Portuguese Housing Market Survey

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Portuguese Housing Market Survey"

Transcrição

1 Portuguese Housing Market urvey RELTÓRI MEL EIR E 2013 MTHLY REPRT URY 2013 en pt Lettings remain bright spot Mercado de arrendamento mantém forte atividade Queda de preços permanece devido à fraca procura; Prices continue to fall due to weak demand; ível de confiança mantém-se bastante negativo; Confidence remains quite negative; rrendamento com forte atividade apesar de quebra nas rendas. Lettings activity remains strong though rents are falling. RIC/Ci Portuguese Housing Market urvey (PHM) fornece uma avaliação qualitativa mensal dos sectores de compra e venda e arrendamento com base em cerca de 100 respostas a este inquérito. PHM contém uma repartição regional que cobre Lisboa, Porto e lgarve. The RIC/Ci Portuguese Housing Market urvey (PHM) provides a qualitative monthly assessment of the sales and lettings sectors based on around 100 regular responses. The PHM contains a regional breakdown covering Lisbon, Porto and the lgarve. MERC E RREMET LEE MRKET MERC E CMPR E VE LE MRKET % L E REPT EXTREM % BLCE F URVEYR % L E REPT EXTREM % BLCE F URVEYR 0% 60% -10% 40% -20% 20% -30% 0% -40% -20% -50% -40% -60% -60% -70% -80% F M M Balanço dos Preços Price Balance 2012 F M M Índice de Confiança Confidence Index 13 Balanço das Vendas ales Balance Fonte / ource: Ci/RIC Housing Market urvey poios -80% F M Tenant demand Procura das famílias Volume expectations Expectativas de volume M 2013 Landford instructions Instruções dos proprietários Rent expectations Expectativas de rendas Rents Rendas Fonte / ource: Ci/RIC Housing Market urvey

2 PRTUGUEE HUIG MRKET URVEY EIR 2012 URY s resultados do Portuguese Housing Market urvey (PHM) de aneiro de 2013 voltaram a destacar, como acontece desde o 3º trimestre de 2011, o fraco desempenho do mercado de compra e venda residencial. Tal contrasta com a forte atividade verificada no mercado de arrendamento. o mercado de compra e venda, quer as transações quer os preços mantiveram uma tendência decrescente. saldo de respostas relativas a preços caiu de -58 para -63, ou seja, mais 63% dos respondentes reportaram quedas de preços em vez de aumentos, o que traduz que a queda dos preços se tornou ligeiramente mais generalizada. fraca procura, que continua a conduzir a queda dos preços das casas disponíveis para venda, apresenta-se mais preocupante que o aumento da oferta. Isto porque as instruções de venda têm vindo a cair desde ezembro de 2010, para além de haver um congelamento no lançamento de novas construções. É ainda de referir que os promotores imobiliários têm reportado quedas de preços menos severas que os agentes imobiliários. índice nacional de confiança, que é uma medida composta baseada nos preços e expectativas relativas a vendas, permaneceu em -44. o mercado de arrendamento, a procura por parte dos arrendatários tem-se mantido firme esperando-se mesmo um aumento das transações ao longo dos próximos 12 meses. Este mercado continua a beneficiar, em parte, das quebras nas vendas uma vez que as famílias impedidas de aceder ao crédito à habitação optam por arrendar. o entanto, as rendas têm caído e as expectativas têm-se mostrado bastante negativas, o que pode refletir um excesso de oferta. s restrições orçamentais das famílias podem também constituir um problema, existindo ainda alguma evidência de um desajustamento entre a oferta e a procura. The anuary 2013 PHM results highlight the broad-based weakness of the sales market in contrast to the partial strength of the lettings sector. This has been an ongoing theme since at least the third quarter of 2011 when the lettings data was introduced. In the sales market, transactions and prices continued to decline, with the national price net balance edging down from -58 to -63 i.e. 63% more respondents experienced price falls rather than rises. In other words, price falls have become slightly more widespread. Price declines continue to be driven by falling demand; rising supply is not an issue with new vendor instructions falling since ecember 2010 and no significant overbuilding taking place in the run up to the crisis. It is also noteworthy that residential developers, on the whole, are reporting less severe price declines than sales agents. This suggests the market for new build, whilst still under pressure, is holding up slightly better than for existing stock. The national confidence index - which is a composite measure based on price and sales expectations - remained unchanged at -44. The lettings market, meanwhile, continues to benefit partly from the fallout in the sales market, as households who cannot access mortgage finance opt to rent instead. Indeed, tenant demand remains firm and rental transactions are expected to continue rising over the next twelve months. However, rents are falling and rental expectations are quite negative. This could reflect an excess of rental stock in the market, but affordability constraints may also be an issue. Moreover, there is also some anecdotal evidence from agents of a mismatch between the type of stock currently on offer and that in demand. Ricardo Guimarães, irector da Ci: Este será o momento dos investidores. s mediadores inquiridos, mais do que nos últimos 12 meses, apontam a oportunidade de comprar em desconto e aplicar num mercado de arrendamento em crescimento. osh Miller, Economista énior do RIC: Em Portugal, a queda dos preços das casas continua a ser impulsionada pela fraca procura que atualmente se apresenta mais preocupante que o excesso de oferta. deterioração do mercado de trabalho, com a taxa de desemprego a atingir 16,5%, e a redução na concessão de crédito contribuem para a menor realização de vendas, redução da qual o mercado de arrendamento continua a beneficiar. CI pokesman, Ricardo Guimarães: This is the time for investors. Real estate agents are more convinced of this than at any time over the last 12 months, with investors taking advantage of low prices and a growing rental market. RIC enior Economist, osh Miller, says: In Portugal, house prices continue to fall due to very weak demand; oversupply is not really an issue. emand weakness, in turn, stems from a deteriorating labour market (the unemployment rate stands at 16.5%) and falling mortgage lending. The lettings market, meanwhile, continues to benefit partly from the fallout in the sales market, as households who cannot access mortgage finance opt to rent instead. obre o Portuguese Housing Market urvey Portuguese Housing Market urvey (PHM) é um inquérito mensal realizado em parceria entre a Ci - Confidencial Imobiliário e o RIC. seu objectivo é dotar o mercado residencial português de um de Índice de Confiança e de Expectativas, preenchendo a actual lacuna no acervo estatístico sobre esse sector. Este inquérito assenta num painel de empresas de promoção e mediação imobiliária e cobre as regiões metropolitanas de Lisboa, do Porto e do lgarve. PHM encontra paralelismo com outros inquéritos que o RIC realiza noutros países, pelo que gerará resultados comparáveis internacionalmente. bout the Portuguese Housing Market urvey The Portuguese Housing Market urvey (PHM) is a monthly sentiment survey - developed in partnership by Confidencial Imobiliário (Ci) and the Royal Institution of Chartered urveyors (RIC) - of estate agents and developers who operate in the Portuguese residential sales market. The PMH is directly comparable with RIC UK Housing Market urvey.

3 PRTUGUEE HUIG MRKET URVEY EIR 2012 URY otas/conceitos otes for editors úmero total de empresas no painel este mês: 90 (correspondendo a 240 estabelecimentos) obre: Ci/RIC Portuguse Housing Market urvey é um inquérito mensal de sentimento junto de promotores e mediadores imobiliários que operam no mercado residencial. Regiões: total nacional decorre de três regiões: Área Metropolitana de Lisboa, Área Metropolitana do Porto e lgarve. s dados são ponderados regionalmente e em função do tipo de operador (promotor ou mediador). justamento de sazonalidade: s dados não têm ajustamento de sazonalidade. Questões colocadas: 1. úmero de casas vendidas nos últimos três meses (contratos- -promessa)? - úmero 2. úmero de casas cuja venda está em negociação? - úmero 3. Evolução dos preços residenciais nos últimos três meses? aldo de Respostas 4. o mês anterior, variação do número de vendas em nego ciação? aldo de Respostas 5. o último mês, evolução do número de consultas por novos clientes? aldo de Respostas 6. o último mês, evolução do número de novas angariações? aldo de Respostas 7. Expectativas de variação dos preços das casas nos próximos três meses? aldo de Respostas 8. Expectativas de variação do número de vendas de casas nos próximos três meses? aldo de Respostas aldos de Respostas Extremas: aldo de Respostas Extremas = proporção de inquiridos que reportam uma subida menos a proporção daqueles que reportam uma queda (se 30% reportam uma subida e 5% uma queda o saldo de resposta (não ponderado) será de 25%). s dados do saldo de respostas são baseados em opiniões; não quantificam mudanças efectivas numa variável que lhes esteja associada. s resultados do saldo de respostas podem variar entre -100 e Um saldo de respostas positivo implica que mais respondentes estão a verificar aumentos em vez de diminuições (na variável subjacente). Um saldo de respostas negativo implica que mais respondentes verificam diminuições em vez de aumentos e um saldo de respostas nulo implica que um igual número de respondentes verifique aumentos e diminuições. ssim, uma leitura de -100 implica que os respondentes não verificam aumentos (ou alterações), e uma leitura de +100 implica que os respondentes não verificam diminuições (ou alterações). o caso do saldo de respostas alusivo a preços, uma leitura de +10 não deve ser interpretada como se o PHM afirmasse que o preço das casas está a subir na ordem dos 10%, mas que mais 10% dos inquiridos reportaram aumentos de preços em vez de diminuições (ao longo dos três últimos meses). Uma alteração de +30% para +60% não significa que a variável tenha crescido em 30% num período e em 60% no período seguinte, mas tal indica que o dobro dos inquiridos reportou um aumento em vez de uma diminuição relativamente ao período anterior. a mesma forma, se for verificada uma baixa de +90% para +5%, tal continua a significar que existem, em geral, mais respondentes a reportar aumentos que diminuições, apesar da amplitude desses aumentos reportados ter caído dramaticamente; entretanto, uma alteração na leitura de -90% para -5% continua a significar que, de forma geral, mais respondentes se encontram a reportar diminuições em vez de aumentos, apesar da amplitude dessas diminuições reportadas ter caído dramaticamente. Índice de ctividade RIC/Ci e Índice de Confiança RIC/Ci: Índice de ctividade RIC/Ci é uma média dos saldos de respostas relativos às consultas por clientes, às angariações e às vendas potenciais. Índice de Confiança RIC/Ci é uma média dos saldos de respostas referentes às expectativas de vendas e de preços. mbos destinam-se a representar medidas síntese da actividade e da confiança do mercado. Total number of survey contributors this month: 90 (corresponding to 240 branches) bout: The RIC/Ci Portuguese Housing Market urvey is a monthly sentiment survey of estate agents and developers who operate in the Portuguese residential sales market. Regions: Three regions make up the national (headline) readings: Lisbon Metropolitan rea, porto Metropolitan rea and the lgarve. The data is regionally weighted and operator (agent/developer) weighted. easonal adjustments: The RIC/Ci Portuguese Housing Market urvey data is not seasonally adjusted. Questions asked: 1. umber of sales over the last three months? - umber 2. umber of number of promised sales? umber 3. How have house prices have changed over the last three months? et balance 4. ver the last month how did the number of promised sales changed? et balance 5. ver the last month how did the number of new enquiries changed? et balance 6. ver the last month how did the number of new instructions changed? et balance 7. ver the next three months how do you expect house price levels to change? et balance 8. ver the next three months how do you expect the number of agreed sales to change? et balance et balance data: et balance = Proportion of surveyors reporting a rise in prices minus those reporting a fall (if 30% reported a rise and 5% reported a fall, the net balance will be 25%). et balance data is opinion based; it does not quantify actual changes in an underlying variable. et balance data can range from -100 to positive net balance implies that more respondents are seeing increases than decreases (in the underlying variable), a negative net balance implies that more respondents are seeing decreases than increases and a zero net balance implies an equal number of respondents are seeing increases and decreases. Therefore, a -100 reading implies that no respondents are seeing increases (or no change), and a +100 reading implies that no respondents are seeing decreases (or no change). In the case of the RIC/Ci price balance, a reading of +10 should not be interpreted as RIC/Ci are saying that house prices are going up by 10%, but that 10% more surveyors reported increases rather than decreases in prices (over the last three months). change from +30 to +60 does not mean that the variable grew by 30% in one period and by 60% in the next period, but it does indicate that twice as many surveyors reported an increase compared to a decrease than in the previous period. Likewise, if we get a reading dropping from +90 to +5, this still means that more respondents are reporting increases than decreases overall, but the breadth of those reporting increases has fallen dramatically; meanwhile, a shift in the reading from -90 to -5 still means that more respondents are reporting decreases than increases overall, but the breadth of those reporting decreases has fallen dramatically. RIC/ Ci ctivity Index and RIC/ Ci Confidence Index: The RIC/ Ci ctivity Index is an average of the ew Buyer Enquiries net balance, ew Vendor Instructions net balance and Promised ales net balance. The RIC/ Ci Confidence Index is an average of the ales Expectations net balance and Price Expectations net balance. Both indices are intended as summary measures of market activity and confidence.

4 PRTUGUEE HUIG MRKET URVEY EIR 2012 URY cerca da Ci Ci - Confidencial Imobiliário é uma empresa independente, orientada para a satisfação das necessidades de informação dos profissionais do mercado imobiliário, no contexto da tomada de decisão quanto a investimentos e estratégias de venda. É especializada na produção e difusão de indicadores de análise do mercado, detendo índices e bases de dados exclusivas sobre a oferta e vendas de fogos, com detalhe à freguesia. o seu acervo destaca-se o Índice Ci que é a mais antiga série sobre imobiliário em Portugal, com mais de 20 anos. Este índice mede a valorização dos imóveis residenciais. Pela sua credibilidade e independência, é referenciado por entidades como o Banco Central Europeu, o Banco de Portugal e o Governo Português. bout Ci Confidencial Imobiliário is an independent company dedicated to supply the real estate market professionals with the statistical information required to their investment and strategic decision making. Ci is specialized in producing market intelligence indicators, detaining indexes and exclusive databases regarding the housing market that covers both supply and transactions perspectives, typically with high geographical detail. ne of its main content is the Index Ci, which is the most referred house price index in Portugal. ue to its credibility and independency, the Index Ci is used by entities like the European Central Bank, the Bank of Portugal and the Portuguese Government. obre a InCi Instituto da Construção e do Imobiliário (InCI, I.P.) é a entidade reguladora de sector da construção e do imobiliário. Compete ao InCI, I.P., atribuir títulos habilitantes para o exercício das actividades por si reguladas. sua actuação visa ainda potenciar um mercado da construção e do imobiliário moderno e competitivo, através de uma efectiva acção reguladora e fiscalizadora, bem como apoiar e dinamizar iniciativas estratégicas para a melhoria da competitividade e sustentabilidade das empresas do sector, tendo em vista a defesa do consumidor. bout InCi The Instituto da Construção e do Imobiliário (InCI, IP) is the regulator of real estate and construction activities. It is InCI s role to attribute the necessary licenses to operate in the fields of practice that fall within their regulatory scope. In addition, InCI has the role of encouraging a modern and competitive construction and real estate industry through effective regulation and supervision as well as supporting and encouraging strategic initiatives aimed at improving the competitiveness and sustainability of the companies in the field with a view to better protecting the public at large. obre a Ldl nline desde Maio de 2001, o LardoceLar.com regista cerca de 490 mil utilizadores e 7,9 milhões de páginas por mês, disponibilizando para consulta 450 mil imóveis, empreendimentos e 4,5 milhões de fotografias, gerando todos os meses mais de pedidos de visita e informação sobre imóveis, gerando constantes oportunidades de negócio para as mais de empresas do sector imobiliário presentes no portal. Mais informações em e www. PRi.com.pt. bout Ldl nline since May 2001, about 490,000 users and 7.9 million pages are reached per month on LardoceLar.com. More than 450,000 buildings and 1,700 property developments are available with 4.5 million photographs, generating more than 48,000 requests every month for 1,200 real estate companies. More information on and obre o Millennium bcp constituição do Banco Comercial Português foi o início de um percurso de sucesso e crescimento, que haveria de dar origem ao maior grupo financeiro privado português. o longo das últimas décadas, este projecto soube agregar a vontade de muitos e capitalizar o prestígio de instituições tão ilustres como o Banco Português do tlântico, o Banco Mello e o Banco Pinto & otto Mayor, estando hoje presente em 21 países, nos 5 continentes. Hoje, alicerçados numa cultura de inovação, competência técnica e excelência de serviço, continuamos, com a marca Millennium a preparar o futuro. bout Millennium bcp The establishment of the Banco Comercial Português was the beginning of a history of growth and success that has given rise to the largest private Portuguese financial group. ver the past few decades, this project has managed to unite the will of many and capitalize on the prestige of institutions as illustrious as Banco Português do tlântico, Banco Mello and Banco Pinto & otto Mayor. Today we are present in 21 countries in 5 continents. Today, based on our culture of innovation, technical expertise and excellent service, we continue, under the Millennium brand, to prepare for the future. obre o RIC RIC é a qualificação líder a nível mundial no que respeita a normas profissionais relativamente a terra, propriedade e construção. um mundo em que cada vez mais pessoas, governos, organizações bancárias e comerciais exigem uma maior certeza acerca de normas profissionais e éticas, atingir o status RIC é a marca do reconhecimento do profissionalismo em termos da actividade imobiliária. Mais de profissionais da área imobiliária que trabalham nas principais economias estabelecidas e emergentes do mundo reconheceram já a importância de assegurar o status RIC, tornando-se membros deste. RIC é um regulador tanto dos seus membros individuais como de empresas, permitindo-lhes manter os mais elevados padrões e fornecendo a base para uma confiança incomparável do cliente no sector. RIC possui uma rede a nível mundial. bout RIC RIC is the world s leading qualification when it comes to professional standards in land, property and construction. In a world where more and more people, governments, banks and commercial organizations demand greater certainty of professional standards and ethics, attaining RIC status is the recognized mark of property professionalism. ver property professionals working in the major established and emerging economies of the world have already recognized the importance of securing RIC status by becoming members. RIC is a regulator of both its individual members and firms enabling it to maintain the highest standards and providing the basis for unparalleled client confidence in the sector. RIC has a worldwide network.

5 PRTUGUEE HUIG MRKET URVEY EIR 2012 URY Painel de Inquiridos Contributir details lice Borges Fátima Vieira & lice Borges na Fonseca Parcial Gest na Machado Imoexpansão, Lda. na Perestrello Claustro, Lda na Xufre Garvetur Mediação Imobiliária nabela Flores Frames, Lda. ntónio lbuquerque rey Financial ntónio Carvalheira Madehouse ntónio de zevedo Coutinho ntónio zevedo Coutinho, Lda ntónio Ribeiro de Freitas Preditur - MIU, Lda. rtur Barroso rtur Barroso - Mediação Imobiliária rtur Cardoso weet ay - Med.Imobiliária Bertin Hervé Matias Picanço Bertin Picanço-Med.Imo.,Unip.Lda. B.aves sório EURPREIL Bruno Martins Invesplano, Lda. Bruno Mata Best Place Carlos Figueiredo Maxidomus, Lda. Carlos Vieira Ilda & Vieira - oc. Med. Imob Celeste Reis White Properties MI, Lda. Cristina zevedo Vivernasondas Custódio Correia ocicorreia Inv. Imobiliários iana lves ialves r. ustino Barbosa. Barbosa oc Med Imobiliária ulce tayde Century 21 - ulce tayde Estela Baixia Empril Fátima Figueiredo Cenário tlântico properties-villas-portugal.eu Fernando ilva Rigor Imobiliária Francisco B. ousa opredi Francisco Cunha CáFE Francisco Mexia lves Finolutia,.. Gustavo Bernardes Bernardes Helder ilva oão ilva - Med Imob, Lda. Hugo Moreira Golden lgarve Hugo Paula ImoBanca Humberto Reduto REILR Idalécio osé oares Idalécio oares, Lda. Idalina Gomes eucasa oão Costa Imokasa oão Fidalgo Engel & Völkers Cascais oaquim ousa Gaiphedra Imobiliária orge Martinho jmartinho- Imobiliária orge Próspero dos antos oorbell, Lda. osé Belo Imosteel, Lda. osé Brazette Themas Urbanos, Lda. comprarcasa.pt/themasurbanos osé Miguel Quadrado Evorhouse Imobiliária osé eto ociedade Geral, GP,.. osé Peixoto REMX Braga Liliana Marcos Liderselect Med.Imob. Unip. Lda. Luís Baptista Casa Futura - Med. Imob. Lda. Luis Mário unes Rede ComprarCasa Luis Martins Redelammi, Lda. Manuel Pereira cais norte Manuel oares GC Marco Martins MacTown Marta ndré BBI Marta Figueiredo Engiprumo Martinho Bica Megamob, Lda. Miguel bacalhau guirre ewman aguirrenewman.com Miguel Ferreiro FRMUL PRIME -.M.I. Lda. ídia Figueira ialprogresso oémia Inácio Mediloia, Lda uno Campos Rotaplus-Med. Imobiliária,Lda.

6 PRTUGUEE HUIG MRKET URVEY EIR 2012 URY Painel de Inquiridos Contributir details uno Leite LImobiliaria uno Vidal IMVIL Patricia Climaco Castelhana Paula Correia eventh House, Lda. Paula Gonçalves Paula Imobiliária Paulo Barradas sher Paulo. Mestre PMinvest Paulo liveira Mcaldas mcaldas.pt Paulo Pereira Espaço Zone, MI Paulo Pinto Remax Matosinhos Pedro lves estaque destaque.com.pt Pedro Esteves Go Imobiliária, Lda. Pedro Gabriel Gold Team Pedro Pires penbook Ricardo Volpintesta Luxus oc.med.imob., Lda. Rui lves Predipóvoa oc. Med. Imob. Rui Constantino Medinegócios, Lda Rui Filipe Lane, Mediação Imobiliária, Lda. Rui Mendes Filipe Century21 - errurbana Rui Pereira da ilva Cobertura Rui Teixeira Limapolys érgio Cartaxo CETURY 21 Porta do lentejo century21.pt/portadoalentejo ofia breu High treet Valdemar antos Valdana Imobiliária Vasco Manaças Remax Central Venâncio Fernandes rcobarca - Med.Imobiliária, Lda. Vitor Gonçalves Manilar - oc. Med. Imob., Lda Vitor Rodrigues Motivo Certo Para mais informações p.f. contactar For further information please contact Confidencial Imobiliário Ricardo Guimarães Tel: RIC Press ffice (Portugal) Gabinete de Imprensa RIC Eulalia Pensado Tel: RIC osh Miller Tel:+44 (0)

Portuguese Housing Market Survey

Portuguese Housing Market Survey Portuguese Housing Market Survey RELATÓRIO MENSAL ABRIL DE 2013 MONTHLY REPORT APRIL 2013 en pt Early signs of a potential market inflection point Primeiros sinais de potencial viragem no mercado Atividade

Leia mais

Portuguese Housing Market Survey

Portuguese Housing Market Survey Portuguese Housing Market Survey RELATÓRIO MENSAL OUTUBRO DE 2010 MONTHLY REPORT OCTOBER 2010 en pt Increasing supply and falling demand weighs down on prices Mais oferta e menos procura pressionam preços

Leia mais

Conferência: Cidades para as pessoas, GPA Portugal. Reabilitação Urbana: o contexto do mercado residencial

Conferência: Cidades para as pessoas, GPA Portugal. Reabilitação Urbana: o contexto do mercado residencial Conferência: Cidades para as pessoas, GPA Portugal Reabilitação Urbana: o contexto do mercado residencial Ricardo Guimarães rguimaraes@confidencialimobiliario.com www.confidencialimobiliario.com A Ci -

Leia mais

A atratividade dos territórios e a dinâmica imobiliária: Evolução e perspetivas para o Alto Minho Ricardo Guimarães

A atratividade dos territórios e a dinâmica imobiliária: Evolução e perspetivas para o Alto Minho Ricardo Guimarães A atratividade dos territórios e a dinâmica imobiliária: Evolução e perspetivas para o Alto Minho Ricardo Guimarães Ricardo Guimarães, rguimaraes@confidencialimobiliario.com www.confidencialimobiliario.com

Leia mais

WWW.ADINOEL.COM Adinoél Sebastião /// Inglês Tradução Livre 14/2014

WWW.ADINOEL.COM Adinoél Sebastião /// Inglês Tradução Livre 14/2014 TEXTO Brazil Leads Decline Among World's Biggest Companies THE losses OF São Paulo's stock market AND THE decline OF Brazil's real made Brazilian companies THE biggest losers among THE world's major companies,

Leia mais

REAL ESTATE MARKET IN BRAZIL

REAL ESTATE MARKET IN BRAZIL REAL ESTATE MARKET IN BRAZIL JOÃO CRESTANA President of Secovi SP and CBIC National Commission of Construction Industry SIZE OF BRAZIL Population distribution by gender, according to age group BRAZIL 2010

Leia mais

Erasmus Student Work Placement

Erasmus Student Work Placement Erasmus Student Work Placement EMPLOYER INFORMATION Name of organisation Address Post code Country SPORT LISBOA E BENFICA AV. GENERAL NORTON DE MATOS, 1500-313 LISBOA PORTUGAL Telephone 21 721 95 09 Fax

Leia mais

Conjuntura da Construção n.º 77 O SETOR CONTINUA EM CRISE MAS EMPRESÁRIOS ACREDITAM NA RECUPERAÇÃO

Conjuntura da Construção n.º 77 O SETOR CONTINUA EM CRISE MAS EMPRESÁRIOS ACREDITAM NA RECUPERAÇÃO FEPICOP - FEDERAÇÃO PORTUGUESA DA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO E OBRAS PÚBLICAS Associações Filiadas: AECOPS Associação de Empresas de Construção e Obras Públicas e Serviços AICCOPN Associação dos Industriais

Leia mais

SAP anuncia resultados do Segundo Trimestre de 2009

SAP anuncia resultados do Segundo Trimestre de 2009 SAP anuncia resultados do Segundo Trimestre de 2009 A SAP continua a demonstrar um forte crescimento das suas margens, aumentando a previsão, para o ano de 2009, referente à sua margem operacional Non-GAAP

Leia mais

CONFERÊNCIA Reabilitação Urbana e Arrendamento: oportunidades do novo regime jurídico. 07 de Março de 2013

CONFERÊNCIA Reabilitação Urbana e Arrendamento: oportunidades do novo regime jurídico. 07 de Março de 2013 CONFERÊNCIA Reabilitação Urbana e Arrendamento: oportunidades do novo regime jurídico. 07 de Março de 2013 Avaliação Económica e Financeira do Investimento na Reabilitação Urbana Amaro Naves Laia Email:amaro.laia@gmail.com

Leia mais

75, 8.º DTO 1250-068 LISBOA

75, 8.º DTO 1250-068 LISBOA EAbrief: Medida de incentivo ao emprego mediante o reembolso da taxa social única EAbrief: Employment incentive measure through the unique social rate reimbursement Portaria n.º 229/2012, de 03 de Agosto

Leia mais

January/2013. FipeZap House Asking Price Index

January/2013. FipeZap House Asking Price Index January/2013 FipeZap House Asking Price Index METHODOLOGY 2 Introduction Housing is the most relevant item in household budget (32% in Brasil, according to POF/IBGE) Information on real estate prices is

Leia mais

GPEARI Gabinete de Planeamento, Estratégia, Avaliação e Relações Internacionais. Boletim Mensal de Economia Portuguesa.

GPEARI Gabinete de Planeamento, Estratégia, Avaliação e Relações Internacionais. Boletim Mensal de Economia Portuguesa. Boletim Mensal de Economia Portuguesa Nº 8 Agosto 2008 Gabinete de Estratégia e Estudos Ministério da Economia e da Inovação GPEARI Gabinete de Planeamento, Estratégia, Avaliação e Relações Internacionais

Leia mais

Fundo de Investimento Imobiliário Fechado Galleon Capital Partners. Relatório de Gestão Exercício de 2011

Fundo de Investimento Imobiliário Fechado Galleon Capital Partners. Relatório de Gestão Exercício de 2011 Fundo de Investimento Imobiliário Fechado Galleon Capital Partners Relatório de Gestão Exercício de 2011 Navegando Pacientemente no Mar Salgado / Sailing Paciently in the Salty Sea Comité de Investimentos

Leia mais

Catálogo casa de banho l WC accessories. gestos que apetecem l tempting gestures

Catálogo casa de banho l WC accessories. gestos que apetecem l tempting gestures Catálogo casa de banho l WC accessories gestos que apetecem l tempting gestures VALENÇA BRAGA A NOSSA MISSÃO......VALORIZAR E ENGRADECER A TUPAI PORTO AVEIRO ÁGUEDA - COIMBRA GPS - N 40.58567º W 8.46558º

Leia mais

Inquérito aos Diplomados Graduate survey CURSOS DE MESTRADO MASTER COURSES ISMAI

Inquérito aos Diplomados Graduate survey CURSOS DE MESTRADO MASTER COURSES ISMAI Inquérito aos Diplomados Graduate survey CURSOS DE MESTRADO MASTER COURSES ISMAI Introdução Durante as duas últimas semanas de Fevereiro de 21, foi realizado nas instalações do ISMAI um inquérito aos diplomados

Leia mais

A Importância da Informação Contabilística e do Relato Financeiro

A Importância da Informação Contabilística e do Relato Financeiro A Importância da Informação Contabilística e do Relato Financeiro Pedro Silva Ferreira Diretor do Departamento de Contabilidade e Controlo do Banco de Portugal 7 outubro 0 Lisboa XIII Conferência sobre

Leia mais

As Novas Formas de Financiamento da Economia

As Novas Formas de Financiamento da Economia As Novas Formas de Financiamento da Economia Francisco Fonseca Vice-Presidente ANJE 2º CONGRESSO DAS EMPRESAS E DAS ACTIVIDADES ECONÓMICAS - LISBOA O que são? Formas alternativas de financiamento incluem

Leia mais

PORTUGAL Economic Outlook. Carlos Almeida Andrade Chief Economist Julho 2008

PORTUGAL Economic Outlook. Carlos Almeida Andrade Chief Economist Julho 2008 PORTUGAL Economic Outlook Carlos Almeida Andrade Chief Economist Julho 2008 Portugal: Adaptação a um novo ambiente económico global A economia portuguesa enfrenta o impacto de um ambiente externo difícil,

Leia mais

A mosca na sopa. PhotoDisc

A mosca na sopa. PhotoDisc A mosca na sopa O reduzido número de IPO continua a ser a mosca na sopa do capital de risco europeu. Não fosse o fraco volume de operações realizadas e a redução de fundos captados e o balanço da actividade

Leia mais

Alumni Survey Results

Alumni Survey Results Alumni Survey Results Comparing graduates labour market experience Summary Report Engineers Qualified in Higher Non-University VET Institutions Providing Arguments and Evidence for NQF/EQF Classification

Leia mais

CB RICHARD ELLIS PORTUGAL

CB RICHARD ELLIS PORTUGAL CB RICHARD ELLIS PORTUGAL Apresentação da Empresa 2011 Índice Página 1. CB Richard Ellis 3 2. CB Richard Ellis no Mundo 4 3. CB Richard Ellis na Região EMEA 7 4. O Grupo CBRE Portugal 8 5. Prémios Internacionais

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO METROPOLITANO DE SÃO PAULO CURSO ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS

CENTRO UNIVERSITÁRIO METROPOLITANO DE SÃO PAULO CURSO ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS CENTRO UNIVERSITÁRIO METROPOLITANO DE SÃO PAULO CURSO ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS UMA VANTAGEM COMPETITIVA COM A TERCEIRIZAÇÃO DE SERVIÇOS AMANDA ZADRES DANIELA LILIANE ELIANE NUNES ELISANGELA MENDES Guarulhos

Leia mais

7.ª GRANDE CONFERÊNCIA DO JORNAL ARQUITECTURAS

7.ª GRANDE CONFERÊNCIA DO JORNAL ARQUITECTURAS UMA INICIATIVA INTEGRADA NA: URBAVERDE FEIRA DAS CIDADES SUSTENTÁVEIS ª 7.ª GRANDE CONFERÊNCIA DO JORNAL ARQUITECTURAS ARRENDAMENTO E REABILITAÇÃO: DINAMIZAR O MERCADO, REGENERAR A CIDADE 12 de Abril de

Leia mais

CARLA ALEXANDRA SEVES DE ANDRADE CANOTILHO

CARLA ALEXANDRA SEVES DE ANDRADE CANOTILHO Escola Superior de Tecnologia e Gestão Instituto Politécnico da Guarda R E L AT Ó R I O D E AT I V I D A D E P R O F I S S I O N A L N A J. V A R G A S - G A B I N E T E T É C N I C O D E G E S T Ã O E

Leia mais

LUZ AO FUNDO DO TÚNEL TALVEZ SÓ EM 2013. As previsões do Euroconstruct para o sector da construção e da reabilitação em Portugal.

LUZ AO FUNDO DO TÚNEL TALVEZ SÓ EM 2013. As previsões do Euroconstruct para o sector da construção e da reabilitação em Portugal. LUZ AO FUNDO DO TÚNEL TALVEZ SÓ EM 2013 As previsões do Euroconstruct para o sector da construção e da reabilitação em Portugal Vítor Cóias 1. INTRODUÇÃO Nas últimas décadas a construção em Portugal tem

Leia mais

Erasmus Student Work Placement

Erasmus Student Work Placement Erasmus Student Work Placement EMPLOYER INFORMATION Name of organisation Address Post code Country SPORT LISBOA E BENFICA AV. GENERAL NORTON DE MATOS, 1500-313 LISBOA PORTUGAL Telephone 21 721 95 09 Fax

Leia mais

Organização Sete de Setembro de Cultura e Ensino - LTDA Faculdade Sete de Setembro FASETE Bacharelado em Administração

Organização Sete de Setembro de Cultura e Ensino - LTDA Faculdade Sete de Setembro FASETE Bacharelado em Administração Organização Sete de Setembro de Cultura e Ensino - LTDA Faculdade Sete de Setembro FASETE Bacharelado em Administração VICTOR HUGO SANTANA ARAÚJO ANÁLISE DAS FORÇAS DE PORTER NUMA EMPRESA DO RAMO FARMACÊUTICO:

Leia mais

Relatório de Actividades de 2009

Relatório de Actividades de 2009 CENTRO DE INVESTIGAÇÃO EM CONTABILIDADE E FISCALIDADE (CICF) Relatório de Actividades de 2009 Nota Prévia O Centro de Investigação em Contabilidade e Fiscalidade (CICF), é uma unidade de investigação científica

Leia mais

ANÁLISE DO ALINHAMENTO ENTRE O BALANÇO SOCIAL E O RELATÓRIO DE SUSTENTABILIDADE DOS TRÊS MAIORES BANCOS EM ATIVIDADE NO BRASIL

ANÁLISE DO ALINHAMENTO ENTRE O BALANÇO SOCIAL E O RELATÓRIO DE SUSTENTABILIDADE DOS TRÊS MAIORES BANCOS EM ATIVIDADE NO BRASIL ANÁLISE DO ALINHAMENTO ENTRE O BALANÇO SOCIAL E O RELATÓRIO DE SUSTENTABILIDADE DOS TRÊS MAIORES BANCOS EM ATIVIDADE NO BRASIL ANALYSIS OF ALIGNMENT AMONG SOCIAL BALANCE AND SUSTAINABILITY REPORT OF THREE

Leia mais

ADJUSTMENTS IN BRAZIL S ECONOMIC POLICY IN 2015 WILL LIKELY PRODUCE MORE SUSTAINABLE GDP GROWTH RATES GOING FORWARD

ADJUSTMENTS IN BRAZIL S ECONOMIC POLICY IN 2015 WILL LIKELY PRODUCE MORE SUSTAINABLE GDP GROWTH RATES GOING FORWARD PRESENTATION APIMEC BRASÍLIA ADJUSTMENTS IN BRAZIL S ECONOMIC POLICY IN 2015 WILL LIKELY PRODUCE MORE SUSTAINABLE GDP GROWTH RATES GOING FORWARD 1 1 Brasília, February, 5th 2015 Ellen Regina Steter WORLD

Leia mais

Manual de Apresentação de Dados REACH-IT

Manual de Apresentação de Dados REACH-IT Manual de Apresentação de Dados REACH-IT Parte 16 - Pedidos de Anexo I: Instruções para o modelo de documento justificativo de pedido de Versão 1.0 Página 1 de 7 Instruções Na IUCLID, por cada informação

Leia mais

Teoria Económica Clássica e Neoclássica

Teoria Económica Clássica e Neoclássica Teoria Económica Clássica e Neoclássica Nuno Martins Universidade dos Açores Jornadas de Estatística Regional 29 de Novembro, Angra do Heroísmo, Portugal Definição de ciência económica Teoria clássica:

Leia mais

Enhancing opportunities

Enhancing opportunities www.pwc.com/pt Enhancing opportunities Tourism, Hospitality and Leisure in Portugal and Cape Verde 2 PwC Qualquer que seja o seu posicionamento e objectivos no sector do Turismo e Lazer, estamos habilitados

Leia mais

ESTRUTURA DE CAPITAL: UMA ANÁLISE EM EMPRESAS SEGURADORAS

ESTRUTURA DE CAPITAL: UMA ANÁLISE EM EMPRESAS SEGURADORAS ESTRUTURA DE CAPITAL: UMA ANÁLISE EM EMPRESAS SEGURADORAS THE CAPITAL STRUCTURE: AN ANALYSE ON INSURANCE COMPANIES FREDERIKE MONIKA BUDINER METTE MARCO ANTÔNIO DOS SANTOS MARTINS PAULA FERNANDA BUTZEN

Leia mais

A tangibilidade de um serviço de manutenção de elevadores

A tangibilidade de um serviço de manutenção de elevadores A tangibilidade de um serviço de manutenção de elevadores Tese de Mestrado em Gestão Integrada de Qualidade, Ambiente e Segurança Carlos Fernando Lopes Gomes INSTITUTO SUPERIOR DE EDUCAÇÃO E CIÊNCIAS Fevereiro

Leia mais

2009 BIAC Business Roundtable. Responding to the global economic crisis OECD s role in promoting open markets and job creation. 21 de Maio de 2009

2009 BIAC Business Roundtable. Responding to the global economic crisis OECD s role in promoting open markets and job creation. 21 de Maio de 2009 2009 BIAC Business Roundtable Responding to the global economic crisis OECD s role in promoting open markets and job creation 21 de Maio de 2009 Intervenção do Ministro de Estado e das Finanças Fernando

Leia mais

Economia dos EUA e Comparação com os períodos de 1990-1991 e 2000-2001

Economia dos EUA e Comparação com os períodos de 1990-1991 e 2000-2001 Economia dos EUA e Comparação com os períodos de - e - Clara Synek* O actual período de abrandamento da economia dos EUA, iniciado em e previsto acentuar-se no decurso dos anos /9, resulta fundamentalmente

Leia mais

Código de Boas Práticas da APOL Logistics & Supply Chain Maio 2010. PwC

Código de Boas Práticas da APOL Logistics & Supply Chain Maio 2010. PwC Código de Boas Práticas da APOL PwC Agenda Enquadramento Principais riscos/desafios dos clientes Benefícios do Outsourcing Continnunm da criação de valor Código de Boas Práticas Enquadramento Definição

Leia mais

Golden Visa Vistos Gold. Golden Visa Vistos Gold. dossiers. Public Finances and Debt Dívida e Finanças Públicas

Golden Visa Vistos Gold. Golden Visa Vistos Gold. dossiers. Public Finances and Debt Dívida e Finanças Públicas dossiers Public Finances and Debt Dívida e Finanças Públicas Last Update Última Actualização: Next Release Próxima Actualização Copyright 2014 Portugal Economy Probe PE Probe Prepared by PE Probe Preparado

Leia mais

StartMeUp - Powered by U.S. Embassy Portugal 2013 (STARTMEUP) Regulamento. Artigo 1.º Organização e objectivos

StartMeUp - Powered by U.S. Embassy Portugal 2013 (STARTMEUP) Regulamento. Artigo 1.º Organização e objectivos StartMeUp - Powered by U.S. Embassy Portugal 2013 (STARTMEUP) Regulamento Artigo 1.º Organização e objectivos 1. O STARTMEUP é uma iniciativa organizada conjuntamente pela Embaixada dos Estados Unidos

Leia mais

- PERFIL DO GRUPO - O Portfólio de negócios, obedece a um critério de maturidade e geração de valor, no qual o Grupo, concilia:

- PERFIL DO GRUPO - O Portfólio de negócios, obedece a um critério de maturidade e geração de valor, no qual o Grupo, concilia: GRUPO FERREIRA A GFH, é um Grupo sólido e inovador, detendo um curriculum de projectos de qualidade reconhecida, com um portfólio de negócios diversificado, e que aposta no processo de internacionalização,

Leia mais

INSTITUTO NACIONAL DE ESTATISTICA CABO VERDE. INQUÉRITO DE CONJUNTURA Folha de Informação Rápida. CONSTRUÇÃO 3º Trimestre 2013

INSTITUTO NACIONAL DE ESTATISTICA CABO VERDE. INQUÉRITO DE CONJUNTURA Folha de Informação Rápida. CONSTRUÇÃO 3º Trimestre 2013 INSTITUTO NACIONAL DE ESTATISTICA INSTITUTO NACIONAL DE ESTATISTICA INSTITUTO NACIONAL DE ESTATISTICA CABO VERDE CABO VERDE CABO VERDE INSTITUTO NACIONAL DE ESTATISTICA CABO VERDE INQUÉRITO DE CONJUNTURA

Leia mais

Relatório de Gestão & Contas - Ano 2012 RELATÓRIO DE GESTÃO. Resende e Fernandes, Construção Civil, Lda.

Relatório de Gestão & Contas - Ano 2012 RELATÓRIO DE GESTÃO. Resende e Fernandes, Construção Civil, Lda. RELATÓRIO DE GESTÃO Resende e Fernandes, Construção Civil, Lda. 2012 ÍNDICE DESTAQUES... 3 MENSAGEM DO GERENTE... 4 ENQUADRAMENTO MACROECONÓMICO... 5 Economia internacional... 5 Economia Nacional... 5

Leia mais

Pesquisa de Marketing: Uma Orientação Aplicada (Portuguese Edition)

Pesquisa de Marketing: Uma Orientação Aplicada (Portuguese Edition) Pesquisa de Marketing: Uma Orientação Aplicada (Portuguese Edition) Naresh K. Malhotra Click here if your download doesn"t start automatically Pesquisa de Marketing: Uma Orientação Aplicada (Portuguese

Leia mais

A diferença entre o curto e o longo prazo

A diferença entre o curto e o longo prazo Aula Teórica nº 14 Sumário: Procura e oferta agregada Procura agregada - inclinação - deslocação Oferta agregada de curto e de longo prazo O modelo procura agregada/oferta agregada - choques da procura

Leia mais

RESULTADOS CONSOLIDADOS A 30 DE JUNHO DE 2005 1

RESULTADOS CONSOLIDADOS A 30 DE JUNHO DE 2005 1 COMUNICADO Página 1 / 9 RESULTADOS CONSOLIDADOS A 30 DE JUNHO DE 2005 1 09 de Setembro de 2005 (Os valores apresentados neste comunicado reportam-se ao primeiro semestre de 2005, a não ser quando especificado

Leia mais

As 100 melhores piadas de todos os tempos (Portuguese Edition)

As 100 melhores piadas de todos os tempos (Portuguese Edition) As 100 melhores piadas de todos os tempos (Portuguese Edition) Click here if your download doesn"t start automatically As 100 melhores piadas de todos os tempos (Portuguese Edition) As 100 melhores piadas

Leia mais

Consórcio CGD/IHRU. Fundo de Desenvolvimento Urbano TEKTÓNICA. Iniciativa Comunitária JESSICA. 9 de Maio 2012

Consórcio CGD/IHRU. Fundo de Desenvolvimento Urbano TEKTÓNICA. Iniciativa Comunitária JESSICA. 9 de Maio 2012 Iniciativa Comunitária JESSICA Fundo de Desenvolvimento Urbano Consórcio CGD/IHRU TEKTÓNICA 9 de Maio 2012 Iniciativa Comunitária JESSICA Consórcio IHRU/GCGD 18 de Abril de 2012 1 Portugal Evolução de

Leia mais

Perguntas & Respostas

Perguntas & Respostas Perguntas & Respostas 17 de Abril de 2008 Versão Portuguesa 1. O que é uma Certidão Permanente?...4 2. Como posso ter acesso a uma Certidão Permanente?...4 3. Onde posso pedir uma Certidão Permanente?...4

Leia mais

O Sistema Expectativas de Mercado: Ferramenta de Suporte à Política Monetária

O Sistema Expectativas de Mercado: Ferramenta de Suporte à Política Monetária O Sistema Expectativas de Mercado: Ferramenta de Suporte à Política Monetária André Marques Março de 2015 I. Histórico II. Características Principais III. Relatórios IV. Uso no Processo de Política Monetária

Leia mais

Moçambique Seminário PSI. Inclusão Financeira

Moçambique Seminário PSI. Inclusão Financeira Moçambique Seminário PSI Inclusão Financeira 1 Resumo 1. Definição da inclusão financeira 2. Factos estilizados 3. Experiência internacional 4. Implicações para as políticas 2 Inclusão financeira O problema:

Leia mais

TUTORIA INTERCULTURAL NUM CLUBE DE PORTUGUÊS

TUTORIA INTERCULTURAL NUM CLUBE DE PORTUGUÊS UNIVERSIDADE DE LISBOA FACULDADE DE PSICOLOGIA E DE CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO TUTORIA INTERCULTURAL NUM CLUBE DE PORTUGUÊS SANDRA MARIA MORAIS VALENTE DISSERTAÇÃO DE MESTRADO EM CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO Área de

Leia mais

Cerimónia de Entrega do CERR no Instituto de Seguros de Portugal

Cerimónia de Entrega do CERR no Instituto de Seguros de Portugal The future debate on occupational pensions in continental Europe will no longer solely depend on the economic efficiency values of these pensions but on their role in social protection model Yves Stevens,

Leia mais

Press Release. Worx divulga WMarket Report 1ºS 2008

Press Release. Worx divulga WMarket Report 1ºS 2008 Press Release No: 77 / DZ Data: 15 de Setembro de 2008 Edifício Taurus, Campo Edifício Pequeno, Taurus, 48 4º 1000-081 Campo Pequeno, Lisboa 48 4º 1000-081 Lisboa + 351 217 999 960 tel. + 351 217 999 965

Leia mais

Um conceito exclusivo de Decoração de Interiores An exclusive concept of Interior Design

Um conceito exclusivo de Decoração de Interiores An exclusive concept of Interior Design Um conceito exclusivo de Decoração de Interiores An exclusive concept of Interior Design 01 - Lista de Casamentos - Desenhos: Concepts, boarders e 3D 02 Ideais Casa&Cpa TheVintageHouseCompany Enquadramento

Leia mais

O desemprego como oportunidade Fundo Bem Comum

O desemprego como oportunidade Fundo Bem Comum Working Draft Last Modified 30/01/2007 18:09:06 GMT Standard Time O desemprego como oportunidade Fundo Bem Comum Conferência Mercado Laboral: A responsabilidade social das empresas em tempo de crise OJE

Leia mais

Sociodemographic profile Real delivery Panel IR% Total panelists: 10.382 90,7% Sex Man 4.231

Sociodemographic profile Real delivery Panel IR% Total panelists: 10.382 90,7% Sex Man 4.231 1 / 14 Bank Panel Portugal Features Panel size (ISO): 32.637 People profiled (ISO): 11.557 Estimated response rate (ISO): 41% Updated: 15/12/2014 Size (ISO): number of panelists according to ISO 26362

Leia mais

A GP no mercado imobiliário

A GP no mercado imobiliário A GP no mercado imobiliário A experiência singular acumulada pela GP Investments em diferentes segmentos do setor imobiliário confere importante diferencial competitivo para a Companhia capturar novas

Leia mais

Tendências na Europa. Melhorias de desempenho a curto-prazo, evidenciam recuperação dos níveis de rendibilidade da indústria.

Tendências na Europa. Melhorias de desempenho a curto-prazo, evidenciam recuperação dos níveis de rendibilidade da indústria. Maio 25 Tendências na Europa O investimento europeu em private equity aumenta 5% em 24. De acordo com os dados preliminares divulgados pela EVCA (os finais serão conhecidos em Junho), o investimento total

Leia mais

Banco Popular, Espanha

Banco Popular, Espanha Banco Popular, Espanha Tecnologia avançada de automação do posto de caixa para melhorar a eficiência e beneficiar a saúde e segurança dos funcionários O recirculador de notas Vertera contribuiu para impulsionar

Leia mais

COMÉRCIO, TURISMO E ARRENDAMENTO OS DÍNAMOS DA REABILITAÇÃO URBANA

COMÉRCIO, TURISMO E ARRENDAMENTO OS DÍNAMOS DA REABILITAÇÃO URBANA COMÉRCIO, TURISMO E ARRENDAMENTO OS DÍNAMOS DA REABILITAÇÃO URBANA 23 de Outubro 14h30 Comércio, Turismo e Arrendamento. Os Dínamos da Reabilitação Urbana VIVERA REABI LITAÇÃO DE 23 A 25 OUTUBRO 2014 BRAGA

Leia mais

Nota de Informação Estatística Lisboa, 20 de Outubro de 2010

Nota de Informação Estatística Lisboa, 20 de Outubro de 2010 Nota de Informação Estatística, 20 de Outubro de 2010 Novos quadros de informação estatística da Central de Responsabilidades de Crédito - empréstimos concedidos pelo sistema financeiro residente a particulares

Leia mais

Agenda. Mapa de Preços do ZAP. Índice FipeZap novos dados do mercado. painel.fipezap.com.br

Agenda. Mapa de Preços do ZAP. Índice FipeZap novos dados do mercado. painel.fipezap.com.br Agenda painel.fipezap.com.br Agenda Mapa de Preços do ZAP Índice FipeZap novos dados do mercado Mapa de Preços Índice FipeZap Novos dados Agenda 1 2 3 4 5 Introdução Índice FipeZap: novas cidades Evolução

Leia mais

ROSÁRIO MARQUES Directora Executiva CCILC. AIP Mercados para Exportação 05 de Março de 2014

ROSÁRIO MARQUES Directora Executiva CCILC. AIP Mercados para Exportação 05 de Março de 2014 ROSÁRIO MARQUES Directora Executiva CCILC AIP Mercados para Exportação 05 de Março de 2014 Colômbia Aspectos Gerais País muito jovem - 55% da população com menos de 30 anos. 7 Áreas Metropolitanas com

Leia mais

LISTA ORDENADA POR GRADUAÇÃO PROFISSIONAL - DGAE

LISTA ORDENADA POR GRADUAÇÃO PROFISSIONAL - DGAE Nome da Escola : Agrupamento de Escolas de Almancil, Loulé Horário n.º: 27-18 horas 2013-10-09 Grupo de Recrutamento: 420 - Geografia LISTA ORDENADA POR GRADUAÇÃO PROFISSIONAL - DGAE Ordenação Graduação

Leia mais

// gaiato private label

// gaiato private label // gaiato private label // a empresa // the company A Calçado Gaiato é uma empresa prestadora de serviços no setor de calçado, criada em 2000 por Luís Pinto Oliveira e Mário Pinto Oliveira, sócios-fundadores

Leia mais

ATLAS DE ACUPUNTURA VETERINáRIA. CãES E GATOS (EM PORTUGUESE DO BRASIL) BY CHOO HYUNG KIM

ATLAS DE ACUPUNTURA VETERINáRIA. CãES E GATOS (EM PORTUGUESE DO BRASIL) BY CHOO HYUNG KIM Read Online and Download Ebook ATLAS DE ACUPUNTURA VETERINáRIA. CãES E GATOS (EM PORTUGUESE DO BRASIL) BY CHOO HYUNG KIM DOWNLOAD EBOOK : ATLAS DE ACUPUNTURA VETERINáRIA. CãES E GATOS Click link bellow

Leia mais

UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA. A Reputação e a Responsabilidade Social na BP Portugal: A importância da Comunicação. Por. Ana Margarida Nisa Vintém

UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA. A Reputação e a Responsabilidade Social na BP Portugal: A importância da Comunicação. Por. Ana Margarida Nisa Vintém UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA A Reputação e a Responsabilidade Social na BP Portugal: A importância da Comunicação Relatório de estágio apresentado à Universidade Católica Portuguesa para obtenção do

Leia mais

A EFICIÊNCIA ENERGÉTICA

A EFICIÊNCIA ENERGÉTICA CONFERÊNCIA "MERCADO DE ESCRITÓRIOS - SUSTENTABILIDADE, GESTÃO DE ESPAÇOS E TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO" A EFICIÊNCIA ENERGÉTICA É UM ARGUMENTO DE VENDAS I ltrapassada a crise, a reabilitação urbana - até

Leia mais

Manual da Garantia Mútua

Manual da Garantia Mútua Março de 2007 Manual da Garantia Mútua O que é a Garantia Mútua? É um sistema privado e de cariz mutualista de apoio às pequenas, médias e micro empresas (PME), que se traduz fundamentalmente na prestação

Leia mais

ELEnA European Local ENergy Assistance

ELEnA European Local ENergy Assistance ECO.AP Programa de Eficiência Energética na Administração Pública ELEnA European Local ENergy Assistance Lisboa, 6/03/2015 Desafios 1 Conhecimento: a) Edifícios/equipamentos; b) Capacidade técnica; c)

Leia mais

directive on private enforcement Quantification of damage & passing on

directive on private enforcement Quantification of damage & passing on directive on private enforcement uantification of damage & passing on 3rd Portuguese and Spanish Conference on Competition Law Auditório Vieira de Almeida Lisboa, 28 e 29 de Novembro de 2013 A aculdade

Leia mais

Para informação adicional sobre os diversos países consultar: http://europa.eu.int/information_society/help/links/index_en.htm

Para informação adicional sobre os diversos países consultar: http://europa.eu.int/information_society/help/links/index_en.htm Anexo C: Súmula das principais iniciativas desenvolvidas na Europa na área da Sociedade de Informação e da mobilização do acesso à Internet em banda larga Para informação adicional sobre os diversos países

Leia mais

:: COMO ESCOLHER UMA ESCOLA IDIOMAS PDF ::

:: COMO ESCOLHER UMA ESCOLA IDIOMAS PDF :: :: COMO ESCOLHER UMA ESCOLA IDIOMAS PDF :: [Download] COMO ESCOLHER UMA ESCOLA IDIOMAS PDF COMO ESCOLHER UMA ESCOLA IDIOMAS PDF - Are you looking for Como Escolher Uma Escola Idiomas Books? Now, you will

Leia mais

Gestão de Serviços. Mário Lavado itsmf Portugal. Guimarães 18 de Novembro 2010. itsmf Portugal 1

Gestão de Serviços. Mário Lavado itsmf Portugal. Guimarães 18 de Novembro 2010. itsmf Portugal 1 Gestão de Serviços Mário Lavado itsmf Portugal Guimarães 18 de Novembro 2010 itsmf Portugal 1 Agenda 1. O que é o itsmf? 2. A Gestão de Serviços e o ITIL 3. A ISO 20000 4. A certificação ISO 20000 itsmf

Leia mais

O PRíNCIPE FELIZ E OUTRAS HISTóRIAS (EDIçãO BILíNGUE) (PORTUGUESE EDITION) BY OSCAR WILDE

O PRíNCIPE FELIZ E OUTRAS HISTóRIAS (EDIçãO BILíNGUE) (PORTUGUESE EDITION) BY OSCAR WILDE Read Online and Download Ebook O PRíNCIPE FELIZ E OUTRAS HISTóRIAS (EDIçãO BILíNGUE) (PORTUGUESE EDITION) BY OSCAR WILDE DOWNLOAD EBOOK : O PRíNCIPE FELIZ E OUTRAS HISTóRIAS (EDIçãO Click link bellow and

Leia mais

Uma nova ferramenta para os profissionais do mercado

Uma nova ferramenta para os profissionais do mercado SIR REABILITAÇÃO URBANA Uma nova ferramenta para os profissionais do mercado Ricardo Guimarães rguimaraes@confidencialimobiliario.com www.confidencialimobiliario.com A Ci - Confidencial Imobiliário é uma

Leia mais

Gerenciamento de projetos SMART GRID

Gerenciamento de projetos SMART GRID Gerenciamento de projetos SMART GRID OBJETIVO Em razão da (o): Grandiosidade e complexidade dos projetos SMART GRID Contexto econômico local e global vs. QUALIDADE dos serviços públicos. p Exigências de

Leia mais

Guião A. Descrição das actividades

Guião A. Descrição das actividades Proposta de Guião para uma Prova Grupo: Ponto de Encontro Disciplina: Inglês, Nível de Continuação, 11.º ano Domínio de Referência: Um Mundo de Muitas Culturas Duração da prova: 15 a 20 minutos 1.º MOMENTO

Leia mais

Conteúdo Programático Anual

Conteúdo Programático Anual INGLÊS 1º BIMESTRE 5ª série (6º ano) Capítulo 01 (Unit 1) What s your name? What; Is; My, you; This; Saudações e despedidas. Capítulo 2 (Unit 2) Who s that? Who; This, that; My, your, his, her; Is (afirmativo,

Leia mais

Project Management Activities

Project Management Activities Id Name Duração Início Término Predecessoras 1 Project Management Activities 36 dias Sex 05/10/12 Sex 23/11/12 2 Plan the Project 36 dias Sex 05/10/12 Sex 23/11/12 3 Define the work 15 dias Sex 05/10/12

Leia mais

106 BANCO DE PORTUGAL Boletim Estatístico

106 BANCO DE PORTUGAL Boletim Estatístico 106 BANCO DE PORTUGAL Boletim Estatístico B.7.1.1 Taxas de juro sobre novas operações de empréstimos (1) concedidos por instituições financeiras monetárias a residentes na área do euro (a) Interest rates

Leia mais

Dificuldade no acesso ao crédito é disseminada na construção

Dificuldade no acesso ao crédito é disseminada na construção SONDAGEM INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO Informativo da Confederação Nacional da Indústria Ano 5 Número 6 Junho de 2014 www.cni.org.br ISSN 2317-7322 Destaques ANÁLISE ECONÔMICA Falta de crédito dificulta recuperação

Leia mais

GRANDES OPÇÕES DO PLANO 2008 PRINCIPAIS ASPECTOS

GRANDES OPÇÕES DO PLANO 2008 PRINCIPAIS ASPECTOS GRANDES OPÇÕES DO PLANO 2008 PRINCIPAIS ASPECTOS I. INTRODUÇÃO O Governo apresentou ao Conselho Económico e Social o Projecto de Grandes Opções do Plano 2008 (GOP 2008) para que este Órgão, de acordo com

Leia mais

Principais constrangimentos dos actuais modelos de Pricing

Principais constrangimentos dos actuais modelos de Pricing Mário Trinca Quando existem uma multiplicidade de Produtos / Serviços, oferecidos a diferentes segmentos de clientes, através de diversos canais de distribuição, em várias geografias, nunca é fácil responder

Leia mais

GERENCIAMENTO PELAS DIRETRIZES (PORTUGUESE EDITION) BY VICENTE FALCONI

GERENCIAMENTO PELAS DIRETRIZES (PORTUGUESE EDITION) BY VICENTE FALCONI Read Online and Download Ebook GERENCIAMENTO PELAS DIRETRIZES (PORTUGUESE EDITION) BY VICENTE FALCONI DOWNLOAD EBOOK : GERENCIAMENTO PELAS DIRETRIZES (PORTUGUESE Click link bellow and free register to

Leia mais

Bíblia de Estudo Conselheira - Gênesis: Acolhimento Reflexão Graça (Portuguese Edition)

Bíblia de Estudo Conselheira - Gênesis: Acolhimento Reflexão Graça (Portuguese Edition) Bíblia de Estudo Conselheira - Gênesis: Acolhimento Reflexão Graça (Portuguese Edition) Sociedade Bíblica do Brasil Click here if your download doesn"t start automatically Download and Read Free Online

Leia mais

Cultural Identity of Young Volunteers Differences and understanding Empowering People. Volunteer Profile Questionnaire

Cultural Identity of Young Volunteers Differences and understanding Empowering People. Volunteer Profile Questionnaire Volunteer Profile Questionnaire 1 Índice 1 VOLUNTEER PROFILE QUESTIONNAIRE... 1.1 Country... 1. AGE... 1. GENDER... 1..1 GENDER vs... 1. Qualification... 1..1 QUALIFICATION GREECE VS PORTUGAL... 1. Are

Leia mais

SINAIS POSITIVOS TOP 20 (atualizado a 10JUL2014)

SINAIS POSITIVOS TOP 20 (atualizado a 10JUL2014) SINAIS POSITIVOS TOP 20 (atualizado a 10JUL2014) 1. Taxa de Desemprego O desemprego desceu para 14,3% em maio, o que representa um recuo de 2,6% em relação a maio de 2013. Esta é a segunda maior variação

Leia mais

Desigualdade Económica em Portugal

Desigualdade Económica em Portugal Observatório Pedagógico Desigualdade Económica em Portugal Carlos Farinha Rodrigues ISEG / Universidade Técnica de Lisboa Um estudo da Fundação Francisco Manuel dos Santos 18 de Outubro de 2012 2 Objectivos:

Leia mais

Serviços: API REST. URL - Recurso

Serviços: API REST. URL - Recurso Serviços: API REST URL - Recurso URLs reflectem recursos Cada entidade principal deve corresponder a um recurso Cada recurso deve ter um único URL Os URLs referem em geral substantivos URLs podem reflectir

Leia mais

DIOGO PERESTRELO. Sócio. Escritório de Lisboa. Principais Áreas de Actuação. Curriculum Académico. Curriculum Profissional

DIOGO PERESTRELO. Sócio. Escritório de Lisboa. Principais Áreas de Actuação. Curriculum Académico. Curriculum Profissional DIOGO PERESTRELO Sócio diogo.perestrelo@plmj.pt Escritório de Lisboa T. +(351) 21 319 73 00 F. +(351) 21 319 74 00 S. http://www.plmj.com Principais Áreas de Actuação ÁREAS DE PRÁTICA Corporate / M&A,

Leia mais

UNIVERSIDADE DE LISBOA FACULDADE DE LETRAS

UNIVERSIDADE DE LISBOA FACULDADE DE LETRAS UNIVERSIDADE DE LISBOA FACULDADE DE LETRAS Mestrado em Ciências da Documentação e da Informação Variante de Arquivo A EXTERNALIZAÇÃO DE SERVIÇOS DE ARQUIVO GESTÃO E CUSTÓDIA DE DOCUMENTOS CONTRIBUTO PARA

Leia mais

Comemoração dos 30 Anos APAF Análise Financeira: alicerce do mercado de capitais e do crescimento económico Intervenção de boas vindas

Comemoração dos 30 Anos APAF Análise Financeira: alicerce do mercado de capitais e do crescimento económico Intervenção de boas vindas Comemoração dos 30 Anos APAF Análise Financeira: alicerce do mercado de capitais e do crescimento económico Intervenção de boas vindas Exm.ªs Senhoras, Exm.ºs Senhores É com prazer que, em meu nome e em

Leia mais

Residentes Não Habituais em Portugal ENQUADRAMENTO E CONDIÇÕES

Residentes Não Habituais em Portugal ENQUADRAMENTO E CONDIÇÕES Residentes Não Habituais em Portugal ENQUADRAMENTO E CONDIÇÕES 1 The lawyers provide an excellent level of attention to the client and demonstrate a superb knowledge of the market and the latest legislation.

Leia mais

Imobiliário: estudo conclui que é preciso apostar em novos segmentos

Imobiliário: estudo conclui que é preciso apostar em novos segmentos Re-Search Angola Imobiliário: estudo conclui que é preciso apostar em novos segmentos Está a emergir em Angola uma classe média, com maior poder de compra e interesse em adquirir casa própria. Esta é uma

Leia mais

A AUSTERIDADE CURA? A AUSTERIDADE MATA?

A AUSTERIDADE CURA? A AUSTERIDADE MATA? A AUSTERIDADE CURA? A AUSTERIDADE MATA? 29.Nov.2013 Financiamento Sector público é a principal fonte de financiamento de cuidados de saúde. Apenas EUA e México apresentam menos de 50% de financiamento

Leia mais

Universidade do Porto

Universidade do Porto O Estado da Arte em Projectos de Investimento - A Importância da Análise Não Financeira Na Prática das Empresas Portuguesas Nuno Filipe Lopes Moutinho Tese de Mestrado em Ciências Empresariais Área de

Leia mais

Projectos de Consultoria em SAP e Tecnologias Microsoft: Análise e desenvolvimento de soluções de software à medida

Projectos de Consultoria em SAP e Tecnologias Microsoft: Análise e desenvolvimento de soluções de software à medida Projecto Mestrado Em Gestão De Sistemas De Informação Médica Projectos de Consultoria em SAP e Tecnologias Microsoft: Análise e desenvolvimento de soluções de software à medida Luís Filipe Leal Sismeiro

Leia mais