Evitando problemas com a Receita Federal ao calcular seu imposto de renda sobre ações, opções e futuros.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Evitando problemas com a Receita Federal ao calcular seu imposto de renda sobre ações, opções e futuros."

Transcrição

1 Ações no Imposto de Renda Declare Corretamente Suas Ações Com Nosso Software. Faça um Teste! Ações Invest Bovespa em Tempo Real Opere como os melhores Análises Automáticas em traders! 2 Trading System Free Tempo Real Estratégias para clientes Compra e Venda e Cursos Aprenda a negociar Forex Deposite $400 e ganhe $200 de bonus E negocie no maior mercado do mundo O maior Chat e Jornal Comunitário sobre Bolsa de Valores do Brasil. Sábado, 1 de Agosto de 2009 Home Chat Bovespa Faça parte da equipe Postar RSS Feed Contato Procurar 07/04 18:00 Enviado por Ariel Devulsky Evitando problemas com a Receita Federal ao calcular seu imposto de renda sobre ações, opções e futuros. Calendário Bovespa 2009 Homebroker falhou. O que fazer? Calculadora Financeira Online Como declarar Imposto de Renda sobre ações, opções e futuros. Dicionário Financeiro (Português/Inglês) Campeonato Universitário de Poker Texas Hold em Volta e meia perguntam no bate-papo do Insidernews sobre imposto de renda. Resolvi colocar aqui algumas dúvidas sobre imposto de renda, sem o intuito de esgotar o assunto: Como eu calculo meu imposto de renda sobre operações na bolsa? Você precisa apurar seu lucro líquido mensal e aplicar 15% sobre este lucro líquido se for obtido de operações com ações, termo e/ou opções. Para pagar seu imposto você precisa preencher o DARF e pagar em qualquer agência bancária ou pelo site do seu banco na internet. O imposto incide sobre o que? A Instrução Normativa 25/2001 e 487/04 define que é devido imposto de renda sobre os ganhos líquidos em operações realizadas em bolsas de valores, de mercadorias, de futuros e assemelhadas existentes no país. Operações realizadas em bolsas de valores entendem-se operações envolvendo ações, opções e termos. Existe algum limite que posso vender sem ter que pagar imposto? Sim. O limite é de R$ ,00. Se você Comprou $R em ações no mês passado e você vender em 3 parcelas de R$ nos próximos meses você é isento do pagamento de imposto. E como eu calculo? Você soma todo seu lucro líquido obtido em todas as notas de corretagem que sua corretora fornece e desconta os custos operacionais corretagem, emolumentos e taxa de registro e o valor de imposto que foi cobrado adiantado, se for o caso. Por exemplo: é cobrado 1% sobre operações quando você compra e vende no mesmo dia, chamadas de operações daytrade. Este valor pode ser descontado de operações daytrade ou de prazos maiores. Algumas corretoras já entregam tudo calculado pra você, só precisa pagar. Infelizmente a maioria das corretoras não calculam imposto de renda e deixa por sua conta todo o cálculo. Lembrando que você só paga imposto se vender o ativo. Se você não vendeu esqueça pagamento imposto de renda, apenas declare que tem as ações no momento da sua declaração anual. E seu eu tive prejuízo em um mês e lucro no mês seguinte? Você pode compensar os prejuízos nos meses subseqüentes, mas lembre-se que para a receita federal você só terá lucro quando vender, fechando a operação. Isso geralmente ocorre quando você vende, mas pode ocorrer se você aluga um ativo e vende a descoberto, sem ter comprado antes, para recomprar a um preço mais baixo. A idéia é a mesma, calcular o lucro líquido, descontar os custos e aplicar a alíquota. E seu eu ganhei em uma ação e perdi na outra no mesmo mês? Você só paga se tiver lucro. Se você ganhou em uma ação e perdeu na outra tem que apurar o lucro/prejuízo total. Calcule quanto ganhou em uma e quanto perdeu na outra e verifique se no total teve prejuízo ou lucro, se houve lucro paga,se houve prejuízo não paga e pode descontar de lucros futuros. Nas operações day-trade é diferente? Sim; As operações day-trade possuem alíquota de 20%. No entanto já são descontados na fonte 1% sobre o lucro e você deve 19%. Estas operações não podem ser calculadas junto com operações de prazos maiores. No entanto os 1%, já descontados na fonte, podem ser compensados com tanto com operações daytrade como com operações a vista. Os prejuízos com opções podem ser descontantados do imposto de operações com ações? insidernews.com.br/ /evitando-p 1/7

2 Si.; De acordo com ao Art. 30 da IN 25/2001 da Receitra Federal: Art. 30. Para fins de apuração e pagamento do imposto mensal sobre os ganhos líquidos, as perdas incorridas nas operações de que tratam os arts. 25 a 29 poderão ser compensadas com os ganhos líquidos auferidos, no próprio mês ou nos meses subseqüentes, em outras operações realizadas em qualquer das modalidades operacionais previstas naqueles artigos, exceto no caso de perdas em operações de day-trade, que somente serão compensadas com ganhos auferidos em operações da mesma espécie. Então operações com opções podem ser compensadas juntamente com outras de outras espécies, como por exemplo ações com opções ou ainda compensadas com prejuízos de outras espécies exceto se for operação aberta e fechada no mesmo dia (daytrade). Minha corretora não calcula imposto, devo sair dela? A decisão de sair de uma corretora é muito pessoal. Sugiro que você mande um para sua corretora solicitando que eles desenvolvam ou comprem o sistema para fazer o cálculo, já que outras o fazem. Fazer o cálculo por meio de recursos computacionais é relativamente simples, afinal eles estão com todos os dados de que precisam para o cálculo. Algumas corretoras argumentam que os cálculos poderiam sobrecarregar os sistemas. Não é uma boa desculpa para deixar de fazer algo importante para os clientes e que agrega valor à corretora. Isso poderia ser realizado durante um período ocioso como por exemplo após o fechamento do pregão. A briga por clientes entre corretoras é grande e vejo como falha estratégica não oferecer o este serviço. Não paguei o imposto. E agora? A Receita Federal desenvolveu o SICALC que pode ser utilizado para calcular multas e juros moratórios decorrentes de atraso no pagamento e também para impressão do DARF. O site da BM&FBOVESPA (nova bolsa) possui algumas tabelas bem organizadas sobre imposto de renda com os códigos do DARF, artigos da legislação, alíquotas, exemplos, etc. Seguem os links: Pessoas Físicas Boa sorte. À Vista Opções POP Termo Futuro SWAP Fundos e Clubes de Investimento em Ações Fundos de Investimento de Renda Fixa de Longo Prazo Fundos de Investimento de Curto Prazo Renda Fixa Day Trade Antecipação de Imposto, Mediante Retenção na Fonte SKY: Ótimo post.. esse link vai ajudar muita gente que não entende ainda como se calcula o IR. Parabéns!! enzo enzo - 25 de outubro, :22 Obrigado Enzo! À medida que nova dúvidas surgirem vamos adicionando aqui. SkY - 26 de outubro, :10 Talvez este link aqui também ajude quem estiver interessado sobre Imposto de Renda sobre operações com ações att., Danilo Coscioni - 27 de outubro, :10 Prejuizo com opcoes pode sim ser abatido do lucro com acoes: Origem=Investidor O disposto nesta seção aplica-se, também, às operações realizadas nas bolsas de valores, mercadorias, futuros e assemelhadas, existentes no País, com BDR, ouro, ativo financeiro e em operações realizadas em mercados de liquidação futura fora de bolsa, inclusive com opções flexíveis. insidernews.com.br/ /evitando-p 2/7

3 zcallfet, Tem razão coloquei não, mas no final do texto explica que pode sim. Ficou sem lógica. Corrigi e acrescentei o artigo da instrução normativa. Muito obrigado pela contribuição. SkY - 29 de outubro, :02 Poderia listar quais corretoras fornecem os cálculos? Eu mesmo não tenho paciência de ficar calculando e certamente mudaria de corretora mesmo que eu tenha que pagar o valor de corretagem mais caro. Abraços Marcos Sena - 17 de novembro, :31 Marcos, A Planner, EUM e a XP investimentos Se souber de mais alguma posto aqui SkY - 17 de novembro, :20 Dúvida, Li em um artigo que os prejuízos na bolsa não vencem! Pergunto: No ano de 2008 tive prejuízo, eles se encerram em 31 de dezembro? Ou posso utilizar em 2009 para abatimento? Antonio Sousa - 10 de dezembro, :31 Senhores! Tenho exemplo do seguinte fato: O sócio majoritário de uma empresa, recebe um pro-labore de R$ 360,00, recolhendo sobre ele o INSS. Ocorre que ele retira mensalmente da empresa uma média de R$ 9.000,00 (nove mil reais) e essa retirada está sendo contabilizada em uma conta do Ativo Cirulante - Adiantamento por Conta de Lucro Futuro, com o objetivo de abater quando se realizar a distribuição dos lucros. Isso pode demonstrar que ele usa esse artificio para não se onrar com uma tributação maior sobre um Pro-labore maior. Gostaria de saber como este caso se confronta com a Legislação do Impsoto de Rendae e qual o desdobramento que poderá ocorrer diante de uma analise da Receita Federal. agradeço a sua valiosa resposta. Atenciosamsente, Genison Gomes de Meneses GENISON GOMES DE MENESES - 16 de dezembro, :43 Antonio, A legislação não fala em prazos, somente diz que os prejuízos podem ser descontados de lucros futuros. SkY - 16 de dezembro, :05 insidernews.com.br/ /evitando-p 3/7

4 Nosso tema no site é mercado financeiro. Sua pergunta envolve contabilidade, direito tributário e previdenciário. Para não deixá-lo sem resposta: A distribuição de lucros só é devida após apuração de um balanço anual que indique lucro. Só assim esse lucro poderá ser distribuído aos sócios. Quanto ao adiantamento de lucros de acordo com o Decreto 4729/03, o adiantamento de lucros ainda não apurado por meio de demonstração de resultado do exercício passou a ser base de contribuição previdenciária, ou seja, para que as empresas distribuam lucros aos sócios, sem incidência de contribuição previdenciária, precisarão elaborar a Demonstração do Resultado do Exercício, indicando que possuem lucros para serem distribuídos, evita-se assim que estes configurarem-se como antecipação. Com as mudanças na contribuição previdenciária do contribuinte individual (autônomos ou empresários) vigentes desde abril/2003, o salário de contribuição desta categoria passou a ser a renda recebida pelo trabalho, portanto, como exemplo, se um empresário tiver um pró-labore de apenas R$ 300,00 e quiser contribuir para a Previdência Social sobre um valor maior visando aumentar a aposentadoria, não poderá, exceto se aumentar o valor de sua retirada pró-labore. Isso é o que manda o Art.77, 5 da Instrução Normativa 100/2003 do INSS: 5º No caso de sociedade civil de prestação de serviços relativos ao exercício de profissões legalmente regulamentadas, a base de cálculo da contribuição da empresa referente à remuneração dos sócios, contribuintes individuais, é: I - a remuneração paga ou creditada aos sócios em decorrência de seu trabalho, de acordo com a escrituração contábil da empresa, formalizada conforme disposto no 6º do art. 65; II - os valores totais pagos ou creditados aos sócios, ainda que a título de antecipação de lucro da pessoa jurídica, quando não houver discriminação entre a remuneração decorrente do trabalho e a proveniente do capital social, ou tratar-se de adiantamento de resultado ainda não apurado por meio de demonstração de resultado do exercício ou quando a contabilidade for apresentada de forma deficiente. Quanto à legalidade temos caso correlato que ocorreu nas investigações da Polícia Federal, em parceria com a Receita Federal no caso das fraudes da Cisco: As investigações concluíram ainda que as fraudes não se restringiram as operações mercantis entre as empresas. Elas se referem também à forma de remuneração de seus dirigentes. Segundo o relatório da Polícia Federal, seus diretores obtinham vantagens financeiras ao utilizar empresas fantasmas para receber seus salários. Através delas, alguns funcionários lançariam uma parte de seus ganhos como pró-labore e o restante era registrado como distribuição de lucros, reduzindo substancialmente o Imposto de Renda, também declaratório. Espero ter contribuído. Boa sorte SkY - 16 de dezembro, :36 Caro Sky: Se eu comprar ações PETR4 a R$19,00 cada e vender 1000 ações a R$20,00 cada, eu tenho R$1000,00 de lucro, desprezando corretagem etc, e não pago I.R. Se eu vender 1100 ações eu tenho R$1.100,00 de lucro bruto, ainda desprezando corretagem etc, mas tenho que pagar R$165,00, o que me dá apenas R$935,00 de lucro líquido. É assim mesmo ou eu so pago I.R. sobre o que exceder R$20.000,00, que no caso seriam R$15,00 de IR e eu ganharia R$1085,00? Ou seja se tiver que vender mais de R$20.000,00 tem que vender pelo menos 1200 ações pra não perder dinheiro, caso tenha que pagar sobre o ganho total. Obrigado, Guilherme. Guilherme Pessoa Pinto - 19 de janeiro, :23 insidernews.com.br/ /evitando-p 4/7

5 compra e venda de acoes e em opcoes para iniciante e quais as operadoras com tarifas mais baixas e que menos dao problemas.agradeco a sua atencao e fico no aguardo. ana - 22 de janeiro, :30 Sky, Sobre as corretoras que listou acima elas apenas fornecem um programa para facilitar o cálculo (e normalmente cobram pela utilização desse programa), porém TUDO deve ser conferido pelo investidor : se não falta nenhuma nota de corretagem no sistema, o fechamento de opções, termos, splits e joins, a Guia de IR terá que ser preenchida pelo investidor e a responsabilidade dos cálculos é toda do investidor. Calcular imposto é responsabilidade de um profissional de contabilidade e mesmo assim esse deve ter especialização em renda variável para conhecer o funcionamento do mercado. Contadora da bolsa - 11 de fevereiro, :59 Ana Trabalho com a corretora Bradesco pelo seguinte: Faço muitas transaçoes de baixo valor e a bradesco cobra por porcentagem ( 0,3% /ordem) exemplo: ordem de compra de R$1000,00 cobra R$3,00 se voce trabalha com ordens superiores a R$6600,00 entao deve dar prefecencia a corretoras que cobram valor fixo de R$20,00 ou menor. exemplo: ordem de compra de R$10.000,00 voce pagaria R$20,00 e na bradesco R$30,00 Ricardo Teixeira Batista - 14 de fevereiro, :24 A dúvida é sobre opções. Comprei 200 petr4 a 27,15 em 13/02 e lancei opção de compra para março a 28,00, o premio é de 1,65. queria saber: 1 - QUANDO eu devo declarar o imposto de renda? a data do exercício da opçao é 16/03 mas eu recebi o premio em fevereiro; 2 - COM QUE PROGRAMA eu devo declarar o imposto de renda: ganhos de capital? carne leao? 3 - E se der exercício? E se não der? Abraços Davi davi cabral - 6 de março, :03 Eu fiquei com uma duvida. Se eu tive lucro isento,ou seja, relizei vendas inferiores a ,00 e tambem obtive prejuízo em outras açoes gostaria de saber se posso utilizar esta perda para compensaçao em prejuízos futuros ou devo utilizar somente as perdas calculadas mensalmente mesmo que o lucro seja isento, ou seja, eu teria que subtrair o lucro isento da perda e somente o resultado seria utilizado para compensações futuras? Cláudio - 8 de março, :36 Pra ser mais claro, o que eu quero saber é se em meses que relizei vendas insidernews.com.br/ /evitando-p 5/7

6 programa IRPF. Cláudio - 8 de março, :11 tenho uma dúvida sobre opções: em dezembro de 2008 lancei opçoes de venda de um ativo que tinha em carteira. Gostaria de saber como aparece na relação de bens e direitos, uma vez que eu recebi a quantia e o resultado da operação só saiu em janeiro de além do mais não posso declarar valor negativo nesta relação. obrigado fabio - 9 de março, :16 Comprei 1000reais de Fundo de ações da Petrobras e 1000reais da Vale em 2007.Em maio/2008 vendi medade de cada. Recebi um informe de rendimentos do banco com rendimentos liquidos de r$ 215,93 e imposto retido na fonte de R$ 38,08. Aonde declaro esses valores? Devo incluir na renda variavel no campo Mercado à vista-ações e rendimentos sujeitos à Tributação Exclusiva? Devo também incluir no campo de Bens e Direitos? Obrigada. Maria Aparecida - 10 de março, :30 Faço uso contínuo de medicamntos receitados por médico, e o custo é bem elevado. Gostaria de saber em que campo e código devo lançar essa despesa? Gessi Maria - 11 de março, :33 Qual o endereço do setor da SRF para onde o contribuinte possa enviar, pelo correio, cópias de recibos de pagamento, com suspeitas de tentativa de fraude contra o IR, recibos incompletos, com nomes incompletos e sem o CPF/CGC, do recebedor? O contribuinte dispõe de outras informações que possibilitam uma auditagem pela SRF, como o endereço, etc MARCIO - 13 de março, :30 Tenho um tio que trabalha para em escolas particulares e do estado e municipio. como faço para ver se consigo uma relação de fonte de rendas na receita federal? Tenho como conseguir isso? Roberto Aragao - 13 de março, :34 Caros Colegas Tenho uma dúvida quanto a minha declaraçõa de IR2009, como posso declarar se é que tenho que declarar que tive um preju com o mercado de ações a vista em Seguinte em 2007 eu tinha um X valor que foi praticamente diluido em 2008 ou seja houve uma redução. Caso tivese lucro lançaria normalmente, mas em caso de Preju como faço pra lançar no IR???? Stephan - 23 de março, :40 insidernews.com.br/ /evitando-p 6/7

7 cotação em 30/12/2008 e informar, o valor apurado, no campo Situação em 31/12/2008? Gostaria de saber, também, onde encontrar esta resposta? Ismael - 28 de março, :36 Minha esposa faleceu em julho/08. Ela era proprietária de uma lotérica e eu como viúvo e inventariante do espólio, pago a multa dos ganhos de capital da firma, pois o contador esqueceu-se dessa obrigação durante alguns anos. Com o falecimento dela, posso deixar de pagar essa dívida, calculada em 1.200,00 mensais? Está apertado para mim. Os bens deixados são todos de familia, ou seja, um apartamento pequeno no Rio e a casa em Brasília que ficou para mim e onde moro com meu filho e esposa, conforme a Escritura pública de inventário, já encerrado. Gostaria de saber como proceder nesse caso. Obrigado. Ivan Freitas. Ivan Freitas - 31 de março, :00 Minha pergunta é exatamente iqual a do Ismael acima F.Tibiriçá - 7 de abril, :54 Peço desculpas por não ter tido tempo para responder todas as perguntas. Principalmente aquelas relativas a mercado financeiro. Ismael,F.Tibiriçá O imposto de renda é sobre o lucro. Se não houve a alienação das ações, ainda não obteve lucro. Se recebeu dividendos deve Basta declarar a situação em SKY - 7 de abril, :24 TUDO SOBRE: A fraude/caso de Bernard Madoff Bernard Leon Madoff, nascido em 29 de abril de 1938, foi o presidente de uma sociedade de investimento que tem o seu nome e que Curso Investimentos Quantitativos Em uma parceira exclusiva Atrattore, InsiderNews e UpInvest, estamos oferecendo um inédito curso sobre Investimentos Quantitativos, ou seja, uma visão global sobre os principais conceitos das Bovespa ignora Wall Street e segue em alta São Paulo, 20/05 - A Bolsa Valores de São Paulo opera em alta nesta quarta-feira, na contramão dos mercados norte-americanos, que após insidernews é uma marca registrada Termos de Uso insidernews.com.br/ /evitando-p 7/7

Tributação. Mercado à Vista e Day Trade, Compensação de Perdas e Declaração no Informe do Imposto Renda

Tributação. Mercado à Vista e Day Trade, Compensação de Perdas e Declaração no Informe do Imposto Renda Tributação Mercado à Vista e Day Trade, Compensação de Perdas e Declaração no Informe do Imposto Renda Índice Quem recolhe o Imposto? 3 Prazo para Recolhimento 3 Como calcular o Imposto 3 Imposto de Renda

Leia mais

Tributação. Mercado de Derivativos, Fundos e Clubes de Investimentos, POP e Principais Perguntas

Tributação. Mercado de Derivativos, Fundos e Clubes de Investimentos, POP e Principais Perguntas Tributação Mercado de Derivativos, Fundos e Clubes de Investimentos, POP e Principais Perguntas 1 Índice Imposto de Renda para Mercado de Opções 03 Exemplos de Apuração dos Ganhos Líquidos - Antes do Exercício

Leia mais

Perguntas Frequentes - Tributação

Perguntas Frequentes - Tributação 1. Tributação do Ganho de Capital Perguntas Frequentes - Tributação 1.1 - Como é feita a tributação dos ganhos obtidos com a alienação de ações? A tributação é feita em bases mensais, ou seja: o ganho

Leia mais

http://www.receita.fazenda.gov.br/pessoafisica/irpf/2008/perguntas/aplicfinanrenfi...

http://www.receita.fazenda.gov.br/pessoafisica/irpf/2008/perguntas/aplicfinanrenfi... Page 1 of 8 Aplicações Financeiras - Renda Fixa e Renda Variável 617 Quais são as operações realizadas nos mercados financeiro e de capital? Nesses mercados são negociados títulos, valores mobiliários

Leia mais

CARGA TRIBUTÁRIA ANO 2013

CARGA TRIBUTÁRIA ANO 2013 CARGA TRIBUTÁRIA ANO 2013 INFORMAÇÕES GERAIS Pessoa Jurídica Lucro Real Tributação com base no lucro efetivo demonstrado através do livro diário de contabilidade (obrigatório) 1. Empresas obrigadas à apuração

Leia mais

Guia de Declaração de IR 2014- Investimentos

Guia de Declaração de IR 2014- Investimentos Guia de Declaração de IR 2014- Investimentos BRASIL Guia de Declaração IR 2014- Investimentos O dia 30/04/2014 é último dia para entrega da declaração anual do Imposto de Renda 2014 e com o objetivo de

Leia mais

Guia de Declaração IR 2014. Investimentos. Março de 2014. Brasil

Guia de Declaração IR 2014. Investimentos. Março de 2014. Brasil Guia de Declaração IR 2014 Investimentos Março de 2014 Brasil Guia de Declaração IR 2014 - Investimentos O prazo de entrega da declaração anual do Imposto de Renda 2014 tem início no dia 6 de março e o

Leia mais

Imposto de Renda 2013 MANUAL DE INFORMAÇÕES

Imposto de Renda 2013 MANUAL DE INFORMAÇÕES Imposto de Renda 2013 MANUAL DE INFORMAÇÕES Declaração de Imposto de Renda Pessoa Física 2013: consulte as informações em seu Informe de Rendimentos Fator (IRF), Ano Calendário de 2012. Elaboramos este

Leia mais

GUIA PRÁTICO SAIBA COMO DECLARAR O IMPOSTO DE RENDA 2014

GUIA PRÁTICO SAIBA COMO DECLARAR O IMPOSTO DE RENDA 2014 GUIA PRÁTICO SAIBA COMO DECLARAR O IMPOSTO DE RENDA 2014 GUIA PRÁTICO PARA DECLARAÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA 2014 1. INTRODUÇÃO Este material foi desenvolvido com o objetivo de auxiliar nossos clientes no

Leia mais

Imposto de Renda 2012 MANUAL DE INFORMAÇÕES

Imposto de Renda 2012 MANUAL DE INFORMAÇÕES Imposto de Renda 2012 MANUAL DE INFORMAÇÕES Declaração de Imposto de Renda Pessoa Física 2012: consulte as informações em seu Informe de Rendimentos Fator (IRF), Ano Calendário de 2011. Elaboramos este

Leia mais

CARGA TRIBUTÁRIA ANO 2011

CARGA TRIBUTÁRIA ANO 2011 CARGA TRIBUTÁRIA ANO 2011 Orientações Básicas INFORMAÇÕES GERAIS PESSOA JURÍDICA 1) DCTF : (Declaração de Débitos e Créditos Tributários Federais) ATENÇÃO! Apresentação MENSAL obrigatória pelas Pessoas

Leia mais

Instrução Normativa SRF nº 298, de 12 de fevereiro de 2003

Instrução Normativa SRF nº 298, de 12 de fevereiro de 2003 Instrução Normativa SRF nº 298, de 12 de fevereiro de 2003 Aprova o formulário Resumo de Apuração de Ganhos - Renda Variável, para o exercício de 2004, ano-calendário de 2003. O SECRETÁRIO DA RECEITA FEDERAL,

Leia mais

PLANEJAMENTO TRIBUTÁRIO PARA PROFISSIONAIS DA SAÚDE E CLÍNICAS

PLANEJAMENTO TRIBUTÁRIO PARA PROFISSIONAIS DA SAÚDE E CLÍNICAS PLANEJAMENTO TRIBUTÁRIO PARA PROFISSIONAIS DA SAÚDE E CLÍNICAS IR? COFINS?? INSS? PIS SUMÁRIO 1 Introdução 3 2 Planejamento 5 3 Simples Nacional com a inclusão de novas categorias desde 01-2015 8 4 Lucro

Leia mais

Fique atento! Chegou a hora de declarar o. Especial. Não descuide do prazo de entrega e confira como declarar seus planos de previdência.

Fique atento! Chegou a hora de declarar o. Especial. Não descuide do prazo de entrega e confira como declarar seus planos de previdência. Especial IRPF 2011 Boletim Informativo dirigido a participantes de planos de previdência da Bradesco Vida e Previdência - Março de 2011 Chegou a hora de declarar o IRPF2011 Fique atento! Não descuide do

Leia mais

CARGA TRIBUTÁRIA ANO 2012

CARGA TRIBUTÁRIA ANO 2012 CARGA TRIBUTÁRIA ANO 2012 Orientações Básicas INFORMAÇÕES GERAIS PESSOA JURÍDICA 1) DCTF : (Declaração de Débitos e Créditos Tributários Federais) ATENÇÃO! Apresentação MENSAL obrigatória pelas Pessoas

Leia mais

AGENDA DAS OBRIGAÇÕES FEDERAIS PARA AGOSTO DE 2014. c) multa ou qualquer vantagem por rescisão de contratos.

AGENDA DAS OBRIGAÇÕES FEDERAIS PARA AGOSTO DE 2014. c) multa ou qualquer vantagem por rescisão de contratos. Até dia Obrigação AGENDA DAS OBRIGAÇÕES FEDERAIS PARA AGOSTO DE 2014 Histórico ocorridos no período de 21 a 31.07.2014, incidente sobre rendimentos de (art. 70, I, letra "b", da Lei nº 11.196/2005 ): 5

Leia mais

TRIBUTAÇÃO. Atualizado em 12/2011

TRIBUTAÇÃO. Atualizado em 12/2011 TRIBUTAÇÃO Atualizado em 12/2011 1 Tributação dos Fundos de Investimento Instruções Normativas SRF nº 487 (30/12/04) e nº 489 (07/01/05) Lei nº 11.033/04 2 Base de Incidência de IR Base de incidência:

Leia mais

MANUAL DE APURAÇÃO E DEMONSTRAÇÃO DO IMPOSTO DE RENDA NO MERCADO DE RENDA VARIÁVEL PARA PESSOA FÍSICA. Tributação no Mercado de Renda Variável

MANUAL DE APURAÇÃO E DEMONSTRAÇÃO DO IMPOSTO DE RENDA NO MERCADO DE RENDA VARIÁVEL PARA PESSOA FÍSICA. Tributação no Mercado de Renda Variável MANUAL DE APURAÇÃO E DEMONSTRAÇÃO DO IMPOSTO DE RENDA NO MERCADO DE RENDA VARIÁVEL PARA PESSOA FÍSICA Tributação no Mercado de Renda Variável São Paulo, 05 de janeiro de 2015 Prezado (a) Investidor (a),

Leia mais

Finança Pessoal. Artigo Clube de Investimento Versão completa em PDF Versão 1.0 www.financapessoal.com.br

Finança Pessoal. Artigo Clube de Investimento Versão completa em PDF Versão 1.0 www.financapessoal.com.br Bem-vindo aos artigos do Finança Pessoal. Nesse primeiro artigo vamos esclarecer as informações sobre os Clubes de Investimentos e vamos fazer um passo-a-passo de como montar um clube. Esse artigo é uma

Leia mais

Para investir em ações, você precisa ser cadastrado em uma Corretora de Valores, Distribuidora ou em um Banco.

Para investir em ações, você precisa ser cadastrado em uma Corretora de Valores, Distribuidora ou em um Banco. PERGUNTAS FREQUENTES 1. Como investir no mercado de renda variável (ações)? 2. Como é feita a transferência de recursos? 3. Qual a diferença de ações ON (Ordinária) e PN (Preferencial)? 4. Quais são os

Leia mais

CHEGOU A HORA DE ACERTARMOS AS CONTAS COM O LEÃO.

CHEGOU A HORA DE ACERTARMOS AS CONTAS COM O LEÃO. Porto Alegre, 17 de fevereiro de 2012 Sr. Cliente: CHEGOU A HORA DE ACERTARMOS AS CONTAS COM O LEÃO. No período de 01 de março até 30 de abril de 2012, a RFB estará recepcionando as Declarações do Imposto

Leia mais

Acredite no seu trabalho que o Brasil acredita em você. Ministério do Desenvolvimento, Confiança no Brasil.

Acredite no seu trabalho que o Brasil acredita em você. Ministério do Desenvolvimento, Confiança no Brasil. Acredite no seu trabalho que o Brasil acredita em você. Ministério do Desenvolvimento, Confiança no Brasil. Indústria É assim que e Comércio a gente segue Exterior em frente. Introdução Atualmente, muitos

Leia mais

Ciências Econômicas. 4.2 Mercado de Capitais. Marcado Financeiro e de Capitais (Aula-2015/10.16) 16/10/2015. Prof. Johnny 1

Ciências Econômicas. 4.2 Mercado de Capitais. Marcado Financeiro e de Capitais (Aula-2015/10.16) 16/10/2015. Prof. Johnny 1 UNIVERSIDADE COMUNITÁRIA DA REGIÃO DE CHAPECÓ Ciências Econômicas Mercado de Capitais Tributações Relatórios Professor : Johnny Luiz Grando Johnny@unochapeco.edu.br 4.2 Mercado de Capitais 4.3.1 Conceitos

Leia mais

Indique o Banrisul - banco 041 - para crédito da restituição do Imposto de Renda e aproveite as vantagens que só cliente Banrisul tem.

Indique o Banrisul - banco 041 - para crédito da restituição do Imposto de Renda e aproveite as vantagens que só cliente Banrisul tem. Guia IR 2012 No Banrisul, o leão não assusta. Indique o Banrisul - banco 041 - para crédito da restituição do Imposto de Renda e aproveite as vantagens que só cliente Banrisul tem. O Banrisul antecipa

Leia mais

Comprovante de Rendimentos Financeiros

Comprovante de Rendimentos Financeiros Comprovante de Rendimentos Financeiros INFORME DE RENDIMENTOS FINANCEIROS MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL INFORME DE RENDIMENTOS FINANCEIROS DE IMPOSTO DE RENDA PESSOA FÍSICA 1. IDENTIFICAÇÃO

Leia mais

Instrução Normativa SRF nº 588, de 21 de dezembro de 2005

Instrução Normativa SRF nº 588, de 21 de dezembro de 2005 Instrução Normativa SRF nº 588, de 21 de dezembro de 2005 DOU de 26.12.2005 Dispõe sobre a tributação dos planos de benefício de caráter previdenciário, Fapi e seguros de vida com cláusula de cobertura

Leia mais

GUIA DE TRIBUTAÇÃO OPERACIONAL V1. 04_2012

GUIA DE TRIBUTAÇÃO OPERACIONAL V1. 04_2012 GUIA DE TRIBUTAÇÃO OPERACIONAL V1. 04_2012 O objetivo deste material é prestar ao investidor uma formação básica de conceitos e informações que possam auxiliá-lo na tomada de decisões antes da realização

Leia mais

Guia Personnalité IR 2011

Guia Personnalité IR 2011 Guia Personnalité IR 2011 Índice Imposto de Renda 2011... 03 Obrigatoriedade de entrega da declaração... 04 Orientações gerais... 04 Formas de entrega... 05 Multa pelo atraso na entrega... 05 Imposto a

Leia mais

Imposto de Renda Pessoa Física 2015

Imposto de Renda Pessoa Física 2015 Imposto de Renda Pessoa Física 2015 1 IRPF É um imposto federal brasileiro que incide sobre todas as pessoas que tenham obtido um ganho acima de um determinado valor mínimo. Anualmente este contribuinte

Leia mais

Guia Declaração Imposto de Renda 2013. Investimentos. Março de 2013. Brasil

Guia Declaração Imposto de Renda 2013. Investimentos. Março de 2013. Brasil Guia Declaração Imposto de Renda 2013 Investimentos Março de 2013 Brasil Guia de Declaração IR 2013 -Investimentos 2 O dia 30/04/2013 é último dia para entrega da declaração anual do Imposto de Renda 2013

Leia mais

Contmatic - Escrita Fiscal

Contmatic - Escrita Fiscal Lucro Presumido: É uma forma simplificada de tributação onde os impostos são calculados com base num percentual estabelecido sobre o valor das vendas realizadas, independentemente da apuração do lucro,

Leia mais

Especial Imposto de Renda 2015

Especial Imposto de Renda 2015 Especial Imposto de Renda 2015 01. Durante o ano de 2014 contribuí para a Previdência Social como autônoma. Como devo fazer para deduzir esses valores? Qual campo preencher? Se pedirem CNPJ, qual devo

Leia mais

IRPF 2012 Cartilha IR 2012

IRPF 2012 Cartilha IR 2012 IRPF 2012 Cartilha IR 2012 A MAPFRE Previdência desenvolveu para os participantes de plano de previdência complementar PGBL (Plano Gerador de Benefício Livre), FGB Tradicional (Fundo Gerador de Benefício)

Leia mais

Prezado empreendedor,

Prezado empreendedor, Prezado empreendedor, Caderno do Empreendedor Este é o Caderno do Empreendedor, criado para facilitar o dia-a-dia da sua empresa. Com ele você poderá controlar melhor suas despesas, saber quanto está vendendo

Leia mais

ESCLARECIMENTOS E ORIENTAÇÕES AOS PARTICIPANTES DO PLANO DE CONTRIBUIÇÃO DEFINIDA SISTEMA FIEMG

ESCLARECIMENTOS E ORIENTAÇÕES AOS PARTICIPANTES DO PLANO DE CONTRIBUIÇÃO DEFINIDA SISTEMA FIEMG ESCLARECIMENTOS E ORIENTAÇÕES AOS PARTICIPANTES DO PLANO DE CONTRIBUIÇÃO DEFINIDA SISTEMA FIEMG Imposto de Renda Retido na Fonte incidente sobre o Plano de Contribuição da CASFAM O Governo Federal, através

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos MEDIDA PROVISÓRIA Nº 206, DE 6 DE AGOSTO 2004. Altera a tributação do mercado financeiro e de capitais, institui o Regime Tributário

Leia mais

DECLARAÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA 2014 ANO BASE 2013

DECLARAÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA 2014 ANO BASE 2013 Organização Contábil CARIVAN Ltda. DECLARAÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA 2014 ANO BASE 2013 Advocacia Dr. Carlos Manuel de Jesus Dias PERGUNTAS E RESPOSTAS Pessoa física tem idade mínima para ser contribuinte

Leia mais

Curso Preparatório CPA20

Curso Preparatório CPA20 Página 1 de 8 Você acessou como Flávio Pereira Lemos - (Sair) Curso Preparatório CPA20 Início Ambiente ) CPA20_130111_1_1 ) Questionários ) Passo 2: Simulado Módulo IV ) Revisão da tentativa 3 Iniciado

Leia mais

Índice 1. Obrigatoriedades... 3. 2. Forma de elaborar a declaração de IRPF 2013... 4. 2.1 Formas de entrega... 4. 2.2 Prazo de entrega...

Índice 1. Obrigatoriedades... 3. 2. Forma de elaborar a declaração de IRPF 2013... 4. 2.1 Formas de entrega... 4. 2.2 Prazo de entrega... Índice 1. Obrigatoriedades... 3 2. Forma de elaborar a declaração de IRPF 2013... 4 2.1 Formas de entrega... 4 2.2 Prazo de entrega... 4 2.3 Multa pelo atraso na entrega da declaração... 4 3. Modelos de

Leia mais

IRPF IR2013. Chegou a hora de declarar o. Especial

IRPF IR2013. Chegou a hora de declarar o. Especial Boletim Informativo dirigido a participantes de planos de previdência da Bradesco Vida e Previdência Março de 2013 Especial IRPF 2013 Chegou a hora de declarar o IR2013 >> Fique por dentro >> Onde informar

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 497 SRF, DE 24/01/2005 (DO-U, DE 09/02/2005)

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 497 SRF, DE 24/01/2005 (DO-U, DE 09/02/2005) INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 497 SRF, DE 24/01/2005 (DO-U, DE 09/02/2005) Dispõe sobre plano de benefício de caráter previdenciário, Fapi e seguro de vida com cláusula de cobertura por sobrevivência e dá outras

Leia mais

b) receberam rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, cuja soma tenha sido superior a R$ 40.

b) receberam rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, cuja soma tenha sido superior a R$ 40. Vitória/ES, 23 de fevereiro de 2013. ORIENTAÇÕES PARA DECLARAÇÃO DO IRPF 2013 A partir do dia 1º março a Receita Federal começa a receber a Declaração de Ajuste Anual do Imposto de Renda Pessoa Física.

Leia mais

PROJETO IN$TRUIR - 2014

PROJETO IN$TRUIR - 2014 PROJETO IN$TRUIR - 2014 DÚVIDAS ESCLARECIMENTOS Impostos incidentes sobre a emissão da NF para os convênios Pagamentos dos médicos associados à clínica. Alteração no relatório DMED. (Declaração de Serviços

Leia mais

Empresas. prestadoras de serviços

Empresas. prestadoras de serviços 2011 Empresas prestadoras de serviços Material de uso exclusivo da Contabilidade Sistema, colaboradores e clientes Desenvolvido pelo Depto. Fiscal. Versão: 01/03/2011 SUMÁRIO - O QUE É LUCRO PRESUMIDO...

Leia mais

IRPF 2014 CARTILHA IR 2014

IRPF 2014 CARTILHA IR 2014 IRPF 2014 CARTILHA IR 2014 A MAPFRE Previdência desenvolveu para os participantes de plano de previdência complementar PGBL (Plano Gerador de Benefício Livre), FGB Tradicional (Fundo Gerador de Benefício)

Leia mais

Boletim Mensal - Novembro/2015

Boletim Mensal - Novembro/2015 Boletim Mensal - Novembro/2015 Fiscal Contábil RH Notícias Calendário Obrigações Fiscal Fisco irá cruzar informações de bancos com o Imposto de Renda e apertar contribuinte. A partir de janeiro de 2016,

Leia mais

AGENDA DAS OBRIGAÇÕES FEDERAIS PARA DEZEMBRO DE 2014

AGENDA DAS OBRIGAÇÕES FEDERAIS PARA DEZEMBRO DE 2014 AGENDA DAS OBRIGAÇÕES FEDERAIS PARA DEZEMBRO DE 2014 Até dia Obrigação 3 IRRF Histórico Recolhimento do Imposto de Renda Retido na Fonte correspondente a fatos geradores ocorridos no período de 21 a 31.11.2014,

Leia mais

Fundo de Investimento Imobiliário Península (Administrado pelo Banco Ourinvest S.A.)

Fundo de Investimento Imobiliário Península (Administrado pelo Banco Ourinvest S.A.) Balanço patrimonial em 31 de dezembro Ativo 2008 2007 Passivo e patrimônio líquido 2008 2007 Circulante Circulante Bancos 3 14 Rendimentos a distribuir 3.599 2.190 Aplicações financeiras de renda fixa

Leia mais

IRPF 2015 Imposto de Renda Pessoa Física

IRPF 2015 Imposto de Renda Pessoa Física CIRCULAR Nº 13/2015 São Paulo, 23 de Fevereiro de 2015. IRPF 2015 Imposto de Renda Pessoa Física Ano-Base 2014 Prezado cliente, No dia 03 de fevereiro de 2015 a Receita Federal publicou a Instrução Normativa

Leia mais

Física. Pessoa IMPOSTO DE RENDA. c o n t a b i l i z e. É hora de acertar as contas com o Leão

Física. Pessoa IMPOSTO DE RENDA. c o n t a b i l i z e. É hora de acertar as contas com o Leão IMPOSTO DE RENDA Distribuição Gratuita Pessoa Física É hora de acertar as contas com o Leão CONTRATE UM PROFISSIONAL E EVITE PROBLEMAS Entre em contato conosco 47 3028-1483 contabilize@contabilizesc.com.br

Leia mais

a d en e R d sto o p e Im 20 d eclaração Cartilha D 1

a d en e R d sto o p e Im 20 d eclaração Cartilha D 1 ÍNDICE 1. Obrigatoriedades... 3 2. Forma de elaborar a declaração de IRPF 2014... 4 2.1 Formas de entrega... 4 2.2 Prazo de entrega... 4 2.3 Multa pelo atraso na entrega da declaração... 4 3. Modelos de

Leia mais

FORMALIZAÇÃO formalização será feita pela internet no endereço no endereço www.portaldoempreendedor.gov.br, a partir de 01/07/2009.

FORMALIZAÇÃO formalização será feita pela internet no endereço no endereço www.portaldoempreendedor.gov.br, a partir de 01/07/2009. M.E.I. (Micro empreendedor Individual) Lei Complementar numero 128 de 19 de dezembro de 2008. Considera-se MEI o empresário individual a que se refere o art. 966 da Lei nº 10.406, de 10 de janeiro de 2002

Leia mais

Matéria elaborada com base na legislação vigente em: 14.08.2012.

Matéria elaborada com base na legislação vigente em: 14.08.2012. PIS E COFINS DAS INSTITUIÇÕES FINANCEIRAS Matéria elaborada com base na legislação vigente em: 14.08.2012. Sumário: 1 ENTIDADES FINANCEIRAS 2 - DA ALÍQUOTA 3 - DA BASE DE CÁLCULO 3.1 Receitas Incorridas

Leia mais

IMPOSTO DE RENDA IMPOSTO DE RENDA PESSOA FÍSICA

IMPOSTO DE RENDA IMPOSTO DE RENDA PESSOA FÍSICA IMPOSTO DE RENDA IMPOSTO DE RENDA PESSOA FÍSICA IMPOSTO l ELEMENTOS DO IMPOSTO: INCIDÊNCIA FATO GERADOR PERÍODO DE APURAÇÃO BASE DE CÁLCULO ALÍQUOTA INCIDÊNCIA l IRPF - É o imposto que incide sobre o produto

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS Julgue os itens a seguir, a respeito da Lei n.º 6.404/197 e suas alterações, da legislação complementar e dos pronunciamentos do Comitê de Pronunciamentos Contábeis (CPC). 71 Os gastos incorridos com pesquisa

Leia mais

DECLARAÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA 2015 DETALHES A OBSERVAR

DECLARAÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA 2015 DETALHES A OBSERVAR DECLARAÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA 2015 DETALHES A OBSERVAR Muito embora não seja uma novidade, já que a maioria das pessoas estejam obrigadas a entregar a Declaração de Imposto de Renda, trazemos aqui alguns

Leia mais

OBRIGAÇÕES FISCAIS FEDERAIS JULHO/12

OBRIGAÇÕES FISCAIS FEDERAIS JULHO/12 CIRCULAR 37/12 Novo Hamburgo, 02 de julho de 2012. OBRIGAÇÕES FISCAIS FEDERAIS JULHO/12 DIA 04 IR-FONTE Pessoas obrigadas: pessoas jurídicas que efetuaram retenção na fonte nos pagamentos ou créditos decorrentes

Leia mais

Guia Declaração. Investimentos. Março de 2012. Brasil

Guia Declaração. Investimentos. Março de 2012. Brasil 1 Guia Declaração Imposto de Renda 2012 Investimentos Março de 2012 Brasil Guia de Declaração IR 2012 - Investimentos 2 O dia 30/04/2012 é ultimo dia para entrega da declaração anual do Imposto de Renda

Leia mais

CARTILHA IRPF 2016 Orientações gerais

CARTILHA IRPF 2016 Orientações gerais CARTILHA IRPF 2016 Orientações gerais ÍNDICE 1 Obrigatoriedade de entrega 4 2 Formas e prazo de entrega 5 3 Multa por atraso na entrega 8 4 Utilizando seu Informe de Rendimentos Financeiros BRADESCO 8

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária de Segmentos Retenções na fonte IRRF e CSRF geradas na DIRF

Parecer Consultoria Tributária de Segmentos Retenções na fonte IRRF e CSRF geradas na DIRF Parecer Consultoria Tributária de Segmentos Retenções na fonte IRRF e CSRF geradas na DIRF 27/11/2014 Título do documento Sumário 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da

Leia mais

Capítulo 9 Aspectos sobre Tributação no Mercado Financeiro

Capítulo 9 Aspectos sobre Tributação no Mercado Financeiro Capítulo 9 Aspectos sobre Tributação no Mercado Financeiro 9.1 Apresentação do capítulo O objetivo deste capítulo é apresentar as principais características e definições da tributação de operações realizadas

Leia mais

Cape contabilidade LUCRO REAL

Cape contabilidade LUCRO REAL 1. CONCEITO LUCRO REAL No regime do lucro real o Imposto de Renda devido pela pessoa jurídica é calculado sobre o valor do lucro líquido contábil ajustado pelas adições, exclusões e compensações prescritas

Leia mais

COMPRAR E VENDER AÇÕES MERCADO A VISTA

COMPRAR E VENDER AÇÕES MERCADO A VISTA COMPRAR E VENDER AÇÕES MERCADO A VISTA ATENÇÃO Este texto não é uma recomendação de investimento. Para mais esclarecimentos, sugerimos a leitura de outros folhetos editados pela BOVESPA. Procure sua Corretora.

Leia mais

Demonstrações Contábeis

Demonstrações Contábeis Demonstrações Contábeis 12.1. Introdução O artigo 176 da Lei nº 6.404/1976 estabelece que, ao fim de cada exercício social, a diretoria da empresa deve elaborar, com base na escrituração mercantil, as

Leia mais

COMPRAR E VENDER AÇÕES MERCADO A VISTA

COMPRAR E VENDER AÇÕES MERCADO A VISTA COMPRAR E VENDER AÇÕES MERCADO A VISTA ATENÇÃO ESTE FOLHETO FAZ REFERÊNCIA AO PREGÃO À VIVA VOZ, FORMA DE NEGOCIAÇÃO UTILIZADA ATÉ 30/9/2005. A PARTIR DESSA DATA, TODAS AS OPERAÇÕES FORAM CENTRALIZADAS

Leia mais

INTRODUÇÃO AO MERCADO FINANCEIRO. EQUIPE TRADER O mercado fala, a gente entende.

INTRODUÇÃO AO MERCADO FINANCEIRO. EQUIPE TRADER O mercado fala, a gente entende. INTRODUÇÃO AO MERCADO FINANCEIRO EQUIPE TRADER O mercado fala, a gente entende. Mercado de Renda Variável, os preços estão em constante oscilação. Pela sua liquidez não existe pechincha. A importância

Leia mais

Nova Sistemática de Tributação no Mercado Financeiro para 2005

Nova Sistemática de Tributação no Mercado Financeiro para 2005 Nova Sistemática de Tributação no Mercado Financeiro para 2005 Ana Carolina Pereira Monguilod e Mário Shingaki Consultores tributários da Levy & Salomão Advogados No final do ano de 2004, o Governo Federal

Leia mais

Cartilha Imposto de Renda 2014 ÍNDICE 1. OBRIGATORIEDADE DE APRESENTAÇÃO...3

Cartilha Imposto de Renda 2014 ÍNDICE 1. OBRIGATORIEDADE DE APRESENTAÇÃO...3 CARTILHA DECLARAÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA 2014 ÍNDICE 1. OBRIGATORIEDADE DE APRESENTAÇÃO...3 2. FORMA DE ELABORAR A DECLARAÇÃO DE IRPF 2014...4 2.1 FORMAS DE ENTREGA...4 2.2 PRAZO DE ENTREGA...4 2.3 MULTA

Leia mais

TRIBUTAÇÃO DA CARTEIRA DO FUNDO

TRIBUTAÇÃO DA CARTEIRA DO FUNDO TRIBUTAÇÃO As informações apresentadas abaixo constituem um resumo das principais considerações fiscais da legislação brasileira que afetam o Fundo e seus investidores e não têm o propósito de ser uma

Leia mais

Fundo de Investimento Imobiliário Hospital da Criança (Administrado pelo Banco Ourinvest S.A.) Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2009 e

Fundo de Investimento Imobiliário Hospital da Criança (Administrado pelo Banco Ourinvest S.A.) Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2009 e Fundo de Investimento Imobiliário Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2009 e de 2008 e parecer dos auditores independentes 2 Balanço patrimonial em 31 de dezembro Ativo 2009 2008 Passivo e patrimônio

Leia mais

Instrução Normativa SRF nº 25, de 6 de Março de 2001

Instrução Normativa SRF nº 25, de 6 de Março de 2001 Instrução Normativa SRF nº 25, de 6 de Março de 2001 DOU de 13.3.2001 Dispõe sobre o imposto de renda incidente nos rendimentos e ganhos líquidos auferidos em operações de renda fixa e de renda variável.

Leia mais

Dispõe sobre o Imposto sobre Operações de Crédito, Câmbio e Seguro, ou relativas a Títulos ou Valores Mobiliários (IOF).

Dispõe sobre o Imposto sobre Operações de Crédito, Câmbio e Seguro, ou relativas a Títulos ou Valores Mobiliários (IOF). Instrução Normativa RFB nº 907, de 9 de janeiro de 2009 DOU de 13.1.2009 Dispõe sobre o Imposto sobre Operações de Crédito, Câmbio e Seguro, ou relativas a Títulos ou Valores Mobiliários (IOF). A SECRETÁRIA

Leia mais

UNIOESTE CCET Colegiado de Matemática XXV Semana Acadêmica da Matemática 15 a 19 de Agosto de 2011

UNIOESTE CCET Colegiado de Matemática XXV Semana Acadêmica da Matemática 15 a 19 de Agosto de 2011 UNIOESTE CCET Colegiado de Matemática XXV Semana Acadêmica da Matemática 15 a 19 de Agosto de 2011 Entendendo as mordidas do leão como funciona o cálculo do imposto de renda Profa. Raquel Lehrer Todos

Leia mais

Boletim de Relacionamento Previdência. Imposto de Renda Sul América Previdência

Boletim de Relacionamento Previdência. Imposto de Renda Sul América Previdência Boletim de Relacionamento Previdência Imposto de Renda Sul América Previdência Prezado Participante, Desenvolvemos um guia para que você, que possui um Plano de Previdência PGBL ou Tradicional ou um Plano

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Dedução de dependentes da base de cálculo do IRRF - Federal

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Dedução de dependentes da base de cálculo do IRRF - Federal Dedução de dependentes da base de cálculo do IRRF - Federal 03/02/2014 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Legislação... 4 4. Conclusão...

Leia mais

Em complemento às normas

Em complemento às normas A Nova Sistemática de Tributação dos Planos de Previdência Privada Luca Priolli Salvoni e Mário Shingaki Consultores Tributários do Levy & Salomão Advogados Em complemento às normas editadas no final do

Leia mais

CARTILHA Previdência. Complementar REGIMES TRIBUTÁRIOS

CARTILHA Previdência. Complementar REGIMES TRIBUTÁRIOS CARTILHA Previdência Complementar REGIMES TRIBUTÁRIOS Índice 1. Os planos de Previdência Complementar e os Regimes Tributários... Pág. 3 2. Tratamento tributário básico... Pág. 4 3. Características próprias

Leia mais

CALCULADORA DE IR F E R R AM E N TA C A L C U L A D O R A D E I R

CALCULADORA DE IR F E R R AM E N TA C A L C U L A D O R A D E I R F E R R AM E N TA C A L C U L A D O R A D E I R R E S U M O 2 PASSO A PASSO PASSO 1 PASSO 2 PASSO 3 PENDÊNCIA A REGULARIZAR? NÃO Acessar Menu Relatórios AÇÃO Integrar o Saldo Inicial da posição em custódia.

Leia mais

Retenção de Impostos e Contribuições

Retenção de Impostos e Contribuições Retenção de Impostos e Contribuições COMO A FONTE PAGADORA DEVE DESCONTAR: IR PIS/PASEP COFINS CSLL ISS INSS Resumo do conteúdo: IR Fonte Assalariados / Pro Labore IR Fonte Terceiros e Não Assalariados

Leia mais

Fundo de Investimento Imobiliário Península (Administrado pelo Banco Ourinvest S.A.) Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2009 e de 2008 e

Fundo de Investimento Imobiliário Península (Administrado pelo Banco Ourinvest S.A.) Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2009 e de 2008 e Fundo de Investimento Imobiliário Península Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2009 e de 2008 e parecer dos auditores independentes 2 3 Balanços patrimoniais em 31 de dezembro Ativo 2009 2008

Leia mais

Instrução Normativa SRF nº 25, de 6 de Março de 2001 DOU de 13.3.2001 Dispõe sobre o imposto de renda incidente nos rendimentos e ganhos líquidos

Instrução Normativa SRF nº 25, de 6 de Março de 2001 DOU de 13.3.2001 Dispõe sobre o imposto de renda incidente nos rendimentos e ganhos líquidos Instrução Normativa SRF nº 25, de 6 de Março de 2001 DOU de 13.3.2001 Dispõe sobre o imposto de renda incidente nos rendimentos e ganhos líquidos auferidos em operações de renda fixa e de renda variável.

Leia mais

ESPECIAL. Chegou a hora de declarar. E o que mudou para esse ano? Fique por dentro. Prazos e multas. As novidades de 2014. Tire suas dúvidas.

ESPECIAL. Chegou a hora de declarar. E o que mudou para esse ano? Fique por dentro. Prazos e multas. As novidades de 2014. Tire suas dúvidas. Chegou a hora de declarar. E o que mudou para esse ano? de 0 Boletim Informativo dirigido a participantes de planos de previdência da Vida e. Março de 0 de 0 Foi dada a largada para o acerto de contas

Leia mais

Confira os critérios para retenção do Imposto de Renda sobre aluguéis e royalties

Confira os critérios para retenção do Imposto de Renda sobre aluguéis e royalties ALUGUÉIS Retenção do Imposto Confira os critérios para retenção do Imposto de Renda sobre aluguéis e royalties A legislação tributária prevê que constituem rendimento bruto sujeito ao Imposto de Renda

Leia mais

Guia de Declaração de IRPF 2011. Ano-calendário 2010. Previdência. IR 2010 Prev e Cp_v2

Guia de Declaração de IRPF 2011. Ano-calendário 2010. Previdência. IR 2010 Prev e Cp_v2 Guia de Declaração de IRPF 2011 Ano-calendário 2010 Previdência IR 2010 Prev e Cp_v2 Quem é obrigado a declarar? Está obrigada a apresentar a Declaração de Ajuste Anual do Imposto sobre a Renda referente

Leia mais

INFORME DE RENDIMENTOS

INFORME DE RENDIMENTOS INFORME DE RENDIMENTOS Consultoria Técnica / Obrigações Acessórias Circular 06/2015 1. INTRODUÇÃO Instituído pela Instrução Normativa da Secretaria da Receita Federal sob nº 690 de 20/12/2006, as instituições

Leia mais

Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado Domingo 1 2 3 4 5 6 Clique e veja o compromisso do dia aqui

Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado Domingo 1 2 3 4 5 6 Clique e veja o compromisso do dia aqui Atenção 01 Aqueles contribuintes obrigados ao envio mensal do arquivo SINTEGRA ao SEFAZ, devem observar a data de entrega, conforme definido pelo fisco. Atenção 02 Essas informações não substituem aquelas

Leia mais

Capítulo 9 Aspectos sobre Tributação no Mercado Financeiro

Capítulo 9 Aspectos sobre Tributação no Mercado Financeiro Capítulo 9 Aspectos sobre Tributação no Mercado Financeiro 9.1 Apresentação do capítulo O objetivo deste capítulo é apresentar as principais características e definições da tributação de operações realizadas

Leia mais

Imposto de Renda 2014 Pessoa Física Ano-base 2013. Imposto de Renda 2O14

Imposto de Renda 2014 Pessoa Física Ano-base 2013. Imposto de Renda 2O14 Imposto de Renda 2014 Pessoa Física Ano-base 2013 Imposto de Renda 2O14 Informações importantes para a sua Declaração de Imposto de Renda Exercício 2014 Ano-base 2013 Este material contém uma série de

Leia mais

MERCADO À VISTA. As ações, ordinárias ou preferenciais, são sempre nominativas, originando-se do fato a notação ON ou PN depois do nome da empresa.

MERCADO À VISTA. As ações, ordinárias ou preferenciais, são sempre nominativas, originando-se do fato a notação ON ou PN depois do nome da empresa. MERCADO À VISTA OPERAÇÃO À VISTA É a compra ou venda de uma determinada quantidade de ações. Quando há a realização do negócio, o comprador realiza o pagamento e o vendedor entrega as ações objeto da transação,

Leia mais

Capítulo 9 Aspectos sobre Tributação no Mercado Financeiro

Capítulo 9 Aspectos sobre Tributação no Mercado Financeiro Capítulo 9 Aspectos sobre Tributação no Mercado Financeiro 9.1 Apresentação do capítulo O objetivo deste capítulo é apresentar as principais características e definições da tributação de operações realizadas

Leia mais

IMPOSTO DE RENDA E PROVENTOS DE QUALQUER NATUREZA

IMPOSTO DE RENDA E PROVENTOS DE QUALQUER NATUREZA IMPOSTO DE RENDA E PROVENTOS DE QUALQUER NATUREZA Nasceu em 1799 na Inglaterra, sendo recebido em 1913 nos EUA. No Brasil, em 1867, o visconde de Jequitinhonha propôs a cobrança do imposto, e encontrou

Leia mais

SAFRAS & CIFRAS. IMPOSTO DE RENDA 2014, 20 questões que o produtor rural precisa saber!

SAFRAS & CIFRAS. IMPOSTO DE RENDA 2014, 20 questões que o produtor rural precisa saber! SAFRAS & CIFRAS IMPOSTO DE RENDA 2014, 20 questões que o produtor rural precisa saber! * Enio B. Paiva *Lizandra Blaas * Ana Paiva Em clima de imposto de renda, alguns profissionais da Safras & Cifras

Leia mais

IMPOSTOS SOBRE O LUCRO! Imposto de Renda e Contribuição Social! As alterações mais recentes da legislação da Contribuição Social

IMPOSTOS SOBRE O LUCRO! Imposto de Renda e Contribuição Social! As alterações mais recentes da legislação da Contribuição Social UP-TO-DATE. ANO I. NÚMERO 43 IMPOSTOS SOBRE O LUCRO! Imposto de Renda e Contribuição Social! As alterações mais recentes da legislação da Contribuição Social João Inácio Correia (advcor@mandic.com.br)

Leia mais

TÍTULO: O BENEFÍCIO DA SUBSTITUIÇÃO DE DIVIDENDOS E DA REMUNERAÇÃO DO TRABALHO DE SÓCIOS DIRIGENTES PELOS JUROS SOBRE O CAPITAL PRÓPRIO - JCP

TÍTULO: O BENEFÍCIO DA SUBSTITUIÇÃO DE DIVIDENDOS E DA REMUNERAÇÃO DO TRABALHO DE SÓCIOS DIRIGENTES PELOS JUROS SOBRE O CAPITAL PRÓPRIO - JCP IDENTIFICAÇÃO DO TRABALHO TÍTULO: O BENEFÍCIO DA SUBSTITUIÇÃO DE DIVIDENDOS E DA REMUNERAÇÃO DO TRABALHO DE SÓCIOS DIRIGENTES PELOS JUROS SOBRE O CAPITAL PRÓPRIO - JCP AUTOR: JOSÉ ANTONIO DE FRANÇA CATEGORIA

Leia mais

Imunidade O PIS e a Cofins não incidem sobre as receitas decorrentes de exportação (CF, art. 149, 2º, I).

Imunidade O PIS e a Cofins não incidem sobre as receitas decorrentes de exportação (CF, art. 149, 2º, I). Comentários à nova legislação do P IS/ Cofins Ricardo J. Ferreira w w w.editoraferreira.com.br O PIS e a Cofins talvez tenham sido os tributos que mais sofreram modificações legislativas nos últimos 5

Leia mais

ARQUIVO ATUALIZADO ATÉ 31/12/2011

ARQUIVO ATUALIZADO ATÉ 31/12/2011 ARQUIVO ATUALIZADO ATÉ 31/12/2011 Pagamento do Imposto 001 Como e quando deve ser pago o imposto apurado pela pessoa jurídica? 1) Para as pessoas jurídicas que optarem pela apuração trimestral do imposto

Leia mais

PERGUNTAS E RESPOSTAS

PERGUNTAS E RESPOSTAS PERGUNTAS E RESPOSTAS Palestra Imposto de Renda: "entenda as novas regras para os profissionais da Odontologia" Abril/2015 Palestra Imposto de Renda 2015 A Receita Federal do Brasil RFB para o exercício

Leia mais

Declaração de Imposto de Renda 2012

Declaração de Imposto de Renda 2012 Declaração de Imposto de Renda 2012 Cartilha Índice 1. Forma de elaborar a declaração de IRPF 2012... 3 1.1 Formas de entrega... 3 1.2 Prazo de entrega... 3 1.3 Multa pelo atraso na entrega da declaração...

Leia mais