ALIMENTAÇÃO Cl ara S k er S ampa o

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ALIMENTAÇÃO Cl ara S k er S ampa o"

Transcrição

1 ALIMENTAÇÃO Clara Saker Sampaio

2 CONCEITOS Substituto de leite materno: qualquer alimento comercializado ou de alguma forma apresentado como um substituto parcial ou total do leite materno e/ou humano, mesmo sendo ou não apropriado para essa finalidade. Em termos práticos isto inclui leites fluidos ou em pó, comercializados para crianças abaixo de 2 anos e alimentos complementares, sucos e chás comercializados para crianças abaixo de 6 meses. Alimentação complementar (anteriormente chamada de alimentação de desmame ): significa ifi qualquer alimento adicionado ao leite materno ou à formula infantil.

3 CONCEITOS Alimento complementar: significa ifi qualquer alimento, industrializado ou empregado em preparado caseiro, apropriado para uso como um complemento do leite materno ou de fórmula infantil, quando qualquer um desses alimentos se torna insuficiente para satisfazer as necessidades nutritivas do lactente (com idade de 6 meses em diante). Os alimentos complementares comercializados para crianças abaixo de 6 meses são substitutos de leite materno. Os alimentos complementares não devem ser confundidos com os alimentos suplementares, que são produtos reservados para suplementar uma dieta geral, para serem usados em programas de alimentação nas emergências, com a finalidade de prevenção e de redução da má nutrição e da mortalidade nos grupos vulneráveis.

4 ALIMENTAÇÃO COMPLEMENTAR Alimentos ricos em energia e micronutrientes; Ferro, zinco, cálcio, vitamina A e C e folatos; Sem contaminação; Sem muitos condimentos; Fácil consumo; Boa aceitação; Quantidade apropriada; Fáceis de preparar; Custo aceitável.

5 ALIMENTAÇÃO COMPLEMENTAR

6 ALIMENTAÇÃO COMPLEMENTAR

7 ENERGIA 6 aos 8 meses 9 aos 11 meses 12 aos 23 meses Necessidade energética e gétca Alimentação complementar 615 kcal/dia 686 kcal/dia 894 kcal/dia 200 kcal/dia 300 kcal/dia 550 kcal/dia

8 PROTEÍNAS 5 aos 24 meses 0,7 g de proteínas/ 100 kcal Proteínas de alto valor biológico e de melhor digestibilidade; 15% das necessidades energéticas diárias; 65% origem animal.

9 LIPÍDIOS 30% a 40% da energia total; Ácidos graxos essenciais; Absorção de vitaminas lipossolúveis; Nutriente essencial; Cuidado com o excesso e com a falta.

10 CARBOIDRATOS 55% a 65% das necessidades energéticas; Carboidratos complexos.

11 MINERAIS Variedade de alimentos com alta densidade desses nutrientes; 9 aos 11 meses Ferro 97% Zinco 86% Fósforo 81% Magnésio 76% Sódio 73% Cálcio 72%

12 FERRO Alimentos de origem animal melhor biodisponibilidade (até 22% de absorção); Carnes (principalmente as vermelhas) e alguns órgãos (comoofígado); Absorção de ferro de origem vegetal pode ser incrementada; Carnes, peixes, frutose e ácido ascórbico; Alimentos que dificultam a absorção do ferro; Ovos, leite, chá, café.

13 VITAMINAS Vitamina A; Fígado; Gema de ovo; Produtos lácteos; Folhas verdes escuras; Vegetais e frutas de coloração amarelada (cenoura, abóbora, manga,...); Vitamina D; 17 minutos por dia (face e mãos); 4 minutos por dia (só de fralda); Vitamina K; Rotineiramente dada ao recém nascido.

14 ESCOLHA DOS ALIMENTOS Alimentação disponível para a família; Sopas, mingaus e leites muito diluídos devem ser evitados; Misturas balanceadas e variadas; Alimentos de origem animal ricos em ferro e de frutas e vegetais, particularmente os ricos em vitamina A; Desaconselhável oferecer leite de vaca; Evitar guloseimas; Não oferecer chá e café.

15 INTRODUZIR A ALIMENTAÇÃO COMPLEMENTAR Introduzir gradualmente; Respeitar o desenvolvimento da criança; Inicialmente i semi sólidos e macios (purê); 8 meses alimentos consumidos pela família (amassados, desfiados,picados, cortados em pedaços pequenos); 10 meses alimentos granulosos; 12 meses alimento da família (densidade energética adequada); Colher e copo; Oferecer, em media, 8 a 10 vezes o novo alimento.

16 ALIMENTAÇÃO COMPLEMENTAR QUANTIDADE E FREQÜÊNCIA Para crianças amamentadas: 6 aos 8 meses 9 aos 24 meses A partir dos 12 meses Lanchinhos 2 a 3 refeições 3 a 4 refeições nutritivos osadicionais 1 a 2 vezes por dia Pode ser necessária uma maior freqüência de refeições;

17

18 HIGIENE DOS ALIMENTOS Higienizar os utensílios; Dar a comida assim que preparada; Não guardar comida ou estocar, sempre fazer a quantidade de uma única refeição; Se a comida for estocada, ao reaquecer é indispensável que atinja 70 o C.

19 ALIMENTAÇÃO COMPLEMENTAR Incentivo precoce de alimentação saudável; Alimentação complementar não substitui a amamentação.

20

21 CASO CLÍNICO O filho de Dona Carolina, Felipe, teve baixo peso ao nascer devido à desnutrição da mãe. Como Felipe morava em uma casa em condições precárias de limpeza e acomodação, teve infecções freqüentes quando era um bebê. Infelizmente, sua mãe não foi corretamente orientada sobre a eficácia do aleitamento t materno e introduziu i lit leite de vaca e outros alimentos inadequados na dieta de Felipe precocemente. Faz algum tempo que Dona Carolina vem notando que seu filho, agora com 1 ano, não consegue mais fazer exercício físico como as crianças da sua idade, pois fica logo cansado e percebeu também que ele parou de crescer se comparado com seus irmãos.

22 CASO CLÍNICO O filho de Dona Carolina, Felipe, p, teve baixo pesoaonascerdevido à desnutrição da mãe. Como Felipe morava em uma casa em condições precárias de limpeza e acomodação, teve infecções freqüentes quando era um bebê. Infelizmente, sua mãe não foi corretamente orientada sobre a eficácia i do aleitamento li materno e introduziu leite de vaca e outros alimentos inadequados na dieta de Felipe precocemente. Faz algum tempo que Dona Carolina vem notando que seu filho, agora com 1 ano, não consegue mais fazer exercício físico como as crianças da sua idade, pois fica logo cansado e percebeu também que ele parou de crescer se comparado com seus irmãos. Oque você acha que Felipe tem? Que medidas preventivas podemos oferecer para outras mães para não passarem por situação parecida? Que orientações devemos dar a Dona Carolina em relação à alimentação de Felipe?

23 CASO CLÍNICO Dona Patrícia não conseguiu amamentar sua filha porque seu leite pedrou e ela teve uma infecção que o médico chamou de mastite. Então Dona Patrícia começou a dar outros alimentos para sua filha quando ela tinha menos de um mês. Ela não levou sua filha para o pediatra orientar qual seria a melhor dieta a ser seguida. O que ela dava para os outros filhos ela dava tambémparaseubebê. bbê Quais são as conseqüências dessa complementar precoce para a criança? alimentação

24

A introdução da alimentação infantil

A introdução da alimentação infantil A introdução da alimentação infantil Turma do Giz de Cera O leite materno deve alimentar exclusivamente a criança até o 6 mês de vida, depois disso as necessidades nutricionais são outras e devemos introduzir

Leia mais

Alimentação na Infância e Adolescência

Alimentação na Infância e Adolescência Alimentação na Infância e Adolescência Nutricionista Ana Helena Spolador Ribeiro Graduada pelo Centro Universitário São Camilo Pós-graduada em Obesidade e Emagrecimento pela Universidade Gama Filho Nutricionista

Leia mais

Nutrição Aplicada à Educação Física. Cálculo da Dieta e Recomendações dietéticas. Ismael F. Freitas Júnior Malena Ricci

Nutrição Aplicada à Educação Física. Cálculo da Dieta e Recomendações dietéticas. Ismael F. Freitas Júnior Malena Ricci Nutrição Aplicada à Educação Física Cálculo da Dieta e Recomendações dietéticas Ismael F. Freitas Júnior Malena Ricci ARROZ 100 gramas CÁLCULO DE DIETA CH 25,1 PT 2,0 Lip 1,2 Consumo 300 gramas 100 gr

Leia mais

Sinais da. Boa Nutrição. Alice Silveira Granado. CRN 3 : 17638 Nutricionista

Sinais da. Boa Nutrição. Alice Silveira Granado. CRN 3 : 17638 Nutricionista ç Sinais da ç Boa Nutrição Alice Silveira Granado CRN 3 : 17638 Nutricionista Crescimento Adequado Funcionamento Regular do Intestino Dentes Fortes e Saudáveis Bom Apetite Boa Imunidade Peso Adequado Pele

Leia mais

ALIMENTAÇÃO E SAÚDE 1 - A RELAÇÃO ENTRE A ALIMENTAÇÃO E SAÚDE

ALIMENTAÇÃO E SAÚDE 1 - A RELAÇÃO ENTRE A ALIMENTAÇÃO E SAÚDE Alimentação e Saúde ALIMENTAÇÃO E SAÚDE 1 - A RELAÇÃO ENTRE A ALIMENTAÇÃO E SAÚDE Todo ser vivo precisa se alimentar para viver. A semente, ao ser plantada, precisa ser adubada e molhada todos os dias

Leia mais

Nutricionista Bruna Maria Vieira

Nutricionista Bruna Maria Vieira Suporte Nutricional à Pacientes Neurológicos Nutricionista Bruna Maria Vieira Alimentação Saudável É o equilíbrio entre a ingestão dos nutrientes necessários ao crescimento, desenvolvimento e manutenção

Leia mais

Todos os Direitos Reservados. Página 1

Todos os Direitos Reservados.  Página 1 http://treinoparamulheres.com.br Página 1 Conteúdo Introdução... 4 Melhores Fontes de Proteína... 5 1º Ovo de Galinha... 5 2º Peixes ( Tilápia, Atum, Salmão)... 6 3º Peito de Frango... 8 4º Leite e seus

Leia mais

Introdução alimentar a partir dos seis meses de vida. Edinilza Fernandes Nutricionista CRN:

Introdução alimentar a partir dos seis meses de vida. Edinilza Fernandes Nutricionista CRN: Introdução alimentar a partir dos seis meses de vida. Edinilza Fernandes Nutricionista CRN: 11.583 Aleitamento materno exclusivo até os seis meses de vida (OMS) Garantia de todos os nutrientes necessários

Leia mais

ESPECÍFICO DE ENFERMAGEM. Prof. Rivaldo lira

ESPECÍFICO DE ENFERMAGEM. Prof. Rivaldo lira ESPECÍFICO DE ENFERMAGEM Prof. Rivaldo lira ALEITAMENTO MATERNO AM Exclusivo: só leite materno AM Predominante: leite materno + água, chás, sucos AM Complementado: leite materno + outros alimentos sólidos

Leia mais

NUTRIÇÃO. Problemas nutricionais associados à pobreza: Desnutrição /Hipovitaminose / Bócio

NUTRIÇÃO. Problemas nutricionais associados à pobreza: Desnutrição /Hipovitaminose / Bócio NUTRIÇÃO NUTRIÇÃO Problemas nutricionais associados à pobreza: Desnutrição /Hipovitaminose / Bócio Problemas nutricionais associados à hábitos alimentares inadequados: Dislipdemias / Anemia / Obesidade

Leia mais

01/02/2013 ESPECÍFICO DE ENFERMAGEM. Recomendação Internacional SEQÜÊNCIA DE UMA PEGA CORRETA. ALEITAMENTO MATERNO AM Exclusivo: só leite materno

01/02/2013 ESPECÍFICO DE ENFERMAGEM. Recomendação Internacional SEQÜÊNCIA DE UMA PEGA CORRETA. ALEITAMENTO MATERNO AM Exclusivo: só leite materno ALEITAMENTO MATERNO AM Exclusivo: só leite materno AM Predominante: leite materno + água, chás, sucos AM Complementado: leite materno + outros alimentos sólidos ou líquidos ESPECÍFICO DE ENFERMAGEM Prof.

Leia mais

CARDÁPIO EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS/ PROJOVEM

CARDÁPIO EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS/ PROJOVEM Dia do Trabalho O Dia do Trabalho é comemorado em 1º de maio. No Brasil e em vários países do mundo é um feriado nacional, dedicado a festas, manifestações, passeatas, exposições e eventos reivindicatórios.

Leia mais

Lei8080,19set.1990-Art.3º(BRASIL,1990) A saúde tem como fatores determinantes e condicionantes,

Lei8080,19set.1990-Art.3º(BRASIL,1990) A saúde tem como fatores determinantes e condicionantes, Superintendência de Políticas de Atenção Integral a Saúde Gerência de Vigilância Epidemiológica Coordenação de Doenças Não-Transmissíveis Área de Alimentação e Nutrição HÁBITOS SAUDÁVEIS Marília A. Rezio

Leia mais

Ficha Técnica de Produtos BLEND WHEY

Ficha Técnica de Produtos BLEND WHEY Descrição: É um alimento protéico para atletas que possui em sua formulação uma junção de proteínas de rápida absorção e time release, com acréscimo de enzimas digestivas para auxiliar na digestibilidade

Leia mais

Nutrição para a beleza dos cabelos através dos alimentos

Nutrição para a beleza dos cabelos através dos alimentos Beleza não põe mesa, Ou seja, aparência não é tudo. Mas é na mesa que a beleza começa. Ciência da nutrição visa Melhor aparência física e a saúde do paciente; Trata ou ameniza o envelhecimento cutâneo;

Leia mais

Alimentação no 1 ano de vida do seu bebé

Alimentação no 1 ano de vida do seu bebé Alimentação no 1 ano de vida do seu bebé A alimentação nos primeiros anos de vida é fundamental no crescimento e desenvolvimento do seu bebé. Uma cuidadosa introdução de novos alimentos e a integração

Leia mais

NUTRIENTES. Profª Marília Varela Aula 2

NUTRIENTES. Profª Marília Varela Aula 2 NUTRIENTES Profª Marília Varela Aula 2 NUTRIENTES NUTRIENTES SÃO SUBSTÂNCIAS QUE ESTÃO INSERIDAS NOS ALIMENTOS E POSSUEM FUNÇÕES VARIADAS NO ORGANISMO. PODEM SER ENCONTRADOS EM DIFERENTES ALIMENTOS, POR

Leia mais

Alimentação saudável

Alimentação saudável Alimentação saudável Você mais saudável do que nunca! Quem nunca ouviu falar em antioxidantes e radicais livres? Agora, basta saber quem é o vilão e o herói dessa batalha. Os antioxidantes são substâncias

Leia mais

O que são nutrientes?

O que são nutrientes? Os nutrientes O que são nutrientes? São substâncias utilizadas pelo metabolismo do organismo essenciais ao seu funcionamento; Os alimentos contêm nutrientes que o organismo não consegue sintetizar, assim

Leia mais

ALEITAMENTO MATERNO. Amanda Forster Lopes

ALEITAMENTO MATERNO. Amanda Forster Lopes ALEITAMENTO MATERNO Amanda Forster Lopes amanda.flopes@yahoo.com.br Tipos de aleitamento materno Aleitamento materno exclusivo somente LM, direto da mama ou ordenhado, ou leite humano de outra fonte, sem

Leia mais

CARDÁPIO ENSINO INFANTIL INTEGRAL MAIO/2016 SEGUNDA-FEIRA TERÇA-FEIRA QUARTA-FEIRA QUINTA-FEIRA SEXTA-FEIRA

CARDÁPIO ENSINO INFANTIL INTEGRAL MAIO/2016 SEGUNDA-FEIRA TERÇA-FEIRA QUARTA-FEIRA QUINTA-FEIRA SEXTA-FEIRA Dia do Trabalho O Dia do Trabalho é comemorado em 1º de maio. No Brasil e em vários países do mundo é um feriado nacional, dedicado a festas, manifestações, passeatas, exposições e eventos reivindicatórios.

Leia mais

Especificações das Ementas

Especificações das Ementas Especificações das Ementas Diariamente existe Almoço, Lanche e Reforço. É necessário e há diariamente a existência de maçã ou pera cozida, para as refeições de bebés e crianças com dificuldades em mastigar.

Leia mais

Projeto Rede de Bufetes Escolares Saudáveis

Projeto Rede de Bufetes Escolares Saudáveis Projeto Rede de Bufetes Escolares Saudáveis Completa as palavras com as letras que faltam, sabendo que correspondem a nomes de diferentes hortícolas: O T C U - L R C E N R A E I N A F C B Ó U O P M N Ã

Leia mais

ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL. Dra. Helena Maia Nutricionista

ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL. Dra. Helena Maia Nutricionista ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL Dra. Helena Maia Nutricionista OBJECTIVOS Obesidade: Riscos, prevalências e tipos Nutrição / Nutrientes Roda dos Alimentos Alimentação Mediterrânica IMC Conclusão RISCOS RELACIONADOS

Leia mais

Dieta Hipercalórica e Hiperproteica

Dieta Hipercalórica e Hiperproteica Dieta Hipercalórica e Hiperproteica Orientações nutricionais Serviço de Nutrição e Dietética Este manual contou com a colaboração das nutricionistas: Tatiana Maraschin, Claudine Lacerda de Oliveira, Cristina

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE- CCS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE- CCS UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE- CCS Aluna: Gabriela Dias Alves Pinto Orientadora: Maria Gabriela Bello Koblitz 10 passos para uma alimentação

Leia mais

Capítulo 13 Nutrição: Leitura de rótulos de alimentos

Capítulo 13 Nutrição: Leitura de rótulos de alimentos Capítulo 13 Nutrição: Leitura de rótulos de alimentos Ao final deste capítulo, você poderá Ø Explicar rótulos de alimentos Ø Decidir quais alimentos são melhores com base em três fatores Capítulo 13 Nutrição:

Leia mais

Autor(es) Bem Estar Social Orientações práticas para o Trabalho na Cozinha

Autor(es) Bem Estar Social Orientações práticas para o Trabalho na Cozinha 1 de 5 10/16/aaaa 11:09 Bem Estar Social Frutas : boas fontes de energia, vitaminas e minerais Frutas: Boas fontes de Nome energia, vitaminas e minerais Produto Folder Data Preço - Bem Estar Social : Linha

Leia mais

ALIMENTAÇÃO NOS DOIS PRIMEIROS ANOS DE VIDA. Luiza Amélia Cabus Moreira 2005

ALIMENTAÇÃO NOS DOIS PRIMEIROS ANOS DE VIDA. Luiza Amélia Cabus Moreira 2005 ALIMENTAÇÃO NOS DOIS PRIMEIROS ANOS DE VIDA Luiza Amélia Cabus Moreira 2005 Importância Associação com doenças crônicodegenerativas Ganho de peso e comprimento Hábitos alimentares na infância Três períodos

Leia mais

Alimentação nos 2 primeiros anos de vida

Alimentação nos 2 primeiros anos de vida Alimentação nos 2 primeiros anos de vida Alimentação da criança nos primeiros 06 meses de vida: Leite Materno sob livre demanda (sem horários fixos). No primeiro mês de vida, é importante amamentar no

Leia mais

Nutricionista Carolina Cestari De Paoli Bortoletto_ CRN

Nutricionista Carolina Cestari De Paoli Bortoletto_ CRN Nutricionista Carolina Cestari De Paoli Bortoletto_ CRN4 04101236 AVALIE SUA ALIMENTAÇÃO Este teste é sobre a sua alimentação, isto é, aquilo que você come. Se você tiver alguma dificuldade para responder

Leia mais

TRABALHO DE BIOLOGIA QUÍMICA DA VIDA

TRABALHO DE BIOLOGIA QUÍMICA DA VIDA TRABALHO DE BIOLOGIA QUÍMICA DA VIDA Água Sais minerais Vitaminas Carboidratos Lipídios Proteínas Enzimas Ácidos Núcleos Arthur Renan Doebber, Eduardo Grehs Água A água é uma substância química composta

Leia mais

PERSONAOUTUBRO 2016 P R E P A R E - S E P A R A O O U T O N O CASTANHAS ALIMENTAÇÃO NO OUTONO SABIA QUE... Um alimento excecional

PERSONAOUTUBRO 2016 P R E P A R E - S E P A R A O O U T O N O CASTANHAS ALIMENTAÇÃO NO OUTONO SABIA QUE... Um alimento excecional CLINICASPERSONA.COM PERSONAOUTUBRO 2016 P R E P A R E - S E P A R A O O U T O N O CASTANHAS Um alimento excecional ALIMENTAÇÃO NO OUTONO O que deve escolher para a sua mesa SABIA QUE... Dicas de nutrição

Leia mais

Dieta Para Engordar: Como fazer? Receita Simples!

Dieta Para Engordar: Como fazer? Receita Simples! Dieta Para Engordar: Como fazer? Receita Simples! Você está querendo saber como ganhar peso? Siga esta dieta para engordar e conquiste o corpo que deseja! Embora existam centenas de pessoas com sobrepeso

Leia mais

PERFIL NUTRICIONAL PESSOAL

PERFIL NUTRICIONAL PESSOAL PERFIL NUTRICIONAL PESSOAL Nº de Empresário Nome completo: Data: Telefone: e-mail: Data de nascimento: Idade: Sexo: Feminino Consome algum suplemento nutricional? Se sim, quantos? Sim Masculino Não Por

Leia mais

INTRODUÇÃO ALIMENTAR EM BEBÊS: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA 1

INTRODUÇÃO ALIMENTAR EM BEBÊS: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA 1 INTRODUÇÃO ALIMENTAR EM BEBÊS: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA 1 Daniele Santos Schott 2, Maria Cristina Roppa Garcia 3, Marciani Martins Witter 4, Kelly Katheryne Osorio Kercher 5, Aline Bilibio 6, Camila Lehnhart

Leia mais

Quarta. Lanche da manhã: Papinha de mamão com laranja

Quarta. Lanche da manhã: Papinha de mamão com laranja Primeira semana Papinha de mamão papaya Almoço: Papinha* de, carne, beterraba e couve-flor Banana maçã amassadinha Jantar: Minestra* de feijão com legumes Papinha de banana Almoço: Papinha laranjinha (abóbora,,

Leia mais

A salada verde deveria fazer parte das refeições de todas as pessoas, pois as folhas,

A salada verde deveria fazer parte das refeições de todas as pessoas, pois as folhas, Alface, rúcula, agrião e acelga são aliados da dieta e ricos em nutrientes Essas folhas devem fazer parte da alimentação de todas as pessoas e fornecem vitaminas, minerais e outros componentes importantes

Leia mais

Ovos Além de poucas calorias, os ovos contêm mais de 12 vitaminas e minerais e ainda uma quantidade nada desprezível de proteínas, substância

Ovos Além de poucas calorias, os ovos contêm mais de 12 vitaminas e minerais e ainda uma quantidade nada desprezível de proteínas, substância Ovos Além de poucas calorias, os ovos contêm mais de 12 vitaminas e minerais e ainda uma quantidade nada desprezível de proteínas, substância essencial para a intensa produção de células que acontece no

Leia mais

SOPA PROTEICA DE ERVILHAS

SOPA PROTEICA DE ERVILHAS Informações Técnicas SOPA PROTEICA DE ERVILHAS Uma opção proteica metabolizada para seu póstreino SINÔNIMOS: Proteína de ervilha A sopa de ervilha trata-se de uma opção proteica com 22g de proteína na

Leia mais

NOVAS OPÇÕES PARA SUA NUTRIÇÃO

NOVAS OPÇÕES PARA SUA NUTRIÇÃO lançamentos HERBALIFE NOVAS OPÇÕES PARA SUA NUTRIÇÃO Lançamento NUTRI SOUP * Nutre com sabor e equilíbrio. Nutri Soup é uma sopa substituta parcial de refeição. Uma opção saudável que garante a quantidade

Leia mais

NIDINA EXPERT CONFORT

NIDINA EXPERT CONFORT NIDINA EXPERT CONFORT NIDINA EXPERT CONFORT é uma fórmula especialmente indicada para o tratamento dietético da cólica infantil e de sintomas de desconforto intestinal associados, que deve ser utilizada

Leia mais

Dog Star Foods Natural 15kg

Dog Star Foods Natural 15kg Dog Star Foods Natural 15kg Proteína Bruta Extrato Etéreo Matéria Mineral (Mín.) 23% (Mín.) 10% (Máx.) 8% Matéria Fibrosa (Máx.) 4,5% Cálcio (Máx.) 2% Fósforo (Mín.) 1% Cereais Integrais Probióticos Carne

Leia mais

OMELETE DE CLARAS. Uma opção proteica metabolizada para seu póstreino. Informações Técnicas. SINÔNIMOS: Albumina

OMELETE DE CLARAS. Uma opção proteica metabolizada para seu póstreino. Informações Técnicas. SINÔNIMOS: Albumina Informações Técnicas OMELETE DE CLARAS Uma opção proteica metabolizada para seu póstreino SINÔNIMOS: Albumina O omelete trata-se de uma opção proteica com 22g de proteína na porção. Uma excelente alternativa

Leia mais

Composição dos Alimentos mais consumidos pelos VEGANOS.

Composição dos Alimentos mais consumidos pelos VEGANOS. Composição dos Alimentos mais consumidos pelos VEGANOS. Onde está um ponto considerar uma vírgula, ex.: Niacina 12.066 significa 12,066 mg arredondando fica 12 mg. http://www.unifesp.br/dis/servicos/nutri/nutri.php?id=2024

Leia mais

ENTENDENDO O CARDÁPIO. Centro Colaborador de Alimentação e Nutrição do Escolar (CECANE)

ENTENDENDO O CARDÁPIO. Centro Colaborador de Alimentação e Nutrição do Escolar (CECANE) ENTENDENDO O CARDÁPIO Centro Colaborador de Alimentação e Nutrição do Escolar (CECANE) O que é um cardápio? CARDÁPIO DO PNAE É a relação das preparações de alimentos a serem oferecidas em uma refeição.

Leia mais

VITAMINAS. Valores retirados de Tabela da composição de Alimentos. Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge

VITAMINAS. Valores retirados de Tabela da composição de Alimentos. Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge PELO SEU BEM ESTAR baixo teor de Gordura e Sódio; é rica em Vitamina B12; fonte de Vitamina D, Energia (Kcal) 83 Gordura (g) 1.4 Ác. gordos saturados (g) 0.2 Ác. gordos monoinsaturados (g) 0.4 Ác. gordos

Leia mais

EXIN Nutrição SÉRIE 4MA e 4NA Assuntos 1a chamada Assuntos 2a.chamada. Nutriçao Social

EXIN Nutrição SÉRIE 4MA e 4NA Assuntos 1a chamada Assuntos 2a.chamada. Nutriçao Social EXIN Nutrição 2016.2 SÉRIE 4MA e 4NA Assuntos 1a chamada Assuntos 2a.chamada Nutriçao Social Módulo Integrado de analise em Tecnologia de Aliemntos I Desnutrição e suas consequências DCNT (diabetes e HAS)

Leia mais

Elaboração de Cardápio

Elaboração de Cardápio FACULDADE MAURÍCIO DE NASSAU UNIDADE ALIANÇA DISCIPLINA: TÉCNICA E DIETÉTICA II PROFESSORA MSC: CARLA CRISTINA CARVALHO FONSECA Elaboração de Cardápio Cardápio é definido como lista de preparação culinária

Leia mais

Perfil socioeconômico e nutricional das crianças inscritas no programa de suplementação alimentar do Centro Municipal de Saúde Manoel José Ferreira

Perfil socioeconômico e nutricional das crianças inscritas no programa de suplementação alimentar do Centro Municipal de Saúde Manoel José Ferreira Perfil socioeconômico e nutricional das crianças inscritas no programa de suplementação alimentar do Centro Municipal de Saúde Manoel José Ferreira Juliana Mayo Helena Recht Pombo 1 Sandra M. M. Rodrigues

Leia mais

EMPRESA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA DE MINAS GERAIS - EPAMIG

EMPRESA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA DE MINAS GERAIS - EPAMIG EMPRESA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA DE MINAS GERAIS - EPAMIG C L I P P I N G 1/9/2010 Produção Ascom Diáriod@Santana FM 31/08/10 Itaúna Epamig desenvolve bebida láctea inédita no mercado Novo produto, com

Leia mais

Dicas para emagrecer rapido e perder barriga com saúde!

Dicas para emagrecer rapido e perder barriga com saúde! Dicas para emagrecer rapido e perder barriga com saúde! Emagrecer é uma conquista e se for rápido, melhor ainda não acha? Conheça algumas dicas para emagrecer rápido. Se você quer dicas para emagrecer

Leia mais

NUTRIÇÃO E SUAS DEFINIÇÕES

NUTRIÇÃO E SUAS DEFINIÇÕES FACULDADE DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA Departamento de Educação Física NUTRIÇÃO E SUAS DEFINIÇÕES Disciplina Nutrição aplicada à Educação Física e ao Esporte Prof. Dr. Ismael Forte Freitas Júnior HISTÓRICO

Leia mais

Orientações para uma vida ativa e saudável através da alimentação

Orientações para uma vida ativa e saudável através da alimentação Orientações para uma vida ativa e saudável através da alimentação Introdução Para ter uma qualidade de vida favorável, com boa saúde e manter-se ativo, além dos cuidados diários com medicações, acompanhamento

Leia mais

ECO QUIZ Alimentação Saudável e Sustentável

ECO QUIZ Alimentação Saudável e Sustentável EO QUIZ limentação Saudável e Sustentável Nível III Ensino secundário profissional superior 1 - Quais destas práticas são usadas em gricultura iológica? plicação de herbicida Rotação de culturas Hidroponia

Leia mais

Receitas Para Suplementa

Receitas Para Suplementa Receitas Para Suplementa Os melhores suplementos para ganhar massa não são exóticos, novos ou caros. Eles já existem há anos para quem quer ganhar massa, e são vendidos como milagrosos, únicos, cada um

Leia mais

Descrição do produto. Categoria Fiscal ANVISA. MS: RDC 27/2010 / Anexo 1. Características. Pó de cor bege-marrom, solúvel em água.

Descrição do produto. Categoria Fiscal ANVISA. MS: RDC 27/2010 / Anexo 1. Características. Pó de cor bege-marrom, solúvel em água. Vida Forte Ind. e Com. de Prod. Naturais Ltda. Descrição do produto Ficha Técnica de TERMO PLUS Sabores: Frutas Vermelhas Laranja Limão Termo Plus é um produto para auxiliar na redução de gordura com ingredientes

Leia mais

Semana da Alimentação

Semana da Alimentação Agrupamento de Escolas André Soares Bibliotecas Escolares do Agrupamento Projeto de Promoção e Educação para a Saúde PES Semana da Alimentação Alimentação e Saúde Investe em ti Alimentação saudável, o

Leia mais

PREVENÇÃO E FORÇA NUTRILITE PACOTE A COMBINAÇÃO PERFEITA PARA AS NECESSIDADES FEMININAS

PREVENÇÃO E FORÇA NUTRILITE PACOTE A COMBINAÇÃO PERFEITA PARA AS NECESSIDADES FEMININAS e os lançamentos Advanced e os lançamentos Advanced e os lançamentos Advanced e os lançamentos Advanced CARACTERÍSTICAS veio para ajudar a preencher a lacuna entre o que consumimos e o que devemos consumir

Leia mais

MONSTER EXTREME BLACK Suplementos Para Atletas

MONSTER EXTREME BLACK Suplementos Para Atletas MONSTER EXTREME BLACK Suplementos Para Atletas Descrição: Objetivo: MONSTER EXTREME BLACK é um suplemento composto por diversos nutrientes essenciais para otimizar o ganho de massa muscular e energia.

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALFENAS PROGRAMA DE ENSINO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALFENAS PROGRAMA DE ENSINO Curso: Nutrição (04) Ano: 2013 Semestre: 2 Período: 2 Disciplina: Composição de Alimentos (Food Composition) Carga Horária Total: 45 Teórica: 45 Atividade Prática: 0 Prática Pedagógica: 0 Aulas Compl.

Leia mais

Dra. Natalia Almeida Prado de Oliveira Silva Endocrinologia Infantil associada à Nutrição Funcional Medicina Preventiva CRM SP Pediatria

Dra. Natalia Almeida Prado de Oliveira Silva Endocrinologia Infantil associada à Nutrição Funcional Medicina Preventiva CRM SP Pediatria Alimentação e saúde o que isto tem a ver? CONALCO dezembro 2015 Dra. Natalia Almeida Prado de Oliveira Silva Endocrinologia Infantil associada à Nutrição Funcional Medicina Preventiva CRM SP 136 322 Pediatria

Leia mais

Biomassa de Banana Verde Polpa - BBVP

Biomassa de Banana Verde Polpa - BBVP Biomassa de Banana Verde Polpa - BBVP INFORMAÇÕES NUTRICIONAIS Porção de 100g (1/2 copo) Quantidade por porção g %VD(*) Valor Energético (kcal) 91 4,55 Carboidratos 21,4 7,13 Proteínas 2,1 2,80 Gorduras

Leia mais

Dieta refere-se aos hábitos alimentares individuais. Cada pessoa tem uma dieta específica. Cada cultura costuma caracterizar-se por dietas

Dieta refere-se aos hábitos alimentares individuais. Cada pessoa tem uma dieta específica. Cada cultura costuma caracterizar-se por dietas Dieta Dieta refere-se aos hábitos alimentares individuais. Cada pessoa tem uma dieta específica. Cada cultura costuma caracterizar-se por dietas particulares. Contudo, popularmente, o emprego da palavra

Leia mais

Izabela Alves Gomes Nutricionista UERJ Mestranda em Alimentos e Nutrição - UNIRIO

Izabela Alves Gomes Nutricionista UERJ Mestranda em Alimentos e Nutrição - UNIRIO Izabela Alves Gomes izabela.nut@gmail.com Nutricionista UERJ Mestranda em Alimentos e Nutrição - UNIRIO Rio de Janeiro - 2016 É considerado vegetariano todo aquele que exclui de sua alimentação todos os

Leia mais

> as disponibilidades alimentares são agora. > os hábitos alimentares mudaram devido à. > os conhecimentos científicos evoluíram.

> as disponibilidades alimentares são agora. > os hábitos alimentares mudaram devido à. > os conhecimentos científicos evoluíram. A RODA DOS ALIMENTOS VARIAR OS PRAZERES Se não é completamente verdade que as cenouras fazem os olhos bonitos, também não é completamente mentira As cenouras contêm um tipo de (pró)-vitamina que faz muito

Leia mais

ÁGUA Porque a água é tão importante para vida: A água é o principal constituinte dos fluidos do corpo humano, que é composto por mais de 60% de água.

ÁGUA Porque a água é tão importante para vida: A água é o principal constituinte dos fluidos do corpo humano, que é composto por mais de 60% de água. Abiogênese ÁGUA Porque a água é tão importante para vida: A água é o principal constituinte dos fluidos do corpo humano, que é composto por mais de 60% de água. É essencial para dissolver e transportar

Leia mais

SAIBA QUAIS CARNES VOCÊ DEVE COLOCAR NA PAPINHA DO SEU FILHO E QUAIS DEVE EVITAR

SAIBA QUAIS CARNES VOCÊ DEVE COLOCAR NA PAPINHA DO SEU FILHO E QUAIS DEVE EVITAR SAIBA QUAIS CARNES VOCÊ DEVE COLOCAR NA PAPINHA DO SEU FILHO E QUAIS DEVE EVITAR Dicas preciosas para você, de mãe para mãe! Seu Pediatra pediu para introduzir carnes na alimentação do seu filho, e agora

Leia mais

Como nosso corpo está organizado

Como nosso corpo está organizado Como nosso corpo está organizado Iodo Faz parte dos hormônios da tireoide, que controlam a produção de energia e o crescimentodocorpo.aleiobrigaaadiçãodeiodoaosaldecozinha. UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO

Leia mais

NERVITON MEGA Ômega Vitaminas + 8 Minerais

NERVITON MEGA Ômega Vitaminas + 8 Minerais M.S. 6.6969.0023.001-6 NERVITON MEGA Ômega 3 + 13 Vitaminas + 8 Minerais NERVITON MEGA é um produto inovador no Brasil, pois possui em sua fórmula o óleo de peixe ( ÔMEGA 3 ) e diversas vitaminas e minerais

Leia mais

Gravidez: Cuidados e Emoções

Gravidez: Cuidados e Emoções Gravidez: Cuidados e Emoções Como são os cuidados do começo ao fim da gravidez, e quais são as emoções mais comuns entre as mamães. Há muitas dúvidas que cercam as mamães de primeira viagem, ou até mesmo

Leia mais

Nota Introdutória. É anónimo e garante-se confidencialidade dos dados.

Nota Introdutória. É anónimo e garante-se confidencialidade dos dados. Nota Introdutória Daniela Filipa Soares Dores, a frequentar o 4º ano de Licenciatura em Enfermagem da Faculdade de Ciências da Saúde da Universidade Fernando Pessoa, encontra-se a elaborar um Trabalho

Leia mais

PARABÉNS!! Você conseguiu amamentar exclusivamente o seu filho!

PARABÉNS!! Você conseguiu amamentar exclusivamente o seu filho! PARABÉNS!! Você conseguiu amamentar exclusivamente o seu filho! Alimentação Complementar após 6 meses Estagiárias-Nutrição UFMA A alimentação complementar, serve para complementar e não substituir o leite

Leia mais

A ATENÇÃO À SAÚDE DAS CRIANÇAS NA PRIMEIRA INFÂNCIA NA REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO PAULO

A ATENÇÃO À SAÚDE DAS CRIANÇAS NA PRIMEIRA INFÂNCIA NA REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO PAULO A ATENÇÃO À SAÚDE DAS CRIANÇAS NA PRIMEIRA INFÂNCIA NA REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO PAULO A Pesquisa da Primeira Infância, realizada pela Fundação Seade em parceria com a Fundação Maria Cecília Souto Vidigal,

Leia mais

Prefeitura do Recife Secretaria de Educação Gerência de Alimentação

Prefeitura do Recife Secretaria de Educação Gerência de Alimentação REFEIÇÕES SEGUNDA TERÇA QUARTA QUINTA SEXTA CAFÉ DA MANHÃ (07:00h) PAPA DE CREMOGEMA (247 PÃO COM REQUEIJÃO E REFRESCO ACEROLA (315 CURAU COM CANELA (376 VITAMINA DE BANANA COM FARINHA LÁCTEA E BOLACHA

Leia mais

Todos tem uma grande importância para o organismo.

Todos tem uma grande importância para o organismo. A Química da Vida ÁGUA A água é um composto químico formado por dois átomos de hidrogênio e um de oxigênio. Sua fórmula química é H2O. A água pura não possui cheiro nem cor. Ela pode ser transformada em

Leia mais

As funções das proteínas no organismo :

As funções das proteínas no organismo : PROTEINAS As funções das proteínas no organismo : As principais funções das proteínas - Construção de novos tecidos do corpo humano. - Atuam no transporte de substâncias como, por exemplo, o oxigênio.

Leia mais

FICHA TÉCNICA WHEY ISO FAST 100% ISOLADA HIGH PROTEIN FAT FREE LOW SODIUM ZERO CARBOIDRATOS

FICHA TÉCNICA WHEY ISO FAST 100% ISOLADA HIGH PROTEIN FAT FREE LOW SODIUM ZERO CARBOIDRATOS FICHA TÉCNICA WHEY ISO FAST 100% ISOLADA HIGH PROTEIN FAT FREE LOW SODIUM ZERO CARBOIDRATOS WHEY ISO FAST AGE é obtido por meio de processo de microfiltragem, o que resulta em uma proteína mais pura, livre

Leia mais

Uma dieta alimentar variada é capaz de fornecer os nutrientes necessários ao desenvolvimento do nosso organismo

Uma dieta alimentar variada é capaz de fornecer os nutrientes necessários ao desenvolvimento do nosso organismo Nutrientes e suas funções Uma dieta alimentar variada é capaz de fornecer os nutrientes necessários ao desenvolvimento do nosso organismo NUTRIENTE Substância absorvida e utilizada pelo organismo para

Leia mais

Baixo ganho ponderal. em bebês em Aleitamento Materno Exclusivo ENAM Honorina de Almeida; Douglas Nóbrega Gomes

Baixo ganho ponderal. em bebês em Aleitamento Materno Exclusivo ENAM Honorina de Almeida; Douglas Nóbrega Gomes Baixo ganho ponderal em bebês em Aleitamento Materno Exclusivo ENAM 2010 Honorina de Almeida; Douglas Nóbrega Gomes Introdução Baixo ganho ponderal em bebês em AME causa grande angústia profissional e

Leia mais

CARNE DE PORCO À ALENTEJANA

CARNE DE PORCO À ALENTEJANA CARNE DE PORCO À ALENTEJANA - 750g de carne de porco - 500g de amêijoas - 1 cebola média - 1 copo pequeno de vinho branco (100ml) - 3 colheres de azeite - Pimenta q.b. - Pimentão doce q.b. Preparação 15

Leia mais

cüé} Ü xvxàé v àé a a Å `âäà áàâüt Zâ Z Ç â U Ç áát U â áát

cüé} Ü xvxàé v àé a a  Å `âäà áàâüt  Zâ Z Ç â U Ç áát U â áát cüé}xvàé a ^âåx ftu @`âäà Å áàâüt `âäà Å áàâüt@ @Vtv{xâ@ Zâ Ç U áátâ OBJECTIVOS GLOBAIS: Prevenir e combater c a desnutrição das grávidas e das crianças dos 0 aos 5 anos através da produção e comercialização

Leia mais

Alimentação complementar oportuna e consumo de alimentos ricos em ferro e facilitadores de sua absorção no município do Rio de Janeiro

Alimentação complementar oportuna e consumo de alimentos ricos em ferro e facilitadores de sua absorção no município do Rio de Janeiro Alimentação complementar oportuna e consumo de alimentos ricos em ferro ARTIGOS ORIGINAIS / ORIGINAL ARTICLES Alimentação complementar oportuna e consumo de alimentos ricos em ferro e facilitadores de

Leia mais

Unidade: Alimentação da infância ao envelhecimento. Unidade I:

Unidade: Alimentação da infância ao envelhecimento. Unidade I: Unidade: Alimentação da infância ao envelhecimento Unidade I: 0 Unidade: Alimentação da infância ao envelhecimento ALIMENTAÇÃO NA INFÂNCIA PRÉ ESCOLAR Período compreendido entre 1 e 6 anos de idade que

Leia mais

RECEITAS QUE COMBATEM O DESPERDÍCIO

RECEITAS QUE COMBATEM O DESPERDÍCIO R E C E I T A S RECEITAS QUE COMBATEM O DESPERDÍCIO Não jogue fora os talos, as folhas e as cascas das frutas, legumes e verduras. Você pode aproveitá-los para deixar sua preparação mais nutritiva e econômica

Leia mais

Descobre tudo sobre um...

Descobre tudo sobre um... Escola Básica 1,2,3/JI de Angra do Heroísmo Dia Mundial da Alimentação 16 de Outubro de 2010 Descobre tudo sobre um... PEQUENO-ALMOÇO PORQUÊ? Porque, após uma noite de sono, em que estivemos várias horas

Leia mais

CEI ISABEL LONGO - EXTENSÃO (ANTIGA EM ALBERTO VOLANI) PERÍODO PARCIAL 4 à 5 anos - 20 % das necessidades nutricionais diárias - uma refeição

CEI ISABEL LONGO - EXTENSÃO (ANTIGA EM ALBERTO VOLANI) PERÍODO PARCIAL 4 à 5 anos - 20 % das necessidades nutricionais diárias - uma refeição Vit. Vit. *Este cardápio poderá sofrer alterações devido a eventos pré-agendados; sazonalidade de hortifrutis e/ou atrasos nas entregas pelos fornecedores. CEI ISABEL LONGO - EXTENSÃO (ANTIGA EM ALBERTO

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO ESCOLA DE NUTRIÇÃO PROGRAMA DE PÓS GRADUAÇÃO EM ALIMENTOS E NUTRIÇÃO MESTRANDA: LANA ROSA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO ESCOLA DE NUTRIÇÃO PROGRAMA DE PÓS GRADUAÇÃO EM ALIMENTOS E NUTRIÇÃO MESTRANDA: LANA ROSA UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO ESCOLA DE NUTRIÇÃO PROGRAMA DE PÓS GRADUAÇÃO EM ALIMENTOS E NUTRIÇÃO MESTRANDA: LANA ROSA LANCHES SAUDÁVEIS NA MERENDA ESCOLAR INTRODUÇÃO Os aspectos que

Leia mais

Incentivo à Alimentação Saudável. Julho de 2016

Incentivo à Alimentação Saudável. Julho de 2016 Incentivo à Alimentação Saudável Julho de 2016 Como é o hábito alimentar do brasileiro PERFIL ALIMENTAR DO ADULTO Apesar de incluir mais frutas e hortaliças na rotina, os brasileiros consomem doces e refrigerantes

Leia mais

Considerações e reflexões sobre a alimentação da criança no primeiro ano de vida

Considerações e reflexões sobre a alimentação da criança no primeiro ano de vida Considerações e reflexões sobre a alimentação da criança no primeiro ano de vida A dieta normal no 1º semestre de vida é constituída por um único alimento: O leite da própria mãe oferecido em livre demanda.

Leia mais

Orientações gerais para começar a perder peso

Orientações gerais para começar a perder peso Orientações gerais para começar a perder peso 1. Cardápio variado saúde; Refeições variadas garantem o consumo de todos os nutrientes necessários à boa As refeições principais devem conter, em quantidades

Leia mais

ORIENTAÇÕES DE ENFERMAGEM PARA ALTA HOSPITALAR

ORIENTAÇÕES DE ENFERMAGEM PARA ALTA HOSPITALAR ORIENTAÇÕES DE ENFERMAGEM PARA ALTA HOSPITALAR CUIDADOS COM A SONDA ALIMENTAR Nome do usuário Responsável pela orientação: Enfermeiro(a): Carimbo com COREN/SC HC ( ) HRO ( ) HNSS ( ) Data da orientação:

Leia mais

Cópia autorizada. II

Cópia autorizada. II II Sugestões de avaliação Ciências 4 o ano Unidade 1 5 Unidade 1 Nome: Data: 1. Quais são os seis nutrientes presentes nos alimentos que são necessários para manter o corpo saudável? Encontre esses nutrientes

Leia mais

AVEIA. As fibras também melhoram o trânsito intestinal, evitando constipação, e estão associadas à diminuição do risco de câncer de cólon.

AVEIA. As fibras também melhoram o trânsito intestinal, evitando constipação, e estão associadas à diminuição do risco de câncer de cólon. AVEIA Propriedades da Aveia: A aveia é um cereal rico em proteínas, ferro, magnésio, fósforo, zinco, manganês, vitamina B1 e vitamina B5, além de ser excelente fonte de fibras solúveis. Estudos mostram

Leia mais

BENEFÍCIOS NUTRICIONAIS NOS SUMOS DETOX: SIM OU NÃO?

BENEFÍCIOS NUTRICIONAIS NOS SUMOS DETOX: SIM OU NÃO? BENEFÍCIOS NUTRICIONAIS NOS SUMOS DETOX: SIM OU NÃO? Inês Carvalho Santos Tânia Gonçalves Albuquerque, Ana Valente, Helena S. Costa XVIII Congresso Anual da APNEP, Porto, 12 de abril de 2016 SUMOS DETOX

Leia mais

* Exemplos de Cardápios. Equipe: Divair Doneda, Vanuska Lima, Clevi Rapkiewicz, Júlia Prates

* Exemplos de Cardápios. Equipe: Divair Doneda, Vanuska Lima, Clevi Rapkiewicz, Júlia Prates * Exemplos de Cardápios Equipe: Divair Doneda, Vanuska Lima, Clevi Rapkiewicz, Júlia Prates Café da manhã típico de quatro brasileiros que consomem alimentos in natura ou minimamente processados Repare

Leia mais

Suplemento: Desempenho e Nutrição para frangos de corte

Suplemento: Desempenho e Nutrição para frangos de corte Suplemento: Desempenho e Nutrição para Frangos de Corte frangos de corte cobb-vantress.com Introdução Este suplemento apresenta metas de desempenho e rendimento para os seus frangos de corte Cobb500, juntamente

Leia mais

Disciplina: Ciências 8º ano Turma: CONHECENDO OS CARBOIDRATOS

Disciplina: Ciências 8º ano Turma: CONHECENDO OS CARBOIDRATOS Disciplina: Ciências Ficha nº 8º ano Turma: CONHECENDO OS CARBOIDRATOS Nesta ficha você conhecerá: O que são os carboidratos; Onde encontrar os carboidratos; A diferença entre carboidratos de alto e baixo

Leia mais

Redubio Shake Slim Emagrece

Redubio Shake Slim Emagrece Redubio Shake Slim Emagrece O que é Redubio Shake Slim? Redubio Shake trata-se de um composto alimentício, com intuito de substituir até 2 refeições diárias, tem como objetivo ser um shake para emagrecer

Leia mais

Avaliação nutricional do paciente

Avaliação nutricional do paciente Avaliação nutricional do paciente Muito gordo ou muito magro? O que fazer com esta informação? Avaliação nutricional do paciente 1) Anamnese (inquérito alimentar) 2) Exame físico 3) Exames laboratoriais

Leia mais