Resumo. Abstract. Universidade Presbiteriana Mackenzie. Ailton Frank Barbosa Ressutte (IC) e Rita Moura Fortes (Orientadora) Apoio: PIBIC Mackenzie

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Resumo. Abstract. Universidade Presbiteriana Mackenzie. Ailton Frank Barbosa Ressutte (IC) e Rita Moura Fortes (Orientadora) Apoio: PIBIC Mackenzie"

Transcrição

1 Universidade Presbiteriana Mackenzie ESTUDO DE DESEMPENHO SOBRE A UTILIZAÇÃO DE PAVIMENTO ASFALTICO REFORÇADO COM MALHA DE AÇO (PERFORMANCE STUDY ON THE USE OF PAVEMENT REINFORCED WITH A STEEL MESH) Ailton Frank Barbosa Ressutte (IC) e Rita Moura Fortes (Orientadora) Apoio: PIBIC Mackenzie Resumo A intensificação do fluxo de pessoas entre as diversas regiões do globo geraram a necessidade de modernizar, ampliar e de melhorar a rede de transportes ao redor do mundo. Tendo em conta que os recursos financeiros para a construção e manutenção de pavimentos são cada vez mais limitados, é cada vez mais desejável que as obras de construção e de reabilitação das rodovias prevejam novas técnicas pautadas por economia de recursos e, principalmente, visando à questão da sustentabilidade. Por este motivo, nos últimos anos, a utilização de reforço de pavimentos com malhas de aço tem aumentado rapidamente em diversos países. Pesquisas sobre este tipo de reforço em estruturas de pavimento têm sido realizadas principalmente no exterior (Europa, EUA e África). Uma revisão da literatura existente sobre malha de reforço em pavimentos flexíveis mostra que a utilização do reforço acaba evitando rachaduras nas camadas asfálticas, agindo como uma barreira contra a propagação de trincas, mantendo a distribuição de carga uniforme, oferecendo resistência ao cisalhamento especialmente em altas tensões e, ainda, melhora na resistência à fadiga da camada asfáltica. Tratando-se de uma técnica ainda pouco conhecida, o âmbito desta pesquisa é apresentar esta nova tecnologia ainda inédita no Brasil, investigando o seu desempenho em países nos quais a malha de aço foi utilizada. Palavras-chave: pavimentação, reforço estrutural, malha de aço Abstract The intensification of the people's flow between several regions around the globe developed a need to modernize, amplify and improve the transports network. Taking into account that the pavement construction and it's maintenance financial resources are increasingly limited, it is essential that newly highways and the conservation of older ones are guided by saving feature, aiming for the sustainability matter. For these reason, in the past years the pavement reinforced with steel nets has increased rapidly in several countries. Reserch regarding this type of reinforcement in pavement structures has been carried out mainly in the exterior (Europe, USA and Africa). A review from the prevailing literature regard the reinforcement mesh at flexible pavements shows that the utilization of the reinforcement prevents cracks at asphalt layers, working as a barrier which prevents the cracks from spreading, keeps an uniform load distribution, offering shear strength especially under high strain and even aids in the asphalt layer fatigue resistance. Since it is a hardly known technic, the scope of this research is to introduce this new technology still unprecedented in Brazil, investigating it's performance at countries where steel net had been used. Key-words: pavement, structural reinforcement, steel net 1

2 VII Jornada de Iniciação Científica INTRODUÇÃO O transporte é uma atividade indispensável a todas as relações econômicas, ao intercâmbio entre os povos e principalmente ao comércio. No Brasil o modal mais utilizado é o rodoviário. Segundo a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) (Brasil) (2011), o país possui uma malha viária de aproximadamente 1,8 milhões de km de rodovias, com apenas 146 mil km asfaltados (entre rodovias federais e estaduais). A cada ano, mais as estradas e aeroportos são expostas a um aumento não só do volume de tráfego, mas também das suas cargas correspondentes conforme observado por Reis (2009). Tendo o Brasil em sua grande maioria, uma rede viária constituída por pavimentos flexíveis e sendo os orçamentos disponíveis para as novas construções e manutenção destas infraestruturas, cada vez mais limitados, acaba tornando-se necessária a sua construção com maior cuidado, sempre garantindo um desempenho adequado durante o ciclo de vida, quer em termos funcionais (segurança e conforto) quer em termos estruturais. Atualmente um dos grandes problemas enfrentados pela sociedade é a redução da matériaprima, que a cada ano que se passa estão disponíveis em quantidades cada vez mais limitadas. Por ser parte constituinte de um pavimento, qualquer tecnologia que permita a diminuição do consumo das misturas asfálticas, são de grande valia tanto do ponto de vista econômico, como principalmente do ambiental. Segundo o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) (Brasil) (2011) estima-se que no decorrer do ano de 2011, irão ser gastos aproximadamente 80 milhões de reais com obras emergenciais, recuperação de rodovias e encostas, além da eliminação de erosões. Por motivos como estes, encontrados não apenas no Brasil, têm sido desenvolvidas investigações no sentido de implementar possíveis métodos de reforço dos pavimentos, sendo eles mais eficazes e econômicos. Como exemplo de soluções que possibilitem uma maior capacidade de suportar a carga ao pavimento, tem-se a introdução da malha de aço. A escolha do tipo de reforço a ser adotado depende do estado em que se encontra o pavimento, ao nível do estado estrutural e funcional e ao nível de qualidade que se pretende atingir. Segundo Fortes e Merighi (2010), as principais causas de degradação dos pavimentos flexíveis são as deformações permanentes e o aparecimento de trincas. A aplicação de reforço em pavimentos flexíveis com a malha de aço iniciou-se nos países do norte da Europa por volta de De acordo com Reis (2009), após a aplicação em algumas estradas foi reconhecido o potencial da malha de aço, como reforço para pavimentos. 2

3 Universidade Presbiteriana Mackenzie Dessa maneira, esta técnica originou o interesse de organizações criando investigações como, por exemplo, o projeto patrocinado pela União Européia denominado por REFLEX (Reinforcement of Flexible Road Structures with Steel Fabrics to Prolong Service Life). Este projeto mostrou conclusões interessantes acerca das melhorias verificadas pela introdução da malha de aço como reforço, tendo como base casos práticos de estradas localizadas na Suécia, Finlândia e Itália, ajudando a definir diretrizes para o dimensionamento e execução de reforço de pavimentos recorrendo à malha de aço. O objetivo desta pesquisa é apresentar esta nova tecnologia inédita no Brasil, investigando o seu desempenho em países ao qual a malha de aço foi utilizada, recorrendo à instrumentação e observação do seu comportamento em laboratório, trechos experimentais e ainda quanto à modelação numérica; contribuindo para uma analise estrutural mais adequada dos pavimentos, tendo como base casos de estudo já realizados em outros países. REFERENCIAL TEÓRICO Análise dos Pavimentos É denominado como sendo pavimento rodoviário à estrutura de múltiplas camadas construída sobre a terraplenagem de um terreno, destinada técnica e economicamente a suportar as cargas provenientes do tráfego, redistribuindo as para a infraestrutura e proporcionando condições satisfatórias de conforto, rolamento, economia e segurança para os usuários desta estrutura. Em relação aos tipos de pavimentos existentes, a classificação tradicional de pavimentos rodoviários é dividida em dois tipos básicos: rígidos e flexíveis. Segundo Bernucci et al. (2006), os pavimentos são classificados de acordo com os seus materiais constituintes, que estão diretamente relacionados com o seu comportamento estrutural. Como requisitos principais, os pavimentos devem proporcionar condições de condução segura e conforto aos seus usuários (requisitos funcionais) e resistir a esforços verticais e horizontais devidos ao tráfego (requisitos estruturais), ao longo do período de vida útil. Há diversos problemas que podem afetar um pavimento. De acordo com Fontenelle et al. (2010) pode haver problemas como má execução, falhas de projeto, drenagem ineficiente, incidência de tráfego etc. Estes que acabam causando defeitos e afetam a condição inicial da pista de rolamento. Na sua generalidade os problemas que acabam afetando os pavimentos estão sujeitos a ações diretas e indiretas, sendo que as ações indiretas são características unicamente dos pavimentos rígidos. 3

4 VII Jornada de Iniciação Científica De acordo com Fortes e Merighi (2010) entendem-se por ações diretas os esforços absorvidos diretamente pelo pavimento, resultantes de forças ou pressões aplicadas à estrutura. Já as ações indiretas estão relacionadas com as deformações impostas ao pavimento. A aplicação destas ações acaba levando a deterioração do pavimento, associada à degradação da qualidade dos materiais constituintes. Esta degradação pode ser provocada pela atuação das ações já mencionadas, de um inadequado projeto e problemas no processo construtivo. A evolução das degradações dos pavimentos e consequente modificação do seu comportamento é um processo complexo, pois cada ação provoca alterações especificas em cada material constituinte de um pavimento (BRASIL, 2006). Com a evolução da degradação de um pavimento e ao atingir um estado de deterioração em que as condições de utilização já não são aceitáveis, torna-se necessário proceder com a intervenção e conservação, dependendo do estado em que se encontre e do nível de qualidade que se pretende atingir (FRITZEN, 2005). O tipo de intervenção a ser realizada para restabelecer as condições iniciais da estrutura do pavimento leva em conta um planejamento adequado para a intervenção, tornado-se necessário ter conhecimento do estado atualizado da degradação do pavimento de acordo com Brasil (2006). A exposição prolongada do pavimento provoca problemas de durabilidade, resultando no seu envelhecimento. Malha de aço A degradação dos pavimentos flexíveis esta usualmente coligada ao aumento do tráfego, aumento das cargas dos veículos, temperatura etc. Os recursos financeiros para os trabalhos de manutenção são normalmente limitados e insuficientes para manter as estradas em um padrão de qualidade mínimo (ALVES, 2007). Deste modo, o recurso ao reforço para aplicação em novos pavimentos ou reabilitação de pavimentos existentes deve ser concebido com o intuito de aumentar o tempo de vida útil dos pavimentos, visando à economia e sustentabilidade (REIS, 2009). A utilização da malha de aço como reforço de pavimentos flexíveis, em geral, segundo Asphalt Academy (2008), tem como objetivo aperfeiçoar as estradas conferindo ao pavimento um claro benefício relativo a uma ou mais características essencialmente de natureza estrutural; aumentando o seu tempo de vida útil de forma que haja um gasto de recursos naturais menor, além de se tornar uma estrutura mais econômica. 4

5 Universidade Presbiteriana Mackenzie A aplicação da malha de aço é recomendada no reforço de camadas betuminosas com vista, essencialmente, ao controle de assentamentos diferenciais e ao aumento da capacidade de carga do pavimento. Trabalhos de investigação na Finlândia e Suécia têm demonstrado que o reforço de pavimentos flexíveis com malhas de aço é uma técnica construtiva econômica para prevenir o aparecimento de trincas longitudinais de acordo com Rathmayer et al. (2002). O trabalho levado a cabo, apoiado em estudos experimentais realizados em estradas e laboratório, mostrou também que a aplicação da malha de aço nos pavimentos flexíveis durante a sua construção e reabilitação conferia às estradas benefícios como o aumento da capacidade de carga, aumento da resistência ao aparecimento de trincas, aumento da resistência aos assentamentos laterais, diminuição do risco de aparecimento de trincas nas camadas de reforço por reflexão dos pavimentos existentes, etc. segundo Cost (2004). Desde meados dos anos 80 que a Suécia tem adotado nas suas estradas as malhas de aço. Na grande maioria dos casos os danos observados nas estradas eram fendas devidas as infiltrações de água nas micro fissuras dos pavimentos, que com as baixas temperaturas solidifica aumentando de volume e, consequentemente, aumentavam-se as dimensões das trincas. A aplicação de malhas de aço em pavimentos é ainda restrita. Muitos dos casos conhecidos têm ainda um contexto de investigação científica apoiada em estudos experimentais de acordo com Reis (2009). Tem sido observado ao longo dos anos nas experiências realizadas em estradas existentes e em laboratório, que o problema mais sensível destes pavimentos é precisamente nas juntas. Nestas zonas se dá o aparecimento de trincas, quer sejam longitudinais ou transversais. Note-se que os estudos levados a cabo em estradas e pelo programa REFLEX não compreendem o dimensionamento da malha para evitar as trincas transversais, mas sim as trincas longitudinais. MÉTODO O trabalho aqui apresentado foi desenvolvido a partir de pesquisas teóricas, tendo como base estudos experimentais onde foi utilizada a malha de aço. Para uma melhor explanação sobre a pesquisa, esta foi dividida em três partes, sendo que cada parte compreendeu o estudo sobre a aplicação da malha de aço em algumas regiões do mundo. 5

6 VII Jornada de Iniciação Científica A primeira parte compreendeu o estudo da aplicação da malha de aço em países europeus. Sendo eles: Suécia, Finlândia e Portugal. A segunda parte compreendeu o estudo da aplicação da malha de aço nos Estados Unidos. E a terceira parte compreendeu o estudo da aplicação da malha de aço na África do Sul. Por fim esta pesquisa possibilitará um melhor conhecimento sobre a utilização desta nova tecnologia no Brasil, apresentando resultados e conclusões sobre a utilização da malha de aço, com recomendações para trabalhos que poderão ser levado a cabo no futuro. RESULTADOS E DISCUSSÃO Aplicações da utilização da malha de aço na Europa: REFLEX (Finlândia e Suécia) O projeto REFLEX (Reinforcement of Flexible Road Structures with Steel Fabrics to Prolong Service Life), financiado pela União Européia começou em março de 1999 e foi realizado durante um período de três anos até fevereiro de 2002, segundo Europa (2002). O objetivo principal do projeto foi o desenvolvimento de uma nova metodologia na construção e restauração de estradas com o uso de malha de aço, para fazer com que as estruturas rodoviárias obtivessem um aumento no seu tempo de vida útil, levando a uma redução no uso de recursos naturais, redução da necessidade de manutenção, redução de acidentes e uma melhoria da segurança do tráfego rodoviário. As pesquisas realizadas na Finlândia e Suécia indicaram que o reforço de pavimentos flexíveis com malha de aço é um método de baixo custo para evitar rachaduras longitudinais de acordo com Halonen et al. (2000). Ensaios de campo e em laboratório ainda mostraram outras aplicações na construção e restauração de estradas para dar um melhor desempenho final como o aumento da capacidade de carga, o impedimento da deformação plástica, evitar as rachaduras reflexivas etc. Na Suécia, o trecho escolhido para a aplicação da malha de aço, esta localizado numa estrada ao norte do país. Este trecho (figura 1) foi escolhido por ter grandes solavancos, diversas rachaduras e danos causados pela geada. Sondagens realizadas no local mostraram que os materiais constituintes do pavimento eram formados siltes e argilas (VTI, 2003). 6

7 Universidade Presbiteriana Mackenzie Figura 1: Defeitos do trecho em estudo (VTI, 2003) Para a aplicação da malha de aço, a equipe de projeto decidiu usar uma malha com as características de resistência à tração do aço f yk = 500 MPa e diâmetro = 5 mm, # 100 milímetros. Assim que teve inicio a colocação da malha de aço, levaram-se cerca de três horas até o término da instalação (figura 2) em sua primeira seção de estudo. Após esta primeira etapa, na semana seguinte houve a aplicação da malha nos trechos restantes, totalizando num total de 7 seções de estudo. Figura 2: Aplicação da malha de aço no trecho em estudo (VTI, 2003) Durante a instalação da malha, foram feitas algumas observações. Devido ao mau posicionamento da malha, ela tendeu a ser dobrada para cima devido à carga aplicada pelos caminhões enquanto os mesmos passavam por cima do pavimento no momento da aplicação da camada asfáltica de acordo com VTI (2003). Estes defeitos foram corrigidos posteriormente, em cada seção de estudo, aplicando-se uma camada de cascalho sobre a malha, a fim de evitar futuras imperfeições. 7

8 VII Jornada de Iniciação Científica Foram realizados diversos ensaios entre junho de 2000 até agosto de 2001, a fim de verificar as condições do reforço estrutural da malha de aço. Os resultados das medições de ensaios de carga com o FWD ( Falling Weight Deflectometer ) mostraram que a capacidade de suporte melhorou, mas eles não mostram grandes diferenças entre as várias seções de estudo. Na inspeção visual, mostrou que o reforço de aço não pode evitar trincas transversais resultantes da geada. No entanto, há tendências claras para reforço de aço, quanto o impedimento da fissuração longitudinal. Observou-se ainda que a malha de aço, é um reforço que tem a capacidade de controlar as rachaduras nas bordas do revestimento. Aplicações da utilização da malha de aço na Europa: Portugal Em seguida, descreve-se um caso de obra onde se procedeu à construção de um trecho experimental com o objetivo principal de avaliar o efeito da malha de aço na capacidade de carga, e o estudo através do recurso a modelação pelo Método dos Elementos Finitos no pavimento reforçado. As ações consideradas na modelação do pavimento foram às mesmas consideradas nos ensaios experimentais, levando em conta as simplificações adotadas no modelo. As ações correspondentes ao ensaio foram obtidas pelo deflectômetro de impacto FWD (Falling Weight Deflectometer). Na modelação numérica com recurso do Método dos Elementos Finitos (MEF) foi utilizado o programa comercial ADINA ( Automatic Dynamic Incremental Nonlinear Analysis ) de acordo com Reis (2009). Com base em modelos, foi feito um estudo paramétrico onde foi avaliada a influência da abertura da malha e da sua posição no pavimento. O trecho em estudo do pavimento experimental foi dividido em várias partes de igual comprimento, onde foram combinadas diferentes espessuras da camada de regularização em macadame betuminoso, em simultâneo com a aplicação de malhas com diferentes diâmetros das barras, conforme descreveu Alves (2007). A obra analisada esta localizada no povoado de Amêndoa, no Concelho de Vila de Rei em Portugal. O trecho estudado (figura 3) foi realizado pela empresa Construções JJR & Filhos, S.A. sendo ele realizado em De um modo geral, o trecho estudado tratava-se de uma estrada não pavimentada com alguns anos de construção, tendo sido apenas executados trabalhos relacionados com a pavimentação e pequenas correções do traçado. 8

9 Universidade Presbiteriana Mackenzie Figura 3: Vista do trecho experimental estudado (ALVES, 2007) A malha de aço utilizada (figura 4) foi pré-fabricada tendo como finalidade uma maior facilidade construtiva, o que se traduz numa situação economicamente mais vantajosa. Foi assim utilizada malha soldada com barras de diâmetros 3,0mm, 3,8 mm e 5,0 mm, com abertura da malha de 100 mm nas duas direções ortogonais. Figura 4: Vista da malha de aço (ALVES, 2007) A fundação do pavimento experimental foi constituída por solos resultantes de formações de xistos medianamente alterados, apresentando elementos à base de quartzito. A base é formada por um agregado britado de origem calcária. A camada asfática utilizada foi da classe de penetração 50/70, sendo os agregados constituintes britados e de origem quartzitica. Apos a conclusão da colocação (figura 5) da malha no trecho experimental e de modo a poder ser avaliada a capacidade de carga do pavimento, foram realizados ensaios de carga com deflectômetro de impacto FWD. 9

10 VII Jornada de Iniciação Científica Figura 5: Colocação da malha de aço (ALVES, 2007) A modelação computacional do pavimento foi efetuada com uma simplificação de bissimetria, de modo a permitir a utilização de menos memória por parte do programa ADINA segundo Reis (2009). Para a modelação não foram utilizadas as dimensões totais, mas sim uma parte com as dimensões apropriadas de forma aos resultados experimentais coincidirem ou estarem muito próximos dos obtidos através do modelo de elementos finitos. Analisando os resultados obtidos, verificou-se que a modelação teórica traduz o comportamento observado quando dos ensaios experimentais. Após a calibração dos modelos foi possível verificar as vantagens da utilização da malha de aço como elemento de reforço, traduzindo-se numa menor deformação do pavimento. A principal conclusão que se pode extrair é que a malha de aço pode ser considerada como um elemento de reforço eficaz, especialmente quando posicionada na interface da camada de desgaste com a camada de regularização e com uma abertura de malha de 5cm. Aplicações da utilização da malha de aço nos Estados Unidos: EUA Nos Estados Unidos, o Instituto de Transportes do Texas (Texas Transport Institute), tem estado envolvido em numerosos projetos de investigação sobre a utilização de reforços em pavimentos. Boa parte das pesquisas tem sido realizada pelos Drs. Robert Lytton, J Button e J Epps. Testes de laboratório e de campo estão em andamento e publicações internacionais tem sido feitas ao longo dos anos, mostrando os resultados obtidos pela utilização da malha de aço nos pavimentos. Neste caso em estudo, o objetivo da pesquisa foi investigar o estado da arte e desenvolver informações sobre a eficácia relativa de produtos comercialmente disponíveis, levando em conta a obtenção de produtos que representam as diferentes categorias de materiais 10

11 Universidade Presbiteriana Mackenzie comercializados para redução da reflexão de rachaduras em sobreposições de HMA (Hot Mastic Asphalt). Também foi pesquisada a identificação e utilização do melhor modelo disponível para analisar os dados de laboratório e determinar as propriedades do material que têm o maior efeito sobre desempenho de sobreposição. Foi realizada uma extensa revisão das publicações sobre o assunto, e levantado informações pertinentes sobre, aplicação, desempenho e custos dos tipos de reforços. Os pesquisadores selecionaram diferentes produtos de reforço, e neles foi incorporado o HMA, sendo avaliado em laboratório através da medição quanto à resistência e a fissuração térmica como descreveu Cleveland et al. (2002). Pesquisadores do Instituto de Transportes do Texas desenvolveram um programa de computador para verificar aplicação dos reforços no pavimento. O programa permitiu a avaliação adicional de cenários alternativos de sobreposição dos reforços para incorporar no tratamento das trincas. Com base nas conclusões deste estudo, foram feitas conclusões que garantiram o desempenho dos reforços em tratamento de trincas, mas também ocorreram falhas. Geralmente, a relação custo-benefício em reduzir as rachaduras por reflexão é pequena. Testes de laboratório indicaram que o uso de asfalto emulsionado produziu um plano de cisalhamento fraco, o que poderia promover a derrapagem durante a sobreposição na construção do pavimento. A partir dos dados conclusivos, foram feitas recomendações baseadas nas informações adquiridas com a investigação. O programa de computador que foi desenvolvido para este projeto, deverá ser usado com cenários alternativos quando considerado os reforços asfálticos, a fim de realizar o tratamento de trincas por reflexão de acordo com Cleveland et al. (2002). Aplicações da utilização da malha de aço na África: África do Sul Em meados de novembro de 2003, na África do Sul, um grupo de técnicos em estradas resolveu investigar o desenvolvimento de uma orientação sobre a utilização de reforços asfálticos. Esta investigação levou em conta as principais funções do reforço (evitar as trincas por reflexão, proteger as camadas asfálticas contra o tráfego intenso, etc). Esta investigação foi desenvolvida, pois, mesmo com uma grande quantidade de pesquisas sendo realizadas sobre a utilização do reforço estrutural, não estava havendo uma divulgação eficaz destas praticas de construção na África do Sul. 11

12 VII Jornada de Iniciação Científica Isto acabou levando à falta de compreensão da tecnologia, falta de consciência dos resultados das pesquisas, implementação de má qualidade, dentre outros. O objetivo da orientação desenvolvida foi fornecer uma síntese das práticas para a utilização dos reforços na pavimentação com base em práticas internacionais sendo, portanto, o objetivo principal, a contribuição para uma redução no custo da reconstrução, levando a reabilitação das estradas tendo em vista as condições de sustentabilidade desenvolvidas na África do Sul de acordo com Asphalt Academy (2008). O foco da orientação está na construção e reabilitação de estradas com camadas asfálticas, sendo que ela foi feita usando o conhecimento acumulado de profissionais da área, incluindo representantes dos fabricantes da malha de aço, organizações internacional de pesquisa, autoridades rodoviárias, consultores de engenharia, indústria de asfalto e outros que têm uma longa experiência de trabalhar no campo dos reforços asfálticos. De acordo com a orientação, foi constatado que a aplicação de reforço com malha de aço, melhora a vida útil do pavimento. A estrutura da malha aberta alcança o agregado de asfalto, resultando em uma alta resistência ao cisalhamento na interface do reforço e no asfalto assim bem como o bloqueio melhora a transferência de carga para o reforço (ASPHALT ACADEMY, 2008). A estrutura da malha de aço aberta permite que cada fio integra-se no asfalto, e, portanto, efetivamente atua como um pedaço de agregado contínuo com a matriz asfáltica, que constitui aproximadamente 40% da composição em uma forma contínua de massa asfáltica. A malha de aço, quando instalada e revestida por betume, acaba inibindo o efeito da corrosão. Experiências mostraram que nenhum betume adicional é necessário para o asfalto, já que o betume da superfície revestida pela malha de aço é maior que a área de superfície revestida da malha. CONCLUSÕES Este trabalho foi elaborado tendo em vista experimentos já realizados na Europa, Estados Unidos e África. Foram analisadas as técnicas de implementação da malha de aço quanto à sua instrumentação, observação do seu comportamento tanto em laboratório como em trechos experimentais. Em geral, os dados analisados permitiram evidenciar claramente o efeito da malha de aço como reforço da capacidade de carga do pavimento e também quanto à prevenção no surgimento de trincas longitudinais. 12

13 Universidade Presbiteriana Mackenzie Também se constatou que através de ensaios de carga com deflectômetro de impacto foi possível diferenciar os comportamentos dos pavimentos em trechos experimentais com o reforço de malha de aço, e dos pavimentos sem o reforço. Para fins de continuidade nos estudos da aplicação da malha de aço, é sugerido que se desenvolvam trabalhos futuros como continuação desta pesquisa. Pode ser estudada a viabilidade econômica da aplicação da malha, uma vez que o aço é um material caro e este tipo de reforço dos pavimentos carece de uma maior mão-de-obra e necessita de mais cuidados em sua aplicação. Assim como também, podem ser realizados estudos de impacto ambiental. Pode ser estudado o impacto ao nível do solo, devido à adoção de materiais passiveis de corrosão, podendo causar a contaminação do solo. REFERÊNCIAS ALVES, A. R. D. Reforço de Misturas Betuminosas com Malhas de Aço. Dissertação de Mestrado em Transportes, Instituto Superior Técnico, UTL, ASPHALT ACADEMY. Technical Guideline. Asphalt Reinforcement for Road Construction. 1. ed. Pretoria, Disponível em: <http://www.asphaltacademy.co.za/pubart.php>. Acesso em: 25 ago BERNUCCI, L. B. et al. Pavimentação asfáltica: formação básica para engenheiros. 1. ed. Rio de Janeiro : PETROBRAS: ABED A, BRASIL. Ministério dos Transportes. Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes DNIT. Manual de Restauração de Pavimentos Asfálticos. Rio de Janeiro, Brasil: DNIT, (Publicação IPR-720). BRASIL. Ministério dos Transportes. Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes DNIT. Medida provisória garante recursos para recuperação de rodovias. Disponível em: <https://gestao.dnit.gov.br/noticias/medida-provisoria-garante-recursos-pararecuperacao-de-rodovias/?searchterm=talude>. Acesso em: 7 maio BRASIL. Ministério dos Transportes. Agência Nacional de Transportes Terrestres - ANTT. Relatório Anual de Disponível em: <http://www.antt.gov.br/relatorioanual/relatorioanual.asp>. Acesso em: 05 abr CLEVELAND, G. S.; BUTTON, J. W.; LYTTON, R. L. Texas Transportation Institute. Using Geosynthetics in Overlays to Minimize Reflection Cracking. Disponível em: <http://tti.tamu.edu/documents/ s.pdf>. Acesso em: 25 ago COST 348. Assessment of Benefits and Goals for Different Reinforcement Applications. REIPAS Reinforcement of Pavements with Steel Meshes and Geosynthetics, Draft Report of WG1, EUROPA (Union European). Community Research and Development Information Service - CORDIS. Reinforcement of flexible road structures with steel fabrics to prolong service life (REFLEX). Disponível em: <http://cordis.europa.eu/search/index.cfm?fuseaction=proj.document&pj_lang=en&pj_r 13

14 VII Jornada de Iniciação Científica CN= &pid=0&q=AFA7FDB02F240710B45DE95D32B06DD2&type=sim>. em: 16 jun Acesso FONTENELE, H. B.; SILVA JUNIOR, C. A. P.; VASCONCELOS, A.P. Análise da eficácia do método do pavement condition index na caracterização de vias urbanas (Analysis of the Effectiveness of the method of pavement condition index in the characterization of urban route). Trabalho apresentado ao IV Congresso de Infraestrutura de Transportes, CONINFRA 2010, São Paulo, FORTES, R. M.; MERIGHI, J. V. - Notas de Aulas - Apostila adotada na disciplina de Estradas II e III do curso de Engenharia Civil da Universidade Mackenzie, FRITZEN, M. A. Avaliação de soluções de reforço de pavimento asfáltico com simulador de tráfego na rodovia Rio Teresópolis f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Civil) Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeio, HALONEN, P.; HUHTALA, M.; PIHLAJAMAKI, J. HVS-NORDIC, results from the first year in Finland GS2-4. Finland: Technical Research Centre of Finland (VTT), RATHMAYER, H. G.; KORKIALA-TANTTU, L. Steel Grids, an Efficient Way to Improve the Durability of the Pavement. VTT Technical Research Center of Finland, Building and Transport, Espoo, Finland, REIS, N. F. dos S. Aplicação a um Pavimento Reforçado com Malha de Aço Tese (Mestrado em Engenharia Civil) Universidade Técnica de Lisboa, Lisboa, VTI (Swedish National Road and Transport Research Institute). VTI notat Stålarmering av Väg 600, Sundom. Disponível em: <http://www.vti.se/templates/page aspx>. Acesso em: 22 abr Contato: e 14

Por que pavimentar? 1. IMPORTÂNCIA PARA ECONOMIA MUNDIAL. 1. Importância para Economia Mundial (cont.) Extensão de vias pavimentadas

Por que pavimentar? 1. IMPORTÂNCIA PARA ECONOMIA MUNDIAL. 1. Importância para Economia Mundial (cont.) Extensão de vias pavimentadas INTRODUÇÃO AO DIMENSIONAMENTO DE PAVIMENTOS RODOVIÁRIOS Por que pavimentar? Prof. Ricardo A. de Melo UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA Departamento de Engenharia Civil e Ambiental Laboratório de Geotecnia

Leia mais

Análise Estrutural de Pavimentos Rodoviários

Análise Estrutural de Pavimentos Rodoviários Análise Estrutural de Pavimentos Rodoviários Aplicação a um Pavimento Reforçado com Malha de Aço NUNO FILIPE DOS SANTOS REIS Dissertação para obtenção do Grau de Mestre em ENGENHARIA CIVIL Júri Presidente:

Leia mais

INFLUÊNCIA DA FORÇA DE ENSAIO NA AVALIAÇÃO ESTRUTURAL DE PAVIMENTOS POR MÉTODOS NÃO DESTRUTIVOS.

INFLUÊNCIA DA FORÇA DE ENSAIO NA AVALIAÇÃO ESTRUTURAL DE PAVIMENTOS POR MÉTODOS NÃO DESTRUTIVOS. INFLUÊNCIA DA FORÇA DE ENSAIO NA AVALIAÇÃO ESTRUTURAL DE PAVIMENTOS POR MÉTODOS NÃO DESTRUTIVOS. Ana Machado 1, Simona Fontul 2 e Ana Cristina Freire 3 1 Faculdade de Ciências e Tecnologias da Universidade

Leia mais

GENERALIDADES SOBRE PAVIMENTOS

GENERALIDADES SOBRE PAVIMENTOS GENERALIDADES SOBRE PAVIMENTOS Pavimento x outras obras civis Edifícios: Área de terreno pequena, investimento por m 2 grande FS à ruptura grande Clima interfere muito pouco no comportamento estrutural

Leia mais

ESTUDO COMPARATIVO ENTRE

ESTUDO COMPARATIVO ENTRE Associação de Ensino Superior Unificado do Centro Leste ESTUDO COMPARATIVO ENTRE PAVIMENTO RÍGIDO R E FLEXÍVEL Msc. Flavia Regina Bianchi Engª.. Isis Raquel Tacla Brito Engª.. Veronica Amanda Brombley

Leia mais

13 o Encontro Técnico DER-PR

13 o Encontro Técnico DER-PR 13 o Encontro Técnico DER-PR Imprimaduras Impermeabilizante e Ligante Osvaldo Tuchumantel Jr. Imprimadura ato ou efe ito de imprima r Impermeabilizante - Aplicação uniforme de material betuminoso sobre

Leia mais

33 a REUNIÃO ANUAL DE PAVIMENTAÇÃO FLORIANÓPOLIS/SC

33 a REUNIÃO ANUAL DE PAVIMENTAÇÃO FLORIANÓPOLIS/SC 33 a REUNIÃO ANUAL DE PAVIMENTAÇÃO FLORIANÓPOLIS/SC APLICAÇÃO DE RECICLAGEM A FRIO COM ESPUMA DE ASFALTO NA RESTAURAÇÃO DA BR-29 NO TRECHO ENTRE ELDORADO DO SUL E PORTO ALEGRE Marcelo Archanjo Dama 1 Fernando

Leia mais

ESTUDO DO DESEMPENHO DE DIFERENTES MATERIAIS UTILIZADOS PARA A CURA DE CAMADAS DE SOLO CIMENTO

ESTUDO DO DESEMPENHO DE DIFERENTES MATERIAIS UTILIZADOS PARA A CURA DE CAMADAS DE SOLO CIMENTO ESTUDO DO DESEMPENHO DE DIFERENTES MATERIAIS UTILIZADOS PARA A CURA DE CAMADAS DE SOLO CIMENTO A PERFORMANCE STUDY OF DIFFERENT CURING MATERIALS APPLIED TO SOIL PORTLAND CEMENT LAYERS COURSE CURE Rita

Leia mais

IP-06/2004 DIMENSIONAMENTO DE PAVIMENTOS COM BLOCOS INTERTRAVADOS DE CONCRETO

IP-06/2004 DIMENSIONAMENTO DE PAVIMENTOS COM BLOCOS INTERTRAVADOS DE CONCRETO 1. OBJETIVO O objetivo deste documento é fornecer os subsídios de projeto para pavimentos com peças pré-moldadas de concreto no Município de São Paulo, orientando e padronizando os procedimentos de caráter

Leia mais

PAVIMENTO ESTUDOS GEOTÉCNICOS. Prof. Dr. Ricardo Melo. Terreno natural. Seção transversal. Elementos constituintes do pavimento. Camadas do pavimento

PAVIMENTO ESTUDOS GEOTÉCNICOS. Prof. Dr. Ricardo Melo. Terreno natural. Seção transversal. Elementos constituintes do pavimento. Camadas do pavimento Universidade Federal da Paraíba Centro de Tecnologia Departamento de Engenharia Civil Laboratório de Geotecnia e Pavimentação ESTUDOS GEOTÉCNICOS Prof. Dr. Ricardo Melo PAVIMENTO Estrutura construída após

Leia mais

V JORNADAS LUSO-BRASILEIRAS DE PAVIMENTOS: POLÍTICAS E TECNOLOGIAS

V JORNADAS LUSO-BRASILEIRAS DE PAVIMENTOS: POLÍTICAS E TECNOLOGIAS Isaac Eduardo Pinto MONITORAMENTO DA RECICLAGEM COM ESPUMA DE ASFALTO NA RODOVIA BA-535, CAMAÇARI - BAHIA Engenheiro Civil, Mestre em Engenharia Civil em Infra-estrutura de Engenharia de Transportes -

Leia mais

Previsão de Vida Útil da Terceira Ponte de Vitória (ES) O estudo de determinação da vida útil das estruturas de concreto da Terceira

Previsão de Vida Útil da Terceira Ponte de Vitória (ES) O estudo de determinação da vida útil das estruturas de concreto da Terceira Previsão de Vida Útil da Terceira Ponte de Vitória (ES) O estudo de determinação da vida útil das estruturas de concreto da Terceira Ponte de Vitória (ES) é um trabalho pioneiro no Brasil, principalmente

Leia mais

Curso de Tecnologia de Pavimentos de Concreto. Módulo 2 Projeto e Dimensionamento dos Pavimentos

Curso de Tecnologia de Pavimentos de Concreto. Módulo 2 Projeto e Dimensionamento dos Pavimentos Curso de Tecnologia de Pavimentos de Concreto Módulo 2 Projeto e Dimensionamento dos Pavimentos Fundamento da mecânica dos pavimentos e da ciência dos pavimentos rígidos Projetar uma estrutura que dê conforto,

Leia mais

Soluções para Alvenaria

Soluções para Alvenaria Aços Longos Soluções para Alvenaria BelgoFix Tela BelgoRevest Produtos Murfor BelgoFix Telas Soldadas Galvanizadas para Alvenaria BelgoFix são telas soldadas produzidas com fio de 1,65 mm de diâmetro e

Leia mais

O objeto de pesquisa que se pretende investigar é, portanto inicialmente, um estudo bibliográfico sobre o uso do Concreto de Alto Desempenho.

O objeto de pesquisa que se pretende investigar é, portanto inicialmente, um estudo bibliográfico sobre o uso do Concreto de Alto Desempenho. CAD: CONCRETO DE ALTO DESEMPENHO OLIVEIRA, João Miguel Faculdade de Ciências Sociais e Agrárias de Itapeva Professor Orientador: Hugo Cardoso Esteves RESUMO Trabalho foca uma apresentação do Concreto de

Leia mais

Pavimentos Aeroportuários Implementação e Métodos de Inspecção e Ensaio

Pavimentos Aeroportuários Implementação e Métodos de Inspecção e Ensaio Pavimentos Aeroportuários Implementação e Métodos de Inspecção e Ensaio Caracterização e Reabilitação de Pavimentos Aeroportuários APVP EDUARDO FUNG Coordenador de Projectos da COBA e Director Técnico

Leia mais

APLICAÇÃO DO GEOTÊXTIL BIDIM NO RECAPEAMENTO ASFÁLTICO DA AVENIDA ÁGUA VERDE CURITIBA PR

APLICAÇÃO DO GEOTÊXTIL BIDIM NO RECAPEAMENTO ASFÁLTICO DA AVENIDA ÁGUA VERDE CURITIBA PR APLICAÇÃO DO GEOTÊXTIL BIDIM NO RECAPEAMENTO ASFÁLTICO DA AVENIDA ÁGUA VERDE CURITIBA PR Autor: Departamento Técnico - Atividade Bidim Colaboração: Eng. André Fanaya SETEMBRO 1997 Revisado JANEIRO 2011-

Leia mais

34 a REUNIÃO ANUAL DE PAVIMENTAÇÃO

34 a REUNIÃO ANUAL DE PAVIMENTAÇÃO 34 a REUNIÃO ANUAL DE PAVIMENTAÇÃO Desempenho de pistas experimentais de pavimentos flexíveis em concreto asfáltico submetidas a ensaios acelerados Fernando Pugliero Gonçalves 1 Jorge Augusto Pereira Ceratti

Leia mais

Dramix Dramix : marca registrada da N.V. Bekaert

Dramix Dramix : marca registrada da N.V. Bekaert Aços Longos Dramix Dramix : marca registrada da N.V. Bekaert Produtos Drawings, photo s: copyright N.V. Bekaert Dramix As fibras de aço Dramix são produzidas a partir de fios de aço trefilados tendo como

Leia mais

Soluções para Alvenaria

Soluções para Alvenaria Aços Longos Soluções para Alvenaria BelgoFix Tela BelgoRevest Murfor BelgoFix Telas Soldadas Galvanizadas para Alvenaria BelgoFix : marca registrada da Belgo Bekaert Arames BelgoFix são telas soldadas

Leia mais

DEFEITOS, AVALIAÇÃO E RESTAURAÇÃO DE PAVIMENTOS ASFÁLTICOS

DEFEITOS, AVALIAÇÃO E RESTAURAÇÃO DE PAVIMENTOS ASFÁLTICOS DEFEITOS, AVALIAÇÃO E RESTAURAÇÃO DE PAVIMENTOS ASFÁLTICOS DEFEITOS DE SUPERFÍCIE DE PAVIMENTOS ASFÁLTICOS Defeitos de superfície Os defeitos de superfície são os danos ou deteriorações na superfície dos

Leia mais

AVALIAÇÃO DOS PARÂMETROS EXECUTIVOS PARA CONSTRUÇÃO DE CAMADA ESPESSA DE BASE CIMENTADA

AVALIAÇÃO DOS PARÂMETROS EXECUTIVOS PARA CONSTRUÇÃO DE CAMADA ESPESSA DE BASE CIMENTADA AVALIAÇÃO DOS PARÂMETROS EXECUTIVOS PARA CONSTRUÇÃO DE CAMADA ESPESSA DE BASE CIMENTADA Amanda Helena Marcandali da Silva José Mario Chaves arteris Ana Luisa Aranha Liedi Legi Bariani Bernucci Kamilla

Leia mais

IP-04 INSTRUÇÃO PARA DIMENSIONAMENTO DE PAVIMENTOS FLEXÍVEIS PARA TRÁFEGO LEVE E MÉDIO

IP-04 INSTRUÇÃO PARA DIMENSIONAMENTO DE PAVIMENTOS FLEXÍVEIS PARA TRÁFEGO LEVE E MÉDIO 1. OBJETIVO O objetivo deste documento é apresentar as diretrizes para o dimensionamento de pavimentos flexíveis de vias urbanas submetidas a tráfego leve e médio no Município de São Paulo. 2. ESTUDO GEOTÉCNICO

Leia mais

CBCR 2005 BRASVIAS EXPO

CBCR 2005 BRASVIAS EXPO RECICLAGEM DE PAVIMENTOS ASFÁLTICOS A FRIO IN SITU RIO DE JANEIRO RJ SETEMBRO DE 2005 Reciclagem a Frio in situ do Revestimento Asfáltico RIO DE JANEIRO RJ SETEMBRO DE 2005 Concessionária INTERVIAS Poder

Leia mais

Pavimentos Estruturalmente Armados para Aeroportos

Pavimentos Estruturalmente Armados para Aeroportos Pavimentos Estruturalmente Armados para Aeroportos Pavimentos Estruturalmente Armados para Aeroportos São Paulo, 2004 1º Edição Autor: Públio Penna Firme Rodrigues Engenheiro Civil Diretor da LPE Engenharia

Leia mais

AULA 4 AGLOMERANTES continuação

AULA 4 AGLOMERANTES continuação AULA 4 AGLOMERANTES continuação Disciplina: Materiais de Construção I Professora: Dra. Carmeane Effting 1 o semestre 2014 Centro de Ciências Tecnológicas Departamento de Engenharia Civil ASFALTOS Pavimento

Leia mais

BETUMES DE ELEVADAS PRESTAÇÕES

BETUMES DE ELEVADAS PRESTAÇÕES BETUMES DE ELEVADAS PRESTAÇÕES Teresa Carvalho 1, Ignacio Pérez Barreno 2 1 Cepsa Portuguesa Petróleos S.A., Obras Públicas, Rua General Firmino Miguel nº3 Torre 2 2º andar, 1600-100 Lisboa, Lisboa, Portugal

Leia mais

Restauração do Pavimento da Pista Auxiliar do Aeroporto de Congonhas com Geogrelha de Poliéster

Restauração do Pavimento da Pista Auxiliar do Aeroporto de Congonhas com Geogrelha de Poliéster Restauração do Pavimento da Pista Auxiliar do Aeroporto de Congonhas com Geogrelha de Poliéster Cássio Alberto Teoro do Carmo, Huesker Ltda., São José dos Campos/SP, E-mail: cassio@huesker.com.br, Tel.

Leia mais

Resumo. Palavras-chave. ABNT NBR 7188:2013; Projeto de Recuperação. Introdução

Resumo. Palavras-chave. ABNT NBR 7188:2013; Projeto de Recuperação. Introdução Efeitos da Mudança da NBR 7188:2013 nos Projetos de Pontes. Estudo de Caso: Projeto de Recuperação da Ponte sobre o Rio Correias na BR 101/SC. Pauline Fonseca da Silva 1, Marcus Alexandre Noronha de Brito

Leia mais

PROGRAMA PROREDES BIRD RS

PROGRAMA PROREDES BIRD RS PROGRAMA PROREDES BIRD RS TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE EMPRESA CONSULTORA PARA REALIZAÇÃO DE CURSO DE INSPEÇÃO DE QUALIDADE DE OBRAS E CURSO DE CONSERVAÇÃO EM RODOVIAS 1. Objetivo Contratação

Leia mais

INDICADORES DE DESEMPENHO PARA PAVIMENTOS RODOVIÁRIOS RIOS. Maria de Lurdes Antunes, LNEC. mlantunes@lnec.pt

INDICADORES DE DESEMPENHO PARA PAVIMENTOS RODOVIÁRIOS RIOS. Maria de Lurdes Antunes, LNEC. mlantunes@lnec.pt INDICADORES DE DESEMPENHO PARA RIOS Maria de Lurdes Antunes, LNEC mlantunes@lnec.pt Acção COST 354 Performance Indicators for Road Pavements >Objectivos: Definição de indicadores de desempenho uniformes

Leia mais

DNIT. Demolição e remoção de pavimentos: asfáltico ou concreto Especificação de serviço NORMA DNIT 085/2006 ES. Resumo. 5 Condições específicas...

DNIT. Demolição e remoção de pavimentos: asfáltico ou concreto Especificação de serviço NORMA DNIT 085/2006 ES. Resumo. 5 Condições específicas... DNIT NORMA DNIT 085/2006 ES Demolição e remoção de pavimentos: asfáltico ou concreto Especificação de serviço MINISTÉRIO DOS TRANSPORTES DEPARTAMENTO NACIONAL DE INFRA- ESTRUTURA DE TRANSPORTES Autor:

Leia mais

3/6/2014 INTRODUÇÃO PROJETO E DIMENSIONAMENTO DE PAVIMENTOS RÍGIDOS INTRODUÇÃO INTRODUÇÃO APLICAÇÕES TÍPICAS INTRODUÇÃO. Primeiras placas de concreto

3/6/2014 INTRODUÇÃO PROJETO E DIMENSIONAMENTO DE PAVIMENTOS RÍGIDOS INTRODUÇÃO INTRODUÇÃO APLICAÇÕES TÍPICAS INTRODUÇÃO. Primeiras placas de concreto INTRODUÇÃO PROJETO E DIMENSIONAMENTO DE PAVIMENTOS RÍGIDOS Prof. Ricardo A. de Melo UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA Departamento de Engenharia Civil e Ambiental Laboratório de Geotecnia e Pavimentação

Leia mais

Nova Tecnologia para Reabilitação de Pisos e Pavimentos de Concreto 18ª REUNIÃO DE PAVIMENTAÇÃO URBANA RPU

Nova Tecnologia para Reabilitação de Pisos e Pavimentos de Concreto 18ª REUNIÃO DE PAVIMENTAÇÃO URBANA RPU Nova Tecnologia para Reabilitação de Pisos e Pavimentos de Concreto 18ª REUNIÃO DE PAVIMENTAÇÃO URBANA RPU Eng. José Vanderlei de Abreu Agenda 1 Patologia e suas definições 2 Ciclo de vida de uma pavimentação

Leia mais

1. Introdução 1.1. Histórico do crescimento da produção de petróleo no Brasil

1. Introdução 1.1. Histórico do crescimento da produção de petróleo no Brasil 1. Introdução 1.1. Histórico do crescimento da produção de petróleo no Brasil A Petrobrás alcançou em julho de 2005 a média de produção de 1,76 milhões de barris por dia, sendo destes 1,45 milhões só na

Leia mais

AVALIAÇÃO TEÓRICA-EXPERIMENTAL DO DESEMPENHO ESTRUTURAL DE PERFIS DE AÇO FORMADOS A FRIO

AVALIAÇÃO TEÓRICA-EXPERIMENTAL DO DESEMPENHO ESTRUTURAL DE PERFIS DE AÇO FORMADOS A FRIO AVALIAÇÃO TEÓRICA-EXPERIMENTAL DO DESEMPENHO ESTRUTURAL DE PERFIS DE AÇO FORMADOS A FRIO Eduardo M. Batista (1) ; Elaine G. Vazquez (2) ; Elaine Souza dos Santos (3) (1) Programa de Engenharia Civil, COPPE,

Leia mais

XIV ENCONTRO DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA Universidade de Fortaleza 20 a 24 de outubro de 2014

XIV ENCONTRO DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA Universidade de Fortaleza 20 a 24 de outubro de 2014 XIV ENCONTRO DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA Universidade de Fortaleza 20 a 24 de outubro de 2014 Identificação de Patologias em Pavimentação Asfáltica de Estacionamento do Campus da Unifor. Roberto Macambira

Leia mais

Quando, no DER/RJ, decidimos investir em novas tecnologias rodoviárias, optamos pela implementação da pavimentação com

Quando, no DER/RJ, decidimos investir em novas tecnologias rodoviárias, optamos pela implementação da pavimentação com Quando, no DER/RJ, decidimos investir em novas tecnologias rodoviárias, optamos pela implementação da pavimentação com ASFALTO ADICIONADO COM GRANULADO DE BORRACHA IN SITU. Procuramos uma rodovia estadual

Leia mais

CONTROLE TECNOLÓGICO DE OBRAS RODOVIÁRIAS DO ESTADO DE GOIÁS

CONTROLE TECNOLÓGICO DE OBRAS RODOVIÁRIAS DO ESTADO DE GOIÁS CONTROLE TECNOLÓGICO DE OBRAS RODOVIÁRIAS DO ESTADO DE GOIÁS Michelle de Oliveira MARQUES, Escola de Engenharia Civil, Universidade Federal Goiás, michellecicon@gmail.com Lilian Ribeiro de REZENDE, Escola

Leia mais

Barreiras de segurança pré-moldadas padrão Europeu

Barreiras de segurança pré-moldadas padrão Europeu Barreiras de segurança pré-moldadas padrão Europeu 2014 RELATÓRIO TÉCNICO Barreira de Segurança New Jersey pré moldada CE A estrada sempre refletiu o avanço tecnológico das civilizações. A par de todo

Leia mais

2.º Seminário Engenharia Rodoviária O FUTURO DA PAVIMENTAÇÃO

2.º Seminário Engenharia Rodoviária O FUTURO DA PAVIMENTAÇÃO 2.º Seminário Engenharia Rodoviária O FUTURO DA PAVIMENTAÇÃO ENQUADRAMENTO Portugal é o 5º país da Europa dos 27+6 (Turquia, Noruega, Suíça, Croácia, Macedónia e Islândia) com mais km de AEs por milhão

Leia mais

Construction. Peças em fibras de carbono para reforço estrutural ao corte. Descrição do produto

Construction. Peças em fibras de carbono para reforço estrutural ao corte. Descrição do produto Ficha de Produto Edição de Maio de 2011 Nº de identificação: 04.002 Versão nº 1 Sika CarboShear L Peças em fibras de carbono para reforço estrutural ao corte Construction Descrição do produto Utilizações

Leia mais

UTILIZAÇÃO DO GEOTÊXTIL BIDIM EM MURO DE SOLO REFORÇADO NA OBRA DE RECOMPOSIÇÃO DE TALUDE EM JACAREPAGUÁ RJ

UTILIZAÇÃO DO GEOTÊXTIL BIDIM EM MURO DE SOLO REFORÇADO NA OBRA DE RECOMPOSIÇÃO DE TALUDE EM JACAREPAGUÁ RJ UTILIZAÇÃO DO GEOTÊXTIL BIDIM EM MURO DE SOLO REFORÇADO NA OBRA DE RECOMPOSIÇÃO DE TALUDE EM JACAREPAGUÁ RJ Autor: Departamento Técnico - Atividade Bidim Colaboração: Eng. Gerson Cunha Eng. Maria Francisca

Leia mais

PROJETANDO VIAS EM PAVIMENTO DE CONCRETO PARÂMETROS QUE OS ESCRITÓRIOS DE PROJETO DEVEM CONSIDERAR

PROJETANDO VIAS EM PAVIMENTO DE CONCRETO PARÂMETROS QUE OS ESCRITÓRIOS DE PROJETO DEVEM CONSIDERAR Seminário O pavimento de concreto no modal nacional de transportes - Uma realidade consolidada PROJETANDO VIAS EM PAVIMENTO DE CONCRETO PARÂMETROS QUE OS ESCRITÓRIOS DE PROJETO DEVEM CONSIDERAR Angela

Leia mais

PATOLOGIAS DO ASFALTO: PROCESSOS PARA PREVENIR E CORRIGIR DETERIORAÇÕES

PATOLOGIAS DO ASFALTO: PROCESSOS PARA PREVENIR E CORRIGIR DETERIORAÇÕES PATOLOGIAS DO ASFALTO: PROCESSOS PARA PREVENIR E CORRIGIR DETERIORAÇÕES Álvaro Urcelino Diniz Silva - alvaro.urcelino@yahoo.com.br Danielle Stéfany Pereira Nunes - danispnunes@hotmail.com Luciane Ruffato

Leia mais

33 a REUNIÃO ANUAL DE PAVIMENTAÇÃO FLORIANÓPOLIS/SC ANÁLISE DO DESEMPENHO DE UMA PISTA EXPERIMENTAL DE PAVIMENTO FLEXÍVEL EM CONCRETO ASFÁLTICO

33 a REUNIÃO ANUAL DE PAVIMENTAÇÃO FLORIANÓPOLIS/SC ANÁLISE DO DESEMPENHO DE UMA PISTA EXPERIMENTAL DE PAVIMENTO FLEXÍVEL EM CONCRETO ASFÁLTICO 33 a REUNIÃO ANUAL DE PAVIMENTAÇÃO FLORIANÓPOLIS/SC ANÁLISE DO DESEMPENHO DE UMA PISTA EXPERIMENTAL DE PAVIMENTO FLEXÍVEL EM CONCRETO ASFÁLTICO Fernando Pugliero Gonçalves 1 Jorge Augusto Pereira Ceratti

Leia mais

Total de páginas: 8 1

Total de páginas: 8 1 1/24 Construção e Manutenção de Infra-estruturas de Transportes Aula T6 Pavimentos 2/24 Sumário da aula Pavimentos rodoviários: Tipos de pavimentos Funções das camadas do pavimento Materiais de pavimentação:

Leia mais

MANUAL DO FABRICANTE:

MANUAL DO FABRICANTE: MANUAL DO FABRICANTE: ALVENARIA ESTRUTURAL Características e especificações, instruções de transporte, estocagem e utilização. GESTOR: Engenheiro civil EVERTON ROBSON DOS SANTOS LISTA DE TABELAS Tabela

Leia mais

DESEMPENHO DE BASE DE BRITA GRADUADA TRATADA COM CIMENTO EM TRECHO MONITORADO DE SERGIPE

DESEMPENHO DE BASE DE BRITA GRADUADA TRATADA COM CIMENTO EM TRECHO MONITORADO DE SERGIPE 44ª RAPv REUNIÃO ANUAL DE PAVIMENTAÇÃO E 18º ENACOR ENCONTRO NACIONAL DE CONSERVAÇÃO RODOVIÁRIA ISSN 1807-5568 RAPv Foz do Iguaçu, PR de 18 a 21 de Agosto de 2015. DESEMPENHO DE BASE DE BRITA GRADUADA

Leia mais

Dosagem de Concreto Compactado com Rolo Visando sua Aplicação em Bases e Sub-bases de Pavimentos

Dosagem de Concreto Compactado com Rolo Visando sua Aplicação em Bases e Sub-bases de Pavimentos Dosagem de Concreto Compactado com Rolo Visando sua Aplicação em Bases e Sub-bases de Pavimentos William Fedrigo Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, Brasil, williamfedrigo@hotmail.com

Leia mais

Manual Soluções Pisos

Manual Soluções Pisos Manual Soluções Pisos Soluções Pisos A ArcelorMittal dispõe da maior variedade de produtos para o desenvolvimento de soluções inovadoras para pisos de concreto, atendendo às mais variadas obras. A diversidade

Leia mais

concreto É unir economia e sustentabilidade.

concreto É unir economia e sustentabilidade. concreto É unir economia e sustentabilidade. A INTERBLOCK Blocos e pisos de concreto: Garantia e confiabilidade na hora de construir. Indústria de artefatos de cimento, que já chega ao mercado trazendo

Leia mais

GESTÃO DA MANUTENÇÃO DE PAVIMENTOS E SEUS BENEFÍCIOS PARA A CIDADE DE SÃO PAULO

GESTÃO DA MANUTENÇÃO DE PAVIMENTOS E SEUS BENEFÍCIOS PARA A CIDADE DE SÃO PAULO GESTÃO DA MANUTENÇÃO DE PAVIMENTOS E SEUS BENEFÍCIOS PARA A CIDADE DE SÃO PAULO José Tadeu Balbo Professor da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo 1. Vias Públicas: Gestão ou Colapso? 2. O que

Leia mais

Soluções para Amortecimento das Vibrações sobre o Suporte do Captor HF e Braços de Sustentação

Soluções para Amortecimento das Vibrações sobre o Suporte do Captor HF e Braços de Sustentação Soluções para Amortecimento das Vibrações sobre o Suporte do Captor HF e Braços de Sustentação Suporte do Captor HF e Braços de Sustentação Resumo O objetivo do trabalho foi desenvolver uma estrutura capaz

Leia mais

2 Materiais e Métodos

2 Materiais e Métodos 1 ANÁLISE DO COMPORTAMENTO DE VIGAS REFORÇADAS POR ACRÉSCIMO DE CONCRETO À FACE COMPRIMIDA EM FUNÇÃO DA TAXA DE ARMADURA LONGITUDINAL TRACIONADA PRÉ-EXISTENTE Elias Rodrigues LIAH; Andréa Prado Abreu REIS

Leia mais

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR - MDIC INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, NORMALIZAÇÃO E QUALIDADE INDUSTRIAL-INMETRO

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR - MDIC INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, NORMALIZAÇÃO E QUALIDADE INDUSTRIAL-INMETRO MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR - MDIC INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, NORMALIZAÇÃO E QUALIDADE INDUSTRIAL-INMETRO Portaria n.º 33,de 22 de janeiro de 2004. O PRESIDENTE

Leia mais

Veículo de Diagnóstico de Rodovias (VDR)

Veículo de Diagnóstico de Rodovias (VDR) Veículo de Diagnóstico de Rodovias (VDR) Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) Ministério dos Transportes (MT) Para cobrir os 55 mil km de rodovias federais eram precisos 18 meses

Leia mais

UTILIZAÇÃO DO GEOTÊXTIL BIDIM NA RESTAURAÇÃO DO PAVIMENTO DA AVENIDA PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS BELO HORIZONTE MG

UTILIZAÇÃO DO GEOTÊXTIL BIDIM NA RESTAURAÇÃO DO PAVIMENTO DA AVENIDA PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS BELO HORIZONTE MG UTILIZAÇÃO DO GEOTÊXTIL BIDIM NA RESTAURAÇÃO DO PAVIMENTO DA AVENIDA PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS BELO HORIZONTE MG Autor: Departamento Técnico - Atividade Bidim Colaboração: Eng. Leonardo de Carvalho Thimotti

Leia mais

IV Seminário de Iniciação Científica

IV Seminário de Iniciação Científica ANÁLISE TEÓRICA-COMPUTACIONAL DE LAJES LISAS DE CONCRETO ARMADO COM PILARES RETANGULARES Liana de Lucca Jardim Borges,1,2 1 Pesquisadora 2 Curso de Engenharia Civil, Unidade Universitária de Ciências Exatas

Leia mais

RELATÓRIO TÉCNICO. Centro de Formação Desportiva de Alfândega da Fé

RELATÓRIO TÉCNICO. Centro de Formação Desportiva de Alfândega da Fé RELATÓRIO TÉCNICO Centro de Formação Desportiva de Alfândega da Fé Trabalho realizado para: Câmara Municipal de Alfandega da Fé Trabalho realizado por: António Miguel Verdelho Paula Débora Rodrigues de

Leia mais

Utilização de Material Proveniente de Fresagem na Composição de Base e Sub-base de Pavimentos Flexíveis

Utilização de Material Proveniente de Fresagem na Composição de Base e Sub-base de Pavimentos Flexíveis Utilização de Material Proveniente de Fresagem na Composição de Base e Sub-base de Pavimentos Flexíveis Garcês, A. Universidade Estadual de Goiás, Anápolis-GO, Brasil, alexandregarces@gmail.com Ribeiro,

Leia mais

Reabilitação de barragens de aterro. Barragem do Roxo. Anomalias, Diagnóstico e Reabilitação

Reabilitação de barragens de aterro. Barragem do Roxo. Anomalias, Diagnóstico e Reabilitação Reabilitação de barragens de aterro Barragem do Roxo Anomalias, Diagnóstico e Reabilitação Caraterísticas Gerais da Barragem do Roxo > Vale assimétrico Forte inclinação na margem esquerda Suave na margem

Leia mais

Blocos de. Absorção de água. Está diretamente relacionada à impermeabilidade dos produtos, ao acréscimo imprevisto de peso à Tabela 1 Dimensões reais

Blocos de. Absorção de água. Está diretamente relacionada à impermeabilidade dos produtos, ao acréscimo imprevisto de peso à Tabela 1 Dimensões reais Blocos de CONCRETO DESCRIÇÃO: Elementos básicos para a composição de alvenaria (estruturais ou de vedação) BLOCOS VAZADOS DE CONCRETO SIMPLES COMPOSIÇÃO Cimento Portland, Agregados (areia, pedra, etc.)

Leia mais

AGO-13 CBR&C. Tarifa de Pedágio X Economia no Transporte

AGO-13 CBR&C. Tarifa de Pedágio X Economia no Transporte AGO-13 CBR&C Tarifa de Pedágio X Economia no Transporte 00. Introdução O pedágio em rodovias brasileiras 1960-70 Devido a problemas no financiamento de infraestrutura rodoviária, o Estado passou a avaliar

Leia mais

Telas Soldadas Nervuradas

Telas Soldadas Nervuradas Telas Soldadas Nervuradas Telas Soldadas Nervuradas Belgo Qualidade As Telas Soldadas de Aço Nervurado são armaduras pré-fabricadas constituídas por fios de aço Belgo 60 Nervurado, longitudinais e transversais,

Leia mais

MÉTODO DOS ELEMENTOS FINITOS APLICADO A ENGENHARIA CIVIL

MÉTODO DOS ELEMENTOS FINITOS APLICADO A ENGENHARIA CIVIL MÉTODO DOS ELEMENTOS FINITOS APLICADO A ENGENHARIA CIVIL COSTA, Marcelo Sidney Mendes Faculdade de Ciências Sociais e Agrárias de Itapeva BILESKY, Luciano Rossi Prof. Orientador - Faculdade de Ciências

Leia mais

PAVIMENTAÇÃO Conceitos Básicos de Pavimento Definição

PAVIMENTAÇÃO Conceitos Básicos de Pavimento Definição - Conceitos Básicos de PAVIMENTO - Camadas do pavimento - Projeto de Pavimentação - Materiais para pavimentação - Dimensionamento de pavimentos flexíveis - Dimensionamento de pavimentos rígidos - Bases

Leia mais

Auditoria de Obras Rodoviárias em

Auditoria de Obras Rodoviárias em Curso Escrito: Auditoria de Obras Rodoviárias em Exercícios Comentados TCU 2011 Professor Marcus Campiteli Aula 00 AULA DEMONSTRATIVA AUDITORIA DE OBRAS RODOVIÁRIAS PARA O TCU (Exercícios comentados inclusive

Leia mais

PLANO DE DIVULGAÇÃO DO CONHECIMENTO CIENTÍFICO E TECNOLÓGICO LABORATÓRIO REGIONAL DE ENGENHARIA CIVIL 2014 MARÇO ABRIL MAIO JUNHO

PLANO DE DIVULGAÇÃO DO CONHECIMENTO CIENTÍFICO E TECNOLÓGICO LABORATÓRIO REGIONAL DE ENGENHARIA CIVIL 2014 MARÇO ABRIL MAIO JUNHO MARÇO Curso: Projeto Geotécnico de Acordo com os Euro códigos Data: 10 a 14 de Março de 2014 Presencial: 250 Via internet: 200 ABRIL Curso: Reabilitação Não-Estrutural de Edifícios Data: 29 a 30 de Abril

Leia mais

ESTADO DE MATO GROSSO SECRETARIA DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO CAMPUS UNIVERSITÁRIO DE SINOP DEPARTAMENTO DE

ESTADO DE MATO GROSSO SECRETARIA DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO CAMPUS UNIVERSITÁRIO DE SINOP DEPARTAMENTO DE ESTADO DE MATO GROSSO SECRETARIA DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO CAMPUS UNIVERSITÁRIO DE SINOP DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA CIVIL 2 Publicação IPR - 727/2006 Diretrizes Básicas

Leia mais

MESTRADO INTEGRADO EM ENGENHARIA CIVIL VIAS DE COMUNICAÇÃO. Luís de Picado Santos (picsan@civil.ist.utl.pt)

MESTRADO INTEGRADO EM ENGENHARIA CIVIL VIAS DE COMUNICAÇÃO. Luís de Picado Santos (picsan@civil.ist.utl.pt) MESTRADO INTEGRADO EM ENGENHARIA CIVIL VIAS DE COMUNICAÇÃO Luís de Picado Santos (picsan@civil.ist.utl.pt) Pavimentos de Infraestruturas de Transportes Dimensionamento expedito 1/14 1 Acções (tráfego)

Leia mais

Resumo. Palavras-chave: alargamento, estruturas, eurocódigos, pontes, reforço.

Resumo. Palavras-chave: alargamento, estruturas, eurocódigos, pontes, reforço. A Utilização do Eurocódigo em Projetos de Alargamento e Reforço de Pontes Rodoviárias de Concreto José Afonso Pereira Vitório 1, Rui Manuel de Menezes e Carneiro de Barros 2 1 Doutor em Estruturas pela

Leia mais

16º ENCONTRO TÉCNICO DO DEPARTAMENTO DE ESTRADA E RODAGEM DO PARANÁ 26 DE JULHO CURITIBA - PR

16º ENCONTRO TÉCNICO DO DEPARTAMENTO DE ESTRADA E RODAGEM DO PARANÁ 26 DE JULHO CURITIBA - PR 16º ENCONTRO TÉCNICO DO DEPARTAMENTO DE ESTRADA E RODAGEM DO PARANÁ 26 DE JULHO CURITIBA - PR 1 - AVALIAÇÃO DE PAVIMENTOS 2 - PROCEDIMENTOS 3 - EQUIPAMENTO 4 - VANTAGENS 5 - VÍDEO Palestrantes: Eng. Joel

Leia mais

ANÁLISE DOS EFEITOS DA INTERAÇÃO VEÍCULO-VIA SOBRE AS CARGAS DINÂMICAS E O DESEMPENHO DE PAVIMENTOS

ANÁLISE DOS EFEITOS DA INTERAÇÃO VEÍCULO-VIA SOBRE AS CARGAS DINÂMICAS E O DESEMPENHO DE PAVIMENTOS ANÁLISE DOS EFEITOS DA INTERAÇÃO VEÍCULO-VIA SOBRE AS CARGAS DINÂMICAS E O DESEMPENHO DE PAVIMENTOS Patrícia Theodorovski Garbin José Leomar Fernandes Júnior ANÁLISE DOS EFEITOS DA INTERAÇÃO VEÍCULO-VIA

Leia mais

O AÇO ESTRUTURAL (uma parte do material desta página foi extraída do site www.gerdau.com.br) Aços CA-50 e CA-25

O AÇO ESTRUTURAL (uma parte do material desta página foi extraída do site www.gerdau.com.br) Aços CA-50 e CA-25 O AÇO ESTRUTURAL (uma parte do material desta página foi extraída do site www.gerdau.com.br) Os aços são classificados conforme sua resistência, definida pela sua composição e processo de fabricação. Assim,

Leia mais

Vergalhão Galvanizado: Vantagens, Aplicações e Desempenho em Estruturas de Concreto Armado. Luiza Abdala 1, Daniele Albagli 2

Vergalhão Galvanizado: Vantagens, Aplicações e Desempenho em Estruturas de Concreto Armado. Luiza Abdala 1, Daniele Albagli 2 Resumo Vergalhão Galvanizado: Vantagens, Aplicações e Desempenho em Estruturas de Concreto Armado. Luiza Abdala 1, Daniele Albagli 2 1 Votorantim Metais / Desenvolvimento de Mercado / luiza.abdala@vmetais.com.br

Leia mais

DER/PR ES-OC 17/05 OBRAS COMPLEMENTARES: ABRIGOS PARA PARADAS DE ÔNIBUS

DER/PR ES-OC 17/05 OBRAS COMPLEMENTARES: ABRIGOS PARA PARADAS DE ÔNIBUS OBRAS COMPLEMENTARES: ABRIGOS PARA PARADAS DE ÔNIBUS Departamento de Estradas de Rodagem do Estado do Paraná - DER/PR Avenida Iguaçu 420 CEP 80230 902 Curitiba Paraná Fone (41) 3304 8000 Fax (41) 3304

Leia mais

Estabilização de uma área utilizando a contribuição da sucção: O caso de Barro Branco.

Estabilização de uma área utilizando a contribuição da sucção: O caso de Barro Branco. Estabilização de uma área utilizando a contribuição da sucção: O caso de Barro Branco. Campos, L. E. P. UFBA, Salvador, Bahia, Brasil, ledmundo@ufba.br Fonseca, E. C. UFBA, Salvador, Bahia, Brasil, evan@ufba.br

Leia mais

Directivas para a Concepção de Pavimentos Critérios de Dimensionamento de Pavimentos DOCUMENTO BASE

Directivas para a Concepção de Pavimentos Critérios de Dimensionamento de Pavimentos DOCUMENTO BASE DISPOSIÇÕES NORMATIVAS Directivas para a Concepção de Pavimentos Critérios de Dimensionamento de Pavimentos DOCUMENTO BASE Trabalho realizado para o InIR pela empresa CAeMD Publicações e Projectos de Engenharia,

Leia mais

Ensaios Geotécnicos Material do subleito os ensaios estão apresentados no quadro 01

Ensaios Geotécnicos Material do subleito os ensaios estão apresentados no quadro 01 PROCEDIMENTO PARA DIMENSIONAR PAVIMENTAÇÃO EM VIAS DE TRÁFEGO LEVE E MUITO LEVE DA PMSP PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO PAULO/P01 1 Introdução Apresenta-se os procedimentos das diretrizes para o dimensionamento

Leia mais

Relatório técnico sobre o pavimento da pista pedonal/ciclovia incluída na obra de Reconversão dos Viveiros Florestais de Mealhada/Parque Urbano

Relatório técnico sobre o pavimento da pista pedonal/ciclovia incluída na obra de Reconversão dos Viveiros Florestais de Mealhada/Parque Urbano Relatório técnico sobre o pavimento da pista pedonal/ciclovia incluída na obra de Reconversão dos Viveiros Florestais de Mealhada/Parque Urbano Requerente: CÂMARA MUNICIPAL DE MEALHADA Aveiro, Agosto de

Leia mais

PISOS EM CONCRETO ARMADO

PISOS EM CONCRETO ARMADO PISOS EM CONCRETO ARMADO CONCEITOS BÁSICOS Pisos armados são estruturas constituídas por placas de concreto, armadura em telas soldadas posicionada a 1/3 da face superior, por juntas com barras de transferência,

Leia mais

Técnicas de conservação dos pavimentos da rede BCR. Dora Baptista, Fernanda Caetano, Joana Martins e Armando Matos - Brisa, Engenharia e Gestão

Técnicas de conservação dos pavimentos da rede BCR. Dora Baptista, Fernanda Caetano, Joana Martins e Armando Matos - Brisa, Engenharia e Gestão Técnicas de conservação dos pavimentos da rede BCR Dora Baptista, Fernanda Caetano, Joana Martins e Armando Matos - Brisa, Engenharia e Gestão Índice 1. Rede BCR 2. Processo para definição das técnicas

Leia mais

Maior parte da extensão de rodovias avaliadas tem problema

Maior parte da extensão de rodovias avaliadas tem problema Mais de 100 mil km percorridos Maior parte da extensão de rodovias avaliadas tem problema Estudo da CNT mostra que 57,3% têm alguma deficiência no estado geral; 86,5% dos trechos são de pista simples e

Leia mais

Artigo submetido ao Curso de Engenharia Civil da UNESC - como requisito parcial para obtenção do Título de Engenheiro Civil

Artigo submetido ao Curso de Engenharia Civil da UNESC - como requisito parcial para obtenção do Título de Engenheiro Civil ANÁLISE DO DIMENSIONAMENTO DE PILARES DE CONCRETO ARMADO PELO MÉTODO DO PILAR PADRÃO COM RIGIDEZ κ APROXIMADA E PELO MÉTODO DO PILAR PADRÃO COM CURVATURA APROXIMADA PARA EFEITOS DE 2º ORDEM Augusto Figueredo

Leia mais

Eng. Rogério Wallbach Tizzot E-mail: tizrw@uol.com.br

Eng. Rogério Wallbach Tizzot E-mail: tizrw@uol.com.br ATIVIDADES PARA UM PROJETO PILOTO DE CONTRATO DE GESTÃO DA CONSERVAÇÃO EM UMA REDE PRELIMINARMENTE SELECIONADA Eng. Rogério Wallbach Tizzot E-mail: tizrw@uol.com.br Atividade 1 : Avaliação do Estado Geral

Leia mais

DNIT. Obras complementares Segurança no tráfego rodoviário - Projeto de barreiras de concreto Procedimento /2009 NORMA DNIT - PRO

DNIT. Obras complementares Segurança no tráfego rodoviário - Projeto de barreiras de concreto Procedimento /2009 NORMA DNIT - PRO DNIT /2009 NORMA DNIT - PRO Obras complementares Segurança no tráfego rodoviário - Projeto de barreiras de concreto Procedimento MINISTÉRIO DOS TRANSPORTES DEPARTAMENTO NACIONAL DE INFRA-ESTRUTURA DE TRANSPORTES

Leia mais

Recomendações para elaboração de projetos estruturais de edifícios em aço

Recomendações para elaboração de projetos estruturais de edifícios em aço 1 Av. Brigadeiro Faria Lima, 1685, 2º andar, conj. 2d - 01451-908 - São Paulo Fone: (11) 3097-8591 - Fax: (11) 3813-5719 - Site: www.abece.com.br E-mail: abece@abece.com.br Av. Rio Branco, 181 28º Andar

Leia mais

Prof. Paulo de Sá Pereira Cavalcanti

Prof. Paulo de Sá Pereira Cavalcanti PONTES TRENS TIPO DE PROJETO AP-02 Prof. Paulo de Sá Pereira Cavalcanti Abril/2004 TREM TIPO DE PROJETO (EVOLUÇÃO DOS TRENS TIPO DE PROJETO DAS NORMAS BRASILEIRAS).1. PERÍODO DE 1943 a 1960 No período

Leia mais

Execução e Manutenção de Pavimento Intertravado. MSc. Eng. Cláudio Oliveira Silva

Execução e Manutenção de Pavimento Intertravado. MSc. Eng. Cláudio Oliveira Silva Execução e Manutenção de MSc. Eng. Cláudio Oliveira Silva Norma de Execução e Manutenção NBR 15953 com peças de concreto - Execução NBR 15953 Escopo Se aplica à pavimentação intertravada com peças de concreto

Leia mais

MEMÓRIA DESCRITIVA E JUSTIFICATIVA

MEMÓRIA DESCRITIVA E JUSTIFICATIVA MEMÓRIA DESCRITIVA E JUSTIFICATIVA Projeto de Execução Designação da empreitada CONSERVAÇÃO E REABILITAÇÃO DA E.M. 242-1 E ESTRADA ATLÂNTICA Julho de 2015 MEMÓRIA DESCRITIVA E JUSTIFICATIVA 1. INTRODUÇÃO

Leia mais

Manual de Loteamentos e Urbanização

Manual de Loteamentos e Urbanização Manual de Loteamentos e Urbanização Juan Luis Mascaró ARQ 1206 - Urbanização de Encostas - Análise Prof Sônia Afonso segundo trimestre 2003 Adriana Fabre Dias 1. Retículas Urbanas e Custos 1.1. Aspectos

Leia mais

Geopolímero para reparo e reabilitação de vigas de concreto armado por P. Balaguru, Professor Stephen Kurtz e Jon Rudolph

Geopolímero para reparo e reabilitação de vigas de concreto armado por P. Balaguru, Professor Stephen Kurtz e Jon Rudolph Geopolímero para reparo e reabilitação de vigas de concreto armado por P. Balaguru, Professor Stephen Kurtz e Jon Rudolph À prova de fogo Reparos externos e reabilitação estrutural para infraestruturas

Leia mais

ESTUDO EXPERIMENTAL DO DESEMPENHO DE PAVIMENTOS FLEXÍVEIS EM CONCRETO ASFÁLTICO: CONSTRUÇÃO E INSTRUMENTAÇÃO DE SEÇÕES-TESTE

ESTUDO EXPERIMENTAL DO DESEMPENHO DE PAVIMENTOS FLEXÍVEIS EM CONCRETO ASFÁLTICO: CONSTRUÇÃO E INSTRUMENTAÇÃO DE SEÇÕES-TESTE 32 a Reunião de Pavimentação Brasília ESTUDO EXPERIMENTAL DO DESEMPENHO DE PAVIMENTOS FLEXÍVEIS EM CONCRETO ASFÁLTICO: CONSTRUÇÃO E INSTRUMENTAÇÃO DE SEÇÕES-TESTE Fernando Pugliero Gonçalves 1 Jorge Augusto

Leia mais

Estudo do Efeito de Punção em Lajes Lisas e Cogumelo Mediante a Utilização de Normas Técnicas e Resultados Experimentais

Estudo do Efeito de Punção em Lajes Lisas e Cogumelo Mediante a Utilização de Normas Técnicas e Resultados Experimentais Tema 2 - Reabilitação e Reforços de Estruturas Estudo do Efeito de Punção em Lajes Lisas e Cogumelo Mediante a Utilização de Normas Técnicas e Resultados Experimentais Leandro Carvalho D Ávila Dias 1,a

Leia mais

UTILIZAÇÃO DE GEOTÊXTIL IMPREGNADO COM ASFALTO NA RESTAURAÇÃO DE PAVIMENTOS AEROPORTUÁRIOS

UTILIZAÇÃO DE GEOTÊXTIL IMPREGNADO COM ASFALTO NA RESTAURAÇÃO DE PAVIMENTOS AEROPORTUÁRIOS UTILIZAÇÃO DE GEOTÊXTIL IMPREGNADO COM ASFALTO NA RESTAURAÇÃO DE PAVIMENTOS AEROPORTUÁRIOS Fernando Wickert PG Divisão de Engenharia de Infra-Estrutura Aeronáutica wickert@infra.ita.br RESUMO O presente

Leia mais

RESISTÊNCIA DE PERFIS DE AÇO FORMADOS A FRIO: A NORMA BRASILEIRA NBR 14762 E O MÉTODO DA RESISTÊNCIA DIRETA

RESISTÊNCIA DE PERFIS DE AÇO FORMADOS A FRIO: A NORMA BRASILEIRA NBR 14762 E O MÉTODO DA RESISTÊNCIA DIRETA CONSTRUMETAL CONGRESSO LATINO-AMERICANO DA CONSTRUÇÃO METÁLICA São Paulo Brasil 31 de agosto a 02 de setembro 2010 RESISTÊNCIA DE PERFIS DE AÇO FORMADOS A FRIO: A NORMA BRASILEIRA NBR 14762 E O MÉTODO

Leia mais

NORMA DNIT 088/2006 ES 2

NORMA DNIT 088/2006 ES 2 DNIT NORMA DNIT 088/2006 ES Dispositivos de segurança lateral: guarda-rodas, guarda-corpos e barreiras Especificação de Serviço MINISTÉRIO DOS TRANSPORTES DEPARTAMENTO NACIONAL DE INFRA- ESTRUTURA DE TRANSPORTES

Leia mais

MEMÓRIA DE CALCULO E ESP.TECNICAS

MEMÓRIA DE CALCULO E ESP.TECNICAS MEMÓRIA DE CALCULO E ESP.TECNICAS 1 - INTRODUÇÃO Tem este por finalidade orientar e especificar a execução dos serviços e empregos dos materiais que farão parte das obras de Pavimentação Asfáltica de 3.511,00m

Leia mais

APLICAÇÃO DO GEOTÊXTIL BIDIM COMO CAMADA ANTI-PROPAGAÇÃO DE TRINCAS NA RODOVIA-386 TRECHO TABAÍ-CANOAS

APLICAÇÃO DO GEOTÊXTIL BIDIM COMO CAMADA ANTI-PROPAGAÇÃO DE TRINCAS NA RODOVIA-386 TRECHO TABAÍ-CANOAS APLICAÇÃO DO GEOTÊXTIL BIDIM COMO CAMADA ANTI-PROPAGAÇÃO DE TRINCAS NA RODOVIA-386 TRECHO TABAÍ-CANOAS Autor: Departamento Técnico - Atividade Bidim Colaboração: Eng. Fernando Spinelli Alves AGOSTO 1997

Leia mais