Triblásticos. Celomados. Simetria Bilateral. Protostômios

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Triblásticos. Celomados. Simetria Bilateral. Protostômios"

Transcrição

1 Artrópodes

2 Triblásticos Celomados Simetria Bilateral Protostômios

3 CARACTERÍSTICAS GERAIS Metameria fusão dos metâmeros Tagmas

4 O filo dos artrópodes (arthros = articulado + poda = pé)

5 apêndices articulados Como os Artrópodes são (Arthros = articulação; podos = pés): antenas, pernas, asas, nadadeiras e peças bucais

6 Como os Artrópodes são

7 Como os Artrópodes são Corpo metamerizado: metâmeros fundidos tagmas - cabeça, tórax, abdome Metâmeros

8 Contém a maioria dos animais conhecidos (mais de 3 em cada 4 espécies animais), mais de 1 milhão de espécies, muitas das quais extremamente abundantes em número de indivíduos.

9

10 Artrópodes Características gerais: Celomados Protostômios Triblásticos Corpo segmentado com apêndices articulados Exoesqueleto de quitina (polissacarídeo) impermeável e resistente Conseqüência: impede crescimento Solução: muda ou ecdise (troca periódica do exoesqueleto) Controlado pelo hormônio ecdisona

11 Como os Artrópodes são Exoesqueleto Vantagens: Base para inserção de musculatura e asas. Oferece proteção contra predadores Evita a desidratação Serve como barreira para prevenir infecção Desvantagem: Dificulta o crescimento

12

13 exoesqueleto formado por quitina (impregnação de carbonato de cálcio CaCO 3 ) flexível ou rígido

14 exoesqueleto muda ou ecdise

15 EXOESQUELETO O exoesqueleto é o esqueleto artrópodes. Ele dá sustentação e proteção ao corpo do animal. Evita também a perda de água.

16 muda

17 A quitina que compõe o exoesqueleto é um material extraordinário. Fina e flexível nas juntas e articulações Como a quitina é rígida e impermeável, proporciona: sustentação, proteção mecânica e atua contra a desidratação

18 EXOESQUELETO Intermuda Muda Ecdisona Pós muda

19 exúvia Muda

20 Gráfico de crescimento Artrópodes tamanho Não artrópode Artrópode crescimento muda tempo

21

22 As As classes dos dos Artrópodes são: são: Chelicerata insetos Hexapoda aracnídeos Crustacea crustáceos Myriapodes quilópodes diplópodes

23 Classificação por: Organização corporal Números e tipos de apêndices Presença e número de antenas

24

25 Divisões de classes

26 crustáceos Os crustáceos (do latim crusta, crosta ) exoesqueleto quitinoso (casca de camarão), sais calcários (casca de siri).

27 Crustáceos abdome cefalotórax 2 pares de antenas N de pernas variável Equilíbrio Tato Paladar

28 Crustáceos Hábitats marinhos, de água doce e terrestre úmido (tatuzinho-de-jardim).

29 Crustáceos

30 Alimentação Filtradores Herbívoros Carnivoros Dentritívoros

31 Grande importância na cadeia alimentar Microcrustáceos: Importância ecológica copépodes, anfípodas e o krill, tem papel fundamental nas teias alimentares (zooplâncton)

32 Crustáceos

33 Crustáceos Aquáticos ou terrestres (úmidos) Corpo dividido em cefalotórax e abdômen Dois pares de antenas Número variável de patas Unissexuados Desenvolvimento indireto

34

35 Crustacea Maioria dióicos fecundação cruzada Fecundação interna Maioria desenvolvimento indireto Ovíparos

36 Siri e Caranguejo

37

38 Chelicerata Aracnídeos Aranhas, os escorpiões, os carrapatos, os pseudo-escorpiões e os opilões.

39 ARACNÍDEOS

40 Aracnídeos Incorretamente confundidos com os insetos. Mas distinguem-se pelo número de patas e pela ausência de antenas.

41 Aracnídeos Divisão do corpo: cefalotórax e abdômen 4 pares de patas não possuem antenas - áceros Pedículo: estreitamento que liga o cefalotórax e o abdômen Cefalotórax: ocelos ( olhos rudimentares) Abdômen: fiandeiras quelíceras (inoculam o veneno) pedipalpos (função sensorial)

42 Aracnídeos pedipalpo quelícera cefalotórax olhos 4 pares de pernas abdome Ausência de antenas

43

44

45 Anelosimus

46

47 Escorpiões Divisão do corpo: cefalotórax, pré-abdômen e pósabdômen ou cauda Quelíceras: trituram o alimento Pedipalpos: seguram as presas Aguilhão Carrapatos Cefalotórax e abdômen fusionados Sarna ou escabiose

48 ESCORPIÕES

49

50 ÁCAROS

51

52

53 ARACNÍDEOS Opiliões Artrópodes frágeis, com certa semelhança com as aranhas, mas dotado de corpo muito pequeno e pernas exageradamente longas. Inofensivos. Vivem em cantos das casas e nos banheiros velhos. Em função das pernas muito longas, apresentam um andar bamboleante. Exemplo: Phalalgium sp., vulgarmente conhecido como opilião ou budum.

54 OPILÕES

55

56 Hexapoda têm o corpo dividido em cabeça, tórax e abdome. Apresentam um par de antenas e três pares de patas. Podem ter asas, sendo os únicos invertebrados capazes de voar. Representam cerca de 90% de todos os artrópodes (aproximadamente 900 mil espécies). Entre os representantes mais conhecidos, podem ser citados os gafanhotos, formigas, besouros e borboletas.

57 Classe insecta Mais de 1 milhão espécies (fato que justifica uma ciência para os estudar entomologia) Mais abundantes, mais bem sucedidos e mais diversamente distribuídos dos animais terrestres. No entanto, estima-se que possam existir entre 5 e 10 milhões.

58 Insetos

59 Insetos O corpo é dividido em três partes: cabeça tórax abdômen Na cabeça encontram-se um par de antenas sensoriais (órgãos tácteis e olfativos), um par de olhos compostos, dois ou três olhos simples ou ocelos e as peças bucais

60 Insetos Cabeça: Antenas Olhos compostos (um par) captura de imagens Olhos simples (vários) intensidade luminosa Peças bucais

61

62

63

64

65

66 O aparelho bucal reflete seu hábito alimentar: gafanhoto e barata: mastigador borboleta: sugador pernilongo: picador

67 Tórax 3 pares de patas (hexápodes) asas: dípteros, tetrápteros e ápteros Abdômen Contém órgãos reprodutores sendo mais desenvolvidos nas fêmeas

68 Dipteros

69

70

71 Cadeia alimentar (zooplâncton) Alimentação humana Mel, seda Pragas agrícolas Controle biológico Transmissão de doenças Polinização Acidentes (veneno)

72 Diversidade Hábitos alimentares Diversidade de apêndices bucais

73

74

75

76 Myriapoda Divididos em Quilópodes Diplópodes

77 Ex: centopéias ou lacraias Quilópodes corpo segmentado dividido em cabeça e tronco Cabeça: 1 par de longas antenas 1 par de mandíbulas 1 par de maxilas 1 par de patas por segmento do corpo 1º par: forcípulas (veneno)

78 Quilópodes tronco cabeça forcípula 1 par de pernas por segmento 1 par de antenas

79 Quilópodes

80 Quilópodes Predadores: forcípula para inocular veneno Deslocam-se rapidamente lacráia

81 Diplópodes tronco cabeça 2 pares de pernas por segmento 1 par de antenas

82 Diplópodes Mil-pés ou piolhos-de-cobra Herbívoros e se enrolam em espiral. Corpo cilíndrico, segmentado, dividido em cabeça, tórax e abdômen 1 par de antenas Tórax: 1 par de patas por segmento do corpo Abdômen: 2 pares de patas por segmento Ovíparos

83 Diplópodes Herbívoros: Deslocam-se lentamente Piolho-de-cobra

84 Diplópodes

85 Diplópodes e Quilópodes Dióicos Fecundação interna Desenvolvimento direto ou indireto

86 Diplópode

87 Diferenciação entre quilópodes e diplópodes Quilópodes Apresentam movimentos rápidos; São carnívoros; Têm um par de antenas longas; Produzem veneno; Dotados de patas longas; Incapazes de enrolar-se; Corpo mais achatado; Menor número de segmentos 1 par de patas por segmento Diplópodes Apresentam movimentos lentos; São herbívoros; Têm um par de antenas curtas; Não produzem veneno; Dotados de patas curtas; Capazes de enrolar-se em espiral; Corpo mais circular; Maior número de segmentos. 2 pares de patas por segmento

88 As As classes dos dos Artrópodes são: são: Chelicerata insetos Hexapoda aracnídeos Crustacea crustáceos Myriapodes quilópodes diplópodes

89 ANATOMIA E FISIOLOGIA

90 Sistema Muscular e Movimentação Bem desenvolvido Músculos prendem a parte interna do exoesqueleto Músculos Antagonistas

91

92 Asas

93

94 SISTEMA DIGESTÓRIO Extracelular - Sistema digestivo completo

95 Circulação Tipo aberto Lacunas ou hemoceles. Coração muscular Ostíolos

96

97 Funções orgânicas CIRCULAÇÃO Sistema circulatório aberto Hemolinfa Sangue não carrega gases respiratórios (insetos)*

98 SISTEMA CIRCULATÓRIO

99 Respiração Nos artrópodes, podem ser encontrados três tipos diferentes de estruturas respiratórias: as brânquias as traquéias as filotraquéias ou pulmões foliáceos

100 Funções orgânicas RESPIRAÇÃO Branquial crustáceos Crustacea

101 Funções orgânicas RESPIRAÇÃO Branquial crustáceos

102 Funções orgânicas RESPIRAÇÃO Traqueal insetos, quilópodes, diplópodes e alguns aracnídeos Hexapoda Myriapoda Sacos traqueais

103 RESPIRAÇÃO

104

105

106 Funções orgânicas RESPIRAÇÃO Filotraqueal aracnídeos ou pulmões foliáceos

107 Funções orgânicas RESPIRAÇÃO Filotraqueal aracnídeos

108 RESPIRAÇÃO

109 Funções orgânicas RESPIRAÇÃO Filotraqueal FILOTRAQUÉIAS MOSTRANDO AS CÂMARAS ONDE OCORREM AS TROCAS GASOSAS

110 Sistema excretor Os sistemas excretores dos artrópodes retiram excretas nitrogenadas das lacunas sanguíneas e, através de diferentes estruturas, eliminam-nos para o meio exterior. Estas estruturas são: Glândulas antenais (ou glândulas verdes) crutáceos (amônia) Túbulos de Malpighi insetos, quilópodes, diplópodes e alguns aracnídeos Glândulas coxais aracnídeos

111 Excreção As glândulas verdes ou antenais existem nos crustáceos. Estão situadas na cabeça e eliminam os resíduos por meio de dutos que se abrem na base das antenas.

112 As glândulas coxais, típicas dos aracnídeos, são estruturas saculiformes de parede delgada que eliminam os resíduos através de dutos que se abrem nas coxas das patas.

113 Túbulos de Malpighi são típicos dos artrópodes terrestres, como os insetos, aracnídeos, quilópodes e diplópodes. São tubos alongados que retiram excreta das hemocele e descarregam-nos no interior do intestino, de onde são eliminados com as fezes.

114 Sistema nervoso

115 SISTEMA SENSORIAL Par de gânglios cerebrais bem desenvolvidos Têm ampla percepção química usando antenas, patas, pedipalpos, etc.

116 Sensibilidade Há um alto grau de cefalização nos artrópodes, com um cérebro mais avantajado em relação aos celenterados por exemplo. Há também um grande desenvolvimento dos órgãos sensoriais, levando a padrões de comportamento mais complexos. Cerdas = audição Comunicação = feromônios Tato = Antenas

117 Visão Ocelos Olhos simples Olhos compostos

118

119

120 REPRODUÇÃO

121 Reprodução Os artrópodes, em geral, são dióicos. As formas terrestres têm fecundação interna, utilizando apêndices modificados na copulação. Já as formas aquáticas podem realizar a fecundação externa ou interna. A maioria das formas apresenta estágio larval, sendo o estágio adulto atingido através de metamorfose. Mecanismos de corte precedem a copulação em diversas formas.

122

123 Aracnídeos Dióicos Fecundação interna Desenvolvimento direto

124

125 Crustáceos Maioria dióicos fecundação cruzada Fecundação interna Maioria desenvolvimento indireto Ovíparos

126 Diplópodes e Quilópodes Dióicos Fecundação interna Desenvolvimento direto ou indireto

127 Reprodução Insetos Dióicos Fecundação interna Desenvolvimento: direto sem metamorfose (AMETÁBOLO) indireto com metamorfose incompleta (HEMIMETÁBOLO) indireto com metamorfose completa (HOLOMETÁBOLO) Ovíparos

128

129 Insetos ametábolo hemimetábolo holometábolo

130

131 METAMORFOSE

132 Holometábolo

133 HOLOMETÁBOLO

134 HEMIMETÁBOLO

135 AMETÁBOLO

136 Artrópodes

137 Dúvidas???

Móds. 15 ao 18. Setor Prof. Rafa

Móds. 15 ao 18. Setor Prof. Rafa Móds. 15 ao 18 Setor 1423 Prof. Rafa Representantes: crustáceos, Representantes: crustáceos, insetos, Representantes: crustáceos, insetos, aracnídeos, Representantes: crustáceos, insetos, aracnídeos, quilópodes

Leia mais

ARTRÓPODES INSETOS, CRUSTÁCEOS, ARACNÍDEOS, QUILÓPODES E DIPLÓPODES. Profa. Monyke Lucena

ARTRÓPODES INSETOS, CRUSTÁCEOS, ARACNÍDEOS, QUILÓPODES E DIPLÓPODES. Profa. Monyke Lucena ARTRÓPODES INSETOS, CRUSTÁCEOS, ARACNÍDEOS, QUILÓPODES E DIPLÓPODES Profa. Monyke Lucena CARACTERÍSTICAS GERAIS Os artrópodes, o grupo mais numeroso de animais, reúnem mais de 1 milhão de espécies catalogados.

Leia mais

1. Três: cabeça, tórax e abdômen (insetos) 2. Dois: cefalotórax e abdômen (aracnídeos)

1. Três: cabeça, tórax e abdômen (insetos) 2. Dois: cefalotórax e abdômen (aracnídeos) Silvestre 1. Metâmeros bem distintos na fase larvária. 2. Nos adultos se encontram fundidos. 3. Os metâmeros podem se apresentar agrupados em três regiões distintas (insetos) ou em duas (aracnídeos). 1.

Leia mais

Grupo de maior sucesso evolutivo: encontrados em praticamente todos os ambientes. Apêndices articulados Correr, nadar, saltar, escavar, copular...

Grupo de maior sucesso evolutivo: encontrados em praticamente todos os ambientes. Apêndices articulados Correr, nadar, saltar, escavar, copular... Grupo de maior sucesso evolutivo: encontrados em praticamente todos os ambientes Apêndices articulados Correr, nadar, saltar, escavar, copular... Exoesqueleto quitinoso Proteção contra agressões e desidratação

Leia mais

Filo Arthropoda. Capítulo 11 aulas 40 a 44. Page 1

Filo Arthropoda. Capítulo 11 aulas 40 a 44. Page 1 Filo Arthropoda Capítulo 11 aulas 40 a 44 Page 1 Você já teve acne??? O que será que isso tem a ver com a nossa aula??? Page 2 Características gerais É o grupo mais numeroso de seres vivos; Aproximadamente

Leia mais

Artrópodes. - A enorme diversidade de adaptação destes animais permite que sobrevivam em todos os habitats.

Artrópodes. - A enorme diversidade de adaptação destes animais permite que sobrevivam em todos os habitats. Artrópodes - O filo Arthropoda (Artrópodes) possui um número muito grande de animais, o maior grupo com espécies diferentes; - A enorme diversidade de adaptação destes animais permite que sobrevivam em

Leia mais

Ciências 2016 Professor: Danilo Lessa Materiais: Livro e PPT

Ciências 2016 Professor: Danilo Lessa Materiais: Livro e PPT Ciências 2016 Professor: Danilo Lessa Materiais: Livro e PPT Níquel Náusea Autor: Fernando Gonsales Distribuição dos Invertebrados: 12,3% 87,7% Como são os artrópodes: O esqueleto destes animais é externo,

Leia mais

Fazem troca do exoesqueleto Simetria Bilateral O nome deriva-se do fato de terem patas articuladas

Fazem troca do exoesqueleto Simetria Bilateral O nome deriva-se do fato de terem patas articuladas Filo Artrópode Filo Artrópode Acredita-se que tenham evoluído dos anelídeos São animais invertebrados de corpo segmentado (metamerizado) Corpo revestido de exoesqueleto feito de quitina Grupo diverso

Leia mais

Cap. 18 Artrópodes: Características e clasificação

Cap. 18 Artrópodes: Características e clasificação Cap. 18 Artrópodes: Características e clasificação Apresentam metameria, com presença de fusão de segmentos (tagmas). Maior parte apresenta a subdivisão que formam a cabeça, o tórax e o abdome; Presença

Leia mais

GOIÂNIA, / / PROFESSOR: FreD. ALUNO(a): Antes de iniciar a lista de exercícios leia atentamente as seguintes orientações:

GOIÂNIA, / / PROFESSOR: FreD. ALUNO(a): Antes de iniciar a lista de exercícios leia atentamente as seguintes orientações: GOIÂNIA, / / 2015 PROFESSOR: FreD DISCIPLINA: Biologia SÉRIE: 9º ALUNO(a): Lista de exercícios. No Anhanguera você é + Enem Antes de iniciar a lista de exercícios leia atentamente as seguintes orientações:

Leia mais

Apresentam metameria, com presença de fusão de segmentos (tagmas) que formam a cabeça,otóraxeoabdome;

Apresentam metameria, com presença de fusão de segmentos (tagmas) que formam a cabeça,otóraxeoabdome; Cap. 21 Artrópodes: Características e clasificação Apresentam metameria, com presença de fusão de segmentos (tagmas) que formam a cabeça,otóraxeoabdome; Presença de exoesqueleto(quitina) articulado; Cabeça

Leia mais

Móds. 15 e 16. Setor 1403. Prof. Rafa

Móds. 15 e 16. Setor 1403. Prof. Rafa Móds. 15 e 16 Setor 1403 Prof. Rafa Representantes: crustáceos, Representantes: crustáceos, insetos, Representantes: crustáceos, insetos, aracnídeos, Representantes: crustáceos, insetos, aracnídeos, quilópodes

Leia mais

Reino Animalia 0 (Metazoa) Filo Arthropoda. Natália A. Paludetto nataliaapaludetto@gmail.com http://proenem.sites.ufms.br/

Reino Animalia 0 (Metazoa) Filo Arthropoda. Natália A. Paludetto nataliaapaludetto@gmail.com http://proenem.sites.ufms.br/ Reino Animalia 0 (Metazoa) Filo Arthropoda Natália A. Paludetto nataliaapaludetto@gmail.com http://proenem.sites.ufms.br/ Reino Animalia Filos: 1) Porifera; 2) Cnidaria; 3) Platyhelminthes; 4) Nematoda;

Leia mais

Aula 15.1 Conteúdos: Artrópodes: Insetos, crustáceos, aracnídeos e miriápodes DINÂMICA LOCAL INTERATIVA CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES

Aula 15.1 Conteúdos: Artrópodes: Insetos, crustáceos, aracnídeos e miriápodes DINÂMICA LOCAL INTERATIVA CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA DINÂMICA LOCAL INTERATIVA Aula 15.1 Conteúdos: Artrópodes: Insetos, crustáceos, aracnídeos e miriápodes 2 CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO

Leia mais

Características gerais. Habitat e modo de vida

Características gerais. Habitat e modo de vida Filo Artropoda Características gerais Corpo segmentado, revestido por um exoesqueleto. Nas espécies terrestres ele é de quitina e nas marinhas de CaCO 3. Vantagens conferidas pelo exoesqueleto: Sustentação

Leia mais

Unidade III Ser humano e Saúde Aula 16.2 Conteúdo: Artrópodes II

Unidade III Ser humano e Saúde Aula 16.2 Conteúdo: Artrópodes II A A Unidade III Ser humano e Saúde Aula 16.2 Conteúdo: Artrópodes II A A Habilidade: Identificar a diversidade e abundância dos artrópodes. A A Crustáceos Coberto de crosta - exoesqueleto Dois pares de

Leia mais

Subfilo Uniramia. Superclasse Myriapoda Superclasse Hexapoda. Subfilo Myriapoda Subfilo Hexapoda

Subfilo Uniramia. Superclasse Myriapoda Superclasse Hexapoda. Subfilo Myriapoda Subfilo Hexapoda MYRIAPODA Subfilo Uniramia Superclasse Myriapoda Superclasse Hexapoda ou Subfilo Myriapoda Subfilo Hexapoda Myriapoda (Gr. myria = inúmeros; podos = pés) - Lacraias, centopéias, piolhos- de- cobra, embuás,

Leia mais

FILO ARTHROPODA. Artrhon = articulação/ Podos = pés

FILO ARTHROPODA. Artrhon = articulação/ Podos = pés FILO ARTHROPODA Artrhon = articulação/ Podos = pés - INVERTEBRADOS BILATÉRIOS, CELOMADOS, SEGMENTADOS; - APÊNDICES LOCOMOTORES ARTICULADOS EM NÚMERO PAR; PATAS ARTICULADAS -ANDAR, CORRER, SALTAR, NADAR;

Leia mais

Conteúdo. Filo Arthropoda. Chilopoda. Características

Conteúdo. Filo Arthropoda. Chilopoda. Características Universidade Federal de Capina Grande Centro de ciências e tecnologia agroalimentar Conteúdo Arthropoda Quadro comparativo Contribuições biológicas Classificação Subfilo Chelicerata Subfilo Trilobita Subfilo

Leia mais

Compreensão das diferenças entre os artrópodes, crustáceos, insetos, aracnídeos, quilópodes e diplópodes, reconhecendo suas características

Compreensão das diferenças entre os artrópodes, crustáceos, insetos, aracnídeos, quilópodes e diplópodes, reconhecendo suas características Compreensão das diferenças entre os artrópodes, crustáceos, insetos, aracnídeos, quilópodes e diplópodes, reconhecendo suas características O que são artrópodes? Para que servem? Onde podem ser encontrados?

Leia mais

Corpo segmentado e dividido em cabeça, tórax e abdome, podendo alguns apresentar cefalotórax (= cabeça + tórax) e abdome.

Corpo segmentado e dividido em cabeça, tórax e abdome, podendo alguns apresentar cefalotórax (= cabeça + tórax) e abdome. OS ARTRÓPODES Prof. André Maia Apresentam pernas articuladas com juntas móveis. São triblásticos, celomados e dotados de simetria bilateral. Corpo segmentado e dividido em cabeça, tórax e abdome, podendo

Leia mais

SISTEMA BOM JESUS DE ENSINO COORDENAÇÃO DE BIOLOGIA CEP CURITIBA PR 2009 ARTRÓPODOS - INSETOS

SISTEMA BOM JESUS DE ENSINO COORDENAÇÃO DE BIOLOGIA CEP CURITIBA PR 2009 ARTRÓPODOS - INSETOS SISTEMA BOM JESUS DE ENSINO COORDENAÇÃO DE BIOLOGIA CEP CURITIBA PR 2009 ARTRÓPODOS - INSETOS 7º FILO - ARTHROPODA CLASSE INSECTA Insetos Grupo mais numeroso (750 mil espécies) - maioria terrestre. Únicos

Leia mais

Filos: Poríferos Cnidários Platelmintos- Nematelmintos Anelídeos Moluscos Artrópodes - Equinodermos Cordatas. Professora Débora Biologia

Filos: Poríferos Cnidários Platelmintos- Nematelmintos Anelídeos Moluscos Artrópodes - Equinodermos Cordatas. Professora Débora Biologia Filos: Poríferos Cnidários Platelmintos- Nematelmintos Anelídeos Moluscos Artrópodes - Equinodermos Cordatas Professora Débora Biologia Filo Poríferos Esponjas Filo Poríferos Características São todas

Leia mais

Sônia Lopes & Sergio Rosso. BIO VOLUME 2 - Sequência Clássica. Prof.ª Fabiane Trevisan Campelo

Sônia Lopes & Sergio Rosso. BIO VOLUME 2 - Sequência Clássica. Prof.ª Fabiane Trevisan Campelo Sônia Lopes & Sergio Rosso. BIO VOLUME 2 - Sequência Clássica. Prof.ª Fabiane Trevisan Campelo 2015 Características Gerais Mais diversificado do planeta (espécies catalogadas). Podem ser encontrados em

Leia mais

Oi pessoal dos 8 os anos, estão com saudade das atividades escolares? Pois bem, precisamos dar seqüência aos estudos e, na volta às aulas, no dia 17,

Oi pessoal dos 8 os anos, estão com saudade das atividades escolares? Pois bem, precisamos dar seqüência aos estudos e, na volta às aulas, no dia 17, Oi pessoal dos 8 os anos, estão com saudade das atividades escolares? Pois bem, precisamos dar seqüência aos estudos e, na volta às aulas, no dia 17, algumas atividades devem estar prontas. Mas antes de

Leia mais

7º FILO - ARTHROPODA CLASSE ARACNÍDEOS

7º FILO - ARTHROPODA CLASSE ARACNÍDEOS 7º FILO - ARTHROPODA CLASSE ARACNÍDEOS Aracnídeos Exemplos: aranhas, escorpiões e os carrapatos Habitat: terrestre (solos, rochas, teias, matas, desertos e casas) Sarna (Sarcoptes scabiei) e cravos (Demodex

Leia mais

Criado e Desenvolvido por: Todos os direitos são reservados 2015. www.tioronni.com

Criado e Desenvolvido por: Todos os direitos são reservados 2015. www.tioronni.com Criado e Desenvolvido por: Todos os direitos são reservados 2015. www.tioronni.com Filo Arthropoda exoesqueleto e patas articuladas. simetria bilateral triblásticos protostômios celomados metamerizados;

Leia mais

REINO ANIMAL. Qual a importância da metameria? FILO: ANELÍDEOS VERMES CILÍNDRICOS E SEGMENTADOS. Qual a importância da metameria?

REINO ANIMAL. Qual a importância da metameria? FILO: ANELÍDEOS VERMES CILÍNDRICOS E SEGMENTADOS. Qual a importância da metameria? REINO ANIMAL FILO: ANELÍDEOS VERMES CILÍNDRICOS E SEGMENTADOS Metâmeros são compartimentos contíguos, revestidos internamente por mesoderme, e separados uns dos outros por paredes (septos) mesodérmicas.

Leia mais

ARTRÓPODES. Capítulo 8- Sistema Poliedro de Ensino Professora Giselle Cherutti

ARTRÓPODES. Capítulo 8- Sistema Poliedro de Ensino Professora Giselle Cherutti ARTRÓPODES Capítulo 8- Sistema Poliedro de Ensino Professora Giselle Cherutti Evolução dos Artrópodes O filo com o maior nº de espécies do mundo TRILOBITA Origem do grego Artro= articulação e podos= patas

Leia mais

Filo Mollusca (Moluscos)

Filo Mollusca (Moluscos) Filo Mollusca (Moluscos) - Segundo maior filo em número de espécies (120 mil) - Habitam principalmente ambientes marinhos, mas existem dulcícolas e terrestres - Caramujos, lesmas, ostras, mariscos, polvos

Leia mais

Texto Base: Aula 18 Linhagens de Organismos Metazoários 2

Texto Base: Aula 18 Linhagens de Organismos Metazoários 2 Texto Base: Aula 18 Linhagens de Organismos Metazoários 2 João Miguel de Matos Nogueira 1. Introdução Até a década de 1990, considerava-se que anelídeos e artrópodes fossem grupos muito próximos filogeneticamente,

Leia mais

CARACTERÍSTICAS GERAIS 2, 7 4, 7, 11 6, 7, 11 6, 8, 11 6, 9, 11 6, 9, 11 1, 3, 6, 9, 11 5, 6, 9, 10, 12 MOLUSCOS ARTRÓPODES ANELÍDEOS PLATELMINTOS

CARACTERÍSTICAS GERAIS 2, 7 4, 7, 11 6, 7, 11 6, 8, 11 6, 9, 11 6, 9, 11 1, 3, 6, 9, 11 5, 6, 9, 10, 12 MOLUSCOS ARTRÓPODES ANELÍDEOS PLATELMINTOS CARACTERÍSTICAS GERAIS AULA DE RECUPERAÇÃO DE INVERTEBRADOS - Prof. Maria Lúcia ª EM, 7, 7,, 7,, 8,, 9,, 9,,,, 9,,, 9, 0,. PATAS ARTICULADAS. CORPO COM POROS E SEM TECIDOS. EXOESQUELETO DE QUITINA. DIPLOBLASTICOS

Leia mais

FILO ARTHROPODA - INTRODUÇÃO

FILO ARTHROPODA - INTRODUÇÃO Entomologia Entomologia veterinária: é o estudo de insetos de importância veterinária, num sentido mais amplo que engloba inclusive os aracnídeos (carrapatos e ácaros). Filo Arthropoda O filo arthropoda

Leia mais

Exercícios de Moluscos a Equinodermos

Exercícios de Moluscos a Equinodermos Exercícios de Moluscos a Equinodermos Material de apoio do Extensivo 1. Que diferença característica permite considerar os moluscos mais complexos que os cnidários? a) Os cnidários apresentam apenas reprodução

Leia mais

Aspectos Gerais - Nome: articulação nos pés. - Maior filo de animais + de 900.000 sp. (3/4 dos animais conhecidos). - Exoesqueleto quitinoso -

Aspectos Gerais - Nome: articulação nos pés. - Maior filo de animais + de 900.000 sp. (3/4 dos animais conhecidos). - Exoesqueleto quitinoso - ARTRÓPODES FILO ARTHROPODA - Sistema digestório completo e sistema circulatório aberto; - Sistema respiratório variável: branquial, traqueal ou filotraqueal; - Sistema excretor por túbulos de Malpighi,

Leia mais

Artrópodes. Os representantes do Filo Arthropoda (arthro= articulação, podes=pés) são animais com pernas articuladas.

Artrópodes. Os representantes do Filo Arthropoda (arthro= articulação, podes=pés) são animais com pernas articuladas. Artrópodes Os representantes do Filo Arthropoda (arthro= articulação, podes=pés) são animais com pernas articuladas. Todos os artrópodes possuem um exoesqueleto (esqueleto externo), uma carapaça formada

Leia mais

FILO ARTHROPODA - Enterozoários, triblásticos, celomados, protostômios com simetria bilateral; - Sistema nervoso do tipo ganglionar e ventral; -

FILO ARTHROPODA - Enterozoários, triblásticos, celomados, protostômios com simetria bilateral; - Sistema nervoso do tipo ganglionar e ventral; - ARTRÓPODES FILO ARTHROPODA - Enterozoários, triblásticos, celomados, protostômios com simetria bilateral; - Sistema nervoso do tipo ganglionar e ventral; - Sistema digestório completo e sistema circulatório

Leia mais

SISTEMA BOM JESUS DE ENSINO COORDENAÇÃO DE BIOLOGIA CEP CURITIBA PR 2009 ANELÍDEOS

SISTEMA BOM JESUS DE ENSINO COORDENAÇÃO DE BIOLOGIA CEP CURITIBA PR 2009 ANELÍDEOS SISTEMA BOM JESUS DE ENSINO COORDENAÇÃO DE BIOLOGIA CEP CURITIBA PR 2009 ANELÍDEOS 6º FILO - ANNELIDA Anelídeos annelus = anel Animais de corpo alongado e cilíndrico Metamerizados (pela primeira vez na

Leia mais

Filo Annelida Latim annelus, pequeno anel + ida, sufixo plural

Filo Annelida Latim annelus, pequeno anel + ida, sufixo plural Filo Annelida Latim annelus, pequeno anel + ida, sufixo plural Corpo segmentado (metamerizado) em anéis. Triblásticos, celomados, protostômio. Sistema digestório completo: boca e ânus. Mais de 200.000

Leia mais

Artrópodes. Características gerais: Celomados Protostômios Triblásticos. Corpo segmentado com apêndices articulados

Artrópodes. Características gerais: Celomados Protostômios Triblásticos. Corpo segmentado com apêndices articulados Artrópodes Características gerais: Celomados Protostômios Triblásticos Artrópodes Corpo segmentado com apêndices articulados Exoesqueleto de quitina (polissacarídeo) impermeável e resistente Conseqüência:

Leia mais

Filo Annelida Vermes Anelados

Filo Annelida Vermes Anelados Filo Annelida Vermes Anelados CARACTERÍSTICAS GERAIS Anelídeo anelo = anel Metameria Meta = sucessão; meros = partes Externa e Interna Triblástico ( endoderme, mesoderme e ectoderme) Celomados Simetria

Leia mais

Curso Wellington: Biologia-Artrópode-Miriápodes- Características Gerais e Classificação Prof Hilton Franco

Curso Wellington: Biologia-Artrópode-Miriápodes- Características Gerais e Classificação Prof Hilton Franco 1. A cigarra e a formiga Era uma vez uma cigarra que vivia cantando, sem se preocupar com o futuro. Encontrando uma formiga que carregava uma folha pesada, falou: - Para que todo esse trabalho? O verão

Leia mais

FILO ANELIDEA 14,15,16. Formação do celoma enterocélico num animal deuterostômio. Formação do celoma esquizocélico num animal protostômio

FILO ANELIDEA 14,15,16. Formação do celoma enterocélico num animal deuterostômio. Formação do celoma esquizocélico num animal protostômio Anelídeos Famosos FILO ANELIDEA 1 2 Anelídeos Anelídeos 3 annelus = anel Animais de corpo alongado e cilíndrico 1ºs animais da escala zoológica a apresentar corpo segmentado ou metamerizado do grego meta

Leia mais

Grupo mais bem sucedido em nº de espécies Exploram mais diferentes ambientes Crustáceos, Aracnídeos, Insetos, Diplópodes e Quilópodes Importância:

Grupo mais bem sucedido em nº de espécies Exploram mais diferentes ambientes Crustáceos, Aracnídeos, Insetos, Diplópodes e Quilópodes Importância: Grupo mais bem sucedido em nº de espécies Exploram mais diferentes ambientes Crustáceos, Aracnídeos, Insetos, Diplópodes e Quilópodes Importância: Alimentação camarão, siris, lagostas,mel Médica uso de

Leia mais

O reino animal. Ao redor da boca existem peças bucais, que ajudam na alimentação do animal e variam muito entre os insetos.

O reino animal. Ao redor da boca existem peças bucais, que ajudam na alimentação do animal e variam muito entre os insetos. Ao redor da boca existem peças bucais, que ajudam na alimentação do animal e variam muito entre os insetos. gafanhoto borboleta Palpos: seguram as folhas. Mandíbula de quitina: corta as folhas. mosquito

Leia mais

Sanguessugas. Poliquetos. Minhocas

Sanguessugas. Poliquetos. Minhocas Sanguessugas Poliquetos Minhocas Representados pelas minhocas, sanguessugas e poliquetos Vivem em solos úmidos, água doce ou marinhos Podem ser parasitas ou vida livre São triblásticos, simetria bilateral

Leia mais

Aula 5 Atrópodos: quelicerados

Aula 5 Atrópodos: quelicerados Aula 5 Atrópodos: quelicerados bilatérias, triblásticos Radiados, diblásticos Artrópodes gr. árthron = articulação podos = pés ~1.000.000 sp Aranhas, escorpiões, ácaros, crustáceos, centopéias, insetos

Leia mais

COLÉGIO MONS. JOVINIANO BARRETO 52 ANOS DE HISTÓRIA ENSINO E DISCIPLINA

COLÉGIO MONS. JOVINIANO BARRETO 52 ANOS DE HISTÓRIA ENSINO E DISCIPLINA GABARITO AV. PARCIAL DISCIPLINA: QUI. I e II / BIO. I e II COLÉGIO MONS. JOVINIANO BARRETO 52 ANOS DE HISTÓRIA ENSINO E DISCIPLINA QUEM NÃO É O MAIOR TEM QUE SER O MELHOR Rua Frei Vidal, 1621 São João

Leia mais

Nematódeos, artrópodes e equinodermos

Nematódeos, artrópodes e equinodermos Fabio Colombini Os nematódeos Podem ser encontrados no solo, na água doce e na água salgada. Nematódeos, artrópodes e equinodermos Têm sistema digestório completo. Nas fêmeas, a abertura posterior é o

Leia mais

SISTEMA BOM JESUS DE ENSINO COORDENAÇÃO DE BIOLOGIA CEP CURITIBA PR

SISTEMA BOM JESUS DE ENSINO COORDENAÇÃO DE BIOLOGIA CEP CURITIBA PR SISTEMA BOM JESUS DE ENSINO COORDENAÇÃO DE BIOLOGIA CEP CURITIBA PR ARTRÓPODOS INSETOS Insetos Grupo mais numeroso (750 mil espécies) - maioria terrestre. Únicos invertebrados que conseguem voar. Asas

Leia mais

Do latim -annulus = anel -eidos = forma

Do latim -annulus = anel -eidos = forma poliquetos minhocas sanguessugas Vermes cilíndricos com corpo segmentado (dividido em anéis). Metameria (segmentação) completa (interna e externa). Aquáticos e terrestres (locais úmidos solo e vegetação).

Leia mais

Filo Arthropoda Subfilo Crustacea

Filo Arthropoda Subfilo Crustacea Filo Arthropoda Subfilo Crustacea Etimologia: Latim: crusta = pele grossa ou crosta Importância: Ecológica: ocupam vários níveis tróficos - elos Algumas espécies são utilizadas em estudos ecotoxicológicos

Leia mais

REVISÃO E AVALIAÇÃO DA UNIDADE III

REVISÃO E AVALIAÇÃO DA UNIDADE III REVISÃO 1 REVISÃO 2 REVISÃO 3 AULA: 18.1 REVISÃO E AVALIAÇÃO DA UNIDADE III 2 REVISÃO 1 REVISÃO 2 REVISÃO 3 Reino Animal 3 REVISÃO 1 REVISÃO 2 REVISÃO 3 Apesar da grande diversidade, quase todos os animais

Leia mais

Crustacea (L. crusta = concha)

Crustacea (L. crusta = concha) Subfilo Crustacea Crustacea (L. crusta = concha) - Caranguejos, siris, camarões, lagostas, krill; - Marinho água doce e terrestre; - Mais abundantes, diversificados e maior distribuição oceanos; - Todas

Leia mais

Moluscos. Prof. Fernando Belan

Moluscos. Prof. Fernando Belan Moluscos Prof. Fernando Belan Características gerais Enterozoários, triblásticos, celomados, protostômios, simetri bilateral. Sistemanervoso: ganglionar cerebral, visceral e pedal. Sistema digestório completo

Leia mais

Filo Arthropoda Subfilo Crustacea

Filo Arthropoda Subfilo Crustacea Filo Arthropoda Subfilo Crustacea Etimologia: Latim: crusta pele grossa ou crosta Importância: Ecológica: ocupam vários níveis tróficos Algumas espécies são utilizadas em estudos ecotoxicológicos Indicadores

Leia mais

Prova Bimestral de Ciências 3º Bimestre de 2016 Professores: Sgt Michel Aquino e Maria Nunes Aluno: Nº: Série: 7º Ano Turma Data : 20/09/2016

Prova Bimestral de Ciências 3º Bimestre de 2016 Professores: Sgt Michel Aquino e Maria Nunes Aluno: Nº: Série: 7º Ano Turma Data : 20/09/2016 CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO DISTRITO FEDERAL CENTRO DE ORIENTAÇÃO E SUPERVISÃO AO ENSINO ASSISTENCIAL COLÉGIO MILITAR DOM PEDRO II Prova Bimestral de Ciências 3º Bimestre de 2016 Professores: Sgt Michel

Leia mais

FILO MOLUSCO. Professor Cláudio Aguiar

FILO MOLUSCO. Professor Cláudio Aguiar FILO MOLUSCO Professor Cláudio Aguiar Tendências Evolutivas:. Presença do Celoma.Respiracao Pulmonar:Gastrópodes.Macroneurônios: Cefalópodes.Presenca de S. Circulatório.Maior adaptabilidade à vida terrestre

Leia mais

Sugestões de avaliação. Ciências 7 o ano Unidade 7

Sugestões de avaliação. Ciências 7 o ano Unidade 7 Sugestões de avaliação Ciências 7 o ano Unidade 7 Nome: Unidade 7 Data: 1. Os animais podem ou não apresentar simetria. Identifique e caracterize a simetria dos seguintes animais: planária, esponja, medusa

Leia mais

Criado e Desenvolvido por: Todos os direitos são reservados 2015. www.tioronni.com

Criado e Desenvolvido por: Todos os direitos são reservados 2015. www.tioronni.com Criado e Desenvolvido por: Todos os direitos são reservados 2015. www.tioronni.com INVERTEBRADOS II ARTRÓPODES Características gerais Corpo segmentado Apêndices articulados coxa trocânter fêmur tíbia garras

Leia mais

Biologia Alternativa E. 02 Alternativa D. 03 Alternativa B. 04 Alternativa B = Alternativa E.

Biologia Alternativa E. 02 Alternativa D. 03 Alternativa B. 04 Alternativa B = Alternativa E. Biologia 1 Unidade 33 1 + 2 + 16 + 32 = 51 Unidade 34 1 06 Unidade 35 31 Unidade 36 O cálcio é considerado um macronutriente porque o vegetal necessita de grande quantidade desse íon para o seu metabolismo,

Leia mais

Listão de férias ano

Listão de férias ano Listão de férias 2016 7 ano 1) Observe as duas colunas a seguir: Aparelho bucal de inseto. I - Picador e sugador. II - Mastigador. III - Lambedor. Animais A- Pernilongos. B- Mosca. C- Gafanhoto. A relação

Leia mais

Professora Leonilda Brandão da Silva

Professora Leonilda Brandão da Silva COLÉGIO ESTADUAL HELENA KOLODY E.M.P. TERRA BOA - PARANÁ Professora Leonilda Brandão da Silva E-mail: leonildabrandaosilva@gmail.com Capítulo 17 - ARTRÓPODES p.250 Você sabe qual é o animal mais forte

Leia mais

Disciplina anterior era: INVERTEBRADOS II Conteúdo: ANNELIDA ARTHROPODA LOFOFORADOS ECHINODERMATA

Disciplina anterior era: INVERTEBRADOS II Conteúdo: ANNELIDA ARTHROPODA LOFOFORADOS ECHINODERMATA Disciplina anterior era: INVERTEBRADOS II Conteúdo: ANNELIDA ARTHROPODA LOFOFORADOS ECHINODERMATA OLIGOCHAETA Ancestral comum CLASSIFICAÇÃO TRADICIONAL ARTICULATA CORPO SEGMENTADO SISTEMA NERVOSO

Leia mais

REINO ANIMALIA EU BIOLOGIA

REINO ANIMALIA EU BIOLOGIA REINO ANIMALIA Grupo Filo Exemplos Poríferos Cnidários (celenterados) Platelmintos Esponjas Hidras, águas vivas, corais, Plenárias, esquistossomo, tênias Invertebrados Nematelmintos (nematódeos) Áscaris,

Leia mais

Evolução dos vertebrados

Evolução dos vertebrados PEIXES Evolução dos vertebrados PEIXES PULMONADOS AVES ÓSSEOS ANFÍBIOS RÉPTEIS CICLÓSTOMO PEIXES MAMÍFEROS CARTILAGINOSOS Peixe Primitivo (Lampreias e Feiticeiras) Características gerais Exclusivamente

Leia mais

Aula INTRODUÇAO AO FILO ARTHROPODA. META Apresentar as características dos artrópodos.

Aula INTRODUÇAO AO FILO ARTHROPODA. META Apresentar as características dos artrópodos. INTRODUÇAO AO FILO ARTHROPODA META Apresentar as características dos artrópodos. OBJETIVOS Ao final da aula, o aluno deverá: saber as características comuns que os artrópodes compartilham; entender as

Leia mais

Data: /10/14 Bimestr e:

Data: /10/14 Bimestr e: Data: /10/14 Bimestr e: 3 Nome : Disciplina Ciências : Valor da Prova / Atividade: 2,0 Objetivo: Instruções Lista de Recuperação Professo r: 7 ANO Nº Ângela Nota: 1.Quais são as características dos artrópodes?

Leia mais

Artrópodes. Profº Fernando Belan - BIOLOGIA MAIS

Artrópodes. Profº Fernando Belan - BIOLOGIA MAIS Artrópodes Profº Fernando Belan - BIOLOGIA MAIS Artrópodes Triblásticos Celomados Protostômios Simetria Bilateral Artrópodes Sistema nervosos ganglionar ventral hiponeuro. Sistema digestório completo Sistema

Leia mais

ARTRÓPODES PROF. MARCELO MIRANDA

ARTRÓPODES PROF. MARCELO MIRANDA ARTRÓPODES Filo Arthropoda (Artrópodes) Do grego, arthros = articulado e podos = pés; É o filo mais abundante em quantidade de espécies descritas (~1 milhão); Vivem em praticamente todos os tipos de ambientes;

Leia mais

Filo Chordada (Cordados) Vitor Leite

Filo Chordada (Cordados) Vitor Leite Filo Chordada (Cordados) Vitor Leite Filo Chordata (Cordados) Características gerais: -Triblásticos, celomados, deuterostômios, apresentam metameria (evidente na fase embrionária); Características Exclusivas:

Leia mais

Características Gerais

Características Gerais Características Gerais São vermes achatados; Ausência de sistema respiratório/circulatório; Outros sistemas muito primitivos; Apresentam simetria bilateral; Podem ser parasitas ou de vida livre; Características

Leia mais

Sobre os Equinodermos

Sobre os Equinodermos Os equinodermos Equinodermos Equinodermos (equinos: espinhos; dermo: pele); Animais exclusivamente marinhos; Possuem de um endoesqueleto de calcário e muitas vezes com espinhos salientes; O endoesqueleto

Leia mais

BIOLOGIA - 1 o ANO MÓDULO 60 CORDADOS

BIOLOGIA - 1 o ANO MÓDULO 60 CORDADOS BIOLOGIA - 1 o ANO MÓDULO 60 CORDADOS ixação F ) Um aluno esquematizou um anfioxo, indicando, com legendas, os principais caracteres do 2 lo Chordata. p Indique a legenda que aponta o ERRO cometido

Leia mais

Reino Animalia 0 (Metazoa)

Reino Animalia 0 (Metazoa) Reino Animalia 0 (Metazoa) Filo Chordata (Parte II) Natália A. Paludetto nataliaapaludetto@gmail.com http://proenem.sites.ufms.br/ Chordata Triblásticos, celomados, deuterostômios e possuem simetria bilateral;

Leia mais

Filo Echinodermata (Equinodermos)

Filo Echinodermata (Equinodermos) Do grego echinos: espinhos; derma: pele. O filo possui cerca de 6000 espécies descritas, todas marinhas. Os equinodermos estão agrupados em 5 classes distintas: -Asteroidea (estrelas-do-mar) Do grego echinos:

Leia mais

(O enunciado a seguir serve às questões 1 e 2).

(O enunciado a seguir serve às questões 1 e 2). QiD 5 7º ANO PARTE 4 CIÊNCIAS (O enunciado a seguir serve às questões 1 e 2). Uma aula prática de Biologia tinha como objetivo conhecer a diversidade dos artrópodes; então, o professor entregou vários

Leia mais

Filo Porífera. Esponjas

Filo Porífera. Esponjas Filo Porífera Esponjas Filo Porifera Osculo Átrio Pinacócitos Amebócito poros Porocito Espícula Flagelo Esponja Mesogléia Coanócito Gonócito Pinacócito Espícula Átrio Póro Porócito Arqueócito Meio Externo

Leia mais

Reino Animalia 0 (Metazoa) Filo Annelida. Natália A. Paludetto

Reino Animalia 0 (Metazoa) Filo Annelida. Natália A. Paludetto Reino Animalia 0 (Metazoa) Filo Annelida Natália A. Paludetto nataliaapaludetto@gmail.com http://proenem.sites.ufms.br/ Reino Animalia Filos: 1) Porifera; 2) Cnidaria; 3) Platyhelminthes; 4) Nematoda;

Leia mais

Professor: Marcôncio Moura

Professor: Marcôncio Moura Professor: Marcôncio Moura O filo dos artrópodes tem como representantes: Baratas Classe: INSETOS Escorpião Classe: ARACNÍDEOS Camarão Classe: CRUSTÁCEOS Embuá Classe: DIPLÓPODE Lacraia Classe: QUILÓPODE

Leia mais

CARACTERÍSTICAS: O corpo dos insetos e formado por três regiões: cabeça, tórax e abdome. Na cabeça das insetos, podemos notar antenas, olhos e peças

CARACTERÍSTICAS: O corpo dos insetos e formado por três regiões: cabeça, tórax e abdome. Na cabeça das insetos, podemos notar antenas, olhos e peças ARTRÓPODES INTRODUÇÃO: Derntro do estudo dos invertebrados, o filo artrópodes merece atenção especial. Ele agrupa mais de 800 mil espécies, contia que supera todos os demais filos reunidos. Além disso,

Leia mais

BIOLOGIA 3 ANO PROF.ª SARAH SANTOS PROF. SILONE GUIMARÃES ENSINO MÉDIO

BIOLOGIA 3 ANO PROF.ª SARAH SANTOS PROF. SILONE GUIMARÃES ENSINO MÉDIO BIOLOGIA 3 ANO PROF.ª SARAH SANTOS PROF. SILONE GUIMARÃES ENSINO MÉDIO REVISÃO Unidade I Vida e Ambiente 2 REVISÃO Aula 4.1 Revisão e Avaliação 3 REVISÃO 1 O que é Taxonomia? É a ciência que classifica

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS 2º BIMESTRE CAMPO GRANDE MS, 20 DE Maio DE EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO 3-3 ANO 2º BIMESTRE 2011

LISTA DE EXERCÍCIOS 2º BIMESTRE CAMPO GRANDE MS, 20 DE Maio DE EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO 3-3 ANO 2º BIMESTRE 2011 Aluno: LISTA DE EXERCÍCIOS 2º BIMESTRE CAMPO GRANDE MS, 20 DE Maio DE 2011. Série: Sala: 3ª Nº NOTA EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO 3-3 ANO 2º BIMESTRE 2011 Instruções: Coloque seu nome com letra legível e leia

Leia mais

NOME: N CADERNO DE REC. PARALELA DE BIOLOGIA 2º ANO EM TURMA 222 PROFª FERNANDA 2º BIMESTRE

NOME: N CADERNO DE REC. PARALELA DE BIOLOGIA 2º ANO EM TURMA 222 PROFª FERNANDA 2º BIMESTRE DATA: / / 1925 *** COLÉGIO MALLET SOARES *** 2014 89 ANOS DE TRADIÇÃO, RENOVAÇÃO E QUALIDADE DEPARTAMENTO DE ENSINO NOTA: NOME: N CADERNO DE REC. PARALELA DE BIOLOGIA 2º ANO EM TURMA 222 PROFª FERNANDA

Leia mais

Matéria: Biologia Assunto: REINO ANIMAL- PLATELMINTOS E NEMATELIMINTOS Prof. Enrico Blota

Matéria: Biologia Assunto: REINO ANIMAL- PLATELMINTOS E NEMATELIMINTOS Prof. Enrico Blota Matéria: Biologia Assunto: REINO ANIMAL- PLATELMINTOS E NEMATELIMINTOS Prof. Enrico Blota Biologia Reino animal Platelmintos e nematelimintos Platelmintos São bilateralmente simétricos que não possuem

Leia mais

FICHA PARA CATÁLOGO: PRODUÇÃO DIDÁTICA PEDAGÓGICA. Artrópodes e Jogos Pedagógicos para auxiliar na aprendizagem

FICHA PARA CATÁLOGO: PRODUÇÃO DIDÁTICA PEDAGÓGICA. Artrópodes e Jogos Pedagógicos para auxiliar na aprendizagem FICHA PARA CATÁLOGO: PRODUÇÃO DIDÁTICA PEDAGÓGICA Título Artrópodes e Jogos Pedagógicos para auxiliar na aprendizagem Autor Disciplina/Área (ingresso no PDE) Escola de Implementação do Projeto e sua localização

Leia mais

Filo Cordado. Apostila VII Unidade 24 a Características Embrionárias: 2- Caracterização Fisiológica: Característica

Filo Cordado. Apostila VII Unidade 24 a Características Embrionárias: 2- Caracterização Fisiológica: Característica 1- Características Embrionárias: Característica Tipo Simetria* Bilateral Tecidos Eumetazoa Tecidos embrionários Triblástico Celoma Celomado Origem do celoma Enterocelomado Blastóporo Deuterostômico Metameria

Leia mais

Reino Animalia. Desenvolvimento Embrionário

Reino Animalia. Desenvolvimento Embrionário Reino Animalia Características Gerais Seres eucariontes (seres vivos que possuem o núcleo de suas células delimitado por uma membrana, a carioteca); Maioria desses seres possui capacidade de locomoção

Leia mais

Os Platelmintos. Caracteristicas exclusivas

Os Platelmintos. Caracteristicas exclusivas Os Platelmintos Caracteristicas exclusivas 1) Apresentam o corpo achatado. 2) Apresentam uma cabeça com um par de ocelos, que são órgãos sensíveis a luz. A função do ocelo é detectar quando o ambiente

Leia mais

Curso Wellington:Biologia - Reino Animal - Artrópodes - Aracnídeos - Prof Hilton Franco

Curso Wellington:Biologia - Reino Animal - Artrópodes - Aracnídeos - Prof Hilton Franco 1. Durante uma aula de campo no litoral do Paraná, um aluno fez vários comentários ao encontrar e observar uma série de organismos. Com base em seus conhecimentos sobre os seres vivos, identifique as afirmativas

Leia mais

GOIÂNIA, / / 2015 PROFESSOR: DISCIPLINA: SÉRIE: 9º. ALUNO(a):

GOIÂNIA, / / 2015 PROFESSOR: DISCIPLINA: SÉRIE: 9º. ALUNO(a): GOIÂNIA, / / 2015 PROFESSOR: DISCIPLINA: SÉRIE: 9º ALUNO(a): Lista No Anhanguera você é + Enem Questão 01) As trocas gasosas nos anelídeos ocorrem através de: a) Brânquias ou epiderme b) Brânquias ou pulmões

Leia mais

Ciências 2016 Professor: Danilo Lessa Materiais: Livro e PPT

Ciências 2016 Professor: Danilo Lessa Materiais: Livro e PPT Ciências 2016 Professor: Danilo Lessa Materiais: Livro e PPT Com muita alegria iremos iniciar nossos estudos sobre os moluscos! O Corpo dos Moluscos ( corpo mole ): Na cabeça há a rádula (uma espécie de

Leia mais

Plano de Recuperação Final EF2

Plano de Recuperação Final EF2 Professor: Cybelle / José Henrique / Sarah Ano: 7º ano Objetivos: Proporcionar ao aluno a oportunidade de resgatar os conteúdos trabalhados em Ciências nos quais apresentou defasagens e os quais lhe servirão

Leia mais

ARTRÓPODES. Arthron = articulação + podos = pés

ARTRÓPODES. Arthron = articulação + podos = pés ARTRÓPODES Arthron = articulação + podos = pés PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS - Simetria bilateral - Corpo segmentado e extremamente articulado - Exoesqueleto de quitina - Sistema digestivo completo - Sistema

Leia mais

Artrópodes. - A enorme diversidade de adaptação destes animais permite que sobrevivam em todos os habitats.

Artrópodes. - A enorme diversidade de adaptação destes animais permite que sobrevivam em todos os habitats. Artrópodes - O filo Arthropoda (Artrópodes) possui um número muito grande de animais, o maior grupo com espécies diferentes; - A enorme diversidade de adaptação destes animais permite que sobrevivam em

Leia mais

::: Fonte Do Saber - Mania de Conhecimento :::

::: Fonte Do Saber - Mania de Conhecimento ::: Seres Invertebrados adsense1 Desde os protozoários, unicelulares e microscópicos, até os grandes polvos e lulas, que atingem vários metros de comprimento, os invertebrados formam uma ampla variedade de

Leia mais

TÉCNICO EM AGROECOLOGIA U.C. SANIDADE VEGETAL ARTRÓPODES

TÉCNICO EM AGROECOLOGIA U.C. SANIDADE VEGETAL ARTRÓPODES TÉCNICO EM AGROECOLOGIA U.C. SANIDADE VEGETAL ARTRÓPODES CARACTERÍSTICAS BÁSICAS ARTHROPODA Exoesqueleto quitinoso Bilatérios Filo mais numeroso Características que definem o Grupo Apêndices articulados

Leia mais

Biologia LISTA DE RECUPERAÇÃO. Professor: Éder SÉRIE: 3º ANO DATA: 05/ 10/ 2016

Biologia LISTA DE RECUPERAÇÃO. Professor: Éder SÉRIE: 3º ANO DATA: 05/ 10/ 2016 LISTA DE RECUPERAÇÃO Professor: Éder Biologia SÉRIE: 3º ANO DATA: 05/ 10/ 2016 01 - (PUC SP/2016) Abaixo encontram-se descrições feitas por um estudante a respeito de dois artrópodes: I. Tem um par de

Leia mais

MAMÍFEROS. 15 Sistema Poliedro de Ensino Professora Giselle Cherutti

MAMÍFEROS. 15 Sistema Poliedro de Ensino Professora Giselle Cherutti MAMÍFEROS Capítulo 15 Sistema Poliedro de Ensino Professora Giselle Cherutti CARACTERÍSTICAS GERAIS DOS MAMÍFEROS Aquáticos: Habitat: Mamíferos podem ser terrestres: Único mamífero que voa: Pelos Estratificada

Leia mais

CIÊNCIAS DA NATUREZA 2º CICLO. Calendarização /2011

CIÊNCIAS DA NATUREZA 2º CICLO. Calendarização /2011 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE AVEIRO ESCOLA BÁSICA DO 2º E 3º CICLOS JOÃO AFONSO CIÊNCIAS DA NATUREZA 2º CICLO Calendarização - 20/2011 Período Data N.º semanas Número de tempos 8 minutos) por ano de escolaridade

Leia mais