VESTIBULAR a FASE - 2º DIA GEOGRAFIA E HISTÓRIA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "VESTIBULAR 2015.2 2 a FASE - 2º DIA GEOGRAFIA E HISTÓRIA"

Transcrição

1 UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CEARÁ COMISSÃO EXECUTIVA DO VESTIBULAR VESTIBULAR a FASE - 2º DIA GEOGRAFIA E HISTÓRIA APLICAÇÃO: 06 de julho de 2015 DURAÇÃO: 04 HORAS INÍCIO: 09 horas TÉRMINO: 13 horas Após receber o seu cartão-resposta, copie, nos locais apropriados, uma vez com letra cursiva e outra, com letra de forma, a seguinte frase: Otimismo reforça a esperança. ATENÇÃO! Este Caderno de Provas contém 40 (quarenta) questões com 4 (quatro) alternativas cada, distribuídas da seguinte forma: PROVA III - Geografia (20 questões: 01-20); PROVA IV - História (20 questões: 21-40). Ao sair definitivamente da sala, o candidato deverá assinar a folha de presença e entregar ao fiscal de mesa: o CARTÃO-RESPOSTA preenchido e assinado; o CADERNO DE PROVAS. NÚMERO DO GABARITO Marque, no local apropriado do seu cartão-resposta, o número 4, que é o número do gabarito deste caderno de provas e que se encontra indicado no rodapé de cada página. Será atribuída nota zero, ao candidato que não entregar seu CARTÃO-RESPOSTA.

2 PROVA III - GEOGRAFIA 01. O Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade ICMBio possui dentre as suas atribuições a criação de Unidades de Conservação. Unidade de Conservação é definida como A) uma área ou parcela do território delimitada e regulamentada por legislação específica com o objetivo exclusivo de garantir a preservação de espécies animais ameaçadas de extinção. B) um espaço territorial e seus recursos ambientais, incluindo as águas jurisdicionais, com características naturais relevantes, legalmente instituído pelo Poder Público, com objetivos de conservação e limites definidos, sob regime especial de administração, ao qual se aplicam garantias adequadas de proteção. C) uma área federal de competência exclusiva da União, delimitada por legislação específica, destinada primordialmente à proteção e conservação de nascentes. D) o conjunto de métodos, procedimentos e políticas que visem à proteção, a longo prazo, das espécies, habitats e ecossistemas, além da manutenção dos processos ecológicos, prevenindo a simplificação dos sistemas naturais. 04. A região Nordeste do Brasil apresenta uma complexidade climática própria, em parte fortemente influenciada pelos mecanismos físicos que interagem entre si e são responsáveis pela distribuição de chuvas nessa região. Os tipos climáticos que predominam no Nordeste brasileiro são: A) litorâneo úmido, tropical e tropical semiárido. B) equatorial, subtropical e semiárido. C) semiárido e tropical de altitude. D) semiárido e subtropical. 05. O mais importante sistema gerador de chuvas sobre a região equatorial dos oceanos Atlântico, Índico e Pacífico, assim como nas áreas continentais adjacentes, e que migra sazonalmente de sua posição ao norte para latitudes ao sul do Equador entre os meses de março e abril é conhecido como A) Vórtices Ciclônicos de Altos Níveis. B) Distúrbio Ondulatório de Leste. C) Zona de convergência do Atlântico Sul. D) Zona de Convergência Intertropical. 02. Assinale a opção que corresponde à escala que melhor se adequa à realização de um levantamento topográfico em uma área urbana de 5,7 km 2 para mapeamento da drenagem superficial. A) 1: B) 1:80. C) 1:1500. D) 1: O mapeamento geomorfológico de detalhe deve apresentar, entre outros, dados morfométricos, morfográficos, morfogenéticos e cronológicos. Os dados morfométricos correspondem A) ao mapeamento em escala de detalhe da litologia e dos processos geológicos que atuam atualmente no ambiente. B) às informações métricas apoiadas em cartas topográficas ou outras formas de levantamento, como a declividade das vertentes, por exemplo. C) ao mapeamento dos tipos de solos e vegetação de uma determinada área. D) ao mapeamento dos períodos de formação e elaboração de formas e feições do relevo. 06. Analise as afirmações que tratam sobre os mapas temáticos considerando sua confecção e suas características principais. Assinale com V as afirmações verdadeiras e com F as afirmações falsas. ( ) Dentre os objetivos dos mapas temáticos está a representação de um fenômeno ou uma característica particular de um lugar qualquer do planeta. ( ) Título, escala, sistema de projeção, sistema de coordenadas e convenções são alguns dos elementos presentes nos mapas temáticos. ( ) Os mapas temáticos devem apresentar elementos visuais de fácil e imediata compreensão. ( ) Um mapa temático pode ser produzido a partir de outras bases cartográficas ou outros tipos de mapa, como um mapa base, por exemplo. A sequência correta, de cima para baixo, é: A) V, F, F, F. B) F, V, V, F. C) V, V, V, V. D) V, F, V, F. O número do gabarito deste caderno de provas é 4. Página 2

3 07. Analise as afirmações que tratam sobre o ciclo hidrológico e bacias hidrográficas. Assinale com V as afirmações verdadeiras e com F as afirmações falsas. ( ) Esse movimento circulatório comandado pela radiação solar retira água da superfície dos oceanos e da superfície terrestre. ( ) A construção de grandes açudes e usinas hidrelétricas no Brasil não afeta o ciclo hidrológico. ( ) O fluxo do ciclo hidrológico sobre a superfície terrestre é positivo e dado por precipitação menos evaporação. ( ) Os processos hidrológicos longitudinais em uma bacia hidrográfica correspondem a: precipitação, evaporação e umidade do solo. A sequência correta, de cima para baixo, é: A) F, V, F, V. B) V, F, V, F. C) V, V, V, F. D) V, F, V, V. 08. Os movimentos de massa são um importante agente do meio físico, responsável pelo processo de evolução das vertentes e, consequentemente, da superfície como um todo. Considerando esses movimentos, analise as afirmações abaixo. I. Solifluxão corresponde aos movimentos coletivos do regolito quando este se encontra saturado de água. Ocorre quando a presença de uma camada impermeável do regolito impede a penetração da água, provocando a concentração e saturando a camada sobrejacente. I Creep e escoamento difuso são os principais processos que explicam a convexidade das encostas. O reflexo do rastejamento é observado na curvatura de árvores, postes inclinados e pequenos terraços ao longo das encostas. Corrida de lama ou mudflow são formas rápidas de escoamento de fluidos viscosos, com ou sem uma superfície definida de movimentação. De caráter hidrodinâmico, são ocasionadas pela perda de atrito interno, em virtude da destruição da estrutura, em presença de excesso de água. Está correto o que se afirma em A) I, II e I B) I e II apenas. C) I e III apenas. D) II e III apenas. 09. Os processos pedogenéticos são mecanismos e/ou reações físicas, químicas e biológicas que produzem, no solo, características relacionadas com os fatores de formação. Atente ao que se diz sobre a formação de alguns tipos de solo. I. Os chernossolos são derivados de material argiloso ou muito argiloso e com alta saturação por bases e, ao mesmo tempo, sob vegetação com alta biomassa no horizonte A. I Os neossolos quatzarênicos podem-se formar sobre depósitos arenosos, da mesma forma, local e processo como se formam os neossolos flúvicos. A origem dos organossolos está relacionada ao excesso de água e à alta taxa de adição de restos orgânicos. Está correto o que se afirma em A) I, II e I B) I e III apenas. C) III apenas. D) I e II apenas. 10. O conceito de risco geológico pode ser expresso como uma situação de perigo, perda ou dano ao homem e suas propriedades, em razão da possibilidade de ocorrência de processos geológicos, induzidos ou não. Constituem áreas onde o risco geológico é maior os locais caraterizados por A) locais planos situados sobre terrenos da Formação Barreiras em área rural ocupado por vegetação nativa de tabuleiro. B) terrenos planos do embasamento cristalino em áreas urbanas submetidas ao clima sazonal semiárido. C) encostas ocupadas por edificações em áreas urbanas com declividade acentuada, onde ocorreram movimentos de massa anteriores associados a chuvas intensas. D) áreas urbanas situadas sobre relevos tabulares da Formação Barreiras. O número do gabarito deste caderno de provas é 4. Página 3

4 11. A relação entre os processos políticos e sua consequente espacialização determinam muitas vezes as relações internacionais e intranacionais. Os principais conflitos geopolíticos que ocorrem no mundo expressam, quase sempre, as disputas por territórios, como é o caso das minorias etnorreligiosas que vivem no Paquistão e estão em conflitos constantes com a A) China. B) Indonésia. C) Síria. D) Índia. 12. Atente para o seguinte excerto: As cidades locais mudam de conteúdo. Antes, eram as cidades dos notáveis, hoje se transformam em cidades econômicas. A cidade dos notáveis, onde as personalidades marcantes eram o padre, o tabelião, a professora primária, o juiz, o promotor, o telegrafista, cede lugar à cidade econômica, onde são imprescindíveis o agrônomo, o piloto agrícola, o especialista em adubos, o bancário, o responsável pelos comércios especializados. (SANTOS, Milton. Da Totalidade ao Lugar. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 2008, p. 127) O texto acima indica as transformações apontadas por Milton Santos, com relação às novas formas espaciais urbanas, sobretudo no que concerne às cidades locais. Tais transformações estão associadas a determinados processos e são definidas através da A) dinâmica populacional que alterou o fluxo de pessoas em relação às cidades médias. B) nova ordem socioespacial pela qual o ciberespaço define novas territorialidades. C) intensa urbanização que vem ocorrendo no Brasil, requalificando os serviços especializados em regiões metropolitanas. D) nova regulação socioespacial que apresenta a cidade enquanto locus da regulação do que se faz no campo. 13. Quando tudo era meio natural, o homem escolhia da natureza aquelas suas partes ou aspectos considerados fundamentais ao exercício da vida, valorizando, diferentemente, segundo os lugares da vida e as culturas, essas condições naturais que constituíam a base material da existência do grupo. SANTOS, Milton. A Natureza do Espaço. São Paulo: EdUSP, Tomando por base o contexto da citação acima, analise as afirmações abaixo. I. O meio natural em sua generalidade era utilizado pelo homem sem grandes transformações. I IV. As transformações impostas às coisas naturais já eram técnicas, entre as quais, a domesticação de animais e plantas sugerindo assim, um momento marcante no qual o homem mudava a natureza. A harmonia socioespacial era inexistente, pois não havia limites para a utilização da natureza. Nessa fase da humanidade, os sistemas técnicos tinham existência autônoma, não havendo assim uma simbiose com a natureza. Está correto o que se afirma em A) I, II, III e IV. B) I e III apenas. C) I e II apenas. D) II, III e IV apenas. 14. Como no Ceará o sertão investiu contra o litoral, chegando a dominá-lo na Confederação do Equador; como o litoral resistiu ao sertão e por fim domou-o. Como estes dois elementos se amalgamaram e conciliaram, formando hoje uma população homogênea e entusiasta de sua terra... ABREU, Capistrano. Caminhos Antigos e Povoamento do Brasil. Fortaleza: Edições Demócrito Rocha, O trecho acima trata de uma compreensão da geografia histórica do Ceará, na qual Capistrano de Abreu relata o diálogo entre o litoral e o sertão. Nessa perspectiva, os dois principais núcleos urbanos e suas atividades econômicas estão representados por A) Icó, com atividade pecuária, e Aracati, com charqueamento. B) Aracati, com área de salga, e Sobral, com atividade extrativa relacionada às drogas do sertão. C) Icó, com charqueamento, e Aracati, com atividade produtora de sal. D) Crato, com atividade monocultora de cana de açúcar, e Sobral, com charqueamento. O número do gabarito deste caderno de provas é 4. Página 4

5 15. Atente a este excerto e aos textos que o seguem: A visão geográfica sobre literatura e música constitui-se em um olhar distinto daqueles que há mais tempo dedicam-se à análise da literatura e da música, críticos e pesquisadores das áreas de letras, música, ciências sociais e comunicação. A distinção inicia-se pela própria seleção de obras a serem analisadas. Ao geógrafo interessam aquelas nas quais o espaço e o tempo não sejam meros panos de fundo, mas parte integrante da trama, sem as quais esta não poderia ser construída. CORREA, Roberto Lobato e ROSENDHAL, Zeny. Literatura, música e espaço: uma introdução. Rio de Janeiro, EdUERJ, 2007, p.8. TEXTO 1: Aquele agrupamento de ranchos ficava à beira duma estrada antiga, por onde em outros tempos passavam os índios missioneiros que os jesuítas mandavam buscar erva-mate em Botucaraí. Por ali transitavam também, de raro em raro, pedindo pouso e comida, viajantes que vinham das bandas de São Martinho ou dos campos de baixo da serra. VERÍSSIMO, Erico. Ana Terra. Ed. São Paulo: Globo, 1999, p.113. TEXTO 2: Agora, por aqui, o senhor já viu: o Rio é só o São Francisco, o Rio do Chico. O resto é pequeno é vereda. E agora me lembro: no Ribeirão Entre- Ribeiros, o senhor vá ver a fazenda velha, onde tinha um cômodo quase do tamanho da casa, por debaixo dela, socavado no antro do chão (...). TEXTO 3: (ROSA, Guimarães. Grande Sertão Veredas, Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2006, p.74. Daqui de cima, porém, o que vejo agora é a tripla face, do Paraíso, Purgatório e Inferno, do Sertão. Para os lados do poente, longe, azulada pela distância, a Serra do Pico, com a enorme e alta pedra que lhe dá o nome. Perto, no leito seco do Rio Taperoá, cuja areia é cheia de cristais despedaçados que faíscam o sol (...) SUASSUNA, Ariano. Romance da pedra do reino e o príncipe do sangue do vai-e-volta. Rio de Janeiro: Ed. José Olympio, 2006, p Os textos literários apresentados acima identificam as representações socioespaciais de paisagens regionais apresentadas pelos autores. Assinale a alternativa cuja associação está correta. A) Texto 1: região Sul; Texto 2: região Sudeste; Texto 3: região Nordeste. B) Texto 1: região Sudeste; Texto 2: Região Sul; Texto 3: região Nordeste. C) Texto 1: região Centro-Oeste; Texto 2: região Nordeste; Texto 3: região Norte. 16. Observe a seguinte descrição: Trata-se do fluxo populacional que acontece de forma efêmera nas grandes cidades devido à grande quantidade de trabalhadores que deixam suas residências, muitas vezes antes do horário normal, para chegar ao emprego e, no final do dia, retornam para casa; é um tipo de movimento populacional que aumenta com o crescimento das cidades, fazendo com que as camadas de trabalhadores mais pobres passem a residir em áreas mais afastadas. O texto acima descreve um tipo de movimento populacional conhecido por migração A) urbano-urbana. B) inter-regional. C) intraurbana. D) pendular. 17. Atente às afirmações abaixo, sobre o processo de industrialização no Brasil. I. A abolição da escravidão teve como consequência a expansão do trabalho assalariado que juntamente com a imigração europeia foram fatores indispensáveis para a industrialização brasileira. I IV. O surgimento da indústria no Brasil ocorreu concomitante à industrialização europeia, complementando assim a relação colôniametrópole. O caráter substitutivo das importações marcou um período da industrialização brasileira, momento em que ocorreu uma produção interna de bens que antes eram importados. A concentração industrial brasileira ocorreu em várias partes do país, sobretudo em São Paulo e na região da zona da mata mineira, com seus polos tecnológicos. É correto o que se afirma apenas em A) II e IV. B) I e IV. C) I e I D) II e I 18. O Japão é um dos países mais povoados do mundo, com uma área de Km 2 e uma população de 127,9 milhões de habitantes (Dados da ONU-2012). A definição de país povoado nos remete a um conceito geodemográfico de A) população absoluta. B) população relativa. D) Texto 1: região Centro-Oeste; Texto 2: região Sul; Texto 3: região Nordeste. C) crescimento vegetativo. D) transição demográfica. O número do gabarito deste caderno de provas é 4. Página 5

6 19. A caça é uma ocupação de alto risco. Até na vivificante floresta dos pigmeus há javalis e elefantes que podem se tornar violentos e ameaçadores quando encurralados. Os esquimós, ao contrário dos pigmeus, são grandes caçadores que precisam enfrentar enormes feras do mar e da terra (...). Mas os esquimós não temem os animais. Eles temem mais é a sua ausência sua falta em tempos de necessidade. (TUAN, Y-Fu. Paisagens do Medo. São Paulo: Ed. da UNESP, 2005) O texto acima revela A) que o constante estado de ansiedade em que os seres humanos vivem sugere processos ritualísticos para sua sobrevivência. B) a relação entre o homem e a natureza enquanto processo de superação e domínio de territórios. C) a dimensão da paisagem em que pigmeus e esquimós comungam dos mesmos sentimentos produzindo, assim, os mesmos gêneros de vida. D) que as florestas são lugares turbulentos e devem ser evitados pelo homem. 20. Atente à seguinte descrição: Situado entre os estados de São Paulo e Rio de Janeiro, interliga as duas principais regiões metropolitanas do País, destacando os parques tecnológicos como, por exemplo, as indústrias aeroespaciais localizadas em São José dos Campos e a indústria siderúrgica em Volta Redonda. A descrição acima refere-se à/ao A) Vale do Rio dos Sinos. B) Baixada Santista. C) Serra dos Órgãos. D) Vale do Paraíba. PROVA IV - HISTÓRIA 21. Atente ao que se afirma a respeito da invasão holandesa no Nordeste brasileiro. I. A ocupação do Nordeste do Brasil pelos holandeses surgiu como episódio da ofensiva econômica holandesa do século XV I A expansão econômica holandesa baseava-se essencialmente no comércio, na usura e em outras atividades ligadas à circulação de riquezas. O objetivo maior da invasão era a conquista da próspera economia açucareira das capitanias do Nordeste. É correto o que se afirma em A) I, II e I B) I e II apenas. C) II e III apenas. D) I e III apenas. 22. Atente para as afirmações a seguir, acerca do Processo de Abolição dos Escravos no Brasil, e assinale com V as afirmações verdadeiras e com F, as falsas. ( ) Em 1850, o Brasil foi levado a extinguir o tráfico internacional, porém, surgiu o tráfico interno com a venda de escravos das áreas mais pobres para as mais desenvolvidas. ( ) Nesse processo, algumas leis foram aprovadas com o objetivo de acalmar os abolicionistas e ir lenta e gradualmente extinguindo a escravidão, quais sejam: Lei do Ventre Livre, Lei do Sexagenário. ( ) Nesse movimento não se tem notícias de insurreições ou ações dos próprios escravos em prol da própria liberdade, em virtude da forte repressão presenciada nos últimos momentos do período escravocrata. ( ) A abolição da escravatura se deu ainda no Reinado de D. Pedro II e representou um grande avanço para a inserção do ex-escravo como cidadão na sociedade brasileira. A sequência correta, de cima para baixo, é: A) V, V, V, F. B) F, V, F, V. C) V, V, F, F. D) F, F, F, V. 23. A Historiografia do Brasil registra várias revoltas e insurreições ações situadas no âmbito do contexto social, político e econômico do Brasil colonial que expressavam a insatisfação dos vários grupos sociais com os poderes instituídos. Assinale a opção que apresenta somente movimentos ocorridos nesse período. A) Inconfidência Mineira, Balaiada e Conjuração dos Alfaiates. B) Inconfidência Mineira, Conjuração dos Alfaiates, Revolução Pernambucana. C) Balaiada, Cabanagem e Revolução Pernambucana. D) Revolução Praieira, Inconfidência Mineira, Revolução Pernambucana. O número do gabarito deste caderno de provas é 4. Página 6

7 24. Analise as proposições a seguir acerca do golpe de 1930 no Brasil, e assinale com V as proposições verdadeiras e com F, as falsas. ( ) O golpe de 1930 teve como um dos seus desdobramentos a arregimentação das massas que foram cooptadas pela proposta do Estado totalitário e que demonstravam uma grande empatia por Getúlio Vargas. ( ) O autoritarismo de Estado observado a partir de 1930 não foi realizado por meio de partidos, mas de um governo que impunha seu regime sem intermediação partidária. ( ) Não foi sem percalços e resistências que Getúlio Vargas manteve a si e seu regime no poder. Ainda assim, o golpe representou a insatisfação das massas que realizaram uma atividade sistemática de oposição ao regime. ( ) O Estado instituído passou, de certo modo, a gerar a mentalidade das massas. Mas essa integração se verificou através da violência ligada às formas emotivas de manipulação. A sequência correta, de cima para baixo, é: A) V, F, V, F. B) F, V, F, V. C) V, V, F, F. D) V, V, F, V. 25. Analise as afirmações abaixo acerca do chamado CORONELISMO enquanto mecanismo de poder e prática política bastante utilizada até pouco tempo no Brasil. I. O Coronelismo constituiu-se de uma prática política que fez uso do patrimônio público para fins pessoais, como no caso da concessão de empregos públicos aos afilhados e correligionários políticos em troca de votos. I O Coronelismo, enquanto estratégia de poder, poderia fazer uso do patrimônio privado para garantir, se necessário, o desempenho das funções públicas. Tal exercício político ancorava-se no assistencialismo em que todo o sistema eleitoral era oficialmente financiado pelos chamados coronéis. São verdadeiras as afirmações A) I, II e I B) I e III apenas. C) I e II apenas. D) II e III apenas. 26. No que concerne à ocupação da Capitania do Ceará pelos conquistadores europeus, é correto afirmar que A) a ocupação da capitania cearense ocorreu de forma tardia, se a compararmos com a conquista das áreas açucareiras. B) a conquista e a ocupação da Capitania do Ceará teve início com o processo de conquista do litoral açucareiro. C) a ocupação da capitania cearense ocorreu concomitante à conquista dos espaços das Capitanias da Bahia e de Pernambuco. D) a ocupação e a conquista do território da Capitania do Ceará deu-se mais facilmente em virtude da cooperação do elemento nativo. 27. No dia 17 de janeiro de 1808, a Real Casa de Bragança chega ao Rio de Janeiro, após 45 dias navegando pelos mares do Atlântico Sul, com rápida estada em Salvador. AZEVEDO, Francisca L. Carlota Joaquina na Corte do Brasil. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira 2003, p. 69. O principal resultado da transferência da Corte Portuguesa para o Brasil foi A) a autonomia política e econômica do Brasil em relação a Portugal. B) a abertura dos portos e o consequente rompimento do pacto colonial. C) o colapso do sistema econômico brasileiro baseado na mão de obra escrava. D) o fim do sistema colonial e a instauração do regime republicano no Brasil. 28. No que diz respeito à dinâmica da produção cafeeira no Vale do Paraíba no final do século XIX, assinale a proposição FALSA. A) A dinâmica da produção cafeeira no Vale do Paraíba obedeceu aos padrões já conhecidos na economia colonial, com a predominância do trinômio latifúndio, monocultura e mão de obra escrava. B) Grande parte da vegetação que cobria o solo do Vale do Paraíba representado pela Mata Atlântica foi derrubada para montagem e organização das grandes fazendas de café. C) A decadência da produção de café na região do Vale do Paraíba não desequilibrou a economia nacional, pois o oeste paulista produziu uma acelerada expansão do setor. D) A montagem das fazendas de café começava e terminava pela construção das imensas casas grandes e restava aos escravos alimentaremse das sobras das mesas dos senhores. O número do gabarito deste caderno de provas é 4. Página 7

8 29. Aprovado em agosto de 1834, o chamado Ato Adicional propôs alterações à Constituição brasileira de A principal delas se caracterizou por A) substituir a Regência Una Pela Regência Trina. B) conceder maior autonomia às Províncias. C) manter e ampliar o poder do Conselho de Estado. D) extinguir a vitaliciedade do Senado. 30. Assinale a opção que apresenta somente características do segundo Governo Vargas ( ). A) Apoio sistemático ao Partido Comunista Brasileiro PCB; controle da inflação; proibição da entrada de capital estrangeiro no País. B) Defesa inconteste dos interesses populares; estabilidade política; amplo desenvolvimento econômico. C) Crescente instabilidade política; aumento do custo de vida; sistemática oposição da União Democrática Nacional UDN. D) Controle da inflação; apoio do Partido Comunista Brasileiro PCB; oposição sistemática do Partido Trabalhista Brasileiro PTB ao governo. 31. François-Marie Arouet, conhecido como Voltaire, afirma que a história não é mais que um quadro de delitos e desventuras. Interessado nos aspectos sociais, culturais e econômicos de diferentes povos, é considerado um dos precursores da ideia da história como ciência autônoma da teologia, da moral, e capaz de desfazer o mito da superioridade dos antigos. Voltaire representa uma corrente cultural denominada de A) Cartesianismo. B) Evolucionismo. C) Racionalismo. D) Iluminismo. 32. Em várias grutas pré-históricas, ricamente decoradas, foram encontradas pinturas retratando cenas de caça, ou animais como o cavalo e o bisão. Assim é a arte rupestre comumente feita sobre a pedra que pode também ser encontrada em incisões em ossos e madeira. As pinturas e as incisões rupestres surgiram no período A) Neolítico. B) Glacial. C) Paleolítico. D) Mesolítico. 33. O episódio da violência exercida por Sexto Tarquínio contra Lucrécia, mulher de Colatino, um dos nobres romanos, narra e celebra em tom comemorativo a expulsão dos Tarquínios como a libertação da tirania. Este evento marca A) o início da estrutura gentílica romana. B) o fim da monarquia em Roma. C) o estabelecimento das leis das XII Tábuas. D) a guerra contra os samnitas e o domínio da Itália central. 34. No início do século XIV, o fim da ordem templária marca um importante momento da transição entre a primeira fase do feudalismo, caracterizada pela cultura cavalheiresca, e a segunda fase, caracterizada pela formação de uma forte burguesia mercantil. Sobre a ordem templária, é correto afirmar que foi A) uma comunidade monástica que, além de evangelizar, difundiu a cultura antiga por meio do ensino do latim. B) um grupo que manteve as estruturas de clãs familiares típicas das classes aristocráticas romanas. C) um grupo de mercadores que partiu em viagem para o Extremo Oriente através do caminho da seda. D) uma das quatro ordens religiosas organizadas na época das cruzadas para libertar a Terra Santa. 35. Robin Hood, o herói mítico inglês, era conhecido também como príncipe dos ladrões, porque praticava crimes como roubar da nobreza para dar aos pobres no tempo do rei Ricardo Coração de Leão. Segundo a história, ele era um aventureiro muito ágil no uso do arco e flecha, que deixou sua cidade para viver na floresta de Sherwood em companhia de vários amigos. Ali era possível usufruir de liberdade, companheirismo, manter-se distante da opressão dos senhores e das hierarquias do poder monárquico e feudal. Esse personagem representa bem o imaginário medieval em relação à floresta, a contraparte do mundo humano que tem um horizonte inquietante e ambíguo. A importância da floresta no período medieval indica o quanto aquela sociedade dependia economicamente dos recursos disponíveis nesse local. A economia na fase medieval era movimentada pela utilização de A) sementes para o plantio nos campos. B) raízes e frutos para a alimentação. C) animais de caça para alimentação. D) madeira para a construção de casas. O número do gabarito deste caderno de provas é 4. Página 8

9 36. Os efeitos da Revolução Francesa sobre a vida privada ultrapassaram as expressões da cultura política representadas pelo vestuário, pela linguagem e pelo ritual político. O novo Estado atacou rigorosamente os poderes das comunidades do Antigo Regime em muitos outros campos tais como: A) a música, a pintura e as artes em geral. B) a saúde, a higiene e as organizações sanitárias. C) a Igreja, as corporações e a nobreza. D) a constituição civil e todos os símbolos da vida familiar e doméstica. 37. Os movimentos nacionalistas da Argélia nasceram no final da Primeira Guerra Mundial e apresentaram diversas soluções. Divididos entre extremistas defensores de um país muçulmano: aqueles a favor da total colaboração com os franceses e aqueles que aprovavam a ajuda da França desde que fossem reconhecidos plenos direitos políticos para os muçulmanos. Após anos de conflitos, A) no ano de 1940, a França é derrotada pela Força de Libertação Nacional Argelina. B) a Argélia é proclamada independente em 1962, tornando-se um país que nasceu sob a marca de fortes contrastes entre os diferentes grupos de libertação. C) em 1958, De Gaulle, defensor de uma Argélia francesa, concedeu autonomia e independência para aquele país. D) a França, para defender os seus interesses econômicos, sobretudo em relação ao Sahara, em 1961, fez um acordo de colaboração mútua. 38. Os tupamaros são um movimento revolucionário que recorre a diversas formas de luta que incluem as formas terroristas. Porém a palavra terrorismo não basta de modo algum para definilos. Faz três anos, quando eu era chefe da Região Militar n.1, defendíamos que os tupamaros eram a expressão de um fenômeno social. Era necessário procurar suas raízes profundas; não podíamos combatê-los como simples delinquentes. Não se compreendeu assim. O governo preferiu ignorar a magnitude do fenômeno. Entrevista de Eduardo Galeano a Seregni, publicada en el semanario Marcha el 17 de septiembre de set Assinale a opção que indica o país onde o grupo tupamaros atuou nas décadas de 1960 e A) Uruguai. B) Chile. C) Bolívia. D) Argentina. 39. Violenta repressão, sequestros e assassinatos exercidos pelas ditaduras do Paraguai, Uruguai, Brasil, Bolívia, Chile e Argentina, juntamente com a organização de grupos milícias policiais e grupos paramilitares, geraram um estado de angústia e impossibilidade de defesa desses povos. Algumas pessoas conseguiram formar organizações em defesa dos direitos humanos para denunciar as atrocidades das ditaduras militares nesses países. Em 1980, um argentino ativista e árduo defensor dos direitos humanos em seu país e toda a América Latina foi agraciado com o Prêmio Nobel da Paz, chamando a atenção do mundo. Seu nome é A) Che Guevara. B) Carlos Saavedra Lamas. C) Juán Perón. D) Adolfo Perez Esquivel. 40. O presidente dos EUA Barack Obama e o presidente de Cuba Raúl Castro recentemente anunciaram a reaproximação de seus respectivos países, iniciando uma nova fase nas relações bilaterais. Uma reaproximação histórica marcada pela libertação de presos políticos nos dois países, com perspectivas de uma maior aproximação nos próximos meses. O restabelecimento de relações diplomáticas entre os EUA e Cuba indica que A) os EUA aceitam incondicionalmente o regime socialista cubano. B) Cuba oferecerá o Porto de Mariel para investimentos americanos. C) essa aproximação não encerra o bloqueio econômico sobre Cuba. D) é chegado o fim do embargo econômico, comercial e financeiro imposto aos EUA. O número do gabarito deste caderno de provas é 4. Página 9

VESTIBULAR 2015.2 2 a FASE - 2º DIA GEOGRAFIA E HISTÓRIA

VESTIBULAR 2015.2 2 a FASE - 2º DIA GEOGRAFIA E HISTÓRIA UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CEARÁ COMISSÃO EXECUTIVA DO VESTIBULAR VESTIBULAR 2015.2 2 a FASE - 2º DIA GEOGRAFIA E HISTÓRIA APLICAÇÃO: 06 de julho de 2015 DURAÇÃO: 04 HORAS INÍCIO: 09 horas TÉRMINO: 13 horas

Leia mais

O candidato deverá demonstrar uma visão globalizante do processo transformacional

O candidato deverá demonstrar uma visão globalizante do processo transformacional CIÊNCIAS HUMANAS (HISTÓRIA/ATUALIDADES/GEOGRAFIA) O candidato deverá demonstrar uma visão globalizante do processo transformacional das sociedades através dos tempos, observando os fatores econômico, histórico,

Leia mais

Cidade e desigualdades socioespaciais.

Cidade e desigualdades socioespaciais. Centro de Educação Integrada 3º ANO GEOGRAFIA DO BRASIL A Produção do Espaço Geográfico no Brasil nas economias colonial e primário exportadora. Brasil: O Espaço Industrial e impactos ambientais. O espaço

Leia mais

1) INSTRUÇÃO: Para responder à questão, considere as afirmativas a seguir, sobre a Região Nordeste do Brasil.

1) INSTRUÇÃO: Para responder à questão, considere as afirmativas a seguir, sobre a Região Nordeste do Brasil. Marque com um a resposta correta. 1) INSTRUÇÃO: Para responder à questão, considere as afirmativas a seguir, sobre a Região Nordeste do Brasil. I. A região Nordeste é a maior região do país, concentrando

Leia mais

1º ano. A reconquista ibérica e as grandes navegações Capítulo 10: Item 2 A revolução comercial Capítulo 12: Item 3 O Novo Mundo Capítulo 10: Item 2

1º ano. A reconquista ibérica e as grandes navegações Capítulo 10: Item 2 A revolução comercial Capítulo 12: Item 3 O Novo Mundo Capítulo 10: Item 2 1º ano O absolutismo e o Estado Moderno Capítulo 12: Todos os itens A reconquista ibérica e as grandes navegações Capítulo 10: Item 2 A revolução comercial Capítulo 12: Item 3 O Novo Mundo Capítulo 10:

Leia mais

Colégio Policial Militar Feliciano Nunes Pires

Colégio Policial Militar Feliciano Nunes Pires Colégio Policial Militar Feliciano Nunes Pires Professor: Josiane Vill Disciplina: Geografia Série: 1ª Ano Tema da aula: Dinâmica Climática e Formações Vegetais no Brasil Objetivo da aula: conhecer a diversidade

Leia mais

1º ano. I. O Surgimento do Estado e a Organização de uma Sociedade de Classes

1º ano. I. O Surgimento do Estado e a Organização de uma Sociedade de Classes Africana: África como berço da humanidade Capítulo 1: Item 1 Européia Capítulo 1: Item 2 Asiática Capítulo 1: Item 2 Americana Capítulo 1: Item 3 Arqueologia Brasileira Capítulo 1: Item 4 A paisagem e

Leia mais

EXERCÍCIOS DE REVISÃO PARA A PROVA DE RECUPERAÇÃO - SIMULADO OBS: GABARITO NO FINAL DOS EXERCÍCIOS. QUALQUER DÚVIDA DEIXAR MENSAGEM NO FACEBOOK

EXERCÍCIOS DE REVISÃO PARA A PROVA DE RECUPERAÇÃO - SIMULADO OBS: GABARITO NO FINAL DOS EXERCÍCIOS. QUALQUER DÚVIDA DEIXAR MENSAGEM NO FACEBOOK EXERCÍCIOS DE REVISÃO PARA A PROVA DE RECUPERAÇÃO - SIMULADO OBS: GABARITO NO FINAL DOS EXERCÍCIOS. QUALQUER DÚVIDA DEIXAR MENSAGEM NO FACEBOOK 1. A vegetação varia de local para local baseada, sobretudo,

Leia mais

a) Cite o nome do estado brasileiro onde aparece a maior parte do domínio das araucárias. R:

a) Cite o nome do estado brasileiro onde aparece a maior parte do domínio das araucárias. R: Data: /08/2014 Bimestre: 2 Nome: 7 ANO A Nº Disciplina: Geografia Professor: Geraldo Valor da Prova / Atividade: 2,0 (DOIS) Nota: GRUPO 3 1-(1,0) A paisagem brasileira está dividida em domínios morfoclimáticos.

Leia mais

Provão. História 5 o ano

Provão. História 5 o ano Provão História 5 o ano 61 Os reis portugueses governaram o Brasil à distância, até o século XIX, porém alguns acontecimentos na Europa mudaram essa situação. Em que ano a família real portuguesa veio

Leia mais

ENSINO MÉDIO. Data :23/05/2012 Etapa: 1ª Professor: MARCIA C. Nome do (a) aluno (a): Ano:1 º Turma: FG Nº

ENSINO MÉDIO. Data :23/05/2012 Etapa: 1ª Professor: MARCIA C. Nome do (a) aluno (a): Ano:1 º Turma: FG Nº Rede de Educação Missionárias Servas do Espírito Santo Colégio Nossa Senhora da Piedade Av. Amaro Cavalcanti, 2591 Encantado Rio de Janeiro / RJ CEP: 20735042 Tel: 2594-5043 Fax: 2269-3409 E-mail: cnsp@terra.com.br

Leia mais

1) Em novembro de 1807, a família real portuguesa deixou Lisboa e, em março de 1808, chegou ao Rio de Janeiro. O acontecimento pode ser visto como:

1) Em novembro de 1807, a família real portuguesa deixou Lisboa e, em março de 1808, chegou ao Rio de Janeiro. O acontecimento pode ser visto como: 1) Em novembro de 1807, a família real portuguesa deixou Lisboa e, em março de 1808, chegou ao Rio de Janeiro. O acontecimento pode ser visto como: a) incapacidade dos Braganças de resistirem à pressão

Leia mais

PLANO DE ENSINO DE HISTÓRIA 5ª. SÉRIE DO ENSINO FUNDAMENTAL 1º BIMESTRE

PLANO DE ENSINO DE HISTÓRIA 5ª. SÉRIE DO ENSINO FUNDAMENTAL 1º BIMESTRE PLANO DE ENSINO DE HISTÓRIA 5ª. SÉRIE DO ENSINO FUNDAMENTAL 1º BIMESTRE - Sistemas sociais e culturais de notação de tempo ao longo da história, - As linguagens das fontes históricas; - Os documentos escritos,

Leia mais

Data: /08/2014 Bimestre: 2. Nome: 8 ANO B Nº. Disciplina: Geografia Professor: Geraldo

Data: /08/2014 Bimestre: 2. Nome: 8 ANO B Nº. Disciplina: Geografia Professor: Geraldo Data: /08/2014 Bimestre: 2 Nome: 8 ANO B Nº Disciplina: Geografia Professor: Geraldo Valor da Prova / Atividade: 2,0 (DOIS) Nota: GRUPO 3 1- (1,0) A mundialização da produção industrial é caracterizada

Leia mais

MINERAÇÃO E REVOLTAS NO BRASIL COLONIAL

MINERAÇÃO E REVOLTAS NO BRASIL COLONIAL MINERAÇÃO E REVOLTAS NO BRASIL COLONIAL Portugal: crises e dependências -Portugal: acordos comerciais com a Inglaterra; -Exportação de produtos brasileiros; -Tratado de Methuen: redução fiscal para os

Leia mais

Trabalhar as regiões

Trabalhar as regiões A U A UL LA Trabalhar as regiões Nesta aula, vamos aprender como a organi- zação espacial das atividades econômicas contribui para diferenciar o espaço geográfico em regiões. Vamos verificar que a integração

Leia mais

Biomas Brasileiros. 1. Bioma Floresta Amazônica. 2. Bioma Caatinga. 3. Bioma Cerrado. 4. Bioma Mata Atlântica. 5. Bioma Pantanal Mato- Grossense

Biomas Brasileiros. 1. Bioma Floresta Amazônica. 2. Bioma Caatinga. 3. Bioma Cerrado. 4. Bioma Mata Atlântica. 5. Bioma Pantanal Mato- Grossense Biomas Brasileiros 1. Bioma Floresta Amazônica 2. Bioma Caatinga 3. Bioma Cerrado 4. Bioma Mata Atlântica 5. Bioma Pantanal Mato- Grossense 6. Bioma Pampas BIOMAS BRASILEIROS BIOMA FLORESTA AMAZÔNICA

Leia mais

CP/CAEM/2005 1ª AVALIAÇÃO FORMATIVA - 2005 FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO

CP/CAEM/2005 1ª AVALIAÇÃO FORMATIVA - 2005 FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO CP/CAEM/05 1ª AVALIAÇÃO FORMATIVA - 05 FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO GEOGRAFIA DO BRASIL 1ª QUESTÃO (Valor 6,0) Analisar os fatores fisiográficos do espaço territorial do Brasil, concluindo sobre a influência

Leia mais

CADERNO DE ATIVIDADES

CADERNO DE ATIVIDADES COLÉGIO ARNALDO 2014 CADERNO DE ATIVIDADES GEOGRAFIA ATENÇÃO: Este trabalho deverá ser realizado em casa, trazendo as dúvidas para serem sanadas durante as aulas de plantão. Aluno (a): 5º ano Turma: Professora:

Leia mais

CADERNO DE ATIVIDADES. História

CADERNO DE ATIVIDADES. História COLÉGIO ARNALDO 2015 CADERNO DE ATIVIDADES História Aluno (a): 4º ano: Turma: Professor (a): Valor: 20 pontos Conteúdo de Recuperação O que é História. Identificar a História como ciência. Reconhecer que

Leia mais

História. baseado nos Padrões Curriculares do Estado de São Paulo

História. baseado nos Padrões Curriculares do Estado de São Paulo História baseado nos Padrões Curriculares do Estado de São Paulo 1 PROPOSTA CURRICULAR DA DISCIPLINA DE HISTÓRIA Middle e High School 2 6 th Grade A vida na Grécia antiga: sociedade, vida cotidiana, mitos,

Leia mais

REVISÃO UDESC GAIA GEOGRAFIA GEOGRAFIA FÍSICA PROF. GROTH

REVISÃO UDESC GAIA GEOGRAFIA GEOGRAFIA FÍSICA PROF. GROTH REVISÃO UDESC GAIA GEOGRAFIA GEOGRAFIA FÍSICA PROF. GROTH 01. (UDESC_2011_2) Segundo a Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL), existem no Brasil oito Bacias Hidrográficas. Assinale a alternativa

Leia mais

Climatologia. humanos, visto que diversas de suas atividades

Climatologia. humanos, visto que diversas de suas atividades Climatologia É uma parte da que estuda o tempo e o clima cientificamente, utilizando principalmente técnicas estatísticas na obtenção de padrões. É uma ciência de grande importância para os seres humanos,

Leia mais

América: a formação dos estados

América: a formação dos estados América: a formação dos estados O Tratado do Rio de Janeiro foi o último acordo importante sobre os limites territoriais brasileiros que foi assinado em 1909, resolvendo a disputa pela posse do vale do

Leia mais

Domínios Morfoclimáticos

Domínios Morfoclimáticos Domínios Morfoclimáticos Os domínios morfoclimáticos representam a interação e a integração do clima, relevo e vegetação que resultam na formação de uma paisagem passível de ser individualizada. Domínios

Leia mais

2. (Pucrs 2014) Considere as afirmações abaixo sobre a crise do Antigo Sistema Colonial e a Independência do Brasil (1822).

2. (Pucrs 2014) Considere as afirmações abaixo sobre a crise do Antigo Sistema Colonial e a Independência do Brasil (1822). 1. (Enem 2014) A transferência da corte trouxe para a América portuguesa a família real e o governo da Metrópole. Trouxe também, e sobretudo, boa parte do aparato administrativo português. Personalidades

Leia mais

Exerc ícios de Revisão Aluno(a): Nº:

Exerc ícios de Revisão Aluno(a): Nº: Exerc íciosde Revisão Aluno(a): Nº: Disciplina:HistóriadoBrasil Prof(a).:Cidney Data: deagostode2009 2ªSériedoEnsinoMédio Turma: Unidade:Nilópolis 01. QuerPortugallivreser, EmferrosqueroBrasil; promoveaguerracivil,

Leia mais

CADERNO DE EXERCÍCIOS 2F

CADERNO DE EXERCÍCIOS 2F CADERNO DE EXERCÍCIOS 2F Ensino Fundamental Ciências Humanas Questão Conteúdo Habilidade da Matriz da EJA/FB 1 Movimento operário e sindicalismo no Brasil H43 2 Urbanização nas regiões brasileiras H8,

Leia mais

FORMAÇÃO DO TERRITORIO BRASILEIRO. Prof. Israel Frois

FORMAÇÃO DO TERRITORIO BRASILEIRO. Prof. Israel Frois FORMAÇÃO DO TERRITORIO BRASILEIRO Prof. Israel Frois SÉCULO XV Território desconhecido; Era habitado por ameríndios ; Natureza praticamente intocada Riqueza imediata: Pau-Brasil (Mata Atlântica) Seus limites

Leia mais

Curso: Estudos Sociais Habilitação em História. Ementas das disciplinas: 1º Semestre

Curso: Estudos Sociais Habilitação em História. Ementas das disciplinas: 1º Semestre Curso: Estudos Sociais Habilitação em História Ementas das disciplinas: 1º Semestre Disciplina: Introdução aos estudos históricos Carga horária semestral: 80 h Ementa: O conceito de História, seus objetivos

Leia mais

D) As planícies brasileiras terminam, na sua grande maioria, em frentes de cuestas nome que se dá às áreas planas das praias.

D) As planícies brasileiras terminam, na sua grande maioria, em frentes de cuestas nome que se dá às áreas planas das praias. 01 - (UDESC 2008) Para classificar o relevo, deve-se considerar a atuação conjunta de todos fatores analisados a influência interna, representada pelo tectonismo, e a atuação do clima, nos diferentes tipos

Leia mais

DOMÍNIO DOS MARES DE MORROS

DOMÍNIO DOS MARES DE MORROS DOMÍNIO DOS MARES DE MORROS Situação Geográfica Este domínio estende-se se do sul do Brasil até o Estado da Paraíba (no nordeste), obtendo uma área total de aproximadamente 1.000.000 km².. Situado mais

Leia mais

ENEM 2014 - Caderno Rosa. Resolução da Prova de História

ENEM 2014 - Caderno Rosa. Resolução da Prova de História ENEM 2014 - Caderno Rosa Resolução da Prova de História 5. Alternativa (E) Uma das características basilares do contato entre jesuítas e os povos nativos na América, entre os séculos XVI e XVIII, foi o

Leia mais

Respostas das questões sobre as regiões do Brasil

Respostas das questões sobre as regiões do Brasil Respostas das questões sobre as regiões do Brasil Região Norte 1. Qual a diferença entre região Norte, Amazônia Legal e Amazônia Internacional? A região Norte é um conjunto de 7 estados e estes estados

Leia mais

COLÉGIO MARISTA - PATOS DE MINAS 2º ANO DO ENSINO MÉDIO - 2013 Professor : Bruno Matias Telles 1ª RECUPERAÇÃO AUTÔNOMA ROTEIRO DE ESTUDO - QUESTÕES

COLÉGIO MARISTA - PATOS DE MINAS 2º ANO DO ENSINO MÉDIO - 2013 Professor : Bruno Matias Telles 1ª RECUPERAÇÃO AUTÔNOMA ROTEIRO DE ESTUDO - QUESTÕES COLÉGIO MARISTA - PATOS DE MINAS 2º ANO DO ENSINO MÉDIO - 2013 Professor : Bruno Matias Telles 1ª RECUPERAÇÃO AUTÔNOMA ROTEIRO DE ESTUDO - QUESTÕES Estudante: Turma: Data: / / QUESTÃO 1 Analise o mapa

Leia mais

CAP. 23 REGIÃO SUDESTE. Prof. Clésio Farrapo

CAP. 23 REGIÃO SUDESTE. Prof. Clésio Farrapo CAP. 23 REGIÃO SUDESTE Prof. Clésio Farrapo 1. CARACTERIZAÇÃO FÍSICA DA REGIÃO SUDESTE A Regiāo Sudeste ocupa 924.573,82 km², equivalente a 10,86% do território nacional. Grande parte desse território

Leia mais

Ciências Humanas. baseado nos Padrões Curriculares do Estado de São Paulo

Ciências Humanas. baseado nos Padrões Curriculares do Estado de São Paulo Ciências Humanas baseado nos Padrões Curriculares do Estado de São Paulo 1 PROPOSTA CURRICULAR DA DISCIPLINA DE CIÊNCIAS HUMANAS Elementary School 2 K5 Conteúdos Gerais Conteúdos Específicos Habilidades

Leia mais

Imperialismo dos EUA na América latina

Imperialismo dos EUA na América latina Imperialismo dos EUA na América latina 1) Histórico EUA: A. As treze colônias, colonizadas efetivamente a partir do século XVII, ficaram independentes em 1776 formando um só país. B. Foram fatores a emancipação

Leia mais

PROVA DE GEOGRAFIA 4 o BIMESTRE DE 2012

PROVA DE GEOGRAFIA 4 o BIMESTRE DE 2012 PROVA DE GEOGRAFIA 4 o BIMESTRE DE 2012 PROF. FERNANDO NOME N o 1 a SÉRIE A compreensão do enunciado faz parte da questão. Não faça perguntas ao examinador. A prova deve ser feita com caneta azul ou preta.

Leia mais

COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação 1ª PROVA SUBSTITUTIVA DE GEOGRAFIA

COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação 1ª PROVA SUBSTITUTIVA DE GEOGRAFIA COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação 2012 1ª PROVA SUBSTITUTIVA DE GEOGRAFIA Aluno(a): Nº Ano: 9º Turma: Data: / /2012 Nota: Professor(a): Edvaldo Valor da Prova: 65 pontos Orientações gerais: 1)

Leia mais

Crises na Colônia Portuguesa e a Chegada da Família Real. Prof.ª viviane jordão

Crises na Colônia Portuguesa e a Chegada da Família Real. Prof.ª viviane jordão Crises na Colônia Portuguesa e a Chegada da Família Real Prof.ª viviane jordão INTRODUÇÃO Na segunda metade do século XVIII, novas ideias começaram a se difundir pela América portuguesa. Vindas da Europa,

Leia mais

COLÉGIO ESTADUAL CESAR STANGE EFM.

COLÉGIO ESTADUAL CESAR STANGE EFM. COLÉGIO ESTADUAL CESAR STANGE EFM. PLANO DE TRABALHO DOCENTE - 2012 Professora: Ana Claudia Martins Ribas Disciplina: História - 8º ano -Fundamental 1º BIMESTRE Conteúdos Básicos: -Povos, Movimentos e

Leia mais

ESTADO DO PARANÁ SECRETÁRIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO

ESTADO DO PARANÁ SECRETÁRIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO ESTADO DO PARANÁ SECRETÁRIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO Núcleo Regional de Educação de Toledo Colégio Estadual Jardim Gisele Ensino Fundamental e Médio PLANO DE TRABALHO DOCENTE - 2015 TRABALHO DOCENTE Estabelecimento

Leia mais

PROVA DE GEOGRAFIA OBSERVE A FIGURA ABAIXO E RESPONDA À QUESTÃO 16.

PROVA DE GEOGRAFIA OBSERVE A FIGURA ABAIXO E RESPONDA À QUESTÃO 16. 13 PROVA DE GEOGRAFIA OBSERVE A FIGURA ABAIXO E RESPONDA À QUESTÃO 16. Escala: 1:160 000 Fonte: Prefeitura de Belo Horizonte QUESTÃO 16 O mapa representa Belo Horizonte e sua divisão administrativa regional.

Leia mais

PROGRAMA DAS DISCIPLINAS

PROGRAMA DAS DISCIPLINAS PROGRAMA DAS DISCIPLINAS PRODUÇÃO DE TEXTO O texto elaborado pelo candidato deve atender à situação de produção apresentada na prova, obedecendo para tanto à tipologia e ao gênero textual solicitados.

Leia mais

GEOGRAFIA. Professora Bianca

GEOGRAFIA. Professora Bianca GEOGRAFIA Professora Bianca TERRA E LUA MOVIMENTO DA LUA MOVIMENTOS DA TERRA TEMPO E CLIMA Tempo é o estado da atmosfera de um lugar num determinado momento. Ele muda constantemente. Clima é o conjunto

Leia mais

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO II ETAPA LETIVA GEOGRAFIA 5. o ANO/EF - 2015

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO II ETAPA LETIVA GEOGRAFIA 5. o ANO/EF - 2015 SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA MANTENEDORA DA PUC MINAS E DO COLÉGIO SANTA MARIA ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO II ETAPA LETIVA GEOGRAFIA 5. o ANO/EF - 2015 Caro(a) aluno(a), É tempo de conferir os conteúdos estudados

Leia mais

CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA CELSO SUCKOW DA FONSECA

CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA CELSO SUCKOW DA FONSECA CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA CELSO SUCKOW DA FONSECA ENSINO MÉDIO ÁREA CURRICULAR: CIÊNCIAS HUMANAS E SUAS TECNOLOGIAS DISCIPLINA: HISTÓRIA SÉRIE 1.ª CH 68 ANO 2012 COMPETÊNCIAS:. Compreender

Leia mais

Palestra: História da Cana-de. de-açúcar no Centro-Oeste Professora: Ana Paula PROJETO: PRODUÇÃO DO AÇÚCAR ORGÂNICO NA JALLES MACHADO S/A

Palestra: História da Cana-de. de-açúcar no Centro-Oeste Professora: Ana Paula PROJETO: PRODUÇÃO DO AÇÚCAR ORGÂNICO NA JALLES MACHADO S/A Palestra: História da Cana-de de-açúcar no Centro-Oeste Professora: Ana Paula PROJETO: PRODUÇÃO DO AÇÚCAR ORGÂNICO NA JALLES MACHADO S/A ORIGEM DA CANA-DE-AÇÚCAR A cana-de de-açúcar é uma planta proveniente

Leia mais

AMÉRICA: ASPECTOS NATURAIS E TERRITORIAIS

AMÉRICA: ASPECTOS NATURAIS E TERRITORIAIS AMÉRICA: ASPECTOS NATURAIS E TERRITORIAIS Tema 1: A América no mundo 1. Um continente diversificado A América possui grande extensão latitudinal e, por isso, nela encontramos diversas paisagens. 2. Fatores

Leia mais

GEOGRAFIA Questões de 35 a 42

GEOGRAFIA Questões de 35 a 42 GEOGRAFIA Questões de 35 a 42 35. Observe os mapas abaixo. Acerca das escalas apresentadas, é incorreto afirmar: A) O mapa 1 apresenta a menor escala e o maior nível de detalhamento. B) Os mapas 1 e 2

Leia mais

CRITÉRIOS ESPECÍFICOS DE AVALIAÇÃO

CRITÉRIOS ESPECÍFICOS DE AVALIAÇÃO CRITÉRIOS ESPECÍFICOS DE AVALIAÇÃO ( Aprovados em Conselho Pedagógico de 15 outubro de 2013 ) No caso específico da disciplina de História e Geografia de Portugal, do 6ºano de escolaridade, a avaliação

Leia mais

URBANIZAÇÃO LUGAR É A BASE

URBANIZAÇÃO LUGAR É A BASE URBANIZAÇÃO LUGAR É A BASE. DA REPRODUÇÃO DA VIDA E PODE SER ANALISADO PELA TRÍADE HABITANTE- IDENTIDADE-LUGAR. OBJETIVOS ESPECÍFICOS A. Caracterizar o fenômeno da urbanização como maior intervenção humana

Leia mais

Climas do Brasil GEOGRAFIA DAVI PAULINO

Climas do Brasil GEOGRAFIA DAVI PAULINO Climas do Brasil GEOGRAFIA DAVI PAULINO Grande extensão territorial Diversidade no clima das regiões Efeito no clima sobre fatores socioeconômicos Agricultura População Motivação! Massas de Ar Grandes

Leia mais

DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS BRASILEIROS

DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS BRASILEIROS O que você deve saber sobre DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS BRASILEIROS Segundo o geógrafo Aziz Ab Sáber, um domínio morfoclimático é todo conjunto no qual haja interação entre formas de relevo, tipos de solo,

Leia mais

REDES HIDROGRÁFICAS SÃO TODOS OS RECURSOS HIDROGRÁFICAS DE UM PAÍS, COMPOSTOS GERALMENTE PELOS RIOS, LAGOS E REPRESAS.

REDES HIDROGRÁFICAS SÃO TODOS OS RECURSOS HIDROGRÁFICAS DE UM PAÍS, COMPOSTOS GERALMENTE PELOS RIOS, LAGOS E REPRESAS. REDES HIDROGRÁFICAS SÃO TODOS OS RECURSOS HIDROGRÁFICAS DE UM PAÍS, COMPOSTOS GERALMENTE PELOS RIOS, LAGOS E REPRESAS. BACIA HIDROGRÁFICA. É UMA REDE DE TERRAS DRENADAS POR UM RIO E SEUS PRINCIPAIS AFLUENTES.

Leia mais

Rei (controla poder moderador) além de indicar o primeiro ministro e dissolve a Câmara de Deputados Monarquia torna-se estável

Rei (controla poder moderador) além de indicar o primeiro ministro e dissolve a Câmara de Deputados Monarquia torna-se estável História do Brasil Professora Agnes (Cursinho Etec Popular de São Roque) Política Interna O SEGUNDO REINADO (1840-1889) * Apogeu da monarquia brasileira. * Centralização política e administrativa. * Pacificação

Leia mais

PLANO DE RECUPERAÇÃO FINAL

PLANO DE RECUPERAÇÃO FINAL TURMA: 1 Ensino Médio Planeta e Cartografia As formas de relevo e a hidrografia Tipos climáticos e biomas da Terra Problemas ambientais Espaço Mundial e a industrialização Recursos minerais e fontes de

Leia mais

Vestibular UFRGS 2015. Resolução da Prova de Geografia

Vestibular UFRGS 2015. Resolução da Prova de Geografia Vestibular UFRGS 2015 Resolução da Prova de Geografia 51. Alternativa (B) Orientação. A questão pede a localização de países que apresentam iluminação solar oposta a do Brasil. Como estava começando o

Leia mais

INDEPENDÊNCIA DA AMÉRICA LATINA (1808-1826) Profª Adriana Moraes

INDEPENDÊNCIA DA AMÉRICA LATINA (1808-1826) Profª Adriana Moraes INDEPENDÊNCIA DA AMÉRICA LATINA (1808-1826) Profª Adriana Moraes A independência foi o processo político e militar que afetou todas as regiões situadas entre os vicereinados da Nova Espanha e do Rio da

Leia mais

Distinguir os conjuntos

Distinguir os conjuntos A UU L AL A Distinguir os conjuntos Nesta aula, vamos acompanhar como os geógrafos distinguem conjuntos espaciais diferenciados na superfície da Terra. Vamos verificar que tais conjuntos resultam de diferentes

Leia mais

RESUMO PARA RECUPERAÇÃO 2º TRIMESTRE

RESUMO PARA RECUPERAÇÃO 2º TRIMESTRE RESUMO PARA RECUPERAÇÃO 2º TRIMESTRE Conceitos Diversos Estado É uma organização políticoadministrativa da sociedade. Estado-nação - Quando um território delimitado é composto de um governo e uma população

Leia mais

LISTA DE RECUPERAÇÃO 2ª SÉRIE EM

LISTA DE RECUPERAÇÃO 2ª SÉRIE EM COLÉGIO FRANCO-BRASILEIRO NOME: N : TURMA: PROFESSOR(A): ANO: 9º DATA: / / 2014 LISTA DE RECUPERAÇÃO 2ª SÉRIE EM 1-O território brasileiro apresenta diferentes tipos de clima que são influenciados por

Leia mais

GEOGRAFIA / 2º ANO PROF. SÉRGIO RICARDO

GEOGRAFIA / 2º ANO PROF. SÉRGIO RICARDO GEOGRAFIA / 2º ANO PROF. SÉRGIO RICARDO BRASIL 1) Aspectos Gerais: Território: 8 547 403 Km 2. 5 0 maior país do mundo em extensão e população. País continental devido a sua dimensão territorial. Ocupa

Leia mais

Paisagens Climatobotânicas do Brasil

Paisagens Climatobotânicas do Brasil Paisagens Climatobotânicas do Brasil 1. (UEL-2012) Os domínios morfoclimáticos brasileiros são definidos a partir da combinação dos elementos da natureza, como os climáticos, botânicos, pedológicos, hidrológicos

Leia mais

HABILIDADES PARA RECUPERAÇÃO

HABILIDADES PARA RECUPERAÇÃO Componente Curricular: Geografia Professor (a): Oberdan Araújo Ano: 6º Anos A e B. HABILIDADES 1º Bimestre Conceituar e caracterizar: espaço cultural (urbano e rural) e espaço natural. Identificar e caracterizar

Leia mais

FORMAÇÃO VEGETAL BRASILEIRA. DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS Aziz Ab`Saber. Ipê Amarelo

FORMAÇÃO VEGETAL BRASILEIRA. DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS Aziz Ab`Saber. Ipê Amarelo FORMAÇÃO VEGETAL BRASILEIRA DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS Aziz Ab`Saber Ipê Amarelo Fatores que influenciam na distribuição das formações vegetais: Clima 1. Temperatura; 2. Umidade; 3. Massas de ar; 4. Incidência

Leia mais

Os pontos cardeais, colaterais e subcolaterais

Os pontos cardeais, colaterais e subcolaterais Os pontos cardeais, colaterais e subcolaterais Dois trópicos e dois círculos Polares Tipos de Escalas Gráfica Numérica 1 : 100.000 Principais projeções cartográficas Cilíndrica Cônica Azimutal ou Plana

Leia mais

Construção do Espaço Africano

Construção do Espaço Africano Construção do Espaço Africano Aula 2 Colonização Para melhor entender o espaço africano hoje, é necessário olhar para o passado afim de saber de que forma aconteceu a ocupação africana. E responder: O

Leia mais

01. Frederico Ratzel enunciou o princípio, segundo o qual o geógrafo, ao estudar um dos fatores geográficos ou uma área, deveria, inicialmente, procurar localizá-la e estabelecer os seus limites, usando

Leia mais

Complete com as principais características de cada bioma: MATA ATLÂNTICA

Complete com as principais características de cada bioma: MATA ATLÂNTICA Atividade de Ciências 5º ano Nome: ATIVIDADES DE ESTUDO Complete com as principais características de cada bioma: MATA ATLÂNTICA FLORESTA AMAZÔNICA FLORESTA ARAUCÁRIA MANGUEZAL PANTANAL CAATINGA CERRADO

Leia mais

7ºano 2º período vespertino 25 de abril de 2014

7ºano 2º período vespertino 25 de abril de 2014 GEOGRAFIA QUESTÃO 1 A Demografia é a ciência que estuda as características das populações humanas e exprime-se geralmente através de valores estatísticos. As características da população estudadas pela

Leia mais

Observe o mapa múndi e responda.

Observe o mapa múndi e responda. EXERCÍCIOS DE REVISÃO COM RESPOSTAS PARA O EXAME FINAL GEOGRAFIA 5ª SÉRIE 1) Escreva V para verdadeiro e F para falso: ( V ) No globo terrestre, no planisfério e em outros mapas são traçadas linhas que

Leia mais

BENEDITO/.PREZIA EDUARDO HOORNAERT ESTA 1ERRA 1MHA DONO CEHILA POPULAR - CIMI FTO

BENEDITO/.PREZIA EDUARDO HOORNAERT ESTA 1ERRA 1MHA DONO CEHILA POPULAR - CIMI FTO BENEDITO/.PREZIA EDUARDO HOORNAERT n & ESTA 1ERRA 1MHA DONO CEHILA POPULAR - CIMI FTO UMA PALAVRA 11 PARTE I OS POVOS DE NOSSA TERRA UNIDADE 1 A GRANDE 1 FAMÍLIA HUMANA i CAP. 1 Milhões de anos atrás 14

Leia mais

João Paulo I O NORDESTE COLONIAL. Professor Felipe Klovan

João Paulo I O NORDESTE COLONIAL. Professor Felipe Klovan João Paulo I O NORDESTE COLONIAL Professor Felipe Klovan A ECONOMIA AÇUCAREIRA Prof. Felipe Klovan Portugal já possuía experiência no plantio da cana-de-açúcar nas Ilhas Atlânticas. Portugal possuía banqueiros

Leia mais

Conteúdos Referenciais Para o Ensino Médio

Conteúdos Referenciais Para o Ensino Médio Conteúdos Referenciais Para o Ensino Médio Área de Conhecimento: Ciências Humanas Componente Curricular: Geografia Ementa Possibilitar a compreensão do conceito, do histórico e contextualização da Geografia.

Leia mais

Vestibular UFRGS 2015. Resolução da Prova de História

Vestibular UFRGS 2015. Resolução da Prova de História Vestibular UFRGS 2015 Resolução da Prova de História COMENTÁRIO GERAL: Foi uma prova com conteúdos de História do Brasil e História Geral bem distribuídos e que incluiu também questões de História da América

Leia mais

Quando olhei a terra ardente...

Quando olhei a terra ardente... Quando olhei a terra ardente... A UU L AL A Nesta aula estudaremos a região Nordeste, identificando suas principais características e sua importância para o país. Para entender suas paisagens, vamos avaliar

Leia mais

HIDROGRAFIA GERAL E DO BRASIL

HIDROGRAFIA GERAL E DO BRASIL HIDROGRAFIA GERAL E DO BRASIL QUESTÃO 01 - A Terra é, dentro do sistema solar, o único astro que tem uma temperatura de superfície que permite à água existir em seus três estados: líquido, sólido e gasoso.

Leia mais

Alecleide de Sousa Série: 6ª alecleide_27@hotmail.com

Alecleide de Sousa Série: 6ª alecleide_27@hotmail.com Formação do Estado e do território Alecleide de Sousa Série: 6ª alecleide_27@hotmail.com Sociedade humana kei É um conjunto de pessoas Que vivem em determinado espaço e tempo e de acordo com certas regras

Leia mais

a) A humilhação sofrida pela China, durante um século e meio, era algo inimaginável para os ocidentais.

a) A humilhação sofrida pela China, durante um século e meio, era algo inimaginável para os ocidentais. Questões: 01. Ao final do século passado, a dominação e a espoliação assumiram características novas nas áreas partilhadas e neocolonizadas. A crença no progresso, o darwinismo social e a pretensa superioridade

Leia mais

TERCEIRÃO GEOGRAFIA FRNTE 8 A - aula 25. Profº André Tomasini

TERCEIRÃO GEOGRAFIA FRNTE 8 A - aula 25. Profº André Tomasini TERCEIRÃO GEOGRAFIA FRNTE 8 A - aula 25 Profº André Tomasini Localizado na Região Centro-Oeste. Campos inundados na estação das chuvas (verão) áreas de florestas equatorial e tropical. Nas áreas mais

Leia mais

Escola de Formação Política Miguel Arraes. Módulo I História da Formação Política Brasileira. Aula 2 A História do Brasil numa dimensão ética

Escola de Formação Política Miguel Arraes. Módulo I História da Formação Política Brasileira. Aula 2 A História do Brasil numa dimensão ética LINHA DO TEMPO Módulo I História da Formação Política Brasileira Aula 2 A História do Brasil numa dimensão ética SEC XV SEC XVIII 1492 A chegada dos espanhóis na América Brasil Colônia (1500-1822) 1500

Leia mais

Prova 3 Geografia QUESTÕES APLICADAS A TODOS OS CANDIDATOS QUE REALIZARAM A PROVA ESPECÍFICA DE GEOGRAFIA. QUESTÕES OBJETIVAS GABARITO 3

Prova 3 Geografia QUESTÕES APLICADAS A TODOS OS CANDIDATOS QUE REALIZARAM A PROVA ESPECÍFICA DE GEOGRAFIA. QUESTÕES OBJETIVAS GABARITO 3 Prova 3 QUESTÕES OBJETIVAS QUESTÕES APLICADAS A TODOS OS CANDIDATOS QUE REALIZARAM A PROVA ESPECÍFICA DE GEOGRAFIA. UEM Comissão Central do Vestibular Unificado GEOGRAFIA 01 Sobre as rochas que compõem

Leia mais

CAPÍTULO 13 OS CLIMAS DO E DO MUNDOBRASIL

CAPÍTULO 13 OS CLIMAS DO E DO MUNDOBRASIL CAPÍTULO 13 OS CLIMAS DO E DO MUNDOBRASIL 1.0. Clima no Mundo A grande diversidade verificada na conjugação dos fatores climáticos pela superfície do planeta dá origem a vários tipos de clima. Os principais

Leia mais

FUVEST Resolvida 12/Janeiro/2016

FUVEST Resolvida 12/Janeiro/2016 pra quem faz questão das melhores faculdades Resolvida 12/Janeiro/2016 2 a Fase - 3 o Dia - Geografia Observe o mapa a seguir. Considere o trabalho análogo à escravidão no meio rural brasileiro. a) Indique

Leia mais

Clima e Formação Vegetal. O clima e seus fatores interferentes

Clima e Formação Vegetal. O clima e seus fatores interferentes Clima e Formação Vegetal O clima e seus fatores interferentes O aquecimento desigual da Terra A Circulação atmosférica global (transferência de calor, por ventos, entre as diferentes zonas térmicas do

Leia mais

Regências e Segundo Reinado. Alan

Regências e Segundo Reinado. Alan Regências e Segundo Reinado Alan O Período Regencial Inicia-se com a abdicação de D. Pedro I, em 07 de Abril de 1831 e segue até o Golpe da Maioridade, em 1840. Trata-se de um período marcado por especial

Leia mais

GEOGRAFIA. transformadas

GEOGRAFIA. transformadas GEOGRAFIA Disciplina A (currículo atual 2008) Disciplina B (currículos extintos) 1ª período 59480 Cartografia Geral 68 Geografia Cartografia B 136 37230 Geografia Contida Ementa: Aborda os fundamentos

Leia mais

REGIÃO NORDESTE. As sub-regiões do Nordeste 2ª unidade

REGIÃO NORDESTE. As sub-regiões do Nordeste 2ª unidade REGIÃO NORDESTE As sub-regiões do Nordeste 2ª unidade NORDESTE Características gerais 9 Estados / 18, 25% do território do Brasil; 2ª maior população regional; Área de colonização mais antiga; A maior

Leia mais

ENSINO MÉDIO. Geografia

ENSINO MÉDIO. Geografia ENSINO MÉDIO Geografia 2011 Governador do Estado de Pernambuco EDUARDO HENRIQUE ACCIOLY CAMPOS Secretário de Educação do Estado ANDERSON STEVENS LEÔNIDAS GOMES EQUIPE DE ELABORAÇÃO Evandro Ribeiro de Souza

Leia mais

FUNDAÇÃO GETÚLIO VARGAS CURSO DE DIREITO VESTIBULAR 2009 PROVA DE HISTÓRIA. Fase 1

FUNDAÇÃO GETÚLIO VARGAS CURSO DE DIREITO VESTIBULAR 2009 PROVA DE HISTÓRIA. Fase 1 FUNDAÇÃO GETÚLIO VARGAS CURSO DE DIREITO VESTIBULAR 2009 PROVA DE HISTÓRIA Fase 1 Novembro 2008 INTRODUÇÃO Na prova de História de 2009 foi possível concretizar vários dos objetivos do programa do Vestibular.

Leia mais

RESOLUÇÃO: O QUE É GEOGRAFIA

RESOLUÇÃO: O QUE É GEOGRAFIA O QUE É GEOGRAFIA 01. (Ufpe) Vamos supor que um determinado pesquisador escreveu o seguinte texto sobre a Amazônia brasileira. "A Amazônia brasileira, uma das principais regiões do País, está fadada ao

Leia mais

Complexo regional do Nordeste

Complexo regional do Nordeste Antônio Cruz/ Abr Luiz C. Ribeiro/ Shutterstock gary yim/ Shutterstock Valter Campanato/ ABr Complexo regional do Nordeste Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses, MA. Sertão de Pai Pedro, MG. O norte

Leia mais

UFSC. Resposta: 01 + 02 = 03. Comentário

UFSC. Resposta: 01 + 02 = 03. Comentário Resposta: 01 + 02 = 03 01. Correta. 04. Incorreta. O número de trabalhadores no setor primário, principalmente na agropecuária, continuou diminuindo devido à automação. O aumento ocorreu no setor de serviço.

Leia mais

COLÉGIO MARQUES RODRIGUES - SIMULADO

COLÉGIO MARQUES RODRIGUES - SIMULADO COLÉGIO MARQUES RODRIGUES - SIMULADO Estrada da Água Branca, 2551 Realengo RJ Tel: (21) 3462-7520 www.colegiomr.com.br PROFESSOR ALUNO ANA CAROLINA DISCIPLINA GEOGRAFIA A TURMA SIMULADO: P3 501 Questão

Leia mais

CRISE DO ESCRAVISMO. O Brasil foi o último país da América Latina a abolir a escravidão.

CRISE DO ESCRAVISMO. O Brasil foi o último país da América Latina a abolir a escravidão. CRISE DO ESCRAVISMO A Dinamarca foi o primeiro país Europeu a abolir o tráfico de escravos em 1792. A Grã-Bretanha veio a seguir, abolindo em 1807 e os Estados Unidos em 1808. O Brasil foi o último país

Leia mais

BIOMAS DO BRASIL. Ecologia Geral

BIOMAS DO BRASIL. Ecologia Geral BIOMAS DO BRASIL Ecologia Geral Biomas do Brasil segundo classificação do IBGE Segundo a classificação do IBGE, são seis os biomas do Brasil: Mata Atlântica Cerrado Amazônia Caatinga Pantanal Pampa O

Leia mais

Espaço Geográfico (Tempo e Lugar)

Espaço Geográfico (Tempo e Lugar) Espaço Geográfico (Tempo e Lugar) Somos parte de uma sociedade, que (re)produz, consome e vive em uma determinada porção do planeta, que já passou por muitas transformações, trata-se de seu lugar, relacionando-se

Leia mais