GOVERNO DE ALAGOAS SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO E DO ESPORTE PROJETO INTEGRADO DE GESTÃO PARA RESULTADOS SUBPROJETO ENSINO MEDIADO POR TECNOLOGIA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "GOVERNO DE ALAGOAS SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO E DO ESPORTE PROJETO INTEGRADO DE GESTÃO PARA RESULTADOS SUBPROJETO ENSINO MEDIADO POR TECNOLOGIA"

Transcrição

1 GOVERNO DE ALAGOAS SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO E DO ESPORTE PROJETO INTEGRADO DE GESTÃO PARA RESULTADOS SUBPROJETO ENSINO MEDIADO POR TECNOLOGIA TERMO DE REFERÊNCIA 1 OBJETO Contratação de empresa especializada para disponibilização, implantação e suporte de Solução de Ensino Mediado por Tecnologia, a ser utilizada como modalidade educacional exclusivamente complementar à presencial, reforçando, no contra turno, os componentes curriculares oficiais da matriz do ensino médio público do estado de Alagoas e possibilitando a aceleração do conhecimento e a preparação necessária para o ENEM. A solução deverá ser ofertada pelas empresas proponentes em regime de serviços continuados, cabendo à empresa vencedora a responsabilidade de disponibilizar a totalidade dos produtos, serviços e recursos necessários para o perfeito funcionamento da solução conforme as especificações, requisitos e quantitativos constantes nesse Termo de Referência. 2 OBJETIVOS DA CONTRATAÇÃO Disponibilizar uma plataforma tecnológica, composta por equipamentos, softwares e serviços, que possa ser utilizada pela Educação de Alagoas com o objetivo de: Acelerar o desenvolvimento concreto dos alunos com relação às habilidades e competências necessárias para o ENEM, conforme a grade curricular exigida pelo MEC; Reforçar o aprendizado dos alunos com relação a todas as disciplinas da grade curricular de Ensino Médio da rede pública estadual; Melhorar a qualidade do Ensino na rede pública estadual com o compartilhamento e aproveitamento das melhores práticas pedagógicas e didáticas de sala de aula; Evoluir os resultados da Prova Brasil, do IDEB e do Saveal. Como objetivos secundários, que naturalmente serão proporcionados com a implantação da solução, em face da tecnologia utilizada, temos: Estender os benefícios propiciados pela solução aos alunos do Ensino Fundamental da rede pública estadual de ensino; Propiciar um ambiente que permite a melhoria da gestão e comunicação entre a Secretaria de Educação e a direção das escolas, seus professores e demais funcionários; Aproximar a Secretaria de Educação e o Governo em geral com os alunos e a comunidade escolar, fomentando a discussão de temas relevantes. 1

2 3 JUSTIFICATIVA DA CONTRATAÇÃO Como parâmetro de observação da evolução da educação, o governo federal utiliza, dentre outras avaliações, os resultados do IDEB (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica). A principal justificativa para esta contratação é melhorar a qualidade do ensino no Estado de Alagoas, de forma a evoluir os resultados do IDEB do Ensino Médio da rede estadual de 2,6 (dois vírgula seis), registrada em 2011, para um IDEB igual ou superior a 3,7 (três vírgula sete), atingindo, assim, a meta determinada pelo MEC. O IDEB é mais que um indicador estatístico, considerado como condutor de uma política pública voltada pela melhoria da qualidade da educação, tanto no âmbito nacional, como nos estados, municípios e escolas, sua composição possibilita não apenas o diagnóstico atualizado da situação educacional em todas essas esferas, mas também a projeção de metas individuais intermediárias rumo ao incremento da qualidade do ensino ofertado pelas escolas brasileiras. Estas metas sugerem o caminho traçado pelo governo de evolução individual dos índices para que o Brasil atinja o patamar educacional que têm hoje a média dos países da OCDE (Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico). Esta referência à OCDE é parâmetro técnico em busca da qualidade, e não um critério externo às políticas públicas educacionais desenvolvidas pelo MEC, no âmbito da realidade brasileira. Como estas metas são diferenciadas para todos, e são apresentadas bienalmente de 2007 a 2021, estados, municípios e escolas deverão melhorar seus índices e contribuir, em conjunto, para que o Brasil chegue à meta 6,0 em 2022, ano do bicentenário da Independência. Mesmo quem já apresenta um bom índice deve continuar a evoluir. No caso das redes e escolas com maior dificuldade, as metas preveem um esforço mais concentrado, para que elas melhorem rapidamente, diminuindo assim a desigualdade entre esferas. O Ministério da Educação prevê apoio específico para reduzir essa desigualdade. As discussões em relação a estas metas fundamentam as escolhas dos estados da federação com relação à superação das dificuldades observadas em cada situação em específico. A superação destas dificuldades em busca de melhores resultados é pautada pela inovação e pela melhor utilização dos investimentos públicos em soluções que demonstrem resultados consistentes, desde a oferta do ensino de qualidade quanto aos resultados verificados pelos egressos deste processo de transformação da educação. Cada vez mais os estados da federação serão cobrados pelo governo federal quanto à qualidade do ensino oferecido aos seus alunos, não apenas por conta da presente mudança de consciência da sociedade brasileira no sentido de acesso a uma educação de qualidade, mas de uma situação em que agindo assim poderemos elevar o país a níveis consistentes de desenvolvimento e produção de ciência, ampliando a capacidade motivadora e criadora de oportunidades advindas do processo educacional acessível a todos. 3.1 Metas do Estado de Alagoas No caso específico do sistema estadual de ensino do estado de Alagoas, a base para maiores verificações destas soluções tem como base o alcance de 5 das 6 metas 1 definidas pela atual gestão, em concordância com as metas estipuladas pelo governo federal. São elas: Meta 1 Acesso Até 2022 todas as crianças e jovens com idade entre 4 e 17 anos matriculados na educação básica. No caso específico do Ensino Médio, dos jovens com idade entre 15 e 17 anos, ultrapassarmos dos atuais 89,9% para 100%; 1 Fonte Sítio 2

3 Meta 3 Qualidade 2 Até 2022 todo aluno aprenderá o que é apropriado para série. No caso específico do 3º ano do Ensino Médio, pularmos dos 50% para índices superiores a 60%; Meta 4 Conclusão Até 2022 uma melhora significativa em relação aos concluintes do Ensino Médio, com idade máxima de 19 anos, dos aproximados 40% verificados em 2009 para índices superiores a 80%; Meta 5 Investimento garantido e bem gerido Uma constante busca de melhoria, na obtenção de programas que equacionem corretamente a aplicação com o nível de investimento assegurado, garantindo real atendimento aos problemas verificados e a serem superados; Meta técnica Investimento direcionado à qualidade da prestação de serviço condizente com a aplicação de recursos destinados a programas de qualidade. Conforme última verificação realizada em 2011, o IDEB do estado em relação ao Ensino Médio é de 2,9, sendo 2,6 na rede pública estadual. A meta estimada para o ano de 2013 é de 3,6, podendo ser atingida se a convergência de esforços do governo estadual para o cumprimento das metas relacionadas acima seja efetivamente cumprida. Para este cumprimento de metas, especificamente em relação à situação do Ensino Médio, a busca presente de novas tecnologias e soluções educacionais ser torna fundamental como política pública de resolução das distorções verificadas nos índices apresentados pelo governo federal. 3.2 Soluções Educacionais Neste panorama, surge na vanguarda da elaboração de projetos educacionais a modalidade de educação mediada por tecnologias, para o público jovem, de ensino médio, trazendo o rompimento das barreiras entre as soluções (metodologias e tecnologias) adotadas na preparação de estudantes para os processos seletivos de acesso ao ensino superior das principais universidades e faculdades do país. Esse projeto estabelece o início de uma revolução educacional do ensino médio, pois se trata de empenho conjunto para a consolidação de políticas educacionais desenvolvidas e ofertadas em educação presencial mediada por tecnologia. O resultado permitirá ao estado de Alagoas a possibilidade de ofertar uma preparação completa, fundamentada e direcionada ao aproveitamento de todo o processo educacional a qual os estudantes estarão inseridos, possibilitando assim o melhor aproveitamento dos recursos e consequentemente ampliando os horizontes para a melhoria continuada da educação brasileira, partindo da experiência estadual. Nos últimos, com o advento da internet e suas múltiplas possibilidades, a educação presencial mediada por tecnologia, tornou-se uma realidade devidamente presente na evolução dos programas educacionais brasileiros, esse projeto irá elevar gradativamente a qualidade do ensino oferecido pelo Estado de Alagoas, permitindo que cada vez mais alunos da rede pública tenham acesso ao ensino superior, por meio da concorrência direta às vagas das universidades federais, estaduais e instituições particulares de qualidade situadas em seu território, não só por isso, mas também pelas vagas oferecidas através do PROUNI, selecionadas e classificadas por meio do Exame Nacional do Ensino Médio, o ENEM. Estes resultados não apenas trarão aos alunos da rede pública de ensino o acesso ao ensino superior de qualidade, mas também elevarão os resultados do estado de Alagoas nas avaliações atribuídas a eles, através dos índices de aprovação e participação no próprio ENEM, 2 Dados retirados do sítio referentes a 2009/2010 3

4 também diretamente ligados à distribuição de recursos públicos da União para a educação em suas diversas realidades. O presente projeto visa estabelecer os sólidos passos para a consolidação de uma sociedade produtora de conhecimento, conectada ao mundo globalizado, consciente das benesses advindas da universalização da educação e da construção de bases consolidadas de avanço tecnológico e social. 3.3 Resultados Esperados Além dos benefícios supracitados, a Secretaria de Educação do Estado de Alagoas espera obter ainda, os seguintes resultados: Baixo custo para aplicação e construção da estrutura física do projeto, por depender da utilização de salas de aula ociosas nos períodos contrários aos utilizados regularmente, quando na oferta do ensino preparatório para ENEM e reforço das matérias da grade curricular de ensino do estado; Aulas presenciais, em tempo real, com interação professor-alunos em salas de aulas regulares do sistema de ensino, previamente preparadas/adaptadas com equipamentos, softwares e serviços necessários para o seu pleno funcionamento, abrangendo: i) Salas de Transmissão; ii) Salas de Recepção; e iii) Salas de Laboratório que juntas disponibilizarão, modernos recursos de áudio, videoconferência, microcomputadores com acesso à internet, recursos de impressão, sistema de monitoramento e segurança e operação assistida. Uma solução que apresente a melhor relação custo x benefício, em termos de tecnologia aplicada, acessibilidade e capacidade de processamento de informações; Tecnologia inovadora em relação a outras experiências públicas, por se tratar de requisitos de sistema de videoconferência, desenvolvido para experiências de ensino e aprendizagem, permitindo o desenvolvimento de programas complementares exclusivos para cada nível educacional; O apelo socializador do projeto, por permitir a participação e a interação em sistema de videoconferência com diversos alunos ao mesmo tempo, incluindo múltiplos acessos de escolas representadas pelos professores/tutores presenciais e alunos participantes; A possibilidade de acesso à sala de laboratório de informática para exibição das aulas gravadas aos alunos que por ventura não possam estar presentes nos momentos de transmissão, não causando assim prejuízos aos alunos e professores frequentes; Amplitude do projeto por um baixo custo para a contratante, a elevação do padrão educacional oferecido levando a proposta pedagógica ao acesso do maior número de alunos possível; Possibilidade de monitoramento de todas as ações realizadas por alunos e professores no sistema dedicado à aplicação das aulas, permitindo assim a construção de diagnósticos avaliativos sobre a utilização do espaço, do trabalho docente e a apreensão dos conteúdos ofertados; Variedade de aulas disponíveis nos três turnos, de segunda a sábado, durante todo o ano letivo ou em período destacado; Organização de sistema exclusivo de videoconferência diretamente ligado ao gabinete do secretário de governo, podendo ser utilizada por toda a gestão administrativa e pedagógica da SEE, interligado a todos os pontos de acesso às aulas e às equipes de coordenação e direção das escolas atendidas, aproximando a realidade gerencial da realidade prática da atividade docente no estado; 4

5 Promover o reconhecimento nacional do Estado de Alagoas em termos de participação e aprovação no ENEM e na oferta de ensino presencial de qualidade mediado por sistema de videoconferência; Promover o acesso à tecnologia educacional de ponta, construindo assim a inclusão digital de estudantes de escolas públicas; Acompanhamento tutorial presencial nos dias de transmissão das aulas por professores da própria rede de ensino pública treinados nesta modalidade, devidamente selecionados e capacitados na execução de todas as etapas do projeto; e Aplicação de avaliações regulares simuladas on-line e presenciais, disponíveis diariamente, após o período de exibição das aulas e em dias específicos no cronograma, com acompanhamento de professores. 4 FUNDAMENTAÇÃO DA CONTRATAÇÃO 4.1 Fundamento Legal Lei n. º 8.666/1993 Regulamenta o art. 37, inciso XXI, da Constituição Federal, institui normas para licitações e contratos da Administração Pública e dá outras providências; Lei nº /2002 Institui, no âmbito da União, Estados, Distrito Federal e Municípios, nos termos do art. 37, inciso XXI, da Constituição Federal, modalidade de licitação denominada pregão, para aquisição de bens e serviços comuns, e dá outras providências; Instrução Normativa SLTI n. º 2/2008 e suas alterações Dispõe sobre regras e diretrizes para contratação de serviços continuados ou não. Essa norma aplica-se subsidiariamente à IN/SLTI 4/2010; Instrução Normativa SLTI n. º 4/2010 e suas alterações Dispõe sobre o processo de contratação de serviços de Tecnologia da Informação pela Administração Pública Federal direta, autárquica e fundacional; Decreto 7.174, de 12 de maio de 2010 Regulamenta a contratação de bens e serviços de informática e automação pela administração pública federal, direta ou indireta, pelas fundações instituídas ou mantidas pelo Poder Público e pelas demais organizações sob o controle direto ou indireto da União. Acórdão n. º 1099/2008 Plenário Manifestou entendimento de que, havendo dependência entre os serviços que compõem o objeto licitado, a opção pelo não parcelamento mostra-se adequada. 4.2 Fundamentação para Adoção da Modalidade Pregão Eletrônico A presente contratação trata-se de serviço comum e continuado, conforme disposto no Art. 1º da Lei nº /02, visto que os diversos componentes da Solução de Ensino Mediado por Tecnologia fornecem elementos padronizados de desempenho e qualidade, conhecidos e utilizados por fornecedores e consumidores deste tipo de solução. Assim, tendo por base a natureza dos serviços descritos neste instrumento, as demais normas vigentes e que os serviços, independente da 5

6 complexidade, são comuns, sugere-se a adoção da modalidade Pregão no formato eletrônico e com adjudicação pelo valor global para todo o período de vigência do contrato. Corroborando, tem-se o Acórdão n. º 2.471/2008 do Tribunal de Contas da União, o qual prescreve: A licitação de bens e serviços de tecnologia da informação considerados comuns, ou seja, aqueles que possuam padrões de desempenho e de qualidade objetivamente definidos no edital, com base em especificações usuais de mercado, deve ser obrigatoriamente realizada pela modalidade pregão, preferencialmente, na forma eletrônica. (...). 5 DESCRIÇÃO DOS SERVIÇOS A SEREM CONTRATADOS: Os serviços a serem contratados constituem-se da utilização de salas de aulas regulares das escolas públicas, transformando essas salas em ambientes modernizados e equipados com tecnologias que permitam a transmissão e a recepção das aulas de reforço ministradas, alcançando de forma simultânea um maior número de turmas. A Superintendência de Gestão da Rede Estadual de Ensino irá indicar quais escolas públicas, dentre todas as que compõem a rede de ensino do estado de Alagoas, que deverão ser contempladas com a solução objeto dessa contratação, respeitando os limites de quantidades e valores estabelecidos nesse Termo Referência. Segue abaixo uma descrição geral dos serviços a serem executados pela empresa contratada. Esses serviços envolvem a disponibilização (como serviço), implantação e suporte de: Tratamento acústico, adequação das instalações elétricas e do sistema de iluminação das salas de aula; Mobiliário e Lousa digital interativa; Filmadora de alta definição e Sistema de som; Microcomputador de última geração; Impressora Mono, Color e Multifuncional com serviço de reposição de insumos, inclusive papel; Hardware e aplicativos de software necessários para transmissão e recepção de ensino complementar, com disponibilização de datacenter, link internet de alta velocidade e todos os demais recursos e serviços; e Centro de Serviços de Apoio para operação assistida de todos os componentes da solução. 5.1 Forma e Estrutura da Contratação dos Serviços A solução será contratada na forma de serviço continuado cabendo à empresa contratada disponibilizar, manter e suportar todos os produtos e serviços necessários para o perfeito funcionamento da solução e à Secretaria de Educação realizar o pagamento da empresa contratada de forma mensal pelos serviços prestados e homologados. A contratação da solução está estruturada conforme segue: Serviços de disponibilização de SALAS DE TRANSMISSÃO; 6

7 Serviços de disponibilização de SALAS DE RECEPÇÃO; Serviços de disponibilização de SALAS DE LABORATÓRIO; Serviços de disponibilização de SALA DE VIDEOCONFERENCIA e MONITORAMENTO; e Serviços de disponibilização de CENTRO DE SERVIÇOS DE APOIO. Figura 1 Diagrama de Componentes da Solução 5.2 Descrição dos serviços de disponibilização das SALAS DE TRANSMISSÃO: As SALAS DE TRANSMISSÃO permitirão que os professores, com o auxílio da tecnologia, alcance um número maior de turmas simultaneamente, para a realização das aulas de aceleração do conhecimento e preparação para o ENEM. Segue abaixo o diagrama de funcionamento da SALA DE TRANSMISSÃO: 7

8 Figura 2 Diagrama de Funcionamento da SALA DE TRANSMISSÃO A realização de aulas nas SALAS de TRANSMISSÃO será feita sempre no contra turno, por professores da rede pública de ensino do estado de Alagoas, previamente selecionados e capacitados pela empresa contratada, na utilização de todos os componentes e funcionalidades da Solução. Cada SALA DE TRANSMISSÃO contará com o apoio de um técnico de suporte presencial, a ser disponibilizado pela empresa contratada, para apoiar a operação de todo o processo de transmissão da aula, preparando previamente todo o ambiente, operando a filmadora durante as aulas, bem como, operando a plataforma de VIDEOCONFERÊNCIA E COLABORAÇÃO INTERATIVA (VIDEOAULA E MONITORIA) para interação com as SALAS DE RECEPÇÃO. A empresa contratada deverá executar os serviços abaixo relacionados para cada uma das SALAS DE TRANSMISSÃO a serem disponibilizadas: Serviços de PREPARAÇÃO FÍSICA DA SALA, envolvendo: Adequação da rede elétrica da sala; Preparação da iluminação da sala; Tratamento acústico da sala; Serviços de DISPONIBILIZAÇÃO DE MOBILIÁRIO, envolvendo: Mesas e cadeiras para aluno; Mesa e cadeira para professor; e Lousa Digital Interativa com suporte e tela de projeção. Disponibilização e instalação de Sistema de Autofalantes; Disponibilização e instalação de câmeras de segurança e monitoramento Serviços de disponibilização de plataforma de VIDEOCONFERÊNCIA E COLABORAÇÃO INTERATIVA (VIDEOAULA E MONITORIA), envolvendo: Microcomputador e Licença de uso de software da plataforma; Câmera de filmagem HD; e 8

9 Microfone tipo estrela com noise-canceling (para o professor). O detalhamento desses serviços encontra-se no ANEXO A - ESPECIFICAÇÃO DE REQUISITOS PARA OS SERVIÇOS A SEREM PRESTADOS. 5.3 Descrição dos serviços de DISPONIBILIZAÇÃO DAS SALAS DE RECEPÇÃO: As SALAS DE RECEPÇÃO permitirão, no contra turno, que diversas turmas simultaneamente recebam as aulas de aceleração do conhecimento de preparação para o ENEM, administradas a partir das SALAS DE TRANSMISSÃO. Segue abaixo o diagrama de funcionamento da SALA DE RECEPÇÃO: Figura 3 Diagrama de Funcionamento da SALA DE RECEPÇÃO A oferta de aulas por meio das SALAS de RECEPÇÃO será feita sempre no contra turno, com a gestão e acompanhamento presencial durante toda a aula, de professores-monitores da rede pública de ensino do estado de Alagoas, previamente selecionados e capacitados pela empresa contratada, na utilização de todos os componentes e funcionalidades da Solução. O professor-monitor será responsável pela operação da plataforma de VIDEOCONFERÊNCIA E COLABORAÇÃO INTERATIVA (VIDEOAULA E MONITORIA), permitindo que os alunos das SALAS DE RECEPÇÃO possam interagir com a SALA DE TRANSMISSÃO, para esclarecimento de dúvidas, participação de enquetes e quaisquer outras interações que se fizerem necessárias. A empresa contratada deverá executar os serviços abaixo relacionados para cada uma das SALAS DE RECEPÇÃO a serem disponibilizadas: Serviços de PREPARAÇÃO FÍSICA DA SALA, envolvendo: Adequação da rede elétrica da sala; Serviços de DISPONIBILIZAÇÃO DE MOBILIÁRIO, envolvendo: Mesas e Cadeiras para aluno; 9

10 Mesa e Cadeira para professor; Projetor Multimídia com suporte e tela de projeção; Disponibilização e instalação de Sistema de Autofalantes; e Disponibilização e instalação de câmeras de segurança e monitoramento Serviços de disponibilização de plataforma de VIDEOCONFERÊNCIA E COLABORAÇÃO INTERATIVA (VIDEOAULA E MONITORIA), envolvendo: Microcomputador e Licenças de uso de software da plataforma; Microfone tipo estrela com noise-canceling (para o professor-monitor) O detalhamento desses serviços encontra-se no ANEXO A - ESPECIFICAÇÃO DE REQUISITOS PARA OS SERVIÇOS A SEREM PRESTADOS. 5.4 Descrição dos Serviços de Disponibilização das SALAS DE LABORATÓRIO: As SALAS DE LABORATÓRIO permitirão, a qualquer tempo, a exibição das aulas gravadas para os alunos que por ventura não possam estar presentes nos momentos de transmissão, não causando assim prejuízos aos alunos e professores frequentes. Por meio das SALAS DE LABORATÓRIO os alunos realizarão provas on-line, trabalhos virtuais e resolução assistida de questões. Essas salas também serão utilizadas como instrumento no processo de capacitação dos professores na utilização de todos os componentes e funcionalidades da Solução. A empresa contratada deverá executar os serviços abaixo relacionados para cada uma das SALAS DE LABORATÓRIO a serem disponibilizadas: Serviços de PREPARAÇÃO FÍSICA DA SALA, envolvendo: Adequação da rede elétrica da sala Serviços de DISPONIBILIZAÇÃO DE MOBILIÁRIO, envolvendo: Mesas e Cadeiras para aluno; Mesa e Cadeira para professor; Projetor Multimídia com suporte e tela de projeção; e Disponibilização e instalação de câmeras de segurança e monitoramento Serviços DISPONIBILIZAÇÃO DE MICROCOMPUTADORES, envolvendo: Disponibilização e instalação de Microcomputadores Disponibilização de SERVIÇOS DE IMPRESSÃO, envolvendo: Posto de Impressão MONO; Posto de Impressão COLOR; e Posto de Impressão MULTI Serviços de disponibilização de plataforma de VIDEOCONFERÊNCIA E COLABORAÇÃO INTERATIVA (VIDEOAULA E MONITORIA), envolvendo: 10

11 Licenças de uso de software da plataforma, permitindo o acesso a partir de qualquer microcomputador da SALA de LABORATÓRIO, de todos os conteúdos produzidos/armazenados pela solução. O detalhamento desses serviços encontra-se no ANEXO A - ESPECIFICAÇÃO DE REQUISITOS PARA OS SERVIÇOS A SEREM PRESTADOS. 5.5 Descrição dos Serviços de Disponibilização da SALA DE VIDEOCONFERENCIA E MONITORAMENTO: A SALA DE VIDEOCONFERENCIA E MONITORAMENTO permitirá a intercessão permanente da Secretária de Educação junto às escolas contempladas pela solução, permitindo a melhoria da gestão pedagógica. Por meio dessa sala, a Secretaria de Educação realizará reuniões periódicas com os diretores das escolas, bem como, com os professores e professores/monitores selecionados e capacitados para atuarem na solução, visando o acompanhamento de ações e o batimento das metas de qualidade e produtividade. Esse ambiente viabilizará a transmissão de conteúdos diversos para todas as escolas contempladas pela solução, abrangendo por meio dessas, professores, alunos e comunidade em geral. Permitirá, ainda, o monitoramento de todos os componentes da solução possibilitando a tomada de ações imediatas para correção e prevenção de incidentes relacionados a solução. A empresa contratada deverá executar os serviços abaixo relacionados para a disponibilização da SALA DE VIDEOCONFERENCIA E MONITORAMENTO: Serviços de preparação física da sala, envolvendo: Adequação da rede elétrica da sala; Preparação da iluminação da sala; Tratamento acústico da sala; e Adequação de ambiente segregado para o monitoramento Serviços de DISPONIBILIZAÇÃO DE MOBILIÁRIO, envolvendo: Lousa Digital Interativa com suporte e tela de projeção; Mesa de reunião para 20 pessoas com cadeiras - Tipo Gabinete; e Rack e Monitores de LCD Serviços de disponibilização de plataforma de VIDEOCONFERÊNCIA E COLABORAÇÃO INTERATIVA (VIDEOAULA E MONITORIA), envolvendo: Microcomputador e Licença de uso de software da plataforma; e Câmera com microfone Tipo RoundTable. O detalhamento desses serviços encontra-se no ANEXO A - ESPECIFICAÇÃO DE REQUISITOS PARA OS SERVIÇOS A SEREM PRESTADOS. 5.6 Descrição dos Serviços de Disponibilização do CENTRO DE SERVIÇOS DE APOIO: 11

12 O CENTRO DE SERVIÇOS DE APOIO deverá ser composto da seguinte forma: Serviços de ATENDIMENTO REMOTO E SUPORTE PRESENCIAL, envolvendo: Posição de Atendimento Remoto 12 x 7 Posição de Suporte Presencial 12 x 6 Esses serviços possibilitarão prestar informações, esclarecer dúvidas e questões sobre os equipamentos e serviços disponibilizados pela solução, responder a consultas e solicitações de usuários, realizando suporte técnico à distância e suporte técnico presencial com profissional qualificado e com perfil adequado, de acordo com as solicitações registradas pelos usuários Serviços Seleção, Capacitação e Acompanhamento, envolvendo: Serviço de seleção de professores; Serviço de capacitação e formação continuada de docentes; Serviço de seleção de alunos da rede pública estadual de ensino; Serviço de criação, produção, hospedagem e distribuição de material didático físico e digital; Serviço de orientação, acompanhamento, consultoria e assessoria pedagógica; e Serviço de verificação da aprendizagem, classificação e monitoramento do ranking geral de alunos participantes. O detalhamento desses serviços encontra-se no ANEXO A - ESPECIFICAÇÃO DE REQUISITOS PARA OS SERVIÇOS A SEREM PRESTADOS. 6 ESTIMATIVAS DE VOLUMES E VALORES DA CONTRATAÇÃO A estimativa do volume de serviços a ser contratado baseou-se no planejamento estratégico das contratações de serviços da Secretaria de Educação, na demanda atual por esses serviços, no orçamento disponível e através de reuniões entre os integrantes da equipe de planejamento da contratação. Não há garantia de consumo mínimo por parte da CONTRATANTE, podendo esta solicitar a qualquer tempo qualquer quantidade de serviços dentro do escopo e prazo contratual. Seguem abaixo as tabelas de volumes estimados de serviços conforme a Estrutura da Contratação dos Serviços, estabelecida nesse termo: 12

13 SERVIÇOS Serviços de PREPARAÇÃO FÍSICA DA SALA Serviços de DISPONIBILIZAÇÃO DE MOBILIÁRIO Serviços de disponibilização de plataforma de VIDEOCONFERÊNCIA E COLABORAÇÃO INTERATIVA (VIDEOAULA E MONITORIA) Serviços de disponibilização de SALAS DE TRANSMISSÃO SUBITENS Quantidade Máxima de SALAS a serem disponibilizadas: 20 SALAS Detalhamento das quantidades máximas considerando toda a vigência do contrato Para cada SALA Para todas as SALAS Adequação da rede elétrica da sala 2 40 Adequação da iluminação da sala 2 40 Tratamento acústico da sala 2 40 Mesa para aluno Cadeira para aluno Mesa para professor 1 20 Cadeira para professor 1 20 Lousa digital interativa com suporte e tela de projeção 1 20 Sistema de autofalantes 1 20 Câmeras de segurança/monitoramento 1 20 Microcomputador com placa de captura de vídeo e Licença de uso de software da plataforma 1 20 Câmera filmagem HD 1 20 Microfone tipo estrela com noise-canceling com cabo para conectividade 1 20 Serviços de disponibilização de SALAS DE RECEPÇÃO Quantidade Máxima de SALAS a serem disponibilizadas: 13

14 180 SALAS SERVIÇOS Serviços de PREPARAÇÃO FÍSICA DA SALA Serviços de DISPONIBILIZAÇÃO DE MOBILIÁRIO Serviços de disponibilização de plataforma de VIDEOCONFERÊNCIA E COLABORAÇÃO INTERATIVA (VIDEOAULA E MONITORIA) SUBITENS Detalhamento das quantidades máximas considerando toda a vigência do contrato Para cada SALA Para todas as SALAS Adequação da rede elétrica da sala Mesa para aluno Cadeira para aluno Mesa para professor Cadeira para professor Projetor multimídia com suporte e tela de projeção Sistema de autofalantes Câmeras de segurança/monitoramento Microcomputador com webcam o e Licença de uso de software da plataforma Microfone tipo estrela com noise-canceling com cabo para conectividade

15 Serviços de disponibilização de SALAS DE LABORATÓRIO Quantidade Máxima de SALAS a serem disponibilizadas: 100 SALAS SERVIÇOS SUBITENS Detalhamento das quantidades máximas considerando toda a vigência do contrato Para cada SALA Para todas as SALAS Serviços de PREPARAÇÃO FÍSICA DA SALA Adequação da rede elétrica da sala Serviços de DISPONIBILIZAÇÃO DE MOBILIÁRIO Serviços DISPONIBILIZAÇÃO DE MICROCOMPUTADORES Disponibilização de SERVIÇOS DE IMPRESSÃO Serviços de disponibilização de plataforma de VIDEOCONFERÊNCIA E COLABORAÇÃO INTERATIVA (VIDEOAULA E MONITORIA) Mesa para aluno (deve comportar 02 alunos e 01 microcomputador) Cadeira para aluno Mesa para professor Cadeira para professor Projetor multimídia com suporte e tela de projeção Sistema de autofalantes Câmeras de segurança/monitoramento Disponibilização e instalação de microcomputadores Posto de Impressão MONO Posto de Impressão COLOR Posto de Impressão MULTI Milheiro de Páginas MONO Milheiro de Páginas COLOR Licença de uso de software da plataforma para cada um dos microcomputadores disponibilizados

16 Serviços de disponibilização de SALA DE VIDEOCONFERENCIA E MONITORAMENTO Quantidade de SALA a ser disponibilizada: 01 SALA SERVIÇOS SUBITENS Detalhamento das quantidades máximas considerando toda a vigência do contrato Serviços de PREPARAÇÃO FÍSICA DA SALA Serviços de DISPONIBILIZAÇÃO DE MOBILIÁRIO Serviços de disponibilização de plataforma de VIDEOCONFERÊNCIA E COLABORAÇÃO INTERATIVA (VIDEOAULA E MONITORIA) Adequação da rede elétrica da sala 2 Adequação da iluminação da sala 2 Adequação de ambiente segregado para o monitoramento 1 Tratamento acústico da sala 2 Lousa digital interativa com suporte e tela de projeção 1 Mesa de reunião para 20 pessoas - Tipo Gabinete 1 Cadeiras - Tipo Gabinete 20 Monitores de 50" com rack 2 Mesa para técnico de monitoramento 1 Cadeira para técnico de monitoramento 1 Microcomputador com placa de captura de vídeo e Licença de uso de software da plataforma Câmera RoundTable

17 Serviços de Disponibilização do CENTRO DE SERVIÇOS DE APOIO SERVIÇOS SUBITENS Quantidade máxima de serviço a ser demandada considerando toda a vigência do contrato Serviços de ATENDIMENTO REMOTO E SUPORTE PRESENCIAL Serviços SELEÇÃO, CAPACITAÇÃO E ACOMPANHAMENTO Posição de Atendimento Remoto 12 x 7 3 Posição de Suporte Presencial 12 x 6 22 Serviço de seleção de professores da rede de ensino, que participarão do projeto. 3 Serviço de capacitação dos professores da rede ensino, selecionados para participarem do projeto. 3 Serviço de seleção de alunos das escolas publicas, que participarão do do projeto 3 Serviço de construção e disponibilização de material de apoio ao processo de aceleramento do conhecimento, aplicado aos alunos 3 selecionados para participarem do projeto Serviço de orientação e acompanhamento da utilização da solução por parte dos professores da rede de ensino já capacitados e designados para o projeto Serviço de classificação e monitoramento do ranking dos alunos, paticipantes do projeto

18 A estimativa de valores foi obtida por meio de recentes pesquisas de preços realizadas junto a fornecedores de serviços iguais ao pretendidos nessa contratação para fundamentar o valor estimado. Seguem abaixo as tabelas de valores estimados conforme estrutura da contratação definida: Valores estimados considerando toda a vigência do contrato (36 meses) SERVIÇOS VALORES ESTIMADOS (R$) Serviços de disponibilização de SALAS DE TRANSMISSÃO Serviços de disponibilização de SALAS DE RECEPÇÃO Serviços de disponibilização de SALAS DE LABORATÓRIO Serviços de disponibilização de SALA DE VIDEOCONFERENCIA E MONITORAMENTO Serviços de Disponibilização do CENTRO DE SERVIÇOS DE APOIO VALOR GLOBAL ESTIMADO: O valor global estimado para esta contratação referente a todo período de vigência do contrato (36 meses) é de: R$ XXXXXXX,XX (valor por extenso) 7 LOCAIS DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS A Secretaria de Educação poderá demandar a execução dos serviços abaixo relacionados, em quaisquer das escolas públicas da rede de ensino do estado de Alagoas, constantes da tabela abaixo. Respeitando os limites de quantidades e valores máximos estabelecido no contrato. Serviços de disponibilização de SALAS DE TRANSMISSÃO; Serviços de disponibilização de SALAS DE RECEPÇÃO; e Serviços de disponibilização de SALAS DE LABORATÓRIO. NOME DA ESCOLA ENDEREÇO 01 Escola Estadual Profº. Anísio Teixeira Rua Edgar de Góes Monteiro, Prado, Maceió-AL 18

19 NOME DA ESCOLA ENDEREÇO Escola Estadual Santa Tereza D Ávila Escola Estadual Profº. Benedito de Moraes Rua Pão de Açúcar, 120, Santo Amaro, Maceió-AL Rua Zeferino Rodrigues, Pajuçara, Maceió-AL Escola Estadual Cincinato Pinto Rua General Hermes, 1511, Bom Parto, Maceió-AL * Relação de Escolas do Estado de Alagoas constante no Anexo C O local de execução do serviço abaixo relacionado deverá ser na sede da Secretaria Estadual de Educação do Estado de Alagoas. Serviços de disponibilização de SALA DE VIDEOCONFERENCIA E MONITORAMENTO Os locais de execução dos serviços abaixo relacionados deverão ser: Disponibilização do CENTRO DE SERVIÇOS DE APOIO: Serviços de Atendimento Remoto 12 x 7 - O local de execução deverá ser nas instalações da empresa contratada. Serviços Suporte Presencial 12 x 6 - Os locais de execução desses serviços também serão indicados pela Secretaria de Educação podendo envolver quaisquer escolas públicas da rede de ensino do estado de Alagoas a serem contempladas com a solução, conforme tabela acima, bem como, poderá ser demandado a execução de Serviços de Suporte Presencial na sede da Secretaria Estadual de Educação do Estado de Alagoas. Serviços de SELEÇÃO, CAPACITAÇÃO E ACOMPANHAMENTO - Os locais de execução desses serviços também serão indicados pela Secretaria de Educação podendo envolver quaisquer escolas públicas da rede de ensino do estado de Alagoas, conforme tabela acima, bem como, poderá ser demandada a execução parte das atividades nas instalações físicas da própria empresa contratada. 8 FORMA DE EXECUÇÃO DOS SERVIÇOS A execução dos serviços previstos neste termo de referência deverá ser coordenada através da emissão de ordens de serviço (OS), sendo que os totais contratados podem ser divididos em diversas ordens, com solicitações distintas para cada cidade, escola, enfim conforme necessidade da Secretaria de Educação. 19

20 Desta forma o contrato celebrado entre as partes poderá dar origem a diversas OS, desde que não sejam extrapolados os valores máximos estimados. A emissão de uma Ordem de Serviço deverá conter, no mínimo: a) A data de emissão da Ordem de Serviço; b) A identificação de quem a emitiu por parte da CONTRATANTE; c) A assinatura do gestor do contrato designado pela CONTRATANTE; d) A identificação do gestor da CONTRATADA a quem se destina; e) O objeto da OS; f) O escopo da OS (tipo e quantidade de salas); g) Os valores unitários a serem faturados, de acordo com as quantidades a serem fornecidas e os parâmetros de preços celebrados em contrato ou seus termos aditivos; h) O prazo de validade da Ordem de Serviço, em concordância com a vigência do contrato. A CONTRATANTE reserva-se o direito de NÃO contratar o volume total licitado, caso por conveniência administrativa, não julgue necessário. 9 ACORDO DE NÍVEL DE SERVIÇO (SLA) Os serviços deverão ser executados dentro dos padrões de qualidade, disponibilidade e desempenho estipulados pela Secretaria de Educação. Os seguintes indicadores servirão de métrica para a aferição dos níveis de serviços acordados: IAR - Índice de Atendimentos Registrados: maior ou igual 100% Descrição: Coeficiente de atendimentos registrados em sistema de controle de demandas em relação ao total de atendimentos realizados. Este indicador poderá ser maior que 100% uma vez que, em um mesmo atendimento podem ser registradas mais de uma solicitação. IQA Índice da Qualidade de Atendimento: Maior ou igual à 70% Descrição: Indicador obtido, mensalmente, a partir da média simples entre os índices apurados com a pesquisa de satisfação. TMRD Tempo Máximo de Repasse de Demandas: 30 minutos Descrição: Tempo máximo para que o atendente encaminhe as demandas que não são passíveis de solução remota. FCR First Call Resolution: 70% Descrição: Coeficiente de chamados finalizados pelo Centro de Serviços no primeiro contato, em relação ao total de chamados recebidos passíveis de resolução remota. NS Nível de Serviço: 80/30 20

Termo de Referência. Serviço de envio de mensagens SMS Short Message Service para dispositivos móveis, pelo período de 24 meses.

Termo de Referência. Serviço de envio de mensagens SMS Short Message Service para dispositivos móveis, pelo período de 24 meses. Termo de Referência Serviço de envio de mensagens SMS Short Message Service para dispositivos móveis, pelo período de 24 meses. Termo de Referência [OBJETO] 1 Termo de Referência Serviço de envio de mensagens

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA 1. DO OBJETO

TERMO DE REFERÊNCIA 1. DO OBJETO TERMO DE REFERÊNCIA 1. DO OBJETO 1.1 Contratação de serviço de fornecimento de assinatura de jornais impressos e revistas, assim como acesso às matérias on line dos respectivos jornais e revistas para

Leia mais

PROJETO BÁSICO GRAMADOTUR

PROJETO BÁSICO GRAMADOTUR PROJETO BÁSICO GRAMADOTUR 1 Projeto Básico da contratação de serviços: 1.1 O presente Projeto Básico tem como objetivo a contratação de empresa para locação de impressoras, incluindo o fornecimento de

Leia mais

PORTARIA Nº 7.965, DE 23 DE NOVEMBRO DE 2015.

PORTARIA Nº 7.965, DE 23 DE NOVEMBRO DE 2015. PORTARIA Nº 7.965, DE 23 DE NOVEMBRO DE 2015. Atualiza o macroprocesso da fase de Gestão de Contratos de Tecnologia da Informação e Comunicações, instituído no âmbito do Tribunal Regional do Trabalho da

Leia mais

PROJETO DE ORGANISMO INTERNACIONAL EDITAL Nº 1/2008 (BRA/03/032)

PROJETO DE ORGANISMO INTERNACIONAL EDITAL Nº 1/2008 (BRA/03/032) PROJETO DE ORGANISMO INTERNACIONAL EDITAL Nº 1/2008 (BRA/03/032) SELECIONA PROFISSIONAL, COM O SEGUINTE PERFIL: CONSULTOR (Consultor por Produto - Serviços Não Continuados) Consultor Especialista em Projetos

Leia mais

PROJETO DE ORGANISMO INTERNACIONAL EDITAL Nº 3/2008 (BRA/03/032)

PROJETO DE ORGANISMO INTERNACIONAL EDITAL Nº 3/2008 (BRA/03/032) PROJETO DE ORGANISMO INTERNACIONAL EDITAL Nº 3/2008 (BRA/03/032) SELECIONA PROFISSIONAL, COM O SEGUINTE PERFIL: CONSULTOR (Consultor por Produto - Serviços Não Continuados) Consultor Especialista em Projetos

Leia mais

PORTARIA Nº 1.998, DE 22 DE ABRIL DE 2015.

PORTARIA Nº 1.998, DE 22 DE ABRIL DE 2015. PORTARIA Nº 1.998, DE 22 DE ABRIL DE 2015. Institui o macroprocesso da fase de Gestão de Contratos de Tecnologia da Informação e Comunicações no âmbito do Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região. A

Leia mais

CLÁUSULA SEGUNDA - DA VINCULAÇÃO AO EDITAL

CLÁUSULA SEGUNDA - DA VINCULAÇÃO AO EDITAL PROCESSO Nº 01550.000345/2009-46. PREGÃO Nº 26/2009. ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 1/2010. A FUNDAÇÃO CASA DE RUI BARBOSA, pessoa jurídica de direito público vinculada a Ministério da Cultura, com sede

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa DECRETO Nº 49.377, DE 16 DE JULHO DE 2012. (publicado no DOE n.º 137, de 17 de julho de 2012) Institui o Programa

Leia mais

G E S T Ã O D E C O M P R A S P O R R E G I S T R O D E P R E Ç O S. VALDIR AUGUSTO DA SILVA Gestão Estratégica de Compras Portal de Compras

G E S T Ã O D E C O M P R A S P O R R E G I S T R O D E P R E Ç O S. VALDIR AUGUSTO DA SILVA Gestão Estratégica de Compras Portal de Compras G E S T Ã O D E C O M P R A S P O R R E G I S T R O D E P R E Ç O S VALDIR AUGUSTO DA SILVA Gestão Estratégica de Compras Portal de Compras SUMÁRIO O Sistema de Registro de Preços do Governo do Estado

Leia mais

ANEXO I NÍVEIS MÍNIMOS DE SERVIÇO EXIGIDOS (NMSE) PARA CONTRATO DE APOIO

ANEXO I NÍVEIS MÍNIMOS DE SERVIÇO EXIGIDOS (NMSE) PARA CONTRATO DE APOIO ANEXO I NÍVEIS MÍNIMOS DE SERVIÇO EXIGIDOS (NMSE) PARA CONTRATO DE APOIO 1. Introdução 1.1. Descrição do serviço Este documento disciplina a cessão de uso permanente da solução de software para Gestão

Leia mais

Edital para publicação no site período de 23 a 30 de junho de 2013. PROJETO BRA/04/029 Seleciona CONSULTOR na modalidade PRODUTO* CÓD.

Edital para publicação no site período de 23 a 30 de junho de 2013. PROJETO BRA/04/029 Seleciona CONSULTOR na modalidade PRODUTO* CÓD. Edital para publicação no site período de 23 a 30 de junho de 203. PROJETO BRA/04/029 Seleciona CONSULTOR na modalidade PRODUTO* CÓD. GESTÃO EAD Os currículos deverão ser encaminhados para o endereço eletrônico

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA ANEXO I ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE MANUTENÇÃO E SUPORTE DO LICENCIAMENTO ATLASSIAN JIRA

TERMO DE REFERÊNCIA ANEXO I ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE MANUTENÇÃO E SUPORTE DO LICENCIAMENTO ATLASSIAN JIRA TERMO DE REFERÊNCIA ANEXO I ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE MANUTENÇÃO E SUPORTE DO LICENCIAMENTO ATLASSIAN JIRA Outubro de 2013 1 1 OBJETO Prestação de Serviço de Manutenção da licença

Leia mais

1 de 5 03/12/2012 14:32

1 de 5 03/12/2012 14:32 1 de 5 03/12/2012 14:32 Este documento foi gerado em 29/11/2012 às 18h:32min. DECRETO Nº 49.377, DE 16 DE JULHO DE 2012. Institui o Programa de Gestão do Patrimônio do Estado do Rio Grande do Sul - Otimizar,

Leia mais

PROJETO BÁSICO PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS ACADÊMICOS NA ÁREA DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA

PROJETO BÁSICO PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS ACADÊMICOS NA ÁREA DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA PROJETO BÁSICO PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS ACADÊMICOS NA ÁREA DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA IMPLEMENTAÇÃO DE PROJETO DE CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO LATU SENSO EM EFICIÊNCIA ENERGÉTICA PARA COMPOR O PROGRAMA DE EFICIÊNCIA

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SANTA CRUZ DO SUL UNISC CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM PUBLICIDADE E PROPAGANDA

UNIVERSIDADE DE SANTA CRUZ DO SUL UNISC CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM PUBLICIDADE E PROPAGANDA UNIVERSIDADE DE SANTA CRUZ DO SUL UNISC CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM PUBLICIDADE E PROPAGANDA CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º O presente regulamento

Leia mais

TERMO DE REFERENCIA. Prestação de Serviços de Treinamento para Atendimento a Usuários de TIC

TERMO DE REFERENCIA. Prestação de Serviços de Treinamento para Atendimento a Usuários de TIC TERMO DE REFERENCIA Prestação de Serviços de Treinamento para Atendimento a Usuários de TIC 1. OBJETO Contratação de empresa para prestação de serviço(s) de treinamento para os servidores da área de atendimento

Leia mais

PROJETO BÁSICO GRAMADOTUR

PROJETO BÁSICO GRAMADOTUR PROJETO BÁSICO GRAMADOTUR 1 Projeto Básico da Contratação de Serviços: 1.1 O presente Projeto Básico consiste na contratação de empresa para realizar pesquisas do perfil do turista do evento Natal Luz

Leia mais

Regulamento Interno. de Estágios

Regulamento Interno. de Estágios Regulamento Interno de Estágios Índice Apresentação... 3 Capítulo 1 Caracterização e objetivo do estágio... 3 Capítulo 2 - Oferta de vagas de estágio... 4 Capítulo 3 - Duração do estágio... 5 Capítulo

Leia mais

DIÁRIO OFICIAL EDIÇÃO Nº 030224 de 30/06/2004

DIÁRIO OFICIAL EDIÇÃO Nº 030224 de 30/06/2004 DIÁRIO OFICIAL EDIÇÃO Nº 030224 de 30/06/2004 GABINETE DO GOVERNADOR D E C R E T O Nº 1.093, DE 29 DE JUNHO DE 2004 Institui, no âmbito da Administração Pública Estadual, o Sistema de Registro de Preços

Leia mais

Projeto Básico - Prestação de Serviços

Projeto Básico - Prestação de Serviços Diretoria de Tecnologia Gerência de Fornecimento de TI Projeto Básico - Prestação de Serviços 1. Objeto: 1.1 Contratação de empresa para prestação de serviços especializados de escuta de gravações e monitoração

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO DO DISTRITO FEDERAL E TERRITÓRIOS

MINISTÉRIO PÚBLICO DO DISTRITO FEDERAL E TERRITÓRIOS ACORDO JUDICIAL Firmado entre o Ministério Público do Distrito Federal e Territórios, através da Promotoria de Justiça de Defesa da Educação, e o Distrito Federal, por sua Secretaria de Estado de Educação,

Leia mais

MINISTÉRIO DA INTEGRAÇÃO NACIONAL SECRETARIA NACIONAL DE PROTEÇÃO E DEFESA CIVIL

MINISTÉRIO DA INTEGRAÇÃO NACIONAL SECRETARIA NACIONAL DE PROTEÇÃO E DEFESA CIVIL MINISTÉRIO DA INTEGRAÇÃO NACIONAL SECRETARIA NACIONAL DE PROTEÇÃO E DEFESA CIVIL UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL CENTRO UNIVERSITÁRIO DE ESTUDOS E PESQUISAS SOBRE DESATRES CEPED/RS CURSO DE EXTENSÃO

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO CONSELHO DELIBERATIVO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO CONSELHO DELIBERATIVO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO CONSELHO DELIBERATIVO Resolução/CD/FNDE nº 19, de 21 de maio de 2013. Dispõe sobre a destinação de recursos financeiros, nos moldes

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos DECRETO Nº 3.931, DE 19 DE SETEMBRO DE 2001. Regulamenta o Sistema de Registro de Preços previsto no art. 15 da Lei nº 8.666, de 21

Leia mais

REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM PUBLICIDADE E PROPAGANDA

REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM PUBLICIDADE E PROPAGANDA REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM PUBLICIDADE E PROPAGANDA CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º O presente regulamento normatiza as atividades do Estágio Supervisionado em Publicidade e Propaganda

Leia mais

DECRETO N 001 A / 2015 De 02 de janeiro de 2015.

DECRETO N 001 A / 2015 De 02 de janeiro de 2015. DECRETO N 001 A / 2015 De 02 de janeiro de 2015. EMENTA: Regulamenta o Sistema de Registro de Preços SRP previsto no art. 15 da Lei nº 8.666/93, no âmbito do Município de Central Bahia. O PREFEITO DO MUNICÍPIO

Leia mais

O PREFEITO MUNICIPAL DE GUANHÃES, Estado de Minas Gerais, no uso de suas atribuições legais;

O PREFEITO MUNICIPAL DE GUANHÃES, Estado de Minas Gerais, no uso de suas atribuições legais; LEI Nº 2451 DE 24 DE NOVEMBRO DE 2011 Dispõe sobre o estágio de estudantes junto ao poder público Municipal, suas autarquias e fundações e dá outras providencias. O PREFEITO MUNICIPAL DE GUANHÃES, Estado

Leia mais

ANEXO I - TERMO DE REFERÊNCIA

ANEXO I - TERMO DE REFERÊNCIA ANEXO I - TERMO DE REFERÊNCIA A B C D E OBJETO O presente Termo de Referência tem como objeto o fornecimento parcelado de combustíveis à frota dos veículos oficiais do Conselho Regional de Medicina do

Leia mais

2.2 - Prestação de Serviços de Suporte Técnico Assistido

2.2 - Prestação de Serviços de Suporte Técnico Assistido Anexo I TERMO DE REFERÊNCIA - TR Pregão Eletrônico nº 010/2011 1 DO OBJETO 1.1 - Contratação de empresa para o fornecimento de licenças de uso de software SAP, BusinessObjects Enterprise - BOE, com manutenção

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA SERVIÇOS DE SUPORTE TÉCNICO EM SISTEMA DE COLABORAÇÃO ZIMBRA 1. OBJETO

TERMO DE REFERÊNCIA SERVIÇOS DE SUPORTE TÉCNICO EM SISTEMA DE COLABORAÇÃO ZIMBRA 1. OBJETO TERMO DE REFERÊNCIA SERVIÇOS DE SUPORTE TÉCNICO EM SISTEMA DE COLABORAÇÃO ZIMBRA 1. OBJETO 1.1. Prestação de serviços de suporte técnico em sistema de colaboração ZIMBRA. 2. DESCRIÇÃO GERAL DOS SERVIÇOS

Leia mais

ANEXO I T E R M O DE R E F E R Ê N C I A EDITAL DE PREGÃO Nº 05/2015 CREMEB

ANEXO I T E R M O DE R E F E R Ê N C I A EDITAL DE PREGÃO Nº 05/2015 CREMEB ANEXO I T E R M O DE R E F E R Ê N C I A EDITAL DE PREGÃO Nº 05/2015 CREMEB 1 -DO OBJETO O objeto do Pregão Presencial é a contratação de empresa especializada para prestação de serviços de rádio-táxi

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA SEED TERMO DE REFERÊNCIA

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA SEED TERMO DE REFERÊNCIA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA SEED TERMO DE REFERÊNCIA 1. OBJETO Contratação de empresa especializada na área de eventos para a realização da Reunião Executiva do Proinfantil,

Leia mais

O Conselho Superior de Ensino, Pesquisa e Extensão - CONSEPE, da Faculdade. de maio de 2007, publicada em DOU de 22 de maio de 2007, considerando:

O Conselho Superior de Ensino, Pesquisa e Extensão - CONSEPE, da Faculdade. de maio de 2007, publicada em DOU de 22 de maio de 2007, considerando: Resolução Nº. 024/2010/CONSEPE/ Regulamento de Estágio Supervisionado O Conselho Superior de Ensino, Pesquisa e Extensão - CONSEPE, da Faculdade de Educação e Meio Ambiente, credenciada pela Portaria MEC

Leia mais

EDITAL SAL/MJ Nº 9, DE 03 DE JULHO DE 2015. PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Contrato de Pessoa Física Modalidade Produto Nacional

EDITAL SAL/MJ Nº 9, DE 03 DE JULHO DE 2015. PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Contrato de Pessoa Física Modalidade Produto Nacional MINISTÉRIO DA JUSTIÇA Secretaria de Assuntos Legislativos Esplanada dos Ministérios, Ed. Sede, bloco T, 4º andar, sala 44 (61) 2025 76 / 114 E-mail: sal@mj.gov.br EDITAL SAL/MJ Nº 9, DE 0 DE JULHO DE 2015

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA - TR Pregão Eletrônico nº 016/2008

TERMO DE REFERÊNCIA - TR Pregão Eletrônico nº 016/2008 CENTRO DE TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO TERMO DE REFERÊNCIA - TR Pregão Eletrônico nº 016/2008 Anexo II 1 DO OBJETO 1.1 - Prestação de serviços de suporte técnico assistido

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA SEGURO DE VIDA

TERMO DE REFERÊNCIA SEGURO DE VIDA TERMO DE REFERÊNCIA SEGURO DE VIDA 1- Objeto da Licitação: Prestação de serviço para contratação de seguro de vida em grupo para os empregados da Empresa Municipal de Informática S.A - IplanRio, visando

Leia mais

TERMO DE PARCERIA (Art. 9º da Lei nº 9.790, de 23.3.99, e Art. 8º do Decreto nº 3.100, de 30.6.99)

TERMO DE PARCERIA (Art. 9º da Lei nº 9.790, de 23.3.99, e Art. 8º do Decreto nº 3.100, de 30.6.99) TERMO DE PARCERIA (Art. 9º da Lei nº 9.790, de 23.3.99, e Art. 8º do Decreto nº 3.100, de 30.6.99) TERMO DE PARCERIA QUE ENTRE SI CELEBRAM A (UNIÃO/ESTADO/MUNICÍPIO), ATRAVÉS DO (ÓRGÃO/ENTIDADE ESTATAL),

Leia mais

DEPARTAMENTO GERAL DE ADMINISTRAÇÃO E FINANÇAS Coordenadoria de Apoio Logístico Departamento de Apoio Operacional TERMO DE REFERÊNCIA

DEPARTAMENTO GERAL DE ADMINISTRAÇÃO E FINANÇAS Coordenadoria de Apoio Logístico Departamento de Apoio Operacional TERMO DE REFERÊNCIA Processo n.º E-04/. /2012. Contratação de empresa para fornecimento e instalação de sistema de gerenciamento de tráfego para elevadores do prédio da SEFAZ, localizado na Avenida Presidente Vargas, 670

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE DEPARTAMENTO MUNICIPAL DE LIMPEZA URBANA

PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE DEPARTAMENTO MUNICIPAL DE LIMPEZA URBANA ANEXO VI MINUTA DE CONTRATO CONTRATO que entre si fazem o DEPARTAMENTO MUNICIPAL DE LIMPEZA URBANA e a empresa xxxxxxxx, para seguro contra terceiros para os veículos deste Departamento. O DEPARTAMENTO

Leia mais

Anexo I TERMO DE REFERÊNCIA

Anexo I TERMO DE REFERÊNCIA Anexo I TERMO DE REFERÊNCIA 1. OBJETO Contratação de empresa especializada em consultoria para estudo e/ou reavaliação atuarial do Regime Próprio de Previdência do Município de São Gonçalo. 2. JUSTIFICATIVA

Leia mais

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO Secretaria Executiva Diretoria de Administração

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO Secretaria Executiva Diretoria de Administração MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO Secretaria Executiva Diretoria de Administração PREGÃO ELETRÔNICO PARA REGISTRO DE PREÇOS Nº 11/2015 PROCESSO Nº 03110.014908/2014 55 OBJETO: Contratação

Leia mais

Organograma do Pronatec/CEDAF 2014

Organograma do Pronatec/CEDAF 2014 Organograma do Pronatec/CEDAF 2014 Supervisor Financeiro Coordenação Geral Apoio Administrativo Supervisor de TI Apoio Financeiro Orientador Pedagógico Apoio Administrativo Avaliação dos Cursos Coordenação

Leia mais

PROJETO BÁSICO CALL CENTER

PROJETO BÁSICO CALL CENTER PROJETO BÁSICO CALL CENTER 1 Projeto Básico da Contratação de Serviços: 1.1 O presente Projeto Básico consiste na descrição dos serviços que serão prestados por empresa especializada em serviços de Call

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 4, 19 de maio de 2008.

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 4, 19 de maio de 2008. INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 4, 19 de maio de 2008. Dispõe sobre o processo de contratação de serviços de Tecnologia da Informação pela Administração Pública Federal direta, autárquica e fundacional. O SECRETÁRIO

Leia mais

CONVITE / COMPRA DIRETA FFM 004/15 CP

CONVITE / COMPRA DIRETA FFM 004/15 CP CONVITE / COMPRA DIRETA FFM 004/15 CP A Fundação Faculdade de Medicina, entidade filantrópica, de direito privado, sem fins lucrativos, vem convidar V. Sas a participar do processo de Pedido de Cotação

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 506, DE 28 DE JUNHO DE 2013

RESOLUÇÃO Nº 506, DE 28 DE JUNHO DE 2013 Publicada no DJE/STF, n. 127, p. 1-3 em 3/7/2013. RESOLUÇÃO Nº 506, DE 28 DE JUNHO DE 2013 Dispõe sobre a Governança Corporativa de Tecnologia da Informação no âmbito do Supremo Tribunal Federal e dá outras

Leia mais

3. Quais são as modalidades de estágio? Estágio obrigatório e Estágio não obrigatório (art. 2º da Lei 11.788/2008).

3. Quais são as modalidades de estágio? Estágio obrigatório e Estágio não obrigatório (art. 2º da Lei 11.788/2008). 1. O que é o estágio? Estágio é o ato educativo escolar supervisionado, desenvolvido no ambiente de trabalho, que visa à preparação para o trabalho produtivo de estudantes. O estágio integra o itinerário

Leia mais

PORTARIA NORMATIVA Nº 2, DE 26 DE JANEIRO DE 2010

PORTARIA NORMATIVA Nº 2, DE 26 DE JANEIRO DE 2010 Edição Número 18 de 27/01/2010 Ministério da Educação Gabinete do Ministro PORTARIA NORMATIVA Nº 2, DE 26 DE JANEIRO DE 2010 Institui e regulamenta o Sistema de Seleção Unificada, sistema informatizado

Leia mais

NORMAS REGULADORAS DO PROCESSO SELETIVO Edital Nº 17/2014-SEDIS

NORMAS REGULADORAS DO PROCESSO SELETIVO Edital Nº 17/2014-SEDIS UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO PROGRAMA NACIONAL DE FORTALECIMENTOS DOS CONSELHOS ESCOLARES PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO CENTRO DE EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

Leia mais

ANEXO I PROJETO BÁSICO

ANEXO I PROJETO BÁSICO ANEXO I PROJETO BÁSICO APRESENTAÇÃO O Conselho Regional de Nutricionistas 3ª Região congrega em sua jurisdição os Estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul, com sede a Av. Brigadeiro Faria Lima Lima, 1.461,

Leia mais

REGULAMENTO DAS DEPENDENCIAS INTERATIVAS NOS CURSOS DE GRADUAÇÃO OFERTADOS NA MODALIDADE PRESENCIAL (Anexo da Resolução CONSUNI nº 003/2014)

REGULAMENTO DAS DEPENDENCIAS INTERATIVAS NOS CURSOS DE GRADUAÇÃO OFERTADOS NA MODALIDADE PRESENCIAL (Anexo da Resolução CONSUNI nº 003/2014) REGULAMENTO DAS DEPENDENCIAS INTERATIVAS NOS CURSOS DE GRADUAÇÃO OFERTADOS NA MODALIDADE PRESENCIAL (Anexo da Resolução CONSUNI nº 003/2014) CAPÍTULO I CONDIÇÕES GERAIS Art. 1o As Disciplinas em dependência

Leia mais

Proposta de trabalho para produção do website do Programa Café Colombo. Walmar Andrade atendimento@fatorw.com (81) 9922-7168

Proposta de trabalho para produção do website do Programa Café Colombo. Walmar Andrade atendimento@fatorw.com (81) 9922-7168 Proposta de trabalho para produção do website do Programa Café Colombo Walmar Andrade atendimento@fatorw.com (81) 9922-7168 01. Apresentação Fator W é a marca fantasia através da qual o desenvolvedor web

Leia mais

RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE VENÂNCIO AIRES CONTROLE INTERNO

RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE VENÂNCIO AIRES CONTROLE INTERNO 01/06 1 DOS OBJETIVOS 1.1 Definir normas para elaboração dos contratos de aquisição de materiais, prestação de serviços gerais e prestação de serviços e obras de engenharia. 1.2 Normatizar os procedimentos

Leia mais

ESTADO DE SANTA CATARINA

ESTADO DE SANTA CATARINA DECRETO N.º 2356/2013 Regulamenta o Sistema de Registro de Preços previsto no art. 15 da Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993, e dá outras providências. Rosane Minetto Selig, Prefeita Municipal de Ouro

Leia mais

Av. Presidente Vargas, 1261 CEP: 20071-004 - Centro - Rio de Janeiro Tel: +55 (21) 2532-2661

Av. Presidente Vargas, 1261 CEP: 20071-004 - Centro - Rio de Janeiro Tel: +55 (21) 2532-2661 TERMO DE REFERÊNCIA OBJETIVANDO A CONTRATAÇÃO DE EMPRESA PARA PROJETO DOS SISTEMAS DE CFTV DA BIBLIOTECA PARQUE ESTADUAL DE MANGUINHOS BPM JUSTIFICATIVA A Biblioteca Parque Estadual de Manguinhos é um

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA SECRETARIA DE ASSUNTOS ESTRATÉGICOS PROGRAMA DAS NAÇÕES UNIDAS PARA O DESENVOLVIMENTO

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA SECRETARIA DE ASSUNTOS ESTRATÉGICOS PROGRAMA DAS NAÇÕES UNIDAS PARA O DESENVOLVIMENTO PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA SECRETARIA DE ASSUNTOS ESTRATÉGICOS PROGRAMA DAS NAÇÕES UNIDAS PARA O DESENVOLVIMENTO EDITAL 040/2010 - PROJETO BRA/06/032 CÓDIGO: ARRANJO INSTITUCIONAL O Projeto BRA/06/032 comunica

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA CONTRATANTE: GOIÁS PREVIDÊNCIA - GOIASPREV CONTRATADA: A CONTRATAR ELABORAÇÃO: DIRETORIA DE PREVIDÊNCIA

TERMO DE REFERÊNCIA CONTRATANTE: GOIÁS PREVIDÊNCIA - GOIASPREV CONTRATADA: A CONTRATAR ELABORAÇÃO: DIRETORIA DE PREVIDÊNCIA TERMO DE REFERÊNCIA CONTRATAÇÃO DE EMPRESA DE CONSULTORIA PARA ESTUDO ATUARIAL DO REGIME PRÓPRIO DE PREVIDÊNCIA DO ESTADO DE GOIÁS CONTRATANTE: GOIÁS PREVIDÊNCIA - GOIASPREV CONTRATADA: A CONTRATAR ELABORAÇÃO:

Leia mais

Termo de Referência. Aquisição de servidores para camada de banco de dados. Diretoria de Infra-Estrutura de TIC DIT

Termo de Referência. Aquisição de servidores para camada de banco de dados. Diretoria de Infra-Estrutura de TIC DIT Termo de Referência Aquisição de servidores para camada de banco de dados. Termo de Referência Aquisição de Servidores Tipo 1A-1B para camada de Banco de Dados / Alta Disponibilidade RQ DEPI nº 11/2009

Leia mais

XLIII PLENÁRIA NACIONAL DO FÓRUM DOS CONSELHOS ESTADUAIS DE EDUCAÇÃO - FNCE

XLIII PLENÁRIA NACIONAL DO FÓRUM DOS CONSELHOS ESTADUAIS DE EDUCAÇÃO - FNCE XLIII PLENÁRIA NACIONAL DO FÓRUM DOS CONSELHOS ESTADUAIS DE EDUCAÇÃO - FNCE O Futuro da Educação a Distância na Educação Básica Francisco Aparecido Cordão facordao@uol.com.br Dispositivos da LDB e DECRETOS

Leia mais

DECRETO nº. 11.698, de 16 de janeiro de 2009. O PREFEITO MUNICIPAL DE ANANINDEUA, no uso de suas atribuições constitucionais e legais, e ainda:

DECRETO nº. 11.698, de 16 de janeiro de 2009. O PREFEITO MUNICIPAL DE ANANINDEUA, no uso de suas atribuições constitucionais e legais, e ainda: 1 DECRETO nº. 11.698, de 16 de janeiro de 2009 Regulamenta, no âmbito da Administração pública municipal, o Sistema de Registro de Preços previsto no art. 15 da Lei nº. 8.666, de 21 de junho de 1993, e

Leia mais

SOLICITAÇÃO DE COTAÇÃO

SOLICITAÇÃO DE COTAÇÃO SOLICITAÇÃO DE COTAÇÃO Brasília, 10 de Janeiro de 2013. Prezadas Senhoras, Prezados Senhores, A ONU Mulheres Entidade das Nações Unidas para a Igualdade de Gênero e o Empoderamento das Mulheres solicita

Leia mais

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA PIBID/UNIFEI

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA PIBID/UNIFEI PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA PIBID/UNIFEI PROCESSO SELETIVO DE BOLSISTAS DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA CRITÉRIOS E NORMAS A Coordenadora Institucional do Programa Institucional de

Leia mais

CASULO Incubadora de Empresas do UniCEUB

CASULO Incubadora de Empresas do UniCEUB CASULO Incubadora de Empresas do UniCEUB TERMO ADITIVO AO EDITAL nº 02/2013 PROCESSO DE SELEÇÃO DE EMPRESAS ALTERAÇÃO DE DATAS E FORMA DE APRESENTAÇÃO DE PROJETOS Apoio: Brasília, 28 de agosto de 2013.

Leia mais

MINUTA DE ESPECIFICAÇÕES E CONDIÇÕES Fornecimento de Volantes e Bobinas térmicas AUDIÊNCIA PÚBLICA DE 30/11/2004

MINUTA DE ESPECIFICAÇÕES E CONDIÇÕES Fornecimento de Volantes e Bobinas térmicas AUDIÊNCIA PÚBLICA DE 30/11/2004 Fls.1 1 DO OBJETO 1.1 Constitui objeto da presente licitação o fornecimento de Volantes de Loterias e Bobinas, pelo período de 36 (trinta e seis) meses, em conformidade com os requisitos e condições do

Leia mais

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS PREGÃO Nº.../20... PROCESSO Nº 1.00.000.003689/2013-00 VALIDADE: 12 (DOZE) MESES ATA Nº.../20...

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS PREGÃO Nº.../20... PROCESSO Nº 1.00.000.003689/2013-00 VALIDADE: 12 (DOZE) MESES ATA Nº.../20... ATA DE REGISTRO DE PREÇOS PREGÃO Nº.../20... PROCESSO Nº 1.00.000.003689/2013-00 VALIDADE: 12 (DOZE) MESES ATA Nº.../20... Ao...do dia do mês de... do ano de 20..., na PROCURADORIA GERAL DA REPÚBLICA PGR,

Leia mais

Contrato nº xxx/201x ANEXO 1 Acesso ao estudo do BI (Business Intelligence) Municípios - XXXXXX

Contrato nº xxx/201x ANEXO 1 Acesso ao estudo do BI (Business Intelligence) Municípios - XXXXXX Contrato nº xxx/201x ANEXO 1 Acesso ao estudo do BI (Business Intelligence) Municípios - XXXXXX 1. Resumo Executivo Disponibilizar acesso ao estudo do BI (Business Intelligence) da CELEPAR, baseado nas

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA CONTRATAÇÃO DE CONSULTOR PESSOA FÍSICA MODALIDADE PRODUTO

TERMO DE REFERÊNCIA CONTRATAÇÃO DE CONSULTOR PESSOA FÍSICA MODALIDADE PRODUTO TERMO DE REFERÊNCIA CONTRATAÇÃO DE CONSULTOR PESSOA FÍSICA MODALIDADE PRODUTO Número e Título do Projeto Função no Projeto: Resultado: Atividades: Antecedentes: (breve histórico justificando a contratação)

Leia mais

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº. 064/2009 PREGÃO PRESENCIAL Nº. 100/09-PMM - REGISTRO DE PREÇOS PROCESSO Nº. 13250/2009-PMM VALIDADE: 12 (DOZE) MESES

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº. 064/2009 PREGÃO PRESENCIAL Nº. 100/09-PMM - REGISTRO DE PREÇOS PROCESSO Nº. 13250/2009-PMM VALIDADE: 12 (DOZE) MESES ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº. 064/2009 PREGÃO PRESENCIAL Nº. 100/09-PMM - REGISTRO DE PREÇOS PROCESSO Nº. 13250/2009-PMM VALIDADE: 12 (DOZE) MESES Ata de REGISTRO DE PREÇOS, que entre si celebram o MUNICÍPIO

Leia mais

Edital 1/2014. Chamada contínua para incubação de empresas e projetos de base tecnológica

Edital 1/2014. Chamada contínua para incubação de empresas e projetos de base tecnológica Edital 1/2014 Chamada contínua para incubação de empresas e projetos de base tecnológica A (PoloSul.org) torna pública a presente chamada e convida os interessados para apresentar propostas de incubação

Leia mais

Governo do Estado do Rio Grande do Norte Secretaria da Administração e dos Recursos Humanos

Governo do Estado do Rio Grande do Norte Secretaria da Administração e dos Recursos Humanos SECRETARIA DE ESTADO DA ADMINISTRAÇÃO E DOS RECURSOS HUMANOS ESCOLA DE GOVERNO EDITAL Nº001/2010 Regulamenta o Processo Seletivo para ingresso no Curso de Pós-Graduação lato sensu em Educação a Distância

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA SIMPLIFICADA nº 088/2015. Convênio PMSP/TERMO DE CONVÊNIO nº 025/2014/SDTE

CHAMADA PÚBLICA SIMPLIFICADA nº 088/2015. Convênio PMSP/TERMO DE CONVÊNIO nº 025/2014/SDTE CHAMADA PÚBLICA SIMPLIFICADA nº 088/2015 Convênio PMSP/TERMO DE CONVÊNIO nº 025/2014/SDTE A Central de Cooperativas e Empreendimentos Solidários do Brasil UNISOL, entidade sem fins econômicos, com sede

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA. 1. Objeto. 2. Antecedentes. 3. Objeto da Licitação

TERMO DE REFERÊNCIA. 1. Objeto. 2. Antecedentes. 3. Objeto da Licitação TERMO DE REFERÊNCIA 1. Objeto 1.1. Contratação de empresa especializada em auditoria de tecnologia da informação e comunicações, com foco em segurança da informação na análise de quatro domínios: Processos

Leia mais

Contrata Consultor na modalidade Produto

Contrata Consultor na modalidade Produto Contrata Consultor na modalidade Produto PROJETO 914BRZ4011 EDITAL Nº 005/2010 1. Perfil: Iphan Central 28 - Republicação 3. Qualificação educacional: Profissional com nível superior em Direito preferencialmente

Leia mais

PREGÃO ELETRÔNICO MPT/PG 75/2014 ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA

PREGÃO ELETRÔNICO MPT/PG 75/2014 ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA PREGÃO ELETRÔNICO MPT/PG 75/2014 ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA 1. DO OBJETO, JUSTIFICATIVA E CONCEITOS 1.1 OBJETO Registro de preços para contratação de empresa especializada no fornecimento de subscrições

Leia mais

Salvador, Bahia Quarta-feira 16 de Abril de 2014 Ano XCVIII N o 21.405 EDITAL Nº 034/2014

Salvador, Bahia Quarta-feira 16 de Abril de 2014 Ano XCVIII N o 21.405 EDITAL Nº 034/2014 Salvador, Bahia Quarta-feira 16 de Abril de 2014 Ano XCVIII N o 21.405 EDITAL Nº 034/2014 O REITOR DA UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA (UNEB), no uso de suas atribuições legais e regimentais, RESOLVE tornar

Leia mais

Perguntas frequentes:

Perguntas frequentes: Perguntas frequentes: 1. Enade 1.1. Qual a legislação pertinente ao Enade? Lei nº 10.861, de 14 de abril de 2004: Criação do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes) Portaria Normativa

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE JAGUARAÇU ESTADO DE MINAS GERAIS

PREFEITURA MUNICIPAL DE JAGUARAÇU ESTADO DE MINAS GERAIS ATA DE REGISTRO DE PREÇOS/CONTRATO Nº004-B/2016 PROCESSO LICITATÓRIO Nº018/2016 MODALIDADE: PREGÃO PRESENCIAL N 006/2016 VALIDADE: 12 (doze) meses O Município de Jaguaraçu, neste ato representado por seu

Leia mais

COLETA DE PREÇOS nº 06/2013 1. PREÂMBULO

COLETA DE PREÇOS nº 06/2013 1. PREÂMBULO COLETA DE PREÇOS nº 06/2013 1. PREÂMBULO 1.1. A ASSOCIAÇÃO MUSEU AFRO BRASIL, torna pública a realização de Seleção de Fornecedores na modalidade Coleta de Preços, pelo critério menor preço, objetivando

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA Prestação de Serviço Telefônico Móvel de Dados, na modalidade Sms (Short Message Service - Serviço de Mensagens Curtas de Texto)

TERMO DE REFERÊNCIA Prestação de Serviço Telefônico Móvel de Dados, na modalidade Sms (Short Message Service - Serviço de Mensagens Curtas de Texto) TERMO DE REFERÊNCIA Prestação de Serviço Telefônico Móvel de Dados, na modalidade Sms (Short Message Service - Serviço de Mensagens Curtas de Texto) 1 1 - OBJETO 1.1 Registro de Preços para prestação de

Leia mais

CARTILHA PARA ADESÃO ATA DE REGISTRO DE PREÇO DE SOLUÇÃO DE VÍDEO MONITORAMENTO CFTV

CARTILHA PARA ADESÃO ATA DE REGISTRO DE PREÇO DE SOLUÇÃO DE VÍDEO MONITORAMENTO CFTV CARTILHA PARA ADESÃO ATA DE REGISTRO DE PREÇO DE SOLUÇÃO DE VÍDEO MONITORAMENTO CFTV Control Teleinformática Ltda SRTV/Sul Qd. 701 Conj. L Bloco 1, 38 Sobreloja sala 24 Pag. 1 de 10 Brasília, setembro

Leia mais

PORTARIA UNIDA Nº. 15/2015, de 18 de Julho de 2015.

PORTARIA UNIDA Nº. 15/2015, de 18 de Julho de 2015. PORTARIA UNIDA Nº. 15/2015, de 18 de Julho de 2015. O Diretor Geral da Faculdade Unida de Vitória, no uso das atribuições conferidas pelo Regimento Interno resolve regulamentar os procedimentos gerais

Leia mais

Termo de Referência. Aquisição de Solução de Gerenciamento de Impressão para plataforma baixa.

Termo de Referência. Aquisição de Solução de Gerenciamento de Impressão para plataforma baixa. Termo de Referência Aquisição de Solução de Gerenciamento de Impressão para plataforma baixa. CGAD/COAR - Gerenciamento de Impressão Plataforma Baixa / RQ DSAO nº xxx/2009 1/8 Termo de Referência Aquisição

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ SECRETARIA ESTADUAL DE MEIO AMBIENTE CONSELHO ESTADUAL DE MEIO AMBIENTE - COEMA

GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ SECRETARIA ESTADUAL DE MEIO AMBIENTE CONSELHO ESTADUAL DE MEIO AMBIENTE - COEMA GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ SECRETARIA ESTADUAL DE MEIO AMBIENTE CONSELHO ESTADUAL DE MEIO AMBIENTE - COEMA RESOLUÇÃO COEMA N 116, DE 03 DE JULHO DE 2014. Dispõe sobre as atividades de impacto ambiental

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 03, de 14 de abril de 2014.

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 03, de 14 de abril de 2014. INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 03, de 14 de abril de 2014. Regulamenta o Programa de Concessão de Bolsas para a Participação dos Estudantes do Câmpus Restinga em Atividades Curriculares Externas. O Diretor Geral

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA SIMPLIFICADA nº 050/2015. Convênio PMSP/TERMO DE CONVÊNIO nº 025/2014/SDTE

CHAMADA PÚBLICA SIMPLIFICADA nº 050/2015. Convênio PMSP/TERMO DE CONVÊNIO nº 025/2014/SDTE CHAMADA PÚBLICA SIMPLIFICADA nº 050/2015 Convênio PMSP/TERMO DE CONVÊNIO nº 025/2014/SDTE A Central de Cooperativas e Empreendimentos Solidários do Brasil UNISOL, entidade sem fins econômicos, com sede

Leia mais

Governo do Estado do Rio de Janeiro Secretaria de Estado de Fazenda Departamento Geral de Administração e Finanças TERMO DE REFERÊNCIA

Governo do Estado do Rio de Janeiro Secretaria de Estado de Fazenda Departamento Geral de Administração e Finanças TERMO DE REFERÊNCIA TERMO DE REFERÊNCIA Código de Classificação: 13.02.01.15 1 DO OBJETO: A presente licitação tem por objeto a contratação de empresa para prestação dos serviços de cobertura securitária (seguro) para assegurar

Leia mais

O Ensino a Distância nas diferentes Modalidades da Educação Básica

O Ensino a Distância nas diferentes Modalidades da Educação Básica O Ensino a Distância nas diferentes Modalidades da Educação Básica Francisco Aparecido Cordão Conselheiro da Câmara de Educação Básica do CNE facordao@uol.com.br 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16

Leia mais

Regulamenta o Sistema de Registro de Preços previsto no art. 15 da Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993.

Regulamenta o Sistema de Registro de Preços previsto no art. 15 da Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993. DECRETO N.º 7.892, DE 23 DE JANEIRO DE 2013. Regulamenta o Sistema de Registro de Preços previsto no art. 15 da Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993. A PRESIDENTA DA REPÚBLICA, no uso da atribuição que

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA 1. INTRODUÇÃO

TERMO DE REFERÊNCIA 1. INTRODUÇÃO TERMO DE REFERÊNCIA CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE ENGENHARIA PARA REPAROS E OBRAS EMERGENCIAIS DE IMOVEIS SITUADOS NA ÁREA DE ESPECIAL INTERESSE URBANISTICO DA REGIÃO DO PORTO MARAVILHA. 1. INTRODUÇÃO A Operação

Leia mais

SISTEMA NACIONAL DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR SINAES CREDENCIAMENTO DE PÓLO DE APOIO PRESENCIAL PARA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

SISTEMA NACIONAL DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR SINAES CREDENCIAMENTO DE PÓLO DE APOIO PRESENCIAL PARA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Secretaria de Educação a Distância SEED Departamento de Regulação e Supervisão da Educação a Distância - Dresead Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA PARA EVENTOS

TERMO DE REFERÊNCIA PARA EVENTOS SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL Ministério da Educação Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade. Diretoria de Políticas de Educação de Jovens e Adultos TERMO DE REFERÊNCIA PARA EVENTOS 1

Leia mais

Regulamento Estágio Curricular Obrigatório

Regulamento Estágio Curricular Obrigatório Regulamento Estágio Curricular Obrigatório CST em Fabricação Mecânica CST em Gestão de Recursos Humanos CST em Mecatrônica Industrial 1 CAPÍTULO I DA JUSTIFICATIVA E FINALIDADES Art. 1º - O programa de

Leia mais

Serviço de mensageria SMS

Serviço de mensageria SMS Termo de Referência Serviço de mensageria SMS Agosto/2014 1 1 OBJETO 1.1 Prestação de serviços de envio de até 1.680.000 (Um milhão seiscentos e oitenta mil) Mensagens de Texto SMS (Short Message Service)

Leia mais

PROGRAMA DE APOIO OPERACIONAL PARA SERVIÇOS DE ENGENHARIA, ARQUITETURA E URBANISMO

PROGRAMA DE APOIO OPERACIONAL PARA SERVIÇOS DE ENGENHARIA, ARQUITETURA E URBANISMO PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE DEPARTAMENTO MUNICIPAL DE HABITAÇÃO Superintendência de Urbanismo e Produção Habitacional Coordenação de Projetos PROGRAMA DE APOIO OPERACIONAL PARA SERVIÇOS DE ENGENHARIA,

Leia mais

CATÁLOGO DE SERVIÇOS DE CONSULTORIA DO SISP

CATÁLOGO DE SERVIÇOS DE CONSULTORIA DO SISP SERVIÇOS DE CONSULTORIA EIXO TEMÁCO: GOVERNANÇA DE Implantação de Metodologia de Elaborar e implantar uma metodologia de gerenciamento de projetos no órgão solicitante, com a finalidade de inserir as melhores

Leia mais

Curso de Sistema de Informação

Curso de Sistema de Informação 1 Regulamento de Estágio Curricular Obrigatório Curso de Sistema de Informação Cascavel - PR CAPITULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º. Este regulamento tem por finalidade normatizar o Estágio Curricular

Leia mais

NORMAS DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO PARA OS CURSOS DE LICENCIATURA EM LETRAS DA PUCRS

NORMAS DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO PARA OS CURSOS DE LICENCIATURA EM LETRAS DA PUCRS NORMAS DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO PARA OS CURSOS DE LICENCIATURA EM LETRAS DA PUCRS CURSOS DE LICENCIATURA EM LETRAS: Habilitações: Língua Portuguesa e respectivas Literaturas Língua Espanhola e respectivas

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU

PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU R E G I M E N T O G E R A L PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Regimento Geral PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Este texto foi elaborado com as contribuições de um colegiado de representantes da Unidades Técnico-científicas,

Leia mais

SEGUNDA ATUALIZAÇÃO DA ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº.006/2015 PREGÃO PRESENCIAL Nº.008/2015. VALIDADE: 01/04/2016

SEGUNDA ATUALIZAÇÃO DA ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº.006/2015 PREGÃO PRESENCIAL Nº.008/2015. VALIDADE: 01/04/2016 SEGUNDA ATUALIZAÇÃO DA ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº.006/2015 PREGÃO PRESENCIAL Nº.008/2015. VALIDADE: 01/04/2016 Aos três dias do mês de junho de 2015, o Município de Santo Antônio da Patrulha/RS, neste

Leia mais