Inova Pequena Empresa RS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Inova Pequena Empresa RS"

Transcrição

1

2 Inova Pequena Empresa RS 1 Bloco: : Conceituando Inovação; 2 Bloco: : Programa Inova Pequena Empresa RS / Chamada Pública P Nº N 01/2009; 3 Bloco: : Estruturação do projeto no Sistema de Gestão de Projetos de Inovação - SGPI; 4 Bloco: : Esclarecimentos Perguntas e Respostas.

3 1 Bloco: Conceituando Inovação

4 Inovação Uma inovação é a implementação de um produto (bem ou serviço) novo ou significativamente melhorado, ou um processo, ou um novo método m de negócio, ou um novo método organizacional nas práticas de negócios, na organização do local de trabalho ou nas relações externas. Manual de Oslo pg. 55 parag. 146

5 Tipos de Inovação Inovação Tecnológica de Produto de Processo Inovação não-tecnol Tecnológica de Marketing (negócio) Organizacional

6 Inovação Tecnológica A inovação tecnológica engloba produtos e processos tecnologicamente novos (radical) ou com substanciais melhorias tecnológicas (incremental). A inovação não-tecnol tecnológica refere-se a mudanças as de mercado ou organizacionais.

7 Inovação Tecnológica de Produto: (...) é a introdução de um bem ou serviço o novo ou significativamente melhorado no que concerne a suas características ou usos previstos. Incluem-se melhoramentos significativos em especificações técnicas, t componentes e materiais, softwares incorporados, facilidade de uso ou outras características funcionais. Manual de Oslo pg. 57 parag. 156.

8 Inovação Tecnológica de Processo: (...) é a implementação de um método m de produção ou distribuição novo ou significativamente melhorado. Incluem-se mudanças as significativas em técnicas, t equipamentos e/ou softwares. Manual de Oslo pg. 58 parag. 163.

9 Atividades de Inovação (...) são etapas científicas, tecnológicas, organizacionais, financeiras e comerciais que conduzem, ou visam conduzir, à implementação de inovações. Algumas atividades de inovação são em si inovadoras, outras não são atividades novas mas são necessárias para a implementação de inovações. (...)

10 Inovação, Invenção e Descoberta Um aspecto geral de uma inovação é que ela deve ter sido implementada. Um produto novo ou melhorado é implementado quando introduzido no mercado. Novos processos são implementados quando efetivamente utilizados nas operações das empresas.

11 2 Bloco: Programa Inova Pequena Empresa RS Chamada Pública P Inova Pequena Empresa RS Finep/PAPPE Subvenção Nº N 01/2009

12 O que é o Programa Inova Pequena Empresa RS? É uma ação a conjunta: FINEP; Sebrae/RS; FIERGS/IEL; e, Estado do Rio Grande do Sul/SCT/Fapergs Fapergs, Objetivo: Promover o desenvolvimento tecnológico de MPEs gaúchas, estimulando a atividade inovadora através s do compartilhamento de seus custos com as empresas (Subvenção Econômica).

13 Como o Programa será operacionalizado? Através de duas Chamadas Públicas: Chamada Pública Inova Pequena Empresa RS Finep/PAPPE Subvenção Nº 01/2009 R$ 13,3 milhões, FINEP, Sebrae/RS e FIERG; Seleção de projetos inovadores para apoio direto às empresas. Chamada Pública FAPERGS R$ 1,0 milhão; Estado do Rio Grande do Sul/SCT/FAPERGS Seleção e contratação de pesquisadores (projetos selecionados e que manifestarem interesse)

14 Valor Total do Programa

15 Chamada PúblicaP Inova Pequena Empresa RS Finep/PAPPE Subvenção Nº N 01/2009

16 Chamada Pública P Inova Pequena Empresa RS Finep/PAPPE Subvenção Nº N 01/2009 Selecionar propostas empresariais para subvenção econômica ao desenvolvimento de atividade inovadora de micro e pequenas empresas (MPE s) nacionais, com faturamento até R$ ,00), estabelecidas no Rio Grande do Sul. Serão apoiadas uma ou mais etapas do desenvolvimento, desde a pesquisa, o desenvolvimento até o protótipo, tipo, incluindo a produção do lote experimental e a comercialização pioneira.

17 O que é SUBVENÇÃO ECONÔMICA? Modalidade de apoio financeiro não reembolsável que objetiva compartilhar os custos do processo de inovação, diminuindo o risco tecnológico e estimulando a ampliação das atividades inovadoras no universo empresarial.

18 Características Básicas B das Propostas

19 Quem pode encaminhar propostas? Micro e pequenas empresas (MPE s) nacionais, com faturamento até R$ ,00 com base no último exercício, cio, devidamente estabelecidas no Rio Grande do Sul e registradas na Junta Comercial.

20 Valor Total do Edital Os valores destinados a contratação dos projetos selecionados totalizam R$ ,00 Sendo que, no mínimo m 27% deste valor R$ ,00 será destinado para empresas com faturamento até R$ 2.4 milhões.

21 Qual o valor do apoio aos projetos selecionados? Mínimo R$ 100 mil Máximo R$ 500 mil

22 Despesas Apoiáveis Somente Despesas Correntes: 1- Pessoal e encargos (novas contratações envolvimento direto - tempo determinado e menor ou igual ao prazo de execução da proposta, (incluindo contratação e rescisão). 2- Diárias. 3- Material de consumo. 4- Serviços de terceiros - pessoas jurídicas. 5- Despesas com locomoção (passagem terrestre e/ou aérea). A soma de pessoal e encargos e diárias não poderá extrapolar o limite de 67% do valor solicitado.

23 Despesas Não Apoiáveis Não serão apoiadas as seguintes despesas: 1- Máquinas e Equipamentos; 2- Obra de construção civil, 3- Mobiliário; 4- Aquisição de veículos automotores; 5- Pró-labore; 6- Água, luz, telefone (celular ou fixo) Internet; 7- Aluguel; 8- Pagamento de: juros e multas; tarifas bancárias e indenizações.

24 Contrapartida das Empresas A empresa que tiver sua proposta selecionada deverá aportar recursos financeiros e não financeiros como contrapartida ao projeto. Contrapartida financeira investimentos feitos pela empresa, diretamente no projeto, depositados na conta corrente aberta exclusivamente para o projeto. Para aquisição de produtos ou serviços de terceiros, comprováveis através de documentação fiscal. Contrapartida não-financeira recursos materiais (equipamentos, instalações) e recursos humanos próprios da empresa (pessoal) diretamente envolvidos no projeto, comprováveis através de declarações, termos de uso, cessão, transferência, etc.

25 Dimensionamento da Contrapartida IMPORTANTE: a contrapartida financeira deverá ser depositada no decorrer do desenvolvimento do projeto, em conta corrente, aberta exclusivamente para a execução do mesmo.

26 Etapas do Processo de Análise das Propostas Pré Qualificação Etapa eliminatória que analisa a proposta conforme os aspectos de forma Avaliação de Mérito ( Comitê de Avaliação) Etapa eliminatória e classificatória que analisa a proposta no que tange à relevância e caráter inovador Análise Operacional Consolida os resultados da avaliação de mérito e examina aspectos legais e orçamentários da proposta

27 Critérios rios de Avaliação das Propostas

28 Prazos

29 Gestão do Programa Inova Pequena Empresa RS Realizada através dos Comitês Gestor e Técnico Comitê Gestor: Composto por dois representantes indicados por cada Instituição participantes no fundo (FINEP, SEBRAE/RS e FIERGS) Comitê Técnico: É composto por dois técnicos indicados por cada Instituição participantes no fundo (SEBRAE/RS e FIERGS/IEL/RS)

30 3 Bloco: Estruturação do projeto no Sistema de Propostas

31 Acessando o SGPI

32 SGPI Tela Inicial

33 Cadastrando a Empresa

34 Visualizando propostas / Editais

35 Cadastrando Propostas/Projetos A CARACTERIZAÇÃO DA PROPOSTA A.1 Dados Cadastrais (empresa, rep. Legal, coordenador) A.2 Dados Institucionais / Empresariais (antecedentes, infra-estrutura, P&D) A.3 Dados do Projeto - Descrição (título, prazo, objetivo, metas, metodologia, etc.) - Impactos Previstos (científicos/ econômicos/ sociais/ ambientais) B. DETALHAMENTO DA PROPOSTA B.1 Cronograma Físico (metas atividades) B.2 Equipe Executora (pessoal atividades) B.3 Orçamento (cronogramas financeiros)

36 4 Bloco: Perguntas e Respostas

37 Perguntas e Respostas 1- Por que as propostas deixam de ser aprovadas na préqualificação? R. Sempre por não atendimento aos requisitos formais do instrumento. Falhas mais comuns : Total falta de aderência aos objetivos da Chamada Envio de documentação incompleta Envio após a data limite Falta de via impressa ou assinaturas Falta de disquete/cd de backup Falhas na relação de itens solicitada Preenchimento incorreto ou incompleto do Formulário

38 Perguntas e Respostas 2- Por que as propostas deixam de ser aprovadas na avaliação de mérito? R. Por apresentar baixo conteúdo inovador, fraco atendimento aos objetivos do instrumento ou ainda insuficiência de recursos disponíveis. Falhas mais comuns : Ausência de inovação tecnológica Falta de clareza quanto aos objetivos e metodologia Mecanismos de coordenação gerencial mal definidos Cronograma físico e financeiro inadequados Ausência de elementos priorizados pelo instrumento Distinção entre contrapartida financeira e não-financeira

39 Perguntas e Respostas 3- Um centro de pesquisa pode apresentar uma proposta no Inova Pequena Empresa RS / Finep Pappe Subvenção? R. Não. Somente empresas com faturamento de até R$ 10,5 milhões (último exercício), registradas na Junta Comercial e com sede no Rio Grande do Sul. 4- Quem é o Responsável pela celebração do convênio e pela execução técnica, gerencial e financeira do projeto? R. É a Empresa que apresentou a proposta.

40 Perguntas e Respostas 5- Os parceiros do Inova Pequena Empresa RS/Finep Pappe Subvenção, indicam consultores para a elaboração dos projetos? R. Não. A responsabilidade pela elaboração do projeto é da empresa. 6- A empresa pode solicitar ajuda para a elaboração da proposta ao Centro de Pesquisa que ela tem interesse em contratar, caso a proposta seja aprovada? Neste caso, como fica o pagamento ao Centro de Pesquisa? R. Sim. Mas eventual pagamento de honorários deve ocorrer a cargo da empresa e não poderá ser apresentado como contrapartida ao projeto.

41 Perguntas e Respostas 7- Como executar o projeto e realizar a prestação de contas? R. As empresas que tiverem projetos selecionados receberão treinamento por parte do SEBRAE/RS. 8- Como deve proceder a empresa para contratar serviços e/ou adquirir material de consumo a ser utilizados na execução do projeto aprovado, com os recursos do Inova Pequena Empresa RS/ Finep Pappe Subvenção? R. Será entregue uma cartilha/manual com todas as orientações. 9- Como os parceiros do Inova Pequena Empresa RS/ Finep Pappe Subvenção, acompanharão a execução técnica e financeira do projeto? R. O acompanhamento será realizado através visitas nas empresas, relatórios técnicos, prestação de contas e auditoria

42 Perguntas e Respostas 10- É possível pagar as despesas de importação de um equipamento necessário a execução do projeto, como os recursos do Inova Pequena Empresa RS/ Finep Pappe Subvenção? R. Não, mas podem ser apresentadas como contrapartida da empresa. 11- O empresário pode entregar o envelope com as 2 vias impressas, devidamente assinadas pelo representante legal, junto com o disquete ou CD e documentos previstos no anexo 3 em uma das unidade do Sebrae/RS, na Fiergs, na Fapergs e/ou na SCT? R. Não. A documentação deverá ser remetida pelo correio, mediante registro postal para o SEBRAE-RS: Rua 7 de Setembro, nº 555, 3º Andar Porto Alegre - RS CEP

43 Perguntas e Respostas 12- O sócio da empresa que teve um projeto aprovado, e que também é pesquisador no projeto, poderá ser remunerado com os recursos do Inova Pequena Empresa RS/ Finep Pappe Subvenção? R. Não. As horas técnicas desse pesquisador podem ser apresentadas como contrapartida da empresa. 13- A mesma empresa poderá apresentar mais de uma proposta? R. Sim, desde que com objetivos diferentes e que a empresa tenha capacidade de execução e recursos financeiros.

44 Perguntas e Respostas 14- Uma empresa já beneficiada pelo PAPPE 1, com um projeto, pode apresentar esse mesmo projeto Inova Pequena Empresa/RS? R. O mesmo projeto NÃO. A empresa poderá apresentar novas propostas. 15- Um projeto realizado em parceria com uma ou mais universidades pode se candidatar à Subvenção Econômica? R. Sim. Se proposto pela empresa e desde que não tenha obtido recursos não reembolsáveis através de outro Edital.

45 Perguntas e Respostas 16- Qual a posição dos parceiros do Inova Pequena Empresa RS/ Finep Pappe Subvenção sobre a participação na propriedade intelectual de produtos ou serviços gerados com o apoio da Subvenção Econômica? R. A propriedade intelectual é da empresa, a FINEP, o SEBRAE/RS e a FIERGS não terão participação na propriedade intelectual. Nos casos onde verifique-se a existência de parcerias para o desenvolvimento de projetos, as questões referentes a propriedade intelectual deverão ser previamente ajustadas.

46 Perguntas e Respostas 17- Se a empresa proponente ainda está em processo de mudança de registro em cartório para registro na junta comercial, ela pode participar do Edital Subvenção Econômica? R. Não. É necessário apresentar Contrato Social registrado na Junta Comercial. 18- Em quantas parcelas será repassado o recurso financeiro do Inova Pequena Empresa RS? R. O recurso será repassado em 2 parcelas, sendo necessário a prestação de contas da 1ª Parcela para recebimento da 2ª Parcela. 19 Qual o prazo máximo para execução do projeto? R. O prazo máximo é de 18 meses, contados da data da contratação do projeto.

47 Dúvidas?

48 MAIS INFORMAÇÕES...

SEBRAEtec Diferenciação

SEBRAEtec Diferenciação SEBRAEtec Diferenciação REGULAMENTO Investir em inovação tecnológica é fundamental para a competitividade das micro e pequenas empresas gaúchas. 2 2014 Mais recursos para as MPEs representam mais desenvolvimento

Leia mais

Dicas para Projetos de Financiamento em Inovação

Dicas para Projetos de Financiamento em Inovação Dicas para Projetos de Financiamento em Inovação Formulação de Projetos de Inovação Tecnológica Não se formulam projetos apenas para obter benefício de mecanismos públicos de estímulo

Leia mais

SELEÇÃO PÚBLICA MCT/FINEP/FNDCT Subvenção Econômica à Inovação 01/2009 PERGUNTAS MAIS FREQUENTES

SELEÇÃO PÚBLICA MCT/FINEP/FNDCT Subvenção Econômica à Inovação 01/2009 PERGUNTAS MAIS FREQUENTES SELEÇÃO PÚBLICA MCT/FINEP/FNDCT Subvenção Econômica à Inovação 01/2009 PERGUNTAS MAIS FREQUENTES É obrigatório oferecer contrapartida? Em caso afirmativo, quanto devo oferecer de contrapartida? Sim. O

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA Nº 04/2014. Seleção de Empresas para Participação na Feira SIAL Paris

CHAMADA PÚBLICA Nº 04/2014. Seleção de Empresas para Participação na Feira SIAL Paris CHAMADA PÚBLICA Nº 04/2014 Seleção de Empresas para Participação na Feira SIAL Paris Porto Alegre 2014 2 PREÂMBULO SERVIÇO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL SEBRAE/RS,

Leia mais

CT-ENERG/Empresas: FINEP 02/2002 CARTA CONVITE ÀS EMPRESAS DA CADEIA PRODUTIVA VINCULADA AO SETOR DE ENERGIA ELÉTRICA

CT-ENERG/Empresas: FINEP 02/2002 CARTA CONVITE ÀS EMPRESAS DA CADEIA PRODUTIVA VINCULADA AO SETOR DE ENERGIA ELÉTRICA CT-ENERG/Empresas: FINEP 02/2002 CARTA CONVITE ÀS EMPRESAS DA CADEIA PRODUTIVA VINCULADA AO SETOR DE ENERGIA ELÉTRICA O MINISTÉRIO DA CIÊNCIA E TECNOLOGIA - MCT, em cumprimento à recomendação do Comitê

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA Nº 03/2015. Seleção de Empresas para Participação na Feira Anuga

CHAMADA PÚBLICA Nº 03/2015. Seleção de Empresas para Participação na Feira Anuga CHAMADA PÚBLICA Nº 03/2015 Seleção de Empresas para Participação na Feira Anuga Porto Alegre 2015 2 PREÂMBULO SERVIÇO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL SEBRAE/RS, entidade

Leia mais

Elaboração de Projetos

Elaboração de Projetos DE E DE Elaboração de Projetos PROGRAMAÇÃO DA AULA Estrutura de projetos de inovação Avaliação de projetos de inovação DE E DE Características dos Projetos de P&D DE E DE OPORTUNIDADES Parceiros Recursos

Leia mais

FAPESP: Apoio à Pesquisa para Inovação Tecnológica em Pequenas Empresas

FAPESP: Apoio à Pesquisa para Inovação Tecnológica em Pequenas Empresas FAPESP: Apoio à Pesquisa para Inovação Tecnológica em Pequenas Empresas Diálogo sobre apoio à Inovação na Pequena Empresa São Paulo, 18 de dezembro de 2013 Agenda da reunião Apresentação 1. Palavra da

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA Nº 04/2015. Seleção de Empresas para Participação na Missão Internacional à NRF 2016

CHAMADA PÚBLICA Nº 04/2015. Seleção de Empresas para Participação na Missão Internacional à NRF 2016 CHAMADA PÚBLICA Nº 04/2015 Seleção de Empresas para Participação na Missão Internacional à NRF 2016 Porto Alegre 2015 2 PREÂMBULO SERVIÇO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS DO ESTADO DO RIO GRANDE DO

Leia mais

SELEÇÃO PÚBLICA FUNDAÇÃO CERTI 01/2009 SUBVENÇÃO ECONÔMICA À INOVAÇÃO PROGRAMA PRIME - PRIMEIRA EMPRESA INOVADORA

SELEÇÃO PÚBLICA FUNDAÇÃO CERTI 01/2009 SUBVENÇÃO ECONÔMICA À INOVAÇÃO PROGRAMA PRIME - PRIMEIRA EMPRESA INOVADORA SELEÇÃO PÚBLICA FUNDAÇÃO CERTI 01/2009 SUBVENÇÃO ECONÔMICA À INOVAÇÃO PROGRAMA PRIME - PRIMEIRA EMPRESA INOVADORA 1. APRESENTAÇÃO O Programa Prime - Primeira Empresa Inovadora - visa apoiar empresas nascentes

Leia mais

Orientações para elaboração do Plano de Negócios

Orientações para elaboração do Plano de Negócios Equipamentos Médicos e Tecnologias para a Saúde Orientações para elaboração do Plano de Negócios São Paulo, 19 de agosto de 2013 Agenda Introdução Resultados das Cartas de Manifestação de Interesse Plano

Leia mais

CONVOCATÓRIA PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS PROGRAMA CRIANÇA ESPERANÇA PROCESSO SELETIVO 2014

CONVOCATÓRIA PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS PROGRAMA CRIANÇA ESPERANÇA PROCESSO SELETIVO 2014 CONVOCATÓRIA PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS PROGRAMA CRIANÇA ESPERANÇA PROCESSO SELETIVO 2014 Maio/2014 SUMÁRIO APRESENTAÇÃO... 3 1. DAS ORGANIZAÇÕES ELEGÍVEIS PARA APOIO... 6 2. DOS TIPOS DE PROJETO QUE

Leia mais

Etapa de Plano de Negócios

Etapa de Plano de Negócios Etapa de Plano de Negócios Agenda Fluxo Direto de Projetos Novidade!!! Plano de Negócios: Orientações para a Elaboração 2 Fluxo Direto de Projetos Objetivo: acelerar a tramitação de projetos reembolsáveis

Leia mais

Modelo de Plano de Negócios

Modelo de Plano de Negócios EDITAL DE SELEÇÃO PÚBLICA CONJUNTA BNDES/FINEP/MS DE APOIO À INOVAÇÃO TECNOLÓGICA NO SETOR DE EQUIPAMENTOS MÉDICOS E TECNOLOGIAS PARA A SAÚDE INOVA SAÚDE EQUIPAMENTOS MÉDICOS - 02/2013 Modelo de Plano

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA Nº 02/2015. Seleção de Empresas para Participação na Missão Internacional à NRA Show Chicago 2015

CHAMADA PÚBLICA Nº 02/2015. Seleção de Empresas para Participação na Missão Internacional à NRA Show Chicago 2015 CHAMADA PÚBLICA Nº 02/2015 Seleção de Empresas para Participação na Missão Internacional à NRA Show Chicago 2015 Porto Alegre 2015 2 PREÂMBULO SERVIÇO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS DO ESTADO DO

Leia mais

/

/ InovaPequena Empresa RS 2014 1º Bloco: Conceituando Inovação; 2 Bloco: Programa Inova Pequena Empresa RS 2014 SEBRAETEC Diferenciação; 3 Bloco: Estruturação do projeto no Sistema de Gestão de Projetos

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO FLUXO CONTÍNUO

EDITAL DE SELEÇÃO FLUXO CONTÍNUO EDITAL DE SELEÇÃO FLUXO CONTÍNUO PROPOSTAS PARA INGRESSO NA INCUBADORA DE EMPRESAS DE BASE TECNOLÓGICA DA UNICAMP - INCAMP REALIZAÇÃO Fone (19)3521-5012 E-mail INCAMP@unicamp.br - Site: http://www.incamp.unicamp.br

Leia mais

CARTA-CONVITE A EMPRESAS USUÁRIAS DOS RECURSOS HÍDRICOS E A FABRICANTES DE INSUMOS E EQUIPAMENTOS VINCULADOS À ÁREA DE RECURSOS HÍDRICOS

CARTA-CONVITE A EMPRESAS USUÁRIAS DOS RECURSOS HÍDRICOS E A FABRICANTES DE INSUMOS E EQUIPAMENTOS VINCULADOS À ÁREA DE RECURSOS HÍDRICOS MINISTÉRIO DA CIÊNCIA E TECNOLOGIA CARTA-CONVITE A EMPRESAS USUÁRIAS DOS RECURSOS HÍDRICOS E A FABRICANTES DE INSUMOS E EQUIPAMENTOS VINCULADOS À ÁREA DE RECURSOS HÍDRICOS O MINISTÉRIO DA CIÊNCIA E TECNOLOGIA

Leia mais

CHAMADA DE PROJETOS 001/2013- APOIO PARA SOLUÇÕES DE INOVAÇÃO JUNTO AS MPE S de Uberaba

CHAMADA DE PROJETOS 001/2013- APOIO PARA SOLUÇÕES DE INOVAÇÃO JUNTO AS MPE S de Uberaba CHAMADA DE PROJETOS 001/2013- APOIO PARA SOLUÇÕES DE INOVAÇÃO JUNTO AS MPE S de Uberaba 1 OBJETIVO 1.1 Realizar, em 2013, apoio financeiro para viabilizar a execução de serviços em inovação e tecnologia

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DE AGRICULTORES E IRRIGANTES DA BAHIA AIBA BANCO DO NORDESTE DO BRASIL S.A. BNB

ASSOCIAÇÃO DE AGRICULTORES E IRRIGANTES DA BAHIA AIBA BANCO DO NORDESTE DO BRASIL S.A. BNB ASSOCIAÇÃO DE AGRICULTORES E IRRIGANTES DA BAHIA AIBA BANCO DO NORDESTE DO BRASIL S.A. BNB FUNDO PARA O DESENVOLVIMENTO INTEGRADO E SUSTENTÁVEL DA BAHIA FUNDESIS EDITAL PÚBLICO PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS

Leia mais

INCUBADORA TECNOLÓGICA DE SANTO ANDRÉ - INCTEC-SA CONSULTORIA EM PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO TERMO DE REFERÊNCIA Nº 05/2012

INCUBADORA TECNOLÓGICA DE SANTO ANDRÉ - INCTEC-SA CONSULTORIA EM PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO TERMO DE REFERÊNCIA Nº 05/2012 INCUBADORA TECNOLÓGICA DE SANTO ANDRÉ - INCTEC-SA CONSULTORIA EM PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO TERMO DE REFERÊNCIA Nº 05/2012 Contatos Luiz Augusto Gonçalves de Almeida (Coord. de Relações Institucionais) Fone:

Leia mais

CONCEITOS DE INOVAÇÃO. Título da Apresentação

CONCEITOS DE INOVAÇÃO. Título da Apresentação CONCEITOS DE INOVAÇÃO Título da Apresentação Novo Marco Legal para Fomento à P,D&I Lei de Inovação. Nº 10.973 (02.12.04) Apresenta um conjunto de medidas de incentivos à inovação científica e tecnológica,

Leia mais

INCUBADORA TECNOLÓGICA DE SANTO ANDRÉ - INCTEC-SA CONSULTORIA EM MARKETING EMPRESARIAL E PESSOAL TERMO DE REFERÊNCIA Nº 03/2012

INCUBADORA TECNOLÓGICA DE SANTO ANDRÉ - INCTEC-SA CONSULTORIA EM MARKETING EMPRESARIAL E PESSOAL TERMO DE REFERÊNCIA Nº 03/2012 INCUBADORA TECNOLÓGICA DE SANTO ANDRÉ - INCTEC-SA CONSULTORIA EM MARKETING EMPRESARIAL E PESSOAL TERMO DE REFERÊNCIA Nº 03/2012 Contatos Luiz Augusto Gonçalves de Almeida (Coord. de Relações Institucionais)

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA SEBRAE-TO / SECT-TO INOVA TOCANTINS / PAPPE INTEGRAÇÃO - Nº 01 / 2010

CHAMADA PÚBLICA SEBRAE-TO / SECT-TO INOVA TOCANTINS / PAPPE INTEGRAÇÃO - Nº 01 / 2010 CHAMADA PÚBLICA SEBRAE-TO / SECT-TO INOVA TOCANTINS / PAPPE INTEGRAÇÃO - Nº 01 / 2010 SELEÇÃO PÚBLICA DE PROPOSTAS PARA APOIO À PESQUISA, DESENVOLVIMENTO E INOVAÇÃO EM MICROEMPRESAS E EMPRESAS DE PEQUENO

Leia mais

EDITAL FAPEMIG 13/2013 PROGRAMA DE APOIO À INOVAÇÃO TECNOLÓGICA EM MICROEMPRESAS E EMPRESAS DE PEQUENO PORTE TECNOVA MINAS GERAIS

EDITAL FAPEMIG 13/2013 PROGRAMA DE APOIO À INOVAÇÃO TECNOLÓGICA EM MICROEMPRESAS E EMPRESAS DE PEQUENO PORTE TECNOVA MINAS GERAIS EDITAL FAPEMIG 13/2013 PROGRAMA DE APOIO À INOVAÇÃO TECNOLÓGICA EM MICROEMPRESAS E EMPRESAS DE PEQUENO PORTE TECNOVA MINAS GERAIS Objetivos da apresentação Exposição dos principais detalhes do edital,

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PROPOSTAS PARA INGRESSO NA INCUBADORA DE EMPRESAS DE BASE TECNOLÓGICA DA UNICAMP - INCAMP

EDITAL DE SELEÇÃO PROPOSTAS PARA INGRESSO NA INCUBADORA DE EMPRESAS DE BASE TECNOLÓGICA DA UNICAMP - INCAMP EDITAL DE SELEÇÃO PROPOSTAS PARA INGRESSO NA INCUBADORA DE EMPRESAS DE BASE TECNOLÓGICA DA UNICAMP - INCAMP REALIZAÇÃO Fone (19)3521-5012 E-mail INCAMP@unicamp.br - Site: http://www.incamp.unicamp.br 1.

Leia mais

Da Ideia ao Recurso: apoio financeiro para Inovação Tecnológica

Da Ideia ao Recurso: apoio financeiro para Inovação Tecnológica Da Ideia ao Recurso: apoio financeiro para Inovação Tecnológica Christimara Garcia CEO Inventta+bgi São Paulo, 29 de abril de 2015 CONTEXTO BRASILEIRO APOIO DIRETO Captação de Recursos Evolução dos desembolsos

Leia mais

INCUBADORA TECNOLÓGICA DE SANTO ANDRÉ - INCTEC-SA CONSULTORIA EM GESTÃO FINANCEIRA TERMO DE REFERÊNCIA Nº 02/2012

INCUBADORA TECNOLÓGICA DE SANTO ANDRÉ - INCTEC-SA CONSULTORIA EM GESTÃO FINANCEIRA TERMO DE REFERÊNCIA Nº 02/2012 INCUBADORA TECNOLÓGICA DE SANTO ANDRÉ - INCTEC-SA CONSULTORIA EM GESTÃO FINANCEIRA TERMO DE REFERÊNCIA Nº 02/2012 Contatos Luiz Augusto Gonçalves de Almeida (Coord. de Relações Institucionais) Fone: 55

Leia mais

Formulário de Apresentação de Proposta - TECNOVA PB

Formulário de Apresentação de Proposta - TECNOVA PB Formulário de Apresentação de Proposta - TECNOVA PB Secretaria de Recursos Hídricos, Meio Ambiente, Ciência e Tecnologia - SERHMACT Fundação de Apoio à Pesquisa - FAPESQ Setembro/Outubro de 2013 TECNOVA

Leia mais

CASULO Incubadora de Empresas do UniCEUB

CASULO Incubadora de Empresas do UniCEUB CASULO Incubadora de Empresas do UniCEUB TERMO ADITIVO AO EDITAL nº 02/2013 PROCESSO DE SELEÇÃO DE EMPRESAS ALTERAÇÃO DE DATAS E FORMA DE APRESENTAÇÃO DE PROJETOS Apoio: Brasília, 28 de agosto de 2013.

Leia mais

PROJETO SETORIAL DO POLO DE TI&C DE SÃO CAETANO DO SUL E REGIÃO TERMO DE REFERÊNCIA

PROJETO SETORIAL DO POLO DE TI&C DE SÃO CAETANO DO SUL E REGIÃO TERMO DE REFERÊNCIA PROJETO SETORIAL DO POLO DE TI&C DE SÃO CAETANO DO SUL E REGIÃO TERMO DE REFERÊNCIA Prestação de Serviços em Assessoria, Consultoria e Treinamento na área de Recursos Humanos. 1. OBJETIVO Os objetivos

Leia mais

Sociedade para a Promoção da Excelência do Software Brasileiro - SOFTEX

Sociedade para a Promoção da Excelência do Software Brasileiro - SOFTEX Sociedade para a Promoção da Excelência do Software Brasileiro - SOFTEX QUALIFICACAO DE PROFISSIONAIS NO MODELO SEI/CMMI CHAMADA PÚBLICA SOFTEX No. CPS/01/2004 PARA SELEÇÃO DE PROPOSTA PARA IMPLANTACAO

Leia mais

UNIÃO DOS ESCOTEIROS DO BRASIL

UNIÃO DOS ESCOTEIROS DO BRASIL UNIÃO DOS ESCOTEIROS DO BRASIL EDITAL DE SELEÇÃO E FINANCIAMENTO DE PROJETOS ESCOTEIROS -1/2013 A União dos Escoteiros do Brasil torna público o Edital para seleção e financiamento de projetos escoteiros,

Leia mais

Orientações Básicas. FAPERGS Edital 16/2013 TECNOVA/RS

Orientações Básicas. FAPERGS Edital 16/2013 TECNOVA/RS 1 FAPERGS Edital 16/2013 Orientações Básicas Execução Financeira dos Recursos de Subvenção Econômica FAPERGS Edital 16/2013 TECNOVA/RS 2 1. Regras Básicas Vedado alteração do objeto do Termo de Subvenção

Leia mais

EDITAL Nº 05/2007 PRODOCÊNCIA

EDITAL Nº 05/2007 PRODOCÊNCIA EDITAL Nº 05/2007 PRODOCÊNCIA PROGRAMA DE CONSOLIDAÇÃO DAS LICENCIATURAS MEC/SESu/DEPEM 1 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO MEC SECRETARIA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR - SESu EDITAL Nº 05/2007 Brasília, 20 junho de 2007

Leia mais

FAPESP: Apoio à Pesquisa para Inovação Tecnológica em Pequenas Empresas

FAPESP: Apoio à Pesquisa para Inovação Tecnológica em Pequenas Empresas FAPESP: Apoio à Pesquisa para Inovação Tecnológica em Pequenas Empresas Diálogos sobre apoio à Inovação Sorocaba, 9 de outubro de 2012 I Apresentação II Esclarecimentos das dúvidas dos participantes 1.

Leia mais

PRÊMIO FINEP DE INOVAÇÃO

PRÊMIO FINEP DE INOVAÇÃO PRÊMIO FINEP DE INOVAÇÃO Objetivo: O Prêmio FINEP de Inovação foi criado para reconhecer e divulgar esforços inovadores realizados por empresas, Instituições Científicas e Tecnológicas - ICTs e inventores

Leia mais

3. ORGANIZAÇÕES ELEGÍVEIS

3. ORGANIZAÇÕES ELEGÍVEIS EDITAL FLD 04/2011 SELEÇÃO DE PROJETOS DE FORTALECIMENTO DE REDES SOCIAIS QUE ATUAM NA PROMOÇÃO DO DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL COM JUSTIÇA SOCIAL, AMBIENTAL E ECONÔMICA 1. OBJETIVO Selecionar projetos

Leia mais

INCUBADORA TECNOLÓGICA DE SANTO ANDRÉ - INCTEC-SA CONSULTORIA EM PESQUISA, INOVAÇÃO E DESENVOLVIMENTO TERMO DE REFERÊNCIA Nº 04/2012

INCUBADORA TECNOLÓGICA DE SANTO ANDRÉ - INCTEC-SA CONSULTORIA EM PESQUISA, INOVAÇÃO E DESENVOLVIMENTO TERMO DE REFERÊNCIA Nº 04/2012 INCUBADORA TECNOLÓGICA DE SANTO ANDRÉ - INCTEC-SA CONSULTORIA EM PESQUISA, INOVAÇÃO E DESENVOLVIMENTO TERMO DE REFERÊNCIA Nº 04/2012 Contatos Luiz Augusto Gonçalves de Almeida (Coord. de Relações Institucionais)

Leia mais

LINHA INOVACRED EXPRESSO

LINHA INOVACRED EXPRESSO LINHA INOVACRED EXPRESSO A Linha INOVACRED EXPRESSO tem por objetivo financiar atividades inovadoras em empresas e outras instituições cuja receita operacional bruta anual ou anualizada seja de até R$

Leia mais

PERGUNTAS FREQUENTES SOBRE O PAPPE INTEGRAÇÃO

PERGUNTAS FREQUENTES SOBRE O PAPPE INTEGRAÇÃO PERGUNTAS FREQUENTES SOBRE O PAPPE INTEGRAÇÃO 1. O que é o PAPPE INTEGRAÇÃO? É um Programa de Apoio à Pesquisa para Micro e Empresas de Pequeno Porte com recursos nãoreembolsáveis 2. Qual finalidade do

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA MCT/FINEP PAPPE SUBVENÇÃO 02/2006

CHAMADA PÚBLICA MCT/FINEP PAPPE SUBVENÇÃO 02/2006 CHAMADA PÚBLICA MCT/FINEP PAPPE SUBVENÇÃO 02/2006 SELEÇÃO E CREDENCIAMENTO DE PARCEIROS PARA OPERAÇÃO DESCENTRALIZADA DO PROGRAMA DE APOIO À PESQUISA EM EMPRESAS NA MODALIDADE SUBVENÇÃO A MICRO E PEQUENAS

Leia mais

EDITAL CULTURA, ARTES, PATRIMÔNIO e ECONOMIA CRIATIVA

EDITAL CULTURA, ARTES, PATRIMÔNIO e ECONOMIA CRIATIVA EDITAL CULTURA, ARTES, PATRIMÔNIO e ECONOMIA CRIATIVA A Pró-Reitoria de Extensão da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), por meio da Diretoria de Extensão Cultural (DEC) e do Instituto de Arte Contemporânea

Leia mais

2005 Manual de Oslo 3a. edição. FINEP patrocina em 2007 a tradução para o português.

2005 Manual de Oslo 3a. edição. FINEP patrocina em 2007 a tradução para o português. A atividade inovadora Inovação 2005 Manual de Oslo 3a. edição FINEP patrocina em 2007 a tradução para o português. http://www.finep.gov.br/imprensa/sala_imprensa/manual_de_oslo.pdf Inovação É a introdução

Leia mais

BRDE INOVA. Joaçaba, 12 de maio de 2014. Apresentador: Paulo César Antoniollo

BRDE INOVA. Joaçaba, 12 de maio de 2014. Apresentador: Paulo César Antoniollo BRDE INOVA Joaçaba, 12 de maio de 2014 Apresentador: Paulo César Antoniollo Contextualização Primeiro Agente Financeiro do País credenciado junto ao BNDES Primeiro Agente Financeiro do País credenciado

Leia mais

Brincar de ler e escrever

Brincar de ler e escrever I Edital FNA 2015 Brincar de ler e escrever A Fundação Negro Amor - FNA foi criada em 2008 e, desde então, desenvolve ações na área socioeducativa e cultural, com foco na promoção da educação infantil

Leia mais

CONVOCATÓRIA PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS PROGRAMA CRIANÇA ESPERANÇA PROCESSO SELETIVO 2012

CONVOCATÓRIA PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS PROGRAMA CRIANÇA ESPERANÇA PROCESSO SELETIVO 2012 CONVOCATÓRIA PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS PROGRAMA CRIANÇA ESPERANÇA PROCESSO SELETIVO 2012 Junho/2012 SUMÁRIO APRESENTAÇÃO... 3 1. ORGANIZAÇÕES ELEGÍVEIS PARA APOIO... 3 2. TIPOS DE PROJETO PODERÃO SER

Leia mais

Programa CAPES-PVE CAPES. Processo Seletivo 2010 Edital nº 049/2010/CAPES/DRI

Programa CAPES-PVE CAPES. Processo Seletivo 2010 Edital nº 049/2010/CAPES/DRI Programa CAPES- Processo Seletivo 2010 Edital nº 049/2010/CAPES/DRI A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior-CAPES, Fundação Pública, criada pela Lei nº. 8.405, de 09 de janeiro de

Leia mais

INCUBADORA RINETEC. Regulamento da Chamada para ingresso de idéias inovadoras na incubadora RINETEC. Edital 001 2014

INCUBADORA RINETEC. Regulamento da Chamada para ingresso de idéias inovadoras na incubadora RINETEC. Edital 001 2014 INCUBADORA RINETEC Regulamento da Chamada para ingresso de idéias inovadoras na incubadora RINETEC Edital 001 2014 1. APRESENTAÇÃO 1.1 Este edital estabelece formas, condições e critérios para que a Associação

Leia mais

Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura

Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura Termo de Referência para Contratação de Consultoria - TR Modalidade Pessoa Física Vaga Código TR/PF/IICA-005/2010 PCT BRA/09/001 - Acesso e uso da energia elétrica como fator de desenvolvimento de comunidades

Leia mais

Está vedada a participação das empresas e instituições que tenham sido vencedoras regionais e nacionais no Prêmio FINEP de Inovação 2009.

Está vedada a participação das empresas e instituições que tenham sido vencedoras regionais e nacionais no Prêmio FINEP de Inovação 2009. Regulamento O Prêmio FINEP de Inovação foi criado para reconhecer e divulgar esforços inovadores realizados por empresas, Instituições Científicas e Tecnológicas - ICTs e inventores brasileiros, desenvolvidos

Leia mais

PROGRAMA ÉTICA E CIDADANIA ENSINO MÉDIO. Construindo valores na escola e na sociedade. Edital nº 584, de 16 de setembro de 2005

PROGRAMA ÉTICA E CIDADANIA ENSINO MÉDIO. Construindo valores na escola e na sociedade. Edital nº 584, de 16 de setembro de 2005 PROGRAMA ÉTICA E CIDADANIA ENSINO MÉDIO Construindo valores na escola e na sociedade Edital nº 584, de 16 de setembro de 2005 O Ministério da Educação - MEC, por meio deste edital de seleção pública de

Leia mais

GUIA PARA AVALIAÇÃO DAS PROPOSTAS DE PROJETOS COMPONENTE 4

GUIA PARA AVALIAÇÃO DAS PROPOSTAS DE PROJETOS COMPONENTE 4 FUNDO MULTILATERAL DE INVESTIMENTOS PROGRAMA REGIONAL DE FORMAÇÃO PARA O DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO LOCAL COM INCLUSÃO SOCIAL- CONECTADEL GUIA PARA AVALIAÇÃO DAS PROPOSTAS DE PROJETOS COMPONENTE 4 1. Objetivo

Leia mais

Modelo de Plano de Negócios

Modelo de Plano de Negócios EDITAL DE SELEÇÃO PÚBLICA CONJUNTA ANEEL / BNDES / FINEP DE APOIO À INOVAÇÃO TECNOLÓGICA NO SETOR ELÉTRICO INOVA ENERGIA 01/2013 Modelo de Plano de Negócios Junho - 2013-1 - Introdução Este documento tem

Leia mais

1. OBJETIVO 2. CLASSIFICAÇÃO DOS PROJETOS

1. OBJETIVO 2. CLASSIFICAÇÃO DOS PROJETOS 1. OBJETIVO O referido Edital tem como principal objetivo o fortalecimento da pós-graduação stricto sensu no Estado, através do apoio a projetos de implantação, ampliação, recuperação e/ou modernização

Leia mais

EDITAL Nº 01/2009 PROJETOS EMPRESARIAIS PARA INGRESSO NA INCUBADORA DE EMPRESAS DE SÃO JOSÉ

EDITAL Nº 01/2009 PROJETOS EMPRESARIAIS PARA INGRESSO NA INCUBADORA DE EMPRESAS DE SÃO JOSÉ EDITAL Nº 01/2009 PROJETOS EMPRESARIAIS PARA INGRESSO NA INCUBADORA DE EMPRESAS DE SÃO JOSÉ O presente edital regulamenta o processo de recrutamento, seleção e ingresso de projetos empresariais na Incubadora

Leia mais

INCUBADORA TECNOLÓGICA DE SANTO ANDRÉ - INCTEC-SA CONSULTORIA EM VENDAS E COACHING EM PLANO DE VIDA TERMO DE REFERÊNCIA Nº 07/2012

INCUBADORA TECNOLÓGICA DE SANTO ANDRÉ - INCTEC-SA CONSULTORIA EM VENDAS E COACHING EM PLANO DE VIDA TERMO DE REFERÊNCIA Nº 07/2012 INCUBADORA TECNOLÓGICA DE SANTO ANDRÉ - INCTEC-SA CONSULTORIA EM VENDAS E COACHING EM PLANO DE VIDA TERMO DE REFERÊNCIA Nº 07/2012 Contatos Luiz Augusto Gonçalves de Almeida (Coord. de Relações Institucionais)

Leia mais

2. CONSIDERAÇÕES INICIAIS

2. CONSIDERAÇÕES INICIAIS MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO PRÓ-REITORIA DE PESQUISA CHAMADA INTERNA DA PRÓ-REITORIA DE PESQUISA 001/2015 A Pró-Reitoria de Pesquisa da Universidade Federal de Mato Grosso

Leia mais

INCUBADORAS DE EMPRESAS. EDITAL SEBRAE/ANPROTEC 01/2015 Implantação e Certificação do CERNE

INCUBADORAS DE EMPRESAS. EDITAL SEBRAE/ANPROTEC 01/2015 Implantação e Certificação do CERNE INCUBADORAS DE EMPRESAS EDITAL SEBRAE/ANPROTEC 01/2015 Implantação e Certificação do CERNE Brasília, 2015 O Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas SEBRAE, entidade associativa de Direito

Leia mais

http://www.portaldaindustria.com.br/senai/iniciativas-senai/programas/edital-de-inovacao/2015/04/1,60050/glossario.html

http://www.portaldaindustria.com.br/senai/iniciativas-senai/programas/edital-de-inovacao/2015/04/1,60050/glossario.html www.cni.org.br http://www.portaldaindustria.com.br/senai/iniciativas-senai/programas/edital-de-inovacao/2015/04/1,60050/glossario.html Glossário A Atividades - Ações que os executores realizam para alcançar

Leia mais

1. DA AUTORIZAÇÃO 2. DO OBJETO

1. DA AUTORIZAÇÃO 2. DO OBJETO MINISTÉRIO DAS COMUNICAÇÕES SECRETARIA DE INCLUSÃO DIGITAL AVISO DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 02, DE 4 DE OUTUBRO DE 2012 PROGRAMA COMPUTADORES PARA INCLUSÃO A União, por intermédio da Secretaria de Inclusão

Leia mais

Financiadora de Estudos e Projetos. Agência Brasileira de Inovação

Financiadora de Estudos e Projetos. Agência Brasileira de Inovação Financiadora de Estudos e Projetos Agência Brasileira de Inovação Missão da FINEP Promover e financiar a Inovação e a Pesquisa científica e tecnológica em: Empresas; Universidades; Centros de pesquisa;

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA Nº 14A/2011

TERMO DE REFERÊNCIA Nº 14A/2011 SELEÇÃO DE EMPRESA PARA MINISTRAR CURSO DE PRÉ-INCUBAÇÃO PARA PROJETOS DE BASE TECNOLÓGICA NO ÂMBITO DA INCUBADORA TECNOLÓGICA DE SANTO ANDRÉ (INCTEC-SA) TERMO DE REFERÊNCIA Nº 14A/2011 Contatos Luiz Augusto

Leia mais

EDITAL CTPETRO / INOVAÇÃO: FINEP 04/2001 Fase I e Fase II INOVAÇÃO TECNOLÓGICA NA CADEIA PRODUTIVA DO SETOR PETRÓLEO E GÁS NATURAL

EDITAL CTPETRO / INOVAÇÃO: FINEP 04/2001 Fase I e Fase II INOVAÇÃO TECNOLÓGICA NA CADEIA PRODUTIVA DO SETOR PETRÓLEO E GÁS NATURAL EDITAL CTPETRO / INOVAÇÃO: FINEP 04/2001 Fase I e Fase II INOVAÇÃO TECNOLÓGICA NA CADEIA PRODUTIVA DO SETOR PETRÓLEO E GÁS NATURAL O Ministério da Ciência e Tecnologia MCT, por intermédio da Financiadora

Leia mais

AGENCIA DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO DO GRANDE ABC

AGENCIA DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO DO GRANDE ABC AGENCIA DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO DO GRANDE ABC CESTEC- CENTRO DE SERVIÇOS EM TECNOLOGIA E INOVAÇÃO DO GRANDE ABC TERMO DE REFERÊNCIA Nº 05/2011 PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE

Leia mais

Modelo de Plano de Negócios

Modelo de Plano de Negócios EDITAL DE SELEÇÃO PÚBLICA CONJUNTA BNDES/FINEP DE APOIO À INOVAÇÃO TECNOLÓGICA NO SETOR DE AGRONEGÓCIO INOVA AGRO INOVA AGRO 2013 Modelo de Plano de Negócios Outubro de 2013 1 Introdução Este documento

Leia mais

Palestra Divulgação PAPPE Paraná. PAPPE Subvenção Paraná Chamada Pública 01/2009. Fomento à Inovação Tecnológica

Palestra Divulgação PAPPE Paraná. PAPPE Subvenção Paraná Chamada Pública 01/2009. Fomento à Inovação Tecnológica Palestra Divulgação PAPPE Paraná PAPPE Subvenção Paraná Chamada Pública 01/2009 Fomento à Inovação Tecnológica Programa PAPPE Programa de Apoio à Pesquisa na Pequena Empresa Operacionalização: Consórcio

Leia mais

PROJETO SETORIAL DO POLO DE TI&C DE SÃO CAETANO DO SUL E REGIÃO TERMO DE REFERÊNCIA

PROJETO SETORIAL DO POLO DE TI&C DE SÃO CAETANO DO SUL E REGIÃO TERMO DE REFERÊNCIA PROJETO SETORIAL DO POLO DE TI&C DE SÃO CAETANO DO SUL E REGIÃO TERMO DE REFERÊNCIA Prestação de Serviços em Assessoria e Consultoria Tributária para as empresas do Arranjo Produtivo Local. 1. OBJETIVO

Leia mais

EDITAL Seleção para apoio a implantação de projetos que contribuam com o Desenvolvimento Territorial

EDITAL Seleção para apoio a implantação de projetos que contribuam com o Desenvolvimento Territorial FUNDO MULTILATERAL DE INVESTIMENTOS PROGRAMA REGIONAL DE FORMAÇÃO PARA O DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO LOCAL COM INCLUSÃO SOCIAL- ConectaDEL EDITAL Seleção para apoio a implantação de projetos que contribuam

Leia mais

Os projetos a serem apresentados deverão estar, obrigatoriamente, inseridos em uma das seguintes subáreas da TIC:

Os projetos a serem apresentados deverão estar, obrigatoriamente, inseridos em uma das seguintes subáreas da TIC: 1. OBJETIVO Fomentar projetos de pesquisa desenvolvidos por pesquisadores doutores, com o objetivo de consolidar e/ou ampliar as competências científicas e/ou tecnológicas na área de Tecnologia da Informação

Leia mais

EDITAL DE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO Nº 01/2012

EDITAL DE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO Nº 01/2012 EDITAL DE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO Nº 01/2012 PROCEDIMENTOS DE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO DE PROJETOS EMPRESARIAIS INOVADORES PARA INGRESSO E PARTICIPAÇÃO NA INCUBADORA DE EMPRESAS DE SÃO JOSÉ IESJ. A INCUBADORA

Leia mais

EDITAL CAPES N 004/2012/ CAPES. Seleção pública de propostas de projetos de eventos voltados ao Programa de Apoio a Eventos no País - PAEP

EDITAL CAPES N 004/2012/ CAPES. Seleção pública de propostas de projetos de eventos voltados ao Programa de Apoio a Eventos no País - PAEP PAEP Programa de Apoio a Eventos no País EDITAL CAPES N 004/2012/ CAPES Seleção pública de propostas de projetos de eventos voltados ao Programa de Apoio a Eventos no País - PAEP A Fundação Coordenação

Leia mais

Universidade de Brasília Decanato de Pesquisa e Pós-Graduação

Universidade de Brasília Decanato de Pesquisa e Pós-Graduação EDITAL 06/2012 Universidade de Brasília APOIO À PESQUISA DE CAMPO DE PÓS-GRADUANDOS NO PAÍS 1. Finalidade Apoiar os discentes de pós-graduação bolsistas CAPES, CNPq ou REUNI, regularmente matriculados

Leia mais

FORMULÁRIO DE PRÉ-INSCRIÇÃO

FORMULÁRIO DE PRÉ-INSCRIÇÃO SELEÇÃO PÚBLICA INCUBADORA TECNOLÓGICA DE CAMPINA GRANDE ITCG/FUNDAÇÃO PARQUE TECNOLOGICO DA PARAÍBA 01/2012 PROGRAMA DE INCUBAÇÃO DE EMPRESAS DE BASE TECNOLÓGICA 1. IDENTIFICAÇÃO DA PROPOSTA 1.1 NOME

Leia mais

Soluções Simples www.designsimples.com.br solucoes@designsimples.com.br

Soluções Simples www.designsimples.com.br solucoes@designsimples.com.br Soluções Simples www.designsimples.com.br solucoes@designsimples.com.br C1 Introdução Este guia traz noções essenciais sobre inovação e foi baseado no Manual de Oslo, editado pela Organização para a Cooperação

Leia mais

FUMSOFT SOCIEDADE MINEIRA DE SOFTWARE PROGRAMAS DE APOIO E INCENTIVO AO EMPREENDEDORISMO ABERTO EM 10/02/2012

FUMSOFT SOCIEDADE MINEIRA DE SOFTWARE PROGRAMAS DE APOIO E INCENTIVO AO EMPREENDEDORISMO ABERTO EM 10/02/2012 FUMSOFT SOCIEDADE MINEIRA DE SOFTWARE PROGRAMAS DE APOIO E INCENTIVO AO EMPREENDEDORISMO EDITAL DE SELEÇÃO SELEÇÃO DE NOVOS EMPREENDIMENTOS E PROJETOS PARA OS PROGRAMAS DE PRÉ-INCUBAÇÃO DE PROJETOS E PROGRAMA

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA MCT/FINEP/FNDCT PROMOVE Laboratórios de Inovação 06/2006 SELEÇÃO PÚBLICA DE PROPOSTAS PARA APOIO A LABORATÓRIOS DE INOVAÇÃO

CHAMADA PÚBLICA MCT/FINEP/FNDCT PROMOVE Laboratórios de Inovação 06/2006 SELEÇÃO PÚBLICA DE PROPOSTAS PARA APOIO A LABORATÓRIOS DE INOVAÇÃO CHAMADA PÚBLICA MCT/FINEP/FNDCT PROMOVE Laboratórios de Inovação 06/2006 SELEÇÃO PÚBLICA DE PROPOSTAS PARA APOIO A LABORATÓRIOS DE INOVAÇÃO 1. OBJETIVO O MINISTÉRIO DA CIÊNCIA E TECNOLOGIA MCT, por intermédio

Leia mais

Processo Inmetro N.º 5681/02 EDITAL N.º 002/03

Processo Inmetro N.º 5681/02 EDITAL N.º 002/03 Processo Inmetro N.º 5681/02 EDITAL N.º 002/03 O Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial Inmetro, através do Comitê do, instituído pela Portaria Inmetro n.º 092, de 25 de

Leia mais

Categorias: Pré-incubação e Transferência de Tecnologia

Categorias: Pré-incubação e Transferência de Tecnologia Ministério da Ciência e Tecnologia Comitê da Área de Tecnologia da Informação Lei de Informática EDITAL CT-INFO: FINEP 01/2002 PROGRAMA DE FOMENTO EMPRESARIAL EM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Categorias: Pré-incubação

Leia mais

Edital de Abertura de SELEÇÃO PÚBLICA - PROGRAMA TECNOVA Subvenção Econômica à Inovação Edital SECITECE/FUNDASTEF/FINEP Nº 01/2013

Edital de Abertura de SELEÇÃO PÚBLICA - PROGRAMA TECNOVA Subvenção Econômica à Inovação Edital SECITECE/FUNDASTEF/FINEP Nº 01/2013 Edital de Abertura de SELEÇÃO PÚBLICA - PROGRAMA TECNOVA Subvenção Econômica à Inovação Edital SECITECE/FUNDASTEF/FINEP Nº 01/2013 1. OBJETIVO Apoiar por meio da concessão de recursos de subvenção econômica

Leia mais

Processo de Seleção de Novos Empreendimentos para a Broto Incubadora de Biotecnologia

Processo de Seleção de Novos Empreendimentos para a Broto Incubadora de Biotecnologia Processo de Seleção de Novos Empreendimentos para a Broto Incubadora de Biotecnologia EDITAL 01/2016 O Reitor da Universidade Estadual de Feira de Santana - UEFS, no uso de suas atribuições, torna pública

Leia mais

MANUAL PARA O PROGRAMA DE INCUBAÇÃO INEAGRO-UFRRJ

MANUAL PARA O PROGRAMA DE INCUBAÇÃO INEAGRO-UFRRJ MANUAL PARA O PROGRAMA DE INCUBAÇÃO INEAGRO-UFRRJ 2009 Índice Introdução...3 O que é Base Tecnológica?...3 O que é o Programa de Incubação?...3 Para quem é o Programa de Incubação?...4 Para que serve o

Leia mais

EDITAL SENAI SESI DE INOVAÇÃO 2015 ERRATA

EDITAL SENAI SESI DE INOVAÇÃO 2015 ERRATA EDITAL SENAI SESI DE INOVAÇÃO 2015 ERRATA A Coordenação do Edital SENAI SESI de Inovação, no uso de suas atribuições, publica ERRATA junto ao Edital SENAI SESI de Inovação 2015, para nele fazer constar

Leia mais

Orientações para Elaboração de Projetos

Orientações para Elaboração de Projetos Orientações para Elaboração de Projetos Para que possam ser cadastrados, os projetos devem ter todas as informações solicitadas. PARTE I 1. Informações Cadastrais da Organização Proponente Nome completo

Leia mais

Processo Inmetro N.º 5926/01 EDITAL N.º 001/02

Processo Inmetro N.º 5926/01 EDITAL N.º 001/02 Processo Inmetro N.º 5926/01 EDITAL N.º 001/02 O Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial Inmetro, através do Comitê do, instituído pela Portaria Inmetro n.º 092, de 25 de

Leia mais

EDITAL FLD 02/2015 - JUSTIÇA SOCIOAMBIENTAL SELEÇÃO DE PROJETOS PARA CONSERVAÇÃO DO BIOMA PAMPA E QUALIDADE DE VIDA DA POPULAÇÃO

EDITAL FLD 02/2015 - JUSTIÇA SOCIOAMBIENTAL SELEÇÃO DE PROJETOS PARA CONSERVAÇÃO DO BIOMA PAMPA E QUALIDADE DE VIDA DA POPULAÇÃO EDITAL FLD 02/2015 - JUSTIÇA SOCIOAMBIENTAL SELEÇÃO DE PROJETOS PARA CONSERVAÇÃO DO BIOMA PAMPA E QUALIDADE DE VIDA DA POPULAÇÃO O projeto deve ser elaborado no formulário em WORD, disponível para download

Leia mais

Página 1 de 19 Data 04/03/2014 Hora 09:11:49 Modelo Cerne 1.1 Sensibilização e Prospecção Envolve a manutenção de um processo sistematizado e contínuo para a sensibilização da comunidade quanto ao empreendedorismo

Leia mais

EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA DE PROJETOS SEPPIR/Nº 001/2008

EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA DE PROJETOS SEPPIR/Nº 001/2008 Presidência da República Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial Subsecretaria de Políticas para Comunidades Tradicionais EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA DE PROJETOS SEPPIR/Nº 001/2008

Leia mais

EDITAL nº 057/2011 INGRESSO NO MICRO DISTRITO DE BASE TECNOLÓGICA DE LAGES - INCUBADORA MIDILAGES

EDITAL nº 057/2011 INGRESSO NO MICRO DISTRITO DE BASE TECNOLÓGICA DE LAGES - INCUBADORA MIDILAGES EDITAL nº 057/2011 INGRESSO NO MICRO DISTRITO DE BASE TECNOLÓGICA DE LAGES - INCUBADORA MIDILAGES A Fundação das Escolas Unidas do Planalto Catarinense - UNIPLAC, por meio do seu Presidente o Sr. Humberto

Leia mais

EDITAL 03/2008 - FAPESQ/PB MCT/FINEP

EDITAL 03/2008 - FAPESQ/PB MCT/FINEP EDITAL 03/2008 - FAPESQ/PB MCT/FINEP A FUNDAÇÃO DE APOIO À PESQUISA DO ESTADO DA PARAÍBA FAPESQ e a Financiadora de Estudos e Projetos FINEP, tornam público e convocam os interessados a apresentarem propostas

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA MCT/ FINEP/ FNDCT PESQUISA EM CIÊNCIAS SOCIAIS 04/2006

CHAMADA PÚBLICA MCT/ FINEP/ FNDCT PESQUISA EM CIÊNCIAS SOCIAIS 04/2006 CHAMADA PÚBLICA MCT/ FINEP/ FNDCT PESQUISA EM CIÊNCIAS SOCIAIS 04/2006 SELEÇÃO PÚBLICA DE PROPOSTAS PARA IMPLEMENTAÇÃO DE PROJETOS DE PESQUISA NA ÁREA DE CIÊNCIAS SOCIAIS 1. OBJETIVO O MINISTÉRIO DA CIÊNCIA

Leia mais

EDITAL FAPESB/SECTI/SEBRAE/IEL Apoio à Implantação de Cursos de Empreendedorismo 002/2006

EDITAL FAPESB/SECTI/SEBRAE/IEL Apoio à Implantação de Cursos de Empreendedorismo 002/2006 EDITAL FAPESB/SECTI/SEBRAE/IEL Apoio à Implantação de Cursos de Empreendedorismo 002/2006 SELEÇÃO PÚBLICA DE PROPOSTAS PARA O PROGRAMA BAHIA INOVAÇÃO REDE DE EMPREENDEDORISMO A Fundação de Amparo à Pesquisa

Leia mais

Edital Permanente Incubaero

Edital Permanente Incubaero Edital Permanente Incubaero A Incubaero torna pública a abertura permanente de inscrições para candidatos ao ingresso, como incubados, em seu quadro de empresas e ou de pré-projetos de base tecnológica.

Leia mais

FINANCIADORA DE ESTUDOS E PROJETOS - FINEP PROGRAMA FINEP INOVAR SEMENTE 1ª CHAMADA PARA CAPITALIZAÇÃO DE FUNDOS LOCAIS DE CAPITAL SEMENTE

FINANCIADORA DE ESTUDOS E PROJETOS - FINEP PROGRAMA FINEP INOVAR SEMENTE 1ª CHAMADA PARA CAPITALIZAÇÃO DE FUNDOS LOCAIS DE CAPITAL SEMENTE FINANCIADORA DE ESTUDOS E PROJETOS - FINEP PROGRAMA FINEP INOVAR SEMENTE 1ª CHAMADA PARA CAPITALIZAÇÃO DE FUNDOS LOCAIS DE CAPITAL SEMENTE 1. OBJETO A Financiadora de Estudos e Projetos convida potenciais

Leia mais

RESOLUÇÃO CD/FNDE Nº 24 DE 04 DE JUNHO DE 2008

RESOLUÇÃO CD/FNDE Nº 24 DE 04 DE JUNHO DE 2008 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO CONSELHO DELIBERATIVO RESOLUÇÃO CD/FNDE Nº 24 DE 04 DE JUNHO DE 2008 Estabelece orientações e diretrizes para o apoio financeiro às

Leia mais

FORMULÁRIO PARA APRESENTAÇÃO DE PROPOSTAS

FORMULÁRIO PARA APRESENTAÇÃO DE PROPOSTAS FORMULÁRIO PARA APRESENTAÇÃO DE PROPOSTAS MANUAL DE PREENCHIMENTO APRESENTAÇÃO Este documento tem o objetivo de orientar o cliente a preencher o Formulário para Apresentação de Propostas (FAP) para submissão

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA MCT/FINEP/CT-INFRA - PROINFRA

CHAMADA PÚBLICA MCT/FINEP/CT-INFRA - PROINFRA CHAMADA PÚBLICA MCT/FINEP/CT-INFRA - PROINFRA - 01/2008 SELEÇÃO PÚBLICA DE PROPOSTAS PARA APOIO A PROJETOS INSTITUCIONAIS DE IMPLANTAÇÃO DE INFRAESTRUTURA DE PESQUISA 1. OBJETIVO Selecionar propostas para

Leia mais

Título da Apresentação

Título da Apresentação Título da Apresentação FINEP Financiadora de Estudos e Projetos Agência Brasileira de Inovação Ciência, Tecnologia e Inovação no Brasil 1º Workshop Platec E&P Onshore Sondeas de Perfuração Onshore Equipamentos

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA MCT/FINEP/AT INFRAESTRUTURA DE PESQUISA EM UNIVERSIDADES PRIVADAS 07/2010

CHAMADA PÚBLICA MCT/FINEP/AT INFRAESTRUTURA DE PESQUISA EM UNIVERSIDADES PRIVADAS 07/2010 CHAMADA PÚBLICA MCT/FINEP/AT INFRAESTRUTURA DE PESQUISA EM UNIVERSIDADES PRIVADAS 07/2010 APOIO A PROJETOS INSTITUCIONAIS DE IMPLANTAÇÃO DE INFRAESTRUTURA DE PESQUISA EM UNIVERSIDADES PRIVADAS COM TRADIÇÃO

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA PARA CREDENCIAMENTO NO SISTEMA EMBRAPII

CHAMADA PÚBLICA PARA CREDENCIAMENTO NO SISTEMA EMBRAPII CHAMADA PÚBLICA PARA CREDENCIAMENTO NO SISTEMA EMBRAPII A Associação Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial EMBRAPII torna público o processo de seleção para credenciamento de Unidades EMBRAPII (UE)

Leia mais