II COLÓQUIO BINACIONAL BRASIL-MÉXICO DE CIÊNCIAS DA COMUNICAÇÃO 01 a 03 de abril de 2009 São Paulo Brasil

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "II COLÓQUIO BINACIONAL BRASIL-MÉXICO DE CIÊNCIAS DA COMUNICAÇÃO 01 a 03 de abril de 2009 São Paulo Brasil"

Transcrição

1 A Bibliografia de Marketing nos Cursos de Publicidade e Propaganda no Rio Grande do Sul 1 Ani Mari Hartz Born 2 Resumo Neste artigo buscou-se verificar a bibliografia das disciplinas com nomenclatura de marketing/mercadologia/mercado nos cursos de publicidade e propaganda nas Instituições de Ensino Superior (IES) no Rio Grande do Sul, através dos autores-base, dos títulos e dos anos de suas obras. Para tanto, utilizou-se a técnica de pesquisa bibliográfica, análise documental e análise de conteúdo. O corpus foi constituído por quinze instituições de ensino. De um total de quarenta disciplinas, encontraram-se cento e cinqüenta e seis referências bibliográficas abrangendo cento e quatro autores diferentes. Revelou-se a soberania do americano Philip Kotler como o autor mais citado, boa quantidade de autores brasileiros entre os dez autores mais utilizados e a falta de atualização de algumas obras. Palavras-chave Publicidade e propaganda; marketing; bibliografia. 1 Introdução O assunto marketing possui uma profusão de títulos de livros em língua portuguesa, assim como os assuntos publicidade e propaganda. Porém, são raros os títulos que abordam os termos de forma relacionada. Uma tentativa é a obra intitulada Bang! Uma explosão de marketing e publicidade de Thaler (2005, contracapa) cujo foco é [...] mostrar ao administrador como desenvolver uma campanha de marketing que atravesse o embaralhado de mensagens e provoque uma explosão de mercado. Há, ainda, os livros Publicidade e Marketing: lista de verificação de Kaatz (1993) e Escola de marketing e publicidade publicado pela editora Ediber em No que diz respeito à marketing e propaganda, também são poucos os livros, tais como 22 consagradas leis de propaganda e marketing de Newmann, publicado em 2006, e Propaganda e marketing para vestibulandos de Rafael, 1 Trabalho apresentado ao II Colóquio Binacional Brasil-México de Ciências da Comunicação.. Faz parte do Projeto de Pesquisa intitulado O Ensino de Marketing nos Cursos de Administração de Empresas e Publicidade e Propaganda no Rio Grande do Sul financiado pelo Núcleo de Pesquisa e Publicações da Escola Superior de Propaganda e Marketing Rio Grande do Sul (NUPP-ESPM/RS). 2 Doutoranda em Ciências da Comunicação (UNISINOS) e professora de mercadologia nos cursos de administração de empresas, design e publicidade e propaganda da ESPM/RS. Mestre em Comunicação Social (PUC/RS), MBA em Marketing (ESPM/RS) e graduação em Publicidade e Propaganda (UNISINOS). 1

2 publicado em Quando se trata de unir as duas expressões marketing e publicidade e propaganda o resultado é menor ainda. Encontra-se uma antiga obra de Farina e Nero (1981): Aspectos do marketing e da publicidade na América Latina, porém, tem ênfase no marketing internacional. Marketing é uma das áreas do curso de administração de empresas, enquanto que Publicidade e Propaganda é uma das áreas do curso de comunicação social, porém, ambas possuem correlação, pois visam o cliente final. Nesse sentido, o assunto marketing é normalmente estudado nos dois cursos. Porém, cada Instituição de Ensino Superior (IES) tem seu próprio currículo. Gimeno Sacristán (2000) expõe que acostumar-se a descobrir e discutir questões do currículo tais como, materiais curriculares, seu conteúdo, é um bom recurso para refletir sobre a prática docente. Nessa linha de pensamento, acredita-se que é precípuo entender inicialmente as bibliografias básicas de marketing endossadas pelas Instituições de Ensino Superior (IES) que têm o curso de publicidade e propaganda em sua oferta ao mercado gaúcho. Nesse sentido, tem-se como objetivo geral verificar a bibliografia das disciplinas com nomenclatura marketing/mercadologia/mercado nos cursos de publicidade e propaganda nas Instituições de Ensino Superior (IES) no Rio Grande do Sul, através dos autores-base, os títulos e os anos de suas obras. E como objetivos específicos, têm-se: identificar os autores-base, os títulos das obras e os anos das obras. 2 Referencial Teórico 2.1 Currículo Pacheco (1996, p. 15, grifo do autor) apresenta o termo currículo como sendo proveniente do latim currere que [...] significa caminho, jornada, trajetória, percurso a seguir e encerra, por isso, duas ideias principais: uma de sequência ordenada, outra de noção de totalidade de estudos. O conceito de currículo não se limita a um elenco de disciplinas ou até mesmo a seu conteúdo como normalmente é entendido pelo senso comum. Gimeno Sacristán (2000, p. 34) define currículo de forma mais complexa como [...] o projeto seletivo de cultura, cultural, social, política e administrativamente condicionado, o que preenche a atividade escolar e que se torna realidade dentro das condições da escola tal como se acha configurada. Para tanto, o autor lança mão de um esquema que contempla as três vertentes que configuram a realidade 2

3 curricular: seleção cultural, concepções curriculares e condições institucionais, conforme figura abaixo. Figura 1 - Esquema para uma teoria do currículo Fonte: Gimeno Sacristán (2000, p. 36) Entende-se que a partir desse esquema emergem os diversos níveis de planejamento (processo) que são configurados em plano (documento formal), tais como o plano educacional, o plano escolar, o plano curricular e o plano de ensino. Dentre eles, há o plano curricular que expressa, além da carga-horária, créditos e ementas, os meios (bibliografia). De acordo com Vasconcellos (1995, p. 117), nesse nível de plano ocorre a [...] sistematização da proposta geral de trabalho do professor naquela determinada disciplina ou área de estudo, numa dada realidade. De acordo com Silva (2006), o plano curricular evoca quatro elementos: o que ensinar (ementas), quando (seqüência e inter-relação das disciplinas), como (carga horária), e com que meios (bibliografia/laboratórios). E cada um destes elementos culmina em uma multiplicidade de significados para os sujeitos da educação. 3

4 Figura 2 - Elementos do plano curricular Fonte: Elaborado pela autora a partir de Silva (2006, p. 7). Dentre os quatro elementos apontados no plano curricular, destaca-se a bibliografia básica, pois esta veicula muitas mensagens, tanto para os alunos quanto para os professores. Nesse sentido, como mensagens do currículo, envia sua ideologia, sua visão de mundo, de saber e poder presentes no conteúdo de seus discursos (SILVA, 2006). É importante ressaltar que Os currículos se baseiam em materiais didáticos diversos, entre nós quase que exclusivamente nos livros-texto, que são os verdadeiros agentes de elaboração e concretização do currículo. (GIMENO SACRISTÁN, 2000, p. 24). 2.2 Relação entre publicidade e propaganda e marketing Publicidade e propaganda é uma das habilitações do curso de comunicação social. No Brasil os termos publicidade e propaganda são frequentemente tomados equivocadamente como sinônimos (GOMES, 2001). Essa discussão semântica é sempre recorrente. Barbosa e Saisi (2007, p. 290) expõem que Eis uma questão cuja distinção nem mesmo os estudantes dos cursos de Publicidade e Propaganda conseguem compreender. Na tentativa de clarificar os termos, Camargo (2007) recorre a sua origem que vem do latim. Dessa forma, enquanto que a publicidade refere-se à divulgação comercial, a propaganda refere-se a idéias, ideologias. Gomes (2001) assim como Barbosa e Saisi (2007) comenta que os termos são usados de forma diferenciada nas línguas estrangeiras, sendo que publicidade aparece nas línguas inglesa, francesa, espanhola, italiana e alemã como advertise, publicité, publicidad, publicita e werbong, respectivamente. Já a palavra propaganda é apresentada com a mesma nomenclatura. Giacomini Filho (2008) entende que a propaganda é um dos instrumentos do marketing, mas não entra nos meandros da discussão dos termos publicidade e propaganda. Essa interface com o marketing é discutida em alguns artigos publicados no livro Hiperpublicidade: fundamentos e interfaces organizado por Perez e Barbosa, publicado em 2007, porém não aponta a relação entre ambas de forma mais aprofundada. Por marketing, entende-se um conceito mais amplo em que a comunicação é apenas uma das ferramentas. (BARBOSA; SAISI, 2007, p. 291). Gomes (2001, p. 114) também tem esse entendimento na medida em que afirma que Com raras exceções, a publicidade e a propaganda hoje em dia não agem isoladas, e sim fazem parte de um contexto maior, denominado marketing [...] 4

5 Para Gomes (2003, p. 69) O marketing analisa o mercado para descobrir suas necessidades, interpretá-las e criar os produtos e serviços capazes de satisfazê-las no marco dos objetivos da empresa. A função da publicidade no marketing é tornar esses produtos conhecidos no mercado, difundindo uma imagem de marca ou da empresa; diferenciando-os da concorrência, para que o consumidor possa identificá-los e valorizá-los e, em conseqüência, proceda à compra. Marketing é uma das áreas do curso de Administração de Empresas, assim como finanças, produção, recursos humanos, entre outros. Trata-se de uma expressão anglosaxônica derivada do latim Mercare que significa o ato de comercializar produtos na antiga Roma. Mas foi a partir da década de 50 que a expressão ganhou notoriedade através do livro Prática da administração de empresas do americano Peter Drucker. Na década de 60, autores como o alemão Theodore Levitt e o americano Philip Kotler com suas publicações Miopia de marketing e Administração de marketing, respectivamente, reforçaram o papel e importância do marketing na sociedade (BORN, 2008) Richers (2000) aponta que o termo marketing é oriundo da língua inglesa e significa ação no mercado. No Brasil, por volta de 1954, com intenção de implementação de um curso específico, o termo foi traduzido por mercadologia (BORN, 2008). A literatura de marketing apresenta uma variedade de definições sobre o termo. Podese afirmar que entre as mais difundidas estão a do autor americano Kotler (1998) e da American Marketing Association (2008). Kotler (1998, p. 32) conceitua marketing como [...] um processo social e gerencial pelo qual indivíduos e grupos obtêm o que necessitam através da criação, da oferta e da livre troca de produtos de valor com os outros. A American Marketing Association (2008, tradução nossa) apresenta marketing como [...] uma função organizacional e um conjunto de processos de criação, comunicação e entrega de valor para os clientes e administração dos relacionamentos com os clientes de maneira que beneficie a organização e os seus clientes. A literatura de gestão de marketing normalmente envolve os conceitos centrais e exploram assuntos como o ambiente interno (empresa), o sistema de informações de marketing, o ambiente externo (macroambiente, concorrência, mercado), segmentação, mercado-alvo, posicionamento e mix de marketing (produto, preço, distribuição e comunicação). 5

6 E é através do mix de marketing, também chamado de 4 P s, teoria esta criada por Mcarthy (1960), que se estuda o elemento comunicação e consequentemente a publicidade e a propaganda. Nesse sentido, percebe-se que a literatura de marketing também entende o marketing como mais amplo. Conforme figura abaixo, nota-se que a promoção, sinônimo de comunicação, é um dos elementos do marketing. Dentro desse elemento destacam-se as ferramentas propaganda e também a relações públicas, sendo que nesta se insere a publicidade como um de seus instrumentos. Publicidade Figura 3 - O mix do marketing Fonte: Kotler e Keller (2006, p. 17). Mas a conceituação dos termos propaganda e publicidade são diferentes dos abordados anteriormente. A dupla americana Kotler e Keller (2006, p. 566) entende a propaganda como [...] qualquer forma paga de apresentação não pessoal e promocional de idéias, bens ou serviços por um patrocinador identificado. Já quanto à publicidade, os autores não apresentam um conceito específico, mas a empregam no sentido de veiculação gratuita, ou seja, não paga. 6

7 Os americanos Churchill e Peter (2000, p. 496) também compartilham com Kotler e Keller (2006) no que diz respeito à conceituação de propaganda e ainda conceituam o termo publicidade como uma [...] comunicação vista como não paga de informações sobre a organização ou produto, geralmente por alguma forma de mídia. Os autores vão além e ainda destacam alguns tipos de publicidade como press-releases, entrevistas coletivas, atividades e eventos. Mas para Lupetti (2000, p. 43) Hoje, os conceitos de publicidade e propaganda fundiram-se. [...] a propaganda e a publicidade são meios de tornar conhecidos um produto, um serviço, uma marca, uma empresa. Lupetti (2007) revela que há uma discussão muito grande acerca desse assunto, e nas suas obras toma o termo propaganda sinônimo de publicidade, embora inicialmente resgate os termos em inglês. 3 Metodologia Para empreender a proposta deste artigo, utilizaram-se as técnicas de pesquisa bibliográfica, análise documental e análise de conteúdo. Primeiramente utilizou-se a técnica de pesquisa bibliográfica que orientou a construção do referencial teórico. Esta técnica trata do [...] planejamento global inicial de qualquer trabalho de pesquisa que vai desde a identificação, localização e obtenção da bibliografia pertinente sobre o assunto, até a apresentação de um texto sistematizado, onde é apresentada toda a literatura que o aluno examinou, de forma a evidenciar o entendimento do pensamento dos autores, acrescido de suas próprias idéias e opiniões. (STUMPF, 2005, p. 51). Após a utilização da pesquisa bibliográfica, empregou-se a técnica de análise documental. Esta técnica busca identificar, compreender e avaliar documentos para um determinado fim. Moreira (2005) comenta que os documentos podem emergir de fontes primárias, tais como documentos internos de empresas, cartas particulares e, ou, fontes secundárias, tais como, jornais, revistas, vídeo. Neste artigo utilizou-se tanto fonte primária, através dos documentos internos das Instituições de Ensino Superior do Rio Grande do Sul que oferecem o curso de publicidade e propaganda documentos estes enviados por correio eletrônico, quanto fonte secundária, através de seus sites, onde, algumas vezes, as informações sobre grade curricular, ementas e bibliografias estavam disponíveis. Com base no Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (BRASIL, 2006) encontrou-se o universo dos cursos de publicidade e propaganda no Rio Grande do Sul. Há dezenove instituições de ensino no Rio Grande do Sul (Anexo A). A constituição do corpus se deu através de uma amostra não-probabilística por conveniência, a 7

8 qual a pesquisadora possuiu liberdade para fazer a escolha (COOPER; SCHINDLER, 2003). Todos os dezenove cursos foram contatados, sendo que apenas quatro instituições de ensino não disponibilizaram as informações. A Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande Sul (PUCRS) e o Centro Universitário Univates (UNIVATES) disponibilizaram parcialmente as informações, por isso não foram contempladas. A Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul (UNIJUÍ) e a Universidade da Região da Campanha (URCAMP) não retornaram aos s solicitando as informações. Dessa forma, do universo de dezenove cursos de publicidade e propaganda, a amostra foi composta por quinze Instituições de Ensino Superior do Rio Grande do Sul, conforme o Quadro 1. Qtde Instituição de Ensino Superior Sigla Cidade/RS 1 Centro Universitário Feevale FEEVALE Novo Hamburgo 2 Centro Universitário Metodista IPA Porto Alegre 3 Centro Universitário Franciscano UNIFRA Santa Maria 4 Escola Superior de Propaganda e Marketing de Porto ESPM Porto Alegre Alegre 5 Faculdade Cenecista de Bento Gonçalves FACEBG Bento Gonçalves 6 Faculdade de Ciências Contábeis e Administrativas FACCAT Taquara de Taquara 7 Universidade Católica de Pelotas UCPEL Pelotas 8 Universidade de Caxias do Sul UCS Caxias do Sul 9 Universidade de Cruz Alta UNICRUZ Cruz Alta 10 Universidade de Passo Fundo UPF Passo Fundo 11 Universidade de Santa Cruz do Sul UNISC Santa Cruz do Sul 12 Universidade do Vale do Rio dos Sinos UNISINOS São Leopoldo 13 Universidade Federal de Santa Maria UFSM Santa Maria 14 Universidade Federal do Rio Grande do Sul UFRGS Porto Alegre 15 Universidade Luterana do Brasil ULBRA Canoas Quadro 1 - Instituições de Ensino Superior do RS - Amostra da Pesquisa Fonte: Elaborado pela autora. Em um terceiro momento utilizou-se a técnica de análise de conteúdo de Bardin (2007). Essa técnica trata de [...] um conjunto de instrumentos metodológicos cada vez mais sutis em constante aperfeiçoamento, que se aplicam a discursos (conteúdos e continentes) extremamente diversificados. (BARDIN, 2007, p. 19). Com base na autora, essa técnica de análise é formada por três fases: a pré-análise, a exploração do material, e o tratamento dos resultados (a inferência e a interpretação). Na fase de pré-análise é realizada uma leitura para estabelecer contato com os documentos que serão analisados, escolha das unidades de registro e de enumeração para a realização da codificação. A escolha das unidades de registro pode ser de duas ordens: semântica (tema), ou lingüística (frase ou palavra). É evidente que tudo depende, no momento da escolha dos 8

9 critérios de classificação, daquilo que se procura ou que se espera encontrar. (BARDIN, 2007, p. 32). Para esta análise será adotado o critério linguístico para a escolha das unidades de registro, ou seja, através das palavras-chaves que aparecem nas bibliografias das disciplinas que têm na sua nomenclatura as palavras marketing, mercadologia ou mercado. Já na segunda fase acontece a exploração do material que ocorre mediante o processo de codificação de acordo com as regras de unidades de registro definidas na fase anterior (lingüístico). Nessa fase também ocorre o processo de categorização que [...] consiste no trabalho de classificação e reagrupamento das unidades de registro em número reduzido de categorias, com objetivo de tornar inteligível a massa de dados e sua diversidade. (FONSECA JÚNIOR, 2005, p. 298). Para tanto, há quatro critérios que podem ser escolhidos para realizar a categorização: léxico (classificação das palavras segundo o seu sentido, o sentido do dicionário), sintático (verbos, adjetivos), expressivo (categorias que classificam as perturbações da linguagem), ou semântico (categoria temática), sendo este último o critério adotado. Para a primeira grelha de análise as categorias temáticas determinadas foram: nome da disciplina, freqüência das disciplinas por instituições de ensino (Anexo B). Já a segunda grelha teve como categorias temáticas os autores, os títulos e os anos das obras. Ao lado de cada categoria está a frequência de ocorrência, caracterizado pela letra F (Anexo C). Na terceira e última fase há o tratamento dos resultados (a inferência e a interpretação). Sobre a inferência, Bardin (2007, p. 34) revela que A intenção da análise de conteúdo é a inferência de conhecimentos relativos às condições de produção (ou, eventualmente, de recepção), inferência esta que recorre a indicadores (quantitativos ou não). A inferência trata-se de um procedimento intermediário, pois é realizada após a descrição (enumeração das características do texto, resumida após tratamento) e antes da interpretação (a significação concedida a estas características). 4 Análise dos Resultados Nos quinze cursos de publicidade e propaganda das Instituições de Ensino Superior do Rio Grande do Sul encontraram-se 40 disciplinas com a nomenclatura marketing/mercadologia/mercado e um total de 156 referências bibliográficas. Isto significa uma média de quatro autores-base por disciplina. É válido expor que foram contempladas as disciplinas optativas. A Universidade de Cruz Alta (UNICRUZ) é a única instituição que não apresenta divisão da bibliografia em básica e complementar. 9

10 As instituições de ensino que mais possuem disciplinas com a nomenclatura marketing/mercadologia/mercado são o Centro Universitário Metodista (IPA) com nove disciplinas, a Universidade de Passo Fundo (UPF) com 5 disciplinas, seguida pela Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM/RS) com 4 disciplinas (Anexo B). Nota-se que a bibliografia encontrada se baseia quase que exclusivamente nos livrostexto, seguindo o mesmo entendimento de Gimeno Sacristán (2000) quando fala sobre os materiais didáticos do currículo. 4.1 Categoria Autores A segunda grelha de análise contempla as categorias temáticas de autores, títulos e anos das obras. Encontraram-se 156 referências bibliográficas de 104 autores (Anexo C). Para melhor compreensão, destacam-se os autores mais citados 3. ORDEM AUTORES FREQÜÊNCIA 1 KOTLER, Philip. / ARMSTRONG, Gary. / KELLER, Kevin 27/7/5 2 CHURCHILL, Gilbert A. / PETER, J. Paul 8/8 3 FIGUEIREDO, Rubens 7 4 COBRA, Marcos 7 5 MALHOTRA, Naresh K. 5 6 LAS CASAS, Alexandre Luzzi. 4 7 LUPETTI, Marcélia 4 8 TORQUATO, Gaudêncio 3 9 LOVELOCK, Christopher / WRIGHT, Lauren 3/3 10 ENGEL, James. / MINIARD, Paul. /BLACKWELL, Roger 3/3/3 Quadro 2 - Autores mais citados pelas IES/RS selecionadas Fonte: Elaborado pela autora. A soberania do americano Philip Kotler é representada no quadro acima, com vinte e sete citações. Consequentemente, Gary Armstrong e Kevin Keller, ambos parceiros de Kotler em algumas obras/edições dos títulos Princípios de Marketing e Administração de Marketing, figuram no quadro dos mais citados, tendo sete e cinco citações, respectivamente. A dupla americana Churchill e Peter aparece com oito referências cada. Sabe-se que a adoção de determinada obra impactará na visão do aluno sobre determinado assunto, como por exemplo, a conceituação dos termos publicidade e propaganda realizada anteriormente. Diferentemente dos autores de marketing utilizados no curso de administração de empresas nas instituições do Rio Grande do Sul, onde há apenas dois autores brasileiros entre os mais citados (BORN, 2008), no curso de publicidade e propaganda percebe-se uma utilização significativa de autores brasileiros, conforme destaque no quadro acima. 4.2 Categoria Obras 3 Alguns autores se encontram agrupados pelo fato de compartilharem de algumas obras. 10

11 Foram encontrados 165 títulos diferentes, sendo centrados nas categorias temáticas gestão de marketing (61), marketing político (26), pesquisa de marketing (13) e comunicação (7), conforme quadro abaixo. Nota-se que no curso de publicidade e propaganda há mais diversidade de oferta de obras de marketing, uma vez que apresenta cem títulos a mais do que no curso de administração de empresas (BORN, 2008). Além disso, percebe-se que as disciplinas de publicidade têm ênfase em marketing político, diferentemente do curso de administração de empresas. CATEGORIAS DAS OBRAS F Gestão de Marketing 61 Marketing Político 26 Pesquisa de Marketing 13 Comunicação 7 Marketing Cultural 6 Comportamento do Consumidor 5 Publicidade / Propaganda 5 Plano de Marketing 4 Serviços 4 Marketing On-line 3 Marketing Estratégico 3 Estratégia Empresarial 3 Marketing Internacional 2 Promoção de Vendas 2 Estratégias de marketing 2 Marketing Social 2 Marketing de Relacionamento 1 Marketing de Varejo 1 Cenários 1 Empreendedorismo 1 Novos Produtos 1 Economia 1 Administração de Empresas 1 Auto-ajuda 1 TOTAL 165 Quadro 3 - Categorias temáticas dos títulos das referências bibliográficas dos cursos de publicidade e propaganda das IES/RS selecionadas Fonte: Elaborado pela autora. Esse quadro revela ainda uma referência bibliográfica que se enquadra no tema autoajuda. Portanto, questiona-se: seria esta uma obra relevante? 4.3 Categoria Ano das Obras Percebe-se que há algumas obras com ano desatualizado, ou seja, que possuem edição mais atual, como, por exemplo, Marketing de varejo de Las Casas, que se encontra com o ano de 2000 sendo que há publicação em 2006 e, além disso, há uma outra obra sua mais recente intitulada Estratégias de marketing para o varejo publicada em

12 Há também outras obras que não constam mais nas livrarias, somente em sebos, como por exemplo, Contato Imediato Com Pesquisa de Propaganda de Cotrim, publicada em 1988, e Marketing de serviços: conceitos e estratégias de Cobra e Zwarg, publicada em 1986 e há ainda outras obras que estão esgotadas, como por exemplo, Marketing básico de Cobra, publicada em 1997, e Planejamento de Comunicação de Lupetti, publicada em Considerações Finais Neste artigo buscou-se verificar a bibliografia das disciplinas com nomenclatura marketing/mercadologia/mercado nos cursos de publicidade e propaganda nas Instituições de Ensino Superior (IES) no Rio Grande do Sul. Nesse sentido, destacou-se a soberania de Kotler como o autor mais citado, uma significativa parcela de autores brasileiros entre os mais utilizados, a falta de atualização de algumas obras e a diferença do pensamento dos autores acerca dos termos publicidade e propaganda. Na análise da bibliografia, apenas duas instituições de ensino (Ulbra e Unicruz) sugerem leituras complementares de periódicos e eletrônicos, porém, de maneira abrangente, como por exemplo: Revista Marketing, Consumidor Moderno, Revista Propaganda, Revista da ESPM, Exame, Super Hiper, Meio e Mensagem, Propaganda e Marketing, Revista HSM Management, Revista Você S.A. e os sites e Porém, acredita-se que ainda se devam acrescentar congressos conceituados, como por exemplo o ANPAD, e apresentar artigos específicos dentro desses congressos e também dos periódicos, reforçando o que Zabala (1998, p. 175) revela: [...] os materiais que aludimos não podem se limitar ao formato de livro. Sugere-se, ainda, a atualização das referências a cada semestre, pois se poderia substituir alguns autores por outros autores relevantes na área e que ainda não constam na bibliografia, como por exemplo, Yanaze (2007) com seu livro Gestão de Marketing e Comunicação, premiado pelo Jornal do Comércio em 2008 através do Troféu Cultura Econômica. Outra questão relevante que emerge desse artigo é a quantidade de referências por disciplina. Livi (2008) apresenta uma pesquisa que revela que o brasileiro lê, em média, 4,7 livros por ano um número baixo se comparado com países como França, Argentina e Espanha. Porém, se analisar somente os brasileiros que já concluíram os estudos e não estão mais na escola, essa média reduz para 1,3 livros por ano. Nesse sentido, será que seria interessante pensar em reduzir a quantidade de bibliografia por disciplina para que a bibliografia básica ofertada seja realmente lida pelos alunos? 12

13 Por fim, sugere-se ainda um estudo sobre a relação entre a teoria (ementas e bibliografias básicas) e a prática (adoção dessa teoria pelos docentes responsáveis). Referências AMERICAN MARKETING ASSOCIATION. AMA Dictionary. Chicago, Disponível em: <http://www.marketingpower.com/_layouts/dictionary.aspx?dletter=m>. Acesso em: 10 jan BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. Lisboa: Ed. 70, BARBOSA, Ivan Santo; SAISI, Kátia. E quando o assunto é política, como é que fica? In: PEREZ, Clotilde; BARBOSA, Ivan Santo (Org.). Hiperpublicidade: fundamentos e interfaces. São Paulo: Thomson Learning, p BORN, Ani Mari Hartz. A bibliografia de marketing nos cursos de administração de empresas no Rio Grande do Sul. In: CONGRESSO DE ADMINISTRAÇÃO DA ESPM, , São Paulo. Anais. Porto Alegre: ESPM, CD-ROM. BRASIL. Ministério da Saúde. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Enade: consulta aos resultados. Brasília, DF, Disponível em: <http:// enade2005.inep.gov.br/novo/site/?c=cuniversidade&m=pesquisar>. Acesso em: 09 out CAMARGO, Ricardo Zagallo.A publicidade como possibilidade.in: PEREZ, Clotilde; BARBOSA, Ivan Santo (Org.). Hiperpublicidade: fundamentos e interfaces. São Paulo: Thomson Learning, p CHURCHILL, Gilbert A.; PETER, J. Paul J. Marketing: criando valor para os clientes. São Paulo: Saraiva, COOPER, Donald R.; SCHINDLER, Pámela S. Métodos de pesquisa em administração. Porto Alegre: Bookman, FARINA, Modesto. NERO, Carlos Del. Aspectos do marketing e da publicidade na América Latina. São Paulo: Edgard Blücher: Ed. da USP, FONSECA JÚNIOR, Wilson C. Análise de conteúdo. In: DUARTE, Jorge; BARROS, Antônio (Org.). Métodos e técnicas de pesquisa em comunicação. São Paulo: Atlas, p GIACOMINI FILHO, Gino. Ética no marketing e na propaganda. In: PEREZ, Clotilde; BARBOSA, Ivan Santo (Org.). Hiperpublicidade: atividades e tendências. São Paulo: Thomson Learning, p GIMENO SACRISTÁN, J. Currículo: os conteúdos do ensino ou uma análise da práticaporto Alegre: Artmed, GOMES, Neusa Demartini. Publicidade ou Propaganda? É isso aí. Revista da FAMECOS, Porto Alegre, v. 16, p ,

14 GOMES, Neusa Demartini. Publicidade: comunicação persuasiva. Porto Alegre: Sulina, KAATZ, Ronald. Publicidade e marketing: lista de verificação. Barcelona: CETOP, KOTLER, Philip; KELLER, Kevin Lane. Administração de marketing. São Paulo: Pearson Prentice Hall, KOTLER, Philip. Administração de marketing: análise, planejamento, implementação e controle. São Paulo: Atlas, LIVI, Carolina. O Brasil precisa ler mais. Neomondo, São Paulo, a. 2, n. 16, p , nov LUPETTI, Marcélia. Planejamento de comunicação. São Paulo: Futura, Gestão estratégica da comunicação mercadológica. São Paulo: Thomson Learning, McCARTHY, Jerome E. Basic marketing: a managerial approach. Homewood: Richard D. Irwin, MOREIRA, Sonia Virgínia. Análise documental como método e como técnica. In: DUARTE, Jorge; BARROS, Antônio (Org.). Métodos e técnicas de pesquisa em comunicação. São Paulo: Atlas, p PACHECO, José A. Currículo: teoria e práxis. Porto: Porto, RICHERS, Raimar. Marketing: uma visão brasileira. São Paulo: Negócio, SILVA, Mérli Leal. Currículo e ensino de comunicação. UNIrevista, São Leopoldo, v. 1, n. 3, p. 1-13, jul STUMPF, Ida Regina C. Pesquisa bibliográfica. In: DUARTE, Jorge; BARROS, Antônio (Org.). Métodos e técnicas de pesquisa em comunicação. São Paulo: Atlas, p THALER, Linda Kaplan. Bang! Uma explosão de marketing e publicidade. São Paulo: Makron Books, VASCONCELLOS, Celso Santos. Planejamento: plano de ensino-aprendizagem e projeto educativo. São Paulo: Libertad, YANAZE, Mitsuri Higuchi. Gestão de marketing e comunicação. São Paulo: Saraiva, ZABALA, Antoni. A prática educativa: como ensinar. Porto Alegre: Artmed,

PROJETO DE PESQUISA SOBRE A UTILIZAÇÃO DE AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM COMO APOIO AO ENSINO SUPERIOR EM IES DO ESTADO DE SÃO PAULO

PROJETO DE PESQUISA SOBRE A UTILIZAÇÃO DE AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM COMO APOIO AO ENSINO SUPERIOR EM IES DO ESTADO DE SÃO PAULO 552 PROJETO DE PESQUISA SOBRE A UTILIZAÇÃO DE AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM COMO APOIO AO ENSINO SUPERIOR EM IES DO ESTADO DE SÃO PAULO Silvio Carvalho Neto (USP) Hiro Takaoka (USP) PESQUISA EXPLORATÓRIA

Leia mais

3.5.2 O PONTO DE VISTA CONVENCIONAL-SIMBÓLICO. 3.5.2.1 Palavras

3.5.2 O PONTO DE VISTA CONVENCIONAL-SIMBÓLICO. 3.5.2.1 Palavras 53 Diante disso, não há como negar o caráter personalista da marca. Ao invés do logotipo representar a síntese da imagem da empresa (PEREZ, 2004, p. 58), ele faz menção ao gestor, a figura política. Na

Leia mais

Comunicação estratégica como diferencial competitivo para as organizações Um estudo sob a ótica de Administradores e Relações Públicas

Comunicação estratégica como diferencial competitivo para as organizações Um estudo sob a ótica de Administradores e Relações Públicas Comunicação estratégica como diferencial competitivo para as organizações Um estudo sob a ótica de Administradores e Relações Públicas Ana Carolina Trindade e-mail: carolinatrindade93@hotmail.com Karen

Leia mais

CARGA HORÁRIA: 80 H/A, sendo 72h em sala de aula + 8h AED

CARGA HORÁRIA: 80 H/A, sendo 72h em sala de aula + 8h AED DISCIPLINA: Comunicação Integrada CÓDIGO: COS 1034 CARGA HORÁRIA: 80 H/A, sendo 72h em sala de aula + 8h AED PERÍODO: 5º SEMESTRE: 2012/2 CURRÍCULO: 2010/1 DOCENTE: Ms. Marina Roriz EMENTA Conceito, relevância

Leia mais

Prof: Carlos Alberto

Prof: Carlos Alberto AULA 1 Marketing Prof: Carlos Alberto Bacharel em Administração Bacharel em Comunicação Social Jornalismo Tecnólogo em Gestão Financeira MBA em Gestão de Negócios Mestrado em Administração de Empresas

Leia mais

Diretrizes Curriculares ENADE 2012. Curso de: Publicidade e Propaganda

Diretrizes Curriculares ENADE 2012. Curso de: Publicidade e Propaganda Diretrizes Curriculares ENADE 2012 Curso de: Publicidade e Propaganda MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA PORTARIA MEC Nº207 DE 22 DE JUNHO DE

Leia mais

OS 5 P S DO MARKETING NO SETOR HOTELEIRO NA CIDADE DE BAMBUÍ-MG

OS 5 P S DO MARKETING NO SETOR HOTELEIRO NA CIDADE DE BAMBUÍ-MG 1 OS 5 P S DO MARKETING NO SETOR HOTELEIRO NA CIDADE DE BAMBUÍ-MG Camila Alves Teles 1 Maria Solange dos Santos 2 Rodrigo Honório Silva 3 Romenique José Avelar 4 Myriam Angélica Dornelas 5 RESUMO O presente

Leia mais

UNIVERSIDADE DO VALE DO ITAJAÍ CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAS APLICADAS - GESTÃO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

UNIVERSIDADE DO VALE DO ITAJAÍ CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAS APLICADAS - GESTÃO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO 1 UNIVERSIDADE DO VALE DO ITAJAÍ CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAS APLICADAS - GESTÃO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO MICHELA APARECIDA SCHUTZ ESTUDO DO COMPORTAMENTO DO CONSUMIDOR NA TOMADA DE DECISÃO DE COMPRA DO CLIENTE

Leia mais

A Grade Curricular da Habilitação de Relações Públicas da Universidade de Santa Cruz do Sul 1

A Grade Curricular da Habilitação de Relações Públicas da Universidade de Santa Cruz do Sul 1 A Grade Curricular da Habilitação de Relações Públicas da Universidade de Santa Cruz do Sul 1 Priscila dos Santos STEFFENS 2 Renata Gerhardt PICCININ 3 Jaqueline Lopes LUZ 4 Bruno KEGLER 5 Fabiana da Costa

Leia mais

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO TURMA: 3º T 03 EMENTA

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO TURMA: 3º T 03 EMENTA EIXO TECNOLÓGICO: Gestão e Negócios Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO CURSO: Superior em Administração FORMA/GRAU:( )integrado ( )subsequente ( ) concomitante ( x ) bacharelado ( ) licenciatura ( ) tecnólogo

Leia mais

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EMENTA

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EMENTA EIXO TECNOLÓGICO: Gestão e Negócios Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO CURSO: FORMA/GRAU:( )integrado ( )subsequente ( ) concomitante ( ) bacharelado ( ) licenciatura ( ) tecnólogo MODALIDADE: ( ) Presencial

Leia mais

APOIO A PROJETOS ESPECÍFICOS DE INTERNACIONALIZAÇÃO DE PME E GRUPOS DE PME BRASILEIRAS FIERGS REFERÊNCIA DO PEDIDO: 08

APOIO A PROJETOS ESPECÍFICOS DE INTERNACIONALIZAÇÃO DE PME E GRUPOS DE PME BRASILEIRAS FIERGS REFERÊNCIA DO PEDIDO: 08 APOIO A PROJETOS ESPECÍFICOS DE INTERNACIONALIZAÇÃO DE PME E GRUPOS DE PME BRASILEIRAS FIERGS REFERÊNCIA: ALA/BRA/2004/6189 ABDI/PAIIPME/01 REFERÊNCIA: ALA/BRA/2004/6189 ABDI/PAIIPME/01 REFERÊNCIA DO PEDIDO:

Leia mais

PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO E EXTENSÃO PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Nº. 10/2013 PREENCHIMENTO DE VAGA PARA DOCENTE DO ENSINO SUPERIOR ADMINISTRAÇÃO

PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO E EXTENSÃO PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Nº. 10/2013 PREENCHIMENTO DE VAGA PARA DOCENTE DO ENSINO SUPERIOR ADMINISTRAÇÃO I - INSCRIÇÕES PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO E EXTENSÃO PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Nº. 10/2013 PREENCHIMENTO DE VAGA PARA DOCENTE DO ENSINO SUPERIOR ADMINISTRAÇÃO Período: 05/03/2013 a 10/03/2013 Pelo

Leia mais

Ministério da Educação Universidade Federal do Ceará Pró-Reitoria de Graduação PROGRAMA DE DISCIPLINA

Ministério da Educação Universidade Federal do Ceará Pró-Reitoria de Graduação PROGRAMA DE DISCIPLINA Ministério da Educação Universidade Federal do Ceará Pró-Reitoria de Graduação PROGRAMA DE DISCIPLINA 1. Curso: COMUNICAÇÃO SOCIAL: Publicidade e Propaganda Código: 12 3.Modalidade(s): Bacharelado x Licenciatura

Leia mais

PLANO DE ENSINO PROJETO PEDAGÓCIO: 2010

PLANO DE ENSINO PROJETO PEDAGÓCIO: 2010 PLANO DE ENSINO PROJETO PEDAGÓCIO: 2010 Curso: Administração Disciplina: Administração Mercadológica II Carga Horária Semestral: 80 Semestre do Curso: 6 1 - Ementa (sumário, resumo) Administração dos canais

Leia mais

SUGESTÕES PARA ARTICULAÇÃO ENTRE O MESTRADO EM DIREITO E A GRADUAÇÃO

SUGESTÕES PARA ARTICULAÇÃO ENTRE O MESTRADO EM DIREITO E A GRADUAÇÃO MESTRADO SUGESTÕES PARA ARTICULAÇÃO ENTRE O MESTRADO EM DIREITO E A GRADUAÇÃO Justificativa A equipe do mestrado em Direito do UniCEUB articula-se com a graduação, notadamente, no âmbito dos cursos de

Leia mais

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EMENTA

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EMENTA EIXO TECNOLÓGICO: Gestão e Negócios Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO CURSO: Técnico em Vendas Integrado ao Ensino Médio na Modalidade Educação FORMA/GRAU:(X )integrado ( ) subsequente ( ) concomitante ( )

Leia mais

Marcelo Bruno de Araújo Lacerda. O papel do propagandista como agente operacional das estratégias de marketing no segmento cardiovascular em Salvador.

Marcelo Bruno de Araújo Lacerda. O papel do propagandista como agente operacional das estratégias de marketing no segmento cardiovascular em Salvador. Marcelo Bruno de Araújo Lacerda O papel do propagandista como agente operacional das estratégias de marketing no segmento cardiovascular em Salvador. Artigo científico apresentado para conclusão do curso

Leia mais

Blogs corporativos: uma inovação na Comunicação Organizacional 1

Blogs corporativos: uma inovação na Comunicação Organizacional 1 Blogs corporativos: uma inovação na Comunicação Organizacional 1 Ediane Barbosa Oliveira 2 ECOS/UCPel Resumo: O trabalho busca um estudo sobre uma ferramenta estratégica do ciberespaço no meio da comunicação

Leia mais

Aulas expositivas. Discussões em grupo. Análise de textos. Estudos de caso. Apresentações em classe.

Aulas expositivas. Discussões em grupo. Análise de textos. Estudos de caso. Apresentações em classe. CURSO: ADMINISTRAÇÃO SEMESTRE: 3 DISCIPLINA: MARKETING CARGA HORARIA: 80 HORAS Ementário: Conceitos gerais de marketing. Macro e microambiente. Planejamento estratégico de marketing. Comportamento do consumidor.

Leia mais

Pós-Graduação em COMUNICAÇÃO CORPORATIVA

Pós-Graduação em COMUNICAÇÃO CORPORATIVA Pós-Graduação em COMUNICAÇÃO CORPORATIVA Ingresso Março 2016 Informações: (51) 3218-1400 - www.espm.br/mba Pós-Graduação em Comunicação Corporativa O Pós em Comunicação Corporativa é um curso de Pós-Graduação

Leia mais

Estudo de um Sistema de Gêneros em um Curso Universitário

Estudo de um Sistema de Gêneros em um Curso Universitário Departamento de Letras Estudo de um Sistema de Gêneros em um Curso Universitário Aluna: Esther Ruth Oliveira da Silva Orientadora: Profª. Bárbara Jane Wilcox Hemais Introdução O presente projeto se insere

Leia mais

CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DO AMAPÁ

CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DO AMAPÁ PLANO DE ENSINO Disciplina Curso Turno/Horário Noite Marketing Administração Professor Turma: 5ADN Cálidon Costa da Conceição Carga Horária Semanal Carga Horária Semestral Número de Créditos Teórica Total

Leia mais

PLANO DE ENSINO 2009

PLANO DE ENSINO 2009 1 PLANO DE ENSINO 2009 Fundamental I ( ) Fundamental II ( ) Médio ( ) Médio Profissionalizante ( ) Profissionalizante ( ) Graduação ( X ) Pós-graduação ( ) I. Dados Identificadores Curso Administração

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico Etec ETEC PAULINO BOTELHO Código: 091 Município: SÃO CARLOS - SP Área de conhecimento: GESTÃO E NEGÓCIOS Componente Curricular: MARKETING INSTITUCIONAL Série:

Leia mais

Campanha Publicitária para Instituto InhotimF. Mateus Felipe Pinto COELHOF. Francis Alan França SILVAF

Campanha Publicitária para Instituto InhotimF. Mateus Felipe Pinto COELHOF. Francis Alan França SILVAF Campanha Publicitária para Instituto InhotimF Mateus Felipe Pinto COELHOF 3 Francis Alan França SILVAF 4 Daniel CAMPOSF Centro Universitário de Belo Horizonte, Belo Horizonte, MG 2 1 RESUMO Campanha publicitária

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO EM POLÍTICA E RELAÇÕES GOVERNAMENTAIS

PÓS-GRADUAÇÃO EM POLÍTICA E RELAÇÕES GOVERNAMENTAIS PÓS-GRADUAÇÃO EM POLÍTICA E RELAÇÕES GOVERNAMENTAIS Parceria: Ingresso Agosto 2015 Informações: (51) 3218-1400 - www.espm.br/mba Pós-Graduação em Política e Relações Governamentais O programa objetiva

Leia mais

PLANO DE ENSINO DO 1º SEMESTRE LETIVO DE 2013

PLANO DE ENSINO DO 1º SEMESTRE LETIVO DE 2013 PLANO DE ENSINO DO 1º SEMESTRE LETIVO DE 2013 Curso: TECNOLOGIA EM MARKETING Habilitação: TECNOLÓGO Disciplina: FERRAMENTAS DE COMUNICAÇÃO EM MARKETING Período: M V N 3º semestre do Curso Carga Horária:

Leia mais

Universidade de Cuiabá Faculdade de Nutrição

Universidade de Cuiabá Faculdade de Nutrição Universidade de Cuiabá Faculdade de Nutrição Profª Carla Queiroz Aula 2 Unidade 1: Conceitos básicos de marketing Ambiente de Marketing Mix de Marketing: produto, preço, praça e promoção 1 Conceitos básicos

Leia mais

Imagem corporativa e as novas mídias

Imagem corporativa e as novas mídias Imagem corporativa e as novas mídias Ellen Silva de Souza 1 Resumo: Este artigo irá analisar a imagem corporativa, mediante as novas e variadas formas de tecnologias, visando entender e estudar a melhor

Leia mais

FTAD FORMAÇÃO TÉCNICA EM ADMINISTRAÇÃO MÓDULO DE MARKETING. Professor: Arlindo Neto

FTAD FORMAÇÃO TÉCNICA EM ADMINISTRAÇÃO MÓDULO DE MARKETING. Professor: Arlindo Neto FTAD FORMAÇÃO TÉCNICA EM ADMINISTRAÇÃO MÓDULO DE MARKETING Professor: Arlindo Neto Competências a serem trabalhadas GESTÃO DE MARKETING PUBLICIDADE E PROPAGANDA GESTÃO COMERCIAL FTAD FORMAÇÃO TÉCNICA EM

Leia mais

MODELAGEM COM EQUAÇÕES DIFERENCIAIS DE PRIMEIRA ORDEM E APLICAÇÕES À ECONOMIA

MODELAGEM COM EQUAÇÕES DIFERENCIAIS DE PRIMEIRA ORDEM E APLICAÇÕES À ECONOMIA MODELAGEM COM EQUAÇÕES DIFERENCIAIS DE PRIMEIRA ORDEM E APLICAÇÕES À ECONOMIA PAULO, João Pedro Antunes de Universidade Estadual de Goiás UnU de Iporá jpadepaula@hotmail.com RESUMO Esta pesquisa foi feita

Leia mais

NOTÍCIA INSTITUCIONAL: IMAGEM INSTITUCIONAL

NOTÍCIA INSTITUCIONAL: IMAGEM INSTITUCIONAL NOTÍCIA INSTITUCIONAL: IMAGEM INSTITUCIONAL RESUMO Caroline Ferreira 1 O objetivo deste artigo é falar sobre Noticia institucional e o interesse cada vez maior das empresas em cuidar da sua imagem institucional.

Leia mais

ANÁLISE DE VÍDEOS DOCUMENTAIS: PERSPECTIVAS PARA DISCUSSÕES ACERCA DO PROGRAMA ETNOMATEMÁTICA NEVES

ANÁLISE DE VÍDEOS DOCUMENTAIS: PERSPECTIVAS PARA DISCUSSÕES ACERCA DO PROGRAMA ETNOMATEMÁTICA NEVES ANÁLISE DE VÍDEOS DOCUMENTAIS: PERSPECTIVAS PARA DISCUSSÕES ACERCA DO PROGRAMA ETNOMATEMÁTICA Rouseleyne Mendonça de Souza NEVES Mestrado em Educação em Ciências e Matemática - UFG Órgão financiador: CAPES

Leia mais

ISSN 2238-9113 ÁREA TEMÁTICA:

ISSN 2238-9113 ÁREA TEMÁTICA: 13. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ISSN 2238-9113 ÁREA TEMÁTICA: ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( X ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( ) SAÚDE ( ) TRABALHO ( ) TECNOLOGIA

Leia mais

Pós-Graduação em GESTÃO EMPRESARIAL

Pós-Graduação em GESTÃO EMPRESARIAL Pós-Graduação em GESTÃO EMPRESARIAL Ingresso março de 2016 Informações: (51) 3218-1400 - www.espm.br/mba Pós-Graduação em Gestão Empresarial O Curso tem por objetivo capacitar os participantes na utilização

Leia mais

GESTÃO ESTRATÉGICA DE MARKETING

GESTÃO ESTRATÉGICA DE MARKETING GESTÃO ESTRATÉGICA DE MARKETING PÓS-GRADUAÇÃO / FIB-2009 Prof. Paulo Neto O QUE É MARKETING? Marketing: palavra em inglês derivada de market que significa: mercado. Entende-se que a empresa que pratica

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA PESQUISA DE MARKETING PARA GESTORES DE NEGÓCIO

A IMPORTÂNCIA DA PESQUISA DE MARKETING PARA GESTORES DE NEGÓCIO A IMPORTÂNCIA DA PESQUISA DE MARKETING PARA GESTORES DE NEGÓCIO Mariana Ferreira Soares, Priscila Petrusca Messias Gomes Silva e Marcos Alexandre de Melo Barros. Faculdade Senac de Pernambuco. E-mail:

Leia mais

DIAGNÓSTICO DO PERFIL DO LEITOR: ANÁLISE COMPARATIVA ENTRE O ENSINO PÚBLICO E PRIVADO NA REGIÃO OESTE DO ESTADO DE SÃO PAULO

DIAGNÓSTICO DO PERFIL DO LEITOR: ANÁLISE COMPARATIVA ENTRE O ENSINO PÚBLICO E PRIVADO NA REGIÃO OESTE DO ESTADO DE SÃO PAULO DIAGNÓSTICO DO PERFIL DO LEITOR: ANÁLISE COMPARATIVA ENTRE O ENSINO PÚBLICO E PRIVADO NA REGIÃO OESTE DO ESTADO DE SÃO PAULO Érika Cristina Mashorca Fiorelli, UNESP - Presidente Prudente-SP, SESI/SP; Ana

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico Etec Etec: São José do Rio Pardo Código: 150 Município: São José do Rio Pardo Eixo Tecnológico: Gestão e Negócios Habilitação Profissional: Técnica de Nível

Leia mais

Público Interno e crises organizacionais: um estudo abordando a incidência de demissões motivadas pelo uso inadequado das redes sociais digitais

Público Interno e crises organizacionais: um estudo abordando a incidência de demissões motivadas pelo uso inadequado das redes sociais digitais Público Interno e crises organizacionais: um estudo abordando a incidência de demissões motivadas pelo uso inadequado das redes sociais digitais Penélope da Silva Almeida SANTOS Universidade Sagrado Coração

Leia mais

Análise do Conteúdo e a Análise Documental

Análise do Conteúdo e a Análise Documental Análise do Conteúdo e a Análise Documental P R O F A. L I L L I A N A L V A R E S F A C U L D A D E D E C I Ê N C I A D A I N F O R M A Ç Ã O U N I V E R S I D A D E D E B R A S Í L I A Conceito Conceito

Leia mais

Introdução. 1 Informação disponível no site www.uscs.edu.br. Acesso em 21/05/2010.

Introdução. 1 Informação disponível no site www.uscs.edu.br. Acesso em 21/05/2010. Introdução O projeto de pesquisa apresentado almejava analisar a produção acadêmica dos alunos de Comunicação Social da Universidade Municipal de São Caetano do Sul desde a criação do programa de iniciação

Leia mais

Fonte: http://revistaescola.abril.com.br/gestao-escolar/coordenador-pedagogico/projeto-formacao-professoresmatematica-623627.shtml

Fonte: http://revistaescola.abril.com.br/gestao-escolar/coordenador-pedagogico/projeto-formacao-professoresmatematica-623627.shtml Fonte: http://revistaescola.abril.com.br/gestao-escolar/coordenador-pedagogico/projeto-formacao-professoresmatematica-623627.shtml Projeto de formação de professores em Matemática Um projeto exclusivo

Leia mais

Curso de Administração Informações da Disciplina: Administração Financeira I

Curso de Administração Informações da Disciplina: Administração Financeira I Administração Financeira I Timóteo Ramos Queiróz Conhecer, identificar e saber realizar as funções do administrador que dizem respeito às decisões financeiras de curto e às formas de mensuração da criação

Leia mais

Introdução ao Marketing. História do Conceito

Introdução ao Marketing. História do Conceito História do Conceito O termo marketing, de acordo com Cobra (1988, p. 34) é uma expressão anglo-saxônica derivada da palavra mercari, do latim, que significa comércio, ou ato de mercar, comercializar ou

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING PROJETO INTEGRADOR

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING PROJETO INTEGRADOR CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING PROJETO INTEGRADOR PROJETO INTEGRADOR 1. INTRODUÇÃO Conforme as diretrizes do Projeto Pedagógico dos Cursos Superiores de Tecnologia da Faculdade Unida de Suzano

Leia mais

Judiciário e Políticas Públicas ESCOLA DE DIREITO DE SÃO PAULO DA FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS 2º SEMESTRE DE 2013

Judiciário e Políticas Públicas ESCOLA DE DIREITO DE SÃO PAULO DA FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS 2º SEMESTRE DE 2013 Judiciário e Políticas Públicas ESCOLA DE DIREITO DE SÃO PAULO DA FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS 2º SEMESTRE DE 2013 FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS A Fundação Getulio Vargas (FGV) deu início a suas atividades em 1944

Leia mais

TÍTULO: MARKETING DIGITAL, ESTRATÉGIA FUNDAMENTAL PARA O CRESCIMENTO DAS EMPRESAS.

TÍTULO: MARKETING DIGITAL, ESTRATÉGIA FUNDAMENTAL PARA O CRESCIMENTO DAS EMPRESAS. Anais do Conic-Semesp. Volume 1, 2013 - Faculdade Anhanguera de Campinas - Unidade 3. ISSN 2357-8904 TÍTULO: MARKETING DIGITAL, ESTRATÉGIA FUNDAMENTAL PARA O CRESCIMENTO DAS EMPRESAS. CATEGORIA: CONCLUÍDO

Leia mais

CIDADANIA: o que é isso?

CIDADANIA: o que é isso? CIDADANIA: o que é isso? Autora: RAFAELA DA COSTA GOMES Introdução A questão da cidadania no Brasil é um tema em permanente discussão, embora muitos autores discutam a respeito, entre eles: Ferreira (1993);

Leia mais

Faculdade da Alta Paulista

Faculdade da Alta Paulista PLANO DE ENSINO DISCIPLINA SÉRIE PERÍODO LETIVO CARGA HORÁRIA Gestão de Marketing 2ª. Série 2014 I EMENTA Função e cenário mercadológico. Inter-relacionamento da função mercadológica com as demais funções

Leia mais

ESTRATÉGIAS MERCADOLÓGICAS UTILIZADAS PELAS OPERADORAS, TIM, CLARO E VIVO.

ESTRATÉGIAS MERCADOLÓGICAS UTILIZADAS PELAS OPERADORAS, TIM, CLARO E VIVO. 1 ESTRATÉGIAS MERCADOLÓGICAS UTILIZADAS PELAS OPERADORAS, TIM, CLARO E VIVO. Juliana da Silva RIBEIRO 1 RESUMO: O presente trabalho enfoca as estratégias das operadoras de telefonia móvel TIM,VIVO e CLARO

Leia mais

Ingresso Março 2015. Outubro 2014. Informações: (51) 3218-1400 - www.espm.br/mba

Ingresso Março 2015. Outubro 2014. Informações: (51) 3218-1400 - www.espm.br/mba Ingresso Março 2015 Informações: (51) 3218-1400 - www.espm.br/mba MBA em Marketing Digital Desenvolver profissionais para atuarem na era digital, com visão estratégica e conhecimento técnico para planejar

Leia mais

Faculdade da Alta Paulista

Faculdade da Alta Paulista Plano de Ensino Disciplina: Marketing Aplicado aos Negócios Código: Série: 3ª Série Obrigatória ( x ) Optativa ( ) CH Teórica: CH Prática: CH Total: 80 horas Período Letivo: 2015 Obs: Objetivo Geral: Apresentar

Leia mais

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - Cetec. Ensino Técnico. Componente Curricular: ADMINISTRAÇÃO DE MARKETING

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - Cetec. Ensino Técnico. Componente Curricular: ADMINISTRAÇÃO DE MARKETING Plano de Trabalho Docente 2013 Ensino Técnico ETEC PROFESSOR MASSUYUKI KAWANO Código: 136 Município: TUPÂ Eixo Tecnológico: GESTÃO E NEGÓCIOS Habilitação Profissional: TÉCNICO EM ADMINISTRAÇÃO Qualificação:

Leia mais

Governo do Estado do Rio Grande do Sul Secretaria de Estado da Cultura Instituto Estadual de Cinema Iecine

Governo do Estado do Rio Grande do Sul Secretaria de Estado da Cultura Instituto Estadual de Cinema Iecine Governo do Estado do Rio Grande do Sul Secretaria de Estado da Cultura Instituto Estadual de Cinema Iecine Mapeamento dos Produtores Audiovisuais do Rio Grande do Sul Audiovisual 2013 Porto Alegre 2013

Leia mais

MARKETING II. Comunicação Integrada de Marketing

MARKETING II. Comunicação Integrada de Marketing CENTRO UNIVERSITÁRIO FRANCISCANO CIÊNCIAS SOCIAIS CURSO DE ADMINISTRAÇÃO MARKETING II Comunicação Integrada de Marketing Profª: Michele Freitas Santa Maria, 2012. O que é comunicação integrada? É o desenvolvimento

Leia mais

ANÁLISE QUALITATIVA DE DADOS

ANÁLISE QUALITATIVA DE DADOS ANÁLISE QUALITATIVA DE DADOS Gabriela Rodrigues A expressão é correntemente utilizada nas Ciências Sociais, particularmente entre a Antropologia e a Sociologia, e refere-se a um conjunto de técnicas de

Leia mais

As pesquisas podem ser agrupadas de acordo com diferentes critérios e nomenclaturas. Por exemplo, elas podem ser classificadas de acordo com:

As pesquisas podem ser agrupadas de acordo com diferentes critérios e nomenclaturas. Por exemplo, elas podem ser classificadas de acordo com: 1 Metodologia da Pesquisa Científica Aula 4: Tipos de pesquisa Podemos classificar os vários tipos de pesquisa em função das diferentes maneiras pelo qual interpretamos os resultados alcançados. Essa diversidade

Leia mais

de Propaganda PARTE 2 UNIBAN Unidade Marte Disciplina: Planejamento de Campanha Prof. Me. Francisco Leite Aulas: 14 e 28.04.11

de Propaganda PARTE 2 UNIBAN Unidade Marte Disciplina: Planejamento de Campanha Prof. Me. Francisco Leite Aulas: 14 e 28.04.11 Etapas Planejamento de Campanha de Propaganda PARTE 2 UNIBAN Unidade Marte Disciplina: Planejamento de Campanha Prof. Me. Francisco Leite Aulas: 14 e 28.04.11 Agenda: Tipos de Campanhas Objetivo: Apresentar

Leia mais

Ingresso Agosto 2015

Ingresso Agosto 2015 Ingresso Agosto 2015 Informações: (51) 3218-1400 - www.espm.br/mba MBA em Marketing de Moda Formar especialistas em Marketing de Moda, que sejam capazes de desenvolver estratégias e ações de marketing

Leia mais

ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS

ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS APRESENTAÇÃO ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS Breve histórico da instituição seguido de diagnóstico e indicadores sobre a temática abrangida pelo projeto, especialmente dados que permitam análise da

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 012/07 CONSUNI

RESOLUÇÃO Nº 012/07 CONSUNI RESOLUÇÃO Nº 012/07 CONSUNI APROVA A ALTERAÇÃO DA MATRIZ CURRICULAR DOS CURSOS DE ADMINISTRAÇÃO, ADMINISTRAÇÃO HABILITAÇÃO EM COMÉRCIO EXTERIOR E ADMINISTRAÇÃO HABILITAÇÃO EM MARKETING E O REGULAMENTO

Leia mais

Marketing Turístico e Hoteleiro

Marketing Turístico e Hoteleiro 1 CAPÍTULO I Introdução ao Marketing Introdução ao Estudo do Marketing Capítulo I 1) INTRODUÇÃO AO MARKETING Sumário Conceito e Importância do marketing A evolução do conceito de marketing Ética e Responsabilidade

Leia mais

PRÁTICA DE ENSINO INTERDISCIPLINAR NO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO NA PERSPECTIVA DOS DISCENTES.

PRÁTICA DE ENSINO INTERDISCIPLINAR NO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO NA PERSPECTIVA DOS DISCENTES. PRÁTICA DE ENSINO INTERDISCIPLINAR NO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO NA PERSPECTIVA DOS DISCENTES. Introdução As mudanças e desafios no contexto social influenciam a educação superior, e como consequência, os

Leia mais

UNIARA CENTRO UNIVERSITÁRIO DE ARARAQUARA MESTRADO PROFISSIONAL EM EDUCAÇÃO: PROCESSOS DE ENSINO, GESTÃO E INOVAÇÃO REGULAMENTO SUMÁRIO

UNIARA CENTRO UNIVERSITÁRIO DE ARARAQUARA MESTRADO PROFISSIONAL EM EDUCAÇÃO: PROCESSOS DE ENSINO, GESTÃO E INOVAÇÃO REGULAMENTO SUMÁRIO UNIARA CENTRO UNIVERSITÁRIO DE ARARAQUARA MESTRADO PROFISSIONAL EM EDUCAÇÃO: PROCESSOS DE ENSINO, GESTÃO E INOVAÇÃO REGULAMENTO SUMÁRIO TÍTULO I - APRESENTAÇÃO DO PROGRAMA... 1 TÍTULO II - DOS OBJETIVOS...

Leia mais

O advento das mídias sociais digitais e o mercado de trabalho para o profissional de relações públicas

O advento das mídias sociais digitais e o mercado de trabalho para o profissional de relações públicas O advento das mídias sociais digitais e o mercado de trabalho para o profissional de relações públicas Julie Caroline de Alcântara Universidade do Sagrado Coração, Bauru/SP E-mail: juliealcantara.31@gmail.com

Leia mais

CONTROLADORIA NO SUPORTE A GESTÃO EMPRESARIAL

CONTROLADORIA NO SUPORTE A GESTÃO EMPRESARIAL CONTROLADORIA NO SUPORTE A GESTÃO EMPRESARIAL Cristiane de Oliveira 1 Letícia Santos Lima 2 Resumo O objetivo desse estudo consiste em apresentar uma base conceitual em que se fundamenta a Controladoria.

Leia mais

SUSTENTABILIDADE NA LOGÍSTICA REVERSA: ANÁLISE EMPÍRICA DE MULTIPLOS CASOS

SUSTENTABILIDADE NA LOGÍSTICA REVERSA: ANÁLISE EMPÍRICA DE MULTIPLOS CASOS 181 SUSTENTABILIDADE NA LOGÍSTICA REVERSA: ANÁLISE EMPÍRICA DE MULTIPLOS CASOS Valdecir Cahoni Rodrigues 1, Alvaro Costa Jardim Neto 2, Nilmaer Souza da Silva 1 1 Universidade do Oeste Paulista UNOESTE.

Leia mais

Ingresso Março 2015 Informações: (51) 3218-1400 - www.espm.br/mba

Ingresso Março 2015 Informações: (51) 3218-1400 - www.espm.br/mba Ingresso Março 2015 Informações: (51) 3218-1400 - www.espm.br/mba MBA em Comunicação Corporativa O MBA em Comunicação Corporativa é um curso de Pós-Graduação Latu Sensu que capacita profissionais para

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2014

Plano de Trabalho Docente 2014 Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico ETEC Profª Nair Luccas Ribeiro Código: 156 Município: Teodoro Sampaio Eixo Tecnológico: Gestão e Negócio Habilitação Profissional: Técnico em Administração

Leia mais

Ingresso Agosto 2015

Ingresso Agosto 2015 Ingresso Agosto 2015 Informações: (51) 3218-1400 - www.espm.br/mba MBA em Gestão de Projetos Tem como objetivo preparar profissionais para desenvolver projetos nos diversos setores empresariais. O programa

Leia mais

IMAGEM E REPUTAÇÃO NAS INSTITUIÇÕES DE ENSINO: A PESQUISA E RESULTADOS NO IMAGE E MARKET SHARE

IMAGEM E REPUTAÇÃO NAS INSTITUIÇÕES DE ENSINO: A PESQUISA E RESULTADOS NO IMAGE E MARKET SHARE IMAGEM E REPUTAÇÃO NAS INSTITUIÇÕES DE ENSINO: A PESQUISA E RESULTADOS NO IMAGE E MARKET SHARE GEduc 2012 - Novos Rumos para a Gestão Educacional Pág 1 Temas Pressupostos teórico-metodológicos As necessidades

Leia mais

Portfólio de Criação Espaço Experiência 1. Gabriel Godinho CARRARO 2 Julia Meinhardt TELLES 3 Jarissa Maguatini Pinto COGOY 4 Vinícius MANO 5

Portfólio de Criação Espaço Experiência 1. Gabriel Godinho CARRARO 2 Julia Meinhardt TELLES 3 Jarissa Maguatini Pinto COGOY 4 Vinícius MANO 5 Portfólio de Criação Espaço Experiência 1 Gabriel Godinho CARRARO 2 Julia Meinhardt TELLES 3 Jarissa Maguatini Pinto COGOY 4 Vinícius MANO 5 Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Porto

Leia mais

PROVA 367. (Dec.- Lei n.º 139/2012, de 5 de julho) 2014/2015 1.ª e 2.ª Fases

PROVA 367. (Dec.- Lei n.º 139/2012, de 5 de julho) 2014/2015 1.ª e 2.ª Fases PROVA 367 INFORMAÇÃO - PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA INGLÊS- continuação 10.º e 11.º Anos (Dec.- Lei n.º 139/2012, de 5 de julho) 2014/2015 1.ª e 2.ª Fases Provas Escrita e Oral Cursos Científico-

Leia mais

Eixo 1 - Ensino. As questões respondidas pelos discentes sobre a temática do ensino somam oito interrogações, as quais seguem em análise:

Eixo 1 - Ensino. As questões respondidas pelos discentes sobre a temática do ensino somam oito interrogações, as quais seguem em análise: Relatório de análise de dados O presente relatório trata da análise dos resultados provenientes de informações obtidas por meio dos questionários da autoavaliação referentes ao curso de graduação em Dança

Leia mais

Banco de dados para consulta e pesquisa da criação publicitária realizada no meio universitário contemporâneo. 1

Banco de dados para consulta e pesquisa da criação publicitária realizada no meio universitário contemporâneo. 1 Banco de dados para consulta e pesquisa da criação publicitária realizada no meio universitário contemporâneo. 1 Ricardo Bruscagin Morelatto. 2 Universidade Mackenzie. Resumo: Registro da produção criativa

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico Etec Etec: Paulino Botelho Extensão Esterina Placco Código: 091.01 Município: São Carlos Eixo Tecnológico: Gestão e Negócios Habilitação Profissional: Técnico

Leia mais

PERFIL DOS USUÁRIOS DE E-COMMERCE EM GUAÍBA

PERFIL DOS USUÁRIOS DE E-COMMERCE EM GUAÍBA PERFIL DOS USUÁRIOS DE E-COMMERCE EM GUAÍBA João Antonio Jardim Silveira 1 Amilto Muller ¹ Luciano Fagundes da Silva ¹ Luis Rodrigo Freitas ¹ Marines Costa ¹ RESUMO O presente artigo apresenta os resultados

Leia mais

Leitura e Literatura

Leitura e Literatura MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO BÁSICAB Diretoria de Políticas de Formação, Materiais Didáticos e de Tecnologias para Educação BásicaB Leitura e Literatura Dia e Semana Nacional da Leitura

Leia mais

Currículo do Curso de Licenciatura em Filosofia

Currículo do Curso de Licenciatura em Filosofia Currículo do Curso de Licenciatura em Filosofia 1. Componentes curriculares O currículo do Curso de Licenciatura em Filosofia engloba as seguintes dimensões. 1.1. Conteúdos de natureza teórica Estes conteúdos

Leia mais

O PROJETO DE PESQUISA CIENTÍFICA E SUA APLICAÇÃO

O PROJETO DE PESQUISA CIENTÍFICA E SUA APLICAÇÃO O PROJETO DE PESQUISA CIENTÍFICA E SUA APLICAÇÃO Objetivos: Apresentar a estrutura básica de um projeto de pesquisa com vistas a sua elaboração FACULDADES INTEGRADAS DE BAURU GESTÃO DA COMUNICAÇÃO MERCADOLÓGICA

Leia mais

Página 1 de 19 Data 04/03/2014 Hora 09:11:49 Modelo Cerne 1.1 Sensibilização e Prospecção Envolve a manutenção de um processo sistematizado e contínuo para a sensibilização da comunidade quanto ao empreendedorismo

Leia mais

SELEÇÃO E UTILIZAÇÃO DE ATIVIDADES EXPERIMENTAIS EM AULAS DE BIOLOGIA E FÍSICA DO ENSINO MÉDIO

SELEÇÃO E UTILIZAÇÃO DE ATIVIDADES EXPERIMENTAIS EM AULAS DE BIOLOGIA E FÍSICA DO ENSINO MÉDIO SELEÇÃO E UTILIZAÇÃO DE ATIVIDADES EXPERIMENTAIS EM AULAS DE BIOLOGIA E FÍSICA DO ENSINO MÉDIO Larissa Zancan Rodrigues UFSM Fernanda Sauzem Wesendonk UFSM Eduardo Adolfo Terrazzan UFSM Agência de financiamento:

Leia mais

Ingresso Março 2015 Informações: (51) 3218-1400 - www.espm.br/mba

Ingresso Março 2015 Informações: (51) 3218-1400 - www.espm.br/mba Ingresso Março 2015 Informações: (51) 3218-1400 - www.espm.br/mba MBA em Gestão de Vendas e Relacionamento O programa desenvolve conhecimentos e habilidades que possibilitem ao profissional atender de

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO DE GRADUAÇÃO DE ADMINISTRAÇÃO Nome da disciplina Evolução do Pensamento Administrativo I Estudo da administração, suas áreas e funções, o trabalho do administrador e sua atuação;

Leia mais

PROVA 358. (Dec.- Lei n.º 139/2012, de 5 de julho) 2014/2015 1.ª e 2.ª Fases

PROVA 358. (Dec.- Lei n.º 139/2012, de 5 de julho) 2014/2015 1.ª e 2.ª Fases PROVA 358 INFORMAÇÃO - PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA INGLÊS Formação Específica Anual 12.º Ano (Dec.- Lei n.º 139/2012, de 5 de julho) 2014/2015 1.ª e 2.ª Fases Provas Escrita e Oral Cursos Científico-

Leia mais

NÚCLEO DE EDUCAÇÃO MATEMÁTICA E ENSINO DE FÍSICA E AS NOVAS TECNOLOGIAS NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES

NÚCLEO DE EDUCAÇÃO MATEMÁTICA E ENSINO DE FÍSICA E AS NOVAS TECNOLOGIAS NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES NÚCLEO DE EDUCAÇÃO MATEMÁTICA E ENSINO DE FÍSICA E AS NOVAS TECNOLOGIAS NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES Edson Crisostomo dos Santos Universidade Estadual de Montes Claros - UNIMONTES edsoncrisostomo@yahoo.es

Leia mais

Pesquisa de Marketing

Pesquisa de Marketing Pesquisa de Marketing CONCEITOS INICIAIS Prof. Daciane de Oliveira Silva Fonte: MALHORTA, Naresh K. Pesquisa de Marketing: uma orientação aplicada. 4 ed. Porto Alegre: Bookman, 2006. MATTAR, Fauze Najib.

Leia mais

MBA em Marketing Estratégico

MBA em Marketing Estratégico MBA em Marketing Estratégico Público - alvo O MBA em Marketing Estratégico é indicado para profissionais com experiência profissional mínima de três anos, com formação universitária em qualquer área e

Leia mais

4 Cursos de nível superior no Brasil para formação de Designers de Games

4 Cursos de nível superior no Brasil para formação de Designers de Games 4 Cursos de nível superior no Brasil para formação de Designers de Games Este Capítulo apresenta o levantamento realizado dos cursos de nível superior no Brasil voltados para a formação de Designers de

Leia mais

CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO Autorizado pela Portaria no 1.399 de 04/07/01 DOU de 09/07/01 PLANO DE CURSO

CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO Autorizado pela Portaria no 1.399 de 04/07/01 DOU de 09/07/01 PLANO DE CURSO CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO Autorizado pela Portaria no 1.399 de 04/07/01 DOU de 09/07/01 Componente Curricular: Marketing Aplicado à Engenharia Código: ENGP - 587 Pré-requisito: ----- Período Letivo:

Leia mais

MBA EM GESTÃO ESTRATÉGICA DE NEGÓCIOS MANUAL DO CANDIDATO. Ingresso Agosto 2013 ESPM-SUL. Rua Guilherme Schell, 350 Santo Antônio Porto Alegre/RS.

MBA EM GESTÃO ESTRATÉGICA DE NEGÓCIOS MANUAL DO CANDIDATO. Ingresso Agosto 2013 ESPM-SUL. Rua Guilherme Schell, 350 Santo Antônio Porto Alegre/RS. MBA EM GESTÃO ESTRATÉGICA DE NEGÓCIOS MANUAL DO CANDIDATO Ingresso Agosto 2013 ESPM-SUL Rua Guilherme Schell, 350 Santo Antônio Porto Alegre/RS. Informações: Central de Candidatos: (51) 3218-1400 Segunda

Leia mais

12º PRÊMIO SER HUMANO ABRH-ES EDIÇÃO 2015

12º PRÊMIO SER HUMANO ABRH-ES EDIÇÃO 2015 12º PRÊMIO SER HUMANO ABRH-ES EDIÇÃO 2015 REGULAMENTO A ABRH-ES (Associação Brasileira de Recursos Humanos Seccional Espírito Santo) é integrante do Sistema Nacional ABRH e configura-se como instituição

Leia mais

PROJETO DE PESQUISA (2011-2012) Comunicação em saúde e a Internet. Comunicação Social PROVÁVEL CONCLUSÃO:

PROJETO DE PESQUISA (2011-2012) Comunicação em saúde e a Internet. Comunicação Social PROVÁVEL CONCLUSÃO: PROJETO DE PESQUISA (2011-2012) Comunicação em saúde e a Internet CURSO: LINHA DE PESQUISA DO CURSO AO QUAL O PROJETO ESTARÁ VINCULADO: BOLSISTA: ORIENTADOR : Comunicação Social Comunicação, Inovação e

Leia mais

25 a 28 de Outubro de 2011 ISBN 978-85-8084-055-1

25 a 28 de Outubro de 2011 ISBN 978-85-8084-055-1 25 a 28 de Outubro de 2011 ISBN 978-85-8084-055-1 A EVOLUÇÃO DO MAPEAMENTO DA INTEGRAÇÃO ENTRE PÓS- GRADUAÇÃO E GRADUAÇÃO EM DIREITO NO BRASIL: A UTILIDADE DAS BASES DE DADOS DA CAPES 2007/2009 E INEP

Leia mais

A SATISFAÇÃO DOS CLIENTES DE UMA TRANSPORTADORA DA CIDADE DE SÃO PAULO: UM ESTUDO DE CASO

A SATISFAÇÃO DOS CLIENTES DE UMA TRANSPORTADORA DA CIDADE DE SÃO PAULO: UM ESTUDO DE CASO 25 a 28 de Outubro de 2011 ISBN 978-85-8084-055-1 A SATISFAÇÃO DOS CLIENTES DE UMA TRANSPORTADORA DA CIDADE DE SÃO PAULO: UM ESTUDO DE CASO Marcelo Cristian Vieira 1, Carolina Zavadzki Martins 2,Gerliane

Leia mais

PLANO DE ENSINO PROJETO PEDAGÓCIO: 2010. Carga Horária Semestral: 40 Semestre do Curso: 8º

PLANO DE ENSINO PROJETO PEDAGÓCIO: 2010. Carga Horária Semestral: 40 Semestre do Curso: 8º PLANO DE ENSINO PROJETO PEDAGÓCIO: 2010 Curso: Pedagogia Disciplina: Acompanhamento aos Projetos de Pesquisa II Carga Horária Semestral: 40 Semestre do Curso: 8º 1 - Ementa (sumário, resumo) Espaço destinado

Leia mais

SITUAÇÃO DE PRODUÇÃO DA RESENHA NO ENSINO SUPERIOR

SITUAÇÃO DE PRODUÇÃO DA RESENHA NO ENSINO SUPERIOR RESENHA Neste capítulo, vamos falar acerca do gênero textual denominado resenha. Talvez você já tenha lido ou elaborado resenhas de diferentes tipos de textos, nas mais diversas situações de produção.

Leia mais