Avaliação da qualidade das informações obtidas na internet relacionadas à segurança de uso de cosméticos.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Avaliação da qualidade das informações obtidas na internet relacionadas à segurança de uso de cosméticos."

Transcrição

1 Avaliação da qualidade das informações obtidas na internet relacionadas à segurança de cosméticos. Ariane Pinheiro Cruz 1, Aline Claudia de Mello 2, Hellen Karine Stulzer 3,Talize Foppa 4, Marcos Antônio Segatto Silva 5 1,2,3,4,5 Programa de Pós-graduação em Farmácia, Departamento de Ciências Farmacêuticas, Centro de Ciências da Saúde (CCS), Universidade Federal de Santa (UFSC), Brasil Resumo A produção s de beleza é uma atividade que vem sendo praticada ao longo da história da humanidade. Atualmente, o mercado mundial cosmético tem sido beneficiado pela globalização e evolução técnico-científica. A conseqüência desses avanços e o advento da internet fazem com que a população torne-se das empresas cosméticas, que disponibilizam a compra de seus produtos por esse meio. Porém, as orientações para que o consumidor utilize com segurança essas formulações são insuficientes. O objetivo foi analisar as informações contidas em sites que possibilitam a venda de cosméticos pela internet comparando com a legislação vigente. O resultado foi ausência das informações necessárias para o uso correto e com segurança desses produtos, evidenciando a necessidade de um profissional qualificado para os devidos esclarecimentos. Palavras-chave: Internet, Cosméticos, segurança. Abstract The production of beauty is an activity that come practice for a long time to the humanity. Actually, the cosmetic world business has been improved for globalization and evolution technic-scientific. The result of these advance and the approach of Internet make with the people become aim of cosmetics factories, which dispose the purchase of their products for this way. Nevertheless, the orientation for the consumer utilizes with security these formulations is insufficient. The aim of these studies was analyzed the information present in these sites that possibility the buy of cosmetics from Internet and to compare with the Brazilian legislation. The result of this study was the absence of information for the correct and security use of these products, to make evident the necessity of qualify professional. Key words: Internet, cosmetics, and security. Introdução A preocupação com a beleza e cuidado da pele vem aumentando a cada ano, e conseqüentemente a indústria de cosmético vem acompanhando esse crescimento. No período de 1997 a 2, segundo dados da Associação Brasileira das Indústrias de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (Abihpec) o Brasil teve um crescimento médio no setor de 7,7%, ocupando a sétima posição em relação ao mercado mundial nas diversas partes do corpo humano, pele, sistema capilar, unhas, lábios, órgãos genitais externos, dentes e membranas mucosas da cavidade oral, com o objetivo exclusivo ou principal de limpá-los, perfumá-los, alterar sua aparência e/ ou protegê-los ou mantê-los em bom estado [2]. São inúmeras as linhas de cosméticos que se encontram à disposição do público. Entre elas estão os xampus, geralmente, externo e de higiene pessoal, perfumaria e cosméticos. Consolidando o setor como um dos principais focos de investimentos, tanto das indústrias nacionais quanto de multinacionais do ramo [1]. O aumento do consumo deve-se a mudanças de hábito, aumento da expectativa de vida, maior participação da mulher no mercado de trabalho e preços mais acessíveis. A legislação define Cosméticos, Produtos de Higiene e Perfumes como preparações constituídas por substâncias naturais ou sintéticas, externo local que podem apresentar riscos de absorção sistêmica com possibilidade de ações alérgicas e utilização inadequada por crianças. Os filtros solares são compostos que impedem a passagem da luz solar e produzem a sua reflexão ou, em alternativa, absorvem apenas parte da energia radiante responsável pela formação dos eritemas cutâneos. Se usados de forma errônea ocasionam conseqüências danosas à pele. Os cremes

2 antimanchas apresentam potencial de risco uma vez que os princípios presentes na sua composição promovem alterações na pele na presença da luz solar. Os produtos utilizados atualmente na prevenção do envelhecimento cutâneo são direcionados a faixas etárias específicas e promovem prejuízos à pele do usuário se essa faixa for obedecida. As máscaras para cílios hoje em dia fazem parte da rotina de embelezamento de várias mulheres, porém seu uso deve ser orientado devido a facilidade de do produto com a mucosa dos olhos [3],[4],[5]. O impacto no mundo dos cosméticos ocorreu devido ao grande volume de publicidade inserido no horário nobre das televisões, pelo número de capas e artigos de revistas de grande divulgação dedicados ao assunto e significante volume de vendas pela internet [6]. Esta favorece a divulgação, por ser de fácil acesso e comodidade de aquisição. Este trabalho tem como objetivo avaliar as informações disponibilizadas nos sites da linha cosmética para o uso seguro dos consumidores, de acordo com o preconizado pelo Guia para Avaliação de Segurança de Produtos Cosméticos - Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA). Metodologia Foram selecionadas cinco categorias de cosméticos baseando-se no potencial de risco que cada um apresentam em função do local e forma de. Após a seleção dos itens a serem investigados foi realizado um levantamento dos principais sites de venda na internet. Avaliando as informações conforme a presença () ou ausência () dos parâmetros relacionados na tabela1. Categoria do produto/marca Modo de por Freqüência Área e de s e restrições Tabela 1: Parâmetros* avaliados referentes à segurança s cosméticos *Guia para Avaliação de Segurança de Produtos Cosméticos Os resultados foram comparados aos casos de toxicidade relatados no Centro de Informações Toxicológicas, situado junto ao Hospital Universitário da Universidade Federal de Santa Catarina em Florianópolis (CIT/SC).

3 Resultados Os produtos avaliados foram, xampu, cremes para manchas e antienvelhecimento, protetor solar e máscara para cílios, uma vez que a utilização inadequada pode ocasionar diversos problemas de saúde. Foram encontrados inúmeros sites sobre cosméticos. Entre esses foram avaliados vinte e um, que possibilitam a venda livre. Os resultados são descritos nas figuras abaixo. Avaliação da Informação sobre segurança cosmeticos na Internet-Xampu Modo de Figura 1- Informações disponíveis na internet relacionadas à utilização de xampus Na figura 1, observou-se a ausência das informações preconizadas pela legislação, com exceção do item consumidor. No entanto, essa informação está mais relacionada à propaganda do produto do que necessariamente a sua segurança. Um levantamento de dados realizado no CIT comprovou o alto índice de acidentes causados por mau uso de xampus, principalmente em crianças de até dois anos. A nt i- sinais Figura 2- Informações disponíveis na internet relacionadas à utilização de creme anti-sinais Na figura 2, as informações apresentadas foram freqüência e área de a ser aplicada. É importante ressaltar que o tipo de consumidor deveria estar presente nos sites de venda, uma vez que o uso do cosmético é direcionado a uma faixa etária específica.

4 . protetor solar Figura 3- Informações disponíveis na internet relacionadas à utilização de protetores solares Na figura 3, foi constatada a ausência de informações para os itens modo de, quantidade do produto, freqüência e tempo de. Em se tratando de um produto de exposição ao sol, essas informações são relevantes para o uso adequado e para que sua finalidade de uso seja alcançada sem prejuízos a saúde do consumidor. M ascara p ara cí lio s Figura 4- Informações disponíveis na internet relacionadas à utilização de máscara para cílios A figura 4 demonstra a categoria de máscara para cílios, a qual apresenta uma quantidade menor de informação se comparada com as demais. Essa classe de cosméticos deve ser usada com cautela, uma vez que facilmente entra em com a mucosa ocular.

5 A nt i- manchas Figura 5- tabela referente a informações disponíveis na internet relacionadas à utilização de creme para manchas A figura 5 demonstra a falta de alguns dados, como, modo de, quantidade do produto a ser usada, tempo de e o consumidor. Essas orientações são importantes para proporcionar o uso adequado e seguro. Os princípios ativos presentes neste tipo de formulação possuem características particulares que necessitam de cuidados especiais, principalmente no que se refere o cuidado com o sol. Episódios de mau uso desses produtos foram encontrados em registro no CIT/Florianópolis, o que reforça a necessidade de informações. Discussões e conclusões A realização da pesquisa indicou que o acesso doméstico possibilita a compra de cosméticos via internet. Os resultados obtidos mostram que há uma escassez de informação via internet. Além disso, a informação é apresentada, na maioria das vezes, de forma inadequada ou incompleta. Isso pode gerar um risco a saúde dos consumidores, pois mesmo aparentemente inócuo, os cosméticos podem ocasionar reações adversas. Foi observada uma insuficiência de advertências em todas as categorias pesquisadas. Não foram encontradas descrições como, por exemplo, manter fora do alcance de crianças, um alerta fundamental para evitar intoxicações infantis. Sugere-se, dessa forma, que os produtos cosméticos necessitam ter a venda com um maior cuidado e a presença de um profissional qualificado para fornecer as informações necessárias. Referências [1] Associação Brasileira das Indústrias de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos. Disponível em: [2] Guia para Avaliação de Segurança de Produtos Cosméticos.Disponível em: [3] BARATA, E. A. F. A cosmetologia: princípios básicos. São Paulo: Tecnopress, [4] GUZZO, C. A.; LAZARUS, G. S.; e WERTH, V. P. Farmacologia dermatológica. In: GILMAN, A.G.; LIMBIRD, H,; RUDDON,M. As bases farmacológicas da terapêutica, 6.ed. México: Mc Graw Hill,1996. [5] PRISTA, L. N.; BAHIA, M. F. G. e VILAR, E. Dermofarmácia e Cosmética. Porto: Associação Nacional das Farmácias, [6] STENEIR, D. Aparência do homem moderno. Cosmetics & Toiletries.v.151,p.32 set/out.2. Contato Ariane Pinheiro Cruz, Programa de Pós- Graduação em Farmácia, Centro de Ciências da Saúde (CCS), Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Campus Universitário, Trindade, Florianópolis, SC, Brasil, CEP 8. Tel: (48)

Introdução à cosmetologia. Prof. Msc. Mayara Peron Pereira

Introdução à cosmetologia. Prof. Msc. Mayara Peron Pereira Introdução à cosmetologia Prof. Msc. Mayara Peron Pereira Cosmetologia Conceitos e definições Ciência que serve de suporte à fabricação de produtos voltados à arte do cuidado e melhoria das condições estéticas

Leia mais

Regulamentação e Implantação da Cosmetovigilância no Brasil

Regulamentação e Implantação da Cosmetovigilância no Brasil Ministério da Saúde Gerência-Geral de Cosméticos Regulamentação e Implantação da Cosmetovigilância no Brasil Brasília, 27 de julho de 2006 Tassiana Fronza Gerência Geral de Cosméticos MISSÃO DA ANVISA

Leia mais

COMO REGULARIZAR PERFUMES, COSMÉTICOS E PRODUTOS DE HIGIENE PESSOAL NO BRASIL

COMO REGULARIZAR PERFUMES, COSMÉTICOS E PRODUTOS DE HIGIENE PESSOAL NO BRASIL 1 Associação dos Distribuidores e Importadores de Perfumes, Cosméticos e Similares Rua Tabapuã, 649 Cj 74 São Paulo SP - CEP 04533-012 - Brasil Tel/Fax: (0XX)11-3168-4518 adipec@adipec.com.br http://www.adipec.com.br

Leia mais

Anvisa - Agência Nacional de Vigilância Sanitária

Anvisa - Agência Nacional de Vigilância Sanitária Anvisa - Agência Nacional de Vigilância Sanitária Cosméticos Infantis O Brasil é um dos maiores mercados mundiais de cosméticos infantis. A utilização de produtos de higiene pessoal, como xampus, condicionadores

Leia mais

Anvisa - Legislação - Resoluções

Anvisa - Legislação - Resoluções Page 1 of 7 Legislação Para verificar a atualização desta norma, como revogações ou alterações, acesse o Visalegis. Resolução nº 335, de 22 de julho de 1999 A Diretoria Colegiada da Agência Nacional de

Leia mais

Resolução nº 577 de 25 de julho de 2013

Resolução nº 577 de 25 de julho de 2013 Resolução nº 577 de 25 de julho de 2013 Ementa: Dispõe sobre a direção técnica ou responsabilidade técnica de empresas ou estabelecimentos que dispensam, comercializam, fornecem e distribuem produtos farmacêuticos,

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PARA PROFESSORES DO ENSINO SUPERIOR

EDITAL DE SELEÇÃO PARA PROFESSORES DO ENSINO SUPERIOR EDITAL DE SELEÇÃO PARA PROFESSORES DO ENSINO SUPERIOR Nº 07/2015 DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º O Diretor Acadêmico da Faculdade Adventista da Bahia FADBA, no uso de suas atribuições, torna pública a

Leia mais

PROJETO DE LEI No 1.772, DE 2007

PROJETO DE LEI No 1.772, DE 2007 COMISSÃO DE SEGURIDADE SOCIAL E FAMÍLIA PROJETO DE LEI No 1.772, DE 2007 Acrescenta dispositivos aos artigos 27 e 33 da Lei n.º 6.360, de 23 de setembro de 1976. Autor: Deputado CARLOS BEZERRA Relator:

Leia mais

EDITAL Nº 01/2014 ABERTURA DE INSCRIÇÃO PROCESSO DE SELEÇÃO PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIÊNTIFICA DO ARTIGO 170 DO GOVERNO ESTADUAL DE SANTA CATARINA

EDITAL Nº 01/2014 ABERTURA DE INSCRIÇÃO PROCESSO DE SELEÇÃO PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIÊNTIFICA DO ARTIGO 170 DO GOVERNO ESTADUAL DE SANTA CATARINA EDITAL Nº 01/2014 ABERTURA DE INSCRIÇÃO PROCESSO DE SELEÇÃO PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIÊNTIFICA DO ARTIGO 170 DO GOVERNO ESTADUAL DE SANTA CATARINA A Faculdade de Tecnologia Assessoritec FTA, no uso de suas

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS MÉDICAS - PPGCM EDITAL DE SELEÇÃO DE SELEÇÃO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS MÉDICAS - PPGCM EDITAL DE SELEÇÃO DE SELEÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS MÉDICAS - PPGCM EDITAL DE SELEÇÃO DE SELEÇÃO 2014/2015 A Coordenação do Programa de Pós-Graduação

Leia mais

SORTEIO DE BOLSAS DE ESTUDO (50%) CAPACITAÇÃO EM DIVERSAS ÁREAS DE ATUAÇÃO PROFISSIONAL OBJETIVOS Disponibilizar ao profissionais farmacêuticos do estado de Minas Gerais capacitações nas diversas áreas

Leia mais

Campanha de prevenção do cancro da pele

Campanha de prevenção do cancro da pele Campanha de prevenção do cancro da pele Use o protetor solar adequado. Proteja-se com chapéu e óculos de sol. Evite a exposição solar entre as 11:00 e as 17:00. www.cm-loures.pt facebook.com/municipiodeloures

Leia mais

O IMPACTO DA COSMETOVIGILÂNCIA

O IMPACTO DA COSMETOVIGILÂNCIA O IMPACTO DA GARANTIR QUALIDADE, SEGURANÇA E EFICÁCIA DOS PRODUTOS DE HIGIENE PESSOAL, COSMÉTICOS E PERFUMES JUNTO AO CONSUMIDOR. OBJETIVO DA CRITÉRIOS DE SEGURANÇA NECESSÁRIOS AOS PRODUTOS COSMÉTICOS

Leia mais

EDITAL DE PROCESSO SELETIVO PARA INGRESSO EM 2015 NOS CURSOS DE MESTRADO E DOUTORADO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO

EDITAL DE PROCESSO SELETIVO PARA INGRESSO EM 2015 NOS CURSOS DE MESTRADO E DOUTORADO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO EDITAL DE PROCESSO SELETIVO PARA INGRESSO EM 2015 NOS CURSOS DE MESTRADO E DOUTORADO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO O Coordenador do Programa de Pós-Graduação em Administração da Universidade

Leia mais

Entendendo o que é o Dossiê de Produtos

Entendendo o que é o Dossiê de Produtos Entendendo o que é o Dossiê de Produtos Alberto Keidi Kurebayashi Protocolo Consultoria Personal e Health Care Todas as empresas e profissionais que atuam no setor cosmético, sejam indústrias fabricantes

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA

AGÊNCIA NACIONAL DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA AGÊNCIA NACIONAL DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA Boas Práticas de Fabricação de Cosméticos, Produtos de Higiene e Saneantes COORDENAÇÃO DE INSUMOS FARMACÊUTICOS, SANEANTES E COSMÉTICOS GERÊNCIA GERAL DE INSPEÇÃO

Leia mais

ANAIS DA 4ª MOSTRA DE TRABALHOS EM SAÚDE PÚBLICA 29 e 30 de novembro de 2010 Unioeste Campus de Cascavel ISSN 2176-4778

ANAIS DA 4ª MOSTRA DE TRABALHOS EM SAÚDE PÚBLICA 29 e 30 de novembro de 2010 Unioeste Campus de Cascavel ISSN 2176-4778 ORGANIZAÇÃO DAS AÇÕES EM SAÚDE DO TRABALHADOR NA ATENÇÃO BÁSICA NOS MUNICÍPIOS DA 20ª REGIONAL DE SAÚDE DO PARANÁ 1 Viviane Delcy da Silva 2 Neide Tiemi Murofuse INTRODUÇÃO A Saúde do Trabalhador (ST)

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO CURSO DE GRADUAÇÃO EM BIBLIOTECONOMIA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO CURSO DE GRADUAÇÃO EM BIBLIOTECONOMIA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO CURSO DE GRADUAÇÃO EM BIBLIOTECONOMIA ALINE CRISTINA DE FREITAS ANA CLÁUDIA ZANDAVALLE CAMILA RIBEIRO VALERIM FERNANDO DA COSTA PEREIRA

Leia mais

Manual de Apoio a Consultas ao Portal da Agência Nacional de Vigilância Sanitária ANVISA

Manual de Apoio a Consultas ao Portal da Agência Nacional de Vigilância Sanitária ANVISA COORDENADORIA DE TECNOLOGIA EM SAÚDE, ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA E APOIO DIAGNÓSTICO COORDENAÇÃO DE ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA Manual de Apoio a Consultas ao Portal da Agência Nacional de Vigilância Sanitária

Leia mais

OBSERVAÇÃO Os diplomas obtidos no exterior somente serão aceitos se possuírem reconhecimento consular.

OBSERVAÇÃO Os diplomas obtidos no exterior somente serão aceitos se possuírem reconhecimento consular. Reconhecimento Homologado pelo CNE Portaria n 1045, de 18.08.2010, publicado no Diário Oficial da União em 19.08.2010. Reconhecimento: Decreto Estadual Nº 1.257, de 20.11.2012, publicado no Diário Oficial

Leia mais

Não utilize POLARAMINE Creme se você já teve alguma reação incomum a qualquer um dos componentes da fórmula do produto.

Não utilize POLARAMINE Creme se você já teve alguma reação incomum a qualquer um dos componentes da fórmula do produto. POLARAMINE Creme maleato de dexclorfeniramina FORMAS FARMACÊUTICAS E APRESENTAÇÕES POLARAMINE Creme é indicado para uso na pele. POLARAMINE Creme apresenta-se em bisnagas de 30 g. USO ADULTO E PEDIÁTRICO

Leia mais

Dia Nacional da Prevenção

Dia Nacional da Prevenção Relatório da Organização Internacional do Trabalho A proteção dos trabalhadores e do meio ambiente Este relatório da celebração do Dia Mundial da Segurança e Saúde no Trabalho 2014 analisa a situação atual

Leia mais

AVALIAÇÃO DA UTILIZAÇÃO DE COSMÉTICOS NOS UNIVERSITÁRIOS DO CESUMAR ATRAVÉS DA APLICAÇÃO DE UM QUESTIONÁRIO DIRECIONADO

AVALIAÇÃO DA UTILIZAÇÃO DE COSMÉTICOS NOS UNIVERSITÁRIOS DO CESUMAR ATRAVÉS DA APLICAÇÃO DE UM QUESTIONÁRIO DIRECIONADO ISBN 978-85-61091-05-7 Encontro Internacional de Produção Científica Cesumar 27 a 30 de outubro de 2009 AVALIAÇÃO DA UTILIZAÇÃO DE COSMÉTICOS NOS UNIVERSITÁRIOS DO CESUMAR ATRAVÉS DA APLICAÇÃO DE UM QUESTIONÁRIO

Leia mais

REQUISITOS TECNICOS PARA REGISTRAR PRODUTOS DE HPPC NA ANVISA

REQUISITOS TECNICOS PARA REGISTRAR PRODUTOS DE HPPC NA ANVISA REQUISITOS TECNICOS PARA REGISTRAR PRODUTOS DE HPPC NA ANVISA FIPASE / ABC / INGTEC RIBEIRÃO PRETO 14 DE JUNHO 2012 Angel Lizárraga Diretor Executivo Aumentar a Auto-Estima Sin Maquillaje x Con Maquillaje

Leia mais

SABONETE LÍQUIDO NEUTRO

SABONETE LÍQUIDO NEUTRO SABONETE LÍQUIDO NEUTRO 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome do Produto: Fornecedor: SABONETE LÍQUIDO NEUTRO Bluecare do Brasil Indústria e Comércio Ltda. CNPJ.: 94.003.753/0001-02 Endereço: Rua

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO 03-2015

EDITAL DE SELEÇÃO 03-2015 EDITAL DE SELEÇÃO 03-2015 Estabelece as normas e condições para o Processo Seletivo nos Cursos de Mestrado do Programa de Pós-Graduação em Solos e Qualidade de Ecossistemas da UFRB, para ingresso no semestre

Leia mais

Portaria n.º 605/99, de 5 de Agosto Regulamento do Sistema Nacional de Farmacovigilância (Revogado pela Decreto-Lei n.º 242/2002, de 5 de Novembro)

Portaria n.º 605/99, de 5 de Agosto Regulamento do Sistema Nacional de Farmacovigilância (Revogado pela Decreto-Lei n.º 242/2002, de 5 de Novembro) Regulamento do Sistema Nacional de Farmacovigilância (Revogado pela Decreto-Lei n.º 242/2002, de 5 de Novembro) O sistema de avaliação e autorização de introdução no mercado de medicamentos, que tem vindo

Leia mais

EDITAL COMPLEMENTAR MNPEFUFSC PROCESSO SELETIVO DE INGRESSO NO CURSO DE MESTRADO NACIONAL PROFISSIONAL EM ENSINO DE FÍSICA POLO UFSC - FLORIANÓPOLIS

EDITAL COMPLEMENTAR MNPEFUFSC PROCESSO SELETIVO DE INGRESSO NO CURSO DE MESTRADO NACIONAL PROFISSIONAL EM ENSINO DE FÍSICA POLO UFSC - FLORIANÓPOLIS Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC Centro de Ciências Físicas e Matemáticas - CFM Departamento de Física Programa de Pós-Graduação em Ensino de Física - Polo UFSC-Florianópolis EDITAL COMPLEMENTAR

Leia mais

EDITAL N 02 / 2014 DISCIPLINA CURSO BLOCO N DE VAGAS CARGA HORARIA OBSERVAÇÃO/ Direito Constitucional II

EDITAL N 02 / 2014 DISCIPLINA CURSO BLOCO N DE VAGAS CARGA HORARIA OBSERVAÇÃO/ Direito Constitucional II EDITAL DE INSCRIÇÃO DO PROCESSO DE SELEÇÃO INTERNA DE PROFESSORES PARA O PERÍODO 2014/1 PARA DISCIPLINAS NOS CURSOS DE BIOMEDICINA, DIREITO, ENFERMAGEM, SERVIÇO SOCIAL E FARMÁCIA DA FACULDADE DE TECNOLOGIA

Leia mais

Ministério da Saúde Agência Nacional de Vigilância Sanitária RESOLUÇÃO DA DIRETORIA COLEGIADA - RDC Nº 343, DE 13 DE DEZEMBRO DE 2005.

Ministério da Saúde Agência Nacional de Vigilância Sanitária RESOLUÇÃO DA DIRETORIA COLEGIADA - RDC Nº 343, DE 13 DE DEZEMBRO DE 2005. ADVERTÊNCIA Este texto não substitui o publicado no Diário Oficial da União Ministério da Saúde Agência Nacional de Vigilância Sanitária RESOLUÇÃO DA DIRETORIA COLEGIADA - RDC Nº 343, DE 13 DE DEZEMBRO

Leia mais

REGULAMENTO DE INSCRIÇÃO DE TRABALHOS

REGULAMENTO DE INSCRIÇÃO DE TRABALHOS REGULAMENTO DE INSCRIÇÃO DE TRABALHOS 1 DAS NORMAS GERAIS 1.1 A inscrição poderá ser feita até 30/09/2014, exclusivamente pelo endereço eletrônico sep@famam.com.br e deverá ser dirigida a uma das seguintes

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS CENTRO DE VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA

SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS CENTRO DE VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA Informe Técnico nº 1 MERCÚRIO METÁLICO Diante da exposição por Mercúrio metálico de moradores do Distrito de Primavera, Município de Rosana, SP, a DOMA/CVE presta o seguinte Informe Técnico. Breve histórico

Leia mais

2. Conforme exigido no Anexo II, item 1.4 do edital os produtos devem atender às Normas Regulamentadoras do Ministério do Trabalho e emprego.

2. Conforme exigido no Anexo II, item 1.4 do edital os produtos devem atender às Normas Regulamentadoras do Ministério do Trabalho e emprego. Ilmo. Sr. Dr. Pregoeiro SESI/BA Pregão Eletrônico 20/2012 Objeto: Razões de Recurso IMUNOSUL DISTRIBUIDORA DE VACINAS E PRODUTOS MÉDICOS HOSPITALARES LTDA, já qualificada, em face do Pregão Presencial

Leia mais

PARECER CREMEB 13/11 (Aprovado em Sessão da 3ª Câmara de 28/07/2011)

PARECER CREMEB 13/11 (Aprovado em Sessão da 3ª Câmara de 28/07/2011) PARECER CREMEB 13/11 (Aprovado em Sessão da 3ª Câmara de 28/07/2011) EXPEDIENTE CONSULTA 201.733/11 ASSUNTO: Registros de Empresas no CREMEB que utilizam Depilação a Laser, Peelings Químicos e Carboxiterapia.

Leia mais

Proposta de DIRECTIVA DO CONSELHO

Proposta de DIRECTIVA DO CONSELHO COMISSÃO EUROPEIA Bruxelas, 23.6.2011 COM(2011) 377 final 2011/0164 (NLE) Proposta de DIRECTIVA DO CONSELHO que altera a Directiva 76/768/CEE relativa aos produtos cosméticos, a fim de adaptar o seu anexo

Leia mais

Guia de Farmacovigilância - Anvisa. ANEXO IV - Glossário

Guia de Farmacovigilância - Anvisa. ANEXO IV - Glossário Guia de Farmacovigilância - Anvisa ANEXO IV - Glossário De acordo com a RESOLUÇÃO - RDC Nº 4, DE 10/02/09 (DOU 11/02/09): Dispõe sobre as normas de farmacovigilância para os detentores de registro de medicamentos

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA

AGÊNCIA NACIONAL DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA AGÊNCIA NACIONAL DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA Boas Práticas de Fabricação de Saneantes e Produtos de Higiene Pessoal, Cosméticos e Perfumes Coordenação de Insumos Farmacêuticos, Saneantes e Cosméticos Gerência

Leia mais

Promover a Saúde Pública Produtos Cosméticos

Promover a Saúde Pública Produtos Cosméticos Produtos Cosméticos O que é um Produto Cosmético? É qualquer substância ou mistura, destinada a ser posta em contato com as diversas partes superficiais do corpo humano (pele, cabelo, unhas, lábios, etc.)

Leia mais

CONHECENDO MELHOR A FARMÁCIA E SEUS PRODUTOS

CONHECENDO MELHOR A FARMÁCIA E SEUS PRODUTOS CONHECENDO MELHOR A FARMÁCIA E SEUS PRODUTOS No Brasil, a venda de medicamentos é feita em estabelecimentos devidamente registrados em órgãos específicos que visam a monitorar a venda correta desses produtos,

Leia mais

AVALIAÇÃO QUANTITATIVA DE TRATAMENTOS ESTÉTICOS REALIZADOS NA CIDADE DE MARINGÁ-PARANÁ

AVALIAÇÃO QUANTITATIVA DE TRATAMENTOS ESTÉTICOS REALIZADOS NA CIDADE DE MARINGÁ-PARANÁ 26 a 29 de outubro de 2010 ISBN 978-85-61091-69-9 AVALIAÇÃO QUANTITATIVA DE TRATAMENTOS ESTÉTICOS REALIZADOS NA CIDADE DE MARINGÁ-PARANÁ Sandra Regina de Magalhães Itikawa 1 ; Tatiane Hisae Sakaguti¹;

Leia mais

Farmacêutica Priscila Xavier

Farmacêutica Priscila Xavier Farmacêutica Priscila Xavier A Organização Mundial de Saúde diz que há USO RACIONAL DE MEDICAMENTOS: quando pacientes recebem medicamentos apropriados para suas condições clínicas, em doses adequadas às

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR CURRÍCULO PLENO/2010 1.ª SÉRIE

MATRIZ CURRICULAR CURRÍCULO PLENO/2010 1.ª SÉRIE Curso: Graduação: Regime: Duração: MATRIZ CURRICULAR CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ESTÉTICA E COSMÉTICA TECNOLÓGICA SERIADO ANUAL MATUTINO 3 (TRÊS) ANOS LETIVOS Integralização: A) TEMPO TOTAL - MÍNIMO

Leia mais

CONSCIENTIZAÇÃO DO USO E DESCARTE DAS PILHAS E BATERIAS

CONSCIENTIZAÇÃO DO USO E DESCARTE DAS PILHAS E BATERIAS CONSCIENTIZAÇÃO DO USO E DESCARTE DAS PILHAS E BATERIAS 1 João Lopes da Silva Neto; 2 Juciery Samara Campos Oliveira; 3 Thayana Santiago Mendes; 4 Geovana do Socorro Vasconcelos Martins 1 (AUTOR) Discente

Leia mais

Edital 01/2015 SELEÇÃO PARA BOLSISTA DE PÓS-DOUTORADO (PNPD 2013/CAPES)

Edital 01/2015 SELEÇÃO PARA BOLSISTA DE PÓS-DOUTORADO (PNPD 2013/CAPES) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS PRÓ-REITORIA DE PESQUISA PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO FACULDADE DE ARTES VISUAIS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ARTE E CULTURA VISUAL Edital 01/2015

Leia mais

JAIME CÉSAR DE MOURA OLIVEIRA

JAIME CÉSAR DE MOURA OLIVEIRA Agência Nacional de Vigilância Sanitária www.anvisa.gov.br Consulta Pública n 27, de 06 de abril de 2015 D.O.U de 08/04/2015 A Diretoria Colegiada da Agência Nacional de Vigilância Sanitária, no uso das

Leia mais

EDITAL PPGEEL N o 01/2014

EDITAL PPGEEL N o 01/2014 Reconhecimento MEC Portaria n 1.077, de 31/08/2012, publicado no Diário Oficial da União em 13.09/2012. (Mestrado Profissional e Acadêmico). Reconhecimento renovado pelo Decreto Estadual n 1.707, de 30.08.2013,

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO 01-2016

EDITAL DE SELEÇÃO 01-2016 EDITAL DE SELEÇÃO 01-2016 Estabelece as normas e condições para o Processo Seletivo nos Cursos de Mestrado do Programa de Pós-Graduação em da UFRB, para ingresso no semestre acadêmico 2016.1. A Universidade

Leia mais

Formulário para envio de contribuições em Consulta Pública. Apresentação e orientações

Formulário para envio de contribuições em Consulta Pública. Apresentação e orientações Formulário para envio de contribuições em Consulta Pública FORMULÁRIO PARA ENVIO DE CONTRIBUIÇÕES EM CONSULTA PÚBLICA Apresentação e orientações Este Formulário possui a finalidade de enviar contribuições

Leia mais

Índice. Farmácia de Manipulação Conhecendo uma farmácia de manipulação, suas vantagens e procedimentos... 2

Índice. Farmácia de Manipulação Conhecendo uma farmácia de manipulação, suas vantagens e procedimentos... 2 1 Índice Farmácia de Manipulação Conhecendo uma farmácia de manipulação, suas vantagens e procedimentos... 2 A Empresa Informações sobre a empresa, farmacêuticas responsáveis, instalações, diferenciais

Leia mais

I-070 - DIAGNÓSTICO DE GERENCIAMENTO DOS RESÍDUOS SÓLIDOS DE SERVIÇO DE SAÚDE EM UM HOSPITAL PÚBLICO EM BELÉM/PA

I-070 - DIAGNÓSTICO DE GERENCIAMENTO DOS RESÍDUOS SÓLIDOS DE SERVIÇO DE SAÚDE EM UM HOSPITAL PÚBLICO EM BELÉM/PA I-070 - DIAGNÓSTICO DE GERENCIAMENTO DOS RESÍDUOS SÓLIDOS DE SERVIÇO DE SAÚDE EM UM HOSPITAL PÚBLICO EM BELÉM/PA Lana Tais da Silva Coelho (1) Estudante do curso de Engenharia Ambiental do Instituto de

Leia mais

Nº 84, quarta-feira, 6 de maio de 2015 1 ISSN 1677-7042 35

Nº 84, quarta-feira, 6 de maio de 2015 1 ISSN 1677-7042 35 Nº 84, quarta-feira, 6 de maio de 2015 1 ISSN 1677-7042 35 d) Não ingerir. 1. e) Não usar caso os lábios apresentem rachaduras, escamações ou ferimentos. 7.Protetor labial sem FPS A partir de 3 anos Avaliação

Leia mais

DECLARAÇÕES EUROPEIAS DA FARMÁCIA HOSPITALAR

DECLARAÇÕES EUROPEIAS DA FARMÁCIA HOSPITALAR DECLARAÇÕES EUROPEIAS DA FARMÁCIA HOSPITALAR As páginas que se seguem constituem as Declarações Europeias da Farmácia Hospitalar. As declarações expressam os objetivos comuns definidos para cada sistema

Leia mais

Grupo 3 - Cadeias em que oportunidades e ameaças são localizadas e ou se anulam

Grupo 3 - Cadeias em que oportunidades e ameaças são localizadas e ou se anulam Grupo 3 - Cadeias em que oportunidades e ameaças são localizadas e ou se anulam 3.1 Cosméticos Diagnóstico Os países desenvolvidos dominam o mercado mundial do setor de cosméticos, perfumaria e artigos

Leia mais

Dagoberto C.Brandão PHC Pharma Consulting A PESQUISA CLÍNICA E REGISTRO DE MEDICAMENTOS

Dagoberto C.Brandão PHC Pharma Consulting A PESQUISA CLÍNICA E REGISTRO DE MEDICAMENTOS A PESQUISA CLÍNICA E REGISTRO DE MEDICAMENTOS REGISTRO DE MEDICAMENTO A ESTRUTURA DO DOSSIÊ LEGAIS DADOS DADOS ROTULAGEM PRODUÇÃO E CONTROLE DE QUALIDADE EFICÁCIA CIA E SEGURANÇA Registro de Medicamentos

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO ESPECIAL PARA CANDIDATOS ESTRANGEIROS FLUXO CONTÍNUO CURSO DE DOUTORADO E DE MESTRADO EM ENFERMAGEM

EDITAL DE SELEÇÃO ESPECIAL PARA CANDIDATOS ESTRANGEIROS FLUXO CONTÍNUO CURSO DE DOUTORADO E DE MESTRADO EM ENFERMAGEM EDITAL DE SELEÇÃO ESPECIAL PARA CANDIDATOS ESTRANGEIROS FLUXO CONTÍNUO CURSO DE DOUTORADO E DE MESTRADO EM ENFERMAGEM A Coordenadora do Programa da UFSC (PEN/UFSC), no uso de suas atribuições, declara

Leia mais

RESOLUÇÃO - RDC No- 39, DE 14 DE AGOSTO DE 2013

RESOLUÇÃO - RDC No- 39, DE 14 DE AGOSTO DE 2013 RESOLUÇÃO - RDC No- 39, DE 14 DE AGOSTO DE 2013 Dispõe sobre os procedimentos administrativos para concessão da Certificação de Boas Práticas de Fabricação e da Certificação de Boas Práticas de Distribuição

Leia mais

CURSO DE ENFERMAGEM EDITAL DE CHAMADA PARA A V MOSTRA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DO CURSO DE ENFERMAGEM Nº 05 /2012

CURSO DE ENFERMAGEM EDITAL DE CHAMADA PARA A V MOSTRA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DO CURSO DE ENFERMAGEM Nº 05 /2012 CURSO DE ENFERMAGEM EDITAL DE CHAMADA PARA A V MOSTRA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DO CURSO DE ENFERMAGEM Nº 05 /2012 A Coordenação do Curso de Enfermagem da Fanor- DeVry Brasil, no uso de suas atribuições,

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO COMO AUXÍLIO NA GESTÃO DAS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS: UM ESTUDO EM MICRO E PEQUENAS EMPRESAS DO INTERIOR DO PARANÁ

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO COMO AUXÍLIO NA GESTÃO DAS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS: UM ESTUDO EM MICRO E PEQUENAS EMPRESAS DO INTERIOR DO PARANÁ SISTEMAS DE INFORMAÇÃO COMO AUXÍLIO NA GESTÃO DAS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS: UM ESTUDO EM MICRO E PEQUENAS EMPRESAS DO INTERIOR DO PARANÁ MELLO, A.D. de.; RANDO, D.R. Resumo No atual contexto empresarial

Leia mais

Informe Técnico n. 67, de 1º de setembro de 2015.

Informe Técnico n. 67, de 1º de setembro de 2015. Informe Técnico n. 67, de 1º de setembro de 2015. Assunto: Orientações sobre os procedimentos para solicitação de alterações na lista de alimentos alergênicos. I. Introdução. A Resolução de Diretoria Colegiada

Leia mais

Tensoativos aniônicos, Tripolifosfato de Sódio, Sequestrante, Amida de ácido graxo, Espessante, Corante, Essência e Àgua.

Tensoativos aniônicos, Tripolifosfato de Sódio, Sequestrante, Amida de ácido graxo, Espessante, Corante, Essência e Àgua. FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTO QUÍMICO 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome do Produto: Hidrosan Limpa Bordas Aplicação: Limpa Bordas Nome da Empresa: Hidroall do Brasil Ltda Endereço:

Leia mais

FICHA DE INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUÍMICOS. Nome do produto: Paratest Formalina 5 Data da última revisão: 18.08.2014

FICHA DE INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUÍMICOS. Nome do produto: Paratest Formalina 5 Data da última revisão: 18.08.2014 FISPQ nº: 001 página: 01/05 SEÇÃO 1 IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA - NOME DO PRODUTO: PARATEST FORMALINA 5 - CÓDIGO INTERNO DE IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO: 1500; 1660; 2096; 2559; 2092; 2928; 2929;

Leia mais

Glossário. Caso Pendente de Intoxicação: aquele que não passou por avaliação médica.(oms)

Glossário. Caso Pendente de Intoxicação: aquele que não passou por avaliação médica.(oms) Toxicovigilância Glossário Agente Tóxico (Toxicante): é qualquer substância, ou seus metabólitos, capaz de produzir um efeito tóxico (nocivo, danoso) num organismo vivo, ocasionando desde alterações bioquímicas,

Leia mais

TÍTULO: A EXPECTATIVA DOS PROFESSORES COM A IMPLANTAÇÃO DAS LOUSAS DIGITAIS

TÍTULO: A EXPECTATIVA DOS PROFESSORES COM A IMPLANTAÇÃO DAS LOUSAS DIGITAIS TÍTULO: A EXPECTATIVA DOS PROFESSORES COM A IMPLANTAÇÃO DAS LOUSAS DIGITAIS CATEGORIA: EM ANDAMENTO ÁREA: CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS SUBÁREA: PEDAGOGIA INSTITUIÇÃO: UNIVERSIDADE ANHEMBI MORUMBI AUTOR(ES):

Leia mais

Prescrição Farmacêutica. Aspectos técnicos e legais

Prescrição Farmacêutica. Aspectos técnicos e legais Bem Vindos! Prescrição Farmacêutica Aspectos técnicos e legais Quem sou? Prof. Dr José Henrique Gialongo Gonçales Bomfim Farmacêutico Bioquímico 1998 Mestre em Toxicologia USP 2003 Doutor em Farmacologia

Leia mais

CONSELHO DE SECRETARIAS MUNICIPAIS DE SAÚDE

CONSELHO DE SECRETARIAS MUNICIPAIS DE SAÚDE ANEXO II TERMO DE REFERÊNCIA PROFISSIONAL NÍVEL SUPERIOR CONTEUDISTA (MESTRE) PARA O CURSO DE QUALIFICAÇÃO DE PROFISSIONAIS DA ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA, COM UTILIZAÇÃO DO SISTEMA NACIONAL DE GESTÃO DA

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO-OESTE, UNICENTRO PROGRAMA CIÊNCIA SEM FRONTEIRAS. Graduação Sanduíche nos EUA

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO-OESTE, UNICENTRO PROGRAMA CIÊNCIA SEM FRONTEIRAS. Graduação Sanduíche nos EUA Chamada Pública UNICENTRO/CAPES nº 01/2011 Em atendimento a chamada CAPES 01/211 do Programa Ciência sem Fronteiras, a UNICENTRO torna pública a seleção de estudantes de graduação em áreas e temas de estudo

Leia mais

CAPES DAV REGULAMENTO DA AVALIAÇÃO DE PROJETOS DE MESTRADO INTERINSTITUCIONAL MINTER

CAPES DAV REGULAMENTO DA AVALIAÇÃO DE PROJETOS DE MESTRADO INTERINSTITUCIONAL MINTER (Anexo à Portaria nº 067, de 14 de setembro de 2005) CAPES DAV REGULAMENTO DA AVALIAÇÃO DE PROJETOS DE MESTRADO INTERINSTITUCIONAL MINTER 1. Caracterização do Projeto Minter 1.1. Caracteriza-se como Projeto

Leia mais

COMISSÃO DE DEFESA DO CONSUMIDOR. EMENDAS DE PLENÁRIO AO PROJETO DE LEI Nº 4.385, DE 1994. (Do Senado Federal)

COMISSÃO DE DEFESA DO CONSUMIDOR. EMENDAS DE PLENÁRIO AO PROJETO DE LEI Nº 4.385, DE 1994. (Do Senado Federal) COMISSÃO DE DEFESA DO CONSUMIDOR EMENDAS DE PLENÁRIO AO PROJETO DE LEI Nº 4.385, DE 1994. (Do Senado Federal) Dá nova redação ao artigo 15 da Lei nº 5.991, de 17 de dezembro de 1973, que dispõe sobre o

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ INSTITUTO DE TECNOLOGIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE ALIMENTOS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ INSTITUTO DE TECNOLOGIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE ALIMENTOS UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ INSTITUTO DE TECNOLOGIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE ALIMENTOS EDITAL N 01/2012 PROCESSO SELETIVO DE DOUTORADO O Programa de Pós-Graduação em Ciência

Leia mais

feema - Fundação Estadual de Engenharia do Meio Ambiente Curso de Legislação e Normas para o Licenciamento Ambiental Junho de 2002

feema - Fundação Estadual de Engenharia do Meio Ambiente Curso de Legislação e Normas para o Licenciamento Ambiental Junho de 2002 Página 1 feema - Fundação Estadual de Engenharia do Meio Ambiente Curso de Legislação e Normas para o Licenciamento Ambiental Junho de 2002 DZ 056 - Diretriz para Realização de Auditoria Ambiental capa

Leia mais

Artigo RESUMO ABSTRACT. Priscila da Nobrega Rito. Rosaura de Farias Presgrave Eloisa Nunes Alves Maria Helena Simões Villas Bôas

Artigo RESUMO ABSTRACT. Priscila da Nobrega Rito. Rosaura de Farias Presgrave Eloisa Nunes Alves Maria Helena Simões Villas Bôas DOI:10.3395/vd.v2i3.199 Artigo Perfil dos desvios de rotulagem de produtos cosméticos analisados no Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde entre 2005 e 2009 Profile of deviations labeling

Leia mais

EDITAL INTERNO Nº 06/2014

EDITAL INTERNO Nº 06/2014 EDITAL INTERNO Nº 06/2014 HOMOLOGAÇÃO DAS INSCRIÇÕES DOS CANDIDATOS DO IFRJ PARA SELEÇÃO DO PROGRAMA CIÊNCIA SEM FRONTEIRAS - BOLSA DE GRADUAÇÃO SANDUÍCHE A Pró-Reitora de Pesquisa, Inovação e Pós-Graduação

Leia mais

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA (PROBIC/UNIARAXÁ)

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA (PROBIC/UNIARAXÁ) REGULAMENTO DO PROGRAMA DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA (PROBIC/UNIARAXÁ) CAPÍTULO I DAS FINALIDADES E OBJETIVOS Art. 1 - As normas que seguem visam orientar pesquisadores e bolsistas vinculados a projetos

Leia mais

REGULAMENTO TÉCNICO MERCOSUL CLASSIFICAÇÃO DE PRODUTOS DE HIGIENE PESSONAL, COSMÉTICOS E PERFUMES

REGULAMENTO TÉCNICO MERCOSUL CLASSIFICAÇÃO DE PRODUTOS DE HIGIENE PESSONAL, COSMÉTICOS E PERFUMES MERCOSUL/GMC/RES. Nº 07/05 REGULAMENTO TÉCNICO MERCOSUL CLASSIFICAÇÃO DE PRODUTOS DE HIGIENE PESSONAL, COSMÉTICOS E PERFUMES TENDO EM VISTA: O Tratado de Assunção, o Protocolo de Ouro Preto e as Resoluções

Leia mais

Farmácia. CruzdeMalta. APresentação no âmbito do protocolo com o Exército Português

Farmácia. CruzdeMalta. APresentação no âmbito do protocolo com o Exército Português Farmácia CruzdeMalta APresentação no âmbito do protocolo com o Exército Português FARMÁCIA CRUZ DE MALTA Apresentação Esta apresentação resulta do contacto realizado entre o Exército Português e a Farmácia

Leia mais

COSMETOVIGILÂNCIA NO BRASIL

COSMETOVIGILÂNCIA NO BRASIL Ministério da Saúde Gerência-Geral de Cosméticos COSMETOVIGILÂNCIA NO BRASIL Juliana Araujo Costa Curitiba, junho de 2013 COSMETOVIGILÂNCIA É a atividade que consiste em observar e analisar os eventuais

Leia mais

A SBD (Sociedade Brasileira de Dermatologia) constatou por meio de uma pesquisa realizada em 2011 que 59,85% dos entrevistados se expõe à luz solar

A SBD (Sociedade Brasileira de Dermatologia) constatou por meio de uma pesquisa realizada em 2011 que 59,85% dos entrevistados se expõe à luz solar A SBD (Sociedade Brasileira de Dermatologia) constatou por meio de uma pesquisa realizada em 2011 que 59,85% dos entrevistados se expõe à luz solar sem qualquer proteção, enquanto apenas 34,31% usam protetor

Leia mais

PRÓ-REITORIA DE ENSINO NORMATIVA INTERNA PARA O TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC)

PRÓ-REITORIA DE ENSINO NORMATIVA INTERNA PARA O TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) PRÓ-REITORIA DE ENSINO NORMATIVA INTERNA PARA O TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) Aracaju/SE 2011 CAPÍTULO I Das finalidades e dos Objetivos Art. 1º - As Normas de Trabalho de Conclusão de Curso (TCC)

Leia mais

PROGRAMA DE INCENTIVO À PESQUISA CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA NO CAMPUS ARARANGUÁ DO IF-SC EDITAL INTERNO- N0 XX/2010

PROGRAMA DE INCENTIVO À PESQUISA CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA NO CAMPUS ARARANGUÁ DO IF-SC EDITAL INTERNO- N0 XX/2010 PROGRAMA DE INCENTIVO À PESQUISA CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA NO DO IF-SC EDITAL INTERNO- N0 XX/2010 CHAMADA DE PROJETOS DE PESQUISA CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA EXECUÇÃO: 19 DE ABRIL DE 2010 A 10 DE MAIO DE 2010

Leia mais

I I Mostra de Trabalhos acadêmicos do Curso de Fisioterapia: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde/CCBS/Univates

I I Mostra de Trabalhos acadêmicos do Curso de Fisioterapia: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde/CCBS/Univates Centro Universitário UNIVATES Curso de Fisioterapia I I Mostra de Trabalhos acadêmicos do Curso de Fisioterapia: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde/CCBS/Univates Coordenação: Marilucia Vieira dos

Leia mais

EFEITOS ADVERSOS A MEDICAMENTOS

EFEITOS ADVERSOS A MEDICAMENTOS EFEITOS ADVERSOS A MEDICAMENTOS INTRODUÇÃO As informações contidas neste folheto têm a finalidade de orientar as pessoas que passaram ou que podem passar pela experiência não-desejada dos efeitos adversos

Leia mais

EDITAL COMPLEMENTAR MNPEF - UFSC

EDITAL COMPLEMENTAR MNPEF - UFSC Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC Centro de Ciências Físicas e Matemáticas - CFM Departamento de Física Programa de Pós-Graduação em Ensino de Física - Polo UFSC - Florianópolis EDITAL COMPLEMENTAR

Leia mais

HÁBITOS ALIMENTARES DOS UNIVERSITÁRIOS DO CURSO DE NUTRIÇÃO DA FACULDADE DE APUCARANA - FAP

HÁBITOS ALIMENTARES DOS UNIVERSITÁRIOS DO CURSO DE NUTRIÇÃO DA FACULDADE DE APUCARANA - FAP HÁBITOS ALIMENTARES DOS UNIVERSITÁRIOS DO CURSO DE NUTRIÇÃO DA FACULDADE DE APUCARANA - FAP JAROSKEVICZ, L.; MARIN, T. Resumo: A fase da adolescência e adulta é o momento de maior impacto na vida do indivíduo

Leia mais

Este evento busca oportunizar a divulgação de resultados de pesquisa de alunos regularmente matriculados em cursos de graduação.

Este evento busca oportunizar a divulgação de resultados de pesquisa de alunos regularmente matriculados em cursos de graduação. MANUAL OFICIAL O EVENTO O IDEAU Instituto de Desenvolvimento Educacional do Alto Uruguai reconhece a importância do trabalho acadêmico, as habilidades de criação e de inovação dos alunos de cada um de

Leia mais

FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUÍMICOS FISPQ Nome do produto: BIOCAT FISPQ n : 0270/09 Data da última revisão: 05/11/08 Página 1 de 5

FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUÍMICOS FISPQ Nome do produto: BIOCAT FISPQ n : 0270/09 Data da última revisão: 05/11/08 Página 1 de 5 FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUÍMICOS FISPQ Nome do produto: BIOCAT Página 1 de 5 1. Identificação do produto e da empresa Nome do produto: BIOCAT Nome da Empresa: INDÚSTRIA QUÍMICA ZEQUINI

Leia mais

Relatório de Pesquisa de monitoramento de resultados de ações conjuntas ABDI -ANVISA SEBRAE

Relatório de Pesquisa de monitoramento de resultados de ações conjuntas ABDI -ANVISA SEBRAE Relatório de Pesquisa de monitoramento de resultados de ações conjuntas ABDI -ANVISA SEBRAE Dezembro -2012 2012 - Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial - ABDI Relatório de Pesquisa de monitoramento

Leia mais

Sumário. (11) 3177-7700 www.systax.com.br

Sumário. (11) 3177-7700 www.systax.com.br Sumário Introdução... 3 Amostra... 4 Tamanho do cadastro de materiais... 5 NCM utilizadas... 6 Dúvidas quanto à classificação fiscal... 7 Como as empresas resolvem as dúvidas com os códigos de NCM... 8

Leia mais

Requisitos Técnicos para Regularização de Produtos de Higiene Pessoal, Cosméticos e Perfumes

Requisitos Técnicos para Regularização de Produtos de Higiene Pessoal, Cosméticos e Perfumes Gerência Geral de Cosméticos Requisitos Técnicos para Regularização de Produtos de Higiene Pessoal, Cosméticos e Perfumes 1 DEFINIÇÃO DE COSMÉTICOS RDC 211/2005 Anexo 1 REFERÊNCIAS LEGAIS 6 Outras legislações

Leia mais

COSMÉTICOS AÇÃO E REAÇÃO

COSMÉTICOS AÇÃO E REAÇÃO Revista Interfaces: Saúde, Humanas e Tecnologia. Ano 2, V. 2, Número Especial, jun, 2014. Faculdade Leão Sampaio Resumo Expandido ISSN 2317-434X COSMÉTICOS AÇÃO E REAÇÃO *Dryelle Feitosa Mota 1 - dryelle.rbd@hotmail.com;

Leia mais

MUDANÇAS NO MERCADO BRASILEIRO PARA O TRATAMENTO DA DISFUNÇÃO ERÉTIL INTERCORRENTES DA QUEBRA DA PATENTE DO CITRATO DE SILDENAFILA (Viagra )

MUDANÇAS NO MERCADO BRASILEIRO PARA O TRATAMENTO DA DISFUNÇÃO ERÉTIL INTERCORRENTES DA QUEBRA DA PATENTE DO CITRATO DE SILDENAFILA (Viagra ) MUDANÇAS NO MERCADO BRASILEIRO PARA O TRATAMENTO DA DISFUNÇÃO ERÉTIL INTERCORRENTES DA QUEBRA DA PATENTE DO CITRATO DE SILDENAFILA (Viagra ) Luiz Marques Campelo 1, Marcelo Gurgel Carlos da Silva 1, Maria

Leia mais

Oncologia. Aula 3: Legislação específica. Profa. Camila Barbosa de Carvalho

Oncologia. Aula 3: Legislação específica. Profa. Camila Barbosa de Carvalho Oncologia Aula 3: Legislação específica Profa. Camila Barbosa de Carvalho Legislações importante em oncologia - RDC n o. 220/2004 - RDC n o. 67/2007 - RDC n o. 50/2002 - RDC n o. 306/2004 - NR 32/2005

Leia mais

PROGRAMA CIÊNCIA SEM FRONTEIRAS (CAPES E CNPq) EDITAL nº 06 de 28 de Março de 2012

PROGRAMA CIÊNCIA SEM FRONTEIRAS (CAPES E CNPq) EDITAL nº 06 de 28 de Março de 2012 PROGRAMA CIÊNCIA SEM FRONTEIRAS (CAPES E CNPq) EDITAL nº 06 de 28 de Março de 2012 A Pró-Reitoria de Pesquisa, Extensão e Pós-Graduação vêm através deste Edital, divulgar no âmbito da Instituição a todos

Leia mais

Serviço Público Federal Conselho Regional de Farmácia do Estado de Santa Catarina - CRF/SC

Serviço Público Federal Conselho Regional de Farmácia do Estado de Santa Catarina - CRF/SC Serviço Público Federal Conselho Regional de Farmácia do Estado de Santa Catarina - CRF/SC Trav. Olindina Alves Pereira, 35 - Caixa Postal 472-88020-095 Fone/Fax (48) 222-4702 - Florianópolis - SC. url:

Leia mais

O Amarelinho mantém liderança

O Amarelinho mantém liderança Mídia Kit O CAMPEÃO DAS BANCAS! O melhor jornal de empregos mídia exclusiva Empregos, estágios, cursos e concursos Páginas 6, 7 e 8 perfil do leitor Instituto define quem é o leitor do Amarelinho Página

Leia mais

TRABALHO, SAÚDE, CIDADANIA E ENFERMAGEM: A PRODUÇÃO DO CONHECIMENTO DO GRUPO PRÁXIS.

TRABALHO, SAÚDE, CIDADANIA E ENFERMAGEM: A PRODUÇÃO DO CONHECIMENTO DO GRUPO PRÁXIS. TRABALHO, SAÚDE, CIDADANIA E ENFERMAGEM: A PRODUÇÃO DO CONHECIMENTO DO GRUPO PRÁXIS. Francine Lima Gelbcke 1, Celina Maria Araujo Tavares 2, Eliane Matos 3, Hosanna Pattrig Fertonani 4, Aldanéia Norma

Leia mais

2. Quais os objetivos do Programa Nacional de Segurança do Paciente?

2. Quais os objetivos do Programa Nacional de Segurança do Paciente? O tema Segurança do Paciente vem sendo desenvolvido sistematicamente pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) desde sua criação, cooperando com a missão da Vigilância Sanitária de proteger

Leia mais

A SECRETARIA DE SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO, no uso de suas atribuições legais, e

A SECRETARIA DE SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO, no uso de suas atribuições legais, e PORTARIA SSST Nº 11, de 13/10/1994 "Publica a minuta do Projeto de Reformulação da Norma Regulamentadora nº 9 - Riscos Ambientais com o seguinte título: Programa de Proteção a Riscos Ambientais". A SECRETARIA

Leia mais

PROGRAMA CIÊNCIA SEM FRONTEIRAS (CAPES-CNPq)

PROGRAMA CIÊNCIA SEM FRONTEIRAS (CAPES-CNPq) PROGRAMA CIÊNCIA SEM FRONTEIRAS (CAPES-CNPq) EDITAL PROPEPG Nº 06 de 04 de Junho de 2013 A Pró-Reitoria de Pesquisa, Extensão e Pós-Graduação vêm através deste Edital, divulgar no âmbito da Instituição

Leia mais

VIII-003 PREPARO DE RECURSOS HUMANOS PARA A IMPLANTAÇÃO DA ISO 14001 EM ESTAÇÕES DE TRATAMENTO DE ESGOTOS

VIII-003 PREPARO DE RECURSOS HUMANOS PARA A IMPLANTAÇÃO DA ISO 14001 EM ESTAÇÕES DE TRATAMENTO DE ESGOTOS VIII-003 PREPARO DE RECURSOS HUMANOS PARA A IMPLANTAÇÃO DA ISO 14001 EM ESTAÇÕES DE TRATAMENTO DE ESGOTOS Andréia Guaracho Ramos (1) Bacharel em Química e Pós Graduada em Química Industrial pela Fundação

Leia mais

MEDICAMENTOS GENÉRICOS

MEDICAMENTOS GENÉRICOS MEDICAMENTO GENÉRICO Uma importante conquista para a saúde pública no Brasil 15 anos 15 anos , 15 ANOS DE BENEFÍCIOS PARA A SOCIEDADE BRASILEIRA. Ao completar 15 anos de existência no país, os medicamentos

Leia mais