MINISTÉRIO DA FAZENDA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "MINISTÉRIO DA FAZENDA"

Transcrição

1 1

2 MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL IMPOSTO SOBRE A RENDA PESSOA FÍSICA PERGUNTAS E RESPOSTAS Exercício de 2009 Ano-calendário de 2008 PIR PROGRAMA IMPOSTO SOBRE A RENDA

3 IMPOSTO SOBRE A RENDA PESSOA FÍSICA PERGUNTAS E RESPOSTAS Secretária da Receita Federal do Brasil Lina Maria Vieira Subsecretário da Secretaria da Receita Federal do Brasil - Substituto Sandro de Vargas Serpa Coordenador-Geral de Tributação (Cosit) Luiz Tadeu Matosinho Machado Coordenadora de Tributos sobre a Renda, Patrimônio e Operações Financeiras (Cotir) Substituta Cláudia Lúcia Pimentel Martins da Silva Chefe da Divisão de Impostos sobre a Renda de Pessoa Física e a Propriedade Rural (Dirpf) Newton Raimundo Barbosa da Silva Chefe da Divisão de Tributos sobre Instituições e Operações Financeiras (Ditif) Maria da Consolação Silva Equipe Técnica: Ana Flávia Juventino - Cosit Ary Júnior Bonissoni Giombelli DRF/Florianópolis Clarice Milman Derat/Rio de Janeiro Gabor André Kárász DRJ/Campo Grande João Pedro Mendes SRRF06 Jorge Henrique Backes DRJ/Porto Alegre José Antônio Belíssimo Campos DRJ/Porto Alegre José Maurício Pereira Águia Cosit Marcelo Guimarães Caruso DRF/Belém Newton Raimundo Barbosa da Silva Cosit Pedro Einstein dos Santos Anceles DRJ/Santa Maria Raquel Ferreira de Souza e Silva Cosit Rubens Massaru Saito Cosit Valéria Guimarães Amarante DRJII/Rio de Janeiro Susanna Cinosi Cosit É permitida a reprodução total ou parcial deste manual, desde que citada a fonte. 3

4 Secretaria da Receita Federal do Brasil Missão Exercer a administração tributária e o controle aduaneiro, com justiça fiscal e respeito ao cidadão, em benefício da sociedade. Visão de Futuro Ser uma instituição de excelência em administração tributária e aduaneira, referência nacional e internacional. Valores Respeito ao cidadão; Integridade; Lealdade com a Instituição; Legalidade; Profissionalismo 4

5 APRESENTAÇÃO Este livro contém respostas elaboradas pela Coordenação-Geral de Tributação a indagações formuladas por contribuintes e por servidores da Secretaria da Receita Federal do Brasil (RFB), principalmente durante o Programa Imposto sobre a Renda Pessoa Física, mantido pela RFB. O Perguntas e Respostas 2009 tornou-se possível com a colaboração de diversas unidades integrantes da estrutura organizacional da RFB, citadas na página anterior, que cederam seus servidores para compor a equipe técnica responsável por sua elaboração. Este trabalho destina-se a facilitar o desempenho dos servidores que atuam na orientação aos contribuintes pessoas físicas, nele tendo sido considerada a legislação até fevereiro de O objetivo principal é fornecer subsídios para apresentação da declaração de rendimentos do ano-calendário de 2008, exercício de 2009, em complementação à legislação tributária e aos manuais e formulários do Imposto sobre a Renda de Pessoa Física. O conteúdo deste livro ainda não está adaptado ao disposto no Decreto nº 6.583, de 29 de setembro de

6 SUMÁRIO ANO-CALENDÁRIO DE 2008, EXERCÍCIO DE 2009 Nº da Pergunta OBRIGATORIEDADE DE ENTREGA Obrigatoriedade Gerentes, executivos obrigatoriedade de declarar Titular ou sócio de empresa Quadro societário ou cooperativa Responsável por Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ) Obrigatoriedade de declarar Limite de idade para declarar Bens e direitos avaliação Bens e direitos atividade rural Mais de uma fonte pagadora Caderneta de poupança superior a R$ ,00 Doença grave DECLARAÇÃO SIMPLIFICADA Declaração simplificada opção Desconto simplificado Mais de cinco fontes pagadoras Prejuízo na atividade rural declaração simplificada Pagamentos e doações efetuados Rendimentos isentos 65 anos ou mais Rendimentos acumulados Aluguéis PRAZO DE ENTREGA Declaração de ajuste anual exercício de 2009 Declarante no exterior Contribuinte em viagem na data da entrega MULTA POR ATRASO NA ENTREGA DA DECLARAÇÃO Contribuinte obrigado a declarar Contribuinte não obrigado a declarar PROGRAMA IRPF2009 Vantagens Obtenção do programa IRPF2009 Equipamento necessário Instalação do programa IRPF INTERNET Como utilizar Segurança Outras informações

7 APRESENTAÇÃO E LOCAIS DE ENTREGA Declaração pelo telefone Locais de entrega no prazo e custos Declarante no exterior Entrega com atraso Agências bancárias autorizadas DECLARAÇÃO DE ANOS ANTERIORES Declaração e programa de anos anteriores 037 RETIFICAÇÃO DA DECLARAÇÃO Retificação Retificação prazo Declaração retificadora onde entregar Declaração retificadora troca de modelo Troca de modelo prejuízo na atividade rural Retificação exercícios anteriores Declaração do cônjuge alterações Imposto pagamento Imposto mudança na opção de pagamento Retificação de bens e direitos valor de mercado Aposentado com 65 anos ou mais isenção PDV programa de demissão voluntária Declaração de bens ou de dívidas e ônus erros COMPROVANTE DE RENDIMENTOS Comprovante errado ou não entregue Falta de comprovante de fonte pagadora Penalidade à fonte pagadora CADASTRO DE PESSOAS FÍSICAS Não-residente 054 ASSINATURA E CÓPIA DA DECLARAÇÃO Procuração Cópia de declaração CÁLCULO E RECOLHIMENTO DO IMPOSTO Cálculo do imposto tabela Base de cálculo Pagamento do imposto Pagamento das quotas do IRPF Local de pagamento das quotas do IRPF Formas de pagamento do imposto Perda do Darf Correção monetária RESTITUIÇÃO/COMPENSAÇÃO DO IR IR pago indevidamente Restituição crédito em conta corrente ou de poupança

8 Restituição conta conjunta Restituição conta de terceiros Restituição alteração na conta indicada Restituição declarante no exterior SITUAÇÕES INDIVIDUAIS Contribuinte casado Bens adquiridos em condomínio antes do casamento Contribuinte que tenha companheiro Contribuinte divorciado que se casou novamente Contribuinte separado de fato Contribuinte divorciado ou separado judicialmente Contribuinte viúvo Contribuinte menor Contribuinte menor emancipado Contribuinte incapaz DECLARAÇÃO EM CONJUNTO Declarante em conjunto - conceito Cônjuge ou filho menor sócio de empresa DECLARAÇÃO EM SEPARADO Compensação do IR bens em condomínio ou comunhão Informações da declaração do cônjuge ESPÓLIO CONTRIBUINTE FALECIDO Conceito Pessoa falecida imposto de renda devido Pessoa falecida restituição do imposto de renda Falecimento bens a inventariar Declarações de espólio Declaração final de espólio obrigatoriedade Bens comuns rendimentos Sobrepartilha Declaração final de espólio deduções Declaração final de espólio e declaração de ajuste anual do meeiro dependentes Funeral, taxas, honorários advocatícios deduções Declarações de espólio apresentação Declaração de espólio não-residente no Brasil Obrigação tributária transferida a herdeiros Falecimento de ambos os cônjuges Inventário novos bens antes da partilha Inventário novos bens após a partilha Declaração final de espólio prazo de entrega/pagamento do imposto até 2007 Declaração final de espólio prazo de entrega/pagamento do imposto a partir de 2008 Declaração final de espólio apuração do imposto Declaração final de espólio declaração de bens Transferência de bens e direitos Bens doados em vida Moléstia grave proventos e pensões recebidos pelo espólio ou herdeiros EXTERIOR Residente no Brasil conceito Condição de residente nova contagem

9 Não-residente no Brasil conceito Condição de não-residente nova contagem Saída temporária procedimentos Saída definitiva procedimentos Residente saída definitiva sem entrega de declaração ou temporária Não-residente visto temporário Não-residente, brasileiro, que retorna ao Brasil Não-residente rendimentos recebidos no Brasil Residente no Brasil rendimentos do exterior Rendimentos de país sem acordo com o Brasil Não-residente pensão recebida no Brasil Rendimentos de país que possui acordo com o Brasil Estrangeiro transferência para o Brasil Residente lucros de empresas do exterior Conversão em reais deduções Imposto pago no exterior compensação/conversão Imposto pago no exterior compensação mensal/anual Compensação Alemanha, Estados Unidos e Reino Unido Servidor de representação diplomática não residente Funcionário estrangeiro de representação diplomática Empregado particular missão diplomática Servidor de missão diplomática residente no Brasil Empregado de empresas estatais estrangeiras no Brasil Religiosos, missionários, pesquisadores e professores Cientistas, professores e pesquisadores estrangeiros PNUD Agências especializadas da ONU Aladi OEA Organismos especializados da OEA AEE Ritla do Sela Intelsat Olade e CCA Corporação Interamericana de Investimentos Ex-funcionário de organismo internacional Funcionário a serviço do Brasil no exterior tributação Funcionário a serviço do Brasil no exterior Servidor público em missão no exterior Transferência de residência exterior Trabalho assalariado exterior Declaração de bens PF que passa a ser residente Declaração de bens PF que readquire a condição de residente Trabalho assalariado Japão Funcionário brasileiro no exterior para estudo Conversão em reais rendimentos/imposto/deduções Deduções exterior Indenizações, pensões e aposentadorias exterior Não-residente com mais de 65 anos Não-residente patrimônio superior a R$ ,00 Não-residente lucros/dividendos RENDIMENTOS TRIBUTÁVEIS TRABALHO Férias Participação dos empregados nos lucros das empresas Verbas recebidas por parlamentares

10 Bolsa de estudo Residência médica Empresa optante pelo Simples sócio ou titular Benefícios indiretos Horas extras Benefícios da previdência privada Pensão especial de ex-combatente Doença grave pensão por falecimento de funcionário Síndico de condomínio Prestação de serviço de transporte Representante comercial autônomo Obra de arte Prêmio recebido em bens Prêmio recebido em concursos e competições Prêmio recebido em competições esportivas Fonte pagadora que assume o ônus do imposto Notas promissórias Dívida perdoada em troca de serviços Pagamento efetuado em bens Rendimentos recebidos em mês posterior Acidente de trabalho Vantagem pecuniária individual e abono permanência Restituição da contribuição previdenciária RENDIMENTOS TRIBUTÁVEIS ALUGUÉIS Pagamento ao locador Usufruto de rendimentos de aluguéis Rendimentos de imóvel cedido Locação de espaço para publicidade em imóveis, inclusive condomínios Benfeitorias compensação Arrendamento de imóvel rural Aluguel depositado judicialmente Luvas e gratificações pagas ao locador Indenização para desocupação do imóvel Cessão gratuita de imóvel Sublocação Aluguéis recebidos por não-residente Imóvel pertencente a mais de uma pessoa Rendimentos de bens comuns RENDIMENTOS TRIBUTÁVEIS PENSÃO Pensão paga por acordo ou decisão judicial Pensão recebida acumuladamente Pensão paga por meio de imóvel RENDIMENTOS TRIBUTÁVEIS OUTROS Servidão de passagem indenização Laudêmio Indenização por morte Indenização por danos morais Encargo de doação modal Rendimentos de empréstimos Rendimentos pagos em cumprimento de decisão judicial Precatório

11 Representante comercial autônomo Pecúlio Seguro por inatividade temporária Doença grave Doença grave fonte no exterior Doença grave rendimentos recebidos acumuladamente Doença grave militar integrante de reserva Rescisão de contrato de trabalho FGTS pago pelo ex-empregador PDV tratamento tributário PDV resgate de previdência Rendimentos de sócio ou titular de empresa Pro labore e lucro distribuído Dividendos, bonificações em dinheiro e lucros Pool hoteleiro Lucros na liquidação da massa falida Auxílios e complementação previdenciária RENDIMENTOS RECEBIDOS ACUMULADAMENTE Ação rescisória Diferenças salariais recebidas acumuladamente Diferenças salariais de pessoa falecida PESSOA FÍSICA EQUIPARADA A PESSOA JURÍDICA Profissional autônomo que paga a outros profissionais Equiparação a pessoa jurídica hipóteses Equiparação a empresa individual Equiparação a pessoa jurídica operações imobiliárias Equiparação a pessoa jurídica operações imobiliárias prazo Equiparação a PJ operações imobiliárias destino do ativo Lucro na criação de venda de cães, gatos, etc. Escritor que arca com os encargos de impressão Venda de artesanato e de antiguidades Pessoa física que explora atividade econômica Profissionais que não constituem sociedade CARNÊ-LEÃO Carnê-leão recolhimento Carnê-leão Cálculo Carnê-leão décimo terceiro salário pago por governo estrangeiro Carnê-leão x mensalão Carnê-leão pago a maior compensação Compensação de acréscimos legais Pagamento do mensalão com código do carnê-leão Arras RENDIMENTOS ISENTOS E NÃO-TRIBUTÁVEIS Indenização Despedida, rescisão de contrato de trabalho, FGTS, etc. Lucros e dividendos apurados na escrituração em 1993 Pensão, aposentadoria, reserva remunerada ou reforma Aposentadoria ou pensão de mais de uma fonte Pensão, aposentadoria, reserva remunerada ou reforma 13º salário Pensionista ou aposentado maior de 65 anos dependente

12 Compensação isenção aposentadoria Aposentadoria recebida no Brasil por não-residente Doença grave comprovação Doença grave isenção Doença grave rendimentos acumulados Doença grave complementação de pensão, aposentadoria Doença grave pensão judicial Bolsa de estudos PDV de aposentado Desaparecidos políticos indenização Indenização de transporte Diárias Parlamentares passagens, correio, telefone Ajuda de custo Indenização por ato ilícito Indenização por danos causados no imóvel locado Empréstimo compulsório sobre aquisição de veículos Quitação no SFH em virtude de invalidez ou falecimento Restituição do imposto de renda Desconto no resgate antecipado de notas promissórias Consórcio falta do bem no mercado Transferência entre entidades de previdência privada IMPOSTO DE RENDA NA FONTE TRIBUTAÇÃO NA FONTE Retenção de IR sobre pagamentos de condomínio Multa por rescisão de contrato de aluguel Pagamentos por conta e ordem de terceiros Vale-brinde Remessa ao exterior para ensino ou saúde Remessa ao exterior intercâmbio cultural Remessa ao exterior publicações e inscrição em congressos Remessa ao exterior manutenção de cônjuge e filhos Remessa ao exterior seguradora de saúde Remessa ao exterior despesas funerárias Remessas efetuadas por não-residente no Brasil IMPOSTO DE RENDA NA FONTE TRIBUTAÇAO EXCLUSIVA NA FONTE Sorteios, concursos e loterias Aposta conjunta em loteria Prêmios em dinheiro Prêmios em bens e serviços Juros sobre capital próprio 13º salário recebido acumuladamente IMPOSTO DE RENDA NA FONTE RESPONSABILIDADE DA FONTE PAGADORA Rendimentos do trabalhador avulso Rendimentos do operador portuário Honorário de perito IMPOSTO DE RENDA NA FONTE FALTA DE RETENÇÃO 12

13 Falta de retenção Responsabilidade pelo recolhimento imposto não retido Responsabilidade pelo recolhimento imposto não retido por decisão judicial Vencimento imposto não retido Acréscimos legais imposto não retido Ônus do imposto assumido pela fonte pagadora DEDUÇÕES GERAL Deduções permitidas Deduções do décimo terceiro salário DEDUÇÕES PREVIDÊNCIA Contribuição à previdência oficial Previdência oficial paga com atraso Previdência privada limite Montepio civil ou militar Previdência oficial trabalhador autônomo Contribuição previdenciária de dependente Previdência privada resgate em curto prazo DEDUÇÕES DEPENDENTES Dependentes Filho(a) ou enteado(a) cursando escola de ensino médio ou técnica ( 2º grau) Dependente pela lei previdenciária Documentação para comprovar a dependência Dependente não-residente no Brasil Dependente próprio declarado pelo outro cônjuge Pensão alimentícia relação de dependência Dependência mudança no ano Dependente falecimento no ano-calendário Dependência durante parte do ano Filho universitário que faz 25 anos no início do ano Dependente com CPF Crédito educativo Dependente que recebe herança ou doação Nora genro Irmão, neto ou bisneto Sogro (a) Menor emancipado Menor pobre que não viva com o contribuinte DEDUÇÕES PENSÕES Pensão judicial dedutível Pagamentos em sentença judicial que excedam a pensão alimentícia Pensão paga por liberalidade Pensão descontada de rendimentos isentos Pensão alimentícia sentença estrangeira DEDUÇÕES DESPESAS MÉDICAS Despesas médicas dedutíveis Exame de DNA Internação hospitalar em residência Aparelhos e próteses ortopédicas

14 Marcapasso Parafusos e placas Prótese dentária Colocação e manutenção de aparelhos ortodônticos Lente intra-ocular Transfusão de sangue, exames em laboratórios Assistente social, massagista e enfermeiro Gastos com UTI no ar Seguro-saúde Despesas médicas ressarcimento Despesas médicas reembolso Portador de deficiência despesas com instrução Medicamentos Dedução de despesa com parto na declaração do marido Plano de saúde declaração em separado Filho não dependente na declaração Passagem e hospedagem para tratamento médico Médico no exterior DEDUÇÕES DESPESAS COM INSTRUÇÃO Despesas com instrução dedução Despesas com instrução limite Mensalidades e anuidades Educação infantil Curso de especialização Curso profissionalizante técnico Creche Filho ou Enteado Divórcio ou separação judicial no ano-calendário Neto, bisneto, irmão, primo, sobrinho Menor pobre Despesas com instrução sentença judicial Dissertações e teses Enciclopédias, livros, publicações e materiais técnicos Cursos preparatórios para concursos ou vestibulares Idiomas, música, dança, esportes, corte e costura Menor em instituição beneficente Contribuição à associação de pais e mestres Despesas de instrução remessa para o exterior Viagens e estadas para estudo Filho que trancou matrícula na faculdade Despesas com instrução auxílio Despesas com instrução ressarcimento Crédito educativo Construção de escola em imóvel rural DEDUÇÕES LIVRO CAIXA Utilização do livro Caixa Despesas de custeio Serviços prestados a pessoas físicas e jurídicas Serviços notariais e de registro Escrituração em formulário contínuo Comprovação das despesas no livro Caixa Despesas com transporte, locomoção, combustível Aquisição de bens ou direitos

15 Arrendamento mercantil e depreciação de bens Imóvel utilizado para profissão e residência Benfeitorias em imóvel locado Livros, jornais, revistas, roupas especiais Contribuição a sindicatos e associações Pagamentos efetuados a terceiros Autônomo prestação de serviços exclusivamente a pessoa jurídica Serviços pagos a terceiros prestados em anos anteriores Propaganda da atividade profissional Congressos e seminários DEDUÇÕES RENDIMENTOS DE ALUGUÉIS Exclusões do rendimentos de aluguéis Exclusão dos rendimentos de aluguéis - IPTU Despesas com imóvel alugado Dedução de aluguel pago DEDUÇÕES OUTRAS Deduções no serviço de transporte Doações para partidos políticos e para campanhas eleitorais Advogados e despesas judiciais Honorários advocatícios pagos em outros exercícios Doações entidades filantrópicas, de educação DEDUÇÕES IMPOSTO DEVIDO Deduções do imposto devido Deduções do imposto declaração simplificada Contribuição patronal paga à previdência social Fundos dos direitos da criança e adolescente DECLARAÇÃO DE BENS E DIREITOS Pessoa física equiparada a jurídica Aquisição de bens na união estável Doações em bens móveis e imóveis Doações em dinheiro - Donatário Doações em dinheiro - Doador Empréstimos a empresas Bens comuns espólio Depósito não-remunerado exterior Bens em condomínio Dependente primeira declaração Moeda estrangeira em espécie Aplicação financeira no exterior como declarar Veículo perda total Herança no exterior Bens e direitos no exterior Imóvel rural Demolição e construção no mesmo terreno Consórcio contemplado Consórcio não contemplado Imóvel adquirido/quitado com o FGTS Contrato de gaveta Doação de imóvel usufruto

16 440 Leasing ATIVIDADE RURAL CONCEITOS GERAIS Tributação do resultado da atividade rural Forma de apuração do resultado da atividade rural Insuficiência de caixa Livro caixa eletrônico Encerramento de espólio ou saída definitiva atividade rural Inscrição no cadastro de ITR Contratos agrários Arrendatário e parceiro Mais de um contrato de parceria para a mesma unidade Rendimentos no usufruto Animais em propriedade de terceiros Contratos com gado Captura in natura do pescado Propriedade de mais de um barco pesqueiro Hospedagem de animais em haras Pasteurização com acondicionamento do leite de terceiros Aluguel de pastagem, máquinas e equipamentos Rendimento da avicultura Turismo rural Imóvel rural destinado a lazer Imóvel rural não explorado com atividade rural Venda de árvores plantadas Extração de madeira e fabricação de carvão Venda de minério extraído de propriedade rural Venda de produtos da atividade rural aos centros de abastecimento Herança de imóvel rural com prejuízos Rendimentos no curso do inventário Adiantamento utilizado para aquisição de bens Empréstimos ou financiamentos rurais Produtos estocados e ainda não vendidos Produção de alevinos e embriões Venda de propriedade rural durante o ano-calendário Venda de rebanho bovino ganho de capital Atividade rural exercida no exterior Atividade rural exercida no Brasil e no exterior Atividade rural exercida no Brasil por não-residente Imposto pago no exterior Desobrigação de preencher o demonstrativo da atividade rural Alienação de propriedade rural Recolhimento complementar Valor recebido em produtos rurais por terra cedida Transferência de bens e benfeitorias na herança, dissolução da sociedade conjugal ou doação Alienação de imóvel rural conversão por índice de produtos rurais Alienação de bem rural conversão por índice de produtos rurais Fundo de Liquidez Variação Cambial ATIVIDADE RURAL RECEITAS Valor do arrendamento recebido em produtos

17 Tripulação de barcos pesqueiros Adiantamento para formação de cultura agrícola Adiantamentos relativos a produto rural Devolução de compras Cessão de direito de bem destinado à atividade rural Valores recebidos de órgãos públicos Recebimento de seguros Nota promissória rural Decisão judicial Produto rural vendido por cooperativa Animais, produtos ou equipamentos rurais entregue para integralização de quotas Valor das benfeitorias vendidas Valor dos bens vendidos Documento de venda de bens e benfeitorias Venda de bens posteriormente à alienação do imóvel rural Venda de produto rural posteriormente à alienação do imóvel rural Venda de bens e benfeitorias recebidos em herança, dissolução da sociedade conjugal ou doação ATIVIDADE RURAL DESPESAS Gastos com assistência à saúde Pagamento antecipado do preço Despesas com veículos Aluguel ou arrendamento de avião para deslocamento do contribuinte Gastos com aeronave Aluguel descontado do empregado Prestação de serviços da atividade rural Despesas ocorridas fora da área rural Aquisição de bem por consórcio Empréstimos e financiamentos Benfeitorias realizadas no imóvel rural ATIVIDADE RURAL INVESTIMENTOS Investimentos Terra nua Gastos com escola e educação Adiantamento recebido para pagamento posterior em produtos rurais Financiamento rural para aquisição de bens Investimento na captura in natura do pescado Investimento na exploração da piscicultura Gastos com desmatamento de terras Aquisição de reprodutores ou matrizes Aquisição de cotas ou participações societárias GANHO DE CAPITAL Operações sujeitas à apuração do ganho de capital Isenções do ganho de capital Alienação de imóvel residencial para construção de outro imóvel Aquisição de imóvel residencial condomínio isenção Alienação de imóvel residencial condomínio isenção Alienação de imóvel residencial isenção Compensação de prejuízos com ganhos no mês Data de aquisição de bens comuns Usucapião Laudêmio Bem originariamente possuído em usufruto e depois em propriedade

18 Revogação da doação em adiantamento da legítima Custo de aquisição Cessão do exercício do usufruto Imóvel vendido em partes, em datas diferentes Contrato com cláusula de rescisão Rescisão de contrato de promessa de compra e venda Participações societárias alienação sem preço predeterminado Substituição de ações cisão, fusão ou incorporação Transferência de bens para integralização de capital Transferência de bens para integralização de capital ganho de capital Dissolução de sociedade transferência de bens Dissolução da sociedade conjugal ou da união estável transferência de bens Dissolução da sociedade conjugal ou da união estável pagamento do imposto Herança ou legado Prazo de recolhimento no caso de herança ou legado Doação a terceiros de bens ou direitos Doação em adiantamento da legítima pagamento do imposto Prazo doação em adiantamento da legítima Alienação com recebimento parcelado em bens móveis Cláusulas pro soluto ou pro solvendo Alienação com dívida quitada com desconto Notas promissórias correspondentes às prestações Doação de notas promissórias com correção Alienação condicionada à aprovação de financiamento Contrato particular de bem financiado pelo SFH Doação entre cônjuges Bens recebidos por concursos, sorteios e outros Transferência de titularidade de quotas de capital Alienações efetuadas pelos cônjuges Cessão de direitos hereditários Alienação efetuada durante inventário Dação em pagamento efetuada com imóvel Arrendamento mercantil leasing Permuta de unidades imobiliárias Permuta de uma unidade por duas ou mais Permuta com pagamento de torna em dinheiro Permuta entre bens móveis e imóveis Permuta de imóveis rurais Permuta com pessoa jurídica Dação da unidade imobiliária em pagamento Residente no Brasil bens, direitos e aplicações financeiras adquiridos em moeda estrangeira Conta remunerada no exterior Alienação de moeda estrangeira mantida em espécie Moeda estrangeira representada por cheques de viagem Aplicações financeiras em moeda estrangeira Não-residente bens no Brasil Redução sobre o ganho de capital Edificação em terreno alheio redução do ganho de capital Imóvel construído após aquisição do terreno redução Desapropriação Imóvel rural Terra nua ganho de capital VTN de compra e alienação idênticos Aquisição e/ou alienação sem apuração do VTN Consórcio

19 Único imóvel aquisição de outro por contrato particular Alienações diversas aplicabilidade da isenção Valor da alienação recebido parceladamente Venda parcelada de imóvel cláusulas de correção Bens adquiridos até 1995 pela primeira vez declarados Despesas que integram o custo de aquisição Alienação de bens comuns isenção de único imóvel Bem de pequeno valor condomínio Saldo devedor do SFH custo de aquisição Programa de arrendamento residencial custo de aquisição Ações de companhia telefônica alienação com procuração VTN do Diat menor que valor de venda da terra nua Títulos de investimento coletivo Passe de atleta Bem de pequeno valor Permuta com recebimento de torna em dinheiro Imóvel adquirido pelo SFH ou em consórcio Alienação do único imóvel Único imóvel co-propriedade Unificação de terrenos contíguos Alienação de parte do imóvel Ativos recebidos dissolução sociedade conjugal Pagamento do IR dissolução sociedade conjugal Herança ou legado Herança ou legado pagamento do IR Doação em adiantamento da legítima - tratamento Doação, inclusive em adiantamento da legítima pagamento do IR INCORPORAÇÃO E LOTEAMENTO Incorporação de prédios em condomínio Construções abrangidas pelas incorporações imobiliárias Incorporador Loteamento e desmembramento de terrenos Pessoa física equiparada à jurídica Falecimento de incorporador ACRÉSCIMO PATRIMONIAL Rendas consideradas consumidas e deduções sem comprovação Empréstimo Transações ilícitas APLICAÇÕES FINANCEIRAS RENDA FIXA E RENDA VARIÁVEL Mercado de capitais Mercado de renda variável Renda variável tributação Renda variável ganho líquido Renda variável alíquota e incidência do IR Operações em bolsas isenção Renda variável deduções Renda variável compensação de perdas Renda variável compensação de perdas com ganhos de meses anteriores Prejuízo em dezembro compensação Day trade conceito Day trade imposto sobre a renda incidente na fonte

MINISTÉRIO DA FAZENDA

MINISTÉRIO DA FAZENDA 1 MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL IMPOSTO SOBRE A RENDA PESSOA FÍSICA PERGUNTAS E RESPOSTAS Exercício de 2009 Ano-calendário de 2008 PIR PROGRAMA IMPOSTO SOBRE A RENDA 2009

Leia mais

IV - Bens e direitos que devem ser declarados

IV - Bens e direitos que devem ser declarados IV - Bens e direitos que devem ser declarados Regra geral, devem ser relacionados nessa ficha da Declaração a totalidade dos bens e direitos que, no Brasil ou no exterior, constituam, em 31 de dezembro

Leia mais

b) receberam rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, cuja soma tenha sido superior a R$ 40.

b) receberam rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, cuja soma tenha sido superior a R$ 40. Vitória/ES, 23 de fevereiro de 2013. ORIENTAÇÕES PARA DECLARAÇÃO DO IRPF 2013 A partir do dia 1º março a Receita Federal começa a receber a Declaração de Ajuste Anual do Imposto de Renda Pessoa Física.

Leia mais

Indique o Banrisul - banco 041 - para crédito da restituição do Imposto de Renda e aproveite as vantagens que só cliente Banrisul tem.

Indique o Banrisul - banco 041 - para crédito da restituição do Imposto de Renda e aproveite as vantagens que só cliente Banrisul tem. Guia IR 2012 No Banrisul, o leão não assusta. Indique o Banrisul - banco 041 - para crédito da restituição do Imposto de Renda e aproveite as vantagens que só cliente Banrisul tem. O Banrisul antecipa

Leia mais

IMPOSTO DE RENDA PESSOA FÍSICA 2009 PERGUNTAS E RESPOSTAS

IMPOSTO DE RENDA PESSOA FÍSICA 2009 PERGUNTAS E RESPOSTAS IMPOSTO DE RENDA PESSOA FÍSICA 2009 PERGUNTAS E RESPOSTAS 1. Quem está obrigada à entrega da Declaração de Ajuste Anual no exercício de 2009, anocalendário 2008? Está obrigada a apresentar a Declaração

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA

MINISTÉRIO DA FAZENDA 1 MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL IMPOSTO SOBRE A RENDA PESSOA FÍSICA PERGUNTAS E RESPOSTAS Exercício de 2010 Ano-calendário de 2009 PIR PROGRAMA IMPOSTO SOBRE A RENDA 2010

Leia mais

Tabela Progressiva Mensal 27,5

Tabela Progressiva Mensal 27,5 ALTERAÇÕES PARA O ANO-CALENDÁRIO 2007, EXERCÍCIO 2008 1 - TABELA PROGRESSIVA MENSAL E ANUAL No ano-calendário de 2007, o imposto de renda a ser descontado na fonte sobre os rendimentos do trabalho assalariado,

Leia mais

O QUE É IRPF? Imposto Sobre a Renda Pessoa Física

O QUE É IRPF? Imposto Sobre a Renda Pessoa Física O QUE É IRPF? Imposto Sobre a Renda Pessoa Física O QUE É DAA? É a Declaração de Imposto de Renda Anual Denominada - Declaração de Ajuste Anual ÓRGÃOS REGULADORES Receita Federal do Brasil Procuradoria

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA

MINISTÉRIO DA FAZENDA 1 MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL IMPOSTO SOBRE A RENDA PESSOA FÍSICA PERGUNTAS E RESPOSTAS Exercício de 2016 Ano-calendário de 2015 PIR PROGRAMA IMPOSTO SOBRE A RENDA 2016

Leia mais

Especial Imposto de Renda 2015

Especial Imposto de Renda 2015 Especial Imposto de Renda 2015 01. Quais são os limites de rendimentos que obrigam (pessoa física) a apresentação da Declaração de Ajuste Anual relativa ao ano-calendário de 2014, exercício de 2015? A

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA

MINISTÉRIO DA FAZENDA 1 MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL IMPOSTO SOBRE A RENDA PESSOA FÍSICA PERGUNTAS E RESPOSTAS Exercício de 2014 Ano-calendário de 2013 PIR PROGRAMA IMPOSTO SOBRE A RENDA 2014

Leia mais

IRPF 2012 Cartilha IR 2012

IRPF 2012 Cartilha IR 2012 IRPF 2012 Cartilha IR 2012 A MAPFRE Previdência desenvolveu para os participantes de plano de previdência complementar PGBL (Plano Gerador de Benefício Livre), FGB Tradicional (Fundo Gerador de Benefício)

Leia mais

Imposto de Renda - Pessoa Física 2011 Perguntas e Respostas

Imposto de Renda - Pessoa Física 2011 Perguntas e Respostas Imposto de Renda - Pessoa Física 2011 Perguntas e Respostas Escolha um dos assuntos a seguir: OBRIGATORIEDADE DE ENTREGA 001 a 011 DESCONTO SIMPLIFICADO 012 a 019 'RENDIMENTOS RECEBIDOS ACUMULADAMENTE

Leia mais

1º Fica dispensada de apresentar a Declaração de Ajuste Anual, a pessoa física que se enquadrar:

1º Fica dispensada de apresentar a Declaração de Ajuste Anual, a pessoa física que se enquadrar: SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 1.246,DE 3 DE FEVEREIRO DE 2012 Dispõe sobre a apresentação da Declaração de Ajuste Anual do Imposto sobre a Renda referente ao exercício

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA

MINISTÉRIO DA FAZENDA 1 MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL IMPOSTO SOBRE A RENDA PESSOA FÍSICA PERGUNTAS E RESPOSTAS Exercício de 2011 Ano-calendário de 2010 PIR PROGRAMA IMPOSTO SOBRE A RENDA 2011

Leia mais

Obrigatoriedade na declaração

Obrigatoriedade na declaração A declaração do Imposto de Renda da Pessoa Física 2010 aparece com algumas novidades, especialmente em relação aos parâmetros que definem a obrigatoriedade da apresentação, o que deverá fazer com que diminua,

Leia mais

IR/ PESSOAS FÍSICAS GANHO DE CAPITAL NA ALIENAÇÃO DE BENS OU DIRIEITOS

IR/ PESSOAS FÍSICAS GANHO DE CAPITAL NA ALIENAÇÃO DE BENS OU DIRIEITOS IR/ PESSOAS FÍSICAS GANHO DE CAPITAL NA ALIENAÇÃO DE BENS OU DIRIEITOS Nesta edição, a Asscontas traz esclarecimentos acerca do cálculo e da incidência do Imposto de Renda sobre o ganho de capital auferido

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA

MINISTÉRIO DA FAZENDA 1 MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL IMPOSTO SOBRE A RENDA PESSOA FÍSICA PERGUNTAS E RESPOSTAS Exercício de 2012 Ano-calendário de 2011 PIR PROGRAMA IMPOSTO SOBRE A RENDA 2012

Leia mais

IRPF 2015 Imposto de Renda Pessoa Física

IRPF 2015 Imposto de Renda Pessoa Física CIRCULAR Nº 13/2015 São Paulo, 23 de Fevereiro de 2015. IRPF 2015 Imposto de Renda Pessoa Física Ano-Base 2014 Prezado cliente, No dia 03 de fevereiro de 2015 a Receita Federal publicou a Instrução Normativa

Leia mais

RENDIMENTOS TRIBUTÁVEIS RECEBIDOS DE PESSOA FÍSICA E DO EXTERIOR PELOS DEPENDENTES

RENDIMENTOS TRIBUTÁVEIS RECEBIDOS DE PESSOA FÍSICA E DO EXTERIOR PELOS DEPENDENTES IDENTIFICAÇÃO DO CONTRIBUINTE Nome: ESMERALDA ROCHA Data de Nascimento: 19/02/1964 Título Eleitoral: 0153835060116 Houve mudança de endereço? Sim Um dos declarantes é pessoa com doença grave ou portadora

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA

MINISTÉRIO DA FAZENDA 1 MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL IMPOSTO SOBRE A RENDA PESSOA FÍSICA PERGUNTAS E RESPOSTAS Exercício de 2013 Ano-calendário de 2012 PIR PROGRAMA IMPOSTO SOBRE A RENDA 2013

Leia mais

Imposto de Renda Pessoa Física 2015

Imposto de Renda Pessoa Física 2015 Imposto de Renda Pessoa Física 2015 1 IRPF É um imposto federal brasileiro que incide sobre todas as pessoas que tenham obtido um ganho acima de um determinado valor mínimo. Anualmente este contribuinte

Leia mais

Organização Hilário Corrêa Assessoria Empresarial e Contabilidade

Organização Hilário Corrêa Assessoria Empresarial e Contabilidade Desde o dia 02/03/2015 iniciamos o período de entrega da declaração de imposto de renda pessoa física de 2015 com base nos fatos ocorridos no ano de 2014, a declaração poderá ser transmitida até o dia

Leia mais

a d en e R d sto o p e Im 20 d eclaração Cartilha D 1

a d en e R d sto o p e Im 20 d eclaração Cartilha D 1 ÍNDICE 1. Obrigatoriedades... 3 2. Forma de elaborar a declaração de IRPF 2014... 4 2.1 Formas de entrega... 4 2.2 Prazo de entrega... 4 2.3 Multa pelo atraso na entrega da declaração... 4 3. Modelos de

Leia mais

IMPOSTO DE RENDA PESSOA FÍSICA - 2011

IMPOSTO DE RENDA PESSOA FÍSICA - 2011 IMPOSTO DE RENDA PESSOA FÍSICA - 2011 Perguntas e Respostas 1. QUAL CONDIÇÃO TORNA A PESSOA FÍSICA OBRIGADA A APRESENTAR DECLARAÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA PESSOA FÍSICA? Está obrigado a apresentar a declaração,

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA

MINISTÉRIO DA FAZENDA 1 MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL IMPOSTO SOBRE A RENDA PESSOA FÍSICA PERGUNTAS E RESPOSTAS Exercício de 2015 Ano-calendário de 2014 PIR PROGRAMA IMPOSTO SOBRE A RENDA 2015

Leia mais

DECLARAÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA 2014 ANO BASE 2013

DECLARAÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA 2014 ANO BASE 2013 Organização Contábil CARIVAN Ltda. DECLARAÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA 2014 ANO BASE 2013 Advocacia Dr. Carlos Manuel de Jesus Dias PERGUNTAS E RESPOSTAS Pessoa física tem idade mínima para ser contribuinte

Leia mais

IMPOSTO DE RENDA - PESSOA FÍSICA EXERCÍCIO 2010 Ano-Calendário 2009 NOME: PAULO JOSE LEITE DA SILVA DECLARAÇÃO DE AJUSTE ANUAL

IMPOSTO DE RENDA - PESSOA FÍSICA EXERCÍCIO 2010 Ano-Calendário 2009 NOME: PAULO JOSE LEITE DA SILVA DECLARAÇÃO DE AJUSTE ANUAL IDENTIFICAÇÃO DO CONTRIBUINTE Nome: PAULO JOSE LEITE DA SILVA Data de Nascimento: 09/10/1961 Título Eleitoral: 0001947882 Houve mudança de endereço? Não Endereço: Travessa FRUTUOSO GUIMARAES Número: 624

Leia mais

Especial Imposto de Renda 2015

Especial Imposto de Renda 2015 Especial Imposto de Renda 2015 01. Durante o ano de 2014 contribuí para a Previdência Social como autônoma. Como devo fazer para deduzir esses valores? Qual campo preencher? Se pedirem CNPJ, qual devo

Leia mais

Índice 1. Obrigatoriedades... 3. 2. Forma de elaborar a declaração de IRPF 2013... 4. 2.1 Formas de entrega... 4. 2.2 Prazo de entrega...

Índice 1. Obrigatoriedades... 3. 2. Forma de elaborar a declaração de IRPF 2013... 4. 2.1 Formas de entrega... 4. 2.2 Prazo de entrega... Índice 1. Obrigatoriedades... 3 2. Forma de elaborar a declaração de IRPF 2013... 4 2.1 Formas de entrega... 4 2.2 Prazo de entrega... 4 2.3 Multa pelo atraso na entrega da declaração... 4 3. Modelos de

Leia mais

CONQUIST Assessoria em Concursos Públicos Ltda. GANHO DE CAPITAL. I.R.P.F. 2008 Imposto de Renda Pessoa Física

CONQUIST Assessoria em Concursos Públicos Ltda. GANHO DE CAPITAL. I.R.P.F. 2008 Imposto de Renda Pessoa Física CONQUIST Assessoria em Concursos Públicos Ltda. GANHO DE CAPITAL I.R.P.F. 2008 Imposto de Renda Pessoa Física Índice Página 1 GANHO DE CAPITAL 1.1 Definição de Ganho de Capital 04 1.2 Operações sujeitas

Leia mais

CHEGOU A HORA DE ACERTARMOS AS CONTAS COM O LEÃO.

CHEGOU A HORA DE ACERTARMOS AS CONTAS COM O LEÃO. Porto Alegre, 17 de fevereiro de 2012 Sr. Cliente: CHEGOU A HORA DE ACERTARMOS AS CONTAS COM O LEÃO. No período de 01 de março até 30 de abril de 2012, a RFB estará recepcionando as Declarações do Imposto

Leia mais

IRPF 2014 CARTILHA IR 2014

IRPF 2014 CARTILHA IR 2014 IRPF 2014 CARTILHA IR 2014 A MAPFRE Previdência desenvolveu para os participantes de plano de previdência complementar PGBL (Plano Gerador de Benefício Livre), FGB Tradicional (Fundo Gerador de Benefício)

Leia mais

Declaração de Imposto de Renda Retido na Fonte. 1) O Órgão Público está obrigado à entrega da DIRF?

Declaração de Imposto de Renda Retido na Fonte. 1) O Órgão Público está obrigado à entrega da DIRF? Declaração de Imposto de Renda Retido na Fonte 1) O Órgão Público está obrigado à entrega da DIRF? Sim. A legislação da DIRF, Instrução Normativa n 1.406, de 23 de outubro de 2013, coloca como pessoa jurídica

Leia mais

ORIENTAÇÕES SOBRE IMPOSTO DE RENDA PESSOA FÍSICA

ORIENTAÇÕES SOBRE IMPOSTO DE RENDA PESSOA FÍSICA Distribuição Gratuita ORIENTAÇÕES SOBRE IMPOSTO DE RENDA PESSOA FÍSICA -2- Apresentação Esta cartilha traz orientações básicas aos contribuintes que entregam a Declaração de Ajuste Anual do Imposto de

Leia mais

IRPF 2012. Principais Novidades. Março 2013. Elaborado por: Wagner Mendes. O conteúdo desta apostila é de inteira responsabilidade do autor (a).

IRPF 2012. Principais Novidades. Março 2013. Elaborado por: Wagner Mendes. O conteúdo desta apostila é de inteira responsabilidade do autor (a). Conselho Regional de Contabilidade do Estado de São Paulo Tel. (11) 3824-5400, 3824-5433 (teleatendimento), fax (11) 3824-5487 Email: desenvolvimento@crcsp.org.br web: www.crcsp.org.br Rua Rosa e Silva,

Leia mais

DRF - Goiânia Imposto de Renda Pessoa Física

DRF - Goiânia Imposto de Renda Pessoa Física DRF - Goiânia Imposto de Renda Pessoa Física Normas Gerais IN SRF nº 1.500/2014 e 1.545/2014 Obrigado a declarar Está obrigada a apresentar a Declaração de Ajuste Anual do Imposto de Renda referente ao

Leia mais

Cartilha Imposto de Renda 2014 ÍNDICE 1. OBRIGATORIEDADE DE APRESENTAÇÃO...3

Cartilha Imposto de Renda 2014 ÍNDICE 1. OBRIGATORIEDADE DE APRESENTAÇÃO...3 CARTILHA DECLARAÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA 2014 ÍNDICE 1. OBRIGATORIEDADE DE APRESENTAÇÃO...3 2. FORMA DE ELABORAR A DECLARAÇÃO DE IRPF 2014...4 2.1 FORMAS DE ENTREGA...4 2.2 PRAZO DE ENTREGA...4 2.3 MULTA

Leia mais

GUIA IRPF Orientações Gerais

GUIA IRPF Orientações Gerais 2013 GUIA IRPF Orientações Gerais Imposto de Renda 2013 ÍNDICE 1 Obrigatoriedade de entrega 5 2 Formas de entrega 6 3 Multa por atraso na entrega 6 4 Utilizando seu Informe de Rendimentos Financeiros BRADESCO

Leia mais

RENDIMENTOS TRIBUTÁVEIS RECEBIDOS DE PESSOA FÍSICA E DO EXTERIOR PELOS DEPENDENTES

RENDIMENTOS TRIBUTÁVEIS RECEBIDOS DE PESSOA FÍSICA E DO EXTERIOR PELOS DEPENDENTES IDENTIFICAÇÃO DO CONTRIBUINTE Nome: MARILENA BUENO DOS SANTOS Data de Nascimento: 04/03/1933 Título Eleitoral: Houve mudança de endereço? Não Endereço: Rua JOAQUIM INACIO TABORDA RIBAS Número: 1444 Complemento:

Leia mais

DECLARAÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA 2015 DETALHES A OBSERVAR

DECLARAÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA 2015 DETALHES A OBSERVAR DECLARAÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA 2015 DETALHES A OBSERVAR Muito embora não seja uma novidade, já que a maioria das pessoas estejam obrigadas a entregar a Declaração de Imposto de Renda, trazemos aqui alguns

Leia mais

Confira os critérios para retenção do Imposto de Renda sobre aluguéis e royalties

Confira os critérios para retenção do Imposto de Renda sobre aluguéis e royalties ALUGUÉIS Retenção do Imposto Confira os critérios para retenção do Imposto de Renda sobre aluguéis e royalties A legislação tributária prevê que constituem rendimento bruto sujeito ao Imposto de Renda

Leia mais

Página 1 de 9 Normas - Sistema Gestão da Informação Visão Anotada INSTRUÇÃO NORMATIVA RFB Nº 1545, DE 03 DE FEVEREIRO DE 2015 (Publicado(a) no DOU de 04/02/2015, seção 1, pág. 9) Dispõe sobre a apresentação

Leia mais

IMPOSTO DE RENDA IMPOSTO DE RENDA PESSOA FÍSICA

IMPOSTO DE RENDA IMPOSTO DE RENDA PESSOA FÍSICA IMPOSTO DE RENDA IMPOSTO DE RENDA PESSOA FÍSICA IMPOSTO l ELEMENTOS DO IMPOSTO: INCIDÊNCIA FATO GERADOR PERÍODO DE APURAÇÃO BASE DE CÁLCULO ALÍQUOTA INCIDÊNCIA l IRPF - É o imposto que incide sobre o produto

Leia mais

RENDIMENTOS TRIBUTÁVEIS RECEBIDOS DE PESSOAS JURÍDICAS PELO TITULAR

RENDIMENTOS TRIBUTÁVEIS RECEBIDOS DE PESSOAS JURÍDICAS PELO TITULAR IDENTIFICAÇÃO DO CONTRIBUINTE Nome: MARCIO DELLA VALLE BIOLCHI Data de Nascimento: 23/05/1979 Título Eleitoral: Houve mudança de endereço? Sim Endereço: Avenida JUCA BATISTA Número: Complemento: Bairro/Distrito:

Leia mais

http://www.receita.fazenda.gov.br/pessoafisica/irpf/2008/perguntas/espolio.htm

http://www.receita.fazenda.gov.br/pessoafisica/irpf/2008/perguntas/espolio.htm Page 1 of 9 Espólio - Contribuinte Falecido CONCEITO 085 O que é espólio? Espólio é o conjunto de bens, direitos e obrigações da pessoa falecida. É contribuinte distinto do meeiro, herdeiros e legatários.

Leia mais

Pessoas obrigadas a apresentar a Declaração de Ajuste Anual do IRPF 2015

Pessoas obrigadas a apresentar a Declaração de Ajuste Anual do IRPF 2015 Pessoas obrigadas a apresentar a Declaração de Ajuste Anual do IRPF 2015 Está obrigada a apresentar a Declaração de Ajuste Anual do Imposto sobre a Renda referente ao exercício de 2015, a pessoa física

Leia mais

AGENDA DAS OBRIGAÇÕES FEDERAIS PARA AGOSTO DE 2014. c) multa ou qualquer vantagem por rescisão de contratos.

AGENDA DAS OBRIGAÇÕES FEDERAIS PARA AGOSTO DE 2014. c) multa ou qualquer vantagem por rescisão de contratos. Até dia Obrigação AGENDA DAS OBRIGAÇÕES FEDERAIS PARA AGOSTO DE 2014 Histórico ocorridos no período de 21 a 31.07.2014, incidente sobre rendimentos de (art. 70, I, letra "b", da Lei nº 11.196/2005 ): 5

Leia mais

Guia de Declaração de IRPF 2011. Ano-calendário 2010. Previdência. IR 2010 Prev e Cp_v2

Guia de Declaração de IRPF 2011. Ano-calendário 2010. Previdência. IR 2010 Prev e Cp_v2 Guia de Declaração de IRPF 2011 Ano-calendário 2010 Previdência IR 2010 Prev e Cp_v2 Quem é obrigado a declarar? Está obrigada a apresentar a Declaração de Ajuste Anual do Imposto sobre a Renda referente

Leia mais

IRPF 2012 Imposto de Renda Pessoa Física

IRPF 2012 Imposto de Renda Pessoa Física CIRCULAR Nº 09/2012 São Paulo, 10 de Fevereiro de 2012. IRPF 2012 Imposto de Renda Pessoa Física Ano-Base 2011 Prezado cliente, No dia 06 de Fevereiro de 2012 a Receita Federal publicou a Instrução Normativa

Leia mais

ROTEIRO DE PREENCHIMENTO

ROTEIRO DE PREENCHIMENTO Guia de Preenchimento do IRPF/2009 ROTEIRO DE PREENCHIMENTO 1 NAVEGANDO PELO PROGRAMA GERADOR DA DECLARAÇÃO Instalado o programa, estamos usando no exemplo o Windows XP, clique no botão Iniciar, localizado

Leia mais

Atividade Rural Demonstrativo da Atividade Rural Obrigatoriedade de preenchimento

Atividade Rural Demonstrativo da Atividade Rural Obrigatoriedade de preenchimento ATIVIDADE RURAL Demonstrativo da Atividade Rural Obrigatoriedade de preenchimento 1. Apurou resultado positivo da atividade rural, em qualquer montante e desde que esteja obrigado a apresentar a DAA; 2.

Leia mais

Além da documentação acima a inscrição será efetivada com a doação de uma lata de leite em pó que será doado à uma instituição filantrópica da região.

Além da documentação acima a inscrição será efetivada com a doação de uma lata de leite em pó que será doado à uma instituição filantrópica da região. Peruíbe, 10 de março de 2013. As Faculdade Peruíbe realizará pela 1ª vez o serviço de preenchimento gratuito da declaração do imposto de renda (IRPF 2014) para pessoas físicas na atividade IRPF Social.

Leia mais

Comprovante de Rendimentos Financeiros

Comprovante de Rendimentos Financeiros Comprovante de Rendimentos Financeiros INFORME DE RENDIMENTOS FINANCEIROS MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL INFORME DE RENDIMENTOS FINANCEIROS DE IMPOSTO DE RENDA PESSOA FÍSICA 1. IDENTIFICAÇÃO

Leia mais

IRPF-2011 MALHA FINA E CUIDADOS ESPECIAIS

IRPF-2011 MALHA FINA E CUIDADOS ESPECIAIS IRPF-2011 MALHA FINA E CUIDADOS ESPECIAIS Instrutora: Andréa Teixeira Nicolini BLOCOS PROGRAMA 1. Regras Gerais Declaração de Ajuste Anual 2011. 2. Deduções Permitidas IRPF 2011. 3. Deduções Parte II.

Leia mais

CONFIRA COMO ENVIAR A DECLARAÇÃO DO IR 2009

CONFIRA COMO ENVIAR A DECLARAÇÃO DO IR 2009 CONFIRA COMO ENVIAR A DECLARAÇÃO DO IR 2009 Passo 1 - Tipo de declaração Nesta tela, o contribuinte escolhe se deseja fazer a declaração de ajuste anual, para prestar conta sobre seus rendimentos e despesas

Leia mais

Matéria elaborada com base na legislação vigente em: 14.08.2012.

Matéria elaborada com base na legislação vigente em: 14.08.2012. PIS E COFINS DAS INSTITUIÇÕES FINANCEIRAS Matéria elaborada com base na legislação vigente em: 14.08.2012. Sumário: 1 ENTIDADES FINANCEIRAS 2 - DA ALÍQUOTA 3 - DA BASE DE CÁLCULO 3.1 Receitas Incorridas

Leia mais

DIRPF 2015 - REGRAS GERAIS DE APRESENTAÇÃO. Matéria elaborada com base na legislação vigente em: 13/02/2015. Sumário:

DIRPF 2015 - REGRAS GERAIS DE APRESENTAÇÃO. Matéria elaborada com base na legislação vigente em: 13/02/2015. Sumário: DIRPF 2015 - REGRAS GERAIS DE APRESENTAÇÃO Matéria elaborada com base na legislação vigente em: 13/02/2015. Sumário: 1 - INTRODUÇÃO 2 - OBRIGATORIEDADE DE APRESENTAÇÃO 2.1 - Quanto à Renda 2.2 - Ganho

Leia mais

Declaração de Imposto de Renda 2012

Declaração de Imposto de Renda 2012 Declaração de Imposto de Renda 2012 Cartilha Índice 1. Forma de elaborar a declaração de IRPF 2012... 3 1.1 Formas de entrega... 3 1.2 Prazo de entrega... 3 1.3 Multa pelo atraso na entrega da declaração...

Leia mais

DIRF - 2013. Fortaleza-CE, 20 de fevereiro de 2013. Plantão Fiscal da DRF/Fortaleza

DIRF - 2013. Fortaleza-CE, 20 de fevereiro de 2013. Plantão Fiscal da DRF/Fortaleza DIRF - 2013 Fortaleza-CE, 20 de fevereiro de 2013 Plantão Fiscal da DRF/Fortaleza 1 O QUE É A DIRF? É a Declaração em que é informada à RFB: Os rendimentos pagos a pessoas físicas domiciliadas no País,

Leia mais

ANO XXV - 2014-5ª SEMANA DE JANEIRO DE 2014 BOLETIM INFORMARE Nº 05/2014

ANO XXV - 2014-5ª SEMANA DE JANEIRO DE 2014 BOLETIM INFORMARE Nº 05/2014 ANO XXV - 2014-5ª SEMANA DE JANEIRO DE 2014 BOLETIM INFORMARE Nº 05/2014 IMPOSTO DE RENDA RETIDO NA FONTE COMPROVANTE ELETRÔNICO DE RENDIMENTOS PAGOS IRRF E SERVIÇOS MÉDICOS E DE SAÚDE - PESSOA FÍSICA

Leia mais

Contmatic - Escrita Fiscal

Contmatic - Escrita Fiscal Lucro Presumido: É uma forma simplificada de tributação onde os impostos são calculados com base num percentual estabelecido sobre o valor das vendas realizadas, independentemente da apuração do lucro,

Leia mais

Física. Pessoa IMPOSTO DE RENDA. c o n t a b i l i z e. É hora de acertar as contas com o Leão

Física. Pessoa IMPOSTO DE RENDA. c o n t a b i l i z e. É hora de acertar as contas com o Leão IMPOSTO DE RENDA Distribuição Gratuita Pessoa Física É hora de acertar as contas com o Leão CONTRATE UM PROFISSIONAL E EVITE PROBLEMAS Entre em contato conosco 47 3028-1483 contabilize@contabilizesc.com.br

Leia mais

Guia IR Personnalité 2012

Guia IR Personnalité 2012 Guia IR Personnalité 2012 Índice Imposto de Renda 2012... 03 Obrigatoriedade de entrega da declaração... 04 Orientações gerais... 04 Formas de entrega... 05 Multa pelo atraso na entrega... 05 Imposto a

Leia mais

Guia 2008 Itaú Personnalité

Guia 2008 Itaú Personnalité Guia 2008 Itaú Personnalité Guia 2008 Índice Novidades na Declaração de IR 2008 Orientações gerais Formas de entrega Multa pelo atraso na entrega Imposto a pagar ou a restituir Como declarar as aplicações

Leia mais

IMPOSTO DE RENDA DE 2013 PERGUNTAS E RESPOSTAS

IMPOSTO DE RENDA DE 2013 PERGUNTAS E RESPOSTAS IMPOSTO DE RENDA DE 2013 PERGUNTAS E RESPOSTAS 1) Gostaria de saber se posso abater o gasto feito com os pagamentos efetuados a Previdência Privada (BRASILPREV) que fiz em nome de meus filhos. Resp. A

Leia mais

GUIA IRPF 2014 Orientações Gerais

GUIA IRPF 2014 Orientações Gerais GUIA IRPF 2014 Orientações Gerais Imposto de Renda 2014 índice 1 Obrigatoriedade de entrega 5 2 Formas de entrega 6 3 Multa por atraso na entrega 8 4 Utilizando seu Informe de Rendimentos Financeiros BRADESCO

Leia mais

SAFRAS & CIFRAS. IMPOSTO DE RENDA 2014, 20 questões que o produtor rural precisa saber!

SAFRAS & CIFRAS. IMPOSTO DE RENDA 2014, 20 questões que o produtor rural precisa saber! SAFRAS & CIFRAS IMPOSTO DE RENDA 2014, 20 questões que o produtor rural precisa saber! * Enio B. Paiva *Lizandra Blaas * Ana Paiva Em clima de imposto de renda, alguns profissionais da Safras & Cifras

Leia mais

CARTILHA IRPF 2016 Orientações gerais

CARTILHA IRPF 2016 Orientações gerais CARTILHA IRPF 2016 Orientações gerais ÍNDICE 1 Obrigatoriedade de entrega 4 2 Formas e prazo de entrega 5 3 Multa por atraso na entrega 8 4 Utilizando seu Informe de Rendimentos Financeiros BRADESCO 8

Leia mais

CAPÍTULO III DA FORMA DE ELABORAÇÃO

CAPÍTULO III DA FORMA DE ELABORAÇÃO Instrução Normativa RFB Nº 1246 DE 03/02/2012 (Federal) Data D.O.: 06/02/2012 Dispõe sobre a apresentação da Declaração de Ajuste Anual do Imposto sobre a Renda referente ao exercício de 2012, ano-calendário

Leia mais

Treinamento da DIRF e Comprovante de Rendimentos

Treinamento da DIRF e Comprovante de Rendimentos Treinamento da DIRF e Comprovante de Rendimentos Este treinamento tem o objetivo de demonstrar as informações e funcionalidades da DIRF em relação às rotinas específicas do sistema JB Folha de Pagamento.

Leia mais

Boletim de Relacionamento Previdência. Imposto de Renda Sul América Previdência

Boletim de Relacionamento Previdência. Imposto de Renda Sul América Previdência Boletim de Relacionamento Previdência Imposto de Renda Sul América Previdência Prezado Participante, Desenvolvemos um guia para que você, que possui um Plano de Previdência PGBL ou Tradicional ou um Plano

Leia mais

Declaração de Espólio

Declaração de Espólio SUMÁRIO 1. Considerações Iniciais 2. Conceito de Espólio 3. Declarações de Espólio 3.1. Declaração inicial 3.2. Declarações intermediárias 3.3. Declaração final 4. Declaração de Bens 5. Prazo para Apresentação

Leia mais

IRRF/ 2014. Instalar o programa da Receita Federal. WWW.receita.fazenda.gov.br. Nova. Após abrir declaração (importação/nova)

IRRF/ 2014. Instalar o programa da Receita Federal. WWW.receita.fazenda.gov.br. Nova. Após abrir declaração (importação/nova) IRRF/ 2014 Instalar o programa da Receita Federal WWW.receita.fazenda.gov.br Nova Tenho Anterior Após abrir declaração (importação/nova) Durante a importação o programa 2013 traz também os pagamentos efetuados.

Leia mais

IRPF Imposto de Renda da. Nathália Ceia Março 2011

IRPF Imposto de Renda da. Nathália Ceia Março 2011 IRPF Imposto de Renda da Pessoa Física Nathália Ceia Março 2011 Programa Aula 1 1. Princípios Gerais 2. Fato Gerador 3. Características 4. Contribuinte e Responsável Programa Aula 2 5. Alíquotas e Formas

Leia mais

Cape contabilidade LUCRO REAL

Cape contabilidade LUCRO REAL 1. CONCEITO LUCRO REAL No regime do lucro real o Imposto de Renda devido pela pessoa jurídica é calculado sobre o valor do lucro líquido contábil ajustado pelas adições, exclusões e compensações prescritas

Leia mais

Fique atento! Chegou a hora de declarar o. Especial. Não descuide do prazo de entrega e confira como declarar seus planos de previdência.

Fique atento! Chegou a hora de declarar o. Especial. Não descuide do prazo de entrega e confira como declarar seus planos de previdência. Especial IRPF 2011 Boletim Informativo dirigido a participantes de planos de previdência da Bradesco Vida e Previdência - Março de 2011 Chegou a hora de declarar o IRPF2011 Fique atento! Não descuide do

Leia mais

ARQUIVO ATUALIZADO ATÉ 31/12/2011

ARQUIVO ATUALIZADO ATÉ 31/12/2011 ARQUIVO ATUALIZADO ATÉ 31/12/2011 Pagamento do Imposto 001 Como e quando deve ser pago o imposto apurado pela pessoa jurídica? 1) Para as pessoas jurídicas que optarem pela apuração trimestral do imposto

Leia mais

COMPROVANTE DE RENDIMENTOS PAGOS E DE RETENÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA NA FONTE

COMPROVANTE DE RENDIMENTOS PAGOS E DE RETENÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA NA FONTE COMPROVANTE DE RENDIMENTOS PAGOS E DE RETENÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA NA FONTE Ano Calendário/ 2010 Quer entender um pouco mais sobre este documento? Conheça as informações que devem constar em cada quadro

Leia mais

EXTINÇÃO DA PESSOA JURÍDICA Aspectos Tributários

EXTINÇÃO DA PESSOA JURÍDICA Aspectos Tributários EXTINÇÃO DA PESSOA JURÍDICA Aspectos Tributários Sumário 1. Conceito 2. Procedimentos Fiscais na Extinção 2.1 - Pessoa Jurídica Tributada Com Base no Lucro Real 2.2 - Pessoa Jurídica Tributada Com Base

Leia mais

IRPF 2015: Como evitar Erros e Penalidades

IRPF 2015: Como evitar Erros e Penalidades IRPF 2015: Como evitar Erros e Penalidades Apresentação: Danilo Lollio Graduado em Análise de Sistemas pela Universidade Mackenzie. Formado em Pedagogia pela Universidade de São Paulo -USP. Gerente de

Leia mais

IRPF IMPOSTO DE RENDA

IRPF IMPOSTO DE RENDA Le f is c L e g i s l a c a o F i s c a l CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE DO RIO GRANDE DO SUL MINÁRIO DE ASSUNTOS CONTÁBEIS DE PORTO ALEGRE SEMINÁRIO ASSUNTOS CONTÁBEIS DE PORTO ALEGRE SEMINÁRIO DE

Leia mais

Declaração do Imposto sobre a Propriedade Territorial Rural (DITR)

Declaração do Imposto sobre a Propriedade Territorial Rural (DITR) Declaração do Imposto sobre a Propriedade Territorial Rural (DITR) 01 O que é ITR? ITR é o Imposto sobre a Propriedade Territorial Rural. 02 Quem deve apurar o ITR? A apuração do ITR deve ser efetuada

Leia mais

Instrução Normativa RFB nº 983, de 18 de dezembro de 2009 - Impressão

Instrução Normativa RFB nº 983, de 18 de dezembro de 2009 - Impressão Page 1 of 9 Instrução Normativa RFB nº 983, de 18 de dezembro de 2009 DOU de 21.12.2009 Dispõe sobre a Declaração do Imposto sobre a Renda Retido na Fonte (Dirf) e o programa gerador da Dirf 2010. Alterada

Leia mais

Guia Personnalité IR 2011

Guia Personnalité IR 2011 Guia Personnalité IR 2011 Índice Imposto de Renda 2011... 03 Obrigatoriedade de entrega da declaração... 04 Orientações gerais... 04 Formas de entrega... 05 Multa pelo atraso na entrega... 05 Imposto a

Leia mais

Pontifícia Universidade Católica de Campinas. Centro de Economia e Administração. Faculdade de Ciências Contábeis

Pontifícia Universidade Católica de Campinas. Centro de Economia e Administração. Faculdade de Ciências Contábeis Pontifícia Universidade Católica de Campinas Centro de Economia e Administração Faculdade de Ciências Contábeis OBRIGATORIEDADE DE APRESENTAÇÃO Renda Recebeu rendimentos tributáveis, sujeitos ao ajuste

Leia mais

IMPOSTO DE RENDA E PROVENTOS DE QUALQUER NATUREZA

IMPOSTO DE RENDA E PROVENTOS DE QUALQUER NATUREZA IMPOSTO DE RENDA E PROVENTOS DE QUALQUER NATUREZA Nasceu em 1799 na Inglaterra, sendo recebido em 1913 nos EUA. No Brasil, em 1867, o visconde de Jequitinhonha propôs a cobrança do imposto, e encontrou

Leia mais

Ajuda do Programa IRPF 2015

Ajuda do Programa IRPF 2015 / Índice / Índice Ajuda do Programa IRPF 2015 Índice Índice... 2 Declaração de Ajuste Anual... 4 Declaração de Final de Espólio... 15 Declaração de Saída Definitiva do País...27 Situações Individuais...

Leia mais

Informativo Março/2015 edição 19. A partir do dia 02 de março do corrente ano, os

Informativo Março/2015 edição 19. A partir do dia 02 de março do corrente ano, os Informativo Março/2015 edição 19 DIRPF2015 A partir do dia 02 de março do corrente ano, os contribuintes poderão entregar suas declarações do Imposto de Renda 2015, até o dia 30 de abril de 2015. É importante

Leia mais

Cartilha Declaração de Imposto de Renda 2016

Cartilha Declaração de Imposto de Renda 2016 CARTILHA DECLARAÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA 2016 1 SUMÁRIO 1. OBRIGATORIEDADE DE APRESENTAÇÃO... 4 1.1. Pessoas obrigadas à apresentação da Declaração de Ajuste Anual IRPF 2016... 4 1.2. Pessoas dispensadas

Leia mais

Atualizado até maio de 2014

Atualizado até maio de 2014 1 Atualizado até maio de 2014 Secretário da Receita Federal do Brasil Carlos Alberto Freitas Barreto Subsecretário de Tributação e Contencioso da Receita Federal do Brasil Paulo Ricardo de Souza Cardoso

Leia mais

Parte I. Profa. Alessandra Brandão

Parte I. Profa. Alessandra Brandão Parte I Profa. Alessandra Brandão Princípios Informadores Gerais Legalidade Criado por lei ordinária federal Anterioridade Não se sujeita aos 90 dias IrretroaLvidade Súmula 584 do STF: se houve alteração

Leia mais

AGENDA DAS OBRIGAÇÕES FEDERAIS PARA DEZEMBRO DE 2014

AGENDA DAS OBRIGAÇÕES FEDERAIS PARA DEZEMBRO DE 2014 AGENDA DAS OBRIGAÇÕES FEDERAIS PARA DEZEMBRO DE 2014 Até dia Obrigação 3 IRRF Histórico Recolhimento do Imposto de Renda Retido na Fonte correspondente a fatos geradores ocorridos no período de 21 a 31.11.2014,

Leia mais

INFORME DE RENDIMENTOS

INFORME DE RENDIMENTOS INFORME DE RENDIMENTOS Consultoria Técnica / Obrigações Acessórias Circular 06/2015 1. INTRODUÇÃO Instituído pela Instrução Normativa da Secretaria da Receita Federal sob nº 690 de 20/12/2006, as instituições

Leia mais