1 - Introdução Prezado Cliente

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "1 - Introdução Prezado Cliente"

Transcrição

1 1

2 2

3 1 - Introdução Prezado Cliente Parabéns por escolher uma máquina realmente adequada às suas necessidades. Esta plataforma universal pode ser acoplada em diversas modelos de colhedoras através de kits de adaptação. Possui as seguintes características: baixo peso, proximidade com o canal alimentador da colhedora, melhor ângulo de colheita, acoplamento fácil e seguro à colhedora, baixa manutenção e por fim, alteração facilitada do espaçamento entre linhas. A sua forma de construção facilita a preparação para a colheita, mesmo tendo variedade de ajustes. A manutenção e conservação, em conseqüência, é bastante facilitada, resumindo-se à lubrificação de alguns pontos, reaperto de parafusos e limpeza. O presente Manual constitui-se em mais um esforço de nossa parte, no sentido de que esta máquina lhe proporcione o máximo em facilidade no uso, alta produtividade e longa vida útil. Leia atentamente este Manual antes de utilizar a plataforma pela primeira vez, sempre que houverem dúvidas e antes de proceder qualquer serviço de manutenção. Assim você estará assegurando o máximo de desempenho, durante o maior tempo possível. Contudo, nosso Departamento de Assistência Técnica está sempre à sua disposição para sanar outras dúvidas e/ou receber sugestões. Da mesma forma mantemos um amplo estoque de peças de reposição para solucionar qualquer eventualidade, cuja aquisição é facilitada pelo Catálogo de Peças ao final desta literatura. IRMÃOS THÖNNIGS LTDA MAX BR km 174 Cx. Postal CEP Carazinho - HomePage Fone para solicitar Assistência... 0 (XX)

4 Indice 1 - Introdução Precauções de segurança Identificação de componentes e funcionamento Adaptação e acoplamento da plataforma Ajuste do espaçamento entre linhas Pontões e divisores Unidades de colheita Identificação geral Regulagem de abertura das réguas destacadoras Regulagem das navalhas de corte de palha e cipós Rolos espigadores Correntes recolhedoras Ajustes do caracol Manutenção Pontos de lubrificação a graxa Ajuste das embreagens de segurança Manutenção das correntes de transmissão Caixa de transmissão das unidades de colheita Cuidados na entressafra Diagnóstico de anormalidades Garantia e entrega técnica Certificado de Garantia MAX Número de série da máquina Certificado de Entrega Técnica...33 Nota: A IRMÃOS THÖNNIGS LTDA reserva-se o direito de introduzir modificações e aperfeiçoamentos nos seus produtos, sem que isto importe em qualquer obrigação de alteração em produtos fabricados anteriormente. 4

5 2 - Precauções de segurança 1 - Antes de fazer qualquer tipo de manutenção ou reparo, leia atentamente o presente Manual. 2 - Enquanto estiver trabalhando na plataforma, certifique-se de que não há alguém no posto de operação da colhedora, evitando o risco de uma partida acidental ou inadvertida do motor. Se a plataforma estiver desacoplada da colhedora posicione os pés de apoio (1). 3 - Assegure-se de que todo o pessoal está em posição segura antes de dar partida no motor Nunca permita que alguém seja transportado sobre a plataforma. 5 - Tenha certeza de que todas as partes móveis estão paradas antes de iniciar qualquer tipo de serviço. 6 - Antes de iniciar serviços de manutenção ou regulagem, a plataforma deve estar apoiada sobre o solo. Se for necessário ficar sob a plataforma levantada para fazer qualquer tipo de ajuste, assegure-se que a(s) calha(s) de segurança do(s) cilindro(s) hidráulico(s) de levante da plataforma fique(m) devidamente posicionada(s). Quando o motor estiver funcionando, nunca permita que alguém permaneça sob ou sobre a plataforma. 5

6 7 - Mantenha sempre mãos, pés e roupas a uma distância segura de componentes em movimento. Assegure-se também que todas as carenagens de proteção estejam instaladas. 8 - Somente opere com todas as blindagens e proteções devidamente instaladas. 9 - A segurança também depende da prática do operador no uso das ferramentas ou equipamentos ao realizar manutenção ou ajustes de operação. Lembre-se: um operador cauteloso constitui a maior segurança contra acidentes Sempre desacople a plataforma quando a distância a ser percorrida pela máquina for longa. Neste caso, a plataforma deve ser transportada sobre carreta, reboque ou caminhão. 11- NÃO é recomendável o rebocamento da colhedora. Porém, quando isso for imprescindível, jamais conecte o cabo ou corrente na plataforma para rebocar a colhedora Ao trafegar com a colhedora, tenha em mente a largura da plataforma, em especial ao cruzar passagens estreitas, como portões. 6

7 3 - Identificação de componentes e funcionamento Nota: Sempre que os termos esquerdo e direito forem utilizados, considera-se como ponto de referência o posto de operação da colhedora Pontões 2 - Divisores Juntos, os pontões e os divisores direcionam as linhas para as unidades de colheita. 3 - Caracol: transporta as espigas das extremidades ao centro da plataforma, impulsionando-as na entrada (4) do canal alimentador Entrada ao canal alimentador da colhedora. 5 - Proteções laterais: protege os componentes de transmissão (6). 2 OBS: Para as plataformas com 6 ou mais linhas, todos os componentes da transmissão, inclusive o cardã, se repetem no lado direito. 6 - Transmissão: 6a - Engrenagem acionadora: ligada ao eixo do cardã acionador. 6d 6a 6b - Engrenagem de acionamento das unidades de colheita (correntes recolhedoras e rolos espigadores). 6c- Engrenagem + embreagem de acionamento do caracol (3). 6d - Tensores das correntes. 6c 6b 7

8 7- Unidades de colheita 7b 8 7d 7c 7a 7b Unidade vista por baixo Unidade vista por cima Os talos (ou caules) dos pés de milho entram na unidade de colheita, através do movimento oposto dos rolos espigadores (7a), sendo puxadas para baixo. As espigas, por serem mais grossas que os talos, são arrancadas por meio das réguas (7b), posicionadas acima dos rolos (7a). Após serem destacadas dos talos, as espigas ficam sobre as réguas (7b) e através dos dedos (7c) das correntes recolhedoras (7d), são conduzidas até o caracol (3 - figuras anteriores). O acionamento das correntes recolhedoras (7d) e dos rolos espigadores (7a), é realizado de forma centralizada através de engrenagens em banho de óleo, alojadas e protegidas nas caixas (8). Acionamento das correntes 8 8 Acionamento dos rolos

9 4 - Adaptação e acoplamento da plataforma As plataformas Colhemax saem de fábrica já configuradas para a colhedora em que serão utilizadas, em função do pedido encaminhado à fábrica. As informações abaixo, são apenas para referência. Em caso de troca de colhedora, será necessário então adquirir um kit de adaptação específico e montálo no lugar do existente na plataforma. Transmissão Em função das diferenças na localização do cardã acionador das colhedoras, as chapas laterais da plataforma possuem furação que permite adequá-la às diferentes colhedoras, ou seja, posicionar o cardã de forma alinhada. A posição dos furos em relação às colhedoras é a seguinte: 1 - Colhedoras New Holland com cardã 2 - Colhedoras Massey Ferguson, até ano 2001 Colhedoras Ideal sem cardã Colhedoras New Holland sem cardã Caracol Colhedoras Massey Ferguson, após ano Colhedoras SLC Colhedoras John Deere. Unidades de colheita Lado esquerdo da plataforma Máscara do canal alimentador O acoplamento da plataforma Colhemax aos diveros modelos de colhedora é possibilitado pela máscara (5), que sai montada de fábrica. 5 Acoplamento da plataforma Deve ser seguido o mesmo procedimento utilizado para o acoplamento da plataforma original da colhedora. Veja os seguintes pontos: Para facilitar o acoplamento, é importante que a plataforma esteja posicionada em local plano e nivelado. Ao desacoplar a plataforma, sempre utilize os pés de apoio (6). Durante o acoplamento, não permita que alguém permaneça entre a colhedora e a plataforma. Aproxime a colhedora de forma alinhada e cuidadosamente. Após o encaixe do canal alimentador com a máscara (5), levante a plataforma e trave-a na parte inferior. Conecte e trave o cardã de forma segura. 6 9

10 Acoplamento do cardã Tome cuidado com os seguintes itens: Nunca retire a carenagem de proteção do cardã. Troque em caso de desgaste. Acople com a colhedora desligada. Verfique as condições do eixo estriado (7) de acoplamento. Cuide para que o cardã fique completamente acoplado no eixo (7). 7 10

11 5 - Ajuste do espaçamento entre linhas O espaçamento entre linhas é medido de centro a centro nas unidades de colheita, medida esta que deve coincidir com o espaçamento entre linhas da cultura. Normalmente o plantio é realizado com plantadeiras compatíveis com a plataforma de colheita: além de possuir o mesmo espaçamento, o ideal é que a plantadeira possua a mesma quantidade de linhas, o que assegura a coincidência permanente entre as linhas plantadas e o espaçamento entre unidades de colheita da plataforma, facilitando a operação da colhedora. Espaçamento entre linhas 1 Procedimento de ajuste Retirada das blindagens e chapas a) Com a plataforma acoplada, levante-a completamente. Não esqueça de colocar as calha de proteção nos cilindros hidráulicos da plataforma! b) Levante os pontões (1), destrave e puxe as travas (2) e bascule os divisores (3) conforme mostrado. c) 2 3 Por trás da plataforma, retire os parafusos (4) e remova as chapas de proteção (5) d) Retire as chapas de fechamento (6) entre todas as unidades de colheita. 7 11

12 e) Remova as barras (7) de apoio dos divisores (3) na parte posterior. f) Remova parafusos (8) das uniões entre as unidades de colheita na parte dianteira. g) Na parte posterior, sob a plataforma, destrave e solte os parafusos Allen (9 - encaixe de 5 mm) junto a todas as embreagens de segurança (10). 7 Isto libera os conjuntos de embreagem para serem deslocados sobre a árvore de acionamento (11) Retirar os parafusos (x) de ligação com o fundo da plataforma, para que se possa mover as unidades OBS: A deslocar os conjuntos das unidades, as embreagens acompanharão o movimento, dispensando cuidados quanto ao alinhamento das correntes (12). h) No caso de necessitar deslocar a unidade das extremidades, solte completamente as porcas (13) dos tirantes de reforço (14) e as porcas (y). 10 OBS: Após definido o posicionamento de todas as unidades e o reaperto das porcas (18 e 19 - ver próximas figuras), de fixação das unidades ao chassi, reaperte as porcas (13). i) Nos divisores intermediários (3), solte as porcas dos parafusos (15), a fim de permitir a alteração da largura da carenagem dos divisores x 3 15 y 12

13 j) Nos pontões intermediários (1), solte as porcas dos oito parafusos (16) e remova os sete parafusos (17), também para permitir a alteração da largura, após o posicionamento e fixação das unidades de colheita Reposicionando as unidades de colheita: l) Afrouxe as duas porcas superiores (18) e as duas porcas inferiores (19), responsáveis pela fixação de cada unidade de colheita ao chassi da plataforma. m) Com as unidades soltas, desloque-as lateralmente de forma a obter os espaçamentos desejados e possíveis para o modelo de plataforma em questão. Veja a tabela da próxima página. Certifique-se de que o espaçamento seja medido de centro a centro das unidades, conforme ilustrado na página anterior Notas: 1 - Cada modelo de plataforma permite um determinado número e dimensão de espaçamentos: veja a coluna Espaçamentos possíveis na Tabela da próxima página. Exemplo - plataforma CM 3, de 3 linhas: 80, 85 e 95 cm. A razão disso, é que a plataforma é acompanhada de chapas de fechamento com medidas e furações padrão. 2 - Inicie sempre em uma das extremidades da plataforma - direita ou esquerda. 3 - Não reaperte as porcas, nem reinstale chapas de fechamento, enquanto todas as unidades não estiverem posicionadas, ou seja, com a distribuição total de espaçamentos definida. 4 - Peças que devem ser trocadas para qualquer alteração de espaçamento: Chapas de fechamento (6) entre as unidades de colheita. Barras de apoio (7) dos divisores (3) na parte posterior. 5 - Peças a substituir em caso de transformar a plataforma para obter espaçamentos fora do padrão original e alteração do número de linhas: Além das peças dos itens (6 e 7): conjuntos completos dos pontões (1) e divisores (3), e barras de união (8). Obs: o conjunto de pontões e divisores possuem dois espaçamentos padrões: 50 a 70 cm e 70 a 90 cm. Entre estes espaçamentos não é necessário trocar as peças citadas. 13

14 Tabela: Modelo de plataforma x Espaçamentos possíveis Modelo Espaçamentos possíveis Largura chassi Variação de espaçamento (cm) (cm) (cm) CM 3 (3 linhas) a 90 CM 4 (4 linhas) a a a a 90 CM 5 (5 linhas) a a a a a a 90 CM 6 (6 linhas) a a a a a a a 83 CM 7 (7 linhas) a a a a 75 CM 8 (8 linhas) a a 59 CM 9 (9 linhas) a a a 56 CM 10 (10 linhas)

15 Fixando as unidades de colheita: n) Com as unidades em suas posições, reaperte os parafusos (9) das embreagens (10) e as porcas (18 e 19) de fixação das unidades ao chassi. o) Após, confira o alinhamento entre as unidades de colheita, tomando como base as longarinas inferiores (20) entre as diversas unidades. Utilize uma linha para a verificação Para corrigir o alinhamento das unidades: Solte as porcas (18 e 19); Aperte de forma homogênea as duas porcas superiores (18) até obter o alinhamento; Dê o aperto final nas porcas inferiores (19) e após, nas superiores (18). Fixe os parafusos (x) e (y). Verifique novamente o alinhamento; Durante os primeiros dias de trabalho, verifique novamente o aperto das porcas (18, 19, x e y) e o alinhamento das unidades de colheita. p) Monte as chapas de fechamento (7) correspondentes ao espaçamento ajustado. q) Reinstale e aperte os parafusos (8) das barras de união. OBS: No caso de ser adotado um espaçamento maior que o máximo disponível como padrão para a plataforma, são montados segmentos de barra adicionais entre as existentes x y 8 15

16 Montagem e ajuste da largura dos pontões (1) e divisores (3) X r) Após posicionar e fixar todas as unidades e demais itens mencionados nos passos anteriores, ajuste e reinstale os pontões (1) e divisores (3) Ajuste inicialmente a largura dos divisores (3): com as porcas dos parafusos (15) soltas, desloque as partes (metades) das carenagens dos divisores até obter a largura correta. 17 Importante: A largura dos divisores deve ser tal, que as extremidades fiquem ligeiramente recuadas em relação às correntes recolhedoras (21). Além disso, a abertura X entre as abas de borracha (22) deve ficar em torno de 3 à 4 cm. s) Obtido o ajuste, reaperte todas as porcas e instale os divisores. 16 t) Ajuste a abertura posterior dos pontões (1) em função da largura ajustada nos divisores. Para isso, monte os parafusos de fixação das dobradiças (23) nos furos adequados. Após, aperte a porca de todos os parafusos (16 e 17) e ajuste o ângulo e alinhamento dos pontões (1) conforme descrito na próxima página. 16

17 6 - Pontões e divisores Regulagem do ângulo dos pontões (1) Esta regulagem deve levar em conta os seguintes pontos: Em condições normais de colheita (umidade ideal e plantas não caídas), os pontões devem ficar paralelos ao solo. Regule a altura da plataforma para que as unidades de colheita fiquem ligeiramente abaixo das espigas inferiores dos pés de milho. Nesta condição, os pontões devem estar paralelos ao solo Em colheitas onde o produto se encontra tombado, a plataforma deve ser abaixada para uma altura mínima em relação ao solo, mas sem tocá-lo. Os pontões deverão ser ajustados para deslizar sobre o solo, de forma a obter o máximo recolhimento possível do produto Procedimento: a) Levante os pontões conforme mostrado ao lado. b) Gire os parafusos-batentes (2) de forma homogênea, conforme necessário. Nota 1: 1 IMPORTANTE: 1 - A regulagem deve ser feita de modo que as extremidades (3) dos pontões fiquem alinhadas. 2 - Em função do ângulo dos pontões, ajuste o ângulo dos patins (3) de tal forma que estes deslizem a 20 cm do solo, evitando o enterramento dos mesmos: Nota 2: Fig. A a Se diminuir o ângulo a dos pontões, desloque os patins para cima (sentido de recolher) - Fig. A. Fig. B Se aumentar o ângulo a dos pontões, desloque os patins para baixo - Fig. B. 3 5 a Para o ajuste, solte a porca (5). 4 Distância do solo a ponta 17

18 4 Nota: As abas de borracha (4) localizadas nas blindagens divisoras, tem por função impedir que as espigas destacadas pelos rolos, caiam para frente da máquina. A remoção destas abas só deve ser feita em condições anormais de colheita, como por exemplo, porte muito baixo dos pés de milho e/ou umidade. 7 - Unidades de colheita Identificação geral Vista de cima da unidade Vista de baixo da unidade 1- Correntes recolhedoras 5- Réguas destacadoras 2- Molas mantenedoras da tensão das correntes (1) e porcas de ajuste 6- Rolos espigadores 7- Pontas helicoidais 8- Calços de ajuste da distância entre as pontas helicoidais (7) dos rolos espigadores (6) 9- Navalhas de corte de palha e cipós. 3- Guias das correntes (1) 4- Caixa de acionamento das correntes (1) e rolos (6) 18

19 7.2 - Regulagem de abertura das réguas destacadoras Espaçamento traseiro entre as réguas Caixa de transmissão Espaçamento entre réguas frontal Nota: A regulagem padrão de fábrica da abertura das réguas é de 34 mm na frente e 38 mm atrás. A abertura das réguas destacadoras de espigas (5) deve ser ajustada em função do diâmetro dos talos mais grossos do milho. Além disso, as réguas (5) normalmente devem ficar mais abertas na parte traseira do que na dianteira. O objetivo é evitar que os talos de milho não se prendam nas réguas ao serem puxados para baixo. Recomenda-se uma diferença de 4 mm entre as aberturas frontal e traseira. Para a regulagem, afrouxe as quatro porcas (10) em cada régua. Ao deslocar as réguas, observe a simetria destas em relação à linha de centro da unidade de colheita. Regule as réguas de todas as unidades na mesma medida. 19

20 7.3 - Regulagem das navalhas de corte de palha e cipós As navalhas (9) consistem de aletas com bordas afiadas com a função de impedir o acúmulo (por enrolamento) de cipós, palha e/ou baraços que tendem a se enrolar nos rolos. O corte ocorre pela ação giratória das aletas dos rolos (6) frente às navalhas (9). 6 Para o bom funcionamento, a borda chanfrada das navalhas (9) deve ficar o mais próximo possível das aletas dos rolos, sem que haja interferência. 9a O ajuste deve ser homogêneo ao longo das navalhas de ambos os rolos (6). Para ajustar: a) Levante a plataforma e instale as travas de segurança dos cilindros hidráulicos. b) Afrouxe todas as porcas (11) dos parafusos (12) das navalhas (9) utilizando chave soquete de 10 mm. 9a 9 9 c) Gire o rolo de forma que uma das aletas fique frente-a-frente com a navalha (9). d) Aproxime as navalhas de forma homogênea e reaperte as porcas (12). 12 e) Da mesma forma, ajuste os segmentos de navalha (9a) na parte frontal dos rolos. f) Proceda da mesma forma com todas as navalhas (9 e 9a), em todas as unidades Nota: Em caso de alterar a distância entre pontas dos rolos espigadores (Ver página 21), o presente ajuste deverá ser refeito. 20

21 7.4 - Rolos espigadores A) Troca de rotação dos rolos Como as correntes recolhedoras e os rolos são acionados de forma unificada, ao trocar a rotação dos rolos altera-se também a velocidade das correntes, ou seja, a velocidade das unidades de colheita. OBS 1: Nas plataformas com 6 ou mais linhas, repita o procedimento também no lado direito. OBS 2: Não altere a engrenagem acionada sem engrenagem externa Procedimento: a) Remova a tampa de proteção (14) da lateral esquerda, retirando as travas (15). b) Solte o tensor (16) e remova a luva de retenção (17). c) Retire e inverta a engrenagem (13). d) Reinstale os componentes e ajuste a tensão da corrente (18) através da roda tensora (16). 16 B) Ajuste da distância entre pontas dos rolos espigadores 18 a) Levante a plataforma e instale as travas de segurança dos cilindros hidráulicos. 13 b) Remova os conjuntos defletores, retirando os parafusos (20). OBS: Após o ajuste da distância entre as pontas dos rolos, solte as porcas (21) e desloque as chapas (19) para dentro ou para fora na mesma medida que foi alterada a distância entre pontas e 25 dentes

22 A distância de centro a centro das pontas cônicas (7) é ajustada na fábrica em 90 mm, possuindo uma variação de 85 mm à 95 mm. Distância entre rolos 7 Para alterar a distância: c) Por baixo da unidade de colheita, retire os parafusos (22). d) Adicione ou subtraia calços (8), promovendo o deslocamento lateral dos mancais de apoio frontal dos rolos. OBS 1: Ambos os rolos devem possuir o mesmo número de calços (8) montados sob os suportes dos mancais. OBS 2: Este ajuste é possível graças aos rolamentos do tipo auto-compensador na parte traseira dos rolos, ou seja, na saída das caixas de acionamento. d) Repita o procedimento em todas as unidades de colheita Correntes recolhedoras A) Ajuste da tensão das correntes recolhedoras A tensão de trabalho das correntes recolhedoras (4) é ajustada no tensor (6). 1 A tensão estará correta quando o comprimento desta mola for de 115 mm medidos, conforme ilustra na figura. Para o ajuste, gire as porcas (14). Nota: O tensionamento através de carga de mola tem dupla função: - Manter a corrente tensionada, compensando os desgastes normais de trabalho. - Flexibilizar os impactos em caso de penetração de objeto estranho na unidade de colheita. 2a Comprimento das molas: 115 mm

23 B) Sincronismo das correntes recolhedoras Esta instrução precisa ser levada em conta no caso de remover alguma corrente (1). O sincronismo consiste em montar as correntes nas rodas dentadas de modo que os dedos puxadores (1a) fiquem defasados entre si e nunca frente a frente. Para corrigir o sincronismo, solte totalmente a porca (2a) das molas tensoras (2). Reinstale a corrente da forma correta e faça o ajuste conforme descrito anteriormente. 1 1a 2a 2 C) Alteração da velocidade das correntes recolhedoras A rotação de acionamento das correntes recolhedoras é alterada em conjunto com a troca de rotação dos rolos, invertendo-se a engrenagem dupla (13) - veja a página e 25 dentes 23

24 8 - Ajustes do caracol A) Rotação do caracol A rotação do caracol é em torno de 150 rpm. B) Folga do caracol em relação ao fundo da plataforma Consiste em deixar uma folga em torno de 15 mm das espiras do caracol em relação ao fundo da plataforma. OBS: O ideal é utilizar um gabarito (X) com a espessura desejada, para garantir a homogeneidade do ajuste ao longo do caracol. Para ajustar: a) Solte as 4 porcas (1) em ambos os mancais - X lado esquerdo e direito. b) Gire as porcas de regulagem (2) conforme necessário. Obtido o ajuste, reaperte as porcas Lado esquerdo Lado direito C) Ajuste do raspador O raspador (23) evita que ocorra enrolamento de palha ao redor do caracol. 4 A regra é deixar o raspador (3) o mais próximo possível das espiras, sem que no entanto, ocorra interferência. Para o ajuste, solte os parafusos (4), desloque o raspador e reaperte os parafusos. Proceda da mesma maneira em ambos os lados da plataforma. 24 3

25 9 - Manutenção Pontos de lubrificação a graxa Nota: Use somente graxa de boa qualidade a base de sabão de lítio. 1 Atenção: Levante a plataforma e coloque a(s) calha(s) de segurança no(s) cilindro(s) hidráulico(s). Pontos de lubrificação (Diária) 1 - Mancais frontais dos rolos espigadores. 2 - Mancais da árvore de acionamento das unidades de colheita. 2 25

26 9.2 - Ajuste das embreagens de segurança Todos os acionamentos da plataforma são protegidos por embreagem: 1 - Embreagem de segurança das unidades de colheita: é individual, ou seja, uma embreagem para cada unidade. 2 - Embreagem do caracol. Em todas as embreagens, o ajuste consiste na manutenção do comprimento correto das molas, conforme descrito abaixo. Todas as embreagens são do tipo catraca. Notas: 1 - Jamais tente bloquear uma embreagem: elas são a segurança dos componentes da plataforma, em especial da transmissão. 2 - Verifique o ajuste das molas das embreagens no início de cada safra. 1 - Embreagem das unidades de colheita Faça o ajuste apertando a porca (1b) até o final de curso. O limite do aperto ocorre quando o conjunto encosta em um tubo limitador localizado no interior de todas as molas (1a). OBS: Não remova os arames de segurança (1c), cuja função é evitar a perda de porcas (1b) e/ou soltura dos prisioneiros. 1 1a 1b 1c Embreagem do caracol Aperte as porcas (2b) até o final do curso. 2a O batente ocorre em um tubo limitador interno de todas as molas (2a). 2b 26

27 9.3 - Manutenção das correntes de transmissão A) Ajuste da tensão 2a A plataforma possui um sistema simplificado de ajuste da tensão das correntes: 1- Através de roda tensora: acionamento da árvore sextavada das unidades de colheita. 2- Através de tensores deslizantes: acionamento do caracol e acionamentos individuais das unidades de colheita. 1a 2 1 Em ambos os casos, solte o parafuso de fixação (1a ou 2a) do tensor (1 ou 2), desloque o sensor de modo a obter a tensão correta e reaperte o parafuso. 2 2a Tensão recomendada xo ei tre en a ci ân st Di No caso de plataformas com 6 linhas ou mais, há correntes de acionamento geral em ambos os lados da plataforma. s Em todos os casos, adote a seguinte regra: a deflexão (ou folga) das correntes deve ser de 1 a 2 % da distância entre centros dos eixos, no ponto livre mais longo - veja a figura ao lado. Deflexão: 1 a 2 % 27

28 B) Lubrificação das correntes Lubrifique todas as correntes da plataforma com lubrificante específico para correntes ou empregue óleo SAE 90 ou 140. Emenda Faça a lubrificação diariamente. Aplique o lubrificante quando a corrente estiver quente. Isso permite que o óleo penetre melhor nos elos e roletes e o excesso de óleo será drenado antes de por a plataforma em funcionamento. C) Limpeza das correntes Sentido da rotação Procure manter as transmissões por corrente sempre limpas. Acúmulos de terra ou outro tipo de material abrasivo, causam desgaste acelerado. Impurezas no interior da corrente ou nos dentes das rodas dentadas podem produzir até rupturas da corrente ou da roda. Notas: 1 - Os elos de emenda devem estar instalados com suas extremidades abertas voltadas para o lado oposto ao deslocamento. Isso evita a remoção acidental ou a perda da placa elástica. 2 - NUNCA insira um elo novo em uma corrente alongada pelo uso. O contato do elo novo será diferente e poderá destruir a corrente por produzir um golpe cada vez que o elo "engata" nas rodas dentadas. Da mesma forma, não instale uma corrente nova em coroas dentadas gastas. Após poucas horas de operação nessas condições corrente se danificará mais que em muitas horas de uso normal Caixa de transmissão das unidades de colheita A) Óleo recomendado Óleo SAE 140. B) Capacidade de óleo Capacidade: 1,5 litros cada caixa. 28

29 C) Nível do óleo (Semanalmente) Respiro Nota: O nível deve ser verificado com a plataforma levantada a uma altura tal, que as unidades de colheita fiquem na horizontal. 2 Nesta condição, o nível deve atingir a borda do orifício do bujão (1) localizado no lado da engrenagem acionadora das caixas D) Troca de óleo (A cada safra) a) Remova os bujões (1, 2 e 3), drenando o óleo através do bujão (3). OBS: Faça a troca do óleo com a plataforma nivelada e em temperatura de funcionamento. Isto proporciona um melhor escoamento, inclusive das impurezas, se houverem. b) Reinstale o bujão de dreno (3) e reabasteça a caixa de transmissão pela abertura do bujão (2) até o nível atingir do bujão (1). Acesso às caixas de transmissão: Remova as chapas inferiores (3) e as chapas de fechamento (4) entre unidades

30 10 - Cuidados na entressafra Quando a plataforma de milho permanecer inativa por longo período, são necessários alguns cuidados visando obter uma maior vida útil. Os principais itens a serem observados são: Sempre limpe a plataforma após a colheita. Após a lavagem, deixe secá-la completamente, ao sol. Conserve a plataforma em local coberto. As correntes devem ser retiradas e lavadas com querosene ou óleo diesel. Após deposite-as numa vasilha com óleo lubrificante, devendo permanecer assim até a próxima safra. Lembre-se que o período de entressafra é o melhor momento para fazer a manutenção preventiva e com isso ficar tranqüilo para a próxima colheita. No retorno ao trabalho: Deixe escorrer o excesso de óleo das correntes antes da reinstalação. Reaperte porcas e parafusos em geral. Revise as regulagens para operação, descritas nas páginas 11 a 24 deste Manual. 30

31 11 - Diagnóstico de anormalidades Falhas Possíveis causas Possível solução Espigas debulhadas pelos rolos espigadores. Réguas das unidades de colheita reguladas incorretamente. Ajuste corretamente as réguas conforme página 19. Espigas de milho sendo perdidas Pontões e divisores distantes do solo. O espaçamento entre linhas das unidades de colheita não corresponde ao espaçamento das linhas da plantação. Colhedora trabalhando com velocidade muito alta. Ajuste os pontões conforme página 17. Ajuste o espaçamento entre linhas das unidades de colheita para que corresponda com a plantação. Veja páginas 11 a 16. Opere a uma velocidade que as correntes recolhedoras direcionem os talos para os rolos espigadores. Talos sendo recolhidos Colhedora trabalhando com velocidade muito alta. Réguas das unidades de colheita reguladas incorretamente. Rolos espigadores com desgaste excessivo. Opere a uma velocidade que as correntes recolhedoras direcionem os talos para os rolos espigadores, observando sempre as condições da lavoura. Ajuste corretamente as réguas conforme página 19. Troque os rolos espigadores por novos originais. Embuchamento da colhedora. Colhedora trabalhando com velocidade muito alta. Correntes recolhedoras frouxas. Corpos estranhos enrolados nos rolos espigadores. Quebra de talos nos rolos espigadores ou nas réguas. Rolos espigadores com desgaste excessivo. Opere a uma velocidade compatível, onde cada componente da colhedora e plataforma operem adequadamente. Tensione as correntes recolhedoras conforme pág. 22. Ajuste as navalhas conforme página 20. Verifique o espaçamento entre rolos e entre réguas. Centralize as réguas em relação aos rolos. Troque os rolos espigadores por novos originais. 31

Plantadeira de Micro-Trator 1 Linha - Plantio Direto e Convencional Instruções do Operador

Plantadeira de Micro-Trator 1 Linha - Plantio Direto e Convencional Instruções do Operador R Plantadeira de Micro-Trator 1 Linha - Plantio Direto e Convencional Instruções do Operador INDÚSTRIA MECÂNICA KNAPIK LTDA. Rua Prefeito Alfredo Metzler, 480 - CEP 89400-000 - Porto União - SC Site: www.knapik.com.br

Leia mais

Minami Industria de Aparelhos para a Lavoura Ltda. Estrada do Minami, Km 01 Bairro Hiroi Caixa Postal 75 Biritiba Mirim SP CEP 08940-000

Minami Industria de Aparelhos para a Lavoura Ltda. Estrada do Minami, Km 01 Bairro Hiroi Caixa Postal 75 Biritiba Mirim SP CEP 08940-000 Minami Industria de Aparelhos para a Lavoura Ltda. Estrada do Minami, Km 01 Bairro Hiroi Caixa Postal 75 Biritiba Mirim SP CEP 940-000 E-mail: minami@minami.ind.br Site: www.minami.ind.br Tel./Fax.: (11)

Leia mais

Manual Batedeira de Cereais

Manual Batedeira de Cereais Manual Batedeira de Cereais Prezado cliente, você acaba de adquirir mais um produto de qualidade TRITON, que há mais de 52 anos disponibiliza no mercado equipamentos versáteis, robustos e que acompanham

Leia mais

Manual Carreta Agrícola de Madeira

Manual Carreta Agrícola de Madeira Manual Carreta Agrícola de Madeira Prezado cliente, você acaba de adquirir mais um produto de qualidade TRITON, que há mais de 52 anos disponibiliza no mercado equipamentos versáteis, robustos e que acompanham

Leia mais

Manual de Instruções RP - RPCO 1300/1500/1700 ROÇADEIRA PICCIN

Manual de Instruções RP - RPCO 1300/1500/1700 ROÇADEIRA PICCIN Manual de Instruções RP - RPCO 1300/1500/1700 ROÇADEIRA PICCIN ÍNDICE Apresentação...02 Normas de Segurança... 03 Componentes... 06 Especificações Técnicas... 06 Engate...08 Regulagens... 09 Manutenção...

Leia mais

Minami Indústria de Aparelhos para a Lavoura Ltda. Estrada do Minami, Km 01 Bairro Hiroi Caixa Postal 75 Biritiba Mirim SP CEP 08940-000

Minami Indústria de Aparelhos para a Lavoura Ltda. Estrada do Minami, Km 01 Bairro Hiroi Caixa Postal 75 Biritiba Mirim SP CEP 08940-000 Minami Indústria de Aparelhos para a Lavoura Ltda. Estrada do Minami, Km 01 Bairro Hiroi Caixa Postal 75 Biritiba Mirim SP CEP 08940-000 E-mail: minami@minami.ind.br Site: www.minami.ind.br Tel./Fax.:

Leia mais

CATÁLOGO DE PEÇAS. Roçadeiras de Arrasto SP 1800 TF SP 3400 TF

CATÁLOGO DE PEÇAS. Roçadeiras de Arrasto SP 1800 TF SP 3400 TF CATÁLOGO DE PEÇAS Roçadeiras de Arrasto SP 00 TF SP 3400 TF ÍNDICE PÁGINA - - - - DO PRODUTO Roçadeira de Arrasto Inroda MOD - SP 00 TF Lista de peças Roçadeira de Arrasto Inroda MOD - SP 3400 TF Lista

Leia mais

Comandos. MOTOCULTIVADOR GASOLINA - BFG 920 MASTER Caixa Engrenagens Completas

Comandos. MOTOCULTIVADOR GASOLINA - BFG 920 MASTER Caixa Engrenagens Completas MOTOCULTIVADOR GASOLINA - BFG 0 MASTER Caixa Engrenagens Completas Comandos 00 00 PEÇA (CAIXA DE ENGRENAGEM COMPLETA) Caixa Engren. Rotativas Porca M Chapa Espacadora União Caixas Chapa União Caixas Engrenagens

Leia mais

MANUAL TÉCNICO DE OPERAÇÃO MÁQUINAS AGRÍCOLAS JF 30P ENSILADEIRA. Rev. 01

MANUAL TÉCNICO DE OPERAÇÃO MÁQUINAS AGRÍCOLAS JF 30P ENSILADEIRA. Rev. 01 MANUAL TÉCNICO DE OPERAÇÃO JF 30P MÁQUINAS AGRÍCOLAS ENSILADEIRA Rev. 01 MANUAL TÉCNICO DE OPERAÇÃO - ENSILADEIRA JF 30P 1 - Introdução Parabéns! Você acaba de adquirir uma Ensiladeira de operação e manutenção

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES CARRETA GRANELEIRA VERSUS 16000 / 14500

MANUAL DE INSTRUÇÕES CARRETA GRANELEIRA VERSUS 16000 / 14500 MANUAL DE INSTRUÇÕES CARRETA GRANELEIRA VERSUS 16000 / 14500 1 Sumário MANUAL DE INSTRUÇÕES... 1 CARRETA GRANELEIRA... 1 VERSUS 16000 / 14500... 1 ACOPLE - Indústria de Implementos Agrícolas Ltda... 3

Leia mais

Seção 9 Cilindros e protetores/reservatórios do cárter

Seção 9 Cilindros e protetores/reservatórios do cárter Seção 9 Cilindros e protetores/reservatórios do cárter Página CILINDROS... 150 Inspeção e medição... 150 Retificação de cilindros... 150 Acabamento... 151 Limpeza... 151 MANCAIS DE MOTOR... 152 Mancal

Leia mais

Para peças de reposição e Discos de Plantio acesse nossa Loja Virtual: www.knapik.com.br

Para peças de reposição e Discos de Plantio acesse nossa Loja Virtual: www.knapik.com.br Para peças de reposição e Discos de Plantio acesse nossa Loja Virtual: www.knapik.com.br INDÚSTRIA MECÂNICA KNAPIK LTDA - EPP Rua Prefeito Alfredo Metzler, 480 - Bairro Santa Rosa - Porto União - SC Site:

Leia mais

MANUAL DE MONTAGEM PLATAFORMAS

MANUAL DE MONTAGEM PLATAFORMAS MANUAL DE MONTAGEM PLATAFORMAS ALTOSUL INDÚSTRIA DE EQUIPAMENTOS LTDA Fone /Fax (47) 3533-5330 Rua Presidente Nereu, 1300 Ituporanga-sc - Cep 88400-000 Sumario Sumario... 1 A Empresa... 2 Contatos... 2

Leia mais

Rua Francisco Siqueira, 95 Inhaúma Rio de Janeiro RJ Tel.: ( 21 ) 2159-8600 / 2159-8601 / 2159-8602 / Fax.: ( 21 ) 2159-8615

Rua Francisco Siqueira, 95 Inhaúma Rio de Janeiro RJ Tel.: ( 21 ) 2159-8600 / 2159-8601 / 2159-8602 / Fax.: ( 21 ) 2159-8615 Sistema de Avanço, perfuração feita manualmente por meio de um volante que, através do carretel aciona as duas correntes, que comanda a descida e subida do fuso. Embreagem, com alavanca ao alcance do operador,

Leia mais

7. CABEÇOTE/VÁLVULAS INFORMAÇÕES DE SERVIÇO 7-1 NX-4 FALCON

7. CABEÇOTE/VÁLVULAS INFORMAÇÕES DE SERVIÇO 7-1 NX-4 FALCON NX-4 FALCON 7. CABEÇOTE/VÁLVULAS INFORMAÇÕES DE SERVIÇO 7-1 DIAGNOSE DE DEFEITOS 7-3 COMPRESSÃO DO CILINDRO 7-4 REMOÇÃO DA TAMPA DO CABEÇOTE 7-5 DESMONTAGEM DA TAMPA DO 7-6 CABEÇOTE REMOÇÃO DA ÁRVORE DE

Leia mais

SEÇÃO 1 MÁQUINA BÁSICA

SEÇÃO 1 MÁQUINA BÁSICA CONTEÚDO SEÇÃO 1 MÁQUINA BÁSICA CJ. CHASSI SHM 11/13 15/17... 1-2 CJ. PÉ DE APOIO... 1-4 CJ. CONTRAPESOS... 1-6 CJ. CABEÇALHO... 1-8 CJ. CABEÇALHO SHM 11/13 15/17... 1-10 CJ. RODADO DIR. / ESQ. SHM 11/13

Leia mais

Carolina Vilanova. 26/12/13 www.omecanico.com.br/modules/revista.php?action=printout&recid=423. Desmontagem e dicas da caixa VW

Carolina Vilanova. 26/12/13 www.omecanico.com.br/modules/revista.php?action=printout&recid=423. Desmontagem e dicas da caixa VW Desmontagem e dicas da caixa VW Vamos apresentar nessa reportagem as características, dicas de manutenção, desmontagem e montagem da caixa de câmbio MQ200, que em suas várias aplicações, equipa a maioria

Leia mais

Seção 12 Conjunto do motor

Seção 12 Conjunto do motor Seção 12 Conjunto do motor Página CONJUNTO DO MOTOR... 164 Instalação do virabrequim... 164 Instale o pistão e a biela... 164 Instalação do eixo de cames... 164 Instalação da bomba de óleo... 165 Instalação

Leia mais

Plantadeira de Micro-Trator 1 Linha - Plantio Direto e Convencional Instruções do Operador

Plantadeira de Micro-Trator 1 Linha - Plantio Direto e Convencional Instruções do Operador R Plantadeira de Micro-Trator 1 Linha - Plantio Direto e Convencional Instruções do Operador INDÚSTRIA MECÂNICA KNAPIK LTDA. Rua Prefeito Alfredo Metzler, 480 - CEP 89400-000 - Porto União - SC Site: www.knapik.com.br

Leia mais

CATÁLOGO DE PEÇAS ADUBADOR DE DISCOS 2300A 1.04.01.02.01.001

CATÁLOGO DE PEÇAS ADUBADOR DE DISCOS 2300A 1.04.01.02.01.001 CATÁLOGO DE PEÇAS ADUBADOR DE DISCOS 00A.0.0.0.0.00 Av. Marginal Francisco Vieira Caleiro, 00 - Distr. Industrial Caixa Postal - CEP -00 - Sertãozinho - SP Fone: ().00 - Fax: ().0 ÍNDICE CHASSI DO DISTRIBUIDOR

Leia mais

CATÁLOGO DE PEÇAS 1.01.02.02.02.002

CATÁLOGO DE PEÇAS 1.01.02.02.02.002 CATÁLOGO DE PEÇAS Carreta distribuidora de torta de filtro.0.0.0.0.00 Av. Marginal Francisco Vieira Caleiro, 00 - Distr. Industrial Caixa Postal - CEP -00 - Sertãozinho - SP Fone: ().00 - Fax: ().0 Fone:

Leia mais

REBITADEIRA HIDROPNEUMÁTICA RF06

REBITADEIRA HIDROPNEUMÁTICA RF06 m a n u a l REBITADEIRA HIDROPNEUMÁTICA RF06 1 2 ÍNDICE Rebitadeira Hidropneumática RF06... 04 Características da ferramenta... 04 Recomendações... 05 Especificações de regulagem... 06 Manutenção... 12

Leia mais

Galoneira Industrial série ZJ-W562

Galoneira Industrial série ZJ-W562 Galoneira Industrial série ZJ-W562 Instruções de Segurança IMPORTANTE Antes de utilizar sua máquina, leia atentamente todas as instruções desse manual. Ao utilizar a máquina, todos os procedimentos de

Leia mais

AJUSTADORES AUTOMÁTICOS DE FREIO JUNHO 2012

AJUSTADORES AUTOMÁTICOS DE FREIO JUNHO 2012 AJUSTADORES AUTOMÁTICOS DE FREIO JUNHO 2012 Conheça o funcionamento, diagnóstico e reparo do ajustador de freio automático, um componente primordial para segurança, aplicado em veículos pesados. Que a

Leia mais

CATÁLOGO DE PEÇAS PLATAFORMA DE MILHO BRAVA

CATÁLOGO DE PEÇAS PLATAFORMA DE MILHO BRAVA Evolução Constante MNUL DE INSTRUÇÕES E CTÁLOGO DE PEÇS PLTFORM DE MILHO BRV ÍNDICE PRESENTÇÃO... 01 1 - IDENTIFICÇÃO...02 2 - MEDIDS DE SEGURNÇ...02/03 3 - DESIVOS DE SEGURNÇ...03 4 - ESPECIFICÇÕES TÉCNICS...04/05

Leia mais

1 - Introdução Prezado Cliente.

1 - Introdução Prezado Cliente. 2 - Introdução Prezado Cliente. Parabéns por escolher uma máquina realmente adequada às suas necessidades. A nova linha de plantadeiras SEED-LINE veio para demonstrar que a tecnologia do Plantio Direto

Leia mais

Manual de Instruções e Lista de Peças. Máquina Caseadeira de Ponto Fixo 635D

Manual de Instruções e Lista de Peças. Máquina Caseadeira de Ponto Fixo 635D Manual de Instruções e Lista de Peças Máquina Caseadeira de Ponto Fixo 635D Singer é uma marca registrada da The Singer Company Limited ou suas afiliadas. 2009 Copyright The Singer Company Limited Índice

Leia mais

INTRODUÇÃO CARACTERÍSTICAS. MODELO FE 45 CAPACIDADE DE PERFURAÇÃO Ø 45 mm PROFUNDIDADE DE CORTE TIPO DE ENCAIXE CM 2 MEDIDAS DE SEGURANÇA

INTRODUÇÃO CARACTERÍSTICAS. MODELO FE 45 CAPACIDADE DE PERFURAÇÃO Ø 45 mm PROFUNDIDADE DE CORTE TIPO DE ENCAIXE CM 2 MEDIDAS DE SEGURANÇA 1 INTRODUÇÃO As Furadeiras de Base Magnética Merax caracterizam-se por serem robustas, porém leves e de fácil transporte. Utilizam qualquer tipo de broca, preferencialmente as brocas anulares. Trabalham

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES E CATÁLOGO DE PEÇAS

MANUAL DE INSTRUÇÕES E CATÁLOGO DE PEÇAS MANUAL DE INSTRUÇÕES E CATÁLOGO DE PEÇAS E E D A D I C I T A PR M E A Ç N A R SEGU E D O Ã Ç A T MOVIMEN S A M R O F A T A PL Código: MD160036 Editorado em: maio 2010 Revisão: A Índice Geral 1- Introdução

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÃO TRANSPALETE HIDRÁULICO MANUAL

MANUAL DE INSTRUÇÃO TRANSPALETE HIDRÁULICO MANUAL TERMOS DE GARANTIA I - PRAZO DE GARANTIA 1. A Marcon Indústria Metalúrgica Ltda. dispõe de garantia do produto pelo prazo de 06 (seis) meses (já inclusa a garantia legal referente aos primeiros noventas

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES E CATÁLOGO DE PEÇAS ROÇADEIRA AGRÍCOLA. *Foto meramente ilustrativa RDMR-160P RDMR-180P

MANUAL DE INSTRUÇÕES E CATÁLOGO DE PEÇAS ROÇADEIRA AGRÍCOLA. *Foto meramente ilustrativa RDMR-160P RDMR-180P MANUAL DE INSTRUÇÕES E CATÁLOGO DE PEÇAS ROÇADEIRA AGRÍCOLA *Foto meramente ilustrativa RDMR-0P RDMR-180P A Empresa HISTÓRIA: O esforço e a visão dos irmãos Francisco Antonio Sartor Rugeri e Ferdinando

Leia mais

CATÁLOGO TÉCNICO COMPRESSOR - MSV 6/50 - DENTAL SPLIT - 1 ESTÁGIO - 120 psig

CATÁLOGO TÉCNICO COMPRESSOR - MSV 6/50 - DENTAL SPLIT - 1 ESTÁGIO - 120 psig SCHULZ: INÍCIO DE FABRICAÇÃO - ABRIL/005 CATÁLOGO TÉCNICO COMPRESSOR - MSV 6/ - DENTAL SPLIT - 1 ESTÁGIO - 10 psig CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS ISENTO DE ÓLEO L C DESLOCAMENTO TEÓRICO pés /min PRESSÃO MÁX.

Leia mais

EQ 7881. Manual de montagem, instalação e operação

EQ 7881. Manual de montagem, instalação e operação EQ 7881 Manual de montagem, instalação e operação 0 A Rampa para elevação e alinhamento de veículos EQ 7881 foi desenvolvida e fabricada para facilitar e auxiliar os trabalhos de alinhamento de direção,

Leia mais

FÁBRICA DE MÁQUINAS PARA A INDÚSTRIA MADEIREIRA DESEMPENADEIRA 320 LINHA LEVE

FÁBRICA DE MÁQUINAS PARA A INDÚSTRIA MADEIREIRA DESEMPENADEIRA 320 LINHA LEVE FÁBRICA DE MÁQUINAS PARA A INDÚSTRIA MADEIREIRA DESEMPENADEIRA 320 LINHA LEVE ÍNDICE NORMAS DE SEGURANÇA... 3 ÁREAS DE RISCOS E POSICIONAMENTO BÁSICO DE OPERAÇÃO... 4 MANUTENÇÃO... 5 DADOS DA MÁQUINA...

Leia mais

-MANUAL DE INSTRUÇÕES; -LISTA DE PEÇAS. PALETEIRA MÜLLER 3T

-MANUAL DE INSTRUÇÕES; -LISTA DE PEÇAS. PALETEIRA MÜLLER 3T -MANUAL DE INSTRUÇÕES; -LISTA DE PEÇAS. PALETEIRA MÜLLER 3T NOTA: O operador deve LER o Manual de Instruções antes de utilizar a Paleteira Müller 3T. Obrigado por ter escolhido e utilizar a Paleteira Müller

Leia mais

Manual Carreta Agrícola Metálica

Manual Carreta Agrícola Metálica Manual Carreta Agrícola Metálica Prezado cliente, você acaba de adquirir mais um produto de qualidade TRITON, que há mais de 52 anos disponibiliza no mercado equipamentos versáteis, robustos e que acompanham

Leia mais

ZJ20U93 Montagem e Operacional

ZJ20U93 Montagem e Operacional www.zoje.com.br ZJ20U93 Montagem e Operacional ÍNDICE 1. Aplicação...2 2. Operação segura...2 3. Cuidados antes da operação...2 4. Lubrificação...2 5. Seleção da agulha e do fio...3 6. A Inserção da agulha...3

Leia mais

Manual de instruções. Rampa de alinhamento

Manual de instruções. Rampa de alinhamento Manual de instruções Rampa de alinhamento Apresentação Primeiramente queremos lhe dar os parabéns pela escolha de um equipamento com nossa marca. Somos uma empresa instalada no ramo de máquinas para auto

Leia mais

Manual de Montagem, Operação e Manutenção. Aparelho de Levantamento. Série B200

Manual de Montagem, Operação e Manutenção. Aparelho de Levantamento. Série B200 Manual de Montagem, Operação e Manutenção Aparelho de Levantamento Série B200 Português Índice Página 1 Aplicação e características gerais 1 Aplicação e características gerais 3 1.1 Aplicação 3 1.2 Características

Leia mais

Manual de Montagem, Operação, Manutenção e Reparo. Engate de Container

Manual de Montagem, Operação, Manutenção e Reparo. Engate de Container Manual de Montagem, Operação, Manutenção e Reparo Engate de Container Março / 2005 O Engate de Container tem como função principal, promover o acoplamento de implementos rodoviários com containers para

Leia mais

CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS

CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS Página 1 de 9 Informativo nº 9 VENTILADOR DE MESA 30cm VENTNK1200 ASSUNTO: Lançamento. CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS Alimentação: Cor: Potência do aparelho: Consumo de energia: Característica diferencial: Período

Leia mais

BETONEIRAS. Manual de Instrução MAQTRON IMPORTAÇÃO E EXPORTAÇÃO LTDA. www.vencedoramaqtron.com.br

BETONEIRAS. Manual de Instrução MAQTRON IMPORTAÇÃO E EXPORTAÇÃO LTDA. www.vencedoramaqtron.com.br Moendas de Cana CANA SHOP Moendas de Cana BETONEIRAS Debulhadores de Milho www.vencedoramaqtron.com.br Batedeiras de Cereais Trilhadeiras Desintegradores Trituradores para milho úmido Ensiladeiras Bombas

Leia mais

Rotter TD e TC. Parte II Catálogo de Peças

Rotter TD e TC. Parte II Catálogo de Peças Parte II Catálogo de Peças 41 Estrutura ROTTER TD 42 POS. CÓD. DENOMINAÇÃO QUANT 150TD 180TD 01 02000020 Lateral 02 02 02 02007600 Articulação 01 01 03 02000022 Separador 01 01 04 63141626 Contrapino 04

Leia mais

MÁQUINAS DE PREPARO PERIÓDICO DO SOLO: DISTRIBUIDOR DE CALCÁRIO E ADUBO

MÁQUINAS DE PREPARO PERIÓDICO DO SOLO: DISTRIBUIDOR DE CALCÁRIO E ADUBO UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAIBA CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS E AMBIENTAIS DEPARTAMENTO DE AGROECOLOGIA E AGROPECUÁRIA 1 MÁQUINAS DE PREPARO PERIÓDICO DO SOLO: DISTRIBUIDOR DE CALCÁRIO E ADUBO 1. DISTRIBUIÇÃO

Leia mais

INTRODUÇÃO. As designações de conjuntos e/ou peças direita e esquerda, entendem-se em relações a máquina vista por trás quando acoplada no trator.

INTRODUÇÃO. As designações de conjuntos e/ou peças direita e esquerda, entendem-se em relações a máquina vista por trás quando acoplada no trator. CATÁLOGO DE PEÇAS 1 INTRODUÇÃO As ilustrações dos desenhos em vistas explodidas mostram a montagem típica dos vários conjuntos e peças componentes. Identificando a peça no nº de referência das vistas explodidas,

Leia mais

Manual de Instruções Tupias TPA-740; TPA-890

Manual de Instruções Tupias TPA-740; TPA-890 Manual de Instruções Tupias TPA-740; TPA-890 Figura 1: VISTA DA TUPIAS (IMAGEM MERAMENTE ILUSTRATIVA) Advertência: Não execute nenhuma operação com o equipamento antes de ler atentamente este manual. Este

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES CONJUNTO DIESEL PARA SOLDA ELÉTRICA MODELO O - MOTOR PERKINS

MANUAL DE INSTRUÇÕES CONJUNTO DIESEL PARA SOLDA ELÉTRICA MODELO O - MOTOR PERKINS Consulte as Assistências Técnicas Autorizadas acesse: www.bambozzi.com.br/assistec.xls ou ligue: +55 (16) 33833806 / 33833807 MANUAL DE INSTRUÇÕES BAMBOZZI PRODUTOS ESPECIAIS LTDA. Av. XV de Novembro,

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES CONJUNTO DIESEL PARA SOLDA ELÉTRICA MODELO OL MODELO OL - MOTOR PERKINS

MANUAL DE INSTRUÇÕES CONJUNTO DIESEL PARA SOLDA ELÉTRICA MODELO OL MODELO OL - MOTOR PERKINS Consulte as Assistências Técnicas Autorizadas acesse: www.bambozzi.com.br/assistec.xls ou ligue: +55 (16) 33833806 / 33833807 MANUAL DE INSTRUÇÕES BAMBOZZI PRODUTOS ESPECIAIS LTDA. Av. XV de Novembro,

Leia mais

1 INSTRUÇÕES IMPORTANTES DE SEGURANÇA

1 INSTRUÇÕES IMPORTANTES DE SEGURANÇA [REV.01 14032012] Obrigado por adquirir o ventilador Eros Cadence, um produto de alta tecnologia, seguro e eficiente. É muito importante ler atentamente este manual de instruções, as informações contidas

Leia mais

1. APRESENTAÇÃO Grazmec Nova GE

1. APRESENTAÇÃO Grazmec Nova GE ÍNDICE 1. APRESENTAÇÃO 3 2. COMPONENTES E CARACTERÍSTICAS 4 3. MEDIDAS DE SEGURANÇA 5 4. ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS 6 5. INSTRUÇÕES DE OPERAÇÃO E REGULAGEM 7 5.1 INSTRUÇÕES GERAIS 7 5.2 REGULAGEM PARA PRODUTOS

Leia mais

KTR ADVANCE EDIÇÃO - 2000 CÓDIGO - 846691

KTR ADVANCE EDIÇÃO - 2000 CÓDIGO - 846691 KTR ADVANCE Versão em Português MÁQUINAS AGRÍCOLAS JACTO S.A. Rua Dr. Luiz Miranda, 1650 17580000 Pompéia SP Brasil Tel.: (0XX14) 4521811 Fax: (0XX14) 4521916 Email: jacto@jacto.com.br Home page: www.jacto.com.br

Leia mais

Manual de Instruções. Carreta Agrícola

Manual de Instruções. Carreta Agrícola Manual de Instruções Carreta Agrícola Parabéns! Você acaba de adquirir um produto de qualidade, desenvolvido com a mais alta tecnologia TRAPP. Este produto lhe proporcionará rapidez e eficiência nos trabalhos,

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES

MANUAL DE INSTRUÇÕES MANUAL DE INSTRUÇÕES PTI / PSI PLAINA TRASEIRA PERFURADOR DE SOLO 01 - Apresentação - Certificado de garantia 02 - Componentes: - Plaina Traseira Inroda - Perfurador de Solo Inroda 03 - Normas de Segurança

Leia mais

Manual do usuário e peças de reposição. Guia prático de manutenção passo-a-passo

Manual do usuário e peças de reposição. Guia prático de manutenção passo-a-passo Manual do usuário e peças de reposição Guia prático de manutenção passo-a-passo Revisão Novembro/2009 1 PLATAFORMA TECNOLOGIA EM CONSERVAÇÃO DE PISOS LTDA. Av. Deputado Emílio Carlos, 2499-02721.200 -

Leia mais

Estrada do Engenho D água 1295, Anil. Rio de Janeiro, RJ, Cep: 22765-240. Contato via telefone: Rio de Janeiro: (21) 3072-3333

Estrada do Engenho D água 1295, Anil. Rio de Janeiro, RJ, Cep: 22765-240. Contato via telefone: Rio de Janeiro: (21) 3072-3333 Estrada do Engenho D água 1295, Anil Rio de Janeiro, RJ, Cep: 22765-240 Contato via telefone: Rio de Janeiro: (21) 3072-3333 São Paulo: (11) 3522-4773 Vitória: (27) 4062-8307 Belo Horizonte: (31) 4063-8307

Leia mais

Relação de Peças para Plantadeira Hidráulica

Relação de Peças para Plantadeira Hidráulica 1221 DISCO DE CORTE ONDULADO 14 Com cubo,2 rolamentos 6206 e eixo 11556 DISCO DE CORTE ONDULADO 12 Com cubo,2 rolamentos 6206 e eixo 1218 DISCO DE CORTE ONDULADO 10 Com cubo,2 rolamentos 6206 e eixo 2286

Leia mais

Manual de Instruções e Catálogo de Peças

Manual de Instruções e Catálogo de Peças 1 Manual de Instruções e Catálogo de Peças Mk-GT 800 2 ÍNDICE Apresentação... 03 Normas de Segurança... 04 Componentes... 07 Engate / Montagem... 08 Preparação p/trabalho... 09 Cuidados... 10 Manutenção...11

Leia mais

bambozzi MANUAL DE INSTRUÇÕES CONJUNTO DIESEL USINEIRO

bambozzi MANUAL DE INSTRUÇÕES CONJUNTO DIESEL USINEIRO bambozzi MANUAL DE INSTRUÇÕES BAMBOZZI PRODUTOS ESPECIAIS LTDA. Av. XV de Novembro, 155 - Centro - CEP 15990-630 - Matão (SP) - Brasil Fone (16) 3383-3800 - Fax (16) 3382-4228 bambozzi@bambozzi.com.br

Leia mais

Linha de Empilhadeiras LEG25 e LED30

Linha de Empilhadeiras LEG25 e LED30 Linha de Empilhadeiras LEG25 e LED30 Manual de peças Empilhadeira ÍNDICE 01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 Montagem Da Transmissão Transmissão

Leia mais

Metro-light. toldos de fachada manual de instalação

Metro-light. toldos de fachada manual de instalação Metro-light toldos de fachada manual de instalação Metro-light toldos de fachada manual de instalação Instruções gerais e de segurança Leia as instruções de montagem Apesar dos produtos Stobag serem de

Leia mais

ÍNDICE. 01 - Normas de Segurança... 02 - Componentes... 03 - Especificação Técnicas... 04 - Montagem... 05 - Engate... 06 - Regulagens e Operações...

ÍNDICE. 01 - Normas de Segurança... 02 - Componentes... 03 - Especificação Técnicas... 04 - Montagem... 05 - Engate... 06 - Regulagens e Operações... INTRODUÇÃO Agradecemos a preferência e queremos parabenizá-lo pela excelente escolha que acaba de fazer, ao adquirir um produto Baldan fabricado com a tecnologia AGRI-TILLAGE DO BRASIL INDÚSTRIA E COMÉRCIO

Leia mais

Manual de instruções. Máquina de desmontar e montar pneus MDE-600

Manual de instruções. Máquina de desmontar e montar pneus MDE-600 Manual de instruções Máquina de desmontar e montar pneus MDE-600 Apresentação Primeiramente queremos lhe dar os parabéns pela escolha de um equipamento com nossa marca. Somos uma empresa instalada no ramo

Leia mais

Manual de Instruções VIBRAFLOW II 1500

Manual de Instruções VIBRAFLOW II 1500 Manual de Instruções VIBRAFLOW II 500 ÍNDICE Instruções de segurança Dados técnicos Informações gerais Início da operação Montagem do cardam Como regular a adubadôra centrífuga Regulagem da adubadora sem

Leia mais

SUSPENSÃO 2-1 SUSPENSÃO CONTEÚDO

SUSPENSÃO 2-1 SUSPENSÃO CONTEÚDO R1 SUSPENSÃO 2-1 SUSPENSÃO CONTEÚDO página ALINHAMENTO... 1 SUSPENSÃO DIANTEIRA - 4X4... 13 página SUSPENSÃO DIANTEIRA-4X2... 6 SUSPENSÃO TRASEIRA... 23 ALINHAMENTO ÍNDICE página DESCRIÇÃO E OPERAÇÃO ALINHAMENTO

Leia mais

Manual de Montagem, Operação e Manutenção. Engate Automático

Manual de Montagem, Operação e Manutenção. Engate Automático Manual de Montagem, Operação e Manutenção Português Índice Página 1 Introdução e características gerais 1 Introdução e características gerais 3 1.1 Introdução 3 1.2 Características gerais 3 1.3 Valor D

Leia mais

DESMONTADORA/MONTADORA DE PNEUS

DESMONTADORA/MONTADORA DE PNEUS DESMONTADORA/MONTADORA DE PNEUS MANUAL DE OPERAÇÃO 1 Índice Introdução... 3 Limitações de Uso... 3 Instruções Gerais de Segurança... 3 Especificações Técnicas... 4 Descrição da STC-210... 5 Acessórios

Leia mais

Parte 2: Catálogo de Peças Tritton 3000, 3600 e 4600

Parte 2: Catálogo de Peças Tritton 3000, 3600 e 4600 Parte 2: Catálogo de Peças Tritton 3000, 3600 e 4600 52 TRITTON 3000 01 03800008 Braçadeira 04 02 05100002 Bucha 01 03 06300300 Mangueira 02 04 07100012 Pino 01 05 07101100 Protetor 01 06 07101300 Haste

Leia mais

MANUAL TÉCNICO ELÉTRICO MUNDI ÔNIBUS RODOVIÁRIO APLICAÇÕES INSTALAÇÃO MANUTENÇÃO

MANUAL TÉCNICO ELÉTRICO MUNDI ÔNIBUS RODOVIÁRIO APLICAÇÕES INSTALAÇÃO MANUTENÇÃO MANUAL TÉCNICO ELÉTRICO MUNDI ÔNIBUS RODOVIÁRIO APLICAÇÕES INSTALAÇÃO MANUTENÇÃO 2 IMPORTANTE A BRAPAX e seus Distribuidores Autorizados advertem que a seleção imprópria, falha ou uso incorreto dos produtos

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES

MANUAL DE INSTRUÇÕES MANUAL DE INSTRUÇÕES GTS 160 / GTS-H / CCT 200 / CCT-H / GT-H GARFO TRASEIRO DE SILAGEM HIDRÁULICO CAÇAMBA CARREGADEIRA TRASEIRA HIDRÁULICA GUINCHO TRASEIRO HIDRÁULICO - Apresentação - Certificado de garantia

Leia mais

www.zoje.com.br Manual ZJ8700 Montagem e Operacional

www.zoje.com.br Manual ZJ8700 Montagem e Operacional Manual ZJ8700 Montagem e Operacional MANUAL DE INSTRUÇÕES Para obter o máximo das muitas funções desta máquina e operá-la com segurança, é necessário usá-la corretamente. Leia este Manual de Instruções

Leia mais

OVERLOCK / INTERLOCK SS7703 / 7705DG.

OVERLOCK / INTERLOCK SS7703 / 7705DG. MANUAL DE INSTRUÇÕES MÁQUINA DE COSTURA INDUSTRIAL OVERLOCK / INTERLOCK SS7703 / 7705DG. DIRECT-DRIVE MANUAL DE INSTRUÇÕES Para obter o máximo das muitas funções desta máquina e operá-la com segurança,

Leia mais

Pulverizador Agrícola Manual - PR 20

Pulverizador Agrícola Manual - PR 20 R Pulverizador Agrícola Manual - PR 20 Indústria Mecânica Knapik Ltda. EPP CNPJ: 01.744.271/0001-14 Rua Prefeito Alfredo Metzler, 480 - CEP 89400-000 - Porto União - SC Site: www.knapik.com.br vendas@knapik.com.br

Leia mais

www.freeagentbmx.com.br

www.freeagentbmx.com.br www.freeagentbmx.com.br Caro Revendedor: As garantias das bicicletas KHS, FREEAGENT e MANHATTAN só serão validadas após o recebimento do REGISTRO DE DISTRIBUIDOR pela FEPASE, com todos os dados do cliente

Leia mais

Atenção: Antes de utilizar o equipamento, leia atentamente este manual de instruções.

Atenção: Antes de utilizar o equipamento, leia atentamente este manual de instruções. MANUAL DE INSTRUÇÕES E CERTIFICADO DE GARANTIA ELETROSERRA MEI-2200 Sabre 16 (400mm) 2200 Watts Atenção: Antes de utilizar o equipamento, leia atentamente este manual de instruções. AVISO IMPORTANTE Para

Leia mais

Manual de Instruções e Lista de Peças. Máquina de Corte Circular de Tecido 950C

Manual de Instruções e Lista de Peças. Máquina de Corte Circular de Tecido 950C Manual de Instruções e Lista de Peças Máquina de Corte Circular de Tecido 950C 104A 104B Singer é uma marca registrada da The Singer Company Limited ou suas afiliadas. 2009 Copyright The Singer Company

Leia mais

TEKNIKAO. Balanceadora NK750. Manual de Instruções. São Paulo

TEKNIKAO. Balanceadora NK750. Manual de Instruções. São Paulo Balanceadora Manual de Instruções São Paulo 2013 ÍNDICE Ao Proprietário... 3 Ao Operador... 3 Trabalho com Segurança... 4 Cuidados Especiais... 4 Especificações Técnicas... 6 Dados Técnicos... 6 Dimensões

Leia mais

Manual de Instruções e Lista de Peças

Manual de Instruções e Lista de Peças Manual de Instruções e Lista de Peças Linha Overloque de Alta Velocidade 321C- 131M-04 132M-015 133M-04 /TF 134M-04 241M-24 / 25 243M-24 / TF 244M-24 251M-35 251M-55 251H-56 Singer é uma marca registrada

Leia mais

INSTRUÇÕES DE MONTAGEM E OPERAÇÃO / LISTA DE PEÇAS BETONEIRA MANUAL DO USUÁRIO NB120L. Leia este manual com atenção para o uso do equipamento.

INSTRUÇÕES DE MONTAGEM E OPERAÇÃO / LISTA DE PEÇAS BETONEIRA MANUAL DO USUÁRIO NB120L. Leia este manual com atenção para o uso do equipamento. INSTRUÇÕES DE MONTAGEM E OPERAÇÃO / LISTA DE PEÇAS BETONEIRA MANUAL DO USUÁRIO NB120L Leia este manual com atenção para o uso do equipamento. INTRODUÇÃO Obrigado por ter escolhido a qualidade e confiança

Leia mais

VARREDEIRA ZE072. Manual de serviço

VARREDEIRA ZE072. Manual de serviço VARREDEIRA ZE072 Manual de serviço A varredeira ZE072 foi desenvolvida para trabalhos na construção civil, de manutenção em estradas, ou locais que necessitem o mesmo sistema de remoção de resíduos. Qualquer

Leia mais

CASE IH COLHEITA AVANÇADA 2013/2014

CASE IH COLHEITA AVANÇADA 2013/2014 CASE IH COLHEITA AVANÇADA 2013/2014 Código Atual Outubro / 2013 a Março / 2014 PREÇO PÚBLICO Peça Descrição Atual Promocional 1 7770 PORCA DE AÇO (= 425-104) 3,10 1,86 2 36057 ROLAMENTO CONICO DE AÇO 11/

Leia mais

Manual de Instruções

Manual de Instruções Manual de Instruções Máquina de Costura Galoneira de Base Plana e Aberta de AltaVelocidade Mc-562-01CB Mc-562-01DQ Índice 1 Instruções de Segurança 1.1 Instruções Importantes de Segurança 1.2 Operação

Leia mais

AFIADOR ELÉTRICO 511 A Manual de Instruções

AFIADOR ELÉTRICO 511 A Manual de Instruções AFIADOR ELÉTRICO 511 A Manual de Instruções ESTE MANUAL CONTÉM INFORMAÇÕES IMPORTANTES SOBRE MONTAGEM, OPERAÇÃO, MANUTENÇÃO E SEGURANÇA REFERENTES AO AFIADOR ELÉTRICO DE BANCADA OREGON 511A. FAVOR LER

Leia mais

A última versão revisada estará à disposição dos interessados no. departamento de engenharia da CSM. Revisão: Novembro/2013

A última versão revisada estará à disposição dos interessados no. departamento de engenharia da CSM. Revisão: Novembro/2013 Betoneira 120 Litros A CSM reserva-se ao direito de alterar este manual sem aviso prévio. A última versão revisada estará à disposição dos interessados no departamento de engenharia da CSM. Revisão: Novembro/2013

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES E OPERAÇÃO. DPE Desmontadora de Pneus Elétrica

MANUAL DE INSTRUÇÕES E OPERAÇÃO. DPE Desmontadora de Pneus Elétrica MANUAL DE INSTRUÇÕES E OPERAÇÃO DPE Desmontadora de Pneus Elétrica 01 - Cabeçote Fixador 02 Garras 03 Bicos de Pato Deslocador 04 Haste Móvel 05 Braço Deslocador 06 Trava da Haste Móvel 07 Mola 08 Bico

Leia mais

MANUAL TÉCNICO DO PROPRIETÁRIO. Recolhedora de Café de Varrição

MANUAL TÉCNICO DO PROPRIETÁRIO. Recolhedora de Café de Varrição MANUAL TÉCNICO DO PROPRIETÁRIO Recolhedora de Café de Varrição ÍNDICE 46. 48. 50. 52. 54. 56. 58. 59. 60. 62. 64. Conjunto Esticador das Correntes Dianteiro 66. 68. 70. 71. Conjunto da Direção Rodagem

Leia mais

Manual de Instruções. Nº de série NR12. Serras Fitas Modelos BSFP-2820/1 e BSFM-1780/1. www.braesi.com.br BSFP-2820/1 BSFM-1780/1

Manual de Instruções. Nº de série NR12. Serras Fitas Modelos BSFP-2820/1 e BSFM-1780/1. www.braesi.com.br BSFP-2820/1 BSFM-1780/1 Manual de Instruções EQUIPAMENTOS NR12 Nº de série Braesi Equipamentos para Alimentação Ltda. Av. Eustáquio Mascarello, 512 - Desvio Rizzo Caxias do Sul - RS - Brasil Fone: 0800.979.6222 www.braesi.com.br

Leia mais

VARREDOR HIDRÁULICO PARA TERREIRO

VARREDOR HIDRÁULICO PARA TERREIRO www.vicon.com.br VARREDOR HIDRÁULICO PARA TERREIRO Manual de instruções e catálogo de peças Vicon máquinas agrícolas LTDA Rua Ladislau Retti 399 Parque Alexandre CEP 0674-50 Cotia SP Brasil Tel: 55-467-8040

Leia mais

Maksolo Implementos e Peças Agrícolas Manual Pá Carregadeira. Manual de Instruções e Catálogo de Peças

Maksolo Implementos e Peças Agrícolas Manual Pá Carregadeira. Manual de Instruções e Catálogo de Peças 1 Manual de Instruções e Catálogo de Peças 2 ÍNDICE Apresentação... 03 Normas de Segurança... 04 Componentes... 06 Engate / Regulagens... 07 Operação... 08 Cuidados... 10 Identificação... 11 Certificado

Leia mais

A manutenção preventiva é de suma importância para prolongar a vida útil da máquina e suas partes. Abaixo, algumas dicas de manutenção preventiva:

A manutenção preventiva é de suma importância para prolongar a vida útil da máquina e suas partes. Abaixo, algumas dicas de manutenção preventiva: Manutenção Preventiva e Corretiva de Rosqueadeiras Manual de Manutenção: Preventivo / Corretivo Preventivo: Toda máquina exige cuidados e manutenção preventiva. Sugerimos aos nossos clientes que treinem

Leia mais

Sumário. FS 6209 Manual de Serviços

Sumário. FS 6209 Manual de Serviços FS 6209 Sumário Seção A Visão geral da transmissão FS6209 Transmissão Eaton Synchromesh 9 velocidades Descrição do modelo 1 Identificação da transmissão 1 Descrição Geral 2 Características 2 O Sistema

Leia mais

Características Técnicas Identificação dos componentes do elevador modelo PF 2.5 S

Características Técnicas Identificação dos componentes do elevador modelo PF 2.5 S Índice 01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 Características Técnicas 02 Recomendações Importantes 06 Localização e Instalação 07 Montagem e Instalação 11 Lubrificação 28 Posicionamento do Veículo 29 Funcionamento

Leia mais

bambozzi MANUAL DE INSTRUÇÕES CONJUNTO DIESEL PARA SOLDA ELÉTRICA MODELO OL-DUPLO - SEMI FECHADO

bambozzi MANUAL DE INSTRUÇÕES CONJUNTO DIESEL PARA SOLDA ELÉTRICA MODELO OL-DUPLO - SEMI FECHADO A SSISTÊNCIAS T ÊCNICASAUTORIZADAS acesse: www.bambozzi.com.br/assistencias.html ou ligue: +55 (16) 33833806 / 33833807 bambozzi MANUAL DE INSTRUÇÕES BAMBOZZI PRODUTOS ESPECIAIS LTDA. Av. XV de Novembro,

Leia mais

EXAUSTOR MUNTERS MANUAL DE INSTALAÇÃO EXAUSTOR MUNTERS REV.00-11/2012-MI0047P

EXAUSTOR MUNTERS MANUAL DE INSTALAÇÃO EXAUSTOR MUNTERS REV.00-11/2012-MI0047P MANUAL DE INSTALAÇÃO EXAUSTOR MUNTERS REV.00-11/2012-MI0047P 0 SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 2 IMPORTANTE... 3 SEGURANÇA... 3 CUIDADOS AO RECEBER O EQUIPAMENTO... 4 1) Instalação dos exaustores... 5 2) Instalação

Leia mais

Instruções para Implementadores Volvo Truck Corporation

Instruções para Implementadores Volvo Truck Corporation Instruções para Implementadores Volvo Truck Corporation Características Construtivas Tomada de Força VM Contents Generalidades, página 2 Tomada de força montada na caixa de mudanças, página 2 Tomada de

Leia mais

Rua Francisco Siqueira, 95 Inhaúma Rio de Janeiro RJ Tel.: ( 21 ) 2159-8600 / Fax.: ( 21 ) 2159-8610

Rua Francisco Siqueira, 95 Inhaúma Rio de Janeiro RJ Tel.: ( 21 ) 2159-8600 / Fax.: ( 21 ) 2159-8610 Bomba BIM 55 (Cód. 505500000), especialmente desenvolvida para bombeamento de nata de cimento de alta pressão. Para facilitar a sua mobilidade ela também foi desenvolvida em 2(dois) módulos, ou seja, Bomba

Leia mais

CONHEÇA SUA BIKE FISCHER

CONHEÇA SUA BIKE FISCHER CONHEÇA SUA NOTA ESTE MANUAL É VÁLIDO PARA TODA LINHA DE BIKES FISCHER, OU SEJA, LINHA MTB, LINHA ESPORTE E LINHA INFANTIL. ATENTE PARA OS DETALHES DA SUA. PRINCIPAIS COMPONENTES - SELIM - CANOTE DO SELIM

Leia mais

GUINCHO DE CONEXÃO DE BARCAS YOYO

GUINCHO DE CONEXÃO DE BARCAS YOYO Patterson Company 870 Riversea Road Pittsburgh, PA 15233 Telefone: 1 800-322-2018 Fax: 1 412-322-2785 MANUAL DE OPERAÇÃO E PEÇAS DO GUINCHO DE CONEXÃO DE BARCAS YOYO Preencha os espaços a seguir e guarde

Leia mais

bambozzi Manual de Instruções TRR 3110S NM +55 (16) 33833818 S.A.B. (Serviço de Atendimento Bambozzi) 0800 773.3818 sab@bambozzi.com.

bambozzi Manual de Instruções TRR 3110S NM +55 (16) 33833818 S.A.B. (Serviço de Atendimento Bambozzi) 0800 773.3818 sab@bambozzi.com. A SSISTÊNCIAS T ÊCNICAS AUTORIZADAS acesse: www.bambozzi.com.br/assistencias.html ou ligue: +55 (16) 33833818 bambozzi Manual de Instruções BAMBOZZI SOLDAS LTDA. Rua Bambozzi, 522 Centro CEP 15990-668

Leia mais