PARCEIROS PARA A EXCELÊNCIA PAEX

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PARCEIROS PARA A EXCELÊNCIA PAEX"

Transcrição

1 Nossa empresa encontrou nos profissionais da FDC a competência e o equilíbrio necessários para que pudéssemos enfrentar a difícil tarefa de montar o nosso planejamento estratégico. O empenho e a dedicação dos professores do PAEX têm sido fundamental para que a cada dia possamos colher resultados positivos dessa empreitada. Vladimir Tadeu Ramos Diretor Soma Comunicação Visual Campus Aloysio Faria Av. Princesa Diana, 760 Alphaville Lagoa dos Ingleses Nova Lima MG Brasil Campus BH Rua Bernardo Guimarães, Santo Agostinho Belo Horizonte MG Brasil Campus SP Av. Dr. Cardoso de Melo, º- andar Vila Olímpia São Paulo SP Brasil Campus RJ Av. Afrânio de Melo Franco, 290 2º- andar Shopping Leblon Leblon Rio de Janeiro RJ Brasil (capitais) (demais localidades) Saiba mais: (capitais) (demais localidades) Fotos Jorge Sato, fotógrafo brasileiro que retrata o mundo com um olhar imprevisível e surpreendente. PARCEIROS PARA A EXCELÊNCIA PAEX Presença nacional, reconhecimento mundial. FDC C_Filhotinho_PAEX_AF.indd 1-3 8/19/13 10:44 AM

2 Conheça a Fundação Dom Cabral Uma das melhores escolas de negócios do mundo, pelo ranking de educação executiva do Financial Times Conexão entre teoria e prática, formação acadêmica com experiência empresarial e a sustentabilidade como tema transversal em todos os projetos. É assim que há mais de 37 anos a Fundação Dom Cabral desenvolve executivos, gestores públicos, empresários e organizações de diversos segmentos, em vários países. A FDC oferece o que há de mais inovador por meio de soluções educacionais nacionais e internacionais, sustentadas por alianças estratégicas e acordos de cooperação com renomadas instituições na Europa, Estados Unidos, Inglaterra, China, Índia, Rússia e América Latina. Essa rede de escolas permite o acesso a modernas ferramentas de gestão, troca de experiências e a geração conjunta de conhecimento. Nossa filosofia trabalhar COM o cliente e não apenas para ele respeita a identidade das organizações, a peculiaridade dos segmentos em que atuam e a dinâmica dos mercados. A FDC se tornou referência internacional, contribuindo para o desenvolvimento sustentável da sociedade por meio da educação e da capacitação: recebemos anualmente em nossos Programas cerca de 35 mil executivos. Todo esse conhecimento de alto valor gerado pela FDC tem relevância estratégica para as organizações, para a sociedade e pode ser convertido em negócios sustentáveis e bem-sucedidos na sua empresa. Parceiros para a Excelência PAEX Um modelo de gestão com foco em resultados para médias empresas O PAEX é uma Parceria que reúne empresas de médio porte em busca da implementação de um modelo de gestão com foco em melhoria de resultados e aumento de competitividade. Através da construção gradativa de conhecimento e do intercâmbio de experiências, os participantes discutem seus modelos de gestão, colocando em prática ferramentas gerenciais e estratégicas. Tudo isso com os professores da FDC acompanhando lado a lado. Nesse ambiente, os resultados aparecem a médio e longo prazos, através do realinhamento da estratégia de cada empresa e com avaliações gerenciais mensais para mensurar o progresso dos negócios. Para garantir um rico intercâmbio de informações, o PAEX integra mais de 550 empresas entre grupos regionais no Brasil, Argentina, Paraguai e Portugal. Parceria que gera resultados Redefinição da estratégia de gestão da empresa com base em um modelo integrado. Definição de indicadores de performance da organização. Acompanhamento periódico de metas. Ampliação dos horizontes a partir do seu contato com a vanguarda da gestão empresarial. Intercâmbio entre empresas para compartilhamento das melhores práticas de gestão. Implementação de metodologias de gestão em: Marketing e Vendas, Gestão de Processos, Gestão de Pessoas, Gestão de Projetos, Finanças, Operações e Logística. Melhoria nos resultados econômico-financeiros. Campus Aloysio Faria FDC C_Filhotinho_PAEX_AF.indd 4-5 8/19/13 10:44 AM

3 Participantes Grupos de empresas de médio porte Reunidos em uma mesma região. Não concorrentes entre si. Em processo contínuo de desenvolvimento. Os grupos são constituídos por até dez empresas de uma mesma região. Esse formato facilita o intercâmbio e o acesso às atividades, evitando que os dirigentes tenham que se deslocar de sua base territorial. Dinâmica de funcionamento: 450 horas por ano de atividades para as empresas As metodologias de gestão do PAEX são desenvolvidas para aplicação nas empresas parceiras com o objetivo claro de melhorar a competitividade e otimizar os seus resultados globais. A partir do projeto empresarial e gerenciamento de resultados, metodologia central do PAEX, metodologias auxiliares nos campos de Finanças, Marketing e Vendas, Processos, Pessoas, Projetos, Operações e Logística são implementadas em cada uma das empresas parceiras de cada grupo. Essas metodologias unem conhecimento acadêmico com as práticas do dia a dia do negócio. O objetivo é garantir o alcance dos resultados desejados pelas empresas parceiras, de forma integrada e global. Atividades Desenvolvimento do projeto empresarial com a empresa Elaboração e implementação do planejamento estratégico e da visão de futuro da empresa, reavaliando individualmente o seu negócio. Revisão do projeto empresarial Análise e reavaliação do planejamento estratégico desenvolvido em parceria com a empresa. Avaliações gerenciais mensais de resultados, controle de metas e acompanhamento das inciativas para alcance dos objetivos estratégicos definidos no projeto empresarial. /Metodologias Aplicação prática do conhecimento em gestão com especialistas nas áreas de Marketing e Vendas, Processos, Projetos, Finanças, Operações e Logística implementadas de acordo com as necessidades de cada empresa. Programa de Desenvolvimento de Dirigentes PDD Anualmente, três executivos por empresa participam de um Programa de formação de 96 horas, composto por seis módulos com ênfase em Estratégia, Marketing e Vendas, Finanças, Pessoas, Processos e Projetos. Programa de Desenvolvimento de Dirigentes Avançado PDDA Espaço de discussão de temas emergentes da gestão para o principal executivo ou aquele em formação que já tenha participado do PDD. PROJETO EMPRESARIAL CONHECIMENTO PDD PDDA MONITORIA INTERCÂMBIO ATIVIDADES COLETIVAS ATIVIDADES INDIVIDUALIZADAS POR EMPRESA AVALIAÇÕES GERENCIAIS MENSAIS (AGM) FDC C_Filhotinho_PAEX_AF.indd 6-7 8/19/13 10:44 AM

4 Intercâmbio Troca entre os parceiros da rede de empresas, estimulada pelos encontros Comitê de Presidentes: em um grupo restrito, formado pelo principal dirigente de cada organização parceira, são discutidos temas atuais e problemas comuns, promovendo o desenvolvimento e a integração de executivos. Encontro de Dirigentes: profissionais se encontram e trocam experiências, ao mesmo tempo em que entram em contato com conteúdos atualizados de padrão internacional. Encontro Anual da Rede: presidentes e principais executivos participantes do PAEX reúnem-se para discutir, abrindo oportunidade de intercâmbio com outras empresas, setores, países e culturas. O encontro é também uma oportunidade para trocar ideias sobre cenários e subsidiar a elaboração do projeto empresarial. Portal PAEX integrando a Rede PAEX Formada pelos vários grupos de empresas parceiras, a Rede PAEX opera em muitos Estados no Brasil e no exterior. Tem como objetivo integrar as empresas e seus executivos, estimular e facilitar a troca de experiências entre os participantes de cada grupo. Tela 1: informações sobre a Rede PAEX O PAEX oferece aos seus parceiros um portal no site da FDC que, além de apoiar as atividades presenciais desde a divulgação dos eventos até a organização dos materiais didáticos, permite principalmente a troca de experiências por meio de ferramentas de intercâmbio e reúne a produção técnica da FDC e dos parceiros. O conteúdo do Portal PAEX está organizado em seções nas quais os dirigentes das empresas parceiras encontram: Informações institucionais do PAEX: grupos do PAEX e de suas empresas, agenda de atividades, materiais didáticos. Conteúdos de gestão: artigos científicos e opinativos de interesse do público, resenhas de livros, perfis de executivos e suas trajetórias profissionais. Interação entre parceiros: e-intercâmbio publicação de perguntas e respostas dos dirigentes sobre questões do dia a dia da gestão; banco de experiências acervo de práticas de sucesso das empresas parceiras, organizado segundo os campos de atuação da parceria. Tela 2: blog do PAEX Informativos: boletins produzidos com as notícias da rede que prestigiam e divulgam assuntos de interesse das empresas parceiras. FDC C_Filhotinho_PAEX_AF.indd 8-9 8/19/13 10:44 AM

5 Software de gestão de indicadores Sistema de gestão de indicadores que compara as metas de cada indicador com seus respectivos valores realizados. Como instrumento de suporte às AGM, que são parte da metodologia de gestão estratégica implementada pelo PAEX, o painel de bordo permite ainda que se analisem, para as situações críticas, as causas de mau desempenho e ações corretivas cabíveis. Desenvolvido em plataforma 100% web, o software tem como objetivo agrupar as informações estratégicas, táticas e operacionais, possibilitando aos gestores o acesso aos dados necessários para a boa gestão da organização. Painel de bordo J F M A M J J A S O N D BSC MetroBank 79,82% 100,00% 79,82% Sustentabilidade 90,09% 100,00% 90,09% Gerar Valor para o Acionista 90,01% 100,00% 90,01% EVA(FA) R$ 402,97 R$ 447,70 90,01% 90 Ativo Econômico R$ 1.011,15 R$ 1.280,00 79,00% 79 Spread 39,85% 34,98% 113,94% 114 ROI 52,52% 48,64% 107,97% Ativo Econômico 24,44% 39,37% 62,08% LOP Pós-Impostos/ROL 12,83% 19,15% 67,03% 67 WACC Nominal 12,66% 13,66% 92,70% 93 Desenvolver Responsabilidade Social 66,33% 100,00% 66,33% Desenvolver Responsabilidade Ambiental 115,00% 100,00% 115,00% Maximizar IGC 89,00% 100,00% 89,00% Financeira 76,63% 100,00% 76,63% Diversificar as Receitas 86,31% 100,00% 86,31% Lucro - Outros 847,60 982,00 86,31% Lucro Novos Produtos R$ 403,00 R$ 655,00 61,53% Lucro Serviços R$ 1.144,00 R$ 1.200,00 95,33% Aumentar a Eficiência Operacional 66,95% 100,00% 66,95% Custo por Depósito R$ 55,88 R$ 42,00 66,95% Custo por Depósito CS R$ 39,85 R$ 30,00 67,17% Custo por Depósito NN R$ 16,03 R$ 12,00 66,42% Mercado 68,87% 100,00% 68,87% Aumentar a Confiança dos Clientes 83,54% 100,00% 83,54% Índice de Relacionamento 50,13% 60,00% 83,54% Aumentar a Satisfação dos Clientes 54,19% 100,00% 54,19% Satisfação dos Clientes 42,00% 77,50% 54,19% 54 Processos Internos 75,06% 100,00% 75,06% Aprendizado e Crescimento 88,43% 100,00% 88,43% Relatório de indicador exemplo BSC MetroBank Objetivo: aumentar a produtividade dos funcionários Indicador: Receita Média Fórmula: (Receita Média NN) + (Receita Média CS) Meta Realizado Desempenho Farol R$ 70,50 R$ 53,15 75,39% 02/ / / / / / / / / / / /2008 Maior - Melhor Realizado Meta Período Meta Real Desemp 01/2008 R$ 5,50 R$ 4,00 72,73% 02/2008 R$ 5,50 R$ 5,20 94,55% 03/2008 R$ 5,50 R$ 5,40 98,18% 04/2008 R$ 6,00 R$ 4,50 75,00% 05/2008 R$ 6,00 R$ 4,25 70,83% 06/2008 R$ 6,00 R$ 4,00 66,67% 07/2008 R$ 6,00 R$ 3,90 65,00% 08/2008 R$ 6,00 R$ 3,80 63,33% 09/2008 R$ 6,00 R$ 5,60 93,33% 10/2008 R$ 6,00 R$ 5,00 83,33% 11/2008 R$ 6,00 R$ 3,50 58,33% 12/2008 R$ 6,00 R$ 4,00 66,67% FDC C_Filhotinho_PAEX_AF.indd /19/13 10:45 AM

6 Exemplo de cronograma anual de atividades de um grupo DATA ATIVIDADE COMITÊ DE PRESIDENTES ENCONTRO DE DIRIGENTES GRUPO DE GESTÃO Metodologias: Projeto Empresarial Marketing Processos Finanças Pessoas Projetos Operações e Logística PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO DE DIRIGENTES PDD JAN FEV Estratégia Empresarial MAR ABR Gestão de Pessoas MAI Gestão de Processos JUN JUL Finanças AGO SET Marketing e Vendas OUT NOV DEZ Encontro anual da Rede PAEX (opcional) Projeto Empresarial/ Revisão Projeto Empresarial/ Revisão Projeto Empresarial/ Revisão 40 horas/ Gestão de Projetos FDC C_Filhotinho_PAEX_AF.indd /19/13 10:45 AM

7 Associados regionais e parceiros no desenvolvimento do PAEX* ACE Consulting Ltda. Sul de Minas Barros Consultoria Empresarial Ltda. Ceará CEDEM V. G. Consultoria e Treinamento Ltda. Rio Grande do Sul JValério Soluções Empresariais Inovadoras Paraná Market Link Ltda. Goiás MPelágio Consultoria Empresarial Ltda. Portugal CONFIDENCE Consultoria e Assessoria Ltda. Ribeirão Preto SP DVF Educação Empresarial Ltda. Espírito Santo EFFECTIO Gestão e Sustentabilidade Baixada Santista FFM Fundação Fritz Müller Santa Catarina GMendes Consultoria Empresarial Ltda. Alagoas e Sergipe Grupo Valure Mato Grosso H. Forte Soluções Comerciais Ltda. Pernambuco e Paraíba Bahia Outitude Treinamentos e Consultoria S/S Ltda. Amazonas e Pará People in Essence Consultoria Ltda. Zona da Mata MG PKT Desenvolvimento Empresarial Ltda. Campinas e Região SP Porto Business School Porto, Portugal SISEN Soluções Empresariais Ltda. Rio de Janeiro TOM Gestão de Negócios Apoio e Treinamentos Ltda. Triângulo Mineiro MG AC AM RR RO Paraguai MT MS AP PA PR TO DF GO SP SC MA MG PI BA ES RJ CE RN PB PE AL SE INAED Rodrigues Pimentel Educação Continuada Ltda. Maranhão Universidad de San Andrés Buenos Aires, Argentina Argentina RS Atuação Rede PAEX Grupos próprios e associados. *Informações com base em julho de FDC C_Filhotinho_PAEX_AF.indd /19/13 10:45 AM

8 A entrada da MXT no PAEX marcou o início de uma nova etapa para o grupo. Ganhamos foco, visão estratégica e disciplina de gestão. Nos primeiros meses, ficamos assustados com a demanda por informações, planejamento, definição e acompanhamento de indicadores e metas. Já crescíamos antes de entrar para o PAEX, por que então complicar nosso dia a dia? Como conseguir tempo para essas novas práticas? Mas os frequentes incêndios nas diferentes áreas do negócio sugeriam que havia espaço para melhorias, por isso insistimos. Com o passar dos meses, o PAEX virou cultura do negócio, transformou a alta gestão, depois as gerências e hoje atinge os colaboradores individuais. As áreas trabalham agora mais integradas, algo como uma orquestra melhor regida.temos menos incêndios e mais reflexões estratégicas. Menos improvisos e mais projetos de melhoria em andamento. Menos esforços isolados e mais contratos de resultados coletivos. Gustavo Travassos Presidente MXT Holding A parceria da Coopercarga com a Fundação Dom Cabral iniciou no ano de Nesses quase 10 anos, é notória a evolução de nosso modelo de gestão. Estar suportado pela excelência desta importante escola de negócios especialmente através do PAEX proporcionou à nossa empresa um crescimento estratégico, em todos os aspectos e níveis de gestão. As ferramentas de controle, indicadores de performance e avaliações de desempenho nos oportunizaram fazer uma gestão muito mais eficiente de nossa empresa, com alinhamento estratégico e perspectivas de longo prazo. A metodologia FDC já está internalizada no dia a dia das operações da Coopercarga e continuará fazendo parte do nosso modelo de gestão, rumo a um crescimento cada vez mais sustentável para toda a organização e seus stakeholders. Osni Roman Diretor-Presidente Coopercarga O Programa Parceiros para Excelência da FDC é um canal excepcional de troca de experiências entre as empresas, as pessoas que as representam e o mundo acadêmico, utilizando-se de metodologias e ferramentas de ensino atualizadas. Os encontros periodicamente promovidos, com a presença do consultor da FDC, geram discussões enriquecedoras e momentos únicos de reflexão para os colaboradores da Empresa, sobre os diversos assuntos do mundo corporativo. Euclides Renato Deponti Diretor de Pessoas e Logística EMGEA Empresa Gestora de Ativos O Centro Educacional Leonardo da Vinci Ltda., atualmente com três unidades de ensino no Distrito Federal (Asa Sul, Asa Norte e Taguatinga), e alunos matriculados nos ensinos fundamental e médio, firmou parceria com a Fundação Dom Cabral em 2008 no Programa Parceiros para a Excelência (PAEX) com a finalidade de melhorar a sua gestão pedagógica, administrativa e financeira. Nestes cinco anos, a direção da instituição e seus principais gestores participaram de vários cursos nos Programa de Desenvolvimento de Dirigentes, Encontros de Presidentes e Avaliações Gerenciais Mensais para a implementação do projeto empresarial e controle dos indicadores pedagógicos, administrativos e financeiros. Essas atividades, orientadas e conduzidas por competentes professores da Fundação Dom Cabral têm contribuído para que sejamos reconhecidos como a melhor instituição de ensino do Distrito Federal, na sua missão de educar e formar pessoas éticas e competentes. Por todos esses motivos, indicamos o PAEX da Fundação Dom Cabral a outras empresas que queiram melhorar a sua gestão e prática empresariais. Rodrigo Ferolla Vice-Diretor Administrativo e Financeiro Sociedade Educacional Leonardo da Vinci Ltda. O PAEX veio ao encontro do anseio que a Remo Engenharia possui em levar a empresa para um próximo nível. Oferecer uma metodologia para elaboração do projeto empresarial conciliada ao acompanhamento sistemático e progressivo de sua implantação através de reuniões mensais e ainda associado ao aporte conceitual do Programa de Desenvolvimento de Dirigentes nos possibilita tornarmos mais competitivos em um mercado cada vez mais exigente. Mais importante que isso é perceber de fato a potencialização dos resultados da empresa e também a mudança de comportamento, desde a alta gerência até o nível operacional, pelo estabelecimento de objetivos estratégicos desdobrado em metas específicas. Ainda estamos na caminhada, como sempre estaremos, mas já temos condições de afirmar que a contribuição deste Programa da FDC é determinante no aprimoramento do modelo de gestão da nossa empresa até aqui e já configura como um marco na nossa trajetória. Igor Maciel de Simoni Orlandi Diretor Administrativo-Financeiro Remo Engenharia FDC C_Filhotinho_PAEX_AF.indd /19/13 10:45 AM

PARCEIROS PARA A EXCELÊNCIA - PAEX

PARCEIROS PARA A EXCELÊNCIA - PAEX É difícil imaginar o jornal Estado de Minas fora do PAEX da FDC. Essa parceria encontra-se numa fase madura, já absorvemos os principais fundamentos do planejamento estratégico e suas ramificações. Nosso

Leia mais

PARCEIROS PARA A EXCELÊNCIA PAEX

PARCEIROS PARA A EXCELÊNCIA PAEX Nossa empresa encontrou nos profissionais da FDC a competência e o equilíbrio necessários para que pudéssemos enfrentar a difícil tarefa de montar o nosso planejamento estratégico. O empenho e a dedicação

Leia mais

PAEX Parceiros para a Excelência. PAEX Parceiros para a Excelência. Cooperação entre Empresas de Médio Porte. Na teoria e na vida, FDC

PAEX Parceiros para a Excelência. PAEX Parceiros para a Excelência. Cooperação entre Empresas de Médio Porte. Na teoria e na vida, FDC PAEX Parceiros para a Excelência Cooperação entre empresas de Médio Porte 2010 Campus Aloysio Faria Av. Princesa Diana, 760 Alphaville Lagoa dos Ingleses 34000 000 - Nova Lima - MG - Brasil Unidade BH

Leia mais

PARCEIROS PARA A EXCELÊNCIA - PAEX

PARCEIROS PARA A EXCELÊNCIA - PAEX É difícil imaginar o jornal Estado de Minas fora do PAEX da FDC. Essa parceria encontra-se numa fase madura, já absorvemos os principais fundamentos do planejamento estratégico e suas ramificações. Nosso

Leia mais

Especialização em Gestão de Negócios

Especialização em Gestão de Negócios Especialização em Gestão de Negócios Ós- radu ção Um Programa para profissionais que querem ampliar sua competência em gestão, seu networking e construir uma trajetória de sucesso. Uma das melhores escolas

Leia mais

Gestão Pública Contemporânea

Gestão Pública Contemporânea gestão pública Gestão Pública Contemporânea er os O Programa busca desenvolver nos gestores uma cultura administrativa voltada para os resultados a partir de um contexto contemporâneo de transformação

Leia mais

Sustentabilidade. Corporativa

Sustentabilidade. Corporativa Sustentabilidade Programa Gestão da Sustentabilidade er Programa voltado à construção de um modelo de gestão os sustentável, que combina o domínio dos conceitos e ferramentas essenciais às práticas e conteúdos

Leia mais

PDA Parceria para o Desenvolvimento do Acionista e da Família Empresária

PDA Parceria para o Desenvolvimento do Acionista e da Família Empresária PDA Parceria para o Desenvolvimento do Acionista e da Família Empresária ar e Programa com o objetivo de contribuir para o desenvolvimento de empresas familiares, por meio do auxílio a seus membros na

Leia mais

Especialização em Gestão de Negócios para Instituições Financeiras

Especialização em Gestão de Negócios para Instituições Financeiras Especialização em Gestão de Negócios para Instituições Financeiras Ós- radu Programa de amplo espectro, que possibilita ao participante desenvolver a visão do negócio de forma sistêmica e integrada, além

Leia mais

Cargas Aéreas e Rodoviárias Ltda.

Cargas Aéreas e Rodoviárias Ltda. Cargas Aéreas e Rodoviárias Ltda. EMPRESA A Trans Ápia é uma empresa especializada em cargas urgentes, porta a porta para todo território nacional, que atua no mercado de transportes aéreo e rodoviário

Leia mais

TÊNIS DE MESA Nº 03 04/09/2015

TÊNIS DE MESA Nº 03 04/09/2015 ! TÊNIS DE MESA Nº 03 04/09/2015! Jogos Escolares da Juventude 2015 12 a 14 anos Boletim Oficial de Resultados 04/09/2015 CENTRO DE FORMAÇÃO OLÍMPICA - QUADRA 1 TÊNIS DE MESA - EQUIPE - Feminino 1 09:00

Leia mais

ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DE NEGÓCIOS São Paulo

ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DE NEGÓCIOS São Paulo Av. Princesa Diana, 760 34000-000 Nova Lima MG Campus Aloysio Faria Av. Princesa Diana, 760 Alphaville Lagoa dos Ingleses 34000-000 Nova Lima MG Brasil Campus BH Rua Bernardo Guimarães, 3.071 Santo Agostinho

Leia mais

PAEX Parceiros para a Excelência

PAEX Parceiros para a Excelência PAEX Parceiros para a Excelência Estabelecer parcerias por melhores resultados: uma prática comum na natureza e nas empresas que querem se desenvolver. CONHECA A FDC Alianças Internacionais: Uma Escola

Leia mais

Dados sobre o Programa de Educação Tutorial PET atualizados em abril de Fonte: SESu/MEC Apresentação: Diretoria da CENAPET

Dados sobre o Programa de Educação Tutorial PET atualizados em abril de Fonte: SESu/MEC Apresentação: Diretoria da CENAPET Dados sobre o Programa de Educação Tutorial PET atualizados em abril de 05 Fonte: SESu/MEC Apresentação: Diretoria da CENAPET Informações Gerais Número de Grupos: 84 Número de IES: Categoria Administrativa

Leia mais

Campus Aloysio Faria. Campus BH. Campus SP. Campus RJ. Av. Princesa Diana, 760 Alphaville Lagoa dos Ingleses 34000-000 Nova Lima MG Brasil

Campus Aloysio Faria. Campus BH. Campus SP. Campus RJ. Av. Princesa Diana, 760 Alphaville Lagoa dos Ingleses 34000-000 Nova Lima MG Brasil Campus Aloysio Faria Av. Princesa Diana, 760 Alphaville Lagoa dos Ingleses 34000-000 Nova Lima MG Brasil Campus BH Rua Bernardo Guimarães, 3.071 Santo Agostinho 30140-083 Belo Horizonte MG Brasil Campus

Leia mais

Núcleos de Pesquisa e Desenvolvimento Capacidade de absorção do conhecimento nas empresas brasileiras

Núcleos de Pesquisa e Desenvolvimento Capacidade de absorção do conhecimento nas empresas brasileiras www.fdc.org.br Núcleos de Pesquisa e Desenvolvimento Capacidade de absorção do conhecimento nas empresas brasileiras Núcleo de Logística, Supply Chain e Infraestrutura Equipe Coordenadores Alessia Franco

Leia mais

8ª Pesquisa Nacional de Ataques a Bancos (2014)

8ª Pesquisa Nacional de Ataques a Bancos (2014) 8ª Pesquisa Nacional de Ataques a Bancos (2014) Elaboração: Contraf-CUT, CNTV e Federação dos Vigilantes do Paraná Fonte: Notícias da imprensa, SSP e sindicatos Apoio: Sindicato dos Vigilantes de Curitiba

Leia mais

Vigilância em Saúde do Trabalhador Agenda Estratégica e a Renast

Vigilância em Saúde do Trabalhador Agenda Estratégica e a Renast Vigilância em Saúde do Trabalhador Agenda Estratégica e a Renast Coordenação Geral de Saúde do Trabalhador Departamento de Vigilância em Saúde Ambiental e Saúde do Trabalhador Secretaria de Vigilância

Leia mais

MERCADO BRASILEIRO DE SUPLEMENTOS MINERIAS 2014

MERCADO BRASILEIRO DE SUPLEMENTOS MINERIAS 2014 MERCADO BRASILEIRO DE SUPLEMENTOS MINERIAS 2014 ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DAS INDUSTRIAS DE SUPLEMENTOS MINERAIS RUA AUGUSTA, 2676 13 ANDAR SALA 132 CEP 01412-100 SÃO PAULO SP Telefone: (011) 3061-9077 e-mail:

Leia mais

Agência Nacional de Telecomunicações. Entidade Aferidora da Qualidade

Agência Nacional de Telecomunicações. Entidade Aferidora da Qualidade Agência Nacional de Telecomunicações Entidade Aferidora da Qualidade Qualidade da Banda Larga Publicação de Indicadores (Março/15) Medição Banda Larga Fixa (SCM) Para a medição da banda larga fixa (SCM)

Leia mais

Agência Nacional de Telecomunicações. Entidade Aferidora da Qualidade

Agência Nacional de Telecomunicações. Entidade Aferidora da Qualidade Agência Nacional de Telecomunicações Entidade Aferidora da Qualidade Qualidade da Banda Larga Publicação de Indicadores (Maio/15) Medição Banda Larga Fixa (SCM) Para a medição da banda larga fixa (SCM)

Leia mais

CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE FUTEBOL

CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE FUTEBOL CAMPEONATO BRASILEIRO DA SÉRIE D TABELA BÁSICA / EDIÇÃO 2016 PRIMEIRA FASE REF ROD DATA - DIA HORA GR JOGO ESTÁDIO CIDADE 1ª 12/06 - Dom A1 Rondônia RO x Amazonas AM A1 Acre AC x Amapá AP A2 Tocantins

Leia mais

a Excelência C o o p e r a ç ã o e n t r e e m p r e s a s d e m é d i o p o r t e Na teoria e na vida, FDC

a Excelência C o o p e r a ç ã o e n t r e e m p r e s a s d e m é d i o p o r t e Na teoria e na vida, FDC PAEX Parceiros para a Excelência C o o p e r a ç ã o e n t r e e m p r e s a s d e m é d i o p o r t e Na teoria e na vida, FDC Conheça a Fundação Dom Cabral U m a d a s v i n t e m e l h o r e s e s c

Leia mais

Desenvolvimento de Negócios. Planejamento Estratégico Legal: da concepção à operacionalização Competências necessárias para o Gestor Legal

Desenvolvimento de Negócios. Planejamento Estratégico Legal: da concepção à operacionalização Competências necessárias para o Gestor Legal Desenvolvimento de Negócios Planejamento Estratégico Legal: da concepção à operacionalização Competências necessárias para o Gestor Legal Gestão Estratégica Para quê? Por Quê? Para fazer acontecer e trazer

Leia mais

Estado de São Paulo tem a maior quantidade de POS a cada mil habitantes; Maranhão, a menor

Estado de São Paulo tem a maior quantidade de POS a cada mil habitantes; Maranhão, a menor INFORMATIVO PARA A IMPRENSA ML&A Comunicações Fernanda Elen fernanda@mla.com.br (11) 3811-2820 ramal 833 Cresce a aceitação de cartões em 2015, aponta a Boanerges & Cia. Estado de São Paulo tem a maior

Leia mais

SECRETARIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA MEC

SECRETARIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA MEC SECRETARIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA MEC A EVOLUÇÃO DA EDUCAÇÃO BÁSICA O movimento Constitucional; O processo de discussão que antecedeu a LDB nº9394/96; A concepção de Educação Básica e a universalização do

Leia mais

RESULTADO DO LIRAa JANEIRO FEVEREIRO/15

RESULTADO DO LIRAa JANEIRO FEVEREIRO/15 RESULTADO DO LIRAa JANEIRO FEVEREIRO/15 1º LIRAa 2015 - Situação dos municípios brasileiros Participação voluntária de 1.844 municípios Pesquisa realizada entre janeiro/fevereiro de 2015; Identifica focos

Leia mais

PROGRAMA DE COMPRAS GOVERNAMENTAIS PARCERIAS E PERSPECTIVAS CONVÊNIO SEBRAE / CONSAD

PROGRAMA DE COMPRAS GOVERNAMENTAIS PARCERIAS E PERSPECTIVAS CONVÊNIO SEBRAE / CONSAD PROGRAMA DE COMPRAS GOVERNAMENTAIS PARCERIAS E PERSPECTIVAS CONVÊNIO SEBRAE / CONSAD 92º Fórum Nacional de Secretários de Estado da Administração Canela/RS Nov/2013 Convênio com Ministério do Planejamento

Leia mais

PÓLO COSTA DAS PISCINAS/PARAÍBA PLANO DE DESENVOLVIMENTO INTEGRADO DO TURISMO SUSTENTÁVEL ANEXO V GASTOS TURÍSTICOS TABELAS

PÓLO COSTA DAS PISCINAS/PARAÍBA PLANO DE DESENVOLVIMENTO INTEGRADO DO TURISMO SUSTENTÁVEL ANEXO V GASTOS TURÍSTICOS TABELAS PÓLO COSTA DAS PISCINAS/PARAÍBA PLANO DE DESENVOLVIMENTO INTEGRADO DO TURISMO SUSTENTÁVEL ANEXO V GASTOS TURÍSTICOS TABELAS JOÃO PESSOA-PB, JUNHO 2004 TABELA Nº01 GASTO MÉDIO INDIVIDUAL DIÁRIO em R$ 1.00,

Leia mais

http://portaldoprofessor.mec.gov.br http://twitter.com/portalprofessor Implantação de ambientes tecnológicos nas escolas Distribuição de conteúdos educativos, soluções e sistemas de informação Formação

Leia mais

ANEXO I BICICLETA ESCOLAR. Modelo de ofício para adesão à ata de registro de preços (GRUPO 1)

ANEXO I BICICLETA ESCOLAR. Modelo de ofício para adesão à ata de registro de preços (GRUPO 1) ANEXO I BICICLETA ESCOLAR Modelo de ofício para adesão à ata de registro de preços (GRUPO 1) Assunto: Adesão à ata de registro de preços nº 70/2010 do pregão eletrônico nº 40/2010. 1 2 BICICLETA 20 - AC,

Leia mais

Estatísticas sobre Analfabetismo no Brasil

Estatísticas sobre Analfabetismo no Brasil Ministério da Educação Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira Estatísticas sobre Analfabetismo no Brasil Audiência pública Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa

Leia mais

Consultoria de estratégia empresarial e finanças corporativas

Consultoria de estratégia empresarial e finanças corporativas 60% Institucional Consultoria de estratégia empresarial e finanças corporativas Somos uma consultoria de estratégia empresarial e finanças corporativas, com soluções para decisões operacionais, societárias

Leia mais

ALTA PERFORMANCE EM LIDERANÇA:

ALTA PERFORMANCE EM LIDERANÇA: ALTA PERFORMANCE EM LIDERANÇA: DESENVOLVENDO COMPETÊNCIAS SÓCIO-EMOCIONAIS 2009 PROGRAMA INTERNACIONAL BRASIL - ESPANHA Na teoria e na vida, FDC Conheça a Fundação Dom Cabral A 16 a NO RANKING DE MELHORES

Leia mais

Dados Básicos sobre Recursos Humanos. ObservaRH - NESP/CEAM/UnB

Dados Básicos sobre Recursos Humanos. ObservaRH - NESP/CEAM/UnB Dados Básicos sobre Recursos Humanos ObservaRH - NESP/CEAM/UnB Brasília/DF 2007 Apresentação O conjunto de dados básicos sobre recursos humanos integra as expectativas das delegações que participaram da

Leia mais

Cenário atual e perspectiva para a formação continuada de professores do Ensino Médio no âmbito do PNEM. Programas Integrados

Cenário atual e perspectiva para a formação continuada de professores do Ensino Médio no âmbito do PNEM. Programas Integrados MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA DIRETORIA DE FORMULAÇÃO DE CONTEÚDOS EDUCACIONAIS Cenário atual e perspectiva para a formação continuada de professores do Ensino Médio no âmbito do

Leia mais

Indicadores da Economia Brasileira: Setor Público Observatório de Políticas Econômicas 2016

Indicadores da Economia Brasileira: Setor Público Observatório de Políticas Econômicas 2016 www.fdc.org.br Indicadores da Economia Brasileira: Setor Público Observatório de Políticas Econômicas 2016 Indicadores da Economia Brasileira: Confiança e Expectativas Quadro-Resumo Necessidade de Financiamento

Leia mais

Indicadores do Mercado de Meios Eletrônicos de Pagamento

Indicadores do Mercado de Meios Eletrônicos de Pagamento Indicadores do Mercado de Meios Eletrônicos de Pagamento Janeiro de 2008 Apresentado por Fernando Chacon Diretor de Marketing de Cartões do Banco Itaú 1 Mercado de Cartões Faturamento anual: R$ bilhões

Leia mais

BRASIL - IMPORTAÇÃO DE TRIGO 2015 ( t ) ( US$ / t )

BRASIL - IMPORTAÇÃO DE TRIGO 2015 ( t ) ( US$ / t ) BRASIL IMPORTAÇÃO DE TRIGO 2015 (POR PAÍS) PAÍSES ARGENTINA Volume ( Ton/Liq ) 269.719,83 387.213,30 406.882,12 310.956,48 318.530,07 375.612,10 2.068.913,89 Valor Fob ( Us$/Mil ) 72.142,83 99.905,76 104.619,97

Leia mais

Fundação Nacional de Saúde Funasa Departamento de Engenharia de Saúde pública - Densp. 2º Congresso de Saneamento do Nordeste

Fundação Nacional de Saúde Funasa Departamento de Engenharia de Saúde pública - Densp. 2º Congresso de Saneamento do Nordeste Fundação Nacional de Saúde Funasa Departamento de Engenharia de Saúde pública - Densp 2º Congresso de Saneamento do Nordeste O protagonismo dos municípios na gestão do saneamento. Eng. Leonardo Rodrigues

Leia mais

O DESEMPENHO DO ESPÍRITO SANTO NO PROGRAMA INTERNACIONAL DE AVALIAÇÃO DE ESTUDANTES (PISA) EM 2009

O DESEMPENHO DO ESPÍRITO SANTO NO PROGRAMA INTERNACIONAL DE AVALIAÇÃO DE ESTUDANTES (PISA) EM 2009 R E S E N H A D E C O N J U N T U R A O DESEMPENHO DO ESPÍRITO SANTO NO PROGRAMA INTERNACIONAL DE AVALIAÇÃO DE ESTUDANTES (PISA) EM 2009 Em 2009, o Espírito Santo aparece na 6ª posição no Programa Internacional

Leia mais

Política Territorial da Pesca e Aquicultura

Política Territorial da Pesca e Aquicultura Política Territorial da Pesca e Aquicultura Esplanada dos Ministérios, bloco D, CEP 70.043-900 - Brasília/DF Telefone: (61) 3218-3865 Fax (61)3218-3827 www.mpa.gov.br comunicacao@mpa.gov.br APRESENTAÇÃO

Leia mais

Varejo de Material de Construção

Varejo de Material de Construção Seminário GVcev Varejo de Material de Construção Programa de Desenvolvimento de Gestores Giancarlo Minoietti 66 anos Inovando para Construir Melhor A Tigre S. A. nasceu da ousadia e pioneirismo do jovem

Leia mais

Formação dos Grupos e forma de disputa

Formação dos Grupos e forma de disputa Formação dos Grupos e forma de disputa Sorteio realizado no dia 01 de Novembro de 2010 na sede social da APMP. Categoria Força Livre 1. Amazonas 2. Acre 3. Amapá 4. Ceara 5. Espirito Santo 6. Goiás 7.

Leia mais

GESTÃO ECONÔMICO-FINANCEIRA

GESTÃO ECONÔMICO-FINANCEIRA GESTÃO ECONÔMICO-FINANCEIRA 2013 Assim como a Natureza influencia o desenvolvimento das espécies, uma gestão financeira eficiente pode determinar a performance das organizações. Conheça a Fundação Dom

Leia mais

Indicadores da Economia Brasileira: Setor Público Observatório de Políticas Econômicas 2016

Indicadores da Economia Brasileira: Setor Público Observatório de Políticas Econômicas 2016 www.fdc.org.br Indicadores da Economia Brasileira: Setor Público Observatório de Políticas Econômicas 2016 Indicadores da Economia Brasileira: Confiança e Expectativas Quadro-Resumo Necessidade de Financiamento

Leia mais

CAF: CONTAG: CPR: FETRAF: NPT: ONG: PNCF: SAC: SAT: SIB: SIC: SQD: UTE:

CAF: CONTAG: CPR: FETRAF: NPT: ONG: PNCF: SAC: SAT: SIB: SIC: SQD: UTE: Lista de Sigla CAF: CONTAG: CPR: FETRAF: NPT: ONG: PNCF: SAC: SAT: SIB: SIC: SQD: UTE: Boletim Ano VI - Edição nº 2/211 Boletim Ano VI - Edição nº 1 / 211 Painel de Ind Nº 9/215 Técnicos Resp Equipe CGPM

Leia mais

Indicadores da Economia Brasileira: Setor Externo Observatório de Políticas Econômicas 2016

Indicadores da Economia Brasileira: Setor Externo Observatório de Políticas Econômicas 2016 www.fdc.org.br Indicadores da Economia Brasileira: Setor Externo Observatório de Políticas Econômicas 2016 Indicadores da Economia Brasileira: Setor Externo Quadro-Resumo Saldo da Balança Comercial Saldo

Leia mais

Secretaria de Gestão. Setembro de 2016

Secretaria de Gestão. Setembro de 2016 Secretaria de Gestão Setembro de 2016 Secretaria de Gestão ALTERAÇÃO DO DECRETO Nº 6.170/2007 PRICIPAIS ALTERAÇÕES - Correção dos seguintes conceitos: i) convênio, ii) contrato de repasse, iii) concedente,

Leia mais

9, R$ , , R$ ,

9, R$ , , R$ , Rondônia 2005 R$ 601.575,17 2005 10.154 2004 1.027.983 2004 108.139 2004 10,52 2006 R$ 609.834,21 2006 10.757 2005 1.025.249 2005 101.539 2005 9,90 2007 R$ 1.229.490,00 2007 9.100 2006 1.047.004 2006 111.068

Leia mais

CAF: CONTAG: CPR: FETRAF: NPT: ONG: PNCF: SAC: SAT: SIB: SIC: SQD: UTE:

CAF: CONTAG: CPR: FETRAF: NPT: ONG: PNCF: SAC: SAT: SIB: SIC: SQD: UTE: Lista de Siglas do Pa CAF: CONTAG: CPR: FETRAF: NPT: ONG: PNCF: SAC: SAT: SIB: SIC: SQD: UTE: Boletim Ano VI - Edição nº 2/211 Boletim Ano VI - Edição nº 1 / 211 Painel de Indicador Nº 2/215 Técnicos Responsáv

Leia mais

Cursos de Dança no Brasil. Dulce Aquino

Cursos de Dança no Brasil. Dulce Aquino Cursos de Dança no Brasil Dulce Aquino Cursos de Dança no Brasil Instituições Federais Instituições Estaduais 3 cursos 9 cursos Total 3 Total de Cursos de Dança nas IES - 3 3 11 Norte - 3 Nordeste - 11

Leia mais

Relações Governamentais no Brasil Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração Educação Executiva

Relações Governamentais no Brasil Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração Educação Executiva 1 Porque Educação Executiva Insper A dinâmica do mundo corporativo exige profissionais multidisciplinares, capazes de interagir e formar conexões com diferentes áreas da empresa e entender e se adaptar

Leia mais

Evolução da Biblioteca Virtual em Saúde no Brasil. Maputo, 18 de novembro de 2009

Evolução da Biblioteca Virtual em Saúde no Brasil. Maputo, 18 de novembro de 2009 Evolução da Biblioteca Virtual em Saúde no Brasil Maputo, 18 de novembro de 2009 Informação em Saúde U n iv e rs a lida d e In t e g ra lida de E qu ida de S is te m a Ú n ic o de S a ú de In fo rm a ç

Leia mais

Gestão Estratégica de Projetos Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração Educação Executiva

Gestão Estratégica de Projetos Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração Educação Executiva 1 Porque Educação Executiva Insper A dinâmica do mundo corporativo exige profissionais multidisciplinares, capazes de interagir e formar conexões com diferentes áreas da empresa e entender e se adaptar

Leia mais

Plano de franquia WebMais. Mais rapido, Mais seguro, Mais completo.

Plano de franquia WebMais. Mais rapido, Mais seguro, Mais completo. Plano de franquia WebMais Mais rapido, Mais seguro, Mais completo. Quem somos? A Webmais Sistemas é uma empresa de base nacional, no mercado desde de Novembro de 2005, especializada no desenvolvimento

Leia mais

Pelo décimo ano, Fundação Dom Cabral é eleita a melhor escola da América Latina

Pelo décimo ano, Fundação Dom Cabral é eleita a melhor escola da América Latina Pelo décimo ano, Fundação Dom Cabral é eleita a melhor escola da América Latina O jornal Financial Times, um dos mais importantes do mundo sobre negócios, elegeu a Fundação Dom Cabral - FDC como a mais

Leia mais

PARCERIA COM ORGANIZAÇÕES SOCIAIS POS

PARCERIA COM ORGANIZAÇÕES SOCIAIS POS O Terceiro Setor precisa beber nas águas da gestão profissional. Enquanto o mundo social careceu de ferramentas de gestão, o mundo privado desenvolveu forte cultura de gestão organizacional. Transferir

Leia mais

IMÓVEIS DO FUNDO DO REGIME GERAL DA PREVIDÊNCIA SOCIAL

IMÓVEIS DO FUNDO DO REGIME GERAL DA PREVIDÊNCIA SOCIAL IMÓVEIS DO FUNDO DO REGIME GERAL DA PREVIDÊNCIA SOCIAL 2016 DIRETORIA DE ORÇAMENTO, FINANÇAS E LOGÍSTICA/INSS Junho de 2016 SITUAÇÃO ATUAL INVENTÁRIO 2015 UNIDADE INSS FRGPS SUBTOTAL SUDESTE I - SP 212

Leia mais

A origem do ReHAgro. O ReHAgro nasceu de algumas convicções: - Vocação do agronegócio brasileiro; - Grande distância entre o potencial e o real;

A origem do ReHAgro. O ReHAgro nasceu de algumas convicções: - Vocação do agronegócio brasileiro; - Grande distância entre o potencial e o real; A origem do ReHAgro O ReHAgro nasceu de algumas convicções: - Vocação do agronegócio brasileiro; - Grande distância entre o potencial e o real; - Crença na capacidade de modificar a realidade com o trabalho;

Leia mais

Indicadores da Economia Brasileira: Emprego e Rendimento Observatório de Políticas Econômicas 2016

Indicadores da Economia Brasileira: Emprego e Rendimento Observatório de Políticas Econômicas 2016 www.fdc.org.br Indicadores da Economia Brasileira: Emprego e Rendimento Observatório de Políticas Econômicas 2016 Indicadores da Economia Brasileira: Emprego e Rendimento Quadro-Resumo Taxa mensal de desemprego

Leia mais

O Ibmec Online se reinventando tendo a Blackboard como parceiro estratégico

O Ibmec Online se reinventando tendo a Blackboard como parceiro estratégico O Ibmec Online se reinventando tendo a Blackboard como parceiro estratégico 1 Do começo aos dias de hoje A história do Grupo Ibmec Criação e Desenvolvimento Nasce o Ibmec-RJ, como Instituto para Pesquisa

Leia mais

Seja bem-vindo ao nosso Portfólio Digital. A Blueway Nossos diferenciais Clientes O que fazemos Contato

Seja bem-vindo ao nosso Portfólio Digital. A Blueway Nossos diferenciais Clientes O que fazemos Contato Seja bem-vindo ao nosso Portfólio Digital 1 2 3 4 A Blueway Nossos diferenciais Clientes O que fazemos Contato 1 Blueway Nossa organização Somos a Blueway, uma consultoria que atua na transformação organizacional

Leia mais

TRANSFERÊNCIAS VOLUNTÁRIAS A ESTADOS, DF E MUNICÍPIOS - DEZEMBRO/2014

TRANSFERÊNCIAS VOLUNTÁRIAS A ESTADOS, DF E MUNICÍPIOS - DEZEMBRO/2014 SECRETARIA DO TESOURO NACIONAL COINT - Coordenação-Geral de Análise e Informações das Transferências Financeiras Intergovernamentais TRANSFERÊNCIAS VOLUNTÁRIAS A ESTADOS, DF E MUNICÍPIOS - DEZEMBRO/2014

Leia mais

PDE - Fundição. Programa de Desenvolvimento Empresarial

PDE - Fundição. Programa de Desenvolvimento Empresarial PDE - Fundição Programa de Desenvolvimento Empresarial PDE - Fundição Bem-vindos ao Programa de Desenvolvimento Empresarial 1) Apresentação da Equipe 2) Dinâmica de Trabalho 3) Conteúdos 4) Metodologia

Leia mais

POSIÇÃO ATUALIZADA ATÉ 25/06/2012 Classif Último Candidato Convocado procedimentos préadmissionais

POSIÇÃO ATUALIZADA ATÉ 25/06/2012 Classif Último Candidato Convocado procedimentos préadmissionais CONCURSO PÚBLICO 2010 TBN RJ e SP de de RJ Campos dos Goytacazes Técnico Bancário 106 2 105 2 RJ Centro Técnico Bancário 592 4 592 4 RJ Niteroi Técnico Bancário 130 3 130 3 RJ Nova Iguaçu Técnico Bancário

Leia mais

Integre esta rede de relacionamento & amplie o alcance de sua marca! ENCONTROS DA CONSTRUÇÃO 2016

Integre esta rede de relacionamento & amplie o alcance de sua marca! ENCONTROS DA CONSTRUÇÃO 2016 Integre esta rede de relacionamento & amplie o alcance de sua marca! ENCONTROS DA CONSTRUÇÃO 2016 OS ENCONTROS Há 10 anos, o CTE realiza Encontros de profissionais da cadeia produtiva da construção. OS

Leia mais

SUBSÍDIOS PARA A AÇÃO SINDICAL COMPORTAMENTO DO EMPREGO METALÚRGICO MARÇO DE 2011

SUBSÍDIOS PARA A AÇÃO SINDICAL COMPORTAMENTO DO EMPREGO METALÚRGICO MARÇO DE 2011 SUBSÍDIOS PARA A AÇÃO SINDICAL COMPORTAMENTO DO EMPREGO METALÚRGICO MARÇO DE 2011 ANÁLISE DOS RESULTADOS De acordo com os dados do Ministério do Trabalho e Emprego, de janeiro a dezembro de 2012 foram

Leia mais

Atenção Integral à Desnutrição Infantil

Atenção Integral à Desnutrição Infantil Atenção Integral à Desnutrição Infantil PROTOCOLOS DE ATENÇÃO À CRIANÇA COM DESNUTRIÇÃO GRAVE Ministério da Saúde Secretaria de Atenção à Saúde Departamento de Atenção Básica Coordenação Geral da Política

Leia mais

Programas Regionais FDC

Programas Regionais FDC Ceará Alagoas Sergipe Bahia Paraná Sul de Minas Espírito Santo Santa Catarina Rio Grande do Sul Programas Regionais FDC Toda a nossa experiência, agora na sua região. Campus Aloysio Faria Av. Princesa

Leia mais

Inovação e Criatividade na Educação Básica

Inovação e Criatividade na Educação Básica MEC Inovação e Criatividade na Educação Básica 2015 Objetivo Criar as bases para uma política pública de fomento a inovação e criatividade na educação básica Desafios da Educação Básica no Brasil hoje

Leia mais

Reorganização institucional do Banco do Brasil. 1 Paulo Caffarelli - NOV 2016

Reorganização institucional do Banco do Brasil. 1 Paulo Caffarelli - NOV 2016 Reorganização institucional do Banco do Brasil 1 Paulo Caffarelli - NOV 2016 Reorganização Institucional O Banco do Brasil apresenta um conjunto de medidas para se adaptar a um cenário cada vez mais dinâmico

Leia mais

Inventar com a diferenca,

Inventar com a diferenca, Inventar com a diferenca, cinema e direitos humanos PATROCÍNIO APOIO REALIZAÇÃO Fundação Euclides da Cunha O que é Inventar com a diferença: cinema e direitos humanos O projeto visa oferecer formação e

Leia mais

OBJETIVO. Teleconsultoria Telediagnóstico Teleeducação. Legislação. Portaria 2546/2011 Portaria 2554/2011

OBJETIVO. Teleconsultoria Telediagnóstico Teleeducação. Legislação. Portaria 2546/2011 Portaria 2554/2011 OBJETIVO Melhorar a qualidade do serviço de saúde do SUS, capacitando e integrando os trabalhadores e profissionais de saúde por meio do uso de tecnologias e infra-estrutura de informática e telecomunicação

Leia mais

PROPOSTA DE PLANO DE AÇÃO DA NOVA GESTÃO. Presidente Joilson Barcelos

PROPOSTA DE PLANO DE AÇÃO DA NOVA GESTÃO. Presidente Joilson Barcelos PROPOSTA DE PLANO DE AÇÃO DA NOVA GESTÃO Presidente Joilson Barcelos RESGATANDO NOSSA HISTÓRIA 1963 1964 a 2015 2016 Fundada em 30 de maio, fruto de um movimento nacional, com a finalidade de fortalecer

Leia mais

Representantes. Alagoas, Pernambuco, Paraíba e Rio Grande do Norte. Bahia e Sergipe. Ceará. Espírito Santo

Representantes. Alagoas, Pernambuco, Paraíba e Rio Grande do Norte. Bahia e Sergipe. Ceará. Espírito Santo Alagoas, Pernambuco, Paraíba e Rio Grande do Norte LA REPRESENTAÇÕES - AL, PE, PB e RN Luiz Andreto la.andreto@hotmail.com 81 9492 7594 81 3361 6187 Bahia e Sergipe SAMPAIO REPRESENTAÇÕES COML. LTDA -

Leia mais

FACULDADE HORIZONTINA - FAHOR PAE - PROGRAMA DE ACOMPANHAMENTO DE EGRESSOS

FACULDADE HORIZONTINA - FAHOR PAE - PROGRAMA DE ACOMPANHAMENTO DE EGRESSOS FACULDADE HORIZONTINA - FAHOR PAE - PROGRAMA DE ACOMPANHAMENTO DE EGRESSOS HORIZONTINA - RS 2011 PAE Programa de Acompanhamento de Egressos I HISTÓRICO Desde 2006, ano em que formou a sua primeira turma,

Leia mais

Governança Corporativa. Questões centrais e impactos das melhores práticas. Na teoria e na vida, FDC

Governança Corporativa. Questões centrais e impactos das melhores práticas. Na teoria e na vida, FDC 2010 Governança Corporativa Questões centrais e impactos das melhores práticas Na teoria e na vida, FDC Conheça a Fundação Dom Cabral A 6ª melhor escola de negócios do mundo. A Fundação Dom Cabral é um

Leia mais

Na teoria e na vida, FDC

Na teoria e na vida, FDC C T E C E N T R O D E T E C N O L O G I A E M P R E S A R I A L C T E C o o p e r a ç ã o e n t r e e m p r e s a s d e g r a n d e p o r t e Na teoria e na vida, FDC AF - 05-006 - CTE02 R.indd 2 7/10/07

Leia mais

Business Dynamics Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração

Business Dynamics Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração 1 Porque Educação Executiva Insper A dinâmica do mundo corporativo atual exige profissionais multidisciplinares, capazes de interagir e formar conexões com diferentes áreas da empresa e entender e se adaptar

Leia mais

Objetivo Geral: Objetivos Específicos:

Objetivo Geral: Objetivos Específicos: Objetivo Geral: Superação da pobreza e geração de trabalho e renda no meio rural por meio de uma estratégia de desenvolvimento territorial sustentável. Objetivos Específicos: Inclusão produtiva das populações

Leia mais

CAF: CONTAG: CPR: FETRAF: NPT: ONG: PNCF: SAC: SAT: SIB: SIC: SQD: UTE:

CAF: CONTAG: CPR: FETRAF: NPT: ONG: PNCF: SAC: SAT: SIB: SIC: SQD: UTE: Lista de Siglas d CAF: CONTAG: CPR: FETRAF: NPT: ONG: PNCF: SAC: SAT: SIB: SIC: SQD: UTE: Boletim Ano VI - Edição nº 2/211 Boletim Ano VI - Edição nº 1 / 211 Painel de Indica Nº 1/215 Técnicos Respon Equipe

Leia mais

Gestão de Vendas Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração Educação Executiva

Gestão de Vendas Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração Educação Executiva 1 Porque Educação Executiva Insper A dinâmica do mundo corporativo exige profissionais multidisciplinares, capazes de interagir e formar conexões com diferentes áreas da empresa e entender e se adaptar

Leia mais

MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS EM CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR E DE NÍVEL MÉDIO DEMANDA DE CANDIDATOS POR VAGA

MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS EM CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR E DE NÍVEL MÉDIO DEMANDA DE CANDIDATOS POR VAGA Nível superior Cargo 1: Contador DF Brasília/Sede da Administração Central 35 1820 52,00 Nível médio Cargo 2: Agente Administrativo AC Rio Branco/Sede da SRTE 2 1496 748,00 Nível médio Cargo 2: Agente

Leia mais

Acre Previsão por Coeficiente no Estado

Acre Previsão por Coeficiente no Estado Acre 0,6 121.073,55 262.729,59 0,8 161.431,39 350.306,12 1,0 201.789,24 437.882,66 1,2 242.147,09 525.459,19 1,4 - - 1,6 322.862,79 700.612,25 1,8 363.220,64 788.188,78 2,0 - - 2,2 - - 2,4 - - 2,6 524.652,03

Leia mais

Comunicado ao Mercado

Comunicado ao Mercado MRV ENGENHARIA E PARTICIPAÇÕES S.A. CNPJ/MF nº 08.343.492/0001-20 NIRE 31.300.023.907 Comunicado ao Mercado No 4T15 a Companhia alcançou R$ 1,4 bilhão em vendas contratadas, e no ano de 2015 atingimos

Leia mais

Gestão de Vendas Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração Educação Executiva

Gestão de Vendas Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração Educação Executiva 1 Porque Educação Executiva Insper A dinâmica do mundo corporativo exige profissionais multidisciplinares, capazes de interagir e formar conexões com diferentes áreas da empresa e entender e se adaptar

Leia mais

Instituto Votorantim. Núcleo de estratégia social. Direcionador e impulsionador da performance social do Grupo Votorantim. Crescimento Econômico

Instituto Votorantim. Núcleo de estratégia social. Direcionador e impulsionador da performance social do Grupo Votorantim. Crescimento Econômico A Votorantim é uma empresa 100% brasileira, presente em 21 países e com 96 anos de atividade. Busca a perenidade e a expansão constante dos negócios, tendo o desenvolvimento sustentável como caminho para

Leia mais

ANEXO I QUADRO DE VAGAS E LOCALIDADES

ANEXO I QUADRO DE VAGAS E LOCALIDADES ANEXO I QUADRO DE VAGAS E LOCALIDADES Referência: Vagas Provimento imediato de vagas e formação de Cadastro de Reserva. Vagas PD Vagas Reservadas para os candidatos Portadores de Deficiência. 1. Diretoria

Leia mais

Liderança e Gestão da Organização

Liderança e Gestão da Organização 1 Porque Educação Executiva Insper A dinâmica do mundo corporativo exige profissionais multidisciplinares, capazes de interagir e formar conexões com diferentes áreas da empresa e entender e se adaptar

Leia mais

O PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO NACIONAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO (PEN-MP) E SUA FORMULAÇÃO

O PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO NACIONAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO (PEN-MP) E SUA FORMULAÇÃO Centro de Convenções Ulysses Guimarães Brasília/DF 4, 5 e 6 de junho de 2012 O PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO NACIONAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO (PEN-MP) E SUA FORMULAÇÃO Claudia Maria de Freitas Chagas Fernando

Leia mais

Fundamentos Estratégicos

Fundamentos Estratégicos 1 Fundamentos Estratégicos MISSÃO Fornecer soluções e serviços em sistemas de suspensões, eixos e componentes para veículos comerciais com inovação, qualidade, segurança e sustentabilidade. VISÃO Ser reconhecida,

Leia mais

2ª Reunião Ordinária da Comissão Nacional de Educação Escolar Indígena CNEEI

2ª Reunião Ordinária da Comissão Nacional de Educação Escolar Indígena CNEEI 2ª Reunião Ordinária da Comissão Nacional de Educação Escolar Indígena CNEEI Atividades da Coordenação Geral de Educação Escolar Indígena 18.11.2014 TERRITÓRIOS ETNOEDUCACIONAIS Pactuação de 02 TEEs TEE

Leia mais

BALANCED SCORECARD. Prof. Dr. Adilson de Oliveira Doutor em Engenharia de Computação Poli USP Mestre em Ciência da Informação PUCCAMP

BALANCED SCORECARD. Prof. Dr. Adilson de Oliveira Doutor em Engenharia de Computação Poli USP Mestre em Ciência da Informação PUCCAMP BALANCED SCORECARD Prof. Dr. Adilson de Oliveira Doutor em Engenharia de Computação Poli USP Mestre em Ciência da Informação PUCCAMP Gestão Estratégica e BSC Balanced Scoredcard GESTÃO ESTRATÉGICA GESTÃO

Leia mais

Programa de Especialização em Gestão de Negócios Imobiliários - RADU. Programa que apoia o desenvolvimento de competências

Programa de Especialização em Gestão de Negócios Imobiliários - RADU. Programa que apoia o desenvolvimento de competências Programa de Especialização em Gestão de Negócios Imobiliários - ÓS- PEGNI RADU Programa que apoia o desenvolvimento de competências ÇÃO requeridas para profissionais do mercado imobiliário e da construção

Leia mais

Presença a do Estado no Brasil: Federação, Suas Unidades e Municipalidades

Presença a do Estado no Brasil: Federação, Suas Unidades e Municipalidades Presença a do Estado no Brasil: Federação, Suas Unidades e Municipalidades Ipea - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada BRASIL Marcio Pochmann Presidente Brasília, 15 de dezembro de 2009 Justificativa

Leia mais

A Falta de Médicos no Brasil e no Rio

A Falta de Médicos no Brasil e no Rio A Falta de Médicos no Brasil e no Rio Marcelo Cortes Neri Centro de Políticas Sociais do IBRE/FGV e da EPGE/FGV mcneri@fgv.br Ranking - Município do Rio de Janeiro* Salário 1..Direito - Mestrado ou Doutorado

Leia mais

PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO PARA RESULTADOS PCR. Foco em resultados para uma gestão mais competitiva.

PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO PARA RESULTADOS PCR. Foco em resultados para uma gestão mais competitiva. 2006 PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO PARA RESULTADOS PCR Foco em resultados para uma gestão mais competitiva. FUNDAÇÃO DOM CABRAL. GERANDO CONHECIMENTO E VALOR PARA AS ORGANIZAÇÕES. Fachada Centro Alfa Apoio Institucional:

Leia mais

DISTRIBUIÇÃO DO COOPERATIVISMO BRASILEIRO

DISTRIBUIÇÃO DO COOPERATIVISMO BRASILEIRO O COOPERATIVISMO DISTRIBUIÇÃO DO COOPERATIVISMO BRASILEIRO Produção 3% Consumo 2% Infra-estrutura 2% Transporte 12% Habitacional 5% Mineral 1% 1 Saúde 12% Agropecuário 20% Trabalho 24% Crédito 15% Educacional

Leia mais

Dados Demográficos: Grandes Regiões, Estados e Municípios. Boletim Técnico Gonçalves & Associados Edição 04 - Maio/2013.

Dados Demográficos: Grandes Regiões, Estados e Municípios. Boletim Técnico Gonçalves & Associados Edição 04 - Maio/2013. Estudo de Perfil do Consumidor Potencial Brasil - Dados Demográficos: Grandes Regiões, Estados e Municípios Boletim Técnico Gonçalves & Associados Edição 04 - Maio/ Edição 2009 www.goncalvesassociados.com

Leia mais