CIÊNCIA E TECNOLOGIA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CIÊNCIA E TECNOLOGIA"

Transcrição

1 SESSÃO PAINÉIS - 06 DE ABRIL DE 2013 CIÊNCIA E TECNOLOGIA 1. DELINEAMENTO E CARACTERIZAÇÃO DE LIPOSSOMAS CONTENDO NIMODIPINA PARA USO DIRECIONADO AO TRATAMENTO DA ANSIEDADE, DEPRESSÃO E CONVULSÃO POTENCIAL ANTIOXIDANTE DE Bauhinia pulchella Benth e Senna acuruensis Benth ESTUDO QUÍMICO E FARMACOLOGICO DE Handroanthus ochraceus (Cham. Mattos). AVALIAÇÃO DO NÍVEL DE ATIVIDADE FÍSICA EM CRIANÇAS DE UMA ESCOLA DE TERESINA/PI. TEOR DE FENÓIS E ATIVIDADE ANTIOXIDANTE DAS FOLHAS, VAGENS, SEMENTES E CASCAS DO CAULE DE Piptadenia moniliformis Benth COMPARATIVE STUDY BETWEEN A NEW ANTIRETROVIRAL FORMULATION AND ANTIRETROVIRAL FORMULATIONS FOUND IN THE MARKET FENÓIS TOTAIS, ATIVIDADE ANTIOXIDANTE E POTENCIAL CITOTÓXICO DAS FRAÇÕES DAS CASCAS DO CAULE DE Mimosa caesalpiniaefolia Benth PROPOSITION OF LARYNGOSCOPE AND TECHNIC OF SPRINKLING FOR DEVELOPMENT OF EMPHYSEMA MODELS IN RATS PHONOPHORESIS OF GEL OF Symphytum officinale IN THE TREATMENT OF BURNS IN OVARIECTOMIZED RATS A RELEVÂNCIA DA ISOMERIA ÓPTICA/ESTEREOQUÍMICA NA SÍNTESE FÁRMACOS E SUAS ATIVIDADES FARMACOLÓGICAS UV DERIVATIVE SPECTROPHOTOMETRIC METHOD FOR QUANTIFICATION OF ESSENTIAL OIL OF Lippia origanoides HBK IN TOPICAL FORMULATIOS POTENCIAL GENOTÓXICO E MUTAGÊNICO DE INIBIDORES DE APETITE EM CÉLULAS HUMANAS CONSTITUINTES QUÍMICOS E TOXICIDADE DA FRAÇÃO DICLOROMETANO DAS FOLHAS DE Lippia origanoides H.B.K PLANTAS MEDICINAIS UTILIZADAS POPULARMENTE NO NORDESTE DO BRASIL PROMISSORAS PARA INIBIÇÃO DA ACETILCOLINESTERASE AVALIAÇÃO PELO TESTE Allium cepa DA CITOTOXIDADE E GENOTOXIDADE DOS EXTRATOS ETANÓLICOS DE CAULE E FOLHA DA Ximenia americana. CT27 CT28 CT29 CT30 CT31 CT33 CT34 CT35 CT36 CT37 CT38 CT40 CT41 CT51 CT44

2 ESTUDO DA EFICÁCIA DA SONOFORESE EM APLICAÇÃO TÓPICA DO EXTRATO DE Ximenia americana l. NA RESOLUÇÃO DA RESPOSTA INFLAMATÓRIA TENDÍNEA CARACTERIZAÇÃO FISICO-QUIMICA DE UM NANOCARREADOR DE PROGESTERONA BIOIDÊNTICA ANTES E APÓS CICLO GELO-DEGELO DADOS DE RMN 1 H E 13 C DE UM NOVO ALCALÓIDE INDÓLICO EM Peschiera affinis (APOCYNACEAE) AVALIAÇÃO DA ESTABILIDADE PRELIMINAR DE XAMPU ANTISEBORRÉICO: EFEITO DE DIFERENTES DOADORES DE VISCOSIDADE OBTENÇÃO E CARACTERIZAÇÃO DE EXTRATO SECO POR ASPERSÃO DE Bauhinia forficata Link EM SPRAY DRYER POTENCIAL TERAPÊUTICO DOS CONSTITUINTES DE ÓLEO ESSENCIAL NO TRATAMENTO DA EPILEPSIA POTENCIAL ANTIOXIDANTE DE FRAÇÕES DAS FOLHAS DE Anadenanthera colubrina var. cebil FRENTE AOS RADICAIS DPPH E ABTS EVALUATION OF PARTICLE SIZE, POROSITY AND SURFACE AREA BET OF DRY EXTRACT BY SPRAY DRYER Passiflora nítida Kunth EXTRAÇÃO E CARACTERIZAÇÃO DO ÓLEO DE BABAÇU (Orbignya phalerata Martius) DA REGIÃO DOS COCAIS, ESTADO DO MARANHÃO CT45 CT46 CT47 CT48 CT49 CT50 CT42 CT52 CT53 FARMACOLOGIA 2. EFFECT OF ETHANOL EXTRACT OF THE BARK OF Sterculia striata A. St. Hil. & Naudin ON THE ANTIOXIDANT ENZYME ACTIVITY OF GASTRIC MUCOSA IN ULCER MODEL INDUCED BY ABSOLUTE ETHANOL IN MALE MICE AVALIAÇÃO DA CAPACIDADE ANTIOXIDANTE DO ÓLEO DO PEQUI (Caryocar brasiliense Camb.) PELO MÉTODO DO DPPH EVALUATION OF ACTIVITY OF THE ETHANOL EXTRACT OF LEAVES OF Vitex agnus castus ON ESTROUS CYCLE IN OVARIECTOMIZED RATS Lippia sidoides ESSENTIAL OIL: COMPARATIVE STUDY FORMULATIONS FOR CONTROL OF DENTAL CARIEJU POTENCIAL ANTIMICROBIANO DE PLANTAS MEDICINAIS DO NORDESTE E USO NA TERAPÊUTICA PERIODONTAL FC25 FC26 FC27 FC28 FC29

3 POTENCIAL ANTIOXIDANTE IN VITRO E EFEITO IN VIVO DO ACETATO DE CARVACROLILA AVALIAÇÃO DA ATIVIDADE ANTIBACTERIANA DO ÓLEO ESSENCIAL DE Lantana caatingensis Moldenke. DETERMINAÇÃO DO MECANISMO DE AÇÃO ANSIOLÍTICO DO EXTRATO ETANÓLICO PADRONIZADO DAS FOLHAS DE Mikania glomerata Srengel ATIVIDADE ANTIOXIDANTE IN VITRO DO EXTRATO ETANÓLICO DAS FOLHAS DE Myracrodruon urundeuva Allem ATIVIDADE ESTROGÊNICA E ANTIESTROGÊNICA DO EXTRATO ETANÓLICO DAS FOLHAS DE Myracrodruon urundeuva Allem. EM RATAS WISTAR EVALUATION OF GASTROPROTECTIVE ACTIVITY OF THE ETHANOLIC EXTRACT Pilosocereus gounellei (A. Weber ex K. Schum) IN MICE. ESTUDO DO EFEITO DAS FRAÇÕES DE PARTIÇÃO DO EXTRATO ETANÓLICO DA CASCA DE Terminalia fagifolia SOBRE A ATIVIDADE DA CATALASE DA PAREDE DO ESTÔMAGO DE Rattus norvergicus SUBMETIDOS À INDUÇÃO DE ÚLCERAS GÁSTRICAS POR ETANOL EVALUATION OF GASTROPROTECTIVE ACTIVITY OF THE ETHANOLIC EXTRACT Pilosocereus gounellei (A. Weber ex K. Schum) (CACTACEAE) ESTUDO FITOQUÍMICO PARA VERIFICAR A PRESENÇA DE TANINOS E FLAVONÓIDES NAS CASCAS DE Schinus sp. (AROEIRA) E Ximenia sp. (AMEIXA) COLHIDAS NO MERCADO CENTRAL DE TERESINA PIAUÍ CLASSIFICAÇÃO DOS MEDICAMENTOS DISPENSADOS NA FARMÁCIA DO HUT QUANTO AO GRAU DE RISCO PARA GESTANTES ADVERSE REACTIONS BY IODINATED CONTRAST MEDIA: A RETROSPECTIVE STUDY AT UNIVERSITY HOSPITAL EVALUATION OF TOXICITY AND ANXIOLYTIC EFFECTS OF CYANE-CARVONE ADMINISTERED AT REPEATED ORAL DOSES FOR 30 CONSECUTIVE DAYS IN MICE ANTICONVULSANT EVALUATION OF CYANE-CARVONE ADMINISTERED AT REPEATED ORAL DOSES FOR 30 CONSECUTIVE DAYS IN MICE AVALIAÇÃO DA ATIVIDADE ANSIOLÍTICA E DO POTENCIAL NEFROTÓXICO DO METILFENIDATO EM ANIMAIS FC30 FC31 FC32 FC33 FC34 FC36 FC38 FC41 FC43 FC44 FC45 FC06 FC46 FC35

4 FARMÁCIA 3. AVALIAÇÃO DE BULAS DE FITOTERÁPICOS: UM ESTUDO DE DOIS CASOS DE Valeriana officinalis QUAL A INFLUÊNCIA DA PROPAGANDA NA AQUISIÇÃO DE MEDICAMENTOS POR PACIENTES HIPERTENSOS? AVALIAÇÕES FÍSICO-QUÍMICAS DE DIFERENTES SOLUÇÕES PARA PEELING MÉDIO PREPARADAS EM FARMÁCIAS DE TERESINA-PI UM ESTUDO SOBRE BULAS DE FITOTERÁPICOS COM PRINCÍPIO ATIVO Cynara scolymus PREPARO DO COMPLEXO DE INCLUSÃO DO ( ) Borneol/β-CD POR spray drying PROVÁVEL MECANISMO ENVOLVIDO NO EFEITO VASORRELAXANTE INDUZIDO POR GARCINIELIPTONA FC PHARMACEUTICAL CARE UNITS IMPLANTATION: A STRATEGY FOR IMPROVING HEALTH CARE IN CEARÁ CHEMICAL CHARACTERIZATION AND OBTAIN STANDARDIZED EXTRACTS FROM Tagetes erecta Carlos Marigold USED TO COMBAT DENGUE PREPARO E CARACTERIZAÇÃO DO COMPLEXO DE INCLUSÃO DO ÓLEO ESSENCIAL DE Croton zehntneri Pax et Hoffm. COM β-cd POR COPRECIPITAÇÃO. IN SILICO PREDICTION OF NEW DRUGS TO CHEMOTHERAPY OF ANTIMONIAL RESISTANT Leishmania PARASITES AVALIAÇÃO IN VITRO DA ATIVIDADE ANTIMICROBIANA DA BLENDA POLIMÉRICA À BASE DA GOMA DE CAJUEIRO PERFIL DOS PACIENTES ATENDIDOS NA FARMÁCIA DE MEDICAMENTOS EXCEPCIONAIS UNIDADE METROPOLITANA TERESINA QUE FAZEM USO DE RALOXIFENO 60 mg PARA TRATAMENTO DE OSTEOPOROSE ANÁLISE DAS EMBALAGENS DE DROGAS VEGETAIS COMERCIALIZADAS NUMA CIDADE DO SUL DE SANTA CATARINA SEGUNDO A LEGISLAÇÃO ATUAL AVALIAÇÃO DA TOXICIDADE AGUDA E DAS ALTERAÇÕES BIOQUÍMICAS E HEMATOLÓGICAS EM CAMUNDONGOS TRATADOS COM ESTRAGOL SYNTHESIS AND THERMAL REACTIVITY OF 2-OXOIMIDAZOLIDINE-4-ONE AND 2,3- DIHYDROIMIDAZO[2,1-b]THIAZOLONE FA22 FA23 FA24 FA26 FA27 FA28 FA29 FA30 FA31 FA32 FA33 FA34 FA36 FA37 FA39

5 PHYSICO-CHEMICAL EVALUATION AND SOLUBILITY STUDIES OF 1H- CYCLOPENTA[b]NAPHTHO[2,3-d]FURAN-5,10(3aH,10bH)-DIONE SOLUBILITY STUDIE, SPECTROSCOPIC AND CRYSTALLINE CHARACTERIZATION OF NAPHTHOQUINONE DERIVATIVE WITH ANTIFUNGAL ACTIVITY CONTROLE DE QUALIDADE, DESENVOLVIMENTO E VALIDAÇÃO DE METODOLOGIA ANALÍTICA (HPLC) PARA AVALIAÇÃO DO EXTRATO SECO DE ALCACHOFRA (Cynara scolymus L.) FA40 FA41 FA44 SAÚDE COLETIVA ACOMPANHAMENTO FARMACOTERAPEUTICO AOS PACIENTES COM HANSENIASE: IDENTIFICAÇÃO DOS PRINCIPAIS PROBLEMAS, EM PROL DO USO RACIONAL. AVALIAÇÃO DA PEROXIDAÇÃO LIPÍDICA PELA DOSAGEM DO MALONDIALDEÍDO NO SANGUE DE PACIENTES COM CÂNCER DE MAMA EM RESPOSTA À QUIMIOTERAPIA PROCEDIMENTO MICROBIOLÓGICO PARA CONTROLE DE ÁGUA POTÁVEL DE BEBEDOUROS DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ ESTUDO DAS INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS COM PSICOFÁRMACOS DE UMA USUÁRIA PORTADORA DE TRANSTORNOS PSICÓTICOS GENOTOXICIDADE E NEFROTOXICIDADE DA Morinda citrifolia Linn IDENTIFICAÇÃO DA POLIFÁRMACIA COM ÊNFASE NO ACOMPANHAMENTO FARMACOTERAPÊUTICO DE IDOSOS DEPRESSIVOS DE UMA INSTITUIÇÃO DE LONGA PERMANÊNCIA CONSUMO DE FITOTERÁPICOS DO PROGRAMA FARMÁCIA VIVA NO SERTÃO PIAUIENSE ADESÃO AO TRATAMENTO MEDICAMENTOSO DE USUÁRIOS HIPERTENSOS E/OU DIABÉTICOS ATENDIDOS EM DUAS UNIDADES BÁSICAS DE SAÚDE EM TERESINA-PI PERFIL DA UTILIZAÇÃO DE DROGAS LÍCITAS E ILÍCITAS POR UNIVERSITÁRIOS DE UMA INSTITUIÇÃO PRIVADA AVALIAÇÃO DE DANOS GENOTÓXICOS EM TRABALHADORES OCUPACIONALMENTE EXPOSTOS AOS RESÍDUOS DOS SERVIÇOS DE SAÚDE, TERESINA-PI. POTENCIAL ANTIPROLIFERATIVO E GENOTÓXICO DE INFUSÕES DE Phyllathus niruri L. AVALIAÇÃO DOS DIZERES DE ROTULAGEM E DA CONTAMINAÇÃO MICROBIOLÓGICA DE AMOSTRA DO MESOCARPO DO BABAÇU COMERCIAL. SC18 SC19 SC20 SC21 SC22 SC24 SC25 SC26 SC28 CS29 SC30 SC32

6 POSSÍVEIS EFEITOS GENOTÓXICOS DA Himatanthus sucuuba Wood EM LINFÓCITOS DE SANGUE PERIFÉRICO DE Rattus norvegicus ABORDAGEM MULTIDISCIPLINAR NO PROGRAMA DE ATENÇÃO FARMACÊUTICA DA UFPI: RELATO DE CASO SC35 SC33

TÍTULO: A UTILIZAÇÃO DE PLANTAS MEDICINAIS NO AUXILIO DO TRATAMENTO DO DIABETES TIPO 2

TÍTULO: A UTILIZAÇÃO DE PLANTAS MEDICINAIS NO AUXILIO DO TRATAMENTO DO DIABETES TIPO 2 TÍTULO: A UTILIZAÇÃO DE PLANTAS MEDICINAIS NO AUXILIO DO TRATAMENTO DO DIABETES TIPO 2 CATEGORIA: EM ANDAMENTO ÁREA: CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E SAÚDE SUBÁREA: NUTRIÇÃO INSTITUIÇÃO: CENTRO UNIVERSITÁRIO DAS

Leia mais

RESOLUÇÃO CFN N 525/2013

RESOLUÇÃO CFN N 525/2013 Página 1 de 7 RESOLUÇÃO CFN N 525/2013 Regulamenta a prática da fitoterapia pelo nutricionista, atribuindo-lhe competência para, nas modalidades que especifica, prescrever plantas medicinais, drogas vegetais

Leia mais

Poder Executivo Ministério da Educação Universidade Federal do Amazonas Faculdade de Ciências Farmacêuticas

Poder Executivo Ministério da Educação Universidade Federal do Amazonas Faculdade de Ciências Farmacêuticas Poder Executivo Ministério da Educação Universidade Federal do Amazonas Faculdade de Ciências Farmacêuticas PROJETOS EM ANDAMENTO Faculdade de Ciências Farmacêuticas - FCF/UFAM 2014 Título do Projeto:

Leia mais

PLANTAS MEDICINAIS CULTIVADAS EM HORTAS COMUNITARIAS NA

PLANTAS MEDICINAIS CULTIVADAS EM HORTAS COMUNITARIAS NA PLANTAS MEDICINAIS CULTIVADAS EM HORTAS COMUNITARIAS NA ZONA NORTE DE TERESINA Francisco Ivan da Silva 1 *, Eurípedes Siqueira Neto 2, Jackson Araújo Lima 3, Miguel de Castro Silva 4, Teodorico Cavalcante

Leia mais

FEFUC - FOLDER EXPLICATIVO DE FUNCIONAMENTO DE CURSOS CURSO DE FARMÁCIA 1ª LINHA CONCEITUAL: CARACTERIZAÇÃO DO PROFISSIONAL DE FARMÁCIA

FEFUC - FOLDER EXPLICATIVO DE FUNCIONAMENTO DE CURSOS CURSO DE FARMÁCIA 1ª LINHA CONCEITUAL: CARACTERIZAÇÃO DO PROFISSIONAL DE FARMÁCIA 1 FEFUC - FOLDER EXPLICATIVO DE FUNCIONAMENTO DE CURSOS CURSO DE FARMÁCIA 1ª LINHA CONCEITUAL: CARACTERIZAÇÃO DO PROFISSIONAL DE FARMÁCIA O PROFISSIONAL FARMACÊUTICO O Farmacêutico é um profissional da

Leia mais

12/11/2012. Matriz Transdérmica à Base de Biopolímeros e Potenciadores Naturais de Permeação para Incorporação de Fármacos.

12/11/2012. Matriz Transdérmica à Base de Biopolímeros e Potenciadores Naturais de Permeação para Incorporação de Fármacos. Matriz Transdérmica à Base de Biopolímeros e Potenciadores Naturais de Permeação para Incorporação de Fármacos. Mestranda - Rosana Mírian Barros Mendes Programa de Pós-Graduação em Ciências Farmacêuticas/UFPI

Leia mais

Marcos regulatórios para plantas medicinais e fitoterápicos

Marcos regulatórios para plantas medicinais e fitoterápicos Marcos regulatórios para plantas medicinais e fitoterápicos GMEFH/GGMED/ANVISA Prêmio Inovação na Gestão Pública Federal 2006/2007 Medicamentos fitoterápicos Fitoterápicos São medicamentos obtidos empregando-se

Leia mais

FACIDER FACULDADE DE COLIDER. FACIDER atualizado 2014/1 FARMACIA, BACHARELADO ESTUDOS FORMATIVOS Página 1

FACIDER FACULDADE DE COLIDER. FACIDER atualizado 2014/1 FARMACIA, BACHARELADO ESTUDOS FORMATIVOS Página 1 Portaria Credenciamento IES: Portaria 1658 D.O.U. 25/07/01. Portaria Autorização Administração : Portaria 1658 D.O.U. 25/07/01 Portaria Reconhecimento Administração : Portaria 3.519 D.O.U.14/10/05. Portaria

Leia mais

Polymeric Nanoparticles in Drug Delivery

Polymeric Nanoparticles in Drug Delivery UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO-OESTE Midwestern State University Polymeric Nanoparticles in Drug Delivery Associated professor Najeh Maissar Khalil Guarapuava - Paraná/Brazil http://www2.unicentro.br/

Leia mais

Prof. Dr. Leandro Machado Rocha Laboratório de Tecnologia de Produtos Naturais Faculdade de Farmácia UFF

Prof. Dr. Leandro Machado Rocha Laboratório de Tecnologia de Produtos Naturais Faculdade de Farmácia UFF Prof. Dr. Leandro Machado Rocha Laboratório de Tecnologia de Produtos Naturais Faculdade de Farmácia UFF R. Mário Viana 523 Santa Rosa - Niterói - R.J. E-mail: lean@vm.uff.br BIOMAS DO BRASIL Biomas são

Leia mais

Prescrição de Fitoterápicos: Limites e possibilidades. Luciana Melo de Farias Nutricionista, especialista em Distúrbios Metabólicos e Nutrição

Prescrição de Fitoterápicos: Limites e possibilidades. Luciana Melo de Farias Nutricionista, especialista em Distúrbios Metabólicos e Nutrição Prescrição de Fitoterápicos: Limites e possibilidades Luciana Melo de Farias Nutricionista, especialista em Distúrbios Metabólicos e Nutrição Teresina 2011 Do ponto de vista do nutricionista Como prescrever

Leia mais

BANNER EDUCATIVO 6. PAPILOMAVÍRUS HUMANO (HPV) X CÂNCER DE COLO DE ÚTERO 7. INFORMATIVO SOBRE RECALL DO MEDICAMENTO TYLENOL PARACETAMOL

BANNER EDUCATIVO 6. PAPILOMAVÍRUS HUMANO (HPV) X CÂNCER DE COLO DE ÚTERO 7. INFORMATIVO SOBRE RECALL DO MEDICAMENTO TYLENOL PARACETAMOL TRABALHOS CLASSIFICADOS PARA APRESENTAÇÃO NA III JORNADA 1. FRISBEE BANNER EDUCATIVO 2. PRIMEIROS SOCORROS: MANOBRA DE HEIMLICH 3. ORDENHA MANUAL DO LEITE MATERNO 4. GESTANTES EM PARADA CARDÍACA 5. DIABETES

Leia mais

TABELA DE EQUIVALÊNCIA Curso de Odontologia

TABELA DE EQUIVALÊNCIA Curso de Odontologia TABELA DE EQUIVALÊNCIA Curso de Odontologia Disciplina A Disciplina B Código Disciplina C/H Curso Disciplina C/H Código Curso Ano do Currículo 64823 MICROBIOLOGIA GERAL 17/34 ODONTOLOGIA MICROBIOLOGIA

Leia mais

10 projetos de pesquisa aprovados no edital BICT/FUNCAP 12/2014

10 projetos de pesquisa aprovados no edital BICT/FUNCAP 12/2014 Projetos de pesquisa no Saúde Instituto de Ciências da 10 projetos de pesquisa aprovados no edital BICT/FUNCAP 12/2014 Título: Avaliação da autoeficácia materna para prevenir diarreia infantil em Redenção-CE

Leia mais

A Segurança na Administração da Quimioterapia Oral.ral

A Segurança na Administração da Quimioterapia Oral.ral A Segurança na Administração da Quimioterapia Oral.ral 2º Congresso Multidisciplinar em Oncologia do Instituto do Câncer do Hospital Mãe de Deus Enfª Érika Moreti Campitelli Antineoplásico oral: Atualmente

Leia mais

Curcuma longa extrato seco

Curcuma longa extrato seco Material Técnico Curcuma longa extrato seco Identificação Fórmula Molecular: não aplicável Peso molecular: não aplicável DCB / DCI: não aplicável CAS 458-37-7. INCI: não aplicável Denominação botânica:

Leia mais

Propriedades: Ação terapêutica:

Propriedades: Ação terapêutica: Originada da Europa e Oriente Médio, a uva (Vitis vinifera), pertence a família Vitaceae, é um fruto da videira que apresenta troncos retorcidos e flores esverdeadas. Vittinis é um extrato da semente de

Leia mais

Palavras-chave: Beterraba, Betalaínas, Atividade antioxidante.

Palavras-chave: Beterraba, Betalaínas, Atividade antioxidante. Cultivando o Saber 195 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 Avaliação do potencial antioxidante do extrato obtido a partir da beterraba

Leia mais

NOTA TÉCNICA FITOTERAPIA

NOTA TÉCNICA FITOTERAPIA NOTA TÉCNICA FITOTERAPIA A Portaria nº 1.686 de 16 de Outubro de 2009 da Secretaria de Saúde do Estado da Bahia instituiu o Núcleo Estadual de Plantas Medicinais e Fitoterápicos Núcleo FITOBAHIA com o

Leia mais

Avaliação do teor de compostos fenólicos nas folhas e cascas do caule de Myrcia rostrata DC. coletada em Hidrolândia/Goiás

Avaliação do teor de compostos fenólicos nas folhas e cascas do caule de Myrcia rostrata DC. coletada em Hidrolândia/Goiás Avaliação do teor de compostos fenólicos nas folhas e cascas do caule de Myrcia rostrata DC. coletada em Hidrolândia/Goiás Guizelle Aparecida de ALCÂNTARA*; José Realino de PAULA*; Leonardo Luiz BORGES*.

Leia mais

Benefícios da Suplementação

Benefícios da Suplementação FECHAMENTO AUTORIZADO PODE SER ABERTO PELA ECT Impresso Especial 9912273897 - DR/SPM Sociedade Brasileira de Medicina do Esporte CORREIOS Nos processos inflamatórios crônicos1 Um novo tempo no tratamento

Leia mais

APRESENTAÇÕES Solução oral extrato etanólico das raízes de Pelargonium sidoides D.C. Eps 7630-825 mg. Embalagens com 20 ml e 50 ml.

APRESENTAÇÕES Solução oral extrato etanólico das raízes de Pelargonium sidoides D.C. Eps 7630-825 mg. Embalagens com 20 ml e 50 ml. Umckan Pelargonium sidoides Extrato Eps 7630 Nomenclatura botânica: Pelargonium sidoides, D.C. Nomenclatura popular: Umckaloabo Família: Geraniaceae Parte utilizada: raízes APRESENTAÇÕES Solução oral extrato

Leia mais

Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/1212333330587256 Última atualização do currículo em 02/04/2014

Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/1212333330587256 Última atualização do currículo em 02/04/2014 Elton Luz Lopes Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/1212333330587256 Última atualização do currículo em 02/04/2014 Doutor em Química (Universidade Federal do Ceará 2012), possui Mestrado

Leia mais

Aconselhamento ao paciente sobre medicamentos: ênfase nas populações geriátrica e pediátrica*

Aconselhamento ao paciente sobre medicamentos: ênfase nas populações geriátrica e pediátrica* Aconselhamento ao paciente sobre medicamentos: ênfase nas populações geriátrica e pediátrica* Profa. Dra. Rosaly Correa de Araujo Diretora, Divisão International United States Pharmacopeia O aconselhamento

Leia mais

UTILIZAÇÃO DE FITOTERÁPICOS NO TRATAMENTO DA ANSIEDADE: UM ESTUDO DE CASO

UTILIZAÇÃO DE FITOTERÁPICOS NO TRATAMENTO DA ANSIEDADE: UM ESTUDO DE CASO UTILIZAÇÃO DE FITOTERÁPICOS NO TRATAMENTO DA ANSIEDADE: UM ESTUDO DE CASO Autor: JOSE TEOFILO VIEIRA DA SILVA Orientador: Karla Deisy Morais Borges Coautor(es): Francisca Eritânia Passos Rangel, Maria

Leia mais

FORMAS DE PREPARAÇÕES E USO DAS PLANTAS MEDICINAIS

FORMAS DE PREPARAÇÕES E USO DAS PLANTAS MEDICINAIS UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DEPARTAMENTO DE FISIOLOGIA E PATOLOGIA NÚCLEO DE ESTUDOS E PESQUISAS HOMEOPÁTICAS E FITOTERÁPICAS FORMAS DE PREPARAÇÕES E USO DAS PLANTAS MEDICINAIS

Leia mais

Cranberry (Vaccinium macrocarpon) Tratamento e Prevenção da Infecção Urinária

Cranberry (Vaccinium macrocarpon) Tratamento e Prevenção da Infecção Urinária Cranberry (Vaccinium macrocarpon) Tratamento e Prevenção da Infecção Urinária Cranberry é uma planta nativa da América do Norte que apresenta em sua composição antocianidinas, flavonóides, proantocianidinas,

Leia mais

Hermann Blumenau - Complexo Educacional Curso Técnico em Saúde Bucal FARMACOLOGIA. Professor Bruno Aleixo Venturi

Hermann Blumenau - Complexo Educacional Curso Técnico em Saúde Bucal FARMACOLOGIA. Professor Bruno Aleixo Venturi Hermann Blumenau - Complexo Educacional Curso Técnico em Saúde Bucal FARMACOLOGIA Professor Bruno Aleixo Venturi Farmacologia fármacon: drogas lógos: estudo É a ciência que estuda como os medicamentos

Leia mais

APRESENTAÇÕES Solução oral extrato etanólico das raízes de Pelargonium sidoides D.C. Eps 7630-825 mg. Embalagens com 20 ml e 50 ml.

APRESENTAÇÕES Solução oral extrato etanólico das raízes de Pelargonium sidoides D.C. Eps 7630-825 mg. Embalagens com 20 ml e 50 ml. Umckan Pelargonium sidoides Extrato Eps 7630 Nomenclatura botânica: Pelargonium sidoides, D.C. Nomenclatura popular: Umckaloabo Família: Geraniaceae Parte utilizada: raízes APRESENTAÇÕES Solução oral extrato

Leia mais

TÍTULO: AÇÕES TERAPÊUTICAS DO ORIGANUM VULGARE (ORÉGANO) SOBRE A MICROBIOTA E TRATOGASTRINTESTINAL

TÍTULO: AÇÕES TERAPÊUTICAS DO ORIGANUM VULGARE (ORÉGANO) SOBRE A MICROBIOTA E TRATOGASTRINTESTINAL TÍTULO: AÇÕES TERAPÊUTICAS DO ORIGANUM VULGARE (ORÉGANO) SOBRE A MICROBIOTA E TRATOGASTRINTESTINAL CATEGORIA: EM ANDAMENTO ÁREA: CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E SAÚDE SUBÁREA: NUTRIÇÃO INSTITUIÇÃO: CENTRO UNIVERSITÁRIO

Leia mais

AÇÃO TERAPÊUTICA: PROPRIEDADES:

AÇÃO TERAPÊUTICA: PROPRIEDADES: O Gojiberry (Lycium barbarum L), conhecido também como wolfberry, é uma planta da família das solanáceas, considerada como a super fruta devido sua grande riqueza em nutrientes e fitoquímicos devido ser

Leia mais

Art. 1 Esta Resolução possui o objetivo de estabelecer os requisitos mínimos para o registro de medicamentos fitoterápicos.

Art. 1 Esta Resolução possui o objetivo de estabelecer os requisitos mínimos para o registro de medicamentos fitoterápicos. RESOLUÇÃO ANVISA Nº 14, DE 31 DE MARÇO DE 2010 Dispõe sobre o registro de medicamentos fitoterápicos. A Diretoria Colegiada da Agência Nacional de Vigilância Sanitária, no uso da atribuição que lhe confere

Leia mais

RESOLUÇÃO-RDC N o - 14, DE 31 DE MARÇO DE 2010 DOU Nº 63, 5 de abril de 2010

RESOLUÇÃO-RDC N o - 14, DE 31 DE MARÇO DE 2010 DOU Nº 63, 5 de abril de 2010 RESOLUÇÃO-RDC N o - 14, DE 31 DE MARÇO DE 2010 DOU Nº 63, 5 de abril de 2010 Dispõe sobre o registro de medicamentos fitoterápicos. A Diretoria Colegiada da Agência Nacional de Vigilância Sanitária, no

Leia mais

PLANTAS MEDICINAIS PARA O SISTEMA NERVOSO

PLANTAS MEDICINAIS PARA O SISTEMA NERVOSO PLANTAS MEDICINAIS PARA O SISTEMA NERVOSO UNIVERSIDADE DO SUL DE SANTA CATARINA CURSO DE ENFERMAGEM DISCIPLINA FITOTERAPIA Prof.ª DANIELLA KOCH DE CARVALHO SISTEMA NERVOSO: ANSIOLÍTICOS ANTIDEPRESSIVOS

Leia mais

Orientação sobre a Notificação Simplificada de Produto Tradicional Fitoterápico (PTF)

Orientação sobre a Notificação Simplificada de Produto Tradicional Fitoterápico (PTF) Orientação sobre a Notificação Simplificada de Produto Tradicional Fitoterápico (PTF) A COFID informa que o sistema de notificação simplificada foi atualizado para permitir a notificação de Produtos Tradicionais

Leia mais

Estratégias de redução do uso de animais em estudos pré-clínicos. Carlos Kiffer Larissa Fontes Generoso

Estratégias de redução do uso de animais em estudos pré-clínicos. Carlos Kiffer Larissa Fontes Generoso Estratégias de redução do uso de animais em estudos pré-clínicos Carlos Kiffer Larissa Fontes Generoso Introdução Desenvolvimento de produtos farmacêuticos e biotecnológicos: SEGURO EFICAZ Desenvolvimento

Leia mais

ENSINANDO SOBRE PLANTAS MEDICINAIS NA ESCOLA

ENSINANDO SOBRE PLANTAS MEDICINAIS NA ESCOLA ENSINANDO SOBRE PLANTAS MEDICINAIS NA ESCOLA MARIA DAS GRAÇAS LINS BRANDÃO JULIANA MORAIS AMARAL DE ALMEIDA ENSINANDO SOBRE PLANTAS MEDICINAIS NA ESCOLA Colaboradores Darly Gomes Soares Gustavo Pereira

Leia mais

ATENÇÃO FARMACÊUTICA AOS USUÁRIOS DO CENTRO DE ATENÇÃO PSICOSSOCIAL CAPS VI

ATENÇÃO FARMACÊUTICA AOS USUÁRIOS DO CENTRO DE ATENÇÃO PSICOSSOCIAL CAPS VI ATENÇÃO FARMACÊUTICA AOS USUÁRIOS DO CENTRO DE ATENÇÃO PSICOSSOCIAL CAPS VI RIVELILSON MENDES DE FREITAS 1 FLÁVIO DAMASCENO MAIA 2 ALDA MARIA FACUNDO IODES 3 1. Farmacêutico, Coordenador do Curso de Farmácia,

Leia mais

ESTUDO FÁRMACO-ECONÔMICO DO PERFIL DE CONSUMO DE MEDICAMENTOS OFERTADOS PELO CAPS AD WALTER SARMENTO DA CIDADE DE SOUSA-PB

ESTUDO FÁRMACO-ECONÔMICO DO PERFIL DE CONSUMO DE MEDICAMENTOS OFERTADOS PELO CAPS AD WALTER SARMENTO DA CIDADE DE SOUSA-PB ESTUDO FÁRMACO-ECONÔMICO DO PERFIL DE CONSUMO DE MEDICAMENTOS OFERTADOS PELO CAPS AD WALTER SARMENTO DA CIDADE DE SOUSA-PB 1 Roosevelt Albuquerque Gomes, Faculdade Santa Maria, roosevelt.ag@gmail.com 2

Leia mais

Nanotecnologia. Sua relevância e um exemplo de aplicação na Medicina

Nanotecnologia. Sua relevância e um exemplo de aplicação na Medicina Nanotecnologia Sua relevância e um exemplo de aplicação na Medicina O que é Nanotecnologia? É a criação, manipulação e exploração de materiais em escala nanométrica. Com esta tecnologia é possível manipular

Leia mais

Prescrição Farmacêutica. Aspectos técnicos e legais

Prescrição Farmacêutica. Aspectos técnicos e legais Bem Vindos! Prescrição Farmacêutica Aspectos técnicos e legais Quem sou? Prof. Dr José Henrique Gialongo Gonçales Bomfim Farmacêutico Bioquímico 1998 Mestre em Toxicologia USP 2003 Doutor em Farmacologia

Leia mais

ENTIDADES DE FISCALIZAÇÃO DO EXERCÍCIO DAS PROFISSÕES LIBERAIS CONSELHO FEDERAL DE FARMÁCIA RESOLUÇÃO Nº 601, DE 26 DE SETEMBRO DE 2014

ENTIDADES DE FISCALIZAÇÃO DO EXERCÍCIO DAS PROFISSÕES LIBERAIS CONSELHO FEDERAL DE FARMÁCIA RESOLUÇÃO Nº 601, DE 26 DE SETEMBRO DE 2014 ENTIDADES DE FISCALIZAÇÃO DO EXERCÍCIO DAS PROFISSÕES LIBERAIS CONSELHO FEDERAL DE FARMÁCIA RESOLUÇÃO Nº 601, DE 26 DE SETEMBRO DE 2014 Dispõe sobre as atribuições do farmacêutico no âmbito da homeopatia

Leia mais

O ensino da Fitoterapia nos cursos de graduação da área de saúde

O ensino da Fitoterapia nos cursos de graduação da área de saúde O ensino da Fitoterapia nos cursos de graduação da área de saúde Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares DIRETRIZ PMF 3: Formação e educação permanente dos profissionais de saúde em

Leia mais

INSTITUTO SUPERIOR DE TEOLOGIA APLICADA-INTA VI SEMANA DA FARMÁCIA IV JORNADA DE FITOTERAPIA

INSTITUTO SUPERIOR DE TEOLOGIA APLICADA-INTA VI SEMANA DA FARMÁCIA IV JORNADA DE FITOTERAPIA INSTITUTO SUPERIOR DE TEOLOGIA APLICADA-INTA VI SEMANA DA FARMÁCIA IV JORNADA DE FITOTERAPIA A Coordenação do Curso de Graduação em Farmácia torna pública a abertura de inscrições e estabelece normas relativas

Leia mais

Esta bula é continuamente atualizada. Favor proceder a sua leitura antes de utilizar o medicamento.

Esta bula é continuamente atualizada. Favor proceder a sua leitura antes de utilizar o medicamento. MODELO DE BULA Esta bula é continuamente atualizada. Favor proceder a sua leitura antes de utilizar o medicamento. NATURETTI Senna alexandrina Miller + Cassia fistula 28,9 mg + 19,5 mg Espécie vegetal

Leia mais

Yerba mate extrato EXTRATO DE MATE PADRONIZADO CAFEÍNA POLIFENÓIS TEOBROMINA

Yerba mate extrato EXTRATO DE MATE PADRONIZADO CAFEÍNA POLIFENÓIS TEOBROMINA Yerba mate extrato EXTRATO DE MATE PADRONIZADO CAFEÍNA POLIFENÓIS TEOBROMINA Ilex paraguariensis extract Coadjuvante tratamento obesidade, redução colesterol, antioxidante, estimulante Se tratando de fitoterápico:

Leia mais

CARTA DE SÃO PAULO 5º CONGRESSO BRASILEIRO SOBRE O USO RACIONAL DE MEDICAMENTOS O USO RACIONAL DE MEDICAMENTOS E A SEGURANÇA DO PACIENTE

CARTA DE SÃO PAULO 5º CONGRESSO BRASILEIRO SOBRE O USO RACIONAL DE MEDICAMENTOS O USO RACIONAL DE MEDICAMENTOS E A SEGURANÇA DO PACIENTE CARTA DE SÃO PAULO 5º CONGRESSO BRASILEIRO SOBRE O USO RACIONAL DE MEDICAMENTOS O USO RACIONAL DE MEDICAMENTOS E A SEGURANÇA DO PACIENTE A realização do I Congresso Brasileiro sobre o Uso Racional de Medicamentos

Leia mais

Iperisan Hypericum perforatum L.

Iperisan Hypericum perforatum L. Iperisan Hypericum perforatum L. MEDICAMENTO FITOTERÁPICO Nomenclatura botânica: Hypericum perforatum L. Forma farmacêutica e apresentação Comprimidos revestidos - caixas com 20, 30 e 60 comprimidos. USO

Leia mais

AVALIAÇÃO DA ATIVIDADE ANTIOXIDANTE DE FLAVONÓIDES

AVALIAÇÃO DA ATIVIDADE ANTIOXIDANTE DE FLAVONÓIDES 1 AVALIAÇÃ DA ATIVIDADE ANTIXIDANTE DE FLAVNÓIDES Clayton Queiroz Alves 1 Hugo Neves Brandão 2 Jorge Maurício David 3 Juceni Pereira David 4 Luciano da S. Lima 5 RESUM: Este trabalho descreve a avaliação

Leia mais

PERFIL DE IDOSAS PORTADORAS DE CÂNCER DE MAMA E O CONSUMO DE PLANTAS MEDICINAIS COMO TERAPIA COMPLEMENTAR

PERFIL DE IDOSAS PORTADORAS DE CÂNCER DE MAMA E O CONSUMO DE PLANTAS MEDICINAIS COMO TERAPIA COMPLEMENTAR PERFIL DE IDOSAS PORTADORAS DE CÂNCER DE MAMA E O CONSUMO DE PLANTAS MEDICINAIS COMO TERAPIA COMPLEMENTAR Karyanna Alves de Alencar Rocha (1); Maria Janielly de Oliveira Costa (2); Ariadne Messalina Batista

Leia mais

EXPERIÊNCIA DA IMPLANTAÇÃO DA ATENÇÃO FARMACÊUTICA NO SUS APS SANTA MARCELINA / SP:

EXPERIÊNCIA DA IMPLANTAÇÃO DA ATENÇÃO FARMACÊUTICA NO SUS APS SANTA MARCELINA / SP: APS SANTA MARCELINA INTRODUÇÃO EXPERIÊNCIA DA IMPLANTAÇÃO DA NO SUS APS SANTA MARCELINA / SP: UM PROCESSO EM CONSTRUÇÃO Parceria com a Prefeitura de São Paulo no desenvolvimento de ações e serviços voltados

Leia mais

Lista de Trabalhos para a VI Semana Acadêmica da Farmácia

Lista de Trabalhos para a VI Semana Acadêmica da Farmácia Lista de Trabalhos para a VI Semana Acadêmica da Farmácia Número Autor Título Situação ABORDAGEM FISIOTERAPICA ASSOCIADA AO TRATAMENTO Ana Caroline da Silva 01 FARMACOLÓGICO EM PACIENTES COM ESPODILITE

Leia mais

Agenda do Farmacêutico

Agenda do Farmacêutico ANÁLISES CLÍNICAS PÓS GRADUAÇÃO EM ANÁLISES CLÍNICAS E TOXICOLÓGICAS ATENÇÃO DIAGNÓSTICA 480 horas Realização: Instituto de Especialização e Pós Graduação (IEPG) Centro de Pós Graduação Oswaldo Cruz Local:

Leia mais

Fórum Científico e Cultural Edição 2015 Encontro de Iniciação Científica Apresentação de trabalhos: Dia I 11/NOV

Fórum Científico e Cultural Edição 2015 Encontro de Iniciação Científica Apresentação de trabalhos: Dia I 11/NOV HORÁRIO DAS APRESENTAÇÕES: A partir de 19h00 HORÁRIO DE INTERVALO: 20h30 às 20h40 LOCAL: BLOCO II PROIC SALA 201-19 1) PERFIL PSICOSSOCIAL E QUALIDADE DE VIDA DE CRIANÇAS COM SOBREPESO E OBESIDADE 2) SOBREPESO

Leia mais

INVESTIGAÇÃO ACERCA DA PRINCIPAL FINALIDADE DO USO DE PLANTAS MEDICINAIS EM CRIANÇAS DE 0 A 2 ANOS

INVESTIGAÇÃO ACERCA DA PRINCIPAL FINALIDADE DO USO DE PLANTAS MEDICINAIS EM CRIANÇAS DE 0 A 2 ANOS INVESTIGAÇÃO ACERCA DA PRINCIPAL FINALIDADE DO USO DE PLANTAS MEDICINAIS EM CRIANÇAS DE 0 A 2 ANOS COSTA, Eliene Pereira. Discente do curso de Enfermagem do Centro de Ciências Biológicas e da Saúde, da

Leia mais

O uso de plantas medicinais na doença inflamatória intestinal

O uso de plantas medicinais na doença inflamatória intestinal 1 O uso de plantas medicinais na doença inflamatória intestinal Rejani Cristine Faustino dos Santos¹, Edna Manzato de Souza² ¹.²Universidade Federal da Grande Dourados (PG) e-mail: 1 anrecris@yahoo.com.br

Leia mais

Mestrado Integrado em Ciências Farmacêuticas

Mestrado Integrado em Ciências Farmacêuticas UNIVERSIDAD DE COIMBRA (PORTUGAL) PROGRAMA DE FARMACIA Mestrado Integrado em Ciências s Ciências s voltar ao curso Plano de Estudos: Nome da Biologia Celular 1 01550003 Física Aplicada 1 01550014 Histologia

Leia mais

Métodos de investigação em genotoxicidade em ensaios pré-clínicos de novos fitomedicamentos. Antonio Luiz Gomes Júnior

Métodos de investigação em genotoxicidade em ensaios pré-clínicos de novos fitomedicamentos. Antonio Luiz Gomes Júnior Métodos de investigação em genotoxicidade em ensaios pré-clínicos de novos fitomedicamentos Antonio Luiz Gomes Júnior Genotoxicidade Definição: é o setor da genética que estuda os processos que alteram

Leia mais

NUPLAM ISONIAZIDA + RIFAMPICINA

NUPLAM ISONIAZIDA + RIFAMPICINA NUPLAM ISONIAZIDA + RIFAMPICINA ISONIAZIDA + RIFAMPICINA D.C.B. 05126.01-0 FORMA FARMACÊUTICA E APRESENTAÇÕES NUPLAM ISONIAZIDA + RIFAMPICINA é apresentado em: Cápsulas duras, para ADMINISTRAÇÃO ORAL,

Leia mais

Pesquisa Clínica e Regulamentação da Importação de Medicamentos. Revisoras da 2ª Edição: Carolina Rodrigues Gomes e Vera Lúcia Edais Pepe

Pesquisa Clínica e Regulamentação da Importação de Medicamentos. Revisoras da 2ª Edição: Carolina Rodrigues Gomes e Vera Lúcia Edais Pepe Pesquisa Clínica e Regulamentação da Importação de Medicamentos Autoras: Grazielle Silva de Lima e Letícia Figueira Freitas Revisoras da 2ª Edição: Carolina Rodrigues Gomes e Vera Lúcia Edais Pepe Revisoras

Leia mais

Estudos não clínicos de segurança necessários ao desenvolvimento de fitoterápicos

Estudos não clínicos de segurança necessários ao desenvolvimento de fitoterápicos Estudos não clínicos de segurança necessários ao desenvolvimento de fitoterápicos COFID/COPEC Brasília 10/11/2014 gência Nacional Estrutura nvisa/sumed/ggmed Interfaces no registro de fitoterápicos GRDECIMENTO

Leia mais

Cranberry. Tratamento e prevenção infecção urinária

Cranberry. Tratamento e prevenção infecção urinária Cranberry Tratamento e prevenção infecção urinária Nome científico: Vaccinium macrocarpon Família: Ericaceae Parte utilizada: fruto Ativos: antocianidinas, flavonóides, proantocianidinas, taninos condensados

Leia mais

XIX CONGRESSO DE PÓS-GRADUAÇÃO DA UFLA 27 de setembro a 01 de outubro de 2010

XIX CONGRESSO DE PÓS-GRADUAÇÃO DA UFLA 27 de setembro a 01 de outubro de 2010 INFLUÊNCIA DE EXTRATOS FOLIARES DE BARBATIMÃO SOBRE A GERMINAÇÃO E CICLO CELULAR DE ALLIUM CEPA. FLÁVIA PEREIRA BALIEIRO 1, SANDRO BARBOSA 2 ; NATÁLIA CHAGAS FREITAS 3, LUCIENE DE OLIVEIRA RIBEIRO 4, LUIZ

Leia mais

ANÁLISE HISTOLÓGICA DE FERIDAS CUTÂNEAS EM RATOS E ATIVIDADE ANTI-INFLAMATÓRIA EM CAMUNDONGOS TRATADOS COM ÓLEO DE COPAÍBA

ANÁLISE HISTOLÓGICA DE FERIDAS CUTÂNEAS EM RATOS E ATIVIDADE ANTI-INFLAMATÓRIA EM CAMUNDONGOS TRATADOS COM ÓLEO DE COPAÍBA ANÁLISE HISTOLÓGICA DE FERIDAS CUTÂNEAS EM RATOS E ATIVIDADE ANTI-INFLAMATÓRIA EM CAMUNDONGOS TRATADOS COM ÓLEO DE COPAÍBA Ana Carolina Guidi 1 ; Gislaine Cardoso de Souza 2 ; Valéria do Amaral 3 RESUMO:

Leia mais

PALAVRAS-CHAVE CRUTAC. Formação Profissional. Análises Clínicas.

PALAVRAS-CHAVE CRUTAC. Formação Profissional. Análises Clínicas. 12. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ÁREA TEMÁTICA: ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( X ) SAÚDE ( ) TRABALHO ( ) TECNOLOGIA AVALIAÇÃO

Leia mais

A Avaliação Ética da Investigação Científica de Novas Drogas:

A Avaliação Ética da Investigação Científica de Novas Drogas: Unidade de Pesquisa Clínica A Avaliação Ética da Investigação Científica de Novas Drogas: A importância da caracterização adequada das Fases da Pesquisa Rev. HCPA, 2007 José Roberto Goldim Apresentado

Leia mais

AÇÃO TERAPÊUTICA: PROPRIEDADES:

AÇÃO TERAPÊUTICA: PROPRIEDADES: O Gojiberry (Lycium barbarum L), conhecido também como wolfberry, é uma planta da família das solanáceas, considerada como a super fruta devido sua grande riqueza em nutrientes e fitoquímicos devido ser

Leia mais

RELATÓRIO TÉCNICO-CIENTÍFICO FINAL (Observação: as informações prestadas neste relatório poderão, no todo ou em parte, ser publicadas pela FAPESC.

RELATÓRIO TÉCNICO-CIENTÍFICO FINAL (Observação: as informações prestadas neste relatório poderão, no todo ou em parte, ser publicadas pela FAPESC. RELATÓRIO TÉCNICO-CIENTÍFICO FINAL (Observação: as informações prestadas neste relatório poderão, no todo ou em parte, ser publicadas pela FAPESC.) 1. IDENTIFICAÇÃO DO PROJETO (item a ser preenchido pela

Leia mais

TEMA: QUETIAPINA NO TRATAMENTO DA AGITAÇÃO PSICOMOTORA DE PACEINTE PORTADOR DE DOENÇA DE ALZHEIMER

TEMA: QUETIAPINA NO TRATAMENTO DA AGITAÇÃO PSICOMOTORA DE PACEINTE PORTADOR DE DOENÇA DE ALZHEIMER NTRR63/2013 Solicitante: Des. Alyrio Ramos Desembargador da 8ª Câm. Cível - TJMG Número do processo:1.0145.12.066387-0/001 Réu: Estado de Minas e Município de Pirapora Data: 03/05/2013 Medicamento X Material

Leia mais

CURSO DE BACHARELADO EM FARMÁCIA-FORMAÇÃO FARMACÊUTICO GENERALISTA

CURSO DE BACHARELADO EM FARMÁCIA-FORMAÇÃO FARMACÊUTICO GENERALISTA CURSO DE BACHARELADO EM FARMÁCIA-FORMAÇÃO FARMACÊUTICO GENERALISTA Coordenaçăo: Profª. MS. Érika Guimarães Costa E-mail: farmacia@immes.com.br Telefone (96)3223-4244 ramal: 217 O Curso forma o profissional

Leia mais

10º FÓRUM DE EXTENSÃO E CULTURA DA UEM ATENÇÃO FARMACÊUTICA PARA A MELHORIA DA SAÚDE DA POPULAÇÃO

10º FÓRUM DE EXTENSÃO E CULTURA DA UEM ATENÇÃO FARMACÊUTICA PARA A MELHORIA DA SAÚDE DA POPULAÇÃO 10º FÓRUM DE EXTENSÃO E CULTURA DA UEM ATENÇÃO FARMACÊUTICA PARA A MELHORIA DA SAÚDE DA POPULAÇÃO Jonas Ricardo Munhoz 1 Johnny Trovó Rota 1 Raquel Soares Tasca 2 Marco Antonio Costa 2 Os estudos da utilização

Leia mais

ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA NO SUS Claudia Witzel

ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA NO SUS Claudia Witzel ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA NO SUS Claudia Witzel CICLO DA ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA O Ciclo da Assistência Farmacêutica compreende um sistema integrado de técnicas, científicas e operacionais SELEÇÃO DE MEDICAMENTOS

Leia mais

FOSFATO DE CLINDAMICINA EMS S/A. Gel 10mg/g

FOSFATO DE CLINDAMICINA EMS S/A. Gel 10mg/g FOSFATO DE CLINDAMICINA EMS S/A Gel 10mg/g fosfato de clindamicina Medicamento genérico Lei n 9.787 de 1999 APRESENTAÇÕES Gel - Caixa contendo 1 bisnaga de 20g, 25g, 30g ou 45 g USO EXTERNO USO TÓPICO

Leia mais

1.00.00.00-4/1.06.01.06-6

1.00.00.00-4/1.06.01.06-6 RELATÓRIO TÉCNICO-CIENTÍFICO FINAL (Observação: as informações prestadas neste relatório poderão, no todo ou em parte, ser publicadas pela FAPESC.) 1. IDENTIFICAÇÃO DO PROJETO (item a ser preenchido pela

Leia mais

CURSO DE ODONTOLOGIA Autorizado pela Portaria no 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág.14

CURSO DE ODONTOLOGIA Autorizado pela Portaria no 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág.14 CURSO DE ODONTOLOGIA Autorizado pela Portaria no 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág.14 Componente Curricular: FARMACOLOGIA BÁSICA Código: ODO-015 CH Total: 60 horas Pré-requisito:

Leia mais

MODELO DE BULA. Piascledine 300

MODELO DE BULA. Piascledine 300 MODELO DE BULA Piascledine 300 Persea gratissima Glycine max Extrato insaponificável de abacate e soja MEDICAMENTO FITOTERÁPICO FORMA FARMACÊUTICA E APRESENTAÇÃO Cápsulas Caixa com 15 e 30 cápsulas USO

Leia mais

Ácido nicotínico 250 mg, comprimido de liberação Atorvastatina 20 mg, comprimido; Bezafibrato 400 mg, comprimido; Pravastatina 20 mg, comprimido;

Ácido nicotínico 250 mg, comprimido de liberação Atorvastatina 20 mg, comprimido; Bezafibrato 400 mg, comprimido; Pravastatina 20 mg, comprimido; DISLIPIDEMIA PARA A PREVENÇÃO DE EVENTOS CARDIOVASCULARES E PANCREATITE (CID 10: E78.0; E78.1; E78.2; E78.3; E78.4; E78.5; E78.6; E78.8) 1. Medicamentos Hipolipemiantes 1.1. Estatinas 1.2. Fibratos Atorvastatina

Leia mais

AVALIAÇÃO DA ATIVIDADE TERMITICIDA DA LECTINA DE Croton campestris.

AVALIAÇÃO DA ATIVIDADE TERMITICIDA DA LECTINA DE Croton campestris. AVALIAÇÃO DA ATIVIDADE TERMITICIDA DA LECTINA DE Croton campestris. Silva, D.R. (UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO) ; Melo, A.S. (UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO) ; Napoleão, T.H. (UNIVERSIDADE FEDERAL

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO PARA O CURSO DE FARMÁCIA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL REI

PROJETO PEDAGÓGICO PARA O CURSO DE FARMÁCIA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL REI PROJETO PEDAGÓGICO PARA O CURSO DE FARMÁCIA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL REI Campus de Divinópolis Fevereiro de 2010 1 APRESENTAÇÃO Neste texto, é descrita uma proposta de Projeto Pedagógico para

Leia mais

SABONETE LÍQUIDO NEUTRO

SABONETE LÍQUIDO NEUTRO SABONETE LÍQUIDO NEUTRO 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome do Produto: Fornecedor: SABONETE LÍQUIDO NEUTRO Bluecare do Brasil Indústria e Comércio Ltda. CNPJ.: 94.003.753/0001-02 Endereço: Rua

Leia mais

CURSO: FARMACIA INFORMAÇÕES BÁSICAS EMENTA OBJETIVOS CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

CURSO: FARMACIA INFORMAÇÕES BÁSICAS EMENTA OBJETIVOS CONTEÚDO PROGRAMÁTICO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL-REI UFSJ Turno: INTEGRAL CURSO: FARMACIA Currículo 2014 INFORMAÇÕES BÁSICAS Unidade curricular FARMACOGNOSIA I Departamento Carga Horária Período Código CONTAC Teórica

Leia mais

Fortaleza, 17 e 18 de junho de 2010.

Fortaleza, 17 e 18 de junho de 2010. Fracionamento de medicamentos para dispensadores Parcerias: Defensoria Pública do Estado do Ceará; Agência Nacional de Vigilância Sanitária - ANVISA Conselho Regional de Farmácia - CRF- CE Sindicato do

Leia mais

Oncologia. Aula 3: Legislação específica. Profa. Camila Barbosa de Carvalho

Oncologia. Aula 3: Legislação específica. Profa. Camila Barbosa de Carvalho Oncologia Aula 3: Legislação específica Profa. Camila Barbosa de Carvalho Legislações importante em oncologia - RDC n o. 220/2004 - RDC n o. 67/2007 - RDC n o. 50/2002 - RDC n o. 306/2004 - NR 32/2005

Leia mais

Mangosteen10 % Garcinia mangostana. Alto poder antioxidante Fruta funcional Propriedades nutracêuticas

Mangosteen10 % Garcinia mangostana. Alto poder antioxidante Fruta funcional Propriedades nutracêuticas Mangosteen10 % Garcinia mangostana Alto poder antioxidante Fruta funcional Propriedades nutracêuticas Se tratando de fitoterápico: Nome científico: Garcinia mangostana L Sinônimos:mangostão, mangostão,

Leia mais

Bacopa monneri extrato

Bacopa monneri extrato Bacopa monneri extrato Se tratando de fitoterápico: Nome científico: Bacopa monneri Família: Plantaginaceae Parte utilizada: parte aérea Princípio ativo: 20% bacosídeos Sinonímia: brahmi, bacopa, Babies

Leia mais

TEMA: RIVASTIGMINA NO TRATAMENTO DA DOENÇA DE ALZHEIMER

TEMA: RIVASTIGMINA NO TRATAMENTO DA DOENÇA DE ALZHEIMER Data: 13/12/2013 NTRR 254/2013 Medicamento X Material Procedimento Cobertura Solicitante: Pedro Guimarães Pereira Juiz de Direito, 2ª Vara da Comarca de Várzea da Palma Número do processo: 0044371-71.2013.8.13.0708

Leia mais

18/2/2013. Profª Drª Alessandra Camillo S. C. Branco PRESCRIÇÃO OU RECEITA MÉDICA TIPOS DE RECEITAS PRESCRIÇÃO OU RECEITA MÉDICA TIPOS DE RECEITAS

18/2/2013. Profª Drª Alessandra Camillo S. C. Branco PRESCRIÇÃO OU RECEITA MÉDICA TIPOS DE RECEITAS PRESCRIÇÃO OU RECEITA MÉDICA TIPOS DE RECEITAS PRESCRIÇÃO MÉDICA Profª Drª Alessandra Camillo S. C. Branco PRESCRIÇÃO OU RECÉITA MÉDICA CONCEITO Solicitação escrita, com instruções detalhadas, sobre o medicamento a ser dado ao paciente: Quantidade

Leia mais

O que é natural não faz mal

O que é natural não faz mal O que é natural não faz mal Contaminantes Ineficácia Riscos Ação farmacológica Efeitos tóxicos Efeitos adversos Espécie errada Produtos constituídos por extratos de espécies vegetais com tradição de uso

Leia mais

DI-INDOL METANO. Composto natural que previne o envelhecimento. Informações Técnicas

DI-INDOL METANO. Composto natural que previne o envelhecimento. Informações Técnicas Informações Técnicas DI-INDOL METANO Composto natural que previne o envelhecimento NOME QUÍMICO: 3,3'-Diindolylmethane. CAS: 1968-05-4. FÓRMULA MOLECULAR: C 17 H 14 N 2. PESO MOLECULAR: 246.31. INTRODUÇÃO

Leia mais

DESCOBERTA DE NOVAS MOLÉCULAS NATURAIS:

DESCOBERTA DE NOVAS MOLÉCULAS NATURAIS: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS DESCOBERTA DE NOVAS MOLÉCULAS NATURAIS: PESQUISAS E REGISTRO DE PATENTES PRISCILA PEREIRA BOTREL DOUTORANDA EM FITOTECNIA ORIENTADOR: Prof. Dr. José Eduardo Brasil Pereira

Leia mais

Vitex agnus castus. Alternativa terapêutica eficaz, segura e bem tolerada para os sintomas da síndrome pré-menstrual moderada a severa 1.

Vitex agnus castus. Alternativa terapêutica eficaz, segura e bem tolerada para os sintomas da síndrome pré-menstrual moderada a severa 1. Atualização em Nutracêuticos 1 Alternativa terapêutica eficaz, segura e bem tolerada para os sintomas da síndrome pré-menstrual moderada a severa 1. O extrato seco de é um tratamento que demonstra resultados

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO MEDICAMENTOSA: VANTAGENS E DESVANTAGENS DAS DIFERENTES VIAS DRUG ADMINISTRATION: ADVANTAGES AND DISADVANTAGES OF DIFFERENT WAYS

ADMINISTRAÇÃO MEDICAMENTOSA: VANTAGENS E DESVANTAGENS DAS DIFERENTES VIAS DRUG ADMINISTRATION: ADVANTAGES AND DISADVANTAGES OF DIFFERENT WAYS ADMINISTRAÇÃO MEDICAMENTOSA: VANTAGENS E DESVANTAGENS DAS DIFERENTES VIAS DRUG ADMINISTRATION: ADVANTAGES AND DISADVANTAGES OF DIFFERENT WAYS MONTANHA, Francisco Pizzolato Docente do curso de Medicina

Leia mais

Amostra grátis de remédios: ANVISA regula a produção e dispensação

Amostra grátis de remédios: ANVISA regula a produção e dispensação Amostra grátis de remédios: ANVISA regula a produção e dispensação Profª Dra Roseli Calil / DEC Enfº Adilton D. Leite / SADP A ANVISA, através da RDC (RESOLUÇÃO DA DIRETORIA COLEGIADA da Agência Nacional

Leia mais

Hipérico Extrato Seco

Hipérico Extrato Seco Material Técnico Hipérico Extrato Seco Identificação Fórmula Molecular: Não aplicável DCB / DCI: Não aplicável Peso molecular: Não aplicável CAS: Não aplicável INCI: Não aplicável Denominação botânica:

Leia mais

Cascas de barbatimão. 100 g Cascas pó 100 g Cascas pó 100 g Cascas pó F1 F F2 F F3 F F4 F F5 F

Cascas de barbatimão. 100 g Cascas pó 100 g Cascas pó 100 g Cascas pó F1 F F2 F F3 F F4 F F5 F Artefatos cumarínicos isolados de Polygala paniculata L. (Polygalaceae) 27 Preparação e caracterização de extratos glicólicos enriquecidos em taninos a partir das cascas de Stryphnodendron adstringens

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ DEPARTAMENTO DE FARMÁCIA E FARMACOLOGIA INTEGRAÇÃO ENTRE AS ÁREAS DE PESQUISA Prof. Dr. João Carlos Palazzo de Mello Palestra apresentada no 48 Congresso Brasileiro de

Leia mais

http://e-legis.anvisa.gov.br/leisref/public/showact.php?id=10230&word=

http://e-legis.anvisa.gov.br/leisref/public/showact.php?id=10230&word= Página 1 de 8 Legislaçã o em Vigilância Sanitária Página Inicial Pesquisa Complementar Estat ísticas do site Normas Consolidadas Publica ções de Hoje Gloss título: Resolução RDC nº 48, de 16 de março de

Leia mais

Antistax Vitis vinifera L. 360 mg de extrato FITOTERÁPICO. Comprimidos revestidos: embalagens com 18 e 30 comprimidos revestidos.

Antistax Vitis vinifera L. 360 mg de extrato FITOTERÁPICO. Comprimidos revestidos: embalagens com 18 e 30 comprimidos revestidos. Antistax Vitis vinifera L. 360 mg de extrato FITOTERÁPICO Forma farmacêutica e apresentações Comprimidos revestidos: embalagens com 18 e 30 comprimidos revestidos. Via oral Uso adulto Cada comprimido revestido

Leia mais

Apuração da Necessidade de Capital de Giro para a Prevenção de Falência Oral Com correções

Apuração da Necessidade de Capital de Giro para a Prevenção de Falência Oral Com correções RELAÇÃO DE RESUMOS APROVADOS AO VI SIMPAC-2014 1528 Administração Apuração da Necessidade de Capital de Giro para a Prevenção de Falência das Empresas 1401 Economia Alimentos, Lixo e Consumo Doméstico:

Leia mais