Declaração de Direitos Autorais

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Declaração de Direitos Autorais"

Transcrição

1 Manual do Usuário

2 Declaração de Direitos Autorais Copyright Acronis International GmbH, Todos os direitos reservados. "Acronis", "Acronis Compute with Confidence", "Acronis Recovery Manager", "Acronis Secure Zone", Acronis True Image, Acronis Try&Decide e o logotipo da Acronis são marcas comerciais da Acronis International GmbH. Linux é uma marca comercial registrada da Linus Torvalds. VMware e VMware Ready são marcas comerciais e/ou marcas comerciais registradas da VMware, Inc. nos Estados Unidos e/ou outras jurisdições. Windows e MS-DOS são marcas comerciais registradas da Microsoft Corporation. Todas as outras marcas comerciais e direitos autorais são de propriedade de seus respectivos proprietários. É proibida a distribuição de versões substancialmente alteradas deste documento sem o consentimento explícito do detentor do direito autoral. É proibida a distribuição deste trabalho ou trabalho dele derivado em qualquer formato de livreto padrão (papel) para finalidades comerciais, salvo se uma permissão prévia for obtida do detentor do direito autoral. A DOCUMENTAÇÃO É FORNECIDA "NO ESTADO" E NOS ISENTAMOS DE TODAS AS CONDIÇÕES EXPRESSAS OU IMPLÍCITAS, REPRESENTAÇÕES E GARANTIAS, INCLUINDO QUALQUER GARANTIA IMPLÍCITA DE COMERCIALIZAÇÃO, ADEQUAÇÃO PARA UMA FINALIDADE ESPECÍFICA OU NÃO VIOLAÇÃO, EXCETO ONDE TAL ISENÇÃO É CONSIDERADA LEGALMENTE INVÁLIDA. Um código de terceiro pode ser fornecido com o Software e/ou Serviço. Os termos da licença para esses terceiros estão detalhados no arquivo licence.txt localizado no diretório de instalação. Você sempre pode encontrar a última lista atualizada do código do terceiro e os termos de licença associados usados com o Software e/ou Serviço em Tecnologias patenteadas pela Acronis As tecnologias, usadas neste produto, estão cobertas e protegidas por um ou mais Números de Patente dos EUA: 7,047,380; 7,275,139; 7,281,104;7,318,135; 7,353,355; 7,366,859; 7,475,282; 7,603,533; 7,636,824; 7,650,473; 7,721,138; 7,779,221; 7,831,789; 7,886,120; 7,895,403; 7,934,064; 7,937,612; 7,949,635; 7,953,948; 7,979,690; 8,005,797; 8,051,044; 8,069,320; 8,073,815; 8,074,035; 8,145,607; 8,180,984; 8,225,133; 8,261,035; 8,296,264; 8,312,259; 8,347,137; e solicitações de patente pendentes.

3 Índice 1 Iniciando Introdução O que é True Image HD 2014? Conceitos básicos O que há de novo? Requisitos do sistema e mídia suportada Suporte técnico Instalação e ativação Instalação do Acronis True Image HD Ativação do Acronis True Image HD Atualização do Acronis True Image HD Área de trabalho do programa Guia Iniciar Guia Backup e recuperação Guia Ferramentas e utilitários Ícones da área de Assistentes e notificações Acronis Backup Explorer Integração com o Windows Menu Configurações Menu Ajuda Como fazer Efetuando backup de dados A diferença entre backups de arquivo e imagens de disco/partição Backups completos, incrementais e diferenciais Efetuando backup de partições e discos Adicionando um backup existente à lista Fazendo cópias de reserva dos seus backups Excluindo backups e versões de backup Opções de backup Esquemas de backup Esquema para uma única versão Esquemas personalizados Modo criação de imagem Comandos Pré/Pós para backup Divisão de backup Opção de validação de backup Cópia de reserva do backup Configurações de mídia removível Comentário sobre o backup Configurações de captura de tela Tratamento de erro Desligar o computador Desempenho da operação de backup Notificações para operação de backup Conta Windows Validando backups Clonando configurações de backup...47

4 4 Recuperando dados Recuperando seu sistema após uma pane Tentando determinar a causa da pane Preparando a recuperação Recuperando seu sistema Recuperando partições e discos Como recuperar mais de uma partição de uma vez Recuperando um backup de disco para um disco diferente com a mídia de resgate Recuperando um disco com uma partição oculta Recuperando dados de backups de nível de arquivos Recuperando versões de arquivo Caixa de diálogo de proteção de backups Organizando a ordem de inicialização na BIOS Opções de recuperação Comandos Pré/Pós para recuperação Opções de validação Reinicialização do computador Opções de recuperação de arquivo Sobrescrever opções de arquivo Desempenho da operação de recuperação Notificações para operação de recuperação Restaurando o computador às configurações de fábrica Informações úteis Protegendo seu sistema Decidindo onde armazenar seus backups Configurações de autenticação Certificando-se de que sua mídia de resgate pode ser usada quando necessário Seleção do modo vídeo ao reiniciar a partir da mídia de resgate Testando se os seus backups podem ser usados para recuperação Migrando seu sistema de um HDD para um SSD Preparação para migração Migrando para o SSD usando o método de backup e recuperação Programação Parâmetros de execução semanal Pesquisando backups e seus conteúdos Pesquisando Usando a Pesquisa do Windows com o True Image HD Configurações de tempo limite Ferramentas e utilitários Criando uma mídia de resgate inicializável Acronis Media Builder Criação de mídia de resgate com arquivo de backup Criação de mídia inicializável de fábrica Clonagem de disco rígido Informações gerais

5 6.4.2 Segurança Seleção do modo clone Seleção de um disco de origem Selecionando um disco de destino Método mover Exclusão de itens Particionamento manual Resumo da clonagem Adicionando um novo disco rígido Selecionando um disco rígido Selecionando o método de inicialização Criando novas partições Adicionar resumo do novo disco Gerenciador de capacidade estendida Acronis Organizar o SSD Ferramentas de Segurança e Privacidade DriveCleanser Acronis Métodos de limpeza do disco rígido Montando uma imagem Desmontando uma imagem Trabalhando com arquivos.vhd Recuperação usando arquivos vhd criados pelo Windows Backup Importação e exportação de configurações de backup Resolução de problemas Relatório de Sistema do Acronis Relatório Inteligente de Erro do Acronis Recomendações gerais Criação de um CD de resgate customizado Visualização de log Programa de Experiência do Cliente Acronis Glossário de Termos

6 1 Iniciando 1.1 Introdução Nesta seção O que é True Image HD 2014?... 6 Conceitos básicos6 O que há de novo? 8 Requisitos do sistema e mídia suportada... 8 Suporte técnico O que é True Image HD 2014? True Image HD 2014 é uma suíte de software integrado que garante a segurança de todas as informações contidas no seu PC. Ele pode criar backup do sistema operacional, aplicativos, configurações e de todos os seus dados e, ao mesmo tempo, também destruir com segurança dados confidenciais que você não precisa mais. Com este software, você pode fazer backup de todo o seu disco rigido ou selecionar partições. O True Image HD 2014 oferece a você todas as ferramentas essenciais para recuperar seu sistema de computador se ocorrer um desastre, como perder dados, excluir acidentalmente arquivos importantes ou sofrer uma quebra completa do disco rígido. Com a tecnologia exclusiva desenvolvida pela Acronis e implementada no True Image HD 2014 você pode executar backups exatos do disco, setor por setor. Tais backups incluem todos os arquivos dos sistemas operacionais, aplicativos, de configuração e dados. Você pode armazenar os backups em quase todos os dispositivos de armazenamento do PC. Interface do estilo Windows tornarão seu trabalho mais fácil. Execute apenas alguns passos simples e deixe o True Image HD 2014 tomar conta do resto! Quando ocorrer um problema no sistema, o software te coloca de volta em operação em pouco tempo Conceitos básicos Esta seção fornece informações gerais sobre os conceitos básicos que podem ser úteis para entender como o programa funciona. Backup e recuperação Backup se refere a fazer cópias dos dados para que essas cópias adicionais possam ser usadas para recuperar os arquivos originais após uma perda de dados. Backups são úteis principalmente para duas finalidades. A primeira é para restaurar um estado após um desastre (chamada recuperação de desastre). A segunda é para recuperar um pequeno número de arquivos após terem sido acidentalmente excluídos ou corrompidos. Versões de Backup Versões de backup são o arquivo ou arquivos criados durante cada operação de backup. A quantidade de versões criadas é sempre igual ao número de vezes que o backup é executado ou ao número de pontos no tempo armazenados.

7 Assim, uma versão representa um ponto no tempo no qual o sistema ou os dados podem ser restaurados. As versões de backup são similares às versões de arquivo. O conceito de versões de arquivo é familiar àqueles que usam um recurso do Windows Vista e Windows 7 chamado "Versões anteriores de arquivos". Este recurso permite que você restaure um arquivo como ele era em uma data e hora específicas. Uma versão de backup permite que você recupere seus dados de maneira similar. Isso pode ser útil quando se tenta encontrar arquivos danificados ou excluídos. Simplesmente navegue através das versões de backup no Explorer de Backups do Acronis até encontrar a versão de backup que contenha os arquivos desejados. Além disso, você pode recuperar diferentes versões salvas dos arquivos encontrados. Clonagem de disco Esta operação migra ou copia todo o conteúdo de uma unidade de disco para outra unidade de disco. Ela pode ser necessária, por exemplo, ao instalar um disco de maior capacidade. O resultado representa duas unidades idênticas com a mesma estrutura de arquivos. A ferramenta "Disk Clone" efetivamente copia todo o conteúdo de uma unidade de disco rígido para outra unidade de disco rígido. A operação permite que você transfira todas as informações (inclusive o sistema operacional e programas instalados) de um disco rígido para outro, sem precisar reinstalar e reconfigurar todos os seus softwares. O Acronis True Image HD 2014 não faz a clonagem de uma única partição. toda a unidade. Você só pode clonar Você também pode transferir todas as informações do seu disco rígido para outro, fazendo o backup de todo o disco rígido antigo e depois recuperando o backup para o novo disco. Formato do arquivo de backup O Acronis True Image HD 2014 normalmente salva os dados de backup no formato tib proprietário usando compressão. Assim é reduzido o montante de espaço de armazenamento necessário. Ao criar um arquivo tib, o programa calcula os valores de checksum para blocos de dados e acrescenta esses valores aos dados dos quais está sendo feito backup. Esses valores de checksum permitem a verificação da integridade dos dados. Os dados de backup em arquivos tib podem ser recuperados apenas através de produtos Acronis. Isso pode ser feito no Windows ou no ambiente de recuperação. Validação do backup O recurso de validação do backup permite que você confirme que seus dados podem ser recuperados. Como mencionado acima, o programa agrega valores de checksum aos blocos de dados do backup. Durante a validação do backup, o Acronis True Image HD 2014 abre o arquivo de backup, recalcula os valores do checksum e compara esses valores com os já armazenados. Se todos os valores comparados combinarem, o arquivo de backup não está corrompido e existe uma grande probabilidade de que o backup possa ser usado com sucesso para a recuperação dos dados. Recuperação de desastre Recuperar-se de um desastre normalmente requer uma mídia de resgate e um backup da partição do sistema. O Acronis True Image HD 2014 proporciona a recuperação de um desastre causado pela corrupção de dados do sistema, vírus, malware ou outras causas.

8 Se o sistema operacional falhar na inicialização, o Acronis True Image HD 2014 irá recuperar a partição do sistema. Você pode criar uma mídia de resgate usando a ferramenta Media Builder. Programação Para que seus backups sejam realmente úteis, eles devem ser o mais "atualizado" possível. Isso significa que você deve executar backups regularmente. Embora criar um backup no Acronis True Image HD 2014 seja muito fácil, às vezes, você pode esquecer de fazer um backup. Com o programador, você não precisa se lembrar. Você pode programar backups automáticos com antecedência. O backup de seus dados será executado desde que haja espaço de armazenamento suficiente. Entender esses termos e conceitos será útil quando usar os recursos do programa. Imagem de fábrica Imagem de fábrica é o backup de um disco especial que contém a configuração de fábrica do computador. Este backup normalmente é criado e oferecido pelo fornecedor de hardware que preparou o computador. A imagem de fábrica do seu computador é mantida no Acronis Secure Zone e está disponível na lista de backups do Acronis. Você pode usar a imagem de fábrica para restaurar o computador para as configurações de fábrica, diretamente do Windows ou usando a mídia de reinicialização de fábrica. Para mais detalhes, consulte Restaurando o computador para as configurações de fábrica (pag. 69) O que há de novo? Fácil instalação e ativação do produto - Não são mais necessários números de série durante a instalação e ativação. Para ativar seu produto, você precisa somente digitar sua senha de ativação após a instalação. Nova barra de ferramentas otimizada na guia Backup e recuperação. Integração com o Windows - Você pode executar o backup e a recuperação dos seus dados usando os comandos do Acronis no menu de atalho para discos, partições, arquivos e pastas no Windows Explorer Requisitos do sistema e mídia suportada Requisitos mínimos do sistema O Acronis True Image HD 2014 tem requisitos de hardware mínimos correspondendo aos do sistema operacional instalado no computador para ser usado para operar o Acronis True Image HD Além disso o Acronis True Image HD 2014 requer o seguinte hardware: Unidade de CD-RW/DVD-RW para criação de mídia inicializável Mouse ou outro dispositivo similar (recomendado) A mídia de resgate do Acronis True Image HD 2014 possui os seguintes requisitos de hardware: 1 GB RAM Processador Pentium de 1 GHz ou mais rápido A resolução de tela recomendada é de 1280 x A resolução de tela mínima é de 1024 x 768.

9 Sistemas operacionais compatíveis Cuidado: Certos sistemas operacionais podem não ser suportados pela edição do True Image HD 2014 que você usa. Consulte o guia de usuário do produto para uma lista exata dos sistemas operacionais suportados. O True Image HD 2014 foi testado nos seguintes sistemas operacionais: Windows XP SP3 Windows XP Professional x64 Edition SP2 Windows Vista SP2 (todas as edições) Windows 7 SP1 (todas as edições) Windows 8 (todas as edições) O True Image HD 2014 também permite que você crie um CD-R/DVD-R inicializável que pode fazer o backup e a recuperação de um disco/partição em um computador executando qualquer sistema operacional de um PC com base em Intel ou AMD, incluindo o Linux. (Observe que o Macintosh Apple com base em Intel não é suportado) Sistemas de arquivos suportados FAT16/32 NTFS Ext2/Ext3/Ext4 * ReiserFS * Linux SWAP * Se um sistema de arquivos não for suportado ou estiver corrompido, o True Image HD 2014 pode copiar os dados usando uma abordagem setor por setor. * Os sistemas de arquivos Ext2/Ext3/Ext4, ReiserFS e Linux SWAP são suportados apenas para operações de backup/recuperação de disco ou partição. Você não pode usar o True Image HD 2014 para operações ao nível de arquivo com esses sistemas de arquivo (backup, recuperação, busca de arquivo, bem como montagem de imagem e recuperação de arquivo a partir de imagens). Você também não pode realizar backups para discos ou partições com esses sistemas de arquivo Mídias de armazenamento suportadas Discos rígidos* Unidades de Estado Sólido (SSD) Dispositivos de armazenamento em rede CD-R/RW, DVD-R/RW, DVD+R (incluindo DVD+R de camada dupla), DVD+RW, DVD-RAM, BD-R, BD-RE USB 1.1 / 2.0 / 3.0, FireWire (IEEE-1394) e dispositivos de armazenamento de cartão para PC REV e outras mídias removíveis * O Acronis True Image HD 2014 não é compatível com discos e volumes dinâmicos. O Acronis True Image HD 2014 suporta discos rígidos grandes com capacidade de mais de 2TB. Este suporte é oferecido mesmo se o sistema operacional não tiver suporte para tal hardware. Para mais informações consulte Administrador da Capacidade Estendida do Acronis (pag. 116).

10 Suporte a SSD O espaço recomendado para Unidades de Estado Sólido (SSD) é um múltiplo de 64 KB (mais comumente, 1024KB ou 2048 setores). O True Image HD 2014 oferece suporte total para SSDs. Ele mantém o espaço apropriado do SSD durante operações como recuperação da imagem e clonagem. Especificamente, suporte total significa que: Se você recuperar um backup de disco rígido para um SSD ou clonar um disco rígido para um SSD, o espaço será automaticamente configurado para o padrão de 1024 KB (2048 setores). Se você recuperar um backup de partição para um SSD alvo vazio não particionado (não alocado), o espaço será automaticamente configurado para o padrão de 1024 KB (2048 setores). Se você recuperar um backup de partição para um SSD alvo vazio particionado, o SSD irá conservar seu espaço original Suporte técnico Para assistência técnica do Acronis True Image HD 2014 e atualizações do produto, consulte os recursos de suporte oficial do fornecedor do hardware. 1.2 Instalação e ativação Nesta seção Instalação do Acronis True Image HD Ativação do Acronis True Image HD Atualização do Acronis True Image HD Instalação do Acronis True Image HD 2014 Instalação do Acronis True Image HD 2014 Para instalar o Acronis True Image HD 2014: 1. Execute o arquivo de instalação. 2. No menu de instalação, clique em Instalar para iniciar o procedimento de instalação. 3. Leia e aceite os termos do contrato de licença na janela Contrato de Licença. 4. Leia os termos de participação e decida se você deseja participar do Programa de Experiência do Cliente Acronis. 5. Na janela opções de Instalação, altere a pasta de instalação, se necessário. 6. Clique em Prosseguir para iniciar a instalação. Para fazer alterações na instalação, use os botões Voltar e Próximo. Recuperação de um erro do Acronis True Image HD 2014 Se o Acronis True Image HD 2014 parar de funcionar ou produzir algum erro, seus arquivos podem estar corrompidos. Para reparar o problema, primeiro você precisa recuperar o programa. Para isso, execute novamente o instalador do Acronis True Image HD Ele irá detectar o Acronis True Image HD 2014 no seu computador e irá perguntar se você deseja reparar ou remover o programa. Removendo o Acronis True Image HD 2014 Para remover os componentes do Acronis True Image HD 2014:

11 1. Abra a lista de programas e aplicativos instalados. No Windows XP, abra Iniciar -> Painel de Controle -> Adicionar ou remover programas. No Windows Vista e Windows 7, abra Iniciar ->Painel de Controle -> Programas e Recursos. 2. Selecione o componente a ser removido: Acronis True Image Configuração Original do Acronis 3. Clique em Remover (Windows XP e Windows Vista) ou em Desinstalar (Windows 7). 4. Siga as instruções na tela. Você pode precisar reiniciar seu computador em seguida para concluir a tarefa. Se você usar Acronis Secure Zone, Acronis Nonstop Backup ou Acronis Extended Capacity Manager, selecione na janela que aparece o que fazer com a zona, armazenamentos do Nonstop Backup ou discos de capacidade estendida. Então clique em Próximo para continuar o procedimento de desinstalação. Atualização de versões anteriores do Acronis True Image OEM Se você já tem o Acronis True Image OEM instalado, a nova versão vai simplesmente atualizá-lo; não é necessário remover a versão antiga e reinstalar o software. Tenha em mente que os backups criados pela versão mais recente do programa podem ser incompatíveis com as versões anteriores do programa. Portanto, se você retornar o Acronis True Image HD 2014 para uma versão mais antiga, provavelmente precisará recriar os backups utilizando essa versão mais antiga. Recomendamos que você crie uma nova mídia inicializável após cada atualização do Acronis True Image OEM Ativação do Acronis True Image HD 2014 Para usar o Acronis True Image HD 2014, você precisa ativá-lo digitando uma senha de ativação do produto de 64 caracteres. Antes da ativação, todas as funcionalidades estarão desabilitadas. Para ativar o produto usando uma senha de 64 caracteres: 1. Instale e inicie o Acronis True Image HD Na janela de ativação do produto, digite sua senha de ativação de 64 caracteres e, em seguida, clique em Ativar. Para ativar o produto usando uma senha de 16 caracteres: 1. Instale e inicie o Acronis True Image HD Na janela de ativação do produto, clique em Eu tenho apenas a senha pequena. 3. Envie o formulário de registro. O link de confirmação será enviado ao seu Clique no link de confirmação na mensagem do recebida para entrar no site da Acronis, onde você encontrará a senha de ativação de 64 caracteres. 5. Na janela de ativação do produto, digite sua senha de ativação de 64 caracteres e, em seguida, clique em Ativar. Assim que tiver ativado o produto, você poderá usar todos os recursos e funcionalidades disponíveis em sua edição do Acronis True Image HD 2014.

12 1.2.3 Atualização do Acronis True Image HD 2014 O Acronis True Image HD 2014 tem funcionalidade limitada comparado ao Acronis True Image Na interface do software, os recursos e funcionalidades bloqueadas estão sombreadas ou marcadas com o símbolo. Você pode obter todos esses recursos atualizando o Acronis True Image HD 2014 para o True Image 2014 a um preço especial de atualização que é menor do que o preço normal de varejo. Para atualizar o Acronis True Image HD 2014: 1. Clique em Obter versão completa no quadrado de informações. Você verá uma janela de informações com a lista de recursos que você irá obter após a atualização. 2. Clique em Compre Online na parte inferior da janela de informações. Você será redirecionado ao site da Acronis onde poderá comprar o True Image 2014 ao preço especial de atualização. 3. Adquira o Acronis True Image 2014 e faça o download do pacote de distribuição para seu computador. 4. Instale o True Image 2014 por cima do Acronis True Image HD Isso irá substituir com segurança o Acronis True Image HD 2014 e manter seus arquivos e configurações no lugar. 1.3 Área de trabalho do programa Nesta seção Guia Iniciar Guia Backup e recuperação 13 Guia Ferramentas e utilitários 18 Ícones da área de Assistentes e notificações Explorer de Backups do Acronis 20 Integração com o Windows Menu Configurações 27 Menu Ajuda 28

13 1.3.1 Guia Iniciar Iniciar o Acronis True Image HD 2014 pela primeira vez abre a tela Inicial com a guia Iniciar selecionada. A guia Iniciar irá ajudá-lo a começar a usar os principais recursos do Acronis True Image HD 2014, que são o backup e a recuperação. O programa o leva através das ações necessárias para executar essas operações. Após começar a usar o Acronis True Image HD 2014, ele iniciará exibindo a guia que foi selecionada quando você saiu do programa Guia Backup e recuperação A guia Backup e recuperação oferece acesso rápido a todas as funcionalidades do programa relacionadas ao backup e recuperação de dados.

14 Se você ainda não criou um backup, o programa irá se oferecer para criar um novo backup ou adicionar um backup existente. Se você tiver pelo menos um backup, a tela irá exibir a lista de seus backups. A barra de ferramentas Veja a descrição dos comandos da barra de ferramentas em Barra de ferramentas de backup (pag. 16). A área dos backups A área exibe os backups que você já tem. Ela fornece acesso a todas as operações com os backups existentes e permite que você inicie a recuperação de seus dados. Faça o Backup agora - adiciona uma nova versão de backup ao backup existente ou substitui a versão de backup existente, dependendo do esquema de backup que estiver sendo usado. Recuperar - clique para recuperar dados. Quando uma caixa de backup é fechada, as operações de backup e recuperação podem ser iniciadas clicando-se nos ícones apropriados. Esses ícones, juntamente com o ícone do menu de Operações (uma engrenagem), aparecem quando você move o mouse sobre a área de uma caixa. Você pode fechar e abrir uma caixa de backup clicando no triângulo ao lado do nome do backup.

15 Menu Operações Ao clicar no ícone de engrenagem na caixa de um backup selecionado ou clicando com o botão direito na área livre da caixa será aberto um menu de Operações contendo os seguintes itens: Log de Visualização - clique para abrir o log do backup atual. Expandir - expande a caixa de backup selecionada (disponível para caixas fechadas). Fechar - fecha a caixa de backup selecionada para uma linha estreita (disponível para caixas expandidas). Recuperar arquivos - abre a janela Explorer do Backup, onde você pode selecionar qualquer versão do backup. Abrir local - abre a pasta contendo os arquivos de backup. Editar configurações - permite a edição das configurações do backup atual. Recriar configurações de backup (disponível apenas para backups adicionados manualmente à lista de backups) - permite configurar as definições para backup de imagens e arquivos criados por uma versão anterior do Acronis True Image HD Este item também pode aparecer para backups criados em outro computador e adicionados à lista de backups sem importar suas configurações. Sem as configurações de backup, você não poderá executar certas operações. Especificamente, você não poderá atualizar o backup clicando em Fazer backup agora. E também, você não poderá editar e clonar as configurações e a programação. Validar - inicia a validação do backup. Criar mídia de recuperação - abre a janela de diálogo onde você pode iniciar a criação de mídia de recuperação inicializável do backup selecionado. Para mais detalhes, consulte Criando mídia de resgate com o arquivo de backup (pag. 99). Excluir - exclui todas as versões de backup do backup atual. Tenha cuidado, porque a exclusão não pode ser cancelada. Criar atalho - cria um atalho na área de trabalho. Com o atalho você pode executar um backup sem abrir o Acronis True Image HD Mais - abre os seguintes itens adicionais: Configurações de clonagem- efetua a clonagem das configurações de backup atuais quando você precisa criar diversos backups similares. Efetue a clonagem das configurações do backup e depois introduza as alterações necessárias. Mover... - clique para mover todos os arquivos de backup para outro local. As versões de backup subsequentes serão salvas no novo local.

16 Se você alterar o destino do backup editando as configurações de backup, somente as novas versões de backup serão salvas no novo local. As versões anteriores de backup permanecerão no local antigo. Remover da lista - remove o backup atual da lista de backups exibida na área Meus backups. Esta operação também desabilita a programação do backup removido (se houver uma programação definida), mas não exclui os arquivos de backup. O menu de Operações dos backups criados em outro computador e adicionados à lista de backups sem importar as configurações de backup terão menos itens Barra de ferramentas Backup e recuperação Os recursos marcados com o símbolo estão disponíveis apenas na versão completa do software. Para acessar esses recursos, atualize para a versão completa. A barra de ferramentas na parte superior da guia Backup e recuperação contém os comandos mais frequentemente usados para criar novos backups, gerenciar a lista de backups, validar backups, etc. Comando Backup do disco e partição Backup de Arquivos Para armazenamento local Para a nuvem Acronis Cloud Descrição Este recurso permite que você proteja seu computador criando backups de suas partições (inclusive a partição do sistema) e discos inteiros. Você pode armazenar os backups em um armazenamento local ou na nuvem Acronis Cloud. Este recurso permite que você faça backup de seus arquivos e pastas. Este recurso permite que você armazene seus arquivos e pastas na nuvem segura Acronis Cloud. Outros backups Backup de s Este recurso permite que você faça backup de suas mensagens de e configurações. Criar mídia inicializável Backup Ininterrupto Procurar Este recurso protege continuamente suas partições e arquivos. Se o seu computador não inicializar, utilize a mídia de resgate inicializável para executar a versão independente do True Image HD 2014 e recupere seu sistema a partir de um backup de partição do sistema criado previamente. Clique neste item para procurar backups no seu computador e adicioná-los à lista de backups. Pode ser útil quando você tem backups criados por uma versão anterior do True Image que não são exibidos na lista de backups. Adicionar backup Autopesquisa na inicialização Esta configuração permite ativar ou desativar a pesquisa de novos backups na inicialização do programa.

17 Pesquisar agora Este comando permite que você pesquise backups do True Image no seu computador. Todos os backups encontrados são automaticamente adicionados à lista de backups. Recuperação Exibir apenas meus backups favoritos Expandir todas as caixas de backup Fechar todas as caixas de backup Tipo Nome Data da criação Clique neste item para recuperar dados dos seus backups e então selecione o backup que contenha os dados necessários. Este ícone filtra os backups que você marcou como favoritos. Este ícone expande todas as caixas de backup fechadas. Este ícone fecha todas as caixas de backup expandidas em linhas estreitas. Este comando classifica todos os backups por tipo. A ordem é a seguinte: backups de disco - backups de arquivo - backups de s - backup ininterrupto - backups do Windows - arquivos compactados ZIP. Este comando classifica todos os backups em ordem alfabética. Este comando classifica todos os backups começando do mais novo até o mais antigo. Classificar Por Data de atualização Este comando classifica todos os backups pela data da última versão. Quanto mais nova a última versão do backup, mais alto este backup será colocado na lista. Tamanho total Tipo de programação Resultado da execução Explorar todos os backups Validar todos os backups Este comando classifica todos os backups por tamanho, começando do maior até o menor. Este comando classifica todos os backups em dois grupos - backups com uma programação e backups sem programação, que só podem ser iniciado manualmente. Este comando classifica todos os backups pelo resultado da última execução - backups que foram concluídos com sucesso, suspensos, cancelados, falha e ainda não finalizados. Este comando permite que você explore todos os seus backups contidos no Explorer de Backups do Acronis usando a linha do tempo. Este comando verifica a integridade de todos os seus backups.

18 Mais recursos Atualizar lista de backups Clique para pesquisar backups perdidos. Remover da lista Todos os backups Caixas ainda sem backup Este comando remove todas as caixas de backup da lista de backups. Os backups removidos podem retornar à lista utilizando a ferramenta Procurar. Este comando remove todas as caixas de backup "vazias" da lista de backups. Tenha cuidado porque, após removidas, essas caixas de backup não podem retornar à lista. Pesquisar Para pesquisar o arquivo que você precisa recuperar, digite o nome do arquivo ou parte do nome no campo de busca na barra do menu principal. Se a pesquisa for bem sucedida, o programa irá abrir o Explorer de Backups do Acronis e mostrar o arquivo encontrado e o(s) backup(s) que contêm o arquivo Guia Ferramentas e utilitários Esta guia permite que você selecione as ferramentas e utilitários oferecidos pelo True Image HD Abra a ferramenta ou utilitário desejado clicando no link apropriado. Para mais informações consulte Ferramentas e utilitários (pag. 93).

19 1.3.4 Ícones da área de Assistentes e notificações Quando você usa as ferramentas e utilitários disponíveis no True Image HD 2014, o programa irá, em muitos casos, empregar assistentes para guiá-lo através das operações. Por exemplo, veja a captura de tela abaixo. Uma janela do assistente normalmente consiste das seguintes áreas: 1. Esta é a lista de etapas para concluir a operação. Uma marca de confirmação verde aparece ao lado de cada estapa concluída. A seta verde indica a etapa atual. Quando concluir todas as etapas, o programa exibe a tela de Resumo na etapa Concluir. Confira o resumo e clique em Prosseguir para iniciar a operação. 2. Esta barra de ferramentas contém botões para administrar os objetos que você selecionou na área 3. Por exemplo, a barra de ferramentas da figura contém dois botões: Propriedades do disco e o ícone Escolher colunas. Clicando no primeiro você pode visualizar as propriedades do disco selecionado. Clicando no segundo você pode escolher quais colunas da tabela exibir e em que ordem. 3. Esta é a principal área onde você seleciona itens e altera configurações. 4. Esta área exibe informações adicionais sobre o item que você selecionou na área 3. Ícones da área de notificação da barra de tarefas Durante a maior parte das operações, ícones indicadores especiais aparecem na barra de tarefas do Windows (na parte à direita da barra de status com o relógio). Se você passar o mouse por cima do ícone, você verá uma ferramenta indicando o progresso ou o estado da operação. Ao clicar com o botão direito no ícone será aberto um menu de atalhos onde você pode alterar o status da operação ou cancelar a operação se necessário. Este ícone não depende da janela do programa principal estar aberta. Está presente também para execução em background de backups programados.

20 Informações de backup A janela de informações de backup fornece informações detalhadas sobre o backup selecionado. Esta janela está disponível para você em diferentes assistentes, como o assistente de Consolidação, assistente de Montagem, assistente de Conversão, etc. Para abrir a janela, selecione uma versão de backup e clique no botão Detalhes na barra de ferramentas. A janela contém os seguintes itens: Caminho - o local onde o backup é armazenado. No caso de ser um backup incremental ou diferencial, o local pode ser diferente do local onde o backup completo está armazenado. Nome - o nome do backup. Método de backup pode ser completo, incremental ou diferencial. Para mais informações sobre tipos de backup consulte Backups completos, incrementais e diferenciais (pag. 31). Tipo de arquivo de backup - pode ser Acronis*.tib ou *.zip - arquivo compactado. A extensão Zip pertence apenas a backups de arquivos e/ou pastas enquanto a extensão tib pode pertencer a backups de disco/partição ou arquivo/pasta. Criado - a data e a hora em que o backup foi criado. Comentários - se você acrescentou comentários, eles serão exibidos aqui Acronis Backup Explorer O Acronis Backup Explorer fornece a você diversas informações sobre seus backups: tipos de backup, números de versões do backup, datas, conteúdo, resultados do backup, etc. Além disso, o Backup Explorer permite que você explore e recupere dados de backup (tanto partições quanto arquivos individuais e até versões de arquivo). Também permite operações com backups - você pode validá-los, montar imagens como discos e excluir versões de backup que não precisa mais. Vamos examinar mais de perto o Acronis Backup Explorer. Ele possui duas guias para visualizar os backups e seu conteúdo: Discos e partições (disponível apenas para backups de disco) e Arquivos e pastas.

21 Guia Discos e partições A guia Discos e partições mostra os discos e partições contidas na versão de backup selecionada. A guia mostra o estado dos discos e partições desde quando a versão atual do backup foi criada. Você pode alternar entre as versões de backup usando a linha do tempo na parte inferior da tela. Para mais informações consulte Linha do tempo (pag. 23). Para recuperar discos e/ou partições: 1. Na linha do tempo, selecione a versão do backup da qual deseja recuperar seus discos/partições. A data e hora exatas da versão serão exibidas ao lado do nome do backup. recuperados para o estado em que estavam naquele momento no tempo. Seus dados serão 2. Selecione as caixas de seleção correspondentes dos discos e partições que você deseja recuperar. 3. Clique no botão Recuperar. Para recuperar arquivos e pastas específicos dos backups de discos/partições: 1. Clique na guia Arquivos e pastas. 2. Selecione os arquivos e pastas que deseja recuperar. 3. Clique no botão Recuperar. Para mais informações sobre recuperar arquivos e pastas consulte a Guia Arquivos e pastas (pag. 22).

22 Clicando com o botão direito em uma versão de backup abre-se um menu de atalhos com outras operações disponíveis: Recuperar - selecione para recuperar a versão atual do backup. Validar - selecione para verificar a integridade dos dados da versão do backup. Montar (para backups por imagem) - selecione para montar a versão do backup como um disco. Excluir versão - selecione para excluir a versão do backup (a corrente de backup não será corrompida). Visualizar - selecione para configurar a linha do tempo para exibir algumas informações adicionais. Para encontrar um arquivo ou pasta que você precisa recuperar, digite o nome do arquivo ou pasta no campo de busca. Ambas as guias também exibem os comentários do backup e permitem adicionar, editar e excluir comentários na versão de backup selecionada. Se uma versão de backup não tiver comentários, clique no ícone Adicionar comentário e, em seguida, digite seus comentários na área apropriada e clique no ícone Salvar. Se já houver um comentário, você pode editá-lo apenas para a versão atual. Para isso, clique em Editar comentário para a versão atual, digite um novo comentário e clique no ícone Salvar para salvar o comentário alterado ou no ícone Cancelar para cancelar as alterações Guia Arquivos e pastas A guia Arquivos e pastas mostra os arquivos e pastas contidos na versão de backup selecionada. A área esquerda da guia mostra um diretório e a área direita o conteúdo de um item selecionado do diretório. A guia mostra o estado dos arquivos e pastas desde quando a versão atual do backup foi criada. Você pode alternar entre as versões de backup usando a linha do tempo na parte inferior da tela. Para mais informações sobre como usar a linha do tempo consulte Linha do tempo. Para recuperar arquivos e/ou pastas: 1. Na linha do tempo, selecione a versão do backup da qual deseja recuperar seus arquivos/pastas. A data e hora exatas da versão serão exibidas ao lado do nome do backup. recuperados para o estado em que estavam naquele momento no tempo. Seus dados serão 2. Selecione as caixas de seleção correspondentes dos arquivos e pastas que você deseja recuperar (veja as regras de seleção abaixo). Breves informações sobre os itens selecionados (seu número e tamanho total) serão exibidas ao lado do botão Recuperar. 3. Clique no botão Recuperar. Você também pode recuperar arquivos e pastas arrastando-os para sua Área de trabalho ou para uma pasta selecionada no Windows Explorer. Você não pode recuperar arquivos arrastando-os para uma pasta no FTP, CD/DVD gravável ou outra mídia óptica, bem como arquivos ISO montados. Regras de seleção As caixas de seleção que correspondem aos itens podem estar nos seguintes estados: Selecionada (marca de confirmação no quadrado) - este estado indica que o item está selecionado para recuperação. Uma pasta selecionada significa que todos os itens da pasta estão selecionados.

23 Vazio (quadrado vazio) - este estado indica que o item não está selecionado. Misto (quadrado preenchido) - este estado está disponível apenas para pastas e indica que alguns itens da pasta estão selecionados e outros não. Observe que você não pode definir o estado clicando na caixa de seleção, mas você pode alterá-lo para o estado vazio ou selecionado. Selecionando um disco, partição, arquivo ou pasta para torná-lo o item atual em uma lista não significa selecioná-lo para recuperação! A maioria dos elementos da interface do usuário localizados nesta guia estão descritos na seção Guia Discos e partições. Aqui descrevemos os itens específicos para a guia. Quando você clica em um item, algumas informações sobre este item são exibidas na área do browser. O conjunto de parâmetros exibidos depende do tipo do item. Clicando-se no link Ver versões abre-se uma janela com uma lista de todas as versões do arquivo no backup. Você pode recuperar a versão desejada pelo seu tempo de backup. Clicando duas vezes em um arquivo na área à direita, você irá recuperar o arquivo para uma pasta temporária. Então o Acronis True Image HD 2014 abrirá o arquivo usando o aplicativo associado Linha do tempo Observe! Nonstop Backup não está disponível nesta edição do produto. atualização para a versão completa. Para acessar esse recurso faça a Normalmente, a linha do tempo na parte inferior do Acronis Backup Explorer exibe informações sobre as versões de backup armazenadas no backup selecionado. A linha do tempo oferece uma navegação fácil através de versões de backup e permite que você recupere seus dados para o estado em que estavam em uma determinada data e hora. Os quadrados que representam as versões de backup têm listras coloridas na parte inferior. A cor das listras depende dos tipos de backup (violeta para backup de disco, turquesa para backup de

24 arquivo, verde para Nonstop Backup e marrom para outros backups, por exemplo, criados por uma versão anterior do Acronis True Image OEM). A figura abaixo mostra os vários estados de uma linha do tempo. Os estados variam dependendo do número de backups e do intervalo de tempo através do qual você está navegando. O intervalo "Agora" exibe versões de backup criadas durante a última hora. Quando usar Backup Nonstop, as versões de backup podem ser criadas com a frequência de cinco minutos. O intervalo "Hoje" mostra versões de backup criadas a partir do início do dia de hoje até a última hora. O intervalo "Semana" pode ser chamado de "Semana passada" ou "Esta semana". Quando hoje é segunda, terça ou quarta-feira, o intervalo "Semana" é chamado "Semana passada". Nesses casos, a linha do tempo mostra versões de backup criadas durante a semana anterior e a partir do início da semana atual até o início do dia de hoje. Quando hoje é quinta, sexta, sábado ou domingo, o intervalo "Semana" é chamado "Esta semana". Nesses casos, a linha do tempo mostra versões de backup criadas a partir do início da semana atual até o início do dia de hoje. O intervalo "Mês" pode ser chamado de "Mês passado" ou "Este mês". Quando hoje é qualquer data entre o 1º ao 15º dia do mês, o intervalo "mês" é chamado de "Mês passado". Nesse caso, a linha do tempo mostra versões de backup criadas durante o mês anterior e a partir do início do mês atual até o início do intervalo "semana". Quando hoje é qualquer data entre o 16º e o 31º dia do mês, o intervalo "mês" é chamado de "Este mês". Nesse caso, a linha do tempo mostra versões de backup criadas a partir do início do mês atual até o intervalo "semana".

25 O intervalo "Este ano" mostra versões de backup criadas a partir do início do corrente ano até o intervalo "mês". O intervalo "Antigos" mostra versões de backup criadas antes do início do ano atual. Trabalhando com intervalos de tempo e versões de backup Intervalos de tempo podem ser expandidos (quando o número de versões de backup cabem na linha do tempo) ou reunidos em um "bloco" quadrado. Quando um intervalo de tempo é expandido, os quadrados representando versões de backup podem conter um ícone de "aviso" ou "erro". Esse ícone indica que aviso(s) ou erro(s) foram registrados no Log durante a criação da versão. Se mais de uma versão de backup tiver sido criada durante um dia dentro de um intervalo de tempo "semana", "mês", "ano", ou "antigo", essa data é exibida na linha do tempo utilizando um ícone especial "pacote de versões". Se você passar o mouse sobre um bloco por mais de meio segundo, um balão mostrará a informação sobre o início do intervalo de tempo, o fim e o número de versões de backup que ele contém. Se você passar o mouse sobre uma versão de backup em um intervalo de tempo expandido, um balão mostrará informações mais detalhadas sobre a versão de backup. Clicando em um bloco ou em seu nome acima ou abaixo, a linha do tempo expande o intervalo de tempo correspondente. Se o número de versões de backup dentro do intervalo do tempo for muito grande para se encaixar na linha de tempo, a linha horizontal pode ser rolada para permitir que você navegue através das versões de backup dentro do intervalo de tempo. Se você selecionar outro bloco e não houver espaço para exibir todas as versões de backup do último bloco expandido, então o bloco expandido atual irá se fechar. Clicando em uma versão de backup, você a seleciona no Backup Explorer. Menus de atalho Clicar com o botão direito na linha do tempo abre o menu de atalhos. altera dependendo do item selecionado. O conteúdo do menu se Versão de backup do disco: Recuperação Validar Montar... Excluir versão Versão de backup do arquivo:

26 Validar Excluir versão Versão de Nonstop Backup e versão de backup online: Explorar e recuperar Excluir versão Backup versão pacote e blocos de tempo: Clicar com o botão direito em uma backup versão pacote ou bloco de intervalo de tempo abre o menu de atalhos com um único item: Expandir Visualizar informações adicionais na linha do tempo Você também pode configurar a linha do tempo para exibir informações adicionais. Os comandos apropriados estão disponíveis no submenu Visualizar. O submenu Visualizar é aberto clicando-se com o botão direito em uma versão de backup ou clicando com o botão direito em um espaço vazio da linha do tempo. Mostrar instalação de softwares - se este item for selecionado, a linha do tempo exibe ícones que indicam os momentos nos quais novos programas foram instalados no seu computador. Mostrar atualização de softwares - se este item for selecionado, a linha do tempo exibe ícones que indicam atualizações do Windows e dos programas instalados no seu computador. Mostrar avisos - se este item for selecionado, a linha do tempo exibe todas as versões de backup que foram suspensas ou concluídas com mensagens de aviso (selecionadas por padrão). Mostrar erros - se este item for selecionado, a linha do tempo exibe versões de backup que falharam e versões de backup que foram concluídas com erros Integração com o Windows Durante a instalação o True Image HD 2014 oferece uma maior integração com o Windows. Tal fusão permite que você obtenha o máximo do seu computador. O True Image HD 2014 integra os seguintes componentes: Itens do Acronis no menu Iniciar do Windows. O botão True Image HD 2014 na barra de tarefas. [Opcional] A guia Recuperação Acronis na janela Propriedades de um arquivo. [Opcional] Comandos do menu de atalhos. Veja mais detalhes sobre os componentes opcionais em Configuração da Integração (pag. 27).

27 Menu Iniciar do Windows O menu Iniciar exibe os comandos, ferramentas e utilitários do Acronis. Eles lhe dão acesso às funcionalidades do True Image, sem precisar abrir o programa. O botão True Image HD 2014 na barra de tarefas O botão True Image HD 2014 na barra de tarefas do Windows mostra o progresso e o resultado das operações do True Image HD Configurações da integração Você pode selecionar os componentes do Acronis que devem ser integrados ao Windows. A guia Recuperação do Acronis na janela de Propriedades Selecione este item para adicionar a guia Recuperação do Acronis à janela Propriedades. Para abrir a janela, no Windows Explorer, clique com o botão direito no arquivo ou pasta desejada e depois clique em Propriedades. A guia Recuperação do Acronis permite que você visualize e recupere versões do arquivo ou pasta selecionada. Se você renomear um arquivo ou pasta incluído em um backup regular, as versões do item renomeado na guia Recuperação do Acronis irão desaparecer. Elas podem reaparecer após certo tempo. Comandos do menu de atalhos No Windows Explorer, ao clicar com o botão direito em um arquivo, pasta, partição ou disco, o menu de atalhos se abre. Juntamente com os comandos do Windows, este menu pode conter comandos do Acronis, como Backup, Recuperação do Acronis, etc Menu Configurações Com o menu Configurações você pode criar ou alterar algumas configurações do Acronis True Image HD Para abrir o menu, clique no ícone engrenagem no canto superior direito da tela do programa. O menu Configurações contém os seguintes itens:

28 Visualizar log - abre o log de operações do Acronis True Image HD Integrar o True Image ao Windows... - permite selecionar os componentes do Acronis que serão integrados ao Windows. Programa Experiência do Cliente - permite aderir ou deixar o Programa Experiência do Cliente. Para mais informações sobre o programa, clique no link Saiba mais na janela aberta. Configurações do tempo de resposta - permite que você especifique o intervalo de tempo que o programa deve esperar por sua resposta. Para mais informações consulte Configurações do tempo de resposta (pag. 92) Menu Ajuda O menu Ajuda permite que você abra a Ajuda do programa, realize certas operações, veja o número do produto, etc. Para abrir o menu, clique no ícone Ponto de interrogação no canto superior direito da tela do programa. O menu Ajuda contém os seguintes itens: Ajuda - abre a Ajuda do programa. Gerar relatório do sistema - clique para gerar um relatório do sistema Acronis para enviar para a equipe de suporte do produto. Site Acronis - leva você ao site Acronis. Sobre o Acronis True Image HD exibe informações sobre Acronis True Image HD 2014 incluindo o número de criação do produto.

29 2 Como fazer Devido ao tamanho deste Guia do Usuário, às vezes não é tão fácil encontrar como realizar uma tarefa específica. Esta seção relaciona algumas tarefas frequentemente usadas e oferece links para as partes apropriadas do Guia do Usuário. Clique no número da página correspondente (ou o link, se estiver visualizando a Ajuda), se precisar de informações sobre como: proteger todo o seu sistema de um desastre (pag. 72) recuperar seu sistema quando seu computador se recusar a inicializar (pag. 48) recuperar suas fotos, documentos financeiros, músicas, etc. (pag. 63) clonar sua unidade de disco (pag. 101) atualizar automaticamente seus backups: Esquemas de backup (pag. 38) ou Programação (pag. 84) criar uma mídia de resgate inicializável (pag. 94) criar um pendrive inicializável (pag. 99) certificar-se de que sua mídia de resgate pode ser usada quando necessário (pag. 75) adicionar e particionar um novo disco rígido (pag. 110) encontrar um backup que contenha o arquivo que você precisa recuperar (pag. 86)

30 3 Efetuando backup de dados O True Image HD 2014 inclui uma grande variedade de sofisticadas capacidades de backup que agradariam até profissionais de TI. Elas permitem que você efetue o backup de seus discos e partições. Você pode escolher um recurso de backup que se adapte melhor a você ou usar todos. As seções abaixo descrevem mais detalhadamente os recursos de backup. Nesta seção A diferença entre backups de arquivo e imagens de disco/partição Backups completos, incrementais e diferenciais Efetuando backup de partições e discos Adicionando um backup existente à lista Fazendo cópias de reserva dos seus backups Excluindo backups e versões de backup Opções de backup Validando backups Clonando configurações de backup A diferença entre backups de arquivo e imagens de disco/partição Quando você efetua backups de arquivos e pastas, somente os arquivos e pastas são compactados e armazenados. Backups de discos/partições são diferentes de backups de arquivos e pastas. O True Image HD 2014 armazena uma imagem exata do disco ou partição. Este procedimento é chamado "criar uma imagem do disco" ou "criar um backup do disco" e o backup resultante é frequentemente chamado de "imagem de disco/partição". Um backup de disco/partição contém todos os dados armazenados no disco ou partição: 1. Zero rastreamento do disco rígido com o registro de inicialização mestre (MBR) (aplicável apenas a backups de disco MBR). 2. Uma ou mais partições, incluindo: 1. Código de inicialização. 2. Metadados do sistema de arquivos, incluindo arquivos de serviço, tabela de alocação de arquivos (FAT) e registro de inicialização da partição. 3. Os dados do sistema de arquivos, incluindo o sistema operacional (arquivos do sistema, registro, unidades), dados do usuário e aplicativos. 3. Partição de Reserva do Sistema, se houver. 4. Partição do sistema EFI, se houver (aplicável apenas para backups de disco GPT). Por padrão, o True Image HD 2014 somente armazena os setores do disco rígido que contêm dados. Além disso, o True Image HD 2014 não efetua o backup de pagefile.sys no Windows XP e versões posteriores e hiberfil.sys (um arquivo que conserva o conteúdo RAM quando o computador hiberna). Isso reduz o tamanho da imagem e acelera a criação e recuperação da imagem. Você pode alterar este método padrão ativando o modo setor por setor. Neste caso, o True Image HD 2014 copia todos os setores do disco rígido e não apenas os que contêm dados.

31 3.2 Backups completos, incrementais e diferenciais Observação: Backups incrementais e diferenciais podem não estar disponíveis na edição do True Image HD 2014 que você usa. O True Image HD 2014 oferece três métodos de backup: Método completo O resultado de uma operação de backup no método completo (também conhecido como versão completa de backup) contém todos os dados presentes no momento da criação do backup. Exemplo: Todo dia, você escreve uma página de documento e efetua o backup utilizando o método completo. O True Image salva o documento inteiro todas as vezes que você executa o backup. 1.tib, 2.tib, 3.tib, 4.tib - versões completas de backup. Informações adicionais A versão de backup completo forma a base para mais backups incrementais ou diferenciais. Também pode ser usado como um backup independente. Um backup completo independente pode ser uma ótima solução se você frequentemente retorna o sistema ao seu estado inicial ou se você não gosta de administrar múltiplas versões de backup. Método incremental O resultado de uma operação de backup no método incremental (também conhecido como versão de backup incremental) contém apenas aqueles arquivos que foram alterados desde o ÚLTIMO BACKUP. Exemplo: Todo dia, você escreve uma página de documento e efetua o backup utilizando o método incremental. O True Image salva a nova página todas as vezes que você executa o backup. Observação: A primeira versão de backup que você cria sempre usa o método completo. 1.tib - versão de backup completa.

32 1.tib, 2.tib, 3.tib, 4.tib - versões incrementais de backup. Informações adicionais O método incremental é o mais útil quando você precisa de versões de backup frequentes e a capacidade de retornar a um ponto específico no tempo. Como regra, versões incrementais de backup são consideravelmente menores do que versões completas ou diferenciais. Por outro lado, as versões incrementais requerem mais trabalho para que o programa forneça a recuperação. No exemplo acima, para recuperar todo o trabalho do arquivo 4.tib, o True Image lê os dados de todas as versões de backup. Portanto, se você perder uma versão incremental de backup ou se ela for corrompida, todos as versões incrementais seguintes tornam-se inúteis. Método diferencial O resultado de uma operação de backup no método diferencial (também conhecido como versão diferencial de backup) contém apenas aqueles arquivos que foram alterados desde o ÚLTIMO BACKUP COMPLETO. Exemplo: Todo dia, você escreve uma página de documento e efetua o backup utilizando o método diferencial. O True Image salva o documento inteiro exceto a primeira página armazenada na versão de backup completo. Observação: A primeira versão de backup que você cria sempre usa o método completo. 1.tib - versão de backup completa.

33 2.tib, 3.tib, 4.tib - versões diferenciais de backup. Informações adicionais O método diferencial é um intermediário entre os dois primeiros enfoques. Ele ocupa menos tempo e espaço do que o "Completo" e mais do que o "Incremental". Para recuperar dados de uma versão diferencial de backup, o True Imagem precisa apenas da versão diferencial e da última versão completa. Portanto, a recuperação de uma versão diferencial é mais simples e mais confiável do que a recuperação de uma incremental. Um backup incremental ou diferencial criado após um disco ser desfragmentado pode ser consideravelmente maior do que o normal. Isso deve-se ao fato do programa de desfragmentação alterar a localização dos arquivos no disco e os backups refletirem essas alterações. Assim, recomenda-se que você recrie um backup completo após a desfragmentação do disco. Para escolher o método de backup desejado, normalmente é preciso configurar um esquema de backup personalizado. Para mais informações consulte Esquemas personalizados (pag. 39). 3.3 Efetuando backup de partições e discos Observação: Certos controles e funcionalidades podem não estar disponíveis na edição do True Image HD 2014 que você usa. Ao contrário do backup de arquivo, um backup de disco/partição contém todos os dados armazenados no disco ou partição. Este tipo de backup normalmente é usado para criar uma cópia exata de uma partição do sistema do sistema do disco inteiro. Tais backups permitem que você recupere seu computador quando o Windows funciona incorretamente ou não consegue inicializar. Para efetuar backup de partições ou discos: 1. Inicie o True Image HD 2014.

34 2. Na guia Backup e recuperação, clique em Backup de disco e partição. É aberta a janela Backup de disco. Figura 1: REMOVE AFTER TRANSLATION 3. Na janela aberta, selecione uma partição para backup marcando a caixa de seleção correspondente. Se desejar o backup de mais de uma partição, marque todas as caixas de seleção na lista. Se o disco tiver diversas partições e você desejar o backup do disco inteiro, clique em Alternar para modo disco no canto superior direito e então marque a caixa de seleção do disco. Para retornar à seleção de partições, clique em Alternar para modo partição. Para efetuar o backup de discos dinâmicos, você somente pode usar o modo partição. Na guia Exclusões na janela de opções de backup, você pode excluir arquivos ocultos ou de sistema e pastas do backup, bem como arquivos correspondentes aos critérios que você especificar. Para mais informações consulte Excluindo itens do backup. 4. Selecione um destino para o backup (você pode deixar o destino padrão quando lhe for conveniente ou navegar para um destino após clicar na seta para baixo à direita do destino atual e selecionar Procurar). Quando o destino do backup é alguma mídia removível (pendrive, BD, DVD...), a caixa de seleção Tornar esta mídia inicializável pode ser marcada. Marcar a caixa de seleção resulta na criação de um ambiente de recuperação inicializável na mídia removível e na adição de uma versão independente do True Image HD Você poderá executar o True Image HD 2014 a partir da

35 mídia removível em um computador sem sistema operacional ou em um computador travado que não pode ser inicializado. Se possível, evite armazenar seus backups de partições do sistema em discos dinâmicos, porque a partição do sistema é recuperada no ambiente Linux. Linux e Windows operam com discos dinâmicos de maneiras diferentes. Isso pode resultar em problemas durante a recuperação. 5. [etapa opcional] Se você precisar que o backup seja executado com uma programação de tempo, clique no link à direita de Programação, ative a programação e defina a programação desejada. Para mais informações consulte Programação (pag. 84). 6. [etapa opcional] Você também pode alterar o esquema de backup padrão clicando no link apropriado. Para mais informações consulte Esquemas de backup (pag. 38). Você não pode alterar o esquema de backup quando o backup for feito em mídias ópticas como um DVD/BD. Neste caso, o True Image HD 2014 usa por padrão um esquema específico com apenas backups completos. Isto porque o programa não pode consolidar backups armazenados em mídias ópticas. 7. [etapa opcional] Se desejar atribuir um nome específico ao backup, digite o nome no campo Nome do backup ao invés do nome padrão. Você também pode adicionar informações úteis ao nome de backup. Para isso, clique na seta para baixo à direita do destino e clique em Procurar... Selecione os itens que deseja acrescentar no campo direito na linha do nome do arquivo: adicione a data - a data de criação do backup será adicionada adicione a hora - a hora de criação do backup será adicionada adicione o nome do usuário - o nome do usuário atual será adicionado adicione o nome da máquina - o nome do computador será adicionado adicione o nome da tarefa - o nome da tarefa que inclui o backup será adicionado adicione o número da execução da tarefa - o número sequencial da tarefa será adicionado 8. [etapa opcional] Clique em Opções de backup de disco para definir as opções para o backup ser configurado. Por exemplo, quando seu disco de dados contém informações confidenciais, você pode desejar proteger as informações por criptografia. Você também pode optar por validar o backup imediatamente após sua criação, embora isso possa ser feito posteriormente. Para mais informações consulte Opções de backup (pag. 37). 9. Quando você configura o backup como necessário, você pode executá-lo imediatamente clicando no botão Fazer backup agora. Se você desejar fazer o backup posteriormente ou segundo uma programação, clique na seta para baixo à direita do botão Fazer backup agora e selecione Depois na lista suspensa para salvar as configurações que definiu. 3.4 Adicionando um backup existente à lista Se você tiver backups que não são mostrados na lista de backups na guia Backup e recuperação (por exemplo, backups criados em uma versão anterior do True Image), você pode adicioná-los à lista. Para adicionar backups manualmente: 1. Na guia Backup e recuperação, clique em Adicionar backup e em seguida clique em Procurar. O programa abre uma janela onde você pode procurar backups no seu computador. 2. Selecione o backup e clique em Adicionar à lista de backups. Para adicionar backups automaticamente: Na guia Backup e recuperação clique em Adicionar backup e em seguida, clique em um dos seguintes:

36 Para executar a pesquisa, clique em Pesquisar agora. O True Image HD 2014 pesquisa backups no seu computador e adiciona-os à lista. Para buscar backups sempre que o programa é aberto, clique em Pesquisa automática na incialização. 3.5 Fazendo cópias de reserva dos seus backups Você pode criar cópias de reserva dos seus backups e salvá-las no sistema de arquivos ou em uma unidade de rede. Uma cópia de reserva pode ajudá-lo se o backup principal ficar corrompido ou se falhar o armazenamento do backup principal. Uma cópia de reserva sempre contém todos os arquivos selecionados para backup, isto é, ao criar uma cópia de reserva o programa sempre efetua um backup completo dos dados de origem. Lembre-se também que a operação irá levar mais tempo, porque o backup normal e a cópia de reserva são realizados uma após o outro e não simultaneamente. Além disso, você precisará de mais espaço de armazenamento ou de um dispositivo de armazenamento adicional. 3.6 Excluindo backups e versões de backup Dica: A imagem de fábrica não pode ser removida diretamente do Acronis Secure Zone. de fábrica, desinstale a configuração original do Acronis. Para excluir a imagem Você pode desejar excluir backups e versões de backup que não são mais necessários. O Acronis True Image HD 2014 armazena informações nos backups em um banco de dados de informações de meta dados. Portanto, excluir arquivos de backup desnecessários no Windows Explorer não irá excluir as informações sobre esses backups do banco de dados e o True Image HD 2014 irá considerar que eles ainda existem. Isso irá resultar em erros quando o programa tentar realizar operações nos backups que não existem mais. Assim, você só deve remover backups obsoletos e versões de backup utilizando as ferramentas fornecidos pelo Acronis True Image HD Para excluir um backup inteiro: Encontre a caixa do backup correspondente na guia Backup e recuperação do Acronis True Image HD Clique no ícone engrenagem para abrir o menu de Operações e então clique em Excluir. Quando você exclui um backup inteiro, todas as suas versões também serão excluídas. Para excluir uma versão de backup específica: 1. Na guia Backup e recuperação, encontre a caixa de backup correspondente, clique em Explorar e recuperar. 2. No Backup explorer, clique com o botão direito na linha do tempo na versão que você deseja excluir e então clique em Excluir versão. Quando você exclui uma versão de backup, lembre-se de que esta versão pode ter versões dependentes dela. Neste caso, as versões dependentes também serão excluídas, porque a recuperação de dados de tais versões torna-se impossível. Se você excluir uma versão de backup completa - o programa vai excluir também todas as versões incrementais subsequentes até a versão completa seguinte.

37 Se você excluir uma versão de backup incremental - o programa vai excluir também todas as versões incrementais subsequentes até a versão completa seguinte. 3.7 Opções de backup Na janela Opções de Backup do Disco você pode configurar opções para o processo de backup de discos/partições. Para abrir a janela de opções, clique no link apropriado. Após ter instalado o aplicativo, todas as opções são definidas para os valores iniciais. Você pode alterá-las apenas para sua operação de backup atual ou para todos os backups que serão criados no futuro. Marque a caixa de seleção Salvar as configurações como padrão para aplicar as configurações alteradas como padrão para todas as operações de backup futuras. Note que as opções para cada tipo de backup são totalmente independentes e você deve configurá-las separadamente. Se você desejar retornar todas as opções alteradas para os valores definidos após a instalação inicial do produto, clique no botão Retornar às configurações iniciais. Nesta seção Esquemas de backup Esquema para uma única versão Esquemas personalizados39 Modo criação de imagem Comandos Pré/Pós para backup40 Divisão de backup Opção de validação do backup Cópia de reserva do backup Configurações de mídia removível 42 Comentário sobre o backup Configurações de captura de tela 43 Tratamento de erro Desligar o computador44 Desempenho da operação de backup... 44

38 Notificações para operação de backup Conta Windows Esquemas de backup Esquemas de backup juntamente com o programador ajudam você a definir sua estratégia de backup. Os esquemas permitem que você otimize o uso do espaço de armazenamento de backups, aumente a confiabilidade do armazenamento de dados e exclua automaticamente as versões de backup obsoletas. O esquema de backup define os seguintes parâmetros: Métodos de backup que serão usados para criar versões de backup Sequência das versões de backup criadas usando métodos diferentes Regras de limpeza de versões O True Image HD 2014 permite que você escolha os seguintes esquemas de backup: Versão única (pag. 38) - selecione este esquema se você deseja usar o menor armazenamento de backup. Personalizada (pag. 39) - selecione este item se você deseja configurar um sistema de backup manualmente Esquema para uma única versão O programa cria um backup completo e o substitui todas as vezes de acordo com a programação especificada ou quando você executa o backup manualmente. Configuração do programador para backup de disco: semanal. Resultado: você obtém uma versão atualizada do backup completo. Espaço de armazenamento necessário: mínimo.

39 3.7.3 Esquemas personalizados Com o True Image HD 2014 você também pode criar seus próprios esquemas de backup. Os esquemas podem ser baseados nos esquemas de backup predefinidos. Você pode fazer alterações em um esquema predefinido selecionado para atender suas necessidades e depois salvar o esquema modificado como um novo. Você não pode sobrescrever esquemas de backup predefinidos existentes. Portanto, em primeiro lugar selecione um dos métodos de backup na caixa apropriada. Completo (pag. 31) Selecione este método se desejar criar apenas versões de backup completo. Regras de limpeza de versões Para excluir versões de backup obsoletas automaticamente, você pode estabelecer uma das seguintes regras de limpeza: Excluir versões anteriores a [período definido] (disponível apenas para método completo) - Selecione esta opção para limitar a idade das versões de backup. Todas as versões anteriores ao período especificado serão automaticamente excluídas. Armazenar não mais de [n] versões mais recentes (disponível apenas para método completo) - Selecione esta opção para limitar o número máximo de versões de backup. Quando o número de versões exceder o valor especificado, a versão mais antiga de backup será automaticamente excluída. Manter o tamanho do backup até [tamanho definido] - Selecione esta opção para limitar o tamanho máximo do backup. Após criar uma nova versão de backup, o programa verifica se o tamanho total do backup excede o valor especificado. Se for assim, a versão mais antiga do backup será excluída. A opção: primeira versão do backup Frequentemente, a primeira versão de qualquer backup é uma das versões mais valiosas. Isso acontece porque ela armazena o estado inicial dos dados (por exemplo, sua partição do sistema com o Windows recentemente instalado) ou algum estado de dados estáveis (por exemplo, dados após uma verificação de vírus bem sucedida). Não excluir a primeira versão do backup - Selecione esta caixa para manter o estado inicial dos dados. O programa irá criar duas versões do backup completo inicial. A primeira versão será excluída da limpeza automática e será armazenada até você excluí-la manualmente. Observe que quando a caixa é selecionada, a caixa de seleção Armazenar não mais de [n] versões mais recentes irá mudar para Armazenar não mais de 1+[n] versões recentes Gestão de esquemas de backup personalizados Se você alterar alguma coisa em um esquema de backup existente, você pode salvar o esquema alterado como um novo. Neste caso você precisa especificar um novo nome para aquele esquema de backup. Você pode substituir esquemas personalizados existentes. Você não pode sobrescrever esquemas de backup predefinidos existentes.

40 Para o nome do esquema, você pode usar qualquer símbolo permitido pelo sistema operacional para nomear arquivos. O tamanho máximo do nome de um esquema de backup é de 255 símbolos. Você pode criar até 16 esquemas de backup personalizados. Após criar um esquema de backup personalizado, você pode usá-lo como qualquer outro esquema de backup existente ao configurar um backup. Você também pode usar um esquema de backup personalizado sem salvá-lo. Neste caso, ele estará disponível apenas para o backup onde ele foi criado e você não poderá usá-lo para outros backups. Se você não precisar mais de um esquema de backup personalizado, você pode exclui-lo. Para excluir o esquema, selecione-o na lista de esquemas de backup, clique em Excluir e então clique em Excluir esquema na janela de confirmação. Os esquemas de backup predefinidos não podem ser excluídos Modo criação de imagem Você pode usar esses parâmetros para criar uma cópia exata de todas as suas partições ou discos rígidos e não apenas os setores que contêm dados. Observe que a caixa de seleção Backup de espaço não alocado está disponível somente quando a caixa Backup setor por setor for marcada. Para fazer um backup setor por setor, marque o parâmetro Backup setor por setor. Por padrão, o programa somente copia os setores do disco rígido que contêm dados. Entretanto, às vezes pode ser útil fazer um backup completo setor por setor. Por exemplo, você excluiu alguns arquivos por engano e deseja fazer uma imagem do disco antes de tentar cancelar a exclusão, porque às vezes cancelar a exclusão pode criar problemas no sistema de arquivos. Por favor, observe que este modo aumenta o tempo de processamento e normalmente resulta em uma arquivo de imagem maior porque ele copia setores do disco rígidos usados e não usados. A opção Backup de espaço não alocado torna-se disponível se você selecionou o parâmetro anterior, Backup de setor por setor. Por padrão, ao efetuar um backup setor por setor, o espaço não alocado não é incluído no arquivo de backup. Ativar esta opção irá incluir todo o espaço não alocado do disco no backup Comandos Pré/Pós para backup Você pode especificar comandos (ou até agrupar arquivos) que serão automaticamente executados antes e depois do procedimento do backup. Por exemplo, você pode desejar iniciar/parar certos processos do Windows ou verificar seus dados antes de iniciar o backup. Para especificar comandos (agrupar arquivos): Selecionar um comando para ser executado antes de iniciar o processo de backup no campo Antes do processo de backup. Para criar um novo comando ou selecionar um novo arquivo em lote, clique no botão Editar. Selecionar um comando para ser executado após concluir o processo de backup no campo Após o processo de backup. Para criar um novo comando ou selecionar um novo arquivo em lote, clique no botão Editar. Por favor, não tente executar comandos interativos, i.e. comandos que requerem a participação do usuário (por exemplo, "pausa"). Estes comandos não são suportados.

41 Editar comandos do usuário para backup Você pode especificar comandos do usuário para serem executados antes ou após o procedimento de backup: No campo Comando digite um comando ou selecione-o na lista. Clique em... para selecionar um arquivo em lote. No campo Diretório de trabalho digite um caminho para a execução do comando ou selecione-o na lista de caminhos adicionados anteriormente. No campo Argumentos digite ou selecione argumentos de execução de comandos na lista. Desabilitando o parâmetro Não realizar operações até que a execução do comando esteja concluída (habilitado para Pré comandos por padrão), irá permitir que o processo de backup seja executado paralelamente à execução do seu comando. O parâmetro Abortar a operação se o comando do usuário falhar (habilitado por padrão) irá abortar a operação se ocorrer algum erro na execução do comando. Você pode testar um comando que inseriu clicando no botão Testar comando Divisão de backup O True Image HD 2014 não pode dividir backups já existentes. serem criados. Os backups podem ser divididos somente ao Backups grandes podem ser divididos em diversos arquivos que juntos formam o backup original. Um backup também pode ser divido para ser gravado em mídia removível. A configuração padrão - Automático. Com esta configuração, o True Image HD 2014 irá agir como segue. Ao fazer backup para um disco rígido: Se o disco selecionado tiver espaço suficiente e seu sistema de arquivos permitir o tamanho estimado do arquivo, o programa irá criar um único arquivo de backup. Se o disco de armazenamento tiver espaço suficiente, mas seu sistema de arquivos não permitir o tamanho estimado do arquivo, o programa irá automaticamente dividir a imagem em diversos arquivos. Se você não tiver espaço suficiente para armazenar a imagem no seu disco rígido, o programa irá avisá-lo e aguardar sua decisão sobre como planeja resolver o problema. Você pode tentar liberar algum espaço adicional e continuar ou selecionar outro disco. Ao fazer backup para um CD-R/RW, DVD-R/RW, DVD+R/RW, BD-R/RE: O True Image HD 2014 irá lhe pedir para inserir um novo disco quando o anterior estiver cheio. Como alternativa, você pode selecionar o tamanho de arquivo desejado na lista suspensa. O backup será então dividido em diversos arquivos do tamanho especificado. Isso é muito útil quando você armazena um backup no disco rígido para gravar o backup em um CD-R/RW, DVD-R/RW, DVD+R/RW ou BD-R/RE posteriormente. Criar imagens de disco diretamente em um CD-R/RW, DVD-R/RW, DVD+R/RW, BD-R/RE pode levar um tempo consideravelmente maior do que no disco rígido.

42 3.7.7 Opção de validação de backup Você pode especificar a configuração adicional de validação: Validar backup ao ser criado. Quando esta opção está ativada, o programa irá verificar a integridade da versão de backup recentemente criada ou versão de backup complementado imediatamente após o backup. Ao configurar o backup de dados críticos ou um backup de disco/partição, recomendamos que você ative esta opção para assegurar que o backup possa ser usado para recuperar os dados perdidos. Validação regular Você também pode programar a validação dos seus backups para garantir que permanecem "saudáveis". Por padrão, a validação regular está ativada com as seguintes configurações: Frequência: uma vez por semana Dia: a data em que o backup foi iniciado Hora: 15 minutos após o momento do início do backup Configurações avançadas: a caixa de seleção Executar a validação apenas quando o computador estiver ocioso está marcada Você pode alterar as configurações padrão e especificar sua própria programação. informações consulte Programação (pag. 84) Cópia de reserva do backup Para mais Você pode criar cópias de reserva dos seus backups e salvá-las no sistema de arquivos ou em uma unidade de rede. Para fazer uma cópia de reserva: Marque a caixa de seleção Criar uma cópia de reserva dos meus backups Clique em Definir local... e especifique um local para as cópias dos backups Todas as opções de backup (como compactação de backup, divisão de backup, etc.) serão as mesmas do backup de origem. Uma cópia de reserva sempre contém todos os dados selecionados para backup, isto é, ao criar uma cópia de reserva o programa sempre efetua um backup completo dos dados de origem. Lembre-se também que você irá gastar mais tempo pela conveniência e maior segurança de seus dados para realizar o backup porque o backup normal e a cópia de reserva são realizados um de cada vez e não simultaneamente Configurações de mídia removível As configurações a seguir estão disponíveis: Pedir a primeira mídia ao criar backups em mídias removíveis Você pode optar por exibir o aviso Inserir a primeira mídia ao fazer o backup em mídia removível. Com a configuração padrão, pode não ser possível fazer o backup para mídia removível se o usuário estiver ausente, porque o programa irá esperar para alguém pressionar OK na caixa de aviso. Portanto, você deve desativar o aviso quando programar um backup em mídia removível. Então, se a mídia removível estiver disponível (por exemplo, CD-R/RW inserido) o backup pode ser executado sozinho.

43 Se você tiver outros produtos Acronis instalados no seu computador, as versões inicializáveis dos componentes desses programas também serão oferecidas Comentário sobre o backup Esta opção permite que você adicione comentários ao backup. podem ajudá-lo a encontrar o backup necessário mais tarde. Os comentários sobre o backup Se um backup não tiver comentários, digite seu comentário na área de comentários e clique em Salvar. Quando já existe um comentário, você pode editá-lo depois de clicar em Editar. Quando acabar de editar, clique em Salvar para salvar o comentário editado. Observe que, por padrão, o comentário será atribuído a todas as versões do backup. editar o comentário de uma versão específica do backup no Backup Explorer. Você pode Configurações de captura de tela Juntamente com os comentários do backup, capturas de tela o ajudam a reconhecer o estado de dados anteriores que você precisa recuperar. O True Image HD 2014 permite que você faça capturas de tela no momento de iniciar um backup de disco ou partição. Para habilitar asta opção, marque a caixa de seleção Fazer uma captura de tela ao iniciar um backup de disco. As capturas de tela serão exibidas no Backup Explorer na guia Discos e partições. Cada captura de tela corresponde a sua própria versão de backup de disco. Assim, ao alternar entre versões de backup na linha do tempo, você verá diferentes capturas de tela e poderá encontrar a versão de backup que deseja mais rapidamente Tratamento de erro Quando o programa encontra um erro ao efetuar o backup, ele interrompe o processo e exibe uma mensagem, aguardando uma resposta sobre como tratar o erro. Se você definir uma política de tratamento de erro, o programa não irá interromper o processo de backup e avisá-lo sobre o erro com uma mensagem, mas irá simplesmente tratar o erro de acordo com as regras estabelecidas e continuar funcionando. Você pode definir a seguinte política de tratamento de erro: Não exibir mensagens e diálogos durante o processo (modo silencioso) (a configuração predefinida é desativada) - É possível ativar esta configuração para ignorar erros durante as operações de backup. Este recurso foi principalmente projetado para backups sem acompanhamento quando você não pode controlar o processo de backup. Neste modo nenhuma notificação será exibida para você se ocorrerem erros durante o backup. Em vez disso, você pode ver o log de todas as operações após concluído o processo de backup. Ignorar setores defeituosos (o predefinido é desativado) - Esta opção está presente apenas para backups de disco e partição. Ela permite que você execute um backup mesmo se houver setores defeituosos no disco rígido. Embora a maioria dos discos não tenha setores defeituosos, a possibilidade de que possam ocorrer aumenta durante o curso da vida útil do disco rígido. Se seu disco rígido começou a fazer ruídos estranhos (por exemplo, começa a fazer cliques altos ou rangidos durante a operação), esses ruídos podem significar que o disco rígido está falhando. Quando o disco rígido falha completamente, você pode perder dados importantes, então é hora de fazer o backup do disco o mais rápido possível. Porém, pode haver um problema: o disco rígido que está falhando pode já possuir setores defeituosos. Se a caixa de seleção Ignorar setores defeituosos não estiver selecionada, um backup é abortado no

44 caso de erros de leitura e/ou gravação terem ocorrido nos setores defeituosos. Selecionar esta caixa permite a você executar um backup mesmo se houver setores defeituosos no disco rígido, assegurando que você salve a maior parte da informação possível do disco rígido. Quando não houver espaço suficiente no ASZ, excluir o backup mais antigo (o predefinido é ativado) - Quando esta configuração é desativada e não houver espaço bastante no Acronis Secure Zone para o arquivo que está sendo criado, o programa irá exibir uma caixa de diálogo avisando que a Zona está cheia e que exigirá sua ação. O backup é suspenso até que você tome a medida desejada, o que torna impossível backups sem acompanhamento. O diálogo é aberto mesmo quando a configuração Não exibir mensagens e diálogos durante o processo (modo silencioso) está habilitada. Assim, é aconselhável selecionar a caixa de seleção Quando não houver espaço suficiente no ASZ, excluir o backup mais antigo quando estiver planejando backups programados sem acompanhamento no Acronis Secure Zone. Repetir tentativa se um backup falhar - Esta opção permite que você repita automaticamente uma tentativa de backup se o backup falhar por alguma razão. Você pode configurar esta opção especificando dois itens - número de tentativas e intervalo de tempo entre tentativas. De acordo com essas configurações, o True Image HD 2014 irá tentar fazer o backup dos seus dados até que o backup seja criado com sucesso. Mas se o erro que está interrompendo o backup persistir, então o backup não será criado Desligar o computador Se souber que o processo de backup que você está configurando pode levar muito tempo, você pode marcar a caixa de seleção Desligar o computador após o backup ser concluído. Neste caso, você não precisará esperar até que a operação esteja concluída. O programa irá realizar o backup e desligar o seu computador automaticamente. Esta opção também é útil quando você programa seus backups. Por exemplo, você pode desejar realizar backups todos os dias da semana à noite para salvar todo o seu trabalho. Programe o backup e marque a caixa de seleção. Depois disso, você pode deixar seu computador quando terminar o trabalho sabendo que será feito o backup dos seus dados críticos e o computador será desligado Desempenho da operação de backup Na guia Desempenho você pode definir as seguintes configurações: Nível de compressão Você pode escolher o nível de compressão para um backup: Nenhum - os dados serão copiados sem nenhuma compressão, o que pode aumentar significativamente o tamanho do arquivo de backup. Normal - o nível recomendado de compressão de dados (definido por padrão). Alto - nível mais alto do nível de compressão, leva mais tempo para criar um backup. Máximo - máxima compressão do backup, mas leva muito tempo para criar um backup. O nível ótimo de compressão de dados depende do tipo de arquivo armazenado no backup. Por exemplo, até a compressão máxima não irá reduzir de forma significativa o tamanho do backup, se o backup contiver essencialmente arquivos compactados, como.jpg,.pdf ou.mp3.

45 Prioridade da operação Alterar a prioridade de um processo de backup ou recuperação pode tornar sua execução mais rápida ou mais lenta (dependendo de você aumentar ou diminuir a prioridade), mas também pode afetar adversamente o desempenho dos outros programas em execução. A prioridade de qualquer processo sendo executado em um sistema determina o montante de uso da CPU e os recursos do sistema alocados para esse processo. Reduzir a prioridade da operação irá liberar mais recursos para outras tarefas da CPU. Elevar a prioridade do backup ou recuperação pode agilizar o processo tirando recursos de outros processos em execução no momento. A consequência irá depender do uso total da CPU e outros fatores. Você pode configurar a prioridade da operação: Baixa (ativada por padrão) - o processo de backup ou recuperação será executado mais lentamente, mas o desempenho dos outros programas irá aumentar. Normal - o processo de backup ou recuperação terá a mesma prioridade que os outros processos. Alta - o processo de backup ou recuperação será executado mais rapidamente, mas o desempenho de outros programas irá diminuir. Fique ciente de que selecionar esta opção pode resultar em 100% de uso da CPU pelo True Image HD Velocidade de conexão com a rede Se você frequentemente faz backup de dados para unidades de rede ou FTP, considere limitar a largura de banda da rede usada pelo True Image HD Você pode especificar a velocidade de transferência de dados na rede selecionando um dos seguintes: Velocidade de transferência definida como um percentual da velocidade mais alta possível - arraste o botão para definir o limite desejado para transferir dados de backup. Velocidade de transferência definida em kilobytes por segundo - digite o limite da largura de banda para transferir dados de backup em kilobytes por segundo Notificações para operação de backup Às vezes um procedimento de backup ou recuperação pode durar uma hora ou mais. O True Image HD 2014 pode avisá-lo quando estiver concluído por . O programa também pode duplicar as mensagens criadas durante a operação ou lhe enviar o log completo da operação após concluída. Por padrão, todas as notificações estão desativadas. Limite de espaço livre em disco Você pode desejar ser avisado quando o espaço livre no armazenamento de backups ficar menor do que o valor do limite especificado. Se, após iniciar um backup, o True Image HD 2014 constatar que o espaço livre no local de backup selecionado é menor do que o valor especificado, o programa não irá iniciar o processo efetivo de backup e irá informá-lo imediatamente exibindo uma mensagem apropriada. A mensagem lhe oferece três opções - ignorar e prosseguir com o backup, navegar para procurar outro local para o backup ou cancelar o backup. Se o espaço livre tornar-se menor do que o valor especificado durante a execução do backup, o programa irá exibir a mesma mensagem e você terá que tomar as mesmas decisões. Para definir o limite do espaço livre em disco:

46 Marque a caixa de seleção Mostrar notificação no caso de espaço livre em disco insuficiente Na caixa Tamanho digite ou selecione um valor para o limite e marque uma unidade de medida O True Image HD 2014 pode monitorar o espaço livre nos seguintes dispositivos de armazenamento: Discos rígidos locais Cartões e pendrives Network shares (SMB/NFS) A mensagem não será exibida se a caixa de seleção Não exibir mensagens e diálogos durante o processo (modo silencioso) estiver marcada nas configurações de Tratamento de erros. Esta opção não pode ser habilitada para servidores FTP e unidades de CD/DVD. Notificação por Você pode especificar uma conta de que será usada para lhe enviar notificações por . Para configurar as notificações por 1. Marque a caixa de seleção Enviar notificações por sobre o estado da operação. 2. Configurar Digite o endereço de no campo Para. Você pode digitar diversos endereços de separados por ponto e vírgula. Digite o servidor de saída de (SMTP) no campo Servidor de saída de (SMTP). Defina a porta do servidor de saída de . Por padrão a porta é definida em 25. Se necessário, selecione a caixa autenticação SMTP e em seguida digite o nome do usuário e senha nos campos correspondentes. 3. Para confirmar que suas configurações estão corretas, clique no botão Enviar mensagem de teste. Se o envio da mensagem de teste falhar, então execute o seguinte: 1. Clique em Exibir configurações estendidas. 2. Configure, configurações adicionais de Digite o endereço de do remetente no campo De. Se não tiver certeza do endereço, então digite qualquer endereço em formato padrão, por exemplo, Mude o assunto da mensagem no campo Assunto, se necessário. Selecione a caixa Conectar ao servidor de entrada de . Digite o servidor de entrada de (POP3) no campo Servidor POP3. Defina a porta de entrada do servidor do . Por padrão a porta é definida em Clique novamente no botão Enviar mensagem de teste. Configurações adicionais de notificações: Para enviar uma notificação relativa à conclusão do processo, marque a caixa de seleção Enviar notificação após conclusão bem sucedida da operação. Para enviar uma notificação relativa à falha do processo, marque a caixa de seleção Enviar notificação após falha na operação. Para enviar uma notificação com mensagens da operação, marque a caixa de seleção Enviar notificação quando for necessária a interação do usuário. Para enviar uma notificação com o log completo das operações, marque a caixa de seleção Adicionar log completo à notificação.

47 Conta Windows Ao criar um backup, você pode especificar um número de conta Windows sob o qual este backup deve ser realizado. Isso pode ser muito útil se o seu computador for usado não somente por você, mas também por seus parentes. Nesse caso, cada um dos usuários normalmente tem documentos pessoais, contas de , configurações e outros dados pessoais. Por padrão, o True Image HD 2014 faz backup dos dados do usuário atual. Recomendamos que você altere essa configuração se a conta do Windows sob a qual você está trabalhando no momento não for sua. O programa fará o backup apenas dos dados relacionados à conta especificada. O backup não incluirá dados de todas as outras contas. Para alterar a conta do Windows atual: 1. Marque a caixa de seleção Executar backup com outra conta do Windows. 2. Digite o nome da conta e senha nos campos apropriados. 3.8 Validando backups O procedimento de validação verifica se será possível recuperar os dados de uma versão específica de backup. Para validar um backup inteiro: 1. Selecione o backup para validar, clique no ícone de engrenagem para abrir o menu de Operações e selecione Validar. Se o backup selecionado for protegido por senha, o True Image HD 2014 irá solicitar a senha em uma caixa de diálogo. 2. Depois de você digitar a senha correta, o programa irá iniciar o procedimento de validação. 3. Quando a validação estiver concluída, você verá o resultado na linha abaixo da caixa do backup. Você pode cancelar a validação clicando em Cancelar. 3.9 Clonando configurações de backup Quando você já tem um backup e precisa criar um novo backup do mesmo tipo, não é necessário configurar o processo de backup do zero. O programa permite que você copie todas as configurações de um backup existente. Depois disso, você precisa apenas ajustar ligeiramente as configurações copiadas para seu novo backup e clicar em Fazer backup agora. Para criar um novo backup com base em um backup existente: 1. Na guia Backup e recuperação, encontre a caixa de backup correspondente, clique no icone de engrenagem para abrir o menu de Operações, vá até Mais e então clique em Clonar configurações. Uma nova caixa de backup chamada Cópia de [o nome do backup inicial] será criada. Ela irá conter as mesmas configurações do backup de origem. 2. Na caixa do backup clonado, clique no ícone de engrenagem para abrir o menu de Operações e depois clique em Editar configurações. 3. Altere a seleção dos itens para o backup. Você pode modificar o nome do backup, destino e outras configurações, se necessário. 4. Clique no botão Salvar. 5. Para criar a primeira versão do backup, clique em Fazer backup agora na caixa do backup.

48 4 Recuperando dados A finalidade do backup de dados é recuperar dados do backup quando os originais são perdidos devido à falha de hardware, incêndio, roubo ou exclusão acidental de arquivos. Esperamos que você tenha feito o backup do seu sistema e de dados utilizando os recursos oferecidos pelo True Image HD Se for assim, nada terá sido perdido. As seções a seguir descrevem como recuperar discos, partições arquivos e pastas. Na maioria dos casos, você irá usar o Acronis Backup Explorer para recuperar arquivos e pastas. Para mais informações consulte Acronis Backup Explorer (pag. 20). Nesta seção Recuperando seu sistema após uma pane Recuperando partições e discos Como recuperar mais de uma partição de uma vez Recuperando um backup de disco para um disco diferente na mídia de resgate 57 Recuperando dados de backups de nível de arquivos Recuperando versões de arquivo Caixa de diálogo de proteção de backups Organizando a ordem de inicialização na BIOS Opções de recuperação Restaurando o computador às configurações de fábrica Recuperando seu sistema após uma pane Quando seu computador falha ao reinicializar, é aconselhável primeiro tentar encontrar a causa usando as sugestões dadas em Tentando determinar a causa da pane (pag. 48). Se a pane foi causada devido à corrupção do sistema operacional, use um backup para recuperar seu sistema. Faça as preparações descritas em Preparando para recuperação (pag. 49) e então prossiga com recuperando seu sistema (pag. 50) Tentando determinar a causa da pane Uma pane no sistema pode ser devida a dois fatores básicos. Uma razão é que seu computador não será reiniciado devido a uma falha de hardware. A segunda razão é que o sistema operacional está corrompido e o Windows não será aberto. No primeiro cenário, é melhor deixar seu centro de serviços cuidar dos reparos. Entretanto, você pode querer fazer alguns testes de rotina. Verifique os cabos, conectores, energia dos dispositivos externos, etc. Em seguida, reinicie o computador. O POST (autoteste ao ligar) que se inicia imediatamente após ligar seu computador, verifica o hardware do seu sistema. Se o POST encontrar uma falha, você precisará enviar o PC para reparo. Se o POST não revelar uma falha de hardware, entre na BIOS e verifique se ela está reconhecendo seu sistema e unidade de disco rígido. Para entrar na BIOS, pressione a combinação de teclas adequada (Del, F1, Ctrl+Alt+Esc, Ctrl+Esc, ou alguma outra, dependendo de sua BIOS) durante a sequência do POST. Normalmente a mensagem com a combinação de teclas é exibida durante o teste de inicialização. Pressionar esta combinação o leva para o menu de instalação. Vá para o utilitário de autodetecção de disco rígido que normalmente está em "Instalação de CMOS Padrão" ou

49 "Instalação de CMOS Avançada". Se o utilitário não detectar a unidade do sistema, ele falhou e você precisa substituir a unidade. Se o utilitário detectar corretamente a unidade de disco rígido do seu sistema, então a causa da pane é provavelmente um vírus, malware ou um arquivo corrompido do sistema necessário para a inicialização. Se a unidade de sistema estiver saudável, tente recuperar o sistema usando um backup do disco do sistema ou da partição do sistema. Como o Windows não está inicializando, você precisará usar a mídia de resgate inicializável Acronis. Você também precisará usar um backup do disco do sistema ao recuperar o sistema após substituir a unidade de disco rígido danificada Preparando a recuperação Recomendamos que você execute as seguintes ações antes da recuperação: Escaneie o computador para detectar vírus se você suspeitar que a pane ocorreu devido a um ataque de vírus ou malware. Inicialize a partir da mídia de resgate e efetue a validação do backup que deseja usar para recuperação. Isso é necessário porque, quando um backup é validado no ambiente de recuperação, ele às vezes é declarado corrompido pelo programa, embora tenha sido validado com sucesso no Windows. Isso pode ser devido ao fato de o True Image HD 2014 usar diferentes drivers de dispositivo no Windows e no ambiente de recuperação. Se o True Image HD 2014 considerar o backup corrompido, ele não prosseguirá com a recuperação. Com a mídia inicializável, há dois modos de validar um backup: Para validar um backup manualmente, na guia Recuperação, clique com o botão direito em um backup e selecione Validar Arquivo Compactado. Para validar um backup automaticamente antes da recuperação, no passo Opções do Assistente de Recuperação, marque a caixa de seleção Validar arquivo de backup antes da recuperação.

50 4.1.3 Recuperando seu sistema Depois de executar os passos descritos em Preparando a recuperação (pag. 49), inicie o procedimento de recuperação do sistema. Aqui, vamos explicar como recuperar um sistema corrompido para o mesmo disco rígido. A recuperação do sistema para uma unidade de disco rígido substituta será similar com algumas pequenas diferenças. Você não precisa formatar o novo disco, já que isso será feito no processo de recuperação. Conecte a unidade externa se ela contiver o backup a ser usado para a recuperação e certifique-se de que esteja ligada. Isso deve ser feito antes de reiniciar a partir da mídia de resgate Acronis. 1. Organize a ordem de inicialização na BIOS de modo que o seu dispositivo mídia de resgate (CD, DVD ou pendrive) seja o primeiro dispositivo de inicialização. Consulte Organizando a ordem de inicialização na BIOS (pag. 65). 2. Inicie a partir da mídia de resgate e selecione Acronis True Image HD Selecione Recuperação. 4. Selecione o backup do sistema ou partição a ser usada para a recuperação. Clique com o botão direito no backup e escolha Recuperar no menu de atalhos.

51 5. Selecione Recuperar discos inteiros e partições no passo método de Recuperação. 6. Selecione a partição do sistema (normalmente C) na tela O que recuperar. Se a partição do sistema tiver uma letra diferente, selecione a partição utilizando a coluna de Bandeiras. Ela deve ter as bandeiras Pri e Act. No caso do Windows 7 a partição Reservada ao Sistema terá as bandeiras Pri, Act. Você precisará selecionar para recuperação ambas, a partição Reservada ao Sistema e a partição do Sistema. 7. No passo "Configurações da partição C" (ou a letra da partição do sistema, se for diferente), verifique as configurações padrão e clique em Continuar se estiverem corretas. Caso contrário,

52 altere as configurações como necessário antes de clicar em Continuar. Será necessário alterar as configurações quando recuperar para um novo disco rígido de capacidade diferente. 8. Leia cuidadosamente o resumo das operações na etapa Concluir. Se você não redimensionou a partição, os tamanhos nos itens Excluir partição e Recuperando partição devem ser os mesmos. Depois de conferir o resumo, clique em Prosseguir. 9. Quando a operação terminar, saia da versão autônoma do Acronis True Image HD 2014, remova a mídia de resgate e inicie da partição do sistema recuperada. Depois de assegurar que você recuperou o Windows para o estado que precisava, restaure a ordem original de inicialização. 4.2 Recuperando partições e discos Você pode iniciar a recuperação de uma partição ou disco de um backup de imagem tanto na guia Backup e recuperação quanto no Acronis Backup Explorer. Para iniciar a recuperação na guia Backup e recuperação, selecione a caixa de um backup contendo a imagem da partição que você precisa recuperar. Clique no botão Recuperar (ou no ícone Recuperar se a caixa de backup estiver fechada). Isso irá abrir a janela Recuperação de Disco.

53 Se você deseja recuperar a partição para o estado em que se encontrava em uma data anterior, clique no ícone de engrenagem para abrir o menu de Operações e depois clique em Explorar e recuperar. Isso abre o Acronis Backup Explorer e você pode selecionar a versão do backup de imagem criada naquela data. Clicando em Recuperar após selecionar a versão desejada, é aberta a janela Recuperação de Disco. 1. Marque a caixa de seleção correspondente à partição a ser recuperada. Se você fez backup de um disco inteiro, você pode optar por recuperar todo o disco de uma vez clicando em Alternar para modo disco. Para poder selecionar partições novamente, clique em Alternar para modo partição. 2. No campo destino da recuperação abaixo do nome da partição, selecione a partição de destino. Aquelas partições onde a partição a ser recuperada pode se ajustar, estão indicadas com letras pretas. Partições inadequadas estão indicadas em vermelho. Observe que todos os dados na partição de destino serão perdidos porque serão substituídos pelos dados recuperados e sistema de arquivos. Para recuperar uma imagem para a partição de origem sem redimensionar, pelo menos 5% de espaço livre é necessário na partição. Caso contrário, o botão Recuperar agora estará indisponível. 3. Após concluir suas seleções, clique em Recuperar agora para iniciar a recuperação. Às vezes, é preciso recuperar o MBR (Master Boot Record). Por exemplo, pode ser necessário quando o Windows não inicializa após a recuperação. Para recuperar o MBR (seja junto com a partição ou individualmente), clique em Exibir MBR e então marque a caixa de seleção MBR. Se você recuperar o disco inteiro, aparece a caixa de seleção Recuperar assinatura do disco. Assinatura do disco é uma parte de um disco rígido MBR. É usada para a identificação exclusiva da mídia de disco. Recomendamos que você marque a caixa de seleção Recuperar assinatura do disco devido às seguintes razões: O True Image HD 2014 cria backups programados utilizando a assinatura do disco rígido de origem. Se você recuperar a mesma assinatura de disco, você não precisa recriar ou editar os backups criados anteriormente. Alguns aplicativos instalados utilizam uma assinatura do disco para licenciamento e outras finalidades. Recomendamos que você desmarque a caixa de seleção Recuperar assinatura do disco quando:

54 Você usar um backup de imagem não para recuperação de desastres, mas para clonar o disco rígido Windows para outro disco. Neste caso, o True Image HD 2014 gera uma nova assinatura de disco para o disco rígido recuperado, mesmo se você recuperar para a mesma unidade. Opções de recuperação de disco - clique para configurar parâmetros adicionais para o processo de recuperação de disco. 4.3 Como recuperar mais de uma partição de uma vez Aqui descrevemos a recuperação de duas partições. Se uma imagem de um disco rígido tiver mais de duas partições, o procedimento é similar. 1. Clique em Recuperar na caixa do backup de um disco contendo diversas partições. Aparece a janela Recuperação de Disco. 2. Clique na seta para baixo ao lado de Versão: e então selecione a versão de backup que você deseja recuperar pela data e hora do backup.

55 3. Selecione uma partição para recuperar. É aberto o campo destino da recuperação abaixo do nome da partição (rótulo). 4. Clique na seta para baixo à direita do campo e selecione o disco rígido de destino. A partição a ser recuperada é colocada então no disco rígido selecionado. Ela ocupa todo o espaço disponível no disco. Para reduzir o tamanho da partição e deixar espaço no disco suficiente para a partição restante, clique no link Propriedades da partição abaixo do campo de destino da recuperação. Aparece a janela Propriedades da partição. 5. Você pode redimensionar a partição arrastando sua borda direita com o mouse na barra horizontal na tela. Para designar um tamanho específico para a partição, digite o número apropriado no campo Tamanho total.

56 Lembre-se de que você precisa deixar algum espaço não alocado (livre) possível após ter redimensionado a partição, já que este será necessário para a partição restante. Selecione uma letra para o disco e tipo de partição. Quando concluir as configurações, clique em OK para confirmá-las e retorne à janela principal da Recuperação de Disco. 6. Marque a caixa de seleção da próxima partição. 7. Selecione o espaço não alocado no disco rígido de destino. O programa cria uma partição ocupando todo o espaço não alocado.

57 8. Clique no link Propriedades da partição e escolha as configurações para a partição. Selecione uma letra para o disco e tipo de partição. Quando concluir as configurações, clique em OK para confirmá-las e retorne à janela principal da Recuperação de Disco. Se a imagem contiver mais de duas partições, deixe espaço não alocado suficiente para outras partições a serem recuperados e repita os passos 5 a 7 até configurar todas as partições. 9. Clique em Recuperar agora para recuperar as partições para o disco rígido de destino. 4.4 Recuperando um backup de disco para um disco diferente com a mídia de resgate A recuperação de um backup de disco contendo diversas partições para um disco rígido que tem uma capacidade diferente é uma das operações mais complicadas. Isso é especialmente verdadeiro quando o disco rígido original que você fez o backup tiver um diagnóstico oculto ou uma partição de recuperação. Conclua as preparações descritas em Preparação para recuperação (pag. 49).

58 Se você ainda não o fez, atribua nomes exclusivos (rótulos) às partições dos discos de seu computador. Isso irá permitir a identificação das partições por seus nomes e não pelas letras dos discos. Letras de disco podem ser diferentes ao inicializar a partir da mídia de resgate. Os nomes o ajudarão a encontrar a unidade que contém seus backups, bem como a unidade de destino (nova). Informações sobre tamanhos da partição, capacidades da unidade, seus fabricantes e números do modelo também podem ajudar a identificar as unidades. É recomendado instalar o novo disco rígido na mesma posição no computador e usar o mesmo cabo e conector que foram usados para a unidade original. Nem sempre isso é possível, por exemplo, a unidade antiga pode ser um IDE e a unidade nova pode ser SATA. De qualquer forma, instale a nova unidade onde ela será usada Recuperando um disco com uma partição oculta Uma partição oculta pode ser criada pelo fabricante do PC para diagnósticos ou recuperação do sistema. Usuários do Windows 7 normalmente têm a partição oculta Reservada do Sistema. Recuperar um backup de um disco de sistema com uma partição oculta requer que você leve em conta alguns outros fatores. Em primeiro lugar, é necessário que a nova unidade mantenha a ordem física das partições que existiam na unidade antiga. Além disso, você deve colocar a partição oculta no mesmo local - normalmente no início ou no fim do espaço do disco. Para minimizar o risco de possíveis problemas é melhor recuperar a partição oculta sem redimensionamento. Aqui descrevemos a recuperação de um disco de sistema com Windows 7 e a partição oculta Reservada do Sistema. Conecte a unidade externa se ela contiver o backup a ser usado para a recuperação e certifique-se de que esteja ligada. Isso deve ser feito antes de reiniciar a partir da mídia de resgate Acronis. 1. Organize a ordem de inicialização na BIOS de modo que o seu dispositivo mídia de resgate (CD, DVD ou pendrive) seja o primeiro dispositivo de inicialização. Consulte Organizando a ordem de inicialização na BIOS (pag. 65). 2. Inicie a partir da mídia de resgate e selecione True Image HD Selecione Recuperação Recuperação de Disco e Partição no menu principal. Escolha o backup da imagem no seu disco de sistema que você deseja usar para a recuperação.

59 Antes de prosseguir com a recuperação, você precisa saber os tamanhos e a ordem física de todas as partições existentes. Para ver essas informações, clique em Detalhes na barra de ferramentas do assistente. O True Image HD 2014 exibe as informações sobre o backup. Isso inclui uma visão gráfica de todas as partições contidas no disco e sua ordem física no disco. 4. Selecione Recuperar discos e partições inteiros na etapa método de Recuperação. 5. Na etapa O que recuperar, selecione as caixas das partições a serem recuperadas. Não selecione a caixa MBR e Track 0, porque iria resultar em selecionar o disco inteiro para recuperação. Recuperar o disco inteiro não permite que você redimensione as partições manualmente. Você poderá recuperar o MBR posteriormente. Selecione as partições e clique em Próximo. Selecionar partições leva ao aparecimento das etapas relacionados "Configurações da partição...". Observe que essas etapas começam com as partições que não têm uma letra de disco designada (como normalmente acontece com partições ocultas). As partições então ficam em

60 ordem crescente por letra da partição no disco. Essa ordem não pode ser alterada. A ordem pode ser diferente da ordem física das partições no disco rígido. 6. Você pode especificar as seguintes configurações da partição: localização, tipo e tamanho. Primeiro você deve especificar as configurações da partição oculta (Partição Reservada do Sistema, nesse caso), já que normalmente ela não tem uma letra no disco. Como você está recuperando para o disco novo, clique em Novo local. Selecione o disco de destino pelo nome a ele atribuído ou pela capacidade. 7. Clicando em Aceitar você volta à tela "Configurações da partição 1-1". Verifique o tipo de partição e troque, se necessário. Você deve se lembrar que a partição Reservada do Sistema deve ser primária e marcada como ativa.

61 8. Prossiga para especificar o tamanho da partição, clicando em Alterar padrão na área de tamanho da Partição. Por padrão, a partição ocupa todo o novo disco. Você deve manter o tamanho da partição oculta inalterado e colocá-la no mesmo local no disco (no início ou no fim do espaço no disco). Para isso, redimensione e transfira a partição arrastando a partição ou suas bordas com o mouse na barra horizontal da tela. Ou você pode digitar os valores correspondentes nos campos apropriados (Tamanho da partição, espaço livre antes, espaço livre depois). Clique em Aceitar quando a partição estiver com o tamanho e a localização necessária e então clique em Próximo. Especifique as configurações para a segunda partição, que neste caso, é sua partição do sistema. Clique em Novo local e então selecione um espaço não alocado no disco de destino que irá receber a partição.

62 Clique em Aceitar, verifique o tipo de partição e (troque, se necessário). deve ser primária. A partição do sistema Especifique o tamanho da partição que por padrão é igual ao tamanho original. Normalmente não há espaço livre após a partição, então designe todo o espaço não alocado no novo disco para a segunda partição. Clique em Aceitar e depois clique em Próximo. 9. Leia cuidadosamente o resumo das operações a serem executadas e depois clique em Prosseguir. No caso sendo descrito (recuperação da partição Reservada do Sistema), oas etapas 10 a 12 são opcionais. Você precisa executá-los quando recuperar uma partição oculta criada pelo fabricante do PC. 10. Quando terminar a operação, prossiga para a recuperação do MBR. Você precisa recuperar o MBR (Registro Mestre de Inicialização) porque o fabricante do PC poderia ter alterado o MBR genérico do Windows ou um setor no track 0 para fornecer acesso à partição oculta. 11. Selecione o mesmo backup novamente. Clique com o botão direito e selecione Recuperar no menu de atalhos. Escolha Recuperar discos inteiros e partições na etapa método de Recuperação e então selecione a caixa MBR e Track Na etapa seguinte, selecione o disco de destino como alvo para recuperação do MBR, clique em Próximo e em seguida Prosseguir. Depois de concluída a recuperação do MBR, saia da versão autônoma do True Image HD O Windows não deve "ver" a unidade nova e a antiga durante a primeira inicialização após a recuperação, porque isso poderia resultar em problemas na inicialização do Windows. Se você atualizou a unidade antiga para uma nova de maior capacidade, desconecte a unidade antiga antes da primeira inicialização. Desligue o computador, se precisar desconectar a unidade antiga. computador após remover a mídia de resgate. Caso contrário, apenas reinicie o Inicie o computador no Windows. Ele pode avisar que um novo hardware (disco rígido) foi encontrado e que o Windows precisa ser reiniciado. Depois de assegurar que o sistema está operando normalmente, restaure a ordem de inicialização original.

63 4.5 Recuperando dados de backups de nível de arquivos Você normalmente irá começar a recuperar arquivos e pastas do Acronis Backup Explorer. Quando recuperar uma versão específica do arquivo, você começará a recuperação na janela Ver versões. Em todos os casos, ao iniciar a recuperação, é aberta a janela Recuperação de Arquivo. Vamos considerar a recuperação de arquivos e pastas no Backup Explorer. 1. Selecione no Backup Explorer os arquivos e pastas que deseja recuperar. Para mais informações sobre a seleção no Backup Explorer consulte a Guia Arquivos e pastas (pag. 22). Clique em Recuperar para iniciar a recuperação. Isto fará abrir a janela Recuperação de Arquivo. 2. Selecione um destino no seu computador para onde deseja recuperar os arquivos/pastas selecionados. Você pode recuperar os dados para seu local original ou escolher um novo, se necessário. Para escolher um novo local, clique no botão Procurar Quando você escolhe um novo local, os itens selecionados serão recuperados para esse local por padrão, sem recuperar o caminho absoluto original. Você também pode desejar recuperar os itens com sua hierarquia completa de pastas. Neste caso marque a caixa de seleção Recuperar o caminho absoluto. 4. Quando necessário, defina as opções para o processo de recuperação (prioridade do processo de recuperação, configurações de segurança no nível de arquivo, etc.). Para definir as opções, clique no link Opções de recuperação de arquivo. As opções que você definir aqui serão aplicadas apenas na operação de recuperação atual. 5. Para iniciar o processo de recuperação, clique no botão Recuperar agora. 6. O progresso da recuperação será exibido em uma janela especial. Você pode interromper a recuperação clicando em Cancelar. Tenha em mente que a recuperação abortada ainda pode causar alterações na pasta de destino. Como recuperar as configurações do aplicativo e o estado do sistema As configurações do aplicativo e o estado do sistema podem ser recuperados apenas de backups antigos criados por versões anteriores do produto, por exemplo, o Acronis True Image Home 2010.

64 1. Selecione a versão de backup desejada no Acronis Backup Explorer e clique em Recuperar para iniciar a recuperação. Isto fará abrir a janela Recuperação de Arquivo. 2. Esse tipo de dados somente pode ser recuperado para o local original. Portanto, você pode alterar apenas as opções de recuperação. Para alterar as opções de recuperação, clique no link Opções de recuperação. As opções que você definir aqui serão aplicadas apenas na operação de recuperação atual. 3. Para iniciar o processo de recuperação, clique no botão Recuperar agora. 4. O progresso da recuperação será exibido em uma janela especial. Você pode interromper a recuperação clicando em Cancelar. Tenha em mente que a recuperação abortada ainda pode causar alterações no local original. 4.6 Recuperando versões de arquivo Se você precisar recuperar uma versão específica de um arquivo, selecione o arquivo no Backup Explorer. Quando você selecionar o arquivo, aparecerá o link Ver versões abaixo da informação sobre o tamanho do arquivo. Ao clicar no link Ver versões será aberta uma janela com uma lista de todas as versões do arquivo no backup. Até você selecionar uma versão do arquivo, os botões Abrir e Recuperar... permanecem desativados. Selecionar uma versão de arquivo habilita os botões: Selecione a versão desejada pela sua hora de backup e clique no botão Recuperar... Isto fará abrir a janela Recuperação de Arquivo. Selecione o destino e recupere a versão do arquivo para a pasta de sua escolha. Para mais informações consulte Recuperando dados de backups de nível de arquivo (pag. 63).

65 Você também pode recuperar a versão arrastando-a para uma pasta selecionada no Windows Explorer. Para escolher a versão correta, você pode abrir a versão no aplicativo associado e visualizar o conteúdo do arquivo. Selecione a versão desejada pela hora de backup e clique no botão Abrir. O True Image HD 2014 irá recuperar a versão do arquivo para uma pasta temporária. Em seguida, ele irá abrir o arquivo utilizando o aplicativo associado. 4.7 Caixa de diálogo de proteção de backups Um arquivo de backup pode ser protegido com uma senha. Você pode definir a proteção por senha nas opções de backup quando criar um backup utilizando a versão completa do produto. Se você tentar recuperar dados, montar, anexar um backup incremental a um backup protegido por senha, o programa pedirá a senha em uma janela especial, permitindo o acesso apenas para usuários autorizados. Neste caso, você deve especificar a senha correta para o arquivo de backup selecionado. Só então você poderá prosseguir com a operação desejada. 4.8 Organizando a ordem de inicialização na BIOS A BIOS possui um utilitário de instalação integrado para a configuração inicial do computador. Para entrar, você deve pressionar uma determinada combinação de teclas (Del, F1, Ctrl+Alt+Esc, Ctrl+Esc, ou alguma outra, dependendo da sua BIOS) durante a sequência do POST (autoteste ao ligar) que se inicia imediatamente após você ligar seu computador. Normalmente a mensagem com a combinação de teclas é exibida durante o teste de inicialização. Pressionando esta combinação, você é encaminhado ao menu do utilitário de instalação incluído na sua BIOS. O menu pode ter uma aparência diferente, conjuntos de itens e seus nomes, dependendo do fabricante da BIOS. Os mais conhecidos fabricantes de BIOS para placas-mãe de PC são Award/Phoenix e AMI. Além disso, embora os itens no menu de instalação padrão são os mesmos na maioria das vezes para as várias BIOS, os itens de instalação estendida (ou avançada) dependem grandemente do computador e da versão da BIOS. Entre outras coisas, o menu da BIOS permite que você defina a ordem de inicialização. A gestão da Ordem de inicialização é diferente nas diversas versões da BIOS, por exemplo, AMI BIOS, AWARDBIOS e fabricantes de hardware da marca. A BIOS do computador permite a incialização dos sistemas operacionais não apenas de discos rígidos, mas também de CD-ROMs, DVD-ROMs e outros dispositivos. Pode ser necessário alterar a ordem de inicialização, por exemplo, para fazer de sua mídia de resgate (CD, DVD ou pen drive) o primeiro dispositivo de inicialização. Se houver diversos discos rígidos instalados no seu computador rotulados como C:, D:, E: e F:, você pode alterar a ordem de inicialização para que um sistema operacional seja incializado do disco E:, por exemplo. Neste caso, você precisa definir uma ordem de inicialização parecida com E:, CD-ROM:, A:, C:, D:. Isso não significa que a inicialização é feita do primeiro dispositivo da lista; significa apenas que a primeira tentativa de inicializar um sistema operacional será feita a partir desse dispositivo. Pode não haver sistema operacional no disco E: ou ele pode estar inativo. Neste caso, a BIOS requisita o próximo dispositivo da lista. A BIOS numera os discos de acordo com a ordem em que são conectados aos controladores IDE (primário mestre, primário servo, secundário mestre, secundário servo); em seguida vai para os discos rígidos SCSI.

66 Essa ordem é mudada se você alterar a ordem de inicialização na instalação da BIOS. Se, por exemplo, você especificar que a inicialização deve ser feita a partir do disco E:, a numeração começa com o disco rígido que seria o terceiro em circunstâncias normais (normalmente é o secundário mestre para discos rígidos IDE). Algumas placas-mãe tem um chamado menu de inicialização que se abre pressionando uma determinada tecla ou combinação de teclas, por exemplo, F12. O menu de inicialização permite selecionar o dispositivo de inicialização em uma lista de dispositivos inicializáveis sem alterar a configuração da BIOS. 4.9 Opções de recuperação Nas janelas Opções de Recuperação de Disco e Opções de Recuperação de Arquivo você pode configurar opções para os processos de recuperação de discos/partições e de recuperação de arquivos, respectivamente. Após ter instalado o aplicativo, todas as opções são definidas para os valores iniciais. Você pode alterá-los apenas para sua operação de recuperação atual ou também para todas as suas operações de recuperação futuras. Marque a caixa de seleção Salve as configurações como padrão para aplicar as configurações alteradas como padrão para todas as operações de recuperação futuras. Note que as opções para recuperação de disco e recuperação de arquivo são totalmente independentes e você deve configurá-las separadamente. Se você desejar retornar todas as opções alteradas para os valores iniciais definidos após a instalação do produto, clique no botão Retornar às configurações iniciais. Nesta seção Comandos Pré/Pós para recuperação66 Opções de validação Reinicialização do computador67 Opções de recuperação de arquivo Sobrescrever opções de arquivo Desempenho da operação de recuperação Notificações para operação de recuperação Comandos Pré/Pós para recuperação Você pode especificar comandos (ou até agrupar arquivos) que serão automaticamente executados antes e depois do procedimento de recuperação. Por exemplo, você pode desejar iniciar/parar certos processos do Windows ou escanear seus dados antes da recuperação. Para especificar comandos (agrupar arquivos): Selecionar um comando para ser executado antes de iniciar o processo de recuperação no campo Antes do processo de recuperação. Para criar um novo comando ou selecionar um novo arquivo em lote, clique no botão Editar. Selecione um comando para ser executado após concluir o processo de recuperação no campo Após o processo de recuperação. Para criar um novo comando ou selecionar um novo arquivo em lote, clique no botão Editar. Por favor, não tente executar comandos interativos, i.e. comandos que requerem a participação do usuário (por exemplo, "pausa"). Estes não são suportados.

67 Editar comandos do usuário para recuperação Você pode especificar comandos do usuário para serem executados antes ou após a recuperação: No campo Comando digite um comando ou selecione-o na lista. Clique em... para selecionar um arquivo em lote. No campo Diretório de trabalho digite um caminho para a execução do comando ou selecione-o na lista de caminhos adicionados anteriormente. No campo Argumentos digite ou selecione argumentos de execução de comandos na lista. Desabilitando o parâmetro Não realizar operações até que a execução do comando esteja concluída (habilitado por padrão), irá permitir que o processo de recuperação seja executado paralelamente à execução do seu comando. O parâmetro Abortar a operação se o comando do usuário falhar (habilitado por padrão) irá abortar a operação se ocorrer algum erro na execução do comando. Você pode testar o comando que inseriu clicando no botão Testar comando Opções de validação Validar backup antes da recuperação Predefinido como desativado. Antes dos dados serem recuperados do backup, o True Image HD 2014 pode verificar sua integridade. Se você suspeitar que o backup possa ter sido corrompido, ative esta opção. Verificar o sistema de arquivos após a recuperação Predefinido como desativado. Após recuperar uma partição de uma imagem, o True Image HD 2014 pode verificar a integridade do sistema de arquivos. Para isso, ative esta opção. Limitações de uso desta opção: A verificação do sistema de arquivos está disponível apenas quando se recupera partições usando os sistemas de arquivo FAT16/32 e NTFS. O sistema de arquivos não será verificado se for necessário reiniciar durante a recuperação, por exemplo, quando se recupera a partição do sistema para seu local original Reinicialização do computador Predefinido como desativado. Se você desejar que o computador reinicie automaticamente quando for necessário para a recuperação, marque a caixa de seleção Reiniciar o computador automaticamente quando necessário para a recuperação. Isso pode ser usado quando uma partição bloqueada pelo sistema operacional precisar ser recuperada. Habilitar esta opção permite reinicializar o computador sem a interação do usuário durante a recuperação Opções de recuperação de arquivo Você pode selecionar as seguintes opções de recuperação de arquivo: Recuperar arquivos com suas configurações de segurança originais - se as configurações de segurança do arquivo foram preservadas durante o backup (ver configurações de segurança no

68 nível de arquivo para backup), você pode decidir se as recupera ou permite que os arquivos herdem as configurações de segurança da pasta para onde serão recuperados. Definir data e hora atual para arquivos recuperados - você pode decidir se recupera a data e a hora do arquivo do backup ou se atribui aos arquivos a data e a hora atuais. Por padrão, a data e a hora do backup lhe serão atribuídas Sobrescrever opções de arquivo Decida o que fazer se o programa encontrar um arquivo na pasta de destino com o mesmo nome do arquivo de backup. Marcar a caixa de seleção Substituir arquivos existentes dará aos arquivos do backup prioridade incondicional sobre os arquivos encontrados no disco rígido, embora, por padrão, os arquivos e pastas mais recentes são protegidos contra substituição. Se você desejar substituir também esses arquivos e pastas, desmarque a caixa de seleção apropriada. Se você não precisar substituir alguns arquivos: Marque/desmarque a caixa de seleção Arquivos e pastas ocultos para ativar/desativar a substituição de todos os arquivos e pastas ocultos. Marque/desmarque a caixa de seleção Arquivos e pastas do sistema para ativar/desativar a substituição de todos os arquivos e pastas do sistema. Marque/desmarque a caixa de seleção Arquivos e pastas mais recentes para ativar/desativar a substituição de todos os arquivos e pastas novos. Clique em Adicionar arquivos e pastas específicos para gerenciar a lista de arquivos e pastas personalizados que você não deseja substituir. Para desativar a substituição de arquivos específicos, clique no botão Adicionar... para criar um critério de exclusão. Ao especificar os critérios, você pode usar os caracteres curinga comuns do Windows. Por exemplo, para preservar todos os arquivos com extensão.exe, você pode acrescentar *.exe. Acrescentar My???.exe irá preservar todos os arquivos.exe com nomes consistindo de cinco símbolos e começando com my. Para excluir um critério, por exemplo, adicionado por engano, clique no ícone Excluir à direita do critério Desempenho da operação de recuperação Na guia Desempenho você pode definir as seguintes configurações: Prioridade da operação Alterar a prioridade de um processo de backup ou recuperação pode tornar sua execução mais rápida ou mais lenta (dependendo se você aumentar ou diminuir a prioridade), mas também pode afetar adversamente o desempenho dos outros programas em execução. A prioridade de qualquer processo sendo executado em um sistema determina o montante de uso da CPU e os recursos do sistema alocados para esse processo. Reduzir a prioridade da operação irá liberar mais recursos para outras tarefas da CPU. Elevar a prioridade do backup ou recuperação pode agilizar o processo tirando recursos de outros processos em execução no momento. A consequência irá depender do uso total da CPU e outros fatores. Você pode configurar a prioridade da operação:

69 Baixa (ativada por padrão) - o processo de backup ou recuperação será executado mais lentamente, mas o desempenho dos outros programas irá aumentar. Normal - o processo de backup ou recuperação terá a mesma prioridade que os outros processos. Alta - o processo de backup ou recuperação será executado mais rapidamente, mas o desempenho dos outros programas irá diminuir. Fique ciente de que selecionar esta opção pode resultar em 100% de uso da CPU pelo True Image HD Notificações para operação de recuperação Limite de espaço livre em disco Você pode desejar ser avisado quando o espaço livre no armazenamento de backups ficar menor do que o valor do limite especificado. Se, após iniciar um backup, o True Image HD 2014 constatar que o espaço livre no local de backup selecionado é menor do que o valor especificado, o programa não irá iniciar o processo efetivo de backup e irá informá-lo imediatamente exibindo uma mensagem apropriada. A mensagem lhe oferece três opções - ignorar e prosseguir com o backup, navegar para procurar outro local para o backup ou cancelar o backup. Se o espaço livre tornar-se menor do que o valor especificado durante a execução do backup, o programa irá exibir a mesma mensagem e você terá que tomar as mesmas decisões. Para definir o limite do espaço livre em disco: Marque a caixa de seleção Mostrar notificação no caso de espaço livre em disco insuficiente Na caixa Tamanho digite ou selecione um valor para o limite e marque uma unidade de medida O True Image HD 2014 pode monitorar o espaço livre nos seguintes dispositivos de armazenamento: Discos rígidos locais Cartões e pendrives Network Shares (SMB/NFS) A mensagem não será exibida se a caixa de seleção Não exibir mensagens e diálogos durante o processo (modo silencioso) estiver marcada nas configurações de Tratamento de erros. Esta opção não pode ser habilitada para servidores FTP e unidades de CD/DVD Restaurando o computador às configurações de fábrica Se o seu novo computador vier acompanhado do backup das configurações de fábrica do computador, o Acronis True Image HD 2014 pode recuperar este backup e restaurar o computador para suas configurações de fábrica. Como resultado, o sistema será revertido para o estado em que se encontrava quando o computador foi recebido da loja. Cuidado: A restauração irá apagar todos os dados e programas pessoais contidos no computador incluindo todos os seus backups no Acronis Secure Zone.

70 Como verificar se as configurações de fábrica podem ser restauradas em seu computador O Acronis True Image HD 2014 proporciona três modos de restaurar um computador para as configurações de fábrica: Diretamente no Windows usando o recurso de recuperação padrão do Acronis True Image HD Quando iniciar o Acronis Startup Recovery Manager. Quando iniciar da mídia inicializável da fábrica. A recuperação da configuração original no Windows ou usando o Acronis Startup Recovery Manager é possível se o computador tiver um Acronis Secure Zone que tenha um backup da configuração de fábrica do computador. Este backup é normalmente criado e fornecido à Acronis Secure Zone por um fornecedor de hardware que fabrica computadores para usuários finais. Quando a recuperação for de uma mídia inicializável da fábrica, a mídia inclui um backup com a configuração da imagem de fábrica. Restaurando as configurações de fábrica no Windows No Windows, a configuração de fábrica é restaurada usando o recurso de recuperação padrão do Acronis True Image HD Para restaurar o computador às configurações de fábrica: 1. Abra o Acronis True Image HD Abra a guia Backup e recuperação. 3. Na lista de backups, escolha o backup chamado de Configuração original. 4. Clique em Recuperar. 5. Quando solicitado, clique em Reiniciar. A operação irá continuar depois que o computador reiniciar. Quando a operação estiver concluída, o computador irá carregar a instalação original do Windows. Restaurando as configurações de fábrica usando o Acronis Startup Recovery Manager Para restaurar o computador às configurações de fábrica: 1. Ligue o computador. 2. Quando solicitado, pressione F11 para abrir o Acronis Startup Recovery Manager. 3. Selecione Recuperação. Se o backup consistir de diversas partes, selecione a versão que deseja recuperar. 4. Confirme a operação clicando em Sim. Quando a operação estiver concluída, o computador será reiniciado ou desligado. inicialização do computador, será carregada a instalação original do Wndows. Na próxima Restaurando configurações de fábrica a partir de mídia reinicializável da fábrica Essas instruções se aplicam a mídia inicializável da fábrica que você mesmo criou ou recebeu de seu fornecedor de hardware juntamente com seu novo computador. Para instruções sobre como criar uma mídia inicializável de fábrica, consulte Criando mídia inicializável de fábrica (pag. 100).

71 Para restaurar o computador às configurações de fábrica: 1. Inicie o computador usando a mídia inicializável da fábrica. 2. Selecione Recuperação. 3. Confirme a operação clicando em Sim. Quando a operação estiver concluída, o computador será reiniciado ou desligado. inicialização do computador, será carregada a instalação original do Wndows. Na próxima

72 5 Informações úteis Nesta seção Protegendo seu sistema Decidindo onde armazenar seus backups Certificando-se de que sua mídia de resgate pode ser usada quando necessário 75 Testando para ver se os seus backups podem ser usados para recuperação 79 Migrando seu sistema de um HDD para um SSD 79 Programação Pesquisando backups e seus conteúdos Configurações de tempo limite Protegendo seu sistema Para proteger seu sistema, tome as medidas de precaução necessárias: 1. Crie um backup completo do seu sistema e armazene-o em um disco rígido que não seja o seu disco C: primário, preferencialmente em um HD externo. Observação: Recomenda-se fazer uma varredura da partição do seu sistema à procura de vírus antes de fazer o backup. 2. Crie a mídia de resgate (consulte Criando mídia de resgate inicializável (pag. 94)). Isso ajudar a iniciar seu computador e recuperar seu sistema após uma falha. É também recomendável testar a mídia de resgate conforme descrito em Certificando-se de que sua mídia de resgate pode ser usada quando necessário. Fazendo backup da partição do seu sistema Para usar sua unidade externa para backups, conecte-a e ligue-a antes de iniciar o True Image HD Inicie o True Image HD 2014.

73 2. Na guia Backup e recuperação, clique em Backup de disco e partição. A janela Backup de disco será aberta com a partição do seu sistema (normalmente o C:) selecionado por padrão. 3. Selecione um destino para o backup. 4. Clique em Fazer backup agora. Recomendações adicionais Muitos profissionais de TI recomendam que você tenha pelo menos duas cópias do backup do seu sistema (seria até melhor três). É também recomendado manter uma cópia do backup em um local diferente (preferencialmente em outra localidade por exemplo, no trabalho ou na casa de um amigo, se você usar o computador do backup em casa). Mais um argumento a favor de vários backups: ao iniciar a recuperação, o True Image HD 2014 exclui a partição alvo (ou disco). Se você tem apenas um único backup, está correndo um grande risco. No momento em que a partição do sistema é excluída no computador que está sendo recuperado, a única coisa que você tem é a imagem sendo recuperada. Se a imagem estiver corrompida, você não poderá recuperar o sistema. 5.2 Decidindo onde armazenar seus backups O Acronis True Image HD 2014 é compatível com vários dispositivos de armazenamento. Para mais informações consulte Mídias de armazenamento suportadas (pag. 9). Alguns dos locais de armazenamento suportados são discutidos a seguir. Unidades de disco rígido Como unidades de disco rígido atualmente são bastante baratas, na maioria dos casos adquirir um disco rígido externo para armazenar seus backups será uma ótima solução. Uma unidade externa aumenta a segurança dos seus dados, já que você pode mantê-los fora do seu local de trabalho (por exemplo, em casa se você fizer backup em seu computador do escritório ou vice-versa). Você pode escolher várias interfaces USB, FireWire, esata dependendo da configuração das portas do seu computador e das taxas de transferência de dados exigida. Em muitos casos a melhor escolha será uma unidade de disco rígido USB externa se o seu computador for compatível com USB 3.0.

74 Se você planeja usar uma unidade de disco rígido USB externa com seu PC, ligando a unidade ao conector traseiro usando um cabo curto normalmente irá fornecer uma operação totalmente confiável. Isso reduz a chance de erros na transferência de dados durante o backup/recuperação Servidor de arquivos doméstico, NAS ou NDAS Se você tem uma rede doméstica Gigabit Ethernet e um servidor de arquivos dedicado ou NAS, você pode armazenar backups no servidor de arquivos praticamente como em um drive interno. Se você decidir usar um disco rígido externo, NAS, NDAS, etc., você precisará verificar se o Acronis True Image HD 2014 detecta o armazenamento de backup selecionado. Isso precisará ser verificado tanto no Windows como também quando tiver inicializado a partir da mídia de resgate. Para obter acesso a um dispositivo de armazenamento habilitado para NDAS, em muitos casos você precisará especificar a ID do dispositivo NDAS (20 caracteres) e a senha de gravação (5 caracteres). A senha de gravação permite usar um dispositivo habilitado para NDAS no modo gravação (por exemplo, para salvar seus backups). Normalmente a ID do dispositivo e a senha de gravação estão impressas em uma etiqueta presa na parte inferior do dispositivo NDAS ou na parte interna do aparelho. Se não houver etiqueta, você precisa entrar em contato com o vendedor do seu dispositivo NDAS para obter essa informação. Discos ópticos Discos ópticos em branco como DVD-R, DVD+R são muito baratos, desse modo eles serão a solução de menor custo para backup dos seus dados, embora sejam os mais lentos. Isso é especialmente verdadeiro quando você faz um backup diretamente para DVDs. Além disso, se o seu backup consiste de vários DVDs, a recuperação dos dados a partir dos DVDs irá exigir a troca de vários discos. Por outro lado, o uso de discos Blu-ray pode ser uma opção viável. Devido à necessidade de trocar os discos, recomendamos enfaticamente evitar fazer backups em DVDs se o número de discos for superior a três. Quando não houver alternativa para os backups em DVDs, recomendamos copiar todos os DVDs para uma pasta em um disco rígido e depois fazer a recuperação a partir daquela pasta Configurações de autenticação Se você está se conectando a um computador em rede, na maioria dos casos você precisará fornecer credenciais para acessar o compartilhamento da rede. Por exemplo, isso é possível quando você seleciona um armazenamento de backup na janela Procurar destino. A janela Configurações de autenticação aparece automaticamente quando você clica no nome de um computador em rede. Para abri-lo manualmente, clique em Especificar credenciais para esses locais na barra de ferramentas. Se precisar especificar o nome e senha do usuário: Nome do usuário - digite um nome de usuário Senha - digite a senha do usuário Quando você clica no botão Testar conexão, o computador tentará conectar-se ao compartilhamento de rede selecionado. Se receber uma mensagem de erro, verifique se as credenciais estão corretas e forneça o nome do usuário e a senha de forma correta para o compartilhamento de rede selecionado. Para repetir a tentativa de conexão, clique no botão Testar novamente. Depois de ter fornecido a informação necessária, clique em Conectar.

75 5.3 Certificando-se de que sua mídia de resgate pode ser usada quando necessário Para maximizar as chances de recuperação do computador, você deve testar se o seu computador pode ser inicializado a partir da mídia de resgate. Além disso, você deve verificar se a mídia de resgate reconhece todos os dispositivos de seu computador, como discos rígidos, o mouse, o teclado e o adaptador de rede. Teste da mídia de resgate Se usar unidades externas para armazenar seus backups, você deve conectar as unidades antes de reiniciar a partir do CD de resgate. Caso contrário, o programa não poderá detectá-las. 1. Configure seu computador para habilitar a inicialização a partir da mídia de resgate. Em seguida, torne seu dispositivo de mídia de resgate (unidade de CD-ROM/DVD-ROM ou pendrive) o primeiro dispositivo de inicialização. Consulte Organizando a ordem de inicialização na BIOS (pag. 65). 2. Reinicie o computador a partir do CD de resgate. 3. Depois que o menu de inicialização aparecer, selecione Acronis True Image. Se o seu mouse sem fio não funcionar, tente substituí-lo por um com fio. A mesma recomendação se aplica ao teclado. Se você não tiver um mouse ou teclado para substituição, entre em contato com a equipe de suporte do produto. Eles irão preparar um CD de resgate personalizado que terá drivers para os seus modelos de mouse e teclado. Saiba que encontrar os drivers apropriados e preparar o CD de resgate personalizado pode levar algum tempo. Além do mais, isso pode ser impossível para alguns modelos. 4. Quando o programa é aberto, recomendamos que tente recuperar alguns arquivos do seu backup. Um teste de recuperação permite que você se certifique que seu CD de resgate pode ser usado para recuperação. Além disso, você deverá verificar se o programa detecta todos os discos rígidos do seu sistema. Se você tiver um disco rígido de reposição, recomendamos que tente uma recuperação de teste da partição do seu sistema para este disco rígido.

76 Como testar a recuperação, e também verificar as unidades e adaptador de rede 1. Se você tem backups de arquivo, abra o Assistente de Recuperação clicando em Recuperação -> Recuperação de arquivos na barra de ferramentas. Se você tem apenas backup de disco e de partição, o Assistente de Recuperação também é aberto e o procedimento e recuperação é similar. Em tais casos, você precisa selecionar Recuperar arquivos e pastas selecionadas na etapa Método de recuperação. 2. Selecione um backup na etapa Local do arquivo compactado e depois clique em Próximo. 3. Ao recuperar arquivos com o CD de resgate você poderá selecionar somente um novo local para os arquivos a serem recuperados. Desse modo, clique apenas em Próximo na etapa Seleção do local. 4. Depois que a janela Destino é aberta, verifique se todas as suas unidades são mostradas em Meu computador. Se você armazenar seus backups na rede, você deve também verificar se pode acessar a rede. Se nenhum computador estiver visível na rede, mas o ícone Computadores próximos for encontrado em Meu computador, especifique as configurações de rede manualmente. Para isso, abra a janela disponível em Ferramentas e Utilitários Opções Adaptadores de rede.

77 Se o ícone Computadores próximos não estiver disponível em Meu computador, poderá haver problemas com sua placa de rede ou com o driver da placa fornecido com o Acronis True Image HD Selecione um destino para os arquivos e depois clique em Próximo. 6. Selecione vários arquivos para recuperação marcando as caixas de seleção e depois clique em Próximo. 7. Clique em Prosseguir na janela Resumo para iniciar a recuperação. 8. Quando a recuperação for concluída, saia do Acronis True Image HD 2014 autônomo. Agora você está razoavelmente seguro de que seu disco de resgate irá ajudá-lo quando for necessário.

78 5.3.1 Seleção do modo vídeo ao reiniciar a partir da mídia de resgate Quando reiniciar a partir da mídia de resgate o modo vídeo ótimo é selecionado automaticamente, dependendo das especificações da sua placa de vídeo e monitor. No entanto, algumas vezes o programa pode selecionar o modo vídeo errado, inadequado para o seu hardware. Nesses casos, você pode selecionar um modo vídeo adequado da seguinte maneira: 1. Reinicie a partir da mídia de resgate. Quando o menu de inicialização aparecer, coloque o mouse sobre o item Acronis True Image e pressione a tecla F Quando a linha de comando aparecer digite "vga=ask" (sem aspas) e clique em OK. 3. Selecione Acronis True Image HD 2014 no menu de inicialização para prosseguir com a inicialização a partir da mídia de resgate. Para ver os modos de vídeo disponíveis, pressione a tecla Enter quando a mensagem apropriada aparecer. 4. Escolha o modo de vídeo que você considere mais adequado para o seu monitor e digite o número na linha de comando. Por exemplo, digitando 338 o modo vídeo 1600x1200x16 é selecionado (veja a figura abaixo). 5. Espere até que a imagem do Acronis True Image HD 2014 apareça e certifique-se de que a qualidade da tela de boas-vindas no seu monitor seja apropriada.

79 Para testar outro modo de vídeo, feche o Acronis True Image HD 2014 e repita o procedimento acima. Depois que encontrar o modo de vídeo perfeito para o seu hardware, você poderá criar uma nova mídia de resgate reinicializável que irá automaticamente selecionar aquele modo de vídeo. Para fazê-lo, abra o Acronis Media Builder, selecione os componentes de mídia e digite o número do modo com o prefixo "0x" (0x338 em nosso exemplo) na linha de comando na etapa "Parâmetros de inicialização de mídia inicializável", depois crie a mídia como de costume. 5.4 Testando se os seus backups podem ser usados para recuperação A seguir algumas recomendações: Mesmo que você comece a recuperação da partição ativa no Windows, o programa será reiniciado no ambiente Linux depois que o processo de recuperação começar. Isso acontece porque o Windows não pode continuar sendo executado durante a recuperação de sua própria partição. Assim você irá recuperar sua partição ativa sob o ambiente de recuperação em todos os casos. Se você tiver um disco rígido de reposição, recomendamos enfaticamente que tente uma recuperação de teste neste disco rígido. Isso deve ser feito após a inicialização a partir da mídia de resgate que utiliza o Linux. Se você não tiver uma unidade de reposição, pelo menos valide a imagem no ambiente de recuperação. Um backup que pode ser lido durante a validação no Windows, nem sempre poderá ser lido em um ambiente Linux. Quando você usa a mídia de resgate True Image HD 2014 isso cria letras de drive de disco que podem diferir do modo como o Windows identifica os drives. Por exemplo, o D: o disco identificado no True Image HD 2014 autônomo poderia corresponder ao disco E: no Windows. É recomendável designar nomes exclusivos (rótulos) para todas as partições em seus discos rígidos. Assim será mais fácil encontrar o disco que contém seus backups. 5.5 Migrando seu sistema de um HDD para um SSD Nesta seção Preparação para migração Migração para SSD usando o método de backup e recuperação Preparação para migração Discos de estado sólido se tornaram bastante comuns. Muitos usuários decidem substituir seu sistema de disco rígido por um SSD para aumentar o desempenho do sistema de disco. Tal substituição pode levantar diversas questões. Em primeiro lugar, certifique-se de que o True Image HD 2014 detecta seu novo SSD no Windows e na mídia de resgate Acronis. Se houver problemas, consulte O que fazer se o True Image HD 2014 não reconhecer seu SSD (pag. 80).

80 Tamanho do SSD Como os SSDs ainda são relativamente caros, o tamanho do seu novo SSD normalmente será menor do que aquele do seu antigo disco rígido. Isso pode causar um problema se o seu disco rígido contiver o sistema operacional, programas e dados. Presumimos que antes de adquirir o SSD você tenha estimado o espaço aproximado ocupado por seu sistema operacional e aplicativos e que tenha escolhido um SSD que tenha uma razoável capacidade de reserva. Se o espaço ocupado no seu disco rígido antigo ultrapassar o tamanho do seu SSD, você precisará liberar espaço no disco do sistema para tornar possível a migração. Consulte O que fazer se o seu SSD não tem espaço suficiente para todo o conteúdo do seu HDD (pag. 81). Alinhamento SSD Outra questão se refere ao alinhamento dos SSDs. Para obter um desempenho ótimo de um SSD e prolongar sua vida útil, o offset da partição deve atender a certos critérios. Na maioria dos casos não é preciso verificar ou ajustar manualmente o alinhamento, o programa fará isso automaticamente. Em qualquer circunstância, recomendamos que execute uma das seguintes ações: Criar o backup que irá usar para migração em modo disco. Em outras palavras, fazer um backup completo do disco de origem, não apenas da partição do sistema. Certificar-se de que o SSD de destino não contenha partições (o espaço do disco não foi alocado). Observe que se o seu SSD é novo e nunca foi usado antes, ele não contém partições. Para mais informações consulte Suporte SSD (pag. 10). Que método de migração escolher Se o seu disco de sistema consiste de uma partição única (sem contar a partição oculta Reservada do Sistema existente em muitas instalações do Windows 7), você pode tentar migrar para o SSD usando a ferramenta Clonar. Para mais informações consulte Clonagem de um disco rígido (pag. 101). Entretanto, recomendamos o uso do método de backup e recuperação na maioria dos casos. Este método oferece mais flexibilidade e controle sobre a migração. Consulte Migração para um SSD usando o método de backup e recuperação (pag. 84) O que fazer se o True Image HD 2014 não reconhece o seu SSD Às vezes o True Image HD 2014 pode não reconhecer o seu SSD. Em tais casos, verifique se o SSD é reconhecido na BIOS. Se a BIOS do seu computador não mostrar o SSD, verifique se os cabos de energia e dados estão conectados adequadamente. Você pode também tentar atualizar os drivers da BIOS e SATA. Se essas sugestões não ajudarem, contate o Suporte do fabricante do seu SSD. Se a BIOS do seu computador não mostrar o SSD, você pode tentar o seguinte procedimento: Para Windows Vista/Windows 7 digite cmd No campo Pesquisa e pressione Enter. Para Windows XP, digite cmd no campo Executar e pressione Enter. No prompt da linha de comando digite:

81 diskpart list disk A tela irá mostrar os discos conectados ao seu computador. Encontre o número do disco para o seu SSD. Use o tamanho como referência. select disk N Aqui N é o número do disco do seu SSD. clean Essa operação remove todas as informações do seu SSD e sobrescreve o MBR com o padrão respectivo. exit (sair) exit (sair) Abra o True Image HD 2014 e verifique se ele detecta o SSD. Se ele detectar o SSD, use a ferramenta Adicionar novo disco para criar uma partição única no disco ocupando o espaço inteiro do disco. Ao criar uma partição verifique se o espaço livre antes da partição é de 1 MB. Para mais informações, consulte Adicionar um novo disco rígido (pag. 110). O próximo passo é verificar se a sua mídia de resgate inicializável Acronis reconhece o SSD. 1. Reinicie a partir da mídia de resgate. 2. Selecione Ferramentas e Utilitários -> Adicionar novo disco no menu principal e a tela Seleção de disco irá mostrar informações sobre todos os discos rígidos do seu sistema. Use essas informações para verificar se o SSD é detectado no ambiente de recuperação. 3. Se a tela mostra seu SSD, simplesmente clique em Cancelar. Se a mídia de resgate não reconhece o SSD e o modo do controlador SSD é ACHI, você pode tentar alterar o modo para IDE (ou ATA em algumas marcas BIOS) e ver se isso resolve o problema. Atenção! Não abra o Windows depois de alterar o modo; isso pode acarretar sérios problemas no sistema. Você deve retornar o modo para ACHI antes de iniciar o Windows. Se após alterar o modo a mídia de resgate detectar o SSD, você pode usar o procedimento a seguir para recuperação ou clonagem com a mídia de resgate: 1. Desligue o computador. 2. Reinicie a BIOS, altere o modo de AHCI para IDE (ou ATA em algumas marcas de BIOS). 3. Reinicie a partir da mídia de resgate Acronis. 4. Recupere ou clone o disco. 5. Reinicie a BIOS e altere o modo IDE de volta à AHCI. 6. Inicie o Windows. O que fazer se as sugestões acima não ajudarem Você pode solicitar uma mídia de resgate personalizada do Suporte Acronis. Para mais informações consulte Criando um CD de resgate personalizado (pag. 137). Fique ciente que encontrar os drivers apropriados e preparar a mídia de resgate personalizada pode levar algum tempo. Além do mais, em alguns casos, pode não ser possível encontrar os drivers apropriados O que fazer se o seu SSD não tem espaço suficiente para todo o conteúdo do HDD Agora vamos ver o que pode ser feito quando o espaço ocupado em seu disco rígido antigo ultrapassa o tamanho do seu SSD.

82 Nesses casos, você precisará mover seus arquivos de dados do disco rígido antigo para outro local, por exemplo, para outra unidade de disco rígido. Se o seu notebook tem espaço somente para um único disco, suas opções são limitadas. Você pode mover os arquivos de dados que usa raramente para um disco rígido externo. Como alternativa, você pode criar arquivos compactados de tais arquivos e depois excluir os arquivos originais. Além disso, você pode limpar o disco rígido. Selecione excluir os pontos Restauração do Sistema na guia Mais Opções da janela Limpar Disco. Após liberar espaço no disco rígido antigo, verifique se o espaço ocupado é menor do que o tamanho do SSD. Em caso afirmativo, execute o procedimento de migração descrito anteriormente. Observe que para uma operação estável, o Windows precisa ter alguns GB de espaço livre na partição do sistema. Depois de migrar o sistema você pode tentar ajustar algumas configurações do Windows. Isso irá reduzir o espaço em disco exigido para o Windows. Na maioria dos casos você pode executar com segurança o seguinte: Desative Restauração do Sistema. Isso não é mais necessário, já que você tem o True Image HD 2014 para restaurar seu sistema. Desative Serviço de Indexação. Desative o modo hibernação Verificando o alinhamento da partição SSD Se você instalou o Windows Vista/Windows 7 a partir do DVD de instalação para um novo disco rígido, o sistema operacional alinha automaticamente o disco rígido durante a instalação para um múltiplo de 4096 e normalmente para MB. Em todo caso, isso deverá ser verificado. Coloque o SSD no local desejado no seu computador. Windows Vista/Windows 7 1. Digite cmd no campo Pesquisa e pressione Enter. 2. No prompt da linha de comando digite: wmic partition get BlockSize, Index, Name, StartingOffset Você irá visualizar a seguinte tela: Na tela capturada, o disco 0 tem um alinhamento incorreto e os discos 3 e 4 têm o alinhamento correto. Windows XP Neste caso o procedimento exige mais comandos: 1. Digite cmd no campo Executar e pressione Enter. 2. No prompt da linha de comando digite: diskpart

83 list disk A tela irá mostrar os discos conectados ao seu computador. Encontre o número do disco para o seu SSD usando seu tamanho como referência select disk N Aqui N é o número do seu SSD. list partition O resultado irá mostrar o tamanho da partição(ões) e o valor do offset. Se o SSD tiver um valor de offset incorreto, consulte Corrigindo o alinhamento da partição SSD (pag. 83) Corrigindo o alinhamento da partição SSD Se você não preparou adequadamente seu SSD antes de transferir seu sistema para ele, o offset inicial pode estar incorreto. Por exemplo, isso pode ocorrer se você atualizou o Windows XP para Windows Vista/7. Vamos ver como reparar o problema de alinhamento. 1. Abra o True Image HD 2014 e clique na guia Backup e recuperação. 2. Crie uma tarefa para fazer backup do seu SSD no modo backup de disco. 3. Faça backup do seu SSD usando um destino, por exemplo, um disco rígido externo. 4. Vá para o prompt da linha de comando. Para fazê-lo, execute o seguinte: Desligue o computador e depois reinicie usando o CD de instalação do Windows. Pressione Shift+F10 durante a fase modo GUI da Instalação. Observe que você não deve iniciar a instalação do Windows. 5. No prompt da linha de comando digite: diskpart select disk N onde N é o número do seu SSD. clean create partition primary align=1024 active format fs=ntfs quick exit (sair) exit (sair) 6. Desligue o computador e depois reinicie com a mídia de resgate Acronis. 7. Valide o backup para certificar-se de que ele pode ser usado para recuperação. 8. Clique na guia Recuperação e em seguida clique em Recuperação do disco. 9. Selecione o backup do seu SSD no passo Seleção de arquivo e depois clique em Próximo. Se os discos tiverem letras de disco diferentes no Windows e no ambiente de recuperação, clique em Procurar e mostre o caminho para o backup. 10. Selecione Recuperar todos os discos e partições e clique em Próximo. 11. Marque a caixa de seleção do disco SSD completo e clique em Próximo. 12. Selecione o SSD como destino e clique em Próximo. 13. Quando a janela de confirmação aparecer indicando que o disco de destino contém partições, talvez contendo dados úteis, clique em OK. 14. Leia cuidadosamente o resumo das operações para verificar as configurações realizadas e clique em Prosseguir.

84 15. Quando a recuperação for concluída, verifique mais uma vez o tamanho da unidade de distribuição para assegurar-se de que ela esteja reparada Migrando para o SSD usando o método de backup e recuperação Você pode usar o seguinte procedimento para todos os sistemas operacionais suportados. Primeiro, vamos considerar um caso simples: seu disco do sistema consiste de uma partição única. Observe que no Windows 7, o disco do sistema normalmente tem uma partição oculta Reservado ao Sistema. 1. Abra o True Image HD 2014 e clique na guia Backup e recuperação. 2. Crie a mídia de resgate Acronis se você ainda não a criou. Para fazê-lo, na barra de ferramentas clique em Criar mídia inicializável e siga as instruções da tela. 3. Clique em Backup de disco e partição e depois faça backup do disco do sistema (no modo backup de disco) para um disco rígido diferente do seu disco rígido do sistema e do SSD. 4. Desligue o computador e remova seu disco rígido do sistema. 5. Monte o SSD no slot onde estava o disco rígido. Para algumas marcas de SSD talvez você precise inserir o SSD em um slot PCI Express. 6. Reinicie a partir da mídia de resgate Acronis. 7. Valide o backup para certificar-se de que ele pode ser usado para recuperação. Para isso, clique em Recuperação no painel esquerdo e selecione o backup. Clique com o botão direito, selecione Validar arquivo no menu de atalho e depois clique em Prosseguir. 8. Depois que a validação for concluída, clique com o botão direito no backup e selecione Recuperar no menu de atalho. 9. Selecione Recuperar todos os discos e partições no passo método de Recuperação e depois clique em Próximo. 10. Selecione o disco do sistema no passo O que recuperar. 11. Clique em Novo local e depois selecione o SSD como novo local para o seu disco de sistema, depois clique em Aceitar. 12. No próximo passo clique em Prosseguir para iniciar a recuperação. 13. Quando a recuperação for concluída, saia da versão autônoma do True Image HD Tente reiniciar a partir do SSD e depois certifique-se de que o Windows e os aplicativos estejam funcionando corretamente. Se o disco rígido do seu sistema também contiver uma partição de recuperação e diagnóstico oculta, o que acontece quase sempre com os notebooks, o procedimento será diferente. Normalmente você precisará redimensionar as partições manualmente durante a recuperação para o SSD. Para mais instruções consulte Recuperação de um disco com partição oculta. 5.6 Programação Para abrir a janela Programador, clique no link Ligar à direita de Programação enquanto configura um backup.

85 Aqui você pode especificar as configurações da programação de backup e validação. Você pode escolher e configurar uma das seguintes frequências de backup ou validação: Diariamente - a operação será executada uma vez por dia ou mais frequentemente. Semanalmente (pag. 86) - a operação será executada uma vez por semana ou várias vezes por semana nos dias selecionados. Mensalmente - a operação será executada uma vez por mês ou diversas vezes por mês nas datas selecionadas. Após um evento - a operação será executada após um evento. Ao clicar no botão Não programar o programador será desligado para a presente operação. Neste caso o backup ou validação somente serão executados quando você clicar em Backup agora ou Validar backup respectivamente, na janela principal. Observação: Opções de programação desabilitadas em cinza estão disponíveis na versão completa do produto. Para acessar esses recursos, atualize para a versão completa. Configurações avançadas Clicar emconfigurações avançadas permite a você especificar as seguintes configurações adicionais para backup e validação: Para adiar uma operação programada até a próxima vez em que o computador não estiver em uso (é exibido um descanso de tela ou o computador fica bloqueado), marque a caixa de seleção Executar backup somente quando o computador estiver inativo. Se você programar uma validação, a caixa de seleção mudará para Executar validação somente quando o computador estiver inativo. Se desejar ativar o computador do modo de suspensão/hibernação para realizar a operação programada, marque a caixa de seleção Ativar o computador do modo de suspensão/hibernação. Se o computador estiver desligado quando chegar a hora agendada, a operação não será realizada. Você pode determinar que a operação não realizada seja executada na próxima vez em que o sistema for iniciado. Para fazê-lo, marque a caixa de seleçãoexecutar quando o sistema for inicializado. Além disso, você pode definir um tempo de espera para iniciar o backup depois da inicialização do sistema. Por exemplo, iniciar o backup 20 minutos após a inicialização do sistema, digite 20 na caixa apropriada.

86 Se desejar fazer regularmente o backup dos dados localizados em uma mídia removível (por exemplo, unidade flash USB) ou armazenamento remoto (por exemplo pasta de rede ou NAS), recomendamos que marque a caixa de seleção Executar quando o dispositivo de origem atual estiver conectado. Trata-se de um recurso bastante útil já que um dispositivo de armazenamento externo frequentemente pode estar desligado no momento agendado para o backup. Nesse caso, se a caixa de seleção estiver marcada, a operação de backup perdida irá começar quando o dispositivo for conectado ou acoplado. Após concluída a programação, clique em OK. Nesta seção Parâmetros de execução semanal Parâmetros de execução semanal Você pode configurar os seguintes parâmetros para execução semanal da operação: Dias da semana Selecione os dias nos quais deseja executar a operação clicando sobre os nomes. Hora de início Define a hora de início da operação. Digite as horas e os minutos manualmente ou ajuste a hora de início desejada usando os botões para cima e para baixo. Descrição das Configurações avançadas veja em Programação (pag. 84). 5.7 Pesquisando backups e seus conteúdos Nesta seção Pesquisando Usando a Pesquisa do Windows com o True Image HD Pesquisando Além da capacidade de explorar backups, o True Image HD 2014 proporciona a pesquisa de arquivos em seus backups.

87 Digite uma palavra de busca no campo Pesquisa na parte superior direita da janela do True Image HD Você será encaminhado para a tela Acronis Backup Explorer. O programa mostra resultados de pesquisas na guia Arquivos e pastas. Por padrão o True Image HD 2014 realiza a pesquisa em todas as fontes onde pode pesquisar a informação. Ou seja, ele procura arquivos em todos os backups e suas versões em todos os dispositivos de armazenamento local. O True Image HD 2014 não pode realizar pesquisa em compartilhamentos de rede e dispositivos que sejam reconhecidos pelo Windows como Dispositivos com armazenamento removível. A guia Arquivos e pastas mostra resultados de pesquisas de arquivos e pastas na extensão.tib. Clicar duas vezes em um nome de arquivo abre o arquivo. Você pode recuperar o arquivo clicando com o botão direito no nome do arquivo e selecionando Recuperar em um menu de atalho. Esse menu de atalho também permite abrir o arquivo ou pasta principal que contém aquele arquivo. Ao pesquisar arquivos em backups você pode digitar o nome do arquivo, todo ou em parte, e usar caracteres coringas comuns do Windows. Por exemplo, para encontrar todos os arquivos em lotes nos backups, digite "*.bat". Digitando my???.exe irá permitir encontrar todos os arquivos.exe com nomes consistindo de cinco símbolos e começando com "my". Deve ser observado que a pesquisa não diferencia maiúsculas de minúsculas, isto é, "Backup" e "backup" é o mesmo string de pesquisa. Quando um arquivo é incluído em vários backups e depois é modificado, os resultados da pesquisa irão mostrar o número de versões do arquivo na coluna apropriada. Ao clicar no número nesta coluna uma janela Ver versões será aberta, onde você pode selecionar a versão que deseja recuperar. Observe que o True Image HD 2014 não faz pesquisa em arquivos backups.tib criptografados ou protegidos por senha nem na Acronis Secure Zone protegida por senha.

88 5.7.2 Usando a Pesquisa do Windows com o True Image HD 2014 Se você usar qualquer edição do Windows Vista ou Windows 7 que tenha a funcionalidade Desktop Search ou Windows Desktop Search 3.0 ou superior, você pode habilitar a indexação de arquivos tib. Se você não tem o Windows Search instalado, mas gostaria de usá-lo, você pode fazer o download do Windows Search 4.0 gratuitamente no site da Microsoft na Internet. Para fazer o download, clique em Clique duas vezes no arquivo baixado e siga as instruções de instalação. O True Image HD 2014 possui um plug-in para Windows Search. Para acelerar as pesquisas em seus backups, você pode instalar o plug-in para indexação dos backups. Após a indexação você poderá pesquisar conteúdos de backup inserindo um nome de arquivo no campo de consulta do Windows Search sem abrir o True Image HD Usando os resultados da pesquisa você pode: Selecionar qualquer arquivo e abri-lo para visualizar e/ou salvar aquele arquivo de volta para algum lugar no sistema de arquivos (não em backup) ou onde ele se encontrava antes Ver em qual backup um determinado arquivo é armazenado e recuperar aquele backup Além de indexar os arquivos em backups através de seus nomes, o Windows Search fornece ao True Image HD 2014 a capacidade de realizar indexação de texto completo de muitos arquivos em seus backups. Você poderá usar esse recurso e realizar pesquisas do conteúdo dos arquivos. A indexação completa de arquivos de texto em backup é realizada apenas para os tipos de arquivo reconhecidos pelo Windows Search. Ele reconhece arquivos de texto, arquivos Microsoft Office, todo os itens do Microsoft Office Outlook e Microsoft Outlook Express e outros. O conteúdo de backups protegidos por senha ou backups protegidos por uma senha e criptografados não será indexado, embora o Windows Search forneça pesquisa para os arquivos tib de tais backups. Além disso, o Windows Search não tem acesso à Acronis Secure Zone, assim ele não poderá pesquisar e indexar backups nesse local. O Windows Search não é compatível com a indexação de conteúdo de arquivos compactados. 1. Para registrar o plug-in, clique na seta para baixo à direita do campo Pesquisa no canto superior direito da janela do programa principal e depois clique em Usar a Pesquisa Windows. 2. Você poderá verificar se o suporte à indexação de arquivos tib é ativado. Clique com o botão direito no ícone Windows Search na bandeja do seu sistema e selecione Opções de pesquisa no Windows Desktop no menu contexto. A janela a seguir irá aparecer. Certifique-se de que o item "tib://..." esteja presente na lista Locais Incluídos.

89 Para abrir a janela Opções de Indexação no Windows Vista ou Windows 7, abra o Painel de Controle e clique duas vezes no ícone Opções de Indexação. As opções de indexação do Windows Vista e Windows 7 têm algumas diferenças de conteúdo e aparência, embora a maioria das informações a seguir também seja aplicável àqueles sistemas operacionais. 3. Clique em Avançado, selecione a guia Tipos de arquivo e em seguida certifique-se de que a extensão tib esteja selecionada e ".tib IFilter" seja mostrado no campo Descrição de Filtro. Selecione Propriedades de indexação e conteúdos de arquivos. 4. Clique em OK e quando a janela Opções de indexação for aberta, verifique se os discos onde armazena seus backups são mostrados na lista "Locais incluídos". Se a lista não contiver aqueles

90 discos, os backups não serão indexados. Para incluir os discos, clique em Modificar e selecione-os na janela que irá aparecer. Se você armazenar backups em um compartilhamento de rede, o Windows Search poderá indexá-los também. Simplesmente adicione o compartilhamento à lista de Locais Indexados digitando o caminho UNC apropriado após selecionar a guia Adicionar local UNC em Opções avançadas.

91 Dê algum tempo ao Windows Search para indexar backups Acronis nos discos rígidos de seu computador e adicionar as informações de indexação ao seu banco de dados de índice. O tempo exigido depende do número de backups e do número de arquivos neles contidos. Após concluir a indexação, o Windows Search estará apto a pesquisar arquivos nos backups tib. Os mecanismos de busca no Windows Search e Windows Vista ou Windows 7 possuem funcionalidades similares, embora os resultados da pesquisa sejam apresentados de modo ligeiramente diferente.

92 5.8 Configurações de tempo limite Algumas vezes, quando o programa executa uma operação, uma mensagem de erro ou mensagem de aviso pode interromper o processo de operação. Para reiniciar a operação, são necessárias algumas informações adicionais ou uma decisão por parte do usuário. Por exemplo, tal situação pode ocorrer durante uma operação de backup quando o espaço de armazenamento no local de destino se torna insuficiente para concluir o backup. O programa irá aguardar sua decisão se deseja cancelar o backup, liberar algum espaço de armazenamento ou selecionar outro destino para o backup. As configurações de tempo limite permitem que você especifique o intervalo de tempo que o programa deve aguardar para sua resposta. Mova o botão para a direita para definir o intervalo de tempo (em minutos). Observe que a configuração Infinito não é recomendada. Se a resposta não for recebida durante o intervalo, a operação será cancelada.

93 6 Ferramentas e utilitários As ferramentas e utilitários do Acronis incluem Try&Decide, ferramentas de proteção, ferramentas de montagem, ferramentas de conversão de backup, utilitário para clonagem de disco, utilitários de segurança e privacidade, utilitários de gerenciamento de disco e ferramentas de transferência de configurações de backup. Os recursos marcados com o símbolo estão disponíveis apenas na versão completa do software. Para acessar esses recursos, atualize para a versão completa. Try&Decide Tente qualquer operação insegura no modo Try e depois decida se ela será aplicada ou descartada. Ferramentas de proteção Acronis Startup Recovery Manager Permite que você inicie o Acronis True Image HD 2014 sem carregar o sistema operacional pressionando F11 no momento da inicialização antes que o sistema operacional seja iniciado. Rescue Media Builder Permite criar uma mídia de resgate inicializável com produtos Acronis (ou seus componentes especificados) instalados em seu computador. Acronis Secure Zone - Zona de Segurança Acronis Permite armazenar seus backups em uma partição segura especial do seu disco. Gerenciador de sequência de inicialização Permite adicionar imagens da partição do sistema Windows 7 à lista de inicialização e depois gerenciar a lista. Transferência de configurações de backup Importar configurações de backup Permite extrair configurações de backup de outro computador. Exportar configurações de backup Permite copiar as configurações de seus backups e movê-las para outro computador. Conversão de backup Conversão de backup Acronis Use este recurso para converter um formato de arquivo de backup de tib para vhd. Os arquivos vhd podem ser usados, por exemplo, nos sistemas operacionais Windows Vista e Windows 7 para montagens de imagens de disco sem usar o Acronis True Image HD Conversão de backup Windows Use este recurso para converter um formato de arquivo de backup de vhd para tib. O último é um formato de arquivo nativo dos backups Acronis. Clonar disco Use o assistente Clonar disco se precisar clonar sua unidade de disco rígido copiando as partições para outro disco rígido. Segurança e privacidade Acronis DriveCleanser

94 O utilitário Acronis DriveCleanser fornece a destruição segura dos dados no seu disco rígido. Destruidor de Arquivos Com o Destruidor de Arquivos você pode rapidamente selecionar arquivos e pastas desnecessários e destruí-los permanentemente. Limpeza do Sistema Com o utilitário Limpeza do Sistema você pode limpar componentes (pastas, arquivos, seções de registro, etc.), relacionados às tarefas do sistema geral. Esses componentes Windows retêm evidências de atividade do PC do usuário, então eles devem ter essas evidências totalmente apagadas para manter a confidencialidade. Gerenciamento de disco Adicionar novo disco O assistente adicionar novo disco auxilia a adicionar uma nova unidade de disco rígido em seu computador. Você poderá preparar a nova unidade de disco rígido criando e formatando novas partições neste disco rígido. Gerenciador de capacidade estendida Acronis Se você usar um sistema operacional que tenha uma limitação de 2 TB em relação à capacidade do disco rígido, esta ferramenta irá ajudá-lo a levantar esta restrição. Você poderá usar todo o espaço de seu disco de 3 TB, e não apenas 2 TB. Organizar o SSD Use o Assistente Trim SSD (pag. 118) para minimizar a degradação natural da velocidade das operações de gravação em uma unidade de estado sólido (SSD) que trabalha no Windows Vista ou anterior. Visualizar a condição atual dos seus discos Este link abre um Editor de Disco Acronis Integrado (somente no modo leitura) para mostrar as condições de seus discos ou partições limpos. Para mais informações consulte Editor de Disco (somente modo leitura) (pag. 125). Montagem da Imagem Montar imagem Com essa ferramenta você pode explorar uma imagem criada previamente. Você poderá designar letras de drive temporárias para as imagens da partição e acessar facilmente essas imagens como drives lógicos comuns. Desmontar imagem Com essa ferramenta você pode desmontar os drives lógicos temporários que você criou para explorar uma imagem. 6.1 Criando uma mídia de resgate inicializável Nesta seção Acronis Media Builder Acronis Media Builder Você pode executar o Acronis True Image HD 2014 de uma mídia de inicialização de emergência em um computador sem sistema operacional (bare-metal) ou um computador travado que não pode ser inicializado. Você pode até fazer backups de discos em um computador que não seja Windows, copiando todos os dados do disco e reproduzindo a imagem do disco no modo setor por setor. Para

95 fazê-lo, você precisará de uma mídia inicializável que tenha uma cópia da versão autônoma do Acronis True Image HD 2014 instalada. Você pode criar mídia inicializável usando o Construtor de Mídia Inicializável. Para isso, você precisará de um CD-R/RW em branco, um DVD+R/RW em branco ou qualquer outra mídia a partir da qual seu computador possa ser inicializado, como uma unidade flash USB. O Acronis True Image HD 2014 também oferece a capacidade de criar uma imagem ISO de um disco inicializável no disco rígido. Se você tiver outros produtos Acronis, como o Acronis Disk Director Suite instalado em seu computador, você pode incluir também versões autônomas desses programas na mesma mídia inicializável. Notas Se você decidiu não instalar o Construtor de Mídia Inicializável durante a instalação do Acronis True Image HD 2014, você não poderá usar este recurso. Quando inicializar a partir da Mídia de Resgate, você não poderá realizar backups em discos ou partições com Ext2/Ext3/Ext4, ReiserFS e sistemas de arquivos Linux SWAP. Tenha em mente que os backups criados pela última versão do programa podem ser incompatíveis com as versões anteriores do programa. Por esta razão, recomendamos enfaticamente que você crie uma nova mídia inicializável depois de cada atualização do Acronis True Image HD Ao inicializar a partir da mídia de resgate e usando uma versão autônoma do Acronis True Image HD 2014 você não poderá recuperar arquivos e pastas criptografadas com o uso da criptografia disponível no Windows XP e sistemas operacionais posteriores Seleção de conteúdo da mídia de resgate Você pode selecionar que componentes dos programas Acronis você deseja colocar na mídia inicializável. Se você tiver outros produtos Acronis instalados em seu computador, como o Acronis Disk Director Suite, as versões inicializáveis desses componentes de programas serão também oferecidas. O Acronis True Image HD 2014 oferece os seguintes componentes: Acronis True Image HD inclui suporte para USB, Placa PC (anteriormente PCMCIA) e interfaces SCSI juntamente com os dispositivos de armazenamento conectados através deles.

96 Acronis System Report - o componente permite gerar um relatório de sistema usado para coletar informações sobre o seu sistema em caso de algum problema no programa. A geração de relatório estará disponível antes de abrir o Acronis True Image HD 2014 a partir da mídia inicializável. O relatório do sistema gerado pode ser salvo em uma unidade flash USB. Para selecionar um componente: Marque a caixa de seleção do programa que deseja incluir na mídia de inicialização. O campo inferior exibe o espaço exigido para os componentes selecionados. Se você tiver outros produtos Acronis instalados em seu computador, você poderá incluir também versões autônomas desses programas na mesma mídia inicializável. Se for necessário o início automático, marque a caixa de seleção Iniciar automaticamente depois. O parâmetro Iniciar automaticamente depois especifica o intervalo do tempo limite para o menu de inicialização. Se este parâmetro não é especificado, o programa irá exibir o menu de inicialização e aguardar que você selecione se deverá inicializar o Sistema Operacional ou o componente Acronis. Se você definir, por exemplo, 10 seg para a mídia de resgate Acronis, o Acronis True Image HD 2014 autônomo será lançado 10 segundos depois do menu ser exibido. Clique em Próximo para continuar Parâmetros de arranque da mídia inicializável Aqui, você pode definir os parâmetros de arranque da mídia inicializável a fim de configurar as opções de inicialização da mídia de resgate para melhor compatibilidade com diferentes hardwares. Várias opções estão disponíveis (nousb, nomouse, noapic, etc.). Esses parâmetros são fornecidos para usuários avançados. Se você encontrar algum problema de compatibilidade de hardware ao testar a inicialização a partir da mídia de resgate, pode ser melhor contatar a equipe de suporte do produto. Para adicionar um parâmetro de arranque Digite um comando no campo Parâmetros. Após especificar os parâmetros de arranque, clique em Próximo para continuar. Parâmetros adicionais que podem ser aplicados antes de inicializar o kernel Linux

97 Descrição Os parâmetros a seguir podem ser usados para carregar o kernel Linux em um modo especial: acpi=off Desativa a ACPI e pode ajudar com uma configuração de hardware específica. noapic Desativa a APIC (Advanced Programmable Interrupt Controller) e pode ajudar com uma configuração de hardware específica. nousb Desativa o carregamento de módulos USB. nousb2 Desativa o suporte USB 2.0. Dispositivos USB 1.1 ainda funcionam com essa opção. Essa opção permite usar algumas unidades USB em modo USB 1.1, se eles não funcionarem no modo USB 2.0. quiet Este parâmetro é ativado por padrão e as mensagens de arranque não são exibidas. Sua exclusão irá resultar nas mensagens de inicialização serem exibidas à medida que o kernel Linux é carregado e o shell de comando ser oferecido antes da execução do programa Acronis. nodma Desativa o DMA para todas as unidades de disco IDE. Evita que o kernel congele em algum hardware. nofw Desativa o suporte FireWire (IEEE1394). nopcmcia Desativa a detecção de hardware PCMCIA. nomouse Desativa o suporte do mouse. [module name]=off Desativa o módulo (e.g. sata_sis=off). pci=bios Força a usar PCI BIOS e não acessar o dispositivo de hardware diretamente. Por exemplo, esse parâmetro pode ser usado se a máquina possuir ponte PCI Host não padrão. pci=nobios Não permite o uso de PCI BIOS; somente métodos de acesso direto de hardware são permitidos. Por exemplo, esse parâmetro pode ser usado se você sentir falhas durante a inicialização, provavelmente causadas pela BIOS. pci=biosirq Usa chamadas PCI BIOS para obter a tabela de roteamento de interrupção. Essas chamadas são conhecidas por serem buggy em diversas máquinas e elas deslocam a máquina quando usadas, mas em outros computadores é a única maneira de se obter a tabela de roteamento de interrupção. Tente esta opção, se o kernel não puder alocar IRQs ou descobrir barramentos PCI secundários em sua placa mãe.

98 vga=ask Obtém a lista dos modos de vídeo disponíveis para sua placa de vídeo e permite selecionar o modo de vídeo mais adequado para a placa de vídeo e monitor. Tente essa opção, se o modo de vídeo automaticamente selecionado não for adequado para o seu hardware Seleção de mídia inicializável Selecione um destino para a criação de mídia inicializável: CD-R/RW - Se estiver criando um CD ou DVD, insira um disco vazio de forma que o programa possa determinar sua capacidade. ISO image - após ter criado uma imagem de disco ISO, você poderá fazer gravações em qualquer tipo de CD ou DVD gravável, usando software de gravação CD/DVD. No Windows 7 e versões posteriores você poderá fazê-lo usando uma ferramenta de gravação incorporada. No Windows Explorer, clique duas vezes no arquivo de imagem ISO criado, e na janela aberta clique em Gravar. No Windows Vista e versões anteriores, use uma ferramenta de gravação de terceiros. Em qualquer outra mídia que seu PC possa ser inicializado, como unidades flash USB, etc. Se você usar mídias não ópticas, a mídia deverá ter um sistema de arquivo FAT. Esta limitação não se aplica a uma imagem ISO Seleção de arquivo de destino Se decidir criar uma imagem ISO do disco inicializável, especifique o nome do arquivo ISO e a pasta onde colocá-lo: Selecione a pasta de destino a partir da árvore da pasta Digite um nome para o arquivo.iso no campo Nome do arquivo Clique em Próximo para continuar Resumo da criação de mídia inicializável Esta página mostra as operações a serem realizadas.

99 Clique em Prosseguir para iniciar o processo de criação de mídia inicializável. Use a barra lateral à esquerda para navegar através dos passos do assistente para revisão. Para cancelar a operação e sair do Acronis Media Builder, clique em Cancelar. Após criar o disco de inicialização, marque-o e conserve-o em um local seguro. Tenha em mente que os backups criados pela última versão do programa podem ser incompatíveis com as versões anteriores do programa. Por esta razão, recomendamos enfaticamente que você crie uma nova mídia inicializável depois de cada atualização do Acronis True Image HD Mais uma coisa a ser lembrada - ao inicializar a partir da mídia de resgate e usando uma versão autônoma do Acronis True Image HD 2014 você não poderá recuperar arquivos e pastas criptografadas com o uso da criptografia disponível no Windows XP e sistemas operacionais posteriores Como criar uma unidade flash USB inicializável Você pode criar uma unidade flash USB inicializável contendo um True Image HD 2014 autônomo. Isso pode ser muito prático, por exemplo, se o seu notebook não tiver uma unidade interna de CD/DVD. Você precisará de uma unidade flash USB com uma capacidade de 256 MB ou mais. A unidade deve ser formatada no sistema de arquivo FAT16 ou FAT32. Para criar uma unidade flash USB inicializável, conecte a unidade em uma porta USB. Abra o Acronis Media Builder e depois selecione a unidade como destino para a criação da mídia de resgate. Em seguida siga os passos do assistente do Midia Builder. Para mais informações sobre a criação da mídia consulte Como criar uma mídia inicializável. Se o Acronis Media Builder não reconhecer sua unidade flash USB você pode tentar usar o procedimento descrito em um artigo sobre o Acronis Knowledge Base em 6.2 Criação de mídia de resgate com arquivo de backup Esta funcionalidade está disponível somente para backups de disco e partição. Juntamente com a possibilidade de criar mídias de inicialização regulares, o Acronis True Image HD 2014 permite criar mídias de resgate com backup de disco ou partição. Você poderá usar tais mídias para restaurar dados mesmo se o armazenamento de backup original estiver corrompido. Criação de mídia de resgate com backup de disco ou partição: 1. Selecione o backup necessário na área de backups da guia Backup e recuperação. 2. Clique no ícone de engrenagem e selecione Criar mídia de recuperação. A caixa de diálogo com os parâmetros da mídia de inicialização será aberta. 3. Defina os parâmetros da mídia no assistente de criação de mídia. 4. Clique em Criar. O programa é aberto com a criação da mídia inicializável de fábrica. Se você decidiu gravar um CD ou DVD, o programa irá solicitar que insira outro disco vazio já que o primeiro disco foi gravado. Assistente de criação de mídia Use o assistente para escolher o tipo e mídia: USB, CD\DVD ou Imagem ISO.

100 Se você estiver criando uma mídia inicializável em um pendrive, certifique-se de conectar o pendrive no computador antes de começar. O pendrive deve ser formatado como FAT 32. Se você decidir criar uma imagem ISO, precisará especificar também os parâmetros: Split into - Escolha se o programa deverá dividir a imagem ISO resultante em vários arquivos.iso de determinado tamanho. Save file(s) to - Especifique o local da imagem ISO resultante. Depois de selecionar a mídia, clique em Criar para iniciar a criação da mídia. 6.3 Criação de mídia inicializável de fábrica Esta funcionalidade está disponível somente se o computador tiver uma Acronis Secure Zone que tenha um backup das configurações de fábrica do computador. Este backup é normalmente criado e fornecido à Acronis Secure Zone por um fornecedor de hardware que fabrica computadores para usuários finais. Mídia inicializável de fábrica é um tipo especial de mídia de inicialização de resgate que inclui um backup de uma configuração de fábrica do computador. Você pode usar essa mídia para restaurar seu computador às configurações de fábrica. Observe que a restauração irá apagar todos os dados e programas pessoais do computador. Você pode ter recebido mídia inicializável de fábrica com seu novo computador. Entretanto, se o fornecedor de hardware não tiver incluído esta mídia ou se você não tiver a mídia por alguma razão, você mesmo pode criar uma mídia inicializável de fábrica e salvá-la para os casos de emergência. O Acronis True Image HD 2014 permite a você criar mídia inicializável de fábrica em um pendrive, CD\DVD ou uma imagem ISO que pode ser gravada mais tarde em um CD\DVD. Criando uma mídia inicializável de fábrica: 1. Clique em Criar mídia inicializável de fábrica na guia Backup e recuperação. A caixa de diálogo com os parâmetros da mídia de inicialização será aberta. 2. Defina os parâmetros da mídia. 3. Clique em Criar. O programa é aberto com a criação da mídia inicializável de fábrica. Se você decidiu gravar um CD ou DVD, o programa irá solicitar que insira outro disco vazio já que o primeiro disco foi gravado. Assistente de criação de mídia Use o assistente para escolher o tipo e mídia: USB, CD\DVD ou Imagem ISO. Se você estiver criando uma mídia inicializável em um pendrive, certifique-se de conectar o pendrive no computador antes de começar. O pendrive deve ser formatado como FAT 32. Se você decidir criar uma imagem ISO, precisará especificar também os parâmetros: Split into - Escolha se o programa deverá dividir a imagem ISO resultante em vários arquivos.iso de determinado tamanho. Save file(s) to - Especifique o local da imagem ISO resultante. Depois de selecionar a mídia, clique em Criar para iniciar a criação da mídia.

101 6.4 Clonagem de disco rígido Nesta seção Informações gerais Segurança Seleção do modo clone Seleção do disco de origem Seleção do disco de destino Método mover Exclusão de itens Particionamento manual Resumo da clonagem Informações gerais Você pode achar que seu disco rígido não tem espaço suficiente para o sistema operacional e aplicativos instalados, impedindo que atualize seu software ou a instalação de novos aplicativos. Nesse caso, você terá de transferir o sistema para um disco rígido com maior capacidade. Para transferir o sistema você deverá primeiro instalar o novo disco no computador. Se o seu computador não possui um compartimento para outro disco rígido, você pode instalar temporariamente o disco no seu drive de CD ou usar uma conexão USB 2.0 para o disco de destino externo. Se isso não for possível, você pode clonar um disco rígido criando uma imagem do disco e recuperando essa imagem em um novo disco rígido com partições maiores. Nas telas de programa, as partições danificadas são marcadas com um círculo vermelho com uma cruz branca em seu interior no canto esquerdo superior. Antes de iniciar a clonagem, você deve verificar se tais discos contêm erros e corrigir esses erros usando as ferramentas apropriadas do sistema operacional. Para melhores resultados, instale a unidade de destino (nova) onde planeja usá-la e o disco de origem em outro local, por exemplo, em um aparelho USB externo. Essa recomendação é especialmente importante no caso dos laptops. Recomendamos enfaticamente a criação de um backup para o disco original completo como medida de precaução. Isso pode salvar os seus dados se algo sair errado com seu disco rígido original durante a clonagem. Para mais informações sobre como criar esse backup consulte Backup de partições e discos. Após criar o backup, certifique-se de validá-lo. Clonagem de um disco: Clique em Clonar disco na guia Ferramentas e utilitários na tela inicial. Siga os passos do Assistente de clonagem de disco Segurança Observe o seguinte: Se a energia for interrompida e você acidentalmente pressionar RESET durante a transferência, o procedimento ficará incompleto e você terá de particionar e formatar ou clonar novamente o disco rígido. Nenhum dado será perdido, porque o disco original está apenas sendo lido (nenhuma partição será alterada ou redimensionada). O procedimento de transferência do sistema não altera de forma alguma o disco original. Depois que o procedimento for concluído, talvez você deseje formatar o disco antigo ou limpar com segurança os dados nele contidos. Use as ferramentas do Windows ou o Acronis DriveCleanser para essas tarefas.

102 No entanto, não recomendamos que você exclua os dados do disco antigo até que tenha certeza de que foram transferidos corretamente para o novo disco, o computador tenha sido reiniciado a partir do disco e todos os aplicativos funcionem perfeitamente Seleção do modo clone Há dois modos de transferência disponíveis: Automática (recomendado na maioria dos casos). No modo automático, você somente terá de executar algumas ações simples para transferir todos os dados, incluindo partições, arquivos e pastas para um disco mais novo, tornando-o inicializável se o disco original era inicializável. Manual. O modo Manual irá fornecer mais flexibilidade na transferência de dados. O modo manual pode ser muito útil se você precisar alterar o layout da partição do disco. Se o programa encontrar dois discos, um particionado e o outro não particionado, ele irá reconhecer automaticamente o disco particionado como disco de origem e o disco não particionado como disco de destino. Nesse caso, os próximos passos serão ignorados e você será encaminhado para a tela Resumo de clonagem.

103 6.4.4 Seleção de um disco de origem Você pode determinar a origem e o destino usando a informação fornecida nesta janela (número do disco, capacidade, rótulo, partição e informações do sistema de arquivo). Se o programa encontrar vários discos particionados ele irá perguntar qual é a origem (i.e. o disco com dados mais antigos). O True Image HD 2014 não é compatível com a clonagem de discos dinâmicos. Selecione o disco de origem e clique em Próximo para continuar. Ver informações do disco e partição Colunas - seleciona as colunas a serem exibidas. Você pode alterar a largura de uma coluna arrastando suas bordas com o mouse. Propriedades do disco (duplicado no menu de contexto, aberta clicando nos objetos com o botão direito) - mostra a partição selecionada ou a janela de propriedades do disco. Esta janela contém dois painéis. O painel esquerdo contém a árvore de propriedades e o direito descreve a propriedade selecionada em detalhes. A informação do disco inclui seus parâmetros físicos (tipo de conexão, tipo de dispositivo, tamanho, etc.); informação da partição inclui parâmetros físicos (setores, local, etc.) e lógicos (sistema de arquivo, espaço livre, letra designada, etc.).

104 6.4.5 Selecionando um disco de destino Depois de selecionar o disco de origem você precisa selecionar o destino para onde as informações do disco serão copiadas. A origem previamente selecionada se torna cinza e fica desativada para seleção. Selecione o disco de destino e clique em Próximo para continuar. Neste ponto, o programa verifica se o disco de destino está livre. Se não estiver, você será avisado pela janela de Conformação de que o disco de destino contém partições, talvez com dados úteis. Para confirmar a exclusão das partições clique em OK. Observe que não será realizada nenhuma alteração real ou destruição de dados neste momento! Por agora, o programa irá apenas mapear a clonagem. Todas as mudanças somente serão implementadas quando você clicar em Prosseguir. Se algum disco não estiver particionado, o programa irá reconhecê-lo automaticamente como destino e omitir esse passo Método mover quando você seleciona o método de clonagem manual, o True Image HD 2014 irá apresentar os seguintes métodos para mover os dados: No estado - uma nova partição será criada para todas as antigas com o mesmo tamanho e tipo, sistema de arquivo e rótulo. O espaço não utilizado se tornará não alocado. Proporcional - o novo espaço em disco será distribuído proporcionalmente entre partições clonadas

105 Manual - você mesmo irá especificar um novo tamanho e outros parâmetros Se você decidir transferir a informação "no estado", uma nova partição será criada para todas as antigas com o mesmo tamanho e tipo, sistema de arquivo e rótulo. O espaço não utilizado se tornará não alocado. Mais tarde você poderá usar o espaço não alocado para criar novas partições ou para ampliar as partições existentes com ferramentas especiais, como o Acronis Disk Director Suite. Como regra, transferências "no estado" não são recomendadas, já que deixam muito espaço não alocado no novo disco. Usando o método "no estado", o True Image HD 2014 transfere sistemas de arquivos não compatíveis e danificados. Se você transfere os dados proporcionalmente, cada partição será ampliada, de acordo com a proporção das capacidades do disco antigo e do disco novo. As partições FAT16 são ampliadas menos do que outras, já que têm um limite de tamanho de 4GB. Dependendo da combinação selecionada, você irá prosseguir para a janela de resumo da clonagem ou para o passo Alterar o layout do disco (ver abaixo) Exclusão de itens Na seção O que excluir você poderá definir exclusões de arquivos e pastas que não deseja incluir no clone do disco. 1. Para criar uma lista de itens de exclusão, faça um dos seguintes: Na guia Excluir por arquivos e pastas, selecione arquivos e pastas usando um navegador de arquivos normal; Na guia Excluir por máscaras, digite os nomes de arquivos e pastas individuais (é obrigatório o caminho completo), ou defina um padrão através de caracteres curinga comuns * e?. Use os botões Adicionar, Editar, Remover e Remover Todos à direita para controlar o conjunto de itens da lista.

106 Você pode combinar esses dois métodos. Por exemplo, defina uma máscara de arquivo e selecione determinados itens no navegador de arquivo. Lembre-se que se você selecionar, ou de algum modo especificar, a exclusão de um arquivo que tenha links físicos NTFS você precisará também selecionar/especificar a exclusão desses links físicos do clone. Caso contrário, o arquivo não será excluído e irá aparecer no disco de destino após a clonagem. Observação: Quando você exclui arquivos, o programa calcula o tamanho dos itens excluídos e verifica se os dados clonados se ajustarão ao disco de destino. Seja paciente, já que esse processo pode levar alguns minutos para ser concluído. 2. Para prosseguir para o passo seguinte, clique em Próximo. Aviso de espaço livre insuficiente Você pode receber uma mensagem de aviso indicando que não há espaço suficiente no disco rígido de destino para concluir a operação. As possíveis razões são as seguintes: A quantidade de dados que está sendo clonada a partir do disco de origem supera a capacidade disponível no disco de destino. Para solucionar esse problema, tente excluir mais itens do clone, e depois clique em Próximo. Se necessário repita essa operação diversas vezes até que a mensagem de aviso desapareça. O disco de origem tem um sistema de arquivo que não é compatível, sendo maior do que o disco de destino. O disco de destino neste caso deve ter um tamanho maior ou igual ao disco de origem e não terá nenhum propósito excluir mais itens. O disco de origem tem partições com sistemas de arquivo compatíveis e não compatíveis e a capacidade do disco de destino é menor do que o total dos dados que estão sendo clonados a partir de partições com sistema de arquivo compatível, além do tamanho das partições com sistema de arquivo não compatível. Tentar excluir mais itens pode ser muito útil neste caso Exemplos de exclusão Arquivos e pastas no disco de origem podem ser excluídos do clone individualmente ou em massa de acordo com um padrão. Tal padrão pode ser um nome de arquivo ou pasta ou uma máscara de arquivo utilizando caracteres curinga comuns:

107 * - substitui por zero ou mais caracteres;? - substitui por exatamente 1 caractere. Se necessário, você pode digitar vários critérios na mesma linha separando-os por ponto e vírgula. Por exemplo, para excluir todos os arquivos com as extensões.gif e.bmp, você pode digitar *.gif;*.bmp. A tabela abaixo mostra diversos exemplos de exclusão. Padrão Exemplo Descrição Por nome Por caminho de arquivo Por caminho de pasta Por máscara (*) F.log F C:\Finance\F.log C:\Finance\F\ *.log F* Exclui todas as pastas denominadas "F.log" Exclui todas as pastas denominadas "F" Exclui o arquivo denominado "F.log" localizado na pasta C:\Finance Exclui a pasta C:\Finance\F (certifique-se de especificar o caminho completo começando com a letra do disco e contrabarra (\) no final) Exclui todos os arquivos com a extensão.log Exclui todos os arquivos e pastas com o nome começando com "F" (como as pastas F, F1 e arquivos F.log, F1.log) Por máscara (?) F???.log Exclui todos os arquivos.log com nomes consistindo de quatro símbolos começando com "F" Caracteres curinga em uma máscara podem representar somente partes do arquivo ou nomes de pastas e não podem substituir uma parte do caminho do arquivo. Sub-pastas devem ser sempre especificadas de forma explícita usando-se contrabarra, "\"). Por exemplo, para excluir todos os arquivos em um diretório C:\Program Files\Acronis\TrueImageHome\ que tenham "Qt" no nome do arquivo, você pode usar a seguinte linha: *\Prog*\Acr*\True*\*Qt*.??? Particionamento manual O método de transferência manual permite redimensionar as partições no novo disco. Por padrão, o programa redimensiona as partições proporcionalmente. Esta janela exibe retângulos indicando o disco rígido de origem, incluindo suas partições e espaço não alocado, bem como o layout do novo disco.

108 Juntamente com o número do disco rígido, você pode ver a capacidade do disco, rótulo, volume e informações sobre o sistema de arquivo. Diferentes tipos de volume, incluindo espaço primário, lógico e não alocado são marcados com diferentes cores. Para redimensionar, altere o tipo de volume, altere o rótulo do volume existente, clique com o botão direito sobre ele e selecione Editar no menu de atalho. Isso irá abrir a janela Configurações da Partição. Você pode fazer isso digitando valores nos campos Espaço livre antes, Tamanho da partição, Espaço livre depois, arrastando as bordas da partição ou a própria partição.

109 Se o cursor se transforma em duas linhas verticais com setas esquerda e direita, ele está apontado na borda da partição e você pode arrastá-lo para reduzir ou ampliar o tamanho da partição. Se o cursor se transforma em quatro setas, ele está apontado para a partição, assim você poderá movê-lo para a esquerda ou direita (se houver espaço não alocado próximo a ele). Depois de ter fornecido o novo local e tamanho, clique em Aceitar. Você será encaminhado de volta à janela Alterar a janela de layout do disco. Talvez você precise realizar algum redimensionamento e relocação a mais antes de obter o layout necessário. Ao clicar em Próximo você prosseguirá para a janela de resumo da Clonagem. Tenha cuidado! Clicando em qualquer passo anterior do assistente na barra lateral desta janela irá restaurar todas as alterações de tamanho e localização selecionadas, assim você terá de especificá-las novamente Resumo da clonagem A janela de resumo da clonagem ilustra graficamente (como retângulos) as informações sobre o disco de origem (partições e espaço não alocado) e o layout do disco de destino. Juntamente com o número do disco, algumas informações adicionais são fornecidas: capacidade do disco, rótulo, partição e informações do sistema de arquivos. Clique em Prosseguir para iniciar a clonagem do disco. Clique em Cancelar para cancelar o procedimento e sair da janela do programa principal. Clonar um disco que contém o sistema operacional atualmente ativo irá exigir uma reinicialização. Nesse caso, após clicar em Prosseguir você será solicitado a confirmar a reinicialização. Ao cancelar a reinicialização todo o procedimento será cancelado. Depois que o processo de clonagem estiver concluído, será fornecida uma opção para desligar o computador pressionando qualquer tecla. Isso permite alterar a posição dos jumpers mestre/escravo e remover um dos discos rígidos.

110 A clonagem de um disco sem sistema ou de um disco contendo um sistema operacional, mas que não esteja atualmente ativo, irá prosseguir sem a necessidade de reinicialização. Depois de clicar em Prosseguir, o True Image HD 2014 irá iniciar a clonagem do disco antigo para o novo disco, indicando o progresso em uma janela especial. Você pode interromper esse procedimento clicando em Cancelar. Nesse caso, você terá de reparticionar e formatar o novo disco ou repetir o procedimento de clonagem. Depois que a operação de clonagem estiver concluída, você verá a mensagem de resultados. 6.5 Adicionando um novo disco rígido Se você não tem espaço suficiente para os seus dados (por exemplo, fotos e vídeos de família), você pode substituir o disco antigo por um novo disco com maior capacidade (transferências de dados para novos discos são descritas no capítulo anterior), ou adicionar um novo disco somente para armazenar dados, deixando o sistema no disco antigo. Se o computador tiver uma baia para outro disco, seria mais fácil adicionar um drive de disco do que clonar um. Para adicionar um novo disco, você deve primeiro instalá-lo em seu PC. Adicionar um novo disco rígido: Clique na guia Ferramentas e utilitários e depois clique em Adicionar novo disco Siga os passos do Assistente Adicionar novo disco Se usar a versão de 32 bits do Windows XP, o assistente não terá o passo Opções de inicialização porque esse sistema operacional não é compatível com discos GPT. Nesta seção Selecionando um disco rígido Selecionando o método de inicialização Criando novas partições Adicionar novo resumo de disco Selecionando um disco rígido Selecione o disco que adicionou ao seu computador. Se adicionou vários discos, selecione um deles e clique em Próximo para continuar. Você pode adicionar os outros discos posteriormente reiniciando o Assistente Adicionar Novo Disco.

111 Se houver alguma partição no novo disco, ela deverá ser excluída primeiro. Se o disco adicionado contiver partições, o True Image HD 2014 irá avisá-lo exibindo a mensagem a seguir. Clique em OK para excluir as partições existentes no disco adicionado. Você pode ver também as propriedades de todos os discos rígidos instalados em seu sistema, por exemplo, o nome e o modelo do drive de disco selecionado, sua capacidade, sistema de arquivo e sua interface.

112 6.5.2 Selecionando o método de inicialização O True Image HD 2014 é compatível com particionamento MBR e GPT. A Tabela de Partição GUID (GPT) é um novo método de particionamento de disco rígido fornecendo vantagens em relação ao antigo método de particionamento MBR. Se o seu sistema operacional suporta discos GPT, você pode selecionar o novo disco a ser inicializado como um disco GPT. Para adicionar um disco GPT, clique em Inicializar disco em layout GPT. Para adicionar um disco MBR, clique em Inicializar disco em layout MBR. Se você usar uma versão de 32 bits do Windows XP, o método de inicialização GPT se tornará indisponível e o passo Opções de inicialização ficará ausente. Após selecionar o método de inicialização exigido clique em Próximo Criando novas partições Para usar o espaço em um disco rígido ele deve ser particionado. Particionamento é o processo de dividir o espaço do disco rígido em divisões lógicas. Cada divisão lógica pode funcionar como um disco separado com uma letra de drive designada, seu próprio sistema de arquivo, etc. Mesmo que você não planeje dividir seu disco rígido em divisões lógicas ele deve ser particionado de modo que o sistema operacional saiba que ele é destinado a ser deixado em um peça. Inicialmente, todo o espaço do disco estará não alocado. Isso irá mudar depois que você adicionar novas partições. Criação de uma nova partição: Selecione o espaço não alocado e clique em Criar nova partição na parte superior da janela, ou clique com o botão direito no espaço não alocado e selecione Criar nova partição no menu de atalho. Especifique as configurações a seguir para a partição que está sendo criada: o tamanho da nova partição,

113 sistema de arquivo da nova partição, tipo de partição (disponível somente para discos MBR), letra e rótulo da partição. Se você alocar todo o espaço não alocado no disco para a nova partição, o botão Criar nova partição desaparecerá Configurações da partição Especifique as configurações para a partição que está sendo criada. Tamanho Você pode redimensionar e realocar a partição que está sendo criada. Se desejar redimensionar a partição: Coloque o cursor na borda da partição. Se o cursor estiver apontado exatamente para a borda da partição, ele irá se transformar em duas linhas verticais com setas em cada lado. Mantenha o botão esquerdo do mouse pressionado e arraste a borda da partição selecionada para ampliar ou reduzir o tamanho da partição. Você pode também definir o tamanho da partição manualmente, digitando o tamanho da partição desejado no campo Tamanho da partição. Se desejar realocar a partição: Coloque o cursor na partição. O cursor irá se transformar em uma cruz. Mantenha o botão esquerdo do mouse pressionado e arraste a partição até obter o tamanho necessário nos campos Espaço livre antes e/ou Espaço livre depois. Você pode também definir o total de espaço não alocado antes ou depois da partição selecionada manualmente digitando o valor necessário nos campos respectivos. Se você criar uma ou mais unidades lógicas, o programa irá reservar algum espaço não alocado para as necessidades do sistema em frente às partições criadas(s). Se você criar uma partição primária ou uma partição

114 primária juntamente com uma partição lógica, nenhum espaço alocado será reservado para as necessidades do sistema. Sistema de arquivo Escolha o tipo de sistema de arquivos para a partição que está sendo criada. Diferentes partições podem ter diferentes tipos de sistema de arquivos. Você pode também deixar a partição sem formatar ou escolher entre os seguintes sistemas de arquivo: NTFS é um sistema de arquivo nativo do Windows NT, Windows 2000, Windows XP, Windows Vista e Windows 7. Escolha esse tipo se usar esses sistemas operacionais. Observe que o Windows 95/98/Me e DOS não podem acessar partições NTFS. FAT 32 é uma versão 32 bits aprimorada do sistema FAT que suporta volumes de até 2 TB. FAT 16 é um sistema de arquivos nativo do DOS. Ele é reconhecido pela maioria dos sistemas operacionais. Entretanto, se a sua unidade de disco tem mais do que 4GB não é possível formatá-lo em FAT16. Ext2 é um sistema de arquivos nativo do Linux. Ele é bastante rápido, mas não é um sistema de arquivos com suporte a journaling. Ext3 introduzido oficialmente com o Red hat Linux versão 7.2, o Ext3 é um sistema de arquivos Linux com suporte a journaling. Ele é compatível com versões posteriores e anteriores do Linux Ext2. Possui vários módulos com suporte a journaling, bem como ampla compatibilidade com plataforma cruzada em arquiteturas de 32 bits e 64 bits. Ext4 é um novo sistema de arquivos Linux. Ele possui aprimoramentos em comparação ao ext3. É compatível com versões anteriores ext2 e ext 3. Entretanto, o ext3 possui somente compatibilidade parcial com versões posteriores do ext4. ReiserFS é um sistema de arquivos com suporte a journaling do Linux. Normalmente ele é mais confiável e mais rápido do que o Ext2. Escolha-o para sua partição de dados Linux. Linux Swap é uma partição de permuta do Linux. Escolha-o se deseja adicionar mais espaço de permuta usando o Linux Letra da partição Selecione na lista suspensa uma letra a ser designada para a partição que está sendo criada. Se você selecionar Auto, o programa designa a primeira letra de drive não utilizada em ordem alfabética. Rótulo da partição Rótulo da partição é um nome designado a uma partição, de forma que você possa reconhecê-la facilmente. Por exemplo, uma poderia ser chamada de Sistema uma partição com um sistema operacional, Programa uma partição de aplicativos, Dados uma partição de dados, etc. O rótulo da partição é um atributo opcional. Tipo de partição (essas configurações estão disponíveis somente para discos MBR) Escolha o tipo de partição a ser criado. Você pode definir a nova partição como primária ou lógica. Primária - escolha esse parâmetro se estiver planejando inicializar a partir desta partição. Caso contrário, é melhor criar uma nova partição como um drive lógico. Você pode ter apenas quatro partições primárias por drive, ou três partições primárias e uma partição estendida. Observação: Se você tiver várias partições primárias, somente uma estará ativa de cada vez, as outras partições primárias ficarão ocultas e não serão vistas pelo Sistema Operacional.

115 Marque a partição como ativa - uma partição ativa é usada para carregar um sistema operacional. Ao selecionar Ativa para uma partição sem um sistema operacional instalado você pode impedir que seu computador seja reinicializado. Lógica - escolha esse parâmetro se não planeja instalar e iniciar um sistema operacional a partir da partição. Um drive lógico faz parte do drive de disco físico que foi particionado e alocado como uma unidade independente, mas funciona como um drive separado. Quando você terminar de especificar as configurações para a partição que está sendo criada, clique em Aceitar para continuar Adicionar resumo do novo disco O resumo Adicionar novo disco ilustra graficamente (como retângulos) as informações sobre o layout do novo disco antes e depois do particionamento. Clique em Prosseguir para iniciar a criação da nova partição (partições). Clique em Cancelar para cancelar o procedimento e sair da janela do programa principal. Depois de clicar em Prosseguir, o True Image HD 2014 inicia a criação de uma nova partição ou partições, indicando o progresso em uma janela especial. Se você interromper esse procedimento clicando em Cancelar você terá de reparticionar e formatar o novo disco ou repetir o procedimento de Adicionar disco. Antes de clicar no botão Prosseguir você pode usar a barra lateral percorrendo os passos do Assistente adicionar novo disco e fazer as alterações.

116 6.6 Gerenciador de capacidade estendida Acronis O Gerenciador de capacidade estendida Acronis (ECM) permite que o seu sistema operacional (OS) suporte discos de grande capacidade que tenham o estilo de partição MBR. Você poderá usar espaço em disco superior a 2 TB. Esse espaço livre será reconhecido como um disco separado e poderá ser utilizado pelo seu sistema operacional e aplicativos, como se fosse um disco rígido físico normal. Quando é necessário Se tiver discos rígidos maiores do que 2 TB e o seu OS não visualizar todo o espaço em disco, você pode solucionar esse problema através de uma das seguintes opções: Use o Gerenciador de capacidade estendida. Você pode usar essa ferramenta para todos os casos, porque ela não exclui quaisquer dados em um disco grande. Desse modo, recomendamos o uso desta ferramenta se o seu disco grande contiver um sistema operacional ou dados úteis. Veja os detalhes abaixo. Converta o disco MBR em disco GPT. A maneira mais fácil de fazê-lo é usando o utilitário Windows incorporado Gerenciamento de disco. Observe que este utilitário apaga todos os dados do disco enquanto os converte para GPT. A tabela a seguir ajuda você a descobrir qual opção escolher. Ela relaciona apenas discos maiores do que 2 TB. Disco MBR contendo OS ou dados Limpar disco MBR sem OS e dados Windows XP (x32) Usar ECM Usar ECM Windows XP (x64) Usar ECM Converter para GPT Windows Vista Usar ECM Converter para GPT Windows 7 Usar ECM Converter para GPT Windows 8 Usar ECM Converter para GPT Como funciona O assistente do Gerenciador de capacidade estendida Acronis exibe todos os discos rígidos maiores do que 2 TB (não alocados ou com estilo de partição MBR). Você pode ver o espaço em disco que o Windows reconhece e aloca. Esse espaço é chamado no assistente de Capacidade Nativa do Windows. O espaço além de 2 TB é exibido como Capacidade Estendida. Você pode habilitar Discos com Capacidade Estendida e, depois da conclusão do processo, esse espaço se torna visível para o sistema operacional e pronto para operações de gerenciamento de disco. Como usá-lo 1. Para abrir o Gerenciador de Capacidade Estendida do Acronis, selecione a guia Ferramentas e utilitários e depois clique em Gerenciador de Capacidade Estendida do Acronis. Se o programa não encontrar quaisquer discos MBR com capacidade superior a 2 TB, ele exibirá uma mensagem informando que todo o espaço em disco está acessível e você não precisa usar o Gerenciador de Capacidade Estendida do Acronis.

117 2. O Gerenciador de Capacidade Estendida do Acronis mostra a capacidade estendida disponível para alocação. 3. Clique em Alocar espaço para ver a alocação possível de espaço em disco no próximo passo. Após clicar no botão Aplicar, um Disco de Capacidade Estendida será emulado em seu disco físico. Se a capacidade do seu disco físico for superior a 4 TB e seu sistema operacional não suportar o estilo de partição GPT, o programa cria diversos Discos de Capacidade Estendida MBR. Observe que os Discos de Capacidade Estendida não são inicializáveis, embora a maioria das propriedades seja a mesma dos discos físicos. 4. Clique em Fechar para sair do Gerenciador de Capacidade Estendida do Acronis. O que mais você pode fazer Depois de realocar o espaço, você pode desativar temporariamente os Discos de Capacidade Estendida clicando em Discos de Capacidade Estendida desativados temporariamente. Isso torna os Disco de Capacidade Estendida invisíveis para as ferramentas de gerenciamento de disco, embora o espaço permaneça alocado e você possa tornar essas partições visíveis novamente. Para fazê-lo, abra o Gerenciador de Capacidade Estendida Acronis e depois clique em Alocar espaço. Para remover os Discos de Capacidade Estendida clique em Remover Discos de Capacidade Estendida e depois clique no botão Aplicar no próximo passo. Esses discos serão removidos do seu sistema e o espaço em disco superior a 2 TB se tornará inacessível. Para alocar esse espaço mais tarde, você precisará abrir o Gerenciador de Capacidade Estendida novamente e repetir os passos do assistente.

118 Você poderá continuar a usar os Discos de Capacidade Estendida mesmo depois de desinstalar o True Image HD Durante a desinstalação você será indagado se deseja remover o Disco de Capacidade Estendida. Se decidir não remover o disco, ele permanecerá utilizável. 6.7 Organizar o SSD O Assistente Organizar SSD permite que você melhore a velocidade das operações de gravação em uma unidade de estado sólido (SSD) e minimize a degradação do desempenho. Esse problema naturalmente ocorre como resultado do uso intensivo ou longo de um SSD e surge do modo com os SSDs sobrescrevem e excluem dados. Como nos discos rígidos tradicionais, se você exclui um arquivo de um SSD as células de dados são simplesmente assinaladas como "disponível para uso' em vez de serem apagadas. Quando o sistema operacional realiza posteriormente uma operação de gravação nesta célula, isso na verdade se torna uma operação de substituição a partir do ponto de vista do dispositivo de armazenamento. Para discos rígidos tradicionais é como gravar em uma célula vazia. As células SSD, no entanto, são uma exceção e precisam ser apagadas antes que uma nova operação de gravação seja realizada. Devido a limitações de hardware, a operação de apagar em um SSD sempre afeta um bloco de 512 KB. Assim, se precisar sobrescrever 60 KB de dados excluídos anteriormente com outros 60 KB, o conteúdo de todo o bloco será lido a partir do SSD e armazenado em cache antes que o bloco seja efetivamente apagado. Então, os dados necessários serão modificados no bloco em cache. Finalmente, todo o bloco será gravado de volta no SSD. Isso faz com que o desempenho de gravação seja significativamente comprometido. Para evitar esse problema, novos dados são sempre salvos em um novo assim que as células vazias fiquem disponíveis no dispositivo de armazenamento. Cedo ou tarde, o SSD não terá células vagas e todas as operações de gravação iniciam o ciclo "ler-apagar-modificar-gravar" descrito acima. O Assistente Organizar SSD limpa completamente os dados que foram marcados como excluídos e deixa as células de dados vazias e prontas para novas operações de gravação. Observação: O utilitário usa o comando TRIM padrão para informar um SSD sobre blocos de dados que não estão mais sendo usados e podem ser apagados. Certifique-se de que seu SSD tem o firmware necessário para suportá-lo. Organização de um SSD AVISO! Esta operação é irreversível. Nenhuma recuperação de dados será possível quando a operação for concluída. Organizar um SSD através do True Image HD 2014 é razoável somente se você usar o Windows Vista ou versão anterior. O Windows 7 suporta o comando TRIM padrão para uso imediato e apaga as células assim que os dados são excluídos. Para organizar um SSD: 1. Na barra lateral ou na barra de ferramentas, clique em Ferramentas e Utilitários e selecione Excluir SSD. Essa ação abrirá o assistente. 2. Na lista de unidades disponíveis, selecione o(s) SSD(s) que deseja organizar e clique em Próximo. 3. Examine a página de resumo e clique em Prosseguir. 4. Se tiver executado o assistente no Windows, clique em Reinicializar quando solicitado.

119 Depois da reinicialização, a operação irá prosseguir automaticamente no ambiente independente baseado em Linux. Quando a operação estiver concluída, o assistente irá inicializar o Windows novamente. 6.8 Ferramentas de Segurança e Privacidade O True Image HD 2014 contém o utilitário para destruição segura de dados de uma unidade de disco rígido e partições individuais. Quando substituir seu disco antigo por um novo, de maior capacidade, você pode deixar acidentalmente informações pessoais e confidenciais no disco antigo. Essas informações podem ser recuperadas mesmo que você tenha reformatado o disco. O Acronis DriveCleanser proporciona a destruição de informações confidenciais em unidades de disco rígido e/ou partições, com a ajuda de técnicas que atendem ou superam a maioria dos padrões nacionais e estaduais. Você pode selecionar um método apropriado de destruição de dados, dependendo da importância de suas informações confidenciais. Os métodos de destruição de dados são descritos com detalhes em Métodos de limpeza de discos rígidos (pag. 126) neste guia. Nesta seção Acronis DriveCleanser Métodos de limpeza do disco rígido DriveCleanser Acronis Muitos sistemas operacionais não oferecem aos usuários ferramentas seguras para destruição de dados, dessa forma, os arquivos podem ser facilmente recuperados com o uso de aplicativos simples. Mesmo a reformatação completa de um disco não garante a destruição permanente de dados confidenciais. O DriveCleanser Acronis resolve esse problema com destruição de dados garantida e permanente em discos rígidos e partições selecionadas. Você pode selecionar vários algoritmos de destruição de dados, dependendo da importância de suas informações confidenciais. Saiba que, dependendo do tamanho total das partições selecionadas e do algoritmo de destruição selecionado, a destruição de dados pode levar muitas horas. Trabalhando com o Acronis DriveCleanser Com o Acronis DriveCleanser você pode realizar o seguinte: Limpar os discos rígidos ou partições selecionadas usando algoritmos pré-definidos. Criar e executar algoritmos de usuários customizados para limpeza de discos rígidos. O Acronis DriveCleanser é baseado em um assistente que descreve todas as operações do disco rígido, assim nenhuma destruição de dados é realizada até você clicar em Prosseguir na janela Resumo do assistente. A qualquer momento você pode retornar aos passos anteriores para selecionar outros discos, partições ou algoritmos para destruição de dados. Para destruir permanentemente dados em seu disco: Clique na guia Ferramentas e utilitários e depois clique em Acronis DriveCleanser Siga os passos do assistente do Acronis DriveCleanser.

120 Seleção de dados Primeiro, você deve selecionar as partições do disco rígido onde deseja destruir os dados. Para selecionar uma partição, clique no retângulo correspondente. Você verá uma marca vermelha no canto superior direito indicando que a partição está selecionada. Você pode selecionar um disco rígido inteiro ou vários discos para destruição de dados. Para fazê-lo, clique no retângulo correspondente ao disco rígido (com um ícone do dispositivo, número do disco e capacidade). Você pode selecionar simultaneamente várias partições localizadas em diferentes unidades de discos rígidos ou em diversos discos, bem como espaços não alocados nos discos. O Acronis DriveCleanser não pode limpar partições em discos dinâmicos e GPT, assim eles não serão mostrados na janela Seleção da origem. Clique em Próximo para continuar.

121 Se os discos e/ou partições selecionados incluírem o disco ou partição do sistema, você verá uma janela de aviso. Tenha cuidado, pois se clicar em OK nessa janela de aviso e depois em em Prosseguir na janela Resumo você irá limpar a partição do sistema contendo seu sistema operacional Windows Seleção de algoritmo O Acronis DriveCleanser utiliza muitos dos algoritmos mais conhecidos de destruição de dados. Selecione o algoritmo desejado na lista suspensa. Os métodos de destruição de dados são descritos em detalhes em Métodos de limpeza de discos rígidos (pag. 126) deste guia. Depois da seleção de um algoritmo, o Acronis DriveCleanser irá realizar todas as ações necessárias para destruir o conteúdo das partições ou discos selecionados. Após a conclusão, você verá uma mensagem indicando que a destruição dos dados foi bem-sucedida.

122 O Acronis DriveCleanser oferece a você outro recurso muito útil - estimar os resultados da execução de um algoritmo de destruição de dados em um disco rígido ou partição. Ele apresenta um Editor de Disco Integrado (ferramenta de pesquisa de disco rígido). Os algoritmos anteriormente mencionados oferecem vários níveis de destruição de dados confidenciais. Desse modo, o quadro que você pode ver em um disco ou partição depende do algoritmo de destruição de dados. Mas o que você realmente vê são setores do disco com símbolos zeros ou randômicos. Criando algoritmos customizados de destruição de dados O Acronis DriveCleanser lhe oferece a oportunidade de criar seus próprios algoritmos para limpeza de discos rígidos. Embora o software inclua diversos níveis de destruição de dados, você pode escolher criar seu próprio nível. Isso é recomendado somente para usuários familiarizados com os princípios de destruição de dados usados em métodos seguros de limpeza de disco. Para criar um algoritmo de limpeza de disco rígido customizado, selecione e clique na linha Customizado na lista suspensa da janela de seleção do Algoritmo. Neste caso, alguns novos passos necessários aparecerão no assistente do DriveCleanser e você poderá criar um algoritmo de destruição de dados que corresponda às suas exigências de segurança. Após criar um método customizado, você poderá salvar o algoritmo criado. Isso é muito conveniente se você for usá-lo novamente. Carregando um algoritmo de um arquivo Se você criou e salvou seu algoritmo para destruição de dados enquanto trabalhava com o software True Image HD 2014, poderá usá-lo da seguinte maneira: Na janela Selecionar algoritmo, escolha Carregar do arquivo na lista suspensa e selecione o arquivo com os parâmetros do algoritmo de destruição de dados customizado. Por padrão, tais arquivos têm uma extensão *.alg. Definição do algoritmo A janela de definição do algoritmo mostra um modelo do futuro algoritmo.

123 A janela contém a seguinte legenda: A primeira coluna da lista contém o tipo de operação em um disco (há apenas dois: para gravar um símbolo no disco, "gravação"; e para confirmar a gravação, "verificação"); a segunda coluna contém o padrão de dados a serem gravados no disco. O padrão a ser gravado é sempre um valor hexadecimal, por exemplo, um valor desse tipo: 0x00, 0xAA, ou 0xCD, etc. Esses valores têm 1 byte, mas podem ter até 512 bytes. Exceto para esses valores, você pode entrar com um valor hexadecimal de qualquer tamanho (até 512 bytes). Seu algoritmo pode incluir também mais um valor para gravação que é designado como «valor complementar» o valor que é complementar àquele gravado no disco durante o passo anterior. Se o valor binário é representado pela sequência (0x8A), então o valor binário complementar será representado pela sequência (0x75). A janela de definição do algoritmo lhe oferece somente o modelo do algoritmo. Você deve definir exatamente que software deve ser gravado no disco para destruir os dados confidenciais de acordo com seu algoritmo. Para isso, clique com o mouse sobre a linha que representa o passo nº 1 e clique em Editar. Ajuste do passo de limpeza A janela Ajuste de Passo de Limpeza permite a você definir o padrão a ser gravado no disco (valor hexadecimal). Este é significado dos elementos de controle da janela: Você pode inserir qualquer valor hexadecimal no campo na chave Gravar padrão para gravá-lo em um disco rígido durante qualquer passo (durante o primeiro passo neste caso). Ao definir a chave na posição Gravar um número randômico, você irá primeiro selecionar gravar um valor randômico no disco e especificar o total do valor randômico em bytes no campo abaixo. O padrão norte-americano proporciona a gravação de valores randômicos em cada byte de cada setor do disco durante o primeiro passo, assim defina a chave na posição Gravar um número randômico e digite 1 no campo. Clique no botão OK para continuar. Você será encaminhado novamente para a janela de definição de algoritmo e verá que o registro anterior (gravar 00) foi substituído por gravar randômico, 1 byte. Para definir o próximo passo, clique no botão Adicionar. Você verá uma janela que já lhe é familiar, mas desta vez haverá mais posições de chave disponíveis: duas posições adicionais estarão disponíveis para seleção: Padrão gravar complemento para passo anterior: Como ocorre durante o segundo passo do padrão norte-americano, cada setor de disco é preenchido com valores hexadecimais complementares àqueles gravados durante o passo anterior. Dessa forma, você deve definir a chave na posição Gravar complementar para padrão do passo anterior e clicar no botão OK. Você será encaminhado novamente para a janela de definição do algoritmo. Nesta janela, o segundo registro tem a seguinte aparência: gravar complemento para padrão do passo anterior. Verificar

124 Seguindo as especificações norte-americanas para o padrão de destruição de dados, defina o terceiro e quarto passos de substituição de dados. Do mesmo modo, você pode criar qualquer algoritmo de destruição de dados que corresponda às suas exigências de segurança. Salvar algoritmo customizado Na próxima janela Salvar Algoritmo Customizado, você poderá salvar o algoritmo que foi criado. Isso será muito útil se você for usá-lo novamente. Para salvar seu algoritmo você precisa dar a ele um nome de arquivo e definir o caminho no campo Selecionar arquivo ou localizar um arquivo existente no disco. Cada algoritmo customizado é armazenado em um arquivo separado com seu próprio nome. Se você tentar gravar um novo algoritmo em um arquivo já existente, o conteúdo do arquivo existente será apagado Ações pós-limpeza Na janela ações Pós-limpeza, você pode selecionar ações a serem realizadas nas partições selecionadas para a destruição de dados. O Acronis DriveCleanser oferece a você três opções: Nenhuma ação apenas destruir os dados usando o algoritmo selecionado abaixo Excluir partição destruir dados e excluir partição Formatar destruir dados e formatar partição (padrão) Resumo de limpeza de disco A janela resumo contém a lista de operações a serem realizadas. Observe que após clicar no botão Prosseguir, as partições selecionadas serão excluídas permanentemente. Assim o botão é desativado até que você marque a caixa de seleção Limpar as partições selecionadas irreversivelmente. Clique no botão Prosseguir para começar as operações listadas.

125 Clique no botão Opções para realizar os passos opcionais. Clique no botão Cancelar para sair do assistente sem realizar quaisquer operações Editor de disco (modo somente leitura) O Acronis DriveCleanser oferece a você outro recurso muito útil - para estimar os resultados da execução de um método de destruição de dados em um disco rígido ou partição. Para visualizar o estado de seus discos ou partições apagadas, clique na guia Ferramentas e Utilitários. Em seguida clique no link Visualizar o estado atual dos seus discos e selecione a partição cujos resultados de limpeza você deseja visualizar. Isso abre um Editor de Disco Acronis integrado (no modo somente leitura). Diferentes algoritmos oferecem vários níveis de destruição de dados confidenciais. Desse modo, o quadro que você poderia ver em um disco ou partição depende do método de destruição de dados. Mas o que você realmente vê são setores do disco com símbolos zeros ou randômicos. Pesquisa de conteúdo no disco rígido O menu Pesquisa permite a você pesquisar uma linha em um disco rígido ou ir até um setor do disco de acordo com seu offset absoluto. Selecionando o item Pesquisa no mesmo menu dará a você acesso a funções de pesquisa de linhas no disco que está sendo editado. (Você pode fazer o mesmo pressionando a combinação de teclas Ctrl + F). Os parâmetros de pesquisa são definidos na caixa de diálogo Pesquisa. Para iniciar a pesquisa: Uma linha de pesquisa pode ser definida como um char (campo Texto ) e valor numérico (hexadecimal) (campo Hex ). Quando você digita texto no campo Texto ele será automaticamente convertido em valor hexadecimal no campo Hex e vice-versa. Marque o parâmetro Diferenciar letras maiúsculas e minúsculas para considerar o tipo de letra. Se você selecionou um modo pesquisa sem definir o tipo de letra, não apenas o tipo mas também os elementos dos caracteres acima serão ignorados por conjuntos de caracteres romanos.

126 Verifique o parâmetro Pesquisar no offset do setor para pesquisar uma determinada linha em um determinado offset dentro do setor Clique em OK para iniciar a pesquisa. Depois que o processo de pesquisa for concluído, a posição atual será movida para onde a linha foi encontrada, ou irá permanecer a mesma se nenhuma linha for encontrada. Você pode pesquisar a próxima linha da posição atual selecionando o item Pesquisar novamente no menu Pesquisa ou pressionando a tecla F3. Ir para o setor Você pode ir para o setor necessário de acordo com o offset absoluto selecionando a linha Ir para no menu Pesquisa (ou pressionando a combinação de teclas Alt+P ). Ao selecionar esta linha é aberta a caixa de diálogo Ir para. A transição é realizada indicando o offset absoluto do setor, ou cilindro, cabeça e números de setores. Os parâmetros listados são associados por esta expressão: (CYL x HDS + HD) x SPT + SEC 1 Onde CYL, HD, SEC são números do cilindro, cabeça, setor nas coordenadas CHS (Cylinder Head Sector); HDS é o número de cabeças por disco, SPT é o número de setores por trilha. Você pode voltar de um setor para outro selecionando o item Voltar no menu Pesquisa (ou pressionando a combinação de teclas Ctrl+Backspace) Métodos de limpeza do disco rígido As informações removidas de uma unidade de disco rígido por meios não seguros (por exemplo, por simples exclusão no Windows) podem facilmente ser recuperadas. Utilizando equipamento especial é possível recuperar até mesmo informações sobrescritas repetidamente. Em consequência, a limpeza garantida dos dados é mais importante do que nunca. A limpeza garantida das informações de um meio magnético (por exemplo, unidade de disco rígido) significa que é impossível recuperar os dados até mesmo por parte de um especialista qualificado com a ajuda de todas ferramentas e métodos de recuperação conhecidos. Esse problema pode ser explicado da seguinte maneira: Os dados são armazenados em um disco rígido como uma sequência binária de 1 e 0 (um e zero), representados por diferentes partes magnetizadas de um disco. De modo geral, o 1 gravado em um disco rígido é lido como 1 por seu controlador, e 0 é lido como 0. Entretanto, se você gravar 1 sobre 0, o resultado é condicionalmente 0,95 e vice-versa se 1 é gravado sobre 1 o resultado é Essas diferenças são irrelevantes para o controlador. No entanto, com o uso de equipamento especial, alguém pode facilmente ler a sequência «encoberta» de 1's e 0's. É necessário somente software especializado e hardware não muito caro para que se leia dados "excluídos" desta maneira, analisando-se a magnetização de setores do disco rígido, magnetização residual de lados de trilhas e/ou usando-se os atuais microscópios magnéticos. A gravação em meio magnético acarreta efeitos sutis conforme o resumo a seguir: cada trilha de um disco armazena uma imagem de todos os registros gravados até então, mas o efeito de tais registros (camada magnética) se torna mais sutil à medida que o tempo passa.

127 Princípios de funcionamento de métodos de limpeza de informações Fisicamente, a limpeza completa de informações de um disco rígido envolve a troca de cada área magnética elementar do material de gravação tantas vezes quanto possível, gravando sequências especialmente selecionadas de 1's e 0's lógicos (também conhecidas como amostras). Com o uso de métodos lógicos de codificação de dados em discos rígidos atuais, você pode selecionar amostras de sequências de símbolos (ou bits de dados elementares) para a gravação em setores com a finalidade de, repetida e efetivamente, limpar informações confidenciais. Os métodos oferecidos pelos padrões nacionais oferecem gravação (simples ou tripla) de símbolos randômicos em setores do disco que são decisões absolutas e arbitrárias, em geral, mas ainda assim aceitáveis em situações simples. O método de limpeza da informação mais eficiente é baseado em uma análise profunda de recursos sutis de gravação de dados em todos os tipos de discos rígidos. Esse conhecimento confirma a necessidade de métodos complexos de multipassagem para garantir a exclusão das informações. A teoria detalhada de exclusão garantida de informações é descrita em um artigo de Peter Gutmann. Consulte: Exclusão segura de dados de memória magnética e de estado sólido em Métodos de exclusão de informações usados pela Acronis A tabela abaixo descreve rapidamente os métodos de exclusão de informações usados pela Acronis. Cada descrição apresenta o número de passos do setor do disco rígido juntamente com os números gravados em cada byte do setor. A descrição de métodos incorporados de exclusão de informações Nº Algoritmo (método de gravação) 1. Departamento de Defesa dos Estados Unidos M 2. Estados Unidos: NAVSO P (RLL) 3. Estados Unidos: NAVSO P (MFM) Passos Registro 4 1 º passo símbolos selecionados randomicamente para cada byte de cada setor, 2 complementar à gravação durante o 1 º passo; 3 símbolos randômicos novamente; 4 verificação da gravação. 4 1 º passo 0x01 para todos os setores, 2 0x27FFFFFF, 3 sequências de símbolos randômicos, 4 verificação. 4 1 º passo 0x01 para todos os setores, 2 0x7FFFFFF, 3 sequências de símbolos randômicos, 4 verificação. 4. Alemão: VSITR 7 1 º 6 º sequências alternadas de : 0x00 e 0xFF; 7 º 0xAA; i.e. 0x00, 0xFF, 0x00, 0xFF, 0x00, 0xFF, 0xAA. 5. Russo: GOST P Zeros lógicos (números 0x00) para cada byte de cada setor para sistemas de nível de segurança 6 º a 4 º. Símbolos selecionados randomicamente (números) para cada byte de cada setor para sistemas de nível de segurança 3 º a 1 º.

128 Nº Algoritmo (método de gravação) Passos Registro 6. Método Peter Gutmann 35 O método Peter Gutmann é muito sofisticado. Ele é baseado em sua teoria de limpeza de informações de disco rígido (consulte exclusão segura de memória magnética e de estado sólido). 7. Método Bruce Schneier 7 Bruce Schneier oferece um método de sobrescrever de sete passos em seu livro Applied Cryptography. 1 º passo 0xFF, 2 º passo 0x00, e depois cinco vezes com uma sequência pseudo-randômica criptograficamente segura. 8. Rápido 1 Zeros lógicos (números 0x00) para todos os setores a serem limpos. 6.9 Montando uma imagem O Acronis True Image HD 2014 oferece montagem de imagens e exploração de imagens e backups em nível de arquivo. Exploração de imagens e backups em nível de arquivo permite que você visualize seu conteúdo e copie os arquivos selecionados em um disco rígido. Para explorar um backup no Windows Explorer, clique duas vezes no arquivo tib correspondente. Você pode também clicar com o botão direito e selecionar Explorar no menu de atalho. Quando você copiar arquivos de um backup que está sendo explorado, os arquivos copiados perdem o atributo "Compactado" e "Criptografado". Se você precisar manter esses atributos é recomendável recuperar o backup. Montando imagens como unidades virtuais permite a você acessá-las embora sejam unidades físicas. Tal capacidade significa que: um novo disco com sua própria letra irá aparecer na lista de unidades usando o Windows Explorer e outros gerenciadores de arquivos, você pode visualizar os conteúdos de imagem como se estivessem localizadas em um disco ou partição física você poderá usar o disco virtual do mesmo modo que o disco real: abrir, salvar, copiar, mover, criar, excluir arquivos ou pastas. Se necessário a imagem pode ser montada no modo somente leitura. As operações descritas nessa seção são compatíveis somente com os sistemas de arquivos FAT e NTFS. Lembre-se que, embora backups de arquivos e imagens de disco/partição tenham como padrão somente a extensão".tib", somente imagens podem ser montadas. Se desejar visualizar o conteúdo do backup de arquivos, use a operação Explorar. Como montar uma imagem 1. Abra o assistente de Montagem clicando em Montar imagem na guia Ferramentas e Utilitários.

129 2. Selecione o backup para montagem. Se selecionou um backup contendo imagens incrementais, você pode selecionar uma das imagens incrementais sucessivas (também chamadas de "versões de backup") pela sua data/hora de criação. Desse modo, você pode explorar a condição dos dados em um certo momento. Para montar uma imagem incremental você precisa ter todas as versões de backups anteriores e o backup inicial completo. Se algum dos backups sucessivos estiver faltando, a montagem não será possível. Se o backup foi protegido por senha, o Acronis True Image HD 2014 irá solicitar a senha em uma caixa de diálogo. Nenhum layout das partições será mostrado, nem o botão Próximo será habilitado até que você digite a senha correta.

130 3. Selecione a partição para montagem como um disco virtual. (Observe que você não pode montar uma imagem do disco inteiro, exceto no caso em que o disco consistir de uma só partição). Se a imagem contém várias partições, por padrão, todas elas serão selecionadas para montagem com letras de unidade designadas automaticamente. Se você desejar designar letras de unidade diferentes para as partições a serem montadas, clique em Opções. Você pode também selecionar uma letra a ser designada para o disco virtual na lista suspensa Montar letra. Se não desejar montar uma partição, selecione Não montar na lista ou desmarque a caixa de seleção da partição. 4. Depois de concluir as configurações, clique em Prosseguir para conectar as imagens da partição selecionada como discos virtuais. 5. Depois que a imagem for conectada, o programa irá executar o Windows Explorer, mostrando seu conteúdo. Agora você pode trabalhar com arquivos ou pastas como se estivessem localizados em um disco real.

131 6.10 Desmontando uma imagem Recomendamos que o disco virtual seja desmontado depois que todas as operações necessárias estiverem concluídas, já que manter discos virtuais consome consideráveis recursos do sistema. Se o disco não for desmontado, ele irá desaparecer depois que seu computador for desligado. Para desconectar o disco virtual, clique em Desmontar imagem na guia Ferramentas e Utilitários, selecione o disco a ser desmontado e clique em OK. Se tiver montado várias partições, por padrão, todas elas serão selecionadas para desmontagem. É possível desconectar todas as unidades montadas ao mesmo tempo ou desconectar somente aquelas em que a montagem não seja mais necessária. Você pode fazer isso no Windows Explorer clicando com botão direito no ícone do disco e selecionando Desmontar Trabalhando com arquivos.vhd Os backups True Image (arquivos.tib) de discos ou partições podem ser convertidos em backups Windows (arquivos.vhd). Como usar arquivos.vhd O True Image permite recuperar seu sistema de um arquivo.vhd criado pelo utilitário Windows Backup. Consulte Recuperação usando arquivos.vhd criados pelo Windows Backup para mais detalhes. Você pode reinicializar seu computador a partir do arquivo convertido.vhd para testar se o backup é válido e pode ser recuperado para um sistema operacional reinicializável. Você também pode reinicializar a partir de um arquivo.tib. Neste caso, ele será convertido automaticamente para um arquivo.vhd. Consulte Reinicialização a partir de uma imagem.tib de suas partições do sistema para mais detalhes. Você pode manter um arquivo convertido em.vhd para situações de emergência. Por exemplo, se o seu computador não puder iniciar e você precisar que ele funcione imediatamente, você pode inicializar a partir de um arquivo em.vhd.

132 No Windows 7, você pode montar um arquivo.vhd como uma unidade adicional. O arquivo.vhd pode conter quaisquer partições - de sistema ou não. Limitações e informações adicionais Um backup de arquivo não pode ser convertido em um arquivo.vhd. Para inicializar a partir de um arquivo convertido em.vhd, ele deverá conter: Partição do sistema do mesmo computador. Você não pode inicializar outros computadores usando o mesmo arquivo.vhd. Windows 7 Ultimate ou Windows 7 Enterprise. Quaisquer mudanças feitas em um arquivo.vhd inicializado ou montado são salvas nele. Se você inicializar a partir de um arquivo.vhd e fizer mudanças nos dados que não sofreram backup, essas mudanças irão afetar seu sistema vivo. Você não pode executar um arquivo convertido em.vhd como uma máquina virtual. As versões autônomas do True Image HD 2014 que iniciam ao serem inicializadas a partir da mídia de resgate não suportam operações de conversão. Imagens em disco criadas pelo Windows 8 (arquivos.vhdx) não são suportadas. O True Image não pode converter arquivos.tib e.vhd que contenham volumes dinâmicos originalmente localizados em mais de uma unidade de disco (por exemplo, volumes dinâmicos estendidos ou distribuídos). Nesta seção Recuperação usando arquivos vhd criados pelo Windows Backup Recuperação usando arquivos vhd criados pelo Windows Backup Você pode ter arquivos vhd files se usou o utilitário Windows Backup incluído no Windows Vista e Windows 7 para backup do disco rígido do sistema. Quando precisar recuperar seu sistema usando um arquivo de backup vhd, proceda da seguinte maneira: 1. Organize a ordem de inicialização no BIOS de modo que o seu dispositivo mídia de resgate (CD, DVD ou pen drive USB) seja o primeiro dispositivo de inicialização. Consulte Organizando a ordem de inicialização no BIOS (pag. 65). 2. Inicie a partir da mídia de resgate e selecione Acronis True Image HD Depois que o Acronis True Image HD 2014 for iniciado, clique no link Meus Discos em Recuperar na tela de boas-vindas. 4. Escolha o arquivo de backup em vhd a ser usado para recuperação pela sua data de criação. Quando o backup vhd requerido não for mostrado, clique em Procurar, selecione Windows Backup Archives (*.vhd) no campo"arquivos do tipo" e localize o backup para recuperação. Mesmo que o backup vhd requerido seja mostrado na tela, depois de selecioná-lo o Acronis True Image HD 2014 pode exibir a seguinte mensagem: "O Acronis True Image HD 2014 não pode detectar o volume 1 do "Backup_Name" archive", onde Backup_Name é o nome do arquivo escolhido. Isso acontece porque as letras do disco no Acronis True Image HD 2014 autônomo podem diferir daquelas do Windows e o caminho para este backup armazenado nas informações metadados irão indicar a localização errada. Nesses casos, clique em Procurar, selecione Windows Backup Archives (*.vhd) no campo "Arquivos do tipo" e localize o backup para recuperação.

133 5. No próximo passo selecione Recuperar discos e partições inteiras (se não estiver selecionado) e clique em Próximo. 6. Selecione a partição do sistema no passo O que recuperar. Normalmente você não precisará recuperar o MBR. 7. Depois especifique as configurações da partição do sistema selecionado: localização, tipo (primária, ativa) e tamanho. Ao recuperar a partição para o local original, você não precisará realizar quaisquer mudanças de configuração. 8. Leia o Resumo das operações de recuperação e depois clique em Prosseguir. Você pode recuperar partições e discos dos arquivos vhd enquanto trabalha no Windows. Isso é preferível para recuperar partições e discos de dados Importação e exportação de configurações de backup O True Image HD 2014 permite importar e exportar as configurações de seus backups. Isso pode ser desejável se você precisar transferir as configurações para um novo PC depois de instalar o True Image HD 2014 naquele computador. Essa transferência tornará a configuração de backups no novo PC muito mais fácil. Você precisa somente exportar as configurações e depois importá-las para o outro PC. As configurações são exportadas na forma de arquivos de script. O conteúdo das configuração pode ser diferente dependendo do tipo de backup. No caso de backups de disco e arquivos "clássicos", as configurações consistem dos seguintes itens: lista de itens para backup opções de backup localização de backup programação esquema de backup regras de limpeza automática regras de denominação de versão de backup Para exportar as configurações dos seus backups existentes, clique em Ferramentas e Utilitários na barra de menu. Depois clique em Exportar configurações de backup e procure o destino para salvar os arquivos de script com as configurações. Para importar as configurações, inicie o True Image HD 2014 em outro computador e clique em Ferramentas e Utilitários na barra de menu. Depois clique em Importar configurações de backup e mostre o caminho para os arquivos de script com as configurações. Após importar as configurações você talvez precise alterar algumas delas para que se ajustem ao novo ambiente. Por exemplo, pode ser necessário alterar a lista de itens para backup, o destino do backup, etc. Se desejar copiar alguns de seus backups para outro computador, é recomendável exportar também as configurações daqueles backups. Desse modo você não perderá algumas das funcionalidades do backup copiado.

134 7 Resolução de problemas Nesta seção Relatório de Sistema do Acronis Relatório Inteligente de Erro do Acronis Recomendações gerais Criação de um CD de resgate customizado Visualização de log Programa de Experiência do Cliente Acronis Relatório de Sistema do Acronis Quando você entra em contato com a equipe de suporte do produto eles normalmente precisam de informações sobre o seu sistema para resolver o seu problema. Algumas vezes a obtenção de informações é um processo inconveniente que pode levar muito tempo. A ferramenta Gerar relatório do sistema simplifica esse procedimento. Ela gera um relatório do sistema contendo todas as informações técnicas necessárias e permite a você salvar a informação em um arquivo. Quando necessário, você pode anexar o arquivo criado à descrição do seu problema e enviá-lo para a equipe de suporte do produto. Isso irá simplificar e agilizar a busca por uma solução. Para gerar um relatório do sistema, realize um dos seguintes: Na janela do programa principal clique no símbolo interrogação e selecione Gerar relatório do sistema. No menu Iniciar do Windows, clique em Todos os programas -> Acronis -> True Image HD > Ferramentas e Utilitários -> Relatório do sistema Acronis. Pressione CTRL+F7. Observe que você pode usar a combinação de teclas mesmo quando o True Image HD 2014 estiver realizando qualquer outra operação. Depois que o relatório é gerado: Para salvar o relatório do sistema gerado em arquivo, clique em Salvar e na janela aberta especifique um local para o arquivo criado. Para sair da janela do programa principal sem salvar o relatório, clique em Cancelar. Você pode colocar a ferramenta em sua mídia de resgate inicializável como um componente separado para gerar um relatório do sistema quando seu computador não puder ser inicializado. Depois de inicializar a partir da mídia, você pode gerar o relatório sem executar o True Image HD Simplesmente conecte uma unidade flash USB e clique no ícone Relatório do Sistema Acronis. O arquivo gerado será salvo na unidade flash USB. Colocação da ferramenta de Relatório do Sistema Acronis em uma mídia de resgate inicializável: Marque a caixa de seleção Relatório do Sistema Acronis na página Seleção de Conteúdo da Mídia de Resgate do assistente do Acronis Media Builder. Clique em Próximo para continuar. Criação de um relatório de sistema a partir do prompt da linha de comando 1. Execute o Windows Command Processor (cmd.exe) como administrador. 2. Altere o diretório atual para a pasta de instalação do True Image HD Para fazê-lo, digite: cd C:\Program Files (x86)\acronis\trueimagehome

135 3. Para criar o arquivo de relatório do sistema, digite: SystemReport O arquivo SystemReport.zip será criado na pasta atual. Se desejar criar o arquivo de relatório com um nome customizado, digite o novo nome em vez de <file name>: SystemReport.exe /filename:<file name> 7.2 Relatório Inteligente de Erro do Acronis Para ajudar os usuários na resolução de problemas, os novos lançamentos de produtos Acronis empregam o chamado Relatório Inteligente de Erro do Acronis. Quando um problema é causado por um erro na operação do programa, o True Image HD 2014 exibe uma mensagem de erro apropriada. Um erro comum A mensagem de erro contém um código de evento com uma breve descrição do erro (algumas vezes com uma solução possível), por exemplo: "Verifique o disco e o sistema de arquivos em busca de erros e tente repetir a operação. Código do evento: 0x000101F6" A mensagem de erro pode também incluir o módulo de programa onde o erro ocorreu e a mensagem de erro do módulo. Você pode visualizar informações mais detalhadas sobre o erro clicando no link Mais detalhes na caixa de mensagem. As informações detalhadas podem ter a aparência mostrada na captura de tela a seguir: Para ver o artigo Base de Conhecimento Acronis sugerindo uma solução para a correção de erro, clique no botão Base de Conhecimento.

136 Esta ação abrirá uma janela de confirmação que lista as informações a serem enviadas via Internet para a Base de Conhecimento Acronis. Clique em OK para permitir o envio da informação. Se no futuro você desejar enviar tal informação sem confirmação, marque a caixa de seleção Enviar sempre sem confirmação. Um erro no módulo de nível baixo Às vezes, um erro pode ocorrer em um módulo do programa de nível baixo e depois se propagar para os módulos de nível mais alto resultando em erros também nesses módulos. Isso é chamado de erro composto, onde cada módulo de nível mais alto gera seu próprio código de erro (evento). O código de evento a seguir é um exemplo: 0x x x Os códigos de evento de diferentes módulos são combinados com símbolos "+". Ao inserir manualmente tais códigos de evento no campo apropriado para pesquisa na Base de Conhecimento, insira os componentes do código de evento sem espaços ao redor dos símbolos "+". Se você não tem Internet Se você não tiver acesso à Internet quando essa mensagem de erro é mostrada (isso pode acontecer, por exemplo, quando inicializado a partir da mídia de resgate), anote o código do evento. Quando você estabelecer conexão com a Internet ou se puder usar outro computador onde a conexão à Internet esteja disponível, use o URL a seguir para o formulário de relatório de erro no site da Acronis: Selecione a versão do produto Acronis que você utiliza e insira manualmente o código de evento no campo apropriado. Depois, clique no botão Pesquisar para pesquisar um artigo que possa conter a solução para o seu problema. 7.3 Recomendações gerais A informação abaixo pode ajudá-lo nas questões de resolução de problemas encontrados durante a instalação e uso do True Image HD Com muita frequência a causa de um problema pode ser bem simples. Por exemplo, uma conexão frouxa de um disco rígido externo. Antes de tentar outras soluções descritas neste capítulo, é aconselhável verificar se o problema é causado por um seguintes fatores: conexões frouxas com a unidade externa; má qualidade dos cabos de conexão; Ao usar um disco rígido USB externo tente as seguintes sugestões adicionais:

137 Se a unidade estiver conectada através de um hub, conecte-a diretamente à parte traseira do seu PC; para evitar conflitos com outros dispositivos USB conectados ao seu PC, tente desconectar todos os dispositivos USB (exceto o mouse e o teclado). Você pode tentar encontrar a solução para o seu problema na Base de Conhecimento do Suporte Acronis (KB). Para acessar o Suporte KB, clique no link a seguir: Em seguida use a função Pesquisar. Insira as palavras-chave relacionadas ao seu problema no campo apropriado e clique em Pesquisar. A KB pode ter recomendações para solucionar seu problema específico. A equipe de Suporte Acronis adiciona permanentemente novos artigos à Base de Conhecimento (KB). Se você não conseguir encontrar a solução para o seu problema na KB ou as soluções sugeridas não ajudarem, não hesite em entrar em contato com a equipe de suporte do produto. Quando o seu problema for um erro encontrado durante a operação do True Image HD 2014, a caixa de mensagem de erro irá conter o botão Base de Conhecimento. Ao clicar no botão você será encaminhado para um artigo no Suporte KB que oferece as soluções para o problema que está causando o erro. A caixa mensagem de erro também terá um link para o Suporte KB Acronis. Esse link pode ser útil quando a KB ainda não tem o artigo apropriado. Clicando no link você será encaminhado para um formulário Web. Nesse local você pode inserir o código do evento exibido na caixa de erro para pesquisar a solução em toda a KB. Para mais informações, consulte Relatório Inteligente de Erros Acronis. Relatório do sistema A equipe de suporte do produto pode solicitar que você forneça o relatório do sistema. Para criar o relatório, selecione Gerar relatório do sistema no menu Ajuda, em seguida salve o relatório e envie para a equipe de suporte do produto. Para mais informações, consulte Relatório do Sistema Acronis. 7.4 Criação de um CD de resgate customizado Na maioria dos casos você pode usar um CD de resgate padrão criado com a ajuda do Acronis Media Builder. Para mais informações consulte Criando uma mídia de resgate inicializável (pag. 94). Se o ambiente de recuperação não puder detectar algumas das unidades de disco rígido, o adaptador de rede, o mouse e o teclado, normalmente há um problema com os drivers. Assim, quando o disco de resgate padrão sente a falta de alguns drivers de hardware, você precisa criar um disco customizado. O ambiente de recuperação baseado em Linux usado pelo Acronis não oferece a capacidade para os usuários adicionarem novos drivers. Por causa disso, você deve solicitar à equipe de suporte do produto para criar um CD de resgate customizado que terá todos os drivers necessários. Antes de fazer uma solicitação, reúna informações sobre o seu sistema. Para fazê-lo você precisará criar um relatório do sistema em mídia inicializável. Geração de um relatório do sistema: 1. Crie a mídia de inicialização Acronis se você ainda não a criou. Veja os detalhes no Acronis Media Builder. 2. Organize a ordem de inicialização no BIOS de modo que o seu dispositivo mídia de resgate (CD, DVD ou pen drive USB) seja o primeiro dispositivo de inicialização. Consulte Organizar a ordem de inicialização no BIOS. 3. Reinicialize a partir da mídia de resgate e selecione Imagem Real.

138 Ao invés de clicar em Imagem Real você pode conectar em uma unidade flash USB e clicar em Relatório do Sistema Acronis. Nesses casos o programa gera um relatório que é automaticamente salvo na unidade flash. 4. Clique na seta próxima ao ícone Ajuda ( ) e selecione Gerar relatório do sistema. 5. Depois que o relatório é gerado, clique em Salvar e na janela aberta especifique um local para o arquivo criado. O programa irá arquivar o relatório em um arquivo zip. Envie o arquivo para o Departamento de Atendimento ao Cliente da Acronis. Eles irão criar uma imagem iso de uma mídia de resgate customizada compatível com o hardware do seu computador e enviar a você o arquivo iso. Grave este arquivo em um CD/DVD usando um programa que possa executar arquivos iso, como o Nero. Fique ciente que encontrar os drivers apropriados e preparar a mídia de resgate customizada pode levar algum tempo. Além do mais, pode não ser possível em alguns casos encontrar os drivers apropriados. Depois de gravar seu CD de resgate customizado, teste-o para ter certeza de que todo o hardware do seu computador está sendo detectado no ambiente de recuperação. 7.5 Visualização de log A maioria das operações do True Image HD 2014 grava suas próprias entradas nos registros (logs). Quando ocorrem problemas com as operações, as entradas no registro podem fornecer informações sobre as causas. O log pode oferecer informações, por exemplo, sobre resultados de backups programados, incluindo as causas de qualquer falha. Se desejar visualizar o registro (log) das operações do True Image HD 2014, clique no ícone engrenagem na barra de ferramentas para abrir o menu Configurações e em seguida selecione Visualizar log.

139 Você também pode abrir o registro para visualização selecionando Visualizar log no menu Operações de uma caixa de backup. Neste caso você verá apenas os itens do log da última execução do backup selecionado. Visualização de entradas no log Por padrão, todos os registros (logs) são selecionados para visualização. O painel à direita mostra todas as principais entradas de log fechadas. Para expandir uma log de registro e visualizar itens de log individuais, clique duas vezes sobre ele. Para fechar a entrada de log expandida, clique novamente duas vezes sobre ela. Você pode percorrer as entradas de log usando a barra de rolagem no lado direito da janela. Para alguns eventos de erro o log pode ter o link Como resolver o problema. Ao clicar no link você será encaminhado para um artigo da Base de Conhecimento Acronis, que poderá ajudá-lo a solucionar o problema. Para excluir uma entrada de log, selecione-a, clique com o botão direito e selecione Excluir no menu de atalho. Para excluir todas as entradas de log, selecione Excluir todas. Você pode salvar também uma entrada de log em arquivo, selecionando Salvar. Para salvar todos os logs em arquivo, selecione Salvar todos. A barra de ferramentas Para visualizar os registros de um determinado período, selecione o período na lista suspensa. Você pode selecionarhoje, Semana passada, Mês passado e Customizado. Para ver todos os registros, selecione Todos. Para ver os registros de um intervalo de tempo específico, selecione Customizar e especifique o intervalo desejado. Você pode digitar as datas de início e fim do período desejado diretamente nos campos. Você pode selecionar também um intervalo de tempo no calendário. Para selecionar, clique na data de início e depois na data final, mantendo a tecla Shift pressionada. Para visualizar os registros de uma origem de evento específico, selecione a origem do evento desejado na lista suspensa abaixo Origem do evento: Você pode selecionar as seguintes origens de evento: Todos - mostra todos os eventos registrados.

Atualizando do Windows XP para o Windows 7

Atualizando do Windows XP para o Windows 7 Atualizando do Windows XP para o Windows 7 Atualizar o seu PC do Windows XP para o Windows 7 requer uma instalação personalizada, que não preserva seus programas, arquivos ou configurações. Às vezes, ela

Leia mais

Guia de Atualização do Windows XP para Windows 7

Guia de Atualização do Windows XP para Windows 7 Guia de Atualização do Windows XP para Windows 7 Conteúdo Etapa 1: Saiba se o computador está pronto para o Windows 7... 3 Baixar e instalar o Windows 7 Upgrade Advisor... 3 Abra e execute o Windows 7

Leia mais

Manual do Utilizador

Manual do Utilizador Manual do Utilizador Copyright Acronis, Inc., 2002-2012. Todos os direitos reservados. Acronis e Acronis Secure Zone são marcas comerciais registadas da Acronis, Inc. "Acronis Compute with Confidence",

Leia mais

Boot Camp Guia de Instalação e Configuração

Boot Camp Guia de Instalação e Configuração Boot Camp Guia de Instalação e Configuração Conteúdo 3 Introdução 4 Visão geral da instalação 4 Passo 1: Buscar atualizações 4 Passo 2: Preparar o Mac para Windows 4 Passo 3: Instalar o Windows no seu

Leia mais

Boot Camp Guia de Instalação e Configuração

Boot Camp Guia de Instalação e Configuração Boot Camp Guia de Instalação e Configuração Índice 3 Introdução 4 Requisitos Necessários 5 Visão Geral da Instalação 5 Passo 1: Buscar atualizações 5 Passo 2: Preparar o Mac para Windows 5 Passo 3: Instalar

Leia mais

Laplink PCmover Express A Maneira Mais Fácil de Migrar para um Novo PC Windows. Guia do Usuário

Laplink PCmover Express A Maneira Mais Fácil de Migrar para um Novo PC Windows. Guia do Usuário Laplink PCmover Express A Maneira Mais Fácil de Migrar para um Novo PC Windows Guia do Usuário Serviço de Atendimento ao Cliente/ Suporte Técnico Site: http://www.laplink.com/index.php/por/contact E-mail:

Leia mais

Manual de Utilização

Manual de Utilização Se ainda tiver dúvidas entre em contato com a equipe de atendimento: Por telefone: 0800 642 3090 Por e-mail atendimento@oisolucoespraempresas.com.br Introdução... 3 1. O que é o programa Oi Backup Empresarial?...

Leia mais

Manual do Utilizador

Manual do Utilizador Manual do Utilizador Copyright Acronis, Inc., 2000-2011. Todos os direitos reservados. Acronis e Acronis Secure Zone são marcas comerciais registadas da Acronis, Inc. "Acronis Compute with Confidence",

Leia mais

ESET NOD32 ANTIVIRUS 6

ESET NOD32 ANTIVIRUS 6 ESET NOD32 ANTIVIRUS 6 Microsoft Windows 8 / 7 / Vista / XP / Home Server Guia de Inicialização Rápida Clique aqui para fazer download da versão mais recente deste documento O ESET NOD32 Antivirus fornece

Leia mais

Guia do usuário do Seagate Dashboard

Guia do usuário do Seagate Dashboard Guia do usuário do Seagate Dashboard Guia do usuário do Seagate Dashboard 2013 Seagate Technology LLC. Todos os direitos reservados. Seagate, Seagate Technology, o logotipo Wave e FreeAgent são marcas

Leia mais

ANDRÉ ALENCAR 1 INFORMÁTICA INTERNET EXPLORER 9

ANDRÉ ALENCAR 1 INFORMÁTICA INTERNET EXPLORER 9 ANDRÉ ALENCAR 1 INFORMÁTICA INTERNET EXPLORER 9 1. JANELA PADRÃO Importante: O Internet Explorer não pode ser instalado no Windows XP. 2. INTERFACE MINIMALISTA Seguindo uma tendência já adotada por outros

Leia mais

Auslogics BoostSpeed 5 Manual

Auslogics BoostSpeed 5 Manual Página 1 Auslogics BoostSpeed 5 Manual [ Instalando e usando o Auslogics BoostSpeed 5 ] Página 2 Sumário O que é o Auslogics BoostSpeed?... 3 Recursos... 3 Comparando edições... 4 Instalação do programa...

Leia mais

Capítulo 7 O Gerenciador de Arquivos

Capítulo 7 O Gerenciador de Arquivos Capítulo 7 O Gerenciador de Arquivos Neste capítulo nós iremos examinar as características da interface do gerenciador de arquivos Konqueror. Através dele realizaremos as principais operações com arquivos

Leia mais

Projeto solidário para o ensino de Informática Básica

Projeto solidário para o ensino de Informática Básica Projeto solidário para o ensino de Informática Básica Parte 2 Sistema Operacional MS-Windows XP Créditos de desenvolvimento deste material: Revisão: Prof. MSc. Wagner Siqueira Cavalcante Um Sistema Operacional

Leia mais

Symantec Backup Exec 12.5 for Windows Servers. Guia de Instalação Rápida

Symantec Backup Exec 12.5 for Windows Servers. Guia de Instalação Rápida Symantec Backup Exec 12.5 for Windows Servers Guia de Instalação Rápida 13897290 Instalação do Backup Exec Este documento contém os seguintes tópicos: Requisitos do sistema Antes de instalar Sobre a conta

Leia mais

Manual do Utilizador

Manual do Utilizador Manual do Utilizador Copyright Acronis, Inc., 2000 2010. Todos os direitos reservados. Acronis e Acronis Secure Zone são marcas comerciais registadas da Acronis, Inc. "Acronis Compute with Confidence",

Leia mais

BACKUP ONLINE PASSOS PARA CONFIGURAÇÃO INICIAL DO PRODUTO

BACKUP ONLINE PASSOS PARA CONFIGURAÇÃO INICIAL DO PRODUTO BACKUP ONLINE PASSOS PARA CONFIGURAÇÃO INICIAL DO PRODUTO Criação de Conta de Usuário...03 Edição da Conta de Usuário...10 Download do Backup Online Embratel...10 Descrição dos Conjuntos de Cópia de Segurança...19

Leia mais

Executando o Modo Windows XP com Windows Virtual PC

Executando o Modo Windows XP com Windows Virtual PC Executando o Modo Windows XP com Windows Virtual PC Um guia para pequenas empresas Conteúdo Seção 1: Introdução ao Modo Windows XP para Windows 7 2 Seção 2: Introdução ao Modo Windows XP 4 Seção 3: Usando

Leia mais

Samsung Drive Manager Manual do usuário

Samsung Drive Manager Manual do usuário Samsung Drive Manager Manual do usuário O conteúdo deste manual está sujeitos a alteração sem aviso. Empresas, nomes e dados usados nos exemplos não são empresas, nomes e dados reais, exceto se observado

Leia mais

Digitalização. Copiadora e Impressora WorkCentre C2424

Digitalização. Copiadora e Impressora WorkCentre C2424 Digitalização Este capítulo inclui: Digitalização básica na página 4-2 Instalando o driver de digitalização na página 4-4 Ajustando as opções de digitalização na página 4-5 Recuperando imagens na página

Leia mais

Update 3. Manual do Utilizador

Update 3. Manual do Utilizador Update 3 Manual do Utilizador Copyright Acronis, Inc., 2000-2011. Todos os direitos reservados. "Acronis", "Acronis Compute with Confidence", "Acronis Recovery Manager", "Acronis Secure Zone", Acronis

Leia mais

para Mac Guia de Inicialização Rápida

para Mac Guia de Inicialização Rápida para Mac Guia de Inicialização Rápida O ESET Cybersecurity fornece proteção de última geração para o seu computador contra código malicioso. Com base no ThreatSense, o primeiro mecanismo de verificação

Leia mais

Professor: Macêdo Firmino Introdução ao Windows 7

Professor: Macêdo Firmino Introdução ao Windows 7 Professor: Macêdo Firmino Introdução ao Windows 7 O hardware não consegue executar qualquer ação sem receber instrução. Essas instruções são chamadas de software ou programas de computador. O software

Leia mais

Atualização, backup e recuperação de software

Atualização, backup e recuperação de software Atualização, backup e recuperação de software Guia do Usuário Copyright 2006 Hewlett-Packard Development Company, L.P. Microsoft e Windows são marcas registradas da Microsoft Corporation nos EUA. As informações

Leia mais

DIGISAT ERRO MIDAS.DLL

DIGISAT ERRO MIDAS.DLL DIGISAT ERRO MIDAS.DLL Para resolver esta questão, faça o download do "Registra Midas" e "midas.dll" que estão disponíveis nos links abaixo e salve-os dentro da pasta de instalação do sistema. Em seguida,

Leia mais

Microsoft Windows 7 / Vista / XP / 2000 / Home Server. Guia de Inicialização Rápida

Microsoft Windows 7 / Vista / XP / 2000 / Home Server. Guia de Inicialização Rápida Microsoft Windows 7 / Vista / XP / 2000 / Home Server Guia de Inicialização Rápida O ESET Smart Security fornece proteção de última geração para o seu computador contra código malicioso. Com base no ThreatSense,

Leia mais

OneDrive: saiba como usar a nuvem da Microsoft

OneDrive: saiba como usar a nuvem da Microsoft OneDrive: saiba como usar a nuvem da Microsoft O OneDrive é um serviço de armazenamento na nuvem da Microsoft que oferece a opção de guardar até 7 GB de arquivos grátis na rede. Ou seja, o usuário pode

Leia mais

ÁREA DE TRABALHO. Área de Trabalho ou Desktop Na Área de trabalho encontramos os seguintes itens: Atalhos Barra de tarefas Botão iniciar

ÁREA DE TRABALHO. Área de Trabalho ou Desktop Na Área de trabalho encontramos os seguintes itens: Atalhos Barra de tarefas Botão iniciar WINDOWS XP Wagner de Oliveira ENTRANDO NO SISTEMA Quando um computador em que trabalham vários utilizadores é ligado, é necessário fazer login, mediante a escolha do nome de utilizador e a introdução da

Leia mais

ESET NOD32 ANTIVIRUS 8

ESET NOD32 ANTIVIRUS 8 ESET NOD32 ANTIVIRUS 8 Microsoft Windows 8.1 / 8 / 7 / Vista / XP / Home Server 2003 / Home Server 2011 Guia de Inicialização Rápida Clique aqui para fazer download da versão mais recente deste documento

Leia mais

Informática Aplicada. Aula 2 Windows Vista. Professora: Cintia Caetano

Informática Aplicada. Aula 2 Windows Vista. Professora: Cintia Caetano Informática Aplicada Aula 2 Windows Vista Professora: Cintia Caetano AMBIENTE WINDOWS O Microsoft Windows é um sistema operacional que possui aparência e apresentação aperfeiçoadas para que o trabalho

Leia mais

SISTEMAS OPERACIONAIS LIVRES. Professor Carlos Muniz

SISTEMAS OPERACIONAIS LIVRES. Professor Carlos Muniz SISTEMAS OPERACIONAIS LIVRES Agendar uma tarefa Você deve estar com logon de administrador para executar essas etapas. Se não tiver efetuado logon como administrador, você só poderá alterar as configurações

Leia mais

Mac OS X 10.6 Snow Leopard Guia de instalação e configuração

Mac OS X 10.6 Snow Leopard Guia de instalação e configuração Mac OS X 10.6 Snow Leopard Guia de instalação e configuração Leia este documento antes de instalar o Mac OS X. Ele inclui informações importantes sobre como instalar o Mac OS X. Requisitos do sistema Para

Leia mais

Copyright? Acronis, Inc., 2000-2009. Todos os direitos reservados. "Acronis", "Acronis Compute with Confidence", "Acronis Snap Restore", "Acronis

Copyright? Acronis, Inc., 2000-2009. Todos os direitos reservados. Acronis, Acronis Compute with Confidence, Acronis Snap Restore, Acronis Copyright? Acronis, Inc., 2000-2009. Todos os direitos reservados. "Acronis", "Acronis Compute with Confidence", "Acronis Snap Restore", "Acronis Recovery Manager", "Acronis Secure Zone" e o logótipo da

Leia mais

Índice. Atualizado em: 01/04/2015 Página: 1

Índice. Atualizado em: 01/04/2015 Página: 1 MANUAL DO USUÁRIO Índice 1. Introdução... 3 2. Acesso ao Sistema... 4 2.1. Instalação... 4 2.1.1. Servidor - Computador Principal... 4 2.1.2. Estação - Computador na Rede... 6 2.1.3. Estação - Mapeamento

Leia mais

BlackBerry Desktop Software. Versão: 7.1. Guia do usuário

BlackBerry Desktop Software. Versão: 7.1. Guia do usuário BlackBerry Desktop Software Versão: 7.1 Guia do usuário Publicado: 2012-06-05 SWD-20120605130141061 Conteúdo Aspectos básicos... 7 Sobre o BlackBerry Desktop Software... 7 Configurar seu smartphone com

Leia mais

Acronis e Acronis Secure Zone são marcas comerciais registadas da Acronis, Inc.

Acronis e Acronis Secure Zone são marcas comerciais registadas da Acronis, Inc. Copyright Acronis, Inc., 2000-2011. Todos os direitos reservados. Acronis e Acronis Secure Zone são marcas comerciais registadas da Acronis, Inc. " Acronis Compute with Confidence", Acronis Startup Recovery

Leia mais

Norton 360 Online Guia do Usuário

Norton 360 Online Guia do Usuário Guia do Usuário Norton 360 Online Guia do Usuário Documentação versão 1.0 Copyright 2007 Symantec Corporation. Todos os direitos reservados. O software licenciado e a documentação são considerados software

Leia mais

Guia de Inicialização para o Windows

Guia de Inicialização para o Windows Intralinks VIA Versão 2.0 Guia de Inicialização para o Windows Suporte 24/7/365 da Intralinks EUA: +1 212 543 7800 Reino Unido: +44 (0) 20 7623 8500 Consulte a página de logon da Intralinks para obter

Leia mais

Guia de Introdução ao Parallels Desktop 10

Guia de Introdução ao Parallels Desktop 10 Guia de Introdução ao Parallels Desktop 10 Copyright 1999-2014 Parallels IP Holdings GmbH and its affiliates. All rights reserved. Parallels IP Holdings GmbH Vordergasse, 59 8200 Schaffhausen Suíça Tel:

Leia mais

Introdução ao QuarkXPress 10.0.1

Introdução ao QuarkXPress 10.0.1 Introdução ao QuarkXPress 10.0.1 CONTEÚDO Conteúdo Documentos relacionados...3 Requisitos de Sistema...4 Requisitos do sistema: Mac OS X...4 Requisitos do sistema: Windows...4 Instalação: Mac OS...5 Inclusão

Leia mais

Informática básica: Sistema operacional Microsoft Windows XP

Informática básica: Sistema operacional Microsoft Windows XP Informática básica: Sistema operacional Microsoft Windows XP...1 Informática básica: Sistema operacional Microsoft Windows XP...1 Iniciando o Windows XP...2 Desligar o computador...3 Área de trabalho...3

Leia mais

ESET SMART SECURITY 7

ESET SMART SECURITY 7 ESET SMART SECURITY 7 Microsoft Windows 8.1 / 8 / 7 / Vista / XP / Home Server 2003 / Home Server 2011 Guia de Inicialização Rápida Clique aqui para fazer download da versão mais recente deste documento

Leia mais

Introdução... 1. Instalação... 2

Introdução... 1. Instalação... 2 ONTE DO Introdução... 1 O que é IPP?... 1 Qual é a função de um software Samsung IPP?... 1 Instalação... 2 Requisitos do sistema... 2 Instalar o software Samsung IPP... 2 Desinstalar o software Samsung

Leia mais

Leia antes de instalar Mac OS X

Leia antes de instalar Mac OS X Leia antes de instalar Mac OS X Leia este documento antes de instalar o Mac OS X. Ele inclui informações sobre os computadores compatíveis, requisitos do sistema e como instalar o Mac OS X. Para obter

Leia mais

Guia de atualização passo a passo do Windows 8 CONFIDENCIAL 1/53

Guia de atualização passo a passo do Windows 8 CONFIDENCIAL 1/53 Guia de passo a passo do Windows 8 CONFIDENCIAL 1/53 Índice 1. 1. Processo de configuração do Windows 8 2. Requisitos do sistema 3. Preparações 2. 3. usando 4. usando o DVD de 5. usando o DVD de 6. 1.

Leia mais

Solução de gerenciamento de sistemas Dell KACE K1000 Versão 5.5. Guia de gerenciamento de ativos. Julho de 2013

Solução de gerenciamento de sistemas Dell KACE K1000 Versão 5.5. Guia de gerenciamento de ativos. Julho de 2013 Solução de gerenciamento de sistemas Dell KACE K1000 Versão 5.5 Guia de gerenciamento de ativos Julho de 2013 2004-2013 Dell, Inc. Todos os direitos reservados. Qualquer forma de reprodução deste material

Leia mais

Guia do Usuário do Servidor do Avigilon Control Center

Guia do Usuário do Servidor do Avigilon Control Center Guia do Usuário do Servidor do Avigilon Control Center Versão 5.0.2 PDF-SERVER5-A-Rev2_PT Copyright 2013 Avigilon. Todos os direitos reservados. A informação apresentada está sujeita a alteração sem aviso

Leia mais

ESET NOD32 ANTIVIRUS 9

ESET NOD32 ANTIVIRUS 9 ESET NOD32 ANTIVIRUS 9 Microsoft Windows 10 / 8.1 / 8 / 7 / Vista / XP Guia de Inicialização Rápida Clique aqui para fazer download da versão mais recente deste documento O ESET NOD32 Antivirus fornece

Leia mais

ESET SMART SECURITY 8

ESET SMART SECURITY 8 ESET SMART SECURITY 8 Microsoft Windows 8.1 / 8 / 7 / Vista / XP / Home Server 2003 / Home Server 2011 Guia de Inicialização Rápida Clique aqui para fazer download da versão mais recente deste documento

Leia mais

INTRODUÇÃO AO WINDOWS

INTRODUÇÃO AO WINDOWS INTRODUÇÃO AO WINDOWS Paulo José De Fazzio Júnior 1 Noções de Windows INICIANDO O WINDOWS...3 ÍCONES...4 BARRA DE TAREFAS...5 BOTÃO...5 ÁREA DE NOTIFICAÇÃO...5 BOTÃO INICIAR...6 INICIANDO PROGRAMAS...7

Leia mais

Guia de administração. BlackBerry Professional Software para Microsoft Exchange. Versão: 4.1 Service pack: 4B

Guia de administração. BlackBerry Professional Software para Microsoft Exchange. Versão: 4.1 Service pack: 4B BlackBerry Professional Software para Microsoft Exchange Versão: 4.1 Service pack: 4B SWD-313211-0911044452-012 Conteúdo 1 Gerenciando contas de usuários... 7 Adicionar uma conta de usuário... 7 Adicionar

Leia mais

Guia de Introdução ao Parallels Desktop

Guia de Introdução ao Parallels Desktop Guia de Introdução ao Parallels Desktop Copyright 1999-2012 Parallels Holdings, Ltd. and its affiliates. All rights reserved. Parallels Holdings, Ltd. c/o Parallels International GMbH. Parallels International

Leia mais

Paragon NTFS para Mac OS X

Paragon NTFS para Mac OS X PARAGON Technologie GmbH, Systemprogrammierung Heinrich-von-Stephan-Str. 5c 79100 Freiburg, Germany Tel. +49 (0) 761 59018201 Fax +49 (0) 761 59018130 Internet www.paragon-software.com E-mail sales@paragon-software.com

Leia mais

A-61750_pt-br. Guia do Administrador

A-61750_pt-br. Guia do Administrador A-61750_pt-br Guia do Administrador INTRODUÇÃO 1-1 CONFIGURAÇÃO DO TRABALHO 2-1 CONFIGURAÇÃO DE CORREÇÃO 3-1 CONFIGURAÇÃO DO CÓDIGO DE BARRAS E DO OCR 4-1 CONFIGURAÇÃO DE PÁGINA 5-1 ATALHOS DE PRODUTIVIDADE

Leia mais

Tarefas principais e comandos básicos

Tarefas principais e comandos básicos Tarefas principais e comandos básicos Sobre o Windows XP. O nome "XP" deriva de experience, experiência em inglês; Foi sucedido pelo Windows Vista 2007; em janeiro de As duas principais edições são Windows

Leia mais

Guia de Introdução ao Parallels Desktop 9

Guia de Introdução ao Parallels Desktop 9 Guia de Introdução ao Parallels Desktop 9 Copyright 1999--2013 Parallels IP Holdings GmbH e suas afiliadas. Todos os direitos reservados. Parallels IP Holdings GmbH Vordergasse, 59 8200 Schaffhausen Suíça

Leia mais

Qlik Sense Desktop. Qlik Sense 2.0.2 Copyright 1993-2015 QlikTech International AB. Todos os direitos reservados.

Qlik Sense Desktop. Qlik Sense 2.0.2 Copyright 1993-2015 QlikTech International AB. Todos os direitos reservados. Qlik Sense Desktop Qlik Sense 2.0.2 Copyright 1993-2015 QlikTech International AB. Todos os direitos reservados. Copyright 1993-2015 QlikTech International AB. Todos os direitos reservados. Qlik, QlikTech,

Leia mais

Copyright 2015 Mandic Cloud Solutions - Somos Especialistas em Cloud. www.mandic.com.br

Copyright 2015 Mandic Cloud Solutions - Somos Especialistas em Cloud. www.mandic.com.br Sumário 1. Boas vindas... 4 2. Dashboard... 4 3. Cloud... 5 3.1 Servidores... 5 o Contratar Novo Servidor... 5 o Detalhes do Servidor... 9 3.2 Cloud Backup... 13 o Alteração de quota... 13 o Senha do agente...

Leia mais

ESET NOD32 Antivirus 4 para Linux Desktop. Guia de Inicialização Rápida

ESET NOD32 Antivirus 4 para Linux Desktop. Guia de Inicialização Rápida ESET NOD32 Antivirus 4 para Linux Desktop Guia de Inicialização Rápida O ESET NOD32 Antivirus 4 fornece proteção de última geração para o seu computador contra código malicioso. Com base no mecanismo de

Leia mais

Backup e recuperação. Guia do Usuário

Backup e recuperação. Guia do Usuário Backup e recuperação Guia do Usuário Copyright 2007 Hewlett-Packard Development Company, L.P. Windows é uma marca registrada nos Estados Unidos da Microsoft Corporation. As informações contidas neste documento

Leia mais

O computador. Sistema Operacional

O computador. Sistema Operacional O computador O computador é uma máquina desenvolvida para facilitar a vida do ser humano, principalmente nos trabalhos do dia-a-dia. É composto basicamente por duas partes o hardware e o software. Uma

Leia mais

Manual do Utilizador. Acronis True Image 11.0 Home

Manual do Utilizador. Acronis True Image 11.0 Home Manual do Utilizador Acronis True Image 11.0 Home Copyright Acronis, Inc., 2000 2007. Todos os direitos reservados. "Acronis", "Acronis Compute with Confidence", "Acronis Snap Restore", "Acronis Recovery

Leia mais

Segurança e recuperação Manual do utilizador

Segurança e recuperação Manual do utilizador Segurança e recuperação Manual do utilizador Copyright 2009 Hewlett-Packard Development Company, L.P. Microsoft é uma marca comercial registada da Microsoft Corporation nos E.U.A. As informações contidas

Leia mais

Grifon Alerta. Manual do Usuário

Grifon Alerta. Manual do Usuário Grifon Alerta Manual do Usuário Sumário Sobre a Grifon Brasil... 4 Recortes eletrônicos... 4 Grifon Alerta Cliente... 4 Visão Geral... 4 Instalação... 5 Pré-requisitos... 5 Passo a passo para a instalação...

Leia mais

Procedimentos para Reinstalação do Sisloc

Procedimentos para Reinstalação do Sisloc Procedimentos para Reinstalação do Sisloc Sumário: 1. Informações Gerais... 3 2. Criação de backups importantes... 3 3. Reinstalação do Sisloc... 4 Passo a passo... 4 4. Instalação da base de dados Sisloc...

Leia mais

Índice. Manual Backup Online. 03 Capítulo 1: Visão Geral

Índice. Manual Backup Online. 03 Capítulo 1: Visão Geral Índice 03 Capítulo 1: Visão Geral 04 Capítulo 2: Conta de Usuário 04 Criação 08 Edição 09 Grupo de Usuários 10 Informações da Conta 12 Capítulo 3: Download do Backup Online Embratel 16 Capítulo 4: Cópia

Leia mais

Qlik Sense Desktop. Qlik Sense 2.1.1 Copyright 1993-2015 QlikTech International AB. Todos os direitos reservados.

Qlik Sense Desktop. Qlik Sense 2.1.1 Copyright 1993-2015 QlikTech International AB. Todos os direitos reservados. Qlik Sense Desktop Qlik Sense 2.1.1 Copyright 1993-2015 QlikTech International AB. Todos os direitos reservados. Copyright 1993-2015 QlikTech International AB. Todos os direitos reservados. Qlik, QlikTech,

Leia mais

PAINEL MANDIC CLOUD. Mandic. Somos Especialistas em Cloud. Manual do Usuário

PAINEL MANDIC CLOUD. Mandic. Somos Especialistas em Cloud. Manual do Usuário Mandic. Somos Especialistas em Cloud. PAINEL MANDIC CLOUD Manual do Usuário 1 BEM-VINDO AO SEU PAINEL DE CONTROLE ESTE MANUAL É DESTINADO AO USO DOS CLIENTES DA MANDIC CLOUD SOLUTIONS COM A CONTRATAÇÃO

Leia mais

Manual do Produto TIM Protect Família MANUAL DO PRODUTO. TIM Protect Família Versão 10.7

Manual do Produto TIM Protect Família MANUAL DO PRODUTO. TIM Protect Família Versão 10.7 MANUAL DO PRODUTO TIM Protect Família Versão 10.7 1 1 Índice 1 Índice... 2 2 TIM Protect Família... 4 2.1 Instalação do TIM Protect Família... 5 2.1.1 TIM Protect Família instalado... 7 2.2 Ativação do

Leia mais

Guia de Início Rápido

Guia de Início Rápido Guia de Início Rápido O Microsoft PowerPoint 2013 parece diferente das versões anteriores, por isso criamos este guia para ajudar você a minimizar a curva de aprendizado. Encontre o que você precisa Clique

Leia mais

Manual do Utilizador

Manual do Utilizador Manual do Utilizador Copyright Acronis, Inc., 2000-2010. Todos os direitos reservados. Acronis e Acronis Secure Zone são marcas comerciais registadas da Acronis, Inc. "Acronis Compute with Confidence",

Leia mais

Novell. Novell Teaming 1.0. novdocx (pt-br) 6 April 2007 EXPLORAR O PORTLET BEM-VINDO DESCUBRA SEU CAMINHO USANDO O NOVELL TEAMING NAVIGATOR

Novell. Novell Teaming 1.0. novdocx (pt-br) 6 April 2007 EXPLORAR O PORTLET BEM-VINDO DESCUBRA SEU CAMINHO USANDO O NOVELL TEAMING NAVIGATOR Novell Teaming - Guia de início rápido Novell Teaming 1.0 Julho de 2007 INTRODUÇÃO RÁPIDA www.novell.com Novell Teaming O termo Novell Teaming neste documento se aplica a todas as versões do Novell Teaming,

Leia mais

Consulte a parte de trás para obter informações sobre instalação rápida.

Consulte a parte de trás para obter informações sobre instalação rápida. Guia do Usuário Consulte a parte de trás para obter informações sobre instalação rápida. Protegemos mais usuários contra ameaças on-line do que qualquer outra empresa no mundo. Cuidar de nosso meio ambiente,

Leia mais

O Windows também é um programa de computador, mas ele faz parte de um grupo de programas especiais: os Sistemas Operacionais.

O Windows também é um programa de computador, mas ele faz parte de um grupo de programas especiais: os Sistemas Operacionais. MICROSOFT WINDOWS O Windows também é um programa de computador, mas ele faz parte de um grupo de programas especiais: os Sistemas Operacionais. Apresentaremos a seguir o Windows 7 (uma das versões do Windows)

Leia mais

ArcSoft MediaConverter

ArcSoft MediaConverter ArcSoft MediaConverter User Manual Português 1 201004 Índice Índice... 2 1. Índice... 3 1.1 Requisitos do sistema... 4 1.2 Extras... 4 2. Convertendo arquivos... 7 2.1 Passo1: Selecionar mídia... 7 2.1.1

Leia mais

Linux. Interface Gráfica

Linux. Interface Gráfica Linux Interface Gráfica Interface Gráfica fgdfgdf Desktop 1. Ubuntu Desktop: A tela inicial do sistema. 2. Lançador: Agrega os principais programas aplicativos do sistema ou de escolha do usuário, além

Leia mais

CONFIGURAÇÃO Cobian Backup Programa gratuito e de qualidade para realizar seus backups automáticos

CONFIGURAÇÃO Cobian Backup Programa gratuito e de qualidade para realizar seus backups automáticos CONFIGURAÇÃO Cobian Backup Programa gratuito e de qualidade para realizar seus backups automáticos Publicado em 22/08/2010 por claudioboaventura Na primeira parte do artigo instalação sobre o excelente

Leia mais

Gerenciamento de Arquivos e Pastas. Professor: Jeferson Machado Cordini jmcordini@hotmail.com

Gerenciamento de Arquivos e Pastas. Professor: Jeferson Machado Cordini jmcordini@hotmail.com Gerenciamento de Arquivos e Pastas Professor: Jeferson Machado Cordini jmcordini@hotmail.com Arquivo Todo e qualquer software ou informação gravada em nosso computador será guardada em uma unidade de disco,

Leia mais

Backup Exec 15. Guia de Instalação Rápida

Backup Exec 15. Guia de Instalação Rápida Backup Exec 15 Guia de Instalação Rápida 21344987 Versão da documentação: 15 PN: 21323749 Avisos legais Copyright 2015 Symantec Corporation. Todos os direitos reservados. Symantec, o logotipo da Symantec

Leia mais

Atualização, backup e recuperação de software

Atualização, backup e recuperação de software Atualização, backup e recuperação de software Guia do usuário Copyright 2007 Hewlett-Packard Development Company, L.P. Windows é uma marca registrada nos Estados Unidos da Microsoft Corporation. As informações

Leia mais

Atualização, backup e recuperação de software

Atualização, backup e recuperação de software Atualização, backup e recuperação de software Guia do Usuário Copyright 2007 Hewlett-Packard Development Company, L.P. Microsoft é uma marca registrada da Microsoft Corporation nos Estados Unidos. As informações

Leia mais

Sobre o Parallels Desktop 10 for Mac

Sobre o Parallels Desktop 10 for Mac Sobre o Parallels Desktop 10 for Mac O Parallels Desktop 10 for Mac é uma grande atualização para o premiado software da Parallels para executar o Windows em um Mac. Sobre essa atualização Esta atualização

Leia mais

Prof. Arthur Salgado

Prof. Arthur Salgado Prof. Arthur Salgado O que é um sistema operacional? Conjunto de programas de sistemas situados entre os softwares aplicativos e o hardware Estabelece uma interface com o usuário Executa e oferece recursos

Leia mais

8/9/2010 WINDOWS. Breve Histórico. Profa. Leda G. F. Bueno. Seu desenvolvimento iniciou-se em 1981

8/9/2010 WINDOWS. Breve Histórico. Profa. Leda G. F. Bueno. Seu desenvolvimento iniciou-se em 1981 Conceitos Básicos e Gerenciamento de Arquivos WINDOWS EXPLORER Profa. Leda G. F. Bueno WINDOWS Sistema operacional criado pela Microsoft Corporation Característica Principal características o uso de janelas

Leia mais

Informática - Básico. Paulo Serrano GTTEC/CCUEC-Unicamp

Informática - Básico. Paulo Serrano GTTEC/CCUEC-Unicamp Informática - Básico Paulo Serrano GTTEC/CCUEC-Unicamp Índice Apresentação...06 Quais são as características do Windows?...07 Instalando o Windows...08 Aspectos Básicos...09 O que há na tela do Windows...10

Leia mais

O computador organiza os programas, documentos, músicas, fotos, imagens em Pastas com nomes, tudo separado.

O computador organiza os programas, documentos, músicas, fotos, imagens em Pastas com nomes, tudo separado. 1 Área de trabalho O Windows XP é um software da Microsoft (programa principal que faz o Computador funcionar), classificado como Sistema Operacional. Abra o Bloco de Notas para digitar e participar da

Leia mais

User Manual Version 3.6 Manual do Usuário Versão 2.0.0.0

User Manual Version 3.6 Manual do Usuário Versão 2.0.0.0 User Manual Version 3.6 Manual do Usuário Versão 2.0.0.0 User Manual Manual do Usuário I EasyLock Manual do Usuário Sumário 1. Introdução... 1 2. Requisitos do Sistema... 2 3. Instalação... 3 3.1. Configurar

Leia mais

Symantec Backup Exec 2010. Guia de Instalação Rápida

Symantec Backup Exec 2010. Guia de Instalação Rápida Symantec Backup Exec 2010 Guia de Instalação Rápida 20047221 Instalação do Backup Exec Este documento contém os seguintes tópicos: Requisitos do sistema Antes da instalação Sobre a conta de serviço do

Leia mais

SENAI São Lourenço do Oeste. Introdução à Informática. Adinan Southier Soares

SENAI São Lourenço do Oeste. Introdução à Informática. Adinan Southier Soares SENAI São Lourenço do Oeste Introdução à Informática Adinan Southier Soares Informações Gerais Objetivos: Introduzir os conceitos básicos da Informática e instruir os alunos com ferramentas computacionais

Leia mais

Seu manual do usuário KASPERSKY ANTI-VIRUS MOBILE 6.0 http://pt.yourpdfguides.com/dref/3931618

Seu manual do usuário KASPERSKY ANTI-VIRUS MOBILE 6.0 http://pt.yourpdfguides.com/dref/3931618 Você pode ler as recomendações contidas no guia do usuário, no guia de técnico ou no guia de instalação para KASPERSKY ANTI- VIRUS MOBILE 6.0. Você vai encontrar as respostas a todas suas perguntas sobre

Leia mais

QuarkXPress 9.5.2 ReadMe

QuarkXPress 9.5.2 ReadMe QuarkXPress 9.5.2 ReadMe CONTEÚDO Conteúdo QuarkXPress 9.5.2 ReadMe...4 Requisitos de Sistema...5 Requisitos do sistema: Mac OS...5 Requisitos do sistema: Windows...5 Instalação: Mac OS...7 Execução de

Leia mais

Universidade Federal da Fronteira Sul Campus Chapecó Sistema Operacional

Universidade Federal da Fronteira Sul Campus Chapecó Sistema Operacional Universidade Federal da Fronteira Sul Campus Chapecó Sistema Operacional Elaboração: Prof. Éverton Loreto everton@uffs.edu.br 2010 Objetivo Conhecer as características e recursos do Sistema Operacional

Leia mais

Shavlik Protect. Guia de Atualização

Shavlik Protect. Guia de Atualização Shavlik Protect Guia de Atualização Copyright e Marcas comerciais Copyright Copyright 2009 2014 LANDESK Software, Inc. Todos os direitos reservados. Este produto está protegido por copyright e leis de

Leia mais

MODEM USB 3G+ WM31. Manual do Usuário

MODEM USB 3G+ WM31. Manual do Usuário MODEM USB 3G+ WM31 Manual do Usuário 2 Tabela de Conteúdo 1 Introdução... 3 2. Instalação... 5 3. Descrição da interface do cliente... 6 4. Conexão... 10 5.SMS... 11 6.Contatos... 14 7.Estatística... 18

Leia mais

Consulte a parte de trás para obter informações sobre instalação rápida.

Consulte a parte de trás para obter informações sobre instalação rápida. Guia do usuário Consulte a parte de trás para obter informações sobre instalação rápida. Protegemos mais usuários contra ameaças on-line do que qualquer outra empresa no mundo. Cuidar de nosso meio ambiente,

Leia mais

ESET CYBER SECURITY PRO para Mac Guia de Inicialização Rápida. Clique aqui para fazer o download da versão mais recente deste documento

ESET CYBER SECURITY PRO para Mac Guia de Inicialização Rápida. Clique aqui para fazer o download da versão mais recente deste documento ESET CYBER SECURITY PRO para Mac Guia de Inicialização Rápida Clique aqui para fazer o download da versão mais recente deste documento ESET Cyber Security Pro fornece proteção de última geração para seu

Leia mais

Notas e Avisos. Janeiro de 2009 N/P D560R Rev. A00

Notas e Avisos. Janeiro de 2009 N/P D560R Rev. A00 GUIA DE INÍCIO RÁPIDO Notas e Avisos NOTA: uma NOTA fornece informações importantes que o ajudam a usar melhor o computador. AVISO: um AVISO indica possíveis danos ao hardware ou a possibilidade de perda

Leia mais

Guia de instalação do NX

Guia de instalação do NX Guia de instalação do NX 1/2/2014 Introdução Obrigado por comprar o NX da DNP. Leia todo este guia antes de usar o produto. Acordo de licença do software Este acordo ( Acordo ) estabelece os termos e as

Leia mais

CIBM. IBM SmartCloud Entry. Guia do Usuário - Versão 2.2

CIBM. IBM SmartCloud Entry. Guia do Usuário - Versão 2.2 CIBM Guia do Usuário - Versão 2.2 Esta edição aplica-se à versão 2, release 2, modificação 0 do (número do produto 5765-SKC) e a todos os releases e modificações subsequentes, até que seja indicado de

Leia mais