Aula II. Padrões de Qualidade do Ar

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Aula II. Padrões de Qualidade do Ar"

Transcrição

1 Aula II Padrões de Qualidade do Ar Padrões de Qualidade do Ar

2

3 ÍNDICES DE QUALIDADE DO AR (IQA) Classificação e Faixa do Índice PTS Média(24h) µg/m3 PM 1 Média(24h) µg/m3 SO 2 Média(24h) µg/m3 NO 2 Média(1h) µg/m3 O 3 Média(1h) µg/m3 CO Média(8h) µg/m3 Bom (-5) (51-1) * * * * * * Inadequada (11-199) Má (2-299) Péssima (3-399) Crítica Acima de Os índices com classificação até (), atendem ao Padrão de Qualidade do Ar CONAMA nº3 de 199. PTS Partículas Totais em Suspensão PM 1 Partículas Inaláveis menores de 1 microns SO 2 Dióxido de Enxofre NO 2 Dióxido de Nitrogênio O 3 -Ozônio CO Monóxido de Carbono

4

5 Gestão da Qualidade do Ar Concentração de PTS em várias cidades do mundo

6 (Estação Laranjeiras) 1/1-1/1/21 Índices de Qualidade do Ar (IQA) Intervalo de Datas Solicitadas: 1/1/21 : a 1/1/21 23:59 [1 hora] /1/21 1/2/21 1/3/21 1/4/21 1/5/21 1/6/21 1/7/21 1/8/21 1/9/21 1/1/21 1/11/21 Período de datas encontradas: 1/1/21 :3 a 1/1/21 23:3 IQA - RAMQAr 1 - Laranjeiras - Dióxido de Enxofre IQA - RAMQAr 1 - Laranjeiras - Monóxido de Carbono IQA - RAMQAr 1 - Laranjeiras - Partículas Inaláveis IQA - RAMQAr 1 - Laranjeiras - Dióxido de Nitrogênio IQA - RAMQAr 1 - Laranjeiras - Ozônio IQA - RAMQAr 1 - Laranjeiras - Partículas Totais Suspensão (Estação Carapina) 1/1-1/1/21 Índices de Qualidade do Ar(IQA) Intervalo de Datas Solicitadas: 1/1/21 : a 1/1/21 23:59 [1 hora] /1/21 1/2/21 1/3/21 1/4/21 1/5/21 1/6/21 1/7/21 1/8/21 1/9/21 1/1/21 1/11/21 Período de datas encontradas: 1/1/21 11:3 a 1/1/21 23:3 IQA - RAMQAr 2 - Carapina - Partículas Inaláveis IQA - RAMQAr 2 - Carapina - Partículas Totais Suspensão 6

7 (Estação Jardim Camburi) 1/1-1/1/21 Índices de Qualidade do Ar(IQA) Intervalo de Datas Solicitadas: 1/1/21 : a 1/1/21 23:59 [1 hora] /1/21 1/2/21 1/3/21 1/4/21 1/5/21 1/6/21 1/7/21 1/8/21 1/9/21 1/1/21 1/11/21 Período de datas encontradas: 1/1/21 :3 a 1/1/21 23:3 IQA - RAMQAr 3 - Jardim Camburi - Dióxido de Enxofre IQA - RAMQAr 3 - Jardim Camburi - Partículas Inaláveis IQA - RAMQAr 3 - Jardim Camburi - Dióxido de Nitrogênio IQA - RAMQAr 3 - Jardim Camburi - Partículas Totais Suspensão (Estação Enseada do Suá) 1/1-1/1/21 Índices de Qualidade do Ar(IQA) Intervalo de Datas Solicitadas: 1/1/21 : a 1/1/21 23:59 [1 hora] /1/21 1/2/21 1/3/21 1/4/21 1/5/21 1/6/21 1/7/21 1/8/21 1/9/21 1/1/21 1/11/21 Período de datas encontradas: 1/1/21 :3 a 1/1/21 23:3 IQA - RAMQAr 4 - Enseada do Suá - Dióxido de Enxofre IQA - RAMQAr 4 - Enseada do Suá - Monóxido de Carbono IQA - RAMQAr 4 - Enseada do Suá - Partículas Inaláveis IQA - RAMQAr 4 - Enseada do Suá - Dióxido de Nitrogênio IQA - RAMQAr 4 - Enseada do Suá - Ozônio IQA - RAMQAr 4 - Enseada do Suá - Partículas Totais Suspensão 7

8 (Estação Vila Velha - Centro) 1/1-1/1/21 Índices de Qualidade do Ar(IQA) Intervalo de Datas Solicitadas: 1/1/21 : a 1/1/21 23:59 [1 hora] /1/21 1/2/21 1/3/21 1/4/21 1/5/21 1/6/21 1/7/21 1/8/21 1/9/21 1/1/21 1/11/21 Período de datas encontradas: 1/1/21 :3 a 1/1/21 23:3 IQA - RAMQAr 7 - Vila Velha Centro - Dióxido de Enxofre IQA - RAMQAr 7 - Vila Velha Centro - Partículas Inaláveis (Estação Vila velha - IBES) 1/1-1/1/21 Índices de Qualidade do Arl(IQA) Intervalo de Datas Solicitadas: 1/1/21 : a 1/1/21 23:59 [1 hora] /1/21 1/2/21 1/3/21 1/4/21 1/5/21 1/6/21 1/7/21 1/8/21 1/9/21 1/1/21 1/11/21 Período de datas encontradas: 1/1/21 :3 a 1/1/21 23:3 IQA - RAMQAr 6 - Vila Velha IBES - Dióxido de Enxofre IQA - RAMQAr 6 - Vila Velha IBES - Monóxido de Carbono IQA - RAMQAr 6 - Vila Velha IBES - Partículas Inaláveis IQA - RAMQAr 6 - Vila Velha IBES - Dióxido de Nitrogênio IQA - RAMQAr 6 - Vila Velha IBES - Ozônio IQA - RAMQAr 6 - Vila Velha IBES - Partículas Totais Suspensão 8

9 (Estação Cariacica) 1/1-1/1/21 Índices de Qualidade do Ar(IQA) Intervalo de Datas Solicitadas: 1/1/21 : a 1/1/21 23:59 [1 hora] /1/21 1/2/21 1/3/21 1/4/21 1/5/21 1/6/21 1/7/21 1/8/21 1/9/21 1/1/21 1/11/21 Período de datas encontradas: 1/1/21 :3 a 1/1/21 23:3 IQA - RAMQAr 8 - Cariacica - Dióxido de Enxofre IQA - RAMQAr 8 - Cariacica - Dióxido de Nitrogênio IQA - RAMQAr 8 - Cariacica - Monóxido de Carbono IQA - RAMQAr 8 - Cariacica - Ozônio IQA - RAMQAr 8 - Cariacica - Partículas Inaláveis IQA - RAMQAr 8 - Cariacica - Partículas Totais Suspensão IQA Agosto/2 a Dezembro/21 para o parâmetro PTS Índice Bom Inadequado Má Péssimo Crítico Estação Laranjeiras Carapina Jardim Camburi Ensea da do Suá Ibes Cariacica Dias Válidos A ocorrência de Índice de Qualidade do Ar com classificação acima de indica que foi violado o Padrão CONAMA nº 3 de junho de 199. Agosto/2 a Dezembro/21 para o par âmetro PM 1 Índice Estação Laranjeiras Carapina Jardim Camburi Enseada do Suá Vila Velha Centro Ibes Cariacica Bom Inadequado Má Péssimo Crítico Dias Válidos A ocorrência de Índice de Qualidade do Ar com classificação acima de indica que foi violado o Padrão CONAMA nº 3 de junho de

10 IQA Estação Agosto/2 a Dezembro/21 para o parâmetro SO 2 Índice Bom Inadequado Má Péssimo Crítico Dias Validos Laranjeiras Jardim Camburi Enseada do Suá Vila Velha Centro Ibes Cariacica Estação Agosto/2 a Dezembro/21 para o parâmetro CO Índice Bom Inadequado Má Péssimo Crítico Dias Válidos Laranjeiras Enseada do Suá Vila Velha Centro Ibes Cariacica IQA Estação Agosto/2 a Dezembro/21 para o parâmetro NO 2 Índice Bom Inadequado Má Péssimo Crítico Dias válidos Laranjeiras Jardim Camburi Enseada do Suá Ibes Cariacica Estação Agosto/2 a Dezembro/21 para o parâmetro O 3 Índice Bom Inadequado Má Péssimo Crítico Dias válidos Laranjeiras Enseada do Suá Ibes Cariacica

11 Concentrações de PTS (24 horas) AGO/2 DEZ/21 24 Padrão CONAMA(24) Concentração(ug/m^3) Laranjeiras Carapina J. Camburi Enseada IBES Cariacica 1/1/21 12: 1/31/21 12: 3/2/21 12: 4/1/21 12: 5/1/21 12: 5/31/21 12: 6/3/21 12: 7/3/21 12: 8/29/21 12: 9/28/21 12: 1/28/21 12: 11/27/21 12: 12/27/21 12: Gestão da Qualidade do Ar População não confia nos padrões Não existe confiança nas empresas Raramente existe monitoramento Pessoas não acredidam em modelos População não confia nos resultados População e empresas não confiam nos orgãos ambientais

12 Efeitos da qualidade do ar na saúde humana (Estudo efetuado na cidade de São Paulo SO 2 ) (tosse) (catarro) Área sem contaminação (chiado na respiração) Área atende os padrões de qualidade do ar Área acima dos padrões de qualidade do ar Custo dos danos causados pela emissão de poluentes na Comunidade Européia (Rabl & Eyre, 1998), incluindo efeitos a saúde humana, vegetação e edificações.

13 Custo dos danos causados pela emissão de poluentes (Spadaro & Rabl, 21). Efeito à saúde ERF Poluente Custo unitário ( /caso)

Monitoramento da Qualidade do Ar

Monitoramento da Qualidade do Ar Módulo IV Monitoramento da Qualidade do Ar Controle da Poluição do Ar 1 Padrões de Qualidade do Ar 2 Parâmetros Ambientais Monitorados Contaminantes Atmosféricos: Para verificar os níveis de concentração

Leia mais

Tema 10. Responsabilidade social e ambiental

Tema 10. Responsabilidade social e ambiental Tema 10. Responsabilidade social e ambiental O novo ciclo de que o Estado começa a viver precisa incluir mais dois conceitos além de prosperidade econômica: inclusão social e responsabilidade ambiental.

Leia mais

SUBPROGRAMA DE CONTROLE E MONITORAMENTO DE EMISSÕES ATMOSFÉRICAS

SUBPROGRAMA DE CONTROLE E MONITORAMENTO DE EMISSÕES ATMOSFÉRICAS SUBPROGRAMA DE CONTROLE E MONITORAMENTO DE EMISSÕES ATMOSFÉRICAS OBJETIVOS DO PROGRAMA O Programa de Controle e Monitoramento de Emissões Atmosféricas da Ferrovia Norte- Sul parte da premissa que as questões

Leia mais

Considerando o previsto na Resolução CONAMA nº 5, de 15 de junho de 1989, que instituiu o Programa Nacional de Controle da Qualidade do Ar PRONAR, e

Considerando o previsto na Resolução CONAMA nº 5, de 15 de junho de 1989, que instituiu o Programa Nacional de Controle da Qualidade do Ar PRONAR, e Resolução CONAMA nº XX, de XX de XXXX, de 20XX Dispõe sobre padrões de qualidade do ar, previstos no PRONAR, atualiza e complementa a resolução CONAMA nº 3/1990. O CONSELHO NACIONAL DO MEIO AMBIENTE CONAMA,

Leia mais

Combate à poluição: importante como o ar que você respira.

Combate à poluição: importante como o ar que você respira. Combate à poluição: importante como o ar que você respira. Ar A poluição do ar e a sua saúde O que é poluente atmosférico? É toda e qualquer forma de matéria ou energia em quantidade, concentração, tempo

Leia mais

FREQÜÊNCIA DE COLETA DE DADOS DA QUALIDADE DO AR AMBIENTE NAS ESTAÇÕES DE MONITORAMENTO DE SO 2, CO, O 3, NO 2 E MP 10

FREQÜÊNCIA DE COLETA DE DADOS DA QUALIDADE DO AR AMBIENTE NAS ESTAÇÕES DE MONITORAMENTO DE SO 2, CO, O 3, NO 2 E MP 10 ENERGÉTICA IND.E COM. LTDA. Rua Gravataí, 99 Rocha CEP 20975-030 Rio de Janeiro RJ CNPJ 29.341.583/0001-04 IE 82.846.190 Fone: (0xx21) 501-1998; Fax: (0xx21) 241-1354 FREQÜÊNCIA DE COLETA DE DADOS DA QUALIDADE

Leia mais

PRESERVAR O MEIO AMBIENTE UMA MISSÃO DE TODOS NÓS

PRESERVAR O MEIO AMBIENTE UMA MISSÃO DE TODOS NÓS PRESERVAR O MEIO AMBIENTE UMA MISSÃO DE TODOS NÓS Meio Ambiente Tudo que está a nossa volta: todas as formas de vida e todos os elementos da natureza. Ecologia Ciência que estuda a relação dos seres vivos

Leia mais

ESTÁGIO CURSO SUPERIOR

ESTÁGIO CURSO SUPERIOR ESTÁGIO CURSO SUPERIOR Código: 111698 Data: 28/5/2014, CIÊNCIAS CONTÁBEIS Remuneração: 767.44 12:30 às 18:30 horas PRAIA DO CANTO - VITORIA - ES Observações 1: Estudantes a partir do 6º período Código:

Leia mais

3 MONITORAMENTO DA QUALIDADE DO AR 3.1 OBJETIVO 3.2 PARÂMETROS DE QUALIDADE DO AR 3.3 PADRÕES DE QUALIDADE DO AR 3.4 ÍNDICE DE QUALIDADE DO AR 3.

3 MONITORAMENTO DA QUALIDADE DO AR 3.1 OBJETIVO 3.2 PARÂMETROS DE QUALIDADE DO AR 3.3 PADRÕES DE QUALIDADE DO AR 3.4 ÍNDICE DE QUALIDADE DO AR 3. 3 MONITORAMENTO DA QUALIDADE DO AR 3.1 OBJETIVO 3.2 PARÂMETROS DE QUALIDADE DO AR 3.3 PADRÕES DE QUALIDADE DO AR 3.4 ÍNDICE DE QUALIDADE DO AR 3.5 REDES DE AMOSTRAGEM 3.5.1 Rede Automática 3.5.2 Redes

Leia mais

ACOMPANHAMENTO DA VARIAÇÃO DO ÍNDICE DE QUALIDADE DO AR: ANÁLISE DO MUNICÍPIO DE CUIABÁ-MT (2011/2012)

ACOMPANHAMENTO DA VARIAÇÃO DO ÍNDICE DE QUALIDADE DO AR: ANÁLISE DO MUNICÍPIO DE CUIABÁ-MT (2011/2012) ACOMPANHAMENTO DA VARIAÇÃO DO ÍNDICE DE QUALIDADE DO AR: ANÁLISE DO MUNICÍPIO DE CUIABÁ-MT (2011/2012) Mariane Xavier Duarte(*), Juliano Bonatti * IFMT, e-mail: marianexadu@gmail.com RESUMO Poluentes atmosféricos

Leia mais

MONITORAMENTO DE AR AMBIENTE E AVALIAÇÃO DA QUALIDADE DO AR.

MONITORAMENTO DE AR AMBIENTE E AVALIAÇÃO DA QUALIDADE DO AR. MONITORAMENTO DE AR AMBIENTE E AVALIAÇÃO DA QUALIDADE DO AR. NO ENTORNO DO CORREDOR Radial Leste 2 SÃO PAULO, SP Elaborado para: Elaborado por: Consórcio SP Corredores Outubro de 2014 Página 1 de 31 ÍNDICE

Leia mais

O AR QUE RESPIRAMOS. Desequilíbrios no Ar Atmosférico

O AR QUE RESPIRAMOS. Desequilíbrios no Ar Atmosférico O AR QUE RESPIRAMOS O homem respira cerca de 8 litros de ar por minuto quando em repouso e morre se ficar aproximadamente 5 minutos sem respirar. Isto bem demonstra como é importante esse material na vida

Leia mais

Monitoramento da Qualidade do Ar na Região Metropolitana de Belo Horizonte no Ano Base de 2011. Relatório Técnico

Monitoramento da Qualidade do Ar na Região Metropolitana de Belo Horizonte no Ano Base de 2011. Relatório Técnico Sistema Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável Fundação Estadual do Meio Ambiente Diretoria de Gestão da Qualidade Ambiental Gerência de

Leia mais

INTRODUÇÃO AO CONTROLE DA POLUIÇÃO ATMOSFÉRICA Fonte: CETESB

INTRODUÇÃO AO CONTROLE DA POLUIÇÃO ATMOSFÉRICA Fonte: CETESB INTRODUÇÃO AO CONTROLE DA POLUIÇÃO ATMOSFÉRICA Fonte: CETESB 1 INTRODUÇÃO A poluição do ar é um fenômeno recorrente principalmente da atividade humana em vários aspectos. Dentre os quais podemos destacar:

Leia mais

XII Semana CIESP/FIESP de Meio Ambiente

XII Semana CIESP/FIESP de Meio Ambiente XII Semana CIESP/FIESP de Meio Ambiente Tema: As questões ambientais da Região Metropolitana de São Paulo Palestra: Estratégias de Proteção da Qualidade do Ar na RMSP Debatedor: Nelson Nefussi Consultor

Leia mais

1.1 Poluentes atmosféricos. 1.2 Principais Poluentes Atmosféricos

1.1 Poluentes atmosféricos. 1.2 Principais Poluentes Atmosféricos 18 1. Introdução Nos últimos anos, o crescimento econômico dos países desenvolvidos provocou o aumento da demanda mundial por energia. Com esta também veio um forte aumento da dependência do petróleo e

Leia mais

Enquadramento da rede de monitorização da qualidade do ar na Região Centro e sua monitorização

Enquadramento da rede de monitorização da qualidade do ar na Região Centro e sua monitorização Enquadramento da rede de monitorização da qualidade do ar na Região Centro e sua monitorização Cristina Taliscas Novembro 2011 Poluentes atmosféricos e seus efeitos Legislação da qualidade do ar ambiente

Leia mais

Novos Padrões de Qualidade do Ar do Estado de São Paulo

Novos Padrões de Qualidade do Ar do Estado de São Paulo Novos Padrões de Qualidade do Ar do Estado de São Paulo BASE LEGAL Decreto Estadual nº 59.113 de 23 de abril de 2013 Resolução CONAMA 03/90 PONTOS IMPORTANTES Novos padrões de qualidade do ar, conforme

Leia mais

Cartilha informativa

Cartilha informativa Cartilha informativa CONSTRUINDO A CIDADANIA A necessidade de estabelecer a relação entre cidadania e meio ambiente está expressa no direito do indivíduo ter um meio ambiente saudável e no dever que cada

Leia mais

PLANO DE CONTROLE DE POLUIÇÃO VEICULAR PCPV ESTADO DO PARANÁ

PLANO DE CONTROLE DE POLUIÇÃO VEICULAR PCPV ESTADO DO PARANÁ PLANO DE CONTROLE DE POLUIÇÃO VEICULAR PCPV ESTADO DO PARANÁ MAIO/2011 2 GOVERNO DO ESTADO DO PARANÁ GOVERNADOR DO ESTADO DO PARANÁ Carlos Alberto Richa SECRETARIA DE ESTADO DO MEIO AMBIENTE E RECURSOS

Leia mais

Q UA L I DA D E D0 AR NO ESTADO DE SÃO PAULO

Q UA L I DA D E D0 AR NO ESTADO DE SÃO PAULO SÉRIE R E L AT Ó R I O S Q UA L I DA D E D0 AR NO ESTADO DE SÃO PAULO 2 0 1 4 G O V E R N O D O E S TA D O D E S Ã O PA U L O S E C R E T A R I A D O M E I O A M B I E N T E CETESB - C O M PA N H I A A

Leia mais

Impactos na Qualidade do Ar e na Saúde Humana da Poluição Atmosférica na Região Metropolitana de São Paulo - SP

Impactos na Qualidade do Ar e na Saúde Humana da Poluição Atmosférica na Região Metropolitana de São Paulo - SP V Encontro Nacional da Anppas 4 a 7 de outubro de 2010 Florianópolis - SC - Brasil Impactos na Qualidade do Ar e na Saúde Humana da Poluição Atmosférica na Região Metropolitana de São Paulo - SP Louise

Leia mais

Recursos Atmosfericos

Recursos Atmosfericos Recursos Atmosfericos Professor: Neyval Costa Reis Jr. Departamento de Engenharia Ambiental Centro Tecnológico UFES Recursos Atmosféricos Ementa: Classificação dos poluentes, suas fontes e mecanismos de

Leia mais

Avaliação do desempenho dos modelos de qualidade do ar

Avaliação do desempenho dos modelos de qualidade do ar UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CENTRO TECNOLÓGICO DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA AMBIENTAL Elizabeth Linda Miranda Gomes Saulo Biasutti Avaliação do desempenho dos modelos de qualidade do ar AERMOD

Leia mais

Plano de Controle de Poluição Veicular de Minas Gerais PCPV/MG

Plano de Controle de Poluição Veicular de Minas Gerais PCPV/MG Sistema Estadual do Meio Ambiente e Recursos Hídricos Fundação Estadual do Meio Ambiente Polícia Civil do Estado de Minas Gerais Departamento de Trânsito de Minas Gerais Plano de Controle de Poluição Veicular

Leia mais

26/02/2015. Conceitos de termos usuais em Gestão Ambiental. Conceitos de termos usuais em Gestão Ambiental

26/02/2015. Conceitos de termos usuais em Gestão Ambiental. Conceitos de termos usuais em Gestão Ambiental Termos usualmente utilizados pela Gestão Ambiental Gestão Ambiental I Conceitos termos usuais em Gestão Ambiental Cap. I Livro Avaliação Impacto Ambiental, Sánchez (2006) Profa.. Elisabete L. Nascimento

Leia mais

EMISSÃO VEICULAR E O OZÔNIO TROPOSFÉRICO NA REGIÃO METROPOLITANA DE BELO HORIZONTE, MINAS GERAIS, BRASIL

EMISSÃO VEICULAR E O OZÔNIO TROPOSFÉRICO NA REGIÃO METROPOLITANA DE BELO HORIZONTE, MINAS GERAIS, BRASIL EMISSÃO VEICULAR E O OZÔNIO TROPOSFÉRICO NA REGIÃO METROPOLITANA DE BELO HORIZONTE, MINAS GERAIS, BRASIL Elisete Gomides Dutra 1, Edwan Fernandes Fioravante 1, Flávio Daniel Ferreira 1 1 Fundação Estadual

Leia mais

Questões ambientais em regiões urbanas. Mônica Yukie Kuwahara Eraldo Genin Fiore

Questões ambientais em regiões urbanas. Mônica Yukie Kuwahara Eraldo Genin Fiore Questões ambientais em regiões urbanas Mônica Yukie Kuwahara Eraldo Genin Fiore Objetivos Apresentar os contornos gerais dos principais problemas ambientais de regiões urbanas, com foco para a cidade de

Leia mais

América Latina Logística Malha Sul ALL

América Latina Logística Malha Sul ALL América Latina Logística Malha Sul ALL Capítulo 21. Gerenciamento de Emissões e Imissões Atmosféricas Rio Grande do Sul Junho/2010 Revisão 0 21.1 INTRODUÇÃO O presente documento visa a elaboração de um

Leia mais

EVOLUÇÃO DA QUALIDADE DO AR NA REGIÃO NORTE E APLICAÇÃO DE MEDIDAS DE MELHORIA (2005 2010) SÍNTESE

EVOLUÇÃO DA QUALIDADE DO AR NA REGIÃO NORTE E APLICAÇÃO DE MEDIDAS DE MELHORIA (2005 2010) SÍNTESE EVOLUÇÃO DA QUALIDADE DO AR NA REGIÃO NORTE E APLICAÇÃO DE MEDIDAS DE MELHORIA (2005 2010) SÍNTESE Setembro de 2011 1. Avaliação da Qualidade do Ar entre 2005 e 2010 Da análise efectuada aos resultados

Leia mais

20 o CONGRESSO BRASILEIRO DE ENGENHARIA SANITÁRIA E AMBIENTAL

20 o CONGRESSO BRASILEIRO DE ENGENHARIA SANITÁRIA E AMBIENTAL QUALIDADE DO AR NA REGIÃO METROPOLITANA DO RECIFE Rita Alves Silva (1) Chefe da Unidade de Pequenas Fontes e Qualidade do Ar da Companhia Pernambucana do Meio Ambiente (CPRH). Engenheira Química pela Universidade

Leia mais

A QUALIDADE DO AR NA REGIÃO CENTRAL DE CURITIBA

A QUALIDADE DO AR NA REGIÃO CENTRAL DE CURITIBA A QUALIDADE DO AR NA REGIÃO CENTRAL DE CURITIBA RESUMO Vanessa Pereira Jasinski* Maria Alessandra Mendes** André Luciano Malheiros*** A presente pesquisa tem como objetivo coletar, trabalhar e interpretar

Leia mais

MONITORAMENTO DA QUALIDADE DO AR 1. CONCEITOS

MONITORAMENTO DA QUALIDADE DO AR 1. CONCEITOS MONITORAMENTO DA QUALIDADE DO AR 1. CONCEITOS Qualidade do ar: termo usado, normalmente, para traduzir o grau e poluição no ar que respiramos. Produto da interação de um complexo conjunto de fatores, entre

Leia mais

XVII Simpósio Internacional de Engenharia Automotiva SIMEA 2009 VEÍCULOS ELÉTRICOS HÍBRIDOS E A EMISSÃO DE POLUENTES

XVII Simpósio Internacional de Engenharia Automotiva SIMEA 2009 VEÍCULOS ELÉTRICOS HÍBRIDOS E A EMISSÃO DE POLUENTES XVII Simpósio Internacional de Engenharia Automotiva SIMEA 2009 VEÍCULOS ELÉTRICOS HÍBRIDOS E A EMISSÃO DE POLUENTES Sílvia Velázquez São Paulo, 17 de setembro de 2009. Resíduos Urbanos e Agrícolas Briquetes

Leia mais

Realização. Patrocínio. Apoio Institucional

Realização. Patrocínio. Apoio Institucional Realização Patrocínio Apoio Institucional ÍNDICE Metodologia; Metodologia Novidades 25º censo; Resultados 25º Censo; Dados gerais e municipais Dados por regiões (agrupamento de bairros) Dados por bairros

Leia mais

QUALIDADE DO AR SÉRIE RELATÓRIOS NO ESTADO DE SÃO PAULO GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DO MEIO AMBIENTE

QUALIDADE DO AR SÉRIE RELATÓRIOS NO ESTADO DE SÃO PAULO GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DO MEIO AMBIENTE 2012 QUALIDADE DO AR O ESTADO DE SÃO PAULO SÉRIE RELATÓRIOS GOVERO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DO MEIO AMBIETE CETESB - COMPAHIA AMBIETAL DO ESTADO DE SÃO PAULO Qualidade do ar no estado de são paulo

Leia mais

PROBLEMAS AMBIENTAIS INVERSÃO TÉRMICA INVERSÃO TÉRMICA 14/02/2014. Distribuição aproximada dos principais poluentes do ar de uma cidade (SP)

PROBLEMAS AMBIENTAIS INVERSÃO TÉRMICA INVERSÃO TÉRMICA 14/02/2014. Distribuição aproximada dos principais poluentes do ar de uma cidade (SP) PROBLEMAS AMBIENTAIS Distribuição aproximada dos principais poluentes do ar de uma cidade (SP) Liga-se com a hemoglobina impedindo o O2 de ser conduzido INVERSÃO TÉRMICA *Inversão térmica é um fenômeno

Leia mais

ANÁLISE DE QUALIDADE DO AR EM AÇAILÂNDIA MA

ANÁLISE DE QUALIDADE DO AR EM AÇAILÂNDIA MA ANÁLISE DE QUALIDADE DO AR EM AÇAILÂNDIA MA Rayane Brito Milhomem (IC); Karla Regina R. Soares (IC); Ewerton G. Cabral (IC); Suzenilde Costa Maciel(PQ) Instituto Federal de Educação, Ciências e Tecnologia

Leia mais

DIRETORIA DE ENGENHARIA E QUALIDADE AMBIENTAL DEPARTAMENTO DE QUALIDADE AMBIENTAL DIVISÃO DE QUALIDADE DO AR EQQA / EQQM / EQQT

DIRETORIA DE ENGENHARIA E QUALIDADE AMBIENTAL DEPARTAMENTO DE QUALIDADE AMBIENTAL DIVISÃO DE QUALIDADE DO AR EQQA / EQQM / EQQT DIRETORIA DE ENGENHARIA E QUALIDADE AMBIENTAL DEPARTAMENTO DE QUALIDADE AMBIENTAL DIVISÃO DE QUALIDADE DO AR EQQA / EQQM / EQQT OPERAÇÃO INVERNO 2013 QUALIDADE DO AR JANEIRO/2014 RESUMO A CETESB publica

Leia mais

dois ou mais poluentes, ou com a participação de constituintes normais da atmosfera, como é o caso da formação de ozônio no smog fotoquímico.

dois ou mais poluentes, ou com a participação de constituintes normais da atmosfera, como é o caso da formação de ozônio no smog fotoquímico. DIAGNÓSTICO DA QUALIDADE DO AR NA REGIÃO DO MUNICÍPIO DE SANTA RITA PB. 1. INTRODUÇÃO 1.1 - Conceituação A Resolução CONAMA 03/90 conceitua poluente do ar como: Qualquer forma de matéria ou energia com

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DO AMBIENTE CONSELHO ESTADUAL DE MEIO AMBIENTE DO RIO DE JANEIRO ATO DO PRESIDENTE

SECRETARIA DE ESTADO DO AMBIENTE CONSELHO ESTADUAL DE MEIO AMBIENTE DO RIO DE JANEIRO ATO DO PRESIDENTE SECRETARIA DE ESTADO DO AMBIENTE CONSELHO ESTADUAL DE MEIO AMBIENTE DO RIO DE JANEIRO ATO DO PRESIDENTE RESOLUÇÃO CONEMA Nº 34, DE 27 DE MAIO DE 2011. Aprova o Plano de Controle da Poluição Veicular -

Leia mais

IV Seminário Internacional Frotas e Fretes Verdes. DSc. Luciana Ventura Chefe de Serviço Controle da Poluição Veicular - INEA

IV Seminário Internacional Frotas e Fretes Verdes. DSc. Luciana Ventura Chefe de Serviço Controle da Poluição Veicular - INEA IV Seminário Internacional Frotas e Fretes Verdes { DSc. Luciana Ventura Chefe de Serviço Controle da Poluição Veicular - INEA Diretoria de Segurança Hídrica e Qualidade Ambiental Gerência da Qualidade

Leia mais

Indicadores de Sustentabilidade Ambiental. Roberta Bruno S. Carneiro Monsanto Mariana R. Sigrist - BASF

Indicadores de Sustentabilidade Ambiental. Roberta Bruno S. Carneiro Monsanto Mariana R. Sigrist - BASF Indicadores de Sustentabilidade Ambiental Roberta Bruno S. Carneiro Monsanto Mariana R. Sigrist - BASF Indicadores de Sustentabilidade Ambiental Grupo de Trabalho: Fernanda - Solvay Lorena Oxiteno Luis

Leia mais

O que é o Censo Imobiliário?

O que é o Censo Imobiliário? O que é o Censo Imobiliário? É um levantamento semestral realizado pelo Sindicon, em parceria com a Ademi, com o objetivo de avaliar a produção, comercialização e o preço médio das unidades em construção,

Leia mais

Crimes Ambientais e Ar

Crimes Ambientais e Ar Gestão Ambiental Prof. Carlos Henrique A. de Oliveira Crimes Ambientais e Ar Introdução- Crimes Ambientais A legislação ambiental brasileira estabeleceu que todos têm direito ao meio ambiente ecologicamente

Leia mais

Mérito Desenvolvimento Imobiliário I FII. Fundo de Investimento Imobiliário

Mérito Desenvolvimento Imobiliário I FII. Fundo de Investimento Imobiliário 03 09 10 11 13 15 16 18 20 22 24 26 27 29 31 02 1. 03 1. 04 1. 05 1. 06 1. 07 1. 08 2. ¹ ¹ ¹ 09 3. 10 4. 11 4. 12 5. ¹ ² ³ 13 5. x MIL ago.2013 ago.2014 ago.2015 ¹ ³ ² ¹ 14 6. 15 6. ² 16 6. B C D E F A

Leia mais

Impactos ambientais do uso das terras. Poluição do AR

Impactos ambientais do uso das terras. Poluição do AR Impactos ambientais do uso das terras Poluição do AR O ser humano consome cerca de: 15,0 Kg de ar por dia 2,0 Kg de água e 1,5 Kg de alimentos. Ele pode viver 5 ou mais semanas sem alimento, 5 dias sem

Leia mais

Estação São Caetano do Sul

Estação São Caetano do Sul DIRETORIA DE RECURSOS HÍDRICOS E ENGENHARIA AMBIENTAL DEPARTAMENTO DE QUALIDADE AMBIENTAL DIVISÃO DE QUALIDADE DO AR Caracterização das Estações da Rede Automática de Monitoramento da Qualidade do Ar na

Leia mais

FICHA DE DADOS DE SEGURANÇA

FICHA DE DADOS DE SEGURANÇA FICHA DE DADOS DE SEGURANÇA PROMI FERTIL Especial Hortícolas 18-8-6 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Data de emissão: 13 / 03 / 08 Nome do produto: Promi-Fertil Especial Hortícolas 18-8-6 Uso do

Leia mais

Inventário de Emissões das Fontes Estacionárias do Estado de São Paulo Dados Preliminares

Inventário de Emissões das Fontes Estacionárias do Estado de São Paulo Dados Preliminares Inventário de Emissões das Fontes Estacionárias do Estado de São Paulo Dados Preliminares Apresentado por Engº Eduardo Luís Serpa eduardols@cetesbnet.sp.gov.br Baseada em apresentação elaborada por Engªs.

Leia mais

TEXTO DE APOIO I PERCURSO AR

TEXTO DE APOIO I PERCURSO AR TEXTO DE APOIO I PERCURSO AR Todas as atividades econômicas humanas geram poluição Quem vive nas grandes cidades, às vezes, enfrenta dias de pele irritada ou um incômodo nos olhos, sem uma razão aparente.

Leia mais

DIAGNÓSTICO DA QUALIDADE DO AR DE GOIÂNIA-GO

DIAGNÓSTICO DA QUALIDADE DO AR DE GOIÂNIA-GO DIAGNÓSTICO DA QUALIDADE DO AR DE GOIÂNIA-GO Márcia Regina Freiberg 1 Antonio Pasqualetto 2 Universidade Católica de Goiás Departamento de Engenharia Engenharia Ambiental Av. Universitária, Nº 1440 Setor

Leia mais

De RTZ a ACT. Controle do tabaco tem uma interface com todos os temas que estão na pauta da sociedade civil organizada

De RTZ a ACT. Controle do tabaco tem uma interface com todos os temas que estão na pauta da sociedade civil organizada As ONGs e o Controle do Tabagismo no Brasil 25 de agosto de 2007 Dr. Paulo César R P Corrêa Secretário-Executivo da ONG Aliança de Controle do Tabagismo (ACT) Grupo pesquisa Germinal / Projeto Elsa Presidente

Leia mais

POLUIÇÃO ATMOSFÉRICA. Maria Lúcia Pereira Antunes UNESP Unidade Diferenciada Sorocaba/Iperó. Eng. Ambiental GEA Grupo de Estudo Ambientais

POLUIÇÃO ATMOSFÉRICA. Maria Lúcia Pereira Antunes UNESP Unidade Diferenciada Sorocaba/Iperó. Eng. Ambiental GEA Grupo de Estudo Ambientais POLUIÇÃO ATMOSFÉRICA Maria Lúcia Pereira Antunes UNESP Unidade Diferenciada Sorocaba/Iperó Eng. Ambiental GEA Grupo de Estudo Ambientais O Desenvolvimento de nossa sociedade urbana e industrial, por não

Leia mais

QUALIDADE DO AR EM CURITIBA E RMC: DIAGNÓSTICO E CONFIGURAÇÃO ESPACIAL1

QUALIDADE DO AR EM CURITIBA E RMC: DIAGNÓSTICO E CONFIGURAÇÃO ESPACIAL1 QUALIDADE DO AR EM CURITIBA E RMC: DIAGNÓSTICO E CONFIGURAÇÃO ESPACIAL1 Francisco Jablinski Castelhano Universidade Federal do Paraná UFPR francisco_castelhano@outlook.com Eliane Seraphim Dumke Universidade

Leia mais

5.2.5.5 Subprograma de controle e monitoramento de emissões atmosféricas e qualidade do ar

5.2.5.5 Subprograma de controle e monitoramento de emissões atmosféricas e qualidade do ar 5.2.5.5 Subprograma de controle e monitoramento de emissões atmosféricas e qualidade do ar 5.2.5.1 Introdução e escopo Durante o período de implantação do empreendimento as áreas relativas aos canteiros

Leia mais

NORMA GERAL AMBIENTAL. Título: MONITORAMENTO E CONTROLE DE EMISSÕES ATMOSFÉRICAS NA FASE DE CONSTRUÇÃO Indicador: NGL-5.03.01-16.

NORMA GERAL AMBIENTAL. Título: MONITORAMENTO E CONTROLE DE EMISSÕES ATMOSFÉRICAS NA FASE DE CONSTRUÇÃO Indicador: NGL-5.03.01-16. NGL-5.3.1-16.22 1 / 22 Sumário 1. MOTIVAÇÃO... 2 2. OBJETIVO... 4 3. ASPECTOS LEGAIS... 4 3.1. Normas VALEC Associadas... 4 3.2. Portarias do IBAMA e Resoluções do CONAMA... 4 4. MÉTODOS E PROCEDIMENTOS...

Leia mais

COMPANHIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO PORTUÁRIA PORTO DO FORNO ARRAIAL DO CABO RJ PROGRAMA DE CONTROLE E MONITORAMENTO DA QUALIDADE DO AR

COMPANHIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO PORTUÁRIA PORTO DO FORNO ARRAIAL DO CABO RJ PROGRAMA DE CONTROLE E MONITORAMENTO DA QUALIDADE DO AR COMPANHIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO PORTUÁRIA PORTO DO FORNO ARRAIAL DO CABO RJ PROGRAMA DE CONTROLE E MONITORAMENTO DA QUALIDADE DO AR Julho/2010 SUMÁRIO 1. IDENTIFICAÇÃO 7 1.1. EMPREENDEDOR 7 1.2. FICHA

Leia mais

Emissões Atmosféricas e Mudanças Climáticas

Emissões Atmosféricas e Mudanças Climáticas CONCURSO PETROBRAS TÉCNICO(A) AMBIENTAL JÚNIOR Emissões Atmosféricas e Mudanças Climáticas Questões Resolvidas QUESTÕES RETIRADAS DE PROVAS DA BANCA CESGRANRIO DRAFT Produzido por Exatas Concursos www.exatas.com.br

Leia mais

REDE DE MONITORAMENTO DO AR DO PÓLO PETROQUÍMICO DE CAMAÇARI: UMA CONCEPÇÃO AVANÇADA

REDE DE MONITORAMENTO DO AR DO PÓLO PETROQUÍMICO DE CAMAÇARI: UMA CONCEPÇÃO AVANÇADA REDE DE MONITORAMENTO DO AR DO PÓLO PETROQUÍMICO DE CAMAÇARI: UMA CONCEPÇÃO AVANÇADA Neuza Maria Santos Neves (1) Engenheira Química pela Escola Politécnica da UFBA (1980), Engenheira Bioquímica pela Universidade

Leia mais

Valor médio anual da densidade de poluentes atmosféricos com base na rede de monitorização do Ar na Região do Delta do Rio das Pérolas entre 2006-2014

Valor médio anual da densidade de poluentes atmosféricos com base na rede de monitorização do Ar na Região do Delta do Rio das Pérolas entre 2006-2014 O Relatório sobre a Qualidade do Ar de 2014 foi publicado hoje com base na rede de monitorização do Ar de Guangdong-Hong Kong-Macau para a Região do Delta do Rio das Pérolas O Relatório sobre o Resultado

Leia mais

feam Relatório Técnico Plano de Controle da Poluição por Veículos em Uso em Minas Gerais - PCPV/MG Belo Horizonte outubro 2001 feam

feam Relatório Técnico Plano de Controle da Poluição por Veículos em Uso em Minas Gerais - PCPV/MG Belo Horizonte outubro 2001 feam FUNDAÇÃO ESTADUAL DO MEIO AMBIENTE Relatório Técnico Plano de Controle da Poluição por Veículos em Uso em Minas Gerais - PCPV/MG feam Belo Horizonte outubro 2001 Plano de Controle da Poluição por Veículos

Leia mais

Planos de qualidade do ar em Portugal A Cidade e o Ar integrar e planear

Planos de qualidade do ar em Portugal A Cidade e o Ar integrar e planear Planos de qualidade do ar em Portugal A Cidade e o Ar integrar e planear Dília Jardim, CCDR Norte, 05 junho 2014 MODELO DPSIR Qualidade do ar Redução de Emissões Recuperação do vapor da gasolina, FasesI,

Leia mais

Combustão de madeira e controle de poluição em cerâmicas

Combustão de madeira e controle de poluição em cerâmicas Combustão de madeira e controle de poluição em cerâmicas Engenheiro Mecânico Harald Blaselbauer A geração de calor para os processos de queima e secagem em cerâmicas vermelhas, realizada pela combustão

Leia mais

Monitoramento da Qualidade do Ar em Juiz de Fora MG

Monitoramento da Qualidade do Ar em Juiz de Fora MG UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA INSTITUTO DE CIÊNCIAS HUMANAS E DE LETRAS DEPARTAMENTO DE GEOCIÊNCIAS LABORATÓRIO DE CLIMATOLOGIA E ANÁLISE AMBIENTAL Monitoramento da Qualidade do Ar em Juiz de Fora

Leia mais

CONTROLE DA POLUIÇÃO DO AR - PROCONVE/PROMOT RESOLUÇÃO CONAMA nº 15 de 1995

CONTROLE DA POLUIÇÃO DO AR - PROCONVE/PROMOT RESOLUÇÃO CONAMA nº 15 de 1995 RESOLUÇÃO CONAMA nº 15, de 13 de dezembro de 1995 Publicada no DOU n o 249, de 29 de dezembro de 1995, Seção 1, páginas 22876-22877 Correlações: Altera a Resolução n os 18/86 e 3/89 para os limites de

Leia mais

3 Modelo Evolucionário para Sustentabilidade Inteligente

3 Modelo Evolucionário para Sustentabilidade Inteligente 3 Modelo Evolucionário para Sustentabilidade Inteligente Este capítulo introduz um modelo evolucionário para a otimização dos parâmetros de uma construção de modo a minimizar o impacto da mesma sobre os

Leia mais

III-060 - AVALIAÇÃO DA QUALIDADE DO AR NA ÁREA DO ATERRO SANITÁRIO DA BR 040 EM BELO HORIZONTE/MG

III-060 - AVALIAÇÃO DA QUALIDADE DO AR NA ÁREA DO ATERRO SANITÁRIO DA BR 040 EM BELO HORIZONTE/MG III-6 - AVALIAÇÃO DA QUALIDADE DO AR NA ÁREA DO ATERRO SANITÁRIO DA BR 4 EM BELO HORIZONTE/MG Ronaldo Marcucci Barbosa Silveira (1) Biólogo (UFMG, 1994), Gerente Operacional de Tratamento da CRTS BR 4

Leia mais

BOLETIM DE ENSAIO - AVALIAÇÃO DA CONCENTRAÇÃO DE POLUENTES

BOLETIM DE ENSAIO - AVALIAÇÃO DA CONCENTRAÇÃO DE POLUENTES BOLETIM DE ENSAIO - AVALIAÇÃO DA CONCENTRAÇÃO DE POLUENTES EDP Valor Setúbal Data de emissão: 27-Set-2010 Índice 1. Sumário... 4 2. Metodologia... 4 3. Avaliação da concentração de poluentes... 4 3.1.

Leia mais

Auditorias Energéticas aos Edifícios de Serviços. João Francisco Fernandes ESTSetúbal/IPS

Auditorias Energéticas aos Edifícios de Serviços. João Francisco Fernandes ESTSetúbal/IPS Auditorias Energéticas aos Edifícios de Serviços João Francisco Fernandes ESTSetúbal/IPS Auditorias e SCE Auditorias durante o funcionamento >> emissão dos certificados energético e da QAI. Primeira Auditoria

Leia mais

SUGESTÃO PARA REDUÇÃO GLOBAL DA EMISSÃO DE POLUENTES DOS AUTOMOVEIS José Góes de Araujo Prof. Aposentado Abstract Comments about the reduction possibility of CO² on the atmosphere by the limitation of

Leia mais

DrägerService. Dräger. Tecnologia para a Vida.

DrägerService. Dräger. Tecnologia para a Vida. DrägerService Dräger. Tecnologia para a Vida. SERVIÇOS A manutenção nos equipamentos de segurança é essencial para a prevenção da vida do usuário, além de estender e garantir a vida útil dos equipamentos.

Leia mais

5. Bibliografia. 4. Conclusões e Recomendações

5. Bibliografia. 4. Conclusões e Recomendações UMA METODOLOGIA PARA DIMENSIONAR A FUTURA REDE DE MONITORAMENTO DA QUALIDADE DO AR DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO LUIZ FRANCISCO PIRES GUIMARÃES MAIA DULCE CARDOSO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO CCMN/IGEO/DEPARTAMENTO

Leia mais

ESTIMATIVA DA EMISSÃO DE POLUENTES POR VEÍCULOS PESADOS A DIESEL, MINAS GERAIS, BRASIL 2007

ESTIMATIVA DA EMISSÃO DE POLUENTES POR VEÍCULOS PESADOS A DIESEL, MINAS GERAIS, BRASIL 2007 ESTIMATIVA DA EMISSÃO DE POLUENTES POR VEÍCULOS PESADOS A DIESEL, MINAS GERAIS, BRASIL 2007 Edwan Fernandes Fioravante 1, Elisete Gomides Dutra 1, Leonardo Victor Pita Figueiredo 1 1 Fundação Estadual

Leia mais

ANÁLISE CUSTO BENEFÍCIO DA SUBSTITUIÇÃO DO DIESEL POR GÁS NATURAL VEICULAR EM ÔNIBUS NA REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO PAULO

ANÁLISE CUSTO BENEFÍCIO DA SUBSTITUIÇÃO DO DIESEL POR GÁS NATURAL VEICULAR EM ÔNIBUS NA REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO PAULO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO INSTITUTO DE ECONOMIA MONOGRAFIA DE BACHARELADO ANÁLISE CUSTO BENEFÍCIO DA SUBSTITUIÇÃO DO DIESEL POR GÁS NATURAL VEICULAR EM ÔNIBUS NA REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO

Leia mais

QUALIDADE DO AR E INTERNAÇÕES POR DOENÇAS RESPIRATÓRIAS EM CRIANÇAS, NO MUNICÍPIO DE DIVINÓPOLIS, MG, BRASIL

QUALIDADE DO AR E INTERNAÇÕES POR DOENÇAS RESPIRATÓRIAS EM CRIANÇAS, NO MUNICÍPIO DE DIVINÓPOLIS, MG, BRASIL Flavia Faria Bueno QUALIDADE DO AR E INTERNAÇÕES POR DOENÇAS RESPIRATÓRIAS EM CRIANÇAS, NO MUNICÍPIO DE DIVINÓPOLIS, MG, BRASIL Divinópolis 2008 Flavia Faria Bueno QUALIDADE DO AR E INTERNAÇÕES POR DOENÇAS

Leia mais

Poluição do Ar e a Saúde Respiratória no Município de Duque de Caxias

Poluição do Ar e a Saúde Respiratória no Município de Duque de Caxias Poluição do Ar e a Saúde Respiratória no Município de Duque de Caxias Felipe Sodré felipe.b4rros@gmail.com ( PUC-Rio) Felipe Fraifeld felipefrai@gmail.com (PUC-Rio) Leonardo Novaes - Objetivo geral: O

Leia mais

4.º Aditamento à LICENÇA AMBIENTAL. n.º 161/2008, de 13 de Outubro de 2008

4.º Aditamento à LICENÇA AMBIENTAL. n.º 161/2008, de 13 de Outubro de 2008 4.º Aditamento à LICENÇA AMBIENTAL n.º 161/2008, de 13 de Outubro de 2008 Nos termos da legislação relativa à Prevenção e Controlo Integrados da Poluição (PCIP), é emitido o 4.º Aditamento à Licença Ambiental

Leia mais

SAÚDE AMBIENTAL EM AMBIENTE ESCOLAR

SAÚDE AMBIENTAL EM AMBIENTE ESCOLAR Conferência Ambiente e Saúde: investigação e desenvolvimento para o futuro Fundação Calouste Gulbenkian, 7 de Abril de 2009 SAÚDE AMBIENTAL EM AMBIENTE ESCOLAR - QUALIDADE DO AR INTERIOR - 2004-2006 Gabriela

Leia mais

COPPE/UFRJ SUZANA KAHN

COPPE/UFRJ SUZANA KAHN COPPE/UFRJ SUZANA KAHN Economia Verde Indicadores de Transporte Indicadores de desenvolvimento sustentável precisam ser desenvolvidos para fornecer bases sólidas para a tomada de decisão em todos os níveis

Leia mais

Análise de dados da Pesquisa Espontânea sobre Aquecimento Global 1º semestre de 2010

Análise de dados da Pesquisa Espontânea sobre Aquecimento Global 1º semestre de 2010 Análise de dados da Pesquisa Espontânea sobre Aquecimento Global 1º semestre de 2010 Foi realizada entre os dias 4 e 19 de maio uma pesquisa sobre aquecimento global em cinco municípios da Grande Vitória:

Leia mais

Efeitos da poluição do ar

Efeitos da poluição do ar Efeitos da poluição do ar Por: Vânia Palmeira Campos UFBA IQ -Dpto Química Analítica - LAQUAM (Laboratório de Química Analítica Ambiental) Campus Universitário de Ondina, s/n, CEP:40-170-290, Salvador-BA

Leia mais

II - QUALIDADE DO AR JANEIRO 2009

II - QUALIDADE DO AR JANEIRO 2009 JANEIRO 2009 II - QUALIDADE DO AR FICHA TÉCNICA O Plano Municipal de Odivelas foi elaborado por iniciativa do Município de Odivelas, em resultado da deliberação, de 2001, da então Comissão Instaladora

Leia mais

Emissões e Consumo do Veículo Convencional e VEH: Resultados Medidos

Emissões e Consumo do Veículo Convencional e VEH: Resultados Medidos Emissões e Consumo do Veículo Convencional e VEH: Resultados Medidos Suzana Kahn Ribeiro Programa de Engenharia de Transportes COPPE/UFRJ IVIG Instituto Virtual Internacional de Mudanças Climáticas Estrutura

Leia mais

Divisão de Questões Globais PROCLIMA Programa de Prevenção às Mudanças Climáticas CETESB Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental

Divisão de Questões Globais PROCLIMA Programa de Prevenção às Mudanças Climáticas CETESB Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental João Wagner Alves 1 Divisão de Questões Globais PROCLIMA Programa de Prevenção às Mudanças Climáticas CETESB Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental Agradecimentos: Prof. Dr. Ronaldo Balassiano

Leia mais

Ficha de Informação de Segurança de Produtos Químicos (MSDS)

Ficha de Informação de Segurança de Produtos Químicos (MSDS) Página: 1/5 1 - Identificação do produto e da empresa - Nome do produto: TEMED (N,N,N,N -Tetramethylenediamine) - Código de identificação do produto: 161-0800N - Nome da Empresa: BioAgency Biotecnologia

Leia mais

Fase de construção do Prolongamento da Linha Vermelha, entre Alameda e São Sebastião

Fase de construção do Prolongamento da Linha Vermelha, entre Alameda e São Sebastião Fase de construção do Prolongamento da Linha Vermelha, entre Alameda e São Sebastião Identificação dos factores ambientais verdadeiramente significativos Descrição do projecto Prolongamento da Linha Vermelha

Leia mais

Poluição do Ar. Bibliografia. Professor: Neyval Costa Reis Jr. Departamento de Engenharia Ambiental Centro Tecnológico UFES

Poluição do Ar. Bibliografia. Professor: Neyval Costa Reis Jr. Departamento de Engenharia Ambiental Centro Tecnológico UFES Poluição do Ar Professor: Neyval Costa Reis Jr. Departamento de Engenharia Ambiental Centro Tecnológico UFES Bibliografia Stern, A.C., Boudel, R.W. Turner, D.B., Fox, D.L., Fundamentals of Air Pollution,

Leia mais

ANÁLISE DA DINÂMICA URBANA DA REGIÃO METROPOLITANA DA GRANDE VITÓRIA POR MEIO DE FERRAMENTAS DE GEOPROCESSAMENTO

ANÁLISE DA DINÂMICA URBANA DA REGIÃO METROPOLITANA DA GRANDE VITÓRIA POR MEIO DE FERRAMENTAS DE GEOPROCESSAMENTO ANÁLISE DA DINÂMICA URBANA DA REGIÃO METROPOLITANA DA GRANDE VITÓRIA POR MEIO DE FERRAMENTAS DE GEOPROCESSAMENTO ANÁLISE DA DINÂMICA URBANA DA REGIÃO METROPOLITANA DA GRANDE VITÓRIA POR MEIO DE FERRAMENTAS

Leia mais

XII Congresso Brasileiro de Meteorologia, Foz de Iguaçu-PR, 2002

XII Congresso Brasileiro de Meteorologia, Foz de Iguaçu-PR, 2002 AVALIAÇÃO DAS PARCELAS DE INALÁVEIS NO MATERIAL PARTICULADO COLETADO PELA FEEMA NA BACIA AÉREA III DA REGIÃO METROPOLITANA DO RIO DE JANEIRO Vanessa Silveira Barreto Carvalho Universidade Federal do Rio

Leia mais

Profa. Dra. Adriana Gioda Pontifícia Universidade Católica PUC-Rio agioda@puc-rio.br

Profa. Dra. Adriana Gioda Pontifícia Universidade Católica PUC-Rio agioda@puc-rio.br Profa. Dra. Adriana Gioda Pontifícia Universidade Católica PUC-Rio agioda@puc-rio.br } Os contaminantes do ar de ambientes de interiores podem causar danos a saúde dos ocupantes. } Em muitos ambientes

Leia mais

Universidade Federal de Rondônia UNIR Departamento de Engenharia Ambiental DEA Campus Ji-Paraná

Universidade Federal de Rondônia UNIR Departamento de Engenharia Ambiental DEA Campus Ji-Paraná Universidade Federal de Rondônia UNIR Departamento de Engenharia Ambiental DEA Campus Ji-Paraná Instrumentos do Sistema Nacional de Vigilância Ambiental em Saúde - SINVAS Poluição atmosférica Programa

Leia mais

QUALIDADE DO AR INTERIOR

QUALIDADE DO AR INTERIOR QUALIDADE DO AR INTERIOR POR DIA OS NOSSOS PULMÕES FILTRAM CERCA DE 13. 000 LITROS DE AR! A POLUIÇÃO EM AMBIENTES FECHADOS É UMA DAS PRINCIPAIS CAUSAS DE DOENÇAS RESPIRATÓRIAS A maior parte das nossas

Leia mais

Divirta-se com o Clube da Química

Divirta-se com o Clube da Química Divirta-se com o Clube da Química Produzido por Genilson Pereira Santana www.clubedaquimica.com A idéia é associar a Química ao cotidiano do aluno usando as palavras cruzadas, o jogo do erro, o domino,

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO CARLOS CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLOGIA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO CARLOS CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLOGIA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO CARLOS CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLOGIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA QUÍMICA IDENTIFICAÇÃO DAS FONTES DE POLUIÇÃO ATMOSFÉRICA NA CIDADE DE SÃO CARLOS SP SIMONE

Leia mais

IMPACTOS CAUSADOS PELA FULIGEM DA CANA-DE-AÇÚCAR

IMPACTOS CAUSADOS PELA FULIGEM DA CANA-DE-AÇÚCAR IMPACTOS CAUSADOS PELA FULIGEM DA CANA-DE-AÇÚCAR Jaqueline Chiodi Ferreira Silvana da Silva Siqueira Verônica Rodrigues Bergonso Prof. Orientador: Olayr Modesto Junior Lins - SP 2009 IMPACTOS CAUSADOS

Leia mais

GASES PERIGOSOS NOS ESPAÇOS CONFINADOS

GASES PERIGOSOS NOS ESPAÇOS CONFINADOS GASES PERIGOSOS NOS ESPAÇOS CONFINADOS Nos diversos ambientes, muitos deles existentes no subsolo, como galerias, esgotos, os porões nas edificações, tanques etc., pela natureza de seus projetos e finalidades,

Leia mais

Ministério do Meio Ambiente CICLO DE VIDA DOS PNEUS

Ministério do Meio Ambiente CICLO DE VIDA DOS PNEUS Ministério do Meio Ambiente CICLO DE VIDA DOS PNEUS Zilda Maria Faria Veloso Gerente de Resíduos Perigosos Departamento de Qualidade Ambiental na Indústria Secretaria de Mudanças Climáticas e Qualidade

Leia mais

DEPARTAMENTO ESTADUAL DE TRÂNSITO DE ALAGOAS - DETRAN/AL QUESTÕES SOBRE MEIO AMBIENTE

DEPARTAMENTO ESTADUAL DE TRÂNSITO DE ALAGOAS - DETRAN/AL QUESTÕES SOBRE MEIO AMBIENTE A falta de conservação e a desregulagem dos veículos: 1 apenas contribuem para a poluição do solo. 2 não agridem o meio ambiente. 3 acarretam, única e exclusivamente, o desgaste do veículo. 4 contribuem,

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA MANUTENÇÃO CORRIVA EM TRANSFORMADORES DE SUMÁRIO CONTEÚDO PG. 1. OBJIVO 02 2. ÂMBITO 02 3. CONCEITOS 02 4. NORMAS E LEGISLAÇÃO APLICÁVEIS 02 5. INSTRUÇÕES GERAIS 02 5.1. Local da Realização dos Serviços

Leia mais