Língua Portuguesa Analise a tirinha a seguir para responder às questões 1 e 2.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Língua Portuguesa Analise a tirinha a seguir para responder às questões 1 e 2."

Transcrição

1 Língua Portuguesa Analise a tirinha a seguir para responder às questões 1 e 2. Disponível em <http://www.turmadamonica.com.br/comics/tirinhas/tira3.htm> Acesso em: 20 jun O humor da tirinha é provocado pelo fato de (A) Cascão não ter percebido que sua mãe notou sua teimosia. (B) Cascão entrar de cabeça para baixo. (C) Cascão ter desobedecido a mãe e, sem ser percebido, ir seguindo-a pela casa. (D) Cascão ter ignorado que, no seu caso, sua brilhante estratégia para entrar na casa sem desobedecer a mãe, não funcionaria. (E) Cascão ter entrado escondido atrás de sua mãe, com um sorriso maroto nos lábios. 2. Analisando o uso da linguagem nos dois quadrinhos de Maurício de Souza, é correto afirmar: (A) A linguagem está adequada ao contexto em que a história é narrada, mas não se pode ignorar que há erros gramaticais na comunicação. (B) O autor é de renome e tem licença poética que lhe dá liberdade na criação de textos com um estilo particular. (C) O uso da linguagem está adequado ao contexto de uma conversa entre mãe e filho. (D) Há impropriedade linguística na comunicação devido ao uso de termos que fogem à norma padrão. (E) Há expressões tais como pra e tá que são inadequadas para textos escritos, mas são aceitos em histórias em quadrinhos infantis para facilitar a comunicação com as crianças. 3. Leia com atenção os períodos abaixo, todos extraídos do texto O outro custo Brasil publicado na Revista Veja de 29/05/2013, edição Pela leitura, observa-se a reiteração de uma das estruturas do português. Assinale a alternativa que aponta corretamente a nomenclatura dessa estrutura. I. Cercam-nos de produtos de qualidade lastimável. II. No pós-guerra, criam-se proteções e reservas de mercado para nossas manufaturas. III. Nas indústrias melhores, criam-se padrões de desenho, engenharia e qualidade. (A) A utilização de objetos diretos concordando com o verbo transitivo direto; (B) A utilização de sujeitos antepostos aos verbos; (C) A utilização de voz reflexiva. (D) A utilização de sujeito indeterminado; (E) A utilização da voz passiva com pronome apassivador. 4. Leia os textos a seguir. HYUNDAI VELOSTER. O MAIS DESEJADO POR QUEM GOSTA DE DESIGN E TECNOLOGIA (Folha de São Paulo, 1/06/2013). A CLARO TROUXE ANTES 0 4GMAX. E TAMBÉM O NOVO BLACKBERRY Z210 PREPARADO PARA ESTA TECNOLOGIA (Revista Veja edição 2323, de 29 de maio de VELOSTER. O MÁXIMO DA TECNOLOGIA E DA SEGURANÇA ENCONTRA O MÁXIMO DO DESIGN NUM CARRO GENIAL. (Folha de São Paulo, 1/06/2013). Esses anúncios, todos da esfera publicitária, em relação aos usos dos sinais de pontuação, adotam um recurso estilístico para a produção de seus efeitos de sentido. Considerando tal afirmativa, assinale a alternativa correta. (A) O gênero anúncio publicitário adota uma pontuação diferente da utilizada nos demais gêneros; (B) Em anúncios de vendas no varejo, é que se utilizam a estratégia de usar ponto final entre o sujeito e o predicado. (C) Há desvios de pontuação, já que, para a gramática normativa, não se separaria Hyundai Veloster, 4 GMAX e Veloster do restante do período utilizando ponto final; (D) A utilização dos pontos finais ocorreu para que os períodos não ficassem longos; (E) Ao usar o ponto final depois de Hyundai Veloster, o 4GMAX e Veloster, topicalizam-se essas expressões e deixam para segundo plano da informação as demais informações; 5. Leia o texto a seguir. Roubalhose Sistêmica - s.f. Provavelmente a moléstia mais grave que pode atingir um político. O paciente contaminado começa a tirar proveito do cargo para exercer qualquer atividade ilícita que lhe dê bons lucros. No auge da crise, o microorganismo pode obrigar o doente a exigir, sem nenhuma vergonha, comissões sobre projetos, alterar orçamentos, receber mesadas, que aparecem nitidamente nas radiografias de casos associados a hérnias de disquete de bicheiro, e aceitar propinas. Tratamento: a moléstia é tão terrível que só pode ser curada por cassação imediata. (Jô Soares. Pequeno Dicionário Médico-Político Brasiliense) O texto acima, de autoria de Jô Soares, para a construção efetiva do sentido do texto, apelou para um recurso da língua portuguesa intitulado: (A) Personificação; (B) Comparação; (C) Antítese. (D) Lítotes; (E) Ironia; Concurso Público Técnico-Administrativo 2013 UFGD Caderno de Prova Tipo B 1

2 6. Veríssimo, na crônica Vips, elabora o seguinte raciocínio: Não existe um consenso sobre se a elite também vai para a cadeia nos países desenvolvidos porque as cadeias são melhores ou se as cadeias são melhores porque a elite as frequenta e nem importa. Por sua configuração sintático-semântica, essa estrutura do português é conhecida por: (A) Pressuposição. (B) Anacoluto. (C) Paradoxo. (D) Círculo vicioso. (E) Ambiguidade. Leia o texto seguinte e responda o que se pede O leitor é o verdadeiro patrão Memória: Roberto Civita Em 2008, quando Roberto Civita completou 50 anos na Abril, uma publicação comemorativa trazia a seguinte entrevista - na verdade uma colagem de discursos, palestras e depoimentos feitos a partir de Ela resume o pensamento do editor sobre jornalismo e sobre o Brasil Como o senhor definiria o Brasil? O Brasil é um fascinante, exasperante e bendito país! [...] Existe uma fórmula mágica para o sucesso? Sim. Eu a conheço e já registrei com o nome de A Fórmula Mágica da Sorte e do Sucesso (ou pelo menos da Sabedoria) em Alguns Minutos por Dia ou Seu Dinheiro de Volta. Nossa! O senhor pode nos contar como ela funciona? Trata-se, muito simplesmente, de LER. Isso é uma sigla? Verbo. Ler o quê? Tudo o que cair em suas mãos! Folhetos, folhetins, fascículos, panfletos e literatura de cordel. Jornais (grandes, pequenos, nanicos e alternativos), revistas (gerais, profissionais, técnicas... até da concorrência), boletins, fichas de receita, anúncios, embalagens, bulas, enciclopédias, circulares, relatórios, o manual de proprietário do seu carro, quadrinhos, dicionários, programas de teatro, discursos, cartas de amor e se possível até alguns livros... Em qualquer lugar. E especialmente no trânsito, no banheiro, no ônibus, no avião, na praia, no elevador, no metrô, no intervalo do jogo no Estádio do Morumbi e naturalmente na sala de espera do médico ou dentista. Onde quer que você esteja. Em qualquer momento disponível. Quando não conseguir dormir, quando se encontrar em qualquer fila, no café-damanhã, na hora do almoço (ou se estiver de regime no lugar do almoço), entre duas partidas de tênis no clube, durante os comerciais... até em vez de assistir a uma novela! O importante é reservar tempo para ler. Escolha a hora que quiser. Acorde mais cedo. Durma mais tarde. Mude algum programa. Mas... leia! Mas funciona mesmo? A fórmula mágica deve ser testada ao longo de, digamos, 23 anos. Até lá não aceitamos reclamações. Falando sério, estou convencido de que a leitura é a receita mais simples para o conhecimento, a atualização permanente, o acesso ao mundo das ideias, a compreensão e a sabedoria. [...] Mas haja memória... Se me permitirem acrescentar mais uma recomendação àquela básica, eu lhes diria: sempre que possível, leiam com um lápis ou caneta na mão. Marquem os trechos que acharem importantes. Recortem artigos de jornais e revistas. Colecionem as frases ou parágrafos de que gostarem, como outras pessoas colecionam selos, figurinhas, autógrafos, conchas ou chaveiros. Classifiquem seus achados, arquivem-nos, troquem-nos com seus amigos... E voltem, sempre, para saboreá-los. Descobrirão que a sua coleção através dos anos revelará muitas coisas importantes a respeito de si próprios. Bem, se isso não trouxer sorte e sucesso, garanto que no mínimo trará sabedoria e muita satisfação. [...] E com as novas tecnologias? A revolução iniciada por Gutenberg foi tão importante que ainda não terminou, já passados 500 anos. E, na essência, o que fazemos hoje em matéria de imprensa obedece aos mesmos propósitos que levaram o nosso patriarca a construir a sua primeira prensa: levar informação relevante (no caso dele, os ensinamentos da Bíblia) a um número maior de pessoas, por um custo mais acessível. Na Era da Informação e apesar de tanta velocidade e diversidade não podemos deixar de lado a fundamental importância da verdade, da honestidade, da objetividade, da solidariedade, e da inteligência sensível. Ou seja, daqueles princípios fundamentais que alicerçam a civilização desde os seus primórdios e sem os quais todo o resto será em vão. Quando o senhor sabe que uma publicação está no caminho certo? Existem muitas variáveis, mas a infalível é quando os jornalistas de uma revista acreditam que o leitor é o seu verdadeiro patrão. Quando eles trabalham unicamente para atender às necessidades desses leitores, por meio de um jornalismo sério, bem pautado, bem apurado, bem escrito, bem editado resultando em revistas honestas, bonitas, úteis e surpreendentes. [...] Para finalizar, se fosse preciso escolher um único indicador de qualidade da imprensa, qual seria? Quanto mais independente do governo, maior será a contribuição da imprensa e da livre-iniciativa ao desenvolvimento do país. Disponível em: <http://veja.abril.com.br/noticia/brasil/%e2%80%9coleitor-e-o-verdadeiro-patrao%e2%80%9d> Acesso em: 26 mai Escolha a alternativa que resume as principais diretrizes da fórmula mágica apresentada pelo entrevistado no texto O leitor é o verdadeiro patrão : (A) Ler tudo o que encontrar, em qualquer lugar e em qualquer momento, ao longo da vida. (B) Ler com um lápis ou caneta na mão, marcar os trechos que achar importantes, recortar artigos de jornais e revistas, colecionar as frases ou parágrafos de que gostar, classificar e arquivar os melhores achados. (C) Ler tudo o que estiver ao alcance: Folhetos, folhetins, fascículos, panfletos e literatura de cordel. Jornais (grandes, pequenos, nanicos e alternativos), revistas (gerais, profissionais, técnicas... até da concorrência), boletins, fichas de receita, anúncios, embalagens, bulas, enciclopédias, circulares, relatórios, o manual de proprietário do seu carro, quadrinhos, dicionários, programas de teatro, discursos, cartas de amor e se possível até alguns livros... (D) Ler durante pelo menos 23 anos, sem reclamações. (E) Ler tudo o que revele os princípios fundamentais que alicerçam a civilização desde os seus primórdios. 2 Concurso Público Técnico-Administrativo 2013 UFGD Caderno de Prova Tipo B

3 Observe os textos 1, 2 e 3 para responder as questões 8 e 9. Texto 3: Texto 1: Disponível em: <https://www.google.com/search?q=r%c3%b3tulos+de+embalagem> Acesso em: 21 jun Assinale abaixo qual conjunto de verbos estão postos na forma imperativa: Imagem digitalizada Texto 2: (A) colocar, misturar, utilizar, conservar, evitar, provocar, procurar, lavar, tentar, visitar, participar. (B) colocar, misturar, utilizar, ferver, filtrar, provocar, procurar, lavar, tentar, visitar, participar. (C) colocar, misturar, utilizar, conservar, ingerir, provocar, levar, lavar, tentar, visitar, participar. (D) colocar, misturar, utilizar, conservar, evitar, provocar, procurar, lavar, tentar, participar. (E) ferver, filtrar, ingerir, levar, evitar, provocar, procurar, lavar, tentar, visitar, participar. 9. Assinale abaixo a alternativa que contém a afirmação correta em relação ao emprego dos verbos: Imagem digitalizada PRECAUÇÕES CONSERVE FORA DO ALCANCE DE CRIANÇAS E DE ANIMAL DOMÉSTICO. CUIDADO! PERIGOSA A SUA INGESTÃO. EVITE A INALAÇÃO E CONTATO COM O PRODUTO. NÃO INGERIR. EM CASO DE INGESTÃO ACIDENTAL NÃO PROVOQUE VÔMITO E PROCURE IMEDIATAMENTE O CENTRO DE INTOXICAÇÕES OU O MÉDICO LEVANDO O RÓTULO DO PRODUTO. EVITE CONTATO COM OS OLHOS. EM CASO DE CONTATO COM OS OLHOS, LAVE IMEDIATAMENTE COM ÁGUA EM ABUNDÂNCIA. (...) (A) No rótulo do leite em pó, o modo imperativo está a serviço de instruir o modo de preparo; no rótulo do produto de limpeza, de dar dicas das vantagens de utilizar o produto; no texto publicitário, de dar uma ordem para o leitor fazer o que é do interesse de quem anuncia. Em suma, o imperativo como função: instruir, aconselhar, ordenar. (B) No rótulo do leite em pó, o modo imperativo está a serviço de dar dicas sobre as possibilidades de preparo; no rótulo do produto de limpeza, de dar dicas das vantagens de utilizar o produto; no texto publicitário, de dar uma ordem para o leitor fazer o que é do interesse de quem anuncia. Em suma, o imperativo como função: sugerir, aconselhar, ordenar. (C) O modo imperativo é responsável por ordem, comando (a origem da palavra imperativo vem do latim imperare, que significa comandar ). Tanto nos rótulos quanto no texto publicitário é essa a função do modo imperativo: ordenar. (D) No rótulo do leite em pó, o modo imperativo está a serviço de instruir o modo de preparo; no rótulo do produto de limpeza, de dar dicas das vantagens de utilizar o produto; no texto publicitário, está querendo motivar ou induzir o consumidor a tomar certa atitude. Em suma, o imperativo como função: instruir, aconselhar, convencer. (E) No rótulo do leite em pó, o modo imperativo está a serviço de instruir o modo de preparo; no rótulo do produto de limpeza, de advertir sobre os cuidados necessários na sua manipulação; no texto publicitário, está querendo motivar ou induzir o consumidor a tomar certa atitude. Em suma, o imperativo como função: instruir, advertir, convencer. Concurso Público Técnico-Administrativo 2013 UFGD Caderno de Prova Tipo B 3

4 10. Leia a canção a seguir. Pela Internet Criar meu web site Fazer minha home-page Com quantos gigabytes Se faz uma jangada Um barco que veleje Que veleje nesse infomar Que aproveite a vazante da infomaré Que leve um oriki do meu velho orixá Ao porto de um disquete de um micro em Taipé Um barco que veleje nesse infomar Que aproveite a vazante da infomaré Que leve meu até Calcutá Depois de um hot-link Num site de Helsinque Para abastecer Eu quero entrar na rede Promover um debate Juntar via Internet Um grupo de tietes de Connecticut 11. Considerando o texto O leitor é o verdadeiro patrão, assinale a alternativa que contém o fragmento que apresenta a clara presença de uma intertextualidade. (A) O Brasil é um fascinante, exasperante e bendito país! (B) Se me permitirem acrescentar mais uma recomendação àquela básica, eu lhes diria: sempre que possível, leiam com um lápis ou caneta na mão. (C) A Fórmula Mágica da Sorte e do Sucesso [...] em Alguns Minutos por Dia ou Seu Dinheiro de Volta. (D)... os ensinamentos da Bíblia. (E) Descobrirão que a sua coleção através dos anos revelará muitas coisas importantes a respeito de si próprios. 12. A imagem abaixo foi divulgada recentemente no Facebook. Para construir sentido, é necessário partilhar certos conhecimentos de mundo. De Connecticut acessar O chefe da Macmilícia de Milão Um hacker mafioso acaba de soltar Um vírus para atacar programas no Japão Eu quero entrar na rede para contactar Os lares do Nepal, os bares do Gabão Que o chefe da polícia carioca avisa pelo celular Que lá na praça Onze tem um videopôquer para se jogar Disponível em <http://www.vagalume.com.br/gilberto-gil/pela-internet.html Acesso em: 11 jul Itaú Bankline Mudar meu website Fazer minha homepage Com a minha opinião Com a sua opinião Se faz um bankline Muito mais fácil de se navegar Que tem a sua cara o seu jeito de ser Um www feito por você. Fonte: CARETTA, Álvaro Antônio. As formas da canção nas diversas esferas discursivas. São Paulo, Percebe-se de maneira clara que o texto Itaú Bankline foi construído numa relação intertextual com a música de Gilberto Gil. A partir dessa informação, pode-se concluir que: (A) Em ambos os textos, o destinatário é o foco das atenções. (B) O segundo texto tem a finalidade de vender um produto, por pertencer à esfera publicitária de comunicação. (C) Como a criatividade e a originalidade estão presentes nos dois textos, o segundo texto pode ser estudado/lido como uma canção. (D) Em ambos os textos, há uma valorização de um determinado objeto: seja a internet em si, seja os serviços do bankline, no contexto da disseminação dos serviços bancários via Internet. (E) O meio de divulgação dos textos Pela Internet e Itaú Bankline é o mesmo; Disponível em: <https://www.facebook.com/photo.php?fbid= &set=a &type=1&theater> Acesso em: 21 jun Observando atentamente a imagem, quais das afirmações abaixo interpretam integralmente a charge: (A) A charge satiriza o fato ocorrido recentemente no Brasil, em que a bebida de soja, sabor maça, foi vendida contaminada. Para enfatizar a gravidade do ocorrido, dialoga com um conto de fadas, Banca de neve e os sete anões, em que a bruxa tenta matar Branca de Neve oferecendo-lhe uma maçã envenenada. (B) A imagem dialoga com episódio da bebida de soja sabor maçã ter sido vendida contaminada e é esse o fato principal que interessa para a leitura. (C) Somente a relação intertextual possibilita a leitura adequada da imagem e não há sátira. (D) O conto de fada a que a imagem faz referência é da Branca de Neve e os sete anões e a bruxa é a rainha transformada para enganar a Branca de Neve. (E) O conto de fadas é de Branca de Neve e os sete anões e o enfoque da cena acima está voltado para a imagem da maçã na embalagem que remete à maçã do conto dada à Branca de Neve pela madrasta transformada em bruxa. 4 Concurso Público Técnico-Administrativo 2013 UFGD Caderno de Prova Tipo B

5 13. Leia os quadrinhos abaixo: Em relação à interpretação das afirmações abaixo, é correto afirmar que I. Hagar é o segundo marido de Helga. II. A primeira fala, de Helga, é uma espécie de cobrança para o marido. III. A segunda fala revela que a personagem não entendeu o sentido da primeira fala de Helga. IV. O personagem, amigo do casal, interpretou literalmente a fala de Helga. V. Hagar terá que emagrecer imediatamente para não perder sua esposa. (A) Somente V é adequada. (B) Somente IVé adequada. (C) III, IV e V são adequadas (D) I, II e III são adequadas. (E) III, IV e V são adequadas. 15. Leia o texto a seguir. Nessa cidade em que são raras as novidades, o grande acontecimento naquele mês de julho foi a abertura da nova lanchonete, igualzinha aquela da capital lugar de gente transada, como dizem. Apesar da grande fila para entrar e do tumulto causado pelo fluxo de gente querendo isso e aquilo, eles serviram muito bem. Foi uma noite gostosa: cerveja, deliciosos e novos lanches e fora a oportunidade de conversar com amigos. Em relação ao elemento do texto destacado, pode-se dizer que (A) o trecho não exemplifica um caso de concordância associativa. (B) o pronome recupera a imagem do movimento no restaurante. (C) o pronome anafórico eles faz referência a elementos não explícitos no texto, porém subentendido a partir de outro vocábulo. (D) há um erro em relação ao uso do pronome que afeta a compreensão do texto. (E) a concordância associativa não é bem vista na fala. 14. Leia atentamente o texto de Marli Ribeiro. Há uma geração sem palavras A malhação física encanta a juventude com seus resultados estéticos e exteriores. O que pode ser bom. Mas seria ainda melhor se eles se preocupassem um pouco mais com os músculos cerebrais, porque, como diz o poeta e tradutor José Paulo Paes, produzem satisfações infinitamente superiores. Fonte: Marli Ribeiro Jornal do Brasil, caderno B, Rio de Janeiro, 28 de dez. 1996, p.6. I. Para uma boa leitura do texto, é necessário o conhecimento linguístico referente ao uso da conjunção mas como elemento que introduz uma oposição de ideias. II. Para uma boa leitura do texto é fundamental o conhecimento enciclopédico relativo à biografia do poeta e tradutor José Paulo Paes. III. Para uma boa leitura do texto, é fundamental compreender o sentido de expressões que se opõem: malhação física e malhação cerebral. IV. Desconhecer o nome do gênero de texto, não implica necessariamente dificuldade de leitura. V. O título do texto tem sentido figurado, ao apontar para o discurso de senso comum que há entre muita malhação resulta cabeça vazia. Está correto apenas o que se afirma em (A) II, III e IV (B) III, IV e V (C) I, II, III e V (D) I, II e III (E) I, III, IV e V Concurso Público Técnico-Administrativo 2013 UFGD Caderno de Prova Tipo B 5

6 Legislação e Ética no Serviço Público 16. Quanto à exoneração, de acordo com a lei 8112/90 e suas devidas alterações é correto afirmar que: (A) A exoneração somente ocorre de ofício e na hipótese do servidor ser reprovado no estágio probatório. (B) A exoneração não gera a vacância do cargo público. (C) A exoneração dar-se-á a pedido do servidor ou de ofício. (D) Exoneração é sinônimo de demissão, sendo que as duas expressões são utilizadas ao longo do texto legal para evitar repetições. (E) A exoneração somente ocorre através de solicitação do servidor devidamente registrada em cartório. 17. No que diz respeito à reintegração, torna-se verdadeiro, conforme a lei 8112/90 e suas alterações, dizer que: (A) Inexiste possibilidade de ressarcimento por todas as vantagens decorrentes do cargo anteriormente ocupado pelo servidor reintegrado. (B) O servidor reintegrado em caso de extinção do cargo antes ocupado será lotado em qualquer outro lugar da repartição onde trabalhava, mesmo que os vencimentos a serem percebidos sejam inferiores aos de outrora. (C) É uma das formas de provimento de cargo público. (D) Todo e qualquer servidor, após solicitar sua exoneração, terá o direito à reintegração, desde que haja arrependimento expresso. (E) Somente é cabível quando o cargo anteriormente ocupado pelo servidor ainda existir. 18. João é servidor público em uma universidade pública federal enquanto técnico-administrativo. Ao cumprir o estágio probatório após três anos, ela obteve êxito ao passar em concurso de seleção para doutoramento em outra universidade pública credenciada junto a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior(CAPES). A seleção para o programa de pós-graduação stricto sensu deu-se em dezembro de 2012 para início em março de O estágio probatório fora cumprido em dezembro de 2012, porém, sua chefia imediata não aprovou o afastamento. Quanto ao afastamento do servidor em questão, é verdadeiro afirmar que: (A) A chefia imediata agiu da maneira lícita e legal, uma vez que, para o afastamento visando doutoramento se concretizar, é indispensável o cumprimento de quatro anos de atividade enquanto efetiva incluído o estágio probatório. (B) A despeito do prazo de quatro anos, para além do estágio probatório, houve abuso de poder por parte da chefia imediata, pois uma das exceções para o afastamento é o interesse da administração pública. (C) Ao sair para o afastamento após o cumprimento dos prazos exigidos pela lei 8112/90 e suas alterações, e findar seu doutoramento, o servidor não é obrigado a retornar ao exercício de suas funções por prazo algum. (D) A chefia imediata equivocou-se, haja vista que o servidor já cumprira o seu estágio probatório. (E) A chefia imediata não agiu de maneira correta, pois o servidor além de ter cumprido o estágio probatório, também o fizera no que diz respeito ao prazo de 3 anos de efetivo exercício do cargo para afastamento a fim de realizar o doutoramento. 19. Pode-se dizer que o Decreto 1171/94 equivale ao Código de Ética, que rege as ações do servidor público federal civil. Quanto ao sentido da ética constante na mencionada legislação e suas devidas alterações, assinale a alternativa correta. (A) A função pública deve ser tida como exercício profissional e, portanto, se integra na vida particular de cada servidor público. Assim, os fatos e atos verificados na conduta do dia-a-dia em sua vida privada poderão acrescer ou diminuir o seu bom conceito na vida funcional. (B) O trabalho desenvolvido pelo servidor público perante a comunidade deve ser entendido como acréscimo ao bem-estar da sociedade acima do seu próprio. (C) Há um conceito único, explícito e inequívoco do que seja Ética constante no artigo 1º do Código de Ética do Servidor Público Civil do Poder Executivo Federal. (D) Os princípios morais da dignidade, do zelo e do decoro devem guiar as atitudes do servidor público apenas dentro do contexto da instituição na qual o mesmo presta serviços. (E) A moralidade que norteia a ética reduz-se à distinção entre o bem e o mal. 20. No que diz respeito aos deveres do servidor público, é correto afirmar conforme o Código de Ética e conforme a Lei 8112/90 (com suas respectivas alterações) que: (A) O servidor público deve cumprir as ordens de seus superiores, exceto se forem manifestamente ilegais. (B) O servidor público deve guardar sigilo sobre assunto da repartição quando as questões cotidianas assim exigirem e estiverem expressamente postas em legislações específicas. (C) O servidor público pode retardar qualquer prestação de contas quando sobrevier excesso de trabalho na repartição. (D) Somente o código de ética ou decreto 1171/94 prescrevem os deveres do servidor público. (E) Somente a Lei 8112/90 e suas respectivas alterações preveem as obrigações do servidor público. 21. Ao servidor é facultada a compensação de horários. Quanto às concessões e compensações de horários, assinale a alternativa correta. (A) Sem qualquer prejuízo, poderá o servidor ausentarse do serviço quando do falecimento de seu cônjuge e/ou filho pelo prazo de (30) trinta dias. (B) Sem qualquer prejuízo, poderá o servidor ausentarse do serviço por até (3) três dias para fins de doação de sangue. (C) Será concedido horário especial ao servidor estudante, independentemente de comprovação da incompatibilidade entre o horário escolar e o da repartição. (D) Ao servidor estudante que mudar de sede no interesse da administração, é assegurada, na localidade da nova residência ou na mais próxima, matrícula em instituição de ensino congênere, em qualquer época, independentemente de vaga. (E) Será concedido horário especial ao servidor portador de deficiência, quando comprovada a necessidade por junta médica oficial, ressalvada a compensação de horário que é indispensável. 6 Concurso Público Técnico-Administrativo 2013 UFGD Caderno de Prova Tipo B

7 22. Quanto às licenças concedidas aos servidores, assinale a alternativa correta. (A) A licença por motivo de afastamento de cônjuge será concedida apenas quando este for mulher, não passível de extensão ao cônjuge homem no caso de servidora mulher. (B) É permitido o exercício de atividade remunerada durante o período da licença por motivo de doença em pessoa da família. (C) A licença por motivo de afastamento de cônjuge será por prazo determinado e com remuneração. (D) Poderá ser concedida licença ao servidor por motivo de doença do cônjuge ou companheiro, dos pais, dos filhos, do padrasto ou madrasta e enteado, ou dependente que viva a suas expensas e conste do seu assentamento funcional, mediante comprovação por perícia médica oficial. (E) A licença concedida dentro de 30 (trinta) dias do término de outra da mesma espécie será considerada como prorrogação. 23. O servidor público, ao tomar posse e entrar em exercício de suas funções, toma ciência e tem ciência quanto às restrições de acumulações de cargos. Quanto à acumulação de cargos, prevista na lei 8112/90 e suas alterações, assinale a alternativa correta. (A) O servidor poderá acumular dois cargos em comissão, percebendo remuneração por ambos, na hipótese em que um deles seja interinamente. (B) O servidor vinculado ao regime desta Lei, que acumular licitamente dois cargos efetivos, quando investido em cargo de provimento em comissão, poderá ficar em ambos os cargos efetivos, quando a autoridade máxima dos órgãos ou entidades envolvidos assim o declarar. (C) Existe a possibilidade de acumulação de cargos com incompatibilidade de horários, se o servidor cumprir com suas tarefas. (D) A Constituição é omissa quanto às exceções no que toca à acumulação de cargos. (E) Considera-se acumulação proibida a percepção de vencimento de cargo ou emprego público efetivo com proventos da inatividade, salvo quando os cargos de que decorram essas remunerações forem acumuláveis na atividade. 24. A lei 8.112/90, com suas alterações, dispõe como possível a demissão dos servidores públicos federais. Assinale a alternativa correta quanto à demissão: (A) É investigada pela Administração Pública e decretada exclusivamente pelo Poder Judiciário, após trânsito em julgado. (B) É uma das penalidades disciplinares. (C) Resulta da conduta do servidor que se ausenta do trabalho durante o expediente, sem prévia autorização do chefe imediato. (D) Trata-se de um ato discricionário resultante de inquérito policial que exclui o princípio do contraditório. (E) Consumar-se-á após o servidor público ter sido três vezes advertido e uma vez suspendido, independentemente do seu ato. 25. A reversão é uma das formas de provimento de cargo público. assinale a alternativa correta quanto à reversão. (A) A reversão ocorrerá em qualquer cargo ou para qualquer cargo que estiver vago. (B) O servidor que retornar à atividade por interesse da administração perceberá a remuneração despida de vantagens que recebia quando da época anterior à aposentadoria. (C) É o retorno à atividade do servidor aposentado compulsoriamente aos 70 anos de idade. (D) Dar-se-á pelo interesse da Administração, mesmo sem a solicitação realizada pelo servidor. (E) Estender-se-á a servidor aposentado por invalidez, quando junta médica oficial declarar insubsistentes os motivos da aposentadoria. 26. O direito ao recebimento de diárias por parte do servidor público está assegurado na lei 8112/90 (e suas alterações). Tendo como parâmetro primeiro e último a moralidade que cerca o funcionalismo público, assinale a alternativa correta quanto à concessão de diárias. (A) A diária será concedida por dia de afastamento, inexistindo a previsão de pagá-las pela metade, mesmo quando o deslocamento não exigir pernoite fora da sede. (B) O servidor que, a serviço, afastar-se da sede em caráter eventual ou transitório para outro ponto do território nacional, fará jus a passagens e diárias destinadas a indenizar as parcelas de despesas extraordinárias com pousada, alimentação e locomoção urbana, conforme dispuser em regulamento, sendo vedados quaisquer pagamentos para o exterior. (C) Nos casos em que o deslocamento da sede constituir exigência permanente do cargo, o servidor também fará jus a diárias, tal como os servidores, cujos deslocamentos não constituem exigência. (D) O servidor que receber diárias e não se afastar da sede, por qualquer motivo, fica obrigado a restituí-las integralmente, no prazo de 5 (cinco) dias. (E) O servidor que receber diárias e voltar antes do prazo tendo cumprido suas metas, não está obrigado à devolução daquelas referentes ao período do retorno antecipado. 27. A remoção é uma das possibilidades de deslocamento do servidor público prevista na Lei 8112/90 e suas respectivas alterações. Quanto à remoção, assinale a alternativa correta. (A) Quando for a pedido do servidor por motivo de saúde do mesmo, de cônjuge, companheiro ou dependente, há necessidade que o interessado declare por escrito a existência de doença ou enfermidade com reconhecimento de firma de sua assinatura. (B) A remoção existe apenas na modalidade de ofício ou pelo interesse da Administração. (C) Para acompanhar cônjuge ou companheiro, também servidor público civil, desde que seja da União. (D) A remoção pode se dar pelas modalidades de ofício e a pedido do servidor, respectivamente, no interesse e a critério da Administração. (E) A modalidade da remoção de ofício se dá apenas quando o servidor apresenta advertência junto ao Comitê de Ética. Concurso Público Técnico-Administrativo 2013 UFGD Caderno de Prova Tipo B 7

8 28. O ingresso em cargo público está atrelado ao provimento e à investidura. Sob esta perspectiva, assinale a alternativa correta. (A) A ascensão é uma das formas de provimento de cargo público. (B) A transferência é uma das formas de provimento de cargo público. (C) Às pessoas portadoras de deficiência é assegurado o direito de se inscrever em concurso público para provimento de cargo cujas atribuições sejam compatíveis com a deficiência de que são portadoras; para tais pessoas serão reservadas até 20% (vinte por cento) das vagas oferecidas no concurso. (D) A investidura dá-se com a entrada em exercício, ao invés de sê-lo com a posse. (E) Para a investidura é indispensável aptidão mental, cujos exames podem ser realizados ao longo do estágio probatório do servidor. 29. Os concursos públicos são maneiras específicas de ingressos nos quadros de servidores do funcionalismo público. Quanto aos concursos públicos, assinale a alternativa correta. (A) A abertura de novo concurso poderá ocorrer antes do prazo de validade consignado em edital, a despeito de candidatos aprovados, desde que haja permissão da presidência da república. (B) Não há previsão com as alterações da lei 8112/90 realizadas em 2012, da modalidade de concurso através de provas e títulos. (C) Realizar-se-ão sem exceção na modalidade de títulos. (D) Expirará sua validade em até dois anos, vedada quaisquer prorrogações. (E) Não se abrirá novo concurso enquanto houver candidato aprovado em concurso anterior com prazo de validade não expirado. 30. O Código de Ética implantado pelo decreto 1171/94 pormenoriza o estabelecimento de Comitê de Ética nas instituições e relações guarnecidas pela lei 8112/90. No que se refere ao Comitê de Ética, é verdadeiro afirmar, segundo o Decreto 1171/94 e suas alterações, que: (A) A constituição da respectiva Comissão de Ética será integrada por cinco servidores ou empregados titulares de cargo efetivo, e na falta, por servidores temporários. (B) Para fins de apuração do comprometimento ético, entende-se por servidor público todo aquele que, por força de lei, contrato ou de qualquer ato jurídico, preste serviços de natureza permanente e somente com remuneração. (C) À Comissão de Ética incumbe fornecer, aos organismos encarregados da execução do quadro de carreira dos servidores, os registros sobre sua conduta ética, para o efeito de instruir e fundamentar promoções e para todos os demais procedimentos próprios da carreira do servidor público. (D) Após averiguações na conduta antiética do servidor, competirá ao Comitê de Ética decidir sobre a exoneração ou não do faltoso. (E) Os órgãos e entidades da Administração Pública Federal direta e indireta implementarão, em algum momento de sua existência, sem prazo determinado pelo Decreto 1171/94, as providências necessárias à plena vigência do Código de Ética. 8 Concurso Público Técnico-Administrativo 2013 UFGD Caderno de Prova Tipo B

OAB. Direito Administrativo. Prof. Rodrigo Canda LEI 8.112/90

OAB. Direito Administrativo. Prof. Rodrigo Canda LEI 8.112/90 LEI 8.112/90 Art. 5o São requisitos básicos para investidura em cargo público: I - a nacionalidade brasileira; II - o gozo dos direitos políticos; III - a quitação com as obrigações militares e eleitorais;

Leia mais

É o processo de aprofundamento da integração econômica, social, cultural e da comunicação entre os países;

É o processo de aprofundamento da integração econômica, social, cultural e da comunicação entre os países; A GLOBALIZAÇÃO Afinal,o que é Globalização? É o processo de aprofundamento da integração econômica, social, cultural e da comunicação entre os países; Promoveu a mundialização ou internacionalização do

Leia mais

Ciências Humanas Sociologia As mídias e os meios de comunicação Linguagens Códigos e suas Tecnologias Português Linguagem Digital: blog Ensino Médio,

Ciências Humanas Sociologia As mídias e os meios de comunicação Linguagens Códigos e suas Tecnologias Português Linguagem Digital: blog Ensino Médio, Ciências Humanas Sociologia Linguagens Códigos e suas Tecnologias Português Linguagem Digital: blog Um Olhar Educativo para as Mídias através de uma Linguagem Digital: Blog Introdução Créditos Avaliação

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE ITAJUBÁ Criada pela Lei nº 10.435, de 24 de abril de 2002

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE ITAJUBÁ Criada pela Lei nº 10.435, de 24 de abril de 2002 NORMA PARA PARTICIPAÇÃO DOS SERVIDORES TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS EM EDUCAÇÃO DA, EM TREINAMENTO REGULARMENTE INSTITUÍDO EDUCAÇÃO FORMAL CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS Estabelece critérios para participação

Leia mais

Capítulo 12 PROVIMENTO ART. 8º

Capítulo 12 PROVIMENTO ART. 8º PROVIMENTO ART. 8º Capítulo 12 PROVIMENTO ART. 8º Significa o preenchimento de um cargo público, consubstanciado mediante ato administrativo de caráter funcional, pois o ato é que materializa ou formaliza

Leia mais

comissivo praticado no desempenho do cargo ou função, ou fora deles.

comissivo praticado no desempenho do cargo ou função, ou fora deles. Julgue os itens abaixo: 1. É dever do servidor público federal atender com presteza a todas as requisições realizadas pelo contribuinte. 2. É dever do servidor público federal ser leal ao chefe imediato.

Leia mais

DIREITO ADMINISTRATIVO

DIREITO ADMINISTRATIVO ESTÁCIO-CERS DIREITO ADMINISTRATIVO PROF. JOÃO PAULO OLIVEIRA AGENTES PÚBLICOS DIREITOS E VANTAGENS AGENTES PÚBLICOS: Pessoa física que presta atividade própria de Estado. Agentes Políticos Militares Agentes

Leia mais

CADERNO DE EXERCÍCIOS 2B

CADERNO DE EXERCÍCIOS 2B CADERNO DE EXERCÍCIOS 2B Ensino Fundamental Códigos e Linguagens Questão Conteúdo Habilidade da Matriz da EJA/FB 1 Estabelecer relações entre textos H13 e fatos do cotidiano 2 Uso de sentido literal ou

Leia mais

Tutorial da Avaliação de Desempenho do Servidor no Estágio Probatório

Tutorial da Avaliação de Desempenho do Servidor no Estágio Probatório SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ PRÓ-REITORIA DE DESENVOLVIMENTO E GESTÃO DE PESSOAL Tutorial da Avaliação de Desempenho do Servidor no Estágio Probatório Belém/ Pará. Junho, 2013.

Leia mais

Principais diferenças entre CARGO EFETIVO, CARGO EM COMISSÃO e FUNÇÃO DE CONFIANÇA:

Principais diferenças entre CARGO EFETIVO, CARGO EM COMISSÃO e FUNÇÃO DE CONFIANÇA: Prof.: Clayton Furtado LEI 8.112/90 clayton_furtado@yahoo.com.br 1ª AULA 1 - Introdução: a. Histórico: Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA

Leia mais

Ministério da Educação UNIVERSIDADE FEDERAL DE ITAJUBÁ Criada pela Lei No. 10.435 de 24 de abril de 2002 Pró-Reitoria de Administração

Ministério da Educação UNIVERSIDADE FEDERAL DE ITAJUBÁ Criada pela Lei No. 10.435 de 24 de abril de 2002 Pró-Reitoria de Administração EDITAL DE SELEÇÃO DE SERVIDORES TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS COM INTERESSE EM PARTICIPAR DE TREINAMENTO REGULARMENTE INSTITUÍDO EM NÍVEL DE EDUCAÇÃO FORMAL - QUALIFICAÇÃO A PRAD e o Departamento de Pessoal

Leia mais

CARTILHA: DIREITOS E VANTAGENS DOS SERVIDORES PÚBLICOS UNIDADE ADMINISTRATIVO FINANCEIRA - UNAFIN

CARTILHA: DIREITOS E VANTAGENS DOS SERVIDORES PÚBLICOS UNIDADE ADMINISTRATIVO FINANCEIRA - UNAFIN CARTILHA: DIREITOS E VANTAGENS DOS SERVIDORES PÚBLICOS UNIDADE ADMINISTRATIVO FINANCEIRA - UNAFIN 1. Que vantagens além do vencimento podem ser pagas ao servidor? a) indenizações, que não se incorporam

Leia mais

Licença e afastamento SERVIDOR PÚBLICO V LICENÇA E AFASTAMENTO. Licenças não remuneradas: Licenças: 12/11/2012

Licença e afastamento SERVIDOR PÚBLICO V LICENÇA E AFASTAMENTO. Licenças não remuneradas: Licenças: 12/11/2012 Licença e afastamento Hipóteses em que o servidor não presta serviço, sem perder o cargo. Há 7 hipóteses de licença e 4 hipóteses de afastamento. SERVIDOR PÚBLICO V LICENÇA E AFASTAMENTO Paula Freire Licenças:

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos LEI Nº 8.112, DE 11 DE DEZEMBRO DE 1990 Vide texto compilado Mensagem de veto Dispõe sobre o regime jurídico dos servidores públicos

Leia mais

CONSELHO NACIONAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO RESOLUÇÃO Nº 42, DE 16 DE JUNHO DE 2009

CONSELHO NACIONAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO RESOLUÇÃO Nº 42, DE 16 DE JUNHO DE 2009 CONSELHO NACIONAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO RESOLUÇÃO Nº 42, DE 16 DE JUNHO DE 2009 (Alterada pelas Resoluções nºs 52, de 11 de maio de 2010 e 62, de 31 de agosto de 2010) Dispõe sobre a concessão de estágio

Leia mais

AVALIAÇÃO DA UNIDADE I PONTUAÇÃO: 7,5 PONTOS

AVALIAÇÃO DA UNIDADE I PONTUAÇÃO: 7,5 PONTOS DA UNIDADE I PONTUAÇÃO: 7,5 PONTOS QUESTÃO 01: Avalie as afirmativas seguintes em relação ao Romantismo. (1,0) I. As primeiras manifestações literárias do Romantismo ocorreram nos países europeus mais

Leia mais

1. Com base no disposto no Regime Jurídico Único dos Servidores Públicos do Estado do Rio Grande do Sul, assinale a assertiva correta:

1. Com base no disposto no Regime Jurídico Único dos Servidores Públicos do Estado do Rio Grande do Sul, assinale a assertiva correta: 1. Com base no disposto no Regime Jurídico Único dos Servidores Públicos do Estado do Rio Grande do Sul, assinale a assertiva correta: a) Os cargos públicos estaduais, acessíveis exclusivamente aos brasileiros,

Leia mais

AFASTAMENTO PARA ESTUDO OU MISSÃO NO EXTERIOR

AFASTAMENTO PARA ESTUDO OU MISSÃO NO EXTERIOR AFASTAMENTO PARA ESTUDO OU MISSÃO NO EXTERIOR DEFINIÇÃO DOCUMENTAÇÃO INFORMAÇÕES GERAIS INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES FUNDAMENTAÇÃO LEGAL PERGUNTAS FREQUENTES DEFINIÇÃO Afastamento do servidor de suas atividades

Leia mais

ESTADO DE MATO GROSSO PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO JOSÉ DO POVO

ESTADO DE MATO GROSSO PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO JOSÉ DO POVO LEI Nº516/2012- DE 09 DE ABRIL DE 2012 Altera a Lei Municipal nº 280, de 30 de março de 2004, que dispõe sobre o Estatuto Geral do Servidores Públicos do Município de São José do Povo. JOÃO BATISTA DE

Leia mais

As formas da canção nas diversas esferas discursivas

As formas da canção nas diversas esferas discursivas As formas da canção nas diversas esferas discursivas Álvaro Antônio Caretta 1 1 Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas Universidade de São Paulo (USP) alcaretta@yahoo.com.br Abstract. This paper

Leia mais

Estatuto do servidor público do Tocantins Lei 1818/2007

Estatuto do servidor público do Tocantins Lei 1818/2007 Estatuto do servidor público do Tocantins Lei 1818/2007 1 Lei 1818/2007 O estatuto regulamenta as relações(férias, licenças, afastamentos, vantagens) entre o servidor e o seu empregador, o Estado. Quem

Leia mais

ORIENTAÇÃO NORMATIVA SRH Nº 2, DE 23 DE FEVEREIRO DE 2011. CAPÍTULO I DO DIREITO E DA CONCESSÃO

ORIENTAÇÃO NORMATIVA SRH Nº 2, DE 23 DE FEVEREIRO DE 2011. CAPÍTULO I DO DIREITO E DA CONCESSÃO ORIENTAÇÃO NORMATIVA SRH Nº 2, DE 23 DE FEVEREIRO DE 2011. Dispõe sobre as regras e procedimentos a serem adotados pelos órgãos setoriais e seccionais do Sistema de Pessoal Civil da Administração Federal

Leia mais

NORMA DE REMOÇÃO NOR 309

NORMA DE REMOÇÃO NOR 309 MANUAL DE GESTÃO DE PESSOAS COD. 300 ASSUNTO: REMOÇÃO DE DIRIGENTES E EMPREGADOS APROVAÇÃO: Deliberação DIREX nº 71, de 25/05/2015 VIGÊNCIA: 25/05/2015 NORMA DE REMOÇÃO NOR 309 1/7 SUMÁRIO 1. FINALIDADE...

Leia mais

ERRATA SEPLAG/ SEDF PROFESSOR DE EDUCAÇÃO BÁSICA E ORIENTADOR EDUCACIONAL NOÇÕES DE DIREITO ADMINISTRATIVO AUTOR: IVAN LUCAS

ERRATA SEPLAG/ SEDF PROFESSOR DE EDUCAÇÃO BÁSICA E ORIENTADOR EDUCACIONAL NOÇÕES DE DIREITO ADMINISTRATIVO AUTOR: IVAN LUCAS ERRATA SEPLAG/ SEDF PROFESSOR DE EDUCAÇÃO BÁSICA E ORIENTADOR EDUCACIONAL NOÇÕES DE DIREITO ADMINISTRATIVO AUTOR: IVAN LUCAS Na página 115, onde se lê: 31. Pelo menos cinquenta por cento dos cargos em

Leia mais

Regime Jurídico Único Lei nº. 8.112/1990

Regime Jurídico Único Lei nº. 8.112/1990 Integração Regime Jurídico Único Lei nº. 8.112/1990 André Luís dos Santos Lana O que é Regime Jurídico? O regime jurídico é a lei com base na qual são definidos os direitos, deveres garantias, vantagens,

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR Nº 611, DE 20 DE DEZEMBRO DE 2013

LEI COMPLEMENTAR Nº 611, DE 20 DE DEZEMBRO DE 2013 LEI COMPLEMENTAR Nº 611, DE 20 DE DEZEMBRO DE 2013 Procedência: Governamental Natureza: PLC/0046.0/2013 DO: 19.729, de 31/12/2013 Fonte: ALESC/Coord. Documentação Fixa o subsídio mensal dos integrantes

Leia mais

AULA 02 ROTEIRO CONSTITUIÇÃO FEDERAL ART. 5º; 37-41; 205 214; 227 229 LEI 8.069 DE 13/07/1990 ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE E C A PARTE 02

AULA 02 ROTEIRO CONSTITUIÇÃO FEDERAL ART. 5º; 37-41; 205 214; 227 229 LEI 8.069 DE 13/07/1990 ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE E C A PARTE 02 AULA 02 ROTEIRO CONSTITUIÇÃO FEDERAL ART. 5º; 37-41; 205 214; 227 229 LEI 8.069 DE 13/07/1990 ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE E C A PARTE 02 CAPÍTULO VII DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA SEÇÃO I DISPOSIÇÕES

Leia mais

ATO Nº 382/2011. O PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 7ª REGIÃO, no uso de suas atribuições legais e regimentais,

ATO Nº 382/2011. O PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 7ª REGIÃO, no uso de suas atribuições legais e regimentais, ATO Nº 382/2011 Dispõe sobre a concessão de férias no âmbito do Tribunal Regional do Trabalho da 7ª Região e dá outras providências. O PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 7ª REGIÃO, no uso de

Leia mais

PONTO 1: Formas de Provimento PONTO 2: Formas de Vacância 1. FORMAS DE PROVIMENTO DE CARGO: READAPTAÇÃO: Art. 24 da Lei 8.112/90.

PONTO 1: Formas de Provimento PONTO 2: Formas de Vacância 1. FORMAS DE PROVIMENTO DE CARGO: READAPTAÇÃO: Art. 24 da Lei 8.112/90. 1 DIREITO ADMINISTRATIVO PONTO 1: Formas de Provimento PONTO 2: Formas de Vacância 1. FORMAS DE PROVIMENTO DE CARGO: READAPTAÇÃO: Art. 24 da Lei 8.112/90. Readaptação envolve a troca de cargo, sem concurso

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL DE 1988 Emendas Constitucionais Emendas Constitucionais de Revisão Ato das Disposições

Leia mais

ASSOCIAÇÃO AMIGOS DO MUSEU DE ARTE SACRA SAMAS. MANUAL DE RECURSOS HUMANOS DO MUSEU DE ARTE SACRA

ASSOCIAÇÃO AMIGOS DO MUSEU DE ARTE SACRA SAMAS. MANUAL DE RECURSOS HUMANOS DO MUSEU DE ARTE SACRA ASSOCIAÇÃO AMIGOS DO MUSEU DE ARTE SACRA SAMAS. MANUAL DE RECURSOS HUMANOS DO MUSEU DE ARTE SACRA I -FINALIDADE. Este Regulamento tem por finalidade apresentar os princípios básicos de pessoal que devem

Leia mais

REGULAMENTO/DIGEP Nº 003, DE 22 DE DEZEMBRO DE 2014. considerando o Decreto nº 7.003/2009, de 9 de novembro de 2009;

REGULAMENTO/DIGEP Nº 003, DE 22 DE DEZEMBRO DE 2014. considerando o Decreto nº 7.003/2009, de 9 de novembro de 2009; REGULAMENTO/DIGEP Nº 003, DE 22 DE DEZEMBRO DE 2014. Estabelece orientações sobre a LICENÇA PARA TRATAMENTO DE SAÚDE E RESSARCIMENTO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE SUPLEMENTAR dos servidores do Instituto Federal

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 01, DE 07 DE MARÇO DE 2014

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 01, DE 07 DE MARÇO DE 2014 INSTITUTO CHICO MENDES DE CONSERVAÇÃO DA BIODIVERSIDADE INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 01, DE 07 DE MARÇO DE 2014 Institui a Política de Remoção dos servidores detentores de cargo efetivo no âmbito do Instituto

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO

GOVERNO DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO (Este texto não substitui o publicado no Diário Oficial de 03/11/2011) DECRETO Nº 2888-R, DE 01 DE NOVEMBRO DE 2011 Regulamenta o Art. 57, III, da Lei Complementar nº 46, de 31 de janeiro de 1994. O GOVERNADOR

Leia mais

Orientações aos servidores do Instituto Federal de Ciência e Tecnologia do Maranhão (IFMA) quanto aos procedimentos relativos à perícia médica e

Orientações aos servidores do Instituto Federal de Ciência e Tecnologia do Maranhão (IFMA) quanto aos procedimentos relativos à perícia médica e Orientações aos servidores do Instituto Federal de Ciência e Tecnologia do Maranhão (IFMA) quanto aos procedimentos relativos à perícia médica e odontológica através da UNIDADE SIASS/INSS, de que trata

Leia mais

O PRESIDENTE DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE GOIÁS, usando das atribuições legais e regimentais,

O PRESIDENTE DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE GOIÁS, usando das atribuições legais e regimentais, DECRETO JUDICIÁRIO Nº 1543/2013. Dispõe sobre a Regulamentação da concessão de Bolsa de Graduação e Pós-Graduação no âmbito do Poder Judiciário do Estado de Goiás. O PRESIDENTE DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO

Leia mais

Tabela de Prazos da Lei 8112/90 - Regime Jurídico dos Servidores Públicos Civis da União

Tabela de Prazos da Lei 8112/90 - Regime Jurídico dos Servidores Públicos Civis da União Tabela de Prazos da Lei 8112/90 - Regime Jurídico dos Servidores Públicos Civis da União Dispositivo Prazo Referência Art. 12 Art. 13 1º Até 2 anos Validade do concurso público - podendo ser prorrogado

Leia mais

Programa de Capacitação e Aperfeiçoamento do DAP

Programa de Capacitação e Aperfeiçoamento do DAP Programa de Capacitação e Aperfeiçoamento do DAP LEGISLAÇÃO DE PESSOAL COMO INSTRUMENTO DE GESTÃO Regime Jurídico dos Servidores Públicos Federais Lei nº. 8.112/90 Plano de Carreira dos Cargos Técnico-Administrativos

Leia mais

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE GESTÃO PÚBLICA ORIENTAÇÃO NORMATIVA Nº 3, DE 15 DE FEVEREIRO DE 2013

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE GESTÃO PÚBLICA ORIENTAÇÃO NORMATIVA Nº 3, DE 15 DE FEVEREIRO DE 2013 MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE GESTÃO PÚBLICA ORIENTAÇÃO NORMATIVA Nº 3, DE 15 DE FEVEREIRO DE 2013 Dispõe sobre as regras e procedimentos a serem adotados pelos Órgãos Setoriais

Leia mais

Provimentos derivados de reingresso Art. 41, 2º e 3º, CF reintegração, recondução e aproveitamento.

Provimentos derivados de reingresso Art. 41, 2º e 3º, CF reintegração, recondução e aproveitamento. Turma e Ano: Direito Público I (2013) Matéria / Aula: Direito Administrativo / Aula 23 Professor: Luiz Jungstedt Monitora: Carolina Meireles (continuação) Provimentos derivados de reingresso Art. 41, 2º

Leia mais

INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES PÚBLICOS DO MUNICÍPIO DE CARIACICA - IPC. Principais procedimentos Perícia Médica e Benefícios Previdenciários

INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES PÚBLICOS DO MUNICÍPIO DE CARIACICA - IPC. Principais procedimentos Perícia Médica e Benefícios Previdenciários INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES PÚBLICOS DO MUNICÍPIO DE CARIACICA - IPC Principais procedimentos Perícia Médica e Benefícios Previdenciários APRESENTAÇÃO DE ATESTADO À CHEFIA IMEDIATA As licenças

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE GESTÃO ADMINISTRATIVO-FINANCEIRA

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE GESTÃO ADMINISTRATIVO-FINANCEIRA SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE GESTÃO ADMINISTRATIVO-FINANCEIRA RESOLUÇÃO Nº 01/2011 Regulamenta a capacitação de Pessoal Técnico-

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Page 1 of 62 Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos LEI Nº 8.112, DE 11 DE DEZEMBRO DE 1990 Texto compilado Mensagem de veto Dispõe sobre o regime jurídico dos servidores

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR Nº. 014. DE 18 DE DEZEMBRO DE 1992 (TEXTO ATUALIZADO)

LEI COMPLEMENTAR Nº. 014. DE 18 DE DEZEMBRO DE 1992 (TEXTO ATUALIZADO) LEI COMPLEMENTAR Nº. 014. DE 18 DE DEZEMBRO DE 1992 (TEXTO ATUALIZADO) 1 Dispõe sobre o Estatuto dos Servidores Públicos do Município de Ubá. O Povo do Município de Ubá, por seus representantes, decretou,

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 555, DE 19 DE JUNHO DE 2015

RESOLUÇÃO Nº 555, DE 19 DE JUNHO DE 2015 Publicada no DJE/STF, n. 122, p. 1-2 em 24/6/2015. RESOLUÇÃO Nº 555, DE 19 DE JUNHO DE 2015 Dispõe sobre as férias dos servidores do Supremo Tribunal Federal. O PRESIDENTE DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL,

Leia mais

ATO Nº 32/2009. O DESEMBARGADOR PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABA- LHO DA 7ª REGIÃO, no uso de suas atribuições legais e regimentais,

ATO Nº 32/2009. O DESEMBARGADOR PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABA- LHO DA 7ª REGIÃO, no uso de suas atribuições legais e regimentais, ATO Nº 32/2009 Dispõe sobre a concessão de Bolsa de Estudo de cursos de pós-graduação lato e strito sensu, na forma de reembolso parcial, para magistrados e servidores do Tribunal Regional do Trabalho

Leia mais

ATO Nº 20/2011. O PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 7ª REGIÃO, no uso de suas atribuições legais e regimentais,

ATO Nº 20/2011. O PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 7ª REGIÃO, no uso de suas atribuições legais e regimentais, ATO Nº 20/2011 Disciplina a concessão de licenças-médicas aos servidores em exercício neste Regional e dá outras providências. O PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 7ª REGIÃO, no uso de suas

Leia mais

PORTARIA PRE-DGA N 065/2008

PORTARIA PRE-DGA N 065/2008 PORTARIA PRE-DGA N 065/2008 Dispõe sobre a participação de servidores do Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região em cursos de pós-graduação lato e stricto sensu. O Juiz Presidente do Tribunal Regional

Leia mais

RESOLUÇÃO N. 128/2013/TCE-RO

RESOLUÇÃO N. 128/2013/TCE-RO RESOLUÇÃO N. 128/2013/TCE-RO Dispõe sobre a concessão de folgas compensatórias e o gozo de Licença-Prêmio por Assiduidade dos servidores do Tribunal de Contas do Estado de Rondônia. O PRESIDENTE DO TRIBUNAL

Leia mais

Universidade Federal de Minas Gerais Pró-Reitoria de Recursos Humanos Departamento de Administração de Pessoal AJUDA DE CUSTO

Universidade Federal de Minas Gerais Pró-Reitoria de Recursos Humanos Departamento de Administração de Pessoal AJUDA DE CUSTO AJUDA DE CUSTO Cód.: ADC Nº: 19 Versão: 6 Data: 22/09/2014 DEFINIÇÃO Indenização concedida ao servidor público, que, no interesse da Administração, passar a ter exercício em nova sede, com mudança de domicílio,

Leia mais

Universidade Federal de Minas Gerais Pró-Reitoria de Recursos Humanos Departamento de Administração de Pessoal

Universidade Federal de Minas Gerais Pró-Reitoria de Recursos Humanos Departamento de Administração de Pessoal FÉRIAS Cód.: FER Nº: 55 Versão: 10 Data: 05/12/2014 DEFINIÇÃO Período de descanso remunerado com duração prevista em lei. REQUISITOS BÁSICOS 1. Servidor efetivo: - Possuir 12 (doze) meses de efetivo exercício

Leia mais

RESOLUÇÃO N. 131/2013/TCE-RO

RESOLUÇÃO N. 131/2013/TCE-RO RESOLUÇÃO N. 131/2013/TCE-RO Dispõe sobre a concessão de férias aos servidores do Tribunal de Contas do Estado de Rondônia. O PRESIDENTE DO TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE RONDÔNIA, no uso das atribuições

Leia mais

DIREITO ADMINISTRATIVO ESQUEMATIZADO INSS FCC

DIREITO ADMINISTRATIVO ESQUEMATIZADO INSS FCC CARGOS: Técnico do INSS www.beabadoconcurso.com.br TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. - 1 - APOSTILA ESQUEMATIZADA SUMÁRIO UNIDADE 1 Regime Jurídico dos Servidores Públicos Civis da União (Lei n 8.112/90) 1.1

Leia mais

REGULAMENTO/DIGEP Nº 002, DE 22 DE DEZEMBRO DE 2014.

REGULAMENTO/DIGEP Nº 002, DE 22 DE DEZEMBRO DE 2014. REGULAMENTO/DIGEP Nº 002, DE 22 DE DEZEMBRO DE 2014. Dispõe acerca das regras e procedimentos para a concessão, indenização, parcelamento e pagamento da remuneração de férias dos servidores do Instituto

Leia mais

É o retorno do servidor posto em disponibilidade. A disponibilidade não é uma forma de punição, é uma garantia do servidor.

É o retorno do servidor posto em disponibilidade. A disponibilidade não é uma forma de punição, é uma garantia do servidor. Turma e Ano: TJ ANALISTA JUDICIÁRIO e EXECUTANTE (2014) Matéria / Aula: Estatuto dos Servidores / Aula 2 Professor: Marcelo Chaves Monitor: Juliana Louzada FORMAS DE PROVIMENTO: Recondução: Segundo a Constituição,

Leia mais

BOLSA DE ESTUDO PARA CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO Perguntas Mais Frequentes

BOLSA DE ESTUDO PARA CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO Perguntas Mais Frequentes BOLSA DE ESTUDO PARA CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO Perguntas Mais Frequentes Que norma regulamenta a concessão da bolsa de estudo? A Instrução Normativa nº 104, de 25 de janeiro de 2010, regulamenta a concessão

Leia mais

Estatuto Federal Lei n o 8.112/1990

Estatuto Federal Lei n o 8.112/1990 C a p í t u l o 5 Estatuto Federal Lei n o 8.112/1990 5.1. Cargos Públicos, Provimento e Vacância Questão 1. Questão 2. (Cespe/Analista/Anac/2009) A readaptação, a reversão e a recondução são formas de

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO SUL E SUDESTE DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO SUL E SUDESTE DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO SUL E SUDESTE DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO Nº 012, DE 20 DE MAIO DE 2014 Estabelece normas para o afastamento de servidores

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE JURANDA Estado do Paraná Praça Henrique Szafermann, 139 Centro - Cep 87355-000 Juranda-Pr

PREFEITURA MUNICIPAL DE JURANDA Estado do Paraná Praça Henrique Szafermann, 139 Centro - Cep 87355-000 Juranda-Pr PREFEITURA MUNICIPAL DE JURANDA Estado do Paraná Praça Henrique Szafermann, 139 Centro - Cep 87355-000 Juranda-Pr LEI Nº. 1054/2013 SÚMULA: DISPÕE SOBRE O PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA CONTRATAÇÃO

Leia mais

LEI Nº 9.586, DE 14 DE DEZEMBRO DE 2011 AUTORIA: PODER JUDICIÁRIO (PUBLICADO NO DIÁRIO OFICIAL DO ESTADO EM 15 DE DEZEMBRO DE 2011.

LEI Nº 9.586, DE 14 DE DEZEMBRO DE 2011 AUTORIA: PODER JUDICIÁRIO (PUBLICADO NO DIÁRIO OFICIAL DO ESTADO EM 15 DE DEZEMBRO DE 2011. LEI Nº 9.586, DE 14 DE DEZEMBRO DE 2011 AUTORIA: PODER JUDICIÁRIO (PUBLICADO NO DIÁRIO OFICIAL DO ESTADO EM 15 DE DEZEMBRO DE 2011.) Dispõe sobre o plano de cargos e carreira e remuneração dos servidores

Leia mais

Prof Dr. Antonio Guedes Rangel Junior

Prof Dr. Antonio Guedes Rangel Junior RESOLUÇÃO/UEPB/CONSEPE/065/2014 Regulamenta o processo de afastamento para capacitação de Docentes da UEPB. O CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO CONSEPE, da UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA UEPB,

Leia mais

RIO GRANDE DO NORTE LEI COMPLEMENTAR Nº 530, DE 29 DE DEZEMBRO DE 2014.

RIO GRANDE DO NORTE LEI COMPLEMENTAR Nº 530, DE 29 DE DEZEMBRO DE 2014. RIO GRANDE DO NORTE LEI COMPLEMENTAR Nº 530, DE 29 DE DEZEMBRO DE 2014. Dispõe sobre a criação de estágio para estudantes de pós-graduação, denominado PGE Residência, no âmbito da Procuradoria-Geral do

Leia mais

Parágrafo único. Aplica-se aos titulares dos órgãos referidos no caput deste artigo o disposto no art. 2º, 2º, desta Lei Complementar.

Parágrafo único. Aplica-se aos titulares dos órgãos referidos no caput deste artigo o disposto no art. 2º, 2º, desta Lei Complementar. RIO GRANDE DO NORTE LEI COMPLEMENTAR Nº 518, DE 26 DE JUNHO DE 2014. Dispõe sobre a organização e o funcionamento da Assessoria Jurídica Estadual, estrutura a Carreira e o Grupo Ocupacional dos titulares

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL GOIANO ASSESSORIA INTERNACIONAL

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL GOIANO ASSESSORIA INTERNACIONAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL GOIANO ASSESSORIA INTERNACIONAL REGULAMENTO GERAL PARA AFASTAMENTO DE SERVIDOR DO INSTITUTO FEDERAL GOIANO PARA

Leia mais

REGIME JURÍDICO e ESTATUTO dos SERVIDORES PÚBLICOS do MUNICÍPIO de ARMAÇÃO DOS BÚZIOS

REGIME JURÍDICO e ESTATUTO dos SERVIDORES PÚBLICOS do MUNICÍPIO de ARMAÇÃO DOS BÚZIOS REGIME JURÍDICO e ESTATUTO dos SERVIDORES PÚBLICOS do MUNICÍPIO de ARMAÇÃO DOS BÚZIOS Lei Complementar nº 15, de 15 de janeiro de 2007. Elaborado pelo Departamento de Redação Oficial 1 ÍNDICE TÍTULO I

Leia mais

MINISTÉRIO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE RECURSOS HUMANOS ORIENTAÇÃO NORMATIVA Nº 7, DE 30 DE OUTUBRO DE 2008.*

MINISTÉRIO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE RECURSOS HUMANOS ORIENTAÇÃO NORMATIVA Nº 7, DE 30 DE OUTUBRO DE 2008.* MINISTÉRIO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE RECURSOS HUMANOS ORIENTAÇÃO NORMATIVA Nº 7, DE 30 DE OUTUBRO DE 2008.* Estabelece orientação sobre a aceitação de estagiários no âmbito da Administração

Leia mais

Filosofia Professor: Larissa Rocha c)

Filosofia Professor: Larissa Rocha c) Globalização, Mídia e Consumo 1. A reportagem apresenta uma reflexão acerca das possibilidades e limitações do uso das novas tecnologias no ativismo político no mundo atual. As limitações existentes para

Leia mais

O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, no uso das atribuições que lhe confere o art. 84, incisos IV e VI, da Constituição,

O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, no uso das atribuições que lhe confere o art. 84, incisos IV e VI, da Constituição, DECRETO 3.100, de 30 de Junho de 1999. Regulamenta a Lei nº 9.790, de 23 de março de 1999, que dispõe sobre a qualificação de pessoas jurídicas de direito privado, sem fins lucrativos, como Organizações

Leia mais

QUADRO COMPARATIVO DA LEGISLAÇÃO PREVIDENCIÁRIA

QUADRO COMPARATIVO DA LEGISLAÇÃO PREVIDENCIÁRIA ESTUDO ESTUDO QUADRO COMPARATIVO DA LEGISLAÇÃO PREVIDENCIÁRIA Cláudia Augusta Ferreira Deud Consultora Legislativa da Área XXI Previdência e Direito Previdenciário ESTUDO ABRIL/2007 Câmara dos Deputados

Leia mais

PROJETO DE LEI COMPLEMENTAR

PROJETO DE LEI COMPLEMENTAR PROJETO DE LEI COMPLEMENTAR Regulamenta o inciso II do 4º do art. 40 da Constituição, que dispõe sobre a concessão de aposentadoria especial a servidores públicos que exerçam atividade de risco. O CONGRESSO

Leia mais

VACÂNCIA 1. DEFINIÇÃO:

VACÂNCIA 1. DEFINIÇÃO: VACÂNCIA 1. DEFINIÇÃO: 1.1. É o desligamento de cargo público federal efetivo, com a geração de vaga, que possibilita o servidor aprovado em concurso público ser nomeado para outro cargo inacumulável,

Leia mais

Ministério do Trabalho publica Cartilha do Estágio

Ministério do Trabalho publica Cartilha do Estágio Ministério do Trabalho publica Cartilha do Estágio O Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) torna pública esta Cartilha esclarecedora sobre a nova Lei do Estágio com o objetivo de orientar Estudantes,

Leia mais

Boletim de Serviço Edição nº 11 - EXTRAORDINÁRIO

Boletim de Serviço Edição nº 11 - EXTRAORDINÁRIO PRESIDENTE DA REPÚBLICA DILMA ROUSSEFF Boletim de serviço - PROPA MINISTRO DA EDUCAÇÃO RENATO JANINE RIBEIRO REITOR NAOMAR MONTEIRO DE ALMEIDA FILHO VICE-REITORA JOANA ANGÉLICA GUIMARÂES PRÓ-REITOR DE

Leia mais

https://www.cnj.jus.br/pjecnj/painel/painel_usuario/documentohtml... ACÓRDÃO

https://www.cnj.jus.br/pjecnj/painel/painel_usuario/documentohtml... ACÓRDÃO 1 de 8 23/04/2014 14:41 E M E N TA P R O C E D I M E N TO S D E C O N TR O L E A D M I N I S T R ATI V O. T R I B U N A L D E J U S T I Ç A D O E S TA D O D A B A H I A. CUMULAÇÃO DE DIÁRIAS COM INDENIZAÇÃO

Leia mais

SERVIDORES PÚBLICOS FEDERAIS Lei nº 8.112/90 Prof. Leandro Cadenas Prado

SERVIDORES PÚBLICOS FEDERAIS Lei nº 8.112/90 Prof. Leandro Cadenas Prado SERVIDORES PÚBLICOS FEDERAIS Lei nº 8.112/90 Prof. Leandro Cadenas Prado Servidores Públicos Federais Lei nº n 8.112/90. 7 Agentes Públicos Espécies - agentes políticos - agentes em delegação - servidores

Leia mais

LEI ORDINÁRIA Nº 2.912/11 DE 6 DE MAIO DE 2011.

LEI ORDINÁRIA Nº 2.912/11 DE 6 DE MAIO DE 2011. LEI ORDINÁRIA Nº 2.912/11 DE 6 DE MAIO DE 2011. Institui o Regime Jurídico Único dos Servidores Públicos do Município de Gramado e dá outras providências TÍTULO I Das Disposições Preliminares Art. 1.º

Leia mais

Edital Nº 18/2015 Processo Seletivo Interno para Remoção de Servidores Técnicos Administrativos

Edital Nº 18/2015 Processo Seletivo Interno para Remoção de Servidores Técnicos Administrativos O Reitor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro, nomeado pelo Decreto de 06 de maio de 2014, publicado no Diário Oficial da União em 07 de maio de 2014, visando atender

Leia mais

art. 5º - Para efeito desde Regulamento, considera-se: II - indenização: valor devido aos beneficiários, em caso de sinistro;

art. 5º - Para efeito desde Regulamento, considera-se: II - indenização: valor devido aos beneficiários, em caso de sinistro; Assessoria Jurídica da Asscontas informa sobre as indenizações do pecúlio, seguro coletivo e seguro do cônjuge do Programa Estadual de Assistência ao Pecúlio dos Servidores do Estado de Minas Gerais: Muitos

Leia mais

Institui o Estatuto dos Servidores Públicos do Estado de Minas Gerais.

Institui o Estatuto dos Servidores Públicos do Estado de Minas Gerais. Projeto de lei complementar Institui o Estatuto dos Servidores Públicos do Estado de Minas Gerais. TÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º Esta lei institui o Estatuto dos Servidores Públicos do Estado

Leia mais

EXPEDIENTE. Prefeitura Municipal de Fortaleza. Prefeito: Roberto Cláudio Rodrigues Bezerra. Vice-Prefeito Gaudencio Gonçalves de Lucena

EXPEDIENTE. Prefeitura Municipal de Fortaleza. Prefeito: Roberto Cláudio Rodrigues Bezerra. Vice-Prefeito Gaudencio Gonçalves de Lucena 1 EXPEDIENTE Prefeitura Municipal de Fortaleza Prefeito: Roberto Cláudio Rodrigues Bezerra Vice-Prefeito Gaudencio Gonçalves de Lucena Secretaria de Planejamento, Orçamento e Gestão Secretário: Philipe

Leia mais

PORTARIA PGR/MPU Nº 378 DE 9 DE AGOSTO DE 2010

PORTARIA PGR/MPU Nº 378 DE 9 DE AGOSTO DE 2010 PORTARIA PGR/MPU Nº 378 DE 9 DE AGOSTO DE 2010 Regulamenta o Programa de Estágio no âmbito do Ministério Público da União e da Escola Superior do Ministério Público da União e dá outras providências. O

Leia mais

CARTILHA SOBRE A REFORMA DA PREVIDÊNCIA

CARTILHA SOBRE A REFORMA DA PREVIDÊNCIA CARTILHA SOBRE A REFORMA DA PREVIDÊNCIA O servidor público e as alterações do seu regime previdenciário Jose Luis Wagner Luciana Inês Rambo Flavio Alexandre Acosta Ramos Junho de 2009 1 1. Introdução Desde

Leia mais

MINISTÉRIO DA ADMINISTRAÇÃO FEDERAL E REFORMA DO ESTADO SECRETARIA DE RECURSOS HUMANOS PORTARIA NORMATIVA SRH Nº 2, DE 14 DE OUTUBRO DE 1998

MINISTÉRIO DA ADMINISTRAÇÃO FEDERAL E REFORMA DO ESTADO SECRETARIA DE RECURSOS HUMANOS PORTARIA NORMATIVA SRH Nº 2, DE 14 DE OUTUBRO DE 1998 MINISTÉRIO DA ADMINISTRAÇÃO FEDERAL E REFORMA DO ESTADO SECRETARIA DE RECURSOS HUMANOS PORTARIA NORMATIVA SRH Nº 2, DE 14 DE OUTUBRO DE 1998 Dispõe sobre as regras e procedimentos a serem adotados pelos

Leia mais

FÉRIAS DEFINIÇÃO INFORMAÇÕES GERAIS INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES FUNDAMENTAÇÃO LEGAL PERGUNTAS FREQUENTES

FÉRIAS DEFINIÇÃO INFORMAÇÕES GERAIS INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES FUNDAMENTAÇÃO LEGAL PERGUNTAS FREQUENTES FÉRIAS DEFINIÇÃO INFORMAÇÕES GERAIS INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES FUNDAMENTAÇÃO LEGAL PERGUNTAS FREQUENTES DEFINIÇÃO Período de descanso remunerado com duração prevista em lei (Lei 8.112/90 artigos 77 a 80).

Leia mais

TIPOS E REGRAS DE APOSENTADORIAS

TIPOS E REGRAS DE APOSENTADORIAS TIPOS E REGRAS DE APOSENTADORIAS O SINTFUB entende que o servidor que está para aposentar tem de ter esclarecimento sobre os tipos e regras para aposentadorias hoje vigentes antes de requerer esse direito.

Leia mais

Dispõe sobre o Estatuto dos Servidores Públicos do Município de Águas Formosas.

Dispõe sobre o Estatuto dos Servidores Públicos do Município de Águas Formosas. LEI COMPLEMENTAR MUNICIPAL Nº 1.206/07 Dispõe sobre o Estatuto dos Servidores Públicos do Município de Águas Formosas. O Povo do Município de Águas Formosas /MG, por seus representantes, na Câmara Municipal,

Leia mais

EDITAL Nº 004, DE 14 DE MARÇO DE 2011

EDITAL Nº 004, DE 14 DE MARÇO DE 2011 EDITAL Nº 004, DE 14 DE MARÇO DE 2011 O REITOR DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE RONDÔNIA, no uso de suas atribuições e tendo em vista o disposto na alínea c do inciso III do Art.

Leia mais

LEI 3.981/91 DE 7 DE JANEIRO DE 1991. O Prefeito Municipal de Natal, Faço saber que a Câmara Municipal aprovou e eu sanciono a seguinte Lei:

LEI 3.981/91 DE 7 DE JANEIRO DE 1991. O Prefeito Municipal de Natal, Faço saber que a Câmara Municipal aprovou e eu sanciono a seguinte Lei: LEI 3.981/91 DE 7 DE JANEIRO DE 1991 Dispõe sobre o Grupo Ocupacional Fisco e dá outras providencias. O Prefeito Municipal de Natal, Faço saber que a Câmara Municipal aprovou e eu sanciono a seguinte Lei:

Leia mais

Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público do Estado de Minas Gerais

Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público do Estado de Minas Gerais LEI 15304 2004 Data: 11/08/2004 REESTRUTURA A CARREIRA DE ESPECIALISTA EM POLÍTICAS PÚBLICAS E GESTÃO GOVERNAMENTAL E INSTITUI A CARREIRA DE AUDITOR INTERNO DO PODER EXECUTO. Reestrutura a carreira de

Leia mais

Decreto N 1.945 de 13 de dezembro de 2005

Decreto N 1.945 de 13 de dezembro de 2005 Decreto N 1.945 de 13 de dezembro de 2005 Dispõe sobre o cumprimento do estágio probatório de servidor público civil ocupante de cargo de provimento efetivo da administração direta, das autarquias e das

Leia mais

FACULDADE CAMPO LIMPO PAULISTA PLANO DE CARREIRA DO PESSOAL TÉCNICO-ADMINISTRATIVO TÍTULO I DO REGULAMENTO CAPÍTULO I DO CORPO TÉCNICO-ADMINISTRATIVO

FACULDADE CAMPO LIMPO PAULISTA PLANO DE CARREIRA DO PESSOAL TÉCNICO-ADMINISTRATIVO TÍTULO I DO REGULAMENTO CAPÍTULO I DO CORPO TÉCNICO-ADMINISTRATIVO FACULDADE CAMPO LIMPO PAULISTA PLANO DE CARREIRA DO PESSOAL TÉCNICO-ADMINISTRATIVO TÍTULO I DO REGULAMENTO Art. 1º - Este Plano de Carreira do Pessoal Técnico-Administrativo é um instrumento de constituição

Leia mais

Inscrição de dependente em assentamentos funcionais. Referência: Processo Administrativo nº 10530.001247/2009-55

Inscrição de dependente em assentamentos funcionais. Referência: Processo Administrativo nº 10530.001247/2009-55 Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Secretaria de Recursos Humanos Departamento de Normas e Procedimentos Judiciais Coordenação-Geral de Elaboração, Sistematização e Aplicação das Normas NOTA

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA INTEGRAÇÃO LATINO-AMERICANA RESOLUÇÃO N 016/2014 DE 27 DE MAIO DE 2014

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA INTEGRAÇÃO LATINO-AMERICANA RESOLUÇÃO N 016/2014 DE 27 DE MAIO DE 2014 RESOLUÇÃO N 016/2014 DE 27 DE MAIO DE 2014 Normatiza os procedimentos para concessão de Afastamentos de Curta Duração, Licença para Capacitação, Afastamentos para Pós- Graduação Stricto Sensu e Pós-Doutorado

Leia mais

Poder Judiciário do Estado do Rio de Janeiro. RESOLUÇÃO CM nº 12/2014

Poder Judiciário do Estado do Rio de Janeiro. RESOLUÇÃO CM nº 12/2014 RESOLUÇÃO CM nº 12/2014 Dispõe sobre o Concurso Público de provas ou provas e títulos para provimento de cargos efetivos do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro O CONSELHO DA MAGISTRATURA DO

Leia mais

ACUMULAÇÃO DE CARGOS PÚBLICOS POR MILITARES

ACUMULAÇÃO DE CARGOS PÚBLICOS POR MILITARES ACUMULAÇÃO DE CARGOS PÚBLICOS POR MILITARES 1. INTRODUÇÃO O presente estudo tem por finalidade analisar a possibilidade de um militar exercer, na ativa ou na reserva remunerada, outro cargo público e receber,

Leia mais

LEI Nº 7.169, DE 30 DE AGOSTO DE 1996 Republicada em 7/9/1996

LEI Nº 7.169, DE 30 DE AGOSTO DE 1996 Republicada em 7/9/1996 LEI Nº 7.169, DE 30 DE AGOSTO DE 1996 Republicada em 7/9/1996 Institui o Estatuto dos Servidores Públicos do Quadro Geral de Pessoal do Município de Belo Horizonte vinculados à administração direta, (VETADO)

Leia mais

NORMAS APLICÁVEIS AOS SERVIDORES PÚBLICOS FEDERAIS

NORMAS APLICÁVEIS AOS SERVIDORES PÚBLICOS FEDERAIS Técnico dos Tribunais TRE, TRF e TRT Sumário NORMAS APLICÁVEIS AOS SERVIDORES PÚBLICOS FEDERAIS Regime jurídico dos servidores públicos civis da União... 1 Lei nº 8.112/90, 1. Testes de Normas Aplicáveis

Leia mais

3º EDITAL DE SELEÇÃO DE BOLSA-INCENTIVO AO ESTUDO DE LÍNGUA ESTRANGEIRA

3º EDITAL DE SELEÇÃO DE BOLSA-INCENTIVO AO ESTUDO DE LÍNGUA ESTRANGEIRA MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE INSTITUTO CHICO MENDES DE CONSERVAÇÃO DA BIODIVERSIDADE DIRETORIA DE PLANEJAMENTO, ADMINISTRAÇÃO E LOGÍSTICA COORDENAÇÃO-GERAL DE GESTÃO DE PESSOAS EDUCAÇÃO CORPORATIVA 3º EDITAL

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa LEI Nº 13.421, DE 05 DE ABRIL DE 2010. (publicada no DOE nº 062, de 05 de abril de 2010 2ª edição) Institui a Carreira

Leia mais

CURSO ON-LINE NORMAS APLICÁVEIS AOS SERVIDORES PÚBLICOS FEDERAIS TRE/ES - TODOS OS CARGOS TEORIA E EXERCÍCIOS PROFESSOR: ANDERSON LUIZ.

CURSO ON-LINE NORMAS APLICÁVEIS AOS SERVIDORES PÚBLICOS FEDERAIS TRE/ES - TODOS OS CARGOS TEORIA E EXERCÍCIOS PROFESSOR: ANDERSON LUIZ. Aula 04 Assunto: Exercícios 60 questões (da 81ª à 140ª) 81. (CESPE/MEC/2009) Considere a seguinte situação hipotética. Maria e seu esposo, Gabriel, residem no interior do estado de Goiás. Maria é estudante

Leia mais