Matemática B Extensivo v. 8

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Matemática B Extensivo v. 8"

Transcrição

1 Matemática B Etensivo v. 8 Eercícios y = Eio real = a = a = C = A + B ( = ( + B B = a y b = D C y = y = 6 9 Daí, a = 6 e b = 9 c = a + b c = c = c = c = Portanto, a distância focal é dada por: c =. =. y = ( y = Temos que a = e b =, então c = a + b c = + c = 8 c = 8 = Portanto, o foco é dado por: F = (c, = (, C F = ( c, = (, Definição da hipérbole. ( ( y + 7 = 6 8 ( ( y y = a b Temos, C(, y = (, 7 Eio real Distância focal a = c = 6 a = 6 c = 8 Segue, c = a + b 8 = 6 + b 6 = 6 + b 6 6 = b 8 = b Portanto, a equação da hipérbole é: ( ( y+ 7 = y 6 = ; e = 7 centro Note que C = (,. Também, c = e a =. Então, da equação c = b + a temos = b + b =. Assim, a equação dessa hipérbole fica: y = y = 9 6 A ecentricidade é e = c a =. y = 9 ( 9 y = 9 Logo, a = e b =. Segue, c = a + b c = 9 + c = c = Matemática B

2 Portanto, Eio real AA = a =. = 6 Eio imaginário B B = b =. = Focos F (, e F (,. 8 ( ( + = Como o eio real mede, temos que a = a =. Como o eio imaginário mede, temos que b = b =. Como a hipérbole é paralela ao eio e o centro é c = (,, temos: ( ( y + = ( ( y + = 9 Centro: (, Vértices: A (, e A (, Focos: F (, +. F (, y + y = y + y ( + = (y + (( + = ( y + ( + = a = b = c = a + b = + c = C = (, A = (, A = (, A = (, + A = (, F = (, F = (, + Vértices: A (, e A (, ; eq: y 9 7 = Como o eio real mede 6, temos que a = 6 a = Dos focos, temos c = e também c = (,. Assim, temos: c = a + b = + b b = 7 b = 7. Com isso, a equação da hipérbole fica: y 9 7 =. Por outro lado, A = (, e A = (,. a = 8, b = 6 e c = 9 6y = y = 6 9 a = b = e assim, c = + = c = Logo, o eio real mede. a =. = 8 e o eio imaginário mede. b =. = 6. A distância focal mede c =. =. ( ( y = E Como a =, a =. Como c = 6, a =. Assim, como c = a + b, = + b b = Por fim, como o eio real é paralelo ao eio e seu centro é (,, temos que a equação da hipérbole é: ( ( y =. Eio real a = 8 a = Eio imaginário b = 6 b = Temos: c = a + b c = + c = c = c = Logo, a distância focal é: c =. =. a + y 9 = b ( + y = 6 9 6y = y = 6 9 a =, b = e c = (por Pitágoras a Os focos da hipérbole são (, e (,. Então, o eio maior da elipse é o segmento do ponto (, até o ponto (, e, com isso, a e =. da elipse Matemática B

3 Por outro lado, temos que: e Elipse =, ou seja, e H e E = ah = = = e c H H ch. a H Mas, e E = c = c E ae c E = C =. E E (na elipse: b = a c = = 9 b = a equação da elipse fica: + y 9 =. b O vértice de coordenadas positivas no eio real da hipérbole é o ponto (,. O eio menor da elipse encontrada mede. b =. = 6 e assim a equação da circunferência fica: ( + (y = 6 ( + y = 6. 9 y 6 8y + = 9 6 y 8y + = 9( (y + 8y + = 9[( ] [(y + 6] + = 9( ² 6 (y + ² = 9( (y + = 9 ( ( y + = 9 a = b = c = a + b c = + 9 c = Logo, a distância focal é. c =.. 6 Focos: F 8, e F, ; Vértices: 7, e,. 9 6y y 7 = y + 6y 7 = 9( + 6(y y 7 = 9[( + ] 6[(y ] 7 = 9( + 9 6(y = 9( + 6(y = 6 ( + ( y = 6 9 b = a = c = a + b c = c = 9 c = Assim: F = (, F = 8, F = ( +, F =, A = (, A = 7, A = ( +, A =, 7 9y 6 y + = 9y y 6 + = 9(y 6y 6( = 9[(y 8 6] 6[( 7 9] = 9(y ( = 9(y 8 6( 7 = ( y 8 ( 7 = 6 9 a = b = c = a + b = = c = e assim a distância focal é. c =. =. 8 Hipérbole Elementos: centro C = (; ; vértices V = (8; e V = ( ; 6y 7y 86 = 6y 7y 86 = ( 6 (y + y 86 = [( ] 6 [(y + ] 86 = ( 6 (y = ( 6 (y + = 9 ( 9 ( ( y + = 6 Portanto, a equação acima se trata de uma hipérbole em centro C(, e vértices A ( + 6, = A (8, e A ( 6, = A (,. Matemática B

4 9 y = Como a hipérbole é equilátera, temos que a = b. Pelos focos, temos que c = 8 e, com isso, tem-se que: c = a + b a + a = a c = a 8 = a a = a =. Portanto, b =. Ainda pelos focos, tiramos que o eio real é paralelo ao eio e o centro é C = (,. Logo, a equação da hipérbole é: y =. y = 6 6 Temos que a = b, pois a hipérbole é equilátera. Como o eio real tem medida igual a 8, temos que a = 8 a =. Logo, b =. Como os focos estão no eio das ordenadas, temos que o eio real é paralelo ao eio. Assim, a equação da hipérbole fica: y =. 6 6 ( ( y + = Daí, a =, b = e C(,. Segue: c = a + b c = + c = 9 c = Focos: F ( +, = F (, F (, = F (, Assíntotas: r : y y = b ( a r : y y = b ( a Logo: r : y ( = ( r : (y + = ( r : y ( = ( r : (y + = ( e = Pelas equações das assíntonas temos que: a =. k, com k R, k ; b =. k, com k R, k. Assim, temos: c = a + b c = (k + (. k c = k + k = k c = k. Logo, e = c a = k k =. y 8 = V(, F(, Temos que p =. Daí: (y y = p( (y =. ( y = 8 y 8 = C Os focos são F (, = (, e F ( +, = (,. r : (y + = ( r : (y + = (. y 8y = y 8y = ( (y + y = [( ] [(y + ] = ( (y + + = ( (y + = ( y = y = = = = Logo: ' = ou '' = Portanto, o número de pontos de intersecção das duas parábolas são dois. Matemática B

5 C y= i ( = y ( ii 8 C y + y = + + = + = Substituindo (ii em (i, obtemos: = ( = = ( = = ou = = = Para =. y =. (. + = Logo, (, y = (,. Coeficiente angular: m s = Portanto, a equação da reta s é: y y = m s ( = Logo, as parábolas se encontram eatamente em dois pontos. y = ( y = y + = y + = 6 (, e (, 9 B y+ = y= + y = + y= + Fazendo ( = ( temos: + = + = = ou = Assim: Se =, então y =. Se =, então y =. ( ( Intersecção das parábolas. y= i ( ( y= ( ( ii Fazendo (i = (ii, temos: ( = ( = Logo, os pontos são (, e (,. 7 D + y= y i = ( y= 8 y= 8 ( ii Fazendo (i = (ii, obtemos: = = Resolvendo a equação acima, teremos: = + e = Como y =, temos y = e y = +. Portanto: y + y = + + = = = (absurdo = = Portanto, o ponto de intersecção das parábolas é: Para = : y = ( y = ( y = y = Equação da reta r é dada por: y =. y = + Da elipse + 6y = 9, temos: y + = a = 6 e b = 6 = = (absurdo Os etremos do eio maior dessa elipse são A = ( 6, e A = (6,. Matemática B

6 Logo, a parábola de equação a + b + c = tem raízes iguais a 6 e 6 e passa pelo ponto (,. Então, podemos afirmar que a concavidade dessa parábola é para baio (a < e, como o vértice dela é (,, temos que c =. Então, temos que: a + b + c = ( 6( + 6 a + b + c = ( 6 a + b + c = + 6 ( * Note que para que c seja igual a em ( temos de * dividir toda a sentença da direita por, ficando assim com: a + b + c = +, ou seja, a = b = c = e a equação da parábola é: + = y y + 8 = y F p Segundo o gráfico, temos que p = e V(,. Equação da parábola. ( = p. (y y ( =.. (y ( = ( y + = y y + 8 = d m = inclinação A reta procurada tem equação do tipo y = m(, pois passa por (,. Temos então o seguinte sistema: y= m m+ y= m + m = E Para a reta ser tangente, essa equação deve ter solução única, ou seja, Δ = : m (m = m 8m +6 = (m = m = E assim o coeficiente angular ou inclinação da reta deve ser igual a. m = y = m ( y = m m y = m m + Temos o seguinte sistema: y= m m+ i ( y= ( ii Fazendo (i = (ii, obtemos: = m m + m + m = Para que a reta seja tangente à parábola devemos ter Δ =. Δ = ( m.. (m = m (m = m m + = Resolvendo a equação acima, temos: m' = m'' = Portanto, m =. vértice: (, foco: (, diretriz: y = + + y = ( + + y = ( + = y + 6 ( + = (y p = V = (, p = Logo, F = (, e a diretriz é y =. 6 Matemática B

7 y= B y Como o vértice é (,, a parábola é da forma: y = a (pois o eio de simetria é o eio y. Como o ponto (, 7 está na parábola, temos que 7 = a. ( a = 7 9 e assim a equação da parábola é: y = 7 9. Q 6 a foco: (, ; b diretriz: = y = p = p = a F = ( + p, y = (, (Note que V = (, = (, y. b diretriz é = p = ( = 7 y = + 9 6y = 6 y 9 = a = b = c = Os focos são (, e (,, assim a parábola procurada tem raízes ' = e " =. Como é um trinômio do º grau, podemos escrevê-la da seguinte maneira: y = a( '( ", ou seja, y = a. ( ( +. Mas (, pertence a essa parábola, então: = a. ( ( + = a. ( a = a =. Portanto, a equação da parábola é: y = ( ( +. y = ( y = + y = + = ( + = ou + = = Área: A = b h Como a base (b é fia, assim a área será máima quando h for máimo. Logo: h = y r = = ( ( = 9 a ( Temos ainda v =. O coeficiente angular da reta é dado por: 9 9 m = y y Q Q = = m = 9. = Portanto, o valor de K é: K = m 9 B K = K = Note que o ponto (, pertence à parábola, logo: = a. a = 6 = =,6 Matemática B 7

8 V F F F V Justificativa: Verdadeira. As abscissas dos pontos de interseção das parábolas satisfazem a equação + 8 =, que é equivalente a 6 + =, que tem as soluções = e =. Os pontos de interseção são (, 6 e (,. Falsa. A parábola A tem equação y = ( + e seu vértice é o ponto (,. Falsa. A reta que passa pelos pontos de interseção das parábolas tem inclinação + 6 = e equação y = 8. Falsa. A parábola B tem equação y = ( 7 e seu vértice é o ponto (, 7. A distância entre os vértices é dada por ( + ( + 7 = 6. Verdadeira. A parábola B intercepta o eio das ordenadas no ponto (,. V F F F V Justificativa: Completando os quadrados na equação dada obtemos ( + + a(y = + a. Verdadeira. Se a =, a equação se torna ( + + (y = e representa a circunferência com centro no ponto (, e raio. Falsa. Se a =, a equação se torna ( + = e representa as retas = e =. Falsa. Se a =, a equação se torna ( + + (y = e representa a elipse com equação ( + + ( y =. Falsa. Se a =, a equação se torna ( + (y = e representa a hipérbole ( y ( + =. E Verdadeira. Se a =, a equação se torna ( + (y = e representa a união das retas com equações e y = + e y =. = y ( = y (Somar em ambos os lados. + = y ( = y B y Sendo P o parâmetro da parábola, temos P = e, portanto, p =. Sendo V e F, nessa ordem, o vértice e o foco da parábola, temos VF = p, ou seja, VF =. Observe que: + y + y + y + = ( + y + ( + y ( y + =. Rotacionando os eios coordenados em o no sentido anti-horário obtemos o eio OuV, tais que: o o u= + ysen cos o o v= sen + ycos u= ( + y v= ( y + y= u y= v A parábola tem equação (u + u + v + = v = u u, 6 que tem eio paralelo à reta u = + y = e vértice com abscissas = e ordenada. F (, V (. No eio Oy, o vértice da parábola é:, 6 = 8. 8 Matemática B

9 8 ; 8 = ; 8 8 O coeficiente angular da reta tangente à parábola v = au + bu + c, no sistema Ouv, no ponto (u, v da parábola, é m = au + b, que assume todo valor real eatamente uma vez. Assim, toda parábola admite eatamente uma reta tangente paralela a qualquer direção, eceto a do eio da parábola. Como a reta Oy, a parábola admite eatamente uma reta tangente paralela ao eio O. E Vértice da parábola p : y = y = ( + y = [ ( + ] y = ( + + y = ( + + Logo, V (,. Vértice da parábola p : y = + y = 9 y = + Logo, V,. Equação da reta r. y + y 9 = y = 7y + =.( + 7y = Distância da origem à reta r: a + b + c d ro = a + b d ro = d ro = + 9 A 6 A d ro = 7 I. Elipse, basta se lembrar da definição: y + =. a b II. Uma reta, note que é da forma a + by + c =. III. Parábola, note que + y 9 = y =. 9. IV. Hipérbole, lembre-se da definição: y =. a b V. Circunferência, note que 9 + y 9 = + y = 9. a + by = ab ( ab y + = b a Note que a equação se trata de uma elipse com eio maior em y, e portanto o gráfico do item A. 7 E 8 C Equação : y = y = (reta Equação : y + = y = (parábola Equação : y + = y =.( y = (hipérbole Equação. 9y 6 8y 9 = 6 9y 8y 9 = 6 9(y + y 9 = ( 9 9 [ ( y + 9 = ( 9 9(y = ( 9(y + = 9 ( 9 ( (y + = (hipérbole 9 Equação. + y + y + = + y + y + = ( + (y + + = ( + (y + = (circunferência Matemática B 9

10 9 D C Equação y + 8 = ( y + 8 = y = ( + = Definição de elipse. + 6y = 6 ( 6 + y = 6 Equação de uma elipse. (parábola E B C Se m = n =, temos: ( + + ( + y + + y = + y + + y = + + y + y = ( + + (y + = ( + + (y + = (circunferência Parábola com o ponto marcado é seu foco. Definição de parábola. C Pelo teorema de Jacobi, adicionando a quarta linha, previamente multiplicada por, às três primeiras linhas, o determinante não se altera e a equação fica: + y y 6 = y y = 88 + y y = Utilizando o teorema de Laplace na última coluna, a equação finalmente assume a forma: + y y = + y 6y =, que é a equação de uma circunferência, de centro (, e raio. Matemática B

Matemática B Extensivo v. 8

Matemática B Extensivo v. 8 Etensivo v. 8 Eercícios 0) 9 6 = ; e = 3 centro Note que C = (0, 0). Também, c = e a = 3. Então, da equação c = b + a temos = b + 3 b = 4. Assim, a equação dessa hipérbole fica: = = 3 4 9 6 A ecentricidade

Leia mais

Matemática B Extensivo V. 7

Matemática B Extensivo V. 7 GRITO Matemática Etensivo V. 7 Eercícios ) D ) D ) I. Falso. O diâmetro é dado por. r. cm. II. Verdadeiro. o volume é dado por π. r² π. ² π cm² III. Verdadeiro. (, ) (, ) e assim, ( )² + ( )² r² fica ²

Leia mais

Capítulo 3 - Geometria Analítica

Capítulo 3 - Geometria Analítica 1. Gráficos de Equações Capítulo 3 - Geometria Analítica Conceito:O gráfico de uma equação é o conjunto de todos os pontos e somente estes pontos, cujas coordenadas satisfazem a equação. Assim, o gráfico

Leia mais

Matemática. Resolução das atividades complementares. M21 Geometria Analítica: Cônicas

Matemática. Resolução das atividades complementares. M21 Geometria Analítica: Cônicas Resolução das atividades complementares Matemática M Geometria Analítica: Cônicas p. FGV-SP) Determine a equação da elipse de centro na origem que passa pelos pontos A, 0), B, 0) e C0, ). O centro da elipse

Leia mais

Matemática B Intensivo V. 2

Matemática B Intensivo V. 2 Matemática Intensivo V. Eercícios ) ) C ( ) (5 7) Usando a fórmula do ponto médio: X + X Y + Y C + 5 + 7 6 8 ( ) ERRT: considere (6 ). Temos d () d (C). ssim: ( 6) + ( b ) ( ) + ( 6 b) 9 + b 9 + b b +

Leia mais

Geometria Analítica? Onde usar os conhecimentos. os sobre Geometria Analítica?

Geometria Analítica? Onde usar os conhecimentos. os sobre Geometria Analítica? X GEOMETRIA ANALÍTICA Por que aprender Geometria Analítica?... A Geometria Analítica estabelece relações entre a álgebra e a geometria por meio de equações e inequações. Isso permite transformar questões

Leia mais

54 CAPÍTULO 2. GEOMETRIA ANALÍTICA ( ) =

54 CAPÍTULO 2. GEOMETRIA ANALÍTICA ( ) = 54 CAPÍTULO. GEOMETRIA ANALÍTICA.5 Cônicas O grá co da equação + + + + + = 0 (.4) onde,,,, e são constantes com, e, não todos nulos, é uma cônica. A equação (.4) é chamada de equação geral do grau em e

Leia mais

54 CAPÍTULO 2. GEOMETRIA ANALÍTICA ( ) =

54 CAPÍTULO 2. GEOMETRIA ANALÍTICA ( ) = 54 CAPÍTULO. GEOMETRIA ANALÍTICA.5 Cônicas O grá co da equação + + + + + = 0 (.4) onde,,,, e são constantes com, e, não todos nulos, é uma cônica. A equação (.4) é chamada de equação geral do grau em e

Leia mais

Geometria Analítica - Aula

Geometria Analítica - Aula Geometria Analítica - Aula 18 228 IM-UFF K. Frensel - J. Delgado Aula 19 Continuamos com o nosso estudo da equação Ax 2 + Cy 2 + Dx + Ey + F = 0 1. Hipérbole Definição 1 Uma hipérbole, H, de focos F 1

Leia mais

PARTE III CÔNICAS CONTEÚDOS. Transformações de coordenadas. Translação dos eixos coordenados Rotação dos eixos coordenados. Lugares geométricos

PARTE III CÔNICAS CONTEÚDOS. Transformações de coordenadas. Translação dos eixos coordenados Rotação dos eixos coordenados. Lugares geométricos PARTE III CÔNICAS CONTEÚDOS Transformações de coordenadas Translação dos eios coordenados Rotação dos eios coordenados Lugares geométricos Cônicas Parábola Elipse Hipérbole Equação geral Equações paramétricas

Leia mais

Exercícios de Matemática Geometria Analítica

Exercícios de Matemática Geometria Analítica Eercícios de Matemática Geometria Analítica. (UFRGS) Considere um sistema cartesiano ortogonal e o ponto P(. ) de intersecção das duas diagonais de um losango. Se a equação da reta que contém uma das diagonais

Leia mais

Matemática B Extensivo V. 6

Matemática B Extensivo V. 6 GRITO Matemática Etensivo V. 6 Eercícios 0) E 0) 0) omo essas retas são perpendiculares, temos que o coeficiente angular de uma das retas é o oposto e inverso da outra, ou seja, m reta. m reta a + a a

Leia mais

7. Determine a equação da parábola que passa pelos pontos P (0, 6), Q(3, 0) e R(4, 10).

7. Determine a equação da parábola que passa pelos pontos P (0, 6), Q(3, 0) e R(4, 10). Lista 3: Cônicas Professora Elisandra Bär de Figueiredo 1. Determine a equação do conjunto de pontos P (x, y) que são equidistantes da reta x = e do ponto (0, ). A seguir construa este conjunto de pontos

Leia mais

EXERCICIOS DE APROFUNDAMENTO - MATEMÁTICA - RETA

EXERCICIOS DE APROFUNDAMENTO - MATEMÁTICA - RETA EXERCICIOS DE APROFUNDAMENTO - MATEMÁTICA - RETA - 015 1. (Unicamp 015) Seja r a reta de equação cartesiana x y 4. Para cada número real t tal que 0 t 4, considere o triângulo T de vértices em (0, 0),

Leia mais

7. Determine a equação da parábola que passa pelos pontos P (0, 6), Q(3, 0) e R(4, 10).

7. Determine a equação da parábola que passa pelos pontos P (0, 6), Q(3, 0) e R(4, 10). Lista 3: Cônicas - Engenharia Mecânica Professora Elisandra Bär de Figueiredo 1. Determine a equação do conjunto de pontos P (x, y) que são equidistantes da reta x = e do ponto (0, ). A seguir construa

Leia mais

c) F( 4, 2) r : 2x+y = 3 c) a = 3 F 1 = (0,0) F 2 = (1,1)

c) F( 4, 2) r : 2x+y = 3 c) a = 3 F 1 = (0,0) F 2 = (1,1) Lista de Exercícios Estudo Analítico das Cônicas e Quádricas 1. Determine o foco, o vértice, o parâmetro e a diretriz da parábola P e faça um esboço. a) P : y 2 = 4x b) P : y 2 +8x = 0 c) P : x 2 +6y =

Leia mais

Matemática B Semi-Extensivo V. 3

Matemática B Semi-Extensivo V. 3 GRITO Matemática Semi-Etensivo V. (, e (, M, Então: M = M = M = M = Eercícios D Substituindo em I, temos: = =. = = Então, = ( = 8 M(, (, (, M = M = 8 M = M = D Sabendo que o eio é o da abcissa e que o

Leia mais

3 ano E.M. Professores Cleber Assis e Tiago Miranda

3 ano E.M. Professores Cleber Assis e Tiago Miranda Cônicas Hipérbole ano E.M. Professores Cleber Assis e Tiago Miranda Cônicas Hipérbole b) (y 1)2 (x + )2 1 Exercícios Introdutórios Exercício 1. de equação a) (1, 2). O ponto que representa o centro da

Leia mais

0 < c < a ; d(f 1, F 2 ) = 2c

0 < c < a ; d(f 1, F 2 ) = 2c Capítulo 14 Elipse Nosso objetivo, neste e nos próximos capítulos, é estudar a equação geral do segundo grau em duas variáveis: Ax + Bxy + Cy + Dx + Ey + F = 0, onde A 0 ou B 0 ou C 0 Para isso, deniremos,

Leia mais

Elipse. 3 ano E.M. Professores Cleber Assis e Tiago Miranda

Elipse. 3 ano E.M. Professores Cleber Assis e Tiago Miranda Cônicas Elipse ano E.M. Professores Cleber Assis e Tiago Miranda Cônicas Elipse c) (x 1) (y ) 1 Exercícios Introdutórios Exercício 1. O ponto que representa o centro da elipse de (x 1) (y ) equação = 1

Leia mais

O problema proposto possui alguma solução? Se sim, quantas e quais são elas?

O problema proposto possui alguma solução? Se sim, quantas e quais são elas? PROVA PARA OS ALUNOS DE 3º ANO DO ENSINO MÉDIO 1) Considere o seguinte problema: Vitor ganhou R$ 3,20 de seu pai em moedas de 5 centavos, 10 centavos e 25 centavos. Se recebeu um total de 50 moedas, quantas

Leia mais

Exercícios de Revisão 1º Ano Ensino Médio Prof. Osmar 2º. BIMESTRE

Exercícios de Revisão 1º Ano Ensino Médio Prof. Osmar 2º. BIMESTRE Exercícios de Revisão 1º Ano Ensino Médio Prof. Osmar º. BIMESTRE I PORCENTAGEM 1. Qual o montante, após dois anos, em uma aplicação que rende 10% ao semestre ( juros compostos), sabendo que o capital

Leia mais

1 a série E.M. Professores Tiago Miranda e Cleber Assis

1 a série E.M. Professores Tiago Miranda e Cleber Assis Módulo de Função Quadrática Gráfico de uma Função Quadrática a série E.M. Professores Tiago Miranda e Cleber Assis Função Quadrática Gráfico de uma Função Quadrática Eercícios Introdutórios Eercício. Determine

Leia mais

Notas de Aulas 3 - Cônicas Prof Carlos A S Soares

Notas de Aulas 3 - Cônicas Prof Carlos A S Soares Notas de Aulas 3 - Cônicas Prof Carlos A S Soares 1 Parábolas 11 Conceito e Elementos Definição 1 Sejam l uma reta e F um ponto não pertencente a l Chamamos parábola de diretriz l e foco F o conjunto dos

Leia mais

6. Considere. igual a : (A) f (x) + 2x f(x) = 0 (B) f (x) x f(x) = 0 (C) f (x) + f(x) = 0 (D) f (x) f(x) = 0 (E) f (x) 2x f(x) = 0

6. Considere. igual a : (A) f (x) + 2x f(x) = 0 (B) f (x) x f(x) = 0 (C) f (x) + f(x) = 0 (D) f (x) f(x) = 0 (E) f (x) 2x f(x) = 0 QUESTÃO ÚNICA 0,000 pontos distribuídos em 50 itens Marque no cartão de respostas a única alternativa que responde de maneira correta ao pedido de cada item.. O valor da área, em unidades de área, limitada

Leia mais

Matemática A Semi-Extensivo V. 3

Matemática A Semi-Extensivo V. 3 Matemática A Semi-Etensivo V. Eercícios 0) 0 f: R R f() = c) f: R R f() = 0. Falsa alsa. CD = R, mas Im(f) = [, ). 0. Falsa alsa. Im(f) = [, ). 0. Falsa alsa. Já não é sobrejetora. 08. Verdadeira f( 5

Leia mais

Retas Tangentes à Circunferência

Retas Tangentes à Circunferência Retas Tangentes à Circunferência 1. (Fuvest 01) São dados, no plano cartesiano, o ponto P de coordenadas (,6) e a circunferência C de equação um ponto Q. Então a distância de P a Q é a) 15 b) 17 c) 18

Leia mais

Universidade Federal de Mato Grosso do Sul - UFMS VGA - 2 a Prova - Engenharia de Computação 03 de Julho de Prof o. E.T.

Universidade Federal de Mato Grosso do Sul - UFMS VGA - 2 a Prova - Engenharia de Computação 03 de Julho de Prof o. E.T. Universidade Federal de Mato Grosso do Sul - UFMS VGA - 2 a Prova - Engenharia de Computação 0 de Julho de 2014 - Prof o ETGalante 1 (2,0 pontos) Na gura acima ABCDEF GH é um paralelepípedo O ponto M é

Leia mais

Universidade Federal de Mato Grosso do Sul - UFMS VGA - 2 a Prova - Engenharia Civil + Física 03 de Julho de Prof o. E.T.

Universidade Federal de Mato Grosso do Sul - UFMS VGA - 2 a Prova - Engenharia Civil + Física 03 de Julho de Prof o. E.T. Universidade Federal de Mato Grosso do Sul - UFMS VGA - 2 a Prova - Engenharia Civil + Física 0 de Julho de 2014 - Prof o ETGalante 1 (2,0 pontos) Na gura acima ABCDEF GH é um paralelepípedo O ponto M

Leia mais

PROFESSOR FLABER 2ª SÉRIE Circunferência

PROFESSOR FLABER 2ª SÉRIE Circunferência PROFESSOR FLABER ª SÉRIE Circunferência 01. (Fuvest SP) A reta s passa pelo ponto (0,3) e é perpendicular à reta AB onde A=(0,0) e B é o centro da circunferência x + y - x - 4y = 0. Então a equação de

Leia mais

c) F( 4, 2) r : 2x+y = 3 c) a = 3 F 1 = (0,0) F 2 = (1,1)

c) F( 4, 2) r : 2x+y = 3 c) a = 3 F 1 = (0,0) F 2 = (1,1) Lista de Exercícios Estudo Analítico das Cônicas e Quádricas 1. Determine o foco, o vértice, o parâmetro e a diretriz da parábola P e faça um esboço. a) P : y 2 = 4x b) P : y 2 +8x = 0 c) P : x 2 +6y =

Leia mais

Matemática A Intensivo V. 1

Matemática A Intensivo V. 1 Matemática A Intensivo V Eercícios ) V F F F F V V V ) D a) Verdadeiro Zero é elemento do conjunto {,,, 3, } b) Falso Nesse caso temos {a} como subconjunto de {a, b}, logo a relação correta seria a} {a,

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL DE BRASILIA 4ª Lista. Nome: DATA: 09/11/2016

INSTITUTO FEDERAL DE BRASILIA 4ª Lista. Nome: DATA: 09/11/2016 INSTITUTO FEDERAL DE BRASILIA 4ª Lista MATEMÁTICA GEOMETRIA ANALÍTICA Nome: DATA: 09/11/016 Alexandre Uma elipse tem centro na origem e o eixo maior coincide com o eixo Y. Um dos focos é 1 F1 0, 3 e a

Leia mais

Matemática A Extensivo V. 3

Matemática A Extensivo V. 3 Etensivo V. Eercícios 0) a) S = {, } b) S = c) S = ; 4 d) S = {,,, } e) S = ; a) + = Pela propriedade IX temos: + = ou + = = = = = Para = Para = + = + = = = = (ok) = (ok) S = {, } b) = + Pela propriedade

Leia mais

A(500, 500) B( 600, 600) C(715, 715) D( 1002, 1002) E(0, 0) F (711, 0) (c) ao terceiro quadrante? (d) ao quarto quadrante?

A(500, 500) B( 600, 600) C(715, 715) D( 1002, 1002) E(0, 0) F (711, 0) (c) ao terceiro quadrante? (d) ao quarto quadrante? Universidade Federal de Ouro Preto Departamento de Matemática MTM131 - Geometria Analítica e Cálculo Vetorial Professora: Monique Rafaella Anunciação de Oliveira Lista de Exercícios 1 1. Dados os pontos:

Leia mais

A N A L Í T I C A UNEB / DCET I. Prof. ADRIANO CATTAI. Apostila 01: Cônicas

A N A L Í T I C A UNEB / DCET I. Prof. ADRIANO CATTAI. Apostila 01: Cônicas ac G E O M E T R I A UNEB / DCET I A N A L Í T I C A 01 Prof. ADRIANO CATTAI Apostila 01: Cônicas NOME: DATA: / / Não há ciência que fale das harmonias da natureza com mais clareza do que a matemática

Leia mais

Exercícios de Aprofundamento Matemática Geometria Analítica

Exercícios de Aprofundamento Matemática Geometria Analítica 1. (Unicamp 015) Seja r a reta de equação cartesiana x y 4. Para cada número real t tal que 0 t 4, considere o triângulo T de vértices em (0, 0), (t, 0) e no ponto P de abscissa x t pertencente à reta

Leia mais

Profª.. Deli Garcia Ollé Barreto

Profª.. Deli Garcia Ollé Barreto CURVAS CÔNICAS Curvas cônicas são curvas resultantes de secções no cone reto circular. Cone reto circular é aquele cuja base é uma circunferência e a projeção do vértice sobre o plano da base é o centro

Leia mais

Matemática I Cálculo I Unidade B - Cônicas. Profª Msc. Débora Bastos. IFRS Campus Rio Grande FURG UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE

Matemática I Cálculo I Unidade B - Cônicas. Profª Msc. Débora Bastos. IFRS Campus Rio Grande FURG UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE Unidade B - Cônicas Profª Msc. Débora Bastos IFRS Campus Rio Grande FURG UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE 22 12. Cônicas São chamadas cônicas as curvas resultantes do corte de um cone duplo com um plano.

Leia mais

UFJF ICE Departamento de Matemática CÁLCULO I - LISTA DE EXERCÍCIOS Nº 2

UFJF ICE Departamento de Matemática CÁLCULO I - LISTA DE EXERCÍCIOS Nº 2 UFJF ICE Departamento de Matemática CÁLCULO I - LISTA DE EXERCÍCIOS Nº 1- Resolva a inequação 4 3 Resp: 1,4 - Dizemos que uma relação entre dois conjuntos não vazios A e B é uma função de A em B quando:

Leia mais

CDA AD CD. 2cos 2sen 2 2cos sen 2sen 2 2 A A A A

CDA AD CD. 2cos 2sen 2 2cos sen 2sen 2 2 A A A A Preparar o Eame 01 016 Matemática A Página 19 88. 88.1. O ângulo CDA está inscrito na circunferência, portanto CDA. Assim: AD CD A ABCD A CDA AD CD AD Tem-se que, cos AD cos CD e sen CD sen. Portanto,

Leia mais

Resolução dos Exercícios sobre Derivadas

Resolução dos Exercícios sobre Derivadas Resolução dos Eercícios sobre Derivadas Eercício Utilizando a idéia do eemplo anterior, encontre a reta tangente à curva = 0 e = y = nos pontos onde Vamos determinar a reta tangente à curva y = nos pontos

Leia mais

CÔNICAS. Cristianeguedes.pro.br/cefet

CÔNICAS. Cristianeguedes.pro.br/cefet CÔNICAS Cristianeguedes.pro.br/cefet Seções Cônicas São curvas obtidas pela interseção de um cone com um plano. Circunferência É o lugar geométrico plano dos pontos que estão à mesma distância r de um

Leia mais

Geometria Analítica retas equações e inclinações, distância entre dois pontos, área de triângulo e alinhamento de 3 pontos.

Geometria Analítica retas equações e inclinações, distância entre dois pontos, área de triângulo e alinhamento de 3 pontos. Geometria Analítica retas equações e inclinações, distância entre dois pontos, área de triângulo e alinhamento de pontos. 1. (Ufpr 014) A figura abaixo apresenta o gráfico da reta r: y x + = 0 no plano

Leia mais

Universidade Tecnológica Federal do Paraná Câmpus Campo Mourão Departamento de Matemática

Universidade Tecnológica Federal do Paraná Câmpus Campo Mourão Departamento de Matemática Universidade Tecnológica Federal do Paraná Câmpus Campo Mourão Departamento de Matemática GAX1 - Geometria Analítica e Álgebra Linear Lista de Exercícios: Estudo Analítico de Cônicas e Quádricas Prof.

Leia mais

ITA º DIA MATEMÁTICA BERNOULLI COLÉGIO E PRÉ-VESTIBULAR

ITA º DIA MATEMÁTICA BERNOULLI COLÉGIO E PRÉ-VESTIBULAR ITA - 2006 3º DIA MATEMÁTICA BERNOULLI COLÉGIO E PRÉ-VESTIBULAR Matemática Questão 01 Seja E um ponto externo a uma circunferência. Os segmentos e interceptam essa circunferência nos pontos B e A, e, C

Leia mais

Geometria Analítica - AFA

Geometria Analítica - AFA Geometria Analítica - AFA x = v + (AFA) Considerando no plano cartesiano ortogonal as retas r, s e t, tais que (r) :, (s) : mx + y + m = 0 e (t) : x = 0, y = v analise as proposições abaixo, classificando-

Leia mais

Portal OBMEP. Material Teórico - Módulo Cônicas. Terceiro Ano do Ensino Médio

Portal OBMEP. Material Teórico - Módulo Cônicas. Terceiro Ano do Ensino Médio Material Teórico - Módulo Cônicas Eercícios Terceiro Ano do Ensino Médio Autor: Prof. Fabrício Siqueira Benevides Revisor: Prof. Antonio Caminha M. Neto 1 Eercícios Resolvidos Neste último material, resolvemos

Leia mais

IME º DIA MATEMÁTICA BERNOULLI COLÉGIO E PRÉ-VESTIBULAR

IME º DIA MATEMÁTICA BERNOULLI COLÉGIO E PRÉ-VESTIBULAR IME - 2006 1º DIA MATEMÁTICA BERNOULLI COLÉGIO E PRÉ-VESTIBULAR Matemática Questão 01 Sejam a 1 = 1 i, a n = r + si e a n+1 = (r s) + (r + s)i (n > 1) termos de uma sequência. DETERMINE, em função de n,

Leia mais

Resoluções de Exercícios

Resoluções de Exercícios Resoluções de Exercícios MATEMÁTICA IV Co Capítulo 04 Ângulos entre Retas; Inequações no Plano; Circunferência 0 D Analisando o gráfico, tem-se que as coordenadas dos estabelecimentos são: 01 A) 03 C Assim,

Leia mais

Matemática A Extensivo v. 5

Matemática A Extensivo v. 5 Matemática A Etensivo v. Eercícios ) D f() ( ) f(). Portanto, f() é ímpar. Demonstrar que a função f() é bijetora, isto é, injetora e sobrejetora. Pode ser um tanto "difícil". Para resolução da questão,

Leia mais

Ricardo Bianconi. Fevereiro de 2015

Ricardo Bianconi. Fevereiro de 2015 Seções Cônicas Ricardo Bianconi Fevereiro de 2015 Uma parte importante da Geometria Analítica é o estudo das curvas planas e, em particular, das cônicas. Neste texto estudamos algumas propriedades das

Leia mais

T.D. - Resolução Comentada

T.D. - Resolução Comentada T.D. - Resolução Comentada Matéria: Série: Turmas: Professor: Matemática º Ano A, B, C, D e Olímpica Wilkson Linhares Bimestre: 3º Assunto: Geometria Analítica Questão: 01 Resposta: Item: c) O ponto P

Leia mais

UFRJ - Instituto de Matemática

UFRJ - Instituto de Matemática UFRJ - Instituto de Matemática Programa de Pós-Graduação em Ensino de Matemática www.pg.im.ufrj.br/pemat Mestrado em Ensino de Matemática Seleção 9 Etapa Questão. Determine se as afirmações abaio são verdadeiras

Leia mais

Instituto de Matemática UFBA Disciplina: Geometria Analítica Mat A01 Última Atualização ª lista - Cônicas

Instituto de Matemática UFBA Disciplina: Geometria Analítica Mat A01 Última Atualização ª lista - Cônicas Instituto de Matemática UFBA Disciplina: Geometria Analítica Mat A01 Última Atualização - 005 1ª lista - Cônicas 1 0 ) Em cada um dos seguintes itens, determine uma equação da parábola a partir dos elementos

Leia mais

Geometria Analítica. Cônicas. Prof Marcelo Maraschin de Souza

Geometria Analítica. Cônicas. Prof Marcelo Maraschin de Souza Geometria Analítica Cônicas Prof Marcelo Maraschin de Souza Hipérbole É o conjunto de todos os pontos de um plano cuja diferença das distâncias, em valor absoluto, a dois pontos fixos desse plano é constante.

Leia mais

GGM Geometria Analítica e Cálculo Vetorial Geometria Analítica Básica 20/12/2012- GGM - UFF Dirce Uesu

GGM Geometria Analítica e Cálculo Vetorial Geometria Analítica Básica 20/12/2012- GGM - UFF Dirce Uesu GGM0016 Geometria Analítica e Cálculo Vetorial Geometria Analítica Básica 0/1/01- GGM - UFF Dirce Uesu CÔNICAS DEFINIÇÃO GEOMÉTRICA Exercício: Acesse o sitio abaixo e use o programa: http://www.professores.uff.br/hjbortol/disciplinas/005.1/gma04096/applets/conic/co

Leia mais

MATEMÁTICA 3 ( ) A. 17. Sejam f(x) = sen(x) e g(x) = x/2. Associe cada função abaixo ao gráfico que. 2 e g.f 3. O número pedido é = 75

MATEMÁTICA 3 ( ) A. 17. Sejam f(x) = sen(x) e g(x) = x/2. Associe cada função abaixo ao gráfico que. 2 e g.f 3. O número pedido é = 75 MATEMÁTICA 3 17. Sejam f() sen() e g() /2. Associe cada função abaio ao gráfico que melhor a representa. Para cada associação feita, calcule i k, onde i é o número entre parênteses à direita da função,

Leia mais

3.2 Determine a equação da circunferência de raio 5, tangente à reta 3x +4y =16no ponto A (4, 1).

3.2 Determine a equação da circunferência de raio 5, tangente à reta 3x +4y =16no ponto A (4, 1). 3.1 Obtenha a equação e esboce o gráfico da circunferência caracterizada por: (a) Centro C (, 1) eraior =5; (b) Passa pelos pontos A (1, ),B(1, 1) e C (, 3) ; (c) Inscrita no triângulo determinado pelas

Leia mais

PROFESSOR: JARBAS 4 2 5

PROFESSOR: JARBAS 4 2 5 PROFESSOR: JARBAS Função do 2.º grau Chama-se função quadrática ou função polinomial do 2.º grau, qualquer função f de R em R dada por uma lei da forma f() = a 2 + b + c onde a, b e c são números reais

Leia mais

TIPO DE PROVA: A. Questão 1. Questão 4. Questão 2. Questão 3. Questão 5. alternativa C. alternativa B. alternativa A.

TIPO DE PROVA: A. Questão 1. Questão 4. Questão 2. Questão 3. Questão 5. alternativa C. alternativa B. alternativa A. Questão TIPO DE PROVA: A Sabe-se que o quadrado de um número natural k é maior do que o seu triplo e que o quíntuplo desse número k é maior do que o seu quadrado. Dessa forma, k k vale: a) 0 b) c) 6 d)

Leia mais

A) 1 hora. B) 1 dia. C) 20 minutos. D) 30 minutos. E) 45 minutos.

A) 1 hora. B) 1 dia. C) 20 minutos. D) 30 minutos. E) 45 minutos. MATEMÁTCA 01. Júnior marca com Daniela às 1 horas para juntos assistirem a um filme, cuja sessão inicia às 16 horas. Como às 1 horas, Daniela não chegou, Júnior resolveu esperar um tempo t 1 igual a 1

Leia mais

1. A partir da definição, determinar a equação da parábola P, cujo foco é F = (3, 4) e cuja diretriz é L : x + y 2 = 0. (x 3) 2 + (y + 4) 2 =

1. A partir da definição, determinar a equação da parábola P, cujo foco é F = (3, 4) e cuja diretriz é L : x + y 2 = 0. (x 3) 2 + (y + 4) 2 = QUESTÕES-AULA 18 1. A partir da definição, determinar a equação da parábola P, cujo foco é F = (3, 4) e cuja diretriz é L : x + y = 0. Solução Seja P = (x, y) R. Temos que P P d(p, F ) = d(p, L) (x 3)

Leia mais

Lista de exercícios: Funções do 2º Grau

Lista de exercícios: Funções do 2º Grau Lista de eercícios: Funções do º Grau 1 1. Marque quais são as funções do º grau: (R= b, c, d, e, i, j, k,l) a. e. i. b. 6 9 f. 5 10 c. g. 1 j. 5 k. 1 1 d. h. 5 1 l. 1. Quais dos pontos pertencem à parábola

Leia mais

Este trabalho foi licenciado com a Licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial - SemDerivados 3.0 Não Adaptada

Este trabalho foi licenciado com a Licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial - SemDerivados 3.0 Não Adaptada 1. Introdução Definição: Parábola é o lugar geométrico dos pontos do plano cujas distâncias entre uma reta fixa, chamada de reta diretriz, e a um ponto fixo situado fora desta reta, chamado de foco da

Leia mais

Material by: Caio Guimarães (Equipe Rumoaoita.com) Referência: cadernos de aula: Professor Eduardo Wagner

Material by: Caio Guimarães (Equipe Rumoaoita.com) Referência: cadernos de aula: Professor Eduardo Wagner Material by: Caio Guimarães (Equipe Rumoaoita.com) Referência: cadernos de aula: Professor Eduardo Wagner 5 - Complementos De onde veio o nome seção cônica? Seções cônicas são as seções formadas pela interseção

Leia mais

1. Em cada caso, obtenha a equação e esboce o grá co da circunferência.

1. Em cada caso, obtenha a equação e esboce o grá co da circunferência. 3. AS CÔNICAS CÁLCULO VETORIAL - 2017.2 3.1 A circunferência 1. Em cada caso, obtenha a equação e esboce o grá co da circunferência. (a) Centro C ( 2; 1) e raio r = 5: (b) Passa pelos pontos A (5; 1) ;

Leia mais

Matemática A Extensivo V. 4

Matemática A Extensivo V. 4 Etensivo V. 4 Eercícios 0) C f(t) = at + b (t = tempo) (I) t = 0 f(t) = 9000 (II) t = 4 f(t) = 4000 Substituindo os valores na função f(t) = at + b, temos: (I) 9000 = a. 0 + b b = 9000 (II) 4000 = 4a +

Leia mais

DO ENSINO MÉDIO. ELABORAÇÃO: PROFESSOR OCTAMAR MARQUES. RESOLUÇÃO: PROFESSORA MARIA ANTÔNIA GOUVEIA.

DO ENSINO MÉDIO. ELABORAÇÃO: PROFESSOR OCTAMAR MARQUES. RESOLUÇÃO: PROFESSORA MARIA ANTÔNIA GOUVEIA. RESOLUÇÃO DA AVALIAÇÃO FINAL DE MATEMÁTICA APLICADA EM 008 NO COLÉGIO ANCHIETA-BA, AOS ALUNOS DA a SÉRIE DO ENSINO MÉDIO. ELABORAÇÃO: PROFESSOR OCTAMAR MARQUES. PROFESSORA MARIA ANTÔNIA GOUVEIA. 0. D C

Leia mais

Questão 1 a) A(0; 0) e B(8; 12) b) A(-4; 8) e B(3; -9) c) A(3; -5) e B(6; -2) d) A(2; 3) e B(1/2; 2/3) e) n.d.a.

Questão 1 a) A(0; 0) e B(8; 12) b) A(-4; 8) e B(3; -9) c) A(3; -5) e B(6; -2) d) A(2; 3) e B(1/2; 2/3) e) n.d.a. APOSTILAS (ENEM) VOLUME COMPLETO Exame Nacional de Ensino Médio (ENEM) 4 VOLUMES APOSTILAS IMPRESSAS E DIGITAIS Questão 1 (UFPE) Determine o ponto médio dos segmentos seguintes, que têm medidas inteiras:

Leia mais

Quantos números pares, formados por algarismos distintos, existem entre 500 e 2000?

Quantos números pares, formados por algarismos distintos, existem entre 500 e 2000? PROVA DE MATEMÁTICA - TURMAS DO 3 O ANO DO ENSINO MÉDIO COLÉGIO ANCHIETA-BA - AGOSTO DE 011. ELABORAÇÃO: PROFESSORES OCTAMAR MARQUES E ADRIANO CARIBÉ. PROFESSORA MARIA ANTÔNIA C. GOUVEIA Questão 01 Quantos

Leia mais

( ) Assim, de 2013 a 2015 (2 anos) houve um aumento de 40 casos de dengue. Ou seja: = 600 casos em 2015.

( ) Assim, de 2013 a 2015 (2 anos) houve um aumento de 40 casos de dengue. Ou seja: = 600 casos em 2015. Resposta da questão : [B] É fácil ver que a equação da reta s é = 3. Desse modo, a abscissa do ponto de interseção das retas p e s é tal 8 que 3 = + 3 =. 7 8 7 8 7 Portanto, temos = 3 = e a resposta é,.

Leia mais

Geometria Analítica II

Geometria Analítica II Geometria Analítica II Adriano Pedreira Cattai http://cattai.webnode.com/ensino/uneb/gadois/ UNEB Universidade do Estado da Bahia Semestre 008.1 1 Transformação de coordenadas no R : translação e rotação

Leia mais

BANCO DE QUESTÕES MATEMÁTICA A 12. O ANO

BANCO DE QUESTÕES MATEMÁTICA A 12. O ANO BANCO DE QUESTÕES MATEMÁTICA A. O ANO DOMÍNIO: Funções reais de variável real. Seja g a função, de domínio,, representada graficamente na figura ao lado, e seja u a sucessão definida por. n Qual é o valor

Leia mais

de h(x) = f(x) no sistema de coordenadas dado abaixo. Indique as intersecções com os eixos x e y, bem como assíntotas. b) Idem para g(x) = f(2x).

de h(x) = f(x) no sistema de coordenadas dado abaixo. Indique as intersecções com os eixos x e y, bem como assíntotas. b) Idem para g(x) = f(2x). UFRGS Instituto de Matemática DMPA - Depto. de Matemática Pura e Aplicada MAT 01 353 Cálculo e Geometria Analítica I A Gabarito da 1 a PROVA fila A de setembro de 005 Questão 1 (1,5 pontos). Seja f uma

Leia mais

Material Teórico - Módulo Função Quadrática. Funcão Quadrática: Exercícios. Primeiro Ano do Ensino Médio

Material Teórico - Módulo Função Quadrática. Funcão Quadrática: Exercícios. Primeiro Ano do Ensino Médio Material Teórico - Módulo Função Quadrática Funcão Quadrática: Eercícios Primeiro Ano do Ensino Médio Autor: Prof. Fabrício Siqueira Benevides Revisor: Prof. Antonio Caminha M. Neto 1 Eercícios f() Eemplo

Leia mais

Concluimos dai que o centro da circunferência é C = (6, 4) e o raio é

Concluimos dai que o centro da circunferência é C = (6, 4) e o raio é QUESTÕES-AULA 17 1. A equação x 2 + y 2 12x + 8y + 0 = 0 representa uma circunferência de centro C = (a, b) e de raio R. Determinar o valor de a + b + R. Solução Completamos quadrados na expressão dada.

Leia mais

2.1 Representação Geométrica dos Números Reais

2.1 Representação Geométrica dos Números Reais Capítulo 2 Geometria Analítica Neste capítulo apresentaremos uma representação geométrica do conjunto dos números reais, o sistema de coordenadas cartesianas, a equação geral da reta, métodos gerais para

Leia mais

1 Cônicas Não Degeneradas

1 Cônicas Não Degeneradas Seções Cônicas Reginaldo J. Santos Departamento de Matemática-ICE Universidade Federal de Minas Gerais http://www.mat.ufmg.br/~regi regi@mat.ufmg.br 11 de dezembro de 2001 Estudaremos as (seções) cônicas,

Leia mais

Universidade Federal de Viçosa Centro de Ciências Exatas e Tecnológicas Departamento de Matemática

Universidade Federal de Viçosa Centro de Ciências Exatas e Tecnológicas Departamento de Matemática Universidade Federal de Viçosa Centro de Ciências Eatas e Tecnológicas Departamento de Matemática MAT 040 Estudo Dirigido de Cálculo I 07/II Encontro 5 - /09/07: Eercício : Seja f a função cujo gráfico

Leia mais

Mat. Mat. Monitor: Gabriella Teles

Mat. Mat. Monitor: Gabriella Teles Mat. Professor: Alex Amaral Monitor: Gabriella Teles Geometria analítica plana: hipérbole e parábola 16 nov RESUMO Parábola Consideremos em um plano uma reta diretriz e um ponto Foco não pertencente a

Leia mais

Respostas dos Exercícios de Fixação

Respostas dos Exercícios de Fixação Respostas dos Eercícios de Fiação Capítulo 1 1.1) ac + ab + bc = 1.) p = 14 64 9 87 1.7) P =,,Q =, 49 49 49 49 1.8) u+ v = 6 ma 1.10) ( 4b, b ) 1.17) Área =.( AB + BC ).( BC + CD) 1 Última Atualização:

Leia mais

Geometria Analítica - Aula

Geometria Analítica - Aula Geometria Analítica - Aula 19 246 IM-UFF K. Frensel - J. Delgado Aula 20 Vamos analisar a equação Ax 2 + Cy 2 + Dx + Ey + F = 0 nos casos em que exatamente um dos coeficientes A ou C é nulo. 1. Parábola

Leia mais

GABARITO IME. Matemática

GABARITO IME. Matemática GABARITO IME Matemática Sistema ELITE de Ensino IME - 04/05 Questão 0 GABARITO COMENTADO Os inteiros a, a, a,..., a 5 estão em PA com razão não nula. Os termos a, a e a 0 estão em PG, assim como a 6, a

Leia mais

Questão 2. Questão 1. Questão 3. alternativa D. alternativa D. alternativa B

Questão 2. Questão 1. Questão 3. alternativa D. alternativa D. alternativa B NOTAÇÕES C: conjunto dos números compleos. Q: conjunto dos números racionais. R: conjunto dos números reais. Z: conjunto dos números inteiros. N {0,,,,...}. N {,,,...}. 0: conjunto vazio. A \ B { A; B}.

Leia mais

Exercícios de Aprofundamento 2015 Mat Geo. Analítica

Exercícios de Aprofundamento 2015 Mat Geo. Analítica Exercícios de Aprofundamento 015 Mat Geo. Analítica 1. (Unicamp 015) Seja r a reta de equação cartesiana x y. Para cada número real t tal que 0 t, considere o triângulo T de vértices em (0, 0), (t, 0)

Leia mais

Simulado. enem. Matemática. e suas. Tecnologias VOLUME 1 DISTRIBUIÇÃO GRATUITA

Simulado. enem. Matemática. e suas. Tecnologias VOLUME 1 DISTRIBUIÇÃO GRATUITA Simulado enem 013 3a. série Matemática e suas ISTRIUIÇÃO GRTUIT Tecnologias VOLUM 1 Simulado NM 013 Questão 1 lternativa: omo a soma das medidas dos ângulos de um triângulo é 180º, tem-se que α + β = 90º.

Leia mais

Professor Mascena Cordeiro

Professor Mascena Cordeiro www.mascenacordeiro.com Professor Mascena Cordeiro º Ano Ensino Médio M A T E M Á T I C A. Determine os valores de m pertencentes ao conjunto dos números reais, tal que os pontos (0, -), (, m) e (-, -)

Leia mais

Matemática A Intensivo V. 1

Matemática A Intensivo V. 1 Intensivo V Eercícios ) V F F F F V V V ) D a) Verdadeiro Zero é elemento do conjunto {,,, 3, } b) Falso Neste caso temos {a} como subconjunto de {a, b} logo a relação correta seria a} {a, b} c) Falso

Leia mais

Prova Escrita de MATEMÁTICA A - 12o Ano a Fase

Prova Escrita de MATEMÁTICA A - 12o Ano a Fase Prova Escrita de MATEMÁTICA A - 2o Ano 207-2 a Fase Proposta de resolução GRUPO I. Temos que os algarismos pares, ficando juntos podem ocupar 4 grupos de duas posições adjacentes e trocando entre si, podem

Leia mais

Instituto de Matemática - IM/UFRJ Gabarito da Primeira Prova Unificada de Cálculo I Politécnica e Engenharia Química

Instituto de Matemática - IM/UFRJ Gabarito da Primeira Prova Unificada de Cálculo I Politécnica e Engenharia Química Página de 5 Questão : (3.5 pontos) Calcule: + Instituto de Matemática - IM/UFRJ Politécnica e Engenharia Química 3 2 + (a) 3 + 2 + + ; + (b) ; + (c) 0 +(sen )sen ; (d) f (), onde f() = e sen(3 + +). (a)

Leia mais

1. Seja θ = ang (r, s). Calcule sen θ nos casos (a) e (b) e cos θ nos casos (c) e (d): = z 3 e s : { 3x + y 5z = 0 x 2y + 3z = 1

1. Seja θ = ang (r, s). Calcule sen θ nos casos (a) e (b) e cos θ nos casos (c) e (d): = z 3 e s : { 3x + y 5z = 0 x 2y + 3z = 1 14 a lista de exercícios - SMA0300 - Geometria Analítica Estágio PAE - Alex C. Rezende Medida angular, distância, mudança de coordenadas, cônicas e quádricas 1. Seja θ = ang (r, s). Calcule sen θ nos casos

Leia mais

Resolução das Questões Discursivas

Resolução das Questões Discursivas COMISSÃO PERMANENTE DE SELEÇÃO COPESE PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PROGRAD CONCURSO PISM III - TRIÊNIO 008-010 Prova de Matemática Resolução das Questões Discursivas São apresentadas abaixo possíveis soluções

Leia mais

MAT 105- Lista de Exercícios

MAT 105- Lista de Exercícios 1 MAT 105- Lista de Exercícios 1. Determine as áreas dos seguintes polígonos: a) triângulo de vértices (2,3), (5,7), (-3,4). Resp. 11,5 b) triângulo de vértices (0,4), (-8,0), (-1,-4). Resp. 30 c) quadrilátero

Leia mais

TIPO DE PROVA: A. Questão 1. Questão 4. Questão 2. Questão 5. Questão 3. alternativa D. alternativa D. alternativa D. alternativa B.

TIPO DE PROVA: A. Questão 1. Questão 4. Questão 2. Questão 5. Questão 3. alternativa D. alternativa D. alternativa D. alternativa B. Questão TIPO DE PROVA: A Um mapa está numa escala :0 000 000, o que significa que uma distância de uma unidade, no mapa, corresponde a uma distância real de 0 000 000 de unidades. Se no mapa a distância

Leia mais

GEOMETRIA ANALÍTICA. 2) Obtenha o ponto P do eixo das ordenadas que dista 10 unidades do ponto Q (6, -5).

GEOMETRIA ANALÍTICA. 2) Obtenha o ponto P do eixo das ordenadas que dista 10 unidades do ponto Q (6, -5). GEOMETRIA ANALÍTICA Distância entre Dois Pontos Sejam os pontos A(xA, ya) e B(xB, yb) e sendo d(a, B) a distância entre eles, temos: Aplicando o teorema de Pitágoras ao triângulo retângulo ABC, vem: [d

Leia mais

Lista de exercícios de GA na reta e no plano Período de Prof. Fernando Carneiro Rio de Janeiro, Janeiro de 2017

Lista de exercícios de GA na reta e no plano Período de Prof. Fernando Carneiro Rio de Janeiro, Janeiro de 2017 Lista de GA no plano 1 Lista de exercícios de GA na reta e no plano Período de 016. - Prof. Fernando Carneiro Rio de Janeiro, Janeiro de 017 1 Retas no plano 1.1) Determine os dois pontos, que chamaremos

Leia mais