EDITAL DE PE 36/13 SOLUÇÃO VIDEOCONFERÊNCIA ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "EDITAL DE PE 36/13 SOLUÇÃO VIDEOCONFERÊNCIA ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA"

Transcrição

1 Página 1 de 18 EDITAL DE PE 36/13 SOLUÇÃO VIDEOCONFERÊNCIA ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA 1 OBJETIVO O presente Memorial Técnico tem por objetivo estabelecer os requisitos técnicos mínimos que deverão ser obedecidos para o fornecimento, instalação, configuração e manutenção dos equipamentos para um Ambiente de Videoconferência CISCO, envolvendo a Matriz em Porto Alegre e as Regionais de Canoas e Caxias do Sul, bem como ambientes de Videoconferência externos à empresa. 2 RESPONSABILIDADES DA CONTRATADA 2.1 Todos os serviços mencionados neste memorial e no projeto são objeto de um contrato global com a CONTRATADA, não comportando pagamentos adicionais para nenhum serviço, infraestrutura ou equipamento constante no escopo. 2.2 Fornecer os materiais e equipamentos, sem uso prévio, isentos de defeitos, dentro das condições estabelecidas no presente, bem como atendendo as necessidades de adequar-se à boa técnica recomendada, visando a execução das instalações nos melhores padrões de qualidade e desempenho. 2.3 Manter a equipe de trabalho adequada para a execução dos serviços, obedecendo horários estabelecidos e cumprindo as normas de segurança do cliente e dos órgãos responsáveis. 2.4 São de responsabilidade da CONTRATADA todos os serviços que se façam necessários, bem como conferir todas as medidas no local da obra, para a perfeita execução dos serviços contratados. 2.5 Qualquer dúvida a respeito dos materiais ou procedimentos deverá ser esclarecida junto à SULGÁS. 2.6 Fornecer toda a mão-de-obra necessária a execução dos serviços, composta de técnicos capacitados. 2.7 Após a assinatura do contrato a CONTRATADA não poderá alegar desconhecimento de qualquer item do projeto e do memorial para obter pagamentos adicionais de serviços extras. Todas as modificações, desvios e interferências, deverão ser verificados antes da execução. Não serão aceitos fornecimentos e serviços adicionais devido às interferências. 2.8 Fornecer garantia total de todos os equipamentos e serviços, pelo prazo de 12 (doze) meses, a partir da data de emissão do Termo de Aceitação Definitiva da instalação.

2 Página 2 de 18 3 QUALIFICAÇÃO TÉCNICA 3.1 Habilitação Técnica da empresa Licitante Atestado emitido por pessoa jurídica, de direito público ou privado, que comprove que a proponente forneceu e prestou serviços especializados em ambiente de Videoconferência (no mínimo entre 3 localidades) integrados entre si incluindo acesso externo, num projeto similar ou superior ao objeto desta licitação Declaração do(s) FABRICANTE(S) autorizando a PROPONENTE a comercializar, instalar, configurar e dar suporte técnico aos produtos ofertados na proposta da PROPONENTE, que cobrem as condições legais exigidas neste edital pelo período de 12 (doze) meses Deverá apresentar catálogos, especificações técnicas, folders, dentre outros documentos que comprovem atender todas as características do objeto e condições estabelecidas neste Termo de Referência Atestado de Visita Técnica emitido pela SULGÁS, informando que a empresa proponente, por meio de seu responsável técnico realizou visita ao local da obra e/ou dos serviços a serem executados. 3.2 Equipe Técnica A empresa proponente deverá apresentar equipe composta pelos profissionais abaixo destacados junto com a documentação do edital: Possuir pelo menos 1 profissional com Certificação PMP (Project Management Professional) Possuir pelo menos um técnico treinado pelo fabricante nas soluções de Videoconferência Para comprovação das exigências, acima relacionadas, o licitante deverá apresentar cópias autenticadas das Carteiras de Trabalho (CTPS), comprovando o vínculo empregatício do profissional na empresa licitante na data da licitação, e cópia autenticada dos certificados oficiais dos cursos (diplomas). 4 INFRAESTRUTURA ATUAL DE TELEFONIA 4.1 Infraestrutura da Matriz em Porto Alegre Call Manager Modelo: CISCO MCS Part Number: CISCO MCS 7816 I4-K9-CMC Versão: Quantidade: 02 (duas) unidades.

3 Página 3 de Gateway de Voz Modelo: CISCO VOICE GATEWAY Part Number: CISCO 2811-V/K Quantidade: 01 (um) Wireless Lan Controller (WLC) Modelo: 4400 Series WLAN Controller Part Number: AIR-WLC K Quantidade: 01 (uma) unidade Switch Core Modelo: CISCO CATALYST 3750G SERIES PoE Part Number: WS-C3750G-24PS-S Quantidade: 04 (quatro) unidades Switches Borda Modelo: CISCO CATALYST 2960 SERIES PoE Part Number: WS-C PC-L Quantidade: 11 (onze) unidades Access Point Modelo: CISCO AIRONET 1130AG SERIES Part Number: CISCO AIR-AP1131AG-T-K Quantidade: 06 (seis) unidades Aparelho Telefônico IP (Tipo Básico 1) Modelo: CISCO IP PHONE 7911G Part Number: CP-7911G V Quantidade: 100 (cem) unidades.

4 Página 4 de Aparelho Telefônico IP (Tipo Básico 2) Modelo: CISCO IP PHONE 6941G Part Number: CP-6941-C-K9= Quantidade: 50 (cinquenta) unidades Aparelho Telefônico IP (Tipo Intermediário) Modelo: CISCO IP PHONE 7942G Part Number: CP-7942G= Quantidade: 20 (vinte) unidades Aparelho Telefônico IP (Tipo Secretária) Modelo: CISCO IP PHONE 7962G Part Number: CP-7962G Quantidade: 10 (dez) unidades Aparelho Telefônico IP (Tipo Avançado) Modelo: CISCO IP PHONE 7975G Part Number: CP-7975G= Quantidade: 03 (três) unidades Aparelho Telefônico IP (Sem Fio 1) Modelo: CISCO IP PHONE 7921G Part Number: CP-7921G-W-K Quantidade: 11 (onze) unidades Aparelho Telefônico IP (Sem Fio 2) Modelo: CISCO IP PHONE 7925G Part Number: CP-7925G-W-K9= Quantidade: 6 (seis) unidades.

5 Página 5 de Infraestrutura da Regional de Canoas A infraestrutura atual da Regional de Canoas atualmente está sendo atualizada, sendo que deverá ter seus equipamentos de rede e telefonia atualizados para arquitetura CISCO. Serão implantados os seguintes equipamentos: Gateway de Voz Modelo: CISCO VOICE GATEWAY Part Number: C2911-CME-SRST/K Quantidade: 01 (uma) unidade Switch CORE Modelo: CISCO CATALYST 3750G SERIES PoE Part Number: WS-C3750X-24P-S Quantidade: 01 (uma) unidade Switch BORDA Modelo: CISCO CATALYST 2960 SERIES PoE Part Number: WS-C PC-L Quantidade: 05 (cinco) unidades Controlador de Rede Wireless (WLC) Modelo: 2504 Wireless Controller Part Number: AIR-CT K Quantidade: 01 (uma) unidade Access Points Modelo: CISCO AIRONET 1140 SERIES Part Number: AIR-AP1142N-T-K Quantidade: 01 (uma) unidade.

6 Página 6 de Aparelho Telefônico IP (Tipo Básico) Modelo: CISCO IP PHONE 6941G Part Number: CP-6941-C-K9= Quantidade: 35 (trinta e cinco) unidades Aparelho Telefônico IP (Tipo Intermediário) Modelo: CISCO IP PHONE 7942G Part Number: CP-7942G= Quantidade: 01 (uma) unidade Aparelho Telefônico IP (Tipo Secretária) Modelo: CISCO IP PHONE 7962G Part Number: CP-7962G Quantidade: 01 (uma) unidade Aparelho Telefônico IP (Sem Fio) Modelo: CISCO IP PHONE 7925G Part Number: CP-7925G-W-K9= Quantidade: 02 (duas) unidades. 4.3 Infraestrutura da Regional de Caxias do Sul A infraestrutura atual da Regional de Caxias do Sul atualmente está sendo atualizada, sendo que deverá ter seus equipamentos de rede e telefonia atualizados para arquitetura CISCO. Serão implantados os seguintes equipamentos: Gateway de Voz Modelo: CISCO VOICE GATEWAY Part Number: C2911-CME-SRST/K Quantidade: 01 (uma) unidade.

7 Página 7 de Switch BORDA Modelo: CISCO CATALYST 2960 SERIES PoE Part Number: WS-C PC-L Quantidade: 03 (três) unidades Controlador de Rede Wireless (WLC) Modelo: 2504 Wireless Controller Part Number: AIR-CT K Quantidade: 01 (uma) unidade Access Points Modelo: CISCO AIRONET 1130AG SERIES Part Number: CISCO AIR-AP1131AG-T-K Quantidade: 02 (duas) unidades Aparelho Telefônico IP (Tipo Básico) Modelo: CISCO IP PHONE 6941G Part Number: CP-6941-C-K9= Quantidade: 15 (quinze) unidades Aparelho Telefônico IP (Tipo Intermediário) Modelo: CISCO IP PHONE 7942G Part Number: CP-7942G= Quantidade: 01 (uma) unidade Aparelho Telefônico IP (Tipo Secretária) Modelo: CISCO IP PHONE 7962G Part Number: CP-7962G Quantidade: 01 (uma) unidade.

8 Página 8 de Aparelho Telefônico IP (Sem Fio) Modelo: CISCO IP PHONE 7925G Part Number: CP-7925G-W-K9= Quantidade: 02 (duas) unidades. 5 ARQUITETURA DA VIDEOCONFERÊNCIA 5.1 No diagrama a seguir está representada a arquitetura esperada da infraestrutura de Videoconferência CISCO. 5.2 O ambiente deverá ser capaz de estabelecer uma videoconferência entre uma das salas de reunião com pelo menos 3 acessos externos. 5.3 O ambiente deverá ser capaz de estabelecer em cada uma das localidades (Porto Alegre, Canoas e Caxias) de forma concorrente até 3 conexões externas ou com computadores internos da companhia. 5.4 O ambiente deverá ser capaz de estabelecer uma videoconferência entre as 3 localidades (Porto Alegre, Canoas e Caxias do Sul) em conjunto com um local externo.

9 Página 9 de Deve ser possível a utilização do ambiente de Videoconferência através de dispositivos móveis (tablets) de forma semelhante à utilização de computadores. 5.6 Possuir o recurso de DUAL VIDEO STREAM, separando a tela entre várias seções, de modo a possibilitar o compartilhamento de uma apresentação. 5.7 Quando da atualização da versão atual do Call Manager (item 4.1.1), os equipamentos de videoconferência deverão possibilitar sua visualização pelo ambiente de Telefonia IP como mais um ramal, disponibilizando funcionalidades como chamadas em espera e transferência. Estes recursos devem ser disponibilizados através de integração nativa com o ambiente de telefonia CISCO. A atualização da versão atual do Call Manager não faz parte do escopo deste Edital. 5.8 Possuir comunicação por voz e vídeo com os clientes Jabber PC, Mac e ipad. 6 ESCOPO GERAL DO FORNECIMENTO 6.1 ENDPOINT Deverão ser fornecidos 03 (três) equipamentos, tendo como base de referência CISCO TELEPRESENCE SX20 QUICK SET Os equipamentos serão instalados na Matriz em Porto Alegre e nas Regionais de Canoas e Caxias do Sul Os equipamentos deverão ser fornecidos com todas as licenças, conectores, adaptadores e demais acessórios para seu correto atendimento às necessidades da Sulgás Os equipamentos deverão operar em plataforma dedicada, não baseada em PC. Ou seja, deve operar com sistema operacional próprio Os equipamentos deverão possuir: CODEC, Câmera, Microfone e Controle Remoto O CODEC deverá ter no mínimo as seguintes caraterísticas técnicas: Entrada através de conexão digital HDMI, ou DVI, ou Vídeo Componente, operando com resolução de 1080p (1920x1080 pixels) para a câmera principal; Entrada para PC, ou câmera de documentos, através de conexão digital DVI ou HDMI, operando com resolução de 1080p (1920x1080 pixels); Entrada para PC ou câmera de documentos, através de conexão analógica RGB, operando com resolução de SXGA (1280x1024 pixels); Saída para monitor principal, através de conexão HDMI ou DVI, operando com resolução de 1080p (1920x1080 pixels); Saída para sistema de gravação externa ou monitor secundário, através de conexão HDMI ou DVI, com resolução de 1080p (1920x1080 pixels);

10 Página 10 de Conexão nativa para 2 (duas) entradas para microfone de mesa; Entrada auxiliar analógica para conexão de outros dispositivos; Saída nativa para o áudio principal no sistema digital HDMI; Saída nativa analógica para conexão de outros dispositivos; Para todas as exigências sobre entradas e saídas de dispositivos não sendo aceitos adaptadores e/ou conversores externos ao equipamento; Operar sob as normas ITU-T H.323 e IETF RFC 3261 SIP, conectado à rede através de uma entrada Ethernet 802.3, padrão RJ-45, 10/100 Mbps half-duplex e full-duplex, permitindo velocidade de comunicação de no mínimo 6 Mbps; Possuir gerenciamento remoto via web browser com segurança SSH ou HTTPS; Suportar os protocolos H e H para travessia transparente de firewalls; Suportar os protocolos: H.225, H.245 e protocolo SOAP; Suportar (Vídeo): H.261, H.263, H.263+, H.263++, H.264 e as resoluções 1080p (1920x1080), 720p (1280x720), 4CIF (704x576), CIF (352x288), QCIF (176x144), sendo que todas essas resoluções deverão suportar 30 frames por segundo; Suportar (Áudio): G.711, G.722, G e outro padrão que suporte trabalhar em faixas de frequência de 50Hz a 20KHz ou superiores; Possuir serviço de segurança através de criptografia, baseado nos modelos AES (H.235v3 ou superior), com criação automática de chaves de autenticação; Deve possuir MCU interna para conectar simultaneamente no mínimo 4 pontos (1+3), em protocolo de vídeo H.264; Deverá possuir fonte de alimentação operando em 100 a 250V, 50Hz ou 60Hz, com comutação automática; Permitir velocidade de comunicação ponto a ponto de 384Kbps a 6Mbps A Câmera deverá ter no mínimo as seguintes caraterísticas técnicas: Movimentação horizontal: ±90 ; Movimentação vertical: +15 / -25 ; Campo de visão vertical de 43 graus; Campo de visão horizontal de 70 graus; Zoom óptico mínimo de 4x;

11 Página 11 de Resolução mínima de (1920 x 1080 pixels), com 60 frames por segundo; Possuir foco automático; Permitir, no mínimo, a configuração de 10 posições pré-definidas para câmera local e outras 10 para câmera remota; Possuir controle de white balance manual e automático; Operação por controle remoto sem fios O Microfone deverá ter no mínimo as seguintes caraterísticas técnicas: Sensibilidade mínima de 10m; Amplitude de 360º; 6.2 VCS Deverá ser fornecido 01 (um) equipamento O equipamento será instalado na Matriz em Porto Alegre O equipamento deverá ser fornecido com todas as licenças, conectores, adaptadores e demais acessórios para seu correto funcionamento Totalmente compatível com Cisco Unified Communications Manager existente permitindo chamadas entre o sistema de telefonia IP existente e o sistema de videoconferência a ser adquirido neste Edital Equipamento appliance (hardware), com sistema operacional e software projetado e customizado para as funções de: Firewall Transversal, Gatekeeper e SIP Proxy, conforme especificações de funcionalidades mencionadas a seguir, não sendo aceitos sistemas que não sejam hardware especializado, tais como microcomputadores e/ou servidores: Suporte ao protocolo H.323 versão 5 ou superior ou SIP RFC 3261; Suporte ao protocolo H.225 versão 4 ou superior; Suportar H.225/Q.931, H.245; Suporte a DNS para resolução de nomes H.323; Compatível com o padrão H.235 versão 2 ou superior; Suporte ao padrão H.350; Suporte a IPv4 e IPv6 simultaneamente com suporte a tradução dos endereçamentos para interligação das redes;

12 Página 12 de Transposição de firewall com o protocolo H e H ; Gerenciamento seguro via HTTPS, SSH e SCP; Permitir busca automática e registro manual de terminais H.323/SIP na rede IP; Gerenciamento de políticas de conexão entre os terminais conforme RFC 3880; Suporte a Gatekeeper alternativo em caso de falha do principal, utilizando o protocolo H.225; Suporte a gerenciamento centralizado externo via SNMP; Possuir no mínimo 01 (uma) interface Ethernet (RJ-45) 10/100/1000 Base TX; Possuir no mínimo 01 (uma) interface RS232 DB9; Permitir monitoramento de zonas remotas; Permitir configuração de máxima largura de banda por terminal; Permitir configuração de máxima largura de banda por zona e entre zonas; Suporte a subzonas, para restrições de largura de banda por usuário ou grupo de usuários; Suporte a zona de monitoramento remoto, com possibilidade de redundância de zona; Suporte de log de chamadas e diagnósticos; Capacidade de Downspeeding caso as chamadas ultrapassem a largura de banda determinada por terminal ou por zonas; Manter os registros dos terminais de vídeo no caso de reinício do sistema; As chamadas em curso não deverão ser afetadas por falhas na plataforma de controle; Permitir a criação de log e diagnósticos de chamadas; Gerenciamento de pelo menos 5 (cinco) chamadas via travessia de firewalls; Permitir no mínimo 200 (duzentos) controladores de borda e Gatekeepers vizinhos; Permitir o registro de 50 (cinquenta) devices; Gerenciamento de no mínimo 10 (dez) chamadas ativas, mesmo que sejam provenientes de travessia de firewall através da plataforma de Firewall Transversal Suportar vizinhanças com SIP Proxies e outros Gatekeepers; Deverá possuir fonte de alimentação operando em 100 a 250V, 50Hz ou 60Hz, com comutação automática.

13 Página 13 de SOFTWARE DE AGENDAMENTO E GERÊNCIA DE VIDEOCONFERÊNCIA Deve ser fornecido software para realizar agendamento e gerência sobre o ambiente Deve suportar no mínimo 10 (dez) dispositivos gerenciados Deve suportar a visualização completa das conferências na tela Deve suportar o controle de conexão dos participantes na conferência Deve disponibilizar informações detalhadas das conferências e dos terminais conectados Deve disponibilizar permissões de acesso, com no mínimo os seguintes recursos: Auditoria por log em FTP dos terminais e demais componentes da solução; Flexibilidade para limitar acessos a certas características da plataforma e acessos a terminais gerenciados; Definição de perfis de usuários; Autenticação utilizando domínios do Windows Deve ser compatível com os protocolos SIP e H Deve permitir conexão com banda de 24 Kbps até 8 Mbps Deve ser compatível, no mínimo, com os protocolos de vídeo H.263, H.263+ e H.264 e as resoluções w1080p (1920x1080), w720p (1280x720), 4CIF (704x576), CIF (352x288) e QCIF (176x144) Deve ser compatível pelo menos com os protocolos de áudio G.711, G.722, G e MPEG4 AAC-LD ou equivalente Deve suportar os protocolos H.239 e BFCP para compartilhamento de conteúdo simultâneo ao envio do vídeo Suportar resolução de w720p em plataforma Intel e informar qual o pré-requisito de processador para suportar essa resolução Deverá suportar instalação multiplataforma atendendo, pelo menos, os sistemas operacionais Windows XP SP2, Windows 7 e Mac OS X 10.6 ou superiores Deverá ser compatível com webcams externas ou embutidas nos Desktops/Laptops Deve suportar criptografia de mídia e sinalização através dos protocolos AES e TLS.

14 Página 14 de Deverá ser fornecida a versão mais atual comerciável Características do software de Gerenciamento: Gerenciar a configuração dos equipamentos instalados na rede; Realizar o backup das configurações; Realizar o controle de versão das configurações. 7 IMPLANTAÇÃO 7.1 A CONTRATANTE irá adquirir juntamente com a solução de Comunicações Unificadas, todos os serviços necessários para planejar a implantação do projeto, instalar e configurar os equipamentos envolvidos. A CONTRATADA será responsável pelo entendimento das necessidades técnicas da SULGÁS, a fim de customizar a configuração dos equipamentos e servidores de forma a obter a melhor performance, disponibilidade e segurança do ambiente, dispondo de todas as funcionalidades previstas dos equipamentos. A CONTRATADA também será responsável por treinar os profissionais da SULGÁS para a posterior fase de operação do ambiente. 7.2 O Gerente de Projetos deverá ser o ponto focal de contato com a equipe da CONTRATANTE. As responsabilidades incluirão: Estabelecer objetivos claros para o projeto; Monitorar e controlar as atividades de planejamento, prazo e escopo; Integração da equipe e iniciativas necessárias para execução do trabalho definido; Reportar periodicamente a CONTRATANTE sobre o status do projeto, andamento das atividades e cumprimento dos prazos; Comunicação e gerenciamento das expectativas das equipes envolvidas no projeto; Realizar o controle de mudanças; Realizar reuniões semanais de alinhamento. 7.3 Entende-se como implantação, a entrega de todos os equipamentos na sede da CONTRATANTE, conferência física dos itens, instalação física de hardware e software adquiridos, energização e ativação dos equipamentos adquiridos pela CONTRATANTE com as configurações previamente planejadas pelas equipes e seguindo o cronograma do projeto. Tais atividades não envolverão mudanças que possam gerar riscos ou impacto ao ambiente em produção da CONTRATANTE, sendo que as mesmas farão parte da fase de integração. 7.4 A CONTRATADA deverá realizar a instalação física de todos os equipamentos objeto deste edital, conforme layout a ser definido em conjunto com a CONTRATANTE.

15 Página 15 de A CONTRATADA deverá participar ativamente, em conjunto com a SULGAS da etapa de planejamento para os passos de integração com o ambiente legado, inclusive os serviços afetados. 7.6 Ao final da implantação, serão realizados testes de funcionamento de toda a solução, considerando todas as integrações exigidas neste objeto. 7.7 OPERAÇÃO ASSISTIDA A CONTRATADA deverá manter equipe disponível para Operação Assistida em horário comercial nas dependências da CONTRATANTE, com possibilidade de acionamento fora do horário comercial, pelo prazo de 03 (três) dias úteis após o término de todas as implantações e integrações A Operação Assistida deverá atuar na resolução de eventuais incidentes relacionados ao ambiente, bem como sanar dúvidas técnicas da equipe de TI da SULGAS sobre o funcionamento da solução A CONTRATADA deverá executar os serviços sem qualquer interferência no funcionamento regular das atividades normalmente realizadas pela SULGAS, garantindo a continuidade dos serviços, ou seja, não poderá haver interrupção não programada do serviço de dados atual para a entrada do novo serviço. Dessa forma, deverá executar serviços em finais de semana, feriados e horário noturno, sempre que houver necessidade para atendimento das condições expostas pela CONTRATANTE nesta especificação A CONTRATADA deverá informar a SULGAS a ocorrência de fatos que possam interferir, direta ou indiretamente, na regularidade da prestação do objeto contratado, assim como, especificar de forma clara as responsabilidades que ficarem ao encargo da CONTRATANTE e que não foram descritas nesta especificação. 7.8 TREINAMENTO O fornecedor deverá efetuar o treinamento dos técnicos indicados pela SULGÁS, transmitindolhes instruções, informações e habilitando-os à perfeita operação e manutenção dos sistemas e dos equipamentos A transferência de conhecimentos deverá contemplar toda a solução fornecida pela CONTRATADA, envolvendo manuais e documentação técnica necessária para suportar o ambiente em questão A SULGÁS será responsável por disponibilizar a sala de reunião, projetores e equipamentos para a realização do treinamento O treinamento deverá terminar antes do início da operação normal, com uma duração mínima de 08 (oito) horas, adequado à perfeita preparação dos técnicos encarregados da operação e manutenção dos sistemas, utilizando-se de recursos instrucionais dos equipamentos, com a definição e implantação de programa de manutenção preventiva e corretiva. Este treinamento compreenderá um entendimento global da operação e instalação dos sistemas.

16 Página 16 de DOCUMENTAÇÃO Deve conter a descrição de todos os produtos instalados Deve ser entregue o diagrama de Conexão Física da Solução (As-Built) Deve ser entregue a configuração realizada em cada Equipamento Deve ser entregue o projeto lógico de configuração Toda documentação gerada deverá ser entregue em meio digital, em arquivo lógico modificável. 8 SUPORTE TÉCNICO E MANUTENÇÃO 8.1 Serviço de suporte técnico remoto e on-site em horário comercial, manutenção preventiva e corretiva dos equipamentos e atualizações de software pela CONTRATADA, pelo prazo de 12 (doze) meses. 8.2 A CONTRATADA será a responsável direta pela prestação dos serviços de Manutenção e Suporte Técnico. Os serviços prestados pela CONTRATADA deverão contemplar a substituição de equipamentos em caso de falhas, atualizações de software, acesso ao Centro de Assistência Técnica dos FABRICANTES e acesso privilegiado ao website dos FABRICANTES para consultas a knowledge base e download de correções e atualizações dos sistemas operacionais dos equipamentos. 8.3 A CONTRATANTE poderá acionar o suporte técnico da PROPONENTE para obter apoio em configurações, aplicação de updates das versões de software nos equipamentos e troubleshooting relacionado ao ambiente. 8.4 HORÁRIO DE ATENDIMENTO: O atendimento a chamados técnicos ou solicitações de serviço deverá ser em horário comercial, ou seja, de segunda-feira a sexta-feira das 08:00 hs até as 19:00 hs, não incluindo sábados, domingos, feriados e pontos facultativos para os itens de fornecimento do CONTRATO. 8.5 MEIOS DE ABERTURA DOS CHAMADOS: A abertura do chamado técnico ou solicitação de serviço poderá ser efetuada pela CONTRATANTE junto ao Service Desk da CONTRATADA, devendo ocorrer via chamada telefônica local, DDD a cobrar ou DDG (0800), por ou formulário próprio na Internet. 8.6 PROCESSO DE ATENDIMENTO AOS CHAMADOS: O atendimento aos chamados poderá ser através de telefone, correio eletrônico ou Presencial (on-site) nas dependências da CONTRATADA O atendimento poderá ser iniciado de forma remota. Quando a natureza da ocorrência implicar

17 Página 17 de 18 em inoperância da rede ou afetar de forma significativa o seu funcionamento, o atendimento deverá ocorrer pela CONTRATADA nas dependências da SULGAS (Porto Alegre, Canoas ou Caxias do Sul) O tempo de resposta ao chamado aberto pela CONTRATANTE deverá ser de até 60 minutos após sua abertura. O início do tratamento do chamado deverá ocorrer em até 90 minutos a contar do instante do registro do chamado aberto pela SULGAS A CONTRATADA deverá atender o nível de serviço para trocas RMA estabelecido na modalidade 8x5xNBD, sendo: Oito horas por dia, cinco dias por semana, com entrega no próximo dia útil, para chamados abertos até as 14:00 (horário local); Após as 14:00 (horário local) o chamado passa a ser contado para o próximo dia útil; O tempo de entrega do equipamento para troca começa a ser contado do momento em que se diagnosticou, no chamado, a necessidade de troca A conclusão do atendimento com a solução do problema técnico e o restabelecimento dos serviços de rede a sua normalidade, seja esta uma solução de contorno ou definitiva, ocorrerá no máximo, no próximo dia útil a contar do instante do registro do chamado feito pela SULGAS Os chamados de suporte relacionados a manutenções preventivas, atualização de versão de softwares, adição de novas funcionalidades, aperfeiçoamento de configurações que envolvam os equipamentos objeto desse contrato deverão, a critério da CONTRATANTE, ser atendidos on-site, em Porto Alegre ou Canoas ou Caxias do Sul, nas dependências da SULGAS, em data e horário previamente acordado entre as partes. 8.7 Caberá à equipe técnica especializada da CONTRATADA, identificar os componentes, peças, materiais ou software responsáveis pelo mau funcionamento dos equipamentos. 8.8 REPOSIÇÃO DE PEÇAS E EQUIPAMENTOS: Quando a CONTRATADA identificar a necessidade de substituição de equipamentos que apresentem defeitos ou falhas, os mesmos deverão ser substituídos por produtos de qualidade e características técnicas iguais ou superiores aos existentes, desde que compatíveis, com todas as configurações necessárias ao seu funcionamento e respeitando o prazo de tempo de solução especificado. 8.9 ESTRUTURA DE ATENDIMENTO: A CONTRATADA deverá disponibilizar técnicos certificados pelo fabricante, para atendimento dos chamados, sejam remotos (telefone ou ) ou on-site A CONTRATADA deverá possuir central de atendimento em funcionamento 24 horas por dia, e sistema de controle para abertura e acompanhamento dos chamados.

18 Página 18 de A CONTRATADA deverá dispor de sistema de escalonamento de chamados (hierárquico e funcional) e alertas automáticos A CONTRATADA deverá prestar os serviços de atendimento on-site em primeiro nível através de técnicos certificados, sendo que seu time de escalonamento de segundo e terceiro nível terão acesso para interagir com a assistência técnica dos FABRICANTES quando necessário. 9 CARACTERÍSTICAS GERAIS 9.1 Prazo de entrega dos materiais não poderá exceder a 60 (sessenta) dias corridos, a partir do recebimento da Autorização de Serviço, emitida pela SULGÁS. 9.2 Prazo de instalação deverá ser de no máximo 30 (trinta) dias corridos, contados a partir da data de entrega do material. 9.3 O objeto desta licitação será recebido por funcionários da SULGÁS, para posterior exame e comprovação de sua conformidade com as especificações do Edital, podendo ser auditado por estes. 9.4 O licitante vencedor obriga-se a substituir, no prazo de 15 (quinze) dias, contados do recebimento da notificação efetuada pela SULGÁS, o objeto entregue e aceito, comprovada a existência de incorreções e defeitos, cuja verificação somente venha a se dar quando de sua utilização. 9.5 A contratada deverá apresentar previamente aos serviços de instalação e configuração, um plano de execução desses serviços, detalhando responsável, fases e prazos estimados. O plano deverá conter, ainda, a previsão de eventos que afetem as atividades da SULGÁS. 9.6 A instalação deverá, obrigatoriamente, ser efetuada de forma a não afetar o funcionamento dos sistemas, recursos ou equipamentos atualmente em operação e nem impedir ou interromper, por períodos prolongados, a rotina de trabalho dos funcionários da SULGÁS. 9.7 No caso de necessidade de interrupção de outros sistemas, recursos, equipamentos ou das rotinas de trabalho de qualquer setor funcional em decorrência da instalação a ser efetuada, este evento deverá ser devidamente planejado e ser acordada com antecedência junto a SULGÁS. Os serviços poderão, a critério da SULGÁS, ser executado durante o período noturno ou em finais de semana. 9.8 A entrega dos equipamentos deverá ser realizada na Matriz em Porto Alegre, Rua Sete de Setembro º andar / Centro Histórico / Porto Alegre, em horário comercial.

Objeto: Sistema de Vídeo-conferência para a Hemorrede de Santa Catarina, incluindo:

Objeto: Sistema de Vídeo-conferência para a Hemorrede de Santa Catarina, incluindo: Termo de Referência: Objeto: Sistema de Vídeo-conferência para a Hemorrede de Santa Catarina, incluindo: Item Descrição Qtdade 1 MCU Dedicada 1 2 Terminal de Vídeo-conferência para salas de médio porte

Leia mais

ESCLARECIMENTO I EDITAL DE PREGÃO PRESENCIAL Nº. 157/2015

ESCLARECIMENTO I EDITAL DE PREGÃO PRESENCIAL Nº. 157/2015 ESCLARECIMENTO I EDITAL DE PREGÃO PRESENCIAL Nº. 157/2015 O SESI/SENAI-PR, através de sua Comissão de Licitação, torna público o ESCLARECIMENTO referente ao edital de licitação acima relacionado, conforme

Leia mais

Joel Viana Rabello Junior

Joel Viana Rabello Junior Joel Viana Rabello Junior De: Fábio Mazelli Fruch Enviado em: quinta-feira, 2 de abril de 2015 10:26 Para: Joel Viana Rabello Junior Cc: Charles Rodrigo Assunto: Questionamento

Leia mais

JULGAMENTO DE IMPUGNAÇÃO

JULGAMENTO DE IMPUGNAÇÃO Protocolo: 0383/2015 Processo: PREGÃO PRESENCIAL SESI/SENAI - PR Nº 157/2015 Objeto: Abertura: CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE VIDEOCONFERÊNCIA E LOCAÇÃO DE EQUIPAMENTOS. 08/04/2015 - Suspensa Sine Die Impugnantes:

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA EXPANSÃO DA SOLUÇÃO DE VÍDEOCONFERÊNCIA

TERMO DE REFERÊNCIA EXPANSÃO DA SOLUÇÃO DE VÍDEOCONFERÊNCIA TERMO DE REFERÊNCIA EXPANSÃO DA SOLUÇÃO DE VÍDEOCONFERÊNCIA 1 TERMO DE REFERÊNCIA OBJETO Registro de preços de hardware e software para expansão da solução de videoconferência para atender a Prefeitura

Leia mais

VIDEOCONFERÊNCIA Edital de Licitação Anexo I Termo de Referência

VIDEOCONFERÊNCIA Edital de Licitação Anexo I Termo de Referência VIDEOCONFERÊNCIA Edital de Licitação Anexo I Termo de Referência Pregão Conjunto nº 27/2007 VIDEOCONFERÊNCIA ANEXO I Termo de Referência Índice 1. Objetivo...3 2. Requisitos técnicos e funcionais...3 2.1.

Leia mais

Política de Certificação da Rede de Observatórios da Despesa Pública nos Estados

Política de Certificação da Rede de Observatórios da Despesa Pública nos Estados Política de Certificação da Rede de Observatórios da Despesa Pública nos Estados. INTRODUÇÃO. Este documento objetiva estabelecer definições objetivas para que o ODP.estadual a ser implantado possua os

Leia mais

Governo do Estado do Acre Secretaria de Estado de Planejamento Diretoria de Tecnologia da Informação e Comunicação DTIC

Governo do Estado do Acre Secretaria de Estado de Planejamento Diretoria de Tecnologia da Informação e Comunicação DTIC Especificações de Referência Central Telefônica Código do Objeto TOIP00008 Descrição do Objeto Central Telefônica Data da Especificação de Referência Outubro de 2013 Validade da Especificação de Referência

Leia mais

RELAÇÃO DE ITENS - PREGÃO ELETRÔNICO Nº 00008/2015-001 SRP

RELAÇÃO DE ITENS - PREGÃO ELETRÔNICO Nº 00008/2015-001 SRP 26430 - INST.FED.DE EDUC.,CIENC.E TEC.S.PERNAMBUCANO 158149 - INST.FED.EDUC.CIENC.E TEC.SERTãO PERNAMBUCANO RELAÇÃO DE ITENS - PREGÃO ELETRÔNICO Nº 00008/2015-001 SRP 1 - Itens da Licitação 1 - EQUIPAMENTO

Leia mais

1 de 6 25/08/2015 10:22

1 de 6 25/08/2015 10:22 1 de 6 25/08/2015 10:22 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Secretaria Executiva Subsecretaria de Planejamento e Orçamento Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sertão Pernambucano Termo de Adjudicação

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO DE FITOTECA AUTOMATIZADA Substituição dos Silos Robóticos Storagetek 9310

ESPECIFICAÇÃO DE FITOTECA AUTOMATIZADA Substituição dos Silos Robóticos Storagetek 9310 Especificação Técnica 1. A Solução de Fitoteca ofertada deverá ser composta por produtos de Hardware e Software obrigatoriamente em linha de produção do fabricante, não sendo aceito nenhum item fora de

Leia mais

ANEXO I Caderno de Especificações Técnicas

ANEXO I Caderno de Especificações Técnicas ANEXO I Caderno de Especificações Técnicas Especificação Técnica Descrição dos Serviços 1/57 Sumário SUMÁRIO... 2 1. TELEPRESENÇA E VIDEOCONFERÊNCIA... 3 2. TELEFONIA IP... 25 3. SOLUÇÃO DE CONTACT CENTER...

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA. implantação e conectividade da rede de dados da EBSERH. 3 Módulo e cabo stack para switch de borda 12

TERMO DE REFERÊNCIA. implantação e conectividade da rede de dados da EBSERH. 3 Módulo e cabo stack para switch de borda 12 TERMO DE REFERÊNCIA I DEFINIÇÃO DO OBJETO O presente Projeto Básico tem por objeto a aquisição de equipamentos para implantação e conectividade da rede de dados da EBSERH. ITEM DESCRIÇÃO QUANTIDADE 1 Switch

Leia mais

ERRATA. 3. Item 7.9.2.2 e 7.9.2.2.1 do ANEXO I - Minuta do Termo de Referência;

ERRATA. 3. Item 7.9.2.2 e 7.9.2.2.1 do ANEXO I - Minuta do Termo de Referência; ERRATA Este documento tem por objetivo retificar: 1. Item 4.1.1 do ANEXO I - Minuta do Termo de Referência; 2. Item 7.9.2.1 do ANEXO I - Minuta do Termo de Referência; 3. Item 7.9.2.2 e 7.9.2.2.1 do ANEXO

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA - TR Pregão Eletrônico nº 009/2012

TERMO DE REFERÊNCIA - TR Pregão Eletrônico nº 009/2012 Anexo I TERMO DE REFERÊNCIA - TR Pregão Eletrônico nº 009/2012 1 DO OBJETO 1.1 - Fornecimento de solução avançada de backup desduplicado, com serviços de assistência técnica e capacitação, visando a integração

Leia mais

ANEXO III DAS OBRIGAÇÕES DA CONTRATADA

ANEXO III DAS OBRIGAÇÕES DA CONTRATADA CONCORRÊNCIA DIRAT/CPLIC 001/2007 1 ANEXO III DAS OBRIGAÇÕES DA CONTRATADA ESTABELECE, RESPONSABILIDADES DIVERSAS, TIPOS E HORÁRIO DE COBERTURA DE SUPORTE, E DEMAIS RESPONSABILIDADES DA CONTRATADA RELATIVAS

Leia mais

EDITAL DE PREGÃO 28/2014 CONSULTORIA DE TERCEIRO NÍVEL ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA:

EDITAL DE PREGÃO 28/2014 CONSULTORIA DE TERCEIRO NÍVEL ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA: Página 1 de 9 EDITAL DE PREGÃO 28/2014 CONSULTORIA DE TERCEIRO NÍVEL ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA: 1 OBJETIVO 1.1 Este Memorial Descritivo tem por objetivo estabelecer as diretrizes básicas para que a CONTRATADA

Leia mais

Estudo de caso da Solução Unified Wireless Cisco. Jonas Odorizzi. Curso de Redes e Segurança de Sistemas. Pontifícia Universidade Católica do Paraná

Estudo de caso da Solução Unified Wireless Cisco. Jonas Odorizzi. Curso de Redes e Segurança de Sistemas. Pontifícia Universidade Católica do Paraná Estudo de caso da Solução Unified Wireless Cisco Jonas Odorizzi Curso de Redes e Segurança de Sistemas Pontifícia Universidade Católica do Paraná Curitiba, Abril de 2010 RESUMO Este artigo tem o objetivo

Leia mais

Serviços Prestados Infovia Brasília

Serviços Prestados Infovia Brasília Serviços Prestados Infovia Brasília Vanildo Pereira de Figueiredo Brasília, outubro de 2009 Agenda I. INFOVIA Serviços de Voz Softphone e Asterisk INFOVIA MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO INFOVIA MINISTÉRIO

Leia mais

ANEXO I Caderno de Especificações Técnicas

ANEXO I Caderno de Especificações Técnicas ANEXO I Caderno de Especificações Técnicas Especificação Técnica Descrição dos Serviços 1/57 Sumário SUMÁRIO... 2 1. TELEPRESENÇA E VIDEOCONFERÊNCIA... 3 2. TELEFONIA IP... 25 3. SOLUÇÃO DE CONTACT CENTER...

Leia mais

CONTROLADOR CENTRAL P25 FASE 1 CAPACIDADE MÍNIMA PARA CONTROLAR 5 SITES

CONTROLADOR CENTRAL P25 FASE 1 CAPACIDADE MÍNIMA PARA CONTROLAR 5 SITES CONTROLADOR CENTRAL P25 FASE 1 CAPACIDADE MÍNIMA PARA CONTROLAR 5 SITES O sistema digital de radiocomunicação será constituído pelo Sítio Central, Centro de Despacho (COPOM) e Sítios de Repetição interligados

Leia mais

*Os usuários devem possuir um CMA ou um Resource Manager registrado de modo a ativar as capacidades de geração de relatórios.

*Os usuários devem possuir um CMA ou um Resource Manager registrado de modo a ativar as capacidades de geração de relatórios. DESCRITIVO DE SERVIÇOS Serviço Advantage O Serviço Advantage é uma oferta de suporte que proporciona assistência técnica telefônica prioritária 24x7 para clientes de porte médio e corporativos que tenham

Leia mais

Dell Infrastructure Consulting Services

Dell Infrastructure Consulting Services Proposta de Serviços Profissionais Implementação do Dell OpenManage 1. Apresentação da proposta Esta proposta foi elaborada pela Dell com o objetivo de fornecer os serviços profissionais de implementação

Leia mais

Portfólio de Serviços e Produtos Julho / 2012

Portfólio de Serviços e Produtos Julho / 2012 Portfólio de Serviços e Produtos Julho / 2012 Apresentação Portfólio de Serviços e Produtos da WebMaster Soluções. Com ele colocamos à sua disposição a Tecnologia que podemos implementar em sua empresa.

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA 1. REQUISITOS MÍNIMOS OBRIGATÓRIOS 1.1. ASPECTOS GERAIS ATRIBUTO 1.1.1 Documentação Técnica e Acessórios 1.1.2 Garantia CARACTERÍSTICAS MÍNIMAS EXIGIDAS a) Deverá ser entregue pela CONTRATADA a Documentação

Leia mais

VALEC: Desenvolvimento Sustentável do Brasil 1º CADERNO DE PERGUNTAS E RESPOSTAS PREGÃO ELETRÔNICO Nº 015/2011

VALEC: Desenvolvimento Sustentável do Brasil 1º CADERNO DE PERGUNTAS E RESPOSTAS PREGÃO ELETRÔNICO Nº 015/2011 1º CADERNO DE PERGUNTAS E RESPOSTAS PREGÃO ELETRÔNICO Nº 015/2011 1. Quantos feixes digitais do tipo E1 R2MFC, deverão ser fornecidos? RESPOSTA: De acordo com a área técnica solicitante dos serviços, deverão

Leia mais

INTERNET Edital de Licitação. Anexo I Termo de Referência PREGÃO CONJUNTO Nº. 39/2007 PROCESSO N 14761/2007

INTERNET Edital de Licitação. Anexo I Termo de Referência PREGÃO CONJUNTO Nº. 39/2007 PROCESSO N 14761/2007 INTERNET Edital de Licitação Anexo I Termo de Referência PREGÃO CONJUNTO Nº. 39/2007 PROCESSO N 14761/2007 Anexo I - página 1 Índice 1. OBJETIVO... 3 2. VISÃO GERAL DO ESCOPO DO SERVIÇO... 3 3. ENDEREÇOS

Leia mais

HP Network Core Implementation

HP Network Core Implementation HP Network Core Implementation Dados técnicos O serviço HP Network Core Implementation tem como objetivo, através de uma análise técnica no ambiente de rede local, realizar a implementação de uma proposta

Leia mais

1 de 47 25/08/2015 10:23

1 de 47 25/08/2015 10:23 1 de 47 25/08/2015 10:23 158149.82015.56073.5134.2733097788.342 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Secretaria Executiva Subsecretaria de Planejamento e Orçamento Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia

Leia mais

ANEXO I ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA 1. HARDWARE DO APPLIANCE

ANEXO I ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA 1. HARDWARE DO APPLIANCE Aquisição de Solução de Criptografia para Backbone da Rede da Dataprev ANEXO I ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA 1. HARDWARE DO APPLIANCE 1.1 Cada appliance deverá ser instalado em rack de 19 (dezenove) polegadas

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA. O presente termo de referência, tem por objeto o registro de preços para futuras aquisições dos seguintes itens:

TERMO DE REFERÊNCIA. O presente termo de referência, tem por objeto o registro de preços para futuras aquisições dos seguintes itens: TERMO DE REFERÊNCIA 1. DO OBJETO: O presente termo de referência, tem por objeto o registro de preços para futuras aquisições dos seguintes itens: Módulo de expansão para sistema de armazenamento em disco

Leia mais

1ª RETIFICAÇÃO PREGAO PRESENCIAL N 231 2008 CPL 05 SECGOV AQUISICAO DE CENTRAL TELEFONICA DOGITAL NOVO TERMO DE REFERÊNCIA

1ª RETIFICAÇÃO PREGAO PRESENCIAL N 231 2008 CPL 05 SECGOV AQUISICAO DE CENTRAL TELEFONICA DOGITAL NOVO TERMO DE REFERÊNCIA 1ª RETIFICAÇÃO PREGAO PRESENCIAL N 231 2008 CPL 05 SECGOV AQUISICAO DE CENTRAL TELEFONICA DOGITAL A PREGOEIRA DA COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO CPL 05 comunica aos interessados que o Pregão acima mencionado,

Leia mais

CARTA CONVITE 010/2014 ANEXO II - TERMO DE REFERÊNCIA

CARTA CONVITE 010/2014 ANEXO II - TERMO DE REFERÊNCIA CARTA CONVITE 010/2014 ANEXO II - TERMO DE REFERÊNCIA 1. Implantação de Sistema de Call Center 1.1. O software para o Call Center deverá ser instalado em servidor com sistema operacional Windows (preferencialmente

Leia mais

RESPOSTA Nº 02 DO EDITAL ADG 002/2015 - Contratação de prestação dos serviços de Service Desk.

RESPOSTA Nº 02 DO EDITAL ADG 002/2015 - Contratação de prestação dos serviços de Service Desk. RESPOSTA Nº 02 DO EDITAL ADG 002/2015 - Contratação de prestação dos serviços de Service Desk. PERGUNTA 1: Sobre o Item Minuta Contratual: CONSIDERANDO QUE O ONS É UMA PESSOA JURÍDICA DE DIREITO PRIVADO

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA NÚMERO / DATA 03/2010 ORIGEM ER05

TERMO DE REFERÊNCIA NÚMERO / DATA 03/2010 ORIGEM ER05 1.OBJETO...2 2.JUSTIFICATIVA DA NECESSIDADE DA CONTRATAÇÃO...2 3.REQUISITOS DO OBJETO...2 4.FASES DE IMPLEMENTAÇÃO E PRAZOS... 8 1 1. OBJETO 1.1.Aquisição de 01 (uma) Central Privada de Comutação Telefônica,

Leia mais

HP Router Advanced Implementation

HP Router Advanced Implementation HP Router Advanced Implementation Dados técnicos O HP Router Advanced Implementation tem como objetivo, baseado na entrevista para coleta de informações junto ao Cliente e na análise dos equipamentos existente,

Leia mais

CONSULTA PÚBLICA até 28/08/2009. até a data acima mencionada

CONSULTA PÚBLICA até 28/08/2009. até a data acima mencionada CONSULTA PÚBLICA O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social BNDES está preparando processo licitatório para contratação de serviços de consultoria técnica especializada, conforme detalhado

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA ANEXO I ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE MANUTENÇÃO E SUPORTE DO LICENCIAMENTO ATLASSIAN JIRA

TERMO DE REFERÊNCIA ANEXO I ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE MANUTENÇÃO E SUPORTE DO LICENCIAMENTO ATLASSIAN JIRA TERMO DE REFERÊNCIA ANEXO I ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE MANUTENÇÃO E SUPORTE DO LICENCIAMENTO ATLASSIAN JIRA Outubro de 2013 1 1 OBJETO Prestação de Serviço de Manutenção da licença

Leia mais

Solução de Telecomunicação IP Case - TJDFT. A.TELECOM TELEINFORMÁTICA LTDA www.atelecom.com.br

Solução de Telecomunicação IP Case - TJDFT. A.TELECOM TELEINFORMÁTICA LTDA www.atelecom.com.br Solução de Telecomunicação IP Case - TJDFT A.TELECOM TELEINFORMÁTICA LTDA www.atelecom.com.br Introdução A A.Telecom participou da licitação de atualização da planta de telecomunicação do TJDFT (Tribunal

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA

MINISTÉRIO DA FAZENDA MINISTÉRIO DA FAZENDA Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional PGFN Departamento de Gestão Corporativa - DGC Coordenação-Geral de Tecnologia da Informação - CTI CATÁLOGO DE SERVIÇOS DE TECNOLOGIA Infraestrutura

Leia mais

Soluções em Videoconferência Case - TJDFT. A.TELECOM TELEINFORMÁTICA LTDA www.atelecom.com.br

Soluções em Videoconferência Case - TJDFT. A.TELECOM TELEINFORMÁTICA LTDA www.atelecom.com.br Soluções em Videoconferência Case - TJDFT A.TELECOM TELEINFORMÁTICA LTDA www.atelecom.com.br Introdução A A.Telecom participou da licitação de soluções de videoconferência para o TJDFT (Tribunal de Justiça

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA SERVIÇOS DE SUPORTE TÉCNICO EM SISTEMA DE COLABORAÇÃO ZIMBRA 1. OBJETO

TERMO DE REFERÊNCIA SERVIÇOS DE SUPORTE TÉCNICO EM SISTEMA DE COLABORAÇÃO ZIMBRA 1. OBJETO TERMO DE REFERÊNCIA SERVIÇOS DE SUPORTE TÉCNICO EM SISTEMA DE COLABORAÇÃO ZIMBRA 1. OBJETO 1.1. Prestação de serviços de suporte técnico em sistema de colaboração ZIMBRA. 2. DESCRIÇÃO GERAL DOS SERVIÇOS

Leia mais

Comparativo de soluções para comunicação unificada

Comparativo de soluções para comunicação unificada Comparativo de soluções para comunicação unificada Bruno Mathies Curso de Redes e Segurança de Sistemas Pontifícia Universidade Católica do Paraná Curitiba, Abril de 2010 Resumo Este artigo tem com objetivo

Leia mais

Guia do Usuário. Embratel IP VPBX

Guia do Usuário. Embratel IP VPBX Índice Guia do Usuário EMBRATEL IP VPBX 3 Tipos de Ramais 4 Analógicos 4 IP 4 FACILIDADES DO SERVIÇO 5 Chamadas 5 Mensagens 5 Bloqueio de chamadas 5 Correio de Voz 5 Transferência 6 Consulta e Pêndulo

Leia mais

KX-VC600 Videoconferência IP Full HD

KX-VC600 Videoconferência IP Full HD Quebrando as barreiras da distância A Unidade de videoconferência IP FullHD Panasonic KX-VC600, foi projetada para diminuir a distância, e agilizar reuniões e atividades em grupos, ajudando a diminuir

Leia mais

Sociedade de Abastecimento de Água e Saneamento S/A

Sociedade de Abastecimento de Água e Saneamento S/A PREGÃO PRESENCIAL N. 2010/169 OBJETO: AQUISIÇÃO DE EQUIPAMENTOS DE ARMAZENAMENTO EXTERNO - STORAGE E TAPE LIBRARY. Ref.: Esclarecimentos A unidade de Tape Library será instalada em servidor dedicado a

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA TERMO DE REFERÊNCIA Registro de Preços para prestação de serviço de atualização de licenças de uso do produto Citrix Xenapp, aquisição de novas licenças, subscrição e suporte ao software Citrix e suporte

Leia mais

Anexo III: Solução de Rede Local - LAN (Local Area Network)

Anexo III: Solução de Rede Local - LAN (Local Area Network) Anexo III: Solução de Rede Local - LAN (Local Area Network) 1. Objeto: 1.1. Contratação de uma Solução de rede de comunicação local (LAN) para interligar diferentes localidades físicas e os segmentos de

Leia mais

Pode Judiciário Justiça do Trabalho Tribunal Regional do Trabalho da 11ª Região ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS DE DIREÇÃO E CHEFIAS DA SETIC

Pode Judiciário Justiça do Trabalho Tribunal Regional do Trabalho da 11ª Região ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS DE DIREÇÃO E CHEFIAS DA SETIC Pode Judiciário Justiça do Trabalho Tribunal Regional do Trabalho da 11ª Região ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS DE DIREÇÃO E CHEFIAS DA SETIC 1. Diretor da Secretaria de Tecnologia da Informação e Comunicação Coordenar

Leia mais

TERMO DE USO DE SERVIÇO DE VALOR ADICIONADO (SVA)

TERMO DE USO DE SERVIÇO DE VALOR ADICIONADO (SVA) TERMO DE USO DE SERVIÇO DE VALOR ADICIONADO (SVA) Código do Serviço: 3005001 Nome do Serviço: Data de Publicação: 30/04/2013 Entrada em Vigor: SAN AUTENTICAÇÃO 01/06/2013 Versão: 1.0000 Status: Publicado

Leia mais

CEP 2 100 99010-640 0 (XX) 54 3316 4500 0 (XX)

CEP 2 100 99010-640 0 (XX) 54 3316 4500 0 (XX) ANEXO 2 INFORMAÇÕES GERAIS VISTORIA 1. É obrigatória a visita ao hospital, para que a empresa faça uma vistoria prévia das condições, instalações, capacidade dos equipamentos, migração do software e da

Leia mais

2.1 Perímetro com a WAN

2.1 Perímetro com a WAN ANEXO I. Projeto Básico 1 ESCOPO O escopo desse projeto é implementar soluções de switch core, switch de borda, sistema de controle de acesso à rede, access points, sistemas de gerenciamento wireless,

Leia mais

Termo de Referência. Anexo II - Especificações Técnicas - Requisitos Funcionais. Diretoria Técnica-Operacional. Gerência de Tecnologia da Informação

Termo de Referência. Anexo II - Especificações Técnicas - Requisitos Funcionais. Diretoria Técnica-Operacional. Gerência de Tecnologia da Informação Diretoria Técnica-Operacional Gerência de Tecnologia da Informação Termo de Referência Anexo II Especificação Técnica 1 - INTRODUÇÃO Página 2 de 9 do TR-007-3700 de Este anexo tem por objetivo detalhar

Leia mais

ANEXO 5 AO CONTRATO DE INTERCONEXÃO DE REDES CLASSE V ENTRE SAMM E XXX NºXXX

ANEXO 5 AO CONTRATO DE INTERCONEXÃO DE REDES CLASSE V ENTRE SAMM E XXX NºXXX ANEXO 5 AO CONTRATO DE INTERCONEXÃO DE REDES CLASSE V ENTRE SAMM E XXX NºXXX PROCEDIMENTOS OPERACIONAIS, PROCEDIMENTOS DE TESTES E PARÂMETROS DE QUALIDADE 1. PROCEDIMENTOS OPERACIONAIS 1.1 As Partes observarão

Leia mais

Rede GlobalWhitepaper

Rede GlobalWhitepaper Rede GlobalWhitepaper Janeiro 2015 Page 1 of 8 1. Visão Geral...3 2. Conectividade Global, qualidade do serviço e confiabilidade...4 2.1 Qualidade Excepcional...4 2.2 Resiliência e Confiança...4 3. Terminais

Leia mais

Protocolos Sinalização

Protocolos Sinalização Tecnologia em Redes de Computadores Fundamentos de VoIP Professor: André Sobral e-mail: alsobral@gmail.com São protocolos utilizados para estabelecer chamadas e conferências através de redes via IP; Os

Leia mais

1. Descrição dos Serviços de Implantação da SOLUÇÃO

1. Descrição dos Serviços de Implantação da SOLUÇÃO Este documento descreve os serviços que devem ser realizados para a Implantação da Solução de CRM (Customer Relationship Management), doravante chamada SOLUÇÃO, nos ambientes computacionais de testes,

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA - TR Pregão Eletrônico nº 008/2012

TERMO DE REFERÊNCIA - TR Pregão Eletrônico nº 008/2012 Anexo I TERMO DE REFERÊNCIA - TR Pregão Eletrônico nº 008/2012 1 DO OBJETO 1.1 Prestação de serviços para implementação de uma solução avançada de Filtro de Conteúdo Web, de alto desempenho, em modo cluster,

Leia mais

Comunicação, Conhecimento, Convergência Brasil: Rua Líbero Badaró, 293, 30º andar - São Paulo, SP - Brasil, CEP 01009-907

Comunicação, Conhecimento, Convergência Brasil: Rua Líbero Badaró, 293, 30º andar - São Paulo, SP - Brasil, CEP 01009-907 VoxScale GKS SIP-H.323 Gateway Descrição do equipamento VoxScale-GKS exerce a função de "Gateway H.323 / SIP" e "SIP Proxy/Registrar", em um único equipamento. Os terminais SIP se registram no VoxScale-GKS,

Leia mais

Características: Switch Industrial Ethernet: Cisco Secure Agent: É isolado de todas as outras redes por um firewall ou por uma lista de acesso

Características: Switch Industrial Ethernet: Cisco Secure Agent: É isolado de todas as outras redes por um firewall ou por uma lista de acesso O switch Industrial Ethernet Cisco Catalyst 2955 garante a confiabilidade o determinismo e a segurança fundamentais para uma rede de controle de produção. A confiabilidade é obtida evitando que PLCs e

Leia mais

BlackBerry Mobile Voice System

BlackBerry Mobile Voice System BlackBerry Mobile Voice System Comunicações móveis unificadas O BlackBerry Mobile Voice System (BlackBerry MVS) leva os recursos do telefone do escritório aos smartphones BlackBerry. Você pode trabalhar

Leia mais

HP Router Basic Implementation

HP Router Basic Implementation HP Router Basic Implementation Dados técnicos O HP Router Basic Implementation tem como objetivo, baseado na entrevista para coleta de informações junto a equipe designada pelo cliente, realizar a instalação

Leia mais

Estado de Santa Catarina Prefeitura de São Cristóvão do Sul

Estado de Santa Catarina Prefeitura de São Cristóvão do Sul 1 ANEXO VII QUADRO DE QUANTITATIVOS E ESPECIFICAÇÕES DOS ITENS Item Produto Quantidade 1 Aparelhos IP, com 2 canais Sip, visor e teclas avançadas, 2 70 portas LAN 10/100 2 Servidor com HD 500G 4 GB memória

Leia mais

Procedimento de configuração para usuários VONO

Procedimento de configuração para usuários VONO Adaptador de telefone analógico ZOOM Procedimento de configuração para usuários VONO Modelos 580x pré configurados para VONO 1 - Introdução Conteúdo da Embalagem (ATENÇÃO: UTILIZE APENAS ACESSÓRIOS ORIGINAIS):

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE PRÓ-REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÕES

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE PRÓ-REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÕES MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE PRÓ-REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÕES PREGÃO ELETRÔNICO Nº 80/2011 ATA DO REGISTRO DE PREÇOS Aos dezenove dias

Leia mais

ESCLARECIMENTO IV EDITAL DE CONCORRÊNCIA PÚBLICA Nº. 883/2014

ESCLARECIMENTO IV EDITAL DE CONCORRÊNCIA PÚBLICA Nº. 883/2014 ESCLARECIMENTO IV EDITAL DE CONCORRÊNCIA PÚBLICA Nº. 883/2014 O SESI/SENAI-PR, através de sua Comissão de Licitação, torna público o ESCLARECIMENTO IV referente ao edital de licitação acima relacionado,

Leia mais

Sistema M75S. Sistema de comunicação convergente

Sistema M75S. Sistema de comunicação convergente Sistema M75S Sistema de comunicação convergente O sistema M75S fabricado pela MONYTEL foi desenvolvido como uma solução convergente para sistemas de telecomunicações. Com ele, sua empresa tem controle

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA Pregão Presencial nº 001/2008. 2.1 Reposição de partes e de peças de produtos em uso no PRODERJ:

TERMO DE REFERÊNCIA Pregão Presencial nº 001/2008. 2.1 Reposição de partes e de peças de produtos em uso no PRODERJ: ANEXO II TERMO DE REFERÊNCIA Pregão Presencial nº 001/2008 1 DO OBJETO 1.1 Prestação de serviços de suporte especializado destinado ao gerenciamento da infra-estrutura de TIC da Rede Governo (INFOVIA.RJ),

Leia mais

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS Referente ao Edital de Tomada de Preços nº. 004/2012 ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS PÁGINA 1 DE 6 ITEM 01 SERVIDOR DE RACK COM AS SEGUINTES CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS MÍNIMAS: INFORMAR OBRIGATORIAMENTE O FABRICANTE

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA DE UNIDADES REMOTAS PARA CONEXÃO COM SISTEMA SUPERVISÓRIO

TERMO DE REFERÊNCIA ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA DE UNIDADES REMOTAS PARA CONEXÃO COM SISTEMA SUPERVISÓRIO 1 OBJETIVO... 2 2 REMOTA... 2 2.1 DESCRIÇÃO GERAL... 2 2.2 ALIMENTAÇÃO... 2 2.3 RELÓGIO INTERNO... 2 2.4 ENTRADA DE PULSOS... 2 2.5 ENTRADA DIGITAL AUXILIAR... 2 2.6 REGISTRO DA CONTAGEM DE PULSOS (LOG)

Leia mais

Última Atualização 17 de janeiro, 2005 Cisco IP Phone 7902G Cisco IP Phones 7905G e 7912G Cisco IP Phones 7910G e 7910G+SW Cisco IP Phones 7935 e 7936 Conference Stations Tela Não Sim, pixel, pequeno Sim,

Leia mais

ANEXO I ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA AQUISIÇÃO DE DISPOSITIVOS MÓVEIS (TABLET)

ANEXO I ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA AQUISIÇÃO DE DISPOSITIVOS MÓVEIS (TABLET) ANEXO I ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA AQUISIÇÃO DE DISPOSITIVOS MÓVEIS (TABLET) IplanRio Empresa Municipal de Informática Janeiro 2012 1. OBJETO Registro de preço para aquisição de Dispositivos Móveis do tipo,

Leia mais

ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA

ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA 1. OBJETO A presente licitação tem como objeto a contratação de empresa, especializada e devidamente autorizada pela ANATEL - Agência Nacional de Telecomunicações, prestadora

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA - TR Pregão Eletrônico nº 010/2013. 1.1.1 - A garantia de renovação das licenças deverá ser de 36 (trinta e seis) meses.

TERMO DE REFERÊNCIA - TR Pregão Eletrônico nº 010/2013. 1.1.1 - A garantia de renovação das licenças deverá ser de 36 (trinta e seis) meses. Anexo I 1 DO OBJETO TERMO DE REFERÊNCIA - TR Pregão Eletrônico nº 010/2013 1.1 Prestação de serviços de renovação, para atualização de 32 (trinta e duas) licenças, do software de virtualização VMware vsphere

Leia mais

Proposta de serviços Plot

Proposta de serviços Plot Proposta de serviços Plot Situação da Plot e expectativas Por favor confira. A proposta depende destas informações serem corretas. A Plot possui hoje aproximadamente 30 estações de trabalho para seus funcionários

Leia mais

BlackBerry Mobile Voice System

BlackBerry Mobile Voice System BlackBerry Mobile Voice System BlackBerry Mobile Voice System Comunicações móveis unificadas O Mobile Voice System ( MVS) foi projetado para unificar os recursos do telefone fixo aos smartphones e às redes

Leia mais

Switch com mínimo de 24 portas 10/100Mbps (Ethernet/Fast- Ethernet) ou velocidade superior em conectores RJ45 - POE

Switch com mínimo de 24 portas 10/100Mbps (Ethernet/Fast- Ethernet) ou velocidade superior em conectores RJ45 - POE Switch com mínimo de 24 portas 10/100Mbps (Ethernet/Fast- Ethernet) ou velocidade superior em conectores RJ45 - POE Especificações Técnicas Mínimas: 1. O equipamento deve ter gabinete único para montagem

Leia mais

ANEXO I NÍVEIS MÍNIMOS DE SERVIÇO EXIGIDOS (NMSE) PARA CONTRATO DE APOIO

ANEXO I NÍVEIS MÍNIMOS DE SERVIÇO EXIGIDOS (NMSE) PARA CONTRATO DE APOIO ANEXO I NÍVEIS MÍNIMOS DE SERVIÇO EXIGIDOS (NMSE) PARA CONTRATO DE APOIO 1. Introdução 1.1. Descrição do serviço Este documento disciplina a cessão de uso permanente da solução de software para Gestão

Leia mais

SOLUÇÃO DE STORAGE PROJETO X86 ARMAZENAMENTO. 1.2 Para efeito de cálculo do volume total em TB deverá ser considerado que 1KB = 1024 bytes.

SOLUÇÃO DE STORAGE PROJETO X86 ARMAZENAMENTO. 1.2 Para efeito de cálculo do volume total em TB deverá ser considerado que 1KB = 1024 bytes. SOLUÇÃO DE STORAGE PROJETO X86 ARMAZENAMENTO Características Técnicas: 1.1 Deverá ser ofertada Solução de Storage com capacidade mínima de 100 TB (cem Terabyte) líquido, sendo 80TB (oitenta Terabytes)

Leia mais

Série SV8000 UNIVERGE 360. UNIVERGE 360 - Unificando as Comunicações Empresariais

Série SV8000 UNIVERGE 360. UNIVERGE 360 - Unificando as Comunicações Empresariais Série SV8000 UNIVERGE 360 UNIVERGE 360 - Unificando as Comunicações Empresariais Tudo a ver com mudança E estar preparado para ela Com UNIVERGE360 você estabelece a direção. O ambiente de trabalho está

Leia mais

Solução Acesso Internet Áreas Remotas

Solução Acesso Internet Áreas Remotas Solução Acesso Internet Áreas Remotas Página 1 ÍNDICE GERAL ÍNDICE GERAL... 1 1. ESCOPO... 2 2. SOLUÇÃO... 2 2.1 Descrição Geral... 2 2.2 Desenho da Solução... 4 2.3 Produtos... 5 2.3.1 Parte 1: rádios

Leia mais

MENSAGEM PREGÃO ELETRÔNICO N. 45/2014 ESCLARECIMENTO N. 2

MENSAGEM PREGÃO ELETRÔNICO N. 45/2014 ESCLARECIMENTO N. 2 MENSAGEM Assunto: Esclarecimento Referência: Pregão Eletrônico n. 45/2014 Data: 06/3/2015 Objeto: Registro de Preços para fornecimento de equipamentos, componentes de solução de rede local, incluindo instalação

Leia mais

Serviços Gerenciados de Segurança de perímetro Firewall Dell SonicWALL

Serviços Gerenciados de Segurança de perímetro Firewall Dell SonicWALL 1/8 Serviços Gerenciados de Segurança de perímetro Firewall Dell SonicWALL www.alertasecurity.com.br +55 11 3105.8655 2/8 SUMÁRIO Visão Geral: Porque contratar os Serviços Gerenciados da Alerta Security

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA JÚLIO DE MESQUITA FILHO

UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA JÚLIO DE MESQUITA FILHO FÓRUM TÉCNICO CONSULTIVO TELEFONIA IP Carlos José Rosa Coletti AI Reitoria Lazaro Geraldo Calestini Rio Claro Tatiana Pinheiro de Brito IA São Paulo Valmir Dotta FCLAr - CSTI Walter Matheos Junior IFT

Leia mais

Projeto de Redes de Computadores. Desenvolvimento de Estratégias de Segurança e Gerência

Projeto de Redes de Computadores. Desenvolvimento de Estratégias de Segurança e Gerência Desenvolvimento de Estratégias de Segurança e Gerência Segurança e Gerência são aspectos importantes do projeto lógico de uma rede São freqüentemente esquecidos por projetistas por serem consideradas questões

Leia mais

Sistema de Automação Comercial de Pedidos

Sistema de Automação Comercial de Pedidos Termo de Abertura Sistema de Automação Comercial de Pedidos Cabana - Versão 1.0 Iteração 1.0- Release 1.0 Versão do Documento: 1.5 Histórico de Revisão Data Versão do Documento Descrição Autor 18/03/2011

Leia mais

Gerenciador de sistemas Gerenciamento de dispositivo móvel com base em nuvem

Gerenciador de sistemas Gerenciamento de dispositivo móvel com base em nuvem Gerenciador de sistemas Gerenciamento de dispositivo móvel com base em nuvem Resumo O Gerenciador de sistemas da Meraki fornece gerenciamento centralizado em nuvem e pelo ar, diagnósticos e monitoramento

Leia mais

TRIBUNAL SUPERIOR ELEITORAL SECRETARIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO PROJETO BÁSICO

TRIBUNAL SUPERIOR ELEITORAL SECRETARIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO PROJETO BÁSICO TRIBUNAL SUPERIOR ELEITORAL SECRETARIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO PROJETO BÁSICO 1. OBJETIVO Atender a solicitação de aquisição de equipamentos adicionais necessários para o funcionamento do Kit de Identificação

Leia mais

Pré-requisitos para Instalação Física e Lógica do SISLOC

Pré-requisitos para Instalação Física e Lógica do SISLOC Pré-requisitos para Instalação Física e Lógica do SISLOC Sumário Pré-Requisitos de Instalação Física e Lógica do SISLOC...3 Servidores de Dados...3 Servidores de Aplicação (Terminal Service)...3 Estações

Leia mais

Pedido de Esclarecimento 01 PE 12/2011

Pedido de Esclarecimento 01 PE 12/2011 Pedido de Esclarecimento 01 PE 12/2011 Questionamento 1 : 20.1.1.2 - Sistema de telefonia IP ITEM 04 - Deve ser capaz de se integrar e gerenciar os gateways para localidade remota tipo 1, 2 e 3 e a central

Leia mais

Documento de Requisitos de Rede (DRP)

Documento de Requisitos de Rede (DRP) Documento de Requisitos de Rede (DRP) Versão 1.2 SysTrack - Grupo 1 1 Histórico de revisões do modelo Versão Data Autor Descrição 1.0 30/04/2011 João Ricardo Versão inicial 1.1 1/05/2011 André Ricardo

Leia mais

KX-VC300 Unidade de Videoconferência HD

KX-VC300 Unidade de Videoconferência HD Quebrando todas as barreiras da distância Essa compacta Unidade de videoconferência HD KX-VC300, foi projetada para diminuir a distancia, e agilizar reuniões e atividades em grupos, ajudando a diminuir

Leia mais

Pré-requisitos para Instalação Física e Lógica do Sisloc

Pré-requisitos para Instalação Física e Lógica do Sisloc Pré-requisitos para Instalação Física e Lógica do Sisloc Sumário: 1. Pré-requisitos de instalação física e lógica do Sisloc... 3 Servidores de Dados... 3 Servidores de Aplicação (Terminal Service)... 3

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES

MANUAL DE INSTRUÇÕES MANUAL DE INSTRUÇÕES 1 Conteúdo 1. LogWeb... 3 2. Instalação... 4 3. Início... 6 3.1 Painel Geral... 6 3.2 Salvar e Restaurar... 7 3.3 Manuais... 8 3.4 Sobre... 8 4. Monitoração... 9 4.1 Painel Sinóptico...

Leia mais

2.2 - Prestação de Serviços de Suporte Técnico Assistido

2.2 - Prestação de Serviços de Suporte Técnico Assistido Anexo I TERMO DE REFERÊNCIA - TR Pregão Eletrônico nº 010/2011 1 DO OBJETO 1.1 - Contratação de empresa para o fornecimento de licenças de uso de software SAP, BusinessObjects Enterprise - BOE, com manutenção

Leia mais

ATA DE REUNIÃO. 1) Recebimento de eventuais questionamentos e/ou solicitações de esclarecimentos Até 18/02/2009 às 18:00 horas;

ATA DE REUNIÃO. 1) Recebimento de eventuais questionamentos e/ou solicitações de esclarecimentos Até 18/02/2009 às 18:00 horas; ATA DE REUNIÃO CONSULTA PÚBLICA PARA AQUISIÇÃO DE SOLUÇÃO WEB-EDI Troca Eletrônica de Dados. Local Dataprev Rua Cosme Velho nº 06 Cosme Velho Rio de Janeiro / RJ. Data: 06/03/2009 10:30 horas. Consolidação

Leia mais

1. LICENCIAMENTO 2. SUPORTE TÉCNICO

1. LICENCIAMENTO 2. SUPORTE TÉCNICO 1. LICENCIAMENTO 1.1. Todos os componentes da solução devem estar licenciados em nome da CONTRATANTE pelo período de 36 (trinta e seis) meses; 1.2. A solução deve prover suporte técnico 8 (oito) horas

Leia mais

Symantec Discovery. Controle seu software e hardware e monitore a conformidade com as licenças em toda a infra-estrutura de TI de várias plataformas

Symantec Discovery. Controle seu software e hardware e monitore a conformidade com as licenças em toda a infra-estrutura de TI de várias plataformas Symantec Discovery Controle seu software e hardware e monitore a conformidade com as licenças em toda a infra-estrutura de TI de várias plataformas VISÃO GERAL O Symantec Discovery ajuda a garantir a resiliência

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA - TR Pregão Eletrônico nº 021/2012

TERMO DE REFERÊNCIA - TR Pregão Eletrônico nº 021/2012 Anexo I TERMO DE REFERÊNCIA - TR Pregão Eletrônico nº 021/2012 1 DO OBJETO 1.1 Prestação de serviços visando à atualização tecnológica da infraestrutura de firewall para suportar a INFOVIA RJ 2.0, mantendo

Leia mais

GOVBR- UEM-MARINGA PREFEITURA MUNICIPAL DE PEROLA

GOVBR- UEM-MARINGA PREFEITURA MUNICIPAL DE PEROLA GERENCIAMENTO DE PROJETOS PRONIM, IMPLANTAÇÃO SQL SERVER GOVBR- UEM-MARINGA PREFEITURA MUNICIPAL DE PEROLA Cliente GOVBR, UEM-MARINGA / Prefeitura Municipal de PEROLA Data 10/09/2015 Versão 1.0 Objeto:

Leia mais