Firefox. Versão 1.0.0

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Firefox. Versão 1.0.0"

Transcrição

1 Firefox Versão 1.0.0

2 Sumário I Sobre essa Apostila 2 II Informações Básicas 4 III GNU Free Documentation License 9 IV Firefox 18 1 O que é o Firefox? 19 2 Plano de ensino Objetivo Público Alvo Pré-requisitos Descrição Metodologia Cronograma Programa Avaliação Bibliografia Introdução ao Firefox Lição 1 - Instalação do Firefox Instalação do Firefox Instalação através do apt-get Instalação através do arquivo de instalação Lição 2 - Introdução ao Firefox O que é o Firefox? Diferenças entre o Firefox x e o IceWeasel, o Firefox livre Utilizando o Firefox Lição 3 - Utilizando o Firefox Abas Gerenciador de Downloads Histórico

3 4.1.4 Favoritos Localizar Imprimindo páginas Temas Atalhos de teclado Uso avançado do Firefox em terminais de comando Lição 4 - Editando preferências Editando as preferências do Firefox Aba Geral Aba Privacidade Aba Conteúdo Aba de Abas Aba Downloads Aba Avançado Lição 5 - Instalando Add-ons Introdução aos Add-ons Extensões Search Engines ou Mecanismos de busca Plugins

4 Parte I Sobre essa Apostila 3

5 Conteúdo O conteúdo dessa apostila é fruto da compilação de diversos materiais livres publicados na internet, disponíveis em diversos sites ou originalmente produzido no CDTC (http://www.cdtc.org.br.) O formato original deste material bem como sua atualização está disponível dentro da licença GNU Free Documentation License, cujo teor integral encontra-se aqui reproduzido na seção de mesmo nome, tendo inclusive uma versão traduzida (não oficial). A revisão e alteração vem sendo realizada pelo CDTC desde outubro de Críticas e sugestões construtivas são bem-vindas a qualquer tempo. Autores A autoria deste é de responsabilidade de Shou Matsumoto O texto original faz parte do projeto Centro de Difusão de Tecnologia e Conhecimento, que vem sendo realizado pelo ITI (Instituto Nacional de Tecnologia da Informação) em conjunto com outros parceiros institucionais, atuando em conjunto com as universidades federais brasileiras que tem produzido e utilizado Software Livre, apoiando inclusive a comunidade Free Software junto a outras entidades no país. Informações adicionais podem ser obtidas através do ou da home page da entidade, através da URL Garantias O material contido nesta apostila é isento de garantias e o seu uso é de inteira responsabilidade do usuário/leitor. Os autores, bem como o ITI e seus parceiros, não se responsabilizam direta ou indiretamente por qualquer prejuízo oriundo da utilização do material aqui contido. Licença Copyright 2006, Instituto Nacional de Tecnologia da Informação Permission is granted to copy, distribute and/or modify this document under the terms of the GNU Free Documentation License, Version 1.1 or any later version published by the Free Software Foundation; with the Invariant Chapter being SOBRE ESSA APOS- TILA. A copy of the license is included in the section entitled GNU Free Documentation License. 4

6 Parte II Informações Básicas 5

7 Sobre o CDTC Objetivo Geral O Projeto CDTC visa a promoção e o desenvolvimento de ações que incentivem a disseminação de soluções que utilizem padrões abertos e não proprietários de tecnologia, em proveito do desenvolvimento social, cultural, político, tecnológico e econômico da sociedade brasileira. Objetivo Específico Auxiliar o Governo Federal na implantação do plano nacional de software não-proprietário e de código fonte aberto, identificando e mobilizando grupos de formadores de opinião dentre os servidores públicos e agentes políticos da União Federal, estimulando e incentivando o mercado nacional a adotar novos modelos de negócio da tecnologia da informação e de novos negócios de comunicação com base em software não-proprietário e de código fonte aberto, oferecendo treinamento específico para técnicos, profissionais de suporte e funcionários públicos usuários, criando grupos de funcionários públicos que irão treinar outros funcionários públicos e atuar como incentivadores e defensores de produtos de software não proprietários e código fonte aberto, oferecendo conteúdo técnico on-line para serviços de suporte, ferramentas para desenvolvimento de produtos de software não proprietários e de seu código fonte livre, articulando redes de terceiros (dentro e fora do governo) fornecedoras de educação, pesquisa, desenvolvimento e teste de produtos de software livre. Guia do aluno Neste guia, você terá reunidas uma série de informações importantes para que você comece seu curso. São elas: Licenças para cópia de material disponível Os 10 mandamentos do aluno de Educação a Distância Como participar dos foruns e da wikipédia Primeiros passos É muito importante que você entre em contato com TODAS estas informações, seguindo o roteiro acima. Licença Copyright 2006, Instituto Nacional de Tecnologia da Informação 6

8 É dada permissão para copiar, distribuir e/ou modificar este documento sob os termos da Licença de Documentação Livre GNU, Versão 1.1 ou qualquer versão posterior públicada pela Free Software Foundation; com o Capitulo Invariante SOBRE ESSA APOSTILA. Uma cópia da licença está inclusa na seção entitulada "Licença de Documentação Livre GNU". Os 10 mandamentos do aluno de educação online 1. Acesso à Internet: ter endereço eletrônico, um provedor e um equipamento adequado é pré-requisito para a participação nos cursos a distância. 2. Habilidade e disposição para operar programas: ter conhecimentos básicos de Informática é necessário para poder executar as tarefas. 3. Vontade para aprender colaborativamente: interagir, ser participativo no ensino a distância conta muitos pontos, pois irá colaborar para o processo ensino-aprendizagem pessoal, dos colegas e dos professores. 4. Comportamentos compatíveis com a etiqueta: mostrar-se interessado em conhecer seus colegas de turma respeitando-os e fazendo ser respeitado pelo mesmo. 5. Organização pessoal: planejar e organizar tudo é fundamental para facilitar a sua revisão e a sua recuperação de materiais. 6. Vontade para realizar as atividades no tempo correto: anotar todas as suas obrigações e realizá-las em tempo real. 7. Curiosidade e abertura para inovações: aceitar novas idéias e inovar sempre. 8. Flexibilidade e adaptação: requisitos necessário à mudança tecnológica, aprendizagens e descobertas. 9. Objetividade em sua comunicação: comunicar-se de forma clara, breve e transparente é ponto - chave na comunicação pela Internet. 10. Responsabilidade: ser responsável por seu próprio aprendizado. O ambiente virtual não controla a sua dedicação, mas reflete os resultados do seu esforço e da sua colaboração. Como participar dos fóruns e Wikipédia Você tem um problema e precisa de ajuda? Podemos te ajudar de 2 formas: A primeira é o uso dos fóruns de notícias e de dúvidas gerais que se distinguem pelo uso:. O fórum de notícias tem por objetivo disponibilizar um meio de acesso rápido a informações que sejam pertinentes ao curso (avisos, notícias). As mensagens postadas nele são enviadas a 7

9 todos participantes. Assim, se o monitor ou algum outro participante tiver uma informação que interesse ao grupo, favor postá-la aqui. Porém, se o que você deseja é resolver alguma dúvida ou discutir algum tópico específico do curso. É recomendado que você faça uso do Forum de dúvidas gerais que lhe dá recursos mais efetivos para esta prática.. O fórum de dúvidas gerais tem por objetivo disponibilizar um meio fácil, rápido e interativo para solucionar suas dúvidas e trocar experiências. As mensagens postadas nele são enviadas a todos participantes do curso. Assim, fica muito mais fácil obter respostas, já que todos podem ajudar. Se você receber uma mensagem com algum tópico que saiba responder, não se preocupe com a formalização ou a gramática. Responda! E não se esqueça de que antes de abrir um novo tópico é recomendável ver se a sua pergunta já foi feita por outro participante. A segunda forma se dá pelas Wikis:. Uma wiki é uma página web que pode ser editada colaborativamente, ou seja, qualquer participante pode inserir, editar, apagar textos. As versões antigas vão sendo arquivadas e podem ser recuperadas a qualquer momento que um dos participantes o desejar. Assim, ela oferece um ótimo suporte a processos de aprendizagem colaborativa. A maior wiki na web é o site "Wikipédia", uma experiência grandiosa de construção de uma enciclopédia de forma colaborativa, por pessoas de todas as partes do mundo. Acesse-a em português pelos links: Página principal da Wiki - Agradecemos antecipadamente a sua colaboração com a aprendizagem do grupo! Primeiros Passos Para uma melhor aprendizagem é recomendável que você siga os seguintes passos: Ler o Plano de Ensino e entender a que seu curso se dispõe a ensinar; Ler a Ambientação do Moodle para aprender a navegar neste ambiente e se utilizar das ferramentas básicas do mesmo; Entrar nas lições seguindo a seqüência descrita no Plano de Ensino; Qualquer dúvida, reporte ao Fórum de Dúvidas Gerais. Perfil do Tutor Segue-se uma descrição do tutor ideal, baseada no feedback de alunos e de tutores. O tutor ideal é um modelo de excelência: é consistente, justo e profissional nos respectivos valores e atitudes, incentiva mas é honesto, imparcial, amável, positivo, respeitador, aceita as idéias dos estudantes, é paciente, pessoal, tolerante, apreciativo, compreensivo e pronto a ajudar. 8

10 A classificação por um tutor desta natureza proporciona o melhor feedback possível, é crucial, e, para a maior parte dos alunos, constitui o ponto central do processo de aprendizagem. Este tutor ou instrutor: fornece explicações claras acerca do que ele espera, e do estilo de classificação que irá utilizar; gosta que lhe façam perguntas adicionais; identifica as nossas falhas, mas corrige-as amavelmente, diz um estudante, e explica porque motivo a classificação foi ou não foi atribuída ; tece comentários completos e construtivos, mas de forma agradável (em contraste com um reparo de um estudante: os comentários deixam-nos com uma sensação de crítica, de ameaça e de nervossismo ) dá uma ajuda complementar para encorajar um estudante em dificuldade; esclarece pontos que não foram entendidos, ou corretamente aprendidos anteriormente; ajuda o estudante a alcançar os seus objetivos; é flexível quando necessário; mostra um interesse genuíno em motivar os alunos (mesmo os principiantes e, por isso, talvez numa fase menos interessante para o tutor); escreve todas as correções de forma legível e com um nível de pormenorização adequado; acima de tudo, devolve os trabalhos rapidamente; 9

11 Parte III GNU Free Documentation License 10

12 (Traduzido pelo João S. O. Bueno através do CIPSGA em 2001) Esta é uma tradução não oficial da Licença de Documentação Livre GNU em Português Brasileiro. Ela não é publicada pela Free Software Foundation, e não se aplica legalmente a distribuição de textos que usem a GFDL - apenas o texto original em Inglês da GNU FDL faz isso. Entretanto, nós esperamos que esta tradução ajude falantes de português a entenderem melhor a GFDL. This is an unofficial translation of the GNU General Documentation License into Brazilian Portuguese. It was not published by the Free Software Foundation, and does not legally state the distribution terms for software that uses the GFDL only the original English text of the GFDL does that. However, we hope that this translation will help Portuguese speakers understand the GFDL better. Licença de Documentação Livre GNU Versão 1.1, Março de 2000 Copyright (C) 2000 Free Software Foundation, Inc. 59 Temple Place, Suite 330, Boston, MA USA É permitido a qualquer um copiar e distribuir cópias exatas deste documento de licença, mas não é permitido alterá-lo. INTRODUÇÃO O propósito desta Licença é deixar um manual, livro-texto ou outro documento escrito "livre"no sentido de liberdade: assegurar a qualquer um a efetiva liberdade de copiá-lo ou redistribui-lo, com ou sem modificações, comercialmente ou não. Secundariamente, esta Licença mantém para o autor e editor uma forma de ter crédito por seu trabalho, sem ser considerado responsável pelas modificações feitas por terceiros. Esta Licença é um tipo de "copyleft"("direitos revertidos"), o que significa que derivações do documento precisam ser livres no mesmo sentido. Ela complementa a GNU Licença Pública Geral (GNU GPL), que é um copyleft para software livre. Nós fizemos esta Licença para que seja usada em manuais de software livre, por que software livre precisa de documentação livre: um programa livre deve ser acompanhado de manuais que provenham as mesmas liberdades que o software possui. Mas esta Licença não está restrita a manuais de software; ela pode ser usada para qualquer trabalho em texto, independentemente do assunto ou se ele é publicado como um livro impresso. Nós recomendamos esta Licença principalmente para trabalhos cujo propósito seja de introdução ou referência. APLICABILIDADE E DEFINIÇÕES Esta Licença se aplica a qualquer manual ou outro texto que contenha uma nota colocada pelo detentor dos direitos autorais dizendo que ele pode ser distribuído sob os termos desta Licença. O "Documento"abaixo se refere a qualquer manual ou texto. Qualquer pessoa do público é um 11

13 licenciado e é referida como "você". Uma "Versão Modificada"do Documento se refere a qualquer trabalho contendo o documento ou uma parte dele, quer copiada exatamente, quer com modificações e/ou traduzida em outra língua. Uma "Seção Secundária"é um apêndice ou uma seção inicial do Documento que trata exclusivamente da relação dos editores ou dos autores do Documento com o assunto geral do Documento (ou assuntos relacionados) e não contém nada que poderia ser incluído diretamente nesse assunto geral (Por exemplo, se o Documento é em parte um livro texto de matemática, a Seção Secundária pode não explicar nada de matemática). Essa relação poderia ser uma questão de ligação histórica com o assunto, ou matérias relacionadas, ou de posições legais, comerciais, filosóficas, éticas ou políticas relacionadas ao mesmo. As "Seções Invariantes"são certas Seções Secundárias cujos títulos são designados, como sendo de Seções Invariantes, na nota que diz que o Documento é publicado sob esta Licença. Os "Textos de Capa"são certos trechos curtos de texto que são listados, como Textos de Capa Frontal ou Textos da Quarta Capa, na nota que diz que o texto é publicado sob esta Licença. Uma cópia "Transparente"do Documento significa uma cópia que pode ser lida automaticamente, representada num formato cuja especificação esteja disponível ao público geral, cujos conteúdos possam ser vistos e editados diretamente e sem mecanismos especiais com editores de texto genéricos ou (para imagens compostas de pixels) programas de pintura genéricos ou (para desenhos) por algum editor de desenhos grandemente difundido, e que seja passível de servir como entrada a formatadores de texto ou para tradução automática para uma variedade de formatos que sirvam de entrada para formatadores de texto. Uma cópia feita em um formato de arquivo outrossim Transparente cuja constituição tenha sido projetada para atrapalhar ou desencorajar modificações subsequentes pelos leitores não é Transparente. Uma cópia que não é "Transparente"é chamada de "Opaca". Exemplos de formatos que podem ser usados para cópias Transparentes incluem ASCII simples sem marcações, formato de entrada do Texinfo, formato de entrada do LaTex, SGML ou XML usando uma DTD disponibilizada publicamente, e HTML simples, compatível com os padrões, e projetado para ser modificado por pessoas. Formatos opacos incluem PostScript, PDF, formatos proprietários que podem ser lidos e editados apenas com processadores de texto proprietários, SGML ou XML para os quais a DTD e/ou ferramentas de processamento e edição não estejam disponíveis para o público, e HTML gerado automaticamente por alguns editores de texto com finalidade apenas de saída. A "Página do Título"significa, para um livro impresso, a página do título propriamente dita, mais quaisquer páginas subsequentes quantas forem necessárias para conter, de forma legível, o material que esta Licença requer que apareça na página do título. Para trabalhos que não tenham uma página do título, "Página do Título"significa o texto próximo da aparição mais proeminente do título do trabalho, precedendo o início do corpo do texto. 12

14 FAZENDO CÓPIAS EXATAS Você pode copiar e distribuir o Documento em qualquer meio, de forma comercial ou não comercial, desde que esta Licença, as notas de copyright, e a nota de licença dizendo que esta Licença se aplica ao documento estejam reproduzidas em todas as cópias, e que você não acrescente nenhuma outra condição, quaisquer que sejam, às desta Licença. Você não pode usar medidas técnicas para obstruir ou controlar a leitura ou confecção de cópias subsequentes das cópias que você fizer ou distribuir. Entretanto, você pode aceitar compensação em troca de cópias. Se você distribuir uma quantidade grande o suficiente de cópias, você também precisa respeitar as condições da seção 3. Você também pode emprestar cópias, sob as mesmas condições colocadas acima, e também pode exibir cópias publicamente. FAZENDO CÓPIAS EM QUANTIDADE Se você publicar cópias do Documento em número maior que 100, e a nota de licença do Documento obrigar Textos de Capa, você precisará incluir as cópias em capas que tragam, clara e legivelmente, todos esses Textos de Capa: Textos de Capa da Frente na capa da frente, e Textos da Quarta Capa na capa de trás. Ambas as capas também precisam identificar clara e legivelmente você como o editor dessas cópias. A capa da frente precisa apresentar o título completo com todas as palavras do título igualmente proeminentes e visíveis. Você pode adicionar outros materiais às capas. Fazer cópias com modificações limitadas às capas, tanto quanto estas preservem o título do documento e satisfaçam a essas condições, pode ser tratado como cópia exata em outros aspectos. Se os textos requeridos em qualquer das capas for muito volumoso para caber de forma legível, você deve colocar os primeiros (tantos quantos couberem de forma razoável) na capa verdadeira, e continuar os outros nas páginas adjacentes. Se você publicar ou distribuir cópias Opacas do Documento em número maior que 100, você precisa ou incluir uma cópia Transparente que possa ser lida automaticamente com cada cópia Opaca, ou informar, em ou com, cada cópia Opaca a localização de uma cópia Transparente completa do Documento acessível publicamente em uma rede de computadores, à qual o público usuário de redes tenha acesso a download gratuito e anônimo utilizando padrões públicos de protocolos de rede. Se você utilizar o segundo método, você precisará tomar cuidados razoavelmente prudentes, quando iniciar a distribuição de cópias Opacas em quantidade, para assegurar que esta cópia Transparente vai permanecer acessível desta forma na localização especificada por pelo menos um ano depois da última vez em que você distribuir uma cópia Opaca (diretamente ou através de seus agentes ou distribuidores) daquela edição para o público. É pedido, mas não é obrigatório, que você contate os autores do Documento bem antes de redistribuir qualquer grande número de cópias, para lhes dar uma oportunidade de prover você com uma versão atualizada do Documento. 13

15 MODIFICAÇÕES Você pode copiar e distribuir uma Versão Modificada do Documento sob as condições das seções 2 e 3 acima, desde que você publique a Versão Modificada estritamente sob esta Licença, com a Versão Modificada tomando o papel do Documento, de forma a licenciar a distribuição e modificação da Versão Modificada para quem quer que possua uma cópia da mesma. Além disso, você precisa fazer o seguinte na versão modificada: A. Usar na Página de Título (e nas capas, se houver alguma) um título distinto daquele do Documento, e daqueles de versões anteriores (que deveriam, se houvesse algum, estarem listados na seção "Histórico do Documento"). Você pode usar o mesmo título de uma versão anterior se o editor original daquela versão lhe der permissão; B. Listar na Página de Título, como autores, uma ou mais das pessoas ou entidades responsáveis pela autoria das modificações na Versão Modificada, conjuntamente com pelo menos cinco dos autores principais do Documento (todos os seus autores principais, se ele tiver menos que cinco); C. Colocar na Página de Título o nome do editor da Versão Modificada, como o editor; D. Preservar todas as notas de copyright do Documento; E. Adicionar uma nota de copyright apropriada para suas próprias modificações adjacente às outras notas de copyright; F. Incluir, imediatamente depois das notas de copyright, uma nota de licença dando ao público o direito de usar a Versão Modificada sob os termos desta Licença, na forma mostrada no tópico abaixo; G. Preservar nessa nota de licença as listas completas das Seções Invariantes e os Textos de Capa requeridos dados na nota de licença do Documento; H. Incluir uma cópia inalterada desta Licença; I. Preservar a seção entitulada "Histórico", e seu título, e adicionar à mesma um item dizendo pelo menos o título, ano, novos autores e editor da Versão Modificada como dados na Página de Título. Se não houver uma sessão denominada "Histórico"no Documento, criar uma dizendo o título, ano, autores, e editor do Documento como dados em sua Página de Título, então adicionar um item descrevendo a Versão Modificada, tal como descrito na sentença anterior; J. Preservar o endereço de rede, se algum, dado no Documento para acesso público a uma cópia Transparente do Documento, e da mesma forma, as localizações de rede dadas no Documento para as versões anteriores em que ele foi baseado. Elas podem ser colocadas na seção "Histórico". Você pode omitir uma localização na rede para um trabalho que tenha sido publicado pelo menos quatro anos antes do Documento, ou se o editor original da versão a que ela se refira der sua permissão; K. Em qualquer seção entitulada "Agradecimentos"ou "Dedicatórias", preservar o título da 14

16 seção e preservar a seção em toda substância e fim de cada um dos agradecimentos de contribuidores e/ou dedicatórias dados; L. Preservar todas as Seções Invariantes do Documento, inalteradas em seus textos ou em seus títulos. Números de seção ou equivalentes não são considerados parte dos títulos da seção; M. Apagar qualquer seção entitulada "Endossos". Tal sessão não pode ser incluída na Versão Modificada; N. Não reentitular qualquer seção existente com o título "Endossos"ou com qualquer outro título dado a uma Seção Invariante. Se a Versão Modificada incluir novas seções iniciais ou apêndices que se qualifiquem como Seções Secundárias e não contenham nenhum material copiado do Documento, você pode optar por designar alguma ou todas aquelas seções como invariantes. Para fazer isso, adicione seus títulos à lista de Seções Invariantes na nota de licença da Versão Modificada. Esses títulos precisam ser diferentes de qualquer outro título de seção. Você pode adicionar uma seção entitulada "Endossos", desde que ela não contenha qualquer coisa além de endossos da sua Versão Modificada por várias pessoas ou entidades - por exemplo, declarações de revisores ou de que o texto foi aprovado por uma organização como a definição oficial de um padrão. Você pode adicionar uma passagem de até cinco palavras como um Texto de Capa da Frente, e uma passagem de até 25 palavras como um Texto de Quarta Capa, ao final da lista de Textos de Capa na Versão Modificada. Somente uma passagem de Texto da Capa da Frente e uma de Texto da Quarta Capa podem ser adicionados por (ou por acordos feitos por) qualquer entidade. Se o Documento já incluir um texto de capa para a mesma capa, adicionado previamente por você ou por acordo feito com alguma entidade para a qual você esteja agindo, você não pode adicionar um outro; mas você pode trocar o antigo, com permissão explícita do editor anterior que adicionou a passagem antiga. O(s) autor(es) e editor(es) do Documento não dão permissão por esta Licença para que seus nomes sejam usados para publicidade ou para assegurar ou implicar endossamento de qualquer Versão Modificada. COMBINANDO DOCUMENTOS Você pode combinar o Documento com outros documentos publicados sob esta Licença, sob os termos definidos na seção 4 acima para versões modificadas, desde que você inclua na combinação todas as Seções Invariantes de todos os documentos originais, sem modificações, e liste todas elas como Seções Invariantes de seu trabalho combinado em sua nota de licença. O trabalho combinado precisa conter apenas uma cópia desta Licença, e Seções Invariantes Idênticas com multiplas ocorrências podem ser substituídas por apenas uma cópia. Se houver múltiplas Seções Invariantes com o mesmo nome mas com conteúdos distintos, faça o título de 15

17 cada seção único adicionando ao final do mesmo, em parênteses, o nome do autor ou editor origianl daquela seção, se for conhecido, ou um número que seja único. Faça o mesmo ajuste nos títulos de seção na lista de Seções Invariantes nota de licença do trabalho combinado. Na combinação, você precisa combinar quaisquer seções entituladas "Histórico"dos diversos documentos originais, formando uma seção entitulada "Histórico"; da mesma forma combine quaisquer seções entituladas "Agradecimentos", ou "Dedicatórias". Você precisa apagar todas as seções entituladas como "Endosso". COLETÂNEAS DE DOCUMENTOS Você pode fazer uma coletânea consitindo do Documento e outros documentos publicados sob esta Licença, e substituir as cópias individuais desta Licença nos vários documentos com uma única cópia incluida na coletânea, desde que você siga as regras desta Licença para cópia exata de cada um dos Documentos em todos os outros aspectos. Você pode extrair um único documento de tal coletânea, e distribuí-lo individualmente sob esta Licença, desde que você insira uma cópia desta Licença no documento extraído, e siga esta Licença em todos os outros aspectos relacionados à cópia exata daquele documento. AGREGAÇÃO COM TRABALHOS INDEPENDENTES Uma compilação do Documento ou derivados dele com outros trabalhos ou documentos separados e independentes, em um volume ou mídia de distribuição, não conta como uma Versão Modificada do Documento, desde que nenhum copyright de compilação seja reclamado pela compilação. Tal compilação é chamada um "agregado", e esta Licença não se aplica aos outros trabalhos auto-contidos compilados junto com o Documento, só por conta de terem sido assim compilados, e eles não são trabalhos derivados do Documento. Se o requerido para o Texto de Capa na seção 3 for aplicável a essas cópias do Documento, então, se o Documento constituir menos de um quarto de todo o agregado, os Textos de Capa do Documento podem ser colocados em capas adjacentes ao Documento dentro do agregado. Senão eles precisarão aparecer nas capas de todo o agregado. TRADUÇÃO Tradução é considerada como um tipo de modificação, então você pode distribuir traduções do Documento sob os termos da seção 4. A substituição de Seções Invariantes por traduções requer uma permissão especial dos detentores do copyright das mesmas, mas você pode incluir traduções de algumas ou de todas as Seções Invariantes em adição às versões orignais dessas Seções Invariantes. Você pode incluir uma tradução desta Licença desde que você também inclua a versão original em Inglês desta Licença. No caso de discordância entre a tradução e a 16

18 versão original em Inglês desta Licença, a versão original em Inglês prevalecerá. TÉRMINO Você não pode copiar, modificar, sublicenciar, ou distribuir o Documento exceto como expressamente especificado sob esta Licença. Qualquer outra tentativa de copiar, modificar, sublicenciar, ou distribuir o Documento é nula, e resultará automaticamente no término de seus direitos sob esta Licença. Entretanto, terceiros que tenham recebido cópias, ou direitos de você sob esta Licença não terão suas licenças terminadas, tanto quanto esses terceiros permaneçam em total acordo com esta Licença. REVISÕES FUTURAS DESTA LICENÇA A Free Software Foundation pode publicar novas versões revisadas da Licença de Documentação Livre GNU de tempos em tempos. Tais novas versões serão similares em espirito à versão presente, mas podem diferir em detalhes ao abordarem novos porblemas e preocupações. Veja A cada versão da Licença é dado um número de versão distinto. Se o Documento especificar que uma versão particular desta Licença "ou qualquer versão posterior"se aplica ao mesmo, você tem a opção de seguir os termos e condições daquela versão específica, ou de qualquer versão posterior que tenha sido publicada (não como rascunho) pela Free Software Foundation. Se o Documento não especificar um número de Versão desta Licença, você pode escolher qualquer versão já publicada (não como rascunho) pela Free Software Foundation. ADENDO: Como usar esta Licença para seus documentos Para usar esta Licença num documento que você escreveu, inclua uma cópia desta Licença no documento e ponha as seguintes notas de copyright e licenças logo após a página de título: Copyright (c) ANO SEU NOME. É dada permissão para copiar, distribuir e/ou modificar este documento sob os termos da Licença de Documentação Livre GNU, Versão 1.1 ou qualquer versão posterior publicada pela Free Software Foundation; com as Seções Invariantes sendo LISTE SEUS TÍTULOS, com os Textos da Capa da Frente sendo LISTE, e com os Textos da Quarta-Capa sendo LISTE. Uma cópia da licença está inclusa na seção entitulada "Licença de Documentação Livre GNU". Se você não tiver nenhuma Seção Invariante, escreva "sem Seções Invariantes"ao invés de dizer quais são invariantes. Se você não tiver Textos de Capa da Frente, escreva "sem Textos de Capa da Frente"ao invés de "com os Textos de Capa da Frente sendo LISTE"; o mesmo para os Textos da Quarta Capa. Se o seu documento contiver exemplos não triviais de código de programas, nós recomendamos a publicação desses exemplos em paralelo sob a sua escolha de licença de software livre, 17

19 tal como a GNU General Public License, para permitir o seu uso em software livre. 18

20 Parte IV Firefox 19

21 Capítulo 1 O que é o Firefox? O Firefox é um navegador de internet de código aberto que descende do navegador Mozilla e é considerado um dos mais seguros e mais práticos navegadores do gênero. Seu uso é cada vez mais difundido em diversos sistemas operacionais. Este curso é sobre o uso do navegador de internet Mozilla Firefox. Aprenda a instalar, usar e personalizar esse maravilhoso programa, um dos mais famosos navegadores web. 20

22 Capítulo 2 Plano de ensino 2.1 Objetivo Dar uma visão básica do Firefox e uma iniciativa para a instalação e configuração básica. 2.2 Público Alvo Usuários que desejam ter a base para trabalhar com o navegador Firefox. 2.3 Pré-requisitos Os usuários deverão ser, necessariamente, indicados por empresas públicas e ter conhecimento básico acerca de funcionamento de redes de computadores. 2.4 Descrição O curso de Firefox será realizado na modalidade EAD e utilizará a plataforma Moodle como ferramenta de aprendizagem. Ele é composto de um módulo de aprendizado que será dado na primeira semana e um módulo de avaliação que será dado no final da semana. O material didático estará disponível on-line de acordo com as datas pré-estabelecidas no calendário. A versão utilizada para o Firefox será a 1.5. Será feito adicionalmente uma introdução ao Firefox Metodologia O curso está dividido da seguinte maneira: 21

23 2.5.1 Cronograma Duração De Segunda-Feira a Domingo Descrição do Módulo Lição 1 - Instalação do Firefox Lição 2 - Introdução ao Firefox Lição 3 - Utilizando o Firefox Lição 4 - Editando preferências Lição 5 - Instalando Add-ons Como mostrado na tabela acima, a cada semana será disponibilizado um conjunto de módulos. É recomendável que o participante siga as datas estabelecidas. As lições, disponíveis em cada módulo, contêm o contéudo principal. Elas poderão ser acessadas quantas vezes forem necessárias, desde que esteja dentro da semana programada. Ao final de uma lição, você receberá uma nota de acordo com o seu desempenho. Caso sua nota numa determinada lição seja menor do que 6.0, sugerimos que você faça novamente esta lição. Ao final do curso serão disponibilizadas as avaliações referentes aos módulos estudados anteriormente. Somente as notas das avaliações serão consideradas para a nota final. Todos os módulos ficarão visíveis para que possam ser consultados durante a avaliação final. Para conhecer as demais atividades de cada módulo leia o tópico seguinte: "Ambientação do Moodle". Os instrutores estarão a sua disposição ao longo de todo curso. Qualquer dúvida deve ser enviada ao fórum correspondente. Diariamente os monitores darão respostas e esclarecimentos. 2.6 Programa O curso oferecerá o seguinte conteúdo: Semana 1 Introdução ao Firefox; Utilizando o Firefox. 2.7 Avaliação Toda a avaliação será feita on-line. Aspectos a serem considerados na avaliação: Iniciativa e autonomia no processo de aprendizagem e de produção de conhecimento; Capacidade de pesquisa e abordagem criativa na solução dos problemas apresentados. 22

24 Instrumentos de avaliação: Participação ativa nas atividades programadas; Avaliação ao final do curso; O participante fará várias avaliações referente ao conteúdo do curso. Para a aprovação e obtenção do certificado o participante deverá obter nota final maior ou igual a 6.0 de acordo com a fórmula abaixo: Nota Final = ((ML x 7) + (AF x 3)) / 10 = Média aritmética das lições; AF = Avaliações. 2.8 Bibliografia Site oficial: Site oficial (BR): Site do mozdev (BR): Manual do Firefox - Debian Wikipedia - IceWeasel: 23

25 Capítulo 3 Introdução ao Firefox Nesta seção, mostraremos as funcionalidades que o Firefox oferece e os passos para a sua instalação. 3.1 Lição 1 - Instalação do Firefox Instalação do Firefox Há duas maneiras básicas de se instalar o Firefox no Linux: através de carregadores e gerenciadores de pacotes ou através do arquivo de instalação, que pode ser obtido no site do Mozilla (veja <http://br.mozdev.org/firefox/> para o Firefox brasileiro). No geral, a instalação pelo arquivo disponibilizado pela Internet garante versões mais atualizadas, entretanto a instalação pelo gerenciador de pacotes será mais simples. Você pode escolher um dos dois dependendo do seu perfil de conhecimento ou preferência. No geral, recomendamos o uso do gerenciador de pacotes da sua distribuição. Debian (o sistema considerado pelo CDTC), indica-se o apt-get. No caso do Vamos ver nas páginas seguintes como é a instalação pelos dois métodos Instalação através do apt-get Vamos ver como se instala o Firefox através do apt-get. Esse é um gerenciador de pacotes do modo texto muito fácil de usar; porém, apenas o Debian e aquelas distribuições baseadas no mesmo, como o Ubuntu, os têm. A maioria das demais distribuições possuem um gerenciador de pacotes próprio e a instalação do Firefox através desses é similar à instalação com o apt-get. Esse método é mais fácil que o outro, mas provavelmente não vai instalar a versão mais nova. A última versão do Firefox é a 2.0, e o apt-get normalmente instala a versão 1.5. É sempre recomendável que você mantenha os seus programas atualizados com as últimas versões. No caso do Firefox, houve algumas mudanças significativas entre as versões 1.5 e a

26 Você deve ter privilégios de superusuário no seu sistema para fazer a instalação por esse método. Abra um terminal. Digite o comando abaixo para logar como usuário root: su Digite a senha de root. É sempre bom atualizar a base de dados do apt-get com os repositórios antes de instalar um programa. Para isso, digite o seguinte comando: apt-get update O comando para instalar o Firefox é: apt-get install firefox Algumas distribuições poderão estar com o nome mozilla-firefox. Nesse caso, execute: * apt-get install mozilla-firefox O sistema irá lhe pedir que confirme a operação. Apenas tecle <Enter> e ele irá fazer o download de todos os pacotes necessários, e depois instalá-lo automaticamente. Agora digite o seguinte comando para deixá-lo em portugês: apt-get install firefox-locale-pt-br Algumas distribuições poderão estar com o nome mozilla-firefox. Nesse caso, execute: * apt-get install mozilla-firefox-locale-pt-br 25

27 3.1.3 Instalação através do arquivo de instalação Esse é um segundo método para realizar essa instalação. Usaremos como exemplo a versão 2.0 do Firefox, já que essa versão é a distribuída pelo Mozilla Foundation atualmente (Dezembro 2006) Primeiro, você deve fazer o download do arquivo de instalação (localizado para o português brasileiro). Para isso, visite e clique no link Download Grátis. Opcionalmente, você pode entrar no site oficial do Mozilla (http://www.mozilla.org) e entrar na seção do Firefox. Clique no link "Download Firefox Free"verificando se o arquivo é para o seu sistema operacional (o Firefox é suportado pelos seguintes sistemas: Linux, Windows e Mac OS X) e em português. Se não for, clique no link Other Systems & Languages e escolha o arquivo correto. Salve o arquivo no seu computador. Esse curso vai focalizar a instalação em um sistema Debian/Linux. Abra um terminal de modo texto. Entre na pasta em que você quer instalar o Firefox (se você possui permissões de superusuário, é recomendável que você use a pasta /usr/lib). Copie o arquivo de instalação que você puxou para essa pasta. Agora descompacte esse arquivo: tar -xzvf firefox-2.0.tar.gz Isso irá criar uma subpasta chamada firefox na pasta que você escolheu. Dentro dessa pasta, há um arquivo chamado firefox que, quando executado, inicia o browser. Vamos agora criar um link simbólico para facilitar a inicialização do Firefox (apenas para quem tem permissão de superusuário). Entre na pasta /usr/bin e digite o seguinte comando: ln -s /usr/lib/firefox/firefox firefox Agora, para iniciar o browser, digite firefox em um terminal. Para facilitar o uso do Firefox, vamos ver como se coloca um atalho no Desktop, para quem usa o Gnome. Clique com o botão direito do mouse na área de trabalho e clique em Criar Lançador. Complete os campos da janela que se abre segundo a imagem abaixo (se você não pôde criar o link simbólico, escreva no campo Comando: o caminho completo para o arquivo firefox que foi criado na descompactação do arquivo que você pegou da internet): 26

28 Clique no botão OK. Agora é só dar um duplo clique nesse atalho para iniciar o Firefox. 3.2 Lição 2 - Introdução ao Firefox O que é o Firefox? Firefox (inicialmente conhecido como Phoenix e, posteriormente, como Mozilla Firebird) é um navegador de código aberto rápido, seguro e eficiente. Desenvolvido pela Mozilla Foundation com ajuda de centenas de colaboradores, está sendo usado em diversas plataformas. Como não é software completamente livre (é distribuído pela licença Mozilla), alguns dos seus componentes (como ícones e o próprio nome, que é marca registrada) são propriedades protegidas. O nome "Firefox", em inglês, refere-se ao Panda vermelho. Foi escolhido por ser parecido com "Firebird"e também por ser único na indústria da computação. A fim de evitar uma futura mudança de nome, a Mozilla Foundation deu início ao processo de registro do nome Firefox como marca registrada no Gabinete Americano de Marcas e Patentes. Apesar de "Firefox"não se referir a uma rapoza, a identidade visual do Firefox é uma raposa estilizada. O objetivo do Firefox é ser um navegador que inclua as opções mais usadas pela maioria dos usuários. Outras funções não incluídas originalmente encontram-se disponíveis através de 27

29 extensões e plugins. Por que usar o Firefox? Navegação em abas: A mesma janela pode conter diversas páginas. Abrindo os links em segundo plano eles já estarão carregados quando você for ler. Bloqueador de popups: O Firefox já vem com um bloqueador embutido de popups. Pesquisa inteligente: O campo de pesquisa pelo Google fica na direita na barra de ferramentas e abre direto a página com os resultados, poupando o tempo de acesso à página de pesquisa antes de ter que digitar as palavras chaves. O novo localizador de palavras na página busca pelo texto na medida que você as digita, agilizando a busca. Favoritos RSS: A integração do RSS nos favoritos permite que você fique sabendo das atualizações e últimas notícias dos seus sites preferidos cadastrados. Essa função é disponibilizada a partir do Firefox 2. Downloads sem perturbação: Os arquivos recebidos são salvos automaticamente na área de trabalho, onde são fáceis de achar. Menos interrupções significam downloads mais rápidos. Claro, essa função pode ser personalizada sem problemas. Você decide como deve ser seu navegador: O Firefox é o navegador mais personalizável que existe. Coloque novos botões nas barras de ferramentas, instale extensões que adiciona novas funções, adicione temas que modificam o visual do Firefox e coloque mais mecanismos nos campos de pesquisa. O Firefox pode se tornar o navegador mais adequado para a sua necessidade. Tão fácil quanto tirar a meia: Simples e intuitivo, mas repleto de recursos. O Firefox tem todas as funções que você está acostumado:favoritos, histórico, tela inteira, zoom de texto para tornar as páginas mais fáceis de ler, e diversas outras funcionalidades intuitivas. Compacto: A maioria das distribuições estão em torno dos 5MB. Você leva apenas alguns minutos para copiar o Firefox para o seu computador em uma conexão discada e segundos em uma conexão banda larga. A configuração é simples e intuitiva. Logo você estará navegando com essa ferramenta. 28

30 Requisitos de software Linux Note que algumas distribuições Linux podem fornecer pacotes que têm requisitos diferentes. Kernel Linux com pelo menos as seguintes bibliotecas ou packages: glibc ou posterior; XFree ou posterior; gtk+2.0 ou posterior; fontconfig (conhecido como xft); libstdc++5. O Firefox foi testado pela equipe oficial no Red Hat Linux 8.0 e posteriores. Hardware mínimo: Intel Pentium II or AMD K6-III+ 233 MHz CPU (Recomendado: 500MHz ou mais); 64 MB RAM (Recomendado: 128 MB RAM ou mais); 52 MB de espaço em disco Diferenças entre o Firefox x e o 2.0 O Firefox 2 foi lançado com diversas melhorias comparadas à versão 1.5. Apesar do nosso curso tratar mais da versão 1.5 (que é mais difundida atualmente), apresentamos aqui as diferenças entre o Firefox 1.5 e o 2.0. Interface Novos botões, ícones e barra de abas; Novo campo de pesquisa, com janela Organizar; Nova janela Complementos, englobando extensões e temas; Janela Opções reorganizada; Menu Ir rebatizado para Histórico e com novas funções; 29

31 Verificação ortográfica Campos de texto nas páginas podem ter a ortografia verificada automaticamente, como ocorre nas mensagens do Thunderbird. Instale o dicionário para ativar a verificação. RSS Ao clicar no ícone laranja de RSS (na extremidade direita do campo de endereço), o conteúdo do RSS pode ser visualizado no Firefox; O Firefox oferece 3 alternativas para inscrever um RSS: nos favoritos (como é no 1.5), inscrevendo em um serviço online (como o Bloglines) ou através de um programa específico instalado no computador. Pesquisa Páginas podem declarar que possuem pesquisas para adicionar ao campo. Ao detectá-las, o Firefox realça o ícone do campo de pesquisa. Abra o menu para exibir os disponíveis e adicioná-los (esta página utiliza o recurso); É possível mudar a ordem ou excluir mecanismos de pesquisa. Ao digitar no campo de pesquisa, os mecanismos podem sugerir palavras para autocompletar (recebidas instantaneamente pela internet). É utilizado na pesquisa Google; Botão para iniciar a pesquisa (complementando a tecla Enter); Quando o campo de pesquisa está vazio, o nome do mecanismo atual é exibido. Pode-se restaurar alguma pesquisa padrão que foi excluída; A pesquisa do menu de contexto (texto selecionado na página) usa o mecanismo atual do campo de pesquisa; Adoção de padrão derivado do OpenSearch. O Firefox continua instalando pesquisas de versões anteriores. Anti-fraudes Algumas páginas usam golpes como "phishing"para enganar usuários fazendo-se passar por páginas legítimas. O Firefox 2 tem dois métodos para detectar esses sites. Consultando o Google a cada página visitada ou armazenando uma lista com endereços de páginas falsas (método padrão). Se estiver usando o Firefox 2, faça o teste. 30

32 Abas Botão "fechar"na própria aba; Quando o número de abas não cabe na tela, um menu permite selecionar as abas não visíveis; Comando para reabrir uma aba fechada (menu Histórico e menu de contexto na barra de abas); Ao fechar uma aba, a aba vista por último é selecionada; Opções simplificadas; Ctrl+9 seleciona a última aba (e não mais a nona). Nomes dinâmicos É uma propriedade nova dos favoritos, que permite que o nome seja atualizado periodicamente usando dados da internet. Quando uma página suporta nomes dinâmicos, a janela "Adicionar a favoritos"exibe essa opção. Restaurar sessão Quando o Firefox trava ou é necessário reiniciar (para instalar uma extensão ou atualização), todas as janelas e abas são restauradas. Há uma opção para o Firefox sempre restaurar a última sessão ao iniciar. Outros No comando "Bloquear imagens de...", é possível desfazer facilmente o bloqueio; Janelas de memorizar senhas foram divididas (senhas salvas e sites que não devem salvar senhas); Alerta ao tentar abrir muitas abas simultaneamente; Removida a integração com programas de ("Ler mensagens", "Nova mensagem"); Novo instalador na versão Windows; "Console do JavaScript"rebatizado para "Console de erros"; Falhas de CSS constam como alertas no console, não mais como erros; Complemento são ordenados alfabeticamente; Gecko O Gecko é a parte do código responsável por renderizar páginas web e a interface de aplicações Mozilla. A versão 2 usa basicamente o mesmo Gecko da versão 1.5, com alguns melhoramentos. Para mais informações consulte o Mozilla Developer Center 31

33 3.2.3 IceWeasel, o Firefox livre IceWeasel é o nome de dois projetos de derivação do Mozilla Firefox. Um deles é parte do projeto Gnuzilla (projeto que provê versões 100% livres dos produtos do Mozilla) e o outro foi preparado pelo Debian para satisfazer políticas de marca registrada (o nome Firefox e os logotipos eram produtos de marca registrada, que chocavam com princípios do Debian, que exigia softwares 100% livres). Os dois projetos pretendem futuramente se unificar para que colaborações possam ser feitas. O IceWeasel remove figuras e plugins que não podem ser consideradas como 100% livres. Enquanto que o projeto Gnuzilla planeja sincronizar as versões do IceWeasel com o avanço das versões do Firefox, a manutenção do IceWeasel do Debian está praticamente independente e é integralmente controlada pela equipe do Debian. Diferenças do Gnuzilla IceWeasel com o Firefox Contém somente softwares livres por definição: Trocados as figuras proprietárias pelas figuras livres; Remoção do sistema de relato de bugs e falhas (pois sua licença permitia somente distribuição dos binários); Uso de serviço de busca de plugins livres. Adicionamento de funções de privacidade: Protege que imagens de dimensão zero criem novas cookies. Adverte redirecionamento de URLs. Origem do nome O nome "IceWeasel"foi usado inicialmente para se referir ao Firefox do Debian, pois o Mozilla possuía o direito de rejeitar o uso desse nome em distribuições não-oficiais. Distribuições sem a permissão direta do Mozilla deveriam compilar o Firefox com opções que geram nomes diferentes para o programa e desabilitam figuras do Firefox oficial. Opcionalmente, poderiam usar binários disponibilizados diretamente pelo Mozilla. Como o Debian já obteu essa permissão pelo Mozilla, ele já pode usar o nome Firefox. Entretanto, como as licenças proprietárias das imagens utilizadas no navegador eram incompatíveis com a política de liberdade do Debian, ainda são utilizadas alternativas livres para as imagens. O nome "IceWeasel"pode ser considerado como uma paródia do "Firefox", alterando o "Fire" para "Ice"e "fox"para "Weasel". Veja que "Fire"(fogo) é definitivamente diferente de "Ice"(gelo) 32

34 e "fox"(raposa) é definitivamente diferente de "Weasel"(mustela). Ícones provisórios para o IceWeasel 33

35 Capítulo 4 Utilizando o Firefox Esta seção trata sobre informações de utilização do Firefox, como explicação das telas, atalhos de teclado, opções em linha de comando e etc. 4.1 Lição 3 - Utilizando o Firefox Abas As abas são umas das funcionalidades do Firefox que mais facilitam a navegação. É também um grande diferencial em relação à alguns outros browsers, como o Internet Explorer. Quando usamos o Internet Explorer e queremos abrir várias páginas ao mesmo tempo (o que acontece na maior parte do tempo), precisamos abrir várias instâncias do browser, uma para cada página. Com o Firefox é diferente. Nós podemos criar várias abas, e abrir uma página em cada uma delas. Para abrir uma nova aba, clique no menu Arquivo e depois em Nova Aba, ou simplesmente <Ctrl + T> (segure a tecla Control e tecle T). Você verá que agora você tem duas abas na parte de cima do seu Firefox, como na figura abaixo: Digite o endereço que você quiser no campo de endereço, pressione Enter, e assim a sua nova aba mostrará essa nova página. 34

36 Para visualizar páginas que estão abertas em outras abas, apenas clique na aba desejada, que a mesma ficará ativa. Para fechar uma aba, ative-a, clicando nela, e depois clique no X vermelho na parte superior direita da tela. No caso do Firefox 2.x, esse ícone estará na própria aba. Clicando com o botão direito do mouse nas abas, aparece um pequeno menu com várias opções de gerenciamento das abas: Se você quiser abrir um link, mas quer que ele apareça em uma nova aba, clique no link com o botão direito do mouse e escolha a opção Abrir em uma nova aba, ou simplesmente segure a tecla Ctrl enquanto clica no link. 35

37 4.1.2 Gerenciador de Downloads Um gerenciador de Download é uma ferramenta que controla e lista os downloads solicitados pelo usuário. O Firefox conta com um exclusivo gerenciador de downloads, uma ferramenta útil e com uma interface amigável. Clique no menu Ferramentas e depois em Downloads, ou <Ctrl + Y> para abrir a lista atual de downloads Quando clicamos em um link de download de um arquivo, aparecerá uma tela perguntando se queremos salvar o arquivo ou simplesmente abrí-lo. No último caso, devemos também informar com qual programa queremos abrir o arquivo: 36

38 Para salvar o arquivo no seu computador, marque a caixa Salvar e clique no botão OK. O download iniciará e a tela do gerenciador de downloads mostrará o progresso informando o tamanho do arquivo, quanto já foi baixado, a velocidade do download e o tempo restante estimado. Por padrão, o Firefox vem configurado para armazenar os downloads na área de trabalho quando solicitado para salvar o arquivo. Isso pode ser alterado na configuração de "Downloads"em "Editar» Preferências". Você pode fazer vários downloads ao mesmo tempo, se clicar em vários links de download. Assim, o gerenciador de download irá mostrar o progresso individual de cada download, e no título do gerenciador ficará a porcentagem total do que já foi concluído de todos os downloads. Quando você tiver terminado algum download, os mesmos serão listados: 37

39 Podemos ver algumas das funções que esse gerenciador oferece. Se clicarmos na pasta que aparece depois de Baixar arquivos em:, a mesma será aberta. Se clicarmos em Limpar Lista, toda a lista dos downloads será apagada (perceba que só a lista será apagada, os arquivos continuarão existindo). Para excluir apenas um certo arquivo da lista, clique no link Excluir da lista correspondente ao arquivo que se deseja excluir. Para abrir um arquivo cujo download já foi concluído, clique no link Abrir. Tome cuidado ao sair do Firefox. Por padrão, os downloads não terminados serão cancelados Histórico O Histórico nos permite ver quais páginas acessamos nos últimos dias. É uma ferramenta que facilita muito a vida do usuário. Para abrir o Histórico, clique no menu Ir e depois em Histórico, ou tecle <Ctrl + H>. Uma janela semelhante a essa irá aparece do lado esquerdo do seu Firefox: 38

40 Todas as páginas que acessamos desde a última vez que limpamos o Histórico estão divididas de acordo com o dia em que foram acessadas. Para ver as páginas que acessamos em um certo dia, clique na caixa com um sinal de + do lado esquerdo desse dia. Por padrão, as páginas ficam ordenadas pela data. Se você quiser ordená-las de outro jeito, clique em Ordenar, e escolha uma das opções que aparecem: 39

41 Para procurar por uma certa página, digite uma palavra no campo Localizar, e somente serão mostradas as páginas que contém essa palavra no seu título: Favoritos O Favoritos é uma funcionalidade que nos ajuda a entrar em páginas que acessamos com muita freqüência, economizando tempo. 40

42 Clique no menu Favoritos e uma lista com as nossas páginas favoritas será mostrada. Se você não tiver adicionado nenhuma página aos Favoritos, você verá algo como: Adicione uma página aos Favoritos para ver o que acontece. Primeiramente, entre numa página que você acessa com muita frequência. Clique no menu Favoritos e depois em Adicionar página, ou simplesmente <Ctrl + D>. A seguinte tela lhe será mostrada: Digite um nome que define essa página, escolha uma pasta para essa página (a pasta Favoritos do Firefox é a pasta padrão) e clique em Adicionar. Agora clique novamente no menu Favoritos para ver o que mudou. Agora a página que você acabou de adicionar aparecerá na área de Favoritos! Para organizar melhor os Favoritos, podemos usar pastas. Digamos que você possua os seguintes favoritos: ; ; 41

43 ; Clique no menu Favoitos e depois em Organizar.... A seguinte tela de gerenciamento de Favoritos aparecerá: Clique no botão Nova pasta..., escolha um nome e uma descrição para essa pasta e clique em OK. Agora a nova pasta também aparece, junto dos Favoritos e das outras pastas. Mova as páginas cursos.cdtc.org.br e para essa pasta. Para isso, clique nessas páginas, depois no botão Mover, e escolha a pasta que você criou. Opcionalmente, você pode simplesmente arrastar as páginas para as respectivas pastas na tela de gerenciamento de Favoritos. 42

44 Assim, quando você clicar no menu Favoritos, e colocar o cursor do mouse em cima da pasta criada, aparecerão as duas páginas que você moveu para lá. Se você clicar em Abrir tudo em abas, cada página será aberta em uma aba Localizar Usamos a ferramenta Localizar para achar algo todas as vezes que um determinado texto aparece na tela. É uma ferramenta que nos ajuda muito em várias tarefas, como fazer pesquisas na Internet. Clique no menu Editar, e depois em Localizar nessa página. O atalho do teclado para isso é <Ctrl + F>. Note a barra que apareceu na parte inferior do Firefox: Há um pequeno campo de texto nessa barra. É aí que você deve digitar o texto que quer procurar. Logo quando você começa a digitar, a primeira aparição do texto ficará destacada. Se você quiser procurar pela próxima aparição do texto, clique no botão Próxima, que fica do lado direito da caixa de texto. Se quiser a aparição anterior, clique no botão Anterior. Quando você clica no botão Próxima, e não há mais nenhuma aparição do texto digitado, o Firefox vai procurar pela primeira aparição, mostrando a seguinte mensagem: Há mais duas opções na barra Localizar : o botão Realçar e a caixa Diferenciar maiúsc./minúsc.. Quando você clica no primeiro, todas as vezes que o texto aparece na tela ficam destacadas, como na figura abaixo: 43

45 A caixa Diferenciar maiúsc./minúsc. serve para que o Firefox passe a considerar quais letras do texto digitado estão em maiúsculas ou minúsculas. Marque essa caixa e apenas o texto com letras maiúsculas e minúsculas do jeito que está digitado será destacado Imprimindo páginas Muitas vezes, queremos imprimir uma página web. Para isso, o Firefox conta as opções Configurar página, Visualizar Impressão e Imprimir.... Clique em Configurar página. A seguinte tela irá aparecer para você. 44

46 Na aba Geral, é possível alterar algumas opções de impressão, como a orientação (retrato ou paisagem), a porcentagem que a página vai ocupar no papel e se deseja imprimir o plano de fundo. Na aba Margens, pode-se modificar o tamanho das margens e colocar cabeçalhos ou rodapés (podemos configurar para que no cabeçalho apareça o número da página e no rodapé apareça a data e a hora, por exemplo). 45

47 Quando você clica em Visualizar impressão, verá como vai ficar a nossa impressão. Na parte de cima, podemos ver uma barra de navegação pelas páginas. Clicando em Imprimir.., uma tela semelhante à seguinte aparecerá: 46

48 Nela, pode-se escolher qual impressora usar, o número de cópias, quais páginas imprimir e outras opções de impressão. A forma de como instalar e configurar impressoras foge do nosso escopo e não será tratada por esse curso Temas Temas são conjuntos de padrões, como ícones, cores e fontes. Eles controlam o visual do seu navegador. Você pode mudar o tema do Firefox ajustando-o ao seu gosto. Temas são considerados como Add-ons, que são funcionalidades extras que podem ser adicionadas ao Firefox. Mais informações sobre Add-ons serão tratadas mais adiante. Clique no menu Ferramentas e depois em Temas. Uma tela semelhante à seguinte irá aparecer: 47

49 Pode-se ver que somente o tema padrão (que vem com o Firefox) está instalado. Clicando no link Baixar mais temas, uma nova aba será criada com a seção de downloads de temas do site https://addons.mozilla.org/firefox/ 48

50 Os temas estão ordenados por popularidade, ou seja, os primeiros temas são os que têm mais índice de downloades pelos usuários do Firefox. Selecione o Tema e clique no link Install Now para instalá-lo. Um diálogo semelhante ao abaixo irá aparecer: Clique em OK para prosseguir com a instalação. A tela de temas do Firefox irá abrir e quando o download terminar, ela será adicionada à lista de Temas instalados. 49

51 Clique no novo tema e depois no botão Usar o tema. Agora, você precisa reiniciar o Firefox para que o novo tema entre em vigor. Depois de fazê-lo, você já poderá ver o Firefox com uma nova cara.:-) Atalhos de teclado Veja abaixo a tabela que indica exemplos de atalhos de teclado no Firefox. 50

52 Ação Atalho de teclado Navega pelos links ou elementos da página Tab Shift + Tab Adicionar a página atual aos Favoritos Ctrl+D Voltar para a página anterior Backspace Alt+<- Abrir uma janela com os Favoritos Ctrl+B Ativar/Desativar opção Cursor do teclado F7 Fechar aba atual Ctrl+W Ctrl+F4 Fechar o Firefox Ctrl+Shift+W Alt+F4 Completar endereço.com Ctrl+Enter Completar endereço.net Shift+Enter Completar endereço.org Ctrl+Shift+Enter Copiar Ctrl+C Recortar Ctrl+X Diminuir o tamanho do texto Ctrl+- Deletar Del Deletar entrada auto-completar individual de formulário Shift+Del DOM Inspector Ctrl+Shift+I Abrir gerenciador de downloads Ctrl+Y Localizar próxima Ctrl+G F3 Localizar link Localizar texto / Localizar anterior Ctrl+Shift+G Shift+F3 Localizar Ctrl/Cmd+F Ir para a próxima página Shift+Backspace Alt+-> Descer uma linha Seta para baixo Subir uma linha Seta para cima Descer uma página PageDown Subir uma página PageUp Ir para o fim da página End Ir para o topo da página Home Tela inteira F11 51

53 Ajuda F1 Abrir o Histórico Ctrl+H Ir para a página inicial Alt+Home Aumentar o tamanho do texto Ctrl++ Move para próximo quadro F6 Move para o quadro anterior Shift+F6 Abrir nova mensagem de Ctrl+M Nova aba Ctrl+T Próxima aba Ctrl+Tab Ctrl+PageDown Nova janela do Firefox Ctrl+N Abrir arquivo Ctrl+O Abrir link em uma nova aba Ctrl+Enter Abrir link em uma nova janela Shift+Enter Abrir endereço em uma nova aba Alt+Enter Propriedades da página Ctrl+I Código-fonte da página Ctrl+U Colar Ctrl+V Aba anterior Ctrl+Shift+Tab Ctrl+PageUp Imprimir Ctrl+P Refazer Ctrl+Shift+Z Ctrl+Y Atualizar F5 Ctrl+R Atualizar (refazer o cache) F5 Ctrl+Shift+R Restaurar o tamanho da fonte Ctrl+0 Salvar página como Ctrl+S Salvar destino como Alt+Enter Selecionar tudo Ctrl+A Selecionar o a barra de endereço Ctrl+L Alt+D Selecionar próxima ferramenta de busca na barra de pesquisa Ctrl+Down Selecionar ferramenta de busca anterior na barra de pesquisa Ctrl+Up Selecionar aba [1 a 9] Alt+[1 a 9] Parar Esc Desfazer Ctrl+Z Pesquisa web Ctrl+K Ctrl+J Uso avançado do Firefox em terminais de comando O Firefox é um navegador para interfaces gráficas, derivado do navegador Mozilla, mas possui diversas opções por linha de comando e métodos para manipulação em terminais. Esta seção introduz o uso do Firefox em terminais de comando. 52

54 Note que a maioria das informações mostradas aqui são desnecessárias para o uso convencional. Comandos em terminais seriam interessantes para desenvolvedores de scripts, pessoas que preferem a interface em linha de comandos ou pessoas que conheçam sobre servidores gráficos. Como conceitos avançados sobre interfaces gráficas do Linux e elaboração de scripts estão fora do nosso escopo, as informações desta página não serão cobradas na avaliação final. Seguem abaixo as descrições para uso em terminais de comando: COMANDO firefox [OPÇÕES] [URL] ; /usr/lib/firefox/firefox-bin [OPÇÕES] [URL]. DESCRIÇÃO firefox é um shell script simples que inicializará seu ambiente para o programa executável firefox-bin. Se já houver um navegador Firefox rodando, o Firefox tentará criar uma nova janela de navegação; caso contrário, iniciará a aplicação Firefox. OPÇÕES Um resumo das opções de linha de comando suportado pelo firefox estão abaixo: Opções GTK gdk-debug=<flags>: Ativa flags de depuração do Gdk; gdk-no-debug=<flags>: Desativa flags de depuração do Gdk; gtk-debug=<flags>: Ativa flags de depuração do Gtk+.; gtk-no-debug=<flags>: Desativa flags de depuração do Gtk+; gtk-module=<módulo>: Carrega módulos adicionais do Gtk. 53

55 Opções X11 display=<display>: display X a ser usado; sync : Chamadas para o X se tornarão síncronas; no-xshm : Não usa a extensão de memória compartilhada do X; xim-preedit=<estilo>; xim-status=<estilo>; g-fatal-warnings: Considera todas as advertências do sistema como erros fatais. Opções Mozilla -height <VALOR> : -h, -help : -installer: Define a altura inicial da janela, em pixels; Mostra um resumo das opções; Inicia a janela de migração do Mozilla 4.x.; -width <VALOR> : Define a largura inicial da janela, em pixels; -v, -version : Imprime a versão do Firefox; -no-remote: Não conecta a uma instância atual do Firefox; -a <ID DA APLICAÇÃO>: Verifica por uma instância do Firefox rodando como uma aplicação com um determinado identificador de aplicação (application-id). Quando o Firefox é iniciado pela primeira vez com um identificador particular, uma nova instância do Firefox é executada. Iniciações subseqüentes com o mesmo identificador farão com que a instância (já em execução) gere uma nova janela. O default é -a firefox; 54

56 -CreateProfile <PERFIL>: Cria um perfil. Implica -a firefox profile ou -a default caso o perfil seja padrão (default); -P <PERFIL>: Inicia com um perfil. Implica -a firefox profile ou -a default caso o perfil seja padrão (default); -ProfileManager: Inicia o programa com o gerenciador de perfis. Implica -a com um novo identificador de aplicação; -UILocale <local>: Inicia com recursos de localidade usando o módulo de localidade da interface com o usuário com o nome <local> O padrão é avaliar o ambiente e os UILocale disponíveis no Firefox do usuário; -contentlocale <local>: Inicia o programa com o recurso de localidade de conteúdo identificado com o nome <local>. O padrão é avaliar o ambiente e as localidades disponíveis no Firefox do usuário; -new-window URL: Abre a URL em uma nova janela usando o processo do Firefox em execução; -new-tab URL: Abre a URL em uma nova aba usando o processo do Firefox em execução; -jsconsole: Inicia com o console Javascript; -chrome url: Carrega o chrome especificado; -safe-mode: Inicia o Firefox em modo de segurança, que desabilita todas as extensões e mostra mais mensagens de depuração. Opções para depuração -g, -debug: Inicia o Firefox através de um depurador (o padrão é usar o gdb); debugger <program>: Utiliza um programa como o depurador do Firefox. Implica -debug. 55

57 VARIÁVEIS DE AMBIENTE FIREFOX_DSP - configura o encapsulador /dev/dsp. "arts", "esd"ou "none". Valores aceitos são "auto"(padrão), ARQUIVOS /usr/bin/firefox - shell script que encapsula o firefox-bin ; /usr/lib/firefox-bin - executável do firefox ; /etc/firefox/firefoxrc - arquivo com variáveis de ambiente passadas para o Firefox ; ${HOME}/.mozilla/firefox/rc - arquivo com variáveis de ambiente passadas para o Firefox. Sobrepõe o /etc/firefox/firefoxrc. 4.2 Lição 4 - Editando preferências Editando as preferências do Firefox O lugar onde podemos ver e mudar a maior parte das configurações do Firefox é nas Preferências. Para abrir, clique no menu Editar e depois em Preferências. Você verá a tela abaixo. Versões do Firefox em diferentes sistemas operacionais podem conter o caminho para preferências em diferentes lugares da barra de ferramentas, portanto, não se prenda muito ao "Editar» Preferências". 56

58 Na parte superior da tela, vê-se as abas disponíveis: Geral, Privacidade, Conteúdo, Abas, Downloads e Avançado. Cada aba será explicada nas páginas seguintes. Não se espera que ninguém memorize as opções que serão vistas, o objetivo é que você tenha uma idéia do que podemos fazer como Firefox Aba Geral Página Inicial Se você quiser que o Firefox entre em uma certa página sempre que você abrir o browser, digite o endereço dessa página no campo mostrado acima. Se for clicado no botão Usar as abas 57

59 atuais, a página que está aberta no momento será configurada como a sua página inicial. Clique em Usar favorito... para escolher uma página inicial entre os seus favoritos ou clique em Usar página em branco para que o Firefox não entre em nenhuma página ao ser inicializado. Browser padrão Deixando essa caixa marcada, o Firefox irá checar se ele é o browser padrão, ao ser iniciado. Em caso negativo, ele irá lhe perguntar se quer tornar o Firefox como browser padrão. Conexão Aqui você escolhe se quer usar um servidor proxy. Esses servidores servem para guardar as páginas mais visitadas, dando mais velocidade à navegação. Geralmente, em computadores domésticos, não é usado nenhum servidor proxy. Clique em Configurar conexão... para definir um servidor proxy. 58

60 4.2.3 Aba Privacidade Histórico Clique no botão Limpar histórico de navegação agora para apagar todo o seu Histórico. Digite no campo de texto a quantidade de dias que você quer que fique registrado no Histórico. Formulários Quando preenchemos um formulário na internet, o Firefox pode sugerir a você as respostas que você deu a um formulário preenchido anteriormente. Por exemplo, você vai responder a um formulário e no campo Cidade, ao digitar a primeira letra, aparece uma caixinha com nomes de cidades que começam com aquela letra e que você já deu como resposta ao campo Cidade de outros formulários. Clique em Limpar dados de formulários agora para apagar todos esses dados. Se você não quer que o Firefox guarde essas informações, deixe a caixa Salvar dados 59

61 fornecidos a formulários e ao campo de pesquisa desmarcada. Senhas Os nomes de usuários e senhas que você usa para entrar em alguns sites podem ser guardados pelo Firefox. Assim, você não precisa digitá-los mais. Quando você digita um nome de usuário e senha em um site pela primeira vez, o Firefox abre a seguinte tela: Clicando em Nunca para este site, o Firefox não irá mais lhe perguntar se você quer guardar nomes de usuários e senhas deste site. Clicando em Agora não, o Firefox não irá guardar a senha, mas continuará perguntando para este site. Clicando em Memorizar, o Firefox guardará a senha. Nas Preferências, clique no botão Organizar senhas para ver todos os nomes de usuários guardados pelo Firefox, ter a opção de excluí-los, e definir quais sites você não quer que o Firefox pergunte se deseja ou não guardar senhas. Clique em Definir a senha mestre... para definir uma 60

62 senha que será pedida toda vez que o Firefox precisar usar uma informação confidencial (como nomes de usuários e senhas), aumentando a segurança. Clicando no botão Excluir a senha mestre..., ela deixa de existir. Lista de downloads Clique em Limpar lista de downloads agora para apagar a lista de downloads (apenas a lista, e não os arquivos) do gerenciador de downloads do Firefox. Você também pode escolher se quer apagar a lista apenas manualmente, ou sempre que fechar o Firefox, ou sempre que acabar um download. Cookies Cookies são pequenos arquivos que alguns sites criam no seu computador para guardar certos dados. Você pode impedir o uso de cookies, mas isso limitaria o que você pode fazer na 61

63 internet (certas tarefas que precisam de identificação de usuário, por exemplo, requerem o uso de cookies). É recomendável então que você aceite cookies, mas apenas de sites que você conhece e tenha confiança. Clique em Limpar cookies agora para apagar todos os cookies do Firefox. Clique em Permissões... para definir de quais sites você aceita cookies. Para ver todos os cookies, checar o conteúdo e excluí-los, clique em Exibir cookies. Cache O Firefox guarda o conteúdo de algumas páginas visitadas para carregá-las mais rapidamente. Clicando Limpar cache agora, você apaga todas as páginas guardadas. Você também pode limitar o espaço que essas páginas podem ocupar no seu computador. Na parte de baixo da tela de Preferências, você tem a opção de escolher alguns dados, como dados de formulários, histórico, lista de downloads e cache, para serem apagados quando o Firefox for fechado. Clique no botão Configurações... para configurar essas opções. 62

64 4.2.4 Aba Conteúdo Bloquear janelas popup Janelas popup são aquelas pequenas janelas geradas por sites, na grande maioria das vezes contendo propaganda, que aparecem quando estamos navegando na internet. Se você quer que o Firefox não abra essas janelas, marque a caixa Bloquear janelas popup. Clicando em Exceções..., você pode definir sites que podem abrir popups. Alertar se sites tentarem instalar extensões ou temas Deixando essa caixa marcada, você permite que alguns sites instalem extensões ou temas em seu computador (o Firefox irá lhe alertar quando isso acontecer). Clique em Exceções... para definir esses sites (os sites do Mozilla para atualizações e para extensões já estão configurados como exceções). Carregar imagens Desmarque essa caixa para que o Firefox deixe de carregar imagens presentes nas páginas visitadas, aumentando a velocidade. Clique em Permissões... para escolher quais sites têm permissões para carregar imagens e quais não os têm. Permitir Java/Javascript Java é uma linguagem muito popular na internet, usada em animações e jogos. Desmarcando essa caixa, os conteúdos das páginas que foram feitas usando essa linguagem não serão mais carregadas. Já o JavaScript é usado em validação dinâmica de formulários, para dar movimento às imagens e criar botões que respondam aos clicks do mouse. Desmarcando a caixa Permitir JavaScript, vários sites não poderão funcionar corretamente. Clique em Avançado... para definir as ações que o JavaScript poderá realizar no seu computador. 63

65 Fontes e cores n Aqui você pode escolher uma fonte e cores (de texto e de fundo) padrões. Se você não definílas, o Firefox usará as fontes e cores definidas pelo criador da página Aba de Abas O nome parece estranho, mas é uma aba na tela de preferências que configura o comportamento das abas. Abrir links de outros programas: n Às vezes, outros programas podem querer abrir páginas da internet. Nesses casos, eles vão usar o browser padrão do sistema. Se for o Firefox, você poderá escolher como essas páginas serão abertas, usando as opções acima. Forçar links que abrem janelas a abrir: n Certos links da internet estão programados para se abrirem numa nova janela do browser, quando clicados. No Firefox, você pode escolher se quer que esses links abram em uma nova aba ou na mesma aba deste. Marque a caixa Forçar links que abrem janelas a abrir e escolha 64

66 uma das duas opções abaixo. Deixando a caixa desmarcada, esses links irão abrir em uma nova janela. Ocultar a barra de abas se houver apenas uma aba Marque essa caixa se você quiser que o Firefox não mostre a barra de abas quando houver só uma. Abrir em primeiro plano as abas criadas por links Deixando essa caixa desmarcada, o Firefox irá abrir novas abas criadas por links em segundo plano. Isso significa que quando você clicar em um link com o botão direito do mouse e escolher a opção Abrir em uma nova aba (ou segurar a tecla Ctrl enquanto clica no link), essa nova aba será criada mas não será mostrada automaticamente. Você deverá clicar nessa aba para vê-la. Alertar ao fechar múltiplas abas Quando tentarmos fechar o Firefox e houver mais de uma aba, ele irá pedir que confirmemos a operação: Desmarque a caixa Alertar ao fechar múltiplas abas, e o Firefox irá parar de mostrar essa mensagem ao tentarmos fechá-lo. 65

67 4.2.6 Aba Downloads Salvar downloads em n Aqui você define se quer que o Firefox salve todos os arquivos em uma mesma pasta ou se quer ser perguntado sobre a pasta de destino sempre que fizer um download. Gerenciador de downloads Marque a primeira caixa se quiser que o Firefox abra o gerenciador sempre que você fizer um download, e a segunda caixa se quiser que o gerenciador feche quando os downloads terminarem. Ações para downloads n Você pode associar uma ação a um certo tipo de arquivo. Assim, sempre que você pedir para fazer o download de um arquivo desse tipo, o Firefox irá realizar essa ação, que pode ser salva num arquivo no disco ou abrí-lo com um certo programa. Clique em Exibir e editar ações... para definir essas ações e seus respectivos tipos de arquivos associados. 66

68 4.2.7 Aba Avançado Geral Acessibilidade Marcando a primeira caixa, aparecerá um cursor de texto nas páginas exibidas. Assim, você poderá navegar pelas páginas e selecionar texto usando o teclado. Essa função também pode ser ativada pela tecla F7. Deixando a segunda caixa marcada, você não precisará abrir a barra de Localizar para procurar um texto. Apenas digite algo que, em seguida, a barra aparecerá. n Navegação Quando o Firefox abre uma imagem maior que a janela, ele pode diminuir a imagem para que caiba na janela ou deixá-la em tamanho natural mostrando apenas um pedaço da imagem, dependendo do valor da primeira caixa. Quando a caixa Auto-rolagem está marcada, é possível rolar a tela do Firefox ao segurar o botão do meio do mouse e arrastar o mouse para cima ou para baixo. A caixa Rolagem suave define a velocidade com que as teclas Page Up e Page Down rolam a página. Estando desmarcada, essas teclas rolam uma tela inteira. Estando marcada, as páginas rolam aos poucos. Idiomas 67

69 Algumas páginas são disponíveis em mais de uma língua. Clicando no botão Editar Idiomas.., você poderá escolher os idiomas em que essas páginas serão abertas. Atualizações Essas opções lhe permitem escolher se você quer que o Firefox procure por atualizações de extensões e temas instalados ou mecanismos de pesquisa, e o que fazer quando houver. Perceba que você não pode mudar o opção de procurar atualizações do Firefox: ela está permanentemente marcada. Segurança Protocolos Aqui você escolhe se quer utilizar alguns protocolos de conexão. Esses protocolos são usados para enviar e receber informações confidenciais, e é recomendável que todas as caixas estejam marcadas. 68

70 Certificados Certificados são usados para dificultar que outras pessoas interceptem e consigam ler os dados enviados e recebidos pelo Firefox. Você tem a opção de, quando um site solicitar uma conexão mais segura, deixar o Firefox selecionar um certificado apropriado ou escolher você mesmo um. Marque Selecionar um automaticamente para deixar que o Firefox exerça essa tarefa. 4.3 Lição 5 - Instalando Add-ons Introdução aos Add-ons Já dizemos anteriormente que Temas são também Add-ons. Os Add-ons são elementos que podemos adicionar ao Firefox para extender sua utilidade ou modificar o comportamento desse programa. São desenvolvidos por diversos programadores e designers do mundo, pois os Addons do Firefox são relativamente simples de serem criados, comparados aos diversos outros 69

71 navegadores. Podemos dividir Add-ons nas seguintes categorias: Extensões: Pequenos pacotes que modificam ou adicionam funcionalidades ao Firefox; Temas: Opções de visual e aparência do Firefox; Mecanismos de Pesquisa: Mais opções para a barra de pesquisa do canto superior da janela do Firefox; Plugins: Assistentes do navegador que possibilitam a execução de tarefas específicas (um exemplo famoso é mostrar animações em Flash da Adobe/Macromedia). Nas páginas a seguir, trataremos com mais detalhes as Extensões, Mecanismos de Pesquisa e Plugins. Como os Temas já foram abordados anteriormente, não serão repetidas aqui Extensões São pequenos pacotes que modificam ou adicionam funcionalidades ao Firefox. Elas podem ser feitas por qualquer um que tenha algum conhecimento de programação e, por causa disso, há centenas de extensões disponíveis. O site do mozilla somente apresenta as extensões avaliadas por ela como seguras. Algumas são bastante úteis e interessantes realizando, portanto, diversas tarefas. Há extensões para facilitar o uso de sites de busca (como o para aumentar a segurança, ler notícias, aumentar as funções dos Favoritos, do Histórico, das abas, do gerenciador de downloads, enfim, há extensões para praticamente tudo. No site há uma seção apenas para as extensões https://addons.mozilla.org/firefox/extensions/ 70

72 Para instalar uma extensão, clique no link Install. A seguinte tela irá aparecer (apenas note que o botão Instalar agora só fica disponível depois de 6 segundos): 71

73 Depois que você clicar em Instalar agora, a tela de extensões irá aparecer e o download da extensão será feito. Você precisa reiniciar o Firefox para completar a instalação e para que a alteração torne-se visível. 72

BrOffice.org 2 13 de Março de 2009

BrOffice.org 2 13 de Março de 2009 BrOffice.org 2 13 de Março de 2009 Conteúdo I Sobre essa apostila 10 II Informações Básicas 12 III GNU Free Documentation License 17 IV Plano de Ensino 26 1 Plano de ensino 27 1.1 Objetivo...........................................

Leia mais

Introdução à Microinformática - Software. Versão 1.0.1

Introdução à Microinformática - Software. Versão 1.0.1 Introdução à Microinformática - Software Versão 1.0.1 Sumário I Sobre essa Apostila 2 II Informações Básicas 4 III GNU Free Documentation License 9 IV Introdução à micro-informática - Software 18 1 O que

Leia mais

I Sobre essa Apostila 2. II Informações Básicas 4. III GNU Free Documentation License 9. IV Geany 18

I Sobre essa Apostila 2. II Informações Básicas 4. III GNU Free Documentation License 9. IV Geany 18 Geany Sumário I Sobre essa Apostila 2 II Informações Básicas 4 III GNU Free Documentation License 9 IV Geany 18 1 Introdução 19 1.1 O que é o Geany?..................................... 19 1.2 Licença...........................................

Leia mais

Como Fazer Relatórios. Versão 1.0.0

Como Fazer Relatórios. Versão 1.0.0 Como Fazer Relatórios Versão 1.0.0 Sumário I Sobre essa Apostila 2 II Informações Básicas 4 III GNU Free Documentation License 9 IV Como fazer relatórios 18 1 Como fazer relatórios 19 2 Plano de ensino

Leia mais

Gerenciamento de Projetos. Versão 1.0.0

Gerenciamento de Projetos. Versão 1.0.0 Gerenciamento de Projetos Versão 1.0.0 Sumário I Sobre essa Apostila 2 II Informações Básicas 4 III GNU Free Documentation License 9 IV Gerenciamento de Projeto 18 1 Introdução 19 2 Plano de ensino 20

Leia mais

SpamAssassin. Versão 1.0.0

SpamAssassin. Versão 1.0.0 SpamAssassin Versão 1.0.0 Sumário I Sobre essa Apostila 2 II Informações Básicas 4 III GNU Free Documentation License 9 IV SpamAssassin 18 1 O que é o SpamAssassin 19 2 Plano de ensino 20 2.1 Objetivo...........................................

Leia mais

MANUAL PARA USO DO SISTEMA GCO Gerenciador Clínico Odontológico

MANUAL PARA USO DO SISTEMA GCO Gerenciador Clínico Odontológico MANUAL PARA USO DO SISTEMA GCO Gerenciador Clínico Odontológico O GCO é um sistema de controle de clínicas odontológicas, onde dentistas terão acesso a agendas, fichas de pacientes, controle de estoque,

Leia mais

Moodle FTEC Versão 2.0 Manual do Usuário Acesse a área de LOGIN do site da FTEC www.ftec.com.br

Moodle FTEC Versão 2.0 Manual do Usuário Acesse a área de LOGIN do site da FTEC www.ftec.com.br Moodle FTEC Versão 2.0 Manual do Usuário Acesse a área de LOGIN do site da FTEC www.ftec.com.br Índice Como acessar o Moodle Editando seu PERFIL Editando o curso / disciplina no Moodle Incluindo Recursos

Leia mais

Curso de Navegadores e Internet

Curso de Navegadores e Internet Universidade Estadual do Oeste do Paraná Pró Reitoria de Extensão Centro de Ciências Exatas e Tecnológicas Colegiado de Licenciatura em Matemática Colegiado da Ciência da Computação Projeto de Extensão:

Leia mais

Lição 4 - Primeiros passos no Linux Ubuntu 11.04

Lição 4 - Primeiros passos no Linux Ubuntu 11.04 Lição 4 - Primeiros passos no Linux Ubuntu 11.04 Olá Aluno Os objetivos específicos desta lição são: - reconhecer o Ubuntu como mais uma alternativa de sistema operacional; - conhecer os elementos da área

Leia mais

I Sobre essa Apostila 2. II Informações Básicas 4. III GNU Free Documentation License 9 IV FTP 18. 1 O que é o FTP 19

I Sobre essa Apostila 2. II Informações Básicas 4. III GNU Free Documentation License 9 IV FTP 18. 1 O que é o FTP 19 FTP Versão 1.0.0 Sumário I Sobre essa Apostila 2 II Informações Básicas 4 III GNU Free Documentation License 9 IV FTP 18 1 O que é o FTP 19 2 Plano de ensino 20 2.1 Objetivo...........................................

Leia mais

Braille 2 de Setembro de 2008

Braille 2 de Setembro de 2008 Braille 2 de Setembro de 2008 Conteúdo I Sobre essa apostila 2 II Informações Básicas 4 III GNU Free Documentation License 9 IV Braille 18 1 O que é o Braille 19 2 Plano de ensino 20 2.1 Objetivo...........................................

Leia mais

Apresentação. Estamos à disposição para quaisquer dúvidas e sugestões! Atenciosamente, Equipe do Portal UNESC

Apresentação. Estamos à disposição para quaisquer dúvidas e sugestões! Atenciosamente, Equipe do Portal UNESC Sumário Apresentação... 1 1. Orientações Iniciais... 2 2. Recursos... 4 2.1 Rótulos... 4 2.2 Página de Texto Simples... 8 2.3 Página de Texto Formatado... 12 2.4 Site... 16 2.5 Arquivo... 21 2.6 Pasta

Leia mais

MANUAL DO MOODLE VISÃO DO ALUNO

MANUAL DO MOODLE VISÃO DO ALUNO MANUAL DO MOODLE VISÃO DO ALUNO Desenvolvido por: Patricia Mariotto Mozzaquatro SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO....03 2 O AMBIENTE MOODLE......03 2.1 Quais as caixas de utilidade que posso adicionar?...04 2.1.1 Caixa

Leia mais

Ambiente Virtual de Aprendizagem C.S.G. M anual do Professor

Ambiente Virtual de Aprendizagem C.S.G. M anual do Professor Ambiente Virtual de Aprendizagem C.S.G. M anual do Professor Sumário Pré-requisitos para o Moodle... Entrar no Ambiente... Usuário ou senha esquecidos?... Meus cursos... Calendário... Atividades recentes...

Leia mais

Guia de Inicialização para o Windows

Guia de Inicialização para o Windows Intralinks VIA Versão 2.0 Guia de Inicialização para o Windows Suporte 24/7/365 da Intralinks EUA: +1 212 543 7800 Reino Unido: +44 (0) 20 7623 8500 Consulte a página de logon da Intralinks para obter

Leia mais

UNIDADE II Conhecendo o Ambiente Virtual de Aprendizagem

UNIDADE II Conhecendo o Ambiente Virtual de Aprendizagem UNIDADE II Conhecendo o Ambiente Virtual de Aprendizagem 2.1 Introdução Caro Pós-Graduando, Nesta unidade, abordaremos o Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) que será utilizado no curso: o Moodle. Serão

Leia mais

INTRODUÇÃO AO AMBIENTE MOODLE DA UFPA. Guia rápido

INTRODUÇÃO AO AMBIENTE MOODLE DA UFPA. Guia rápido INTRODUÇÃO AO AMBIENTE MOODLE DA UFPA Guia rápido A PLATAFORMA MOODLE Moodle (Modular Object Oriented Distance LEarning) é um Sistema para Gerenciamento de Cursos (SGC). Trata-se de um programa para computador

Leia mais

Expresso Livre Correio Eletrônico

Expresso Livre Correio Eletrônico Expresso Livre Correio Eletrônico 1. EXPRESSO LIVRE Para fazer uso desta ferramenta de correio eletrônico acesse seu Navegador de Internet e digite o endereço eletrônico expresso.am.gov.br. Figura 1 A

Leia mais

Manual do Ambiente Virtual Moodle

Manual do Ambiente Virtual Moodle Manual do Ambiente Virtual Moodle versão 0.3 Prof. Cristiano Costa Argemon Vieira Prof. Hercules da Costa Sandim Outubro de 2010 Capítulo 1 Primeiros Passos 1.1 Acessando o Ambiente Acesse o Ambiente Virtual

Leia mais

Ferramenta: Spider-CL. Manual do Usuário. Versão da Ferramenta: 1.1. www.ufpa.br/spider

Ferramenta: Spider-CL. Manual do Usuário. Versão da Ferramenta: 1.1. www.ufpa.br/spider Ferramenta: Spider-CL Manual do Usuário Versão da Ferramenta: 1.1 www.ufpa.br/spider Histórico de Revisões Data Versão Descrição Autor 14/07/2009 1.0 15/07/2009 1.1 16/07/2009 1.2 20/05/2010 1.3 Preenchimento

Leia mais

Sumário INTRODUÇÃO... 3. 1. Acesso ao Ambiente do Aluno... 4. 2. Ferramentas e Configurações... 5. 2.1 Ver Perfil... 5. 2.2 Modificar Perfil...

Sumário INTRODUÇÃO... 3. 1. Acesso ao Ambiente do Aluno... 4. 2. Ferramentas e Configurações... 5. 2.1 Ver Perfil... 5. 2.2 Modificar Perfil... Sumário INTRODUÇÃO... 3 1. Acesso ao Ambiente do Aluno... 4 2. Ferramentas e Configurações... 5 2.1 Ver Perfil... 5 2.2 Modificar Perfil... 6 2.3 Alterar Senha... 11 2.4 Mensagens... 11 2.4.1 Mandando

Leia mais

Mozilla Firefox 2.0 Janeiro/ 2007

Mozilla Firefox 2.0 Janeiro/ 2007 Mozilla Firefox 2.0 Janeiro/ 2007 ESTE MATERIAL FOI DESENVOLVIDO EM PARCEIRA ENTRE A COMPANHIA DO METROPOLITANO DE SÃO PAULO METRÔ E A BARROS MARTINS CONSULTORIA E TREINAMENTO EM INFORMÁTICA LTDA E ESTÁ

Leia mais

XXIV SEMANA MATEMÁTICA

XXIV SEMANA MATEMÁTICA XXIV SEMANA ACADÊMICA DA MATEMÁTICA Minicurso: Produção de Páginas Web para Professores de Matemática Projeto de Extensão: Uma Articulação entre a Matemática e a Informática como Instrumento para a Cidadania

Leia mais

Manual de instalação, configuração e utilização do Assinador Betha

Manual de instalação, configuração e utilização do Assinador Betha Manual de instalação, configuração e utilização do Assinador Betha Versão 1.5 Histórico de revisões Revisão Data Descrição da alteração 1.0 18/09/2015 Criação deste manual 1.1 22/09/2015 Incluído novas

Leia mais

Manual de Utilização

Manual de Utilização Se ainda tiver dúvidas entre em contato com a equipe de atendimento: Por telefone: 0800 642 3090 Por e-mail atendimento@oisolucoespraempresas.com.br Introdução... 3 1. O que é o programa Oi Backup Empresarial?...

Leia mais

MANUAL DO ALUNO EAD 1

MANUAL DO ALUNO EAD 1 MANUAL DO ALUNO EAD 1 2 1. CADASTRAMENTO NO AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM Após navegar até o PORTAL DA SOLDASOFT (www.soldasoft.com.br), vá até o AMBIENTE DE APRENDIZAGEM (www.soldasoft.com.br/cursos).

Leia mais

CONHECENDO O AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM Moodle - Learning Management System Versão 1.3

CONHECENDO O AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM Moodle - Learning Management System Versão 1.3 CONHECENDO O AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM Moodle - Learning Management System Versão 1.3 Este tutorial não tem como finalidade esgotar todas as funcionalidades do Ambiente, ele aborda de forma prática

Leia mais

ez Flow Guia do Usuário versão 1.0 experts em Gestão de Conteúdo

ez Flow Guia do Usuário versão 1.0 experts em Gestão de Conteúdo ez Flow Guia do Usuário versão 1.0 Conteúdo 1. Introdução... 3 2 1.1 Público alvo... 3 1.2 Convenções... 3 1.3 Mais recursos... 3 1.4. Entrando em contato com a ez... 4 1.5. Direitos autorais e marcas

Leia mais

Guia de Introdução ao Windows SharePoint Services

Guia de Introdução ao Windows SharePoint Services Guia de Introdução ao Windows SharePoint Services - Windows SharePoint Services... Page 1 of 11 Windows SharePoint Services Guia de Introdução ao Windows SharePoint Services Ocultar tudo O Microsoft Windows

Leia mais

Extensão ez Open Document Format (ezodf) Documentação. versão 2.0. experts em Gestão de Conteúdo

Extensão ez Open Document Format (ezodf) Documentação. versão 2.0. experts em Gestão de Conteúdo Extensão ez Open Document Format (ezodf) Documentação versão 2.0 Conteúdo 1. Introdução... 3 2 1.1 Público alvo... 3 1.2 Convenções... 3 1.3 Mais recursos... 3 1.4 Entrando em contato com a ez... 4 1.5

Leia mais

XXIV SEMANA MATEMÁTICA

XXIV SEMANA MATEMÁTICA XXIV SEMANA ACADÊMICA DA MATEMÁTICA Minicurso: Criação e Desenvolvimento de Cursos Online via Moodle Projeto de Extensão: Uma Articulação entre a Matemática e a Informática como Instrumento para a Cidadania

Leia mais

Guia do usuário para o serviço IM e Presence no Cisco Unified Communications Manager, Versão 9.0(1)

Guia do usuário para o serviço IM e Presence no Cisco Unified Communications Manager, Versão 9.0(1) Guia do usuário para o serviço IM e Presence no Cisco Unified Communications Manager, Versão 9.0(1) Primeira publicação: May 25, 2012 Americas Headquarters Cisco Systems, Inc. 170 West Tasman Drive San

Leia mais

Linux Educacional: Navegando na Internet com Iceweasel

Linux Educacional: Navegando na Internet com Iceweasel Linux Educacional: Navegando na Internet com Iceweasel Rafael Nink de Carvalho www.rafaelnink.com Julho/2007 SUMÁRIO Linux: Navegando na internet... 03 Iceweasel... 03 Abrindo o Iceweasel... 03 Conhecendo

Leia mais

Este arquivo está disponível em: http://www.unesc.net/diario/manual

Este arquivo está disponível em: http://www.unesc.net/diario/manual Este arquivo está disponível em: http://www.unesc.net/diario/manual Diário On-line Apresentação ----------------------------------------------------------------------------------------- 5 Requisitos Básicos

Leia mais

Sistemas Enturma: Manual de Ferramentas do Usuário

Sistemas Enturma: Manual de Ferramentas do Usuário versão do manual: 1 1 Apresentação A evolução da tecnologia vem provocando uma revolução no ensino. O acesso à Internet e a disseminação do uso do computador vêm mudando a forma de produzir, armazenar

Leia mais

Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.4.1

Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.4.1 Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.4.1 26 de agosto de 2015 Departamento de Engenharia de Produto (DENP) SEAT Sistemas Eletrônicos de Atendimento 1. Introdução O Teclado de Satisfação é uma

Leia mais

Universidade de São Paulo Centro de Informática de Ribeirão Preto TUTORIAL HOTMAIL

Universidade de São Paulo Centro de Informática de Ribeirão Preto TUTORIAL HOTMAIL Universidade de São Paulo Centro de Informática de Ribeirão Preto TUTORIAL HOTMAIL Tutorial Hotmail Sobre o MSN Hotmail Acessando o Hotmail Como criar uma conta Efetuando o login Verificar mensagens Redigir

Leia mais

Manual do Editor de Menus do KDE. Milos Prudek Anne-Marie Mahfouf Lauri Watts Tradução: Marcus Gama Tradução: André Marcelo Alvarenga

Manual do Editor de Menus do KDE. Milos Prudek Anne-Marie Mahfouf Lauri Watts Tradução: Marcus Gama Tradução: André Marcelo Alvarenga Milos Prudek Anne-Marie Mahfouf Lauri Watts Tradução: Marcus Gama Tradução: André Marcelo Alvarenga 2 Conteúdo 1 Introdução 5 1.1 Casos de uso......................................... 6 1.1.1 Adaptar o

Leia mais

Manual de Utilização Moodle

Manual de Utilização Moodle Manual de Utilização Moodle Perfil Professor Apresentação Esse manual, baseado na documentação oficial do Moodle foi elaborado pela Coordenação de Tecnologia de Informação CTI do câmpus e tem como objetivo

Leia mais

Kompozer 13 de Agosto de 2009

Kompozer 13 de Agosto de 2009 Kompozer 13 de Agosto de 2009 Conteúdo I Sobre essa apostila 2 II Informações Básicas 4 III GNU Free Documentation License 9 IV Kompozer 18 1 Kompozer 19 2 Plano de ensino 20 2.1 Objetivo...........................................

Leia mais

Para uma melhor compreensão das ferramentas disponíveis no ambiente, é importante:

Para uma melhor compreensão das ferramentas disponíveis no ambiente, é importante: Módulo A Introdutório - Bases legais, ao Curso políticas, e ao conceituais Ambiente Virtual e históricas da educação Apresentação Este módulo tem por objetivo promover o conhecimento do Ambiente Virtual

Leia mais

ANDRÉ ALENCAR 1 INFORMÁTICA INTERNET EXPLORER 9

ANDRÉ ALENCAR 1 INFORMÁTICA INTERNET EXPLORER 9 ANDRÉ ALENCAR 1 INFORMÁTICA INTERNET EXPLORER 9 1. JANELA PADRÃO Importante: O Internet Explorer não pode ser instalado no Windows XP. 2. INTERFACE MINIMALISTA Seguindo uma tendência já adotada por outros

Leia mais

Manual de Apoio ao Treinamento. Expresso

Manual de Apoio ao Treinamento. Expresso Manual de Apoio ao Treinamento Expresso 1 EXPRESSO MAIL É dividido em algumas partes principais como: Caixa de Entrada: local onde ficam as mensagens recebidas. O número em vermelho entre parênteses refere-se

Leia mais

Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008

Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008 Goiânia, 16/09/2013 Aluno: Rafael Vitor Prof. Kelly Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008 Objetivo Esse tutorial tem como objetivo demonstrar como instalar e configurar o IIS 7.0 no Windows Server

Leia mais

Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008

Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008 Goiânia, 16/09/2013 Aluno: Rafael Vitor Prof. Kelly Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008 Objetivo Esse tutorial tem como objetivo demonstrar como instalar e configurar o IIS 7.0 no Windows Server

Leia mais

Guia Rápido de Utilização. Ambiente Virtual de Aprendizagem. Perfil Aluno

Guia Rápido de Utilização. Ambiente Virtual de Aprendizagem. Perfil Aluno Guia Rápido de Utilização Ambiente Virtual de Aprendizagem Perfil Aluno 2015 APRESENTAÇÃO O Moodle é um Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) open source¹. Esta Plataforma tornouse popular e hoje é utilizada

Leia mais

Tutorial para acesso ao Peticionamento Eletrônico e Visualização de Processos Eletrônicos

Tutorial para acesso ao Peticionamento Eletrônico e Visualização de Processos Eletrônicos Tutorial para acesso ao Peticionamento Eletrônico e Visualização de Processos Eletrônicos Este tutorial visa preparar o computador com os softwares necessários para a utilização dos sistemas de visualização

Leia mais

1998-2009 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados.

1998-2009 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados. Saiba que este documento não poderá ser reproduzido, seja por meio eletrônico ou mecânico, sem a permissão expressa por escrito da Domínio Sistemas Ltda. Nesse caso, somente a Domínio Sistemas poderá ter

Leia mais

Principais Característic

Principais Característic Principais Característic Características as Software para agendamento e controle de consultas e cadastros de pacientes. Oferece ainda, geração de etiquetas, modelos de correspondência e de cartões. Quando

Leia mais

Tutorial de acesso ao Peticionamento Eletrônico e Visualização de Processos Eletrônicos

Tutorial de acesso ao Peticionamento Eletrônico e Visualização de Processos Eletrônicos SUPERIOR TRIBUNAL DE JUSTIÇA Tutorial de acesso ao Peticionamento Eletrônico e Visualização de Processos Eletrônicos Este tutorial visa preparar o computador com os softwares necessários para utilização

Leia mais

1998-2009 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados.

1998-2009 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados. Saiba que este documento não poderá ser reproduzido, seja por meio eletrônico ou mecânico, sem a permissão expressa por escrito da Domínio Sistemas Ltda. Nesse caso, somente a Domínio Sistemas poderá ter

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS GIZ/PROGRAD. Tutorial UFMG Virtual Os primeiros passos do docente

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS GIZ/PROGRAD. Tutorial UFMG Virtual Os primeiros passos do docente UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS GIZ/PROGRAD Tutorial UFMG Virtual Os primeiros passos do docente Nereu Agnelo Cavalheiro contato@nereujr.com Tutorial UFMG Virtual Primeiros passos do docente Este

Leia mais

Laplink PCmover Express A Maneira Mais Fácil de Migrar para um Novo PC Windows. Guia do Usuário

Laplink PCmover Express A Maneira Mais Fácil de Migrar para um Novo PC Windows. Guia do Usuário Laplink PCmover Express A Maneira Mais Fácil de Migrar para um Novo PC Windows Guia do Usuário Serviço de Atendimento ao Cliente/ Suporte Técnico Site: http://www.laplink.com/index.php/por/contact E-mail:

Leia mais

Manual de Instalação Mozilla Thunderbird no DATASUS - RJ

Manual de Instalação Mozilla Thunderbird no DATASUS - RJ Manual de Instalação Mozilla Thunderbird no DATASUS - RJ Conteúdo Sobre Este Documento......2 Conhecimentos Desejados...2 Organização deste Documento...2 Sobre o Mozilla Thunderbird...2 1.Pré-requisitos

Leia mais

Conheça o Projeto. Apresentação. Finalidade. Objetivo

Conheça o Projeto. Apresentação. Finalidade. Objetivo Manual do Usuário Índice Conheça o Projeto...3 Apresentação...3 Finalidade...3 Objetivo...3 Histórico...4 Usando o Portal...5 Efetuando o cadastro na biblioteca digital...5 Logando na Biblioteca Digital...6

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MOODLE 2.6

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MOODLE 2.6 NÚCLEO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NTIC MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MOODLE 2.6 PERFIL ALUNO Versão 1.0 2014 NÚCLEO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NTIC MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MOODLE

Leia mais

Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.2.2

Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.2.2 Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.2.2 18 de fevereiro de 2015 Departamento de Engenharia de Produto (DENP) SEAT Sistemas Eletrônicos de Atendimento 1. Introdução O Teclado de Satisfação é

Leia mais

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA Compartilhamento de Arquivos no Google Drive Sumário (Clique sobre a opção desejada para ir direto à página correspondente) Utilização do Google Grupos Introdução...

Leia mais

Grifon Alerta. Manual do Usuário

Grifon Alerta. Manual do Usuário Grifon Alerta Manual do Usuário Sumário Sobre a Grifon Brasil... 4 Recortes eletrônicos... 4 Grifon Alerta Cliente... 4 Visão Geral... 4 Instalação... 5 Pré-requisitos... 5 Passo a passo para a instalação...

Leia mais

SGE SISTEMA DE GESTÃO ESCOLAR DIÁRIO WEB MANUAL DO PROFESSOR

SGE SISTEMA DE GESTÃO ESCOLAR DIÁRIO WEB MANUAL DO PROFESSOR ESTADO DO TOCANTINS SECRETARIA DA EDUCAÇÃO E CULTURA SUPERINTENDÊNCIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO COORDENADORIA DE APOIO E RECURSOS TECNOLÓGICOS COORDENADORIA DE SISTEMAS SGE SISTEMA DE GESTÃO ESCOLAR

Leia mais

A.S. Sistemas Rua Prof. Carlos Schlottfeldt, 10A Clélia Bernardes Viçosa MG CEP 36570-000 Telefax: (31) 3892 7700 dietpro@dietpro.com.

A.S. Sistemas Rua Prof. Carlos Schlottfeldt, 10A Clélia Bernardes Viçosa MG CEP 36570-000 Telefax: (31) 3892 7700 dietpro@dietpro.com. Sumário Principais Características...5 Configuração necessária para instalação...6 Conteúdo do CD de Instalação...7 Instruções para Instalação...8 Solicitação da Chave de Acesso...22 Funcionamento em Rede...26

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL AMBIENTE VIRTUAL INSTITUCIONAL MOODLE/UFFS

UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL AMBIENTE VIRTUAL INSTITUCIONAL MOODLE/UFFS UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL AMBIENTE VIRTUAL INSTITUCIONAL MOODLE/UFFS Guia Inicial de Acesso e Utilização Para Docentes Versão 1.0b Outubro/2010 Acesso e utilização do Ambiente Virtual de Ensino

Leia mais

CURSOS A DISTÂNCIA UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO

CURSOS A DISTÂNCIA UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO CURSOS A DISTÂNCIA UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO TUTORIAL PARA TUTORES PLATAFORMA MOODLE OURO PRETO 2014 1 SUMÁRIO 1. PRIMEIRO ACESSO À PLATAFORMA... 03 2. PLATAFORMA DO CURSO... 07 2.1 Barra de Navegação...

Leia mais

UNIVERSIDADE TECNOLOGIA FEDERAL DO PARANÁ. Owncloud SERVIÇO DE COMPARTILHAMENTO EM NUVEM. Manual

UNIVERSIDADE TECNOLOGIA FEDERAL DO PARANÁ. Owncloud SERVIÇO DE COMPARTILHAMENTO EM NUVEM. Manual UNIVERSIDADE TECNOLOGIA FEDERAL DO PARANÁ Owncloud SERVIÇO DE COMPARTILHAMENTO EM NUVEM Manual DIRETORIA DE GESTÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DIRGTI 2015 Sumário 1. Introdução... 3 2. Acessando o serviço...

Leia mais

Copyright 2010, MundoClick Produtora de Internet. Todos os Direitos Reservados

Copyright 2010, MundoClick Produtora de Internet. Todos os Direitos Reservados 1 Apresentação Este manual tem o intuito de orientar a utilização da ferramenta Loja Virtual. Através de descrições, passo a passo e imagens o objetivo é facilitar o uso, oferecer dicas e mostrar os pontos

Leia mais

Manual de Instalação. SafeNet Authentication Client 8.2 SP1. (Para MAC OS 10.7)

Manual de Instalação. SafeNet Authentication Client 8.2 SP1. (Para MAC OS 10.7) SafeNet Authentication Client 8.2 SP1 (Para MAC OS 10.7) 2/28 Sumário 1 Introdução... 3 2 Pré-Requisitos Para Instalação... 3 3 Ambientes Homologados... 4 4 Tokens Homologados... 4 5 Instruções de Instalação...

Leia mais

Instalação do IBM SPSS Modeler Server Adapter

Instalação do IBM SPSS Modeler Server Adapter Instalação do IBM SPSS Modeler Server Adapter Índice Instalação do IBM SPSS Modeler Server Adapter............... 1 Sobre a Instalação do IBM SPSS Modeler Server Adapter................ 1 Requisitos de

Leia mais

Lógica de Programação

Lógica de Programação Lógica de Programação Softblue Logic IDE Guia de Instalação www.softblue.com.br Sumário 1 O Ensino da Lógica de Programação... 1 2 A Ferramenta... 1 3 Funcionalidades... 2 4 Instalação... 3 4.1 Windows...

Leia mais

V 1.0 LINAEDUCA - GUIA DE USO

V 1.0 LINAEDUCA - GUIA DE USO V 1.0 LINAEDUCA - GUIA DE USO ARGO Internet ARGO.com.br 2013 Sumário 1. Instalação... 2 1.1 Windows... 2 2 Guia de Uso... 5 2.1 Inicialização... 5 2.1.1 Modo Casa... 5 2.1.2 Modo escola... 6 2.2 Cadastro

Leia mais

Curso destinado à preparação para Concursos Públicos e Aprimoramento Profissional via INTERNET www.concursosecursos.com.br INFORMÁTICA.

Curso destinado à preparação para Concursos Públicos e Aprimoramento Profissional via INTERNET www.concursosecursos.com.br INFORMÁTICA. INFORMÁTICA Aula Gratuita (clique aqui e assista a aula) INTERNET (Navegadores) NAVEGADORES Para que possamos explorar todos os recursos que a Web nos oferece, precisamos de um programa chamado navegador.

Leia mais

Como instalar o Kobo Desktop para Windows... 5. Como instalar o Kobo Desktop para Mac... 6. Como classificar a sua biblioteca...

Como instalar o Kobo Desktop para Windows... 5. Como instalar o Kobo Desktop para Mac... 6. Como classificar a sua biblioteca... Kobo Desktop Manual Do Utilizador Índice Sobre o Kobo Desktop... 4 Como baixar e instalar o Kobo Desktop... 5 Como instalar o Kobo Desktop para Windows... 5 Como instalar o Kobo Desktop para Mac... 6 Como

Leia mais

Moodlerooms Instructor Essentials

Moodlerooms Instructor Essentials Moodlerooms Instructor Essentials [Type the company address] 2015 Moodlerooms Índice VISÃO GERAL DO BOLETIM JOULE... 4 Benefícios do Boletim Joule... 4 Documentação do professor no Boletim Joule... 4 Acesso

Leia mais

Conteúdo Manual do sistema de ajuda do KDE

Conteúdo Manual do sistema de ajuda do KDE 2 Conteúdo 1 Manual do sistema de ajuda do KDE 5 1.1 Sistema de ajuda do KDE................................. 5 1.1.1 Instalação...................................... 5 1.2 Invocar a ajuda.......................................

Leia mais

Norton Internet Security Guia do Usuário

Norton Internet Security Guia do Usuário Guia do Usuário Norton Internet Security Guia do Usuário O software descrito neste guia é fornecido sob um contrato de licença e pode ser usado somente conforme os termos do contrato. Documentação versão

Leia mais

Capítulo 7 O Gerenciador de Arquivos

Capítulo 7 O Gerenciador de Arquivos Capítulo 7 O Gerenciador de Arquivos Neste capítulo nós iremos examinar as características da interface do gerenciador de arquivos Konqueror. Através dele realizaremos as principais operações com arquivos

Leia mais

Manual do Teclado de Satisfação Online Web Opinião Versão 1.0.5

Manual do Teclado de Satisfação Online Web Opinião Versão 1.0.5 Manual do Teclado de Satisfação Online Web Opinião Versão 1.0.5 09 de julho de 2015 Departamento de Engenharia de Produto (DENP) SEAT Sistemas Eletrônicos de Atendimento 1. Introdução O Teclado de Satisfação

Leia mais

Introdução Microsoft PowerPoint 2013 apresentações Office PowerPoint 2013 Microsoft PowerPoint 2013 textos planilhas Excel Word

Introdução Microsoft PowerPoint 2013 apresentações Office PowerPoint 2013 Microsoft PowerPoint 2013 textos planilhas Excel Word PowerPoint 2013 Sumário Introdução... 1 Iniciando o PowerPoint 2013... 2 Criando Nova Apresentação... 10 Inserindo Novo Slide... 13 Formatando Slides... 15 Inserindo Imagem e Clip-art... 16 Inserindo Formas...

Leia mais

Kobo Desktop. Manual do Usuário

Kobo Desktop. Manual do Usuário Kobo Desktop Manual do Usuário Kobo Desktop Manual Do Usuário Índice Sobre o Kobo Desktop... 4 Como baixar e instalar o Kobo Desktop... 5 Como instalar o Kobo Desktop para Windows... 5 Como instalar o

Leia mais

www.leitejunior.com.br 05/12/2011 12:30 Leite Júnior

www.leitejunior.com.br 05/12/2011 12:30 Leite Júnior INTERNET EXPLORER 8 Também conhecidos como BROWSERS (navegadores). Usados para visualizar página na Web. Entende a linguagem HTML e permite visualiza conteúdos de discos, funcionando como se fosse um Windows

Leia mais

Aula 2 Introdução ao Software Livre

Aula 2 Introdução ao Software Livre Aula 2 Introdução ao Software Livre Aprender a manipular o Painel de Controle no Linux e mostrar alguns softwares aplicativos. Ligando e desligando o computador através do sistema operacional Não é aconselhável

Leia mais

Companhia de Tecnologia da Informação do Estado de Minas Gerais - Prodemge. Manual do Usuário. Versão 1.1. ExpressoMG

Companhia de Tecnologia da Informação do Estado de Minas Gerais - Prodemge. Manual do Usuário. Versão 1.1. ExpressoMG Companhia de Tecnologia da Informação do Estado de Minas Gerais - Prodemge Manual do Usuário Versão 1.1 ExpressoMG 14/10/2015 Sumário 1. Apresentação... 4 1.1 Objetivos do Manual... 4 1.2 Público Alvo...

Leia mais

Pós-Graduação em Educação: Novos Paradigmas GUIA DO ALUNO

Pós-Graduação em Educação: Novos Paradigmas GUIA DO ALUNO GUIA DO ALUNO Prezado(a) Aluno(a), O Guia do Aluno é um instrumento normativo que descreve os padrões de qualidade dos processos acadêmicos e administrativos necessários ao desenvolvimento dos cursos de

Leia mais

FAQ Perguntas Frequentes

FAQ Perguntas Frequentes FAQ Perguntas Frequentes 1. COMO ACESSO A PLATAFORMA DE ENSINO?... 2 2. NÃO CONSIGO REALIZAR O MEU CADASTRO NO AMBIENTE VIRTUAL DO MMA.... 4 3. FIZ MEU CADASTRO NO SITE E NÃO RECEBI O E-MAIL DE CONFIRMAÇÃO

Leia mais

Manual do Moodle para alunos. Manual do Moodle para alunos. 29/Junho/2009. (Versão 1.0) Manual Moodle para alunos (Versão 1.0) 1

Manual do Moodle para alunos. Manual do Moodle para alunos. 29/Junho/2009. (Versão 1.0) Manual Moodle para alunos (Versão 1.0) 1 Manual do Moodle para alunos (Versão 1.0) 29/Junho/2009 Manual Moodle para alunos (Versão 1.0) 1 O que é?... 3 Acesso... 4 Atualizando suas informações... 4 Enviando Mensagens... 5 Acessando os seus cursos...

Leia mais

TUTORIAL UNP VIRTUAL

TUTORIAL UNP VIRTUAL UNIVERSIDADE POTIGUAR UnP PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO NÚCLEO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA NEaD TUTORIAL UNP VIRTUAL Aluno Primeira edição NATAL/RN 2012 SUMÁRIO Conteúdo PREFÁCIO - BEM-VINDO(A) AO UNP VIRTUAL...

Leia mais

Vinte dicas para o Word 2007

Vinte dicas para o Word 2007 Vinte dicas para o Word 2007 Introdução O Microsoft Word é um dos editores de textos mais utilizados do mundo. Trata-se de uma ferramenta repleta de recursos e funcionalidades, o que a torna apta à elaboração

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS CERCOMP (CENTRO DE RECURSOS COMPUTACIONAIS) TUTORIAL DE USO DO WEBMAIL - UFG

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS CERCOMP (CENTRO DE RECURSOS COMPUTACIONAIS) TUTORIAL DE USO DO WEBMAIL - UFG UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS CERCOMP (CENTRO DE RECURSOS COMPUTACIONAIS) TUTORIAL DE USO DO WEBMAIL - UFG Página 1 de 26 Sumário Introdução...3 Layout do Webmail...4 Zimbra: Nível Intermediário...5 Fazer

Leia mais

A.S. Sistemas Rua Prof. Carlos Schlottfeldt, 10A Clélia Bernardes Viçosa MG CEP 36570-000 Telefax: (31) 3892 7700 dietpro@dietpro.com.

A.S. Sistemas Rua Prof. Carlos Schlottfeldt, 10A Clélia Bernardes Viçosa MG CEP 36570-000 Telefax: (31) 3892 7700 dietpro@dietpro.com. Sumário Principais Características... 5 Configuração necessária para instalação... 6 Conteúdo do CD de Instalação... 7 Instruções para Instalação... 8 Solicitação da Chave de Acesso... 22 Funcionamento

Leia mais

Para continuar, baixe o linux-vm aqui: http://www.gdhpress.com.br/downloads/linux-vm.zip

Para continuar, baixe o linux-vm aqui: http://www.gdhpress.com.br/downloads/linux-vm.zip Se, assim como a maioria, você possui um único PC ou notebook, uma opção para testar as distribuições Linux sem precisar mexer no particionamento do HD e instalar o sistema em dualboot, é simplesmente

Leia mais

COORDENAÇÃO DE ENSINO A DISTÂNCIA - EaD

COORDENAÇÃO DE ENSINO A DISTÂNCIA - EaD COORDENAÇÃO DE ENSINO A DISTÂNCIA - EaD TUTORIAL MOODLE VERSÃO ALUNO Machado/MG 2013 SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO... 4 2. EDITANDO O PERFIL... 5 2.1 Como editar o perfil?... 5 2.2 Como mudar a senha?... 5 2.3

Leia mais

Britannica Escola Online. Manual de Treinamento

Britannica Escola Online. Manual de Treinamento Britannica Escola Online Manual de Treinamento 1 ÍNDICE Conhecendo a Britannica Escola Online...3 Como Acessar a Britannica Escola Online...3 Página Inicial da Britannica Escola Online...4 Área de Pesquisa...4

Leia mais

AVISO. O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio.

AVISO. O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio. AVISO O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio. Nenhuma parte desta publicação pode ser reproduzida nem transmitida

Leia mais

Alternate Technologies Fevereiro/2013. FórmulaCerta Procedimentos para Atualização Versão 5.8 (Fevereiro/2013)

Alternate Technologies Fevereiro/2013. FórmulaCerta Procedimentos para Atualização Versão 5.8 (Fevereiro/2013) FórmulaCerta Procedimentos para Atualização Versão 5.8 () 1 Sumário: PROCEDIMENTOS PARA ATUALIZAÇÃO VERSÃO 5.8... 4 ATUALIZAÇÃO DO SISTEMA VIA CD... 6 1º Passo Atualizações e Alterações da Versão 5.8...

Leia mais

Como Criar uma Aula? Na página inicial do Portal do Professor, acesse ESPAÇO DA AULA: Ao entrar no ESPAÇO DA AULA, clique no ícone Criar Aula :

Como Criar uma Aula? Na página inicial do Portal do Professor, acesse ESPAÇO DA AULA: Ao entrar no ESPAÇO DA AULA, clique no ícone Criar Aula : Como Criar uma Aula? Para criar uma sugestão de aula é necessário que você já tenha se cadastrado no Portal do Professor. Para se cadastrar clique em Inscreva-se, localizado na primeira página do Portal.

Leia mais

Linux. Educacional. Tutorial Buzzword

Linux. Educacional. Tutorial Buzzword Linux Educacional Tutorial Buzzword Para trabalhar com o programa Buzzword online, é necessário que crie uma conta no site. Para isso acesse o endereço - https://buzzword.acrobat.com/ Para criar uma conta

Leia mais

Iniciação à Informática

Iniciação à Informática Meu computador e Windows Explorer Justificativa Toda informação ou dado trabalhado no computador, quando armazenado em uma unidade de disco, transforma-se em um arquivo. Saber manipular os arquivos através

Leia mais