concurso Logotipo do Curso de Tecnologia em Sistemas para Internet

Concurso Logotipo do Curso de Tecnologia em Sistemas para Internet Concurso Logotipo do Curso de Tecnologia em Sistemas para Internet Prezados, Seguem, o Logotipos pré-selecionados para votação. Analisem cada imagem bem como sua descrição e envie um e-mail contendo a

Leia mais

GUIÃO DO PROFESSOR. Capuchinho Vermelho. Exploração de conteúdos Preparação da visita Caderno do professor

GUIÃO DO PROFESSOR. Capuchinho Vermelho. Exploração de conteúdos Preparação da visita Caderno do professor GUIÃO DO PROFESSOR Capuchinho Vermelho Exploração de conteúdos Preparação da visita Caderno do professor Era Uma Vez uma cor vermelha! Enquadramento Curricular Preparação da visita 3º Ciclo Ciências Naturais

Leia mais

Uma marca bem conceituada vale bilhões de dólares. Por exemplo: a Coca-Cola vale mais de U$60 Bi; o Google U$ 30 Bi.

Uma marca bem conceituada vale bilhões de dólares. Por exemplo: a Coca-Cola vale mais de U$60 Bi; o Google U$ 30 Bi. AULA 1 FIREWORKS CRIANDO UM LOGOTIPO Como Criar um Logotipo: Estudo de Caso A criação e o design de um logotipo, sem dúvida, é uma ação super valorizada e indispensável para uma empresa ou profissionais

Leia mais

Fluxo luminoso ( ): é a quantidade de luz emitida por uma fonte, medida em lúmens (lm), na tensão nominal de funcionamento.

Fluxo luminoso ( ): é a quantidade de luz emitida por uma fonte, medida em lúmens (lm), na tensão nominal de funcionamento. 4. CÁLCULO LUMINOTÉCNICO 4.1. Definições Fluxo luminoso ( ): é a quantidade de luz emitida por uma fonte, medida em lúmens (lm), na tensão nominal de funcionamento. Iluminância (E): relaciona a luz que

Leia mais

Elaboração de um Guia de Estilos para Serviços de Informação em Ciência e Tecnologia via Web. Rosamelia Parizotto

Elaboração de um Guia de Estilos para Serviços de Informação em Ciência e Tecnologia via Web. Rosamelia Parizotto Elaboração de um Guia de Estilos para Serviços de Informação em Ciência e Tecnologia via Web Rosamelia Parizotto Parte I - Capítulo 2 2.1 Layouts O layout é a forma pela qual os itens de informação estão

Leia mais

Marcas e Logos. O bem mais valioso de uma empresa. CPG 2

Marcas e Logos. O bem mais valioso de uma empresa. CPG 2 CPG LOGOTIPO CPG 1 Marcas e Logos O bem mais valioso de uma empresa. CPG 2 História do Logo - Objetivo Identificar uma casa comercial Identificar serviço ou ramo de atividade Mostrar alguma característica

Leia mais

ÓPTICA. Conceito. Divisões da Óptica. Óptica Física: estuda os fenômenos ópticos que exigem uma teoria sobre a natureza das ondas eletromagnéticas.

ÓPTICA. Conceito. Divisões da Óptica. Óptica Física: estuda os fenômenos ópticos que exigem uma teoria sobre a natureza das ondas eletromagnéticas. ÓPTICA Conceito A óptica é um ramo da Física que estuda os fenomenos relacionados a luz ou, mais amplamente, a radiação eletromagnética, visível ou não. A óptica explica os fenômenos de reflexão, refração

Leia mais

SEJAM BEM-VINDAS 6 MAKEUP PERSONALITY 8 BASE: TOM & SUBTOM 11 PRIMER 12 NATURAL 12 MATE 13 LUMINOSO 13

SEJAM BEM-VINDAS 6 MAKEUP PERSONALITY 8 BASE: TOM & SUBTOM 11 PRIMER 12 NATURAL 12 MATE 13 LUMINOSO 13 1 ÍNDICE SEJAM BEM-VINDAS 6 MAKEUP PERSONALITY 8 BASE: TOM & SUBTOM 11 PRIMER 12 NATURAL 12 MATE 13 LUMINOSO 13 COMO ESCOLHER O TOM/SUBTOM DE BASE 16 TOM 16 SUBTOM 16 ADEUS OLHEIRAS DIFERENTES FORMAS DE

Leia mais

Como Vemos as Coisas? Uma proposta para o ensino de Óptica e Visão no Ensino Fundamental

Como Vemos as Coisas? Uma proposta para o ensino de Óptica e Visão no Ensino Fundamental Como Vemos as Coisas? Uma proposta para o ensino de Óptica e Visão no Ensino Fundamental Valéria Rangel Soares Uma pergunta antiga que desde a Antiguidade despertou a curiosidade do homem. Como Vemos as

Leia mais

Diretrizes para gestão da marca

Diretrizes para gestão da marca Diretrizes para gestão da marca O símbolo transmite brasilidade e fluidez, além de representar a evolução constante da Eletrobras, um movimento contínuo e dinâmico. O azul representa a água, que se renova

Leia mais

Os princípios da composição do vestuário levam em conta os seguintes aspectos:

Os princípios da composição do vestuário levam em conta os seguintes aspectos: Princípios de Composição do Vestuário Para trabalhar com roupas mais elaboradas é importante conhecer os princípios de composição do vestuário. Neste nicho de mercado, este tipo de peça é desenvolvido

Leia mais

Porque as. cores mudam?

Porque as. cores mudam? Porque as cores mudam? O que são cores? As cores não existem materialmente. Não possuem corpo, peso e etc. As cores correspondem à interpretação que nosso cérebro dá a certo tipo de radiação eletro-magnética

Leia mais

Colcha Cecile CORES DISPONÍVEIS - CASAL. Vermelho. Rosa Gerâneo Rosa Claro Laranja. Azul Royal Verde Maçã Amarelo Cinza.

Colcha Cecile CORES DISPONÍVEIS - CASAL. Vermelho. Rosa Gerâneo Rosa Claro Laranja. Azul Royal Verde Maçã Amarelo Cinza. Colcha Cecile CORES DISPONÍVEIS - CASAL Vermelho Rosa Gerâneo Rosa Claro Laranja Azul Royal Verde Maçã Amarelo Cinza Colcha Yasmine Indiana CORES DISPONÍVEIS - CASAL Vermelho Azul Roxo CORES DISPONÍVEIS

Leia mais

Concurso Logotipo do Curso de Tecnologia em Sistemas para Internet. Segue, o Logotipo colorido, preto e branco e uma breve explicação de cada um.

Concurso Logotipo do Curso de Tecnologia em Sistemas para Internet. Segue, o Logotipo colorido, preto e branco e uma breve explicação de cada um. Concurso Logotipo do Curso de Tecnologia em Sistemas para Internet Prezados, Segue, o Logotipo colorido, preto e branco e uma breve explicação de cada um. LOGOTIPO - 01 DESCRIÇÃO: Com apelo visual forte,

Leia mais

A CROMOTERAPIA NA UMBANDA

A CROMOTERAPIA NA UMBANDA A CROMOTERAPIA NA UMBANDA I. INTRODUÇÃO A utilização da cor em qualquer religião, ou melhor, em qualquer processo mágico remonta aos tempos mais antigos. A luz é uma vibração energética, da mesma forma

Leia mais

Volume 8 óptica. Capítulo 49 Espelhos Planos

Volume 8 óptica. Capítulo 49 Espelhos Planos Volume 8 óptica Vídeo 49.1 Vídeo 49.2 Vídeo 49.3 Vídeo 49.4 Vídeo 49.5 Vídeo 49.6 Vídeo 49.7 Vídeo 49.8 Vídeo 49.9 Capítulo 49 Espelhos Planos Um feixe de micro-ondas refletido por uma placa metálica plana

Leia mais

CHACRAS A CONSCIÊNCIA ESPIRITUAL (Filosofia Védica Índia)

CHACRAS A CONSCIÊNCIA ESPIRITUAL (Filosofia Védica Índia) EQUILIBRIO GERAL DO CORPO CHACRAS A CONSCIÊNCIA ESPIRITUAL (Filosofia Védica Índia) A palavra chakra vem do sânscrito e significa vortex de energia. Os vórtices são percebidos pelo vidente como, espirais

Leia mais

prof.nelson_urssi a cultura contemporânea em projeto

prof.nelson_urssi a cultura contemporânea em projeto prof.nelson_urssi dsg> cor, cultura e significado qualidades da cor cores aditivas e subtrativas harmonias e contrastes programação cromática psicologia das cores códigos+público alvo a cultura contemporânea

Leia mais

Iluminação Fotográfica

Iluminação Fotográfica 1 Iluminação Fotográfica Primeiramente, deveríamos lembrar da necessidade da luz para a realização de uma fotografia. Sem a luz, não há fotografia, expressão que significa gravar com a luz. Logo, a principal

Leia mais

ERGONOMIA Notas de Aula-Graduação

ERGONOMIA Notas de Aula-Graduação ERGONOMIA Notas de Aula-Graduação Ponto 8 Ambientes de Trabalho Prof. Mario S. Ferreira, Maio, 2012 Fatores Ambientais Intervenientes na Relação Tarefa-Atividade Elementos ativos: pessoas e equipamentos

Leia mais