CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20"

Transcrição

1 Faculdade Independente d Nrdeste Credenciada pela Prtaria MEC 1.393, de 04/07/2001 publicada n D.O.U. de 09/07/2001. CURSO DE ENFERMAGEM Recnhecid pela Prtaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seçã 1. Pág. 20 Cmpnente Curricular: ENFERMAGEM EM SAÚDE COLETIVA II Códig: ENF CH Ttal: 90hras Pré-requisit: ENF Períd Letiv: Turma: 6º Semestre Prfessr: Daniela de Oliveira Gusmã Titulaçã: Enfermeira; Mestre em Ciências Fisilógicas (PMPG/UFBA). EMENTA PLANO DE CURSO Aspects cnceituais e classificaçã de denças transmissíveis (DT) e nã transmissíveis (DANTs). Ações de vigilância epidemilógica nas denças mais frequentes em instituições de saúde e de interesse da saúde cletiva. Evluçã ds mdels assistenciais implantads n Brasil e a rganizaçã da assistência na prática ctidiana das unidades de saúde. Abrda a gestã estratégica, demcratizaçã da gestã e gerência ds serviçs básics de saúde. OBJETIVO GERAL Estudar s prcediments técnics-cientifics pertinentes à avaliaçã das necessidades d individu e cmunidade na rede básica de saúde pr mei de práticas supervisinada ds cnteúds teórics da Saúde Cletiva. OBJETIVOS ESPECÍFICOS Cmpreender cnceit e prpósits da Vigilância Epidemilógica n cntext da Saúde Cletiva; Discutir as cndições favráveis para apareciment das denças transmissíveis e nã transmissíveis; Sede/Mantenedra: Avenida Luiz Eduard Magalhães, 1305 Bairr Candeias Fne/Fax: (77) CEP: / Vitória da Cnquista BA / Hmepage:

2 Faculdade Independente d Nrdeste Credenciada pela Prtaria MEC 1.393, de 04/07/2001 publicada n D.O.U. de 09/07/2001. Cnhecer as frmas de intervençã pr mei de estratégias e ações n cntrle ds agravs transmissíveis e nã transmissíveis; Assistir paciente cm agravs transmissíveis em islament; Identificar as medidas de cntrle adequadas para as denças transmissíveis de ntificaçã em Saúde Cletiva; Discutir a evluçã ds mdels assistenciais implantads n Brasil; Cmpreender a rganizaçã da assistência as DT na prática ctidiana das unidades de saúde; Identificar as frmas de gestã e gerência ds serviçs básics de saúde n cntext atual; HABILIDADES E COMPETÊNCIAS A final da disciplina e ds estágis s aluns deverã cnhecer s prpósits da Vigilância Epidemilógica, cntext da saúde cletiva, sbre as frmas de intervençã pr mei de estratégias e ações de medidas de cntrle ds agravs transmissíveis, além de assistir paciente cm agravs transmissíveis em islament; Prtant, s mesms devem pssuir cmpetências e habilidades para: planejar, analisar, sistematizar e decidir as frmas de intervençã em situações de surts e epidemias, bem cm, cnhecer as medidas adequadas para seu cntrle e eliminaçã. CONTEÚDO PROGRAMÁTICO UNIDADE I 1. Aula de Integraçã e Apresentaçã da disciplina: Descriçã da metdlgia de ensin utilizada; Descriçã das frmas de avaliaçã; Apresentaçã d cnteúd pr unidade; 2. Denças Transmissíveis e seus agentes causadres: cnceits básics e mds de transmissã; 3. Cndições que Favrecem apareciment das Denças Transmissíveis; 4. Cntext atual das DTs e DANTs; 5. Vigilância Epidemilógica: Cnceits básics, funções e prpósits; 6. Investigaçã epidemilógica de cass e epidemias; Sede/Mantenedra: Avenida Luiz Eduard Magalhães, 1305 Bairr Candeias Fne/Fax: (77) CEP: / Vitória da Cnquista BA / Hmepage:

3 Faculdade Independente d Nrdeste Credenciada pela Prtaria MEC 1.393, de 04/07/2001 publicada n D.O.U. de 09/07/ Denças transmissíveis cm prgramas e serviçs específics para cntrle: Tuberculse; 8. Denças transmissíveis cm prgramas e serviçs específics para cntrle: Hanseníase; 9. Denças transmissíveis cm prgramas específics para cntrle: Dengue 11. DISCUSSÃO DE ARTIGOS CIENTÍFICOS 12. AVALIAÇÃO EM GRUPO (Seminári) sbre Denças de transmissã fecal - ral: Plimielite, Febre Tifóide e Cólera. 13. AVALIAÇÃO INDIVIDUAL UNIDADE II 1. Tétan Nenatal e Acidental 2. Denças transmissíveis cm prgramas específics para cntrle: Hepatites Virais. 3. Denças de transmissã aérea: Difteria, Denças Exantemática, Varicela (Leitura Dirigida). 4. Meningites Virais e Bacterianas 5. DISCUSSÃO DE ARTIGOS CIENTÍFICOS 6. AVALIAÇÃO EM GRUPO 7. AVALIAÇÃO INDIVIDUAL UNIDADE III 1. Denças de transmissã vetrial: Malária e Dença de Chagas e Febre Amarela (Leitura Dirigida). 2. Denças cnhecidas cm Znses: Leptspirse, Hantavirses e Peste (Leitura Dirigida). 3. Denças de cntrle epidemilógic Mundial: Influenza e Znse de Cresciment: Leishmanise Visceral e Leishmanise Tegumentar. 4. AVALIAÇÃO EM GRUPO (Seminári): Sífilis Adquirida e Cngênita; Rubéla e Síndrme da Rubéla Cngênita; HIV/AIDS e Herpes Zster. 5. AVALIAÇÃO INDIVIDUAL Sede/Mantenedra: Avenida Luiz Eduard Magalhães, 1305 Bairr Candeias Fne/Fax: (77) CEP: / Vitória da Cnquista BA / Hmepage:

4 Faculdade Independente d Nrdeste Credenciada pela Prtaria MEC 1.393, de 04/07/2001 publicada n D.O.U. de 09/07/2001. METODOLOGIA Aulas expsitivas cm utilizaçã d métd da prblematizaçã. Utilizaçã ds recurss: quadr branc e pincel, data-shw. Leitura dirigida e/ u discussã de artigs referente as temas da disciplina; Semináris cm bjetiv de prmver a relaçã entre s aluns e a habilidade de apresentaçã ral e rganizaçã de trabalhs científics. Trabalhs de pesquisa bibligráfica em grup; AVALIAÇÃO As avaliações das unidades cnstarã de prva escrita individual (cm questões bjetivas e/ u subjetiva); trabalhs em grup e/u pesquisa individual escrita, que serã pntuadas e smadas de acrd cm descrit abaix: I Unidade: Avaliaçã Teórica (7,0) + Seminári (2,5)+ Discussã de artigs científics (0,5). II Unidade: Avaliaçã Teórica (7,0) + Seminári (2,5)+ Discussã de artigs científics (0,5). III Unidade: Avaliaçã Teórica (7,0) + Seminári (2,5)+ Discussã de artigs científics (0,5). Observaçã: Os trabalhs em grup e pesquisas, quand entregues após a data marcada nã terã mais valr ttal e nv praz de entrega fica estendid à próxima aula da unidade. Após este praz mesm nã será recebid e a nta crrespndente nã será incrprada à nta ttal. Os trabalhs mencinads serã recebids smente pel prfessr, e alun deverá assinar em uma flha-cntrle na entrega d mesm. Nã será aceit trabalhs enviads pela internet. RECURSOS Quadr e pincel, vídes e data shw, artigs, livrs, manuais d ministéri da saúde e texts de autres referências na área. Sede/Mantenedra: Avenida Luiz Eduard Magalhães, 1305 Bairr Candeias Fne/Fax: (77) CEP: / Vitória da Cnquista BA / Hmepage:

5 Faculdade Independente d Nrdeste Credenciada pela Prtaria MEC 1.393, de 04/07/2001 publicada n D.O.U. de 09/07/2001. BIBLIOGRAFIA BÁSICA BRASIL, Ministéri da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Guia de Vigilância Epidemilógica. 6ª Ed. Brasília, BRASIL, Ministéri da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Departament de Vigilância Epidemilgia. Denças infeccisas e parasitárias: Guia de bls. 8ª ediçã. Brasília, CAMPOS, et. al. Tratad de Saúde Cletiva. 2ª ediçã.sã Paul: Hucitec, PEREIRA, M.G. Epidemilgia: teria e prática. Ri de Janeir: Editra Guanabara Kgan, PAIM, Jairnilsn, Silva. Desafis para a saúde cletiva n sécul XXI. EDUFBA, Salvadr, ROUQUAYROL, Maria Zélia; ALMEIDA FILHO, Namar de. Intrduçã à Epidemilgia. 4ª ed. Guanabara Kgan, SANTOS, Iraci ds; DAVID, Helena Maria Scherlwski Leal; MELO, Delsn da Silva Cláudia Mara de. Enfermagem e Camps de Prática em Saúde Cletiva. Atheneu V4, SOLLA, Jrge. Dilemas e desafis da gestã municipal d SUS: avaliaçã de implantaçã d Sistema Municipal em Vitória da Cnquista (Bahia), HUCITEC, Sã Paul, VERONESI, Ricard. Denças infeccisas e parasitárias. Guanabara Kgan S.A., BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR BAHIA, Manual para Treinament Intrdutóri das Equipes de Saúde da Família. Pól de Capacitaçã, Frmaçã e Educaçã Permanente de Pessal para Saúde da Família. Salvadr; Sede/Mantenedra: Avenida Luiz Eduard Magalhães, 1305 Bairr Candeias Fne/Fax: (77) CEP: / Vitória da Cnquista BA / Hmepage:

6 Faculdade Independente d Nrdeste Credenciada pela Prtaria MEC 1.393, de 04/07/2001 publicada n D.O.U. de 09/07/2001. BAHIA, Secretaria da Saúde d Estad da Bahia. Supervisã: Manual d Curs de Gerência para Organizaçã de Serviçs de Saúde de Qualidade Secretaria da Saúde d Estad da Bahia, Salvadr, BRASIL. Ministéri da Saúde. Prtal da Saúde. Denças e Agravs nãtransmissíveis. Dispnível em: BRASIL, Ministéri da Saúde. Guia de referências para cntrle scial: Manual d cnselheir. Brasília, BRASIL, Ministéri da Saúde. Secretaria de Assistência à Saúde- Prgrama Nacinal Cntrle de Denças Sexualmente Transmissíveis/AIDS. Manual de Vigilância Epidemilógica das Denças Sexualmente Transmissíveis. Brasília, 1998, 22p. BRASIL, Ministéri da Saúde. Fundaçã Nacinal de Saúde. Desenvlviment Gerencial de Unidades Básicas de Saúde d Distrit Sanitári-Prjet GERUS. Brasília, BRASIL, Cnstituiçã da República Federativa d Brasil, 24. ed, Brasília, BRASIL, Ministéri da Saúde. Crdenaçã de Saúde da Cmunidade. Manual d Sistema de Infrmaçã da Atençã Básica. Brasília, BRASIL, Ministéri da Saúde. Incentiv à participaçã ppular e cntrle scial n SUS: texts técnics para cnselheirs de saúde. Brasília, BRASIL, Ministéri da Saúde. Nrma Operacinal Básica 01/91. Brasília, BRASIL, Ministéri da Saúde. Nrma Operacinal Básica 01/93. Brasília, MANUAL DE NORMAS E PROCEDIMENTOS PARA VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA. Institut de Saúde d Estad da Bahia. SUDS/CABAS, FERREIRA, Avilmar Sants. Cmpetências gerencias para unidades básicas d Sistema Únic de Saúde. Ciência & Saúde Cletiva, 9(1):69-76, 2004 Aprvad em / / Hmlgad em / / Prfº Olguimar Pereira Iv Crdenadra d Clegiad d Curs de Enfermagem Prfº Edgard Larry Andrade Sares Presidente d Cnselh Acadêmic Sede/Mantenedra: Avenida Luiz Eduard Magalhães, 1305 Bairr Candeias Fne/Fax: (77) CEP: / Vitória da Cnquista BA / Hmepage:

7 Faculdade Independente d Nrdeste Credenciada pela Prtaria MEC 1.393, de 04/07/2001 publicada n D.O.U. de 09/07/2001. CRONOGRAMA DE ATIVIDADES CURSO: Enfermagem SEMESTRE: 6º semestre DISCIPLINA: Enfermagem em Saúde Cletiva II AULAS ATIVIDADES 01/27 Apresentaçã da disciplina: Descriçã da metdlgia de ensin utilizada; Descriçã das frmas de avaliaçã; Apresentaçã d cnteúd pr unidade; 02/27 Leitura dirigida sbre cntext atual das denças transmissíveis e nã transmissíveis n Brasil. BRASIL, Ministéri da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Departament de Vigilância Epidemilgia. Denças infeccisas e parasitárias: Guia de bls. 8ª ediçã. Brasília, BRASIL. Ministéri da Saúde. Prtal da Saúde. Denças e Agravs nãtransmissíveis. Dispnível em: id_area= /27 Discussã sbre perfil das denças transmissíveis n Brasil 04/27 Aula expsitiva e participada sbre Denças Transmissíveis- DTs e seus agentes causadres: cnceits básics e mds de transmissã e papel da vigilância epidemilógica nesse cntext. ROUQUAYROL, Maria Zélia; ALMEIDA FILHO, Namar de. Intrduçã à Epidemilgia. 4ª ed. Guanabara Kgan, PEREIRA, M.G. Epidemilgia: teria e prática. Ri de janeir: Editra Guanabara Kgan, AGUIAR, Z.N.; RIBEIRO, M. C. S. Vigilância e cntrle das denças transmissíveis. 2ª ediçã: Martinari, /27 Dinâmica de grup cm s cnceits básics e mds de transmissã das denças transmissíveis. ROUQUAYROL, Maria Zélia; ALMEIDA FILHO, Namar de. Intrduçã à Epidemilgia. 4ª ed. Guanabara Kgan, PEREIRA, M.G. Epidemilgia: teria e prática. Ri de janeir: Editra Guanabara Kgan, /27 Aula expsitiva e participada sbre denças transmissíveis cm prgramas e serviçs específics para cntrle: Hanseníase. Brasil. Ministéri da Saúde. Secretaria de Plíticas de Saúde. Departament de Atençã Básica. Guia para Cntrle da hanseníase. Brasília: Ministéri da Saúde, Sede/Mantenedra: Avenida Luiz Eduard Magalhães, 1305 Bairr Candeias Fne/Fax: (77) CEP: / Vitória da Cnquista BA / Hmepage:

8 Faculdade Independente d Nrdeste Credenciada pela Prtaria MEC 1.393, de 04/07/2001 publicada n D.O.U. de 09/07/ /27 Aula expsitiva e participada sbre Denças transmissíveis cm prgramas e serviçs específics para cntrle: Tuberculse. BRASIL, Ministéri da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Departament de Vigilância Epidemilógica. Manual de Recmendações para Cntrle da Tuberculse n Brasil. Série A. Nrmas e Manuais Técnics. 1ª ediçã. Brasília, /27 Avaliaçã parcial em grup da I unidade: Seminári sbre Denças Infeccisas: Febre Tifóide, Cqueluche e Cólera. 09/27 Avaliaçã parcial em grup da I unidade: Seminári sbre Denças de transmissã fecal - ral: Plimielite, Febre Tifóide e Cólera. 10/27 Avaliaçã parcial em grup da I unidade: Seminári sbre Znses de Cresciment: Leishmanise Visceral e Leishmanise Tegumentar; 11/27 Aula expsitiva e participada sbre Dengue. BRASIL, Ministéri da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Departament de Vigilância Epidemilgia. Denças infeccisas e parasitárias: Guia de bls. 8ª ediçã. Brasília, /27 Aula expsitiva e participada sbre Influenza Pandêmica (H1N1) BRASIL, Ministéri da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Departament de Vigilância Epidemilgia. Denças infeccisas e parasitárias: Guia de bls. 8ª ediçã. Brasília, //27 Avaliaçã da I unidade 14//27 Aula expsitiva e dialgada sbre Hepatites Virais (A, B,C,,D e E). BRASIL, Ministéri da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Departament de Vigilância Epidemilgia. Denças infeccisas e parasitárias: Guia de bls. 8ª ediçã. Brasília, Sede/Mantenedra: Avenida Luiz Eduard Magalhães, 1305 Bairr Candeias Fne/Fax: (77) CEP: / Vitória da Cnquista BA / Hmepage:

9 Faculdade Independente d Nrdeste Credenciada pela Prtaria MEC 1.393, de 04/07/2001 publicada n D.O.U. de 09/07/ /27 Estud dirigid cm artig científic cm temas abrdads em sala. 16/27 Avaliaçã em grup da II unidade: Seminári sbre Denças de transmissã vetrial: Malária e Dença de Chagas e Febre Amarela e Denças cnhecidas cm Znses: Leptspirse, Hantavirses e Peste; BRASIL, Ministéri da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Departament de Vigilância Epidemilgia. Denças infeccisas e parasitárias: Guia de bls. 8ª ediçã. Brasília, /127 Avaliaçã em grup da II unidade: Seminári sbre Denças de transmissã vetrial: Malária e Dença de Chagas e Febre Amarela e Denças cnhecidas cm Znses: Leptspirse, Hantavirses e Peste; BRASIL, Ministéri da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Departament de Vigilância Epidemilgia. Denças infeccisas e parasitárias: Guia de bls. 8ª ediçã. Brasília, /27 Avaliaçã em grup da II unidade: Seminári sbre Denças de transmissã vetrial: Malária e Dença de Chagas e Febre Amarela e Denças cnhecidas cm Znses: Leptspirse, Hantavirses e Peste; BRASIL, Ministéri da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Departament de Vigilância Epidemilgia. Denças infeccisas e parasitárias: Guia de bls. 8ª ediçã. Brasília, /27 Estud dirigid cm artig científic cm temas abrdads em sala 20/27 Avaliaçã da II unidade 21/27 Aula expsitiva e dialgada sbre Tétan Nenatal e Acidental. BRASIL, Ministéri da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Departament de Vigilância Epidemilgia. Denças infeccisas e parasitárias: Guia de bls. 8ª ediçã. Brasília, /27 Aula expsitiva e dialgada sbre Zika Virus e suas cmplicações 23/27 Aula expsitiva e dialgada sbre Ebla. 24/27 Avaliaçã em grup da III unidade: Seminári sbre Sífilis Adquirida e Sede/Mantenedra: Avenida Luiz Eduard Magalhães, 1305 Bairr Candeias Fne/Fax: (77) CEP: / Vitória da Cnquista BA / Hmepage:

10 Faculdade Independente d Nrdeste Credenciada pela Prtaria MEC 1.393, de 04/07/2001 publicada n D.O.U. de 09/07/2001. Cngênita; Rubéla e Síndrme da Rubéla Cngênita e HIV/AIDS e Herpes Zster. BRASIL, Ministéri da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Departament de Vigilância Epidemilgia. Denças infeccisas e parasitárias: Guia de bls. 8ª ediçã. Brasília, /27 Avaliaçã em grup da III unidade: Seminári sbre denças de transmissã aérea: Difteria, Denças Exantemáticas, Varicela. BRASIL, Ministéri da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Departament de Vigilância Epidemilgia. Denças infeccisas e parasitárias: Guia de bls. 8ª ediçã. Brasília, /27 Aula expsitiva e dialgada sbre Febre Chikungunya. 27/27 Avaliaçã da III unidade Sede/Mantenedra: Avenida Luiz Eduard Magalhães, 1305 Bairr Candeias Fne/Fax: (77) CEP: / Vitória da Cnquista BA / Hmepage:

Componente Curricular: ENFERMAGEM EM SAÚDE COLETIVA II

Componente Curricular: ENFERMAGEM EM SAÚDE COLETIVA II Faculdade Independente d Nrdeste Credenciada pela Prtaria MEC 1.393, de 04/07/2001 publicada n D.O.U. de 09/07/2001. CURSO DE ENFERMAGEM Recnhecid pela Prtaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12

Leia mais

CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20

CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20 Faculdade Independente d Nrdeste Credenciada pela Prtaria MEC 1.393, de 04/07/2001 publicada n D.O.U. de 09/07/2001. CURSO DE ENFERMAGEM Recnhecid pela Prtaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12

Leia mais

CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20

CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20 Faculdade Independente d Nrdeste Credenciada pela Prtaria MEC 1.393, de 04/07/2001 publicada n D.O.U. de 09/07/2001. CURSO DE ENFERMAGEM Recnhecid pela Prtaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12

Leia mais

CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20

CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20 Faculdade Independente d Nrdeste Credenciada pela Prtaria MEC 1.393, de 04/07/2001 publicada n D.O.U. de 09/07/2001. CURSO DE ENFERMAGEM Recnhecid pela Prtaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12

Leia mais

PLANO DE CURSO. Conhecer as características estruturais e morfológicas dos tecidos. Caracterizar os processos de formação dos gametas e a fecundação;

PLANO DE CURSO. Conhecer as características estruturais e morfológicas dos tecidos. Caracterizar os processos de formação dos gametas e a fecundação; Faculdade Independente d Nrdeste Credenciada pela Prtaria MEC 1.393, de 04/07/2001 publicada n D.O.U. de 09/07/2001. CURSO DE FARMÁCIA Recnhecid pela Prtaria MEC nº 220 de 01.11.12, DOU de 06.11.12 Cmpnente

Leia mais

CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20

CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20 Faculdade Independente d Nrdeste Credenciada pela Prtaria MEC 1.393, de 04/07/2001 publicada n D.O.U. de 09/07/2001. CURSO DE ENFERMAGEM Recnhecid pela Prtaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12

Leia mais

CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado pela Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 PLANO DE CURSO

CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado pela Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 PLANO DE CURSO Faculdade Independente d Nrdeste Credenciada pela Prtaria MEC 1.393, de 04/07/2001 publicada n D.O.U. de 09/07/2001. CURSO DE FISIOTERAPIA Autrizad pela Prtaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seçã

Leia mais

3. CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:

3. CONTEÚDO PROGRAMÁTICO: PLANO DA DISCIPLINA: SAÚDE COLETIVA III PROGRAMA 2011 CURSO: MEDICINA CARGA HORÁRIA: 160 hras CRÉDITOS: 4.0 HORÁRIOS: TURMA A segunda-feira e quinta-feira das 14:00 às 18:00 h (primeir semestre) TURMA

Leia mais

CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado pela Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 PLANO DE CURSO

CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado pela Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 PLANO DE CURSO Faculdade Independente d Nrdeste Credenciada pela Prtaria MEC 1.393, de 04/07/2001 publicada n D.O.U. de 09/07/2001. CURSO DE FISIOTERAPIA Autrizad pela Prtaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seçã

Leia mais

CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado pela Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 PLANO DE CURSO

CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado pela Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 PLANO DE CURSO Faculdade Independente d Nrdeste Credenciada pela Prtaria MEC 1.393, de 04/07/2001 publicada n D.O.U. de 09/07/2001. CURSO DE FISIOTERAPIA Autrizad pela Prtaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seçã

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM DESIGN DE MODA PLANO DE CURSO

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM DESIGN DE MODA PLANO DE CURSO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM DESIGN DE MODA Autrizad pela Prtaria MEC nº 433 de 21.10.11, DOU de 24.10.11 Cmpnente Curricular: Materiais e Tecnlgia Têxteis Códig: CH Ttal: 60 h. Pré-requisit: ---- Períd

Leia mais

Componente Curricular: ENFERMAGEM EM SAÚDE COLETIVA I PLANO DE CURSO

Componente Curricular: ENFERMAGEM EM SAÚDE COLETIVA I PLANO DE CURSO CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20 Componente Curricular: ENFERMAGEM EM SAÚDE COLETIVA I Código: ENF 207 CH Total: 90horas Pré-requisito:

Leia mais

CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20

CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20 Faculdade Independente d Nrdeste Credenciada pela Prtaria MEC 1.393, de 04/07/2001 publicada n D.O.U. de 09/07/2001. CURSO DE ENFERMAGEM Recnhecid pela Prtaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM DESIGN DE MODA. Autorizado pela Portaria MEC nº 433 de , DOU de

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM DESIGN DE MODA. Autorizado pela Portaria MEC nº 433 de , DOU de CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM DESIGN DE MODA Autrizad pela Prtaria MEC nº 433 de 21.10.11, DOU de 24.10.11 Cmpnente Curricular: Planejament e Desenvlviment de Criaçã/Cleçã Códig: CH Ttal: 60 h. Pré-requisit:

Leia mais

CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado pela Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 PLANO DE CURSO

CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado pela Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 PLANO DE CURSO Faculdade Independente d Nrdeste Credenciada pela Prtaria MEC 1.393, de 04/07/2001 publicada n D.O.U. de 09/07/2001. CURSO DE FISIOTERAPIA Autrizad pela Prtaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seçã

Leia mais

PROGRAMA DE DISCIPLINA

PROGRAMA DE DISCIPLINA SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E DO DESPORTO FACULDADE DE ENFERMAGEM PROGRAMA DE DISCIPLINA DISCIPLINA: GENÉTICA GRADE: RESOLUÇÃO CEPEC Nº 831 MATRIZ CURRICULAR: BACHARELADO E LICENCIATURA

Leia mais

CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20 PLANO DE CURSO

CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20 PLANO DE CURSO CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20 Componente Curricular: EPIDEMIOLOGIA Código: ENF 110 Pré-requisito: ENF - 308 Período Letivo: 2013.

Leia mais

PLANO DE CURSO. CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20

PLANO DE CURSO. CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20 CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20 Componente Curricular: EPIDEMIOLOGIA Código: ENF - 110 Pré-requisito: ENF - 308 Período Letivo:

Leia mais

Pré-requisito: Nenhum Período Letivo: 2015.1 Professor: Isabel Celeste Caíres Pereira Gusmão Titulação: Mestre PLANO DE CURSO

Pré-requisito: Nenhum Período Letivo: 2015.1 Professor: Isabel Celeste Caíres Pereira Gusmão Titulação: Mestre PLANO DE CURSO Faculdade Independente d Nrdeste Credenciada pela Prtaria MEC 1.393, de 04/07/2001 publicada n D.O.U. de 09/07/2001. CURSO DE ENFERMAGEM Recnhecid pela Prtaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12

Leia mais

PLANO DE CURSO. CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20

PLANO DE CURSO. CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20 CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20 Componente Curricular: EPIDEMIOLOGIA Código: ENF - 110 Pré-requisito: ENF - 308 Período Letivo:

Leia mais

PLANO DE APRENDIZAGEM

PLANO DE APRENDIZAGEM PLANO DE APRENDIZAGEM 1. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Curs:Bacharelad em Administraçã Disciplina:Administraçã de Operações e Qualidade Códig: MAR44 Prfessr(a): Albenice Freire Nunes Lisbôa. e-mail: albenice.lisba@fasete.edu.br

Leia mais

CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20

CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20 CURSO DE ENFERMAGEM Recnhecid pela Prtaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seçã 1. Pág. 20 Cmpnente Curricular: ENFERMAGEM NO CONTROLE DE INFECÇÃO HOSPITALAR Códig: ENF-219 Pré-requisit: Nenhum

Leia mais

CURSO DE FARMÁCIA Reconhecido pela Portaria MEC nº 220 de , DOU de

CURSO DE FARMÁCIA Reconhecido pela Portaria MEC nº 220 de , DOU de CURSO DE FARMÁCIA Reconhecido pela Portaria MEC nº 220 de 01.11.12, DOU de 06.11.12 Componente Curricular: Epidemiologia Código: FAR-313 Pré-requisito: ----- Período Letivo: 2016.1 Professor: Sueli Andrade

Leia mais

1. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO:

1. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO: PLANO DE CURSO 1. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO: Curso:Bacharelado em Enfermagem Disciplina: Assistência de Enfermagem nas Doenças Infectocontagiosas Código: SAU55 Professor: Maria Luísa de Carvalho Correia E-mail:

Leia mais

CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20 PLANO DE CURSO

CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20 PLANO DE CURSO CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20 Componente Curricular: EPIDEMIOLOGIA Código: ENF - 110 Pré-requisito: Bioestatística Período Letivo:

Leia mais

PLANO DE APRENDIZAGEM. CH Prática: 20h

PLANO DE APRENDIZAGEM. CH Prática: 20h 1. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Curso: Bacharelado em Enfermagem Disciplina: ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM NAS DOENÇAS INFECTOCONTAGIOSAS Professor: Maria Luísa de Carvalho Correia CH Teórica: 40h PLANO DE APRENDIZAGEM

Leia mais

PLANO DE APRENDIZAGEM

PLANO DE APRENDIZAGEM PLANO DE APRENDIZAGEM 1. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Curso: Bacharelado em Enfermagem Disciplina: Assistência de Enfermagem nas Doenças Infectocontagiosas Código: SAU55 Professor: Ysnaia Poliana Colombo/ Maria

Leia mais

COORDENADORIA DO CURSO DE MEDICINA CAMPUS DOM BOSCO PLANO DE ENSINO. Unidade Curricular: CUIDADOS EM INFECTOLOGIA Período: 7º Currículo: 2016

COORDENADORIA DO CURSO DE MEDICINA CAMPUS DOM BOSCO PLANO DE ENSINO. Unidade Curricular: CUIDADOS EM INFECTOLOGIA Período: 7º Currículo: 2016 COORDENADORIA DO CURSO DE MEDICINA CAMPUS DOM BOSCO PLANO DE ENSINO Unidade Curricular: CUIDADOS EM INFECTOLOGIA Períd: 7º Currícul: 2016 Crdenadra d Eix: Vivianne Grbéri e Mirian Jurgilas Crdenadr da

Leia mais

CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado pela Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 PLANO DE CURSO

CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado pela Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 PLANO DE CURSO CURSO DE FISIOTERAPIA Autrizad pela Prtaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seçã 1. Pág. 09 Cmpnente Curricular: Patlgia Geral Códig: Fisi-106 Pré-requisit: Bilgia Geral Períd Letiv: 2016.1 Prfessr:

Leia mais

PLANO DE CURSO. 1. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO: Curso: Bacharelado em Sistemas de Informação

PLANO DE CURSO. 1. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO: Curso: Bacharelado em Sistemas de Informação PLANO DE CURSO 1. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO: Curs: Bacharelad em Sistemas de Infrmaçã Disciplina: Negócis On-line Códig: SIF36 Prfessr: Edemiltn Alcides Galind Junir E-mail: edemiltn.junir@fasete.edu.br CH

Leia mais

Assunto: Curso sobre Dívida Pública Brasileira e seus Impactos Sociais Turma V

Assunto: Curso sobre Dívida Pública Brasileira e seus Impactos Sociais Turma V Brasília, 1 de nvembr de 2016 Assunt: Curs sbre Dívida Pública Brasileira e seus Impacts Sciais Turma V Anunciams a abertura das inscrições para a quinta Turma d Curs sbre a Dívida Pública Brasileira e

Leia mais

Componente Curricular: GERENCIAMENTO EM ENFERMAGEM

Componente Curricular: GERENCIAMENTO EM ENFERMAGEM CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20 Componente Curricular: GERENCIAMENTO EM ENFERMAGEM Código: ENF - 223 Pré-requisito: Nenhum Período

Leia mais

Designação do projeto Órgão de Acompanhamento das Dinâmicas Regionais de Lisboa (OADRL)

Designação do projeto Órgão de Acompanhamento das Dinâmicas Regionais de Lisboa (OADRL) Designaçã d prjet Órgã de Acmpanhament das Dinâmicas Reginais de Lisba (OADRL) - 2016 Códig d prjet LISBOA-09-6177-FEDER-000003 Objetiv principal Criar as cndições e reunir s meis necessáris para exercíci

Leia mais

o Coesão e Coerência textuais a partir da especificidade do gênero.; Componentes Curriculares por módulo Módulo I Componentes Curriculares

o Coesão e Coerência textuais a partir da especificidade do gênero.; Componentes Curriculares por módulo Módulo I Componentes Curriculares 6.2.1 Cmpnentes Curriculares pr módul Módul I Cmpetências Bases Tecnlógicas Cmpnentes Curriculares Desenvlver algritms e prgramas de cmputadres para slucinar prblemas. Lógica; Algritms; Técnicas de prgramaçã;

Leia mais

PLANO DE ENSINO. 2018/1 Iane Barroncas Gomes. 3º Taxonomia Vegetal

PLANO DE ENSINO. 2018/1 Iane Barroncas Gomes. 3º Taxonomia Vegetal PLANO DE ENSINO An/Semestre Prfessr (a) 2018/1 Iane Barrncas Gmes Períd Disciplina 3º Taxnmia Vegetal Crédits Ttal de crédits Carga Hrária Curs Teórics Prátics 04 00 04 60h Engenharia Flrestal EMENTA:

Leia mais

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico Plan de Trabalh Dcente 2016 Ensin Técnic Plan de Curs nº 168 aprvad pela prtaria Cetec nº 125 de 03/10/2012 Etec PAULINO BOTELHO Códig: 091 Municípi: SÃO CARLOS Eix Tecnlógic: AMBIENTE E SAÚDE Habilitaçã

Leia mais

CURSO DE ENFERMAGEM Autorizado pela Portaria no 135, de 29/01/09, publicada no DOU no 21, de 30/01/09, seção 1, pág.

CURSO DE ENFERMAGEM Autorizado pela Portaria no 135, de 29/01/09, publicada no DOU no 21, de 30/01/09, seção 1, pág. Credenciada pela Prtaria MEC 1.393, de 04/07/2001 publicada n D.O.U. de 09/07/2001. CURSO DE ENFERMAGEM Autrizad pela Prtaria n 135, de 29/01/09, publicada n DOU n 21, de 30/01/09, seçã 1, pág. Cmpnente

Leia mais

Gestão de Projetos: utilizando metodologias ágeis

Gestão de Projetos: utilizando metodologias ágeis Gestã de Prjets: utilizand metdlgias ágeis Institut de Educaçã - Hspital d Craçã Gerenciar tdas as etapas d prjet de frma adequada e cmpetente é essencial para a melhria d desempenh ds prcesss existentes

Leia mais

PROGRAMA DE DISCIPLINA

PROGRAMA DE DISCIPLINA Faculdade Anísio Teixeira de Feira de Santana Autorizada pela Portaria Ministerial nº 552 de 22 de março de 2001 e publicada no Diário Oficial da União de 26 de março de 2001. Endereço: Rua Juracy Magalhães,

Leia mais

Componente Curricular: ENFERMAGEM NO CONTROLE DE INFECÇÃO HOSPITALAR PLANO DE CURSO. Permitir ao aluno desenvolver as seguintes habilidades:

Componente Curricular: ENFERMAGEM NO CONTROLE DE INFECÇÃO HOSPITALAR PLANO DE CURSO. Permitir ao aluno desenvolver as seguintes habilidades: CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20 Componente Curricular: ENFERMAGEM NO CONTROLE DE INFECÇÃO HOSPITALAR Código: ENF-219 Pré-requisito:

Leia mais

Edital 08/2010. Poderão se inscrever no processo candidatos que preencham os requisitos conforme relacionados abaixo:

Edital 08/2010. Poderão se inscrever no processo candidatos que preencham os requisitos conforme relacionados abaixo: Faculdade de Administraçã Centr de Educaçã a Distância Edital de Seleçã de Tutres a Distância UAB, I/SEED/MEC Edital 08/2010 A Universidade Federal de Juiz de fra (UFJF) trna públic, pr mei deste Edital,

Leia mais

CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20

CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20 CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20 Componente Curricular: ENFERMAGEM EM ATENÇÃO À SAÚDE DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE I Código: ENF 214

Leia mais

Grupo PET Cursos abrangidos Campus Vagas

Grupo PET Cursos abrangidos Campus Vagas 1. DISPOSIÇÕES PRELIMINARES 1.1 A Pró-Reitria de Graduaçã da Universidade Federal Rural d Ri de Janeir, n us de suas atribuições legais, cnsiderand dispst na lei nº11. 180, de 23 de setembr de 2005 e suas

Leia mais

GUIÃO PARA ELABORAÇÃO DO RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO/ACREDITAÇÃO DO PEDIDO DE ACREDITAÇÃO PRÉVIA DE NOVOS CICLOS DE ESTUDO (APAPNCE)

GUIÃO PARA ELABORAÇÃO DO RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO/ACREDITAÇÃO DO PEDIDO DE ACREDITAÇÃO PRÉVIA DE NOVOS CICLOS DE ESTUDO (APAPNCE) GUIÃO PARA ELABORAÇÃO DO RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO/ACREDITAÇÃO DO PEDIDO DE ACREDITAÇÃO PRÉVIA DE NOVOS CICLOS DE ESTUDO (APAPNCE) (Ensin Universitári e Plitécnic) Outubr 2012 Caracterizaçã d pedid A1. Instituiçã

Leia mais

Coordenadora: Profa. Dra. Lidia de Oliveira Xavier

Coordenadora: Profa. Dra. Lidia de Oliveira Xavier CURSO DE MESTRADO EM DIREITOS HUMANOS, CIDADANIA E VIOLÊNCIA (PPGDHCV) ÁREA BÁSICA: CIÊNCIA POLÍTICA, DO CENTRO UNIVERSITÁRIO EURO AMERICANA UNIEURO, RECONHECIDO PELA PORTARIA 1.077, DE 31 DE OUTUBRO DE

Leia mais

ESTRUTURA E FORMA DO PROJETO DE PESQUISA E DA DISSERTAÇÃO DO MESTRADO PROFISSIONAL EM ADMINISTRAÇÃO

ESTRUTURA E FORMA DO PROJETO DE PESQUISA E DA DISSERTAÇÃO DO MESTRADO PROFISSIONAL EM ADMINISTRAÇÃO Universidade d Estad de Santa Catarina Centr de Ciências da Administraçã e Sciecnômicas Prgrama de Pós-Graduaçã em Administraçã Mestrad Prfissinal em Administraçã ESTRUTURA E FORMA DO PROJETO DE PESQUISA

Leia mais

II SIMPÓSIO DE DOENÇAS INFECTO PARASITÁRIAS NA AMAZÔNIA I JORNADA CIENTÍFICA DA LIDIPA NORMAS PARA SUBMISSÃO DE RESUMOS

II SIMPÓSIO DE DOENÇAS INFECTO PARASITÁRIAS NA AMAZÔNIA I JORNADA CIENTÍFICA DA LIDIPA NORMAS PARA SUBMISSÃO DE RESUMOS II SIMPÓSIO DE DOENÇAS INFECTO PARASITÁRIAS NA AMAZÔNIA I JORNADA CIENTÍFICA DA LIDIPA NORMAS PARA SUBMISSÃO DE RESUMOS DATAS IMPORTANTES Iníci da submissã ds resums: 02/05/2018 Términ da submissã: 19/08/2018

Leia mais

CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS Autorizado pela Portaria nº 1.393 de 04/07/01 DOU de 09/07/01 Componente Curricular: CONTROLADORIA PLANO DE CURSO

CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS Autorizado pela Portaria nº 1.393 de 04/07/01 DOU de 09/07/01 Componente Curricular: CONTROLADORIA PLANO DE CURSO Faculdade Independente d Nrdeste Credenciada pela Prtaria MEC 1.393, de 04/07/2001 publicada n D.O.U. de 09/07/2001. CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS Autrizad pela Prtaria nº 1.393 de 04/07/01 DOU de 09/07/01

Leia mais

V SEMANA INTEGRADA: ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO DO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE

V SEMANA INTEGRADA: ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO DO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE V SEMANA INTEGRADA: ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO DO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DATA DE REALIZAÇÃO DO EVENTO: 19 a 23 de junh de 2017. A prpsta da V Semana Integrada: Ensin, Pesquisa e Extensã visa prtunizar

Leia mais

CURSO CUIDADOS NA SAÚDE DO IDOSO

CURSO CUIDADOS NA SAÚDE DO IDOSO Entidade Prmtra Entidade Frmadra CURSO CUIDADOS NA SAÚDE DO IDOSO UFCD 6576 OBJECTIVO GERAL N final da frmaçã, s frmands deverã cmpreender prcess de envelheciment identificand riscs assciads a prcess de

Leia mais

CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20

CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20 CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20 Componente Curricular: EDUCAÇÃO, MEIO AMBIENTE E SAÚDE Código: ENF - 301 Pré-requisito: Nenhum Período

Leia mais

Lista Nacional de Notificação Compulsória (anexo 1 do anexo V, Portaria de Consolidação nº 4 GM/MS de 3/10/2017)

Lista Nacional de Notificação Compulsória (anexo 1 do anexo V, Portaria de Consolidação nº 4 GM/MS de 3/10/2017) Lista Nacional de Notificação Compulsória (anexo do anexo V, Portaria de Consolidação nº GM/M de //) Nº DOENÇA OU AGRAVO (Ordem alfabética) Periodicidade de notificação Imediata (até horas) para* M E M

Leia mais

5 JUSTIFICATIVAS DO SISTEMA DE AVALIAÇÃO

5 JUSTIFICATIVAS DO SISTEMA DE AVALIAÇÃO Departament de Ecnmia, Administraçã e Scilgia LES Ecnmia Brasileira Cntemprânea LES 0561 Segund Semestre de 2014 Prfessr Dr. Carls Eduard de Freitas Vian Prgrama Revisad em 07/2014 1 EMENTA 1. Discussã

Leia mais

1. DO PROCESSO SELETIVO

1. DO PROCESSO SELETIVO EDITAL PTB Nº.21/2016 SELEÇÃO DE CANDIDATOS PARA MATRÍCULA NO CURSO DE FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA (FIC) OPERADOR DE COMPUTADOR DO IFSP - CÂMPUS PIRITUBA O Câmpus Pirituba d Institut Federal de Educaçã,

Leia mais

CURSO DE ENFERMAGEM Autorizado pela Portaria no 135, de 29/01/09, publicada no DOU no 21, de 30/01/09, seção 1, pág.

CURSO DE ENFERMAGEM Autorizado pela Portaria no 135, de 29/01/09, publicada no DOU no 21, de 30/01/09, seção 1, pág. CURSO DE ENFERMAGEM Autorizado pela Portaria no 135, de 29/01/09, publicada no DOU no 21, de 30/01/09, seção 1, pág. Componente Curricular: ENFERMAGEM EM SAÚDE COLETIVA I Código: ENF 207 CH Total: 90horas

Leia mais

Futebol 6 ECTS. 1.º Ano, 2.º Semestre. Área Científica. Objetivos de Aprendizagem. Conteúdos Programáticos. Educação Física e Desporto (EFD)

Futebol 6 ECTS. 1.º Ano, 2.º Semestre. Área Científica. Objetivos de Aprendizagem. Conteúdos Programáticos. Educação Física e Desporto (EFD) Futebl 6 ECTS 1.º An, 2.º Semestre Área Científica Educaçã Física e Desprt (EFD) Objetivs de Aprendizagem Cnhecer a história da mdalidade desprtiva Futebl; Cnhecer as estruturas rganizacinais e reguladras

Leia mais

A VIGILÂNCIA NO CONTEXTO DA SAÚDE. Herlon Guimarães Diretor da DUVAS

A VIGILÂNCIA NO CONTEXTO DA SAÚDE. Herlon Guimarães Diretor da DUVAS A VIGILÂNCIA NO CONTEXTO DA SAÚDE Herlon Guimarães Diretor da DUVAS OBJETIVOS Identificar novos problemas de saúde pública; Detectar epidemias; Documentar a disseminação de doenças; Estimar a magnitude

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS REGIONAL JATAÍ COORDENAÇÃO DE EXTENSÃO E CULTURA I CONGRESSO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO CONEPE

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS REGIONAL JATAÍ COORDENAÇÃO DE EXTENSÃO E CULTURA I CONGRESSO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO CONEPE UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS REGIONAL JATAÍ COORDENAÇÃO DE EXTENSÃO E CULTURA I CONGRESSO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO CONEPE NORMAS PARA MODALIDADE III SEMINÁRIO DO PROGRAMA DE MONITORIA ACADÊMICA

Leia mais

PORTARIA Nº. 5, DE 21 DE FEVEREIRO DE 2006.

PORTARIA Nº. 5, DE 21 DE FEVEREIRO DE 2006. PORTARIA Nº. 5, DE 21 DE FEVEREIRO DE 2006. Inclui doenças na relação nacional de notificação compulsória, define doenças de notificação imediata, relação dos resultados laboratoriais que devem ser notificados

Leia mais

Componente Curricular: ENFERMAGEM EM ATENÇÃO À SAÚDE DO IDOSO PLANO DE CURSO

Componente Curricular: ENFERMAGEM EM ATENÇÃO À SAÚDE DO IDOSO PLANO DE CURSO CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20 Componente Curricular: ENFERMAGEM EM ATENÇÃO À SAÚDE DO IDOSO Código: ENF-220 Pré-requisito: - ENF

Leia mais

Com esta formação pretende-se que os formandos, com pelo menos 50 % de sucesso atinjam os seguintes objetivos operacionais:

Com esta formação pretende-se que os formandos, com pelo menos 50 % de sucesso atinjam os seguintes objetivos operacionais: 1. OBJETIVOS GERAIS O curs de Especializaçã em Qualidade, Ambiente e Segurança tem cm bjetiv geral dtar s participantes de trein e aptidã implementar sistemas integrads de gestã da qualidade, ambiente

Leia mais

Componente Curricular: ENFERMAGEM EM ATENÇÃO À SAÚDE DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE II PLANO DE CURSO

Componente Curricular: ENFERMAGEM EM ATENÇÃO À SAÚDE DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE II PLANO DE CURSO CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20 Componente Curricular: ENFERMAGEM EM ATENÇÃO À SAÚDE DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE II Código: ENF

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ SETOR DE CIÊNCIAS HUMANAS, LETRAS E ARTES DEPARTAMENTO DE LETRAS ESTRANGEIRAS MODERNAS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ SETOR DE CIÊNCIAS HUMANAS, LETRAS E ARTES DEPARTAMENTO DE LETRAS ESTRANGEIRAS MODERNAS UFPR UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ SETOR DE CIÊNCIAS HUMANAS, LETRAS E ARTES DEPARTAMENTO DE LETRAS ESTRANGEIRAS MODERNAS PLANO DE ENSINO Ficha NQ 2 (parte variável) Disciplina: Cultura e Ensin de Línqua

Leia mais

PLANO DE CURSO. 1. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO: Curso: Bacharelado em Enfermagem

PLANO DE CURSO. 1. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO: Curso: Bacharelado em Enfermagem PLANO DE CURSO 1. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO: Curso: Bacharelado em Enfermagem Disciplina: Epidemiologia Código: SAU13 Professor:Sabrine Canonici E-mail: sabrine.carvalho@fasete.edu.br CH Teórica: 60h CH Prática:

Leia mais

CURSO DE FARMÁCIA Reconhecido pela Portaria MEC nº 220 de , DOU de PLANO DE CURSO

CURSO DE FARMÁCIA Reconhecido pela Portaria MEC nº 220 de , DOU de PLANO DE CURSO CURSO DE FARMÁCIA Reconhecido pela Portaria MEC nº 220 de 01.11.12, DOU de 06.11.12 Componente Curricular: Saúde Coletiva Código: FAR - 307 Pré-requisito: ------ Período Letivo: 2016.1 Professor: Bruno

Leia mais

Atividades a desenvolver. 1º Período - 12 de setembro a 17 de setembro

Atividades a desenvolver. 1º Período - 12 de setembro a 17 de setembro Agrupament de Esclas da Caparica Planificaçã das Atividades d Cnselh Pedagógic e Estruturas de Gestã Intermédia Dcument Orientadr - 2013/2014 1 O Cnselh Pedagógic é órgã de crdenaçã e supervisã pedagógica

Leia mais

Pré-requisito: Nenhum Período Letivo: 2016.1 Professor: Isabel Celeste Caíres Pereira Gusmão Titulação: Mestre PLANO DE CURSO

Pré-requisito: Nenhum Período Letivo: 2016.1 Professor: Isabel Celeste Caíres Pereira Gusmão Titulação: Mestre PLANO DE CURSO CURSO DE ENFERMAGEM Recnhecid pela Prtaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seçã 1. Pág. 20 Cmpnente Curricular: BIOLOGIA GERAL Códig: ENF - 101 Pré-requisit: Nenhum Períd Letiv: 2016.1 Prfessr:

Leia mais

ROTEIRO COMENTADO DE ELABORAÇÃO DO PLANO DE AULA. IDENTIFICAÇÃO Escola... Professor(a): Série: Turma: Turno: Data: / /2017 Aluno-estagiário:

ROTEIRO COMENTADO DE ELABORAÇÃO DO PLANO DE AULA. IDENTIFICAÇÃO Escola... Professor(a): Série: Turma: Turno: Data: / /2017 Aluno-estagiário: ROTEIRO COMENTADO DE ELABORAÇÃO DO PLANO DE AULA IDENTIFICAÇÃO Escla... Prfessr(a): Série: Turma: Turn: Data: / /2017 Alun-estagiári: TEMA/ASSUNTO: Cite tema especific da aula a ser desenvlvid de frma

Leia mais

GUIÃO PARA ELABORAÇÃO DO RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO/ACREDITAÇÃO DO PEDIDO DE ACREDITAÇÃO PRÉVIA DE NOVOS CICLOS DE ESTUDO (APAPNCE)

GUIÃO PARA ELABORAÇÃO DO RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO/ACREDITAÇÃO DO PEDIDO DE ACREDITAÇÃO PRÉVIA DE NOVOS CICLOS DE ESTUDO (APAPNCE) GUIÃO PARA ELABORAÇÃO DO RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO/ACREDITAÇÃO DO PEDIDO DE ACREDITAÇÃO PRÉVIA DE NOVOS CICLOS DE ESTUDO (APAPNCE) (Ensin Universitári e Plitécnic) Agst 2016 Caracterizaçã d pedid A1. Instituiçã

Leia mais

Componente Curricular: ENFERMAGEM EM ATENÇÃO À SAÚDE DA MULHER E DO HOMEM I

Componente Curricular: ENFERMAGEM EM ATENÇÃO À SAÚDE DA MULHER E DO HOMEM I CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20 Componente Curricular: ENFERMAGEM EM ATENÇÃO À SAÚDE DA MULHER E DO HOMEM I Código: ENF- 209 Pré-requisito:

Leia mais

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - CETEC. Plano de Trabalho Docente Qualificação: Técnico em Mecânica

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - CETEC. Plano de Trabalho Docente Qualificação: Técnico em Mecânica Plan de Trabalh Dcente 2015 Ensin Técnic ETEC Paulin Btelh Códig: 091 Municípi: Sã Carls Eix Tecnlógic: Cntrle e Prcesss Industriais Habilitaçã Prfissinal: Técnic em Mecânica Qualificaçã: Técnic em Mecânica

Leia mais

Plano de curso Inspeção de Recicladora de Asfalto

Plano de curso Inspeção de Recicladora de Asfalto PLANO DE CURSO MSOBRINSPMIXER PAG1 Plan de curs Inspeçã de Recicladra de Asfalt Justificativa d curs Mais de 70% das falhas que crrem em máquinas, equipaments e ferramentas acntecem pr falha de peraçã

Leia mais

DITAL Nº 15/2015. EDITAL 15/2015 Processo Seletivo de Docente

DITAL Nº 15/2015. EDITAL 15/2015 Processo Seletivo de Docente Artig 1º. A FACULDADE GUANAMBI, mantida pel Centr de Educaçã Superir de Guanambi (CESG), trna pública a abertura de inscrições para seleçã de candidats para carg de dcente. Artig 2. O regime de cntrataçã

Leia mais

BIBLIOTECA FACESI ORIENTAÇÕES GERAIS E MODELO DE ARTIGO CIENTÍFICO

BIBLIOTECA FACESI ORIENTAÇÕES GERAIS E MODELO DE ARTIGO CIENTÍFICO BIBLIOTECA FACESI ORIENTAÇÕES GERAIS E MODELO DE ARTIGO CIENTÍFICO Os texts deverã ser digitads em Wrd 7.0 (u superir), cm a seguinte cnfiguraçã: Frmat d Papel: A4, cm margem superir e à esquerda cm 3

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL-REI PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA CONTRATAÇÃO DE PROFESSOR SUBSTITUTO - CPD Nº 103/2010

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL-REI PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA CONTRATAÇÃO DE PROFESSOR SUBSTITUTO - CPD Nº 103/2010 UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL-REI PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA CONTRATAÇÃO DE PROFESSOR SUBSTITUTO - CPD Nº 103/2010 A Diretra da divisã de Api e Prcediments Administrativs da Próreitria

Leia mais

- 20 pontos PEPC CFC - PROGRAMA

- 20 pontos PEPC CFC - PROGRAMA Melhres Práticas de Elabraçã de Demnstrações Financeiras e Negócis em Cnjunt Investiments, Cnslidaçã, Divulgaçã e Demnstraçã d Flux de Caixa - 20 pnts PEPC CFC - 13 e 14 de nvembr de 2018 Mdalidade: a

Leia mais

Normas e Procedimentos para Submissão de Trabalhos

Normas e Procedimentos para Submissão de Trabalhos Nrmas e Prcediments para Submissã de Trabalhs CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art.1º A Cmissã Científica d, cmunica as interessads em apresentar trabalhs científics, que praz de submissã de trabalh

Leia mais

Ministério da Saúde Gabinete do Ministro PORTARIA NO - 204, DE 17 DE FEVEREIRO DE 2016

Ministério da Saúde Gabinete do Ministro PORTARIA NO - 204, DE 17 DE FEVEREIRO DE 2016 Este texto não substitui o publicado no Diário Oficial da União Ministério da Saúde Gabinete do Ministro PORTARIA NO - 204, DE 17 DE FEVEREIRO DE 2016 Define a Lista Nacional de Notificação Compulsória

Leia mais

01/03/2015 GP III 1. Tópicos. O T&D é uma das mais poderosas ferramentas de transformação nas organizações.

01/03/2015 GP III 1. Tópicos. O T&D é uma das mais poderosas ferramentas de transformação nas organizações. Tópics pg 1.Treinament e Desenvlviment 2 2.Imprtância d T&D 3 3.Reflexã 4 4.Cnceit de Treinament 5 5.Cntribuiçã 6 6.Objetivs d Treinament 7 7.Indicadres a Priri de Necessidades de T&D 8 8.Indicadres a

Leia mais

1. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO

1. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO PLANO DE CURSO 1. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Curso: Bacharelado em Enfermagem Disciplina: Epidemiologia Professor: Sabrine Canonici E-mail: sabrine.carvalho@fasete.edu.br Código: Carga Horária: 60h Créditos:

Leia mais

Saber MANUAL BSC DAS DISCIPLINAS - MODELO KLS 2.0

Saber MANUAL BSC DAS DISCIPLINAS - MODELO KLS 2.0 Saber MANUAL BSC DAS DISCIPLINAS - MODELO KLS 2.0 SUMÁRIO A. Os fundaments metdlógics d KLS B. O que é BSC da disciplina? C. Cmpnentes d BSC da disciplina D. O BSC, a relaçã entre seus elements e as prblematizações

Leia mais

ESCOLA MUNICIPAL DE ENSINO FUNDAMENTAL CÔNEGO STANISLAU OLEJNIK

ESCOLA MUNICIPAL DE ENSINO FUNDAMENTAL CÔNEGO STANISLAU OLEJNIK ESCOLA MUNICIPAL DE ENSINO FUNDAMENTAL CÔNEGO STANISLAU OLEJNIK NOS DIFERENTES OLHARES DO CURRÍCULO ESCOLAR APRESENTAMOS O PROJETO: EDUCAÇÃO FISCAL NA ESCOLA: UMA PORTA QUE SE ABRE PARA A CONSTRUÇÃO DA

Leia mais

Plano de curso Inspeção de escavadeira Hidráulica de pneus

Plano de curso Inspeção de escavadeira Hidráulica de pneus PLANO DE CURSO MSOBRINSPHEXW PAG1 Plan de curs Inspeçã de escavadeira Hidráulica de pneus Justificativa d curs Mais de 70% das falhas que crrem em máquinas, equipaments e ferramentas acntecem pr falha

Leia mais

Planificação Módulos

Planificação Módulos Agrupament de Esclas de Arrails Planificaçã Móduls 1 Tecnlgias da Infrmaçã e da Cmunicaçã Rui Ricard Piteira Rebch An Letiv 2017 2018 Curs Prfissinal de Técnic de Vendas Módul: 1. Intrduçã às Bases de

Leia mais

Coordenadora: Profa. Dra. Lidia de Oliveira Xavier

Coordenadora: Profa. Dra. Lidia de Oliveira Xavier CURSO DE MESTRADO EM DIREITOS HUMANOS, CIDADANIA E VIOLÊNCIA (PPGDHCV) ÁREA BÁSICA: CIÊNCIA POLÍTICA, DO CENTRO UNIVERSITÁRIO EURO AMERICANA UNIEURO, RECONHECIDO PELA PORTARIA 1.077, DE 31 DE OUTUBRO DE

Leia mais

Componente Curricular: DEONTOLOGIA E BIOÉTICA EM ENFERMAGEM PLANO DE CURSO

Componente Curricular: DEONTOLOGIA E BIOÉTICA EM ENFERMAGEM PLANO DE CURSO CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20 Componente Curricular: DEONTOLOGIA E BIOÉTICA EM ENFERMAGEM Código: ENF-203 Pré-requisito: Nenhum

Leia mais

Plano de curso Inspeção de escavadeira hidráulica de esteira

Plano de curso Inspeção de escavadeira hidráulica de esteira PLANO DE CURSO MSOBRINSPHEX PAG1 Plan de curs Inspeçã de escavadeira hidráulica de esteira Justificativa d curs Mais de 70% das falhas que crrem em máquinas, equipaments e ferramentas acntecem pr falha

Leia mais

Componente Curricular: ENFERMAGEM EM CENTRO CIRÚRGICO E CENTRO DE MATERIAL ESTERILIZADO PLANO DE CURSO

Componente Curricular: ENFERMAGEM EM CENTRO CIRÚRGICO E CENTRO DE MATERIAL ESTERILIZADO PLANO DE CURSO CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20 Componente Curricular: ENFERMAGEM EM CENTRO CIRÚRGICO E CENTRO DE MATERIAL ESTERILIZADO Código:

Leia mais

Componente Curricular: SAÚDE DO TRABALHADOR Código: ENF CH: 30h. Pré-requisito: Nenhum

Componente Curricular: SAÚDE DO TRABALHADOR Código: ENF CH: 30h. Pré-requisito: Nenhum CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20 Componente Curricular: SAÚDE DO TRABALHADOR Código: ENF - 401 CH: 30h. Pré-requisito: Nenhum Período

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA FACULDADE DE EDUCAÇÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA FACULDADE DE EDUCAÇÃO EDITAL DE REALIZAÇÃO DE EXAMES DE SUFICIÊNCIA /FACED 004/2014 O Prf. Dr. Marcel Sares Pereira da Silva, Diretr da Faculdade de Educaçã, da Universidade Federal de Uberlândia (FACED -UFU), n us de suas

Leia mais

Divulgação do Resultado 14/12/2015 Período de Matrícula 10 a 26/02/2016

Divulgação do Resultado 14/12/2015 Período de Matrícula 10 a 26/02/2016 EDITAL DE SELEÇÃO DE CANDIDATO(A)S ÀS VAGAS DO PROGRAMA DE PÓS- GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA QUÍMICA PARA OS CURSOS DE MESTRADO E DE DOUTORADO PARA O PRIMEIRO TRIMESTRE LETIVO DE 2016 1. PREÂMBULO A Crdenaçã

Leia mais