Manual Técnico. Software Para Monitoramento. CargoBoss 2.0

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Manual Técnico. Software Para Monitoramento. CargoBoss 2.0"

Transcrição

1 CargoBoss 2.0 Manual Técnico INFORMAÇÕES DE DIREITOS AUTORAIS Este documento não pode ser reproduzido, no todo ou em parte e por quaisquer meios, sem a autorização prévia da HONEYWELL MARINE

2 Manual Técnico CargoBoss st Edition Released February 2013

3 ÍNDICE 1. APRESENTAÇÃO DO SOFTWARE GLOSSÁRIO MANUAL RÁPIDO VIAGEM... 7 Criar uma viagem... 7 Abrir uma viagem gravada... 8 Salvar uma viagem... 8 Salvar uma viagem com outro nome... 8 Visualizar e atualizar uma viagem existente BIBLIOTECA DE PRODUTOS Abrir a biblioteca Adicionar um produto à lista Inserir ou modificar as propriedades de um produto na lista Modificar a cor de exibição de um produto da lista no gráfico de barras Apagar um produto da lista SENHAS Inserir uma senha Apagar as autorizações vinculadas a uma senha Alterar níveis de autorizações Mudar senhas EXIBIÇÃO Exibição da página de visualização completa Exibição da página de calados, trim e heel Abrir a biblioteca de categorias de tanques Modificar uma categoria de tanque na lista Modificar a cor da representação gráfica de uma categoria de tanques Apagar uma categoria da lista Exibir os detalhes de um tanque... 16

4 8. ALARMES DO SISTEMA Reconhecer um alarme de sistema ALARMES OPERACIONAIS Reconhecer um alarme operacional A partir da página de exibição da medição envolvida Da lista de alarmes operacionais Definir os limites dos alarmes operacionais LISTAS DE ALARMES OPERACIONAIS E DE SISTEMA HISTÓRICO DE ALARMES OPERACIONAIS E DE SISTEMA CONDIÇÕES OPERACIONAIS Definir as condições operacionais OPÇÕES Ativar a buzina Mudar as unidades RELATÓRIOS ALTERAR O NOME DO NAVIO MENUS NÃO EXPLICADOS FECHAR O SISTEMA Fechar a interface gráfica Parar o servidor de banco de dados ANOTAÇÕES PESSOAIS... 27

5 1. APRESENTAÇÃO DO SOFTWARE O software CargoBoss 2.0 recebe os dados enviados pelo sistema de processamento, processa e exibe esses dados na interface gráfica do Windows. O software CargoBoss 2.0 pode se comunicar com os seguintes sistemas: 1. TA 840-I para os sistemas da primeira geração 2. TA3840C para os sistemas da geração mais recente O software CargoBoss 2.0 é composto por dois aplicativos: 3. O servidor de banco de dados, que coleta as medidas transmitidas pelo sistema para processamento dos dados 4. A interface gráfica que exibe os dados e permite a inserção de condições operacionais 2. GLOSSÁRIO A lista dos termos usados no CargoBoss 2.0 é apresentada a seguir com seus significados: TERMO DESCRIÇÃO Tela dos tanques de carga Distance Distância bruta atual entre o flange do radar e a superfície livre do produto líquido Raw Innage, Ullage Com o cálculo dos valores de desvio e linha zero e sem o cálculo dos valores de trim/heel Corrected Innage, Ullage Com o cálculo dos valores de desvio e linha zero e com o cálculo dos valores de trim/heel Raw Temperature Temperatura média calculada a partir dos valores medidos pelos transmissores User temperature Medição final, possivelmente ajustada para a escala do usuário (préconfiguração de fábrica) Absolute pressure Valor de pressão absoluta enviado pelo transmissor Gauge pressure Pressão absoluta corrigida de acordo com a pressão atmosférica User pressure Medição final, possivelmente ajustada para a escala do usuário (préconfiguração de fábrica) Tela dos tanques de lastro, tanques de serviço e gerais Raw pressure Pressão hidrostática enviada pelo transmissor Scaled operating level Nível calculado a partir da pressão hidrostática, densidade e linha zero. User level Medição do nível, possivelmente ajustada para a escala do usuário (pré-configuração de fábrica), sem o cálculo dos valores de trim/heel Corrected level Medição do nível, possivelmente ajustada para a escala do usuário (pré-configuração de fábrica), com o cálculo dos valores de trim/heel CargoBoss 2.0 Manual Técnico 5

6 Tela de volume e massa Gross volume Net volume Current density Mass Volume na temperatura atual Volume na temperatura de referência Densidade na temperatura atual Massa 3. MANUAL RÁPIDO Este capítulo fornece uma visão geral da operação do software CargoBoss. Ao ser iniciado, o seu computador inicia o servidor do CargoBoss 2.0. Esse servidor se comunica com os equipamentos eletrônicos que monitoram os níveis, temperaturas e pressões dos tanques de carga, lastro e de serviço do navio. O servidor também gerencia os alarmes e os vários cálculos do sistema. Além disso, o servidor carrega a última viagem selecionada, que define a lista de produtos carregados nos tanques. A viagem também define a quantidade esperada de produtos que devem ser carregados ou descarregados. Para obter uma visualização gráfica do estado interno do servidor, você precisa abrir o cliente do CargoBoss 2.0. Clique duas vezes no atalho CargoBoss 2 que fica na área de trabalho do seu computador.isso abrirá o cliente CargoBoss, que começará a se comunicar com o servidor e coletar dados. Quando o cliente CargoBoss estiver aberto, é possível executar um conjunto de operações: Selecionando produtos carregados. O nome da viagem atual é exibido na barra de título do painel principal. Se a viagem atual não for adequada, você pode abrir outra ou criar uma nova (veja o capítulo relacionado). A viagem não altera qualquer outro parâmetro do software além dos produtos carregados. Ela não altera os níveis de alarme, condições operacionais e assim por diante. O recurso de viagem tem o objetivo de substituir os antigos quadros negros de carga. Monitoramento de níveis e outros parâmetros. Esse é o principal recurso do software CargoBoss. Redimensione o painel principal, navegue pelas páginas (clicando nos botões retangulares no topo da janela: Ship, Tanks, etc.), clique nos tanques para exibir detalhes, redimensionar e mover a janela e criar seu próprio padrão de exibição. O CargoBoss armazena a posição e o tamanho da janela para o próximo uso. Configuração dos níveis de alarmes. Qualquer parâmetro no CargoBoss pode ser controlado por quatro tipos de alarmes: high high (alto e alto), high (alto), low (baixo) e low low (baixo e baixo). Para configurá-los, clique no parâmetro, digite a senha, marque as opções e digite os valores dos alarmes. Em alguns parâmetros, você também pode definir níveis arrastando as setas do alarme na tela. Quando surgir uma falha de sistema ou um alarme, você pode confirmar o recebimento clicando nele enquanto pressiona a tecla Control (Ctrl). Todos os alarmes são registrados na pasta C:\Arquivos de Programas\Honeywell Marine\CargoBoss2\log. Note que eles nunca são apagados pelo software, assim você pode manter os registros pelo tempo que quiser. CargoBoss 2.0 Manual Técnico 6

7 Imprimindo relatórios. O CargoBoss fornece dois tipos de relatórios: o registro de carga e o relatório de viagem. O registro de carga é um sumário de todo o conteúdo de todos os tanques de carga. Ao carregar ou descarregar, crie um registro de carga antes da operação e outro depois. Se você se esquecer de imprimir um relatório, é possível encontrá-lo na pasta C:\Arquivos de Programas\Honeywell Marine\CargoBoss2\log. O relatório de viagem é uma visualização imprimível da viagem. Diversos. O CargoBoss oferece alguns recursos secundários, explicados no seguinte manual: configurar condições de operação, configurações do navio, criar produtos, gerenciar senhas, mudar o nome do navio, etc. 4. VIAGEM Uma viagem define o status estimado da carga ao final de uma operação. O CargoBoss 2.0 permite a criação de tantas viagens quantas forem necessárias. Para cada tanque carregado, um produto deve ser definido. Os produtos e suas características vêm da biblioteca de produtos. Isso permite o cálculo da medição do nível de acordo com a densidade atual do produto nos tanques equipados com um transmissor de nível de pressão hidrostática. Quando o software é iniciado, a última viagem usada é aberta automaticamente. O nome da viagem aberta aparece na barra de título da janela principal, como um arquivo com a extensão *.voy. Criar uma viagem 1. No menu Voyage, selecione New Voyage. ou Na barra de ferramentas, clique em. A caixa de diálogo "Password level 2" será exibida (exceto se essa senha já tiver sido ativada). 2. Insira a senha de usuário de nível 2 e clique em. O CargoBoss 2.0 propõe salvar a viagem. 3. Responda de acordo com as circunstâncias. Uma viagem padrão é aberta e o nome "Untitled.voy" é exibido na barra de título. 4. Preencha e salve a nova viagem (veja "Visualizar e atualizar uma viagem" e "Salvar uma viagem com outro nome"). CargoBoss 2.0 Manual Técnico 7

8 Abrir uma viagem gravada 1. No menu Voyage, selecione Open Voyage. ou Na barra de ferramentas, clique em. A caixa de diálogo "Password level 2" será exibida (exceto se essa senha já estiver ativada). 2. Insira a senha de usuário de nível 2 e clique em. O CargoBoss 2.0 propõe salvar a viagem. 3. Responda de acordo com as circunstâncias. A caixa de diálogo "Open" é exibida, sugerindo todas as viagens já gravadas. 4. Selecione a viagem e clique em. A viagem selecionada será aberta e poderá ser visualizada e atualizada. Salvar uma viagem 1. No menu Voyage, selecione Save Voyage. ou Na barra de ferramentas, clique em. Salvar uma viagem com outro nome 1. No menu Voyage, selecione Save Voyage as... A caixa de diálogo "Save as" é exibida, sugerindo todas as viagens já gravadas. 2. Digite outro nome e clique em. CargoBoss 2.0 Manual Técnico 8

9 Visualizar e atualizar uma viagem existente 1. No menu Voyage, selecione View Voyage. A tela "Voyage" é aberta, mostrando os produtos de cada tanque e os valores estimados em volume, altura e massa. 2. Clique no produto do tanque a ser modificado. A tela de propriedades será aberta. 3. Se necessário, selecione outro produto clicando em. A lista de produtos da biblioteca é exibida. Se o produto requerido não aparecer na lista, será necessário adicionar o produto à lista. 4. Selecione o produto na lista e clique em ou em. 5. Digite a quantidade de acordo com o valor selecionado. 6. Clique em para confirmar o valor. Na base da tela "Voyage", a área "Product Detail" é preenchida automaticamente. 7. Faça o mesmo procedimento para cada tanque (se necessário). CargoBoss 2.0 Manual Técnico 9

10 8. Quando concluir as mudanças, feche a tela "Voyage" clicando no X no canto superior direito. Aviso: a partir do menu Voyage dessa janela, é possível Salvar uma viagem ou Salvar uma viagem com outro nome nas mesmas condições da janela principal. 5. BIBLIOTECA DE PRODUTOS Cada produto carregado deve ser registrado com suas propriedades na biblioteca a fim de ser usado ao criar ou atualizar uma viagem. Abrir a biblioteca 1. No menu Settings selecione Products Library. A caixa de diálogo "Password level 3" será exibida (exceto se essa senha já estiver ativada). 2. Insira a senha de administrador de nível 3 e clique em. A tela "Products Configuration" aparece, exibindo os produtos registrados. A partir dessa janela, é possível adicionar, modificar ou apagar um produto. Adicionar um produto à lista 1. Abra a biblioteca. A tela "Products Configuration" oferece a opção de criar três tipos de produtos: - Derivado de Petróleo, - Outro produto de carga, - Produto de serviço. CargoBoss 2.0 Manual Técnico 10

11 2. Clique no botão desejado na base da tela. O produto "Unknown" aparece na lista. 3. Insira o nome e propriedades do produto. Inserir ou modificar as propriedades de um produto na lista 1. Abra a biblioteca. 2. Selecione o produto a ser modificado na lista e clique em. Uma das três janelas de propriedades aparecerá, de acordo com o tipo de produto. 3. Insira as propriedades do produto. Produto Derivado de Petróleo: - nome do produto, - densidade atual, - cor para exibição de medição (gráfico de barras), - tabela API (não ativada), - densidade na temperatura de referência (não ativada), - temperatura de referência. Outro Produto de Carga: - nome do produto, - densidade atual, - cor para exibição de medição (gráfico de barras), - VCF - Fator de correção de volume (não ativado), - densidade na temperatura de referência (não ativada), - temperatura de referência. Produto de Serviço: - nome do produto, - densidade atual, - cor para exibição de medição (gráfico de barras). 4. Clique em. O produto e suas propriedades são registrados na biblioteca de produtos. 5. Clique em para fechar a tela "Products Configuration". Modificar a cor de exibição de um produto da lista no gráfico de barras 1. Abra a biblioteca. 2. Selecione o produto a ser modificado na lista e clique em. 3. Clique em 4. Selecione a cor usando a paleta oferecida e clique em. 5. Confirme a seleção clicando em. A nova cor é gravada na biblioteca de produtos. 6. Clique em para fechar a tela "Products Configuration". CargoBoss 2.0 Manual Técnico 11

12 Apagar um produto da lista Cuidado: qualquer modificação ou exclusão de um produto terá consequências sobre a viagem atual ou as viagens gravadas usando o produto. 1. Abra a biblioteca. 2. Selecione o produto a ser apagado da lista e clique em. 3. Confirme a seleção clicando em. O produto desaparece da biblioteca. 4. Clique em para fechar a tela "Products Configuration". 6. SENHAS Algumas das funções do software CargoBoss 2.0 são protegidas por um dos três níveis de senhas: Senha de usuário, nível 1: gerenciamento dos limites de alarme, Senha de usuário, nível 2: permite abrir ou criar uma viagem, Senha de administrador, nível 3: - Administração das senhas de níveis mais baixos, - Entrada de condições operacionais, - Gerenciamento da biblioteca do produto, - Gerenciamento da biblioteca de categorias de tanques, - Modificação do nome do navio, - Parar o servidor de banco de dados. O administrador pode mudar as senhas de qualquer nível a qualquer momento. Por padrão, as senhas são definidas como ems1, ems2 e ems3 para os níveis 1, 2 e 3. Inserir uma senha A inserção de uma senha para um nível permite acesso direto a todas as funções protegidas por aquele nível ou por um mais baixo. Uma senha pode ser inserida de acordo com um dos métodos a seguir: 1. Na barra de menus, selecione o menu e o comando desejados, ou - Digite a senha do nível requisitado e clique em. 2. No menu Settings, selecione Set Password Level, ou - Digite a senha do nível requisitado e clique em. 3. Na barra de ferramentas, clique no botão do nível desejado,,. - Digite a senha do nível correspondente e clique em. CargoBoss 2.0 Manual Técnico 12

13 Apagar as autorizações vinculadas a uma senha As autorizações vinculadas a uma senha inserida permanecem válidas até seu cancelamento. 1. No menu Settings selecione Clear Password Level. O acesso a todas as funções correspondentes é proibido novamente. ou 2. Na barra de ferramentas, clique no botão. Alterar níveis de autorizações As autorizações vinculadas a uma senha podem ser alteradas para níveis mais baixos. Clique no botão de uma senha de nível mais baixo,, na barra de ferramentas. Mudar senhas 1. No menu Settings selecione Change Password. A caixa de diálogo "Password level 3" será exibida (exceto se essa senha já estiver ativada). 2. Insira a senha de administrador de nível 3 e clique em. Uma caixa de diálogo será exibida, permitindo a entrada de uma ou mais senhas; os caracteres inseridos são representados por estrelas. 3. Insira a nova senha e clique em. 7. EXIBIÇÃO O menu Display permite selecionar as diferentes páginas personalizadas da interface gráfica. Essas páginas são criadas quando o software CargoBoss 2.0 é configurado na fábrica. Elas são, no mínimo: 1. a página com a visualização completa do navio com os tanques de carga e lastro 2. a página com calados, trim e heel Exibição da página de visualização completa 1. No menu Display, selecione Bird View, ou Na barra de título, clique em. Exibição da página de calados, trim e heel 1. No menu Display, selecione Drafts, Trim, Heel. ou Na barra de título, clique em. Aviso: outras páginas podem ter sido criadas no momento da configuração de acordo com a carga, o tamanho do navio, produtos específicos, etc., ou outros valores numéricos ou indicadores podem ter sido adicionados em forma de textos ou gráficos de barras. A lista de alarmes operacionais e a lista de alarmes do sistema também podem ser exibidas. CargoBoss 2.0 Manual Técnico 13

14 Na visualização completa, cada tanque é representado por um retângulo colorido; um dado, um gráfico de barras e até cinco dados por valores numéricos. Essa representação pode ser modificada pela categoria do tanque, de acordo com as operações. Também é possível exibir os detalhes de um tanque. Abrir a biblioteca de categorias de tanques 1. No menu Settings selecione Tank Categories Library. Uma caixa de diálogo "Password level 3" será exibida (exceto se essa senha já estiver ativada). 2. Insira a senha de administrador de nível 3 e clique em. A tela "Tank Categories Configuration" é exibida. A partir dessa tela, é possível modificar ou apagar uma categoria de tanque da lista. Importante! Os botões na base da visualização só permitem a criação de categorias adicionais quando o software estiver configurado. Eles não estão disponíveis para o usuário. CargoBoss 2.0 Manual Técnico 14

15 Modificar uma categoria de tanque na lista 1. Abra a biblioteca de categorias de tanques. 2. Selecione uma categoria de tanque e clique em. A tela de propriedades da categoria será exibida. 3. As opções de modificação de propriedades da categoria do tanque são: - Mudar o nome da categoria - Marcar a opção "Cargo Tanks" para determinar se esse é um tanque de carga ou não - Modificar a cor da representação gráfica - Escolher na lista suspensa "Bar Data" os dados representados pelo gráfico de barras - Selecionar nas listas suspensas até cinco dados numéricos para exibir 4. Escolha as propriedades da categoria do tanque e clique em. 5. Clique em para fechar a tela "Tank Categories Configuration". Modificar a cor da representação gráfica de uma categoria de tanques 1. Abra a biblioteca de categorias de tanques. 2. Selecione uma categoria de tanque e clique em. A tela de propriedades da categoria será exibida. 3. Clique em. 4. Selecione a cor usando a paleta oferecida e clique em. 5. Confirme a seleção clicando em. A nova cor é modificada na visualização completa. 6. Clique em para fechar a tela "Tank Categories Configuration". Apagar uma categoria da lista Cuidado: a exclusão de uma categoria pode ter consequências na exibição de dados do sistema. 1. Abra a biblioteca de categorias de tanques. 2. Selecione uma categoria de tanque e clique em. CargoBoss 2.0 Manual Técnico 15

16 3. Confirme a seleção clicando em. A categoria desaparece da biblioteca. 4. Clique em para fechar a tela "Tank Categories Configuration". Exibir os detalhes de um tanque Para a visualização completa da tela principal. 1. Clique na representação gráfica de um tanque. A tela "Detail on Tank" é exibida, mostrando as medições detalhadas do tanque: - No caso de um tanque de carga com transmissor de radar - No caso de um tanque de lastro ou de serviço com um transmissor de pressão hidrostática Aviso: é possível abrir tantas janelas quanto necessário simultaneamente; além de que suas dimensões podem ser modificadas. Essas janelas podem ser usadas para exibir e reconhecer os alarmes operacionais. 2. Feche a tela "Detail on Tank" clicando no X no canto superior direito. CargoBoss 2.0 Manual Técnico 16

17 8. ALARMES DO SISTEMA O software CargoBoss 2.0 permite a exibição de alarmes operacionais e alarmes do sistema, além do reconhecimento desses alarmes. Um alarme do sistema surge quando ocorre uma falha de comunicação, ou na validação de um dado ou, também, quando uma falha enviada por um transmissor é devolvida pelo CargoBoss 2.0. A ativação de um alarme do sistema acontece assim: 1. Uma luz vermelha piscando destaca uma mensagem de aviso na barra inferior, na linha de alarmes do sistema. Ela pode substituir um alarme anterior que não foi reconhecido 2. O aparecimento de um uma cruz vermelha piscando na representação gráfica da medição relevante ou do tanque relacionado em que a medição apresenta falhas, se for um defeito no transmissor 3. A ativação da buzina (se a opção da buzina estiver ativada) 4. O aparecimento de uma linha na lista de alarmes do sistema, com o plano de fundo piscando em vermelho Reconhecer um alarme de sistema 1. Abra a lista de alarmes do sistema. 2. Indique a linha do alarme a ser reconhecido e pressione Ctrl no teclado ao clicar (Ctrl + clique). A mensagem de aviso relativa a essa linha desaparece da barra inferior. A cruz vermelha piscando fica fixa sobre a representação da medição relevante ou do tanque envolvido na medição com falhas. A buzina para de tocar se não houver outro alarme não reconhecido. O plano de fundo piscando em vermelho, na linha do alarme na lista, fica fixo. 3. Procure e solucione o problema que causou a condição de alarme. Quando a causa do alarme desaparece, a cruz vermelha na representação da medição ou do tanque envolvido também desaparece. A linha relevante desaparece da linha de alarmes do sistema. 4. Feche a tela clicando no X no canto superior direito. 9. ALARMES OPERACIONAIS O software CargoBoss 2.0 permite a exibição de alarmes operacionais e alarmes de sistema, além do reconhecimento desses alarmes. Os limites de alarme são definidos pelo usuário para cada dado, independente da viagem atual. Um alarme operacional aparece quando uma medição ultrapassa os limites. A ativação de um alarme operacional acontece assim: - Uma luz vermelha piscando destaca uma mensagem de aviso na barra inferior, na linha de alarmes operacionais. Ela pode substituir um alarme anterior que não foi reconhecido - A representação gráfica da medição, ou do tanque relacionado à medição em alarme, pisca em vermelho - A representação gráfica da medição relevante pisca em vermelho na tela de detalhes do tanque possivelmente envolvido - A ativação da buzina (se a opção da buzina estiver ativada) CargoBoss 2.0 Manual Técnico 17

18 - O aparecimento de uma linha na lista de alarmes operacionais, com o plano de fundo piscando em vermelho CargoBoss 2.0 Manual Técnico 18

19 Reconhecer um alarme operacional O reconhecimento de um alarme operacional pode ser feito de duas formas. A partir da página de exibição da medição envolvida 1. Selecione a representação gráfica da medição em alarme (piscando em vermelho), ou, se a medição for relacionada a um tanque, abra a tela de detalhes desse tanque, selecione a representação gráfica da medição em alarme (piscando em vermelho) e use o comando Ctrl + clique. A mensagem de aviso relativa a essa linha desaparece da barra inferior. A luz vermelha piscando fica fixa sobre a representação da medição relevante ou do tanque envolvido. A buzina para de tocar se não houver outro alarme não reconhecido. O plano de fundo piscando em vermelho na linha do alarme na lista fica fixo. 2. Procure e solucione o problema que causou a condição de alarme. Quando a causa do alarme desaparece, o plano de fundo vermelho na representação da medição, ou do tanque envolvido, também desaparece. A linha relevante desaparece da lista de alarmes operacionais. Da lista de alarmes operacionais 1. Abra a lista de alarmes operacionais. 2. Selecione a linha do alarme a ser reconhecido e use o comando Ctrl + clique. A mensagem de aviso relativa a essa linha desaparece da barra inferior. A luz vermelha piscando fica fixa sobre a representação da medição relevante ou do tanque envolvido. A buzina para de tocar se não houver outro alarme não reconhecido. O plano de fundo piscando em vermelho na linha do alarme na lista fica fixo. 3. Procure e solucione o problema que causou a condição de alarme. Quando a causa do alarme desaparece, o plano de fundo vermelho na representação da medição, ou do tanque envolvido, também desaparece. A linha relevante desaparece da lista de alarmes operacionais. 4. Feche a janela clicando no X no canto direito superior da tela. Definir os limites dos alarmes operacionais 1. Selecione a representação gráfica da medição a ser configurada, ou, se a medição for relacionada a um tanque, abra a tela de detalhes desse tanque, clique na representação gráfica da medição. A caixa de diálogo "Password level 1" será exibida (exceto se essa senha já tiver sido ativada). CargoBoss 2.0 Manual Técnico 19

20 2. Insira a senha de usuário de nível 1 e clique em. A tela de propriedades do alarme será exibida. As opções de modificação de propriedades do alarme são: - Mudar o nome do alarme operacional, que é exibido na barra inferior e na lista de alarmes operacionais - Escolher os tipos de alarme marcando uma ou mais opções - Definir os limites de alarme para cada tipo 3. Escolha as propriedades do alarme operacional e clique em. No caso de uma medição relacionada a um tanque, os limites de alarme definidos assim são representados por uma seta que aponta para a representação gráfica. Aviso: é possível modificar manualmente os limites de alarme movendo as setas, se a senha de nível 1 já tiver sido ativada. CargoBoss 2.0 Manual Técnico 20

21 10. LISTAS DE ALARMES OPERACIONAIS E DE SISTEMA No menu Display, selecione Alarms e depois Operational Alarms ou System Faults, ou Na barra de ferramentas, clique no ícone para alarmes operacionais ou para alarmes do sistema. De acordo com o tipo de alarme requerido, uma de duas listas é exibida. Cada linha da lista corresponde a um alarme, reconhecido ou não (plano de fundo fixo ou piscando em vermelho). Os alarmes são classificados em ordem cronológica do mais recente para o mais antigo, com data, hora e descrição. Eles serão apresentados enquanto a falha percebida não tiver sido corrigida. CargoBoss 2.0 Manual Técnico 21

22 11. HISTÓRICO DE ALARMES OPERACIONAIS E DE SISTEMA Todos os dias, dois arquivos *.log são criados na pasta "Log" do aplicativo, um para alarmes operacionais (alarms.[data].log) e outro para alarmes do sistema (faults.[data].log), se pelo menos um alarme de cada tipo tiver ocorrido. Esses arquivos podem ser lidos com o bloco de notas. Esses arquivos contêm todos os eventos ocorridos na data, classificados em ordem cronológica de acordo com o horário GMT, surgimento (on), reconhecimento (ack) e desaparecimento (off) de cada alarme. 12. CONDIÇÕES OPERACIONAIS A configuração das condições operacionais permite definir: - O modo de correção das pressões manométricas obtidas de pressões absolutas, de acordo com a pressão atmosférica - O modo de correção da altura de líquidos, de acordo com o trim e heel - A referência para expressão de medições de calados e trim - A inserção da densidade da água em que o navio está, para cálculo das medições de calado Definir as condições operacionais 1. No menu Settings, selecione Operational Conditions. A caixa de diálogo "Password level 3" será exibida (exceto se essa senha já estiver ativada). 2. Insira a senha de administrador de nível 3 e clique em. A tela de propriedades das condições operacionais será exibida. As seguintes propriedades podem ser definidas ou modificadas: - Modo automático ou manual de correção da pressão atmosférica Nota: no caso do modo de correção manual, a pressão exibida no campo relevante é considerada. - O modo de correção do trim: - Automático, de acordo com o inclinômetro - Automático, de acordo com os calados à vante e à ré - Manual CargoBoss 2.0 Manual Técnico 22

23 Nota: No caso do modo de correção manual, o valor exibido no campo relevante é considerado. - O modo de correção do heel: - Automático, de acordo com o inclinômetro - Automático, de acordo com os calados laterais - Manual Nota: No caso do modo de correção manual, o valor exibido no campo relevante é considerado. - A referência usada para expressão de medições de calados e trim - Perpendiculares - Shellmark - Transmissores - A densidade da água para cálculo das medições de calado 3. Escolha as propriedades das condições operacionais e clique em. As condições operacionais definidas são consideradas. Importante: Em caso de falha de sistema em um transmissor de calado, você deve mudar para o modo manual ou, quando o navio estiver equipado com inclinômetros, para o modo "automático com inclinômetros" para garantir um cálculo correto de trim ou heel e, por conseguinte, uma correção precisa dos níveis. 13. OPÇÕES Ativar a buzina 1. No menu Settings, selecione Options. A tela de propriedades da buzina será exibida. 2. Selecione o status desejado (silenciosa ou ativada) e clique em. Mudar as unidades 1. No menu Settings, selecione Options. 2. No final da linha Instance Options, clique em. A tela de propriedades das Unidades Alternativas será exibida. 3. Selecione as unidades (Métricas ou Alternativas) e clique em (duas vezes). As unidades alternativas dependem da pré-configuração de fábrica. Normalmente, os volumes são definidos em barris e as massas em toneladas curtas. Note que algumas telas não são atualizadas quando as unidades são alteradas. Para fazer com que elas reconheçam as novas unidades, feche a interface gráfica do CargoBoss e a abra novamente. CargoBoss 2.0 Manual Técnico 23

24 14. RELATÓRIOS A qualquer momento, um relatório pode ser gerado para consulta e/ou impresso e salvo em um arquivo de computador. Essa ação usa as funções do navegador web instalado. Dois tipos de relatórios podem ser gerados dessa forma: - Relatório de carga, composto pelas medições reais feitas ao criar o relatório, - Relatório de viagem, com medições estimadas da viagem atual. 1. No menu Voyage, selecione Generate Reports. A tela de propriedades do relatório será exibida. 2. É possível inserir informações personalizadas no cabeçalho do relatório: - O nome do capitão do navio - Coordenadas do porto, - Coordenadas da companhia de carga - O lado da operação - A presença de um inspetor 3. Escolha as propriedades e clique no botão do tipo de relatório desejado (registro de carga ou relatório de viagem), ou Clique em para registrar essas informações a fim de gerar um relatório mais tarde. O relatório aparece em uma janela do navegador web instalado. Esse relatório pode ser impresso usando as funções de impressão do navegador. Um arquivo é criado simultaneamente na pasta "Log" do aplicativo para registro. Esses arquivos podem ser abertos e impressos a qualquer momento usando as funções de abrir e imprimir arquivos do navegador web instalado. CargoBoss 2.0 Manual Técnico 24

CargoBoss 2.0 Guia de Configuração

CargoBoss 2.0 Guia de Configuração CargoBoss 2.0 Guia de Configuração INFORMAÇÕES DE DIREITOS AUTORAIS Este documento não pode ser reproduzido, no todo ou em parte e por quaisquer meios, sem a autorização prévia da HONEYWELL MARINE. CargoBoss

Leia mais

Protocolo de Comunicação TA3840C

Protocolo de Comunicação TA3840C Protocolo de Comunicação TA3840C INFORMAÇÕES DE DIREITOS AUTORAIS Este documento não pode ser reproduzido, no todo ou em parte e por quaisquer meios, sem a autorização prévia da HONEYWELL MARINE Protocolo

Leia mais

USANDO O ROUNDCUBE WEBMAIL

USANDO O ROUNDCUBE WEBMAIL USANDO O ROUNDCUBE WEBMAIL ATENÇÃO! Para utilizar este tutorial não se esqueça: Onde estiver escrito seusite.com.br substitua pelo ENDEREÇO do seu site (domínio). Ex.: Se o endereço do seu site é casadecarnessilva.net

Leia mais

Introdução... 1. Instalação... 2

Introdução... 1. Instalação... 2 ONTE DO Introdução... 1 O que é IPP?... 1 Qual é a função de um software Samsung IPP?... 1 Instalação... 2 Requisitos do sistema... 2 Instalar o software Samsung IPP... 2 Desinstalar o software Samsung

Leia mais

Fluxo de trabalho do Capture Pro Software: Indexação de OCR e separação de documentos de código de correção

Fluxo de trabalho do Capture Pro Software: Indexação de OCR e separação de documentos de código de correção Este procedimento corresponde ao fluxo de trabalho de Indexação de OCR com separação de código de correção no programa de treinamento do Capture Pro Software. As etapas do procedimento encontram-se na

Leia mais

Copyright. Isenção e limitação de responsabilidade

Copyright. Isenção e limitação de responsabilidade Manual do SMS Copyright 1998-2002 Palm, Inc. Todos os direitos reservados. Graffiti, HotSync, o logotipo da Palm e Palm OS são marcas registradas da Palm, Inc. O logotipo de HotSync e Palm são marcas comerciais

Leia mais

Book Flash CS6.indb 8 10/01/2013 16:37:42

Book Flash CS6.indb 8 10/01/2013 16:37:42 1 OBJETIVOS Apresentar o programa, sua interface e suas principais características Abrir, visualizar e salvar arquivos Usar a ajuda do programa Book Flash CS6.indb 7 10/01/2013 16:37:42 Book Flash CS6.indb

Leia mais

Guia de Início Rápido

Guia de Início Rápido Guia de Início Rápido O Microsoft Word 2013 parece diferente das versões anteriores, por isso criamos este guia para ajudar você a minimizar a curva de aprendizado. Barra de Ferramentas de Acesso Rápido

Leia mais

INTRODUÇÃO AO WINDOWS

INTRODUÇÃO AO WINDOWS INTRODUÇÃO AO WINDOWS Paulo José De Fazzio Júnior 1 Noções de Windows INICIANDO O WINDOWS...3 ÍCONES...4 BARRA DE TAREFAS...5 BOTÃO...5 ÁREA DE NOTIFICAÇÃO...5 BOTÃO INICIAR...6 INICIANDO PROGRAMAS...7

Leia mais

ModusOne. ModusOne Client. Version: 5.2

ModusOne. ModusOne Client. Version: 5.2 ModusOne ModusOne Client Version: 5.2 Written by: Product Documentation, R&D Date: February 2013 2012 Perceptive Software. All rights reserved ModusOne é uma marca registrada da Lexmark International Technology

Leia mais

Excel 2010 Modulo II

Excel 2010 Modulo II Excel 2010 Modulo II Sumário Nomeando intervalos de células... 1 Classificação e filtro de dados... 3 Subtotais... 6 Validação e auditoria de dados... 8 Validação e auditoria de dados... 9 Cenários...

Leia mais

Guia do Usuário. idocsscan v.2.1.14

Guia do Usuário. idocsscan v.2.1.14 Guia do Usuário idocsscan v.2.1.14 2013 BBPaper_Ds - 2 - Sumário Introdução... 5 Instalação... 7 Inicializando a aplicação... 12 Barras de acesso e informações... 13 Teclas de atalho... 14 Barra de Ferramentas...

Leia mais

Microsoft Word 97 Básico

Microsoft Word 97 Básico Poder Judiciário Tribunal Regional Federal da Terceira Região Microsoft Word 97 Básico DIMI - Divisão de Microinformática e Redes Índice: I. Executando o Word... 4 II. A tela do Word 97... 6 III. Digitando

Leia mais

Turma. PowerPoint 2003

Turma. PowerPoint 2003 PowerPoint 2003 Apresentação O Power Point é um aplicativo do Microsoft Office direcionado à criação de apresentações. Com ele você poderá criar rapidamente slides com esquemas, textos animados, sons e

Leia mais

Unidade 1: O Painel de Controle do Excel *

Unidade 1: O Painel de Controle do Excel * Unidade 1: O Painel de Controle do Excel * material do 2010* 1.0 Introdução O Excel nos ajuda a compreender melhor os dados graças à sua organização em células (organizadas em linhas e colunas) e ao uso

Leia mais

Agente Administrativo do MTE

Agente Administrativo do MTE PowerPoint 2003 Apresentação O Power Point é um aplicativo do Microsoft Office direcionado à criação de apresentações. Com ele você poderá criar rapidamente slides com esquemas, textos animados, sons e

Leia mais

Centro Federal de Educação Tecnológica da Bahia Curso Excel Avançado Índice

Centro Federal de Educação Tecnológica da Bahia Curso Excel Avançado Índice Índice Apresentação...2 Barra de Título...2 Barra de Menus...2 Barra de Ferramentas Padrão...2 Barra de Ferramentas de Formatação...3 Barra de Fórmulas e Caixa de Nomes...3 Criando um atalho de teclado

Leia mais

ÍNDICE. Sobre o SabeTelemarketing 03. Contato. Ícones comuns à várias telas de gerenciamento. Verificar registros 09. Tela de relatórios 09

ÍNDICE. Sobre o SabeTelemarketing 03. Contato. Ícones comuns à várias telas de gerenciamento. Verificar registros 09. Tela de relatórios 09 ÍNDICE Sobre o SabeTelemarketing 03 Ícones comuns à várias telas de gerenciamento Contato Verificar registros 09 Telas de cadastro e consultas 03 Menu Atalho Nova pessoa Incluir um novo cliente 06 Novo

Leia mais

Z13 Color Jetprinter Z23 Color Jetprinter Z33 Color Jetprinter

Z13 Color Jetprinter Z23 Color Jetprinter Z33 Color Jetprinter Z13 Color Jetprinter Z23 Color Jetprinter Z33 Color Jetprinter Da instalação até a impressão Da instalação até a impressão para Windows 98, Windows Me, Windows 2000, Mac OS 8.6 à 9.1 e Mac OS X Abril 2001

Leia mais

Aula Au 3 la 7 Windows-Internet

Aula Au 3 la 7 Windows-Internet Aula 37 Aula Ferramenta de Captura 2 Você pode usar a Ferramenta de Captura para obter um recorte de qualquer objeto na tela e, em seguida, anotar, salvar ou compartilhar a imagem. 3 Vamos fazer o seguinte:

Leia mais

Digitalização. Copiadora e Impressora WorkCentre C2424

Digitalização. Copiadora e Impressora WorkCentre C2424 Digitalização Este capítulo inclui: Digitalização básica na página 4-2 Instalando o driver de digitalização na página 4-4 Ajustando as opções de digitalização na página 4-5 Recuperando imagens na página

Leia mais

Instalação - SGFLeite 1

Instalação - SGFLeite 1 Instalação SGFLeite Sistema Gerenciador de Fazenda de Leite Instalação - SGFLeite 1 Resumo dos Passos para instalação do Sistema Este documento tem como objetivo auxiliar o usuário na instalação do Sistema

Leia mais

MANUAL DE SOFTWARE ARKITOOL 2012

MANUAL DE SOFTWARE ARKITOOL 2012 MANUAL DE SOFTWARE ARKITOOL 2012 Editado por: Idéias e programas, S.L. San Román de los Montes 25-Março-2012. ARKITool, Arkiplan, Além disso ARKITool são marcas comerciais de idéias e programas, S.L. REQUISITOS

Leia mais

Recursos do Outlook Web Access

Recursos do Outlook Web Access Recursos do Outlook Web Access Este material foi criado pela Secretaria de Tecnologia de Informação e Comunicação (SETIC) do Tribunal Regional do Trabalho da 17ª Região. Seu intuito é apresentar algumas

Leia mais

s em Me d iç USB Agronegócio Transporte Laboratórios Alimentos Processo Aquecimento Refrigeração Klimalogg Smart Industrial Termo-higrômetro

s em Me d iç USB Agronegócio Transporte Laboratórios Alimentos Processo Aquecimento Refrigeração Klimalogg Smart Industrial Termo-higrômetro es u çõ In s tr Soluç s em Me ão d iç õe USB Agronegócio Transporte O TE RM Laboratórios KL -H IG RÔ IM A M ET SM LO RO AR GG T M l a u an de Alimentos Termo-higrômetro Klimalogg Smart Processo Aquecimento

Leia mais

Tablet Widescreen Slimline

Tablet Widescreen Slimline Tablet Widescreen Slimline Manual do Usuário Avançado Instalação Desenho Escrita Navegação Configuração Manutenção www.trust.com/69/faq Instalando e conhecendo seu tablet Trust 6 7 8 9 0 Cabo USB 6 Pontas

Leia mais

Cliente Microsoft Outlook do Avaya Modular Messaging Versão 5.0

Cliente Microsoft Outlook do Avaya Modular Messaging Versão 5.0 Cliente Microsoft Outlook do Avaya Modular Messaging Versão 5.0 Importante: as instruções contidas neste guia só serão aplicáveis se seu armazenamento de mensagens for Avaya Message Storage Server (MSS)

Leia mais

Microsoft Word INTRODUÇÃO

Microsoft Word INTRODUÇÃO INTRODUÇÃO O Word é uma ferramenta utilizada para o processamento e editoração eletrônica de textos. O processamento de textos consiste na possibilidade de executar e criar efeitos sobre um texto qualquer,

Leia mais

LASERJET ENTERPRISE M4555 SÉRIE MFP. Guia de instalação do software

LASERJET ENTERPRISE M4555 SÉRIE MFP. Guia de instalação do software LASERJET ENTERPRISE M4555 SÉRIE MFP Guia de instalação do software HP LaserJet Enterprise M4555 MFP Series Guia de instalação do software Direitos autorais e licença 2011 Copyright Hewlett-Packard Development

Leia mais

Capítulo 7 O Gerenciador de Arquivos

Capítulo 7 O Gerenciador de Arquivos Capítulo 7 O Gerenciador de Arquivos Neste capítulo nós iremos examinar as características da interface do gerenciador de arquivos Konqueror. Através dele realizaremos as principais operações com arquivos

Leia mais

Versão 2.2.0 PIMACO AUTOADESIVOS LTDA. Assistente Pimaco + 2.2.0. Ajuda ao Usuário

Versão 2.2.0 PIMACO AUTOADESIVOS LTDA. Assistente Pimaco + 2.2.0. Ajuda ao Usuário Versão 2.2.0 PIMACO AUTOADESIVOS LTDA. Assistente Pimaco + 2.2.0 Ajuda ao Usuário A S S I S T E N T E P I M A C O + 2.2.0 Ajuda ao usuário Índice 1. BÁSICO 1 1. INICIANDO O APLICATIVO 2 2. O AMBIENTE DE

Leia mais

FOXIT READER 6.0 Guia Rápido. Sumário... II Use o Foxit Reader 6.0... 1. Leitura... 5. Trabalhar em PDFs... 8. Comentários... 10. Formulários...

FOXIT READER 6.0 Guia Rápido. Sumário... II Use o Foxit Reader 6.0... 1. Leitura... 5. Trabalhar em PDFs... 8. Comentários... 10. Formulários... Sumário Sumário... II Use o Foxit Reader 6.0... 1 Instalar e desinstalar... 1 Abrir, Criar, Fechar, Salvar e Sair... 1 Definir o estilo da interface e da aparência... 4 Veja todas as diferentes ferramentas...

Leia mais

Google Drive. Passos. Configurando o Google Drive

Google Drive. Passos. Configurando o Google Drive Google Drive um sistema de armazenagem de arquivos ligado à sua conta Google e acessível via Internet, desta forma você pode acessar seus arquivos a partir de qualquer dispositivo que tenha acesso à Internet.

Leia mais

KM-NET for Accounting. Guia de Operação

KM-NET for Accounting. Guia de Operação KM-NET for Accounting Guia de Operação Informações legais e gerais Aviso É proibida a reprodução não autorizada deste guia ou parte dele. As informações neste guia estão sujeitas a alterações sem aviso

Leia mais

Manual do Usuário. TVA Digital

Manual do Usuário. TVA Digital Manual do Usuário TVA Digital AF_Manual_TV_SD_8.indd 1 AF_Manual_TV_SD_8.indd 2 Parabéns por escolher a TVA Digital! Além de optar por uma excelente programação, você terá uma série de recursos e interatividade.

Leia mais

Informática básica: Sistema operacional Microsoft Windows XP

Informática básica: Sistema operacional Microsoft Windows XP Informática básica: Sistema operacional Microsoft Windows XP...1 Informática básica: Sistema operacional Microsoft Windows XP...1 Iniciando o Windows XP...2 Desligar o computador...3 Área de trabalho...3

Leia mais

Tutorial Administrativo (Backoffice)

Tutorial Administrativo (Backoffice) Manual - Software ENTRANDO NO SISTEMA BACKOFFICE Para entrar no sitema Backoffice, digite no seu navegador de internet o seguinte endereço: http://pesquisa.webbyapp.com/ Entre com o login e senha. Caso

Leia mais

Solução de gerenciamento de sistemas Dell KACE K1000 Versão 5.5. Guia de gerenciamento de ativos. Julho de 2013

Solução de gerenciamento de sistemas Dell KACE K1000 Versão 5.5. Guia de gerenciamento de ativos. Julho de 2013 Solução de gerenciamento de sistemas Dell KACE K1000 Versão 5.5 Guia de gerenciamento de ativos Julho de 2013 2004-2013 Dell, Inc. Todos os direitos reservados. Qualquer forma de reprodução deste material

Leia mais

CORREIO inotes. Para acessar o Correio inotes é necessário acessar a Internet.

CORREIO inotes. Para acessar o Correio inotes é necessário acessar a Internet. CORREIO inotes Para acessar o Correio inotes é necessário acessar a Internet. Na sua Área de Trabalho execute dois cliques rápidos no ícone do Internet Explorer. Ao ser exibida a primeira tela do Internet

Leia mais

O Windows 7 é um sistema operacional desenvolvido pela Microsoft.

O Windows 7 é um sistema operacional desenvolvido pela Microsoft. Introdução ao Microsoft Windows 7 O Windows 7 é um sistema operacional desenvolvido pela Microsoft. Visualmente o Windows 7 possui uma interface muito intuitiva, facilitando a experiência individual do

Leia mais

Manual (Office 365) Para acesso ao sistema de e-mails, os passos iniciais continuam os mesmos.

Manual (Office 365) Para acesso ao sistema de e-mails, os passos iniciais continuam os mesmos. Histórico de Alterações Versão Data Autor Função Descrição 1 14/09/2012 Roberto Gouveia Analista de Help Desk Criação inicial 2 19/11/2013 Roberto Gouveia Analista de Help Desk Atualização A partir de

Leia mais

1Conhecendo o Flash O B J E T I V O S

1Conhecendo o Flash O B J E T I V O S 1 O B J E T I V O S Apresentar o programa, sua interface e suas principais características Abrir, visualizar e salvar arquivos Usar a ajuda do programa ADOBE FLASH CS5 9 Atividade 1 Adobe Flash CS5 O Adobe

Leia mais

Usar Atalhos para a Rede. Logar na Rede

Usar Atalhos para a Rede. Logar na Rede GUIA DO USUÁRIO: NOVELL CLIENT PARA WINDOWS* 95* E WINDOWS NT* Usar Atalhos para a Rede USAR O ÍCONE DA NOVELL NA BANDEJA DE SISTEMA Você pode acessar vários recursos do software Novell Client clicando

Leia mais

Iniciação à Informática

Iniciação à Informática Meu computador e Windows Explorer Justificativa Toda informação ou dado trabalhado no computador, quando armazenado em uma unidade de disco, transforma-se em um arquivo. Saber manipular os arquivos através

Leia mais

YAMAHA MAGICSTOMP GUITAR EFFECTS PROCESSOR

YAMAHA MAGICSTOMP GUITAR EFFECTS PROCESSOR Você pode ler as recomendações contidas no guia do usuário, no guia de técnico ou no guia de instalação para YAMAHA MAGICSTOMP GUITAR EFFECTS PROCESSOR. Você vai encontrar as respostas a todas suas perguntas

Leia mais

Mozart de Melo Alves Júnior

Mozart de Melo Alves Júnior Mozart de Melo Alves Júnior WORD 2000 INTRODUÇÃO: O Word é um processador de texto com recursos de acentuação, formatação de parágrafo, estilo de letras diferentes, criação de tabelas, corretor ortográfico,

Leia mais

Instruções do Usuário do Saver EVO para samaritan PAD e PDU

Instruções do Usuário do Saver EVO para samaritan PAD e PDU Instruções do Usuário do Saver EVO para samaritan PAD e PDU As informações deste documento estão sujeitas a alterações sem aviso prévio e sem que quaisquer compromissos ou responsabilidades recaiam sobre

Leia mais

Guia de Início Rápido

Guia de Início Rápido Guia de Início Rápido O Microsoft OneNote 2013 parece diferente das versões anteriores, por isso criamos este guia para ajudar você a minimizar a curva de aprendizado. Alterne entre a entrada por toque

Leia mais

Copyright. Isenção e limitação de responsabilidade

Copyright. Isenção e limitação de responsabilidade Manual do SMS Copyright 1998-2002 Palm, Inc. Todos os direitos reservados. Graffiti, HotSync e Palm OS são marcas registradas da Palm, Inc. O logotipo do HotSync, Palm e o logotipo da Palm são marcas comerciais

Leia mais

Guia de Início Rápido

Guia de Início Rápido Guia de Início Rápido O Microsoft PowerPoint 2013 parece diferente das versões anteriores, por isso criamos este guia para ajudar você a minimizar a curva de aprendizado. Encontre o que você precisa Clique

Leia mais

Notas de versão do cliente

Notas de versão do cliente Notas de versão do cliente Fiery Color Profiler Suite, v4.7.2 Este documento contém informações importantes sobre esta versão. Não se esqueça de fornecer essas informações a todos os usuários antes de

Leia mais

Manual de Utilização

Manual de Utilização Se ainda tiver dúvidas entre em contato com a equipe de atendimento: Por telefone: 0800 642 3090 Por e-mail atendimento@oisolucoespraempresas.com.br Introdução... 3 1. O que é o programa Oi Backup Empresarial?...

Leia mais

Microsoft Excel 2000. Alan Cleber Borim - alan.borim@poli.usp.br. http://www.pcs.usp.br/~alan

Microsoft Excel 2000. Alan Cleber Borim - alan.borim@poli.usp.br. http://www.pcs.usp.br/~alan Microsoft Excel 2000 Alan Cleber Borim - alan.borim@poli.usp.br http://www.pcs.usp.br/~alan Microsoft Índice 1.0 Microsoft Excel 2000 3 1.1 Acessando o Excel 3 1.2 Como sair do Excel 3 1.3 Elementos da

Leia mais

Descobrindo e analisando. Qlik Sense 1.0.3 Copyright 1993-2015 QlikTech International AB. Todos os direitos reservados.

Descobrindo e analisando. Qlik Sense 1.0.3 Copyright 1993-2015 QlikTech International AB. Todos os direitos reservados. Descobrindo e analisando Qlik Sense 1.0.3 Copyright 1993-2015 QlikTech International AB. Todos os direitos reservados. Copyright 1993-2015 QlikTech International AB. Todos os direitos reservados. Qlik,

Leia mais

O Windows 7 é um sistema operacional desenvolvido pela Microsoft.

O Windows 7 é um sistema operacional desenvolvido pela Microsoft. Introdução ao Microsoft Windows 7 O Windows 7 é um sistema operacional desenvolvido pela Microsoft. Visualmente o Windows 7 possui uma interface muito intuitiva, facilitando a experiência individual do

Leia mais

CERTIDÕES UNIFICADAS

CERTIDÕES UNIFICADAS CERTIDÕES UNIFICADAS Manual de operação Perfil Cartório CERTUNI Versão 1.0.0 MINISTÉRIO DA JUSTIÇA Departamento de Inovação Tecnológica Divisão de Tecnologia da Informação Sumário LISTA DE FIGURAS... 2

Leia mais

Sumário 1. SOBRE O NFGoiana DESKTOP... 3 1.1. Apresentação... 3 1.2. Informações do sistema... 3 1.3. Acessando o NFGoiana Desktop... 3 1.4.

Sumário 1. SOBRE O NFGoiana DESKTOP... 3 1.1. Apresentação... 3 1.2. Informações do sistema... 3 1.3. Acessando o NFGoiana Desktop... 3 1.4. 1 Sumário 1. SOBRE O NFGoiana DESKTOP... 3 1.1. Apresentação... 3 1.2. Informações do sistema... 3 1.3. Acessando o NFGoiana Desktop... 3 1.4. Interface do sistema... 4 1.4.1. Janela Principal... 4 1.5.

Leia mais

Atualizando do Windows XP para o Windows 7

Atualizando do Windows XP para o Windows 7 Atualizando do Windows XP para o Windows 7 Atualizar o seu PC do Windows XP para o Windows 7 requer uma instalação personalizada, que não preserva seus programas, arquivos ou configurações. Às vezes, ela

Leia mais

Informática - Básico. Paulo Serrano GTTEC/CCUEC-Unicamp

Informática - Básico. Paulo Serrano GTTEC/CCUEC-Unicamp Informática - Básico Paulo Serrano GTTEC/CCUEC-Unicamp Índice Apresentação...06 Quais são as características do Windows?...07 Instalando o Windows...08 Aspectos Básicos...09 O que há na tela do Windows...10

Leia mais

Compartilhando Arquivos com o Grupo Doméstico

Compartilhando Arquivos com o Grupo Doméstico com o Grupo Doméstico Novo no Windows 7? Mesmo que ele tenha muito em comum com a versão do Windows que você usava antes, você ainda pode precisar de uma ajuda para fazer tudo direitinho. Este guia contém

Leia mais

Iniciando o Word 2010. Criar um novo documento. Salvando um Documento. Microsoft Office Word

Iniciando o Word 2010. Criar um novo documento. Salvando um Documento. Microsoft Office Word 1 Iniciando o Word 2010 O Word é um editor de texto que utilizado para criar, formatar e imprimir texto utilizado para criar, formatar e imprimir textos. Devido a grande quantidade de recursos disponíveis

Leia mais

8/9/2010 WINDOWS. Breve Histórico. Profa. Leda G. F. Bueno. Seu desenvolvimento iniciou-se em 1981

8/9/2010 WINDOWS. Breve Histórico. Profa. Leda G. F. Bueno. Seu desenvolvimento iniciou-se em 1981 Conceitos Básicos e Gerenciamento de Arquivos WINDOWS EXPLORER Profa. Leda G. F. Bueno WINDOWS Sistema operacional criado pela Microsoft Corporation Característica Principal características o uso de janelas

Leia mais

Sistema Protocolo, Tramitação e Arquivamento de Processos Manual do Usuário

Sistema Protocolo, Tramitação e Arquivamento de Processos Manual do Usuário SERVIÇO PÚBLICO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ ARQUIVO CENTRAL Sistema Protocolo, Tramitação e Arquivamento de Processos Manual do Usuário Belém Pará Fevereiro 2000 Sumário Introdução... 3 Acesso ao Sistema...

Leia mais

Microsoft Excel 2003

Microsoft Excel 2003 Associação Educacional Dom Bosco Faculdades de Engenharia de Resende Microsoft Excel 2003 Módulo II Macros e Tabelas Dinâmicas Professores: Eduardo Arbex Mônica Mara Tathiana da Silva Resende 2010 Macro

Leia mais

Este documento consiste em 25 páginas. Elaborado por: Innova Tecnologia de Soluções. Liberado em Março de 2010.

Este documento consiste em 25 páginas. Elaborado por: Innova Tecnologia de Soluções. Liberado em Março de 2010. Manual do Usuário Este documento consiste em 25 páginas. Elaborado por: Innova Tecnologia de Soluções. Liberado em Março de 2010. Impresso no Brasil. Sujeito a alterações técnicas. A reprodução deste documento,

Leia mais

Guia de configuração de destinos de digitalização e mensagens de alerta da X500 Series

Guia de configuração de destinos de digitalização e mensagens de alerta da X500 Series Guia de configuração de destinos de digitalização e mensagens de alerta da X500 Series www.lexmark.com Julho de 2007 Lexmark e Lexmark com desenho de losango são marcas registradas da Lexmark International,

Leia mais

Tutorial de Notas Fiscais Eletrônicas

Tutorial de Notas Fiscais Eletrônicas Tutorial de Notas Fiscais Eletrônicas Geração e transmissão de NF-e Após preencher os dados da nota fiscal, se não houver alguma informação faltando, o sistema sugere a geração do arquivo texto necessário

Leia mais

APÊNDICES. Curso de Word Avançado Adicione um apêndice ao seu documento

APÊNDICES. Curso de Word Avançado Adicione um apêndice ao seu documento Curso de Word Avançado Adicione um apêndice ao seu documento Você precisa adicionar um apêndice ao seu livro, trabalho, relatório, manual ou outro documento? O apêndice é um conjunto de informações úteis

Leia mais

INTRODUÇÃO INICIANDO O WORD INSERIR TEXTO

INTRODUÇÃO INICIANDO O WORD INSERIR TEXTO SUMÁRIO 01 - INTRODUÇÃO 02 - INICIANDO O WORD 03 - INSERIR TEXTO 04 - SALVAR UM DOCUMENTO 05 - FECHAR UM DOCUMENTO 06 - INICIAR UM NOVO DOCUMENTO 07 - ABRIR UM DOCUMENTO 08 - SELECIONAR TEXTO 09 - RECORTAR,

Leia mais

Informática Aplicada. Aula 2 Windows Vista. Professora: Cintia Caetano

Informática Aplicada. Aula 2 Windows Vista. Professora: Cintia Caetano Informática Aplicada Aula 2 Windows Vista Professora: Cintia Caetano AMBIENTE WINDOWS O Microsoft Windows é um sistema operacional que possui aparência e apresentação aperfeiçoadas para que o trabalho

Leia mais

Xerox ColorQube 8700 / 8900 Painel de controle

Xerox ColorQube 8700 / 8900 Painel de controle Painel de controle Os serviços disponíveis podem variar de acordo com a configuração da impressora. Para obter detalhes sobre serviços e configurações, consulte o Guia do Usuário. 3 5 Liberação da porta

Leia mais

Sumário INTRODUÇÃO 3 DICAS PARA CRIAR UM BOM SITE 4

Sumário INTRODUÇÃO 3 DICAS PARA CRIAR UM BOM SITE 4 Sumário Todos os direitos reservados e protegidos pela Lei 5.988 de 14/12/73. Nenhuma parte deste livro, sem prévia autorização por escrito de Celta Informática, poderá ser reproduzida total ou parcialmente,

Leia mais

SMART Ink 3.1 GUIA DO USUÁRIO PARA SISTEMAS OPERACIONAIS WINDOWS

SMART Ink 3.1 GUIA DO USUÁRIO PARA SISTEMAS OPERACIONAIS WINDOWS SMART Ink 3.1 GUIA DO USUÁRIO PARA SISTEMAS OPERACIONAIS WINDOWS Informações sobre marcas comerciais SMART Ink, SMART Notebook, SMART Meeting Pro, Pen ID, smarttech, o logotipo e todos os slogans da SMART

Leia mais

LIÇÃO 1 - USANDO O GRAVADOR DE MACROS

LIÇÃO 1 - USANDO O GRAVADOR DE MACROS 1_15 - ADS - PRO MICRO (ILM 001) - Estudo dirigido Macros Gravadas Word 1/35 LIÇÃO 1 - USANDO O GRAVADOR DE MACROS No Microsoft Office Word 2007 é possível automatizar tarefas usadas frequentemente criando

Leia mais

6.8.4.7 Lab - Compartilhar uma pasta, Criar um Grupo Doméstico e Mapear uma unidade de rede no Windows 7

6.8.4.7 Lab - Compartilhar uma pasta, Criar um Grupo Doméstico e Mapear uma unidade de rede no Windows 7 5.0 6.8.4.7 Lab - Compartilhar uma pasta, Criar um Grupo Doméstico e Mapear uma unidade de rede no Windows 7 Introdução Imprima e preencha este laboratório. Neste laboratório, você irá criar e compartilhar

Leia mais

LASERTECK SOFTECK MANUAL DO USUÁRIO

LASERTECK SOFTECK MANUAL DO USUÁRIO LASERTECK SOFTECK MANUAL DO USUÁRIO 2013 SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO... 3 2 REQUISITOS DO SISTEMA... 3 3 INSTALAÇÃO... 3 4 COMO COMEÇAR... 3 5 FORMULÁRIOS DE CADASTRO... 4 6 CADASTRO DE VEÍCULO... 6 7 ALINHAMENTO...

Leia mais

Sumário. Ambiente de Trabalho... Erro! Indicador não definido.

Sumário. Ambiente de Trabalho... Erro! Indicador não definido. Sumário Ambiente de Trabalho... Erro! Indicador não definido. Introdução ao Project Um projeto é uma seqüência bem definida de eventos, com um início e um final identificável. O foco de um projeto é obter

Leia mais

Como funciona? SUMÁRIO

Como funciona? SUMÁRIO SUMÁRIO 1. Introdução... 2 2. Benefícios e Vantagens... 2 3. Como utilizar?... 2 3.1. Criar Chave / Senha de Usuário... 2 3.2. Recursos da Barra Superior... 2 3.2.1. Opções... 3 3.2.1.1. Mover Para...

Leia mais

Vamos criar uma nova Página chamada Serviços. Clique em Adicionar Nova.

Vamos criar uma nova Página chamada Serviços. Clique em Adicionar Nova. 3.5 Páginas: Ao clicar em Páginas, são exibidas todas as páginas criadas para o Blog. No nosso exemplo já existirá uma página com o Título Página de Exemplo, criada quando o WorPress foi instalado. Ao

Leia mais

Registrador de Dados VB300 3-Axis G- Force Versão 1.0 Novembro 2010

Registrador de Dados VB300 3-Axis G- Force Versão 1.0 Novembro 2010 Utilitário de Ajuda do Software Registrador de Dados VB300 3-Axis G- Force Versão 1.0 Novembro 2010 Introdução ao Software O software do registrador de dados é um programa que coleta dados do registrador

Leia mais

Z13 Color Jetprinter Z23 Color Jetprinter Z33 Color Jetprinter

Z13 Color Jetprinter Z23 Color Jetprinter Z33 Color Jetprinter Z13 Color Jetprinter Z23 Color Jetprinter Z33 Color Jetprinter Da instalação até a impressão Da instalação até a impressão para Windows 98, Windows Me, Windows 2000, Windows XP, Mac OS 8.6 a 9.1 e Mac

Leia mais

Webmail UFMA Tutorial de Operações Básicas do Usuário Cliente Web

Webmail UFMA Tutorial de Operações Básicas do Usuário Cliente Web UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO - UFMA NÚCLEO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO - NTI GERÊNCIA DE REDES - GEREDES Webmail UFMA Tutorial de Operações Básicas do Usuário Cliente Web São Luís 2014 1. INICIANDO...

Leia mais

Treinamento de Drupal para Administradores do Site Bibliotecas UFU

Treinamento de Drupal para Administradores do Site Bibliotecas UFU Treinamento de Drupal para Administradores do Site Bibliotecas UFU 1 1. Como logar no sistema como usuário autenticado Para logar no sistema como usuário autenticado é necessário digitar /user na frente

Leia mais

Curso básico de LibreOffice/Impress

Curso básico de LibreOffice/Impress Curso básico de LibreOffice/Impress O Impress é o aplicativo de criação e edição de apresentações da família BrOffice.org que possibilita realizar as seguintes tarefas: Criação de gráficos vetoriais (imagens);

Leia mais

Sistema Click Principais Comandos

Sistema Click Principais Comandos Sistema Click Principais Comandos Sumário Sumário... 1 1. Principais Funções:... 2 2. Inserção de Registro (F6):... 3 3. Pesquisar Registro (F7):... 4 3.1 Pesquisa por letras:... 5 3.2 Pesquisa por números:...

Leia mais

Treinamento GVcollege Módulo Administrador de Programas e Sistemas

Treinamento GVcollege Módulo Administrador de Programas e Sistemas Treinamento GVcollege Módulo Administrador de Programas e Sistemas AVISO O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio.

Leia mais

A-61750_pt-br. Guia do Administrador

A-61750_pt-br. Guia do Administrador A-61750_pt-br Guia do Administrador INTRODUÇÃO 1-1 CONFIGURAÇÃO DO TRABALHO 2-1 CONFIGURAÇÃO DE CORREÇÃO 3-1 CONFIGURAÇÃO DO CÓDIGO DE BARRAS E DO OCR 4-1 CONFIGURAÇÃO DE PÁGINA 5-1 ATALHOS DE PRODUTIVIDADE

Leia mais

INDICE 1. INTRODUÇÃO... 3 2. CONFIGURAÇÃO MÍNIMA... 4 3. INSTALAÇÃO... 4 4. INTERLIGAÇÃO DO SISTEMA... 5 5. ALGUNS RECURSOS... 6 6. SERVIDOR BAM...

INDICE 1. INTRODUÇÃO... 3 2. CONFIGURAÇÃO MÍNIMA... 4 3. INSTALAÇÃO... 4 4. INTERLIGAÇÃO DO SISTEMA... 5 5. ALGUNS RECURSOS... 6 6. SERVIDOR BAM... 1 de 30 INDICE 1. INTRODUÇÃO... 3 2. CONFIGURAÇÃO MÍNIMA... 4 3. INSTALAÇÃO... 4 3.1. ONDE SE DEVE INSTALAR O SERVIDOR BAM?... 4 3.2. ONDE SE DEVE INSTALAR O PROGRAMADOR REMOTO BAM?... 4 3.3. COMO FAZER

Leia mais

Volpe Enterprise Resource Planning

Volpe Enterprise Resource Planning Volpe Enterprise Resource Planning Este manual não pode, em parte ou no seu todo, ser copiado, fotocopiado, reproduzido, traduzido ou reduzido a qualquer mídia eletrônica ou máquina de leitura, sem a expressa

Leia mais

Diveo Exchange OWA 2007

Diveo Exchange OWA 2007 Diveo Exchange OWA 2007 Manual do Usuário v.1.0 Autor: Cícero Renato G. Souza Revisão: Antonio Carlos de Jesus Sistemas & IT Introdução... 4 Introdução ao Outlook Web Access 2007... 4 Quais são as funcionalidades

Leia mais

Visualização dos resultados de uma consulta

Visualização dos resultados de uma consulta (Query Builder View Data) Este guia apresenta instruções passo a passo para utilizar a tela de visualização dos resultados de uma consulta (Query Builder View Data). Ele ensina como: Ver os resultados

Leia mais

Google Drive: Acesse e organize seus arquivos

Google Drive: Acesse e organize seus arquivos Google Drive: Acesse e organize seus arquivos Use o Google Drive para armazenar e acessar arquivos, pastas e documentos do Google Docs onde quer que você esteja. Quando você altera um arquivo na web, no

Leia mais

SUMÁRIO Acesso ao sistema... 2

SUMÁRIO Acesso ao sistema... 2 SUMÁRIO Acesso ao sistema... 2 1. Login no sistema... 2 2. Tela Inicial... 2 3. Abrindo uma nova Solicitação... 3 4. Acompanhando as solicitações abertas... 4 5. Exibindo Detalhes da Solicitação... 6 6.

Leia mais

Manual de instruções da unidade da impressora

Manual de instruções da unidade da impressora Manual de instruções da unidade da impressora Para Windows 7 DS-RX1 Ver.1.01 Em relação aos direitos autorais Os direitos autorais para o Manual de Instruções da Unidade da Impressora DS-RX1, a Unidade

Leia mais

Conecta S_Line. 2.2 Downloads Para instalar o Conecta S_Line, basta acessar www.sline.com.br/downloads.aspx

Conecta S_Line. 2.2 Downloads Para instalar o Conecta S_Line, basta acessar www.sline.com.br/downloads.aspx 1 Introdução O Conecta S_Line permite que o laboratório envie à Central S_Line os resultados de exames gerados pelo Sistema de Informação Laboratorial (LIS) em forma de arquivos digitais. Todo o processo

Leia mais

MICROSOFT WORD 2007. George Gomes Cabral

MICROSOFT WORD 2007. George Gomes Cabral MICROSOFT WORD 2007 George Gomes Cabral AMBIENTE DE TRABALHO 1. Barra de título 2. Aba (agrupa as antigas barras de menus e barra de ferramentas) 3. Botão do Office 4. Botão salvar 5. Botão de acesso à

Leia mais

BlackBerry Desktop Software. Versão: 7.1. Guia do usuário

BlackBerry Desktop Software. Versão: 7.1. Guia do usuário BlackBerry Desktop Software Versão: 7.1 Guia do usuário Publicado: 2012-06-05 SWD-20120605130141061 Conteúdo Aspectos básicos... 7 Sobre o BlackBerry Desktop Software... 7 Configurar seu smartphone com

Leia mais

Sistemas Enturma: Manual de Ferramentas do Usuário

Sistemas Enturma: Manual de Ferramentas do Usuário versão do manual: 1 1 Apresentação A evolução da tecnologia vem provocando uma revolução no ensino. O acesso à Internet e a disseminação do uso do computador vêm mudando a forma de produzir, armazenar

Leia mais

Manual de Utilização

Manual de Utilização Manual de Utilização Índice 1 Introdução...2 2 Acesso ao Sistema...3 3 Funcionamento Básico do Sistema...3 4 Tela Principal...4 4.1 Menu Atendimento...4 4.2 Menu Cadastros...5 4.2.1 Cadastro de Médicos...5

Leia mais