Modelagem Estática. Modelagem Estática. INF318 - Análise Orientada a Objetos e Projeto Arquitetural

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Modelagem Estática. Modelagem Estática. INF318 - Análise Orientada a Objetos e Projeto Arquitetural"

Transcrição

1 Modelagem Estática Grupo 3: Caio Gomes Geovane Godoi Leonardo Tamura Roberto Honda Rosana Fagundes Talita Malaquias Página 1

2 1. Índice 1. Índice Caso de Uso #04 Reservar pacote Caso de Uso #07 Contratar Passeios Extras Caso de Uso #06 Contratar Guias turísticos Caso de Uso #14 Reservar Transporte Caso de Uso #15 Reservar Hotel Caso de Uso #16 Efetuar pagamento Diagrama de Classes Página 2

3 2. Caso de Uso #04 Reservar pacote Atores: Cliente. Descrição: Este é o processo pelo qual o cliente realiza a reserva de um pacote. O processo de reserva se inicia com a escolha de um pacote e a customização ocorre caso haja a contratação de guias turísticos e passeios extras. Em seguida, o cliente solicita ao sistema o fechamento da reserva do pacote. O processo finaliza quando o sistema registra a reserva. Pré-condições: O cliente deve ter feito a autenticação no sistema. Pós-condições: No final do processo, uma reserva de pacote deverá ser registrada para o cliente. Condições invariantes: O cliente se mantém autenticado durante o processo de reserva. Requisitos Especiais: Segurança (RNF001), Usabilidade (RNF002), Performance (RNF003) Disponibilidade de guia turístico (RNF004). Requisitos Funcionais: RF001, RF002, RF004, RF005, RF Fluxo de Eventos Fluxo Básico 1. O cliente solicita a criação de um pacote de viagens; 2. O sistema fornece opções de hotéis (<<include>> Reservar Hotel); 3. O sistema fornece opções de transporte (<<include>> Reservar Transporte); 4. Se o cliente deseja contratar guia turístico, o sistema apresenta a opção de contratação (<<extend>> Contratar Guias Turísticos); 5. Se o cliente deseja contratar passeios extras, o sistema apresenta a opção de contratação (<<extend>> Contratar Passeios Extras); 6. O cliente confirma a escolha do pacote; 7. O sistema registra a reserva do cliente; Fluxo Alternativo 1 1. No passo 1, se o cliente solicitar a criação de um pacote no qual não existe disponibilidade de transporte ou hotel: 1.1. Se o cliente cancelar o processo de reserva, o caso de uso termina Se o cliente desejar reiniciar a consulta, vá para o passo 1 do fluxo básico. Página 3

4 Fluxo Alternativo 2 1. No passo 2, se o cliente não quiser as opções de hotel oferecidas: 1.1. Se o cliente cancelar o processo de reserva, o caso de uso termina Se o cliente desejar reiniciar a consulta, vá para o passo 1 do fluxo básico Fluxo Alternativo 3 1. No passo 3, se o cliente não quiser as opções de transporte oferecidas: 1.1. Se o cliente cancelar o processo de reserva, o caso de uso termina Se o cliente desejar reiniciar a consulta, vá para o passo 1 do fluxo básico Fluxo Alternativo 4 1. No passo 6, se o cliente não concordar com o pacote montado: 1.1. Se o cliente cancelar o processo de reserva, o caso de uso termina Se o cliente desejar realizar uma nova consulta de pacote, vá para o passo 1 do fluxo básico. Página 4

5 2.2. Diagrama de Sequência Página 5

6 3. Caso de Uso #07 Contratar Passeios Extras Atores: Cliente. Descrição: Representa o processo de contratação de um passeio extra no portal. Durante o processo de reserva de pacote, o cliente pode optar pela contratação de passeios extras que estão disponíveis para a localidade destino. Quando o cliente escolhe contratar passeios extras, o sistema obtém a lista de passeios na localidade destino e o cliente seleciona os passeios desejados. Pré-condições: O cliente deve ter escolhido um pacote e feito a autenticação no sistema. Pós-condições: Passeios extras incluídos no pacote escolhido. Condições Invariantes: Outros serviços que integram o pacote não são alterados. Requisitos Especiais: Segurança (RNF001), Performance (RNF003). Requisitos Funcionais: RF Fluxo de Eventos Fluxo Básico 1. O cliente decide contratar passeios extras. 2. O sistema apresenta a lista de passeios extras disponíveis para a localidade destino do pacote escolhido. 3. O cliente escolhe os passeios desejados. 4. O sistema associa os passeios selecionados ao pacote Fluxo Alternativo 1 1. No passo 3, o cliente desiste da contratação e não seleciona nenhum passeio extra. O caso de uso termina. Página 6

7 3.2. Diagrama de Sequência 4. Caso de Uso #06 Contratar Guias turísticos Atores: Cliente Descrição: Representa o processo de contratação de um guia turístico no portal. O processo se inicia quando o cliente opta pela contratação de um guia turístico, em seguida o sistema exibe as melhores opções que atendam as exigências do cliente. Pré-condições: O cliente deve ter escolhido um pacote e feito a autenticação no sistema. Pós-Condições: Guia turístico incluído no pacote escolhido. Condições Invariantes: Outros serviços que integram o pacote não são alterados. Requisitos Especiais: Usabilidade (RNF002), Performance (RNF003) Requisitos Funcionais: RF03, RF04 Página 7

8 4.1. Fluxo de Eventos Fluxo Básico 1. O cliente solicita contratação de um guia turístico; 2. O sistema verifica a disponibilidade de guias turísticos no local de destino. 3. O sistema exibe ao cliente uma lista dos guias turísticos de acordo com o idioma solicitado; 4. O cliente escolhe um idioma; 5. O sistema associa o guia turístico selecionado ao pacote Fluxo Alternativo 1 1. No passo 2 do fluxo básico, se não houver disponibilidade de guias turísticos no local de destino, o sistema informa ao cliente; 2. O caso de uso termina Fluxo Alternativo 2 1. No passo 4 do fluxo básico, se não houver disponibilidade do idioma desejado pelo cliente, ele pode cancelar a operação ou escolher outro idioma; 1.1. Se o cliente escolher outro idioma, vai para o Passo 4 do Fluxo Básico Se o cliente cancelar a operação, o caso de uso termina Diagrama de Sequência Página 8

9 5. Caso de Uso #14 Reservar Transporte Atores: Cliente. Descrição: Este é o processo pelo qual o cliente reserva o transporte (passagem aérea ou cruzeiro) no parceiro. A reserva se inicia com a escolha do transporte pelo cliente. Após a confirmação da reserva do pacote é feita a reserva com o parceiro Sistema Transporte. Pré-condições: O cliente deve ter escolhido um pacote e feito a autenticação no sistema. Pós-condições: Serviço de transporte incluído no pacote escolhido. Condições Invariantes: Outros serviços que integram o pacote não são alterados. Requisitos Especiais: Segurança (RNF001), Usabilidade (RNF002), Performance (RNF003). Requisitos Funcionais: RF001, RF002, RF Fluxo de Eventos Fluxo Básico 1. O cliente seleciona um pacote de sua preferência; 2. O sistema fornece opções de transporte; 3. O cliente seleciona o tipo de transporte; 4. O sistema exibe o detalhamento do transporte; 5. O cliente confirma a escolha do tipo de transporte; 6. O sistema registra a reserva do cliente; Fluxo Alternativo 1 1. No passo 3, caso o cliente não concorde com as opções de transportes oferecidas, o cliente poderá cancelar a operação. 2. Se o cliente cancelar a operação, o caso de uso termina Fluxo Alternativo 2 1. No passo 5 caso o cliente não concorde com o transporte escolhido, poderá cancelar a operação. 2. Se o cliente cancelar a operação, o caso de uso termina. Página 9

10 5.2. Diagrama de Sequência 6. Caso de Uso #15 Reservar Hotel Atores: Cliente. Descrição: Este é o processo pelo qual o cliente reserva hotéis no parceiro. A reserva inicia-se quando o cliente, após ter escolhido seu pacote de viagens, confirma a sua escolha e é feita uma pré-reserva no sistema de hotelaria. Pré-condições: O cliente deve ter escolhido um pacote e feito a autenticação no sistema. Pós-condições: Serviço de hospedagem incluído no pacote escolhido. Condições Invariantes: Outros serviços que integram o pacote não são alterados. Requisitos Especiais: Segurança (RNF001), Usabilidade (RNF002), Performance (RNF003) Requisitos Funcionais: RF001, RF002, RF004, RF005, RF006. Página 10

11 6.1. Fluxo de Eventos Fluxo Básico 1. O cliente seleciona um pacote de sua preferência; 2. O sistema fornece opções de hospedagem por faixa de preço e número de estrelas. 3. O cliente seleciona o hotel desejado; 4. O sistema exibe o detalhamento do hotel; 5. O cliente confirma a escolha do hotel; 6. O sistema registra a reserva do cliente; Fluxo Alternativo 1 1. No passo 3, caso o cliente não concorde com as opções de hospedagem oferecidas, o cliente poderá cancelar a operação. 2. Se o cliente cancelar a operação, o caso de uso termina Fluxo Alternativo 2 1. No passo 5 caso o cliente não concorde com o hotel escolhido, poderá cancelar a operação. 2. Se o cliente cancelar a operação, o caso de uso termina 6.2. Diagrama de Sequência Página 11

12 7. Caso de Uso #16 Efetuar pagamento Atores: Cliente. Descrição: Este é o processo pelo qual o cliente pode escolher a forma de pagamento do pacote de viagem e suas reservas (hotéis, passagens, guia turístico, passeios extras). A confirmação do pagamento dentro do prazo máximo estipulado para confirmação das reservas permitirá ao sistema financeiro confirmar todas as reservas do usuário. Ele tem inicio quando o cliente opta pelo fechamento do pedido dos serviços escolhidos e escolhe a forma de pagamento desejada. Encerra quando o sistema registra a forma e o estado do pagamento. Pré-Condições: O cliente deve ter feito a autenticação no sistema através de usuário e senha. B) O cliente optou pelo fechamento do pacote e reservas feitas. C) O prazo estipulado para a confirmação de todas as reservas feitas ainda estão vigentes. Pós-Condições: Ao término da execução desse processo, o cliente não poderá realizar alterações no pacote. O sistema do portal registrará em seu banco de dados a situação do pagamento. A situação será informada pelo sistema financeiro correspondente à forma de pagamento escolhido pelo cliente. Nos casos em que a confirmação do pagamento é imediata, o sistema confirmará todas as reservas feitas pelo cliente. Condições Invariantes: Os serviços que integram o pacote não são alterados. Requisitos Especiais: Segurança (RNF001), Usabilidade (RNF002), Performance (RNF003) Requisitos Funcionais: RF003, RF004, RF005, RF006, RF007, RF Fluxo de Eventos Fluxo Básico 1. O cliente confirma a reserva do pacote; 2. O sistema apresenta as formas de pagamento possíveis; 3. O cliente elege uma das formas de pagamento; 4. O sistema exibe o detalhamento da forma de pagamento escolhida; 5. O cliente realiza o pagamento; 6. O sistema confirma todas as reservas. Página 12

13 Fluxo Alternativo 1 1. No passo 3 do fluxo básico, se ocorrer problema de conexão com o sistema financeiro, o sistema informa o erro ao cliente; 2. O sistema do portal apresenta ao cliente a opção de eleger outra forma de pagamento ou cancelar a operação; Se o cliente cancelar a operação: 2.1. O sistema aguarda uma nova operação de pagamento dentro do prazo máximo estipulado para confirmação das reservas. 3. Se o cliente decidir por outra forma de pagamento, vá para o Passo 2 do Fluxo Básico Fluxo Alternativo 2 1. No passo 5 do fluxo básico, se ocorrer erro no pagamento, o sistema informa ao cliente a não efetivação do pagamento; 2. O sistema apresenta ao cliente a opção de eleger outra forma de pagamento ou cancelar a operação; Se o cliente cancelar a operação: 2.1. O sistema aguarda uma nova operação de pagamento dentro do prazo máximo estipulado para confirmação das reservas. 3. Se o cliente decidir por outra forma de pagamento, vá para o Passo 2 do Fluxo Básico Diagrama de Sequência Página 13

14 8. Diagrama de Classes A criação de um diagrama de classes utilizando análise textual utiliza os passos descritos a seguir Lista de Substantivos Aceite Alterações Autenticação banco de dados Cadastro Cliente Comunicação Confirmação Consulta consulta de hotéis consulta de pacote consulta de transporte Conta Contratação Customização Dados Erro Escolha faixa de preço forma de pagamento guia turístico Guias Turísticos Hotel Hospedagem Idioma Informação lista de passeios lista de passeios extras localidade destino meio de transporte Navegador número de estrelas Opção Opções opções de hotéis opções de transporte operação pacote pacote de viagens pagamento pagamento da reserva. Parceiro parcela passeio extra passeios passeios extras pedido portal portal prazo processo processo de contratação processo de reserva processo de reserva de pacote processo de reserva. Reserva reserva de pacote reservas senha serviços sistema Sistema sistema financeiro sistema. Site transporte usuário Vôo Página 14

15 8.2. Palavras não utilizadas Da lista anterior, algumas viraram classes e atributos, outras não foram utilizadas. Segue a lista delas e as justificativas Palavra localidade destino senha sistema financeiro Idioma faixa de preço número de estrelas prazo forma de pagamento aceite alterações autenticação comunicação confirmação consulta consulta de hotéis consulta de pacote consulta de transporte contratação customização operação processo processo de contratação processo de reserva processo de reserva de pacote processo de reserva. reserva reserva de pacote reservas Justificativa Atributo da classe Pacote Atributo da classe Cliente Parte externa ao nosso sistema Atributo da classe GuiaTuristico Atributos da classe Hotel Atributos da classe Pagamento São operações Página 15

16 Palavra conta escolha hospedagem lista de passeios lista de passeios extras meio de transporte opções de hotéis opções de transporte pacote de viagens pagamento da reserva. parceiro parcela passeios pedido portal site usuário vôo Banco de dados dados erro informação opção opções sistema Sistema Justificativa Sinônimo de palavra utilizada Termo muito genérico 8.3. Dicionário de dados Classe Navegador: representa o ponto de acesso entre os clientes (usuários que realizam a aquisição dos pacotes de viagem) e o portal de viagens. Classe ControlaPacote: representa a classe de controle dos pacotes de viagem, incluindo a consulta, seleção e reserva dos serviços relacionados. A classe permite também verificar o status do pagamento o status da reserva. Classe ControlaUsuario: representa a classe de controle dos clientes, incluindo o cadastro e autenticação do mesmo. Classe ControlaParceria: representa a classe de controle necessária para os serviços que necessitam trocar mensagens com parceiros (hotelaria, companhias aéreas e marítimas) do portal de viagens. Classe Pacote: representa o pacote de viagem montado pelo cliente, guardando informações dos serviços selecionados, formas de pagamento e status da compra e das reservas Página 16

17 Classe CadastroCliente: representa a classe que mantém o cadastro dos clientes do portal de viagens. Classe FichaCliente: representa o cliente que realiza a aquisição de pacotes oferecidos pelo portal de viagens. Classe Pagamento: representa o pagamento do pacote de viagem, incluindo a forma de pagamento selecionado e o status do pagamento. Classe Servico: representa os serviços oferecidos pelo portal de viagens. A classe Servico na realidade representa um conjunto de outras classes que são: Hotel, PasseioExtra, GuiaTuristico e Transporte. Classe ServicoHotel: representa o serviço de reserva de hotel. A consulta e reserva de hotel é realizada através de parceiros cadastrados. Classe PasseioExtra: representa o serviço de passeios extras oferecido ao cliente, como visitas a museus, locais históricos, shows locais ou jantares. Classe GuiaTuristico: representa o serviço de guia turístico oferecido ao cliente. O guia turístico pode ser escolhido por idioma. Classe ServicoTransporte: representa os serviços de transporte oferecidos pelo portal de viagens. A classe Transporte representa um conjunto de outras classes que são: Aereo e Maritimo. Classe Aereo: representa o serviço de transporte aéreo. A consulta de disponibilidade e compra de passagens aéreas é realizada através de parceiros cadastrados. Classe Maritimo: representa o serviço de transporte marítimo. A consulta de disponibilidade e compra de passagens marítimas é realizada através de parceiros cadastrados. Página 17

18 8.4. Diagrama de classes padrão MVC Página 18

Engenharia de Software

Engenharia de Software Engenharia de Software Trabalho 1 Modelagem Estática do Sistema ViajarFácil.com.br Disciplina: INF318 - Modelagem Orientada a Objetos e Projeto Arquitetural Profa. Dra. Cecília M. F. Rubira Equipe 5 Jeniffer

Leia mais

Engenharia de Software

Engenharia de Software Engenharia de Software Trabalho 2 Modelagem Dinâmica do Sistema ViajarFácil.com.br Disciplina: INF318 - Modelagem Orientada a Objetos e Projeto Arquitetural Profa. Dra. Cecília M. F. Rubira Equipe 5 Jeniffer

Leia mais

ViajarFácil Sistema de Reserva de Viagens

ViajarFácil Sistema de Reserva de Viagens ViajarFácil Sistema de Reserva de Viagens Modelagem Estática UNICAMP - Universidade Estadual de Campinas Especialização Engenharia de Software - INF318/2011 Equipe Aline Gomes André Rodrigues Fonseca Diego

Leia mais

Documento de Casos de Uso. MC436 Introdução à Engenharia de Software Profª Ariadne Maria Brito Rizzoni Carvalho

Documento de Casos de Uso. MC436 Introdução à Engenharia de Software Profª Ariadne Maria Brito Rizzoni Carvalho Documento de Casos de Uso MC436 Introdução à Engenharia de Software Profª Ariadne Maria Brito Rizzoni Carvalho 1. Índice 2. Introdução 3 3. Descrição dos atores 3 4. Diagrama de caso de uso 4 5. 5.1 5.2

Leia mais

Documento de Diagrama de Classes. MC436 Introdução à Engenharia de Software Profª Ariadne Maria Brito Rizzoni Carvalho

Documento de Diagrama de Classes. MC436 Introdução à Engenharia de Software Profª Ariadne Maria Brito Rizzoni Carvalho Documento de Diagrama de Classes MC436 Introdução à Engenharia de Software Profª Ariadne Maria Brito Rizzoni Carvalho 1. Índice 2. Introdução 3 3. Diagrama de casos de uso simplificado 3 4. Dicionário

Leia mais

Introdução Diagramas de Casos de Uso Diagramas de Classes Estoque Fácil

Introdução Diagramas de Casos de Uso Diagramas de Classes Estoque Fácil UFCG Introdução Diagramas de Casos de Uso Diagramas de Classes Estoque Fácil Arthur Silva Freire Caio César Meira Paes Carlos Artur Nascimento Vieira Matheus de Araújo Maciel Tiago Brasileiro Araújo Engenharia

Leia mais

Documento de Especificação de Requisitos. MC436 Introdução à Engenharia de Software Profª Ariadne Maria Brito Rizzoni Carvalho

Documento de Especificação de Requisitos. MC436 Introdução à Engenharia de Software Profª Ariadne Maria Brito Rizzoni Carvalho Documento de Especificação de Requisitos MC436 Introdução à Engenharia de Software Profª Ariadne Maria Brito Rizzoni Carvalho 1. Índice 2. Introdução 3 3. Glossário 3 4. Definição dos requisitos do usuário

Leia mais

Documento de Especificação de Requisitos de Software

Documento de Especificação de Requisitos de Software Documento de Especificação de Requisitos de Software Grupo x: Maceio da Silva, Baiano da Mata Página 1 Índice Índice...2 Introdução...3 Glossário...3 Definição dos requisitos de usuário...4 Evolução do

Leia mais

UNICAMP Especialização em Engenharia de Software INF-322 Gerenciamento de Projetos de Software: Conceitos e Práticas. Equipe 9

UNICAMP Especialização em Engenharia de Software INF-322 Gerenciamento de Projetos de Software: Conceitos e Práticas. Equipe 9 UNICAMP Especialização em Engenharia de Software INF-322 Gerenciamento de Projetos de Software: Conceitos e Práticas Equipe 9 Antônio Schwartz Edmon da Silva Marcelo Uchimura Paulo Ormenese Raphael Guimenes

Leia mais

Especificação de Caso de Uso

Especificação de Caso de Uso Versão: 1.1 Especificação de Caso de Uso UCCITES04 Versão: 1.1 Histórico da Revisão Data Versão Descrição Autor 03/09/2008 0.1 Criação do documento. Ana Ornelas 09/09/2008 0.2 Atualização gerais no documento.

Leia mais

Apresentação: WebTour - Sistema de Gestão de Pacotes Turísticos

Apresentação: WebTour - Sistema de Gestão de Pacotes Turísticos Apresentação: WebTour - Sistema de Gestão de Pacotes Turísticos M&M Soluções Web www.mmsolucoesweb.com.br Página 2 de 18 Apresentação Criada oficialmente em 2009, a M&M iniciou suas atividades através

Leia mais

CONTRATO DE INTERMEDIAÇÃO DE PROGRAMAS DE VIAGENS

CONTRATO DE INTERMEDIAÇÃO DE PROGRAMAS DE VIAGENS 1 CONTRATO DE INTERMEDIAÇÃO DE PROGRAMAS DE VIAGENS IDENTIFICAÇÃO DAS PARTES CONTRATANTES O(a)Sr(a)., RG n.º, CPF, telefone(s),e-mail, endereço, Bairro,Cidade, Cep, de ora em diante denominado(a) simplesmente

Leia mais

Lista de casamento. A Lista de Casamento não tem custo para os noivos. Funciona da seguinte maneira:

Lista de casamento. A Lista de Casamento não tem custo para os noivos. Funciona da seguinte maneira: Lista de casamento Sugestão de texto de e-mail para o cliente Prezada Srª. XXX, boa tarde. Primeiramente gostaria de agradecer seu importante contato. A Lista de Casamento não tem custo para os noivos.

Leia mais

Manual Solicitante Dezembro de 2014. Treinamento e Implantação. Manual do usuário

Manual Solicitante Dezembro de 2014. Treinamento e Implantação. Manual do usuário Manual Solicitante Dezembro de 2014 Manual do usuário Manual Solicitante Dezembro de 2014 Sumário 1. Introdução... 3 2. Acessando o sistema... 3 2.1 Endereços de acesso:... 3 2.2 Primeiro Acesso:... 3

Leia mais

Estudo de Caso Sistema de Caixa Automático

Estudo de Caso Sistema de Caixa Automático Estudo de Caso Sistema de Caixa Automático Curso de Especialização DEINF - UFMA Desenvolvimento Orientado a Objetos Prof. Geraldo Braz Junior Referências: Notas de Aula Ulrich Schiel Notas de Aula Ariadne

Leia mais

Documentação de visão: Sistema de Controle de ponto eletrônico para empresas. Documentados por: Halison Miguel e Edvan Pontes

Documentação de visão: Sistema de Controle de ponto eletrônico para empresas. Documentados por: Halison Miguel e Edvan Pontes Documentação de visão: Sistema de Controle de ponto eletrônico para empresas Documentados por: Halison Miguel e Edvan Pontes Versão do documento: 1.4 Data de atualização: 04 de Fevereiro de 2012 Histórico

Leia mais

CLUBE DE VANTAGENS ASSECOR MANUAL DE UTILIZAÇÃO

CLUBE DE VANTAGENS ASSECOR MANUAL DE UTILIZAÇÃO CLUBE DE VANTAGENS ASSECOR MANUAL DE UTILIZAÇÃO Este manual foi criado especialmente para você e sua família conhecerem a ampla rede de vantagens oferecidas pela ASSECOR. Convênios diretos com as fábricas,

Leia mais

Especificação de Caso de Uso

Especificação de Caso de Uso Versão: 1.1 Especificação de Caso de Uso UCCITES015 Versão: 1.1 Histórico da Revisão Data Versão Descrição Autor 27/08/2008 0.1 Criação do documento. Ana Ornelas 02/09/2008 0.2 Atualização de alguns termos

Leia mais

Modelagem de Casos de Uso (Parte 1)

Modelagem de Casos de Uso (Parte 1) Modelagem de Casos de Uso (Parte 1) Roteiro Introdução Descrição: Sistema de Ponto de Vendas Casos de Usos Atores Fluxo de Eventos Cenários Formato de Documentação de Casos de Uso Diagramas de Casos de

Leia mais

Processo de Engenharia de Software II

Processo de Engenharia de Software II UNIOESTE - Universidade Estadual do Oeste do Paraná CCET Centro de ciências Exatas e Tecnológicas Colegiado de Ciência da Computação Curso de Bacharelado em Ciência da Computação Processo de Engenharia

Leia mais

Curso de Licenciatura em Informática

Curso de Licenciatura em Informática Curso de Licenciatura em Informática Disciplina: Análise e Projeto de Sistemas Professor: Rafael Vargas Mesquita EXERCÍCIOS SOBRE MODELAGEM DE CASOS DE USO Exercício 1: construa um Diagrama de Casos de

Leia mais

Especificação de Caso de Uso

Especificação de Caso de Uso Versão: 1.1 Especificação de Caso de Uso UCCITES03 Versão: 1.1 Histórico da Revisão Data Versão Descrição Autor 06/10/2008 0.1 Criação do documento. Soraya Silva 08/10/2008 0.2 Ajuste na formatação do

Leia mais

Diagrama de Caso de Uso. Biblioteca

Diagrama de Caso de Uso. Biblioteca Diagrama de Caso de Uso Biblioteca Caso de Uso -Reservar Livro Objetivo: Este caso de uso possibilita a um usuário da biblioteca fazer a reserva de um livro. Esta reserva é efetuada diretamente pelo Usuário

Leia mais

Especificação de Caso de Uso

Especificação de Caso de Uso Versão: 1.1 Especificação de Caso de Uso UCCITES017 Versão: 1.1 Histórico da Revisão Data Versão Descrição Autor 29/10/2008 0.1 Criação do documento. Ana Ornelas 29/10/2008 1.0 Revisão e versionamento

Leia mais

Diagramas de Casos de Uso

Diagramas de Casos de Uso Diagramas de Casos de Uso Não diga pouco em muitas palavras, mas sim, muito em poucas. Pitágoras Casos de uso O modelo de casos de uso modela os requisitos funcionais do sistema. É uma técnica de modelagem

Leia mais

QUESTÃO 01 - DIAGRAMA DE SEQUENCIA (CONCEITOS)

QUESTÃO 01 - DIAGRAMA DE SEQUENCIA (CONCEITOS) Campus Cachoeiro de Itapemirim Disciplina: Análise e Projeto de Sistemas Curso Técnico em Informática Professor: Rafael Vargas Mesquita Bimestre 02 - Avaliação 03 - Assunto: Diagrama de Sequência Aluno:

Leia mais

Sistema de Inteligência Patrimônial. Especificação dos Requisitos

Sistema de Inteligência Patrimônial. Especificação dos Requisitos Sistema de Inteligência Patrimônial Especificação dos Requisitos Especificação dos Requisitos Data Versão: 18 / 11 / 2015 Histórico das Revisões Data Versão Descrição Autor 23 / 11/ 2015 1.0 Versão Inicial

Leia mais

GUIA PRÁTICO OPERACIONAL

GUIA PRÁTICO OPERACIONAL 2011 GUIA PRÁTICO OPERACIONAL Conteúdo APRESENTAÇÃO HOME Parte 1... 8 Parte 2... 9 Parte 3... 10 PESQUISAS Principais recursos de aéreo, hotel e carro AÉREO... 13 Apresentação... 13 Pesquisa Voos... 14

Leia mais

Sobre o Reserva Fácil

Sobre o Reserva Fácil Sobre o Reserva Fácil O Reserva Fácil é o portal criado para simplificar o dia a dia do agente de viagens e do cliente corporativo no trabalho de busca, reserva e emissão de passagens Com rapidez e segurança,

Leia mais

UC05 Manter Páginas. Diplomata CADASTRO. Versão 1.0

UC05 Manter Páginas. Diplomata CADASTRO. Versão 1.0 UC05 Manter Páginas Versão.0 Página / 0 HISTÓRICO DE REVISÕES Data Versão Descrição Autor.0 Criação do documento. Eduardo Gomes de Souza Página 3 / 0 SUMÁRIO. FINALIDADE... 4. REFERÊNCIAS... 4 3. GLOSSÁRIO...

Leia mais

ESPECIFICAÇÕES DE CASOS DE USO

ESPECIFICAÇÕES DE CASOS DE USO ESPECIFICAÇÕES DE CASOS DE USO CASO DE USO: INCLUIR CLIENTE Sumário: este caso de uso se inicia quando o usuário precisa incluir um cliente no sistema. Atores: Atendente Pré-condições: Documentação do

Leia mais

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO CURSO DE MESTRADO EM INFORMÁTICA FRAMEWORK DE AGENDAMENTO DE RECURSOS UTILIZANDO FILAS

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO CURSO DE MESTRADO EM INFORMÁTICA FRAMEWORK DE AGENDAMENTO DE RECURSOS UTILIZANDO FILAS PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO CURSO DE MESTRADO EM INFORMÁTICA FRAMEWORK DE AGENDAMENTO DE RECURSOS UTILIZANDO FILAS Cidiane Aracaty Lobato Rio de Janeiro, 2003 PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE

Leia mais

Universidade Federal Rural de Pernambuco. Bacharelado em Sistemas de Informação. Disciplina: Análise e Projeto de Sistemas de Informação

Universidade Federal Rural de Pernambuco. Bacharelado em Sistemas de Informação. Disciplina: Análise e Projeto de Sistemas de Informação Universidade Federal Rural de Pernambuco Bacharelado em Sistemas de Informação Disciplina: Análise e Projeto de Sistemas de Informação Docente: Rodrigo Aluna: Thays Melo de Moraes Diagramas do Projeto

Leia mais

Especificação dos Requisitos do Software. White Label

Especificação dos Requisitos do Software. White Label Ubee Especificação dos Requisitos do Software White Label Review 0.3 Autores: Airton Sampaio de Sobral (asds@cin.ufpe.br) Alan Gomes Alvino (aga@cin.ufpe.br) Glauco Roberto Pires dos Santos (grps@cin.ufpe.br)

Leia mais

Manual Operacional do Sistema de Concessão de Diárias e Passagens - SCDP Solicitante (ABRIL 2009)

Manual Operacional do Sistema de Concessão de Diárias e Passagens - SCDP Solicitante (ABRIL 2009) Manual Operacional do Sistema de Concessão de Diárias e Passagens - SCDP Solicitante (ABRIL 2009) Índice 1. Incluir uma Proposta de Concessão de Diárias e Passagens PCDP...3 1.1.Viagem Nacional...6 1.2.

Leia mais

DOCUMENTO OPERACIONAL PROCESSO: ATENDIMENTO A CLIENTES CORPORATIVOS. SETOR RESPONSÁVEL: OPERACIONAL

DOCUMENTO OPERACIONAL PROCESSO: ATENDIMENTO A CLIENTES CORPORATIVOS. SETOR RESPONSÁVEL: OPERACIONAL PÁGINA: 1 de 6 1.0 OBJETIVO: Atender os clientes corporativos em suas solicitações de serviços de viagens a negócios, identificar suas necessidades, analisar criticamente as solicitações (seleção de fornecedores

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA DE DIÁRIAS DA MGS. Versão 1.0

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA DE DIÁRIAS DA MGS. Versão 1.0 MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA DE DIÁRIAS DA MGS Versão 1.0 SUMÁRIO 1. Descrição do Local de Acesso... 1 2. Módulo Registrar Diárias... 3 3. Módulo Aprovar Diárias... 11 4. Registrar Prestação de Contas...

Leia mais

EMPRESAS RANDON MANUAL DE ACESSO PORTAL DE FORNECEDOR QUALIDADE

EMPRESAS RANDON MANUAL DE ACESSO PORTAL DE FORNECEDOR QUALIDADE EMPRESAS RANDON MANUAL DE ACESSO PORTAL DE FORNECEDOR QUALIDADE 1 Índice 1. Solicitando acesso ao Portal de Fornecedor...3 2. Configurando o acesso ao Portal de Fornecedor...4 3. Acessando o Portal de

Leia mais

Sistema Gerenciador de Hotel. Adriano Douglas Girardello. Ana Paula Fredrich. Tiago Alexandre Schulz Sippert

Sistema Gerenciador de Hotel. Adriano Douglas Girardello. Ana Paula Fredrich. Tiago Alexandre Schulz Sippert UNIOESTE Universidade Estadual do Oeste do Paraná CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS Colegiado de Informática Curso de Bacharelado em Informática Sistema Gerenciador de Hotel Adriano Douglas Girardello

Leia mais

Unioeste Universidade Estadual do Oeste do Paraná

Unioeste Universidade Estadual do Oeste do Paraná Unioeste Universidade Estadual do Oeste do Paraná CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS Colegiado de Informática Curso de Bacharelado em Informática Especificação de Requisitos e Modelagem Orientada

Leia mais

Especificação de Caso de Uso

Especificação de Caso de Uso Versão: 1.0 Especificação de Caso de Uso UCCITES018 Versão: 1.0 Histórico da Revisão Data Versão Descrição Autor 13/08/2013 1.0 Criação do documento. Naiana Lima Celso Normal.dotmNormal.dotmNormal.dotmDocumento1

Leia mais

Manual. Passo a Passo AR&B

Manual. Passo a Passo AR&B Manual Passo a Passo AR&B Prezado(a) Colaborador(a), O novo sistema de gestão de viagens tem como o principal objetivo garantir que a política de viagens seja aplicada, garantindo que os preços das passagens

Leia mais

Engenharia de Softwares e Sistema IF682 (2012.1) Bruno Medeiros(bmo@cin.ufpe.br)

Engenharia de Softwares e Sistema IF682 (2012.1) Bruno Medeiros(bmo@cin.ufpe.br) Engenharia de Softwares e Sistema IF682 (2012.1) Bruno Medeiros(bmo@cin.ufpe.br) Algumas definições Engenharia de Software conjunto de tecnologias e práticas usadas para construir software de qualidade

Leia mais

P4-MPS.BR - Prova de Conhecimento do Processo de Aquisição do MPS.BR

P4-MPS.BR - Prova de Conhecimento do Processo de Aquisição do MPS.BR Data: 9 de Dezembro de 2005 Horário: 13:00 às 17:00 horas (hora de Brasília) e-mail: Nota: INSTRUÇÕES Você deve responder a todas as questões. O total máximo de pontos da prova é de 100 pontos (100%),

Leia mais

Engenharia Requisitos Estudo de caso

Engenharia Requisitos Estudo de caso Engenharia Requisitos Estudo de caso Auxiliadora Freire Fonte: Engenharia de Software 8º Edição / Ian Sommerville 2000 Slide 1 Sistema de Matricula Auxiliadora Freire Fonte: Engenharia de Software 8º Edição

Leia mais

IF-718 Análise e Projeto de Sistemas

IF-718 Análise e Projeto de Sistemas Centro de Informática - Universidade Federal de Pernambuco Especificação de Requisitos do Software Sistema de Gerenciamento de Restaurantes IF-718 Análise e Projeto de Sistemas Equipe: Jacinto Filipe -

Leia mais

Princípios de modelagem de Domínio e Projeto(design) de Software Parte 2

Princípios de modelagem de Domínio e Projeto(design) de Software Parte 2 Princípios de modelagem de Domínio e Projeto(design) de Software Parte 2 Prof. Gustavo Willam Pereira ENG10082 Programação II Créditos: Prof. Clayton Vieira Fraga Filho Análise de Casos de Uso (continuação)

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO DE PROGRAMAS

ESPECIFICAÇÃO DE PROGRAMAS Página 1 de 7 Especificação de Programa Sistema de Vendas de Pizzas Online () - Versão 1.0 Autenticar Usuários Versão do Documento:1.0 Página 2 de 7 Histórico de Revisão Data Versão do Documento 26/08/2011

Leia mais

INF 2125 PROJETO DE SISTEMAS DE SOFTWARE Prof. Carlos J. P. de Lucena

INF 2125 PROJETO DE SISTEMAS DE SOFTWARE Prof. Carlos J. P. de Lucena INF 2125 PROJETO DE SISTEMAS DE SOFTWARE Prof. Carlos J. P. de Lucena Trabalho Experimental Sistema de Gestão Hoteleira 1. Objetivo Este trabalho tem o objetivo de consolidar o conhecimento sobre UML e

Leia mais

ProReserve Serviços de Internet Ltda.

ProReserve Serviços de Internet Ltda. [Digite texto] ProReserve Serviços de Internet Ltda. Av. Evandro Lins e Silva, 840-1911, Barra da Tijuca, Rio de Janeiro - 21 2178-2180 São Paulo / Rio de Janeiro / Campinas / Curitiba / Brasília / Fortaleza

Leia mais

Rua Doutor Almeida Lima, 1290 - Mooca, São Paulo - SP, 03164-000

Rua Doutor Almeida Lima, 1290 - Mooca, São Paulo - SP, 03164-000 REGULAMENTO PROMOÇÃO CONQUISTANDO ISRAEL Igreja Apostólica Renascer em Cristo Rua Doutor Almeida Lima, 1290 - Mooca, São Paulo - SP, 03164-000 REGULAMENTO 1 DISPOSIÇÕES INICIAIS 1.1 A promoção Conquistando

Leia mais

SAP GRC NFe Baixar Arquivos XML

SAP GRC NFe Baixar Arquivos XML Página 1 de 13 SAP GRC NFe Baixar Arquivos XML Página 2 de 13 INDICE 1. OBJETIVO... 3 2. DESCRIÇÃO... 3 3. PROCEDIMENTOS... 3 3.1. LOGON EM PRODUÇÃO NO PI PRD PP1... 3 3.2. URL DE ACESSO... 6 3.3. TIPO

Leia mais

Operação local em caso de falha na rede

Operação local em caso de falha na rede Agosto/2012 Operação local em caso de falha na rede Caros usuários, Este mês trataremos de um recurso bastante útil e de extrema importância para o uso contínuo do DataLyzer Spectrum. Sem dúvida é um diferencial

Leia mais

Quem somos? A Geração Y Viagens Corporativas é uma empresa jovem e moderna que oferece serviços diversos:

Quem somos? A Geração Y Viagens Corporativas é uma empresa jovem e moderna que oferece serviços diversos: Quem somos? A Geração Y Viagens Corporativas é uma empresa jovem e moderna que oferece serviços diversos: Sistema inteiramente on-line para reservas de passagens aéreas nacionais e hotéis; Facilidade para

Leia mais

DMS Documento de Modelagem de Sistema. Versão: 1.4

DMS Documento de Modelagem de Sistema. Versão: 1.4 DMS Documento de Modelagem de Sistema Versão: 1.4 VERANEIO Gibson Macedo Denis Carvalho Matheus Pedro Ingrid Cavalcanti Rafael Ribeiro Tabela de Revisões Versão Principais Autores da Versão Data de Término

Leia mais

Apresentando o novo modelo de atendimento Centro Marista de Serviços - CMS. Curitiba, Julho de 2014

Apresentando o novo modelo de atendimento Centro Marista de Serviços - CMS. Curitiba, Julho de 2014 Apresentando o novo modelo de atendimento Centro Marista de Serviços - CMS Curitiba, Julho de 2014 Vamos à prática: Como abrir um chamado? Entre na ferramenta com seu login e senha de rede (a mesma que

Leia mais

CONTRATO DE INTERMEDIAÇÃO DE SERVIÇOS DE TURISMO

CONTRATO DE INTERMEDIAÇÃO DE SERVIÇOS DE TURISMO CONTRATO DE INTERMEDIAÇÃO DE SERVIÇOS DE TURISMO (este contrato deve ser impresso e preenchido de próprio punho e enviado para o endereço de contato em até 5 dias úteis após a confirmação da compra do

Leia mais

ESTADO DE RONDÔNIA PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DOCUMENTAÇÃO: JULGAMENTO VIRTUAL

ESTADO DE RONDÔNIA PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DOCUMENTAÇÃO: JULGAMENTO VIRTUAL ESTADO DE RONDÔNIA PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DOCUMENTAÇÃO: JULGAMENTO VIRTUAL 1. Visão Geral do Projeto Visando dinamizar ainda mais o julgamento dos processos de competência do Tribunal de

Leia mais

Cotação de Passagens Aéreas Nacionais e Internacionais

Cotação de Passagens Aéreas Nacionais e Internacionais Cotação de Passagens Aéreas Nacionais e Internacionais Procedimentos Departamento de Projetos Contratos e Convênios Pró-Reitoria de Administração Manual para Cotação de Passagens Aéreas Nacionais e Internacionais

Leia mais

Especificação do Caso de Uso Obter Cotação

Especificação do Caso de Uso Obter Cotação Especificação do Caso de Uso Obter Cotação Sistema de e-commerce de Ações Versão 1.3 1 Histórico da Revisão Data Versão Descrição Autor 11 de Setembro de 2008 1.0 Criação do documento. Adriana Silva 16

Leia mais

2.2 A operadora elabora, organiza e executa o roteiro da viagem contratada.

2.2 A operadora elabora, organiza e executa o roteiro da viagem contratada. CONDIÇÕES GERAIS PARA AQUISIÇÃO DE PROGRAMAS DE VIAGENS NACIONAIS E INTERNACIONAIS A aquisição de pacotes e programas de viagens nacionais e internacionais adquiridas da ARA TRAVEL TURISMO E VIAGENS LTDA.

Leia mais

Especificação do Caso de Uso Manter Cliente

Especificação do Caso de Uso Manter Cliente Especificação do Caso de Uso Manter Cliente Grupo 01 - Projeto Systrack Versão 2.0 Histórico de Revisão Data Versão Descrição Autor 24/05/2011 1.0 Início do documento João Ricardo 31/06/2011 2.0 Alteração

Leia mais

Busque menos. Viaje mais. voopter.com.br

Busque menos. Viaje mais. voopter.com.br Busque menos. Viaje mais. voopter.com.br Voopter é o metabuscador de voos, hotéis e ofertas turísticas que está revolucionando a maneira de buscar preços de viagens na internet. Para os usuários de Voopter,

Leia mais

DIAGRAMA DE CASO DE USO

DIAGRAMA DE CASO DE USO Simulador de uma casa bancária: que faz empréstimo para aposentados, pensionistas e funcionários públicos. Onde deve-se calcular a margem de consignação, o valor das parcelas de cada empréstimo e o valor

Leia mais

Processo e Engenharia de Software II

Processo e Engenharia de Software II Unioeste Universidade Estadual do Oeste do Paraná CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS Colegiado de Ciência da Computação Curso de Bacharelado e Ciência da Computação Processo e Engenharia de Software

Leia mais

OI CONTA EMPRESA MANUAL DO USUÁRIO (exceto Administradores de Conta)

OI CONTA EMPRESA MANUAL DO USUÁRIO (exceto Administradores de Conta) OI CONTA EMPRESA MANUAL DO USUÁRIO (exceto Administradores de Conta) 1 Bem-vindo ao Oi Conta Empresa! A Oi tem o orgulho de lançar mais um produto para nossos clientes corporativos, o Oi Conta Empresa.

Leia mais

Análise de Requisitos de Software

Análise de Requisitos de Software Universidade Estadual do Oeste do Paraná UNIOESTE Centro de Ciências Exatas e Tecnológicas CCET Curso de Bacharelado em Informática Docente: Victor Francisco Araya Santander Análise de Requisitos de Software

Leia mais

Engenharia de Requisitos Estudo de Caso

Engenharia de Requisitos Estudo de Caso Engenharia de Requisitos Estudo de Caso Auxiliadora Freire Fonte: Engenharia de Software 8º Edição / Ian Sommerville 2007 Slide 1 Engenharia de Requisitos Exemplo 1 Reserva de Hotel 1. INTRODUÇÃO Este

Leia mais

EXECUTIVO 1425 344 813 191 - - STANDARD 1105 264 637 147 - - LUXO 1157 277 685 159 - - STANDARD 1053 251 645 149 - - SUPER LUXO 1029 245 601 138 - -

EXECUTIVO 1425 344 813 191 - - STANDARD 1105 264 637 147 - - LUXO 1157 277 685 159 - - STANDARD 1053 251 645 149 - - SUPER LUXO 1029 245 601 138 - - HOSPEDAGEM HOTEL DISTÂNCIA DO EVENTO CATEGORIA INDIVIDUAL DUPLO TRIPLO PACOTE DIÁRIA PACOTE DIÁRIA PACOTE DIÁRIA PLAZA SÃO RAFAEL 16 km EXECUTIVO 1425 344 813 191 - - STANDARD 1105 264 637 147 - - SHERATON

Leia mais

1. StickerCenter... 3. 2. Menu Broadcast Stickers... 4. 3. Menu MyStickers... 9

1. StickerCenter... 3. 2. Menu Broadcast Stickers... 4. 3. Menu MyStickers... 9 1. StickerCenter... 3 1.1. O que é?... 3 1.2. O que são Stickers?... 3 1.3. Como acessar o StickerCenter?... 3 1.4. Como atualizar o StickerCenter?... 3 2. Menu Broadcast Stickers... 4 2.1. O que é?...

Leia mais

Processo De Engenharia de Software II

Processo De Engenharia de Software II UNIOESTE Universidade Estadual do Oeste do Paraná CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS Colegiado de Ciência da Computação Curso de Bacharelado em Ciência da Computação Processo De Engenharia de Software

Leia mais

Engenharia de Requisitos. Estudo de Caso

Engenharia de Requisitos. Estudo de Caso Engenharia de Requisitos Estudo de Caso Engenharia de Requisitos Exemplo 1 Reserva de Hotel 1. INTRODUÇÃO Este documento especifica os requisitos do sistema Controle de Reserva de Hotel, fornecendo aos

Leia mais

Especificação do Caso de Uso. Manter Cliente. Versão 1.0

Especificação do Caso de Uso. Manter Cliente. Versão 1.0 Especificação do Caso de Uso Manter Cliente Versão 1.0 Histórico de Revisão Data Versão Descrição Autor 27/05/2011 1.0 Elaboração do documento Isaque J. Barbosa Índice 1. Manter Cliente 3 1.1 Breve Descrição...

Leia mais

Tutorial SIGAMAZÔNIA - Área Pesquisador

Tutorial SIGAMAZÔNIA - Área Pesquisador Tutorial SIGAMAZÔNIA - Área Pesquisador 2015 TUTORIAL SIGAMAZÔNIA Desenvolvido por: FAPESPA LABES-UFPA Sumário Sumário... 3 CADASTRO NO SISTEMA... 5 FAZENDO LOGIN NO SIGAMAZÔNIA... 5 MENU INICIAL... 6

Leia mais

É uma forma do engenheiro de requisitos especificar os limites e as funcionalidades do sistema.

É uma forma do engenheiro de requisitos especificar os limites e as funcionalidades do sistema. Definindo o Escopo: Modelo de Caso de Uso Agradei-me, particularmente, da possibilidade de que Joshua estivesse tão preso ao seu modo clássico de pensar que me permitisse realizar o incrível feito de chegar

Leia mais

Online Store. Documento de Requisitos. Universidade Federal de Pernambuco. Centro de Informática. Disciplina: Análise e Projeto de Sistemas (IF718)

Online Store. Documento de Requisitos. Universidade Federal de Pernambuco. Centro de Informática. Disciplina: Análise e Projeto de Sistemas (IF718) Universidade Federal de Pernambuco Centro de Informática Disciplina: Análise e Projeto de Sistemas (IF718) Professor: Augusto Sampaio (acas@cin.ufpe.br) Online Store Documento de Requisitos Equipe: Edilson

Leia mais

1) No exemplo a busca será Por Nome Cliente. Após informar o cliente no campo Procurar, selecionar a opção Pesquisar ;

1) No exemplo a busca será Por Nome Cliente. Após informar o cliente no campo Procurar, selecionar a opção Pesquisar ; Cliente: FIT TELECOM Data: Junho/0 Página: de 7 INTEGRATOR WEB/NOVO ATENDIMENTO ) No campo Por é possível selecionar o tipo da pesquisa. É possível também selecionar a Condição da busca; ) No exemplo a

Leia mais

Ricardo Roberto de Lima UNIPÊ 2008.1 APS-I. Históricos e Modelagem Orientada a Objetos

Ricardo Roberto de Lima UNIPÊ 2008.1 APS-I. Históricos e Modelagem Orientada a Objetos Históricos e Modelagem Orientada a Objetos Histórico Diversas metodologias e métodos surgiram para apoiar OO. Evolução a partir de linguagens C++ e SmallTalk. Anos 80 Anos 80-90: diversidade de autores.

Leia mais

TUTORIAL NOVO PORTAL FLYTOUR VIAGENS

TUTORIAL NOVO PORTAL FLYTOUR VIAGENS TUTORIAL NOVO PORTAL FLYTOUR VIAGENS Departamento de Treinamento - Versão 01/2014 MENU Como logar e acessar o painel de controle ----------------------------------------------------------------3 Reserva

Leia mais

EIMOBILE INSTITUIÇÕES DE ENSINO MOBILE

EIMOBILE INSTITUIÇÕES DE ENSINO MOBILE UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PELOTAS CENTRO POLITÉCNICO TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS EIMOBILE INSTITUIÇÕES DE ENSINO MOBILE por Miguel Aguiar Barbosa Trabalho de curso II submetido como

Leia mais

OI CONTA EMPRESA MANUAL DO USUÁRIO

OI CONTA EMPRESA MANUAL DO USUÁRIO OI CONTA EMPRESA MANUAL DO USUÁRIO 1 Bem-vindo ao Oi Conta Empresa! A Oi tem o orgulho de lançar mais um produto para nossos clientes corporativos, o Oi Conta Empresa. Nele, nossos clientes poderão acessar

Leia mais

ORIENTAÇÕES BÁSICAS PARA CADASTRO NO PORTAL VIAJA MAIS

ORIENTAÇÕES BÁSICAS PARA CADASTRO NO PORTAL VIAJA MAIS ORIENTAÇÕES BÁSICAS PARA CADASTRO NO PORTAL VIAJA MAIS O Portal Viaja Mais funciona como um catálogo de ofertas. Ele não intermedeia negociações: o cliente compra diretamente da empresa anunciante ou de

Leia mais

TMS - TRAVEL MANAGEMENT SYSTEM. Sistema de pesquisa, reservas e gerenciamento de viagens nacionais e internacionais.

TMS - TRAVEL MANAGEMENT SYSTEM. Sistema de pesquisa, reservas e gerenciamento de viagens nacionais e internacionais. TMS - TRAVEL MANAGEMENT SYSTEM Sistema de pesquisa, reservas e gerenciamento de viagens nacionais e internacionais. G u i a do u s u á r i o TMS TRISTAR MANAGEMENT SYSTEM Guia do Usuário TRISTAR VIAGENS

Leia mais

MÓDULO DE CONTROLE ACADÊMICO - MCA Documento de Requisitos

MÓDULO DE CONTROLE ACADÊMICO - MCA Documento de Requisitos 1 MÓDULO DE CONTROLE ACADÊMICO - MCA Documento de Requisitos GUILHERME MANOEL CELESTE DE FREITAS GILBERTO TIMOTHEO JUNIOR RICARDO CUNHA VALE JUIZ DE FORA 2009 SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO 2 1.1 Propósito 2 1.2

Leia mais

Manual de utilização do Relatório de Viagens

Manual de utilização do Relatório de Viagens Manual de utilização do Relatório de Viagens Os Módulos do Sistema de Relatório de Viagens foram criados tendo com base a Regulamentação de Viagem da MGS - Minas Gerais Administração e Serviços S/A (RG/AD/02/10ª).

Leia mais

Índice. Informações sobre conteúdo do site...04

Índice. Informações sobre conteúdo do site...04 Índice Informações sobre conteúdo do site...04 Como usar o site...05 Conhecendo o site... 06 Conectando ao site...10 Resumo de suas reservas...11 Iniciando a pesquisa...12 Como fazer reserva de hotel Definindo

Leia mais

Sistema de Eventos - Usuário

Sistema de Eventos - Usuário 2013 Sistema de Eventos - Usuário Coordenação de Tecnologia da Informação e Comunicação FUNDEPAG 06/06/2013 Sumário 1- Sistema de eventos... 3 1.1 Eventos... 3 1.2 Eventos que participo... 4 1.3 Trabalhos...

Leia mais

DESCRIÇÃO DO TRABALHO - VERSÃO DE 29/04/2006 15:00.

DESCRIÇÃO DO TRABALHO - VERSÃO DE 29/04/2006 15:00. DESCRIÇÃO DO TRABALHO - VERSÃO DE 29/04/2006 15:00. Descrição Geral do trabalho. O objetivo do trabalho será o desenvolvimento de um programa Cliente/Servidor para o envio e recebimento de arquivos. Os

Leia mais

Guia do usuário SGV Módulo III -versão 3.0.7 Configurações da Minha Empresa

Guia do usuário SGV Módulo III -versão 3.0.7 Configurações da Minha Empresa Guia do usuário SGV Módulo III -versão 3.0.7 Configurações da Minha Empresa Versão 3.0.7 BBTUR VIAGENS E TURISMO 27/08/2014 1 Sumário 1. Cadastro de colaboradores...5 1.1 Cadastrar/Pesquisar um Colaborador...5

Leia mais

Descrição Geral da Mobile Media

Descrição Geral da Mobile Media Descrição Geral da Mobile Media Mobile Media (YOUNG, 2005) é uma LPS composta por aplicações que manipulam músicas, vídeos e fotos para dispositivos móveis, como celulares e palm tops. Ela provê suporte

Leia mais

FUNCIONALIDADES DO SISTEMA HOTEL CONTROLL. Login no Sistema:

FUNCIONALIDADES DO SISTEMA HOTEL CONTROLL. Login no Sistema: FUNCIONALIDADES DO SISTEMA HOTEL CONTROLL Login no Sistema: O login do sistema permite com que cada funcionário possua uma senha e tenha suas atividades no sistema registradas. Na reserva ou hospedagem,

Leia mais

MANUAL DO SISTEMA DE CARGA HORÁRIA ESPECIAL Professor

MANUAL DO SISTEMA DE CARGA HORÁRIA ESPECIAL Professor MANUAL DO SISTEMA DE CARGA HORÁRIA ESPECIAL Professor SUMÁRIO Introdução... 2 Como acessar o sistema - PROFESSOR... 3 Primeira visita a página... 4 Atualizando o cadastro... 9 Imprimindo o comprovante...

Leia mais

Mostrar área de trabalho.scf. Manual do Produto EDI.

Mostrar área de trabalho.scf. Manual do Produto EDI. Mostrar área de trabalho.scf Manual do Produto EDI. ÍNDICE MANUAL DO PRODUTO EDI....3 1. O QUE É O EDI?...3 1.1. VANTAGENS... 3 1.2. FUNCIONAMENTO... 3 1.3. CONFIGURAÇÃO NECESSÁRIA... 3 2. UTILIZANDO O

Leia mais

Engenharia de Software III

Engenharia de Software III Engenharia de Software III Casos de uso http://dl.dropbox.com/u/3025380/es3/aula6.pdf (flavio.ceci@unisul.br) 09/09/2010 O que são casos de uso? Um caso de uso procura documentar as ações necessárias,

Leia mais

Unified Modeling Language UML

Unified Modeling Language UML Unified Modeling Language UML Requisito Ator Caso de uso Associações Entre atores e casos de uso Entre casos de uso Inclusão: estereótipo Extensão: estereótipo Generalização Diagrama

Leia mais

3 - Tela Principal. Itens importantes da página

3 - Tela Principal. Itens importantes da página SUMÁRIO 1 1 - Conceitos Gerais O CRQ é um sistema de controle de qualidade utilizado na etapa de recrutamento de estudos de natureza qualitativa. Ele é um banco de dados que tem como principal objetivo

Leia mais

PROJETO DE BANCO DE DADOS

PROJETO DE BANCO DE DADOS 1 UNIVERSIDADE DE PERNAMBUCO ESCOLA POLITÉCNICA DE PERNAMBUCO PROJETO DE BANCO DE DADOS RESORT SYSTEM Recife 2012 2 UNIVERSIDADE DE PERNAMBUCO ESCOLA POLITÉCNICA DE PERNAMBUCO PROJETO DE BANCO DE DADOS

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS SERVIÇOS INTERNACIONAIS (RECEPTIVOS / INGRESSOS / PASSEIOS, ETC)

CONDIÇÕES GERAIS SERVIÇOS INTERNACIONAIS (RECEPTIVOS / INGRESSOS / PASSEIOS, ETC) Prezado Agente de Viagens, Seguem abaixo informações importantes sobre suas reservas, as quais deverão ser repassadas ao seu cliente para que este fique ciente das condições gerais. A emissão da Reserva

Leia mais

Requisitos - M.O.P.I.

Requisitos - M.O.P.I. Casos de Uso 1. Cadastrar Requisitos - M.O.P.I. 1.1. Paciente O usuário fornece ao sistema Nome, CPF, Endereço, Celular, Login e Senha obrigatoriamente, além de campos opcionais como Alergias, RG, Plano

Leia mais

Princípios de modelagem de Domínio e Projeto(design) de Software Parte 1

Princípios de modelagem de Domínio e Projeto(design) de Software Parte 1 Princípios de modelagem de Domínio e Projeto(design) de Software Parte 1 Prof. Gustavo Willam Pereira ENG10082 Programação II Créditos: Prof. Clayton Vieira Fraga Filho Apesar de todas as vantagens que

Leia mais