de 60 mil. Total de Lojas. Área de Vendas em m 2. Receita Bruta de Vendas em Transações em 2013

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "1.992 2.800.000 659.000.000. 154.000 + de 60 mil. Total de Lojas. Área de Vendas em m 2. Receita Bruta de Vendas em 2013. Transações em 2013"

Transcrição

1 Mercado Consumidor

2 GPA EM NÚMEROS Receita Bruta de Vendas em 2013 Total de Lojas Área de Vendas em m 2 Transações em 2013 R$ 64,4 bilhões Total de Colaboradores Toneladas de Material Reciclado em de 60 mil Investimento de 2013 em Meio Ambiente Presença no Brasil R$ 12,7 milhões 19 Estados + DF º lugar no ranking das 50 maiores empresas do Brasil em º lugar entre as 25 maiores empresas em valor de mercado no Brasil.

3 O GRUPO GPA O maior grupo de distribuição da América Latina

4 Não Alimentar Alimentar NEGÓCIOS E FORMATOS Supermercados Atacado de Auto Serviço Hipermercados Proximidade Drograrias e Postos E-commerce B2C Malls Shoppings de Vizinhança Eletrônicos e Móveis E-commerce B2C E-commerce B2B

5 1.992 LOJAS DO GPA NO BRASIL Hiper: 1 Eletro: 5 Total: 6 Super: 32 Hiper: 19 Eletro: 67 Atacado: 12 Total: 130 Quantidade de Lojas por Marcas e Formatos Super: 328 Hyper: Super: 15 Hiper: 15 Eletro: 85 Atacado : 8 Total: 123 Eletro: 727 Atacado: 56 Proxidade: 184 Total: Quantidade de Lojas por Negócio Super: 4 Hiper: 2 Eletro: 88 Atacado: 2 Total:

6 CONSUMIDOR + EXIGENTE Cresce a importância e o potencial de consumo dos segmentos minoritários Demanda por segmentação Melhoria do padrão de consumo Infidelidade à marcas Mais saúde, educação e longevidade Cada vez menos tempo: busca por conveniência e desacelerar Valorização das experiências

7 Expectativas do consumidor

8 Perecíveis FLV, Carnes Bovinas, Suínas e Aves Estimulam a compra semanal 8

9 Vitalidade e Higiene Formam o primeiro degrau da decisão de compra e são identificados com facilidade 9

10 Aspectos sensoriais Os sentidos são postos em ação para avaliar os alimentos.: atentando para cheiro, cor, consistência e umidade 10

11 Aspectos sensoriais A presença de atendimento nas seções amplia a confiança e incentiva a compra Porém, a apresentação do funcionário deve ser exemplar: uniforme, luvas, botas, toucas, equipamentos limpos 11

12 Perfil do Cliente Os perfis vivenciam esses atributos de forma diferente A classe AB demonstra mais confiança e não tem muitas restrições ao padrão das lojas que frequenta Considera que o preço diferencia a qualidade e não vê com bons olhos ofertas muito agressivas em perecíveis 12

13 Perfil do Cliente O menor poder de compra da classe BC impulsiona a frequência em redes menos estruturadas e a busca por melhor oferta de preço Geram experiências negativas e comportamento mais atento e desconfiado 13

14 Receios e Preocupações A categoria das carnes carrega um receio muito grande com contaminação por falhas na higiene e na conservação, desde o produtos até o PDV 14

15 Suínos A compra de suínos envolve crenças antigas e desconhecimento do processo de criação 15

16 Suínos Imagens de porcos no quintal, sujos e com mau cheiro, comendo restos de comida assombram os consumidores Medo de consumir a carne fresca cria preferência por congelados A CISTICERCOSE é citada como risco do mal manejo dos suínos A carne fresca deve parecer rosada, tenra, sem pontos brancos e com pouca gordura Associação à produção doméstica 16

17 Suínos Data de Validade Aparência do Produto Origem Marca Preço Embalagem Tipo de Corte Especificações do Produto Programa de Qualidade Selos Tabela Nutricional ORIGEM e a MARCA ganham destaque entre os atributos para carne suína 17

18 Suínos Carne de porco é complicado, já tem a fama que faz mal, traz doença. Tem que estar muito, muito fresco e saber preparar. A procedência fica mais importante ainda, dependendo de como foi criado vai ter doença. (M BC) Já ouvi falar que é folclore, a gente veio do interior, porco comia o resto da comida, lembra de sujeira. Se o vendedor disponibilizasse meios, mecanismos de verificar essa carne, seria muito bom. (H AB) Não compro nem como, porque minha tia tem o bichinho na cabeça. O porco come toda a porcaria que tem no chão. Eu morro de medo. (M AB) 18

19 Aves As aves, mesmo mais conhecidas, envolvem preocupações mais específicas 19

20 Aves A Escolha é feita entre frescos e congelados Varia conforme a data a ser consumido o produto Os congelados geram desconfianças sobre o peso, sobretudo na classe BC O oco do peito é preenchido com água, forjando peso maior A compra da bandeja exige atenção ao aspecto do produto carne rosada, sem umidade excessiva, sem gosma e com validade Os temperados geram desconfiança sugerem reaproveitamento de porções comprometidas o tempero disfarça o cheiro e a cor 20

21 Aves A preferência para selos com AUSÊNCIA DE HORMÔNIOS valorizando a ORIGEM e a MARCA Data de Validade Aparência do Produto Origem Marca Preço A procedência ganha valor pelo receio de possível uso de hormônios na criação... Embora seja um mito Embalagem Tipo de Corte Especificações do Produto Selos Programa de Qualidade Tabela Nutricional 21

22 Aves 22

23 Aves É mais delicado que a carne, estraga mais fácil. Gosto de comprar aquele pacote da Sadia congeladinho, faço tudo com ele. (M AB) Às vezes, arrumo encrenca com o cara do açougue, compro e peço para tirar a pele, eles ficam bravos, outro dia tive que chamar o gerente, compro coxa, sobrecoxa, tem que tirar a pele. Os embaladinhos eu acho que eles só trocam a etiqueta da validade. Eu já vi bastante bandejinha esverdeada mesmo. (M BC) 23

24 Bovinos Mesmo mais familiar, traz dificuldades para compra 24

25 Bovinos Extenso repertório Culinário Culturalmente desenvolvido, Facilidade de substituição e trocas Há muitas referências sobre preparo e variação no consumo da carne bovina As regras de aparência são conhecidas por todos: cor vermelha viva, gordura característica do corte, fibra sem excesso de gordura, sem sangue, umidade (baba) ou alteração de cor As bandejas são fonte de experiências negativas e podem comprometer credibilidade: gordura excessiva oculta sob a peça, mistura de carnes (sobretudo quando moída), cheiro ou coloração fora do padrão 25

26 Bovinos E é mais fácil para o consumidor falar sobre a carne ruim, sobre o que se deve evitar, do que sobre a carne boa Não há clareza de que os processos de criação alteram o sabor e a maciez da carne Procedência e- associada à higiene do abate e aos cuidados de refrigeração nas várias fases 26

27 Bovinos Apesar dos esforços na mídia e da valorização da ORIGEM, o atributo MARCA fica posicionado após o PREÇO Data de Validade Aparência do Produto Origem Preço Marca Tipo de Corte Embalagem Especificações do Produto PARTICULARIDADES Programa de Qualidade Selos Tabela Nutricional 27

28 Aspectos tangíveis no momento da compra

29 Necessidade Ou aprendemos a escutor o consumidor ou não crescemos NEM comercialmente NEM conceitualmente

30 RETRATO atual > Teste de maciez nas carnes; > Idade de abate avançada; > ph elevado.

31 RETRATO atual R$25,00 R$25,00

32 Trabalhamos em Rede!

33 QUAL O produto ideal? Aquele que atende as necessidades dos meus clientes. Tomar atitudes para realizar o desejo dos nossos clientes.

34 Exemplo Oferecer ao consumidor uma carne de: > Alta qualidade; > Baixo teor de gordura; > Maciez garantida.

35 A carne que vai para as gôndolas do GPA é um meio sangue: Meio sangue Nelore X Meio sangue Rubia Gallega

36

37

38 ENTREGAS Consistentes Padronização de carcaça Garantia de maciez Rendimento dos cortes Frequência nas entregas Volume de entrega

39 Eficiência Na produção Rendimento de desossa % Carne em relação ao osso AC 76,06 DC 79,08

40 PROPOSTA Com valor LORIVAL

41 Desenvolvimento de embalagens - ATM Tecnologia para extensão da vida de prateleira através da substituição do gás atmosférico por uma mistura específica de gases; A mistura gasosa pode variar de acordo com o produto a ser embalado e possui o intuito de níveis microbiológicos aceitáveis e a aparência do produto até a data de validade;

42 Desenvolvimento de embalagens - ATM OBJETIVOS: Reduzir a manipulação em loja, resultando em maior produtividade da seção; Padronizar cortes, focando na qualidade do produto; Permitir o sortimento de moída em lojas com proibição pela VISA; Garantir o sortimento completo de produtos, evitando rupturas; Obter diferenciação no mercado em relação à cortes e embalagens; Aumentar vida de prateleira de produtos através de tecnologia;

43 Desenvolvimento de embalagens - ATM DESAFIOS: TÉCNICOS NÃO TÉCNICOS Carga microbiana inicial seleção e monitoramento da mp; ph; Cadeia de frio: produção PDV; Capacitação de colaboradores da produção; Investimento inicial para produção; Operação e investimentos logísticos; Difusão do conceito entre colaboradores das lojas; Informação ao consumidor; Mistura gasosa (CO2, N2, O2) aparência X segurança

44 Desenvolvimento de embalagens - ATM Quebra da cadeia de frio

45 Desenvolvimento de embalagens - ATM Integridade de embalagem

46 Desenvolvimento de embalagens - ATM Desenvolvimento microbiano

47 A BUSCA do GPA Trabalhamos em redes interconectadas. O GPA está buscando criar relações.

48 Todos os movimentos relacionados aos programas devem ter um olhar claro e objetivo ao consumidor

49 (11)

DAVID BUARQUE GERENTE NACIONAL DE PERECÍVEIS GPA

DAVID BUARQUE GERENTE NACIONAL DE PERECÍVEIS GPA DAVID BUARQUE GERENTE NACIONAL DE PERECÍVEIS GPA operação em diferentes negócios, sob diferentes Maior empresa companhia varejista da América Latina: Total de Lojas Área de Vendas em m 2 Centros de Distribuição

Leia mais

Estudos e Pesquisas. Projeto: Suinocultura Metropolitana Enquete: Hábito de consumo da carne suína

Estudos e Pesquisas. Projeto: Suinocultura Metropolitana Enquete: Hábito de consumo da carne suína Estudos e Pesquisas Projeto: Suinocultura Metropolitana Enquete: Hábito de consumo da carne suína Ficha Técnica Sebrae em Goiás Conselho Deliberativo Marcelo Baiocchi Carneiro Presidente Diretoria Executiva

Leia mais

TERMO DE ADJUDICAÇÃO. Item 0001

TERMO DE ADJUDICAÇÃO. Item 0001 TERMO DE ADJUDICAÇÃO Às 16:56 horas do dia 14 de junho de 2011, o Pregoeiro Oficial da Prefeitura Municipal de Concórdia, designado pela portaria Decreto nº 3/2011 após analise da documentação do Pregão

Leia mais

PAINEL CONFIANÇA Propósito elevado Cultura consciente Liderança consciente Orientação para todos os envolvidos no negócio

PAINEL CONFIANÇA Propósito elevado Cultura consciente Liderança consciente Orientação para todos os envolvidos no negócio PAINEL CONFIANÇA 2 PAINEL CONFIANÇA O Capitalismo Consciente é uma nova abordagem para condução dos negócios que as melhores empresas do mundo estão adotando. Essas empresas são guiadas por um conjunto

Leia mais

PROCEDIMENTOS E BOAS PRÁTICAS NA DE FRENTE DE CAIXA NO COMBATE ÀS QUEBRAS

PROCEDIMENTOS E BOAS PRÁTICAS NA DE FRENTE DE CAIXA NO COMBATE ÀS QUEBRAS Gestão Frente de Caixa Sinais i Suspeitos Processos e Boas Práticas PROCEDIMENTOS E BOAS PRÁTICAS NA OPERAÇÃO Como evitar erros nos registros Tipos de Golpes DE FRENTE DE CAIXA NO COMBATE ÀS QUEBRAS Missão

Leia mais

COMPRAR GATO POR LEBRE

COMPRAR GATO POR LEBRE PUBLICADO NA EDIÇÃO IMPRESSA SEGUNDA-FEIRA, 4 DE MARÇO DE 2013 POR JM CAVALO POR VACA É A VERSÃO ATUAL DE COMPRAR GATO POR LEBRE O consumo da carne de cavalo é encarado, ainda, com uma certa conotação

Leia mais

Estudo do Mercado Suíno Público Consumidor. Sebrae/DF UAM Dezembro 2009

Estudo do Mercado Suíno Público Consumidor. Sebrae/DF UAM Dezembro 2009 Estudo do Mercado Suíno Público Consumidor Sebrae/DF UAM Dezembro 2009 Sumário Introdução... 03 Objetivos... 04 Metodologia... 05 Análise Perfil... 08 Análise Avaliação do Consumo... 22 Análise Avaliação

Leia mais

Boas Práticas no setor de perecíveis: Hortifruti, Frios, Laticínios e Carnes.

Boas Práticas no setor de perecíveis: Hortifruti, Frios, Laticínios e Carnes. Boas Práticas no setor de perecíveis: Hortifruti, Frios, Laticínios e Carnes. Instrutor: Jones dos Reis Andrade, Administrador de Empresas. Tópicos Compras Transporte Recebimento Conferência Armazenagem

Leia mais

As Ferramentas e Opções do Varejo no Mercado de FLV

As Ferramentas e Opções do Varejo no Mercado de FLV As Ferramentas e Opções do Varejo no Mercado de FLV Luiz Claudio Haas Diretor Comercial de Frutas, Legumes e Verduras Agosto 2014 Por que o agronegócio é importante mundialmente? 100% da população depende

Leia mais

Estudo do Mercado Suíno Público: Canais. Sebrae/DF - UAM

Estudo do Mercado Suíno Público: Canais. Sebrae/DF - UAM Estudo do Mercado Suíno Público: Canais Sebrae/DF - UAM Sumário Introdução... 03 Objetivos... 04 Metodologia... 05 Análise Perfil... 08 Análise Avaliação do Consumo... 17 Análise Avaliação da Imagem...

Leia mais

ANEXO I RELAÇÃO DOS ITENS DA LICITAÇÃO

ANEXO I RELAÇÃO DOS ITENS DA LICITAÇÃO Folha: 1/6 1 1000,000 2 19500,000 3 2000,000 4 2000,000 5 1500,000 CARNE DE SOL - EM CUBOS PEQUENOS. ASPECTOS PRÓPRIO. NÃO AMOLECIDA E NEM PEGAJOSA, COR PRÓPRIA SEM MANCHAS ESVERDEADAS, ODOR E SABOR PRÓPRIO,

Leia mais

Programa de Análise de Produtos 1

Programa de Análise de Produtos 1 Serviço Público Federal MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, NORMALIZAÇÃO E QUALIDADE INDUSTRIAL INMETRO PROGRAMA DE ANÁLISE DE PRODUTOS RELATÓRIO

Leia mais

PROCESSAMENTO DA CARNE SUÍNA

PROCESSAMENTO DA CARNE SUÍNA PROCESSAMENTO DA CARNE SUÍNA Miryelle Freire Sarcinelli 1 (e-mail: miryelle@hotmail.com.) Katiani Silva Venturini 1 (e-mail: katiani_sv@hotmail.com.) Luís César da Silva 2 (website: www.agais.com) 1. INTRODUÇÃO

Leia mais

Abastecendo a inteligência do varejo

Abastecendo a inteligência do varejo setembro 2014. ano 20. n o 223. R$ 15,00. 21.500 exemplares. distribuição nacional anos Abastecendo a inteligência do varejo Açougue e peixaria Perdas minam resultados nas duas seções Laboratório Conheça

Leia mais

EDITAL DE PREGÃO ELETRÔNICO N.º 12/2014 ATA DE REGISTRO DE PREÇO

EDITAL DE PREGÃO ELETRÔNICO N.º 12/2014 ATA DE REGISTRO DE PREÇO A UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO, doravante denominada UFES, autarquia educacional de regime especial, situada na Av. Fernando Ferrari, 514, Campus Universitário, Goiabeiras, Vitória, Espírito

Leia mais

UM MERCADO EM CRESCIMENTO CONHEÇA AS OPORTUNIDADES E COMO PARTICIPAR

UM MERCADO EM CRESCIMENTO CONHEÇA AS OPORTUNIDADES E COMO PARTICIPAR FOOD SERVICE UM MERCADO EM CRESCIMENTO CONHEÇA AS OPORTUNIDADES E COMO PARTICIPAR I-INTRODUÇÃO AO MERCADO DE FOOD SERVICE INTRODUÇÃO Mercado que envolve toda a cadeia de produção e distribuição de alimentos,

Leia mais

ESTADO DO ACRE Secretaria de Estado da Gestão Administrativa Secretaria Adjunta de Compras e Licitações. Comissão Permanente de Licitação CPL 02

ESTADO DO ACRE Secretaria de Estado da Gestão Administrativa Secretaria Adjunta de Compras e Licitações. Comissão Permanente de Licitação CPL 02 2ª RETIFICAÇÃO PREGÃO SRP Nº 1409/2013 CPL 02 SEE Objeto: Registro de Preços para a Aquisição de Gêneros Alimentícios Básicos Perecíveis, para atender as necessidades dos alunos integrantes dos Programas:

Leia mais

Como funciona seu produto. Refrigerador CRA30. 1 - Porta do Congelador 2 - Congelador 3

Como funciona seu produto. Refrigerador CRA30. 1 - Porta do Congelador 2 - Congelador 3 Como funciona seu produto Comece por aqui. Se você quer tirar o máximo proveito da tecnologia contida neste produto, leia o Guia Rápido por completo. Refrigerador CRA30 1 Características Gerais 1 1 - Porta

Leia mais

Boas práticas na manipulação do pescado

Boas práticas na manipulação do pescado Boas práticas na manipulação do pescado O Brasil tem uma grande variedade de pescados e todas as condições para a produção deste alimento saudável e saboroso. Para que o pescado continue essa fonte rica

Leia mais

IMPLEMENTAÇÃO DA GESTÃO POR COMPETÊNCIAS NO SUPERMERCADO PORTAL. São Paulo, 16 de Outubro de 2009

IMPLEMENTAÇÃO DA GESTÃO POR COMPETÊNCIAS NO SUPERMERCADO PORTAL. São Paulo, 16 de Outubro de 2009 IMPLEMENTAÇÃO DA GESTÃO POR COMPETÊNCIAS NO SUPERMERCADO PORTAL São Paulo, 16 de Outubro de 2009 Agenda Introdução Ciclo da Implementação: 3 Fases Resultado Introdução: CHA COMPETÊNCIA CONHECIMENTO HABILIDADE

Leia mais

Art. 1º - O artigo 104 do Decreto Estadual nº 31.455, de 20 de fevereiro de 1987, passa a vigorar com a seguinte redação:

Art. 1º - O artigo 104 do Decreto Estadual nº 31.455, de 20 de fevereiro de 1987, passa a vigorar com a seguinte redação: DECRETO Nº 2, DE 8 DE JANEIRO DE 2015. Altera e acresce dispositivos ao Decreto nº 31.455, de 1987, que regulamenta os arts. 30 e 31 da Lei nº 6.320, de 20 de dezembro de 1983, que dispõem sobre alimentos

Leia mais

RESULTADOS 4T11 E 2011 Grupo Pão de Açúcar e Viavarejo (Globex)

RESULTADOS 4T11 E 2011 Grupo Pão de Açúcar e Viavarejo (Globex) RESULTADOS 4T11 E 2011 Grupo Pão de Açúcar e Viavarejo (Globex) 17 de fevereiro de 2012 GRUPO PÃO DE AÇÚCAR - RESULTADOS 4T11 E 2011 Enéas Pestana, Presidente do Grupo Pão de Açúcar 2 Evolução operacional

Leia mais

CRONOGRAMA DE ENTREGA DA ALIMENTAÇÃO ESCOLAR (MERCADOS) 2º SEMESTRE/2015 PRODUTOS PERECÍVEIS

CRONOGRAMA DE ENTREGA DA ALIMENTAÇÃO ESCOLAR (MERCADOS) 2º SEMESTRE/2015 PRODUTOS PERECÍVEIS CRONOGRAMA DE ENTREGA DA ALIMENTAÇÃO ESCOLAR (MERCADOS) 2º SEMESTRE/2015 PRODUTOS PERECÍVEIS PRODUTO: ABACAXI (IN NATURA) FRUTA FRESCA, SEM BATIDAS E MACHUCADOS, GRAU MÉDIO DE AMADURECIMENTO (UNIDADE)

Leia mais

13ª Avaliação de Perdas no Varejo Brasileiro: Supermercados

13ª Avaliação de Perdas no Varejo Brasileiro: Supermercados 13ª Avaliação de Perdas no Varejo Brasileiro: Supermercados Amostra Empresas respondentes 214 Faturamento anual bruto R$ 83.094.932.979,00 Representatividade em relação ao faturamento Brasil 34% Faturamento

Leia mais

PROCESSAMENTO DA CARNE DE FRANGO

PROCESSAMENTO DA CARNE DE FRANGO PROCESSAMENTO DA CARNE DE FRANGO Miryelle Freire Sarcinelli 1 (e-mail: miryelle@hotmail.com.) Katiani Silva Venturini 1 (e-mail: katiani_sv@hotmail.com.) Luís César da Silva 2 (website: www.agais.com)

Leia mais

UNIDADE 4 PRODUÇÃO, CONSUMO, EXPORTAÇÃO E IMPORTAÇÃO. PROCESSAMENTO TECNOLÓGICO DE OVOS

UNIDADE 4 PRODUÇÃO, CONSUMO, EXPORTAÇÃO E IMPORTAÇÃO. PROCESSAMENTO TECNOLÓGICO DE OVOS UNIDADE 4 PRODUÇÃO, CONSUMO, EXPORTAÇÃO E IMPORTAÇÃO. PROCESSAMENTO TECNOLÓGICO DE OVOS 1 CONSUMO DE OVOS Dados da FAO (2010) para a América Latina apontam que o Brasil se encontra na oitava posição em

Leia mais

Introdução. Marca Líder. Evento Líderes de Vendas:

Introdução. Marca Líder. Evento Líderes de Vendas: 1 Introdução O objetivo desta cartilha 1, elaborada pela Escola Nacional de Supermercados (ENS), da Associação Brasileira de Supermercados (Abras), é passar orientações e dicas para os supermercadistas

Leia mais

Embalagem e Tecnologia na Percepção da Qualidade

Embalagem e Tecnologia na Percepção da Qualidade Qualidade Alimentar: Percepção do Consumidor Embalagem e Tecnologia na Percepção da Qualidade Rosires Deliza Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento O Consumidor Alimento Consumidor Contexto

Leia mais

Hortaliças minimamente processadas prontas para o consumo. Cristiano Psillakis - Grupo Horta

Hortaliças minimamente processadas prontas para o consumo. Cristiano Psillakis - Grupo Horta Hortaliças minimamente processadas prontas para o consumo Cristiano Psillakis - Grupo Horta Nichos de mercado são segmentos ou públicos cujas necessidades particulares são pouco exploradas ou inexistentes.

Leia mais

The Nature Conservancy, Walmart, Marfrig e produtores do sudeste do Pará trabalharão juntos pela pecuária sustentável na Amazônia

The Nature Conservancy, Walmart, Marfrig e produtores do sudeste do Pará trabalharão juntos pela pecuária sustentável na Amazônia The Nature Conservancy, Walmart, Marfrig e produtores do sudeste do Pará trabalharão juntos pela pecuária sustentável na Amazônia Cadeia irá trabalhar unida na implementação das melhores práticas socioambientais

Leia mais

No Hiper Bergamini, a iluminação valoriza os produtos e dá vida à loja

No Hiper Bergamini, a iluminação valoriza os produtos e dá vida à loja Luz para as vendas A boa iluminação tem influência positiva nas vendas. O supermercadista pode tirar melhor proveito de um item que hoje oferece maior eficiência e menor gasto de energia POR MIRIAM NOVAES

Leia mais

http://www.caism.unicamp.br/noticias.html

http://www.caism.unicamp.br/noticias.html http://www.caism.unicamp.br/noticias.html Ano 5 nº 8 pag 1 Bioética na Atualidade Clarice A Rosa Comunicação e Difusão Institucional Nono de uma série de seminários promovidos e realizados pela CGU/CORI,

Leia mais

Comercialização de Pescado Salgado e Pescado Salgado Seco

Comercialização de Pescado Salgado e Pescado Salgado Seco Cartilha Orientativa Comercialização de Pescado Salgado e Pescado Salgado Seco Ministério da Saúde Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento cartilha bacalhau.indd 1 26/3/2007 12:11:56 SUMÁRIO

Leia mais

MIX DE TREINAMENTOS A ÚNICA QUE TEM O DNA DO SUPERMERCADO

MIX DE TREINAMENTOS A ÚNICA QUE TEM O DNA DO SUPERMERCADO MIX DE TREINAMENTOS A ÚNICA QUE TEM O DNA DO SUPERMERCADO OPERAÇÃO DE LOJA Açougue Prático e Teórico Açougue Prático e Verticalizado Atendimento - amenizando filas em supermercados Cartazista Cartazista

Leia mais

Comercialização de Pescado Salgado e Pescado Salgado Seco

Comercialização de Pescado Salgado e Pescado Salgado Seco Cartilha Orientativa Comercialização de Pescado Salgado e Pescado Salgado Seco Ministério da Saúde Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento 2 3 SUMÁRIO Apresentação 2 Requisitos 3 Seleção do

Leia mais

PRODUÇÃO DE CARNE BOVINA E CONSUMO INTERNO BRASILEIRO

PRODUÇÃO DE CARNE BOVINA E CONSUMO INTERNO BRASILEIRO PRODUÇÃO DE CARNE BOVINA E CONSUMO INTERNO BRASILEIRO WESP-GUTERRES, Caroline 1 ; TEIXEIRA, José Domingos Lemos 1 ; ARALDI,Daniele Furian 2 Palavras-Chave: Brasil. Consumo de carne. Bovinocultura. Introdução

Leia mais

CATÁLOGO DE CARNES, CONS. ORIGEM ANIMAL, CEREAIS, FARINÁCEOS, CONDIMENTOS, PEIXES

CATÁLOGO DE CARNES, CONS. ORIGEM ANIMAL, CEREAIS, FARINÁCEOS, CONDIMENTOS, PEIXES CATÁLOGO DE CARNES, CONS. ORIGEM ANIMAL, CEREAIS, FARINÁCEOS, CONDIMENTOS, PEIXES Descrição Bisteca suína Bisteca suína, congelada, com aproximadamente 250 gramas cada, embalada em camadas separadas por

Leia mais

A Vivenda do Camarão é a maior rede de restaurantes de frutos do mar do país, presente em 20 estados brasileiros e 1 unidade no Paraguay.

A Vivenda do Camarão é a maior rede de restaurantes de frutos do mar do país, presente em 20 estados brasileiros e 1 unidade no Paraguay. A Vivenda do Camarão é a maior rede de restaurantes de frutos do mar do país, presente em 20 estados brasileiros e 1 unidade no Paraguay. O cardápio Vivenda oferece Produtos Congelados, In Natura, e em

Leia mais

Food Service. como restaurante, rotisserie, comprada no local ou entregue em casa.

Food Service. como restaurante, rotisserie, comprada no local ou entregue em casa. Food Service Food Service é o mercado que envolve toda a cadeia de produção e distribuição de alimentos, insumos, equipamentos e serviços, orientado a atender os estabelecimentos que preparam e fornecem

Leia mais

FISPQ (Ficha de Informações de Segurança de Produtos Químicos)

FISPQ (Ficha de Informações de Segurança de Produtos Químicos) Página 1 de 6 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome do Produto: Código interno: 7500 (12 X 500 ml) Empresa: BOMBRIL S/A TELEFONE DE EMERGÊNCIA: 0800 014 8110 Aplicação: detergente para pré-lavagens.

Leia mais

GfK. Crescimento a partir do conhecimento Transformamos informações em decisões de negócios inteligentes

GfK. Crescimento a partir do conhecimento Transformamos informações em decisões de negócios inteligentes GfK. Crescimento a partir do conhecimento Transformamos informações em decisões de negócios inteligentes 4 ª maior empresa de pesquisa de mercado. Vendas em 2014: 1,5 bi 13.000 especialistas em 100 países

Leia mais

Imagem de Tipos de Carnes do Ponto de Vista do Consumidor

Imagem de Tipos de Carnes do Ponto de Vista do Consumidor Imagem de Tipos de Carnes do Ponto de Vista do Consumidor O consumo de carne no Brasil vem apresentando crescimento em todos os segmentos: bovino, suíno e de frango. Dentre eles, o consumo de carne bovina

Leia mais

RESULTADOS 3T11. Grupo Pão de Açúcar e Globex Utilidades. 4 de novembro de 2011

RESULTADOS 3T11. Grupo Pão de Açúcar e Globex Utilidades. 4 de novembro de 2011 RESULTADOS 3T11 Grupo Pão de Açúcar e Globex Utilidades 4 de novembro de 2011 ELETRO GPA ALIMENTAR AGENDA RESULTADOS Supermercados Proximidade Atacarejo Postos e Drogarias Hipermercado Lojas Especializadas

Leia mais

TRABALHANDO COM PERECÍVEIS EM SUPERMERCADOS

TRABALHANDO COM PERECÍVEIS EM SUPERMERCADOS TRABALHANDO COM PERECÍVEIS EM SUPERMERCADOS Siane Marina da Maia Ribeiro Nutricionista CRN7 3071 OBJETIVO Alertar os profissionais quanto à fragilidade e importância da área de perecíveis no contexto de

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CARTILHA DO PESCADOR ARTESANAL Boas Práticas na Manipulação dos Produtos da Pesca Artesanal Carmelita de Fátima Amaral Ribeiro Oriana Trindade de Almeida Sérgio Luiz de Medeiros

Leia mais

LICITAÇÃO CARTA CONVITE DE Nº 2015/0001 OBJETO DA LICITAÇÃO: AQUISIÇÃO MERENDA ESCOLAR DATA DA LICITAÇÃO: 02/03/2015 HORÁRIO DA LICITAÇÃO: 10:00hs

LICITAÇÃO CARTA CONVITE DE Nº 2015/0001 OBJETO DA LICITAÇÃO: AQUISIÇÃO MERENDA ESCOLAR DATA DA LICITAÇÃO: 02/03/2015 HORÁRIO DA LICITAÇÃO: 10:00hs GOVERNO DO ESTADO DO CEARÁ Secretaria da Educação EEM Jáder de Figueiredo Correia Rua Livino Teixeira, 112 Bairro Centro Telefone: (88) 3617 4051 E-mail: jaderfigueiredo@escola.ce.gov.br LICITAÇÃO CARTA

Leia mais

14ª Avaliação de Perdas no Varejo Brasileiro Supermercados

14ª Avaliação de Perdas no Varejo Brasileiro Supermercados 14ª Avaliação de Perdas no Varejo Brasileiro Supermercados Apresentação Este relatório apresenta os resultados da 14ª Avaliação de Perdas realizada com os principais supermercados do Brasil. As edições

Leia mais

LOTES 01- PERECÍVEIS FRIOS

LOTES 01- PERECÍVEIS FRIOS LOTES 0- PERECÍVEIS FRIOS 3 4 5 Lingüiça, do tipo calabresa, resfriada, industrialmente embalada, com SIF, embalagem plástica transparente atóxica não reciclada, contendo informações sobre o fabricante

Leia mais

Impressão por transferência térmica Linha de produtos DataFlex

Impressão por transferência térmica Linha de produtos DataFlex Confiabilidade ideal, máxima produtividade Impressão por transferência térmica Linha de produtos DataFlex 2 Nossa linha DataFlex de Impressoras por Transferência Térmica oferece alto tempo de operação

Leia mais

O setor supermercadista e o compromisso com a qualidade das frutas e verduras. ABRAS Associação Brasileira de Supermercados

O setor supermercadista e o compromisso com a qualidade das frutas e verduras. ABRAS Associação Brasileira de Supermercados O setor supermercadista e o compromisso com a qualidade das frutas e verduras ABRAS Associação Brasileira de Supermercados ABRAS Entidade civil sem fins lucrativos, criada em 1971 Missão Representar,

Leia mais

Preparo de Alimentos Seguros

Preparo de Alimentos Seguros Preparo de Alimentos Seguros O que você precisa saber para preparar um alimento próprio para consumo? Alimento Seguro são aqueles que não oferecem riscos à saúde de quem o está consumindo, ou seja, o alimento

Leia mais

CUIDADO NA FORMULAÇÃO DE DIETAS VEGETAIS OU COM SUBPRODUTOS DE ORIGEM ANIMAL.

CUIDADO NA FORMULAÇÃO DE DIETAS VEGETAIS OU COM SUBPRODUTOS DE ORIGEM ANIMAL. Data: Junho/2005 CUIDADO NA FORMULAÇÃO DE DIETAS VEGETAIS OU COM SUBPRODUTOS DE ORIGEM ANIMAL. 1. Introdução Milho e farelo de soja são os principais ingredientes utilizados na formulação de rações para

Leia mais

Saudabilidade no Food Service. Tendências

Saudabilidade no Food Service. Tendências Saudabilidade no Food Service Tendências Introdução ao Mercado de Food Service Introdução Mercado que envolve toda a cadeia de produção e distribuição de alimentos, bebidas, insumos, equipamentos e serviços

Leia mais

Boas Práticas de Manipulação em Serviços de Alimentação. Módulo 6 - Etapas da Manipulação dos Alimentos

Boas Práticas de Manipulação em Serviços de Alimentação. Módulo 6 - Etapas da Manipulação dos Alimentos Módulo 6 - Etapas da Manipulação dos Alimentos Aula 1 Seleção De Fornecedores, Compra E Recebimento Das Matérias- Primas, Ingredientes E Embalagens As matérias- primas, os ingredientes e as embalagens

Leia mais

Características da Carne de Frango

Características da Carne de Frango Características da Carne de Frango Katiani Silva Venturini 1 (e-mail: katiani_sv@hotmail.com) Miryelle Freire Sarcinelli 1 (e-mail: miryelle@hotmail.com) Luís César da Silva 2 (website: www.agais.com)

Leia mais

Há 20 anos construindo valor de Marca para os líderes de seus segmentos.

Há 20 anos construindo valor de Marca para os líderes de seus segmentos. Olá. Há 20 anos construindo valor de Marca para os líderes de seus segmentos. NOSSO PAPO DE HOJE 1 O QUE É BRANDING? 2 CHECKUP COMO AVALIAR A SAÚDE DE UMA MARCA? 3 CONSTRUINDO MARCAS DE SUCESSO 4 O DESAFIO

Leia mais

Solução Conjunta para Reaproveitamento de Resíduos Orgânicos na Alimentação de Suínos

Solução Conjunta para Reaproveitamento de Resíduos Orgânicos na Alimentação de Suínos Solução Conjunta para Reaproveitamento de Resíduos Orgânicos na Alimentação de Suínos Instituição pública, integrante da rede de hospitais universitários do MEC Vinculado academicamente a UFRGS Promove

Leia mais

S TO DU O E PR D O G LO TÁ A C 1

S TO DU O E PR D O G LO TÁ A C 1 1 CATÁLOGO DE PRODUTOS NOSSA HISTÓRIA Fundada em 1983 na cidade de Propriá, no estado de Sergipe, pelo grande empresário visionário, o sergipano Murilo Dantas, a Nutrial se estabeleceu no ramo de frigorífico,

Leia mais

Especificação de Produtos

Especificação de Produtos Especificação de s SUGESTÕES Grupo 01 Batata Fresca, de ótima qualidade, compacta, firme, coloração uniforme, aroma, cor e sabor típicos da espécie, em perfeito estado de desenvolvimento. Não serão permitidos

Leia mais

1) Lançamento. 2) Conteúdo

1) Lançamento. 2) Conteúdo HIGHLIGHTS Apoio: Patrocinador: Realização: Versão Resumida a íntegra do Ranking é um benefício dos associados IBEVAR, entre em contato através do email contato@ibevar.org.br para maiores informações.

Leia mais

Conjuntura Macroeconômica e Setorial

Conjuntura Macroeconômica e Setorial Conjuntura Macroeconômica e Setorial O ano de 2012 foi um ano desafiador para a indústria mundial de carnes. Apesar de uma crescente demanda por alimentos impulsionada pela contínua expansão da renda em

Leia mais

eliminando GORDURA TRANS ARTIFICIAL nos estabelecimentos de Serviços Alimentícios de Cambridge

eliminando GORDURA TRANS ARTIFICIAL nos estabelecimentos de Serviços Alimentícios de Cambridge eliminando GORDURA TRANS ARTIFICIAL nos estabelecimentos de Serviços Alimentícios de Cambridge Como Cumprir: O que Restaurantes, Buffets, Vendedores Ambulantes de Alimentos, e outros, precisam fazer www.cambridgepublichealth.org

Leia mais

Capa VERÃO 30 n SuperVarejo novembro 2009

Capa VERÃO 30 n SuperVarejo novembro 2009 30 n SuperVarejo novembro 2009 Protetores solares, bronzeadores e cremes para pele e cabelo vão garantir o faturamento do verão na categoria higiene e beleza >> Rogério Gatti > rgatti@supervarejo.com.br

Leia mais

Características da Carne Suína

Características da Carne Suína Características da Carne Suína Miryelle Freire Sarcinelli 1 (e-mail: miryelle@hotmail.com) Katiani Silva Venturini 1 (e-mail: katiani_sv@hotmail.com) Luís César da Silva 2 (website: www.agais.com) 1. INTRODUÇÃO

Leia mais

Utilização de dietas de alto concentrado em confinamentos

Utilização de dietas de alto concentrado em confinamentos Utilização de dietas de alto concentrado em confinamentos FMVZ Unesp Botucatu João Ricardo Ronchesel Henrique Della Rosa Utilização de dietas de alto concentrado em confinamentos Evolução do manejo nutricional

Leia mais

Assinale a alternativa correta: a) V,V,F.F b) V,F,V,F c) V,F,F,F d) V,V,F,V e) V,V,V,F

Assinale a alternativa correta: a) V,V,F.F b) V,F,V,F c) V,F,F,F d) V,V,F,V e) V,V,V,F AUXILIAR OPERACIONAL 1. A desinfecção é o processo de destruição de agentes infecciosos. Assinale a alternativa correta: a) pode ser feita através de meios físicos e químicos b) deve ser realizada com

Leia mais

UFSC - UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CTC - CENTRO TECNOLÓGICO EQA - DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA QUÍMICA E ENGENHARIA DE ALIMENTOS

UFSC - UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CTC - CENTRO TECNOLÓGICO EQA - DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA QUÍMICA E ENGENHARIA DE ALIMENTOS UFSC - UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CTC - CENTRO TECNOLÓGICO EQA - DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA QUÍMICA E ENGENHARIA DE ALIMENTOS RODRIGO MIZUKAWA RELATÓRIO DE ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO OTIMIZE

Leia mais

RANKING ABAD NIELSEN 2015 BASE 2014

RANKING ABAD NIELSEN 2015 BASE 2014 RANKING ABAD NIELSEN 2015 BASE 2014 Abril, 2015 AGENDA Um resumo das Mudanças no Mercado Brasileiro em 2014 O Setor Atacadista-distribuidor neste contexto O processo de interiorização do consumo e o reflexo

Leia mais

ANEXO II. Item Quant. Unidade Descrição

ANEXO II. Item Quant. Unidade Descrição ANEXO II Aquisição de gêneros alimentícios para alimentação escolar para consumo e uso nas Escolas da Rede Municipal de Ensino, nas Escolas Filantrópicas e nos Programas AABB Comunidade e Ações Complementares,

Leia mais

1/4 Classic Floral. Coffee Line. Garrafas Térmicas. Novidade! Garrafa Térmica Aladdin Classic Floral 1L Cód.: 425899 / R2020

1/4 Classic Floral. Coffee Line. Garrafas Térmicas. Novidade! Garrafa Térmica Aladdin Classic Floral 1L Cód.: 425899 / R2020 Bule Garrafas Térmicas Garrafa Térmica Aladdin Bule 750ml Cód.: 425903 / R3051 Garrafa Térmica Aladdin Bule Decorado 750ml Cód.: 429358 / R3050 Garrafa Térmica Aladdin Bule Decorado 750ml Cód.: 425904

Leia mais

ORDEM DE PRODUÇÃO E RECEITA

ORDEM DE PRODUÇÃO E RECEITA ORDEM DE PRODUÇÃO E RECEITA RMS Software S.A. - Uma Empresa TOTVS Todos os direitos reservados. A RMS Software é a maior fornecedora nacional de software de gestão corporativa para o mercado de comércio

Leia mais

ANEXO I GOVERNO DO ESTADO DO PIAUÍ SECRETARIA ESTADUAL DE EDUCAÇÃO E CULTURA RELAÇÃO DOS GÊNEROS ALIMENTÍCIOS DA AGRICULTURA FAMILIAR PARA ALIMENTAÇÃO ESCOLAR E SUAS ESPECIFICAÇÕES. GÊNERO ALIMENTÍCIO

Leia mais

Projeto Tempero de Mãe

Projeto Tempero de Mãe Projeto Tempero de Mãe Secretaria Municipal de Educação 1 Introdução A nutrição da população brasileira está cada vez mais afetada de más influências que vão da ignorância de uns até a superstição de outros,

Leia mais

Sandra Heidtmann 2010

Sandra Heidtmann 2010 Sandra Heidtmann 2010 Definições: Amostra: Pequena parte ou porção de alguma coisa que se dá para ver, provar ou analisar, a fim de que a qualidade do todo possa ser avaliada ou julgada; Coleta: Ato de

Leia mais

Se você quer tirar o máximo proveito da tecnologia contida neste produto, leia o Guia Rápido por completo.

Se você quer tirar o máximo proveito da tecnologia contida neste produto, leia o Guia Rápido por completo. GUIA RÁPIDO Comece por aqui Se você quer tirar o máximo proveito da tecnologia contida neste produto, leia o Guia Rápido por completo. Refrigerador BRE50 Frost Free Seu refrigerador usa o sistema Frost

Leia mais

DESAFIOS PARA A CITRICULTURA DE MESA BRASILEIRA. Camilo Lázaro Medina clmedina@conplant.com.br

DESAFIOS PARA A CITRICULTURA DE MESA BRASILEIRA. Camilo Lázaro Medina clmedina@conplant.com.br DESAFIOS PARA A CITRICULTURA DE MESA BRASILEIRA Camilo Lázaro Medina clmedina@conplant.com.br DESAFIOS PARA A FRUTICULTURA DE MESA BRASILEIRA Importância: 73% do volume de produção brasileira se destinam

Leia mais

Consultoria e Assessoria em Serviços de Alimentação para uma prática de qualidade

Consultoria e Assessoria em Serviços de Alimentação para uma prática de qualidade Consultoria e Assessoria em Serviços de Alimentação para uma prática de qualidade Rochele de Quadros Rodrigues Nutricionista e Especialista em Qualidade de Alimentos Mestranda em Ciência e Tecnologia de

Leia mais

INFORMAMOS OS LANÇAMENTOS DE PRODUTOS NA APAS 2007: PERDIGÃO - NOVO SABOR DO QUICKPIZZA: FRANGO COM REQUEIJÃO E MUSSARELA

INFORMAMOS OS LANÇAMENTOS DE PRODUTOS NA APAS 2007: PERDIGÃO - NOVO SABOR DO QUICKPIZZA: FRANGO COM REQUEIJÃO E MUSSARELA INFORMAMOS OS LANÇAMENTOS DE PRODUTOS NA APAS 2007: PERDIGÃO - NOVO SABOR DO QUICKPIZZA: FRANGO COM REQUEIJÃO E MUSSARELA Opção chega para suprir a expectativa de consumidores cada vez mais exigentes O

Leia mais

Desenvolvimento de Novos Produtos

Desenvolvimento de Novos Produtos Desenvolvimento de Novos Produtos Negócio Arriscado 95% dos novos negócios fracassam nos primeiros 5 anos Índice de fracasso para novos produtos de consumo: 1961 45.6% 1971 53.4% 1981 64.5% 1991 80.0%

Leia mais

Unindo forças por um mesmo objetivo

Unindo forças por um mesmo objetivo Unindo forças por um mesmo objetivo Seguindo o conceito do programa em fomentar iniciativas de coleta e reciclagem, a parceria vai ampliar a atuação do Programa de Reciclagem do Óleo de Fritura (PROL),

Leia mais

Setor produtivo G01 - Alimentação/ Bebidas/ Massas. Contém 1120204 estabelecimentos. DESCRIÇÃO DO CNAE 0111-3/99 Cultivo de outros cereais não

Setor produtivo G01 - Alimentação/ Bebidas/ Massas. Contém 1120204 estabelecimentos. DESCRIÇÃO DO CNAE 0111-3/99 Cultivo de outros cereais não Setor produtivo G01 - Alimentação/ Bebidas/ Massas. Contém 1120204 estabelecimentos. CNAE DESCRIÇÃO DO CNAE 0111-3/99 Cultivo de outros cereais não especificados anteriormente 0116-4/99 Cultivo de outras

Leia mais

::Seu João o Senhor sabe o que é o meio ambiente?

::Seu João o Senhor sabe o que é o meio ambiente? O Meio Ambiente ::Seu João o Senhor sabe o que é o meio ambiente? Seu João: Não sei não! Mas quero que você me diga direitinho pra eu aprender e ensinar todo mundo lá no povoado onde eu moro. : Seu João,

Leia mais

Enquadramento legal Item 4.5.1 da RDC ANVISA Nº 216/04. N Recipientes para coleta de resíduos Item 4.5.2 da RDC

Enquadramento legal Item 4.5.1 da RDC ANVISA Nº 216/04. N Recipientes para coleta de resíduos Item 4.5.2 da RDC AEXO ROTERO PARA FSCALZAÇÃO/SPEÇÃO SATÁRA, E AUTOSPEÇÃO EM MMERCADOS, MERCADOS, SUPERMERCADOS, HPERMERCADOS E AFS. 1. DADOS DO ESTABELECMETO. RAZÃO SOCAL: OME FATASA: CPJ: EDEREÇO: TELEFOE: REPRESETATE

Leia mais

A JBS. A JBS tem seu capital listado na BM&FBovespa desde 2007. Perfil

A JBS. A JBS tem seu capital listado na BM&FBovespa desde 2007. Perfil Perfil GRI G4-3 G4-5 G4-7 S.A. é uma empresa de alimentos com 61 anos de tradição e líder global no processamento de proteína animal. Operando em mais de 20 países, a companhia atende uma base de mais

Leia mais

Projeto de Extensão: Ciclo de Oficinas de Educação Matemática: os ODM em foco. Organize seu dinheiro: Elaboração de planilha de orçamento doméstico

Projeto de Extensão: Ciclo de Oficinas de Educação Matemática: os ODM em foco. Organize seu dinheiro: Elaboração de planilha de orçamento doméstico Organize seu dinheiro: Elaboração de planilha de orçamento doméstico Junto com um dos Objetivos do Desenvolvimento do Milênio (ODM), a segunda oficina do projeto de extensão Ciclo de Oficinas de Educação

Leia mais

CASE DE COMUNICAÇÃO MERCADOLÓGICA BRIEFING D GOIAS X YOKI ALUNO:ALEXANDRE MARTINS ETEC PIRASSUNUNGA-SP PROFESSOR:ANDRE DE CARLI

CASE DE COMUNICAÇÃO MERCADOLÓGICA BRIEFING D GOIAS X YOKI ALUNO:ALEXANDRE MARTINS ETEC PIRASSUNUNGA-SP PROFESSOR:ANDRE DE CARLI CASE DE COMUNICAÇÃO MERCADOLÓGICA BRIEFING D GOIAS X YOKI ALUNO:ALEXANDRE MARTINS ETEC PIRASSUNUNGA-SP PROFESSOR:ANDRE DE CARLI D GOIAS YOKI NÃO SELO VERDE (PRESERVAÇÃO NÃO DA NATUREZA) R$ 3,70 R$ 3,15

Leia mais

PECUÁRIA SUSTENTÁVEL

PECUÁRIA SUSTENTÁVEL PECUÁRIA SUSTENTÁVEL 64 anos Professor e Administrador de empresas. 42 anos atuando no Grupo Pão Açúcar MARCIO MILAN Diretor de relações governamentais GPA Vice Presidente de relações políticas e institucionais

Leia mais

IMOCX IZZO MOTO CULTURE E EXPERIENCE (http://varejo.espm.br/conceitoimocx-izzo-moto-culture-e-experience)

IMOCX IZZO MOTO CULTURE E EXPERIENCE (http://varejo.espm.br/conceitoimocx-izzo-moto-culture-e-experience) Página 1 de 6 Quem somos (http://varejo.espm.br/quem-somos) Retail Lab (http://varejo.espm.br/retail-lab) Contato (http://varejo.espm.br/contato) (http://varejo.espm.br/feed) (http://twitter.com/varejo_espm)

Leia mais

CONSUMO CONSCIENTE DE ALIMENTOS Conteúdo desenvolvido pelo Instituto Akatu.

CONSUMO CONSCIENTE DE ALIMENTOS Conteúdo desenvolvido pelo Instituto Akatu. CONSUMO CONSCIENTE DE ALIMENTOS Conteúdo desenvolvido pelo Instituto Akatu. Os impactos do desperdício de alimentos. Pense em um prato de comida à sua frente. Imagine-o sendo jogado no lixo, sem piedade.

Leia mais

RELATÓRIO MISSÃO À CHINA BAKERY CHINA

RELATÓRIO MISSÃO À CHINA BAKERY CHINA RELATÓRIO MISSÃO À CHINA BAKERY CHINA Panificação na China A panificação chinesa tem aspectos peculiares, não é um país de tradição no consumo de panificados, mas tem desenvolvido sua indústria a partir

Leia mais

Multivac: líder mundial no segmento de máquinas para embalar a vácuo.

Multivac: líder mundial no segmento de máquinas para embalar a vácuo. Multivac: líder mundial no segmento de máquinas para embalar a vácuo. Linha de montagem Alemanha A Multivac é uma empresa alemã especializada na fabricação de máquinas para embalagem a vácuo, ATM e soluções

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE DO PARANÁ - SESA SUPERINTENDÊNCIA DE VIGILÂNCIA. Nota Técnica nº 08/13 DVVSA/CEVS/SESA 29 de agosto 2013.

SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE DO PARANÁ - SESA SUPERINTENDÊNCIA DE VIGILÂNCIA. Nota Técnica nº 08/13 DVVSA/CEVS/SESA 29 de agosto 2013. SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE DO PARANÁ - SESA SUPERINTENDÊNCIA DE VIGILÂNCIA Nota Técnica nº 08/13 DVVSA/CEVS/SESA 29 de agosto 2013. BOAS PRÁTICAS PARA COMÉRCIO AMBULANTE DE ALIMENTOS A Secretaria do

Leia mais

NO RINSE. Atualmente são vendidos 3 milhões de unidades nos E.U.A. A No Rinse esta presente em 14 Paises.

NO RINSE. Atualmente são vendidos 3 milhões de unidades nos E.U.A. A No Rinse esta presente em 14 Paises. NO RINSE Foi desenvolvido em 1989 pela No Rinse Lab. em Ohio, USA. A partir de uma solicitação da agência espacial americana (NASA), que precisa de um produto para higiene dos astronautas. Atualmente são

Leia mais

RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO: MASSITA ALIMENTOS

RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO: MASSITA ALIMENTOS UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO TECNOLÓGICO DEPARTAMENTO ENGENHARIA QUÍMICA E ALIMENTOS EQA 5611: ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM ENGENHARIA DE ALIMENTOS PROFESSOR ORIENTADOR: BRUNO MATTAR CARCIOFI

Leia mais

Turbo Forno de Convecção. Ref. BLT FTH 127V BLT FTH 220V

Turbo Forno de Convecção. Ref. BLT FTH 127V BLT FTH 220V Turbo Forno de Convecção Ref. BLT FTH 127V BLT FTH 220V Instruções importantes de segurança As precauções básicas de segurança devem ser sempre seguidas: 1. Leia todas as instruções. 2. Sempre desligue

Leia mais

Módulo 1 Entendendo a contaminação dos alimentos

Módulo 1 Entendendo a contaminação dos alimentos Módulo 1 Entendendo a contaminação dos alimentos Aula 1 - O que é um Alimento Seguro? Por que nos alimentamos? A alimentação é uma atividade básica para o indivíduo manter- se vivo. Precisamos nos nutrir

Leia mais

Gestão de Mercados e Estratégia de Marketing Administrando o Composto de Marketing: Os 4P s Aula 3

Gestão de Mercados e Estratégia de Marketing Administrando o Composto de Marketing: Os 4P s Aula 3 Gestão de Mercados e Estratégia de Marketing Administrando o Composto de Marketing: Os 4P s Aula 3 Prof. Me. Dennys Eduardo Rossetto. Objetivos da Aula 1. O composto de marketing. 2. Administração do P

Leia mais

Contexto Operacional. Operação. Receita Líquida. 12,9 bilhões. Composição da Receita Consolidada (%)

Contexto Operacional. Operação. Receita Líquida. 12,9 bilhões. Composição da Receita Consolidada (%) 103 Contexto Operacional A seguir seguem os comentários sobre o desempenho da S.A. referentes ao exercício de 2014. Com intuito de proporcionar a visibilidade anual dos resultados, tais comentários são

Leia mais

Antes da compra, defina a marca, o modelo e faça uma pesquisa de preços.

Antes da compra, defina a marca, o modelo e faça uma pesquisa de preços. Antes da compra, defina a marca, o modelo e faça uma pesquisa de preços. Considere também a qualidade do produto e as reais necessidades da pessoa que será presenteada. Nem sempre aparelhos mais sofisticados

Leia mais