SEU MUNICÍPIO COM FOCO NO DESENVOLVIMENTO. Vencedores do V Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor MUNICÍPIO DE QUIRINÓPOLIS (GO)

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "SEU MUNICÍPIO COM FOCO NO DESENVOLVIMENTO. Vencedores do V Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor 2007 2008 MUNICÍPIO DE QUIRINÓPOLIS (GO)"

Transcrição

1 SEU MUNICÍPIO COM FOCO NO DESENVOLVIMENTO Vencedores do V Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor MUNICÍPIO DE QUIRINÓPOLIS (GO) VENCEDOR ESTADUAL DESTAQUE TEMÁTICO DESBUROCRATIZAÇÃO

2

3 SEU MUNICÍPIO COM FOCO NO DESENVOLVIMENTO Vencedores do V Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor MUNICÍPIO DE QUIRINÓPOLIS (GO) VENCEDOR ESTADUAL DESTAQUE TEMÁTICO DESBUROCRATIZAÇÃO

4 Ficha Técnica Seu município com foco no desenvolvimento Vencedores do V Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor ( ) Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas Sebrae Todos os direitos reservados. A reprodução não autorizada desta publicação, no todo ou em parte, constitui violação dos direitos autorais (Lei nº 9.610/1998). Informações e contatos Sebrae Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas SGAS 604/605 Conjunto A Brasília-DF Tel.: (61) Presidente do Conselho Deliberativo Nacional Robson Andrade Diretor-Presidente Luiz Eduardo Pereira Barretto Filho Diretora Técnica Heloisa Menezes Diretor de Administração e Finanças José Claudio dos Santos Gerente da Unidade de Políticas Públicas Bruno Quick Gerente da Unidade de Marketing e Comunicação Cândida Bittencourt Coordenadora Nacional do Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor Denise Donati Coordenação Editorial Plano Mídia Comunicação & Consultoria (61) / 67 Coordenador e Editor Abnor Gondim Colaboração Unidades de Políticas Públicas / Sebrae UF e assessorias das prefeituras Revisão Eliana Silva Projeto Gráfico / Diagramação Robson Andrade / Bruno Eustaquio Versão eletrônica Plano Mídia Comunicação / Maven Agradecimentos Aos prefeitos e às prefeitas que fizeram inscrições habilitadas nas oito edições do Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor (2001, 2002, 2003, 2005, 2007, 2009, 2011 e 2013) e aos futuros participantes da 9º edição Consultor do Prêmio Sandro Salvatore

5 Sumário 1. Identificação do município Dados cadastrais da equipe técnica do projeto Dados estatísticos DADOS DAS EMPRESAS Relatos do prefeito Ação Ação Ação Ação Ação Ação Ação

6 1. IDENTIFICAÇÃO DO MUNICÍPIO 1.1. Dados Cadastrais do Município Nome do Prefeito/Administrador Regional: Gilmar Alves da Silva Nome do Município/Administração Regional: quirinópolis Endereço (Rua/Av.): Praça Três Poderes Número: Complemento: Bairro: 88 Centro Estado: Região: CEP: Goiás Centro-Oeste Fone (64) Fax (64) (64) Site na Internet 2. DADOS CADASTRAIS DA EQUIPE TÉCNICA DO PROJETO Responsável Nome: Newton Pereira Filho Cargo: Secretário da Administração Municipal Fone: (64) / Responsável Nome: Tiago Mais Cargo: Superintendente Programação e Controle Financeiro Fone: (64) / Responsável Nome: Márcia Caetano Cargo: Consultora pela C&C Consultoria Ltda Fone: (64) / /

7 3. DADOS ESTATISTÍCOS 3.1. Dados da População Idade da População Faixa etária Quantidade de habitantes Percentual (%) 0 a 14 anos ,44 15 a 19 anos ,50 20 a 29 anos ,62 30 a 39 anos ,02 40 a 49 anos ,32 50 a 59 anos ,48 60 anos ou mais ,61 Total ,00 Fonte: IBGE Ano: Instrução da População com mais de 10 Anos Faixa etária Quantidade de habitantes Percentual (%) sem instrução e menos de ,21 de 1 a 3 anos de estudo ,51 de 4 a 7 anos de estudo ,83 de 8 a 10 anos de estudo ,52 de 11 a 14 anos de estudo ,93 15 anos ou mais anos de estudo 0,00 não identificado 0,00 Total ,00 Fonte: IBGE Ano: Renda Mensal por Sexo da População com mais de 10 Anos Faixa etária Quantidade de habitantes Percentual (%) pessoas sem rendimentos ,89 homens com rendimentos ,32 mulheres com rendimentos ,79 Total ,00 Fonte: IBGE Ano:

8 3.2. Dados da Prefeitura Resumo da receitas e despesas Receitas (em Mil R$) Receitas Tributárias 6.534,55 Receitas de Contribuições 3.359,13 Receitas Patrimoniais 390,14 Receitas Agropecuárias Fundo de Participação dos Municípios 9.110,29 Outras Transferências ,67 Outras Receitas Correntes 449,81 Receitas de Capital 3.369,13 Receitas Extras ,50 Receitas Industriais Saldo do Exercício Anterior 3.130,17 Despesas (em Mil R$) Legislativa 1.598,07 Administração 2.789,69 Defesa Nacional Assistência Social 782,52 Previdência Social 3.541,09 Saúde 8.319,60 Educação ,20 Cultura 239,68 Urbanismo 4.185,92 Gestão Ambiental 161,24 Agricultura 270,42 Desporto e Lazer Encargos Especiais 1.141,67 Despesas Extras ,45 Habitação Comunicação Transporte 3.730,41 Saldo para o Próximo Exercício 5.023,42 8

9 Produto Interno Bruto 4. DADOS DAS EMPRESAS 4.1. Perfil Empresarial Descrição (em Mil R$) Valor Adicionado da Agropecuária 99,12 Valor Adicionado da Indústria 46,42 Valor Adicionado dos Serviços 111,72 Valor Adicionado Total 257,26 Dummy Financeiro 12,55 Impostos 15,99 PIB a Preço de Mercado Corrente 260,71 Principais Setores População 37,65 PIB Per Capita 6,92 Fonte: IBGE Ano: 2004 Qtde Empresas Qtde Empregos Faturam. Setorial Anual (em Mil R$) Agricultura, Pecuária, Silvicultura e Exploração Florestal ,44 Pesca Indústrias Extrativas ,40 Indústrias de Transformação ,60 Produção e Distribuição de Eletricidade, Gás e Água ,00 Construção ,00 Comércio; Reparação de Veículos Automotores, Objetos Pessoais e Domésticos ,60 Alojamento e Alimentação ,00 Transporte, Armazenagem e Comunicações ,00 Intermediação Financeira ,00 Atividades Imobiliárias, Aluguéis e Serviços Prestados às Empresas ,00 Administração Pública, Defesa e Seguridade Social ,52 Saúde e Serviços Sociais ,00 Outros Serviços Coletivos, Social e Pessoais ,50 Organismos Internacionais e Outras Instituições Extraterritoriais Demais Setores ,00 9

10 5. RELATOS DO PREFEITO 5.1. Como e por que tomei a decisão de apoiar as MPEs do meu município/administração regional A falta de infra-estrutura administrativo-financeira, a baixa qualificação da mão-de-obra, a inadimplência tributária e acreditar que as mpe respondem por grande percentual de geração de emprego e renda, levaram-me à decisão de apoiá-las. esta decisão foi tomada com base no estudo das dificuldades vivenciadas e relatadas pelos empresários locais. A existência de parcerias fortes de instituições e empresas comprometidas com os resultados apoiando as mpes (Senac, Aciq, Agrovale,ueG,fAqui etc) e a infeliz ação do Sebrae/Go de fechar e levar sua unidade do Balcão Sebrae da cidade(janeiro de 2005) em momento que nossa economia está passando por serias dificuldades e acentuada mudança com a instalação e uma usina de cana-de-açúcar no município a qual gerou uma aceleração e aquecimento para o qual nosso empresários não estavam preparados. A necessidade de desenvolver trabalhos direcionados, tais como: a divulgação do município com criação do site, dvd institucinal, tv e folder, com suas potencialidades para atrair novos investimentos na área agroindustrial; incentivos fiscais; elaboração do plano diretor; criação da estação digital (prefeitura/banco do Brasil) para a inclusão digital; qualificação técnica e gerencial em parceira com instituições com o Senac, Senai, cefet, ueg dentre outras As minhas primeiras iniciativas nesta direção e as dificuldades que tive que superar minhas primeiras iniciativas foram: Criação da Secretaria da Indústria e Comércio; Criação da Secretaria da Agricultura; Aquisição de uma patrulha agrícola, a qual presta serviços aos pequenos produtores e hortifrutigranjeiros do município; hoje a prefeitura conta com quatro patrulhas agrícolas altamente equipadas com grades aradoras, carreta, esparramadeira de calcário, niveladora, bomba para combate, ensiladeira, roçadeira e terraciador. equipamento de grande importância para as propriedades rurais do município; Criação através de decreto pelo prefeito, do Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural Sustentável; Retomamos o Distrito Agroindustrial de Quirinópolis (DAQUI) e iniciamos sua regularização junto aos órgãos competentes; Providenciar a elaboração do Plano Diretor em conjunto com o Legislativo e comunidade; Criação da Coordenadoria Municipal de Defesa Civil (COMDEC), objetivando a promover ações preventivas de socorro assistencial e reconstrutivas, destina a evitar ou minimizar os desastres, preservar o moral da população e restabelecer a normalidade social; Direcionamento das compras da prefeitura para as empresas aqui instaladas, bem como o apoio e fomento ao núcleo de confecções do projeto empreender (parceria SeBRAe e Associação comercial): adquirindo destas empresas o uniforme dos funcionários públicos municipais, fornecendo veículo para locomoção até um grande centro (Goiânia) e organizando-as em grupo para as compras de matéria-prima, qualificação da mão-de-obra e divulgação na mídia local e regional da potencialidade deste núcleo. As principais dificuldades foram: A informalidade das MPE; Pouca qualificação empresarial e organizacional dos proprietários das MPE locais, agravada com o fechamento do Balcão Sebrae em quirinópolis, no inicio de minha administração janeiro de 2005, está unidade do Sebrae aqui instalada tinha grande atuação e representatividade junto as mpe. 10

11 A falta de confiança mútua no associativismo para trabalharem em conjunto ao incremento da produção; A baixa ou inexistência de qualificação da mão-de-obra afetando na qualidade do produto e serviço; O Distrito Agroindustrial de Quirinópolis - DAQUI havia sido transformado em setor habitacional (doação realizada para Goiás industrial) Minhas atuais estratégias para apoiar as MPEs do meu município/administração regional - pontos fortes e fracos minhas atuais estratégias para apoiar as mpe são: Qualificação da mão-de-obra local. (parceria com Sine, Senac, Senar, Banco do Brasil e empresas particulares aqui instaladas - microlins e uniube - universidade de uberaba-mg); Suporte e Apoio ao Programa Tanque Cheio desenvolvido pela Cooperativa Agrovale que visa geração de emprego e renda da mpe rural. trazendo mais recurso para o comercio local (lei n 2.687, de 13 de novem- BRo de 2007 e termo de convênio nº.005/2007); Implantação do Programa de Aceleração do Desenvolvimento de Quirinópolis PADEQ, oferecendo incentivos fiscais para as empresas investirem em pessoal e equipamentos e apoio às empresas que instalarem no distrito Agroindustrial e/ou às empresas que vierem a se instalar no município; Aprovar e Implementar o Plano Diretor; Criação da Lei que regulamenta o beneficiamento da-cana-de-açúcar no município Com o objetivo de não permitir a concentração de renda, devendo as usinas aqui instaladas beneficiar somente 50% de cana própria e os outros 50% serem de agricultores fornecedores do município. Solicitar e viabilizar juntamente com parceiros (Associação Comercial, Agrovale, centro de desenvolvimento de empresários e Administradores lideres e empresários local) o retorno do Balcão Sebrae/Go em quirinópolis, por ser de grande importância às mpe, um grande orientador e visionário para a qualificação e expansão dos empreendedores da nossa região, pois no períodos que aqui esteve apresentou grandes resultados. pontos fortes: Potencial Agroindustrial do Município; Plano Diretor em faze de aprovação, realizado em parceria com a comunidade e lideranças locais; A instalação de duas usinas Sucroalcooleira no município, elevando a geração de emprego e renda, bem como os investimentos na infra-estrutura local com a instalação de novas empresas em vários segmentos; Parcerias com empresas e instituições quem têm projetos e metas bem definidas e direcionadas para as necessidades do município. ex: cooperativa Agrovale (programa tanque cheio), Sebrae (projeto empreender), Senac (cursos técnicos), cefet centro federal de educação tecnológica de Rio verde (curso técnico em agropecuária); Banco do Brasil (estação digital); Disponibilidade da comunidade em participar e apoiar as ações desenvolvidas pela Prefeitura. pontos fracos: Pouca qualificação empresarial e organizacional dos proprietários das MPE locais; Pouca ou a falta de qualificação da mão-de-obra; Visão empreendedora focada no passado ou desfocada da nova realidade que a cidade está vivendo com a instalação de dois grandes grupos sucroalcooleiros no município; 11

12 Dificuldade de acesso ao crédito as MPE locais para incremento de suas atividades; Falta de pontualidade dos repasses do Estado (recursos financeiros); Falta de apoio a ações assistenciais; Queda na arrecadação municipal por falta de governança local da administração anterior e mudança do tipo de cultura (da soja para cana de açúcar); Precariedade dos canais de acesso e escoamento da produtividade inviabilizando o trânsito e o transporte de canavieiros exigindo investimentos municipais Um resumo dos meus planos para as MPEs do meu município/administração regional até o fim de meu mandato Regularizar definitivamente a situação de 100% das empresas instaladas no Distrito Agroindustrial, bem como as que estão em fase de instalação; Ter instalada e em pleno funcionamento a unidade física do Sebra/GO em Quirinópolis; Viabilizar a implantação de uma unidade de extensão do CEFET Centro Federal de Educação Tecnológica de Rio verde no município de quirinópolis com o curso de técnico em Agropecuária (convênio no. 006/2007) e técnico em contabilidade; Ter finalizado a construção do Centro Tecnológico Ulisses Guimarães que irá abrigar a unidade de extensão do cefet e outro curso de qualificação profissional; Incrementar a realização de cursos de capacitação do pequeno empresário e qualificação da mão-de-obra, em comparação aos cursos realizados neste ano de 2007, utilizando o conhecimento das entidades parceiras; Implantar uma incubadora para MPE no ramo de confecções e calçados. Com uma estimativa inicial de instalação de 20 empresas embrião; Manter e fazer novas parceiras com a Agrovale e os Empresários Rurais para a manutenção e ampliação dos grupos já existentes no programa tanque cheio no município de quirinópolis, também colaborar na preparação do solo com maquinário para ajudar na conservação do solo; confecção de silagem, implantação de novas áreas de pastagens dos participantes do programa e a manutenção de estradas e pontes para escoamento da safra; Apoiar a formação de novos grupos do Projeto Empreender (parceria Sebrae/ACIQ) e um grupo com do programa de qualificação de fornecedores - pqf em pareceria com o instituto euvaldo lodi iel/go, Associação comercial e industrial de quirinópolis Aciq e as grandes empresas locais; Desenvolvimento Administrativo-financeiro das MPE, em parceria com o Banco do Povo; Ter o Plano Diretor do Município Aprovado e implementado; Elaborar e divulgar um guia (físico e eletrônico) do potencial de Quirinópolis e com a descrição das empresas fornecedoras informando o ramo de atuação e o produto que fabricam; Manutenção do convênio firmado entre a ASSIASGO Associação das Revendas de Insumos e Agrotóxicos do Sudoeste Goiano e o inpev instituo nacional de processamento de embalagens vazias para coleta de embalagens e educação ambiental; Estimular o investimento no setor de turismo ampliando o número de Leitos na rede hoteleira e exploração dos recursos naturais aqui existentes (cachoeira, rios, lagos, teatro, clubes, trilhas, etc.). Incentivar a preservação ambiental; 12

13 Concluir a três etapas de recuperação da micro bacia do rio das Pedras; Instituir a bolsa universitária municipal para auxiliar a capacitação de estudantes; Instalação e funcionamento Associação de Produtores de Alimentos. 6. AÇÕES 6.1. Descrição da Ação nº Título da Ação Apoio às mpe rurais programa tanque cheio Natureza da Ação estímulo à representação, à cooperação e ao associativismo Descritivo Sintético da Ação Adoção de medidas por parte da administração municipal de quirinópolis, que venham promover a expansão e sustentabilidade do programa tanque cheio, desenvolvido e gerido pela cooperativa Agrovale, por meio da sua coordenação de desenvolvimento de capital Social, desde o prazo previsto para a consolidação dos grupos de trabalho é de 48 meses contado a partir de sua efetiva contratação, sendo que apos os 38º mês a mpe rural torna-se auto-suficiente. Atualmente o programa atende 6 grupos com uma média de 15 mpe rurais e com esse apoio planejamos chegar a 13 grupos atendendo aproximadamente a 200 mpe rurais. A estrutura do programa tanque cheio também é a base para migrar para outras atividades da região e não apenas o leite. o programa tanque cheio oferece assessoramento comportamental, técnico e gerencial às famílias de produtores de leite cooperantes da Agrovale, onde um técnico de nível médio assiste até 15 propriedades que é assessorado por um técnico de nível superior, podendo este assessorar até 15 técnicos de nível médio. o técnico de nível superior tem acesso direto ás instituições de pesquisa (universidades, embrapa, etc.) fazendo uma rede de informações tornando-as acessiva ao mpe rural. que está estruturado em quatro alicerces estrategicamente ordenados: 1.comportamental: mudar o comportamento para mudar a tecnologia; 2.cooperação: os produtores organizados em grupos, sendo que cada grupo deve se tornar uma verdadeira organização; 3.planejamento e Gestão: decisões baseadas em dados confiáveis; e 4.tecnológico: a tecnologia como fator de transformação e libertação do grupo. A pecuária leiteira da nossa região está aquém dos indicadores das mais desenvolvidas do país. ela apresenta, entre outros índices, uma baixa produtividade, com média de quatro litros/vaca/dia; a maioria dos produtores fornece menos de 200 litros de leite por dia; e avalia-se que 40% do rebanho sustentam os 100% do rebanho. isto ocorre devido ao grande número de vacas secas existentes, em conseqüência de um intervalo entre partos longos (dezoito meses) e uma curta duração de lactação (abaixo de oito meses). o principal desafio do programa tanque cheio é fazer com que as mpe rurais produtoras e fornecedoras de leite da Agrovale aumentem a produtividade, a produção, a lucratividade e a qualidade de vida das pessoas envolvidas na atividade, por meio de consultoria técnica agropecuária personalizada, continuada e em rede. A administração municipal de quirinópolis acredita que uma consultoria nos níveis oferecidos pelo programa tanque cheio e a perspectiva de potencializar estas iniciativas para o maior número de mpe rurais possível, são os grandes desafios a serem encarados na busca de alternativas para o aperfeiçoamento da base da cadeia do 13

14 Agronegócio. para tanto, é necessário ações que busquem uma integração de esforços da prefeitura e da iniciativa privada, para o apoio efetivo mpe rurais, por meio do estabelecimento de parcerias, que possam prestar uma consultoria de resultados, propondo e implementando soluções para os reais problemas que permeiam a atividade agropecuária, com presença sistemática no campo. A prefeitura municipal de quirinópolis decidiu ampliar e formalizar por meio de convênio (ver anexo) o apoio estratégico para sua expansão, criando condições para o desenvolvimento sustentável da atividade leiteira em nosso município. conforme o convênio nº 006/2007, celebrado entre a prefeitura municipal de quirinópolis e a cooperativa mista dos produtores Rurais do vale do paranaíba Agrovale compete a este município: 1.viabilizar recursos na importância de R$ 4.000,00 (quatro mil reais) por mês, que serão repassados à Agrovale, destinados ao pagamento de despesas de manutenção das atividades desenvolvidas em benefício das mpe rurais cadastradas no programa tanque cheio; 2.Realizar, por meio da patrulha Agrícola, prioritariamente mpe rurais cadastradas no programa tanque cheio, os serviços de preparo e manutenção do solo, necessários para a realização das suas atividades; 3.ceder a título temporário às mpe rurais cadastradas no programa tanque cheio, máquinas e implementos agrícolas, viabilizando a realização de serviços, como roçagem, silagem, entre outros; 4.continuar a manutenção das estradas, estudando e viabilizando a construção de mata-burros e pontes, facilitando assim o acesso às mpe rurais; 5.proceder gestões junto ao cefet/rio verde centro federal de ensino tecnológico extensão quirinópolis, viabilizando a destinação de 40% das vagas, através de exame seletivo, aos filhos dos produtores cadastrados no programa tanque cheio; 6.viabilizar transporte de calcário às mpe rurais cadastradas no programa tanque cheio; 7.viabilizar cursos para as famílias dos produtores, para melhor aproveitamento dos recursos já existentes na sua mpe rural; 8.promover em conjunto com a Agrovale o planejamento das atividades desenvolvidas pelo programa tanque cheio Público Alvo Seq. Setor Econômico MPE Município MPE Beneficiada Percentual (%) 01 Agricultura, Pecuária e Serviços Relacionados com essas Atividades ,28 02 Atividades Associativas , Fabricação de Produtos Alimentícios e Bebidas Serviços Prestados Principalmente às Empresas , , Principais Objetivos da Ação esta ação tem como objetivo principal o aumento da capacidade de evolução gerencial e tecnológica dos participantes do programa tanque cheio, aliado à melhoria da auto-estima e do relacionamento entre as pessoas da família e da comunidade, bem como a relação entre gestão pública, empresários rurais, cooperativa e a sociedade. 14

15 especificamente, os objetivos são os seguintes: 1.Apoiar e dar suporte a continuidade dos 6 grupos existente no município com a participação de 75 empresas rurais. 2.Apoiar a expansão do projeto para mais 7 grupos atingindo mais 125 empresas rurais,elevando para um total de 13 grupo sendo beneficiando 200 mpe empresas rurais 3.promover a sustentabilidade da renda das mpe rurais da atividade leiteira do nosso município; 4.Aumentar e melhorar a distribuição de renda municipal; 5.Gerar empregos e possibilitar a empregabilidade no meio rural; 6.melhorar o poder de compra mpe rurais cadastradas no programa tanque cheio; 7.potencializar o mercado local, com maior circulação do dinheiro dentro do município; 8.Aumentar a arrecadação de icms e outros impostos; 9.fomentar a organização dos produtores nas comunidades, visando o melhor entendimento da cooperação e do associativismo; 10.fixar as famílias no meio rural Resultados Alcançados dentre os vários resultados apresentados pelo programa tanque cheio, destacamos os seguintes: 1.Aumento médio por propriedade de 996 litros/mês ou 117% (fonte: centro de processamento de dados da Agrovale Gerência de Agronegócio / lácteos) na produção leiteira nas mpe rurais inseridas no programa tanque cheio (*); 2.Aumento médio por propriedade de R$ 495,12/mês ou 102% (fonte: centro de processamento de dados da Agrovale Gerência de Agronegócio / lácteos) na renda mensal das mpe rurais inseridas no programa tanque cheio (*); 3.Aumento médio por propriedade de R$ 99,23/mês ou 76,9% no poder aquisitivo de gêneros alimentícios (fonte: centro de processamento de dados da Agrovale Supermercado) das mpe rurais inseridas no programa tanque cheio (*); 4.Aumento médio por propriedade de R$ 205,44/mês ou 144,5% no poder aquisitivo de insumos agropecuários (fonte: centro de processamento de dados da Agrovale Gerência de Agronegócios / varejo) das mpe rurais inseridas no programa tanque cheio (*); 5.estradas (ver dados da prefeitura); 6.Serviços prestados pela patrulha agrícola (em anexo); 7.equipamentos, implementos e serviços; 8.construção/reformas de pontes e mata-burros; 9.Surgimento de lideranças locais. Segundo dados da cna (confederação nacional da Agricultura), para cada R$ ,00/ano de leite gera 197 empregos e para cada 1,00 gera 4,89 de pib. os dados atuais médios da cooperativa Agrovale têm 405 produtores de leite, cada produtor com 182 litros/dia totalizando litros /dia com valor médio pago ao produtor de R$0,63 resultando em um valor de R$46.337,00 ao dia, conforme dados da cooperativa Agrovale em anexo. 15

16 levantamento do programa tanque cheio os produtores cresceram em media sua produção em 117% em 2 anos. Se o programa tanque cheio assessorar os 405 produtores de leite da cooperativa Agrovale, aumentaria a produção para litros dia com o mesmo valor pago ao leite de R$0,63 daria um valor de R$ ,00/dia (R$ ,00/ano). com os dados da cna isso aumentaria 1900 novos empregos e R$ ,00 no pib do município. Somos sabedores que a receita do leite em quase sua totalidade gira no comercio local, fomentando assim as empresas locais. (*) levantamento realizado por amostragem, considerando quatro grupos de produtores, perfazendo um total de 41 (quarenta e uma) propriedades, compreendendo o período de janeiro de 2004 a dezembro de Histórico da Implantação desde 2001, o ano em que a Agrovale iniciou o programa tanque cheio, a prefeitura municipal de quirinópolis tem oferecido apoio às mpe rurais cadastradas no mesmo, restringindo-se, porém, à manutenção das estradas e alguns serviços de preparação de solo, e normalmente em caráter curativo, ou seja, corrigindo algum problema já existente, quando acionada por alguma mpe rural, ou pela própria cooperativa. A partir do ano de 2004, em que a administração atual assumiu a gestão municipal, esse apoio foi ampliado, e principalmente, migrado de curativo para preventivo. Houve uma grande aproximação com a cooperativa Agrovale, e conseqüentemente, com as mpe rurais cooperantes. essa aproximação permitiu identificar a abrangência e o potencial do programa tanque cheio, ao mesmo tempo, em que foi evidenciada a carência de fatores estruturantes para o seu desenvolvimento. Ao avaliarmos o contexto da situação, ficou clara a necessidade e até mesma a responsabilidade de um apoio maior por parte da administração municipal. procuramos então, os gestores do programa tanque cheio, com o objetivo de discutirmos uma participação realmente efetiva da prefeitura, que promovesse não só soluções para os problemas elencados, mas também a expansão e a sustentabilidade da atividade das mpe cadastradas no programa. Após várias reuniões, inclusive com a equipe técnica que coordena os trabalhos operacionais, chegamos a um formato de apoio, que nos levou a propor uma parceria com a Agrovale, que prontamente, por intermédio de sua diretoria e de seu comitê gerencial, manifestou-se de acordo. para assegurar a continuidade da parceria o prefeito municipal enviou para a câmara municipal de quirinópolis o projeto de lei que autoriza a prefeitura a firmar convênio com a cooperativa mista dos produtores Rurais do vale do paranaíba Agrovale e contém outras providências. então, a lei n 2.687, de 13 de novembro 2007 (ver anexo), foi aprovada na câmara municipal de quirinópolis, sem nenhum voto contrário e sancionada pelo prefeito municipal. continuamos o diálogo com as famílias de mpe rurais e com a equipe técnica da Agrovale, para cuidarmos da elaboração formal do convênio. nessa oportunidade, constatamos outra necessidade vital para o sucesso do programa tanque cheio, a transformação do seu ambiente educacional, pois esse é o mais importante desafio que têm pela frente as forças capazes, em princípio, de levar adiante um pacto de desenvolvimento rural local. A tradição histórica brasileira própria das sociedades de passado escravista que dissocia o trabalho do conhecimento, persiste até hoje no meio rural. isso é verdade não só com relação aos assalariados agrícolas, mas também nas regiões de agricultura familiar. como em toda a América latina, persiste no Brasil o costume de que na propriedade paterna permanece aquele filho com menos vocação para o estudo. Aos mais dinâmicos e empreendedores todos apontam o caminho da migração como o mais promissor: os pais, os colegas, os professores e os próprios extensionistas. é claro que se forma assim um círculo vicioso entre a falta de oportunidades e a fragilidade dos talentos para explorá-las. o Brasil não possui, até hoje, um empenho de reflexão, elaboração e orientação quanto ao que deve ser a educação no meio rural. 16

17 Sem que os próprios produtores estejam conscientes das vantagens que o meio rural pode oferecer a uma estratégia de desenvolvimento baseada na formação de capital social no interior do país, será impossível a superação desse problema. é claro que se o meio rural representar aos olhos de quem mora lá sobretudo os mais jovens estagnação, conservadorismo e atraso, as chances de iniciativas inovadoras serão mínimas. é por isso que não se trata apenas de melhorar a escola rural ou de ampliar a realização de cursos profissionais, mas de modificar o conjunto do ambiente. já era um ideal da administração municipal a transformação do ambiente educacional, valorizando as práticas produtivas e a cultura técnica locais. é preciso transformar o ensino, ligando-o ao ambiente em que o educando está inserido. conscientes de tudo isso, e diante da evidente necessidade do nosso município, buscamos negociar junto ao cefet/rio verde uma forma de criarmos uma extensão do mesmo em quirinópolis. Após confirmar o interesse recíproco da direção Geral daquela instituição de ensino, encaminhamos imediatamente à câmara municipal de quirinópolis projeto de lei que autoriza o município de quirinópolis a firmar convênio de cooperação pedagógica com o cefet/rio verde, criando então a extensão cefet/quirinópolis. essa lei também foi aprovada pela câmara municipal e sancionada pelo prefeito de quirinópolis. entendemos que se a formação for estritamente profissional e não estiver associada à permanente busca de oportunidades locais de desenvolvimento, o máximo que poderá acontecer é que a região se torne uma exportadora de mão-de-obra com formação um pouco melhor que a média. por isso, atendendo à solicitação da administração municipal, o cefet/rio verde se dispôs a ajustar a grade de formação técnica de acordo com a demanda profissional local, priorizando a bovinocultura leiteira, nos moldes do programa tanque cheio e a atividade de produção de açúcar e álcool, outra importante atividade do nosso município. Ambos os convênios (ver anexos), o do município de quirinópolis com a Agrovale e o do município de quirinópolis com o cefet/rio verde, já foram elaborados e assinados na ocasião do v encontro de produtores de leite da Agrovale, na presença - e tendo-o como testemunha do Secretário da Agricultura, pecuária e Abastecimento do estado de Goiás, leonardo veloso do prado, dentre várias autoridades locais e estaduais e mais de 550 participantes do evento, entre famílias de mpe rurais do nosso município e da região e técnicos Investimentos Realizados Receitas Seq. Parceiro Valor Percentual (%) 01 Cooperativa Agrovale ,00 58,54 02 Empresa rural participante ,00 41,46 Totais ,00 100, Despesas Seq. Natureza Valor Percentual (%) 01 TÉCNICOS EM NÍVEL MÉDIO ,00 37,68 02 TÉCNICOS EM NÍVEL SUPERIOR ,00 11,93 03 REUNIÃO MENSAL ,00 14,66 04 ESCRITÓRIO ,00 1,68 17

18 Seq. Natureza Valor Percentual (%) 05 COORDENAÇÃO ,00 16,53 06 Infra estrutura- Estradas, ponte, roçagem, silagem, Transporte de calcário e cursos de processamento de produtos rural ,00 17,53 Totais ,00 100, Relato dos Beneficiados Nome: eliana Alves Rodrigues Telefone: Av. dom pedro i, 32 centro quirinópolis/go - fone: (64) Relação: participante do projeto tanque cheio esposa de empresário Rural - na região do Rosa faz. São josé. Relato: meu nome é eliane, eu faço parte do projeto tanque cheio da região do Rosa. é um grupo novo e a gente conseguiu o apoio da Agrovale há dois anos e estamos desenvolvendo. A prefeitura desempenha um papel importante, e ela tem nos oferecido uma certa assistência no que diz respeito a estrada. logo no início do mandato do prefeito, ele fez um serviços nas estradas que foi muito importante, muito significativo, mas no que diz respeito a outro tipo de assistência a gente não tem buscado. A Agrovale tem feito essa parte de procurar o que for preciso, para estar nos atendendo, junto ao prefeito e às demais pessoas responsável pelos departamentos da prefeitura. no que diz respeito à Agrovale ela tem nos oferecido uma assistência muito direta, tanto na parte pessoal como na parte técnica. ela tem oferecido para nós: treinamento, isso ajuda muito. todo ano ela oferece treinamento pessoal, treinamento técnico, disponibiliza o técnico para estar dando assistência pra nós. Acontece todo ano: reuniões mensais, reuniões anuais, reuniões com as mulheres, com os casais, com os grupos do tanque cheio, igual esse evento que está acontecendo hoje (v encontro dos produtores de leite da Agrovale). mas o que eu posso dizer é que a assistência tanto da prefeitura como da Agrovale tem sido satisfatória no que diz respeito à nossa atividade (leiteira). quer dizer: qualquer um dos outros grupos tem uma necessidade diferenciada, cada um tem a sua necessidade. A gente observa que, pelo menos nos grupos que eu já visitei, o que é pedido, o que é solicitado à prefeitura e à Agrovale elas tem oferecido aquilo às pessoas que tem cobrado dela. Agora pra nós, lá na nossa região ainda é um início, a gente não está dependendo tanto da prefeitura. nem no mandato anterior, do outro prefeito, nem desse mandato atual, desse prefeito agora. o motivo não é político, é realmente necessidade mesmo, enquanto os outros grupos, pelo menos que eu visitei, são pessoas de pequenas propriedades, que não tem um maquinário pra estar fazendo o serviço. A gente sabe que toda a parte técnica, de cultura da terra, necessita do maquinário pra fazer o plantio, pra fazer a colheita e são pequenos produtores que às vezes não tem um trator, com exceção do grupo do Salgado que tem uma associação. com essa união deles, que são pequenos produtores, conseguiram comprar maquinário. mas ainda depende da prefeitura no que diz respeito à estruturação e desenvolvimento além do que eles já conseguiram até agora. então a gente percebe que até um certo ponto a gente consegue se virar sozinho, então daí pra frente a gente vê a necessidade de estar juntando isso que está acontecendo hoje aqui. parceria pra que a gente consiga desenvolver um pouco mais. Até um certo ponto a gente consegue sozinho, daí pra frente não dá. Acho que é por aí. A Agrovale, tem oferecido todo o suporte que a gente precisa. A gente busca uma aproximação, hoje foi falado muito sobre a confiança, sobre a fidelidade, então assim quem tem buscado, cobrado dela, quem tem aproximado pra buscar essa assistência, tem conseguido. Aquelas pessoas que, às vezes, não tem buscado essa assistência, também tem conseguido, mas, às vezes, num grau menor, mas o que eu percebo é que: se você procura, se você cobra, se você dá de você, se você mostra que você quer de verdade, que precisa dela para ele estar te ajudando, ele está pronto para te atender. A prefeitura, eu acredito que nesse sentido se ela já ofereceu essa parceria pra Agrovale com esse programa do 18

19 Sinergia que hoje é o programa do tanque cheio é porque ela também está disposta a ajudar aquelas pessoas que realmente tiver interesse em se desenvolver. Nome: ivando custódio cabral Telefone: Rua Santa vitória, 15 centro quirinópolis/go - fone: (64) Relação: participante do projeto tanque cheio empresário Rural Relato: participante na região do Salgado e cooperante da copps Associação dos pequenos produtores cachoeirinha do Rio preto e Salgado. Hoje pra mim é uma alegria estar aqui, eu participo também da equipe da Agrovale. então quando a gente participa de um evento assim, que a gente vê algo que a gente acredita e que possa trazer benefício, trazer dignidade pras pessoas, isso é louvável. eu penso que é motivo da gente agradecer à deus, pedir pra que deus possa estar iluminando a mente, o coração dessas pessoas que estão muito dispostas a trabalhar, assumindo aí esse compromisso. quando a gente começou participando desse primeiro projeto da Agrovale, projeto tanque cheio, a gente viu que ele foi tomando uma dimensão grande. A região que eu represento, região lá do Salgado, onde nós temos uma associação, eu sou presidente daquela associação. e a gente, eu acho que, foi uma das primeiras comunidades que realmente fez uma parceria assim com a Agrovale nesse projeto tanque cheio. A princípio a gente pensou que ia só ficar no projeto e hoje a gente vê o projeto tomando uma dimensão grande, aí hoje já se falando em Sinergia, e tudo isso, uma coisa vai ligando a outra e vai trazendo outro e outro benefício e vai também à realidade, as necessidades que as pessoas têm, e aí o projeto em si vai assim preenchendo e querendo trazer resultado. quando a gente vê hoje a assinatura de um convênio com todas essas parcerias e trazendo aqui pra nossa região o cefet. pra mim é uma alegria muito grande, eu posso dizer pra você, acredito, eu fui o primeiro que falei uma vez com o leonardo veloso a respeito do cefet. pensando em fazer uma extensão lá pra região do Salgado e ele achou interessante. o diretor do cefet esteve lá na minha região olhando, achou muito que era possível, mas aí foi tomando uma dimensão maior e pra isso a gente necessitaria do apoio e também da parceria da prefeitura. Aí o prefeito achou por bem que trouxesse aqui pra cidade e pudesse depois estar trazendo esses alunos, esses jovens, pra cá. para assim estar recebendo aqui essa formação. então é um passo fundamental que a gente vê, quando um dia eu tive oportunidade numa reunião do tanque cheio, que estava lá o prefeito e outras autoridades que eu pude relatar pra ele como que era nossa visão. enquanto que o pequeno produtor muitas vezes não tinha tanto beneficio, não era assim tão bem visto. eu tentei mostrar que o pequeno produtor, esse produtor de leite, se a gente olhar com carinho ele é o que mais contribui para o município. porque, ele entrega seu leite aqui no município e contribui com os impostos aqui para o município e ele também gasta o seu dinheiro aqui no próprio município e essa renda é uma renda mensal. então todo mês esse produtor está aqui fazendo acontecer a riqueza do município. então eu penso que isso faz com que o prefeito também abra os olhos e veja que a necessidade do município está em investir nessas pequenas propriedades. eu dizia naquela época: se o prefeito realmente olhar isso com carinho ele vai perceber que quanto mais ele investe no pequeno produtor, mais o seu município está crescendo, porque investindo lá na pequena propriedade, o benefício vai acontecer aqui no município. então daí parece que o prefeito está tendo realmente essa visão que deixa a gente assim bem feliz de ver essa caminhada. esperamos que continue, que não fique só por aqui, mas que possa expandir bem mais ainda e que o nosso município possa atingir a meta da Agrovale, de beneficiar quatrocentos produtores participando da parceria do tanque cheio, que nada mais é que uma busca da dignidade da vida. A minha região, a respeito da educação está bem servida, nós temos lá hoje praticamente uns duzentos alunos, que vai desde o ensino médio, fundamental. é tudo realizado naquela escola e que tem toda uma assistência aqui da secretaria municipal da educação, que sempre vem dando um respaldo e que é um ensino muito bom, tanto que os alunos de lá sempre tem prestado vestibular e têm passado. estão aí progredindo e eu tive oportunidade 19

20 de trabalhar naquela escola desde o início, até depois que eu aposentei, então a gente sempre teve tanto dos prefeitos anteriores como desse agora, do doutor Gilmar, esse apoio, esse carinho pela educação lá da nossa região. olhando para o preparo do solo, sempre tem sido atendido aquela região com máquinas que estão lá, sempre preparando o solo ou ajudando a preparar o solo. na questão de estradas e pontes, tem atendido os produtores uma vez que é preciso que os produtores também entrem com uma parceria, dando ou fazendo também alguma coisa. Alguma coisa está sendo feita, eu penso que isto é o resultado de uma caminhada de consciência aonde a parceria, a somatória de todos os esforços tanto da prefeitura quanto das pessoas, dos produtores, vem trazer benefícios para a região, para o crescimento da região. Nome: lucimar ferreira martins pinto Telefone: Rua Alegre, 264 centro quirinópolis/go - fone: (64) Relação: participante do projeto tanque cheio empresário Rural Relato: Só quero antes de iniciar, deixar uma coisa aqui: nós somos os pioneiros do projeto tanque cheio, então o nosso trabalho antes do projeto era muito difícil. A gente tinha uma renda muito baixa, eu diria até precária a nossa renda e depois que a gente começou no projeto as coisas melhoraram bastante, porque a nossa renda mais que triplicou, a gente hoje tem uma renda muito boa, graças à deus. é muito trabalhoso, a gente trabalha muito, mas vale a pena. é compensador. quanto ao trabalho da prefeitura, antes do projeto era muito difícil, porque nossa propriedade é um tanto distante, é bem afastada. então, até a assistência com a estrada era muito difícil e a prefeitura desde que a gente entrou no projeto, a gente começou a trabalhar e tem uma ponte que era necessária, era muito importante, quando a gente colocou o tanque pra coleta de leite, então essa ponte era extremamente necessária e com a ajuda, com o trabalho do tanque cheio a gente já começou a ter mais assistência. A gente conseguiu na gestão anterior, uma ponte que era um sonho da família de 40 anos, era há 40 anos, um sonho de conseguir essa ponte e a gente conseguiu. A gente começou no projeto em 98. não era só um projeto com assistência técnica, tinha palestra técnica que é diferente e hoje a gente tem assistência e essa ponte chegou no primeiro ano. A gente então logo no início conseguiu essa ponte antes da ponte ser construída para leva leite no tanque a gente tinha que passa por dentro do córrego e se o córrego tivesse cheio não tinha como, então foi em 98 que essa ponte chegou. é, o prefeito vem posicionando muito bem, desde que ele assumiu ele vem mostrando interesse pelo grupo, pelo projeto, aliás. em 2004 a gente começou a reforma, ele dispôs tratores para a gradagem do solo. A gente fez uma silagem, ele dispôs, também, o trator pra compactar o silo. então assim ele vem dando uma assistência e vem mostrando interesse. e agora com essa assinatura, ele aderiu de vez mesmo, a gente vê que ele abraçou o projeto. A expectativa é muito grande porque a gente vê que vai ser muito positivo o resultado, porque são mais forças. e somando mais forças, então a gente viu que ele já assinou e vai pagar mais técnicos de nível superior, não sei exato quantos, mas a gente sabe que já dispôs a verba. Sobre o cefet, é um sonho isso, é uma felicidade muito grande. Hoje, pra mim é um dia d eu diria um dia X mesmo. eu estou muito feliz porque é um sonho meu, dos meus filhos, do meu esposo e de toda a família, porque eu tenho três filhos e dois só sabem falar que quer ir pro cefet, que forma técnicos em agropecuária. Hoje inclusive, o mais velho está pra Rio verde fazendo a prova, amanhã 8 horas da manhã ele vai fazer a prova. e a menina do meio, também só sabe falar, a flaviene que está com 14 anos, que ela quer fazer o curso técnico. então assim, a gente está muito feliz. A gente vê que o prefeito tomou a decisão certa. eu vinha cobrando, a gente vem em cima, pelejando, mas a gente sabia que o prefeito ia tomar a decisão na hora certa e, graças à deus, a gente está muito feliz, nossa, é muita felicidade mesmo. quando o técnico não está, o nosso trabalho hoje ele gira em cima de uma mesa quase, porque se a gente precisa fazer uma divisão de lote de vacas, a gente busca as ficha, então a gente está sempre ligando para o técnico. Às vezes ele num está ali, mas a gente precisa tomar uma decisão, antes a gente liga pra ele, tanto o técnico de nível médio como o de nível superior, então a gente liga olha eu preciso de fazer isso, como que eu faço?, então é assim o trabalho é dividido em toda a família. quando você pergunta quantos empregos diretos, eu diria que hoje a gente tem 5 funcionário na fazenda, incluindo nós dois e os três filho. porque a gente, se não fosse esse projeto, talvez não estaríamos mais na fazenda, 20

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor CATEGORIA: TURISMO DE EXCELÊNCIA

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor CATEGORIA: TURISMO DE EXCELÊNCIA Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor Vencedores Estaduais na categoria Promoção do turismo de excelência CATEGORIA: TURISMO DE EXCELÊNCIA Município de Nova Friburgo RJ Vencedores do 4º

Leia mais

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor CATEGORIA: REGIÃO SUDESTE PLANEJAMENTO

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor CATEGORIA: REGIÃO SUDESTE PLANEJAMENTO Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor Vencedores Estaduais em várias categorias CATEGORIA: REGIÃO SUDESTE PLANEJAMENTO Município de Três Marias MG Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito

Leia mais

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor CATEGORIA: TRATAMENTO DIFERENCIADO

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor CATEGORIA: TRATAMENTO DIFERENCIADO Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor Vencedores Estaduais na categoria Tratamento diferenciado CATEGORIA: TRATAMENTO DIFERENCIADO Município de Itapecuru Mirim MA Vencedores do 4º Prêmio

Leia mais

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor Vencedores Estaduais na categoria Grandes Cidades CATEGORIA: GRANDES CIDADES Município de BOA VISTA RR Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor

Leia mais

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor CATEGORIA: GRANDES CIDADES

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor CATEGORIA: GRANDES CIDADES Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor Vencedores Estaduais na categoria Grandes Cidades CATEGORIA: GRANDES CIDADES Município de Feira de Santana BA Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito

Leia mais

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor CATEGORIA: GRANDES CIDADES

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor CATEGORIA: GRANDES CIDADES Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor Vencedores Estaduais na categoria Grandes Cidades CATEGORIA: GRANDES CIDADES Município de Santa Luzia MG Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor

Leia mais

SEU MUNICÍPIO COM FOCO NO DESENVOLVIMENTO. Vencedores do V Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor 2007 2008 MUNICÍPIO DE FOZ DO IGUAÇU (PR)

SEU MUNICÍPIO COM FOCO NO DESENVOLVIMENTO. Vencedores do V Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor 2007 2008 MUNICÍPIO DE FOZ DO IGUAÇU (PR) SEU MUNICÍPIO COM FOCO NO DESENVOLVIMENTO Vencedores do V Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor 2007 2008 MUNICÍPIO DE FOZ DO IGUAÇU (PR) VENCEDOR ESTADUAL DESTAQUE TEMÁTICO ESTÍMULO A FORMALIZAÇÃO SEU

Leia mais

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor CATEGORIA: TURISMO DE EXCELÊNCIA

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor CATEGORIA: TURISMO DE EXCELÊNCIA Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor Vencedores Estaduais na categoria Promoção do turismo de excelência CATEGORIA: TURISMO DE EXCELÊNCIA Município de Santo Antônio da Patrulha RS Vencedores

Leia mais

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor CATEGORIA: GRANDES CIDADES

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor CATEGORIA: GRANDES CIDADES Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor Vencedores Estaduais na categoria Grandes Cidades CATEGORIA: GRANDES CIDADES Município de Cuiabá MT Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor

Leia mais

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor CATEGORIA: TURISMO DE EXCELÊNCIA

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor CATEGORIA: TURISMO DE EXCELÊNCIA Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor Vencedores Estaduais na categoria Promoção do turismo de excelência CATEGORIA: TURISMO DE EXCELÊNCIA Município de Praia Grande SP Vencedores do 4º

Leia mais

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor CATEGORIA: TRATAMENTO DIFERENCIADO

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor CATEGORIA: TRATAMENTO DIFERENCIADO Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor Vencedores Estaduais na categoria Tratamento diferenciado CATEGORIA: TRATAMENTO DIFERENCIADO Município de Pelotas RS Vencedores do 4º Prêmio Sebrae

Leia mais

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor CATEGORIA: PLANEJAMENTO

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor CATEGORIA: PLANEJAMENTO Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor Vencedores Estaduais na categoria PLANEJAMENTO CATEGORIA: PLANEJAMENTO Município de Florânia RN Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor

Leia mais

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor CATEGORIA: PLANEJAMENTO

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor CATEGORIA: PLANEJAMENTO Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor Vencedores Estaduais na categoria PLANEJAMENTO CATEGORIA: PLANEJAMENTO Município de Santana AP Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor

Leia mais

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor CATEGORIA:

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor CATEGORIA: Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor VENCEDOR NACIONAL CATEGORIA: Royalties e Compensações Financeiras Município de Coari am Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor VENCEDOR

Leia mais

O DESENVOLVIMENTO DO SEU MUNICÍPIO

O DESENVOLVIMENTO DO SEU MUNICÍPIO O DESENVOLVIMENTO DO SEU MUNICÍPIO Vencedores do 7º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor (2011-2012) PASSA PELAS SUAS MÃOS Vencedores do VII Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor 2011 2012 Categoria Médios

Leia mais

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor CATEGORIA:

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor CATEGORIA: Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor VENCEDOR NACIONAL CATEGORIA: Região SUL Município de Chapecó SC Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor VENCEDOR NACIONAL CATEGORIA: Região

Leia mais

O DESENVOLVIMENTO DO SEU MUNICÍPIO

O DESENVOLVIMENTO DO SEU MUNICÍPIO O DESENVOLVIMENTO DO SEU MUNICÍPIO Vencedores do 7º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor (2011-2012) PASSA PELAS SUAS MÃOS Vencedores do VII Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor 2011 2012 VENCEDOR ESTADUAL

Leia mais

Vencedor Estadual Pequenos Negócios no Campo COMO MUDAR A PERSPECTIVA DE SUA CIDADE. Município de Lucrécia (RN)

Vencedor Estadual Pequenos Negócios no Campo COMO MUDAR A PERSPECTIVA DE SUA CIDADE. Município de Lucrécia (RN) COMO MUDAR A PERSPECTIVA DE SUA CIDADE O desenvolvimento acontece com a força dos Pequenos Negócios Vencedores do 8º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor (2013-2014) Vencedor Estadual Pequenos Negócios

Leia mais

Vencedor Estadual Novos Projetos

Vencedor Estadual Novos Projetos COMO MUDAR A PERSPECTIVA DE SUA CIDADE O desenvolvimento acontece com a força dos Pequenos Negócios Vencedores do 8º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor (2013-2014) Vencedor Estadual Novos Projetos Município

Leia mais

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor CATEGORIA: PLANEJAMENTO

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor CATEGORIA: PLANEJAMENTO Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor Vencedores Estaduais na categoria PLANEJAMENTO CATEGORIA: PLANEJAMENTO Município de Sorriso MT Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor

Leia mais

O DESENVOLVIMENTO MUNICIPAL SAIU DO PAPEL. Vencedores do VI Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor 2009 2010 MUNICÍPIO DE CAÇADOR SC

O DESENVOLVIMENTO MUNICIPAL SAIU DO PAPEL. Vencedores do VI Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor 2009 2010 MUNICÍPIO DE CAÇADOR SC O DESENVOLVIMENTO MUNICIPAL SAIU DO PAPEL Vencedores do VI Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor 2009 2010 MUNICÍPIO DE CAÇADOR SC VENCEDOR ESTADUAL (SC) CATEGORIA: EDUCAÇÃO EMPREENDEDORA E INOVAÇÃO O DESENVOLVIMENTO

Leia mais

SEU MUNICÍPIO COM FOCO NO DESENVOLVIMENTO. Vencedores do V Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor 2007 2008 MUNICÍPIO DE NEÓPOLIS (SE) VENCEDOR ESTADUAL

SEU MUNICÍPIO COM FOCO NO DESENVOLVIMENTO. Vencedores do V Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor 2007 2008 MUNICÍPIO DE NEÓPOLIS (SE) VENCEDOR ESTADUAL SEU MUNICÍPIO COM FOCO NO DESENVOLVIMENTO Vencedores do V Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor 2007 2008 MUNICÍPIO DE NEÓPOLIS (SE) VENCEDOR ESTADUAL DESTAQUE TEMÁTICO COMPRAS GOVERNAMENTAIS SEU MUNICÍPIO

Leia mais

Vencedor Estadual Compras Governamentais COMO MUDAR A PERSPECTIVA DE SUA CIDADE. Município de Bom Jesus (RN)

Vencedor Estadual Compras Governamentais COMO MUDAR A PERSPECTIVA DE SUA CIDADE. Município de Bom Jesus (RN) COMO MUDAR A PERSPECTIVA DE SUA CIDADE O desenvolvimento acontece com a força dos Pequenos Negócios Vencedores do 8º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor (2013-2014) Vencedor Estadual Compras Governamentais

Leia mais

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor CATEGORIA:

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor CATEGORIA: Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor VENCEDOR NACIONAL CATEGORIA: Grandes Cidades Município de Embu das Artes sp Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor VENCEDOR NACIONAL

Leia mais

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor CATEGORIA: TRATAMENTO DIFERENCIADO

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor CATEGORIA: TRATAMENTO DIFERENCIADO Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor Vencedores Estaduais na categoria Tratamento diferenciado CATEGORIA: TRATAMENTO DIFERENCIADO Município de Irauçuba CE Vencedores do 4º Prêmio Sebrae

Leia mais

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor CATEGORIA: REGIÃO NORDESTE

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor CATEGORIA: REGIÃO NORDESTE Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor Vencedores Estaduais na categoria REGIONAL CATEGORIA: REGIÃO NORDESTE Município de Pedreiras MA Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor

Leia mais

Finalista Estadual Lei Geral Implementada

Finalista Estadual Lei Geral Implementada COMO MUDAR A PERSPECTIVA DE SUA CIDADE O desenvolvimento acontece com a força dos Pequenos Negócios Vencedores do 8º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor (2013-2014) Finalista Estadual Lei Geral Implementada

Leia mais

Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste

Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste O que é FCO? O Fundo de Financiamento do Centro-Oeste (FCO) é um fundo de crédito criado pela Constituição Federal de 1988 com o objetivo de promover

Leia mais

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor CATEGORIA: TURISMO DE EXCELÊNCIA

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor CATEGORIA: TURISMO DE EXCELÊNCIA Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor Vencedores Estaduais na categoria Promoção do turismo de excelência CATEGORIA: TURISMO DE EXCELÊNCIA Município de Alcântara ma Vencedores do 4º Prêmio

Leia mais

O DESENVOLVIMENTO MUNICIPAL SAIU DO PAPEL. Vencedores do VI Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor 2009 2010 MUNICÍPIO DE PESQUEIRA PE

O DESENVOLVIMENTO MUNICIPAL SAIU DO PAPEL. Vencedores do VI Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor 2009 2010 MUNICÍPIO DE PESQUEIRA PE O DESENVOLVIMENTO MUNICIPAL SAIU DO PAPEL Vencedores do VI Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor 2009 2010 MUNICÍPIO DE PESQUEIRA PE VENCEDOR ESTADUAL (PE) CATEGORIA: COMPRAS GOVERNAMENTAIS O DESENVOLVIMENTO

Leia mais

Vencedor Estadual Pequenos Negócios no Campo COMO MUDAR A PERSPECTIVA DE SUA CIDADE. Município de Pedrinhas (SE)

Vencedor Estadual Pequenos Negócios no Campo COMO MUDAR A PERSPECTIVA DE SUA CIDADE. Município de Pedrinhas (SE) COMO MUDAR A PERSPECTIVA DE SUA CIDADE O desenvolvimento acontece com a força dos Pequenos Negócios Vencedores do 8º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor (2013-2014) Vencedor Estadual Pequenos Negócios

Leia mais

Finalista Estadual Novos Projetos

Finalista Estadual Novos Projetos COMO MUDAR A PERSPECTIVA DE SUA CIDADE O desenvolvimento acontece com a força dos Pequenos Negócios Vencedores do 8º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor (2013-2014) Finalista Estadual Novos Projetos Município

Leia mais

O DESENVOLVIMENTO DO SEU MUNICÍPIO

O DESENVOLVIMENTO DO SEU MUNICÍPIO O DESENVOLVIMENTO DO SEU MUNICÍPIO Vencedores do 7º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor (2011-2012) PASSA PELAS SUAS MÃOS Vencedores do VII Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor 2011 2012 Categoria Promoção

Leia mais

Vencedor Estadual Pequenos Negócios no Campo COMO MUDAR A PERSPECTIVA DE SUA CIDADE. Município de Guaçuí (ES)

Vencedor Estadual Pequenos Negócios no Campo COMO MUDAR A PERSPECTIVA DE SUA CIDADE. Município de Guaçuí (ES) COMO MUDAR A PERSPECTIVA DE SUA CIDADE O desenvolvimento acontece com a força dos Pequenos Negócios Vencedores do 8º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor (2013-2014) Vencedor Estadual Pequenos Negócios

Leia mais

Vencedor Estadual Pequenos Negócios no Campo COMO MUDAR A PERSPECTIVA DE SUA CIDADE. Município de Gurjão (PB)

Vencedor Estadual Pequenos Negócios no Campo COMO MUDAR A PERSPECTIVA DE SUA CIDADE. Município de Gurjão (PB) COMO MUDAR A PERSPECTIVA DE SUA CIDADE O desenvolvimento acontece com a força dos Pequenos Negócios Vencedores do 8º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor (2013-2014) Vencedor Estadual Pequenos Negócios

Leia mais

O DESENVOLVIMENTO MUNICIPAL SAIU DO PAPEL. Vencedores do VI Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor 2009 2010 MUNICÍPIO DE SAPÉ PB VENCEDOR ESTADUAL (PB)

O DESENVOLVIMENTO MUNICIPAL SAIU DO PAPEL. Vencedores do VI Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor 2009 2010 MUNICÍPIO DE SAPÉ PB VENCEDOR ESTADUAL (PB) O DESENVOLVIMENTO MUNICIPAL SAIU DO PAPEL Vencedores do VI Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor 2009 2010 MUNICÍPIO DE SAPÉ PB VENCEDOR ESTADUAL (PB) CATEGORIA: REGIÃO NORDESTE O DESENVOLVIMENTO MUNICIPAL

Leia mais

Vencedor Estadual Lei Geral Implementada

Vencedor Estadual Lei Geral Implementada COMO MUDAR A PERSPECTIVA DE SUA CIDADE O desenvolvimento acontece com a força dos Pequenos Negócios Vencedores do 8º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor (2013-2014) Vencedor Estadual Lei Geral Implementada

Leia mais

II Concurso de Artigos de Agentes de Desenvolvimento, 2014

II Concurso de Artigos de Agentes de Desenvolvimento, 2014 II Concurso de Artigos de Agentes de Desenvolvimento, 2014 FORTALECIMENTO DOS PEQUENOS EMPREENDIMENTOS NA CIDADE DE MONTES CLAROS ATRAVÉS DA IMPLEMENTAÇÃO DA LEI GERAL DAS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS E AÇÕES

Leia mais

O DESENVOLVIMENTO MUNICIPAL SAIU DO PAPEL. Vencedores do VI Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor 2009 2010 MUNICÍPIO DE PALMAS TO

O DESENVOLVIMENTO MUNICIPAL SAIU DO PAPEL. Vencedores do VI Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor 2009 2010 MUNICÍPIO DE PALMAS TO O DESENVOLVIMENTO MUNICIPAL SAIU DO PAPEL Vencedores do VI Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor 2009 2010 MUNICÍPIO DE PALMAS TO VENCEDOR ESTADUAL (TO) CATEGORIA: REGIÃO NORTE O DESENVOLVIMENTO MUNICIPAL

Leia mais

AGRICULTURA FAMILIAR UM BOM NEGÓCIO PARA O DESENVOLVIMENTO LOCAL PREFEITO

AGRICULTURA FAMILIAR UM BOM NEGÓCIO PARA O DESENVOLVIMENTO LOCAL PREFEITO AGRICULTURA FAMILIAR UM BOM NEGÓCIO PARA O DESENVOLVIMENTO LOCAL PREFEITO Copyright 2014. Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas Sebrae. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. A reprodução não

Leia mais

INSTRUMENTOS DE DESENVOLVIMENTO DAS MPEs OFERTADOS PELO SEBRAE. Palestra para o Conselho Regional de Administração

INSTRUMENTOS DE DESENVOLVIMENTO DAS MPEs OFERTADOS PELO SEBRAE. Palestra para o Conselho Regional de Administração INSTRUMENTOS DE DESENVOLVIMENTO DAS MPEs OFERTADOS PELO SEBRAE Palestra para o Conselho Regional de Administração 1 O QUE É O SEBRAE? 2 O Sebrae O Serviço de Apoio às Micros e Pequenas Empresas da Bahia

Leia mais

PROJETO GOIÁS ASSOCIAÇÃO DOS JOVENS EMPREENDEDORES E EMPRESÁRIOS DE GOIÁS

PROJETO GOIÁS ASSOCIAÇÃO DOS JOVENS EMPREENDEDORES E EMPRESÁRIOS DE GOIÁS PROJETO GOIÁS PROJETO AGROJOVEM AJE-GOIÁS CONTEXTO Uma das principais preocupações da agricultura na atualidade é a sucessão nas propriedades rurais, não somente aqui no Brasil, mas como em grandes países

Leia mais

PLANEJAMENTO E ESTRATÉGIAS 1. O CENÁRIO DO SETOR AGROPECUÁRIO BRASILEIRO

PLANEJAMENTO E ESTRATÉGIAS 1. O CENÁRIO DO SETOR AGROPECUÁRIO BRASILEIRO PLANEJAMENTO E ESTRATÉGIAS 1. O CENÁRIO DO SETOR AGROPECUÁRIO BRASILEIRO A economia brasileira tem passado por rápidas transformações nos últimos anos. Neste contexto ganham espaço novas concepções, ações

Leia mais

A cadeia produtiva do leite, uma possibilidade de comércio justo e solidário no Brasil Arnoldo de Campos 1

A cadeia produtiva do leite, uma possibilidade de comércio justo e solidário no Brasil Arnoldo de Campos 1 A cadeia produtiva do leite, uma possibilidade de comércio justo e solidário no Brasil Arnoldo de Campos 1 A produção de leite no Brasil envolvia quase 1,8 milhão de estabelecimentos produtores, segundo

Leia mais

Finalista Estadual Desburocratização COMO MUDAR A PERSPECTIVA DE SUA CIDADE. Municipio de Pintópolis MG

Finalista Estadual Desburocratização COMO MUDAR A PERSPECTIVA DE SUA CIDADE. Municipio de Pintópolis MG Vencedores do 8º Prêmio Sebrae COMO MUDAR A PERSPECTIVA DE SUA CIDADE O desenvolvimento acontece com a força dos Pequenos Negócios Vencedores do 8º Prêmio Sebrae Finalista Estadual Desburocratização Municipio

Leia mais

Atlas Digital de MINAS GERAIS 1 de 18

Atlas Digital de MINAS GERAIS 1 de 18 Atlas Digital de MINAS GERAIS 1 de 18 Características Agropecuárias A sociedade brasileira viveu no século XX uma transformação socioeconômica e cultural passando de uma sociedade agrária para uma sociedade

Leia mais

Vencedores Estadual - Melhor Projeto

Vencedores Estadual - Melhor Projeto COMO MUDAR A PERSPECTIVA DE SUA CIDADE O desenvolvimento acontece com a força dos Pequenos Negócios Vencedores do 8º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor (2013-2014) Vencedores Estadual - Melhor Projeto

Leia mais

Estado do Rio Grande do Sul Prefeitura Municipal de Ronda Alta. Construindo hoje um futuro melhor.

Estado do Rio Grande do Sul Prefeitura Municipal de Ronda Alta. Construindo hoje um futuro melhor. Estado do Rio Grande do Sul Gestão Pública P de Qualidade Construindo hoje um futuro melhor. CARACTERIZAÇÃO DO MUNICÍPIO Porte: Pequeno. População: 10.051 Urbana: 5.663 Rural: 4.338 Área Total= 418,69

Leia mais

Boletim de Serviços Financeiros

Boletim de Serviços Financeiros PRODUTOS DE INFORMAÇ ÃO E INTELIGÊNCIA D E MERCADOS Boletim de Serviços Financeiros BOLETIM DO SERVIÇO B RASILEIRO DE APOIO À S MICRO E PEQUENAS E MPRESAS WWW.SEBRAE.COM.BR 0800 570 0800 PERÍODO: JULHO/2014

Leia mais

XIII SEMINARIO INTERNACIONAL DO COMITÉ DE INTEGRACIÓN LATINO EUROPA-AMÉRICA

XIII SEMINARIO INTERNACIONAL DO COMITÉ DE INTEGRACIÓN LATINO EUROPA-AMÉRICA XIII SEMINARIO INTERNACIONAL DO COMITÉ DE INTEGRACIÓN LATINO EUROPA-AMÉRICA AMÉRICA PAINEL: Políticas de Facilitação de Créditos para o Desenvolvimento das Pequenas e Médias Empresas (PMES). HENRIQUE Jorge

Leia mais

Vencedor Estadual Lei Geral Implementada

Vencedor Estadual Lei Geral Implementada COMO MUDAR A PERSPECTIVA DE SUA CIDADE O desenvolvimento acontece com a força dos Pequenos Negócios Vencedores do 8º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor (2013-2014) Vencedor Estadual Lei Geral Implementada

Leia mais

Especialistas em pequenos negócios / 0800 570 0800 / sebrae.com.br

Especialistas em pequenos negócios / 0800 570 0800 / sebrae.com.br Especialistas em pequenos negócios / 0800 570 0800 / sebrae.com.br NO CAMPO: UMA FAMÍLIA DE SOLUÇÕES EDUCACIONAIS PARA PRODUTORES RURAIS. TODA MINHA FAMÍLIA VIVE DA PRODUÇÃO RURAL. E MAIS DE CINCO MILHÕES

Leia mais

INCLUSÃO PRODUTIVA. 3 - O governo estadual desenvolve ações, programas ou projetos de inclusão produtiva para a geração de trabalho e renda?

INCLUSÃO PRODUTIVA. 3 - O governo estadual desenvolve ações, programas ou projetos de inclusão produtiva para a geração de trabalho e renda? 1 - Existe algum tipo de estudo setorial e/ou diagnóstico socioeconômico do estado que tenha sido realizado no período entre 2010 e 2014? 1 Sim 1.1 - Ano do diagnóstico: Não (passe para 2 o quesito 3)

Leia mais

Vencedor Estadual Novos Projetos

Vencedor Estadual Novos Projetos COMO MUDAR A PERSPECTIVA DE SUA CIDADE O desenvolvimento acontece com a força dos Pequenos Negócios Vencedores do 8º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor (2013-2014) Vencedor Estadual Novos Projetos Município

Leia mais

negócios agroindustriais

negócios agroindustriais graduação administração linha de formação específica negócios agroindustriais Características gerais A Linha de Formação Específica de Negócios Agroindustriais da Univates visa ao desenvolvimento de competências

Leia mais

Vencedor Estadual Melhor Projeto

Vencedor Estadual Melhor Projeto COMO MUDAR A PERSPECTIVA DE SUA CIDADE O desenvolvimento acontece com a força dos Pequenos Negócios Vencedores do 8º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor (2013-2014) Vencedor Estadual Melhor Projeto Município

Leia mais

Leite. A utilização de softwares no gerenciamento produtivo de pequenas propriedades. relatório de inteligência. Abril 2014

Leite. A utilização de softwares no gerenciamento produtivo de pequenas propriedades. relatório de inteligência. Abril 2014 Leite relatório de inteligência Abril 2014 A utilização de softwares no gerenciamento produtivo de pequenas propriedades A rotina em uma propriedade leiteira exige acompanhamento e atenção em todos os

Leia mais

SUMÁRIO. Apresentação... IX Prefácio... XI

SUMÁRIO. Apresentação... IX Prefácio... XI SUMÁRIO Apresentação... IX Prefácio... XI 1. INTRODUÇÃO À GESTÃO DE FROTAS... 1 1.1. Introdução... 1 1.2. Considerações sobre a Estrutura do Transporte Rodoviário no Brasil... 2 1.3. A Estrutura Organizacional

Leia mais

Propostas de Políticas OS PEQUENOS NEGÓCIOS COMO FORÇA INDUTORA PARA O DESENVOLVIMENTO LOCAL

Propostas de Políticas OS PEQUENOS NEGÓCIOS COMO FORÇA INDUTORA PARA O DESENVOLVIMENTO LOCAL Propostas de Políticas OS PEQUENOS NEGÓCIOS COMO FORÇA INDUTORA PARA O DESENVOLVIMENTO LOCAL CANDIDATOS A PREFEITOS E PREFEITAS MUNICIPAIS Pleito Eleitoral 2012 PROPOSTAS DE POLÍTICAS PÚBLICAS PARA A PROMOÇÃO

Leia mais

Categoria Negócios Sustentáveis. Artesanato - Plano de Negócio DRS. Nome do Projeto: Artesanato da Taboa. Agência Responsável: 2440 Piaçabuçu AL

Categoria Negócios Sustentáveis. Artesanato - Plano de Negócio DRS. Nome do Projeto: Artesanato da Taboa. Agência Responsável: 2440 Piaçabuçu AL Categoria Negócios Sustentáveis Artesanato - Plano de Negócio DRS Nome do Projeto: Artesanato da Taboa Agência Responsável: 2440 Piaçabuçu AL Localização: Feliz Deserto Alagoas Feliz Deserto é um município

Leia mais

O MARKETING COLETIVO COMO FORÇA COMPETITIVA

O MARKETING COLETIVO COMO FORÇA COMPETITIVA VAREJO Julho - 2012 O MARKETING COLETIVO COMO FORÇA COMPETITIVA Fonte imagem: Disponível em:< http://4.bp.blogspot.com/_caqa6tpillu/tjevn_ah_ei/ AAAAAAAAAAM/3dTp5VPhJ9E/s1600/69589_Papel-de-Parede-Todos-juntos_1280x800.

Leia mais

Sede Sebrae Nacional

Sede Sebrae Nacional Sede Sebrae Nacional Somos o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresa, uma entidade privada sem fins lucrativos, e a nossa missão é promover a competitividade e o desenvolvimento sustentável

Leia mais

O SEGREDO DE QUEM FAZ

O SEGREDO DE QUEM FAZ O SEGREDO DE QUEM FAZ Chegou a vez de evoluir na GESTÃO São reconhecidas as conquistas empreendidas pelo produtor brasileiro nos últimos tempos. Mas ele ainda precisa melhorar muito um aspecto: sua maneira

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DAS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS, GERAÇÃO DE EMPREGO E INCLUSÃO SOCIAL. XII Seminario del CILEA Bolívia 23 a 25/06/2006

DESENVOLVIMENTO DAS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS, GERAÇÃO DE EMPREGO E INCLUSÃO SOCIAL. XII Seminario del CILEA Bolívia 23 a 25/06/2006 DESENVOLVIMENTO DAS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS, GERAÇÃO DE EMPREGO E INCLUSÃO SOCIAL. XII Seminario del CILEA Bolívia 23 a 25/06/2006 Conteúdo 1. O Sistema SEBRAE; 2. Brasil Caracterização da MPE; 3. MPE

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL AGÊNCIA DE DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO E EXTENSÃO RURAL AGRAER ARRANJO PRODUTIVO LOCAL - APL LEITE

GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL AGÊNCIA DE DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO E EXTENSÃO RURAL AGRAER ARRANJO PRODUTIVO LOCAL - APL LEITE GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL AGÊNCIA DE DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO E EXTENSÃO RURAL AGRAER ARRANJO PRODUTIVO LOCAL - APL LEITE MICRORREGIÃO DE GLÓRIA DE DOURADOS - MS (PRIMEIRA VERSÃO) Glória de

Leia mais

Finalista Estadual Pequenos Negócios no Campo COMO MUDAR A PERSPECTIVA DE SUA CIDADE. Municipio de Poços de Caldas MG

Finalista Estadual Pequenos Negócios no Campo COMO MUDAR A PERSPECTIVA DE SUA CIDADE. Municipio de Poços de Caldas MG Vencedores do 8º Prêmio Sebrae COMO MUDAR A PERSPECTIVA DE SUA CIDADE O desenvolvimento acontece com a força dos Pequenos Negócios Vencedores do 8º Prêmio Sebrae Finalista Estadual Pequenos Negócios no

Leia mais

8ª Edição do Prêmio Prefeito Empreendedor

8ª Edição do Prêmio Prefeito Empreendedor 8ª Edição do Prêmio Prefeito Empreendedor Projeto nº: 2. 250650/2013 Município: UF: Prefeito: Gurjão PB RONALDO RAMOS DE QUEIROZ Orçamento total da Prefeitura: R$ 10.386.175,36 Qtd. Emp. Form.ME, EPP.

Leia mais

XIII Seminário Internacional de Países Latinos Europa-América. Políticas de Facilitação de Créditos para o Desenvolvimento das PME

XIII Seminário Internacional de Países Latinos Europa-América. Políticas de Facilitação de Créditos para o Desenvolvimento das PME XIII Seminário Internacional de Países Latinos Europa-América Políticas de Facilitação de Créditos para o Desenvolvimento das PME Fortaleza, 30 de outubro de 2006 1 Sumário 1 - Mercado MPE 2 - Acesso ao

Leia mais

NASCER BEM 2/59. Foto: Stock.Schng

NASCER BEM 2/59. Foto: Stock.Schng 2/59 Foto: Stock.Schng NASCER BEM OBJETIVOS: Fase 1: Fornecer informações e orientações para empreendedores que pretendem iniciar um negócio, sobretudo na elaboração do Plano de Negócio. 3/59 Foto: Stock.Schng

Leia mais

Frutas em Calda, Geléias e Doces

Frutas em Calda, Geléias e Doces Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária Embrapa Agroindústria de Alimentos Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas Iniciando um

Leia mais

Presidente do Conselho Deliberativo Nacional Roberto Simões. Diretor-Presidente do Sebrae Luiz Barretto

Presidente do Conselho Deliberativo Nacional Roberto Simões. Diretor-Presidente do Sebrae Luiz Barretto 2012 Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas Sebrae TODOS OS DIREITOS RESERVADOS A reprodução não autorizada desta publicação, no todo ou em parte, constitui violação dos direitos autorais (Lei n.º

Leia mais

Entendendo custos, despesas e preço de venda

Entendendo custos, despesas e preço de venda Demonstrativo de Resultados O empresário e gestor da pequena empresa, mais do que nunca, precisa dedicar-se ao uso de técnicas e instrumentos adequados de gestão financeira, para mapear a situação do empreendimento

Leia mais

Unidade de Gestão Estratégica. Perfil Socioeconômico. Regional Centro

Unidade de Gestão Estratégica. Perfil Socioeconômico. Regional Centro Unidade de Gestão Estratégica Perfil Socioeconômico Regional Centro Sebrae em Conselho Deliberativo Pedro Alves de Oliveira Presidente Diretoria Executiva Igor Montenegro Diretor Superintendente Wanderson

Leia mais

EMPREENDEDORISMO PASSOS PARA ABRIR UM NEGÓCIO

EMPREENDEDORISMO PASSOS PARA ABRIR UM NEGÓCIO EMPREENDEDORISMO PASSOS PARA ABRIR UM NEGÓCIO Odilio Sepulcri odilio@emater.pr.gov.br www.odiliosepulcri.com.br www.emater.pr.gov.br Telefone: (41) 3250-2252 ROTEIRO DA APRESENTAÇÃO 1. Perfil para empreender

Leia mais

III CONGRESSO BRASILEIRO DO CACAU: INOVAÇÃO TECNOLÓGICA E SUSTENTABILIDADE

III CONGRESSO BRASILEIRO DO CACAU: INOVAÇÃO TECNOLÓGICA E SUSTENTABILIDADE III CONGRESSO BRASILEIRO DO CACAU: INOVAÇÃO TECNOLÓGICA E SUSTENTABILIDADE Painel 8: O papel de Instituições Públicas para Desenvolvimento da Cacauicultura Brasileira O Cacau e a Agricultura Familiar Adriana

Leia mais

ARRANJO PRODUTIVO LOCAL DO SETOR METAL MECÂNICO DO GRANDE ABC

ARRANJO PRODUTIVO LOCAL DO SETOR METAL MECÂNICO DO GRANDE ABC ARRANJO PRODUTIVO LOCAL DO SETOR METAL MECÂNICO DO GRANDE ABC TERMO DE REFERÊNCIA Nº 002/2009 SERVIÇOS DE CONSULTORIA DE COORDENAÇÃO DO PROJETO Contatos Luiz Augusto Gonçalves de Almeida (Relações Institucionais)

Leia mais

1 - Por que a empresa precisa organizar e manter sua contabilidade?

1 - Por que a empresa precisa organizar e manter sua contabilidade? Nas atividades empresariais, a área financeira assume, a cada dia, funções mais amplas de coordenação entre o operacional e as expectativas dos acionistas na busca de resultados com os menores riscos.

Leia mais

Documentos 297. Agostinho Dirceu Didonet. ISSN 1678-9644 Março, 2014. Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária. Embrapa Arroz e Feijão

Documentos 297. Agostinho Dirceu Didonet. ISSN 1678-9644 Março, 2014. Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária. Embrapa Arroz e Feijão ISSN 1678-9644 Março, 2014 Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária Embrapa Arroz e Feijão Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Documentos 297 O Papel das Mulheres no Desenvolvimento

Leia mais

PARA GESTORES PÚBLICOS

PARA GESTORES PÚBLICOS UM BOM NEGÓCIO PARA O DESENVOLVIMENTO LOCAL PARA GESTORES PÚBLICOS 1 2014 - Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Estado de Minas Gerais - Sebrae. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. É

Leia mais

A Política e a Atividade de Microcrédito como Instrumentos de Geração de Trabalho e Renda e Inclusão Produtiva

A Política e a Atividade de Microcrédito como Instrumentos de Geração de Trabalho e Renda e Inclusão Produtiva Projeto de Pesquisa - Microcrédito Produtivo Orientado: Inovações de Tecnologia Social e Aperfeiçoamento de Política A Política e a Atividade de Microcrédito como Instrumentos de Geração de Trabalho e

Leia mais

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor VENCEDOR NACIONAL. CATEGORIA: REGião NoRDESTE

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor VENCEDOR NACIONAL. CATEGORIA: REGião NoRDESTE Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor VENCEDOR NACIONAL CATEGORIA: REGião NoRDESTE Município de Batalha PI Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor VENCEDOR NACIONAL CATEGORIA:

Leia mais

Elas formam um dos polos mais dinâmicos da economia brasileira, e são o principal sustentáculo do emprego e da distribuição de renda no país.

Elas formam um dos polos mais dinâmicos da economia brasileira, e são o principal sustentáculo do emprego e da distribuição de renda no país. Fonte: http://www.portaldaindustria.org.br 25/02/2015 PRONUNCIAMENTO DO PRESIDENTE DO CONSELHO DELIBERATIVO NACIONAL (CDN) DO SERVIÇO BRASILEIRO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS (SEBRAE), NA SOLENIDADE

Leia mais

COMO A GIR NA CRI $E 1

COMO A GIR NA CRI $E 1 1 COMO AGIR NA CRI$E COMO AGIR NA CRISE A turbulência econômica mundial provocada pela crise bancária nos Estados Unidos e Europa atingirá todos os países do mundo, com diferentes níveis de intensidade.

Leia mais

LAJES PINTADAS 1 DADOS GERAIS 2 PERFIL DOS EMPREENDIMENTOS

LAJES PINTADAS 1 DADOS GERAIS 2 PERFIL DOS EMPREENDIMENTOS 1 DADOS GERAIS - Data de emancipação: 31/12/1958 - Distância da capital: 128 km - Área: 130 Km 2 - Localização Mesorregião: Agreste Potiguar Microrregião: Borborema Potiguar - População: 4.217 (IBGE/2007)

Leia mais

Finanças. Contas a Pagar e a Receber

Finanças. Contas a Pagar e a Receber 2 Dicas de Finanças Finanças Você pode achar que falar de finanças é coisa para grandes empresas. Talvez este assunto nem tenha sido tratado com a devida importância mesmo em sua informalidade. Contudo,

Leia mais

Como funcionam as micro e pequenas empresas

Como funcionam as micro e pequenas empresas Como funcionam as micro e pequenas empresas Introdução Elas são 99,2% das empresas brasileiras. Empregam cerca de 60% das pessoas economicamente ativas do País, mas respondem por apenas 20% do Produto

Leia mais

Projeto PODEMOS MAIS E MELHOR

Projeto PODEMOS MAIS E MELHOR Projeto PODEMOS MAIS E MELHOR Mostra Local de: Londrina Categoria do projeto: I Projetos em Andamento (projetos em execução atualmente) Nome da Instituição/Empresa: "PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE RIBEIRÃO

Leia mais

BANCO DA AMAZÔNIA. Seminário Programa ABC

BANCO DA AMAZÔNIA. Seminário Programa ABC BANCO DA AMAZÔNIA Seminário Programa ABC O BANCO DA AMAZÔNIA Missão Criar soluções para que a Amazônia atinja patamares inéditos de desenvolvimento sustentável a partir do empreendedorismo consciente.

Leia mais

Mão de obra rural. Procura-se peão capacitado

Mão de obra rural. Procura-se peão capacitado Mão de obra rural Procura-se peão capacitado Escassez de trabalhador rural capacitado já prejudica a produtividade. Maioria foi para a construção Lídia Borges 12 de fevereiro de 2012 (domingo) Falar em

Leia mais

Serviço Nacional de Aprendizagem Rural PROJETO FIP-ABC. Produção sustentável em áreas já convertidas para o uso agropecuário (com base no Plano ABC)

Serviço Nacional de Aprendizagem Rural PROJETO FIP-ABC. Produção sustentável em áreas já convertidas para o uso agropecuário (com base no Plano ABC) Serviço Nacional de Aprendizagem Rural Serviço Nacional de Aprendizagem Rural PROJETO FIP-ABC Produção sustentável em áreas já convertidas para o uso agropecuário (com base no Plano ABC) Descrição do contexto

Leia mais

projetos com alto grau de geração de emprego e renda projetos voltados para a preservação e a recuperação do meio ambiente

projetos com alto grau de geração de emprego e renda projetos voltados para a preservação e a recuperação do meio ambiente O QUE É O FCO? O Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste (FCO) foi criado pela Lei n.º 7.827, de 27.09.1989, que regulamentou o art. 159, inciso I, alínea c, da Constituição Federal, com

Leia mais

FICHA DE CADASTRO EMPRETEC. Município Data: / /

FICHA DE CADASTRO EMPRETEC. Município Data: / / FICHA DE CADASTRO EMPRETEC Município Data: / / Caro Empreendedor, Obrigado por seu interesse pelo Empretec, um dos principais programas de desenvolvimento de empreendedores no Brasil e no Mundo! As questões

Leia mais

Foco: sustentabilidade com ações na área de educação.

Foco: sustentabilidade com ações na área de educação. GOVERNANÇA A Fundação Bunge é uma organização comprometida com o desenvolvimento sustentável. Foco: sustentabilidade com ações na área de educação. Missão: contribuir para o desenvolvimento sustentável

Leia mais

EDUCAMPO: um projeto que dá lucro 1

EDUCAMPO: um projeto que dá lucro 1 EDUCAMPO: um projeto que dá lucro 1 Sebastião Teixeira Gomes 2 1. Apresentação O objetivo deste artigo é apresentar o projeto Educampo, fruto da parceria entre o Sebrae-MG, a agroindústria e os produtores

Leia mais

LISTA DE CURSOS DE TECNOLOGIA COM BASE NAS RN's 374/2009, 379/2009, 386/2010, 396/2010 404/2011, 412/2011, 414/2011 DO CFA

LISTA DE CURSOS DE TECNOLOGIA COM BASE NAS RN's 374/2009, 379/2009, 386/2010, 396/2010 404/2011, 412/2011, 414/2011 DO CFA LISTA DE CURSOS DE TECNOLOGIA COM BASE NAS RN's 374/2009, 379/2009, 386/2010, 396/2010 404/2011, 412/2011, 414/2011 DO CFA Curso Superior de Tecnologia em Comércio Exterior Exportação e Importação Gerência

Leia mais

PROJETO SETORIAL DO POLO DE TI&C DE SÃO CAETANO DO SUL E REGIÃO TERMO DE REFERÊNCIA

PROJETO SETORIAL DO POLO DE TI&C DE SÃO CAETANO DO SUL E REGIÃO TERMO DE REFERÊNCIA PROJETO SETORIAL DO POLO DE TI&C DE SÃO CAETANO DO SUL E REGIÃO TERMO DE REFERÊNCIA Prestação de Serviços em Assessoria e Consultoria Tributária para as empresas do Arranjo Produtivo Local. 1. OBJETIVO

Leia mais

DIRETORIA DE PESQUISAS - DPE COORDENAÇÃO DE CONTAS NACIONAIS CONAC. Nova Série do Produto Interno Bruto dos Municípios referência 2002

DIRETORIA DE PESQUISAS - DPE COORDENAÇÃO DE CONTAS NACIONAIS CONAC. Nova Série do Produto Interno Bruto dos Municípios referência 2002 DIRETORIA DE PESQUISAS - DPE COORDENAÇÃO DE CONTAS NACIONAIS CONAC Nova Série do Produto Interno Bruto dos Municípios referência 2002 (versão para informação e comentários) Versão 1 Apresentação O Instituto

Leia mais

PARA ALÉM DO ACESSO: UMA ANÁLISE DA RELAÇÃO ENTRE MERCADOS INSTITUCIONAIS E EMPREENDIMENTOS DE ECONOMIA SOLIDÁRIA NO MEIO RURAL

PARA ALÉM DO ACESSO: UMA ANÁLISE DA RELAÇÃO ENTRE MERCADOS INSTITUCIONAIS E EMPREENDIMENTOS DE ECONOMIA SOLIDÁRIA NO MEIO RURAL PARA ALÉM DO ACESSO: UMA ANÁLISE DA RELAÇÃO ENTRE MERCADOS INSTITUCIONAIS E EMPREENDIMENTOS DE ECONOMIA SOLIDÁRIA NO MEIO RURAL Marcio Gomes da Silva* Sandro Pereira Silva** 1 INTRODUÇÃO Os dados do Mapeamento

Leia mais

Propostas da LDO 2013

Propostas da LDO 2013 Propostas da LDO 2013 Secretaria Municipal de Educação Complementação da Merenda Escolar; Reforma de Escolas; Construção de Escolas; Reparos em Escolas; Construção de Espaços para prática de Educação Física;

Leia mais

INDICADORES DE DESEMPENHO E GESTÃO EMPRESARIAL

INDICADORES DE DESEMPENHO E GESTÃO EMPRESARIAL INDICADORES DE DESEMPENHO E GESTÃO EMPRESARIAL INDICADORES DE DESEMPENHO E GESTÃO EMPRESARIAL 2007, SEBRAE/RS Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Estado do Rio Grande do Sul É proibida a duplicação

Leia mais