Estado de la Calidad en Iberoamerica Impacto en las Pymes - Brasil - Montevideo 3/11/2006 -

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Estado de la Calidad en Iberoamerica Impacto en las Pymes - Brasil - Montevideo 3/11/2006 -"

Transcrição

1 Estado de la Calidad en Iberoamerica Impacto en las Pymes - Brasil - Montevideo 3/11/ ANTONIO TADEU PAGLIUSO Superintendente General - FNQ tadeu.pagliuso 1

2 ede Brasileira de Qualidade, Produtividade & Competitividade -15 ANOS DE EXCELÊNCIA EM GESTÃO- Um Brasil melhor se faz com qualidade de vida para todos 2 eferência: 10/2006

3 DESTAQUES 15 ANOS DE MOVIMENTO 52 MOVIMENTOS DA QUALIDADE, PODUTIVIDADE E COTITIVIDADE +10 MILHÕES PESSOAS ELACIONADAS COM O MODELO DE EXCELÊNCIA DA GESTÃO ~5.000 OGANIZAÇÕES USUÁIAS DO MODELO DE EXCELÊNCIA DA GESTÃO INTEGALMENTE ~ OGANIZAÇÕES USUÁIAS DO MODELO DE EXCELÊNCIA DA GESTÃO PACIALMENTE 3

4 DESTAQUES OGANIZAÇÕES MEMBOS DAS INSTITUIÇÕES GESTOAS DOS MOVIMENTOS DE QP&C CITÉIOS IOS DE AVALIAÇÃO DISTIBUÍDOS DOS PESSOAS CAPACITADAS COMO EXAMINADOES DO MODELO DE EXCELÊNCIA DA GESTÃO PESSOAS CAPACITADAS EM NO MODELO DE EXCELÊNCIA DA GESTÃO 4

5 DESTAQUES OGANIZAÇÕES CANDIDATAS AOS POCESSOS DE AVALIAÇÃO DOS PÊMIOS NACIONAL, EGIONAIS E SETOIAIS OGANIZAÇÕES PEMIADAS VOLUNTÁIOS NA COMUNIDADE DA QUALIDADE HOAS DE TABALHO VOLUNTÁIO 5

6 6 ESCADA UMO À EXCELÊNCIA

7 MODELO DE COTITIVIDADE Prêmio de Competitividade para Micro e Pequenas Empresas 7

8 FATOS E DADOS Micro e Pequenas Empresas formais 4,8 milhões de empresas formais no Brasil (99,2% do total) 15,7 milhões de empregos gerados 57,2% da mão-de-obra 26% da massa salarial Fonte IBGE 2002 Micro e Pequenas Empresas na informalidade São 10,3 milhões de s 13,8 milhões de pessoas ocupadas 64% homens e 36% mulheres Só 6% desse universo teve acesso a recursos financeiros, via bancos (58%), o próprio fornecedor (16%), amigos e parentes (16%) Fonte: Pesquisa SEBAE 2003 Mortalidade das micro e pequenas empresas Cerca de 50% nos dois primeiros anos, 55% até 3 anos e 60% com até 4 anos de existência. Fonte SEBAE

9 9 PACEIA PELA COTITIVIDADE

10 PÊMIO DE COTITIVIDADE PAA MICO E PEQUENAS EMPESAS A quem é dirigido o Prêmio: Faturamento anual de até $ ,00 (Dois milhões e quatrocentos mil reais) ; Ter completado pelo menos 1 (um) ano fiscal; Ter domicílio fiscal no Estado; Comprovar regularidade fiscal e estatutária; Categorias de reconhecimento: Comércio; Indústria; Serviço; Agronegócios (ural) 10

11 EDE NACIONAL DA GESTÃO UMO À EXCELÊNCIA S S S S S S S S S S Prêmios egionais Prêmios da - Prêmios Setoriais S 11

12 ESULTADOS Incritas Auto-Avaliadas Vencedoras 70 Vencedoras 82 Vencedoras 12

13 INSTUMENTO DE AUTO-AVALIAÇÃO Ciclo 2006 Questionário de Auto-Avaliação I. Avaliação das características comportamentais do empreendedor (15%) II. Avaliação da Gestão (85%) 13

14 AVALIAÇÃO DA GESTÃO 29 questões distribuídas em 7 Critérios (Liderança; Estratégias e Planos; Clientes; Sociedade; Informações e Conhecimento; Pessoas; e Processos), sendo que, em 15 delas, são solicitados os resultados de indicadores de desempenho Os Critérios seguem o Modelo de Excelência preconizado pela FNQ 14

15 SISTEMA DE INFOMAÇÃO Toda a estrutura do Prêmio de Competitividade para Micro e Pequenas Empresas é apoiada por um sistema de gerenciamento que garante a confidencialidade e integridade das informações, tanto para candidatos quanto para o comitê gestor. O sistema esta assim estruturado: 1. Web Site Informações gerais para participação, acesso para inscrição e realização de download do questionários de avaliação (após a inscrição realizada) 15

16 SISTEMA DE INFOMAÇÃO 2. Software de Avaliação Sistema disponibilizado ao empresário para download, após o processo de inscrição, para o preenchimento do questionário de avaliação (Instrumento de Avaliação). O software pode ser preenchido pelo empresário sem estar conectado à Internet, somente utilizando conexão para o envio do mesmo preenchido integralmente. 16

17 ELATÓIO DE AUTO-AVALIAÇÃO Éum feedback, que contém uma comparação de seu desempenho diante da média das empresas de sua categoria O elatório é composto pelas partes: Características de comportamento empreendedor: identificando a relevância de o empreendedor considerar as combinações das dez características analisadas. Gestão pela qualidade: com oportunidades para melhorias e/ou pontos fortes por critério. O objetivo desse elatório de Auto-avaliação é oferecer ao empresário a oportunidade de estabelecer planos de melhoria a partir das conclusões da avaliação. 17

18 EL FUTUO TIENE UN TEIBLE COSTUMBE: LLEGA DE EPENTE" Muchas Gracias 18

EXCELÊNCIA EM GESTÃO NO SETOR SUCROALCOOLEIRO

EXCELÊNCIA EM GESTÃO NO SETOR SUCROALCOOLEIRO EXCELÊNCIA EM GESTÃO NO SETO SUCOALCOOLEIO Marcelo Marinho Aidar Um Brasil melhor se faz com qualidade de vida para todos 1 MISSÃO Disseminar os fundamentos da excelência em gestão para o aumento de competitividade

Leia mais

PATROCINADORES 2011. Federação das Indústrias do Estado do Amazonas - FIEAM. Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Amazonas SEBRAE/AM

PATROCINADORES 2011. Federação das Indústrias do Estado do Amazonas - FIEAM. Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Amazonas SEBRAE/AM PATOCINADOES 2011 EALIZAÇÃO: Federação das Indústrias do Estado do Amazonas - FIEAM Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Amazonas SEBAE/AM PATOCÍNIO: Confederação Nacional da Indústria CNI

Leia mais

Em busca da Excelência

Em busca da Excelência 1 Em busca da Excelência Difusão dos fundamentos e critérios de excelência A Linha do Tempo 2005: eposicionamento FPNQ FNQ GESTÃO DO CONHECIMENTO E MOBILIZAÇÃO FNQ: centro de referencia de excelência em

Leia mais

Atualização constante, o segredo do S U C E S S O D A F N Q

Atualização constante, o segredo do S U C E S S O D A F N Q Atualização constante, o segredo do S U C E S S O D A F N Q Instituição atualiza Fundamentos da Excelência e lança produtos que ajudam empresas a melhorar seus sistemas de gestão Ao longo dos 15 anos de

Leia mais

17º Congresso Brasileiro de Transporte e Trânsito. Nacional de QPC

17º Congresso Brasileiro de Transporte e Trânsito. Nacional de QPC 17º Congresso Brasileiro de Transporte e Trânsito 47º eunião do Fórum F Nacional de QPC Curitiba 30/09/2009 Painel: Qualidade e Produtividade para enfrentar a crise FATOES DE COMPETITIVIDADE O que essas

Leia mais

QUESTIONÁRIO DE AUTOAVALIAÇÃO CICLO 2013

QUESTIONÁRIO DE AUTOAVALIAÇÃO CICLO 2013 QUESTIONÁRIO DE AUTOAVALIAÇÃO CICLO 2013 O talento brasileiro com apoio total para se desenvolver. Devolução até 31 de julho de 2013. Participação gratuita Informações: 0800 570 0800 Exercitar a criatividade

Leia mais

Para que os empreendedores sejam elegíveis para este prêmio, eles devem satisfazer os seguintes requisitos:

Para que os empreendedores sejam elegíveis para este prêmio, eles devem satisfazer os seguintes requisitos: 1. Objetivo O objetivo do prêmio é divulgar, promover e premiar o espírito empreendedor dos empresários Brasileiros, além de divulgar e reconhecer empreendedores de sucesso que muito contribuem para o

Leia mais

38 Fórum de QPC. Realizações 2007 Seminário de Benchmarking Prêmio Realce ABGC Acontece

38 Fórum de QPC. Realizações 2007 Seminário de Benchmarking Prêmio Realce ABGC Acontece 38 Fórum de QPC Realizações 2007 Seminário de Benchmarking Prêmio Realce ABGC Acontece Perspectivas 2007 PGQB Programa de Capacitação Prêmio Realce Seminário de Excelência na Saúde Comitês Temáticos Projeto

Leia mais

Programa de Formalização do Micro Empreendedor Individual Sustentabilidade Social. Florianópolis - SC

Programa de Formalização do Micro Empreendedor Individual Sustentabilidade Social. Florianópolis - SC Programa de Formalização do Micro Empreendedor Individual Sustentabilidade Social Florianópolis - SC 27 de outubro de 2014 A INFORMALIDADE NO BRASIL A INFORMALIDADE Pesquisa ECINF IBGE Pertencem ao setor

Leia mais

Inovação e Competitividade nas MPEs Brasileiras. Setembro de 2009

Inovação e Competitividade nas MPEs Brasileiras. Setembro de 2009 Inovação e Competitividade nas MPEs Brasileiras Setembro de 2009 Introdução Objetivos: - Avaliar a questão da inovação e da competitividade no universo das micro e pequenas empresas (MPEs) brasileiras.

Leia mais

RUMO DAS FORMAS DE GESTÃO E SUSTENTABILIDADE DOS PROGRAMAS

RUMO DAS FORMAS DE GESTÃO E SUSTENTABILIDADE DOS PROGRAMAS Natureza Jurídica Característica da Qualidade Rio Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Energia, Indústria e Serviços do Rio de Janeiro Critérios de Excelência da FNQ e Norma ISO 9001:2000

Leia mais

O Prêmio de Competitividade para Micro e Pequenas Empresas é dirigido às empresas que se enquadrem nas seguintes características:

O Prêmio de Competitividade para Micro e Pequenas Empresas é dirigido às empresas que se enquadrem nas seguintes características: Regulamento MPE Brasil - 2015 Artigo 1º - Objetivo O MPE Brasil - Prêmio de Competitividade para Micro e Pequenas Empresas se constitui no reconhecimento estadual e nacional às micro e pequenas empresas

Leia mais

Prêmio Nacional de Inovação 1ª Banca de Juízes PNI. São Paulo, 7 e 8 de julho/2011

Prêmio Nacional de Inovação 1ª Banca de Juízes PNI. São Paulo, 7 e 8 de julho/2011 Prêmio Nacional de Inovação 1ª Banca de Juízes PNI São Paulo, 7 e 8 de julho/2011 AGENDA Boas Vindas Entendendo a inovação Inovar é gerar valor Prêmio Nacional de Inovação OBJETIVO Contribuir para a reflexão

Leia mais

Programa de Capacitação Empreendedora. Alessandra Vieira Fonseca

Programa de Capacitação Empreendedora. Alessandra Vieira Fonseca Programa de Capacitação Empreendedora Alessandra Vieira Fonseca Programa de Capacitação Empreendedora Programa com cursos voltados para o empresário, que atendam às suas necessidades e que possam efetivamente

Leia mais

Seminário Em Busca da Excelência 2008

Seminário Em Busca da Excelência 2008 Seminário Em Busca da Excelência 2008 IEL/SC - Implementação de sistema de gestão com base nos fundamentos da excelência Natalino Uggioni Maio, 2008 1 IEL em Santa Catarina Integrante da FIESC Federação

Leia mais

QUESTIONÁRIO DE AUTOAVALIAÇÃO CICLO 2015

QUESTIONÁRIO DE AUTOAVALIAÇÃO CICLO 2015 QUESTIONÁRIO DE AUTOAVALIAÇÃO CICLO 2015 O talento brasileiro com apoio total para se desenvolver. Devolução até 31 de julho de 2015. Exercitar a criatividade é uma qualidade tipicamente brasileira. Para

Leia mais

P R Ê M I O D E PA R A M I C R O

P R Ê M I O D E PA R A M I C R O P R Ê M I O D E C O M P E T I T I V I D A D E PA R A M I C R O E P E Q U E N A S E M P R E S A S (@) 2005. Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas Sebrae Todos os direitos reservados.

Leia mais

MPE Brasil 2010 Prêmio de Competitividade para MPEs

MPE Brasil 2010 Prêmio de Competitividade para MPEs MPE Brasil 2010 Prêmio de Competitividade para MPEs Evolução do prêmio: O Prêmio Talentos Empreendedores completou 15 anos em 2008 e desde então com o processo de nacionalização, ele se chama Prêmio MPE

Leia mais

NOSSA MISSÃO NOSSA ASPIRAÇÃO NOSSOS CLIENTES

NOSSA MISSÃO NOSSA ASPIRAÇÃO NOSSOS CLIENTES NOSSA MISSÃO Estimular e apoiar as organizações para o desenvolvimento e evolução de sua gestão, por meio da disseminação dos Fundamentos e Critérios de Excelência, para que se tornem sustentáveis, cooperativas

Leia mais

Ciclo 2012. Devolução até 30/8/2012. Participação gratuita Informações: 0800 570 0800. www.premiompe.sebrae.com.br

Ciclo 2012. Devolução até 30/8/2012. Participação gratuita Informações: 0800 570 0800. www.premiompe.sebrae.com.br Ciclo 2012 Devolução até 30/8/2012 Participação gratuita Informações: 0800 570 0800 www.premiompe.sebrae.com.br Lembrem-se de preencher. Mais de 380 mil empresas, em todo o Brasil, já participaram. mpe

Leia mais

PRÊMIO SEBRAE MULHER DE NEGÓCIOS

PRÊMIO SEBRAE MULHER DE NEGÓCIOS Reconhecer e premiar empreendedoras cujos relatos de vida são exemplos de empreendedorismo e que possam inspirar outras mulheres a realizar seus sonhos como empreendedoras. Categorias: PRÊMIO SEBRAE MULHER

Leia mais

Inserção Competitiva e Sustentável de Micro e Pequenas Empresas na Cadeia Produtiva do Petróleo e Gás do Rio Grande do Norte

Inserção Competitiva e Sustentável de Micro e Pequenas Empresas na Cadeia Produtiva do Petróleo e Gás do Rio Grande do Norte Inserção Competitiva e Sustentável de Micro e Pequenas Empresas na Cadeia Produtiva do Petróleo e Gás do Rio Grande do Norte FATOS E DADOS Micro e Pequenas Empresas formais 4,8 milhões de empresas formais

Leia mais

IEL INSTITUTO EUVALDO LODI

IEL INSTITUTO EUVALDO LODI INSTITUTO EUVALDO LODI IEL Integra o Sistema Indústria juntamente com CNI, SESI, SENAI e Federações Possui mais de 44 anos de atuação em todo o território Brasileiro Tem o compromisso com o aumento da

Leia mais

A Estruturação dos Processos Gerenciais para Obtenção de Resultados de Produção Mais Limpa: Um Estudo no Setor de Transformação de Plásticos

A Estruturação dos Processos Gerenciais para Obtenção de Resultados de Produção Mais Limpa: Um Estudo no Setor de Transformação de Plásticos A Estruturação dos Processos Gerenciais para Obtenção de Resultados de Produção Mais Limpa: Um Estudo no Setor de Transformação de Plásticos DALTON BUCCELLI Universidade Paulista - UNIP PEDRO LUIZ DE OLIVEIRA

Leia mais

1. DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

1. DISPOSIÇÕES PRELIMINARES O presente regulamento institui as regras e os procedimentos para a instituição do 1 ciclo do Programa de Certificação da Fundação Nacional da Qualidade (FNQ), nas categorias AVALIADOR, INSTRUTOR, ESPECIALISTA

Leia mais

Las PYMES y los pequeños y medianos despachos profesionales como motor de crecimiento en Latinoamérica

Las PYMES y los pequeños y medianos despachos profesionales como motor de crecimiento en Latinoamérica Las PYMES y los pequeños y medianos despachos profesionales como motor de crecimiento en Latinoamérica O QUE É CONSIDERADO PEQUENO NEGÓCIO NO BRASIL MICROEMPREENDEDOR INDIVIDUAL (MEI) Receita bruta anual

Leia mais

REGULAMENTO. 1º - Serão aceitos projetos inovadores desenvolvidos em 2009 e 2010, e que já estejam no mercado por um período mínimo de 6 meses.

REGULAMENTO. 1º - Serão aceitos projetos inovadores desenvolvidos em 2009 e 2010, e que já estejam no mercado por um período mínimo de 6 meses. REGULAMENTO APRESENTAÇÃO Art. 1º O Prêmio de Nacional de Inovação na Indústria, promovido pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) e pelo Movimento Brasil Competitivo (MBC), com o apoio da Financiadora

Leia mais

REGULAMENTO SINDUSCON PREMIUM ETAPA LITORAL NORTE 2013. 1ª edição

REGULAMENTO SINDUSCON PREMIUM ETAPA LITORAL NORTE 2013. 1ª edição REGULAMENTO SINDUSCON PREMIUM ETAPA LITORAL NORTE 2013 1ª edição 1 DA INSTITUIÇÃO DA PREMIAÇÃO 1.1 O Sinduscon Premium Etapa Litoral Norte 1ª edição instituído pelo SINDUSCON RS, Sindicato das Indústrias

Leia mais

Varejo DESENVOLVIMENTO EMPRESARIAL DE AGRONEGÓCIOS MANUAL DO CANDIDATO. Ingresso Abril 2011. ESPM Unidade Porto Alegre

Varejo DESENVOLVIMENTO EMPRESARIAL DE AGRONEGÓCIOS MANUAL DO CANDIDATO. Ingresso Abril 2011. ESPM Unidade Porto Alegre Varejo DESENVOLVIMENTO EMPRESARIAL DE AGRONEGÓCIOS MANUAL DO CANDIDATO Ingresso Abril 2011 ESPM Unidade Porto Alegre Rua Guilherme Schell, 350 Santo Antônio Porto Alegre/RS. Informações: Central de Candidatos:

Leia mais

Patrocínio Institucional da FNQ

Patrocínio Institucional da FNQ Patrocínio Institucional da FNQ 1 Fundação Nacional da Qualidade 2 MISSÃO Disseminar os fundamentos da excelência em gestão para o aumento de competitividade das organizações e do Brasil. VISÃO 2010 Ser

Leia mais

TÍTULO: MICROEMPREENDEDOR INDIVIDUAL - A IMPORTÂNCIA DA FORMALIZAÇÃO

TÍTULO: MICROEMPREENDEDOR INDIVIDUAL - A IMPORTÂNCIA DA FORMALIZAÇÃO TÍTULO: MICROEMPREENDEDOR INDIVIDUAL - A IMPORTÂNCIA DA FORMALIZAÇÃO CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: CIÊNCIAS CONTÁBEIS INSTITUIÇÃO: FACULDADE ANHANGUERA DE RIO CLARO AUTOR(ES):

Leia mais

EMPREENDEDORISMO. Outubro de 2014

EMPREENDEDORISMO. Outubro de 2014 #5 EMPREENDEDORISMO Outubro de 2014 ÍNDICE 1. Apresentação 2. Definição 3. Empreendedorismo: necessidade ou oportunidade? 4. Características do comportamento empreendedor 5. Cenário brasileiro para o empreendedorismo

Leia mais

Case NTech Lançamento MPE Brasil 2009 Faculdade Maurício de Nassau

Case NTech Lançamento MPE Brasil 2009 Faculdade Maurício de Nassau Case NTech Lançamento MPE Brasil 2009 Faculdade Maurício de Nassau 09 Jul 2009 NTech Tecnologia de Informação Ltda Palestrante Jean Paul Torres Neumann Diretor Executivo NTech Tecnologia de Informação

Leia mais

Inovação, ação inovadora e financiamento à inovação. IEL/ES junho de 2009 INOVA FINDES

Inovação, ação inovadora e financiamento à inovação. IEL/ES junho de 2009 INOVA FINDES Inovação, ação inovadora e financiamento à inovação IEL/ES junho de 2009 INOVA FINDES Inovação introdução de novidade ou aperfeiçoamento no ambiente produtivo ou social que resulte em novos produtos, processos

Leia mais

Sua hora chegou. Faça a sua jogada. REGULAMENTO

Sua hora chegou. Faça a sua jogada. REGULAMENTO Sua hora chegou. Faça a sua jogada. REGULAMENTO Prêmio de Empreendedorismo James McGuire 2013 REGULAMENTO Prêmio de Empreendedorismo James McGuire 2013 é uma competição interna da Laureate International

Leia mais

DO DESENVOLVIMENTO. Brasília março 2011

DO DESENVOLVIMENTO. Brasília março 2011 OS PEQUENOS NEGÓCIOS NANA LIDERANÇA OS PEQUENOS NEGÓCIOS LIDERANÇA DO DESENVOLVIMENTO DO DESENVOLVIMENTO Brasília março 2011 Servi«o Brasileiro de Apoio s Micro e Pequenas Empresas Miss o Institucional

Leia mais

Perguntas Frequentes do Prêmio Catarinense de Excelência

Perguntas Frequentes do Prêmio Catarinense de Excelência Perguntas Frequentes do Prêmio Catarinense de Excelência O que é o Modelo de Excelência da Gestão (MEG) e quais são seus objetivos? O Modelo de Excelência da Gestão reflete a experiência, o conhecimento

Leia mais

Estratégias de atuação da FNQ

Estratégias de atuação da FNQ Estratégias de atuação da FNQ Mudanças na estrutura organizacional FNQ Estrutura organizacional principais mudanças Direção Executiva COMEX Diretor Executivo: Ricardo Correa Martins Principais Processos

Leia mais

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO TOCANTINS CENTRO DE DESENVOLVIMENTO DE TECNOLOGIAS INOVADORAS CDTI/UNITINS SELEÇÃO DE EMPRESAS EDITAL Nº 007, 13/08/2009.

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO TOCANTINS CENTRO DE DESENVOLVIMENTO DE TECNOLOGIAS INOVADORAS CDTI/UNITINS SELEÇÃO DE EMPRESAS EDITAL Nº 007, 13/08/2009. 1 FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO TOCANTINS CENTRO DE DESENVOLVIMENTO DE TECNOLOGIAS INOVADORAS CDTI/UNITINS SELEÇÃO DE EMPRESAS EDITAL Nº 007, 13/08/2009. A Fundação Universidade do Tocantins UNITINS torna público

Leia mais

Criada em 1991, por um grupo de representantes dos setores público e privado, a FNQ é uma instituição sem fins lucrativos, cujo objetivo é disseminar

Criada em 1991, por um grupo de representantes dos setores público e privado, a FNQ é uma instituição sem fins lucrativos, cujo objetivo é disseminar Criada em 1991, por um grupo de representantes dos setores público e privado, a FNQ é uma instituição sem fins lucrativos, cujo objetivo é disseminar os Fundamentos da Excelência em Gestão para organizações

Leia mais

Incubadora de C,T&I de Limeira Edital Permanente

Incubadora de C,T&I de Limeira Edital Permanente A Incubadora de Ciência, Tecnologia & Inovação de Limeira torna pública a abertura do Edital Permanente para as inscrições de candidatos, como empresas ou pré-projetos de base tecnológica, à incubação.

Leia mais

Regulamento Programa. de Canais Allied Partner. 24 de fevereiro

Regulamento Programa. de Canais Allied Partner. 24 de fevereiro Regulamento Programa de Canais Allied Partner 24 de fevereiro 2015 O Programa de Canais Allied Partner tem por objetivo fortalecer o relacionamento entre a indústria e os canais de venda, promovendo a

Leia mais

PRÊMIO ABF-AFRAS DESTAQUE RESPONSABILIDADE SOCIAL 2011 Categoria Franqueado

PRÊMIO ABF-AFRAS DESTAQUE RESPONSABILIDADE SOCIAL 2011 Categoria Franqueado PRÊMIO ABF-AFRAS DESTAQUE RESPONSABILIDADE SOCIAL 2011 Categoia Fanqueado Dados da Empesa Razão Social: Pé Vemelho Ensino Pofissionalizante SS LTDA Nome Fantasia: BIT Company Data de fundação: 23/05/2009

Leia mais

PRÊMIO MELHOR EMPRESA PARA SE TRABALHAR NO ESPÍRITO SANTO. Regulamento

PRÊMIO MELHOR EMPRESA PARA SE TRABALHAR NO ESPÍRITO SANTO. Regulamento Regulamento A ABRH-ES (Associação Brasileira de Recursos Humanos - Seccional Espírito Santo) é integrante do Sistema Nacional ABRH e configura-se como instituição não governamental que dissemina conhecimento

Leia mais

Regulamento Prêmio Telecentros Brasil 2015

Regulamento Prêmio Telecentros Brasil 2015 Regulamento Prêmio Telecentros Brasil 2015 Seção I - Introdução Art. 1º O Prêmio Telecentros Brasil, criado pela Associação Telecentro de Informação e Negócios (ATN) em parceria com o SEBRAE, TICKET, Ministério

Leia mais

PERGUNTAS MAIS FREQÜENTES CREDENCIAMENTO NO SEBRAE-SP:

PERGUNTAS MAIS FREQÜENTES CREDENCIAMENTO NO SEBRAE-SP: PERGUNTAS MAIS FREQÜENTES CREDENCIAMENTO NO SEBRAE-SP: A oportunidade de se tornar um facilitador de aprendizagem e/ou consultor para o sucesso das micro e pequenas empresas APRESENTAÇÃO Esta cartilha

Leia mais

REGULAMENTO - 17º PRÊMIO EMPRESA CIDADÃ ADVB/SC 2015 - Categoria Micro e Pequena Empresa

REGULAMENTO - 17º PRÊMIO EMPRESA CIDADÃ ADVB/SC 2015 - Categoria Micro e Pequena Empresa REGULAMENTO - 17º PRÊMIO EMPRESA CIDADÃ ADVB/SC 2015 - Categoria Micro e Pequena Empresa Resumo do Prêmio O Prêmio Empresa Cidadã ADVB/SC 2015 Categoria MPE Homenageia as Micro e Pequenas Empresas catarinenses

Leia mais

Faça parte da nossa história! Plano de Patrocínio 2014

Faça parte da nossa história! Plano de Patrocínio 2014 Faça parte da nossa história! Plano de Patrocínio 2014 Sobre a FNQ História Criada em 1991, por um grupo de representantes dos setores público e privado, a Fundação Nacional da Qualidade (FNQ) procura

Leia mais

ESPECIALISTAS EM PEQUENOS NEGÓCIOS

ESPECIALISTAS EM PEQUENOS NEGÓCIOS ESPECIALISTAS EM PEQUENOS NEGÓCIOS O Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) é uma entidade privada, sem fins lucrativos, criada em 1972. Desvinculado da administração pública

Leia mais

6 de novembro de 2006 - Blumenau - SC

6 de novembro de 2006 - Blumenau - SC 6 6 de novembro de 2006 - Blumenau - SC Promoção Apoio Apresentação Com a criação do Dia Municipal do Empreendedor, e também encaminhado no âmbito estadual e nacional, a ACIB Jovem consolida um esforço

Leia mais

INSTRUMENTOS DE DESENVOLVIMENTO DAS MPEs OFERTADOS PELO SEBRAE. Palestra para o Conselho Regional de Administração

INSTRUMENTOS DE DESENVOLVIMENTO DAS MPEs OFERTADOS PELO SEBRAE. Palestra para o Conselho Regional de Administração INSTRUMENTOS DE DESENVOLVIMENTO DAS MPEs OFERTADOS PELO SEBRAE Palestra para o Conselho Regional de Administração 1 O QUE É O SEBRAE? 2 O Sebrae O Serviço de Apoio às Micros e Pequenas Empresas da Bahia

Leia mais

O QUE É? Um programa que visa melhorar a Gestão dos CFCs Gaúchos, tendo como base os Critérios de Excelência da FNQ (Fundação Nacional da Qualidade).

O QUE É? Um programa que visa melhorar a Gestão dos CFCs Gaúchos, tendo como base os Critérios de Excelência da FNQ (Fundação Nacional da Qualidade). O QUE É? Um programa que visa melhorar a Gestão dos CFCs Gaúchos, tendo como base os Critérios de Excelência da FNQ (Fundação Nacional da Qualidade). Coordenação Sindicato dos Centros de Formação de Condutores

Leia mais

Pequenas e Médias Empresas no Canadá. Pequenos Negócios Conceito e Principais instituições de Apoio aos Pequenos Negócios

Pequenas e Médias Empresas no Canadá. Pequenos Negócios Conceito e Principais instituições de Apoio aos Pequenos Negócios Pequenas e Médias Empresas no Canadá Pequenos Negócios Conceito e Principais instituições de Apoio aos Pequenos Negócios De acordo com a nomenclatura usada pelo Ministério da Indústria do Canadá, o porte

Leia mais

High Potentials, Talentos e Sucessão no Brasil

High Potentials, Talentos e Sucessão no Brasil High Potentials, Talentos e Sucessão no Brasil P e s q u i s a d a F u n d a ç ã o G e t u l i o V a r g a s I n s t i t u t o d e D e s e n v o l v i m e n t o E d u c a c i o n a l Conteúdo 1. Propósito

Leia mais

REGULAMENTO TOP DE MARKETING E VENDAS ADVB/SC 2015

REGULAMENTO TOP DE MARKETING E VENDAS ADVB/SC 2015 REGULAMENTO TOP DE MARKETING E VENDAS ADVB/SC 2015 1. INTRODUÇÃO A ADVB/SC promove o Top de Marketing e Vendas ADVB/SC 2015. Nele, serão premiados os melhores cases de marketing e vendas do mercado catarinense.

Leia mais

Faça parte da nossa história! Plano de Patrocínio 2º semestre 2014

Faça parte da nossa história! Plano de Patrocínio 2º semestre 2014 Faça parte da nossa história! Plano de Patrocínio 2º semestre 2014 Sobre a FNQ História Criada em 1991, por um grupo de representantes dos setores público e privado, a Fundação Nacional da Qualidade (FNQ)

Leia mais

A Comunicação no Modelo de Excelência da Gestão (MEG) 1

A Comunicação no Modelo de Excelência da Gestão (MEG) 1 A Comunicação no Modelo de Excelência da Gestão (MEG) 1 Narjara Bárbara Xavier Silva 2 Patrícia Morais da Silva 3 Resumo O presente trabalho é resultado do Projeto de Extensão da Universidade Federal da

Leia mais

Projeto: Rede MERCOSUL de Tecnologia

Projeto: Rede MERCOSUL de Tecnologia ANEXO XIII XXXIII REUNIÓN ESPECIALIZADA DE CIENCIA Y TECNOLOGÍA DEL MERCOSUR Asunción, Paraguay 1, 2 y 3 de junio de 2005 Gran Hotel del Paraguay Projeto: Rede MERCOSUL de Tecnologia Anexo XIII Projeto:

Leia mais

Valorizando ideias e experiências participativas que promovam o direito humano à educação REGULAMENTO

Valorizando ideias e experiências participativas que promovam o direito humano à educação REGULAMENTO REGULAMENTO 1. O RECONHECIMENTO PÚBLICO DE OLHO NOS PLANOS 1.1. O Reconhecimento Público é uma ação da iniciativa De Olho nos Planos, composta pelos seguintes parceiros: Ação Educativa, UNICEF, Campanha

Leia mais

SECRETARIA DE INOVAÇÃO

SECRETARIA DE INOVAÇÃO SECRETARIA DE INOVAÇÃO EDITAL Nº 01, DE 30 DE JANEIRO DE 2013 SEGUNDA CHAMADA PARA A APRESENTAÇÃO DE PROPOSTAS DE COOPERAÇÃO TECNOLÓGICA ENTRE BRASIL E ISRAEL O SECRETÁRIO DE INOVAÇÃO DO MINISTÉRIO DO

Leia mais

I Concurso InovCluster de Produtos Alimentares Inovadores Regulamento. Regulamento. Financiamento. Apoio. Página 1 de 5

I Concurso InovCluster de Produtos Alimentares Inovadores Regulamento. Regulamento. Financiamento. Apoio. Página 1 de 5 I Concurso InovCluster de Produtos Alimentares Inovadores Página 1 de 5 Preâmbulo O I Concurso InovCluster de Produtos Alimentares Inovadores é uma iniciativa da InovCluster - Associação do Cluster Agroindustrial

Leia mais

A Sustentabilidade na perspectiva de gestores da qualidade

A Sustentabilidade na perspectiva de gestores da qualidade A Sustentabilidade na perspectiva de gestores da qualidade Realização Patrocínio Objetivo da pesquisa Captar a perspectiva dos gestores e professores de gestão da qualidade sobre: 1. Os conceitos de sustentabilidade

Leia mais

La Incubadora de Empresas como Herramienta de Desarrolo Regional Brasil

La Incubadora de Empresas como Herramienta de Desarrolo Regional Brasil La Incubadora de Empresas como Herramienta de Desarrolo Regional Brasil Mariza Almeida, DsC Incubadora de Empresas Phoenix Universidade do Estado do Rio de Janeiro Projeto aprovado pelo Programa Nacional

Leia mais

3.2 - Somente poderão participar deste prêmio projetos/programas inovadores implementados ou que tenham sido lançados no mercado até junho de 2013.

3.2 - Somente poderão participar deste prêmio projetos/programas inovadores implementados ou que tenham sido lançados no mercado até junho de 2013. REGULAMENTO PRÊMIO NACIONAL DE INOVAÇÃO Art. 1º - DA APRESENTAÇÃO E OBJETIVO 1.1 - O Prêmio Nacional de Inovação é uma iniciativa da Mobilização Empresarial da Inovação (MEI) e será realizado pela Confederação

Leia mais

Núcleo Estadual GesPública RS

Núcleo Estadual GesPública RS Programa Nacional de Gestão Pública e Desburocratização GESPÚBLICA Núcleo Estadual GesPública RS Contexto do GESPÚBLICA no MINISTÉRIO Ministro do Planejamento, Orçamento e Gestão G E S P Ú B L I C A Conselho

Leia mais

IDENTIFICAÇÃO DO CANDIDATO (DEIXAR EM BRANCO) RESULTADO Q1 Q2 Q3 Q4 TOTAL INSTRUÇÕES

IDENTIFICAÇÃO DO CANDIDATO (DEIXAR EM BRANCO) RESULTADO Q1 Q2 Q3 Q4 TOTAL INSTRUÇÕES PROVA DE CONHECIMENTO SOBRE GERÊNCIA DE PORTFÓLIO DE PROJETOS EMAIL: 19/03/2010-2 HORAS DE DURAÇÃO (DEIXAR EM BRANCO) RESULTADO Q1 Q2 Q3 Q4 TOTAL INSTRUÇÕES Você será avaliado: Pela correção e profundidade

Leia mais

PROGRAMA MAXION WHEELS DE SUSTENTABILIDADE

PROGRAMA MAXION WHEELS DE SUSTENTABILIDADE PROGRAMA MAXION WHEELS DE SUSTENTABILIDADE Marcelo Rodrigues Dias Carneiro IOCHPE-MAXION S.A.- Divisão Maxion Wheels - Fumagalli RESUMO No mundo atual, o tema sustentabilidade é bastante discutido e incentivado

Leia mais

REGULAMENTO DA EDICAO 2014/2015 DO PRÊMIO NACIONAL DE INOVAÇÃO

REGULAMENTO DA EDICAO 2014/2015 DO PRÊMIO NACIONAL DE INOVAÇÃO REGULAMENTO DA EDICAO 2014/2015 DO PRÊMIO NACIONAL DE INOVAÇÃO Art. 1º - DA APRESENTAÇÃO E OBJETIVO 1.1 - O Prêmio Nacional de Inovação é uma iniciativa da Mobilização Empresarial da Inovação (MEI) que

Leia mais

PGQP. Programa Gaúcho da Qualidade e Produtividade. Qualidade Gestão Inovação Competitividade Sustentabilidade

PGQP. Programa Gaúcho da Qualidade e Produtividade. Qualidade Gestão Inovação Competitividade Sustentabilidade PGQP Programa Gaúcho da Qualidade e Produtividade Qualidade Gestão Inovação Competitividade Sustentabilidade visão das lideranças A Excelência de qualquer organização depende da sinergia entre três fatores:

Leia mais

Fortus Consultoria Contábil Case Qualidade. Gestão de Resultados Solução Independente de Setor e Tamanho

Fortus Consultoria Contábil Case Qualidade. Gestão de Resultados Solução Independente de Setor e Tamanho Fortus Consultoria Contábil Case Qualidade Gestão de Resultados Solução Independente de Setor e Tamanho A Motivação da Busca de Programas de Qualidade 34 Experiência com manuais sobre qualidade em indústria

Leia mais

Programa de Desenvolvimento Associativo AÇÃO ASSOCIATIVA

Programa de Desenvolvimento Associativo AÇÃO ASSOCIATIVA Programa de Desenvolvimento Associativo AÇÃO ASSOCIATIVA Objetivos 1 2 Atuação Integrada das Entidades Ampliar a Representatividade dos Sindicatos 3 Aumentar a Sustentabilidade do Sindicato 4 Estimular

Leia mais

Regulamento do concurso Fora da Caixa

Regulamento do concurso Fora da Caixa Regulamento do concurso Fora da Caixa Artigo 1 - Enquadramento O Concurso de Ideias de Negócio denominado Fora da Caixa é uma iniciativa do Ministério da Ciência e Tecnologia da República de Moçambique

Leia mais

Soluções em Tecnologia da Informação

Soluções em Tecnologia da Informação Soluções em Tecnologia da Informação Curitiba Paraná Salvador Bahia A DTS Sistemas é uma empresa familiar de Tecnologia da Informação, fundada em 1995, especializada no desenvolvimento de soluções empresariais.

Leia mais

A revolução da excelência

A revolução da excelência A revolução da excelência ciclo 2005 PNQ Foto: Acervo CPFL CPFL Paulista, Petroquímica União, Serasa e Suzano Petroquímica venceram o Prêmio Nacional da Qualidade 2005. A Albras, do Pará, foi finalista.

Leia mais

Nossa Visão. E, por meio da Divisão Global Santander Universidades, reforça seu compromisso com a comunidade acadêmica

Nossa Visão. E, por meio da Divisão Global Santander Universidades, reforça seu compromisso com a comunidade acadêmica Nossa Visão O Santander acredita que o investimento no ensino superior é a forma mais direta e eficaz de apostar no desenvolvimento nos 20 países em que está presente E, por meio da Divisão Global Santander

Leia mais

CONCURSO Nº: 001/2015 PROCESSO Nº: E-11/002/2318/2015 MINUTA DE EDITAL PRÊMIO EMPREENDEDOR 2015

CONCURSO Nº: 001/2015 PROCESSO Nº: E-11/002/2318/2015 MINUTA DE EDITAL PRÊMIO EMPREENDEDOR 2015 GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO, ENERGIA, INDÚSTRIA E SERVIÇOS. AGÊNCIA DE FOMENTO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO S.A. CONCURSO Nº: 001/2015 PROCESSO

Leia mais

REGULAMENTO CONCURSO MEU SONHO MEU NEGÓCIO 1. APRESENTAÇÃO. alternativa de autoemprego e geração de renda para sobreviver.

REGULAMENTO CONCURSO MEU SONHO MEU NEGÓCIO 1. APRESENTAÇÃO. alternativa de autoemprego e geração de renda para sobreviver. CONCURSO MEU SONHO MEU NEGÓCIO PROJETO DE INCENTIVO AO PEQUENO NEGÓCIO 7ª EDIÇÃO, 2015 Realização: SEBRAE/SC e RICTV Record REGULAMENTO 1. APRESENTAÇÃO O concurso MEU SONHO MEU NEGÓCIO é um projeto realizado

Leia mais

Edital Permanente Incubaero

Edital Permanente Incubaero Edital Permanente Incubaero A Incubaero torna pública a abertura permanente de inscrições para candidatos ao ingresso, como incubados, em seu quadro de empresas e ou de pré-projetos de base tecnológica.

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DAS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS, GERAÇÃO DE EMPREGO E INCLUSÃO SOCIAL. XII Seminario del CILEA Bolívia 23 a 25/06/2006

DESENVOLVIMENTO DAS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS, GERAÇÃO DE EMPREGO E INCLUSÃO SOCIAL. XII Seminario del CILEA Bolívia 23 a 25/06/2006 DESENVOLVIMENTO DAS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS, GERAÇÃO DE EMPREGO E INCLUSÃO SOCIAL. XII Seminario del CILEA Bolívia 23 a 25/06/2006 Conteúdo 1. O Sistema SEBRAE; 2. Brasil Caracterização da MPE; 3. MPE

Leia mais

CONSTRUINDO UM EXCELENTE AMBIENTE DE TRABALHO:

CONSTRUINDO UM EXCELENTE AMBIENTE DE TRABALHO: CONSTRUINDO UM EXCELENTE AMBIENTE DE TRABALHO: OS RH S MAIS ADMIRADOS Ruy Shiozawa CEO Great Place to Work 18.Mar.2014 Download da Apresentação www.gptw.com.br publicações e eventos palestras 2 Great Place

Leia mais

1. DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

1. DISPOSIÇÕES PRELIMINARES O presente regulamento institui as regras e os procedimentos para a instituição do 1 ciclo do Programa de Certificação Profissional da Fundação Nacional da Qualidade (FNQ), nas categorias AVALIADOR, INSTRUTOR

Leia mais

ALGAR Programas PGP e PGI 1

ALGAR Programas PGP e PGI 1 ALGAR Programas PGP e PGI 1 O Grupo Algar atua nos setores de Telecomunicações, Agronegócios, Serviços e ainda tem participação acionária no Rio Quente Resorts, no segmento de turismo. A sede do Grupo

Leia mais

REGULAMENTO BOLSA DE IDEIAS. Preâmbulo

REGULAMENTO BOLSA DE IDEIAS. Preâmbulo REGULAMENTO Preâmbulo A Bolsa de Ideias CAIE (BI) é uma iniciativa desenvolvida pelo Projecto CAIE Centro de Apoio à Inovação e ao Empreendedorismo, financiado pela Iniciativa Comunitária EQUAL. Esta iniciativa

Leia mais

Palestra Ana Afonso Formalização da atividade

Palestra Ana Afonso Formalização da atividade Bem-Vindos! APRESENTAÇÃO Ana Afonso organizadora profissional em São Paulo atua desde 2006 realizando serviços de organização de espaços, gestão de residências, treinamento de funcionários domésticos,

Leia mais

Edital CECOMPI PI-004/2014 Programa de Incubadoras do Município de São José dos Campos

Edital CECOMPI PI-004/2014 Programa de Incubadoras do Município de São José dos Campos Edital CECOMPI PI-004/2014 Programa de Incubadoras do Município de São José dos Campos O Centro para a Competitividade e Inovação do Cone Leste Paulista- CECOMPI, na qualidade de entidade gestora do Programa

Leia mais

IEL no Brasil. Integrante do Sistema Indústria. Criado em 1969 (presente nas 27 UFs e DF) Foco: Gestão

IEL no Brasil. Integrante do Sistema Indústria. Criado em 1969 (presente nas 27 UFs e DF) Foco: Gestão IEL no Brasil Integrante do Sistema Indústria Criado em 1969 (presente nas 27 UFs e DF) Foco: Gestão O diálogo constante com o setor produtivo faz do IEL uma das instituições mais atuantes no aperfeiçoamento

Leia mais

SERVIÇO BRASILEIRO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS

SERVIÇO BRASILEIRO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS SERVIÇO BRASILEIRO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS PEQUENOS negócios no BRASIL 99% 70% 40% 25% 1% do total de empresas brasileiras da criação de empregos formais da massa salarial do PIB das exportações

Leia mais

Luiz Ildebrando PIERRY 28/4/2009

Luiz Ildebrando PIERRY 28/4/2009 Luiz Ildebrando PIERRY 28/4/2009 Estrutura da AQRS/PGQP 2009/2010 CONSELHO SUPERIOR CONSELHO FISCAL CTSA CTSA CONSELHO DIRETOR SECRETARIA EXECUTIVA Comitês Setoriais Comitês Regionais Org. com Termo de

Leia mais

OBJETIVO CARACTERIZAÇÃO

OBJETIVO CARACTERIZAÇÃO OBJETIVO Incrementar a economia digital do Estado de Alagoas e seus benefícios para a economia local, através de ações para qualificação, aumento de competitividade e integração das empresas e organizações

Leia mais

LISTA DE CURSOS DE TECNOLOGIA COM BASE NAS RN's 374/2009, 379/2009, 386/2010, 396/2010 404/2011, 412/2011, 414/2011 DO CFA

LISTA DE CURSOS DE TECNOLOGIA COM BASE NAS RN's 374/2009, 379/2009, 386/2010, 396/2010 404/2011, 412/2011, 414/2011 DO CFA LISTA DE CURSOS DE TECNOLOGIA COM BASE NAS RN's 374/2009, 379/2009, 386/2010, 396/2010 404/2011, 412/2011, 414/2011 DO CFA Curso Superior de Tecnologia em Comércio Exterior Exportação e Importação Gerência

Leia mais

Atuação das Instituições GTP- APL. Sebrae. Brasília, 04 de dezembro de 2013

Atuação das Instituições GTP- APL. Sebrae. Brasília, 04 de dezembro de 2013 Atuação das Instituições GTP- APL Sebrae Brasília, 04 de dezembro de 2013 Unidade Central 27 Unidades Estaduais 613 Pontos de Atendimento 6.554 Empregados 9.864 Consultores credenciados 2.000 Parcerias

Leia mais

VIII PRÊMIO ANATEC REGULAMENTO

VIII PRÊMIO ANATEC REGULAMENTO VIII PRÊMIO ANATEC REGULAMENTO 1. DO PRÊMIO O Prêmio ANATEC é uma iniciativa da ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE EDITORES DE PUBLICAÇÕES - ANATEC e é organizado pela GARRIDO MARKETING. O prêmio tem amplitude nacional

Leia mais

2013 Inventta Todos os direitos reservados.

2013 Inventta Todos os direitos reservados. Agenda Quem Somos Gerindo a Inovação nas Empresas Estímulos Governamentais à Inovação Resultados da pesquisa FDC/Inventta Conclusões O GRUPO A Inventta é uma consultoria especializada em gestão da inovação,

Leia mais

Pós-Graduação em GESTÃO DO AGRONEGÓCIO

Pós-Graduação em GESTÃO DO AGRONEGÓCIO Pós-Graduação em GESTÃO DO AGRONEGÓCIO Ingresso agosto de 2016 Informações: (51) 3218-1355 ernani.neto@espm.br O Curso tem por objetivo capacitar os participantes na utilização de práticas contemporâneas

Leia mais

VI FIPEN CONVÊNIO PETROBRAS SEBRAE

VI FIPEN CONVÊNIO PETROBRAS SEBRAE VI FIPEN CONVÊNIO PETROBRAS SEBRAE PETROBRAS - REGAP Contagem 19 de outubro de 2011 Iniciativas de Qualificação - PROMINP PROMINP O PROMINP (Programa de Mobilização da Indústria Nacional do Petróleo e

Leia mais

Luiz Antonio de Almeida Melo Ismael Fiuza Dionísio Costa Cruz Júnior - (Professor orientador)

Luiz Antonio de Almeida Melo Ismael Fiuza Dionísio Costa Cruz Júnior - (Professor orientador) O uso do gvsig na Identificação de locais estratégicos para instalação de uma loja de confecções El uso de gvsig en la identificación de lugares estratégicos para la instalación de una tienda de ropa Luiz

Leia mais

Promover o Emprego e Apoiar a Mobilidade Laboral

Promover o Emprego e Apoiar a Mobilidade Laboral AVISO/CONVITE PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS PROGRAMA OPERACIONAL REGIONAL 2014-2020 (MADEIRA14-20) EIXO PRIORITÁRIO 7 Promover o Emprego e Apoiar a Mobilidade Laboral PRIORIDADE DE INVESTIMENTO (PI)

Leia mais

COMPETIR + Sistema de Incentivos para a Competitividade Empresarial

COMPETIR + Sistema de Incentivos para a Competitividade Empresarial Câmara do Comércio e Indústria de Ponta Delgada COMPETIR + Sistema de Incentivos para a Competitividade Empresarial Subsistemas Fomento da Base Económica de Exportação Desenvolvimento Local Empreendedorismo

Leia mais

Apresentação. Torne-se um Empreendedor Individual e traga para o seu negócio todos os benefícios da formalização. Guia do Empreendedor Individual

Apresentação. Torne-se um Empreendedor Individual e traga para o seu negócio todos os benefícios da formalização. Guia do Empreendedor Individual Apresentação Muitos brasileiros trabalham informalmente por conta própria, ou seja, não têm nenhum tipo de registro. E por isso ficam sem acesso a diversos benefícios, como a Previdência Social, cursos

Leia mais

Gestão da Inovação no Contexto Brasileiro. Hugo Tadeu e Hérica Righi 2014

Gestão da Inovação no Contexto Brasileiro. Hugo Tadeu e Hérica Righi 2014 Gestão da Inovação no Contexto Brasileiro Hugo Tadeu e Hérica Righi 2014 INTRODUÇÃO Sobre o Relatório O relatório anual é uma avaliação do Núcleo de Inovação e Empreendedorismo da FDC sobre as práticas

Leia mais