01/14 00 MEDIDAS DOS VIDROS JUL//08 CODIGO LARGURA ALTURA REQ. ITEM LARGURA ALTURA QUANT. DATA

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "01/14 00 MEDIDAS DOS VIDROS JUL//08 CODIGO LARGURA ALTURA REQ. ITEM LARGURA ALTURA QUANT. DATA"

Transcrição

1 PAG. 0/ PBR8 0,88,5 6,5cm,0cm /7/8 PBE8 0,88,5 8 6,5cm,5cm /7/8 6,5cm,5cm /7/8 PMR 0,88,5 66,5cm 6,0cm /7/8 PME 0,88,5 8 66,5cm 5,cm /7/8 66,5cm,9cm /7/8 Obs.: - Medidas identificadas na fig. retrata medidas do vidro c/5mm de folga na LarguraxAltura. - As medidas informadas poderão sofrer alterações devido melhorias do produto. - Estas informações são validas para produtos fabricados a partir de Maio/8.

2 PAG. 0/ PQR8 0,88,5 5,5cm 5,cm /7/8 PQE8 0,88,5 8 5,cm 5,cm /7/8 /7/8 Portas PAH8 0,88,5 66,5cm 7,7cm /7/8 PEH8 0,88,5 8 66,5cm 7,cm 7 /7/8 66,5cm 8,cm /7/8 Obs.: - Medidas identificadas na fig. retrata medidas do vidro c/5mm de folga na LarguraxAltura. - As medidas informadas poderão sofrer alterações devido melhorias do produto. - Estas informações são validas para produtos fabricados a partir de Maio/8.

3 PAG. 0/ PRPQ8 0,88,5 59,cm 0,0cm /7/8 PRP8GE 0,88,5 8 /7/8 /7/8 R E L A Ç Ã O DOS V I D R O S. Portas PPRGQ 0,88,5 59,cm 5,0cm /7/8 PPEGQ 0,88,5 8 PPRGE 0,88,5 PPEGE 0,88,5 8 Obs.: - Medidas identificadas na fig. retrata medidas do vidro c/5mm de folga na LarguraxAltura. - As medidas informadas poderão sofrer alterações devido melhorias do produto. - Estas informações são validas para produtos fabricados a partir de Maio/8.

4 PAG. 0/ PVMQ 0,88,5,9cm 9,cm 6 /7/8 Portas PPRPQ8 0,88,5,0cm 7,cm 6 /7/8,cm 7,cm 6 /7/8 Obs.: - Medidas identificadas na fig. retrata medidas do vidro c/5mm de folga na LarguraxAltura. - As medidas informadas poderão sofrer alterações devido melhorias do produto. - Estas informações são validas para produtos fabricados a partir de Maio/8.

5 PAG. 05/ PPR8GE 0,88,5 6,7cm 8,5cm /7/8 PPE8GE 0,88,5 6,7cm 9,cm /7/8 6,7cm 8,0cm /7/8 R E L A Ç Ã O DOS V I D R O S. PPRQ8 0,88,5 6,7cm 6,0cm /7/8 Obs.: - Medidas identificadas na fig. retrata medidas do vidro c/5mm de folga na LarguraxAltura. - As medidas informadas poderão sofrer alterações devido melhorias do produto. - Estas informações são validas para produtos fabricados a partir de Maio/8.

6 PAG. 06/ PPRGE,50,5,cm 8,5cm /7/8,cm 9,cm /7/8 6,7cm 8,0cm /7/8 6,7cm 8,5cm /7/8 5,cm 8,0cm /7/8 R E L A Ç Ã O DOS V I D R O S. 5 PPBGE,0,5,cm 8,5cm /7/8,cm 9,cm /7/8 6,7cm 9,cm /7/8 6,7cm 8,0cm /7/8 5,cm 7,7cm /7/8 6 6,7cm 8,5cm /7/8 6 5 Obs.: - Medidas identificadas na fig. retrata medidas do vidro c/5mm de folga na LarguraxAltura. - As medidas informadas poderão sofrer alterações devido melhorias do produto. - Estas informações são validas para produtos fabricados a partir de Maio/8.

7 PAG. 07/ PPBQ,50,5,cm 6,cm 8 /7/8 6,7cm 6,cm /7/8 PPBQ,0,5,cm 6,cm /7/8 6,7cm 6,cm /7/8 Obs.: - Medidas identificadas na fig. retrata medidas do vidro c/5mm de folga na LarguraxAltura. - As medidas informadas poderão sofrer alterações devido melhorias do produto. - Estas informações são validas para produtos fabricados a partir de Maio/8.

8 PAG. 08/ PPBQ5,50,5 0,8cm 7,cm /7/8,cm 7,cm /7/8 0,8cm 7,cm /7/8 0,8cm 7,cm /7/8 5,0cm 7,cm 6 /7/8 6,8cm 7,cm 6 /7/8 R E L A Ç Ã O DOS V I D R O S. 6 PPBQ,0,5 0,8cm 7,cm /7/8 0,8cm 7,cm /7/8 0,8cm 7,cm /7/8 0,9cm 7,cm /7/8 5,cm 7,cm /7/8 6 5,5cm 7,cm 8 /7/ Obs.: - Medidas identificadas na fig. retrata medidas do vidro c/5mm de folga na LarguraxAltura. - As medidas informadas poderão sofrer alterações devido melhorias do produto. - Estas informações são validas para produtos fabricados a partir de Maio/8.

9 PAG. 09/ PVF,0,5,cm 6,0cm /7/8 PV5,50,5,cm 6,8cm /7/8,cm 6,5cm /7/8 56,cm 6,cm 6 /7/8 PV5 PVF PTQ,0,5 0,0cm 5,cm /7/8 PTQ5,50,5 7,8cm 5,cm /7/8 7,8cm 5,cm 66 /7/8 PTQ5 PTFQ Obs.: - Medidas identificadas na fig. retrata medidas do vidro c/5mm de folga na LarguraxAltura. - As medidas informadas poderão sofrer alterações devido melhorias do produto. - Estas informações são validas para produtos fabricados a partir de Maio/8.

Certifico que este documento da empresa COOPERATIVA DE CRÉDITO LIVRE ADMISSÃO DO VALE DO SÃO PATRÍCIO LTDA, Nire: 52 40000248-8, foi deferido e

Certifico que este documento da empresa COOPERATIVA DE CRÉDITO LIVRE ADMISSÃO DO VALE DO SÃO PATRÍCIO LTDA, Nire: 52 40000248-8, foi deferido e Pág 38 de 74 Pág 39 de 74 Pág 40 de 74 Pág 41 de 74 Pág 42 de 74 Pág 43 de 74 Pág 44 de 74 Pág 45 de 74 Pág 46 de 74 Pág 47 de 74 Pág 48 de 74 Pág 49 de 74 Pág 50 de 74 Pág 51 de 74 Pág 52 de 74 Pág 53

Leia mais

Junta Comercial do Estado de Minas Gerais Certifico registro sob o nº 5496096 em 23/04/2015 da Empresa OMEGA GERACAO S.A., Nire 31300093107 e

Junta Comercial do Estado de Minas Gerais Certifico registro sob o nº 5496096 em 23/04/2015 da Empresa OMEGA GERACAO S.A., Nire 31300093107 e pág. 1/21 pág. 2/21 pág. 3/21 pág. 4/21 pág. 5/21 pág. 6/21 pág. 7/21 pág. 8/21 pág. 9/21 pág. 10/21 pág. 11/21 pág. 12/21 pág. 13/21 pág. 14/21 pág. 15/21 pág. 16/21 pág. 17/21 pág. 18/21 pág. 19/21 pág.

Leia mais

Junta Comercial do Estado de Minas Gerais Certifico que este documento da empresa COOPERNOVA COOPERATIVA NOVALIMENSE DE TRANSPORTE DE CARGAS E

Junta Comercial do Estado de Minas Gerais Certifico que este documento da empresa COOPERNOVA COOPERATIVA NOVALIMENSE DE TRANSPORTE DE CARGAS E pág. 1/23 pág. 2/23 pág. 3/23 pág. 4/23 pág. 5/23 pág. 6/23 pág. 7/23 pág. 8/23 pág. 9/23 pág. 10/23 pág. 11/23 pág. 12/23 pág. 13/23 pág. 14/23 pág. 15/23 pág. 16/23 pág. 17/23 pág. 18/23 pág. 19/23 pág.

Leia mais

Junta Comercial do Estado de Minas Gerais Certifico registro sob o nº em 19/10/2015 da Empresa COOPERATIVA DE CONSUMO DOS SERVIDORES DO

Junta Comercial do Estado de Minas Gerais Certifico registro sob o nº em 19/10/2015 da Empresa COOPERATIVA DE CONSUMO DOS SERVIDORES DO pág. 1/26 pág. 2/26 pág. 3/26 pág. 4/26 pág. 5/26 pág. 6/26 pág. 7/26 pág. 8/26 pág. 9/26 pág. 10/26 pág. 11/26 pág. 12/26 pág. 13/26 pág. 14/26 pág. 15/26 pág. 16/26 pág. 17/26 pág. 18/26 pág. 19/26 pág.

Leia mais

Junta Comercial do Estado de Minas Gerais Certifico registro sob o nº em 13/04/2016 da Empresa ALGAR TI CONSULTORIA S/A, Nire e

Junta Comercial do Estado de Minas Gerais Certifico registro sob o nº em 13/04/2016 da Empresa ALGAR TI CONSULTORIA S/A, Nire e pág. 1/71 pág. 2/71 pág. 3/71 pág. 4/71 pág. 5/71 pág. 6/71 pág. 7/71 pág. 8/71 pág. 9/71 pág. 10/71 pág. 11/71 pág. 12/71 pág. 13/71 pág. 14/71 pág. 15/71 pág. 16/71 pág. 17/71 pág. 18/71 pág. 19/71 pág.

Leia mais

Certifico que este documento da empresa CELG DISTRIBUIÇÃO S.A. - CELG D, Nire: 52 30000295-8, foi deferido e arquivado na Junta Comercial do Estado

Certifico que este documento da empresa CELG DISTRIBUIÇÃO S.A. - CELG D, Nire: 52 30000295-8, foi deferido e arquivado na Junta Comercial do Estado Pág 12 de 60 Pág 13 de 60 Pág 14 de 60 Pág 15 de 60 Pág 16 de 60 Pág 17 de 60 Pág 18 de 60 Pág 19 de 60 Pág 20 de 60 Pág 21 de 60 Pág 22 de 60 Pág 23 de 60 Pág 24 de 60 Pág 25 de 60 Pág 26 de 60 Pág 27

Leia mais

Junta Comercial do Estado de Minas Gerais Certifico registro sob o nº 5512916 em 22/05/2015 da Empresa UNIMED BELO HORIZONTE COOPERATIVA DE TRABALHO

Junta Comercial do Estado de Minas Gerais Certifico registro sob o nº 5512916 em 22/05/2015 da Empresa UNIMED BELO HORIZONTE COOPERATIVA DE TRABALHO pág. 2/33 pág. 3/33 pág. 4/33 pág. 5/33 pág. 6/33 pág. 7/33 pág. 8/33 pág. 9/33 pág. 10/33 pág. 11/33 pág. 12/33 pág. 13/33 pág. 14/33 pág. 15/33 pág. 16/33 pág. 17/33 pág. 18/33 pág. 19/33 pág. 20/33

Leia mais

Certifico que este documento da empresa COOPERATIVA DE CRÉDITO DOS MAGISTRADOS, SERVIDORES DA JUSTIÇA DO ESTADO DE GOIÁS E EMPREGADOS DA CELG LTDA,

Certifico que este documento da empresa COOPERATIVA DE CRÉDITO DOS MAGISTRADOS, SERVIDORES DA JUSTIÇA DO ESTADO DE GOIÁS E EMPREGADOS DA CELG LTDA, Pág 9 de 58 Pág 11 de 58 Pág 13 de 58 Pág 15 de 58 Pág 17 de 58 Pág 19 de 58 Pág 21 de 58 Pág 23 de 58 Pág 25 de 58 Pág 27 de 58 Pág 29 de 58 Pág 31 de 58 Pág 33 de 58 Pág 35 de 58 Pág 37 de 58 Pág 39

Leia mais

Junta Comercial do Estado de Minas Gerais Certifico registro sob o nº em 08/05/2015 da Empresa UNIMED JUIZ DE FORA COOPERATIVA DE TRABALHO

Junta Comercial do Estado de Minas Gerais Certifico registro sob o nº em 08/05/2015 da Empresa UNIMED JUIZ DE FORA COOPERATIVA DE TRABALHO pág. 16/49 pág. 17/49 pág. 18/49 pág. 19/49 pág. 20/49 pág. 21/49 pág. 22/49 pág. 23/49 pág. 24/49 pág. 25/49 pág. 26/49 pág. 27/49 pág. 28/49 pág. 29/49 pág. 30/49 pág. 31/49 pág. 32/49 pág. 33/49 pág.

Leia mais

Junta Comercial do Estado de Minas Gerais Certifico registro sob o nº em 21/11/2014 da Empresa ANDRADE GUTIERREZ S/A, Nire e

Junta Comercial do Estado de Minas Gerais Certifico registro sob o nº em 21/11/2014 da Empresa ANDRADE GUTIERREZ S/A, Nire e pág. 1/46 pág. 2/46 pág. 3/46 pág. 4/46 pág. 5/46 pág. 6/46 pág. 7/46 pág. 8/46 pág. 9/46 pág. 10/46 pág. 11/46 pág. 12/46 pág. 13/46 pág. 14/46 pág. 15/46 pág. 16/46 pág. 17/46 pág. 18/46 pág. 19/46 pág.

Leia mais

Certifico que este documento da empresa UNIMED MONTES CLAROS COOPERATIVA DE TRABALHO MEDICO, Nire: , foi deferido e arquivado na Junta

Certifico que este documento da empresa UNIMED MONTES CLAROS COOPERATIVA DE TRABALHO MEDICO, Nire: , foi deferido e arquivado na Junta pág. 1/34 pág. 2/34 pág. 3/34 pág. 4/34 pág. 5/34 pág. 6/34 pág. 7/34 pág. 8/34 pág. 9/34 pág. 10/34 pág. 11/34 pág. 12/34 pág. 13/34 pág. 14/34 pág. 15/34 pág. 16/34 pág. 17/34 pág. 18/34 pág. 19/34 pág.

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE SANTO ANTÔNIO DA PLATINA - PR

CÂMARA MUNICIPAL DE SANTO ANTÔNIO DA PLATINA - PR JANEIRO 75 0 75 2 73 1440 0 1440 104 1336 7 0 7 5 2 119 0 119 1 118 293 0 293 11 282 225 0 225 5 220 2 0 2 0 2 116 0 116 4 112 Página 1 de 12 FEVEREIRO 73 0 73 2 71 1336 0 1336 385 951 2 0 2 2 0 118 0

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE SANTO ANTÔNIO DA PLATINA - PR. Planilha Controle de Estoque - Materiais de Limpeza - 2013 ESTOQUE ANTERIOR

CÂMARA MUNICIPAL DE SANTO ANTÔNIO DA PLATINA - PR. Planilha Controle de Estoque - Materiais de Limpeza - 2013 ESTOQUE ANTERIOR JANEIRO 20 0 20 1 19 13 0 13 0 13 0 5 5 0 5 16 0 16 1 15 17 0 17 0 17 5 0 5 2 3 20 0 20 2 18 107 0 107 5 102 59 0 59 1 58 23 0 23 1 22 215 0 215 7 208 60 0 60 1 59 5 0 5 0 5 5 0 5 1 4 Página 1 de 12 FEVEREIRO

Leia mais

CALENDÁRIO DE JOGOS CAMPEONATO DISTRITAL DE JUVENIS DE FUTSAL MASCULINOS FASE UNICA CLUBES - - - - - - CLUBES - - - - - - N. Sportinguistas C.C.

CALENDÁRIO DE JOGOS CAMPEONATO DISTRITAL DE JUVENIS DE FUTSAL MASCULINOS FASE UNICA CLUBES - - - - - - CLUBES - - - - - - N. Sportinguistas C.C. CALENDÁRIO DE S 01 JORNADA 504. 00. 001 504. 00. 002 504. 00. 003 504. 00. 004 504. 00. 005 504. 00. 00 02 JORNADA 504. 00. 007 504. 00. 008 504. 00. 009 504. 00. 010 504. 00. 011 504. 00. 012 23/09/2012

Leia mais

CLIPPING IMPRESSO EXPOCACHAÇA

CLIPPING IMPRESSO EXPOCACHAÇA CLIPPING IMPRESSO EXPOCACHAÇA Jornal DCI C DIVULGAÇÃO 03 de setembro de 2013 PÁGINA CENTIMETRAGEM 161,5 cm² CUSTO-BENEFÍCIO R$ 8.636,74 12 mil exemplares Jornal Metro News Espetáculos DIVULGAÇÃO 04 de

Leia mais

= 30maneiras para sentar-se. Como são 20 filas, o número total de maneiras distintas que atende ao enunciado será:

= 30maneiras para sentar-se. Como são 20 filas, o número total de maneiras distintas que atende ao enunciado será: TEÁTIC 1ª QUESTÃO Um avião possui 10 poltronas de passageiros distribuídas em 0 filas. Cada fila tem poltronas do lado esquerdo (denotadas por, B, C) e do lado direito (denotadas por D, E, F), separadas

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO DEMONSTRATIVO DE CREDITOS ADICIONAIS Z33NDKYP 04/03/2015 PAG. 1 03 44612 19/02/2014 135400 00059 0,00 5622.167,24 13540 20601016620910000 449000 013 0,00 44612 19/02/2014

Leia mais

Biombos 70 e 90 Estações de Trabalho

Biombos 70 e 90 Estações de Trabalho 1 de 20 2 de 20 Detalhes Técnicos 3 de 20 Quadro de vidro PAINEL CEGO PAINEL TOTAL VIDRO SIMPLES VIDRO SIMPLES PAINEL MEIO Chassi Travessa Intermediária Calha Intermediária Placa Madeira Calha de fiação

Leia mais

Como calcular a necessidade de capital de giro de sua empresa. Alexandre de Pinho Mascarenhas

Como calcular a necessidade de capital de giro de sua empresa. Alexandre de Pinho Mascarenhas BDMG Como calcular a necessidade de capital de giro de sua empresa Alexandre de Pinho Mascarenhas Aplicaçõe es de Rec cursos Ativo Circulante Passivo Circulante.Caixa. Duplicatas Descontadas. Bancos. Empréstimos

Leia mais

PERCENTUAL DE REAJUSTE A SER APLICADO AO AGRUPAMENTO DE CONTRATOS NO PERÍODO DE MAIO-2016 A ABRIL-2017

PERCENTUAL DE REAJUSTE A SER APLICADO AO AGRUPAMENTO DE CONTRATOS NO PERÍODO DE MAIO-2016 A ABRIL-2017 REGISTRO ANS: 00047-7 PERCENTUAL DE REAJUSTE A SER APLICADO AO AGRUPAMENTO DE CONTRATOS NO PERÍODO DE MAIO-2016 A ABRIL-2017 Nº DO CONTRATO NOME COMERCIAL DO PLANO REGISTRO DO PLANO ANS PERCENTUAL DO REAJUSTE

Leia mais

Mecanismos de apoio e incentivo à Eficiência energética

Mecanismos de apoio e incentivo à Eficiência energética Mecanismos de apoio e incentivo à Eficiência energética Victor Francisco CTCV - Responsável Gestão e Promoção da Inovação [victor.francisco@ctcv.pt] Workshop Setorial da Cerâmica e do Vidro CTCV 14.12.12

Leia mais

www.chavesgold.com.br

www.chavesgold.com.br CITROEN MANUAL DE INSTRUÇÕES www.chavesgold.com.br ES0028 Carga 013 PROCEDIMENTOS POCEDIMENTOS PARA VERIFICAÇÃO PARA POR FABRICANTE VERIFICAÇÃO LINHA CITROEN - BERLINGO PROCEDIMENTO PARA VERIFICAÇÃO -

Leia mais

Mobiliário Urbano Plástico Reciclado

Mobiliário Urbano Plástico Reciclado Mobiliário Urbano Reciclado 1% reciclado...há ideias que salvam o mundo! Construimos sorrisos... Telf.: ( +351 ) 212 743 84 www.magnus-icon.com magnus@magnus-icon.com Mobiliário Urbano Reciclado 1% reciclado

Leia mais

PERCENTUAL DE REAJUSTE A SER APLICADO AO AGRUPAMENTO DE CONTRATOS NO PERÍODO DE MAIO/15 A ABRIL/16 (RN309 -ANS)

PERCENTUAL DE REAJUSTE A SER APLICADO AO AGRUPAMENTO DE CONTRATOS NO PERÍODO DE MAIO/15 A ABRIL/16 (RN309 -ANS) REGISTRO ANS - 00047-7 PERCENTUAL DE REAJUSTE A SER APLICADO AO AGRUPAMENTO DE CONTRATOS NO PERÍODO DE MAIO/15 A ABRIL/16 (RN309 -ANS) Nº DO CONTRATO NOME COMERCIAL DO PLANO REGISTRO DO PLANO ANS PERC

Leia mais

MONTE SUA EMPRESA DE FISIOTERAPIA

MONTE SUA EMPRESA DE FISIOTERAPIA MONTE SUA EMPRESA DE FISIOTERAPIA GUIA DO PASSO A PASSO Fonte: www.crefito12.org.br Monte Sua Clínica Para montar sua Clínica é necessário que contrate um CONTADOR ele lhe informará com detalhes como montar

Leia mais

Fone: 0800 707 5700. Manual de Instruções. Bloco Digestor DQO Microprocessado Mod.: 25439

Fone: 0800 707 5700. Manual de Instruções. Bloco Digestor DQO Microprocessado Mod.: 25439 Fone: 0800 707 700 Manual de Instruções Bloco Digestor DQO Microprocessado Mod.: 9 Fone: 0800 707 700 ÍNDICE. INTRODUÇÃO. ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS. FUNCIONAMENTO. Instalação. Programando o timer (tempo).

Leia mais

CARO SEGURADO. Você optou pelo Real Automóvel e conta com mais um benefício: reparo ou troca dos vidros de seu automóvel em caso de trinca ou quebra.

CARO SEGURADO. Você optou pelo Real Automóvel e conta com mais um benefício: reparo ou troca dos vidros de seu automóvel em caso de trinca ou quebra. CARO SEGURADO Você optou pelo Real Automóvel e conta com mais um benefício: reparo ou troca dos vidros de seu automóvel em caso de trinca ou quebra. Caso ocorra alguma trinca no pára-brisa de seu carro,

Leia mais

COMO FUNCIONAM DOIS PROCEDIMENTOS DO ICMS NA FORMAÇÃO DO PREÇO DE VENDA

COMO FUNCIONAM DOIS PROCEDIMENTOS DO ICMS NA FORMAÇÃO DO PREÇO DE VENDA COMO FUNCIONAM DOIS PROCEDIMENTOS DO IPI dentro e fora da base de cálculo do ICMS Substituição Tributária do ICMS Francisco Cavalcante (francisco@fcavalcante.com.br) Sócio-Diretor da Cavalcante Associados,

Leia mais

Cronograma Pós-Graduação PSICOPEDAGOGIA T. 2011 CRONOGRAMA 2011

Cronograma Pós-Graduação PSICOPEDAGOGIA T. 2011 CRONOGRAMA 2011 Cronograma Pós-Graduação PSICOPEDAGOGIA T. 2011 CRONOGRAMA 2011 Coordenadora: Profª Eliane Mitsunaga: E-mail: prof_elianestein@yahoo.com.br Fone: (43) 91-4748 Data Professor (a) Disciplina 07/ 08/ 14/

Leia mais

Gestão Financeira. Prof. Eduardo Pozzi

Gestão Financeira. Prof. Eduardo Pozzi Gestão Financeira Prof. Eduardo Pozzi Finanças Corporativas Questões centrais na gestão financeira de uma empresa: Quais investimentos de longo prazo precisam ser feitos? Que tipo de instalações, maquinário

Leia mais

Reajuste em maio/2014 Registro ANS Data Contratação Beneficiários 146026000 PME - REGULAMENTADO PJ 435286016 01/05/2012 7 146026100 PME -

Reajuste em maio/2014 Registro ANS Data Contratação Beneficiários 146026000 PME - REGULAMENTADO PJ 435286016 01/05/2012 7 146026100 PME - Contrato Modelo Reajuste em maio/2014 Registro ANS Data Contratação Beneficiários 146026000 PME - REGULAMENTADO PJ 435286016 01/05/2012 7 146026100 PME - REGULAMENTADO PJ 435286016 01/05/2012 6 146026200

Leia mais

ANEXO VI - TABELA DE VENCIMENTOS

ANEXO VI - TABELA DE VENCIMENTOS ANEXO VI - - ( único Art. 23) A 1,00 958,01 0 A 1,35 1.293,31 0 A 1,55 1.484,92 0 A 1,75 1.676,52 B 1,05 1.005,91 3 B 1,40 1.341,21 3 B 1,60 1.532,82 3 B 1,80 1.724,42 C 1,10 1.053,81 6 C 1,45 1.389,11

Leia mais

PROJETO DE CHURRASQUEIRA EM ALVENARIA SC 584 SC. www.giragrill.com

PROJETO DE CHURRASQUEIRA EM ALVENARIA SC 584 SC. www.giragrill.com PROJETO DE CHURRASQUEIRA EM ALVENARIA 584 SC 584 SC www.giragrill.com ELEVGRILL Medidas: E A C B D QUADRO BASE Modelo Prime / SC Medidas em centímetros A B C D E Qtde. Espetos ELEVGRILL 584 49 38 59 49

Leia mais

Vetores Aleatórios, correlação e conjuntas

Vetores Aleatórios, correlação e conjuntas Vetores Aleatórios, correlação e conjuntas Cláudio Tadeu Cristino 1 1 Universidade Federal Rural de Pernambuco, Recife, Brasil Segundo Semestre, 2013 C.T.Cristino (DEINFO-UFRPE) Vetores Aleatórios 2013.2

Leia mais

IFSP - EAD - GEOMETRIA TRIÂNGULO RETÂNGULO CONCEITUAÇÃO :

IFSP - EAD - GEOMETRIA TRIÂNGULO RETÂNGULO CONCEITUAÇÃO : IFSP - EAD - GEOMETRIA TRIÂNGULO RETÂNGULO CONCEITUAÇÃO : Como já sabemos, todo polígono que possui três lados é chamado triângulo. Assim, ele também possui três vértices e três ângulos internos cuja soma

Leia mais

SUMÁRIO 1. OBJETIVO 2. CAMPO DE APLICAÇÃO. Esta Norma se aplica à RBMLQ-I e Dimep. 3. RESPONSABILIDADE

SUMÁRIO 1. OBJETIVO 2. CAMPO DE APLICAÇÃO. Esta Norma se aplica à RBMLQ-I e Dimep. 3. RESPONSABILIDADE DETERMINAÇÃO DAS DIMENSÕES EFETIVAS DO PRODUTO COMPONENTE CERÂMICO: BLOCOS, TIJOLOS, ELEMENTO VAZADO, CANALETAS E COMPONENTE CERÂMICO QUE NÃO POSSUA FORMA DE PARALELEPÍPEDO NORMA N o NIE-DIMEL-087 APROVADA

Leia mais

A luz já existia. Criamos o melhor design da iluminação. PANTOJA & CARMONA

A luz já existia. Criamos o melhor design da iluminação. PANTOJA & CARMONA A luz já existia. Criamos o melhor design da iluminação. PANTOJA & CARMONA 1 Uma das estratégias da P&C é levar ao mercado soluções em iluminação que ConCiliem alto desempenho técnico, design e CUsto reduzido.

Leia mais

ABNT NBR 15.575 NORMA DE DESEMPENHO

ABNT NBR 15.575 NORMA DE DESEMPENHO ABNT NBR 15.575 NORMA DE DESEMPENHO O que é uma Norma Técnica? O que é uma Norma Técnica? Documento estabelecido por consenso e aprovado por um organismo reconhecido, que fornece, para uso repetitivo,

Leia mais

Mérito Desenvolvimento Imobiliário I FII. Fundo de Investimento Imobiliário

Mérito Desenvolvimento Imobiliário I FII. Fundo de Investimento Imobiliário 03 09 10 11 13 15 16 18 20 22 24 26 28 29 31 33 02 1. Imobiliário I 03 1. Imobiliário I 04 1. Imobiliário I 05 1. Imobiliário I 06 1. Imobiliário I 07 1. Imobiliário I 1. LANÇAMENTO 2. OBRAS 3. CONCLUÍDO

Leia mais

Lei de Coulomb. Charles Augustin de Coulomb

Lei de Coulomb. Charles Augustin de Coulomb Lei de Coulomb Charles Augustin de Coulomb A Lei de Coulomb foi descoberta pelo físico francês Charles Augustin de Coulomb, trata do princípio fundamental da eletricidade. Em particular, diz-nos que o

Leia mais

O que é Fluxo de Caixa?

O que é Fluxo de Caixa? O que é Fluxo de Caixa? O Fluxo de Caixa é um relatório gerencial que informa toda a movimentação de dinheiro (entradas e saídas), sempre considerando um período determinado, que pode ser um dia, uma semana

Leia mais

MÓDULO V - TURMA 60207

MÓDULO V - TURMA 60207 MÓDULO V - TURMA 60207 Semana de 02 à 06 fevereiro/09 Segunda - 02/02/2009 Terça - 03/02/2009 Quarta - 04/02/2009 Quinta - 05/02/2009 Sexta - 06/02/2009 Sergio-Junção Junção Junção Semana de 09 à 13 fevereiro/09

Leia mais

VALE EMPREENDEDORISMO

VALE EMPREENDEDORISMO V A L E E M P R E E N D E D O R I S M O Page 1 VALE EMPREENDEDORISMO (PROJETOS SIMPLIFICADOS DE EMPREENDEDORISMO) Março 2015 V A L E E M P R E E N D E D O R I S M O Pag. 2 ÍNDICE 1. Enquadramento... 3

Leia mais

A imagem é real, invertida e reduzida.

A imagem é real, invertida e reduzida. Epelho eférico Um epelho côncavo tem um raio de curvatura de 4 cm. Trace diagrama de raio para localizar a imagem, e exitir, de um objecto perto do eixo para a eguinte ditância do epelho: a) 55 cm; b)

Leia mais

TOTAL 3.554.784,06 308.220,87 TOTAL 171.546,68 ATIVO FINANCEIRO 3.554.784,06 308.220,87 PASSIVO FINANCEIRO 171.546,68

TOTAL 3.554.784,06 308.220,87 TOTAL 171.546,68 ATIVO FINANCEIRO 3.554.784,06 308.220,87 PASSIVO FINANCEIRO 171.546,68 PERIODO DE: Janeiro ATIVO CIRCULANTE 3.554.784,06 308.220,87 PASSIVO CIRCULANTE 171.546,68 Caixas e Equivalente 3.428.672,93 Obrig.Trab.Previd.a Pagar 225.818,56 Cred.Realiz.a Curto Prazo 126.111,13 Emprest.

Leia mais

RELAÇÃO DE ELEMENTOS PARA LOCAÇÃO

RELAÇÃO DE ELEMENTOS PARA LOCAÇÃO RELAÇÃO DE ELEMENTOS PARA LOCAÇÃO NOTA: Todos os preços estão em R$ (Reais) e se referem ao período inteiro do Evento. Descrições e figuras estão disponíveis nas páginas 12 a 15. I MOBILIÁRIO REF DESCRIÇÃO

Leia mais

Gerenciando o Fluxo de Caixa com Eficiência

Gerenciando o Fluxo de Caixa com Eficiência Gerenciando o Fluxo de Caixa com Eficiência 08 a 11 de outubro de 2014 08 a 11 de outubro de 2014 Custo financeiro alto CENÁRIO ATUAL Concorrência cada vez mais competitiva Consumidores que exigem maiores

Leia mais

FARMÁCIAS EM DISPONIBILIDADE

FARMÁCIAS EM DISPONIBILIDADE Concelho de OLHÃO - Mês de Janeiro de 2014 1/12 Concelho de OLHÃO - Mês de Fevereiro de 2014 2/12 Concelho de OLHÃO - Mês de Março de 2014 3/12 Concelho de OLHÃO - Mês de Abril de 2014 4/12 Concelho de

Leia mais

Atualizações no Plano de Marketing

Atualizações no Plano de Marketing Perguntas e Respostas Informações Gerais: P1: Quais são as atualizações no Plano de Marketing da Herbalife? R1: Para ajudar todos a alcançar ainda mais sucesso com a oportunidade de negócio da Herbalife,

Leia mais

ORIENTAÇÃO. Para a orientação recorremos a certas referências. A mais utilizada é a dos pontos cardeais: Norte Sul Este Oeste

ORIENTAÇÃO. Para a orientação recorremos a certas referências. A mais utilizada é a dos pontos cardeais: Norte Sul Este Oeste 1 ORIENTAÇÃO A orientação é o processo que permite determinar a nossa posição na superfície terrestre e a direcção a tomar para atingirmos um local para onde nos queiramos dirigir. Para a orientação recorremos

Leia mais

Regras das ações de divulgação do #vestibularfsa

Regras das ações de divulgação do #vestibularfsa Regras das ações de divulgação do #vestibularfsa Leia atentamente as regras das ações de divulgação do Vestibular FSA, conquiste sua vaga como Fiscal e ganhe prêmios. A campanha de divulgação feita pelos

Leia mais

Informativo Técnico Cabine de pintura. Cortina d água x Filtragem a seco

Informativo Técnico Cabine de pintura. Cortina d água x Filtragem a seco Informativo Técnico Cabine de pintura Cortina d água x Filtragem a seco 1) Cabines com cortina d'água x Cabines com filtragem a seco A Arpi fabrica tanto cabines de pintura com cortina d'água quanto com

Leia mais

NECESSIDADE DE CAPITAL DE GIRO E OS PRAZOS DE ROTAÇÃO Samuel Leite Castelo Universidade Estadual do Ceará - UECE

NECESSIDADE DE CAPITAL DE GIRO E OS PRAZOS DE ROTAÇÃO Samuel Leite Castelo Universidade Estadual do Ceará - UECE Resumo: NECESSIDADE DE CAPITAL DE GIRO E OS PRAZOS DE ROTAÇÃO Samuel Leite Castelo Universidade Estadual do Ceará - UECE O artigo trata sobre a estratégia financeira de curto prazo (a necessidade de capital

Leia mais

TORNEIO ABERTO GENTE PENSANDO XADREZ vale rating FESX

TORNEIO ABERTO GENTE PENSANDO XADREZ vale rating FESX TORNEIO ABERTO GENTE PENSANDO XADREZ vale rating FESX Finalidade Promover o xadrez na sociedade em atenção aos seus múltiplos valores e benefícios. LOCAL: Hotel Hotur Data 1 e 2 de maio de 2014 Participação

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA DE CURTO PRAZO

ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA DE CURTO PRAZO ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA DE CURTO PRAZO 1.1. Capital de Giro O Capita de Giro refere-se aos recursos correntes de curto prazo pertencentes à empresa. Dessa forma, o capital de giro corresponde aos recursos

Leia mais

Desoneração da folha de pagamento no sistema LOGIX

Desoneração da folha de pagamento no sistema LOGIX Desoneração da folha de pagamento no sistema LOGIX Estes procedimentos só devem ser parametrizados pelos clientes que se enquadram nas atividades econômicas ou que fabricam produtos industriais listados

Leia mais

DEPRECIAÇÃO E OBSOLÊNCIA

DEPRECIAÇÃO E OBSOLÊNCIA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS - UNICAMP INSTITUTO DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS - IFCH DEPARTAMENTO DE ECONOMIA E PLANEJAMENTO ECONÔMICO - DEPE CENTRO TÉCNICO ESCONÔMICO DE ASSISTÊNCIA EMPRESARIAL

Leia mais

Nota Fiscal de Comunicação (Modelo 21)

Nota Fiscal de Comunicação (Modelo 21) Nota Fiscal de Comunicação (Modelo 21) OBJETIVO Exportar as Notas Fiscal de Comunicação (modelo 21) conforme layout da portaria CAT-79 UTILIZAÇÃO Para gerar a Nota Fiscal de Comunicação foi criado no cadastro

Leia mais

Primeiras Informações

Primeiras Informações Primeiras Informações Para que um trabalho escolar fique com melhor qualidade é importante registrálo, não apenas para ser apresentado aos pais, mas principalmente como arquivo. Guardar o registro de trabalhos

Leia mais

CARDÁPIO EDUCAÇÃO INFANTIL 1ª SEMANA DO MÊS SEGUNDA TERÇA QUARTA 31/07 QUINTA 01 SEXTA 02 SUCO IOGURTE FRUTA PÃO C/ RECHEIO

CARDÁPIO EDUCAÇÃO INFANTIL 1ª SEMANA DO MÊS SEGUNDA TERÇA QUARTA 31/07 QUINTA 01 SEXTA 02 SUCO IOGURTE FRUTA PÃO C/ RECHEIO AGOSTO SEGUNDA TERÇA QUARTA 31/07 QUINTA 01 SEXTA 02 PÃO C/ SEGUNDA 05 TERÇA 06 QUARTA 07 QUINTA 08 SEXTA 09 (SEM ) / ) / PÃO C/ SEGUNDA 12 TERÇA 13 QUARTA 14 QUINTA 15 SEXTA 16 PÃO COM SEGUNDA 19 TERÇA

Leia mais

LEAN E A TEORIA DAS RESTRIÇÕES

LEAN E A TEORIA DAS RESTRIÇÕES Pós Graduação em Engenharia de Produção Ênfase na Produção Enxuta de Bens e Serviços (LEAN MANUFACTURING) LEAN E A TEORIA DAS RESTRIÇÕES Exercícios de Consolidação - gabarito - Prof. Eduardo G. M. Jardim,

Leia mais

Fluxo TS Ar ambiente Ar insuflado Temperatura das sementes ( C) (m 3 /minuto/t) (h) T UR T UR PV PE Distâncias (cm) ( C) (%) ( C) (%) (kpa) (mm ca)

Fluxo TS Ar ambiente Ar insuflado Temperatura das sementes ( C) (m 3 /minuto/t) (h) T UR T UR PV PE Distâncias (cm) ( C) (%) ( C) (%) (kpa) (mm ca) Fluxo TS Ar ambiente Ar insuflado Temperatura das sementes ( C) (m 3 /minuto/t) (h) T UR T UR PV PE Distâncias (cm) ( C) (%) ( C) (%) (kpa) (mm ca) 17 34 51 26,9 0 23,0 78,0 21,7 84,4 2,2 30,0 22,3 22,5

Leia mais

Melhorias nos cálculos do aviso prévio da Lei 12.506

Melhorias nos cálculos do aviso prévio da Lei 12.506 1 Melhorias nos cálculos do aviso prévio da Lei 12.506 Objetivo: Atender de forma mais abrangente a lei 12.506 do aviso, a circular do MTE 010/2011 e a Nota técnica 184/2012. Benefícios: Com a criação

Leia mais

2 Furação do Vidro para uso da Roldana Excêntrica 50 Kit Engenharia K1 - V10 Janelas e Instalação - 10mm 54 16, Ø14 Folgas dos Vidros 12,5 LT-0

2 Furação do Vidro para uso da Roldana Excêntrica 50 Kit Engenharia K1 - V10 Janelas e Instalação - 10mm 54 16, Ø14 Folgas dos Vidros 12,5 LT-0 TEMPERADOS C a t á l o g o Té c n i c o 2 Furação do Vidro para uso da Roldana Excêntrica 50 Kit Engenharia K1 - V10 Janelas e Instalação - 10mm 54 16,5 65 60 Ø14 Folgas dos Vidros 12,5 LT-024 : 1.266

Leia mais

Resumidamente, vamos apresentar o que cada item influenciou no cálculo do PumaWin.

Resumidamente, vamos apresentar o que cada item influenciou no cálculo do PumaWin. Software PumaWin principais alterações O Software PumaWin está na versão 8.2, as principais mudanças que ocorreram ao longo do tempo estão relacionadas a inclusão de novos recursos ou ferramentas, correção

Leia mais

Manual de Instruções de Instalação, Manuseio e Manutenção. Portas Pivotantes MARÍLIA - TEL.: (14) / FAX: (14) SASAZAKI

Manual de Instruções de Instalação, Manuseio e Manutenção. Portas Pivotantes MARÍLIA - TEL.: (14) / FAX: (14) SASAZAKI Manual de Instruções de Instalação, Manuseio e Manutenção Portas e Janelas SASAZAKI CEP 17.512-900 Marília-SP MARÍLIA - TEL.: (14) 3402-9922 / FAX: (14) 3402-9933 e-mail: assistec@sasazaki.com.br FOR-481

Leia mais

CENTRAL GERENCIADORA DE BOLICHE PS 2009

CENTRAL GERENCIADORA DE BOLICHE PS 2009 CENTRAL GERENCIADORA DE BOLICHE PS 2009 MANUAL DE INSTRUÇÕES VERSÃO 1.10 Prezado Cliente, Preparamos este manual para que você possa conhecer cada detalhe deste produto, e assim utilizá-lo de maneira correta

Leia mais

Negociação salarial dos servidores municipais O que você precisa saber

Negociação salarial dos servidores municipais O que você precisa saber Negociação salarial dos servidores municipais O que você precisa saber Nunca se avançou tanto em tão pouco tempo A Prefeitura de Blumenau atendeu inúmeras reivindicações dos servidores públicos municipais

Leia mais

Atualização Mandatória de Versão do Amadeus Pro Web (2.0P431BR) 25 de junho de 2007 Gerência de Produtos & Operações Amadeus Brasil

Atualização Mandatória de Versão do Amadeus Pro Web (2.0P431BR) 25 de junho de 2007 Gerência de Produtos & Operações Amadeus Brasil Atualização Mandatória de Versão do Amadeus Pro Web (2.0P431BR) 25 de junho de 2007 Amadeus Brasil Índice 1) O objetivo deste documento... 3 2) O que acontecerá quando chegar o dia da atualização de versão

Leia mais

SUPER RALLY 2012 PHOENIX /ARIZONA EUA

SUPER RALLY 2012 PHOENIX /ARIZONA EUA SUPER RALLY 2012 PHOENIX /ARIZONA EUA Informações Super Rally 2012 Phoenix/Arizona EUA 1)Documentos exigidos para o Rally e Pós Rally (tradicional e Silver): Passaporte com validade mínima até 6 meses

Leia mais

Gerenciamento da produção

Gerenciamento da produção 74 Corte & Conformação de Metais Junho 2013 Gerenciamento da produção Como o correto balanceamento da carga de dobradeiras leva ao aumento da produtividade e redução dos custos (I) Pedro Paulo Lanetzki

Leia mais

ANÁLISE DAS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS. Aula 10- Unidade II - A análise tradicional das demonstrações contábeis. Prof.

ANÁLISE DAS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS. Aula 10- Unidade II - A análise tradicional das demonstrações contábeis. Prof. ANÁLISE DAS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS Aula 10- Unidade II - A análise tradicional das demonstrações contábeis Prof.: Marcelo Valverde Unidade II. Análise tradicional das demonstrações contábeis 2.5. Índices

Leia mais

RACK AUDIENCE TO GO K 3255 RACK AUDIENCE TO GO KR 3255

RACK AUDIENCE TO GO K 3255 RACK AUDIENCE TO GO KR 3255 RACK AUDIENCE TO GO K 3255 RACK AUDIENCE TO GO KR 3255 INSTRUÇÕES DE MONTAGEM Imagens Ilustrativas AUDIENCE TO GO KR 3255 AUDIENCE TO GO K 3255 50 Kg Carga Máxima www.aironflex.com INSTRUÇÕES DE MONTAGEM

Leia mais

PROPOSTA MITSUBISHI JYUSHI

PROPOSTA MITSUBISHI JYUSHI FÁBRICA: UNIDADE: SAITAMA-KEN LOCALIZAÇÃO: SAITAMA-KEN HANYU-SHI ENDEREÇO (FILIAL CHIBA):CHIBA-KEN CHIBA-SHI CHUIUKUSAKAE-CHO 42-11 NIHON KIGYOUKAIKAN BIRU 5F TEL:043-202-5530 FAX:043-224-1557 260-0016

Leia mais

Colégio de Aplicação. Universidade Federal do Rio de Janeiro. Admissão. 2ª série ensino médio. Matemática

Colégio de Aplicação. Universidade Federal do Rio de Janeiro. Admissão. 2ª série ensino médio. Matemática Colégio de Aplicação Universidade Federal do Rio de Janeiro Admissão 2011 2ª série ensino médio Matemática UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS COLÉGIO DE APLICAÇÃO

Leia mais

Simulado ENEM: Matemática

Simulado ENEM: Matemática Simulado ENEM: Matemática Questão 1 Cinco diretores de uma grande companhia, doutores Arnaldo, Bernardo, Cristiano, Denis e Eduardo, estão sentados em uma mesa redonda, em sentido horário, para uma reunião

Leia mais

ASTI Yuruzu Yamakawa

ASTI Yuruzu Yamakawa ASTI Yuruzu Yamakawa ASTI Yuruzu Yamakawa CONCEITO Leveza e comodidade são marcas registradas da coleção Asti. Agregar e ressaltar o valor das matérias-primas através da artesania e da arte do design com

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE ASSUNTOS ADMINISTRATIVOS COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE ASSUNTOS ADMINISTRATIVOS COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE ASSUNTOS ADMINISTRATIVOS COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO Ofício nº 077/2005/CPL/SAA/SE/MEC Brasília, 04 de maio de 2005. Aos interessados REFERÊNCIA: Concorrência

Leia mais

Móveis Antigos. Baú de Madeira Restaurado. Maio 2011 pag 3

Móveis Antigos. Baú de Madeira Restaurado. Maio 2011 pag 3 Os preços e valores constantes deste catálogo substituem os apresentados nas versões anteriores. Visite o nosso site: http://coisasantigas.webnode.com.br/ Catálogo Maio/2.011 Móveis Antigos...3 Baú de

Leia mais

BLOGREEN Blog exclusivo com fotos durante a viagem

BLOGREEN Blog exclusivo com fotos durante a viagem SUPER HOTÉIS Os melhores hotéis: Disney Port Orleans (Dentro do complexo Disney) ASSISTÊNCIA MÉDICA Ronda médica exclusiva e diária em Orlando BLOGREEN Blog exclusivo com fotos durante a viagem EXPERIÊNCIA

Leia mais

Campanha de divulgação Veran Card

Campanha de divulgação Veran Card Campanha de divulgação Veran Card Ÿ Adesivo de chão Ÿ Banner Standart (estacionamento) Ÿ Banner Interno Ÿ Adesivo de vidro fachada Ÿ Adesivos de vidro açougue/padaria Ÿ Stopper Ÿ Adesivo Display jornal

Leia mais

SISTEMAS DE AMORTIZAÇÃO

SISTEMAS DE AMORTIZAÇÃO Parte I MATEMÁTICA FINANCEIRA SISTEMAS DE AMORTIZAÇÃO Prof. Wanderson S. Paris, M.Eng. prof@cronosquality.com.br Tipos de Sistemas de Amor8zação SISTEMA AMERICANO usado nos emprés:mos internacionais SISTEMA

Leia mais

Calendário Pós-graduação 2014 - MBA em Gestão de Projetos

Calendário Pós-graduação 2014 - MBA em Gestão de Projetos Calendário Pós-graduação 2014 - MBA em Gestão de Projetos Disciplina Data Início Data fim Atividade acadêmica ENTRADA 1 10/03/2014 20/12/2014 17/03/2014 24/03/2014 Análise de Cenários Econômicos (Disciplina

Leia mais

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS Curso Superior de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS Curso Superior de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS Curso Superior de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas CMP1141 Processo e qualidade de software I Prof. Me. Elias Ferreira Sala: 210 F Quarta-Feira:

Leia mais

GESTÃO PESSOAL DO TEMPO: AUMENTANDO SUA PRODUTIVIDADE MANUAL DO CANDIDATO. Ingresso Julho 2012. ESPM Unidade Porto Alegre

GESTÃO PESSOAL DO TEMPO: AUMENTANDO SUA PRODUTIVIDADE MANUAL DO CANDIDATO. Ingresso Julho 2012. ESPM Unidade Porto Alegre GESTÃO PESSOAL DO TEMPO: AUMENTANDO SUA PRODUTIVIDADE MANUAL DO CANDIDATO Ingresso Julho 2012 ESPM Unidade Porto Alegre Rua Guilherme Schell, 350 Santo Antônio Porto Alegre/RS. Informações: Central de

Leia mais

Matemática Financeira

Matemática Financeira Aula 02 Matemática Financeira Prof. Ms. João Domiraci Paccez Aula 02 Conversão das taxas de juros 1. Conversão da taxa de juros 2. Equivalência das taxas de juros na capitalização simples e na composta

Leia mais

ApReSeNtAÇÃO. O Arraiá do Ceará já confirmou presença no calendário cearense como o maior e melhor evento de disputa de quadrilhas do Estado.

ApReSeNtAÇÃO. O Arraiá do Ceará já confirmou presença no calendário cearense como o maior e melhor evento de disputa de quadrilhas do Estado. ApReSeNtAÇÃO O Arraiá do Ceará já confirmou presença no calendário cearense como o maior e melhor evento de disputa de quadrilhas do Estado. Junho vem chegando e com ele os festejos em homenagem a São

Leia mais

Esquadrias Metálicas Ltda. Manual de instruções.

Esquadrias Metálicas Ltda. Manual de instruções. Manual de instruções. PORTA DE ABRIR A Atimaky utiliza, na fabricação das janelas, aço galvanizado adquirido diretamente da Usina com tratamento de superfície de ultima geração nanotecnologia (Oxsilan)

Leia mais

Microsoft Excel. Funções Financeiras PARTE 7 SUMÁRIO

Microsoft Excel. Funções Financeiras PARTE 7 SUMÁRIO Microsoft Excel Funções Financeiras PARTE 7 SUMÁRIO 1-) Funções financeiras no Excel... 2 1.1-) Função = VF( )... 2 1.2-) Função =VP( )... 3 1.3-) Função = PGTO ( )... 3 1.4-) Valor Presente Utilizando

Leia mais

PROJETO DE CHURRASQUEIRA EM ALVENARIA

PROJETO DE CHURRASQUEIRA EM ALVENARIA PROJETO DE CHURRASQUEIRA EM ALVENARIA ELEVGRILL 704 48,5 70, 4 MEDIDAS EM CENTÍMETROS 46,3 61, 1* 38,3* * Medidas D e E referem-se ao quadro inferior que encaixa no braseiro revestido de placas refratárias

Leia mais

Relatório de Atividades 2015 Comitê Regional da Qualidade Vale do Taquari

Relatório de Atividades 2015 Comitê Regional da Qualidade Vale do Taquari Relatório de Atividades 2015 Comitê Regional da Qualidade Vale do Taquari Apresentação O Comitê Regional da Qualidade do Vale do Taquari CRQ-VT tem por missão Disseminar conhecimentos e práticas voltadas

Leia mais

PORTARIA Nº 3.405 - DE 25 DE OUTUBRO DE 1978(8)

PORTARIA Nº 3.405 - DE 25 DE OUTUBRO DE 1978(8) PORTARIA Nº 3.405 - DE 25 DE OUTUBRO DE 1978(8) Aprova modelos de contrato de trabalho por tempo determinado, que deverão ser utilizados para contratos de Artistas e de Técnicos em Espetáculos de Diversões.

Leia mais

Observação do Comportamento Estrutural da Barragem de Beliche após a Realização de Obras de Reabilitação

Observação do Comportamento Estrutural da Barragem de Beliche após a Realização de Obras de Reabilitação Observação do Comportamento Estrutural da Barragem de Beliche após a Realização de Obras de Reabilitação Fernando Pardo de Santayana Laboratório Nacional de Engenharia Civil (LNEC), Lisboa, Portugal RESUMO:

Leia mais