Complexo Eletrônico Circuito Impresso

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Complexo Eletrônico Circuito Impresso"

Transcrição

1 LEAD FREE PRIMEIROS PASSOS ABRACI Diretoria de Tecnologia Claudinei Martins - Julho 2005

2 Fornecer informação e alguma educação neste assunto que vem sendo cada vez mais importante na industria eletrônica, possibilitando assim uma transição suave para o atendimento da RoHS.

3 Visão Geral PCB BGA Pasta Cola Stencil Router 0201 Printer P&P Forno Laser FlipChip ICT Solda AOI Como todos esses componentes se integram?

4 Mudanças na lei atingem exportadores - Gazeta Mercantil - 22/6/2004 Normas visam aumentar reciclagem e impedir a entrada de alguns produtos químicos no bloco. A primeira norma (WEEE) tem o objetivo de aumentar o nível de reciclagem dos equipamentos eletroeletrônicos e encorajar o desenvolvimento de produtos recicláveis, desde a sua criação. Pela norma, o produtor ou importador se torna responsável pelo ciclo de vida do seu produto. "A diretiva utiliza o princípio do poluidor-pagador." De acordo com Piaskowy, o impacto fica por conta das obrigações, dos produtores ou importadores europeus, pelos custos de coleta, tratamento e reciclagem. Já a segunda medida (a RoHS), entra em vigor 1º de julho de 2006 e foram considerados vários aspectos para a sua criação. Pela norma, uma série de produtos químicos, conhecidos pelo potencial de causarem danos à saúde e ao ambiente, serão banidos da União Européia. "O uso de várias substâncias como o chumbo, o mercúrio, o cromo hexavalente e o cádmio, entre outros, na composição dos produtos terão que ser substituídos", diz. De acordo com o artigo quatro da diretiva, os estados-membros deverão assegurar que os novos equipamentos não contenham as substâncias vedadas pela lei.

5 Mudanças na lei atingem exportadores - Gazeta Mercantil - 22/6/2004 De acordo com Piaskowy, os Estados Unidos da América estariam criando normas semelhantes às européias e que entrariam em vigor a partir de "O pior de tudo é que a maioria das empresas brasileiras nem sabem do que se trata e nada estão fazendo para se adaptar." As diretivas aprovadas estão na fase de transposição para a legislação nacional de cada um dos 25 países-membro da União Européia. "Neste momento, são admitidas pequenas alterações ou adaptações aos aspectos locais, mas que não podem alterar o princípio para o qual a diretiva foi criada", assegura o consultor.

6 WEEE And RoHS Legislation Waste Electrical and Electronic Equipment Restriction of the use Of certain Hazardous Substances in electrical and electronic equipment

7 Worldwide Environmental Legislation European Union (EU) 25 members, 385 Million people WEEE (Aug. 2005) Waste Electrical & Electronic Equipment RoHS (July 2006) Restriction of Hazardous Substance ELV (July 2003) End of Life Vehicle EUP (under discussion) Energy Using Products Japan 180 million people Home Appliance Recycle Law (2001) 60% recycle Government responsible U.S. 280 million people Federal/State/Local (e.g. CA Prop 605) CA and Maine enacted laws to comply with EU RoHS Other States are also passing material restrictions (MA, Vermont) China billion people Legislation similar to RoHS and WEEE (targeted implementation January 2006)

8 Exemplo de 10 Categorias Regulamentadas

9 Complexo Eletrônico Collection of WEEE Information Requirement Financial Guarantees Crossed-out Dustbin Icon Sale Collection Centre Professional Importer? or (OEM) New Product Distributor (Retail) Mail-Order Producer? or (EMS) Manufacture Substance and Design Restrictions Waste Household SecondHand Market for WEEE Reused as a Whole Distributor (Retail) Waste Non-Household Internet WEEE Reused as a Whole Producer? Incineration for energy Reuse and Recycling of Components and Substances Source: AeA and Allen & Overy Environmentally Sound Disposal 10 % * 65 % * Minimum Recovery (Comp X) Component 25 % * 75 % * Minimum * voor EEA Categories 3 en 4 3 De-Pollution Disassembly Shredding, Recover, and Others 2 Selective Treatment 1 Removal of Fluids WEEE NOT Reused as a Whole Annex II Producer's Responsibility: Treatment, Recovery and Disposal Ciclo de Vida e Responsabilidade dos Produtores Producer s Responsibility: Collection of WEEE Producer?

10 RoHS Diretiva 2002/95/EC 27de Janeiro 2003 A partir de 1 de Julho de 2006, o uso das seguintes substancias em equipamentos elétricos e eletrônicos na União Européia será Proibido: Chumbo (Pb) Cadmio (Cd) Cromo Hexavalente (Cr+6) Mercurio (Hg) Poly Brominated Biphenyls (PBB) Poly Brominated Di-Phenyl Ether (PBDE)

11 RoHS Diretiva 2002/95/EC 27de Janeiro 2003 Product scope is the same as WEEE Directive, with specific exemptions Medical devices Monitoring and control equipment Grace period for server, telecom gear, storage equipment Technical and Scientific Adaptation Committee Comprised of Member State Officials Sets Threshold levels of prohibited substances (max concentrations) Reviews application-related exemptions and scope to determine if exemptions are still warranted given technological progress and/or environmental problems

12 RoHS Directive 2002/95/EC January Directive on the Restriction of the use of certain Hazardous Substances in electrical and electronic equipment (RoHS) Maximum allowable impurity level (proposal under discussion will become known on or before August ): Mercury 0.1 % by weight 1000 ppm Cadmium 0.01 % by weight 100 ppm (75 ppm discussed) Lead 0.1 % by weight 1000 ppm Cr % by weight 1000 ppm PBB, PBDE 0.1 % by weight 1000 ppm

13 RoHS Exemptions (as of April 2004)

14 RoHS : Produtor é o dono da marca ou importador Definição para RoHS e WEEE WEEE: Produtor é qualquer um que: Produz e vende equipamentos elétricos ou eletrônicos de sua própria marca. Revende sob sua marca equipamentos produzidos por terceiros Importa equipamentos elétricos ou eletrônicos em base profissional para um estado membro. Distribuidor é quaquer um que: Fornece um produto em bases comerciais para um terceiro que irá fazer uso deste produto.

15 WEEE e RoHS - Datas importantes February WEEE legislation valid National laws have to be worked out August National laws have to be ready Feedback to EU August Separate collection Producer / seller has responsibility to finance recycling of marked products Information about content of hazardous substances in electrical devices July Effective date of legislation in place (RoHS) December Proof of share for collected WEEE (4kg/ inhabitant/year for private households) Check fulfilment of exploitation/ WEEE category Other WEEE under responsibility of producer and commerce

16 Exigência de produtos Lead Free veio para ficar. E estará a cada vez mais presente no nosso dia a dia...

17 Possiveis impactos na nossa Cadeia Produtiva PCB PCBA Equipamentos e Processos Equipamentos e Processos Laminados Ligas Lead Free Cu Sn Ag Halogen Free* Sn Bi Acabamentos Superficiais HAL Lead Free Pasta de Solda / Fluxo ENIG Stencil Immersion Tin (EU) Immersion Silver (USA) Componentes (Inclusive PCB) OSP Mascara de Solda Halogen Free*

18 Prismark Survey: Complexo Eletrônico RoHS is NOT for free!! Lead-free components/materials will cost 5-10% more to produce than comparable lead bearing items Average increase of 7,5% over conventional methods Tin lead and lead-free BGA s will be supplied over a prolonged transition period Smaller OEM s are likely to rely on larger, better prepared CEM s Source: Prismark Lead-free Implementation Forecast, March 2004

19 Pb 2nd Level Interconnect Category If blank, see adjacent bar code label Maximum safe temperature C If blank, see adjacent bar code label 2nd Level Interconnect label Pb Pb-Free Pb-Free identification label Pb Pb-Free symbol e2 e2 Example of mark showing category 2 and option of circle or ellipse JESD97 (May 2004) Lead Free Labels & Symbols

20 Lead Free Profile

21 Typical Lead Free Assembly Requirements Criteria Average ramp rate C Time between C Peak Temperature Time above 183 C / 217 C Average cooling rate peak T to 100C Eutectic SnPb soldering Lead free soldering (SnAgCu) Comment C/s C/s Steeper ramp s s Longer time C C Higher temperature s s (depending on components) Longer dwell times at higher temperatures 7 8 C C Faster cooling rates Aumento Significativo do Stress da Placa no processo de montagem, potencialmente com multiplas passagens!!!

22 Solder Reflow de Alta Temperatura Desconhecido Confiabilidade das Vias (via cracking)? Resistência a Delaminação? Resistência a Decomposição? Degradação Elétrica?

23 Laminate Thermal Testing T 260 / T 288 C Category Laminate Tg C (TMA) T260 (Min.) T288 (Min.) Normal Tg Laminate A Laminate B Delaminated before 288 C Laminate C High Tg Laminate A Laminate D Laminate C Halogen free Laminate E Laminate C > 40 > Laminate F Delaminated before 288 C

24 Materiais Halogen Free Esclarecimento: Há muita confusão entre EU Green Legislation (WEEE, RoHS) e a proibição de certos Retardantes a chama. Lead free e halogen free são dois assuntos que não estão necessariamante ligados! Embora haja Clientes demandando por estes materiais.

25 Surface Finishes

26

27

28 Acabamento superficial

29 Principais diferenças de inspeção

30 Principais diferenças de inspeção

31

32

33

A implantação dos Requisitos ABNT IECQ QC 080000 (IECQ HSPM)

A implantação dos Requisitos ABNT IECQ QC 080000 (IECQ HSPM) A implantação dos Requisitos ABNT IECQ QC 080000 (IECQ HSPM) Sistema de Gestão de Requisitos para Substâncias Perigosas em Produtos e Componentes Elétricos e Eletrônicos Abril de 2011 Objetivo Capacitação

Leia mais

ABINEE TEC 2007. Diretivas RoHS e WEEE

ABINEE TEC 2007. Diretivas RoHS e WEEE ABINEE TEC 2007 Diretivas RoHS e WEEE Restrição ao uso de substâncias perigosas RoHS - Restriction of Harzadous Substances: Diretiva 2002/95/EC da União Européia de 27/01/2003, restringe certas substâncias

Leia mais

Restrições Ambientais em Produtos

Restrições Ambientais em Produtos Restrições Ambientais em Produtos Diretiva RoHS Restricted Hazardous Substances Slide: 1 Objetivos Oportunidades Diretivas RoHS Processo Como Chegamos ao RoHS Slide: 2 POR QUE A NECESSIDADE? Em 2005, os

Leia mais

Diretiva RoHS ("Restriction of Certain Hazardous

Diretiva RoHS (Restriction of Certain Hazardous Diretiva RoHS ("Restriction of Certain Hazardous Substances ): Testes de certificação Seminário Internacional sobre Diretivas WEEE e RoHS Brasília. DF 8/2/2011 Certificação RoHS Diretiva RoHS histórico

Leia mais

Instituto de Pesquisas Tecnológicas do Estado de São Paulo. Soluções tecnológicas

Instituto de Pesquisas Tecnológicas do Estado de São Paulo. Soluções tecnológicas Instituto de Pesquisas Tecnológicas do Estado de São Paulo Soluções tecnológicas O que é Instituto de Pesquisas Tecnológicas do Estado de São Paulo S.A. Uma das primeiras instituições de P&D&I aplicados

Leia mais

Gestão para a Sustentabilidade no Setor Eletroeletrônico Brasileiro ECODESIGN

Gestão para a Sustentabilidade no Setor Eletroeletrônico Brasileiro ECODESIGN Gestão para a Sustentabilidade no Setor Eletroeletrônico Brasileiro ECODESIGN Daniela Pigosso Engenheira Ambiental Doutoranda em Eng. de Produção EESC/USP Sumário I. Apresentação II. Contextualização I.

Leia mais

Green IT: ROHS - WEEE

Green IT: ROHS - WEEE Green IT: ROHS - WEEE João Carlos dos Santos Bull Marketing Products & Alliances Partners America Latina Summit 2008 Muitas vezes a necessidade por eletricidade excede nossas habilidades de como gerencia-las.

Leia mais

Directiva 2006/121/CE do Parlamento Europeu e do Conselho. de 18 de Dezembro de 2006

Directiva 2006/121/CE do Parlamento Europeu e do Conselho. de 18 de Dezembro de 2006 30.12.2006 PT Jornal Oficial da União Europeia L 396/855 Directiva 2006/121/CE do Parlamento Europeu e do Conselho de 18 de Dezembro de 2006 que altera a Directiva 67/548/CEE do Conselho, relativa à aproximação

Leia mais

Guia de Instalação Rápida TBW-101UB TBW-102UB

Guia de Instalação Rápida TBW-101UB TBW-102UB Guia de Instalação Rápida TBW-101UB TBW-102UB Índice Português... 1. Antes de Iniciar... 2. Como instalar... 3. Usando o Adaptador Bluetooth... 1 1 2 4 Troubleshooting... 5 (Version 05.30.2006) 1. Antes

Leia mais

Surface Finishes: Acabamentos Nano e Organometálicos. Marco Aurélio Almeida de Oliveira

Surface Finishes: Acabamentos Nano e Organometálicos. Marco Aurélio Almeida de Oliveira Surface Finishes: Acabamentos Nano e Organometálicos Marco Aurélio Almeida de Oliveira Nova Categoria de Acabamento Final para PWB. Visibilidade Garantida. Visibilidade. Permite inspecionar os painéis

Leia mais

Esclarecer sobre a CP nº 34/2011, que trata do recondicionamento de equipamentos usados destinados ao mercado brasileiro.

Esclarecer sobre a CP nº 34/2011, que trata do recondicionamento de equipamentos usados destinados ao mercado brasileiro. Agência Nacional de Vigilância Sanitária ANVISA Gerência-Geral de Tecnologia de Produtos para a Saúde GGTPS Gerência de Tecnologia em Equipamentos - GQUIP NOTA TÉCNICA N 05/2012/GQUIP/GGTPS/ANVISA Objeto:

Leia mais

Especificação Brascabos para o Controle de Substâncias Nocivas BC_1064

Especificação Brascabos para o Controle de Substâncias Nocivas BC_1064 TIPO: Instrução ELABORADOR: 45841 - Rodrigo de Campos DATA ORIGINAL: 18/11/2008 PUBLICADOR: 45519 - Vinicius Siqueira Campos Cheliga DATA REVISÃO: 30/09/2011 ÁREA EMITENTE: SGI DATA EXPIRAÇÃO: 30/09/2013

Leia mais

A GESTÃO DE RESÍDUOS DE EQUIPAMENTOS ELETROELETRÔNICOS - REEE - NO BR FRENTE A OUTROS PAÍSES

A GESTÃO DE RESÍDUOS DE EQUIPAMENTOS ELETROELETRÔNICOS - REEE - NO BR FRENTE A OUTROS PAÍSES A GESTÃO DE RESÍDUOS DE EQUIPAMENTOS ELETROELETRÔNICOS - REEE - NO BR FRENTE A OUTROS PAÍSES Engª Quím. Carmem L. V. Níquel PANORAMA NO BRASIL Código de Defesa do Consumidor não contempla a obrigação de

Leia mais

Estudo experimental da migração eletroquímica em. soldagem eletrônica Sn/Ag/Cu Lead Free

Estudo experimental da migração eletroquímica em. soldagem eletrônica Sn/Ag/Cu Lead Free Luiz Tadeu Freire Mendes Luiz Tadeu Freire Mendes em soldagem eletrônica Sn/Ag/Cu Lead Free Estudo experimental da migração eletroquímica Estudo experimental da migração eletroquímica em soldagem eletrônica

Leia mais

V FORUM DE GESTÃO AMBIENTAL. Carlos Afonso Instituto de Química. Universidade Federal do Rio de Janeiro

V FORUM DE GESTÃO AMBIENTAL. Carlos Afonso Instituto de Química. Universidade Federal do Rio de Janeiro V FORUM DE GESTÃO AMBIENTAL NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICAP Impactos SócioS cio-ambientais do LIXO ELETROELETRÔNICO Prof. Júlio J Carlos Afonso Instituto de Química Universidade Federal do Rio de Janeiro Brasília,

Leia mais

Guia de Instalação Rápida TFM-560X H/W : YO

Guia de Instalação Rápida TFM-560X H/W : YO Guia de Instalação Rápida TFM-560X H/W : YO Table Índice of Contents... 1. Antes de Iniciar... 2. Como instalar... 1 1 2 Troubleshooting... 7 Version 08.04.2008 1. Antes de Iniciar Conteúdo da Embalagem

Leia mais

Guia de Instalação Rápida TU2-ETG H/W: V1.3R

Guia de Instalação Rápida TU2-ETG H/W: V1.3R Guia de Instalação Rápida TU2-ETG H/W: V1.3R Table Índice of Contents Português... 1. Antes de Iniciar... 2. Como instalar... 1 1 2 Troubleshooting... 7 Version 08.27.2008 1. Antes de Iniciar Conteúdo

Leia mais

Guia de Instalação Rápida TU-S9 H/W: V1

Guia de Instalação Rápida TU-S9 H/W: V1 Guia de Instalação Rápida TU-S9 H/W: V1 Table Índice of Contents Português... 1. Antes de Iniciar... 2. Como Instalar... 1 1 2 Troubleshooting... 7 Version 02.19.2009 1. Antes de Iniciar Conteúdo da Embalagem

Leia mais

Desafios Técnicos e Empresariais Diretrizes WEEE & RoHS. Impactos na indústria de montagem eletrônica

Desafios Técnicos e Empresariais Diretrizes WEEE & RoHS. Impactos na indústria de montagem eletrônica Desafios Técnicos e Empresariais Diretrizes WEEE & RoHS Impactos na indústria de montagem eletrônica Mudança é a lei da vida e aqueles que somente olham para o passado ou presente com certeza perderão

Leia mais

Guia de Instalação Rápida TBW-106UB H/W: V1

Guia de Instalação Rápida TBW-106UB H/W: V1 Guia de Instalação Rápida TBW-106UB H/W: V1 Índice... 1. Antes de Iniciar... 2. Como Instalar... 3. Configurando o Adaptador Bluetooth... 1 1 2 5 Troubleshooting... 7 Version 06.05.2009 1. Antes de Iniciar

Leia mais

LUIZ HENRIQUE DA COSTA

LUIZ HENRIQUE DA COSTA LUIZ HENRIQUE DA COSTA A DIRETIVA RoHS E OS DESAFIOS PARA SEU ATENDIMENTO NO SETOR ELETROELETRÔNICO: ESTUDO DE CASO EM EMPRESA DE ELETRODOMÉSTICOS - LINHA BRANCA SÃO CAETANO DO SUL 2011 LUIZ HENRIQUE DA

Leia mais

Fórum Permanente de Micro e Pequenas Empresas. Comitê de Comércio Exterior. Brasília Julho de 2011

Fórum Permanente de Micro e Pequenas Empresas. Comitê de Comércio Exterior. Brasília Julho de 2011 Fórum Permanente de Micro e Pequenas Empresas Comitê de Comércio Exterior Brasília Julho de 2011 BALANÇA BRASILEIRA DE COMÉRCIO EXTERIOR DE BENS E SERVIÇOS* US$ Bilhões BRAZILIAN FOREIGN TRADE IN GOODS

Leia mais

Sustainability issues in the Brazilian automotive industry: electric cars and end-of-life vehicles

Sustainability issues in the Brazilian automotive industry: electric cars and end-of-life vehicles Sustainability issues in the Brazilian automotive industry: electric cars and end-of-life vehicles Adcley Souza (adcley.souza@hotmail.com) Sustainability issues in the Brazilian automotive industry: electric

Leia mais

Guia de Instalação Rápida TEG-448WS H/W: B2.0R

Guia de Instalação Rápida TEG-448WS H/W: B2.0R Guia de Instalação Rápida TEG-448WS H/W: B2.0R Table Índice of Contents Português... 1 1. Antes de Iniciar... 1 2. Instalação do Hardware... 2 3. Utilitário de Gerenciamento Web... 3 Troubleshooting...

Leia mais

Guia de Instalação Rápida TE100-P11 TEW-P11G H/W: V1

Guia de Instalação Rápida TE100-P11 TEW-P11G H/W: V1 Guia de Instalação Rápida TE100-P11 TEW-P11G H/W: V1 Table Índice of Contents... 1. Antes de Iniciar... 2. Como Instalar... 3. Configurando o Servidor de Impressão... 1 1 3 4 Troubleshooting... 8 Version

Leia mais

Padrões Globais para o Setor da Saúde

Padrões Globais para o Setor da Saúde Padrões Globais para o Setor da Saúde Panorama do Setor da Saúde Pharma World (including Europe) coding & serialisation requirements Cyprus 2010 Product Code USA 2010 FDA SNI guidance Denmark 2011 Product

Leia mais

Guia de Instalação Rápida TW100-BRV204

Guia de Instalação Rápida TW100-BRV204 Guia de Instalação Rápida TW100-BRV204 Table Índice of Contents Português... 1. Antes de Iniciar... 2. Instalação de Hardware... 3. Configure o Roteador... 1 1 2 3 Troubleshooting... 5 Version 08.05.2008

Leia mais

Ewaldo Luiz de Mattos Mehl Departamento de Engenharia Elétrica mehl@ufpr.br

Ewaldo Luiz de Mattos Mehl Departamento de Engenharia Elétrica mehl@ufpr.br Ewaldo Luiz de Mattos Mehl Departamento de Engenharia Elétrica mehl@ufpr.br PLACAS DE CIRCUITO IMPRESSO CONCEITOS FUNDAMENTAIS PLACAS DE CIRCUITO IMPRESSO CONCEITOS FUNDAMENTAIS Histórico Materiais para

Leia mais

ADJUSTMENTS IN BRAZIL S ECONOMIC POLICY IN 2015 WILL LIKELY PRODUCE MORE SUSTAINABLE GDP GROWTH RATES GOING FORWARD

ADJUSTMENTS IN BRAZIL S ECONOMIC POLICY IN 2015 WILL LIKELY PRODUCE MORE SUSTAINABLE GDP GROWTH RATES GOING FORWARD PRESENTATION APIMEC BRASÍLIA ADJUSTMENTS IN BRAZIL S ECONOMIC POLICY IN 2015 WILL LIKELY PRODUCE MORE SUSTAINABLE GDP GROWTH RATES GOING FORWARD 1 1 Brasília, February, 5th 2015 Ellen Regina Steter WORLD

Leia mais

Guia de Instalação Rápida TEG-PCITXR TEG-PCITXRL 3.02

Guia de Instalação Rápida TEG-PCITXR TEG-PCITXRL 3.02 Guia de Instalação Rápida TEG-PCITXR TEG-PCITXRL 3.02 Índice Português 1 1. Antes de Iniciar 1 2. Como instalar 2 Troubleshooting 5 Version 03.18.2010 1. Antes de Iniciar Português Conteúdo da Embalagem

Leia mais

Guia de Instalação Rápida TEW-430APB

Guia de Instalação Rápida TEW-430APB Guia de Instalação Rápida TEW-430APB Table Índice of Contents Português... 1. Antes de Iniciar... 2. Instalação de Hardware... 3. Configure o Ponto de Acesso... 1 1 2 3 Troubleshooting... 6 Version 08.04.2008

Leia mais

RECUPERAR RECICLAR RECOVER RECYCLE. Associação Nacional de Recuperação e Reciclagem de Papel e Cartão

RECUPERAR RECICLAR RECOVER RECYCLE. Associação Nacional de Recuperação e Reciclagem de Papel e Cartão CONTACTOS CONTACTS RECUPERAR RECICLAR Associação Nacional de Recuperação e Reciclagem de Papel e Cartão RECOVER RECYCLE Av. Defensores de Chaves, nº23, 5º Dto 1000-110 Lisboa Portugal Telf: +351 217 998

Leia mais

NEWSLETTER Edição 1 / Janeiro 2006

NEWSLETTER Edição 1 / Janeiro 2006 Low-Cost Lead-Free Soldering Technology to Improve the Competitiveness of European SMEs Collective Research Project in the 6th Outline Research Programme of the European Union NEWSLETTER Edição 1 / Janeiro

Leia mais

Rótulo Ecológico para Computadores

Rótulo Ecológico para Computadores Pág. Nº 1/12 SUMÁRIO 1 Introdução 2 Objetivo 3 Referências normativas 4 Definições 5 Siglas 6 Escopo de Produtos 7 Critérios técnicos 8 Atendimento a requisitos legais 9 Modificações nos critérios Histórico

Leia mais

A Solução de Reciclagem de Residuos de Eletrônicos da USP Perspectiva CEDIR & LASSU

A Solução de Reciclagem de Residuos de Eletrônicos da USP Perspectiva CEDIR & LASSU A Solução de Reciclagem de Residuos de Eletrônicos da USP Perspectiva CEDIR & LASSU Tereza Cristina M. B. Carvalho Coordenadora Geral CEDIR e LASSU/PCS/EPUSP Assessora de Projetos Especiais CTI -USP terezacarvalho@usp.br

Leia mais

Guia de Instalação Rápida TE100-PCBUSR

Guia de Instalação Rápida TE100-PCBUSR Guia de Instalação Rápida TE100-PCBUSR Table Índice of Contents Português... 1. Antes de Iniciar... 2. Como Instalar... 1 1 2 Troubleshooting... 3 Version 07.27.2007 1. Antes de Iniciar Conteúdo da Embalagem

Leia mais

Histórico do setor florestal no MDL e expectativas internacionais com relação a este mecanismo de flexibilização

Histórico do setor florestal no MDL e expectativas internacionais com relação a este mecanismo de flexibilização Histórico do setor florestal no MDL e expectativas internacionais com relação a este mecanismo de flexibilização Marcelo Theoto Rocha matrocha@esalq.usp.br 1 2 O Mecanismo de Desenvolvimento Limpo (MDL)

Leia mais

Políticas de Resíduos Sólidos no Brasil. Cenários para tratamento da REEE Resíduos de Equipamentos Eletroeletrônicos Europa Japão - Estados Unidos

Políticas de Resíduos Sólidos no Brasil. Cenários para tratamento da REEE Resíduos de Equipamentos Eletroeletrônicos Europa Japão - Estados Unidos Políticas de Resíduos Sólidos no Brasil Cenários para tratamento da REEE Resíduos de Equipamentos Eletroeletrônicos Europa Japão - Estados Unidos Pontos em comum de Leis e Projetos de lei para retorno

Leia mais

CEDIR Centro de Descarte e Reuso de Residuos de Informática

CEDIR Centro de Descarte e Reuso de Residuos de Informática CEDIR Centro de Descarte e Reuso de Residuos de Informática V Fórum da Agenda Ambiental na Administração Pública (A3P) Tereza Cristina M. B. Carvalho Coordenadora Geral CEDIR Assessora de Projetos Especiais

Leia mais

Guia de instalação. Mobile Surveillance A distancia não importa. eagleeyes_quick_v1.0

Guia de instalação. Mobile Surveillance A distancia não importa. eagleeyes_quick_v1.0 Guia de instalação Mobile Surveillance A distancia não importa eagleeyes_quick_v1.0 IMPORTANTE All lead-free products offered by the company comply with the requirements of the European law on the Restriction

Leia mais

ErP@Junkers: Diretrizes para etiquetagem e documentação

ErP@Junkers: Diretrizes para etiquetagem e documentação 1 Glossário Fornecedor = fabricante ou o seu representante autorizado na União Europeia ou o importador que coloca os produtos no mercado da União Europeia. Na sua ausência, qualquer entidade legal que

Leia mais

E-WASTE POLICY STRATEGY IN BRAZIL

E-WASTE POLICY STRATEGY IN BRAZIL World Bank/InfoDev & Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT) - SEPIN E-WASTE POLICY & STRATEGY IN BRAZIL Vanda Scartezini vanda@polo.inf.br Chapter V Recommendations. O projeto trata de todos estes temas...

Leia mais

6º CONGRESSO BRASILEIRO DE ENGENHARIA DE FABRICAÇÃO

6º CONGRESSO BRASILEIRO DE ENGENHARIA DE FABRICAÇÃO O Pólo Industrial de Manaus (PIM) contém mais de 500 empresas, prevalecendo as de produtos eletroeletrônicos com indústrias de alta tecnologia na área de televisores e da computação. A maioria dos produtos

Leia mais

LOGÍSTICA REVERSA DOS RESÍDUOS DE EQUIPAMENTOS ELETROELETRÔNICOS: ESTUDO DE CASO DOS COMPUTADORES DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO

LOGÍSTICA REVERSA DOS RESÍDUOS DE EQUIPAMENTOS ELETROELETRÔNICOS: ESTUDO DE CASO DOS COMPUTADORES DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO LOGÍSTICA REVERSA DOS RESÍDUOS DE EQUIPAMENTOS ELETROELETRÔNICOS: ESTUDO DE CASO DOS COMPUTADORES DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO Carlos Alberto Alves Barreto carloss_barreto@yahoo.com.br Bertrand

Leia mais

Technical Information

Technical Information Subject Ballast Water Management Plan To whom it may concern Technical Information No. TEC-0648 Date 14 February 2006 In relation to ballast water management plans, we would advise you that according to

Leia mais

75, 8.º DTO 1250-068 LISBOA

75, 8.º DTO 1250-068 LISBOA EAbrief: Medida de incentivo ao emprego mediante o reembolso da taxa social única EAbrief: Employment incentive measure through the unique social rate reimbursement Portaria n.º 229/2012, de 03 de Agosto

Leia mais

4ª Reunião do Grupo de Trabalho sobre Disposição final para Resíduos de Lâmpadas Mercuriais. CONAMA. Brasília, DF Janeiro, 2010

4ª Reunião do Grupo de Trabalho sobre Disposição final para Resíduos de Lâmpadas Mercuriais. CONAMA. Brasília, DF Janeiro, 2010 4ª Reunião do Grupo de Trabalho sobre Disposição final para Resíduos de Lâmpadas Mercuriais. CONAMA Brasília, DF Janeiro, 2010 1 Tipos de lâmpadas e vantagens ambientais das com mercúrio Lâmpadas com mercúrio

Leia mais

25/01/2010 - Foi publicada a IN nº 1, de 19 de janeiro de 2010, que dispõe sobre os critérios de sustentabilidade

25/01/2010 - Foi publicada a IN nº 1, de 19 de janeiro de 2010, que dispõe sobre os critérios de sustentabilidade Página 1 de 8 25/01/2010 - Foi publicada a IN nº 1, de 19 de janeiro de 2010, que dispõe sobre os critérios de sustentabilidade INSTRUÇÃO NORMATIVA N O 1, DE 19 DE JANEIRO DE 2010. Dispõe sobre os critérios

Leia mais

COMPANY PRESENTATION

COMPANY PRESENTATION COMPANY PRESENTATION THE COMPANY First Portuguese company treating and recovering industrial oils «in situ» years know-how and expertise PURIFICADORA with its own process and technology developed over

Leia mais

A. Situação / Situation

A. Situação / Situation A. Situação / Situation A Assembleia Mundial da Saúde (OMS) aprova em 1969 o Regulamento Sanitário Internacional, revisto pela quarta vez em 2005. Esta última versão entrou em vigor no plano internacional

Leia mais

Engineering the future. Electronic Manufacturing Services

Engineering the future. Electronic Manufacturing Services Engineering the future Electronic Manufacturing Services 1 Company presentation Primetec is a technological based company, dedicated to the development and manufacture of complete electronic equipment,

Leia mais

Braskem Máxio. Maio / May 2015

Braskem Máxio. Maio / May 2015 Maio / May 2015 Braskem Máxio Braskem Máxio Braskem Maxio é um selo que identifica resinas de PE, PP ou EVA dentro do portfólio da Braskem com menor impacto ambiental em suas aplicações. Esta exclusiva

Leia mais

ENGLISH FRANÇAIS DEUTSCH ESPAÑOL РУССКИЙ

ENGLISH FRANÇAIS DEUTSCH ESPAÑOL РУССКИЙ TEW-649UB 1.03 РУССКИЙ ESPAÑOL DEUTSCH FRANÇAIS ENGLISH РУССКИЙ ESPAÑOL DEUTSCH FRANÇAIS ENGLISH РУССКИЙ ESPAÑOL DEUTSCH FRANÇAIS ENGLISH РУССКИЙ ESPAÑOL DEUTSCH FRANÇAIS ENGLISH РУССКИЙ ESPAÑOL DEUTSCH

Leia mais

Lung Cancer. Risk Factors

Lung Cancer. Risk Factors Lung Cancer The lungs are the organs that help us breathe. They help to give oxygen to all the cells in the body. Cancer cells are abnormal cells. Cancer cells grow and divide more quickly than healthy

Leia mais

DATE July 04 th and 05 th, 2009. VENUE Ginásio Gilberto Cardoso Maracanãzinho Rua Professor Eurico Rabelo, S/Nr. Rio de Janeiro/RJ Brasil

DATE July 04 th and 05 th, 2009. VENUE Ginásio Gilberto Cardoso Maracanãzinho Rua Professor Eurico Rabelo, S/Nr. Rio de Janeiro/RJ Brasil DATE July 04 th and 05 th, 2009. VENUE Ginásio Gilberto Cardoso Rua Professor Eurico Rabelo, S/Nr Rio de Janeiro RJ Brazil ORGANIZER Confederação Brasileira de Judô Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro

Leia mais

Português 207 Portuguese for Business

Português 207 Portuguese for Business Português 207 Portuguese for Business Spring 2012: Porugal and the EU Instructor: Jared Hendrickson Office: 1149 Van Hise Office Hours: Monday and Thursday, 11:00 am-12:00 pm e-mail: jwhendrickso@wisc.edu

Leia mais

Dimensão do Setor* O tabaco brasileiro. Sector's Dimension* 186.000. 376.000 Brazilian tobacco 739.000. R$ 4,4 bilhões* 30.000

Dimensão do Setor* O tabaco brasileiro. Sector's Dimension* 186.000. 376.000 Brazilian tobacco 739.000. R$ 4,4 bilhões* 30.000 O tabaco brasileiro A importância sócio-econômica do tabaco para a região Sul do Brasil é indiscutível. Os números do setor demonstram claramente porque o Brasil se destaca no cenário mundial, ocupando

Leia mais

Public Transport in Numbers

Public Transport in Numbers Nino Aquino ninoaquino@sinergiaestudos.com.br Sinergia Estudos e Projetos Ltda www.sinergiaestudos.com.br September 2009 Demand in bus systems Urban Bus Systems Main State Capitals* Passengers per month

Leia mais

ANATEL AGÊNCIA NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES

ANATEL AGÊNCIA NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES ANATEL AGÊNCIA NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES GERÊNCIA DE CERTIFICAÇÃO E NUMERAÇÃO www.anatel.gov.br Visão geral do processo de certificação e homologação de produtos para telecomunicações no Brasil Lei

Leia mais

HP-1V HEADPHONES MANUAL DO USUÁRIO

HP-1V HEADPHONES MANUAL DO USUÁRIO HP-1V HEADPHONES MANUAL DO USUÁRIO VERTU FONE DE OUVIDO HP-1V MANUAL DO USUÁRIO VERSÃO 1.0 Português do Brasil 1 2 Português do Brasil MANUAL DO USUÁRIO DO FONE DE OUVIDO VERTU HP-1V Obrigado por ter adquirido

Leia mais

Guia de Instalação Rápida TEW-421PC TEW-423PI

Guia de Instalação Rápida TEW-421PC TEW-423PI Guia de Instalação Rápida TEW-421PC TEW-423PI Table Índice of Contents Português... 1. Antes de Iniciar... 2. Como Instalar... 3. Usando o Adaptador Wireless... Troubleshooting... 1 1 2 6 8 Version 09.08.2006

Leia mais

Faturamento - 1966/2008 Revenue - 1966/2008

Faturamento - 1966/2008 Revenue - 1966/2008 1.6 Faturamento 1966/008 Revenue 1966/008 1966 1967 1968 1969 1970 1971 197 1973 1974 1975 1976 1977 1978 1979 198 AUTOVEÍCULOS VEHICLES 7.991 8.11 9.971 11.796 13.031 15.9 17.793 0.78 3.947 6.851 6.64

Leia mais

Sistema de Reciclagem da Água dos Restos de Concreto

Sistema de Reciclagem da Água dos Restos de Concreto Águas de Restos de Concretos Reciclagem Notas de aula Prof. Eduardo C. S. Thomaz Sistema de Reciclagem da Água dos Restos de Concreto Exemplo: Firma Sohnt / USA - Concrete Reclaimer Conjunto do Sistema

Leia mais

1. ESCOPO PG3 2. MANUTENÇÃO PG3 3. REFERÊNCIAS PG3 4. SIGLAS E DEFINIÇÕES PG4 5 INTRODUÇÃO AOS REQUISITOS DA DIRETIVA ROHS PG4

1. ESCOPO PG3 2. MANUTENÇÃO PG3 3. REFERÊNCIAS PG3 4. SIGLAS E DEFINIÇÕES PG4 5 INTRODUÇÃO AOS REQUISITOS DA DIRETIVA ROHS PG4 Página 1 de 44 SUMÁRIO 1. ESCOPO PG3 2. MANUTENÇÃO PG3 3. REFERÊNCIAS PG3 4. SIGLAS E DEFINIÇÕES PG4 5 INTRODUÇÃO AOS REQUISITOS DA DIRETIVA ROHS PG4 6 QUALIFICAÇÃO DA EQUIPE DE AUDITORES PG5 7 CONDIÇÕES

Leia mais

CECOMTUR EXECUTIVE HOTEL Florianopolis - SC

CECOMTUR EXECUTIVE HOTEL Florianopolis - SC CECOMTUR EXECUTIVE HOTEL Florianopolis - SC Projeto 130117 CECOMTUR EXECUTIVE HOTEL Florianopolis - SC Projeto 130117 Cenario Atual tipo de iluminaçao consumo unitario quantidade consumo Kw/h Tubo fluorescente

Leia mais

Guia de Instalação Rápida TK-RP08. H/W: v1.0r

Guia de Instalação Rápida TK-RP08. H/W: v1.0r Guia de Instalação Rápida TK-RP08 H/W: v1.0r Table Índice of Contents... 1. Antes de Iniciar... 2. Instalação do Hardware... 3. Utilitário de Gerenciamento Web... 1 1 2 5 Troubleshooting... 8 Version 04.10.2008

Leia mais

MANUAL DE SSV04 E L E T R Ô N I C O S SELETOR DE CAIXAS DE SOM 2 FONTES 4 ZONAS COM ATENUADOR DE VOLUME

MANUAL DE SSV04 E L E T R Ô N I C O S SELETOR DE CAIXAS DE SOM 2 FONTES 4 ZONAS COM ATENUADOR DE VOLUME E L E T R Ô N I C O S MANUAL DE INSTRUÇÕES SSV04 SELETOR DE CAIXAS DE SOM 2 FONTES 4 ZONAS COM ATENUADOR DE VOLUME Caro consumidor Obrigado pela compra deste produto. Para um desempenho otimizado e seguro,

Leia mais

Adesão ao Sistema Integrado de Gestão de Resíduos de Equipamentos Eléctricos e Electrónicos e Pilhas e Acumuladores da ERP Portugal

Adesão ao Sistema Integrado de Gestão de Resíduos de Equipamentos Eléctricos e Electrónicos e Pilhas e Acumuladores da ERP Portugal Adesão ao Sistema Integrado de Gestão de Resíduos de Equipamentos Eléctricos e Electrónicos e Pilhas e Acumuladores da ERP Portugal Join ERP Portugal compliance scheme for Electrical and Electronic Equipment

Leia mais

ÍNDICE PORTUGUÊS INDEX ENGLISH

ÍNDICE PORTUGUÊS INDEX ENGLISH ÍNDICE PORTUGUÊS 1. Características... 2 2. Conteúdo da Embalagem... 3 3. Como usar o Receptor de TV Digital... 3 4. Tela de Vídeo... 6 5.Requisitos Mínimos... 6 6. Marcas Compatíveis... 8 INDEX ENGLISH

Leia mais

Sistema de Logística Reversa de Equipamentos Eletroeletrônicos: Breve Análise da Gestão no Brasil e na Espanha

Sistema de Logística Reversa de Equipamentos Eletroeletrônicos: Breve Análise da Gestão no Brasil e na Espanha Sistema de Logística Reversa de Equipamentos Eletroeletrônicos: Breve Análise da Gestão no Brasil e na Espanha XAVIER, Lúcia Helena CARBAJOSA, Jose Ramon GUARNIERI, Patrícia DUARTE, Giani Maria Resumo

Leia mais

Processo de exportação de perecíveis aos EUA. (Frederico Tavares - Gerente de Comércio Internacional, UGBP: Union of Growers of Brazilian Papaya)

Processo de exportação de perecíveis aos EUA. (Frederico Tavares - Gerente de Comércio Internacional, UGBP: Union of Growers of Brazilian Papaya) Processo de exportação de perecíveis aos EUA (Frederico Tavares - Gerente de Comércio Internacional, UGBP: Union of Growers of Brazilian Papaya) World Production of Tropical Fruit World production of tropical

Leia mais

ENGLISH FRANÇAIS DEUTSCH ESPAÑOL ÐÓÑÑÊÈÉ

ENGLISH FRANÇAIS DEUTSCH ESPAÑOL ÐÓÑÑÊÈÉ ÐÓÑÑÊÈÉ ESPAÑOL DEUTSCH FRANÇAIS ENGLISH ÐÓÑÑÊÈÉ ESPAÑOL DEUTSCH FRANÇAIS ENGLISH ÐÓÑÑÊÈÉ ESPAÑOL DEUTSCH FRANÇAIS ENGLISH ÐÓÑÑÊÈÉ ESPAÑOL DEUTSCH FRANÇAIS ENGLISH ÐÓÑÑÊÈÉ ESPAÑOL DEUTSCH FRANÇAIS ENGLISH

Leia mais

Luis Henrique Alves Cândido i. Wilson Kindlein Júnior ii. Palavras chave: Design, WEEE, Eletroeletrônicos, Centros de Triagem.

Luis Henrique Alves Cândido i. Wilson Kindlein Júnior ii. Palavras chave: Design, WEEE, Eletroeletrônicos, Centros de Triagem. Reciclagem de produtos eletroeletrônicos em centros de triagem: proposta de processo Recycling of electronic products in recycling centers: proposal process Luis Henrique Alves Cândido i Wilson Kindlein

Leia mais

BEM VINDOS! Visão Geral As tecnologias de armazenamento de energia se encontram em estágio avançado de desenvolvimento e comercialização em diferentes lugares do mundo como América do Norte, Europa e Ásia.

Leia mais

A AUSTERIDADE CURA? A AUSTERIDADE MATA?

A AUSTERIDADE CURA? A AUSTERIDADE MATA? A AUSTERIDADE CURA? A AUSTERIDADE MATA? 29.Nov.2013 Financiamento Sector público é a principal fonte de financiamento de cuidados de saúde. Apenas EUA e México apresentam menos de 50% de financiamento

Leia mais

Graduated in Law in 1989 in Coimbra University Law School. Statutory term of probation in the Portuguese Bar Association

Graduated in Law in 1989 in Coimbra University Law School. Statutory term of probation in the Portuguese Bar Association IVONE ROCHA - Senior partner - Coordinator of the Environmental Law and Energy Department - Born October 22 nd 1966 Graduated in Law in 1989 in Coimbra University Law School Statutory term of probation

Leia mais

Eco-Innovation and Public Procurement Markets in the habitat value chain- Good Practices and Policy Instruments

Eco-Innovation and Public Procurement Markets in the habitat value chain- Good Practices and Policy Instruments Eco-Innovation and Public Procurement Markets in the habitat value chain- Good Practices and Policy Instruments 5 th December 2013 - Clara Lopes (APA), Sascha Flesch (LEV) Topics ECOPOL an introduction

Leia mais

ISO, IHE e HL7. Apresentação ABNT. José Costa Teixeira. Junho 2015

ISO, IHE e HL7. Apresentação ABNT. José Costa Teixeira. Junho 2015 ISO, IHE e HL7 Apresentação ABNT José Costa Teixeira Junho 2015 Standards ISO Normas de jure e de facto HL7 Normas de facto (de jure quando adotada) IHE Normas e recomendações de implementação Projetos

Leia mais

User interface evaluation experiences: A brief comparison between usability and communicability testing

User interface evaluation experiences: A brief comparison between usability and communicability testing User interface evaluation experiences: A brief comparison between usability and communicability testing Kern, Bryan; B.S.; The State University of New York at Oswego kern@oswego.edu Tavares, Tatiana; PhD;

Leia mais

Mestrado em Ciências Jurídicas Especialização em História do Direito 2015-16

Mestrado em Ciências Jurídicas Especialização em História do Direito 2015-16 Mestrado em Ciências Jurídicas Especialização em História do Direito Unidade curricular História do Direito Português I (1º sem). Docente responsável e respectiva carga lectiva na unidade curricular Prof.

Leia mais

Lloyd s no brasil. 2 anos após a abertura do mercado de resseguros MARCO ANTONIO DE SIMAS CASTRO

Lloyd s no brasil. 2 anos após a abertura do mercado de resseguros MARCO ANTONIO DE SIMAS CASTRO Lloyd s no brasil 2 anos após a abertura do mercado de resseguros MARCO ANTONIO DE SIMAS CASTRO July 2010 Lloyd s no Brasil abril 2008: O Lloyd s foi o primeiro ressegurador a receber a licença da SUSEP,

Leia mais

Anexo Técnico de Acreditação Nº L0381-1 Accreditation Annex nr.

Anexo Técnico de Acreditação Nº L0381-1 Accreditation Annex nr. A entidade a seguir indicada está acreditada como Laboratório de Ensaios, segundo a norma NP EN ISO/IEC 17025:2005 Endereço Address Contacto Contact Telefone Fax E-mail Internet Rua Eça de Queiroz, 1-C

Leia mais

ESTUDO SOBRE LOGÍSTICA REVERSA DE ELETROELETRÔNICOS NO BRASIL, ESTADOS UNIDOS, UNIÃO EUROPÉIA E JAPÃO: ANÁLISE COMPARATIVA.

ESTUDO SOBRE LOGÍSTICA REVERSA DE ELETROELETRÔNICOS NO BRASIL, ESTADOS UNIDOS, UNIÃO EUROPÉIA E JAPÃO: ANÁLISE COMPARATIVA. ESTUDO SOBRE LOGÍSTICA REVERSA DE ELETROELETRÔNICOS NO BRASIL, ESTADOS UNIDOS, UNIÃO EUROPÉIA E JAPÃO: ANÁLISE COMPARATIVA. Felipe de Carvalho Matarucco (Faculdade de Tecnologia da Zona Leste FATECZL SP)

Leia mais

light solution MASTERColour CDM-T Elite MW

light solution MASTERColour CDM-T Elite MW The most energyefficient sparkling white light solution MASTERColour CDM-T Elite MW The medium wattage lighting system that gives superior, longer-lasting white light for both indoor and outdoor use Benefícios

Leia mais

Development of Evaluation and Monitoring Methods (1): Top Down. (Cálculos Agregados) 17 de Janeiro de 2008 ISR-Universidade de Coimbra 1

Development of Evaluation and Monitoring Methods (1): Top Down. (Cálculos Agregados) 17 de Janeiro de 2008 ISR-Universidade de Coimbra 1 Development of Evaluation and Monitoring Methods (1): Top Down (Cálculos Agregados) 17 de Janeiro de 2008 ISR-Universidade de Coimbra 1 ESD Annex IV A top-down calculation method means that the amount

Leia mais

Memory Module MMF-02. Modulo de Memoria MMF-02. Módulo de Memória MMF-02 CFW70X

Memory Module MMF-02. Modulo de Memoria MMF-02. Módulo de Memória MMF-02 CFW70X Motors Automation Energy Transmission & Distribution Coatings Memory Module MMF-02 Modulo de Memoria MMF-02 Módulo de Memória MMF-02 CFW70X Installation, Configuration and Operation Guide Guía de Instalación,

Leia mais

Ficha de Dados de Segurança de Materiais. Ministério do Trabalho dos EUA. Seção I. Seção II Perigos da substância/elementos de identificação

Ficha de Dados de Segurança de Materiais. Ministério do Trabalho dos EUA. Seção I. Seção II Perigos da substância/elementos de identificação Ficha de Dados de Segurança de Materiais Pode ser usada para cumprir com a Norma de Comunicação de Riscos da OSHA, 29 CFR 1910.1200. Deve consultar os requisitos específicos da Norma IDENTIFICAÇÃO (Como

Leia mais

Hotel Cruz Alta Repouse com serenidade e conforto / Rest with serenity and comfort

Hotel Cruz Alta Repouse com serenidade e conforto / Rest with serenity and comfort A MAIOR OFERTA hoteleira em fátima FATIMA S LARGEST HOTEL GROUP Localização / Location (N39 o 37 42 W8 o 40 30 ) Junto ao jardins do Santuário de Fátima e da nova Basílica da Santíssima Trindade muita

Leia mais

Guia de Instalação Rápida TEW-639GR H/W: V1.0R

Guia de Instalação Rápida TEW-639GR H/W: V1.0R Guia de Instalação Rápida TEW-639GR H/W: V1.0R Table Índice of Contents Português... 1. Antes de Iniciar... 2. Instalação de Hardware... 3. Configurando o Roteador Wireless... Troubleshooting... 1 1 2

Leia mais

Study Of Quality And Reliability Of Welding Process Reflow Component Technology BGA

Study Of Quality And Reliability Of Welding Process Reflow Component Technology BGA Study Of Quality And Reliability Of Welding Process Reflow Component Technology BGA Robson Marques Costa 1*, Jandecy Cabral Leite 2*, Antonio da Silva Vieira 1, Raimundo Valdan Pereira Lopes 1, Roberto

Leia mais

Relatório de Ensaios. No. BR1400242 Rev. 0

Relatório de Ensaios. No. BR1400242 Rev. 0 Pag1 de 5 VIDEOLAR SA Av Abiurana, 1616- Distrito Industrial Manaus- AM SGS Ordem No : 4520-00004952-001 Origem : Brasil Data de Validade da Amostra : 01/06/2016 Data de Fabricação da Amostra : 01/06/2014

Leia mais

Riscos e Vantagens na Gestão Global da Cadeia de Suprimentos

Riscos e Vantagens na Gestão Global da Cadeia de Suprimentos Riscos e Vantagens na Gestão Global da Cadeia de Suprimentos Risks and Advantages of Global Supply Chain Management Luiz Evangelista Gerente de Gestão de Ativos Asset Management Manager CHEP do Brasil

Leia mais

EC2. betão armado. aço para. aço para betão pré-esforçado EC2. remete para EN. EC2 remete para EN 10080

EC2. betão armado. aço para. aço para betão pré-esforçado EC2. remete para EN. EC2 remete para EN 10080 EC2 Betão armado Betão pré-esforçado 3.2 Reinforcing steel 3.2.1 General 3.2.2 Properties 3.2.3 Strength 3.2.4 Ductility characteristics 3.2.5 Welding 3.2.6 Fatigue 3.2.7 Design assumptions 3.3 Prestressing

Leia mais

Reciclagem de Placas de Circuito Impresso de Resíduos Electrónicos Projecto Financiamento: LNEG - UPCS Carlos Nogueira Paula Oliveira IST Fernanda Margarido Filipa Taborda Marta Cabral Ricardo Abrantes

Leia mais

IEP Presentation. Main working domains. IEP Presentation. Testing laboratories. Testing laboratories

IEP Presentation. Main working domains. IEP Presentation. Testing laboratories. Testing laboratories CIMi2010 - Metrology and Industry International Conference Porto, 17 19 March 2010 A Internet ao serviço da Metrologia: um espaço na Web de partilha de informações relacionadas com a Ciência da Medição

Leia mais

APRESENTAÇÃO. ABNT CB-3 Comitê Brasileiro de Eletricidade Comissão de Estudo CE 03:064.01 Instalações Elétricas de Baixa Tensão NBR 5410

APRESENTAÇÃO. ABNT CB-3 Comitê Brasileiro de Eletricidade Comissão de Estudo CE 03:064.01 Instalações Elétricas de Baixa Tensão NBR 5410 APRESENTAÇÃO ABNT CB-3 Comitê Brasileiro de Eletricidade Comissão de Estudo CE 03:064.01 Instalações Elétricas de Baixa Tensão NBR 5410 Instalações elétricas de baixa tensão NBR 5410:1997 NBR 5410:2004

Leia mais

AbineeTec 2015. Seminário Sustentabilidade. Gestão e Tecnologias Disponíveis para. Logística Reversa e Reciclagem UMICORE BRASIL LTDA.

AbineeTec 2015. Seminário Sustentabilidade. Gestão e Tecnologias Disponíveis para. Logística Reversa e Reciclagem UMICORE BRASIL LTDA. AbineeTec 2015 Seminário Sustentabilidade Gestão e Tecnologias Disponíveis para Logística Reversa e Reciclagem UMICORE BRASIL LTDA set/14 Ricardo Rodrigues Umicore Brasil Ltda Março/15 Grupo Umicore Fluxo

Leia mais

Guia de Instalação Rápida TV-M7 H/W: A1

Guia de Instalação Rápida TV-M7 H/W: A1 Guia de Instalação Rápida TV-M7 H/W: A1 Table Índice of Contents... 1. Antes de Iniciar... 2. Instalação do Hardware... 3. Configurações Wireless... 4. Adicionar Câmera IP... 5. Funções do Controle Remoto...

Leia mais

REDUZA. REUTILIZE. RECICLE! NADA SE PERDE. TUDO SE TRANSFORMA. NOTHING GOES TO WASTE. EVERYTHING TRANSFORMS. PENSE VERDE. THINK GREEN é um movimento em torno de tudo o que pode ser reciclado. A pedra é

Leia mais