Millennium investment banking

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Millennium investment banking"

Transcrição

1 Millennium investment banking Apresentação e Experiência Relevante Maio2015

2 Millennium investment banking Produtos e Serviços disponibilizados pelo Millennium investment banking Millennium investment banking disponibiliza um conjunto variado de produtos e serviços de banca de investimento reconhecidos internacionalmente Áreas de Produto Corporate Finance Structured Finance Mercado de Capitais Rendimento Fixo Ações O Millennium investment banking tem equipas experientes em diversas áreas como o mercado de capitais rendimento fixo e ações, corretagem, consultoria financeira e corporate finance, bem como em áreas de financiamento especializado como são os casos do project finance e structured finance O Millennium investment banking desenvolve as suas atividades através de uma atuação multi-doméstica, suportada pelas diferentes unidades do Grupo Millennium nos vários mercados onde atua e uma rede de parcerias/acordos de cooperação com entidades relevantes para os mercados target. O Millennium investment banking, através da sua presença internacional, desenvolveu relações de confiança de longo prazo com diversos clientes e parceiros 2

3 Millennium investment banking Corporate Finance Assegura a execução de projetos de assessoria financeira nos seguintes domínios: Avaliações a empresas e projetos Operações de fusão, cisão, aquisição e alienação de empresas, negócios ou divisões Elaboração de estudos de reestruturação financeira e viabilidade económica Operações de mercado de capitais (em coordenação com a área de Mercado de Capitais) Organização e montagem de operações de aquisição alavancadas ( LBOs e MBOs ) Reconhecida experiência e know-how no mercado português Atividade estendida a todos os setores económicos e financeiros Rede de contactos e experiência noutros mercados de afinidade Equipa de Corporate Finance muito experiente, dedicada e multissetorial 3

4 Corporate Finance Experiência Relevante Destaques de operações realizadas no setor de Energia & Gás na alienação de 50% da sua participação na EDP Ásia (acionista 100% CEM) na alienação de 49% do capital da EDPR Portugal 359 milhões Assessoria financeira na alienação da BIOVEGETAL Avaliação Económico- Financeira Avaliação Económico- Financeira Avaliação Económico- Financeira Assessoria financeira na alienação 50% da Setor Gás Propano Assessoria no âmbito da negociação do novo enquadramento regulatório para o gás natural em Portugal Assessor Financeiro na alienação de participações na 140 milhões Initial Public Offering milhões Assessor Financeiro Global Coordinator Aquisição da Enersis milhões à Magnum Capital Aquisição Relax Wind Park Portfólio de Parques Eólicos na (1.022 MW) 4

5 Corporate Finance Experiência Relevante Destaques de operações realizadas no setor de Infraestruturas & Construção Concessão Rodoviária Aquisição de uma participação na BCR SGPS 770 milhões Sole Adviser 2015 Avaliação Económico- Financeira do Grupo Insitec (Moçambique) Assessoria Financeira - processo de capitalização da CONSTRUÇÃO, SGPS 2013 Assessoria Financeira no processo de privatização da Avaliação Económico- Financeira no âmbito do processo de privatização / Global Coordinator na OPA à Reorganização da estrutura acionista à Monte SGPS Aquisição de 50% da Monte Adriano SGPS Aquisição da participação na Scutvias Aquisição da participação na CPE / / / / 5

6 Corporate Finance Experiência Relevante Destaques de outras operações Assessoria no processo de reforço dos capitais próprios da área de media Alienação Millennium Gestão de Activos 2013 Alienação Millennium Bank (Grécia) 2013 Avaliação Económico- Financeira Dierre Ibérica Indústria de Portas, S.A. Avaliação Económico- Financeira / Assessor Financeiro Testa & Cunhas Avaliação Económico- Financeira da Empark Aparcamientos y Servicios, S.A. (Setor Pescas) Reorganização da estrutura acionista Assessoria à Cimpor na OPA lançada pela CSN Alienação Millennium Turkish Bank Avaliação Económico- Financeira 15,5 milhões (Setor eletrónico) na Fusão / 2009 / 6

7 Millennium investment banking Structured Finance As operações de Structured Finance envolvem a análise, estruturação, proposta, organização e montagem de financiamentos de médio e longo prazo no âmbito de: Financiamento do investimento; Acquisition Finance; Start-up financing; Gestão de balanço, consolidação de financiamentos, alongamento de prazos, etc. Organização e montagem (ou nossa participação) de sindicatos bancários nacionais e/ou internacionais, em diferentes geografias. Apoio às várias áreas comerciais do Millennium bcp, no acompanhamento, gestão e reestruturação de exposição de crédito a vários dos principais grupos nacionais. Assessoria a programas de levantamento de fundos de clientes Corporate. 7

8 Structured Finance Experiência Relevante Revolving Credit Facility milhões & Bookrunner EGF Restruturação Financeira 116 milhões Acquisition Finance 42,5 milhões & Agent Grupo Visabeira/ Vista Alegre Atlantis Restruturação 45 milhões & Agent Aquisição participação na Lusoponte S.A. (24,19%) 88,5 milhões 2009 Acquisition Finance Acquisition Finance Biomass Co-generation Plant Construction Syndicated Loan Properties and Olive Plant Acquisition 450 milhões milhões USD milhões Lead Arranger milhões Arranger PECÉM Bridge Loan 5* Tivoli Victoria Hotel Construção e Desenvolvimento Acquisition Finance Operações de Aquisição Carrefour Portugal Acquisition Finance USD 270 milhões 40 milhões 144 milhões 150 milhões USD milhões 8

9 Millennium investment banking O Grupo Millennium, através do Millennium investment banking, fornece um serviço completo ao nível de financiamentos em regime de, que engloba: Prémios Internacionais Assessoria financeira: um serviço essencial que só pode ser fornecido por quem tem um conhecimento profundo da indústria European Toll Road Deal of the Year 2004 Brisal Europe Renewable Wind & Hydro Deal of the Year 2006 Enersis Porfolio Financing EMEA Renewable Deal of the Year 2006 Enersis Estruturação e tomada firme: desenvolvimento e tomada firme de financiamentos Infrastructure Journal Online Global Energy Refinancing Magazine Gestão de carteira: monitorização e apoio do projeto durante a vida útil do financiamento O Millennium investment banking possui uma equipa de experiente, que participou e liderou Global Portfolio Deal of the Year Global Deal of the Year Renewable Energy Project Financing of the Year muitos dos grandes projetos de investimento em Portugal desde 1990 e no estrangeiro desde 2004 Carteira de em 1,9 mil milhões PECEM 1 Latin American Power Deal of the Year Relax Wind Park I Best Sustainability Award 9

10 Experiência Relevante Parque Eólico Meroicinha II Hammer Repowering Refinanciamento de Concessão Rodoviária Relax Wind Park Parque Eólico na Polónia Refinancing of Road Concession 11,7 milhões 10 milhões 208,75 milhões PLN 535 milhões Financial Advisor 100 million Financial Advisory 66,7 milhões Financial Advisor, MLA, Security Agent Financiamento de Portfolio de Parque Eólico 476 milhões Porto do PECÉM I Fábrica de Carvão BRL 1,410 milhões USD 327 milhões 2009 Parque Eólico Tychowo PLN 290 milhões 58 milhões 2009 Wind Farm Portfolio Portugal million 2009 Leilão de concessão de rodovias Financial Advisory 763 milhões PECÉM Bridge Loan USD 270 milhões Concessão Rodoviária milhões Financial Advisor & CCGT 558 milhões Highway Toll 365 km Grécia milhões 10

11 Experiência Relevante Global Refinance Additional Facilities Germany, Australia, Spain, and USA milhões MLA & Joint Bookrunner Wind Park financing 325 milhões Auction for tunnel concession 469 milhões Financial Advisor Refinancing of Wind Portfolio 235 milhões Motorway concession 746 milhões Financial Advisor & 2006 Submerged tunnel in Salonica, Greece 456 milhões 2006 Construction of Container Terminal in Gdansk, Poland 100 milhões Arranger 2006 Coal Fired Power Plant 646 milhões 2006 Urban Solid Waste 178 milhões Lead Arranger 2005 Auction for shadow toll motorway 469 milhões Financial Advisor & 2006 Motorway concession 575 milhões Financial Advisor & 2004 LNG Terminal 219 milhões Co-Arranger 2001 Aluminum Smelter in Maputo, Mozambique USD 150 milhões (ECA backed) Co-arranger 2001 Coal Fired Power Plant milhões MW CCGT 557 milhões

12 Millennium investment banking Mercado de capitais Ações e Rendimento Fixo Mercado de Capitais - Ações Ofertas Públicas de Ações: Organização e montagem de ofertas públicas de distribuição e de aquisição (IPOs, aumentos de capital, OPVs, OPAs, etc.) Destacam-se, neste âmbito: Responsabilidade na elaboração do prospeto Relacionamento com CMVM e Bolsa Participação na preparação de materiais promocionais (roadshow, materiais publicitários, etc) Articulação com as Direções de Marketing das Redes na preparação dos materiais de divulgação interna das Ofertas Acompanhamento da atuação do Grupo na colocação das ofertas Private placements de blocos de ações em mercado secundário junto de investidores institucionais (designados ABBs - Accelerated Bookbuildings Offers) Liderança no mercado de capitais segmento de Ações Reconhecimento internacional refletido nos vários prémios atribuídos por prestigiadas instituições internacionais, incluindo pela coordenação global da oferta de ações portuguesa mais premiada a nível internacional (Brisa 2, Maio 1999) Líder da maior Oferta Pública de Subscrição realizada em Portugal, no montante de 2,242 mil milhões de euros Líder das maiores ofertas públicas de ações em Portugal Coordenação global de diversas privatizações portuguesas Líder da maior oferta pública combinada realizada em Portugal, no montante de 4 mil milhões de euros, que incluiu uma oferta pública de troca e um aumento de capital do BCP Líder da primeira emissão de valores mobiliários obrigatoriamente convertíveis realizada em Portugal Capital BCP

13 Millennium investment banking Experiência Relevante - Mercado de capitais Ações Ações Accelerated Bookbuilding 2% caoital social 249 Milhões Aumento de Capital 112 Milhões Oferta Pública de Subscrição 2,242 Milhões Accelerated Bookbuilding 2,6% capital social 303 Milhões Accelerated Bookbuilding 6.7% capital social Mihões IPO Milhões IPO 579 Milhões Coordenador Global Co-líder Co-líder Aumento de Capital 500 Milhões Oferta Pública de Aquisição 705 Milhões OPA 4,3 Milhões Aumento de Capital Milhões Aumento de Capital 54.2 Milhões Aumento de Capital 18 Milhões Oferta Pública de Troca de 132 milhões de ações Coordenador Global Coordenador Global Conjunto Coordenador Global Coordenador Global Organização e Montagem Coordenador Global Conjunto Copordenador Global INVESTIFINO Aumento de Capital 25,9 Milhões Coordenador Global Conjunto OPA 11.9 Milhões IPO 1,567 Milhões Coordenador Global Conjunto e Bookrunner Coordenador Global Conjunto 2009 Privatização e IPO Milhões Coordenador Global Conjunto e Bookrunner Aumento de Capital 1,083 Milhões Coordenador OPA 16.8 Million Lead Manager Aumento de Capital Milhões Coordenador Global 13

14 Millennium investment banking Mercado de capitais Ações e Rendimento Fixo Mercado de Capitais Rendimento Fixo Ofertas Públicas e Privadas de Obrigações: Acompanhamento da atuação do Grupo na colocação das ofertas Articulação da intervenção de outros bancos que integrem o sindicato de colocação Estruturação e montagem de emissões particulares de obrigações (balanço do Banco ou investidores institucionais) Programas de Papel Comercial: Estruturação e montagem Intervenção na elaboração da documentação e contratos Contacto regular com as Direções de Corporate e de Large Corporates para deteção de oportunidades Sólido conhecimento do segmento corporate português conjuntamente com uma estreita relação com os emitentes Base de clientes ampla e segmentada (emitentes e investidores) permite a conceção inovadora e diferenciada dos produtos Dealer de Programas de MTN de conceituados emitentes nacionais (Brisa, Cimpor, EDP, REN e Millennium bcp) Liderança no mercado de capitais segmento de Rendimento Fixo Forte conhecimento do segmento corporate português conjuntamente com uma estreita relação com os emitentes A vasta experiência e as suas capacidades de execução justificam os sucessos alcançados e o seu track record Uma base de clientes ampla e segmentada (emitentes e investidores) permite a conceção inovadora e diferenciada dos produtos Atividade Internacional Papel preponderante no mercado internacional de Dívida: colocação de emissões estrangeiras para os investidores portugueses e emissões do mercado doméstico para investidores internacionais Força de vendas proactiva que, aliada às excelentes relações com investidores institucionais nacionais e europeus, potencia a capacidade de colocação de emissões Dealer dos Programas de MTN dos mais importantes emitentes nacionais (Brisa, EDP, Galp, PT, REN e Millennium bcp) 14

15 Millennium investment banking Mercado de capitais - Business Expertise relevante Rendimento Fixo Rendimento Fixo 2.5% Senior Notes Janeiro Milhões 2.625% Senior Notes Janeiro ,000 Milhões Emissão de Obrigações através de Oferta Pública de Subscrição 20 Milhões Coordenador Global Conjunto 3% Senior Notes Janeiro Milhões 3.875% Emissão de Obrigações Milhões 2.625% Senior Notes Milhões % Senior Notes Milhões 4.125% Senior Notes Mlhões 4.875% Senior Notes Milhões Emissão de Obrigações através de Oferta Pública de Subscrição 45 Milhões Emissão de Obrigações Milhões 5,75% Senior Notes Milhões Coordenador Global Conjunto Líder Conjunto Joint Bookrunner Emissão de Obrigações através de Oferta Pública de Subscrição 400 Milhões Emissão de Obrigações através de Oferta Pública de Subscrição 250 Milhões Emissão de Obrigações através de Oferta Pública de Subscrição 30 Millhões Emissão de Obrigações através de Oferta Pública de Subscrição 225 Milhões Liability Management Of Exchangeables PT 224 Millhões Private Placement 350 Milhões Líder Conjunto Líder Conjunto Coordenador Global Conjunto Líder Conjunto Joint Bookrunner Global Coordinator 15

16 Disclaimer This presentation was prepared by Millennium investment banking. The content herein is strictly confidential and this presentation cannot be reproduced, distributed or published by the recipient or used for any purpose whatsoever without the prior written consent of Millennium investment banking. Although the information contained in this presentation was obtained from sources deemed reliable, Millennium investment banking cannot guarantee its accuracy and truthfulness. Millennium investment banking is not responsible for any direct or indirect losses or reduced profits that may result from the use of the information contained herein. 16

17 17

18 18

Corporate Finance Experiência Relevante

Corporate Finance Experiência Relevante Corporate Finance Exemplos de Operações Realizadas: Energia & Gás na alienação de 50% da sua participação na EDP Ásia (acionista 100% CEM) na alienação de 49% do capital da EDPR Portugal 359 milhões Assessoria

Leia mais

Millennium investment banking. Junho 2015

Millennium investment banking. Junho 2015 Millennium investment banking Junho 2015 Grupo Millennium bcp Millennium investment banking 2 Grupo Millennium bcp Desde a fundação 2011 1985-1995 Fundação e crescimento orgânico para alcançar posição

Leia mais

CONFERÊNCIA. Biomassa Financiar uma Fonte Limpa de Produção Energética FINANCIAMENTO DE CENTRAIS DE BIOMASSA. Lisboa, 7 de Julho de 2010

CONFERÊNCIA. Biomassa Financiar uma Fonte Limpa de Produção Energética FINANCIAMENTO DE CENTRAIS DE BIOMASSA. Lisboa, 7 de Julho de 2010 CONFERÊNCIA Biomassa Financiar uma Fonte Limpa de Produção Energética FINANCIAMENTO DE CENTRAIS DE BIOMASSA Lisboa, 7 de Julho de 2010 Luís Sousa Santos lsantos@besinv.pt Financiamento de Centrais de Biomassa

Leia mais

O Brasil Plural é um Grupo Financeiro fundado em 2009 que possui escritórios no Rio de Janeiro, São Paulo e Nova York. Nossos sócios possuem um amplo

O Brasil Plural é um Grupo Financeiro fundado em 2009 que possui escritórios no Rio de Janeiro, São Paulo e Nova York. Nossos sócios possuem um amplo O Brasil Plural é um Grupo Financeiro fundado em 2009 que possui escritórios no Rio de Janeiro, São Paulo e Nova York. Nossos sócios possuem um amplo histórico de sucesso no mercado de capitais brasileiro

Leia mais

Debêntures Infraestrutura

Debêntures Infraestrutura Debêntures Infraestrutura Santander Global Banking & Markets Credit Markets Project Finance / Debt Capital Markets NOVEMBRO 2012 This presentation cannot be reproduced, distributed or published by the

Leia mais

REGULAMENTADO SESSÃO ESPECIAL DE MERCADO. Apuramento dos Resultados da Oferta Pública de Subscrição das OBRIGAÇÕES TAXA FIXA MOTA-ENGIL 2013/2016

REGULAMENTADO SESSÃO ESPECIAL DE MERCADO. Apuramento dos Resultados da Oferta Pública de Subscrição das OBRIGAÇÕES TAXA FIXA MOTA-ENGIL 2013/2016 SESSÃO ESPECIAL DE MERCADO REGULAMENTADO Apuramento dos Resultados da Oferta Pública de Subscrição das OBRIGAÇÕES TAXA FIXA MOTA-ENGIL 2013/2016 14 de Março de 2013 ENTIDADE OFERENTE OFERTA PÚBLICA DE

Leia mais

Perspectivas de Financiamento através do Mercado de Capitais e Capital de Risco

Perspectivas de Financiamento através do Mercado de Capitais e Capital de Risco Perspectivas de Financiamento através do Mercado de Capitais e Capital de Risco Outubro 2013 Introdução As fortes restrições existentes em relação ao crédito bancário tradicional constituem um incentivo

Leia mais

BANCO EUROPEU DE INVESTIMENTO

BANCO EUROPEU DE INVESTIMENTO BANCO EUROPEU DE INVESTIMENTO Financiamento de Infra-estruturas Parcerias Público Privadas/ Project Finance Alexandra Almeida Chefe do Gabinete de Lisboa 1 Sumário 1. O Banco Europeu de Investimento 2.

Leia mais

Espírito Santo Investment Bank Overview FIT FOR A NEW ERA

Espírito Santo Investment Bank Overview FIT FOR A NEW ERA Espírito Santo Investment Bank Overview FIT FOR A NEW ERA December 2011 Espírito Santo Investment Bank Somos: A unidade de Banca de Investimento do Grupo Banco Espírito Santo O Banco de Investimento de

Leia mais

Estratégias Empresariais - EDP João Manso Neto EDP Membro do Conselho de Administração Executivo Lisboa, 29 de Maio de 2008

Estratégias Empresariais - EDP João Manso Neto EDP Membro do Conselho de Administração Executivo Lisboa, 29 de Maio de 2008 Estratégias Empresariais - EDP João Manso Neto EDP Membro do Conselho de Administração Executivo Lisboa, 29 de Maio de 2008 0 Índice I Introdução II Internacionalização III Estratégia em Portugal 1 I Introdução

Leia mais

Apresentação a Empresas. (Sociedade registada na CMVM com o nº 340)

Apresentação a Empresas. (Sociedade registada na CMVM com o nº 340) Apresentação a Empresas (Sociedade registada na CMVM com o nº 340) AGENDA I. Equipa de Gestão II. Empresas e os desafios actuais III. Serviços especializados IV. Contactos 2 I. Equipa de Gestão Resumo

Leia mais

António Luís Guerra Nunes Mexia

António Luís Guerra Nunes Mexia António Luís Guerra Nunes Mexia É licenciado em Economia pela Universidade de Genebra, na Suíça (1980), onde exerceu o cargo de docente convidado no Departamento de Economia. Foi, igualmente, docente no

Leia mais

OPÇOES DE FINANCIAMENTO, REGULAMENTAÇÃO E ESPECIFICIDADES DO SECTOR FINANCEIRO EM ANGOLA

OPÇOES DE FINANCIAMENTO, REGULAMENTAÇÃO E ESPECIFICIDADES DO SECTOR FINANCEIRO EM ANGOLA OPÇOES DE FINANCIAMENTO, REGULAMENTAÇÃO E ESPECIFICIDADES DO SECTOR FINANCEIRO EM ANGOLA Fernando Costa Lima 14 de Setembro de 2011 Unidade de Business Development FINANCIAMENTO DE INFRAESTRUTURAS Unidade

Leia mais

COMUNICADO 9M 2015 COMUNICADO 9M 2015. (Contas não auditadas)

COMUNICADO 9M 2015 COMUNICADO 9M 2015. (Contas não auditadas) COMUNICADO 9M 2015 (Contas não auditadas) 30 novembro 2015 1 1. EVOLUÇÃO DOS NEGÓCIOS 1.1. ÁREA FINANCEIRA A Área Financeira do Grupo concentra as atividades financeiras, incluindo a Orey Financial e as

Leia mais

BB Votorantim Energia Sustentável I, II e III*

BB Votorantim Energia Sustentável I, II e III* Fundos de Investimento em Participações em Infraestrutura BB Votorantim Energia Sustentável I, II e III* Fotomeramenteilustrativa. Trata-se dapch Buritido GrupoAtiaiaEnergiaS.A., que não faz parte do produto

Leia mais

Portugal o parceiro económico da Polónia 2015-10-25 17:26:25

Portugal o parceiro económico da Polónia 2015-10-25 17:26:25 Portugal o parceiro económico da Polónia 2015-10-25 17:26:25 2 Portugal o parceiro económico da Polónia Quadro legal de relações económicas luso-polacas - Tratado de Adesão da Polónia com as Comunidades

Leia mais

Apresentação Corporativa. Agosto 2011

Apresentação Corporativa. Agosto 2011 Apresentação Corporativa Agosto 2011 A CA Consult é a unidade de banca de negócios do Grupo Crédito Agrícola (GCA), um dos principais grupos bancários portugueses Posição financeira do Grupo Crédito Agrícola

Leia mais

Departamento Fiscal - Portugal

Departamento Fiscal - Portugal Departamento Fiscal - Portugal Introdução A sociedade de advogados Uría Menéndez - Proença de Carvalho tem a sua origem no escritório fundado em Madrid nos anos quarenta pelo Professor Rodrigo Uría Gonzalez

Leia mais

Apresentação a Institucionais. (Sociedade registada na CMVM com o nº 340)

Apresentação a Institucionais. (Sociedade registada na CMVM com o nº 340) Apresentação a Institucionais (Sociedade registada na CMVM com o nº 340) AGENDA I. Equipa de Gestão II. Institucionais e o desafio da Liquidez III. Serviços especializados IV. Contactos 2 I. Equipa de

Leia mais

O Millenniumbcp e O Novo Mundo em que estamos

O Millenniumbcp e O Novo Mundo em que estamos O Millenniumbcp e O Novo Mundo em que estamos 1985- Desde a fundação 2005 2010 1985-1995 Crescimento orgânico para alcançar posição relevante 1995-2000 Consolidação para atingir dimensão crítica 2000-2004

Leia mais

Apoios à Internacionalização. Lisboa, 27 de Março de 2014

Apoios à Internacionalização. Lisboa, 27 de Março de 2014 Apoios à Internacionalização Lisboa, 27 de Março de 2014 Tópicos Sistemas de Incentivos às Empresas (QREN) Novo Quadro (2014-2020) Gestão do Risco Instrumentos de Financiamento Multilaterais Financeiras

Leia mais

IFD. Conferência CIP Relançar o Investimento em Portugal. O Papel da Instituição Financeira de Desenvolvimento

IFD. Conferência CIP Relançar o Investimento em Portugal. O Papel da Instituição Financeira de Desenvolvimento Conferência CIP Relançar o Investimento em Portugal O Papel da Instituição Financeira de Desenvolvimento INSTITUIÇÃO FINANCEIRA DE DESENVOLVIMENTO José Fernando Figueiredo Presidente Executivo Lisboa,

Leia mais

Alternativas de Financiamento às empresas: O Caso do BNI. Tomás Matola Administrador Executivo

Alternativas de Financiamento às empresas: O Caso do BNI. Tomás Matola Administrador Executivo Alternativas de Financiamento às empresas: O Caso do BNI Tomás Matola Administrador Executivo Perfil da Apresentação O BNI, Visão, Missão, Valores, Objectivos e Capital Fontes de Financiamento do BNI BNI

Leia mais

Anexo III Regras relativas à informação a prestar à CMVM previamente à comercialização de produtos financeiros complexos

Anexo III Regras relativas à informação a prestar à CMVM previamente à comercialização de produtos financeiros complexos Anexo III Regras relativas à informação a prestar à CMVM previamente à comercialização de produtos financeiros complexos O Anexo III refere-se à informação a prestar previamente à comercialização do PFC

Leia mais

Fundo Caixa Crescimento. Junho de 2015

Fundo Caixa Crescimento. Junho de 2015 Fundo Caixa Crescimento Junho de 2015 O que é o Capital de Risco Modalidades O Capital de Risco constitui uma forma de financiamento de longo prazo das empresas, realizado por investidores financeiros

Leia mais

Infraestrutura. Mattos Filho, Veiga Filho, Marrey Jr. e Quiroga Advogados. Todos os direitos reservados.

Infraestrutura. Mattos Filho, Veiga Filho, Marrey Jr. e Quiroga Advogados. Todos os direitos reservados. Infraestrutura Mattos Filho, Veiga Filho, Marrey Jr. e Quiroga Advogados. Todos os direitos reservados. Nossos serviços Eleito o melhor escritório da América Latina pelo Chambers & Partners Awards 2015

Leia mais

Organização do Mercado de Capitais Português

Organização do Mercado de Capitais Português Instituto Superior de Economia e Gestão Organização do Mercado de Capitais Português Docente: Discentes : Prof. Dra. Raquel Gaspar Inês Santos João Encarnação Raquel Dias Ricardo Andrade Temas a abordar

Leia mais

Financiamento de Projectos de Resíduos. Your business comes first

Financiamento de Projectos de Resíduos. Your business comes first Financiamento de Projectos de Resíduos Your business comes first 3 Dezembro 2007 Índice I. Espirito Santo Investment II. Financiamento de Projectos de Resíduos Your business comes first 2 Presença Internacional

Leia mais

EDP Energias do Brasil. Novembro de 2009

EDP Energias do Brasil. Novembro de 2009 EDP Energias do Brasil Novembro de 2009 Disclaimer Esta apresentação pode incluir declarações que representem expectativas sobre eventos ou resultados futuros de acordo com a regulamentação de valores

Leia mais

António Luis Guerra Nunes Mexia

António Luis Guerra Nunes Mexia António Luis Guerra Nunes Mexia É licenciado em Economia pela Universidade de Genebra, na Suíça (1980), onde exerceu o cargo de docente convidado no Departamento de Economia. Foi, igualmente, docente no

Leia mais

COMUNICADO RESULTADOS TRIMESTRAIS (Não auditados) 28 de Maio de 2015

COMUNICADO RESULTADOS TRIMESTRAIS (Não auditados) 28 de Maio de 2015 COMUNICADO RESULTADOS TRIMESTRAIS (Não auditados) 28 de Maio de 2015 Sociedade Comercial Orey Antunes, S.A. Sociedade Aberta Rua Carlos Alberto da Mota Pinto, nº 17 6A, 1070-313 Lisboa Portugal Capital

Leia mais

SESSÃO ESPECIAL DE MERCADO REGULAMENTADO

SESSÃO ESPECIAL DE MERCADO REGULAMENTADO SESSÃO ESPECIAL DE MERCADO REGULAMENTADO Apuramento dos Resultados da Oferta Pública de Subscrição de Obrigações CONTINENTE 7% 2015 23 de Julhode 2012 ENTIDADE OFERENTE OFERTA PÚBLICA DE SUBSCRIÇÃO Obrigações

Leia mais

IFD. Debate ao almoço Associação Empresarial de Portugal

IFD. Debate ao almoço Associação Empresarial de Portugal O Papel da Instituição Financeira de Desenvolvimento no apoio ao Financiamento das Empresas Portuguesas Debate ao almoço Associação Empresarial de Portugal INSTITUIÇÃO FINANCEIRA DE DESENVOLVIMENTO José

Leia mais

GESTÃO BANCÁRIA (NOTAS DAS AULAS)

GESTÃO BANCÁRIA (NOTAS DAS AULAS) GESTÃO BANCÁRIA (NOTAS DAS AULAS) ANEXO 3 E S DAS SOCIEDADES FINANCEIRAS Fernando Félix Cardoso Ano Lectivo 2004-05 SOCIEDADES CORRETORAS E FINANCEIRAS DE CORRETAGEM Compra e venda de valores mobiliários

Leia mais

FIT FOR A NEW ERA ECONOMIA DAS LÍNGUAS PORTUGUESA E ESPANHOLA LÍNGUA, COMÉRCIO EXTERNO E INVESTIMENTO ESTRANGEIRO PERSPECTIVAS EMPRESARIAIS

FIT FOR A NEW ERA ECONOMIA DAS LÍNGUAS PORTUGUESA E ESPANHOLA LÍNGUA, COMÉRCIO EXTERNO E INVESTIMENTO ESTRANGEIRO PERSPECTIVAS EMPRESARIAIS LÍNGUA, COMÉRCIO EXTERNO E Paternoster Square Londres ECONOMIA DAS LÍNGUAS PORTUGUESA E ESPANHOLA INVESTIMENTO ESTRANGEIRO PERSPECTIVAS EMPRESARIAIS Francisco Cary 19 de Maio de 2011 O Mercado dos Países

Leia mais

INTERNACIONALIZAR EM PARCERIA

INTERNACIONALIZAR EM PARCERIA INTERNACIONALIZAR EM PARCERIA 2 PROGRAMA INTERNACIONALIZAR EM PARCERIA A Portugal Ventures, Caixa Capital e Mota-Engil Industria e Inovação celebraram um acordo para a concretização de um Programa, designado

Leia mais

3. OFERT FER AS PÚBLICAS

3. OFERT FER AS PÚBLICAS . OFERTAS 3.. O PÚBLICAS 3. Ofertas Públicas O QUE É UMA OFERTA PÚBLICA NO MERCADO DE CAPITAIS? O QUE SÃO OPAS, OPVS, OPSS E OPTS? Uma oferta pública no mercado de capitais é uma proposta de negócio feita

Leia mais

Direcção de Redes Comerciais & Cross Selling Banif Euro Corporates

Direcção de Redes Comerciais & Cross Selling Banif Euro Corporates Direcção de Redes Comerciais & Cross Selling Banif Euro Corporates Fundo de Investimento Mobiliário Aberto de Obrigações Julho de 2014 Banif Euro Corporates porquê? Trata-se de um Fundo de obrigações maioritariamente

Leia mais

- PERFIL DO GRUPO - O Portfólio de negócios, obedece a um critério de maturidade e geração de valor, no qual o Grupo, concilia:

- PERFIL DO GRUPO - O Portfólio de negócios, obedece a um critério de maturidade e geração de valor, no qual o Grupo, concilia: GRUPO FERREIRA A GFH, é um Grupo sólido e inovador, detendo um curriculum de projectos de qualidade reconhecida, com um portfólio de negócios diversificado, e que aposta no processo de internacionalização,

Leia mais

ANTE-PROPOSTA DE DECRETO-LEI VALORES MOBILIÁRIOS DE ESTRUTURA DERIVADA

ANTE-PROPOSTA DE DECRETO-LEI VALORES MOBILIÁRIOS DE ESTRUTURA DERIVADA ANTE-PROPOSTA DE DECRETO-LEI VALORES MOBILIÁRIOS DE ESTRUTURA DERIVADA CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS Artigo 1.º Âmbito O presente decreto-lei aplica-se aos seguintes valores mobiliários de estrutura derivada:

Leia mais

MNF Gestão de Activos

MNF Gestão de Activos MNF Gestão de Activos BREVE RESUMO HISTÓRICO A MNF Gestão de Activos é detida em 80% pela MNF Capital, uma holding de investimentos constituída em 2003 e detida por mais de 70 accionistas. Os restantes

Leia mais

Guia dos Emitentes. Departamento de Supervisão de Emitentes e Auditoria. Data: 17/12/2015

Guia dos Emitentes. Departamento de Supervisão de Emitentes e Auditoria. Data: 17/12/2015 Guia dos Emitentes Departamento de Supervisão de Emitentes e Auditoria Data: 17/12/2015 Agenda Objectivos do Guia dos Emitentes Admissão de Valores Mobiliários nos Mercados Regulamentados Alternativas

Leia mais

BCS Expertise para preencher

BCS Expertise para preencher BCS Expertise para preencher papéis-chave do projeto Serviço Symantec que ajuda a Suportar seu Negócio Hugo Saadi Serviços de Informática Itaú BBA Agenda Overview Institucional Business Critical Services

Leia mais

Powered by. Desenvolvimento

Powered by. Desenvolvimento Desenvolvimento de Sistemas Sustentáveis 1 Urbancraft Energia, S.A. FDO INVESTIMENTOS E PARTICIPAÇÕES, SGPS, S.A. ALEXANDRE BARBOSA BORGES, SGPS, S.A. 50% 50% A URBANCRAFT ENERGIA, S.A é uma sociedade

Leia mais

Lucros do Grupo Santander Portugal crescem 27% em 2000

Lucros do Grupo Santander Portugal crescem 27% em 2000 BANCO TOTTA & AÇORES, S.A. Sociedade Aberta Sede: Rua Áurea, 88 1100-060 LISBOA Capital Social: 105.000.000.000$00 Matriculado na Conservatória do Registo Comercial de Lisboa sob o nº 1/881011 Contribuinte

Leia mais

Sonae Sierra registou Resultado Líquido de 1,3 milhões no primeiro semestre

Sonae Sierra registou Resultado Líquido de 1,3 milhões no primeiro semestre Maia, 31 de Julho de 2008 Desempenho afectado por desvalorização dos activos ditada pelo mercado Sonae Sierra registou Resultado Líquido de 1,3 milhões no primeiro semestre Rendas cresceram 4,5% numa base

Leia mais

Panorama do mercado internacional

Panorama do mercado internacional Life & Health Panorama do mercado internacional A Global Perspective de seguros de vida e saúde Escola Nacional de Seguros Rio de Janeiro, Maio 2014 Escola Nacional de Seguros Rio de Janeiro Hernán Fatone

Leia mais

App Banif Trader. Um canal de educação financeira. 8 de Outubro de 2015. Frederico Xavier da Costa Luís Sepulveda Catarina Santos

App Banif Trader. Um canal de educação financeira. 8 de Outubro de 2015. Frederico Xavier da Costa Luís Sepulveda Catarina Santos App Banif Trader Um canal de educação financeira Frederico Xavier da Costa Luís Sepulveda Catarina Santos 8 de Outubro de 2015 Banif - Banco de Investimento, SA Banif Trader Quem Somos - Banif 2014 Empreendedorismo:

Leia mais

COMUNICADO 1S 2015. COMUNICADO 1S 2015 (Contas não auditadas)

COMUNICADO 1S 2015. COMUNICADO 1S 2015 (Contas não auditadas) COMUNICADO 1S 2015 (Contas não auditadas) 31 agosto 2015 1. EVOLUÇÃO DOS NEGÓCIOS 1.1. ÁREA FINANCEIRA A Área Financeira do Grupo concentra as atividades financeiras, incluindo a Orey Financial, e as suas

Leia mais

Fóruns da Garantia Mútua, Norgarante - Investir num Mundo de Oportunidades -

Fóruns da Garantia Mútua, Norgarante - Investir num Mundo de Oportunidades - O papel da Instituição Financeira de Desenvolvimento na recapitalização das empresas Fóruns da Garantia Mútua, Norgarante - Investir num Mundo de Oportunidades - Ricardo Luz Administrador Executivo Pousada

Leia mais

SuSTAINABLE Projecto Europeu FP7

SuSTAINABLE Projecto Europeu FP7 SuSTAINABLE Projecto Europeu FP7 Info-Day Nacional de Energia Oportunidades de financiamento no âmbito do tema ENERGIA do Horizonte 2020, Concursos 2014&2015 António Messias, Inovgrid, EDP DISTRIBUIÇÃO

Leia mais

Perfil da empresa. A CCILA concede um desconto de 25% às empresas em Portugal!

Perfil da empresa. A CCILA concede um desconto de 25% às empresas em Portugal! Requerimento B2B Renewable Energies (www.renewablesb2b.com) Perfil da empresa Assinale no(s) respectivo(s) campo(s) o(s) tipo(s) de inserção que pretende para a apresentação da sua empresa e indique o

Leia mais

Recapitalizar as Pequenas e Médias Empresas Portuguesas

Recapitalizar as Pequenas e Médias Empresas Portuguesas Recapitalizar as Pequenas e Médias Empresas Portuguesas Apresentação na 1ª Reunião do Fórum CMVM/PME para o Mercado de Capitais Carlos Tavares 27 Março 2012 1 Redução dos desequilíbrios externos da Economia

Leia mais

COMUNICADO Resultados Consolidados do BCP no segundo trimestre de 2003

COMUNICADO Resultados Consolidados do BCP no segundo trimestre de 2003 BANCO COMERCIAL PORTUGUÊS, S.A. Sociedade Aberta Sede: Praça D. João I, 28, Porto Mat. CRC do Porto: 40.043 NIPC: 501.525.882 Capital Social Registado: 3.257.400.827 Euros COMUNICADO Resultados Consolidados

Leia mais

Assembleia Geral de Accionistas de 30 de Março de 2012

Assembleia Geral de Accionistas de 30 de Março de 2012 Assembleia Geral de Accionistas de 30 de Março de 2012 Assembleia Geral de Accionistas da Sonae Capital, SGPS, S.A., reuniu no dia 30 de Março de 2012, pelas 11:00, no Lugar do Espido, Via Norte, na Maia,

Leia mais

REGULAMENTADO SESSÃO ESPECIAL DE MERCADO. Apuramento dos Resultados da Oferta Pública de Subscrição das Obrigações SPORTING SAD 2015-2018

REGULAMENTADO SESSÃO ESPECIAL DE MERCADO. Apuramento dos Resultados da Oferta Pública de Subscrição das Obrigações SPORTING SAD 2015-2018 SESSÃO ESPECIAL DE MERCADO REGULAMENTADO Apuramento dos Resultados da Oferta Pública de Subscrição das Obrigações SPORTING SAD 2015-2018 21 de Maio de 2015 Não dispensa a consulta do prospecto 1. ENTIDADE

Leia mais

O FINANCIAMENTO DA ATIVIDADE TURÍSTICA NO PORTUGAL 2020

O FINANCIAMENTO DA ATIVIDADE TURÍSTICA NO PORTUGAL 2020 O FINANCIAMENTO DA ATIVIDADE TURÍSTICA NO PORTUGAL 2020 Albufeira, 7 de abril de 2015 www.capitalcriativo.com CAPITAL CRIATIVO QUEM SOMOS Gestora Independente A CAPITAL CRIATIVO é uma sociedade de gestão

Leia mais

Programa de Incentivo ao Mercado de Renda Fixa BNDES

Programa de Incentivo ao Mercado de Renda Fixa BNDES Programa de Incentivo ao Mercado de Renda Fixa BNDES Uso de instrumentos de mercado de capitais em Projetos de Longo Prazo Laura Bedeschi Agosto/2015 Debêntures Adquiridas 2 BNDES Investidor Debêntures

Leia mais

EDP Energias do Brasil. Novembro de 2009

EDP Energias do Brasil. Novembro de 2009 EDP Energias do Brasil Novembro de 2009 Disclaimer Esta apresentação pode incluir declarações que representem expectativas sobre eventos ou resultados futuros de acordo com a regulamentação de valores

Leia mais

Apresentação da empresa

Apresentação da empresa Apresentação da empresa A nossa Missão Ajudar as empresas a enfrentar os desafios do presente e do futuro e a encontrar ou retomar os caminhos do sucesso Sabemos que cada problema tem solução e que cada

Leia mais

Missão Empresarial a Moçambique. O financiamento para as empresas em Moçambique

Missão Empresarial a Moçambique. O financiamento para as empresas em Moçambique Missão Empresarial a Moçambique O financiamento para as empresas em Moçambique Maio de 2013 Enquadramento Macroeconómico Financiamento Bancário: - Tipos de Crédito; - Riscos de Crédito Água: Tipos de negócio

Leia mais

Millennium Fundo de Capitalização. Maio 2015

Millennium Fundo de Capitalização. Maio 2015 Millennium Fundo de Capitalização Maio 2015 Informação Legal DECLARAÇÕES ( DISCLOSURE ) Este documento foi elaborado pela BCP Capital, Sociedade Capital de Risco S.A., uma subsidiária do Banco Comercial

Leia mais

BNDESPAR INGRESSA NO CAPITAL SOCIAL DA RENOVA ENERGIA

BNDESPAR INGRESSA NO CAPITAL SOCIAL DA RENOVA ENERGIA BNDESPAR INGRESSA NO CAPITAL SOCIAL DA RENOVA ENERGIA Por meio de um investimento estratégico de até R$314,7 milhões, a BNDESPAR ingressa no capital social da Renova Energia. Parceria de Longo Prazo A

Leia mais

JOINT VENTURE MPX / E.ON. Rio de Janeiro Janeiro 2012

JOINT VENTURE MPX / E.ON. Rio de Janeiro Janeiro 2012 JOINT VENTURE MPX / E.ON Rio de Janeiro Janeiro 2012 AVISO LEGAL Esta apresentação contém algumas afirmações e informações prospectivas relacionadas a Companhia que refletem a atual visão e/ou expectativas

Leia mais

Banco Português de Investimento, S.A.

Banco Português de Investimento, S.A. 1 Banco Português de Investimento, S.A. TABELA GERAL DE REMUNERAÇÕES, COMISSÕES E DESPESAS PRODUTOS E SERVIÇOS Actualizada em 2008-07-16 7 VALORES MOBILIÁRIOS TRANSACÇÕES 1. Mercado a Contado a) Comissão

Leia mais

Actively Investing and Managing Property in Iberia

Actively Investing and Managing Property in Iberia Actively Investing and Managing Property in Iberia 1 PT Management Fund Management Investment Equity Providers & Placement Agents Property Management IMORENDIMENTO Actively Investing and Managing Property

Leia mais

MPX Assina Acordos Definitivos para Joint Venture com a E.ON

MPX Assina Acordos Definitivos para Joint Venture com a E.ON MPX ENERGIA S.A. CNPJ/MF: 04.423.567/0001-21 Companhia Aberta BOVESPA: MPXE3 MPX Assina Acordos Definitivos para Joint Venture com a E.ON Rio de Janeiro, 18 de abril de 2012 MPX Energia S.A. ( MPX ou Companhia

Leia mais

ASSEMBLEIA GERAL DE ACIONISTAS DE 27 DE DEZEMBRO DE 2013

ASSEMBLEIA GERAL DE ACIONISTAS DE 27 DE DEZEMBRO DE 2013 ASSEMBLEIA GERAL DE ACIONISTAS DE 27 DE DEZEMBRO DE 2013 PONTO UM DA ORDEM DE TRABALHOS: Discutir e deliberar sobre distribuição de bens aos acionistas, mais concretamente sobre a atribuição condicional

Leia mais

Linha Específica. Dotação Específica do Têxtil, Vestuário e Calçado CAE das divisões 13, 14 e 15

Linha Específica. Dotação Específica do Têxtil, Vestuário e Calçado CAE das divisões 13, 14 e 15 IAPMEI/DGAE (www.iapmei.pt / www.dgae.pt) PME Invest (Linha de Crédito com juro bonificado) Linha de Crédito PME Investe III Condições e processo de candidatura A Condições 1. Condições a observar pelas

Leia mais

Apresentação da nova Equipa de Gestão. Lisboa, 4 Dezembro 2007

Apresentação da nova Equipa de Gestão. Lisboa, 4 Dezembro 2007 Apresentação da nova Equipa de Gestão Lisboa, 4 Dezembro 2007 Agenda 1. Enquadramento 2. Proposta de nova Equipa de Gestão 3. Outra informação relevante 4. Conclusão 2 Millennium bcp: 1985 2007 Da criação

Leia mais

PERFIL DA EMPRESA VISÃO GERAL DA EMPRESA

PERFIL DA EMPRESA VISÃO GERAL DA EMPRESA PERFIL DA EMPRESA A Enel é uma empresa multinacional de energia e um dos maiores players integrados dos mercados globais de energia e gás, atuando principalmente na Europa e América Latina. O Grupo Enel

Leia mais

O financiamento de projetos no sector da água nos países de operação do BERD

O financiamento de projetos no sector da água nos países de operação do BERD O financiamento de projetos no sector da água nos países de operação do BERD Abel Mateus, Diretor por Portugal/Grécia no BERD Lisboa 23 de março de 2012 Informação geral sobre o Banco 12 10 8 6. 65 55

Leia mais

Instrumentos Financeiros de Apoio à Internacionalização. Financiamentos, Garantias, Capital de Risco, etc. / SOFID, S.A.

Instrumentos Financeiros de Apoio à Internacionalização. Financiamentos, Garantias, Capital de Risco, etc. / SOFID, S.A. Ficha de Produto Tipo de Produto: Instrumentos Financeiros de Apoio à Internacionalização Produto: Financiamentos, Garantias, Capital de Risco, etc. / SOFID, S.A. Objectivo: Contribuir para o progresso

Leia mais

PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO DOCUMENTO INFORMATIVO EUR BES PROTECÇÃO IV 2011-2014 NOTES

PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO DOCUMENTO INFORMATIVO EUR BES PROTECÇÃO IV 2011-2014 NOTES PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO DOCUMENTO INFORMATIVO EUR BES PROTECÇÃO IV 2011-2014 NOTES Advertências ao investidor: Impossibilidade de solicitação de reembolso antecipado por parte do Investidor Risco de

Leia mais

Sustentabilidade e mercado de capitais. Luís d Eça Pinheiro Direcção de Relações com Investidores, Comunicação e Sustentabilidade

Sustentabilidade e mercado de capitais. Luís d Eça Pinheiro Direcção de Relações com Investidores, Comunicação e Sustentabilidade Sustentabilidade e mercado de capitais Luís d Eça Pinheiro Direcção de Relações com Investidores, Comunicação e Sustentabilidade Brisa e mercado de capitais Título Brisa 2000-2004 Dividendo por acção Cêntimos

Leia mais

CURRICULUM VITAE. Licenciado em Economia pelo ISE Instituto Superior de Economia em 1978/79. MBA em Finanças pela Universidade Católica em 1995

CURRICULUM VITAE. Licenciado em Economia pelo ISE Instituto Superior de Economia em 1978/79. MBA em Finanças pela Universidade Católica em 1995 CURRICULUM VITAE Franquelim Fernando Garcia Alves Nascido em 16/11/1954, 2 filhas Licenciado em Economia pelo ISE Instituto Superior de Economia em 1978/79 Revisor Oficial de Contas em 1987 MBA em Finanças

Leia mais

Palestra Logística Global de Peças de Reposição em Ambiente Complexo. Robert Segala Gerente Senior Embraer. São Paulo, 25 de Setembro de 2009

Palestra Logística Global de Peças de Reposição em Ambiente Complexo. Robert Segala Gerente Senior Embraer. São Paulo, 25 de Setembro de 2009 II CONGRESSO DE SUPPLY CHAIN DO IBPSC São Paulo, 25 de Setembro de 2009 Palestra Logística Global de Peças de Reposição em Ambiente Complexo Robert Segala Gerente Senior Embraer Visite: www.ibpsc.net Logística

Leia mais

CURRICULUM VITAE CARLOS DE LUCENA E VASCONCELLOS CRUZ

CURRICULUM VITAE CARLOS DE LUCENA E VASCONCELLOS CRUZ CURRICULUM VITAE CARLOS DE LUCENA E VASCONCELLOS CRUZ Abril 2006 DADOS PESSOAIS Carlos de Lucena e Vasconcellos Cruz Data de Nascimento: 12 Setembro 1957 Lisboa, Portugal Nacionalidade: Portuguesa Estado

Leia mais

IFD FINANCIAMENTO ÀS PME S

IFD FINANCIAMENTO ÀS PME S bizfeira 2020 oportunidades de financiamento Capitalizar para Internacionalizar IFD FINANCIAMENTO ÀS PME S INSTITUIÇÃO FINANCEIRA DE DESENVOLVIMENTO Europarque, S.M. Feira, 17 de Abril de 2015 Ricardo

Leia mais

Proposta / Ponto 4. DOCUMENTOS PREPARATÓRIOS ASSEMBLEIA GERAL Porto 8 maio 2013. Exmo. Senhor. Presidente da Mesa da Assembleia Geral

Proposta / Ponto 4. DOCUMENTOS PREPARATÓRIOS ASSEMBLEIA GERAL Porto 8 maio 2013. Exmo. Senhor. Presidente da Mesa da Assembleia Geral DOCUMENTOS PREPARATÓRIOS ASSEMBLEIA GERAL Porto 8 maio 2013 Proposta / Ponto 4 Exmo. Senhor Presidente da Mesa da Assembleia Geral Grupo Soares da Costa, SGPS,S.A. Exmo. Senhor Presidente, Relativamente

Leia mais

PME S QREN OPORTUNIDADE E DESAFIO

PME S QREN OPORTUNIDADE E DESAFIO PME S QREN OPORTUNIDADE E DESAFIO 1. Objectivo Estratégico : 1º. Banco das melhores PME Porto, 20 de Outubro de 2008 Luís Rego Direcção de Empresas Norte 1 2 Segmentação de Empresas Clientes e Redes Clientes

Leia mais

Regulamento da CMVM n.º 2/2014. Papel comercial. (Revogação do Regulamento da CMVM n.º 1/2004)

Regulamento da CMVM n.º 2/2014. Papel comercial. (Revogação do Regulamento da CMVM n.º 1/2004) Regulamento da CMVM n.º 2/2014 Papel comercial (Revogação do Regulamento da CMVM n.º 1/2004) As alterações introduzidas pelo Decreto-Lei n.º 52/2006, de 15 de março, e pelo Decreto-Lei n.º 29/2014, de

Leia mais

Apresentamos de seguida os principais conceitos a que a NCRF -12 Imparidade de Activos, faz referência. Ambiente tecnológico, económico, legal,...

Apresentamos de seguida os principais conceitos a que a NCRF -12 Imparidade de Activos, faz referência. Ambiente tecnológico, económico, legal,... A!lert: SNC Justo Valor e Imparidade de Activos Your Brand of Choice December 2010 Justo Valor e Imparidade de Activos: Tangíveis Baker Tilly Corporate Governance Intangíveis Investimentos financeiros

Leia mais

Obrigações, Fundos Públicos e outros Valores Mobiliários de dívida. 0,5% (min. 7) 0,4% (min. 7) 0,035% (min. 7) > 25.000 e 100.000

Obrigações, Fundos Públicos e outros Valores Mobiliários de dívida. 0,5% (min. 7) 0,4% (min. 7) 0,035% (min. 7) > 25.000 e 100.000 VALORES MOBILIÁRIOS Na contratação de serviços de investimento em valores mobiliários, os investidores devem analisar atentamente o preçário para calcular os encargos totais previsíveis do investimento

Leia mais

Fatores Chave no Financiamento e Desenvolvimento de Projetos MDL de Aproveitamento de Biogás

Fatores Chave no Financiamento e Desenvolvimento de Projetos MDL de Aproveitamento de Biogás Fatores Chave no Financiamento e Desenvolvimento de Projetos MDL de Aproveitamento de Biogás Iule Arruda 04 Março 2008 UK EISU Seminário São Paulo, Brasil 1 O Protocolo de Kyoto estabelece metas rígidas

Leia mais

INFORMAÇÃO PUBLICADA OU DISPONIBILIZADA AO PÚBLICO EM 2014. 1. Informação divulgada através dos sítios da CMVM, Euronext e Mota-Engil

INFORMAÇÃO PUBLICADA OU DISPONIBILIZADA AO PÚBLICO EM 2014. 1. Informação divulgada através dos sítios da CMVM, Euronext e Mota-Engil INFORMAÇÃO PUBLICADA OU DISPONIBILIZADA AO PÚBLICO EM 2014 Em cumprimento do estipulado no nº 1 do artigo 248.º-C do Código dos Valores Mobiliários, divulga-se a síntese da informação publicada em 2014.

Leia mais

Resultados 1T11. 4 de Maio de 2011. www.edprenovaveis.com

Resultados 1T11. 4 de Maio de 2011. www.edprenovaveis.com Resultados 1T11 4 de Maio de 2011 www.edprenovaveis.com Agenda I Destaques do 1T11 II Performance Operacional e Financeira do 1T11 III Perspectivas e Conclusão Destaques do 1T11 Elevada performance operacional

Leia mais

A TRINITY INVESTIMENTOS assessora investidores individuais, institucionais e corporativos na prospecção, identificação, qualificação e condução de

A TRINITY INVESTIMENTOS assessora investidores individuais, institucionais e corporativos na prospecção, identificação, qualificação e condução de FATO RELEVANTE Do ponto de vista da Teoria de Finanças, as oportunidades de investimento em PE/VC permitem que o mercado se torne mais completo, melhorando a relação risco/retorno, alterando a fronteira

Leia mais

FUNDO REVITALIZAR SUL

FUNDO REVITALIZAR SUL FUNDO REVITALIZAR SUL www.capitalcriativo.com O FUNDO REVITALIZAR SUL CAPITAL TIPO DE EMPRESAS 60m - 30m subscritos pelo FINOVA (fundo de fundos público) e 30m subscritos por 7 instituições de crédito

Leia mais

Catala Consulting, Lda. Apresentação da empresa

Catala Consulting, Lda. Apresentação da empresa Catala Consulting, Lda. Apresentação da empresa A nossa Missão Ajudar as empresas a enfrentar os desafios do presente e do futuro e a encontrar ou retomar os caminhos do sucesso Sabemos que cada problema

Leia mais

edp edp Resultados do 1S2007 26 de Julho de 2007 sinta a nossa energia

edp edp Resultados do 1S2007 26 de Julho de 2007 sinta a nossa energia sinta a nossa energia Resultados do 1S2007 26 de Julho de 2007 0 1S07: Principais Acontecimentos Crescimento de EBITDA: +27% com base em crescimento orgânico Turnaround das actividades em mercado: enfoque

Leia mais

PDG Realty aumenta para 50% sua participação na CHL

PDG Realty aumenta para 50% sua participação na CHL PDG Realty aumenta para 50% sua participação na CHL Relações com Investidores: Michel Wurman Diretor de Relações com Investidores João Mallet Gerente de Relações com Investidores Telefone: (21) 3804 3800

Leia mais

INVESTIMENTO E FINANCIAMENTO ÀS EMPRESAS

INVESTIMENTO E FINANCIAMENTO ÀS EMPRESAS INVESTIMENTO E FINANCIAMENTO ÀS EMPRESAS Porto Business School IFD O que podem esperar as empresas? INSTITUIÇÃO FINANCEIRA DE DESENVOLVIMENTO Ricardo Luz Administrador Executivo da IFD 16 de Junho de 2015

Leia mais

Reuters: BANIF.LS Bloomberg: BANIF PL ISIN: PTBAF0AM0002 www.banif.pt/investidores 1S2015 RESULTADOS CONSOLIDADOS. Informação não auditada.

Reuters: BANIF.LS Bloomberg: BANIF PL ISIN: PTBAF0AM0002 www.banif.pt/investidores 1S2015 RESULTADOS CONSOLIDADOS. Informação não auditada. Reuters: BANIF.LS Bloomberg: BANIF PL ISIN: PTBAF0AM0002 www.banif.pt/investidores 2015 1S2015 RESULTADOS CONSOLIDADOS Lisboa, 7 de Agosto de 2015 Informação não auditada. RESULTADOS CONSOLIDADOS: Janeiro

Leia mais

Obrigações CMVM Comissão do Mercado de Valores Mobiliários OUTUBRO 2012 1

Obrigações CMVM Comissão do Mercado de Valores Mobiliários OUTUBRO 2012 1 CMVM Comissão do Mercado de Valores Mobiliários OUTUBRO 2012 1 O que são obrigações As obrigações são instrumentos financeiros que representam um empréstimo contraído junto dos investidores pela entidade

Leia mais

VISABEIRA GLOBAL > Telecomunicações Energia Tecnologia Construção. VISABEIRA INDÚSTRIA > Cerâmica e Cristal Cozinhas Recursos Naturais

VISABEIRA GLOBAL > Telecomunicações Energia Tecnologia Construção. VISABEIRA INDÚSTRIA > Cerâmica e Cristal Cozinhas Recursos Naturais 1 VISABEIRA GLOBAL > Telecomunicações Energia Tecnologia Construção VISABEIRA INDÚSTRIA > Cerâmica e Cristal Cozinhas Recursos Naturais VISABEIRA TURISMO > Hotelaria Entretenimento & Lazer Restauração

Leia mais

Recomendações de políticas Portugal RECOMENDAÇÕES DE POLÍTICAS 2013 - PORTUGAL

Recomendações de políticas Portugal RECOMENDAÇÕES DE POLÍTICAS 2013 - PORTUGAL 2013 Recomendações de políticas Portugal 1 KEEP ON TRACK! O progresso no sentido de atingir os objectivos para 2020 deve ser cuidadosamente monitorizado para garantir que o real desenvolvimento acompanha

Leia mais

JLT Specialty Limited faz parte do grupo de empresas da Jardine Lloyd Thompson Group plc, que é um grupo internacinal de Especialistas de Risco e

JLT Specialty Limited faz parte do grupo de empresas da Jardine Lloyd Thompson Group plc, que é um grupo internacinal de Especialistas de Risco e JLT Specialty Limited faz parte do grupo de empresas da Jardine Lloyd Thompson Group plc, que é um grupo internacinal de Especialistas de Risco e Consultores de Benefícios do Empregado.. Cotada no Índice

Leia mais