SISTEMAS DE INFORMAÇÕES GEOGRÁFICAS - SIG

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "SISTEMAS DE INFORMAÇÕES GEOGRÁFICAS - SIG"

Transcrição

1 SISTEMAS DE INFORMAÇÕES GEOGRÁFICAS - SIG Prof. Dr. Cristiano Zerbato Prof. Dr. David L. Rosalen Agricultura de Precisão

2 CONCEITOS AGRICULTURA DE PRECISÃO (AP) PRECISION AGRICULTURE or PRECISION FARM (PRECISION AG) É um conceito de gestão agrícola que busca, nas diferentes práticas de manejo, considerar a variabilidade espacial dos fatores de produção, assim como a própria produtividade. Dessa forma, procura otimizar a utilização de insumos, contribuindo para a preservação dos recursos naturais Manejo específico de glebas Site-Specific Management Faz uso intensivo de geotecnologias, tais como GNSS, Fotogrametria, SIG s, etc. Prof. Dr. David Luciano Rosalen 11 Prof. Dr. Cristiano Zerbato Prof. Dr. David L. Rosalen

3 Introdução e Conceitos Gerais Objetivo Expor o contexto que envolve a agricultura de precisão, a sua conceituação e os temas básicos e ferramentas envolvidas.

4 O que é agricultura de precisão A lavoura é uniforme?

5 O que é agricultura de precisão Diferentemente da agricultura pela média... AP é gerenciar o sistema considerando que a lavoura não é uniforme.... e ela nunca é uniforme!

6 AGRICULTURA Convencional Fertilidade do solo da propriedade Com Precisão Fertilidade de cada tipo de solo da propriedade Áreas com falta de fertilizante Áreas com excesso de fertilizantes Cada área recebe a quantidade certa VARIABILIDADE

7 O que é agricultura de precisão

8 O que é agricultura de precisão

9 O que é agricultura de precisão

10 TAREFA DE CASA DE TODOS QUE QUEREM FAZER AP

11 Onde posso aplicá-los Fertilidade do solo Semeadura e plantio Controle de plantas daninhas Controle de pragas e doenças

12 Com que finalidade adotar Agricultura de Precisão Melhor uso dos insumos agrícolas (fertilizantes, defensivos, sementes,...) Aumento da qualidade do produto Aumento da renda (do lucro) PRODUTIVIDADE Redução de custos Aumento da qualidade de vida no nosso planeta (menor poluição) Conforto

13

14

15

16

17 Uma definição simples: AP é uma filosofia de gerenciamento que leva em consideração a variabilidade espacial das lavouras......e busca tirar proveito dessas desuniformidades......sempre que elas forem relevantes.

18 Como se pratica AP, hoje, no Brasil: Gerenciamento (com ajuste fino) da correção e adubação do solo via aplicação em taxa variável, basicamente de calcário, potássio, fósforo e gesso. Com base em amostragem georreferenciada ( em grade ). Considerando e olhando apenas para o SOLO!

19

20

21 O que mais pode ser feito de imediato: Gerenciar, espacialmente a adubação, com base nas colheitas anteriores, considerando a extração. Isso só é possível com os mapas de produtividade. Ou seja, considerar também a PLANTA!

22

23

24

25 Atualmente e começando... VANT s e Drones Sensores Ativos Sensores Passivos

26

27

28

29 E mais... Pra que serve tudo isso? Somente depois de quantificar a variabilidade espacial é possível se investigar as relações entre causas e efeito. O efeito é a produtividade e as causas... Quem sabe?

30 O CICLO DA AGRICULTURA DE PRECISÃO Geração dos mapas de colheita Monitoramento da lavoura Amostragem sistêmica de solo Medidas de correção da variabilidade Interpretação das informações contidas nos mapas Análise do conjunto de dados

31 Localização Áreas de atuação

32 Georreferenciamento Áreas de atuação

33 Sistemas de correção Áreas de atuação

34 Áreas de atuação

35 Automação Áreas de atuação

36 Corte de seção Áreas de atuação

37 Corte de seção Áreas de atuação

38 Áreas de atuação Aplicação à taxa variável

39 Áreas de atuação

40 Coleta de dados Áreas de atuação

41 Áreas de atuação Sensores Sensoriamento Direto Sensoriamento Remoto

42 Condutividade Elétrica Áreas de atuação

43 Softwares Áreas de atuação

44 Aspectos a considerar Agricultura de Precisão é uma estratégia de gerenciamento Custo para a obtenção das informações Custo cresce com o grau de detalhamento Grande velocidade de obsolescência em equipamentos Necessidade de pessoal especializado - treinamento

45 Existe uma forte demanda pela parte da tecnologia, mas faltam profissionais capacitados para interpretar e implementar essas técnicas na fazenda. Eng. Agr Fábio Mattioni (MT)

46 FUTURO? Robotização Tratores Autônomos

47 OBRIGADO!!! Prof. Dr. Cristiano Zerbato Ramal: 7627 Departamento de Engenharia Rural

Agricultura de Precisão

Agricultura de Precisão Reunião preparatória à Sessão Segurança Alimentar Sustentável A PESQUISA NA AGRICULTURA: IMPLICAÇÕES PARA A SUSTENTABILIDADE E A SEGURANÇA ALIMENTAR GLOBAL Abril, 2016 Goiânia-GO Agricultura de Precisão

Leia mais

Manejo da lavoura para altas produtividades com base na agricultura de precisão. Telmo Amado

Manejo da lavoura para altas produtividades com base na agricultura de precisão. Telmo Amado Manejo da lavoura para altas produtividades com base na agricultura de precisão Telmo Amado Situação atual. Eficiência de Uso < 50% N e K, e < 30% de P Eficiência do uso da água Potencial genético subutilizado

Leia mais

Agricultura de Precisão no Manejo Conservacionista do Solo e o Manejo do Nitrogênio

Agricultura de Precisão no Manejo Conservacionista do Solo e o Manejo do Nitrogênio UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL FACULDADE DE AGRONOMIA Programa de Pós Graduação em Fitotecnia Disciplina de Manejo do Solo Agricultura de Precisão no Manejo Conservacionista do Solo e o Manejo

Leia mais

Amostragem Georreferenciada

Amostragem Georreferenciada 02 Amostragem Georreferenciada André F. Colaço¹; José P. Molin² ¹ Eng. Agrônomo, MSc, Doutorando em Engenharia de Sistemas Agrícolas (USP-ESALQ); ² Prof. Dr. Associado III, coordenador do Laboratório de

Leia mais

AGRICULTURA DE PRECISÃO EM SISTEMAS AGRÍCOLAS

AGRICULTURA DE PRECISÃO EM SISTEMAS AGRÍCOLAS IX SIMPÓSIO NACIONAL CERRADO BRASÍLIA 12 A 17 DE OUTUBRO DE 2008 AGRICULTURA DE PRECISÃO EM SISTEMAS AGRÍCOLAS ANTÔNIO MARCOS COELHO OBJETIVOS : INTRODUÇÃO - CONCEITOS E DEFFINIÇÕES: PRECISÃO NA AGRICULTURA

Leia mais

Manejo de Solos. Curso de Zootecnia Prof. Etiane Skrebsky Quadros

Manejo de Solos. Curso de Zootecnia Prof. Etiane Skrebsky Quadros Manejo de Solos Curso de Zootecnia Prof. Etiane Skrebsky Quadros Aula prática: Amostragem de Solo FINALIDADES DA ANÁLISE DE SOLO Determinar a disponibilidade de nutrientes; Indicar ao agricultor o nível

Leia mais

CUSTO DE PRODUÇÃO DE SOJA - SAFRA 2015/2016 MATO GROSSO - Janeiro/2015

CUSTO DE PRODUÇÃO DE SOJA - SAFRA 2015/2016 MATO GROSSO - Janeiro/2015 MATO GROSSO - Janeiro/2015 R$ 0,00 R$ 0,00 Nordeste Médio-Norte Oeste Centro-Sul Sudeste Mato Grosso 1.448.440 3.365.849 1.710.450 668.615 1.914.651 9.108.005 DESPESAS COM INSUMOS R$ 1.513,57 R$ 1.611,79

Leia mais

CUSTO DE PRODUÇÃO DE SOJA - SAFRA 2015/2016 MATO GROSSO - Novembro/2014

CUSTO DE PRODUÇÃO DE SOJA - SAFRA 2015/2016 MATO GROSSO - Novembro/2014 MATO GROSSO - Novembro/2014 R$ 0,00 R$ 0,00 Nordeste Médio-Norte Oeste Centro-Sul Sudeste Mato Grosso 1.448.440 3.365.849 1.710.450 668.615 1.914.651 9.108.005 DESPESAS COM INSUMOS R$ 1.437,49 R$ 1.612,95

Leia mais

CATÁLOGO DE TREINAMENTO AO CLIENTE PLM NEW HOLLAND. SEMPRE COM VOCÊ

CATÁLOGO DE TREINAMENTO AO CLIENTE PLM NEW HOLLAND. SEMPRE COM VOCÊ CATÁLOGO DE TREINAMENTO AO CLIENTE PLM NEW HOLLAND. SEMPRE COM VOCÊ BEM-VINDO AO MUNDO DA AGRICULTURA DE PRECISÃO PLM NEW HOLLAND. Nas páginas seguintes, você vai encontrar uma ofer ta abrangente de cursos

Leia mais

CUSTO DE PRODUÇÃO DE MILHO - SAFRA 2015/2016 MATO GROSSO - Janeiro/2015

CUSTO DE PRODUÇÃO DE MILHO - SAFRA 2015/2016 MATO GROSSO - Janeiro/2015 MATO GROSSO - Janeiro/2015 R$ 0,00 R$ 0,00 Nordeste Médio-Norte Oeste Centro-Sul Sudeste Mato Grosso 333.627 1.548.845 530.231 201.169 664.932 3.278.803 DESPESAS COM INSUMOS R$ 1.241,80 R$ 1.148,62 R$

Leia mais

CUSTO DE PRODUÇÃO DE MILHO - SAFRA 2016/2017 MATO GROSSO - Março/2016

CUSTO DE PRODUÇÃO DE MILHO - SAFRA 2016/2017 MATO GROSSO - Março/2016 MATO GROSSO - Março/2016 R$ 0,00 R$ 0,00 Nordeste Médio-Norte Oeste Centro-Sul Sudeste Mato Grosso 357.536 1.585.024 583.054 209.446 750.982 3.486.042 DESPESAS COM INSUMOS R$ 1.397,93 R$ 1.282,86 R$ 1.292,30

Leia mais

Colheita e armazenamento

Colheita e armazenamento 1 de 5 10/16/aaaa 11:19 Culturas A Cultura do Arroz Irrigado Nome Cultura do arroz irrigado Produto Informação Tecnológica Data Maio -2000 Preço - Linha Culturas Informações resumidas Resenha sobre a cultura

Leia mais

TRILHA DO CONHECIMENTO Agronegócio

TRILHA DO CONHECIMENTO Agronegócio TRILHA DO CONHECIMENTO Agronegócio A GESTÃO AMBIENTAL NO AGRONEGÓCIO A utilização do GIS como ferramenta de apoio na SLC Agrícola Paula Silvério Eng. Ambiental HISTÓRIA DA SLC AGRÍCOLA VISÃO GERAL DA SLC

Leia mais

Adubação do milho safrinha: Nitrogênio e Fósforo.

Adubação do milho safrinha: Nitrogênio e Fósforo. Adubação do milho safrinha: Nitrogênio e Fósforo. Eng. Agr. Dr. Douglas de Castilho Gitti Pesquisador Manejo e Fertilidade do Solo (67) 9681-7293 douglas@fundacaoms.org.br Roteiro da Palestra 1. Ambientes

Leia mais

Departamento do Agronegócio Segurança Alimentar: O Desafio de Abastecer o Mundo com Sustentabilidade

Departamento do Agronegócio Segurança Alimentar: O Desafio de Abastecer o Mundo com Sustentabilidade Segurança Alimentar: O Desafio de Abastecer o Mundo com Sustentabilidade O Mundo atravessa um período de aumento expressivo do consumo de alimentos, impulsionado pela melhora da renda das famílias dos

Leia mais

Fertirrigação em hortaliças Eng. Agr. Carine Cocco Acad.: Djeimi Janisch

Fertirrigação em hortaliças Eng. Agr. Carine Cocco Acad.: Djeimi Janisch UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA CENTRO DE CIÊNCIAS RURAIS DEPARTAMENTO D FITOTECNIA CAPACITAÇÃO EM FERTIRRIGAÇÃO Fertirrigação em hortaliças Eng. Agr. Carine Cocco Acad.: Djeimi Janisch Fertirrigação

Leia mais

Geoprocessamento na Agricultura de Precisão

Geoprocessamento na Agricultura de Precisão 1 a Semana Acadêmica de Engenharia de Agrimensura 29 de novembro a 03 de dezembro de 2004 UFRRJ IT Departamento de Engenharia MINICURSO Geoprocessamento na Agricultura de Precisão UFRRJ NOVEMBRO 2004 CONTEÚDO

Leia mais

ADOÇÃO DE MELHORES PRÁTICAS AGRONÔMICAS

ADOÇÃO DE MELHORES PRÁTICAS AGRONÔMICAS ADOÇÃO DE MELHORES PRÁTICAS AGRONÔMICAS O QUE SÃO AS MELHORES PRÁTICAS AGRONÔMICAS? POSICIONAMENTO TÉCNICO COERENTE E CONSISTENTE Dessecação antecipada e uso de inseticidas para manejo de pragas residentes

Leia mais

SISTEMA DE IRRIGAÇÃO EFICIENTE POR PIVÔ CENTRAL

SISTEMA DE IRRIGAÇÃO EFICIENTE POR PIVÔ CENTRAL SISTEMA DE IRRIGAÇÃO EFICIENTE POR PIVÔ CENTRAL Definição da Problemática Necessidade de produzir mais alimentos X Restrição para ampliar a área plantada Como Resolver o Impasse? Investimento em pesquisa

Leia mais

IMPACTOS AMBIENTAIS CAUSADOS PELO USO IRREGULAR DE DEJETOS DE SUÍNOS NO SOLO

IMPACTOS AMBIENTAIS CAUSADOS PELO USO IRREGULAR DE DEJETOS DE SUÍNOS NO SOLO IMPACTOS AMBIENTAIS CAUSADOS PELO USO IRREGULAR DE DEJETOS DE SUÍNOS NO SOLO Rodrigo de Almeida Silva (1) ; Rita Maria de Souza (2) ; Érica Nacif Rufino Vieira (3) ; (1) Graduando do curso de Gestão Ambiental,

Leia mais

Prof. Dr. Telmo Jorge Carneiro Amado Doutorando: Brian S. Trindade

Prof. Dr. Telmo Jorge Carneiro Amado Doutorando: Brian S. Trindade Prof. Dr. Telmo Jorge Carneiro Amado Doutorando: Brian S. Trindade A irregularidade da distribuição da precipitação pluviométrica e, consequentemente, da disponibilidade de água em períodos críticos das

Leia mais

10ª ELEITA A STARTUP MAIS ATRAENTE DO MERCADO LISTA COMPLETA

10ª ELEITA A STARTUP MAIS ATRAENTE DO MERCADO LISTA COMPLETA 10ª ELEITA A STARTUP MAIS ATRAENTE DO MERCADO LISTA COMPLETA Segundo a EMBRAPA, a agropecuária brasileira construiu uma história de sucesso nos últimos 40 anos. Até os anos 1970, o crescimento da agropecuária

Leia mais

precisão no olival A aplicação da agricultura de Introdução precisão no olival

precisão no olival A aplicação da agricultura de Introdução precisão no olival Workshop Boas práticas agroambientais na fileira do azeite IPBeja, 14 de Outubro de 2014 A aplicação da agricultura de precisão no olival Manuel Patanita A José aplicação Penacho da agricultura de precisão

Leia mais

Balanço de carbono na produção de tabaco, em Jorge Augusto Rodrigues julho 2010

Balanço de carbono na produção de tabaco, em Jorge Augusto Rodrigues julho 2010 Balanço de carbono na produção de tabaco, em 2009.. Jorge Augusto Rodrigues julho 2010 Balanço de CO2 e. 2009 Histórico - Area plantada 88.518 ha - Considerados 38.766 produtores / 3 estados (PR, SC, RS)

Leia mais

Estimativa do Custo de Produção de Soja, Safra 2004/05, para Mato Grosso do Sul e Mato Grosso

Estimativa do Custo de Produção de Soja, Safra 2004/05, para Mato Grosso do Sul e Mato Grosso 90 ISSN 1679-0472 Setembro, 2004 Dourados, MS Fotos: Silvio Ferreira Estimativa do Custo de Produção de Soja, Safra 2004/05, para Mato Grosso do Sul e Mato Grosso 1 Geraldo Augusto de Melo Filho 2 Alceu

Leia mais

LEVANTAMENTO DO USO DE TECNOLOGIAS EM LAVOURAS DE TRIGO TECNICAMENTE ASSISTIDAS NO PARANÁ. Claudia De Mori

LEVANTAMENTO DO USO DE TECNOLOGIAS EM LAVOURAS DE TRIGO TECNICAMENTE ASSISTIDAS NO PARANÁ. Claudia De Mori LEVANTAMENTO DO USO DE TECNOLOGIAS EM LAVOURAS DE TRIGO TECNICAMENTE ASSISTIDAS NO PARANÁ Claudia De Mori HISTÓRICO com a colaboração de profissionais de cooperativas e de empresas de assistência técnica,

Leia mais

Agricultura de Precisão em Máquinas Agrícolas

Agricultura de Precisão em Máquinas Agrícolas Agricultura de Precisão em Máquinas Agrícolas Eduardo R. Martini -Setembro 2011 Tendências Globais Crescimento Populacional População (bilhões) Crescimento da Renda Calorias de proteína animal (kcal) Crescimento

Leia mais

II ENCONTRO DE IRRIGANTES POR ASPERSÃO DO RS

II ENCONTRO DE IRRIGANTES POR ASPERSÃO DO RS II ENCONTRO DE IRRIGANTES POR ASPERSÃO DO RS 02 de OUTUBRO DE 2014 CRUZ ALTA RIO GRANDE DO SUL O INÍCIO DA IRRIGAÇÃO 5.000 anos atrás, Egito Antigo; Construção de diques, represas e canais para melhor

Leia mais

AVALIAÇÃO DA QUALIDADE FISIOLOGICA DAS SEMENTES NA PRODUTIVIDADE DA CULTURA DA SOJA. Material e Métodos. Sementes (Brasil, 2009.

AVALIAÇÃO DA QUALIDADE FISIOLOGICA DAS SEMENTES NA PRODUTIVIDADE DA CULTURA DA SOJA. Material e Métodos. Sementes (Brasil, 2009. 1 02 AVALIAÇÃO DA QUALIDADE FISIOLOGICA DAS SEMENTES NA PRODUTIVIDADE DA CULTURA Objetivo Este trabalho teve como objetivo avaliar o efeito do vigor de sementes de soja na produtividade BOLETIM Material

Leia mais

Encontro Brasileiro de Silvicultura/2008- Curitiba. Ronaldo Soares

Encontro Brasileiro de Silvicultura/2008- Curitiba. Ronaldo Soares Encontro Brasileiro de Silvicultura/2008- Curitiba Ronaldo Soares Anos 60 e 70 Anos 80 Anos 90 Ano 2000 2008 Anos 60 e 70 Incentivos fiscais ao plantio Florestal Ensino da silvicultura como disciplina

Leia mais

O Zé Tranqüilo. Um estudo de caso verídico sobre o perfil do produtor que não se abala na crise

O Zé Tranqüilo. Um estudo de caso verídico sobre o perfil do produtor que não se abala na crise O Zé Tranqüilo Um estudo de caso verídico sobre o perfil do produtor que não se abala na crise Mas afinal quem é o Zé Tranqüilo? Personagem hipotético Projeto da Bienal dos negócios da Agricultura em parceria

Leia mais

Softwares de geoprocessamento e implantação de SIG s. Prof. Dr. Cristiano Zerbato

Softwares de geoprocessamento e implantação de SIG s. Prof. Dr. Cristiano Zerbato Softwares de geoprocessamento e implantação de SIG s Prof. Dr. Cristiano Zerbato O que são? Programa computacional capaz de processar as coordenadas Softwares CAD: sistemas voltados para desenho técnico

Leia mais

Carteira de projetos Manejo da cultura do feijão-comum

Carteira de projetos Manejo da cultura do feijão-comum Carteira de projetos Manejo da cultura do feijão-comum Goiânia, 20 de março de 2013 Objetivo Desenvolver e disponibilizar tecnologia para produção com uso eficiente de recursos e que assegurem a sustentabilidade

Leia mais

UTILIZAÇÃO DE SENSORIAMENTO REMOTO PROXIMAL NO AJUSTE DA ADUBAÇÃO NITROGENADA DO ALGODOEIRO

UTILIZAÇÃO DE SENSORIAMENTO REMOTO PROXIMAL NO AJUSTE DA ADUBAÇÃO NITROGENADA DO ALGODOEIRO UTILIZAÇÃO DE SENSORIAMENTO REMOTO PROXIMAL NO AJUSTE DA ADUBAÇÃO NITROGENADA DO ALGODOEIRO Luciano Shozo Shiratsuchi Pesquisador Embrapa Agrossilvipastoril Sinop - MT SUMÁRIO Antecedentes Objetivo e Abordagem

Leia mais

Técnicas de Experimentação Agrícola

Técnicas de Experimentação Agrícola ProSavana Programa Especial de Capacitação e Treinamento Técnicas de Experimentação Agrícola Embrapa Arroz e Feijão Escola de Agronomia e Engenharia de Alimentos Universidade Federal de Goiás Nampula,

Leia mais

Telemetria em Pulverização Pedro Estevão Bastos Abimaq

Telemetria em Pulverização Pedro Estevão Bastos Abimaq Telemetria em Pulverização Pedro Estevão Bastos Abimaq ABIMAQ Associação Brasileira da Indústria de Máquinas CSMIA Câmara Setorial de Máquinas e Implementos Agrícolas 360 empresas 48.000 empregos R$ 11

Leia mais

IRGA 424 OPÇÃO DE PRODUTIVIDADE

IRGA 424 OPÇÃO DE PRODUTIVIDADE IRGA 424 OPÇÃO DE PRODUTIVIDADE A IRGA 424 apresenta como diferencial o alto potencial produtivo, responde muito bem ao manejo e às altas adubações. Origem: cruzamento IRGA 370-42-1-1F-B5/BR IRGA 410//IRGA

Leia mais

Campeão da Região Sudeste. (Produtor) (Consultor) (Estudo de caso) (Relator)

Campeão da Região Sudeste. (Produtor) (Consultor) (Estudo de caso) (Relator) Campeão da Região Sudeste (Produtor) (Consultor) (Estudo de caso) (Relator) Produtor: Ivaldo Lemes da Costa Consultor: Cleber Longhin Cultura: SOJA Propriedade Agrícola: Sítio Matarazzo Município: Itapetininga/SP

Leia mais

REPENSANDO A ADUBAÇÃO NPK EM SISTEMAS DE ALTA PRODUTIVIDADE DE GRÃOS. Álvaro V. Resende

REPENSANDO A ADUBAÇÃO NPK EM SISTEMAS DE ALTA PRODUTIVIDADE DE GRÃOS. Álvaro V. Resende REPENSANDO A ADUBAÇÃO NPK EM SISTEMAS DE ALTA PRODUTIVIDADE DE GRÃOS Álvaro V. Resende Araxá, 19/09/2014 Roteiro Contexto dos sistemas soja-milho Repensando a adubação NPK Considerações finais Contexto

Leia mais

CURSO DE ENGENHARIA FLORESTAL - UFG/EA, Campus Samambaia - Goiânia, GO. - MATRIZ CURRICULAR - PRÉ- REQUISITO(S) UNID. RESP.

CURSO DE ENGENHARIA FLORESTAL - UFG/EA, Campus Samambaia - Goiânia, GO. - MATRIZ CURRICULAR - PRÉ- REQUISITO(S) UNID. RESP. CURSO DE ENGENHARIA FLORESTAL - UFG/EA, Campus Samambaia - Goiânia, GO. - MATRIZ CURRICULAR - CHTS C H S NÚCLEO NATUREZA 01 5117 Introdução à Engenharia Florestal EA 32 32 00 Específico Obrigatória 02

Leia mais

16 EFEITO DA APLICAÇÃO DO FERTILIZANTE FARTURE

16 EFEITO DA APLICAÇÃO DO FERTILIZANTE FARTURE 16 EFEITO DA APLICAÇÃO DO FERTILIZANTE FARTURE EM RELAÇÃO AO FORMULADO PADRÃO O objetivo deste trabalho foi avaliar o desempenho do fertilizante Farture (00-12-12) em diferentes dosagens em relação ao

Leia mais

Estimativa do Custo de Produção de Arroz de Sequeiro para Mato Grosso, Safra 2002/03

Estimativa do Custo de Produção de Arroz de Sequeiro para Mato Grosso, Safra 2002/03 59 ISSN 1679-0472 Outubro, 2002 Dourados, MS Foto: arquivo Embrapa Agropecuária Oeste Estimativa do Custo de Produção de Arroz de Sequeiro para Mato Grosso, Safra 2002/03 Geraldo Augusto de Melo Filho

Leia mais

UM BREVE ESTUDO DA VIABILIDADE DE APLICAÇÃO DE TÉCNICAS DE AGRICULTURA DE PRECISÃO

UM BREVE ESTUDO DA VIABILIDADE DE APLICAÇÃO DE TÉCNICAS DE AGRICULTURA DE PRECISÃO UM BREVE ESTUDO DA VIABILIDADE DE APLICAÇÃO DE TÉCNICAS DE AGRICULTURA DE PRECISÃO PETILIO, Alexandre Acadêmico da Faculdade de Agronomia e Engenharia Florestal FAEF/ACEG Garça/SP lezinhu-pet@hotmail.com

Leia mais

Influência da Safrinha na Eficiência de Produção do Milho no Brasil

Influência da Safrinha na Eficiência de Produção do Milho no Brasil XXX CONGRESSO NACIONAL DE MILHO E SORGO SALVADOR 5 DE AGOSTO DE 2014 Influência da Safrinha na Eficiência de Produção do Milho no Brasil Aildson Pereira Duarte Instituto Agronômico, Campinas (IAC) Influência

Leia mais

MÁQUINAS PARA A COLHEITA DE GRÃOS

MÁQUINAS PARA A COLHEITA DE GRÃOS MÁQUINAS PARA A COLHEITA DE GRÃOS PARTE 1 Prof. Dr. Antônio Lilles Tavares Machado DER - FAEM UFPel Tipos de colheita Manual Manual - Mecânica Mecânica Colheita Manual Colheita Manual A planta pode ser

Leia mais

PROJETO CAMPO FUTURO CUSTO DE PRODUÇÃO DO CACAU EM EUNÁPOLIS-BA

PROJETO CAMPO FUTURO CUSTO DE PRODUÇÃO DO CACAU EM EUNÁPOLIS-BA PROJETO CAMPO FUTURO CUSTO DE PRODUÇÃO DO CACAU EM EUNÁPOLIS-BA Os produtores de Eunápolis se reuniram, em 11/05, para participarem do levantamento de custos de produção de cacau para o projeto Campo Futuro,

Leia mais

Novas Tecnologias que trarão Renda Sustentável ao produtor: Algodão Adensado

Novas Tecnologias que trarão Renda Sustentável ao produtor: Algodão Adensado Novas Tecnologias que trarão Renda Sustentável ao produtor: Algodão Adensado Eng. Agr. Edson R. de Andrade Junior Pesquisador IMAmt edsonjunior@imamt.com.br Dr. Jean Louis Belot Pesquisador IMAmt jeanbelot@imamt.com.br

Leia mais

PROJETO CAMPO FUTURO CUSTO DE PRODUÇÃO DO CACAU EM GANDU-BA

PROJETO CAMPO FUTURO CUSTO DE PRODUÇÃO DO CACAU EM GANDU-BA PROJETO CAMPO FUTURO CUSTO DE PRODUÇÃO DO CACAU EM GANDU-BA Os produtores de Gandu se reuniram, em 13/05, para participarem do levantamento de custos de produção de cacau para o projeto Campo Futuro, uma

Leia mais

Condomínio Agrícola SANTA IZABEL. A TECNOLOGIA DE MBPs

Condomínio Agrícola SANTA IZABEL. A TECNOLOGIA DE MBPs Condomínio Agrícola SANTA IZABEL II Simpósio STAB sobre plantas daninhas em cana-de-açúcar Manejo químico de plantas daninhas e a s A TECNOLOGIA DE MBPs Tendências utilizadas por produtores UNESP - 02

Leia mais

RESULTADOS NA PRODUTIVIDADE

RESULTADOS NA PRODUTIVIDADE RESULTADOS NA PRODUTIVIDADE R e s u l t a d o s d e c a m p o A Agroplanta Fertilizantes sempre acreditou que qualidade é um processo, que vai desde a escolha da matériaprima até equipamentos de alta tecnologia,

Leia mais

Nexo água-alimentoenergia: produzir com sustentabilidade. Brasília, 27 de julho de 2016

Nexo água-alimentoenergia: produzir com sustentabilidade. Brasília, 27 de julho de 2016 Nexo água-alimentoenergia: o desafio de produzir com sustentabilidade Brasília, 27 de julho de 2016 Desafios para produção de alimentos Multifuncionalidade A Agricultura será, cada vez mais, pressionada

Leia mais

TRATORES MAGNUM 235, 260, 290, 315 e 340

TRATORES MAGNUM 235, 260, 290, 315 e 340 TRATORES MAGNUM 235, 260, 290, 315 e 340 Soluções para quem quer mais resultados. Uma série com desempenho incomparável. O mundo pede mais alimento e mais energia. A agricultura moderna exige mais eficiência

Leia mais

FiberMax. Mais que um detalhe: uma genética de fibra.

FiberMax. Mais que um detalhe: uma genética de fibra. FiberMax. Mais que um detalhe: uma genética de fibra. Requisitos para o cultivo de algodoeiro GlyTol LibertyLink, além de boas práticas de manejo integrado de plantas daninhas. Cap 1: Descrição do Produto

Leia mais

DESENVOLVIMENTO FOLIAR, PRODUTIVIDADE E TEOR DE AMIDO EM MANDIOCA SUBMETIDA À DISTINTO MANEJO NUTRICIONAL EM DOIS ANOS AGRÍCOLAS 1

DESENVOLVIMENTO FOLIAR, PRODUTIVIDADE E TEOR DE AMIDO EM MANDIOCA SUBMETIDA À DISTINTO MANEJO NUTRICIONAL EM DOIS ANOS AGRÍCOLAS 1 DESENVOLVIMENTO FOLIAR, PRODUTIVIDADE E TEOR DE AMIDO EM MANDIOCA SUBMETIDA À DISTINTO MANEJO NUTRICIONAL EM DOIS ANOS AGRÍCOLAS 1 Taise Pacheco Paganini 2 ; Janaina Emerim de Souza 3 ; Naracelis Poletto

Leia mais

PROGRAMA DE DISCIPLINA

PROGRAMA DE DISCIPLINA PROGRAMA DE DISCIPLINA Disciplina: Manejo de Pastagens Código da Disciplina: AGR 279 Curso: Agronomia Semestre de oferta da disciplina: 6 Faculdade responsável: Agronomia Programa em vigência a partir

Leia mais

ADUBAÇÃO POTÁSSICA DA SOJA EM SISTEMA DE PLANTIO DIRETO NO SUDOESTE DE GOIÁS

ADUBAÇÃO POTÁSSICA DA SOJA EM SISTEMA DE PLANTIO DIRETO NO SUDOESTE DE GOIÁS XXVII Reunião Brasileira de Fertilidade do Solo e Nutrição de Plantas XI Reunião Brasileira sobre Micorrizas IX Simpósio Brasileiro de Microbiologia do Solo VI Re un iã o Bra sile ira d e Bio lo g ia d

Leia mais

Ferramentas de TI para o Comissionamento de Empreendimentos Industriais

Ferramentas de TI para o Comissionamento de Empreendimentos Industriais Ferramentas de TI para o Comissionamento de Empreendimentos Industriais Luciano Gaete / Antonio João Prates 26 de Outubro 2007 1 Introdução O comissionamento Conjunto de técnicas e procedimentos de engenharia

Leia mais

Custo de Produção de Café para a Região Sul e Oeste de Minas Gerais na safra colhida em 2008

Custo de Produção de Café para a Região Sul e Oeste de Minas Gerais na safra colhida em 2008 de Produção de Café para a Região Sul e Oeste de Minas Gerais na safra colhida em 2008 1 Critérios adotados: - Planilha de elaborada por técnicos e pesquisadores do antigo IBC e hoje MAPA, encontra-se

Leia mais

PROJETO CAMPO FUTURO CUSTO DE PRODUÇÃO DO CAFÉ EM LUÍS EDUARDO MAGALHÃES-BA

PROJETO CAMPO FUTURO CUSTO DE PRODUÇÃO DO CAFÉ EM LUÍS EDUARDO MAGALHÃES-BA PROJETO CAMPO FUTURO CUSTO DE PRODUÇÃO DO CAFÉ EM LUÍS EDUARDO MAGALHÃES-BA Os produtores de Luís Eduardo Magalhães se reuniram, em 08/04, para participarem do levantamento de custos de produção de café

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE PROTÓTIPO AUTOMATIZADO PARA O CULTIVO PROTEGIDO DE HORTALIÇAS. Ituporanga/SC

DESENVOLVIMENTO DE PROTÓTIPO AUTOMATIZADO PARA O CULTIVO PROTEGIDO DE HORTALIÇAS. Ituporanga/SC DESENVOLVIMENTO DE PROTÓTIPO AUTOMATIZADO PARA O CULTIVO PROTEGIDO DE HORTALIÇAS Carvalho, Renon Steinbach 1 ; Hoffmann, Ane Fernanda 2 ; Fiamoncini, Gabriel 3 ; Neto, João Vieira 4 1,2,3 Instituto Federal

Leia mais

AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO DO FONOLITO VIA MINERAL EM LARANJEIRAS ADULTAS

AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO DO FONOLITO VIA MINERAL EM LARANJEIRAS ADULTAS AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO DO FONOLITO VIA MINERAL EM LARANJEIRAS ADULTAS Resumo Danilo Franco 1 Minoru Yasuda 2 Rafael Curimbaba Ferreira 3 Leandro Aparecido Fukuda 4 Rafael Trombin Ferracini 5 O presente

Leia mais

Geoprocessamento na delimitação de áreas de conflito em áreas de preservação permanente da sub-bacia do Córrego Pinheirinho

Geoprocessamento na delimitação de áreas de conflito em áreas de preservação permanente da sub-bacia do Córrego Pinheirinho Geoprocessamento na delimitação de áreas de conflito em áreas de preservação permanente da sub-bacia do Córrego Pinheirinho Juliano Boeck Santos Osmar Delmanto Junior Célia Regina Lopes Zimback Ana Paula

Leia mais

O Geprocessamento O nascimento da Geomática: a geografia informática. funções, programas e tecnologias de representação espacial; Unificação contínua de técnicas e instrumentos; Generalização do termo

Leia mais

Lançamento Soja marca Pioneer no Sul do Brasil. Ricardo B. Zottis Ger. Produto RS/SC

Lançamento Soja marca Pioneer no Sul do Brasil. Ricardo B. Zottis Ger. Produto RS/SC Lançamento Soja marca Pioneer no Sul do Brasil Ricardo B. Zottis Ger. Produto RS/SC Agenda 1. Histórico Soja marca Pioneer 2. Pesquisa Soja Brasil 3. Qualidade das Sementes DuPont Pioneer 4. Cultivares

Leia mais

Planejamento e Instalação de Pomares

Planejamento e Instalação de Pomares Universidade Federal do Vale do São Francisco Campus de Ciências Agrárias Curso de Engenharia Agronômica Disciplina: Fruticultura I Planejamento e Instalação de Pomares Docente responsável: Prof. Dr. Ítalo

Leia mais

EMPRESA BRASILEIRA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA EMBRAPA- PESCA E AQUICULTURA FUNDAÇÃO AGRISUS RELATÓRIO PARCIAL-01/10/2016

EMPRESA BRASILEIRA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA EMBRAPA- PESCA E AQUICULTURA FUNDAÇÃO AGRISUS RELATÓRIO PARCIAL-01/10/2016 1 EMPRESA BRASILEIRA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA EMBRAPA- PESCA E AQUICULTURA FUNDAÇÃO AGRISUS RELATÓRIO PARCIAL-01/10/2016 CONSÓRCIO DE MILHO COM BRAQUIÁRIA: COMPREENDENDO OS RISCOS DO ESTRESSE HÍDRICO NA

Leia mais

Defensivos agrícolas naturais na visão da Industria

Defensivos agrícolas naturais na visão da Industria Defensivos agrícolas naturais na visão da Industria Cesar Lamonega. VP, AgraQuest V Congresso Brasileiro de Defensivos Agrícolas Naturais Jaguariúna, São Paulo, Brazil May 24-26, 2001 9 Bilhões de pessoas

Leia mais

IRRIGAÇÃO. Importância e Aspectos Técnicos

IRRIGAÇÃO. Importância e Aspectos Técnicos IRRIGAÇÃO Importância e Aspectos Técnicos IRRIGAÇÃO Breve histórico Povos antigos Egito (Rio Nilo) Mesopotâmia (Rios Tigre e Eufrates) Índia (Rio Indo) Século XX Estados Unidos Israel IRRIGAÇÃO Situação

Leia mais

Diversificação de atividades na propriedade rural. 30 de junho de 2011 Uberlândia - Minas Gerais

Diversificação de atividades na propriedade rural. 30 de junho de 2011 Uberlândia - Minas Gerais Diversificação de atividades na propriedade rural 30 de junho de 2011 Uberlândia - Minas Gerais Roteiro da apresentação Apresentação da Campo Globalização e a demanda pelos serviços do agroecossistema

Leia mais

Nutrição de Plantas: Técnicas para aumento da produtividade da Soja. Eng. Agr. Dr. Douglas Gitti Pesquisador de Manejo e Fertilidade do Solo

Nutrição de Plantas: Técnicas para aumento da produtividade da Soja. Eng. Agr. Dr. Douglas Gitti Pesquisador de Manejo e Fertilidade do Solo Nutrição de Plantas: Técnicas para aumento da produtividade da Soja Eng. Agr. Dr. Douglas Gitti Pesquisador de Manejo e Fertilidade do Solo Roteiro 1- Ativos Biológicos na Soja: Azospirillum 2- Sais e

Leia mais

VI Reunião da Comissão Brasileira de Pesquisa de Trigo e Triticale Área de concentração do trabalho: Transferência de Tecnologia e Sócioeconomia

VI Reunião da Comissão Brasileira de Pesquisa de Trigo e Triticale Área de concentração do trabalho: Transferência de Tecnologia e Sócioeconomia VI Reunião da Comissão Brasileira de Pesquisa de Trigo e Triticale Área de concentração do trabalho: Transferência de Tecnologia e Sócioeconomia VALIDAÇÃO DE SISTEMA DE RASTREABILIDADE DIGITAL PARA TRIGO

Leia mais

Análise química do solo: amostras para análise

Análise química do solo: amostras para análise Análise química do solo: Amostragem de solos e Preparo das amostras para análise Análise do solo A análise de solo conjunto de procedimentos físicos e químicos que visam avaliar as características e propriedades

Leia mais

INOVAÇÕES/AVANÇOS TECNOLÓGICOS NA PRODUÇÃO FLORESTAL

INOVAÇÕES/AVANÇOS TECNOLÓGICOS NA PRODUÇÃO FLORESTAL III Congresso Brasileiro de Eucalipto - Vitória ES CEDAGRO INOVAÇÕES/AVANÇOS TECNOLÓGICOS NA PRODUÇÃO FLORESTAL Edmilson Bitti Loureiro Desenvolvimento Operacional Florestal Setembro de 2015 Copyright

Leia mais

Rendimento de arroz RS Fonte:Irga % % % %

Rendimento de arroz RS Fonte:Irga % % % % 1, 1, 1,,,,,, 9 93 9 9 9 97 9 99 1 3 7 3,,, 1, 1,,, Produtividade t/ha Produtividade t/ha Adubação do arroz irrigado como fator de produtividade X ENTEC Eng o. Agr o. Rodrigo Schoenfeld kg/ha 9 3 +7 3%

Leia mais

Sistema de Controle Acadêmico. Grade Curricular. Curso : ENGENHARIA AGRÍCOLA. CRÉDITOS Obrigatórios: 264 Optativos: 6. 1º Semestre

Sistema de Controle Acadêmico. Grade Curricular. Curso : ENGENHARIA AGRÍCOLA. CRÉDITOS Obrigatórios: 264 Optativos: 6. 1º Semestre Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro Pró-reitoria de Graduação - DAARG DRA - Divisão de Registros Acadêmicos Sistema de Controle Acadêmico Grade Curricular 30/01/2014-13:18:33 Curso : ENGENHARIA

Leia mais

MANEJO DA FERTILIDADE DO SOLO EM SISTEMAS DE PRODUÇÃO NO CERRADO

MANEJO DA FERTILIDADE DO SOLO EM SISTEMAS DE PRODUÇÃO NO CERRADO UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO CAMPUS UNIVERSITÁRIO DE RONDONÓPOLIS INSTITUTO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS E TECNOLÓGICAS MANEJO DA FERTILIDADE DO SOLO EM SISTEMAS DE PRODUÇÃO NO CERRADO Edicarlos Damacena

Leia mais

Currículo do Curso de Agronomia

Currículo do Curso de Agronomia Currículo do Curso de Agronomia Engenheiro Agrônomo ATUAÇÃO Compete ao Engenheiro Agrônomo desempenhar as atividades profissionais previstas na Resolução nº 218, de 29.6.73, do CONFEA, e atuar nos seguintes

Leia mais

VEÍCULOS AÉREOS NÃO TRIPULADOS (VANT) NA AGRICULTURA E MEIO AMBIENTE

VEÍCULOS AÉREOS NÃO TRIPULADOS (VANT) NA AGRICULTURA E MEIO AMBIENTE VEÍCULOS AÉREOS NÃO TRIPULADOS (VANT) NA AGRICULTURA E MEIO AMBIENTE Daniel Gomes Eng. Agrônomo, Dr., PqC do Polo Regional Leste Paulista/APTA daniel.gomes@apta.sp.gov.br Um Veículo Aéreo Não Tripulado

Leia mais

EXPERIMENTAL TESTS OF POWER CONSUMPTION ON THE DRIVE SHAFT OF A VARIABLE RATE FERTILIZER FOR USE IN PRECISION AGRICULTURE

EXPERIMENTAL TESTS OF POWER CONSUMPTION ON THE DRIVE SHAFT OF A VARIABLE RATE FERTILIZER FOR USE IN PRECISION AGRICULTURE TESTES EXPERIMENTAIS DO CONSUMO DE POTÊNCIA NO EIXO DE ACIONAMENTO DE UMA ADUBADORA A TAXA VARIÁVEL PARA USO NA AGRICULTURA DE PRECISÃO ANTONIO CARLOS VALDIERO 1, RONEI OSVALDO ZIECH 2, MAURÍCIO DA SILVA

Leia mais

UNIDADES DE MANEJO: UMA OPÇÃO DESAFIADORA E MAIS INTELIGENTE

UNIDADES DE MANEJO: UMA OPÇÃO DESAFIADORA E MAIS INTELIGENTE Departamento de Engenharia de Biossistemas ESALQ/USP UNIDADES DE MANEJO: UMA OPÇÃO DESAFIADORA E MAIS INTELIGENTE V Seminário de Agricultura de Precisão Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz 9

Leia mais

Formação e manejo de capineiras

Formação e manejo de capineiras Universidade Federal do Ceará Centro de Ciências Agrárias Departamento de Zootecnia Formação e manejo de capineiras Magno José Duarte Cândido magno@ufc.br Núcleo de Ensino e Estudos em Forragicultura-NEEF/DZ/CCA/UFC

Leia mais

Análise Técnico-Econômica do Cultivo e Extração do Óleo Essencial de Melaleuca alternifolia Cheel (Tea Tree)

Análise Técnico-Econômica do Cultivo e Extração do Óleo Essencial de Melaleuca alternifolia Cheel (Tea Tree) Universidade Federal de Viçosa Centro de Ciências Agrárias Departamento de Engenharia Florestal Análise Técnico-Econômica do Cultivo e Extração do Óleo Essencial de Melaleuca alternifolia Cheel (Tea Tree)

Leia mais

MANEJO DA ADUBAÇÃO. Prof. Dr. Danilo Eduardo Rozane.

MANEJO DA ADUBAÇÃO. Prof. Dr. Danilo Eduardo Rozane. CURSO DE FORMAÇÃO DE RESPONSÁVEIS TÉCNICOS E AUDITORES EM PI MÓDULO GOIABA CATI - CAMPINAS 07 a 11 de novembro de 2011 MANEJO DA ADUBAÇÃO Prof. Dr. Danilo Eduardo Rozane danilorozane@registro.unesp.br

Leia mais

PROGRAMA DE DISCIPLINA. Disciplina: Olericultura Orgânica Código da Disciplina: AGR383. Semestre de oferta da disciplina: I e II

PROGRAMA DE DISCIPLINA. Disciplina: Olericultura Orgânica Código da Disciplina: AGR383. Semestre de oferta da disciplina: I e II PROGRAMA DE DISCIPLINA Disciplina: Olericultura Orgânica Código da Disciplina: AGR383 Curso: Agronomia Semestre de oferta da disciplina: I e II Faculdade responsável: Agronomia Matriz 120 Programa em vigência

Leia mais

4º DIA DE CAMPO SODEPAC Tratos Culturais para Qualidade da Sementeira. Fazenda Quizenga

4º DIA DE CAMPO SODEPAC Tratos Culturais para Qualidade da Sementeira. Fazenda Quizenga 4º DIA DE CAMPO SODEPAC Tratos Culturais para Qualidade da Sementeira Fazenda Quizenga Sistematização da área Conservam a cobertura vegetal do solo É essencial para correcções de áreas íngremes Conservar

Leia mais

ITA promove XVII Simpósio de Aplicações Operacionais em Áreas de Defesa

ITA promove XVII Simpósio de Aplicações Operacionais em Áreas de Defesa ITA promove XVII Simpósio de Aplicações Operacionais em Áreas de Defesa No ano de 2015, o SIGE (Simpósio de Aplicações Operacionais em Áreas de Defesa) será realizado no período de 29 de setembro a 1 de

Leia mais

ZONEAMENTO AGRÍCOLA DE RISCO CLIMÁTICO SPA/MAPA

ZONEAMENTO AGRÍCOLA DE RISCO CLIMÁTICO SPA/MAPA ZONEAMENTO AGRÍCOLA DE RISCO CLIMÁTICO SPA/MAPA 1. Definição; 2. Antecedentes; 3. Elaboração; 4. Metodologia; 5. Utilidade; Departamento de Gestão de Risco Rural Coordenação-Geral de Zoneamento Agropecuário

Leia mais

Geotecnologias Planejamento e Gestão AULA 01. Apresentação da Disciplina e Conceitos Iniciais

Geotecnologias Planejamento e Gestão AULA 01. Apresentação da Disciplina e Conceitos Iniciais Geotecnologias Planejamento e Gestão AULA 01 Apresentação da Disciplina e Conceitos Iniciais Profº Frederico Damasceno Bortoloti freddb@ltc.ufes.br www.ltc.ufes.br Geotecnologias para Planejamento e Gestão

Leia mais

Cursos de Geoprocessamento com o Software Livre QGIS

Cursos de Geoprocessamento com o Software Livre QGIS Cursos de Geoprocessamento com o Software Livre QGIS EMENTAS Níveis Básico e Avançado CURSOS DE GEOPROCESSAMENTO COM O SOFTWARE LIVRE QGIS O QGIS é um dos mais robustos softwares gratuitos para Sistemas

Leia mais

Bacharelado em Ciências Matemáticas e da Terra. Anexo B. Habilitações. Habilitação: Analista de Suporte à Decisão... B-2

Bacharelado em Ciências Matemáticas e da Terra. Anexo B. Habilitações. Habilitação: Analista de Suporte à Decisão... B-2 UFRJ Bacharelado em Ciências Matemáticas e da Terra Anexo B Habilitações Habilitação: Analista de Suporte à Decisão... B-2 Habilitação: Ciências da Terra e Patrimônio Natural... B-5 Habilitação: Sensoriamento

Leia mais

Culturas. A Cultura do Milho. Nome A Cultura do Milho Produto Informação Tecnológica Data Outubro de 2000 Preço - Linha Culturas Resenha

Culturas. A Cultura do Milho. Nome A Cultura do Milho Produto Informação Tecnológica Data Outubro de 2000 Preço - Linha Culturas Resenha 1 de 5 10/16/aaaa 11:24 Culturas A Cultura do Milho Nome A Cultura do Milho Produto Informação Tecnológica Data Outubro de 2000 Preço - Linha Culturas Resenha Informações resumidas sobre a cultura do milho

Leia mais

É POSSÍVEL TER SUCESSO NA PRODUÇÃO DO ALGODÃO NÃO BT? Eng.º Agr.º Ezelino Carvalho GBCA / EQUIPE Consultoria Agronômica

É POSSÍVEL TER SUCESSO NA PRODUÇÃO DO ALGODÃO NÃO BT? Eng.º Agr.º Ezelino Carvalho GBCA / EQUIPE Consultoria Agronômica É POSSÍVEL TER SUCESSO NA PRODUÇÃO DO ALGODÃO NÃO BT? Eng.º Agr.º Ezelino Carvalho GBCA / EQUIPE Consultoria Agronômica 10º Congresso Brasileiro de Algodão Foz do Iguaçu - PR, Setembro/2015 OBJETIVOS Discutir

Leia mais

Sistema AGRIS - Categorias de Assuntos: A AGRICULTURA. A01 Agricultura - aspectos gerais. A50 Investigação B GEOGRAFIA E HISTÓRIA.

Sistema AGRIS - Categorias de Assuntos: A AGRICULTURA. A01 Agricultura - aspectos gerais. A50 Investigação B GEOGRAFIA E HISTÓRIA. Sistema AGRIS - Categorias de Assuntos: A AGRICULTURA A01 Agricultura - aspectos gerais A50 Investigação B GEOGRAFIA E HISTÓRIA B10 Geografia B50 História C EDUCAÇÃO, EXTENSÃO E INFORMAÇÃO C10 Educação

Leia mais

Estudos dos impactos da agricultura na quantidade e qualidade da água no solo e nos rios

Estudos dos impactos da agricultura na quantidade e qualidade da água no solo e nos rios Estudos dos impactos da agricultura na quantidade e qualidade da água no solo e nos rios Universidade Federal de Santa Maria Professores: Jean P.G. Minella, José Miguel Reichert, Dalvan J. Reinert Universidade

Leia mais

Divisão de Processamento de Imagens. Desenvolvimento de Geotecnologias

Divisão de Processamento de Imagens. Desenvolvimento de Geotecnologias Divisão de Processamento de Imagens Desenvolvimento de Geotecnologias DPI Divisão de Processamento de Imagens Criada em 1984 50 funcionários Colabora com os cursos de Pós-Graduação em Sensoriamento Remoto

Leia mais

SIGs. Gerais e específicos

SIGs. Gerais e específicos SIGs Gerais e específicos Gerais ArcView É o SIG mais popular do mundo É possível: Usar a informação geográfica para apoiar na tomada de decisão; Visualizar e analisar dados espaciais; Criar e manter conjuntos

Leia mais

AGRICULTURA DE PRECISÃO

AGRICULTURA DE PRECISÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETÁRIA DA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL FARROUPILHA - CAMPUS JÚLIO DE CASTILHOS CURSO TÉCNICO AGRICOLA COM HABILITAÇÃO EM AGRICULTURA AGRICULTURA DE PRECISÃO

Leia mais

ANÁLISE TÉCNICA E ECONÔMICA DA APLICAÇÃO DE FERTILIZANTES EM TAXA VARIÁVEL EM ÁREA MANEJADA COM AGRICULTURA DE PRECISÃO 1

ANÁLISE TÉCNICA E ECONÔMICA DA APLICAÇÃO DE FERTILIZANTES EM TAXA VARIÁVEL EM ÁREA MANEJADA COM AGRICULTURA DE PRECISÃO 1 ANÁLISE TÉCNICA E ECONÔMICA DA APLICAÇÃO DE FERTILIZANTES EM TAXA VARIÁVEL EM ÁREA MANEJADA COM AGRICULTURA DE PRECISÃO 1 CHERUBIN, M. R. 2 ; AMARAL, A. 3 ; MORAES, M. T. 2 ; FABBRIS, C. 2 ; PRASS, M.

Leia mais

Lauro Charlet Pereira Francisco Lombardi Neto - IAC Marta Regina Lopes Tocchetto - UFSM Jaguariúna, 2006.

Lauro Charlet Pereira Francisco Lombardi Neto - IAC Marta Regina Lopes Tocchetto - UFSM Jaguariúna, 2006. APTIDÃO AGRÍCOLA COMO SUBSÍDIO AO USO AGROECOLÓGICO DAS TERRAS Lauro Charlet Pereira Francisco Lombardi Neto - IAC Marta Regina Lopes Tocchetto - UFSM Jaguariúna, 2006. RESUMO: O principal objetivo deste

Leia mais