Brincadeiras no desenvolvimento cognitivo

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Brincadeiras no desenvolvimento cognitivo"

Transcrição

1 Brincadeiras no desenvolvimento cognitivo Adailes 2016

2 Introdução Segundo Friedman (1996) Brincadeiras e jogos são considerados fatos universais, pois sua linguagem pode ser compreendida por todas as crianças do mundo, nos oferecendo a exata dimensão da importância da brincadeira para as crianças e em seu desenvolvimento. Brincar é o que realmente existe de mais importante e significativo para a criança pequena, independente de cor, raça, credo, ou condição social. Todas as crianças sabem e gostam de brincar, e se a brincadeira é importante para todas elas conclui-se que as escolas de educação infantil, principalmente, não devem impedir que as crianças brinquem e se expressem através do lúdico, e ainda que, se os professores pretendem ensinar as pessoas que amam o brincar, há que ser através da brincadeira, pois tudo o que vier a contrariar esta vontade das crianças estará

3 contrariando a própria natureza e, deixando de ser bom e significativo para elas.sabe-se que esta condição do brincar como forma de se aprender não tem sido a prática adotada pela grande maioria das escolas e dos profissionais da educação infantil, outros fatores contribuem para o descaso desta prática do brincar na escola como: o espaço inadequado, brinquedos inadequados para a faixa etária, educadores e monitores capacitados e com boa vontade para desenvolver o gosto do brincar na criança, sem saber os benefícios que o brincar proporciona no desenvolvimento cognitivo, afetivo e social. A brincadeira constitui-se, basicamente, em um sistema que integra a criança na sociedade, é através do brincar que a criança interage com o meio onde vive. O que acontece quando chegamos a um lugar onde existem crianças e alguns brinquedos como em sala de espera de médicos e dentistas, por exemplo?

4 Não precisamos ser pesquisadores, nem tampouco estudiosos do assunto para darmos a resposta correta, nos basta o senso comum para respondermos que em minutos elas se juntam e organizam uma brincadeira, nem precisam se identificar uns para os outros, mas ainda assim já são capazes de compartilhar sonhos e fantasias. Isso acontece porque brincar é algo natural para elas, não se necessita de formalidades, pois as apresentações acontecem depois, durante a brincadeira. POR QUE BRINCAR? "Soubéssemos nós adultos preservar o brilho e o frescor da brincadeira infantil, teríamos uma humanidade plena de amor e fraternidade. Restanos, então, aprender com as crianças." (Monique Deheinzelin).

5 A brincadeira é uma linguagem natural da criança e é importante que esteja presente na escola desde a educação infantil para que o aluno possa se colocar e se expressar através de atividades lúdicas considerando-se como lúdicas as brincadeiras, os jogos, a música, a arte, a expressão corporal, ou seja, atividades que mantenham a espontaneidade das crianças. As brincadeiras são linguagens não verbais, nas quais a criança expressa e passa mensagens, mostrando como ela interpreta e enxerga o mundo. Brincar é um direito de todas as crianças do mundo, garantido no Principio VII da Declaração Universal dos Direitos da Criança da UNICEF. É uma atividade de grande importância para a criança, pois a torna ativa, criativa, e lhe dá oportunidade de relacionar-se com os outros; também a faz feliz e, por isso, mais propensa a ser bondosa, a amar o próximo, a ser solidária e cooperativista. Para Oliveira (1990), as atividades lúdicas é a essência da infância.

6 Por isso, ao abordar este tema não podemos deixar de nos referir também à criança. Ao retornar a história e a evolução do homem na sociedade, vamos perceber que a criança nem sempre foi considerada como é hoje. Antigamente, ela não tinha existência social, era considerada miniatura do adulto, ou quase adulto, ou adulto em miniatura. Seu valor era relativo, nas classes altas era educada para o futuro e nas classes baixas o valor da criança iniciava quando ela podia ser útil ao trabalho, colaborando na geração da renda familiar. Criança não é um adulto que ainda não cresceu. Ela tem características próprias e para se tornar um adulto, ela precisa percorrer todas as etapas de seu desenvolvimento físico, cognitivo, social e emocional. Seu primeiro apoio nesse desenvolvimento é a família, posteriormente, esse grupo se amplia com os colegas de brincadeiras e a escola.segundo Almeida Foi preciso que houvesse uma

7 profunda mudança da imagem da criança na sociedade para que se pudesse associar uma visão positiva a suas atividades espontâneas, surgindo como decorrência à valorização dos jogos e brinquedos. O aparecimento do jogo e do brinquedo como fator do desenvolvimento infantil proporcionou um campo amplo de estudos e pesquisas e hoje é questão de consenso a importância do lúdico. Dentre as contribuições mais importantes destes estudos, segundo Negrine (1994, p. 41) podemos destacar: As atividades lúdicas possibilitam fomentar a "resiliência", pois permitem a formação do autoconceito positivo; As atividades lúdicas possibilitam o desenvolvimento integral da criança, já que através destas atividades a criança se desenvolve afetivamente, convive socialmente e opera mentalmente. O brinquedo e o jogo são produtos de cultura e seus usos permitem a inserção da criança na

8 sociedade, pois o brincar é uma necessidade básica assim como é a nutrição desenvolve a expressão oral e corporal, reforça habilidades sociais, reduz a agressividade, integra-se na sociedade e constrói seu próprio conhecimento. Brincando a criança desenvolve potencialidades; ela compara, analisa, nomeia, mede, associa, calcula, classifica, compõe, conceitua e cria. O brinquedo e a brincadeira traduzem o mundo para a realidade infantil, possibilitando a criança a desenvolver a sua inteligência, sua sensibilidade, habilidades e criatividade, além de aprender a socializar-se com outras crianças e com os adultos.

9 REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS ALMEIDA, M.T.P. Jogos divertidos e brinquedos criativos. Petrópolis, RJ: Editora Vozes, FRIEDMAN, Afalo, O direito de Brincar: A brinquedoteca, São Paulo: Scritta Abrinq, 1996; NEGRINE, Airton. Aprendizagem e desenvolvimento infantil. Porto Alegre: Prodil, BRASIL. Ministério da Educação e do Desporto. Secretaria de Educação Fundamental, Referencial Curricular Nacional para Educação Infantil. Vol.1, 2 e 3, Brasília: MEC/SEF, 1998

PROJETO BRINQUEDOTECA PALMAS

PROJETO BRINQUEDOTECA PALMAS PROJETO BRINQUEDOTECA PALMAS INTRODUÇÃO A Brinquedoteca constitui-se em espaço preparado para estimular o educando a brincar, possibilitando o acesso a uma grande variedade de brinquedos, dentro de um

Leia mais

A contribuição do movimento humano para a ampliação das linguagens

A contribuição do movimento humano para a ampliação das linguagens A contribuição do movimento humano para a ampliação das linguagens Movimento humano e linguagens A linguagem está envolvida em tudo o que fazemos, ela é peça fundamental para a expressão humana. Na Educação

Leia mais

O DIVERTIDO PRAZER DE LER

O DIVERTIDO PRAZER DE LER O DIVERTIDO PRAZER DE LER Para aprofundar nossos conhecimentos acadêmicos e aperfeiçoamento profissional, desenvolver competência, habilidades de leitura formamos leitores críticos e capacitados para lutar

Leia mais

Integral 1º ano. 17h45 18h30 Descanso Descanso Descanso Descanso Descanso

Integral 1º ano. 17h45 18h30 Descanso Descanso Descanso Descanso Descanso Integral 1º ano Manhã 2ª feira 3ª feira 4ª feira 5ª feira 6ª feira 7h20 8h Jogos pedagógicos Oficina de modelagem Parque Brinquedoteca Jogos pedagógicos 8h00 8h30 Lanche Lanche Lanche Lanche Lanche 8h30

Leia mais

Atividades rítmicas e expressão corporal

Atividades rítmicas e expressão corporal Atividades rítmicas e expressão corporal LADAINHAS CANTIGAS BRINQUEDOS CANTADOS FOLCLORE MOVIMENTOS COMBINADOS DE RÍTMOS DIFERENTES RODAS Estas atividades estão relacionados com o folclore brasileiro,

Leia mais

ESTRATÉGIAS DE ENSINO NA EDUCAÇÃO INFANTIL E FORMAÇÃO DE PROFESSORES. Profa. Me. Michele Costa

ESTRATÉGIAS DE ENSINO NA EDUCAÇÃO INFANTIL E FORMAÇÃO DE PROFESSORES. Profa. Me. Michele Costa ESTRATÉGIAS DE ENSINO NA EDUCAÇÃO INFANTIL E FORMAÇÃO DE PROFESSORES Profa. Me. Michele Costa CONVERSAREMOS SOBRE JOGOS E BRINQUEDOS: Veremos como sua utilização contribui para o desenvolvimento da criança.

Leia mais

UNIDADE DE ESTUDO 2ª ETAPA - 2016

UNIDADE DE ESTUDO 2ª ETAPA - 2016 OBJETIVOS GERAIS: UNIDADE DE ESTUDO 2ª ETAPA - 2016 Disciplina: Linguagem Oral e Escrita Professoras: Anália, Carla, Fabiana e Roberta Período: 2º Segmento: Educação Infantil Adquirir habilidades para

Leia mais

PROGRAMA DE DISCIPLINA

PROGRAMA DE DISCIPLINA PROGRAMA DE DISCIPLINA Disciplina: Fundamentos e Metodologia em Educação Infantil II Código da Disciplina: EDU 334 Curso: Pedagogia Período de oferta da disciplina: 6º Faculdade responsável: PEDAGOGIA

Leia mais

UM OLHAR SOBRE O BRINCAR NO ESPAÇO DA BRINQUEDOTECA: CONTRIBUIÇÕES DAS BRINCADEIRAS PARA O DESENVOLVIMENTO INFANTIL

UM OLHAR SOBRE O BRINCAR NO ESPAÇO DA BRINQUEDOTECA: CONTRIBUIÇÕES DAS BRINCADEIRAS PARA O DESENVOLVIMENTO INFANTIL UM OLHAR SOBRE O BRINCAR NO ESPAÇO DA BRINQUEDOTECA: CONTRIBUIÇÕES DAS BRINCADEIRAS PARA O DESENVOLVIMENTO INFANTIL Adyla Silva Neves Adylasn@gmail.com Kleonara Santos Oliveira Kleonara@yahoo.com.br Mônica

Leia mais

Descobertas sociocientíficas: refletindo sobre o currículo

Descobertas sociocientíficas: refletindo sobre o currículo Descobertas sociocientíficas: refletindo sobre o currículo Fabiana Chinalia Professora de Metodologia para o Ensino de Ciências Naturais e Meio Ambiente Data: 05 e 06/04/2011 Descobertas sociocientíficas

Leia mais

GINCAMÁTICA. Marília Zabel 1 Universidade do Estado de Santa Catarina UDESC CCT

GINCAMÁTICA. Marília Zabel 1 Universidade do Estado de Santa Catarina UDESC CCT GINCAMÁTICA Marília Zabel 1 Universidade do Estado de Santa Catarina UDESC CCT mari_lia_zabel@hotmail.com Airton Camilo Côrrea Júnior 2 E.E.B. Professor Rudolfo Meyer airtonjr80@gmail.com Regina Helena

Leia mais

UNIDADE DE ESTUDO - 3ª ETAPA

UNIDADE DE ESTUDO - 3ª ETAPA OBJETIVOS GERAIS: UNIDADE DE ESTUDO - 3ª ETAPA - 2016 Disciplina: Linguagem Oral e Escrita Professoras: Anália, Carla, Fabiana e Roberta Período: 2º Segmento: Educação Infantil Mostrar autonomia na utilização

Leia mais

O ENSINO E APRENDIZAGEM COM JOGOS MATEMÁTICOS

O ENSINO E APRENDIZAGEM COM JOGOS MATEMÁTICOS O ENSINO E APRENDIZAGEM COM JOGOS MATEMÁTICOS Hayanne de Paula Martins* Theany da Silva França * Isabelly Amazonas de Almeida* RESUMO: No decorrer deste artigo será apresentada a importância da utilização

Leia mais

IMPORTÂNCIA DO BRINQUEDO EM SALA DE AULA NA EDUCAÇÃO INFANTIL

IMPORTÂNCIA DO BRINQUEDO EM SALA DE AULA NA EDUCAÇÃO INFANTIL IMPORTÂNCIA DO BRINQUEDO EM SALA DE AULA NA EDUCAÇÃO INFANTIL Autor (1); Maria Karoline Nóbrega Souto Universidade Estadual da Paraíba karol_souto@hotmail.com Co-autor (1); Lucivânia Maria Cavalcanti Ferreira

Leia mais

PROJETO DIVERSIDADE CULTURAL

PROJETO DIVERSIDADE CULTURAL CRECHE MUNICIPAL TERTULIANA MARIA DE ARRUDA SOUZA MÂE NHARA Projeto do segundo bimestre PROJETO DIVERSIDADE CULTURAL CUIABÁ 2015 Projeto: Diversidade Cultural INTRODUÇÂO Ao analisar o cenário atual da

Leia mais

EDUCAÇÃO INFANTIL OBJETIVOS GERAIS. Linguagem Oral e Escrita. Matemática OBJETIVOS E CONTEÚDOS

EDUCAÇÃO INFANTIL OBJETIVOS GERAIS. Linguagem Oral e Escrita. Matemática OBJETIVOS E CONTEÚDOS EDUCAÇÃO INFANTIL OBJETIVOS GERAIS Conhecimento do Mundo Formação Pessoal e Social Movimento Linguagem Oral e Escrita Identidade e Autonomia Música Natureza e Sociedade Artes Visuais Matemática OBJETIVOS

Leia mais

NA EDUCAÇÃO INFANTIL, A TAREFA DE ENSINAR É MUITO SÉRIA. entusiasmo pela

NA EDUCAÇÃO INFANTIL, A TAREFA DE ENSINAR É MUITO SÉRIA. entusiasmo pela NA EDUCAÇÃO INFANTIL, A TAREFA DE ENSINAR É MUITO SÉRIA. desco entusiasmo pela berta só o é anglo. ENSINAR É UMA TAREFA MUITO SÉRIA. MAS ISSO NÃO QUER DIZER QUE NÃO POSSA VIR ACOMPANHADA DE AFETO E DE

Leia mais

PROJETO: BRINCANDO DE FAZ DE CONTA: VIVÊNCIAS DE HISTÓRIAS INFANTIS NA EDUCAÇÃO FÍSICA

PROJETO: BRINCANDO DE FAZ DE CONTA: VIVÊNCIAS DE HISTÓRIAS INFANTIS NA EDUCAÇÃO FÍSICA Diretora: Irene Gomes Lepore Coordenadora Pedagógica: Alba Coppini Lopes Professora Responsável: Mariana Aparecida Ferreira de Camargo Professora Participante: Ana Claudia Silva Davini PROJETO: BRINCANDO

Leia mais

Intervenção. Semana de Recepção aos Calouros. 23 a 27 de março de Jogo da Mentira

Intervenção. Semana de Recepção aos Calouros. 23 a 27 de março de Jogo da Mentira Intervenção Semana de Recepção aos Calouros 23 a 27 de março de 2015 Jogo da Mentira Autores: Bruna Barcelos e Rutilene Carmo. CONTEXTUALIZAÇÃO O modo como os alunos se integram ao contexto do ensino superior

Leia mais

PNAIC/2015 TERCEIRO CICLO DE FORMAÇÃO. Módulo IV

PNAIC/2015 TERCEIRO CICLO DE FORMAÇÃO. Módulo IV PNAIC/2015 TERCEIRO CICLO DE FORMAÇÃO Módulo IV A criança no Ciclo de Alfabetização: ludicidade nos espaços/tempos escolares Kellen Cristina Costa Alves Bernardelli LUDICIDADE RECURSO PEDAGÓGIC FRUIÇÃO

Leia mais

PROJETO ESCOLA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO INFANTIL VOVÓ DORALICE SALAS TEMÁTICAS

PROJETO ESCOLA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO INFANTIL VOVÓ DORALICE SALAS TEMÁTICAS PROJETO ESCOLA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO INFANTIL VOVÓ DORALICE SALAS TEMÁTICAS BOSSARDI, Simone Maria¹ ABREU, Márcia Loren Vieira² VEADRIGO, Eliza³ ¹Professora de Educação Infantil. Instituição: Escola Municipal

Leia mais

A ALFABETIZAÇÃO MATEMÁTICA PARA CRIANÇAS COM DEFICIÊNCIA VISUAL CONGÊNITA E ADQUIRIDA ATRAVÉS DE JOGOS PEDAGÓGICOS.

A ALFABETIZAÇÃO MATEMÁTICA PARA CRIANÇAS COM DEFICIÊNCIA VISUAL CONGÊNITA E ADQUIRIDA ATRAVÉS DE JOGOS PEDAGÓGICOS. A ALFABETIZAÇÃO MATEMÁTICA PARA CRIANÇAS COM DEFICIÊNCIA VISUAL CONGÊNITA E ADQUIRIDA ATRAVÉS DE JOGOS PEDAGÓGICOS. Luciana Barros Farias Lima Instituto Benjamin Constant Práticas Pedagógicas Inclusivas

Leia mais

E.E. TENENTE JOSÉ LUCIANO PROJETO:PASSAPORTE DA LEITURA 2015 REPÚBLICA FEDERATIVA DO LIVRO 2º ANO

E.E. TENENTE JOSÉ LUCIANO PROJETO:PASSAPORTE DA LEITURA 2015 REPÚBLICA FEDERATIVA DO LIVRO 2º ANO E.E. TENENTE JOSÉ LUCIANO PROJETO:PASSAPORTE DA LEITURA 2015 REPÚBLICA FEDERATIVA DO LIVRO 2º ANO ESCOLA ESTADUAL TENENTE JOSÉ LUCIANO PROJETO:PASSAPORTE DA LEITURA-2015 Um livro tem asas longas e leves,

Leia mais

Programa Analítico de Disciplina EIN381 Instrumentação para a Prática Lúdica I

Programa Analítico de Disciplina EIN381 Instrumentação para a Prática Lúdica I 0 Programa Analítico de Disciplina Departamento de Economia Doméstica - Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes Número de créditos: 4 Teóricas Práticas Total Duração em semanas: 15 Carga horária semanal

Leia mais

A importância de recomendar a leitura para crianças de 0 a 6 anos

A importância de recomendar a leitura para crianças de 0 a 6 anos A importância de recomendar a leitura para crianças de 0 a 6 anos AF357-15FIS_CampanhaPrescrevaumLivroItauCrianca_FOLHETO_19x23_V6.indd 1 29/09/15 01:22 2 Receite um livro A importância de recomendar a

Leia mais

SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO CRECHE MUNICIPAL JOSÉ LUIZ BORGES GARCIA PROJETO DO 2 SEMESTRE EDUCAÇÃO INFANTIL: CONSTRUINDO O CONHECIMENTO

SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO CRECHE MUNICIPAL JOSÉ LUIZ BORGES GARCIA PROJETO DO 2 SEMESTRE EDUCAÇÃO INFANTIL: CONSTRUINDO O CONHECIMENTO SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO CRECHE MUNICIPAL JOSÉ LUIZ BORGES GARCIA PROJETO DO 2 SEMESTRE EDUCAÇÃO INFANTIL: CONSTRUINDO O CONHECIMENTO CUIABÁ 2015 Ensinar não é transferir conhecimento, mas criar

Leia mais

UNIDADE DE ESTUDO 2ª ETAPA 2016

UNIDADE DE ESTUDO 2ª ETAPA 2016 UNIDADE DE ESTUDO 2ª ETAPA 2016 Disciplina: Natureza e Sociedade Professoras: Anália, Carla, Fabiana e Roberta Período: 2º Segmento: Educação Infantil OBJETIVOS GERAIS: Identificar as diferenças e semelhanças

Leia mais

EDUCAÇÃO INFANTIL OBJETIVOS GERAIS. Linguagem Oral e Escrita. Matemática OBJETIVOS E CONTEÚDOS

EDUCAÇÃO INFANTIL OBJETIVOS GERAIS. Linguagem Oral e Escrita. Matemática OBJETIVOS E CONTEÚDOS EDUCAÇÃO INFANTIL OBJETIVOS GERAIS Conhecimento do Mundo Formação Pessoal e Social Movimento Linguagem Oral e Escrita Identidade e Autonomia Música Natureza e Sociedade Artes Visuais Matemática OBJETIVOS

Leia mais

Inteligência Lingüística:

Inteligência Lingüística: Inteligência Lingüística: Capacidade de lidar bem com a linguagem, tanto na expressão verbal quanto escrita. A linguagem é considerada um exemplo preeminente da inteligência humana. Seja pra escrever ou

Leia mais

MUNICIPAL PROFESSOR LAÉRCIO FERNANDES NÍVEL DE ENSINO:

MUNICIPAL PROFESSOR LAÉRCIO FERNANDES NÍVEL DE ENSINO: UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE PIBID- Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência ESCOLA MUNICIPAL PROFESSOR LAÉRCIO FERNANDES NÍVEL DE ENSINO: Ensino Fundamental I- TURMA: 3º

Leia mais

O papel da Psicopedagogia na aplicação de jogos na Educação Infantil

O papel da Psicopedagogia na aplicação de jogos na Educação Infantil Universidade Candido Mendes Instituto A Vez do Mestre Pós-graduação lato sensu O papel da Psicopedagogia na aplicação de jogos na Educação Infantil Por Neide Aparecida de Moraes Costa Orientador: Professor

Leia mais

O JOGO NA CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO OJCC

O JOGO NA CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO OJCC O JOGO NA CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO OJCC O LÚDICO EM SEUS ASPECTOS PSICOLÓGICOS As brincadeiras e os divertimentos ocupavam um lugar de destaque nas sociedades antigas de acordo com ÁRIES (1981). Essa

Leia mais

CRECHE MUNICIPAL MARIANA FERNANDES MACEDO

CRECHE MUNICIPAL MARIANA FERNANDES MACEDO Secretaria Municipal de Educação Diretoria de Politicas Educacionais Coordenadoria de Organização Curricular Gerencia de Educação Infantil CRECHE MUNICIPAL MARIANA FERNANDES MACEDO PROJETO ALIMENTAÇÃO

Leia mais

Projeto Clube Descobrir e Aprender com as brincadeiras

Projeto Clube Descobrir e Aprender com as brincadeiras Projeto Clube Descobrir e Aprender com as brincadeiras Atividade de Enriquecimento Curricular Docente: Carla Sofia Nunes Pote de Oliveira EB1/PE da Nazaré [2015/2016] Índice INTRODUÇÃO... 2 CARATERIZAÇÃO

Leia mais

Projeto: Os 3 porquinhos

Projeto: Os 3 porquinhos Projeto: Os 3 porquinhos Este projeto surgiu do desenvolvimento do projeto anterior A casa e uma das histórias que surgiu foi Os 3 porquinhos. Através desta história,todo o grupo mostrou grande entusiasmo

Leia mais

CLUBE DE AVENTUREIROS HORIZONTE KIDS-FRAIBURGO - SC PALESTRAS COM CRIANÇAS DE 6 A 9 ANOS RESUMO

CLUBE DE AVENTUREIROS HORIZONTE KIDS-FRAIBURGO - SC PALESTRAS COM CRIANÇAS DE 6 A 9 ANOS RESUMO CLUBE DE AVENTUREIROS HORIZONTE KIDS-FRAIBURGO - SC PALESTRAS COM CRIANÇAS DE 6 A 9 ANOS Ana Paula Scherer de Brum* Daiana Letícia Vargas** RESUMO O Projeto de Extensão realizado no Clube de Aventureiros

Leia mais

REGULAMENTO DA BRINQUEDOTECA CURSO DE PEDAGOGIA

REGULAMENTO DA BRINQUEDOTECA CURSO DE PEDAGOGIA REGULAMENTO DA BRINQUEDOTECA CURSO DE PEDAGOGIA ASSIS CHATEAUBRIAND PR 1 REGULAMENTO DA BRINQUEDOTECA Título I BRINQUEDOTECA Capítulo I Princípios e Diretrizes Art. 1º. A brinquedoteca do curso de Pedagogia

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL LUIS VAZ DE CAMÕES FEIRA DE CIÊNCIAS NA ESCOLA: O PRAZER DE DEMONSTRAR OS CONHECIMENTOS IPEZAL-DISTRITO DE ANGÉLICA/MS

ESCOLA ESTADUAL LUIS VAZ DE CAMÕES FEIRA DE CIÊNCIAS NA ESCOLA: O PRAZER DE DEMONSTRAR OS CONHECIMENTOS IPEZAL-DISTRITO DE ANGÉLICA/MS ESCOLA ESTADUAL LUIS VAZ DE CAMÕES FEIRA DE CIÊNCIAS NA ESCOLA: O PRAZER DE DEMONSTRAR OS CONHECIMENTOS IPEZAL-DISTRITO DE ANGÉLICA/MS MAIO/2012 ESCOLA ESTADUAL LUIS VAZ DE CAMÕES FEIRA DE CIÊNCIAS NA

Leia mais

Relatamos a seguir algumas características dos super-heróis que fascinam as crianças: Têm bondade, sabedoria, coragem, inteligência e força;

Relatamos a seguir algumas características dos super-heróis que fascinam as crianças: Têm bondade, sabedoria, coragem, inteligência e força; AS FANTASIAS IMAGINATIVAS As brincadeiras baseadas nas situações imaginativas tendem a compensar as pressões que sofrem na realidade do cotidiano, como a brincadeira de super-heróis. O alto grau de fantasia

Leia mais

REFERENCIAL DE RVCC PROFISSIONAL

REFERENCIAL DE RVCC PROFISSIONAL REFERENCIAL DE RVCC PROFISSIONAL Código e Designação da Qualificação 761174 - Acompanhante de Crianças Nível de qualificação do QNQ: 2 Nível de qualificação do QEQ: 2 Unidades de Competencia (UC) Designação

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DO LÚDICO NA APRENDIZAGEM.

A IMPORTÂNCIA DO LÚDICO NA APRENDIZAGEM. O JOGO PRA QUÊ? POR QUE O JOGO? * Eli Geneci Dorneles Camargo * Vilson Ramos da Silva A IMPORTÂNCIA DO LÚDICO NA APRENDIZAGEM. O professor precisa se comprometer com o processo de ensino e aprendizagem

Leia mais

RELATO DE EXPERIÊNCIA SOBRE O USO DA BRINQUEDOTECA DA FACHO

RELATO DE EXPERIÊNCIA SOBRE O USO DA BRINQUEDOTECA DA FACHO RELATO DE EXPERIÊNCIA SOBRE O USO DA BRINQUEDOTECA DA FACHO INTRODUÇÃO Leticia Rameh 1 Maria Rivonete Morais 2 A brinquedoteca é um lugar prazeroso onde os jogos, brinquedos e brincadeiras fazem a magia

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DO BRINCAR NA EDUCAÇÃO INFANTIL

A IMPORTÂNCIA DO BRINCAR NA EDUCAÇÃO INFANTIL A IMPORTÂNCIA DO BRINCAR NA EDUCAÇÃO INFANTIL Jucilene Andrade de Lima Priscila Aparecida Souza da Silva Alunas do curso de Pedagogia - Anhanguera Unidade I/MS Eixo: Educação Da Infância: Brincar e Criar

Leia mais

DO VIRTUAL AO CONCRETO: UM [RE]PENSAR DOCENTE

DO VIRTUAL AO CONCRETO: UM [RE]PENSAR DOCENTE DO VIRTUAL AO CONCRETO: UM [RE]PENSAR DOCENTE Assessoria de Informática Marileusa Guimarães Educativa... mgsouza@positivo.com.br Ottilia M. da Silva... ottilias@positivo.com.br Rodrigo Fornalski Pedro...

Leia mais

PROGRAMA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO FISCAL. PROJETO: CIDADANIA: APRENDENDO PARA A VIDA Profª Medianeira Garcia Geografia

PROGRAMA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO FISCAL. PROJETO: CIDADANIA: APRENDENDO PARA A VIDA Profª Medianeira Garcia Geografia PROGRAMA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO FISCAL PROJETO: CIDADANIA: APRENDENDO PARA A VIDA Profª Medianeira Garcia Geografia INTRODUÇÃO O projeto foi organizado por acreditarmos que o papel da escola e sua função

Leia mais

O BRINCAR NO DESENVOLVIMENTO INFANTIL: UMA PESQUISA DE CAMPO EM ESCOLAS MUNICIPAIS E PARTICULARES DE ENSINO DE ITAPETINGA/BA

O BRINCAR NO DESENVOLVIMENTO INFANTIL: UMA PESQUISA DE CAMPO EM ESCOLAS MUNICIPAIS E PARTICULARES DE ENSINO DE ITAPETINGA/BA O BRINCAR NO DESENVOLVIMENTO INFANTIL: UMA PESQUISA DE CAMPO EM ESCOLAS MUNICIPAIS E PARTICULARES DE ENSINO DE ITAPETINGA/BA Ennia Débora Passos Braga Pires (Professora Adjunta da Universidade Estadual

Leia mais

Justificativas para a Lista de Material Pedagógico Berçário 1

Justificativas para a Lista de Material Pedagógico Berçário 1 JUSTIFICATIVAS PARA O MATERIAL PEDAGÓGICO 2015 Justificativas para a Lista de Material Pedagógico Berçário 1 01-Tela de arte para pintura 30x40: usada no contexto do projeto de artes plásticas. O objetivo

Leia mais

O EU CRIATIVO: BRINCANDO DE FAZER ARTE

O EU CRIATIVO: BRINCANDO DE FAZER ARTE O EU CRIATIVO: BRINCANDO DE FAZER ARTE Edjane da Silva Andrade¹ Email: edjanesandrade@hotmail.com Maria Joseilda da Silva Oliveira² Email: mjso.mcz@gmail.com RESUMO: Este trabalho apresenta o projeto desenvolvido

Leia mais

FORMAÇÃO PARA BRINQUEDISTA: MEDIAÇÃO PARA O DESENVOLVIMENTO INTEGRAL DA CRIANÇA 1. Palavras-chave: brinquedo, brinquedista, brincar, desenvolvimento

FORMAÇÃO PARA BRINQUEDISTA: MEDIAÇÃO PARA O DESENVOLVIMENTO INTEGRAL DA CRIANÇA 1. Palavras-chave: brinquedo, brinquedista, brincar, desenvolvimento FORMAÇÃO PARA BRINQUEDISTA: MEDIAÇÃO PARA O DESENVOLVIMENTO INTEGRAL DA CRIANÇA 1 LEITE, Rosa Míria Correa 2 ; BORGES, Kamylla Pereira 3 ; PENHA, Márcia Juliana 4 Palavras-chave: brinquedo, brinquedista,

Leia mais

O jogo de Xadrez e a Educação. Daniel Góes

O jogo de Xadrez e a Educação. Daniel Góes O jogo de Xadrez e a Educação Daniel Góes Jean-Jacques Rousseau (1712-1778), defendia uma educação através do contato com a natureza e propunha o uso de jogos, brinquedos, esportes, instrumentos variados,

Leia mais

ISSN: Mylena Carla Almeida Tenório Deise Juliana Francisco

ISSN: Mylena Carla Almeida Tenório Deise Juliana Francisco BRINCADEIRAS E ATIVIDADES LÚDICAS ENQUANTO ESTRATÉGIA NO PROCESSO DE DESENVOLVIMENTO: RELATANDO VIVÊNCIAS DE UMA CRIANÇA COM TRANSTORNO DO ESPECTRO DO AUTISMO - TEA Mylena Carla Almeida Tenório Mylena_dayvid@hotmail.com

Leia mais

A INSERÇÃO DA EDUCAÇÃO FÍSICA NA CLASSE ESPECIAL. EIXO TEMÁTICO: Relatos de experiências em oficinas e salas de aula

A INSERÇÃO DA EDUCAÇÃO FÍSICA NA CLASSE ESPECIAL. EIXO TEMÁTICO: Relatos de experiências em oficinas e salas de aula A INSERÇÃO DA EDUCAÇÃO FÍSICA NA CLASSE ESPECIAL Roberta Bevilaqua de Quadros Clara Noha Nascimento Dutra Thaine Bonaldo Nascimento Douglas Rossa 1 Rosalvo Sawitzk 2 EIXO TEMÁTICO: Relatos de experiências

Leia mais

AS CONTRIBUIÇÕES DO PIBID PARA A FORMAÇÃO DOCENTE: CONSIDERAÇÕES DOS PROFESSORES COORDENADORES DO PROGRAMA NA UNINOVE Campus Santo Amaro

AS CONTRIBUIÇÕES DO PIBID PARA A FORMAÇÃO DOCENTE: CONSIDERAÇÕES DOS PROFESSORES COORDENADORES DO PROGRAMA NA UNINOVE Campus Santo Amaro AS CONTRIBUIÇÕES DO PIBID PARA A FORMAÇÃO DOCENTE: CONSIDERAÇÕES DOS PROFESSORES COORDENADORES DO PROGRAMA NA UNINOVE Campus Santo Amaro Célia Vanderlei da SILVA, Crislaine Aparecida R. SALOMÃO, Elaine

Leia mais

PLANO DE INTERVENÇÃO PINTURAS COMO ESTRATÉGIA DE HARMONISAR O AMBIENTE ESCOLAR CONTEXTUALIZAÇÃO

PLANO DE INTERVENÇÃO PINTURAS COMO ESTRATÉGIA DE HARMONISAR O AMBIENTE ESCOLAR CONTEXTUALIZAÇÃO PLANO DE INTERVENÇÃO PINTURAS COMO ESTRATÉGIA DE HARMONISAR O AMBIENTE ESCOLAR Por Eduardo Janner e Kaenara Munhoz CONTEXTUALIZAÇÃO A arte possui o poder de representar ideias através de linguagens particulares,

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DO BRINCAR NO ENSINO FUNDAMENTAL: CRIANÇAS EM FASE DE ALFABETIZAÇÃO

A IMPORTÂNCIA DO BRINCAR NO ENSINO FUNDAMENTAL: CRIANÇAS EM FASE DE ALFABETIZAÇÃO A IMPORTÂNCIA DO BRINCAR NO ENSINO FUNDAMENTAL: CRIANÇAS EM FASE DE ALFABETIZAÇÃO THE IMPORTANCE OF PLAY IN BASIC EDUCATION: CHILDREN UNDER LITERACY Aline Hartz 1 Angélica da Silva Paulo 2 Daiane Kussler

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO ESTÁCIO DO CEARÁ RELATÓRIO REFERENTE À CRIAÇÃO E PRODUÇÃO DA COMPOSIÇÃO VISUAL BRINCADEIRA DE CRIANÇA NA FASE ADULTA.

CENTRO UNIVERSITÁRIO ESTÁCIO DO CEARÁ RELATÓRIO REFERENTE À CRIAÇÃO E PRODUÇÃO DA COMPOSIÇÃO VISUAL BRINCADEIRA DE CRIANÇA NA FASE ADULTA. CENTRO UNIVERSITÁRIO ESTÁCIO DO CEARÁ RELATÓRIO REFERENTE À CRIAÇÃO E PRODUÇÃO DA COMPOSIÇÃO VISUAL BRINCADEIRA DE CRIANÇA NA FASE ADULTA. POR: Daniel Filho 201607142929 Ermysson Silva 201607407371 Jefferson

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA EXPERIMENTAÇÃO NA CONSTRUÇÃO DO APRENDIZADO NA EDUCAÇÃO INFANTIL

A IMPORTÂNCIA DA EXPERIMENTAÇÃO NA CONSTRUÇÃO DO APRENDIZADO NA EDUCAÇÃO INFANTIL A IMPORTÂNCIA DA EXPERIMENTAÇÃO NA CONSTRUÇÃO DO APRENDIZADO NA EDUCAÇÃO INFANTIL Luciana Santos Silva Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro luss2020@yahoo.com.br Eixo temático: Tateamento experimental:

Leia mais

Mais informações e marcações Elisa Aragão servicoeducativo@zeroemcomportamento.org 213 160 057 www.zeroemcomportamento.org

Mais informações e marcações Elisa Aragão servicoeducativo@zeroemcomportamento.org 213 160 057 www.zeroemcomportamento.org Apresentamos de seguida várias sessões temáticas compostas por curtas-metragens de animação, às quais chamamos de Filminhos Infantis. Estas propostas são complementadas com uma oficina com uma duração

Leia mais

Identificar a importância dos jogos no desenvolvimento infantil.

Identificar a importância dos jogos no desenvolvimento infantil. 1 A INFLUÊNCIA DO BRINCAR NO DESENVOLVIMENTO INFANTIL INTRODUÇÃO DAIANE RESZKA DE LIMA 1 BIANCA ROCHA GUTTERRES 2 O presente estudo surgiu da preocupação em abordar o tema: A influência do brincar no desenvolvimento

Leia mais

A TECNOLOGIA COMO PROPULSORA DE APRENDIZAGENS SIGNIFICATIVAS. Aline Reis de Camargo Universidade Federal de Pelotas - UFPEL

A TECNOLOGIA COMO PROPULSORA DE APRENDIZAGENS SIGNIFICATIVAS. Aline Reis de Camargo Universidade Federal de Pelotas - UFPEL A TECNOLOGIA COMO PROPULSORA DE APRENDIZAGENS SIGNIFICATIVAS Aline Reis de Camargo Universidade Federal de Pelotas - UFPEL Município: São Francisco de Paula COOPESERRA - Colégio Expressão INTRODUÇÃO O

Leia mais

EDUCAÇÃO INFANTIL OBJETIVOS GERAIS. Linguagem Oral e Escrita. Matemática OBJETIVOS E CONTEÚDOS

EDUCAÇÃO INFANTIL OBJETIVOS GERAIS. Linguagem Oral e Escrita. Matemática OBJETIVOS E CONTEÚDOS EDUCAÇÃO INFANTIL OBJETIVOS GERAIS Conhecimento do Mundo Formação Pessoal e Social Movimento Linguagem Oral e Escrita Identidade e Autonomia Música Natureza e Sociedade Artes Visuais Matemática OBJETIVOS

Leia mais

VI Encontro Mineiro Sobre Investigação na Escola /II Seminário Institucional do PIBID-UNIUBE TITULO O FOLCLORE BRASILEIRO DENTRO DA EDUCAÇÃO

VI Encontro Mineiro Sobre Investigação na Escola /II Seminário Institucional do PIBID-UNIUBE TITULO O FOLCLORE BRASILEIRO DENTRO DA EDUCAÇÃO VI Encontro Mineiro Sobre Investigação na Escola /II Seminário Institucional do PIBID-UNIUBE TITULO O FOLCLORE BRASILEIRO DENTRO DA EDUCAÇÃO Rosimeire Cristina da silva rosicristinadasilva@gmail.com Linha

Leia mais

MÓDULO 3 - CONTAR HISTÓRIAS COMO RECURSO PEDAGÓGICO E SENSIBILIZAÇÃO DE. Competências a serem Desenvolvidas:

MÓDULO 3 - CONTAR HISTÓRIAS COMO RECURSO PEDAGÓGICO E SENSIBILIZAÇÃO DE. Competências a serem Desenvolvidas: MÓDULO 3 - CONTAR HISTÓRIAS COMO RECURSO PEDAGÓGICO E SENSIBILIZAÇÃO DE EDUCADORES: INCLUSÃO DE PESSOAS COM DEFICIÊNCIAS Competências a serem Desenvolvidas: O participante desenvolve o recurso de contar

Leia mais

JOGOS NA APREENDIZAGEM DA QUÍMICA: VII MICTI ARAQUARI/2014

JOGOS NA APREENDIZAGEM DA QUÍMICA: VII MICTI ARAQUARI/2014 JOGOS NA APREENDIZAGEM DA QUÍMICA: VII MICTI ARAQUARI/01 Felício¹, Pedro; Baéssa², Victor; Barbosa³, Maria Aparecida Colégio Técnico da Universidade Rural, Seropédica/RJ INTRODUÇÃO Existem vários estudos

Leia mais

A BRINQUEDOTECA: O OLHAR DO DOCENTE E A RELEVÂNCIA DO BRINCAR NA APRENDIZAGEM

A BRINQUEDOTECA: O OLHAR DO DOCENTE E A RELEVÂNCIA DO BRINCAR NA APRENDIZAGEM 00087 A BRINQUEDOTECA: O OLHAR DO DOCENTE E A RELEVÂNCIA DO BRINCAR NA APRENDIZAGEM Celeste Maria Pereira Reis Matos Eliene da Silva Rodrigues Tatyanne Gomes Marques NEPE Núcleo de Estudo, Pesquisa e Extensão

Leia mais

Justificativa. Centro Educacional Mundo do Saber. Palhoça, 18 de Fevereiro de Professora. Bárbara pereira. Turma. Maternal I.

Justificativa. Centro Educacional Mundo do Saber. Palhoça, 18 de Fevereiro de Professora. Bárbara pereira. Turma. Maternal I. Centro Educacional Mundo do Saber Palhoça, 18 de Fevereiro de 2013 Professora Bárbara pereira Turma Maternal I Projeto anual Justificativa O Projeto tem a importância essencial para a aprendizagem das

Leia mais

Ana Maria de Jesus Ferreira DINÂMICA GRUPAL. No processo ensino-aprendizagem

Ana Maria de Jesus Ferreira DINÂMICA GRUPAL. No processo ensino-aprendizagem Ana Maria de Jesus Ferreira DINÂMICA GRUPAL No processo ensino-aprendizagem Rio de Janeiro 2005 UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU PROJETO VEZ DO MESTRE DINÂMICA GRUPAL OBJETIVOS: Estudar

Leia mais

Tema do Projeto Educativo: Quero ser grande e feliz

Tema do Projeto Educativo: Quero ser grande e feliz Tema do Projeto Educativo: Quero ser grande e feliz A primeira tarefa da educação é ensinar a ver É através dos olhos que as crianças tomam contacto com a beleza e o fascínio do mundo Os olhos têm de ser

Leia mais

PROGRAMA DE CONTEÚDOS 2014

PROGRAMA DE CONTEÚDOS 2014 C O L É G I O L A S A L L E Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Guarani, 2000 - Fone (045) 3252-1336 - Fax (045) 3379-5822 http://www.lasalle.edu.br/toledo/ PROGRAMA DE CONTEÚDOS 2014 DISCIPLINA:

Leia mais

22/06/2015. Literatura Infantojuvenil Aula 7. Valores da linguagem iconográfica. Álbuns Du Père Castor - anos 30

22/06/2015. Literatura Infantojuvenil Aula 7. Valores da linguagem iconográfica. Álbuns Du Père Castor - anos 30 Literatura Infantojuvenil Aula 7 A Imagem nos Livros Infantis Peculiaridades Valores da linguagem iconográfica Sensibiliza pelas impressões que provoca e aproxima o leitor do texto. Estimula e enriquece

Leia mais

DESAFIOS E PRÁTICAS PEDAGÓGICAS NO 1º ANO DO PROGRAMA BÁSICO DE

DESAFIOS E PRÁTICAS PEDAGÓGICAS NO 1º ANO DO PROGRAMA BÁSICO DE DESAFIOS E POSSIBILIDADES NAS PRÁTICAS PEDAGÓGICAS ATUANDO COM CRIANÇAS NO 1º ANO DO PROGRAMA BÁSICO DE ALFABETIZAÇÃO CILIANE C. FABRI NÃO É NO SILÊNCIO QUE OS HOMENS SE FAZEM, MAS NAS PALAVRAS, NO TRABALHO,

Leia mais

Palavras-Chave: Ensino Fundamental; Jogos; Ludicidade e Aprendizagem.

Palavras-Chave: Ensino Fundamental; Jogos; Ludicidade e Aprendizagem. BRINCANDO E APRENDENDO COM A MATEMÁTICA NO ENSINO FUNDAMENTAL Ana Lilian Ramos Domingos Medeiros Medeiro_2@hotmail.com Centro Universitário Anhanguera de Campo Grande Mirian Mariano da Silva Matheus Centro

Leia mais

Israel 1994 mundo 2004 Brasil 2006

Israel 1994 mundo 2004 Brasil 2006 AS ORIGENS Os primeiros estudos e aplicações de uma metodologia para desenvolvimento de habilidades cognitivas, sociais, emocionais e éticas por meio de jogos de raciocínio foram iniciados em Israel em

Leia mais

AJES INSTITUTO SUPERIOR DE EDUCAÇÃO DO VALE DO JURUENA ESPECIALIZAÇÃO EM EDUCAÇÃO INFANTIL E ALFABETIZAÇÃO

AJES INSTITUTO SUPERIOR DE EDUCAÇÃO DO VALE DO JURUENA ESPECIALIZAÇÃO EM EDUCAÇÃO INFANTIL E ALFABETIZAÇÃO AJES INSTITUTO SUPERIOR DE EDUCAÇÃO DO VALE DO JURUENA ESPECIALIZAÇÃO EM EDUCAÇÃO INFANTIL E ALFABETIZAÇÃO O LÚDICO COMO FERRAMENTA AUXILIADORA NO PROCESSO DE ENSINO- APRENDIZAGEM NA EDUCAÇÃO INFANTIL

Leia mais

Jardim de Infância Professor António José Ganhão

Jardim de Infância Professor António José Ganhão Jardim de Infância Professor António José Ganhão Jardim de Infância da Lezíria Jardim de Infância do Centro Escolar de Samora Correia Jardim de Infância do Centro Escolar de Porto Alto Jardim de Infância

Leia mais

CUBRA 12: CONTRIBUIÇÕES PARA O CÁLCULO MENTAL COM AS QUATRO OPERAÇÕES NO 6º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL

CUBRA 12: CONTRIBUIÇÕES PARA O CÁLCULO MENTAL COM AS QUATRO OPERAÇÕES NO 6º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL CUBRA 12: CONTRIBUIÇÕES PARA O CÁLCULO MENTAL COM AS QUATRO OPERAÇÕES NO 6º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL (Francinaldo de Meireles Silveira - Autor; Franciclaudio de Meireles Silveira - Coautor; Eduardo da

Leia mais

PROJETO DO 3º BIMESTRE PROJETO ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL E ESTAÇÕES DO ANO

PROJETO DO 3º BIMESTRE PROJETO ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL E ESTAÇÕES DO ANO CRECHE MUNICIPAL TERTULIANA MARIA DE ARRUDA SOUZA MÂE NHARA PROJETO DO 3º BIMESTRE PROJETO ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL E ESTAÇÕES DO ANO CUIABÁ 2015 INTRODUÇÃO Partindo do pressuposto de que a creche é um espaço

Leia mais

PROGRAMA DE DISCIPLINA

PROGRAMA DE DISCIPLINA PROGRAMA DE DISCIPLINA Disciplina: Fundamentos e Metodologia nos Anos Iniciais do Ensino Fundamental II Código da Disciplina: EDU 325 Curso: Pedagogia Semestre de oferta da disciplina: 5º Faculdade responsável:

Leia mais

Área: Formação Pessoal e Social. Domínio: Identidade / Auto - estima (5anos)

Área: Formação Pessoal e Social. Domínio: Identidade / Auto - estima (5anos) Domínio: Identidade / Auto - estima (5anos) - No final da educação pré-escolar, a criança identifica as suas características individuais, manifestando um sentimento positivo de identidade e tendo consciência

Leia mais

Aula. Ensino e Aprendizagem: os dois lados da formação docente. Profª. Ms. Cláudia Benedetti

Aula. Ensino e Aprendizagem: os dois lados da formação docente. Profª. Ms. Cláudia Benedetti Aula Ensino e Aprendizagem: os dois lados da formação docente Profª. Ms. Cláudia Benedetti Profa. M.a. Cláudia Benedetti Graduada em Ciências Sociais pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita

Leia mais

Projeto Jogos. A importância de conhecer a história dos Jogos

Projeto Jogos. A importância de conhecer a história dos Jogos Projeto Jogos A importância de conhecer a história dos Jogos Introdução Este projeto consiste em um desenvolvimento de comunicação entre jogos e computadores voltado para entretenimento e aprendizagem.

Leia mais

BULLYING: DOMÍNIO PELO MEDO

BULLYING: DOMÍNIO PELO MEDO BULLYING: DOMÍNIO PELO MEDO O bullying é o responsável pelo estabelecimento de um clima de medo e perplexidade em torno das vítimas, bem como dos demais membros da comunidade educativa que, indiretamente,

Leia mais

PROJETOS CRIATIVOS TURNO 2016

PROJETOS CRIATIVOS TURNO 2016 PROJETOS CRIATIVOS TURNO 2016 Tema: Comunicação não verbal Mês: Outubro Habilidade Sócio emocional: Este projeto visa promover atividades e dinâmicas que estimule os alunos a comunicação não violenta através

Leia mais

BERÇARISTA. CURSO 180h: CURSO 260h:

BERÇARISTA. CURSO 180h: CURSO 260h: ARTES ENSINO FUNDAMENTAL Histórico do ensino da arte no brasil. Educação por meio da arte. Histórico do ensino da arte no brasil. Educação por meio da arte. Artes e educação, concepções teóricas. Histórico

Leia mais

JOGO COOPERATIVO COMO ESTRATÉGIA PEDAGÓGICA NO PROCESSO DE ENSINO E APRENDIZAGEM DE MATEMÁTICA: UMA PERSPECTIVA DE INOVAÇÃO PEDAGÓGICA

JOGO COOPERATIVO COMO ESTRATÉGIA PEDAGÓGICA NO PROCESSO DE ENSINO E APRENDIZAGEM DE MATEMÁTICA: UMA PERSPECTIVA DE INOVAÇÃO PEDAGÓGICA JOGO COOPERATIVO COMO ESTRATÉGIA PEDAGÓGICA NO PROCESSO DE ENSINO E APRENDIZAGEM DE MATEMÁTICA: UMA PERSPECTIVA DE INOVAÇÃO PEDAGÓGICA Albertina Marília Alves Guedes¹ ¹Professora do Instituto Federal de

Leia mais

O ENSINO E APRENDIZADO DE NÚMEROS DECIMAIS SIMULANDO UM MERCADO

O ENSINO E APRENDIZADO DE NÚMEROS DECIMAIS SIMULANDO UM MERCADO O ENSINO E APRENDIZADO DE NÚMEROS DECIMAIS SIMULANDO UM MERCADO Instituição de Ensino Bolsistas ID Supervisor Coordenador Colégio Estadual Padre Cláudio Morelli Amanda Ferreira Procek Eduarda de Almeida

Leia mais

Colégio São Francisco de Assis Educar para a Paz e o Bem Província do SS. Nome de Jesus do Brasil.

Colégio São Francisco de Assis Educar para a Paz e o Bem Província do SS. Nome de Jesus do Brasil. Colégio São Francisco de Assis Educar para a Paz e o Bem Província do SS. Nome de Jesus do Brasil. Senhores pais ou responsável: Iremos iniciar as matrículas das atividades extracurriculares. INÍCIO DAS

Leia mais

A MATEMÁTICA NO COTIDIANO: UMA ABORDAGEM PRÁTICA NO ESTUDO DOS NÚMEROS INTEIROS

A MATEMÁTICA NO COTIDIANO: UMA ABORDAGEM PRÁTICA NO ESTUDO DOS NÚMEROS INTEIROS A MATEMÁTICA NO COTIDIANO: UMA ABORDAGEM PRÁTICA NO ESTUDO DOS NÚMEROS INTEIROS 1 Arthur Gilzeph Farias Almeida; 2 Samara Araújo Melo. 1 Universidade Federal de Campina Grande, agilzeph@gmail.com; 2 E.E.E.F.M

Leia mais

PROJETO: SOU LETRANDO.

PROJETO: SOU LETRANDO. PROJETO: SOU LETRANDO. Acadêmicos: Thainara Lobo e Ailton Ourique Escola Estadual de Ensino Fundamental Dr Mário Vieira Marques (CIEP) São Luiz Gonzaga, 2016 1.TEMA Projeto de Leitura: Sou Letrando. 2.PROBLEMA

Leia mais

INSTITUIÇÃO RECANTO INFANTIL TIA CÉLIA CNPJ: 05.028.042/0001-54 Rua Eucalipto N 34 Jardim - Ypê - Mauá SP Fone: 4546-9704/ 3481-6788

INSTITUIÇÃO RECANTO INFANTIL TIA CÉLIA CNPJ: 05.028.042/0001-54 Rua Eucalipto N 34 Jardim - Ypê - Mauá SP Fone: 4546-9704/ 3481-6788 Relatório de Atividades Mensal Esse relatório tem como objetivo apresentar as principais atividades desenvolvidas pela Instituição Recanto Infantil Tia, de acordo com o Projeto Biblioteca e Cidadania Ativa.

Leia mais

PROJETOS CRIATIVOS TURNO 2016

PROJETOS CRIATIVOS TURNO 2016 PROJETOS CRIATIVOS TURNO 2016 Tema: Gratidão e celebração Mês: Dezembro Habilidade Sócio emocional: Este projeto visa promover o encerramento do ano de 2016, em que os alunos terão a oportunidade de resgatar

Leia mais

Titulo: O respeito em sala de aula: relato de intervenção em um sétimo ano de escola pública

Titulo: O respeito em sala de aula: relato de intervenção em um sétimo ano de escola pública 1 Titulo: O respeito em sala de aula: relato de intervenção em um sétimo ano de escola pública Autores: Nathalia Tayaná dos Santos Souza, UNISAL, nathtdss@gmail.com João Moreira de Paula Neto, UNISAL,

Leia mais

Autora: Rita de Cássia de Almeida Santos. Universidade Federal de Pernambuco. Co-autor (1): Maria Helena Sobral de Lima

Autora: Rita de Cássia de Almeida Santos. Universidade Federal de Pernambuco. Co-autor (1): Maria Helena Sobral de Lima CONTRIBUIÇÕES DOS JOGOS E BRINCADEIRAS PARA O DESENVOLVIMENTO DA APRENDIZAGEM INFANTIL: UM OLHAR PARA AS CRIANÇAS COM NECESSIDADES ESPECIAIS NO AMBIENTE ESCOLAR Autora: Rita de Cássia de Almeida Santos

Leia mais

Sala: CATL. Educadora: Helena Salazar Professora: Elisabete Oliveira

Sala: CATL. Educadora: Helena Salazar Professora: Elisabete Oliveira Sala: CATL Educadora: Helena Salazar Professora: Elisabete Oliveira CALENDARIZAÇÃO TEMAS/CONTEÚDOS OBJETIVOS ATIVIDADES SETEMBRO Receção e integração das crianças Conhecer os diferentes espaços da instituição

Leia mais

A CRIANÇA E O BRINCAR: ASPECTOS LEGAIS E NORMATIVOS DO ENSINO NO BRASIL

A CRIANÇA E O BRINCAR: ASPECTOS LEGAIS E NORMATIVOS DO ENSINO NO BRASIL A CRIANÇA E O BRINCAR: ASPECTOS LEGAIS E NORMATIVOS DO ENSINO NO BRASIL THE CHILD AND PLAYING: LEGAL AND NORMATIVE ASPECTS OF EDUCATION IN BRAZIL Autor: Mércia Maria de Santi Estácio Estas são notas prévias

Leia mais

SUGESTÕES DE AVALIAÇÃO

SUGESTÕES DE AVALIAÇÃO UNIDADE 1 EU E OS OUTROS *Perceber a diversidade étnica física e de gênero no seu meio de convivência. *Reconhecer mudanças e permanências nas vivências humanas, presentes na sua realidade e em outras

Leia mais

2015/2016. Projeto de Sala 1/2 Anos

2015/2016. Projeto de Sala 1/2 Anos Colégio Galáxia Branca 2015/2016 Projeto de Sala 1/2 Anos A brincar explora e conhece o que a rodeia... São o dia-a-dia, as relações, as experiências, as mudas de fraldas, as refeições, o treino do controle

Leia mais

COMPREENDENDO O FORTALECIMENTO FINANCEIRO NA EDUCAÇÃO FINANCEIRA

COMPREENDENDO O FORTALECIMENTO FINANCEIRO NA EDUCAÇÃO FINANCEIRA COMPREENDENDO O FORTALECIMENTO FINANCEIRO NA EDUCAÇÃO FINANCEIRA patrocínio 2015 Sesame Workshop. Todos os direitos reservados. 2. Compreendendo o fortalecimento financeiro na educação infantil 2.1 Fortalecimento

Leia mais

A MATEMÁTICA E SUAS MÚLTIPLAS LINGUAGENS

A MATEMÁTICA E SUAS MÚLTIPLAS LINGUAGENS A MATEMÁTICA E SUAS MÚLTIPLAS LINGUAGENS E.M.E.F.I. Professor Manoel Ignácio de Moraes Sala 1 Sessão 1 Professora Apresentadora: Roseli dos Santos Bassanelli Pereira Realização: Foco O projeto está sendo

Leia mais

As Novas Tecnologias no Processo Ensino-Aprendizagem da Matemática

As Novas Tecnologias no Processo Ensino-Aprendizagem da Matemática A UTILIZAÇÃO DE BLOGs COMO RECURSO PEDAGÓGICO NA EDUCAÇÃO MATEMÁTICA Maria Angela Oliveira Oliveira Universidade Estadual Paulista Julio de Mesquita Filho matematicangela2007@yahoo.com.br Resumo: O Mini-Curso

Leia mais