ÍNDICE. Ø Sensores Instrumentos para Umidade Ø Controladores e Indicadores... 17

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ÍNDICE. Ø Sensores... 18. Instrumentos para Umidade Ø Controladores e Indicadores... 17"

Transcrição

1 ÍNDICE Instrumentos para Temperatura e Variáveis de Processo: Ø Controladores micro processados Ø Indicadores micro processados Instrumentos para Temporização e Contagem: Ø Temporizadores e Indicadores micro processados Ø Temporizadores e Contadores Instrumentos para Pressão: Ø Controladores e Indicadores micro processados Ø Sensores Instrumentos para Umidade Ø Controladores e Indicadores Ø Sensores Instrumentos para Grandezas Elétricas, Velocidade, Rotação: Ø Indicadores Digitais Voltímetro, Amperímetro, Wattímetro Ø Indicadores Digitais Tacômetros, RPM, M/min Detectores de Vibração Sensores de Temperatura Ø Termoelementos Convencionais e com Isolação Mineral Ø Termoelementos Flexíveis Ø Termoresistores PT 100 e Poços de Proteção Ø Fios e Cabos de Extensão/Compensação e Acessórios Sistemas Integrados Programáveis Barber Colman Ø Maco Reles de Estado Sólido e Módulos de Potência Ø Relés Ero Eletronic Ø Reles Robertshaw Ø Placa Adaptadora para Painel Instrumentos de Calibração Ø Calibrador microprocessado portátil Ø Fornos e Banhos Microtemp Sistemas de Supervisão e Controle de Processo

2 CONTROLADORES DE TEMPERATURA MICROPROCESSADOS ESCOLHA O ADEQUADO PARA A SUA APLICAÇÃO Dimensão Frontal (mm) Display Nº Digitos Sinal de Entrada Tipo de Controle Saída de Controle Ação de Controle Alarme Configurável Amperímetro com Alarme Precisão Função Smart Função Liga / Desliga Correção do Sensor Senha de Segurança Proteção Frontal Certificações Alimentação Recorte do Painel (mm) LDS LMS TMS 48 x x Bargraf 2 3 J, K, L, N, T e PT100 PID + Função Smart ON / OFF 01 Relé SPDT ou 01 Saída Tensão p/ SSR Configurável 02 Relés SPDT / SPST e 02 Saídas Tensão p/ SSR Aquecimento ou Resfriamento 01 Relé SPST Aquecimento e/ou resfriamento Até 2 Relés SPST ± 0,3% do Span IP 65 / NEMA 4 UL, CSA, CE 100 a 240 Vca ou 24 Vca/Vcc 45 x x 92 Tipos de saídas: FKS Características Técnicas Tamanho: 48x24x102mm (LAP) Sinais de entrada: termopares L, J, K, N, R, S, T termopresistência PT100 sinais lineares: 060mV, 1260mV 02 reles SPST 3A / 250Vac, ou 01 rele 3A / 250 Vac e 01 saída tensão para SSR, ou 02 saídas tensão para SSR Ação das saídas: configuráveis para aquecimento e/ou resfriamento com PID e/ou alarme Display: 01 de 4 dígitos Tensão de alimentação: 100 a 240 Vac (fonte chaveada) Proteção: IP65/NEMA 4 Funções Avançadas SMART Função: algoritmo de ajuste automático dos parâmetros de PID. LBA Loop Break Alarm: indicação de anomalia na malha de controle. Alarme: configurável como processo, banda ou desvio com reset manual ou automático. 02 Set Points 02 Rampas Função Liga/Desliga Soft Start Ponto Decimal Senha de segurança Limites de Set Point 4

3 CONTROLADORES DE PROCESSO MICROPROCESSADOS ESCOLHA O ADEQUADO PARA A SUA APLICAÇÃO Dimensão Frontal (mm) Display Nº Digitos Sinal de Entrada Configurável Tipo de Controle Saída de Controle Ação de Controle Alarme Configurável Entrada de SetPoint Analógica Retransmissão Analógica Nº de SetPoints Entrada Lógica Precisão Comunicação Serial Amperímetro com Alarme Unidade de Engenharia Função Auto / Manual Função SoftStart Função Liga / Desliga Rampa entre SetPoints Correção do Sensor Grau de Proteção Certificação Alimentação Recorte do Painel (mm) LFS LFS ma TFS 48 x x 96 Até 2 Relés SPST ou 01 Saída Tensão p/ SSR 01 Relé SPST 2 4 Termopares: L, J, K, N, R, S, T Termoresistência: PT100 a 3 Fios Sinais Lineares: ma, mv, V PID + Função Smart Até 2 Configuráveis: 01 Saída Analógica (4 a 20 ma) 01 Relé SPST Aquecimento e/ou Resfriamento Até 2 Configuráveis: 02 Relés SPDT ou 01 Saída Tensão p/ SSR 01 Relé SPST Até 2 Relés SPST Até 3 Relés SPST * * * 2* 1* ± 0,2% do Span RS 485* Para Temperatura Configurável em ºC ou ºF * * IP 65 / NEMA 4 UL, CSA, CE 100 a 240 Vca ou 24 Vca/Vcc 45 x x 92 Obs: 1 Para correta seleção, solicite catálogo específico do modelo desejado. 2 Algumas funções são excludentes. * Item disponível em algumas versões do modelo 5

4 CONTROLADORES DE PROCESSO MICROPROCESSADOS ESCOLHA O ADEQUADO PARA A SUA APLICAÇÃO 6 Dimensão Frontal (mm) Display Nº Digitos Sinal de Entrada Configurável Tipo de Controle Saída de Controle Ação de Controle Alarme Configurável Entrada de SetPoint Analógica Retransmissão Analógica Nº de SetPoints Entrada Lógica Fonte Auxiliar 24 Vcc Precisão Comunicação Serial Amperímetro com Alarme Unidade de Engenharia Função Auto / Manual Função SoftStart Função Liga / Desliga Rampa entre SetPoints Correção do Sensor Grau de Proteção Certificação Alimentação TFS ma Até 2 Configuráveis 01 Saída Analógica (4 a 20 ma) 01 Relé SPDT 01 Relé SPST 1 Saída Tensão p/ SSR Até 3 Relés SPST 2 48 x 96 2 TFS servo Termopares: L, J, K, N, R, S, T Termoresistência: PT100 Sinais Lineares: ma, mv, V Aquecimento e/ou Resfriamento Configurável 2 Relés SPST Intertravado 01 Relé SPST Até 2 Relés SPST 4 PID + Função Smart 4 ± 0,2% do Span RS 485 * Para temperaturas configurável em ºC ou ºF IP 65 / NEMA 4 UL, CSA, CE 100 a 240 Vca ou 24 Vca/Vcc Recorte do Painel (mm) 45 x 92 Obs: 1 Para correta seleção, solicite catálogo específico do modelo desejado. 2 Algumas funções são excludentes. * Item disponível em algumas versões do modelo TKS 48 x 96 2 Termopares: L, J, K, N, R, S, T, B, E, C, D, G, Ni, NiMo, U Termoresistência: PT100 Sinais Lineares: ma, mv, V 1 Saída Analógica (4 a 20 ma) 4 Saídas Digitais (Relés SPDT, SPST, Triac, Tensão p/ SSR) Direta / Reverso e/ou Aquecimento e Resfriamento 3 45 x 92 MKS 96 x x 93

5 CONTROLADORES DE PROCESSO MICROPROCESSADOS ESCOLHA O ADEQUADO PARA A SUA APLICAÇÃO Dimensão Frontal (mm) Display Nº Digitos Sinal de Entrada Configurável Tipo de Controle Saída de Controle MKC PKC 96 x x Bargraf 3 4 Termopares: L, J, K, N, R, S, T, B, E, C, D, G, Ni, NiMo, U Termoresistência: PT100 Sinais Lineares: ma, mv, V PID + Função Smart Até 2 Configuráveis: 2 Saídas Analógicas (4 a 20 ma) 4 Saídas Digitais (Relés SPDT, SPST, Triac, Tensão p/ SSR) Ação de Controle Alarme Configurável Entrada de SetPoint Analógica Retransmissão Analógica Nº de SetPoints Entrada Lógica Fonte Auxiliar 24 Vcc Precisão Comunicação Serial Amperímetro com Alarme Unidade de Engenharia Função Manual Função SoftStart Função Liga / Desliga Rampa entre SetPoints Correção do Sensor Grau de Proteção Certificação Alimentação Recorte do Painel (mm) Direta / Reverso e/ou Aquecimento e Resfriamento 4 3 (extrair raiz quadrada) ± 0,2% do Span RS 485 * Para temperaturas configurável em ºC ou ºF IP 65 / NEMA 4 UL, CSA, CE 100 a 240 Vca ou 24 Vca / Vcc 43 x x 92 7

6 CONTROLADORES PROGRAMADORES MICROPROCESSADOS ESCOLHA O ADEQUADO PARA A SUA APLICAÇÃO Dimensão Frontal (mm) Display Nº Digitos Sinal de Entrada Configurável Tipo de Controle Saída de Controle Nº de Passos Nº de Programas Entradas Lógicas Precisão Saídas Lógicas Função Garantia de Rampas e Patamares Função Manual Correção do Sensor Senha de Segurança Proteção Frontal Certificações Alimentação Corte do Painel (mm) LFT 48 x 48 2 Termopares: L, J, K, N, R, S, T Termoresistência: PT100 Sinais Lineares: ma, mv, V 01 Relé SPST ou 01 Saída Tensão p/ SSR 4 1 P/Start Indicativas de Status Fim de Ciclo Alarme 45 x 45 Obs: 1 Para correta seleção, solicite catálogo específico do modelo desejado. 2 Algumas funções são excludentes. * Item disponível em algumas versões do modelo MKP 96 x Bargraf 4 PKP 48 x 96 3 Termopares: L, J, K, N, R, S, T, B, E, C, D, G, Ni, NiMo, U Termoresistência: PT100 Sinais Lineares: ma, mv, V PID + Função Smart Até 2 Configuráveis: 2 Saídas Analógicas (4 a 20 ma) 4 Saídas Digitais (Relés SPDT, SPST, Triac, Tensão p/ SSR) 200 Até 90 Configuráveis até 11 eventos ± 0,2 % do Span Configuráveis até 14 eventos IP 65 / NEMA 4 UL, CSA, CE 100 a 240 Vca ou 24 Vcc / Vca 93 x x 92 8

7 CONTROLADORES DE TEMPERATURA MICROPROCESSADOS ESCOLHA O ADEQUADO PARA A SUA APLICAÇÃO Dimensão Frontal (mm) Profundidade (mm) Alimentação Consumo (VA) Precisão (% FE) Entrada Modo de Controle Saída de Controle Segunda Saída de Controle Saída de Alarme Display (LED 7 segmentos) Sintonia de PID Soft Start Operação Auto / Manual Detecção de Queima de Resistência Proteção Frontal Temperatura Ambiente de Operação Conexão Traseira Recorte do Painel Escalas EWPC 902 EWPC x Vca/Vcc 3 ± 0,5% Pt100, J, K, Ni 100 On / Off On / Off, PID 1 SPDT (3A250Vca) 1 SPDT (3A250Vca) 1 SPST (3A250Vca) 3 Dígitos IP65 5 a +65 ºC Régua de Bornes com Parafuso 29,0 x 71,0 55 a 999 TOS Dimensão Frontal: 48x48mm; Profundidade: 79mm; Alimentação (Vca) 50/60 Hz: 100 a 240; Consumo (VA): 3; Precisão da Indicação (% F.E.): ± 2% (Controle); Sensor: J, K, PT100; Tipo de Controle (Selecionável): On/Off ou Proporcional; Faixa de Ajuste da banda Proporcional: 3% FE (Fixo); Faixa de Ajuste da Histerese: 0,5% FE (Fixo); Saída de Controle: Relé SPDT (2A250 Vca); Temperatura de Operação: 10 a +50 ºC; Umidade Relativa Max (UR): 35 a 85% (sem condensação); Escalas: 0/100, 0/200, 0/300, 0/400, 0/ 600, 0/800, 0/1200; Conexão: Soquete 8 Pinos; Recorte do Painel: 45x45mm; Esquema de Ligação: Obs: Necessita soquete 8 pinos referência nº: PE08 Esquemas de Ligação Obs: 1 Para correta seleção, solicite catálogo específico do modelo desejado. 2 Algumas funções são excludentes. * Item disponível em algumas versões do modelo 9

8 INDICADORES DE TEMPERATURA MICROPROCESSADOS ESCOLHA O ADEQUADO PARA A SUA APLICAÇÃO Dimensão Frontal (mm) Nº Digitos Sinal de Entrada Escala Configurável Alarme Configurável Comunicação Serial Retransmissão Analógica Fonte Auxiliar 24 Vcc Extração da Raiz Quadrada Linearização do Sinal Entrada Função Standby de Alarme Senha de Segurança Unidade de Engenharia Monitoração de Picos Proteção Frontal Certificações Alimentação Precisão Corte do Painel (mm) LHL LHI TIS DPS 48 x x 96 Termopares: J, K, L, R, S, T, N, B, C, D, E, G, Plastine II, U Termoresistência: PT100 Ni100 (DPs) Sinais Lineares: ma, mvm V 4 Termopares: J, K, L, R, S, T, N Termoresistência: PT100 Ni100 (DPs) Sinais Lineares: ma, mvm V Termopares: J, K, L, R, S, T, N, B, C, D, E, G, Plastine II, U Termoresistência: PT100 Ni100 (DPs) Sinais Lineares: ma, mvm V 1999 a a 9999 Até 02 Relés SPDT / SPST RS 485* Até 03 Relés SPDT / SPST * 02 Relés SPST RS 485* * * Para Temperatura Configurável em ºC ou ºF Configurável também em Sinais Lineares Máximo e Mínimo IP 65 / NEMA 4 UL, CSA, CE 100 a 240 Vca ou 24 Vcc / Vca ± 0,2 % do Spam ± 0,1 % do Span 45 x x x 45 Obs: 1 Para correta seleção, solicite catálogo específico do modelo desejado. 2 Algumas funções são excludentes. * Item disponível em algumas versões do modelo 10

9 INDICADORES DE TEMPERATURA ESCOLHA O ADEQUADO PARA A SUA APLICAÇÃO EWTL 300 EWTM 102 T4WI T4WM Dimensão Frontal (mm) 28 X x x 96 Profundidade 11, Alimentação 50/60Hz Bateria 1,5 Vcc 12 Vca / Vcc 110/220 Vca Consumo (VA) 2,5 3 Precisão de Indicação (% FE) ± 1 ºC ±0,5 % (± 1 dígito) Sensor PTC PT 100 J, K, Pt 100 Indicação Cristal Líquido Display a Led (7 segmentos) Número de Dígitos /2 Alarme Número de Entradas Proteção Frontal IP65 Temperatura de Operação (ºC) 0 a 50 5 a a 50 Umidade Relativa Máx. (UR) 35 a 85% (sem condesação) Escalas ºC 20 a 70 55/140, 80/ /199.9, 0/399, 0/500, 0/1200 Conexão Bornes com parafuso Terminais Recorte do Painel (mm) 25,0 x 44,5 29 x x 91 Esquemas de Ligação 11

10 TEMPORIZADORES E CONTADORES MICROPROCESSADOS ESCOLHA O ADEQUADO PARA A SUA APLICAÇÃO EWTS 950 EWPH 480 EWCH 485 LE7N FUNÇÃO TEMPORIZADOR CONTADOR HORÍMETRO Dimensão Frontal (mm) 32 x x x 24 Profundidade Alimentação 12 Vcc/Vca 220 Vca ou 110 Vca Bateria 7 anos Consumo (VA) 3 Precisão (% FE) ± 0,1 % Escalas 9 min, 59,9 seg a 9999h 0 A 9999 até 99999,9 h Indicação Display a Led (4 dígitos) Cristal líquido Saída 1 SPDT 3A/250 Vca Velocidade de Contagem Máx. 30/300/3000 Hz Memória dos Parâmetros Temperatura Máx. de Operação Umidade Relativa Máx. 5 a a 85% (sem condensação) Conexão Traseira borne RA soquete 11/pinos soquete 11/pinos Borneira Fonte para Sensor (12 Vcc) Modo de Contagem / Temporiz. Up/Down Recorte do Painel (mm) 29 x 71 45,5 x 45,5 45 x 21 Entrada NPN Contato seco ou tensão Esquemas de Ligação Obs: Os soquetes não acompanham os instrumentos. 12

11 TEMPORIZADORES E CONTADORES MICROPROCESSADOS ESCOLHA O ADEQUADO PARA A SUA APLICAÇÃO Dimensão Frontal (mm) Profundidade (mm) Alimentação (Vca) 50/60 Hz Consumo Max (VA) Precisão (% do FE) Indicação Nº de Dígitos Velocidade de Contagem Modo de Temporização/Contagem Alimentação p/ Sensor (Contador) Entradas Memória Relé SPDT (3A 250Vca) Relé SPST (3A 250Vca) Transistor NPN (30Vcc 100mA) Temperatura de Operação (ºC) Umidade Relativa Máx (UR) Escalas (Configuráveis) Conexão * Recorte do Painel (mm) FX 4S FX 6Y FUNÇÃO LA7N Multifunção 48 x Totalizador 36 x Contador Totalizador 48 x a 240 Bateria 7 anos 4 ± 0,01% ±0,05 seg ± 0,01% Display a Led Cristal líquido CPS, 2KCPS (selecionável) Up/down (selec.) 12 Vcc 50 ma 7 30 cps 1Kps Up CP1, CP2, Reset, Inhibit CP1, CP2, Inhibit Contato seco / Tensão a a 85% (sem condensação) 0,01s a 9999h (selec.) 0 a 99999,9 h (selec.) Borneira 45 x x x 21 Esquemas de Ligação RELÉ Obs: LA7N 2 = Reset externo até 30 CPS 2R = Reset frontal até 30 CPS 3 = Reset externo até 1 KCPS 3R = Reset frontal até 1 KCPS 13

12 TEMPORIZADORES E CONTADORES ESCOLHA O ADEQUADO PARA A SUA APLICAÇÃO Dimensão Frontal (mm) Profundidade (mm) Alimentação (Vca) 50/60 Hz Consumo Max (VA) Precisão (% do FE) Indicação Nº de Dígitos Velocidade de Contagem Modo de Temporização/Contagem Alimentação p/ Sensor (Contador) Entradas Memória Relé SPDT (3A 250Vca) Relé SPST (3A 250Vca) Transistor NPN (30Vcc 100mA) Temperatura de Operação (ºC) Umidade Relativa Máx (UR) Escalas (Configuráveis) Conexão * Recorte do Painel (mm) ATE AT11 E AT11 D FUNÇÃO Escala Única Multiescala 48 x /220 (selec.) 110 ou 220 Vca 10 ± 0,3% (com erro de ajuste de ±5% ±0,05s) Reset, Start, Inhibit Temporizados 1 (instantâneo) 10 a a 85% (sem condensação) 3s, 6s, 10s, 0,05s a 100h (selec.) 30s, 60s, 10m, 30m (Fixas) Soquete 8 pinos Soquete 11 pinos 45 x 45 LE 3S Multifunção /240 Vca, 24/240Vcc 5 ±0,01% ±0,05 seg Display LCD 3 Up/down (selec.) Reset, Start, Inhibit 1 (5A 250Vca) 0,01s a 9990h (selec.) RELÉ RELÉ Esquemas de Ligação RELÉ 14

13 INDICADORES E CONTROLADORES DE PRESSÃO MICROPROCESSADOS ESCOLHA O ADEQUADO PARA A SUA APLICAÇÃO EWPM 102 EWPC 902/P EWPC 905/P EWPR 930 FUNÇÃO Indicador Controlador Controlador Controlador Dimensão Frontal (mm) 32 x x 72 Profundidade (mm) Alimentação 12 Vca/Vcc 24/110/220 Vca Consumo (VA) 3 4 Precisão (% FE) Entrada Alimentação para Sensor ±0,5 % Sensores EWPA 007, EWPA Vcc/60mA Saída 1 Relé/SPDT 2 Relés/SPST 2 Relés SPDT Display 3 dígitos Proteção Frontal IP65 Escalas (bar) Conexão Entrada Corrente 4 a 20mA Temperatura de Operação (ºC) Temperatura de Armazenamento EWPA 007 (0,5 a 7 bar), EWPA 030 (0 a 30 bar) Bornes com Parafuso 5 a a 75 ºC Recorte do Painel (mm) 29 x x 67 Esquemas de Ligação 15

14 SENSORES DE PRESSÃO EWPA007 EWPA030 Os sensores de pressão EWPA007 e EWPA030 são fabricados em aço inox e permitem uma operação segura na leitura e monitoração da pressão. Faixa de medição: EWPA007: 0,5 a 7 bar. EWPA030: 0 a 30 bar. Alimentação: 8 a 28Vcc. Saída: 4 a 20 ma. Sobrecarga máxima: 50 bar. Precisão: ± 0,3% F.E. DIMENSÕES 16

15 INDICADORES E CONTROLADORES DE UMIDADE ESCOLHA O ADEQUADO PARA A SUA APLICAÇÃO EWHM 101 EWPC 902/R EWPC 905/R FUNÇÃO Indicador Controlador Controlador Dimensão Frontal (mm) 32 x 74 Profundidade (mm) 67 Alimentação (Vca) 12 Vca/Vcc Consumo (VA) 2 Precisão (% FE) Entrada Alimentação para Sensor ±0,5 % Sensores EWHS 28, EWHS 31 12Vcc/60mA Saída 1 Relé/SPDT 2 Relés/SPST Display 3 dígitos Proteção Frontal IP65 Escalas (UR) Conexão Entrada Corrente 4 a 20mA Temperatura de Operação (ºC) Temperatura de Armazenamento Recorte do Painel (mm) EWHS 28 (15 a 90%), EWHS 31 (05 A 98%) Bornes com Parafuso 5 a a 75 ºC 29 x 71 Esquemas de Ligação 17

16 SENSORES DE UMIDADE EWHS 28, EWHS 31 EWHS28 Faixa de Medição: 15 a 90% U.R; Alimentação: 9 a 20 Vcc; Saída: 3 a 18 ma; Temperatura de Operação: 10 a 70 C; Precisão: ±5% F.E. EWHS31 Sensor de Umidade e Temperatura; Alimentação: 9 a 20 Vcc; Faixa de Medição para Umidade: 5 a 98% U.R; Sinal de Saída para Umidade: 1 a 19,6 ma; Faixa de Medição para Temperatura; 10 a 70 C; Saída para Temperatura: 4 a 20 ma; Temperatura de Operação: 10 a 70 C; Precisão para Umidade: ±2% F.E.; Precisão para Temperatura : ± 1 C. 18

17 INDICADORES DE GRANDEZAS ELÉTRICAS ESCOLHA O ADEQUADO PARA A SUA APLICAÇÃO M4WV M4WA M4WW FUNÇÃO Voltímetro Amperímetro Wattímetro Dimensão Frontal (mm) 48 x 96 Profundidade (mm) 101 Alimentação (Vca) 50/60 Hz 110 ou 220 (selec.) Consumo (VA) 4 Precisão CA (% FE) ± 0,5% (± 1 dígito) Precisão CC (% FE) ± 0,2% (± 1 dígito) Tipo de Entrada Tensão Corrente Potência Entrada Máx (CA) 400 V 5 A Entrada Máx (CC) 300 V 2 A 0 a 10 V Faixa de Medição 0 a 400 Vca/0 a 300 Vcc 0 a 1999 A 0 a 1999 KW Tempo de Resposta 2 s (0 até FE) Indicação Display (led 7 segmentos) Nº de Dígitos 3 1/2 Fonte para Sensor Temperatura de Operação (ºC) 10 a +55 Umidade Relativa Max (UR) 35 a 85% (sem condensação) Recorte do Painel (mm) 45 x 91 Esquemas de Ligação 19

18 INDICADORES DE GRANDEZAS ELÉTRICAS ESCOLHA O ADEQUADO PARA A SUA APLICAÇÃO M4WC M4WD M4WT FUNÇÃO Tacômetro m/min Tacômetro Dimensão Frontal (mm) 48 x 96 Profundidade (mm) 101 Alimentação (Vca) 50/60 Hz 100 ou 240 Consumo (VA) 1,5 Precisão CA (% FE) ± 0,5% (± 1 dígito) Precisão CC (% FE) Tipo de Entrada ± 0,05% (± 1 dígito) Pulsos ± 0,2% (± 1 dígito) 0~10 Vcc Entrada Máx (CA) 0~10 V Entrada Máx (CC) 0/30 V (Pulsos) 0~10 V Faixa de Medição 0 a 9999 rpm 0 a 9999 m/min 0 a 1999 rpm Tempo de Resposta 2 s (0 até FE) Indicação Display (led 7 segmentos) Nº de Dígitos 4 3 ½ Fonte para Sensor 12 Vcc (50 ma) Temperatura de Operação (ºC) 10 a +55 Umidade Relativa Max (UR) 35 a 85% (sem condensação) Recorte do Painel (mm) 45 x 91 Esquemas de Ligação 20

19 DETECTORES DE VIBRAÇÃO 365 / / 376 Dimensão Frontal (LXCXH) (mm) Alimentação Precisão Faixa de Atuação Retardo na Partida Retardo na Monitoração Especificação da Caixa Alimentação da Bobina de Rearme Especificações do Relé de Saída Temperatura Ambiente de Operação (ºC) Certificações ,5 x 153,9 x 133,3 Alumínio a prova de explosão Classe I Div 1 (grupos C, D) Classe II Div 1 (grupos E, F, G) ,2 x 136,5 x 77,7 128,5 x 153,9 x 133,3 ±5% F.E. (de 10 a 300 Hz) 0 a 4,5g ABS alto Impacto A prova de tempo nema 4 e 12 24Vcc, 48Vcc, 117Vcc, 117Vca, 220Vca SPDT 7A/460Vca / DPDT 5A/250Vca 40 a 93 CSA, FM Obs: 1 Para correta seleção, solicite catálogo específico do modelo desejado. 2 Algumas funções são excludentes. * Item disponível em algumas versões do modelo Alumínio a prova de explosão Classe I Div 1 (grupos C, D) Classe II Div 1 (grupos E, F, G) 117Vca ±10% 50/60 Hz 15s, 30s, 60s, 90s* (especif.) 2s, 5s, 10s* (especif.) Contacto Seco (NA) SPDT 5A/240Vca/SSR 28 a ,2 x 136,5 x 77,7 ABS alto impacto A prova de tempo nema 4 e 12 CSA 21

20 SENSORES DE TEMPERATURA TERMOELEMENTOS CONVENCIONAIS E COM ISOLAÇÃO MINERAL DESCRIÇÃO: São sensores de temperatura para fornos em geral, estufas, banhos, máquinas diversas e processos industriais nas indústrias de aço, ferro, vidro, cerâmica, tratamentos térmicos, petroquímicos, etc. Tem como características principais: diversas calibrações e faixas de trabalho, custo relativamente baixo, resposta rápida, utilizável em todos os tipos de atmosferas, boa vida útil, ótima resistência mecânica. PRINCÍPIO DE FUNCIONAMENTO: Um termopar é um sensor de temperatura constituído por um par termoelétrico. A corrente elétrica flui continuamente em um circuito fechado formado por dois metais diferentes quando as junções dos metais são mantidas a temperaturas diferentes. Para cada aplicação específica existe um tipo de termopar apropriado. TIPOS DE TERMOPARES: a) CobreConstantan (Tipo T ): São termopares resistentes a atmosfera úmida e adequados para medidas de temperatura abaixo de zero. A faixa de utilização encontrase entre 200 a +300 C. Sua maior aplicação está nas indústrias de refrigeração e ar condicionado. b) FerroConstantan (Tipo J ): Termopar de baixo custo, largamente utilizado em processos industriais, sendo a faixa de utilização recomendada entre 0 a 740 C. c) CromelAlumel (Tipo K ): Termopar de médio custo, utilizável na faixa de 200 a 1200 C, porém sua maior utilização está entre 600 a 1200 C, recomendável para aplicação em atmosferas oxidantes. d) Platina Platina Rhodio 10% (Tipo S ): São termopares nobres, de alto custo, possuem grande precisão, sendo usados como sensor padrão na aferição de outros termopares. Sua faixa de utilização encontrase entre 0 a 1600 C, é mais aplicado em processos com temperaturas elevadas ou onde é exigido grande precisão como indústrias de vidro, cerâmicas, siderúrgicas entre outras. e) Platina Platina Rhodio 13% (Tipo R ): Idem ao tipo anterior. ISOLAÇÃO: Existem dois tipos de isolação, um convencional com isoladores cerâmicos e outro mais atual que é a isolação mineral (óxido de magnésio), com cabos com diâmetro (1, 5, 3, 6 mm) e capa de proteção inox 316 e inconel. ACESSÓRIOS: Para a montagem dos termopares são necessários alguns acessórios, entre outros podemos citar: isoladores, blocos de ligação, cabeçotes, tubos de proteção, roscas de fixação, conectores, potes, etc. Tão importante como é a especificação correta do termopar para as condições de um determinado processo, é também a escolha dos acessórios que compõe a montagem do mesmo. TIPOS DE MONTAGENS: Existem vários tipos de montagens para os termopares, que se aplicam em tipos de processos bastantes específicos. Estas montagens tem como objetivo obter uma melhor eficiência na medição de temperatura em termos de tempo de resposta, precisão e vida útil. DADOS DIMENSIONAIS: U 25 Rabicho U U U U H U U U 22

21 TERMOELEMENTOS FLEXÍVEIS SENSORES DE TEMPERATURA DESCRIÇÃO: São sensores de temperatura para uso em máquinas injetoras, extrusoras, sopradoras, prensas de baquelite ou borracha, estufas, banhos especiais, máquinas de embalagem, etc. Tem como características principais: flexibilidade, diversas calibrações, baixo custo, fácil instalação. ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS: Os sensores flexíveis poderão operar continuadamente até 200 C. Acima desta temperatura, a impregnação nos cabos é destruída, mas os mesmos poderão operar em temperaturas mais elevadas, em torno de 315 C. Todos são fornecidos com cabos de isolação em fibra de vidro e saem com revestimento metálico. ACESSÓRIOS: Fornecemos adaptadores para fixação dos termoelementos com baioneta. Esses adaptadores são fabricados em latão com as seguintes roscas padrão: 1/8"BSP, 1/4"BSP, 3/8"BSP, entre outras. DIÂMETRO MATERIAL COMP. CALIBRAÇÃO JUNTA DE FIXAÇÃO AO COMP. DA PONTA DA PONTA MEDIÇÃO PROCESSO DO (mm) CABO TCWPI 6 / 7 / 8 Latão / Inox 5 J, K, Pt100 Isolada Aterrada Baioneta A definir TCWPA 6 / 7 / 8 Latão / Inox 6 J, K, Pt100 Aterrada Baioneta A definir TCPBR 4,76 / 6 / 8 Latão / Inox 23 J, K, Pt100 Isolada Aterrada Baioneta A definir TCPBA 4,76 / 6 / 8 Latão / Inox 23 J, K, Pt100 Isolada Aterrada Baioneta A definir TCPSR 4,76 / 6 / 8 Latão / Inox 80 J, K, Pt100 Isolada Aterrada aplicável A definir TSPSA 4,76 / 6 / 8 Latão / Inox 60X60 J, K, Pt100 Isolada Aterrada aplicável A definir TCP45 4,76 Latão / Inox 8 J, K, Pt100 Isolada Aterrada Rosca 3/8 UNF A definir TCPPY 4,76 / 6 / 8 Latão / Inox A definir J, K, Pt100 Isolada Aterrada Rosca 1/2 UNF A definir OBS 1.: Todos os Sensores Flexíveis são fornecidos com cabo com trança metálica. OBS 2.: Podemos fabricar com dimensões diferentes ao acima mencionado, porém para tanto solicitamos entrar em contato com nossa Engenharia de Termometria. DADOS DIMENSIONAIS: TCPPY TCP45 TCPSR TCPSA TCWPA TCWPI TCPBR TCPBA CABO C/ TRANCA METÁLICA MOLA DE ACABAMENTO CABO C/ TRANCA METÁLICA CABO C/ TRANCA METÁLICA CABO C/ TRANCA METÁLICA CABO C/ TRANCA METÁLICA CABO C/ TRANCA METÁLICA CABO C/ TRANCA METÁLICA CABO C/ TRANCA METÁLICA SEXT. DE LATÃO 25 MOLA DE ACABAMENTO MOLA DE ACABAMENTO MOLA DE ACABAMENTO 0 BAIONETA DE LATÃO BAIONETA DE LATÃO 16,5 MOLA DE ACABAMENTO BAIONETA DE LATÃO MOLA DE ACABAMENTO ROSCA DE 1/2" UNF BAIONETA DE LATÃO ,

22 TERMORESISTORES SENSORES DE TEMPERATURA DESCRIÇÃO: São sensores de temperatura para fornos e estufas em geral, máquinas e processos industriais, bem como para laboratórios e usos que exigem precisão. Tem como características principais: ótima precisão, boa vida útil, boa sensibilidade, resposta rápida, boa estabilidade. PRINCÍPIO DE FUNCIONAMENTO: Os termoresistores fundamentamse no princípio de que os materiais puros aumentam ou diminuem sua resistividade com a alteração da temperatura, retornando ao seu valor original quando reduzido a temperatura inicial. Normalmente são fabricados em Platina, com resistência nominal de 100 Ohms a 0 C e utilizados desde 200 até +850 C. Existem outros tipos de termoresistores, caso seja necessário, solicitamos entrar em contato com nossa Engenharia de Termometria. TIPOS DE MONTAGENS: Podem ser fornecidos em montagens semelhantes aos termopares. POÇOS DE PROTEÇÃO DESCRIÇÃO: Poços de Proteção possuem a função de proteger os termopares e termoresistências contra a ação do processo. Tem como características principais maior resistência mecânica, eliminam a necessidade da parada e esvaziamento dos processos para a troca ou manutenção dos sensores e proporcionam uma maior vida útil dos sensores. PRINCÍPIO DE FUNCIONAMENTO: O Protetor Well, ou Poço Protetor, nada mais é do que uma camisa de aço ou qualquer outro material metálico, destinado a servir como proteção a termopares e termoresistores naqueles processos onde encontramos situações elevadas de pressão e alta relação pressão / temperatura. CONSTRUÇÃO MECÂNICA: Os Poços de Proteção são fabricados apartir de tarugos ou barras maciças, sextavadas ou redondas, usinadas, executandose um furo interno longitudinal, mantendose a espessura da parede de acordo com as especificações. Como não há soldas longitudinais mesmo em altas pressões, garantese a integridade do poço. TIPOS DE POÇOS: Os poços podem ser fornecidos cônico ou paralelos, com roscas de fixação ao processo NPT ou BSP ou Flanges conforme ANSI B165 ou preparado para solda, em aço inox 304 ou 316, latão, aço carbono, etc. MONTAGEM: Os poços de proteção podem ser fornecidos com ou sem o termoelemento montado. Modelo 600 Modelo 610 Modelo

23 CABOS E ACESSÓRIOS FIOS E CABOS DE EXTENSÃO OU COMPENSAÇÃO DESCRIÇÃO: São cabos especiais, cuja função além de conduzir o sinal gerado pelo sensor, é a de compensar os gradientes de temperatura existentes entre o cabeçote e os bornes do aparelho medidor, gerando um sinal proporcional em milivolts a este gradiente. DEFINIÇÕES: Fios e cabos de extensão são condutores fabricados com as mesmas ligas dos termopares a que se destinam, portanto apresentam a mesma curva de FEM X Temperatura. Fios e cabos de compensação são condutores fabricados com ligas diferentes dos termopares a que se destinam, porém apresentando a mesma curva de FEM X Temperatura para a temperatura especificada para sua utilização. FAIXA DE UTILIZAÇÃO: Com exceção ao cabo de extensão tipo T, que tem a faixa de utilização de 60 a +100 C, todos os outros tem a faixa de 0 a 200 C. IDENTIFICAÇÃO: São normalmente identificados através de uma tabela de cores, dependendo da norma em que foi fabricada. Todos os cabos de extensão e compensação fornecidos pela Ero Eletronic seguem a norma IEC584, no que se refere as ligas utilizadas nas mesmas. ISOLAÇÃO: Normalmente, os fios e cabos de extensão ou compensação são fabricados nas bitolas 16, 20, 24 AWG, e a variação existente entre os mesmos difere, principalmente quanto a isolação dos cabos. Entre outros destacamos: PVC, Fibra de vidro, Teflon, Amianto, Silicone. A escolha correta de cada uma dessas isolações garante uma vida útil maior para a sua instalação. ACESSÓRIOS EM GERAL DESCRIÇÃO: A Ero Eletronic do Brasil dispõe em seu estoque diversos tipos de acessórios para uso em sensores de temperatura. Tão importante quanto a especificação correta do sensor, é também a escolha dos acessórios que compõem os mesmos. Os acessórios, como cabeçotes, blocos de ligação, isoladores, bucins, conectores compensados, niple e união, flanges ajustáveis, terminais compensados e outros podem ser usados nas montagens de termopares e termoresistências. TIPOS: Abaixo podemos relacionar os vários tipos: A Conectores Compensados: Modelo SubMiniatura (SMP) Modelo Standard (OST) Modelo Serviço pesado (OGP) Modelo Cerâmico (NOX) Abraçadeiras (PCLM): para fixação de cabos de compensação ou extensão. Presilhas de Segurança (SFCL). Adaptadores para Tubos de Proteção (XBRLK). Adaptadores Duplo para Tubos de Proteção (DXBRLK). Adaptadores para Montagem em Painel. Protetores de Borracha. B Terminais Compensados para Cabos e Fios Tipo Garfo. C Terminais de Ligação Compensados e Blocos Multiplos. D Blocos de Ligação Compensação Redondos para Termopar. E Espaguete de Fibra Cerâmica para Aplicações em Alta Temperatura. F Termopares AutoAdesivos. G Termopares para Alta Temperatura. H Sensores Portáteis de Contato. I Transmissores de Temperatura 25

24 SISTEMAS INTEGRADOS PROGRAMÁVEIS BARBERCOLMAN MACO O nome BARBERCOLMAN é um sinônimo de excelência em engenharia e controle de precisão. Fundada em 1894 pelo inventor Howard Colman, a empresa cresceu e abrange um amplo espectro de produtos envolvendo sensoreamento, medição e controle, produtos para aeronaves, controle ambiental e motores. A Divisão de Instrumentação Industrial tem reconhecimento mundial fornecendo equipamentos de precisão ao longo de 40 anos ao mercado de controle e manufatura de plásticos. Barber Colman e Ero Eletronic pertencem ao grupo Invensys. No Brasil a Ero Eletronic representa a Barber Colman e adiciona os serviços de suporte e assistência técnica aos produtos desta empresa. MACO 5500 MACO 400 MACO

Termopares Convencionais I

Termopares Convencionais I Termopares Convencionais I Introdução Definimos Termopares como sensores de medição de temperatura que são constituídos por dois condutores metálicos e distintos, puros ou homogêneos. Em uma de suas extremidades

Leia mais

TERMORESISTÊNCIA. pote. resina. rabicho. solda do. rabicho. pote. resina. rabicho. solda do. rabicho

TERMORESISTÊNCIA. pote. resina. rabicho. solda do. rabicho. pote. resina. rabicho. solda do. rabicho TERMORESISTÊNCIA GRÁFICO DEMONSTRATIVO DOS DESVIOS NAS TERMORESISTÊNCIAS CLASSES A e B TOLERÂNCIA ºC,,,0,,,,,0,,,,,0 0, 0, 0, 0, TERMORESISTÊNCIA CLASSE B TERMORESISTÊNCIA CLASSE A -00-00 0,0 00 00 00

Leia mais

Eberhardt Comércio e Assist. Técnica. Ltda.

Eberhardt Comércio e Assist. Técnica. Ltda. Rua das Cerejeiras, 80 Ressacada CEP 88307-330 Itajaí SC Indicador Universal Fone/Fax: (47) 3349 6850 Email: vendas@ecr-sc.com.br O indicador microprocessado i506 possui entrada configurável para 24 tipos

Leia mais

Catálogo de Produtos. Qualidade, tecnologia e baixo custo

Catálogo de Produtos. Qualidade, tecnologia e baixo custo Catálogo de Produtos Qualidade, tecnologia e baixo custo Índice Temporizador Termostato Termostato e Temporizador Controlador para Refrigeração Painel Eletrônico de LED Fluoreled Contador Indicador Universal

Leia mais

Medição, Controle e Monitoramento de Processos Industriais. Manual de Instruções Contador Digital Microprocessado K204. Versão 1.XX / Rev.

Medição, Controle e Monitoramento de Processos Industriais. Manual de Instruções Contador Digital Microprocessado K204. Versão 1.XX / Rev. Medição, Controle e Monitoramento de Processos Industriais Manual de Instruções Contador Digital Microprocessado K204 Versão 1.XX / Rev. 1 Índice Item Página 1. Introdução...02 2. Características...02

Leia mais

MEDIÇÃO, INSTRUMENTAÇÃO E CONTROLE SENSORES DE TEMPERATURA TERMOPARES - TERMORRESSISTÊNCIA PT 100 - TRANSMISSORES

MEDIÇÃO, INSTRUMENTAÇÃO E CONTROLE SENSORES DE TEMPERATURA TERMOPARES - TERMORRESSISTÊNCIA PT 100 - TRANSMISSORES MEDIÇÃO, INSTRUMENTAÇÃO E CONTROLE Eficiência e Tecnologia no fornecimento de Medição, Instrumentação e Controle. SENSORES DE TEMPERATURA TERMOPARES - TERMORRESSISTÊNCIA PT 100 - TRANSMISSORES GRÁFICO

Leia mais

Relés de Proteção Térmica Simotemp

Relés de Proteção Térmica Simotemp Relés de Proteção Térmica Simotemp Confiabilidade e precisão para controle e proteção de transformadores Answers for energy. A temperatura é o principal fator de envelhecimento do transformador Os relés

Leia mais

ST90 / ST90A PT10. Transmissor e Sensor de Temperatura

ST90 / ST90A PT10. Transmissor e Sensor de Temperatura ST90 / ST90A PT0 Transmissor e Sensor de Temperatura ST90A PT0 Características Descrição Transmisssor de Temperatura - Ideal para diversos ambientes Industriais e aplicações sanitárias. - Cabeçote em Nylon

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES Indicador Microprocessado - IT-IND-2S-LC INFORMAÇÕES DO PRODUTO. Versão: 1.xx / Rev. 03

MANUAL DE INSTRUÇÕES Indicador Microprocessado - IT-IND-2S-LC INFORMAÇÕES DO PRODUTO. Versão: 1.xx / Rev. 03 1 Introdução: Os indicadores possuem uma entrada analógica configurável por software, que permite a conexão de diverstos tipos de sensores de temperatura e outras grandezas elétricas sem a necessidade

Leia mais

CONTROLADOR DE TEMPERATURA DIGITAL MICROPROCESSADO XMT-904L

CONTROLADOR DE TEMPERATURA DIGITAL MICROPROCESSADO XMT-904L CONTROLADOR DE TEMPERATURA DIGITAL MICROPROCESSADO XMT-94L 1-CARACTERISTICAS PRINCIPAIS Alimentação 1 ~24Vca. 2 Display LED de alto brilho de 4 dígitos cada. Multi-entrada : Termopar, termoresistência,

Leia mais

Monitor de Temperatura MONITEMP

Monitor de Temperatura MONITEMP ELECTRON TECNOLOGIA DIGITAL LTDA Página 1/5 INTRODUÇÃO O Monitor de Temperatura MoniTemp foi desenvolvido para supervisionar até 3 (três) canais de temperatura simultaneamente, ele é utilizado para proteger

Leia mais

Electron do Brasil. Tecnologia ao seu alcance. Tecnologia Digital. www.electrondobrasil.com. Catálogo Monitemp - rev3. Qualidade Comprovada!

Electron do Brasil. Tecnologia ao seu alcance. Tecnologia Digital. www.electrondobrasil.com. Catálogo Monitemp - rev3. Qualidade Comprovada! Electron do Brasil Tecnologia Digital Qualidade Comprovada! Ensaios de Tipo Realizados Tecnologia ao seu alcance Catálogo Monitemp - rev3 Produtos Certificados! www.electrondobrasil.com O Monitor de Temperatura

Leia mais

LINHA COMPACTA. KOBO-pH transmissor de ph APM-Z

LINHA COMPACTA. KOBO-pH transmissor de ph APM-Z KOBO-pH transmissor de ph APM-Z LINHA COMPACTA Range de medição ph da -1 a 14 Comutável de ph a ORP Display p/ valor de ph, mv/orp (Potencial de redução e oxidação) e temperatura Simples programação e

Leia mais

Eberhardt Comércio e Assist. Técnica. Ltda.

Eberhardt Comércio e Assist. Técnica. Ltda. Rua das Cerejeiras, 80 Ressacada CEP 88307-330 Itajaí SC Indicador Universal i304 Fone/Fax: (47) 3349 6850 Email: vendas@ecr-sc.com.br O indicador microprocessado I304 possui opções de entrada configurável

Leia mais

Manual CNT30. CNT 30 Manual de Usuário

Manual CNT30. CNT 30 Manual de Usuário CNT 30 Manual de Usuário R 1 INDICE 1- Considerações Gerais 3 2- Características 3 3- Características Técnicas 3 4- Instalação 4 5- Elétrica 5 6- Painel de Operações 6 7- Display 7 8- Teclado 7 9- Parametrização

Leia mais

EDITAL DE PREGÃO N.º 50/15 RETIFICADO EM 07/12/2015

EDITAL DE PREGÃO N.º 50/15 RETIFICADO EM 07/12/2015 SERVIÇO AUTÔNOMO DE ÁGUA E ESGOTO - SAAE CNPJ: 21.260.443/0001-91 - Inscrição Estadual: isento Rua Nonô Ventura, 394, CEP 35680-205, Bairro Lourdes - Itaúna/MG EDITAL DE PREGÃO N.º 50/15 RETIFICADO EM

Leia mais

Relé de Proteção do Motor RPM ANSI 37/49/50/77/86/94 CATÁLOGO. ELECTRON TECNOLOGIA DIGITAL LTDA Página 1/5

Relé de Proteção do Motor RPM ANSI 37/49/50/77/86/94 CATÁLOGO. ELECTRON TECNOLOGIA DIGITAL LTDA Página 1/5 CATÁLOGO ELECTRON TECNOLOGIA DIGITAL LTDA Página 1/5 INTRODUÇÃO O Relé de Proteção de Motores RPM foi desenvolvido para supervisionar até 2 (dois) grupos ventiladores/motores simultaneamente, é utilizado

Leia mais

3.1.6 Entradas digitais Quantidade: 8. Tipo: NPN / PNP conforme configuração, dividida em 2 grupos de 4 entradas. Impedância de entrada: 8.8KΩ.

3.1.6 Entradas digitais Quantidade: 8. Tipo: NPN / PNP conforme configuração, dividida em 2 grupos de 4 entradas. Impedância de entrada: 8.8KΩ. 8 Tecla Cancelar. Utilizado para retorno de nível de programação. 9 Tecla Enter. Utilizado para acessar programação. Obs.: Todas as teclas podem ser utilizadas no diagrama Ladder. 3. CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS

Leia mais

Monitor de Temperatura M96

Monitor de Temperatura M96 ELECTRON TECNOLOGIA DIGITAL LTDA Página 1/5 INTRODUÇÃO O Monitor de Temperatura M96 foi desenvolvido para supervisionar até 8 (oito) canais de temperatura simultaneamente, ele é utilizado para proteger

Leia mais

3. CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS

3. CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS 3. CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS 3.2 CARACTERÍSTICAS DE SOFTWARE 1. CARACTERÍSTICAS O CLG535R é um controlador programável que integra os principais recursos empregados em uma automação industrial. Dispõe integrado

Leia mais

Leandro N.Alem 1351/53 -(1871)- Dock Sud Buenos Aires - Argentina T.E.:4201-5316 / 4222-9821 FAX:4222-9821 Web:www.ingecozs.com MANUAL DE OPERAÇÃO

Leandro N.Alem 1351/53 -(1871)- Dock Sud Buenos Aires - Argentina T.E.:4201-5316 / 4222-9821 FAX:4222-9821 Web:www.ingecozs.com MANUAL DE OPERAÇÃO Leandro N.Alem 1351/53 -(1871)- Dock Sud Buenos Aires - Argentina T.E.:4201-5316 / 4222-9821 FAX:4222-9821 Web:www.ingecozs.com MANUAL DE OPERAÇÃO ÍNDICE Especificações... 3 INSTALAÇÃO... 3 Operação...

Leia mais

ANSI - 23 26 45 49 49I 62 74 77 94

ANSI - 23 26 45 49 49I 62 74 77 94 ELECTRON TECNOLOGIA DIGITAL LTDA Página 1/7 INTRODUÇÃO O Monitor de Temperatura MASTERTEMP foi desenvolvido para monitorar a temperatura de óleo e enrolamento, comandar a ventilação e proteger transformadores

Leia mais

Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas. Relés de Sobrecarga Térmico Linha RW

Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas. Relés de Sobrecarga Térmico Linha RW Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas Relés de Sobrecarga Térmico Linha RW Relés de Sobrecarga Térmico RW Informações Gerais - Local para identificação - Tecla Reset + Multifunção

Leia mais

MANuAl DE INStruçÕES. CONTROLADORES DE PROCESSOS Mod.: C304, C404, C407 e C409. Versão 1.00 / Revisão 1

MANuAl DE INStruçÕES. CONTROLADORES DE PROCESSOS Mod.: C304, C404, C407 e C409. Versão 1.00 / Revisão 1 MANuAl DE INStruçÕES CONTROLADORES DE PROCESSOS Mod.: C304, C404, C407 e C409 Versão 1.00 / Revisão 1 CoNtEMP IND. CoM. E SErVIçoS ltda. Al. Araguaia, 204 - CEP 09560-580 São Caetano do Sul - SP - Brasil

Leia mais

Monitor de Nível de Óleo para Transformadores - MNO

Monitor de Nível de Óleo para Transformadores - MNO ELECTRON TECNOLOGIA DIGITAL LTDA Página 1/5 INTRODUÇÃO O Monitor de Nível de Óleo para Transformadores e reatores MNO, é um equipamento microprocessado de alta precisão que indica o nível de óleo em escala

Leia mais

CR20PW. Manual do Usuário

CR20PW. Manual do Usuário CR20PW Manual do Usuário R Índice Termostato eletrônico com saída controlada CR20PW... 3 Descrição Geral... 3 Características Técnicas... 3 Modo de Operação... 4 Programação... 4 Esquema de ligações...

Leia mais

Medição, Controle e Monitoramento de Processos Industriais. Manual de Instruções Indicador Microprocessado ITM44. Versão: 1.xx / Rev.

Medição, Controle e Monitoramento de Processos Industriais. Manual de Instruções Indicador Microprocessado ITM44. Versão: 1.xx / Rev. Medição, Controle e Monitoramento de Processos Industriais Manual de Instruções Indicador Microprocessado ITM44 Versão: 1.xx / Rev. 03 ÍNDICE Item Página 1. Introdução... 02 2. Características... 02 3.

Leia mais

PROJETOS EM INSTRUMENTAÇÃO E AUTOMAÇÃO INSTRUMENTAÇÃO - TEMPERATURA

PROJETOS EM INSTRUMENTAÇÃO E AUTOMAÇÃO INSTRUMENTAÇÃO - TEMPERATURA MÉTODO DE MEDIÇÃO Podemos dividir os medidores de temperatura em dois grandes grupos, conforme a tabela abaixo: 1º grupo (contato direto) Termômetro à dilatação de líquidos de sólido Termômetro à pressão

Leia mais

Solução para continuidade de serviço em toda e qualquer situação

Solução para continuidade de serviço em toda e qualquer situação Catálogo Técnico Solução para continuidade de serviço em toda e qualquer situação Monitor de isolação 203-02/2006-0 Tudo sob controle Em aplicações, onde a falta de tensão pode causar graves conseqüências

Leia mais

Monitor de Temperatura Digital para transformadores MONITEMP PLUS

Monitor de Temperatura Digital para transformadores MONITEMP PLUS ELECTRON TECNOLOGIA DIGITAL LTDA Página 1/6 INTRODUÇÃO O Monitor de Temperatura MoniTemp Plus foi desenvolvido para monitorar a temperatura de óleo e enrolamento, comandar a ventilação e proteger transformadores

Leia mais

CR20C. Manual do Usuário

CR20C. Manual do Usuário CR20C Manual do Usuário Descrição Geral Controlador para ar condicionado CR20C O CR20C é um controlador digital microprocessado de baixo custo e de fácil programação e instalação. O seu avançado software

Leia mais

CONTROLADOR DE TEMPERATURA TRES-S TS MANUAL DE INSTRUÇÕES TS01-TS03-TS05-TS08-TS12

CONTROLADOR DE TEMPERATURA TRES-S TS MANUAL DE INSTRUÇÕES TS01-TS03-TS05-TS08-TS12 CONTROLADOR DE TEMPERATURA TRES-S TS MANUAL DE INSTRUÇÕES TS01-TS03-TS05-TS08-TS12 INSTALAÇÃO DO CONTROLADOR DE TEMPERATURA Atenção: A Montagem e manutenção devem ser realizadas apenas por profissionais

Leia mais

Controladores Digitais

Controladores Digitais INSTRUMENTOS DE MEDIÇÃO AUTOMAÇÃO E PROJETOS LTDA Controladores Digitais 52 53 Hist Hist Indústria brasileira Manual de Operação 2ª EDIÇÃO (OUTUBRO/2014) Rua Bragança Paulista, 550 - Santo Amaro - São

Leia mais

ANALISADORES DE GASES

ANALISADORES DE GASES BGM BOMBA DE SUCÇÃO SÉRIE COMPACTA ANALISADORES DE GASES Descrição: Gera uma depressão no processo, succionando a amostra e criando a vazão exata para atender o tempo necessário de condicionamento do gás

Leia mais

Duplo Indicador de Temperatura com Alarme T204i/2T0-AL HNI Cód. 90.506.0082

Duplo Indicador de Temperatura com Alarme T204i/2T0-AL HNI Cód. 90.506.0082 MANUAL DE OPERAÇÃO Duplo Indicador de Temperatura com Alarme T204i/2T0-AL HNI Cód. 90.506.0082 Programa Executivo: T204AP_2T0AL Modelos: 220VAC, 127VAC e 24VAC. 40.000.0181 Rev. A maio 2011. ÍNDICE 1.

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES INDICADOR DIGITAL IDP204

MANUAL DE INSTRUÇÕES INDICADOR DIGITAL IDP204 MANUAL DE INSTRUÇÕES INDICADOR DIGITAL IDP204 VERSÃO WEB JUNHO/2008 CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS Display : Led vermelho de alto brilho (13 mm). Teclado : 4 teclas ( Menu,Entra,Sobe e Desce ) Configuração:

Leia mais

CONTROLADOR CONDAR MP3000.

CONTROLADOR CONDAR MP3000. CONTROLADOR CONDAR MP3000. O equipamento CONDAR MP3000 é um Controlador Eletrônico Microprocessado desenvolvido especificamente para automação de até três Condicionadores de Ar instalados em um mesmo ambiente

Leia mais

3.4 ENTRADA DIGITAL * 1 entrada digital, para acionamento do stand-by.

3.4 ENTRADA DIGITAL * 1 entrada digital, para acionamento do stand-by. . EECIFICAÇÕES. NÍVEL DE PROGRAMAÇÃO MANUAL DE INSTRUÇÕES CONTROLADOR DE TEMPERATURA MVHN - 0~0Vca - P7 VERSÃO. - JULHO/0. GERAIS * Sintonia automática dos parâmetros PID. * Display s a led s vermelhos

Leia mais

3.3 SENSOR DE TEMPERATURA Sensor de temperatura: * Termo-resistência PT100: -50,0 a 200,0ºC.

3.3 SENSOR DE TEMPERATURA Sensor de temperatura: * Termo-resistência PT100: -50,0 a 200,0ºC. . CARACTERÍSTICAS O MVH é um controlador de temperatura microcontrolado versátil, dispondo de controle de temperatura PID, com sintonia automática, controle on-off, modo manual ou automático, alarmes configuráveis

Leia mais

Série 83400 Regulador eletrônico de pressão diferencial

Série 83400 Regulador eletrônico de pressão diferencial 83400 Regulador eletrônico de pressão diferencial Identifica a pressão diferencial requerida para atuar em filtros com pó Boa interferência de imunidade tal como na Diretiva EMC Usando operação dot matrix

Leia mais

CLIMATIZAÇÃO. Relação de Entradas e Saídas

CLIMATIZAÇÃO. Relação de Entradas e Saídas CLIMATIZAÇÃO O exemplo apresentado aqui controla um sistema que envolve bombas, torres, chillers e fan-coils para climatização ambiente para conforto térmico. Pode-se montar controles para sistemas dos

Leia mais

smar Fieldbus Devices FR302 Relé Fieldbus

smar Fieldbus Devices FR302 Relé Fieldbus smar Fieldbus Devices Relé Fieldbus Relé Fieldbus Características Saída Discreta de Conexão direta ao FOUNDATION Fieldbus TM ; Blocos Funcionais instanciáveis para ajuste e controle discreto em campo;

Leia mais

TC501 componentes. Cabeçote de conexão tipo B

TC501 componentes. Cabeçote de conexão tipo B TE 65.30 Termopares Modelo reto com inserto de medição substituível Medição Eletrônica de Temperatura para medição de gás de combustão Modelo TC 501 Aplicações - altos fornos, aquecedores de ar - processos

Leia mais

MI-0002completo.qxd 31/01/2006 10:29 Page 24. 16.DIAGRAMA DE LIGAÇÃO (GHM) GHM-10x

MI-0002completo.qxd 31/01/2006 10:29 Page 24. 16.DIAGRAMA DE LIGAÇÃO (GHM) GHM-10x MI-0002completo.qxd 31/01/2006 10:29 Page 24 16.DIAGRAMA DE LIGAÇÃO (GHM) GHM-10x GHM-11x 24 GHM-20x GHM-21x 1. INTRODUÇÃO A DIGIMEC apresenta ao mercado a sua mais nova linha de controladores de temperatura

Leia mais

CR20I MANUAL DO USUÁRIO

CR20I MANUAL DO USUÁRIO CR20I MANUAL DO USUÁRIO R Índice Descrição Geral... 3 Aplicações... 3 Características Técnicas... 3 Modo de Operação... 3 Programação... 4 Esquema de Ligações... 9 Dimensões (mm)... 10 2 Indicador CR20IG

Leia mais

TERMOPARES. Termopar Convencional. Termopar isolação mineral. Termopares Especiais. ECILplast

TERMOPARES. Termopar Convencional. Termopar isolação mineral. Termopares Especiais. ECILplast TERMOPARES Termopar Convencional Termopar isolação mineral Termopares Especiais ECILplast t er mo p a re s TERMOPAR CONVENCIONAL PARES TERMOELÉTRICOS TIPO BITOLA AWG POSITIVO REFERÊNCIA NEGATIVO REFERÊNCIA

Leia mais

Produtos de Baixa Tensão. Medidores

Produtos de Baixa Tensão. Medidores Produtos de Baixa Tensão Medidores Indicadores analógicos e digitais Indicadores analógicos Voltímetros e amperímetros ferro-móvel Amperímetros e voltímetros True RMS para conexão direta ou através de

Leia mais

bainha pote fio do termoelétrico solda do rabicho CARACTERÍSTICAS

bainha pote fio do termoelétrico solda do rabicho CARACTERÍSTICAS junta de medida bainha pote resina plug de fechamento isolação mineral fio do termoelétrico solda do rabicho rabicho TIPOS DE TERMOPARES: São: T, J, K, E, N na versão simples, duplo ou triplo isolados

Leia mais

Máx Unid Padrão. Mín 1 / 0.1 0/0 0/0 0/0 0/0 100 / 6.9 100 / 6.9 100 / 6.9 999 150.0 / 302 5.0/9 2 -50.0 / -58 0.1/1 1 / 0.

Máx Unid Padrão. Mín 1 / 0.1 0/0 0/0 0/0 0/0 100 / 6.9 100 / 6.9 100 / 6.9 999 150.0 / 302 5.0/9 2 -50.0 / -58 0.1/1 1 / 0. PCT6 plus CONTROLADOR DIGITAL DE PRESSÃO PARA CENTRAIS DE REFRIGERAÇÃO Ver. PCT6VT74. DESCRIÇÃO O PCT6 plus é um controlador de pressão para ser utilizado em centrais de refrigeração que necessitem de

Leia mais

Ness P2 Compressor Parafuso

Ness P2 Compressor Parafuso Ness P2 Compressor Parafuso Índice 1. Descritivo de Funcionamento do Compressor...3 2. Descrição das Setagens...4 2.1.Setagens de Operação de Controle do Compressor...5 2.2.Setagens do Controle de Capacidade...5

Leia mais

Permite a acumulação de valores, zeramento e auto calibração. Não perdem os valores acumulados por ocasião das quedas de energia.

Permite a acumulação de valores, zeramento e auto calibração. Não perdem os valores acumulados por ocasião das quedas de energia. Contador Digital de Eventos Série ZCE-S Descrição do Produto Equipamento microprocessado que permite conexão com dispositivos geradores de pulsos (encoders lineares ou rotativos, sensores ópticos, indutivos

Leia mais

www.comatreleco.com.br R:Benjamim Constant, 56 Tel:(11) 2311-5682 contato@comatreleco.com.br

www.comatreleco.com.br R:Benjamim Constant, 56 Tel:(11) 2311-5682 contato@comatreleco.com.br Monitoramento de motores monofásico/trifásico MRU, MRI, MRM 1 Características Tensão de Alimentação UC12-48V ou UC110-240V Contato Reversível Entradas de medição separadas galvanicamente da alimentação

Leia mais

Temporizador NT240. TEMPORIZADOR PROGRAMÁVEL - MANUAL DE INSTRUÇÕES V2.0x A INTRODUÇÃO ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS SAÍDAS DO TEMPORIZADOR

Temporizador NT240. TEMPORIZADOR PROGRAMÁVEL - MANUAL DE INSTRUÇÕES V2.0x A INTRODUÇÃO ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS SAÍDAS DO TEMPORIZADOR TEMPORIZADOR PROGRAMÁVEL - MANUAL DE INSTRUÇÕES V2.0x A INTRODUÇÃO O temporizador programável tem como função básica monitorar o tempo e acionar sua saída de acordo com programação previamente realizada

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES AOB508-G21 CONTROLADOR DE TEMPERATURA E PROCESSO IBRATEC

MANUAL DE INSTRUÇÕES AOB508-G21 CONTROLADOR DE TEMPERATURA E PROCESSO IBRATEC IBRATEC www.sibratec.ind.br MANUAL DE INSTRUÇÕES AOB508-G21 CONTROLADOR DE TEMPERATURA E PROCESSO 1 - INTRODUÇÃO O AOB508-G21 é um controlador digital de grandezas de alta precisão que pode ser utilizado

Leia mais

Fontes de Alimentação Lineares não reguladas

Fontes de Alimentação Lineares não reguladas Fontes Lineares não reguladas FAL 24Vcc / 5A FAL 24Vcc / 10A Referência FAL 24Vcc/5A C904385.2000 Referência FAL 24Vcc/10A C904404.2000 Dados nominais Tensão de Entrada (± 10%): Tensão de saída ± 5% (selecionável):

Leia mais

Medição, Controle e Monitoramento de Processos Industriais. Manual de Instruções Controlador Digital Microprocessado CCM44. Versão 0.xx / Rev.

Medição, Controle e Monitoramento de Processos Industriais. Manual de Instruções Controlador Digital Microprocessado CCM44. Versão 0.xx / Rev. Medição, Controle e Monitoramento de Processos Industriais Manual de Instruções Controlador Digital Microprocessado CCM44 Versão 0.xx / Rev. 03 Índice Ítem Página 1. Introdução... 02 2. Características...

Leia mais

Indicador Digital Processos MODO DE USO. Dados Técnicos Conexões elétricas Utilização do teclado Dimensional. ABB Automação.

Indicador Digital Processos MODO DE USO. Dados Técnicos Conexões elétricas Utilização do teclado Dimensional. ABB Automação. Indicador Digital Processos MODO DE USO Dados Técnicos Conexões elétricas Utilização do teclado Dimensional ABB Automação Hartmann & Braun Dados Técnicos (NRB5180) Entrada -mvdc: -Vdc -madc Alimentação

Leia mais

Boletim Técnico Agosto / 2011

Boletim Técnico Agosto / 2011 Página 01/08 TÍTULO: INFORMATIVO DO NOVO CONTROLE REMOTO COM FIO PARA UNIDADES SPLITÃO 2 ESTÁGIOS SUMÁRIO Esta publicação visa informar o novo controle remoto com fio para as Unidades da Linha Splitão

Leia mais

Central de Alarme de Incêndio AF-18 18 Setores - versão 12V-24V. Central. Fonte de Alimentação. 1. Apresentação 1/12

Central de Alarme de Incêndio AF-18 18 Setores - versão 12V-24V. Central. Fonte de Alimentação. 1. Apresentação 1/12 Central de Alarme de Incêndio AF-18 18 Setores - versão 12V-24V 1. Apresentação Parabéns, você acaba de adquirir mais um produto desenvolvido pela CS Comunicação e Segurança: Central de Alarme de Incêndio

Leia mais

POSICIONADOR INTELIGENTE PARA VÁLVULAS 4 a 20 ma + Comunicação Digital HART. smar

POSICIONADOR INTELIGENTE PARA VÁLVULAS 4 a 20 ma + Comunicação Digital HART. smar POSICIONADOR INTELIGENTE PARA VÁLVULAS a ma + Comunicação Digital HART DESCRIÇÃO O posicionador microprocessado FY proporciona o posicionamento rápido e seguro dos atuadores tipo diafragma ou cilindro.

Leia mais

CCL. Manual de Instruções. CHAVE DE NÍVEL Tipo Condutiva TECNOFLUID

CCL. Manual de Instruções. CHAVE DE NÍVEL Tipo Condutiva TECNOFLUID Português CCL CHAVE DE NÍVEL Tipo Condutiva Manual de Instruções Leia este manual atentamente antes de iniciar a operação do seu aparelho. Guarde-o para futuras consultas. Anote o modelo e número de série

Leia mais

CHAVES DE NÍVEL. Montagem de Topo

CHAVES DE NÍVEL. Montagem de Topo CHAVES DE NÍVEL Montagem de Topo A CONAUT, desde 1965 no mercado nacional, é hoje uma marca conhecida e respeitada no ramo de automação e instrumentação, atuando em todos os ramos da indústria. Além de

Leia mais

Os termômetros de resistência podem ser isolados de altas tensões. Todavia, na prática, o espaço de instalação disponível é frequentemente pequeno

Os termômetros de resistência podem ser isolados de altas tensões. Todavia, na prática, o espaço de instalação disponível é frequentemente pequeno ProLine P 44000 Medições Precisas de Temperatura em Altas Tensões, até 6,6 kv Quando as temperaturas precisam ser medidas com termômetros de resistência Pt100 em ambientes sob altas tensões, os transmissores

Leia mais

Soft Starters SIRIUS A proteção inteligente para motores, cargas e rede

Soft Starters SIRIUS A proteção inteligente para motores, cargas e rede Linha Solution Linha Plus Linha Master www.siemens.com.br/softstarters Soft Starters SIRIUS A proteção inteligente para motores, cargas e rede As soft starters Siemens protegem sua máquina e instalação

Leia mais

1 Ligação do Mic-91. 1.1 Entrada digital

1 Ligação do Mic-91. 1.1 Entrada digital 1 MIC - 91 2 Índice 1. Ligação do Mic-91 3 1.1. Entrada digital 3 1.2. Alimentação 4 1.3. Entradas Analógicas 4 1.4. Relé 4 2. Operação 4 2.1. Setagem de peso 5 2.2. Coluna de leds 6 2.3. Totalizadores

Leia mais

SENSORES DE TEMPERATURA

SENSORES DE TEMPERATURA UNIVERSIDADE DE CAXIAS DO SUL CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLOGIA TECNOLOGIA EM AUTOMATIZAÇÃO INDUSTRIAL DISCIPLINA DE INSTRUMENTAÇÃO SENSORES DE TEMPERATURA PROFESSOR: Valner Brusamarello COMPONENTES:

Leia mais

Micro Controladores Programáveis

Micro Controladores Programáveis Micro Controladores Programáveis Transformando energia em soluções Compacto, fácil de programar e com excelente custo benefício, o ganha mais recursos de software e hardware, podendo assim atender a uma

Leia mais

Especificações óticas thermometer CTlaser = menor dimensão do ponto (mm)

Especificações óticas thermometer CTlaser = menor dimensão do ponto (mm) 14 Sensor infravermelho de temperatura de alto desempenho com marcador a laser thermometer CTlaser ThermoMETER CTlaser O inovador sensor infravermelho de temperatura de precisão marca o tamanho real do

Leia mais

Monitoramento, Controle, Registro e Supervisão de Processos Industriais

Monitoramento, Controle, Registro e Supervisão de Processos Industriais L I N H A D E P R O D U T O S PA R A Monitoramento, Controle, Registro e Supervisão de Processos Industriais Índice Apresentação 03 Características Individuais Controlador de Processos C702 Aquisitor de

Leia mais

Sistema de Monitoramento e Supervisão de Vibração HYMV05

Sistema de Monitoramento e Supervisão de Vibração HYMV05 Sistema de Monitoramento e Supervisão de Vibração Revisão 1 Mai2005 O é um sistema inteligente de Monitoramento, Aquisição de Dados e Supervisão Local para utilização com os softwares da linha Dynamic.

Leia mais

Sensores de temperatura e acessórios (português) Volume 1

Sensores de temperatura e acessórios (português) Volume 1 RTDs e termopares em modelos de sensores de elementos simples e duplos Poços termométricos em uma ampla gama de materiais e conexões de processo Recursos de calibração para aumentar a precisão de medições

Leia mais

110,5 x 22,5 x 114 (term. mola)

110,5 x 22,5 x 114 (term. mola) Supervisão de parada de emergência e monitoramento de portas Supervisão de sensores de segurança magnéticos codificados Entrada para 1 ou 2 canais Categoria de Segurança até 4 conforme EN 954-1 Para aplicações

Leia mais

Manual de Instruções Controlador Digital Microprocessado ETC LCD

Manual de Instruções Controlador Digital Microprocessado ETC LCD Manual de Instruções Controlador Digital Microprocessado ETC LCD Versão 2.xx / Revisão 04 Índice Ítem Página 1. Introdução... 02 2. Características... 02 3. Especificações... 02 4. Instalação... 04 4.1.

Leia mais

Solução Completa em Automação. FieldLogger. Registro e Aquisição de Dados

Solução Completa em Automação. FieldLogger. Registro e Aquisição de Dados Solução Completa em Automação FieldLogger Registro e Aquisição de Dados Ethernet & USB Até 16GB de memória Conversor A/D 24 bits Até 1000 amostras por segundo Apresentação FieldLogger O FieldLogger é um

Leia mais

STD-T. Transmissor de Temperatura com Display LCD local

STD-T. Transmissor de Temperatura com Display LCD local STD-T Transmissor de Temperatura com Display CD local STD-T Transmissor de Temperatura com Display CD ocal Características Alta flexibilidade para as exigências dos processos Industriais. Ampla variedade

Leia mais

GLOBUS SISTEMAS ELETRÔNICOS

GLOBUS SISTEMAS ELETRÔNICOS 89 mm 3, 8 mm Controlador Tipo para Instalação em Painel, com Teclado e Características Principais O é um controlador desenvolvido para acionamento, controle de temperatura e degelo e supervisão de defeitos,

Leia mais

www.siemens.com.br/instrumentos Power Management Instrumentos Elétricos para Painéis

www.siemens.com.br/instrumentos Power Management Instrumentos Elétricos para Painéis www.siemens.com.br/instrumentos Power Management Instrumentos Elétricos para Painéis SENTRON PAC A família de dispositivos de medição SENTRON PAC pode ser utilizada tanto em indústrias como em instalações

Leia mais

FIPAI Fundação para o Incremento da Pesquisa e do Aperfeiçoamento Industrial Tomada de Preço nº. 003/2013 Processo Finep nº 01.09.0563.

FIPAI Fundação para o Incremento da Pesquisa e do Aperfeiçoamento Industrial Tomada de Preço nº. 003/2013 Processo Finep nº 01.09.0563. ESPECIFICAÇÕES DOS EQUIPAMENTOS LOTE 01 Especificar Sistema de Geração de Ar Comprimido, incluindo compressor, secador por adsorção e filtros coalescentes Diagrama Pneumático. Confirmar detalhes com equipe

Leia mais

PLACA DE AQUECIMENTO SMD HOT-PLATE

PLACA DE AQUECIMENTO SMD HOT-PLATE PLACA DE AQUECIMENTO SMD HOT-PLATE Rua Guarda de Honra, 291 Ipiranga São Paulo SP 55 11 2068-9113 www.maxtroneletron.com.br 1 1. APRESENTAÇÃO Chave Liga-Desliga com indicador led verde. Indicador de anormalidade

Leia mais

HM203 (Protocolo ModBus) INDICADOR / CONTROLADOR

HM203 (Protocolo ModBus) INDICADOR / CONTROLADOR 1/19 HM203 (Protocolo ModBus) INDICADOR / CONTROLADOR Introdução O HM203 é um indicador/controlador que recebe um sinal de 4 a 20 ma, tem uma saída analógica 4 a 20 ma, 4 saídas de relé, e pode ter uma

Leia mais

ISOTRANS IND. DE TRANSFORMADORES LTDA.

ISOTRANS IND. DE TRANSFORMADORES LTDA. ISOTRANS IND. DE TRANSFORMADORES LTDA. TRANSFORMADORES MONOFÁSICOS DE ISOLAÇÃO COM BLINDAGEM APLICAÇÃO Os transformadores monofásicos de isolação com blindagens, magnética e eletrostática, foram desenvolvidos

Leia mais

Manual do Usuário. INCON ELETRÔNICA LTDA. R. Alfeo Ambrogi Nº 735 Vila Mercedes CEP:13570-540 São Carlos - SP Fone: (55) 016 3363-4100

Manual do Usuário. INCON ELETRÔNICA LTDA. R. Alfeo Ambrogi Nº 735 Vila Mercedes CEP:13570-540 São Carlos - SP Fone: (55) 016 3363-4100 CR2010 Desenvolvimento de Softwares Supervisórios; Sistemas Automáticos de Teste; Automação de Máquinas e Processos; Montagem de Painéis; Contadores; Tacômetros; Temporizadores; Encoder s e Sensores; CLP

Leia mais

Catálogo de Produtos

Catálogo de Produtos Catálogo de Produtos Qualidade, tecnologia e baixo custo Conhecendo a Inova Fundada em 1997, a Inova Sistemas Eletrônicos, é especializada no desenvolvimento e fabricação de controladores eletrônicos para

Leia mais

WATTCRON SUA MELHOR OPÇÃO EM AQUECIMENTO INDUSTRIAL

WATTCRON SUA MELHOR OPÇÃO EM AQUECIMENTO INDUSTRIAL WATTCRON SUA MELHOR OPÇÃO EM AQUECIMENTO INDUSTRIAL SOBRE A WATTCRON Fundada em 1997 com sede própria na rua Gonçalves Dias, 69 - Catumbi - São Paulo - SP. A Wattcron tem o compromisso com a qualidade

Leia mais

Controller. D e s c r i ç ã o G e r a l. C a r a c t e r í s t i c a s e B e n e f í c i o s

Controller. D e s c r i ç ã o G e r a l. C a r a c t e r í s t i c a s e B e n e f í c i o s Controller Vibraswitch Monitor Eletrônico VIBRASWITCH 563A D e s c r i ç ã o G e r a l O modelo Robertshaw 563A Vibraswitch Monitor Eletrônico é um microprocessador de sistema de controle baseado em supervisão

Leia mais

1 Medição de temperatura

1 Medição de temperatura 1 Medição de temperatura 1.1 Medidores de temperatura por dilatação/expansão 1.1.1 Termômetro à dilatação de líquido Os termômetros à dilatação de líquidos baseiam -se na lei de expansão volumétrica de

Leia mais

Para painel, com botão de teste. 2 ou 3 reversíveis 10A. 34,5 x 34,5 x 55mm.

Para painel, com botão de teste. 2 ou 3 reversíveis 10A. 34,5 x 34,5 x 55mm. Relés Industriais TNA T OP Sub-miniatura painel. 2 reversíveis - 10A. 4 reversíveis - 5A. LED, botão de teste e trava. 28 x 21,5 x 35mm. Para painel, com botão de teste. 2 ou 3 reversíveis 10A. 34,5 x

Leia mais

Medição, Controle e Monitoramento de Processos Industriais. Manual de Instruções Controlador Digital Microprocessado C130. V.1.

Medição, Controle e Monitoramento de Processos Industriais. Manual de Instruções Controlador Digital Microprocessado C130. V.1. Medição, Controle e Monitoramento de Processos Industriais Manual de Instruções Controlador Digital Microprocessado C130 V.1.01 / Revisão 4 ÍNDICE Item Página 1. Introdução...01 2. Características...01

Leia mais

Modelo GC 2109 T. Família GC 2009 Microcontrolado Indicador Digital de Temperatura 1/8 DIN - 98 x 50mm

Modelo GC 2109 T. Família GC 2009 Microcontrolado Indicador Digital de Temperatura 1/8 DIN - 98 x 50mm Modelo T Família GC 2009 Microcontrolado 1/8 DIN - 98 x 50mm Os Indicadores Digitais de Temperatura da Família GC 2009 são instrumentos precisos e compactos, baseados na moderna tecnologia dos microcontroladores,

Leia mais

INDICADOR MULTI-PONTOS TM-2100CS

INDICADOR MULTI-PONTOS TM-2100CS INDICADOR MULTI-PONTOS TM-2100CS Introdução Obrigado por ter escolhido nosso INDICADOR MULTI-PONTOS TM-2100CS. Para garantir o uso correto e eficiente do TM-2100CS, leia este manual completo e atentamente

Leia mais

Controladores e Sensores de Nível

Controladores e Sensores de Nível Controladores e Sensores de Nível FIT Nº FI-A0401 FI-A0402 FI-A0403 FI-A06 FI-A04 FI-A0404 FI-A0406 FI-A0407 FI-A0408 FI-A0409 FI-A0410 Controlador de Nível LC 1000 Controlador de Nível LC 2200 Controlador

Leia mais

CLP Controlador Lógico Programável

CLP Controlador Lógico Programável CLP Controlador Lógico Programável O primeiro controlador Lógico Programável nasceu na General Motors Americana em 1968, em função da dificuldade de se alterar a lógica dos circuitos em painéis de relés

Leia mais

CONTROLADOR DE RODIZIO NANO V 3.0

CONTROLADOR DE RODIZIO NANO V 3.0 CONTROLADOR DE RODIZIO NANO V 3.0 Hardware: CPN1D1A2 CONTROLADOR PROGRAMAVEL C-PRO NANO 12V LED Acessórios: 0065300060 CABO/FIOS C/CONECTOR FEMEA MINIFIT 16 POLOS 1M CPN 0750000131 CONECTOR FEMEA 12 VIAS

Leia mais

T500 Elite - Hotbus TM Sistema de Amplo Monitoramento de Planta para Elevadores de Caçamba e Transportadores de Correia

T500 Elite - Hotbus TM Sistema de Amplo Monitoramento de Planta para Elevadores de Caçamba e Transportadores de Correia TM Sistema de Amplo Monitoramento de Planta para Elevadores de Caçamba e Transportadores de Correia APLICAÇÃO Monitor para alinhamento de correia, velocidade da correia, temperatura de rolamento contínua,

Leia mais

LAD. Monitor de Temperatura para Transformadores Secos, Motores e Geradores. Catálogo

LAD. Monitor de Temperatura para Transformadores Secos, Motores e Geradores. Catálogo LAD Catálogo Monitor de Temperatura para Transformadores Secos, Motores e Geradores A monitoração térmica de equipamentos elétricos, tais como transformadores secos, motores, geradores e outros é essencial

Leia mais

TRANSFORMADOR A SECO Geafol de 75 a 25.000 kva

TRANSFORMADOR A SECO Geafol de 75 a 25.000 kva Com a linha Geafol, obteve-se um transformador com excelentes características elétricas, mecânicas e térmicas que, adicionalmente, ainda é ecológico. São produzidos sob certificação DQS, ISO 9001 e ISO

Leia mais

ÍNDICE APRESENTAÇÃO... 3 DESEMBALAGEM... 3 ESPECIFICAÇÕES... 4 CONEXÕES... 5

ÍNDICE APRESENTAÇÃO... 3 DESEMBALAGEM... 3 ESPECIFICAÇÕES... 4 CONEXÕES... 5 ÍNDICE APRESENTAÇÃO... 3 DESEMBALAGEM... 3 ESPECIFICAÇÕES... 4 CONEXÕES... 5 OPERAÇÃO... 7 LIGANDO O MEDIDOR... 8 REALIZANDO AS PRIMEIRAS MEDIDAS... 8 FUNÇÕES ESPECIAIS... 8 CONFIGURAÇÃO... 10 CICLO DE

Leia mais

www.siemens.com.br/acionamentos SINAMICS V60 A solução perfeita para aplicações básicas de servo.

www.siemens.com.br/acionamentos SINAMICS V60 A solução perfeita para aplicações básicas de servo. www.siemens.com.br/acionamentos SINAMICS V60 A solução perfeita para aplicações básicas de servo. SINAMICS V60 com servomotores 1FL5 A solução para aplicações básicas de servo A tecnologia servo-drive

Leia mais