ANÁLISE DO ESCOAMENTO SOBRE AEROFÓLIOS USANDO A TÉCNICA DOS VOLUMES FINITOS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ANÁLISE DO ESCOAMENTO SOBRE AEROFÓLIOS USANDO A TÉCNICA DOS VOLUMES FINITOS"

Transcrição

1 ANÁLISE DO ESCOAMENTO SOBRE AEROFÓLIOS USANDO A TÉCNICA DOS VOLUMES FINITOS Stéfano Bruno Ferreira IC Aluno de graduação do curso de Engenharia Aeronáutica do Instituto Tecnológico de Aeronáutica Bolsista PIBIC CNPq; Brasil; Nide G C R Fico Jr - PQ Professor Adjunto do Departamento de Aerodinâmica, Divisão de Aeronáutica, Instituto Tecnológico de Aeronáutica; Brasil; Resumo Este trabalho de iniciação científica tem como objetivo a análise do escoamento aerodinâmico sobre aerofólios utilizando simulação numérica, mais precisamente a técnica dos volumes finitos. Busca-se com isso determinar características como campo de velocidades, pressão, temperatura etc, de escoamentos sobre aerofólios de diferentes geometrias e em diferentes condições, obtendo-se as propriedades aerodinâmicas, como sustentação e arrasto, desses aerofólios. Podemos entender um aerofólio como sendo um objeto de perfil aerodinâmico e de seção constante. Dessa forma, temos um problema bidimensional de escoamento. Sua aplicação prática se encontra em aerofólios de automóveis, hidrofólios em veículos marítimos e em asas (nas regiões em que os efeitos aerodinâmicos são bidimensionais, como em locais distantes da ponta da asa). Cada aplicação exige geometrias diferentes já que o aerofólio estará submetido a diferentes condições de escoamento e um estudo numérico possibilita conclusões satisfatórias de maneira relativamente rápida e barata. O trabalho consistiu na geração de código para criação de malhas computacionais (baseado em equações diferenciais parciais elípticas) e posterior resolução numérica das equações de Euler em sua forma vetorial (usando o método de MacCormack). Trata-se de um método numérico iterativo, explícito no tempo e no espaço e com convergência de segunda ordem para ambos. São fornecidos aqui os resultados para distribuição de velocidade e coeficiente de pressão (Cp) para o aerofólio NACA-0012 (a diferentes ângulos de ataque, sob escoamento a baixas velocidades). Abstract The objective of this scientific initiation work is to analyze the aerodynamic flow over airfoils using numeric simulation, most precisely the finite volume technic. This is done in order to determine characteristics as velocity field, pressure distribution, temperature etc, of flows over airfoils of different geometries, in different conditions, so one can obtain the aerodynamic properties of these airfoils. An airfoil is an object of aerodynamic profile and constant section. Its practical application includes vehicles airfoils, naval vessels hydrofoils and wings (in regions where aerodynamic effects are bidimensional, as in points away from the wing tip). Each application requires a different geometry since the airfoil will be subjected to different flow conditions and a numeric approach allows satisfactory conclusions in a relatively fast and easy way. The work consisted in the generation of code for the creation of computational grids (based on elliptic partial differential equations) followed by the numeric solution of Euler equations in their vector form (using MacCormack s method). It is a numeric iterative method, which is explicit in time and space and has second order convergence for they both. The results of velocity and pressure coefficient distribution for the flow over a NACA-0012 airfoil at different angles of attack are provided here. Palavras-chaves Dinâmica dos Fluidos Computacional; Aerodinâmica; Escoamento Externo; Aerofólios

2 1. INTODUÇÃO Podemos entender um aerofólio como sendo um objeto de perfil aerodinâmico e de seção constante. Dessa forma, temos um problema bidimensional de escoamento. Sua aplicação prática se encontra em aerofólios de automóveis, hidrofólios em veículos marítimos e em asas (nas regiões em que os efeitos aerodinâmicos são bidimensionais, como em locais distantes da ponta da asa). Cada aplicação exige geometrias diferentes já que o aerofólio estará submetido a diferentes condições de escoamento e um estudo numérico possibilita conclusões satisfatórias de maneira relativamente rápida e barata. Esse estudo numérico passa por três procedimentos chave: geração de malha computacional, aplicação de condições de contorno, e solução numérica de um sistema de equações diferenciais parciais. É a qualidade de cada um desses procedimentos que determinará a qualidade da solução. A convergência do processo iterativo, a exatidão da solução, bem como o tempo de processamento, ou seja, a eficiência do método numérico depende da malha computacional. Uma malha extremamente refinada pode significar um grande tempo de processamento além de erro numérico considerável de modo que o tratamento da malha é fundamental. Por outro lado aplicação de condições de contorno deve ser feita de maneira sábia, pois nem sempre condições físicas representadas com total fidelidade no modelo numérico conduzem a uma boa solução, ou mesmo chegam em alguma (problema de não convergência). Por fim a o processo de discretização e solução do sistema de EDPs, a partir do modelamento adotado, garantirão a convergência e acurácia da solução. Todos esses procedimentos são rapidamente descritos a seguir. 2. GERAÇÃO DE CÓDIGO 2.1 Resolução numérica das equações de Euler Para se estudar o escoamento aerodinâmico sobre aerofólios necessitamos de ferramentas matemáticas que permitam a modelagem do problema, juntamente com as condições iniciais e de contorno. Nossa primeira abordagem foi a resolução numérica das equações de Navier-Stokes (eq. NS) em sua forma vetorial através da técnica dos volumes finitos, aplicada sobre a malha gerada anteriormente. Na utilização da técnica dos volumes finitos o conceito de volume de controle se torna importante. Volume de controle seria uma região do espaço através de cujas fronteiras podem ocorrer fluxos de massa, momento e energia (havendo a variação dessas propriedades) e sobre a qual forças externas podem atuar. Como o escoamento sobre aerofólios é bidimensional, os volumes de controle com que trabalhamos são representados pelas células da malha gerada. O escoamento em cada célula deverá obedecer as eq. NS e é com esse raciocínio que modelaremos o problema. onde ρ ρu Q = ρv E Q uvuv +.P = 0 t uv uv uv P= Ei + Fi x y ρu 2 ρu + p E = ρuv F (3) ρv ρuv ρv + p p v = 2 ( E+ p) u ( E+ ) ρ - densidade u - componente da velocidade no eixo x v - componente da velocidade no eixo y p - pressão E energia total Obs.: Não confundir o super-vetor E indicado acima com a grandeza E (energia total).

3 Nesse momento precisamos aplicar a equação (3) de maneira discreta a cada célula de nossa malha. Façamos antes uma convenção de índices: Fig. 01 Célula genérica da malha (Volume de controle elementar) Cada célula recebe o índice do seu vértice inferior esquerdo V() e possuirá quatro vetores de área superficial S(i-1/2, j), S(i+1/2, j), S(i, j-1/2) e S(i, j+1/2) conforme a Fig. 03. MacCormack resolve a equação (III) calculando a solução no nível (n +1) através dos passos preditor e corretor e então a solução final se torna a média desses dois valores. Isso ocorre da seguinte maneira: Passo preditor: n+ 1 n t n n n n Q Q uv v uv v uv v uv v = P i+ 1,j.S + + P.S + P + 1.S + + P.S V Passo corretor: n+ 1 n t n 1 n 1 n 1 n 1 Q Q uv + v uv + v uv + v uv + v = P.S + P i 1,j.S + P.S + P 1.S V ( i 1/2,j) ( i 1/2,j) ( 1/2) ( 1/2) ( i+ 1/2,j) ( i 1/2,j) ( + 1/2) ( 1/2) Atualização: n+ 1 1 n+ 1 n+ 1 Q = Q + Q 2 Nesse caso P uv V(i, j) e os produtos escalares serão feitos como no exemplo seguinte: uv v P.S = E.Sx + F.Sy significa o vetor P uv calculado com as propriedades do volume de controle i+ 1/2,j i+ 1/2,j i+ 1/2,j Dessa maneira através de um processo iterativo calculamos a solução, ou seja, o valor das propriedades do escoamento dados por Q, partindo das condições iniciais e de contorno. O método de MacCormack é estável e com acurácia de segunda ordem para tempo e espaço. 2.2 Condições de contorno A aplicação correta de condições de contorno adequadas ao nosso problema é fundamental. Esse talvez seja o mais complicado aspecto do processo de solução das equações de Navier-Stokes. Para os resultados apresentados, utilizamos condições de contorno de Euler. Basicamente, elas se referem à velocidade e pressão nas vizinhanças do aerofólio. Para a velocidade temos a chamada condição de escorregamento, segundo a qual a velocidade do escoamento na superfície do aerofólio é tangente a sua parede, pois o escoamento é não viscoso.

4 Com relação a pressão estabelecemos a condição de p = 0 n ou na prática p = 0 η. Isso significa que a variação de pressão na direção normal à parede é nula, sendo que freqüentemente adotamos variação nula na direção nas linhas η, que se aproximam muito da direção normal à parede. 3. RESULTADOS E ANALISE DE DADOS Trabalhou-se com um aerofólio da série 4 dígitos, NACA0012, cujos resultados experimentais são bem conhecidos. Todos os dados são apresentados na forma adimensionalizada, sendo as variáveis do escoamento adimensionalizadas pelas condições do escoamento não perturbado e as dimensões adimensionalizadas pelo valor da corda do aerofólio. 3.1 Malha Computacional Foi gerada uma malha computacional para o aerofólio NACA A malha possui 120 x 80 pontos e se encontra bastante refinada em torno da superfície do aerofólio, conforme pode ser visto na Fig. 04. Fig. 02 NACA 0012, malha utilizada neste trabalho 3.2 Resultados da superfície do aerofólio Fig. 03 Valor numérico da velocidade superficial Fig. 04 Valor numérico do Cp superficial

5 Fig. 05 Valor numérico da velocidade superficial Fig. 06 Valor numérico do Cp superficial Os resultados apresentados nas Fig. 03, 04, 05 e 06 correspondem a um escoamento a baixas velocidades com ângulos de ataque de respectivamente 4 o e 8 o. As velocidades apresentadas estão adimensionalizadas pelo valor da velocidade do escoamento não perturbado. 3.2 Resultados da superfície do aerofólio As Fig. 07, 08, 09 e 10 apresentadas a seguir mostram o contorno de velocidades e do coeficientes de pressão (Cp) do escoamento, para os diferentes ângulos de ataque ensaiados: Fig. 07 Contorno de velocidades (4 o ) Fig. 08 Contorno de Cp (4 o ) Fig. 09 Contorno de velocidades (8 o ) Fig. 10 Contorno de Cp (8 o )

6 4. CONCLUSÃO Os resultados numéricos obtidos apresentam grande aproximação qualitativa da solução teórica esperada. No entanto ao se ensaiar o aerofólio a altos ângulos de ataque encontramos grandes dificuldades para atingir a convergência e satisfazer a condição de Kutta. Ocorreram problemas de convergência no bordo de fuga e a solução apresentou imprecisão nessa região, como se pode observar na Fig. 10. Espera-se resolver esse problema através da continuidade deste trabalho, que consiste na implementação e modelo e condições de contorno de Navier-Stokes. Nesse caso, devido presença de viscosidade a condição de Kutta já é atendida automaticamente. REFERÊNCIAS 1 - Abbott & Von Doenhoff Theory of Wing Sections Dover Anderson, Tanehill, Pletcher Computational Fluid Mechanics and Heat Transfer, McGrawHill, 1984

ANÁLISE DO ESCOAMENTO SOBRE AEROFÓLIOS USANDO A TÉCNICA DOS VOLUMES FINITOS

ANÁLISE DO ESCOAMENTO SOBRE AEROFÓLIOS USANDO A TÉCNICA DOS VOLUMES FINITOS ANÁLISE DO ESCOAMENTO SOBRE AEROFÓLIOS USANDO A TÉCNICA DOS VOLUMES FINITOS Stéfano Bruno Ferreira IC Aluno de graduação do curso de Engenharia Aeronáutica do Instituto Tecnológico de Aeronáutica Bolsista

Leia mais

ANÁLISE DE MALHAS COMPUTACIONAIS EM TORNO DE PEÇAS DE INTERESSE EM ENGENHARIA AERONÁUTICA

ANÁLISE DE MALHAS COMPUTACIONAIS EM TORNO DE PEÇAS DE INTERESSE EM ENGENHARIA AERONÁUTICA ANÁLISE DE MALHAS COMPUTACIONAIS EM TORNO DE PEÇAS DE INTERESSE EM ENGENHARIA AERONÁUTICA Bruno Quadros Rodrigues IC saraiva06@bol.com.br Nide Geraldo docouto R. F. Jr PQ nide@ita.br Instituto Tecnológico

Leia mais

LCAD. Introdução ao Curso de Métodos Numéricos I. LCAD - Laboratório de Computação de Alto Desempenho

LCAD. Introdução ao Curso de Métodos Numéricos I. LCAD - Laboratório de Computação de Alto Desempenho LCAD - Laboratório de Computação de Alto Desempenho LCAD Introdução ao Curso de Métodos Numéricos I Lucia Catabriga Departamento de Informática CT/UFES Processo de Solução Fenômeno Natural Modelo Matemático

Leia mais

Desenvolvimento de um gerador de malhas para o estudo do escoamento transônico em um aerofólio

Desenvolvimento de um gerador de malhas para o estudo do escoamento transônico em um aerofólio Desenvolvimento de um gerador de malhas para o estudo do escoamento transônico em um aerofólio Leo Moreira Lima. ITA Instituto tecnológico de Aeronáutica, São José dos Campos, SP, 12228-900, Brasil. Bolsista

Leia mais

Modelagem de Campos Vetoriais Utilizando Autômatos Celulares e Elementos Finitos

Modelagem de Campos Vetoriais Utilizando Autômatos Celulares e Elementos Finitos Modelagem de Campos Vetoriais Utilizando Autômatos Celulares e Elementos Finitos Renata Vieira Palazzo 1,2, Antônio Carlos da Rocha Costa 1, Graçaliz Pereira Dimuro 1 1 Escola de Informática Universidade

Leia mais

MECÂNICA DOS FLUIDOS 2 ME262

MECÂNICA DOS FLUIDOS 2 ME262 UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE TECNOLOGIA E GEOCIÊNCIAS (CTG) DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA MECÂNICA (DEMEC) MECÂNICA DOS FLUIDOS ME6 Prof. ALEX MAURÍCIO ARAÚJO (Capítulo 5) Recife - PE Capítulo

Leia mais

Capítulo 4 - Equações Diferenciais às Derivadas Parciais

Capítulo 4 - Equações Diferenciais às Derivadas Parciais Capítulo 4 - Equações Diferenciais às Derivadas Parciais Carlos Balsa balsa@ipb.pt Departamento de Matemática Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Bragança Matemática Aplicada - Mestrados Eng. Química

Leia mais

FRONTEIRA IMERSA PARA CORPOS ESBELTOS

FRONTEIRA IMERSA PARA CORPOS ESBELTOS Faculdade de Engenharia Mecânica Universidade Federal de Uberlândia 18 e 19 de Novembro de 2015, Uberlândia - MG FRONTEIRA IMERSA PARA CORPOS ESBELTOS João Rodrigo Andrade, jandrade@mec.ufu.br Aristeu

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA - UFSC CENTRO DE ENGENHARIAS DA MOBILIDADE CEM. Bruno Zagoto Toscan

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA - UFSC CENTRO DE ENGENHARIAS DA MOBILIDADE CEM. Bruno Zagoto Toscan UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA - UFSC CENTRO DE ENGENHARIAS DA MOBILIDADE CEM Bruno Zagoto Toscan Simulação de Escoamento em um Aerofólio NACA 0012 Joinville, 2014 1 INTRODUÇÃO A dinâmica dos fluidos

Leia mais

Aplicativo visual para problemas de transferência de calor 1

Aplicativo visual para problemas de transferência de calor 1 Artigos Aplicativo visual para problemas de transferência de calor 1 Lin Chau Jen, Gerson Rissetti, André Guilherme Ferreira, Adilson Hideki Yamagushi, Luciano Falconi Coelho Uninove. São Paulo SP [Brasil]

Leia mais

OTIMIZAÇÃO DO AEROFÓLIO NACA PARA UM VEÍCULO AÉREO NÃO TRIPULADO COM APLICAÇÃO AGRÍCOLA

OTIMIZAÇÃO DO AEROFÓLIO NACA PARA UM VEÍCULO AÉREO NÃO TRIPULADO COM APLICAÇÃO AGRÍCOLA Mecánica Computacional Vol XXIX, págs. 3657-3669 (artículo completo) Eduardo Dvorkin, Marcela Goldschmit, Mario Storti (Eds.) Buenos Aires, Argentina, 15-18 Noviembre 2010 OTIMIZAÇÃO DO AEROFÓLIO NACA

Leia mais

Figura 1-1. Entrada de ar tipo NACA. 1

Figura 1-1. Entrada de ar tipo NACA. 1 1 Introdução Diversos sistemas de uma aeronave, tais como motor, ar-condicionado, ventilação e turbinas auxiliares, necessitam captar ar externo para operar. Esta captura é feita através da instalação

Leia mais

SIMULAÇÕES COMPUTACIONAIS DE VIGA UNIDIMENSIONAL VIA SOFTWARE CATIA COMPUTER SIMULATION OF ONE-DIMENSIONAL BEAM BY SOFTWARE CATIA

SIMULAÇÕES COMPUTACIONAIS DE VIGA UNIDIMENSIONAL VIA SOFTWARE CATIA COMPUTER SIMULATION OF ONE-DIMENSIONAL BEAM BY SOFTWARE CATIA SIMULAÇÕES COMPUTACIONAIS DE VIGA UNIDIMENSIONAL VIA SOFTWARE CATIA Edgar Della Giustina (1) (edgar.giustina@pr.senai.br), Luis Carlos Machado (2) (luis.machado@pr.senai.br) (1) Faculdade de Tecnologia

Leia mais

Masters in Mechanical Engineering. Aerodynamics. Problems of ideal fluid. z = ζ e i π 4

Masters in Mechanical Engineering. Aerodynamics. Problems of ideal fluid. z = ζ e i π 4 Masters in Mechanical Engineering Aerodynamics Problems of ideal fluid 1. Consider the steady, bi-dimensional, potential and incompressible flow around a circular cylinder. The cylinder is at the origin

Leia mais

Projeto: Formas Diferenciais Aplicadas a Problemas Eletrostáticos e Magnetostáticos

Projeto: Formas Diferenciais Aplicadas a Problemas Eletrostáticos e Magnetostáticos Área: ENGENHARIAS E CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO Projeto: Formas Diferenciais Aplicadas a Problemas Eletrostáticos e Magnetostáticos Autores: NOME DO BOLSISTA: CAIO SALAZAR ALMEIDA NAZARETH - BIC/UFJF NOME DO

Leia mais

SISTEMAS COM AMORTECIMENTO NÃO-PROPORCIONAL NO DOMÍNIO DA FREQÜÊNCIA

SISTEMAS COM AMORTECIMENTO NÃO-PROPORCIONAL NO DOMÍNIO DA FREQÜÊNCIA SISTEMAS COM AMORTECIMENTO NÃO-PROPORCIONAL NO DOMÍNIO DA FREQÜÊNCIA Zacarias Martin Chamberlain Pravia Professor - Faculdade de Engenharia e Arquitetura - Universidade de Passo Fundo/UFP zacarias@upf.br

Leia mais

Avaliação de modelos numéricos de CFD para o estudo do escoamento de água da piscina do RMB

Avaliação de modelos numéricos de CFD para o estudo do escoamento de água da piscina do RMB 2013 International Nuclear Atlantic Conference - INAC 2013 Recife, PE, Brazil, November 24-29, 2013 ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE ENERGIA NUCLEAR - ABEN ISBN: 978-85-99141-05-2 Avaliação de modelos numéricos

Leia mais

Eixo Temático ET-09-009 - Energia ESTUDO DA TERMOFLUIDODINÂMICA DE UM SECADOR SOLAR DE EXPOSIÇÃO DIRETA: MODELAGEM E SIMULAÇÃO

Eixo Temático ET-09-009 - Energia ESTUDO DA TERMOFLUIDODINÂMICA DE UM SECADOR SOLAR DE EXPOSIÇÃO DIRETA: MODELAGEM E SIMULAÇÃO 426 Eixo Temático ET-09-009 - Energia ESTUDO DA TERMOFLUIDODINÂMICA DE UM SECADOR SOLAR DE EXPOSIÇÃO DIRETA: MODELAGEM E SIMULAÇÃO Maria Teresa Cristina Coelho¹; Jailton Garcia Ramos; Joab Costa dos Santos;

Leia mais

MÉTODO DOS ELEMENTOS FINITOS COMO FERRAMENTA DIDÁTICA PARA O ENSINO DE ELETROSTÁTICA E MAGNETOSTÁTICA

MÉTODO DOS ELEMENTOS FINITOS COMO FERRAMENTA DIDÁTICA PARA O ENSINO DE ELETROSTÁTICA E MAGNETOSTÁTICA MÉTODO DOS ELEMENTOS FINITOS COMO FERRAMENTA DIDÁTICA PARA O ENSINO DE ELETROSTÁTICA E MAGNETOSTÁTICA Danilo Nobre Oliveira danilonobre@danilonobre.eng.br Ginúbio Braga Ferreira ginubio@gmail.com Universidade

Leia mais

Figura 7.20 - Vista frontal dos vórtices da Figura 7.18. Vedovoto et al. (2006).

Figura 7.20 - Vista frontal dos vórtices da Figura 7.18. Vedovoto et al. (2006). 87 Figura 7.20 - Vista frontal dos vórtices da Figura 7.18. Vedovoto et al. (2006). Figura 7.21 - Resultado qualitativo de vórtices de ponta de asa obtidos por Craft et al. (2006). 88 A visualização do

Leia mais

AVALIAÇÃO DO ESCOAMENTO DE FLUIDOS INCOMPRESSÍVEIS EM TUBULAÇÕES USANDO CFD

AVALIAÇÃO DO ESCOAMENTO DE FLUIDOS INCOMPRESSÍVEIS EM TUBULAÇÕES USANDO CFD AVALIAÇÃO DO ESCOAMENTO DE FLUIDOS INCOMPRESSÍVEIS EM TUBULAÇÕES USANDO CFD 1 Délio Barroso de Souza, 2 Ulisses Fernandes Alves, 3 Valéria Viana Murata 1 Discente do curso de Engenharia Química 2 Bolsista

Leia mais

Palavras chave: plasma, escoamento supersônico, reentrada atmosférica, bocal CD cônico, CFD.

Palavras chave: plasma, escoamento supersônico, reentrada atmosférica, bocal CD cônico, CFD. Anais do 15 O Encontro de Iniciação Científica e Pós-Graduação do ITA XV ENCITA / 9 Instituto Tecnológico de Aeronáutica São José dos Campos SP Brasil Outubro 19 a 9. APLICAÇÃO DA SIMULAÇÃO COMPUTACIONAL

Leia mais

onde Gr é o número de Grashof e Pr é o número de Prandtl que são definidos da forma: ; Re = UH ν ; X x

onde Gr é o número de Grashof e Pr é o número de Prandtl que são definidos da forma: ; Re = UH ν ; X x - mcsilva@fem.unicamp.br Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP/Faculdade de Engenharia Mecânica - FEM Departamento de Energia - DE Campinas - SP - Brasil Caixa Postal 6122 CEP 13088-970 - carlosav@fem.unicamp.br

Leia mais

SIMULAÇÃO NUMÉRICA DO RESFRIAMENTO DE COMPONENTES ELETRÔNICOS EM AERONAVES

SIMULAÇÃO NUMÉRICA DO RESFRIAMENTO DE COMPONENTES ELETRÔNICOS EM AERONAVES SIMULAÇÃO NUMÉRICA DO RESFRIAMENTO DE COMPONENTES ELETRÔNICOS EM AERONAVES Rafael Bernardo Cardoso de Mello IC rafael@redecasd.ita.br Divisão de Engenharia Aeronáutica Cláudia Regina de Andrade PQ - claudia@mec.ita.br

Leia mais

TECNOLOGIA DE GRANDES TURBINAS EÓLICAS: AERODINÂMICA. Professora Dra. Adriane Prisco Petry Departamento de Engenharia Mecânica

TECNOLOGIA DE GRANDES TURBINAS EÓLICAS: AERODINÂMICA. Professora Dra. Adriane Prisco Petry Departamento de Engenharia Mecânica TECNOLOGIA DE GRANDES TURBINAS EÓLICAS: AERODINÂMICA Professora Dra. Adriane Prisco Petry Departamento de Engenharia Mecânica ELETRÔNICA DE POTENCIA AERODINÂMICA ELETRICIDADE DINÂMICA DOS ENGENHARIA CIVIL

Leia mais

UTILIZAÇÃO DA DINÂMICA DOS FLUIDOS COMPUTACIONAL NA COMPLEMENTAÇÃO DO ENSINO DA DISCIPLINA FENÔMENOS DE TRANSPORTE

UTILIZAÇÃO DA DINÂMICA DOS FLUIDOS COMPUTACIONAL NA COMPLEMENTAÇÃO DO ENSINO DA DISCIPLINA FENÔMENOS DE TRANSPORTE Anais do XXXIV COBENGE. Passo Fundo: Ed. Universidade de Passo Fundo, Setembro de 2006. ISBN 85-7515-371-4 UTILIZAÇÃO DA DINÂMICA DOS FLUIDOS COMPUTACIONAL NA COMPLEMENTAÇÃO DO ENSINO DA DISCIPLINA FENÔMENOS

Leia mais

Previsão Numérica de Escoamento Bifásico em Tubulações Utilizando o Modelo de Deslizamento

Previsão Numérica de Escoamento Bifásico em Tubulações Utilizando o Modelo de Deslizamento Carlos Eugenio Carceroni Provenzano Previsão Numérica de Escoamento Bifásico em Tubulações Utilizando o Modelo de Deslizamento Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada como requisito parcial para

Leia mais

Formulação de Petrov-Galerkin para solução de problema de secagem de grãos

Formulação de Petrov-Galerkin para solução de problema de secagem de grãos Anais do CNMAC v.2 ISSN 1984-820X Formulação de Petrov-Galerkin para solução de problema de secagem de grãos Tatiane Reis do Amaral, João Francisco A. Vitor Mestrado em Modelagem Matemática e Computacional,

Leia mais

UTILIZAÇÃO DO SOFTWARE LIVRE OCTAVE EM FENÔMENOS DE TRANSPORTES

UTILIZAÇÃO DO SOFTWARE LIVRE OCTAVE EM FENÔMENOS DE TRANSPORTES UTILIZAÇÃO DO SOFTWARE LIVRE OCTAVE EM FENÔMENOS DE TRANSPORTES Paulo Roberto Paraíso paulo@deq.uem.br Universidade Estadual de Maringá Departamento de Engenharia Química Endereço : Av. Colombo, 5790 -

Leia mais

XII SIMPÓSIO DE RECURSOS HIDRÍCOS DO NORDESTE

XII SIMPÓSIO DE RECURSOS HIDRÍCOS DO NORDESTE XII SIMPÓSIO DE RECURSOS HIDRÍCOS DO NORDESTE ESTUDO DO COMPORTAMENTO DA LINHA D ÁGUA EM UMA SEÇÃO DE TRANSIÇÃO DE UM CANAL COM MOVIMENTO GRADUALMENTE VARIADO, EM FUNÇÃO DA DECLIVIDADE DOS TALUDES. Rejane

Leia mais

MDF: Conceitos Básicos e algumas Aplicações na Engenharia Estrutural

MDF: Conceitos Básicos e algumas Aplicações na Engenharia Estrutural Universidade Federal de São João Del-Rei MG 6 a 8 de maio de 00 Associação Brasileira de Métodos Computacionais em Engenharia MDF: Conceitos Básicos e algumas Aplicações na Engenharia Estrutural L. R.

Leia mais

Bruno Gustavo Borges Luna

Bruno Gustavo Borges Luna Aceleração de Convergência via Multigrid de Simulador de Escoamentos em Meios Porosos Por Bruno Gustavo Borges Luna Dissertação de Mestrado RECIFE, JULHO/2010 Bruno Gustavo Borges Luna Aceleração de Convergência

Leia mais

ESTUDO POR ELEMENTOS FINITOS DA INTERAÇÃO FLUIDO- ESTRUTURAL NA ARTÉRIA DA CARÓTIDA DEVIDO AO FLUXO DE SANGUE

ESTUDO POR ELEMENTOS FINITOS DA INTERAÇÃO FLUIDO- ESTRUTURAL NA ARTÉRIA DA CARÓTIDA DEVIDO AO FLUXO DE SANGUE V EPCC Encontro Internacional de Produção Científica Cesumar 23 a 26 de outubro de 2007 ESTUDO POR ELEMENTOS FINITOS DA INTERAÇÃO FLUIDO- ESTRUTURAL NA ARTÉRIA DA CARÓTIDA DEVIDO AO FLUXO DE SANGUE Felipe

Leia mais

1 Descrição do Trabalho

1 Descrição do Trabalho Departamento de Informática - UFES 1 o Trabalho Computacional de Algoritmos Numéricos - 13/2 Métodos de Runge-Kutta e Diferenças Finitas Prof. Andréa Maria Pedrosa Valli Data de entrega: Dia 23 de janeiro

Leia mais

Ao descolarmos de uma grande altitude a densidade diminui, o que acontece à sustentação?

Ao descolarmos de uma grande altitude a densidade diminui, o que acontece à sustentação? O que é a aerodinâmica? Aerodinâmica é o estudo do ar em movimento e das forças que actuam em superfícies sólidas, chamadas asas, que se movem no ar. Aerodinâmica deriva do grego "aer", ar, e "dynamis",

Leia mais

SIMULAÇÃO NUMÉRICA DE ESCOAMENTOS EM DUTOS COM REDUÇÃO BRUSCA DE SEÇÃO

SIMULAÇÃO NUMÉRICA DE ESCOAMENTOS EM DUTOS COM REDUÇÃO BRUSCA DE SEÇÃO SIMULAÇÃO NUMÉRICA DE ESCOAMENTOS EM DUTOS COM REDUÇÃO BRUSCA DE SEÇÃO SIMULAÇÃO NUMÉRICA DE ESCOAMENTOS EM DUTOS COM REDUÇÃO BRUSCA DE SEÇÃO Numerical simulation of pipeline with flow in sudden reduction

Leia mais

PROJETO DE PÁS DE TURBINAS EÓLICAS DE ALTA PERFORMANCE AERODINÂMICA

PROJETO DE PÁS DE TURBINAS EÓLICAS DE ALTA PERFORMANCE AERODINÂMICA Anais do 15 O Encontro de Iniciação Científica e Pós-Graduação do ITA XV ENCITA / 2009 Instituto Tecnológico de Aeronáutica São José dos Campos SP Brasil Outubro 19 a 22 2009. PROJETO DE PÁS DE TURBINAS

Leia mais

As fases na resolução de um problema real podem, de modo geral, ser colocadas na seguinte ordem:

As fases na resolução de um problema real podem, de modo geral, ser colocadas na seguinte ordem: 1 As notas de aula que se seguem são uma compilação dos textos relacionados na bibliografia e não têm a intenção de substituir o livro-texto, nem qualquer outra bibliografia. Introdução O Cálculo Numérico

Leia mais

Verificação e validação do coeficiente de arrasto frontal para escoamento supersônico e hipersônico de ar sobre cones

Verificação e validação do coeficiente de arrasto frontal para escoamento supersônico e hipersônico de ar sobre cones Verificação e validação do coeficiente de arrasto frontal ara escoamento suersônico e hiersônico de ar sobre cones Guilherme Bertoldo Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR) 85601-970, Francisco

Leia mais

CE-EÓLICA PUCRS UNIVERSITY CE-EÓLICA PUCRS UNIVERSITY ATIVIDADES CE-OLICA NOVAS TECNOLOGIAS - ETAPAS GERAIS DO PROJETO

CE-EÓLICA PUCRS UNIVERSITY CE-EÓLICA PUCRS UNIVERSITY ATIVIDADES CE-OLICA NOVAS TECNOLOGIAS - ETAPAS GERAIS DO PROJETO ATIVIDADES CE-OLICA Jorge A. Villar Alé CE-EÓLICA villar@pucrs.br AVALIAÇAO DO GERADOR EM BANCADA AVALIAÇAO AERODINÂMICA DE AEROFÓLIOS DESEMPENHO DE TURBINAS EÓLICAS DESEMPENHO AERODINÂMICO DO ROTOR EÓLICO

Leia mais

DINÂMICA DOS FLUIDOS COMPUTACIONAL. CFD = Computational Fluid Dynamics

DINÂMICA DOS FLUIDOS COMPUTACIONAL. CFD = Computational Fluid Dynamics DINÂMICA DOS FLUIDOS COMPUTACIONAL CFD = Computational Fluid Dynamics 1 Problemas de engenharia Métodos analíticos Métodos experimentais Métodos numéricos 2 Problemas de engenharia FENÔMENO REAL (Observado

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS CCT CURSO DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS CCT CURSO DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS CCT CURSO DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO COMPUTER AIDED ENGINEERING - CAE FABIANO RAMOS DOS SANTOS SERGIO DA COSTA FERREIRA

Leia mais

computador-cálculo numérico perfeita. As fases na resolução de um problema real podem, de modo geral, ser colocadas na seguinte ordem:

computador-cálculo numérico perfeita. As fases na resolução de um problema real podem, de modo geral, ser colocadas na seguinte ordem: 1 UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA Departamento de Matemática - CCE Cálculo Numérico - MAT 271 Prof.: Valéria Mattos da Rosa As notas de aula que se seguem são uma compilação dos textos relacionados na bibliografia

Leia mais

Disciplina : Termodinâmica. Aula 5 ANÁLISE DA MASSA E ENERGIA APLICADAS A VOLUMES DE CONTROLE

Disciplina : Termodinâmica. Aula 5 ANÁLISE DA MASSA E ENERGIA APLICADAS A VOLUMES DE CONTROLE Curso: Engenharia Mecânica Disciplina : Aula 5 ANÁLISE DA MASSA E ENERGIA APLICADAS A VOLUMES DE CONTROLE Prof. Evandro Rodrigo Dário, Dr. Eng. Vazão mássica e vazão volumétrica A quantidade de massa que

Leia mais

ANÁLISE TRIDIMENSIONAL DA VELOCIDADE E PRESSÃO ESTATÍSCA DO AR EM SILO DE AERAÇÃO USANDO ELEMENTOS FINITOS RESUMO ABSTRACT 1.

ANÁLISE TRIDIMENSIONAL DA VELOCIDADE E PRESSÃO ESTATÍSCA DO AR EM SILO DE AERAÇÃO USANDO ELEMENTOS FINITOS RESUMO ABSTRACT 1. ANÁLISE TRIDIMENSIONAL DA VELOCIDADE E PRESSÃO ESTATÍSCA DO AR EM SILO DE AERAÇÃO USANDO ELEMENTOS FINITOS RESUMO EDUARDO VICENTE DO PRADO 1 DANIEL MARÇAL DE QUEIROZ O método de análise por elementos finitos

Leia mais

Ivan Guilhon Mitoso Rocha. As grandezas fundamentais que serão adotadas por nós daqui em frente:

Ivan Guilhon Mitoso Rocha. As grandezas fundamentais que serão adotadas por nós daqui em frente: Rumo ao ITA Física Análise Dimensional Ivan Guilhon Mitoso Rocha A análise dimensional é um assunto básico que estuda as grandezas físicas em geral, com respeito a suas unidades de medida. Como as grandezas

Leia mais

Mecânica dos Fluidos. Aula 10 Escoamento Laminar e Turbulento. Prof. MSc. Luiz Eduardo Miranda J. Rodrigues

Mecânica dos Fluidos. Aula 10 Escoamento Laminar e Turbulento. Prof. MSc. Luiz Eduardo Miranda J. Rodrigues Aula 10 Escoamento Laminar e Turbulento Tópicos Abordados Nesta Aula Escoamento Laminar e Turbulento. Cálculo do Número de Reynolds. Escoamento Laminar Ocorre quando as partículas de um fluido movem-se

Leia mais

ANÁLISE ESTRUTURAL DE CHASSIS DE VEÍCULOS PESADOS COM BASE NO EMPREGO DO PROGRAMA ANSYS

ANÁLISE ESTRUTURAL DE CHASSIS DE VEÍCULOS PESADOS COM BASE NO EMPREGO DO PROGRAMA ANSYS ANÁLISE ESTRUTURAL DE CHASSIS DE VEÍCULOS PESADOS COM BASE NO EMPREGO DO PROGRAMA ANSYS José Guilherme Santos da Silva, Francisco José da Cunha Pires Soeiro, Gustavo Severo Trigueiro, Marcello Augustus

Leia mais

Solução Numérica de Equações Diferenciais Parciais Parabólicas usando o Método Hopscotch com Refinamento Não-Uniforme

Solução Numérica de Equações Diferenciais Parciais Parabólicas usando o Método Hopscotch com Refinamento Não-Uniforme Solução Numérica de Equações Diferenciais Parciais Parabólicas usando o Método Hopscotch com Refinamento Não-Uniforme Mauricio J. M. Guedes a,b, Diogo T. Robaina a, Lúcia M. A. Drummond a, Mauricio Kischinhevsky

Leia mais

Introdução ao Método dos Elementos Finitos Conceitos Iniciais Divisão do Domínio e Funções de Base Aplicação do Método dos Resíduos Ponderados ao

Introdução ao Método dos Elementos Finitos Conceitos Iniciais Divisão do Domínio e Funções de Base Aplicação do Método dos Resíduos Ponderados ao Universidade Federal do Ceará Centro de Tecnologia Departamento de Engenharia Elétrica Programa de Educação Tutorial Autor: Bruno Pinho Meneses Orientadores: Janailson Rodrigues Lima Prof. Dr. Ricardo

Leia mais

CARACTERIZAÇÃO DAS CURVAS DE POTÊNCIA DE UM VENTILADOR DE FLUXO AXIAL

CARACTERIZAÇÃO DAS CURVAS DE POTÊNCIA DE UM VENTILADOR DE FLUXO AXIAL XIX Congresso Nacional de Estudantes de Engenharia Mecânica - 13 a 17/08/2012 São Carlos-SP Artigo CREEM2012 CARACTERIZAÇÃO DAS CURVAS DE POTÊNCIA DE UM VENTILADOR DE FLUXO AXIAL Rangel S. Maia¹, Renato

Leia mais

Universidade Federal do Paraná

Universidade Federal do Paraná Universidade Federal do Paraná Programa de pós-graduação em engenharia de recursos hídricos e ambiental TH705 Mecânica dos fluidos ambiental II Prof. Fernando Oliveira de Andrade Problema do fechamento

Leia mais

Introdução e Motivação

Introdução e Motivação Introdução e Motivação 1 Análise de sistemas enfoque: sistemas dinâmicos; escopo: sistemas lineares; objetivo: representar, por meio de modelos matemáticos, fenômenos observados e sistemas de interesse;

Leia mais

Modelagem do Controle de Tensão por Geradores e de Múltiplas Barras Swing na Avaliação das Condições de Estabilidade de Tensão

Modelagem do Controle de Tensão por Geradores e de Múltiplas Barras Swing na Avaliação das Condições de Estabilidade de Tensão Marcel René Vasconcelos de Castro Modelagem do Controle de Tensão por Geradores e de Múltiplas Barras Swing na Avaliação das Condições de Estabilidade de Tensão Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada

Leia mais

Uma formulação de Petrov-Galerkin aplicada à simulação de secagem de grãos

Uma formulação de Petrov-Galerkin aplicada à simulação de secagem de grãos ERMAC 2010: I ENCONTRO REGIONAL DE MATEMÁTICA APLICADA E COMPUTACIONAL 11-13 de Novembro de 2010, São João del-rei, MG; pg 218-224 218 Uma formulação de Petrov-Galerkin aplicada à simulação de secagem

Leia mais

ESTUDO DO COMPORTAMENTO AERODINÂMICO DE UM ESPELHO RETROVISOR

ESTUDO DO COMPORTAMENTO AERODINÂMICO DE UM ESPELHO RETROVISOR CENTRO UNIVERSITÁRIO DA FEI PROJETO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA ESTUDO DO COMPORTAMENTO AERODINÂMICO DE UM ESPELHO RETROVISOR LATERAL ATRAVÉS DE SIMULAÇÃO CFD TRANSIENTE RELATÓRIO FINAL Orientador: Prof. Dr.

Leia mais

Projeto de Iniciação Científica Escoamentos de Fluidos em Microcanais

Projeto de Iniciação Científica Escoamentos de Fluidos em Microcanais Projeto de Iniciação Científica Escoamentos de Fluidos em Microcanais Integrantes: Josefa Pereira Santos, Mat. FAPERJ: 2006.3844-4 Thiago Marques Miranda, Mat. FAPERJ: 2006.3887-1 Proposto por: Prof. Dr.

Leia mais

MÉTODO DOS ELEMENTOS FINITOS

MÉTODO DOS ELEMENTOS FINITOS INSTITUTO NACIONAL DE PESQUISAS ESPACIAIS ENGENHARIA E TECNOLOGIA ESPACIAIS MECÂNICA ESPACIAL E CONTROLE MESTRADO MÉTODO DOS ELEMENTOS FINITOS Seminário de Dinâmica Orbital I CMC-203-0 Prof. Dr. Mário

Leia mais

Manual de Docência para a Disciplina de Análise Matemática II

Manual de Docência para a Disciplina de Análise Matemática II Universidade Fernando Pessoa Faculdade de Ciência e Tecnologia Manual de Docência para a Disciplina de Análise Matemática II Número de horas do programa: 90 horas Número de horas semanal: 6 horas Número

Leia mais

RECONHECIMENTO DE PLACAS DE AUTOMÓVEIS ATRAVÉS DE CÂMERAS IP

RECONHECIMENTO DE PLACAS DE AUTOMÓVEIS ATRAVÉS DE CÂMERAS IP RECONHECIMENTO DE PLACAS DE AUTOMÓVEIS ATRAVÉS DE CÂMERAS IP Caio Augusto de Queiroz Souza caioaugusto@msn.com Éric Fleming Bonilha eric@digifort.com.br Gilson Torres Dias gilson@maempec.com.br Luciano

Leia mais

Simulação Numérica Direta de Escoamentos Transicionais e Turbulentos

Simulação Numérica Direta de Escoamentos Transicionais e Turbulentos Simulação Numérica Direta de Escoamentos Transicionais e Turbulentos Simulação numérica direta (DNS), Formalismo, Equações Navier-Stokes no espaço espectral, Considerações sobre métodos numéricos para

Leia mais

Simulação do Escoamento Transônico em torno de Aerofólios

Simulação do Escoamento Transônico em torno de Aerofólios Simulação do Escoamento Transônico em torno de Aerofólios Samuel Araújo Lima IC Aluno de graduação do curso de Engenharia Aeronáutica do Instituto Tecnológico de Aeronáutica, Bolsista PIBIC CNPq; Brasil;

Leia mais

SOLUÇÃO DO ESCOAMENTO HIDRODINÂMICO EM AMBIENTES CONFINADOS COM CONVECÇÃO MISTA

SOLUÇÃO DO ESCOAMENTO HIDRODINÂMICO EM AMBIENTES CONFINADOS COM CONVECÇÃO MISTA SOLUÇÃO DO ESCOAMENTO HIDRODINÂMICO EM AMBIENTES CONFINADOS COM CONVECÇÃO MISTA Edelberto L. Reinehr edel@furb-rct.sc Universidade Regional de Blumenau, Departamento de Engenharia Química Rua Antônio da

Leia mais

A técnica de elementos finitos como solução de problemas de contorno conhecido e problemas de contorno livre

A técnica de elementos finitos como solução de problemas de contorno conhecido e problemas de contorno livre Aparecida Celina Jarletti 83 A técnica de elementos finitos como solução de problemas de contorno conhecido e problemas de contorno livre Aparecida Celina Jarletti (Mestre) Curso de Engenharia Elétrica

Leia mais

Simulação Numérica do Aquecimento de Água Utilizando-se um Cilindro Ferromagnético

Simulação Numérica do Aquecimento de Água Utilizando-se um Cilindro Ferromagnético Simulação Numérica do Aquecimento de Água Utilizando-se um Cilindro Ferromagnético Paulo Tibúrcio Pereira, Universidade Federal de São João Del Rei UFSJ Engenharia de Telecomunicações 36420-000, Ouro Branco,

Leia mais

ANÁLISE DO EFEITO DA VELOCIDADE NO ESCOAMENTO BIFÁSICO EM DUTOS CURVADOS COM VAZAMENTO

ANÁLISE DO EFEITO DA VELOCIDADE NO ESCOAMENTO BIFÁSICO EM DUTOS CURVADOS COM VAZAMENTO ANÁLISE DO EFEITO DA VELOCIDADE NO ESCOAMENTO BIFÁSICO EM DUTOS CURVADOS COM VAZAMENTO L.R.B. SARMENTO 1, G.H.S. PEREIRA FILHO 2, E.S. BARBOSA 3, S.R. de FARIAS NETO 4 e A.B. de LIMA 5 (Times New Roman

Leia mais

SIMULAÇÃO NUMÉRICA DE UMA BOLHA DE SEPARAÇÃO EM BORDO ARREDONDADO UTILIZANDO EQUAÇÕES MÉDIAS DE REYNOLDS

SIMULAÇÃO NUMÉRICA DE UMA BOLHA DE SEPARAÇÃO EM BORDO ARREDONDADO UTILIZANDO EQUAÇÕES MÉDIAS DE REYNOLDS SIMULAÇÃO NUMÉRICA DE UMA BOLHA DE SEPARAÇÃO EM BORDO ARREDONDADO UTILIZANDO EQUAÇÕES MÉDIAS DE REYNOLDS WENDEL RODRIGUES MIRANDA, EDSON DIAS NASCIMENTO JUNIOR, ANDRÉ LUIZ TENÓRIO REZENDE Departamento

Leia mais

AS ATIVIDADES DE PESQUISA DESENVOLVIDAS DURANTE A VIGÊNCIA DA BOLSA DE ESTUDOS PARA NÍVEL DCR-IF REFERENTE AO PROCESSO

AS ATIVIDADES DE PESQUISA DESENVOLVIDAS DURANTE A VIGÊNCIA DA BOLSA DE ESTUDOS PARA NÍVEL DCR-IF REFERENTE AO PROCESSO RELATÓRIO FINAL AO CONSELHO NACIONAL DE PESQUISA E DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO (CNPq) SOBRE AS ATIVIDADES DE PESQUISA DESENVOLVIDAS DURANTE A VIGÊNCIA DA BOLSA DE ESTUDOS PARA NÍVEL DCR-IF REFERENTE AO

Leia mais

Metodologia de ensino de dinâmica dos fluidos computacional aplicada ao curso de engenharia ambiental

Metodologia de ensino de dinâmica dos fluidos computacional aplicada ao curso de engenharia ambiental Metodologia de ensino de dinâmica dos fluidos computacional aplicada ao curso de engenharia ambiental Enilene Regina Lovatte elovatte@gmail.com Universidade do Federal do Espírito Santo, Centro Tecnológico

Leia mais

Palavras-chave: turbina eólica, gerador eólico, energia sustentável.

Palavras-chave: turbina eólica, gerador eólico, energia sustentável. Implementação do modelo de uma turbina eólica baseado no controle de torque do motor cc utilizando ambiente matlab/simulink via arduino Vítor Trannin Vinholi Moreira (UTFPR) E-mail: vitor_tvm@hotmail.com

Leia mais

PROPAGAÇÃO DE PRESSÃO DURANTE O REINICIO DA CIRCULAÇÃO DE FLUIDOS DE PERFURAÇÃO EM AMBIENTES DE ÁGUAS PROFUNDAS

PROPAGAÇÃO DE PRESSÃO DURANTE O REINICIO DA CIRCULAÇÃO DE FLUIDOS DE PERFURAÇÃO EM AMBIENTES DE ÁGUAS PROFUNDAS PROPAGAÇÃO DE PRESSÃO DURANTE O REINICIO DA CIRCULAÇÃO DE FLUIDOS DE PERFURAÇÃO EM AMBIENTES DE ÁGUAS PROFUNDAS PRESSURE PROPAGATION DURING THE RESTART OF DRILLING FLUIDS CIRCULATION IN DEEP WATER ENVIRONMENTS

Leia mais

Figura 4.6: Componente horizontal de velocidade (128x128 nós de colocação).

Figura 4.6: Componente horizontal de velocidade (128x128 nós de colocação). 59 Figura 4.6: Componente horizontal de velocidade (128x128 nós de colocação). Figura 4.7: Comparação do erro para a componente horizontal de velocidade para diferentes níveis de refinamento. 60 Figura

Leia mais

SIMULAÇÃO NUMÉRICA DO ESCOAMENTO EM TORNO DE UM PAR DE CILINDROS DE BASE QUADRADA DISPOSTOS EM DIFERENTES ARRANJOS GEOMÉTRICOS

SIMULAÇÃO NUMÉRICA DO ESCOAMENTO EM TORNO DE UM PAR DE CILINDROS DE BASE QUADRADA DISPOSTOS EM DIFERENTES ARRANJOS GEOMÉTRICOS 4 o PDPETRO, Campinas, SP 1 SIMULAÇÃO NUMÉRICA DO ESCOAMENTO EM TORNO DE UM PAR DE CILINDROS DE BASE QUADRADA DISPOSTOS EM DIFERENTES ARRANJOS GEOMÉTRICOS 1 Vinicius Souza Morais (UNESP Universidade Estadual

Leia mais

Aula 08. Modelos e Simulação

Aula 08. Modelos e Simulação Modelos e Simulação 8.1 Aula 08 Modelos e Simulação Walter Antônio Bazzo e Luiz Teixeira do Vale Pereira, Introdução a Engenharia Conceitos, Ferramentas e Comportamentos, Capítulo 7: Modelos e Simulação

Leia mais

SIMULAÇÃO DE SECAGEM DE MILHO E ARROZ EM BAIXAS TEMPERATURAS

SIMULAÇÃO DE SECAGEM DE MILHO E ARROZ EM BAIXAS TEMPERATURAS SIMULAÇÃO DE SECAGEM DE MILHO E ARROZ EM BAIXAS TEMPERATURAS DOMINGOS SÁRVIO MAGALHÃES VALENTE 1 CRISTIANO MÁRCIO ALVES DE SOUZA 2 DANIEL MARÇAL DE QUEIROZ 3 RESUMO - Um programa computacional para simular

Leia mais

Estudo Numérico das Condições de Funcionamento de uma Cascata de Pás de Compressor para Motores de Propulsão Aeronáutica

Estudo Numérico das Condições de Funcionamento de uma Cascata de Pás de Compressor para Motores de Propulsão Aeronáutica UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR Engenharia Estudo Numérico das Condições de Funcionamento de uma Cascata de Pás de Compressor para Motores de Propulsão Aeronáutica Nuno Filipe da Costa Vinha Dissertação

Leia mais

MÉTODO DOS ELEMENTOS FINITOS APLICADO A ENGENHARIA CIVIL

MÉTODO DOS ELEMENTOS FINITOS APLICADO A ENGENHARIA CIVIL MÉTODO DOS ELEMENTOS FINITOS APLICADO A ENGENHARIA CIVIL COSTA, Marcelo Sidney Mendes Faculdade de Ciências Sociais e Agrárias de Itapeva BILESKY, Luciano Rossi Prof. Orientador - Faculdade de Ciências

Leia mais

Método de Elementos Finitos de Galerkin Descontínuo para Equações de Navier-Stokes Bidimensionais

Método de Elementos Finitos de Galerkin Descontínuo para Equações de Navier-Stokes Bidimensionais TEMA Tend. Mat. Apl. Comput., 6, No. 1 (2005), 101-110. c Uma Publicação da Sociedade Brasileira de Matemática Aplicada e Computacional. Método de Elementos Finitos de Galerkin Descontínuo para Equações

Leia mais

ESTIMATIVA DA LOCALIZAÇÃO DA GERAÇÃO DE CALOR BIDIMENSIONAL VIA SOLUÇÃO NUMÉRICA DA EQUAÇÃO DE PENNES

ESTIMATIVA DA LOCALIZAÇÃO DA GERAÇÃO DE CALOR BIDIMENSIONAL VIA SOLUÇÃO NUMÉRICA DA EQUAÇÃO DE PENNES POSMEC 015 Simpósio do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Mecânica Faculdade de Engenharia Mecânica Universidade Federal de Uberlândia 18 e 19 de Novembro de 015, Uberlândia - MG ESTIMATIVA DA LOCALIZAÇÃO

Leia mais

ANÁLISE DO CONFORTO TÉRMICO DE UM AMBIENTE CONDICIONADO COM DIFERENTES SISTEMAS DE DISTRIBUIÇÃO DE AR ATRAVÉS DE SIMULAÇÃO CFD

ANÁLISE DO CONFORTO TÉRMICO DE UM AMBIENTE CONDICIONADO COM DIFERENTES SISTEMAS DE DISTRIBUIÇÃO DE AR ATRAVÉS DE SIMULAÇÃO CFD ANÁLISE DO CONFORTO TÉRMICO DE UM AMBIENTE CONDICIONADO COM DIFERENTES SISTEMAS DE DISTRIBUIÇÃO DE AR ATRAVÉS DE SIMULAÇÃO CFD Helton Figueira Rossi (1), Álvaro Messias Bigonha Tibiriçá (2), Guilherme

Leia mais

ESTRUTURAS METÁLICAS

ESTRUTURAS METÁLICAS SEÇÃO DE ENSINO DE ENGENHARIA DE FORTIFICAÇÃO E CONSTRUÇÃO ESTRUTURAS METÁLICAS DIMENSIONAMENTO SEGUNDO A NBR-8800:2008 Forças devidas ao Vento em Edificações Prof Marcelo Leão Cel Prof Moniz de Aragão

Leia mais

DIMENSIONAMENTO DE UMA BIELA DE COMPRESSOR HERMÉTICO QUANTO À FADIGA ATRAVÉS DE ANÁLISE POR ELEMENTOS FINITOS

DIMENSIONAMENTO DE UMA BIELA DE COMPRESSOR HERMÉTICO QUANTO À FADIGA ATRAVÉS DE ANÁLISE POR ELEMENTOS FINITOS XIX Congresso Nacional de Estudantes de Engenharia Mecânica - 13 a 17/08/2012 São Carlos-SP Artigo CREEM2012 DIMENSIONAMENTO DE UMA BIELA DE COMPRESSOR HERMÉTICO QUANTO À FADIGA ATRAVÉS DE ANÁLISE POR

Leia mais

Fundamentos do Método dos Elementos Finitos

Fundamentos do Método dos Elementos Finitos Orgãos de Máquinas Fundamentos do Método dos Elementos Finitos Conceitos básicos para a utilização do M.E.F. no âmbito de um sistema de CAD/CAE Licenciatura em Engenharia de Máquinas Marítimas ENIDH -

Leia mais

MODELAGEM NUMÉRICA DO TRANSPORTE DE RESINAS NO INTERIOR DE MOLDES ATRAVÉS DO APLICATIVO FLUENT

MODELAGEM NUMÉRICA DO TRANSPORTE DE RESINAS NO INTERIOR DE MOLDES ATRAVÉS DO APLICATIVO FLUENT XIV CONGRESSO NACIONAL DE ESTUDANTES DE ENGENHARIA MECÂNICA Universidade Federal de Uberlândia Faculdade de Engenharia Mecânica MODELAGEM NUMÉRICA DO TRANSPORTE DE RESINAS NO INTERIOR DE MOLDES ATRAVÉS

Leia mais

EQUAÇÕES DE INFILTRAÇÃO PELO MÉTODO DO INFILTRÔMETRO DE ANEL, DETERMINADAS POR REGRESSÃO LINEAR E REGRESSÃO POTENCIAL

EQUAÇÕES DE INFILTRAÇÃO PELO MÉTODO DO INFILTRÔMETRO DE ANEL, DETERMINADAS POR REGRESSÃO LINEAR E REGRESSÃO POTENCIAL EQUAÇÕES DE INFILTRAÇÃO PELO MÉTODO DO INFILTRÔMETRO DE ANEL, DETERMINADAS POR REGRESSÃO LINEAR E REGRESSÃO POTENCIAL K. F. O. Alves 1 ; M. A. R. Carvalho 2 ; L. C. C. Carvalho 3 ; M. L. M. Sales 4 RESUMO:

Leia mais

Estudo de Bocal em escoamento compressível bidimensional usando as equações de Euler

Estudo de Bocal em escoamento compressível bidimensional usando as equações de Euler Estudo de Bocal em escoamento compressível bidimensional usando as equações de Euler Alexandre Roitman Rosset Escola Politécnica da Universidade de São E-mail : alexandre.rosset@gmail.com Resumo. O presente

Leia mais

Processos em Engenharia: Modelagem Matemática de Sistemas Fluídicos

Processos em Engenharia: Modelagem Matemática de Sistemas Fluídicos Processos em Engenharia: Modelagem Matemática de Sistemas Fluídicos Prof. Daniel Coutinho coutinho@das.ufsc.br Departamento de Automação e Sistemas DAS Universidade Federal de Santa Catarina UFSC DAS 5101

Leia mais

Introdução ao Projeto de Aeronaves. Aula 39 Relatório de Projeto Técnicas de Estruturação

Introdução ao Projeto de Aeronaves. Aula 39 Relatório de Projeto Técnicas de Estruturação Introdução ao Projeto de Aeronaves Aula 39 Relatório de Projeto Técnicas de Estruturação Tópicos Abordados Relatório de Projeto. Técnicas de Estruturação para uma boa Avaliação. Elaboração do Relatório

Leia mais

Simulação de aerofólio NACA 0012 utilizando modelo de turbulência k-ε. Simulation of NACA 0012 airfoil using k-ε turbulence model

Simulação de aerofólio NACA 0012 utilizando modelo de turbulência k-ε. Simulation of NACA 0012 airfoil using k-ε turbulence model Simulação de aerofólio NACA 0012 utilizando modelo de turbulência k-ε Luiz Justino da Silva Junior (UESC) luizjustinosj@hotmail.com Flávio Pietrobon Costa (UESC) pietrobon.costa@pq.cnpq.br Resumo: Modelos

Leia mais

Verificação e Validação em CFD

Verificação e Validação em CFD Erro de arredondamento. Erro iterativo. Erro de discretização. As três componentes do erro numérico têm comportamentos diferentes com o aumento do número de graus de liberdade (refinamento da malha). Erro

Leia mais

UNIDADE IV: Ser humano e saúde Cultura indígena. Aula: 14.1 Conteúdo: Introdução a estática e suas definições.

UNIDADE IV: Ser humano e saúde Cultura indígena. Aula: 14.1 Conteúdo: Introdução a estática e suas definições. UNIDADE IV: Ser humano e saúde Cultura indígena. Aula: 14.1 Conteúdo: Introdução a estática e suas definições. Habilidade: Compreender os conceitos físicos relacionados a estática de um ponto material

Leia mais

Conservação de Massa. A quantidade de fluido entrando no cubo pela face y z intervalo t

Conservação de Massa. A quantidade de fluido entrando no cubo pela face y z intervalo t Conservação de Massa Em um fluido real, massa deve ser conservada não podendo ser destruída nem criada. Se a massa se conserva, o que entrou e não saiu ficou acumulado. Matematicamente nós formulamos este

Leia mais

Fenômenos de Transporte

Fenômenos de Transporte Fenômenos de Transporte Prof. Leandro Alexandre da Silva Processos metalúrgicos 2012/2 Fenômenos de Transporte Prof. Leandro Alexandre da Silva Motivação O que é transporte? De maneira geral, transporte

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DE SUL TRABALHO DE FÍSICA. Por que o avião voa? JEFERSON WOHANKA. Porto Alegre, 11 de junho de 2007.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DE SUL TRABALHO DE FÍSICA. Por que o avião voa? JEFERSON WOHANKA. Porto Alegre, 11 de junho de 2007. UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DE SUL TRABALHO DE FÍSICA Por que o avião voa? JEFERSON WOHANKA Porto Alegre, 11 de junho de 2007. ÍNDICE INTRODUÇÃO...3 AS FORÇAS QUE ATUAM SOBRE O AVIÃO...4 COMO É

Leia mais

Roberto Lima da Costa Cisne Júnior. Transporte de Partículas em Canais Catraca

Roberto Lima da Costa Cisne Júnior. Transporte de Partículas em Canais Catraca Roberto Lima da Costa Cisne Júnior Transporte de Partículas em Canais Catraca Fortaleza 30/01/2009 Roberto Lima da Costa Cisne Júnior Transporte de Partículas em Canais Catraca Dissertação submetida à

Leia mais

curso de extensão Análise de Escoamentos através de Dinâmica dos Fluidos Computacional

curso de extensão Análise de Escoamentos através de Dinâmica dos Fluidos Computacional iesss - instituto de pesquisa, desenvolvimento e capacitação curso de extensão Análise de Escoamentos através de Dinâmica dos Fluidos Computacional curso de extensão instituto P&D Análise de Escoamentos

Leia mais

Escoamentos exteriores 21

Escoamentos exteriores 21 Escoamentos exteriores 2 Figura 0.2- Variação do coeficiente de arrasto com o número de Reynolds para corpos tri-dimensionais [de White, 999]. 0.7. Força de Sustentação Os perfis alares, ou asas, têm como

Leia mais

Francisco Rogério Teixeira do Nascimento CÁLCULO DE CAMPOS MAGNETOSTÁTICOS COM PRECISÃO UTILIZANDO O MÉTODO DOS ELEMENTOS FINITOS

Francisco Rogério Teixeira do Nascimento CÁLCULO DE CAMPOS MAGNETOSTÁTICOS COM PRECISÃO UTILIZANDO O MÉTODO DOS ELEMENTOS FINITOS Francisco Rogério Teixeira do Nascimento CÁLCULO DE CAMPOS MAGNETOSTÁTICOS COM PRECISÃO UTILIZANDO O MÉTODO DOS ELEMENTOS FINITOS Dissertação submetida ao programa de Pós Graduação em Ciência e Tecnologia

Leia mais

2 Estudo dos Acoplamentos

2 Estudo dos Acoplamentos 24 2 Estudo dos Acoplamentos Um problema acoplado é aquele em que dois ou mais sistemas físicos interagem entre si e cujo acoplamento pode ocorrer através de diferentes graus de interação (Zienkiewicz

Leia mais

ESTUDO DA CONDUTIVIDADE TÉRMICA VARIÁVEL EM CILINDROS VAZADOS COM CONDIÇÕES DE CONTORNO DUPLAMENTE CONVECTIVAS

ESTUDO DA CONDUTIVIDADE TÉRMICA VARIÁVEL EM CILINDROS VAZADOS COM CONDIÇÕES DE CONTORNO DUPLAMENTE CONVECTIVAS Proceedings of the 11 th Brazilian Congress of Thermal Sciences and Engineering -- ENCIT 006 Braz. Soc. of Mechanical Sciences and Engineering -- ABCM, Curitiba, Brazil, Dec. 5-8, 006 Paper CIT06-0346

Leia mais