PCO - Programa de Certificação de Operadores. Autores: Saul Godino da Silva Filho Francisco José Bitencourt. Empresa: Celg Distribuição S.A.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PCO - Programa de Certificação de Operadores. Autores: Saul Godino da Silva Filho Francisco José Bitencourt. Empresa: Celg Distribuição S.A."

Transcrição

1

2 PCO - Programa de Certificação de Operadores Autores: Saul Godino da Silva Filho Francisco José Bitencourt Empresa: Celg Distribuição S.A. Celg D 2

3 Introdução Certificação de 1ª Parte - desenvolvido pelo próprio Agente empregador, de acordo com a rotina operacional do ONS RO- MP.BR.04 Atestar a competência dos operadores de sistema - conhecimentos técnicos e condições bio-psico-sociais Ao operador que comprovar o atendimento dos requisitos estabelecidos, é concedido um Certificado de Habilitação Profissional, devidamente chancelado pela Diretoria da Empresa 3

4 Requisitos para Certificação Condições de Saúde Física e Mental Atestada pelos exames periódicos realizados pelos Departamentos Médico e de Recursos Humanos da Empresa Nível de Escolaridade Todos operadores possuem formação técnica em eletrotécnica e os cursos complementares constantes da LNT (Levantamento da Necessidade de Treinamento) 4

5 Conhecimentos Técnicos Objetivo deste trabalho Atestar que o operador está habilitado a executar todos os processos de operação inerentes ao setor de tempo real do COS Aprimorar o conhecimento Conhecimentos relativos ao Sistema Elétrico e demais procedimentos operacionais utilizados no exercício da função de Operador de Sistema 5

6 Metodologia adotada pela Celg Atestar os Conhecimentos Técnicos Realização de provas oficiais Avaliação contínua Avaliação subliminar Provas simuladas Aprimorar os Conhecimentos Técnicos Cursos Treinamento através de provas simuladas Incentivo ao estudo, avaliações contam ponto para o PCR - Plano de Cargos e Remuneração 6

7 Algumas considerações sobre as Provas Oficiais Mínimo de 50 questões Questões com respostas de múltipla escolha Questões previamente estruturadas e cadastradas no aplicativo PCO Respostas encontradas no MPO do ONS ou nos documentos internos vinculados à operação do sistema da empresa As provas são geradas automaticamente pelo aplicativo PCO, de forma aleatória, sendo única e diferente para cada operador Para montagem do Banco de Questões, são colhidas sugestões dos operadores e demais colaboradores sobre questões associadas às atividades da sua rotina operacional e em situações de contingência 7

8 Algumas considerações sobre Avaliação Contínua Subliminar Avaliar a atenção dos operadores quanto às novas publicações implantadas e disponibilizadas na sala de comando e o seu desempenho no dia a dia No meio de uma nova publicação poderá haver mensagens solicitando alguma ação do operador. O gerente do COS observará o cumprimento desta solicitação e cadastrará no PCO referências positivas ou negativas O termo subliminar foi utilizado porque as publicações não são diretamente expostas, exigindo muita atenção do operador Período contabilizado para cálculo da nota: 01/10 (1º de outubro) do ano anterior a 30/09 (30 de setembro) do ano atual em questão 8

9 Avaliação Contínua por Provas Simuladas Treinar conhecimentos Aprender e fixar novos conhecimentos Desempenho e quantidade de provas realizadas são convertidos em nota de avaliação contínua, compondo parte da nota final Período contabilizado para cálculo da nota: 01/10 (1º de outubro) do ano anterior a 30/09 (30 de setembro) do ano atual em questão As notas de avaliação contínua de cada operador será referencial para a avaliação individual realizada pela gerência do COS na Avaliação Anual do PCR da empresa Os períodos definidos citados acima têm sincronia com o calendário da Avaliação Anual definida no PCR da empresa 9

10 Cálculo da Nota Final Provas Oficiais e Avaliação Contínua são convertidas em uma nota final individual para cada Operador Rotina Operacional do ONS exige NOTA_FINAL >= 7,00 para aprovação PONTOSprovas _ simuladas = Trunca( MÉDIA N º _ SIMULADOS) PONTOSavaliacao _ contínua = PONTOSprovas _ simuladas + SALDOsub lim inar NOTA PONTOS avaliação _ contínua = avaliação _ contínua avaliação _ contínua MAIOR _ PONTUAÇÃO _ POSITIVA MAIOR_ PONTUAÇÃO_ POSITIVAavaliação _ contínua = Maior( PONTOSprovas _ simuladas + PONTOS 10 sub lim inar _ positivos) NOTA _ FINAL = MÉDIAprovas NOTA contínua _ oficiais 0,7 + avaliação _ 0,3 10

11 A certificação concedida tem validade de 03 anos, embora anualmente será realizado provas oficiais Além dos operadores de sistema, todos os outros colaboradores dos setores de Normatização, Pré e Pós Operação são avaliados Todo o processo encontra-se à disposição para fiscalização da ANEEL, e auditorias do sistema de gestão da qualidade ISO 9001 para verificação de eficácia e conformidade Todo o processo de certificação é submetido à direção da Empresa para validação 11

12 Aplicativo PCO Desenvolvido na plataforma Delphi com banco de dados Firebird Auxiliar no processo de certificação de competência técnica dos operadores de sistema, oferecendo ferramentas para a elaboração, correção e manutenção de avaliações Auxiliar a gerência do COS oferecendo ferramentas para realização e acompanhamento de avaliações contínuas de todos os colaboradores do setor, gerando subsídios para a avaliação anual do PCR da empresa 12

13 Logando no Aplicativo PCO Logon realizado através da matrícula A matrícula digitada deve ser a mesma do usuário logado no Windows Todos os acessos e principais procedimentos realizados no aplicativo são registrados automaticamente em banco de dados para auditoria São registrados no banco de dados de auditoria data, horário, matrícula, nome, transação, IP e usuário 13

14 Janela principal do aplicativo PCO Menu de opções do programa Usuário logado e categoria 14

15 Menu de opções do aplicativo O menu Cadastro e Gerenciamento de Avaliações são visíveis apenas para os administradores 15

16 Menu de opções do aplicativo O menu Cadastro e Gerenciamento de Avaliações são visíveis apenas para os administradores 16

17 Menu de opções do aplicativo O menu Cadastro e Gerenciamento de Avaliações são visíveis apenas para os administradores 17

18 Janela de cadastro de administradores do aplicativo 18

19 Os administradores do aplicativo possuem privilégios para: Cadastrar usuários e outros administradores Cadastrar questões e seus grupos Efetuar pesquisas no banco de questões Editar, excluir, validar, invalidar, visualizar e imprimir questões; Criar e corrigir provas oficiais Considerar ou desconsiderar provas realizadas Inserir referências de avaliação contínua Acompanhar as notas e evolução dos colaboradores nas provas oficiais, avaliação contínua e provas simuladas Verificar o índice de acerto e erro para cada questão cadastrada 19

20 Janela de cadastro de colaboradores 20

21 Os colaboradores possuem privilégios para: Visualizar o resumo do regulamento do processo de avaliação e certificação Realizar provas simuladas de 10 questões Acompanhar a evolução de suas notas de provas oficiais, provas simuladas, avaliação contínua subliminar e o resumo geral de desempenho de cada ano 21

22 Janela de cadastro de Grupos de Questões Permite cadastrar grupos de assuntos para relacionar as questões Cada questão é relacionada a um grupo 22

23 Janela de cadastro de questões 23

24 Cada questão cadastrada no banco de dados: Terá um ID automaticamente gerado pelo aplicativo Será associada a um grupo de assunto Terá um enunciado Terá um nível de dificuldade 1, 2 e 3 Poderá ter um número ilimitado de alternativas, sendo uma delas a resposta do enunciado Opcionalmente poderá ter uma figura As questões validadas poderão ser escolhidas durante a geração automática das provas As questões invalidadas nunca serão escolhidas durante a geração automática das provas Quando uma questão é criada no banco, inicialmente tem o status de invalidada, devendo ser validada posteriormente É automaticamente gravado no banco de dados a hora e data da criação ou alteração da questão, juntamente com o nome do colaborador que executou o procedimento 24

25 Janela do Banco de Dados de Questões 25

26 Janela do Módulo de Provas 26

27 Janela do Módulo de Provas Colaboradores Incluídos 27

28 Janela do Módulo de Provas Provas Geradas 28

29 Janela da Prova Aberta 29

30 Impressão da Prova 30

31 Impressão do Cartão de Respostas 31

32 Janela de Correção da Prova 32

33 Janela do Módulo de Provas Provas Corrigidas 33

34 Impressão do Resultado das Provas 34

35 Janela do Módulo de Avaliação Contínua 35

36 Janela das Notas Finais 36

37 Relatórios de Desempenho Avaliação Contínua - Gráfico 37

38 Relatórios de Desempenho Avaliação Contínua - Tabela 38

39 Relatórios de Desempenho Provas Oficiais - Gráfico 39

40 Relatórios de Desempenho Provas Oficiais - Tabela 40

41 Relatórios de Desempenho Questões x Acertos x Erros 41

42 Janela do Regulamento do Processo de Avaliação e Certificação 42

43 Janela do Módulo Treinamento Prova Simulada 43

44 Impressão da Prova Simulada 44

45 Correção da Prova Simulada 45

46 Relatório de Correção da Prova Simulada 46

47 A respeito das provas simuladas: Cada colaborador poderá gerar e visualizar apenas suas próprias provas, não podendo gerar ou visualizar provas de outros Cada prova é gerada automaticamente com 10 questões sorteadas de forma aleatória. Cada prova gerada é diferente de outra gerada anteriormente Somente poderá ser gerada uma nova prova simulada se todas as outras anteriores estiverem corrigidas Somente poderá ser gerada uma nova prova simulada se a última foi gerada há mais de 36 horas Não pode ser gerada provas no período das 18:00:00 às 23:59:59 Não pode ser gerada provas aos sábados e domingos 47

48 Desempenho do Colaborador Provas Oficiais 48

49 Desempenho do Colaborador Avaliação Contínua Subliminar 49

50 Desempenho do Colaborador Provas Simuladas 50

51 Desempenho do Colaborador Resumo Geral 51

52 FIM! OBRIGADO! 52

Central Cliente Questor (CCQ) UTILIZANDO A CCQ - CENTRAL CLIENTE QUESTOR

Central Cliente Questor (CCQ) UTILIZANDO A CCQ - CENTRAL CLIENTE QUESTOR Central Cliente Questor (CCQ) O que é a Central Cliente Questor? Já é de seu conhecimento que os Usuários do sistema Questor contam com uma grande ferramenta de capacitação e treinamento no pós-venda.

Leia mais

Índice. Brasil Profissionalizado SIMEC/DTI/MEC 2

Índice. Brasil Profissionalizado SIMEC/DTI/MEC 2 Índice 1. Prefácio... 2 2. Requisitos Mínimos... 3 3. Como acessar o SIMEC... 4 4. Solicitando cadastro... 5 5. A Estrutura do Módulo... 7 6. Instruções Gerais... 8 6.1. Diagnóstico/BRASIL PROFISSIONALIZADO...9

Leia mais

Funcionalidade da Aba Pesquisador

Funcionalidade da Aba Pesquisador Funcionalidade da Aba Pesquisador Versão 1.0 1 Versão Autor Data Descrição 1.0 Equipe suporte 07/11/2013 Criação do Plataforma Brasil documento *Atenção! Para sugestões, no intuito de aprimorar os manuais

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS

SISTEMA DE GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS SISTEMA DE GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS MANUAL DE PROCEDIMENTOS V PORTAL WEB Revisão: 07 Versão: 7.9.109 JM Soft Informática Março, 2015 SUMÁRIO 1 AVALIAÇÕES... 9 2 PLANO DE DESENVOLVIMENTO INDIVIDUAL...

Leia mais

GESTOR ONLINE Gestor Online Principais Recursos:

GESTOR ONLINE Gestor Online Principais Recursos: O GESTOR ONLINE da Claro é a ferramenta para gerenciamento dos celulares da sua empresa. Com o Gestor Online sua empresa tem mais facilidade e controle no consumo das linhas dos seus funcionários. Principais

Leia mais

Guia Prático do Usuário Sistema e-commerce e Portal

Guia Prático do Usuário Sistema e-commerce e Portal Guia Prático do Usuário Sistema e-commerce e Portal 29/11/2012 Índice ÍNDICE... 2 1. APRESENTAÇÃO... 3 2. O QUE É E-COMMERCE?... 4 3. LOJA FOCCO... 4 4. COMPRA... 13 5. E-MAILS DE CONFIRMAÇÃO... 14 6.

Leia mais

O programa Mysql acompanha o pacote de instalação padrão e será instalado juntamente com a execução do instalador.

O programa Mysql acompanha o pacote de instalação padrão e será instalado juntamente com a execução do instalador. INTRODUÇÃO O Programa pode ser instalado em qualquer equipamento que utilize o sistema operacional Windows 95 ou superior, e seu banco de dados foi desenvolvido em MySQL, sendo necessário sua pré-instalação

Leia mais

❶ No Sistema Gênesis, na Aba ESTOQUE

❶ No Sistema Gênesis, na Aba ESTOQUE ❶ No Sistema Gênesis, na Aba ESTOQUE a) Checagem de Estoque - Verifique o estoque dos produtos desejados. b) Listar produtos com a quantia de estoque mínimo atingido: ESTOQUE / RELATÓRIO / ALERTA DE COMPRA

Leia mais

MODULO DE GESTÃO MANUTENÇÃO DE MATRÍCULA. O módulo de Gestão tem por objetivo gerenciar as atividades que ocorrem durante um ano letivo.

MODULO DE GESTÃO MANUTENÇÃO DE MATRÍCULA. O módulo de Gestão tem por objetivo gerenciar as atividades que ocorrem durante um ano letivo. MANUTENÇÃO DE MATRÍCULA 1. Informações Gerais. O módulo de Gestão tem por objetivo gerenciar as atividades que ocorrem durante um ano letivo. O item do menu Manutenção de Matrícula tem por objetivo manter

Leia mais

Manual do Usuário 2013

Manual do Usuário 2013 Manual do Usuário 2013 MANUAL DO USUÁRIO 2013 Introdução Um ambiente virtual de aprendizagem é um programa para computador que permite que a sala de aula migre para a Internet. Simula muitos dos recursos

Leia mais

Sistema de Bilhetagem Eletrônica

Sistema de Bilhetagem Eletrônica GUIA DE REFERÊNCIA SIB Sistema de Bilhetagem Eletrônica Projeto Sistema de Bilhetagem Eletrônica Documento MR (17/Maio/2011) Tabela 1 Histórico das alterações no documento Data Versão Autor Descrição 09/11/2010

Leia mais

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet.

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet. Conteúdo 1. Descrição geral 2 2. Resumo das funcionalidades 3 3. Efetuar cadastro no sistema 4 4. Acessar o sistema 6 5. Funcionalidades do menu 7 5.1 Dados cadastrais 7 5.2 Grupos de usuários 7 5.3 Funcionários

Leia mais

Manual do Módulo SAC

Manual do Módulo SAC 1 Manual do Módulo SAC Índice ÍNDICE 1 OBJETIVO 4 INICIO 4 SAC 7 ASSOCIADO 9 COBRANÇA 10 CUSTO MÉDICO 10 ATENDIMENTOS 11 GUIAS 12 CREDENCIADO 13 LIVRETO 14 BUSCA POR RECURSO 15 CORPO CLÍNICO 16 MENU ARQUIVO

Leia mais

CONHECENDO O AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM Moodle - Learning Management System Versão 1.3

CONHECENDO O AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM Moodle - Learning Management System Versão 1.3 CONHECENDO O AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM Moodle - Learning Management System Versão 1.3 Este tutorial não tem como finalidade esgotar todas as funcionalidades do Ambiente, ele aborda de forma prática

Leia mais

CT03.15 -Departamento de Gestão Social - Novembro/2012 - Atualizado em março/2014 CENSO ESCOLAR

CT03.15 -Departamento de Gestão Social - Novembro/2012 - Atualizado em março/2014 CENSO ESCOLAR CENSO ESCOLAR (conhecido como PRODESP) ENTIDADES QUE DEVEM REALIZAR O CADASTRAMENTO: Escolas de Educação Infantil, Escolas Regulares e Especiais, Instituições de Educação Superior e de Educação Profissional

Leia mais

2013 GVDASA Sistemas Release Notes GVcollege 3.6.7 1

2013 GVDASA Sistemas Release Notes GVcollege 3.6.7 1 2013 GVDASA Sistemas Release Notes GVcollege 3.6.7 1 AVISO O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual da GVDASA Sistemas e toda a informação nele contida é confidencial. Nenhuma parte deste

Leia mais

AQUISIÇÃO / INVENTÁRIO. Integração dos módulos de aquisição (sugestões/indicações de compra) com o módulo de tratamento da informação

AQUISIÇÃO / INVENTÁRIO. Integração dos módulos de aquisição (sugestões/indicações de compra) com o módulo de tratamento da informação AQUISIÇÃO / INVENTÁRIO / NÃO 1 Integração dos módulos de aquisição (sugestões/indicações de compra) com o módulo de tratamento da informação Registro de sugestões de compra de materiais bibliográficos

Leia mais

EMPRESAS RANDON MANUAL DE ACESSO PORTAL DE FORNECEDOR QUALIDADE

EMPRESAS RANDON MANUAL DE ACESSO PORTAL DE FORNECEDOR QUALIDADE EMPRESAS RANDON MANUAL DE ACESSO PORTAL DE FORNECEDOR QUALIDADE 1 Índice 1. Solicitando acesso ao Portal de Fornecedor...3 2. Configurando o acesso ao Portal de Fornecedor...4 3. Acessando o Portal de

Leia mais

SISTEMA DE GRERJ ELETRÔNICA JUDICIAL

SISTEMA DE GRERJ ELETRÔNICA JUDICIAL TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO DGTEC Diretoria Geral de Tecnologia da Informação DERUS Departamento de Relacionamento com o Usuário MANUAL DO USUÁRIO SISTEMA DE GRERJ ELETRÔNICA JUDICIAL

Leia mais

MODULO DE GESTÃO MANUTENÇÃO DE MATRÍCULA. O módulo de Gestão tem por objetivo gerenciar as atividades que ocorrem durante um ano letivo.

MODULO DE GESTÃO MANUTENÇÃO DE MATRÍCULA. O módulo de Gestão tem por objetivo gerenciar as atividades que ocorrem durante um ano letivo. MANUTENÇÃO DE MATRÍCULA 1. Informações Gerais. O módulo de Gestão tem por objetivo gerenciar as atividades que ocorrem durante um ano letivo. O item do menu Manutenção de Matrícula tem por objetivo manter

Leia mais

A CMNet disponibilizou no dia 24 de junho para download no Mensageiro a nova versão do Padrão dos Sistemas CMNet.

A CMNet disponibilizou no dia 24 de junho para download no Mensageiro a nova versão do Padrão dos Sistemas CMNet. Prezado Cliente, A CMNet disponibilizou no dia 24 de junho para download no Mensageiro a nova versão do Padrão dos Sistemas CMNet. No Padrão 9 você encontrará novas funcionalidades, além de alterações

Leia mais

com diferentes relatórios de acompanhamento.

com diferentes relatórios de acompanhamento. 1 O PVANet é o ambiente virtual de aprendizado (AVA) desenvolvido e utilizado pela UFV para apoiar as disciplinas de cursos regulares, nas modalidades presenciais ou a distância, bem como nos cursos de

Leia mais

Sistema de Informações Gerenciais do GPNCEBT-PA

Sistema de Informações Gerenciais do GPNCEBT-PA Sistema de Informações Gerenciais do GPNCEBT-PA Versão 1.0 Desenvolvedor: João Victor Almeida E-mail: jvta2004@yahoo.com.br (91) 9 8948-8509 MANUAL DO SISTEMA DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS DO GPNCEBT-PA [MÓDULOS:

Leia mais

VESOFTWARE - DESENVOLIMENTO DE SISTEMAS E WEBSITES Fone: (11) 4036-6980 VIVO(11)9607-5649 TIM(11)7013-8480 1-13

VESOFTWARE - DESENVOLIMENTO DE SISTEMAS E WEBSITES Fone: (11) 4036-6980 VIVO(11)9607-5649 TIM(11)7013-8480 1-13 1-13 INTRODUÇÃO O Programa pode ser instalado em qualquer equipamento que utilize o sistema operacional Windows 95 ou superior, e seu banco de dados foi desenvolvido em MySQL, sendo necessário sua pré-instalação

Leia mais

Assessoria Técnica de Tecnologia da Informação - ATTI. Projeto de Informatização da. Secretaria Municipal de Saúde do. Município de São Paulo

Assessoria Técnica de Tecnologia da Informação - ATTI. Projeto de Informatização da. Secretaria Municipal de Saúde do. Município de São Paulo Assessoria Técnica de Tecnologia da Informação - ATTI Projeto de Informatização da Secretaria Municipal de Saúde do Município de São Paulo Manual Cartão SUS Manual de Operação Julho/2011 Conteúdo Sumário...

Leia mais

Funcionários. Adicionar Funcionários. Abaixo na tela clicar no botão. *Dados obrigatórios: Matrícula, Nome, PIS e data de admissão

Funcionários. Adicionar Funcionários. Abaixo na tela clicar no botão. *Dados obrigatórios: Matrícula, Nome, PIS e data de admissão Funcionários Adicionar Funcionários Abaixo na tela clicar no botão *Dados obrigatórios: Matrícula, Nome, PIS e data de admissão Funcionários Aplicar escala a um funcionário Selecione o(s) funcionário(s)

Leia mais

CPqD Gestão Pública. Gestão Escolar Guia de treinamento. Versão do produto: 4.0.0 Edição do documento: 2.0 Abril de 2010

CPqD Gestão Pública. Gestão Escolar Guia de treinamento. Versão do produto: 4.0.0 Edição do documento: 2.0 Abril de 2010 CPqD Gestão Pública Gestão Escolar Guia de treinamento Versão do produto: 4.0.0 Edição do documento: 2.0 Abril de 2010 CPqD Gestão Pública Gestão Escolar Guia de treinamento Versão do produto: 4.0.0 Edição

Leia mais

Cartilha do Gestor de Frota do Órgão / Entidade

Cartilha do Gestor de Frota do Órgão / Entidade Cartilha do Gestor de Frota do Órgão / Entidade SGTA Sistema de Gestão Total de Abastecimento do Governo do Estado de Minas Gerais REV DATA ALTERAÇÃO CRIAÇÃO REVISÃO APROVAÇÃO 01 13/01/14 Versão inicial

Leia mais

Núcleo de Processamento de Dados TUTORIAL PARA OS ALUNOS DOS CURSOS SEMIPRESENCIAIS PARA A MATRÍCULA NO MÓDULO ACADÊMICO

Núcleo de Processamento de Dados TUTORIAL PARA OS ALUNOS DOS CURSOS SEMIPRESENCIAIS PARA A MATRÍCULA NO MÓDULO ACADÊMICO Núcleo de Processamento de Dados TUTORIAL PARA OS ALUNOS DOS CURSOS SEMIPRESENCIAIS PARA A MATRÍCULA NO MÓDULO ACADÊMICO Observações Iniciais Antes de tudo, é importante salientar que para operar o Módulo

Leia mais

URL para teste http://laudos.diagnosticosdobrasil.com.br:2020/arws_facil/service.asmx

URL para teste http://laudos.diagnosticosdobrasil.com.br:2020/arws_facil/service.asmx Requisitos básicos para instalação. Atenção! Antes de instalar o sistema DB Fácil consulte a TI do local (Cliente), para verificar as condições, e se o computador esta atende aos requisitos para receber

Leia mais

Ministério da Cultura

Ministério da Cultura Ministério da Cultura MANUAL DO PROPONENTE: ADMINISTRATIVO VERSÃO 1.0 HISTÓRICO DE REVISÃO Data Versão Descrição Autor 08/01/2013 1.0 Criação do documento. Aline Oliveira - MINC 3 ÍNDICE 1. APRESENTAÇÃO...

Leia mais

Manual de Utilização SCI-Ponto

Manual de Utilização SCI-Ponto Manual de Utilização SCI-Ponto Sumário 1. Cadastro de Empregador... 2 2. Cadastro de Locais... 3 3. Cadastro de REPs... 3 4. Cadastro de Horário de Verão... 5 5. Cadastro de Funcionários... 6 6. Exportação

Leia mais

SCIM 1.0. Guia Rápido. Instalando, Parametrizando e Utilizando o Sistema de Controle Interno Municipal. Introdução

SCIM 1.0. Guia Rápido. Instalando, Parametrizando e Utilizando o Sistema de Controle Interno Municipal. Introdução SCIM 1.0 Guia Rápido Instalando, Parametrizando e Utilizando o Sistema de Controle Interno Municipal Introdução Nesta Edição O sistema de Controle Interno administra o questionário que será usado no chek-list

Leia mais

MÓDULO SITUAÇÃO DO ALUNO

MÓDULO SITUAÇÃO DO ALUNO SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DE MINAS GERAIS SUBSECRETARIA DE INFORMAÇÕES E TECNOLOGIAS EDUCACIONAIS SUPERINTENDÊNCIA DE INFORMAÇÕES EDUCACIONAIS DIRETORIA DE INFORMAÇÕES EDUCACIONAIS INSTRUÇÕES DE

Leia mais

Módulo Domínio Atendimento - Versão 8.0A-06

Módulo Domínio Atendimento - Versão 8.0A-06 Módulo Domínio Atendimento - Versão 8.0A-06 Saiba que este documento não poderá ser reproduzido, seja por meio eletrônico ou mecânico, sem a permissão expressa por escrito da Domínio Sistemas Ltda. Nesse

Leia mais

VESOFTWARE - DESENVOLIMENTO DE SISTEMAS E WEBSITES Fone: (11) 4036-6980 VIVO(11)9607-5649 TIM(11)7013-8480 www.vesoftware.com.

VESOFTWARE - DESENVOLIMENTO DE SISTEMAS E WEBSITES Fone: (11) 4036-6980 VIVO(11)9607-5649 TIM(11)7013-8480 www.vesoftware.com. Fone: (11) 4036-6980 VIVO(11)9607-5649 TIM(11)7013-8480 www.vesoftware.com.br 1-15 INTRODUÇÃO O Programa pode ser instalado em qualquer equipamento que utilize o sistema operacional Windows 95 ou superior,

Leia mais

Flex Acesso. Manual do Usuário. MHF SISTEMAS LTDA www.mhfsistemas.com.br mhfsistemas@mhfsistemas.com.br (11) 6091-9353

Flex Acesso. Manual do Usuário. MHF SISTEMAS LTDA www.mhfsistemas.com.br mhfsistemas@mhfsistemas.com.br (11) 6091-9353 Flex Acesso Manual do Usuário MHF SISTEMAS LTDA mhfsistemas@mhfsistemas.com.br (11) 6091-9353 Índice INTRODUÇÃO... 3 Solicitação de Identificação e Senha para Acesso ao Sistema... 3 ARQUIVOS... 4 PROCEDIMENTOS

Leia mais

Manual usuario sipon. Índice. Introdução. Características do Sistema. De Wiki Intranet. 1 Introdução 1.1 Características do Sistema

Manual usuario sipon. Índice. Introdução. Características do Sistema. De Wiki Intranet. 1 Introdução 1.1 Características do Sistema Manual usuario sipon De Wiki Intranet Índice 1 Introdução 1.1 Características do Sistema 1.2 Regras Gerais (Tipos de Jornada, Prazos, Tolerância, Justificativas, Limites do Banco de Horas etc) 1.2.1 Tipos

Leia mais

SISCOF - Manual do Usuário

SISCOF - Manual do Usuário SISCOF - Manual do Usuário SERPRO / SUPDE / DECTA / DE901 SISTEMA DE CONTROLE DE FREQUÊNCIA Versão 1.2 Sumário SISCOF Sistema de Controle de Frequência 1. Login e Senha... 2 1.1 Como Efetuar Login No Sistema...

Leia mais

Manual de Treinamento. Área do Membro

Manual de Treinamento. Área do Membro Manual de Treinamento Área do Membro 0 Contents Geral... 2 Transações... 3 Negociação e Estoque... 10 Licenças... 15 Mercado... 19 Finanças... 22 Fazer uma Declaração de Venda... 27 Fazer uma Declaração

Leia mais

Portal RH WEB Versão 3.6.6 - Full

Portal RH WEB Versão 3.6.6 - Full Portal RH WEB Versão 3.6.6 - Full = z A principal característica do portal RH é permitir a descentralização das informações dos colaboradores, possibilitando que o gestor de área se transforme também num

Leia mais

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet.

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet. 1. Descrição Geral Este manual descreve as operações disponíveis no módulo VTWEB Client, cuja finalidade é gerenciar cadastros de funcionários, realização de pedidos e controle financeiro dos pedidos.

Leia mais

Ajuda do Sistema Aquarius.

Ajuda do Sistema Aquarius. Ajuda do Sistema Aquarius. Esta ajuda é diferenciada da maioria encontrada nos sistemas de computador do mercado. O objetivo desta ajuda é literalmente ajudar o usuário a entender e conduzir de forma clara

Leia mais

Cartilha do Gestor de Frota de Unidade / Base Operacional

Cartilha do Gestor de Frota de Unidade / Base Operacional Cartilha do Gestor de Frota de Unidade / Base Operacional SGTA Sistema de Gestão Total de Abastecimento do Governo do Estado de Minas Gerais REV DATA ALTERAÇÃO CRIAÇÃO REVISÃO APROVAÇÃO 01 13/01/14 Versão

Leia mais

PowerPonto - Automação de Ponto Biométrico. O funcionário só precisa colocar o dedo no leitor para marcar o ponto. É exibida a foto do

PowerPonto - Automação de Ponto Biométrico. O funcionário só precisa colocar o dedo no leitor para marcar o ponto. É exibida a foto do PowerPonto - Automação de Ponto Biométrico O funcionário só precisa colocar o dedo no leitor para marcar o ponto. É exibida a foto do funcionário na tela e uma mensagem informando que o ponto foi registrado.

Leia mais

Portal nddcargo 4.1.5.0 Manual de Utilização Call Center Visão Administrador

Portal nddcargo 4.1.5.0 Manual de Utilização Call Center Visão Administrador Portal nddcargo 4.1.5.0 Manual de Utilização Call Center Visão Administrador Histórico de alterações Data Versão Autor Descrição 23/11/2012 1 Criação do documento. 2 1. Introdução... 4 2. Funcionalidades

Leia mais

Sistema Protocolo, Tramitação e Arquivamento de Processos Manual do Usuário

Sistema Protocolo, Tramitação e Arquivamento de Processos Manual do Usuário SERVIÇO PÚBLICO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ ARQUIVO CENTRAL Sistema Protocolo, Tramitação e Arquivamento de Processos Manual do Usuário Belém Pará Fevereiro 2000 Sumário Introdução... 3 Acesso ao Sistema...

Leia mais

Diferenças da versão 6.3 para a 6.4

Diferenças da versão 6.3 para a 6.4 Release Notes Diferenças da versão 6.3 para a 6.4 Melhorias Comuns ao Sistema Help O Help Online foi remodelado e agora é possível acessar os manuais de cada módulo diretamente do sistema. Mapeamento de

Leia mais

WebEDI - Tumelero Manual de Utilização

WebEDI - Tumelero Manual de Utilização WebEDI - Tumelero Manual de Utilização Pedidos de Compra Notas Fiscais Relação de Produtos 1. INTRODUÇÃO Esse documento descreve o novo processo de comunicação e troca de arquivos entre a TUMELERO e seus

Leia mais

imprimir (http://pje.csjt.jus.br/manual/index.php?title=impressao_oficial_de_justiça&printable=yes)

imprimir (http://pje.csjt.jus.br/manual/index.php?title=impressao_oficial_de_justiça&printable=yes) Page 1 of 30 Impressao Oficial de justiça De PJe - Manual imprimir (http://pje.csjt.jus.br/manual/index.php?title=impressao_oficial_de_justiça&printable=yes) Tabela de conteúdo 1 Manual do Oficial de Justiça

Leia mais

MANUAL PONTO ELETRÔNICO PORTAL RH

MANUAL PONTO ELETRÔNICO PORTAL RH MANUAL PONTO ELETRÔNICO PORTAL RH. 2012 ÍNDICE Tela inicial Portal RH... 3 Alteração de competência/mês... 4 Justificar Atrasos... 5 Lançamento de Atestado Médico... 7 Lançamento de Folgas... 10 Aprovação

Leia mais

MENUS TELA INICIAL. Movimento de Ferramentaria. Alternar entre casas do grupo. Cadastro de Ferramentas. Não Implementado. Cadastro de Funcionários

MENUS TELA INICIAL. Movimento de Ferramentaria. Alternar entre casas do grupo. Cadastro de Ferramentas. Não Implementado. Cadastro de Funcionários FERRAMENTARIA TELA INICIAL Ao autenticar no sistema com usuário e senha cadastrados é apresentada a seguinte tela ao lado esquerdo, sendo essa tela a página inicial do sistema de Ferramentaria. MENUS TELA

Leia mais

BH PARK Software de Estacionamento

BH PARK Software de Estacionamento BH PARK Software de Estacionamento WWW.ASASSOFTWARES.COM.BR Índice 1 Informações Básicas... 1 1.1 Sair da aplicação... 1 1.2 Travar aplicação... 1 1.3 Licenciando a aplicação... 1 1.4 Contrato de Manutenção...

Leia mais

NFE Nota Fiscal eletrônica. Versão 2.0 (07/2012)

NFE Nota Fiscal eletrônica. Versão 2.0 (07/2012) NFE Nota Fiscal eletrônica Versão 2.0 (07/2012) Sumário INTRODUÇÃO... 2 COMO OBTER AUTORIZAÇÃO PARA EMISSÃO DA NOTA FISCAL ELETRÔNICA... 3 2º VIA DE SOLICITAÇÃO/AUTORIZAÇÃO DE IMPRESSÃO DE DOCUMENTOS FISCAIS...

Leia mais

Acesso Escola. Primeiro Acesso

Acesso Escola. Primeiro Acesso Acesso Escola Primeiro Acesso Após receber o e-mail da AESA, a escola deve seguir as orientações abaixo. Ao clicar no link, você será direcionado a tela do portal CADES. Utilize usuário e senha temporária

Leia mais

RELATÓRIO DE GERENCIAMENTO DO RISCO OPERACIONAL NO BANCO BMG POSIÇAO EM 31 DE DEZEMBRO DE 2008

RELATÓRIO DE GERENCIAMENTO DO RISCO OPERACIONAL NO BANCO BMG POSIÇAO EM 31 DE DEZEMBRO DE 2008 SUPERINTENDÊNCIA DE CONTROLE GERÊNCIA DE CONTROLE DE TESOURARIA ANÁLISE DE RISCO OPERACIONAL RELATÓRIO DE GERENCIAMENTO DO RISCO OPERACIONAL NO BANCO BMG POSIÇAO EM 31 DE DEZEMBRO DE 2008 Belo Horizonte

Leia mais

Utilizando o SISPC para efetuar Registros

Utilizando o SISPC para efetuar Registros Utilizando o SISPC para efetuar Registros 1. Registros O b j e t i v o Através do módulo de registros do sistema serão executadas as operações de inclusão de pessoas inadimplentes na base de dados do SPC.

Leia mais

Usuários. Manual. Pergamum

Usuários. Manual. Pergamum Usuários Manual Pergamum Sumário 1 APRESENTAÇÃO... 1-2 2 CADASTRANDO UM NOVO USUÁRIO/OPERADOR... 2-1 3 UTILIZANDO O MÓDULO DE USUÁRIOS... 3-2 3.1 CONFIGURAÇÃO DE GUIAS NO EXPLORER... 3-3 4 CADASTRO...

Leia mais

Atendimento On Line Foco Cliente Utilizando O Sistema Web Contábil 21/05/2010 IDEAL. Última Atualização: 01/2010

Atendimento On Line Foco Cliente Utilizando O Sistema Web Contábil 21/05/2010 IDEAL. Última Atualização: 01/2010 Atendimento On Line Foco Cliente Utilizando O Sistema Web Contábil 21/05/2010 IDEAL Última Atualização: 01/2010 Atendimento: Tel : (11) 3857-9007 - e-mail: suporte@webcontabil.com :: Módulo Documentos

Leia mais

Ambiente de Aprendizagem Moodle FPD Manual do Aluno

Ambiente de Aprendizagem Moodle FPD Manual do Aluno Ambiente de Aprendizagem Moodle FPD Manual do Aluno Maio 2008 Conteúdo 1 Primeiros passos...4 1.1 Tornando-se um usuário...4 1.2 Acessando o ambiente Moodle...4 1.3 O ambiente Moodle...4 1.4 Cadastrando-se

Leia mais

1998-2015 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados.

1998-2015 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados. Versão 8.1A-13 Saiba que este documento não poderá ser reproduzido, seja por meio eletrônico ou mecânico, sem a permissão expressa por escrito da Domínio Sistemas Ltda. Nesse caso, somente a Domínio Sistemas

Leia mais

Manual Gestor Financeiro

Manual Gestor Financeiro Manual Gestor Financeiro Página inicial do Gestor Financeiro Página de Resumo Essa pág. Tem como finalidade mostrar os resumos do ultimo dia ou de um período prédeterminado, você pode escolher o período

Leia mais

ÍNDICE 1 INTRODUÇÃO. 04 2 ACESSO. 05 3 ABERTURA DE PROTOCOLO. 06 4 CONSULTA DE PROTOCOLO. 08 5 PROTOCOLO PENDENTE. 10 6 CONFIRMAÇÃO DE RECEBIMENTO.

ÍNDICE 1 INTRODUÇÃO. 04 2 ACESSO. 05 3 ABERTURA DE PROTOCOLO. 06 4 CONSULTA DE PROTOCOLO. 08 5 PROTOCOLO PENDENTE. 10 6 CONFIRMAÇÃO DE RECEBIMENTO. ÍNDICE 1 INTRODUÇÃO... 04 2 ACESSO... 05 3 ABERTURA DE PROTOCOLO... 06 4 CONSULTA DE PROTOCOLO... 08 5 PROTOCOLO PENDENTE... 10 6 CONFIRMAÇÃO DE RECEBIMENTO... 11 7 ANDAMENTO DE PROTOCOLO... 12 8 RELATÓRIOS,

Leia mais

Curso Básico Sistema EMBI

Curso Básico Sistema EMBI Curso Básico Sistema EMBI Módulo Atendentes e Administradores Todos os direitos reservados. Nenhuma parte deste trabalho pode ser reproduzida em qualquer forma por qualquer meio gráfico, eletrônico ou

Leia mais

SIGA Sistema de Gestão de Almoxarifado

SIGA Sistema de Gestão de Almoxarifado SIGA Sistema de Gestão de Almoxarifado Como acessar O acesso ao Sistema se faz através da página da SEPLAG Clicando no Link destacado Clicar no Link destacado e será exibida a tela de login do Guardião.

Leia mais

Para utilizar o sistema você deve seguir 5 etapas o passo-a-passo:

Para utilizar o sistema você deve seguir 5 etapas o passo-a-passo: Para utilizar o sistema você deve seguir 5 etapas o passo-a-passo: Passo 2: Acessando pela primeira vez. Criando Usuário e Senha Para efetuar o acesso ao sistema, a empresa precisa criar o seu usuário

Leia mais

COMERCIAL) 1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9. 10. E-

COMERCIAL) 1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9. 10. E- 2014 ÍNDICE 1. Cadastros básicos 2. Módulos básicos (Incluso em todas as versões) CMC BASE 3. Agenda 4. Arquivos 5. Empresas ou Cadastros de empresas 6. Pessoas ou cadastro de pessoas 7. Módulos que compõem

Leia mais

Portal Autorizador. Plano de Saúde ArcelorMittal Tubarão e FUNSSEST GUIA RÁPIDO DO CREDENCIADO

Portal Autorizador. Plano de Saúde ArcelorMittal Tubarão e FUNSSEST GUIA RÁPIDO DO CREDENCIADO Portal Autorizador Plano de Saúde ArcelorMittal Tubarão e FUNSSEST GUIA RÁPIDO DO CREDENCIADO Apresentação Seja bem vindo ao Novo Portal Autorizador do Plano de Saúde ArcelorMittal Tubarão e FUNSSEST Guia

Leia mais

Manual do Usuário Central de Agendamento. Versão 1.1

Manual do Usuário Central de Agendamento. Versão 1.1 Manual do Usuário Central de Agendamento Versão 1.1 Maio, 2014 Central de Agendamento Manual de utilização Tribunal de Justiça do Estado da Bahia Setor: Coordenação de Sistemas - COSIS Histórico de Revisões

Leia mais

Manual das Secretárias. Manual do usuário. Módulo Secretárias

Manual das Secretárias. Manual do usuário. Módulo Secretárias Manual do usuário Módulo Secretárias 1. Login O login é único e permite o acesso exclusivo ao consultório médico. Será informado por email às secretária que enviaram os dados para cadastro. Obs: A senha

Leia mais

Manual de Treinamento. Site de Sistema de Gestão de Crédito Pessoal

Manual de Treinamento. Site de Sistema de Gestão de Crédito Pessoal Manual de Treinamento Site de Sistema de Gestão de Crédito Pessoal Sumário Introdução...3 Nova Proposta...9 Propostas Existentes...40 Configurações do Usuário...43 Histórico Consolidado do Cliente...47

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO E USO

MANUAL DE INSTALAÇÃO E USO MANUAL DE INSTALAÇÃO E USO Gerenciamento de Convênios AFUSCAD Desenvolvido por DinizSoft Sistemas Av.Presidente Vargas, 823 Sala 103 Edifício Vargas Dracena/SP 17.900-000 Telefone (18) 3822.2497 email

Leia mais

Implantando Controle de Medicamentos Controlados no FACILITE SNGPC Sistema Nacional de Gerenciamento de Produtos Controlados

Implantando Controle de Medicamentos Controlados no FACILITE SNGPC Sistema Nacional de Gerenciamento de Produtos Controlados Implantando Controle de Medicamentos Controlados no FACILITE SNGPC Sistema Nacional de Gerenciamento de Produtos Controlados Observações Importantes: 1. Este documento serve de modelo para sincronização

Leia mais

Departamento de Tecnologia da Informação DTI Coordenadoria de Relacionamento com o Cliente CRC. Treinamento Básico do Correio Eletrônico

Departamento de Tecnologia da Informação DTI Coordenadoria de Relacionamento com o Cliente CRC. Treinamento Básico do Correio Eletrônico Departamento de Tecnologia da Informação DTI Coordenadoria de Relacionamento com o Cliente CRC Treinamento Básico do Correio Eletrônico Brasília Março de 2012 SUMÁRIO 1. Introdução... 3 1.1 Como acessar

Leia mais

Projeto SICADI/Contábil Implantação Manual do Usuário

Projeto SICADI/Contábil Implantação Manual do Usuário Projeto SICADI/Contábil Implantação Manual do Usuário Manual_Usuario_SICADI_Contabil.doc / 1.4 / PD-Dataprev SICADI/Contábil 1 de 11 ÍNDICE ANALÍTICO 1. Introdução...3 2. Descrição do Sistema...3 3. Opções

Leia mais

AUDITORIA FINANCEIRA. No Gerenciador de Sistemas, em Empresas\ Cadastro de Empresas, é necessário parametrizar os dados para a Auditoria Financeira.

AUDITORIA FINANCEIRA. No Gerenciador de Sistemas, em Empresas\ Cadastro de Empresas, é necessário parametrizar os dados para a Auditoria Financeira. AUDITORIA FINANCEIRA Processo de uso da Auditoria Financeira CADASTRO DE EMPRESA PARÂMETROS No Gerenciador de Sistemas, em Empresas\ Cadastro de Empresas, é necessário parametrizar os dados para a Auditoria

Leia mais

MANUAL DE CONTROLE BANCÁRIO

MANUAL DE CONTROLE BANCÁRIO MANUAL DE CONTROLE BANCÁRIO Prezado Cliente, Este é o material de apoio aos usuários e implantadores do SOFTLAND COMERCIAL, o seu sistema integrado de gestão empresarial. O bom uso deste manual o habilitará

Leia mais

Etapas e Instruções Gerais para a Migração Educacenso 2015

Etapas e Instruções Gerais para a Migração Educacenso 2015 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA DIRETORIA DE ESTATÍSTICAS EDUCACIONAIS Etapas e Instruções Gerais para a Migração Educacenso 2015 1ª ETAPA

Leia mais

II Torneio de Programação em LabVIEW

II Torneio de Programação em LabVIEW Desenvolvimento da Aplicação II Torneio de Programação em LabVIEW Seção I: Requisitos Gerais A aplicação submetida deverá atender, pelo menos, às exigências de funcionamento descritas na Seção II deste

Leia mais

Manual de Utilização

Manual de Utilização Estamos definitivamente na era digital. Era da velocidade cada vez maior da informação. Era da otimização do tempo. O novo Sistema Integrado de Saúde Amil, SiSAmil, mostra toda a evolução da empresa nesse

Leia mais

Manual de Instalação... 2 RECURSOS DESTE RELÓGIO... 3 1 - REGISTRANDO O ACESSO... 4 1.1 Acesso através de cartão de código de barras:...

Manual de Instalação... 2 RECURSOS DESTE RELÓGIO... 3 1 - REGISTRANDO O ACESSO... 4 1.1 Acesso através de cartão de código de barras:... 0 Conteúdo Manual de Instalação... 2 RECURSOS DESTE RELÓGIO... 3 1 - REGISTRANDO O ACESSO... 4 1.1 Acesso através de cartão de código de barras:... 4 1.2 Acesso através do teclado (digitando a matrícula):...

Leia mais

Manual de Administração

Manual de Administração Manual de Administração Produto: NDDigital n-access Versão: 4.2 Versão do Doc.: 1.1 Autor: Lucas Santini Data: 27/04/2011 Aplica-se à: NDDigital n-billing Detalhamento de Alteração do Documento Alterado

Leia mais

INTRODUÇÃO 2 ACESSO AO SIGTECWEB 3 TEMPO DE CONEXÃO 5 NAVEGAÇÃO 7 BARRA DE AÇÕES 7 COMPORTAMENTO DOS BOTÕES 7 FILTROS PARA PESQUISA 8

INTRODUÇÃO 2 ACESSO AO SIGTECWEB 3 TEMPO DE CONEXÃO 5 NAVEGAÇÃO 7 BARRA DE AÇÕES 7 COMPORTAMENTO DOS BOTÕES 7 FILTROS PARA PESQUISA 8 ÍNDICE INTRODUÇÃO 2 ACESSO AO SIGTECWEB 3 TEMPO DE CONEXÃO 5 NAVEGAÇÃO 7 BARRA DE AÇÕES 7 COMPORTAMENTO DOS BOTÕES 7 FILTROS PARA PESQUISA 8 ACESSO ÀS FERRAMENTAS 9 FUNÇÕES 12 MENSAGENS 14 CAMPOS OBRIGATÓRIOS

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO - SEED

SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO - SEED SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO - SEED GUIA PARA INSCRIÇÃO As inscrições serão realizadas no endereço eletrônico www.pss.pr.gov.br, no período que consta em edital. O candidato deve possuir Cadastro no

Leia mais

Manual Cadastro Completo

Manual Cadastro Completo Manual Cadastro Completo Índice 1. Objetivo... 3 2. O Projeto e-suprir... 3 3. Fluxo do Processo de Cadastro... 3 4. Cadastro Simples... 4 5. Recebendo Usuário e Senha... 7 6. Cadastro Completo... 7 7.

Leia mais

Manual de Utilização Sisamil - Sistema Integrado de Saúde Amil Manual de Utilização 1 54

Manual de Utilização Sisamil - Sistema Integrado de Saúde Amil Manual de Utilização 1 54 Manual de Utilização 1 54 Estamos definitivamente na era digital. Era da velocidade cada vez maior da informação. Era da otimização do tempo. O novo Sistema Integrado de Saúde Amil, SiSAmil, mostra toda

Leia mais

Circulação de Materiais

Circulação de Materiais Circulação de Materiais Manual APC Manual PER-MAN-001 Circulação de Materiais Sumário 1. EMPRÉSTIMO/DEVOLUÇÃO/DÉBITOS/RENOVAÇÃO... 1-1 1.1 1.2 EMPRÉSTIMO... 1-3 DEVOLUÇÃO... 1-7 1.3 DÉBITOS... 1-10 1.4

Leia mais

Escritório de projetos do MPF. Manual de cadastro de projetos no. Sistema Channel

Escritório de projetos do MPF. Manual de cadastro de projetos no. Sistema Channel Escritório de projetos do MPF Manual de cadastro de projetos no Sistema Channel Elaboração: Escritório de Projetos do MPF AMGE - Assessoria de Moderinzação e Gestão Estratégica do MPF Design e Identidade

Leia mais

Clique no botão para iniciar o treinamento TAREFAS CONTRAT OS RELACIO NAMENT CONFIGURAÇÕES. A ideia é usar os próprios ícones do CGW.

Clique no botão para iniciar o treinamento TAREFAS CONTRAT OS RELACIO NAMENT CONFIGURAÇÕES. A ideia é usar os próprios ícones do CGW. Script CGW Módulo Tarefas Parte I Menu: Clique no botão para iniciar o treinamento ÁREA DE TRABALHO GERAL TAREFAS CONTRAT OS PORTAL DE RELACIO NAMENT FATURAM ENTO FINANCEI RO RELACIO NAMENT O CONFIGU RAÇÕES

Leia mais

ÍNDICE 1. SEJA BEM-VINDO... 2 SOBRE O SISTEMA... 3 2. FUNCIONALIDADES DO SISTEMA... 4

ÍNDICE 1. SEJA BEM-VINDO... 2 SOBRE O SISTEMA... 3 2. FUNCIONALIDADES DO SISTEMA... 4 ÍNDICE 1. SEJA BEM-VINDO... 2 1.1 Seja Bem-Vindo!... 2 SOBRE O SISTEMA... 3 1.2 Sobre o sistema... 3 1.3 Navegação... 3 2. FUNCIONALIDADES DO SISTEMA... 4 2.1 Efetuar Login Internet... 4 2.1.1 Efetuar

Leia mais

O programa Mysql acompanha o pacote de instalação padrão e será instalado juntamente com a execução do instalador.

O programa Mysql acompanha o pacote de instalação padrão e será instalado juntamente com a execução do instalador. INTRODUÇÃO O Programa pode ser instalado em qualquer equipamento que utilize o sistema operacional Windows 95 ou superior, e seu banco de dados foi desenvolvido em MySQL, sendo necessário sua pré-instalação

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL AMBIENTE VIRTUAL INSTITUCIONAL MOODLE/UFFS

UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL AMBIENTE VIRTUAL INSTITUCIONAL MOODLE/UFFS UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL AMBIENTE VIRTUAL INSTITUCIONAL MOODLE/UFFS Guia Inicial de Acesso e Utilização Para Docentes Versão 1.0b Outubro/2010 Acesso e utilização do Ambiente Virtual de Ensino

Leia mais

Manual do Participante do Curso de Gestão da Assistência Farmacêutica - EaD

Manual do Participante do Curso de Gestão da Assistência Farmacêutica - EaD Capacitação - HÓRUS Manual do Participante do Curso de Gestão da Assistência Farmacêutica - EaD SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO... 3 2 INFORMAÇÕES SOBRE O CURSO... 3 2.1 Objetivos do curso... 3 2.2 Recursos de Aprendizagem...

Leia mais

MANUAL VTWEB CLIENT URBANO

MANUAL VTWEB CLIENT URBANO MANUAL VTWEB CLIENT URBANO A marca do melhor atendimento. Conteúdo... 2 1. Descrição... 3 2. Cadastro no sistema... 3 2.1. Pessoa Jurídica... 3 2.2. Pessoa Física... 5 2.3. Concluir o cadastro... 6 3.

Leia mais

MÓDULO DE NOTA FISCAL ELETRONICA

MÓDULO DE NOTA FISCAL ELETRONICA MANUAL DO SISTEMA Versão 6.08 Introdução... 2 Requisitos para Utilização do Módulo NF-e... 2 Termo de Responsabilidade... 2 Certificados... 2 Criação de Séries... 2 Framework... 3 Teste de Comunicação...

Leia mais

TOTVS Série 1 Varejo (Simples) - Módulo e-commerce

TOTVS Série 1 Varejo (Simples) - Módulo e-commerce Novo Módulo disponível no TOTVS S1 Varejo: permissão de utilização através de licença específica. Mesmo não adquirindo a licença de uso do módulo ele continuará presente na tela do usuário. 1 Na opção

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO RECAM ONLINE

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO RECAM ONLINE MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO RECAM ONLINE Tefefone: (16)37119000 email: recam@franca.sp.gov. Sumário 1. Endereço para acessar o sistema... 3 2. Tipos de acesso ao sistema... 3 3. Termo de acesso cadastrado

Leia mais

NOVA ROTINA DE INVENTÁRIO FÍSICO

NOVA ROTINA DE INVENTÁRIO FÍSICO NOVA ROTINA DE INVENTÁRIO FÍSICO O Siagri Agribusiness já tinha uma rotina para realizar Contagem e Inventário Físico (Balanço de Estoque Físico). Porém, a rotina não atendia com eficiência as empresas

Leia mais