MOBILIDADE URBANA NO BRASIL: DESAFIOS E SOLUÇÕES DEPUTADO FEDERAL JORGE CÔRTE REAL NOVEMBRO/2013

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "MOBILIDADE URBANA NO BRASIL: DESAFIOS E SOLUÇÕES DEPUTADO FEDERAL JORGE CÔRTE REAL NOVEMBRO/2013"

Transcrição

1 MOBILIDADE URBANA NO BRASIL: DESAFIOS E SOLUÇÕES DEPUTADO FEDERAL JORGE CÔRTE REAL NOVEMBRO/2013

2 O problema da mobilidade é comum a todos os grandes centros urbanos. Afeta o desenvolvimento do País ao restringir o fluxo de pessoas, bens e ideias, resultando em menos produtividade, inovação e qualidade de vida. CNI (2012)

3 PAÍSES SELECIONADOS: POPULAÇÃO URBANA COMO % DA POPULAÇÃO TOTAL PAÍS POPULAÇÃO URBANA (% DO TOTAL) BRASIL 85,0 MÉXICO 78,0 ESTADOS UNIDOS 83,0 CANADÁ 81,0 FONTE: WORLD BANK

4 VANTAGENS DA URBANIZAÇÃO 1. POUCOS PAÍSES TÊM TRANSITADO DA POBREZA PARA A PROSPERIDADE SEM PASSAR PELO PROCESSO DE URBANIZAÇÃO; 2. A URBANIZAÇÃO OFERECE OPORTUNIDADE DE PROGRESSO ECONÔMICO E CHANCE DE MUDANÇAS NA DIREÇÃO DE UMA SOCIEDADE ABERTA, INOVADORA, INCLUSIVA E DEMOCRÁTICA; 3. A URBANIZAÇÃO FACILITA A DIFUSÃO DE CONHECIMENTO E DE NOVAS IDEIAS ACERCA DE IGUALDADE E OPORTUNIDADE E CONFERE ENSEJO DE MANIFESTAÇÃO À MULTIPLICIDADE E DIVERSIDADE DE ATORES, O QUE CONSTITUE O VEÍCULO DA MUDANÇA E DO APERFEIÇOAMENTO DA PRÁTICA POLÍTICA.

5 O EQUILÍBRIO ENTRE AS FORÇAS QUE MOLDAM AS CIDADES SEGUNDO O BANCO MUNDIAL, UMA CIDADE É O RESULTADO DO EQUILÍBRIO ENTRE TRÊS FORÇAS: A ESTRUTURA FÍSICA, A INTERAÇÃO HUMANA E A POLÍTICA PÚBLICA. A INSUFICIÊNCIA DA ESTRUTURA FÍSICA E OS ERROS DA POLÍTICA PÚBLICA OCASIONAM PREJUIZOS À INTERAÇÃO HUMANA E AO PROGRESSO DAS CIDADES. NO CASO DAS GRANDES CIDADES BRASILEIRAS, É CLARO O DESEQUILÍBRIO DA INFRAESTRUTURA DE MOBILIDADE.

6 BRASIL: RAZÕES PARA O DESEQUILÍBRIO 1. NOS ÚLTIMOS DEZ ANOS (2002/2012) O ESTOQUE DE VEÍCULOS CRESCEU 105%; 2. VERBAS PÚBLICAS PARA POLÍTICAS DE TRANSPORTE COLETIVO E INFRAESTRUTURA URBANA SÃO, ALÉM DE ESCASSAS, SUJEITAS À DIFICULDADE DE GERENCIAR INVESTIMENTOS COMUNS ÀS TRÊS ESFERAS DE GOVERNO NO PAÍS; 3. NO ANO PASSADO, HAVIA R$ 2,8 BILHÕES DISPONÍVEIS NA LEI ORÇAMENTÁRIA, O MAIOR MONTANTE JÁ PROGRAMADO NOS ÚLTIMOS DEZ ANOS. JÁ A EXECUÇÃO NÃO PASSOU DE R$ 271 MILHÕES, MENOS DE 10% DO ORÇADO. É VIRTUALMENTE NADA EM UM UNIVERSO DE GASTOS FEDERAIS DE R$ 805 BILHÕES.

7 BRASIL: RAZÕES PARA O DESEQUILÍBRIO Extensão do metrô nas cidades brasileiras (km) FONTE: DISPONÍVEL EM

8 BRASIL: RAZÕES PARA O DESEQUILÍBRIO Extensão do metrô em cidades do mundo (km) FONTE: DISPONÍVEL EM

9 BRASIL: RAZÕES PARA O DESEQUILÍBRIO EXTENSÕES DE METRÔS EM GRANDES CIDADES DO MUNDO CIDADE EXTENSÃO DO METRÔ (KM) POPULAÇÃO (MILHÃO) SANTIAGO 94,2 6,015 SÃO PAULO 74,3 20,186 SEUL 286,0 22,547 N. YORK 418,0 20,464 SHANGAI 420,0 20,860 MÉXICO (CIDADE) 202,0 19,463 LONDRES 408,0 8,586 RECIFE 39,5 3,756 R. DE JANEIRO 42,0 12,043 FONTES:

10 BRASIL: RAZÕES PARA O DESEQUILÍBRIO EM VALORES CORRIGIDOS PELA INFLAÇÃO, OS 15 MUNICÍPIOS COM MAIS DE 1 MILHÃO DE HABITANTES (EXCLUINDO-SE O DISTRITO FEDERAL) GASTARAM EM TRANSPORTE (2008/2012) R$ 3 BILHÕES - DOS QUAIS R$ 2,3 BILHÕES SÓ EM SÃO PAULO. (ESPECIAL F. S. PAULO 12/10/2013 )

11 EFEITOS DOS DESEQUILÍBRIOS SOBRE A MOBILIDADE ELABORAÇÃO - IPEA

12 DESAFIOS DA MOBILIDADE URBANA NO BRASIL FONTE: CNI/ CIDADES: MOBILIDADE, HABITAÇÃO E ESCALA UM CHAMADO À AÇÃO

13 A VISÃO DA CNI SEGUNDO ESTUDO DA CNI, AS REGIÕES METROPOLITANAS DO BRASIL OPTARAM PELA HEGEMONIA RODOVIÁRIA NA ESTRUTURAÇÃO DA MANCHA OCUPADA, DETERMINANDO BAIXA DENSIDADE E ALTO CUSTO DA PRESTAÇÃO DOS SERVIÇOS PÚBLICOS ESSENCIAIS. DESAFIO Buscarem se novos modelos de desenvolvimento urbano que contemplem a universalização da presença governamental em toda a cidade.

14 A VISÃO DA CNI MELHORAR AS CONDIÇÕES DA MOBILIDADE NAS GRANDES CIDADES E SITUÁ-LA EM PATAMAR COMPATÍVEL COM AS CONDIÇÕES POLÍTICO-ECONÔMICAS DO BRASIL DE HOJE. DESAFIO - Como condição essencial, é indispensável garantir boa qualidade para os deslocamentos impositivos quotidianos casa-trabalho, os quais alcançam mais da metade dos deslocamentos urbanos.

15 A VISÃO DA CNI A EXPECTATIVA DE DEMANDA FUTURA POR MORADIA NO PAÍS É DE 1,5 MILHÃO/ANO, NO HORIZONTE DOS PRÓXIMOS DEZ ANOS, SEGUNDO CÁLCULOS DO MINISTÉRIO DAS CIDADES. DESAFIO Reverter a tendência das metrópoles brasileiras que têm experimentado uma expansão com desadensamento demográfico claramente contrária à universalização dos serviços públicos.

16 A VISÃO DA CNI A DIMENSÃO DO TRANSPORTE INDIVIDUAL COMO CLARAMENTE PERTURBADOR DO AMBIENTE, SEJA PELO CONSUMO ENERGÉTICO, SEJA PELA POLUIÇÃO, SEJA PELA DISPERSÃO URBANA, ENCORAJA A FORMULAÇÃO DE PROPOSIÇÕES QUE O ANULEM. CONTUDO, NÃO DEIXAM DE SER IRREALISTAS, O QUE, DE CERTO MODO, ENFRAQUECEM A PRÓPRIA CRÍTICA E SUAS EVENTUAIS PROPOSTAS ALTERNATIVAS. DESAFIO - O uso do automóvel como estrutura de mobilidade, mesmo que mudanças tecnológicas o tornem menos consumidor de energia e menos poluente, manterá outras consequências sobre a cidade que enfraquecem o papel libertário ao qual este ícone do século XX esteve associado desde o início de sua produção massiva.

17 A VISÃO DA CNI AS NOSSAS CIDADES GRANDES, COMO SABEMOS, NÃO INVESTIRAM EM UM SISTEMA DE TRANSPORTE PÚBLICO COMPATÍVEL, QUE OFEREÇA CONFORTO, CONFIABILIDADE E RAPIDEZ PARA OS DESLOCAMENTOS DIÁRIOS IMPOSITIVOS CASA - TRABALHO E CASA-ESTUDO DESAFIO - Melhorar as condições do transporte coletivo e situálo em patamar de qualidade e conforto compatível com as condições político-econômicas do Brasil de hoje, este é importante desafio, talvez o mais relevante, a ser enfrentado pela mobilidade urbana.

18 SOLUÇÕES VOZES DO DEBATE 1. DIVISÃO DO SISTEMA VIÁRIO ENTRE PEDESTRES, TRANSPORTE PARTICULAR E TRANSPORTE PÚBLICO (LEI DA MOBILIDADE 30% PARA AUTOMÓVEIS); 2. CAPACITAR OS MUNICÍPIOS PARA ATENDEREM ÀS EXIGENCIAS DE PLANIFICAÇÃO PREVISTAS NA LEI DA MOBILIDADE; 3. REVITALIZAÇÃO DOS CENTROS DAS CIDADES PARA APROXIMAR OS TRABALHADORES DOS SEUS EMPREGOS; 4. CONSCIENTIZAÇÃO DA CLASSE MÉDIA (O AUTOMÓVEL COMO INSTRUMENTO DE AUTO REPRODUÇÃO SOCIAL); 5. IMPLANTAÇÃO DE CORREDORES DE ÔNIBUS (93% DE APROVAÇÃO EM SÃO PAULO);

19 SOLUÇÕES VOZES DO DEBATE 6. IMPLANTAÇÃO DE PEDÁGIOS NOS ACESSOS AOS CENTROS DAS CIDADES; 7. SOBREPREÇO PARA A GASOLINA NAS GRANDES CIDADES COMO A COLOMBIA NO PRESENTE (20%) E SEUL NO PASSADO; 8. INVESTIR FORTEMENTE NO TRANSPORTE PÚBLICO COM QUALIDADE, CAPACIDADE E SEGURANÇA (VLT, BRT); 9. DRÁSTICA MUDANÇA NA POLÍTICA DE TRANSPORTE: MAIS TRANSPORTE PÚBLICO, MENOS TRANSPORTE PRIVADO; (DIFÍCIL, POR CAUSA DA RELAÇÃO TRANSPORTE INDÚSTRIA CRESCIMENTO); 10. PROMOVER O ADENSAMENTO DAS CIDADES.

20 OBRIGADO

Mobilidade Urbana: tendências e desafios Apresentador: Carlos Henrique Ribeiro de Carvalho Pesquisador do IPEA.

Mobilidade Urbana: tendências e desafios Apresentador: Carlos Henrique Ribeiro de Carvalho Pesquisador do IPEA. Brasilia, Novembro/2013 Mobilidade Urbana: tendências e desafios Apresentador: Carlos Henrique Ribeiro de Carvalho Pesquisador do IPEA. Alterações do padrão de mobilidade urbana no Brasil Milhões de viagens/ano

Leia mais

Cidades e Uso do Espaço Público.

Cidades e Uso do Espaço Público. Cidades e Uso do Espaço Público. Passado, Presente e Futuro. Jonas Hagen e José Lobo, Setembro 2009. Dia Mundial sem Carros. Rio de Janeiro, 2009. Dias Sem Carro Uma oportunidade para refletir sobre a

Leia mais

Mobilidade Urbana. Aspectos Gerais Infraestrutura PMUS Além de Infraestrutura Novos Caminhos

Mobilidade Urbana. Aspectos Gerais Infraestrutura PMUS Além de Infraestrutura Novos Caminhos Mobilidade Urbana Mobilidade Urbana Aspectos Gerais Infraestrutura PMUS Além de Infraestrutura Novos Caminhos Aspectos Gerais LEI Nº 12.587, DE 3 DE JANEIRO DE 2012, Política Nacional de Mobilidade Urbana

Leia mais

para uma cidade melhor

para uma cidade melhor PLANO DE MOBILIDADE URBANA DE SÃO CARLOS A participação da sociedade A participação da sociedade para uma cidade melhor Problemas urbanos Perda de tempo e dinheiro Viagens sem conforto Maior risco de

Leia mais

Demanda por Investimentos em Mobilidade Urbana Brasil/ ª Semana de Tecnologia Metroferroviária - AEAMESP setembro/2015

Demanda por Investimentos em Mobilidade Urbana Brasil/ ª Semana de Tecnologia Metroferroviária - AEAMESP setembro/2015 Demanda por Investimentos em Mobilidade Urbana Brasil/2014 21ª Semana de Tecnologia Metroferroviária - AEAMESP setembro/2015 AS PERGUNTAS Qual é o DÉFICIT de Infraestrutura de Mobilidade Urbana do BRASIL?

Leia mais

A importância da mudança modal para tirar São Paulo da contramão. Autora: Arqta. Melissa Belato Fortes Co-autora: Arqta. Denise H. S.

A importância da mudança modal para tirar São Paulo da contramão. Autora: Arqta. Melissa Belato Fortes Co-autora: Arqta. Denise H. S. A importância da mudança modal para tirar São Paulo da contramão Autora: Arqta. Melissa Belato Fortes Co-autora: Arqta. Denise H. S. Duarte Objeto da pesquisa Relação entre adensamento, multifuncionalidade

Leia mais

Transportes na cidade contemporânea

Transportes na cidade contemporânea Transportes na cidade contemporânea Luis Antonio Lindau, PhD Diretor presidente Motorização impõe um grande desafio urbano! Autos/1000 hab Situação das metrópoles brasileiras (2013) Padrão de urbanização

Leia mais

O MTUR e a Copa 2014 Copa do Mundo da FIFA 2014 Encontro Econômico Brasil- Alemanha 2009 Vitória ES - Brasil 30 de agosto a 1º de setembro

O MTUR e a Copa 2014 Copa do Mundo da FIFA 2014 Encontro Econômico Brasil- Alemanha 2009 Vitória ES - Brasil 30 de agosto a 1º de setembro Copa do Mundo da FIFA Encontro Econômico Brasil- Alemanha 2009 2014 Vitória ES - Brasil 30 de agosto a 1º de setembro O MTUR e a Ponto de partida : garantias oferecidas pelo governo federal, estados e

Leia mais

Monot o r t iliho Um U a m a I no n v o a v ç a ã ç o ã e m e mtr T a r n a s n porte

Monot o r t iliho Um U a m a I no n v o a v ç a ã ç o ã e m e mtr T a r n a s n porte Monotrilho Uma Inovação em Transporte Estudos recentes apontam para o desperdício de 43% 43% do combustível em Automóveis devido a dificuldade no transito. (Sant Ana,2005). Com mais de 50% da população

Leia mais

ATUALIDADE S. Prof. Roberto. Um desafio ATUAL.

ATUALIDADE S. Prof. Roberto. Um desafio ATUAL. ATUALIDADE S Prof. Roberto Um desafio ATUAL. MOBILIDADE URBANA Todas as atividades dependem de um bom deslocamento na cidade! Ir a escola; Ir ao Trabalho; Frequentar uma academia; Usar um posto de saúde;

Leia mais

INTERAÇÕES ESPACIAIS E A QUESTÃO DO TRANSPORTE PÚBLICO: proposições nos municípios de São Luís, São José de Ribamar, Raposa e Paço do Lumiar

INTERAÇÕES ESPACIAIS E A QUESTÃO DO TRANSPORTE PÚBLICO: proposições nos municípios de São Luís, São José de Ribamar, Raposa e Paço do Lumiar INTERAÇÕES ESPACIAIS E A QUESTÃO DO TRANSPORTE PÚBLICO: proposições nos municípios de São Luís, São José de Ribamar, Raposa e Paço do Lumiar Juan Guilherme Costa Siqueira (UEMA) Juan_siqueira16@Hotmail.com

Leia mais

AVALIAÇÃO DE GEOGRAFIA I

AVALIAÇÃO DE GEOGRAFIA I AVALIAÇÃO DE GEOGRAFIA I Data: 27/04/2012 Aluno(a): n 0 ano: 7º turma: NOTA: Prof.(a): Haide Mayumi Handa Honda Ciente do Responsável: Data: / /2012 Instruções: 1. Esta avaliação contém 5 páginas e 10

Leia mais

O impacto da integração tarifária na mobilidade urbana da RMSP. Lucas Alonso 21ª AEAMESP SEMANA DE TECNOLOGIA METROFERROVIÁRIA

O impacto da integração tarifária na mobilidade urbana da RMSP. Lucas Alonso 21ª AEAMESP SEMANA DE TECNOLOGIA METROFERROVIÁRIA O impacto da integração tarifária na mobilidade urbana da RMSP Lucas Alonso 21ª SEMANA DE TECNOLOGIA METROFERROVIÁRIA AEAMESP O impacto da integração tarifária na mobilidade urbana da RMSP 2 Análise da

Leia mais

SITUAÇÃO DA MOBILIDADE URBANA DO PAÍS: COMO EVOLUIR?

SITUAÇÃO DA MOBILIDADE URBANA DO PAÍS: COMO EVOLUIR? SITUAÇÃO DA MOBILIDADE URBANA DO PAÍS: COMO EVOLUIR? Mobilidade Urbana Tema que afeta toda população e reduz a qualidade de vida nas cidades Frota de veículos nas metrópoles teve crescimento médio de 77%

Leia mais

X Seminário Nacional Metroferroviário Projetos em implantação

X Seminário Nacional Metroferroviário Projetos em implantação X Seminário Nacional Metroferroviário Projetos em implantação Jurandir Fernandes Secretário dos Transportes Metropolitanos Estado de São Paulo ANTP Rio de Janeiro, 12/03/2014 Rede metropolitana em andamento

Leia mais

DISCIPLINAMENTO DA CIRCULAÇÃO DE VEÍCULOS DE CARGA CENTRO HISTÓRICO DE PORTO ALEGRE

DISCIPLINAMENTO DA CIRCULAÇÃO DE VEÍCULOS DE CARGA CENTRO HISTÓRICO DE PORTO ALEGRE DISCIPLINAMENTO DA CIRCULAÇÃO DE VEÍCULOS DE CARGA CENTRO HISTÓRICO DE PORTO ALEGRE Diagnóstico Perturbações na fluidez Grandes dimensões Manobras lentas Raio de giro restrito Remoção difícil em caso de

Leia mais

Comunidades Planejadas e Propostas em Mobilidade Urbana X A Política de Desenvolvimento Urbano

Comunidades Planejadas e Propostas em Mobilidade Urbana X A Política de Desenvolvimento Urbano Comunidades Planejadas e Propostas em Mobilidade Urbana X A Política de Desenvolvimento Urbano Brasília, 07 de maio de 2015 Roteiro 1. A Política Nacional de Desenvolvimento Urbano 2. Avanços institucionais

Leia mais

IV SIMT Pensando as cidades do futuro. Cidades inteligentes e inovação tecnológica 25 de Outubro de 2016

IV SIMT Pensando as cidades do futuro. Cidades inteligentes e inovação tecnológica 25 de Outubro de 2016 IV SIMT Pensando as cidades do futuro Cidades inteligentes e inovação tecnológica 25 de Outubro de 2016 Prefeitura do Rio de Janeiro Secretaria Especial de Concessões e Parcerias Público-Privadas AGENDA

Leia mais

Fomento ao Transporte de Passageiros sobre Trilhos Desafio a enfrentar na Mobilidade Urbana

Fomento ao Transporte de Passageiros sobre Trilhos Desafio a enfrentar na Mobilidade Urbana Fomento ao Transporte de Passageiros sobre Trilhos Desafio a enfrentar na Mobilidade Urbana Renato de S. Meirell es, Presidente CAF Brasil m e i r e l l e s. r e n a t o @ c a f b r a s i l. c o m. b r

Leia mais

15º. Encontro da Empresas de Fretamento e Turismo Eduardo A. Vasconcellos. Transporte por fretamento e mobilidade

15º. Encontro da Empresas de Fretamento e Turismo Eduardo A. Vasconcellos. Transporte por fretamento e mobilidade O fretamento hoje nas grandes cidades Participação do fretamento nas viagens, cidades selecionadas do Brasil 25,0 Participação do fretamento nas viagens 20,0 15,0 10,0 5,0 0,0 1,0 2,3 0,2 0,5 5,8 2,2 2,0

Leia mais

PLANO DE MOBILIDADE URBANA DE SÃO PAULO

PLANO DE MOBILIDADE URBANA DE SÃO PAULO PLANO DE MOBILIDADE URBANA DE SÃO PAULO setembro 2014 Plano de Mobilidade Urbana de São Paulo Documentos de referência referências Plano Municipal de Circulação Viária e de Transporte - 2003 Consolidou

Leia mais

A Regulação da Mobilidade Urbana. Mobilidade Urbana Desafios e Perspectivas para as Cidades Brasileiras Rio de Janeiro, 7 de novembro de 2014

A Regulação da Mobilidade Urbana. Mobilidade Urbana Desafios e Perspectivas para as Cidades Brasileiras Rio de Janeiro, 7 de novembro de 2014 A Regulação da Mobilidade Urbana Mobilidade Urbana Desafios e Perspectivas para as Cidades Brasileiras Rio de Janeiro, 7 de novembro de 2014 Estrutura da Apresentação Linhas Gerais da Regulação de Mobilidade

Leia mais

Mobilidade urbana: tendências e desafios Apresentador: Carlos Henrique Ribeiro de Carvalho Pesquisador do IPEA.

Mobilidade urbana: tendências e desafios Apresentador: Carlos Henrique Ribeiro de Carvalho Pesquisador do IPEA. São Paulo, Novembro/2013 Mobilidade urbana: tendências e desafios Apresentador: Carlos Henrique Ribeiro de Carvalho Pesquisador do IPEA. Deslocamentos urbanos no Brasil: tendências recentes Fonte: Ipea

Leia mais

Breve panorama da Mobilidade Urbana no Brasil - Investimentos. - Contexto - Investimentos - Imagens - Desafios

Breve panorama da Mobilidade Urbana no Brasil - Investimentos. - Contexto - Investimentos - Imagens - Desafios Breve panorama da Mobilidade Urbana no Brasil - Investimentos - Contexto - Investimentos - Imagens - Desafios -Transporte integrado ao desenvolvimento urbano. - Redução das deseconomias urbanas da circulação.

Leia mais

Associação Nacional dos Transportadores de Passageiros sobre Trilhos - ANPTrilhos

Associação Nacional dos Transportadores de Passageiros sobre Trilhos - ANPTrilhos Associação Nacional dos Transportadores de Passageiros sobre Trilhos - ANPTrilhos XVII Assembleia Geral da CIT 27 e 28/06/2012 - Manaus/AM Sávio Neves Diretor Institucional ANPTrilhos Presidente ABOTTc

Leia mais

II ENCUENTRO INTERNACIONAL INCLUSIÓN SOCIAL EN LOS METROS LA INCLUSIÓN SOCIAL EM SISTEMAS DE TRANSPORTE LA EXPERIENCIA BRASILEÑA

II ENCUENTRO INTERNACIONAL INCLUSIÓN SOCIAL EN LOS METROS LA INCLUSIÓN SOCIAL EM SISTEMAS DE TRANSPORTE LA EXPERIENCIA BRASILEÑA II ENCUENTRO INTERNACIONAL INCLUSIÓN SOCIAL EN LOS METROS LA INCLUSIÓN SOCIAL EM SISTEMAS DE TRANSPORTE LA EXPERIENCIA BRASILEÑA LIMA, DICIEMBRE del 2012 Prof. Dr. Emilio Merino INDICE 1. Que es la movilidad

Leia mais

Parcerias Público- Privadas do Rio de Janeiro. Rio Metropolitano. Jorge Arraes. 09 de julho 2015

Parcerias Público- Privadas do Rio de Janeiro. Rio Metropolitano. Jorge Arraes. 09 de julho 2015 Parcerias Público- Privadas do Rio de Janeiro Rio Metropolitano Jorge Arraes 09 de julho 2015 Prefeitura do Rio de Janeiro Secretaria Especial de Concessões e Parcerias Público-Privadas Em 2009, institucionalizou-se

Leia mais

Mapa do Desenvolvimento do Estado do Rio de Janeiro. Guilherme Mercês

Mapa do Desenvolvimento do Estado do Rio de Janeiro. Guilherme Mercês Mapa do Desenvolvimento do Estado do Rio de Janeiro Guilherme Mercês 27 de Setembro de 2016 Contas Públicas Variáveis estruturais estão na base da crise fiscal do estado do Rio de Janeiro e do Brasil.

Leia mais

20ª Semana de Tecnologia Metroferroviária. O BNDES e a Mobilidade Urbana. Setembro/2014

20ª Semana de Tecnologia Metroferroviária. O BNDES e a Mobilidade Urbana. Setembro/2014 20ª Semana de Tecnologia Metroferroviária O BNDES e a Mobilidade Urbana Setembro/2014 Contextualização A taxa de motorização no Brasil cresceu de 14 carros / 100 habitantes em 2001 para 26 carros / 100

Leia mais

Déficit Habitacional. Vladimir Fernandes Maciel. Pesquisador do Núcleo N. de Pesquisas em Qualidade de Vida NPQV Universidade Presbiteriana Mackenzie

Déficit Habitacional. Vladimir Fernandes Maciel. Pesquisador do Núcleo N. de Pesquisas em Qualidade de Vida NPQV Universidade Presbiteriana Mackenzie Déficit Habitacional Vladimir Fernandes Maciel Pesquisador do Núcleo N de Pesquisas em Qualidade de Vida NPQV Universidade Presbiteriana Mackenzie 15/05/2006 Semana da FCECA 1 Estrutura do Workshop Motivação

Leia mais

Transporte Coletivo: Chegando mais rápido ao futuro. Repensar Mobilidade em Transporte Coletivo

Transporte Coletivo: Chegando mais rápido ao futuro. Repensar Mobilidade em Transporte Coletivo Repensar Mobilidade em Transporte Coletivo As Cidades mudaram População mudou A Economia mudou Os Meios de Transportes mudaram E nós? Ainda pensamos igual ao passado? Em TRANSPORTE COLETIVO chega-se ao

Leia mais

GIANCARLO GERLI GOVERNADOR DO CONSELHO MUNDIAL DA ÁGUA São Paulo, 08 de outubro de 2013

GIANCARLO GERLI GOVERNADOR DO CONSELHO MUNDIAL DA ÁGUA São Paulo, 08 de outubro de 2013 GIANCARLO GERLI GOVERNADOR DO CONSELHO MUNDIAL DA ÁGUA São Paulo, 08 de outubro de 2013 DISTRIBUIÇÃO DE ÁGUA DOCE NO MUNDO DISTRIBUIÇÃO DA ÁGUA DOCE E SALGADA 97,5 8% 22% 70% 2,5 Indústria Agricultura

Leia mais

POLÍTICAS PÚBLICAS Aula 12. Prof. a Dr. a Maria das Graças Rua

POLÍTICAS PÚBLICAS Aula 12. Prof. a Dr. a Maria das Graças Rua POLÍTICAS PÚBLICAS Aula 12 Prof. a Dr. a Maria das Graças Rua PROGRAMA DE ACELERAÇÃO DO CRESCIMENTO (PAC), criado pelo Decreto 6.025/2007 que define a estrutura formal da sua gestão. PAC medidas de estímulo

Leia mais

Políticas para estimular a oferta de habitações CÂMARA BRASILEIRA DA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO

Políticas para estimular a oferta de habitações CÂMARA BRASILEIRA DA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO Políticas para estimular a oferta de habitações CÂMARA BRASILEIRA DA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO Luis Fernando M. Mendes Economista da CBIC Cancun - México 12/07/2011 Representante nacional e internacional

Leia mais

O transporte urbano no Brasil

O transporte urbano no Brasil 1 de 5 23-07-2012 10:29 Imprimir página «Voltar MEIO AMBIENTE O transporte urbano no Brasil Uma política diferente de mobilidade deveria reduzir os benefícios e subsídios ao transporte individual, garantir

Leia mais

MOBILIDADE METROPOLITANA E PROJETO URBANO

MOBILIDADE METROPOLITANA E PROJETO URBANO MOBILIDADE METROPOLITANA E PROJETO URBANO SEMINÁRIO RIO METROPOLITANO: DESAFIOS COMPARTILHADOS O FUTURO DA MOBILIDADE NA METRÓPOLE VERTICALIDADES Aspectos metropolitanos HORIZONTALIDADES Interações entre

Leia mais

Infraestrutura Econômica e Desenvolvimento: Transportes, Energia e TICs

Infraestrutura Econômica e Desenvolvimento: Transportes, Energia e TICs Infraestrutura Econômica e Desenvolvimento: Transportes, Energia e TICs Fabiano Mezadre Pompermayer Diretoria de Estudos e Políticas Setoriais, Inovação, Produção e Infraestrutura IPEA Instituto de Pesquisa

Leia mais

MUNICÍPIO DE SÃO PAULO

MUNICÍPIO DE SÃO PAULO REGIÃO METROPOLITANA DE SP 39 municípios 8.051 km 2 de área 0,1% do Brasil 20,0 milhões de habitantes 11% do Brasil U$ 261,6 bilhões / ano de PIB 19,1% do Brasil 8,8 milhões de empregos 5,2 milhões de

Leia mais

Política Nacional de Mobilidade Urbana

Política Nacional de Mobilidade Urbana Ministério das Cidades SeMOB - Secretaria Nacional de Transportes e da Mobilidade Urbana Política Nacional de Mobilidade Urbana Setembro 2013 A Presidência da República sancionou a Lei nº 12.587, em 3

Leia mais

Apresentação de Fernando Varella Economista e Diretor da Protec

Apresentação de Fernando Varella Economista e Diretor da Protec Comprometimento dos Recursos Financeiros do Governo com os Juros da Dívida Pública X Insuficientes Recursos para Inovação e Desenvolvimento Tecnológico Apresentação de Fernando Varella Economista e Diretor

Leia mais

O TRANSPORTE RODOVIÁRIO TENDÊNCIAS ANTÓNIO MOUSINHO

O TRANSPORTE RODOVIÁRIO TENDÊNCIAS ANTÓNIO MOUSINHO O TRANSPORTE RODOVIÁRIO TENDÊNCIAS ANTÓNIO MOUSINHO O TRANSPORTE RODOVIÁRIO NA UE 1. INTRODUÇÃO 2. SITUAÇÃO ACTUAL 3. MOBILIDADE SUSTENTÁVEL 4. TRANSPORTES ENERGIA E AMBIENTE 5. INFRAESTRUTURAS 6. CONCLUSÕES

Leia mais

Competitividade na indústria brasileira e momento econômico. Ricardo L. C. Amorim Especialista em Análise Econômica da ABDI

Competitividade na indústria brasileira e momento econômico. Ricardo L. C. Amorim Especialista em Análise Econômica da ABDI Competitividade na indústria brasileira e momento econômico Ricardo L. C. Amorim Especialista em Análise Econômica da ABDI Julho/2016 Evolução do PIB a preços de mercado (em US$ correntes) Fonte: World

Leia mais

USO DO SOLO E ADENSAMENTO AO LONGO DOS CORREDORES DE TRANSPORTE DE BELO HORIZONTE

USO DO SOLO E ADENSAMENTO AO LONGO DOS CORREDORES DE TRANSPORTE DE BELO HORIZONTE USO DO SOLO E ADENSAMENTO AO LONGO DOS CORREDORES DE TRANSPORTE DE BELO HORIZONTE Land use and densification along mass transit corridors in Belo Horizonte Daniel Freitas Prefeitura Municipal de Belo Horizonte

Leia mais

ARCO METROPOLITANO. Ordenamento urbano e desenvolvimento social na Baixada Fluminense. Roberto Kauffmann Conselho Empresarial da Construção Civil

ARCO METROPOLITANO. Ordenamento urbano e desenvolvimento social na Baixada Fluminense. Roberto Kauffmann Conselho Empresarial da Construção Civil ARCO METROPOLITANO Ordenamento urbano e desenvolvimento social na Baixada Fluminense Roberto Kauffmann Conselho Empresarial da Construção Civil 29 de setembro de 2015 Baixada Fluminense I & II Municípios:

Leia mais

São Paulo, setembro de 2010

São Paulo, setembro de 2010 16ª SEMANA DE TECNOLOGIA METRO-FERROVIÁRIA ASSOCIAÇÃO DOS ENGENHEIROS E ARQUITETOS DE METRÔ AEAMESP. SOLUÇÕES DE TRANSPORTE MAIS ADEQUADAS PARA AS CIDADES O BNDES E OS INVESTIMENTOS NO SETOR DE TRANSPORTES

Leia mais

VISÕES DE FUTURO mobilidade urbana na Região Metropolitana do Rio de Janeiro

VISÕES DE FUTURO mobilidade urbana na Região Metropolitana do Rio de Janeiro 13/05/2015 VISÕES DE FUTURO mobilidade urbana na Região Metropolitana do Rio de Janeiro Divisão de Competitividade Industrial e Investimentos Gerência de Competitividade Industrial e Investimentos Diretoria

Leia mais

Instituição: Colégio Mauá Professor: Marcelo Tatsch Disciplina: Geografia

Instituição: Colégio Mauá Professor: Marcelo Tatsch Disciplina: Geografia Otawa - Canadá Washington D.C Cidade do México - México Instituição: Colégio Mauá Professor: Marcelo Tatsch Disciplina: Geografia ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA URBANIZAÇÃO E POPULAÇÃO - formação das metrópoles

Leia mais

FINANCIAMENTO DO TPU VIA TAXAÇÃO DOS COMBUSTÍVEIS

FINANCIAMENTO DO TPU VIA TAXAÇÃO DOS COMBUSTÍVEIS FINANCIAMENTO DO TPU VIA TAXAÇÃO DOS COMBUSTÍVEIS O USO DA CIDE PARA CUSTEIO DO TPU Carlos Henrique Ribeiro de Carvalho Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada - IPEA Gráfico: variação dos preços de tarifas

Leia mais

Curso de Gestão de Mobilidade Urbana Ensaio Crítico Turma 18 Transporte Público coletivo como prioridade

Curso de Gestão de Mobilidade Urbana Ensaio Crítico Turma 18 Transporte Público coletivo como prioridade 1 Curso de Gestão de Mobilidade Urbana Ensaio Crítico Turma 18 Transporte Público coletivo como prioridade Fernando Soares dos Santos (*) O planejamento das cidades para as próximas décadas passa, necessariamente,

Leia mais

Painel 3 Tarifas, financiamento e sustentabilidade do setor

Painel 3 Tarifas, financiamento e sustentabilidade do setor Painel 3 Tarifas, financiamento e sustentabilidade do setor Marcos Bicalho dos Santos Brasília-DF, 01 de junho de 2017 Estrutura da apresentação 1. Tarifa pública x Tarifa de remuneração; 2. Fontes externas

Leia mais

Fortaleza. 5ª cidade em população: 2,45 milhões 9ª colocada em PIB 18ª capital em rendimento mensal total domiciliar per capita nominal (R$ 701,00)

Fortaleza. 5ª cidade em população: 2,45 milhões 9ª colocada em PIB 18ª capital em rendimento mensal total domiciliar per capita nominal (R$ 701,00) 5ª cidade em população: 2,45 milhões 9ª colocada em PIB 18ª capital em rendimento mensal total domiciliar per capita nominal (R$ 701,00) Classificação por renda domiciliar per capita Renda Domiciliar Per

Leia mais

As Olimpíadas. e a Conquista da Cidade. e a Conquista da Cidade

As Olimpíadas. e a Conquista da Cidade. e a Conquista da Cidade Legado Urbano e Ambiental Ações Prioritárias: rias: - Reordenamento do espaço o urbano - Integração do sistema de transporte - Despoluição e controle ambiental - Reabilitação de áreas centrais degradadas

Leia mais

Ciclo de Seminários para o Enem: Mobilidade Urbana e Nacional

Ciclo de Seminários para o Enem: Mobilidade Urbana e Nacional Ciclo de Seminários para o Enem: Mobilidade Urbana e Nacional Diamantina, Outubro de 2016 Mobilidade Urbana 2 Histórico Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri UFVJM 1 Republica (1989

Leia mais

Sistema de Informações da Mobilidade Urbana. Relatório Comparativo

Sistema de Informações da Mobilidade Urbana. Relatório Comparativo Sistema de Informações da Mobilidade Urbana Relatório Comparativo 2003-2012 Julho de 2014 Relatório comparativo 2003/2012 Comentários sobre o período de 10 anos considerado Este relatório apresenta os

Leia mais

Gestão da Demanda. Parauapebas, Novembro de Secretaria Nacional de Transporte e da Mobilidade Urbana. Ministério das Cidades

Gestão da Demanda. Parauapebas, Novembro de Secretaria Nacional de Transporte e da Mobilidade Urbana. Ministério das Cidades Gestão da Demanda Parauapebas, Novembro de 2014. Apoio: Realização: Secretaria Nacional de Transporte e da Mobilidade Urbana Ministério das Cidades Introdução Atribuição Local Consonância com a PNMU Espaço

Leia mais

PLANO MUNICIPAL DE MOBILIDADE URBANA DE VOTORANTIM / SP

PLANO MUNICIPAL DE MOBILIDADE URBANA DE VOTORANTIM / SP PLANO MUNICIPAL DE MOBILIDADE URBANA DE VOTORANTIM / SP 1ª Conferência - março de 2016 tema: lançamento do processo de elaboração do Plano O QUE É MOBILIDADE URBANA? Mobilidade é a forma de deslocamento

Leia mais

O Plano Diretor é o principal instrumento de política urbana do Município

O Plano Diretor é o principal instrumento de política urbana do Município O Plano Diretor é o principal instrumento de política urbana do Município É uma lei Municipal que orienta os agentes públicos e privados no crescimento e o desenvolvimento urbano em todo o Município É

Leia mais

Brasília - Brasil Maio de 2006

Brasília - Brasil Maio de 2006 Brasília - Brasil Maio de 2006 Diagnóstico Início Diagnóstico Objetivos do Programa Intervenções Propostas Avanço das Atividades Tratamento Viário Diagnóstico Início Diagnóstico Objetivos do Programa Intervenções

Leia mais

Seminário Mobilidade Urbana IBRE- FGV 9 de novembro de 2014 Região Metropolitana de Salvador

Seminário Mobilidade Urbana IBRE- FGV 9 de novembro de 2014 Região Metropolitana de Salvador Seminário Mobilidade Urbana IBRE- FGV 9 de novembro de 2014 Região Metropolitana de Salvador Sandro Cabral Professor da Escola de Administração Universidade Federal da Bahia (UFBA) Francisco Ulisses Rocha

Leia mais

Assessoria de Mobilidade Elétrica Sustentável VISÃO GERAL

Assessoria de Mobilidade Elétrica Sustentável VISÃO GERAL Assessoria de Mobilidade Elétrica Sustentável VISÃO GERAL O futuro começa aqui! Eng. Celso Ribeiro B. de Novais Assessoria de Mobilidade Elétrica Sustentável 1 Fatores que contribuíram para decisão Mudança

Leia mais

OPORTUNIDADES E DESAFIOS O PLANEJAMENTO DE MOBILIDADE URBANA NO BRASIL. ANA NASSAR Diretora de Programas, ITDP Brasil

OPORTUNIDADES E DESAFIOS O PLANEJAMENTO DE MOBILIDADE URBANA NO BRASIL. ANA NASSAR Diretora de Programas, ITDP Brasil OPORTUNIDADES E DESAFIOS O PLANEJAMENTO DE MOBILIDADE URBANA NO BRASIL ANA NASSAR Diretora de Programas, ITDP Brasil Sobre o ITDP Organização social sem fins lucrativos Sede em Nova Iorque, no Brasil desde

Leia mais

Repense Mobilidade. Seminário Rio Metropolitano: Desafios Compartilhados, O Futuro da Mobilidade na Metrópole

Repense Mobilidade. Seminário Rio Metropolitano: Desafios Compartilhados, O Futuro da Mobilidade na Metrópole Repense Mobilidade Seminário Rio Metropolitano: Desafios Compartilhados, O Futuro da Mobilidade na Metrópole Willian Alberto de Aquino Pereira Sinergia Estudos e Projetos Ltda. http://www.sinergiaestudos.com.br

Leia mais

POLÍTICA DE ESTACIONAMENTO EM CIDADES BRASILEIRAS. DIEGO SILVA Coordenador de Gestão da Demanda, ITDP Brasil

POLÍTICA DE ESTACIONAMENTO EM CIDADES BRASILEIRAS. DIEGO SILVA Coordenador de Gestão da Demanda, ITDP Brasil POLÍTICA DE ESTACIONAMENTO EM CIDADES BRASILEIRAS DIEGO SILVA Coordenador de Gestão da Demanda, ITDP Brasil Objetivo da sessão e roteiro Objetivo da sessão Apresentar aspectos da política de estacionamento

Leia mais

Mobilidade e Políticas Urbanas em Belo Horizonte

Mobilidade e Políticas Urbanas em Belo Horizonte I Seminário Nacional de Política Urbana e Ambiental Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil Brasília abril 2016 Mobilidade e Políticas Urbanas em Belo Horizonte Tiago Esteves Gonçalves da Costa ESTRUTURA

Leia mais

Cidades Inclusivas e Integradas: Exemplos de São Paulo

Cidades Inclusivas e Integradas: Exemplos de São Paulo Cidades Inclusivas e Integradas: Exemplos de São Paulo Rio de Janeiro 24/05/2012 SP-URBANISMO Região Metropolitana de São Paulo População RMSP: 20 milhões São Paulo: 11 milhões Desenvolvimento Urbano 1929

Leia mais

AULA 2. Analise do ambiente. Planejamento estratégico

AULA 2. Analise do ambiente. Planejamento estratégico Analise do ambiente AULA 2 ASSUNTO: Análise do ambiente é o processo de monitoramento do ambiente organizacional para identificar as oportunidades e os riscos atuais e futuros que podem vir a influenciar

Leia mais

REGULAÇÃO DE PREÇOS DE MEDICAMENTOS

REGULAÇÃO DE PREÇOS DE MEDICAMENTOS REGULAÇÃO DE PREÇOS DE MEDICAMENTOS Leandro Pinheiro Safatle Secretaria-Executiva da Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos Agência Nacional de Vigilância Sanitária setembro/2014 1 Saúde e Desenvolvimento

Leia mais

Política Nacional de Mobilidade Urbana (Lei /2012) e os Planos de Mobilidade

Política Nacional de Mobilidade Urbana (Lei /2012) e os Planos de Mobilidade Política Nacional de Mobilidade Urbana (Lei 12.587/2012) e os Planos de Mobilidade Criação da Política Nacional de Mobilidade Urbana Durante o século XX, o automóvel passou a dominar as cidades brasileiras,

Leia mais

III WTR PoP-BA RNP Salvador, set 2012 Cidades Digitais: Construindo um ecossistema de cooperação e inovação

III WTR PoP-BA RNP Salvador, set 2012 Cidades Digitais: Construindo um ecossistema de cooperação e inovação Cidades Digitais: Construindo um ecossistema de cooperação e inovação Américo T Bernardes Departamento de Infraestrutura para Inclusão Digital Secretaria de Inclusão Digital Ministério das Secretaria de

Leia mais

ANP: Desafios no Setor de E&P. John Forman Diretor Agência Nacional do Petróleo

ANP: Desafios no Setor de E&P. John Forman Diretor Agência Nacional do Petróleo ANP: Desafios no Setor de E&P John Forman Diretor Agência Nacional do Petróleo O princípio Criada em 1997, através da Lei 9.478, a ANP conseguiu atender a vários desafios: Organização de recursos e procedimentos,

Leia mais

A Construção Civil e o Futuro do Crédito Imobiliário no Brasil

A Construção Civil e o Futuro do Crédito Imobiliário no Brasil A Construção Civil e o Futuro do Crédito Imobiliário no Brasil Paulo Safady Simão Presidente da CBIC Fortaleza - CE 18/03/2010 Representante nacional e internacional das entidades empresariais da Indústria

Leia mais

GERAÇÃO DE EMPREGO VIA CONSTRUÇÃO CIVIL NA REGIÃOMETROPOLITANA DO RIO DE JANEIRO

GERAÇÃO DE EMPREGO VIA CONSTRUÇÃO CIVIL NA REGIÃOMETROPOLITANA DO RIO DE JANEIRO SEMINÁRIO MENOS GARGALOS E MAIS EMPREGOS. O QUE FAZER PARA RETOMAR AS OBRAS DE INFRAESTRUTURA NO RIO? GERAÇÃO DE EMPREGO VIA CONSTRUÇÃO CIVIL NA REGIÃOMETROPOLITANA DO RIO DE JANEIRO VICENTE DE PAULA LOUREIRO

Leia mais

Foto: Por gelinh. Flickr Creative Commons. Programa Cidades Sustentáveis

Foto: Por gelinh. Flickr Creative Commons. Programa Cidades Sustentáveis Foto: Por gelinh. Flickr Creative Commons Programa Cidades Sustentáveis Realização O Instituto Ethos de Empresas e Responsabilidade Social é uma organização sem fins lucrativos, caracterizada como Oscip

Leia mais

Plano de mobilidade urbana de carga: proposta e desafios para as cidades brasileiras. Leise Kelli de Oliveira UFMG

Plano de mobilidade urbana de carga: proposta e desafios para as cidades brasileiras. Leise Kelli de Oliveira UFMG Plano de mobilidade urbana de carga: proposta e desafios para as cidades brasileiras Leise Kelli de Oliveira UFMG Distribuição Urbana de Mercadorias n Entrega ou Coleta de mercadorias no ambiente urbano

Leia mais

EMPREENDIMENTO DO VLT

EMPREENDIMENTO DO VLT SIM da RMBS Sistema Integrado Metropolitano Voltado à prestação do serviço de transporte público coletivo na Região Metropolitana da Baixada Santista RMBS Comitê técnico II - Desenvolvimento Socioeconômico,

Leia mais

Comissão de Serviços de Infraestrutura do Senado Federal

Comissão de Serviços de Infraestrutura do Senado Federal Comissão de Serviços de Infraestrutura do Senado Federal Audiências Públicas Investimento e Gestão: Desatando o Nó Logístico do Pais 2º Ciclo Financiamento e Gestão da Infraestrutura de Transportes no

Leia mais

APOIO A VEÍCULOS HÍBRIDOS E ELÉTRICOS. Rafael Alves da Costa 07 de Dezembro/2011

APOIO A VEÍCULOS HÍBRIDOS E ELÉTRICOS. Rafael Alves da Costa 07 de Dezembro/2011 APOIO A VEÍCULOS HÍBRIDOS E ELÉTRICOS Rafael Alves da Costa 07 de Dezembro/2011 Fatores Impulsionadores Segurança energética Desenvolvimento tecnológico de componentes (especialmente baterias) Meio ambiente

Leia mais

Evolução da indústria farmacêutica brasileira

Evolução da indústria farmacêutica brasileira 7 o Encontro de Pesquisa Clínica do CEPIC Apoio à inovação no Brasil: a participação do BNDES 08/06/2013 Agenda Evolução da indústria farmacêutica brasileira Oportunidade em biotecnologia Cenário de pesquisa

Leia mais

Seminário de Mobilidade Urbana e Acessibilidade 23/11/2016

Seminário de Mobilidade Urbana e Acessibilidade 23/11/2016 Seminário de Mobilidade Urbana e Acessibilidade 23/11/2016 Lei de Uso e Ocupação do Solo Paulo Roberto Secretário de Planejamento Ponte Nova 31 99989-1636 23/11/2016 Mobilidade Urbana: é a condição em

Leia mais

Infraestrutura no Brasil: desafios e oportunidades para a próxima década

Infraestrutura no Brasil: desafios e oportunidades para a próxima década SOBRATEMA FÓRUM BRASIL INFRAESTRUTURA 1 Infraestrutura no Brasil: desafios e oportunidades para a próxima década Paulo Resende 2010 UMA VISÃO GERAL SOBRE A INFRAESTRUTURA BRASILEIRA 2 2010 a 2020: um País

Leia mais

INTEGRADO METROPOLITANO DA REGIÃO METROPOLITANA DA BAIXADA SANTISTA

INTEGRADO METROPOLITANO DA REGIÃO METROPOLITANA DA BAIXADA SANTISTA VLT DA BAIXADA SANTISTA Ministério das Cidades SETEMBRO DE 2013 ESTRUTURA ORGANIZACIONAL EMTU EMTU ÁREA DE ATUAÇÃO: ESTADO DE SÃO PAULO REGIÕES METROPOLIPANAS A EMTU é Responsável pelo gerenciamento do

Leia mais

A Política, a Estratégia e o Livro Branco de Defesa Nacional como instrumentos geradores de confiança mútua na América do Sul

A Política, a Estratégia e o Livro Branco de Defesa Nacional como instrumentos geradores de confiança mútua na América do Sul A Política, a Estratégia e o Livro Branco de Defesa Nacional como instrumentos geradores de confiança mútua na América do Sul XI Congresso Acadêmico sobre Defesa Nacional AMAN, 12 de agosto de 2014 Antonio

Leia mais

A Crise da Mobilidade Urbana no Brasil: Custos Econômicos e Soluções. Armando Castelar, Julia Fontes e Luísa de Azevedo

A Crise da Mobilidade Urbana no Brasil: Custos Econômicos e Soluções. Armando Castelar, Julia Fontes e Luísa de Azevedo A Crise da Mobilidade Urbana no Brasil: Custos Econômicos e Soluções Armando Castelar, Julia Fontes e Luísa de Azevedo 1- Introdução Mobilidade urbana foi o estopim dos protestos de meados de 2013 Problema

Leia mais

Calçada Para Todos Mobilidade Urbana LONDRINA, PR

Calçada Para Todos Mobilidade Urbana LONDRINA, PR Calçada Para Todos Mobilidade Urbana LONDRINA, PR MUNICÍPIO DE LONDRINA CARACTERIZAÇÃO DO MUNICÍPIO DE LONDRINA Situado ao norte do estado do Paraná Município foi criado em dezembro de 1934 e acaba de

Leia mais

PLANOS REGIONAIS DE SANEAMENTO BÁSICO

PLANOS REGIONAIS DE SANEAMENTO BÁSICO PLANOS REGIONAIS DE SANEAMENTO BÁSICO O MCIDADES deve coordenar a elaboração dos Planos de RIDE Lei 11.445/07: Art. 52. A União elaborará, sob a coordenação do Ministério das Cidades: I ( ); II - planos

Leia mais

Projeto BRT. Projeto BRT Porto Alegre. Rede Atual de Transporte Coletivo Desenho Conceitual do BRT. ao Transmilenio. Abril

Projeto BRT. Projeto BRT Porto Alegre. Rede Atual de Transporte Coletivo Desenho Conceitual do BRT. ao Transmilenio. Abril Projeto BRT Porto Alegre Rede Atual de Transporte Coletivo Desenho Conceitual do BRT Projeto BRT Visita Técnica T ao Transmilenio Abril - 2010 Rede Atual de Transporte Coletivo Trem Metropolitano: (Dados

Leia mais

Desafogando as grandes cidades brasileira Seminário Transporte Interurbano de Passageiros AD=TREM

Desafogando as grandes cidades brasileira Seminário Transporte Interurbano de Passageiros AD=TREM Desafogando as grandes cidades brasileira Seminário Transporte Interurbano de Passageiros Agência de Desenvolvimento do Trem Rápido de Passageiros Entre Municípios Indústria Ferroviária Nacional A malha

Leia mais

ESPAÇO URBANO MOBILIDADE PRIORIDADE PARA O TRANSPORTE COLETIVO

ESPAÇO URBANO MOBILIDADE PRIORIDADE PARA O TRANSPORTE COLETIVO ESPAÇO URBANO MOBILIDADE PRIORIDADE PARA O TRANSPORTE COLETIVO Um breve diagnóstico As condições de Mobilidade Urbana são precárias em nosso país: recebem insuficiente atenção do poder público, com mínima

Leia mais

Brasil negativado, Brasil invertebrado

Brasil negativado, Brasil invertebrado Brasil negativado, Brasil invertebrado Reinaldo Gonçalves Professor titular Instituto de Economia UFRJ 1 Sumário I. Desenvolvimento econômico 1. Renda 2. Investimento 3. Inflação 4. Contas externas 5.

Leia mais

São Paulo 2030 Painel Mobilidade Urbana. Março/2016

São Paulo 2030 Painel Mobilidade Urbana. Março/2016 São Paulo 2030 Painel Mobilidade Urbana Março/2016 OBJETIVO Mapear as opiniões e as percepções dos moradores da cidade da São Paulo em relação a temas do cotidiano e à prestação de políticas públicas,

Leia mais

BALANÇO DO SETOR METROFERROVIÁRIO. superintendente da anptrilhos

BALANÇO DO SETOR METROFERROVIÁRIO. superintendente da anptrilhos BALANÇO DO SETOR METROFERROVIÁRIO 2 0 1 4 / 2 0 1 5 Roberta marchesi superintendente da anptrilhos 2 Quem Somos ANPTrilhos é uma Associação Civil, sem fins lucrativos, de âmbito nacional, com sede em Brasília/DF

Leia mais

Situação das ações do Governo Brasileiro Rio de Janeiro

Situação das ações do Governo Brasileiro Rio de Janeiro Code-P0 Copa 204 Situação das ações do Governo Brasileiro Rio de Janeiro Rio de Janeiro, 7 de Junho de 20 Code-P O que o Brasil quer com a Copa do Mundo FIFA Mobilizar o país Promover o país no mundo Constituir

Leia mais

URBANIZAÇÃO BRASILEIRA

URBANIZAÇÃO BRASILEIRA URBANIZAÇÃO BRASILEIRA Urbanização é um conceito geográfico que representa o desenvolvimento das cidades. Neste processo, ocorre a construção de casas, prédios, redes de esgoto, ruas, avenidas, escolas,

Leia mais

DESAFIOS E PERSPECTIVAS DOS CONSÓRCIOS PÚBLICOS DE REGIÕES METROPOLITANAS CONSÓRCIO DE TRANSPORTE DA REGIÃO METROPOLITANA DO RECIFE

DESAFIOS E PERSPECTIVAS DOS CONSÓRCIOS PÚBLICOS DE REGIÕES METROPOLITANAS CONSÓRCIO DE TRANSPORTE DA REGIÃO METROPOLITANA DO RECIFE DESAFIOS E PERSPECTIVAS DOS CONSÓRCIOS PÚBLICOS DE REGIÕES METROPOLITANAS CONSÓRCIO DE TRANSPORTE DA REGIÃO METROPOLITANA DO RECIFE REGIÃO METROPOLITANA DO RECIFE ITEM RMR RECIFE População 4.048.845 hab

Leia mais

estruturando a mobilidade da metrópole COMPANHIA PAULISTA DE TRENS METROPOLITANOS Sérgio Avelleda Diretor Presidente - CPTM

estruturando a mobilidade da metrópole COMPANHIA PAULISTA DE TRENS METROPOLITANOS Sérgio Avelleda Diretor Presidente - CPTM estruturando a mobilidade da metrópole COMPANHIA PAULISTA DE TRENS METROPOLITANOS Sérgio Avelleda Diretor Presidente - CPTM novembro/2008 Região Metropolitana da Grande São Paulo 39 municípios 19,7 milhões

Leia mais

Infraestrutura Logística para otimização da cadeia farmacêutica. Frederico Bussinger

Infraestrutura Logística para otimização da cadeia farmacêutica. Frederico Bussinger Infraestrutura Logística para otimização da cadeia farmacêutica Frederico Bussinger BRASIL NO MUNDO LOGÍSTICA: FATOR CRÍTICO DE SUCESSO Área > 4 mi Km 2 População > 100 mi Paquistão USA Bangladesh China

Leia mais

PIRACICABA ANGELO FRIAS NETO

PIRACICABA ANGELO FRIAS NETO PIRACICABA ANGELO FRIAS NETO Presidente da ACIPI Associação Comercial e Industrial de Piracicaba e Diretor do Secovi SP PIRACICABA CARACTERÍSTICAS ECONÔMICAS Território e População Área: 1.378,501 km²

Leia mais

Cidadãos Inteligentes

Cidadãos Inteligentes Cidadãos Inteligentes Senador Walter Pinheiro Março/2015 Agenda O panorama brasileiro Oportunidades Smart People 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 Panorama 8.00 6.00 4.00

Leia mais

SECRETARIA DE TRANSPORTES

SECRETARIA DE TRANSPORTES SECRETARIA DE TRANSPORTES Major Events Grandes Eventos 2013 Copa das Confederações 2013 Jornada Mundial da Juventude Católica 2014 Copa do Mundo de Futebol 2016 Jogos Olímpicos Soluções de Mobilidade para

Leia mais

CAOS LOGÍSTICO REGIONAL

CAOS LOGÍSTICO REGIONAL CAOS LOGÍSTICO REGIONAL O POLO, O PORTO E AS CIDADES NÃO PODEM PARAR Carolina Lembo Gerente do Departamento de Infraestrutura ÍNDICE 1. Contextualização 2. Vantagens do Polo de Cubatão 3. Entraves Logísticos

Leia mais