01/14 00 MEDIDAS DOS VIDROS JUL//08 CODIGO LARGURA ALTURA REQ. ITEM LARGURA ALTURA QUANT. DATA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "01/14 00 MEDIDAS DOS VIDROS JUL//08 CODIGO LARGURA ALTURA REQ. ITEM LARGURA ALTURA QUANT. DATA"

Transcrição

1 PAG. 0/ PBR8 0,88,5 6,5cm,0cm /7/8 PBE8 0,88,5 8 6,5cm,5cm /7/8 6,5cm,5cm /7/8 PMR 0,88,5 66,5cm 6,0cm /7/8 PME 0,88,5 8 66,5cm 5,cm /7/8 66,5cm,9cm /7/8 Obs.: - Medidas identificadas na fig. retrata medidas do vidro c/5mm de folga na LarguraxAltura. - As medidas informadas poderão sofrer alterações devido melhorias do produto. - Estas informações são validas para produtos fabricados a partir de Maio/8.

2 PAG. 0/ PQR8 0,88,5 5,5cm 5,cm /7/8 PQE8 0,88,5 8 5,cm 5,cm /7/8 /7/8 Portas PAH8 0,88,5 66,5cm 7,7cm /7/8 PEH8 0,88,5 8 66,5cm 7,cm 7 /7/8 66,5cm 8,cm /7/8 Obs.: - Medidas identificadas na fig. retrata medidas do vidro c/5mm de folga na LarguraxAltura. - As medidas informadas poderão sofrer alterações devido melhorias do produto. - Estas informações são validas para produtos fabricados a partir de Maio/8.

3 PAG. 0/ PRPQ8 0,88,5 59,cm 0,0cm /7/8 PRP8GE 0,88,5 8 /7/8 /7/8 R E L A Ç Ã O DOS V I D R O S. Portas PPRGQ 0,88,5 59,cm 5,0cm /7/8 PPEGQ 0,88,5 8 PPRGE 0,88,5 PPEGE 0,88,5 8 Obs.: - Medidas identificadas na fig. retrata medidas do vidro c/5mm de folga na LarguraxAltura. - As medidas informadas poderão sofrer alterações devido melhorias do produto. - Estas informações são validas para produtos fabricados a partir de Maio/8.

4 PAG. 0/ PVMQ 0,88,5,9cm 9,cm 6 /7/8 Portas PPRPQ8 0,88,5,0cm 7,cm 6 /7/8,cm 7,cm 6 /7/8 Obs.: - Medidas identificadas na fig. retrata medidas do vidro c/5mm de folga na LarguraxAltura. - As medidas informadas poderão sofrer alterações devido melhorias do produto. - Estas informações são validas para produtos fabricados a partir de Maio/8.

5 PAG. 05/ PPR8GE 0,88,5 6,7cm 8,5cm /7/8 PPE8GE 0,88,5 6,7cm 9,cm /7/8 6,7cm 8,0cm /7/8 R E L A Ç Ã O DOS V I D R O S. PPRQ8 0,88,5 6,7cm 6,0cm /7/8 Obs.: - Medidas identificadas na fig. retrata medidas do vidro c/5mm de folga na LarguraxAltura. - As medidas informadas poderão sofrer alterações devido melhorias do produto. - Estas informações são validas para produtos fabricados a partir de Maio/8.

6 PAG. 06/ PPRGE,50,5,cm 8,5cm /7/8,cm 9,cm /7/8 6,7cm 8,0cm /7/8 6,7cm 8,5cm /7/8 5,cm 8,0cm /7/8 R E L A Ç Ã O DOS V I D R O S. 5 PPBGE,0,5,cm 8,5cm /7/8,cm 9,cm /7/8 6,7cm 9,cm /7/8 6,7cm 8,0cm /7/8 5,cm 7,7cm /7/8 6 6,7cm 8,5cm /7/8 6 5 Obs.: - Medidas identificadas na fig. retrata medidas do vidro c/5mm de folga na LarguraxAltura. - As medidas informadas poderão sofrer alterações devido melhorias do produto. - Estas informações são validas para produtos fabricados a partir de Maio/8.

7 PAG. 07/ PPBQ,50,5,cm 6,cm 8 /7/8 6,7cm 6,cm /7/8 PPBQ,0,5,cm 6,cm /7/8 6,7cm 6,cm /7/8 Obs.: - Medidas identificadas na fig. retrata medidas do vidro c/5mm de folga na LarguraxAltura. - As medidas informadas poderão sofrer alterações devido melhorias do produto. - Estas informações são validas para produtos fabricados a partir de Maio/8.

8 PAG. 08/ PPBQ5,50,5 0,8cm 7,cm /7/8,cm 7,cm /7/8 0,8cm 7,cm /7/8 0,8cm 7,cm /7/8 5,0cm 7,cm 6 /7/8 6,8cm 7,cm 6 /7/8 R E L A Ç Ã O DOS V I D R O S. 6 PPBQ,0,5 0,8cm 7,cm /7/8 0,8cm 7,cm /7/8 0,8cm 7,cm /7/8 0,9cm 7,cm /7/8 5,cm 7,cm /7/8 6 5,5cm 7,cm 8 /7/ Obs.: - Medidas identificadas na fig. retrata medidas do vidro c/5mm de folga na LarguraxAltura. - As medidas informadas poderão sofrer alterações devido melhorias do produto. - Estas informações são validas para produtos fabricados a partir de Maio/8.

9 PAG. 09/ PVF,0,5,cm 6,0cm /7/8 PV5,50,5,cm 6,8cm /7/8,cm 6,5cm /7/8 56,cm 6,cm 6 /7/8 PV5 PVF PTQ,0,5 0,0cm 5,cm /7/8 PTQ5,50,5 7,8cm 5,cm /7/8 7,8cm 5,cm 66 /7/8 PTQ5 PTFQ Obs.: - Medidas identificadas na fig. retrata medidas do vidro c/5mm de folga na LarguraxAltura. - As medidas informadas poderão sofrer alterações devido melhorias do produto. - Estas informações são validas para produtos fabricados a partir de Maio/8.

CLIPPING IMPRESSO EXPOCACHAÇA

CLIPPING IMPRESSO EXPOCACHAÇA CLIPPING IMPRESSO EXPOCACHAÇA Jornal DCI C DIVULGAÇÃO 03 de setembro de 2013 PÁGINA CENTIMETRAGEM 161,5 cm² CUSTO-BENEFÍCIO R$ 8.636,74 12 mil exemplares Jornal Metro News Espetáculos DIVULGAÇÃO 04 de

Leia mais

Mobiliário Urbano Plástico Reciclado

Mobiliário Urbano Plástico Reciclado Mobiliário Urbano Reciclado 1% reciclado...há ideias que salvam o mundo! Construimos sorrisos... Telf.: ( +351 ) 212 743 84 www.magnus-icon.com magnus@magnus-icon.com Mobiliário Urbano Reciclado 1% reciclado

Leia mais

Cronograma Pós-Graduação PSICOPEDAGOGIA T. 2011 CRONOGRAMA 2011

Cronograma Pós-Graduação PSICOPEDAGOGIA T. 2011 CRONOGRAMA 2011 Cronograma Pós-Graduação PSICOPEDAGOGIA T. 2011 CRONOGRAMA 2011 Coordenadora: Profª Eliane Mitsunaga: E-mail: prof_elianestein@yahoo.com.br Fone: (43) 91-4748 Data Professor (a) Disciplina 07/ 08/ 14/

Leia mais

Biombos 70 e 90 Estações de Trabalho

Biombos 70 e 90 Estações de Trabalho 1 de 20 2 de 20 Detalhes Técnicos 3 de 20 Quadro de vidro PAINEL CEGO PAINEL TOTAL VIDRO SIMPLES VIDRO SIMPLES PAINEL MEIO Chassi Travessa Intermediária Calha Intermediária Placa Madeira Calha de fiação

Leia mais

RELAÇÃO DE ELEMENTOS PARA LOCAÇÃO

RELAÇÃO DE ELEMENTOS PARA LOCAÇÃO RELAÇÃO DE ELEMENTOS PARA LOCAÇÃO NOTA: Todos os preços estão em R$ (Reais) e se referem ao período inteiro do Evento. Descrições e figuras estão disponíveis nas páginas 12 a 15. I MOBILIÁRIO REF DESCRIÇÃO

Leia mais

Como calcular a necessidade de capital de giro de sua empresa. Alexandre de Pinho Mascarenhas

Como calcular a necessidade de capital de giro de sua empresa. Alexandre de Pinho Mascarenhas BDMG Como calcular a necessidade de capital de giro de sua empresa Alexandre de Pinho Mascarenhas Aplicaçõe es de Rec cursos Ativo Circulante Passivo Circulante.Caixa. Duplicatas Descontadas. Bancos. Empréstimos

Leia mais

PROJETO DE CHURRASQUEIRA EM ALVENARIA SC 584 SC. www.giragrill.com

PROJETO DE CHURRASQUEIRA EM ALVENARIA SC 584 SC. www.giragrill.com PROJETO DE CHURRASQUEIRA EM ALVENARIA 584 SC 584 SC www.giragrill.com ELEVGRILL Medidas: E A C B D QUADRO BASE Modelo Prime / SC Medidas em centímetros A B C D E Qtde. Espetos ELEVGRILL 584 49 38 59 49

Leia mais

Tipo de Suporte: Suporte de parede fixo para visão frontal Tipo de Material: Aço Carbono

Tipo de Suporte: Suporte de parede fixo para visão frontal Tipo de Material: Aço Carbono Suportes LCD e LED TV Média 10 a 40 Descrição do Produto: SBRP100 Serve para Drywall Os acessórios para instalação em Drywall ( e parafusos) não acompanha o produto. Tipo de Suporte: Suporte de parede

Leia mais

IFSP - EAD - GEOMETRIA TRIÂNGULO RETÂNGULO CONCEITUAÇÃO :

IFSP - EAD - GEOMETRIA TRIÂNGULO RETÂNGULO CONCEITUAÇÃO : IFSP - EAD - GEOMETRIA TRIÂNGULO RETÂNGULO CONCEITUAÇÃO : Como já sabemos, todo polígono que possui três lados é chamado triângulo. Assim, ele também possui três vértices e três ângulos internos cuja soma

Leia mais

CARDÁPIO EDUCAÇÃO INFANTIL 1ª SEMANA DO MÊS SEGUNDA TERÇA QUARTA 31/07 QUINTA 01 SEXTA 02 SUCO IOGURTE FRUTA PÃO C/ RECHEIO

CARDÁPIO EDUCAÇÃO INFANTIL 1ª SEMANA DO MÊS SEGUNDA TERÇA QUARTA 31/07 QUINTA 01 SEXTA 02 SUCO IOGURTE FRUTA PÃO C/ RECHEIO AGOSTO SEGUNDA TERÇA QUARTA 31/07 QUINTA 01 SEXTA 02 PÃO C/ SEGUNDA 05 TERÇA 06 QUARTA 07 QUINTA 08 SEXTA 09 (SEM ) / ) / PÃO C/ SEGUNDA 12 TERÇA 13 QUARTA 14 QUINTA 15 SEXTA 16 PÃO COM SEGUNDA 19 TERÇA

Leia mais

MÓDULO QVD. 02 MÓDULO QVU. 02. Variável. piso ao teto com. rodapé eletrificável. Duplo. único. Variável MÓDULO QVD. 04 MÓDULO QVU.

MÓDULO QVD. 02 MÓDULO QVU. 02. Variável. piso ao teto com. rodapé eletrificável. Duplo. único. Variável MÓDULO QVD. 04 MÓDULO QVU. MÓDULOS DE VIDRO MÓDULO QVD. 01 MÓDULO QVU. 01 MÓDULO QVD. 02 MÓDULO QVU. 02 Quadro de vidro Quadro de vidro rodapé eletrificável. (¹) MÓDULO QVD. 03 MÓDULO QVU. 03 MÓDULO QVD. 04 MÓDULO QVU. 04 Quadro

Leia mais

1º CAMPEONATO DE FUTEBOL CASTELINHO / SKOL 2015 TABELA DE JOGOS

1º CAMPEONATO DE FUTEBOL CASTELINHO / SKOL 2015 TABELA DE JOGOS Obs. Os jogos poderão sofrer alterações em datas e horários, com aviso antecipado aos representantes das equipes. 1ª RODADA - 22/08/2015 1 14h00 INTER x SÃO PAULO 3 15h00 VASCO x PALMEIRAS 5 16h00 AVAÍ

Leia mais

LISTA DE MATERIAL 1º ANO 2012. 1 estojo com 2 (dois) lápis pretos; 1 (uma) borracha, 1 (um) apontador, lápis de cor e uma régua de

LISTA DE MATERIAL 1º ANO 2012. 1 estojo com 2 (dois) lápis pretos; 1 (uma) borracha, 1 (um) apontador, lápis de cor e uma régua de LISTA DE MATERIAL 1º ANO 2012 1 pasta com elástico Inglês 1 estojo com 2 (dois) lápis pretos; 1 (uma) borracha, 1 (um) apontador, lápis de cor e uma régua de 15 cm 1 caderno de desenho grande (espiral

Leia mais

Física. Óptica Geométrica parte 2. Prof. César Bastos. Óptica Geométrica prof. César Bastos 1

Física. Óptica Geométrica parte 2. Prof. César Bastos. Óptica Geométrica prof. César Bastos 1 Física Óptica Geométrica parte 2 Prof. César Bastos Óptica Geométrica prof. César Bastos 1 Óptica Geométrica Reflexão em superfícies curvas Antes de estudar a formação de imagens em espelhos esféricos

Leia mais

Gerenciando o Fluxo de Caixa com Eficiência

Gerenciando o Fluxo de Caixa com Eficiência Gerenciando o Fluxo de Caixa com Eficiência 08 a 11 de outubro de 2014 08 a 11 de outubro de 2014 Custo financeiro alto CENÁRIO ATUAL Concorrência cada vez mais competitiva Consumidores que exigem maiores

Leia mais

CONCURSO. "Mudanças Climáticas em Cabo Verde: suas causas, consequências e estratégias de mitigação FOTOGRAFIA PAGINA FACEBOOK OBRAS PLASTICAS

CONCURSO. Mudanças Climáticas em Cabo Verde: suas causas, consequências e estratégias de mitigação FOTOGRAFIA PAGINA FACEBOOK OBRAS PLASTICAS CONCURSO "Mudanças Climáticas em Cabo Verde: suas causas, consequências e estratégias de mitigação FOTOGRAFIA PAGINA FACEBOOK OBRAS PLASTICAS Abertura: 17 de Junho de 2015 Prazo limite para se candidatar:

Leia mais

BOOK CONSOLIDADO TABELA DE PREÇOS 2016 01/03/2016

BOOK CONSOLIDADO TABELA DE PREÇOS 2016 01/03/2016 BOOK CONSOLIDADO TABELA DE PREÇOS 2016 01/03/2016 ÁREA EXTERNA TABELA DE PREÇOS 2016 01/Março/2016 ÁREA PÚICA VA VIA DE ACESSO BUS STOP - 7 PONTOS (3 FACES) LA LUZ AMBIENTE Peças: 001BUS / 002BUS / 005BUS

Leia mais

MANEQUIM SENHORA. DESCRIÇÃO Abstractos e Base em Cromado, permite calçar PLF.01 / 03 / 04 / 05 / 06 / 07 MANEQUIM SENHORA

MANEQUIM SENHORA. DESCRIÇÃO Abstractos e Base em Cromado, permite calçar PLF.01 / 03 / 04 / 05 / 06 / 07 MANEQUIM SENHORA ABSTRACTOS - STOCK Abstractos e Base em Cromado, permite calçar PLF.01 / 03 / 04 / 05 / 06 / 07 Preto Abstractos e Base em Cromado, permite calçar PLF.01.3 / 07.3 ABSTRACTOS - STOCK Preto Base vidro, permite

Leia mais

QUESTIONÁRIO DE AVALIAÇÃO Primeira Fase

QUESTIONÁRIO DE AVALIAÇÃO Primeira Fase 122 ANEXO A Questionário de Avaliação Este anexo contém o Questionário utilizado para avaliar as características do mantenedor, o nível de experiência da equipe de manutenção e o nível de conhecimento

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO DAS CAMISETAS SESC. OBS: fotos ilustrativas

ESPECIFICAÇÃO DAS CAMISETAS SESC. OBS: fotos ilustrativas ESPECIFICAÇÃO DAS CAMISETAS SESC OBS: fotos ilustrativas 1 - CAMISETA MANGA CURTA MALHA PV COMPOSIÇÃO 33% VISCOSE E 67% POLIÉSTER COM TRATAMENTO ANTI-PEELING OU MALHA 30,1 PENTEADA 100% ALGODÃO, GRAMATURA

Leia mais

CO C MP M ONEN E TES E D A D TEL E A ele l ment n o t s de d f i f x i a x çã ç o voltar para o índice

CO C MP M ONEN E TES E D A D TEL E A ele l ment n o t s de d f i f x i a x çã ç o voltar para o índice FERRAMENTAS NECESSÁRIAS Instalação COMPONENTES DA TELA Montagem Instalação elementos de fixação perfil acessórios GUIA DE MONTAGEM Guia da tela correr AJUSTE DA TELA MONTAGEM DA TELA corte dos perfis usinagem

Leia mais

MOVIMENTADOR PARA PORTAS DE ENROLAR

MOVIMENTADOR PARA PORTAS DE ENROLAR MOVIMENTADOR PARA PORTAS DE ENROLAR www.mastertec.ind.br 1 ÍNDICE 1. Recursos:... 3 2. Condições de funcionamento:... 3 3. Características técnicas:... 3 4. Características construtivas:... 3 5. Diagrama

Leia mais

CRIDI / UFBa - Fotográfico Institucional - 2005-2007

CRIDI / UFBa - Fotográfico Institucional - 2005-2007 #6 COMPLETA Coletor: Web Link (Link da Web) Iniciado: sexta-feira, 10 de outubro de 2014 14:42:42 Última modificação: quinta-feira, 23 de outubro de 2014 10:30:16 Tempo gasto: Mais de uma semana Endereço

Leia mais

Osmose em Células Vegetais

Osmose em Células Vegetais Actividade Laboratorial Biologia e Geologia 10ºAno Osmose em Células Vegetais O que se pretende: 1 Compreender o transporte por Osmose em células Vegetais. 2 Comparar em meios de diferentes concentrações

Leia mais

Horário de Aulas Fundamental II

Horário de Aulas Fundamental II Infantil - Fundamental - Médio Horário de Aulas Fundamental II 1ª AULA 7H10 ÀS 8H 2ª AULA 8H ÀS 8H50 3ª AULA 8H50 ÀS 9H40 INTERVALO 9H40 ÀS 10H 4ª AULA 10H ÀS 10H50 5ª AULA 10H50 ÀS 11H40 6ª AULA 11H40

Leia mais

A luz já existia. Criamos o melhor design da iluminação. PANTOJA & CARMONA

A luz já existia. Criamos o melhor design da iluminação. PANTOJA & CARMONA A luz já existia. Criamos o melhor design da iluminação. PANTOJA & CARMONA 1 Uma das estratégias da P&C é levar ao mercado soluções em iluminação que ConCiliem alto desempenho técnico, design e CUsto reduzido.

Leia mais

CÁLCULO DE VIGAS. - alvenaria de tijolos cerâmicos furados: γ a = 13 kn/m 3 ; - alvenaria de tijolos cerâmicos maciços: γ a = 18 kn/m 3.

CÁLCULO DE VIGAS. - alvenaria de tijolos cerâmicos furados: γ a = 13 kn/m 3 ; - alvenaria de tijolos cerâmicos maciços: γ a = 18 kn/m 3. CAPÍTULO 5 Volume 2 CÁLCULO DE VIGAS 1 1- Cargas nas vigas dos edifícios peso próprio : p p = 25A c, kn/m ( c A = área da seção transversal da viga em m 2 ) Exemplo: Seção retangular: 20x40cm: pp = 25x0,20x0,40

Leia mais

a c e r v o c a s a. c o m. b r

a c e r v o c a s a. c o m. b r acervocasa.com.br MENSAGEM AO LEITOR Fundada no coração do Rio de Janeiro e influenciada por todo charme e glamour que a cidade maravilhosa proporciona, a Acervo Casa nasce da visão do Grupo Acervo de

Leia mais

Nota Oficial 008/2013 Ref.: PETECA

Nota Oficial 008/2013 Ref.: PETECA Nota Oficial 008/2013 Ref.: PETECA A Coordenação Técnica da Copa FECEMG 2013 no uso de suas atribuições legais especificadas no Regulamento Geral da competição, torna público as normas de realização dos

Leia mais

Gestão Financeira. Prof. Eduardo Pozzi

Gestão Financeira. Prof. Eduardo Pozzi Gestão Financeira Prof. Eduardo Pozzi Finanças Corporativas Questões centrais na gestão financeira de uma empresa: Quais investimentos de longo prazo precisam ser feitos? Que tipo de instalações, maquinário

Leia mais

INSTRUÇÕES SUBLIMAÇÃO

INSTRUÇÕES SUBLIMAÇÃO Cerâmica 4,5 x 4,5cm 1440/Nível 5 Não 200 240 Forte Quente Cerâmica 10,5 x 7,5cm 1440/Nível 5 Não 200 240 Forte Quente Cerâmica 9 cm 1440/Nível 5 Não 200 240 Forte Quente Cerâmica 15cm 1440/Nível 5 Não

Leia mais

MANUAL DE VENDA E MONTAGEM

MANUAL DE VENDA E MONTAGEM MANUAL DE VENDA E MONTAGEM Localizada na cidade de Ivoti, Rio Grande do Sul, distante 36km de Porto Alegre, a VILLÀGGIO iniciou suas atividades em 2000 visando atender às necessidades do mercado moveleiro,

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO CEARÁ Conselho de Políticas e Gestão do Meio Ambiente Superintendência Estadual do Meio Ambiente SEMACE

GOVERNO DO ESTADO DO CEARÁ Conselho de Políticas e Gestão do Meio Ambiente Superintendência Estadual do Meio Ambiente SEMACE 1. OBJETIVO: Este Termo de Referência têm como objetivo atender as Resoluções CONAMA Nº 237/1997, 273/2000 e 319/2002, Norma Técnica da ABNT NBR 14973:2004, bem como outras normas da Associação Brasileira

Leia mais

DESENHO TÉCNICO. Apresentar de forma sintética, as normas e convenções usuais referente às

DESENHO TÉCNICO. Apresentar de forma sintética, as normas e convenções usuais referente às CURSO: DESIGN DE INTERIORES DISCIPLINA: DESENHO TÉCNICO E ARQUITETÔNICO TURNO: Manhã / Noite PERÍODO: 1º PROFESSORAS: Dodora DESENHO TÉCNICO Dimensões de papéis para desenhos técnicos: Objetivo: pranchas

Leia mais

PERCENTUAL DE REAJUSTE A SER APLICADO AO AGRUPAMENTO DE CONTRATOS NO PERÍODO DE MAIO-2016 A ABRIL-2017

PERCENTUAL DE REAJUSTE A SER APLICADO AO AGRUPAMENTO DE CONTRATOS NO PERÍODO DE MAIO-2016 A ABRIL-2017 REGISTRO ANS: 00047-7 PERCENTUAL DE REAJUSTE A SER APLICADO AO AGRUPAMENTO DE CONTRATOS NO PERÍODO DE MAIO-2016 A ABRIL-2017 Nº DO CONTRATO NOME COMERCIAL DO PLANO REGISTRO DO PLANO ANS PERCENTUAL DO REAJUSTE

Leia mais

PROJETO DE CHURRASQUEIRA EM ALVENARIA

PROJETO DE CHURRASQUEIRA EM ALVENARIA PROJETO DE CHURRASQUEIRA EM ALVENARIA ELEVGRILL 704 48,5 70, 4 MEDIDAS EM CENTÍMETROS 46,3 61, 1* 38,3* * Medidas D e E referem-se ao quadro inferior que encaixa no braseiro revestido de placas refratárias

Leia mais

Qualidade em Projetos aperfeiçoamento de processos Entendimento/Monitoração e Controle. 0 - Generalidades

Qualidade em Projetos aperfeiçoamento de processos Entendimento/Monitoração e Controle. 0 - Generalidades * AMARAL, J.A. Modelos para gestão de projetos: como utilizar adequadamente conceitos, ferramentas e metodologias. São Paulo: Scortecci: 2004 * http://www.rcgg.ufrgs.br/cap14.htm (visitado em 05/2006)

Leia mais

Senha de Acesso. 1. Apresentação da Senha de Acesso. Fig. 01

Senha de Acesso. 1. Apresentação da Senha de Acesso. Fig. 01 Senha de Acesso 1. Apresentação da Senha de Acesso Fig. 01 Guia Rápido 1 - Alterar Senha Mestre: Pressione * 1 Senha Mestre atual e em seguida a Nova Senha. Ex.: * 1 1 2 3 4 4 3 2 1 Função Senha Mestre

Leia mais

Agroindústria Processamento Artesanal de Frutas - Compotas (limão, goiaba, manga, figo) Menu Introdução Figo Goiaba Limão Manga. 1.

Agroindústria Processamento Artesanal de Frutas - Compotas (limão, goiaba, manga, figo) Menu Introdução Figo Goiaba Limão Manga. 1. 1 de 5 10/16/aaaa 10:42 Agroindústria Agroindústria: Processamento Artesanal de Frutas - Compotas Processamento artesanal de frutas: Nome compotas de limão, goiaba, manga e figo Produto Informação Tecnológica

Leia mais

SONDAGEM A TRADO INICIO PERFIL INDIVIDUAL INTERCEPTOR DE ESGOTO Córrego Brejo Alegre - Araguari / MG TECMINAS ENGENHARIA

SONDAGEM A TRADO INICIO PERFIL INDIVIDUAL INTERCEPTOR DE ESGOTO Córrego Brejo Alegre - Araguari / MG TECMINAS ENGENHARIA FN. (017) 334-334 - CEP. 02-080 CLIENTE 0,39 /08/2014 TÉRMINO /08/2014 ATERRO DE AREIA FINA, ARGILOSA, MARROM ACINZENTADA. 903,090 ST.01 AREIA FINA, MUITO ARGILOSA, AMARELA ACINZENTADA. 2,63 cinza ARGILA

Leia mais

90.02.02.000 - TOPOGRAFIA LINHAS DE TRANSMISSÃO > = 69 kv

90.02.02.000 - TOPOGRAFIA LINHAS DE TRANSMISSÃO > = 69 kv 90.02.02.000 - TOPOGRAFIA LINHAS DE TRANSMISSÃO > = 69 kv A empresa interessada em se cadastrar neste item de serviço deverá complementar seu cadastro com os seguintes documentos: TIPO A Será exigida da

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO ESCOLA DE BELAS ARTES SISTEMA GEOMÉTRICO DE REPRESENTAÇÃO I PROF. CRISTINA GRAFANASSI TRANJAN

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO ESCOLA DE BELAS ARTES SISTEMA GEOMÉTRICO DE REPRESENTAÇÃO I PROF. CRISTINA GRAFANASSI TRANJAN UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO ESCOLA DE BELAS ARTES SISTEMA GEOMÉTRICO DE REPRESENTAÇÃO I PROF. CRISTINA GRAFANASSI TRANJAN MÉTODOS DESCRITIVOS Há determinados problemas em Geometria Descritiva

Leia mais

ASTI Yuruzu Yamakawa

ASTI Yuruzu Yamakawa ASTI Yuruzu Yamakawa ASTI Yuruzu Yamakawa CONCEITO Leveza e comodidade são marcas registradas da coleção Asti. Agregar e ressaltar o valor das matérias-primas através da artesania e da arte do design com

Leia mais

Uma visão pessoal, baseada em processos, para competitividade em software

Uma visão pessoal, baseada em processos, para competitividade em software I DO 2003 - Exportação de Software São Paulo, 08-10 de dezembro de 2003 Painel: A Qualidade nos Produtos e das Fábricas de Software e a Exportação Brasileira Uma visão pessoal, baseada em processos, para

Leia mais

UNIDADES DE CONCENTRAÇÃO DAS SOLUÇÕES

UNIDADES DE CONCENTRAÇÃO DAS SOLUÇÕES UNIDADES DE CONCENTRAÇÃO DAS SOLUÇÕES Concentração Comum (C) ou Concentração massa/volume: é a razão estabelecida entre a massa do soluto (m 1 ) e o volume da solução (V); Geralmente: soluto (g) e solvente

Leia mais

CATÁLOGO DE EXISTÊNCIAS

CATÁLOGO DE EXISTÊNCIAS PV-7101 PEÇA TIPO 1132 - NOVA LINHA INOX PV-7102 PEÇA TIPO 101 - NOVA LINHA INOX PV-7103 PEÇA C/PERNO-VIDRO T.402-NV.LINHA PV-7104 PEÇA C/PERNO-PAREDE T.402 - N.L. PV-7105 PEÇA TIPO 401 - NOVA LINHA INOX

Leia mais

Cálculo de carga térmicat

Cálculo de carga térmicat Cálculo de carga térmicat Consiste em determinar a quantidade de calor que deverá ser retirada de um ambiente, dando-lhe condições climáticas ideais para o conforto humano. Este cálculo c normalmente é

Leia mais

TABELA PARA 3 BENEFICIÁRIOS (A PARTIR DE 1 TITULAR) AMIL 60. de 03/06/98 ANS 326.305

TABELA PARA 3 BENEFICIÁRIOS (A PARTIR DE 1 TITULAR) AMIL 60. de 03/06/98 ANS 326.305 TABELA PARA 3 BENEFICIÁRIOS (A PARTIR DE 1 TITULAR) Tabela de Vendas PME AMIL 60 FAIXA ETÁRIA AMIL 60 101 QP AMIL 60 102 QP 0 a 18 268.88 376.23 19 a 23 365.67 511.67 24 a 28 402.24 562.84 29 a 33 442.46

Leia mais

= 30maneiras para sentar-se. Como são 20 filas, o número total de maneiras distintas que atende ao enunciado será:

= 30maneiras para sentar-se. Como são 20 filas, o número total de maneiras distintas que atende ao enunciado será: TEÁTIC 1ª QUESTÃO Um avião possui 10 poltronas de passageiros distribuídas em 0 filas. Cada fila tem poltronas do lado esquerdo (denotadas por, B, C) e do lado direito (denotadas por D, E, F), separadas

Leia mais

ANÁLISE DAS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS. Aula 10- Unidade II - A análise tradicional das demonstrações contábeis. Prof.

ANÁLISE DAS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS. Aula 10- Unidade II - A análise tradicional das demonstrações contábeis. Prof. ANÁLISE DAS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS Aula 10- Unidade II - A análise tradicional das demonstrações contábeis Prof.: Marcelo Valverde Unidade II. Análise tradicional das demonstrações contábeis 2.5. Índices

Leia mais

MINICURSO GESTÃO FINANCEIRA DE EMPRESA

MINICURSO GESTÃO FINANCEIRA DE EMPRESA MINICURSO GESTÃO FINANCEIRA DE EMPRESA Prof. Alberto P. Trez JORNADA CIENTÍFICA DE 2014 CONTEÚDOS 1. Sócios da empresa: participação e ganhos 2. Capital Investido na empresa: fixo e de giro 3. Alocação

Leia mais

Disciplina: Topografia I Equipamentos e Acessórios na Planimetria

Disciplina: Topografia I Equipamentos e Acessórios na Planimetria UniSALESIANO Centro Universitário Católico Salesiano Auxilium Curso de Engenharia Civil Disciplina: Topografia I Equipamentos e Acessórios na Planimetria Prof. Dr. André Luís Gamino Professor Grandezas

Leia mais

16 - SCARTA. 1. Abrir o SCARTA clicando no ícone que se encontra na área de trabalho (Fig.1). Fig.1- Ícone do SCARTA

16 - SCARTA. 1. Abrir o SCARTA clicando no ícone que se encontra na área de trabalho (Fig.1). Fig.1- Ícone do SCARTA 16 - SCARTA Módulo do SPRING que permite editar uma carta e gerar arquivo para impressão, permitindo a apresentação na forma de um documento cartográfico. 1. Abrir o SCARTA clicando no ícone que se encontra

Leia mais

ESQUADRIAS DE ALUMÍNIO HAIALA A melhor solução para seu lar. Manual de Instalação Características das esquadrias de alumínio:

ESQUADRIAS DE ALUMÍNIO HAIALA A melhor solução para seu lar. Manual de Instalação Características das esquadrias de alumínio: ESQUADRIAS DE ALUMÍNIO HAIALA A melhor solução para seu lar. Manual de Instalação Características das esquadrias de alumínio: Instruções de Instalação Embalagem reforçada para proteção da esquadria durante

Leia mais

ANEXO VIII Características Geométricas e Perfis Viários Propostos 1. CARACTERÍSTICAS GEOMÉTRICAS DAS VIAS MUNICIPAIS

ANEXO VIII Características Geométricas e Perfis Viários Propostos 1. CARACTERÍSTICAS GEOMÉTRICAS DAS VIAS MUNICIPAIS ANEXO VIII Características Geométricas e Perfis Viários Propostos 1. CARACTERÍSTICAS GEOMÉTRICAS DAS VIAS MUNICIPAIS CATEGORIAS DAS VIAS MUNICIPAIS SEÇÃO NORMAL DA VIA (m) PISTA DE ROLAMENTO (m) FAIXA

Leia mais

NORMA TÉCNICA MEDIÇÃO DE VAZÃO DE EFLUENTES LÍQUIDOS ESCOAMENTO LIVRE CPRH N 2.004

NORMA TÉCNICA MEDIÇÃO DE VAZÃO DE EFLUENTES LÍQUIDOS ESCOAMENTO LIVRE CPRH N 2.004 NORMA TÉCNICA MEDIÇÃO DE VAZÃO DE EFLUENTES LÍQUIDOS ESCOAMENTO LIVRE CPRH N 2.004 MEDIÇÃO DE VAZÃO DE EFLUENTES LÍQUIDOS ESCOAMENTO LIVRE 1 OBJETIVO Esta Norma fixa as condições exigíveis para a indicação

Leia mais

1001Extensions. 1001Extensions. Extensões de cabelo 100% NATURAL. 1001Extensions. A partir de 0,25. por mecha

1001Extensions. 1001Extensions. Extensões de cabelo 100% NATURAL. 1001Extensions. A partir de 0,25. por mecha Extensões de cabelo 100% NATURAL A partir de 0,25 por mecha Distribuidor oficial HAIRIA Os sites 1001 extensions foram fundados há mais de 4 anos e desde então tornaram-se os líderes europeus em vendas

Leia mais

E-QP-ECD-069 REV. C 26/Set/2007 PROCEDIMENTO DE CONTROLE DIMENSIONAL - CALIBRAÇÃO DE TRENA COM RÉGUA PADRÃO E TRENA PADRÃO - - NÍVEL BÁSICO -

E-QP-ECD-069 REV. C 26/Set/2007 PROCEDIMENTO DE CONTROLE DIMENSIONAL - CALIBRAÇÃO DE TRENA COM RÉGUA PADRÃO E TRENA PADRÃO - - NÍVEL BÁSICO - ENGENHARIA PROCEDIMENTO DE CONTROLE DIMENSIONAL - CALIBRAÇÃO DE TRENA COM RÉGUA PADRÃO E TRENA PADRÃO - - NÍVEL BÁSICO - Os comentários e sugestões referentes a este documento devem ser encaminhados ao

Leia mais

PERCENTUAL DE REAJUSTE A SER APLICADO AO AGRUPAMENTO DE CONTRATOS NO PERÍODO DE MAIO/15 A ABRIL/16 (RN309 -ANS)

PERCENTUAL DE REAJUSTE A SER APLICADO AO AGRUPAMENTO DE CONTRATOS NO PERÍODO DE MAIO/15 A ABRIL/16 (RN309 -ANS) REGISTRO ANS - 00047-7 PERCENTUAL DE REAJUSTE A SER APLICADO AO AGRUPAMENTO DE CONTRATOS NO PERÍODO DE MAIO/15 A ABRIL/16 (RN309 -ANS) Nº DO CONTRATO NOME COMERCIAL DO PLANO REGISTRO DO PLANO ANS PERC

Leia mais

DIRETRIZES PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS DE SISTEMA DE ESGOTAMENTO SANITÁRIO Estação Elevatória de Esgoto

DIRETRIZES PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS DE SISTEMA DE ESGOTAMENTO SANITÁRIO Estação Elevatória de Esgoto DETALHES CONSTRUTIVOS OBJETIVO Este documento tem como objetivo definir diretrizes para projetos de Estações Elevatórias de Esgoto. CLASSIFICAÇÃO DAS EEE POR PORTE As EEE são classificadas, segundo seu

Leia mais

Propriedades coligativas I

Propriedades coligativas I Propriedades coligativas I 01. (Ufrn) Um béquer de vidro, com meio litro de capacidade, em condições normais de temperatura e pressão, contém 300 ml de água líquida e 100 g de gelo em cubos. Adicionando-se,

Leia mais

OFICINA Perfil de Mortalidade utilizando o Sistema Business Intelligence (BI)

OFICINA Perfil de Mortalidade utilizando o Sistema Business Intelligence (BI) ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL SECRETARIA ESTADUAL DA SAÚDE OFICINA Perfil de Mortalidade utilizando o Sistema Business Intelligence (BI) INSTRUTIVO Encontro com as Coordenadorias Regionais de Saúde Novembro

Leia mais

Relatório de Ensaios Nr: 8357 Versão: 1.0 Pag 1 de 5 Boletim Definitivo

Relatório de Ensaios Nr: 8357 Versão: 1.0 Pag 1 de 5 Boletim Definitivo Relatório de s Nr: 8357 Versão: 1.0 Pag 1 de 5 Escherichia coli 0 Número/0mL 0 Método Interno (PTM 4) (14-01-2011) Bactérias coliformes (coliformes totais) 0 Número/0mL 0 Método Interno (PTM 4) (14-01-2011)

Leia mais

Fundamentos essenciais na remoção de pinos pré-fabricados não metálicos: onde a magnificação faz a diferença?

Fundamentos essenciais na remoção de pinos pré-fabricados não metálicos: onde a magnificação faz a diferença? Capítulo15 Fundamentos essenciais na remoção de pinos pré-fabricados não metálicos: onde a magnificação faz a diferença? Patrick Baltieri patrick baltieri Graduado em Odontologia pela FOP- UNICAMP (2003);

Leia mais

CENTRO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA PAULA SOUZA 1 ESCOLA TÉCNICA ESTADUAL DE RIBEIRÃO PIRES 1 NOME DO AUTOR 1 TÍTULO: SUBTÍTULO 1 VOLUME: 1 1

CENTRO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA PAULA SOUZA 1 ESCOLA TÉCNICA ESTADUAL DE RIBEIRÃO PIRES 1 NOME DO AUTOR 1 TÍTULO: SUBTÍTULO 1 VOLUME: 1 1 Figura 1 - Capa. CENTRO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA PAULA SOUZA 1 ESCOLA TÉCNICA ESTADUAL DE RIBEIRÃO PIRES 1 NOME DO AUTOR 1 8,0 cm TÍTULO: SUBTÍTULO 1 VOLUME: 1 1 CIDADE/ESTADO 1 ANO 1 Fonte: Norma

Leia mais

AL 0.1 10º ano Separar e purificar DESSALINIZAÇAO DE ÁGUA SALGADA

AL 0.1 10º ano Separar e purificar DESSALINIZAÇAO DE ÁGUA SALGADA Projeto Ciência Viva INTRODUÇÃO À QUÍMICA VERDE, COMO SUPORTE DA SUSTENTABILIDADE, NO ENSINO SECUNDÁRIO AL 0.1 10º ano Separar e purificar DESSALINIZAÇAO DE ÁGUA SALGADA 1. REAGENTES Reagentes - Solução

Leia mais

CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS

CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS Página 1 de 9 Informativo nº 9 VENTILADOR DE MESA 30cm VENTNK1200 ASSUNTO: Lançamento. CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS Alimentação: Cor: Potência do aparelho: Consumo de energia: Característica diferencial: Período

Leia mais

PORTA PIACENZA MANUAL DA CONSTRUTORA

PORTA PIACENZA MANUAL DA CONSTRUTORA MANUAL DA CONSTRUTORA PIACENZA REV.1 e-mail: detectamax@detectamax.com.br Aviso As informações contidas neste manual estão sujeitas a alterações sem notificação prévia. Todos os cuidados foram tomados

Leia mais

Edifício Habitacional Edemi Gardens

Edifício Habitacional Edemi Gardens Edifício Habitacional Edemi Gardens Rua de Costa Cabral, Porto Índice Pag. 1 Localização e Envolvente 3 2 Descrição 5 3 Quadro áreas/preços 7 4 Acabamentos 9 5 Andar Modelo 11 6 Plantas (fracções disponíveis)

Leia mais

Catálogo La Fonte. ASSA ABLOY, the global leader in door opening solutions

Catálogo La Fonte. ASSA ABLOY, the global leader in door opening solutions Todas as imagens desse catálogo são meramente ilustrativas. Todas as informações e especificações deste folheto estão sujeitas a mudanças sem aviso prévio. 22/02/2012 - Versão IV Aponte o leitor de QR

Leia mais

Nome Fantasia : Actos Actos Com. Imp. e Exp. Ltda. Ficha empresa

Nome Fantasia : Actos Actos Com. Imp. e Exp. Ltda. Ficha empresa Nome Fantasia : Actos Actos Com. Imp. e Exp. Ltda. Produto: Chapas de Policarbonato Compactas Actos Chapas de policarbonato compactas para coberturas. Ver tabela. Ver tabela. Produtos Chapa compacta TABELA

Leia mais

Z E B R A R T. Catálogo PRODUTOS PERSONALIZADOS. www.zebrart.com.br

Z E B R A R T. Catálogo PRODUTOS PERSONALIZADOS. www.zebrart.com.br Z E B R A R T Catálogo PRODUTOS PERSONALIZADOS www.zebrart.com.br www.zebrart.com.br Z E B R A R T A vida é repleta de bons momentos... A Z e b r a r t o f e r e c e a v o c ê a o p o r t u n i d a d e

Leia mais

Eng Civil Washington Peres Núñez Dr. em Engenharia Civil pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Eng Civil Washington Peres Núñez Dr. em Engenharia Civil pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul PESQUISA ANÁLISE DE CARACTERÍSTICAS DE QUALIDADE DE MISTURAS ASFÁLTICAS PRODUZIDAS NA ATUALIDADE NO SUL DO BRASIL E IMPACTOS NO DESEMPENHO DE PAVIMENTOS FLEXÍVEIS. MANUAL DE OPERAÇÃO DO BANCO DE DADOS

Leia mais

HORÁRIO ATIVIDADE FÍSICA 1. N.º da oferta: 3129. Nome do docente:

HORÁRIO ATIVIDADE FÍSICA 1. N.º da oferta: 3129. Nome do docente: HORÁRIO ATIVIDADE FÍSICA 1 N.º da oferta: 3129 AF 1 2ªFeira 3ªFeira 4ªFeira 5ªFeira 6ªFeira 16:30-17:30 2/1B RAI 2A RAI 2C RAI 3A FIG 2 A FIG HORÁRIO ATIVIDADE FÍSICA 2 N.º da oferta: 3129 AF 2 2ªFeira

Leia mais

Nº13. Edição:02 Pág:5. Uso exclusivo de Representantes. Representantes, Postos de Serviço e Clientes. Ações conforme ocorrências

Nº13. Edição:02 Pág:5. Uso exclusivo de Representantes. Representantes, Postos de Serviço e Clientes. Ações conforme ocorrências DEPARTAMENTO DE ASSISTÊNCIA TÉCNICA BOLETIM TÉCNICO INFORMATIVO Nº13 Data Criação: 15/09/09 Data Atualização: 04/05/11 Edição:02 Pág:5 CIRCULAR INFORMAÇÃO PARA: Uso exclusivo de Representantes Representantes,

Leia mais

ORIENTAÇÃO. Para a orientação recorremos a certas referências. A mais utilizada é a dos pontos cardeais: Norte Sul Este Oeste

ORIENTAÇÃO. Para a orientação recorremos a certas referências. A mais utilizada é a dos pontos cardeais: Norte Sul Este Oeste 1 ORIENTAÇÃO A orientação é o processo que permite determinar a nossa posição na superfície terrestre e a direcção a tomar para atingirmos um local para onde nos queiramos dirigir. Para a orientação recorremos

Leia mais

EFICIÊNCIA ENERGÉTICA E ENERGIAS RENOVÁVEIS EM EDIFÍCIOS

EFICIÊNCIA ENERGÉTICA E ENERGIAS RENOVÁVEIS EM EDIFÍCIOS EFICIÊNCIA ENERGÉTICA E ENERGIAS RENOVÁVEIS EM EDIFÍCIOS Roberto Lamberts, PhD. Universidade Federal de Santa Catarina- UFSC Laboratório de Eficiência Energética em Edificações LABEEE Conselho Brasileiro

Leia mais

MANUAL DO CONSUMIDOR VENTILADOR DE TETO

MANUAL DO CONSUMIDOR VENTILADOR DE TETO VENTILADOR DE TETO MODELOS: AIRES, LUMIAR FÊNIX, FÊNIX CONTR PETIT Obrigado por adquirir o VENTISOL. Antes de utilizar o seu produto leia atentamente este manual de instruções. Após a leitura guarde-o

Leia mais

Google SketchUp Pro 8 passo a passo. João Gaspar. 1 a Edição VectorPro. São Paulo 2010. Google SketchUp Pro 8 passo a passo

Google SketchUp Pro 8 passo a passo. João Gaspar. 1 a Edição VectorPro. São Paulo 2010. Google SketchUp Pro 8 passo a passo Google SketchUp Pro 8 passo a passo João Gaspar a Edição VectorPro São Paulo 00 Google SketchUp Pro 8 passo a passo João Gaspar texto e coordenação capa revisão colaboração Introdução como usar este

Leia mais

MATERIAL PARA CONSUMO

MATERIAL PARA CONSUMO 2207.20.15050000 Figuras recortadas "Dia das Bruxas", 6 folhas de cartolina branca 300 grs/m2, 23x33 cm, 42 figuras 2207.20.15170099 Figuras recortadas "Inverno", 3 folhas holográficas, 23x33cm, 75 figuras

Leia mais

PARECER ÚNICO nº 140/2011 PROTOCOLO Nº 0170634/2011 Indexado ao(s) Processo(s) Licenciamento Ambiental Nº 16832/2008/001/2010 LOC Deferimento

PARECER ÚNICO nº 140/2011 PROTOCOLO Nº 0170634/2011 Indexado ao(s) Processo(s) Licenciamento Ambiental Nº 16832/2008/001/2010 LOC Deferimento PARECER ÚNICO nº 140/2011 PROTOCOLO Nº 0170634/2011 Indexado ao(s) Processo(s) Licenciamento Ambiental Nº LOC Deferimento Empreendimento: SAWAE TECNOLOGIA LTDA CNPJ: 71.256.283/0001-85 Município: Nova

Leia mais

MODOS DE RUÍNA EM VIGA (COLAPSO)

MODOS DE RUÍNA EM VIGA (COLAPSO) MODOS DE RUÍNA EM VIGA (COLAPSO) É NECESSÁRIO GARANTIR O ELU ESTADO LIMITE ÚLTIMO 1. RUÍNA POR FLEXÃO (MOMENTO FLETOR ARMADURA LONGITUDINAL); 2. RUPTURA POR ESMAGAMENTO DA BIELA DE CONCRETO; 3. RUPTURA

Leia mais

FUNDAÇÃO: FEITO PILARES COM TIJOLO 6FUROS E VIGAS COM FERRO NO BANHEIRO ALTURA MAXIMA DO ALICERCE 050CM (MEDIA)

FUNDAÇÃO: FEITO PILARES COM TIJOLO 6FUROS E VIGAS COM FERRO NO BANHEIRO ALTURA MAXIMA DO ALICERCE 050CM (MEDIA) CASA DE MADEIRA DE PINUS BASICA II C/ASSOALHO FUNDAÇÃO: FEITO PILARES COM TIJOLO 6FUROS E VIGAS COM FERRO NO BANHEIRO ALTURA MAXIMA DO ALICERCE 050CM (MEDIA) PISO: ASSOALHO DE PINUS PAREDES: ARRODEIO COM

Leia mais

FIAT FABRICANTE: FIAT EIXOS. PBT (Kg) OBSERVAÇÕES MODELO / TRAÇÃO A B C D E F G L MINISTÉRIO DOS TRANSPORTES

FIAT FABRICANTE: FIAT EIXOS. PBT (Kg) OBSERVAÇÕES MODELO / TRAÇÃO A B C D E F G L MINISTÉRIO DOS TRANSPORTES 120C 3600 8200 11800 19100 120C 3600 15500 19100 19100 120L 3600 8200 11800 19100 120L 3600 15500 19100 19100 120N 3600 8200 11800 19100 120N 3600 15500 19100 19100 120NB 3500 15500 19000 19000 120SL 3600

Leia mais

COMO PREPARAR/ENVIAR SEU ARQUIVO PARA IMPRESSÃO EM COREL DRAW E PHOTOSHOP

COMO PREPARAR/ENVIAR SEU ARQUIVO PARA IMPRESSÃO EM COREL DRAW E PHOTOSHOP COMO PREPARAR/ENVIAR SEU ARQUIVO PARA IMPRESSÃO EM COREL DRAW E PHOTOSHOP ÍNDICE EXPORTANTO EM COREL DRAW 1 - definindo o tamanho pág. 3 2 - padrão (sistema de cores - cmyk) pág. 3 3 - resolução pág. 4

Leia mais

SUMÁRIO 1. OBJETIVO 2. CAMPO DE APLICAÇÃO. Esta Norma se aplica à RBMLQ-I e Dimep. 3. RESPONSABILIDADE

SUMÁRIO 1. OBJETIVO 2. CAMPO DE APLICAÇÃO. Esta Norma se aplica à RBMLQ-I e Dimep. 3. RESPONSABILIDADE DETERMINAÇÃO DAS DIMENSÕES EFETIVAS DO PRODUTO COMPONENTE CERÂMICO: BLOCOS, TIJOLOS, ELEMENTO VAZADO, CANALETAS E COMPONENTE CERÂMICO QUE NÃO POSSUA FORMA DE PARALELEPÍPEDO NORMA N o NIE-DIMEL-087 APROVADA

Leia mais

.::. TC Shingle do Brasil - a cobertura que valoriza seu projeto.::. http://www.tcshingle.com.br/tabelas.asp?id=4

.::. TC Shingle do Brasil - a cobertura que valoriza seu projeto.::. http://www.tcshingle.com.br/tabelas.asp?id=4 .::. TC Shingle do Brasil - a cobertura que valoriza seu projeto.::. http://www.tcshingle.com.br/tabelas.asp?id=4 1 de 2 09/12/2015 10:15 Veja outros dados técnicos: ---- Outras Informações ---- Parâmetros

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO FORNO ELÉTRICO PA R A SAUNA SECA

MANUAL DE INSTALAÇÃO FORNO ELÉTRICO PA R A SAUNA SECA MANUAL DE INSTALAÇÃO FORNO ELÉTRICO PA R A SAUNA SECA INTRODUÇÃO O forno para Sauna Seca SODRAMAR, foi senvolvido exclusivamente para você, que agora porá usufruir nosso autentico calor num ambiente totalmente

Leia mais

volt 4625 pendente em alumínio pendente em alumínio e madeira branco pendente em alumínio e madeira branco e madeira branco pendente em alumínio

volt 4625 pendente em alumínio pendente em alumínio e madeira branco pendente em alumínio e madeira branco e madeira branco pendente em alumínio volt 4624 pendente em alumínio e madeira branco 35,5 x 35,5 cm (AxØ) 4626 pendente em alumínio e madeira branco 40 x 25 cm (AxØ) 4628 pendente em alumínio e madeira branco 31 x 33,5 cm (AxØ) 4625 pendente

Leia mais

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA REQUERIMENTO DE COLAÇÃO DE GRAU

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA REQUERIMENTO DE COLAÇÃO DE GRAU DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA REQUERIMENTO DE COLAÇÃO DE GRAU As cópias devem obedecer a seguinte disposição: Fotocópia da Certidão de Nascimento ou Certidão de Casamento; Fotocópia da Carteira de Identidade;

Leia mais

Lei de Coulomb. Charles Augustin de Coulomb

Lei de Coulomb. Charles Augustin de Coulomb Lei de Coulomb Charles Augustin de Coulomb A Lei de Coulomb foi descoberta pelo físico francês Charles Augustin de Coulomb, trata do princípio fundamental da eletricidade. Em particular, diz-nos que o

Leia mais

Sistema Integrado de Planejamento Orçamento e Finanças

Sistema Integrado de Planejamento Orçamento e Finanças Sistema Integrado de Planejamento Orçamento e Índice SIMEC Página 02 de10 Guia Rápido Solicitando Cadastro...4 Alterando a Chave de Acesso...6 Navegação...7 Índice de Figuras Fig. 1 Tela Inicial...4 Fig.

Leia mais

RACK AUDIENCE TO GO K 3255 RACK AUDIENCE TO GO KR 3255

RACK AUDIENCE TO GO K 3255 RACK AUDIENCE TO GO KR 3255 RACK AUDIENCE TO GO K 3255 RACK AUDIENCE TO GO KR 3255 INSTRUÇÕES DE MONTAGEM Imagens Ilustrativas AUDIENCE TO GO KR 3255 AUDIENCE TO GO K 3255 50 Kg Carga Máxima www.aironflex.com INSTRUÇÕES DE MONTAGEM

Leia mais

Reajuste em maio/2014 Registro ANS Data Contratação Beneficiários 146026000 PME - REGULAMENTADO PJ 435286016 01/05/2012 7 146026100 PME -

Reajuste em maio/2014 Registro ANS Data Contratação Beneficiários 146026000 PME - REGULAMENTADO PJ 435286016 01/05/2012 7 146026100 PME - Contrato Modelo Reajuste em maio/2014 Registro ANS Data Contratação Beneficiários 146026000 PME - REGULAMENTADO PJ 435286016 01/05/2012 7 146026100 PME - REGULAMENTADO PJ 435286016 01/05/2012 6 146026200

Leia mais

Educandário Edith dos Santos

Educandário Edith dos Santos Educandário Edith dos Santos Lista de material Escolar 2012 Uso Didático 100 folhas de papel ofício colorido. 1 pacote de folhas colorset (24 folhas) 1 folha de papel 40 kg (colorida) 1 folha de papel

Leia mais

Revestimento com. Aluno(s): Angélica Silva Ra: 090893 Cristina Candido Ra: 079802 Tina Aguiar Ra: 088146. Universidade Santa Cecília Santos / SP

Revestimento com. Aluno(s): Angélica Silva Ra: 090893 Cristina Candido Ra: 079802 Tina Aguiar Ra: 088146. Universidade Santa Cecília Santos / SP Revestimento com Pastilhas Aluno(s): Angélica Silva Ra: 090893 Cristina Candido Ra: 079802 Tina Aguiar Ra: 088146 2014 Santos / SP 1 Pastilhas Características Básicas Dimensões reduzidas (2,5 a 5,0cm);

Leia mais

RELAÇÃO DE MATERIAL 2014 EDUCAÇÃO INFANTIL CRECHE

RELAÇÃO DE MATERIAL 2014 EDUCAÇÃO INFANTIL CRECHE EDUCAÇÃO INFANTIL CRECHE I RELAÇÃO DE COLETÂNEAS ACRÓPOLE: As Coletâneas Acrópole e a agenda abaixo relacionadas, já estão inclusas na taxa de material de uso diário, portanto as mesmas não estarão disponíveis

Leia mais