1. Pra começo de conversa:

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "1. Pra começo de conversa:"

Transcrição

1 Filme: Cachorro Louco Gênero: Documentário Diretor: César Meneghetti Ano: 2003 Duração: 6 min Cor: Colorido Bitola: vídeo País: Brasil Disponível em: Aplicabilidades em Educação Comentários de Maria da Conceição Carneiro Oliveira 1 1. Pra começo de conversa: Os países de terceiro mundo, a América Latina, o Brasil, fica nesta espécie de um corpo para ser usado para que a estrutura mundial pareça que está funcionando, então tem que passar por um país que sirva, que faça as coisas, para parecer que tudo está andando normalmente sendo que na verdade talvez o Brasil seja este motoboy que fica rodando em círculos, rodando em círculos, enquanto todo o resto parece que se está movimentando e não está saindo do lugar. (Odilon, pintor) in: Cachorro Louco. Que muitas pessoas vê um motoqueiro, um pai de família em cima de uma moto, acha que tá porque quer, fala é um cachorro louco, não é cachorro louco não, nós somos um profissional, você entendeu? Se nós parar o mundo pára! (Reginaldo, motoboy) in: Cachorro Louco. 1 Historiadora formada pela FFLCH-USP, pós-graduada (lato-sensu) em História Social pela UNICAMP. É autora de várias coleções didáticas, dentre elas Paratodos-História (2º ao 5º ano Ensino Fundamental), Editora Scipione (Prêmio Jabuti 2005) e História em Projetos (6º ao 9º ano Ensino Fundamental), editora Ática, (melhor coleção do PNLD-2008). Atualmente, além da reedição de suas obras didáticas trabalha com formação de professores e presta assessoria na área de produção de didáticos para projetos públicos e para o mercado editorial.

2 A metáfora de um motoboy andando em círculos para representar os países em desenvolvimento dentro da estrutura da economia capitalista globalizada é reveladora: muitos trabalham muito para poucos lucrarem e acumularem. Internamente, nas grandes metrópoles de países latino-americanos como São Paulo, os trabalhadores sem qualificação profissional em sua luta pela sobrevivência são pressionados a trabalhar em ritmo cada vez mais acelerado, sem direitos garantidos e muitas vezes pondo em risco a própria vida e a dos demais. Pense bem: a distância entre Rio e São Paulo é de 429 quilômetros. Um motoboy na cidade de São Paulo percorre por dia até 500 quilômetros em uma jornada de trabalho de cerca de doze horas. O que leva uma pessoa a ganhar o sustento dirigindo sobre uma moto em alta velocidade, percorrendo um trajeto maior do que o que separa duas capitais brasileiras? Quanto ganha um motoboy? Será que ele tem garantidos os direitos trabalhistas? Será que necessariamente tem de fazer parte do trabalho dos motoboys o constante risco de vida ou essa realidade poderia ser diferente? De onde vem essa pressão pela corrida contra o tempo, pela entrega rápida? Na cidade de São Paulo um motoqueiro morre por dia em acidentes de trânsito. De acordo com os dados da diretora-geral do Detran-ES, Luciene Becacici, a imprudência e falta de atenção tornam o trânsito cada vez mais perigoso. Mas será que as pessoas matam e morrem no trânsito devido apenas a imprudência e a falta de atenção como afirma a diretora-geral do Detran- ES? Será que pedestres, ciclistas, motoqueiros se forem prudentes e atentos podem trafegar pelas ruas e avenidas de São Paulo com segurança? Existem calçadas largas e em bom estado, nossas ruas e avenidas são organizadas com faixas, sinaleiros, passarelas que permitem a circulação e travessia segura de pedestres? Há ciclovias e motovias que ofereçam segurança para ciclistas e motoqueiros locomoverem-se sem riscos? Será que as condições de trabalho impostas aos motoboys que em sua maioria não trabalha com carteira assinada e ganham por tarefa realizada permitem que eles possam desenvolver seu trabalho com atenção e qualidade? Para quem? Professores e alunos do Fundamental II Ensino Médio Disciplinas: História; Geografia, Sociologia, Filosofia Tema transversal: educação no trânsito, trabalho e consumo, ética e cidadania, saúde Objetivos: Discutir alguns dos grandes problemas decorrentes do processo de urbanização e metropolização sem planejamento; conhecer as estatísticas de

3 alta mortandade no trânsito e refletir sobre segurança e educação no trânsito, problematizando os acidentes fatais como questão de saúde pública; refletir sobre o ritmo frenético imposto pelas metrópoles e os custos deste ritmo à saúde física, mental e psicológica de seus habitantes. 2. Antes e depois da seção de cinema O curta Cachorro louco tem uma estética cinematográfica que representa o ritmo frenético das metrópoles como São Paulo: cortes rápidos, planos superpostos, vários depoimentos conflitantes sobre um mesmo tema: o motoboy. Há inúmeras questões importantes levantadas pelos depoimentos que podem ser exploradas em sala de aula. Organizamos algumas a seguir: 2.1. A gente tem de entrar no ritmo de São Paulo Corre lá! A questão central proposta neste curta é a reflexão sobre algumas das profissões desqualificadas nascidas com a Modernidade que cada vez mais exige dos trabalhadores que executem suas tarefas em tempo recordes para atender as exigências do Capital. O curta permite que paremos para refletir sobre essa condição do ritmo acelerado imposto aos habitantes trabalhadores das metrópoles: qual é a sua lógica, a quem ele beneficia? Use para problematizar esta questão exemplos de empresas de alimentação que oferecem serviços de entrega a domicílio (delivery). Várias delas prometem a seus clientes a entrega do pedido em alguns minutos e caso isso não ocorra o cliente leva o produto solicitado de graça. Esse tipo de marketing empresarial contribui para acelerar ainda mais o trabalho dos motoboys e de todos os trabalhadores envolvidos no processo de produção da mercadoria oferecida. Qual a diferença para o consumidor em receber uma caixa de quibes em 10 minutos ou 20 minutos? Por que tanta pressa? Qual é de fato a real urgência para se fazer as atividades de modo cada vez mais veloz? Será que tudo que o motoboy transporta é urgente, é questão de vida e morte? 2.2. Cachorro louco ou trabalhador? O trânsito de São Paulo além de seu intenso e freqüente congestionamento tem se transformado em uma verdadeira praça de guerra. Estimule os alunos a avaliarem a partir dos depoimentos do curta Cachorro louco o que pensam os pedestres e motoristas sobre os motoboys e o que estes pensam sobre motoristas e pedestres e sobre eles próprios.

4 De modo geral, além da pressão contra o tempo os motoboys têm de lidar com os estigmas sociais reproduzidos por motoristas e pedestres sobre eles. Vários motoboys buscando reafirmarem sua dignidade como profissionais, reproduzem o discurso tempo é dinheiro e se vêem como os motores da produção, a exemplo da fala de Reginaldo que rechaça o estigma de cachorro louco, reafirma-se como trabalhador e chefe de família e para isso reproduz a ideologia da inevitabilidade da corrida contra o tempo para que a sociedade funcione: (...) não é cachorro louco não, nós somos um profissional, você entendeu? Se nós parar o mundo pára! 2.3. Juventude e perspectiva de futuro Chame a atenção para o depoimento do motoboy Ratinho, quando este fala do jazigo que está comprando a prestação para a sua família: Porque a gente tem que pensar no futuro, né. Eu estou comprando, pagando as prestações, tenho dez anos pra pagar uma mixaria por mês, pra ter um jazigo, eu, meu pai, minha mãe, porque ao menos depois de morto a gente vai ter uma casa própria. Que contexto social é capaz de produzir em um jovem trabalhador uma total ausência de sonhos, de expectativas? A morte é a única perspectiva de futuro que resta para jovens como Ratinho? Destaque a fala de alguns depoentes sobre as transformações no mercado de trabalho e a criação dos subempregos como os de motoboy, que não garantem direitos trabalhistas além da imposição de um ritmo de trabalho desumano: Eles são excluídos socialmente do mercado de trabalho ; Ele é o fruto desta má distribuição que hoje impera no país ; Só tem esta profissão. Ou nós vira ladrão ou vira motoqueiro ; E, todos que perdem o emprego viram motoboy. Com sua moto própria, não tem registro em carteira, não tem tempo de trabalho, são indigentes! Após assistir ao curta, discuta com a turma a visão dela sobre os motoqueiros/motoboys; sobre soluções para os imensos problemas do trânsito (na perspectiva do combate à violência; dos imensos congestionamentos, da poluição do ar, sonora etc.), propondo questões e oferecendo dados para que as reflexões sejam embasadas. A seguir alguns dados para auxiliar as discussões.

5 3. Conhecendo as causas do problema 3.1. O país sobre rodas e sem transporte público de qualidade De acordo com o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), o Brasil possui mais de 43 milhões de veículos, dentre os quais 18% são motos, transporte de cerca de 8 milhões de brasileiros. A cada minuto são produzidas 3 motos no Brasil e só no primeiro trimestre de 2008 as indústrias automobilísticas venderam em nosso país quase 700 mil automóveis. Se essa média for mantida, ao final de 2008 teremos mais 2,8 milhões de novos automóveis circulando em todo o país e milhares de novas motos somadas às 11 milhões já existentes 2 e aos demais 35 milhões de veículos. A cidade de Paris e capital francesa tem cerca de 2,5 milhões de habitantes e cerca de 8 milhões na Grande Paris (o entorno) e possui cerca de 200 quilômetros, distribuídos em 15 linhas de metrô. Já a cidade de São Paulo que é maior e mais populosa (a cidade tem cerca de 11 milhões de habitantes e a Região Metropolitana, que soma a população da cidade e mais a dos municípios conturbados tem cerca de 19 milhões) tem apenas 61 quilômetros distribuídos em quatro linhas. A falta de transporte público de qualidade, o alto preço das passagens e o intenso congestionamento das grandes cidades penaliza a população de baixa-renda que paga caro para viajar em condições ruins que para se locomover gasta boa parte de seu dia. 3.2 São Paulo: mais carros por dia em circulação que bebês nascidos na cidade. Na cidade de São Paulo diariamente são feitos no DETRAN (Departamento Estadual de Trânsito) 800 novos registros de veículos. Isso significa que entram mais carros em circulação nas ruas, avenidas e marginais do que nascem bebês. No final de fevereiro de 2008 a cidade tinha 1 automóvel para cada 2,4 habitantes. Seis milhões de veículos circulam, ocupam espaço, poluem, congestionam e dominam a paisagem da cidade 3 e 75% desse total é de automóveis (4,5 milhões). O aumento da frota amplia os congestionamentos. Nossa média de congestionamento saltou em três anos de 77 para cerca de 100 quilômetros e não raro registra até 130 quilômetros de congestionamento! Assim, a cidade que tem como slogan - São Paulo, a cidade que nunca pára não consegue se movimentar... A imensa frota de veículos também é responsável pela poluição do ar e sonora, ampliando o nível de stress e os problemas de saúde dos habitantes da cidade. 2 Os dados são do Denatran (Departamento Nacional de Trânsito), Abraciclo (Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicleta) e Fenabrave (Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores), que apontam que ao final de 2007 a frota brasileira de motocicletas ultrapassou a casa de 11 milhões de unidades. 3 São Paulo deve atingir hoje a marca de 6 milhões de automóveis Folha de São Paulo, 21/02/2008. Consulte também: Acesso 05 abr

6 Além dos problemas apontados anteriormente causados pela imensa frota de automóveis particulares nos grandes centros como São Paulo, o fato da cidade ficar parada em congestionamentos gera enormes prejuízos econômicos Matamos e morremos mais nas ruas que nas guerras Grande parte dos motoboys é proveniente de famílias de baixa-renda, faz grandes sacrifícios para adquirir uma moto, que não é segurada, se for assaltado perde seu mais precioso bem material e seu meio de trabalho. A maioria dos motoboys não trabalha com carteira assinada e ganha por hora o que os leva a dirigirem em alta velocidade, aumentando a estatística de acidentes. Na capital paulista, em média ocorre por dia 10 acidentes envolvendo motociclistas. De janeiro a setembro de 2007, o Corpo de Bombeiros da cidade de São Paulo fez resgates de acidentes envolvendo motoqueiros. Desses, 345 perderam a vida. Pesquisadores da área da saúde de três importantes universidades públicas brasileiras publicaram trabalhos recentes com dados alarmantes sobre acidentes envolvendo motociclistas 5 : no Brasil, ocorre uma morte de motoqueiro a cada 600 mortes em circulação, isso significa em média 1 milhão de acidentes de trânsito por ano no país, com 214 mil internações e cerca de 18 mil mortos! No XX Encontro Nacional de Órgãos Executivos de Trânsito dos Estados e do Distrito Federal a diretora-geral do Detran-ES, Luciene Becacici forneceu mais dados assustadores: A violência no trânsito é uma epidemia que mata mais de 200 brasileiros diariamente. (...) por ano são mais de 400 mil pessoas feridas, 35% delas com lesões permanentes. Esses números oneram os cofres públicos em mais de 28 bilhões de reais todo ano. 6 4 R$ 34 BI: O CUSTO DO ENGARRAFAMENTO DE SP É IMPRESSIONANTE, Entrevista de Paulo Henrique Amorim com o assessor de Marcos Cintra (vice-presidente da Fundação Getúlio Vargas), Luis Carlos da Silva, 16/04/2008. Disponível em: Acesso: 12 mai Trata-se de pesquisas feitas pela equipe da Epidemiologia da UnB, encabeçadas por Luciano Farage, das desenvolvidas por Maria Sumie Koizumi, da Escola de Enfermagem da USP, e as de Eurico Roberto Willemann, da UFSC. Os dados aqui reproduzidos foram retirados das análises de 6 XX ENCONTRO NACIONAL DE ÓRGÃOS EXECUTIVOS DE TRÂNSITO DOS ESTADOS E DF, 31/03/2008, disponível em:

7 A título de comparação: a guerra no Iraque após a invasão das tropas estadunidenses naquele país em março de 2003 matou, ao longo desses cinco anos de conflito, 4 mil soldados estadunidenses e feriu 30 mil e, do lado iraquiano, segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde), o número de civis mortos violentamente em decorrência da guerra oscila entre 104 mil e 223 mil. Faça as contas e você concluirá que nós matamos, morremos e ferimos mais pessoas no trânsito do que cinco anos de guerra sangrenta, promovida pelo maior império bélico do planeta. 4. Soluções para o caos urbano paulistano: educação para o trânsito e mobilidade sustentável Os especialistas são unânimes em apontar algumas medidas para melhorar as condições de tráfico na cidade cujos carros ocupam mais espaço que as pessoas. A primeira delas é uma legislação que desestimule o aumento de automóveis em circulação e racionalize o seu uso, diminuindo todos os problemas gerados pelas imensas frotas (poluição do ar, sonora, que geram doenças respiratórias e aumentam o nível de stress da população). Isso implica em tornar mais caro ter e manter um automóvel. Se essa legislação for posta em prática além do preço do automóvel, do seguro, dos impostos, do combustível e da manutenção do veículo, o motoristaproprietário passaria a pagar também para circular, por meio do pedágio urbano. Outras medidas seriam a de aumentar a fiscalização para tirar das ruas automóveis em situação irregular 7 e ampliar o rodízio para dois ou mais dias (na atualidade os carros ficam proibidos de circular nos horários de pico em um dia da semana e os infratores que são pegos circulando pagam multa). Os proprietários de automóvel se opõem ao pedágio urbano, mas calcula-se que a arrecadação apenas em São Paulo poderia geral cerca de 10 bilhões e esse valor poderia e deveria ser convertido na melhoria do transporte coletivo, especialmente na ampliação de linhas de metrô. A segunda é um conjunto de medidas que envolve poder público e sociedade: ampliar, melhorar e baratear as passagens dos transportes públicos (ampliar o uso de bilhetes integrados ônibus-metrô), descentralizar as atividades para que se evite grandes deslocamentos dos bairros mais distantes aos mais centrais, racionalizar e melhorar as vias públicas, ampliando, por exemplo, os corredores para ônibus, para bicicletas e motocicletas e ampliar as linhas de metrô e trens urbanos. 7 Calcula-se que um terço da frota que circula na cidade de São Paulo está em situação irregular (não paga impostos como o IPVA e seguro obrigatório, por exemplo).

8 5. Campanha educativa: conhecer para respeitar e cobrar segurança no trânsito Em relação aos acidentes de trânsito é preciso ampliar a educação no trânsito, considerando que os problemas advindos dele afetam a vida de todos os habitantes da cidade, por vezes de modo trágico e fatal. Se a sociedade não refletir sobre os graves problemas de saúde pública e de sociabilidade gerados pela intensa frota de automóveis nos grandes centros, cobrar do poder público medidas efetivas que ampliem e melhorem a qualidade do transporte coletivo, cidades como São Paulo tornar-se-ão inviáveis para viver. Antes de iniciar a produção de uma campanha de educação no trânsito, sugerimos a consulta há alguns sites destacados no item Para Saber Mais que organizam materiais interessantes para diferentes atividades de formação de valores e condutas prósociais: direção defensiva; mobilidade sustentável, além de muitos dados importantes para discutirmos os problemas e as soluções que nos afetam nas grandes cidades, especialmente os monstruosos congestionamentos, os altos índices de acidentes, a poluição e a grande necessidade de os poderes públicos investirem na ampliação e qualidade do transporte coletivo e no controle da frota privada. Vários desses sites têm endereços eletrônicos de correspondência que podem servir para pôr a turma em contato com pessoas e entidades que vêm pensando e elaborando propostas democráticas para os grandes problemas da metropolização desordenada. Se houver possibilidade convite para um debate na escola profissionais como: bombeiros, policiais, agentes de trânsito, engenheiros de tráfico, planejadores urbanos, representantes de ONG para discutir os problemas e as soluções para o trânsito nas grandes cidades. Dependendo da faixa etária, vários tipos de dinâmicas e campanhas educativas podem ser desenvolvidas com a turma. Entre os mais novos discutir e sistematizar para divulgar em uma campanha na escola as normas de mobilidade defensiva para o pedestre e para os passageiros de automóveis ajudará na formação da criança e contribuirá para que se transforme em multiplicadora de ações educativas. Discuta com elas: Como se atravessa uma rua? Quais são os cuidados básicos que devemos tomar? Quais os locais onde devemos atravessar? O que significam os sinais de trânsito? Como andar de bicicleta na cidade? É possível o uso da bicicleta em qualquer rua e avenida? Qual o melhor lugar no automóvel para as crianças se sentarem? Que item de segurança é essencial usar quando o carro está em movimento? Quais os itens de segurança imprescindíveis para os motociclistas e para andar de bicicleta?

9 Pode parar em fila dupla? Por quê? Quais são os problemas que filas duplas causam no trânsito? Para os mais velhos, além do reforço das questões anteriores, podem ser discutidas as seguintes questões: De quem devemos cobrar soluções e quais soluções devemos cobrar pra melhorar o trânsito na cidade? Quais são as melhores alternativas para um transporte coletivo de qualidade e que seja capaz de atender a maioria da população? Associar bebidas alcoólicas e outras drogas com direção é adequado? O que o uso de drogas e bebidas alcoólicas 8 provoca no organismo e percepção dos condutores? Que riscos correm e provocam a si e aos demais os condutores que dirigem alcoolizados e/ou drogados? Que tipo de traumas um choque entre veículos podem causar aos motoristas e passageiros? 9 Para que existem sinais de trânsito, limites de velocidade? Por que o uso de cinto de segurança para motoristas e passageiros de automóveis e de capacete para motociclistas são obrigatórios? Desrespeitar a legislação de trânsito é sinal de esperteza ou irresponsabilidade? Para qualquer uma das turmas como produto final pode-se preparar cartazes com desenhos, colagens e mensagens publicitárias sobre um dos temas ou sobre vários para socializar a campanha entre a comunidade escolar. Pode-se ainda, diante de um problema real que afeta o entorno da escola, ampliar a campanha fora da comunidade escolar e discutir ações efetivas para melhoria do trânsito, desde cobrar do poder público um sinaleiro para aumentar a segurança em uma avenida a escrever cartas para a CET, solicitando desvios de tráfego intenso do entorno de escolas ou organizar abaixo-assinados para a implementação de passarelas, ciclovias etc. 8 Débora Xavier. Estudo revela que 290 mil pessoas dirigem alcoolizadas por dia no país Agência Brasil, 04/04/ Professor não deixe de consultar a síntese dos trabalhos de pesquisas já citada (dos profissionais da área de saúde), cujo site é destacado na seção 6. Para saber mais. O artigo informa sobre acidentes envolvendo motociclistas no país. Na reportagem há boas explicações sobre quais e como acontecem os principais traumas e lesões em acidentes ocorridos em alta velocidade, além de dados estatísticos sobre o uso ou não de capacetes nestes acidentes e dados sobre os índices de motoqueiros alcoolizados envolvidos nos acidentes. Para os adolescentes, especialmente os do sexo masculino, fazê-los refletir sobre essas estatísticas é primordial para que dirijam com responsabilidade.

10 6. Para Saber mais: u19.jhtm

A GEOGRAFIA DAS MOTOCICLETAS NO PARANÁ: APONTAMENTOS PRELIMINARES 1

A GEOGRAFIA DAS MOTOCICLETAS NO PARANÁ: APONTAMENTOS PRELIMINARES 1 A GEOGRAFIA DAS MOTOCICLETAS NO PARANÁ: APONTAMENTOS PRELIMINARES 1 Priscila Aparecida Olivette Licencianda do Curso de Geografia pela Unicentro e Bolsista Fundação Araucária (PR) pri_xd93@hotmail.com

Leia mais

Metodologia. MARGEM DE ERRO O intervalo de confiança estimado é de 95% e a margem de erro máxima é de 3 pontos percentuais para mais ou para menos.

Metodologia. MARGEM DE ERRO O intervalo de confiança estimado é de 95% e a margem de erro máxima é de 3 pontos percentuais para mais ou para menos. Metodologia COLETA Entrevistas domiciliares com questionário estruturado. LOCAL DA PESQUISA Município de São Paulo. UNIVERSO moradores de 16 anos ou mais. PERÍODO DE CAMPO de 26 de setembro a 1º de outubro

Leia mais

TÉCNICA DE LEVANTAMENTO DE DADOS: Entrevistas pessoais com questionário estruturado.

TÉCNICA DE LEVANTAMENTO DE DADOS: Entrevistas pessoais com questionário estruturado. Job 44/4 Setembro/04 Metodologia TÉCNICA DE LEVANTAMENTO DE DADOS: Entrevistas pessoais com questionário estruturado. LOCAL DA PESQUISA: Município de São Paulo. UNIVERSO: Moradores de 6 anos ou mais de

Leia mais

Evolução do número de mortes no trânsito em São Paulo

Evolução do número de mortes no trânsito em São Paulo Nota Técnica 232 2014 Evolução do número de mortes no trânsito em São Paulo Max Ernani Borges De Paula Banco de dados de vítimas dos acidentes de trânsito fatais A Companhia de Engenharia de Tráfego realiza

Leia mais

Guia Multilíngüe de Informações Cotidianas

Guia Multilíngüe de Informações Cotidianas 4 Regras de Trânsito 4-1 Regras de trânsito no Japão No Japão, as regras de trânsito são estabelecidas respectivamente para, automóveis e motos, bicicletas. Recomenda-se a assimilação rápida e correta

Leia mais

Mobilidade Urbana COMO SE FORMAM AS CIDADES? 06/10/2014

Mobilidade Urbana COMO SE FORMAM AS CIDADES? 06/10/2014 Mobilidade Urbana VASCONCELOS, Eduardo Alcântara de. Mobilidade urbana e cidadania. Rio de Janeiro: SENAC NACIONAL, 2012. PLANEJAMENTO URBANO E REGIONAL LUCIANE TASCA COMO SE FORMAM AS CIDADES? Como um

Leia mais

Job 150904 Setembro / 2015

Job 150904 Setembro / 2015 Job 50904 Setembro / Metodologia TÉCNICA DE LEVANTAMENTO DE DADOS: Entrevistas pessoais com questionário estruturado. LOCAL DA PESQUISA: Município de São Paulo. UNIVERSO: Moradores de 6 anos ou mais de

Leia mais

MANUAL DOS PAIS UM PROJETO DESTINADO ÀS CRIANÇAS DA EDUCAÇÃO INFANTIL E SÉRIES INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL

MANUAL DOS PAIS UM PROJETO DESTINADO ÀS CRIANÇAS DA EDUCAÇÃO INFANTIL E SÉRIES INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 UM PROJETO DESTINADO ÀS CRIANÇAS DA EDUCAÇÃO INFANTIL E SÉRIES INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL É hora de promover a segurança e a harmonia no trânsito. E os pais podem dar o exemplo. No Brasil, o índice

Leia mais

PROGRAMA TÉMATICO: 6215 TRÂNSITO SEGURO

PROGRAMA TÉMATICO: 6215 TRÂNSITO SEGURO PROGRAMA TÉMATICO: 6215 TRÂNSITO SEGURO OBJETIVO GERAL: Reduzir os índices de acidentes com vítimas fatais em todo o Distrito Federal, aperfeiçoando a educação para o trânsito, a fiscalização, a engenharia

Leia mais

www.detran.pr.gov.br

www.detran.pr.gov.br www.detran.pr.gov.br INFELIZMENTE, A MAIOR PARTE DOS ACIDENTES COM MORTES NO TRÂNSITO BRASILEIRO ENVOLVEM MOTOCICLISTAS. POR ISSO, O DETRAN PREPAROU ALGUMAS DICAS IMPORTANTES PARA VOCÊ RODAR SEGURO POR

Leia mais

FORMAÇÃO DE MULTIPLICADORES

FORMAÇÃO DE MULTIPLICADORES 1 FORMAÇÃO DE MULTIPLICADORES Londrina (PR) 2009 Caro cidadão londrinense: 2 Londrina quer um trânsito mais seguro. E convida você para entrar nesta campanha. Esta cartilha traz informações sobre como

Leia mais

Avaliação do Programa Cidadania em Trânsito ALUNOS Novembro / 2013

Avaliação do Programa Cidadania em Trânsito ALUNOS Novembro / 2013 Avaliação do Programa Cidadania em Trânsito ALUNOS Novembro / 2013 1 INDICE: METODOLOGIA:... 3 PERFIL DOS RESPONDENTES:... 4 CIDADANIA EM TRÂNSITO... 5 A Gidion é uma empresa que:...5 Você sabe se tem

Leia mais

Í N D I C E PRÓLOGO 5

Í N D I C E PRÓLOGO 5 Í N D I C E PRÓLOGO 5 CAPÍTULO I - EDUCAÇÃO E SEGURANÇA NO TRÂNSITO Trânsito e transporte II) EDUCAÇÃO E SEGURANÇA NO TRÂNSITO Objetivos da educação e segurança para o trânsito A educação para o trânsito

Leia mais

Número 1 Violência no trânsito: o goianiense e a Lei Seca. Rua 1.145, 56 Setor Marista Goiânia GO Fone: 62 3541.6556 www.institutoverus.com.

Número 1 Violência no trânsito: o goianiense e a Lei Seca. Rua 1.145, 56 Setor Marista Goiânia GO Fone: 62 3541.6556 www.institutoverus.com. Número 1 Violência no trânsito: o goianiense e a Lei Seca Rua 1.145, 56 Setor Marista Goiânia GO Fone: 62 3541.6556 www.institutoverus.com.br 0 Estudos de Opinião Número 1 Violência no trânsito: o goianiense

Leia mais

CARRO COMPARTILHADO CARRO COMPARTILHADO

CARRO COMPARTILHADO CARRO COMPARTILHADO CARRO COMPARTILHADO Projeção de crescimento populacional Demanda de energia mundial Impacto ao meio ambiente projeções indicam que os empregos vão CONTINUAR no centro EMPREGOS concentrados no CENTRO

Leia mais

14. Comportamento no trânsito

14. Comportamento no trânsito 14. Comportamento no trânsito Aula Interdisciplinar Indicação: 6º ao 9º Ano do Ensino Fundamental Os usuários não devem somente observar as regras do Código de Trânsito, mas devem também ser solidários.

Leia mais

11. Use sempre o cinto de segurança

11. Use sempre o cinto de segurança 11. Use sempre o cinto de segurança Aula Interdisciplinar Indicação: 6º ao 9º Ano do Ensino Fundamental O funcionamento do cinto foi descrito em detalhe na aula 10. A finalidade desta aula é insistir sobre

Leia mais

CARTILHA DE TRÂNSITO. Dicas para você viver mais e melhor!

CARTILHA DE TRÂNSITO. Dicas para você viver mais e melhor! CARTILHA DE TRÂNSITO Dicas para você viver mais e melhor! Este material foi concebido pela SBOT Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia com o intuito de ser um agente expressivo na prevenção

Leia mais

Projetos para redução da morbimortalidade por acidentes de trânsito em Belo Horizonte : Vida no Trânsito e TCC BH/BA/Montevideo

Projetos para redução da morbimortalidade por acidentes de trânsito em Belo Horizonte : Vida no Trânsito e TCC BH/BA/Montevideo Projetos para redução da morbimortalidade por acidentes de trânsito em Belo Horizonte : Vida no Trânsito e TCC BH/BA/Montevideo O Município de Belo Horizonte População de Belo Horizonte 2.375.444 hab.

Leia mais

São Paulo 2022. Metodologia de para monitoramento do comportamento da Cidade de São Paulo por Indicadores e Metas

São Paulo 2022. Metodologia de para monitoramento do comportamento da Cidade de São Paulo por Indicadores e Metas São Paulo 2022 Metodologia de para monitoramento do comportamento da Cidade de São Paulo por Indicadores e Metas Cidade Democrática, participativa e descentralizada Transformando São Paulo pela mudança

Leia mais

Mobilidade Urbana. Regras de trânsito também se aprendem na escola

Mobilidade Urbana. Regras de trânsito também se aprendem na escola Mobilidade Urbana Regras de trânsito também se aprendem na escola Apresentação da Instituição Educacional O Marista Sant Ana pertence aos Colégios da Rede Marista, que possuem atuação no Rio Grande do

Leia mais

A gente aprende, Agente ensina

A gente aprende, Agente ensina DIRETORIA DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL GERÊNCIA DE EDUCAÇÃO E CIDADANIA DEPARTAMENTO DE PROGRAMAS DE EDUCAÇÃO RELATÓRIO 01/JANEIRO A 10 DE ABRIL/2013 100 DIAS GOVERNO PROGRAMAS PERMANENTES DE EDUCAÇÃO

Leia mais

Educação para o trânsito

Educação para o trânsito Material elaborado pelo Ético Sistema de Ensino Ensino Fundamental Publicado em 2011 Projetos temáticos 5 o ANO Data: / / Nível: Escola: Nome: Educação para o trânsito JUSTIFICATIVA O estudo do tema: Educação

Leia mais

ÍNDICE DE ACIDENTES NO PERÍMETRO URBANO DE CÁCERES

ÍNDICE DE ACIDENTES NO PERÍMETRO URBANO DE CÁCERES ÍNDICE DE ACIDENTES NO PERÍMETRO URBANO DE CÁCERES Rodrigo Barretto Vila 1 RESUMO Glaidson de Souza Pezavento Tatiani Nascimento Santos Miriam Nascimento Santos Ashley da Silva Costa 2 Com a finalidade

Leia mais

TÉCNICA DE LEVANTAMENTO DE DADOS: Entrevistas pessoais com questionário estruturado.

TÉCNICA DE LEVANTAMENTO DE DADOS: Entrevistas pessoais com questionário estruturado. Job 1566/10 Setembro/ Metodologia TÉCNICA DE LEVANTAMENTO DE DADOS: Entrevistas pessoais com questionário estruturado. LOCAL DA PESQUISA: Município de São Paulo. UNIVERSO: Moradores de 16 anos ou mais

Leia mais

As cidades para os pedestres

As cidades para os pedestres As cidades para os pedestres Foto: Márcio Brigatto Poder público estimula aquisição de veículos, mas investimentos não acompanham esse crescimento. O resultado são congestionamentos, aumento do tempo gasto

Leia mais

5 km/h a mais, uma vida a menos

5 km/h a mais, uma vida a menos 5 a mais, uma vida a menos Respeite os limites de velocidade www.fundacionmapfre.com.br O excesso de velocidade não acontece por acidente, é uma escolha. Na correria do dia-a-dia, vivemos apressados e,

Leia mais

Dia Mundial sem Carro Faça sua parte, o planeta agradece!!

Dia Mundial sem Carro Faça sua parte, o planeta agradece!! Dia Mundial sem Carro Faça sua parte, o planeta agradece!! Prefira o transporte público. Além de ser menos poluente, você evitará parte do estresse do dia-a-dia; Use bicicleta ou caminhe sempre que possível.

Leia mais

PROPOSTAS MOBILIDADE PROPOSTAS DE MÉDIO E LONGO PRAZO

PROPOSTAS MOBILIDADE PROPOSTAS DE MÉDIO E LONGO PRAZO PROPOSTAS MOBILIDADE PROPOSTAS DE MÉDIO E LONGO PRAZO AGENDA DO DEBATE: Pedestres Bicicleta Transporte público: ônibus e trilhos Circulação viária carros, motos e caminhões Acessibilidade Educação e trânsito

Leia mais

XIV PRÊMIO DENATRAN DE EDUCAÇÃO NO TRÂNSITO

XIV PRÊMIO DENATRAN DE EDUCAÇÃO NO TRÂNSITO XIV PRÊMIO DENATRAN DE EDUCAÇÃO NO TRÂNSITO PROJETO: TRÂNSITO RUMO CERTO NA EDUCAÇÃO 2015 2 SUMÁRIO Pg 1. Ficha de Inscrição...03 2. Objetivo do Trabalho...04 3. Justificativa...05 4. Metodologia...06

Leia mais

Estudo realizado pela Toledo & Associados com exclusividade para. São Paulo Janeiro de de 2010

Estudo realizado pela Toledo & Associados com exclusividade para. São Paulo Janeiro de de 2010 Estudo realizado pela Toledo & Associados com exclusividade para São Paulo Janeiro de de 2010 Back Ground A Pesquisa de Imagem dos Transportes na Região Metropolitana de São Paulo vem sendo realizada anualmente,

Leia mais

MOBILIDADE URBANA EM SÃO PAULO APLICAÇÃO DE SOLUÇÕES IMEDIATAS E EFICAZES

MOBILIDADE URBANA EM SÃO PAULO APLICAÇÃO DE SOLUÇÕES IMEDIATAS E EFICAZES MOBILIDADE URBANA EM SÃO PAULO APLICAÇÃO DE SOLUÇÕES IMEDIATAS E EFICAZES JULHO 2015 SÃO PAULO UMA CIDADE A CAMINHO DO CAOS URBANO Fonte: Pesquisa de mobilidade 2012 SÃO PAULO UMA CIDADE A CAMINHO DO CAOS

Leia mais

Direção Defensiva 1. Plano de Aula Teórica do Curso de Formação de Condutores

Direção Defensiva 1. Plano de Aula Teórica do Curso de Formação de Condutores Direção Defensiva 1 Compreender as principais causas de acidentes de trânsito. Identificar os principais envolvidos em acidentes de trânsito. Introdução Introdução. Estatísticas. Responsabilidade. sobre

Leia mais

ESTADO DE ALAGOAS SECRETARIA ESTADUAL DE DEFESA SOCIAL DEPARTAMENTO ESTADUAL DE TRÂNSITO DETRAN/AL

ESTADO DE ALAGOAS SECRETARIA ESTADUAL DE DEFESA SOCIAL DEPARTAMENTO ESTADUAL DE TRÂNSITO DETRAN/AL RELATÓRIO COMPARATIVO DE ACIDENTES DE TRÂNSITO DADOS REFERENTES AO DETRAN-AL, POLÍCIA RODOVIÁRIA FEDERAL (PRF), DEPARTAMENTO DE ESTRADAS DE RODAGEM (DER), BATALHÃO DE POLICIAMENTO RODOVIÁRIO (BPRv) E AO

Leia mais

SEGURANÇA VIÁRIA NO TRABALHO. Uma responsabilidade de todos

SEGURANÇA VIÁRIA NO TRABALHO. Uma responsabilidade de todos SEGURANÇA VIÁRIA NO TRABALHO Uma responsabilidade de todos QUEM SOMOS A FUNDACIÓN MAPFRE, instituição criada em 1975 pela MAPFRE, desenvolve atividades de interesse geral na Espanha e em outros países

Leia mais

SEMINÁRIO POLITICAS PARA O TRÂNSITO SEGURO

SEMINÁRIO POLITICAS PARA O TRÂNSITO SEGURO SEMINÁRIO POLITICAS PARA O TRÂNSITO SEGURO Felipe Espíndola Carmona Brasília 13 de setembro de 2012. RS-2012 Ditado Africanos diz: O homem branco tem relógio mas não tem tempo! Vivemos em um período em

Leia mais

PROVA TEÓRICA DE TRÂNSITO

PROVA TEÓRICA DE TRÂNSITO PROVA TEÓRICA DE TRÂNSITO Prova nº 01 1. Qual a idade que uma pessoa deve ter para se habilitar nas categorias (D) e (E)? (a) vinte e um anos (b) dezessete anos (c) dezoito anos (d) dezenove anos 2. Qual

Leia mais

SIPS Sistema de Indicadores de Percepção Social

SIPS Sistema de Indicadores de Percepção Social SIPS Sistema de Indicadores de Percepção Social Mobilidade Urbana IPEA 24 de janeiro de 2011 Sumário 1. Introdução 2. Mobilidade e meios de transporte 3. Meios de transporte e questões de infraestrutura

Leia mais

ROTEIRO DE ESTUDOS DE RECUPERAÇÃO E REVISÃO 2º BIMESTRE / 2015

ROTEIRO DE ESTUDOS DE RECUPERAÇÃO E REVISÃO 2º BIMESTRE / 2015 Disciplina OFICINA DE LEITURA E ESCRITA Curso ENSINO FUNDAMENTAL II Professor CARLOS CONTE Série 8º ANO ROTEIRO DE ESTUDOS DE RECUPERAÇÃO E REVISÃO 2º BIMESTRE / 2015 Aluno (a): Número: 1 - Conteúdo: gênero

Leia mais

Henrique Naoki Shimabukuro henrique@abramet.org.br

Henrique Naoki Shimabukuro henrique@abramet.org.br Henrique Naoki Shimabukuro henrique@abramet.org.br Leitura crítica da realidade social no trânsito A evolução do homem: Cerca de quatro e meio milhões de anos se passaram... www.flickr.com Acesso em 01/08/2009.

Leia mais

Yes, Zaqueu Proença. Sonho de

Yes, Zaqueu Proença. Sonho de Yes, Zaqueu Proença Sonho de consumo 92 nós temos ciclovias nelson toledo Aos poucos, as bikes começam a ganhar um espaço nas políticas de trânsito de diversas cidades brasileiras. Saiba onde você pode

Leia mais

Mobilidade Urbana. Boletim Nº OUTUBRO 2014 NESSE BOLETIM VOCÊ ENCONTRA INDICADORES, INFORMAÇÕES E ANÁLISES SOBRE A MOBILIDADE URBANA EM PIRACICABA

Mobilidade Urbana. Boletim Nº OUTUBRO 2014 NESSE BOLETIM VOCÊ ENCONTRA INDICADORES, INFORMAÇÕES E ANÁLISES SOBRE A MOBILIDADE URBANA EM PIRACICABA Boletim Nº OUTUBRO 2014 Mobilidade Urbana NESSE BOLETIM VOCÊ ENCONTRA INDICADORES, INFORMAÇÕES E ANÁLISES SOBRE A MOBILIDADE URBANA EM PIRACICABA www.observatoriopiracicaba.org.br Mobilidade Urbana e as

Leia mais

POLÍTICA NACIONAL DE TRÂNSITO

POLÍTICA NACIONAL DE TRÂNSITO POLÍTICA NACIONAL DE TRÂNSITO INTRODUÇÃO A Associação Brasileira de Pedestres ABRASPE apresenta aqui sua sugestão para revisão do texto original de Política Nacional de Trânsito apresentado pelo Departamento

Leia mais

SUMÁRIO. Localidades da pesquisa, amostra e entrevistas realizadas por Área de Planejamento AP s 2. Caracterização do entrevistado sem carteira 04

SUMÁRIO. Localidades da pesquisa, amostra e entrevistas realizadas por Área de Planejamento AP s 2. Caracterização do entrevistado sem carteira 04 Pesquisa de Opinião Pública sobre as Campanhas Educativas para o Trânsito & da I m a g e m I n s t i t u c i o n a l da CET- RIO Relatório de Pesquisa 2008 SUMÁRIO APRESENTAÇÃO 03 PRINCIPAIS RESULTADOS

Leia mais

TÉCNICA DE LEVANTAMENTO DE DADOS: Entrevistas pessoais com questionário estruturado.

TÉCNICA DE LEVANTAMENTO DE DADOS: Entrevistas pessoais com questionário estruturado. Job 64/ Setembro/ Metodologia TÉCNICA DE LEVANTAMENTO DE DADOS: Entrevistas pessoais com questionário estruturado. LOCAL DA PESQUISA: Município de São Paulo. UNIVERSO: Moradores de 6 anos ou mais de São

Leia mais

nicobelo@hotmail.com NICOLAU BELLO

nicobelo@hotmail.com NICOLAU BELLO NICOLAU BELLO 1 * ATUALMENTE EXISTEM NO TRÂNSITO NO BRASIL MAIS DE CINCO MILHÕES DE MOTOS NO TRÂNSITO. * 10 MILHÕES DE CARROS, ONIBUS, TAXIS E CAMINHÕES. * MOTOS PASSAM CÉLERES ENTRE OS CARROS, ESTES DÃO

Leia mais

Mobilidade urbana e a emissão do gases de efeito estufa GEE na região central de Porto Alegre

Mobilidade urbana e a emissão do gases de efeito estufa GEE na região central de Porto Alegre Pesquisa de Opinião Mobilidade urbana e a emissão do gases de efeito estufa GEE na região central de Porto Alegre Soluções e desafios na busca de uma melhor qualidade do ar. Sumário 1. Objetivos 3 2. Metodologia

Leia mais

PRIMEIRA SEMANA MUNDIAL DAS NAÇÕES UNIDAS DE SEGURANÇA VIÁRIA 23 a 29 de abril de 2007. Mensagens chave

PRIMEIRA SEMANA MUNDIAL DAS NAÇÕES UNIDAS DE SEGURANÇA VIÁRIA 23 a 29 de abril de 2007. Mensagens chave PRIMEIRA SEMANA MUNDIAL DAS NAÇÕES UNIDAS DE SEGURANÇA VIÁRIA 23 a 29 de abril de 2007 (Documento da OMS traduzido e adaptado pela Coordenação de Doenças e Agravos Não Transmissíveis/Departamento de Análise

Leia mais

PROJETO DE LEI N.º, DE 2007. (Do Sr. Rogerio Lisboa)

PROJETO DE LEI N.º, DE 2007. (Do Sr. Rogerio Lisboa) PROJETO DE LEI N.º, DE 2007. (Do Sr. Rogerio Lisboa) Altera a Lei nº LEI Nº 9.503, DE 23 DE SETEMBRO DE 1997, tornando obrigatória por parte dos fabricantes, importadores e montadores de veículos, a inclusão

Leia mais

TRANSITO CUIDADO. Eliana Cristofolo MOTORISTA TENHA MUITA ATENÇÃO, AO DIRIGIR O SEU CARRÃO. PARE SEMPRE NA ESQUINA PARA VER SE VEM CARRO NÃO.

TRANSITO CUIDADO. Eliana Cristofolo MOTORISTA TENHA MUITA ATENÇÃO, AO DIRIGIR O SEU CARRÃO. PARE SEMPRE NA ESQUINA PARA VER SE VEM CARRO NÃO. CUIDADO NO TRANSITO MOTORISTA TENHA MUITA ATENÇÃO, AO DIRIGIR O SEU CARRÃO. PARE SEMPRE NA ESQUINA PARA VER SE VEM CARRO NÃO. AS CRIANÇAS DEVEM RESPEITAR PARA OS LADOS DEVEM OLHAR. SE NÃO VIER NENHUM AUTOMÓVEL

Leia mais

Princípios de mobilidade para cidades inclusivas e sustentáveis

Princípios de mobilidade para cidades inclusivas e sustentáveis Princípios de mobilidade para cidades inclusivas e sustentáveis Ana Nassar, ITDP Brasil Seminário Aspectos da Mobilidade Urbana SEMOB - GDF Brasília, 24 de setembro de 2015 Sobre o ITDP Organização social

Leia mais

Década Mundial de Ações para a Segurança no Trânsito ( ONU ) Semana Nacional de Trânsito 2012 ( Denatran ) e Dia Mundial Sem Carro

Década Mundial de Ações para a Segurança no Trânsito ( ONU ) Semana Nacional de Trânsito 2012 ( Denatran ) e Dia Mundial Sem Carro 1 Em apoio às campanhas Década Mundial de Ações para a Segurança no Trânsito ( ONU ) Semana Nacional de Trânsito 2012 ( Denatran ) e Dia Mundial Sem Carro A Universidade Federal de Santa Catarina e a Rede

Leia mais

Divulgação da importância do transporte para o ensino fundamental

Divulgação da importância do transporte para o ensino fundamental Divulgação da importância do transporte para o ensino fundamental Daniel Rech (DEPROT/UFRGS) João Fortini Albano (DEPROT/UFRGS) Resumo O presente artigo deriva de um projeto direcionado a alunos do ensino

Leia mais

A liberdade custa duas passagens de ônibus

A liberdade custa duas passagens de ônibus TRANSPORTE INDIVIDUAL AN P A liberdade custa duas passagens de ônibus Joel Leite 1 Diretor da agência de notícias AutoInforme (www.autoinforme.com.br), especializada no setor de veículos O aumento de venda

Leia mais

Curso de Gestão da Mobilidade Urbana Ensaio Crítico - Turma 8 Mobilidade urbana e de seu interesse Rogério Soares da Silva (*)

Curso de Gestão da Mobilidade Urbana Ensaio Crítico - Turma 8 Mobilidade urbana e de seu interesse Rogério Soares da Silva (*) Curso de Gestão da Mobilidade Urbana Ensaio Crítico - Turma 8 Mobilidade urbana e de seu interesse Rogério Soares da Silva (*) O crescimento global da população vem atingindo índices cada vez maiores nos

Leia mais

Olá, Mamãe! Aproveite a leitura e boa viagem!

Olá, Mamãe! Aproveite a leitura e boa viagem! Olá, Mamãe! Esta cartilha é um presente pra você. Uma forma de ajudá-la a desempenhar uma das funções mais importantes da sua vida: justamente a tarefa de ser mãe. Cada vez mais, além de cuidar da saúde

Leia mais

EDUCAÇÃO PARA O TRÂNSITO E CIDADANIA: UMA INTEGRAÇÃO ENTRE A ESCOLA E OUTRAS ORGANIZAÇÕES SOCIAIS

EDUCAÇÃO PARA O TRÂNSITO E CIDADANIA: UMA INTEGRAÇÃO ENTRE A ESCOLA E OUTRAS ORGANIZAÇÕES SOCIAIS EDUCAÇÃO PARA O TRÂNSITO E CIDADANIA: UMA INTEGRAÇÃO ENTRE A ESCOLA E OUTRAS ORGANIZAÇÕES SOCIAIS Resumo NICKEL, Êrica Elisa 1 - ANAMOB Grupo de Trabalho - Didática: Teorias, Metodologias e Práticas Agência

Leia mais

Distribuição dos pacientes vítimas de Acidente de Trânsito, segundo faixa etária na ocasião do acidente 20,0 16,6 19,4 11,3

Distribuição dos pacientes vítimas de Acidente de Trânsito, segundo faixa etária na ocasião do acidente 20,0 16,6 19,4 11,3 Os Acidentes de Trânsito foram responsáveis por um total de 799 internações nos hospitais SARAH-Brasília, SARAH-Salvador, SARAH-Belo Horizonte e SARAH-São Luís no período de 01/01/2009 a 30/06/2009, correspondendo

Leia mais

MOBILIDADE URBANA EM PRESIDENTE PRUDENTE: O TRANSPORTE COLETIVO E SUAS POSSIBILIDADES

MOBILIDADE URBANA EM PRESIDENTE PRUDENTE: O TRANSPORTE COLETIVO E SUAS POSSIBILIDADES 480 MOBILIDADE URBANA EM PRESIDENTE PRUDENTE: O TRANSPORTE COLETIVO E SUAS POSSIBILIDADES Poliana de Oliveira Basso¹, Sibila Corral de Arêa Leão Honda². ¹Discente do curso de Arquitetura e Urbanismo da

Leia mais

Mobilidade Urbana. Boletim Nº SETEMBRO 2015 NESSE BOLETIM VOCÊ ENCONTRA INDICADORES, INFORMAÇÕES E ANÁLISES SOBRE A MOBILIDADE URBANA EM PIRACICABA

Mobilidade Urbana. Boletim Nº SETEMBRO 2015 NESSE BOLETIM VOCÊ ENCONTRA INDICADORES, INFORMAÇÕES E ANÁLISES SOBRE A MOBILIDADE URBANA EM PIRACICABA Boletim Nº SETEMBRO 2015 Mobilidade Urbana NESSE BOLETIM VOCÊ ENCONTRA INDICADORES, INFORMAÇÕES E ANÁLISES SOBRE A MOBILIDADE URBANA EM PIRACICABA www.observatoriopiracicaba.org.br Mobilidade Urbana e

Leia mais

Guia de apoio para jornalistas

Guia de apoio para jornalistas Ajude a gente a promover a agenda da bicicleta e da paz no trânsito. Este encarte foi elaborado pela equipe da ONG Rodas da Paz para apoiar seu trabalho como jornalista. É uma primeira experiência com

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº DE 2010 (do Sr. Raimundo Gomes de Matos)

PROJETO DE LEI Nº DE 2010 (do Sr. Raimundo Gomes de Matos) PROJETO DE LEI Nº DE 2010 (do Sr. Raimundo Gomes de Matos) O CONGRESSO NACIONAL decreta: Altera a Lei nº 6.194, de 19 de dezembro de 1974, para permitir o parcelamento do pagamento e a redução gradativa

Leia mais

MOBILIDADE X ACESSIBILIDADE CARRO X ÔNIBUS FLEXIBILIDADE E CAPACIDADE. A mecânica funcional" da problemática ambiental urbana

MOBILIDADE X ACESSIBILIDADE CARRO X ÔNIBUS FLEXIBILIDADE E CAPACIDADE. A mecânica funcional da problemática ambiental urbana MOBILIDADE X ACESSIBILIDADE A Mobilidade Urbana como fator de qualidade de vida nas cidades Arq. Simone Costa I-ce, Interface for Cycling Expertise (www.cycling.nl) Mini-curso IFF, Outubro 2009 Lentino,

Leia mais

Regras de Trânsito do Japão

Regras de Trânsito do Japão Regras de Trânsito do Japão (Versão para pedestres e bicicletas) ~ Para não sofrer acidentes de trânsito ~ Supervisão: Polícia da Província de Gifu Edição / Publicação: Província de Gifu Regras básicas

Leia mais

Celso Alves Mariano Diretor de Educação de Trânsito SETRAN Secretaria Municipal de Trânsito de Curitiba

Celso Alves Mariano Diretor de Educação de Trânsito SETRAN Secretaria Municipal de Trânsito de Curitiba Celso Alves Mariano Diretor de Educação de Trânsito SETRAN Secretaria Municipal de Trânsito de Curitiba Ideias que salvam vidas em Curitiba! 9 Regionais: reúnem, de forma organizada, entidades e movimentos

Leia mais

Segurança e Saúde Ocupacional. Comunicação e Prevenção de Acidentes de Trabalho

Segurança e Saúde Ocupacional. Comunicação e Prevenção de Acidentes de Trabalho Segurança e Saúde Ocupacional Comunicação e Prevenção de Acidentes de Trabalho 1ª Edição 2015 Principais orientações relacionadas ao acidente de trabalho Você sabe o que é um acidente de trabalho? É o

Leia mais

para todos. BH tem espaço para todos #respeiteabicicleta tem espaço para todos #respeiteabicicleta Apoio:

para todos. BH tem espaço para todos #respeiteabicicleta tem espaço para todos #respeiteabicicleta Apoio: BH tem espaço para todos #respeiteabicicleta BH tem espaço para todos. BH tem espaço para todos #respeiteabicicleta Apoio: Índice Quando você estiver pedalando. 04 Quando você estiver dirigindo. 10 Algumas

Leia mais

Plano de Mobilidade Urbana Sustentável

Plano de Mobilidade Urbana Sustentável Viajeo Plus City Showcase in Latin America Plano de Mobilidade Urbana Sustentável Nívea Oppermann Peixoto, Ms Diretora de Desenvolvimento Urbano EMBARQ Brasil EMBARQ Brasil auxilia governos e empresas

Leia mais

MOTOFRETISTA REGULAMENTADO! MOTOCICLISTA CONSCIENTE!

MOTOFRETISTA REGULAMENTADO! MOTOCICLISTA CONSCIENTE! SENADO FEDERAL COMISSÃO DE ASSUNTOS SOCIAIS Audiência Pública Discutir a Epidemia de Acidentes Envolvendo Motociclistas no Brasil Brasília, 29 de maio de 2012. MOTOFRETISTA REGULAMENTADO! MOTOCICLISTA

Leia mais

TEMAS DE DISSERTAÇÃO DO ENEM

TEMAS DE DISSERTAÇÃO DO ENEM TEMAS DE DISSERTAÇÃO DO ENEM 1. Enem 2013: temas para treinar para a redação Pivô dos recentes protestos pelo Brasil, questão do transporte urbano está entre assuntos escolhidos. Especialistas dão orientações

Leia mais

MOBILIDADE URBANA SOBRE DUAS RODAS: UM OLHAR DE GÊNERO NO USO DAS CINQUENTINHAS NA SOCIEDADE E CONSUMO ATUAL

MOBILIDADE URBANA SOBRE DUAS RODAS: UM OLHAR DE GÊNERO NO USO DAS CINQUENTINHAS NA SOCIEDADE E CONSUMO ATUAL MOBILIDADE URBANA SOBRE DUAS RODAS: UM OLHAR DE GÊNERO NO USO DAS CINQUENTINHAS NA SOCIEDADE E CONSUMO ATUAL Micheline(1); Laura (2); Marília(3) (Micheline Cristina Rufino Maciel; Laura Susana Duque-Arrazola;

Leia mais

PROJETO SEGURANÇA PÚBLICA - MUTIRÃO PELA VIDA NO TRÂNSITO EM RORAIMA

PROJETO SEGURANÇA PÚBLICA - MUTIRÃO PELA VIDA NO TRÂNSITO EM RORAIMA PROJETO SEGURANÇA PÚBLICA - MUTIRÃO PELA VIDA NO TRÂNSITO EM RORAIMA Conjunto de ações que oferece aos cidadãos roraimenses informações sobre segurança pública no trânsito com vista à prevenção da violência,

Leia mais

Manual do Ciclista. Ciclovia. Pronta pra você curtir uma vida mais saudável.

Manual do Ciclista. Ciclovia. Pronta pra você curtir uma vida mais saudável. Manual do Ciclista Ciclovia. Pronta pra você curtir uma vida mais saudável. Pedala BH. O programa que vai mudar a cara da cidade. Pedala BH é o programa criado pela Prefeitura de Belo Horizonte, por meio

Leia mais

CAMPANHA PARA REDUÇÃO DE ACIDENTES EM CAMPINAS

CAMPANHA PARA REDUÇÃO DE ACIDENTES EM CAMPINAS CAMPANHA PARA REDUÇÃO DE ACIDENTES EM CAMPINAS Autores: Débora Cristina Damasco 1 ; Ana Paula Franke 2 ; Mara Toso 3 EMDEC Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas S/A Rua: Doutor Salles Oliveira,

Leia mais

GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA: UNIDAS PELO TRÂNSITO DE JATAÍ NO INTUITO DE CONTRIBUIR COM O ENSINO NAS ESCOLAS.

GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA: UNIDAS PELO TRÂNSITO DE JATAÍ NO INTUITO DE CONTRIBUIR COM O ENSINO NAS ESCOLAS. GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA: UNIDAS PELO TRÂNSITO DE JATAÍ NO INTUITO DE CONTRIBUIR COM O ENSINO NAS ESCOLAS. FREITAS, Vanessa G 1 ; ROCHA, Paulo R 1 ;JESUS, Uerlei 1 ; SILVA, Gecirlei F. 2 PALAVRAS CHAVES:

Leia mais

SITUAÇÃO ENCONTRADA NO DF EM 2007

SITUAÇÃO ENCONTRADA NO DF EM 2007 SITUAÇÃO ENCONTRADA NO DF EM 2007 Frota antiga e tecnologia obsoleta; Serviço irregular de vans operando em todo o DF 850 veículos; Ausência de integração entre os modos e serviços; Dispersão das linhas;

Leia mais

13. Desatenção e cansaço

13. Desatenção e cansaço 13. Desatenção e cansaço Aula Interdisciplinar Indicação: 6º ao 9º Ano do Ensino Fundamental Ilustração do manual de Direção Defensiva do DENATRAN O ato de dirigir um veículo requer atenção permanente.

Leia mais

Tema: Avaliação e perspectivas sobre a mobilidade na cidade de São Paulo

Tema: Avaliação e perspectivas sobre a mobilidade na cidade de São Paulo SEMINÁRIO Os desafios da mobilidade na cidade de São Paulo: avaliação e indicadores Tema: Avaliação e perspectivas sobre a mobilidade na cidade de São Paulo Movimento Nossa São Paulo Local: Câmara Municipal

Leia mais

Projeto - Campanha de Trânsito: tenha atitudes solidárias para ir longe

Projeto - Campanha de Trânsito: tenha atitudes solidárias para ir longe Projeto - Campanha de Trânsito: tenha atitudes solidárias para ir longe Tema: Campanha de Trânsito Público alvo: O projeto é destinado a alunos do Ensino Fundamental - Anos Finais (6º ao 9º ano). Justificativa

Leia mais

Mobilidade Urbana em Belo Horizonte

Mobilidade Urbana em Belo Horizonte Mobilidade Urbana em Belo Horizonte BHTRANS Marcelo Cintra do Amaral Gerente de Coordenação de Mobilidade Urbana - COMU PREFEITURA BH Belo Horizonte 1ª capital planejada do país - 12/12/1897 Previsão inicial

Leia mais

Dicas de Segurança II

Dicas de Segurança II Dicas de Segurança II Ao Viajar Casa ou apartamento Não comente sua viagem com pessoas estranhas por perto. Avise a um vizinho de confiança sobre a sua viagem. Se possível, deixe um número de telefone

Leia mais

ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL SECRETARIA DE JUSTIÇA E SEGURANÇA PÚBLICA CONSELHO ESTADUAL DE TRÂNSITO MS.

ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL SECRETARIA DE JUSTIÇA E SEGURANÇA PÚBLICA CONSELHO ESTADUAL DE TRÂNSITO MS. ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL SECRETARIA DE JUSTIÇA E SEGURANÇA PÚBLICA CONSELHO ESTADUAL DE TRÂNSITO MS. Governador do Estado de Mato Grosso do Sul ANDRÉ PUCCINELLI Secretário de Estado de Justiça e Segurança

Leia mais

Transporte público no Rio de Janeiro: encontrando soluções para uma mobilidade sustentável.

Transporte público no Rio de Janeiro: encontrando soluções para uma mobilidade sustentável. Transporte público no Rio de Janeiro: encontrando soluções para uma mobilidade sustentável. Richele Cabral 1 ; Eunice Horácio S. B. Teixeira 1 ; Milena S. Borges 1 ; Miguel Ângelo A. F. de Paula 1 ; Pedro

Leia mais

Graduada de Ciência Sociais; Rua General Jardim, 522 CEP 01223-010 Vila Buarque São Paulo/SP; (11) 3123-7800 www.fespsp.org.br 4

Graduada de Ciência Sociais; Rua General Jardim, 522 CEP 01223-010 Vila Buarque São Paulo/SP; (11) 3123-7800 www.fespsp.org.br 4 TÍTULO: Ensaio acadêmico de aplicação do método PES - Planejamento Estratégico Situacional, na estratégia de formulação de uma de política de segurança viária AUTORES: Danielle Penha 1 ; Marinalva da Silva

Leia mais

RESUMO: PALAVRAS-CHAVE: Mobilidade Urbana; Dia sem carro; Bicicleta; Automóvel. 1 INTRODUÇÃO

RESUMO: PALAVRAS-CHAVE: Mobilidade Urbana; Dia sem carro; Bicicleta; Automóvel. 1 INTRODUÇÃO A evolução está a uma pedalada de acontecer 1. Evandro Luiz Gomes 2 Fabiana Tarnowsky 3 Gisele Baumgarten Rosumek 4 Instituto Blumenauense de Ensino Superior IBES Sociesc RESUMO: A presente peça publicitária

Leia mais

O Jovem e o Trânsito ANÁLISE DAS PESQUISAS A SEGURANÇA NO TRÂNSITO NÃO É ACIDENTAL. Ministério da Saúde

O Jovem e o Trânsito ANÁLISE DAS PESQUISAS A SEGURANÇA NO TRÂNSITO NÃO É ACIDENTAL. Ministério da Saúde O Jovem e o Trânsito ANÁLISE DAS PESQUISAS SUMÁRIO APRESENTAÇÃO 3 Pesquisa qualitativa 4 Pesquisa quantitativa 6 O JOVEM E O VEÍCULO 8 Habilitação 8 Dirigindo sem CNH COMPORTAMENTO 13 PERCEPÇÃO DO TRÂNSITO

Leia mais

TAREFA DA SEMANA DE 17 A 21 DE MARÇO

TAREFA DA SEMANA DE 17 A 21 DE MARÇO Transformação de km/h em m/s TAREFA DA SEMANA DE 17 A 21 DE MARÇO FÍSICA 1ª SÉRIE No S.I., a velocidade escalar é medida em metros por segundo (m/s). Na prática a unidade de medida é km/h. Como em muitos

Leia mais

Senhor Presidente, inquestionável ascensão socioeconômica do povo brasileiro. oportunizaram condição ímpar para a aquisição de bens.

Senhor Presidente, inquestionável ascensão socioeconômica do povo brasileiro. oportunizaram condição ímpar para a aquisição de bens. Discurso proferido pelo deputado GERALDO RESENDE (PMDB/MS), em sessão no dia 26/04/2011. TRÂNSITO BRASILEIRO: VERDADEIRA GUERRA CIVIL Senhor Presidente, Senhoras e Senhores Deputados, A facilidade de crédito

Leia mais

PROJETO VIDA NO TRÂNSITO. Maria Audea de Lima e Sousa. Teresina Piaui RESUMO. Palavras chave. Introdução. Diagnóstico. Proposições.

PROJETO VIDA NO TRÂNSITO. Maria Audea de Lima e Sousa. Teresina Piaui RESUMO. Palavras chave. Introdução. Diagnóstico. Proposições. PROJETO VIDA NO TRÂNSITO Maria Audea de Lima e Sousa Teresina Piaui RESUMO Palavras chave Introdução Diagnóstico Proposições Resultados Introdução O projeto Vida no Trânsito está relacionado a instituições

Leia mais

UMA COMPARAÇÃO ESTATÍSTICA SOBRE O TRÂNSITO: ANTES E DEPOIS DA IMPLANTAÇÃO DAOPERAÇÃO BALADA SEGURA NO RIO GRANDE DO SUL

UMA COMPARAÇÃO ESTATÍSTICA SOBRE O TRÂNSITO: ANTES E DEPOIS DA IMPLANTAÇÃO DAOPERAÇÃO BALADA SEGURA NO RIO GRANDE DO SUL ISSN 2177-9139 UMA COMPARAÇÃO ESTATÍSTICA SOBRE O TRÂNSITO: ANTES E DEPOIS DA IMPLANTAÇÃO DAOPERAÇÃO BALADA SEGURA NO RIO GRANDE DO SUL Daniellen Thaianne de Oliveira Severo - daniii_severo@hotmail.com

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA INSTITUTO DE PESQUISA E PLANEJAMENTO URBANO DE CURITIBA

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA INSTITUTO DE PESQUISA E PLANEJAMENTO URBANO DE CURITIBA PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA INSTITUTO DE PESQUISA E PLANEJAMENTO URBANO DE CURITIBA OFICINA DE CAPACITAÇÃO PARA O PLANO DIRETOR: REGIONAL CIC 20/03/2014 CURITIBA MARÇO/2014 Propostas do dia 20 de

Leia mais

Pesquisa sobre Transporte Não-Motorizado Realizado por Bicicleta na Cidade de Londrina

Pesquisa sobre Transporte Não-Motorizado Realizado por Bicicleta na Cidade de Londrina Pesquisa sobre Transporte Não-Motorizado Realizado por Bicicleta na Cidade de Londrina Cristiane Biazzono Dutra¹ 1) Prefeitura do Município de Londrina; Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Londrina

Leia mais

Proposta do I Fórum UFPE de Estudos da Motocicleta

Proposta do I Fórum UFPE de Estudos da Motocicleta Proposta do I Fórum UFPE de Estudos da Motocicleta Contato: Fábio Magnani [ motomagnani@gmail.com ] [ www.fabiomagnani.com ] Na última terça-feira (18.10.2011) fizemos a primeira apresentação pública da

Leia mais

Ver e ser visto no trânsito

Ver e ser visto no trânsito matéria de capa Ver e ser visto no trânsito CESVI realizou estudo para apontar as condições em que pedestres, motos e carros são mais bem visualizados à noite Por José Antonio Oka Segurança Viária Ver

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº,de 2012 (Dos Sr. José de Filippi Júnior e Carlos Zarattini)

PROJETO DE LEI Nº,de 2012 (Dos Sr. José de Filippi Júnior e Carlos Zarattini) PROJETO DE LEI Nº,de 2012 (Dos Sr. José de Filippi Júnior e Carlos Zarattini) Institui as diretrizes da Política Metropolitana de Mobilidade Urbana (PMMU), cria o Pacto Metropolitano da Mobilidade Urbana

Leia mais

Sistema de Informações da Mobilidade Urbana. Relatório Geral 2011

Sistema de Informações da Mobilidade Urbana. Relatório Geral 2011 Sistema de Informações da Mobilidade Urbana Relatório Geral 2011 Dezembro/2012 Relatório Geral 2011 1 Sumário executivo... 3 2 Mobilidade... 28 2.1 Valores para Brasil (municípios acima de 60 mil habitantes)...

Leia mais

Atropelamentos. Não seja mais uma vítima! Gestão Ambiental da nova BR-135

Atropelamentos. Não seja mais uma vítima! Gestão Ambiental da nova BR-135 Atropelamentos Não seja mais uma vítima! Gestão Ambiental da nova BR-135 2 Atropelamentos 3 Cartilha de Educação Ambiental Tema: Atropelamentos Ano II, número 1, III trimestre de 2011 Redação, Diagramação

Leia mais

DEPARTAMENTO ESTADUAL DE TRÂNSITO DO RIO GRANDE DO SUL DIRETORIA TÉCNICA DIVISÃO DE HABILITAÇÃO RACHA

DEPARTAMENTO ESTADUAL DE TRÂNSITO DO RIO GRANDE DO SUL DIRETORIA TÉCNICA DIVISÃO DE HABILITAÇÃO RACHA DEPARTAMENTO ESTADUAL DE TRÂNSITO DO RIO GRANDE DO SUL DIRETORIA TÉCNICA DIVISÃO DE HABILITAÇÃO RACHA Uma atitude que pode custar vidas Racha, também chamado popularmente de pega, é uma forma de corrida

Leia mais

CEDATT ACIDENTES COM MOTOS. Gilberto Monteiro Lehfeld. São Paulo, 21 de março de 2012. Gilberto Monteiro Lehfeld

CEDATT ACIDENTES COM MOTOS. Gilberto Monteiro Lehfeld. São Paulo, 21 de março de 2012. Gilberto Monteiro Lehfeld CEDATT ACIDENTES COM MOTOS São Paulo, 21 de março de 2012 MORTOS NO TRÂNSITO ~ 1.300.000 FERIDOS NO TRÂNSITO ~ 10-15.000.000 MORTES NO TRÂNSITO 1990 9a. causa 2030 5a. causa ONU 2011-2020 DÉCADA DE AÇÕES

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ SECRETARIA ESTADUAL DE SEGURANÇA PÚBLICA DEPARTAMENTO DE TRÂNSITO DO ESTADO DO PARÁ UNIDADE CENTRAL DE PLANEJAMENTO RELATÓRIO ESTATÍSTICO DE TRÂNSITO NO ESTADO DO PARÁ E MUNICÍPIO

Leia mais