CIDADE LIMPA: CONSUMIR SEM DESTRUIR ESTRATÉGIAS PARA QUE SÃO LUIZ GONZAGA REDUZA OS IMPACTOS AMBIENTAIS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CIDADE LIMPA: CONSUMIR SEM DESTRUIR ESTRATÉGIAS PARA QUE SÃO LUIZ GONZAGA REDUZA OS IMPACTOS AMBIENTAIS"

Transcrição

1 CIDADE LIMPA: CONSUMIR SEM DESTRUIR ESTRATÉGIAS PARA QUE SÃO LUIZ GONZAGA REDUZA OS IMPACTOS AMBIENTAIS OLIVEIRA, Salete Mendes de; TOMASI, Dinara Bortoli Iniciação Científica PIIC/URI Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões URI São Luiz Gonzaga Serviço Social ; RESUMO: Ao longo da história, a sociedade humana vem exercendo significativa interferência nos ecossistemas, especialmente nas últimas décadas, alterando a paisagem e comprometendo, muitas vezes, a quantidade e a qualidade dos recursos naturais que sustentam a vida. Essa situação tem-se agravado nas últimas décadas. Atualmente, vivencia-se uma crise ambiental caracterizada pela produção e consumo sem limites, pois o desenvolvimento científico e tecnológico vem contribuindo para a sucessão de desequilíbrios ecológicos. Trata-se de uma crise anunciada ambiental, que se efetiva como crise socioambiental, porquanto decorrente da relação estabelecida entre a sociedade humana e a natureza. Ao propor a pesquisa Cidade Limpa: Consumir sem Destruir Estratégias para que São Luiz Gonzaga reduza os impactos ambientais, busca-se reconhecer a importância do consumo racional como estratégia da sociedade são-luizense para preservação dos recursos naturais. Na primeira etapa da investigação, será construído um breve histórico do destino dos resíduos domésticos produzidos pelos moradores do município de São Luiz Gonzaga, desde o ano de 2008 até os dias atuais. A partir desse mapeamento, pretende-se sensibilizar a comunidade são-luizense para um consumo consciente de produtos que causam impactos ambientais. Aliando-se os dados obtidos na realidade contextual de São Luiz Gonzaga e as pesquisas teóricas sobre os impactos do consumo na destruição dos recursos ambientais, será construído um referencial, contemplando estratégias pontuais de enfrentamento aos impactos ambientais causados pelos resíduos domésticos, em São Luiz Gonzaga. Acredita-se na importância da efetivação de uma Educação Ambiental significativa para a formação de outra consciência ambiental, em que os cidadãos assumam, com ética, suas responsabilidades individuais e coletivas pela preservação dos recursos naturais garantidores da vida para as presentes e futuras gerações. PALAVRAS-CHAVE: Consumo Racional; Educação Ambiental; Preservação; Recursos Naturais; Resíduos Sólidos Domésticos. Atualmente, a crise ambiental é percebida como resultante da ação antrópica, caracterizada pela produção e consumo sem limites. Os impactos do desenvolvimento científico e tecnológico, cujos produtos são consumidos em velocidade cada vez maior são observados, especialmente, na destruição dos recursos naturais, provocando desequilíbrios ecológicos. Vivenciamos uma crise socioambiental decorrente da relação pouco equilibrada da sociedade humana com a Natureza. Diante de tal fato, torna-se necessário desenvolver ações voltadas ao enfrentamento dos elementos dos fatores precipitantes dessa crise. A principal delas relaciona-se à questão do consumo, exigindo a proposição de estratégias de sensibilização da comunidade quanto ao consumo racional dos recursos naturais. A URI, enquanto Universidade comunitária, comprometida com o contexto em que se insere, tem como uma de suas responsabilidades desenvolver estudos e propostas que oportunizem elaborar um breve histórico do destino dos resíduos domésticos produzidos pelos moradores do município de São Luiz Gonzaga, bem como conhecer o

2 destino que está sendo dado, atualmente, aos resíduos domésticos, pela população sãoluizense. A partir desse mapeamento, espera-se sensibilizar a comunidade local para um consumo consciente de produtos que causam impactos ambientais, buscando minimizálos. Paralelamente, pretende-se construir um referencial teórico a respeito dos impactos ambientais causados pelos resíduos domésticos, ampliando conhecimentos acerca da importância da gestão racional da natureza, buscando-se a transformação das relações com o ambiente. Isso requer, em primeira instância, o comprometimento da sociedade humana, como um todo, na defesa dos recursos naturais, responsabilizando-se pelo cuidado do local e do mundo. É imprescindível, portanto, oportunizar a reflexão sobre os hábitos de consumo da população, possibilitando que as decisões sejam tomadas a partir de posturas conscientes, optando-se pelo que é necessário e sustentável, ao invés da aquisição de supérfluos e do consumo exacerbado dos recursos naturais, posto que são finitos. A Educação Ambiental, enquanto saber construído socialmente e interdisciplinar, deve instigar a busca de um mundo viável para presentes e futuras gerações, incluindo a todos nesse processo, na condição de partícipes esclarecidos e engajados na construção da sustentabilidade. O presente projeto pretende contribuir para a ampliação dos espaços de discussão a respeito do cuidado com o ambiente e para a apropriação de saberes sobre atitudes racionais diante dos hábitos de consumo. A preocupação com a disponibilidade dos recursos naturais para a sobrevivência das diferentes espécies vem sendo objeto de estudos especialmente nos últimos anos. Palavras de ordem como consciência preservacionista, gestão ambiental e sustentabilidade são expressas por diversos segmentos da sociedade atual, pois as alterações provocadas na natureza compromete, em diferentes situações, o equilíbrio cíclico da vida. Ao longo da história, a sociedade humana vem exercendo significativa interferência nos ecossistemas, especialmente nas últimas décadas, alterando a paisagem e comprometendo, muitas vezes, a quantidade e a qualidade dos recursos naturais que sustentam a vida. Essa situação tem-se agravado nas últimas décadas. Atualmente, vivencia-se uma crise ambiental caracterizada pela produção e consumo sem limites, pois o desenvolvimento científico e tecnológico vem contribuindo para a sucessão de desequilíbrios ecológicos. Trata-se de uma crise anunciada ambiental, que se efetiva

3 como crise socioambiental, porquanto decorrente da relação estabelecida entre a sociedade humana e a natureza. Ao analisar a postura da sociedade de massas frente à cultura, Hannah Arendt (1972), afirma que, a partir da modernidade, os indivíduos, além de transformar os objetos culturais em mercadorias, os consomem. Este tipo de sociedade não tem necessidade cultura, mas de lazer e entretenimento. Os produtos da indústria de diversão são consumidos como quaisquer outros bens de consumo, como mera ocupação do tempo livre. Tais produtos não constituem objetos culturais, posto que não são capazes de suportar o processo vital e assegurarem sua durabilidade/permanência no mundo. No que respeita à sobrevivência da cultura, decerto ela está menos ameaçada por aqueles que preenchem o tempo livre com entretenimento do que por aqueles que o ocupam com fortuitas artimanhas educacionais para melhorar sua posição social. Quanto à produtividade artística, não deve ser mais difícil resistir às maciças tentações da cultura de massas do que evitar as tentações mais sofisticadas e o alarido ainda mais insidioso dos esnobes cultivados na sociedade refinada (Arendt, 1972, p. 259). A sociedade, devido a seus enormes apetites e ao desaparecimento dos produtos de consumo, exige da indústria de entretenimentos a rápida produção de novas mercadorias. Por isso, os produtores dos meios de comunicação de massa procuram na cultura passada e presente materiais aproveitáveis, que não pode ser fornecido tal qual é; deve ser alterado para se tornar entretenimento, deve ser preparado para consumo fácil. O fato é que uma sociedade de consumo não pode, absolutamente, saber como cuidar de um mundo e das coisas que pertencem de modo exclusivo ao espaço das aparências mundanas, visto que uma atitude central ante todos os objetos, a atitude do consumo, condena à ruína tudo em que toca (Arendt, 1972, p. 264). Diante desse contexto, faz-se necessário sensibilizar a população são-luizense da necessidade de conhecer os impactos na sua essência, repensar os hábitos de produção e consumo, bem como estabelecer através de atividades concretas novas relações, construídas a partir da cooperação, que promovam maior respeito entre os seres humanos e destes com o ambiente. O ser humano construiu a relação com a qual convive e só ele poderá mudá-la. O uso dos recursos naturais pela sociedade supera em 20% as capacidades intrínsecas de recuperação e renovação dos mesmos, fazendo com que os problemas se evidenciem cada vez mais. A visão antropocêntrica que rege a conduta humana começa a perder força nesse início de novo milênio.

4 Partindo-se do pressuposto que a consciência do ser humano se constitui nas interações que estabelece consigo, com os outros e com o ambiente, em um processo histórico-cultural, é imprescindível, para a superação dos discursos ditos ambientalistas e das práticas de Educação Ambiental momentâneas, investir em ações construídas coletivamente, envolvendo os diferentes segmentos da comunidade. Assim sendo, é imprescindível que a sociedade humana estabeleça uma relação ética com a natureza. Tendo em vista o conceito etimológico da palavra ética, de origem grega, apresentado por Vasquez (1999, p.24) Ethos, que significa: modo de ser, caráter enquanto forma de vida do homem, urge que as pessoas percebam a necessidade de uma mudança nos seus hábitos de consumo, pois os recursos da natureza são finitos e interdependentes e a qualidade destes depende, também, da nossa ação enquanto cidadãos, habitantes e hóspedes deste Planeta. A ética é a reflexão sobre o que convém, tendo como objeto a escolha de uma conduta considerada correta. A opção de escolha é condição indispensável ao se tratar de ética, pois envolve a liberdade da pessoa decidir e refletir sobre a conduta que ser adequada. Tal escolha está alicerçada no tripé: não se prejudicar, não prejudicar o outro e não deixar que o outro o prejudique. Isso é condição para que o ser humano possa ser feliz e se realizar, também, como integrante de uma sociedade. Ao longo da trajetória de vida, desde o início da concepção, o ser humano é hóspede na vida. A Terra é a sua casa maior e não lhe pertence. Portanto, quanto maior a consciência da pessoa de que o planeta é a grande casa que a hospeda temporariamente, maior a probabilidade que ela atue com educação ecológica, com postura ética diante dos recursos naturais. Assim sendo, somos visita no planeta, pois a vida circula e permanece; nós é que passamos. Partindo-se do pressuposto que o ser humano se constitui nas interações estabelecidas consigo, com os outros e com o ambiente, num processo histórico-cultural, a efetivação de uma nova relação da sociedade e a natureza só acontecerá se os sujeitos sociais interagirem entre si, estabelecendo uma nova consciência, ou seja, serem capazes de romper com as formas tradicionais de ação. Enquanto educadores ambientais, temos o compromisso de refundar a sociedade humana, com outros valores e outra percepção sobre si e sobre sua relação com a Natureza. Eliminar o desperdício de alimentos, reduzir a queima de combustíveis fósseis e substituir economias de produtos por serviços, são algumas das medidas simples sugeridas para reduzir os gastos de recursos naturais sem diminuir a prosperidade de seus cidadãos. Assim, o grande desafio é de contribuir na formação de uma postura ética,

5 capaz de promover a construção de um modelo de sustentabilidade que não exaure os recursos naturais e respeite os limites e a capacidade dos ecossistemas, corroborando para o desenvolvimento sustentável, tão necessário para a continuidade da vida no Planeta.Sustentabilidade é, portanto, saber o que usar, quando usar e como usar; é uma questão de cuidado, uma questão de educação. Quem respeita, preserva! A pesquisa Cidade Limpa: Consumir sem Destruir Estratégias para que São Luiz Gonzaga reduza os impactos ambientais é de cunho exploratório descritivo, com abordagem qualitativa. Em primeira instância, será construído um breve histórico do destino dos resíduos domésticos produzidos pelos moradores do município de São Luiz Gonzaga, verificando-se os encaminhamentos dados aos resíduos produzidos pela população a partir do ano de 2008 até os dias atuais. A partir desse mapeamento, pretende-se interagir com o poder público para conhecer as estratégias de gerenciamento dos resíduos sólidos domésticos, bem como sensibilizar a comunidade são-luizense da necessidade de um consumo consciente de produtos que causam impactos no ambiente. Aliando-se os dados obtidos na realidade contextual de São Luiz Gonzaga e as pesquisas teóricas sobre os impactos do consumo na destruição dos recursos ambientais, será construído um referencial, contemplando estratégias pontuais de enfrentamento aos impactos ambientais causados pelos resíduos domésticos, em São Luiz Gonzaga. Com a implementação do projeto Cidade Limpa: Consumir sem Destruir Estratégias para que São Luiz Gonzaga reduza os impactos ambientais, são almejados os seguintes resultados: - Construção do histórico da destinação e providências tomadas com relação aos resíduos domésticos produzidos pelos moradores do município de São Luiz Gonzaga; - Análise crítica da realidade atual, avaliando o destino que está sendo dado, atualmente, aos resíduos domésticos, pela população São-luizense; - Desenvolvimento de orientações à população são-luizense voltadas ao consumo consciente de produtos que causam impactos ambientais; - Elaboração de um referencial teórico que contemple estratégias pontuais de enfrentamento aos impactos ambientais causados pelos resíduos domésticos, em São Luiz Gonzaga. Este referencial teórico deverá ser utilizado para a ampliação dos debates sobre a preservação ambiental em São Luiz Gonzaga, especialmente em se tratando à Educação Ambiental nas escolas do município e região. Com a constituição do ser humano moderno, a nova organização em sociedade e o constante aumento populacional acabaram-se adquirindo novos costumes, e, por

6 conseguinte novas necessidades, de modo que a nossa espécie começou uma grande devastação nos recursos da natureza. A partir desse cenário a sociedade indaga-se num desafio de (re)educação cultural, discutindo, descobrindo e sugerindo conceitos e práticas de sustentabilidade. Assim, percebe-se a importância de sensibilizar crianças, jovens e adultos, para a necessidade de uma postura ética e sustentável, visando à prevenção e preservação ambiental, pois com as exigências do mundo contemporâneo, muitas vezes, não se é dada a devida atenção a atitudes simples como, por exemplo, separar, de maneira adequada, os resíduos sólidos domésticos, utilizar meios de transporte coletivos e otimizar o uso dos recursos hídricos. REFERÊNCIAS ARENDT, Hannah. Entre o Passado e o Futuro. São Paulo: Perspectiva, BESCHOREN, Maximiliano. Impressões de viagem na Província do Rio Grande do Sul ( ). Tradução de Ernestine Marie Bergmann e Wiro Rauber. Porto Alegre: Martins Livreiro, p. BRASIL. Lei Federal nº 9.433, de 8 de janeiro de Política Nacional dos Recursos Hídricos.. Lei nº 9.605, de fevereiro de Sanções Penais e Administrativas derivadas de condutas e atividades lesivas ao meio ambiente.. Lei nº 9.795, de 27 de abril de Política Nacional de Educação Ambiental.. LEI Nº , de 2 de agosto de Política Nacional de Resíduos Sólidos, BRESSAN, Suimar J. Homem e natureza: elementos para uma abordagem dialética. Ciência & Ambiente. Universidade Federal de Santa Maria. Coordenação do Curso de Engenharia Florestal, Universidade de Ijuí. n.2, ano I. Santa Maria: UFSM; Ijuí: UNIJUÍ, BUARQUE, Cristovam. Ignacy Sachs: o professor humanista para o século XXI. In: SACHS, Ignacy. Caminhos para o desenvolvimento sustentável. Rio de Janeiro: Garamond, CASTELLS, Manuel. A era da informação, economia, sociedade e cultura: espaço e tempo entrelaçados na natureza das sociedades. São Paulo: Paz e Terra, v.1. CHOMENKO, Luiza Banhado. Ecossistema ameaçado pelo arroz. Zero Hora, Porto Alegre (RS), p.14, 26 jun DORST, Jean. Antes que a natureza morra: por uma ecologia política. Tradução de Rita Buongermino. São Paulo: Edgard Blücher, FERREIRA, J. A. Resíduos Sólidos: Perspectivas Atuais. In: SISINNO, Cristina L. S. (Org.). Resíduos sólidos, ambientes e saúde: uma visão multidisciplinar. Rio de Janeiro: Editora Fiocruz, 2000.

7 FRANCISCO, Maria de Fátima Simões. Preservar e renovar o mundo. Hannah Arendt Pensa a Educação. REVISTA EDUCAÇÃO. Especial: Biblioteca do Professor. São Paulo: Editora Segmento, GÓES, Maria Cecília. A natureza social do desenvolvimento psicológico. Campinas: Cedes, Papirus, LEFF, Enrique. Epistemologia Ambiental. Trad.: Sandra Velenzuela. 3. ed. São Paulo: Cortez, LURIA, Alexander Semenovich. Diferenças culturais de pensamento. In: VIGOTSKI, L.S.; LURIA, A.R.; LEONTIEV, A.N. Linguagem, desenvolvimento e aprendizagem. 7.ed. São Paulo: Ícone, MALDANER, Otavio Aloisio. A formação continuada de professores: ensino-pesquisa na escola. Professores de química produzem seu programa de ensino e se constituem pesquisadores de sua prática. Universidade Estadual de Campinas. Faculdade de Educação, 1997 (Tese de Doutorado). MALDANER, Otavio Aloísio; ZANON, Lenir B. Situação de estudo: uma organização do ensino que extrapola a formação disciplinar em ciências. Espaços da Escola, 41, MARQUES, Mario Osorio. Conhecimento e modernidade em reconstrução. Ijuí: Unijuí, MELLO, Guiomar Namo de. Educação Escolar Brasileira: o que trouxemos do século XX? Porto Alegre: ArtMed, MORIN, Edgar. Os sete saberes necessários à Educação do Futuro. Tradução de Catarina Eleonora F. da Silva e Jeanne Sawaya. 4.ed. São Paulo: Cortez; Brasília, DF: UNESCO, NASCIMENTO, Anna Olívia do et al. Perfil Municipal de São Luiz Gonzaga. São Luiz Gonzaga: PEDRINI, Alexandre de Gusmão. Educação ambiental. 2.ed. Petrópolis, RJ: Vozes, REGO, Teresa Cristina. Vygotsky: uma perspectiva histórico cultural da educação. Rio de Janeiro: Vozes, RIO GRANDE DO SUL. Apresentação do inventário florestal contínuo do Rio Grande do Sul. Santa Maria: Universidade Federal de Santa Maria. Departamento de Ciências Florestais.. Código Estadual do Meio Ambiente. Porto Alegre: p.. Coletânea de legislação ambiental do Estado do Rio Grande do Sul. FEPAM- Fundação Estadual de Proteção Ambiental Henrique Luiz Roessler.. Lei nº , de 30 de dezembro de Política Estadual de Recursos Hídricos.. Secretaria de Estado da Educação, Departamento Pedagógico. Referenciais Curriculares do Rio Grande do Sul: Ciências da Natureza e suas Tecnologias. Porto Alegre: SE/DP, Secretaria da Educação. Departamento Pedagógico. Divisão de Ensino Fundamental. Experiências em educação ambiental: pressupostos orientadores. Porto Alegre: 1998.

8 SACHS, Ignacy. Caminhos para o desenvolvimento sustentável. Tradução de José Lins Albuquerque Filho. Rio de Janeiro: Garamond, SAINT-HILAIRE, Auguste de. Viagem ao Rio Grande Do Sul, Tradução de Leonam de Azeredo Penna. Belo Horizonte: Itatiaia, SANTOS, Boaventura de Souza. Pela mão de Alice: o social e o político na pósmodernidade. São Paulo: Afrontamento, SILVA, Mônica Ribeiro da. Currículo e Competências a formação administrada. São Paulo: Cortez, THOMAS, Keith. O homem e o mundo natural: mudanças de atitudes em relação às plantas e aos animais, Tradução de João Roberto Martins Filho. São Paulo: Companhia das Letras, TOMASI, Dinara Bortoli. As vertentes da educação ambiental. MARQUES, Mario Osorio (org.). Educação, saberes distintos, entendimento compartilhado. Ijuí: UNIJUÍ, (Coleção trabalhos acadêmico-científicos Série educação nas ciências 2) TOMASI, Dinara Bortoli & ARAÚJO, Maria Cristina Pansera. AS VERTENTES DA EDUCAÇÃO AMBIENTAL: a ocupação de São Luiz Gonzaga (RS), a preservação dos banhados e dos recursos hídricos. Porto Alegre: Martins Livreiro, TORRES, Bayardo Baptista. Comunicação oral. VIII Encontro Perspectivas do Ensino de Biologia, São Paulo, SP, 20 a 22 de fevereiro de VASCONCELLOS, Hedy S.R. de. Educação ambiental e qualidade de vida. Buenos Aires: Nuevamerica, VIGOTSKI, L.S. A formação social da mente: o desenvolvimento dos processos psicológicos superiores. 5.ed. Tradução de José Cipolla Neto, Luís Silveira Menna Barreto e Solange Castro Afecche. São Paulo: Martins Fontes, VIGOTSKI, L.S.; LURIA, A.R.; LEONTIEV, A.N. Linguagem, desenvolvimento e aprendizagem. 7.ed. São Paulo: Ícone, WAECHTER, Jorge Luiz. Impressões de Avé-Lallemant sobre a Província do Rio Grande do Sul. Ciência & Ambiente. Universidade Federal de Santa Maria. Coordenação do Curso de Engenharia Florestal, Universidade de Ijuí, n.13. Santa Maria: UFSM; Ijuí: UNIJUÍ, VAN BELLEN, H.M. Indicadores de sustentabilidade: uma análise comparativa. Rio de Janeiro: FGV, In: VÁSQUEZ, Adolfo Sánchez. Ética. Tradução de João Dell Anna. 19 ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1999.

Reverência pela Vida: Atitude Transdisciplinar na Educação Ambiental

Reverência pela Vida: Atitude Transdisciplinar na Educação Ambiental Reverência pela Vida: Atitude Transdisciplinar na Educação Ambiental RESUMO Rosa Maria Viana (Universidade Salgado Oliveira/rosamviana@yahoo.com.br) Sandra de Fátima Oliveira (Universidade Federal de Goiá/sanfaoli@iesa.ufg.br)

Leia mais

X Encontro de Extensão

X Encontro de Extensão 5CCADCFSPEX01 Construindo novas relações: Projeto de Educação Ambiental com estudantes de ensino público na cidade de Areia - PB Jaciara Bomfim dos Santos (1); Thiago Bernardino de Sousa Castro (2); Josilene

Leia mais

COMPREENSÃO DO EQUILIBRIO QUÍMICO E IMPLICAÇÕES NA PRODUÇÃO DO CONHECIMENTO ESCOLAR

COMPREENSÃO DO EQUILIBRIO QUÍMICO E IMPLICAÇÕES NA PRODUÇÃO DO CONHECIMENTO ESCOLAR COMPREENSÃO DO EQUILIBRIO QUÍMICO E IMPLICAÇÕES NA PRODUÇÃO DO CONHECIMENTO ESCOLAR Eline Shmidt Limons 2 ; Estefani de Matos 3 ; Lenir Basso Zanon 4 1 Trabalho de Iniciação Científica 2 Bolsista de Iniciação

Leia mais

APROPRIAÇÃO DAS TEORIAS DE VYGOTSKY POR PROFESSORES DA REDE PÚBLICA DE ENSINO DE CURITIBA

APROPRIAÇÃO DAS TEORIAS DE VYGOTSKY POR PROFESSORES DA REDE PÚBLICA DE ENSINO DE CURITIBA APROPRIAÇÃO DAS TEORIAS DE VYGOTSKY POR PROFESSORES DA REDE PÚBLICA DE ENSINO DE CURITIBA Roberta Ferreira Cavalcanti Solange Regina Silva Almeida Rosangela Alves de Godoy Nilson Fernandes Dinis (Universidade

Leia mais

PROJETO RECICLAR PARA PRESERVAR

PROJETO RECICLAR PARA PRESERVAR PROJETO RECICLAR PARA PRESERVAR FABIA GRAVINA VIEIRA ROCHA Colégio e Faculdade Modelo do Paraná- Curitiba/PR fabiagravina@hotmail.com RESUMO Sensível à necessidade de reflexão sobre as relações dos seres

Leia mais

Conhecimento e Compreensão do Tema Produção Mais Limpa em Cursos de Especialização: Um Estudo de Caso

Conhecimento e Compreensão do Tema Produção Mais Limpa em Cursos de Especialização: Um Estudo de Caso Conhecimento e Compreensão do Tema Produção Mais Limpa em Cursos de Especialização: Um Estudo de Caso FRANKENBERG, C. L. C. a*, CANTELLI, M. a, DE OLIVEIRA, P. G. b a. Pontifícia Universidade Católica

Leia mais

Docente do Programa de Mestrado em Educação da Universidade de Uberaba. Membro do grupo de pesquisa Formação de Professores e suas Práticas.

Docente do Programa de Mestrado em Educação da Universidade de Uberaba. Membro do grupo de pesquisa Formação de Professores e suas Práticas. 1 AÇÕES E ATIVIDADES FORMATIVAS: UM ESTUDO SOBRE PROCESSOS DE FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES LONGAREZI, Andréa Maturano UNIUBE GT-08: Formação de Professores Agência Financiadora: PAPE e UNIUBE O presente

Leia mais

RESUMO: REPRESENTAÇÃO AMBIENTAL NO ENSINO FORMAL: A NECESSIDADE DE SENTIR-SE PARTE

RESUMO: REPRESENTAÇÃO AMBIENTAL NO ENSINO FORMAL: A NECESSIDADE DE SENTIR-SE PARTE RESUMO: REPRESENTAÇÃO AMBIENTAL NO ENSINO FORMAL: A NECESSIDADE DE SENTIR-SE PARTE Diante da necessidade de proporcionar uma reflexão sobre o tema Meio Ambiente no ensino formal, esse trabalho tem por

Leia mais

Palavras-chave: Concepção histórico-cultural pedagogia histórico-crítica Vila Princesa Interação social - processos psicológicos superiores.

Palavras-chave: Concepção histórico-cultural pedagogia histórico-crítica Vila Princesa Interação social - processos psicológicos superiores. AS PRINCIPAIS CONTRIBUIÇÕES DE VYGOTSKY DANDO ÊNFASE AOS PROCESSOS PSICOLÓGICOS SUPERIORES NO ASPECTO EDUCACIONAL DE CRIANÇAS DE CINCO E SEIS ANOS: UMA EXPERIÊNCIA NA COMUNIDADE DA VILA PRINCESA Cilene

Leia mais

O PAPEL DA EDUCAÇÃO AMBIENTAL NA POLÍTICA NACIONAL DE RESÍDUOS SÓLIDOS: REFLEXÕES A PARTIR DE UMA EXPERIÊNCIA EM ESCOLAS PÚBLICAS

O PAPEL DA EDUCAÇÃO AMBIENTAL NA POLÍTICA NACIONAL DE RESÍDUOS SÓLIDOS: REFLEXÕES A PARTIR DE UMA EXPERIÊNCIA EM ESCOLAS PÚBLICAS O PAPEL DA EDUCAÇÃO AMBIENTAL NA POLÍTICA NACIONAL DE RESÍDUOS SÓLIDOS: REFLEXÕES A PARTIR DE UMA EXPERIÊNCIA EM ESCOLAS PÚBLICAS Wagner José de Aguiar 1 ; Fernando Joaquim Ferreira Maia 2 Núcleo Multidisciplinar

Leia mais

Título: A formação do professor para o uso do jornal na sala de aula no ensino

Título: A formação do professor para o uso do jornal na sala de aula no ensino Título: A formação do professor para o uso do jornal na sala de aula no ensino fundamental Resumo O projeto de iniciação científica está vinculado à pesquisa Uso do jornal em sala de aula e compreensão

Leia mais

EDUCAÇÃO AMBIENTAL NO ENSINO DE QUÍMICA: CONTEXTUALIZAÇÃO EM ESCOLAS NA CIDADE DE BELÉM-PA

EDUCAÇÃO AMBIENTAL NO ENSINO DE QUÍMICA: CONTEXTUALIZAÇÃO EM ESCOLAS NA CIDADE DE BELÉM-PA EDUCAÇÃO AMBIENTAL NO ENSINO DE QUÍMICA: CONTEXTUALIZAÇÃO EM ESCOLAS NA CIDADE DE BELÉM-PA Ana Alice Pimentel MARINHO 1 - analice.pimentel@hotmail.com Fernando Santana RODRIGUES 1 - fsantanarodrigues@hotmail.com

Leia mais

A RELAÇÃO ENTRE A LINGUAGEM EM BLOGS EDUCATIVOS E O PROCESSO DE APRENDIZAGEM Adriana Ferreira Boeira* PPGEd/UCS

A RELAÇÃO ENTRE A LINGUAGEM EM BLOGS EDUCATIVOS E O PROCESSO DE APRENDIZAGEM Adriana Ferreira Boeira* PPGEd/UCS 1 A RELAÇÃO ENTRE A LINGUAGEM EM BLOGS EDUCATIVOS E O PROCESSO DE APRENDIZAGEM Adriana Ferreira Boeira* PPGEd/UCS RESUMO: Este trabalho apresenta a pesquisa, que está em andamento, que tem como objetivo

Leia mais

Profea- Projeto de Formação de Educadores Ambientais

Profea- Projeto de Formação de Educadores Ambientais Profea- Projeto de Formação de Educadores Ambientais Mostra Local de: Maringá PR Categoria do projeto: I Projetos em Andamento (projetos em execução atualmente) Nome da Instituição/Empresa: Facinor- Faculdade

Leia mais

ENSINO DA ARTE E EDUCAÇÃO AMBIENTAL: FORMAÇÃO DE CIDADÃOS VISANDO A SUSTENTABILIDADE

ENSINO DA ARTE E EDUCAÇÃO AMBIENTAL: FORMAÇÃO DE CIDADÃOS VISANDO A SUSTENTABILIDADE ENSINO DA ARTE E EDUCAÇÃO AMBIENTAL: FORMAÇÃO DE CIDADÃOS VISANDO A SUSTENTABILIDADE Elaine Barbosa da Silva Xavier Faculdade de Ciências da Administração de Pernambuco - Mestranda Neuma Kelly Vitorino

Leia mais

O Significado da Avaliação

O Significado da Avaliação 49 O Significado da Avaliação 1 INTRODUÇÃO Angela Maria Dal Piva Avaliar faz parte do ato educativo. Avalia-se para diagnosticar avanços e entraves, para interferir, agir, problematizar, e redefinir os

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA FARROUPILHA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA FARROUPILHA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA FARROUPILHA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO ANEXO I. PROJETO DE CURTA DURAÇÃO 1. IDENTIFICAÇÃO 1.1 Título do

Leia mais

EDUCAR PARA A RESOLUÇÃO DE CONFLITOS: CONTEXTUALIZAÇÃO DA PROPOSTA DO PROGRAMA EDUCACIONAL DE RESISTÊNCIA ÀS DROGAS E À VIOLÊNCIA.

EDUCAR PARA A RESOLUÇÃO DE CONFLITOS: CONTEXTUALIZAÇÃO DA PROPOSTA DO PROGRAMA EDUCACIONAL DE RESISTÊNCIA ÀS DROGAS E À VIOLÊNCIA. EDUCAR PARA A RESOLUÇÃO DE CONFLITOS: CONTEXTUALIZAÇÃO DA PROPOSTA DO PROGRAMA EDUCACIONAL DE RESISTÊNCIA ÀS DROGAS E À VIOLÊNCIA. Luciano Blasius 1 lucianoblasius@yahoo.com.br Araci Asinelli-Luz 2 asinelli@ufpr.br

Leia mais

PSICOPEDAGOGO INSTITUCIONAL: CONTRIBUIÇÕES DE UMA APRENDIZAGEM SIGNIFICATIVA

PSICOPEDAGOGO INSTITUCIONAL: CONTRIBUIÇÕES DE UMA APRENDIZAGEM SIGNIFICATIVA PSICOPEDAGOGO INSTITUCIONAL: CONTRIBUIÇÕES DE UMA APRENDIZAGEM SIGNIFICATIVA Resumo Jéssica Danieli Ramos da Rosa 1 - UNÍNTESE Grupo de trabalho - Psicopedagogia Agência Financiadora: não contou com financiamento

Leia mais

EDUCAÇÃO AMBIENTAL (EA)

EDUCAÇÃO AMBIENTAL (EA) EDUCAÇÃO AMBIENTAL (EA) Processos educativos que procuram incorporar em suas propostas pedagógicas as implicações tanto teóricas quanto práticas do ideário ambientalista. A EA teve sua origem vinculada

Leia mais

MONITORIA: EXPERIENCIA DA PESQUISA EM SALA DE AULA NO CURSO DE LICENCIATURA EM PEDAGOGIA. Resumo

MONITORIA: EXPERIENCIA DA PESQUISA EM SALA DE AULA NO CURSO DE LICENCIATURA EM PEDAGOGIA. Resumo 1 MONITORIA: EXPERIENCIA DA PESQUISA EM SALA DE AULA NO CURSO DE LICENCIATURA EM PEDAGOGIA Resumo Patricia Santos de Barros/UFRJ A nossa vivência pedagógica situa-se no âmbito do curso de Licenciatura

Leia mais

LIXO PARA VOCÊ: ARTE PARA NÓS UM PROJETO DE REEDUCAÇÃO AMBIENTAL

LIXO PARA VOCÊ: ARTE PARA NÓS UM PROJETO DE REEDUCAÇÃO AMBIENTAL LIXO PARA VOCÊ: ARTE PARA NÓS UM PROJETO DE REEDUCAÇÃO AMBIENTAL Rafael Antônio Nunes COURA³;Milena Alves da Silva SOUZA³; Isabela Fatima Silveira MARTINS³; Cássia Maria Silva NORONHA¹ e Eriks Tobias VARGAS².

Leia mais

AS TECNOLOGIAS NA ESCOLA DO CAMPO UMA QUESTÃO DE DIREITO A CIDADANIA

AS TECNOLOGIAS NA ESCOLA DO CAMPO UMA QUESTÃO DE DIREITO A CIDADANIA AS TECNOLOGIAS NA ESCOLA DO CAMPO UMA QUESTÃO DE DIREITO A CIDADANIA Rose Madalena Pereira da Silva Prof. da Educação Básica e Pós graduanda em Educação e Novas Tecnologias Sara Ingrid Borba Mestra em

Leia mais

TITULO: O JOGO DE FAZ-DE-CONTA NAS AÇÕES MOTORAS DAS CRIANÇAS DA EDUCAÇÃO INFANTIL EJE:

TITULO: O JOGO DE FAZ-DE-CONTA NAS AÇÕES MOTORAS DAS CRIANÇAS DA EDUCAÇÃO INFANTIL EJE: TITULO: O JOGO DE FAZ-DE-CONTA NAS AÇÕES MOTORAS DAS CRIANÇAS DA EDUCAÇÃO INFANTIL EJE: Incorporación curricular de la extensión AUTORES: Giovanna de Matos Moraes Carneiro, Ida Carneiro Martins, Luiz Alberto

Leia mais

PALAVRAS-CHAVES: Educação Ambiental Reserva Escolas

PALAVRAS-CHAVES: Educação Ambiental Reserva Escolas A CONTRIBUIÇÃO DA EDUCAÇÃO AMBIENTAL NA CONSERVAÇÃO DA RESERVA R-3 ENVOLVENDO TRÊS ESCOLAS PÚBLICAS EM SINOP-MT Sinovia Cecília Rauber Curso de Especialização em Educação e Meio Ambiente FASIPE SINOP/MT

Leia mais

ANÁLISE DAS DISSERTAÇÕES E TESES QUE ABORDARAM OS JOGOS E BRINCADEIRAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL

ANÁLISE DAS DISSERTAÇÕES E TESES QUE ABORDARAM OS JOGOS E BRINCADEIRAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL ANÁLISE DAS DISSERTAÇÕES E TESES QUE ABORDARAM OS JOGOS E BRINCADEIRAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL CLIMENIA MARIA LACERDA DE OLIVEIRA Núcleo de Estudos e Pesquisas: Trabalho Docente, Formação de Professores e

Leia mais

(Re)pensando o Lugar da Educação em Direitos Humanos. na Educação de Surdos

(Re)pensando o Lugar da Educação em Direitos Humanos. na Educação de Surdos (Re)pensando o Lugar da Educação em Direitos Humanos na Educação de Surdos Por MARIA DE FÁTIMA DA SILVA CAVALCANTE Resumo: O presente artigo tem por objetivo discutir a Educação em Direitos Humanos como

Leia mais

Ementário do Curso de Pedagogia, habilitações: Educação Infantil e Séries Iniciais 2008.1A

Ementário do Curso de Pedagogia, habilitações: Educação Infantil e Séries Iniciais 2008.1A 01 BIOLOGIA EDUCACIONAL Fase: 1ª Prática: 15 h/a Carga Horária: 60 h/a Créditos: 4 A biologia educacional e os fundamentos da educação. As bases biológicas do crescimento e desenvolvimento humano. A dimensão

Leia mais

OFICINAS DE REESTRUTURAÇÃO CURRICULAR REFLEXÕES SOBRE O ENSINO MÉDIO INTEGRADO A EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E A AÇÃO DOCENTE

OFICINAS DE REESTRUTURAÇÃO CURRICULAR REFLEXÕES SOBRE O ENSINO MÉDIO INTEGRADO A EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E A AÇÃO DOCENTE OFICINAS DE REESTRUTURAÇÃO CURRICULAR REFLEXÕES SOBRE O ENSINO MÉDIO INTEGRADO A EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E A AÇÃO DOCENTE NASCIMENTO, Elaine Cristina Universidade Tecnológica Federal do Paraná AMORIM, Mário

Leia mais

10º Congreso Argentino y 5º Latinoamericano de Educación Física y Ciencias EDUCAÇÃO FÍSICA COMO LINGUAGEM: ÍNTIMA RELAÇÃO BIOLÓGICO- SOCIAL

10º Congreso Argentino y 5º Latinoamericano de Educación Física y Ciencias EDUCAÇÃO FÍSICA COMO LINGUAGEM: ÍNTIMA RELAÇÃO BIOLÓGICO- SOCIAL 10º Congreso Argentino y 5º Latinoamericano de Educación Física y Ciencias EDUCAÇÃO FÍSICA COMO LINGUAGEM: ÍNTIMA RELAÇÃO BIOLÓGICO- SOCIAL Pâmella Gomes de Brito pamellagomezz@gmail.com Goiânia, Goiás

Leia mais

Trabalhos na área ambiental influenciam o comportamento dos alunos em Instituições de Ensino Superior?

Trabalhos na área ambiental influenciam o comportamento dos alunos em Instituições de Ensino Superior? Trabalhos na área ambiental influenciam o comportamento dos alunos em Instituições de Ensino Superior? Patrícia P Gomes¹ Camilla M dos Santos 2 Erika M Ferreira 2 Resumo O presente artigo teve como objetivo

Leia mais

A Interdisciplinaridade como Metodologia de Ensino INTRODUÇÃO

A Interdisciplinaridade como Metodologia de Ensino INTRODUÇÃO A Interdisciplinaridade como Metodologia de Ensino O bom professor é o que consegue, enquanto fala trazer o aluno até a intimidade do movimento de seu pensamento. Paulo Freire INTRODUÇÃO A importância

Leia mais

Brincando com a Música: uma proposta para formação e atuação musical do professor de pré-escola e séries iniciais do ensino fundamental

Brincando com a Música: uma proposta para formação e atuação musical do professor de pré-escola e séries iniciais do ensino fundamental Brincando com a Música: uma proposta para formação e atuação musical do professor de pré-escola e séries iniciais do ensino fundamental Silvia Schroeder Universidade de São Paulo - USP Resumo A música,

Leia mais

ABRINDO ESPAÇOS PARA A FORMAÇÃO DE EDUCADORES AMBIENTAIS NUMA ABORDAGEM TRANSDISCIPLINAR

ABRINDO ESPAÇOS PARA A FORMAÇÃO DE EDUCADORES AMBIENTAIS NUMA ABORDAGEM TRANSDISCIPLINAR ABRINDO ESPAÇOS PARA A FORMAÇÃO DE EDUCADORES AMBIENTAIS NUMA ABORDAGEM TRANSDISCIPLINAR Autora: Lívia Costa de ANDRADE- liviacandrade@uol.com.br Orientadora: Sandra de Fátima OLIVEIRA sanfaoli@gmail.com.br

Leia mais

ENSINO DE GEOGRAFIA, CULTURA POPULAR E TEMAS TRANSVERSAIS: uma proposta de transversalidade a partir dos Parâmetros Curriculares Nacionais (PCN s)

ENSINO DE GEOGRAFIA, CULTURA POPULAR E TEMAS TRANSVERSAIS: uma proposta de transversalidade a partir dos Parâmetros Curriculares Nacionais (PCN s) ENSINO DE GEOGRAFIA, CULTURA POPULAR E TEMAS TRANSVERSAIS: uma proposta de transversalidade a partir dos Parâmetros Curriculares Nacionais (PCN s) Kálita Tavares da SILVA 1 ; Estevane de Paula Pontes MENDES

Leia mais

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC PRONATEC de Agente de Desenvolvimento Socioambiental Parte 1 (solicitante)

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC PRONATEC de Agente de Desenvolvimento Socioambiental Parte 1 (solicitante) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA Aprovação do curso e Autorização da oferta PROJETO PEDAGÓGICO

Leia mais

PROPRIEDADE REGISTRADA. Mundo Insustentável. Desenvolvimento Sustentável

PROPRIEDADE REGISTRADA. Mundo Insustentável. Desenvolvimento Sustentável Mundo Insustentável x Desenvolvimento Sustentável Resumo da Insustentabilidade no Mundo Contemporâneo 50% dos 6,1 bilhões de habitantes do planeta vivem com menos de US$2 por dia e um terço está abaixo

Leia mais

LEI Nº 12.780, DE 30 DE NOVEMBRO DE 2007

LEI Nº 12.780, DE 30 DE NOVEMBRO DE 2007 LEI Nº 12.780, DE 30 DE NOVEMBRO DE 2007 (Projeto de lei nº 749/2007, da Deputada Rita Passos - PV) Institui a Política Estadual de Educação Ambiental O GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: Faço saber que

Leia mais

A TEORIA DO FAZER EM EDUCAÇÃO AMBIENTAL CRÍTICA: uma reflexão construída em contraposição à Educação Ambiental Conservadora.

A TEORIA DO FAZER EM EDUCAÇÃO AMBIENTAL CRÍTICA: uma reflexão construída em contraposição à Educação Ambiental Conservadora. A TEORIA DO FAZER EM EDUCAÇÃO AMBIENTAL CRÍTICA: uma reflexão construída em contraposição à Educação Ambiental Conservadora. Dias, B. C.; Bomfim, A. M. A teoria do fazer em educação ambiental crítica:

Leia mais

RESPEITAR O MEIO AMBIENTE É COISA DE GENTE INTELIGENTE DUARTE, Inaraline (FINAN/G) SILVA,Alves Sueli (FINAN/G) NUNES, JÉSSICA (FINAN/G)

RESPEITAR O MEIO AMBIENTE É COISA DE GENTE INTELIGENTE DUARTE, Inaraline (FINAN/G) SILVA,Alves Sueli (FINAN/G) NUNES, JÉSSICA (FINAN/G) RESPEITAR O MEIO AMBIENTE É COISA DE GENTE INTELIGENTE DUARTE, Inaraline (FINAN/G) SILVA,Alves Sueli (FINAN/G) NUNES, JÉSSICA (FINAN/G) Resumo: Este artigo aborda a proposta de trabalhar o meio ambiente

Leia mais

A PRÁTICA DE ENSINO EM QUÍMICA: EDUCAÇÃO AMBIENTAL E SUSTENTABILIDADE COMO TEMA TRANSVERSAL

A PRÁTICA DE ENSINO EM QUÍMICA: EDUCAÇÃO AMBIENTAL E SUSTENTABILIDADE COMO TEMA TRANSVERSAL A PRÁTICA DE ENSINO EM QUÍMICA: EDUCAÇÃO AMBIENTAL E SUSTENTABILIDADE COMO TEMA TRANSVERSAL Ana Maria G. D. MENDONÇA 1, Darling L. PEREIRA 2,,José J. MENDONÇA 3, Aluska M. C. RAMOS 4 Maria S. B. DUARTE

Leia mais

DINÂMICA CURRICULAR DO CURSO DE PEDAGOGIA - 2008. Disciplinas Teórica Prática Estágio Total. 1º Período

DINÂMICA CURRICULAR DO CURSO DE PEDAGOGIA - 2008. Disciplinas Teórica Prática Estágio Total. 1º Período MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Universidade Federal de Alfenas. UNIFAL-MG Rua Gabriel Monteiro da Silva, 700. Alfenas/MG. CEP 37130-000 Fone: (35) 3299-1000. Fax: (35) 3299-1063 DINÂMICA CURRICULAR DO CURSO DE

Leia mais

EDUCAÇÃO AMBIENTAL (E.A) NAS UNIVERSIDADES

EDUCAÇÃO AMBIENTAL (E.A) NAS UNIVERSIDADES EDUCAÇÃO AMBIENTAL (E.A) NAS UNIVERSIDADES A crise ambiental não é crise ecológica, mas crise da razão (Enrique Leff). CAPÍTULO 1 A IMPORTÂNCIA DA E.A. EDUCAÇÃO AMBIENTAL É PREVENÇÃO! CAPÍTULO 1 A IMPORTÂNCIA

Leia mais

PROJETO DANÇA NA ESCOLA E A RESSIGNIFICAÇÃO DO SABER EM DANÇA NA EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR

PROJETO DANÇA NA ESCOLA E A RESSIGNIFICAÇÃO DO SABER EM DANÇA NA EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR PROJETO DANÇA NA ESCOLA E A RESSIGNIFICAÇÃO DO SABER EM DANÇA NA EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR Resumo: A educação física escolar na formação do sujeito trata de conteúdos da cultura corporal tais como: jogos,

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA CAMPUS JAGUARÃO CURSO DE PEDAGOGIA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA CAMPUS JAGUARÃO CURSO DE PEDAGOGIA PLANO DE ENSINO 2011-1 DISCIPLINA: Estudos filosóficos em educação I - JP0003 PROFESSOR: Dr. Lúcio Jorge Hammes I DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Carga Horária Teórica: 60 (4 créditos) II EMENTA Aborda os pressupostos

Leia mais

SABERES E PRÁTICAS EDUCATIVAS HUMANESCENTES DE EDUCADORES EM SAÚDE. Palavras-chave: Condição Humana, Corporeidade, Ludopoiese, Humanescência

SABERES E PRÁTICAS EDUCATIVAS HUMANESCENTES DE EDUCADORES EM SAÚDE. Palavras-chave: Condição Humana, Corporeidade, Ludopoiese, Humanescência SABERES E PRÁTICAS EDUCATIVAS HUMANESCENTES DE EDUCADORES EM SAÚDE Áurea Emília da Silva Pinto BACOR/PPGEd/UFRN Resumo Este estudo está inserido numa pesquisa que tem por objetivo descrever e analisar

Leia mais

A ÉTICA APLICADA A EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR: DE LEONARDO BOFF A EDGAR MORIN

A ÉTICA APLICADA A EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR: DE LEONARDO BOFF A EDGAR MORIN 1 A ÉTICA APLICADA A EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR: DE LEONARDO BOFF A EDGAR MORIN Heraldo Simões Ferreira 1 José Jackson Coelho Sampaio 2 Laryssa Sampaio Praciano 3 RESUMO Este artigo possui como objetivo trazer

Leia mais

ENTENDENDO A PRÁTICA DE PESQUISA REALIZADA POR PROFESSORES DE CIÊNCIAS DA NATUREZA, NO SEMINÁRIO INTEGRADO DO ENSINO MÉDIO POLITÉCNICO EM IJUÍ 1

ENTENDENDO A PRÁTICA DE PESQUISA REALIZADA POR PROFESSORES DE CIÊNCIAS DA NATUREZA, NO SEMINÁRIO INTEGRADO DO ENSINO MÉDIO POLITÉCNICO EM IJUÍ 1 ENTENDENDO A PRÁTICA DE PESQUISA REALIZADA POR PROFESSORES DE CIÊNCIAS DA NATUREZA, NO SEMINÁRIO INTEGRADO DO ENSINO MÉDIO POLITÉCNICO EM IJUÍ 1 Elisangela Wisch Baiotto 2. 1 Trabalho resultante de pesquisa

Leia mais

RESUMO: O presente trabalho narra a vivência de estudantes de pos graduação na disciplina Interdisciplinaridade e Educação no curso de especialização

RESUMO: O presente trabalho narra a vivência de estudantes de pos graduação na disciplina Interdisciplinaridade e Educação no curso de especialização 1 RESUMO: O presente trabalho narra a vivência de estudantes de pos graduação na disciplina Interdisciplinaridade e Educação no curso de especialização em Docência do Ensino Superior. Tal trajetória consistiu

Leia mais

ÉTICA, EDUCAÇÃO E CIDADANIA

ÉTICA, EDUCAÇÃO E CIDADANIA ÉTICA, EDUCAÇÃO E CIDADANIA Marconi Pequeno * * Pós-doutor em Filosofia pela Universidade de Montreal. Docente do Programa de Pós-Graduação em Filosofia e membro do Núcleo de Cidadania e Direitos Humanos

Leia mais

ALFABETIZAR PARA PRESERVAR O MEIO AMBIENTE, E RESGATAR O SABER POPULAR

ALFABETIZAR PARA PRESERVAR O MEIO AMBIENTE, E RESGATAR O SABER POPULAR ALFABETIZAR PARA PRESERVAR O MEIO AMBIENTE, E RESGATAR O SABER POPULAR Ana Carmem Miranda Silva Universidade Federal Rural de Pernambuco - UFRPE RESUMO A alfabetização de jovens e adultos utilizando a

Leia mais

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO PÓS GRADUAÇÃO EDUCAÇÃO: CURRÍCULO

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO PÓS GRADUAÇÃO EDUCAÇÃO: CURRÍCULO PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO PÓS GRADUAÇÃO EDUCAÇÃO: CURRÍCULO ESPIRITUALIDADE E CURRÍCULO, UMA CONEXÃO NA EDUCAÇÃO DO SER MARIA DAS GRAÇAS FERREIRA DE OLIVEIA RESUMO: Esta pesquisa nasce

Leia mais

EDUCAR PARA UM FUTURO SUSTENTÁVEL: UM ESTUDO ENVOLVENDO PROFESSORES DA EDUCAÇÃO BÁSICA

EDUCAR PARA UM FUTURO SUSTENTÁVEL: UM ESTUDO ENVOLVENDO PROFESSORES DA EDUCAÇÃO BÁSICA EDUCAR PARA UM FUTURO SUSTENTÁVEL: UM ESTUDO ENVOLVENDO PROFESSORES DA EDUCAÇÃO BÁSICA 1 DEUS, Josiani Camargo & 1 AMARAL, Anelize Queiroz 1 Universidade Estadual do Oeste do Paraná/Unioeste RESUMO Nos

Leia mais

P R E F E I T U R A M U N I C I P A L D E B A U R U E s t a d o d e S ã o P a u l o S E C R E T A R I A D A E D U C A Ç Ã O

P R E F E I T U R A M U N I C I P A L D E B A U R U E s t a d o d e S ã o P a u l o S E C R E T A R I A D A E D U C A Ç Ã O P R E F E I T U R A M U N I C I P A L D E B A U R U E s t a d o d e S ã o P a u l o S E C R E T A R I A D A E D U C A Ç Ã O E. M. E. F. P R O F ª. D I R C E B O E M E R G U E D E S D E A Z E V E D O P

Leia mais

PLANO DE ENSINO. Mês/ Unidade s. Conteúdos T/P 1 08

PLANO DE ENSINO. Mês/ Unidade s. Conteúdos T/P 1 08 PLANO DE ENSINO CURSO: Licenciatura em Matemática MODALIDADE: Presencial DISCIPLINA: Teorias Educacionais e Curriculares CÓDIGO: NPED 03 FASE DO CURSO: 2ª SEMESTRE LETIVO: 2º 2013 CARGA HORARIA SEMESTRAL/

Leia mais

PRO INFANTIL PROGRAMA DE FORMAÇÃO INICIAL PARA PROFESSORES EM EXERCÍCIO NA EDUCAÇÃO INFANTIL

PRO INFANTIL PROGRAMA DE FORMAÇÃO INICIAL PARA PROFESSORES EM EXERCÍCIO NA EDUCAÇÃO INFANTIL PRO INFANTIL PROGRAMA DE FORMAÇÃO INICIAL PARA PROFESSORES EM EXERCÍCIO NA EDUCAÇÃO INFANTIL A IMPORTÂNCIA DO TRABALHO PARA CONSERVAÇÃO AMBIENTAL NA EDUCAÇÃO INFANTIL CASOS DA EDUCAÇÃO INFANTIL NA BAHIA

Leia mais

Programa 1: O Processo Educacional: Saúde ou Alienação

Programa 1: O Processo Educacional: Saúde ou Alienação Programa 1: O Processo Educacional: Saúde ou Alienação DEPARTAMENTO : Psicologia Social PERÍODO/ANO : 7º/2016 CARGA HORÁRIA : 34 PROFESSORAS : Ana Mercês Bahia Bock OBJETIVOS Produzir visibilidade para

Leia mais

EDUCAÇÃO PARA O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL CLAUDIA LISETE OLIVEIRA GROENWALD UNIVERSIDADE LUTERANA DO BRASIL ULBRA CANOAS RS.

EDUCAÇÃO PARA O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL CLAUDIA LISETE OLIVEIRA GROENWALD UNIVERSIDADE LUTERANA DO BRASIL ULBRA CANOAS RS. 1 EDUCAÇÃO PARA O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL CLAUDIA LISETE OLIVEIRA GROENWALD UNIVERSIDADE LUTERANA DO BRASIL ULBRA CANOAS RS. Viver com sustentação tornou-se, nos últimos anos, um conceito de vida que

Leia mais

LEI Nº. 2.510, DE 23 DE MAIO DE 2011.

LEI Nº. 2.510, DE 23 DE MAIO DE 2011. 1 LEI Nº. 2.510, DE 23 DE MAIO DE 2011. Institui a Política Municipal de Educação Ambiental, e dá outras providências. A CÂMARA MUNICIPAL DE ANANINDEUA estatui e eu sanciono a seguinte Lei: CAPÍTULO I

Leia mais

FORMAÇÃO PEDAGÓGICA EM AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM PARA DOCENTES UNIVERSITÁRIOS

FORMAÇÃO PEDAGÓGICA EM AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM PARA DOCENTES UNIVERSITÁRIOS 1 FORMAÇÃO PEDAGÓGICA EM AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM PARA DOCENTES UNIVERSITÁRIOS Daniela da Costa Britto Pereira Lima Universidade Estadual de Goiás e Universidade Federal de Goiás Juliana Guimarães

Leia mais

A CONTRIBUIÇÃO DA SOCIOLOGIA NA FORMAÇÃO DO PEDAGOGO CRÍTICO

A CONTRIBUIÇÃO DA SOCIOLOGIA NA FORMAÇÃO DO PEDAGOGO CRÍTICO 1 A CONTRIBUIÇÃO DA SOCIOLOGIA NA FORMAÇÃO DO PEDAGOGO CRÍTICO Sandra Maria Mattar RESUMO Esta pesquisa tem por objetivo analisar a contribuição da Sociologia na formação do pedagogo, considerando-se as

Leia mais

PROPOSTA DO CURSO DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES NA ESTAÇÃO EXPERIMENTAL DE TUPI

PROPOSTA DO CURSO DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES NA ESTAÇÃO EXPERIMENTAL DE TUPI EIXO TEMÁTICO: Ciências Sociais PROPOSTA DO CURSO DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES NA ESTAÇÃO EXPERIMENTAL DE TUPI Pedro Lemos Marques 1 Maria Luísa Bonazzi Palmieri 2 RESUMO: A Estação Experimental de Tupi

Leia mais

REFLETINDO SOBRE EDUCAÇÃO AMBIENTAL NÃO-FORMAL

REFLETINDO SOBRE EDUCAÇÃO AMBIENTAL NÃO-FORMAL REFLETINDO SOBRE EDUCAÇÃO AMBIENTAL NÃO-FORMAL Anabel de Lima 1 RESUMO A EA como um todo, produz saberes que direcionam as práticas, bem como práticas que conduzem a teoria e seguindo esse contexto, se

Leia mais

ENSINO-APRENDIZAGEM PARA A CIDADANIA: EXPERIÊNCIA DO PROJETO AGROECOLÓGICO EM ESCOLAS PÚBLICAS EM POMBAL/PB

ENSINO-APRENDIZAGEM PARA A CIDADANIA: EXPERIÊNCIA DO PROJETO AGROECOLÓGICO EM ESCOLAS PÚBLICAS EM POMBAL/PB ENSINO-APRENDIZAGEM PARA A CIDADANIA: EXPERIÊNCIA DO PROJETO AGROECOLÓGICO EM ESCOLAS PÚBLICAS EM POMBAL/PB Introdução Marcos Antonio Lopes do Nascimento Universidade Federal da Paraíba marcosal99@yahoo.com.br

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO EM DOCÊNCIA DO ENSINO SUPERIOR

PÓS-GRADUAÇÃO EM DOCÊNCIA DO ENSINO SUPERIOR PÓS-GRADUAÇÃO EM DOCÊNCIA DO ENSINO SUPERIOR Instituição Certificadora: FALC Amparo Legal: Resolução CNE CES 1 2001 Resolução CNE CES 1 2007 Carga Horária: 460h Período de Duração: 12 meses (01 ano) Objetivos:

Leia mais

A COMPLEXIDADE DO USO DA MÍDIA ENQUANTO RECURSO DIDÁTICO NA AULA DE HISTÓRIA

A COMPLEXIDADE DO USO DA MÍDIA ENQUANTO RECURSO DIDÁTICO NA AULA DE HISTÓRIA A COMPLEXIDADE DO USO DA MÍDIA ENQUANTO RECURSO DIDÁTICO NA AULA DE HISTÓRIA Rosemeire Bernardino dos Reis * O texto que submeto a leitura intitulado: a complexidade do uso da mídia enquanto recurso didático

Leia mais

Meio Ambiente: O Lúdico em Sala de Aula Gisélia Santana Ferreira Lima¹ Thaís Cortellini Abrahão²

Meio Ambiente: O Lúdico em Sala de Aula Gisélia Santana Ferreira Lima¹ Thaís Cortellini Abrahão² Meio Ambiente: O Lúdico em Sala de Aula Gisélia Santana Ferreira Lima¹ Thaís Cortellini Abrahão² ¹Especialista em Ciências Biológicas e Bióloga, professora das disciplinas de ciências e biologia. ²Mestre

Leia mais

A EDUCAÇÃO AMBIENTAL NA ESCOLA PERMEIA MUDANÇAS DE ATITUDES NA SOCIEDADE

A EDUCAÇÃO AMBIENTAL NA ESCOLA PERMEIA MUDANÇAS DE ATITUDES NA SOCIEDADE A EDUCAÇÃO AMBIENTAL NA ESCOLA PERMEIA MUDANÇAS DE ATITUDES NA SOCIEDADE INTRODUÇÃO José Izael Fernandes da Paz UEPB joseizaelpb@hotmail.com Esse trabalho tem um propósito particular pertinente de abrir

Leia mais

LEI Nº 445 DE 07 DE JUNHO DE 2004. O GOVERNADOR DO ESTADO DE RORAIMA: Faço saber que a Assembléia Legislativa aprovou e eu sanciono a seguinte Lei:

LEI Nº 445 DE 07 DE JUNHO DE 2004. O GOVERNADOR DO ESTADO DE RORAIMA: Faço saber que a Assembléia Legislativa aprovou e eu sanciono a seguinte Lei: LEI Nº 445 DE 07 DE JUNHO DE 2004 Dispõe sobre a Educação Ambiental, institui a Política Estadual de Educação Ambiental, cria o Programa Estadual de Educação Ambiental e complementa a Lei Federal nº 9.795/99,

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Decanato Acadêmico

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Decanato Acadêmico Unidade Universitária: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde - 040 Curso: Psicologia Núcleo Temático:Psicologia e Saúde Coletiva Disciplina:Psicologia Escolar I Professor(es): Marcos Vinícius de Araújo

Leia mais

DIVISÃO DE ASSUNTOS ACADÊMICOS Secretaria Geral de Cursos PROGRAMA DE DISCIPLINA

DIVISÃO DE ASSUNTOS ACADÊMICOS Secretaria Geral de Cursos PROGRAMA DE DISCIPLINA DIVISÃO DE ASSUNTOS ACADÊMICOS Secretaria Geral de Cursos PROGRAMA DE DISCIPLINA DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO CÓDIGO: EDU512 DISCIPLINA: ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM EDUCAÇÃO INFANTIL CARGA HORÁRIA: 105h EMENTA:

Leia mais

SERVIÇO SOCIAL E DO MEIO AMBIENTE: um debate necessário

SERVIÇO SOCIAL E DO MEIO AMBIENTE: um debate necessário SERVIÇO SOCIAL E DO MEIO AMBIENTE: um debate necessário SILVA, IVANNA SILIANA DO NASCIMENTO 1, ALVES, MARIA GERALDA 2, SILVA, IRBIA SONALY DO NASCIMENTO 3, NASCIMENTO, MARIA ANAZUILA 4, LEANDRO, DARLANIA

Leia mais

CURSO DE PEDAGOGIA EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE PEDAGOGIA

CURSO DE PEDAGOGIA EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE PEDAGOGIA 1 CURSO DE EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS BRUSQUE (SC) 2012 2 SUMÁRIO 1ª FASE... 4 01 BIOLOGIA EDUCACIONAL... 4 02 INVESTIGAÇÃO PEDAGÓGICA: DIVERSIDADE CULTURAL NA APRENDIZAGEM... 4 03 METODOLOGIA CIENTÍFICA...

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA FARROUPILHA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA FARROUPILHA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA FARROUPILHA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO ANEXO I. PROJETO DE CURTA DURAÇÃO 1. IDENTIFICAÇÃO 1.1 Título do

Leia mais

LEITURA E ESCRITA: ALIMENTAÇÃO E PRESERVAÇÃO DO MEIO AMBIENTE

LEITURA E ESCRITA: ALIMENTAÇÃO E PRESERVAÇÃO DO MEIO AMBIENTE LEITURA E ESCRITA: ALIMENTAÇÃO E PRESERVAÇÃO DO MEIO AMBIENTE Renata Angélica dos SANTOS, Cristiana Alves da SILVA, Maria Marta L. FLORES, Dulcéria TARTUCI, Ângela Aparecida DIAS, Departamento de Educação,

Leia mais

O BRINCAR, A BRINCADEIRA, O JOGO, A ATIVIDADE LÚDICA E A PROPOSTA PEDAGÓGICA PARA A EDUCAÇÃO INFANTIL

O BRINCAR, A BRINCADEIRA, O JOGO, A ATIVIDADE LÚDICA E A PROPOSTA PEDAGÓGICA PARA A EDUCAÇÃO INFANTIL O BRINCAR, A BRINCADEIRA, O JOGO, A ATIVIDADE LÚDICA E A PROPOSTA PEDAGÓGICA PARA A EDUCAÇÃO INFANTIL Josiane Lima Zanata (Seduc) josianezanata@hotmail.com Ivani Souza Mello (UFMT) ivanimello1@hotmail.com

Leia mais

O SIGNIFICADO DA FORMAÇÃO CONTINUADA DOCENTE

O SIGNIFICADO DA FORMAÇÃO CONTINUADA DOCENTE O SIGNIFICADO DA FORMAÇÃO CONTINUADA DOCENTE Lilian Kemmer Chimentão Resumo O presente estudo tem como objetivo a compreensão do significado e da importância da formação continuada docente para o exercício

Leia mais

PESQUISA E ENSINO EM PROJETOS INTERDISCIPLINARES DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL ESCOLAR

PESQUISA E ENSINO EM PROJETOS INTERDISCIPLINARES DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL ESCOLAR PESQUISA E ENSINO EM PROJETOS INTERDISCIPLINARES DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL ESCOLAR Heloisa Vitória de Castro Mestranda em Geografia PPGG UFG Campus Catalão(GO) heloisavcp@hotmail.com Prof. Dr. Cláudio José

Leia mais

PERSPECTIVAS DA EDUCAÇÃO AMBIENTAL QUANDO ANALISADA SOB A CÁTEDRA FORMAL Terezinha Corrêa Lindino UNIOESTE

PERSPECTIVAS DA EDUCAÇÃO AMBIENTAL QUANDO ANALISADA SOB A CÁTEDRA FORMAL Terezinha Corrêa Lindino UNIOESTE 1 PERSPECTIVAS DA EDUCAÇÃO AMBIENTAL QUANDO ANALISADA SOB A CÁTEDRA FORMAL Terezinha Corrêa Lindino UNIOESTE Resumo O presente trabalho procura vincular a Educação formal aos princípios da Educação Ambiental

Leia mais

A EDUCAÇÃO AMBIENTAL COMO AGENTE TRANSFORMADORA DA SOCIEDADE E DO AMBIENTE: ESTUDO DE CASO EM UMA ESCOLA DE FLORIANO PIAUÍ

A EDUCAÇÃO AMBIENTAL COMO AGENTE TRANSFORMADORA DA SOCIEDADE E DO AMBIENTE: ESTUDO DE CASO EM UMA ESCOLA DE FLORIANO PIAUÍ A EDUCAÇÃO AMBIENTAL COMO AGENTE TRANSFORMADORA DA SOCIEDADE E DO AMBIENTE: ESTUDO DE CASO EM UMA ESCOLA DE FLORIANO PIAUÍ Rita de Cássia de Santana Teixeira (*), Kelly Nayara Cunha dos Santos, Nayara

Leia mais

Sensibilização Ambiental a partir do Plantio de Mudas Nativas, no Município de Guaçuí, Espírito Santo. M. V. Costa Filho 1* &. A.

Sensibilização Ambiental a partir do Plantio de Mudas Nativas, no Município de Guaçuí, Espírito Santo. M. V. Costa Filho 1* &. A. III SIMPÓSIO SOBRE A BIODIVERSIDADE DA MATA ATLÂNTICA. 2014 465 Sensibilização Ambiental a partir do Plantio de Mudas Nativas, no Município de Guaçuí, Espírito Santo. M. V. Costa Filho 1* &. A. Amaral

Leia mais

linguagens e valores distintos entre si e muitas vezes contraditórios e conflitantes. Paralelamente, os cotidianos não são mais pontuais e

linguagens e valores distintos entre si e muitas vezes contraditórios e conflitantes. Paralelamente, os cotidianos não são mais pontuais e DA INFORMAÇÃO AO CONHECIMENTO NO ENSINO MÉDIO: PAISAGENS DOS LUGARES COTIDIANOS E AS APRENDIZAGENS ANDREIS, Adriana Maria UNIJUI adrianandreis@hotmail.com Eixo: EDUCAÇÃO BÁSICA / n. 3 Agência Financiadora:

Leia mais

Eixo Temático ET-13-025 - Educação Ambiental

Eixo Temático ET-13-025 - Educação Ambiental 546 Anais do Congresso Brasileiro de Gestão Ambiental e Sustentabilidade - Vol. 1: Congestas 2013 Eixo Temático ET-13-025 - Educação Ambiental AVALIAÇÃO DO CONSUMO CONSCIENTE DE ALUNOS DA EDUCAÇÃO DE JOVENS

Leia mais

ESTADO DO PIAUÍ Prefeitura Municipal de Teresina Secretaria Municipal de Educação SEMEC Gerência de Educação Infantil PROJETO DIDÁTICO PEDAGÓGICO

ESTADO DO PIAUÍ Prefeitura Municipal de Teresina Secretaria Municipal de Educação SEMEC Gerência de Educação Infantil PROJETO DIDÁTICO PEDAGÓGICO ESTADO DO PIAUÍ Prefeitura Municipal de Teresina Secretaria Municipal de Educação SEMEC Gerência de Educação Infantil PROJETO DIDÁTICO PEDAGÓGICO JANEIRO 2011 GERÊNCIA DE EDUCAÇÃO INFANTIL GEI/SEMEC Secretário

Leia mais

Patronato Penitenciário de Ponta Grossa: uma proposta de cidadania e de resgate do direito à educação

Patronato Penitenciário de Ponta Grossa: uma proposta de cidadania e de resgate do direito à educação 12. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ÁREA TEMÁTICA: (marque uma das opções) ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( X ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( ) SAÚDE ( ) TRABALHO

Leia mais

Universidade Estadual de Goiás Unidade Universitária de Itaberaí. Projeto de Estágio Supervisionado Obrigatório: Práxis pedagógica e formação docente

Universidade Estadual de Goiás Unidade Universitária de Itaberaí. Projeto de Estágio Supervisionado Obrigatório: Práxis pedagógica e formação docente Universidade Estadual de Goiás Unidade Universitária de Itaberaí Projeto de Estágio Supervisionado Obrigatório: Práxis pedagógica e formação docente Itaberaí 2012 Sebastião Alonso Júnior Diretor da Unidade

Leia mais

Resumo. Palavras chave: Atividade Psicomotora. Funções Psicológicas Superiores. Imaginação. Pré-Escola.

Resumo. Palavras chave: Atividade Psicomotora. Funções Psicológicas Superiores. Imaginação. Pré-Escola. A CRIANÇA EM IDADE PRÉ-ESCOLAR E AS FUNÇÕES PSICOLÓGICAS SUPERIORES: FOCANDO A ATIVIDADE LUDO- PEDAGÓGICA PARA O PROCESSO DE DESENVOLVIMENTO DA IMAGINAÇÃO Janaína Pereira Duarte Bezerra Irineu A. Tuim

Leia mais

Elaboração de Projetos PROJETO DE PESQUISA FERNANDO DOMINGO ZINGER

Elaboração de Projetos PROJETO DE PESQUISA FERNANDO DOMINGO ZINGER Elaboração de Projetos PROJETO DE PESQUISA FERNANDO DOMINGO ZINGER Metodologia Científica Projeto de Pesquisa Orientações Gerais Projeto de pesquisa Questões a responder o que fazer? formulação do problema,

Leia mais

INTERAÇÕES GRUPAIS: O PORCESSO DE CONSTRUÇÃO DA LEITURA E ESCRITA ATRAVÉS DE ATIVIDADES DIVERSIFICADAS EM SALA DE AULA.

INTERAÇÕES GRUPAIS: O PORCESSO DE CONSTRUÇÃO DA LEITURA E ESCRITA ATRAVÉS DE ATIVIDADES DIVERSIFICADAS EM SALA DE AULA. INTERAÇÕES GRUPAIS: O PORCESSO DE CONSTRUÇÃO DA LEITURA E ESCRITA ATRAVÉS DE ATIVIDADES DIVERSIFICADAS EM SALA DE AULA. TÁSIA FERNANDA WISCH (UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA). Resumo O presente artigo

Leia mais

O BOM PROFESSOR DA PÓS-GRADUAÇÃO E SUA PRÁTICA. PALAVRAS-CHAVE: docência universitária, formação docente, representações, perspectivas paradigmáticas

O BOM PROFESSOR DA PÓS-GRADUAÇÃO E SUA PRÁTICA. PALAVRAS-CHAVE: docência universitária, formação docente, representações, perspectivas paradigmáticas O BOM PROFESSOR DA PÓS-GRADUAÇÃO E SUA PRÁTICA Núbia Vieira TEIXEIRA; Solange Martins Oliveira MAGALHÃES Mestrado - Programa de Pós - Graduação em Educação - FE/UFG vitenubia@yahoo.com.br;solufg@hotmail.com

Leia mais

Ementário do Curso de Pedagogia, habilitações: Educação Infantil e Séries Iniciais 2010.2

Ementário do Curso de Pedagogia, habilitações: Educação Infantil e Séries Iniciais 2010.2 01 BIOLOGIA EDUCACIONAL Fase: 1ª Carga Horária: 30 h/a Prática: 30 h/a Créditos: 4 A biologia educacional e os fundamentos da educação. As bases biológicas do crescimento e desenvolvimento humano. A dimensão

Leia mais

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EIXO TECNOLÓGICO: Ambiente e Saúde Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO CURSO: Técnico em Meio Ambiente, Subsequente ao Ensino Médio FORMA/GRA: ( )integrado ( x)subsequente ( ) concomitante ( ) bacharelado (

Leia mais

PROPOSTA DO PLANO DE AÇÃO DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL EM RECURSOS HÍDRICOS PARA O ESTADO DO PARÁ.

PROPOSTA DO PLANO DE AÇÃO DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL EM RECURSOS HÍDRICOS PARA O ESTADO DO PARÁ. PROPOSTA DO PLANO DE AÇÃO DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL EM RECURSOS HÍDRICOS PARA O ESTADO DO PARÁ. WALDELI ROZANE SILVA DE MESQUITA Secretaria Executiva de Ciência Tecnologia e Meio Ambiente, Núcleo de Hidrometeorologia

Leia mais

Página 1 de 8. Faço saber que a Assembléia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

Página 1 de 8. Faço saber que a Assembléia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro decreta e eu sanciono a seguinte Lei: Página 1 de 8 LEI Nº 3325, de 17 de dezembro de 1999 Dispõe sobre a educação ambiental, institui a política estadual de educação ambiental, cria o Programa estadual de Educação Ambiental e complementa

Leia mais

I. O QUE ENTENDEMOS POR EDUCAÇÃO PARA A SUSTENTABILIDADE E QUALIDADE DE VIDA

I. O QUE ENTENDEMOS POR EDUCAÇÃO PARA A SUSTENTABILIDADE E QUALIDADE DE VIDA Educação para a Sustentabilidade e Qualidade de Vida I. O QUE ENTENDEMOS POR EDUCAÇÃO PARA A SUSTENTABILIDADE E QUALIDADE DE VIDA A educação para sustentabilidade objetiva o desenvolvimento da consciência

Leia mais

ARTIGO EDUCAÇÃO AMBIENTAL E RECICLAGEM DO LIXO

ARTIGO EDUCAÇÃO AMBIENTAL E RECICLAGEM DO LIXO ARTIGO EDUCAÇÃO AMBIENTAL E RECICLAGEM DO LIXO EDUCAÇÃO AMBIENTAL E RECICLAGEM DO LIXO Resumo: O presente artigo pretende refletir sobre os problemas ambientais em nossa sociedade, em especial, sobre o

Leia mais

A DIVERSIDADE E CURRÍCULO: DESAFIOS PARA UMA ESCOLA DEMOCRÁTICA

A DIVERSIDADE E CURRÍCULO: DESAFIOS PARA UMA ESCOLA DEMOCRÁTICA A DIVERSIDADE E CURRÍCULO: DESAFIOS PARA UMA ESCOLA DEMOCRÁTICA Josenilson Felizardo dos Santos 1 INTRODUÇÃO É possível compreender o papel da escola diante de todo o processo de ensino aprendizagem. E

Leia mais

POTENCIALIZANDO TALENTOS HUMANOS

POTENCIALIZANDO TALENTOS HUMANOS POTENCIALIZANDO TALENTOS HUMANOS Silvana Fernandes Rodrigues Maria Elenise de Sousa Mesquita Tânia Maria de Sousa França Ofinartes Centro de vivência, ensino e pesquisa educativa RESUMO O projeto educacional

Leia mais

PROJETO DE LEI N º 1219/2003. Decreta:

PROJETO DE LEI N º 1219/2003. Decreta: A CÂMARA MUNICIPAL DO RIO DE JANEIRO PROJETO DE LEI N º 1219/2003 Dispõe sobre a Educação Ambiental, institui a Política Municipal de Educação Ambiental, e dá outras providências. Autor: Vereador Rodrigo

Leia mais

REGISTRE SEUS DADOS ESCOLA: ALUNO: Prezados alunos e professores!

REGISTRE SEUS DADOS ESCOLA: ALUNO: Prezados alunos e professores! 1 Prezados alunos e professores! O livro Somos os Senhores do Planeta é fruto de um trabalho didático que tem por objetivo reunir em uma única publicação temas sobre o meio ambiente, são textos de fácil

Leia mais